Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:19899


This item is only available as the following downloads:


Full Text
ANNO LXV-NTJMEKO 197
PARA A CAPITAL E HJAlttS OXDE WlO B PACA PORTE
..... 6,5000
..... 12.J000
...'.. 23*000
. 0100
Por tres mezes adiantados......
Por seis ditos idem .......
Por um anno idem
Cada Damero valso, do mesmo di.

DIARIO DE
Trcpriedade de Marwd
assig-
Rogamos aos Srs.
nantes deste Diario que se
achamfimate||Q obsequio
de mandarem abonar osseiis
dbitos at o fim do correte
raez, afim de nao soffrerem
interrupcSo na remessa do
mesmo no principio de Se-
tembro.
Dr, Anizio
Dr. Gama Mello
Dr. Sergio
Dr. Albino Meira
173
170
23
1
Os Srs* Amede Prin*
ce & ft, de Pars, sao
os nossos agentes ex-
clusivos de annuncios
e publicares na Fran-
ca e Inglaterra.
""H!"
TELEGRAMMAS
::::::: :"::::: so ::-:::
BAHA, 31 de Agosto, s 2 horas e 25
minutos da tarde.
rango ja otcia um
COPENHAGUE, 30 de Agosto. '
SS. MM. o Czar e a Czarina chegaram
aqui hoje.
LONDRES, 30 de Agosto.
A grce dos operarios das Docas conti-
nua no mesmo carcter de gravidade e na
mesma intensidad*:, chegando a parausar
diversas industrias.
LONDRES, 31 de Agosto.
Hoje teve lagar o encerramento da ses-
s3o do parlamento Dglez.
Amcn8agem real agradece aos membrog
do parlamento o concurso que prestaram ao
governo, menciona as boas rela$oes exte-
riores e trata de questoes de interesse na-
cional, sem conter nenhuma declaracao no-
tavel no ponto de vista geral.
O parlamento foi prorogado at 16 e
Novembro prximo futuro.
v

PARS, 31 de Agosto.

Acaba de fallecer Mr. Bethraont, presi-
dente da Cour des Comptes, caixa de amor.
tizacSo.
Foram eleitos em 1. escrutinio:
Pelo 1. districto, o conselbeiro Luiz An-
tonio Barbosa de Almeida (L);
Pelo 2. districto, o Dr. Antonio Euse-
bio Goncalves de Almeida (L).
RIO DE JANEIRO, 31 de Agosto,
2 horas e 30 minutos da tarde.
Foram eleito3 deputados geraes em'^'ViX l luAo
e6crutinio, pelo Rio de Janeiro:
1." districto, Barilo de Paran (L);
2. districto, Dr. Henrique Alves de
Carvalho (L);
4, districto, Dr. Luiz Carlos Fres da
Cruz (L).
PARAHYBA, 31 de Agosto, s 2 horas
e 43 minutos da tarde.
Agencia Ha vas, filial em Pernambuco,
31 de Agosto de 1889.
INSTRCO POPULAR
hs (itWB mnftts
MODERNAS
SUPPLENTE DE JIZ MTjpCCIPAL
Em 2 do corrente mez nomeei* Pedro Urquiza le Carvalho CavalcaHte para o
lugar de 3." supplente do juiz municipal e de-orphioffdo tormo de Bom-Conselho.
Em 5 'nomeei o alteres Martinho Alves de Ba-os e cidadXo Joatj Florencio de
Souza e Elpldio Vieira Tosta; para os lugares de ., 2. e 3. supplntes do juiz
municipal e de orphaos do termo de B6& Vista, na oriieui em que v3o collocados.
PROMOTORES PBLICOS E ADJUNTOS
Em 22, 25, 26 e 28 de Junbo finio el.0 do < >fr<\nta> xonerei oa, promotores,
pblicos das comarcas seguintea: } 'H>
SalguairoRomo Pereira Filque ira Sampaiot **
BarreirosBacharel Miguel Archanjo Pereira do Rego^ -
CimbresBacharel Joaquim Mauricio Wanderley ;
Rio FormozoBacharel Jos Bonifacio de S Pereira;
Pao d'Alho Bacharel Joarjuim Pedro Cavalcinte de Albuquerque ;
PalmaresBacharel Manoel Henrique WantUfley;
FlorestaBacharel Demingos de Abren Vasconcellos ;
CaboBacharel Epitacio Lindolpho da Silva Pessoa;
EscadaBacharel Aquilino Gomes Porto ;
GaranhuLSBacharel Luiz Affonso de Oli veira Jardim ;
BezerrosBacharel Joaquim Manoel Vieira de Mello ;
NazarethBacharel Arthur da Silva Reeo;
Villa-BellaBacharel Ascendiano Luiz di Albuquerque ;
VictoriaBacharel JoSo Vicente Pereira Dutra ;
JaboataoBacharel Antonio Augusto Caidozo de Castro ;
GoyannaBacharel Francisco Chateaubriand Bandeira de Mello ;
Bom-ConselhoBacharel Augusto Cesar Pereira Caldas.
A pedido, exonerei em 2 do corrente mea1, o promotor publico da comarca de
Iguarass, bacharel Francisco Xavier Paes Barrete
Em 22 e 26 de Junho lindo, exonerei o adjnncto dos promotores pblicos da
capital, Joaquim Thiago da Fonseca, de Floresta Candido Ferraz Nogueira e o de
Villa-Bella, Antonio Lydio de Campos.
Em 22, 2b, 2(3, 23 de Junho findo, 1 e 2 do corrente mez, nomeei os promo-
tores pblicos das comarcas seguintes : ,
FlorestaFirmino Gomes de Menezes ;
PalmaresBacharel Eutropio Goncalves de Albuquerque Silva ;
Pao d'Alho Bacharel Marcolino Ferreira Lima}
Rio-FormozoBacharel Francisco de Santiago Ramos;
BarreirosBacharel Ayres de Albuquerque Bello :
BrejoBacharel Eutropio Pereira de Farias;
CaruarBacharel Ricardo Pereira de Farias ;
Cimbres Bacharel Herculano de Olivoira Torres Gallindo ;
CaboBacharel Adolpho Julio da Silva Mello ;
EscadaBacharel Sergio Diniz de Moura Mattos;
ItambBacharel Julio Pires Ferreira ;
Garanhuns Bacharel Joaquim da Costa Ribeiro Filho ;
BezerrosBacharel Jos da Silva Ramos ;
Villa-BellaBacharel Severiano do Reg Chaves Peixoto ;
GoyannaBacharel Nilo Cahet Pereira de Andrade ; -
Bom-ConselhoLourenco de Carvalho Ypiranga ;
VictoriaBacharel Antonio da Rocha Hollanda Cavalcante ;
SalgueiroManoel da Cruz de S Rodrigues ;
Jaboatao baciirel Jos Donato Gomes Torres ;
Iguarass Bachare rncisco de Carvalha Goncalves da Rocha.
Em 22 de Junho findo, nofc.v. u,j.^v. ^ ~ fWBP'
Mello, adjunto dos promotores pblicos da comal** (Testa capital. '
Em 26, 27 e 28 de Junho findo reintegre^ os promotores pblicos das comar-
Prnaoflbicana
cabial' do
Portaras :
O Sr. gerente^;
dft Navegaco majge trans
Rio Grande doJpte para estJapiral con pas-
sagein gratuitafie re o bacharel Mancl Flix
Gitirana, quando para iaeo'se apre (estar.
X) Sr. gerente da Companhia Perrumbucana
faca transportar para o presidio de Fernando de
Noronha, por coma da provincia, o sete senten-
ciados de que trata a inclusa relacao, os quas
para aili regressam a reqtftokja do Dr. juiz de
direito do 2" districto CTjfl^Paraaarca d'JtUi
^Offioioo-ie ao coromatlfriBwjwaa arniss
sentido de serem escoltados os referidos sen-
a entrada que vai pan

Foi esta a votaco no 1. districto
pital, Santa Rita e Pedros de Fogo:
Dr. Antonio Alfredo da Gama e
Mello (L)
Dr. Anizio Salatiel Carneiro da Cu-
nha (C)
Dr. Sergio Florentino de Paiva Mei-
Sencias.
Ca-
197
136
35
ra (L)
Dr. Albino Goncalves Meira de
Vasconcellos (R) **
Hoave prsalo no eleitorado conserva"
dor que era de empregados pblicos.
Foram presos os Drs. Jos Lopc3, Ca-
millo e Joiio Paulo.
Na vespera* da eleicao foram tirados
25:0000000 dos cofres pblicos para serem
distribuidos pelo I." districto.
Houve protestos em ambos os districtos
de paz da capital..
PARAHYBA, 31 de Agosto, s 5 horas
e 15 minutos da tarde.
Em Pilar, Itabaiana, Livramento e Ma-
manguape, do 1. districto, foi este o re-
sultado :
AS
industrias e artes
POR
XXVI
O drenamenlo
(Cobtinuaco)
O aspecto da vegelaco tambera ptimo indi-
cio da necessidade da drenagem. Nao ba boas
plantas neslas trras inhspitas, onde nao eres
cera seno as que habitara pantanos e que nao
podem ser destruidas ouce.mas sel-o-ho pela
drenagem. Taes sao as cavallinbas, as hortelas
bravas, os lirios amarellos, os juncos, os rainun-
culos, o colchico d'outomno, etc., etc. Tem se
observado que n'um prado hmido lia s duas
plantas de que os aniraaes gostam, e que estas
plantas esto em proporco insignilicante com
as outrasespecies daraiiinhas que suffocam asjali
menticias : sao as taes plantas, a fluva odorfera
e o trevo commum.
Vamos agora descrever summariamente a se-
rie das operagoes que se tem de executar para
drenar um terreno.
Comeca-se por se fazerera sondager.s que dao
a conhecera natureza do sub-solo, sua consisten
i cia. grao de permeabilidatle, cmlim, a espessura
das carnadas de terreno e a maneira porque se
achara sbrenoslas. Pura sondar, abrera-se cora
enxada ou pa, fossos de lm, a Im 8U, em di-
versos pontos do terreno que se quer drenar.
Esta operacao preliminar permute antever as
maioresou menores dillicul.tades que ter a.aber-
tura dos vallado?, e determinar aproximadamen-
te e d'untemo a quanto montar a despeza do
drenamenlo.
Fmdos estes primeiros estados, forma-se o
plano do terreno, procurase, por nivelamento.
o scu relevo exacto ; de modo que se possa, sem
erro collocar os drenos nadireccao dos maiores
declives para facilitar o escoamento das aguas.
Efftctivamente, como a gravidade a nica forca
que produz o csco.mento da agua pelos drenos
fra, a inclinaco das linhas dos vallados ba de
favorecer aquelle escoamento. \
Urna rede de drenagem compe-se de fossos
cobertos,;de dilTerentes grandezas ; os menores
chamam-se dreaos menores: os que recebem di-
rectamente as aguas deste?. sao chamados dre-
nos de primeira ordem; os que recebem as aguas
dos collectores de primeira ordem, sao -
lectores de segunda ordem, etc.
cas seguintes :
NazarethBacharel Jos Liara Cardoso;
ReciteDr. Henrique Augusto de Albuquerque Milet;
Boa-VistaAntonio Joaquim dos Santos'Mangabeira.
Em 27 reintreguei no lugar de adjunto do promotor publico da comarca de
Bezerros, o cidadSo Tiburtmo de Oliveira e Souza.
Em 5 do cerrento nomeei o bacharel Antonio Sergio Lopes Lima para o lugar
de promotor publico da comarca de Cimbres, em substituido do bacharel Herculano
de Oliveira Torres Gallindo, que n3o acceitou a nonieacao.
. Em 6 exonerei o promotor publico da comarca de Timbauba, bacharel Joa-
quim Vellozo Freir de Mendonca e nomeei para substituil o o bacharel Antonio Ce-
mentino Freir. ., .
(Continua.)
do da 9 db jixiio de 1889
fedbnte do da 'J db jcxiio dens. no sentido de ser substituido o destaca-
Artos ment de Ouncury.
- O vice presidente da provincia, de confor- Assim tica respondido o officio de \. S.; data-
ndade com o art. 9i do regulamento expedido do de 5 do corr,
com o decreto n. 8,213 de 13 de A.'osio de 1881,
determina que os eleitores da paroclua de San.
t'Auna de Gravat se reunam para ac.os eleito-
raes no edilioio que serve de pago da respecti-
va Cmara Municipal; fleando assim seraeffeity
a portara anterior, pela qual o< referidos elei
lores se reuniam na matriz da referffla paroclua.
Fizerara se as necessarias commonicacoes.
0 vce-presidente da provincia, aitenden-
do ao que requeren Felippe Fernandes Coelho,
capito da Ia companhia do 2> batalhao de in-
fanlaria da guarda nacional das comarcas de
os col-
(Contina)
PARTE OFFICIAL
Governo da Provincia
I \IA.\ com que o Gm. Sr. Barao de Calar abri a sesso
Fl exlraordiaaria da issembia Legislativa ProTlncJal cm
8 de Julbx de !S8. ...
.Senhores membros da Assembla Legislativa provincial.
Nomeado por tarta Imperial de 15 de Junho findo, 1 vice-presidente d est
provincia, assumi a administracSo a 20, em virtude de ordem do Exin. Sr. Mmirtro
Secretario de Estado dos Negocios do Imperio, constante de telegramma ae 16 do
e
mesmo mez.
Usando da faculdade que me conferc o art. -i,
de 1^4, convouci-vos extraordinariamente pan
2- da lei de 12 de Agosto
dia de hoje, afim de tratar do
proiecto'de or9amente provincial que deixou de ser voUdo na sessao desta_ Assem-
bla cufos trabalhos terminaram a 23 de Maio do corrente anao. % 1
wea'CJ NEGOCIOS ELEITORAES
o decreto n. 8.213, de 13 de Agost, de 1881, determine! que os e-atores da paro-
hia% Sa^ta Amaro de Taquaretioga, se reunam para actos eleUo^ja ^reja de
S -Jol de Vertentes; ficando assim sem effeito o artigo de 21 de Outub&Je I8,
m virtude do qual a referida reuniao se effectuava no edifico que em f2qWetga
serve de PaSo ^\mi^^XO DA POLICA
Em 20 de Junho findo designe!, de corformidade com o art. 1. J 0. da le
n 2 033 de 20 de Setembro de 1871, o bacharel Joao Augusto de Albuquerque Ma-
l servtr%%> de chefe de policia em ^itSS^
Adolpho Siqueira Cavalcante, que participou haver mterromprfo o Xerc.cio
func$oe, pr incommodos de sade.
de sua>
portara de 18 de Janeiro do corrente anuo, que
orivou-odo dito posto; e determina que Marti-
niano Leite da Silva, do 22 batalhao. nomeado
para o mesmo posto por portaria de 18 do refe-
rido mez de Janeiro, fique aggregado ao mesmo
batalhao.Communicou-se ao commanaante su
perior.
O vice-presidente da provincia resol ve no-
mear o professor jubilado Francisco da Silva
Miranda para o luijar de delegado litterario da
parochia de Santo Antonio dcsta cidade, era
substituigao do actual, que fica exonerado.
Communcou-se ao inspector geral da instruceao
publica. __
O vice-presidente da provincia, dMhxiendo
ao que requereu o guarda de i* classe da Casa
de Uetenco destu cidade, Joaquim Ribeiro de
Bnto, rcsolve concedeblbc 3 mezes de licenga
para tratar de sua saJe onde Ihe convier, com
os vencimentos a que tiver direito devendo en-
trar no goso de licenga no praza de i* das.
0 vice-presidente da provincia resol ve de-
mittiro bacharel Joao Quiitiliano de Azevedo e
Silva, do cargo de promotor publico da comarca
de Flores, e noraear para sunstituil-o o bachajpl
Saturnino Octaviara) da Santa Cruz Oliveira.
Fizeram se as necessarias communicaces.
O vice-presidente da provincia resolve no-
mear Emilio de Mendonca Vasconcellos para
exercer o cargo de ajudaule do procuertor dos
feitos da fazenda provincial no municipio de
^pojuca.Communicou-se ao inspector do Tlie-
souro Provincial.
O vice-presidente da provincia refolve
exonerar Antonio Estolano Maria Seixas, do car-
go de escrivo da collectoria provincial do mu
nicipio de uricury, -e nomear para substituil-o
Marcos Francisco Evangelista.Communicou-se
ao insoector ao Tiiesouro Provincial.
Sft-presidente da provincia resolve
exonerar*bbacbjlrel Joaquim Velloso Freir de
Mendonca, do cargo de ajudante do procurador
dos feilos dafjzcda provincial no municipio
de Timbaftba, e nomear para substituil-o o pro-
motor publico, bacharel Antonio Clementino
Freir.- CoBmunicou-se ao inspector do The-
souro Provincial.
Ullicios:
Ao presidente'da provincia do Paran.
Pelo ollicio, a que respondo, ile 18 de Junho
(indo, leo sciente de haver V. Ese., depois de
prestar o devido juramento, tomado pose do
cargo de presidente dessa provincia.
Aproveito a opporiunidade para apresentar a
V. Exc. meus prolesloa de estima e conside-
raco.
Ao commandante das armas
"ao mesmo.-Expega V. S. suas ordens para
que no dia 16 do correte, s 10 1/2 horas da
manila, urna guarda de honra se ache postada
em frente a igreja do Carmo desta cidade, ahm
de solemnisar a festa da sua excelsa padroeira.
Ao Dr. chele de policiaTransmiti a V.
S.. para seu conhe^imento e devidos lins, a in-
clusa copia do aviso circular do Ministerio da
Guerra, de 2o de Junho liado, relativo ao alisla-
mento dos cidadaos para o servigo do exercito e
armada, no dia 1 de Agosto prximo futuro, e
bera assim um exemplar do decreto n. 10,22tide
3 de Abril ultimo, de cujas disposiges dar V.
S. conhecimento s autoridades que Ihe sao su-
bordinadas.
Ao inspector da Thesouraria de Fazenda.
Tendo em vista o exposto na petigo junta
por copia, pelo lente Bonifacio Antonio Bar-
ba, arespeito do qual V. S. presin a informa-
gao contida em oflicio n. 23o, de 5 do corrente,
autor:so-o a mindar abonar 3 mezes de sold ao
dito lente.
ao mesmo.Communico a V. 8., para os
lins convenientes, que Jos Maximino de Aze-
vedo Lyra assutnio no dia 2 do correle mez, o
exercicio do cargo de promotor publico da co-
marca de Bezerros, para o qual foi nomeado
pelo respectivo juiz de direito.
Ao mesmo. Communico a V. S., para o
lins convenientes, que o bacharel Francisco de
Carvalho Gongalves da Rocha assutnio no dia 6
do corrente mez o exercicio do cargo de promo-
tor publico da comarca de Ii-uarass.
__Ao mesmo. Communico a V S.. para os
lins conveaientes, que o bacharel Joaquim Vel-
loso Freir de Mendonca assumio no dia 6 do
corrente o exercicio do cargo de promotor pu-
blico interino da comarca de Timbauba, para o
qual foi nomeado pelo respectivo juiz de di-
reito. ,
Ao commandante superior da guarda na
cional da-comarca de Cabrob.Accuso recebi-
do o oflicio de V. S. de 26 de Junho findo de
cujo assurapto lico ioteirado
- Ao juiz de direito da comarca de Caruaru
Fica Vine, autorisado a deferir o juramento do
esiylo ao bacharel Ricardo Pereira de Fana, alira
de poder elle exercer o cargo de promotor pu
blico d'essa comarca, para o qual foi nomeado
por portaria de 22 de Junho lindo.
Ao gerente da Companhia Pernambucana
de N'avegagao.Transfira Vine, para o da 13 do
corrente a saluda do vapor que deve ir a Fer-
nando de Noroo.ua.Fizcrain-se as necessarias
commonicacoes.
rA06jn7.e3-de paz presidente* das juntas
de alistsm.nto militar.- evendo precederse
paro Ina no dia 1 de Agosto prximo vin-
idouro, na forma do art. 8 do regulamento an-
I nexo ao decreto n. 5,881 de 27 de Fevereiro de
1873, ao alistaraeiit dos cidadaos para o ser-
uro do exercito e armada, recommendo a Vine,
oe coMforntiiiade cora o aviso-circular do
tenciados e Iizeram-se as necessarias communi-
cagoes.
. 0 Sr. gerente da Companhia Pernambuca-
na mande dar passagem gratuita de proa na
primeinropportunidade at o pretidio de Fer-
na ndo de Noronba a Mara Francisca da Fonse-
ca mulher do sentenciado Cecilio Lin3 d; lon-
seca.-om~nunicou se-ao director do presidio.
O*r. superintendente da estrada de ferro
do Recife a S. Francisco, d passagem, por con-
ta da provincia, e com direito a bagagem, da
estago de Cinco Ponas, de Una, ao sargento
po corpo de polia Antonio Alves da Silva Va-
lenga, sua mulher e dous filhos e ao cabo Anto-
nio Raymundo da Silva, que regressam para o
termo de S. Bento.
dem idem, ao encarregado da estago de
Palmares para dar passagem atCanholinho.
0 Sr. superintendente da estrada de ferro
do Recife a S. Francisco di? passagens por conta
da provincia, da estago das Cinco Pontas da
Escada, aos soldados do corpo de policia Fran-
cisco Antonio Bazio e Joo Pereira da Silva que
d'alli vieram ltimamente conduzindo um preso.
EXPEDIENTE DO SKCBETARIO INTERINO
Officios:
Ao inspector da Thesourana de Fazenda.
O Exm.JSr. vice presidente da provincia man-
da remetter a V. S duas ordens do Ministerio
da Guerra de 27 deJunlio ultimo.
Ao inspector do Thesouro Provincial.De
ordem do Exra. Sr. vice presidente da provincia
communico a V. S. para os lins convenientes,
que em 6 do corrente o bacharel Jos Donato
Gomes Soares assumio o exercicio do cargo de
sjudante do procurador dos Feitos: da Fazenda
Provincial do municipio de Jaboatjo, segundo
consla de seu oificio da mesma data. *
Ao commandante do corpo de policia.De
ordem do Exra. Sr. vice presidente" da prorin
cia, communico a V. S. que por portara do 1
do crreme, foi reformado o tenente da 7* com-
panhia sob seu commando, Sebaslio Floro do
Reg.
Ao mesmo.S. Exc. o Sr. viee presidente
da provincia, mandar communiear a V. S., para
os lins convenientes que, por proposta do Dr.
chefe de policia, nomcou hoje o alferes Francis-
co dos Passos Bantista para o cargo de delegado
do termo de Jatob.
Ao Dr. juiz de direito do 2 districto cn-
li^'.S'>TO3rca do Recife. S. Exco Sr. vice
presidente da PRmuu h communiear a
V. S. quo no*eu ofncio n. 208, ai- o .lo cor-
rente, profefohoje o seguinte :
A0 director do presidio do p.i.n..-,i, ,|B y.-i.
ronha para satisazer a requisigJo.
Ao Dr. juiz de direito interino da comar-
ca de Garanhuns.-0 Exra. Sr. vice presiden-
te da provincia, manda que V. S. declare em
em que dia o bacharel Luiz Affonso de Oliveira
Jardim assumio o exercicio do cargo de promo
tor publico interino dessa comarca, vista da
discordancia entre os dous officios juntos, que
V. S. devolver.
Ao promotor publico da cemarca de Igua-
rass.-O Exra. Sr. vice presidente da provio-
cia recommenda a V. S. que envi a esta secre-
taria a certido de seu exercicio.
XPED1EXTE DO DA 10 DE Jl'LHO DB 1S89
Actos: .
O vic%-presiden te da provincia determina
que os eleitores do 2o districto de paz da paro
chia de Nossa Senhor da Conceigo da .-.laga
de Baixo se reunam para actas eleiloraes na ca-
pella de Santa Rita, no povoado Quintimb ; fl-
eando sem effeito a portaria de 13 de Dezembro
de 1888 na farte em que designou a capella de
Fazendinha para reunio dos referidos eleitores.
Fizeramse as necessarias communicages.
O vice-presidente da provincia resolve exo-
nerar o bacharel Jos Joaquim Alves de Albo
do na mesma liaba at-
Panacaga' -t o,Riac:c
Secco e subir de "riacho bima dividindo sem-
pre com Papafiajaat opogo Jacar e dain zendaaracoTate a'denininada Bombera, oxn?
.lindo-serapre com a freguezia de Garanhuns.
Comii.unicou se ao Dr. ehefe de polica.
vice presidente da provincia resolvej
mear Jos Francisco de Moraes e S
exercer o cargo de 3" ollicial da I"
presidencia durante O pipediinenjo ,
iiario.fiHacftvfo. S
._ O vire presidenteaprpMBCiresolre. por
F>*enleucia doscrvcoilRiO,.r)aiover a_pro-
. Hssor
'or* rsula Ciselina de
de o. in^ Ha Extr
o de Pesqueira.=X.o
nara a do
nROU-seo
Lima df ca-
querque do cargo de director da Bibliotheea Pro-
vincial, e nomear para substituil-o o bacharel
Lourenco llezerra Carneiro daCunha.
Minis-
terio-daOocrra de~%S de Junho findo, que se-
melhante servigo seja feito com toda regulan-
dade ; certo de que sero impostas, a todo aquelle
trae concorrer para o nao cumprimouto da le,
as p-nas comminadas no ai t. 7" do lgularaento
approvado pelo decreto n. 10.226 de a de ^bril
d'esteanno.doqunl Oz remetter a \mc. um
interino. I exemplar com oflicio do secretario d esta PreM-
Sirva-se V. S. de expedir as convenientes or-' deDCia, de 4 de Maio ummo.
O'vice-jwesidenle da provincia, attendendo
ao que requereu o i tenente Herculano Jos
Rodrigues Pinheiro, pratfco-mr das barras e
porlos desta cidade, e tendo em vista a informa-
gao do inspector interino do Arsenal de Marraba
de 2 do corrente sob n. 20, resolve conceder ao
peticionario oito dias de licenga cora os venci-
mentos, na forma da lei, {ara ir a provincia do
Rio Grande do Norte acompanhar una pessoa de
sua familia.Communicou se ao inspector do
Arsenal de Marinha.
O vice presidente da provincia resolve no-
mear os cidadaos Antonio Dias Prente, Antonio
Salgado de Vasconcellos e Lourengo de Albu-
querque Cavalcante. para exercerem os cargos
de delegados dos distnctos litlerarios de Grani-
to, Correntes c Santo Antonio do Buique, na or-
dem em que se acham- col locados, em substitu-
gao dos actuaes que licam t xonerados. -Cora-
raunicou-se a instruceao puolica.
,8 O :- "esidem- da prov
e. i,. .. o cidadao Jos Paes de Barros para exer-
cer o cargo de delegado do districto Iliterario de
Palraeira de Garanhuns. que se acha vago.
Communicou-se a inslrucgo publica.
L-vice-, .lente da 'ncia. tendo f"
vista a propost:: -ontida o do ins|
de ho'ntem datado, n. 222, resolve nomear os ci
dados Joaquim Leonel Bez^rra e Silva e-tfmocl
Izidro Falcouerv dos Sanios para exercerem os
cargos, o l*de collcctor e o 2' de escrivo da
collectoria provincial do municipio de Bezerros;
licandoassnm exonerados os que actualmeute
exercei.: ultoo cargos.
O e-presidente da provincia tendo em
vista a proposta contida em oflicio do inspector
do thesouro, de hontem datado, n. 222. resolve
nomear o capito Jos Jovino Marques paayxer-
cer o cargo de escrivo da collecloria provincial
do ricipio de Tacarati; licando exonerado
do mkfaro Joo Concia Lima.Communicou-
sc ao Thesouro Provincial.
O vice-presidente da provincia, attendendo
ao qu" requereu o bacharel Levino Vieira de
Macedo Lima, juiz de direito removido da comar
ca de Ingazeira, nesta provincia, para a das
Russas ao Ceara, e tendo cm vista a informaco
da Thesouraria de fazenda, 9 do corrente, n.
241, e declaragao do supplente constante de pe-
tigo tambem de i); resolve de accordo com o
decreto n. 2.88'i. de I de Fevereiro de l6t, abrir
um crdito na importancia de 1:200000 verba
ajudas de rusto-dj ministerio da justiga
exercicio vigente, aOm de occorrer ao paga*
ment que cabe o mencionado juizue direito. -
Rem itteu se capia ao inspector da Tbesoarana
de Fazen 'a.
u vice-presidenle da provincia, de confor-
raidade com a proposta do Dr. chefe Je polica,
em oflicio n. 769, de hontem datado, resolve
crear muisun districto de subdelega: no ter-
mo de Correntes, com a denominaci" de ino
d'Agua do Gc e co ;'l"" ;
ara drra da cora
PalmeiraHRemlinlia recta al o cuiue da
deira uc >. in^, a vtrma
minino de Pesquelra.=u>mmur
cao publica.
0 vicepresidente da provincia, decpnfor-
midade com a proposla do administrador dos
Cprrcios em oflicio de hootem sob n. 698. resol-
ve, nos termos da lei 2/94 de 20 de Outubro d*
1877, nomear Antonio Heliodoro Paulino de Mel-
lo, Manoel Cypriano de Souza, Maria Guilherm
na de Souza Porciuncula para exercerem os ear-
gos de agentes dos crrelos de Bouito, Escada e
estago de Marayal, na ordem em que esto col-
locados e reiutegrar Jos Gomes de Andrade no
de agente do correio de S. Joo dos Pombos, fi-
cando exonerados os actuaes.Communicou-se
ao administrador dos corr''ips. "
Oflicios : ^
Ao inspector da Alfandega.Declaro a V. Ext
que est em vigoralei de orgamento publicad?
hoje. que regula a receita da provincia e isenta
de imposiges o assucar e o algodao
Ao commandante das armas interino.
Sirva-se V. S. de expedir suas ordens para que
hoje, s 4 horas da tarde, urna guarda de honra
se ache postada no caes da Companhia Pernam-
bucana, afim de fazer as continencias devidas ao
Exm. Sr. presidente nomeado para a provincia
do Rio Grande do Norte Dr. Fausto Carlos Bar-
reto por occasiao do seu embarque; providen-
ciando oulrosim no sentido de ser dada pela
fortaleza do Brum a salva do esiylo quando o
vapor Pirapama que conduz S. Exc. demandar a
barra.
Ao mesmo.Sirva-se V. S., serapre que se
derem corridas no Prado Pernarabucano, Derby
Club e Hippodromo do Campo Grande, mandar
por a disposifo das respectivas autoridades po-
liciaes, naquelles estabelecimenlos, s 11 horas
do dia, 12 pracas de inlantaria e 8 de cavallaria,
para raanulengo da ordem publica.Communi-
cou-se ao Dr. chefe de policia.
Ao mesmo.Conforme solicita o comman-
dante da escola de aprendizes marinheiros em
ofQcio de hontem, sob n. 300, sirva se V S. de
designar dous cirurgies do corpo de saude do
exercito para com o da armada, encarregado da
enfermara de marinha, inspeccionarem de saude,
na referida escola, no dia 13 do corrente, s 11
horas da manh, o 2. tenente de armada Jos"
JOaquira Guimares.Comraunicou-se ao com-
mandaiite da escola de aprendizes marinheiros.
Ao inspector da Thesouraria de Fazenda.^
Ao engenheiro Jorge Fernandes da Cunha sirva-
sa V. S de mandar pagar, nos termos de^sua hv
formagao em oflicio de 2 do corrente sob n. 231.
dencia ajda de^cuso^pckt'flscafisago'& Ser^l'-
go de destruigo do casco do vapor Baha, nau-
fragado em frente barra de Goyanna. corrende
a despeza pela verba do 21 -Obras Publieas.
[ da consignacoEvenluaes do exercicio vi
gente, cujo saldo existente l:000000.
Aos pharmaceuticos Manoel Alves Barbos*
A Successores.Mandem Vmcs. preparar e re-
mettara para o presidio de Fernando de Noronna,
no vapor que para alli tem de seguir no dia 13
do corrente mez. os medicamentos e artigosde
que trata a relagao aqui junta, assignada pele
secretario desta presidencia Communicu-se
se Thesouraria de Fazenda c inspeciona d
hygiene. _
Ao bacharel Jos Osono de Cerquu...a.
Declaro a Vmc, eDajeposla-ao seu officiu de
hontem que consullei o Exm Sr ministro di
agricultura comme-rio e obras publicas acerca
do que cumpre fazer quanto ao material e uten-
silios a cargo da coiniiiisso sob sua inspeegao,
existentes no sitio da Jaqucira e ncleo Suassu-
na, e que para isso convm aguardar o resultado.
Portaras: *
O Sr. gerente da Companhia Pernambucana
de Navegagao faga transportar desta capital para
o Ro Grande do Norte, cora passagem de ida e
volla por conta das gratuitas a que o governo
lem direito. r, p Augusto Ewerton Suva e Jos
Martins de Freilas.
dem com passagem de ida a Manoel Caeuis
de Miranda.
__ Sr. gerente na Compaulua Pcrnamnucan.
mande dar urna passagem gratuita de proa de
ida e volia para o presidio de Fernando de No-
ronha no prximo vapor a Virgilio Cardoso de
dem com passagem de ida Maria Fran-
cisco de Assis a mulher do sentenciado Vicente
de Assis Tavares.,ommunicou-se ao director
do presidio.
O Sr. superintendente da estrada de ferro
i Recife a S. Francisco d passagens, por
conta da provincia, da eslago das Cinco Pontas
a de Gamelleira, ao furriel do Corpo de Polica
Leocadio da Costa Lins, que vai destacar em Rio
Formoso. ,
O Sr. superintendente da estrada, de ferro
do Recire a S. F-ancisco mande conceder pas-
s,igem. por conta. da provincia, da estago de
Cinco Ponas at a de Palmares, ao alferes do
Corpo de Policia Joaquim Eduardo de Godoy e
Vasconcellos e mais dez pragas, todas com di-
reito a bagr.-em ; sendo a passagem do alferes
dfe4> classe, e dada logo que tlie se Ihe apre-
sentar com asteleridas pracas.
dem ao encarregado da estago de Palma-
res muudando lranortar al Garanhuns.
EXPEDIENTE DO DR. SECRETARIO
OlliciOS :
Ao Dr. juiz de direito de orphaos e ausen-
tes da comarca do Recife.-De ordem do Exm.
Sr. vice presidente da provincia transmitto a
V. S., para os lins convenientes, copia do aviso
documentado do Ministerio dos Negocios Estran-
geiros de 28 de Maio ultimo, relativo ao falleci-
meato, na capital da repblica do Paraguay, de
el Tlieopnilo Alves da i OSfc desta provincia.
Ao Barao dj*Jasa Forte.O Exm. Sr. vice-
prcsidenic da provincia manda communiear a \
S. que hoje dirigi se ao Esm. Sr. conselhein
presidente do csnsclho de ministros sobre o te-
posto por V. S. era seu oflicio de 8 do corrente
acerca do telegramma expelido pelos Srs. lenry
llurnay C. _. a
ao commandante do Corpo de Polica.u
Exm. r. vlcs presidente da provincia manda
communiear a V. S. que profrio os^uintedes-
pacho era su oflicio de boje a respeto da arada
de casto para o capito Joo Manoel da Silva
arvall!delegado' e commandante do destaca-
mento de -Carapatos : .oM
. RemetUdo ao sr. inspector do llicsourorro-
vinciai para atiende.-. .
Ao mesmo. O Exm. Sr. vico-presidente
da provincia manda decorar a V. S que sob
proposla do Dr. chefe.l polica nomeou hoje o
tenente Joo Pires Fen suppiente do
delegado do termo de Palmares
A :eiro Joi Antonio Rodruru.es
Van ;n do Exra. Sr. vice-presiden-
le da ro\ uso o recebimento do ollicio
de uonte i V. S, participa ter no da
\ mam i
-.


ti

\

-5
interior a.ssutnido o
tor interino do pro
erro do Recite a S. 1 teruar, por ter seguida |
ro Luiz da RocIum^
Ihesourana de FAwida.
nte da caija filial do Banco nter*
:".Dj ordem do Exra. Sr. vice-
Diario de Pernariibuc -Domingo 1 de Setembro de I>89
, co'.imDr.
le
Aogere
acin il d
ail
residente (BPVovineia aceuso o rec djiuiento

lo officio de V. S. de 3 do correle acampanha-
o do batanete das^poiagOes ivalisadas por es-
ta caixa filial at o (ru do ntez ulti
Ao riscal dos 'rillios l^bauos
axang. -De ordeio do wcV-prcsi(n
Tineia envo a V. S. S'ugftsses ira presaos 4ssa
mpr.'z.i p-ir-t in lemniBfo *e igual naaero
de passagens c i1 l i is pelo ftr. chefe de poli-
a nos respectivos c irros durante o me de Ju-
aho ultimo, de que trata bseu offltio de 6 do
orrene, sob o. 30j. .
Edita 1 :
Por esta secretaria se fjz publico, para co-
becimento dequem interessar, <|ae, a requeri-
miento de Jos Bernardino do Bourbon Arantes,
lea aborta a concurrencia, cot o prazo de 30
dias, contados desia data, para o recebiraento
de propostas referentes fundgao de ura enge
ho ceutral de tfpo maior, de que trata o art.
18 da lei n. 4,*3 de II de Agosto de 188.1 me
dianteas cgadieOes do art. 16 da raestna lei e
da de u. 1,972 de ii 'le Margo ultimo.
(AssigajHLO secretario, Francisco L. Jf i-
rmholt-Sowm. ^*H
Mkas dasJ
ir.inlHp7c
uj, Maceio ftarahYba,
Mano etc., etc.'nacipo Jemos avaliar cora cr-i
teza qil fosse a feo* giral aduaneira do mez,
mis jujaraos que nao seca interior a 8.$00:G\)0
adgariso anda regular <: que au elTsdua aren-
tfa orfla.
Confotne urna, noti
**ida MrwwateWafcal
S|eiu 187.8** m **. tpHo augm#n-
4N,
HHfca pouco
paiih*isva no 1D
tado no tez de Judie 'itMlm^m^M
-
v
BE3PACH03 DA PR.3IDEMCIA D3 DA 29
DB AGOSTO DE 1889
Abaixoassigp. ios, moradores nos Remedios.
Bisa a coiBpaahia, niedindoibai^convtnifincias
publica e as daarapresa. c
Ephrem Muniz Teixeira imaraes.Informe
Sr. Dr. inspector dalftftfi^o Publica. \\
Julio Soares de Azevedo.Ao Dr. inspector (la
lostrueco Pubfjp >'-. ;-*-<> ___
Gnr~-i *oao Barios de Mendonga vas:oncel-
ws e Joo Paulo Moreira Temporal.Entrege-
le com as garantios da le.
Silvestre Antonio de Souza.Diga o Dr. in-
ipecfc* do Tnesouro l'rovincfcl-
Anua Joaquina Tlieotonia do Sacramento.
Sendo a Hvaliac.io preventiva' inferior que ulti-
namente prore-deu h1 e nada tera melhorado a
eituago do predio, deliro a petigo da suppli
cante.
Companhia PernarabncanaPasse.
Francisco de Paula Reg Barros. -Informe o
Sr. inspector do Tnesouro Provincial.
Alfares Gustavo Alberto de Brito.-Entrege-
se mediante recibo^. .
Gerente da LonddJI Brazilan Bank Limited.
Mrula o Sr. msp 'ctor do Thcsouru Provincial,
.-.rente da Mirada de Ferro do Be ufe a '.a-
ian_'A planta, a que o suoplicante se refere,
foi reraettida ao engenhero liscal.
Jos Guilherme Mariano Falcao.Inleferido,
visto ja ter sido approvado o contracto l'eito pelo
inspector do Arsenal de Marinha.
Joaquim Albino das (".hagas e Silva.Remet-
ndo ao Sr. commaqdante sap^-rior da iruarla na-
cional da comar-a ifa Escada para mandar pas-
sar a guia de que trata n art. \' do decreto n
11.10 de 11 de Mar<;o de 1833.
J. Apolonia da SiivaSim.
Tenente Manoel Nunes Vianna.Segundo in-
formaciio do coonnandante siipiTior en 18 de
Jullio ultimo a guia do suplicante aclia-se na
respectiva secretaria para ser-I he entregue quan-
do fr procorada.
Nicais da Silva Gusuiao.Correm a respeito
d'esta obra os das determinados para a coucur
rencia.
Secretaria da Presidencia de Pernara-
buco, 31 de Agosto de 1889.
O porteiro,
Francdino Chacn.
A aocidade em commandita por aegoes Mot-
nko Flum tense Gianelli A C, estimulada pela
concurre! ia de outra que, cora capitaes estran
geiros, vio estabelecer-se no Ro de Janeiro,
conveguioconstruir espaijoso edilicio, onde, por
meio de ovos aperfeioados machinismos tritu-
ra em cao 2i horas 110 a 420 toneladas de tri-
! tosjMkdas que le prescevia
o antigo ontracto loci.
Em potro inaM'dw seis meze3 do novo syste-
ma de traiallu, que inaugurou em 5 de Setem
bro do anio ns>:idoi"f>e!guindo o^ctual balan-
<;o fechadi) em 30 dvlugu> ultimo, |M*eguio,
alm do que levou a LucrtkSiapensowe a Funda
de Resera, distribuir um wwdendo aos seos as-
socia los, na razo de 14 u ao anno, pagas to
das as despezas, pro nettendo em seu relatorio
socio gerente distribuir novo dividendo em Se
tetnbro prximo, oqual julga nao ser inferior
ao precedente, port estar, d'ora' avante livrC a
entereza dos ensaiok e poarienc'ms, que foi pre-
Cls/AtKdSsao urlmelrfii fiBCStri'.
WAo.^ .'iW "BU granne vantajeea o
acionaJ a industria dir-tabrico da farinlia de
que se faz o pao com que se alimenta o povo. por,
ijue ne n sempre o producto estrangeiro i?en-
to de elementos prejudiciaes saJe, e realiza
a miudo o que em alguna paizes se charaa-jda-
l)ricac4o especial fbar les colonia.
Pela oagem dos raelnores trigos reunidos de
diHerentes procedencias, eadapveis a produzir
as mil saborosas farinh is, tem a empreza q
seguido a crescente procura do seu proda
nao so pelos consumidores defita corte, mas
importantes pragas do Imperio; e nao segne o
systeraa de dar a sua farinna nome estranuei-
ros, com faziam outros productores: vende a
com a sua marca.
Alm disso, proraove o cultivo era grande es-
cala do trigo nacional nos lugares a isto mais
Lapropriados um dilTerentes reirles do Imperio
* distnbuindo as melhores qualidades de semen-
tes: e o resultado est seodo o mais satisfac-
torio.
A farinha obtida dos trigos brazileiros 6 ex-
cellente.
Como industria complementar, vai a empreza
estabelecer aelaborago das raassas, cuja venda
importante e remuneradora.
O resultado obtido em to curto espaco de
tem;40 da empreza fa; contar com prospendade
sempre crescente, coroaudo de merecido triuin-
pbo as diligencias d: d.dar o Brasil de um dos
mais imprtanles factores de riqueza publica e
bem-estar para a pop.ilago do imperio.
As vendas elTeciuadas pela Sociedaie Moinho
Fhunnense, desde 3 de Setembro de 1888 att
30 de Margo de 188J, montaro a 1 :63:i00/03o.
iuzir
I
is ne
Kepartlpo da Polica
2.a ecco.N. 1065 Secretaria de Po-
lica de Pernambuco, 31 de Agosto de 1889.
IUm. e Exm. Sr. Participo a V. Exc.
que 'oram hontem recolhidos Casa de
DetencSo, os seguintes individuos :
A' ordem do subdelegado lo Recife' Francis-
a' ordem do de Santo Antonio, Leocadia Ma
riaili onceigao. por embriaguez e disturbios.
A' ordem do do 1 districto de S. Jos, Joa-
foinn Almeida do Xascimento, por disturbios
A' ordem do do Io districto da Boa-Vista, Jos
Pinheiro do N'isciinento, conhecido psr Pinga
fOgQ, por disturbios.
Deus guarde a V. Exc.Illm. e Exm.
Sr. Conselheiro Manoel Alves de Araujo,
muico digno presidente da provincia.O
delegado do Io districto encarregado do
expediente Manoel Yrancisco de Barros lle-
go.
FI.M\'{AS E COMEKIO"
Em gerai, cscreveu o Jornal do Commercio, da
j;orji^s_orovincias do norte extremo norte es
to passaado nor urna cnse econmica que fe
traduz pela diminuigao da pipulagio, escassea-
ment das exportages e diminuigo das rendas
Mscaes.
Ha um certo mo estar, um desencontro de fac
teres que convina estodar eraquanto lempo,
evitando dlli maldades e mais pesados encargos
ao governo central.
Parece que o aclual rgimen administretivo,
elab irado pelas assembleas provinciaes, em terri-
lori M mal divididos e irracionalmente agrupados,
sobr.-carrega as popularos que pouea nterven-
g5o ''-u n(s mandatos politicos. de tributos ex-
cessivos, puramente onerosos, sem reproduccao
algu na e que extenuara as populaces.
Estes excessos parasyiarios do fisco das pro-
vincias, ja suscitaram uos Estados Unidos a le-
raivel idade tributaros genero- brazileiros.que,
eomo a borro :lia, pagam uns de imposto de e\-
portagao, do que recebem os primitivos operarios
de su i extractan.
For un estes excessos da classe poltica que ar-
ruinarim a industria saccharina as provincias
do norte, e em grande parte a desorganisac to
actual da producgo e de trabalho tilha do egos-
mo desapiedado dos usufruidores das rendas lo-
caes.
E' certo que era quasi todas as provincias, ex-
ceptuando Minas, S. Paulo, Rio de Janeiro. Santa
Gatlnrina e poucas mais, as assembleas provin-
ciae esUo era completo desaccordo com as ideas
industriaes e financeiras das populacOes, e antes
sao un obstculo Jo que um auxilio para o pro-
gre-so local.
Bl i saacfto anormal de algmaas provincias
explica o porque ltimamente lera baixado as ren-
das lis -aes. sem que i?.so denote algum acto irre-
flectido dos poderes geraes.
O estado do quadro das rendas das alfandegas
em Junlio demoistrara as proposiges que temos
aventado, e indicar que estamos voltando a um
curso menos agitado de movimento tinanceiro,
mas em qu? a normatidade faz esperar que a si-
tnacao econmica do paiz entre em breve as
mais estaveis condig5es. E' e3te o quadro a que
O bom xito da ponte de Rroiklyn 9Ug2ero o
projecto de cintra ponte pensil que ser laucada
sobre o rio Hudson entre Nova-York e $jva Jer-
sey. A nova ponte atravessar o Hudson com o
percurso de 87i metros, sendo, portento, lo.iior
de 400 metros de que a de Rrooklvn. A obra
total lera a extensao de 1.98-.80. "
As torres destinadas a sustentar os cabos
scro inetallicas e da altura de 132 metros, de-
vendo elevar-se sobre rochedos. A parte mais
baixa da ponte nao djevor ter altura menor de
140 metros sobre o nivel das altas mares. Os
cabos sero de ago e do dimetro de l1",22 e
calculados de maneira que o seu esforgo normal
corresponda ao dcimo da carga mxima, que
puderem supportar.
Engenheiros, competentes cstiinam que uo
ser menor de 160,OOJ:OOU. "; '^."' "
colossal. pr^S ^SK do congre^o.

A miMMiii .i.ni Huaes, passou a ser sociedade anonyma de res-
ponsabilidcde limitada cora a denorainaco de
Companhia Fabril do Cavatlo, constituindo se de
linilivainentc nos termos dos arts 162 e 163 do
cdigo com marcial.
Esta companhia tem na rulado do Porto a sua
sede ou domicilio legal.
Os fias desta companhia sao : !. O fabrico de
papel; 2." A liagJo de algodo; i* A tecla-
gem: 4. A tinluraria e a estampara dos leci-
dos.
O capital social de 203:000*000, representa
do por 2,033 aegOes de 1OOS000 cada urna.
Os estatutos da nova companhia foram pu-
blicados no Diario do Gaverno.
REVISTA DIARIA
Elelro de deputadonTemo9 conie-
ciniento dos siguintes resultados da 'leicii
que hontern se procedeu nesla |irovincia, como
em todo Imperio, para deputados geraes :
nos reienmos .
Eitar/ies fisaws
Rio de'Janeiro
Santos
Recife
Baha
Belra
1888
'1.467:036*603
788:432i218
933:024*315
830.-3994940
740:793*601
1889
4.431.438*632
1.103:287*134
637:831*396
594:706*734
432:849*390
7.781:906*383 7.220:133*160
Entre a priraeira e segunda d'estas sommas ha
ama diSereoca de 361:833*219 para menos.
Sabemos tambera da renda das seguintes esta-
ees lisca -
Rio Grande do Sul
Porto-Alegre
Pelotas
Maranbao
Fortaleza
Parananu
S. Francisco
141:350*308
115:611*466
45:044*100
S0521UI28
150:199*103
54:040*880
8:938*376
720:394*361
Unida esta sorama da renda das ciocomr.n-
eipaes alfandegas perfaz a de 7.940:348*127.
1." DISTBICT
Parockia de S. Frei Pedro (oncrilces
(i secges)
Dr. Joaquim N'abuco (L) Conselheiro Porlella (Gl 248
34
Dr. Annibal Falcao (R) 18
Dr. Costa Ribeiro (L) 1
Parochia de Sai^to Antonio
(5 secgiies)
Dr. Joaquim Nabucu 450
Conselheiro Porlella . 81
Dr. Annibal Falcao 31
Dr. Ramos Gurjo 1
Em branco 3
Parochia de S. Jos
li secces)
Dr. Joaquim Xabuco 417
Conselheiro Porlella 115
Dr. Annibal Falcao 27
Em branco >
Parochia de Afbgadbs
(3 secges)
Dr. Joaquim Nabuco 303
Conselheiro Portella 119
Dr. Annibal Falcao 13
Resultado linal:
Dr. Joaiuim Aurelio Nabuco de Araojo (L) 1.478
Cotisellieiro Manoel do Nascimeoto Ma-
chado Portella (C) 369
Dr. Annibal Falcao R) 89
Est eleito o 1.", visto ser de 970 votos a
maiorii absoluta.
2." DISTRICTO
Parochia da V.oa-Vista
(7 eecgoes)
Dr. Jos Mananno (L) 717
Dr. Nicolao Tolentmo (C) 189
Dr. Gomes de Mattos (R) 37
tm Branco 2
Paiochia ia daca
(2 secges)
Dr. Jas Mananno 200
Dr. Nicolao Toentino 23
Dr. Gomes de Matos 15
ParoiJiia do Poco
(4 secges) *
Dr. Jos Marianno 360
Dr. Nicolao Toentino 19
Dr. Gomes de Mattos 3
PuruCiiia da Vanea
Dr. Jos Marianno 108
Dr. Nicolao Toentino o
Dr. Gomes de Mallos 2
S. Lourenn f'o Malta
Dr. Jos Marianno M
Dr. Nicolao Toentino 11
Resultado final:
Dr. Jo:i Marianno Carneiro da Cuoha (L) 1 435
Dr. Jos Nicolao Toentino de Carvalho (C) 248
Dr, Manoel Gomes de Mallos (R, 79
Et eleito o 1., visto ser a raaioria absoluta
de 882 votos.
3.' DisraicTO
Olin&i
Dr. Arninio (L) ^
Dr. Si'vino w
Dr. Fi,juelra (C)
Dr. Jilvijio
Ur. Figneii a
Dr. Arminio
Dr. Sjlvino
I Ir. Figuei
Dr. Armi'
Dr. Silvino
Dr. Figueirta
Dr. a ro
Dr. Silvino
minio
Fi|^Hkl
Dr. GnriSo
Marartmtape
Pao d'Alho
i i se5e )
Luz
Iguariw

50
ti

44
16
110
7.)
6
17
'H
143
19
1
al/oli
lt amar ac
Dr. 1
Dr. Figura *'
Dr Silvhio'
Resuldo conhecido. faltando Gleria,le Goit
aue nfc influe : *''
Dr ArSinfo C. Tatares dos Santos
Dr. FRpe de Figoeiroa Fana
Dr. Si!vo Catalcaute do Albuquerque
Est pois (deito o i..
64
222
102
4." DISTB1CTO
Cruangy
Dr. Joaquim Tavara* (L)
Dr. J. Aiiuiar (C)
Dr. Maciel Pinneiro (R)
Tunbaba
Dr. Joaquim Tavares
Dr. l^Aguiar
Dr. Maciel Pinheiro
Resultado conheqido : -
Dr. Joaquim Tavaree
Dr. venci Aguiar
Dr, Maciel Pinheiro
5. DISTRICTO
Nazareth
Dr. Bellro (L)
D". Gaspar DruT.mond (C)
Dr. Lcenla (C)
Dr. Leopoldo Araujo (R)
.i
' Hr. Beltro
Dr. Drummond
Dr. Leopoldo
Dr. Licerda
Dr. Beltro
Dr. Lac-erda
!/. Beltro
Dr. Drumnonl
Dr. Hflkrio
Dr. Lcenla
i):. Drummond
Dr. Leopoldo
Ijiga Secca
Primavera
Alafia Carro
Tiacnnhaem
licencia
a-
Dr. BettrSo
Dr. Lacerda
Dr. Drummond
Resultado conhecido faltando somi
Iii-dini:
Dr. Pedro da Coalla Beltro (I
Dr. Francisco do Reg Bal
cerda cC)
Dr. Gaspar Drummond (C)
Dr. Leopoldo Araujo (R)
6." DISTRICTO
Panilla
(3 secges)
Barfto de Suassuna (C)
Dr. Jos Mana (L)
Dr. Marlins Jnior
20
17
43
"32
15
63
49
23
39
20
10
I
4)
t

i
24
%
IB
11
20
11
3
1
I 80
30
18
Bom
244
76
64
9
Dr. los Mara
Baro de Suassuna
Dr. Marlins Jnior
Dr. Jos Maria
i! ii ao de Suassuna
(R)
Victoria
Grmvata
93
52
14
119
106
12
51
M
Frexeiras
Barao de Suassuna
Sf- terlJS?rJ*ir V-
""Reultado conhecido. faltando Carabao --.oJe
Bezerros: \
Baro de Suassuna' (C) yi6
Dr. Jos Mara de Albuqnerque Mello (L)
Dr. Jos Jsidoro Marlins Jnior (R)
7. DISTRICTO
Cabo
Dr. Ulysscs Vianna
Dr. Meira de Vasconcellos
Dr. Ambrosio Machado
Jpojuca
Dr. Ulysses Vianna
Dr. M'"ira de Vasconcellos
Dr. Ambrosio Machado
Jaboatao
Dr. Ulysses Vianna
Dr. Meira de Vasconcellos
Dr. Ambrosio Machado
Maribea
Dr. Ulysses Vianna
Dr. Metra de Vasconcellos
Dr. Ambrosio Machado
Bao
Dr Ulysses Vianna
Dr. Meira de Vasconcellos
Dr. Ambrosio Machado
Resultado final
Dr. Ulysses Machado Pereira Vianna (L)
Dr. Jos Vicente Meira de Vasconcellos (C)
Dr. Ambrosio Machado da Cunha Caval-
cante (Rl
39
129
33
29
89
18
10
103
43
8
53
12
1
32
2
5
497
144
72
pectaculo de grande gala com o drama
cionista Cura a Filha de Agar.
O espectculo ter lugar no theatro Santa Isa-
:iel, e ser por certo condigno do ^rxto que re
nemomar : visto ter sido feliz a eseolha do
drama, linda composigo do nosso comprovin-
ciano o acadmico Ribeiro da Silva.
iimtltuto 19 de Abril0 '3ub Littcra-
Irio Diegues Jnior funccjonou hontem sob a
presidencia do Sr. Augusto Marlins, lomando
parle na disoosso das theses Srs. Graciliano
Martins, Olyrapio Galvo, Jos Martins Francis-
co Pires e VRal de Mello, e sendo sorteados
chronistas do Instituto o Sr. Ismael Marques e
da aula infantil o Sr. Francisco Pires.
Matriz da Hua VMa- Kn vjrtude de
erdem do Exm. Sr. governador do bispado, pro-
ceder so lia amanlia pelas 4 horas da larde a re
conailiagilo dessa matriz, que licara .interdicta
pogderramMento de sangue humano na mesma.
seguida a esse acto sera trasladado n S m
tno'Sacramento da igreja da Santa Crus,
e fdra recolhido, sendo conduzdo proce3sio
ente com aoompanhatnenlo das irmandades
^mjjssimo Sacramento e Va-Sacra.
Aljanio du auditor de ajrverra
Por acto de anle-houlem foi nomeado o 3" juiz
g ibstituto da comarca do Recife, Bacharel Beni-
co Nelson Tavares da Cun.'ia Mello, para o car-
go de adjunto do auditor de gnerra, em suhsti-
tiiigo do baaliarel Braz Florentino Henrques
de. Souza,ue exercia esse cargo, e no qual dei-
xou de ser reconduzdo.
Moctedade Iliteraria Concalve*
Din-E-t convocada para boje urna seaso
exlfaortinaria delta associago atira de tratar-
se de negocios urgentes.
Realisar se-ha ao meio dia na sede respectiva.
Instituto do* Advog-ado* A:n .it is
6 h iras da 'arde, devem reunir-se os so :ios do
Instituto dos Advogados, ra do Imperador
n. 34
Comyannia de Edifleaco Amanh,
ao meio da, por convite da comrissio lquida
dora da Companhia de Edilicaco, devem reu-
nir-se os respectivos accionistas, no I." andar do
predio n. 77 do largo de Ped/o II, para 0 lira Ue
lomarem conlieciuiento das coous e balango en
cerrado a 20 de Julho ultimo e do parecer
liscal.
Manta Cana de MisericordiaNo di a
3 do correnle, terga-feira, pelas 8 horas da ma-
nila, a junta administrativa da Santa Casa de Mi-
sericordia uiaiida celebrar rais de reqwem, na
i_!-- do Paraizo, pela alma do maior Luurenii
no Jos-de Miranda, membro que foi da mesma
junta e seu thesoureiro por muitos anuos.
Servir militar -Estao designados boje
para superior ilo dia o Sr. raajor Alves e para
amanh o Sr. capitao Si I va, para ronda menor
subalternos de cavallara.
A guarnigio da cidade dada pelos corpos
da guarnigo.
Na enfermara militar existem 22 pragas
em tratameuto.
Nos requurimentos dos soldados do 14" ba-
talho de infantera Apolinario Tiberio apislra-
no, pedilo ao Exm Sr. coronel commandantc
das armas, o uso provisorio de cadete; de 2' cas
se, deu o mesrao Ex n. Sr. o despacho seguate :
Concedo por 60 dias. Antonio Carneiro da
Cunha e Antonio Manoel de Araujo, pedindo para
aguardaren! sua.; baixa? fra da enfermara mi-
litar onde se acham era tralaraenlo, deu o mesmo
Exm. Sr. o despacho scruinte :Coucedc-as, fa
sendo o servigo corapativel com seus estados de
si le.
Foi devolvida ao 2o batalho de infantera
competentemente rubricada pelo Exm. Sr. coro-
nel comt..andante das armas a cerlido de as.ien-
tami'iitos da ex-praga Agripino Carneiro da Cu-
nha.
Mirerioria dan obras d cao dos Porto de PernambucoReci-
U, 3'i de Agoslo de 1889.
Boletim meteorolgico
s. 9
Horas o =2 Barmetro a 0 Tensao do vapoi -a I 3
H- 31
6.J" OJ. 1 762*73 1660 84
7-2 7*3*91 mu 66
12 27-^ 702 n 17 03 62
3?i 27 8 76l"Oa 17.90 65
6 26- -I 761-32 16 61 65
Temperatura mxima28',30.
Dita mnima 2Io,75.
Evaporago em 24 horasao sol: 8'.5 ; soro
ora: 3*.7.
ChavaNal la.
Direcco do vento : SE durante todo o dia.
Velocidad" media ao vento : 2",,4t por se
Nebulosidade media: 0,34.
Boletim do porto
P
Dia
30 de 31 d Agosto Agosto
1-18 da tarde
727 ,
1LO da manh
Altura
0-38
2-.38
-.SO
visto ter side a raaioria ahso-
Est eleito o l.'
tula de 354 votos.
8." DISTHICTO
Icjua Prcla
Dr. Aristharco Lopes (L) 146
Baro de Granito (C) 103
Dr. Bernardo da Cmara (R) 18
Barreiros
Nao 'houve eleigao nesla parochia, por nao
terein comparecido os respectivos juizes de paz.
Consta, entretanto, que os liberaes prelen-
deram organisar una mesa eleitoral com sup
penles. Mas al 9 1/2 horas do dia nao linlia
comegado a chamada.
9." DISTHICTO
Canholinho
Dr. Jacobina (L) 33
Dr. Alcoforado Jnior C) 16
10." DISTRICTO
Limoeiro
Dr. Lourengo de S (L) 83
Conselheiro Rosa e Silva (C) 70
Houve grande presso no eleitorado.
Pedra Tapada
Conselheiro Rosa e Silva 3J
QuanJo se proceda votaco, a forg publica
cercou a igreja; pelo que a mesa,' protestando
contra a violencia, rcalisou a eleigao, em falta
de edificio publico, na casa do coronel Joo Ne-
pomuceno. que lica prxima.
nrormacocs oOBclass Da Secretaria
da Presidencia remetteu-se-no3 para publicar :
Alfandega de Pernambuco N. 21730 de
Agosto de 1889.Illm. e Exm. Sr. Accuso a
recepeo do oflicio de V. Exc. de 28 do corren-
le, e cumpre-me informar a V. Exc. que nesta
repartico somente se tem facultado a sabida
de fariiiha por ordem de V. Fxc, ou por baldea-
ro, de conformidade com os despachos dessa
uresitlenca, isto desde que esta inspectora
reconhece o procedencia da farinha. Para cor-
roborar a atiaba allirraativa ollerego aprecia
to de V. Exc. a inforiBpgao em original da 3*
0 por onde corre csui servico.
Deus guarde a V. ExcIllm. e Exm. Sr. con
selheiro Manoel Alves de Araujo, digno presi-
dente da provincia. O inspector, Barao de Souza
Ledo.
Illm. e Exm. Sr. Dr. inspector da Alfnd<
Prestando a iulorinago que V. Exc. de mim
exige, Scorao encarregado da distribuigo dos
despachos de cabotagem} cabe-me airmar a V. 9 1|2, Sim6es Barbosa s 10 3|4 horas.
lieiioesEfiec'.uar-se ho os seguintes
Amanh :
Pelo agente GusmSo, s 11 horas, no caes do
Ramos, de urna barcaga.
lelo agente Pinto, s 11 horas, bordo da bar-
ca Cecilia, da mesma e seus pertences.
Pelo mesmo agente, s 11 horas, praca do
Conde d'Eu n. 18, de urna armago ahi exis-
tente.
Terga feira :
Pelo agente Gusmo, s 11 horas, ra do
Mrquez de Olinda n. 5, de fazendas e miu
dezas.
Pelo agente Pinto, s 11 horas, a ra do Bom
Jess n. 45, de ca val los.
Pelo atiente linio, s 10 1/2 horas, ra de
Marcilio Dias n. 73, na arinaco ahi existente.
Pelo agente Slepple, s 11 horas, em Olinda
de predios.
Missas fnebresSero celebradas:
Amanli :
A's 8 horas, na Ordem Terceira de S. Francis-
co, pela alma de Jos Caetano de Carvalho.
Operaeo cirurgicaFoi praticada no
hospital Pedro II no dia 31 de Agosto, a se
guite :
Pelo Dr. Berardo:
Exlracgo de urna cataracta senil dura no olho
esquerdo, pelo methodo a retalho penpserico,
processo de Wecker.
Casa de BeiencaoMovimento dos pre-
sos da Cusa, de Detengao do dia 30 de Agosto dt
1889
Existiam 444 ; entraram 3; sahiram 6 exis-
tem 443.
A saber :
Nacionaes 392 ; raulheres 22 ; estrangelros 28,
raulher 1 -Total 443.
Arracoados 412.
Bons 379.
Doentes 28.
Louco8 5. -Total 412.
Movimeoto aa enfermara
Tiveram balxa :
Jo'i Gouva da'Silva.
Ma'a Amelia da Silva Braga.
Antonio Jos de Santa Anna.
Hospital Pedro II -O movimento deste
estabelecimento de caridade, no dia 29 de Agosto
:oio seguinte:
Entraram 17
Sahiram 15
Fdlecenini 2
Existem 594
Foram visitadas as respectivas enfermarlas
'i pelos Drs.:
Moscoso s 8 114, Malaquias s 8 1|4, Ponual s
lu-
ido/
deJ
Exc. que nenhum despacho de farinha de man-
dioca, depois da respectiva prohibigo tem s
por mira distribuido seno de conformidad
nao so com as portaras da presidencia da p
viada concedendo, era quantidades deteriora-
embarque desse genero para algumas
provincias ao norte desta, como tambem com
as ordens de V. Exc. em relago somente aos
casos de baldeago.3" secgo, 2!i de Agosto de
1889.O chefe. Domingos Joaquim da Fonseca.
*S de SetembroInforraam-nos que o
actor Joao Rocha, no proposito de solemnisar
essa, data que foi o inicio da extingo da
vid3o]no Lrasil, tenciona levar scena um es-
berardo.
Eatevo Cavalcante.
Barros Sobrnho.
Cysneiro.
Ocirurgio dentistaXuma Pompitiono com-
pa?eceu.
0 pharmaceutico entrou s 8 1|4 da manh e
sahiosVi|2 datante.
O ajuVnte do pharmaceutico entrou s 7 12
4a manh\sabio s 3112 horas da tarde.
Lon-ril do Sram-Para-A 1" parte d
31' loteria, dtessa provincia, cujo premio grande
230:000000| ser extrahida no dia 4 do Setem-
bro.
tirande loteria da corte-Esta impor-
tante loteria. cujo premio maior de 10D:00:)|
ser extrahida no dia .. do corrente.
Grande loteria do Maranbao -A 6'
serie da 1 loteria. dessa provincia, cujo premio
grande 300:o00i000 serwctrahida no dia ..
de Agosto.
Cemiterlo PublicoObituario do dia 30
de Agosto de 1889 :
Maria, Pernambuco, ll|mezcs, S.Jos ; Eclam-
psia.
Liberata Emilia de Mello, Pernambuco, 30
annos, solteira. Recife; convulsoes.
Manoel Jos Ferreiri da Cisla, 3i annos, ca-
sado. Santo Antonio; anemia.
Luz Pereira Pinto. Pe: iiino'i :i, 53 annos,
S. Jos ; lesao cardiaca.
Luiz Bra-nliano do Nascimento, Pernambuco,
50 anuos, se-Iteiro Un Vista : bron:!iile.
Raymun lo Rodrigues dos Santos, Pernambu-
co 70 anuos, viuvo, Boa-Vista : bronchite.
U'n feto. Pernambuco, Boa Vista.
Alexan Ir Mirtins da Costa Pires, ignorase
23 annos, solteiro, Graga; aieningo perince-
phalite.
UM POUCO DE TUPO
Um reverendo, pregando ao Domingo de Pas-
choa :
Queris saber, miabas amadas ouvntes.
razo porque Jess Christo appareceu s raulhe
res logo que ressucitou? Foi para que a ootuia
de sua resurreigo se espalhasse mais depressa,
e fosse sabida de todo o mundo.
Quadro de familia.
O beb nos bragos da rai, nao para de chorar,
de gritar e de tintar.
Para diatr.ihil-o, o pai comega a imitar o grito
de varios anmacs, o gallo, o cao e no lim
zurra.
Ouve a burro, menino, ouve o burro, diz a
mili com meiguicei, mostrando o pai ao peqae-
nito.
**.
Um jornal de Bengala prop-, para solver o
problema s-icial na Inaia, aaboligo do casamen-
to ; e em sustenlago escreveu :
Cumpre destruir a arvore pela raiz e ramos, e
acabar de vez cora o mal.
A maior parte dos neceados e males d'este
mundo sao devidos ao casamento, e elles cessa-
ro logo que o casamento, como um direito, fr
abolido por toda a parte.
Casta, parentesco, concubinarem. divorcios,
maridos, jojes, rabujentos e violentos, tubos
desobedientes e desreglados, tudo sera removi-
do da face da trra, se o casamento nao for, d'a-
uut por diante, reconhecido na sociedade hu-
mana.
E que tal a Iheoria ?
E' ura pouco adiantadinha !

* *
Em urna secretaria, dois empregadoa aiterea-
vara en alia voz, sem fazer caso do chefe, que
estava presente.
Voc? llavera por ac-iso hornera miis idio-
ta que voc ?
O cltefe inlervindo :
Ento, ineus similores, equeceram-se de
que estou eu aqu !
*
Um comprador de presuntos :
O que en des'jo que estes tres que aqu
levo sejara lo bons como os dois que h ntem
levei.
V descangado, senhor; allango-lne que
sao todos do mesmo porco.
*** .
A scena pas?a-se n'um restaurante de luxo.
Um individuo, que acaba de comer, quexa-se
da exhorbitancia da conta.
Que quer 0 senhor que Ihe faca ? Estes
.loui-mios, tantos espetaos, cu-tam uiuto di-
nheiro.
O individuo com muila tranqullidade :
Mas eu nao os p '-li: equanno de futuro ca
vier comer, pode rctiral os/
meio-dia s 2 horas da tarde. Reside i
ra de Gervasio Pires n. 27. Encarrega-
se do tratamento das molestias de olhos.
Telephone n. 427.
Dr. Alvares Guimares, chegado da
corte, dedica-se medicina em geral, e
com especialidade s molestias o cora-
gao, pulmoes, figado, estomago e intesti-
nos e tambem s affeccoes das enancas.
Reside praca do Conde d'Eu, n. 28,
tem consultorio na ra do Rom-Jesua
(antiga da Cruz), n. !45, onde d consul-
tas do meio-dia s*% horas. Telephone
n. 38!.
O Dr. Simplicio Mavignier.Clinica me-
dico eirurgica. Especialidades: molestia
pulmonares e partos. Ilua do Mrquez de
Olinda n. 27, 1." andar. Consultas das 11
s 2 horas e na Casa Forte (Pogo da Pa-
nella) das 6 s 9 horas da manha e
tarde. Teleshone n. 392
Dr. Cerqueira Leite, tem o seu escripto-
rio na rua Xova n. 32, do meio dia s 2
horas e desta hora era diante rua Barao
de S. Borja, A. 22. Especialidades
molestias de crianga senhoras" e parto.
Telephone n. 326, da casa de residencia.
OcciisCa
Dr. Ferreira. com pratica no3 princi-
paes hospitaes e clinica de Pars e Lon-
dres, consultas todos os dias das 9
horasdac meio-dia. Consultorio c resi-
dencia i rua Larga do B*"W o- 20-
AdTogados
O bacharel WUruvio Pinto Bandeira,
podo ser procurado rua do Imperador
a. 71, ." andar.
Sileeira, advogado. Escriptorio rua
do Imperador n. 69.
J. A. de Ma/alliax8 Bastos. Duque de
Caxias n. 66, 1. andar..
O Dr- II. Milet contina com seu es-
criptorio de advocacia, a rua do impera-
dor n. 46, onde tambem poder ser pro-
curado sobre negocios concernentes 1.a
proinotoria publica d'esta capital.
O consellieiro Portella contina a adro-
gar. Escriptorio rua do Imperador
n 65. Residencia, casa n. 11 da rua
Viscoode de Albuquerque (outr'oia rua da
Matriz da Boa-Vista). Telephone n. 362.
Birogai'ia
Furia Sobrinho <& C, droguista por ata-
ido, rua do Mrquez de Olinda n. 41.
Francisco Manoel da Silva efe C, deposi-
tarios de todas as especialidades pharma-
eeuticas, tintas, drogas, productos chimi-
caa e medicamentos homeopticos, rua do
Mrquez de Olinda n. 23.
ferrara a vapor
Serrara a vapor e officlna de campia
le Francisco dos Santos Macedo, caes do
Oapibaribe n. 23. Este grande estabele-
cimento, o primeiro da provincia neste
genero, compra e vende madeiras de todas
as qualidades, serra madeiras de conta
alh'eia, assim como prepara obras de cara-
pina por machinas e por pregos sem dom-
petenciaPernambuco.
rilLICiCOES i PEDID
SPORT
H#jo realisa o Dsrbij Per*a>Hb4cano a sua l'J*
corrida, cuja inscnpgo conhecida do nosso
publico.
E' proraetledora.
Eis os tiossos pal [lites :
1* pareo :Porabo Preto. Equiraio.
AzarCorsario.
2o pareo : Buy-Blas^Biselte.
Azar Maestro.
3" pareo :Bonaparte, Boa-Vista.
Azar -Sneca.
4* pareo :Apollo. Diana.
AzarDerby.
5* pareo :Goodniorning, Florele.
Azar- Villagem.
(i pareo : Estephania, Africana.
AzarBrazil.
' pareo :Slella, Coruja.
AzarFantina.
*
Entre as corridas do turf fluminense foi sem
duvida a do Prado Villa Isabel, realissda no dia
28 de Julho ultimo, urna das mais concorridas.
Todos os pareos elfectuados hora precisa
inlluiram para que a corrida ternjinasse cedo,
nao das maiores. sero a maior vantagera que
auferem os amadores do divertimento, e exclu-
sivamente do joguinho si bem que este seja o
melhor allralivo grande concurrencia sempre
crescente as corridas.
A cerca do 2o pareo dessa corridaanimigo
1,450 metrosanimaes estrangeiros de 3 an-
nos diz ura escriptor da corte.
E' cousa sabida que os pegamentos superiores
nao devam nunca ser despresados. E a prova
tivemos com a victoria da Aguia, que ganhou a
carreira de ponta a ponta no explendido tempo
de 8TJ.
Quandojinscripta no grande premio do Jockey
Club, todo o mundo sabe que canstiluio ella o
palpite de urna pessoa altamente nobre, que a
havia incluido era sua combinaco. A pilheria
e a galnofa foram os applausos dos perfeitos co-
nhecedores de corridas, que ucaraai no dia 28 de
nariz coraprido, quando virara a valente irm de
Salvatus passar pelo poste no vencedor Irazendo
a reboque toda a cavalhada de fama.
E' o casorira mieux qui nra le dermer.
Aguia foi montado pelo intelligente jockey Ar-
nold, que ha tempos comegou a gosar da reputa-
go de tacadisla pela razo rauto simples de
mostrar, que bacamartes no sao os animaes
como tal suppostos, mas os jockeys que ante-
riormente os montavara.
E bem rio o ultimoque receben 3204000 em
primeiro, e 95900 em segundo.
Que reverendo bacamarM
E, cautela !
Que hoje nao tenhamos alguns tiros de taes
bacamartes na jornada do Derby Club,
JHDICACES DTEIS
Mdicos
Dr. Castro Jess medico e operador.
Pratica a lavagem do tero quando e co-
mo aconselhada. Consultas das 11 a
3 da tarde em sua risidencia rua do
Bom Jess (antiga da Cruz) n. 23, 1."
andar. Telephone n. 389
Dr. Joaquim Loweiro medico e partei-
ro, consultorio rua do Cabug u. 14,
l. andar de"12 s 2 da tarde; residencia
no Monteiro.
Dr. Barreto Sampaio d consultas de
meio-dia s 3 hora3 no 1 .* andar da casa
rua do Barao da Victoria, n. 51. Resi-
dencia rua Seto de Setembro n. 54, en-
trada pela rua da Satidade n. 25.
L'r. Ribeiro -de Britto d consultas de
meio dia s 3 horas da tarde, no poden-
dar a rua Duque de Caxias n. 46, 1. an-
do ser procurado para chamados na sua
residencia rua do Hospicio n. 81. Te-
lephone n. 303.
O Dr. Matheut Voz, medico, tera o seu
escriptorio a rua do Baro da Victoria
n. 51, 1. andar, onde d consultas d
N. 45X>
O egue farii o Oleo de Figado di- Ba-
ralbo
A resposta depende da qualidade do genero.
0 Uleo Puro Medicinal de Figado de Bacalhao,
de Lanman k Kemp extrahido dos ligados fres-
cos do peixe acabado de colher, tem verificado
taes cu as de tsica, complicada com escrfulas,
que sena mni dillicil encontrar iguaes nos an-
imes da medicina. Tanto nos hospitaes como na
pratica privada, dos mdicos os mais di delos,
os doentes extenuados e upparenteinmte desen-
gaados em eonsequenria de se verera atacados
dos casos mais agudos das enfermidades do
pulrao da garganta, restabelecerain se cora o
seu uso. com uraa rapidez tal, que os professo-
res de medicina coafesso que nao tera parailelo
em sua experiencia.
Se o C3pago nos permittisseapresentaraqui os
casos de curas transcriptas por dito mdicos o
extrahidos de sus memorias, assombranara os
lei lores.
N'il desporadum. Nunca desesperis em quau-
to tiverdes mao este remedio puro e heorapa-
ravel as curas das afTecges pulmontres.
Aiha-se venda em lodas as principaes bo-
ticas e lojas de drogas.
\
' |
A Exma. Sra.
? ''.
| D. Isabel E. Poggi de Figurircdo
>. Pelo seu annversario natalicio
FELICITA
//. Vdlarouca. x
191889.
xxyx*-x^c5~jco<)c .->cx?>K">.c>ccocaco:o-x :.--?,iodoa
O Vinho do Dr. Cabanes com quina e
lactophosphato de cal e ferro o mais po-
deroso aperitivo e reparador das forcas
m copinho antes de cada refeigo produz
os melhores effeitos 5)
D. Carila de Araujo Lobo y
I PAKTEIKA DA SALA DE MATERSIDADE
ik D0 !
^ IIOSI'll II. PEDRO II y,
TPode ser procurada para o excr*
cicio de sua profissao sua resi-
1 dencia
t% 59 -RUA DA GLORIA59
a&s*- -^^s ^- -T^Q
Advog-ado
0 bacharel Arthur da Silva Reg tem o seu
escriptorio de advocacia rua do Imperador n.
34, onde pode ser procurado para os misteres
de sua nrofissO.
j| Frederico Chaves Jnior J J
Homoepatha
W 39 RUA BARO DA VICTORIA-39U
) ( Primeiro andar ( )
m
Bacharel Antonio Wilrn- ) [
vio Pinto Bandeira i
Pode ser procurado rua do Imperador y
n. 71, Io andar
I
i



Diario (le PernambucoDomingo l de Setembro de 1889
QUE ENFERMIDADE E' ESTA QITE
NOS ACOMMETTE?
ao o ladrao que nos ataca noile,
ella acommette-nos s occidtas. Os afligi-
dos desta doenca tin dores de peito, de
lados e, algumas vezes, de costas. Nao
querem fallar, e sentem necessidade de
dormir. Percebe-se na boca um sabordesa-
gradavel principalmente pela manhil. Os
dentes eobrem-se de urna especie de ma-
teria viscosa; o o appetite desapparece. O
paciente sent como que um grande peso
no estomago, e, s vezes, tima sensacao
de vazio no mcsmo orgao. Na boca do
estomago ha muita fraqueza; e a nutricao
nt produa satisfacao alguma. Os olhos
empanam-se ; e as mitos e os ps csfriain,
e tornam-se viscosos. Algum tempo depois
principia urna tossc, secca no comeo, e,
em seguida com urna expectora^o esver-
dinhada. O doente queixa-se de um can-
jago interminavel, e, qtiando procura dor-
mir um pouco, nenhum allivio sent. Logo
depois, o enfermo torna-se nervoso e iras-
civel, e o seu espirito nao ve senao tristes
presagios. Elle sent vertigens urna es-
pecie de tontura na cabeeaquando se le
vanta sbitamente- Ha prisao de ventre ;
a pello torna-se secca e quente alternati-
vamente ; o sangue acha-se espesso e iner-
te ; a cor do branco dos olhos amarelien-
ta ; e a uriaa quasi nenhuma e muito
corada, deixando um.deposito no vaso. O
afligido militas vezes obrigado a vomi-
tar os alimentos que toma, e estcsvomitos
deixam-lhe na boca um gosto urnas vezes
amargo e outrns vezes adocicado. Este
estado de coisas frequentemente seguido
de palpitares do coragao. Enfraquece a
vista do doente, e elle parece ver nodoas
diante dos olhos, sentindo um grande can-
jago e debilidade. Estes symptomas ap-
parecem cada um por sua vez. Dizem
que o tcrgo da nossa populagao soffre da-
quela enfermidade sob alguma da3 suas
formas. Indubi avelmcntc, os mdicos scm-
pre s'engunaram sobre a naturcza da cita-
da molestia. Alguns trataram-n-a como
affecgSo do ligado ; e outros como doenca
dos rins; mas nenhum tratamento conse-
guio cural-a, porque o remedio devia scj
susceptivel de obrar harmoniosamente so-
bre cada um daquelles orgaos, e tambem
sobre o estomago. Nos casos de Dys-
pcpsia (sendo este o verdadeiro nome da
enfermidade) todos os citados orgaos desor-
denam-se ao mcsmo tempo, e procisam de
urna medicina que possa obrar sobre to-
dos elles simultneamente. O Xarope
Curativo de Seige! produz um effeito m-
gico em esta classe de padeciraentos dando
um allivio quasi mmediato. O Medica-
mento vende-se por todos os Pharinaccu-
icos e Boticarios do mundo inteiro, e pe-
los r'roprietarios, A, .1. White (Limited)
17. Farringdon Koad Londres E. C. In-
glaterra.
Depositarios na provincia de Pernambu-
co por atacado : Francisco M. da Silva & O
na cidade de Pernambuco.
Vendedores retalho, na cidade de
Pernambuco, Bartholomeu C, J. C. Levy
& C. A. M. Vera- & O Rouquayrol Fi-
res, Faria Sobrinho & C.*e T. S. Silv
em Palmares, A. C. de Aguiar: c em
JoSo da Igreja Nova, J. A. da Costa e
Silva.
"--------------------------------------------
Fr- 3
ilva; |t
m S. j
S. Bento
Chama-se a attengao de S. Exc. o Sr.
hispo desta diocese para o procedimento
irregular e escandaloso do vigario de cer-
ta villa que com a maior ostentacao vive
com urna Julia de tal, na mais doce con-
vivencia, tendo-a teda e manteda ; che-
gando a sua desfagatez ao ponto de fa-
zel-a habitar urna casa contigua propria
matriz de que parocho, com a qual tem
communcacSo pelo interior, afim de po-
der mais {gilmente fazer suas oracijes
acorapanhado.
No tempo do Sr. frei Vital foram sepa-
rados os dois pombinhos, e a bem da mo-
ral carece o sacerdote i entecoste de nova
corregao.
Que nos seja perdoada a indiscripgao
pertubando a paz do lar do Sr. parocho.
Joio Galope.
Registro de marca
.V 53
A marca consiste em um qnadrilongo
formado por urna fita grega do cor bran-
ca, sobre fundo cor de cat ; no centro de
um oval, duas creangas nuas, meio envol-
vidas em um manto fluctuante, tendo a
do primeiro plano um arco na mEo direita
e urna seta na mo esquerda, sendo todo
este dezenho cor de carmim, no alto do
oval do lado de fra e formando canto
direita, um arabesco e o monogramma
C. A., e esquerda outro arabesco e o
monogramma & C ; direita circulando o
oval a palavraCigarros ; esquerda,
do mesmo modo, a palavraEspeciaes ;
em baixo, a palavraDeliciase dois ara
bseos um de cada lado, formando canto:
todos estes dizeres em letras capitae?
brancas, com sombra branca, sobre fundo
cor de caf: ao lado, em letras capitaes
cor de caf sobre fundo branco, as pala-
vrasFabrica DianaCarlos de Arruda
& C.Ra de Marcili Dias n. 17An-
tiga Direita telephone n. 311 Pernam
bucoSeparando estas linhas arabescos
cor de cat.
Estava sellado com urna estampilha de
duzentos reis inutilisada da se^uinte forma.
Recife, 8 de Agosto de 1889.
( arlos de Arruda Certifico que a presente marca foi apre-
sentada a registro s 11 horas do dia de
hoje.
Secretaria da junta commcrcial do Re-
cife, 8 de Agosto de 1889.
Em f de verdade.
Tclespharo Fragoso.
Certifico que foi registrada sob o n. 253
em virtude do despacho da meritissima
junta emsessao de hoje.
Pagou 66300 de sello, e addicional do
registro no segundo exemplar.
Secretaria da junta commercial do Re-
cife l de Agosto de 1889.
Em f de verdade.
'/elesphoro Fragoso.
Aviso a nuestros lectores
Los de nuestros lectores que vayan a
Paris mientras la Exposicin de 1889, es-
tan ya avisados que podran leer los uit,-
mos ejemplares, recebidos en Paris, de
nuestro peridico, en la oficina de nes-
tres corresponsales los Srs. Amde Prin-
ce y L\, 36, ru Lafayette, donde pueden
hacerce dirigir toda su correspondencia,
pedir informes, dar rdens de compra,
etc.
Pero, avisamos a nuestros compatriotas
que ademas del servicio instalado en su
oficina 3G, ru Lafayette, los Srs. Am-
de Prince y C. han orgonizado un otro
gabinete de lectura y de informes en la
Exposicin misma, en el Pabelln de la
Repblica de Guatemala, en donde el Sr.
comisario general a puesto a la disposicin
de dichos Srs. una grande sala cou ter-
rado.
Aconsejomos vivamente a nuestros ami-
gos lectores que vayan a Paris, de hacer
una visita a la casa Amde Prince y C,
tanto en su residencia, 36, ru Lafayette,
como en su instalacin en el Pabelln de
Guatemala de la Exposicin, que resulta-
r, ser por el hecho de las extensas rela-
ciones de nuestros corresponsales, el cen-
tro de reunin de los numerosos estrange-
ros presentes en Paris.
Leonor Porto
Ra Larga do Rosario nu-
mero 96
SEGUNDO ANDAR
Cofitina a e\ccutar os mais diHiceis
laurinos recet.idos de Londres, Pari
Lisboa e Rio de Janeiro.
Prima em perfeicio de costuras, em
em hrevidade, modicidade em pregos e
fino gesto.
I!
11
ELIXIR
DE
DEPUIUTIVO
SANGUE
Approvado pea Exma. Junta de Hygiene e preparado por
rajLa jl sxx/sr.a. sxx^aexaFLA.
Cliiniico e Pharinaceico
PELOTAS RIO-GRANDE BRASIL
Este elixir composto de veg-etaes de reconheeido mrito, em-
preado com vantagens as molestias seguintes:
Eserophulas, rheumatismo, gonorrhas, rachitismo, impingens, ulceras, tumores,
sarnas, bobas, manchas da pe]le,*earbuneu]os, flores brancas, boboes. corfimentos dos
ouvidos, fstulas, cancros venreos, inflammacoes do tero, inflammacoes de olhos, es-
pinhas, affeccoes syphilticas.
A sua effleacla attestada por filustres mdicos que o rcpulam superior aos medicamen-
tos anlogos. L.eiam com attenco os attestados mdicos que em seguida publicamos e teroa
prora de que o nico depurativo infallivel do sangue oEliJr de Xogucira. Salsa. Caroba e
Guayaco.
ATTESTADOS DO ILLSTBADO G0RP0 MEDICO DA PROVINCIA
P
O abaixo assignado, doutor em medici- tonio A. AssumpcSo. Est reconheeido
pela faculdade do Ro de Janeiro, con-|na formada lei pelo tabelliaoLuiz Felippe
decorado, pelo governo portugus, medico de Almeida.
do hospital da Beneficencia Portugueza
desta cidade, etc.
Attesto que as molestias de fundo sy-
philitico, em suas diversas e variadas for-
mas, a applicagao do preparado denomi-
dado Elixir de Nogueira. Salsa, Caroba e gueira, Salsa, Caroba e Gnaiaco, prepa-
precioso Elixir de Nogueira, Salsa
Caboba e Guaiaco com muito bora xito,
e tenho aconselhado aos meus clientes que
o uzem com toda a confianca e esperanca,
Eu abaixo assignado, doutor em medicina pois a sua preparacSo preunehe perfeita-
pela faculdade do Rio de Janeiro, etc., mente o nosso desidertum. Vou empre-
etc. I gar as pilulas ferruginosas de meu grande
Attesto que empreguei o Elixir de No- collega, em todos os casos em que se fi
Guaiaco, do Illm. Sr. Joao da Silva Sil-
veira, tem sido de maravilhosos resulta-
dos. O referido verdade sob a f de
meu grao.
Pelotas, 30 de Abril de 1886.Dr.
Barao dos Santos Abreu. Est reconhe-
rado pelo distincto pharmaceutico JoSo da
Silva Silveira, em um caso de ulcera sy-
philitica, dando este medicamento resul-
tado o mais favoravel.
Pelotas, 5 de Maio de 1886.--Dr. Joa-
quim Rasgado. Est reconheeido na fr-
oido na frraa da lei pelo tabelliao Luiz ma da lei pelo tabelliao Luiz Felippe de
Felippe de Almeida. i Almeida.
Eu abaixo-assignado, Dr. em medicina Eu abaixo assignado, doutor em medicina
pela faculdade do Rio de Janeiro, con- pela faculdade da Bahia, membro da
decorado pelos governos de Allemanha, I sociedade franceza de ophtalmologia e i
Portugal e Italia, medico do hospital de da sociedade zoolgica de Franja, etc.,
do
dos
zer sentir a necessidade do emprego
erruginosos.
Continu V. S. a trilhar o mesmo ca-
minho com toda a dedicacao, para um dia
chegar meta dos seus desejos e receber
o competente premio do seu insano e es-
pinhoso trabalho.
Rio Grande, 8 de Abril de 1886.Dr.
Nicolao A. Pitombo.Est reconheeido
na forma da lei pelo tabelliao Luiz Felip
pe de Almeida.
Misericordia desta cidade, etc.. etc.
Attesto que tenho empregado muitas
vezes o Elixir de Nogueira, Salsa, Caroba j sa, Caroba e Guaiaco, do pharmaceutico
c Guaiaco, preparado pelo Sr. Joo da Sil- j JoSo da Silva Silveira, prestou-me reaes
va Silveira, como um poderoso agente em' servijos nos casos d syphilis terciaria e
caso3 de infeejao syphilitica ldiathese j em todas as affeccSes de fundo escrophu-
escrophulosa, parecendo-me supejior aos loso.
anlogos que nos vem do estrangeiro. Pori Porto-Alegre, 5 de Maio de 1886.
ine ser pedido passo este cuja verdade Dr. Vctor de Brito. Est reconheeido na
affirrao em fe de meu grao. frma da lei pelo tabelliao Luiz Felippe
Pelotas, 6 do Maio de 1886.Barao de Almeida.
Attesto que tenho empregado na minha
clnica o Elixir de Nogukira, Salsa,
etc I Caroba e Guaiaco, preparado pelo Sr.
Declaro que o Elixir de Nogueira, Sal- pharmaceutico Jc2o da Silva Silveira, ob-
tendo sempre os mais brilhantes resulta-
de Itapitocay Est reconheeido na l'rm
da le pelo tabelliao Luiz Felippe de Al-
meida.
Aviso aos nossos leitoree
Os nossos leitores que visitarem Pars
durante a Exposicao de 1889 j sabem
que poderao 1er os ultimes exemplares de.
nosso jornal chegados aquella cidade no es-
criptorio do nossos correspondentes, Srs.
Amde Prince & C, 36. ra Lafayette,
onde podem mandar dirigir qualquer cor-
respondencia, pedir quaesquer informas3es,
dar ordena de compras, etc.
Alm d'isso, levamos ao conhecimento
dos nossos patricios que afora o servico esta-
belecido no escriptorio da ra Lafayette,
n. 36, os mesmos Srs. Amde Prince
C, acabam de organisar urna sala de lei-
tura e de informales na Expsito mes-
ma, no pavilhao da repblica de Guate-
mala cojo commissario geral dignou-se dr
por graciosamente urna vasta sala com
varanda s ordens dos nossos correspon-
dentes.
Aconselhamoa mui vivamente aos nos-
sos amigos e leitores que se acharem em
Paris, que visitem a ca3a Amde 1 rince
d C. na sua sede social, 36, ra Lafayet-
te, bem como na installajo que possue na
Exposicao no Pavilhao de Guatemala que
ha de serj gracas s extensas relacoes dos
nossos correspondentes, o ponto da re-
uniao dos numerosos estrangeiros residen-
es em Pari8-
ADVOGADO ^
\ 0 bacharel Salustiano Jos de
Oveira pode ser procurado para
os misteres de na proflssao.
ra Estrella doKosarin. 10, !.
o andar.
Maravilhosos effeitos
Tendes tosse ou soffreis do peito?...
Nao percais tempo : tomai o Peitoral
de Cambar, que o nico remedio effieaz
para as molestias do larynge, bronchios e
pulmSes.
Com o uso deste poderoso medicamento
debellam-se as tosses as mais impertinentes
e rebeldes c tambem desapparecem as op-
pressoes, dores do peito e altera53es da
voz ;cessam as espectoracSes songinolentas
e os escarros de sangue; em pouco tem-
pe, desenvolve-se o appetite, as forjas
perdidas reapparecem, e em urna palavra,
os enfermos sentem urna mudanca muito
notavel, por assim dizer, reanimam-se e
escapam de morte certa urna!
O governo imperial, depois da approva-
gXo do Peitoral de Cambar pela Exma.
j unta-central de hygi ene publica auctobisou
o sou consumo em todo o Brazil por de-
creto imperial de 30 de Junho de 1884.
A academia nacional de Pariz e o jury
da expsito brazileira-allema, de 1881,
esnferiram ao auctor de tao grande e pre-
ciosa descoberta as suas medalhas de 1*
classe (de ouro).
Examinai que a marca da fabrica c a
firma do anctorJ. Alvares de S. Soa-
res se achem nos rtulos que circulam a
rolha e gargalo de cada frasco, como ga-
ranta contra as muitas falsificac5es e imi-
tac5es que por toda parte apparecem.
Este precioso medicamento vende-se em
casados agentes Francisco Manoel da Sil-
va & C, ra Marguez de Olinda n. 23
Eu abaixo assignado, doutor em medicina
pela faculdade do Rio de Janeiro, etc.,
etc.
Attesto que tenho empregado, sempre
Gervasio Alves Pereira, doutor cm med-! com magnifico resultado, e Elixir de
cia pela faculdade do Rio de Janeiro,' Nogieiba, Salsa, CarobaeGlauco,pre-
cavallero da imperial ordem da Rosa, parado do illustrado chimico pharmaceuti-
etc, etc. | co Joao da Silva Silveira, nos casos de
Attesto que tenho empregado contra a eserophulas e molestias de origem syphiliti-
escrophula o Elixir de Nogueira, Salsa, ca, o que affirmo em f de medico.
Caroba e Guaiaco, preparado pelo phar-' Pelotas, Io de Maio de 1886.Dr. Ray-,1
maceutico o Sr. JoSo da Silva Silveira, mundo V. da Silva.Est
dos, principalmente as molestias de ori-
gem syphilitica.
O referido verdade e por me ser pedido
passo o presente que aflirmo n fide me-
dici.
Jaguerao, 27 de Abril de 1886.-Dr.
Estevito de Sousa Lima.Est reconhe-
eido na forma da lei plo tabelliao Luiz
Felippe de Almeida.
Cirurgiao Dentista
DR. ROBERT P. RAWLINSON, for-
mado pela Universidade de Maryland nos
Estados-Unidos, tem aberto o seu consul-
torio, na ra Barao do Victoria 18, Io an-
dar.
Consultas das 10 s 4 horas da tarde.
Dr. Mello Gomes
ro
46Ra do Barao da Victoria46
H (DEFRONTE DA PHARMACIA PINHO)
Onde tem connullorlo e resi-
dencia t nodendo ser encontrado e
recebendo fhamados qualquer hora
do dia e da noite.
Especialidades: partos, fisbres, moles-
lias de senhoras e dos pulmes, syphilis
em peral, cura rpida e completa e ope-
racoes de estreitamentos e mais sonri-
mentos da uretra.
Acode de prompto a chamados para
fra, a qualquer distancia.
Telephone n. 394
cr$
A dvogado
Miguel Jos de Almeid i Pernambuco tem o seu
escriptorio de advocada & ro 8i, onde ser encontrado todos os dias uteo. d**
horis da 9 maiihi s 4 da tarde.
Dr. Alfredo Gaspar
MEDICO
Operador, parteiro trata com especiali-
dade de molestias de senhoras e creancas.
Consultorio e residencia ra da impe-
ratriz n. 18, Io andar. ,
Consultas de 8 s 10 da manha.
Chamados (por escripto) qualquer hora.
TELEPHONE N. 226
EDITES
O abaixo assignado, doutor pela facu'dade
do Rio de Janeiro, Io cirurgiSo do cor-
po de sade do exercito.
Attesta que tem empregado com exccl-
lentes resultados o Elixir de Nogueira,
Salsa Caroba e Guaiaco, preparado pe-
lo pharmaceutico Joao da Silva Silveira,
lo que o considera um excellente pre-
reconhecido Parado> superior aos que importamos do
com bom resultado e por isso o reputo na forma da le pelo tabelliao Luiz Felip- es ranSeir0-
um excellente remedio para combater as pe de Almeida. O referido verdade pelo que passa v
molestias de undo escrophuloso. O refe- presente que affirma m fide medici.
do c verdade e por me ser pedido passo | Illm. Sr. JoSo da Silva Silveira,! Jaguarao, o de Maio de 1SS0. -Dr.
) presente sob a f de meu grao. ; pharmaceutico e chimico em Pelotas. I Diogo Fernandes Alvares Fortuna.-Est
Pelotas, 29 de Abril de 1886. Dr.' E' com o mais subido prazer que venho reconheeido na forma da le pelo tabelliao
Gervasio Alves Pereira. Est reconheci- aecusar o recebimento do seu prezado fa-jEuiz felippe de Almeida.
do na frraa da lei pelo tabelliao Luia Fe- vor de 5 do corrente acampanhando um |
lippe de Almeida.
Edificio da Faculdade de
Direito
De accordo com a commissao nomeada pelo
Exm. Sr. conselheiro presidente da provincia
acha-se aberta, com o prazo de 8 dias a contar
desta data, cojeurrencia pablica para o recebi-
ment de propostas das pesoas que prctende-
rem forneeer para as obras do novo edificio da
Faculdade de Direito os materiaes abaixo desig-
nados. .
As propostas se rao fe'tas em cartas fechadas e
cntreuues no da 2 de Selembro vindouro, s il
horas da manha, na repartigio de Obras Milita-
res, era palacio, obrigande-se cada proponente
a forneeer todos os materiaes conjunctamerite on
cada classe que preferir.
O contracto vigorar at 31 de Dezembro des-
te anno.
0 transporte dos materiaes ser por conta dos
fornecedores. Meando obrigados a deposital os
no largo do Hospicio e lugar indicado pelo en-
genheiro encarregado da construrgo.
0 fornecim^nto comecar a ser feito dentro
de 8 dias a contar da aceitado da3 propostas,
sob pena de 20 por cenlo de multa, deduzidos
da liailga de oOOOOO previamente depositada na
Thesouraria, como garanta.
Avoia d'aiua doce, metro cubico.
Pedra granito de lastro, arrumada, meiro cu-
bico.
Pedra granito em blocs (grandes pedaros) metro
cubico. ......
Cimento Portland em barrica de 146 kuogram-
mas, urna.
Cal preta, hectolitro.
Tijolos de alvenaria grossa d agua doce de
O.3!X0.15X0,-O5, milheiro.
Telhas convexas de O.-SyXO.lO de corda, mi-
lheiro.
Trave de madeira de lei (pao ferro, sucupira pre-
ta. sapucaia. imberiba preta. pao d'arco, ba-
cury) de 0,"22 a 0,"2o de face at u cumpn-
mento de i e de 0,-25 a O.-SO sendo maior
de 4, o metro linear.
Enchamel .le madeira de lei, de 4" a 6 por
0,-17X0 17, metro linear.
Dito de 4- a 6- p< r 014X0.14, metro linear.
Mo travessa de 4 a 6-, metro linear.
Caibro de madeira de 6 a 9-X0,08 a 0,-11 de
dimetro, metro linear.
Dito de mangue de 4m a 6-XO a 8.a 0,-11, me-
tro linear.
Ripas de 2-5X0,03 de largura, duza.
frasquinho com 50 pilulas formuladas pelo Eu abaixo assignado doutor em medicina Taboas de rfugo, duzia.
Oculista
Dr. Barrete Sampaio, medico,
eculista, ex-chefe de clnica do
Dr. de Wecker, d consultas de
meio dia s 3 horas da tarde, no
Io andar da casa n. 51 ra do
Barao da Victoria, excepto nos
domingos e dias santificados.
Residencia ra Sete de Setem-
bro n. 34. Entrada pela ra da
Saudade n. 25.
con8ummado e distincto pratico, o Ilustra- pela faculdade do Rio de Janeiro.
Eu abaixo assignado, doutor em medici-! do commendador Dr. Miguel Rodrigues Attesto que tenho empregado em mi-
na pela faculdade do Rio de Janeiro,"' Barcellos, e preparadas com toda perfei-! nha clnica, e sem com excellente resulta-
medico do hospital de Misericordia des- cjlo e nitidez por V. S\ Na verdade nao do, principalmente as affecjoes de ori-
ta cidade, etc. i posso deixar de elogial-o pelo relevante ser- j gem syphilitica, o Elixir de Nogueira,
Attesto que tenho empregado o Elixir i vico que V. S. tem prestado e ba de pres
de Nogueira, Salsa, Caroba e Guaiaco,
preparado do distincto pharmaceutico Joao
da Silva Silveira, nao s na clnica civil-
como na do hospital, com o mais espen,
dido resultado, o q'Ue afirmo ser verdade.
Pelotas, 5 de Maio de 1886. Dr. An-
tar sciencia medica. Entendo que o
meu nobre amigo digno de todas as
attenfoes e merece ser auxiliado por to-
dos os clnicos desta proviucia e fra
della.
Declaro-lhc que tenho empregado o sen
Salsa, Coro ba e Guaiaco, preparado do
Sr. pharmaceutico Joao da Silva Silveira.
O que affirmo sob a f do meu grao.
HervW, 7 de Julho de 1886.Dr. Jos
Adolpho Rodrigues Ferreira.Est recof
nhecido na forma da lei pelo tabelliao
Luiz Felippe de Almeida.
ponteiras, parafu-
Corda para andaime, pega.
Ferro forjado para arganeis,
sos e porcas, kilogramma.
Pregos grandes, dem.
Pregos caibraes francezes, idem.
Ditos ripaes, idera, idem.
Recife, 26 de Agosto de 1889.
G. Tlummaturgo de Auvedo.
Amigo e Sr. pharmaceutico Joao da Silva Silveira.Em contestacao a sua pergunta, relativa aos resultados que tenho
obtido com a applicaao do ELIXIR DE NOGUEmA, SALSA, CAROBA e GUAYACO, tendo a satisfacao do communicar
lhe o seguinte:
Fazem seguramente cinco annos que emprego na minha clinica o seu j tao reputado Elixir em muitas afFec5es de
natureza syphilitica e em algumas de undo escrophuloso, tornando-se mais notorias as virtudes curativas deste preparado as
primeiras 'aquellas affeccoes.
Com o seu uzo prolongado nunca observei as perturbares gstricas qne sem apparecer quando applicamos outros me-
dicamentos congeneres, tornando por isso segura e fcil a sua administracao at as creangas.
Nao hesitarei em recommendal-o com confianca nos estados pathologicos supramencio nados, sendo como a nobre mis-
sao do medico contribuir para o allivio e bem estar da humanidade que soffre.
Autorizo-o a que faca ::o uso quo lhe convier d'esta minha declaracao e disponha do amigo obrigadoDr. Alves
q Reni.
NCOS DEPOSITARIOS EM PERNAMBUCO
Francisco Manoel da Silva k C.
Preqos: Duzia
23RuaWe Mrquez Olinda23
. 30SOOO--------Vidro
3SOOO
MEDICO HOMEPATA
Dr. Balitar da Silveira j
Especialidadefebres, molestia! i
s criancas, dos orgaos respirato- '.

das criancas. dos orgaos respi:
ros e das senhoras.
Presta- se qualquer chamado para
ora da capital.
AVISO
Todos os imamados devem ser di-
rigidos primaca do Dr. Sabino,
rua do Bario da Victoria n. 43,
onde se indicar sua residencia.

Um habitante do Rio de Ja-
neiro
0 que se vai lr, e que recommendamos
atteneao do publico, traz a assignatura
de um dos associadoa da firma Manoel Joa-
qun) Moreira & C, estabelecidos com urna
importante fundico, no Rio de Janeiro, a
ra S. Pedro ns. 302 a 312.
Illm. Sr. Jos Alvares de Souza Soa-
res. Pelotas. Communico-lhe, com a ma-
ior satisfacao, que o seu xarope Feitoral
de Cambar remedio effieaz contra s
coqueluche, pois tive occasiao de empre-
gal-o em fmulos de minha casa, que se
achavam atacados daquella terrivel moles-
tia e da qual ficaram, em poucos dias, cu-
rados.
1 'e V. S. fazer o uso que lhe convier
desta minha communicasSo, para gloria e
renome do seu Peitoral de Cambar.
Americo Salvatori. t
Elixir cabeca de negro do Dr. Santa
Boa, nmiiyMntin em Paric e ap-
provado pela Inupcctoria Geral
de Bygiene.
(Premiado na Exposicao)
Continuamos a prevenir o publico que o ver-
dadeiro elixir cabera de negro o da formula
do Dr. Santa Rosa, que como garanta tem em
seu favor os attestados passados pelos mais dis-
tinctos medico?, desta e demais provincias do
impe-io, por pharmaceuticos, deserabargadores,
advocados, engenheiros, commerciantes, empre-
gados pblicos, lentes da Faculdade, artistas,
etc.
Fique, portanto, o publico sabendo que o eli
xir fabricado na ra da Cadea. pharmacia de
Hermes Souza Pereira, Successores, urna imita
cao do nosso.
Deposito do verdadeiro, ra do Bom Jess n. 1.
SILYEIRA

ADV0GAD0
UVA DO IMPERADOR

Estreitamento da urethra
AO ILLM. SB. DR. CABL08 BETTENCOTJRT
Eu, abaixo assignado, declaro que, estando
soffrendo de um estreitamento da^urethra, acom-
panhado de blennorrha, recorr ao Illm. Sr. Dr
tettencourt, por quem fui operado pela electro-
lyse sem dor, ficando radicalmente curado em
curto espago de tempo
Ao muito digno Sr. Dr. Bettencourt os meus
mais sinceros agradecimentos.
Joao Rodrigues de Bruto.
Advocada crime
. RIBEIRO DA- SILVA, defende pera*
i jury de Palmares. Agua-Preta. eM*"*|>
j fescada, Jaboatao, Nuareth, Vicwria, Tnn-
,baoba e oas comarcas vismhas s vas
epode'scr procurado ra Io de Marco)
n. 7 A.Livraria Parisiense.
(gj-^^^r^p^s^g^

5.a saccao.Secretaria da Presidencia
de Pernambuco, em 29 de Abril de 1889.
Por esta secretaria se faz publico, de
ordem do Exm. Sr. Dr. vice-presidente
da provincia e nos termos do 2o do art.
Io da lei n. 1,901 de 4 de Junho de 1887,
3ue, tendo-se concluido por meio de laude
e arbitro desempatador, a questao de ava-
iacSo do material da empreza de illumi-
nacao gaz desta cidade, fica aberta
a concurrencia, com o prazo de seis me-
s, contados da data do presente ediial,
para contracto da dita illuminagao, me-
diante as seguintcs clausulas da citada lei-:
8 3. Nenhuma proposta ser recebida
sem que o proponente com ella aprsente
documento de haver feito no Thesouro
Provincial deposito da quantia de 25:000|
em dinheiro ou apolices da divida publi-
ca, para garantir a aceitaao do contracto,
no caso de ser preferida a sua proposta.
| 4. O deposito, a que se refere o pa-
ragrapho antecedente, nao ser retirado
pelo contractante senao lindo o contracto e
servir de caucao para os pagamentos de
multa e fiel comprimento das clausulas,
que forem estipuladas no mesmo.
| 5. O contracto s peder ser feito
com quem melhores vantagens oflFerecer
na concurrencia.
| 6." A nao ser no caso do paragrapho
antecedente, a actual mpresa nao ter
preferencia a qualquer outro proponente.
7. O novo contractante sera obriga-
do indemnisasao, a que a provincia
sujeita por forca da clausula dcima ter-
ceira do contracto em vigor, devendo dita
mdemnisacao ter lugar de accordo com
essa mesma clausula, e ficando o mtenla
e obras da empreza hypothecados pro-
vincia at que estea realisada a indemni-
gacao ou pelo, menos depositada a respecti-
va impertanjia.
| 8. O pairo do Iftitracto nao poder
exceder a 30 annos.
| 9. Opreco da ittnminacao, quer publi-
ea, quer particular, nao poder exceder de
260 ris o metro cubico de gaz, fazendo-
se urna r.eduocao de mais de 30 0|0, para
os estabelecmentos de caridade e benefi-
cencia, e repartieses publicas.
J l. O systema mtrico, si f5r mais

ti


>
'
\
a
iano de PernambucoDominfiro 1 de Setembro de 1889
2.
conveniente, ser adoptado para a medi-
dlo do gas.
. 11. A luz ser clara, brilhanto e nenta
de substancias estranbas, que possara pre-
jndicar a illuminaco e a hygiene publica.
12. A intensidade media da luz ser
equivalente a dedez velas de essermacete,
das que queimam sete grammas por hora,
correspondentes a 120 graos inglezes,
13. As horas de illuminacSo publica
serio fizadas pelo presidente da provincia
no principio de cada anno, nao podendo
ser em numero menor de seis, oem malor
de dez, devendo neste caso haver urna
redcelo no preco do gaz correspondente
sa acre8Cmo de horas.
14. O contractante ser obrigado a
ter na provincia um representante com
Sleos e illimitados poderes para tratar e
efinitivamente resolver as quesloes que
se suscitarem, quer c*m o governo,
jnereom os particulares, ficando sujeitos
todos os seus actos s leis e regulamen-
toe e jurisdiccao dos tribunaes judicia-
rios ou administrativos do paiz.
15. O contractante ser obrigado a
eollocar e construir sua custa um ou
neis gazometros, se houver necessidade,
bos lugares que o presidente da provincia
designar, e a introduzir todos os melbo-
ramentos que durante o prazo do contrac-
to se forem rudo, urna vez adopta-
Jos na corte do imperio ou em alguma ca-
pital da Europa.
16. O pagamento da illuminaco pu-
blica e particular ser feito em moeda do
paiz, sem attencao oscillacao do cambio.
J 17. O contractante poder organisar
eompanhia, a qual ficar subrogada etn to-
dos os direitos e obrigacoes do contrete.
| 18. Para as despezas com a fiscali-
mcSo do servico de illuminaco {o contrac-
tante concorrer animalmente com a quan-
tia de 3:0000000, que serao recolhidos ao
Thesouro Provincial.
| 19. O presidente da provincia esta-
blecer as multas e mais condicSes, no
intuito de garantir a boa execucao do con-
tracto, quer com relacao a illumincao pu-
blica, quer com a particular.
Faz-se publico, finalmente, que o novo
contractante ter de pagar actual em
preza, conforme o 7o cima citado, a
quantia de 994:917(5528, de accordo con
a avaliaco feita pelo arbitro desempata-
dor em 18 de Margo ultimo, visto deduzir-
le da de 998:777*5528, total da avaliaco,
a importancia de 3:860(5000 paga era-
rsa em 1860, proveniente de 202 canos
ferro, 5 columnas e 5 bracos com lam-
peSes, collccados fura do permetro do
sontracto.
O secretario interino,
Manod Joaquim Silveira.
Empreza do Gaz
AVISO
A empreza de illuminaco a gaz desta
cidade por se;i carentn. tendo visto
Diario de Pemambuco de hoje a publica-
ele do edital em que a presidencia da pro
rincia chama concurrentes para o novo
eontracto da illuminaco mediante as clau-
sulas no mesmo enunciadas e servindo de
base para a indemnisacao da empreza
actual a quantia de 998:77761*28, par
quanto foramavahadas pelo arbitro desem
patador as obras da mesma empreza,
quantia essa que dever ser paga pelo
novo contractante, vem pelo presente
aviso, e para evitar duvidas futuras, de-
clarar que dita avaliaco nao pode servir
de base para tal indeinnisacao, por ter
sido llegal e irregularm como que contra ella j protes ou, quer
perante o Exm. Sr. presidente da pro-
vincia, quer perante o juizo dos feitos da
fazenda. tendo sido intimado do mesmo
protesto o Dr. procurador dos feitos da
Fazenda Provincial, como representante
da ropvincia.
E como quer c rae deva em tempo op-
portuno fazer valer seus direitos contra
quem de direito for, deliberou fazer a
presente publicarlo para scieneia dos in-
teressados.
Reeife, 1 de Maio de 1889.
Gerente.
Georga Windtor,
DECIARACOES
3" Praca
No dia 5 de Setembro as 12 horas perante o
Dr. juiz municipal do termo de Ipojuca, vo a
praca por venda a partes do entrenho Mercs
do mesmo termo, no valor de 47:0005000, os
quaes cora aoate di. lei ficam reduzidos a.....
38.070*000, na exeeucao que move D. Enedina
Marques Accioly .a Costa, viuva do Dr. Jos
Domingos da Costa conTra o terceiro adquerente
Dr. Francisco do Reg Barros' de Lacerda, visto
nio ter havido licitantes as duas primeiras pra-
cas, de conformidad 3 com o accordo do Tribu-
nal da relafo proferido nos respectivos autos,
e que mandou observar o art. 2i do decreto n.
3272 de 5 de Outub.-o de 1885._______________
Instituto dos Advoca-
dos do Reeife
De ordem do Sr. Dr presidente, convido os
senhores socios do instituto dos Advogados do
Reeife, a reuairem-se na segunda-teira 2 de Se-
tembro, s 6 horas la tarde, a ra do Imperador
numero 34.
Reeife, 30 de Agosto de 1889.
O 1. secretario,
A. Estevo de Oliveira.
Obras Publicas
Ponte da Magdalena
De ordem do lllm. Sr. Dr. engenheiro
director geral de conformidade com a au-
torsacao de S. Exc. o Sr. conselheiro
presidente da provincia, de 23 do corren-
je, faco publico que no dia 14 de Setera
bro prximo vh.douro, n'esta directora
recebe-se propo tas, em cartas fechadas
competentemente selladas, para execucao
dos reparos de qie necessita a ponte sob
o rio Capibaribe, na passagem da magda-
lena, oreados em 9:587)3200 ris.
O orcamento e mais condicoes do con
tracto acham-sc n'esta secretaria onde po
dem ser examinados pelos pretendentes.
Para concorrer praca cima deverSo
os licitantes depositar no thesonro provin-
cial a quantia de 479(5360 ris equivalen-
te a 5 /0 do valor do orcamento.
Secretaria da directora geral das Obras
Publicas, em 24 de Agosto de 1889.
O engenheiro socretario,
Luiz Antonio (-tivalcante de Albuquerque.
Companhia de Edificac.ao
A commisso liquidadora da Companhia de
Edificacao, convida os Srs. accionistas da allu-
dida coumaniia a reunirem-se em a3sembla ge-
ral, no dia 2 de Setembro vindouro, ao meio dia,
no i." andar do predio n. 77 ao Largo de le-
dro 11. para o fin de lomarcm conhecimenlo das
con'as e do balanco encerrado em 20 de Julbo do
correte anno, e ouvireiu a leitura do parecer da
commisso fiscal.
N'e-ta mesma asamblea geral se tratar acerca
do disposto pelo art. 94 do decreto n. 8821 de 30
de Dezembro de 1882.
Escriptorio da Companhia de Edificacao em li-
quidaco, i 7 deBgosto de 1889.
Jos Gomes Ferreira ilaia.
Suaqttim ae OttVcira Burgo*.
Bernardino da Costa Campos Jnior.
Monte-po Portuguez
Capital em apolires 41.400&000
Movimcnto da ciixa no trimestre de Abril a
Junlio :
Rcceita
Saldo em 31 de Marco 252*020
Hemisso de um socio 100 5000
Entrada de dous socios 52*000
Quota lo 2" secretario e
thesoureiro 30000
Mensalidadcs dos socios 2485000.
Despeza
viuvas
430OoO
682:021)
Penses a socios,
o orphos
Aluguel da sede social
Cobrador, missas por al-
ma de socios, publica-
coes e expediente
430*300
75*000
119*010
Thesoararia de Fazenda
Emprestlmo de 100.000:001).*
Em enmprimento da ordem comida em tele-
grama* do Exm. Sr conselheiro ministro Qa
fazenda, de bontem. Sea abena nesta Thesoura-
ria de hoje al 10 de Setembro prximo futuro
emque ser evidaraente encerrada, a subscrip-
cao para o emprestuno de 100)00:000000, torisadopelo decreto n. 10.321, tombem de hon-
lem, sob as seguintes cap>lic
Os ttulos serao de 500*300 e I :000*000 do ca-
pital inscripto na baixa de amortisaco ou ao
portador, vontade do subscripnr; Os juros de
4 % ero pagos trimenaarmente por meio de
cuuponK. e a araorlisacao de 1 % ao auno.
Us Juros e a amortisaco serao pagaveis em
ouro ou em moeda crreme ao cambio de 27 di
nheiros sterlinos por 1*000 no Rio de Janeiro,
Bahia, Pernambuco, Para, Maranho, S. Pedro
do Rio Grande do Sul, S. Paulo, Londres, Pariz,
Lisboa, Porio, Berlim, Amsterdam ejlew York.
0 preco mnimo da iscrip^io ser de 90 "/<,,
que poder ser elevado pelo subscriptor para ter
preferencia.
As entradas serao: no acto da assignatura
1003000 e a quantia que mais se oQerecer; 150*
em 30 de Outubro deste anno; 200*000 em 15
de Janeiro; 2503 em 15 de Fevereirc; e 200*
em o de Abril; sendo facultado ao subscriptor
antecipar o pagamento de qualquer ou de todas
as eulradas abonando-se pelo tempo que faltar
o premio correspondente a 4 % ao anno.
Outrosim, para maior esclarec ment dos in-
teressados vo abaixo iranscripHisos arjigos das
iostrueces aonexaj ao decreto n. 7,181 de l'.i
de Julho de 18751, pelos quaes ser rtgulado o
processo para a subpcripeo, endosso, sorteio c
pagamento:
Art. 7." No acto da primeira entrada dar-sc ha
ao subscriptor um recibo, que, depois de tern
nada a distribuigo do emprestimo, ser resgata-
do por um conhecimento em turma.
As outras entradas serao notadas nesse^coahe
cimento, quo mais tarde lia de ser substituido
pelos ttulos c coupons.
Art 8. Os subscriptores que nao lizTcm ef
fectiva alguma entrada nos prazos determina-
dos.. caro sujeitos ao pagamento do juro de
10 7<> se a mora fr de menos de 30 das, e per-
dero o direito entrada ou entradas j realiza-
das, se a mora fr de mais tempo.
Art. 9. O recibo e o conhecimento de que tra-
ta o art. 7 sero transferiveis por endosso e o
titulo por simples tradiccao.
Art 11. O soneio mencionado no art. o' (que
vai tambern abaixo transcripto) do decreto 7,381,
se effectuar eaa presenca da junta da Caixa de
Amortisaco tres raezes antes de ser devido o
resgate. Os nmeros sorteados sexo publica-
dos, como de estylo, no Diario Official, e com-
municados immcdialainenjn por tres vias s re-
partices que lias provincias e na Europa forem
encarregadas de altender ao servico do empres-
timo ; as quaes por sua vez faro os necessarios
annuncios na folha ou folhas de maior circula-
rn.
Art. 12. Os Juros das apolices sorteadas ces-
saro desde o dia cm que principiar a respecti-
va amortisaco.
Art. 13." No acto do pagamento da apolire
sorteada ou comprada, descontar-se ha o equi-
valente de qualquer coupon de juro ainda nao
vencido que baja sido cortado.
Art. 15 Oito dias antes de se vencerem os
juros devero ser apresentados a03 cncarregados
do servigo do empicstimo os respectivos coupons
por ordem de numerac.3o e acompanliados de
urna declaraeo assignada pelo portador ou pos-
suidor de ttulos.
Em troca daro os ditos cncarregados um bi-
lbete era que se determinar o numero de mupons
recebidos c a quantia que elles repiegentarein e
que se pagar se os coupons nao olerecercra du-
vidas.
Art. 5.' (do decreto 7,381). A amortisaco ser
semestral e far-se-ha ao par por sorteio se os t-
tulos estiverern rom cotaco cima decem, e
por compra nn mercado se seacharem colados a
cera ou abaixo de crin.
"fiesouraria de Fazenda de. Pernambuco, 28
de Agesto de 1889.
O inspector,
Ma:icl Antonio Careno.
Saldo
624*310
57:716
Manoel Jos Vieira,
Thesoureiro
COMMERCIO
Bolsa
macatt officiaes da jcsta dos cob-
RETORES
Reeife. 31 de Agosto de J8S9
Nao houve colaco.
Revista do Mercado
RKCIKIi. 31 DE AGOSTO DE 1889.
0 movimento foi quasi nullo, consiando ape-
las transacres no mercado de cambios-
Afiiodo
Nao cooston vendas.
A exportaco, feita pela alfandega neste mez
at o da 29, attingio a 1 28..220 kilos, sendo
S82.988 para o exterior e 402.23 para o interior.
As entradas verificadas ate hoje sobem a 7.238
saccas, sendo por.:
Barcacas..... 860 Saccas
Vapores..... 2.71.0
Animaes..... 1.9?5
Via-ferrea oe Caruar. vl
Via-fcrrea de S. Francisco. 148
Via-ferrea de Limoeiro 1 424
sornma.
7.133 Saccas
.tssHcar
Os presos pagos ao agricultor, por 15 kilos, se-
gundo a Associaco Commercial Agrcola, foram
os seguintes:
Bronco ..... 3*600 a 4*000
Somenos..... 2*700 a 3*000
Mascavado purgado 2*200 a 2*600
bruto. (tirme) 15600 a 2*000
Retamo ....'. 1*200 a liOO
A exportarlo feita pela alfandega neste mez at
* dia 28, suoio a l.Sl.Su6 kilos, sendo 93.oiO
para o exterior c MMi para o interior.
As entradas verilcid:s at a data de hoje so
bem a4-t/l saecus, seado por;
Barcaras ..... I'-' i tac
Vapores .....
Animaos. ^ Via-ferrea de Caruaru . 239
7rt
Via-ferrea de S. Francisco. 3.23
Via-ferrea do Limoeiro i;o
TABELLAS AFFIXADA3
4
-<
O.
o
o
i
is.
c
o
a
-a
9
5
B 5 5
B 5
e-
i
s s
O
J
Recebedoria Provincial
O Administrador da Recebedoria Pro-
vincial em comprimento da ordem do lllm.
Sr. Dr. Inspector do Tliesouro, constante
da portara sob n. 584 de 26 do correte,
faz publico para conhecimento dos inte-
ressados que, de accordo com a relacao
abaixo, ser arrec;idad:i n'esta repartilo,
no espajo de trifila din.s uteis contados do
Io de Agosto prximo, a contribuico, lvre
de multa, devida pelos servicos da Reeife.
Drainage onipany c semestre do exercicio em vigor de 1889.
Recebedoria Provincial de Pernambuco,
27 de Julho de 1889.
O administrador,
Luiz Cezario do Reg.

2
M
ex >

O
e

3

8

i i

E
5
I
3

8
i i
S d rama.
4.172 Sacco.s
Oaiabio
Os bancos mantiveram no baico a taxa de 27
i/4, saccando, por'm, alguns bancos reservada-
mente a 27
No houve negocio era papel particuiar, exi-
uindoos bancos 27 i 2
No Rio noconstou al'eragoa.'gu.Tia. O mer
lo esteve piralysado por causa da uteicao.
Mel
Cota-se a 70*000 por pipa de 480 litros.
Conros
Couros salgados, 385 ris, e os verdes a 240
ris. *
Agurdente
Cota-se a 105*01)0, por pipa de 480 litros.
AZcool
Cota-se a 200*0X) por pipa de 480 litros.
ImportaeSo
Patacho portuguez Jovem Alberto, entrado do
Rio de Janeiro en. 30 do passado e consignado a
Silva Guimaraes: manifestou :
Barris vasios 30 ordem.
Farellos 6.000 saceos aos consigoatarios.
Vinho 130 barr! a Dominfos Cruz & C, 1 pipa
e 13 barris a A. Marques A C, 1 e 27 a Jos Ro-
drigues 4C, lef Pereira de Carvalho & C,
18 Domingos Gomes de Amorim.
Vinagre 30 b
mossira e escala em igual data e consignado a
Bartholomcu Loureugo 4 C.; manifestou :
Arroz 1.000 saceos ordem.
Rarris vasios 80 ordem.
Barricas fuiasSIi ordem.
Sola 9 roios e 150 1.2 ordem.
Mafndoiiro publico
Neste estabelecimenlo foram abatidas para o
consumo de hoje 82 rezes pertenceutes a diver
sos marchantes.
Vapores a entrar
MEZ DE SETEMBRO
Europa....... Argentina......... 1
Sul........... Tijuca............ 2
Liverpool..... Handcl............ 2
Sul........... Arala............ 3
Norte......... Alagos........... 3
Europa....... Orenoque.......... 4
Sui.......... Nerthe............ 4
Europa....... Yille de Rosario.... 5
:>ul........... mandos........... 7
Sul........ Urub........... 9
Sul........... Villede Pernambuco. 10
Norte......... Cearense.......... 10
Europa....... Tugas............ 13
Liverpool..... Actor............ 14
Norte......... Pernambuco....... 14
Sul........... La Plata.......... 15
Sul........... Maranhao..........: 17
Norte......... Sacona.......... 20
Europa...... Mitlekuwits ..... 22
Norte......... Para............. 24
Sul........... Espirito Sa.ito..... 27
Europa....... Trent............. 2 i
Vapores a sahir
MEZ DE SETEMBRO
Santos e esc.: Argentina......... as 2 h.
Hamburgo ... Timen............ 3 as 2 h.
Soulhamptom. Atrato'............ 3 as 2 b.
Sul.......... Alagos........... 3 aa 5 h.
Montevideo .. Orenoque......... i as 3 h.
Bordeaux Nertlie............ las 2 h.
Ceara e esc... Jagaaribe........ 5 u 5 n
Santos e esc Ville de Rosario c as 2 -h.
Bahia e esc... 5. Francisco....... 7 as
Norte.......Mnn/js.......... 8 as 5 h.
Havre eesc. Ville de Pernambuco. U as 3 h.
Buenos-Ayres. Tagus............. 13 as 2 b.
Sul.......... Pernambuco....... 14 a3 5 h.
Southaraplon. La Plata.......... 15 as 11 h.
Relae.(t'> a que se refere o edital supra
Freguezia do Kecife
Ras: Mrquez de Olinda, Bom Je-
ss, Alvos Labral, Commercio, Bspo Sa-
dinha, Torres, Thora de Souza, D. Mara
de Souza, Vigaro Thenorio, Barreto de
Menezes, Mariz e Barros, Burgos, Amorim,
Moeda, Tuyuty, Companhia Pernambuca-
na, Domingos Jos Martins, Mascates,
RestauracSo, D. Mara Cesar, Visconde de
Itaparica, Pharol, Areial, S. Jorge, Vital
de Oliveira, Guararapes e Barao do Tr-
umpho.
B*raeas : Assembla, Chaco e Pedro I.
Travesas: Vigaro, Madre de Deus,
Rampollo. Domingos Jos Martins, Corp
Santo, Antigo Porto, Bom Jess, Apollo,
Areial, Para Fundicao, Occidente, Guara-
rapes, e Praga de Pedro Io.
Largos: Alfandega, Corpo Santo, e
Assembla.
Bceeos: Abren, Noronha, Largo,
Pndoba, Tapado e Paschoal.
Caes: Companhia, Brum e Apollo.
Fregueza de Santo Antonio
Ras: Imperador, frimeirode Marco,
Duque do Caxias, Cabug, Barao da Vic-
toria, Trinchciras, Larangeiras, Larga do
Rozarlo, Estreita do Rozaro. Francisco
Jacintho, J0S0 do Reg, 11. a do Carvalho,
Consilheiro Peretti, Netto de Mendonca,
Major Agostinho Bezerra, 28 de Setembro,
Santo Amaro, Pedro Ivo, Mathas d'Albu-
querque, Paz, Paulino Cmara, Fogo, Li-
vrainento, Penha, Viscondo de Inhama, Pe-
dro Affbns, Nova da Praia, MarcilioDas,
Henrique Dias, Lomas Valentinas, Co-
ronel Suassuna, Santa Thereza, 24 de
Maio, Felippe Carnario, Mrquez do Her-
val, Cadeia Nova, e Baro de Villa-Bella.
C'acs: Vinte Dous de Novembro-
Campo : Das Princez:s. /
Travcssas rQueimado, Cruzes, M. do
Reeife, na Bella, Calabouco, Matriz, Flo-
res, Carmq, Bomba, Livramento, Arsenal,
1.*e 2.a travessa da Praia, Carcereiro, S.
Podro, ViraeTo, Lobato, aeco do Falcilo,
Pocinho e Concordia.
Largos: Paraizo, Carmo, Penha, S.
Pedro e Practa.
Praeas : Pedro II e Independencia.
BCCCOS : dall'ia Bella, Calabouco, Ma-
triz, l.- 2.* e 3.- Beceos da Cambo, Fal-
cio, 1.* e 2.- Beceos da Cadeia Nova.
Fregueza de S. Jos
Rilas : Marcilio Dias, Lomas Valenti-
nas, Coronel Suassuna, S. Joilo, Felippe
Camarao, Mrquez dollcrva!, 24deM..io,
Dias Cantoso, Passo da Patria, Padre No-
brega, Victoria, Cadeia Nova, Vidal de
Negreiros, Fre Henrique, Dique, Assump-
5I0, I.'mingasTheotonio, Padre Floriano,
Ohristovito 1 'olombo, Jardim, Forte, An-
tonio Henrique, Nogueira, Santa Rita, Pa-
dre Muniz, t'rnrn de Santa R:ta, S. Jos
dos Pescadores, Praia do Forte, Ipyranga,
Imperial, a Luiz de Mondonga.
Travessas: Martirios, Ramos, Poci-
nho, Caldereiro, Gaz, Forte, rata, Seri-
gado, Copiares, lina Nova de Santa Rita,
S. Jos, Praia do Norte, Peixoto, Matriz
de S. Jos, e Lima.
Rceos : Palma, C aldoroiro, Gab, As-
sumpco. l.'Becco da Ra Nova de San-
ta Rita e Matriz de S. Jos.
iLargos: Ferto e Mercado.
Fregueza da Boa Vista
Ras: Lnperatriz, Conceico, V. de
elotas, Aurora. Capibaribe, Ponte Velha,
Con.le da Boa Vista, Riachuelo, Uniao
Saudade, 7 de Setembro, V. de Cmara,
gibe, Camarao, Rosario, Gervasio ires,
Dr. Villas Boas, Socego, Princ pe, Santa,
Cruz, S. Goncalo, Coelhos, Hospital de
Podro II, Co ontl Lamenha, Alegiia, Leao
Coreado. Barao do S. Buja, Desembar-
gador Xenes Machado, V. de Goyanna e
Attracco.
Travessas ; Gervasio Pires, Atalhc,
Coelhos, Barreiras. Veras, (uiabo, Joo
Francisco, Mangueira, Campia, e Palacio
do Bispo.
Largos : Campia e Coelhos.
Rcceos : S. Goncalo e oelhos.
B'raeas : Conde d'Eu, e S^nta Hriis
nho Jos Raposo
Dita n. 232. O mesmo
Dita n. 234. O mesmo
Dita n. 236. O mesmo
Dita n.213. Alexandrino Menezes
Correia de Barros
Dita n. 215. O mesmo
Dita n. 217. O mesmo
Dita n. 225. O mesmo
Dita n. 333. O mesmo
Dita n. 335. O mesmo
Dita n. 335 A. mesmo
Estrada Real da Torre n. 10. Al-
fredo Vaz de Oveira
Sao Miguel n. 25. Amelia Clara
da Conceisao e outros
1. Becco da Travessa dos Reme-
dios n. 8. Araerico de S e Al-
buquerque
Giqui e Jaboatito n. 297. Anna
Augusta Germana da Conceigao 185599
70439
70439
73439
70439
90299
70439
71439
90299
390769
115159
140479
220G45
220G45
270899
Dita n. 299.
Dita n. 3'J1.
mesma
mesma
AI-
Eduvges
Dita n. 115. Anna Cesar de
meida Guedes
Largo do Remedio n. 66. Anna
Francisca de Paula Lins
Estrada Nova n. 63. Anna Lncer-
da parte
Bcmtica n. 37. Anna Paulina da
Cunha
Silo Miguel n. 45. Anna Rita do
Sacramento
Direita n. 53. Anna Rita do S.
Torredo
Quiabo n. 20 A. Antonio Francis-
co Xavier
P050S n. 27. Antouia Maria Wan-
derley
Sao Miguel n. 139. Antonio Bap-
tista Ferreira
Dita n. 141. O mesmo
Dita n. 143. O mesmo
1." Becco da Travessa do Remedio
n. 10. Antonio Cadas da Silva
Dita n. 12. O mesmo
Dita n. 14. O mesmo
Dito n. 16. O mesmo
Travessa do Venancio n. 19. An-
tonio da Costa Jarreiro
Travessa do Remedio n. 4. Anto-
nio da Costa Careiro
Sao Miguel 11. 18 A. Antonia Dias
Canosio
Travessa do Loca n. 10. Antonio
Domingues da Almeida Pocas
Largo do Remedio D. 32. Antonio
Duarte Pereira
Torre n. 1. Antonio
Soarcs
Cemiterio n. 3. Antonio Feij de
Mello
Gigui e Jaboat'.o n. 30. Antonio
Fernandes Braga
Dita n. 30 A. O mesmo
Dita n. 32. O mesmo
(Jordeiro n. 6. xVr.tonio Francisco
das Chavas
Estrada Nova n. 74 B. Antonio
Francisca Martins
Dita n. 74 C. O mesmo
Giqui e JaboatSo n. 143. Anto-
nio Gomes de Lima
Cordeiro n. 8. Dr. Antonio Go-
mes Pereira Jnior
Estrada Real da Torre n. 5. An-
tonio Guilhermino dos Santos
G. Pocas n. 46. Antonio Joaquim
Correia Lins Wanderley
Travessa do Motocolomb n. 3.
Antonio Jos da Costa Ribeiro
Dita n. 5.
Giqui a Jaboalao n. 158 A. An-
tonio Jos do Carmo
Estrada Real da Torre n. 14. An-
tonio Jos Leopoldino Aran-
tes
Dita n. 17. O mesmo, parte,
Estrada do Rio n. 16 A. O mes-
mo
Estrada Real da Torre n. 8 B.
Antonio Jos Moreira
1." Becco da Travessa do Reme-
dio n. 20. Antonio Jos Pe-
reira
Largo da Matriz n. 21. Antonio
Justino de Souza
Travessa do Loca n. 5. Antonio
Leoncio da Costa, parte
Quiabo n. 58. Antonio Martins de
Lima
is*>'.>.i
1899
140879
140879
10811
70760
403C6
40991
36742
110159
130018
130D18
140879
14087!)
90299
180599
460498
140879
110159
90935
300997
230244
220316
180599
95299
90299
300999
370199
120419
120499
Dreta n. 1 A. Archias Lyndolfd*
da Silva Mafra 180599
Dita n. 1 B. O mesmo 550799
Becco da Ra Direita n. 1 D. O
mesmo 110159
Dita n. 1 E. O mesmo 110159
Dita n. 1 F. O mesmo 110159
Dita n. 1 G. O mesmo 110159
Dita n. 1 H. O mesmo 110159
Dita n. 11. O mesmo 110159
Dita n. 1 J. O mesmo 110159
Dita n. 1 K. O mesmo 110159
Dita n. 1 L. O mesmo 110159
Dita n. 1 M. O mesmo 110159
SANTA CASA......
CASAS PARA ALUCIAR
Ra do Vicario Tenorio n. 27, loja 20OS00O
dem dem idem, 3. andar 180'X)5
dem da Saudades n. 5, 4805000
dem do Hora Jess n. 8, 2160"O
Travessa de S. Pedro n. 2, 3605000
Becco do Abreu n. 2. Io andar 10000ti
PUU do Bora Jesns n. 29, loja 2405000
dem idem a. 29, 1." andar 24O.*C0O
dem idem 2 andar 240*000
Hispo Sardinlia 11. 3, loja 168S0OJ
dem idem n. 11. 2. andar 2404000
Ba da Moda n. 49 irmazem 200500O
Idem do Mrquez de Olinda, u. 44, so-
brado 2:131-5000
dem idem n. 33. idem idem i:2iXU00
dem de Thom de Souza n. 14, Io
andar 2005000
dem Imperial n. 131, caza terrea 360? 00
lieceo da Delencjo uneiagua) 96000
Amhol (Varxia) 720O
5. Lourenco da Malta 60000
Becco das Boias n. 14, 1" andar 180SOOO
Ba de S. Iloni lesus 'l is Crilas n. 8i 165000
370199
Norte........ Maranhao.........
Sul.......... Para........
Norte........ Espii Uo S
Buenos Ayres. Trent........
18 as
2i as
28 as
28 as
.Movimento do Porto
Navio sahido-no dia 31
LiverpoolVapor inglez Rubetu, commandante
H. Leaker, carga varios gneros.
ObservaqSo
Nao bou ve entrada.
praca ,.
Pela inspectora desta alfandega se faz publieo
que as ti lloras do da 2 do mez de Setembro
prximo viediiuro ser a-rematada porta desta pz n (; O mesmo
reoartigfto 1 Caixa marca EF n. 704. vinda ito .i._j_ 'n.-.
11 ivre o vapor ranees V'Me de Maceta, entrado
em 18 de Outubro de 18S8, consignada ordem,
conlendo dez e :ueia duzias de o'-ulos de ferro,
lixos, 1 kitogramma de plisss dcalcodao c 4
kilogrammas, peso nos envoltorios de bijoute-
ri.is.
3.* s:cg.io da Alfindega de Pernambuco, 29
de Agosto de 188. O chefe,
Domingos Joaquim da Fonseca.
2.a pra^a
Pela inspectora desta Alfandega 32 faz publi-
co que is 11 llorando dia 2 do mez de Setembro
vinuouro sero arrematadas porta desta rep.ir-
rtico as locreadorias abaixo declaradas :
Oma caixa, urea diamante c D&Ce P no cen
tro n. o, vinda de Liverpool no vapor inglez
F.dictor, entrada em 24 de Maio do correte'an-
uo, abandonada aos direitos por B. de Drusina
& C.. conten la 69 tilogrsmmaa de obras im.
pressas de m.iis de una cor.
Urna caixa, marea GA n. UO. idem de Ham-
burgo 1:0 vapor inglez Lissnbon, idem em 29
Mea dem, abandonada aos direitos por Fonse-
ca Irmaos A C, conlendo 247 kilogramms de
obras de papel impressas de urna cor.
Urna caixa, marca HC n. 1492, idem idem no
vapor allemao Valparaso, dem era 14 do cor-
rente mez, abandonada aos direitos por Caetauo
Marques, ion leudo 129 kilogramms, peso li-
quido real de pajMjl cartao de urna cor e 18 kilo-,
grammas de enveloppes.
3. scceao da Alfandega de Pernambuco, 29
de Agosto tU 1889.-0 cnefe
Domingos Joaquim da Fonseca.
O procurador dos feitos da fazenda
provincial, tendo recebido do thesouro
relacao abaixo transcripta dos devedores
do imposto da decima da fregueza do Afo-
gados do exercicio de 1836 a 1887 inclu-
zive o 3. semestre que deixaram de pagar
no tempo competente, declara aos mes-
mos devedores quo llie fica marcado o
praso do iJO das, a contar da publicacao
do presente edital, pa^a dentro delle paga-
rem a importancia de seus dbitos, com
guia da secc3o do contencioso, certos de
que findo aquelle praso ser feita a cobran-
za executivamente.
Reeife, 12 de Julho de 1889;
Jo3o Francisco Teixeira.
Relacao dos devedores da decima ra fre-
guezia de Afogados do exercicio de
188G 1887 inclazive o 3. semestre
que deixarao de pagar*, no tempo com-
petente.
Castello n. 16. Agostinho Antn
Bispo 50579:
Giqui e Jaboatson. 230: Agosti-
1
300999
10612
10398
50614
Estrada Real da Torro n. 7 C.
Antonio Machado 140879
Quiabo n. 39. Antonio Martins dos
Res 140879
Travessa do Remedio n. 60. Anto
nio Mendes Cordeiro de Gus-
mao 70439
Dita n. 62. O mesmo 70439
Dita n. 64 O mesmo 70439
Dita n. 66. O mesmo 70439
Dito n. 68. O mesmo 7^439
Dito n. 70. O mesmo 460198
Motocolomb n 6. Antonio Mo-
rcira Reis e outros 140902
D'to n. 25 A. Antonio Moreira
Reis 260039
Dita n. 37. O mesmo 240179
Dita n. 39. O mesmo 220318
Dita n. 59. O mesmo 140879
Travessa de Motocolomb n. 7. O
mesmo 220318
Dito n. 11. O mesmo 90299
Dito n. 13. O mesmo 90299
Dito n. 15. O mesmo 90299
Dito n. 17. O mesmo 90299
Dita n. 19. O mesmo 90299
S. Miguel n. 26. O mesmo 180599
Quiabo n. 18.-0 mesmo 180599
Dita n. 20. Antonio Moreira
Reis 140879
Dita n. 34. O mesmo 110159
Dito n. 49. O mismo 140879
Dito n. 42 O mesmo 140879
Dito n. 44. O mesmo 180599
Dita n. 39 A. O mesmo 140879
Pocos n. 2. O mesmo 110159
Dito n. 4. O mesmo 110159
Dita n. 6. O mesmo 110159
Dita n. 8. O mesmo 110159
Dito n. 1. O mesmo 90299
Quiabo n. 32 A. Antonio da Pai-
xao 110159
Estrada Real da Torre n. 33. An-
tonio Pinheiro de Carvalho 180599
Estrada Nova n. 126. Antonio Soa-
res de Mello 140879
Largo do Remedio n. 25. Antonio
Valentim da Silva Barroca 370199
Bemfica n. 40. O mesmo 1680317
Dito n. 42. O mesmo e herdeiros
de Sebastiao Jos da Silva 620094
Setubal n. 1 A. Archangela Ma-
ria dos Anjos 180599
Pede-se aos Senho-
res coiisummidores
que queiram fazer
qualquer communica-
jaesta feita no escrip-
torio desta empreza
ra do Imperador n.
29, omte tambern se re-
cebera qualquer conta
que queiram pagar.
Os nicos cobrado-
res externos sao os Se-
nhores Hermillo Fran-
cisco Rodrigues Frei-
r e Manoel Antonio
da Silva Oliveira, e
540249
14*369 Sr. Alfred Best Tug-
man em substituido
ao Sr. Antonio Martins
Carvalho que se acha
temporariamente na
Europa.
Todos os recibos
desta empreza devero
ser passado em tales
carimbados e firmados
pelog,erente,semoque
nao tero valor algrim.
Georg*e Windsor,
Gerente
Monte-Pi dosTvpographos
de Pernambuco
370199!
110159
110159
70439
460498
420868
110159
300999
A directora do Monte Pi dos Typographos,
de accordo com os socios presentes em sesso
de 11 resolveu que ficasse suspensa a mesma
sociedade por 60 dias. e faz um appello aos seus
associados para que entrem com seus dbitos
neste praso, sem o que improrogavelraente se: i
a dissoluco apresentada pela mesma directo-
ra.
Reeife, 11 de Agosto de 1889.
secretario,
Gustavo de Alcntara Deao
Companhia Alagoana
de Fiacjio eTecidos
Convidamos aoo senhores, subscriptores desta
companhia, para de accordo com os arts. 9 e 10
dos estatutos, at o dia 10 de Setembro prximo
futuro, realisarem sua stima entrada na razo
de 10 0/0 do valor de suas accOes, no Banco in-
ternacional do Brasil. Macei, 10 de Agosto de
1889.Os directores,
Jos Teixeira Machado.
Jos Januario P. de Carvalho.
_______________Propicio Pedroso Brrelo.
Santa Casa de Misericordia
do Reeife
Mnjor Laurentino Jos de
Miranda
A junta administrativa desta santa casa far
celebrar na igreja de S. do Paraizo, pela? 8
horas da manha do dia 3 de Setembro vindouro
urna missa de rquiem, cantada pelas educandas
da casa dos expostos, pela alma do major Lnu-
reniino Jone de Miranda, que por ami-
tos annos servio como thesoureiro desta corpo-
racao, e convida para assistir a este acto todos
os raembros da familia e amigos do illustre
morto. '
Secretaria da Santa Casa da M sencordia do
Reeife, 28 de Agosto de 1889.
O escriuo,
Pedro Rodrigue* de Souza.______

1

11
t


*m
%*
i
Diario de PernambucoDomingo 1 de Setembro de 1889
i
DEHB1 OH1
USB 18A 81 Sli* MMI8&
A* REALISAR SE NO
Dial de Setembro de 1889
Illm8. Srs.
Juiz do ensilhamentoProfesor Francisco Carlos da Silva Fragoso.
Juizes de pesagemDr. Manoel Goncalves da Silva Pinto e Arthur de Souza
Carvalho.
Juiz de partida -Benjamn A. de Freitas Pessoa.
Juiz do distanciadoRodrigo Carvalho da Cunha.
Juizes delegadaJoao Raposo de Souza, Joaquim de Oliveira Borges, Fran-
cisco Floro Leal.
Impedir geral de raaMajor Ernesto Vieira de Araujo.
hispedores de raaPolicarpo Layne, Thomaz de Carvalho Soares Brandao
Filho, Manoel Jos Femandes Barros, Cuto Valeriano Pereira, GedeSo Forjas
de Lacerda. mm ,
Juizes de arcliibancadaB&rZo de Soledade, coromendador Antonio Marques de
Amorim, Dr. Joaquim de Cerqueira Leite, Antonio Marques de Amorim Jnior coro-
nel Sebastiao Alves da Silva. Jos Eleuterio de Azevedo, Dr. Eduardo de Oliveira
e Dr. Jo3o Lins.
\aliira
lid.
5

2
Cor da l-
menla
Proprietarioa
1 PareoAnmacao-850 metros Amniaes da provincia queno techara ganho no Derby
em mair distancia. Premios: 200* ao i, 40 ao 2 e 20* ao 3.
1 Pombo Preto
2 Bafeas......
:i|Sans souci...
i Hercules.....
o Mosquetinho.
6'Rio la Pra-
ta 2".....
7 Corsario___
8 Bonjour... .
y Esquimo ...
Caxito
Aluzila
Baio-----
Rodado..
Castanho..
Pern.
Rodado.
Zaino. ,
Rodado.
53 iBranco..............Coudelaria Victoria.
55 iPreto, ene. e ouro ,Tattersal Pcrnamb.
55 (Ouro ebranco.......D.A.L.J.O. L.Mattos
58
58
BB
oo
55
55
Verde e amarello Jos Caetano Pinto.
Preto e branco ......Coud. Camponeza.
Branco e encamado-
Encarnado e branco.
Verdee preto.......
Fehsmino L. Rosas.
Joaquim T. Silva.
Coud. Bella Vista.
Augusto de Miranda
z- Pareo Prado da Eaiaucia 1000 metros Animaes at meio sangue. Pre-
mios : 3005 ao Io, 60 ao 2- e 305 ao 3o.
1 Ruy-Blas..-.
2 Ciuron e x-
Corcovado.
3 Maestro.....
4 Mandariin..
Aymor-----
(i Saturno.....
7 Galilo.....
8 Minerva.....
9:Douro.......
Ojltisetlc......
7 Alazio
Castanho...
'Tordilho. ..
iRosiIho ...
Castanho.
u
Alazo.....
Douradilha.
Alazo.....
Zaina.. .. :
S. Paulo .
Rio de Jan.
S. Paulo..
Rio de Jan.
57 iRosa c preto.
Azul e ouro.........
I Encarnado e branco-
Rosa e preto.......
Azul e ouro........
"
Preto e amarello___
i Azul branco eenc.
! Verde e amarello
56 Ouro ebranco......
55
55
53
52
55
50
5i
55
Arthur Silva.
Coudelaria Paysand
Coud. Pernambucana.
Coudelaria Cruseiro-
Nemo.
Coud. Internacional.
Coud. Fraternidade.
Coudelaria Cruseiro.
Fscrich.
Coudelaria Temeraria.
3 PareoAnlmaro (2* turma)-850 metros-Animaes da provincia que nao tenhara
ganho no Derby em maior distancia. Premios : 200* ao Io, 40 ao 2o e 205 ao 3o.
Sneca......
Potosi.......
Piramon.....
Lord-By ron
ex Leo.
."> Boa-Vista....
(i Dubn .....
7Elo........
s Almirante...
:t.Bonaparte..
_ Russo nedrez Castanho---- Pern......
1 .
^~ Pedrez...... Mellado..... i arduo...... Castanho__
~ Rodado ..... m
55 Azule ouro...
57 Azul e grenat.
55 Lyno.........
53 Branco e preto......
55 Branco e pav&o.....
55 Branco e encarnado.
55 j Azul e branco.......
57 Branca e eucarnado .
Urbano Pessoa.
Luiz Pereira
Jos Coelho. Leite.
Coud. Basmaque.
Jos J. dos Santos.
Manoel J. de Miranda.
Jos Cavalcanle.
Rufino Cardeso.
Rodolpho G. Leal.
4 c Pareo-Internacional 1.009 metrosAnimaes de qualquer paiz. Premios: 5005
ae r\ 1005000 ao 2- e 5050J0 ao 3*.
Apollo...
Fagotn..
Derby .
Vesper..
Ernani .
Diana ..
Alazo......
Id. queimado
Alazo......
Zaino.
Alaza.
R. da Prata
Franga ...
Inglaterra.
Franca
58
57
58
51
59
5J
Ouro e preto..
Azul e ouro...
Ouro e branco
Encarnado e branco.
Azul e ouro........
Dr. Joo de S C. d'A.
oud. Internacional.
Coudelaria Temeraria.
Coud. Emulagao.
Arthur Silva.
Coud. Internacional.
o Pareo -Provincia de Pernambuco-1.300 metrosAnimaes da provincia que nao
tenham ganho em maior distancia. Premios : 2505 ao !?, 405 ao 2 e 255 ao 3.
Castanho
Mellado..
Baio.....
Rodado.
Russo
Pern.
58
54
51
M
54
Encarnado e branco.
Grenat e ouro .-----
Grenat.............
Florete.....
Village......
Cndor.....
Good m o r-
nng.......
Lamego
l Pareo-Compcnuaco 1.400 metrosAnimaes de qualquer paiz que nao teribam
ganho em mair distancia no Derbv, nestes ltimos tres mezes. Premios : 4005000
ao 1, 805000 ao 2 e 405000 ao &.
Azul e branco.
Azul e grenat..
Francisco Freir.
Jos Joaquim Das.
Rufino Cardoso.
Goncalves C.
Ruy Blas ..
Erani
Josephus...
Estephanie.
Africana....
Brazil.....
Alazo...
Zaino ...
Castanho.
Zaina
Castanho
S. Paulo- 50
Inglaterra. 60
Franca. . 60
Inglaterra. 55
R. da Prata 60
Franca ... 54
Rosa e preto.........
Encarnado e branco.
Grenat. ............
Ouro e branco...... .
Branco c preto......
Azule ouro.........
Arthur Silva.
>
Guimaraes Oliv. 4 C.
Coud. Temeraria.
Coudelaria Riachuelo.
Coud. Independencia.
7. Pareo-Emulaco 900 metrosEguas da provincia.
2' e 155000 a 3'.
Premios : 1505000 1', 305
1 iCoruja..
-^'Marina.
:S|Stella ..
4Ida.....
olFantina.
Rodada.....iPern. ..
Castanha. ...
Zaina.......
Rodada......
Alaz.......
55
55
55
85
A. brauco e encamado
Grenat..............
Azul c branco.......
Asul e ouro..........
Branco e azul.......
M. J. de Miranda.
H. Antonio Santos.
Rufino Cardoso.
Rodolpho Pessoa.
M. P. d'Albuquerquc.
'(*) Montado por amador.
Os animaes inscriptos para o Io pareo devem achar-se no ensilhamento a
9 li2 horas da manha. _
Os animaes inscriptos para os outros pareos, deverao estar no ensihamento
pelo menos urna hora anls da determinada para o pareo em que tiverem de correr.
Pede-se attencSo dos Srs. proprietarios para os additamentos fetosao reg
raento interno do Derby Club de Pernambuco e para os artigos 9, 10, 25 95 do
mesmo regiment interno. ..* j 1 oan
O expediente destacorrda ene errar-se-ha Sexta-feira 30 de Agosto do 1889
is 3 horas da tarde. .,
A venda de poules encerrar-se-ha 20 minutos antes de caoa corrida.
# HORARIO

2. pareo-
3. pareo. ....
4.' pareo. ....
5." pareo. ....
6. pareo. >
7." pareo.
11 horas e m.
11 e 50 >
12 > e 40 >
1 * e 30 >
2 > e 20
3 0 10
4 e >
Recife, 29 de Agosto de 1889.
0*GERENTE, Henrique Schule.
r .-:-- -i-' .'_- .
^,_ .....
PROJEGTO DE INSCRIPCAO
Para a 3.a corrida a realizar-se no dia
8
de Setembro de 1889
1.a PAREO Quicio 800 metros. Animaes da provincia que nao. tenham ga-
nho premio nos prados do Recife Premios : 2005000 ao primeiro,
40*000 oo segundo e 20^000 ao terceiro.
2. PAREOflneruaclonal1.400 metros. Animaes estrangeiros que nao te-
nham ganho em SS'J em maior distancia. Premios : 400*000 ao pri-
meiro, 805000 ao segundo e 405000 ao terceiro.
3." PAREO Hmprcusa Pernambucana1.500 metros. Animaes da pro-
vincia que nilo tenham ganho em maior distancia. Premios: 2505000
ao primeiro, 05000 ao segundo e 255000 ao terceiro.
4.a PAREO Ferro Carril1,400 metros. Animaes nacionaes at meio san-
gue. Premios: 3005000 ao primeiro, G05000 ao segundo e 305000 ao
terceiro.
5.a PAREO Prado Pcrnainbucan 1.700 metros. Animaes de qual-
quer paiz. Premios: 5005000 ao primeiro. 1005000 ao segundo e
505000 ao terceiro.
6.a PAREOVelocidade1.000 metros. Animaes da provincia. Premios:
2005000 ao primeiro, 405000 ao segundo e 205000 ao terceiro.
7.a PAREOConsolaeo850 metros. Animaesda provincia que tenham sido in-
scripto e que nilo tenham ganho premios. Premios: 2005000 ao pri-
meiro, 405000 ao seguudo e 205000 ao terceiro.
Observares
S serSo aceitas para cada parco quinze'propostas. Cada enveloppe dever
conter urna s proposta, e caso appareca mais de urna, s ser aeccita a primeira
que for lida, sendo recusada a proposta que n5o vier acompanhada da importancia
da nscripcSo.
Nenhum pareo se realizar sem que se inscrevam animaes de tres proprieta-
rios differentes.
A inscripcSo encerrar-se-ha terea-feira 3 de Setembro s^6 horas da
tarde, na secretaria do Prado Paruambucano, ru do Imperador n. 83, 1.a andar.
Recife, 30 de Agosto de 1889.
. Francisco de Souza Res,
GERENTE.
Companhie de Messageries
Maritimes
LINHA MENSAL
O paquete Nerthe
Cominandante Camn
E' esperado dos partos do
sul np dia 4 de Setembro
seguindo depois dademo
ra (bcos'uine para bor-
deaux, tocando em
Dakar c Lisboa
Lcmbra-se aos Srs. p;'.ss;>;_reircs de todas a3
classes que ha lugares reservados para esta
agencia, que podem tomar em qualquer tempo
Faz-se batimento de lo |0 em favor das fa-
milias compostas de 4 pessoas ao menos e que
pagarem 4 passagens inteiras.
Por excepcao, os criados de familias que to-
marem bilhetes de proa, gczam tambera, deste
abatimento.
Os vales postaes s se do ate o dia 3 de Se-
tembro pagos de coltado.
Para carga, passagens, encommendas e di-
aheiro a frete : trafa-secom o -GENTE.
O
Em virtude do que dispe o artigo 66 do regu-
lamenlo que baixou com o decreto n. 9.554 de 3
dejFcvereiro de 186, a Inspectora Geral de Hy-
giene faz publico pelo prazo de 8 dias, que o
cidado Octaviano Luiz Augusto de Lagos, llie
dirigi a seguinfe p?iic&o cora documentos que
satisfazem as exigencias do art. 63 do citado re-
gulamento
Diz Octaviano Luiz Augusto de Lagos, resi-
dente na cidade do Rio Fonnoso. provincia de
Pernambuco, que tendo mais de 10 annos de pra-
lica de pharmacia, como provam os documentos
juntos, t.s. 1 c 2, e havendo necessidade de urna
pnarmacia fiesta cidade, como prova com o altes-
lado da cmara municipal, vem o supplicante
requerer a V. Ex. a gruca de conceder-lhe li-
cenga para abrir e dirigir urna pharmaeia nesta
mesma cidade do Ro Formoso, em vista do
art. 63 do rcgulamento que baixou com o decre-
to n. 9.554, de 3 de Fevereiro de 1886.=Nestes
termos. -Pede a V. Exc. deferneuto.-E. R. M.
Cidade do Rio Formoso. 13 de Maio de 1889
Octaviano Luiz Augusto de Lagos. Sobre urna
estampllha de quatrocentos ris.
E declara que se nesse praso nenhum pbarma-
ceutico formado llie communicar, o i Inspecto-
ra de Hygiene da provincia de Pernambuco, a
resolugi de cstabelecer pharmacia na tciada
localidade, conceder ao pratico licenca reque-
rida.
Inspectora Geral de Hygiene, 2 de Agosto de
1889.Dr. Pedro Aflonso" de Carvalho, secPeta-
rio.________________________________
Banco Internacional do Brazil
Emprestimo nacional Es. 10O,0OO.-0OO&O00
O governo brazileiro abri subscripgao no
Raneo Internacional do Brazil no Rio de Janeiro
para ura emprestimo de cem tmlcontosde rea as
seguintes condices:
Preco 90 Juro annual 4 /o a contarde 1 de Julho deste
anno pago por trimestre, em
Outubro, Janeiro, Abril e Julho.
Amorlinaro annual 1 "/
Juros e amortisagao pagaseis
em ouro no Brazil, Lisboa, Por-
to, Pariz, Londres, Amsterdam,
Berlim, .Nova-York.
Titulo ao portador com os respectivos cou-
pons escrip.os era portuguez.
francez e inglez, valor de 5005
e I:' 005000 e seus equivalentes
em libras e francos.
Pagamento em papel moeda.
10 ,o no acto da subscripcao.
lo / em 30 Oulubro 1889.
20 '/o 15 Janeiro 1890.
25 o 13 Fevereiro
20 % 5 Abril
cora a faculdade deantecipar os
pagamentos, descont razao
de 4 % ao anno.
Tero preferencia os subscrip-
tores que mclhor prejo offere-
cerem.
Listas para subscripges acham-se na Caixa
Filial do Banco Internacional do Brazil nesta
provincia.
Recife, 28 de Agosto de 1889.
Obras publicas
Caricia da cidade da Victoria
De ordem do Illm. Sr. engenhciro director
geral, em virlude da autorisago de S. Exc. o
Sr. coDselheiro presidente da provincia, de. .
do correte, fago publico que no dia 14 de Se-
tembro prximo vindouro, nesta directora rece-
be-se propostas em cartas fechadas, competen-
temente selladas, para execucao dos reparos de
que necessita o edilicio da cadeia da cidade da
Victoria, oreados em 9345800.
0 orgamento e mais condigOes do contracto
acnam-se nesta secretaria, onde podem ser exa-
minados pelos prelendentes.
Para concorrer a praga cima dever o licitan-
te depositar no Thesouro Provincial a quanlia de
47*740, equivalente a 5 0/0 do valor do orga-
mento.
Secretaria da directora geral aas Obras Publi-
cas Provinciaes de Pernambuco, emi3de Acost
de 1889.
O engenhciro secretario
Luiz Antonio C. de Albuquerque
SEGURO CONTRA FOGtt
Royal Insurance Company
de Liverpool
CAPITAL 9.000:000
AGENTES
R.DEDRUSINA&C.
13Ra Mrquez de Olinda13.
SEGUROS
CONTRA P060
The Liverpool & London k tilok
HTSUROCS caMPANY
SLACSS7HL OSZAU & C
Ra do Commercio n. 3
London & Brasilian Bank
Limited
Rita do Commercio n. 32
Sacca por todos os vapores sobre as cai-
ras do mesmo banco em Portugal sendo
em Lisboa ra dos Capellistas n. 73. Ne
Porto, ra dos Inglezes.
IN DEMNISAD O RA
Companhiii de Segaros
martimos e terrestres
Kxinbelc iria em 1855
CAPITAL 1,000:000^000
SINISTROS PAGOS
At 31 de Dezembre de 18 84
Martimos.. 1,110:000$00G
Terrestres. 316:000$000
44Ra do Commercio44
SEGUROS
martimos costra fogo
Companhia Phcnix. er
nambneana
RA DO COMMERCIO N. 38
Companljta t Segitros
consA ro&o
NORTHERN
de Londres e Aberdaen
Posifo tinanceira fezembro de 1885j
Capital subscripto 3.000,000
Fondos aecumulados 3.134,348
Recelta annual :
De premios contra fogo 577,330
De premios sobre vidas 191,000
De juros 32,000
O AGESTE,
John H. BoxinelT
1 paquete Orenoqm
Commandante Mortemard
E'esperado da Europa no
dia 4 de Setembro e se-
guir depois da demora
uecessaria para
Baha, Rio de Janeiro, Buenos-Ayres
Montevideo
Leinbra-se aos Srs. passapeiros de todas as
classes que ha lugares reservados para esta
agencia, que podem tomar em quatquer tempo.
Previne-se aos Srs. recebedores de mercadu-
ras que s se attender a reclamaces por fal-
tas, nos volumes, que forem reconhecidas na
occasio da descarga, assim como devcrSo den-
tro de 48 horas a contar do dia da descirga das
alvarengas, fazerem qualquer reclamagao con-
cernentes a volumes que porventura tenham se-
guido para os portos do sul, afim de poder-se
dar a tempo as providencias necessarias.
Este paquete (Iluminado a lux
elctrica.
Para carga, passagens, encommendas e di-
nheiro a frote: trata-se com o
AGENTE
Au^isteLabille
9 Ra do Commercio 9
CHARGEURS REUNS
CoRsparcbin Frnnceza
DE
Navegaco a vapor
uinha regnlar entre o Havre, Lisboa,
Pernambuco, Babia, Rio de Janeiro e
Santos.
O VAPOR
Ville de Rosario
Commandante Portier
E' esperado da Europa at o dia 5
de Setembro, seguindo depois daiD-
dispensavel demora para a
Baha, Ro de Janeiro e Santos
Roga-se aos Srs. importadores de carga pelos
vapores desta linha, queirain apresentar dentro
de 6 dias a contar do da descarga das alvarengas
qualquer reclamaco concernente a volumes que
porventura tenham seguido para os portos do
sul alim de se podei dar a tempo as provi-
pencias necessarias.
Expirado o referido prazo a companhia n5o se
responsabilisa por extravos.
Para carga, passagens, encommendas e di-
nheiro a frete : trata-se com o AGENTE.
O vapor
Ville de Pernambuco
Commandante Lenormand
Espera-se dos portos do sul at
o dia 10 de SeU-mbro, seguindo
depois da indispensavel demora
para o navre tocando em
Liahtoa.
Entrar no porto
Conduz medico a bordo, de marcha rpida
e offerece excellentes commodos e ptimo pas-
sadio.
As passagens podero ser tomadas de ante-
mao.
Recebe carga, encommendas e passageiros
para os quaes tem excellentes accommodacOes.
Para carga, passagens, encommendas e di-
abeiro a frete: trata-se com o
AGENTE
Aligaste Labille
9 RA DO COMMERCIO -9
Companhia de Segaros
i&i&mU it fisgn
AGENTE
Miguel Jos Alves
1%. 9Ra do Rom Jetns-N.
SEGUROS MARTIMOS E TERRESTRES
Nestes ltimos seguros a nica companhia
nesta praga que concede aos Srs. segurados semp-
c5o de pagamento de premio em cada stimo
anno, o que equivale ao descont annual de cer-
ca de 15 por cento em favor dos segurados
ompaD]ia
Imperial
Seguros contra Fogo
EST: 1803
Edificios e mercader ios
Taxas baixas
Prompto pagamento de prejuizos.
CAPITAL
Rs. ie,41>00:000000
AGENTE
BROWXS V C.
N. 5RA DO COMMERCION. 5
MARTIMOS
COMJWMIIA Pi;\AHUI(AM
DE
-\avega?5o costeira por vapor
PORIOS DO SUL
Macei, Penedo, Aracaju' e Baha
O vapor S.Francisco
Commandante Pereira
Segu no dia 7 de Setembro as
5 horas da tarde. Recebe car-
ga at o dia 6 .
Encommendas, passagens e dinheiros frete,
at as 2 horas da tarde do dia da partida.
ESCRIPTORIO
Ao Caes da Companhia Pernambucana
n. 12
COHI'UIAM I'EMHIIUIM
DE
Xavegaco costeira por vapor
PORTOS DO NORTE
Parahyba, Natal, Maco, Mossor, Araca-
ty e Cear
O vapor Jaguaribe^
Commandante Monteiro
Segu no dia o de Setembro s 5
horas da tarde. Recebe carga at o
dia 4.
Encommendas, passagens e dinheiro frete'
at as 3 horas da tarde do dia o.
ESCRIPTORIO
Ao Caes da Companhia Pernambucanu
n.12
Vapores
nacionaes
EMPREZA NORTEE SUL
Rio de Janeiro. Rio Grande do
Sul, Pelotas c Porto-Alegre
O vapor Arlindo
Seguir para os
portos cima
indicados ama-
nh s 7 horas da
manh.
Recebe carga, passagens c encommendas a
tratar com os
CONSIGNATARIOS
Pereira Carneiro &C.
6RA DO COMMERCIO6
1- andar
Royal Mail Steam Packet
Companhy
O vapor Atrato
Commandante L. R. Dickinson
E' esperado do m\ no dia l de Se-
tembro, seguindo depois da demora
'necessaria para
S. Vicente, Lisboa, Vigo, Soutliampton e
Antuerpia
Reduccao de pessagens
Ida Ida e volt a
A' Lisboa 1 ciasse i 20 ( jW
A'Southampton 1* classe -~> *
Camarotes reservados para os passageiros ae
Pernambuco. ,_..,
Para passagens fretes, encommendas, trata-se
AGENTES
Amorim Irmios & C.
N. 3Roa do Bom JessN. 3
^Companhia Brasileira de
Navegacao Vapor
PORTOS DO SUL
O vapor Alagoas
Commandante Jo2o Mara Pessoa
E' esperado dos portos do norte at
o dia 3 de Setembro e depois da de-
,mora indispensavel seguir para os
portos do sul.
As encommendas sero recebidas no trapiche
Rarbosa at i hora da larde do dia da sahida.
Para carga, passagens, encommendas e valo-
res trata-se com os AGENTES.
PORTOS DO NORTE
O vapor Manos
Commandante o 1 tenente Guilherme
Waddington
E' esperado dos portos do sul at o
dia 7 de Setembro e seguindo depois
da demora indispensavel para os
portos do norte al Manos.
As encommendas s sero recebidas na agen-
cia at i hora da tarde do dia da sahida.
Para carga, encommendas, passagens c valo-
res trata-se com os
AGENTES
Pereira Carneiro & C.
6=Rua do Commercio6
1 andar
United States and Brazil
M. S. S. C.
Ovapor Advance
E' esperado dos porto3 d
sul at odia 15 de Agost>
o qual depois da demo-
ra necessaria seguiri
para o
Maranho, Para, Barbados, n.
Thomaz esew-York
Para carga, passagens, encommendas e di-
nheiro a frete : trata-se com os
AGENTES
Henry Forster & C.
8Ra do Commecior8
1* andar
LEILOES
Segunda feira, deve ter lugar o lcilao da
barca dalia arribada neste porto, sendo o casco
em um lote, as velas, ancoras correntes e mais
pertences em diferentes lotes.
A's 10 1 zahoras em ponto encontraro os
concurrentes botes na caes da Companhia Per-
nambucana que daro passagem gratis aos pre-
tendentes^dos objectos do leilao.
Leilo
da carcaca Fnix; slidamente construida com
todos os pertences que condnz 450 saceos, esta-
cienada no caes d Ramos.
Keicunda-fefra. S de Setembro
A's 11 horaB em ponto
Em frente ao caes do Ramos
O agente Gusrao, autorisado, far leilao da
referida barcaca por conta e risco de quem" per
teocers
.Leilao
Da barca Sicilia, arribada neste
porto por forra maior
CONSTANDO :
Do casco e mais pertences em ura lote e em dif-
ferentes lotes as velas, ancoras, correntes, es-
pas, phares, lanternas, globos, cadernaes, mor-
tdes, tanque, pipas, escadas, sinos, bitacula,
agulha de marear, 1 fugo, trem de cosinha,en
cerados, ps, manilhas, iacacos, cabos de li-
nho, lona. Unta, sigeaes, Dandeiras. 4,000 achas
de lenha, 6 saceos com curvo, 1 relogio, 2 me-
sas, 1 bote grande, 4 remos, 2 forquetas, 4 ve-
las, 1 catraia com 2 remos, 2 forquetas, 1 vela e
outros objectos existentes a bordo da mesma
barca.
Segunda-feira. 2 de Setembro
A's 11 horas
A bordo da mesma barca
0 agente Pinto levar leilo por mandado e
em presenta do Exra. Sr. Dr. juiz de direito es-
pecial do commercio, a requerimento do capito
da barca Sicilia com licenca do Sr. Dr. ins-
pector da alfandega, com assistencia do empre-
gado da mesma repartigo para este fien noraea-
do o casco e mais pertences da referida barca
em muitos e differentes lotes, no estado e lugar
em que se acha ancorada neste porto onde foL
legalmente condemnada por inaregavel.
Em tempo
A's 10 1/2 horas em ponto sero encontrados
na rampa do caes da Companhia Pernambuca-
na botes que daro passagem gratis aos concur-
rentes de leilo. ___________
Leilo
Agente Britto
De urna importante arraaeo de amarello envi-
dracada, com balco, podendo servir para
qualquer negocio, sendo este o ultimo eilo,
pois se entregar pelo maior lance que se ob-
tiver.
Garante-se a casa.
Segnnda-feira, t de Setembro
A's 11 horas
Praga do Conde d'Eu n. 18
Leilo
De movis e muitos objectos de uso domestic
O agente Modesto Baptista levar a leilo os
objectos cima, ao correr do martello.
Terea-feira 3 de Setembro
A's 11 horas
o pateo do Paraizo n. 1, 2." andar
Leil
ao
De fazendas. miudezas e objectos para sapateiror
constando de madafolOes, chitas preas e di
cores, lans para vestidos, cambraia victoria
bramante inglez de linho e algodo, brins par-
dos, camisas de meia. colarinhos, chales, es
partilhos, fichs, fio para sapateiro, botoes de
madreperola, ditos de vidros e lou^a, ditos
para sapatos, escovas para roupa, ditas para
sapalos, rame de lato, extratos, espelhos, la-
pes, perneiras, e muitos outros artigos de miu-
dezas e fazendas que sero vendidos em lotes
e ao correr do martello, por occasio do leil
de fazendas da massa fallida de D. P. \Vild.
Terea-feira, 3 de Setembro
A's 11 horas
Por intervet Do agente Gusmao
No armazem n. 5 da ra Mrquez de
Olinda
Leilo
Agente Brito
Da armaco de louro envidracada com balco
3 fiteiros para o mesmo, 2 liteiros para porta
grande sortimento de miudezas e quinquille-
ras, porco de charutos e cigarros. 3 caixe
com rogos, 1 relogio de parede, 1 espelho ova
grande, i sof, 1 cama franceza e 3 mezas de
amarello, joias de ouro e plaquet e muitos ou-
tros objectos existentes no estabeleciment
sito
Ra Direita n. 73
Garantem-se as chaves.
Terea-feira, 3 de Setembro
A's 10 1/2 horas em ponto por seren muitos
08 lotes



Diario de Pernambuco-Domingo 1 de Setembro de 1889
Leilo
.Do cavallo de corridas denominado Falstaff ou-
tr'ora Merorea, de puro sangue inglex e de pou-
co raais de 3 annos.
Um cavallo de sella, cora andares.
Duas vaccas tourinas.
Terca-feir. 3 de Setembro .m
A'S 11 HORAS
Agente Pinto
Em frente ao armaier.i da ra do Boa Jess n
45, onde havera leilao de movis, louca, vidros
quadros. espelhos e instrumentos. ____
Agente Pestaa
Leilo definitivo
Da casa terrea de azulejo sita a estrada do Re-
medio n. 76 cora os commodos segointes 3,
quartos i salas, cosinha, cacimba e quintal
murado, servindo de base a offerta de 6004.
Ter^a-felra, 3 de Setembro
A's 11 horas
No armazem travessa do Corpo Santo
n. 27
O agente Pestaa vender por mandado e as-
sislencia do Exm. Sr. Dr. juiz de orphaos e a
requenoiento do inventariant6 Hermillo Lina
Chaves a quem melhor offerta tizer, no di a e
hora cima mencionado.
Leilo
De fazendas
CONSTANDO:
Da caixa n. 1,169 com 48 pegas de fazendas de
seda para vestido, vai a leilao pela i.' vez, parte
da caixa n. 1.163 contendo 36 duzias de leques
finos sortidos vai a 4." leilo, caixas ns." 709 e
710 cootcado 310 duzias de pares de meias de
algoduo de diversas qualidades para homens e
senhoras, vai a leiiio pela 3.1 vez a caixa n. 711
com 22 pegas de casemiras de la, vai a leilo pela
3. vez, parte da caixa n. 712 com 14 pegas de ra-
semira, vai pela 3.* vez a leilo a caixa n. 1,193
com 25 pegas de brim de cores, vai a 3. leilo
1 caixa n. 54 com 41 kilos de cassas de algodo
bordado.
Terea-feira. 3 de Setembro
A's 11 horas
O agente Gusmo aulorisado por despacho do
Exm. Sr. Dr. juiz de direito do commercio leva-
r a leilo no armazem da ra do Mrquez de
Olinda n. o, as mercadorias cima mencionadas
pertencentes raassa fallida de D. P. Wild 4 C,
que seniu vendidas e:n lotes vontade dos com-
pradores. ______._______________________
Agente
Stepple
Leilo
De bons predios na comarca de Olinda
tuarta-fclrn. -4 doeorrente
A's 11 horas
No edificio da cmara municipal de Olinda
O agente cima por mandado e assislencia do
lllm. e Exm. Sr. Dr. juiz de direito de orphos
da comarca de Olinda, levar a leilo as seguin-
les casas : 1 sobrado ra de S. Hedro Martyr
sob n. 30, a casa terrea ra de Mathias Ferra-
ra hoje Fernandes Vieira sob n. 57. a casa ter-
rea na mesma ra sob n. 30, a casa terrea ra
do Amparo sob n. 3, a casa terrea ra do A!
jube, hoje 13 de Maio sob n. 37. Todas estas ca-
sas na comarca de Olinda e pertencentes a me-
nor Maria, h- rdeira instituida no testamento do
finado domingos da Silva Torres.
Assim tambem um cavallo russo-pombo anda-
dor de baixo a meio.
Os Srs. prelendentes desde j podero ir exa-
minar as referidas casas.
de 50 Tt.
Agente Stepple
Leilo
de um piano,
moves, quadros, espelhos e
outros artigos
tuiif a-clr i. 5 de Setembro
as 11 horas
Casa na ra Formoza n. 4
O agente cima, bastantemente autorisado le-
var a leilo urna mobilia de junco completa,
urna dita de Jacaranda completa, um piano, qua-
dros, espelhos, lanternas, camas para casal, la-
vatorios com espelho e guarda-roupa, apparador.
marquezo, cadeiras, urna machina de pe e nova,
urna costureira, bra imprtante, e outros movis
que estaro vista dos Srs. licitantes.
AVISOS DIVERSOS
Aluga-se a casa da ra
com 3 quartos ; a tratar na
loja.
das Flores n. )8,
ra .Nova n. 39.
Precisase de urna ama para cosinhar para
Ires pessoas ; no largo dal'enha n. 8, taverna.
Precisa se de um caixeiro com perfeito
conhecimento de retalho e que d conhecimento
idneo de sua conducta, para urna casa de mo-
lhados : quem estiver nestas condigOes, dirija
se ra de Hemtica n. 7 (Passagem), para re-
ceber informagOes ou dal-as e tratar.
PKECINA SE
de um caixeiro de 12 a 14 annos, que tenha pra-
tica de molhados, seja fiel e de liador de sua
conducta ; na ra Imperial n. 110.
Ama
que lave e engomme
de pequea familia ;
Precisase de urna ama
Com perfeicao. para casa
na ra do Alecrim n 26. ____
Cricket
Prvate Firms V Public
Companies
A Cricket match will be played at Sant'Anna
between the above parties n 7th. prximo,
commencing at 10 a.m.
The Plice Band, conducted by Senr Candido
Filho, will play Selections at intervals during
the day. Entrance free, r"freshments to be had
on the lield.
BY ORDER
John H. Ho.xwell Sob.
Hon: secretary.
PARS M.rnaLarondamlDe. 0 Sfir.MALLET
deseja comprar sellos de
todos os paizes do mun-
do, especialmente os raros
e do emlssocs antigs,
bem como os sellos de
Portugal de 000 c IjuOO.
Roga-M o aror de indicar os
prepw c qnantidaile na occa-
giao do remet ter as amostras em
embralbo estAmjlLuuio,u poM
commercio
Jos Goncaves de Oliveira scientifica que
vendeu o seu estabelecimento em Oliada, sito
ra do Coronel Joaquim ravalc.mte (outr'ora do
Sol; d. 14. sua lillia D. Maria Filgueira Vianna
Jivre e desembarazado deqnalquer onus.
Olinda, 30 de Agosto de 189.
Jos Gongalves de Oliveira.
t
Luiz Leopoldo dos Guiuiar&es Peixoto e seus
tubos tendo recebido a dolorosa noticia do fal-
lecimento na cidade do Porto, em o dia 8 do
correte, do seu prezadissimo amigo c eompadre
Jos Caetano de Carvalho, convidni aos scus
paren le- e amigos e aos do finado para assisti-
rem as missas, que pelo seu descanso, mandam
rezar na ordem 3." de S. Francisco, s 8 horas
da manh de segunda fcira 2 de Setembro, sti-
mo da do recebimento da noticia. A todos os
que comparecerem agradecem penhorados.
GRANDE LIQUIDCO
Na Loja das Estrellas
K-li* buque de Ctais-H
Telephone n. i
Este beca conhecido estabelecimento acab*
de passar por urna grande reforma,
sende ligado interiormente com a
casa contigua do n. 58 no intuito
de serem despichados todos os seus
freguezes com mxima brevidade
possivel, resolveu fazer grande II-
quidaeo s lodos os saldos que
ficaram de bidanco, por menos
50 [. do seu valor, oujos artigos
passnios a demonstrar :
Artigo de le
Esguiao, peca, a 3rJ500.
Madapolao com um metro de largur* de
140 por 70000.
dem idem americano de 85 por 50000.
AlgodSo marca T, especial, muito largo,
de 70 por 50000.
Bramantes, pecas, por 70000.
Atoalhados, lindos desenhos, duas largu-
ras, a 10 e 10200 o metro.
Guardanapos de 40 por 20000 a duzia.
Estopa de linho para bordar a 500 o me-
tro.
Bramantes de linho com 11 palmos de
largura a 10500 o dito.
Lencos brancos e com barras de cor a 10,
e 10200 a duzia.
Toalhas de fustao, qualidade superior,
30 e 40000 a duzia.
Cretones para coberta a 240 rs.
Colchas acolchoadas, brancas e de cores a
20000.
Lences de bramantes a 2000.
Chales escocezes a 10000.
E outros muitos artigos que deixam de
ser mencionados e que se vendem com
igual abatimento
Teeldos de alta novidade
PARA VESTIDOS DE SENHORAS
Linlios pardos para [vestidos a 300 e 320
Sedas com quadros e liBtras de 10800 por
800 rs.
Setins de seda, todas as cores, de. ...
10200 por 500 e 320 re.
Merinos lisos, todas cores, de 500 por
240 re.
Tuaile de Vichy, de 240 por 160 e 80 re.
Nonsuks, desenhos no vos de 240 por
120 rs.
Cretones claros e escuros com lindissimos
desenhos de 440 por 240 re. 1.800
PE^AS!
Merinos de quadros, grande variedade de
padroes, de 500 por 240 re.
Mimos dos Alpes, de 640 por 240 re.
pechincha !
Fustoes de cor, de quadros e outros dse
nhos muito lindos, de 500 por 160 rs
Sedas Felippinas, de 500 por 200 rs.
, muitcs outros tecidos para vestido,
em algodo, linho, la e sedas que se ven-
dem como o mesmo abatimento
Confcceo
Vestidos feitos de Casemira ricamente
bordados de 800 por 50 e 300.
Ditos para armar de 60, 80 e 100.
Ditos brancos bordados em cartao, alta no-
vidade a 80 e 100.
Guarnicoes de colariuhos e punhos para
senhora por 10 e 10200.
Capotas (preparadas na corte) de 200 por
90 e 100
Gollinhas e punhos para menino de 3 a
8 annos.
Vestuarios e roupinhas para enancas, por
50, 60, 80 e 100, e Jersey, casemira e
de brim.
Saias bordadas a 20 e 30.
Enxovaes para baptisado com collares ele
trieos por 50.
Luvas de seda meio b-aco e qualquer ta-
manho a 10500 o par.
dem idem de Escocia a 10 e 10500.
Sobretudos impermeaveis de borracha de
700 e 800, por 300 e 400.
Capas e pellerinas de o achemiras ottoma
na ricamente enfeitadas de vidnlhos a
250 e 300.
dem idem de renda, seda, damasco e
gurgurao, tanto para phantasia como
para commodidade a 380 a 400.
Velludos de seda e algodo de muitas co-
res.
Gazes de seda.
Ricas rendas hespanholas de seda, algo
dSo e linho, com um metro de largura.
Setins Maco de todas as cores a 750 e
800 re.
E muitos outros artigos de confecc5es
como sejam mantilleles de blonds, sahidas
de bailes, leques transparentes e de phan-
tasia, e outros muitos mais, que se ven-
dem com o mesmo abatimento de 50
Para hontens
Casimiras inglezas com duas larguras, de
30500 por 10200.
Ditas cor de caf e azul, de 20500 por
800 re.
Cortes de seda paracollete, de 120000 por
30000 e 30500.
Ditos de velludo e fustao a 10 e 10200.
Meias inglezas com fio de seda, de 120
por 60000 a duzia.
Paletots, de 70 por 40000.
Camisas com um pequeo toque de mofo
a 10600 urna.
Collarinhos, modelo moderno, a 50000 a
duzia.
Camisas inglezas com collarinhos e pu-
nhos, sera collarinhos e sem punhos a
360000 a duzia.
Brins pardos de linho a 240, 280, 320,
360 e 400 rs.
Dito branco de linho n. 6 a 10200 a vara.
Lindos cortes de casimira ingleza, de 60
^ 80, 100 e 120 a 40, 60, 80 e 100000.
Sobretudos impermeaveis de borracha, para
homens, de 700 e 00 por 300 e 400.
Ceroulas francezas, de 380 por 240000
a duzia.
Paletots de seda, completos do feitos
casemira, malas para viagem, e boleas e
tapete e um completo e variadissimo sor-
timento de cheviots, casimiras francezas,
inglezas, pretas e de cores de padroes in-
teiramente novos e que se vendem com o
mesmo abatimento de 50 r0 de sen valor.
Rctalhos
Aproveitem a grande quantidade e
pelos precos, em sedas pretas e de cores,
gorgorees, setins, las, merinos, zephyros,
inhos, chitas, madapoloes e algodaosi-
nhos.
E muitas outras pechinchas que s se
encontram na
Loja das Estrellas
56, 58Ra do Duque de Casias---56, 68
IMPORTANTE
REDUCCO DE PRECOS
21-RlA DO CRESPO-21
OLIYEBA CAMPOS & 0, td. de ^i, b.
v emente um sortimento e artigos novos de alta novidade, resolveram
fazer urna grande redcelo nos presos dos artigos abaixo menciona-
dos, para os quaes chamam a attenc,o das suas Exmas. freguezas.
aphnos revestido padr3es modernos a 160 rs. o covado.
Cretones francezes, cores claras, a 260 rs. o dito.
Merinos de cores, duas larguras, a 500 re. o dito.
Ditos de cores, lavrados, de 20000 a 10000 o dito.
Las de cores, desenhos de cachemira, de 900 a 600 rs. o dito.
Merino de quadros de 320 re. o dito.
Fustao branco de 400 e 500 rs. o dito.
Mursolina branca para casacos a 500 rs. o dito
Zephir de cor, listas e quadros a 500 rs. o dito.
Ditos arrendados, lindos gostos, a 600 re. o dito.
Ditos de listas arrendados, alta novidade, a 800 re. o dito.
Btamines arrendados, de cores, de 800 a 500 rs. o dito.
Flor de Italia em quadrinhos, a 500 rs. de 900 rs.
Mursolinas de cor, de listas, a 400 re. o dito.
Cortes de cambraia bordados transparente e tapado, de 150000
e 200000 por 90000 e 120000 cada um.
L.nao, padroes em quadros, a 440 re. o covado.
Nanzukes padroes mimosas, de 280 re. o dito.
Percales miudinha se pannos finos, a 200 re. o dito.
Merino preto fino, de 20000 a 10000 o covado.
Setim Maco de todas cores, a 900 rs. o dito.
Brim fino pardo para vestido, a 400 re. o covado.
Cambraia Victoria transparente, fina, a 30000 a pega.
"I.
30000 urna.
de 40000, 5000,
65000
Mantas hespnholas, de seda prcta
Espart.ilhos, ao que ha de melhor,
70000 um.
Fichs de cor arrendados, de 10000 um.
Capinhsj hespanholas de cor a 20000 urna.
Fichsde seda, muito lindos, a 30000 um.
Sargeli m diagonal, todas as cores, a 240 rs. o covado.
Casacos de cambraia branca bordados, a 30000 e 4000 o par
Luvas de seda,^ todos os tamanhos, de 20000 a 30000 um.
Lences "de linho do Porto, a 40000 um.
Ditos grandes para cama franceza, a 60000 um.
Colchas de cor, de 20000 a 50000 urna.
Fichas, sortimento completo, de 20000 a 60000 um.
Lencos de linho com barrinha a 20000 urna duzia.
Camisas francezas, de 240000 e 360000 a duzia.
Meias cras para homen, de 45000, 50000 e 60000 a duzia.
Ditas brancas cras e de cores para senhoras.
Ditas brancas cras e de cores para crianeas.
Chambres de crctone, de 50000 e 6J000 um.
Cortes de casemira de cor, de 60OOO a 80000 um.
Cortes de fustao para collete, de 10000, 10500 e 20000 um.
Camisas inglesas de franella, la pura, a 50000 urna.
Alm de outros artigos que deixamos de mencionar.
Caotellas do Monte de Soeewro
Compra-se cantcllas do Monte de Sgccott 6*
qualquer joia, brilhantes e relogios; paga-s
bem na Praga da Independencia n. 22, loja d*
relojoeiro
Protesto
Conslando-me que o Sr. Manoel da Puixo Ra-
mos, preso na i asa de Detente, pede a diversas
pessoas para Ihe assignarem um documento fal-
so sobre a niinha visita ao dito estubelerimeDto,
dizendo cousas nao reaes. quando apenas o fw
visitar por muito pedido que me fez o seu irm
Antonio, creio que o documento lem por liiu
desmanchar alguna teslemunlia, para o que eu
nao posso me prestar ; venho por este mei
protestar contra a falsidade que possa haver.
Recite, 28 de Agosto de 1889.
___ Manoel J. Fautor.-
Aluga-se
a loja do predio i ra Mrquez do Henal, tra-
vesa do Pocjbo n. 33, propria para estabeleci-
mento commereial por ser de esquina ; a tratar
do largo do Corpo Santo n 4,1- andar.
Caixeiro
Offereee-u um rapasinho de loaunos de ida
de, ligeiro, bem ouvido, com geito para venda
ou retinaco, dando um bom liador de sua con-
ducta : qnem pncisar dfixe corta nesta lypo-
graphia com as iniciaes C. S.
21--Ra do Crespo-21
n
Licor depurativo vegetal ioaddo
do medico Quinrtella
Este notabilissimo depurante que vera
precedido de tao grande fama infalivel na
cura de todas as doen^as syphiliticas, es-
crofulosas, rheumaticas e de pelle, como
tumores, ulceras, dores rheumaticas, os-
teocopas e nevralgicas, blenorragias agu-
das e chronicas, cancros syphiliticos, in-
flama5oes viceraes, d'olhos, ouvidos, gar-
gantas, intestinos, etc., a em todas as
molestias de pelle, simples on diathericas,
assim como na alopecia ou queda do ca-
bello, e as docncas determinadas por sa-
turado mercurial.
DSo-se gratis folhetos onde se encon-
tram numerosas experiencias feitas com
este especifico nos hospitaes pblicos e
muitos attestados de mdicos e documen- j
tos particulares.
Faz-se descont em casa de
FARIA SOBRINHO & C.
Ra Mrquez de Olinda u. -SI
BRONZE
DE
CARDOZO ft 1RMA0
104
Cylindro para padaria
T.ompra-se um cylindro americano
na ra da Aurora n. 8.*i.
a tratar
Cal de Lisboa
a 71000
Vendem Lopes & Araujo
Ra do Livramento
n. 38.
de
aseen
Para eng-enhos
Lopes & Araujo, vendem
a precos sem competencia,
garantindo a boa qualidade,
os artigos abaixo mencio-
nados.
Gal de Lisboa.
Dita de Jaguaribe.
Oleo de mocot.
Dito para machina.
Azeite de coco.
Dito de carrapato.
Dito de peixe.
Pixe em latas.
Kerosene inexplosivel.
Potassia da Russia em caixas
de 10 e 25 kilos.
Cimento Porttand.
Graxa em bexigas.
Ra do Livramento n. 38
Telephone 316
Ra do Baro do Triumpho ns. 100, i 02 e
Deposito ra do Apollo ns. 2 e 2 B
Ten para vender o seguate:
VAPORES de diversos fabricantes para fogo directpara o ou fogo
tamento.
MOENDAS de todos os tamanhos.
RODAS d'agua.
RODAS de espora e angulares.
ORrVACOES de differentes tamanhos.
TAIXAS de ferro batido e fundido.
LOCOMOVEIS de 2, 2 1/2, 3 e 4 cavallos.
ARADOS americanos.
MACHINAS de descarocar alijodilo.
VARANDAS de ferro fundido e batido.
BOMBAS de todas as qualidades com o respectivo 'encanamento e finalmente
todas as ferragens precisas para a agricultura desta provincia.
ENCARREGAM SE de qualquer concert e mandam buscar por encommen-
da, mediante ajuste previo ou urna mdica commissao qualquer machinismo.
CONTRACTAM fornecimento de apparelhos para usinas, garantindo a boa
qualidade e bom trabalho dos mesmos, o que podem provar com o bom resultado
obtido com as duas USINAS montadas ltimamente a saber:
Santa Filonilla e Joao Alfredo
Vendem a praso ou a dinheiro com descont.
LOJA M (LO
CURA CERTA
s odas as AITeopes palmMrea
Todos aquelles que soflrtm
Ido peito, devem experimentar
l&s Capsulas do Dr. Fournibs.
liarlos em Perntmtmoe:
niAUCISOO M. d SILVA (
Antigo estabelecimento de ferragens
DE
FERREIRA GMMES & C.
86--Roa Duqne de Caxias86
(Sranfce srtimntto efexra$ert8, entumas,
t nurito* ontras artigos a saber:
Cobre emfolha.
Ferro sortido.
Cimento Portlant
e outros marcas.
Bombas de ferro e bronze
Canos de ferro e chumbo para
encanamentos de alta presso
Machinas e vapores
para algodo.
Candieiros elctricos.
Foges econmicos.
Este estabelecimento fundado era .1851, tem na sua
longa existencia a garanta mais segura dar os que pro-
curar em honral-o com a sua confianza.
SEM COMPETENCIA
Descontos do costume
: >
-:.....: F
Ulcrda tila Mtortaitoa
? tt*dlCEO
eoBti'.ui..: 2
pa
-lOSRAZIl. *,;
i: Id -. I.i i !e 7,
Bti-.ui..:-- : !!> i\,
ra '' "' c ?I
. urar em ikiiic '. U'
Ciado :!:" .,..'<': .
...' Icstl s: ] uriU...'. i--
,-,s r- mi

-'
Extracto concentra d > ^!os ir.: .- *
da liquidas io l i. tn:i *
para as pcs*Aa. i II'- i :n uy-i-m
gnancia i>ar.i os m:r ..!- ii S5o infaUivui.s 'Ira AMltmn,f
. Vaturrho, ?;. Ilietm-iti!si:i. ?
|# Tnmov-H, Vlrvrtin, Vnln .'<>?
W apprtite.Fethres, Vnniji ;/(.. Wo- ?>
Kf<-Nfo, :nte*nH, M
m Icrmelhi-tri. '! >> i -"- (:' ?!
m
l
!? PhCJCQTTlN.eBrcdos:.L'!Eoy
S Ba ilo Scine, 51, 1*A IS \J
9 Dcpoerra t:u topas A8 pkarmaciab J^i
jnr^ftoA>.- 6.^ X'v^^^^-ggg^g
J
AtfUI ESTA
A SALVA^O
SALPYRtfiC;
IJ.raPL.OUGH i
wm
m ESTADO PERFEITO DE SADE
o maiop beneficio da existencia
Par.i nbtiT cssn lom in'^iini:ivrl emprp^aes f> SAL
PYRETICO de LAMPLOUGH qi> anmiu.i'Ue o Kal
nas suas razes, melhoraaJu ;i Digestao, desem-
barai.imlo o i.st'tm.uja. 0 i- hjtulu, M itins O
o> Intestinos le qualquer ol-tnur;io, c ao roeiina
lempo renovandoosan?nc,$BppriroiiH)o03 humores iusaii-
bres c fclins, r<'l"re E" ESTE O GRANDO PRE3ERVADOR E O
GRANDE REJMEDIO contra a mor parlo dai Molestias
iufecluovis c ;naligtai dos eliUMi tropicaes e efficax
contra as Febres ama relias e outras iVbres, \inr;i, saratnpo,
de, cniaqueca, enja. romito^, bilis, iurea de rentre^
mdifMtio, azedames. choU'ra-raorlw, erup^oes e molestia
da p-lle, ailera^iodo lancoe, ele.
O Dr W. STEVENS re ata : Apa 't mlopqao d'esse
Sal, as febres mortferas dus Anttilias ja nao sao
iHft"' horrorosam.
O Dr J. W. DOWSING relata : Tcnho empregado
esseSal to ralamento de Ai casos de febre amareUd,
c folgo testemtmhar qw nfo Uve um s mdu xito.
SALVOU-ME A VIDA EM UMA TERRA
LONGINQUA, escreve C. Fitz?erald, Esqnire,
oulr'ura na Albania.
THOMAS G COOPER. K>]uire, Kiigeubeiro no
Rio-iie-Janeiro, esfreve :
Tenbo estado durante 1G annos no liio-de-
Janetro,e tettho tornado duas ou trex vezes por semana.
e algxtmasvezes todos os diaso Sal Pyrelico deLampleafk.
ministranao-o tanibem aos meus fiUtos.e nunca tenho
precisado de medico para a febre aqtteUetempo/Venhoentpregado muiros operarioeem
meus estaltiros aqaie seis d'entre eiles morrr&o dentro-
e urna semana da febre gmareU* Xenhum porm
dTaquetles que tomdro SAI PIRTICO DE LAMPWDII
morrro. nem sequer soffrer<\o da febre amarea,
te nao levemente.
O Sr. YOUNG escreve :
Durante 15 annos tome i esse Sal regularmentetoda*
as manhds, e durante todo esse tempo nunca tomei
outro medicamento nem tao pouco consultei medico.
Ministrei o sal aos meus filhos, e nunca preeisei de
tiandar vir o medico para elles, depois de nascerem.
Licenciado pe'j Inspectora de Hygicne
do npariu do Brasil.
IHJdtaBtalB Hrnambsw : ftmPWLt SILVA .CSV
**ft****ft*fe**********
Tratamento Reconstituate
Eldh Dchamp
COM EXTRACTO
de Figttdo de Itm-ttlliti
Quina e C'acu
Cada frasco d'este ,
ELIXIR contam c
* principies depurativos
A tnicos da um litro ds oleo (
J de figado de bacalhu e<
Aum litro do vinho de Quina. <
Tem sobre o ofeo del
fgado do bacnlhu a van-A
tagem de accdierar asT
funecoes do estomago*
em lugar de as perturbar, T
ede despertar o appette.
?
Este Medicamento, de sabor e gsio
este mvujvuujtimv, ue saptir c gustu.
Tmuito agradaveis, obteve o melhor snc-
|cecso em Franca para combarer :
i ANEMIA, CHLORSE,
i AFFECQES dos BRONCHIOS
e PULMES,
e a FRAQUEZA das CRIANCAS
Depsito geral em PARS :
DX7C2IAJIP, 16, ra ao Poitou
Fm Pernamtmco .
!*" "J _~L._s_S 11=^^6 _Ca.
^p#vt

CAPSULAS de GRIMAOLTSC"
MATIOO
iRimiu f\t Jiiu Mtrtl
IftMM FM t BrilU
Comkinfo a KtutuU ** JUCt
RenMdlo inaillTsJ P>r> com
Ph- aiUMAOIiT 0>, fc m
I


[
-
Diario de PernambucoDomingo 1 de Seteinbro de 1888
ENCMRMC40 MIRANDA
39-RA BUQUE BE CAXIAS-39
Este antigo estabelecimento, hoje completamente reformado com machinas
uis aperfeicoadas e movidas a vapor, acha-se em condicSes de exocutar qualquer
trabalho em
i mihi i litgmphii
Cartas, raemoranduns, recibos, circulares, memonaes, despachos, cart3es de
ndicacoes, mappas, pregos correntes, acc8es, bilhetes de loteras e rotulas do todas
s cualidades ein preto, ouro ou cores.
3rochuras, cartonados, encadernagoes, livros em branco para o commercio e
repartigoes, tendo para este fim urna excellente machina de pantar.
smi'si )?aaa wssms
Cariado sortimento em cartoes para visitas, participasoesje convites de casa-
mento, bailes, raenus, felicitad-oes, etc., etc.
V3SD(Nn)03S-S3S
Livros de recibos de aluguel de casa, papel de impressao, tintas, vernizes e
ruis artigos para typographia e lithographia.
Manoel J. ele Miranda
Telephone 194
^NENTEMENTE >
A 500r- 1|2 gfa.
A 800r" I gfa.
A melhor tinta "de escrever a
TINTA VICTORIA
Vende-se nos depsitos:
LIVRARIA CONTEMPORNEA
DE
mu: a. costa : c.

i.de
ii. 2.
=rs###=
LOJA DE FERRAGEM
DE
\l IM\0 SILVA A C.
Ra la Cadeia n. 42

A 500rs l[2gfa.=A. 800" 1 gfa.
"nico
v a,2P2Prc >7-a.cio pela. Academia *Q
d.e HVCed-icina. d.e Pariz
O
Fabrica :
Ca3a L. FUERE, 19, ra Jaoolj ^
PARIZ K^%
,FUGO E FORTff ^ ^
(JUNTO AO LOUVRE)
Cachemira de stras a Ijr00 o covado.
Gazes arrendadas a 400 rs. o dito.
Fustao branco lavrado a 360 rs. o dito.
Toile pardo a 3G0 e 400 rs. o dito.
Cortes de vestidos cni cartSes.
Colchas de fustao a 4(5000 urna. .
Toalhas para banlio a 1)5500 urna.
Cachemiras lisas a lr>000 o covado.
Popeliuas brancas a 300 e 1*5000 o dito.
Cachemiras de qiiadro a 280 rs. 'o dito.
Fustao para roupa, de 1(5000 a 700 rs. o
dito.
Colchas do cores a 1(5800 urna.
Merino preto e 800, 1(5000 1)5200, 1S500
1)5800
Chitas percales a 200 rs. o covado.
Yelbutiua preta a 700 rs. o diio.
Crep preto (inglez) a 25000 o dito.
Metins de quadro a 300 rs. o dito.
Merinos de cor duas larguras a 440 rs.
Rendas hespanholas a 2(5000 o dito.
Setim do Ja pao a 240 rs. o dito
Cambraia Victoria a 28O0 a peca.
Cretones claros e escuros a 240 rs. o
covado.
Cambraia bordada a 4(5000 a peca.']
Guarnigao de crochet a 7)5000 urna.
Leques transparentes a 2(5500 um.
Fich de retroz a 1)5000 um.
Camisas de flanella a 20500, 4*000 e
5)5000 urna.
Bicos de cores a 2)5000 e 2)5500 a peca.
Toalhas felpudas a 450CO a duzia.
Grinalda para noiva a 7(5000 urna.
Guardap para homem a 6(S00G.
Meias inglezas para homens a 55000 a du-
zia.
Sargelins de cores a 200 rs. o covado.
Palitots de alpaca preta a 45500 um.
Caserna a diagonal a 25000 o covado.
Meias fio da Escocia a 15500 o par.
Lencos brancos a 15200 e 15800 a duz.t.
Cachemira de quadro a 320 rs. o dito.
Popelina de seda de 15500 a 15000 o dito.
Baleias a 240 rs. a duzia.
Lences de bramante a 25000 um.
Cobertas de ganga a 35000 urna.
Tapetes grandes a 135000 um.
Brim pardo a 280 e 320 rs. o covado.
Espartilhos a 55000 um.
MadapolSo americano a 65000 a peca.
Coletes de flanea a 25500 um.
Palitots de seda palha a 85000 um.
Lencos de linho a 55000 e 65000 a duzia.
Palitots de brim pardo a 45500.
Bolsas para viagens.
Casemira para costumes, corte.
Luvas de seda a 25000 e 25500.
Guardanapos de linho a 25200 a duzia.
Guardap para senhora a 105000.
Arcos cobertos a 120 rs. o metro.
Panno da Costa a 15000 e 15200 o co-
vado.
Bramante de algodlo a 15000 o metro
Algodao branco a 45000 e 45500 a pega.
Cortes de fustao para collete a 25500 um.
Cortinado bordado a 75000 o par.
Zephyr de quadro a 200 e 240 rs. o covado.
Atoalhado bordado a 15200 o metro.
Peca de esguio de algodao a 35500.
Regatas a 15000 e 15500 e 25000 juma.
Palha de seda a 15000 o covado.
Camisas allemaes a 365600 a duzia.
Bramante de linho a 15800 o metro, 4
larguras.
Cortes de seda para collete a 55000 um.
Chambres para homem a 65000 um.
Setins de cores a 800 rs. o covado.
Algodao trancado, 2 larguras, a 151C0.
Cortes de casemiras, a 55500, ,75000, e
)5000.
Brim branco, todos os nmeros.
Cretones francezes a 400 rs. o covado.
Ceroulaa de bramante a 155000 a duzia.
Flanella de cor a 300 rs. o covado.
collarinhos,
camisas.
Chevioth preto a .35000 e 45000 o covado.
Grande sortimento de fichs, casemira8,J[brim, algodac,
punhos, meias, perfumarlas, e bordados.
20Ra Primeiro|de Marco20
AMARAL & C.
_ .jKMM
CAPSULAS
Tfi ATHEY- O AYLUS
Preparadas pelo DOUTOIt CLIN Premio Montycn
As Capsulas "Tathey-Caylus com Emrolucr delgado de Gluten B&O fatigSo nunca
! o Mtcmago c 0 recommenuadas pelos I das Facilidades cu: Medetina e
I os Mdicos dos Hospttaea de Paris Londres e I.'ew-Ycrk, para a cura rpida dos :
Corrimentos amigos 011 recentes, a Gonorrhea, a Biennorrhagia, a Cystite
, da Coilo, o Catarrho e as Molestia da P.exigas e dos orgos geniio urinarios.
It lima txpliCMfo detalhada icompantta sada Frasoc.
Exgi* oe Verdaderas Capsulas Mathey-Cayus de CLIN & O, da P!S,
que te acho em casa dos Droguistas c Pharmace.Htiecs- *^
ji\,',.g^=L.ia.i
SADE PARA TODOS.
P1LULAS HOLL WAY
FNDICiO BE SINOS E BROME
DE
LUIZ DA CRUZ MESQUITA
66ra do Baro do Triunipho66
Tes xa para vender o seguinte:
Machinas de cobre para fazer espirito de destillar e restillar.
Alambiques de cobre do antigo e novo systeraa com esquenta ga.-apa.
Serpentinas de cobre e de estanho.
Carapueas de cobre.
Taixas, taixos e caldeiras de cobre.
Bombas de todas as qualidades de repuchos, aspirantes e continuas.
Xornelras de bronze e madeira de todos os tamaitos.
Canos de cobre, de chumbo e de ferro.
Repai'fideiras, passadeiras e escumadeiras de cobre e de ferro estanhado
Cobre em len9o! e rmelas.
Sola ingleza e do Rio.
Cadinhos patente e"de lapis.
Sinos de 1 libra at 110 arrobas.
E muitos outrns objectos
ENCARREGAM-SE de qualquer concert e obras de encommenda, garar
indo presteza, perfeigito e pregos m&aicos, para o que teni pessoal habilitado.
f'^'DE a praso ou dinheiro com descont.
J nao ha Pwepugaancia
p*aa itnUB o
de;t
PasDias L.P03&SOW cosa iiocolato
Jstc. i PaatillarJSj dt saiicr arauv*A, es'fio rigorosameiUt doaaat.
Ciia P5s:ii3 c:l!s3 28 KclCfaaas fle Sil (M cHieralj)
DEPOSITO liRAL : ,'.. PO.S ON, PHABWACJT'CO
S, A;j:ue tic Courberaie, 26, em A.&XIBK*>. sno d Parta.
Ji ____ "^"er^cJo-so om todas a rlncii5acB F iiarmeiclsis.
FUNDICAO GERdI
LUNFATERSOHSE.
44-ltlIA BARAOM TRH1PH0-44
Machinas a vapor.
Moendas.
Rodas d'agua.
Taixas fundidas e batidas.
Taixas batidas sem cravacao
Arados.
NJECT ON CADET
Cura certa em 3 das sem outro medicamento
PARS 7, Boulevard Denain, 7 PARS
Depsitos em todas as principaes Fharmacias e Drogaras.
,**
VERDADEIBQS GRAOSdeSAUDE do DrFRANC
* UCBNADOS PELA INSI'ECTOKIA GBRAL DE HYGIENE DO IMPERIO DO BRASZ.
Apeplontoa, Esfomnehico, Purgativos, Depurativo*
- as VerUretas,
graos.
do em francs
cada ^."teWutfa&awk e 0 Sello da oio dos Fabricantes,
Em PARIZ, Phaxmacia XSKuT, sp......- loiiis triBclMes Hurn?clB.
Apenemos, tSIOmBcniw^ ruryaiirua, u^pur.u
* iontra a Falta de appetitc, a Obatmc^o, a Smaquica,
l ai Coneste, etc. Dost ordinaria : /, i 3 gt
0 Desconfiar as falsiOcaries. Exigir o rotulo lunto imprimid
MAIS DE 10:000 CIRAS
ha Pllulas purlflcao o Sangue, oorrgem todas as desordena de Estomago 9
dos Intestinos.
Fortalecem a *aude das consthuioes delicadas, e sao d'um valor facrivel para todas as cnfennidades
peculiares ao sexo feminino em todas ai edades. Para es meninos assim como tarabem para as
pessoas de idade avancada a ra efficacia e incontestaveL
Estas medicinas sSo pr^paiada^ rnente no Estabelecimento do Pt^fesfor Hollowav,
7, VEW OXPOE 8TB.EET (antes S83, Oxford Straat), L05DRS8,
K vendemse :m todas as phu-maclas do universo.
Mr Os oaasoradoRS sM cotmdHios raspesumeme a ei.-.minsr ot rtulos de cada csixa e Pote se nao tees 3 {
Uireccao, 533, Oxford StKet, sao talsicaooes.
sosis so ansmnsi.a
DORES E DeDENTES
PEEPAEADO NICAMEITE
POE CALA8AN8 & C.NA BAHA
Medicamento heroico contara os rheuma-
tismos, inchac8es, dores aciaticas, nevral-
eias, donnencia, etc., empregatido-se em
tomentayrjes sobre os lugares affectados
Cura o beri-beri, as paralysias e as d6re
de dentes.
Todos os frascos levam direcjoes par
aso d'este medicamento admiravel.
Preco 1200. Descont de urna dnxi
em diante.
DEPOSITO NO RECDJE
Francisco Manoel da Silva & C. ra
Mrquez de Olinda n.23
Compra-se
urna casa terrea em perfeito estado, com 4 quar-
tos ou 3 com sotao, no bairro da Boa-Vista e em
boa ra, podendo a pessoa que pretender ven-
del-a. deixar os eschrecimentos exigidos na
das Larangeiras, fregue*ia de Santo Antonio,
omcina de ourives n. 5.
Predios venda
6 casas nos Alocados, sendo urna no largo
dos Remedios n. 62".
,*5tdsitas.na travessa de S. Miguel ns. 38, 40.
. 42, 44 e 4o.
i i sobrado de um andar na roa dos Martvrios
n. 101. J
| 1 dito na ra Thom de Souza n. 5, com dous
andares e sotSo.
A tratar na ra General Abren e Lima, antiga
Santo Amaro n. 8.
Edificio da Faculdade
de Direito
jjdi
Pede-se commisso que Jtduza a flanea do
forneciruento de materiaes, djpOJf para 100*,
eyer
Para a cura efflcat e prompta du<
Molestias provenientes de im-
C- pureza do Santrue.
E' urna loucura andar a fazer expe-
riencias com misturas inferiores com-
postas de drogas ordinarias ou de plantas
indgenas cuja efficacia nao confirmada
pela sciencia, emquanto que a molestia
cada vez val ganhando terreno.
Lancem mi, sem demora, de um re-
medio garantido coja efficacia seja facto
.issignalado e inquestionavel!
O EXTKACTO COMPOSTO CONCENTRADO
E Salsaparrilha de Ayer conhecido
e recommendodo pelos mdicos mais in-
tclligentes dos paizes adiantados, j
durante 40 annos,
Centenas de m i I liares de doentcs
tem colhido beneficios do seu emprego e
sao outros tantas tcstemunbas da sua
efficacia positiva e incomparaveL
PREPARADO PELO
DR. J. C. AYER & CA.,
IiOwell, Mass., Est.-Unidos.
DEPOSITO OAJ.
Agrimensura
C. C. Carlini conliiia a encarregar-se de me-
diccs de trra, levantamento de plantas topo-
gr.iphicas, ni?ellatneotos, projeclos de parques,
jardins, chals, etc. ; na ra da Atalaia, na ci-
dade da Escada.
0^ico 0S,1JV?4
PARA O CABELLO.
Augmenta, Aformosea
E FAZ CBESCER O CABELLO
com assombrosa rapidez.
Ama
Precisase de urna ama para cosinhar, para
casa de familia; a tratar na ra do Hospicio no-
ajero 41.
Ama
Precisa-se de urna ama que saiba cosinhar e
que durma em casa do emprego ; na ra do
Coonceigo n. 4, 1- andar
Cosinheira
Precisa-se de urna, que cosinhe betn e durma
em casa do patrQo ; a tratar na ra do Cabug
n. 14, ^ andar, de meio dia at 2horas.
DE
JAGU ARIBE
a 4$> a barrica
com abate de 10 0i em porcoes rcaiores de
10 barricas.
A RA DO BOM JESS N. 23
Ama
Precisase de urna ama para cosinhar; na tra-
vessa do Ciros feriquili) n .'i.
Amas
Precisa-se de urna cosinheira e de urna cria-
dinha que lenha boa c mducta, para andar com
urna crianga ; na ra Mrquez do Herval n. 61,
sobrado.
Ama para cosi liar
Precisa-se de urna ; na prara do Conde d'Ett
n. 26, sobrado amarello.
Aluga-se
o 1" andar do sobrado n. 24 ra da Imperatriz,
com commodos para familia, grande quintal e
prego mdico ; a tratar na ra do Padre Nobrega
numero 36.
Aluga-se
a casa ra da Amizade ('apunga) n. 40; a
tratar na ra Direita n. 43, sobrado.
Ahiga-se
Por barato prego o Io e 2 andares do Caes de
Apollo n. 75, com muito bous commodos ;
tratar na botica ra Larga do Rosario n. 34.
Aluga-se
O grande e importante estabelecimento de
Pogas Mendes & C, situ a ra estreila do Rosa-
rio n. 9, contiguo a igreja, acaba de rec ebe
urna grande remessadoicreditado e e^pecial
Vinho Maduro
0 nico que, sem a mnima confeegao, im-
portado neste mercado, e so se vende no referi
do estabelecimento. Este precioso nctar se
torna cada vez mais procurado aqu. Querem
saber porque ? Vejam : o vinho Maduro, sendo
como feito unicaaiente da uva madura, tem
as seguintes vantagena que as outras qualidades
de vinho npo tem ; fcil i la sem a menor pertur
bago a-i digestes do estomago, anda mesan
o mais enfraquecido, dando-lhe vigor, pois nutre
aolhos vistos as pessoas debilitadas, ed forgas
as que as iver arruinadas pelo uso de bebidas
viciadas.
Recebemos tambera
Requcijio
em latas, de procedencia de engenhos, cujos
propriitarios capricham em bem trabilhar neste
artigo, afim de terera a primazia sobre tantos
outros similares, cuja eompsigao duvidosa.
Em outros artigos como tenientes de hortalifa
e flores, linguas seccas do Rio Grande, objectos de
time e amneos do Porto para homens e sen ho-
ras, para isto to pouco temos competidor,
nossa casa especialista, e as pessoas que disto
se queiram certificar podem comparecer, com
o que muito nos honrarao. Aps urna inlini
dade de artigos de primeira ordem, que acham-
se em exposigao, acresce a amenidade do trato
com que timbramos tratar todos os que nos
honram com a sua presenga, junto a modicidade
de pregos sem rival.
Boa esfreitn lo Roarlo n. 9, Junte
a igreja
Poc,as Mendes & C.
Por prego baixo o Io e 3o endares do sobrado
a ra do Rrum n. 84. com bastantes com-
modos ; a tratar ra Larga do Rosario n. 34,
botica.
Ah:
am-se
As casas da ra do Lima ns. 18 e 30, em
S. Amaro; a tratar na lithographia ra Marques
de Olinda n. 8.
[del
DE MURE
Hi mili di cir.coer.t3 annos qu
la pritlco i medicina, i Jamali m-
contrel nmedio mais eloii qo o
ciriiil contri s rr/favOei do pilto.
V caaESTICS, Este Xarope, de sabor es- |
cellente, de urna poderta
efficacia contra as IrritafBe*
da Garganta e do Pclto,
FliucSes, Toase rebelde.
Catarrho Agut ou Chr6-
HtMk
P MORE. PMt-Sallt-Eiprtt (FrjKfj)
A. Oatacne, Genro e Soccessor
Z)epo/ro> em todu ai principan
Phirmiciai.
MmPernambuco: FRAN" M. a SILVA (i*
Para a festa
KHluga-se urna excellente8a na Boa Viagem,
ra d'Aurora, com 01011^003 commodos; a
Rflsario n.
tratar ra Larga do
1.34, botica.
a concurrencia das pro-
Ao commercio
INSo sao mais empregados de nossa casa com-
racrcial os Srs. Anatholio do Reg Monteiro e
Joaqnim Machado Lima. Recire, 23 de agosto
de 1889. _
Fonseca Irmaos & L.
QHra
Administracio : PARIZ, 8, Bouhvord Kontmartn.
GBANDE-GRILLE.AIT cvvi IrmnliaUeas, 1V0-
.fo !'aro.
Obrtri M, Concrec'O oolculoua da kiM<
HOPITAL.
ciencia.
GhsIi
CLE3TIKS I ilo< rins. Ja Itsill.i, Arpias,
Cun Binua.
HAUTERIVE. \
Conerecoes iH4 oorinas,Gola l)aboie>. Albuminuria.
EXUA-SE 0 HOMS da F0.1TE E3 ClPSUU
i Ponte* d> Vichy,
Anj LAEILLE.
Aluguel barato
Becco da Bomba n. 8 loja.
Ra da Roda ns. 58 e 60.
Ra Visconde de Itaparica n. 43, armazem.
Ra da Palma n. 11
A tratar ra do Commercio n. 5,1 andar
esenptorio de Silva Guimaraes A C.
Banhos nos arrecifes
Completo sortimento de sapatos proprios para
banhos, receberam Jjaquim Pinheiro & C., ra
do Livramento n. 14.
Cosinheira
Precisa-se de urna cosinheira para casa de
pequea familia ; a tratar na praga de Conde
d'Eu n 32. segundo andar.
Professora de piano
Urna senhora perfeitamente habilitada e com
pratica de ensino. olTerece s Exmas. familias
os seus servigos como pianista : pode ser pro-
curada ra do Queimado n. 7i.
INSTANTNEA
(MASCA REGISTRADA)
Tinta de copiar sem prensa
52Ra do Amorim52
ESNATY RODRIGUES & G.3
Esta maravilhosa tinta de copiar i a MAIS
I'TIL descoberta americana, Imprewrndi el
a nulas as pessoas que eterevem e
que, sem uso da classica e tradicional prensa
de copiar, desoja m guardar copia ni'
(ida. inallaiael de eu Iralialhos
ma n ii s<' ripios.
A BMnPANVAlVBA o mais prompto auxi-
liar material para a Correupondcncia Com-
mercial ou particular, porque simplificando
trabalho, diminue-lhetempo: oescripturarionao
necessita sabir da sua carteira ou mesa para le-
var o manuicripto & prensa de copiar, reliral-O
da mesma, voltar carteira, etc., etc.
Os Srs. negociantes, usando da iht&taxtA-
>t:.\ para a sus escripluragao do Diario, Caixa,
Contas Correntes, Facturas, Contas da Vendas,
Pregos Correrife8, etc., podem obter duplcala
autnentica. d'esses livros em papel de seda.
A DMWAlWAMsBA depois de dar copia
conserva se inalteral, preta fixa nao s no origi-
nal como na copia.
A IXSTAXTAXEA nao oxida absolutamett-
te as pennas, assim como nao demanda penna
especial para com ella escrever se.
Com urna esponja, ou pincel embebido n'agua, hu-
medece se ligeiramente o papel de seda prori
para copiar, e enxulto com qualquer mata-bor-
ro, colloca-se o manuscriplo em baixo do papel
de seda e mesmo sem fazer presso. corre-se a
mo rpidamente em todas as direeges, e a co-
pia admiravel: ntida, 1XSTAKTAXEA.
Tambem da copia, correcta, sem molhavopopel
de seda
Via frasco.
Presos de ven.da a dinheiro
VICTORIA
1.5500
Especial tinta, garrafas a 800 ris, meias ditas,
a 300 ris.
Aos agricultores
Pessoa habilitada offerece-se para contrahir
emprestimos com o Banco do Brasil, em favor
dos S. S. agricultores dcsta provincia, de Ala-
goas, Parahyba e Rio Grande do Norte, encarre-
gando-se de adiantar as quantias necesarias
para pagamento de avaliagoes e preparo de do-
cumentos, mediante mdica retribuigao. Os
pretendentes podem dirigir-se nesta cidade roa
do Atalno n. 9, e por carta G. C.
Caixeiro
Precisa-se de um'caixeiro que tenna pratiea
de molhados. dt idadf: de 12 a 14 annos ; na
rea da Ponte Velha n. 77.




>v
----!










/



i
J.
dttit
-T"
U&i*.






Diario de PernambucoDoming-o 1 Tigipi
Constantino de S Brrelo
Convidase a este senhor a comparecer a roa
do Bom Jess n. 3, para prestar contas das
cobrancas que fe no termo de Agua Preta, em
Marga prximo passado.
VENDAS
__Vende se no caes do Ramos n. 4, urna en-
cllente machina a vapor de 30 cavallos, urnas
bombas hvdraulicas de grande forca, um ferra-
dor urna-" tesoura para cortar flandres, arcos,
etc.', trilhos e carros Decauville, apropriadoa
para transporte de canna, bombas d'agua a mao
e vapor. __________
A Loja das Listras Aznes
Est vendendo fazendas muito baratas
Gom descont
a quem comprar de 205000 para cima.
E VENDE PELOS SEGCIXTES PRESOS :
Madapolo lavado com um metro
de largura a 60800 a peca,
Horlm daa I-IIstras Azue* com
20 varas, a 60000, a pesa.
Chitas percales finas, cores seguras a
180 e 200 rs.
C'assas de urna a cor a 100 e 120 rs.
com palminhas.
I.anzinhas de quadros a !60, 200 e
240 rs.
Cortes de linhos com 16 1/2 co-
rados, tecido phantasia, a 40000
Bordados finos com 3 metros a
500 rs.
Bleos brancos a 600 rs., a peca
com 9 metros.
S argelina diagonal, todas as cSres,
a 180 e 200 rs.
Crinolina de cores para vestidos a
360 rs. o metro.
Luvas de seda, lisa3 e bordadas a
15500.
Leques transparentes lindas cores, a
25000.
Orinal das com veos para noiva a
70000.
Ketim de Maco branco, e de todas
as cores a 750 e 800 rs.
Cortinados bordados para cama ou
janella a 60000.
Fichas pbantasia 800 rs.
I-OOfOS de seda a 500 rs.
15 multas fazendas que se vende por
qualquer preco.
Trocase a fazenda vendida se nao fr
de muito agrado para quem fr comprada.
RA DUQUE DE CAXIAS N. 61
-l
Snrjwrwa agraavel
UM RETRATO.
Que se offerece a um amigo no dia do
seu anniversario
De 258000 al 100$000
Obtcm se um lindo retrato pela quantia
linda moldura fina dourada
Altanovidade
4S Ra Duque de Caxlas48
Por menos 30 01 do que em outra
qualquer parta'
Merinos setins, lisos e de quadros com 2
metros de largura a 20000 o covado.
Renda heppanhola muito larga a 20000 o
covado.
Espartilhos, verdaderos couracas, a 45000
50000 e 60000 un.
Lindos cortes de fustao para collete
500 rs-, um.
Cobertores de 12 a 20000, um.
Palitots de seda amarella e chumbo a 8
100000 um.
Redes francezas a 45000, 50000 e 60000
urna.
Organdis (fazenda de phantasia) a 400 rs.
o covado. ^^
Enchcvaes para baptisados a 80 e 100000
Toalhas felpudas 35000 a duzia
Meias cruas para homem a 30000 a dita.
Nansuks finas de 120 e 240 rs. o co-
vado.
Merinos lisos e de quadros 200, 240 e
280 rs. o covado.
Cortes de linn e cretones com todos os
prepares, a 50000 a 120000.
Atoalhado muito largo 10200, e 10500 o
metro.
Pannos de crochet para cadeiras a 500,
600, 700 e 800 rs. um.
Colchas de crochet, bordadas para noivos
a 5J000, 60000, 70000 80000 e 90000
urna.
Cortinados bordados a 60000 o par.
Bramante liso e trancado de 4 largura* a
10000 o metro.
Bramante trancado de 2 larguras a 400 rs.
o metro.
Toalhas de cores para mesa elstica a
50000 urna.
Saias ricamente bordadas, a 30000 urna.
Luvas de seda, lisas e arrendadas a 10000,
10500 e 20000 o par.
Cretones claros e escuros e 200 e 240 rs.
o covado.
Zefiros de quadros a 120, 160, e 200 rs.
o covado.
Camisas finas de meias a 15000 um.
Leques de penna, ultima moda, a 40000
e 50000 um.
Capellas com veos para noivas a 80000
urna.
Fust2o de cores para palitot e calca i
500 rs. o covado.
Cortes de velludo bordado a seda para
collete a 20000 um.
Cambraia de salpicos com 10 jardas
40000 a pega.
Bicos de cores e brancos a 10000 e 20000
a pega.
Collarinhos e punhos, borracha, a 10800.
Cobertas de ganga forradas com 2 pannos
a 20800 urna.
Lengos brancos a '.0500 e 20000 a duzia.
Fichs de retroz, lisos e com palmas a
10000 um.
Madapolo americano com 1 metro de lar-
30000 e
com
24
cima, com
em alto relevo, e com cordoes de 12 e
seda ; trabalho feito nos Estados-Unidos
da America
POR FRE. PLA.TT
Qualquer familia que desejar um per-
feito retrato, bastante mandar um pe-
queo retrato em carto de visita, n2o im-
porta que seja antigo, basta dizer a cor
dos olhos e do cabello, para chegar um re-
trato perfeito, e muito lindo para um pre-
sente, ou sala de visita.
Os retratos de Fred. Platt
Esto expostos ao publico na
AGENCIA GERAL
Loja das Listras zoes
KL'A DL'QCE DE CAXIAS N. 61
Para as Exmas familias verem o quanto
s2o lindos, e muito fcil fazer encommenda.
dUALaUER ENCOMMENDA
Por maior que seja se aprompta em me
nos de 90 dias, e restitue-se a importan-
cia recebida, se n2o chegar um retrato de
muito agrado.
Para encommendas da cidade e de ou-
tras provincias devem dirigir seus pedidos
ao agente geral n'esta cidade.
JOS AUGUSTO OAS
PERXAHBICO
Camisas de cretone, cousa boa e barata.
gura a 60000 a duzia.
Algodaosinho com 20 jardas a 40 e 55000
a pega.
Assim como em sua officina de alaiate
aprempta-se com perfeic2o e elegancia
por precos commodos, de brim ou case-
mira, costumes para meninos e homens.
A Revoluto
48-Hna Duque deTCaxias418
HENRIQUE DA SILVA MOREIRA
PfCHI^CHAS!
59Ra Duque de Caxlas59
Cassinetas de cores para roupaa de meni-
nos a 200 rs. o covado.
Meias casemiras pretas e de c6res idem
a 400 e 500 rs. o dito.
Hollanda parda para vestidos a 280 rs. o
dito.
Setinetas modernas dem a 200 e 280 rs.
o dito.
Linhos de quadrinhos a 100, 160 e
200 rs. o dito.
Percales finas a 200 e 240 rs. o dte.
Atoalhado bordado, quasi 2 metros de lar-
gura, a 10000 e 10200 o metro.
Bramantes, 4 larguras, superior a 800 rs.
e 10000 o dito.
dem de puro linho a 10600 o dito.
Riquissimas guarnieres de crochets a 60 e
86000.
Toalhas para m2os a 10200, 30500 e
40000 a duzia.
Meias inglezas para homens a 20500 e
30000 a dita.
Camisas superiores dem a 240 e 300000
a dita.
Seroulas bordadas a 120000 e 180000 a
dita.
Cambraia Victoria e transparente a 20800
e 30000, com 10 jardas,
dem bordadas chics a 40000.
Superiores algodSes da corte a
33500.
Madapol2o americano a 65000,
jardas.
Flanella do cores para camisas a 280 rs.
o covado.
dem americana, azul, para palitots a
10200 o dito.
Casemiras de todas as qualidades a 10400
10800 e 20000 o dito.
Para as Exmas. noivas
Lindissimas grinaldas e veo para 80000 e
14000-
Ricas colchas de crochets e fustao a 80000
e 60000.
Bonitos cortinados bordados a 50500,
70000 e 80000.
Linons branco bordados a 460 rs. o covado.
Setim branco, superior, a 800 e 10000 o
dito.
Popelinas de seda a 800 10000 o dito.
Setins Maco, todas as cores, a 800 rs. o
Lengos de seda e de linho para 20800,
em lindas caixinhas.
Lences de bramante a 10800.
Cobertas de ganga, forradas, com pannos,
a 25500 e 20800 urna.
Colchas de cures a 25000 e 30000.
Tapetes para portas a jtf&pO e 50000-
Pannos cara mesas, de cores modernas a,
15500 10200 e 10600.
PARA BAPTISADOS
Ricas toalhas de labyrintho de 300 a
350.
Fustoes bordados brancos a 400 e 500 rs.
o covado.
Casemiras pretas e de cores de todos os
precos, cheviots, merinos, damascos para
pianno, cobertores, redes a 40000 urna, e
urna infinidade de artigos que ser2o lem-
brados na presenca dos dignos leitores.
LOJA DE
PEREIRA & MAGALHlES
Farello superior
2:800 rs.
cada sacca de genero superior e de peso de 42
kilogrammas, vndese no trapiche da Compa-
nbia, largo do Corpo Santo n. 19.______^^^
Bom
negocio
FOLFSTM
POR
PRIMERA PARTE
LO-HA 11 lUB. 53S3S0LIS '
(Contiauac2o^d o n.
VII
196)
Pouco a pouco Gon8solin perdia a des-
onfianca que tivera do lenheiro ; havia
chegado ao ponto de descarregar sobre
elle a drecc2o, quasi completa, da serra-
rla, das exploraces, das vendas c das
.compras.
A regularidade do proceder do moco
sua probidade, sua intelligencia e sua com-
prehensao dos negocios tinham acabado
por vencer a antipathia instinctiva de que
Gonssolin nao podra desfazer-se nos pri-
meiros tempos.
Para os fins do ver2o o madeireiro con-
fiou ao seu contra-mestre o arranjo de um
negocio, que devia chamal-o a Pariz e re-
tel-o nessa cidade muitos dias.
Na vespera, a Sra. Gonssolin partir
para Besan con, onde contava passar urna
semana com sua familia.
Lhoir, feliz com essa diversao, que se
lhe ofierecia durante a ausencia de Mag-
dalena, aceitou com effaso a propost. de
Gonssolin.
Fez immediatamente seu* preprateos
de viagem o no dia seguicte ao da pro-
posta estar a caminho.
Vende-se. arrendase ou hypotheca-se a me-
tade do engenho Fortaleza, sito no lermo do
Bonito ; a tratar na ra Coronel Suassuna nu-
mero ffi_._____________________________.
Casa venda
Vende-se urna casa terrea, sita ra do Tan-
bi n. :t, bairro da Boa-Vista, por commodo pre-
co, podendo 03 preteudentes desde ja exami-
nal-a : trata-se na ra de Santa Thereza n. 20.
CARDUZO IRMiO -<
A RA BARAO DO TRIUMPHO
N. 100 A 104
Tem para vender tri-sulphi-
to de cal,que nao s faz alve-
jar muito mais o assucar, co-
mo evitsf o grande gasto de
cal no fabrico do mesmo.
E' barato
Venham ao _5> ver como se vende fa-
zendas com 50 /0 mais barato que em ou-
tra qualquer parte.
Cortes de cretone, combinaclo, ultima no-
vidade, a 50000.
Cachemiras, combinac2o com listas de seda
a 10400 ocovado.
Vestuarios de jersey, ultimo gosto, a 100
el20OOO
Amor da China, cousa chic, a 200 rs. o
covado.
Linons bordados com quadros, novidade,
a 800 rs. o covado,
Setins, qualquer cor, a 800 rs.
Sargelins de todas as cOres, a 200 rs. o
covado.
Merinos de cores a 500, 600 e 800 rs. o
covado.
Crinolines a 400 rs. o metro.
Vestuarios para baptisados, muito bonitos.
Guardanapos a 10600.
Cortinados para cama a 50500.
Sedinlias lavradas, o que ha de mais gosto.
Cambraia com salpicos a 40000 a peca.
Cortes de casemira para vestido a 250000
Renda da China a .00 e 240 rs.
Tecidos arrendados, a 400 e 500 rs.
Zefiros, grande variedade, a 160, 200 e
240 rs. o covado.
Bicos de cores a 35000 a peca.
Madapolo muito largo a G5000.
Luvas de seda' a 20000, 205000 e 30000.
Mantili as pretas a 40500.
Cambraia Victoria a 20800.
Atoalhado bordado, lindos gostos, a 10000
o metro.
Grande sortimentos em toalhas de rosto.
Espartilhos com couraca a 45000, 50000 e
60000.
Nunzucka a 240 rs. o cavado.
Pannos de crochet.
Cretones para coberta, muito bonitos a
500 rs. o covado.
Cambraia suissa, fina e muito bonita a
70000.
Babados e entremeios grande sortimento e
barato.
Fichs de linho a 10000.
Ditos de seda a 40000.
Ditos de 12 a 10000, 25000, 30000, 45000,
50000 e 65000.
Grande quantidade em tapetes pequeos e
grandes.
Cretones muito lindos a 400 rs. o covado.
Chitas brancas, escuras e claias a 240,
280 e 320 rs. o covado.
Grande sortimento em colchas brancas e
de c6res.
Objectos para homem :
Cortes de casemiras, finas, a 40000, 60000
e 80000.
Ditas de casineta a 15500 e 25000.
Collarinhos de linho e algodao a 45000 e
60000 a duzia.
Meias para homem de todas as cores e
brancas.
Casemiras de cor a 20000, 30000 e 55000
o covado.
Dita3 diagonal, lindos desenhos a 25, 30 e
e 40000.
Brim de linho de cor a 500 e 600 rs. o
cavado.
Cassinetas, grande sortimento, a 400 e
500 rs. o covado.
Brins Angola, muito chiques e baratos.
Molesquins bons e bonitos.
Camisas de madapolo a 250001 !
Ditas inglezas a 40500.
Ceroulas francozas a 15600.
Flanella azul a 10200 o covado.
Grande sortimento em lencos de algod2o
e linho.
Alm de outros muitos objectos.
D-se amostras sem penhor a qualquer
pessoa.
'. Roa Duque de Caxlas 55
Fe mandes Azevedo & C.
A LOJA MAIS BARATEIRA
PARIZ N'AMERIC_4
AZEVEDO, IRMaO & (J.
16Ra do B. da Victoria16
200 Tdephmn200
Tendo recebido directamente da Europ
grande sortimento de fazendas e modas
que ha de mais novo e presos sem core
petencia.
__ saber :
Capas de surah, senda e merino.
Renda preta, diversas qualidades.
Etamines, pretos, de 12 e 12 seda.
Damass de seda pura.
Merinos pretas de 800, 10000 e 10200
Crinoline preta e branca a 400.
Sargelim, todas as cSres, a 209 rs.
Bramante de linho a 10500, com l
palmos.
Toalhas para banho a 10000 e 10501
Chachemiras com 2 larguras a 00 n
Ditas de l e seda 2 larguras a 10000
Madapolao trancado a 90000 a peca.
Dito globo a 70000 a dita
Dito camiseiro a 70000.
Dito Boa-Vista, verdardeiro, a 60000. ,
Fichs de 12 e seda 10000.
Brins de linho coi es fixes a 600.
Espartilhos couraca a 40000 e 50OOC
Colchas de fust2o a 20000 e 30000.
Capellas para noiva com veo bordado
60000.
Toalhas de cores para rosto.
Rendas, comprimento de saia a 10500.
Renda de 12, preta, para quaresma.
Pao verde para bilhar.
Tapetes para sof a 130000.
A verdadeira esteira para forro de sal
a 10000.
Camisas de flanella a 50000.
Cortinados de crochet para cama
100000.
Chitas de core3 a 200 rs.
Cretones com 2 larguras a 400.
Baleias com forro a 390 a duzia.
Ditas sem forro.
Seda de cores a 800 e 10000.
Extracto Rita Sangal a 20000.
Velbutina de quadro a 800 e 10900.
GuarnicSes, pretas, de vidrilhos.
Bicos de seda, brancos.
Caixas com extractos para presente.
Rendas hespanhola a 40000.
Capachos de c6co.
Luvas de seda a 20000 o par.
Meias de seda para homem.
Dita de dita para senhora.
Flanellas de cores para roupas.
Panno da Costa para mesa.
Vestuarios para baptisado,
Colchas, de crochet com flores.
Crep inglez para snfeite'
Grande sortimento de chapeos de so;
Setineta para coberta a 600 rs.
Cortes de collecte de seda.
Dito de fust2o de cores.
Dito de casemira de cores.
TELEPHONE 200
FLORIDA
sea
Qual quer
Accesso asthmatico, por mais grave que
seja, cede promptamente ao uso do l'eito-
ral de Cambar.
Para os festivaes
A' ra da soledade n. 56, preparam-se,
com limpesa, mestria e commodidade em
precos: bolo, p2o-de-lt, cangica, arroz de
leite, pirmides de doces d'ovos, vatap,
bandeijas para casamentos e baptisados, etc.
Recebem-se as cncommundas quer para s
cidade, quer para fora d'ella.
Nos tres ou quatro primeiros dias teve
todo seu tempo oceupado com os negocios
do madeireiro ; n2o podia pensar em ne-
nhuma das distraccoes distinctas dessa ci-
dade, que elle conhecia smente pelas
narracoes que ouvira, pelas descrip5ies
dos romances, mas que sua imaginacao fi-
_wmi
notfis,
Sr* LERY
Vende-s em teda a oart*
sas, as sacadas do sexto andar, cobertas
da verde vegetacao das trepadeira6, as
mansardas do r-etimo andar, encarapitadas
no telhado se illuininavam com um clar2o
de incendio.
Nos passeios do boulevard se erguiam,
e depois desappareciam as trevas da noi-
zera entrever em todos os esplendores ma- te, as duas filas de arvores, cuja
ravilhosos de um sonho.
Urna tarde, mais livre, passeiava aos
boulevards.
Comquanto se estivesse em meiados
de Outubro, o dia rOra muito quente.
Descia a noite, mas sem refrescar a at-
mosphera.
Em todo o desenvolviracnto do3 boule-
vards, as lojas se haviam Iluminado, urna
a urna, expondo v.vissima luz do gaz,
reflctala pelos lucivelos, suas ourivesa-
rias, suasjoias, seus bronzes, o scintillar
dos brilhantes e perolas, destacando-se es-
plendidos do velludqibscuro dos escrinios,
o amontoado das filendas, calculado co-
mo um problema mathematico.
A multid2o pa:
em ondas, subindo
della o contra-mes-
rega curiosidade,
is minuciosos por-
e dcscendo, e no
tre caminhava com
que tomava nota dos
menores.
Tomava pelo lado das lojas
mente, com as m2os nos bolsos e um sor-
riso nos labios, n2o se apressando e, ao
contrario, deixando-sc levar pelo capri-
cho da multid2o, ora para o lado da ra,
ora reeonduzido para es mostradores.
Carros de aluguel, outros particulares,
mnibus, rodavam em incessante e medo-
nha dosordem, e l no fundo, no boule-
vard Montmartre, n2o 'eram mais do que
lzes brancas, azues, vermclhas ou ver-
des, que pareciam mover-se, no meio das
trovas, como fogos fituos, adiantando-se
douH a dons, cima alguraas poucas janel-
las.Iluminadas intrrompiam com um re-
flexo amarellado a massa ginea dos lti-
mos andares.
E no co, pesadas nuvens sccumula-
vam-se, tao prxima que rogavam com
os tilhados e das quaes fusiiavam relm-
pagos vermelhos, semelhantes a linguas de
*_- j
E._ taes momentos, o mais alto das ca-
cscassa
folhagem do outomno o gaz illuminava
tristemente.
De espao a espaco, urna folha despren-
dia-se e, como secca borboleta, turbilho-
nava no ar cahindo no tejadilho de um
carro.
Urna linha de vehculos estacionava per-
to dos passeios e os cocheiros, abatidos
pelo calor, dormiam de barriga para cima,
a cabeca cabida, toda congestionada de
sangue e as pernas abertas'.
Lhoir continuavik seu passeio, vagava
descuidosamente, parando algumas vezes
na extremidade do passeio, sentindo gran-
de prazer em contemplar essa intermina-
vel fila de carros, em cujas cobertas en-
vernisadas a luz do gaz trajava bandas
luminosas.
Urna rapariguinha de olhos grandes,
com olheiras de cansaco, offereceu um
bouquet, tres ou quatro flores mesqui-
nhas, aportadas em suas folhas e presa*
por cinco ou seis voltas de fio. A pequo-
na ia e vinha, correndo, dirigindo-se ao
homens, que davam o braco a mulhorea?
Senhor, um bouquet para a senhora,
E, com a mao estendida, apresentando as
flores, com o rosto voltado para outros
pares, que ella acompanhava com o ol
ia recuando de costas at que lhe paga?
sera.
Quando p?.ssivam coups com os tkort*
abaixados, ella se lan^ava bruscamente
na confiisiio dos
store, afastava
rendo a mao para dentro, gntava s
ver: Meu senlior, para a senhora, el
dar-vos ha felicidade. Depois voltava
ra o passeio, continuando seu gyro, coi
a physionomia envelhecida, a testa
rugada, as faces coradas e cahidos os
bio.
No-canto da rjpda Chause-d Antii
fachada do Vaualville dcstacav.-.-
Libras sterlinas
na ra do Com-
Vende-se libras sterlinas
mercio, arraazem n. 5.
Vinh puro de Santarem
Da quinta do Barral
Os proprielarios do Armazem Central, ra
do Cabuga n. 11, avisam aos seus disiinctos fre-
guezes e ao respeitavel publico que receberam
nova remessa deste especial vinho, o qual se
recommenda por ser puro da uva, e s se reta-
lba em seu arraazem.
Joaquim Christov2o & C.
Telephone 447
Taverna
Vende-se a taverna sita estrada de Luiz do
Reg n. 47-D, propria para principiante por ter
poucos fundos ; a tratar no Caminho Js'ovo nu-
moro 87._________________________________
Peitorai de Cambar
O Peitorai de Cambar est reconheci-
da como urna descoberta de magna impor-
tancia para a humanidade soffredora.
as curas operadas
numcrosissimas
82o
por esse maravilhosoro preparado.
mirada por tima gambiarra de gaz, acom-
pnhando a curva da sacada.
Thomaz teve vontade de entrar no thea-
tro, mas eram apenas sete horas. Tinlia
muito tempo.
Diantc dos cafs, os homens estavam em
multidjip, costas com costas, em torno das
mesas.
Mulheres passavam, com a cauda do ves-
tido levantada, deixando ver a barra da
saia ; tocavam nelle com os cotovellos e
convidam-n'o com urna olhadella. Algu-
mas esbarravam nelle com um sorriso de
conhecimento. Urna deteve-o, impedindo-
lhe a passagem e cKamando-o, tmeu c2o-
zinho.
Elle perguntou onde era o Thcatro Fran-
cez.
Indicaram-lhe a ra de Richelieu.
Atravessou o boulevard e desceu a ra.
Representava-se o F-'Zs de Giboyer e urna
comedia de Musset.
Comprou um bilhete e entrou.
Depeis do segundo acto, Lhoir sahio.
Fazia um calor abafadifo na sala cheia
de espectadores, aquecida pelo gaz.
Passciou sob as arcadas que se esten-
dem na fachada do theatro, indo ora at
prap, para o lado gdo Louvre, ora en-
erando cas galeras do Palais Royal.
De repente parou bruscamente.
Um moco alto acabava de passar e nelle
pareca-lhe ter reconhecido^ filho do ge-
neral lormais : muitas vb_p, no jardim,
em Boiichoux, elle o havia visto conver-
sando com Magdalena.
Quanto a Francisco, nunca reparara no
contra-mestre e com certeza difficilmente
reconheeia.
Thoalaz tevea lembramja de detel-o.
carros, prendase ai Era urna companhia que se lbf depara va,
i cortina, passava co sera ser esperada.
Metteu-se na multidSo que -rntrava, deu
a senha ao porteiro e subi a escada que
Huz au camarotes.
No corredor, a multid2o retardou-o, se-
Hku-se do medico, no momento em que
panhal-o ; mas vio-o bater porta
Hp camarote, que abrio-se, e myste-
^Botc tornou-se a fechar se aps sua
___ftda.
WBti
Royal Bend marca YIADO
Este excellento Whisky Escoce pre-
ferivel ao cognac ou agurdente de cana,
para fortificar o corpo.
Vende-se a retalho nos melkores arma-
zens de molhados.
Pede Royal Olead marca \ lado,
cujo nome e emblema s2o registrados par
todo Brazil.
BROWNS & C, agentes.
GalSes, palmas e rosas de vidrilho.
Bicos de seda e de algodao com
vidrilho.
Mantilhas de seda e de algocto.
Contas lapidadas para vestido.
Franjas de seda com e sem vidrilho.
Renda hespanhola.
Collarinhos para homem a 3^000 e 40000
a duzia.
Bordados de cambraia tapada a 400 500'
600 eSOOrs.fa peca.
dem com 3 e 1[2 metros, de qual que
argura a 10200.
Lencos de linho em caixinhas a 30000 a
dita.
Meias para homem, duzia a 40000,
dem para senhora, duzia a 40000.
Lindos leques transparentes de gaze
30000 um.
Grande sortimento de porta-retractos de
pellucia.
Finas pulseiras americanas a 40, 60
80000 o par.
Ditas de phantasia, gosto moderno, de
20500 a 30000 o par.
Cortinados todos de crochet para cama a
120000, 170000 e 190000 o par, algun
de cores.
Ditos para i'anellas a 70000.
Pannos de crochet para cadeiras a 800 e
10000.
Ditos para sof a 20000.
Plastons e regatas de gosto.
Espelhos com tres palmos de comprimento
a 40000.
Capellas com veo para noiva a 60000
80000.
Lindos enxovaes baptisados a 80 100 e
120000.
Toucas de setim para baptisado a 30, 40 e
50000.
Grinaldas e ramos de seda, o que ha de
melhor.
Renda hespanhola de diversas cores.
Bicos brancos e de cores a 20000 a peca.
Ditos do seda brancos e de cores.
Lindos ramos de flores a 40000 um.
Collarinhos e punhos celluloide.
Grande sortimento de fitas modernas.
Baleias a 280 rs. a duzia.
Extractos e leos de diversos fabricantes.
Linha de machina, claque, a 40 rs. o car-
ritel.
Pastas a 10000 e 20000.
Porta-lettras e porta-sedulas a 20000.
Arquetes para chapeos e chapelinas a
10500.
Lindas fitas n. 12 para chapeos.
Luvas de seda, cano comprido a 20000 o
par.
Ditas de seda para creanca a 10000.
Dita para moja a 10500 o par.
Grande sortimento de jarros para toilette,
sanctuario e consollos.
Lindos lencos de seda, gosto moderno.
Grampos dourados para segurar cabello.
Ditos ditos para enfeitar cabeja e segurar
chapeo.
Espartilhos para creanca a 40 e 40500.
Ditos para senhora a 4, 40500, 50000
60000.
Grande sortimento de sabonetes de 200
10500 um.
Estojo com faca, garfo e colher, proprio
para creanca.
Bengallas com flauta a 10500.
Meias de 12 para homens e senhoras.
Li.nh_a douradas para tazar crochat,
Lindas fitas para facha a 20, 30 e 40001)
o metro.
Lindos leques de setim para caaamento.
Grande sortimento de leques de setim e
de papel de todas as cores.
Suspensorios americanos a 20000.
Lindos desenhos para talagarca,
Finas cartel ras para algibeira de 10, 2/,
3 e 30500 urna.
Ra Duque de Caxlas n. 105
5
Cofres de ferro
Tarlos Sinden tem para vender cofres de su-
perior qualidade. raais barato do que em outra
qualquer parte. Ra Baro da Victoria u. 48
Urna m2o enluvada de branco e um pe-
daco de um braco appareceram.
Em baixo, batiam as tres pancadas tra-
diccionaes e o terceiro acto ia comecar.
Thomaz desceu perturbado, sem saber
porque, com vaga _nquietac2o, alguma
cousa que apertava-lhe o corac2o.
N2o prestou mais atten52o peca, desde
esse momento.
Com o rosto voltado par o camarote,
em que tinha visto entrar Francisco, pro-
curava reconhecer a mulher que o acom-
panhava.
Mas obstinadamente essa mulher con-
servava-se no escuro. Francisco, algumas
vezes, inciinava-se para a
frente, deitava
um olhar distrahido na sala, depois des-
apparecia atraz da grade ; smente sua
mao pousada no velludo vermelho indica-
va que o camarote estava anda oceu-
pado.
No entre-acto seguinte, Lhoir foi postar-
se no corredor, espiando a saluda de Fran-
cisco, mas desta vez a porta ficou fe-
chada.
Era ura camarote do proscenio, da sala
era mpossivel reconhecer a mulher, que
se oceultava com tanto cuidado a todos os
olhares.
Evidentemente pensava o contra-mes-
tre, o medico de Saint-Claude metteu-se
em alguma aventura. Nao seria Suzana
Hormais que se oceultaria assim. Ella
bstente bella, para temer os olhares e
bastante faceira para mostrar se e dexar
se admirar.
Urna anciedade bizarra, irreflectida, que
tinha alguma cousa de presentimento, op-
priraia-o, fazia-lhe bater as arterias.
Murmurou :
Que me importa isso, por fim ? Te-
nho, por acaso, o direito de ir_coni_Mxlar-
me com as aventura*'galantes doSr. Fran-
cisco Hormais ?
Abafa va. -^
Sahio de nov5. Dr-se-hia quexuma for-
ca instinctiva o levava a espiar a sahida
de Francisco. .
Temendo que o mo^o, ao rindar o ulti-
mo acto, sahisse antes del le, nao entrou
mais no theatro, postou-se no vestbulo da
Leite puro
Na estrada de Joo Fernande3 Vieira, sitio lo
go depois das casas novas da direita, vende-se
todos os das leite puro de vaccas tourinas e da
trra, garante-?e a qualidade do leite._______
Pao centeio
Medio & Bisel, avisam ao respeitavel publico,
qne todas as tercas e sextas-feiras, tem este sa
toroso pao; ra larga do Rosario n. 40.
entrada, encostado ao pedestal de urna" es-
tatua.
Os porteiros do interior tinham ido em-
bora.
Dous ou tres guardas rondavam e os la-
caios esperavam, perfilados junto aos por-
toes, apertados uns contra os outros.
Um ruido de portas, de passos, mur-
murios de vozes indicaram que o espec-
tculo tinha terminado, que sahiam os es-
pectadores.
A multid2o opprmida, quasi carregada,
descia as escadas, emquanto que as mu-
lheres punham os chalinhos em torno do
pescoco e os homens enfiavam as mangas
dos sobretudos.
Quando os que formavam a primeira
tila da multid2o sahiram, houve urna ex-
clamaao de mo humor. Grossas gottas
de chuvas cahiam e a trovoada comecava,
com roncos fortes, as nuvens de um ama-
relio plmbeo amontoadas sobre o theatro.
Ohove, chove !... diziam.
Thomaz, dissimulado atraz da estatua,
olhava para a multidao que lentamente
desfilava di ante delle e sabia.
Um embarago, provindo da hesitac20
que havia de arriscarem-se ao aguaairo,
enchiam os portoes ; ficava assim/wwipo
para procurar vontade na multidao e
distinguir as pessoas.
O grupo torna-se menos compacto ; _Tit|
maz, com a testa franzda, os olhos inquie-
tos, pada havia visto.
or instantes, envergonhado da espio-
na"em, encolhia os hombros, adiantava-se
para a salrda do vestbulo e deixava-se le-
var pela onda humana.
Depois, de repente, voltava sobre seus
passos, atfastando bruscamente com os co-
tovellos os que impediam-lhe a passagem
e postava-sc a observar.
Acreditou urna vez ter visto Francisco,
deixou Reu posto e dirigise para elle,
mas estava engaado. N2o era o moco.
Talvez estoja eDganado, disse Tho-
maz aos seus botoes, fui Iludido por urna
semelhanya extraordinaria.
(Continuar-se-hd)
-
,'
t
?


Typ. do Diario ra Duque de Caxias o. 41


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EAYJLYTD7_53CANS INGEST_TIME 2014-05-28T16:04:34Z PACKAGE AA00011611_19899
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES