Relatorio: encontro das mulheres trabalhadoras rurais do nordeste do Brasil

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Relatorio: encontro das mulheres trabalhadoras rurais do nordeste do Brasil
Physical Description:
Mixed Material
Language:
Spanish
Publication Date:

Subjects

Spatial Coverage:
Ceara, Brazil

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Rights Management:
All applicable rights reserved by the source institution and holding location.
System ID:
AA00016356:00001


This item is only available as the following downloads:


Full Text






ENCONTRO
clas Mulheres
irabalhadoras Rurais
do Nordeste do Brasil








5- RESULTADOJ OS QUESTIONARIOS:
(DadQs para reflexo)


Esses dados foram levantados pelas
trabalhadoras nas suas comunidades. A
tabulaqao e a apresentaqao dos resultados
foram feitos pelo S.O.S. Corpo/Recife.

"Essa pesquisa e important para nos que
fazemos o Movimento, compreender o jeito
de pensar das mulheres com quem
trabalhamos."


Foram respondidos 181 questionarios.

Os estados que responderam foram:
-Pernambuco n 79
*Paraiba nW 14
-Piauf n 15
.Maranhao n" 19
-Bahia n2 30
-Ceara n9 24

Quem sao essgs mulheres
.A psqu.is ad .,.

94 sindicalizadas o
139 participam dos movimentos
sociais e politicos
Tern em media 06 filhos
De 150 maes tem 1009 filhos
18% estao esterilizadas (Trompas
ligadas)
08% usam pilulas
01% faz tabela

q Re-ligi o .

168 sao catolicas
09 protestantes


t. ; .. z Radio e TV- i

93% ouve radio
56% ouve radio sempre/
04% nunca ouve radio
20% v6 sempre televisao
47% ve as vezes
16% nunca v6


I, ijQuanto ao chefe d caPa,
responderainf' i

46% concorda que o home e o chefe
da casa
54% discorda

Aborto. .

89% discorda do aborto, acha que o
aborto e um crime
11% achaqueamulherquenaoquiser
ter o filho tern o direito de abortar

A mulher que provoca aborto 6 uma
criminosa

92%concorda
8% discorda
1% nao deu resposta.


. "4 -*.


lEscolaridade


52% sao analfabetas


h jH


Salarios


25% nao ganha nada
18% ganha ate meio salario

Trabalho e Politica

96% concorda que o trabalho e
necessario para o pais
02% discorda
02% nao deu resposta








A mulher s6 deve trabalhar quando o
marido precisar '
88a% disrorla
11,6% concorda
0,6% nao deu resposta

0 home tern mais direito que a mulher
porque ele a sustenta

84% discorda
16% concorda

E ruim para a famflia
a mulher trabalhar fora

55% concorda
44% discord
01% sem resposta

A mulher que trabalha fora 6 mais feliz

652%concorda_
29,5% discorda
5,5% nao deu resposta

A mulher corn independencia
econ6mica 6 mais feliz

,d 93% concorda
5% discorda
2% nao deu resposta

S6 os homens devem fazer political

92% discorda
07% concorda
01% nao deu resposta

S6 os homes devem participar do
Sindicato

95% iscorda
04% concorda
01% nao deu resposta


REPRODUq AO E DIREITOS

Deus nbo concorda com o uso dos
m6todos contraceptives.
50% concorda
45% discorda
05% nao deu resposta
0 pai decide quantos filhos
o casal deve ter.
83% discorda
17% concorda


SEXUALIDADE

O home tern mais desejo qua a mulher

63,3% concorda
29,3% discorda
4,4% nao deu resposta


O QUE AS MULHERES
DISSERAM A RESPEITO
DA PESQUISA

"- Eu acho que as mulheres estao de
parabens por essa pesquisa, e realmente
o retrato de nos mulheres. Sao dois pontos
importantes que e bom lembrar 0 home
chefe 46% concordam. Acho um numero
muito elevado. Aqui onde o nivel das
companheiras e maior. Tern algumas que
tiveram que pedir permissao ao Sindicato
ou ao marido. Tern mulheres que nao tem
a liberdade de cortar o cabelo e tern
muitas. Esse e o nosso retrato, mulher e
pra ficar em casa mesmo. Isso e bom a
gente saberpra da continuidade no nosso
trabalho, por que isso nao existe.
Nos da STR, das entidades sindicais, nos
que temos de ajudar as compamheiras a
enxergar a realidade."

"- Eu quero dizer que: uma coisa e o que a
gente pensa, outra coisa a realidade que a
gente tem. Essa pergunta e muito important
pra gente do nordeste fazercom o movimento
de mulheres, pra gente compreender o jeito





de pensar das mulheres corn as quais
estamos trabalhando. Pra mim essa pergunta
retrata o jeito de pensar das mulheres, se
elas sao a favor ou contra a virgindade, isso
realmente retratou o jeito de pensar, que as
mulheres discriminam outras mulheres 6
verdade, discriminam porque elas namoram
outro home. Isso 6 pra gente trabalhar a
partir do que a mulher pensa e do que faz."

"Uma das coisas que me impression 6 que
dentro da gente existe o desejo de ser uma
mulher revolucionaria. Mas a gente se de-
bate corn o pr6prio corpo da gente, existe
isso comigo mesma. A gente que da dois
passes pra frente e um pra tras. Tem gente
que diz que mulher que tem menino antes de
casar nao presta mais. A gente acaba
apontando com o dedo mulher que tem outro
marido. Um bocado de coisa que a gente


acaba fazendo. Eu me lembrei de uma menina
que ela participava dos nossos encontros.
No nosso movimento a gente debate muita
coisa. A gente discrimina muita coisa."

"Eu concordo com essa mulher que disse
que a pesquisa 6 muito important, 6 uma
mostra pra gene. Pra mim particularmente 6
um retrato muito confuso. Porque em various
moments me confunde por causa da
diferenpa de querersere do que se e de fato.
Entre outras coisas quando falou da
masturbagjo e da homossexualidade, nos
grupos e mais tarde a gente descobre que
sjo fontes de prazer, foi colocado pelas
mulheres. Ha uma grande confusao entire o
que a gente acredita ser verdade, que possa
ser felicidade e o que a gente faz. Se e
verdade o que a gente ta dizendo e precise
trabalhar essas coisas."








6. TRABALHO DE GRUPO POR ESTADO
PARA AVALIAR A COORDENA.AO NORDESTE


ESTADOS

Alagoas '

Como funciona a atual coordenagao?
R. A coordenacao funciona muito bem. Nos
colocando sempre a par dos acontecimentos.
Como: enviando-nos relat6rios, avisos,
convites, boletins dos events, etc.

Bahia :1

Nivel de coordenacao: maiores informagoes
sobre o trabalho de mulheres no nordeste.
Relagao de troca de material.
Deve-se preocupar mais corn esse
intercambio de experiencia troca de mate-
rial sobre a luta.
Metodologia usar dinamica para facilitar a
participagao das trabalhadoras.
Preocupagao corn articulagao na pr6pria
regiao.

Ceari -

Trabalho bom e interessante.
Salto de qualidade no trabalho do estado,
citamos a regiao do Cariri.
Dificuldades
Nao comparecimento de algumas
pessoas.
Trabalhar a organizayao das
mulheres trabalhadoras rurais.
; 'roposta:
A coordenagao tirar comissdes para organizer
os grandes encontros do Nordeste.
Os estados estudarem os resultados da
pesquisa e discutir

: Maranhio,.

A coordenacao foi boa, foi atenta as
necessidades do encontro dos estados.

:, -A oraiba o e

Ponto Negativo -A coordena.o em torno do


nordeste nao foi melhor, porque nao estavam
sempre todas participando.
Ponto Positivo A coordenaQao participou
maravilhosamente bem, se esforgaram corn
o maximo para preparagao de cada encontro,
as reunites sempre bem sucedidas nas
articulagoes, os materials e locais sempre
foram otimos, e as metodologias e dinamicas
que foram escolhidas foram 6timas .
Negative da coordenaQao foi a falta de
participacao de alguns estados que em
algumas reunites nao estavam presents as
discusses.

Ponto negative Foi a falta de
Assessoramento para essa viagem, pois nao
podemos nos reunir corn a assessora
Estadual, nao fomos preparadas para o
trabalho que executamos, pensando que
seria nosso trabalho acabamos fazendo um
papel que nao era nosso e que nao era a
metodologia certa, esse foi o ponto negative
da coordenacao do nosso estado, que nao
deu a minima orientaqao para o grupo que
veio participar.

Pernambuco

Faz 04 anos que ou sei queo urn piano s6rio
Maria Juca (trabalhadora da equipe) -
repassava para nossa comissao estadual,
sempre combinam muito bem, term boa
vontade e trabalham muito bem e Vanete
(assessora) tambern. Essas companheiras
foram excelentes no trabalho, mesmo na
ausencia de Vanete, Auxiliadora sempre
assumiu.
Temos dificuldades, mas quando se marca
uma reuniao se participa e se faz repasse.
Na participayao do nosso estado, nao consigo
enxergar falhas. Estivernos sempre
informadas do que vinha acontecer. A
participacao de Pernambuco serviu para o
Nordeste todo.
Foi muito important os boletins do Nordeste
para nos Pernambucanas.












Piawui

Falta da participagao de trabalhadoras de
alguns estados. Os estados em que
assessoria e trabalhadoras, trabalham jun-
tas os trabalhos tiveram bons resultados, os
estados em que so as trabalhadoras
assumiram, faltou o apoio da(s) assessora(s).
Falta de recursos econ6micos dificulta muito
os trabalhos. Alguns estados conseguiram
realizar corn responsabilidade seu trabatho,
outros nao. Falta de comunicagco. Falta de
organizacao pratica.

Rio Grande do Norte

- Faltou maior participacgo das trabalhadoras,
inclusive do nosso Estado, apenas a
assessoria tern participado das reunites da
coordenacao.
- As informa6bes sao passadas para os
grupos, mas isso nao preenche a falta que
faz a trabalhadora na coordenacao.


- E precise major troca de experiencia entire
as trabalhadoras. Para isso e preciso que
estas participem dos encontros de mulheres
nos outros estados.
- A coordenagao funcionou apesar das
dificuldades. A comunicagco entire a
coordenagao e os estados foi boa.

Sergipe

Percebemos que nao temos muita experiencia
no movimento das mulheres e tambem a
CPT esta iniciando esse trabalho em nossa
diocese.
Propomos que participe sempre a mesma
pessoa junta corn outras que pode ser
diferente, para os encontros regionais.




Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EJTRTV6UI_T9G7JE INGEST_TIME 2013-08-27T22:10:32Z PACKAGE AA00016356_00001
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES