Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:05611


This item is only available as the following downloads:


Full Text


Anuo de 1830
DIARIO DE PBRNAMBCO
> i
i

-
Sexta Feira 24 de Dezembro. S. Tarcillo V.
r r t
i r i ifc
Preamar as 10 Ao -6 minutos da tard.
Firambco, Na Tipografa do Diario, Ra Direita N. 367 1830.
*fl


VF Repouzo, tranquilidad* segu ranea
publica, que importad contigo a felicid*Je
Seial, eis grande, e bem conhecide ti o
de toda asiociaca politice, eih cajo obte-
nimcDto ot co-associados da bom grado fi
presta ao sacrificio de huma parte de seus
dirsitos primitivos, e o Poder invest nd o se
da auctaridade, e forca originalmente de
todos, organiza, a establece ; eis tam-
bem por consequencia o sagrados objectos,
que rigorosamente incumbe aos Deposita*
riosdess forca fazer constantemente res*
peitar, a respeitar elles mesmos eom n mal
divida nfallencia, e religiosa exa Assim aquel le que te tem co:r. prome-
tido na ardua tarefa de escriptor publico,
aqueile que procura, conformando-e con
a opiniau, e voto nacional, defender eom
denoJo os iuteresses de seus coucidadaos,
acha se na strieta obrigaca de levantara
vos sempr que qualqucr Auctordade pu-
blica e despeje en attentar contra to im-
portantes bases do bem-estar geral : Em
desentpeoho pis dste dever nao pojemos
dezar de estranhar summamente, e censu-
rar o acontec ment, que acaba da verifidar.
se entre nos, aj que deo lugar o Chefe da
Milicia denots* provincia, que ainda ju*
lamente occupa o espanto, e indignaca pu-
blica desta Cidade. Era o dia 21 depois das
3 hora*? da marina1, no meio do mais ple-
no sneego, o Sr. Lemenha por hura pretex-
to frivolo, e so dign de irrisa, o acudir
ao incendio de huma Cmbarcaeao, manda
tocar arrfcba.tepor toda Cidade, rene todos
os corpos militares, que mue de cartuxam
abalado, e a espalha por diversos pontos,
o I loca vi Jetas no comeco das ras, monta a
artilharia, que faz postar no larao do Pala-
cio do Gvefno, muda a guarda deste do
ieu lugar costumad. e coro ella toma sua
entrada, o Sr. Lemenha. mesnrio seguido
de seus Ajudantea d'ordens, alguns soldados
a cavallo, visita solicito, e estrepitoso di-
versas ras que rezoao com frequentes gr.
das patrulhas, ou videtas pela mais lera
sombra; finalmente derrama incon*idera
da.wente o terror, e o susto nWna socie.
dade pacifica, onde nem amehos exista
o menor vislumbre de convulsao entre
ctdasmds, que poueas horas antes ste fumad
entregado ao repouzo do somno de nem
hum modo pressupond > o nlrma, e o deaae*
socego* que em breve tinha de experimen-
tar, susto tato maior quinto aoUcsden-
temeite se avia aspahado a noticia de qua
o Goveruo d'armas exigir cartuxames, a
municftes. Km toda parte procura-se obs-
tar os estragos dos incendios por meio de
bomfas, excedas, c abundante agua, em Per-
nambuco porem con > inaudita estes meios
se C'm ver tem em baonetas, pecas d'arti-
Iheria, cartuxam. e baila !
A imprudencia, e menos reflexao d'efi.
ta cofllucta do Sr Com mandante militar
sobe na ponto si consi linar *ch que ella fai
toda sua nen se quer por isso consultando
d'antl'aia o Chefe civil da Provincia, a
primeira Autoridade, e a qual o Sr, Lema*
nha deve saber qUe he intiramente subor-
dinado, nada mais sendo hum Comman-
dante d'armas en. hum Goveruo Constitu*
cimal do que hum mero executor das or
deas lgaes do Prezidenta, Que! teremos
ainda de ver renovada em P. rnambuco a po
litica abuziva, e terrorfica dos famosos
Luiz do Reg e Villa Flor no Para ? Das
ss Bax, cuja memoria ainda nos mo-
lesta ? Qu! no meio de hura Pov t-
vreouza se de huma tal guiza insultar eom
impudencia, e em despeno da nossas lber-
dades o iocego, tranquidade, e paciencia
pablica !
Queira o Ceo que a noticia de huma
tal attitude bellica o Kecife trausmUtida
ao Interior pelos homens do Camjio, que
em grande numero no dia segunte ae reti-
raran em preciptaca nao va suscitar m
alguns dos seus pontos a imitacafl da saet*
oetil, que pareceu aqu a mea car nos ; quei-
ra o Ceo que por algurn lempo nao teoha-
mps de sffrer, gracas a madureza do Sr.
Laosiana, a caristia dos genoroi da prime!-
f
^.a
mt
T-rr


I
(3453)
eros a esta repartica. Intendencia da
Mar i n ha 23 de Dezembro de 1830.
Crreio.
OPitaxo Pernambucano de que be
Mestre Joaquim Pereita Pestaa re
cebe a mala no dia 25 ao meio da para a
Baha.
hn Qualquer pessoa que se queira en*
carregar das Agencias da Villa de Jguara-
cu PovoacaS do Pasmado tendo as qual i-
ticos apoiados no furor guerreiro podera* dades^ requisitas para desempenhar este
ra necessidade, que o cent-o uos tornees.
A poaaibilidade ao manos de tantos ma-
les reaes, nao querendo ja fallar dos males
n/o raes de desasoesgo, e perturbaca, nao
lembraria a prudencia do nosto chefe mili
tar, ou si lhe fora presentes nao teriaO bas
tante forca para comprimir a rnpetuosi-
dado de sua infundado resolucao? Acaso,
qual outro Costa Barros em Maranham, ere*
ra' que este he o modo de tornarse prest-
moso, e de grangear a consideraca, e favor
de S. M. o Imperador C. do Brasil ? Jalga-
ra pela ventura que actos abusivo, e despo
ainda compadecer se com a nossa poxica
poltica, com as luzes do secuto, e com o
espirito americano? Nao tera' podido
anda penelral-o a justa, e grata persu*
azao de que luje as revolucoea, e o Poder
ose podem manter, e fixar pela influen-
cia das ideias, dos principios, e sy temas,
finalmente pelo irresistivel poder da ver*
dadeira opiniaS publica ? E nao tera' o
Sr. Lemen ha percebido, e reconhecido
qual seja em o nosso Paiz a natureza
d'esses Agentes polticos ? Em verdade
cus ta crer que o, Chefe de huma corpora*
cao tao respeitvel, e importante, qual
encargo, se dirija ao nTrascripTAdmt
ni-trador do Correio Geral desta Pro vi n
oa para lhe communicar as instruccoena
precizas, ficando por esse encargo izento
de todo o servico Civil e Militar, a exce*
pea 5 do que for por n ornes cao popular
conforme o Aviso de 17 deSetembro de
1829.
Bruno Antonio de Serpa Brandao.
Avizos Particulares.
NA Magdalena na caza junto a ponte
pequea no caminho dos Afogados,
a dos defensores de nossas liberdades, e vai apprezenUr a quem quizer empre-
tranquilidades possa laborar em tanta *? "toiaei^ com od^frulo de alguoe
ignorancia, erro, ou illuza. Mas em Plseos, queirao dirigir se a dita caza,
fim seja o que for, o facto se aprezenta, <*ue wrao bem f rvdof- <'\
lie mister censrala ou seja effeito da m m ^a caza **!**** Aguja de ouVo
fe, ou de qualquer d'essas cauzas menci- na r"a dos Q*rtew D, 10, se hade apre-
nadas. entar na noite de Festa diversas qnali la
Oxala que c* bons destinos da nos- es de fuscos como seja mao de vaca a
a amada Provincia fpossao d'hor'avante ******> blifes cabldel a' ,omb!> as*
afugentar para seropre da mente do Sr. 8ado de vaca e de P00' P?lxe de eicabeB
Lemenha projectos simelhatnes, e conven. ?6 f'noerra* ama'? vanas comidas ; e
cel*o de que o respeito, e a concurrencia ,gua,mente faMe av!zo a **<* os Sor*,
da opiniao publica com as intencoes, e V* procedimentos do Poder he a condicao a dea,* e Jan.u.r Por me* ,0* "
esencial a boa marcha de qualquer Go* Janlar i0 ** n' haJio de comparecer na
qualquer
verno, que nao desconhece a causa, e o
fim de sua instituicao, e nao tenta cauzar
coro a sua a desgraca publica.
mesma.
Vende-se.

Anuncio.
BIxas frescas, com a condicao de se
receberem as que nao pegaren, e vi*
nho engarrafado do Porto de 6 annos a
320 rs. a garrafa : na venda de 4 portas
da ra de Vigario N. 22 que volta para
Forte do matto.
+* Hum cvalo ruco, que anda de car
reg, com os seus competentes arre ios em
'
TIOdas as nessoas, que tende entre-
gado lenha de Lotacao hajao de a
prezentar os respectivos bilhetes, para se minto bom uzo: atrs da Guarda da Boa
Jhes pagar, e ncarea fechadas estas des* yista na terceira caza terria quem vai im-
pezas miudas, o que muito conven: i- ra o Hospicio.
gualmente se fai o mesroo aviso a todas Bizas grandes, e boas chegadas uU '
ai pessoas, que tenha vendido outros ge* ti mamen te do Porto na Galera Feliz Ven*
4 V



15453)
a
a
a
a
160
2000
480
480
480
480
tura, de 80, a 10 rs,: ao Forte da Mat- Mieeral Franca* a onca
to venda N. 12. cm libra
Hum preto bom carioeo, Unto de Xarope Gomazo garrafa
canoa d'agoa, como de carreira, bonita Dito de Orxata ^
figura, e moco: na ra do Rosario ven* Dito de Capilaria **
daD.ll. DitodeSitron
m Metade do sobrado D. 6, cito na Dito Anticorbutico ^
ra do Colejo da parte do mar, ion dous Banhos sulfricos de todas as qualidadas
armazens, o qual deita para ambat as ru Phostoro
as : no 2. andar do sobrado ao entrar Rais de Turbithe
para a ra das Trincheiras D. 25. Agoa para fazer o cabello preto
m Huma Guitarra toda amaniatada Pos para dentes
de madre perola, invernixada, com boas Pomada de Idriedato de Potassa
vny.^^ ^rvinHo rqfjn p*r gncnrdoacao Dita de_Meiria6^
dobrada, como singella, en bom uzo, e Dita de Pepinos ~~-
por preco cmodo: no Patio dos Hospital Dita de I dure de Mercurio
do Paraso, lado fronteiro a Igreja, caza
D. 5, Ihe dirao quem a rende.
-. Dezoito bois mansos, 2 earros um
noTO e outro em bom uzo, e 2 canoas u
ma de earreira e outra aberta : na ra do
Hospicio na ultima caza.
*- Arroz de muito boa qualidade che*
gado prximamente doMaranhao em aU
queire ou a pezo por preco cmodo : no
beco da Liugoeta N. 8, ou no arma*
zem de Joze Luis Goncalves junto a Bo-
tiea ao pe' do Arco da Con ce i cao.
-h Bixas de muito boa qualidade che-
gadas as ultimas em barca9068 do Porto
e Lisboa a preco de 60 a 160 rs., em eor-
jao sera' mais em conta : na ra da Ma*
se preparas todas as qualidades de tin
tas em barril
Na Botica de Gusmao Jnior & Com -
panhia na Prae a da Boa-vista.
Alluga-se.
HUm preto para servente do Botequim
da ra da Cruz D. 3: no mesmo.
'** Para o tempo>da festa huma caza
no lugar do Barb*lho defronte da Igreja,
com excelente banho: na ra do Crespo
loje D. 3.
-4 O citio chamado Campia situado
na Solidade, com boa caza da vi venda
e cmodos suficientes para huma familia,
VV SCIH mu M. vv.iv w- -------------- .
dre Dos defronte da porta principal da pintada de novo, eom bastantes frUteiras,
Igreja.
-< Louca em gigos azul e pintada, e
taobem em retalho, e figuras para Preze-
pios, per preco cmodo : na mesrna caza
cima.
-* Duas negras bussaes de naeao An
gola, boas para qualquer ser vico, e por
preco cmodo s na ra do Cutuvello c
e capia para 2 ou 3 cavallos: na ra da
Cruz N. 10.

Viagens.

OBrioyb Inglez Miux sahira' impre
terivelmente ate' o dia 15 do mez de
Janeiro e s tena lugar para 100 arrobas
a N. 521, ou ero Bellem estrada do de algodao ponto mais ou menos, ou ne*
Rozarinho priroeiro cilio amadireita. quena porcao de couros; quem quizer
>-. Sulfato de Quinino
Idredato de Potassa
{fareutina
Sinxeninha
Ementina
Rais da Ratania
Bella dona
Sag primaira sorte
Supuzitorios de Caso
Agua Inglesa de Castro
Ssrveja preta
Tinta de escrever
Ditas d todas as qualidades para
pintura
carregar dirjase aos seos Consignatarios
Jones A Wynne ra da Cruz N. 10.
Escravos Fgidos.
ej Oxquim de nacao Ribolo de idade 9
annas inda novo na trra fugio no dia Id
do corrente levando vistido huma seroula
de algoda, os elhos amarellos, rosto re
dondo; os aprehendedores a levaro em fo-
fa de portas eaza N. 6, que seraS re*
240 compensados assiro como se protesta do
uzar eom todo o rigor da le contra quem
tlver em sea poder.
V
SSS


(3454>
i
~* Mara, naca conga, i da de de 27
annos, magra, alta, pe i tos pequeos e
cado*, os calcan liares manxados de b ran-
eo, com mareas de bexiga, muito ladina,
e no fallar parece crioula, fgida do da
do Hoza rio do armo de ltlf : os apre*
hendedores lerenda a ra do Coleja D. 9,
3. andar, que serao bem recompen-
sados.
h Antonio naca Benguelle estatura
alte, ar tristonho fugio no da 19 do cor*
rente levando camisa, e siloure d'estou*
- *
so, baixo, poca, barba, cor bem pr
ta, e representa a mesma idade m Sebas-
tiao baixo, seco, cor meio fula, cara
reluzente sem barba que reprenzenta 25
annos : levarao camisas e siroulas de al*
godao, e bastas encarnada, e todos 3 de
Naca Congo rogase qualquer pessoa,
ou Capitao de Campo, que os aprehen-
der os levem entregar nesta pra^a na ra
do fogo a Antonio Joze Gomes, no Ater-
ro da Boa rista a Antonio Luis Goncal-
vex Ferreira, e no mesmo Eugenho a seo


D
Noticias Mari t mas.
Entradas,
,,
pe, com officiode caldeireiro; julga-se Sr. Francisco de Paula Cavalcante de
ter fgido para es sitios de Goiane por de Albuquerque Lasserda, e se oferece
ter Ja f PrneiroJ_nn quem o renden por cada humdez mii rs. de premio: as*
para aqui. Qualquer Sr., ou Capitao de sim como taobem se proteste uzar de to-
Campo que c pegor podara' traadlo a' do o rigor *ia le contra quem os tiver
ra nova na Fabrica do Caldeireiro da oculto.
Viuva de Joa Cardozo de Mezquite,
que sera* bem recompensado do seu tra
bal no.
** Em 20 do presente mez de Dezem
broi-fugio bum do nome Joa Cammun*
dongo ; representa a idade 25 anno, bem
oonhecido nos portos da Cidade de Olin* J^Ia 17 do corrente. Aracati; 33
da, e do das canoas'por bom canoeiro, dias; S. Ave Mana, M. Francisco Mar-
leyou camisa ordinaria de elgodaoziaho, tins de Oliveira, equip. 12, carga sola, e
ecalsa de duraque preto; estatura ordi algodao, a Manoel J^ze* pastageiros 2,
naria, bem preto na cor, bem feito de e I esclavo. Terra Nova; 4ff dias;
corP pernas, e pez; logo abaixo do Pat. Ing. Presidente, M. William CouU
olho direito bum pequeo sgnal como de son, equip, 8, Carga b *cilino, a Robar*
aranbao; por cima do peto esquerdo* t* Pelly & Companhia.* Tera Nova;
huma marca de fogo ^ no bracp direito, 37 dias; B. Ing. Mexicon, M, James
no Jugar em que se costume vaccinar Black*tone, equip. 14, carg bacalhao
huma marca couro de vaccina to tama- a Smith Miteliell Lambzrt mp.
nho de hum grao de milh, ao lado direi- Da 18. m* Bahia ; 9 dias ; B. A-
to do canto da boca, hum distanciado mer. Kdeward Thompson, ejaip. 12,
huma polegada, outro signal quasi do carga gneros do Paiz. a A. B, MorralU
tamanho do antecedente, bracas alguma
coisa cabeludos, e s pernas em maior Sal i das.
quantidade, sobre a ponta do tornozeld ^^^
do pe esquerdo da parte de dentro, outra $Jl dito. Rio Grande do Sul ; B.
marca do tamanho de quatro vintens em Incan^avel Maciel, M. Mnnoel dos San-
prata, muito vivo, e fallando, eaplica-se tos Magano, equip. 15, carga sil, e as*
muito bem : quem tiver noticia ou o sacar, passageiros 3 eteravos. S -rinha-
amarar, pode procurar o deposito d'agua em ; L S. Antonio. M. Alberto Martins,
ao pe da casa da Opera, que sera'bem equip. 7, em lastro.-* Geianna; Can.
recompensado do seu t rabal ho. Lialdade, M. Joaquim Joze de Castro,
Fugirao do engenho Tapirema de* equip. 7, em lastro, passageiros 4. h
baixo, nodia 18 de Novembro prximo Unna ; Hiate S. Antonio Voador, M.
passado, tres escravos anda bussaes, dos Joze Marque*, equip. fij, em lastro. *
Domes e signaes seguintes. Alfsnso, al- Unna ; S. Dezeagano Fclis, M. Felis
to, seco, espaduado, cor fula, que repre- da Costa, equip. 8, carga diferentes ge*
senta ter de idade 35 annos ~ Joao groa* eros, passageiros 9.
-
PERNAMBUCO iu TYP. e DIARIO, Ra Dimita N,* 267. 18*0.

m
w

mm


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID E6FUP3F3J_DJ8VT6 INGEST_TIME 2013-04-13T00:20:44Z PACKAGE AA00011611_05611
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES