• TABLE OF CONTENTS
HIDE
 Front Cover
 Table of Contents
 Title Page
 Preface
 Um desafio em comum
 Notas para o facilitador
 Planejando o seu programa
 Primeira parte: Estudio de viabilidade...
 Primeiro passo: Escolha um produto...
 Segundo passo: Descubra se as pessoas...
 Terceiro passo: Determine como...
 Quarto passo: Calculando os custos...
 Quinto passo: Estime o lucro
 Sexto passo: Decida, este negocio...
 Parte dois: Fazendo um estudo de...
 Conseguindo a informacao de que...
 Decidindo sobre o nosso negoci...
 Ilustracoes para estorias...
 Back Cover














Title: Tecnicas empresariais adequadas para mulheres do terceiro mundo : fazendo em estudo de viabilidade : formas de treinamento para comecar ou repensar um pequeno negocio
CITATION THUMBNAILS PAGE IMAGE ZOOMABLE
Full Citation
STANDARD VIEW MARC VIEW
Permanent Link: http://ufdc.ufl.edu/UF00089988/00001
 Material Information
Title: Tecnicas empresariais adequadas para mulheres do terceiro mundo : fazendo em estudo de viabilidade : formas de treinamento para comecar ou repensar um pequeno negocio
Physical Description: Book
Donor: Marianne Schmink ( endowment )
Publisher: Agency for International Development
 Record Information
Bibliographic ID: UF00089988
Volume ID: VID00001
Source Institution: University of Florida
Holding Location: University of Florida
Rights Management: All rights reserved by the source institution and holding location.

Table of Contents
    Front Cover
        Front Cover 1
        Front Cover 2
    Table of Contents
        Table of Contents 1
        Table of Contents 2
        Table of Contents 3
    Title Page
        Page 1
        Page 2
    Preface
        Page 3
    Um desafio em comum
        Page 4
    Notas para o facilitador
        Page 5
        Page 6
        Page 7
        Page 8
    Planejando o seu programa
        Page 9
        Page 10
        Page 11
        Page 12
        Page 13
        Page 14
        Page 15
        Page 16
        Page 17
        Page 18
        Page 19
        Page 20
        Page 21
        Page 22
        Page 23
    Primeira parte: Estudio de viabilidade - Aprendendo os passos
        Page 24
        Page 25
        Page 26
        Page 27
        Page 28
        Page 29
        Page 30
        Page 31
        Page 32
        Page 33
        Page 34
    Primeiro passo: Escolha um produto ou servico para vender
        Page 35
        Page 36
        Page 37
        Page 38
        Page 39
        Page 40
        Page 41
        Page 42
    Segundo passo: Descubra se as pessoas irao comprar o nosso produto ou servico
        Page 43
        Page 44
        Page 45
        Page 46
        Page 47
    Terceiro passo: Determine como negocio funcionara
        Page 48
        Page 49
        Page 50
        Page 51
    Quarto passo: Calculando os custos empresariais
        Page 52
        Page 53
        Page 54
        Page 55
        Page 56
        Page 57
        Page 58
        Page 59
        Page 60
    Quinto passo: Estime o lucro
        Page 61
        Page 62
        Page 63
        Page 64
        Page 65
        Page 66
        Page 67
    Sexto passo: Decida, este negocio e uma boa ideia?
        Page 68
        Page 69
        Page 70
        Page 71
        Page 72
        Page 73
        Page 74
        Page 75
        Page 76
        Page 77
    Parte dois: Fazendo um estudo de viabilidade
        Page 78
        Page 79
        Page 80
        Page 81
        Page 82
    Conseguindo a informacao de que necessitamos
        Page 83
        Page 84
        Page 85
        Page 86
    Decidindo sobre o nosso negocio
        Page 87
        Page 88
        Page 89
        Page 90
        Page 91
        Page 92
        Page 93
        Page 94
        Page 95
        Page 96
        Page 97
        Page 98
        Page 99
        Page 100
        Page 101
        Page 102
        Page 103
        Page 104
        Page 105
        Page 106
        Page 107
        Page 108
    Ilustracoes para estorias de cartaz
        Page 109
    Back Cover
        Page 110
Full Text




G NES1


USA]ID
United Slates Agency for
International Development
Office of Women in Development











TECNICAS EMPRESARIAIS ADEQUADAS PARA

MULHERES DO TERCEIRO MUNDO





FAZENDO UM ESTUDO DE VIABILIDADE:

FORMAS DE TREINAMENTO PARA COMECAR OU

REPENSAR UM PEQUENO NEGOCIO.


.E i







INDICE


PREFACIO 3
UM DESAFIO EM COMUM 4
NOTAS PARA 0 FACILITADOR 5
Deixando A Mulher Decidir: Este Neg6cio E ViAvel? 5
Estudo De Viabilidade: O Que Significa 6
Quadro: Passos No Estudo Da Viabilidade 6
O Que Contem O Manual 7
Quadro: Objetivos Do Treinamento 8
Aprendendo Na Pratica 8
PLANEJANDO 0 SEU PROGRAM 9
Quem Pode Usar Este Manual 9
Com Respeito Ao Grau De InstrugAo 10
Preparando Os Facilitadores Para O Uso Deste Manual 10
Onde Se Encontrar 11
Que Material Preparar 11
Como Organizar Um Cronograma 12
Quadro: Possiveis Cronogramas Para O "Aprendizado Dos Passos" 13
Quadro: Para Mulheres Com Neg6cios Ja Existentes 15
Quadro: Lembretes Para O Bom Facilitador 15
O Meu Piano De Treinamento: 16
Atividades Para Comegar E Terminar O Dia 18
PRIMEIRA PARTE: ESTUDO DE VIABILIDADE APRENDENDO

OS PASSOS 24
SEIS PASSOS PARA O ESTUDO DE VIABILIDADE 25
POR QUE FAZER UM ESTUDO DE VIABILIDADE? 25
O Que E Um Estudo De Viabilidade? 25
Instrug6es Para Adaptacao Da Est6ria E Dos Cartazes 27
Est6ria De Cartaz 28
O Que Vamos Alcangar 31
N6s O Podemos Fazer! 33







PRIMEIRO PASSO: ESCOLHA UM PRODUTO OU SERVICE PARA
VENDER 35
Sondando 0 Trabalho Da Mulher 36
Coisas A Serem Consideradas Na Identificaqgo Das Propostas Empresariais 38
Que Neg6cio Deveriamos Estudar? 40
SEGUNDO PASSO: DESCUBRA SE AS PESSOAS IRAO COMPRAR

0 NOSSO PRODUTO OU SERVICE 43
Observando A Demanda Do Cliente 44
As Pessoas Vdo Comprar 0 Que Planejamos Vender? 46
TERCEIRO PASSO: DETERMINE COMO 0 NEGOCIO FUNCIONARA 48
O Que Sabemos, 0 Que Precisamos Saber 49
Como Vamos Trabalhar 50
QUARTO PASSO: CALCULE OS CUSTOS DO NEGOCIO 52
Tipos De Custos 53
Quadros Orgamentarios 54
Encontrando Exemplos De Custo 55
Porque Precisamos Comprar? Quanto Vai Custar? 57
QUINTO PASSO: ESTIME 0 LUCRO 61
Vendendo Um Produto Ou Servigo 62
Quanto Podemos Vender, E Por Quanto? 64
Cartazes De Prego E Competigdo 67
SEXTO PASSO: DECIDE ESTE NEGOCIO E UMA BOA IDEA? 68
Como Calcular O Lucro E 0 Fluxo De Dinheiro 69
Qual Sera O Nosso Lucro? 74
Que Outros Beneficios Sao Importantes? 76
Sera Mesmo Uma Boa Ideia Este Neg6cio? 76
PARTE DOIS: ESTUDANDO A VIABILIDADE 78
LEMBRETES PARA 0 FACILITADOR 78
Ajudando-as A Ajudarem A Si Mesmas 78
Implantando 0 Cronograma 79
Fazendo Reuni6es Durante O Estudo 80
Tornando As Reuni6es Interessantes 81







Caso Se Perca Uma Reunido 81
Registrando A Informagao 81
Formulario Para Informacao Sobre O Estudo De Viabilidade 82
CONSEGUINDO A INFORMACAO DE QUE NECESSITAMOS 83
Selecionando Um Neg6cio A Ser Estudado 83
Por Que O Planejamento E Importante 84
Planejando O Nosso Estudo De Viabilidade 85
Colhendo Informagoes Dos Conhecedores Do Assunto 86
DECIDINDO SOBRE 0 NOSSO NEGOCIO 87
Para O Facilitador 88
Formularios Para Planejamento Empresarial 89
Fazendo O Nosso Planejamento Empresarial 94
Avaliando O Capital Inicial 95
FormulArios Para Planejar O Investimento 96
Determinando O Dinheiro Necessario Para Operar O Neg6cio 98
Observag6es Sobre Anilise Financeira 100
Uma Estoria Sobre Preparo De Gel6ia Na Costa Rica 100
Deveriamos Por Em PrAtica Esse Neg6cio 107
Quadro De Fatores Para Tomada De Decis6es 108
A Largada De Um Neg6cio: Primeiros Passos 109
ILUSTRACOES PARA ESTORIAS DE CARTAZ 109
A RESPEITO DA OEF dentro da capa internal







FAZENDO UM ESTUDO DE VIABILIDADE



ATIVIDADE DE TREINAMENTO PARA COMECAR OU RENOVAR

UM PEQUENO NEGOCIO



EDITOR: SUZANNE KINDERVATTER



COLABORADORES:

Marcy Kelley

Molly Melching

Maggie Range

Liza Valenzuela

Equipe da OEF e Consultores na America Central, Senegal e Somilia



Est6rias de Cartaz

Ilustracoes: Malick Pouye







TECNICAS EMPRESARIAIS ADEQUADAS PARA MULHERES DO


TERCEIRO MUNDO

Uma Sirie Editada Por Suzanne Kindervatter



A Editora da S6rie, Suzanne Kindervatter, Ed.D., 6 Diretora de Servigos T6cnicos da

OEF, especialista em educagao nao formal e autora reconhecida no ambito de material de

treinamento incluindo Mulheres Trabalhando Juntas para o Desenvolvimento Pessoal,

Econdmico e Comunittirio.


Nena Terrell
Supervisor de Producgo


Patrice Gallagher
Design


Jacqueline Lucas
Assistente Editorial


Jim Long
Ilustragao


Editado e distribuido por:
OEF International
1815 H Street, NW
11th Floor
Washington, D.C. 20006




Escrit6rios Regionais:
San Jose, Costa Rica
Dakar, Senegal
Mogadishu, Somalia
Los Angeles, Calif6rnia


Jerry Beals
Produgdo


Os desenhos da Somalia sao
cortesia da OEF Somalia


1987 por OEF International
Todos os Direitos Reservados







PREFACIO




Por toda a comunidade de desenvolvimento, existe jA um amplo reconhecimento da
contribuig~o da pequena empresa para as economies locais e nacionais. Ao mesmo
tempo, ha preocupaqAo devido ao fato de muitas tentativas de assistEncia a pequena
empresa terem fracassado.

Profissionais de desenvolvimento, desde economists do Banco Mundial at6 treinadores
em organiza6bes locals, se perguntam: o que 6 desenvolvimento efetivo da Pequena
Empresa? Como faz-lo?

O "como chegar Id" do desenvolvimento da Pequena Empresa tem sido uma
prioridade da OEF por mais de uma decada. Neste nosso primeiro manual da s6rie sobre
Tecnicas Empresariais Adequadas para Mulheres do Terceiro Mundo, abordamos o
"como chegar la" da identificagdo e do planejamento de um neg6cio viavel.

Visitando os projetos da OEF na Africa e na America Central, tenho me
impressionado cor a necessidade extrema e alta motivagAo das mulheres para levar a
cabo empreendimentos empresariais. E tem me impressionado o quanto elas usam
conceitos empresariais adquiridos no treinamento. Em um dos casos, mulheres
empreendedoras, pensaram primeiramente no tingimento de gravatas como uma boa
atividade geradora de renda, mas ap6s aplicar o estudo de viabilidade a diferentes
opg6es, ficou claro que o neg6cio de sabonete seria o mais rentAvel. Hoje em dia, elas
tem uma bem sucedida atividade de fabricagao de sabao. Em outro caso, uma mulher do
Senegal contou sobre como ajudou o seu marido a fazer um estudo de viabilidade na
criagao e venda de gado. Ela disse que ele nao havia incluido no prego de venda os
custos com comida e os cuidados com o animal. Ele no inicio disse a ela que isso nao
tinha qualquer importancia. No entanto, ap6s ela ter feito os calculos e explicado a ele o
quanto ele havia investido no inicio, mais os custos com os cuidados, ele percebeu que
nao teria qualquer lucro se nao subisse o prego!

Este manual esta fundamentado na experiencia de mulheres como essas e das
equipes que as assistiram atrav6s das organizag6es locais. Estamos orgulhosos de torna-
lo disponivel para aqueles que estao na linha de frente do desenvolvimento da pequena
empresa, treinadores e programadores que trabalham com mulheres do Terceiro Mundo
e compreendem as suas necessidades, assim como tambem as suas esperangas.


Elise Fiber Smith
Diretora Executiva
OEF Internacional







UM DESAFIO EM COMUM


Nos ultimos dez anos, a OEF Internacional tem prestado assistencia a mulheres no
Terceiro Mundo que desejam comegar ou aprimorar pequenas empresas. Na Africa, na
Asia e na America Latina, temos repetidamente encontrado o mesmo desafio. Mulheres
cor freqiincia optam por neg6cios com limitada viabilidade mercadol6gica, por lhes
serem mais familiares e requererem t6cnicas ja conhecidas por elas. Um pequeno
neg6cio 6 uma iniciativa de risco, e o tipo de neg6cio que as mulheres tendem a escolher
o torna ainda mais arriscado para elas.
Para confrontar este desafio em comum, a OEF tem enfatizado a importdncia
de se examiner as varias opcoes de neg6cio para cuidadosamente determinar se uma
opcao em particular 6 viavel economicamente. Este manual represent a cumulagdo de
nossa experiencia em capacitar as mulheres a fazerem exatamente isso.
O perfil conceitual e as atividades de treinamento no manual surgiram de tr6s
anos de trabalho no Peru, na Am6rica Central, na Africa Ocidental e na Somalia. Todos
que contribuiram com o manual foram guiados pelo principio, simpless mas suficiente".
Em outras palavras, trabalhamos duro para tornar os conceitos empresariais
compreensiveis para mulheres iletradas ou minimamente letradas; embora ao mesmo
tempo tenhamos reconhecido que certos cAlculos financeiros sao essenciais para
determinar a viabilidade empresarial. O manual utiliza a "associacao visual" para ajudar
as mulheres a aprender e relembrar conceitos empresariais. Isto significa que os
conceitos sao apresentados em associacao com figures ou simbolos, e sao repetidamente
mostrados atrav6s do program.
Este manual 6 produto de um verdadeiro esforgo coletivo. Sincero
agradecimento e aprego vao para as seguintes pessoas pela sua inestimAvel contribuigao
para "Fazendo Um Estudo De Viabilidade":
Marcy Kelley, pela concep9ao original do estudo de factibilidade;
Molly Melching e Malick Pouye, criadores da brilhante est6ria em cartaz do Senegal;
Maggie Range, que ajudou a transport complexes conceitos empresariais para atividades
participativas de aprendizado;
Liza Valenzuela, pela ajuda com os conceitos empresariais e na organizagao dos passes;
Anne Laurence Dodge, desenhista da atividade de "Vendendo Bala" no Sexto Passo;
Merryl Rosenblatt, por "Fazendo Gel6ia na Costa Rica" e assistencia com calculos
financeiros.
A equipe de treinadores do Senegal, que usou o material e forneceu id6ias sobre como
aprimord-lo membros da equipe da OEF Soukeyna Ba N'Diaye e Debbie Fredo, e A
equipe das Maisons Familiales Rurales, Famara Dedhiou (Diretora), Clement Faye
(Diretor Regional), Amadou Cisse-Sarru (Coordenador Regional), Dada N'Diaye
(Treinador), Alpha Badji (Treinador), e Madjiguene Diaw Saar (Treinadora);
A Equipe da OEF na Costa Rica, em El Salvador e Honduras, pela sua cuidadosa e
critical analise nas necessArias revises deste manual Flory Meza, Patricia Rodriguez,
Iris Villalobos, Beatrize Coto, Rosemary Coto, Maria Eugenia Antunez, Blanca Canales,
Rosibel Gomez, Dinorah de Sanchez, e aos voluntArios do Corpo de Paz Luz Iraida Diaz
e Kim Stuntz;
Aos membros da Organizagco DemocrAtica das Mulheres Somalis (ODMS), que
forneceram um teste real sobre a adequagao do manual para mulheres iletradas e sem
experiencia empresarial.
Aos treinadores no Peru que ajudaram a desenvolver alguns dos conceitos originals;







Aos Contribuintes dos Estados Unidos e ao Escrit6rio de Organizag6es Voluntarias
Privadas, A Ag6ncia de Desenvolvimento Internacional, que fornecem recursos para a
produgRo;
E tambem para a equipe de produg~o, genios em criar novos usos para o material.
Esperamos que este material possa ser uma ferramenta futil no encontro com o desafio da
sua comunidade: Capacitando mulheres que procuram neg6cios viaveis

Suzanne Kindervatter
Diretora de Servigos Tecnicos
OEF Internacional






NOTAS PARA O FACILITATOR


Para a maioria dos economists, um "estudo de viabilidade" empresarial
envolve complexes analises de mercado assim como projecbes. Este manual se baseia
numa outra abordagem, particularmente "apropriada" para micro e pequenas empresas
de mulheres do Terceiro Mundo.
Estas "notas" explicam a abordagem do estudo de viabilidade e dAo um
panorama deste manual.





DEIXANDO QUE AS MULHERES DECIDAM: ESTE
NEGOCIO E MESMO VIAVEL?


Um grupo de mulheres no Peru estava tricotando e vendendo pequenos
enfeites de natal. Viviam em uma comunidade carente nos arredores de uma grande
cidade. A sua renda era crucial na alimentagao e no cuidado com as suas families, mas
nao conseguiam arrecadar muito com a venda dos enfeites. Membros de uma
organizagdo comunitAria encontraram-se com elas e conversaram sobre maneiras de se
juntar mais dinheiro. As mulheres ficaram interessadas. Mas, o que poderiam elas
produzir? E, como poderiam faze-lo?
As mulheres participaram de um program de atividades de treinamento
como os que estdo neste manual. Elas exploraram op9Oes para diferentes neg6cios. Elas
determinaram a probabilidade de um neg6cio obter sucesso. Finalmente decidiram
comegar um novo neg6cio uma confeitaria e elaboraram um piano de ago.
Existe semelhanga entire as mulheres do Peru e as da sua comunidade? As
mulheres precisavam ganhar dinheiro para sobreviver. Elas queriam encontrar uma
atividade empresarial que fosse nao s6 possivel como tamb6m benefica.







Abrir um neg6cio 6 um empreendimento arriscado. At6 mesmo neg6cios
bem planejados podem fracassar devido a um quadro econ6mico mais amplo. O
proposito deste manual e o de reduzir os riscos ao capacitar mulheres para a
identificagao de neg6cios com perspectives de sucesso.
Mulheres carentes tem normalmente uma visdo limitada em relagao a op9oes
de neg6cio. Tiveram pouca oportunidade para obter um aprimoramento tecnico ou para
levar em consideragao trabalhos que nao sao tradicionalmente destinados as mulheres.
As possibilidades de neg6cio a que sao normalmente levadas sao as mais
familiares e que no entanto geram pouco ou nenhum lucro. Este manual capacity as
mulheres a explorer possibilidades de neg6cios e estudar o seu potential de geragdo de
renda. Capacita mulheres a descobrirem se um neg6cio 6 mesmo uma boa ideia.
Em muitos programs de desenvolvimento, um "especialista" decide sobre
uma id6ia empresarial e depois providencia o treinamento t6cnico a fim de preparar as
mulheres para aquele neg6cio. Este manual se baseia na ideia de que as mulheres nao s6
podem como devem se envolver no process de estudar um neg6cio. Se querem se
tornar empreendedoras de sucesso, devem tomar decisoes e resolver problems
relacionados ao seu neg6cio desde o inicio. Para um produtor de pequeno porte, o
treinamento fornecido neste manual tem tudo para ser suficiente para determinar o
sucesso de seu neg6cio. Para um empreendimento de maior porte ou um produto de
maior grau de complexidade, pode ser necessario o auxilio de t6cnicos extras a fim de
fornecer informagao adicional. Contudo, o important 6 que o especialista traga um
acr6scimo ao estudo das mulheres em lugar de desenvolver um estudo em separado.
Mulheres refugiadas da Somalia o lograram. Assim como camponesas do
Senegal e habitantes de centros urbanos na America Central. Sem saber ler e escrever,
tem colhido informag6es e tomado decis6es inteligentes sobre opg6es empresariais e
operag6es empresariais. As mulheres de sua comunidade tamb6m o podem fazer!

ESTUDO DE VIABILIDADE: O QUE SIGNIFICA


"Estudo de Viabilidade", como entendido neste manual, e o termo usado para descobrir
se um negocio e viavel, comerciavel e rentavel. Basicamente, um estudo de viabilidade
diz respeito a responder a uma pergunta: estamos capacitados para produzir um produto
ou service que as pessoas tenham vontade de comprar e que possamos vender obtendo
lucro?
Para responder a esta pergunta, um grupo colhe a informacao e depois a
analisa. Ha uma s6rie de seis passes, enumerados abaixo, que conduz o "estudo de
viabilidade".


OS SEIS PASSOS PARA UM ESTUDO DE VIABILIDADE.



1. ESCOLHER UM PRODUTO OU SERVICE PARA VENDER
2. DESCOBRIR SE PESSOAS COMPRARAO O PRODUTO OU SERVICE
3. DETERMINAR COMO O NEGOCIO FUNCIONARA
4. CALCULAR OS CUSTOS
5. FAZER UMA ESTIMATIVA DE LUCRO
6. DECIDIR: ESTE NEGOCIO E UMA BOA IDEIA.?







Aqui esta um exemplo de como um grupo de mulheres fez um estudo de
viabilidade. Elas queriam abrir uma pequena mercearia.
Primeiro, elas se informaram sobre se as pessoas consumiriam os produtos
de seu estabelecimento. Depois, elas pesquisariam quanto custaria abrir a mercearia e
mant6-la funcionando. A seguir, avaliaram o quanto venderiam e qual seria a sua renda
bruta e liquid.
Durante o estudo, as mulheres descobriram que ja existiam tres mercearias
na comunidade. A competicao na Area de mercearias Ihes pareceu muito forte ao ponto
de seu neg6cio poder fracassar. Mas, agora elas sabem que o neg6cio de consertar
m6veis ter chances de sucesso.
Um outro grupo ja estava vendendo e criando porcos. Fizeram uso de um
estudo de viabilidade para repensar a operagco e descobriram que os custos elevados
cor alimentagao estavam diminuindo os seus rendimentos. Decidiram procurar alimento
mais barato, assim como outras maneiras de reduzir as despesas. A seguir os seis passes
para um estudo de viabilidade, as mulheres do seu program tambem serao capazes de
abordar a viabilidade das suas id6ias assim como repensar a sua maneira de agir
empresarialmente.


O QUE EO MANUAL


As atividades neste manual ensinam mulheres como fazer um estudo de viabilidade,
podendo posteriormente fazer o seu pr6prio estudo.
D6 uma olhada no Indice na frente do livro. Depois das seq6es de Notas e
de Planejamento, o manual tern duas parties principals: "Estudos de Viabilidade -
Aprendendo os Passos" e "Fazendo um Estudo de Viabilidade".
"Estudo de Viabilidade Aprendendo os Passos" comega por introduzir as
participants aos conceitos de um estudo de viabilidade de uma forma facil de entender.
Uma est6ria e uma s6rie de cartazes descreve a experiencia de um grupo de mulheres
interessadas em comecar um neg6cio.
Ap6s a introdu9go, os participants percorrem pass a pass o process do
estudo de viabilidade utilizando um possivel produto ou serving como exemplo. Para
cada um dos seis passes existem diversas atividades de aprendizagem que ajudam os
participants a aprender e aplicar os conceito envolvidos. Ao t6rmino desta segao, os
participants a adquirir conceitos basicos e tecnicos para o seu pr6prio estudo.
"Fazendo um Estudo de Viabilidade" tem tres sub-se9~es: "Lembretes para
o Facilitador", "Conseguindo a informacao de que necessitamos", e "Decidindo Sobre O
Nosso Neg6cio". Estes incluem atividades de treinamento e diretrizes capacitando as
mulheres a conduzirem a sua pr6pria pesquisa, a andlise, e o poder de decisao corn
relacao as opcges de neg6cio. O resultado desta se9ao 6 um piano empresarial concrete
tanto para comecar como para fortalecer um neg6cio.
Por todo o manual, cada atividade de aprendizagem esta organizada da
mesma forma. Como exemplo, va a pagina 46. Esta atividade inclui: prop6sito, tempo,
razao, preparaCao para a sessao e passes a seguir. Assegure-se de ler todo o manual
antes de iniciar o seu program. A seguir, para cada dia do program, releia as
atividades planejadas e prepare o material necessario. Durante cada sessao de
treinamento, mantenha o seu manual aberto para a atividade de treino apropriada e use
os passes como uma constant lembranga do que fazer.







Finalmente uma palavra para os facilitadores que nao possuem formarao em
neg6cios ou economic. Alguma coisa da analise financeira incluida aqui pode parecer
nova e a principio dificil. Mas nao se deixe abater. Com um pouco de tempo e paci6ncia
voc6 e as mulheres em seu program se sentirao confiantes e a vontade com terms
tais como "fluxo monetario" e "plano de investimento!"

METAS DO TREINAMENTO

Como resultado deste treinamento os participants poderao:
Entender a importAncia de um estudo de viabilidade
Planejar um estudo de viabilidade
Levar adiante o seu pr6prio estudo de viabilidade
Decidir sobre como comegar um novo neg6cio ou como fortalecer um negocio ja
existente.
Tracar um Piano de Agao


APRENDENDO NA PRATICA

A sua amiga quer saber como consertar a bicicleta dela, o seu filho quer
saber como cultivar um jardim. Como voc6 pode ajuda-los nessas atividades? Uma das
maneiras 6 dizendo a eles o que fazer. A maneira mais efetiva 6 mostrar a eles o que
fazer, e depois deixa-los tentar por conta pr6pria.
"Aprendendo na Pratica" 6 a abordagem usada neste manual. Na primeira
parte do program os participants aprendem e p6em em prAtica cada um dos seis passes
de um estudo de viabilidade. Isto os prepare para de fato fazerem o seu pr6prio estudo.
Quando a meta de um program educational 6 transmitir a informacao, assim
como uma aula de Historia no col6gio, a professor fala e os estudantes na maior part
do tempo ouvem. Contudo, quando a meta de um program educational 6 desenvolver
novas aptid6es e agir, a interagao 6 vista e sentida de maneira diferente de como 6 a
educagdo numa sala de aula traditional.
Normalmente todo mundo senta em circulo. O clima 6 descontraido.
Membros do grupo compartilham ideias uns com os outros, nao apenas com o professor.
Pessoas riem. Pessoas ficam s6rias. O nivel de interesse 6 elevado pois os participants
lidam com coisas que Ihes dizem respeito.
Freqiientemente, os participants deste program de treinamento se juntarao
em pequenos grupos e irdo compartilhar suas opinibes e diferentes id6ias. Cada pessoa
trara uma valiosa id6ia ou opiniao. E a opiniao de ningu6m estara mais certa do que a
opiniao de outra pessoa. Na verdade, cada pessoa pode ser um especialista em algum
aspect do estudo de viabilidade.
"Aprendendo na pratica" possui outros aspects positives alem de ser um
m6todo eficiente para desenvolver novas aptid6es. Quando todo mundo participa das
atividades de treinamento, as pessoas se tornam mais criativas e aprendem a trabalhar
juntas de muitas maneiras. Alem disso, quando comegam a tomar as suas proprias
decis6es, adquirem maior confianga na sua habilidade de melhorar de vida. Elas poderao
nunca ter se sentido desta maneira antes, ou acreditado que fosse possivel.
Mulheres de neg6cios bem sucedidas sao capazes de resolver problems e
modificar seus neg6cios em resposta as mudangas de mercado. "Aprendendo na Pratica"
ajuda as mulheres a adquirirem habilidades que as levem ao gerenciamento eficiente de







um neg6cio: aptidoes empresariais concretas, incluindo os aspects menos tangiveis da
capacitagao empresarial.



PLANEJANDO O SEU PROGRAM


Voce agora tem uma nogdo do que um estudo de viabilidade 6 e da
importdncia das mulheres se envolverem na realizacgo do seu pr6prio estudo. A esta
altura voce esta provavelmente pensando em como organizer o seu pr6prio program.
Esta secao Ihe ajudard a planejar um program para a sua comunidade.

QUEM PODE USAR ESTE MANUAL


Este program 6 para mulheres que desejam comeCar um neg6cio ou
repensar um negocio ja existente. No decorrer do program, o facilitador conduz uma
serie de atividades de treinamento que permitem as mulheres aprender como fazer um
estudo de viabilidade, que depois leva as participants a fazerem verdadeiramente o seu
estudo. As atividades sao concebidas para um numero de doze a quinze participants.
Mulheres que desejem comegar um neg6cio passarao por todas as atividades
incluidas neste manual. Para aquelas que desejam fazer uma estimativa de seus neg6cios,
certas atividades podem ser omitidas. As atividades estao listadas na pigina 21 e na
segao "Prop6sito" das atividades, em separado.
O treinamento 6 orientado para neg6cios em grupo, mas tern sido usado para
empreendimentos individuals tamb6m. O estudo de viabilidade propriamente dito 6 mais
dificil se conduzido apenas por uma pessoa, particularmente se ela nao ler nem escrever.
Alem disso, o treinamento 6 indicado para varios tipos e tamanhos de
neg6cios. Por exemplo, um grupo de vinte mulheres na Somalia estava interessado em
comecar um viveiro para vender mudas de arvores. Em Honduras, um grupo de dez
mulheres estudou a criagdo commercial de porcos, enquanto que no Peru, mulheres
investigaram como seria operar uma confeitaria. O estudo de viabilidade tambem se
adapta a neg6cios em maior escala, mas a anilise financeira sera mais extensa e poderA
requerer a assistencia de um especialista de fora.
Aqui estao algumas coisas que foram importantes em outros programs de
treinamento e que dizem respeito aos tipos de facilitadores e de mulheres que melhor
podem aproveitar este livro. Confira o que se aplica a voce e ao seu grupo e decide se
este treinamento 6 o que esta faltando para voc8s.


SOBRE O FACILITADOR

* Disposto a ouvir.
* Comunicativo.
* Respeita as mulheres da comunidade.
* Deseja trabalhar com mulheres na comunidade.
(Experiencia pr6via nao necessaria!)







SOBRE AS MULHERES

* Experiencia em trabalhar em conjunto.*
* Que more pr6ximas umas das outras.
* Interessadas em um pequeno neg6cio coletivo.
(Aptidbes para ler e escrever nao necessarias)

Para grupos cor pouca ou nenhuma experiencia para trabalhar em conjunto, usar o
treinamento para "criacao de grupo" antes do treinamento de "viabilidade" para fazer
cor que as mulheres se sintam mais a vontade umas corn as outras. Dois livros de apoio
sdo: Women Working Together for Personal, Economic and Comunity Development
and Novamaga: Atividades de Treinamento Para Criacao de Grupo, Saude e Geragao de
Renda. Os dois estdo disponiveis atraves da OEF Internacional.

PREPARANDO OS FACILITADORES PARA O USO DO
MANUAL

"Aprendendo na Pratica" e tdo important para os facilitadores quanto para
os participants. A melhor maneira para se preparar no uso do manual 6 experimentar
conduzir as atividades com um pequeno grupo de colegas, usando um neg6cio que seja
familiar. Se alguma coisa do material empresarial 6 nova, ser capaz de discutir os
conceitos cor os colegas 6 algo que pode ajudar. Se isto nao for possivel, 6 important
ler o manual por complete antes que de realizar as atividades.
Se voce precisa preparar outras atividades para o uso do manual, a pratica e
novamente o segredo para dar certo. Dependendo da aptidAo e da experiencia dos
facilitadores, voc6 poderA querer apresentar as atividades de forma gradual. Por
exemplo, na SomAlia, mogas sem nenhum treinamento ou experiencia administrative
aprenderam a usar o manual. A cada manha elas participavam de uma sessao conduzida
por um facilitador treinador. Depois, A tarde, elas conduziam a mesma sessao cor as
mulheres no seu program. Desse modo, os facilitadores imediatamente puseram em
pratica o que haviam aprendido e nao se viram sobrecarregados corn o excess de
informagao ja no inicio.

UMA PALAVRA SOBRE O GRAU DE INSTRUCAO


O treinamento pode ser feito corn mulheres que nao sabem ler, corn mulheres
que sabem ler mas nao sabem escrever, e cor aquelas que sabem tanto ler como
escrever. Se as atividades forem levadas a cabo corn um grupo que nao sabe ler,
poderao requerer um tempo maior, e e possivel que voce venha a precisar de ajuda de
fora, particularmente no que diz respeito a analise financeira. Alem disso, voc6 deverA
manter proximidade cor o seu grupo de mulheres quando elas forem conduzir o seu
proprio estudo.
Para grupos com leitura, 6 important fixar o cronograma e as metas, assim
como listar os materials da sessao num quadro de giz ou numa folha grande todos os
dias.







ONDE SE ENCONTRAR

Sendo este um program de treinamento para adults, terminal sendo mais
interessante conduzi-lo em um local que nao as lembre os seus dias de escola. Quando
criangas, provavelmente pensaram que a professor tinha resposta para tudo. Escutavam
cor paciencia e perguntavam pouco. Neste treinamento queremos que acontega
exatamente o contrario. Queremos que fagam muitas perguntas, que contribuam cor as
suas pr6prias ideias, que pensem e se comportem de maneira diferente, e que vejam voce
como alguem que procura as respostas junto cor elas.
Isto significa duas coisas para voce:
Encontrar uma loca9co que nao seja a escola local.
A arrumaqao deve ser feita de uma maneira que nao lembre uma sala de aula. Como
por exemplo:

Figuras

Por ser este um tipo de treinamento novo para algumas das pessoas, e
important que saibam o que vai acontecer. O cronograma e as metas de treinamento
devem ser afixados e mantidos todos os dias. Alem disso, coloque os cartazes dos seis
passes do estudo de viabilidade ao completar cada passo.(veja pigs. 35, 43, 48, 52, 61, 68)

QUE MATERIAL PREPARAR


Para todas as sess6es, voc6 precisara de um quadro negro ou de folhas
grandes de papel do tamanho das dejornal, por exemplo. Contate o seu journal local para
saber onde podem ser adquiridas.
Cada sessao do manual inclui instrug6es detalhadas com o titulo de
"Preparagqo para a Sessoo". Leia as com ateng o antes do conduzir cada sessao a fim
de colher material.
Para a primeira sessao, 'Por que fazer um estudo de viabilidade?", voc6
necessitara de um artist local para criar a series de cartazes. (veja pag. 25 para obter
instruoges)
Na Segdo "Fazendo um Estudo de Viabilidade", tome nota especialmente da
informagao no que diz respeito ao hist6rico e as diretrizes para assistir os participants.







COMO ORGANIZER UM CRONOGRAMA


O program inteiro de "Estudo de Viabilidade" requer normalmente de dois a tres meses
de envolvimento em tempo ndo integral para ser completado.
Durante o desenvolvimento do material na Am6rica Latina e na Africa, todo
esforgo era feito no sentido de torna-lo o mais conciso possivel dado a carga horaria das
mulheres ja ser intensamente ocupada. Ao mesmo tempo, o desenvolvimento
empresarial 6 dificil. Sendo assim, 6 important incluir todos os passes necessarios para
assegurar a viabilidade empresarial. Treinadores locais, assim como participants,
ajudaram a definir as atividades "mais essenciais". Sdo estas as incluidas no manual.
A participagco em um Estudo de Viabilidade envolve os seguintes
compromissos cor relagao ao tempo:


UM ESTUDO DE VIABILIDADE -
APRENDENDO OS PASSOS

REALIZANDO O SEU PROPRIO
ESTUDO DE VIABILIDADE


25 Horas
* Atividades Estruturadas de Treinamento

1 a 2 meses (tempo nio integral)
* 2 a 3 horas de "planejamento da reunido"
* Trabalho de campo para colher informag6es
* Diversas reunites de 1 a 2 horas para discutir
e analisar a informagao e fazer o
planejamento empresarial


Dependendo do Cronograma das mulheres, as 25 horas iniciais de
treinamento poderdo ser dadas em uma semana ou estendidas para duas ou tres semanas.
Veja os "cronogramas possiveis" para obter ideias sobre como organizer as atividades.
Pelo fato de o Estudo de Viabilidade se estender alem deste treinamento inicial, conv6m
situa-lo em um period em que as mulheres tenham tempo disponivel. Por exemplo, no
Senegal, as mulheres participaram do program ap6s a estacao da colheita.












CRONOGRAMAS POSSIVEIS PARA
"APRENDENDO OS PASSOS"



TREINAMENTO DE 5 A 6 HORAS DIARIAS


10 DIA 20 DIA 30 DIA 40 DIA 50 DIA
0 Comeca a atividade do dia U Comeqa a atividade do dia Comea a atividade do dia M Comca a atividade do dia M Comeqa a atividade do dia
SPorque fazer um estudo SEGUNDO PASSO: QUARTO PASSO: QUARTO PASSO: M SEXTO PASSO:
de viabilidade? Descubra se as pessoas CALCULAR OS CUSTOS CALCULAR OS CUSTOS DECIDE O NEGOCIO t
O que 6 um estudo de comprario o seu produto ou EMPRESARIAIS. EMPRESARIAIS. MESMO UMA BOA
viabilidade? serviqo. Tipos de cuslos O quc precisamos comprar? IDEIA?
O que vamos alcanqar ? Observando a demand do empresariais. Quanto vai custar? Como calcular o lucro c a
N6s podemos fazI-lo! consunidor. Encontrando cxemplos de circulaqao de dinheiro.
Sera que as pessoas vao custos cmpresariais. Qual sera o nosso lucro?
comprar o que a gene Que outros bencficios sao
planeja vender ? importantes?
Este ncg6cio 6 uma boa
id6ia?
PRIMEIRO PASSO: TERCEIRO PASSO: Fim de atividade do dia QUINTO PASSO: Fim de atividade do dia
Escolher um produto ou Determine como o ncg6cio Estimaliva de rcnda com
servico para vender. operard rclaq~o as vendas.
Sondando o trabalho das O que sabemos. o que Vcndcndo um produto ou
mulheres precisamos saber. serviqo.
Coisas a screm considcradas Como trabalharemos? Quanto podemos vender e
ao identificar id6ias por quanto?
empresariais.
Que neg6cio dc\criamos
estudar ?
Fim de atividade do dia _Fim de atividade do dia








TREINAMENTO DE 2 A 3 HORAS DIARIAS


10 DIA 20 DIA 30 DIA 40 DIA 50 DIA
Comeca a atividade do dia Comeca a atividade do dia U Comeca a atividade do dia Comeca a atividade do dia Comega a atividade do dia
Por que fazer um cstudo PRIMEIRO PASSO: U SEGUNDO PASSO: TERCEIRO PASSO: QUARTO PASSO:
de viabilidade? Escolhcr um produto ou Descubra se as pessoas vio Determine como o neg6cio Calcular as despcsas
O que 6 um estudo de servigo para vender. comprar o seu produto ou funcionard empresariais
viabilidade? Sondando o traballo das serviqo O que sabemos. o que Tipos de custo empresarial
O que vamos alcanqar? mulheres. Observando a demand do devemos saber
N6s podemos faz6-lo? Coisas a screm considcradas consumidor Como vamos trabalhar?
ao identificar iddias Sera que as pessoas vao
empresariais comprar o que planejamos
Que neg6cio dcveriamos vender?
estudar?
SFim da atividade do dia Fim da atividade do dia Fim da atividade do dia Fim da atividade do dia Fim da atividade do dia
6 DIA 70 DIA 80 DIA 90 DIA
SComcqa a atividade do dia Comeqa a atividade do dia Comeqa a atividade do dia Comcca a atividade do dia
QUARTO PASSO: QUARTO PASSO: QUINTO PASSO: SEXTO PASSO:
CALCULAR OS CUSTOS CALCULAR OS CUSTOS Estimativa de renda DECIDE ESTE NEGOCIO E
EMPRESARIAIS EMPRESARIAIS vendendo um produto ou UMABOAIDEIA?
Encontrando exemplos de O que precisamos comprar? servico Como calcular o lucro e o
despesas empresariais Quanto vai custar? Quanto podemos vender e fluxo monetirio
por quanto? Qual seri o nosso lucro?
Que outros bcneficios sgo
importantes?
Ser, este neg6cio
Fim da atividade do dia Fim da atividade do dia Fim da atividade do dia Fim da atividade do dia








PARA MULHERES COM NEGOCIOS JA EXISTENTES



Este manual pode servir de guia para mulheres que desejam repensar o
desempenho de seus neg6cios, assim como para mulheres que desejam iniciar um
neg6cio. Aqui vao algumas id6ias para focalizar o program em um neg6cio ja existente.
1I Parte: "Aprendendo os Passos": Se as mulheres em seu program ja
tem um neg6cio, omita o Primeiro Passo Escolher um Produto ou Servigo para
Vender" do seu piano. Comece pelo Segundo Passo e siga ate o Sexto Passo, fazendo
uso do neg6cio real das mulheres em cada pass. Pelo bem da clareza, todas as
atividades sao escritas a partir da perspective de se iniciar um neg6cio, mas cada pass e
tambem adaptavel a uma revisao de neg6cio. Maiores sugest6es para a adaptacgo, sao
dadas nas se9qes de "Prop6sito" destas atividades.

2a Parte: "Fazendo Um Estudo de Viabilidade": Em "Aprendendo os
Passos", mulheres cor neg6cios ja existentes de fato fazem uma revisao dos seus
negocios. Por conseguinte, esta segunda parte de program pode levar menos tempo.
As mulheres talvez nao precisem colher tanta informacao quanto em relagdo a um novo
neg6cio. Contudo poderao concluir que o seu neg6cio ja existente nao 6 viavel e que
desejam procurar uma outra possibilidade de negocio, Neste caso, necessitam realizar um
estudo de viabilidade para a sua nova id6ia empresarial.



LEMBRETES PARA O BOM FACILITADOR

Utilize esta relacgo para ajudar a tornar o seu program bem sucedido.

Seja um facilitador, nao um professor.
Recorra a um outro facilitador para ajudar voc6, particularmente nas
atividades envolvendo analise financeira.
Prepare-se bem e organize-se. Leia com atengao o material antes da
sessao.
Leia cada atividade e adapte-a o quanto puder a sua situacao local.
Mantenha as pessoas em cada grupo falando uma de cada vez.
Pega aos participants para, em lugar de voc6, lerem ou anotarem o
material no quadro ou no papel a cada oportunidade. Como facilitador
mantenha-se apenas atento o mais que puder.
Faca perguntas na base do "por que" para encorajar o debate, mais do
que perguntas que possam ser respondidas com um "sim" ou um "nao".
Mova-se pela sala com freqtincia Nao fique na frente somente. Ponha
cartazes em diferentes areas tamb6m.
Seja flexivel e altere o cronograma como for necessario para manter o
interesse do grupo. Mas leia a "justificativa" antes de cada sessao para
saber porque o cronograma esta organizado daquela maneira.
Lembre-se de que quanto mais ativas as mulheres forem no program,
mais util ele sera no desenvolvimento de novas aptid6es.
Comece e termine cada sessao corn positividade e entusiasmo.








O MEU PLANO DE TREINAMENTO


Este manual parece util na sua situagdo? Se a sua resposta for sim voce
estA pronta para planejar o seu pr6prio program. Cada comunidade, cada grupo, cada
facilitador sao unicos. Adapte o program para as suas condig6es em especial.
As sessbes anteriores Ihe sugeriram o que pensar no planejamento do seu
program. Use este formulario para escrever o seu piano.
Quem sao as mulheres que participarao do seu program? Que tempo voce
tem disponivel para o program (em um dia padrao, no decorrer do ano)?






Se as mulheres no seu program estdo interessadas em comecar um neg6cio,

quais sao algumas possibilidades de neg6cio na sua area? Se elas tem uma empresa, que

tipo de empresa 6, e que problems elas enfrentam?







Qual sera o seu cronograma de treinamento? Que meses voc6 escolheu para
o program, e porque? Como voc6 dispora das 25 horas do treinamento de
"Aprendendo os Passos?"




O MEU PLANO DE TREINAMENTO


PLANO DE DIAS


c,








ATIVIDADES PARA COMECAR E TERMINAR CADA

DIA

Mulheres iletradas sem qualquer experiEncia empresarial tnm participado desta atividade
e as ter entendido. Mas aprender novos conceitos e aptid6es As vezes pode ser
frustrante.
Estas atividades sao uma maneira de comegar e terminar o treinamento de
cada dia de maneira positive. As atividades "para comegar o dia" ajudam a criar uma
atmosfera descontraida e dao vida A discussed As atividades "para terminar o dia" sao
um meio de se identificar quaisquer problems cor o treinamento.
Faga uso destas ou de outras atividades parecidas para comegar e terminar a
sessao de cada dia.

EXEMPLOS DE ATIVIDADES "PARA COMECAR O DIA"

CONHECENDO-SE MELHOR (FAMILIARIZANDO-SE)

Prop6sito: Conhecer uns aos outros e sentir-se mais a vontade em relagao ao
grupo.

Duracgo: 30 minutes.

Passos:

1. Pega a cada pessoa para encontrar uma parceira dentro dos pr6ximos dez minutes.
Elas deverdo escolher uma pessoa que nao conhegam muito bem.

2. Diga a cada pessoa para perguntar a sua parceira:
Qual 6 o seu nome?
O que voce faria se alguem Ihe desse R$100,00?
(Obs.: Use um montante adequado para a sua situagao)

3. Depois de dez minutes, pega As mulheres para que se sentem em um grupo grande
novamente.

4. Pega a cada uma para apresentar a sua parceira e falar das respostas da parceira As
perguntas.

OS NOSSOS PONTOS FORTES

Prop6sito: Encorajar as mulheres a pensarem nelas mesmas e nas sua boas
qualidades.

Duracao: 15 minutes

Passos:
1. Pega as mulheres para pensarem por alguns minutes sobre algo de muito criativo que
tenham feito ou algo de que se orgulham.








2. Pega voluntArias para compartilharem isto com o grupo.

3. Quando nao houver mais voluntArias, pergunte a aquelas que nao participaram se
gostariam de participar.

(Obs.: Voc8 podera precisar de mais perguntas para encorajA-las a falar.)

A MELHOR EXPERIENCIA DE MINHA VIDA


Prop6sito:

Duragao:


Compartilhar algumas coisas boas sobre nossas vidas.

15 minutes.


Passos:

1. Pergunte As mulheres:

Qual foi a melhor experiencia da sua vida?


2. Depois de todas terem falado, voc6 pode falar sobre todos os talents e habilidades do
grupo e como cada pessoa pode ajudar em um novo neg6cio.



O JOGO DO ESPELHO


Prop6sito:



Duragao:


Esta 6 uma atividade de puro entretenimento. Devera ser feita mais
tarde no program de treinamento quando as mulheres se sentirem
mais confiantes. Provocara muito riso.

10 minutes


Passos:


1. Pega a uma voluntaria para sair da sala.

2. Quando ela nao puder ouvir o que o grupo esta falando, pega ao grupo para imitar
tudo que ela faz quando ela retornar ao circulo.

Se ela cogar o brago todas devem cogar o brago. Se ela rir, todas devem rir. Se ela
falar, todas devem repetir o que ela diz..

3. Pega a voluntAria para voltar ao circulo. Ap6s alguns minutes, pergunte a voluntAria
se ela sabe o que esta acontecendo.

O TELEFONEMA


Prop6sito:


Fazer com que elas converse sobre comunicag9o.


Dura[o: 15 minutes.









Passos:

1. Pega ao grupo para sentar em circulo.

2. Sussurre no ouvido de uma mulher: "A nossa meta 6 trabalharmos juntas em um
neg6cio rentavel."

3. Fale para a mulher sussurrar a mensagem para a mulher que esta sentada ao seu
lado... e continue passando a mensagem em volta do circulo, sussurrando.

4. Quando a mensagem sussurrada chegar A iltima pessoa, pega A pessoa para repeti-la
em voz alta para o grupo. Podera ser muito diferente da mensagem que voc6 primeiro
transmitir A mulher ao seu lado.

5. Ao discutir, pergunte ao grupo:

Por que esta mensagem mudou?

Como podemos evitar distorcer o que a outra pessoa diz?

O que aprendemos com isto?

O JOGO DA MEMORIAL

Prop6sito: Para ajudA-las a lembrarem-se do que tem aprendido no treinamento e
por pura diversao.

Duragco: 15 minutes.

Passos:

1. Pega a todas para, de p6, formarem um circulo.

2. Explique que o grupo fara uma lista do que t6m aprendido sobre comegar um
neg6cio.

3. Faca com que uma pessoa no grupo complete esta frase sobre o neg6cio em que
estao interessadas. Exemplo: "Para comecar um neg6cio de criacao de galinhas 6
necessArio "

4. Pega A pr6xima pessoa para repetir o que a primeira disse e acrescentar um outro
item.

Exemplo:

Primeira pessoa: "Para comegar um negocio de criacio de galinhas, 6 precise alimentacao e
galinhas saudaveis."

Segunda Pessoa: "Para comecar um negocio de criacfo de galinhas e precise alimentac o."

5. PeCa para que cada pessoa na sua vez repita o que a anterior disse, acrescentando um
novo item.








6. Quando algu6m nao puder lembrar o que foi dito, devera sentar-se.

7. Continue at6 que apenas uma pessoa fique em p6: a "craque" de mem6ria.



EXEMPLOS DE ATIVIDADES "PARA TERMINAR O DIA"

Quao efetivo 6 o program de treinamento? Esta e uma informacao important para se
saber das pr6prias mulheres. Enquanto voc6 pensar que sabe como se sentem, pergunte
as participants. Elas poderAo surpreend6-lo. Lembre-se que voces estao trabalhando
em conjunto. Se voc6 dedicar um tempo para conversar sobre os altos e baixos do
program, voce podera se tornar apto para fazer altera9ges que permitam a todos se
sentirem melhor a esse respeito.

ATIVIDADE No 1

Prop6sito: Saber da reagdo das participants ao program de treinamento, do que
elas gostam, do que nao gostam.

Duracao: De 15 a 20 minutes.

Passos:

1. Peca As pessoas para sentarem-se em pequenos grupos de cinco ou menos.

2. Pega para discutirem.

Do que voce mais gostou no treinamento at6 agora?

Do que voc6 menos gostou no treinamento ate agora? Por qua?

3. Pega As mulheres para sentarem-se em um grupo grande novamente. Faga cor que
alguem de cada pequeno grupo fale ao restante do grupo o que foi dito.

ATIVIDADE N02

Prop6sito: Saber se parties do program devem ser alteradas ou ficar como
estao.

DuraCao: 20 a 30 minutes.

Passos:

1. Pega As mulheres para que, sentando-se em um grupo grande, reflitam sobre as
seguintes quest6es:

Se este program de treinamento fosse feito para um outro grupo de
mulheres, que duas coisas voce deixaria exatamente como estao?









Que duas coisas voce mudaria?

2. Ande pelo circulo e pega para cada uma delas compartilhar as suas respostas. Anote-
as.


3. Explique a elas que por cada uma ser diferente,
completamente As necessidades de cada uma. As
importantes para melhorar o restante do treinamento
mulheres.


nenhum program se adapta
suas id6ias por6m, sAo muito
e para ajudar outros grupos de


ATIVIDADE NO 3


Prop6sito:

Duraago:

Material:


Os mesmos das atividades 1 e 2.

15 minutes.

Papel grande e caneta hidrocor.


Passos:

1. Pega As mulheres para pensarem numa palavra que express aquilo que estao
pensando ou sentindo sobre o treinamento. Encoraje-as a expressarem o que
verdadeiramente pensam. Se escolherem uma palavra negativea" como "chato", esta
bem.

2. Permita que uma das mulheres diga a sua palavra, e que a escreva (a palavra ou
simbolo) no papel colocado na parede. As outras mulheres A sua vez deverao manifestar
as suas sem parar para discutir. Escreva cada palavra da maneira como foi dita.

3. Agora, peca ao grupo para olhar o grupo de palavras:

A maioria das participants sente-se bem ou mal corn relagAo ao program?

As palavras na sua maioria se assemelham, ou sao diferentes? Por que?

Por que todas escolhem a palavra que ela escolheu? O que 6 "bom" e o
que 6 "nao tao bom" a respeito do treinamento.

que o treinador e grupo poderiam fazer amanhA para tomar o
treinamento melhor?

ATIVIDADE NO 4


Prop6sito:

Duragdo:


Os mesmos das atividades 1 e 2.

10 minutes.


Passos:

1. Pega a cada participate para se imaginar voltando para casa na tarde ap6s o
treinamento. Participants podem fechar os seus olhos se quiserem. Peca para se verem








conversando com uma pessoa da familiar em especial ou com uma pessoa amiga. O que
elas diriam a essa pessoa sobre o treinamento?

2. De a elas alguns minutes para pensar.

3. Pega a cada uma para contar a sua est6ria.

4. Depois pergunte ao grupo:

Estas est6rias nos deram alguma id6ia sobre o que precisamos mudar no
program?

O que voce gostaria de fazer de maneira diferente amanha?

ATIVIDADE No 5

Prop6sito: Os mesmos das atividades 1 e 2.

Materials: Bolas de gude, f6sforos, ou pequenos objetos que possam ser
usados para votar; copos; um pedago de papel com uma palavra
ou simbolo, representando as diferentes atividades de treinamento
usadas naquele dia.

Duracao: 15 minutes.

Passos:

1. Ponha os pedagos de papel em volta da sala. Explique o que cada pedago de papel
significa. Esta 6 uma maneira de rever as atividades do dia com o grupo. Ponha um
copo sob cada pedago de papel.

2. D6 a cada mulher tr8s dos marcadores de voto. Pega-lhes para votarem nas parties
favorites do treinamento. As participants podem distribuir os marcadores da maneira
como quiserem. Podem por todos os tres marcadores em um copo, ou p6-los em um,
dois ou tres copos.

3. Faga a votagao.

4. Conte os marcadores em cada copo (Obs.: Se as participants souberem contar, elas
poderdo fazer isto).



5. Discuta:

O que foi que a votagao mostrou? Algumas atividades se sairam melhor
do que outras? Por que sim ou por que ndo?








PRIMEIRA PARTE:

ESTUDO DE VIABILIDADE: APRENDENDO OS PASSOS


As atividades de treinamento nesta segao capacitam as participants a fazerem um estudo
de viabilidade.

Um estudo de viabilidade envolve a coleta e a andlise de uma porcgo
consideravel de material sobre a demand do consumidor por um produto, estimativa de
custos empresariais, e projegao de vendas. O manual procura simplificar esse process
ao maximo, dividindo o estudo de viabilidade em seis passes.

D6 uma olhada no quadro na pagina seguinte. As atividades de treinamento
nesta segao do manual, habilitaram o seu grupo a saber o que fazer em cada pass do
quadro. Nas atividades elas escolherao uma ideia de produto ou servico para servir de
exemplo. Elas irdo depois seguir os passes para determinar se essa ideia e viavel. Elas
conduzirao um estudo de viabilidade "de ensaio" num curto espago de tempo.


OS SEIS PASSOS PARA UM ESTUDO DE VIABILIDADE

1. Escoha um produto ou servigo para vender.

2. Descubra se as pessoas vAo comprar o seu produto ou servigo.

3. Determine como o neg6cio funcionara.

4. Calcule os custos do neg6cio.

5. Faga uma estimativa de lucro.

6. Decida: Este neg6cio 6 uma boa id6ia?


POR QUE FAZER UM ESTUDO DE VIABILIDADE

O QUE E UM ESTUDO DE VIABILIDADE?

Prop6sito: Introduzir a ideia de um estudo de viabilidade e o porqu6 da sua
importdncia, de maneira que as participants possam facilmente
entender. (Obs.: Para mulheres com neg6cios ja existentes, esta
atividade da um panorama de coisas a serem consideradas ao
avaliar o desempenho de um neg6cio).


Duracao: 1 hora.








Justificativa: Para muitas pessoas, abrir um neg6cio significa adquirir material e
produzir alguma coisa. Mas ha muito mais a ser considerado no
desenvolvimento de um neg6cio, at6 o lucro das vendas, passando
pelos custos de produgao. Sem esta anAlise mais ampla, 6 quase
certo o fracasso de um neg6cio. A est6ria e os murais nesta
atividade mostram os contrastes entire comecar um neg6cio sem
um estudo de viabilidade e com um estudo de viabilidade.

PREPARO PARA A SESSAO:

Materials: Cartazes e est6rias de cartaz veja "Instrug6es" para adaptar a
est6ria e os murais (pag.27) e as amostras de est6rias (pAg.28) e
de murais (pag.153 172).

1. Leia as "instru95es para a adaptagao da est6ria e dos cartazes do estudo de
viabilidade".

2. Reescreva a estoria. Crie cartazes apropriadas para a sua situacao.

3. Pratique contar a est6ria com os posters antes de iniciar esta atividade. Prepare-se
para perguntar as participants perguntas que as encorajem a discutir a est6ria.

Passos:

1. Chame as pessoas para a sessao. Comece com uma atividade "para comegar o dia".
(Obs.: Se as participants ndo conhecem umas As outras, "Conhecendo-se melhor" 6
uma atividade boa de se usar veja pag. 18).

2. Explique As participants que voc6 vai Ihes contar uma est6ria sobre mulheres como
elas que desejam ter um neg6cio bem sucedido.

3. Apresente a est6ria e os cartazes. VA devagar, e faga muitas perguntas para sentir as
rea9oes dos participants.

4. Depois de terminar a est6ria, pergunte:

Em que estas mulheres se parecem conosco?

Que foi que aprendemos sobre como comegar um neg6cio.

5. Para terminar a sessao explique que:

"Ha um nome para o que a mulher na est6ria fez: "estudo de viabilidade".
Um estudo de viabilidade e uma maneira de descobrir se um neg6cio 6 uma boa id6ia.
Neste program, voc6 vai aprender como fazer um estudo de viabilidade, para que possa
escolher e planejar um neg6cio cor chances de sucesso."





















INSTRUCOES PARA ADAPTACAO DAS ESTORIAS DE
ESTUDO DE VIABILIDADE E DOS CARTAZES

A est6ria e os cartazes do Estudo de Viabilidade apresentam de maneira simples,
relacionado ao cotidiano, o porque de se fazer um estudo de viabilidade. A est6ria e os
cartazes provaram ser uma inestimavel referencia visual para mulheres que nao podem
ler.

Elas se identificam com as personagens, discutem os assuntos com grande
interesse, e se referee a teoria ao aprender os passes para seu pr6prio estudo.

A est6ria tem sido usada em diferentes lugares, desde as areas urbanas da
Am6rica Central at6 as comunidades de refugiados da Somalia. O tempo que leva para
apresentar e debater a est6ria depend em grande parte do seu grupo. Em uma
comunidade, as mulheres passaram mais de duas horas concentradas na est6ria. Em
outra, a est6ria mais uma pequena encenacao das participants, levou menos de trinta
minutes.

Falta de leitura ou de aptiddo com relagao aos nimeros, nao tern sido um
problema para as participants na analise de uma est6ria. Elas ja tnm alguma experiencia
com dinheiro e sdo capazes de fazer a maioria das cAlculos solicitados de cabega.

Para tornar a est6ria convincente para as participants, voc6 tera que
adapta-la as suas condiq6es. A est6ria e os cartazes foram criados no Senegal para
mulheres do campo. Os passes a seguir lhe permitirao adaptar a est6ria e os cartazes
(situados no final do manual nas pags. 153-172)

1. Leia a est6ria cor os cartazes (os numeros na est6ria e nos cartazes vao juntos).

2. Escolha dois produtos do seu pr6prio local:

Primeiro produto: Requer alguma habilidade tecnica para produzir.

Existem muitos produtores locals.


Segundo produto: Requer alguma habilidade t6cnica par produzir.


UM ESTUDO DE VIABILIDADE...

* I colher e analisar informaaao para saber se um neg6cio 6 uma boa id6ia ou ndo.
VocE fard perguntas e organizarA a sua informaaIo.

* Isto ajuda voce a saber se a sua id6ia 6 viavel ou possivel. Depois voc6 pode ver se a
sua ideia de neg6cio 6 realmente podera aumentar a sua renda.








Ha suficiente demand de mercado para que mais produtores
produzam.

Potencial para gerar lucro (ou seja, custos sao menores do que a
expectativa de ganhos).

3. Mude o nome de "Aminta" e o de suas amigas por nomes que sejam familiares.

4. Do #2 ao 8: a. Substitua o primeiro produto que voc6 escolheu pelo tingimento de
gravatas.

b. Remova todas as quantias de dinheiro. Escreva a quantia real para
o produto que voce escolheu.

Assegure-se de que o prego de venda do #2 sera superior ao do #6.

5. Do 49 ao 18: a. Substitua o segundo produto que voce escolheu por sabdo.

b. Altere os detalhes sobre equipamento e suprimento para uma
melhor adaptagao ao seu produto.
c. Remova todas as quantias de dinheiro. Escreva os valores
correspondents ao custo, expectativas de venda e lucro do seu
produto. Se dez ciclos de producao sao demais para o produto que
voc6 escolheu, use um n6mero menor.

CUIDADO: Se as proje9oes nao revelam nenhum lucro, escolha um outro produto que
va de #9 a 18.

6. Prepare dinheiro de verdade ou de mentira para usar na apresentag~o da est6ria.
(Obs.: Usar dinheiro de verdade ou de mentira ajuda muito as participants a entender o
que esta acontecendo na est6ria.)

7. Encontre um artist local que desenhe 18 cartazes para ilustrar a est6ria (use aqueles
incluidos no manual para se guiar.)



ESTORIA DE CARTAZ DO SENEGAL


1. Esta 6 Aminta. Ela mora num vilarejo aqui perto, e ela 6 como muitas de voces. Ela
tem desejos parecidos e problems parecidos. Em que voces acham que ela estA
pensando?(Debate). Uma das suas grandes preocupag6es sao os seus filhos. Ela
gostaria que eles fossem A escola, mas ela nao pode arcar com os cademos e canetas que
eles precisam. Ela tambem gostaria que eles tivessem uma comida melhor. Aminta tem
pensado no que ela pode fazer para resolver esses problems. Ela tem um dinheiro
guardado.

2. Aminta tem 10.000.* Ela quer aproveitar o dinheiro para comegar atividade que Ihe
renda mais dinheiro. Ela lembra que a sua cunhada, numa outra parte do pais, trabalha
com








roupas tingidas. Ela viu a sua cunhada preparar o pano, e ela tamb6m ouviu sobre
tingimento no radio. Aminta diz a si mesma, "eu vou fazer 5 peas e vender por 2.500
cada. Ai, eu farei 12.500!". Aminta esta muito animada corn a ideia.

3. Aminta vai a cidade e para na primeira loja que ve. Ela compra o material que precisa
e se surpreende de que tenha de gastar todos os 10.000. NRo sobra nem dinheiro para
pegar o 6nibus de volta para casa.

4. Mas ela volta andando feliz, pensando no sucesso que ela vai ter cor o tingimento.
Assim que chega em casa, ela vai direto ao trabalho. Ela nunca trabalhou com
tingimento antes, e nao tem certeza quanto a alguns passes. Os cinco pedagos de pano
vao dar muito trabalho.

* Obs.: A figure represent Francos Senegaleses. O que equivale a algo em torno de
US$ 30,00.

5. O que esta acontecendo? Por que o seu marido esta zangado?(Discussao). E, o
tingimento consumiu tanto tempo que ela nao p6de olhar as criangas nem fazer as tarefas
domesticas. O que vai acontecer se o seu marido nao esta content com o seu trabalho
de tingimento?(Discussao). Aminta pensa, "O meu marido pode se zangar agora, mas
ele vai ficar content quando enxergar os 12.500 que eu vou ganhar."

6. Aminta sai para apanhar a roupa e vend-la no mercado. Ela fica chocada quando ve
que com duas das peas deu tudo errado. Por que?(Discussao). Aminta pensou que
faria 12.500 com a venda dos panos(Obs.: Mostre dinheiro de verdade ou de mentira
nesta parte). Agora tem duas peas que Aminta nao pode vender. Quanto dinheiro a
ganhar?(Discussao). Certo, 5.000 (2 x 2.500). (Obs.: Separe esse montante do
dinheiro.) Entao, quanto 6 que Aminta ainda pode ganhar?(Discussao). Isso mesmo,
7.500.(Obs.: Mostre o dinheiro que fica) Contudo, Aminta jA gostou 10.000 cor o
material! Aminta esta decepcionada, mas ela tem muita motivag~o e sabe que cometeu
um erro. Ela decide vender as tres peas e se sair melhor da pr6xima vez.

7. Ela acorda cedo na manha seguinte e vai ao mercado, esperando voltar para o almoco.
O que ela encontra ao chegar no mercado?(Discussao). Ha muitas mulheres vendendo
panos como os de Aminta por 1.000 cada. Como tem gente pechinchando, cada pega na
verdade sai por menos de 1.000. Ela nao fara nem 3.000! Ela tinha planejado ganhar
7.500. Aminta se senta para vender o pano. Quanto tempo voc6s acham que ela fica no
mercado? O que acontece?(Discussdo)

8. Agora Aminta esta muito, muito decepcionada. Ela nao consegue entender o que foi
que ela fez de errado. Ela esta pedindo ajuda: O que ela deveria ter feito de maneira
diferente.(Discussao) Obs.: Na discussao encoraje o grupo a considerar as seguintes
quest6es:

- Aminta deveria ter se informado sobre como produzir um tingimento de boa qualidade.
(Ela poderia ter trabalhado com a sua cunhada; praticado em peas de pano velho; etc.)

- Ela nao se deu conta do tempo que seria necessario para produzir e vender.

- Aminta precisava visitar o mercado para saber sobre: O prego do pano; quanto tempo
leva para vender; quanto as mulheres ganham em um dia, uma semana, um mes; quem








toma conta da casa quando elas estao no mercado; onde elas compram o material; por
que as pessoas compram de uma e nao de outra, etc.

- Aminta trabalhou por conta pr6pria e nao em grupo.(Obs.: Reveja os cartazes de #2 a
7 e pergunte como trabalhar em grupo poderia ter ajudado).

9. Aminta ouviu o seu conselho. Ela quer tentar de novo, e para isso chamou quatro
amigas. Ela conta a elas o que aconteceu. Uma das suas amigas quer tentar o
tingimento de novo. Mas Aminta diz que ha muitas outras mulheres ja fazendo isso.
"Vamos pensar em outra coisa", ela diz. Hadi, uma das amigas, responded: "A minha
av6 costumava fazer sabao, e eu ajudava ela. Eu sei fazer sabao? (Discussao mostre
que todos precisam de sabao; que pode ser vendido no local; que as pessoas usam e
tornam comprar).

10. Aqui esta uma barra de sabao manufaturado que 6 vendida no com6rcio. Pesa 500
gramas e 6 vendida por 150. Elas acham que podem fazer e vender sabao de melhor
qualidade por um preco mais baixo.

11. Duas das amigas de Aminta vao ao mercado seguindo o seu conselho. Elas querem
ter certeza de que podem ganhar dinheiro fazendo e vendendo sabao. O que elas veem?
Quantas mulheres estao vendendo sabao? Esta sobrando muito?(Discussao). Elas
descobrem que a demand por sabao 6 grande, e que custa 100 por barra. O que mais da
para notar no sabao, ele 6 todo igual?(Discussao). Existe sabao preto e sabao branco. O
sabao preto vende mais. Este 6 o tipo de sabao que Hadi sabe como fazer. E sobre a
competigdo? As vendedoras dizem que elas vendem tanto que ha lugar para outras
vendedoras comegarem a vender. O que mais voc6s acham que elas perguntaram?
(Discussao sugira estas perguntas se o grupo nao as fizer: Onde voces compram o
material? Voc6s sabem onde conseguir 6leo barato? Quanto 6 que voces tem de lucro?
etc.)

12. As mulheres resolve tomar cuidado com relacao ao dinheiro necessario para fazer
sabao e quanto poderao ganhar. Primeiro, elas se informam sobre quanto vai custar
comecar com a produ9go de sabao. Elas vao precisar de uma bacia grande de ago para a
fervura 2.700; um pequeno balde 1.700; e tres moldes de madeira 1.500. O custo
total do equipamento e de 5.900. (Obs.: Use dinheiro de verdade ou de mentira do N012
ao N17.)

13. Agora o grupo calcula quanto custard produzir uma leva de sabao, ou tres moldes
cheios. Precisam de dois litros de 6leo de palma 1.400; 500 gramas de barrela 200; e
10 litros de agua, que 6 de graga. O custo total do material 6 de 1.600.

14. A seguir as mulheres procuram se entender sobre o quanto podem conseguir com
cada leva de sabao. Cada um dos moldes 6 o bastante para 17 barras de sabao. 17 x 3
moldes 6 igual a 51 barras de sabao. Se uma barra 6 vendida a 100, o total das vendas
sera de 5.100 (51 x 100). As mulheres sabem que devem deduzir o custo do 6leo de
palma e da barrela para cada leva. Ela subtraem 1.600 de 5.100 deixando 3.500 de lucro
por leva.

15. Entretanto, elas se lembram do custo do equipamento, 5.900 pela bacia, pelo balde, e
pelos moldes. Quantas levas serAo necessarias para cobrir essas despesas?(Discussao) A
resposta e duas levas.








16. As mulheres pensam mais sobre a produglo e as vendas. Vamos supor que corn duas
levas elas ja tenham coberto o seu investimento inicial. Quanto 6 que elas irAo ganhar
com dez levas. (Discussao) Resposta: O lucro e de 51.000 (5.100 por leva x 10). O
material custa 16.000 (1.600 por leva x 10 ). 51.000 menos 16.000 6 igual a 35.000 de
lucro em dez levas. Alem do lucro, em que outra coisa as mulheres precisam pensar?
(Discusslo) (Sugestoes: Quanto tempo leva para fazer o sabao; quio rapido pode ser o
lucro; se a demand por sablo 6 constant ou variavel; etc.)

17. As mulheres agora acreditam que podem ganhar dinheiro fazendo sabao. Mas se
perguntam, "N6s levamos em consideracao todos os custos envolvidos?" Levaram?
(Discussao) (Sugestoes: O grupo precisa pensar sobre o transport e o tempo tamb6m)
Elas discutem como vao trabalhar: Como podem se organizer? Que tarefa levara mais
tempo? E como vao ficar os cuidados com as criangas e cor o lar?

18. As mulheres estudaram a ideia de fazer sabao. Cada uma tem dois mil para comegar
o neg6cio, ou um total de 10.000. Sera que elas devem comegar o process de
fabricac o de sabao? Por que ou por que nao? (Discussao: encoraje o grupo a
considerar o lucro, assim como o tempo, o process de fabricagao, aquisigao de material,
transport, etc.)



O QUE VAMOS ALCANCAR

Prop6sito: Discutir e chegar a um acordo com relaqao as metas e o
cronograma do program de treinamento.

Duracao: 30 minutes.

Justificativa: Voc&, o facilitador, tem um piano de atividade para o seu
program de estudo de viabilidade. E important que este piano
seja apresentado as participants para que possam discutir se se
encaixa com seus interesses assim como com seus horarios. Elas
deverao decidir sobre um cronograma definitive para o program
e sobre quaisquer outras regras que desejem estabelecer. Isso as
ajudara a sentir que o treinamento 6 para seu pr6prio beneficio e
que "pertence" a elas.


PREPARO PARA A SESSAO:

Material: Folha grande de papel e caneta hidrocor.

1. Escreva as metas e o cronograma em uma folha grande de papel para ser colada no
seu local de reunido. Para grupos que nao sabem ler e escrever, use simbolos ou
numeros para os dias da semana em que estarao envolvidas cor o program de
treinamento.

2. Releia "Notas para o facilitador" e escreva notas que voce gostaria de apresentar As
participants sobre o prop6sito e os resultados do program de treinamento.









Passos:

1. Pega para As participants para responderem, uma ap6s a outra, as seguintes
perguntas:

Por que voc8 veio a este program de treinamento?

O que voce espera alcancar?

2. Comunique ao grupo as suas id6ias sobre o porque do program de treinamento ser
important e o que elas podem esperar alcangar. Exponha e leia as metas do
treinamento. Pergunte ao grupo se elas tem perguntas. Se as ideias das participants
sobre o que esperam alcangar sao muito diferentes das metas do treinamento, discuta
mais a fundo sobre como o program pode ir de encontro As suas necessidades.

METAS DE TREINAMENTO

Como resultado deste treinamento as participants irao:

Compreender a importancia de um estudo de viabilidade.

Aprender os seis passes para conduzir um estudo de viabilidade.

Planejar um estudo de viabilidade.

Levar adiante o seu pr6prio estudo de viabilidade.

Decidir sobre como comegar um novo neg6cio ou sobre como fortalecer um neg6cio
ja existente.

* Preparar um piano empresarial.

3. Exponha e apresente o cronograma de treinamento. Explique que a primeira parte do
program as leva a aprender como fazer um estudo de viabilidade e que na segunda parte
as envolve verdadeiramente em fazer um estudo de viabilidade. No final, elas terao um
piano para comecar ou fortalecer os seus neg6cios. Pergunte as participants se elas tnm
alguma pergunta ou preocupagao cor relagao ao program. Pergunte se elas tnm id6ias
para fazer mudancas.

4. Agora, diga As participants que voc6 gostaria de falar sobre como elas aprenderao a
fazer um estudo de viabilidade. Faga as seguintes perguntas:

Como 6 que suas criangas aprendem no col6gio? O que a professor faz?
E os alunos o que fazem?

Se voc6 quer aprender a fazer algo, tipo consertar uma bicicleta, como e
que voc6 aprende? (Obs.: Faga ver que se estamos tentando aprender
alguma coisa, n6s normalmente aprendemos melhor se algu6m nos
ensina e depois tentamos n6s mesmos.)







5. Explique que no program de treinamento, voc6, o facilitador, normalmente nao sera
palestrante. Em vez disso, voc6 ajudara na discussao das id6ias e no trabalho em
conjunto. Todas terao com o que contribuir para a realizagao do estudo de viabilidade.
Sao valiosas as id6ias e opini6es de todas.

6. Pergunte ao grupo se elas gostariam de estabelecer regras para o program, tais
como:

hora e duragao dos intervals.

o que fazer se pessoas chegarem atrasadas ou perderem uma sessao.

ha outras regras que o grupo consider importantes.

7. Pergunte por qualquer outro comentario ou pensamentos a respeito do program.



NOS PODEMOS FAZE-LO!

Prop6sito: Falar sobre o medo e a coragem ao iniciar um projeto.

Duracao: 1 hora e 30 minutes.

Justificativa: As participants podem sentir hesitagao quanto ao program de
treinamento e quanto a comegar ou modificar um neg6cio. Esta
atividade ajuda que saibam que os seus sentiments sao naturais e
que podem lidar com eles de forma positive.

Passos:

1. Diga as participants que este treinamento envolve fazer coisas novas. Pergunte a elas:

"Houve moments na vida de voces em que voces sentiram medo, mas
mesmo assim fizeram alguma coisa?"

"Como voces se sentiram ao fazer essas coisas quando voces primeiro
sentiram medo?"

"O que foi que deu coragem para seguir em frente?"

"Qual foi o resultado?"

2. Agora, pergunte a elas sobre comegar um novo neg6cio. Leia a primeira frase abaixo
e solicite voluntarias para completa-la. Depois faga o mesmo com a segunda frase.

"Quando eu penso em comegar um novo neg6cio, eu tenho medo de ..."
"Quando eu penso em comegar um novo neg6cio, eu me sinto bem com
relagdo a..."

Obs.: Para mulheres com neg6cios ja existentes, pergunte como se sentem em modificar
os seus neg6cios.








3. Separe as mulheres em grupos de trds ou quatro membros. Explique que cada grupo
fara uma pequena encenagao sobre um medo em particular e como supera-lo. As
interpretes criam a est6ria elas mesmas.

4. Pergunte as mulheres se elas tem alguma pergunta sobre o que fazer. Aqui esta um
exemplo sobre como esclarecer com relagao ao prop6sito das encenac6es. Por exemplo,
um grupo estava hesitante em encontrar uma autoridade do governor para obter certos
recursos. Na encenagao, elas mostraram mulheres visitando juntas uma autoridade e
apoiando umas as outras na hora de falar.

5. D8 aos grupos 15 minutes para prepararem as encena6bes. Visite cada grupo nesse
period para ajuda-las no prepare.

6. Pega aos grupos para apresentarem as suas encenagces, um por um.

7. Depois de terminadas as encena9ges, pergunte

"Como voc6s se sentem sobre comegar (ou modificar) um neg6cio, agora?"

8. Ao encerrar, compartilhe alguns destes pensamentos:

"Muitas de n6s nos sentimos nervosas ou preocupadas quando comegamos
um novo projeto. Nao podemos evitar esses sentiments. Todos sentem
medo do desconhecido ou de nao ter sucesso em algo. As vezes at6 temos
medo de ter sucesso e que isso nos traga novas responsabilidades!

Estes nao sao sentiments maus. Muitas vezes vamos em frente e fazemos
algo mesmo que tenhamos medo. Depois pode acontecer de nos sentirmos
muito bem por terms feito algo, apesar dos nossos temores.

Nos sentimos fortes porque tivemos a coragem de seguir em frente. Fizemos
algo de que podemos nos orgulhar.

9. Se 6 este o final do seu primeiro dia de treinamento, assegure-se de usar uma das
atividades "para terminar o dia" na pag. 21.






PRIMEIRO PASSO:
Escolha Um Produto Ou Serviqo Para

Vender









SONDANDO O TRABALHO DAS MULHERES

Prop6sito: Expandir o campo de visao das mulheres sobre tipos de trabalhos que
mulheres podem fazer, e apresentar algumas iddias sobre trabalho nao
traditional.

Obs.: Se as mulheres tnm um neg6cio ja existente que desejam repensar, pule para o
segundo pass.

DuragCo: 30 minutes.

Justificativa: Mulheres freqtientemente sao criadas para desempenharem certos
tipos de trabalho em lugar de outros. Contudo os tipos de
trabalhos que podem ser novos para elas tambem podem ser
lucrativos. Este trabalho ajuda as mulheres a depararem-se cor as
suas ideas sobre o que elas podem e o que nao podem fazer.

PREPARO PARA A SESSAO:

Material: Encenagao ji preparada (Veja "Instrug6es para Encenacgo Sobre
o Trabalho das Mulheres, pag. 37);

Outro facilitador ou participate para atuar na encenagao;

Cartaz do primeiro pass.

1. Esta atividade comega cor uma pequena encenacgo que mostra que as mulheres
podem trabalhar em virios tipos de neg6cios. Leia as "Instrug9es para Encenag9o" e
ensaie a sua pega corn outro facilitador ou participate antes da sessdo. Assegure-se de
enfatizar tipos de trabalho que as mulheres nao desempenham tradicionalmente, mas que
sao possiveis de serem feitos por elas.

Passo:

1. Participants se sentam em semicirculo. Diga a elas que vai haver uma pequena
encenag.o sobre mulheres e trabalho.

2. Apresente as duas personagens e comece a encenagao.

3. Ap6s a encenag9o, pergunte As participants:

"O que voc6s acharam da pega?"

"O que voces acharam das ideias da primeira pessoa? E das ideias da
segunda pessoa?"

"Cor o que voc6s concordaram? Cor o que voces nao concordaram?"

"Voces tem outras ideas sobre trabalhos que mulheres podem fazer? Ou
sobre trabalhos que gostariam de fazer?"








4. Para terminar a sessao, mostre as participants o cartaz com o simbolo e as palavras
para "Primeiro Passo: Escolha um Produto ou Servigo para Vender". Diga que esse 6 o
primeiro pass para se fazer um estudo de viabilidade. As atividades a seguir ajudarao a
identificar algumas possiveis ideias empresariais.



INSTRUCOES PARA ENCENACAO SOBRE "TRABALHO DAS
MULHERES"

Esta 6 uma pega sobre oportunidades de trabalho para as mulheres de sua
comunidade. Cada comunidade 6 diferente. Entao, a sua pega sera diferente de uma
pega encenada em qualquer outro lugar.

Aqui estao algumas diretrizes para criar a sua pr6pria pega:

1. Prepare a pega antes da reuniao. Na pega, voce pode falar sem um roteiro como voc6
faria em uma conversa. Ou, voce pode escrever as palavras e l1-las. A pega deverA
durar em torno de dez minutes.

2. Inclua pelo menos duas pessoas na pega. Podem ser duas mulheres ou uma mulher e
um home. D-lhes nomes comuns. Voc6 se encarregara de uma parte. Outro
facilitador ou participate se encarregard de outra part.

3. A primeira interprete pensa que as mulheres sao boas s6 para cozinhar, costurar e
cuidar das criangas. Se for para as mulheres trabalharem, elas deveriam ser somente
professors, costureiras ou ter qualquer outro trabalho parecido.

4. A segunda interprete acha que a renda das mulheres 6 important, at6 mesmo
essencial, para as suas families. Ela ou ele pensam que as mulheres podem fazer muitas
coisas. Mulheres deveriam tentar novas formas de trabalho. Deveriam procurar trabalho
que seja interessante e rentavel.

5. Na pega, a primeira int6rprete encontra o segundo int6rprete. Tomam cafe ou algum
refresco, e depois comegam a falar. Falam sobre que tipos de trabalho as suas filhas
poderdo fazer quando ficarem mais velhas. Argumentam sobre que tipos de trabalho que
as mulheres podem e nao podem fazer.

Algumas id6ias de Tipos de trabalho

Faca com que a peca inclua algumas maneiras de ganhar dinheiro que sejam tidas como
"trabalho de homem, tais como carpintaria, reparos elktricos e criagao de animals.

6. Tome a pega engraCada! As int6rpretes podem ficar muito zangadas!

7. Lembre-se: Procure falar sobre tipos de trabalho que as mulheres podem nao ter
lembrado. Ajude-as a pensar em novas ideias. E nao se esquega divirta-se!








COISAS A SEREM CONSIDERADAS NA IDENTIFICA-
(AO DE IDEAS EMPRESARIAIS

Prop6sito: Tornar as participants aptas a identificar uma ampla gama de
possibilidades empresariais, que levam em conta as necessidades
econ6micas locais, assim como os pr6prios valores das mulheres
envolvidas.

Duraqco: 1 hora e trinta minutes.

Justificativa: A primeira ideia empresarial que algu6m identifica, freqientemente
nao 6 a melhor. Nesta atividade as mulheres tnm a oportunidade
de discutir os tipos de neg6cios que as suas comunidades podem
precisar e o que elas esperam adquirir de um neg6cio.

PREPARO PARA A SESSAO:

Materials: Folha grande de papel e caneta hidrocor.

1. Antes da Sessao procure informar-se sobre a economic da comunidade. Esta
informagco pode estar disponivel em relat6rios de escrit6rios da comunidade ou em
universidades. Ou, vocE tera que entrevistar pessoas que tenham muito contato com a
comunidade tais como agents de safide e ??????????????????. Em particular, descubra
quais as atividades econ6micas existentes na comunidade no moment e identifique
produtos e servigos que a comunidade possa precisar mas que ainda nao possui.

Passos:

1. Peca as participants para lembrarem-se da est6ria do cartaz. "Qual foi a primeira
ideia empresarial que a mulher teve? Como foi que ela fez para escolher? O que
aconteceu cor o neg6cio?"

2. Diga as participants que escolher uma ideia de neg6cio 6 uma grande decisdo. Aqui
estdo tr&s coisas para serem consideradas:

O que as pessoas compram ou desejam comprar.

O que podemos fazer e como queremos trabalhar.

Que beneficios desejamos alcancar.

Vamos discutir cada uma destas considerag6es

3. O Que As Pessoas Compram ou Desejam Comprar.

- Fale para as participants que um neg6cio nao pode ter sucesso se as pessoas nao
quiserem comprar o que temos para vender.

Pergunte a elas: "Que tipo de negocio temos na nossa comunidade no moment ?"








"De que produtos ou servigos as pessoas precisam ? "Existem neg6cios que
ja fornecem essas coisas ?".

"Quais sao alguns produtos ou servigos que nao estdo disponiveis na
comunidade ?".

Nota: D6 as participants algumas id6ias da sua coleta de informagbes e do quadro
abaixo.

EXEMPLOS DE ATIVIDADES EMPRESARIAIS

Com6rcio: Lojas, armaz6ns, transportes, restaurants, servigos (postos de gasoline,
barbearias).

Industria: Oficinas, alfaiates, construgao, prepare de comida, confeitaria, tingimento de
roupas, material para o lar (vassouras, pratos).

Agriculture: Produgao de alimentos, criacgo de animals.

4. O Que Podemos Fazer e Como Queremos Trabalhar

Explique que tambem devemos pensar nas aptidbes que ja temos ou de que
precisamos e do tipo de condigao de trabalho que desejamos.

Pega a cada participate para escolher uma parceira. Diga As parceiras para
perguntarem umas As outras:

"Que aptidoes eu tenho que poderiam ser fiteis num neg6cio ?"

Nota: Encoraje-as a incluir coisas que elas podem fazer com as maos taiss como
fazer ervas secas ), coisas que ajudariam no manejo do neg6cio taiss como habilidade
para contar), coisas que elas podem fazer corn outras pessoas taiss como expor
arguments, organizer grupos, e assim por diante).

Ap6s alguns minutes, faga com que cada mulher conte o que a sua parceira Ihe disse.
Quando todas tiverem falado, comente a diversidade de habilidades e pontos fortes
existentes no grupo. Mostre admira~io por suas habilidades. Agora, fale ao grupo que
voc6 gostaria que elas pensassem sobre as suas condic6es de trabalho. Pergunte a elas:

"Que horArio de trabalho voces prefeririam ?"

"Voces gostariam de trabalhar perto de casa ou long de casa ?"

"Que cuidado terao as suas criangas enquanto voces estiverem trabalhando ?"

"O que mais Ihes parece important sobre o trabalho de voc6s ?"


5. Que Beneficios Desejamos Alcancar.

- Explique que todo mundo pensa em ganhar dinheiro quando pensa em ter um
negocio. Este 6 o beneficio mais 6bvio, mas pode haver outros beneficios tambem.









- Desenhe o diagrama abaixo numa folha grande de papel. Explique que ha certos
neg6cios que beneficial basicamente o individuo, outros que beneficial a sua familiar
tambem, e outros que beneficial a comunidade local.




comunidade


familiar


mulheres


- Pergunte is participants:


"Al6m do dinheiro, o que voc6 como pessoa gostaria de alcangar ao trabalhar
em um neg6cio ?"

"O que voc6 gostaria de conquistar para a sua familiar ?"

"Que contribuiCao pode o seu neg6cio dar A sua comunidade ?"

Nota: Inclua ideias do quadrado a direita se as participants nao as sugerirem.

6. Para terminar esta sessdo, peca para que uma de cada vez complete a frase:

"Eu quero um neg6cio que..."

(Exemplos: Eu quero um neg6cio que ponha mais alimentos disponiveis para a minha
comunidade; Eu quero um neg6cio que precise de poucas horas de trabalho por dia; Eu
quero um neg6cio que me proporcione a maior renda possivel.)

QUE NEGOCIO DEVERIAMOS ESTUDAR ?


Prop6sito:


Nota:


Escolher um neg6cio a ser examinado nas atividades de treinamento
do estudo de viabilidade.

As participants podem decidir pela escolha de um outro neg6cio
quando o estudo acontecer verdadeiramente.


Duraco: 1 hora.







Justificativa:


Depois de listar vArias possibilidades de neg6cio, as mulheres
escolhem uma id6ia que Ihes interessa e que pode ser
economicamente viavel.


PREPARO PARA A SESSAO:


Material: Folha grande de papel e caneta hidrocor.

Pequenos pedagos de papel e fita para votar.

Passos:

1. Comece por resumir o que as participants discutiram nas duas atividades anteriores
("Sondando o Trabalho das Mulheres" e "Coisas a Serem Consideradas ao Identificar
Id6ias de Neg6cio"). Fale sobre algumas das ideias ligadas a trabalho que as mulheres
podem realizar e de algumas coisas que elas disseram que sao importantes para elas em
um neg6cio.

2. Apresente o cartaz do Primeiro Passo (pag. 35). Diga As participants que o
prop6sito da sessao 6 escolher uma id6ia de neg6cio que elas tenham vontade de estudar.
Primeiro, elas farao uma longa lista de possiveis neg6cios. Depois elas votarao na sua
preferEncia.

3. Explique que as id6ias para fazer uma lista surgirao num process de "brainstorm"
(tempestade cerebral). Leia as diretrizes no quadro abaixo para fazer o brainstorm e veja
se hA alguma pergunta.

DIRETRIZES PARA O "BRAINSTORM"

"Brainstorm" (tempestade cerebral) significa listar id6ias muito rapidamente
sem discussao. As id6ias de quem quer que seja sao valiosas. Lembre-se:

* O important 6 a quantidade de id6ias nao a qualidade.

* Nenhuma critical ou julgamento 6 permitido enquanto nao sairem todas as id6ias.

* Id6ias inusitadas ou malucas sao encorajadas.

* Tente contribuir com as id6ias dos outros (Pegue carona nas id6ias dos outros).

* Seja criativo.


4. Anote as id6ias a media em que elas forem aparecendo (usando palavras ou
simbolos). Quando voc6 tiver uma lista grande, e nenhuma id6ia nova aparecer, pare
e leia para elas o que foi listado.

5. PeCa para se lembrarem de "Coisas Que Sao Importante Lembrar" sobre um neg6cio
da Sessao Anterior.


Pergunte: "Voc6s querem acrescentar ideias novas a list ?"








"Voces acham que algumas das id6ias novas da lista nao sdo adequadas ? Se
for o caso, por que ?"

6. Divida as participants em grupos de tres ou quatro. Diga ao grupos para debaterem
as id6ias de neg6cio e escolherem quatro possibilidades. Faga que se reunam por um
period de 10 a 15 minutes.

7. Pega a uma pessoa de cada grupo para listar as id6ias de neg6cio escolhidas. Ponha
cada id6ia em um pedago de papel diferente e coloque na parede (se um neg6cio for
mencionado mais de uma vez, use apenas um pedago de papel).

8. Depois de todas as id6ias terem sido colocadas no papel, diga ao grupo que voce
gostaria que votassem nas ideias de neg6cio que Ihes parecem mais viaveis e
interessantes. De a cada mulher um pequeno pedago de papel e uma fita. Pega a todas
para colarem o papel a sua escolha.

9. Conte o nfimero de "votos" para cada ideia cor as participants:

Se uma id6ia ter mais votos do que qualquer outra, pergunte a elas:

"E este o neg6cio que voc6s querem estudar ? Por que sim ou por que nao ?"

Nota: De tempo para que membros do grupo discutam possiveis diferencas de
opiniao. Se existe um n6, pergunte:

"Qual dos neg6cios seria melhor de se estudar ? Por que ?"

Nota: D6 tempo para a discussao das vantagens e desvantagens das varias id6ias.

10. Quando parecer que o grupo chegou a um consenso, afirme o neg6cio que as
mulheres decidiram estudar e explique que elas examinarao esse neg6cio nos cinco
outras passes do "estudo de viabilidade".






SEGUNDO PASSO:


Descubra


Se As


Pessoas


Irao Comprar


Seu Produto Ou Servico









ATENTANDO PARA A DEMAND DO CONSUMIDOR

Prop6sito: Introduzir o conceito de demanda do consumidor" como fator
chave no desenvolvimento de um neg6cio viavel.

Nota: Para participants cor neg6cios ja existentes, esta atividade ndo
requer adaptagao.

Duragco: 1 hora.


Justificativa:


Antes de comegar um neg6cio, 6 essencial saber se ha clients -
um "mercado" para um produto ou servigo em particular. Esta
atividade ajuda as participants a entender o que motiva as pessoas
a comprar e as torna aptas a identificar maneiras de descobrir se as
pessoas irao comprar os seus produtos. Este pass as prepare
para fazer uma pesquisa de mercado no decorrer do pr6prio
estudo de viabilidade.


PREPARANDO A SESSAO:


Material: Quatro produtos locais e o simbolo de uma firm de prestacao de servigos
para mostrar:

Um produto com demand limitada, assim como livros.

Um produto que 6 um "luxo", assim como uma televisao.

Um produto que 6 uma necessidade, assim como um item alimenticio.

Um simbolo de um servigo com alta demand, assim como conserto de
bicicletas.


Nota:


Nao inclua o produto ou servigo escolhido pelas participants na atividade
anterior.


1. Antes desta sessdo, selecione quatro participants para uma pequena encenagao.
Escolha participants que tenham tomado parte ativamente nas sessoes pr6vias. Reina-
se corn as mulheres e d& a cada uma delas um produto ou simbolo. Depois explique que
cada uma fingira vender o produto ao grupo em pequenas apresentagbes de cinco
minutes. Cada uma a sua vez ira :

Ficar de p6 na frente do grupo.

Falar do seu produto ou servigo.

Dar o prego.


- Dizer ao grupo porque deveria ser comprado.








2. Ajude as participants a preparar as apresentag6es se necessario. Pega para que
pratiquem juntas.

Passos:

1. Apresente o cartaz do Segundo Passo. Explique que antes de abrir um neg6cio,
devemos ter certeza de que as pessoas irdo comprar o que planejamos vender.

2. Explique que algumas das participants prepararam uma pequena encenagao para
ajudar a todas a pensar no porqu8 das pessoas comprarem ou nao alguma coisa. Tenha 4
vendedoras apresentando os seus produtos um por um.

3. Depois dos produtos e servigos terem sido mostrados ao grupo, peca para que
escolham um item para comprar. Deverao levantar as maos se quiserem comprar o
primeiro, o segundo, o terceiro, ou o quarto item.

4. Discuta o porqu6 das suas escolhas sobre o que comprar:

"No que voces pensaram ao fazer a escolha ?".

"Por que um produto ou servigo teve mais demand do que os outros ?"

"Por que um produto ou servigo teve menos demand ?".

Nota: Elas podem sugerir raz6es tais como o produto ser mais 6til, ou mais
atraente, ou mais barato.

5. Pega As participants para se lembrarem da est6ria do cartaz. O que a mulher fez
depois de decidir pelo segundo produto ? Por que ela foi para o mercado e o que foi que
ela descobriu ?

6. Agora, solicite as participants que finjam que sao vendedoras.

"Para cada um dos quatro itens, como voce pode descobrir se as pessoas os
comprarao ?"

"Onde voce iria, com quem voc6 conversaria, o que voce pediria ?"

Nota: Acrescente id6ias do quadrado a seguir, se nao form sugeridas pelas
participants.

Reveja as ideias colocadas pelas participants. Diga que elas farao uso desses m6todos
sobre como descobrir qual 6 a demanda da clientele" quando verdadeiramente fizerem o
seu estudo.























SERA QUE AS PESSOAS
PLANEJAMOS VENDER?


Prop6sito:


Note:


Duragco:


Justificativa:


vAo


COMPRAR O QUE


Determinar se existe mercado para o neg6cio planejado pelas
participants.

Para mulheres com neg6cio ja existentes, utilize esta atividade
para repensar o mercado com relagao ao seu produto ou servigo.


1 hora.


Esta atividade ajuda as participants a examiner com mais
profundidade se as pessoas irao comprar o seu produto ou servigo.
Devem levar em considera9do a demand com rela9ao ao seu
neg6cio e os competidores ja existentes.


PREPARO PARA A SESSAO: Nenhum.

Passos:

1. Diga as participants que agora vdo examiner uma demanda de consumidor" para a
sua idWia de neg6cio.

2. Divida o grupo pela metade. Pe9a a um dos pequenos grupos para pensar no maior
numero de razoes que puder para as pessoas quererem comprar o seu servigo. Pega ao
outro grupo para pensar em todas as razoes que consiga para as pessoas quererem
comprar o seu produto ou servigo. D8 em torno de dez minutes para a discussao.

3. Pega a um ou dois membros de cada grupo para apresentar as id6ias do seu grupo.
Agora, pergunte as participants.

"Voces acham que as pessoas comprardo o seu produto ou servigo? Por que
sim ou por que ndo?"

4. Pega as participants para que pensem em quem seus clients podem ser:


MANEIRAS DE DESCOBRIR O QUE AS PESSOAS COMPRARAO

Visite e observe: Consumidores em um mercado ou loja
O que as pessoas tern em suas casas

Fale cor: Pessoas que ja estao vendendo um item
Pessoas que voc6 imagine que poderdo estar
interessadas em um item

"Entendidos no assunto", tais como agents que podem ter acesso a
relat6rios.








Onde moram?

Que idade eles tem? So homes, mulheres, ou criangas?

Qual e a renda deles?

Como poderao saber sobre o seu produto ou servigo?

Sera que ainda irao querer comprar o seu produto ou servigo daqui a um
ano?

5. Explique as participants que al6m de conhecer a demand do consumidor, devemos
tambem saber sobre a competicgo. Discuta:

"Existem outros neg6cios produzindo o que planejamos produzir?"
"Existe suficiente demand por parte dos consumidores para um outro
neg6cio desse genero? Como podemos saber?"
"Por que alguem compraria de n6s e nao de um competitor?"

Nota: Se as participants nao os discutirem, sugira os seguintes fatores:
Conveniencia, qualidade, relacionamento pessoal (confianga), prego,
atratividade do produto, e uma boa promocao tal como amostra gratis ou
cartaz pela cidade.

6. Agora, diga as participants que 6 tempo de resolver se existe um mercado para a
id6ia ou nao. Pergunte:

"Voc6s acham que ha clients para o seu produto ou servigo?"
"Eles continuarao querendo comprar o seu produto ou servigo?"
"Voc6s acham que podem competir cor os produtores jA existentes?"

Nota: Se elas nao tiverem certeza, lembre-as de que elas fardo um estudo de
viabilidade complete mais tarde. Se responderem a essas perguntas com
um ligeiro sim, isso sera o bastante.

7. Se as participants responderem As quest6es no item 6, proceda ao Terceiro Passo.
Se nao, retome o Primeiro Passo e escolha um outro produto ou servigo para estudar.
Mulheres com neg6cios existentes que nao puderem responder "sim" a estas quest6es
poderao tamb6m desejar o encaminhamento para o Primeiro Passo e por em
consideragao neg6cios alternatives.

8. Diga as participants que no pr6ximo encontro conversarao com alguem que conhece
o tipo de neg6cio escolhido por elas. Pergunte se elas tem algumas sugest6es quanto a
uma boa pessoa a quem se possa recorrer. Para terminar, pega para que pensem em
perguntas que gostariam de fazer a essa pessoa.

Nota Especial: A primeira atividade no Terceiro Passo envolve organizer a visit a
um neg6cio ou o comparecimento de uma pessoa de um neg6cio a ser estudado na sua
reunido. Certifique-se que ha o tempo que for necessario no prepare dessas visits.
Veja "Preparo para a sessdo", ou detalhes.






TERCEIRO PASSO:

Determine Como O Neg6cio Funcionara









O QUE SABEMOS, O QUE PRECISAMOS SABER

Prop6sito: Fornecer meios para que as participants aprendam mais sobre
como operar o neg6cio proposto, o procedimento t6cnico em
particular.

Nota: Esta atividade pode servir de revisAo para mulheres cor neg6cios
ja existentes.

Duragao: 2 horas.

Justificativa: Conhecimento tecnico 6 um outro fator no desenvolvimento de um
pequeno e bem sucedido neg6cio. Ainda que as mulheres se
julguem entendedoras na produgao do que quer que pretendam
comercializar, esta atividade habilita o grupo a discutir em
conjunto o process t6cnico, e definir rumos para incrementa-lo.

PREPARO PARA A SESSAO:

Material: Pessoa conhecedora do neg6cio a ser estudado visita ao local de
trabalho ou apresentag9o na reuniRo).

1. Antes da reuniao, contate algu6m que tenha um neg6cio como o que as participants
estao estudando ou algu6m que conhega esse tipo de neg6cio. Encontre-se cor a
pessoa e diga que as participants gostariam de encontrar-se cor ele/ela para conversar
sobre como seu empreendimento funciona. Se for possivel, acerte levar as mulheres A
sede do neg6cio, para que possam ver como as coisas sao feitas. Se a pessoa em
questdo vier A sua reuniao, solicite-lhe que se prepare para demostrar aspects do
procedimento t6cnico para as participants.

Passos:

1. Procure reunir-se com as participants por volta de trinta minutes antes de se
encontrar com a pessoa conhecedora do neg6cio a ser estudado. Pendure o cartaz do
terceiro pass.

2. Pega as participants para lembram-se da mulher da est6ria do cartaz. O que
aconteceu quando ela tentou fazer o seu primeiro produto? Por que ela teve problems
na producgo dos itens?

3. Diga As participants que hoje elas terao a oportunidade de conversar cor um
conhecedor do neg6cio que elas estao estudando. Antes do encontro, 6 important que
o grupo saiba o que ainda precisam saber.

4. Pergunte As participants:

"O que voc6s ja sabem sobre o negocio e sobre o process de produgao
em particular?"

Deixe que as mulheres com experiencia ou cor ideias tenham a chance de falar.








5. Agora, tamb6m precisamos pensar sobre:

"O que nao sabemos sobre o neg6cio, ou sobre o qu6 nao temos certeza?"

6. Encoraje as participants a pensarem em quest6es especificas que gostariam de
perguntar ao especialista, tais como:

"O que esta envolvido no process de produg~o, do comego ao fim?
Quanto tempo leva um ciclo de produgao?"
"Que recursos/suprimentos sao necessarios e onde consegui-los? Quanto
custam?
"Que habilidades sao necessarias e como aprend6-las?"
"Quem compra o seu produto? Por qua?
"Que problems voce tem encontrado pela frente?"
"Que conselho poderia nos dar?"

7. Agora as participants estdo prontas para encontrar o especialista. Certifique-se que
ele(a) da tempo para que as participants fagam suas perguntas.

8. Ap6s o encontro, converse com as participants sobre o que elas aprenderam.
Pergunte o que foi que elas ficaram sabendo na reuniao que nao sabiam antes. Para
sintetizar o que elas consideraram mais valioso, pergunte:

"A informacgo mais 6til que eu tive sobre o neg6cio foi ..."



COMO VAMOS TRABALHAR?

Prop6sito: Tornar os participants capazes de discutir como vao organizer o
neg6cio, em terms de produgao, finangas, e administracao.

Duracao: 1 hora.

Justificativa: Alem do "know-how", operacionalizar um neg6cio envolve o
gerenciamento de pessoas, dinheiro, e recursos. Esta atividade
ajuda as participants a planejar como sera organizado o seu
neg6cio.

PREPARE PARA A SESSAO:

Materials Folha grande de papel e caneta hidrocor.

Passos:

1. Pergunte as participants se elas trouxeram outras ideias do encontro cor o
especialista. Explique que o especialista as ajudou a aprenderem sobre os processes
t6cnicos do seu neg6cio.

Para operacionalizar um neg6cio, tambem precisamos pensar em como nos
organizaremos para fazer o trabalho.








2. Diga as participants que voce gostaria que elas pensassem sobre algo que elas
tenham feito corn outra mulher, assim como planejar uma festa ou um event da escola.
Pergunte a virias delas sobre como o trabalho se dividiu e sobre quem decidiu o que
cada uma faria.

3. Explique que a operacao de um neg6cio envolve:



Produ go: Quem fara o que para fazer o produto ou servigo? Qual sera o
nosso cronograma de produgao?

Financas: Quem cuidara da contabilidade e como os lucros serdo
compartilhados?

Administracfo: Quem cuidard da encomenda de material, do preenchimento de
quaisquer papdis requeridos para fazer contratos, e assim por
diante.

(Escreva cada item em palavra ou simbolos, e em folha grande de papel ao apresenta-lo.)

4. Converse com as participants sobre estas tr&s fung6es. Respond as perguntas que
possam ter sobre o que estd envolvido em cada fungao. Pega As participants que Ihe
deem exemplos de neg6cios organizados de maneiras diferentes. Como um lojista
normalmente organize o seu neg6cio? Como se organize uma cooperative?

5. Divida as participants em grupos de quatro ou cinco. Pega a cada grupo para
discutir:

6. Leve em torno de 15 minutes para as discusses dos pequenos grupos. Visite cada
grupo durante a discussao para esclarecer itens ou fornecer informagdo adicional.

7. Pega a uma ou duas pessoas de cada grupo para resumir a discussao. Ap6s os
relates, coloque estas quest6es:

"Para organizer um neg6cio, em que concordamos?"
"Do que discordamos?"
"Sobre o que devemos nos informar mais a fundo?"

8. Se as exig6ncias legais com relagao a um neg6cio nao aparecerem durante a
discussao, pergunte as participants:

"Quais as exigencias legais para operacionalizar um neg6cio ou
cooperative?"
"Como podemos nos informar?"

9. Termine a sessao lembrando as participants que elas terdo informag6es mais
detalhadas sobre organizagao empresarial no estudo de viabilidade propriamente dito.

Nota Especial: A segunda atividade do Quarto Passo, "Encontrando Exemplos de
Custos Empresariais" involve uma "viagem de exploracao". Articule-se para a visit,
com relagdo ao transport em particular, com bastante antecedEncia.






QUARTO PASSO:

Calculando os Custos Empresariais









TIPOS DE CUSTOS EMPRESARIAIS

Prop6sito: Apresentar as participants os tipos de custo que terao no seu negocio.

Nota: Para neg6cios ja existentes, utilize esta atividade para rever custos em
vigor.

Durago: 1 hora e trinta minutes.

Justificativa: No planejamento de um neg6cio, alguns custos sdo obvios, enquanto
que outros estao ocultos. Por exemplo, as participants poderao pensar
em suprimentos que precisam comprar mas nao incluir o custo do
treinamento para melhorar as suas habilidades. Esta atividade apresenta
oito categories de despesas que as participants necessitam levar em
consideragdo cor relagdo ao seu proprio neg6cio.

PREPARACAO PARA A SESSAO:

Material: 8 cartazes de Custo Empresarial (veja pag ... para amostras).

1. Antes da sessqo reveja os cartazes de custos empresariais. Se voc6 pensa que as
participants entenderdo estes simbolos, use estes cartazes (ou c6pias deles) na sua
reunido. Se nao, peca a um artist local para desenhar simbolos que sejam apropriados
para seu grupo.

2. Leia as perguntas do exemplo na pag. 54

Passos:

1. Pendure o cartaz do Quarto pass. Explique as participants que agora elas vao
aprender sobre custos empresariais.

2. Pega para que pensem sobre a est6ria do cartaz. Em que despesas a mulher pensou
para fazer o segundo produto?

3. Pega as participants para pensarem sobre um outro exemplo.

Pergunte: "Se voce estivesse iniciando um negocio de cozinhar para fora e as
pessoas viessem para comprar a comida preparada por voce, quais
seriam todas as coisas em que voc6 deveria gastar dinheiro?"

4. Discuta a questdo por mais ou menos dez minutes. Sugira as seguintes coisas caso as
participants nao as mencionem:

- Comida, gas para cozinhar, pirex, vasilhames.

- Animais ou veiculos para ir onde se compra comida.

- Area para cozinhar, eletricidade ou combustivel, talvez uma barraca de mercado.


- Pagamentos para pessoas que ajudam na cozinha.








- Treinamento se houver necessidade de ajudantes extras na cozinha.

- Embalagens para a comida.

Cartazes para anunciar o seu neg6cio.

5. Explique que os custos empresariais que elas identificaram podem ser agrupados em
oito gEneros. Apresente e pendure os oito cartazes um por um.

6. Divida as participants em grupos de tr6s. Diga aos times para que prepare peas
de um ou dois minutes para encenar os cartazes. Por exemplo, o time de "Transporte"
pode imitar um 6nibus. Designe os cartazes para cada time (alguns times poderao ter
mais de um), mas nao deixe que os outros times fiquem sabendo.

7. Peca para que cada grupo apresente a sua pega e para que os outros times
adivinhem qual o cartaz que elas estao apresentando.

8. Apos as peas, use novamente os cartazes. Discuta cada cartaz um por um. Para
cada cartaz, pergunte:

"Quais sao as perguntas que voc6 precisa fazer para descobrir os
custos?" (Veja pag. 54 para exemplos de perguntas).

9. A media que as mulheres forem dando suas id6ias, anote as perguntas para uso
future.

Nota: E important que o facilitador tenha um registro destas perguntas
mesmo que as participants nao saibam ler e escrever.

10. Termine a atividade dizendo que a proxima sessdo envolvera um passeio pela
comunidade a procura de exemplos de custos empresariais.

CARTAZES DE AMOSTRA E PERGUNTAS
Material:

* Que materials voce precisa para comegar um neg6cio?

* Como voc6 poderia descobrir isto se voc6 nao soubesse?

* Onde voc6 conseguiria os materials?
Transporte:

* De que transport voc6 necessita para conseguir os suprimentos e vender o seu
produto?

Acomodac6es:

* Onde ficara o seu negocio?

* Voc6 precisa de agua, eletricidade, ou outros recursos?








Trabalhadores:

* Quem fari o trabalho?

* Quanto vale o nosso tempo?

* Voce precisa dispor de outros trabalhadores?

Treinamento:

* De que habilidades voc6 precisa? Como voc6 ira aprend6-las se voc6 ainda ndo as
possui?

Embalagem:

* O negocio requer embalagem? De que tipo? De onde virdo os materials?

Divulgagco:

* Como voc6 anunciara o seu neg6cio?

Dinheiro:

* Onde voc6 conseguira empr6stimos ou cr6dito para comecar a operacionalizar o seu
neg6cio?

* Quanto voc6 precisara pagar de juros?

ENCONTRANDO EXEMPLOS DE CUSTOS
EMPRESARIAIS

Prop6sito: Tornar as participants capazes de identificar algumas das verdadeiras
despesas em seu neg6cio.

Nota: Esta atividade pode ser omitida no caso de neg6cios ja existentes ou
usada para identificar maneiras de reduzir despesas.

Duracqo: 3 a 4 horas.


Justificativa:


Esta atividade torna os oito tipos de custos empresariais mais reais do
que "abstratos". Ir de encontro a comunidade e encontrar exemplos de
despesas ajuda as participants a lembrarem das categories de custo.
Tamb6m as torna aptas a identificagao de diferentes opg6es para uma
despesa em particular, tais como diferentes meios de transport.


PREPARO PARA A SESSAO:


Material: Uma ou mais cameras Polaroid e filme (se nao for possivel, d8 a cada
participate um papel e um lapis para desenhar)








1. Faga articulag6es para a visit a comunidade. Escolha um lugar onde as participants
poderao encontrar exemplos de despesas para o negocio que estao estudando.

2. A camera Polaroid e usada para fotografar exemplos de despesas empresariais. Isto
fornecera as participants um registro visual do que encontrarem. Se nao houver uma
camera disponivel, as participants poderao desenhar o que virem.

3. Certifique-se de permitir meia hora de discussao antes do passeio e uma hora ap6s o
passeio. Se isto for muito para um dia s6, deixe a discussao de depois do passeio para o
dia seguinte.

Passos:

1. Antes do passeio, encontre-se com as participants em algum lugar onde possa ter
uma discussao de trinta minutes.

2. Peca as participants para darem nome aos oito tipos de custos. Diga a elas que o
proposito do passeio e encontrar exemplos de custos para o negocio escolhido por elas.

3. Divida o grupo em times de cinco. Explique:

"Cada grupo devera encontrar um exemplo de cada uma das oito
categories de custos e fotografa-la (ou desenha-la). Cada time tirara (ou
desenhara) oito retratos. Os membros deverao decidir entire eles que
retratos irao tirar (ou desenhar). Se um tipo de custo nao se aplica ao
seu negocio, encontre um exemplo para um outro negocio".

Nota: Se estiverem usando uma camera, encoraje os times a permitirem que
cada uma de uma vez tire um retrato.

Veja se ha perguntas.

4. Ensine-lhes como usar a camera e deixe que pratiquem.

5. Conceda-lhes alguns minutes para agruparem-se em times antes de partir.

6. Arrume um tempo e um lugar para todos os times se encontrarem ap6s terem
terminado corn as fotografias ou cor os desenhos. Se voc6 tiver apenas uma camera,
descubra uma maneira de compartilha-la.

7. Saia para o passeio de reconhecimento.

8. Apos o passeio, reina-se com as mulheres por algo em torno de uma hora. Pergunte:

"Poderia cada um dos times mostrar as suas fotos e descrever por que as
selecionou?"
"Como foi que voc6s, como um time, decidiram que fotografias tirar?"
"Que novas id6ias voc6s tem sobre custos em seu neg6cio?"








O QUE PRECISAMOS COMPRAR? QUANTO IRA
CUSTAR?

Prop6sito: Tornar as participants aptas a decidir sobre as necessidades especificas
do seu neg6cio cor relagao aos oito tipos de custos empresariais.

Nota: Negocios ja existentes podem se valer desta atividade para rever custos
ou determinar maneiras de reduzir custos.

Durago: De uma hora e trinta minutes a duas horas.

Justificativa: Os calculos financeiros para o negocio planejado pelas participants
comegam nesta atividade. Elas fazem uma id6ia do que precisam para comegar e
operacionalizar o neg6cio e quanto custard. Elas tnm que saber isto para determinar se o
neg6cio pode ser rentavel.

PREPARACAO PARA A SESSAO:

Material: 8 cartazes de "Custo Empresarial"

Folha grande de papel e caneta hidrocor.

Quadros para "Comecar" e "Operacionalizar" despesas (Veja pg.58/59)

1. Leia corn atengao esta atividade e pratique usando os quadros para calcular os customs
de um neg6cio que Ihe seja familiar.

2. Pense nas despesas que estardo envolvidas no negocio planejado pelas participants.
Faca uma estimativa quanto ao prego de alguns itens especificos, para que voc6 esteja
preparado para ajudar as participants cor os calculos.

3. As participants que nao puderem ler e escrever poderdo ter alguma dificuldade cor
os calculos financeiros. Agende intervals para que nao se cansem, e as encourage!

Passos:

1. Pendure os oito cartazes de custo. Mais uma vez reveja os oito tipos de custo
empresarial. Diga-lhes que elas e que determinarao os custos para a sua ideia de neg6cio
nesta atividade. Lembre de a elas que muito disto sera na base da adivinhagao e que nao
se preocupem se nao tiverem as cifras exatas. O prop6sito desta atividade e aprender a
calcular os custos para o estudo complete.

2. Pega para se lembrarem da est6ria do cartaz. Para o segundo produto, como foi que
ela se decidiu com relaaoo as despesas?

3. Lembre-as de que primeiro ela viu o que ela precisava para comecar o neg6cio e que
depois 6 que ela viu o que precisava para operacionaliza-lo. Elas fardo o mesmo.


4. Pendure o cartaz das despesas "para comegar":








DESPESAS "PARA COMECAR"


Recursos


Do Que Precisamos Onde Podemos Conseguir Quanto Vai Custar


Material


Transporte


Acomodag6es


Trabalhadores


Treinamento
Trabalhadores

Empacotamento


Divulgacao


Total:


5. Peca as participants para resolverem o que precisarao para comecar o neg6cio:

Do que precisamos? E, em que quantidade?

Onde podemos conseguir?

Quanto vai custar?

As participants poderao querer contribuir com alguma coisa para o
neg6cio para diminuir as despesas. Ainda que ndo tenham que comprar um item em
particular, ajude-as a compreender que tem valor e que e parte do seu investimento.

Depois, use o quadro para calcular os custos: primeiro, para um ciclo
de produqgo e segundo, para um ano de funcionamento.

Nota: As participants deverao incluir o seu trabalho como sendo um custo.
Leve-as a fazer uma estimativa de horas de trabalho para depois multiplica-las pelo
numero de horas trabalhadas.












Despesas Operacionais


Recursos

Material

Transport

Acomodaqes

Trabalhadorcs

Trcinamcnto dc trabalhadores

Empacotamento

PromoqSo

Pagamentos a prazo


Do que precisamos


Onde podemos conseguir


Quanto custard por um ciclo


Quanto custard por um ano


(* Custos anuais = Custo de um ciclo multiplicado pelo numero de ciclos de um ano )








9. Complete o quadro de Despesas Operacionais

10. Diga as participants que alem de calcular as despesas "para comeqar" e as
"operacionais", 6 uma boa id6ia planejar um fundo de reserve para consertos,
substituig6es ou despesas nao previstas. Discuta quanto elas pensam que podem precisar
como reservea" para o seu neg6cio.

Nota: Em terms empresariais, a reservea" pode ser considerada uma "subsidio
depreciativo".

11. Agora, aponte para o cartaz de "Dinheiro". Pega ao grupo para que pense no
dinheiro de que disp6em para o neg6cio:

"Quanto dinheiro voc6s tem? Quanto voc6s precisariam pedir
emprestado para abrir o neg6cio e comegar a administra-lo?"

"Onde voces podem conseguir um empr6stimo, se necessario?"

"Quais serao os juros? (Diga as participants que pagamentos de
empr6stimos mais os juros devem ser incluidos em "despesas").

12. Nao se desfaga dos quadros e da informagqo sobre os juros. Serao necessarios para
o Sexto Passo.

13. Para terminar a sessdo, congratule o grupo por todo o seu empenho!






QUINTO PASSO:


Fa~a


Uma Estimativa


Do Lucro


Vendas.


Das









VENDENDO UM PRODUTO OU SERVICE

Prop6sito: Apresentar as participants os tipos de decisdo que precisam tomar
relacionadas a venda de um produto ou servigo.

Nota: Neg6cios ja existentes podem usar esta atividade para identificar lacunas
ou problems nos seus habitos de venda.

Durac o: 1 hora e trinta minutes.

Justificativa: As participants ja pensaram em produgio e na operacionalizagdo de um
neg6cio. Ateng~o cuidadosa tambem precisa ser dada as vendas. Na maioria dos casos,
os neg6cios tnm opgses cor relacRo a quanto vender, por que prego, onde e quando.
Estas decisoes afetam muito o lucro das vendas. Esta atividade levanta quest5es sobre
decis6es de venda a serem consideradas pelas mulheres no planejamento dos seus
proprios negocios.

PREPARO PARA A SESSAO:

Material: "A Est6ria de Rhoda" e "A Est6ria de Zenab".

"O Vendedor de Pano".

1. Prepare a peCa sobre uma mulher que compra e vende pano (veja instruc6es na
pag. 94)

Passos:

1. Mostre o cartaz do Quinto Passo. Explique que esta atividade apresenta decisoes que
precisam ser tomadas para vender um produto ou service.

2. Diga a elas que esta est6ria e sobre Rhoda, uma mulher que, como elas, tinha o seu
proprio negocio.

3. Leia a est6ria.



"A ESTORIA DE RHODA"

Um dia Rhoda resolve vender verduras no mercado, assim como suas
amigas. Com 50 moedas de suas economies, ela comprou 50 batatas de uma fazenda
pr6xima por uma moeda cada. Ela resolve vender as batatas por duas moedas cada.

Ela encontrou uma barraca vazia onde p6s as batatas para as pessoas
comprarem. Suas amigas Ihe disseram que o dono das barracas, viria recolh6-las a tarde.
Ela pensava em vender todas as batatas e pagar ao home tirando o lucro de 100
moedas que esperava ter.









Pela tarde, Rhoda tinha vendido todas as suas batatas. O seu preco de
duas moedas cada era tao barato que todas as pessoas queriam comprar dela. Ela tinha
obtido 100 moedas com as suas vendas.

Depois o home veio para coletar as barracas e Ihe disse que o prego
era de 100 moedas. "Isso foi tudo que eu juntei hoje!" disse Rhoda. Ela teve que lhe
dar as 100 moedas e voltou para casa sem um tostao. Ela tinha perdido as 50 moedas
das suas economies e as 50 moedas que tinha ganho.

4. Depois de contar a est6ria, pergunte as mulheres:

"Qual era o problema de Rhoda?"
"O que ela deveria ter feito?"
"O que teria acontecido se ela tivesse avaliado as suas batatas em trEs
moedas cada?"
"O que teria acontecido se o home tivesse cobrado 150 moedas por
mesa?"
"Em que coisas Rhoda precisava ter pensado quando resolve abrir o
seu neg6cio?"


Se as mulheres nao tiverem estas id6ias, sugira:

Quantas batatas a comprar; quantas batatas ela poderia vender; que
outros custos ela teria; o prego das batatas das outras vendedoras.

5. Leia a estoria de Zenab.



"A ESTORIA DE ZENAB"

Zenab resolve que queria vender frutas. Ela se perguntou: Quanto
custa iniciar um negocio de frutas? Ela foi ao fazendeiro e perguntou quanto custaria
comprar 50 unidades de fruta. Depois ela foi ao home das barracas e perguntou
quanto custaria uma barraca por um dia. Finalmente, ela foi ao mercado e visitou outras
vendedoras de frutas para ver que tipos de frutas elas tinham e quanto cobravam pela
unidade. Ela agora tinha informa.ao suficiente para responder a questdo: Quais serao
os meus custos?

Agora ela pensou sobre: Por quanto eu devo vender a fruta? Em um
dia, quanto posso vender? Ela voltou ao mercado. Ela ficou pr6xima das barracas de
frutas e contou as pessoas que passavam. Depois ela contou quantas pessoas
compravam frutas. Ela viu que as pessoas comprariam as frutas dela se ela as vendesse
no mercado.

Ela foi para casa anotar os seus custos e o lucro possivel. Ela tentou
fazer uma ideia de quantas unidades de fruta ela precisaria vender e a que preco para
obter lucro.


No dia seguinte ela comprou as suas frutas e comegou o seu negocio.








6. Pega para que discutam: "

"O que ha de diferente entire Zenab e Rhoda?"
"Zenab tem mais chances de sucesso do que Rhoda?"
"Por que sim ou por que nao?"
"Que decis6es Zenab tomou antes de vender fruta?"
"O que voce aprendeu de Zenab e Rhoda que 6 important para voc6
pensar quando voc6 for vender o seu produto ou servico?"

7. Agora apresente a peca sobre a mulher que compra e vende pano.

8. Ap6s a peqa, pergunte ao grupo:

"Quanto foi que ela pagou por cada pega de pano? Quanto no total?
Sobrou algum dinheiro para ela?"
"Por quanto ela vendeu o pano?"
"Qual foi o seu lucro?"

9. A seguir, pergunte as participants quanto dinheiro ela realmente ganhou?

"Quais foram as suas despesas?" (Exemplos: Transporte para comprar o
pano, as horas tomadas do seu tempo para comprar e vender, e o
aluguel da barraca do mercado.)
"Qual 6 o valor dessas despesas?"
"Subtraia estes custos do preco de venda do pano.
Compare este montante com o montante que ela pagou pelo pano."
"Ela ganhou ou perdeu dinheiro?"

10. Para terminar, pergunte as participants:

"Como ela poderia ter obtido lucro (ou um lucro maior)?"

Discuta maneiras de reduzir despesas ou a necessidade de encontrar um
outro negocio.



QUANTO PODEMOS VENDER, E POR QUANTO?

Prop6sito: Tornar as participants aptas a fazerem uma projecao dos lucros das
vendas da sua ideia empresarial.

Nota: Para negocios ja existentes, utilize esta atividade para repensar pregos e
competidores em vigor.

Duracgo: 2 horas.

Justificativa: A atividade do Quarto Passo, "O Que Precisamos Comprar? Quanto
Vai Custar?", envolveu as mulheres no calculo das suas despesas
empresariais. Esta atividade apresenta o pr6ximo cilculo financeiro no
estudo de um negocio, que e a estimativa dos lucros corn as vendas.








Nesta atividade as participants fixam um prego em um produto ou
servigo e fazem uma proje9~o de lucro em uma base diaria, semanal e
mensal.

PREPARO PARA A SESSAO:

Material: Cartazes de prego e competigao (Veja pag. 99 e 101 para amostras).

"Quadro de Custo mais Lucro" e "Quadro de Vendas" desenhado em
folha grande (Veja pag. 66 e 67).

1. Antes da sessdo, olhe para os cartazes amostra de "preqo" e "concorr6ncia". Se
voc6 acha que as participants irAo entender os simbolos, use estes porstes (ou c6pia
deles) na sua reuniao.

Se nao, solicite a um artist local que desenhe simbolos que forem
apropriados para o seu grupo.

2. Pratique completar o "Quadro de Custo-Mais-Lucro" e o "Quadro de vendas" com
um produto que Ihes seja familiar. Pense no preco que elas podem fixar ao item, baseado
no que voc6 sabe sobre precos existentes e no que as pessoas se dispiem a pagar. Seja
realista.

3. Cuide para que haja intervalos e encorajamento para que as participants nao se
desanimem cor os cAlculos financeiros.

Passos:

1. Diga as participants que estimar as vendas 6 a parte arriscada do neg6cio. E
possivel determinar custos com bastante exatiddo. Mas o volume das vendas sera
sempre uma estimativa. Esta atividade Ihes ajudara a serem realistas com relagdo as
projeq6es de vendas. Poderemos escolher um neg6cio que nao seja de fato rentavel.

2. Coloque os dois cartazes para "preco" e "concorr6ncia". Lembre-as de que usaram
oito cartazes para estimar os custos do negocio. Estes dois novos cartazes mostram
coisas nas quais devemos pensar ao estimar quanto vamos vender: prego e competigao.

3. Aponte para o cartaz de prego. Explique que fixar o prego de um produto deve ser
uma decisao muito cuidadosa. Pergunte:

"Quanto voce vai cobrar por um dos itens que voc6 pretend vender?
(Por exemplo, quanto custaria uma batata?)"
"Como foi que voc6 decidiu o preco?"
"Os clients podem pagar esse montante?"

4. Diga as participants que "Custo-Mais-Lucro" 6 um m6todo que muitas pessoas
utilizam para determinar o prego. Use o quadro para ajudar as participants a fixarem o
seu prego:









Custo-Mais-Lucro = Preco

1. Liste os custos mensais:

Material

Transporte

Acomodag6es

Trabalho/Salarios

Empacotamento

PromoCao

Pagamentos

de emprestimos/impostos

Outros

Custo Total

2. Liste o numero de itens que voc6 produz a cada mes.

3. Divida: Custos (total de #1) = Custo por item.
Itens (#2)
Exemplo:

Custos: 100 moedas por mis = 5 moedas por item
20 itens
4. Discuta: Quanto eu acrescento ao custo de cada item para obter lucro? Qual e um
montante razoavel para acrescentar como lucro? Como posso saber se isso e razoavel?.

Nota: Testes de mercado sao uma boa maneira de saber se os consumidores
estao dispostos a pagar.

5. Adicione o Custo por item e a Margem de Lucro para cada item e voce tera o prego
de venda para cada item. Exemplo: 5 moedas + 1 moeda = 6 moedas por item.









5. D um interval.

6. Agora, mostre o cartaz a seguir sobre "Concorr6ncia". Assinale que e essencial que
conheqamos a nossa concorr6ncia para estimar-mos o lucro com as vendas. Discuta:

"Quern sao os seus concorrentes?"
"0 que voc6 sabe sobre eles?"
"Quanto cobram por dia? (Por semana? Por mes?)"
"Voce levou em conta esse prego quando voce estabeleceu o seu
preco?"

"Se o prego 6:

(1) Maior que o do concorrente : Por que voc6 acha que as pessoas
irao comprar de voce?
(2) Menor que o do concorrente: Voc6 sera capaz de ter lucro?"

"Quanto eles cobram por um item?"
"Quanto vendem por dia? (por semana? por mss?)"
"Voc6 levou em consideraqao esse preco ao fixar o seu?"
"Se o prego e:

(1) Maior que o do concorrente : Por que voc6 acha que as pessoas
irao comprar de voce?
(2) Menor que o do concorrente: Voce sera capaz de ter lucro?"

7. Pergunte as participants se elas querem mudar o prego. Faga com que cheguem a
um consenso quanto ao prego de venda. (Lembre que isto 6 uma adivinhagio e que
durante o estudo complete elas terao mais informagdo em que basear a sua decisdo).

8. Agora, apresente o "Quadro de Vendas" e trabalhe corn elas no preenchimento dos
montantes para determinar os lucros com as vendas.


QUADRO DE VENDAS
Um dia: Preco por item x Numero de Itens Vendidos = Lucro Diaio corn as Vendas

x

Semanal: Lucro Diirio corn x Nimero de Dias de = Lucro Semanal corn Vendas
as Vendas Trabalho por Semana
x

Mensal: Lucro Diario com x Nuimero de Dias de x Lucro Mensal corn as
as Vendas Trabalho por MWs Vendas



Anual: Some o Lucro Mensal por 12 meses: =
+ + + + + + + + + +
T- -- -


9. Pergunte se elas t6m perguntas ou se precisam de mais explicag6es antes de passar
para o pr6ximo pass.






SEXTO PASSO:


Decida:


Este Neg6cio E Uma Boa Ideia?









COMO CALCULAR LUCRO E FLUXO MONETARIO

Prop6sito: Apresentar o conceito de lucro e o que o determine.

Nota: Se as mulheres cor neg6cios ja existentes tiverem uma boa
compreensao do que seja lucro e fluxo monetario, esta atividade
podera ser dispensada.

Duracgo: 1 hora.

Justificativa: As mulheres no seu program nao podem se dar ao luxo de perder
dinheiro em uma aventura empresarial. Esta atividade as tornara
aptas a entender que lucro = ganho cor as vendas menos custos.

PREPARO PARA A SESSAO:

Material: 3 sacos de bala cor vinte unidades cada

"Est6ria de Cartaz" e cartazes

Folha grande e caneta hidrocor

Quadro de fluxo monetario em branco (Veja pg. 73)

Passos:

1. Mostre o cartaz do Sexto Passo. Explique que este e o iltimo pass na realizagao de
um estudo de viabilidade. As participants agora dirdo que beneficios colherao corn o
seu neg6cio e se e merecedor do seu tempo e esforgo.

2. Divida as mulheres em tr6s grupos. DE a cada grupo um saco de balas. Diga:

"Cada saco foi comprado na cidade mais proxima por 100 moedas".
(Mude este montante para um que se encaixe a sua realidade.)
"Resolva por quanto voce vai vender cada unidade de bala e quanto
voce tera de lucro. Justifique o seu prego."
"Voc6s tnm dez minutes para discutir e decidir."

3. Peca a cada grupo para relatar. Para cada grupo, escreva:

Prego Ganho corn a Venda Despesas Lucro

Grupo 1

Grupo 2

Grupo 3


(Confira se os seus calculos estao corretos.)








4. Discussed:

"As figures sao diferentes ou iguais? Se diferentes, por qua?"
"Algum dos grupos esti de fato perdendo dinheiro? Por que?"
"O que voc6 aprendeu no exercicio cor as balas?"

Nota: Certifique-se de que o grupo ira discutir os custos em acrescimo as 100
moedas que foram gastas na aquisicao das balas, tais como: transport, embalagem,
trabalho e assim por diante.

5. Agora apresente parte da Est6ria do Cartaz novamente. Leia e mostre os cartazes
dos ne 12 ao 16. Discuta. Responda a quaisquer dfividas que elas tenham.

6. Pergunte: "O que voc6s acham que as mulheres da estoria deveriam fazer com seus
lucros? (ao cabo de 3 meses, 6 meses, 1 ano?)"

Nota: Fale da importancia de economizar para despesas de emergEncia e para
reinvestir no negocio.

7. Explique que alem de determinar se podemos lucrar, e precise determinar quando
vamos lucrar. Precisamos conhecer o nosso "fluxo monetario".*

8. Conte a est6ria do casal que quer comprar uma cama. Quando for contando a
est6ria, anote as economies e as despesas no quadro de cada mes.

* Para uma explicacao mais detalhada de "fluxo monetario" veja pg. 100.


PODEMOS COMPRAR UMA CAMA?

Rosa, Pablo e os seus filhos vivem juntos em um pequeno vilarejo. Eles
gostariam de comprar uma cama que custa 50 moedas. Eles precisam saber se terao
bastante dinheiro para comprar a cama no pr6ximo ano e quando o terao.
Renda: Rosa ganha 20 moedas por passar roupa em janeiro, margo, junho,
agosto, outubro e dezembro. Ponha 20 moedas nos meses do quadro.
Em maio e setembro, Pablo ganha 50 moedas pelas suas colheitas. Ponha
50 moedas em baixo de maio e setembro.
Despesas: Rosa e Pablo estimam que precisam de 10 moedas por mes para suas
despesas. Ponha essas quantias para cada mes no quadro.
Agora adicione as despesas (10 moedas por m6s) pelo ano inteiro (120
moedas).
Subtraia as despesas (120) da renda (220), o que mostra que eles tem 100 moedas de
lucro por ano.








9. Pergunte: Rosa e Pablo poderdo comprar a cama? (sim) Quando?

Ajude as participants a calcular quanto Rosa e Pablo t6m de sobra a
cada mrs.
Deveriam comprar a cama em junho? Agosto? Setembro? Por que sim
ou por que nao?

Se eles comprarem a cama em junho, eles nao terao dinheiro o bastante para as despesas
de julho. Se comprarem a cama em agosto, vdo gastar todo o seu dinheiro. Discuta a
importfncia de se guardar algum dinheiro para despesas nao previstas ou emergencias.

10. Para terminar, exponha o problema:

"Voc6 tern uma amiga que resolve vender ovos na feira.
Ela quer ter certeza de que nao vai perder dinheiro. Como voc8
explicaria a ela como calcular o lucro?"
Lembre-se: Ganho com as vendas menos despesas com o neg6cio =
lucro.















FLUXO MONETARIO


MESES JANEIRO FEVEREIRO MAR('O ABRIL MAIO JUNHO IULHO AGOSTO SETEMBRO OUTUBRO NOVEMBRO DEZEMBRO TOTAL


RENDA COM AS 20 20 50 20 20 50 20 20 220

VENDAS


DESPESAS 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 120


LUCRO 10 10 40 50 40 50 90 100 90 100 100

ACUMULADO


Nota: Este 6 o quadro corn as respostas. Use urn quadro em branco na sua atividade e escreva os numeros a media que for contando a est6ria.
















QUADRO DE FLUXO DE DINHEIRO


MESES JANEIRO FEVEREIRO MAR(CO ABRIL MAIO IJUNHO JULHO AGOSTO SETEMBRO OUTUBRO NOVEMBRO DEZEMBRO TOTAL


RENDA COM AS

VENDAS


DESPESAS


LUCRO

ACUMULADO









QUAL SERA O NOSSO LUCRO?

Prop6sito: Calcular os lucros projetados para a atividade empresarial das
participants.

Nota: Com negocios ja existentes, use para projetar lucros do prazo de um
a tris anos.

Duracgo: 1 hora.


Justificativa:


Esta atividade utiliza calculos anteriores de despesas empresariais e
de ganho cor as vendas para determinar o possivel lucro. Este
cAlculo 6 o que as empresas chamam de linha de fundo. Um
negocio deve ser lucrative a nao ser que seja subsidiado.


Preparo para a sessao:


Material:


"Quadro de Lucro" abaixo
"Quadros de "Despesas para comerar" e "Despesas
Operacionalizar" do Quarto Passo.
Quadro de "Ganho cor as vendas" do Quinto pass


para


Passos:

1. Diga as participants que a finalidade desta atividade e prever se podem ou nao ter
lucro no negocio proposto.

2. Coloque os tres quadros anteriores sobre despesas e ganhos, e o "Quadro de Lucro".

QUADRO DE LUCROS


ANO DOIS


ANO TRIES


Ganho Com Vendas

Despesas

Lucro


Despesas

3. A primeira informadao a ser colocada no quadro sao os custos para a ideia
empresarial. Mostre a elas os quadros de "Despesas para Comecar" e de "Despesas para
Operacionalizar" do Quarto Passo que fala sobre custos. Ponha esta informacAo no
Quadro de Lucros. "Despesas par Comegar" deverao ser incluidas nos custos do Ano
Um. Se as mulheres planejam pedir dinheiro emprestado para comegar o neg6cio, os
pagamentos da divida (a quantia exata e os juros) devem ser somados. Se estiverem
usando o proprio dinheiro para comegar, ajude-as a calcular quanto tempo levara para
recuperar o investimento.


ANO UM









Ganho

4. Apresente a informagdo do "Quadro de Vendas" do Quinto pass. Ponha esses
montantes no Quadro de Lucros.

Lucros

5. Subtraia as despesas do ganho com as vendas no quadro a fim de encontrar o lucro.
Agora pergunte:

"O Negocio demonstra que dari lucro? Quando?"
"Se existe uma perda, existe alguma maneira de tornar o neg6cio
lucrative?"

Aqui estio algumas id6ias para discutir:

* Tomar dinheiro emprestado para cobrir alguns custos

* Vender mais produtos

* Vender cada produto por um prego mais elevado.

"O neg6cio 6 uma boa id6ia em terms do dinheiro que voc6 pode
ganhar?"


Nota especial: As participants podem se desanimar se nao puderem ver um lucro

imediato. Contudo, algumas boas id6ias empresariais podem levar ate mais tempo para

gerar lucro, especialmente se os custos no inicio forem elevados.


Por exemplo, voc6 precisa comprar uma grande quantidade de pano para

fazer vestidos para vender. O pano fica muito mais barato se voc6 comprar uma grande

quantidade. Mas, podera levar mais de um ano para fazer e vender todos os vestidos.

Sendo assim, levaria mais de um ano para ter lucro. No estudo de viabilidade

propriamente dito, as participants farao um calculo mais aproximado de como serao as

despesas e os ganhos em cada mes.









QUE OUTROS BENEFiCIOS SAO IMPORTANTES?

Proposito: Discutir outros ganhos corn o neg6cio, para as participants, para as
suas families, e para a comunidade.

Duraco: 30 minutes.

Justificativa: Um neg6cio deve ser economicamente viavel. No entanto, ha
outros beneficios que as mulheres podem pretender alcancar cor o
neg6cio, tais como trabalhar cor outras mulheres ou tornar um
item alimenticio necessario disponivel para a comunidade.

PREPARO PARA A SESSAO:

Material: As ideias dadas pelas participants do Primeiro Passo cor relagdo
aos beneficios.

"Coisas a Serem Consideradas na Identificacao de Ideias
Empresariais"

(pag. 38)

Passos:

1. Peca para que se lembrem das coisas que foram importantes para elas quando
estavam escolhendo uma ideia de neg6cio no Primeiro Passo. Acrescente pontos se nao
se lembrarem deles.

2. Divida as participants em tres grupos. Pega a cada grupo para discutir por mais ou
menos dez minutes:

3. Tenha um membro de cada grupo resumindo a discussao. Se o negocio nao alcanCar
as suas expectativas, pergunte se existed maneiras de mudar a operagdo do neg6cio.

4. Continue ate a proxima atividade, sem intervalo.

0 NEGOCIO E UMA BOA IDEIA?

Prop6sito: Tornar as mulheres aptas a decidir se realmente desejam se
empenhar no neg6cio que tnm estudado.

Nota: Para negocios ja existentes, esta atividade e 6til para que as
participants decidam se vale a pena continuar no neg6cio, como
pode ser melhorado, ou se deveriam considerar outras opq6es de
negocios.

Duracao: 30 minutes.

Justificativa: Esta atividade da as participants a oportunidade de pensar sobre os
lucros e outros beneficios do neg6cio planejado e decidir: "Sim" ou "Nao".








PREPARO PARA A SESSAO:

Material: Quadros das atividades do Sexto Passo

Folha grande para cobrir a parede ou o cho.

Lapis de cera ou normais.

Passos:

1. Lembre-se de que elas examinaram os beneficios econ6micos e sociais da ideia de
neg6cio na qual tim trabalhado atraves dos seis passes. Reveja os beneficios com elas.
Embora parte da informanao tenha requerido adivinhacao, elas deverao decidir se e um
negocio que vale a pena levar em frente.

2. Pega para que levantem as mdos e votem:

Sim, eu acho uma boa ideia.
Nao, eu nao acho uma boa ideia.

3. Faga cor que discutam por que sim ou por que nao votaram na ideia.

4. Discuta ate o grupo chegar a um consenso sobre se e ou nao a favor da iddia de
neg6cio.

Nota: No estudo de viabilidade propriamente dito, elas podem escolher estudar
uma ideia de neg6cio ou outra. Sendo assim, neste ponto, elas nao estao se
comprometendo a verdadeiramente dar inicio a um negocio em particular. Entretanto,
com base nas informac6es que tim, deverao decidir sobre se estao a favor ou nao da
ideia de neg6cio.

5. Por ser esta a iultima atividade, diga a elas que voce gostaria que elas se expressassem
como se sentem com relagao ao program e que se divirtam ao faz6-lo. Pega para cada
uma fazer um desenho na folha grande para mostrar como se senate. O grupo fara um
mural em conjunto.

6. Quando tiverem terminado, permit que andem e vejam os trabalhos umas das outras.
Depois, cada uma podera explicar o seu trabalho.

7. Estabelega um tempo e um lugar para reunirem-se e comecarem o estudo de
viabilidade propriamente dito.








PARTE DOIS:


FAZENDO


UM


ESTUDO


VIABILIDADE




As participants aprenderam sobre o estudo de viabilidade e como faz--lo. Agora irao
por o seu conhecimento e as suas habilidades em ag o. Farao o seu pr6prio estudo de
viabilidade.
Esta segdo inclui atividades e linhas-mestras para planejar um estudo,
colher e analisar informadao. Ao termino do estudo, elas serao capazes de decidir se
"devemos ir adiante corn este negocio?"


PARA O FACILITADOR


Durante o estudo, o grupo realizara muitas visits e fara muitas
perguntas. Esta seg~o da ao facilitador ideias sobre como manter o espirito de grupo e
evitar problems enquanto as mulheres coletam e reportam a informagao.
Ha lembretes para logistica, promog o de reunites, e registro de
informaqgo. Apoio e encorajamento por parte do facilitador sdo essenciais para um
estudo de viabilidade bem sucedido.


AJUDANDO-AS A SE AJUDAREM


O seu papel durante o estudo de viabilidade e muito ativo. Voc8 deve ser um gerente,
um organizador, uma pessoa de consult, um investigator, e um solucionador de
problems.
O estudo pode levar de tres semanas a dois meses, dependendo do
tempo que as mulheres tiverem disponivel. No Peru, um grupo de mulheres trabalhou no


DE








estudo por apenas uma vez por semana e levou muito mais tempo para completar o
estudo de viabilidade.

Mobilidade e o fator mais important em um estudo de viabilidade.
Cada pessoa deve estar disposta a ir a outras comunidades para visitar negocios similares
ou falar com fornecedores de materials de que possam necessitar. Arrumar transport e
essencial.

Os membros dos grupos de Honduras e do Peru resolveram que cada
visit seria feita pelos membros do grupo em conjunto. Outra maneira de trabalhar 6 o
grupo se dividir e coletar diferentes tipos de informacao. Sera necessario que o grupo
resolve como quer trabalhar. O transport pode ficar mais dificil se todos participarem
da mesma visit. Mas, isto ajuda a criar solidariedade e possibility que todos aprendam
sobre todos os aspects de um neg6cio.

O seu trabalho e ajudar a marcar os compromissos, arrumar o
transport, e auxiliar nas sugestoes sobre com quem falar e onde conseguir a informagco.
Em alguns casos, voc6 podera precisar de um especialista em alguma area especifica para
ajudar o grupo a determinar onde procurar a informacao e que perguntas fazer.

A media que o estudo for avangando, voc6 vera quo bem as mulheres
cooperam e o quanto serao capazes de trabalhar em conjunto em um neg6cio. Algumas
poderao se sentir infelizes e desejar parar de participar do trabalho. O seu trabalho 6
ajudA-las a atravessar os moments dificeis e a solucionar os seus proprios problems.
Quanto mais coisas puderem fazer por elas mesmas, mais elas aprenderao sobre
desenvolver um bom neg6cio.

Ha um prov6rbio chins que fala sobre esta id6ia:
D6 a uma pessoa um peixe.
E ele ou ela comerao por um dia.
Ensine a uma pessoa a pescar.
E ele ou ela comerao pelo tempo de uma vida.
E este o seu trabalho! Ajudar a que se ajudem.

ORGANIZANDO O CRONOGRAMA

Antes de iniciar o estudo voc6 fara um piano e um cronograma corn o seu grupo (veja
"Conseguimos A Informarao De Que Necessitamos"). E important incluir:

Coisas que precisamos descobrir.

Onde iremos para descobrir.

Corn quem vamos falar

Que perguntas faremos

Quando o faremos


* Quem o fara








Enquanto voce quiser trabalhar nas informa96es pass a pass, as vezes
podera nao ser possivel. As pessoas com quem voce precisa falar, poderao nao estar
disponiveis exatamente quando voce quiser encontrar-se com elas. As vezes varias
fontes para diferentes tipos de informagco poder.o ser encontradas na mesma
comunidade. Sera mais facil fazer um excursdo para la e conseguir diferentes tipos de
informacgo ao mesmo tempo.

Voce devera constantemente considerar:

De quanta informagao dispomos?

De que outra informacgo necessitamos?

Com quem mais deveriamos falar?

Disponha-se a revisar o seu cronograma e o seu piano de tempos em tempos.

FAZENDO REUNIOES DURANTE O ESTUDO

Durante o estudo, reunites semanais ajudarao a manter elevado o seu
espirito de grupo e o seu momentum. Alem do mais, e util ter pequenas reunites antes e
depois de cada visit para coletar informagao, se estas visits forem agendadas em outra
hora que n.o a das reunites semanais. As mulheres elas mesmas deverao decidir quando
e com que frequincia devem se reunir. Mas, encoraje-as a reunirem-se cor freqtincia o
bastante para nao perderem interesse no estudo.

Nas reunites de grupo, voces precisardo rever o seu cronograma e o seu
piano. As vezes sera necessario fazer alterag6es. Por exemplo, o grupo podera se
encontrar cor alguem que sugira que voces facam uma visit a alguem que voc6s nao
tenham planejado visitar.

As breves reunites antes das visits ajudarao as mulheres a prepararem-
se para um aproveitamento maximo das visits. Nessa hora, voce devera falar sobre:

"Por que estamos fazendo esta visit hoje?"
"A quem estamos visitando?"
"Que perguntas deveriamos fazer?"
"Como foi a nossa experi6ncia da iultima visit? Do que deveriamos
lembrar de fazer, ou nao fazer, neste encontro?"

As mulheres deverao encontrar-se novamente, quando possivel, ao
termino da atividade de cada dia. Nesta hora, membros do grupo poderao falar sobre o
que descobriram. Poderao tamb6m falar sobre problems ou sugest6es para aprimorar o
trabalho no future. Poderao ter ideias sobre como ajudar umas as outras na resolugao de
seus problems. Poderao ter outras preocupag6es a serem levantadas. Antes do
encerramento da reuniao, e important registrar toda a informagao encontrada pelo
grupo nesse dia.








TORNANDO AS REUNIOES INTERESSANTES

Se voces se reunem com frequincia, as mulheres poderao se sentir entediadas por cada
reuniao transcorrer da mesma maneira. Tente pensar em maneiras de variar o relato das
informacges.

Por exemplo, elas poderao fazer uma pequena encenagao sobre o que
aprenderam durante o dia repetindo as perguntas que fizeram e as respostas que
receberam. Isto podera trazer algum riso e divertimento para o trabalho. E 6
important desfrutar o trabalho.

Certifique-se de perguntar a elas de tempo em tempo nas reunites:
"Como voce se senate com relacgo ao trabalho?"
"Voce tem alguma preocupagao ou interesse em especial?
"O que voc6 esta aprendendo?"
"O que voc6 gostaria de mudar?"



SE AS MULHERES PERDEM UMA REUNIAO

Ocasionalmente algumas pessoas poderao nao conseguir comparecer a uma reuniao.
Enfatize que as reunites sdo muito importantes. Converse com as outras mulheres sobre
o que fazer a esse respeito.

Quando o grupo primeiramente se reuniu, e possivel que os membros
tenham estabelecido regras para lidar cor a situaqao. Talvez voce precise lembra-las das
regras nesse moment.

REGISTRANDO A INFORMACAO

As mulheres colherao uma grande quantidade de informagao durante o estudo. E
important que haja um sistema para registrar essa informaqao para que fique facil
encontra-la e utiliza-la.

Aqui esta um sistema que tem funcionado bem com outros grupos.
Ap6s cada visit para coleta de informaqao, escreva o que foi aprendido. O formulario
amostra na pAg.82 pode ser utilizado, ou voc6 podera querer criar o seu pr6prio
formulario.

A colegao de formularios um para cada pessoa ou lugar visitado proporcionara um
diario de seu estudo.

Se houver mulheres no grupo que saibam escrever, pega voluntArias para
registrar a informac o. Guarde a informaq o em lugar seguro pois precisara dela na
secao seguinte do manual.









FORMULARIO AMOSTRA

FormulIrio de Informaraes do Estudo de Viabilidade


Nota: Use um formulhrio para cada
vista.


Visitamos (lugar):


Data:


Nos encontramos com nomee e titulo) :


Ficamos sabendo que:
As seguintes pessoas irAo comprar o nosso produto ou servigo:


Como o negocio irA funcionar:


0 ganho com as vendas podera ser de:


As despesas com o neg6cio incluirdo-









CONSEGUINDO A INFORMACAO DE

QUE NECESSITAMOS



As proximas quatro atividades podem ser utilizadas em reunites de tris a quatro horas
de dura9go para capacitar o grupo a planejar o seu estudo de viabilidade. Antes da
reunido de planejamento, reveja os "Lembretes para o Facilitador". Desse modo voce
estara preparado para ajudar as participants a decidirem sobre o que precisam saber,
como, e onde.



SELECIONANDO UM NEGOCIO PARA ESTUDAR

Prop6sito: Completar o primeiro pass de viabilidade "Escolha um produto
ou servigo para vender".

Duracdo: 30 minutes

Justificativa: No estudo de viabilidade propriamente dito, as participants
acompanham os mesmos seis passes do treinamento. Esta atividade
as habilita a revisitar as opc6es de neg6cio previamente identificadas
e selecionar uma que elas gostariam de levar em frente.

PREPARO PARA A SESSAO:

Material: O Quadro dos Seis Passos.

Passos:

1. Diga a elas que este e um dia important. Elas completaram muitas atividades ao
aprender a conduzir um estudo de viabilidade. E hora de comegar a realidade.

2. Apresente o "Quadro dos Passos" e pega aos membros do grupo para explicarem cada
pass, um por um.

3. Agora, o grupo esta pronto para comeCar cor o "Primeiro Passo. Escolha um
produto ou servigo para vender".

4. Reveja toda a lista de ideas que elas desenvolveram na atividade final do Primeiro
Passo. Ainda que possam estar entusiasmadas com a ideia em que trabalharam enquanto
aprendiam os passes, deveriam reexaminar todas as ideias antigas apenas para terem
certeza de que fizeram a melhor escolha.

5. Pega para que votem levantando as maos para a id6ia de negocio que desejam estudar.

Nota: Se voc6 tern mais de um facilitator e um grupo de pelo menos dezesseis pessoas
poderao se decidir a escolher duas ideias para estudar.








6. Se houver empate, ou diferengas marcantes de opiniao, discuta os pr6s e os contras da
ideia, ate o grupo chegar a um entendimento.

POR QUE PLANEJAR E IMPORTANT?

Prop6sito: Definir quais os elements importantes de um piano.

Duragco: 30 minutes.

Justificativa: Fazer um estudo de viabilidade envolve pensar adiante, sobre que
informagdo coletar e sobre como o negocio se saira em um period
de dois a tr6s anos. Esta atividade cria a base para "pensar mais
adiante" ao mostrar porque planejar e important e o que isso
envolve.

PREPARO PARA A SESSAO:

Material: Quadro dos Seis Passos

Passos:

1. Mostre o quadro dos "Passos" novamente. Lembre ao grupo de que ja completaram
o Primeiro Passo. E hora de planejar como levar adiante os outros passes. Mas antes, e
important falar sobre como fazer um piano.

2. Diga a elas que:

Tragar um piano 6 muito important antes de iniciar um projeto.

Ao tracar um piano voc6 faz varias coisas:

A lista dos seus recursos.

Decidir o que 6 precise fazer e em que ordem.

Decidir quem o fara e quando o fara.

3. Ajude-as a entender o planejamento usando um exemplo pessoal, assim como
preparar cafe ou cha. Pergunte ao grupo:

"De que recursos voc6s precisam?"
"Que tarefas (ou passes) sao necessarias para se fazer o cafe ou o chi?"
"Que passes v6m em primeiro lugar, em segundo lugar, etc...?"
"Quem fara o que e quando?"

4. Pega para que d6em outros exemplos de planejamento nas suas vidas, tais como festas
da comunidade ou da familiar, excurs6es, e assim por diante.

5. Termine a atividade perguntando:

"Por que planejar 6 important? O que acontece se nao planejamos
direito?"








PLANEJANDO O NOSSO ESTUDO DE VIABILIDADE

Prop6sito: Preparar um piano para fazer um estudo de viabilidade.

Duracgo: 2 horas.

Justificativa: Esta atividade capacity as participants a decidirem que informaiao
precisam para um estudo de viabilidade, e como consegui-la.

PREPARO PARA A SESSXO:

Material: Quadro dos Seis Passos

8 cartazes de "Custos Empresariais"

2 cartazes de "Ganhos Corn As Vendas"

Um calendario grande

Passos:

1. Ponha na parede o Quadro dos Passos e os 10 cartazes. Diga as participants que
estes quadros ajudarao a se lembrarem da informacao que precisam conseguir para o seu
estudo.

2. Divida as mulheres em quatro grupos e design a cada grupo um pass:

Grupo 1 Segundo Passo: Descubra se as pessoas comprardo o nosso produto ou
servigo.

Grupo 2 Terceiro Passo: Determine como o neg6cio operara!

Grupo 3 Quarto Passo: Calcule as despesas do neg6cio.

Grupo 4. Quinto Passo: Faga uma estimativa do ganho cor as vendas.

3. Pega para que cada grupo discuta:

"Do que precisamos ficar sabendo para o nosso pass?

Como podemos conseguir essa informacao?"

4. Visite cada grupo enquanto estiver trabalhando para prestar-lhe ajuda se precise. D6
em torno de vinte minutes para discussao. Cada grupo escolhe uma pessoa para
apresentar as ideias.

5. Quando a discussio dos grupos parecer ter terminado, faga os grupos apresentarem
os seus relat6rios um por um. Apos cada apresentagao, peca mais ideias sobre o que os
participants precisam saber a respeito e como fazd-lo.








6. Ap6s as apresentacoes, mostre ao grupo o calendario. Explique que agora voce
gostaria que elas resolvessem que visits irao fazer e quando. Enfatize a possibilidade de
conseguir informacao para mais de um pass em uma visit.

Pergunte a elas:

"Que informacao voc6s gostariam de obter primeiramente?"
"Onde voc6s irio?"
"Quando?"
"Quem participara?"

7. Anote a primeira visit na data correspondent no calendario. Nota: Para grupos
alfabetizados, voce pode escrever um cronograma para varias visits pelas proximas
semanas.

8. Alem disso, decide com que freqtincia o grupo se reunira para discutir a informagao
encontrada e manter um sentido de unidade durante o estado de viabilidade.

9. Ao termino da atividade, certifique-se de que a data e a hora da primeira visit estdo
claras para todos.



COLETANDO INFORMACAO DE "ESPECIALISTAS"

Proposito: Exercitar-se na pratica de entrevistar especialistas e autoridades
para coletar informao9es para o seu estudo de viabilidade.

Duragco: De uma a duas horas.

Justificativa: No seu estudo de viabilidade, as mulheres precisarao conversar com
especialistas e autoridades da comunidade. Em alguns casos pode
ser que tenham pouca experiencia em contactar pessoas,
particularmente homes, nesse nivel. Esta atividade as habilita a
preparar-se para as reunites.

PREPARO PARA A SESSAO:

Material: CalendArio da Sessao Anterior.

Passos:

1. Explique que a finalidade da atividade e praticar reunir-se com pessoas que
fornecerao informacres para o estudo.

2. Divida o grupo em times de tres a quatro. Peca a cada grupo para pensar em uma das
visits que planejou para colher informadao de um especialista ou de uma autoridade.
Deverdo decidir quem irao visitar e que informaPao precisam obter. Surgira que o grupo
pense sobre:


"Qual e a finalidade da visita"







"Com quem voces irao se encontrar?"
"O que voces querem saber?"
"Que perguntas voces farAo? Como vao se comportar?"
3. Pega a cada grupo para preparar e apresentar uma pequena pepa sobre o seu
encontro. D6 ao grupo pelo menos 20 minutes para bolar as peCas. Visite cada grupo
para ajudar como for necessario.
4. Cada grupo apresenta a sua peca, um de cada vez. Apos cada apresentag~o, pergunte
ao grupo:

"O que surtiu efeito corn relagco ao encontro?"
"Voc6s poderiam acrescentar outras perguntas?"
"Que ideia voc6s tem para as suas pr6prias visitss"


DECIDINDO


SOBRE


NOSSO


NEGOCIO


As atividades nesta secao habilitam as participants a organizer e analisar a informagao
que coletaram, para que possam tomar uma grande decisao: devemos levar adiante este
neg6cio?

Este pass final toma em toro de sete horas e pode ser dividido em


duas reunites.








AO FACILITADOR

O grupo, com a sua assist6ncia, esta agora pronto para realizar algumas analises
financeiras basicas, utilizando a informaqao que coletou. E important ter em mao todos
os formularios de informacoes que estiverem completes e ler as diretrizes da atividade
antes do encontro. Algumas das atividades parecem complicadas; mas abordando-as
pass a pass, nao sao tao dificeis.

Nao se preocupe se voce acha que nao 6 boa de matematica. Uma
calculadora de bolso sera de grande ajuda para voc6 e para o seu grupo tambem.

Nem todas as pessoas do grupo entenderao cada parte da analise
financeira na sua totalidade. Isto nao 6 problema, desde que algumas das mulheres
entendam. Estas pessoas poderao ocupar posi9bes no negocio relacionadas cor
dinheiro, tais como "administradora" ou "tesoureira"

Nao deixe que os nomes estranhos das atividades enganem voc6.
Lembre-se que ha pouco tempo atras, as palavras "estudo de viabilidade" soavam
ameagadoras. Veja quao long esse grupo chegou nesse curto period.

Ha alguns pontos importantes a serem reforcados durante esta analise
final dos materials do estudo de viabilidade.

LEMBRE-SE

* Neg6cios geralmente nao dao lucro ja no primeiro ano.

* Voc6 tera que trabalhar muito duro antes de ter beneficios monetarios.

* SatisfaCao e frustracao serao sentidos corn freqtiuncia; parece que elas v6m de maos
dadas.

* Comecar e uma verdadeira experiencia de crescimento e voc6 nao deve perder a fe.








PLANO DE NEGOCIO


(Nome do grupo e numero de membros)




NOSSO NEGOCIO

O negocio que nos propomos e:


Precisamos adquirir as seguintes habilidades


A nossa sede se localiza:








O NOSSO MERCADO

Vamos vender para (quem, quando, onde):


Os nossos concorrentes sAo (quem, onde, porque):


Vamos fazer propaganda do nosso neg6cio deste jeito:








OPERACAO DO NEGOCIO

0 nosso piano de produg~o para um ano (cronograma e quantidades) e de:

a cada dia

a cada semana

a cada mns

O montante total a ser produzido em um ano e de:


As pessoas que irdo trabalhar serdo (quantas e quem):


Vamos dividir o trabalho assim:


As pessoas responsaveis pelo gerenciamento do nosso neg6cio sao (liste quaisquer
posiq6es tais como gerente ou tesoureiro e o que fazem):









DESPESAS EMPRESARIAIS


As nossas despesas iniciais serao:





















TOTAL


As nossas despesas de operagdo por ano
serao:




















TOTAL


Podemos pedir emprestado de:







Os nossos juros serao de:

Os nossos pagamentos mensais
serao:









GANHO COM VENDAS

0 prego do nosso item servigo 6 de:

Estimamos que podemos vender a quantidade de:

por dia

por mes

por ano


O prego dos nossos concorrentes

por item serviqo e de:

Eles podem vender: por dia

por mes

por ano


BENEFICIOS DO NEGOCIO

O nosso neg6cio tem os seguintes beneficios:


O nosso neg6cio tem os seguintes riscos:








FAZENDO O NOSSO PLANO DE NEGOCIOS

Prop6sito: Organizar toda a informacao sobre o neg6cio proposto em um
formulario.

DuracAo: 2 a 3 horas.

Justificativa: O grupo colheu bastante informacao sobre o neg6cio proposto. O
"Piano de Neg6cio" fornece uma maneira de compilar todos esses
dados, de uma maneira que descreva o seu negocio e o seu modo de
operar.

PREPARACAO PARA A SESSAO:

Material: Formularios das paginas anteriores copiados em uma folha grande e
afixados.

Fomularios de informacao preenchidos durante a "sondagem" para o
estudo de viabilidade.

Nota: Esta atividade requer alguma aptiddo em ler e escrever. Se ninguem no grupo
souber ler e escrever, o facilitador tera de se encarregar do registro.

Passos:

1. Comunique ao grupo que agora elas irao fazer o seu "Plano de Neg6cio". Isto quer
dizer que descreverao o seu neg6cio, incluindo custos e vendas esperados.

2. Utilizando o quadro, percorra os itens um por um. Recorra aos formularios de
informa ao preenchidos sempre que for necessario.

3. O grupo podera ainda ter diferengas de opiniAo sobre aspects do neg6cio.
Completar o formulario ajudara a esclarec6-las sobre o que planejam fazer. Termine a
atividade quando o formulario estiver preenchido.


4. D6 um intervalo.








DETERMINANDO NECESSIDADES FINANCEIRAS PARA
INICIAR O NEGOCIO

Prop6sito: Determinar corn mais exatiddo quanto dinheiro as mulheres precisario
para iniciar o seu negocio.

Duracqo: 1 hora.

Justificativa: "O Piano de Neg6cio" deu um panorama do neg6cio como um todo.
Esta atividade identifica o capital necessario para comegar.

PREPARACAO PARA A SESSAO:

Material: Um dos Tres Formularios de Piano de Investimento

Produto/Serviqo

Agriculture

Criago de animals

Passos:

1. Comunique as participants que e essencial determinar quanto dinheiro elas precisam
para dar inicio ao seu neg6cio.

2. Escolha o formulario que for apropriado para o neg6cio do seu grupo.

3. Explique que um piano de investimento e um orgamento annual para o seu negocio.
Isto inclui despesas para "comecar" mais um ano de despesas de "funcionamento".

Nota: Nao inclua qualquer pagamento de emprestimo dentre os custos de
funcionamento para o primeiro ano do seu piano de investimento.

4. Fazendo uso da informaqao no piano de neg6cio, anote os montantes para cada item.
E possivel que voc6 tenha que retornar a alguns dos Formularios de Informacao para
obter n6meros precisos. Dependendo da habilidade cor os nuimeros do seu grupo,
muito apoio e animo serao necessarios durante esta atividade.

5. Quando o formulario tiver sido preenchido, pergunte ao grupo se alguem tern alguma
pergunta sobre o que estiveram fazendo. Discuta qualquer ponto que precise de
esclarecimento.

6. Agora, ajude o grupo a determinar quanto dinheiro precisam pedir emprestado.
Explique que o grupo precisa de dinheiro para cobrir as despesas corn o "pontape inicial"
e parte das despesas com o "funcionamento" que nAo serao cobertas corn os ganhos (em
alguns casos, deve ser incluido um ano inteiro de despesas de "funcionamento", em
outros, esta quantia pode ser menor; veja o exemplo de "Fazendo Geleia Na Costa Rica"
pag.100)




University of Florida Home Page
© 2004 - 2010 University of Florida George A. Smathers Libraries.
All rights reserved.

Acceptable Use, Copyright, and Disclaimer Statement
Last updated October 10, 2010 - - mvs