Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:11841


This item is only available as the following downloads:


Full Text

!E
k.
/
/? -.
i /
r r
ANNO XLV. NUMERO 109.
PARA A CAPITAL E LUSABES OHDE KiO SE PAGA PORTE.
Foriresmezes adiantados.................. 60000
Pe seis ditos idem. ............... 42iJOOO
Por rao anno idera..................... 24Jt)0O
Cadi numero avulso................... #120
SABBADO 15 DE IMIO DE 1869.
PARA DEHTRO E FORA DA PROVINCIA.
Por tres mezes adiantados...........*
Por seis djtos idem. ."............j
Por no\i ditos idera...............<
Por um anno....................
6*730
43)9500
20*250
27,0000
Figueira
Os Srs. Gerardo Alter Aires & Fimos, no
Guimaries Pancada, em
PABTE OITICIAl.
Ministerio da guerra
Omina rulo ora chefe de todas as forcas brasileras
en oacraces aa repblica do Paraguay. Quartel
ireocral ora Laque, 22 de abril da 1869.
" Illm. exm. Sr.Tenho *a honra do passar as
raaos de V. Exc. a inclusa copia do oleio dirigido
ao comrnandante das forjas da vanguarda pelo
comrnandante do 7 corpo de cavallaria de guar-
das naeitinaes, dandi parle do encontr que levo
cara o atraigo alera da ponte de Patinho-Cn.
Deus guarde a V. ExcIllm. e Exm. Sr. con*-
Ihciro de estado bario de Muritiba. ministro e se-
cretario de estado dos negocios da guerra.Gastao
4e Orleans, comrnandante em rhefe.
Illa, e Exm. Sr.Tendo recebido ordem de V.
Exc. para cora o corpo de raeu commaudo mar-
char em descoberta al a ponte de Patmhn-Cue,
isso execute, ehezando s vzinhancas da referida
ponte as 7 horas da maaha, donde presentindo o
inimigo raaiidei avanifr at a ponte o pnraeiro
meio eaquadrio de afiladores, ao mando do>alferes
RoBao Rodrigues Goulart e coadjuvado pelo aire-
res Manoel Jos Madeiros.
Este rneio esquadro, acossando seinpre o mi mi-
go eoaa um vivo togo, r.mseguio tiauspr a ponte ;
mas uo tendo ordem de avanear mais alm, fez
alto; o immigo julgaado talvez que os njasos va-
cillavam, teiituu com nina carga de 40 lancetros,
msis ou menos, desaloja-los daquella posicao; po-
rm fui vigorosamente rechazado, deixando no
campo 9 cavabas encubados, eutre-raortos e -feri-
dos gravemente, dos quacs vieran alguns arreios;
e segundo o que dizem os. mesmos alteres e as
praca que os acompanhavam, teve o inimigo va-
rios feridos. nao tendo por nossa parte a lamentar
a raorte ou fertmento de urna so praca.
O altero* Rufioo, tendo observado mais tarde
que o inimigo obrava com manha, tendo em um
aperlado forras de infantaria de emboscada, disso
deu-me parle : mandei ento que se tomasse mais
vivo o togo, at qae o inimigo nao correspondendo
mais ao fogo que se lhe faca e julgando eu ter sa:
tsteto as ordens que de V. Exc. recebi, mandei
retirada.
E' tudo quanto tenho a honra de levar digno
conbeiaento de V. Exc, a quem Deus guarde.
Gommando do 7o corpoTrovisorio de cavallaria
de guardas nacionaes, junto a Jugucry, 18 de atril
de 186?.Illm. e Exm. Sr. brt^adeiro Vasae Alves
Pereira. digno coramandant da forcas da vanguar-
tocar da Manoel Lucas de Souza, major.
as circumstancias em que nos aehavamoa a res-
ponsabilidad* uumensa da aaniuiando em chefe
das forcas brasileiras, era com o maior jubiloipie
se achava no rneio do excrcito, aos contantes
triuraphos do qual nao poda ser indifferante owu
coracao ; que coulava com a valiosa cooperacao '
do lu'esmo exercito, cujo braco direilo tem sido a
valoro! cavallaria rio-grandense, em que Sua Al-
teza deposita toda a sua esperanca para a prouip-
taconcluso da guerra, que tamos sacrificios tem
cuslado ao Brasil
Referndo-se aos voluntarios da patria,
valendo elles tanto coma os do exerebo,
rava-lhes o sacrificio perventura mais no! .
da, se possivel, porque nao sendo jft.carre
litar a sua prolissao, e nao conland* Mes
pnilongaueatu de to penosa 1otaj nelli prose-
guiam cheios de patriotismo.
Disse mais que teria ie haver irid algumade-
imira nos movimentos a ompreliender. a vista da
falta de cerlos elementos indispeasaveis, porm
que nao seria ella muito longa.
Retirndose a offlciaiidade, foram cumprimen-
tar o principe o boni Fr. Fidelis e conego Sera-
lira. Sua Alteza,recebeudo-os com a mesma alia-
bilidade com que tratara aos ofilciaes, perguntou
onde era a igreja, e acompajihado apenas por um
ajadante de ordens, sabio a p, entre os dous sa-
cerdotes e fM fazer orarao.
Nessa>oceasiao um suldac do 9o de infantaria,
eulhusfismando-se, tirou o bonet e deu vivas a S.
M. o Imperador.
A 17 nassou Sua Alteza revista ao 1" corpo,
sendo alu observadas as mesmas fqpnalidades
guardadas na do 2*.
No da 18 realisou-se o que u previra e lhe
comrauniquei a 11. llouvu reforma quasi gcral
as diversas secretarias de estado c do governo
do exercito. Quem era do Io foi para o 2, quem
perlencia a este passou. para aquelle, etc.
Xas repartieres do ajudunte-general e quartel-
mestre general do sexuado corpo, para assim dl-
zer, nao se delxou pedra solire pedra, conforme eu
pensara.
Gahiram os amarellos qae por c estavam lia
mais de quatro anuos sem ir caara patria, e su-
bram encarnados que de l vieran agora entu-
siasmados para assistirem ao final da fesla, que
deve ser lo rpida quao pomposa.
Confesso aqui muito em segredo que pertenc
ao ministerio uassado, do mesnio modo que per-
teneeiia a esle, se as malditas febres palludosas
nao me houvessenaeondeii,nado triste condicao
de^wamarello, que rou puxando verde.
too haveria, pois, quem engolisse a_pilula que
Ahf esteve at a maaha de 16, vendo tudo e ote
vindo a todos, .fa mantea de 16 seguio para Lu-
que, onde publicou urna ordem do d a, que foi
aqui, com mais ou menos errbs, transcripta em
todas as follias. S Stmmktrd a deu Ikhnente w-
coopeacan tia pan o ingles.
Off peridicos desta, cidae, que s-mure com
acodamento publicara tudo quantn nos dpsfavc-r
rvel, derai a noticia de haver sido nc dia 12 sor-
prendido um esquadrao aosso, que, alt

aorao nosso, que, anau uo iu- ". ,uw,owiwb p.-^u w_
queridesonsilha'ra os cavallos para deita4os par. ,a AcU|a noticiados que pretendan oppor-se.
lar. Centam que apperecera urna foTia de eaal- > op(tur a conceasu..^.ff.^
laria paraguaya e arreh||ara todos os no**"^"
vatios e o piquete que os guartlavs, li<"a
resto dei esquadrao brasileiro espeoiador asee
acto, po#estar apeado.
E' claro que esta noticia, como militas outras, e
falsa e flha de sentimentos e intences iwuco eon-
fessafeis. Tenbo raftas de .4lsuin|ican ate 17, que
nen> urna palabra dizem sobre semelvimes soc-
cesso, que por certo nao escapara a quem m as
escreveu.
Tambera deram os joroaes daiiia i otica de se
na ver descoberto naquella cidade urna vasta cons-
j)iracao paraguaya, cujo fkn seria assassinar to-
kdos os babtaates e tancar fogn aos quatro eanto9
da povoacao. Creio igualmente que seinelhante
conspiracao gerou-se na iuiagiuafap de algum es-
peculador aparaguayado. O Siatulaiii ja conies-
sou que fra induzido era erro quaaio publicara
aquella noticia, que reconhecia ser falsa.
At se disse (com data de 12) que os Uto-.Gran-
denses cutaram os brasileiros.
Estejam prevenidos conlra estes malvolos em-
bustes e previoara nossos amigos da Europa e da
America do norte.
Afmal seguirara para Assumpcao. a locomotiva
e wagons aqui comprados e destinados ao nusso
exercito. Esses objectos estiveram mais de un
mez bordo de urna ffotefaiencalhaila; at que
por fim esta safeu e l foi rio cima rebocada pelo
transporte Presidente. O material d} que trato e
muit necessario para o transporto do vveres,
forragens, e tropas pela estrada do ferro que L-
pez construa para seus fins.
A nossa expedicao ao mando de coronel Bueno,
que, tendo desembarcado no Rosario, est operan-
eiadaquelle titulo, originario, ou a legitimklade da
Art. 3." Na Calta de prova plena par dire-
le se reclama, visto ter o iuiuigo destruido ou
li"k (Vl,f ii.H itr, t _.l.-. n.t ni.ilviir.i.' 1I1|4>!1 l'l kC ll{ I.
i*ia para a pereepcao das laxas estabelecidas, o
que realmente serio.
5o dia 24 de o presid**B-da eonfederacao, o
Sr. Sarmiento, um grande banquete na casa de sua
residencia ao nosso digno repses.-ntante, o Sr. Pa^
ranliW, -
Este ohueonio-prora a eutenti cordtale' qae rei-
na enti wdous alnados, e f^at segura garanta
coinsigo todos os archivos judlciari >s, po-
' | conceder a posse d.t propriedadi sobre
^ ou liaoea, mediante declaracjoe prec*as
^)reados, e o testemunho de tres- oj mais .
s dignas da f, e annuacio de petii(-ao par. de que continuamos a viver clmo' bofls amigos,
jue ebegue apezar da nnvem que se tem querido encliergar no
horisonte poltico internacional.
Do Paragny as noticias sao satisfactoria, nao
eaus en tres das successivos para qi
.~~.-^.-UWropiHJr concessaj nao sos que
estejaoi no caso de allegar igual direilo, mns qual-
iiuer i|ui' qiiiira dizer a vordade ao tribuoaly para
que nao seja induzido en erro.
Art- 4." A cauejao ou fiauca ser d> valor
do amgues de um auno, arbitrados pelo tribunal,
qu para.csse fin, ben como para exeemao dos
artigo* antecedentes, proceder s mais rigorosas
indagswes sobro a boa f do reclamante, nao obs-
tante os curtificados que este por sua papte ex-
. jp caucoes seao devolvidas aos que as pres^h-
rem, logo que ollerqcam preva plena de sui pro-
primlafo, ou um mez dopois de concluida a guer-
ra, se nao lio uver reclaaxieo eu contuario.
. Para as financas serao preferidas as pessoas
que ppasuam bens de raz nesta capital, e cujo di>
reitofcpropiiedaJo nao soffra contestacao.
5. Dada a nypolbese. do art. 3', nin-
irar uaposse di piiiriedade quti recla-
sua sera que assigne mu termo peran-
reconbecendo o estado era que re-
e respousabilisando-se pelo daino
causar, se mais tarde provaj-se que a
do (e nio perlence.
6." rica entendido ^ue a decisao do tn-
) importa o reconhecimento delitllivo do
propredade, mas siuiplesmente um acto
i ,. dU propriedade, pois, nao podera ser a-
lieaim cmquanto nao se estabelecer a administra-
do ftril competente nesta cidade. E a mesma
liossapoder ser reclamada a todo tempo median-
te prava plena do diroito do reclamante a mesma
propriedade.
. Art. 7.' O tribunal peder alugar os edificios
coinprehendidos no art. 1*, sempre que os. exerci-
ij'uem
atar
fcsus, na confprmdade _.
art. 91 da le n. 648 de 18
seHri
isposicjfes do 8 i do*
__ agost 1832, visto-
erem molestias incuranreis que os loman in-
capazs de continuar no servico.
r>alferes db 8 batalhe-de nfantarfa Antonio
de Bastos Varella, na conformdade d. mesmas
dtspcsicfies, p com o respectWo sold por inteiro.
vftto achar-se hralilisado para o serviro do exer-
cito eaa conseqBencja de fernent rece)ido em
comba*.
do pelo norte do Paraguay te re um peqi tno re ^ iHjados ^ necessiUre(n dt,|les para 0 ^^,.0
contra de que resultou malar a nossa gente o na ul0Slll Cbraado os alugueis dos quo achan-
(.overno da provincia
DESPACHO DA VICE-PRESIEXCIA DO DIA 12 DE
HAia.DE 18C9.
Major Antonio Feitosl de MelloD-se acrti-
dio que pede, se nao liouver inconveniente, e en-
tregue- os documentos, passando recibo.
Antonio Estanislao de Orvalho.Passu porua
jubilando o supplicante de eonforiaidade com a 2*
parte do artigo 29 da lei n. 369 de 14 de mato de
Anonio JosDuarte Coimbra.Indeferido.
Adelina Antonio de Luna Freir. Conceda-se
eafll ordejiado e na forma da lei.
Rento Jos da Costa, e outros guardas nacio-
nae*. Entregue-se passando recibo.
Irmandade do Glorwso S. SebastiSo na igreja da
cidade de Nazareth Iuforme o Sr. inspector da
tliesouraria provincial.
Jos Seares Montero. Deferido nos termos do
parecer do l)r. procurador fiscal.
Mara Anglica da Assumpcao. Informe o Sr.
Dr. euefa de polica.
Theresa Josephin da Cunlia Sales.Conceda-se
a prorogaco pedida por dous mezes com ordena-
do sement.
raguayos, aprisionar 4 e tomar 16(1 bois gordos.
Da nossa parte nao tivemos perda alguma. Dizem
que em S. Pedro ha 1,200 paraguayos fortiiicados,
com 6 pecas de artilharia I Nao Jreio era tal ;
talvez haja all uns 200 ou 300 homeis. Quanto a
pecas, parece-meque Lpeztermai necess
.II_________ --------___._ ...... HAiiInnbk ll
i;a.
iliea
., sao
merecendo" crdito algum os telegrammas alar
mants qucdeBuenos-Ayrevcontiniiain a ser ex-
pedidos na vespera e dia dh sabida do paiiuete;
O principe tem reveladb um tino admiraveL e
val reorganizando o exercito de moflo. a tfrlb
prompto em multo pouco ttnpo. Os trabamos da.
ponte do Juquery pYoseguen com a rapidez pos-
sivel. A via frrea d Assumpcao Paraguary ten'
muitas pontos ; porque foi neeessario attender s
chuvas torrencial que desabao no paiz e exigen'
(Uyaguadouros prximos. A deJnquery, queme'
de 87 metros de extepsio, a nwis importante, e'
ao lado delle apcontra-se madeira exgellente para
sua construyelo, liria difflculdade em enterrar
as estaca* sena'madrinas propria*, mas todos os
embarceos vo sendo removidos com actividade.
Nao s as oi>ertoes de guerra que cuida o
oven general. A adhiinistracao do exercito lhe
est merecendo seria altencao, e maitos abusos co-
mecam a desapparecer.
Sua alteza nomeou para intendente geral ao di-
rector de secnao Eduardo Carlos Cabral Des-
cnamps, que est servindo aqui ha um anno quasi,
como ajudantedo chefe da reparhcao fiscal de ma-
rinha.
E* um erapregado muite honrado e intelligente,
e vai prestar muilos servicos naquella reparticao,
({uenao lhe estranha.
O contrato de fornecimento de cavallos foi res-
cindido por sua alteza, qfe preferio, depois das in-
dagaees convenientes, mandar compra-tos direc-
tamente no Rosario e Bufpos-Ayres pelo capitao
de fragata Salgado, auxiliado pelo majorLuiz Al-
ves Pereira, qu j satisfez idntica commissb no
comeco da guerra.
L-se no Demcrata do Gusalingueta a se-
grate :
Em das desta semana, na ftrahj tinga, dis-
tricto de Caha, pefaa 4 horas da? tarde cabio un
forte temporal'com'granisos, que >ez grandes es-
tragos as plantices de milito e algodao desse
logar.
Pelas J 1/2 hora mais ou menos d aquelle
dia forniou-:'; urna graade massa d iiuvens ne-
gras, que i mpethda por ora forte nordeste ve
sobre. a Parahytinga dfesfazer-se em ande tem-
poral cora granisos em tanta quantidarte que dei-
on carnadas d^ um pata de espessura em gran-
parte do terreno. 9
As pedras eram^ to ahondantes qne dir-se-
hin ipie s ellas constituan* a tempeatade.
O nordeste* era violento e ameacava arrasar
tudo. Havia redomonhw ^ae levant'aramoliji*-
tos e os foram precipitar no Parahyba. A' tarde
cscureceu.
Foi nm phenomeno extraordinario.
lo fim de urna- liara-tudo cessou, (canda se-
ment aquella enorme qeaatidade de granisos for-
ranu os terrenos.
A tempestade eircumsCTeveu-se nicamente
sobre-a Parabyiijuga, e ab rens'a que mapshasse
alm. >
-5--
Por decretos de 26"dmez Bllimo foram refor-
mados,, rom o soldo.por inteiro, na conformdade
do decreto de 11 de dezemhro de 181o, o cabo do
corpo de imperaes marinbeires Martmbo Teixei-
ra, e os imperiaes marinhetros Manix-I do CouK>
Loreto e Candido Gomes des Sditos, aquelle de l"
classe, reste de 31.
eu iuipingsse dalaraudo-me enrag. Tal a opi
nio de um amigo meu mu crcumspecto, que
diz que este nuwdo de quem mais ligeiro, anda
accrescendo, porm, que nem por milito madruga^
aimmece mais cedo.
os fespecUvos^liefcs de secretaria, que per c*
sao os geiieraes, nao bou ve questo de gabinete,
senode conranieneia do servico.
0 brigadeiro Jos Auu, deixandoo 2 corpo arepublie; Argentina. A estar pilo que se diz,
de exarcito, no qual foi substituido pelo Poly- os tres plenipotenciarios esto prximos a um ac-
lu-a anp.a< rnrntfu a tni M*huid& dvsao de 111- .-,.i
deixando-as guardadas por pequeas partidas. Rre
1 veraenle saberemos o que ha de exacto a seine-
Iliante rospeito.
J tem haviao diversas conferer*ias entre os
Srs. conselheiro Paraiilys, Adolplio Rodrguez e
Mariano Vrela, ministro de relasoes exteriores
dos raesraos, cobrando os alugueis dos que achan-
do-se no mesmo caso, estejam oceupades por par-
ticulares, resorvando sua imporlancia ordem dos
generaes alliados, que a seu tempo faro o uso
correspondente.
E para que esta resolueao chegue ao conheci-
pecas, parece-meque UqMgjMj^^SSL*** de todos os habjtanti dostt praca e seus
deltas em Aseurra e que portanto nao as nda i*l* J" CD10 ekc -0 acuiaestabelecida, se
espalliando pelo terreno que ja nao t-ii
EXTERIOR.
Ual 22 DEAIIR1L DK 1869.
No ia 14, pelas 2 horas da urde, tendo ja de-
positado na respectiva mala, prestes a fechar-se,
a minha correspondencia anterior, um telegramma
de Assumpcao para este acampamento aununciou
a chegada do principe general em chefe aquella -
dade.
Ao entrar o Atice, a artilharia de bordo deu a
salva do cstylo, suceedendo outra da de trra,
piando a augusta personagem, tendo desembarca-
do, appareceu na praca da Cathedral, onde o
agoalwa urna forca para lhe fazer as devidas
honra.
Sua Alteza dirigio-se ao templo, porta do qual
foi recebido por quatro sacerdotes revestidos, que
derau-lhe a cruz a beijar, e conduziram-u a ca-
o lia mor, decentemente armada ; e dando a ora-
aao prv-priucipe, entoaram um Te-Deum em ac-
ca i de grabas.
OOieiaram, conego Serafim Goncalves Passos
de Miranda, Fr. Salvador Maria do aples, e pa-
dres Fortunato Jos de Souza e Nuno de Faria
Paira.
Terminada'a ceremonia religiosa, retirou-sc o
principe, dando nessa occasiao a artilharia de tr-
ra outra salva.
O general Uuilherrae, ao receber a communica-
cao, parti para a capital com o seu estado-
iniior.
Na mesma noute, porm, regressou a Luque,
oara onde soraente a 16 tera de seguir seu Ilus-
tre successor.
Electivaraoute assim aconteceu. Ao alvorecer
dauuelle da, terceiro anniversario do facto talvez
mais brioso da actual campaaha, poz-se em mo-
vitnento o 2o corpo de exercito, e marchou para o
campo que de vespera lhe fra marcado formando
alii era columnas conguas de grandes divisos,
por nao lhe permittir a capacidad* do terreno fa-
ze-lo em linha de batalha.
As 7 l/ hora?, pouco mais ou menos, o princi-
. pe comm'andante em chefe passava pelo camnho
de ferro, era frente a tropa, que o saudava como
a urna nova e porveniura derradera esperanca
que nos sarria, na ausencia deplorada do valora-
so general que tres anaos anles encelara a gigan-
tesca obra, cuja ultima pagina a patria conltou 4
dedicaeao e ao prestigio do futuro Imperador con-
sorte.
Apenas chegou catacao, onde espera va o ma-
rechal Guilherme, Sua Alteza, arompanhado por
seu estado maior, montn a cavallo e dirigi-.-e ao
campo da revista. Terminada esta, desfilou o exer-
cito em continencia e recolheu-se a quarteis.
Aoiueio dia receheu Sua Alteza os ofilciaes do
2 corpo de exercito que o foram cumprimem-
tar, sendo iatroduzidos na sala da recepcao por
armas : artilharia, cavallaria e infantaria.
Exigindo que lhe fossem apresentados os cora-
nunduntes de divisdes, brigadas e corpos, inter-
roiou-os um por um sobre varios pontos inheren-
tes a seus cargos. Iadagou, com visivel interesse,
o que Ihes pareca indispensavel para que queile
cumprimento, em vez de mera ormalidade, cons-
tuisse mu* reumo til.
Dissera se que o pnaeipe, providente, estudara
o almauak militar de modo a declarar-lue os no-
nas I... Tal era a faoildade que revetava em re-
phr o nomo todo de qualtwer oficial que era
apr*eatedo s vetea por um dos appellidos, pre-
ctaawlo-lae at faetos e servidos em poca diffa-
rente*
Dirigindo urna allocucao a cada urna das cor-
porales de par si, dtwe qae, forgad a aasumir
djo, apeuas rmterteu a su segunda divisao de in-
fantaria.
0 Guilherme, succedido no commando em che-
fe por Sua Alteza, assumio o commando do 1 cor-
po, reassumiqdo Jod Matoel de Menna Rarreto, o
da primeira divisao do cavallaria.
0 coronel Dr. Pinheiro Guiraares'substituio no
cargo de ajudante-general em cliefe o tenente-co-
ronel de estado-maior d artilharia Alencastre,
que nassou a servir na comnfissao de cngentieiros;
o bTigadero Joo de Soma no de cliefe do estado-
maior ao coronel Eneas Galvo, que assumio os
lugares de chefe da coramissao de engenheros e
director da estrada de ferro.
Para deputado do ajudante-general junte ao 2*
corpo, foi nomeado o TUmrcio em subslituiQao ao
Resin, corouol de estado-maior de 1" classe, que
passou a engenheiro. isto a membro da me3ina
commisso.
Para deputado do quartel-mestre-general junto
ao commando do mesmo corpo de exercito, em
substituico ao Jorge Lopes da Costa Morera, ma-
jor de voluntarios, foi nomeado o major de com-
misso capitao do exercito, Eudoxo Emiliano; para
assistentes das dua- rerarliQes, do quartel-mes-
tre-general o capitao do Io regiment de artilharia
Pego, em substituico ao de voluntarios Sotero de
Caslro.
Todos os nomeados sao ofilciaes, cujo merec-
mente real deve garantr ojjwin desempenho de
de suas funeces csijbIk sas, por isso que sao de
muita importancia. Isto, porm, nao quer dizer
que houvesse muita equidade na reforma, pois que
ao passo que foram empregdos todos os ofilciaes
que chegaram frescos da corte. Picaran a ver na-
vios todos quantos, tend se empregado na As-
sumpcao, comecavara agora a descancar um pouco
do servico acvo e pesado da fileira em que esti-
veram quatro annos sem interrnpcao. Apezar de
de toda esta contradansa de opinio um meu vi-
zinho de barraca que n3 houve tal desttu^o de
empregos, pois que ad, se publicou demiltindo
uns, seno notneando outros.
Mas eu que pesco um pouco da physka, com-
prehendendo e aceitando a thooria da impenetra-
bilidade, conclu que urna substituico oeste caso
importava um mandado de despejo, visto que dous
corpos nao podem oceupar o mesmo espaeo. Mu-
de de direccao esquerda, e do meo do povoado,
onde me aboletra em um riquissime palacete
ana esteve para pertoncer ao bisp] Bofacio, antes
e morrer, marchn em columna inversa para a
Ijamaqninhs, de que o curto espato de 40 olas me
desacostumra um tanto qu quanto.
Nao vendi, porm, os meus trens nem desped
os meus criados. Entretanto nao acceitarei mais
pasta alguma. Nao cahir quera nao liouver. su-
bido. E' urna sabia verdade, que guardarei sem-
pre. ,
Pasta s esta em que guardo a papelada.
Atla...
faz publico pelo presente edital, que ser afiixado
nos lugares do estylo.
Cidade da Assumpcao, 13 de abril 4e 1W9.
K. ReviUa.. = Miguel Machado. = U. A. de Bar-
ros, i

Montevideo, 29 de abril de 1869.
Ninguem mais s entende aqui com a questao
baocM-ia. O governo tem tdo a Uamilidade de en-
redar por tal forma o negocios que nao se como
TTERK
0 pamiete inglez umi entrn liontem
da Prata com felbas de '29 do passado,
crdo.
A nossa iraprensa de opposieao, na, se lcmbran- -g^jj, (iesie lal.yrhrbil
do de que deve-se lavar a rojpa suja em amina, reniesentai
niette-se a fallar a torio e a direilo de poltica no
fazer coinparaco-s entre estes
Rio da Prata, e a ..
pazes e o nosso, ititeiraueute dt davoraveis a
este, esquecendo-se de que isso nao fazer guerra
ao governo, mas ao RrasiL A ira prensa d aqu,
sempre solicita em apauoar tudo quanto nos e
desfavoravel. aproveita-se dessos ai tigos para nos
deprimir. Anda uiliraamoiite transcreveram as
folha de Bueiws-Ayres, acompanUndo-o do ap-
plausos e consderavies duras |iara os brasileiros,
um artigo do Diario do Poro em que so compara o
Brasil com a repblica Argenten, piatando-se
aquelle como decadente e m iribuudo, e esta como
rica e flurescente. Guerreieai-se os partidos como
quizerem, mas lembrem-se os sous representantes
na imprensa de que antes de tudo ilevera ser bra-
sileros. ,
Asseverara tanbem esses escripiores, seq base
alguma para isso, que o Sr. conselLeiro Prannos,
representante do Brasil e nao de um dos seus par-
tidos polticos, ten sido aqu mal recebido em
que ? Sempre deelamaces ? Pravas do que affir-
i naiu nao teem, pois do contrario na deixariam de
cita-las.
Bntretanto posso eu asseverar que o nosso mi-
nistro tem tido o mais cordial acolhimento por.
parte do governo argentino, e para prava citarei o
tacto de ter-lhe o presidente da repblica dado
hontem um grande banquete a que assistiram o
vicepresidente, todo o ministerio, o corpo diplo-
mtico, o general Gelly y Obes o muitos outros
funecionarios pblicos de alta cathegoria.
Acaba de chegar vapor de Assumpcao ; poueas
sao as uolicas que traz.
S. A o Sr. conde d'Eu passou ni da 17 revista
aos corpos do exercito sol) seu commando, e foi
at aos postos avanzados, afastandi-se em grande
distancia destes.
0 exercito recebeu com enthusasmo o nosso
principe, ein quem hoje se fundan as mais bellas
esperanzas do Brasil.
Da segunda ordem do dia de Sua Alteza cons-
tan), entre outros, as seguintes nomeacoes :
Do tenenlo-general visconde (lo Herval, para
commandanto do 1 corp, de exercito, fieando
exercendo interinamente este carg) o Sr. mareehat
fle campo Guilherme Xavier de Souza ;
Do tonente-general Polydoro da Fonseca Quinta-
nilha Jordo, para comm'andante lo 2o corpo ;
Do coronel Dr. Francisco Pinliero Guunaraes,
para deputado do ajudante-generst junto ao com-
mando em chefe.
BUBNOS-AYRES, 25 DS ABHU. DE 1869.
Depois da WM"ti a minha ultima correspondencia, poucos faetos
tem occorrido dignos de nota.
0 governo nacional acaba de contratar a cons-
truccao ae um por com djas e alfandogas em
Buenos-Ayres. A realizagao desse gigantesco pla,-
no trar incalculaveis beneficios para esta cidade,
dotando-a de um ancoradouro seguro para os nu-
merosos navios que alimentara o seu commercie,
e que actualmente se vm, mesmo ancorados, ex-
postos a perigos maiorea do que se acnassem em
alto mar. 0 projecto, porm, i atacado pela Na-
cin Argentina por mus de um motivo.
O governo da rapubiiea pagou ao do Imperio
mais 500,000 pataedes da sua divida. Esta quan-
tia foi entregue ao Sr. conselheiro Paranhos, que
a remetteu, segundo ouvi, a bordo do transporte
Galgo, para Montevideo, onde foi recebda pela
reparticao fiscal lo Brasil. Aseira, fioou P3?0*
capital do emprestioio feito pelo Imperto em 1865,
restando a recetor o- ie 1866 e a divida antiga de
1851 a 1857. Est s qu amias il-ao sendo pagas gra-
dualmente. Aquelle pagamento sanio das sobras
do emprestioio que este estada contratara em Lon-
dres hajcousa do dous annos.
Desejara poder dar as noticias que mais nos in-
teressara, as do heatro da guerra. Inlismenle, po-
rm, tan irregulares sao as wmmuicaces, que
pouco poderei'ilizr a raspeito do que se passa no
Paraguay.
Na dia 14 do corrmte chegou S. A. o Sr. conde
d'Ea Asaumpo, onde foi reeettdo com as hon-
ras devidae- su* aiu gerarobia e poaiao offisial.
As noticias que recebi confirmam a falsidade a
que cima alludi, das que foram dadas pelos jor-
naes de Buenos-Ayres, do aprisionamento de um
piquete nosso, assim como da oulga anda mais
intei-essante. deselerem os Rij-Grandenses revol-
tado contra os bratileiros.
Em Assumpcaa teem apparecido muitas recla-
macoes a respeito de predios, j dganlo-se todos
com direilo de propriedade sobre os mesmos. As
providencias relativas a este assumpto foram tara-
bea objocto dos trabalhos do Sr. conselheiro Pa-
ranhos na Assumpcao. Eis o edital que a cora-
missao mixta, encarregada de conhecer das refe-
ridas reelamacoes, acaba de pub icar :
O tribunal creado por aecrdo dos generaes
alliados para examinar e decidir as questoes con-
cernentes propriedade, particulares situadas
nesta praca e em snas mmediacoes :
t Faz saber a todos quantos se acharen na
circumscrpcao cima mencionada, excepto os mi-
litares e empregdos dos exercitos e governos al-
liados que dentro do prazo de oito das, contados
desta data, devero apresentar aerante o tribunal
as reelamacoes que tenhara de fazer a bem de
seus diretos.sobre as referida propriedades de
conformdade com as inslruceis que vo abaixo
transcriptas :
a Art. 1.'- Nao pode ser recWmada a posse de
propriedades perteocentes a inlividuos que este-
jam no servico militar do inimigo, ou qne por on-
tro qualquer modo o auxiliem directamente centra
os alliados. Taes bonaf assim como os edificios da
estado, estad dlsposico dos generis alliados,
que d'elles faro o uso que juliarem maisconve-
tieDt- I A A A
i Art. 2. A posse de qualquer propriedade de
rail s pode ser concedida com a garanta de urna
flanea ou caucao, vista de titilo da compra, suc-
esaao ououtro rneio de aoquisi^an-leginma, ou.da
documento que prove iridubimvebente a.existev
Na sessio dos representantes de 22 do carrate,
as sete o meia horas da noite, entrou era ordem
do dia o parecer da commisso de facunda a res-
peito ilos projeetos apresentados pelo ministro da
fazenda, mandando devolv-los ao poder executi-
vo. Era um para a fundagao de um banco com o
titulo o Crdito Nacional eoulro para creacao de
impostos. .
Nesta sesso estava presente aquelle ministro,
que pedio a pnlavra, e quiz a todo o transe que se
disculisseij%mi projeetos, principiando por provar
a necessidade delles. ___
A cmara negou-se a essa discusso, ixando-se
no art. 26 da constituico, que diz terrainante-
inente: ,
. Os impostos emanaro da cmara de repre-
sentantes, quo os subraelter ao senado para sua
approvayau.
O ministro iicou ainuado, c teve de retirar-se
quasi corrido pelos assobios do povo que esteva
as galeras, e que comuietteu todas as impruden-
cias para iidicularsa-lo.
Os especuladores, que de tudo se aproveiuim,
coineiaram a espalhar logo que o governo ja esla-
va disposto a tratar cora o bai o de Mana sobre o
mellior rneio de prolongar a converso do papel
dos bancos em lquidacao, alim de que elies po-
dessem continuar suas transaccoes. Dah seguio-
se inmediatamente urna alca no cambio do ouro,
que a muito tempo se conservava a 7 1/2, 8 por
ceoto e 9, chegou ento a 11 1/4, e dizem que ate
houve transaccoes particulares a 13 por cento.
Estes rumores e um artigo publicado na Tribuna,,
assegurando que o governo nao entrar em trato
algum com o baro emquanto nao der satisfazlo
pelos insultos comidos en sua ultima carta, lize-
ram com que o publico se conveucesse da reali-
dade da negociaco para grandes moratorias. A
Tribuna, porm,*ainda hontem volta carga e diz
mu positivamente que o actual governo nao
aceitar uenhuma proposio do Sr. Maua, era
de ninguem, que tenha por base o curso tor-
eado. .
Garanto-lhe entretanto que o governo entabolou
iieg*ciages serias a esle .respeito com o barao,
que anda nao estad de todo rotas. .
A vista de tudo quanto tenho observado, cana
vez estou mais firme em minha opinio de queo
curso forcoso do papel-moeda dos ban;os por lon-
go espaeo, e moratorias tamben de muito lempo
aos devedores dos bancos, o nico roniedio para
prevenir a desgraca e a miseria que araeaca a este
povo em geral. ^
E note que o governo o pnmeiro mUressaTlo
nesta solucao, porque tem a pagar ama divida
llucluante de quasi 3 milhes de pasos fortes, e
uao tem recursos era suas arcas, nem crdito para
obte-los.
Ante-liontem a noite devia reunir-se a cmara
de representares, e pretenda apresentar un pro-
jecte ueste sentido; mas tendo aviso o presidente
de que os que querco a conversad inmediato in-
tentavam apagar o gaz leitura do projecto, e fa-
zer alguma bernarda no recinto da cmara, cgn-
vdou particularmente para qma sesso hontem
de dia. ".
Reuniram-se na occasiao aprazada, e deioia de
que expoz o dito presidente resolvern quo as
sesses tornem a ser, de ora em diaiite, luz do
sol, quo ninguem podar apagar.
provavel que quinta-eira se aprsente aquel-
le projecto. ,
Desconlia-se de um golpe de estado, mandando o
executivo fechar as cmaras.
Ser um passo mui arriscado o de coosequeticias
funestas.
O gobern desisti do processo a que pretenda
sujeitar o barao de Mau. Nao eneontrou Oiagis-
trado algum que quizesse deserapenhar o lugar de
promotor publico. '
Sao estes as noticias importantes deste pequeo,
mas sempee revolto paiz, onde tudo ( engaador e
ap parante.
Da visinha repblica o facto mais importante 6
o contrato celebrado pelo governo com Eduardo
Madero e ouires, para constsuosao de um porto
abrigad em Buenos- Ayres, comexciJIontes docas,
arinazens, etc^ e tudo qnanto praiso.para asse-
curar a prosperidade coinmeroial da confede-
Este notavel contrato era todos o sentidos est
uadOivigorosamenteeorabatid; popqo nio esti-
pute. UHalte > prazo do tempo. mcedida compa-
Rio de Janeiro
2 DE MAIO DE 1869.
, Por decretes de 30 de abril ultimo:
Foi removido o juiz de dreito Francisco de
Faria Lemos, do cargo de chefe de polica da pro-
vincia de Parnambuco, para igual cargo nesta
corte
Foram nomeados:
Obacharel Manoel doValladao Pimentel, juiz
municipal e do orphaos do termo da Barra Mansa;
naiirovnca dollio de^neiro.
O bacharel Jos Fortunato da Silvera Bulco
Jnior, juiz municipal edeorpliaos 49 termo-do
Pirahy, na mesma provincia.
O bacharel Pedro de Azevedo Segurado, juiz
municipal e de orphaos dos termos reunidos de
Iguap e Canaua. na provincia de S. Paulo.
O bacharel Antonio Augusto da Costa Barradas,
juiz municipal e de orphaos dos termos reunidos
de Santos e S. Vicente, na mesma provincia.
O bacharel Joo Paulo Gomes de Mattos, juiz
municipal e de orphaos do termo de Maranguape,
na provincia do Cear.
O tenente Autono de Sexas Pereira, major
comrnandante da secc/te do batalho da reserva
n. 7 da fttrda nacional da provincia do Mara-
nlio.
Foi concedida:
Ao bacharel Lourenco Valente de Figneirdo, a
demissao (jue pedio do lugar de juiz municipal e
de orphaos dos termos reunidos de Jacs e Fieos,
na provincia do Piauhy.
Fez-se merc da serventa Vitalia :
A Damiao Jos Rodrigues, dos de 1 tabeliio e
eserivo do crime, clvel, capellas e residuos do
termo de Arca, na provincia da Parahyba.
A Manoel Joaqoim de Albuquerque Cavalcante,
dos de tabelliao e eserivo de orphosy do civel e
crime do termo de S. Matheus, na provincia do
A Antonio Jos de Miranda, dos de Io tabeHiao e
eserivo de orphaos o ausentes do termo de S.
Bernardo, na provincia do Maranho.
3^
Por portara de 1 de raaio de 1869, foram no-
meados : '____.
O juiz de direilo bacharel I-rancisco terreira
Correa para o lugar de membro da junta de justca
militar, que funeciona junto ao exercito em opera-
eoes no Paraguav ; e o bacharel Francisco Rodri-
gues Pcssoa de' Mello para servir o de auditor de
guerra no mesmo exercito.
S. M. o Imperador, acompanliado de seus sema-
narios, chegou ao arsenal de marinha hontem pe-
las 9, horas da manha, visitou a offleina de ma-
chinas e retirau-se ao meio dia.
do Rio
. um dia
apenas liii das que tinhamos pelo Kepler.
As ultimas noticias do-Paraguay constan dos
seguintes telegrammas do nosso ministro em Bue-
nos-Ayres para o governo imperial.
t Qnartel-general um Luqne, 20 de abril de
1869. N Pbtino Cu,duas leguas do Juquery,
deu-se om encontr entre urna descoberta nosso
de 30 horneas do corpo do coronel Manoel Lucas
de Souza, e 40 lanceiros inkngos. Foram estes
completamente derrotados, dexando era nosso
poder nove cavallos encubados. Nao tiveraos um
s ferido a lamentar, e os do iniraigo consehuram
escapar para o mato. Chegaram 400 cavallos,
Suanlidade insignificante em relaco s neeosida-
es. Chegou o vapor Paysand ao Rosario, onde
fra levar alfalfa, e onde nao se dera uovidade.
at o dia 18. >
Luque, 22 de abril de 1869. Depois do pe-
queo encontr em Patino Cu, nao se dea mais
novidade. Pelos passados consta que Lpez ainda
tem 8,500 homens. Os vapores quo levavam os
cavallos e a locomotiva estao encalhados. >
Ante-hootem s 9 horas da noite falleceu, de-
pois de prolongada enfermidade, o 1. teneote da
armada Manoel Morera da Silva. Foi um dos
hroes da Laguna na guerra do Ro-Grande do
Sul, oude se portn com galhardia. Finda essa
guerra o bravo marinheiro pedio a sua reforma e
foi nomeado chefe dos praticos da baa do Rio-
Grande do Sul.
Anda nesse espnhoso caMO prestou relevantes
servicos por sua pericia e denodo, salvando nao
s a varios navios, como a muilos nufragos de
urna perda quasi certa.
- 6-
S. M. o Imperador, aeoomanbado de seus sema-
narios, chegou escola militar da Praia-Vormeia
hontem,as 9 e mea horas da manhaa.-e alli asss-
tio s licoesde inatlieinatica* elemeutares e percor-
reu as dependencias do>estabeleeiment. S. M. re-
tirou-se depois do meo da.
Por decretos de 24 de abril ultimo :
Foi elevada a 60*000 raensaes a pensao de
21*000 que por decreto de 13 de fevereiro de
1867 so eoncedeu, repartdamente, e sem prejuizo
do meo sold, s filhas menores e legitimadas do
tenente do 17." batalho de infantaria, Hennque
Jos Birges Sido, de noraes Carolina Emilia e
Mara, visto que o dito tenente oecupava o posto
de capitao de commisso do dito corpo, quando
foi morto no ataque de 16 deiulho de 1866, e
sendo aquellas menores legitimadas, nao lhes as-
siste dreito ao meio sold.
Foi concedida a medalha de 2* classe ao impe-
rial marinheiro do encoura?ado Lima Barcos, Pe-
lro Alexandrino de Souza, e ao grumete da res-
pectiva guarnicao Manoel Jos Pereira, ao enfer-
meiro extranumerario do vapor Princeza Miguel
Ressim e ao enfermeiro extranumerario do vapor
Onze de Junho Paulo Barbosa Guimares, os quaes
por occasiao do reapparecimento da epidemia do
cholera-morbus na esquadra mez do novembro de 1868, ser tirata de enler-
raeiros. .
Por carta imperial da mesma data loi nomeado
pregador da imperial capaila o monge benedictino
fre Joo de Sao Bento Porcira.
Por decretos de 1 de maio ; '
Foram nomeados cavalleiros da ordem de b.
Bento de Aviz, o capilao de mar e guerra Manoe
Luz Pereira da turnia; o teuente-coronel Manoel
da Gama Lobo d'Eca, os capitaes de infantaria
Joacioim Rodrigues de Souza, e Nuno Aoastacio
Montero de Mendonca, e o capao reformado
Henrique -Augusto de Sepulveda Ewraid.
Por carus imperiaes da mesma data :
Foram condecorados Luiz Figan, capitao de
mar e. guerra, eoouiUMdaab> da fragate^'aaa
Carlos AlbeHo. com a comolda ^nm.a
Rosa, e o capitao de fraga ^W^^'Sa
mediato da dita fragata eon o habito da mesma
ordem.
Por t^reto de 1 doTcorrente co^deu-se ao 1
ciruraio do corpo da sade do exercito Dr. Jos
R,S Sanchos, "demissao que pedio do servico
'ZXre^Tmesma data foram reformados :
i O*tenentedTeorpodoeigenbeirosLuizFran-
'(.B (lo Barros e o tenente do 4 ba-
So^artlbatea f, Joaquim Luiz Manoel de
Pelo transporte Alie:, entrado hontem recebe-
mos algumas cartas de Luque 20 e Assumpcao 22
do passado.
Referein varios pormenores interessantes, mas
as noticias capitaes at aquellas datas ja nos eiam
conhecidas. Da segrate ordem do dia constan
as nomeacoes ltimamente feitas no exercito :
Commando em chefe de todas as forcas brasi-
leiras era operaees na repblica do Paraguay
Quartel-general em Luque, 17 de abril de 18C9.
Ordem do da n. 2. .
Sua alteza o Sr. principe marechal do ex|rci-
to e commandanto em chefo manda publicar Tiara
conhecimento do exercito e sua devida execueao
as disposicoes e oceurrencas abaixo transcriptas:
Por aviso do ministerio da marinha foram no-
meados os Srs. capitao de fragata Joao Mendes
Salgado, para secretarme ajndante de ordens jun-
to este commando na parte naval; cirurgiao-
mr de divisao Dr. J. Ilibeiro de Alraeida para h-
car s ordens do mesmo commando.
Nomeacoes.Dos Exms. Srs.: tenente-geno-
ral visconde do Herval para comrnandante do 1*
corpo de exercito, fieando exercendo interinamen-
te este cargo o Exm. Sr. marechal de campo Gui-
lherme Xavier de Souza.
t Tenente-genei al Polydoro da Fonseca Quinte
nilha Jordo para comrnandante do 2- corno.
Brigadeiro Salustiano Jeronymo dos Res para,
comrnandante da 1* divisao de infantaria.
Dito Jos Auto da Silva Guimares para com-
rnandante da 2a divisao da mesma arma.
Dito Joo Manoel Menna Barrete para cora-
mandante da 1* divisao de eavsllaria.
Dito Jos Amonio Correa da Cmara para
,commandant3 da 21 divisao da mesma arma.
Dito Vasco Alvos Pereira para comrnandante
da 3* divisao da mesma arma.
Coronel Carlos Eduardo Cabral Deschampa.
para intendente das repartieses ftscaes do exer-
cito
" Dito Dr Francisco Pinheiro Guimares |ara.
deputado do ajudante-general junto a eslo com-
Tcirurglotr de divisao Dr. Jos Moniz Cor-
deiro Gitehy para delegado do chete do corpo do
saude em Assumpcao.
Major Joo de Macedo Pimentel, capitaes Be-
nedicto de Alraeida Torres, Francisco Joaqun de
Almeida Castro e Rodiigo Augusto da Gama Cos-
ta, e 2o tenente Joaqum de Oliveire. Fernandes, para
ajudantes de ordens deste commando.
. Capitao de estado-maior. de artilharia. Jerony-
mo Francisco Coelho, para servir na secretaria do
mesmo commando.
Capitao do estado-maior ite 1* classe Cata
Augusto dos Santos Rxo, iMennte de engenhoi-
ros Guilherme Carlos Lassanoe e dito de artilharia
Alfredo de Escragnolte Taunay, para membroa da
commisso de engenhetros.
Ootrosim, manda sna alteza declarar ao exer-
cito que nesta date reassnmk) o cargo de ebete u"
estado-maior o brigadeiro Joan de Sonta da fon-
pea Costa, por ter regressado de Brasil, para onde
L avia seguido, em virtude de orden =t ^
ir. duque de Caxias.-O brigadeiro Jodo de Smua
Ponieca Cotta, chefe do estade-major.
U-
**."
M J- i


2
Diario <4e Pernambuco Sabbado 15 de Maio de 1869.
8
Por avisos de 30 de abril ultimo communicou-
se s directoras geraes das retidas e da coatobili-
dade que o baebarel Jos Mauricio Fernandes Pe-
reira de Barros, ltimamente exonerado, a sea po-
dido, di commissao de inspector da alfandega de
Pernambuco, contina no exertieo do lugar de
sub-drector adJido primeirk das ditas direc-
toras, j
Por titulo de i do corrate mea foi nomeado
Andr Marques Nogueira para o lugar de prati-
cante da alfandega do Rio de Janeiro.
O vapor Ariiios, entrado liontem dos portos do
sul, trouxe datas de Poro-Alegre at 30 do pas-
sado, Rio-Grande 2 e Santa Camarina 4 do cor-
rente. ...
Sao destituidas de nteres as noticias da pro-
vincia de S. Pedro do Snl.
Em Santa Catharina tiulia a assembla provin-
cial votado urna lei autorisando urna subvencao
companhia que se formar na cidade da Laguna
para estabelecer navegacao a vapor entre a mesma,
cidade e a do Desterro. .
Poroutra lei foi augmentado o patrimonio dos
hospitaes de candado, dando-so. ao d%capitul os
ineios de recolher e tratar os loucos e os morphe-
tcos.
A referida assembla mandou, na forma do art.
19 do acto addicional, publicar a lei, que pela 2"
vea Ihe (Ora devolvida pela presidencia, supprinin-
do a comarca da Laguna.
9
Foi nomeado senador d) imperio pela provincia
do Rio de Janeiro o Sr. conselheiro Francisco de
Paula Ncgreiros Sajao Lobato.
DIARIO DE PERNAMBUCO
RECIFE, 13 DE MAIO DE 1869.
NOTICIAS DO SUL DO IMPERIO.
Chegou liontem o vapor inglez Domo, trasendo
datas do-Rio de Janeiro at 9 e da Babia at 12
do corrente.
. Sb as rubricas Parte Ojju-ial, Exterior, Interior
vao por extenso as noticias mais importantes;
alm das quaes apenas encontramos as que seguem.
RIO DE JANEIRO.
O senado continuava em sessoes preparato-
rias. Nade 7 do corrente forara aprese-nudos dous
pareceres da commissao de constituicao e poderes,
concluido assim:
Foi remettida commissao de constituicao a
carta imperial de 2 de outubro de 1867, que no-
meou senador do imperio ao Sr. eonselheiro Jos
Antonio Saraiva, qual acompanharam a acUs e
mais papis con cementes eleicao a que se proee-
deu na provincia da Baha, etc. _.
Em conclmo, a commissao propoe que sejir
approvada a eleicao de que se trata, e reconhecido
senador do imperto o Sr. conselheiro Jos Antonio
Saraiv*.Vizconde de Sapucahi/.F. Octaviano
Siloeira da\Motta, cog restricelo quanto ao di-
reito que se arrogou o govemo de mandar fazer
segunda lista.
Damesnia commissao:
A commissao de constituicao, a que foram
preentes os deplomas dos senadores eleitos pelo
Cear, etc.'
Conclusao geral.A commissao portauto'de
parecej que ;e reconhecam coma senadoras do
imperio pola provincia do Cear os Sis. conselhei-
ro Joaquim Saldanha Marinho e padre Antonio
Pinto de Mendonca.
Sala das commissoes, 6 de maio de 1869.F.
OctaDiatio.Visconde de Sapiicaliy.Siloeira da
Motta, coni rustrieres qucuto a Cauind e Mila-
grea.
Deixaram de sei*Julgados por falu de numero
sulllciente de senadores.
, At o dia 9 do do corrente, aehavam-se re-
conhecidos 67 deputados, dos quaes 51 psesentes
na corte. A' este respeito diz o Jornal do Cominee-
<:i) de 9:
Mije nao ha pareceres que possam ser votados,
mas approvando-se o apre entados na segunda,
terca e quaru-feira pascadas, podem ser reconhe-
cidos amanha, domingo egunda mais 20 de-
butados, dos quaes esVpTesentes pelo menos 11,
-que juntos aquelles 51 prefazem 62, numero suffl-
cientc para se poder ab:r*no dia 11 asessao legis-
lativa, se assim aprouver a S. M. o Imperador. Se,
porm, at domingo a horas de sessao rhegassem
mais 6 deputados dos at entao reconheejdos, anda
podeaia ahrir-se a assembla no dia 10.
Foram publicados os decretros ns. 4358 e
V339 abrindo crditos suiplementares : um de
239003000, as ministerio de estraneeiros, para a
verba ajud de custo; outrode 15,860:0903445 ao
da fazsnda, para diversas verbas da lei do orea-
mente vigente. *
Eis as noticias commerciaes da ultima data :
Incliiinbo transaccoes em cambio, electuadas
lioje, menos que regulares sobre Londres a 18 V e
183/j d. para o papel particular, e pequeas sobre
Franca de 508 a 514 rs. por franco, sommam as
operacoes em cambio realisados nesta quizena :
' a Sobre Londres cerca de 380.000 a 8 '/, e
18 % d. para o papel bancario e 18 V,18 '/s fl '8
mingos da Silva Oliveira, n5e sendo-ronhecido o
autor do (Misto. O delegado trata do processo
para descobrimento do delinquente.
< Jos Antonio, homem pobre, ao passar por
urna estrada do districto dos Chrystaes, do termo
de Tamandar coi duzindo um carrinho, recebeu
do mato um tiro Je que falleceu vmto e qJatro
hora depos.
Em Campo Lello, do uranio, foi pelas 7.
horas da manhaa do da 15 de marco assassinado
Joao Martins Zjferho por Jos Cassi'ano dos San-
to; guando saha da casa de Maria Mafalda, na fa-
zenda dos Donuciaios. O deliaquoiite logrn eva-
dir-se.
Em Candas nm escravo dos herdeiros do
Manoel Garca Ros i assassmeu a Elias de tal, na
fazanda dos Arrudas, eevadto-se.
Pela repariica, da poluta j foram tomadas as
precisas provWlencias para a instouraco ios pro-
cessos e prisac* dos. rnmiKss.
L-se no PUcrol (folha do Juiz de Fra) de 3
tambem do corrate :
IIPOSTO DO SELLO.Sobre a arrecadacao do
s>He dos recibos e clieques, foi expedida pelo
BHBtetario- da fazenda, no 1. do corrente mez, a
se gal te pirtora :
Declaro ao Sr. administrador da recebedoria
dn corte, para os Ons_eon*BBiente,fluo, emquanto
ao houvcr cstompilhas a reina, podem os bancos
e si i-iedades anonymas rrecidar o sello flxo dos
recibos o cheques mencionados no-art 19 fri* do
regulamento que baixou-com o decreto n. fc.)4dc
17 de abfil prximo lindo.
DINHEIRO, O yapar franca. Guienne trowe,
para osSrs: :
Augagto F.'de Oliveira & C...... 1,000 36
AdraoojCaaro & C.......; ..k. 300 ^
l'm brbaro assassinato foi -raliwSp na n-iite .
' )-OVO.
de 26 do passado, na freguezia do Rio
j O honesto e prestimoso cidadaopai de familia
Joao Desiderio de Furia, eahio victima de mos ho-
micidas, na estrada que do arraial vai sua casa e
pastos da fazenda do subdelegado do polica. Reti-
rndose do arrai.nl para sua fazenda I01 asfalta-
do pelo*.assassinos e amistado para um lado da
estrada, onde suc:umbio a trnta e seis Cacadas
sobre o peito e cestas, nao se contando outras de
pequea exlensao sobre os bracos rosto.
O chapeo da victima (o encontrado junto
urna porteira, u o animal appareceu no pateo de
urna fazenda prxima. O estado do cadver era
amedrentador o revelara o grao do perversidade
e instincto san.uiuari^ dos assassinos.
A noticia dcste desgracado acontecimento
espalhou em tola freguezia urna commocao in-
explcavel. Os assassinos acliam-sc presos : &lo
tres pretos escravo.v, e foram denunciados por um
outroque, sabendo do plano, nao evitara o crime
com rece de sflp>"ctmia.
Ha va suptwsicao, pelo dito dos 'malvados^
pretos, i|ue a jiulher da victima csUva eompro-
mettida.
Vi d. para o particular.
Sobre Franca cerca de fr. 3.0o0,000 03 extre-
mos de 505 a 522 rs. por franco.
Sobre Hamburgo cerca de M/B 120,000 de
950 a 960 rs. por M/B.
Sobre Portugal vigorou o premio da tabella
seguiute:
. 197 a 192 /, vista.
196 a 191 %, 30 d/v
195 a 1900/,,, a 60 d/v
194 a 189 o/0, 90 d/v
Metaes.Os soberanos veuderam-se hontem,
depois das "horas da praca, e hoje a 135030 e
13^070 a dinheiro e a 13*150 e 13*200 para fim
de junho.
Durante esta qnnzena exportaram-se.......
1,257:280*080, sendo em Ouro 190:6843560, em
prata 12:336*320, em cobre 13:457* e em papel
1,038:8023000.
Em apolices do empres'.imo nacional de 1868
venderam-se hoje lotes regulares a 0O3OOO de
premio.
Ncgociaram-se hoje 28 acciies do banco do
Brasil a 1743 o 190 ditas a 1753-
A taxa do descont do banco do Brasil tica
a 9 "/o.
u FretcsCanal ordens 32/6, 35/, 37/6 e40/,
carga limitada e completo42/6 e 3 %; dito, via
Santos 37/6 e 42/6 e 5 % ; dito, via Baha 42/6 e
3 04; Sandy Hook a ordens 32/6 e 5 / ; New
' /a
YorT
7/6 e 5
Lisboa a ordens 40/ e o % ;
Valparaizo, via Paranagu 40/ e 5 % ; Havre 42
fr. e 50 cts. c 10 %, 900 kilogrammas, navio sera
ser da linha 45/ e 10/ %, 20 hundred weight, va-
por inglez ; Havre, navio da linha, 40 e 45 frs. e
10 %; Montevideo 3 por cada pipa de agur-
dente ; Marselha 35 r, e 10 /o.
Gneros.Caf lavado, de 7*500 a 10*500
por arroba ; fino e superior. 8* a 8*800 por ar-
roba ; 1" boa, 73400 a 73700 por arroba ; re-
gular e 1" ordinaria, de 5*700 a 73000 por arro-
roba ; 2a ordinaria, 4*600 a 5*200 por arroba ;
capitana, 6*200 a 6*400 por arroba.
Algodo, em rama de S. Paulo, 16*200 a___
16*5(10 por arroba ; dito de Minas, 10.5000 por
arroba.
Assucar branco de Pernambuco, em saceos,
5*500 a 5*600 por arroba, dito somenos de dito
3300 por arroba.
A alfandega da corte renden de 1 a 8 do
corrente 849:377*390.
Sahiram para Pernambuco : a 6, patacho
portuguez Georgense : e 8, a barca ingleza Annie.
MATTO-CROSSO.
Recebemos datos desta prov'mea at 7 do pas-
sado. As noticias sao despidas de interesse. O
processo eleitoral correr em que tivesse havdo
em ponto algum perturbacao da ordem publica.
O resultado nos differenles collegios da provin-
cia foi oseguinte :
CuyabDr. Prannos Jnior........ 82 votos.
> Padre Barreto.............. 82
PoconParanhos Jnior........... 19 b
Barreto.................... 19
Matto-GrossoParanhos Jnior....... 12 o
Barrlo............... 12 >
Nao houve eleicao no collega de Miranda (12
elatores), em conseqaencia da invasao para-
guaya. F
O resultado final, incluidos os votos de Santo
Asaa de Parnaliyba, j conhecido aqui, o se-
guate :
Dr. J. M. da Silva Paranhos Jnior........
.Protonotario apostlico Ernesto Camillo Bar-
"*>................................. 125
MINAS GERAES
Lemos no Notwiador:
A esforgos do delegado de polica do termo
da cidade da Concecao, forara recolhidoa a prisa
Jos Pereira Rineiro e Joaquim Hibciro Filgueiras,
indiciados mandante e mandatario do assassinato
do subdelegado de polica da Tapara, Sincero Joa-
juim Barbosa.
Na freguezia da cidrde do liberaba e na fa-
125
S. PAULO.
Temfls follas desta provineia at3 do cor-
rente. O 3 vico-pnndente, commendador Rosa,
passara no dia 1 a ailministracao da provincia ao
Io tice-presidente Dr. Ji.s Elias Pacheco Jordio.
Noticia o Coririo de S. Paulo de 4:
Deu-se ha ]>oucos dias na fazenda do senador
Fonseca, no termo de Jundiahy, um lamentavel
desastre : um moco de mais ou menes i annos,
neto do commendador Queiroz Telles, andando a
caca com um fe, tor da faaenda, recebeu deste, ca-
sualmente, e sein a mnima intencao, um tiro ce
espingarda, disparado a queiraa-rup^a. A victima
recebeu toda* a carga na regijo abdominal, falle
cendo poucas horas depois, em camnlio da cida-
de, para onde era conduzido.
L-se no Diai t de S. Paula de 1:
Communicam-nos da secretaria de polica :
Os dous gales Jacintho e Elias, que no da 13
do corrente mez se evadiram desta capital, achara-
se reeolbidos a cadeia da cidade da Constituicao,
segundo partcpou o respectivo delegado de po-
lica.
O pjjmero loi preso no barro do Limoeiro
daquclla cidade, e o segundo jia freguezia do
Tiet, em vrtude da circular desta repartigao de
14 do inesmo mez. Declararan), sendo interro-
gados pelo delegado de polica, que, tendo ido bus-
car agua no chafariz da Plvora, aproveitaram a
distraerlo dos guardas, |iiiettendo-se em um pe-
queo mato, evadiram-se, conservando-se todo o
dia emreuhados nesse mato, d'onde sahiram
noite por causa da muita chuva, e seguram pela
estrada da Constitugiio com destino ao sertao.
Foram dadas as necessarias-providencias a(m
de serem recondnzidcs captol.
Lemos no Correto Paulistano :
Desde a instoilaeao do tirso jurdico de S.
Paulo em 1828 atl o presente, tm sido approva-
vados para-o grao de dotitor em direito 73 hacha-
reis formados na mesma faculdade, sendo nascidos
em S. Paulo 27, na corte e provincia do Rio de
Janeiro 22, na R?.hia 10, em Minas -5, em S. Pe-
dro do Sul 3, em Goyaz 1. em Alagas 1, e fra
do Imperio 5.
baha.
No da 7 do corrente procedeu* congrega-
gao benedictina cleicSo geral para os cargos da
ordem, sahndo eieitos:
. Abbado geral, Fr. Manoel de S. Caetano
Pinto.
D. Abbade do Rio de Janeiro, Fr. Jos da Pu-
plicaeao Franco.
D. Abbade de Pernambuco, Fr. Eugenio de
Santa Escolstica e S.
D. Abbade da Parahyba, Fr. Jos da Exaltaco
Marques.
D. Abbade de S. Paulo, Fr. Joao de S. Bento
Pereira.
D. Abbade da Graca, Fr. Joviniano de Santa
Dellina Barauna.
1 Visitador, Fr. Antonio do Patrocino Araujo.
2" dito, Fr. Jos do Santa Maria Amaral.
Procurador geral dr. Babia. Fr. Manoel do Es-
pirito Santo.
Dito do Rio, Fr.' Joan das. Mercs Ramos.
Chronisu, Fr. Jos de Santa Julia BMlho.
Mestre de novicos, Fr. Antonio de S. Bento
Nunes.
Secretario da congregacao, Fr. Jesuno da Con-
cecao.
Prior da Bahia, Fr. Lourenco de Santo Cecilia.
Presidente de Soroeaba, Fr. Joao do Coracao de
Maria Neiva,
Dito de Santos, Fr. Joaquim da Purificacao
Araujo.
Io definidor, Fr. Ma ioel da Concecao Monte.
2' dito, Fr. Joao do S. Jos Paiva.
3o dito, Fr. Joaquim de S. Carlos Oliveira.
4o dito, Fr. Benlo da Trindade Crtez.
5" dito, Fr. Antonio de Santa gueda Carneiro.
Tentara suicdar-seo capitao Honorio Belni-
no de Souza, com um tiro de rewolver, em conse-
quencia de apuros finuieeiros.
Fallecer o chefe de seccao da secretorio de
polica, Rogerio Guanaos Ribeiro.
Pelo jury da Cachoera, fra condemnadoa
gales perpetuas Julio Guanaes d'Alpha, assassino
do vipario Francisco Joaquim Alves Normaoha.
Sobre a secca que lavra no sertao da pro-
vincia, lemos no Commercial, da Feira de Santa
Auna :
Ha nove mezes que o centro desta provincia
luu com urna secca crael. **
Os layradores, que tinham suas esperanQas no
invern, j vao desanimando depois de teretn atra-
vessado o mez de abril debaixo de um sol o mais
ardente contra a espectotiva dos mais annos.
" As plantacees de mandioca, milho e feijao j
foram mingoadas o anuo passado, era virtudc da
escassez do invern.
O fnmo que tern um lempo determinado para
semear-se a planta e depois de cinco ou seis se-
manas fazei-se a n udanca para as covas, julga-
se que nao haver mai1 safra deste importante ge-
nero, porque o lempo proprio est passando-so e
lorna-se infecundo fra delle.
' O prejuizo dos creadores *consideravel e in-
fallivelmente, muito milis terao soffrer se con-
tinuar por algum lempo este estado de cousas.
< Finalmente, todos os gneros, especialmente
os alimenticios, sobem diariamente de preco, e a
parte da populacho mais destituida de meios luta
a bracos com a fomeo mais terrivel dos Qa-
gellos.
Todos os dias chef.am do centro emigrados
que pntam a situacao le algumas localidades com
o aspecto de hediondez.
Lemos no Jornal da Bahia :
No dia 24 do mez passado no lugar denomi-
nado Motuca, estrada do Barro Branco, do termo
dos Lences,passardo o negociante Candido Jos
Leite, ouvio a delonacao de ura tiro, e voltondo-se.
vio um individuo abaixa em urna grande pedra,
com o rosto voltodo para n3o ser conhecido. Jul-
gando a principio ser algum eagador, acenou-lhe,
mas em resposta receben outeo tiro, que se em
pregou no animal, em que ia montado, pelo que
tratou de correr, sendo ainda disparados raaia
tres tiros, um dos quaes o ferio em urna perna. t
A alfandega ronden de 1 a 11 do corrento
304:5523764.
O_cambio regulaya : sobre Londres 18 3/i a
b, na provincia de Pernambuco, visto nao ter ti-
rada o *on titulo e entrada en
lejal.
exercicio nojiraio
soa. Narciso Jos da Silva; Domingos Jos de Sou
Jos L.'Gonalves Ferreira
Jos Peixoto da Fonceca.:
& CT
500
500
Jl vapor inglez Oftro iroaxe para os Srs.:
p"*i ......en-- -
100:00#000
91.20030*
38:2965520
13:0005000
6:450DOD
inorim Irmro
II. oaitli & C..................
Jos da Silva Loyo A C.......
Francisco J. da Coste Arajo.....
Pedir Carneiro & C...........
J. M. Palmeira.................
Maury Romaguera llyjo itC..... 1,833 St
CQ^SELHO. DE QUAOT1 CACAO.Amanba
reune-se nos consistorios das respectivas matrizes
o conselho de qalific'acao, para a revisao e quali-
ficacao amina da guarda nacidnal das parochias de
S. Fre Pedro Goncalve?, Sallto Antonio, Roa-Vista,
Afogados e Jaboaiao.
AS ALMAS CARIDOSAS.l'edem-nos a b
ilas '.cumies linbas :
Km nome dessa virtud-; evanglica, a carida-
de, chamamos a atteneao dos coracSes genereses,
em marco do corrente anuo, para urna familia
attribula'ila, que entao residimlo ra de S. Gon-
oalo n 5, passou-so para i-ua Relia n. 3, onde
cha-sc actualinentb. As nossas vozes nao foram
em vio, nem estorisou-so na indifferenca essa
invoca^ao em prol de urna mai de familia, 'que via
o contina a ver o marido postrado em um leit
de ddr ha mais de 9 annos, sem ter mais o que
gastar para sua sustentacao e dos filhiohos tam-
bera doentes; porque a vluva de que falla o BvMH
gcllio, l foi tambem levar o sen obulo ao aj>jo
que soluca, a martyr que supp! iea.
i Em nome do ltissimo, piis, agradecemos de
todo o coracao aquelles que, levados do tao nobres
scnlinentos* enxug_aram as lagrimas, que a mais
evanglica resignacao sabe conter, tendo smenle
como recompensa" a doce eiroeo, que eleva a
Ria que a experimenta por forca de urna tal efh-
sa; e em nomedesses mesmos. sentimentos, agora
vimos solicitar a continuar.) d tao necessario
auxilio queMa desolada famil a, que sem elle por
certo se aniquilar, e isto faiemos tanto mais con-
fiados no effeito, quanto esto nm mez em que a
Mai de Misericordia tem afcei to o cofre dff suas
inexhauriveis gracas para aquelles que naterra
sabem praticar os preceitos de sua divina let, toda,
de amor e dfe soccorro reciproco, como sempre o
manifestaran! os Francisco Xavier e os Joao de
Deus; os quaes assim se repr )duzirao em nossos
dias.
EN'GUSH BANK OF RIO DE JAIfEIROEste
estabelccimento resolveu, que o sello fixo de 200
ris, pagavcl sobre os cheques tirados contra o
mesmo banco, por forca do decreto n.-4334 de 17
de abril ultimo, corra por ennta do sacador dos
referidos cheques, qliando foren daqivmtia menor
de 2:000*, prevalecendo esto piovidencia al nova
intimarlo.
CONCURSO NO ARSENAL DE MARINHA.Nao
comec,ou hontem o concuiso pira provimento dos
lugares do escrivao e ajudante do almoxarfado e
de amanuenses da secretoria desse arsenal.
Foram designados para a coniiiisso de exame
os Srs. Dr Antonio Wtruvio Pinto Bandera Ac-
cin de Vasconcellos, era escriifuracao por parti-
das dobrndas, padre Vicente Fe reir de Scqueira
Varejao, em aritlimetica, e majnr Salvador Hen-
rique de Albuqucrque, em ,'ramraatica nacio-
nal.
za Peixoto, Antonio Moreira Vinosa, Francisco Mo-
reira Pinto Barbosa, sna senhora, 2 filhos rnenon's
e 1 criada, Ignacio Jos Toro, Jos Alves da Silva
Ouimaraes, sua senhora e 1 criad, Jos Peres da
Cruz, Antonio Ferrara da Silva Maia, sua senhora
e 1 criada, Francisco Jos Goncalves da Silva e
Manoel Jos da Fonseca.
Vindos io vapor JJouro, do Ro de Ja-4
neiro: *
Joao Gomes Machado e sua senhora, Arthur
da Costa Froire, Francisco Antonio de Albuquer-
que, 8. R. Dewin.
Sabidos para o sul m paquete francez
Gnieniie :
Maria (irfltia da caridade). Fnderico.Gauter,
, Dr. Fehppa Lopes Netto, Joao Garriere, Dr. Pauli-
no Rodrigues Fernandes Chaves, sua spnhora, 2
filhos e 1 criUi, Luiz FcUpp* do Soma Leo e 1
criado, Cario Cassia, Jos Maria Ribeiro, Giosne
delle Pattagla, Le Battaglia Domenco, De Nictolo
Michele, CriteJIi Gaetaflo, Sabnino fij*anoAR-
' CEMITKRO PriiLIi'.O.-Obituaiio do da* 12 d
corrente.
Francisca das Chagas Dias da Roca, Pernambu-
co, 30 annos, casada, Recife ; feLre pulpera!.
aukmo?! yMhfrn, 43 airaos, S. Jos ; retenco de
urina.
Mari* Antonia da CostaFroire, Pernambuco, 80
annos, casada, Jianto Antonio l^rysipela.
Manoel Thomaz dos Santos, Pernambuco, 40 annos,
viuvo, S. Jos; gastro hepatite.
Manoel Firmo dos Santos, Pernamuuco,46 annos,
casado, Boa Vista ; luberculsacao*
Rdcera-nascido, Pernambuco, Recite ; ao nasceff
Cypriano, Pernambuco, 47 anndS, casado, Boa-
Vista; cystite.
Francisco Joaquim Leite, Pernamluco, 35 annos,
L casado, S. Jos; phtysica.
13 t ?
Claudina Mara do Cahno, Pernambuco, 28 adnos,
viuv) S. Jos; oscrophulas.
Jacintho da Concecao, PernamUacn, 20 annos, sol-
lero, Boa-Visu; apoplexia ceretral.
Anna, Pernambuco, 4 mezes, S. Jos ; convul-
soes.
Idalina, Pernambuco, 3^nnos, S. Jos; convul-
soes.
Candida Maria da Concecao, Pernambuco. 21 an-
nos, soltera, Boa-Vista ; queiinadura. *
rito saltam de todos os Jados; as vezes ha um pon-
co mais -de sal, verdade; mas to gostoso, tao
picante, to a'gradavel II
Vo ver, minhas senhoras, hao de gostor, eu
Ihes juro. En, nao faltorc segunda represen-
taco. ,
lm anudar provinciano.
Perversidade.
Para o publico e especialmente pira as
autoridades dopaiz apreciarem devidamente
o crime e pertersidade, enmettido em
pleno dia para com a pessoa do abaixo as-
signado. #
As ahorasda manh3a de hoje me achava
f^m meu estabelecimento, quando de lobito
sou atacado pelo Sr. Joaquim Goncalves da
Albuquerque e Silva, e com elle mais dous
sicarios satis empregados, quando a minha
freWe vejo de Taca em punho o assassino
(empregado do Sr. Albuquerque e Silva)
Urbaro Sabino Pessoa de^elld* o qual ati-
rando-me o ptiineiro golpe de faca de
ponta, fui felizmente protegido pote Sr.
capitao Iiino Januario de OliveiA,; que,
ouvindo o alarma*, veto em meu soccorro
pode ainda evitar que a faca de tal
cecao Bravo & C. e droeujstoslJoo da Silva Fa-
na & Irmao. *
Sendo,-portante, evidentes ts esforcos emprega
dos pelos propnetarws do referido estabelecimen-
te para sat.sfactoriament de^^barem os pedidos
e recetas que Ihes foren enlerecados, esperar
que o ropeitavel publico Ibes presen sua valio-
sa eoadjovap^ ,>elo que ettario proraptos a qual-
qner hora do diae noutra proslaicm os seus ser-
Boa Vista, 3 de maio de 1869.
C. Cofo & C.
COMMERCIO.
, PRA^A DO RECIFE 14 DE MAIO.
DE 1869.
3 1/2 HORAS DA TABDK.
Londres 90 d/v 18 3/4
AS
Cambio sobre
1*000.
d. por
, LADRAO DE-CAVALIXJS. Pelo^subdelegado ta^do"^-^ "o a proTa mais hube
do primeiro districto de Nazardh, foi preso era l]p *; nma '%rata 'riH mpi., ininnlAe.
flagrante 110 da 17 do mez passado, rchx da Ro
chaJjins, furtando um cavallo e pronunciou-o em
vista das praaas do pr<)ce3so.
FERIM10NTO3 GRAVES.No dia 21 do passa-
do, no lugar Surubim, no termo do Limoeiro, An-
tonin Jos, conhecido por Antor io Cafnrete, deu
um tiro e urna pancada cora o couce da arma era
sua mullier, deixando-a em perico de vida. A au-
toridade policial promova a sua aplura.
PARA O SUL DO IMPERIO.Com os recebidos
em nosso porto, levou o vapr>r Guienne 214 pas-
sageiros, entre os quaes o Rvm. Carlos'Cassia, fa-
miliar do Exm. e Rvm. Sr. bispo diocesano.
PARA A EUROPA.Incluind os recebidos em
nosso porto, levou o vapor Donro, 349 passagei
ros.
FESTA E PrtOCISSAO.A o Espirito Santo,
na sua igreja e na do convento de S. Francisco,
devem ter lugar amanha, e nao hoje, como hon-
tem declaramos.
ALFAIATE. Para a offlciiia dos Srs. Lima,
Lessa A C-, ra Nova n. 14, cliegoOtWo Guien-
ne, de Lisboa, um hbil mestre de alfaiTe.
EPIDEMIA NA BATA VIA.As ultimas noticias
dizem que grassa por Samarang urna terrivel epi-
demia. Milhares de indgenas tem morrido de fe-
bres.
As erabarcacoes grandes e pepenas etao sem
tripulantes, e os navios por este motivo nao po-
dem descarregar-se. Morrem pelas ras ho-
mens innmeros, c encontram-se nos balis e as
casas cadveres insepultos, ten lo seus parentes
e amibos fgido para as montanhas aonde o fla-
gello os vai seguindo com assustadora rapidez.
Ao flagello da peste seguir-se-ha. o da fome, por-
quanto os arrozaes cstao sem cultura por falta de
bracos.
BENCAO. A irmandade de Nossa Senhora do
Terco pede a todas as outras contrarias desta ci-
dade, que mandem repicar os sinos de suas igre-
jas hoje peia manhaa, quando so celebrar a beo-
cao da cruz do alto do altarmr daquella igreja,
acto que ser annunciado por gyrapdoles de fo-
guetes.
LOTERA.A que se acha a venda a 106a a
deneficio da matriz de Villa-Bella, que corre no
dia 20.
PASSAGEIROS.Vindos de Bordeaux c portos
intermedi >s, no vapor Guienne:
Michel Vignes, Xavier Olivier, Philogone Adour
e seu filho; A. Ferdnand Labourau, Adolph Bur-
le, Augusto Detot e Jos Cantoso Ferreira.
Sabidos para o sul no vapo:- Guar:
PUBLICACOES tf PEDIDO.
Theatro.
O Passaro Azul.
Rimosabomrir ecomnosco grande parte dol
publico desta cidade, assistindo na noite de quata-
feira, no Santa Isabel, aprmera reiresentucoue
urna das mais espirituosas e bem elaboradas come-
das.que conhecemos, o Passaro Azul.
Nao pertencendo classe desas comedias, que
sera urna lico proveitosa, eausanr ros espectado-
res o tedio e fastio, em razo do espirito grosseiro,
de que se acham eivadas; o Passaio Azul faz-se
credor da mais seria attencao e eslulo, j pelo de-
licado do seu jocoso enredo, j pela successo r-
pida das suas scenas, to ricas te^se espirito fi-
no o agudo, que, sem offensa moral, accorda-nos
a hilaridade, e j finalmente pelo de desta mxima do grande moralista francezMal
sabe a mullier que arma poderosa ten na branda-
r-< e docilidade I
A sua execucao foi a mais satisfactoria posgirel.
A mais acertada distribuicao dos papis exhibi
todos os mritos reaes dessa bella composicao dra-
mtica, que a par do Colombo, Nobleza, Lzaro,
Aime, e outros primores Iliterarios, veio na actual
empreza enriquecer o archivo do Santa Isabel,
gracas ao zelo do Sr. Coimbra.
Dando sinceros parabens aos artistas que toma-
ran) parte no desempenho do Passaro Azul, cum-
pre dizer :
Ao Sr. Martinhoque o seu trabalno tare tao
bom que pode orgulhar-se delle.
A' Sra. D. Juliaijue, realisando c personagem
rante de que urna artisU de mrito incontes-
tavel.
A' Sra. D. Apoloniaque agradou mulo, m>s
qup conven) nao fallar to rpido, para que melhor
se aprecie os ditos agudos de que est saturado o
seu bonito papel.
Ao Sr. Jos Victorinoque, se agradou pela dic-
tan, pnmou pelos gestos tao significativos, e qne
nao deixam em duvida quanto merece como ar-
tista.
A' Sra. D. Carolinaque imprimi com verda-
de a ingennidade do typo que Ihe oi confiado, e
que nisto est o seu louvor.
Ao Sr. Jordani e D. Cleliaque nos seus papis
se houveram de tal modo que se tornaran) ainda
mais urna vez merecedores dos encomios dos que
sabem aquilatar o mrito artstico.
Na note de hoje tem lugar a segunla represen-
tacao do Passaro Azul. Os que anda nao a vi-
rara, podem ir ao Santo Isabel julgar da verdade
do que acabamos de dizer, e estamos certos de que
nao negarlo urna palma comeda o aos artistas
que a desempenham.
Tambem subir scena- lioje e pela pnmeira
vez urna comedia-dr* ma, intituladaMulher que
perde e mulher que salva, composto pela Sra. D.
Maria Vellnti, nma, seno a nica, a i poucas ar-
tistas dramticas que no nosso paiz coDprehendem
que o seu augusto inister nao se resume em deco-
rar papis, mas que, para bem desemponha-lo,
faz-se preciso o conheciraento da grimmatica da
lingua verncula, da historia, da esthetica e de al-
gumas das lnguas estrangeiras mais conhecidas o
falladas.
Assim q 'e as horas que pode furtor s snas
oceupacoes de artista, applica-se ao es udo da litle-
ratura nacional e estrangeira, e verte do francez
para o portagnez alguma composiclo dramtica.
E' pois de esperar que a inteligente e instruida
artista nos offereca um bello fructo d2 suas locu-
braedes. -
M.
Rectificaqo a um artigo do Jor-
nal dCommercio de Lisboa.
Acabando de 1er no Jornal do Commercio de
Lisboa de 17 de abril prximo passado, urna pu-
blicacao qu me diz respeito (j me achando au-
sente), e vendo que ella se resente de algumas
inexactidoes, sem duvida por estar o seu autor
mal informado, apresso-me era assim o declarar
ne-li cidade, como o taja tambera era Lisboa.
Urna dessas inexactidoes o quam ilativo com
Jue diz que concern na subscripto para o asylo
e Maria Pia, pois dando eu como membro da
commissao apenas 1003, moeda deste paiz, apre-
cie 10 annos, dous menores de 3 annos, dous cria- sento-me o autor da mesma publicacao como sig-
natorio do valor a que montou, pouco roals ou
18 7/8 d., sobre Pars 508 rs., e sobre Hamburgo
940 a 948 rs.
PERNAMBUCO.
REVISTA DIARIA.
ASSEMBLA PROVINCIAL.-Deifou hontem de
funccionar, por falta de nnmoro legal d3 deDU-
tados. r
JUIZ DE DIREiTO. Por decretode 30 do pas-
sado, do mnisterio da jjstica foi declarado de
nenhum effeito o decroto de 6 de maio de 1868,
zenda dos Badojos foi assassinado com urna faca- que nomeou o baclwrel Felisbino de Mendonca
da no lado osquerdo do peito, um escravo do Do- Vasconcellos^uiz de reio da comarca de Cabro-
dos e urna escrava, Dr. Luiz Jos de Medeiros,
Bernardno Jos dos Santos, nma escrava de Jos
Marques Lopes a Mendes Jos Fernandes, Domin-
gos da Silva Campello, Paulino Dias Fernandes,
sua senhora, urna filha menor e urna criada, urna
escrava do Dr. Nabor C. Bezerra Cavalcante,
Francis de Moraes Sarment, Jos Maria da Sil-
va, Jos Pinto de Araajo, Joaquim Maia Sobri-
nho, Joaquim Mendes da Fonceca, Joaquim Mar-
ques da Rosa, Jos Lourenco, D. Lionida Maria
Maia e sua escrava, Jos M. de Castro, um escra-
vo do baro de Naiaratb, Antonio Felippe da Mot-
ta, Jos da Silva Maia e seu criado, Frederico Au-
gusto Reg, Roberto Francisco Nogueira, Manoel
Lopes d'Olveira, Joaquim da Fonceca e Silva, Ri-
ta Luiza do Nascimenlo, 13 recrutas para o exer-
cita, Jos Dativo dos Passos Basto?, dous escravos
de Braga Gomes & C-, Theodoro Carneiro dos San-
tos, Jos M. Goncalves Pereira, Isiquiel Pekoha e
Leonor Ruten.
_ Sabidos para o norte no vapor Coruripe:
Joao Luis do Reg Luna, Antonio Luiz do Reg
Luna, Lauro Augusto da Silva, Manoel da Costa
Lima, Francisco Joaquim Pereira Barroso, Julio
Augusto Pereira Barroso, Joo Rodolpho, sua se
nhora, quatro filhos, sua mai, urna cunhada e tres
criados e Raymundo Neubon.
= Sabidos para a Europa no paquete inglez
Douro :
Dr. Virgilio de Gusmo Colho, ua senhera e 1
filho, Samuel Power Johnslon, Adolpho Burmes-
ter, Joe Mendes da Cruz Guimaraes, Antonio A-
Ksto da Silva, Ant. nio Jos Bastos de Azevedo,
i Irancisco Correa Montero, Ignacio de Barros
Lima, Miguel Marcelino da Costa (menor) e 1
criada, Thereza de ,Jesus Oliveira Magalhes e i
filho menor, Jos da Silva Loyo Jnior, sna mn
iher, 2 filhos menores e 1 criado, liamillo Torellv
y Rombust Julio Fuerstemberg, Frederico Bro-
therhood, Nicolao Maffei, Domenicir Matleo. Anto-
nio Joaquim da Costa Guimaraes Pancada, Antonio
!S d1 .P'^ ?eno:- Fran<5'o Antonio La
Battogha Benito Cordoy Rodrigues, Leopoldo Au-
gusto da I-onseea, Isidoro Bastos de Oliveira, Fran-
cisco Ignacio de Oliveira, bario de laragu, Mara
de Mendonca Guimaraes, Vctor Accin Wander-
ley e sua seahora, Isabel de Mendorca Pinto Pes-
raenos, a citada subscripcao.
Dito isto, agradece as boas ntenco :s do quem
quer qu seja que o motivou, e peto lesculpa da
rectificacao que faco.
Recife, 14 de maio de 1869.
E. R. tabello.
Agradecimento.
O abaixo assignado, vem por meio da
imprensa, agradecer ao Illm. Sr. Bernrrdi-
no da Silva Costa Campos, os obsequios
que se dignou dispensar-lhe durante o tem
po que se achava desarrumado nesta cida-
de e por tal principio, fazer patente, as
bellas quahdades desso cavalheiro, e receba
o mesmo Sr. Campos os proteste s de mi-
nha eterna gratidao.
Recife, 15 de maio de 1869.
Luiz Cremona.
Passaro azul.
Nao gosto do dramaihao, era que os demonios
em braza no9 amedrontam com seus inlernaes ful-
gores, em que a gritara ensordece, sra que as
maldic<5es parecen) ameacar at o pacifico espec-
tador. Sou medroso e por isso vou poucas vezes
ao theatro; porm hontem, pegando por acaso em
um jornal, dei com um titulo original ti esquisito,
que me tentou sobre mdoO Passaro Azul.Eu
nunca vi, disse comigo, um passaro prologonis-
It!..... para admirar,) A... Ser destempe-
ro I Comprei um bilhete o entrei no thea-
tro. Nao destempero, nao: gostei, sos i mmen-
r.01... Atraillo que urna comedia -ramosa e
delicada I Jiei de ve-la outra vez, com certe-
za... AcheiJIl Eogracada, engracadfsima, sem
as grosserias monstruosas de certos composicoes
que se dizem ero mesmo genero, que me embu-
chara e incommo^dam. A aecao corre, ligeira
graciosa, quasi que, defsando:
sicario me nao podesse fetir, fleando a
porta de meu estabelecimento tomada pelas
pessoas do Sr. Albuquerque e Silva e
mais ura seuempre^ato de nome Raymundo,
aos*apes pdoinda oSr. c'apito Irino
embarazar que estes viessem ajudar a
Urbano em sua empreza.
Ko denunciar cu este facto ao publico e
as autoridades, necessariamente devem
estas e aquello, e enteressarem em saber
o que deu razo ao Sr. -Albuquerque e
Silva, a praticar t3o" brbaro crime. Eu
o explico. Eis o facto :
A, fres anuos que neste povoado tenho es-
tabelecido minha residencia, ecomo assim,
tenho estabeleciob urna casa de commercio,
ondfi fago as compras de gneros do paiz,
e porque tenho-me dedicado a compra de
algodo, entrando portanto em competencia
do mercado igualmente com os demais ne-
gociantes, por este facto tem entendido o
Sr. Albuquerque e Silva, que a.minha pessoa
njopde, ou elle nao quer que eu entre em
compras deste genero; desde o dia pri-
meiroda minha primeira compra, ficou
desde logo o Sr. Silva habilitado a m pro-
vocar no acto de minhas compras, servindo-
se para este fim de seus sicario ," os qnaes
teem o titulo de correctores, e sao os j
mencionaaos ; nao obstante as reiteradas
vezes que tenHb solrido insultos deste Sr.
Silva, sempre providencien nunca usando eu
do mesmo procedimento, por me conven-
cer que este meu procedimento seria bas-
tante para que elle se reprimisse, porque
assim procede quemjeve alguma" educago:
era o que nao succedia, tanto que, os fados
de dia em dia, eram reproduzidos, nao s
para comigo, como para com todos ou quasi
todos aquelles que compram algodo,
Nao ha outro motivo se nao o que ficaJ
cima mencionado ; appello para a consci-
enda do mesmo Sr. Silva, que a ter cons-
iienciencia, por certo nao (r o contrario.
Naturalmente o meu procedimento la-
dente, fez callar no arrojado animo do Sf.
Silva, que eu nada Ihe podia*fazer por ser
estrangeiro. De fado nao se enganou, pois
nao quiz e nem estou disposto a ser mo
hospede, fui sempre guardando as cdftvi-
niencias que o caso por Si efigia, por'coro-
prehender que, o fim da pretendo do Sr-
Joaquim Gongalves de Albuquerque e Silva,
era :
Que eu acceilarido a lava por elle Mira-
da, dest'arte via elle realisado a perverso
desejo de sua alta ambico. ambiguo desco-
munal, ficando eu privado de minha vida, ou
na falla deste crime, de minha liberdade, sen-
do em toes casos eu criminoso I
Felizmente para mim, nunca Uve destes
momentos de brutal ferocidade,
A verdade elealdade com que venhora
imprensa para expr as circunstancias que
para comigo se teem dado, ellas sao igual-
mente patentes aos habitantes deste povoa-
do, j por que tenho soffrido publicamente
estas araeagas, j por que outros commer-
ciantes igualmente teem soffrido.
A dez mezes que scena igual a de hoje,
foram os abitantes deste povoado testemu-
nhas, ex o caso :
As 7 horas da tarde de certo 'ia, enva-
de o Sr. Albuquerque e Sdva a casa do
commerciante Joaquim Ribeiro da Cruz, e
com elle mais dous de cacetes, e Rjbeiro
s em sua casa soffre diversas contusoes,
acabada a scena rjjtira-se o Sr. Silva com
os seus sicarios, na santa paz do Senhor!
E por que tanta ferocidade derramada
pelo Sr. Joaquim Gongalves de Albuquerque
e Silva ?
Porque Cruz vendia em seu estabeleci-
mento bolacha a 180 rs, qoando o Sr. Sil-
va vendia em sua padaria a 200 rs?....
Onde vio o Sr. Sitv ser vedada a com-
petencia entre os commerciantes?
Ento por Ihe nao ser possivel vedar a
que o outro commerciante vendesse seu ge-
nero-pelo prego que Ihe aprovesse, langa
o Sr. Silva mi de meios que a sociedade
reprova e condemna I escudando-se emdizer
que tem muito dinheiro!...
Ficando assim impune eximes que por
sua gravidade nao admitiere fianga?? O
quesera de mim e de meus considados, a
nao ter estes factos a devid penna?
Amanha serebos levados a tiro 11
Confio, que as autoridades de um paiz
moralisado como o Brasil, nao deixaro
impunes criminosos que affrontam a socie-
dade. em seu pudor e a lei em sua especial
disposigo, garanta de vida; conho ainda,
que todo o homem sensato reprovar e re-
provar com todo o dessabor procedimen-
to desta ordem, que era s Maca a mo-
ralidade publica, como a propria reputago
de quem assim procede.
Portanto, vou recorrerlas autoridades
competente, nem s para proceder contra
os sicarios que tentaram contra a minha
vida, como pedir garanta de minha vida
ameagada, por eujo acto responsavel o Sr.
Joaquim Gongalves do Albuquerque e Silva,
como mandatario, com a sua assistencia.
Trombetas, 12 de maio de 1869.
[Antonio Leite de Magalhes Bastos.
F. J. Silveira
Presidente.
Leal Seve
Secretario.
CASADECAMBIO
Teodoro Simn & C.
Compram e vendem por conta propria
metaes,moedas Ba&onaee e estrangeiras,
letras de cambiij, tedalas do govenio e do
qanco d Brasil.
Descontara letras da trra e outros ttu-
los, commerciaes.
Encarregam-se por conta alheia das mes-
mas transaeges, da cobranga de letras da
trra e de outros ttulos commerciaes.
Recebem quaesquer quantias em deposi-
to, em conta corrente, e a prazo fixo.
Largo do Corpo Santo n. 21.
' ENGLISH BANK
Of Rio de Janeiro Limited
Desconta lettras da praga taxa a con-
vencional
Recebe dinheiro em conta corrente e a
prazo fixo. "
Saca vista ou praso sobre as cidades
principaes da Europa, tem agencias na Ba-
hia, Buenos-Ayres, Montevideo, New-York
e New-Orteans, e imitte cartas de crebito,
para os mesmos lugares. ^
Largo do Pelourinho n? 7
Banco Mau & C.
lina do Commercio n. 34.
Desconta letras commerciaes a laxa convencio-
nal.
Recebe dinheiro a premio por letras e'cra conta
corrente.
Confere crditos e saca sobre as principaes pft-
cambiaos sobre as mesmas pracas.
Encarrega-sc por commissao de compra e ven-
da de fundos pblicos e accoes de companhias, da
cobranga de letras e dividendos, ou de seu paga-
mento, e de qualquer outra operacao naneara.
ALFANDEGA.
Rendimento do dia 1 a 13. 410:1734766
(dem do dia- li 14:34J606
424:516/372
litO
335
MOVIMENTO DA ALFANDEGA
Wolumes entrados cora fazendas 413
Idera idem com gneros 847
Volumes sahidos com fazendas 44
Idera idem com generas 291
Descarregam hoje 15 de maio
Vapor nglez=Sa/adm=mercadorias.
Barca inglezaSeraphinomercadorias.
Brigue portugtiezFfonndimercadorias.
Brigue inglez^Gtaucusbacalhao.
Escuna hespanholaRosita cvinhos.
Sumaca he#panhola=Porlo/oivinho.
Barca portugnezaC/ RECEBEDORIA DE RENDAS INTERNAS GE-
RAES DE PERNAMBUCO.
Rendimento do dia 1 a 13. 24:239oi5
dem do dia 14...... 1:056*228
25:295*773
CONSULADO PROVINCIAL
Rendimento do dia 1 a 13.
Idem do dia 14. .
47:2971034
2:596109
49:893*143
Aos Illms. Srs. mdicos *e ao
publico ero geral.
Acaba" de prover-s a botica da ra da Impera-
triz n. 77, de nm completo sortimento de medica-
ra
enios, producto chiracos, pharmaceuticos, tin-
tos e todos, os arligos concernentes a estobeleci-
mentos dessa ordem.
No intuito de sorm satisfeitos quaesquer pedi-
dos ou receitos, os pr?pretarios do mesmo esta-
betocimento, ante do receberem as facturas qne
aperam de Pars Lisboa, Inglaterra, Hamburgo,
ele., resolveram sorti-lo, comprando medicamen-
tos as importantes pbarmacias' dos Srs. P. Han
e rer 4C., Bartbolomeu & C, Joaquim Martinho da r.
os jogos de espi-1 Cruz Correa, Manoel Alves Barbos^ Jlo da Con-1 cadeira o 1 na *.
MOVIMENTO DO PORTO.
Navio entrado no da 13.
Rio-Grande do Sul25 dias, patacho braseiro
Francoln, de 250 toneladas, capitao Joaquim
Monteiro Merelles, equipsgem H, carga 13,800
arrobas de carne ; a Amorim Irmao.
Navios sahidos no mesmo dia.
MarseilleBrigue francez S. Lotus, capitao An-
douard, carga assucar.
MaceiBarca ingleza Roderick hu, capitao Gal-
loway, em lastro.
Mamanguape -Vapor braseiro Coruripe, com-
inafldante Penna, carga varios gneros.
Navios entrados no da 14.
Rio de Janeiro e Bahia6 dias, vapor inglez Dou- .
ro, de 2,824 toneladas, conimandante Woolward,
equlpagem 120, carga differenles gneros ; a
Adarason Howie & C.
Montevideo28 dias, palhabote portuguez floro
Protegido, de 126 toneladas, capitao J. Franco,
equipagem 8, carga 2,600 qtiintaes hespanhes
de carne ; a Bailar & Oliveira.
Bahia5 das, patacho portuguez Ar, de 135 tone-
ladas, capitao Domingos V. dos Santos, eqoipa-
gem 9, carga 13,500 arrobas de carne; a Amo-
rim Irmao.
Navios sahillos no mesmo da.
Rio de Janeiro e BabiaVapor francez Guier.nc,
commandante A. de la No.
Southampton e portos intermediosVapor inglez
ouro, commandante Woolward.
Observacoes.
Suspendeu do tomaran para Macei a barca in-
gleza Mimosa, capitao George Pepperell, cora o
mesmo lastro que trouxe da Babia.
dem dem para a Bahia a barca ingleza Miran-
da, capitao Wakehan, com a mesma carga que
trouxe de Terra-Nova.
EOITAES.
Faculdade de Direito.
De ordem do Exm. Sr. director interino feco
publica a lista das faltos dos alumnos desto Facul-
dade com relacao ao mez de abril prximo Ando,
que foram julgadas nao abonadas em sessao d
mugregacao de 10 do corrente.
Primeiro anno.
Manoel Alexandre do Nascimento Dorneli ks,
contina a faltar na 1* cadeira.
Terceifo anno.
Romeo da Rocha Bastos, contina a faltar na !
cadeira.
Quarto anno.
Minarte Pereira Borges, 3 faltas na 2" cadeira 8
contina a faltar; Pedro Antunes Barroso Sacra-
mento, 2 ditos, idem; Vicente Pereira do Reg
Jnior, 1 na l1 cadeira e 2 na 2* ? Fernando Af-
fonso Ferreira, 1 na 1* cadeira; Horacio da Silva
Rebello e Castro, 1 dita idemj'Herculano Franr; -
co Bandeira de Mello, 1 dita dem; Micael da Sil-
veira Amaral, 4 na 1" cadeira e 1 na 2*; Arisihnr-
co Cavalcante de Albuquorquo 1 na i' cadeira
Antonio Romeiro da SUva, 2 na 1" cadeira; toa >
Baptista Guimaraes, 1 na4 cadeira; Jacome Mar-
tina Baggi d'Araujo, 2 oa 1" cadeira; Benedicto
Onofre de Albuquerque Hennques, 1 na i cadei-
ra; Jos Vicente Meira de Vasconcellos, 1 na 4a
cadeia e 1 na 2*; Marciano Goncalves da Roclu,
1 ni V cadeira; Saryro Raymundo dos Santos, 1
oa I" cadeira; Henrique Kopke Jnior, 1 dito
iclhrt; Joo de Miranda Ribeiro, 3 ditos dem ;
Alvaro Fragoso de Albuquerque, 2 ditas idem ;
Francisco Antoniode Oliveira Sobrinho, 4 na i*
' 'w
>
i
.
>
\
V ,
i
" >



-
Diario de Pernambucc- Sabbadb* 15 de Maio de

_____

1869.
-i----------
~
i cada
l i na 1
amba*.
Soere
de abr
do 18G9
Oninto anno.
Bernardo fallas inclusive ama sabbatina na i' radeira; Luiz
Viuira
Maa -aleante 3e Aiuqncr.]e, 7 na
Amonio flianrisoo Leal.
e contina a fallar ein
le de Direito do Reeife, li
O secretario,
Jos Honorio B. de Menzes.
O Dr. Tristao de Alericar Araripe, offirial
da imperial ordcm daRosa e juiz de di-
reito especial do comraercio d*esta cidade
do Reeife de Pernambuco e scu termo,
por Sua M.iL'i'stade Imperial e constitu-
cional o Sr. 0. Pedro II, a quern Deus
guarde, etc.
Faro sabor pelo presente que Antonio
Domingos Pinto, por seu advogado me fez
a sega ule peticlio:Ilim. Sr. Dr. juiz do
commercie.Antonio Domingos Pinto, quer
protestar para interromper a prescripVo
dos seos devedores, Joo Fernandes Be-
zerra.-iima letra vencida a 17 de Janeiro de
1866 de 5840610 Miguel Perusco, sua
letra vencida a 4 dejullio de 186*, de
539)5000.Bastos & Oliveira, seis letras
vencidas, do Io de julho de 1860 ao 1 de
<-o letras de I:000>000 cada urna e a ulti-
ma de 527)1140, total 5:5i7(H*0.Antonio
itorsino Xavier de Mact'do, sua letra vencida
a 10 de ouhibro de 1865, de ri71->:i().
Ernesto Botellio de Andrade, sua letra
vencida a 6 de novembro de 1864, de
SOjjttQO.Alexandre Jos Barbosa, sua le-
tra vencida a i.1 de fevereiro de 1864, de
931000.-Jos Alvares Pinto de Almeida,
saldo de sua letra vencida a 24 de Janeiro
de 1863, 1:2855700.Malinas da Veige
Drnellos. sua letra vencida a 18 de abril de
1866, de 1:165^720.Jos Alves da Silva
Pereira. sua letra vencida a 2 de maio de
1866. de 88:>000.-Antonio Joaquim de
Mello, duas letras vencidas a 4 de Janeiro
de 1864, e a 15 de fevereiro de 1865, a,
primeira de 456900, a segunda de^.....
823?930. Bpiphnnio Verrez Domingues
da Silva, sua letra vencida a 14 de dezem-
bro d 1864, 880000.Jos Baptista Ca-
bial, sua letra vencida a 17 de margo de
1866. de 1:2000000.Joaquim Manoel de
Vasconcellos, sua letra vencida a 19 de
marco de 1866, de 4000000.Francisco
Flix da Silva, suas letras vencidas a 17 de
aiarco de 1856 e outra na mesma data, sen-
do urna de 1200 e a outra de 6150000, e
a terceira a 17 de julho do mesmo anno,
do 1:2760830.Padre Bcnto Pereira do
Kego, sua letra vencida eii 28 de Janeiro
1865, de 480000.Requer. pois, a V. S:
se digne mandar tomar por termo, o seu
protesto, e marcar dia e hora, para justificar
a ausencia dos protestados.Nestes termos
pede a V. S. deferimento.E R. M.Ad-
vogaoo A. PinU).
E nesta peticao dei o seguinte despacho
Sim, justificando a ausencia no dia 19
do corrente me s onze horas do dia.
Reeife 17 de marco de 1869.Alencar Ara-
ripe.
Em virtude d'este meu despacho foi feita
a destribuico ao escrivo d'este juizo Ma-
noel de Carvalho Paes de Andrade, pelo
que o respectivo escrivo interino lavrou o
termo de protexto seguinte :
Protesto.Aos 17 de marco de 1869,
nesta cidade do Reeife, em meu cartorio,
perante mim e as testemunhas infra assig-
nadas compareceu o supplicante por seu
procurador Hermenegildo Eduardo do Reg
Monteiro, e por este foi dito que reduzia a
termo o contedo de sua petic3o retro, que
offerecia como parte do presente, que de-
pois de lido se assignou com as indicadas
testemunhas. Eu Manoel Silvino de Barros
Falco, escrivo interino, o escrevi.Her-
menegildo Eduardo do Reg Monteiro.
Joo Henriques de Albuquerque Meira.
Jos Gomes de Sant'Anna e Silva. Depois
do que produzio o supplicante suas teste-
munhas que sob juramento depuzeram con-
venientemente acerca da ausencia dos sup-
plicados, e o escrivo interino fazendo tudo
autoar, sellar e preparar, nos fez os autos
conclusos e nelles dei a sentenca do theor
seguinte:
Hei por justificada a ausencia dos suppli-
cados. que mand sejam citados por editos
de 30 dias, para o fm requerido fls. 2,
pagas as custas ex-causa.Reeife 22 de
marco de 1869.Tristo de Alencar Ara-
ripe.
Em cumprimento d'esta sentenca o res-
pectivo escrivo fez passar o presente edi-
tal, pelo theor do qual chamo, cito e hei
por citados aos ditos supplicados para no
termo de 30 dias comparecerem neste juizo
por si ou por seus procuradores, allegando
e provando o que fr alem de seu direito e
justica sob pena de revelia.
E para que chegue ao conhecimento de
todos mandei fazer o presente edital que
ser alixado nos lugares do costume e pu-
blicado pela imprensa.
Dado e passada nesta cidade do Reeife
de Pernambuco, aos 24 de marco de 1869.
Eu, Manoel Silvino de Barios Falco,
escrho interino, o subscrevi.
Declaro que o presente vai ser assignado
pelo dootor juiz de direito da segunda vara
criminal Manoel Jos da Silva Neiva.
Eu. Manoel Silvino da Barros Falco, es-
crivo interino, a declarei.
Manoel Jos da Silva Neiva.
O Dr. Manoel Jos da Silva Neiva, juiz de
direito d;i 2* vaiv d> crirpe, e substitu-
to da do commercio lesta cidade do Re-
eife de Perrfambucb < seu termo por S
11. i. que Deas gualdo i
Faco saber aos que o presente edital
virem delle noticia ti'erem, que no dia 7
de junho do crrante auno se ha de arrema
lar por vcndaaa quern mais der, depois da
respectiva audiencia o seguinte :
Urna casa de pedra e cal com duas portas
ile frente, e [urna pequea sala, est cora
armacSo de venda e urna outra sala no
fundo com dous pequeos quartos fra,
servindo um de cosinha, quintal em aberto,
situada na estrada de Bemfica nos Reme-
dios, avahada por 300;>000 ; urna dita no
mesmo lugar com urna porta ejanella de
frente, duas salas s Din quarto no meio e
ou tro fi'ira que serve lie cozinha, avahada
p0r|3OQ|BOO ; urna dita no mesmo lugar
com as mesmas commodidades da outra
cima avahada por 3000000 ; urna dita
tambera no mesmo lugar cora as mesmas
commodidades das outras avahada por
3000000, cujas casas nao tem numeraco,
e nao tem quintal dividido. As quaes fo-
ram penhoradas por execuco de Monteiro
A- Irmos, successores de Monleiro Lopes
C. contra Francisca Avila de Mendonga,
E nao havendo lancador que cubra o preco
da avaliaco a arremataco ser feita pelo
pre o da adjudicago na forma da lei.
E para que chegue ao conhecimento de
todos, mandei fazer o presente edital que
ser publicad i pela imprensa e afixado no
lugar do costume.
Reeife, 13 de maio de 1869. Eu Lan-
delino Heliodoro da Cunha escre ven te jura-
mentado o escrevi. Eu Manoel Maria Ro-
drigues do Nascimento escrive o subscrevi.
Manoel Jos da Silva Neiva.
O Dr. Manoel Jos da Silva Neiva, juiz de
direito da segunda vara criminal e subs-
tituto da do especial do commercio em
exercici > nesta cidade do Reeife de Per-
nambuco por S. M. I. e constitucional o
Sr. D. Pedro II a quem Deus guarde.
Faco saber aos que o presente edital
virem e delle noticia tiverem, que no dia
7 de junho do correnteinno se ha de arre-
matar por venda a quera mais der em pra-
ca publica deste juizo depois da respectiva
audiencia o seguinte:
20 barricas com farinha de trigo de pri-
meira qualidade 300 cada barrica, sendo
a importancia total de todas de 6000. As
quaes foram penhoradas por execuco de
Antonio Joaquim Salgado contra Luiz Fon-
seca de Macedo. E nao havendo lancador
que cubra o preco da avaliaco a arrema-
taco ser feila pelo preco da aujudicace
na forma da lei.
E para que chegue ao conhecimento de
todos mandei paasar o presente que ser
publicado pela imprensa e allixado no lugar
do costume.
Reeife, i 4 de maio de 1869. Eu Lan-
delino Heliodoro da Cunha escrevente ju-
ramentado o escrevi. Eu Manoel Maria
Kodrigues do Nascimento escrivo o sub-
escrevi.
Manoel Jos da Silra Neivas.
DECURACOES.
COMBO DE COMPRAS NAVAES
O conselho promove no dia 19 do cor-
rente mez, sob as conces do estylo e a
vista de propostas recibidas at as H
horas da manh, a compra dos seguintes
objectos do material da armada.
Para provimento do almoxarifado, 6 pecas
de arribem, 2 bulles de ferro estanhado,
110 pelles de couro de lixa, 20 calinbosde
lapis sortidos, 3 pecas de cabo de linho de
1 1|4 a 1 1|2 polegadas, 100 pares dedo-
bradicas de metal quadradas sortidas, 70
enhams de 25 a 30 palmos, 10 arrobas de
estopa de algodo, 20 resmas de lixa de
esmeril em panno, 6 arrobas de linba al-
catroada, 6 arrobas de linha de barca grossa,
6 arrobas de linha de barca fina, 6 arrobas
de mialhar, 10 libras de obreias francezas,
1 regiment de signaes para navios, 2
pecas de sondareza, 2o travs de 30 pal-
mos de comprimento e de 7 a 8 polegadas
de largura, 2 terrinas de ferro estanhado,
1:000 lijollosde fogoe O tiralinhas.
Para a enfermara de marinha 100 pares
de chinellas de couro.
Sa a das sessoes do conselho de compras
navaes, H de maio de 1869.
O Secretario
Alexandre Ro1 igues dos Anjos,
O administrador da recebedoria de rendas
internas geraes faz publico que neste corrente mez
e no de maio prximo futuro, visto estarem con-
cluidos os laneamentos, e que os devedores do
imposto pessoal, relativo so exercicio corrente de
1868 a 1839, residentes ms freguezias do Reeife,
Santo Antonio, AfTogados, Poco da Panella, Vanea,
S. Lourenco da Matta, S. Amaro de Jaboatao, e
Muribeca, teem de paga-lo, livre da multa de 6 0/0
e com ella depo's do refer lo prazo.
Recebedoria do Pernambuco 3 de Abril de 1859.
Manoel Caineiro de Souza Lacerda.
THEATRO
S. ISABEL
EMPREZA DRAMTICA
di:
Sabbado 15 de maio de 1869.
Segunda representacao da muito applaudida
comedia em'3 actos
0 PASSARO AZUL
Personagens. Actores.
Arthur, baro de Walprag r. Julia.
Jobson........J. VicJorino.
Thorncleff, canteiro .* .Martinho.
Grotesburv.......Jordani.
Rebeca, filha de Jobem D. Clelia.
Lucia, sua prima.....D. Carolina.
Babie Torneliff......D. Apolonia.
Routolf, camponez.....Ui maraes.
Erie .....Sa ila Rosa.
Camponeres. A secna passa-se em um castalio
m Escocia em 1810.
o espectculo comeca pela primeira represen*-
tacita do drama em um acto, original brasileiro,
composta por urna actriz do thcatro de Santa Isa-
bel e pela mesma offerocida asExinis. Sras. de
Pernambuco
Mulher que perde e nlulher
que salva.
Personagens. Os sentares.
O brigadeiro Galvo. Thomaz.^
Alvaro........ J. Augusto.
Custodio, criado velho. Brochado.
Gabriel, moleque. .... Jordani.
l). l. Mioldina, cega, mulher de
Alvaro........ Maria Vcllutl
Brasilia, sua ilha..... Zulmira.
Mme. Dolannay, viuva. Julia Azevedo.
Visinhos, visinhas etc., etc.
A scena passa-se em urna casa as margens do
Capi barita.
poca actualidade.
Darfimao es|)siuaculo a muito applaudida
aria burlesca do Sr. Martinho
O boleeiro apaixonado.
Comefar as S horas.
THEATRO
Gymnasio Campestre
O beneficio do Sr. Candido Quintn) Rodrigues
de Lima, que devia ter lugar hoje, em consequen-
cia do tempo chuvoso, transfere-se para quaita-
feira 19 do corrente.
OALCACAR
Rua nova de Santa Rita nu-
mero 1.
Sabbado o domingo, vespera e dic. do Divino
Espirito Santo, ter lugar dous grandes bail.es com
mascaras e sem ellas ; entradas para cavalheiros
2000, senhoras pelos seus lindos-olhos.
Domingo, das 3 horas s C 1|2, ter lugar o re-
creio Gafe Conserto Commercial, recele-se anda
assignantes de iiOOOpor mez para este diverti-
mento da mocidade para os domingos de tarde.
Ser eumprido fielmente o regulamento policial,
'parlicipa-se aos sentiores assiguau:es quesubs-
rnvam a sua assignatura no dia5 de abril que se
finalisou a 5 de maio, e tendo de conlinuarem
mandem renovar os competentes recibos, de que
ninguem poder entrar sem elles.
O administrador,
Luiz Alvos Correia Lope?.
AVISOS MARTIMOS.
GOMfflDA BRASILEIIL\
DE
Paquetes a vapor.
Dos portas do norte esperado
ate o dia 23 de maio o vapor
Tocantins, commandante J. M.
Ferrcira Franco, o qual depois
da demora do costune seguir
para os portas do sul.
Desde j recebem-se passageiros e engaja-se a
carga que o vapor poder conduzir, a qual dever
ser embarcada no dia desuachegada. Encommen-
das e dinheiro a frete at as duas horas do dia da
sua saluda.
Nao se recebem como encommeniL-s seniio ob-
jectos de pequeo valor c que nao eccedam a_ 2
arrobas de peso ou 8 palmos cbicos de medigao.
Tudo que passar desteslmites dever ser embar-
cado como carga.
Previne-se aos Srs. passageiros que suas passa-
gens s se recebem na agencia ra d;i Cruz n. 37.
Io andar, escriptorio de Antonio Luiz de Oliveira
Azevedo & C.
COMPAA BRASILEA
BE
Paquetes a vapor.
Dos portas do sul esperado
at o dia 21 do corrente o vapor
Cruzeiro do Sul, commandante
Alcoforado, o qual depois da de-
mora do costume seguir para os
do norte.
Desde j reeebem-se passageiros e engaja-se a
carga que o vapor poder conduzir, a qual dever
ser embarcada no dia de suachegada Encommen-
das e dinheiro a frete at o dia da sua sabida as i
horas.
ISo se recebem como encommend;is senao ob-
jectos de pequeo valor e que nao exosdam a duas
arrobas de peso ou 8 palmos cbicos de medicas.
Tudo que passar destes limites dever ser embar-
cado como carga. __
Previne-se aos Srs. passageiros qun sus passa-
gens s se recebem na agencia ra c!a Cruz n. 37,
t andar, escriptorio de Antonio Luiz de Oliveira
Azevedo & C.
PORTO
Para o indicado porto pretende sahir em pon-
eos dias a veleira e bem conhecida barca Social1
capitao Rocha, por ter a maior parte do seu car-
regamento prompto, e para o resto jue lhe falta
e passageiros. para es quaes tem bo as commodo%
trata-sc com o consignatario Joaquim Jos Gon-
calves Beltrao, ra do Trapiche n. 17.
Bio de Janeiro
Segu com breviido para o porto aciria o bri-
gue nacional- hab, |mr ter parto do seu carrega-
monto engajado para o resto que lhe fa'ta, tra-
la-se com os consignatarios Antonio Luiz de Oli
vena Azevedo & C, ra da Crur n. 37, .mmeiro
;uidar.
*ara a Ilha de S. Miguel
Segu em pnuros das encuna* portuguezn
Oliveira, para o resto da carga e passageiros tra-
ta-se com Candido Alfoiiso Moreira na ra do
Apollo n. 22.
mhia amcricaiia c tailei-
ra de paquetes a vapor.
At o dia 15 do corrente esperado dv Xew-
^oik o vapor americanoMerrimack, romirandante
Woir, o qual depois da demora do costume se-
guir para Babia e Rio de Janeiro.
Para passagens, fretes ele, trata-sc na agencia
ra do Commercio n. 8.
COMPANHIA PERNAMBCANA
DE
Havegacao costeira por vupo'r.
Porto di Gallinhas, Rio. Fonnoso e Ta-
mandar.
O vapor Parahyba, commandan-
te Mello, seguir para os portas aci-
_ ma no dia 20 do corrente a meia
noite. Recebe carga, encommendas, passagei-
ros e dinheiro a frete, no escriptorio do Forte do
Mattos n. 12.
De ve seguir dentro ein poucos dias a barca por-
tugueza Nota Sympalhia, de primeira marcha, por
jter prompta quasi toda a carga : para o resto
que lhe falta c passageiros,. aos quaes offirece ri-
cos e excellentes coramodos, trata-se'com Bailar,
Oliveira & C, ra do Vigario n. i, prmeiro
andar.
Lisboa
. Segu com brovidade a barca portagneza Perei-
ra Borges por ter parte de su?, carga pwmpta :
para o restante e passageiros trata-se com Olirci-
, Fimos & C, largo do Corno Santo n. IJi.
Pretende seguir com inuita brovidade r ara este
porto o palhabote portuguez Rleplmnte por ter a
maior parte da carga engajada ; e para o resto
que lhe falta trata-se com o consignatario Joa-
quim Jos Goncalves Beltrao, ra do Commercio
n. 17.
PARA LISBOA
O patacho j)ortuguez Maria Barbara, capitao
Francisco dos Santos Cunha, pretende seguir para
o indicado porto com a maior brevidade j'ossivel;
recebe carga e passageiros : a tratar com os con-
signatarios Marques, Barros & C, no larjro do
Corpo Santo n. 6, 2* andar, ou com o ea lilao no
pavimento terreo.
Para o Rio de Janeiro
pretende seguir para o dito porto, o mais breve
que for possivel, o brigne brasileiro Santo Amaro;
quem quizer carrejar ou dar escravos a frete.
queira dirigir-so Marques, Barros & C, no lar-
go do Corpo Santo n. 6, r* andar.
Para o Porto
seguir muito bree a barca portugueza i'eguran-
ca, por j ter a maior parte da carga prompta ;
recebe anda alguma carga e tambem passageiros:
a tratar com Cunha, Irmaos & C, ra da Madre
de Dos n. 34.
Para o Porto
seguir at e dia 19 do-corrente a barca portu-
gueza Ctaudina, de primeira marcha, recebe ainda
alguma carga e passageiro, aos quaes offerece
excellentes rommodos : a tratar com Cunha Ir-
mos & C., ra da Madre de Dos n. 34.
LEILOES.
de charutos da Baha
A 17 do corrente.
O agente Oliveira far leilo por ordem do3
Srs. Rata Schmettau & C. e por conta e risco de
quem pertencer, de urna factura de caixas e meias
caixas de charutos de differeates marcas e bem
sortidos.
Segunda-feira 17 do corrente
as II horas da'manhaa em ponto, no trapiche
Fontes, defronte da Cempanhia Pernambu:ana no
Forte do Mattos.
LELM
de? cerveja preta.
O agente Oliveira dispor em acto continuo do
leilao da factura de charutos da Baha, de cerca
80 barricas de cerveja preta incontestavt [ment a
mais superior como apreciada neste mercado e
prximamente importada
Segnada-feira 17 do corrente
ao meio dia em ponto, no mesmo trapiche Fon-
tes, defronte dacompanhia de vapores Pernaubu-
cana ao Forte do Mattos.
com- i sof, t consolos com es|)elhos e t eadeiras
de guarnicao, 1 mesa de jogo, 1 caxa com Cantos,
I lavatorio com tampa de pedra, 1 guarda roupa
com com espeluo, 1 secretaria do Jacaranda, 2
nutoirrw, 1 guarda ronpa de amarello k cama de
ferro 1 eoslureira de mogno, 1 boa machina de
costura, 1 sof e 12 eadeiras de amarello, 2 ditas
do bafcmeo, 2 ricos aparadores com perlras, 1
guarda lonca envidraoado, 1 estante grande envi-
dracada, eom armario e secretara, 1 qnartfnbei-
ra, 1 mesa elstica, 1 agareJoo do pocplana, 1
dito para cha, 1 dito para almoco^ garrafas, copos,
coropoteiras e porla-quejos, tudo de chrislal, la-
cas, garios e collieres, bandejas finas, balaios,
laboa e mesa de engommar, e ouiros obj.ctos de
casa de familia.
Terra-flra 18 de maio de 1869*.
.\.i rea do Sobo casa n. 34,
Antonio Fcfreir da Silva Maa, lendo-se reti-
rado para Europa com sua familia, far lelao |)or
intervenrao do agente Pinto, dos movis e mais
objectos existentes cm casa de sua residencia
ra do Sebo n. 34, que muito se recommendam
pelo sem bom estado e gosio.
Os pretndeme* poderao examinar ditos objee-
tos na vespera e dia do leilo.
Os concurrentes encontraro na praca do Corpo
Santo, donde partir as 10 horas ein ponto, um
mnibus para transportar-los gratuitamente ao
lugar do leilo.
Principiara as 10 e 1/2 horas.
LEILO
de molhados e mercadorias
A 18 do corrente.
O agente Oliveira far leilo por mandado do
Illm. Sr. Dr. juiz de direito da primeira vara do
crime e substituto da do commercio desta cidade
e a requerimento dos curadores liscaes da massu
fallida de Antonio Pedro de Mello, da arma(*3o
c >m todos os gneros e mercaderas existentes
no bem conhecido armazem de molhados sito a
ra da Cadeia n. 30, e cujo inventario pode ser
previamente examinado em mao do mesmo agente
Terca-feira 18 do corrente
as II horas da manhaa em ponto, no indicado ar-
mazem ra da Cadeia n. 50.
LEILO
Da ariii'M-'io. gaz e pertences da
taberna da na do Forte nu-
mero 2.
O agente Martins far leilo da arinaco, gaz e
pertences da taberna cima sem reserva de preco.
Terfa-leira 18 do corrente
as 11 horas do dia na mesma taberna.
AVISOS DIVERSOS.
Precisa-se de um reitor para um pequeo
sitio : a tratar com Antonio Jos Rodrigues de
Souza, na ra do Crespo n. lii, ou em seu sitio no
Monteiro.
Guilherme Veira da Rocha, seus lllhos menores
Francisco Gomes da Silva Saraiva, Francisca das
Chagas Ferrcira Saraiva, Amelia Saraiva, Maria
da Assumpcao Saraiva, Joaquim Dias dos Santos,
cordalmente agradecem a todos os seus amigos
que se dignaran*, acompanhar o cadver de sua
sempre chorada mulher, mi, enteada, (ilha e ir-
ma, ao cemiterio publico, de novo convida aos
mesmos e prenles da tinada para assistirem a
missa do stimo dia, que pelo repouso eterno de
sua alma manda celebrar na igreja do Corpo
Santo, segunda-feira 17 do andante, as 7 horas da
manhaa.
Joaquim da Costa i'nuo agradece a todas as
pessoas que se dignaram acompanhar ao cemite-
rio publico os restos mortaes de seu presado ir-
mo Jo' da Costa Pinto, e de novo os convida pa-
ra assistir a missa do stimo dia que ter lugar
no convento de S. Francisco, terca-feira 18 do
corrente, as 7 horas da manhaa, pelo que desde
se confessa summamente grato.
Fugio do engenho Poco, freguezia de Agoa-Pre-
ta, na noite de domingo, 18 po corrente, para o
amanhecer de segunda-feira, 19 do mesmo, o es-
cravo Benedicto, que foi comprado no Reeife ao
Sr. Antonio Jos Vieira de Souza, no dia 7 de abril
do corrente mez, cu jo eseravo tem os signaes se-
guintes : crioulo, de 32 anuos de idade, cor preta.
altura regular, corpo regular, testa inaito cantada,
rosto um pouco descarnado, nariz afdado. pouca
barba, falta de dentes,ps e mos bem feitos, cha-
peo do Chile j velbo, ou bonet, boa camisa de
madapolo de prega larga, ou de algodo branco,
levando a roupa den'ro de um sacco j velbo, o
qual deve ter a marcaPoco; quem o pegar
leve-i i' ao engenho cima a seu senhor, ou ra
da Praia, a Genuino Jos da Rosa, que receber
lOO de gratifleacao. Desconfia-se ter ido para
Porto Calvo, onde* era eseravo de Francisco No-
gueira Castalio Branca_______________^^^
Ao publico.
Chamamos aitineao do governo MI Porque nao
se lea empreado no corpo de polica o Sr. tenente
P. Brrelo, pois, que. merece alguma attencao do
goven bouBsci-vif^s?
-Oftflwto Alves Cavalcante Cambuim,
queira apparecer na administrado do Correio a
fallar com Agnello Pernambuco; aflm de recetar
duas cartas.
Attenciio
De ordem da mesa regadora da confraria do
Sentar Bom Jess das Dores ein S. Goealo, con-
vido aos senhores e senhoras abaixo declarados
a virem dentro do praao de l'i dias a contar desta
data, satisfazer a mipprjjinca do suas patentes
sob pena de flearem sem cffeito.
Maria Candida Perpetua Dourado.
Clara Candida de I&MS Consseiro.
Manoel Policarpo Mnreirra de Azejedo.
Benjamn Fernanda da Silva.
Joanna Valeria da l'az.
Jinuaria Maria da Conceii-a >.
Marcelino dos Santos Pereira.
Iimacia Maria da Conceico.
Luiz Jos de Franca.
utermlro de Souza Mafra.
Jos Miguel Thomaz.
Feliciano Ferreira das Chagas.
Felppa Maria dos Prazeres.
Joao Jos Tavares de Oliveira.
Jos Antonio Soares Rozas.
A tal iba Cesar do Espirito Santo.
I.ui/.a Maria.
Caetana Mara Goncalves.
Mourino Francisco Pinto.
Verissimo Fragoso da Silva.
Leandro Horindo Jos de Sampaio.
Consistorio da mesa, 8 de Maio de 1869.
O escrivo
Rnphael Airlianjn di Rosa Lima.
flBHMBBBBHBtk
Leal irtnao convirto aos prenles e amigos d<>
Sr. capitao Antonio da Molla Silveira Cavalcanti,
da comarca do Limoeiro, para assistirem a orna
mi-sa que tem de ser rezada no cunvento de S.
Francisco, por alma do major Manoel da Molta
Silveira Cavalcanti, filho do mesmo capitio* a qual
tara lugar no da 19 do corrente as 8 horas da
manhaa, irigssimo dia do sen passamento; por
cuio favor se confessam desde i agradecidos.
\n\
Precisa-se alugar tima, escrava ou forra, que
saiba cosinhar e engommar, e faca todo o servico
interno e externo de urna pequea familia; ra
das Cruzes n. 38 2." andar.
FUNILEIRO
Precisa-se-de dous ofllciaes, sendo um de obra
miudas: na Recco-Largo n. 2.
Fugio do engenho Jundi, na noite de 3 para
4 do corrente, um eseravo de nome Manoel, Ango-
la, de idade 40 annos, mais ou menos, estatura re-
gular, tem faifa de denles na frente, muito ladi-
no, e levou urna trouxa cora roupa de seu uso.
Esse eseravo foi comprado nesta cidade ao Exm.
Sr. Barao de Nazareth : quem o apprehender le-
ve-o ao mesmo engenho* Jundi, ou nesta praca ao
Sr. Joaquim Manoel Ferreira de Souza, largo do
Carmo n. 1, que ser generosamente gratificado.
Fugio da casa de seu senhor a preta de no-
mo Thereza, que representa ter 38 annos de da-
do, levando um vestido de chita encarnada com
saia preta por cima, j velha, tendo um signal na
cataca de urna queimjjura: pede-sc a quem ap-
prehender, de leva-la^asa de seu senhor na ra
dos Guaaarapes n. 50.______________________
= Frecisa-se de dous amassadores: na pada-
ria da ra da Senzala-Velha n. 90.____________
Precisa-se de um homem que entenda de
todo servico de campo para trabalhar em um si-
tio : a tratar no largo da ribeira da freguezia de
S. Jos, sobrado n. S._______________________
A pessoa que annunciou alugar urna nada-
ra com todos os pertences, dirija-se padaria do
Chora-menino, que .chara com quem tratar.
a casa terrea da travessa da Bomba n. 4 : a tra-
tar na praca da Independencia n. 22.__________
Na ra da Cruz n. 36 deseja-se saber quem
o correspondente do engenho Creminoso, na co-
marca de Santa Antao._____________________
Jos Antonio de Mello, herdeiro encarregado
de pagar as dividas inventariadas do casal de An-
tonio Ferreira Bastos e sua mulher D. Maria Igna-
cia de Bastos, tendo concluido e mesmo pagamen-
to, o faz constar pelo presente.
ILHA DE S. MIGUEL
O muito conhecido natacho portuguez Jorgente,
a chegar por estes poueos dias do Rio de Janeiro,
saldr para o porto cima com mu ta brevidade,
visto ter o seu carregament quasl prompto, e
para o resto que lhe falta e passageiros, para os
quaes tem bellos commodos, trata-se com o con-
signatario Joao do Reg Lima, ra de Apollo no
mero 4.
De
LEILO
movis, louqa, vidros,
chrUtaes, a saber:
1 < xcelente pianoforte e novo, 1 cade ra para o
mesmo 1 porta-msica, 1 mobilia moderna de Jaca-
randa a Luiz XV, 1 neo espelho oval, (o maior e
melhorqueha nestd'gosto) 1 tapete grande e 6
pequeos, fiuas escarradeiras, 1 cama franceza de
Jacaranda, cortinados, 1 rico toilet de Jacaranda,
figuras, jarros, e i guarda vestido.
1 mobilia de faia com 1 sof 3 commodas, 2 ea-
deiras de braco e 12 de. guarnicao, 2 ditas de ba-
taneo, de faia, urna outra mobilia de Jacaranda
Igreja de Nossa Senhora do Rosario da fre-
guezia da Boa-Vista.
Os abaixo assigndos nomeados pelo Illm. Sr.
Dr. provedor de capellas para administraren! a
referida igreja, e tendo de dar principio as obras
da mesma igreja, e como de si s nao possam fa-
zer recorrem a proteccao das almas piedosas e
bem formadas, aum de'lhes ajudarem na reedii-
cacao da casa sagrada.
A commsso conta quo ao fazer este appello a
generosidade dos fiei* nao serao estes indifferentes
atiento o lim a que dedicado tal pedido.
A igreja estara aberta do dia 10 por diante'das
6 horas da manhaa s 6 da tarde. Aquellas pes-
soas que quizerem coadjuva-los poderao remetter
as suas esmolas a mesma igreja ou na typogra-
phia deste Diario ao Illm. Sr. Dr. Miguel de F-
guiroa Faria nosso digno protactor.
A commissao declara que a prooorcao que fr
recebendo qualquer esmola ir logo agradecendo
por esta Diario e a nossa excelsa padroeira nao
ser ndifferente para aquelles que concorrem pa-
ra a reedificacao de sua igreja.
Consistorio da igreja rio, 5 de maio de 1869.
Cesario Aureliano Ventura.
Jos Pedro de Sant'Anna.
Andr Avetino da Costa.
ATTENCAO
Roga-se pessoa habilitada a ensinar algebra,
queira annunciar por esto Diario sua morada
OfTerece-se urna Portugueza para o servico in-
terno de urna casa de pouca familia: a tratar na
ra da Imperatriz n. 46.
Precisa-se de uro cria lo no collegio
do Bom Conselb.0, ra do Hospicio n. 36.
Francisco de Faria Lemos, re-
tirando-se para a corte com li-
cenca, aflm de tratar de sua sau-
de, despede-se pelo presente de
seus amigos, e das pessoas que o
honraram com suas visitas; e, pe-_
aindo-lhes desculpa de o nao fa-
zer, como devia e desejava, pes-
soalmente, por ter sido sua parti-
da resolvida no dia 8 do corrente,
e mal chegar-lhe o pouco tempo
decorrido at passagem do vapor
do norte para seus arranjos de via-
gem com familia; offerece-lhes
all, ou oade quer que 6e aclie seos
fracos sefvicos.
Reeife, 13 de maio de 18G9.
II
ANNEL DE OURO
RA
EO
Este importante estabelecimento do seu genero, tem sempre um sortimento em igual,
e vende por presos que nenhuma outra casa pode vender.
vista da qualidade e do prepo das joias cada um pdei>se-ha convencer da verdade.
Garante-se ser tudo de lei. Compra-se ouro, prata e pednuj finas por presos muito ele-
vados. # '-:
A' loja est aberta at s 9 horas da noutaj

CABUG
esquina
da ra larga do
Rosario. nj
a
a
'



Diario de Peruanibiioo Sahbado 15 de fttaio de 1869.
=:
AMA
C0HIi PER1UHBDUNA
de
Precisa-se alugar urna ama forra ou escrava,
muito bons costumcs, que saibaeoimbare engom-
mar com perfeicao, se agradar pagare boin .
rija-se a ra Bella n. 37,
dares.
sobrado de dous n-
Troeam-se
is notas do banco do Brasil e das c xas iiliaes,
jom descanto multo razoavel: iu praca da Inde-
iendep>ja n. t.
DE
Francisco Antonio deCarvlk
& Companhta
(SUCCESSORES DE REG & MOURA)
Una Nava n. 24.
Os proplanos deste eslabeleci ment fazcm
seiente a publica que acabam de receber um per-
feito e vanado sortimento de pannos finos, case-
miras, brins e oulras faicntlas de gostos modernos,
as quaes vendem por precos raioaveis. Os mes-
uras scienlifieam, que leudo admittido para sua
offleina de atfaiate um artista hbil no desempe-
nbo de suas funceoes, recebem qualquer oncom-
menda de roupa por medidas, prometiendo satis- -J
faierem com pontualidade e presteza qualquer pe-
dan nesje sentido.________________________
Cosinheira
Precisa-sc de urna cosinheira e tamhem
engommadeira : na ra do Imperador
inte.
Precisa-se de urna criada que saiba
cosiuhar e comprar, ra das Cruz n. 9
1* andar.
de um
n. 73, 2
Ama
Precisa-se de urna ama para o servio eterno e
tatemo de urna casa de urna so pttm: na ra
do Rangel n. 33. _______ __________
Aula particular
O professor asina primeiras letras no pateo do
Terco n. 18 ; e as horas vagas ensina pelas casas
particulares alumnos de um e outro sexo.
Interesse
No pateo do Terco n. 31 precisa se de um mos-
tr de muska.___________________________
..TIC
Lopes i Paiva, liquidatarios das transa-
rles commerciaes da ext neta firma de Al-
res & Lopes julgam terem satisfeito todo o
passivo desta liquidarlo com os pagamen-
tos effectuados em II do corrente mez
(pudendo apenas dar-se alguma eousa so-
bre o que lia justas reclimaces); mas se
toda alguem julgar-se com direito s*re
aquella ex-firma aprsente- a conta no prazo
de 8 (lias (elegitimada) para ser at podido.
Servem-se dos annanciantes do ensejo
para seienliGcai-em a todas as pessoas que
sao devedoras a referida firma liquidanda,
para qoo ven ha m saldar as suas coutas den-1
tro do preciso piaso de 10 dias d'esle an-
inincio, (indos os quaes os annunciautes
proraoveo anecadaco judicialmente.
Recifc, 1:2 do maio de 1869.______
Arreuda-se a propriedade denominada Barra
de Serinhaem, no littoral da freguesa do m
oome, com grande renda da torra a receber e mul-
los coqueiros a disfructar ; leudo, alen: disto, a
excellenle e rara poslcao de beira-mar e b.na-
no, inteiramcnie apropriada para manter-se abi
qualquer ostahelecimcnU commereial (le seceos e
molliados: a tratar na ra da Aurora n. 26.
Irmandade do SantisHimo Sa-
cramento da Boa-Vista.
Tendo de proceder no dia 16-do cor-
rente mez, conforme dispoe o art. 39 do
compromisso. a ek-cao dos novos funecio-
narios que tm de reger a irmandade no
anno compromissal de 1869187i>, gggj
pelo presente convidados todos os irmos
comparecerem no consistorio, pelas
huras da manliaa do referido dia.
-.nsistorio, 12 de maio de 1809.
Mii,i"il Aiiimio Curdos",
escrivS interino.
C (>*NI< LIIO E DIRECTO
Os Senhores.Saunders Brothers & C.; Tasso
Irmos, Luiz Antonio de Siqueka.
(RENTE
0 SE. F. F. BORGFS
Restando ainda emittir algomas aeces d'esU companhia, da qnantia nominal de
200MXK) cada urna, das quaes so se aceitara era virtade da le, 20 /,, ou 40;*000 por
cada accSo; couvidii-se pelo presente ao publico em geral e especialmente aos Srs.
capitalistas e interesados no commercio, que queiram dar emprego seguro aos seus
capitaes, disponiveis, a subscrever o numero de aeces que Res approuver.
Algumas destas accoes jtemsido tomadas por pessoas que coabeccm a vantagem,
de ua presente oceisiV (conhecidamente a meltior), empregarem o dmheiro de que
poderem dispr em- objectos de valor real, como vapores, predios etc., que lhes garan-
lam seus capitaes. .
A companhia possue boje 10 vapores, 6 inteiramente novos, e Oestes o-ultimo esta
a chegar de Inglaterra, onde foi construido expressamente para ella.
Alm 'disso est edificando vastos armazens, no terreno que possue no largo d As-
sembla.
Seus dividendos tem sido de 10 % ao anno, nos ltimos annos.
As aeces que se emittirem gozara dos mesmos direitos, e perceberao .beneficio
dos mesmos dividendos que os antigos em proporcao da en-ada.
Recebem-se as;siguaturas no escriptorio da companhia no seu edificio ao caes da
Asserabla n. 12
Veneravel oihIcm terceiru de
S. lo C'armo do Itecife
Qtmite.
Em nome da mesa regeiora convido a tcJos os
uoss'os charissiilws ifmlas a comparecerem para-
mentados ocn seos hbitos em nosso consistorio,
domingo 16 do correiUt'. m2 I ( horas da tarde,
para encori>orados, acompanharmos a procisso do
Divino Espirito Santo; correspondendo atetan ao
obsequioso convite que nos l'oi dirigido pela resp.c-
tiva irmandade,
Secretaria l de maio de 18ti9.
O secretario.
Joaquim Xavier Vieira Ligo.*
Vinera ol orden irreelra de S.
Franeiseo do Ueeife.
De orden da mesa egoduro, eoavido a lodosos
losaos irnvaos par nmparetereni na nossa vene-
i-av.H ordem pelas i l horas da laude do dia 10
do corrate, paramentados com seus hbitos, para
ncorporado?, acompanharmos a prociwaa do Di-
vino Espirito Santo, que teui do sabir da igrejado
Collegio, visto ter ido aceito e convite que nos ri
iirigido pela mesa regedora da dita irmanda-lo.
O secretaria,
Jod da Cuaba Soarcs Gm'maies
rrif/niAiif:
Aos 500 pares de brincos.
Chegou e vende-se no Corac5o
d'Ouro, ra d Cabng, brincos de
maosinhas com urna franja penden-
te a um rico dosenho e ouro de
lei, pelo pequeo prego de 15#000
cada par. baratissimo.
Perdeu-se da mo do abaixo aasigna-
do urna letra de 11005000 acceita pelo Sr.
Miguel Agostinlio Ramos Machado, e em
segundo lugar pelo Sr. Jos Pinto da Caoba,
a qual fiea sem nenhum effeito por ter re-
ceido oulra de igual quantia a '92 dias a
contar da data deste. Becife i de maio
de 1869.
Jos Joaquin Gomes Tc>
Taberna.
Precisa-se de um?. ama livre ou escrava que
I seja de boa conducta, para cozinbar para urna
cava do familia : ua ma do Vigario n. o, terceiro
andar.____________________
tten$a attenujfto.
Gubermino Rodrigue do Monte Lima faz sei-
ente aos offieiaes di to<:.os os cornos, *pie acaba de
receber um eqmpfeto sortiouto de espadas, ban-
das, tatins, talabartes e eharhUeiras, e maisser-
tences. Assim come recebeu tambem chapeos de
oleado para criados, de copa alta e baixa, com
eofdao.de ouro-ou prat, e vende mais barato do
que em outra qnak|uer parte na praca da In-
dependencia n. 17, jaBW a loja do Sr. Arante-s
Traspassa-C ama taberna no Recii'e as me-
iore porpor^oe* para principiante tarar vauta-
ffim, por s u dono se aehar doeate e nao. poder
administra-la : informa-se no pateo da Kibeira
n. 13.
Attencao
O abaixo aaoifamido j)revine a Sra. Joa-
quina Mana da *;oncekao, moradora em
Mamanguape, que a' lettra de sen acceit
eameufa*or, vencida em 25 de Janeiro
do correnle auno de 391 250 rs. fica com
(Outros paix'is do abaixo assignado perdi-
dos, assim pois previno-a em tempo para
.que niio a pague a outro sem que pon mim
seja autorizada.
igual avo faco ao 8r. Manoel Luiz de
Franca morador na Serra da Raiz, diatricto
da Paraliyba, obre, sua lettra de 1460, ven-
cida em 2o de Janeiro do corrente auno
quetanbem titam perdidos.
Recife, 14 de maio de 4869.
11/. ./, dfAleta.
O abaixoaasjsjgpgo^,
Attenpo
.ir. parte de, seus eonsti-
_ ates os Srs, e iuimaraes A Lima (estes ultimos em liquidacio),
declara a quem o conhecnento deste possa inte-
ressar, qu o Sr. Mapoel Jov do Oliveira, da cida-
de do RioFormoso, nao .pfi vender, uypothocar.
o nem fazer nenhunu outra transaccSo de i|oal-
quer natureza que seja, com a parte qu tm no
engenho Xanaua da iomaftt do Ilio-Fonuoso, e
nem eom nanhum dos onlrs seus bens, por eata-
rem K"!'-' ees ha muito yertos questoes judi-
ciaes por quntia superior 8:0005, cuja execu-
(o e accao correm pelo juizo especial do commer-
eio desla cidade, eserivfias os Srs. Manoel Maria c
Palcao ; c para evil s futuras faz a
presante doclarjj^^jKi o iucoij abaixo
assignado por parte dos i eat coTWitujn
les f'azer valer ieus difeitc em juizo aos dito bens
era occasSo opportunx
Recife, 13 de maio de 1869.
Honorato Joseph de Oliveira Figueirdo
Ksirtvo
Precisa-se aiugsr um eseravo das 8 horas da
manbiia e da tarde : aa na da Cruz n. 46,
I* andar
.Bailar, Oliveira & C.
Mudaram o seu escripfcnio da ra do Vigario
n. 10, para a mesina-raa n. i, d- andar._______
Fabrica de Vieira Guimaraes
&Oouto
Do Rio de aaoelre.
ste acreditadissimo rap tem encontrado a me-
lhor aceitacao possivel. O sou. fabricante foi por
muito tempo gerente e mestre da fabrica de Joo
Paulo Cordeirejap lendo-so estal>eiedo, envidou
; todos os esfoM, e cnagoio aDricar rap, que
' nada deixa a desejar. c antes se lhe avantaja, pos-
to em parallelo com o da fabrica do dito Gordeiro
O aroma extremamente agrad.tvel c tem sido
muito apreciado pelos amantes da boa pitada.
Acha-se'a venda por grosso e a rotalbo, na ra do
Vicario a. 16, i" andar, eseriptork de Joaquim
Gerardo de Bastos. ____________
Ao commercio
Difficuldade reroovida
A' vista das novas tabellas con indicador, qual-
quer pessoa, ainda a menosJubilitada, conhecer
de momepto. a acta rediicc^o des antigos pesos
para ns nsodernos, cuja taase.d ( kiiogramma, as-
sim como de momento se conheoera tambem os
presos correspondentes ao ii.esmo systema. As
tabeilaa .cima descriptas sao at mais adoptadas
pela sna fcil omprehensao ; reeommenda-se aos
Joos de rtstabelecmieiitos -cajasoompras e vendas
sao elTectuadas peso : acha-se;; venda-na ruado
Imperador n. 28 .,___________
km deleito.
Precisa-se na ru'&i Iniperatrit n. :li, 2" an-
dar, pasia-so liem. |
lecidos com armayau de cabos ra do Vi-
gario n. 5, julgam nada dever a esta praca,
e se alguem se considerar redor qVTTiis-
rna lrma, queira nc pi aso de qujftae d|^s
apresentar sua owila, visto ter de retirr-
sela sociedadeu socio gerente .Manoel Luiz
dos Sanios.
Peinambuco, 10 de maio do 1(169.
Manoel Luiz dos Santos.___
Con autorisacao dos credores do ft>
nado Jos Beraardes de 8ouza, vende-ae a
taberna cita no largo do Pilar n. 1, muda
afreguezada e no melbor ponto d'aquea
localidade: os prelendentes dirijam-se ao
mesmo largo n. 8 que acharo com quera
tratar.
EMPRESTIMO SOBREN
Na ra do Torres n. 16, *. andar,preci-
sa-se de urna amaisjuecosinhe e engomme,
para uma pessea.
Manoel Luiz dos Santos A <:. esltke- ano c manas, imi conterdo e mtw
finada o sempre chorada Maria Joaquina da
Conceicao, pungidos da mais arceoa "*dor,
a^rajecen c/>rdeaimenk) a todos os seus
amigie aue se dignaram aooopanhar o ca-
dver de sua ni. sagra e iv, ao cemite-
rio publico ; bem -como, de .novo convi-
dara aos ie68K>6 seus arai^os
da tinada, a aaistireun a iuhisa
(SEM LIMITE.)
\i\ (ravessa da na
das Cruzes n, 2, pri-
meiro andar,da-sequal-'
' quor quantia sobre ouro.
pinta e pedras preciosas.
O dono deste estabeleciraento,
competentemente autorteado pelo
governo, est as condices de ga-
rantir a transaccjio que se fr.cr em
sua casa, prometiendo todo e zelo
e consideraco s pessoas que se
ilignarem de honra-lo cm seu esta-
belccimeoto.
Na mesma casa compra-s( ouro,
prata e brilhantes.
O conselheiro Joo Silveira e Sou-
za, tem aberto o seu escriptorio de
adyogado, na ra do Imperador n.
il primetro andar ; entrada pelo
becco.
BARTHOLOMEU ft C.
p
Xarope
COMPANHIA
nos
TRILHOS URBANOS
- DO
RECIFE A' OllXDA.
Os abaixo assignados membros do con-
selho de direceo dos inscriptoros de tri-
litos urbanos do Recife a Olinda, convidara
aos Srs. accionistas da mesma companhia
ra ieunir-se cm assembla ^eral no dia
8 do corrente s 11 horas d manba, no
salo do Club Pernambueano, aiii\i de pro-
ceder-sc a eleico dos 5 membros que
tem de 'corapor a directora nos termos do
art. 19dos respectivos estatutos; seguid
do-^e aa-vopcao,adisposi;ao seguinte dos
mepmfts esttudos:
Art. 10.A ordem da votao a se-
guiilc: De o >'> acres 1 voto porcada
acg numero de accoes contar-se-ka tfm voto
mais por cada 2o acedes at 10 votos que
ser o mximo.
Recife, 10 de maio de 1869.
Jos Joaquim AtUnm .
Presidente.
Luiz Lopes Otatetto tronco,
Secretario.
Amtro Joaquim Fonseca Albnquerquc.
Thesoureiro.
PAIL\ USO INTERNO
REPARADOS SIMPLES
dejurubeba garrafa. 1,5000
Viub de jurubeba garrafa. 1 Ptalas de jurubeba vdro. liJCOO .
Tintura de jurubeba vidro. 64(
Extracto bydracoolico dejurubeba. 12500
PREPARADOS C0MP0ST0S.
Yinho de jurubeba ferruginoso garrafa. 2000
Xarope de jurubeba ferruginoso garrafa. 1 KJOO
Pimas de jurubeba ferruginosa vdro. 2oXXX>
Oleo de jurubeba vidros. 640
Pomada de jurubeba pote 640,
Emplastro do jurubeba libra. 230O
PARA USO EXTERNO
"A JUHIJBEBA*
Esta planta boje reconhecida como o mais poderoso tomo, eorao nm ewe^
j lente desobstruente, e como tal applicada nos engorgitamentos do ligado e bafo.nas
hepatites propriamente ditas, ou anda complicadas com anazarchas, as inflainiaacoes
subsoquentes as febres intermitentes ou durezas, nos abeessos internos, nos tumores es-
pecialmente de tero e abdomen, nos tumores giandulosos, na anazarcha, as bodrepe-
zias, erysipellas ; e associada as preparaces ferruginosas, ainda de grande vantagem
as anemias, chloroses, faltas de menstruacSo, leucorrheias, desarranjos atnicos do
estomago, debilidade orgnica e pobreza de sangue, etc.
O que dizemos affirmam os mais distinctos mdicos desta cidade, eaire os
quaes podemos citar os lllms. Srs. Dr. Silva Raraos, Aquino Fonseca, Sarment, Sete,
Pereira doCarrao, Firmo Xavier, Silva etc. Todos elles reconhecema excellencia deste
poderoso medicamento sobre osdemais at boje conhecidos para todos os casos citados,
tanto que todos os dias fazem d'elle applicacao.
Apresentando aos mdicos e ao publico em geral diversos preparados da juru-
beba, tivemos por fim generalisar mais o uso d'este vegetal, fazendo desapparecer a
repugnancia que at hoje senfiam os doentes de usar dos preparados empricos d'elle, e
mais das vezos repugnantes a tragarem-se, e que tinham ainda a desvaatagem de n5o
ser calculada a dose conveniente a applicar-se, o que torna muitas vezes improcuo ura
medicamento, que poderia produzir ptimos resultados.
Os nossos preparados s foram apresentados depois de havermos conTeniente-
mente estudado a jurubeba, fazendo as experiencias precisas para bem conhecer as pro-
| priedades medicamentosas d'esta planta em suas razes, folhas, fructas ou bagas, e a
dose conveniente a applicacao, tendo alm d'isto procurado levar os nossos preparados
ao rnaior grao de pcrfec5o possivel, para o que-nao poupamos esforfos, nao nos tai-
portando o pouco lucro que possamos tirar.
Por tanto os que se dignarem recorrer aos nossos preparados podem 1er a
certeza de que elles offerecem a garanta, de que se pode encontrar, a prompta e infalli-
vel cura de qualquer dos soffriraentos, que deixamos innumerados, se forem em tempo
applicados, tendo alm d'sso, medico eu doente a vantagem de escolher as nossa* va-
riadas preparaces, aquella que meihor lhe pode convir, j pela fcil apptcafo, e j pela
complicaco das molestias, idade, sexo, ou ainda natureza de cada individuo.
As uossas preparaces ferruginosas sao tetes de forma que se torrara comple-
tamente soluveis nos suecos gstricos, porque procuramos oscompostos de ferro que
como taes est3o hoje recouhecidos.
Para aquelles que mais minuciosamente queiram conhecer as propriedades da
jurubeba, e saberem a applicacao de nossos preparados, destribuimos gratuitamente
em nosso deposito um folheto, onde tratamos mais extensamente d'esta planta e dos
mesmos preparados.
Deposito geral de todos os preparados
34Ra larga do Rosario34.
O abaixo assignado testamenteiro do tinado
subdito francs Joo Vjgnes, roga aos devedorea
do mesmo, tenhain a bondade de satis azer no ter-
mo de l'i dias mis debitas, am .de evitar, que
seus nnnies <*ttuo devedores sejam dicriptos no
inventario proerdendo-se na forma da lei.
Recife 7 de maio de *669.
aepar Antonio Vieira Quinaries.
Os abaixo assignados scientifleam ao publico
qoe a casa roiwnercial dcsta praca &)b a irma
Araujo Marlins A ''..passar 'desla dacta en
diante a girar sob a deJoaquim Antcnio d'Arauju
& C. em virtud! de se haver desligado o socio
Domingos Manoel Marlins; tirando cargo do
socio Joaquim Antonio d'Araujo o actvoo passivo
da mesma casa. Recife 5 de maio de 1869.
Adriano Augusto il'Aluieida Jordn.
Joo de Castro Guimariies.
Joaquim Antonia OFFICINA PARA CONCERT E AFINACO
DE
PMMCI0
Deposito de pianos e de msicas
H. 14 RA FORMOSA S. 14
BOA-VISTA
Irmandade dos Fassos
Frederico Maia
Irurgio dentista pela escola
le medicina
do Rio de Janeiro.
Tem a honra de participar ao respeitavel publi-
co desta capital e seus suburbios, que tem aberto o
sen gabinete de consultas e operacoes dentarias a
ra Direita n. 12, primeiro andar, onde pode ser
procurado lodo os dias das 8 horas da mantla as
3 da tarde. Elle acha-se competentemente habili-
tado para com perfeicocollocar.dentes artificiaes
por qualquirdos systemas, e bem assim desempe-
nbar qualquer outro trabalho concemesite ua
profissio. O mesmo, reconhecendo que nem sem-
pre possivel s senhoras ou criancas sahirem a
proemar o remedio, olTerece-se a remover qual-
quer obstculo, declarando que na cidade se pres-
tar a qualquer chamado sem que i9so inllua cousa
alguma na commodidade dos precos de seus traba-
lho?, equando para fra della assim mesmo ser
precedido de um ajuste rasoavel, garantindo elle a
seguranca e perfcicao de seus ditos trabalhos. Em
vrt+Mi Ar\ I"*/\***/> '5eu KaB'nete se encontrar, constantemente excel-
na mail 1Z CIO UOrpO r lente pos dentifriow, elixir e outros medicamen-
Santo.
De ordem da meza regedora, convido
a todos os irmos, para que no dia 10 do
presente mez- as 3 horas da tarde, compa-
recam em nosso consistorio para encorpo-
rados dirigir-nos a igreja do Collegio, e
dahi ocompanharmos a prociaso do Divi-
no Espirito Santo, e desta forma eorres-
pondermos ao convite feito por cssa distinc-
ta irmandade.
Consistorio da irmandade dos Pasaos 12
Ide maiode 1869.
O escrivjo,
J. J. Lima Bairo.
, I
Ama
Preoisa-se.ilc uma mulher aioda moca,
nacional ou estraugeira que eiijoiumo com
perferao'par* eneatregar-se do.-tte servido
em uma casa'de familia : a trjrtar na ra
ida Aurora n. 42.
dia, na igreja da 6auta Cruz, segunda-feira
17 do aodante. as 7 horas 4'l-jpanha.
smtmm
Temi o fllm. 8r. Dr. provodor de ca-
pcllas (fesignaflo o dia 10 do trrente me?;
(-pon Pi\i coafraria de U.S. do Livramenlo, a eom-
raMio da mesraa convida a todos iiiaaos a
reuBjrem-se np consistorio da mesma ir-
e parentes' luandadv, as thoras da manhaa deste dia,
do stimo j afim do comprir-se o que cima fica dito.
Ama
BLIK1K0.
No raes de Apollo n. 69 se dir quem precisa de
um bolieim para caa partirular.
_ Isaniario Antaio AWes tSoans, ca-
xeiso dos Srs. Henry Froster A C. julga
nada dever a pussoj algtma, no entretanto
se alguem sejulgar seu crtdor querr apre-
zentar a sua coata ou titulo para ser pago,
Precisa-se d: uma ama para casa de pouca
familia ; na ra do fa; n. If.
iherua Mana, i.W;[ prtug#Sa, vaiEa-.
ropa.
Granoe deposito ile palha pura empalhar ea-
deira, a qual se ver.it nnitoem conla narua das
Cnues n. 28.
Precisa-se de uma ana paja do Imperador n.<7. w>^_s1
Ei
eo :.na'
queiros.
omma-se com perfcJ,cao e commodo pre-
'->G pl-4i confwote .ao* t!4*
Eswavo fo^ido.
Kujjio jiodiall do afrente awz^asfi ijt
hora da uoutB tfiscra*o Antonio, preto/de
uaeao. dado 48 apuos, poyco mais ou me-
noi, estatura baiu, barbado eom frita "de^
denles na frento.quando anda parece que-
rer cochear de uma penu, levou uma
tiouxa de rvupa com caifa; de alodio
azul, de listra e brim pardo, camigas de
lista nial e alfodo riscado: pen 6 #W
leve-o ao eu Sr. Jos Goms Lesl, na ru
da Iraperatriz, sobrado b. 1H ou n n M
Cadeia escritorio n, 50 que sera gratificado.
EagUsh Bank of Rio de Janeiro,
limted
Tendo annunciado a recefcedoria de
sendas Ueroas.^oraaid'astaproficia qo
desde o dia 10 do correnteTn!z est 'em
i t^eciico^ojqg^damento^iiue -* refere ctmf^f^ic9m^^Arm^^ ^c.uato
decreto n. 4964 de 17 de abril de 18G9V se Je retirar-para Europa a tratar de sua !
Recil'e, 12 de maio de 1800,
*0 fecretario,
Joo Manoel Lino da foctu..
tos odontalgicos
andar.
roa.Direita n. 12, primeiro
MARTIMOS
COSTRA FOOIO
A CompaDliia Indemnisadora. estabelecida
esta praga, t>nna seguro^ martimos sobre
navios e lelus carrefamentos e contra fogo
em edificios, mercaderas e- mobilas: a
ra do Yigario n. 4, pavimeato terrejp.
Iffl!
i|M.M.a.WMiaA|
Resia.a veuda um escolbido sortimento de ob-
ectos de. niarcincria, eomo sojam,\mobilias de ja-
^rada. 190910 e anxu%lliv obra nc^aai e esirau-
?esra,d*aswiido gosto ek-por iumo' raaoaveU :
aa ra osteuta do ttosario n. 32 NesU mesma
sa fazem-se eom porfetcd todos os iratalhos de
iausiA, lomo sejam, einpalhaaientos de lastros
jara camas, cadoiras e sophs. ______
------j~*--------
Fundipao da Aurora.
Noste vasto estabeleclmente
sempre se encoutra
um completo sortimento de taixas de ferro-batodi>
e fundido, fabricadas recetemeate, e se fabrican)
de (pialquer molde a vontade dos cuu:(rad recos razpoaveis.
Em casa de THEOWH"CHttJSTi-
AN8EN, raa da Cruz n. 18, encoatran-se
eiiectivamente todas as qualidades de vitbo
Bordeaux, Bourgogne e do Hlteoo.
Joaquim Jos Gon-
palves Beltrao
RA DO TRAPICHE N. 17, 1. ANDAR.
Sacca por todos os paquetes sobre o Bas-
co do Minho, em Braga, e sobre os segvm-
1- tes logares em Portoga!: '
Lisboa. '
Porto.
Valenga.
Guimaraes.
Coimbra.
Chaves.
Viseo.
Villa do Conde.
Arcos de Val de Vez.
Vianna do Castello.
Ponte do Lima.
Villa Real.
Villa-Nova de Famaliclo.
Lanjego.
Lagos.
CoYilha.
Vassal (Valpassos).
Mirandella.
Beja.
Barcellos.
m
Precisa-se alugar uma, escrava oa lorra qtie
saiba osgommar e cosinbar.e feca < jeoinpia&,Pira
cata-de (>*quena familia : na-rua lo caes dt.Mpi-
haribe casa terrea, com grade do ferro najre
.ru ao l|do, tambem na mesma ca^a nwaa-se
.dugar nina negrinha e um^snoleqoe.
relativo ao novo iotpg&to do .sello, o.$2
rfisk Bank of JUo de Janeiro (n pablioo
^ue o sello fko'de 200 ris pagavel sauraos
cheques prssado9 para serem pagos %neste
banco, correr at nova intimaio por con-
ta do saccador do cheque quando este for
,pasMdo per quantia menor de'.:000^000.
Prnatnbnco, 45 de maio do<80L____
Cabelleireiro
Preeisa-se de um bom flieial de troen-f; na
raa d Crespo a 7, 1 andar.
ffdSPie de uma ama !* "saiba cosmhar
bem : na rua^iova n.32 terceiro audar^_______
Imagens
No escriptorio p. 40 da ra, da Cadeia,-* andir.
1^' d^rsa imaf eBS^pawtrosar._____________
__Ignacio Jo.- de TOro, proprietaria do arnn-
sautle.
dea jwt- s&us vastantes uruturador.es nesta praca
ior. Jos Carnilt ancarce;ada do uesm 1 esla-
fbeiecimenjp; em 2 lugar o Sr. H. H. Sovlfh, e em
3o 9 Srj Alfredo Claudio e Toro. Desde j.asjra*
dere a tod>- ons .imigos e freguezes a eoadjirva-
cao que lhe tem proporcionado, pcdindo-lger
continuafj de seu patrocinio, por cujo ':
ficar grato.
Precisa-so fallar ao Sr. Daniel dos Anjs
Guimaraes : na ra do Crespo n. 8, esquina.
! orreira da Silva Mais Jtflfi
dever a pessoa' alguma( no entretanto ?i alguc
julgar seu eredr queira apresmtr a sua <
ou titule no prazo d oito dias para ser pago.
Jtonevo sefirflwneflue niaguem f*& npfjooo
algum eom qah|uer berdeire do eoreaeJ Fiaoo
co Santiago Itamw, senhor do engeobo TOri,
acenca do preto rioulo do nome Hnfio, sos t*m
outro qualT|oer eseravo do mesmo casal, |io j--
que tanto csse como todos os mais etao IotoIi -
caos 3 Manoel Alvos Ferreira e penhorasw | r
execucao do mesmo. _________________
Ainda restam algyjnas coHecces de
Biographias d^.algans poetas, e outros r-
meos Ilustres Ta provincia de Pema^buco,
tres tomos escriptos; pelo commendasjer A.
,J. de Mello: ra Augusta n. 94.
Vi ecisa-se d* um. fregu*, que (orne*, a
todos ot>dias. de macha pelas 5 hora*; <-
mtia,il6 garrtfasdd Ititetpuro: na paitena
allema de Santo Amaro.
fiiixdiu
Precisa-se de nm taraciro o> 12
idade para o servido de botequim :
psra,il.>r n. 32
a fKMBsde
na ruoslo J'ti-
deE.yra.
Ignorar.Jo-so a. morada deste senbor ,
une appareca arasr-N a *6- a negne.
__ por delibracao d "mesa'regedora ikttMm-
lde do Divino Espirito-Santo de S. Frantjats
seasao do U do corrente, con vid) a todoMtaha-
risiimos irmos, aflm do coasparecerernvLiSKi.a
fesla e depois acompanharmos a procissao aV
#19 Espirito-Santo, que tem desaWr da i|reja o>
1 refeWb Ara. ConsfsWrt da hooila-
naio de 18W.
0 secretarlo,
.t/61'no JoU ios Soafsfc
-
f
<


i
vS



"
I
y

Diario de Pernam
.QCO
Safebado 15 de Mato de 1869.
ONSULTOBIO MEDICO CIRllfilCO
DR. P. A. LOBO M0SC0S0
3Rua da Gloria sitio do Fundao
Consultas todos os das desdeas 7 horas da manhaa ato as H.
Visitas era casa dos doentes de i 1 horas em diante, era caso urgente a qualquer
bora do dia o da noite.
Nao se recebem chamados se'nao por escripto era que declare o nome dapessoa,
toda ra e o numero da casa.
Especialidde em partos, operaces, molestias de inulheres c meninos.
Cura radical das molestias venreas, e dos cstreitamenlos da uthera.
Curas radical das molestias do otero, como ulceras, flores brancas, amenonia,
vegetaces e catarrlio, etc etc.
Recebe-se escravos para tratar de molestias ou praticar-lhcs qualquer operacao
cirurgica. Diaria 2:>000 excepto as operaces.
Os melliuies remedios homeopathicos conbecidos. e por presos muito com-
modos.
C01E1T4RU DOS mSXBS!
16 RUADA CRUZ H6
1U diariamente sortinnntode bollinhos para cha, podras, pSes de lo, joIIo nglez,
presuntos, ditos emfeambrj, pastis de differentes qualidades. Amendoas coofeitadas.
'confeitos, papis para sortes. Vinho flnotfengarrafados, superior cha IIis=un, -prcto e
miudinho, fruta em saropes, ditas seceas e christalisadas, assucar sandi, x?popes refri-
gerantes. ..
Recebe-se encommendas de bandeijas para casamento, bailes e baptizados, com
(.bonitas arraaces de aseocar, sendo estas preferiveis' as'de papelo: figuras anlogas,
bollos etc., pes de l enfeilados, qualquer encommenda para fra ser bem acondi-
cionada.
MERALDA
tX
compl<
Moreira Duarte & C. tendo feito urna
leta reforma no seu estabelecimento
de joias da ra do Cabug n. 5, (junto a
loja de cera) acabam de reabri-o ao res-
peitavel publico, a quem offerecem um es-
plendido sortimento de joias as mais mo-
dernas e primorosas que teem vindo a esta
praca. e por precos o mais resumido possi-
veL Tambem compram ouro, prata e pe-
dras preciosas
i\ SIII t DO CAHG.1 V .'
OPF'RESSO SOFFOCagO
A* rcpot-. iivihfr do doctor CtTtTAS approvada pola Academia imperial
d i medicina do Variz aralinnm qnasi sempiv iii.iirtntuneamente os ataques (t'asinu,
u|-ircss"io, ;oloca-ao, asim como ns* dores de cobeg* e eta*jucas. V, stofil-
ricnte na occ.isiao em qtf apparoror 0 mal, o engollr-se una ou dutr! perol;: s
coiiTuiua potrea d'agoa. 15 com vileza o medicamento mais fcil de tomar para,
este genero de (locuras.
s 1'or.iiitm crriicmiiinn do doctoii (nann stiu imprecadas dioriama
com grande xito para a cura das r/jvralgia, rlieumatisnio, citico e cutarrlio-f
da braga; tstw perotaa ibram semprc recoramendadoa por um grande numero
de inditos e especialmente pelo outor Troussea, que indica este niedica-
nicnlo como o mais elicaz. conveniente tomar de 4 at 8 na occasiao das
comidas.
A approvacao-da Aca emia imperial de. medicina 6 sem duvida a inuihcr
garanta da boa prepararlo d'stcs medicamentos e de sua efficacia.
Deposito cm Rit lTf. iijioncliclc; Chevnl.it. -^Sni l'Kteuwniro, Uaurtr k C'.
MKNCAO DE HOMIA
Vende-se em frascos
DE F1GAD0S FRESCOS DE BACLHAO '*
tortas, phajyDUCia Houg,
2, ra de Cistiglione,
em Pars.
As oonlrnfnovoca, os leo pardo, j'iiin clirjin br'i u mais CtMDMsl com oros'I
dr penes coiiiiuuiis, tao ionio o esqua'o, a nrmia. o plma. i Um, un oV.ig jfp */* .,<>, '<
leo tegelaes, roram iniaginadoJ pira Eulxtttnir os vrril froMO de Flnralliao dr Tcrrn-^iova. Rites oleo* COiniauK ou soos urrctlnuraii iao
obtidoa na rn Ircaco ata i.'U,i\?ii-nti> mullo 'aro, visto oue para oliiel-m fretcoi e em mhlura. ri'ii.pff exercet!
Cl'aiidcfctillltMt e Mr os oteara lllWailos nos propros Ufares dai pc, asshn oamo manda raier 1
M. Itaaj| dwckl O inao '< IM% BH loo- puros <5o lnrnllmi* d- TrrraAoiB d<- lloyn
graii(teram para este precioso inudUamonio una tatOM WaveraaJ na nuiltsliiit iUi jeito, as uffH'fSe
escrifutosas !ji:iih,ttit:tfs, a imijiem Jos meninos, etc., o por isj>o, deraiu lugar a nocivas e ICfckacs
imiUcoes,
Solfl. O otro dr Hoga .' mu fcil de digerir, distingue-so entre os outros leos pe! n
edr dft palha. I *>eo ^hciro sunv: n delicado, ^ tieo gosto do sardinlia rtvsra.
O Itl LATOKIO favoivrel dn eli'-fo dos traballin cliyiiiicoe da FACDLD.UnR'nr: MRDICTNA TV.
PM'.IS conekaa romo si.'giic : O oleo cor de pallia de i. Ilogg cmlem ama ter^a parte de itrio- I
ripios act *o* maiH do qu<\ os leos parda e nao aprsenla alaum dos inconvenientes tjue se'
icKirt a'esies, quinto au ckein e sabor. ,
%\ Vcm4c*"C em (odas a ibarmacia ate Franca c do* pateca calraiigciros.
oos
000$ *
OOOfS*
IMrSC
QOOtl
OOH
008
oo:
0S
Progamma da festa
do Divino Espirito
Santo.erecto no con-
vento de S. Antonio
do Recife.
Sabbado.ao meio dia annunciar as ves-
peras da festa do Divino Parclito com di- 00!)
versas girndolas de fogo do ar, e urna sal-
va de 21 tiro, tocando a msica do Io ba-
talhao da infantaria. A noite haver mali-
nas como de cnstume, no domingo de
madrugada tura lugar urna missa resada
locando antes e depois a referida msica, c
em seguida tora urna salva de 21 tirse
diversas girndolas de fogo.
As 9 lioras principiar a festa sendo a
orchesta.dirigida pelo liabil professor oSr.
Jos .Miguel Pare ira, sendo os solos canta-
dos pelos'memores professores d'esla cida-
de. No Evangelio subir a tribuna Sagrada o
Rvm. pregadorda capella imperial Fr. Joa-
Suim do Espirito-Santo, o depois da festa
an-se-ba esniollas ans pobres como de
costume, Bndo aquella subir diversas gi-
rndolas de fogo e urna salva.
A noite haver le-Dcum, sendo pregador
o Rvm. Sr. Augusto Mara Fereira 15ot-
Iho lindo que se tirar a bandeira na forma
do costume.
Consitorio da irmandade 13 de maia de
1860.
Sccrelaiio,
Albino Jos dos Santos.
\\
9
O
Sr
SI
fl
11 a 01
V'Vfli
VVW'H
o 'L
1! \ g 'Z
i: o i soaaums;
0L)3d
vq-uopiuidfif) op vn.i
du opUisodxd dp < vip vp xuwuofj
9 'U L 'V L
P'O'VO '
? 'a
57-
D. Senhoriuha Germana do Espirito Saflto
pelo presente cmivida a (odoe os compradores Je
terrenos do sitio de Agua-Fra, que aannuaciante
subdividio, e cwe ainda nao tein e.-criptnra publi-
ca, a compareccrctn casa de sua residencia, na
ra da Concordia u. 118, munidos de ous respec-
tivos recibos aflm de seren rcduzidos a escripluia
publica, ou receber novo titulo, passado pela an-
nunciante. Pedc-se aos que estao com as suas
compras_ ain la nao realisadas.o favor de. no piaso
de Vi di'as, comparecer na casa da nnunciante,
afiui de seren verificados quaesquer recibos ou
documentos que teuliain a respeito do taes tran-
sacciies.
Precisa-se de um caixeiro com pratica de
taberna para tomar coala de una casa de mutila-
dos : a tratar na ra do S. Francisco n. 70.
200
2600
COMPRAS.
Na praca da Independencia n. 33, loja de on-
rives, compra-seouro,prala, e pedras preciosas, e
tambem se faz qualquer obra de encommenda, e
lodo e qualquer concert.
Aluga-se um moleque de 12 anno?. muito
bum para servieo de casa : na ra do Imperador
n. SO.
Preeisa-se alagar urna preta de meia nlade
para vender taboleiro na ra, quer-se que seja
4et : na ra da Itoda n. 21
II
Jos Mai'ia Palraeira, tem para vender e
seu escriptorio largo do Corpo Santo n. i
Io andar.
Fio de algodo. i
>Pedroso.
Panno de algodSo. )
La barriguda.
4'jM.i.
iaha.
Gaparosa.
(Meo de linliaea.
Sag em garrafoes.
Vioho Bordeaux, supaior qualidade,
garrafas grandes, caixas de duzia.
Ervilhas rancezas em latas.
VbIio do Figueira em barris T L G o
mais superior que vem ao mercado.
Salitre.
Enwre.
Fio de vella.
Cimento portland superior-
Dito ranaDo dito.
CASA- U FOUTtiNA
Bilhete garaatidos,
A ra do Crespo n. 23" e casas do costume.
0 abaixo assignado tendo vendido uo* eusumi-
io felizes bilheies garantidos 1 meio n. 4531 coui
a SWte do i:000., 1 quarlo n. 3874 com a sor-
te de 7003, i interron. 8*M eom a sorte de Mtf
e outras muitas sortes do iOO, Q e 20| da
lotera que se acaban de extrahir em beneficio
da matriz de Pi d'Alho (10o*), convida aos poi
juidores a vin.'in receber seus respectivos pre-
mios sera os desconos das leis na casa da For-
tuna ra lo- Crespo n. 23.
Acham-ee a venda os da 2' parte da lotera a
beneficio da matriz da Villa Bella (106), que se
extrahir quinta-feira 20 do corrente mez.
Precos.
Bilbete.....44000
Meio.....2*000
Quarto.....1*000
Era pnrcaa de 100* para cima.
Bilhele.....3*f500
Meio......1*750
Quarto..... 875
Manoel Marfins Fiuza.
\
MDALHA A EXPSITO UNIVERSAL DE 867
Para a Sufpr-ioridade d'a
laptrador dos Fraucezes,
07. f*ARI.
1
OKIZA IjAOT
J-! ITE toWUEUCO
Para rifrue^r, tranquear t adufer a ptU, faienJo
dts&ftparecer ttt nedeas a as sardas.
lili
Brec para urna casa de familia : a t. atar na ra da
C.ad-ia do Recita n. 18. 2* andar.
IaTciUda por LEGRAND, Perfnmisla di,
P4R1*. 9, Ran Siiint-H*i
DE MNON DE LEVCLOS
fiara dar frtttura .tile, destruir ai rugas da rf r
conservar tiernamente a helteza da juctnluis.
SABAO (JltlZA.......D'um assa excesimci nnili r TilM l[Mi)l Massa PS|iocialiiiente preparada para os banhoj e a barba.
ORIZA-KI.I II)........ Pomailaforlilicaiileeirulriliva para rouscoarosiatioilosconipeOosdc i|uJtraren>.J
ORIZA flill-OCOMB.. Tetinio de Iwi c oleo de ela coro liase de quina para os cabellos.
ORIZA-OII........... Oleo liniss'tnio perfumailo para InMrar os cabellos ; euipelilos OI11ZA-nnilXANTIM:. CristaMbwkl cenn Tiolela, para dar brilba aos tabello i barba.
ORIZA KI.OWHRS___ Anua incompararel de am perfume Mate t delicado, para forticordo tejielle.
OIUZA-ACIIX'LIN... Vliiapre do loucailor, aroma e aulepliilico.
KSSKNCE-OniZA..... PrrAvno conccnlradi' para o< lencos prwlucto muito delicado.
OIUZA l.YS.......... Perfume do bnm lom c da alia soeiedailc ara os lencos.
IU/A-i'OVMil-'.lS... Flor tic arroa do Caaeiina para a cara e a belleza da pelle.
ORlZA-l)RN,fll''RI'.B.. l'ara alirjar os lenles e conservar as pengias.
OSIZA-DENTAIRE___ Nosa massi para alvrjar o denle* cai desruir o sma'.ir.
AGUA TNICA DI QUINA E POMAQA DE BALSAMO DE TANNtNO
Unliaau ulurriaif icatri. W.tmU ue.lis, m wtttiii* it tkir t botde treuti rstidaailc.
DEPSITO CERAL na Caza de
E em Caza de todos P4rfiumtat do Brazil.
OURO E PRATA
Compra-se moedas de ouro c prata e
bem como libras slerlinas, na ra do Ca-
bug n. 9, relojoaria.
0 muzeo de joias
Na roa do Cabug n. 4 compra-se ouro, prata
e pedras preciosas [wr precos mais vantajosos do
que em outra qualquer parte.__________ .
Compra-se moedas de ouro e prata, bem
como libras sterlinas por maior prego que
em outra parte: na ruado Crespo n. 10
primeiro andar."______________^
Com muo maiifr vantaycni
Compra o Coraco de Ouro, n. 2 ra do Cabu-
g, moeilasdeouroepnitaepedra^^
Ouro e i ra a
Em moeda e em obras inutilizadas, compra-se
por bom preco : na praca da Independencia nu-
mero 21
VENDAS.
Vend* -se
*
?
r
l'iecisa-se de una ama para ozinliar o en-
t'ounnar : na ra j S. Francisco n. 'i.
isiui BEQ1E3C
Blpo C ANNABI8
urna armacao de amarello com porta para dvi>ao
de escriptorio, obra boa, quatro bandas, ou enca-
nameMos de amarello para construeco de canoas,
duas grades de ferro com 8 l| palmos de altura
e6 IrS de largura parajauclias: a tratar na tua
do Mondego, olria n. 13.
UVAL si m w
Ra do -Queimado ns. 49 e
fojas de miudczaz de Jos dr
Azevedo Maia, est acabe
com as miudezas de sais estabe-
lecimoitospor tsso qtteram pre-
ciar oque e bom e baratissimo.
Pares de sapatos de tranca fa-
zenia nova a......2000
Pares de sapatos de tapete
(s glandes) a...... f-;';i 0
Du/.ias de meias cruas para lio -
nieta a........36800
Traniuias do Porto fazenda boa
epelo prero mclhor i00 attos a
ivros lie misaoes abreviadas a .
Duzia de baralhos francezes muito
finos aSiOO e.....
SilabariiT portuguez com estam-
pas a........
Gravatas de cores c prelas muito
finas a ........
Ouzias de meias para senuora fa-
zenda boa a......
Redes pretas lizas muito linas a
Carines com colchetes de lati
fazenda fina a. '.....
Abotuaduras de vidro para colete
fazenda .fina a. .
Caixas com penna d'aro muito
tinas a 30, 400, 500 e .
Cartes de linha Alexaudre que
tm 00 jardas a .
Carreteis de linha Alexandre de
70 at 200 a......
Caixas com superiores obreias
de massa a......
Duzias de agullias para machina
Libras de pregos 'rancezes di-
verso tamarrho a. .
LivroS cscripturado para rol de
roupa a. ...... .
Talheres para meninos muito
linos a. ,......
Caixas com papel amizade muito
fino a........
Caixas com 100 envelopes muito
finos a........
Pcntes volteados para meninas e
senhoras fe......
Thezouras mnito bias para
unhas e costuras a. .
Tinteiros com tinta preta Sioitu
boa a 80 fSG e .
Varas de franja para toalhas fa-
zenda fina a. .
Duzia de phosphoros de scgti-
ranca da melhur qualidade a
400 e........
Pecas de fita branca elstica
muito fina a.....
.Novellos de linha com 400 jardas
Itesmas de papel de pezo azul
muito fino a......
Pecas de litas bordadas rom 8
varas a .......
Ditas de ditas bordadas com t
metros de 2000 a -.
Grozas de botes de tonca muito
finos a........
CIGARROS INDIANOS
oprimi
UVPICAB
.GRIMA'jlT,C,; PH'.-VACETICOS [-PARO.
lEHOCilIl
lOCQCIll
Todos os meijos at hoje preconisados contra a aslbma nao lera sido mais do que palliativos
l debaixo de toda as forma, tendo por base a belladona, o estramonio on opio. Reamte expe-
riencias feitai em Allemanha, repetidas em Franca e na Inglaterra, tem provado que a etnauo
indio de Bengala ycesM an mais aotaveis propriedades para cembater essa temive 1 affeccio,
ssim como a tosa* nervosa, a insorania, a tysica laryngea, a roaqnidSo, extinecuo da tox,
e as nevralgias faciae*. E' pois eom apote da sciencia que efferooenoa estes cigarre*,
dos com extracte-ie cnamo das Indias, roe eos importamos de Bombaim.
!
.preptra-
Sepdsite em Ptmasnbuco, em casa de
4.JJL44-I..J44.4 M44411 U-t-U-J
*.
Vende-se ou permuta-se a.casa n.
59 na ra de S. Miguel nos Afpgados por
um escravinho sadio e de bons" costumes :
quem quizer diriga-se ao Giquia casa ao p
do sapateiro Jos Pedro de Farias.
mu
020
wo
IJ000
leoo
KKK)
! .
m i
*a*o
500
60
J->o00
3|000

loo
Vendem-se na casa de Tneodoro' Simn
* c.
Largo do Corpo Santo u. 21
0 MUSEO DE JOIAS
GOMES DE. MATTOS IRMftOS
tendo feito completa mudanza em seu antgo e
acreditado estabelecimento jde joias, com ofimde
dar-lhe maiores propcn?oes e elegancia* convidam
ao publico em geral e com especialidade as Exms.
Sras. de bom gosto a comparecerem pessoalmente | XJ^
i)
i
i
Irmandade do Dhrino
Espirito Santo.
AmesaTegedontfaz ver ans sermrmosv
que no domingo, s
das 6 horas da manhia s 9 da nonte na
RA DO CABUG N. 4
onde encontrar um completo fsortimento do que ha de mais elegante
bello ejwecioso em brilhantes, estneraldas, rubina eludo*que-ein <
de ouro, prata e platina se ,pde desojar.
ADEREQOS DE BRILHftlITES, ESMERALDAS RUBWS
M novos^st^, ^im como grande variedade de salvas e paltoM d*(
praia contrastada e de goto aida uao visto, e completo sorttraento do
objedos de prata para usork jirtjd,
Compram e trocam qualquer joia ou pedra preciosa e garantem
a qualidade dospbjectos vendidos.
f2TJ

{/i porif a waiihii
baver a mlssa resada cono inna compromisso, e s 10 bicai *ara-3fe*i
ta. A rmisica do Sr. Collte Fil
toear um solo, e 'ijrfia'.fal^ o
Candido Fimo. 0 serma e"do5r. pa-
dre mestre Augusto Botelbc, finda 9 festa
sabir pelas 3 '/i horas da Uirde a procis-
so, que percorrer as ras seguintes:
ao sabir ra do imperador.- lja*|iwa de. S.
Francisco, a vallar m -ci das Cru*s,
Quemiado, LhraiientOtilraviisaB do S. Pe
dro, pateo doraesmo, do carmo e'Cam-
ba, mas das Flores, a.wlWrparafrova,
Cabug, praca dd Independencia, riw do
Crespo, Imperador a>Tit,r4e. Avizat
se aos ir-mos tjue tem- fjPfeTectdo* e^
meninos, que no safebado a o meia dia de|
vem comparecer na .igrea, afim. dse no1-
tar os nomes, depois do qiw uao pjtdo
commiss5o aceeitar reolaaiapSo; "assifi
como, os pobres, tjue tem de sertir d
apostoioa, de\em se afinar Ba.Jgteja nodo
mingo as 8 '/ horas, aflm de se vestirein
Depois de recolhida a procissSo ser can
tada tima Iadarhna, com d que Andar.
1 fotliviri^dP .
Mtmoel miz c'^frigia,
Esa-ivo.
Ra do Livramento
n. 26.
Vfi.uJlli.-Mli.
Cambraia de cor, de bom posto, covado, a 340 rs.
Ditas de dita, padroes modernos e elegantes, me-
tro, a 0 u.
CollarintK>s dftdaprsos jfostos a 400 rs.
Ditos majto1 fios d lint a ?40rs.
f
m nm ns,

h
Colchas 46 istoo i
mesa : nfrflfd Cd
da da MwM'W B<#.
irfKlBblrli caa ou para
eta do asoif n 45, esquina
Vende-se ou arrenda-se o engentao
JonceicSo distante de-SaMo Amaro de Ja-
hoato 3 quartos de tegua, tendo rauita
matta, e moe com agua, tendo muito boa
estrada at a porta, e demarca como
epgenho Camacari: quem o pretender di-
riga-se ao raesmo engtnho a fallar com o
proprietario.
Ategrai-vos>B)opes, o presbytas, j pe-
deis ver de longe, j podis ver depert',
n5ohaais vistas curtas, nein candadas.
F. J. Gerraann acaba de receber pelo Ulti-
mo vapor unirko e variitdo sortim uto 0':
oeulos, lunetas, pince-nez.-face -main, loi -
gnons, de'ouro, prata, tartaruga, marfim.
ac, bfalo, ncar, nnicDraio emelehior;
assim como binculos de urna a tres mudai>
flas para thealro, campo e marinha, da nlti-
gia invenjlo; duquezas, vienezas de G, 8 e
12 vidros, tildo dos melhores fabricantes da
Europa. p.r
Cniesmo vapor trou-
xe urna excellente ma-
china para graduar e
observar numero dos
vidros qoe se necessiUa
conforme a vista da
qualquer pessoa.
Vende-se m se1 im em meio uso : na ruaa'a
CoaCticao na Boa-vista n. 47.
Libras Hartmas
Vaa Joaquim Jas Ramos,na ra da Cruin.
," 1 andar.
1 i
Na nudos Pires n. i, tthejac, f#ee1sa-sei i
duas atii>|jatniHmrrairiaf
Na.uw Direil
o U9 \A-M^s^m-a
ireCOCWalWO-
saai na ra do Imperador n. 83MMM "
Vendem-se dual-preua, ambas eom oaalli-
dades, e sendo urna por <60i, tem 3S anuos: na
ra da Moeda n. 49, t ardar.^______.
Armapao.
Vende-se para tirar^sV'ficar urna importante
armado da lauro paia taberna, g.aa cantein*
existentes na taberna da tua do Mondego n. I, es-
quina de S. Goncalo : a tratar com o agente Mar-
ns.
Tem excelleates sterioscopos, tastrumer-
tos de mathematica, barmetros, vidros no
ehrystal do rocha, e de cores para resguar-
dar a vista; eoncerta todos os objeclos a
precos commoos e cn promptidao ; i
o mofo dos vidros e encarrega-se de toda
eucoiamenda relativa a oritica.
Recebeu tambem os excel'cntes relog
do mugo e afamado fabriaate Robn-t G
AC, os quaes vendem preces commotl
gafatltmdo a sua superior qttaliaade.
i:
Quem quier alugar ma padana co*n todo&l
azeite de dende a 800 rs. a ganraj
+<: naruaNovan.3.
Ra dp Livramento n. 26.
Miagutes fadrtrW, wiod*rn
Grande exposicao de
bonecas de cera
DE
Todas asquadaaJee na raado
4tuatra&do n. 55._
L0JAD0TE1P0RAL
Acaba de ch completo sormea*) debonecasde. crade
_jiafiivr" |,,|;' doTiul
todas as q
ral.
-Vendem^^pr^ d -ajdade,
tooAM
na f*r%T"-^

baratiasimu


6
Diario de Pemambuco Sabbado 15 Je Maio de 1869.
Osverdadeiros COI*ARES ROTER, o uokosapprovados pela
a Academia de Medicina, Um assira como os meo oulrot productos
atlrahido a cupidei dos falsificadores, que para facililsr sua crimjnoia
industria nao sepejafi, nem rcccia annunciar vendar falsosCoiaams
com mev some. En previno as familias para interesse de seus fillios
que, para evitar falsiDcacoes, de^em exigir, que miusCoXAM Ibes
sejao vendidos em caixas de lambas de encaiie e corredias cobertas
por a etliqueus com a minba marca de fabrica e encerrando nm
prospecto circunstanciado, e selladas por urna medalba com okttreiro.
COLLAR ROYER. Roe St-Sartin. 225. Pars.
CRVO DE BELLOC
pars
Approvado e recommendado pela Academia imperial de medicina de Para para a
cura da gastralgia e em geial de todas as doinras nervosas do estomago e dos intestinos.
egualmente o remedio por cxcellencia contra a relencao de venlre Finalmente em
razao de suas propriedadei absoivcntes, recommendado com" Tadadeiro remedio nos
cazos de diarrliea e chole-rina. O cnrvflo de llclloc toma-sc na occasiiio das comidas
sob a forma de pi's ou de pastillias.
Depoiito em Rio-Jankiro, Duponchelle; Clnrobt. Em Prt;xvjm"co, Naiirer k O
.11
lio xarope Vegetal Americano, espcciadadc de Ilartholomen A f>
34UUA LARGADO ROSARIO34
Nao costumamos procurar attestados para acreditar nosos preparados, e dei
xamos que sua appliaco e os resultados obtidos pelas pessoas qu3 se dignaram aceeita
los, Ihes deem crdito evoga; porque sao sempre os attestados considerados gratuitol
e delles que lanc,amo o charlatanismo; mas, nao querendo oITcnder as pessoas qxw
espontneamente nos ollereceram os que abaixo vito transcriptos, os fazemos publicar
manifestando-lhes nossa gratido pela attenc5o, esperando que venham elles corrobora
o coaceito, c acceitaco que tein merecido nosso xarope.
B'itholovteu & C.
ATTESTADOS
Illms. Srs. Bartholomeu ti C com a mais subida satisfago que decan
. intensa tosse, ponto de nao poder dormir a noite a despeito mesmo de medicamentoi
que tomava, a elle recorr e naterceira collier fui alliviado, e de todo me aclio hoje res
tabelccido com o uso someitu de qtiasimeio frasco: grato, pois, esse resultado mani
festo a Vv. Ss. meu reoonliecimento.De Vv. Ss. amigo, venerador e obrigado.Ma
noel Antonio Viegas Jnior.
Sua casa 20 de abril de i858.
Illms. Srs. Bartholomeu & CPenhoradissimo com o favor que me fizeran
de aconselhar o uso do xarope Vegetal Americano, de sua composieao, quando me acha
va bastante doente de urna constipado, que me tornou completamente rouco e qu
trouxe urna forte tosse, e me impossibilitou de cumprir os mcus deveres de cantor di
empreza lyrica, vou agradecer-lhes meu completo restabelecimento, que obtive com nn
s vidro do mesmo xarope, depis de haver recorrido a muitos tr itamentos. Desejare
que outros como eu recorram ao seu xarope para se verem alliviados de tSo terrive
incommodo, t5o fatal ueste paiz. Com maior considerado contino a ser de Vv. Si
atiento, venerador e obrigado.Luiz Cremona.
Recife, 25 de setembro de 1868.
Illms. Srs. Bartlioldmeu & CO xarope Vegetal Americano que Vv. Ss. teen
exposto venda de toda eflicacia para o curativo dasthma, conforme observei appli-
cando-o a meu fiiho Joaquim, menor de quatro annos; victima d'esse flagello, que at
ento por espaco excedente a dous annos havia resistido a outros xaropes de grandi
nomeada. Queiram, pois, Vv. Ss. acceitar a expresso altamente sincera de meu reGO
nhecimento ao meritorio servigo que Ihe prestaram com o indicado xarope, acreditan
do-me para sempre de Vv. Ss. criado, ltenlo e obrigado.Acerico Netto de Mendonca
Recife, 2 de outubro de 1808.
10 UTO
Superiores saias brancas bordadas a 5#, 63, 83 e 103000 cada urna.
Ditas de cambria de escocia transparente j feitas a 63000 cada urna.
Columnas na ra do Crespo n, 13 de Antonia Correia
Na loja
Vasconcellos & C.
das
de
Este admiravel
|Oepuralivo imo
conten cm si mer-
curio, iodo ou
larsenico; um i
Ivuoroso modifi-
cador para o sanRuc ecura radicalmente as molestias de pellc, loe como a lepra, usiiiipigciis, asberpes, as ,
espinbas, e os Pannos, etc. Empreado diariaimnlc elle refresca a massa do panano e consolida o saude jj
AI V ITT T i A r i nr1? *-u,a "" ,; ^ias cs con minies amigos ou recentes f
111 J L li ll A U l A JJ I 1 os mais rebeldes.
Pakis, 7, Bd Dtuain,
C1TIRRH0S
PASTILHAS PEIT0RAES
DE sueco deALFACE
E L0UR0 GE REJO
IRRITUgOES
DO PEITO
E' ette o mais noro e delicioso confeito at agora conhecido. Por isUi tem adquirido r-
pidamente a popularidadc de eme goza. Os mdicos os mais disnctos o aconselho contra
as tosses, defluxos, catarrhoi, tosses convulsas, eatarrhot epidmicos, irlacoes do puto. Com
grande empenbo o procorlo as mes de familia, assim para ellas como para as enancas, pois
primeiro que tudo inoffenvo, e aa suas propriedades adocantta denlo nada a desejar.
, Deposito em Pemambuco' em casa de
ALTAS NOVDADES
LOJA DO PASSO
Ra do Crespo n. 7 A, esquina da do
rador.
Impej
PARA CASAMENTOS, BAILI1S, THEA-
TROS, etc. etc.
Lindos cortes do blond, contendo setim,'
mantas e grinaldas.
Requissimos cortes de sedas assim como
para covados.
Gurgur5o branco.
Moireantique branco azul e verde.
Gros-de-naples brancos e de cores.
'Setim branco macau.
Setim, branco, azul, verde, cor d rosa
e amarellos.
Fil de seda, branco e pret).
Cortes de seda com duas saias.
Chales de gurgurSo de seda de cores.
Camisas bordadas para homens.
Saias bordadas para senhorcs.
Camisas bordadas .
Fronhas de linho bordadas com primor.
Lencos de cambraia de linho bordados-.
Riquissimas colchas de damasco de seda,
assim como de seda e algodao.
Ditas de crochet para cama.
Chapeos de seda bordados, para sol,
Poil de chevre de lindas cores.
Alpacas de lindas cores.
Chapelinas de palha da Italia, assim
oemo de seda.
Enfeites para cabera de senhora
Espartilhos para senhoras.
Meias de laia para padre.
Ditas d# 15a >
Ditas de seda fio da Escossia e algodao.
para senhoras e meninas.
Lencos de labyrintho.
Fronhas de labyrintho.
Bicos, rendas e grades.
Finissimas cambraias de cores, percales,
las, e outros muitos nrtigos de gosto e
de alta novidade, isto s
Na loja do'Passorua do Crespo n. 7 A, esquina da do Imperador.
C0.WANI1IA
L
gotlao de
Fabrica de tecidos de a
Ferno Velho.
O soperhr panno At algndiio defta fabrica, mui
vantajoJamente conhecida nesta previncia c as de
Pernambucn, Parahyba Rio de Janeiro, pela sua
perfeicao de leeido/clasticidade e fortaleza, conti-
na a'ser vendido no escriptorto di mesina com-
panltia ;i prara de Pedro 2" tiesta c.dade, casa nu-
mero 4.
A(im de que os numerosostt importantes senlie
res'de cngonbo, beni como os senhores exportado
res de assacar, tanto desia provincia como das
cima mencionadas, possam com facilidade pro-
ver-se das manufacturas desta fabrica, a gerencia
da companhia annuncia que as ha venda nos
segnintes lugares :
iN'esla cidatlenoseu escriptorto e as casas dos
Srs. Domingos Jos de Parias e Jos Nunes Gui-
maraes, ra do Commercio.
Em Pernambucona casa dos S*s. Oliveira, Fi-
nios & C.
No Pilarem casa do Sr. Jlo ce Albnquerque
Mello.
Ka Castanha Grandeem casa do Sr. Norberto
Cavalcanti de Albuqtterquc.
Em Camaragibena casa do Sr. Joao Vieira de
Lima.
Alem do panno apropriado ao eisacamento do
asacar, a fabrica possue mais ama qualidade de
panno mui forte, adoptado ao systena que tem os
senbores de engenbo do norte da provincia de
mandaren) despejar nos trapiches de Pernambuco
o assucar que alli vao vender, com o que os sac-
eos servem para muitas safras.
Para roupa de escravos ou de trabalhadores do
campo, e para toalhas e lences do servico diario,
ha una superior qualidade de panno de'28 polle
Sadas de largura, muito forte e esjtesso, parecen
o-sc bastante com meia lona". Os precos sao os
mais mdicos possiveis. Macci 3C' de marco de
1869.
LOJA
DO
GALLO VIGILANTE
CAPSULAS MOLES
DE
ALCATRAO
Remedio por excellencia para cura rpi-
da e completa das coqueluches, bronchites,
catarrhos, tosses convulsivas, escarros san-
guinos, e outras molestias do peito.
VEWDE-SJE
NA
PHARMACIA E DROGARA
D8
Rartholomeu A C.
34RA LARGA DO ROSARIO34
Scbonete de alcatrdo.
M
Antonio Nunes de Castro.
Este acreditado preparado, que tifo hoa
acceitacSo tem merecido n'esta provincia,
muito se recommenda para a cura cert
das impigens, sarnas, caspas e todas as
molestias de pelle.
Deposito nico,
Pharmacia de Rartholomeu & C,
35ra larga do Rosario34.
Tabellas vermicidas
DE
Antonio Nunes de Castro.
Vermfugo efficaz, e preferivel a todos os
conhecidos, j pela certeza de seu resulta-
do, ej pela fcil applicaco quasi sempre mais atacadas de Ufo terrivel
e muitas vezes fatal sofrimento.
NICO DEPOSITO
NA
Pharmacia e droguria.
DE
Barthomeu & C.
34Rna l.arsadoHosirio34
AO BAZAR DA MODA
Ra Nova n. 50, esquina da rna de S. Amaro.
NOVDADES



Para senhoras.
COQUES da ultima moda, enfeitados e lisos, gran-
do sortimento.
CHAPELINAS de palha da Italia, guarnecidas com
delicados c elegantes enfeites brancos e de cores
CHAPESINHOS e gorras de velludo e de pennas
(alta novidada I) de palha da Italia, a emtiacao,
especial sortiment.
CINTOS de cores e pretos, rico sortimenio ulti-
ma moda.
CAMISAS bordadas por commodos precos.
LENCOS bordados e com letras, novidade neste
genero
LQl'ES.a emitacao de marfim, gosto novo e de
sndalo.
GOLINIIAS e punhos, a emitcao de guipare.
ENFEITES pretos e de cores para cabeca, lindos
moldes,
GCARNICO alta novidade 1 a Marie Rose, lti-
mamente usada em Pars.
CORPINHOS de guipure brancos e pretos lindos
modelos.
BORNOUS de la e seda, cores claras, elegante
moda em Paris.
GRINALDAS de flores finas.
ESPARTILHOS superiores.
MEIAS superiores de fio de Escocia.
LUVAS de pelica ebegadas pelo ultimo vapor.
ADERECOS de coral verdadetro e camafeo, gosto
delicado.
DE PALHA
GARNICES para vestidos.
TRANCAS para enfeites de coques.
BOTOES lisos e com pingentes para vestidos.
CINTOS alta novidade.
FLORES finas, grande sortimento.
GRINALDAS de ditas para coques.
LAGOS, fivelas, ponadlos para enfeites.
Para homens.
de 1-
CAMISAS com peitos, colarinhos e punhos
nho fino, lisos e bordados, moda,
COLARINHOS de linho e algodao.
PUNHOS de ditos.
GRAVATAS de todas as qualidades.
BOTOES para punhos e guarnieses para coletes.
COR RENTES de plaqu a emitacao do ouro, lin*
do gosto.
CHAPEOS de pello de seda, forma a Rotchil, qua-
lidade superior.
CHAPEOS de seda, para sol.
MEIAS de superior qualidade.
BENGALINHAS finase ch cotes.
LUNETAS aro de ac e tarturaga.
TNICO oriental, verdadeiro.
AGUA DIVINA de E. Coudray e suprior agua ej
essencia de Colonia.
ESTRATOS e essencias finas e de mradaveis aro-
mas para o lenco.
VINAGRES aromticos para toilet.
POS DE ARROZ para amaciar a pele; em paco-
tes e ricas caixinhfts com arminho.
POS superior para limpar os dentes.
COSMETIQUES de fina qualidade.
SABONETES, grande sortimento diste genero c
de superior qualidade.
LEOS de philocome, babosa e antiques.
BANHA fina para os cabellos.
AGUA de flores de laranja.
CREME de sabao para barba.
Cabcas preparadas com perfumaras finas.
Para jy fancas.
VESTUARIOS completos para baptisados.
SAPATINHOS de merino 5 setim enfeitados.
MEIAS de seda e fio de Eicocia.
CHAPESINHOS de palha da Italia.
TOUCAS de fil e setim enfeitadas e de chroch.
BUNECAS vestidas,-mu;o Lv.jtas e diversos
brinquedos.
Perfumarlas finas.
AGUA FLORIBA venladeira de Murray & Lan-
man New-York.
Mft3ia do Crespo n. 9
Os proprietarios deste bem conhecido estabele-
cimento, alin dos unitos objectos que tioliain ex-
IKisios .1 apreciarao do rcspeitavel pnb'ico, man-
daraitl vir c acabam de receber pelo ultimo apor
da Europa nm completo e variado sur miento de
finas e mui delicadas especialidades, as quaes es-
to resolvios a vender, como de^seu costume,
por precos milito Laratinhos e commodos para to-
dos, com tanto que o Gallo....
Muito superiores luvas de pellica, prefas, bran-
cas e de mui lidas cores.
Mui boas e bonitas gollinhas e punhos para se-
nhora, nsto genero e que ha de mais moderno.
Superiores gentes de tartaruga para coques.
Lindos e riiinissimos enfeites para ciberas das
Exmas. senhoras.
Superiores trancas pretas e de cores com vidri-
lhos e sem ellos; esta fazenda o que pode haver
de melhor e mais bonito.
Superiores c bonitos loques de maJreperola,
marfim, sndalo e osso, sendo aquellos braucos
com lindos desenhos, e estes pretos.
Muito superiores meias fio de Escossir para se-
nhoras, as quaes sempre se venderam por 30000
a duzia, entretanto que nos as vendemos, por 20,
alm destas, temos tambem grande sortimpnto de
outras qualidades, entre as quaes alguruas muito
finas.
Boas bengalas de superior canna da India e
casto de marfim com lindas e encantadoras fisu-
ras do mesmo, neste genero o que de melhor se
|ide desejar ; alm destas temos tambem grande
3uantidade de outras qualidades, como ejam, ma-
eira, baleia, osso, borracha, etc. etc. et;.
Finos, bonitos e airosos chicotinhos de cadeia e
de outras qualidades.
Lindas e superiores ligas de seda v borracha
para segurar as meias.
Boas meias de seda para senhora e pira meni-
nas il'' 1 a l annos de idade.
avalhas cabo de marfim u tartaruga para fazer
barba; sao muito boas, e de mais a mais sao ga-
rantidas pelo fabricante, e nos por noss. vez tam-
bero asseguramos sua quahdade e delicadeza.
Lindas c bellas eapellas para noiva.
Superiores agulhas para machina e prra croxe.
Linha muito boa de peso, frouxa, para cncher
labyrintho.
Bons baralhos de cartas para voltarcte, assim
como os tentos para o mesmo fim.
Grande e variado sortimento das roelhores per-
fumarias e dos mclhores e mais conhecidos per-
fumistas.
COLARES DE ROER. .
Elctricos magnticos contra as convulsoes, e
facilitam a denticao das innocentes enancas. So-
mos desde muito recebe'dores destes prodigiosos
collares, e continuamos a recebe-los por todos os
vapores, alim de que nunca fallero no mercado,
como j tem acontecido, assim pis podero aquel-
es que delles precisaren!, vir ao deposito do gallo
vigilante, aonde sempre encontrarao destes verda-
deros collares, e os quaes attendendo-se ao fim
para que sao applicados, se venderao com um mu*j
diminuto lucro.
Rogamos, pois, avista djscbjectos que deixamos
declarados, aos nossos freguezes e amigos a virem
comprar por precos muito razoaveis loja do gallo
vigilante, ra do Crespo n. 7.______________
TASSOIRMAOS
Tem para vender em seus arnmens, alm de ou
tros, os scguiffles artigos :
Papel para imprimir.
Perlina azul.
Greve pautado e liso.
Viidios em caixas de doze garrafas
Bourgogne.
Her>.
Madeira.
Hcrmitage.
Chambos.
Licer do curac.io de Hollanda em caixas de vin-
te e quatro botijinlias.
GESSO,
Nos armazens de Tasso Irmaos.
Grades de ferro
para jardins, porteiras etc.
Nos armazens lie Tasso Irmaos
c Aima* IIO* DE FERRO
Para sen'icos de grandes armazens, para remo-
ver barricas ou caixoes de um para outro, lado pelo
mdico proco de 12^000 cada um.
Fariuha de trigo de Trieste
Das mclhoras marcas Panonia (verdadeira) Fon-
tana e grande sortimento das melhores marcas de
farinhas americanas.
Saceos de farinha de trigo do
Chile
Todas novas, chegadas ltimamente nos arma-
zens de Tasso Irmaos. *
Cemento romano
Nos armazens do Tasso Irmaos.
Cemento hydraulico 12$
0 melhor para tudo que sao obras para agua, co-
mo assentamento de canos de esgoto, algerozes, de-
posito, tanques d'agua, etc., etc.: em porcSes de
cincoento barricas se far reduccao no preco : nos
armazens de Tasso Irmaos.
Cemento Portland
0 verdadeiro cemento Portland em casa de Tasso
Irmaos.
Grades de ferro, cercas, por-
teiras, etc., etc.
De differentes qualidades para cercados de ani-
maes, chiqueiros-para galinhasou jardins : nos ar-
mazens de Tasso Irmaos.
Barris com bren
Nos armazens de Tasso Irmaos.
CANOS DE BABEO
PASTILHAS ASSK\l\y AS
DO
DR. PATERSON
Be bfsmnth e magnesia.
Remedio por excellencia para combate*
a magreza, facilitar a digest3o, fortificar
estomago etc.
DEPOSITO ESPECIAL.
Pharmacia de Bartholomeu C.
34------Ra larga do Rosario-----34.
Barato que admira
Quartos de latas com bolachinhas de boas qua
lidades a I 40, caixinuas com ameixa;-, peras e
figos a 340O, ceneja Bass, Ihlers e bell ingleza a
800 rs. a botija, vinho a 400 rs. a garrafa, azeite
doce de Lisboa a 880, arroz de primeir qualida-
de a 120 rs., caf a 220, sabao a 180 e 220, cha
miudo bom a 3i00, dem grado a :i-5, alpistt a
240, toucinho de Lisboa a 440, raarmelada fina a
780 a libra, doce de goiaba fino em latas e caixoes
de diversos tamaitos por couimodo preoo : s na
esquina da ra da Penha n. 7.
DA
FABRICA NACIONAL DA BAHA
DE ~ Jl'AP I
~*WIXEH{A FREDEMCO (ft C.
Acaba de chegara este mareado urna porfa des-
te ptimo rap, nico que pode supprir a falta do
princeza de Lisboa por ser de agradavel perrume.
E' Adamado pelo systema a imitacao do Areia Pre-
ta, pora^tem sobre este a vantagem de ser viaja-
do, o. que para este artigo urna espeeialidade.
Na ra Nova de Santa Bita, na antiga fabrica de
sabao, ha para vender por preco o mais medico
possivel, canos franeczes para dificac^es e esgo-
tos de toda a qualidade, superiores a todos os que
aqui tem apparecido peTa sua solidez.
PHECOS.
1 400 por cano grando de 3 e meia poltegadas.
15200 por dito de 2 e tres quartos de dita.
I OOO por dito de 2 e um quarto de dita.
500 ris por pistoleta de 2 pollegadas.
Cotovellos, curvas e canos de maior grosura, a
vstase far o preco. Compras maiores de 2002
tem 5 por cento de descont por prompto paga-
mento. Pde-se ver as amostras nos armazens
de Tasso Irmaos.
lijlos francezes
Para ladrilhar casas terreas com asseio e precos
mdicos, muito convenientes e propios para ladri-
Ihos de cosinhas em sobrados, peto seu asseio e
evitar a passagem de aguas para o andar Inferior
e mesmo o perigo de fogo, aos precos de 30000a
452000 o milheiro : na ra Nova de Santa Bita, na
antiga fabrica de sabao, e compras maiores de 200
se far 5 por cento de descont por prompto paga-
mento. Podem-s ver as amostras nos armazens
de Tasso Irmaos.
Velas de esparmaecte verdadeiras para lan-
ternas de carros: noarmazem de Tasso Irmaos.
Vinho do Porto fino superior: no aruiaiem
de Tasso Irmaos.
O melhor cognac Ganthier Freres : no arma-
zem de Tasso Irmaos.
Esteiras da India
Em casa de Tasso Irmaos vende-se esteiras da
India de diversos padroes e larguras, por preeo
commodo.
Macarthy
Machinas de descarocar algodao.
Boje que est reconhecido que as machinas de
serrote prejudicam e quebram a fibra do algodao,
preciso recorrer a machinismo menos spero,
que produzindo o mesmo servico que aquellas, e
facilidade no trabalho, nao qnebrem a fibra da> laa,
para que essa possa obter-nos mercados europeos,
a dilTercnca que ha entre o algodao descarorado
por aquellas mencionadas machinas, que esta fi-
cando em deuzo, pelo prejuizo que tem cansado,
e o da antiga bolandeira, que nao pode competir
pela morosidade de seu trabalho. E' assim que
estas machinas se tornam as mais proprias para o
taosso algodao, porque ao par da facilidade e
promptido conserva a fibra da laa, que lirapa por
ella, qualificada na Europa a par da melhor bd
landeira, valendo assim entre 11 20 por 0/0
mais do que a la limpa pela machina de serrote.
Estas machinas nio sao novas, pois que ha muito
estao adoptadas no Egypto, aonde as de serrote
foram inteiramente abandonadas, e por isso o algo-
dao daquella procedencia, sendo da qualidade do
da nossa provincia, obtem hoje de 10 a $ por
0/0 mais do que o nosso : vendem-se a loO^OOO
nos armazens de Tasso Irmaos.
Oleo de amendoas
Em caixas de 8 latas, cada caixa 100 libras :
nos annazens deTasso'Jrmaos.
Charutos da Havana.
Excellentcs charutos da Havana e por baratissi
mo praco : em casa de Tasso Irmaos, ra do
Amorim n. 37.
Eelogios de ouro.
Belogios de ouro de patente com balancp de
ehronometro do famiRerado actor John Bogers, uo
eseriptorio de Tasso Irmaos.
Pianos inglezes.
Pianos inglezes do bem conhecido autor Charles
Cadby, no esaAptorio de Tasso.
Ac de milito/
Nos armazf ns de Tasso Irmaos.
BARRIS DE SALITRE
Not armazens de Tasso Irmaos.
CARNAUBA
I NOH ESPERfflC
21=Rua do C^ueirriado-=2l
Advertencia!
A Nova Esperance, na do Queimado
n. 41 tendo em deposito grande quanlidade
de miudezas,, e como se approxima o tem-
po em que tem de ser dado o 'balanco, por
isso desde j previne ao respeitavel publi-
co, que est resolvida a vender suas mer-
cadorias pelo baratissimo preco, para assim
diminuir a grande quantidade dos que
tem: assim pois, venham os bons fregue-
zes, c os que nao forem venham ser fregue-
ses, em tempo lo opportuno quando
NOVA ESPERANZA convida-os a pecbincha-
rem, pois que para comprar-se caro, nao
falta aonde e a quem...
PARA O MEZ DE MARA
A Nova Esperanca, ra do Queimado
n. 21, recebeu pastilbas para queimar-se
em lugar de insenco, para aromatisar no
oratorio dos devotos do mez de Maria.
Elle quer e ella quer
E' sempre assim.
Elle (correspondente de Paris) quer sem-
pre primar em nos rcmetter objectos de
gosio -e perfeicao, e ella (loja da Nova Es-
peranca) quer sempre dividir com seus fre-
guezes o que de bom consianlcmente rece-
be, e por este lidar continuo (d'ambos)
Nova Esperanca ra do Queimado n. 21,
alm do grande sortimento que j tinba.
acaba de receber mais o seguinte :
Bonitos broches, pulceiras e brinco* de
madreperola.
Papel e cnvclopes bordados e mati-
sados.
Papis proprios para enfeitar bollos e
bandeijas.
Brincos pretos com dourados (ultima
moda).
Fitas largas para cinto.
Modernos gallees, franjas e trancas de
seda e de la, para enfeites de vestidos.
Botoes de todas as cores e moldes novos
para o mesmo Cm.
Trancas pretas com vidrilhos sendo com
pengentes e sem elles.
Boloes pretos com vidrilhos com ping-
les e sem elles.
Luvas de pellica, camurca < Ptrnsjii.
Finas meias de sedapa. ->:;.< > me-
ninos.
Delicados leque de n...u., penda, mar-
fim, osso e faia.
Espartilho simples e bordados.
Bengalas de baleia.
Finalmente, um completo sortimento de
miudezas ra do Queimado n. 21, na
Nova Esperanca.
Collares anodinos ellectro-magnett
eos contra as convulces das
creancas.
Nao resta a menor duvida, de que muito
collares se vendem por abi intitulados 01
verdadeiros de Royer, e eis porqae muito
pais de familias nao creem (comprando-os)
no effeito promettido,o que s.pdera dar,
os verdadeiros; a Nova Esperanza, porm
que detesta a falsificaco principalmente no
que respeHa ao bem estar da humanidade.
fez urna encommenda directa destes collares
e garante aos pais de familias, que sao ot
verdadeiros de Royer, que a tantas crean-
cas tem salvado do terrivel incommodo de
convulces, assim pois preciso, que ve-
nham a Nova Esperanca a ra do Queimado
n. 21 comprarem o salva vida, para seui
filhinhos, antes que estes sejam. acommetti-
dos do terrivel mal, quando ento ser di-
fficil alcancar-se o effeito desejado, embora
sejam empregados os verdadeiros collare
de Royer.
Nvpcks da Babia, do*o de Janeiro e Dutras do ^S^fflf bSS, SSo^S,
imperio^ o Bap Popular sido asss accolhido, erVZ^"]l doav^TulTSSeStrS
e pronyelmente aqu. lambem o sera, logo que ^ 60 de Fl7Pereira da Silva, aa im*eralnz
seja conliecida e apreciado. Acha-se venda n' w' "e "miX rereira oa s"va-_____________
por prec'cofcmodo, e para quem comprar do 50 /TJTT) A T\ AO IATT \CS
libras_para cima, far-se-ha um descont de 5 0/0, VsUXWl U\JJj KjAIjLAJO,
e d 5fJ0 libras para cima o de 8 0/0 : no escrio-
in-
torto* Joaqjaim Jos Goncalves Beltraj, ra do
' Commercio a. 17.
M
Miudezas finas.
SPEBJ0RE3 fitas de grosdenaple < de todas as
cores e larguras de veludo preto e de cores, e
gurgurao para cintos.
BABADINHOS e entremeto bordados.
GUARNICOES de sed de clres para enfeites de
vestidos.
TRANCAS pretal com vidriaos e phgentes.
BOTOES de cr, brancos e pretos com vidrilhos
lisos e com pingentes.
DEDAES de madi aperla, de marfim, de dco e
metal.
THESOTJRAS finas para costura e nnhas.
CAIVETES finos com quatro folhis. E muitos
outro artigos de miudezas que so torna enfa-
donho menciona-los.
Tudo se vende por presos bastante commodos.
j liSSA c XAROPE
DECODEINADEBERTHil
PrroMfsados por todos os mdicos coaira osl
DfiM.ittOS, CATHAROS, E TODAS AS\
IRRITA COES DO PEITO.
. B. O Xarope de Codcina que mereci ni
honra, aliat bem rraefirt o$ Medicameutul
novot, de ser registrado como um dot medi n-[
mcnm*jirines do Imperio Fi-autn dUpemu
QuiUquenelogio.
' A>JgO. Por causa da reprelicnsivtl fal -I
ficacao que Km suscitado o felii resultado ilol
Xarope e mssa de Bcrlb somos forcados aj
lembrar que ses medieamenlo tnOjuslamcnle
conceiluados s se
rendem cm taixin-
Uas e frascos levando
a ouiguatura rm
frente.
46, Ru de eolet, e na Pfcarmacia Ccnlrtll
de Franca, 7, Ru de Jouy, em Pars, c ell
todas ss Pharniacias prin l2i!-
FEL
Pomada galoupean.
Deposito especial
Pharmacia de Bartholomeo & C
4-------Ra larga do Rosario-------34.
Para familias
Grande Bazar, rna Xova na. so e
*, deCarnelrolianna A C.
Acaba de chegar a este estabelecimento
grande porco de machinas para costuras do
autor Wheeier Wilson, approvadas na ulti-
ma expsito de Paris, as quaes cozem com
dous pospontos toda a costura, e tem a
vantagem de ser to suave o movimento,
que qualquer crianca de oito annos fcil-
mente trabalha, e pode, com este entrete-
nimento, levar vantagem ao servico diario
de trinta costureiras. A comprehensao
simples, pois em um quarto de hora se fi-
ca senhor do movimento da machina, ten-
do a mesma a propriedade de fazer as se-
guintes costuras: pospontar, abainhar,
franzir, marcar e bordar, como apresentam
os desenhos que acompanham-nas. Os pro-
prietarios do estabelecimento se encarre-
gam de mandar ensinar n'esta cidade, e
garantem entregar o importe dispendido ao
comprador, no caso de nao trabalhar com
perfeifao a "machina vendida, n5o teno,
porm, soffrido ella alguma avaria. Ha tam-
bem no mesmo estabelecimento machinas
do autor Grower & Baker, de trabalho sim-
plesmente mo, e outras com movimento
dos ps; e mxime todos os pertences das
mesmas machinas, par venderavulso.
m mm
Chegou ao antigo deposito de Heary Forster 4
C, ra do Imperador, um carregamento, de gai
de primeiraqualidade; oqual se vendeett partidas
e a retalho per menos preljo do que em ontra qual-
quer parte.
Cimento ingiez
De primeira qualidade em barris grandes,
que se vende por menos do que em qual-
quer outra parte: na ra Larga do Rozario
n. 34 botica.
VERMES
de superiores qualidades, a precos commodos : na
ra do Vigario n. 16, Io andar, eseriptorio de
Joaquim Gerardo de Bastos.
i pechincha
Vende-se a taberna da travessa de Ap >llo n. t
com poucos fundos, e por um proco que admira
muit propria para algum rapaz que queira dar
principio a vida, tendo um -pequeo hotel contigua
a mesma, e que vende muita comida ; a tratar no
mesma.
FUNDICAO DO BOWMAN
Hna do Hruiu n. 59.
Machinas de vapor.
Rodas d'agoa.
Moendas de canna.
Taixos de ferro, batido fundido.
Rodas dentadas, para moer, com agoa.
vapor e animaes.
Alambiques de ferro.
Formas para purgar assucar.
E outros muitos objectos, etc. etc., pro<
piios para agricultura.
Vendem Augusto
Commercio, n. 42.
Alcatifa
Vende-se urna alcatifa de variados padroe a
660 rs. o covado : na ra do Queimado n. 31, loja
de A. M. Bolim & C
Bandeiras
Magnificas bandeiras de seda nacional e estran
eira, vendem-se a 4# : na ra doCQuoimado
i, loja de A. M. Rolim tx C
*
"V
f
i
\.
S
vS
H


I -
f
Diarip tle Pernambuco Sabbado 15 de Maio de 1869.


y
v
K


Ocordeifo previdnte
Una do <|teiuido n. 10.
Novo e variado sortimento de perfumaras
finas, eoutros objec.
Alm do completo sortimntr de perfu-
maras, de que eectivamente est provida a
loja do Cordeiro Previdnte, ella acaba de
receber um outro sortimento que se torna
notavel pela variedade de objectos, suneriori-
dade, qualidades e comraodidades de pre-
sos ; assim, pois, o Cordeiro Previdnte pede
e espera continuar a merecer a apreciado
do respeitavel publico em geral e de sua
boa freguezia em particular, nao se afas-
tando elle de sua bem conhecida mansido
e barateza. Em dita loja encontrarlo os
apreciadores do bom:
Agua divina de E. Coudray.
Dita verdadeirai de Murray Xamman.
Dita de Cologne ingleza, americana, fran-
ceza, todas dos melhores emaisacreditados
fabricantes, m.
Dita balsmica dentrificia.
Dita de flor de larangeiraa.
Dita dos Alpes, e vilete para toitet.
Elixir odontalgico para conservado do
assei da bocea.
Cosmetiques de superior qualidade e chei-
ros agradaveis.
Copes e latas, maiores e menores, -com
pomada fina para cabello.
Frascos com dita japonesa, transparente
e ostras qualidades.
Finos extractos ingleses, americanos e
francezes em frascos simples e enfeitaflos.
Essencia imperial do fino e agradavel chei-
*e de violeta.
Outras concentradas e de cheiios igualr
mente finas e agradaveis.
Oleo philocorae verdadeiro.
Extracto d'oleo de superior qualidade,
com escollados che ros, em frascos de difie-
ren tes tamanhos.
Sabonetes em barras, maiores e menores
para mos.
Ditos transparentes, redondos e em figu-
ras de meninos.
Ditos mnito finos em caixiuha para barba.
Caixiithas com bonitos sabonetes imitando
f rudas.
Ditas de madeira invernisada contendo fi-
nas perfumaras, muito proprias para pre-
sentes.
Ditas de papelo igualmente bonitas, tam-
bera de perfumaras linas.*
Bonitos vasos de metal coloridos, e de
moldes novo* e elegantes, com p de arroz
c noneca.
Especial p de arroz sem composico de
oheiro, e por isso o mais propriopara crian-
gas.
Opiata ingleza e franceza para dentes.
Pos de camphora e outras dilerentes
qualidades tambem para dentes.
Tnico oriental de Kemp.
% inda mais cuques.
Um outro sortimento de coques vos e bonitos moldes com filets de vidrilhos
e alguns d'elles ornados de flores e fitas,
est3o todos expostos aprecaco de quem
os pretenda comprar.
GOLLINHAS E PUNHOS BORDADOS.
Obras de muito gosto e perfeicao.
Fivellas e filas para ciatos.
Bello e variado sortimento de taes objec-
tos, ficando a boa escolha ao gosto do com-
prador.
FLORES FINAS.
O que de mellior se pide encontrar neste
enero, sohresahindo os delicados ramos
ominados para coques.
Para ?lagem.
Bolsas de tapete e carteiras de couro, por
precos commodos.
Chapelinas de palito da Italia mu bem
enfeitadas, e enfeites de flores obra d, bom
gosto.
E assim muitos outros objectos que se-
rn presentes a quem se dirigir dita loja
do Cordeiro Previdnte a ra do Queimado
n. *6.
t
ENFEITES DE PALIIA PARA VESTIDOS,
CHAPEOS E COQUES.
O Cordeiro Previdnte a ra do Queima-
do n. 16 acaba de receber um bello sorti-
mento de trancas de pallia para enfeites de
vestidos, outras para chapeos, coque6 etc.
ludo isto est sendo vendido com a sua bem,
conhecida commodidade de presos. (
ALEM D'AQUELLES.
Recebeu outros lindos enfeites de se
para vestidos ; assim como um variado s
'.imento de gallees de la, babadinhos
ximbraia com bordados de cores, cuja
riedade de gostos os tornara recommen
dos e apreciados; compareci pois os p^e-
tendentes que serao servidos a contentoj
TO BEM RECEBEU.
Novo provimento de bicos e rendas \d
guepure.
LUVAS DE PELLICA.
De todas as cores tanto para home
omo para senhoras, constantemente achamV
ie a venda na loja do Cordeiro Previdnte :\
ra do Queimado n. 16.
GRANDE LIQUIDADO
aoinheirona loja e armazem
paMo
Flix Eereifa da Silva, successor de Gama
& Silva
O proprietario d'este estabelecimento convida ao respeitavel publico desta ca-
pital a vir surtir-se no grade estabelecimento" que tem defazendas, tanto da moda como
le lei, e as pessoas que negocian m pequea escalla, tanto da praca cono do matto-
esta casa podero fazer os seus sortimentos em pequeas e grandes por<;oes, venoen-
lo-se-lhes pelos precos que se compram as casas inglezas ; assim como s excellens,
mas familias, poderio mandar bascar as amostras de todas as fazendas, ou mandare-
nos levar em suas casas pelos nossos caixeiros, para o que acha-se este etabelecimen-
to aberto constantemente desde s 0horas a manha s 9 da noute.
O atraillado do Pavao AS CAMBRAIAS DO PAVO
Vende-se superior atoalhado de algodo Vendem-se finissimas pecas de cambraias
;om 8 palmos de largura, adamascado a lizas transparentes tanto inglezas como suis-
sas tendo mais de vara de largura, pelos
precos de 50000 at 100000 a peca, assim
como finissimos organdys* branco liso que
serve para vestidos de bailes, por ser muito
transparente-a 1)5000, a vara, na loja do
Pavo ra da Imperatriz n. 60, de Flix Pe-
reira da Silva.
Ronpas para 1:oniom
Vendem-se superiores palitts de panno
sobrecasacos forrados de alpaca e de seda,
camisas inglezas' e francezas com os peitos
de esguiaof ceroulas francezas de linho e al-
godo, meias cruas inglezas superiores, ca-
misas de flanella e de meia de 42a, assim
como neste estabelecimento existe um grande
sortimento de pannos pretos, e de casemiras
inglezas de cores, e que se manda fazer
quakraer obra a contento dos Srs. fregue-
zes, e promette-se-lhes que sarao servidos
com a maior promptidSo e muito mais ba-
rato do que em outra qualquer parte
na ra da Imperatriz n. 60,de Flix Peref-
ra da Silva.
Cortlaados
Para camas e janeHas.
Vende-se um grande sorfmto eos me-
lbores e maiores cortinados bordados pro-
prios para camas e para jahellas, que se ven-
dem a 120000 rs. cada par abi 250000 rs,
isto na-ra da Imperatriz n. 60, de Flix
Pereira da Silva.
Cretone para ienqes com 10
palmos de largura 2$,
Acaba de chegar esta nova o excellente
fazenda branca propria para lences de" um
s panno, garantindo-se que um metro e
urna quarta ou um metro e iieio d um
excellente lencol de um s panno, assim
como esta boa fazenda tambem muito
propria para toalhas de meza, rosto etc. e
outros mysteres e vende-se pelo baratissi-
mo preco de 20 cada metro.
ALPACODE CORDOPAIA VESTIDO Al*
Chegou esta nova fazenda oom o nome
de alpaco, sendo de cord5o e com mais
largura do que a alpaca, com as mais lindas
cores, como sejam Bismark, lyrio, perolas,
roxo, cor de canna, magenta etc. e vende-
se pelo oaratissimo preco de 11 & o covado.
ESGUIAO DE LINHO DE 12 JARDAS A 10.
Vende-se pegas de es^oiSe de linho, fa-
zenda superior, com 12 jardas cada peca, a
100000.
ALTA NOVIDADE
A
Loja do Pav8o.
GURGUROES PARA VESTIDOS A 10000,
O COVADO.
Chegaram os mais modernos gurguroes
para vestidos, sendo de todas as; cores, como
sejam verde, azul, rosa, bismark, perola,
i rxo & & tendo quasi quatro palmos de lar-
5200 vara; dito de linho fa/enda muito
mperiora 30200 a fara ; guardanapos d
inho adamascados a 40500 a duzia e muito
inos a 80000, e ditos econmicos a 30500
l duzia.
Pustes para vestidos brancos
a 40.
Vendem-se os mais modernos fustes bran-
x)s flexiveis com ped oes de listas ee de
alpicos proprios para vestidos e roupas de
nenino a 640 rs. o covado, na loja e arma-
'.em do Pavo ra da Imperatrizn. 60, de
Flix Pereira^da Silva.
BABADINHOS
Vendem-se finissimos babadinhos, tiras
Dordadas ecntremeios, mais baratos do que
im outra qaalquer parte, assim como*espar-
lhos dos mais modernos, no armazem de
Flix Pereira da Silva, ra da Imperatriz
a. 60.
ALTA NOVIDADE
A LOiA DO PAVAO
Gnrgurao de seda
Chegaram pelo ultimo vapor os mais bo-
atos gurguroes de seda, proprios para ves-
dos, sendo lisos elavradinhos, cora "muito
ustro, garantindo-se que a fazenda mais
^nda e de maisphanUsia que este auno tem
begado a este mercado, e vende-se por
pwco muito moa vel, na ra da Imperatriz
i. 60, de Flix Pereira da Silva.
CHAPELINAS
DA
) ULTIMA. MODA
> Chegaram para a loja do Pavo as mais
ri^as e mais modernas chapelinas rica-
mente enfeitadas, com enfeites e fitas de
setiin e.' de todas as crese com ricos bicos*
de blond e ^as mais lindas e finas flores,
vendendo se cada um;i peto barato preco de
150000, gari&ntindo-se serem muito mais
boaitas do que outras que se vendem em
outras partes a 200 e 250, e entre ellas
lia mais do/que um modello, tambem tem
muitas de ipratinho, proprias para mocas e
meninas, ito na ra da Imperatriz n. 60
loja do P)avao, de Flix Pereira da Silva.
Explelidido sortimento de
Alpacas lavradas de toros ;."
Alpacas a 560 Alpacas a 560
I Alpacas de coros
Na 1/Oja do Pavo ra da Imperatriz n.
60, /ende-se uns poucos de mil covados
das mais lindas e modernas alpacas lavradas
con.1 as mais modernas e bonitas cores,
proprias para vestidos e roupas para meni-
not, tendo entre ellas azul, lyrio, roxo, cor
d< canna, verde claro etc. "e os lavrores
uito miudinhos assentados em urna s
para se poder retalhar esta fazenda
11--RA :D0 QTJEINAPO.:il
DE
AUGUSTO PORTO & C.
Receberam superiores-vestidos de blond com manta c capella para noivas, que
vendem-se por precos mais mdicos do que em qualquer-outra parte.
SABIDAS DE BAILEde cachemira branca ede cores o que ha de mais lindo.
BASQUINESde renda preta, e de gorgurfo -preto, o quo ha de mais
elegante. *
' CHAPEOS DE SOLpara senhoras delicadamente bordados.
BALESbrancos e de cores para senhoras e meninas, espartilhos, saias bor-
dadas, e saias de 15a com barras do cor.
GORGUBAOde seda branco e preto para vestidos, sedas de cores, moirean-
tique branco, e grosdenaple bram*), de cores e preo, pflncezas, bombazinas pretas,
alpacas de muitas cores, ,e lindos cortinados bordados.
belo barato preco de 560 rs. o covado, foi
reciso fazer-se urna grande compra (leste' gura e vende-se pelo baratsimo preco
rtigo, o qual grande pechincha. (de 10000, cada covado nicamente no ar-
los dez mil covados de cassas mazem de Flix Pereira da Silva, na ra da
Impfratriz n. 60.
fraucezas
Covado a 300 Covado a 300
, Covado a 300
Covado a 300 Covado a 300
Covado a 300 rs.
Vende-se na loja do Pavo ra da Im-
peratriz n. 60 urna grande quantidade de
mil covados das melhores casas francezas
Grosdenaples preto
Vende-se um grande sortimento dos me-
lhores grosdenaples pretos, tanto lar-
gos como estreitos,-sendo de 20000 rs. o
covado at 40000 rs. garant ndo-se que
n'este genero ninguem tem melhor fazenda e
que se vende mais barato do que em outra
Grande expsito
para vestidos, tendo padrees miudos e gra- qualquer parte, na ra da Imperatriz n. 60.
dos, assentados em todas as cores, estas de Flix Pereira da Silva.
cassas sao propriamente francezas, tendo
transparentes e tapadas, com tanto corp
quasi como a chita, e alnP dos padrees
serem muito bonitos, 5o todos fixQS e seria
fazenda para muit mais dinheiro, mas re-
talha-se a 300 rs. o covado.
DE
Vinho degestivo de/v<
chassaing
PEPSINA
COM
E DIASTAEX.
Espartilhos a 340<>0 na loja do
Pavo
Vende-se urna grande porro de esparti-
lhos moderaos com o competente cordo,
tendo sortimento de todos os tamanhos, e
endem-se a 30 cada um.
PUNHOS COM GOLIN'HAS A 640 E 10.
Vende-se urna por<;aa de punhos com
Igolinhas ricamente bordados, de esguio de
{jinho, sendo brancos a 1#000 cada terno, e
a 640 rs. para acabar.
Remedio por excellencia para cura certa IV?-
Jas digestoes difficeis e completas, acalmar A**
as dores gastralgicas, e reparar as forcas
produzindo urna assimulaco completa dosl
alimentos; sendo mais um excellente tnico.
NA
PHARMACL4 E DROGARA
M
Bartholomcn de C.
34RA LARGA DO ROSARIO-3-4
COGNAC.
V
De superior qualidade da mui accredita-
da fabrica de Bisquit Dubouch C, em
cognac urna das que mais agurdente de
cognac, fornecem para o consummo do
Reino da Inglaterra.
Vende-se em casa de Th. Just, ra do
commercie n. 32.___________
Gazefarello
Vender gaz do primeira qualidade por com-
modo preco, em porcoes a vofltade dos comprado-
res, e fnrelio muito* novo, saceos grandes, pelo
preco de 4 300 o saeco : do armazem deMatheus
Anstin & C, ra da Scnzala-velha n. 10C.______
Os novos impostos
Um folhet de 100 paginas 1000 : vendo-sena
livraria econmica ao p do arco de Santo Anto-
nia_____
Milho efarello
Milho a 409 e 5*500 o sacco, farello de Lisboa
largo do Pa-
dernos com gollinhas e punhos bordados
10600 rs. cada um.
ALPACAS LAVRADAS COM LISTAS A 500
RS. S O PAVAO VENDE
Covado a 300 rs.
Covado a 500 rs.
Covado a 300 rs.
Covado a 500 rs.
Covado a 500 rs.
Covado a 500 rs.
Na loja do Pavao- ra da Imperatriz n^
60 vende-se urna grande poroSo de alpacas
lavradas com os mais lindos padroes listra- j camisas francezas
dos e com flores matisadas, sendo este ar-j^ho e algodao e
CASEMIRAS DE CORES NA LOJA DO
PAVO
Chegaram as mais bonitas e mais moder-
nas casemiras de cores proprias para calcas
coletes e palitts, tendo at das mais finas
que tem vindo ao mercado com fios de seda
e vende-se mais barato do que em outra
qualquer parte, por haver grande sortimen-
to de varios precos, na loja e armazem do
Pavo, ra da Imperatriz n. 6j, de Flix
Pereira da Silva.
roupas fStas
NA LOJA DO PAVAO A LA DA
IMPERATRIZ N. 60*
Acha-se este grande estabelecimento com-
pletamente sortido. das melhores roupas,
sendo calcas palitts e coletes de casemira,
de panno, de brim, de alpaca, e de todas
as mais fazendas que os compradores pos-
sam desejar, assim como na mesma loja
tem um bello sortimento de pamos casemi-
ras, brins, etc. etc. para se mandar fazer
qualquer peca de obra, coma maior promp-
tidSo vontade do freguez, e nao sendo
obligados a acceila-las, quando nao stejam
completamente ao seu contento, assim como
^p'este vasto estabelecimento encontrar o
respeitavel publico um bello sortimento de
e ingtzas, ceroulas de
tros muitos artigos
a 4*300 : no umuttm da estrella,
raizo n. 14.
tigo urna grande pechincha, por so terem
comprado urnas poucas de caixas e vende-se
pelo barato preco de 500 rs. o covado.
Chales
CHALES
CHALES
Na loja do Pavo ra da Imperatriz n.
60, vende-se um bonito sortimento dos me-
lhores chales, sendo de fil preto com mui-
to ricas palmas bordaras de cores, ditos de
merino liso de todas tu cores, ditos estam- j pjjj"^J Silva"
pados e ditos de crepon com os desenhos
mais honltos que U>m vindo ao mercado.
PELERINAS DE CROCH A 80, '00000
E 12)000
Chegaram para a loja do Pav3o as mais tendo cada peca 24 jardas, pilo barajissi-
mndernas e mais bonitas romeiras ou pele- mo preco de 80500, na loja e armazem do
rias -de fil e croch que se vendem a 8 e Pav2o, ra da Imperatriz n. 60. De Flix
100 e. 120. i Pereira da Silva.
proprios para homens e,senhoras promet-
tendo-se-lho vender maiS Tiarata do que em
outra qualquer parte. Na ra da Impera-
triz n. 60, loja e armazefl de Flix Perei-
ra da Silva.
COLCHAS PARA CAMA A 50000!
Vendem-se colchas de fusto adamasca-
das para cama, pelo barato "preco de 50,
grande pechincha, na loja e ;>rmazem do
Pavo, ra da Imperatriz n. (O, de Flix
| Madapolo enfestado a 8$500
Vende-se superior madapoMo enfestado,
sendo muito encorpado, para carnizas, e
L
** CtlttMAltf
NOVO EXPLENDIDO SORTIMENTO
Agua-florida de*Cruis-
lain
Tintura indelevel para tingir os cabellos,
sera manchar a pello.
A bem conceituada agua-florida de Guis-
lain que ento era des;onheoda era Per-
nambuo, j boje estimada e procurada
por seu efficaz resultado, e anda mais se-
r, quando a noticia de seu bom elfeito a
experiencia tornar de todos conhecida.
A agua-florida de Guislain composta ni-
camente de vegetaes inoffensivos, tem a
propriedade extraordinaria de dar a cor pri-
mitiva aos cabellos, quando estiverem bran-
cos, e lhes restituir o brilho perdido, e as-
sim como preservar drf'embrauquecer, sem
ser prejudicial de modo algum
E' porsa necessario fazer conhecer, que
o bom resultado produzido pela agua-flori-
da, nao instantneo, como muitas pes-
soas tal vez supponbam, mais sim ser pre-
ciso fazer uso d'ella, trez ou quatro vezes,
e logo se obter o fim desejado, como bem
provam tes,temunhos de pessoas hsuspei-
tas, e d'ento por diante, basta usa-la duas
vezes por mez, contando sempre com o bom
xito, podendo a experiencia ser eita em
outra qualquer cousa.
Assim pois esta agua-florida acha-se ven-
da na bem conhecida loja d'Aguia Branca
ra do Queimado n. 8,
A Aguia Branca, contando com a protec-
co de sua boa freguezia, tambem capricha
emnolh'a desmerecer, procurando sem-!
pre corresponder a idea favoravel ;om que!
a honram, e em prova ao que fica dito, d
como exemplo jo esplendido sortimento
que acaba de receber, ainda mesrcoachan-
do-se bellamente provida do que de bom
e melhor se pode desejar nos gneros que
sao de sua competencia.
Haja vista aos necessarios livros de missa
e oraco, obras de apurado gosto e perfei-
cao, sendo: com capas de madreperola e
tocantes quadros em alto relevo.
Ditos com ditas de marfim igualmente
bonitos.
Ditos com ditas de velludo, dutros im
tando cnaro machetado.
Ditos com ditas de marroquira com cruz
e guarnico, dourada ou praleada.
Coras e tercos de cornalina.

Assim como.
Grande e bello sortimento de leques
todos de.madreperola, madreperola e seda,
sndalo, sndalo e seda, oss*. osso e seda,
e faia etc, etc. tendo nos de sndalo alguns
com 4 vistas, e outros japonezes enfeitados
de flores.
Bonitas voltas grandes de aljofares azues.
Voltas de cerrente de borracha.
Meias de seda para meninas e senhoras.
Ditas de fio de Escocia abertas, tambem
para meninas e senhoras.
Ditas muito finas d'algodo, alvas, e
cruas para meninas e senhoras.
Luvas de fio d'Escocia, torcal, e seda
para meninas -e senhoras.
Meias de la para homens, mulheres e
meninos.
Gollinhas e punhos bordados obra de
muito gosto.
Eutre-meios linos tapados e transparen-
tes com delicados bordados e proprios
para enfiar fita.
E OS PRODIGIOSOS
Anneis e collares Royer para creancas.
Bonitos cabases ou bolsinhas de pelica
e setim para meninas ou senhoras.
Lindas ceslinhas bordadas a froco, e lisas.
Delicadas caixinhas devidro enfeitadas
com pedras, aljofares, etc.
Ditas de tartaruga para joias.
Bonitos albuns com msica.
Pinseis ou bunecas para poz de arroz.
Novos e delicados ramos de flores com
marrafes para enfeitar coques.
Bello sortimento de trancas de palha.
Fitas largas para cintos.
Cintos de fitas largas com bonitas rama-
gens.
Brincos e alnetes de madreperola.
Ditos esmaltados, obras novas e bonitas.
J m1
Ra do Queimado n; 49 e 57 loja
dt- miudezas de Jos de,Azeve-
do Mata e Silva conhecido por
Jos Bigodinho.
Esta qneimando tudo qaanto ten em m u
istabelecimento para acaBar e fazer novo
sortimento, por isso queirnm vir ou mandar
ver o qoe 6 bom e barato.
Garrafas com agua florida ver-
dadera ...... UW
farr?fas com agua divina da me-
lhor qualidade 10500
Latas com superior banha fran-
ceza" ...... 02M
Caixas com 12 frascos de cheiros
proprio para mimos ;i i 20500
Oila com 6 frascos muito linos 0800
Oleo baboza muito lino q\ie s
avista;!...... 0500
Sabonetes de calunga muito bo-
nito ...... 0240
Caixas de p de arroz muito
superior ;\..... *6<>0
Pecas de babadinho com 18 "
varas ...... 0500
Caixas redondas enfilando tar-
taruga ...... 10i>OO
Pecas de fila de cs qualquer
largura ..... 0'>OO
Escovas para unhas muito fi-
nas ...... |800
Escovas para tientes fazenda
muito fina ..... 0SMO
Pulceiras de contas de cores
para meninos 0200
Caixas ile firma branca do gaz
com SO novellos 0800
Caixas de linha branca do gaz
com 30 novellos 0600
Pe?as de trarira lisa de todas
as cores ..... 0040
Resmas de papel pautado muito
(no ;i...... *0OOO
Pares de boles para punhos
muilo bonito i 0120
Libras de laa pa' a bordados de
de todas ; s cores OJOSO
Penles com cestas de metal
mujto linos 0320
Novellos de linha muito grande
para croxs # 03zO
Duzia de lirtlia froxa para bor-
dado ...... 0480
Grosas de botoes madreperola
muito fino ..... 0300
Saborete muito linos 00, lO,
i (!0, fo e..... 0320
Pecas de fita de la todas as
cores ...... 0600
Espelhos domados para parede
10000 e..... 10500
Espelhos de Jacaranda muilo
lino ...... 000
Pecas de trancas brancas e de
cores de caracol i 001-0
Pares de meias cruas para me-
ninos ...... 0320
Caivete muilo fino com 4 fo-
Ihas ..... 10500
Cartilhas da doutrina as mais
modernas ..... 0400
Frascos "le sndalo e palecholy
muito linos 10&.-U
Ra do LivraiHfiito nM
Cambistas de eres milito lina?, miudas, covaiio
a :G0 rs.
Cintas osaturas covado a 280 rs.
Oilas claras, bonitas, covado a 320 rs.
Hitas escuras, bonitos pttyroes, corado a ltiO.
NOVIDADE
NA
MOA-VISTA
ARARA
Declara os seus freguezes que aecebeu
diversas qualidades de fazendas que esto
expostas a venda pelo baratissimo preco,
como verlo deste annoncio. Ra da Im-
peratriz n. 72.
O proprietario, Lourenco Pereira Gui-
maraes.
CAITAS FRANCEZAS a 280 n.
Vendem-se chitas francezas a 230, 320,
360 e 400 rs. o covado. Ra da Impera-
triz loja da Arara n. 72.
MADAPOLO A S0OOO.
Vendem-se pecas de madapolo de 24
jardas a 40, 60, 70, 80, 90 e 100, peras
de algodo 40, 50 e 70000.
CORTES DE CALCAS A 640 rs.
Vendem-se cortes de calca de castor e
brim para calca de hornera a64i> 3800rs.
brins de cores para roupas de meninos e
homens a 400 e 500 rs. dflovado.
RISCACO FRANCEZ FINO. 360 rs.
Vende-se riscado francez para. vestido
de senhora a 360 rs. o covado.
Cassa franceza a 320 e 360 rs, c covado.
ALPACAS DE CORES a8i'0 rs. O COVADO
Venden>se alpacas de cores para vesti-
do de senhora a 800 e 900 rs. o covado.
LSasinhas a 40 rs. o covado.
Vendem se lasinhas para vestido de se-
nhora a 240, 280, 320 e 360 rs. o cova-
do.
Roupa feita de todas as quall-
des.
Vende-se roupa feita, calcas de lasemira
paletos e cohetes de todas as qualidades,
tudo por muito barato preco.
Cortes de barejes de lla a
Vendon-se cortes de barejes de la para
vestido de senhora a 205 0 e 30000. Ba-
los de 30 arcos a 10500 ; ditos moder-
nos de cores e brancos, 30; chales de to-
das as qualidades; casemii'as pretas e de
cores por barato preco; brins pardos e
brancos e de cores de linho finos tudo isto
por precos mu o baratos, s com fim de
vender para apurar tra das fazendas.
Recebeu novo sortimento de fazandas
para seu estabelecimento na ra da Impe-
ratriz n. 56, de Lourenco Pereira Mendc:
Guimares.
Attenco.
Vendem-se Cortes de la transparentes
para vestido de senhora a 20500 e 30000.
Ra da Imperatriz, loja do Garibaldi n. 56
MADAPOLO BARATO A 50000.
Vendem-se pecas de madapolo barato,
50, 60, 70, 80, 90 e 100, s na loja do
Garibaldi ra da Imperatriz n. 56.
RISCADOS MODERNOS PARA VESTIDOS
A 360 rs.
Vendem-se finissimos riscados para ves-
tidos de senhora a 360 rs. o covado, chi-
tas finas escuras e claras, 360, 400, 440
rs. o covado. Ra da Imperatriz n. 56.
LASNLVS PARA VESTIDOS, 240 rs.
Vendem-se lasinhas para vestido a 240,
280, 320 *> 400 rs. o covado.
PECAS DE BRIM PARA LENQOES a 80.
Vendem-se p cas de brim hamburgo a,
80, 90 e 100 ; pecas de bramantes de li-
nho a 20 a vara, dita de algodo a 10600
a vara.
PECAS DE ALGODAO A 40.
y Vendem-se pecas de algodo de 20 jar-
das a 40, ditas de carne de vaca a 50 dito
superior qualidade 60 e 70 a peca.
CHITAS FRANCESAS A 280 rs.
Vendem-se chitas francezas para vesti-
dos a 280, 320 e 360 rs. o covado, ganga
para calca a 320 rs. o covado, brim de cor
para calcas e paletots e roupa da menino
a 400 rs. o covado, baloes de arcos a
10500, bales modernos decores ebran-
oee a 50, chapeos desol de alpaca, 30500,
ditos de seda 100, e 120. Roupa feita de
todas as qualidades por muito barato preco
alpacas de cor para vestidos de senhoras,
chales de todas as qualidades -e outras mui-
tas fazendas.
fiCart Paulo Cordeiro.
Vende-se rap Paulo Cordnro tino, viajad),
meto frrossd o, vinasrinHo, no deposito a cargo de
Joao Francisco da Sttva Movaos, na do Vipari'i
n. 11. Fas-se vanlagens a quem comprar porfi
e troca-so o rap que nao sabir ao agrado dos con-
sumidores.
Vende-se um braco novo de balanea do au-
tor Romao, com as competentes cenchas c peso .
proprio para armazem de assucar e oytros estab' -
leeimentos : no trapiche Guonra.
Fn.L'i" de bordo do palh.il>,,te nacional Ama-
ro, um mulato claro de nome Justino, estatura re-
gular, cabell s earapinhos e meios ruivos, pou'ra
barba, tem una pinta preta no canto do olho di-
rcito o um talho as costas ao mesino lado ; levou
vestido camisa de chiu. com listas v<-rdes, e usa.
de una cinla com borla encarnada para apcrUr
as ealca?, natura! de Santa Anna do Matio na
provincia do 11 o Grande do Norte, para onde tai-
voz queira ir. : tambem muito desembnlacado no
fallar. Koeoninienda-se aos mestres de barcaca
ou a qualquer pessoa que o agarrar, e levar a roa
do Trapiche n. 4 ou a bordo do referido navio que
ser riMiiro-aniente gratificado. _________
Fugio do engenho Cordeiro no dia 4 do cor"
rente mez, o scravo Cclino, de idade de 22 anno-;,
estatura regular, prelo, cabellos earapinhos, rosto
redondo, sem barba, e com espinhas, nariz direito,
falla grossa, mos calejadas, gosta de tomar
agurdenle.* Protesta-se proceder rom todo o ri-
gor da le contra quem o tiver acornado. Roga-
se as autoridades policiaes ou a qualquer pea i
,jii o laca capturar e eoudnzi-lo ao engenho ai i-
ma, que 'sera recompensado._______________
Fugio
Vende-se um escravo, official de tamjrp,
vindo ltimamente do norte : no escriptdh(f*de
Joaqulm Jos Go?alves Beltrao, roa do Trapi-
che n. 17,
Vende-se um ptimo sitio com grande
casa de vivenda, muito bem construida e
grande cacimba de beber, com 500 palmos
de terreno d* frente e 500 e tantos de fun-
do no principio da estrada dos Afflitosn. 34*
muito perto da -via ferra quem o pretender
entenda-se com Jos Antonio Marques, mo-
rador no Chora Menino, o qual communi
cara a vendedora o nome e o preco offere-
cido pelos-prstendentes.
do engeuhj .Morenos, no da 3 do mez prximo
passado, o escravo Mauricio com os signaes se-
gnintes : idade lo a 30 annos,aIto,seeco, cor tala,
lem alguns cabellos brancos na barba, falla grosva
e arrogante, olliar carrancudo, peinas finas, sendo
urna curva por ter um dos joelhos inchado prove-
niente de molestia antiga, e ps seceos. Este ne-
gro ha dez annos foi do Sr. F. de Pinho Rorges ;
esteve fgido dous annos na freguezia da Vanea,
andava a povoacao da mesma freguezia. nos en-
genhos S. Joo, Cordeiro, Remedio-e Alegado*; i
morou no engenho Comportas e andava fngidoe
Muribeea, S. Rarlholomeu c outros engeuhos da
visinhanca. As pessoas que o apprehendereiu lo-
vem-oao'engenho Morenos, seu proprietario,que
i eceberio 10J de gratilkacao.
O escravo Benedicto Sapucaia se acha fgido
desde o dia 24 de margo prximo passado, e nao
desde o dia 30 como por engao disse no annun-
cio de hontem ;tem elle os signaes segnmtes : al-
tara regular, um ponco magro, cari compndi,
muito pouea barba, tem as pera*.* alguma c
cambetas e os ps meio apalhetados, tem falta de
dous ou tres dentes na frente, muito flota e gos'i
de andar engoinmado : quem o pegar leve-o ao
escriptorio da ra do Imperador n. 24, a Joaqun
S. P. de Siqueira Cavalcanti.
Fugio no dia 9 do.corrento do engenho Ara-
guarv, freguezia de Barreiros, o escravo de nomo
Amaro,, com os signaes seguintes : cr parda,
olhos pretos e pequeos, alto, secco, nariz chato ;
levou vestido chapeo de massa, japona preta, <
e camisa de algodo. Pede-?e, portanto. s auto-
ridades policiaes e capitaes de campo apprehen-
de-lo e leva-lo ao mesmo engenho, ao seu senhor
Joaqulm Lins de Hollanda, que ser recompensado
generosamente. ________*_______
Desapparcceu no .dia II de Janeiro do cr-
reme anno, do poder de seu pai, t menor d n
Joaqun, de idade de um anno o oVz meies. con
os signaes seguintes : bonito, c
n ii i/.';-ii> avilan*, ---- --,
vellas da viu.a Hrito, mi em l'anellasdc Mirad,
no erujenao Jo5o do C


8
Diario de Pernambuco Sabbado 15 de Maio de UJ69.

ASSEMBLE 6EEAL
CMARA DOS SBS. DEPTADOS
15 'SESSO PREPARATORIA EM Ia DE
MAJO
PRESIDENCIA DO Sil. NKHIAS.
Aomeiodia, feita a chamada, verffica-se
Iwver numero sufficiente, abre-se a sesso*
s<*4o lida e approvada a acta-da anterior.
O S. Boimiio-** Sivk, servindto de Io
secretario da conta do seguinte
K.XPKI>IKNTE
um officio do miuietorio do imperl,
comawnicaado que se expedir aviso pre-
sencia da provincia .do Rio Graode do
Norte, acerca da requisigo desta cmara
sobre as actas da eleigao primaria a que se
iMwedeu tfm .todas as parochias da referi-
da, provincia.A' quem fez a requisigo.
Outro, do mestoo ministerio, communi-
cando que se expedir portara Illma. c-
mara municipal, acerca da deciso desta
cmara sobre as eleicoes a que se prooedeu
no Io districto eleitoral do Rio de Janeiro.
Dous do raesmo ministerio, enviando as
actas das eleiges secundarias a que se pro-
oedeu nos collegios de Sobral, do 2? dis-
tricto daprovincia do Cear e Santa Luzia da
de Goyaz.As Ia e 3a commisses de po-
deres.
Lem-se e van- a imprimir, para serem
submettidos votaco, cinco das depois,
na forma do regiment, os seguintes pare-
cores :
Tendo a I* commissao de poderes exa-
minado as actas e mais papis que lhe fo-
ram presentes, relativos as eleicoes prima-
ria e secundaria a que se proeedeu em Ja-
neiro e margo lindos na provincia e dis-
tricto eleitoral do Para, e nao tendo appa-
reclo a respejto dellas reclamago alguma
vem a mesmacommissaoapresentar.eama-
tM o resultado do seu estudo.
O processo eleitoral correu geralmenle
cora regularidade na maior parte das pa-
i ochias e cm todos os collegios do distric-
to; sendo votados para deputados assem-
bla geral os Srs. cooego Maooel Jos de
Siqueira Mendes, con 497 votos e 11 em
separado ; ^onselheiro Fausto Augusto de
Agriar, com 490 e 11 em separado ; Dr.
Antonio Francisco Pinheiro com 3i0 ; se
(pjmdo-sc o Dr. Jos Pedro Correa de
l'Yeitas, com 189 e 14 era separado ; Dr.
itarcello Lobato de Castro com 21, e
outros com menos votos. .
O que a commissao cncontrou digno de
mengo resnme-se no seguinte :
Nao foram presentes commissao as
actas da eleigo primaria de diversas fre-
guezias.
SouzelConsta de officio do presi-
dente da provincia ao governo, que nao se
fez a eleigo primaria.
Campias, Trindade e S Nestas tres
freguezias appareceram protestos allegando
contra a validade da eleigo o facto de se
ter abstido-um dos partidos. Na de Trin-
dade asseveram os protestantes ter havido
i "lopresso por parte do governo ; na da
S confessm que semelhante compresso
nao existi. Nao se fundando em factos,
HM sendo acompanhados de prova alguma,
neiibuui valor tem, nem considerago al
guma podem merecer semelhantes protestos
que alias foram 'victoriosamente impugna-
dos na mesma oecasio.
VisenConsta do protesto consignado
i arta, e do olficio do presidente da pro-
vincia ao ministro do imperio, que nesta
freguezia fez-se a chamada dos votantes
pela quaiifioacao ne 1868, que Jora annnlla-
da pelo governo por ter funecionado no
conselho municipal de recurso "um cidado
que nao era ek'itor da parochia, tendo sido
por osla mesma razo annulladas as eleiges
de cmara e juizes de paz. Nao pode a
commissao p>r falta de informages e do-
i..enlos verificar se houve reelamaces
'I sattendidas e interposigo de recurso que
tornassem indisoensaveis as aocfoM do
mselho municipal de recurso, nao poden-
do, portanto, formar juizo perfeilo e cabal
sobre a argida nullidade da eleigo pri-
maria.
BaioAceitando um protesto assigna-
do por um grande numero de votantes, o
qual conclua pe lindo que se apurassem os
Cotos para 21 eleitoresem lugar de 6, que
foram marcados para esta parochia em 1860
a mesa da assembla parochial ordenou
que assim se fizesse, sendo, porm, apura-
dos em separado os noraes que se seguis-
sem aos seis primeiros. Convm notar que
tanto na dita eleigo de 18G0 ; como as
que depois tiveram lugar em 1863 e 1867
deu esta parochia os 6 eleitores que na-
qnelle primeiro anno lhe foram marcados,
no pudendo este numero ser alterado se
nao por le. conforme o disposto no art.
2o do decreto n. 1,082 de 18 d* ag sto de
18G0.
MuanNesta freguezia fizeram-se no
mesmo dia a 2a e 3a chamadas contra a ter-
minante disposigo da loi.
f Os collegios da capital e Camet to-
maram em separado : aquello, H votos dos
eleitores de Baio, excedentes do numero
legal tendo deixado de comparecer os ou-
tros quatro : e estes, tres dos eleitores de
i Jeja, com o fundamento de s terem com-
parecido a votaros cinco membros da mesa
parochial.
A commissao requer que se officie ao
governo requintando as authenticas das elei-
! primarias de Breves, Soure, Salvateria,
i'ombal, Guspur, Itaituba, Aveiros, Por-
to de Moz e Veiros, e que ouvindo o pre-
sidente da provincia, informe se houve re-
curso para o conselho municipal quanto
qualificago de 1868 e relativamente pa-
rochia e Viseu.
E como a deciso da cmara acerca
dessas eleicoes, de que nao se pode agora
tomar conheeimento, nao infltie sobre o re-
sultado geral, a commissao de parecer :
* Io Que se mande proceder eleigo
na parochia de Souzet;
2" Qne se annulle a eleico da paro-
chia de Muao, mandando-se proceder a
nova ; _
3o Que se approve a eleigo psimaria
de Baio, sendo reconhecidos eleitores os
seis primeiros votados, e supplentes os que
se lhe seguirem em votos, excluidos aquel-
es cojos nomes foram tomados em sepa-
rados ;
4 4o Que se adi o conheeimento das
eleicoes cuja authenticas se vo requisitar
do governo, assim cono da de Viseu, at
virem as informales pedidas ;
< 5' Que se approvem as demais aleiges
primaras e secundaria do districto ;
6 Que sejarn reeosteeidos deputados
s Srs. cooego Mano* Jos de Siqueira
iMendes. conselhoiro Fausto Augusto de
Aguiar e Dr. Antonio Francisco Pinheiro.
Sala das conferencias d 1* commi6so
em 29 de abril d 18*9.L. A. da Silva
Nunes.L. Joaqun Dn/He-Estrada TV.
ra.Jos CalmnDias da RochaJ. A
Correa de OUseirof Manoel Francisco
CorreaDuarte-e lrw>ir.
A primeira ciminissao de, poderes, a
cujo exa'me foram submettid a*s actas da
eUiicfio primaria de todas as freguezias e
as actas da-eleiga > secundaria em sale col-
lefios do 2o Astricto eleitoral da provincia
do Cear, verlfielbu : *
Quanto eleico dt> eleitores:
1" Que procedeu-se regularmente as
parochias de Sobral, Santa Quij^ria, Acara-
c, Snl'Anna, franja, Santo Antonio de
iBoass, Villa Vigosa, S. Googalo da Sena
das Coses de li, Santo Anastacio de Tam-
boril, Nossa^Senhora das Mercs da+npe-
ralriz, Santo Antonio do AracaU-ass, Sao
Francisco, NossaSenhora dr Palma de Ba-
turit e Canind, nio coastando das respec-
tivas actas, que todas estao em devida for-
ma, protesto ou reclamago. Tambem nao
foi presento commissao duvida ou impug-
nago de interessados.
2o Que pa parochia de Nossa Senhora^
da Piedade da Varza Grande, nao tendu
comparecido no dia 31 de Janeiro nenhum
dos quatro juizes de paz do districto da
malrz*para presidir a eleigo, assumio a
presidencia da assemb a parochial o 2o
juiz de paz da cidade ca Granja, que esta-
va presente, e dirigi (regularmente a or-
ganisago da mesa : porque na falta tk
eleitores e supplentes que a parochia ainaa
nao tinha por ser de recente creaclo, divi-
di em duas turmas da igual numero os
quatro supplentes dos juizes de pan do lu-
i V.laliii t, composto dos 59 eleito-
res da parochia de Nbssa Senhon da Pal-
ma. Comparecern^ todos. Resultada da
votai}3o: -
t Desembargador Jeronymo
Martmrano-FIfuerra de Mero. vtos
< Domingos Jos Pinio Dra-
ga Jnior........... o9
a Df. Justino Domingues da
Silva................... 58
< V.ICanind, congosto de ti dMto-
onfc He-
caff
res, que d a fregupzia.de-igual n
sultado da votar
Desemhargador Jeronjiiiu
volos
gar, e receben os votos de orna na qualida le igual nome, com 13 eleitores, de Santo An
Ionio de Iboassiwcom 15, e de Nossa Se--
nhora da Piedade da Varzea-Grande com
13.
Apuradas as eleige* do collegios. cu-.
de representante dos eleitores, e de outra
como representante dos supplentes.
Deste modo infringio-se a disposigo
do art. 2 do decreto d. 1,812 de 23 de
agosto dt 1836 ; contrariou-se o pensa-
mento manifestado em todas as disposicOes
da legislago eleitoral concernentes orga-
nisago das mesas, de sjrem nestas repre-
sentadas a maioria e a minora dos votan-
tes ; e inquinou-se de nullidade a eleico
parochial deT^ossa Senhora da Piedade de
Varzea Grande pelo vicio essencial da in-
competencia dos mesarios.
i-erdade que nao houve reclamago,
e das actas prehende-se que a eleigao
nao foi disputada. tambem verdade que
devendo ser convocados os oito cidadSos
immediatos em votos ao Io juiz de paz, os
quatro primeiros para representar a turma
dos eleitores, e os outros quatro a dos sup-
plentes, o primeiro dos que concorreram
para a organisago da mesa, na ausencia
dos tres que Iho eram superiores em vota
gao, podia por si s eleger os dons primei-
ros mesarios; e tendo-se em considerago
que elle e o companheiro que se lhe deu,
incompetentemente votara sem discrepancia
nos mesraos individuos, comb se v da acta
da formaco da mesa, tal eleigo pode ser
julgada valida, porque separado o voto
nullo, do outro competentemente dado,
bastante para a eleigo dos dous mesarios,
devo produzir os seus effeitos. princi
ci dejustiga que o acto bom e valido nao
se vicia ou annulla-se pela junego do acto
mo c nullo, qnando a civiso possivel.
Mas decidindo-se assim, fica semprc
viciada a organisago dajjmesa na parte re-
lativa eleigao dos outros dous mesarios,
porque devia ella ser feta conjuntamente
pelo cidado que figurn sem competencia
na Ia turma, pelos dous que figuraram na
2a e por mais um qurto qu devia ser o nono
votado para juiz de paz na parochia de que
se trata.
Ha urna hypothese em que esta el i
gao, a dos mesarios pela segunda turma, po-
de ser valida; e seno ha na parochia
mais de oito cidados votados para juiz de
paz. Neste caso, devendo a segunda tur-
ma compor-sc de tres individuos, os 6\ T
e 8o votados, v-se da acta que nao houve
divergencia nos votos dos dous que fize-
ram a eleigo; e assim o terceiro voto, des-
locado para-a primeira turma, anda que
fosse divergente na segunda, n alterara o
resultado obtido.
Esta circumstancia, decisiva para a
validade da eleigo, nao constando dos pa-
pis que a commissao exarainau, merece
ser averiguada; e a commissao opina para
que se pega ao governo a necessaria infor-
mado, adiando-se por emquanto a deciso
relativa freguezia de Nossa Senhora da
Piedade da Varzea-Grande.
E quanto eleigo secundaria:
3o Que reunirain-se e funecionaram re-
gularmente, sem protesto, reclamago ou
impugnago em todas as partes do proces-
so eleitoral os collegios de:
1.Acarac, composto das parochias
deste nome, com 24 eleitores, e de Santa-
Anna com 20. Tendo falt do um s eleitor
da seguida parochia, foi este o resultado
da votaco:
Desembargador Jeronymo
Martiniano Fgueira de Mello. 43 votos
Domingos Jos Pinto Bra-
ga Jnior................. 43
Dr. Justino Domingues da
iilva..................... 43
II.Villa* Vgosa, que corape-se ni-
camente dos 29 eleitores da parochia deste
nome. Resuftado da votago:
Desembargador Jeronymo
M. Figueira de Mello........ 29 votos
Domingos Jos Pinto Bra-
ga Jnior.................. 29
a Dr. Justino Domingues da
Silva..................... 20
Desembargador Francisco
Domingues da Silva......... "5
Coronel Joo Antonio Ma-
chado..................... 4
III.Ip, onde reuniram-se 42 eleito-
res da parochia de S. Gongalo da Serra dos
Cocos, e os 15 que d a parochia de Santo
Anastacio de Tamboril. Resultado da.ro*
tago:
" Desembargador Jeronymo
Martiniano Figueira de Mello.. 53
Domingos Jos Pinto Bra-
ga Jnior.................. 53
Dr. Justino Domingos da
Silva..................... 51
Coronel Joo Antonio Ma-
chado..................... 2 ~
IV.S. Francisco, que conp5e-se de
27 eleitores da freguezia de igual nome.
Resultado da votagJio:
c Desembargador Jeronymo
Martiniano Kigueiri de Melkt-. 27 voto
< Dr. Justino Domingues da
Silva............,....... 27
Domingues Jos Pinto Bra-
ga Jnior.................. 27
votos
M. Figueira de Mello......i. U
Domingos Jos Pinto Bra-
ga Jnior................., 21
Dr: Justino Domingues da ^
Silva..................... 21
Vlf.Sobral, composto das freguezias
de igual nome com 58-eitore.s e Santa
Quitera, 13. Resultado devota;o;
Domingos Jos Pinto Bra-
ga Junioi1................... 73
Dr. Justino QmtDgues di
Silva.....................
Desembargador Jeronymo
MartBiano Wguera de Mello..
Francisco Margal-de Oliyei-
ra Goudim^...............
Corona Joo Antonio Ma-
chado.....................
Dr. Paulino Nogueira Bor-
ges da Fonceea.............
Deixaram de ser remettdas i commis-
sao as actas da eleigo secundaria, que de-
ve ter sido feita nos dous collegios: da Im-
peratriz, que comprehende aarfreguezias de
Nossa Senhora das Mercs com 32 eleito-
res, e Santo Antonio do Aracaty-ass com
16, e da, Granja, cemposto da freguezia dflj
72
71
1
1
l
004
S92
T
as acias a commissao examnou, obtem-se
este resulmto:
n Domingos Jos Pinto Bra-
ga Junjor................... 305 votos.
Desembargador Jeronymo
Martiniano Figueira de Mello..
Dr. Justino Domingues da
Silva .:...................
Coronel Joo Antonio Ma-
chado.................
Desembargador Francisco
Domingues da Silva..;...... 5
E outros menos vetados.
V-se, pois, que nao podem influir no
resultado total da eleigo secundaria os
dous collegios, cuja votago desconheckla,
por que elles reunidamente frmam o nu-
mero de 89 votos^
Em vista do xposto, a coBimiss-o
de parecer:
t 1. Que sejam reconhecidas validas as
eleicoes de todas as parochias menciona-
das, menos a de Nossa Senhora da Pieda-
de da Varzea-Grande, cuja dteiso flca
adiada at que por intermedio do governo,
a quem de ve ser pedida, chegue a infor-
mago que a commissao julga necessaria.
2." Que sejam julgadas igualmente va-
lidas as eleiges dos collegios de Acarac,
Villa Vigosa, Ipu, S.: Francisco, Baturit,
Canind, e Sobral, adiando-se a deciso re-
lativa aos demais collegios do 2o districto da
provincia do Cear.
3. Que sejam reconhecidos deputados
assembla geral legislativa pelo roferido
districto os Srs. advogado Domingos Jos
Pinto Braga Jnior, desembargador Jerony-
mo Martiniano Fgueira do Mello e Dr. Jus-
tino Domingues da Silva.
Sala das conferencias da Ia commissao,
de 30 de abril de 1869.L. A. da Silva
Sanes.Jos CalmoHDuarte deAzevedo.
JJias da Rocha./. A. Coirt-a de OUvei-
ra:A.S.Cameiro ila Cunha.L. J. Du-
que-Estrada Teixeira.Manoel Francisco
Correa.
c A 2a commissao de poderes, concluin-
do os considerados sobre a eleigo do 3o
districto do Rio de Janeiro, de parecer:
i 1,' Que sejam approvadas as eleiges
de todas as parochias, cajas actas foram pre-
sentes commissao, com a restriego das
concluscs seguintes;
2. Que seja declarada nulla a eleigo
primaria da parochia de Ipiabas;
3. Que que adiado o julgmento das
eleiges das outras parochias ati que ve-
nham as respectivas actas, j reclamadas
pela commissao;
4. Que sejam reconhecidos deputados
assembla geral pelo 3'' districto do Rio
de Janeiro os Srs.: conselheiros Paulino
Jos Soaros de Souza, Francisco de Paula
Negueiros Sayo Lobato', e Joo Manoel Pe-
reira da Silva.
Sala das commisses, em 30 de abril
de 1869.A. M. Perdiijq Malhe.ro.Con-
de de Baependy.Candido Torres Filho.
Portea. Custodio Cardoso Fontes.
Cimillo Figueiredo.Casado.A. A. da
Silva Caedo.
ORDEM DO DIA
Proceda-se sucessivamente votago dos
parecer* da Ia commissao de poderes so
bre as eleiges do 2o, 3o e 4o districtos da
provincia de Pernambuco, e sao approva-
dos.
O Sk. Phesidknte declara deputados pelo
2o districto da referida provincia os Srs.:
Joo Alfredo Canea de Oliveira Andrade,
Theodoro MacbMo Freir Pereira da Sil-
va e Joo JuvencW Ferreira de Aguiar, pe-
lo *os Srs. Alvaro Barbalho Ucaa Caval-
can'i, Joa#quim Pires Machado Portella e
Jos Bent da Cupha Figueiredo, e pele 4o
os Srs. Augusto Federico de Oliv*ra eFran-
cisco Raphael de Mello Reg.
Em seguida o Sr. presidente declara que
uo bavendo anda numero suficiente de
Srs. deputados reconhecidos para ter lu-
gar abertura' da assemala geral, vai-se
communicar neste sentido ao senado e ao
trocaiFF entre elle e o presidente di dita
provincia>,A' 3a comraisso de poderes.
Outro da meca parochitl da cidaie de
Coritiba, provincia do Partui, mttMdo
a copi arapitica d*acta da sua orgmisa-
go e documentos-acerca do adttnieniq da
eltfo da referid a villa. A' msraa om-
L-se c vai a imprim para ser SubmeHi-
<\) votago, cinco dias depoi% i# forma
do regiment, o seguinte parecer:
.A Ia commissao de poderes exalnuwi
as actas'da*ieifio primara da secanja-
ria das t4 parochias e 10 collegios de que
se com>3e o 5" districto (% proviu(ia de
Pernambuco.
O pr>cesso eleitoral correu regular-
mente, e nao hoijve reclamaco alguma,
sendo votados para deputados os Srs.:
Dr. Manuel Ciementino.Carneiro da
Clha.........
Monsenlkor JoaqumP. deCanapos^.
Dr. Joaquim Gonealves Lyra ".
Dr. Jos Ignacio de Albuquerque
Xavier. ,......
Dr. Antonio Alves de^ Souza Gar-
valho.........
t A eommi*s3o-* de parecer : .
t 1. Que sejam approvadas as eleicoes
primarias de todas as prochas. f
2o. Que sejlm reconhecidos e decla-
rados deputados pelo eferido distrk to os
Srs. Dr. Maooel Clementino Carnero da
Cunlia e nioqseiiliur Joaquim Pinto de
Campos,
Sala das conferencias da 1" commissao
de poderes, 1 de maio de 1860, L. A.
da Silva Nuites. Dias ila Rocltk. Jos
Calnvtn.Ma'iml Francisco Correa. A.
S. Carneiroda Caia^L. J. ii'fiu'-Es-
trada TeixeiraJ. A. Corread* Olueira.
Acham-se sobre a mesa, e s3o remullidos
s respectivas commisses os diplomas dos
Srs* Tieo de Alencar Araripe, Innoeiicio
Marques de Araujo Ges, Joaquim Pialo de
Campos, Francisco Xaxier Pinto Lima, Joa-
quim Jeronymo Fernandes da Cunha, Dio-
nisio Gonfalves Martins, Joo Canloso de
Menezee e Silva e Luiz Joj de Ci.rvalho
Mello e Mattos.
ORDEM DO DIA.
Precede-se successivamente a votago
dos pa-eceres sobre as eleicSes do Io dis-
374
371
I
de saber se os editores que funecionaram
no dito collegio, foram regularmente elei-
tos.
* 3." Que sejam approvadas as eleicoes"f
primarias das freguezias de Mntuca, Agoas-
Virtuosas, S. Gongalo, Escaramuga, Doura-
dinhfi!, Santa-Catharina, Tres Coraces do
Rio-ferde' e Campaoha, pertencentes- ao
ceilegio deste nome; os de, S. Sebastio
do Jaguary, Campestre, Vlla-Formosa de
Alfenas, Sacra-Familia do Machado e Caldas,
per.lenceites ao collegio deste. nome; as
de Tres Pontas, Dores da Boa-gsperanga,
Vargiha e S. Pfcicisco d'Agba P, de*
collegifi de Tres Pontas; as de Passos,
Santa Rita de Cassia, Sant Ri do Rio
Claro, Carmo do Rio-Claro e S. Sebastio
da Ventana, do collegio de Passos; as de
Pouso-Alegre, Borda da Matla, Santa Rita
da Boa-Vista, Sagt'Anna de Sapucaby, Ouro
Fino e'Caapo Mystico, do collegio de Pou:
so-Alegre; eas de Capivary e Jaguary,
2 pertencentes ao.collegio deste nome.
4. Que sejam approvadas as eleicoes
secundarias com as modificages propostas
quaotaaos dous eleitores, um de Sacra-Fa-
mila do Machado e outro de Aguas Virtuo-
sas, e dedueco dos votos de pafte do col-
legio de Jaguary e de todos os Jacula.
5. Qqp sejam declarados deputados
assembla geral legislativa pelo 5o dis-
tricto eleitoral de Minas os Drs. Evaristo
Pereira da "Veiga e Jos Ignacio de Barros
Cobra Jnior e Joaquim Delphiuo Ribeiro
da kuz, que obtveram maioria absoluta de
votos no districto eleitoral, e qtfe a conser-
vara, feitas as dedueges propostas.
6. Que i quem adiadas as .eleiges
sobre as quaes a commissao nao pode
emittir juizo, requisitando-se ao governo as
actas respectivas.Visconde de Camaragi-
be.Lainego. Barros ^ar/jft. Souza
Reis.Rodrigo da Silva.
A' vista do que fica relatado a 3a com.
misso de parecer:
lt Que sejam pprovadaa.as eleiges
primarias, seguintes:
Art. 1." Do collegio do Rio-Grande,
as eleiges parochiaes do Rio-Grande, Taim,
Palmar, PovoNovo, S. Jos do Norte, Mus-
tardas e Estreito,
Art. 2. Do collegio de Pelotas, as elei-
ges parochiaes de Pelotas. Boa-Vista Seno
tricto de Minas, do Paran, do lu dstricto aBoenna e Boqueiro.
de S. Paulo, do Espirito-Santo e dos 1*
das Atagas e Paiahyba, e sao aprovados.
O Sn. Presiob^e declara deputados pelo
Io districto de Minas os Srs. Benjamn Ro-
drigues Pereira, Joaquim AntdFernandes
Leo e Camilloda Oonha*Figueredo ; pelo
Paran os Srs. Manoel Francisco Correa e
Joaquim Dias da Rocha ; pelo 1" districto
de S. Paulo os Srs. Rodrigo Augusto da
Silva, Joo Mendes de Almeida e Antonio
Joaquim da Rosa; pelo Espirito-Santo os
Srs. Luiz Antonio da Silva Nun.es e Custo-
dio Cardse Fontes; pelo 1" districto das
Alagas os Srs. Jacintho Paes de Men lon^a,
Manoel "Joaquim de Mendonga Castello-
Branco e Matheus Casado de Araujo Lima
Arnaud; e pelo Io da Parahyba os Srs.
Diogo Veluo Cavalcanti de Albuqaerque
Anizio Salathiel Carneiro da Cunha ( baro
de Mamanguape.
Nada mais havendo a tratar, levanta-sc
a sesso 1 hora da tarde.
Art. 3." Do collegio de Piratiny, as
eleiges parochiaes dej'iraliny e Cacimbin-
has.
Art. 4.*-Docollegio de Canguss, a* seTUntes :
freguesas-das provincias do Rio de Janei-
ro, Cear e Paran.As respectivas com-
misses.
Outrod cidado Manoel Honorio da Fon-
ceea Dorca, enviando urna representacao
contra as leiges feitas na villa da Abada,
provincia da Babia.A' 2a commissao de
poderes.
Acham-se sobre a mesa e sao remettidos
1' commissao de poderes, os diplomas
dos Srs. Francisco de Assis Pereira Bocha,
Alvaro Barbalho choa Cavalcanti, e Diogo
Velho Cavalcanti de ;Albuquerque.
L-se, e approvado sem debate, o se-
guinte reqnermento:
A Ia commissao de"*poderes, proce-
dendo ao exame das eleiges da provincia
do Piauhy, que forma um districto eleito-
ral, erilicou que s lhe foram presentes
as acias das eleiges primarias de Theresi-
na, Campe Maior, Pedro H, Qeras, S. Ray-
muode Nonato, Jurumenha, S. Gonealoe
Marvo, cojos eleitores no constitoem a
maioria do districto; faltando u das paro-
chas a Unfco, Parnahyba, Burity dos Lo-
pes, Barras, Batalka, Piracuruca, Principe
Imperial,independencia, Velanga, Piguhy.Pa-
ruagu, Picos, Jaleez, Gorgnera, Manga e San-
ta Philomena, assim com a acta da terceira
cjiamada e docomecb da apuraco da eleico
da freguezia de S. Gongalo.
Da eleigo secundaria s teve a com-
missao as actas dos collegios de Oeiras,
Marvo e Parnahyba, faltando as de todos
os mais.
lilo posto, requer a commissao que se
requisitem do governo as actas qqe faltam.
Sala das conferencias da 1* commissao,
de maio de 1869.M. A. Duarte de
rzemlo.+L. A. Aa. Silva Nunes./. A.
'Jorrea de OU reir.' Manoel Francisco
Zorrea.A. S. Carneiro da Cunha.L. J.
Duque-Estrada Teixeira.Jos Calman.*
Lm-se, e vo' a imprimir para sereno
subnjettidos votago cinco dias depois, na
forma do- regiment, os pareceres de edm-
mieSSo sobre o 4o districto do Rio,de Janei-
ro, com, voto em separado, e do 5,distfic-
da Babia, que concluem assim:
< Considerando, finalmente, que nada
.mais de especial menco occorreu, ou
que possa inquinar as outras eleicoes,
nao obstante algumas irregularidades, de
parecer:
Io. Que sejam approvadas as eleiges
primarias das pasochias* cujas actas foram
presentes commissao, com as restrieges
votos
governo.
Levanta-se a sesso urna hon da tarde.
16*
SESSO PREPARATORIA EM 2 DE
MAIO.
NIKSIDENCIA DO SB. -NTSBI.VS
A) meio dia feita a chamada, verificou-se
haver numero sufficiente, abre-se a sesso
sendo lida o paprovada a acta da anterior.
O Si. 2o SEcnEiuRio, servindo de i*, d
conta do seguinte
EXPEDIENTE.
Um officio do ministerio do imperio en-
viando as actas da eleico a que s a proceden
em varias freguezias da provincia do Rio de
Janeiro. Do^s de Tiborcio Borges de Meced, re-
metiendo um protesto cooija a eteiete da
proviacia do Paran, e a correspondencia
DE
17a SESSAO PREPARATORIA, EM 4
MAIO.
l'KKSII>K\CU DO SR. NEBIAS.
Ao meio dia feita a chamada, vericou-se
haver numero sufficiente, abre-se a sesso
sendo lida e aprovada a acta da anterior.
O Sa. 2o Secretario, servindo de Io, d
conta do seguinte
EXPEDIENTE.
Tres oflicios do ministerio do imperio,
communicando que se expedir avisos s
presidencias das provincias da Bahia, Ser-
gipe e Matto-Grosso, relativos requisigo
desta cmara sobre as leiges feitfis em
varias parochias das mesmas provincias.
A' quem fez a requisigo.
Dous do mesmoTninisterio, enviando as
actas das eleiges feitas em diversas f-egue-
zias das provincias do Espirito-Santo e
Minas-Geraes.A's respectivas comn^es
de poderes.
Outro do mesmo ministerio, communi-
cando que se expedir aviso pres dencia
de Pernambuco sobre a deciso desta c-
mara a respeito das eleiges primirias e
secundarias do Io districto eieitoral da pro-
vincia de Pernambuco.Inteirada.
Lm-se j vo a imprimir, para serem
sbbmettidos votago. cinco dias depois,
na forma do regiment, os* pareceres sobre
s eleiges do 2o. er8. districto de Minas-
Geraes e 2o. do Rio Grande do Sul, que
concluem assim:
. t A' vista do exposto a commissao de
parecer:
1. Que seja adiado o conheeimento
das eleiges primarias das-parochias da
Laga Santa, daJoannesia, pedindo-se ao
governo as copias das actas das mesmas
eleiges.
t 2. Que sejam annulladas as eleiges.
primarias das seguintes parochias : Jequi-
tib e Sete Lagas do collegio de Santa
Luzia, e Riacho -Fundo do da Conceigo.
3. Quesejulgue nullo o diploma do
eleitor Custodio Marra da Silva, da parochia
de Santa Anna do Rio de S. JoSt Aeima, do
collegio do Para.
4. Que sejam approvadas as eleicoes
primarias de todas as mais parochias, bem
como as secundarias de todos os colegios.
c 5. Que sejam reconhecidos deputa-
dos'os Srs. Dr. Joo Pinto Moreim, Dr.
Antonio Augusto da Silva Caedo, Dr.
Agostinho Marques Perdigo Malheiro.
e Sala das conferencias da 3.a commis-
sao, em 4 de maio de 1869 Visccnde de
Camaragibe.Rodrigo da Silva.Barros
Brrelo. Lamego.F. MisarioSouza
Reis.Benjamn.
Nao tendo sido presentes commissao
as actas da eleigo primaria das freguezias
de Toledo e Cambuh# pertencentes ao 6o
collegio mencionado, nem as de Jacuhy, S.
Francisco do Monte Santo, S. Joaquim e
S. Francisco do |iraizo, de que se compe
o 7* collegio, a conrmisso de parecer :
J. Que, quanto a eleigo do collegio
do Ja^ary, se descontem aos candidatos,
qne obtiveram votos, tantos quantos forem
os eleitores presentes das duas freguezias
mencionadas, sobre cuja eleigo i com-
misslo nao pode proferir jaizo, visto como
nao lhe foram presentes as actas respec-
tivas,
2." Que nao se conten aos candidatos
todos os votos do collegio do Jacuhy, por
que embota a eleico secundaria esteja re-
gular e sem vicio, falta o juizo da commis-
sao a base essencial, que sao as actas da
eleico primaria, sem as qnaes nao se p-
eleiges parochiaes de Nossa Senhora d
Rosario do Cerrito e de Nossa Senhora ida
Conceigo de Canguss.
Art. 5>Do collegio de Algrete, as
eleiges parochiaes de Algrete, Quaraim e
Rosarlo. /
t Art. 6. Bo collegio de Itaijui a elei-
go parochial de Uruguayana.
2. Que seja declarada null a eleigo
primaria de Sant'Anna do Livramento,
3. Que se lequisite de governo s
actas das eleicoes primarias de ty>das as
parochias que compe os colhgios de Ja-
guaro, Bag e Cruz Alta, e b/m assim das
parochias de Raqui, S. Francisco de Assis.
S, Borja e S. Luiz, do collegio de Itaqui.
i 4. Que sejam approvadas as eleiges
secundarias dos collegios do iRio-Grande,
Pelotas, Piratiny, Canguss e Alagrete.
5. Que sejam reconhecidos vdeputados
assembla geral legislativa pelo 2." dis-
tricto da provincia de S. Pedrol do Rio-
Grande de Sul os cidados que, inda de-
duzidos os votos das eleiges pvocbiaes
nao verificadas tem maioria.
Dr. Joo Jacintho deMendong
Conselheiro Antonio RodrijjusVF
nandes Braga.
Coronel Innocencio Velloso PederV
ras.
Sala das commisses da 3a commissao,
em 4 de maio de 1869.Visconde de
tnaragibe.Ferreira Vianna.Souza Re
Barros Bar reto.Rodrigo da Silva.
F. Misario.
L-se, e approvado sem debate, o se
guinte requerimento :
A Ia commissao de poderes, a que
foram presentes as authenticas e majs pa-s
peis concernentes s eleiges primarias^
secundarias do nico districto da provincia
do Amazonas, veriticou que'apenas exis-
tan! as dos collegios da capital, Manus c
Teff, e da freguezia de TelT, faltando as
do collegio de Barcellos, e das freguezias
de Manos, Passa-Pessass, Serpa, Silves,
Canum, Borga, Barcellos, Moura, Thmar,
S. Gabriel, Mariz, Villa-Bella da Imperatriz
Andir, Alvellos, Fontes-Ba e Oliveira.
E nao podendo a commissao emittir o
seu parecer obre a regularidade dessas
eleiges pela ausencia das respectivas au-
Uienticasf requer que se requisite ao go-
verno as referidas authenticas que faltam.
-Sala das conferencias, em 4 de maio
de 1869.L. A. da Silva. Nunes.A. S.
Carneiro da Cunha.Justino Domingues
da Silva.L. J. Duque-Estrada Teixeira.
Duarte de Azevedo.Jos Calmon.Dias
da Rocha.Manuel Francisco Correa.]
J. A. Correa de Oliveira.
AchSo-se sebre a mesa, e sao remettidos
s respectivas cemmisses, os diplomas
dos Srs. Jos Gonealves da Silva, Joo Pin-
to Moreira e Cicero Dantas Martins.
ORDEM DO DIA.
Procede-se successivamente votaco
dos pareceres sobre as eleiges dos 2o e
3o districtos de S. Paulo e nico de Santa
Catharina, e sao approvados.
O Sr.-Presidente declara deputados pelo
2o districto de S. Paulo, os Srs. Manoel
Antonj Duarte de Azevedo, Antonio Gon-
ealves Barbosa da Cunha e Joaquim Flo-
riano de Godoy,; pelo 3o, os Srs. Antonio
da Silva Prado, Joaquim Octavio Nebias, e
Antonio da Costa Pinto e Silva; e pelo ni-
co de Santa Catharina, os Srs. Jesuino La-
_ ^mego Costa e Manoel doNascimento da Fon-
seca Galvo.
O mesmo, Sr.' presidente observa que
vai-se participar ao governo acerca do fal-
lecimento do Sr. Antonio Gonealves Bar-
bosa da Cunha, para que se proceda no 2o
districto de S. Paulo a nova eleigo para
preenchimento da vaga.
Nada mais havendo a tratar, levanta-se
a sesso 1 hora da tarde.
Io. Qne sejam declarad nullas as
eleiges primarias das parbehias de Pasea
Tres (collegio de S. Joij) do Prin :ipe),
tanto as que se flzeram na sala do edifi-
cio em que funeciona a aula publica, como
as.que se flzeram na matriz.
2a. Que fique adiado ojulgamenlo das
eleiges primarias das parochias que com-
pem os collegios eleitoracs de Iguass e
Mangaratiba, at que venham as respecti-
vas actas, j reclamadas pela commissao.
3o. Que sejam eliminados da lista de
eleitores e supplentes da freguezia da ci-
dade de Rezende o alferes Narciso Martins
de Carvalho, Dr. Jos Pereira Leite de
Souza e Dr. Ignacio Teixeira da Cunha
/.uzada, chamados em seu lugar os seus
inmediatos em votos.
4*. Que se nao fr annullada a eleigo
da parochia de Passa-Tres feita na matriz,
seja eliminado de eleitor o Dr. Joaquim
Jos Gonealves de Moraes Jnior.
t 6a. Que sejam reconhecidos deputados
a assembla geral legislativa pelo 4o dis-
tricto do Rio de Janeiro os Srs. Dr. Do-
mingos de Andrade Figueira, conde de
Baedendy e veador J#s Joaquim de Lima e
Silva Sobrinho.
Sala da commissao, em 4 de maio de
1869.A. M. Perdigo Malheiro.-^Fauslo
de Aguiar.Fontes. Casado. Camillo
gueirrdo. Portella.A. A. S. Caedo,
vencido e com voto seperado quanto a
eleigo primaria que teve lugar na igreja
matriz da freguezia de Passa-TresCandi-
do Torres Filho, com outro voto em se-
parado.
E' a commissao de parecer:
', Io. Que se approve as eleiges prima-
rias das parochias que compem os colle-
gios das villas da Barra do Rio-Grande,
Rio Preto, Pilo Areado, Chique-chiqoe,
Crinhanha, Rio 'das Contas, Lences,
Mbnte-Alto e Marac, com excepgo nica-
mente das do Rio das Eguas, de collegio
da villa de Crinhanha, Bom Jess e Morro
do! Fogo, do collegio da villa do Rio das
Contas.
i 2.u Que se pega ao governo informa-
ges circumstanciadas sobre as eleiges fei-
tas por duplcala na parochia da villa de
Santo Antonio do Urub, e bem assim a re-
messa das copias das actas de eleigo pri-
maria das parochias que compem os col-
legios das villas de Macahubas, campo Lar-
go, Caetete, Paraguass e Santo Antonio da
Barra, edas parochias do Rio das Eguas,
do collegio da villa de Crinhanha, Bom-Je-
sus e Morro do fogo, do collegio da villa do
Ro das Contas, ficando entretanto adiado o
conheeimento da dita eleigo em taes pa-
rochias.
t 3." Que sejam reconhecidos e decla-
rados deputados pelo 5o districto ila pro-
vincia da Bahia os Srs.: Dr. Joo Jos de
Oliveira Junqueira, desembargador Innocen-
cio Marques de Araujo Ges e Dr. Francis-
co Bonifacio de Abreu.
t Sala das commisses, 3 de maio de
186.9.Conde de Baependy.Custodio Car-
doso Fontes.Casado.Portella,
(Continuar-se-ha)
UTTERATIIA.
18.a SESSO PREPARATORIA EM 5 DE
MAIO
. PRESIDENCIA DO SR. NEBIAS
Ao 1/2 da, feita a chamada, verifica-se
haver numero sufficiente, abre-se a sesso,
sendo lida e aprovada a acta da anterior.
O Sr. 2.* Secretario, servindo de 1.', d
conta do seguinte
'expediente
Tres officios do ministerio do imperio,
enviando actas das eleicoes ferias em varias
POTTCO DE TUDO.
700 CONTOS DE RENDA. E' quaate
tem o Sr. f*mtasiu-ul-Moolkl Moluin-ul-
Dowlah Feridoon Jah Nabob Synd Munsoor
Ali Khan Bahsdoor Nusrut Jung, Nabb
Nazim de Bengal, Behar and Orissa, etc.
etc., que chegou da India a- Pars, para
viajar pela Europa. .
S. Exc (se nao tem excelt enca de ve-a
ter) mostra-se inclinado a procurar esposa
na Hespanha ou Portugal. Traz doae cria-
das lindissimas e trinta eunucos, cujas libres
sao riquissiaafr.

v
I
V
.
1
i

-
> i
v
I
Y
TijrTwBABl*-! FA DA* ClGUSIk
M
L


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EXJB13E72_EQ8DG2 INGEST_TIME 2013-09-14T04:26:22Z PACKAGE AA00011611_11841
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES