Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:10216


This item is only available as the following downloads:


Full Text
HNPMMMBMMi
MMMHBMaW
1

\
.
AMO XXXIX MDMEBO 236.
Por tres mczes adiantados SS000
Por fres mezes vencidos 6JOO0

r


QUINTA FEIR 15 DE gTIMO DE 1863.
Por anuo atontado. .... t9$00O
Porte para o subscriptor. 3$00U
DIARIO DE PERNAMBUCO.
ENCARREGADOS DA SUBSCRIPgO NO NORTE
Parahyba. o Sr. Antonio Alexandrino de Lima'
Natal, o Sr. Antonio Marques da Silva; Aracaty,
St. A. de I,emos Braga; Ccar, o Sr. J. Jos de
Olivoira; Maranho, o Sr. Joaquim Marques Ro-
drigues; Para, os Srs.^lanocl Pinheiro & C; A-
maionas, o Sr. JeronyJT da Costa.
ENCARREGADOS DA SUBSCRIPCAO NO SUL
Alagoas, o Sr. Clandino Falcao Dias; Rahia, o
Sr. Jos Martins Alvos; Rio de Janeiro, os Srs. Pe-
rara Martins d Gasparino.
PARTIDA DOS ESTAFETAS.
Olinda, Cabo e Escada todos os dias.
Iguarassu', Goyanna e Parahyba as segundas e
sextas-feiras.
Santo Antao, Gravat, Bczerros, Bonito, Caruarn',
EPHEMERJDES DO MEZ DE OUTUBRG.
4 Quarto ming. as 3. h., 36 m. e 8 s. da m.
12 La nova as 3 h., 17 m. e 2 s. da t.
Altinho e'Garanhuris as tercas feiras. I Qnarto cre8C- as 4 h., 40 m. e 32 s. da t.
Pao d'Alho, Nazareth, Limoeire, Rrejo, Pesqueira, 20 La cheia as h., 30 m. e 20 s. da t.
Ingazeira, Flores, Villa Bella, Tacaratu', Cabrob,
Boa Vista, Ourie.ury e Exu' as quartas feiras.
S.tinha.'ni. Rio Formoso, Tamandar, Una, Barrei- PREAMAR DE HOJE.
ros, Agua Preta e Pimenteiras as quintas feiras.
IlhnavfoFernand "^ 8S VeZ6S ^ Pani aH SaWr eir as 4 horas 30 minutos da tarde.
Todos os estafeta partem ao '/j dia. Segunda as 4 horas o 34 minutos da manhia.
PARTIDA DOS VAPORES COSTEIROS.
Para o sul at Alagas a 5 6-25; para o norte at
a Granja 7 e 22 de cada moz; para Fernando nos
dias 14 dos mezes dejan, mar?., maio. iul, set. enov.
PARTTOA DOS MNIBUS,
o ,Par? Recife : do Apipucos- as 6 V* 7, 7 V, 8 e
8 y* da ni.; de Olinda s 8 da m. e 6 da tarde; de
Jaboatao as 6'/2 dam.; do Casanga e Varzea s 7
da m.; de Bemficas 8 da m.
Do Recife : para o Apipucos s 3 '/?, 4, 4 A, 4 V*.
5 *> Vj, 5 1/2 e 6 da tarde; para Olinda s 7 da
manhaa e 4 '/j da tarde; para Jaboatao s 4 da tar-
de ; para Cachang e Vanea ae 4 Bemflcaas4daurde.
AUDIENCIA DOS TRIBUNAES DA CAPITAL.
Tribunal do commercio: segundas e quintas.
Retacad: tercas e sabbados s 40 horas.
Fazenda: quintas s 10 horas.
Juizo do commercio: segundas s 11 horas.
Dito de orphos: tercas e sextas s 10 horas.
Primeira vara do civel: tercas e sextas ao meio
dia.
Segunda vara do civel: quartas- e sabbados a 1 hora
da Urde.
DIAS DA SEMANA.
11 Segunda. Ss. Cypriano c Walfrido bb. mm.
13. Terca. S. Eduardo; S. Daniel ra.
14. Guara, S. Caliste p. m,; S. Gaudeacio b. a.
15. Quinta. S. Thereza de Jess v. c.
16. Sexta. Ss. Martiniano. Eli.-ioe Saiunaw in.
17. Sabbado. S. Florentino b.; S. Mariano m.
18. Domingo. S. Lucas Evangelista: S. Trifoma m.
ASSIGNA-SE
no Recife, em a livrara da praca da Independencia
ns. C- e 8. dos proprietarios Manoel Figutiroa d
Faria tt Filho.
PARTE OFFICIAL.
GOVEMO DA PROVINCIA.
Expediente de dia 12 de ontnkrode 1863.
vam os vndalos eram perseguidos, contando-nos a j coronel Arredondo, ehefe do expedicd da. Rioja,
imprensa cincoenta veces que os revolucinanos mas noticia que peta sua procedencia carece de
se tinham refugiado no Brasil. Apezar destas fan- conflrmaco.
O
vapor
entrado hontem de Montevideo nada
Montevideo, i% de setembro de 1863.
Est a cidade outra vez em alarma, e todas as
foreas que tem para sua defeza reunidas as li-
farrices que a ninguem lograram espalhou-se a
revokicao por toda a repblica, e o vndalo per- adianta s noticias que j tinhamos.
seguido em todas as direcees, v-se frente de
um exercilo respeitavel, com que exercita quan-
tos movimentos lhe convm, derrotando os seus
Offlcio ao brigadeiro commandante das armas, inimigos quando se encontra frente frente cora
Ao offlcio que. V. Exc. me dirigi em 14 de se- elles, ou desmoralisando-os com as suas evolucoes, .
tembro ultimo sob n. 1690, respondo declarando que as tropas offlciaes nao pdem ou nao sabemI nhas. Flores apresentou-se novamente as Pie
rpara ter lugar a indemnisaco das despezas impedir. dras, a quatro leguas de distancia, em marcha
as pelo tenente Jos Antonio de Araujo com' Mas anda. O general Flores sahio de Buenos-! para aqu. O general Lucas Morene avisa ao go-
tuz e aluguel da casa para o destacamento que. Ayres sem recursos nenhuns, e publico e noto- yerno que nao tenha cuidado; mas este toma as
commanda na freguezia de Taquaritinga, neces- (ri que tem pago tudo quanto toma na rampanha suas cautelas.
strio que elle aprsente a respectiva conta organi-! oriental, nao obstante o que tem-se prvido de ves-1 o terreno em que se acham os dous combaten-
sada, de conformidade com o parecer da contado- i tidos, armamento e muniedes dos despojos dos seus tes actualmente desfavoravel cavallaria por
ria da fazenda constante da copia inclusa. | proprios adversarios. Ao principio deram em di- causa dos pantanos e fossos de que abunda, e, como
Dito ao mesmo.Sirva-se V. Exc. de informar, cer que o ouro com que pagava lhe vinha do Bra-; este o elemento de que Flores dispde, natural-
acerca do que pedem nos inclusos requerimentos; sil; depois, mudando de suspeilas, altnbuiram-o mente evitar o combate.
Virginio Felippe Nery o Manoel Pedro Alexan- ao governo argentino. A verdade rigorosamente
drino. histrica que o partido colorado conta ainda no
Dito ao commandante superior do Recife. seu seio homens de abnegaco, e as oncas de que
Quc-ira V. Exc. expedir as suas ordens para que. tem disposto a revolucao representam o producto
um dos cornos da guarda nacional desta capital do gado de meia duzia de orientaes assaz patrio-
preste urna guarda de honra para assistir aos ac- tas para sacriQcarem a sua fortuna particular ao
tus da festa de S. Miguel, que deve ter lugar na servico da causa commum.
matriz da freguezia de S. Antonio no dia 18 do Faco esta digressao, para que se fique sabendo
eorrente. j bem que a arma com que o partido que oceupa
Dito ao mesmo.Deferndo o requerimento do' as posicoes offlciaes da Banda Oriental tem pre-
tenente do 5* batalhao de infamara da guarda na- tendido combater a revolucao, a mentira. Assim
oional sob seu commando superior Manoel Jacin- o temos visto festejar sempre as suas derrotas, em-
tho Ferreira, sobre que versa a informacao de V. bora no dia seguinte tivesse de confessa-las.
Exc. n. 113 de 9 do eorrente, o autoriso a mandar! No dia da sabida do Saintonge de Montevideo,
Este general est provando ter aproveitado bem
as ligues do seu mestre Fructuoso Rivera, que
tambem quando lhe pareca vinha at debaixo des
muros da cidade.
Se nao houver alguma traicd na praca, se os
Italianos nao a auxiliaren) (fallo da populado ita-
liana que aqu reside) e se nao desembarcar algu-
ma infamara de Buenos-Ayres, com o favor da
noute, Flores nao entra c. A guerra das assotas
terrivel, e os cavalleiros nao a podem susten-
tar.
Cbegou hontem o vapor de guerra oriental Ge-
neral Artigas, dando a noticia de ha ver sido com-
. pletamente derrotada pela vanguarda do general
mam a esse offlcial a guia, de que trata o artigo o governo soube do revz sofrido pela cavallaria Medina, commandada pelo coronel Apparicio, urna
45 do decreto n. 1130 de 12 de marco de 1833, de Moreno, e com tudo proclamou urna esplendida divisao Drisla que esta va no departamento de Ta-
visto ter transferido a sua residencia para o mu- victoria. Mandou-nos aqu Buenos-Ayres um va-' quaremb, sob as ordens de Goyo Soares, que
nicipio de Nazareth. 1 por de guerra nicamente para trazer a noticia ao constava de 500 homens, morrendo este chefe e
Dito ao mesmo.Sirva-se V. Exc. de expedir as Sr. Lamas, agente confidencial daqoelle governo, e outros offlciaes, e sendo aprisionadas 280 pracas c
suas ordens para que Raytnundo Scipiao de a- no dia seguinte a mesma parte do general Moreno tomados 600 cavallos. Este facto teve lugar na
drade fessa, que se acha qualificado como guar- se encarregou de desmenti-la dizendo simplesmen- esUncia de Annibal, as pontas de SalsipuedeJ
da do Io batalhao de infamara nao seja chamado te que as torcas dos vndalos em numero de 1,100 Chico.
para o servico em quanto nao completar a idade homens de cavallaria tinham sido repellidos pela n$ jornaes de Buenos-A) res dizem o contrario, e
exigida no fe art. 9 da lei n. 602 de 19 de se- infantaria, o que prova haver sido anniquillada a I afflrmam que quem morreu toi o coronel Appari-
tembro de 1 so. i sua propria cavallaria, alias nao teriam os vanda- co, chefe das torcas do governo. Mente-se tanto
Dito ao inspector da thesouraria de fazenda.A los chegado aos qnadrados de infantaria. Os col-; de um lado e outro que por ora se deve dar qua-
vista de sua informacao n. 773 datada de 10 do rados tambem adulteraran! a noticia, mas o gene- rentena a esta noticia, em que evidentemente ha
eorrente, autoriso \. S. a mandar acreditar o di- ral F|pres tendo adoptado por divisa a verdade, muita exageracao
rector da retoma militar de Pimenteiras pela 1 restabelece os factos no seguinte trecho de urna Flores festejou em seu acampamento, antes de
quantia de 105000, que segundo os documentos em carta sua : passar o Santa Lucia, aquella accao como um tri-
original incluso despendeu com a conducao de ar- t Hontem ao meio dia tivemos com o general umpho.
tifos de fardamento destinados s pracas de 1* li-' Moreno um reconlro em que lhe desbaratamos a Acaba-se de pregar um edicto da polica pro-
nha que estao em servico na mesma colonia. I cavallaria; mas diante da sua infantaria, que nao hibindo estarem reunidas as ras mais d tres
Dito ao mesmo.Transmuto V. S. para o fim descia de 800 homens, e da sua artilharia, juiguei pessoas.
*?,DVh DeinM? 'ne- av!.S() de letraLna imP?rtan- imelnor retirar-me. Nao chegou ainda o paquete do Paraguay: cons
ca de 511*666 n-is sacada pela thesouraria de! O caso que depois da batalha das Piedras, o u estar encalhado, em consequencia de ter baixa
rendas da provincia do Rio-Grande do Norte sobre general Flores passeia as suas torcas pelas quin- d0 muito o rio Paran. Por esta causa tambem,
mea ravor de francisco Jos Ferreira Cava!-; tas dos suburbios da capital, e sdmente a 21 torna 0 pequeo vapor brasileiro Visconde de Yvanema,
n-'. ,,q"erqii n as.ua ordem.- .,. Ja passaro rio Santa Lucia em columna cerrada, e que desta vez segu para Matto-Grosso, levando
Dito ao mesmo.Transmuto por copia a V. S. nao em grupos como diz o general Moreno. Para
para seu conhecimento e execucao o contrato que j quem conhece o nosso systema de guerra, sao os
por ordem do governo imperial celebrou em Lon-' movimentos do general Flores verdadeiras victo-
dres o capitao Joao Ernesto Veriato de Medeiros j rias. A sua retirada das portas da capital, onde
com o barao do I.ivTamento para a construcelo, toi nicamente para mostrar que percorre impu-
de urna ponte de ferro sobre o rio (pibaribe des-' nenente toda a campanha, nao importa seno ir
ta provincia, o qnal me toi enviado com o aviso buscar pastos para as suas envainadas, e-ao mes-
mo tempo postar-so. vanidosamente para bater
Medina, se este puder passar outra vez o rio Negro,
o que lhe nao ser fcil, porque as cavalhadas que
lhe mandn Urania foram tomadas por urna tor-
ca da revolucao que, encontrando-se com a van-
guarda daquelle general, toi derrotada ia ala es-'
querda e venceu na direita, ficando assim a accao
sem resultados positivos.
facto averiguado que o filho do general Urqui-'
a-*eparticao das obras publicas em 27 de agosto
ultimo sob n. 36.
Dito ao mesmo.Estando em termos os docu-
mentos annexos ao incluso requerimenlo de Hen-
rique Jos Vieira da Silva e nao havendo inconve-
niente mande V. S. pagar-lhe a quantia de.....
;iO34400 ris, proveniente de fretes e passagens
dadas por conta do governo no hyate nacional
Sergipano desta capital para o presidio de Fernan-
do, e vice-versa como so v dos mencionados do-
cumentos.
Dito ao provedor da Santa Casa da Misericordia.
somente passageiros e encommendas.
17 de setembro.
Foi hontem cerrado o porto por ordem do go-
verno, e por isso impedida a sabida do Gerente, que
ainda agora nao se sabe se se rea usar hoje.
Sempre se chocaran) as torgas do general Flores
com as de Lucas Moreno no lugar denominado
Bruxa, a pouca distancia desta cidade. Aquellas,
que se compunham de 1,100 homens de cavallaria,
deram tres cargas furiosas sobre a infantaria e so-
bre a cavallaria ao mando de Olid, que desejava
tirar urna desforra da derrota de Coquimbo, a qual
ao pnmeiro impeto cedeu. Reanimada, porm,
pela voz deste chefe, que um homem denodado,
rcorganisou-se na retaguarda da infantaria, e
susteve depois a accao. que toi ganha pela divisao
Moreno.
Communicou ste general ao governo que tinham
Picado 200 inimigos mortos e feridos no campo e
que antes de anoutecer se viam as torcas inimigas
dividirem-se em grupos que se dirgiam para Ca-
neln Chico.
A noticia desta victoria toi immensamente feste-
jada pelo partido blanco com repiques, foguctes,
za passou com oi tenia Entrerinos para o terri-
torio oriental, sendo all, porm, immediatamente
corrido e obrigado a encerrar-se em Salto. Este e
Para ter lugar o pagamento da quantia de 21fi outros factos realisados avista do governo argenti-
em que segundo o documento junto imporlam as no, provam quiio absurda a aecusacao que este
despezas feitas com o tratamento do africano livre se faz de dar auxilio revolucao.
Jorge no hospital Pedro II, faz-sc necessario que; A imprensa de Montevideo tem-se oceupado nes-
seja satsfeita a exigencia da thesouraria de fazen- tes ltimos dias da possibilidade de um arranjo,
da constante da copia junta, o que declaro V. S. combatendo, porm, o pensamento. Agora facem i msicas, ele, e o 2 batalhao de" guarda nacional
para seu ronhecimcnto ; os blancos correr que se celebrou um tratado de dirigio-se praca da matriz, e ahi vctoriou ao
Dito 10 commandante do presidio de Fernando, allianca com o imperio, e a vinda do Sr. Lourero, presidente da repblica e ao ministerio que foi
Faca V. S. regressar a esta capital na primeira Buenos-A) res tem dado margem varias sup- visitados pelos ministros estrangeiros,' segundo
opporttinidade a ser apresentado ao juiz munici- posicoes, mas o tempo as desvanecer por gratuitas dizem os jornaes.
pal da 1* vara Luiza Candida Pessoa, visto j ter e infundadas. As 3 da tarde tinha entrado de tora o batalhao
finalzalo a pena a que foi condemnada pelo jury Hontem cliegaram novos desterrados polticos a guarda nacional de Unio que Lucas Moreno
do termo de Goianna, como declarou o mesmo pela maior parte militares dos que estavam pre-' dispensou por nao ser preciso para a accao.
juiz em oflicio desta data.Communicou-se ao juiz sos. O vapor de guerra oriental Villa del Salto j Geralmente se diz porm que Flores nao assis-
iiiunicipal da I" vara. esta varado no porto de seu nome em consequen- t0 no combatc, e que este toi dirigido por Cara-
Dito ao mesmo.De conformidade com o que cia de avarias sofiridas por bater as pedras cha-: jja||0 conservando-se aquello acampado com o
solicitou o cnsul de Franca em offlcio de 10 do madas Corralito approximando-se de mais trra grUp'o de sua torca em Caneln Chico
corrent"! recommendo V. S. que remella para para proteger o desembarque das cavalhadas man-
csta capital no vapor Jaguaribe a lancha, que j dadas pelo general Urquiza.
pertence ao navio francez Sire de Vicone, urna Na Repblica Argentina tornou o general Pena-
vez que estoja em bom estado, deixando porm losa a apparecer em scena e com elle a guerra
de faze-lo se cstiver tao arruinada que nao possa I de guerrilhas to difflcil de extirpar nestes paizes.
valer a despeza a fazer-se com a respectiva con-1 Publicou-se urna curiossima nota que aquelle fallo no nome de Flrs'cin mstancia capital que
*"& a- ^ ,, i -aud'lho dirigi ao governador de S. Juan lancan- 1 n5o ^ 0miniria de cert sem calculo.
Dito ao director peral da instruecao publica. l do toda a responsabilidade das suas correras so-1 Tambem d que pensar o nao pertaittir-se ainda
Em vista de sua informacao de 10 do eorrente, sob' bre o governo nacional, e terminando or pedtr I a sanida de nenhum paquete, nem mesmo os brasi-
n. 171, dada com referencia ao incluso requer-1 que se lhe faca alguma proposta para acabar com eros pe|0 (me estao retidos o Mrquez de Olinda
ment de Joao Luiz Bda, mande V. S. admittir no a guerra. Sarmiento teve a paciencia de responder I e 0 Gerente
Gyinnasio provincial como alumno externo gratuito; particularmente fazendo revelaces que o gauche | ^ positivamente que Govo Soares nao morreu
o menor filho do supplicante de nome Joaquim. | nem comprehende nem merece, pois ja urna vez se na acc^0 jc Salsinuedes Chico por ahi se nodo
Dito ao juiz de dircito de Goianna.Com o pa-' tralou com elle de potencia a potencia.
uoute fez o governo sahir para Buenos-Ayres
o vapor de guerra Ville de Salle, para communicar
a noticia da victoria ao seu agente diplomtico all
acreditado; mas torna-so digno de reparo que
nessa communicacao, j hoje publicada, nao se
recer junto por copia do conselheiro presidente da
relaco datado de 9 deste mez, dou soluco a con-
salta por Vmc. feila em data de 25 do mez passado,
com referencia a escrivaes do juizo de paz.
Dito ao consclbo de compras navaes.Ficam ap-
provados os contratos que celebrou o conselho de
compras navaes, com differentes pessoas como me
Na provincia de Cordova reina a maior agitacao,
cuja causa attribuida ao general Paunero, pelo que
se assegura_ que o governo o mandou tirar d'alli,
onde a divisad do partido liberal torna impossivcl
todo o governo.
ltimamente appareceu o ex-presidente Derqui
na provincia de Corrientes, o que tem sido assump-
participou em seu offlcio de 9 do eorrente, para ac- to de alguns commentanos, presuinindo-sc que a
quisico dos objectos do material da armada ne-! sua prosenca na repblica tenha algum fim poli-
cessarios ao almoxarifado do arsenal de marinha,. j lico I
Portara. O Sr. gerente da companhia Pernam- Discutindo o ornamento fez o deputado Montes
bucana expeca as suas ordens para que no vapor do Oca ao ministro da fazenda Melez Sarsfiel al-
Jaguaribe seja transportado do presidio do Fernn- gumas alluses offonsivas que deram em resultado
do para esta capital a lancha que all existe per-; renunciar este a pasta, que foi interinamente con-
tencentn ao navio francez Sire de Vicone, urna vez fiada ao ministro de estrangeiros Dr. Rufino Eli-
que esteja em bom estado, correndo as despezas calde. Apresentou este immediatamente um pro-
da conduccao por conta do cnsul de Franca.
Despachos do dia 12 de ontuhro de 1863.
Requerimento.
Catulino Goncalves Lessa.Passe portara con-
cedendo com os vencmentos que tiver por lei, a
licenca pedida.
Francisco Xavier de Paiva.Pode seguir.
Irmandadedas almas erecu na matriz de Santo
jecto reconhecendo como divida da nacao a proce-
dente dos supprimentos e auxilios prestados aos
exorcitos dos generaes Lavalle, Paz e La Madrid.
O fim desta medida e desfazera m impressao que
causou o reconhecimento da divida de Buobental e
outras do caduco governo federal.
Na cmara dos senadores no congresso foi defi-
nitivamente approvado o tao debatido art. 31 da
lei de consolidacao que manda pagar em Londres
Antonio desta cidade.-Dinja-se ao commandante os juros e amortisacao dos fundos pblicos naci-
superior da guarda nacional do Recfe. naL. lrilIinp|iand0 :ssim a lda do bara0 de Mau.
Jos Paulino de Souza.-Prove o supplicanto o de presumir que igual resultado se obtenha
presumir que igual
na cmara dos deputadOs. Nao tendo ainda sido
approvado o orcamento e mais algumas jis de im-
portancia submctlidas ao congresso, provavel
que se proroguem as sessdes por mais um mez.
A queslao que trazia em Cata-marca agitados os
. nimos, terminou finalmente, sendo D. Vctor Ma-
mandante superior da guarda nacional do mum- |enin c|e,0 governador ^t maioria absoluta de
cipiode Recife. votos.
Manoel Mara do Espirito Santo.-Informe o Sr. | A Imprensa de Entre-Rios, pouco acostumada
dezembargador provedor da Santa Casa da Mise- |berdadc de cjue hoje goza, tem-se desenfreado
contra o governo nacional; mas, embora alguns
se inquietem com aquella linguagem, pode asseve-
rar-se que nao ter consequencias pela simples
razo de estar j quebrado o prestigio do caudilho
entre-riano.
cffectivo exercicio do lugar de ajudante de porteiro
da mesma assembla.
Mana Joaquina dos Prazeres.Indeferido em
vista da intormafao do director do arsenal de
guerra. ..
Manoel JacintboPercira.Dinja-se ao Sr. com-
do
ricordia.
EXTERIOR.
BLE-SON tllllX
26 de seteakro de 1863.
Desde que o general Flores se atirou com tres
ver que impossivel dar-se crdito ao que publi-
cam os jornaes d'aqui.
Espalha-se agora que desembarcaran! na Colo-
nia, viudos de Martn Garca, 400 homens de infan-
taria para se reunirem s torcas revoltosas.
Parece, pois, que ainda teremos a guerra civil
com todos os seus horrores por muito tempo, o que
baslante lastimavcl.
O vigario apostlico acaba de sahir com tres pa-
dres para o campo de batalha, afim de levar aos
moribundos o consolo da religiao, e o presidente
Berro mandou tambem sahir tres mdicos para
tratarem os feridos indistinctamente.
Se os dous triumphos apregoados pelos blancos
uvessem verdaderamente as proporcoos que elles
mes emprestam, seria de urna grande poltica, in-
felizmente incomprehensivel aqui, talvez s acari-
ciada flo coracao do presidente, dar agora urna
amnista ampia e completa aos revoltosos, sem
excluso de ninguem.
Desta forma os bandos se dispersariam por si
mesmos, e os caudiihos se variam impotentes para
continuar a hita.
Confrangia-me hontem ouvr os repiques dos
sinos e o estourar dos foguetes pela agona de ir-
mos que se acabavam de degollar. E n3o ha hy-
perbole no que digo, porque familias existem que
teem fllhos em um e outro lado, e tremiam .pelo
As bases dessa contengo seriam o re-
coohecimento de todos os offlciaes nos pos-
ios que occupan no exercito revoluciona-
rio; garanta de que haveria toda a liberda-
de na prxima eleicao dos deputados, que
devem eleger em maio o presidente, e nr>
meac5o do general Flores para urna pasto,
am de ser mais completa essa garanth.
Aquelle movimento, porm, prejudieoo
esta negociacao j bstanle adiantada, e lhe
fez perder todo o terreno ganho.
0 fim com que elle foi operado nao se
conseguk, porque sempre Lucas Moreno
conservou-se em communica^o com a praca,
e della recebia continuos reforcos; e seu
resultado foi fatal, porque a accSo das Bru-
jas desmoralisou as forpas re?oltosas e ani-
mou as do governo, que at entlo s tinham
tido revezes.
As perdas de parle a parte foram enor-
mes : trezentos mortos ficaram no campo
da batalha, e igual numero, sen5o superior,
de feridos.
Entretanto que o general Flores vinha
tentar urna empreza to audaz e ncerla,
perdeu a occasiio de dar um golpe terrivel
no governo e collocar-se ainda em posicao
mais vantajosa; deixando o tenente-coronel
Laguna do outro lado de Santa Lucia com
urna pequea forea e urna gorda cavalhada
composta de 2,000 animaes, que elle havia
arrecadado na campanha.
Se bate aquelle offlcial e arrebata-lhe essa
cavalhada, que era a suprema esperanza do
governo, poderia entilo atacar Moreno com
grandes probabilidades de xito, se que
antes nao eslivesse firmada a convenci em
ajustes.
Succedeo, pois, que por sua precipitacao
ou por no poder mais conter o ardor de
sua gente, que eslava anciosa por combater
e alirar-se infantaria com um valor digno
de melhor causa, sacrificou o partido com-
pletamente.
Depois da aeco das Brujas, Laguna ef-
fecluou sua jnncco em Canelones com Mo-
reno, e por isso foi logo promovido a coro-
nel pedido desse general, e trouxe-lhe o
precioso recurso dessa cavalliada, de que o
exercito tinha grande necessidade, para po-
der marchar em perseguido do inimigo.
Jjje, ^endo sua posiciio desvantajosa, di-
vidioV sua forca em grupos; repasseu o
Santa Lucia no passo de Pache, e prosegue
na direccao do departamento de Minas e
da Florida, levando muilos feridos, en-
tre elles bastante mal o general Fausto
Aguilar.
Alguns passados tm declarado que a
deserco extraordinaria agora; que a gen-
te est completamente exhausta, sem recur-
sos, quasi na, e estas noticias fazem dizer
a Reforma Pacifica qne a funecao conclue,
e a vandalagem se dispensa.
Est provado tambem que a derrota de
Goyo Soares, em Salsipuede Chico, foi com-
pleta, e que a divisao de 500 homens que
elle commandava ao norte do Bio Negro
desappareceu, fugindo os que escaparam
matanca, e os que cahiram presioneiros, em
pequeos grupos, para a frouteira do Bra-
sil, e de Corrientes. Nesta divisao se acha-
vam os 200 soldados de infantaria que tinham
vindo com Saldanha de Buenos-Ayres, rebo-
cados pelo vapor de guerra Pampero, e que
haviam tomado por sorpreza a povoagao de
Fray Bento, onde desembarcaram.
Foi oulro golpe profundo para a revolu-
cao, e de consequencias fataes para ella.
Melhorou, portanlo, consideravelmente a
posc3o do governo, que se v mais desas-
sombrado. Os exaltados do partido blanco
j nao querem ouvir fallar mais em ajustes,
nao se lembrando que o mesmo homem que
os acaba de por em tanto risco, e que aqui
desembarcou apenas com tres companhei-
ros, pode mais tarde, em circumslancias mais
propicias, effectuar a mesma facanha, e tal-
vez ganhar a partida.
O chefe poltico e militar de Canelones, o
Sr. Palomeque, mandou preso para esta .ca-
pital um filho seu, acensado fle ter com-
mtinicado com os inimigos quando estes se
acharam prximos daquella povoacao. O
mesmo chefe apresentou a sua renuncia, que
foi acceita, mandando-se o commandante Ba-
chos substitui-lo.
Houve um duello morte entre dous of-
fciaes da divisao de coronel Olid. Um
delles ficou morto, o outro veio preso para
a capital.
Chegou a Paysandt, procedente de Entre-
Bios, o coronel D. Silvestre Hermandez com
alguns offlciaes e soldados voluntarios, para
o servico do governo oriental.
A apparico inesperada da canhonheira
de guerra brasileira Belmonte nesle porto
ao amanhecer do dia 21, e sua immediata
partida para Buenos-Ayres na noa de 22
Publicou-se hontem o decreto proroganio at
novembro as sessoes do congresso.
As ultimas noticias de Corrientes fallam de urna
companbias ao solo natal com o fim de promover revolucao em Monte Caseros suffocada pelas tropas
urna revolucao que logo se annuncira apenas se do governo. O Argentino do Para de 2i do cor-
instalou o governo de D. Bernardo Berro, tem este rente annuncia que o general Penalosa conseguir
sido engaado pelos chefes do seu exercito, que o um
porsuadiam de que onde qur que se apresenta- Juan,
causar esle successo em Buenos-Ayres; e
eomo o governo argentino' est habituado a
traiar impertinentemente aos agentes diplo-'
maticos estrangeiros, e j desattendeu aos
ministros da Franca, da Inglaterra, da Italia
e de Portugal em igual missao, receia-se
que o Sr. Loureiro se ade na mesma posi-
ciio espin liosa.
Mas eu confio plenamente em que o nosso
agente ha de ser mui bem recebido pelo
presidente Milre, e tenho presentimento de
qne lhe est reservado a gloria de restabele-
cera paz na familia oriental.que tanto della
precisa para realisar os progressos que a
Providencia lhe deslina.
A conjuncturs em que elle se apresenta
nao pode ser mais vantajosa para fazer an-
nuir os conselhos do Brasil. A morte do
coronel Sandes, cuja espada era o terror do6
mantoneros, e coja presenca s assegurava
o ganho de urna batalha, o levantamento de
Chacho (Penaloza), testa de mais de mil
homens, e a agitacao que reina em quasi to-
das as provincias argentinas, e que fazem es-
perar urna revolucao geral, sao factos que
hao de ter esfriado um pouco o ardor dos
exaltados, cujo circulo domina o presidente
Mitre.
Enosou muito presumpeoso em preten-!
der que o Brasil hoje consiga o que nao ob-
tiveram aquellas nac5es do velho continente ;
porque o proprio Bosas disse mnitas vezes
que s nos o embaracavamos, e que n3o fa-
zia caso dellas, presciencia admiravel de'
que nos estava reservado acabar o seu oaioso
dominio sobre o desgracado povo argentino,
cuja sorle ainda agora mui deploravel-
30 -
Tendo escripto pelo vapor nglez Kepler, que
parti no da 24 do eorrente, resta-me agora refe-
rir smente os acontecmentos mais notaveis oc-
cerridos nestes seis dias.
A desharmonia que exista entre o ministro da
guerra D. Lniz Herrera e o chefe poltico da capi-
tal Botana teve o resultado previsto geralmente.
Este digno empregado, que tem prestado em to
espinhoso cargo os mais assignalados servicos
ordem publica, vio-se obrigado a apresentar sua
renuncia, que toi aceita com constrangimento pelo
presidente da repblica, sendo nomeado para subs-
titui-lo o Sr. Arrue, joven activo e de talento, sem
compromissos polticos, nem exaltaco de princi- \
pos. A Reforma Pacifica exiga que tosse desig-
nado, ao contraro, o homem que tivesse mais a
perder com a queda do partido blanco; o que se
achasse mais assignalado vinganca do partido
contrario. Como se v, essa Insinuaran impoltica
nao produzio efleito no espirito do Sr. Berro.
A situaciu > do governo tem niel horado considera-
velmente depois da imprudente acgo das Brujas,
em que Flores suppunha tnumphar, esperando
talvez que s sua presenca seria bastante para fa-
zer debandar a divisao Moreno. Todo o terreno
ganho por elle licou completamente perdido nessa
ocecsio ; porque o prestigio que o acompanhava
desvaneceu-se, e seu exercito desmoralisou-sc.
Perseguido depois sem cessar por aquella divi-
sao, separou suas fu reas e se foi affastando da ca-
ima!, demonstrando a ntencao de ir para o Alto
Uruguay, onde poderia recebe? novos reforcos, j :
da fronteira do Brasil, j de Corrientes para mais
tarde tomar de novo a offensiva.
Nesta marcha foi esbarrar-se no dia 27 com a
divisao do general Medina, quo havia passado para
0 sul do Bio Negro, as pontas de Maciel. Ao prin-
cipio pareccu que elle quera aceitar o combatc ; [
mas aos primeiros tiros das guerrilhas poz-se em
retirada. Levando muitos e excellentes cavallos,
conseguio ser alcanzado depois de seis horas de
activa e constante perseguido, e Medina vio-se
obrigado a parar para dar repouso aos seus.
Ficram no campo alguns mortos do inimigo,'
passaram-se muitos homens para as torcas Te-1
gaes.
Conhecendo a desvantagem de sua posicao, o
para mais fcilmente escapar, o general Flores
fraccionou ainda mais suas torcas, e reduzio-a a
grupos do oito a dez homens.
Medina, montando novamente a eavallo, recom-
mendou a Moreno que guardasse a Floride. Este
mandou por seu lado o coronel Laguna com o es-
quailro de S. Jos sobre a Colonia, para vedar a
ida do inimigo para all, e determinou ao comman-
dante D. Pi Coronel quo procuraste tomar o flan-
co ao general Flores, atraz do qual correu tam-
bem os coronis Olid c Leuguas.
Sao estas as mais importantes communicacoes
offlciaes que o governo hontem recebeu dos seus t
chefes em campanha, e com os quaes ficou satis-
fotissimo.
Alm disso consta que falleceu em urna estancia
o coronel colorado D. Fausto Aguilar, offlcial de j
nomeada na divisao de Flores, que tinha recebido
UM bala de claniva Mini, quando commandou,
urna das cargas de cavallaria na accao cima men-
cionada.
E' urna perda muito sensivel para a causa da re-
volucao, que tem tido, em mui curto lempo, con-
tinuados revezes.
Antes de passar para o sul do Bio Negro, o ge-
neral Medina nomeou o general Lamas comman-
dante em chefe dos departamentos ao norte do mes-
mo rio, para reunir e organisar all novos elemen-
tos a favor do governo.
Este offlcial tinha sido destituido desta commis-
so depois de sua derrota em Vera.
Nao obstante o que tica dito, consta que passou
de nossa fronteira urna torca de 180 homens com-
mandada por um tal major Fidelis Paes, a qual
atacau a villa do Cerro Largo, e nella malou o
commissario de polica : assim como que desem-
barcaram hontem no Bosario, pequeo porto pr-
ximo Colonia, 200 homens, na maior pane Italia-
nos, contratados em Buenos-Ayres. E' difflcil, se-
no impossivel, que esta gente se possa incorporar
ao general Fores, na marcha precipitada que segu
para Porongos, quasi em debandada, perseguidos
de perlo por torcas mu superiores alentadas pelas
reiro, e o addido da legaco, O Sr. Jarbas vantagens ltimamente alcanoadas.
Moniz BarretO, tem causado grande sensa- o governo tem tanta confianca agosa no trium-
CO, e feito correr innmeras conjecturas. pno final de sua causa, que nao s mandou por
n7.m un* miA n crnvprnn hrasileiro man- em lberdade varios presos que estavam no pontao,,
UiZtm uns que o governo orasiieiro man para Buenos-Ayres os mais per.go-
dou offerecer ao oriental sua marinha, seu. ^ como al ^rala de dcraolir as trincheiras qae
exercito e seus cofres para acabar COm a re-; gnna elevado em aUjumas ras desta cidade.
, volucSo ; outros que se trata apenas de urna O celebre coronel Pallejas, que estava ha muito
sdous partidos, e mui satisfactorio paramediado de accordo com o pres.denle Mi-;preso, toi^>^^*g
aquelle general e os colorados, quando el- tre, para se chegar ao mesmo resultado pa- navio dti guerra ^1^0, at que possa seguir
le attravessou o rio Santa Lucia para em-,ciReamente ; alguns, emfim, cuja opiniSo;para a Europa,
as guerrrthas coloradas penetra vam al i praca 4c
Caganeh, que est situada dentro da culada man '.
Pde-se considerar a revolucao esmagada; bms
os effeites desta hao de se fazer sent r por muito
temp ainda, e hao de trazer graves 11 inpMiai til
ao governo imperial.
Alguns Brasileiros establecidos na Caapaaha,
como, um tal Sant'Anna. por exemplo, que lem
urna bella estancia no departamento de Taquarcm
I', onde viva com seus fllhos, a- servirn com
suas pessoas e fortuna, o deram-lhe os atore*
elementos de vitalidade.
E' muito natural que as torcas do goverw, por
um espirito de vinganca que se comprehende, oc-
eupem de preferencia estas propriedades de seos
inimigos, e uellas causem lodos os malos iaaagi-
navois.
Best abe lee ida a paz, surgem logo asreclaaaeoes
por perdas e damnos, e o governo imperial obriga-
do a attende-las para proteccu d seus compa-
triotas, vem encontrar no governo oriental decidi-
da repugnancia cm toma-la em consieracio Ol-
vidados aquelles antecedentes, quechi proposito re-
cord, se_tomar por negativa de juslica, oque
nao seno um procedimenlo razoavel, e eis le-
vantada entre os dous governos urna barreira, que
nao s dilicnlta a soluco desles negocios, como
de outros pendentes.
Esta a eterna historio de nossas questSes com
o Estado Oriental, e se nos remntennos ongeni
de todas, encontraremos as mesmas causas, sido
difficilimo descobrir de onde parti a provoeaco;
porque Bio-Grandenses e Orientaos tm urna con-
ta eorrente aborta, que ainda nao poderam li-
quidar.
Com o melhor aspeeto que os negocios polticos
tem tomado, que pruvavetmente modificar o plano
que se concertava com Urquiza, segundo expoz j
em urna anterior correspondencia, as transaecdes
commerciaos se aniraaram alguma cousa, e a con-
fianca no futuro vai renaseeodo.
Chegou hontem tarde um transporte de guerra
francez, que nao sei anda d'onde vem.
Parece que a inisso de que se acha incumbido
em Buenos-Ayres o nosso ministro vai sendo bem
encaminhada.
Acabo de verificar que falsa a noticia do des-
embarque de gente no Bosario, que cima dei; mas
certo ter estado naqoello ponto urna torca de
Flores de 200 horaons.
INTERIOR.
BIO DE J \-\l-.lliO.
36 deseteabro df 1863.
O vapor Gerente, entrado hontem de Montevideo
e portos do sul do imperio, traz data daquelli cida-
de at 17, Porto-Alegre tambem 17, Ro-Grande 20,
e Santa Catharina 2:i do eorrente.
As folhas de Montevideo apregoam duas victorias
sobre torcas do general Flores. A primeira diz-se
ter sido atrancada no departameuto do Pasand
pelo coronel Apparicio, que de 500 homens com-
mandados pclu rebelde Goyo Soares raatou 200, e
toda a infantaria em numero de 60, ficando o mes-
mo chefe estendido no campo. A milicia sobre j
por si mesma parecer exagerada, vem de tonte su*-
peita ; entretanto nada mais podemos do que re-
commendar que se lea o que a tal respeito diz o
nosso correspondente.
Para elle tambem remettemos os leitores polo
que toca segunda victoria ganha as immedia-
cnes da capital, mas ao que parece somente sobre
urna divisao do Floros commandada por Caraballo.
Prosegua o combate o cumprc aguardar ulteriores
noticias, embora o general MoGcno as suas par-
tes offlciaes se proclame victorioso, dando o inimi-
go em debandada, e em Montevideo so cantassem
hymnos de victoria. O batalhao ltimamente salu-
do da capital tornara a entrar, espalhando-se que
Moreno o despedir por nao. sarecer dello ; outra
Tersad, porm, diza que este reforco nao conse
gira fazer junecao com o exercito governista.
adiando intorpostas torcas de Flores. O que paio-
cc certo que este com o- grosso da sua gente nao
entrou na accao que se dia ganha pelas tropas do
governo, c se se deixou envolver na derrota da sua
divisao ou conseguio sustar a retirada, restabele-
cer as posicoes relativas, ou mesmo converger em
fuga a a vaneada ilo inimigo, s o poderemos saber
mais tarde. As medidas do governo do Montevi-
deo, lechando o porto, at s embarcafoos. estran
geiras, nao robustecen muito a f em grandes vic-
torias.
Oe Buenos-Ayres ha noticias at li, mas desti-
tuidas de interesse.
Passando s provincias do sul do imperio, apo-
sentamos o seguinte resultado das ciernes secun-
darias na de & Pedro do Rio-Grande do Sul, tal
qual o refere o Diario do Rio-Grande. No 1* dis-
tricto a apuraco de todos os collegjos (270 eleito-
res) deu:
VOTOS.
Liijudo. Separado
.... 5
215
211
52
1. Dr. Flores. .
2. Nery '. ...
3. Barao de Porto-Alegro
Dr. Sayd. -
Dr. Mendonca.....49
Desembargador Bello 37 4
Jos Candido Gomes. 5
Dr. Thimotheo .... 2
No 2 districto a apuracSp dos collegios do Rio-
Grande, Pelotas, Canguss, Jaguaro, Piratipy e
Bag (6 collegios) d :
1. Barao de Mau........130
2. Dr. Gaspar Martins........91
3. Dr. Alfonso Alves........86
Dr. Pinheiro Machado...... 8
Dr. Flix da Cunha.......67
Dr. Amaro. .........44
e
triumpho de qualqucr das parcialidades. E' sacri-1 'com 0 n'osso ministro residente, o Sr. Lou-
legio associar os templos a urna profanacao seme-'
litante : faz-lns consagrar um enme to horrivel
como o fratricidio. Mas assim sao os homens
24 de setembro.
E' fra de duvida que existia um conve-
nio j bastante adiantando entre Flores e o
governo oriental, ou pelo menos com o pro-
prio presidente da repblica, honroso para
e
Por decreto de t do corrento mez veram a mer-
c do foro de cavallero (dalgo do imperial casa
Gamillo Maria.de Menezes e Jos Manoel de Mene-
zes, fllhos legtimos do tenente-coronel cirurgior
mor reformado Manoel Joaquim de Menezes.
prehender interpor-se entre o general Lu- me parece a mais sensata e mais refleclida
cas Moreno e a capital, afim de interceptar- pensam que a miss5o confiada llustrac5o e
lhe as communicacoes com a praca, e foi criterio do nosso digno diplmala n5o pode
forcado mallograda accao das Brujas. ter por fim senSo obter do governo argenti-
Sei-o de fonte limpa, e passo affirma-lo, no, que a neutralidade por elle proclamada
nao obstante nega-lo a Naco, orgao offlcial se torne urna verdade ; o que reduzinu> a
do governo, e o Pois, que sustenta os in-'revolucao a seus proprios elementos mui
tprpsses do ceneral Lucas Moreno, candidato promptamente a substituira peU wdem.
?S&>S5l& ^^^^^^Tvm^ da republic. I? A Urna sensato, senSo auor, dm
0 servico da guarda nacional da capital foi mo-
dificad extraordinariamente, e hoje s dorme nos
quarteis urna companhia de cada corpa Todos
csses indicios revelam que sao verdadoiras as no-
ticias recibidas, e que com effoito o general Flores
perdeu a partida, que poderia ganhar se nao tives-
se sido precipitado.
Entretanto os jornaes do Buenos-Ayres, especial-
monte a Tribuna, meotem de urna maneira escan-
dalosa, transformaran! todas as catastrophes em
victorias decisivas, chegando at a assegurar qne
Do expediente do dia 28 do. passado consta o se-
guinte : ....
A' aJfandega, declarando, emsolucao a mate-
ria da seu-offlcio de 19 de dwembro do ano pas-
sadovque nao pode ser apptovada a resolucaoque
tornou de mandar contar juros as letras de que.
traa o art. 586 1* do wgulamento das alfandegas,
antes do seu vencimento.
* O sobredito regHiamenlo exceptu, no art
084, do pagamento a vista dosdireilos de consumo :
1, os assignantes ; 2*, os arrematantes em leilao,
na forma do art. 313 3*, os donos 00 consignata-
rios de gneros inflnmmaveis. e dos que se despa-
cham sobre agua e a bordo.
c A respeito dos, primeiros lhes facultou passa-
rem bilhetes do 4 at 6 mczes (art. 585) com o pre-
mio, que (| 4a do mesmo artigo) eomecar a ven-
cer-se da data do bilhete, cujo valor ser consti-
tuido pola importancia do premio accrescentada
somma dos direitos devidos.
I 1 Acerca dos segundos est o pagamento do lei-
lao, olara e especialmente regulado no citado art.
311
c Quanto aos taraym o ltimos, o art. 586 se
oceupa dellas oajajAaente, parmiUindo-lhes pas-
sar letras morcABlinas termos do bredito S 1*,
em o qual se contm, a respeito dos juros, a decta-
raco termiaaiiloque fica menconai e que e tor-
eada pete, do art 43.
\


~,---------:------------


**
txexi
isz
-

^
Diarlo de Pernambnco Quinta felra 15 de Ouiubro de i sos.

. Isto pSM^recflthSfe evraemc que o regula- Ao Sr. Lima snecede esta desfraca perd
ment estatuto que os asignantes fossem sujcltos 605 que Ibo foram roubadus ante-hontem.
ao pagamento dos uros ouprataio de seus bilhetes A-s bofas a nwte coaiiderava-se cxtlneto o
desde a dada destes ; e osltonos oa consignatarios incendio,
de gneros inflammaveis, o doMue se: despachara v 20-^
sobre agua, somente no caso de falta de pagamen- Por decretos de hontem foram nomeados direc-
to das respectivas letras. *or fcera' das rendas publicas o director geral da
c AdiiTereoca entre urna e otitra disposicao tomada de contaseonselheiro Joaquim Anto Fer-
obvia : assenta na natureca dos negocios que uns nandes LeSo, exonerado da inspectora interina da
e oulros despacham; o lavor feito aos ltimos em alfandega ; director peral da tomada de con tas o
relacao aos primeiros est no constrangimento que contador da rontabilidade conselheiro Antonio Jo-
aquelles soffrem no despacho prompto imrnediato s de Bem ; e pagador da segunda pagadoria o
das mercadorias respectivas, na forma do art. 450 thesoureiro da casa da moeda Francisco Urbano
2", entretanto qne estes, os primeiros, teetn sua j da Silva.
disposicao o deposito e guarda dos armazens da al- --------
fandega, ou dos trapiches e armazens alfandegados. Hoje deve tor lugar a primeira sesso preparato-
-


r=r
lo CMMHadd pompa aconsmytefH
P-PNK- Antonio
T-se tima subserir
lelirado
po de.
mover^BTlBa subscripcao nacional para erguer
urna estatua ao finado presidente D. Cartos A.
Lpez.
Hontem as 8 horas da manhaa embaroaram Suas
Majestades Iiuporiaes, acompanhadas dos mas se-
manarios q dos Srs. ministro da mannlia, barao de
Tamandar. chufes de esquadra Diogo Ignacio la-
vares e Guiberne Parker, na ponte da Igreginha,
em S. Christovio, e dingiram-so 4 Iha das Enxa-
ruer Dos progressos qu
le van", a. os papis legalisados
no porto da procedeucia,
pfogressos que por ventura faz Penaloza!
presidente desta provincia, por ser um digna re- p. 0g fardos com 8 <>/
presentante dos seus avieos descubridor
Com tMMPM floro.Vicente anauMuP
as provincias do serto, 6 diOlpil ajuizar. Confor- Silva Otiveira, pelos carttoiros de jaca merino qne
alidade'a que pertencem, dizem uns apresentou, attenta -
s que elle tanto se sent perdido que pe- maes.
a utilidade da laa desses ani-
dio rondices ^ara o seu acto de submisso, outros
pintam-o triumphante na provincia de
cuja capital o proclamam j sei
tidas dellelnvadem as provine!
Se dhUcil reconhecer o verdadeiro estado da
revolucao capitaneada por Pnalo na repblica
das, d'aH seguio o vapor norte-americano Golden Argentina, mais fcil nao saber cono valque na
City, que d'alli seguio rom Suas Magestades at o llanda Oriental dirigida por Flores. As folias de
decapa. Brasil: i tf cou-
NS^ugac jx ditos seceos com 5 /. de
*>o4nnde, i8 de setentbr.
u movimento da praca nesta priraeira nnhmma
fol Insigmfican.e; apenas houve' C^ndE
pe
lif
Esta differenca de condieoes e direitos nao poda ria da asscmbla legislativa provincial,
deixar de exigir da justiraa, differenra nos onns e de amanhaa o da marcado pela le para a aber
encargos. tura.
A equtoararo que o art. 888 faz das letras --------
mcrcantia-aos bilhetes das alfandugas emtudoe; O Sr. conselheiro Francisco Xavier Paes Barre-
nas mesmas vantagens e privilegios inherentes a to tomou hontem posse do cargo.de inspector da
estes, o as letras passadas pelos devedores da fa- alfandega da corte,
zenda publica, nao pode alterar a dis*posi<*o ex- j 30
pressa e especial do art. 586 6, acerca dos juros. Foi nomeado vogal do conselho supremo militar
Essas vanttgcns e privilegios dizem respeito fr- o brigadeiro Polydoro da Fonseca Quintantlha
ina e-mtureza do processo e exeeuc-ao judicial das Jordao.
sobrehilas ledas a favor da fazenda passadas pelos i -----
i *>vedorcs e dos bilhetes da alfandega. Alen Tendo algumas das principies casas exportado--
oco, "onda foi elfsfeeida palo comaandante ama
igeira retoico, inda a qual passaram-se Suas Ma-
e'depois gestades para a sua galeota, o nella -egrcssaram
para S. Christovao.
ebegada de Sh6 Magestades salvou o Golden
City com algumas pecas que trazia bordo.
foso, a lei de 13 de novembro de 182?, a que se ras de caf desta praca dirigido aoSr. conselheiro
refere o citado artigo, nao trata de juros ; o o co- inspector da alfandega urna representacao contra
ligo do commereto no art. 422 loma os juros con- os precos actuaes da pauta semanal, que nao se
dicao adispensavel das letras de cambio ou mer- acham em proporcao com a recente baixa do pro-
cantis; porquanto srvese, no mesmo artigo das dudo,o Sr. inspector consultou sobre a materia a
expressdes seguintes : com juros e recambios,; comuiissao directora da pra^a, e ouvindo a junta
havaado-os; e no art. 423 declara expressamen- dos correctores, offlciou que com elTeito dos attes-
te que os juros da letra protestada por falta de pa- lados passados pelos respectivos correctores nota-
gamenjo devem-sc do dia do protesto. Se as letras va-sc nos valores da pauta um excesso de loO rs.
iBtis fossem necessariamente passadas rom em arroba, sem o qual o caf bom, nella cotado a
vencimentos de juros desde logo, como sao os bi- 65930, deve-se cotar a 65780.
s das alindolas, essa circumstancia seria mea- [ AUendendo rcclamaeao e conformando-se com
lionad-a no art. 334 do dito cdigo. : a informacao da praca, o Sr. conselheiro inspector,
0 juros, puis, no caso de que se trata, consti- tendo ouvidoos conferentes organisadores dapau-
tuembn v.Tdadeiro oiius. um imposto, que nao'. ta, ordenou que se fizesso a refunda redne^ao no
pode ser establecido seno por delerminagao ex- periodo a decorrer de 28 do corrente 3 de outu-
pressa, e nao por simples e- vaga de*-larncsio nos bro prximo futuro.
modelos de letras ou bilhetes. Enviou-se copia | Este facto, a que se ligavam os mteresses do
thesourana de S. Paulo, para solver as duvidas j coramoreio e da lavoura, vL^to tratar-so da avalla-
do seo officio b. 25 de 11 de marco ultimo. cao offlcial do producto, sobre o qual sao cobrados
_____, 'os direitos de exportacao, parece-nos aconselhar
rno Commerciai, do Rio-Grande do Sul do; a modifleaco do syslema adoptado para a con-
currente : fecfa da PauU semanal nesse ponto.
Recebemos por conducto que nos merece eon-! A nosso ver c a commissao da praca, <]ue neate
liancanoticia de um assassinalo que so den ha mais caso foi consultada, mtiito competente para, ouvin-
de 15 das na barra, e cuja primeara noticia nao do a junta de correctores, prestar aos organisado-
ehegoo a esta muito exactamente, segundo a narra- res da pantana alfandega os dados precisos para
cao a que nos referimos. : sua exacta coufecc>.
Havia rixas e desavengas velhas entre Jos de E um trahalho fcil, que os respectivos correc-
Souza Flores e Ricardo Corroa nas, por causa de tores de mercadorias podera facultar aos sabbados,
urna qnestao de limites. gmando-se pelas transaccoes cmque at cntao ti-
Ricardo levantou una cerca no lugar que Fi- verem intervindo, e que impedir que se reprodu-
res considerava seu, e Flores derribou-a assim qne zam engaos prejudiciaes ao commercio e lavou-
vio-a levantada. ra, que delle depende.
Ricardo mandou-lhe dizer que passadas as! --------
eleicoe vera o que lhe cumpria fazer ; e com { Foi examinado e habilitado pela facnldade de
efleUQ no dia do desastre apresentou-se Ricardo cen medicina da corte para exercer a medicina no im-
dous fimos, tres sobi inhos, tres escravos e um vi-' perio o r. Francisco Rodrigues Seixas, natural da
ziflno, bomem serio, casado e de bons crditos, que' Bahia, e formado [wla academia medico levava, dizem, para lesteinunha. de Lisboa.
Cbegado ao lugar da contunda, que era>ao p
mesmo da casa de Flores e de seu companheiro
Joao Bento da Silva, foram chamar o primeiro a ti-
tulo de quererem fallar-lhe.
Flores, respoiulendo ao appello, pegou de nina
pistola, e eslava carregando-a quando Joao Bento
admoestou-o para que a largasse, porque armas em
occasilo de disputa eram lentacoes perigosas.
Flores attendeu-o, o sahiraui ambos ao chama-
do dos outros. Aeharam-os Aneando uns estelos,
e, depois de trocar razes de parte a parle, Joao
Bento metteu as maos a um daquelles para arran-
ca-lo.
Slal linha-o elle tentado, quando lhe cahiram
em cuna os tres sobrinhos e dous escravos de Ri-
cardo Correia, deixando-o instantneamente por
morlo, esmagado a pancadas de cavadeiras, faco,
enxadas e ccete.
Flores qniz aeudir-lhe, porm ao mesmo lem-
po atacavam-o a eUe o pro|irio Ricardo, um ilho
deste e um escravo, prostrande-o ferido ie. um pon-
taco na espadiia, e diversas pancadas.
A tudo isto um dos fllhos se conservava quic-
io, encostado ao eavallo, *m quanto a testemunha
Joao Aires Ribeiro acuda a evitar maior des-
grana.
Proslrados Flores e Bento, retiraram-se Ri-
cardo Correia c os seus, em quanto a .viziohauca
acudia aos feridos, e chamava o subdelegado c'o
destacamento de |oliria.
Daquelles, o Bento nunca mais deu accordode
si,e morreu ao fin de algumas horas, sahando-se
Flores, que j se acha quasi restabelecido.
Aquellc cahio com urna faca que tinha na cin-
tura anda embainhada, este do mesmo modo dei-
xon cahir a que trouxera na mao, c junto rom ella
um rebenque.
O subdelegado, chegando com algumas prar.as
de polica, prendeu a Silvcrio Correia, lilho de Ri-
cardo, a Sezefredo e Mariano Pereira, sobrinhos
deste, c aos pretos Celestino e Estevo. Estes fo-
ram entregues Corea, e vieram para esta : os ou-
tros seguindo tora da escolta dcsappareceram.conio
desappareceu o mesmo Ricardo c os mais compro-
mettidos.
Estes detalhes nos foram transmitidos por
jtessoas que aflirmam te-Ios ouvido de Joio Alves
ltibeiro, e que accrescenla ter o subdelegado pre-
tendido empregar na captura dos reos, nimgos
pessoaes destes, dirigindo portaras a particulares,
que nem guardas nacionaes sao, para fazer essa
diligencia, em lugar de empregar aforra de polica
que esta as suas ordens, ou de requisitar autori-
dade competente escoltas da guarda nacional para
faze-la.
Consta-nos que o Sr. Dr. clieCe de polica tcm
dado as convenientes ordens para se proceder na
forma da le sobre esse desgranado successo ; po-
rm os procederes da respectiva subdelegada nao
jiareccm pautados pela mesma norma, nem inspi-
rados por um grande espirito de justica.
Talao menos a impressao que nos deixaraiu
as minuciosas informaeoes que recebemos.
-'27 -
Sua Magestade o Imperador, acompaiihado dos
seus semanarios, c dos Srs. ministros da marmita e
da guerra, bario de Tamandar, maniuez de Ca-
xias, general Cabra I e chefe do quarlel general da
ntarinha, embarcou houtein s ) horas e 10 minu-
tos da manhaa naquelle arsenal, e dirigio-se for-
taleza de S. Joao, onde assislio ao exercicio de ar-
tilharia com balas ocas, servindo de alvo a escuna
Cometa, e experimentando-se de novo a alca de
mira inventada pelo Sr. capitn Severiano Ma'rtins
da Fonseca, que tambent eslava prsenle, e feita
lias ofllcinas do Sr. Jos .Varia dos Reis.
Dos seis tiros dados, cinco approxiinarnm-se do
alvo eum metteu a pique a escuna.
luformam-iiosqne Sua Magestade o Imperador
dignou-se manifestar ao Sr. Res o aprero que da-
va ao instrumento, indh-andoncssaoccasiao alguns
melhoramenlos que lhe julgava applkaveis, e que
o Sr. Reis j liaba indicados em um .desenho que
mereced a approvarao do mesmo augusto senhor.
As 2 horas da tarde regressou Sua Magestade ao
arsenal, donde logo retirou-se.
Escrevem-nos : No dia 8 do rorrente, s 7 1/2
horas da noite, na freguezia de S. Joaquim da Bar-
ra-Mansa, foi brbaramente assassinado com urna
punhalada sobre o coraco Vicente Ferreira de An-
drade (vulgo Vicente Pinto) por Jos Francisco da
Silva (vulgo Jos Mestre,) ambos offleiaes de jus-
ttoa. O assassino logrou evadir-se. O respectivo
subdelegado procedeu immediatamente na forma
da lei, instaurando o competente processo, e pro-
nunciando o assassino como incurso no art. 193 do
cdigo criminal. >
Communicam-nos o seguinte :
Domingo 27 do corrente urna senhora mora-
dora na ra de Silva Manoel foi passar o dia fra
da cidade, e fechando a casa ronllou-a guarda
de urna irmaque reside no predio contiguo. Pes-
sa noite, s 11 1/2 horas, esta, ouvindo rumor na
casa que ficara fechada, ehogou ianella e vio a
casa aberta, e de repente sahir della um vulto,
que reconheceu depois ser um preto que mora na
vizinhanca.
A senhora pedio soceorro e apparcceram-lhe
dous individuos, que disseram ser empregados de
polica, apilaram. e viram ainda o preto saltar o
muro junto casa roubada, atirando ra una
jaqueta e um pandeiro. Emquanto os dons empre-
gados iam procurar urna patrulha, sanio da casa
do preto unta prota, apanhou aquelles objeetos, e
voltou a injuriar a senhora. Momentos depois uni-!
se-lhe o proprio ladro, que aps novas invecti-
vas, investio de faca em punho contra a senhora,
que rheia de coragem, lancou mao de urna manga
de vidro, e ia atira-la ao a'ggressor quando appa-[
receu um msico, que disse ser do P regiment
de cavallaria, segurou o ladro e com elle latn,
licando com a roupa toda golpeada.
Meta occasiao vollavam os dous empregados |
da polica sem te rom encontrado auxilio, e corre-
rain a soccorrer o msico. Enlato gritn o la-
dro : Acode, minha gente, que temos obra, e
antes que o pudessem detor transpoz o muro.
< Mais tarde a dona da casa, que fra chamada,
vinha para ella, e, encontrando o respectivo ins-
pect r do quarleiro narrou-lhe o occorrido. O
inspector mandou immedialamcnte buscar forca
nos quarleis do corpo policial e do Io balalhao de
infaniaria, e cercando a casa suspeila e os quin-
taes vizinbos, ao amanhecer baten aquella. Nao
responderam. Ento foi arrombada a porta, e en-
trando a forra prenden alm do ladro lo ou 17
pessoas, inclusive escravos, que all se acoutavam.
O tal preto j conhecido como capoeira e
useiro no manejo da faca.
Io de ouiubro.
Entrou hontem de Montevideo o vapor nglez
Kleptr, com dalas at 24.
Conlirma-se a victoria de Moreno as Brujas so-
bre Flores, que, repassando o rio Santa Lucia para
o norte, se diz haver fraccionado as suas torcas
em differentes partidas, que se reliravam paraos
departamentos de Minas e Florida.
Dous importantes resultados conseguio o gene- i
ral Moreno: desassombrar a. capital e receber o
valioso auxilio de urna numerosa cavalltada que
trazia Laguna, e da qual havia grande necossida-
de o seu exercito, impossibillado por Calta de ca-
vallaria de seguir os movimenlos rpidos do ini-
migo.
Passando ao sul do rio Sania Lucia para vr por-'
se entre o exercito governista e a capital, desnton-
tindo a sua habitual prudencia, parece Flores ter i
contado com promettidas deCeceoes, que lhe per-'
mittiriam derrotar fcilmente o resto das tropas de
Moreno, que se conservavam fiis, e depois entrar
na cidade com igual facilidade. Falharam-lhe, po-
rm, as esperanzas, e o pesado revez que soffreu
junto derrota nao menos pesada, e de que j nao
licito duvidar. do seu sequaz Goyo Soares, poe-no
tal vez em peior condico do que quando, seguido
apenas de dous ou tres companheiros, aportou em
territorio oriental no principio desta guerra.
Accresccntcmos a islo que Buenos-Ayres, d'onde
elle tirava recurso, como o mesmo governo de Mon-
tevideo os est tirando de Enlre-Rios, se v a bra-
cos com o principio de urna guerra civil, que fcil-
mente pode tornar-se formidavel, se l'rquiza unir i
a sua espada, que s a prudencia retm ainda na
bainha, de Penaloza.
Com effeitoo famoso Chacho, que se dava refu-
giado na Bolivia, reapparoreu em campo armado,
e, segundo as tomas orientaos, que comtudo eon-
vem notar nao sao menos propensas a engrandecer,
os perigos quo ameacam o governo de Buenos-Ay-'
res do que a amesnuinliar os que se ergnern con-
tra o de Montevideo, medonha j a situacio das
provincias do interior. I
Escrevcm de S. Luiz, dizem ellas, que Pena-;
laza est na Rioja cora mil homens, sitiando Arce-1
dondo. Puebla e Outiveros tornaram a occoparos |
departamentos do norte de S. Luiz e S Juan est
j invadida por torcas do mesmo Penaloza.
Tendo referido estas noticias a 19 do-nas as lo-
Jli;ts de Montevideo a 23 como confirmadas por car-'
tas de Buenos-Ayres de 21, acerescentando-lhes a I
entrada de Penaloza em S. Joan a 10, e a morte
do 'Valeote coronel Saudes, que para o governo de
Boenos-Avres valia dez batalhoes. Catamarca es-
lava em ebulicao, Mendoza nao lardara a levan-:
tar-se.
Se permitiido duvdar que sejam rigorosamen-
le exactas todas estas noticias, nao o parece ser
vico extraordinario que prestou salvando o impe- que a paz da repblica argentina se acha entra
ril atarinbeiro Jos Manoel, da corveta Mitheroliy, j vez seriamente comprometttda. |
j de remessas de homens, arlilharia e munictos de
Maoifeatou-se hontem s 7 horas da noite um i Buenos-Ayres para Flores.
grande incendio no predio n. 74 da ra dos Pesca-1 O Paiz diz anda qu Velcz Sarsfleld pretextan-1
dores, em enjo andar torre" eslavam estabelecidos do um insulto recebido na cmara dos deputados, j
os Srs. Candido Antonio Pessoa de Amoriin com renunciara a pasta da fazenda do governo de Mi-
armazeni de lotica, velase oleo kerosene, e Jos tre, que teucionava dar-lho D- Norberto dla Kies-
Goni-alves de Lima com laja de iivros. ; tra por saccessur.
O fogo, segundo consta, comeeou na oasa do Sr. I Aguardemos a marcha desta triste espectculo
Amorim e lavrou com tai inwnsidade que em pou- representado em ambas as margens do Prata, e que
co lempo rcdozlo a < inzas o Interior do predio, atligind a humaaidade nos penalisa particular-
aP^!*r dossocoorros prestados por varias bomba, menea nos como Americanos e como viznhos.
A ramilla que morava no sbrate toi salva Do Paraguay havia noeias at 6. Tinha-se ce-
Por decreto de 29 do passado :
Foram nomeados para servirem como addidos
na alfandega da corte os seguintes empregados do
thesouro:
Io eserptarario JoJo Cartos de Souza Ferreira ;
2" dito Antonio Sergio Fernandes da Costa ;
3o dito Antoaio Tello Brrelo Filho;
3o dito Luiz Bernardino de Bittencourt Freir.
Koram nomeados :
0 2 conCerente da alfandega Jo3o do Espirito-
Santo Araujo, para servir o lugar de administrador
do trapiche da ilha das Cobras, e o agente do tra-
piche da Ordem Manoel Pinheiro de Campos, para
o de fiel do trapiche da mesma ilha.
Foram mandados servir no thesouro os seguintes
empregados da alfandega:
2o conCerente Antonio Joaquim de Oliveira Go-
mes-,
2o escripturario Bclmiro Antonio Barreros;
2o dito Ricardo Alves Villela Jnior ;
2* dito Mariano Jos Cnpertino do Amara!;
3 dito Carlos dos Santos de Oliveira Pinto:
4o dito Bento Alves Ferreira da Rocha;
5 dito Manoel de Oliveira Coclho.
Foram mandados regressar para as respectivas
repartieres os seguintes empregados, que se acha-
vam addidos alfandega :
Amanuense da recebedor da corte Jos de Al-
ie i da Saldanlia ;
Di*e da Bahia Benjamn dos Santos Marttns Val-
lasques.
V. foram demittidos :
Jos Domingos de Aline.ida e Francisco Pereira
da Silva Vidal, dos lugares de fiel do armazem ;
Francisco Bazilio Rodrigues, do de agente de
trapiche :
Pedrt Miguel Pereira Vianna, Augusto Cesar
Goulart de Mello, Caetano Antonio Salazar Sanchos
e Candido Mauricio da Silva, dos deoffkial de des-
carga;
Marcelino Jos Vargas Dantas, Jos Antonio da
llocha, Carlos Augusto dos Santos, Antonio Jos
de Suza Netto e Antonio Ferreira de Audrade, dos
de oflical de descarga extranumerarios.
Por decretos do 23 e 28 do passado :
Foi transferido para a 8* companbia do balalhao
de caradores da Bahia o capilao do 4de infantaria
Luiz nwnjo Favilla Filho.
Concedeu-se reforma ao tcnente do 8* batalhao
de infantaria Lourenro Ignacio Burguedo da Gama,
por solfrer molesUa incuravel que o tomava inca-
paz do servico activo.
Concedeu-se ao 2 rirurgiao do corpo de sade
do exercito Dr. Antonio Francisco Leal a demisso
que pedio do servico militar.
Foi aomeado 2 cirurgiao do corpo de sade do
exercito o dontorem medicina Jos Correa Yallm.
Por decreto de 23 do corrente inez foi concedida
a penso animal de f!0O5 b. Joanna Mariath, vi
va do almirante reformado Rrederico Mariath. e a
de 3005 a cada nina das lilhas do dito abnirairte,
D. Adelaide Mariath, D. Mara Amelia Mariath e
1). Mara Malhilde Mariath, dependendo as dita-
merosda approvarao da assemtola geral legisla-
tiva.
Por carta imperial de 23 do corrente mez Coi
naturalisado cidadao lirasileiro o soldado do 2o re-
giment da cavallaria ligeira Bonifacio Antonio
torba, subdito porlugurz.
Por decretos da mesma data :
Foi concedida auiorisaeao assoctacao littera-
riaBritish Sultscripton Libraryeslabelecida nes-
ta corte para exweer suas funwoes, sendo appro-
vados os respeclivos estatuios com algumas alto-
racSes.
Foi apresentado em om canonicato da S da dio-
esc de Marianna, o cura da mesma t padre Joao
Custodio Coclho Pinto de Anehitta.
Foi concedida ao mestre de 2* classe Antonio
Joaquim a medalba da i* classe designada no de-
creto n. l,o~9 de 14 de marco de 1855, pelo ser-
Peto ministerio da fazenda officiou-se aos agen-
tes do banco Angto-BratOeiro, communicando, pa-
ra sua intclligencia e execuco, que S. M. o unpe-
] rador, em deferimento aos requarimeatos que uze-
ram subir presenc do governe imperial, sollici-
tando Cacnldade para crearcm urna caixa filial e
agencia da dita companbia na capital da provincia
da Babia, oulra na cidade de Santos, provincia de
S.Paulo, e oulra na cidade do Rio-Grande, provin-
cia de S. Pedro, houve por bem permittir o estabe-
lecimento das ditas caixase agencias, urna vez que
se limiten a fazer as operaecs que foram autori-
sadas no decreto n. 4,979 de 2 de ouiubro do anno I ao drradeiro a'lento.
BuenosAyresobslinam-se em ver victorias em lo-
dos os awviiiiciiios deste general, em qualquer di-
recjo qu.e sejam ; as de Montevideo do-o como
mira verde qua apresentou,
< D. Maria Teixeira do Rezende, i>elo de casi-
mira azul que apresentou.
Leandro Krancisco Aranles.pelo combustivel
que se suppoe ser carvto do peora, e urna barra
tundida com elle, que apresentou.
Com medalba de prata. =Er. Eugenio Celso
Cugindo redeasolta diante das tropas governislas Xogueira, pelo oleo decaroco de pecego.
de Moreno, c indo esbarrar-se com as do general I Jos d- Carvallto Paes de Audrade, itela nili-
Medina, que o poz em anda mais accelorada e de- '
bandada fuga, nao lhe deixando esperanca de sal-
vaco seno alm da tronteira.
De urna ou otitra parte, ou antes de ambas, ha
exageracao.
E talvez cedo ainda para dar como irremissivel-
mente perdida a causa de Flores, que ainda dis-
poe de alguns elementos, o mais Corte dos quaes
por ventura o genio do cheCe ; mas que a aegao
dez de suas encaderuaces e aperCelcoamento de
seus dourados.
Antonio Felippe Augusto de Oliveira, filho do
Sr. Jos Marques de Oliveira, pela copia do qua-
dro da Virgen que apresentou.
Martinho Jos Teixeira, pelos botins.
Antonia de Jess Passos, pela commoda e
caixa de vidro que apresentou.
Comnienco honrosa.Antonio Ernesto de
'e
das Brujas Coi para ella um surto revez, e nao o Oliveira Machado peio'corle de coleto de palha.
umro, mal se pode por em duvlda Vicente Antonio da Silva Olivoira, pelas araos-
J ef 5. _rev re.s,alJeIec|da a paz, o que dse- tras de Colhas de Cumo maryland.
Francisco Ignacio Marlins da Silva, pelos cha-
peos de palha amarella cuCeitados.
t Antonio Pereira dos Santos, pelo torno do
Cerro. ,
Joao BapUsta, rosidenle na villa da Ponte Aova
jamos aos uossos visinhos.
Do Paraguay nada ha de importancia.
Por alguns navios entrados hontem tvemos da-
tas do Rio Graudc do sul at 26 do passado. as
Colhas nenhuma noticia encontramos me julgasse- pelos lquidos qu apiesnilou7
mos dever transcrever para os nossos leitores. Jos Mana da Silveira, peto extracto de quina
-------- que apresentou.
S. M. o Imperador, acompanliado dos seus sema- Foram eleitos deputados geraes os senhores :
nanos, visitou honlem a escola militar na Praia Pelo i.* disIrkto.-F. Ottoni, Fonceca Vianna e ,
Vermelha, onde chegou s 9 1|2 horas da manhaa, MartinlK) Campos pelo Drs. Delphino da Luz, ggj re t e 7A \ ha
sendo all. receb.do palo Sr. ministro da guerra. Evaristo Veiga e Agoslinho Brutas; e"pelo 6. Dr J~ o ne m,fo .tara d
Tendo percorndo todas as dependencias da caco- Rabello, Felicio e Cesar. I ,we P ,'! .\{i f f ?:".
la o examinando as obras terminadas e em anda-
mento, dirigio-se Sua Magestade s salas dos exa-
mes e assistio prova escripia dos alumnos as
materias da 2* cadeira do Io anno, e oral as da
1" cadeira do anno.
Tendo tambem visitado a aula preparatoria de
Crancez, retirou-se Sua Magestade depois do meto
dia.
Ao voto de graca que lhe Coi dirigido pela Illma.
cmara municipal da corte respondeu o Sr. Bram-
ley Moore com o seguinte oficio dirigido ao Sr.
presidente e mais vereadores :
Aigtrarth perto de Liverpool, 8 de agosto de
Exm. Sr.Tenho a honra de declarar recebida
a resoluco da cmara municipal do Rio de Janei-
ro dirigmdo-me um vol de gracas por haver eu
defendido o Brasil no debate que se travou no par-
lamento nglez sobre o modo porque o ministro
britannico tralou ltimamente esse imperio.
Ser agradavel cmara municipal e ao povo
brasileiro saberem que teni por si a sympathia
quasi unnime da populaco ingleza e de raui gran-
de parte do parlamento.
< Envidando os meus humildes esforcos para
desaffrontar o Brasil das insjnuacOes e calumnias
sobre elle amonloadas pelo ministro nglez, fui
nicamente movido por um sentiraento de jusga,
estando convencido que a sua honra e nacionali-
dade tinham sido aggravadas.
N'uma queslao fez S. M. o rei dos Belgas jus-
tica ao Brasil, e de esperar que na otitra, igual
justica se lhe faca.
t Resida en no Brasil quando esse paiz alean-
coa a sua independencia sabiamente aconselbado
e guiado pelo imperador Pedro I, e posso ser tes-
temunha da modera5aocom que se houve o povoe
do respeito em que teve as pessoas e propfiedade
dos esirangeiros.
Nao foi perdido o exemplo, e S. M. Imperial o
Sr. D. Pedro fl segu dignamente as pegadas de
seu Ilustre pai, offerucundo juntamente com os
seus subditos um brilhanle modelo as dilaceradas
repblicas do continente sul-americano.
Muilas amizades conlrahi no Brasil, e as sau-
dades que tenho do povo e da trra da Santa Cruz
oceoparao sempre lugar distinelo no meu peito at
No 4. dislricto estavam muito volados os s-
nitores Drs. Jos Jorgo, Domiciano e Cliagas lo-
bato.
Paran.Ainda lavrava a varila na cidade de
Parauagu, sem fazer grande numero de victimas,
mas atacando quasi toda a populaco.
Sahiram eleitos por esta provincia os Srs.
Drs. Laurindo Abelardo de Brillo o Jesuiuo Mar-
pprido
Cambio.-As operaedes em cambio foram muito
limitadas, por haver poneos tomadores de letras
em consequeneia de tenllr-se na praca umita ralt
de numerario a contiouarem as cobrancas difllci-
limas.
Sobre Londres tacaram-se cerca de ft,000 ao
principio a 24 1/2 e por ultimo a 24 3'4 d.
Sobre Pars t,000 francos a 390 e 398; -
Sobre o Rio de Janeiro 70:0005000 6/0 a 90
das.
Sobre Pernambuco, 10:0005 a 4 por cenlo 90
dias, e 2:0005 a 8 por cento Sdias.
Moeda nacional papel.Oscilou entre 9 a Wpor
cenlo de premio.
Frotes.Fretou-se ltimamente um navio par
levar um carregamento i inza para o CaqaL a
4o chs.
Para o Rio de Janeiro Cretou-sc um outro navio
a 280 rs. por arroba.
Assucar.De Pernambuco e Bjhia entraran
cerca de 7,000 volumes, que fleam todos armaze-
nando-se.
No deposiloanligoo seumovimento foi lao pe-
queno que nao vale a pena mencionar-se, cotando-
se boje :
De Pernambuco, braneo de 35800 a 45500, mas-
cavo de 25800 a 35000.
Da Bam'a, braneo de 35600 a 45200. mascavo-
de 25700 a 35-
Baralho.As.ontradas oestes ltimos dias Sup-
priram sulficieutemente o mercado e lzeraiu-se
barrica, ficando |iarti-
dispor.
(iif. -As partidas recebidas lem-se vendido an-
tro 95600 e 95800.
Ha pequeas fraeces para disjtor e contin*
com bom mercado.
Carne secca. Nesta quinzena rompraram-aB-
dous rarrega montos para navios a cliegar a 2;UO
e 25600 a arroba, genero escomido, e segundo no
consta reservado para embarque de coma uro-
pria.
passado.Cnmmunicou-se s presidencias da Ba-
bia, S. Paulo e Rio-Grande do Sul.
1
Foi oiitem aberta a 2* sesso da 14* legislatura
da asseinWa provincial do Itio de Janeiro, e lido o
relatorio peto Sr. presidente da provincia-
Pela pruneira vez, em 29 annos, dVixou de ru-
nir-se no dia da inslallaeao numero suficiente. ..ra
haver sesso, de maneira que se nao pode ekgor
mosa.
A ordem do dia de boje : eleco da mesa e
das commisses.
S. M. o Imperador, companhando dos seas sema-
narios e dos Srs. ministro da marinha, bario de
Tamaiudar, chefe de esquadra Diogo Ignacio Ta-
vares e chefe de diviso La mego, enibarcouJiontein
um quarlo depois do meio-dia no arsenal de mari-
nha, e dinigio-se ao brigue Capibaribe, que serve de
escola piatiea aos aspirantes. All foi Sua Mages-
tade recebido pelos Srs. chafes de esquadra Parker,
chefe de divisaa|Coato,capita-tenente Marcos Evan-
gelista e Io lente Pitada, seguindo o brigue ahor-
dejar pola bahia at 3 i/2 horas da tardo, ipiando
reUrou-se Sua Magoslade, depois de ter assistido
aos cxcrcicios de manobras fritos pelos aspirantes.
Por decretos de 30 de setembro foram nomeados:
Contador do thesouro nacional, o I* oficial che-
Ce de seceo da secretaria de estado dos negocios da
Cazcnda Lachare! Jos Maria da Trodade ;
Io oficial chefe de seccao da referida secretaria,'
o 2o oficial da mesma repartico Francisco Jos de
Ftgueiredo;
2o oficial da dita secretaria, o 2 escripturario
do thesouro nacional Francisco Teixeira de Lira e
Oliveira;
2 escriptnrario" do thesouro nacional, o 3* dito
Guilherme de Souza Reis Carvalho ;
3" escripturario do thesouro nacional, o 4 dito
Joao Baplista Carneiro da Cuaba ;
Thesoureiro da caixa da ainortisaco, Antoaio
Jos da (tosa Ferreira ;
Ajudante do inspector daalfandegade Uruguaya-
na Ernesto Augusto de Alhayde;
2o escripturario da alCandega da Bala, o 3o dito
Jos Ignacio Cardun;
"NSo deixarei de maniCestar os senlimenlosda
cmara municipal a lord Robert Cccil, R. Cobden,
Scymour Fitzgerald, e ao muito honrado Benjamn
Disraeli.
Sr. presidente, peco-vos que patentis cma-
ra municipal o meu proCundo reconbecimento da
honra que me fez, e me transmitis os meus cor-
diaes agradecintentos.
* Tenho a honra de ser, etc. (Assignado
(Brrimtey Moore.
7
Sua Magestade o Imperador, acompanhado dos
seus semanarios, visitou hontem, s 9 >{ horas da
manhaa, o externato do imperial collegio de Pedro
II, onde se demorou ale 1 hora da tarde. D'alli
seguio Sua Magestade para a igreja de S. Francis-
co de Paula, onde foi recebido por alguns mem-
bros da irmandade, examinou minuciosamente as
obras do templo, conversou sobre ellas com o Sr.
Antonio de Padua e Castro, e retirndose s 3 ho-
ras voltou para o externato, onde assistio al s 4
horas aula de italiano.
Consta que foram nomeados commandantes os
Srs. capitao de fragata Jos Maria Galhardo do va-
por teberibe, capilao-teneute Pedro Thom de Cas-
tro e Araujo do vajior Paraense, c 1 tenente Auto
nio Luiz von HoonholCz da canhoneira Araguary,
sendo os dous ltimos interinamente.
Consta-nos tambem que se acham preparadas
para seguir sabbado em commissao as corvetas
Xitherohy, Bnhiana, e Imperial Murinheiro, deven-
do esta ultima no seu regresso estacionar em Mon
tevido em sabstiluicao do Berenire,
Por decretos de 25, 29 e 30 de setembro :
Foi removido o juiz de direito Francisco Jos
Furtado da vara commerciai da capital da provin-
cia do Maranho, para a i* vara crimo da capital
da de S. Pedro do Hio Grande do Sul.
Foi reeomluzido o bacharel Lodolpho Herculano
MarinhoFalcao, no lugar de juiz municipal e de
orphos do termo de S. Jos de Mipib, na provin
do Hio Grande do Norte.
Foram nomeados:
O capilao mandante do 2o batalhao de inCantaria
da guarda nacional da provincia da Bahia, Alexan-
3o escripturario da alCandega da Baha, o 4 dito dre Freir Maia Bittncourt, tenente-coronel coni-
Joaqum da Silva Lisboa Filho ; mandante do mesmo batalhao ,
Ajudante do guarja-mr da alCandega do Ro | O capilao Jos Manoel Pacheco, major comman-
de Janeiro o guarda-mpr dado Rio-Grande do Noria dante da seccao do balalhao da reserva n. 6 da
Joao Jos de Lemos Magalhaes. guarda nacional da provincia do Maranho;
Fo exonerado : O capitao Noberto Soares da Silva, major-ajudan-
Jose Flonndo Torres de Albuquerque, do lugar te de ordens do commando superior da guarda na-
de ajudante do guarda-raor da alfandega do Rio cional do municipio de Valcnca da provincia do
de Janeiro. Piauliy ;
Foi demittido; O capitao Antonio Gentil Augusto da Silva, ma
Mximo Ferreira de Albuquerque, do lugar di jor-ajudanle de ordens do commando superior da
2o conferente da alfandega do Rio de Janeiro. guarda nacional da comarca de Santarem da pro-
Por portara de 30 de setembro se determinou vincia do Para;
que Jos Florouo Torres de Albuquerque tivesse o Dr. Antonio Joaquim Gomes do Amaral, capi-
exercicio na alfandega do Rio de Janeiro, perceben- tao cirurgio-mr do mesmo commando superior e
do os vencimentos de Io escripturario da mesma provincia,
repartico. Concedeu-se passagem para a reserva ficando
-------- aggregado ao 2- batalhao do mesmo servico, Joo
Por decreto de 29 de setembro ultimo, foi no- da Costa Carvalho, major-ajudante de ordens do
meado Vctor Marcolino da Silva Brilo, para o lugar commando superior da guarda nacional do muni-
do 2o pbarmacentico do corpo de sade da ar- cipio da capital da provincia da Baha,
nada Fez-se merc Marcellino Jos Mascarenbas da
Por decreto da mesma dala, foi reformado o serventa vitalicia dos oficios de 2o tabelliao, e es-
civmgio do mesmo corpo i tenente Dr. Francis- crivao docivel, provedora e ausentes do tormo dos
co Antonio Vicira, no mesmo posto, vencendo onze Lencos, na provincia da Bahia
vigesiar-
epatar
**sl' i venua vnauria 101 coiueriaa por
agosto de 1859 Jos Gomes Pessoa.
Amonio vieira, no mesmo posto, venceuuo onze Lencos, na provincia da Bahia
ssioias quintas partes do respectivo sold, visto Poi declarado vago o officio de partidor do lor-
iar U annos de servmo o achar-se incapaz, par mo da capital da provincia da Parahiba cuja ser-
teslia, de coBlwuar a swvir. I venlia vitalicia foi conferida por decreto de 6 de
Foi agraciado por S. M- Fidelisfdma coip o grao
de cavaftoiro da ordem militar de Nosso Senhor Je-
sus-ChriBlo o Sr. Thomaz Jos de Araoja' Ma-
iheiros.
-5-
Peto ministerio da fazenda expedto-se aviso di-
rectora geral do contencioso declarando que as
obras da nova casa da moeda, devem ser entregues
Por decreto de 10 de setembro foi nomeado ca-
valleiro da ordem de S. Bento de Aviz o major do
corpo do estado-maior de 2- classe, Antonio Jos
Fausto Garriga.
Concedeu-se menagem ao alferos do corpo de
ao respectivo eugenheiro fiscal pelo Dr. Theodoro guarnicaoda capital da provincia do Maranho Car-
Antonio de Oliveira e Antonio Francisco Gnima- los Manoel de Lima, que se acha respandendo a
raes Pinheiro, emprezarios das obras da mesma conselho de huerra.
casa da moeda, mediante descripcao por escripto do
mm
^m
estado enrque so acham, lavrando-se termo de en-. .
trega e recebimento competentemente assignado I IA KI fl Flr rPRNAMPIIPl
devendo a mesma directora transutittir por copia UIHIIIU UL I LnfiHITl DUuU
essa descripcao aos arbitradores nomeados para
avaliarem as ditas obras, segundo o estipulado no
contrato de enr-ampaco de 25 agosto nllimo.
ti -r
Pelo vapor Princeza de Joinvle, chegado hon-
tem dos portos do sul, recebemos cartas e lornaes
com dalas: do Rio at 7, da Bahia al l,e ue Ala-
Do Rio da Prala traz-uos o lieney dalas de goaa ato 13 do correte.
Buenos-Ayres at 28 e de Montevideo al 30 do Alem do que publicamos sob as rubricas Ex-
passado. tenor e Intei tor apenas encontramos nos jornaes
As noticias da repblica Argentina constam da o que segu.
ultima parte da earta de nosso correspondonie de-I Mimt-Geraet.A commissao julgadora, dos oft-
Buenos-Ayres, s quaes apenas acresceniaremos, jectos apresentados exposiciio industrial mineira,
por ser de algum interesse commerciai. que urna prcmtou aos seguintes expositores :
lei de 24 impo urna mulla do dohro dos emolu-1 Com urna medalba de ouro e oulra de prata
CWSd%^-rsl,arJana midnimla .to 1 do cor- Co1nUnnsun os arqueadores, por carregamento
Z^T^NS^tSSZ. .-^-Poucoprocurada; ffi'&a.
cotoplataiaciilo arruinada e offendondo as paredes 5W vaceuns seceos. As tranaaerea da
iDtcnoras do templo. quinzena reduziram-se a uns 3,500 toSS ^2
- Tambem lavrava nesta provincia a vanla, J0Sj ,)e|os quaes se crm m |s J *> **
As altas pretences dos barraq*'iros de Pelotas
com /orea e intensidade.
Deram-se diversos conflictos enlre os estu-
dantes ; sendo, no dia 21 do passado, bastante es-
bordoado em sua casa o estudante Constantino Jos
Goncalves, que nao foi assassinado pelos seus col-
legas, por haver-se apagado a luz, o ter elle podido
raetter-se atraz de urna mesa.
Pelo i.' dislricto foram eleitos os Srs. urs.
Martim Francisco e Sanios Lopes, e commendador
Costa Guimaracs.
Satita Catbwim.Meato provincia foram elei-
tos os Srs. major Mello e Alvim e Dr. Silveira de
Souza.
Achava-se occiipada em exames hydrogra-
pliicos, na serra do Sul e illias do mar dellas, a ca-
nhoneira Araguary.
Hio Gratule do Sul.Haviam sido eleitos os Srs.
Dr. Luiz da Silva Torres, lenente-coronel F. B. de
OJiveira Nery e Baro de Porto-Alegre, pelo 1. dis-
trieto ; estando mais votados uo 2. os Srs. Baro
de Mau, e Drs. Gaspar Marlins e Alfonso Alves.
Hio de Janeiro.Achava-se Cunccionando a as-
sombla provincial, cuja mesa ficou assim organi-
sada : presidente Barao de Lages, primeiro secre-
tario Jos Soulo e segundo dito Alvares de Aze-
vedo.
Espirito-Santo. Nada occorreu que mereca
laTwwia
B'ihiu. O Banco reduzio os desconlos 7 (O
para as letras de qualro mezes de prazo, e 6 o|0
as que ti verem seu vencimento 31 de dezembro
liroximo.
^ Fallecer o abastado negociante Manoel de
Castro Neves.
Em as comarcas do sertao era grande a sue-
ca, e desanimados estavam os agricultores, temen-
do ne virem as chuvas de trovoada em o corrente
mez.
No terceiro dislricto foram eleitos deputados
goraes os senhores : Drs. Casimiro de Senna Ma-
dureira, Justiniano Baplista Madureira e conse-
lheiro /.adiarlas de Ges e Vasr.oncellos.
No quarlo sahiram eleitos os seuhores : Dr.
Manoel Pinto de Souza Dantas, conselheiro Jos
Antonio Saraiva c Dr. Joo Ferreira Moura.
Do quinto faltavam ainda os collegios de Pi-
lao-Arc;uto t l'riHj, cujo resultado nao pode mais
influir, porquanto os votados eram os senltores :
Drs. Junqueira com 648 votos, coronel Spinolacom
621 e Dr. Fredurico com 618 ; tendo apenas o in-
mediato 133 votos.
L-se no Jornal ta Bahin :
No da o do rorrente passou o trem da estra
da de ferro sobre um homem.
Eiscomo nos communicam o acontecimento.
la o trem para Alagoinhas; e em urna curva,
que ha em Pojuca, deCronte do engenlio do Sr. con-
sulbeiro Saraiva, deu-se repetido o assobio do eos-
tome para saber-se se a linha esta desempedida, e
para della allastar-se qualquer trabalhador, que
incauto e desapercebido nao cont com o perigo.
Dados os taes assobtos hatea, continuou o irem
cm sua marcha, quando ao voliar da tal curva des-
cobrio-sc um vulio que tinha ao p um cao. Im-
mediatamente mandou-se parar: porm esse lugar
tan um declive, e, apezar da promptido c do es-
torco para parar os carros, nao foi possivel conse-
tni-lo seno dez bracas ou [touco mais adiante.
altou o chefe para reconhecer a infeliz victima de
sua imprudeoeia, e encontrn o cadver de um
ltomem com o crneo partido, e cujo corpo os car-
ros lizeram lomar o lugar da solipa, islo atra-
vessado perl'eilamente entre os trilitos. Eslava
fri inteiramente.
Ha diversas versees. Dizem uns, que elle ah
cahira morto ou quasi morto por pancadas que le-
vara por desorden! : outros, que eslava embriaga-
do, e que por isso alli se estendera: mas o que
verdade que a frigidez em que foi encontrado,
denota morte anterior passagem do trem. Vol-
tou logo o cadver em carro especial com o chefe
do trem, e procedeu-se a corpo de delicio peto
subdelegado da Pcuha s 10 horas da noite. >
Alagos.A cmara da capital, apuradra da
eleicao de deputados geraes, declarou laes aos Srs.
Drs. Ambrosio Cavalcanti, Speridioe Tavares
Bastos.
O algodo vendeu-se de 195500 245000 por
arroba.
Era um dos nmeros soguintcs daremos a car-
ta de nosso correspondente.
Noticias i'oiiiiiii'iviars e martimas.
Montevideo, 24 de setembro.
Vendeu-se 55 pipas de vinho tinto marca Mul-
le r. a 52 ps. 80 cts.; 50 quartolas de vinlio a 20
ps. moeda corrente : 13 pipas de agurdente a 60
ps.
30
Cambio.Londres 51 V4 d., Franca 82 a 82 }{
Crs., Rio de Janeiro 295100 e Buenos-Ayres )lb par.
Fretcs.Inglaterra, 30 sh. couros salgados, 80
sh. ditos seceos, c 25 sh. os Cardos com 5 de ca-
pa ; Havre, 40 Crs. couros salgados, 90 Crs. ditos
seceos, e 45 frs. os fardos com 10 % de capa sob
bandeira franceza; Marsrlha, 40 Crs. couros salga-
dos, 90 frs. ditos seceos e 40 frs. os Cardos rom 10 > '
de capa em navio Crancez ; Estados-Unidos, 1 ct.
couros seceos, e 8 ps. os Cardos sob bandeira es-
trangeira ; Brasil, carne secca, 4,5 e 6 fls. 5% no-
minaes.
Buenos-Ayres, 21 de setembro.
^Vondeu-sc pelo Corueli e PtnTfirrif de Rotterdam
1500 frasquoiras de genebra a 57 ps., despacha-
dos ; pe Ho4ten.iia de Barcellona 250 pipas vinho
tinto marca mrales a 1575 pesos, despachado; pelo
Lmou de Bordos 100 raixas sardinbas a 17 ps
despachado.
Em gneros do paiz nzeram-se as seguintes tran-
sacrocs : 400 couros vaceuns msela a 110 ps.
1000 couros americanos de 20 l/ libras a 31 X
rls.; 500 ditos do Cordova 30 rls. j 25 pipas de
graxa de potro dos Ros a 30 ps.
- 28-
Cambios.Inglaterra 67 a 66 sli., Franca 84 a
83,50, Genova 83,50, Rio de Janeiro 295, Montevi-
deo '/i a V /o de descont.
Oncas, 429 .4'.
Desconlos. Regularam na praca de 1 a X % V>
Frelcs.-Inglaterra, directamente 30 a 35 sh.
couros salgados, 50 sh. ditos seceos, e 20 e 23 sh.
os fardos com 3 % de capa. Havre: 30 frs. cou-
rot salgados, e 45 frs. os fardos com 10 9 a de ca-
pa. Marsolha : 30 frs. couros salgados,. 70 a 8o
afastaram um pouco os pre|e.ndeUs.
As carretas em pago ltimamente de 200 a *
rs. a libra
Ditos salgados.Tera vindo pequeas partida
do interior, que tem oblidode 100 a iiOrs. vaeea
e 135 rs. novilho.
Farinha de trigo.As ultimas vendas de Tries-
te tem sido a 215000, e ouiras mareas de 175000 a
Entraram 1,250 barricas de Nova-York, e ven-
deram-se cerca de 1,500.
Gorduras.Fizeram-sc varias compras para a
Europa a 45 graxa s.
Contina haver pretendentes para o mesmo des-
tino, porm parece-nos que os ditos exportadores
eslo mais frouxos por ter havido exigencia mais
elevadas nos vendedores.
Sal.Entraram dous carregamenlos de Cdiz
um de Lisboa, vendendo-se 6,000 alqueires a 70O
rs. e alguns lastros de outros navios de 650 a 700
rs. o alqueire.
Vinho.- Pouco ou nenhuma procura teve rete
liquido ; nina partida viuda de Lisboa lira coi ser;
77 pipas viudas de Pernambuco no limto. rom
varios lotes da Babia e Rio, e um carregamento
de Barcelona, ficam todos em despacho.
O mercado tica regularmente suporido.
- 20 -
Cambio.Londres : 241/2 a 24 3/4 d.
Paris, 390 a 395 rs.
Hamburgo, nominal.
Rio de Janeiro, 6 por cento.
Babia e Pernambuco, 4 por cento.
Moeda nacional.9 1/2 a 10 por cento de premia.
Fretes.Inglaterra: Couros salgados, nominal.
Carga, 45 sh. para o Canal, Rio de Ja-
neiro 280 rs., Babia 3ti0 rs. e Pernambu-
co 440 rs.
De urna can* particular transcrevemos os^re-
chos seguintes : >
As transaecBes de carne secca eslao muito re-
t uzidas, c durante a quinzena s se enVrtuou-w a
compra de dous carregamenlos para navios a fre-
gar, sendo um para a Bahia a 25500. e oulro cejo
destino ignoro a 256"0.
Ha xarqueadorrs que tem depsitos reservados
porm j exigem 25600 e 35000, e se nao airan
rarem estes precos embarcan) por ronta prvpria.
A graxa colava-se a 45 e o sebo- a 3*. mas
nao ha muiros vendedores a taes precos, exigindo-
se 45200 e 55200 ; a de bexiga j s eoroprou *
45 e 45500.
Ha nm deposito de 10 a 11,000 volumes de
assucar, que tem sido pouco procurado, esae-
rando-se aiguma anima?ao s para o lim de ou-
tubro.
A cachara fica'em calmara, e dos mais as-
neros oslamos bem suppridos
Cambio sobre Londres a 24 ]/t d, e moeda a
cional 9 '/j a 10 /o de premio.
25
Cambio sobre Londres, 24 '/i a 24 */.
Paris, 390 a 395 rs.
Hamburgo, nominal.
Rio de Janeiro, 6 /,a 90 dias.
Babia, 4 o/ a 90 oas.
Pernambuco, 4 % a 90 dias.
Moeda nacional, 9 '/a a 10 ,| de premio.
FUETES.
Rio de Janeiro, 280 rs.
Bahia, 360 rs.
Pernambuco, 440 rs.
Inglaterra, couros salgados, nominal.
cinta. 43 para o Canal.
W10 de Janeiro, 6 de outubro.
Cambios.Londres a 27 318 e 27 1|2 d a 90 ln
(hontem e hoje); Paris a 345 e 317 rs. a 90 div ;
Havre 346 rs a 90 liv ; dito pagavel em Paris a
330 rs. a 40 dlv. Marselha a 343 e 346 a 90 div 5
Hamburgo a 650 rs. a 90 d|v.
Desconlos.A 8 i.
Acedes. Banco do Brasil a 505 de premia
Futes.Estados-Unidos a 35 sh.;Cal>oda loa-
Esperanra a 4o sh.: Canal a 33 sh, (hontem).
Gneros. Queijos do paquete nglez a il cada
nm ; sal de Marsrlha a 600 rs. o alqueire; ranha-
maco, 235 rs. por jarda ; farinha de trigo do Chile,
a 135 por sacco de 200 libras.
Feeharam-se hoje saques pouco avullados sobre
Londres a 27 3|8 e 27 1|2 d, sobre Franca a 345.
346 e 347 rs. e sobre Hamburgo a 650 rs.
O banco do Brasil tomou 30,1X10 a 27 Id d.
Negociaram-se um lote regular de aeew d>>
banco do Itrasil a 505, e 200 ditas a 525.
Venderam-se 10,000 sancas de caf.
Chegou, procedente de Pernamboea, a 6 do>
corrente, o palhabote Cursor, com 11 dias.
Sahiram, para Pernambuco, alm do brigo
Belizario e barca Lima 1, que j se acham ueste
porto : 6,0 brigue oriental Protegido, com escala
pela Baha.
Bahia, 11 de outubro.
Cambios. Sobre Londres 27 ii2 e ti 3i4 por
15000 ; sobre Paris 350 rs. o fr.; sobra Hanbar-
go 643 rs. por m. b.; e sobre Portugal de 97 a
100 v
Mootlas. Oncas hespanholas e
295500 a 305.
A 10 do corrente tocou all o |
Ktytar, da linha de Liverpool, o qual |
liara seu destino.
Sahiram para Pernambuco : oj
ribaldi, a 4 do corrente; o brigue
do passado.
Chegaram procedentes de Pernambuco :
29 do passado, o patacno bespenhot nonato //.
com 4 dias ; e 10 do correte, o psiacbo D. Imx,
com 6. _
Achava-se a carga para I-eraaaibuco, o 1
cho Jtguilaia.
PERIUMjMCO
.le
iaias
II
Ga-
a *
mentaa consulares qua vmm iteixadode pagar' S. Exc. o Sr. conselheiro"kfo'Cbh^t^B^^SSS^I^. V^coar^Vseccos o

ciooe sumissao, oulros Jos Goncalves Hes, pela machina que 'apre-1 para SOrtimento de armazens. a ",8"",aa """*
nroviBeto de S. Joan, V senlou, de sua invenfSo, visto a sua utilidade, como nas partidas, qne quasi nenhtaa iT/rL^ mae' \
j4 senhor, embaulo par-. provou com domnenlos. | ,am nos depsitos, licando o ineia, S-r-sa' ^
ivmcias vizinhas. D. Auna Botea de Jess, pelo corte de casi-. lt supprido wwano regularmen- '.
/
-
^



.*-
cao, can vn quesea provenida esta pela
ao <1;MoUi. J^^H
E< certO (po Sem ama cuidadosa mi
nao podor a. retunda ponte lar a Buracao calcula-
da ; a uessa conservarn entra *sem duvida al- j
gii i na a limpcza dos ditos pilares, afiin de evitar a j
oxydaco.
Leinbramos, portante, a quem possa competir a
providencia, para que seja ella tonuda como eon-
vQl garanta do capital all empregado, e a ne-
jado Apura do transito publico, sendo assim
sempre otfpKdas as vistas augustas que ho deram ;
&-se marcado o prazo de 30 das, com
HThojc, para a entrega da prestacao de 13'
por Cp> sobre o arrendainento dos predios, com
Jpvem concorrer os proprietorios para o cal-!
(amento da ra da Aurora.
A' bordo do vapor francez seguir para o,
Rio de Janeiro, viudo da Europa, o celebre pianis-
alleaio Bernardo Waguer, e o padre Fleteher,:
Brdo livro O Brasil e os Brasileiros, ubicua-
jaenle publicado nos Estados-Unidos.
ET A galera frauceza RamU, eiu sua viagem do
Haviv ao nosso porto, encontrou os seguiutas na- (
vws : 21 do passado, junio s Canarias, a barca \
figleza AlhMii, que seguia para o sul ; o na lat.
t 30' N. e long. 26" 0., as barcas fraucezas Are-!
fKi^< e iiulkilf, esla com deslino ao Ro de Ja-
ueiro, e aquella Lima, e a barca iogleza Seo-,
iland, com deslino ao sul.
Diarlo de Fernawbuco Quinta
lula felia 15 de
oudibio de 188.
ndo-
iinos
So da
segrate, e que amanhaa conste por ah ou publ-
que-se na parte da polica, que as meninas nao li-
veram do que se queixar de nos, porque... foram
guardadas todas... as conveniencias sociaes,!
Apoiado! muilo bem ***" ~
tinte.

f* m
ti a irniaa de Felicio-D
Rosinha.
Ora esta! murmuraram os. dous oamorados
visivelmente desapuntados.
NadVmais natural,'disse Gonealves rindo-se,
voasf o aaigoa aa rajnaWav coHegas aas'aulas,
grtou a magna com- sej&m tambem soeios ao amor.
I Mas, atinal o quo (avenios de fuer f
Nisto aproximou-se a serenata que era compos-, Coutiouar do roesrae modo,
ta de estudantes de urna das repblicas do Piques, j Nao, que podem fallar, e-..
notavel pelo seu amor aos passeos nocturnos. L'm E que tem vosss com isso ?
brado estrepitoso e enlhusiaslico echoou por toda; Dizes bem, e que temo sos com isso!
a vizinhanca o algn* viznhos ebegram a janella, Somos collegas I disse Juvencio serrindo e
embromados no cobertores e esfregando os olhos. | estendendo a mo Felicio.
Os grupos se reconheceram e sandaram, camlnhan-( De sorte que, accrescentou Goncalves, a casa
do ao depois em direceilo ao largo de S. Gonealo, ftca gyrando sob a firma socialIttrencto, Ftido e
ao doce compasso da msica. companhia.
Nao houve namorada eonhecida e por eonhoeer, l'ma esrronttesn gargalhada acorneo estas na-
que nao tivesse seu tequesinho, acompanhado da (lavras.
competente cantoria. A serenata durou al a ma- ------
drugada, sem que houvesse nennuma inracea de Em urna reuouo.de familia, roa desta
imposturas digo posturas, ou acontecimaato pre- cidade, achava-se por convite proprio um preten-
vlsto peto cdigo. Os crinies pralicados luz da cioso joven, de gademas repartidas de meio a meto,
la c que podiam reputar-ie graves, nao foram o qual suppondo que (aria rir as senhoras, disse a
mais do que algn* abracas. e beijos.. cujos ura calvo quo com urna deltas conversa va :
vestigios desappareccram com o alvorccer da auro- E o senhor to calvo, anda pretende agradar
ra. imposibilitando assim quaiquer auto de.cor- ,esta.senhora?
Com
justica
appellarao crirne.
Appcllanie, o juizo ; appullada, Mara Joaquina
de Soma Rohm.

PASSAOSNS.
O Sr. desoiiibargador Cfli'tano Santiago passon
ao Sr. desembargadorGitiran
1* tnmill/i'"* ril'tA
Iwas respondendo aos quesitos pela raanei se-1 Ptlaclio nacional Palm* ferraba e i
vista ao Sr. despmbarfranor promotor da ftnmc : eros.
Ao e 2. Slm, por unanimidad.^.
Ao 3." Nao, por unanimidad*.
. 5' ?. Sim' lwr unanimidade.
Ao o." ^ao, por 8 votos.
Ao 7., 8. e 9." Sim, por unanimidade.
Ao J0. e 11. Nao, por unanimidade.
Ao it Sim, por unanimidade
Lidas as respostas pelo Sr. Dr. Antonio Vicente i
Appellanie, o Dr. Gervasio Gencalves da Silva ; do Nascimento Feitosa, presidente do conselho.o Sr. I Con#Uld pNViaeiM.
ai>peliada, a fazenda nacional. juiz direito publicou sua seatenca coademuando o Randimento do dial a 13- i7^S8JW3
Appellanie, Francisco Antonio Pereifa da Sirva ; reo a 50 acoites e andar com uju ferro no pescoco ', W^m do dia li......... 83#at7
appellado, Francisco Ta vares da SIIwl i por espafo de 2 mezes, c seu senhor a pagar as i
A nppelkifo aime. \ custas.
Apiiellamo, o prainotor; appclUd, Renurdp. Levantou a sessao addiandora para o dia se-!
Jos da Rocha. guinte, as 10 horas da manhaa.
O Sr. desembargadorGitirana passou ao sr. ds-
r-
Rece>edr#a de renda hrtc_
gerae de Prrnambaeo.
Rendimento do da 1 a 13. 13:lttJS76
dem do dia 14....... l:43low
lt:C8M320


Fui assassinaido, junto porteira do engenho
Progresso, na fregueaia da Escada, no dia 7 do cor-,
rente, o inspector de tpiarleirao Jacob Luiz de Car-
vallko, por intrigas particulares.
Falleceu, victima de urna queda de cavallo,
cm trras do engenho Htctmto, no lermo de Seri-
nhaem, o menor Silvestre, lho de Guilhermina
de tal.
Ibijo "deve chegar do Rio e Babia o vapor n-
glez Magdalena, que seguir tarde para a Eu- j
ropa- ... I
Em sesso > honK'm, oceupon-se o tribunal
do jurv com o julgamento do prooesso qoe em
maio issado fura instanrado peK subdelegado do
districloda Magdalena contra o pardo Joaqun Be- {
nudieto da Silva, ouo tlzera fermentos graves na
hessoa de Miguel Jos de Moraes e Silva.
> l'nvncbidas as formalidades legaes, o Dr. juiz
de direito publicou a sentenca pela qual julgando
Jnciuso o reo no grao medi do artigo 201 do co-
dign criminal, o condemaa i soffrer a pena de 6
mezes e meio de prisao simples, mulla correspon-
dente melade do lempo e as custa* do felo.
Eoi advwgado o Sr. Dr. Jos Roberto da Canha
Salles.
IFontem deu-se o ponto na Fasuldade de Di-
reito, e, como costume, fol eleito orador do grao
o quinto annista Catao Gerreiro de Castro.
ItPAUTHlAO DA polica :
(Extracto da parte do dia li de outubro.)
Foram recolhidos casa de detentJo no da 13
o corre nte :
. a' ordein do Ulm. Sr. Pr. chefe de polica, Jos
Juaquini Peiira, branco. os pardos Manuel Rober-
toda l'aixao, Itomao Jos de Sant'Anna, Joo Pe-!
teira de Carvalho e Estevao Jos da Silva, crioulo,'
tindos do termo do Cabo, como criminosos.
A ordem do subdelegado do Recite, as pardas'
Idalina Emiliana de liveira, Anna Francisca das
Nevcs e Odorica Mara Augusta da Conceicao,
branca, todas por iusullos.
A' ordem do de Santo Antonio, Jos Francisco.
dos liis, indio, por embriaguez; 6 Joaquim, criou-1
lo. escravo de Albino da Silva Leal, requerimen-
lo deste.
A! ordem do de S. Jos, os crioulos Roberto, es-
cravo de Francisco do Reg, por fgido o Paulo
Francisco da Silva, para correegao.
A' ordem do da Boa-Vista, Antonia Adriana Go-
mes, parda, pira correccao.
A' ordein do da Capunga, Antonio Jos da Costa,
branco, por briga e armas prohibidas.
O chefe da 2* seccao.
J. ''. de Mesquitu.
l'assageiros do vapor nacional PWnceza de
JoiHiUle vindos do Rio de Janeiro :
D. Engranda Mana Petra de Barros Bruce e
seas lilhos, D. Mariana, D. Dorothoa, Francisco,
Faustino e Manoela, Dr. Clemente Jos Ferreira
da Costa, Falli Sezinio Bastos da Silva, Francisco
de Araujo Maia, Antonio Montciro de Siqueira, Dr.
uiz de Albuquorquo Martius Pereira, Samuel Be-
brno, imperial niarinheiro Antonio Scrafim, Jos
Ignacio dos Santos, Domingos da Cunha, Manoel
Francisco das Cliagas c sua mulhcr, cadete Ale-
\an.liv Maeedo Passos. soldado Antonio Martins da
Cunha Souto-Ahior, Lourenco Gomes de Aranjo
Silva, Bonjamim Aires ile Carvalho e seu criado,
Mximo Mcnevenuto Al ves de Carvalho, Antonio
Agripinn Xavier de Brito, Joao Jos da Morie, sol-
dad Jos Francisco .Vives, desertor Justino Alves |
de Souza, dito Silvino Carneiro de Souza, Sebas-
tiao Fiiiiinaracs Bandeira, Cerilia Maria da Concei-
ao, Rav mundo Correa de Mendonca, Manoel Ig-'
naci Monteiro, Nosia e 2 escravos,wedet ico Pier-1
re, l'.lierulino Bandeira, Jos Francisco Taboca, vi-
gano Gelolio Vespaziano, Augusto da Costa, Be-
^olpo Kruckemberg, Joaquim de Souza Ferreira,1
Francisco Carneiro da Cunha, T. Joaquim Fausti-.
no, Dr. Carlos Augusto da Silva Lobo, sua mulher,
tres lilhos menores e seus escravos, Braz Couari,
Joaquim Maia, Constancia, Felicdado Maria da
Conceicao, A. Antonio de Souza, Justino Pereira
da Luz, Joaqun da Silva lavares, D. Tliereza Joa-
quina de Jess c seus escravos, Pedro da Silva Rc-
no, Jo> Joaquim de Oliveira Cesar, Augusto Za-
e, Jos Manoel Haptista, Jos Guedcs Nogueira,
esertores criminosos escoltados por 1 prucas de
ca.
Seguem para o norte :
Capitn de fragata Jos Maria Galhardo, Jos Go-
anes le Figuciredo, desembargador Antonio Manoel
Fernari'les e seu escravo. Haymundo Torquato de
Oliveira Gomes, sua mulher, 3 lilhos menores e 3
scravjs, tenente-coronel Antonio Joaquim de Ma-
alliaes Castro, sua senhora c urna criada, D. Rosa
pria Goncalves Martins e6 lilhos menores.
l'assageiros do vapor francez trame, saludos
" para os pollos do sul :
Guilherme Kreisler, Francisco Jos de Alencar.
Pedro Luiz Many Arnand, Jos Ferreira da Silva
Tavares, irmias da caridade Remy e Vicencia, c
Fernandes Sonto.
Movimento da casa de detencao do dia 13 de
onlubro de 1863.
Existiam. ... 338 presos
K n lia i a n i ... 16
Sabiram.... 2o
Existem. .
A saber :
Nacionaes. .
Estrangeiros .
Miilheres .
Kstrangciras .
Escravos .
Escravas .
349
241
29
14
3
n
3
349
Alimentadas a cusa dos cutres pblicos. 140
Movimunio ila enfennaria do dia 14 de outubro
de 1863. *\
Tiveram baixa :
Roma Jos de Sant'Anna; cholera.
Manoel Roberto da Paixo ; gaslrite.
Flix Monteiro Accioli : ulcera serosa.
Joao Pereira de Carvalho ; cholera.
Roberto, escravo de Francisco do Reg; uretrile.
Tivoraw alta :
Antonio Carlos Pessoa.
Flix Antonio de Lima.
Manoel Riacliau Moror.
Miguel Parrara dos Santos.
UM POUCO DE iUDO.
Do lbum lterario transcrevemos o seguinte :
OS DOIS COLLEGAS.
Era uraadessas noiles em S. Paulo, de um luar
iiiagnHi8o,~cheias de urna doce melancola, que
mais de nma vez tem inspirado a penna do roman-
cista e a lyra do jioeta. A clar^lade do astro noc-
turno, a frescura da atmospbera e o movimento
que se notava as roas da capital, onde passeavam
numerosas familias e outra tantas meninas.....
rheiw de faeeiriee, como qne desabavam a moei-
lade abandonar a habitacao para confundir-se
o numero dos passeantes.
Estovamos jaleMrandocm urna repblica da Glo-
rb, celebre pelas estrondosas vaias rom que obse-
<|iiiara os birJm, caloiros, cascabulhos e at niesino
ilguns formiqoiti-) quo tinham a infelicidade de
fwr l oassarfjjgni horas aziagas ; quando ouv-
iiios os sons lianqpuiosos de nma msica que se
aproximara.
' bradaram todos os estu-
eonetare, incJusireomo-
__ um frade de esquina,
mmm9-% tendo na mao una
uuu sep
alantes fl
4e.|ne que
.encostado m bateiH
braaa espetada '
A dous de
Alto frente _
a bengala de <
onnpanheiros guisa
po de delicio requerido pelas victimas... Fo nma |
pandega completo !
No da seguinte toda a rapazeada deu ponto na
Academia, havendoacircumslancia aggravante de
ser dia de sabbatina, que um ponto vale por qnatro,
conforme a disposicao em que so aolu o bedel.
Dava meio dia no iviogio da CalhedraJ, quando um
Kr um comeeava |ior a caliera fra dos lences.
Mi a pnoco todos gritavan um tempo, variando
de tom :
Oh I moleque ^u para o rosto, patife I
Ento nao ven esse caf T V so me podes engra-
char as bolinas I Anda ho ve sink Xiea com a
roopa ? etc. Estova dado o signal de alarma em
toda a repmtca.
Oh Juvoncio, sabes com qoem en sonbei ?
perguntuu Felicio ao seu companheiro que dorma
defronte.
Nao, mas a mesma cousa.
Pois olha, sonhei com a Rosinna.
E eu sonhei com a Tlierasndia.
Que coincidencia, eiiii ^
E' verdade.
Diz-me urna cousa Juvencio, inlerrogou Fe-
licio, quantas cartinlias j leus receido da tua Ro-
sinha ?
Por horas s cinco.
E ella escreve bem ?
A respeito de ortograpbia a rapariga anda
muilo profana, reza pela mesma cartillia das suas
coinpaubeiras, mas em componsa^au falla como
um papagaio, e quando est de vea, toca ao pa-
thetk'o que faz gosto I Olha Felicio, j me tem feto
chorar.
Estas demoninhas deitam a gente a' perder.
Uutao porque dizes isso f
Oa escuto; a niinba Theresinha j me tem
escripto seta carimbas, que me tem custado Ires
mil e quinhentos res.
Como tres mil e quinhentos res ? .
Pois sim, sele flbas-depapel bordado a qui-
nhentos ris cada nma, em casa do Garraux, sem
0 que ella nao aceita resposta, veja cmquanto
somma ?
Ah! ah ah t
E tu ainda te ris! Nao vs que a sujeitinha
capaz do acabar-me cora a mesada deste modo f
Daqui ponen ella pede a copla do meu origina),
e l vou eu ter com o Gaspar, quo fai cousa boa,
mas j se sabe, pagando; e
Para que a uuzestes ne mo costume ?
Escuta, anda nao param aqui os meus tor-
mentos. Ando na anea como vo6s sabe, e a cruel
quer por forca que eu v sempre a missa das nove
no Collcgio!
E' boa Que tem a onra com a missa, T
Vais ver.
Certamente quer namorar-te toque de mu-
sica, at ah nada vejo de inconveniente; apenas
um capricho de moca.
E' que nSo sabes que ella quer que eu va
sempre de luneta, porque diz que me aeha mais
bonito assim, e que use tambem de calcas brancas.
E depois ?
E depois. a luneta nao so di bem com o
meu olho, e as calcas brancas anda nao as man-
dei fazer.
Ests bem aviado I Desejava conhecer a tua
namorada, para ver se vale a pena fazer bancarola
por causa delta.
Por mal dos meus peccados urna Venus._
Mais formosa do que a iniiha Rosinna nao
admiti; exelamou Juvenci.
Ora, tira o cavallo da chuva t Dize-me, de
que cor a tua ?
Ouca : branca como um lyrio, tem olhos
pretos, cabellos castanhos, labios rosados, cintura
de abelha, miiosinha de enanca, o p adevinha-se,
c alm do mais brejeira no olhar, engrapada
quando falla a ingenua quando ama.
Ah I grandecissimo maroto Perguntei-te a
cor smente e viestes com o calendario dos seus
encantos. Pois entao atiende tambem, porque pelo
' caso por que se faz a pergunta, por esse mesmo se
1 d a resposta. Theresinha morena, mas de um
| moreno cor de jambo o avelludado como a penn-
Sem do um pecego, tem uns olhos pretos como
uas jabotirabas, quando r-sc faz una covinha as
! faces que d vontade de tapar com um beijo, tem
uns (lentes miudos c unidos como um (lo de pero-
las, e seus labios do mais mimoso carmim. Seu
olhar tem fogo, seu licito amor, sua fronte ntelli-
gencia, e o seu todo voluptuoso e bello como se
pode imaginar. Lembra-te de Hayda e ters o seu
retrato.
Mas em conclusao o que queres dzcr com
isso ludo ?
Que a minha Theresinha est superior tua
Rosinha.
Pelas tripas de Judas! nao repitas segunda
vez, bradou Juvencio exasperado.
Cuidas que me intimidas ? replicn Felicio
saltando de cima da cama.
Nunca a tua namorada ha de chegar aos cal-
canhares da minha! ,
Nem a tua I
Urna morena !
Urna paluda !
Que mo gosto !
Que extravagancia I
Estou no meu direito.
E eu tambem.
Neste interim, ouvio-se urna tremenda garga-
lhada as proximidades do lugar, em que discu-
tan os dous namorados. Eram seus collegas, que
acabavam de escotar o debate, e nao se poderam
mais conter as galeras, vendo os deus prestes a se
pegarem por causa da pallidcz da Rosinha e do mo-
reno da Theresinha.
Ao al moro! Gnardem o segundo acto da co-
media para dcjiois I griluram alguns.
Juvencio e Felicio despeitados e sem dzcrcm pa-
lavra, sentoratn-sc mesa. Seus collegas nao dei-
xaram de mette-los a bulha.
Juvepcio nsunortave) quando teima! disse
Felicio mais braodameqte.
E voss, accrescentou Juvencio, da pelle
do diabo, quando emburra '
Mas eu tinha razo.
Nio tinha t
Ora, se tinha I
Repito-te qne nao I
E eu digo-te que sim I
Attencao I bradou Goncalves, quero dizer
duas patarras respefto da questo, para evitar
algnm dnello, porque hoje nio vale apenaum
homem morrer por causa de urna mulher. Dga-
me Juvencio. voss rahece a Theresinha de Fe-
licio?
Nao, c nem preciso connece-ia.
Peinr, rosnou Felicio.
Silencio i grilou Goncalves.
E voss Felicio, sabe qem a Ro6inha de
Juvencio? .. _
Que toaba m com essa desenxabida t
Desensatada a tua, insolento I
Silencio com mil diabes I repeli Goncalves,
dans um murro sobre a mesa.
E que ton voss comnoseo, foi nomeailo
nosso tutor ou curador ? gritaran um tempo
Juvencio c Felicio.
A seu mot. e por que nio se o calvo nao
pao de eabelleka t f
O Sr. Y. Jnior romette-nos a seguate poesa !
A' FLOH SAl'DAHR.
Qu'importa que a rosa
Possux belleza,
E altiva se ufane
De sua lindeza.
Se eu amo, saudade,
A tua tristeza ?
Qu'importa que trapa
O branco jasmim,
E alto abra as folbas ..
De branco setim.
Se murcha depressa,
Nao 6 sempre assim *
Qu'importa, saudade,
Que as outras mais Boros
Vaidosas possuam
As mais bellas cores,
Que os olhos captvam,
Que fallam de amores ?
Despiezo da rosa
O perfume, a belleza,
Do branco jasmim
Esqueco a pureza.
De ti, saudade,
Bu amo a tristeza.
Se a rosa purpurea
E tem loucania.
Se o branco jasmim
Tem grava, magia,
Tutristo saudade.
Tens mais poesa.
Nb tens, como a rosa.
Espinho trahidor,
Nem como o jasmim
To ponco vigor,
Do meu coraco
Ah! tu tens acor...
embarcador Lourenco Santiago
Appeltac&o criou.
Appellanie, o juno; appellado, Joaquim Jos da
Silva.
A appelliifcioel.
Appellantc, Jos Joaquim Fernandes Firmo; ap-
pellado, Manuel Das. Gonzaga.
O Sr. deiemiargaor Molla pasaou' M 9r. dts-
etnbargador Pretll
As afftrllaeoes civeis.
Appellante, D. Anna Francisca da Conceicao,
curadora de seu marido ; appelladmv os Iwrdeiros
de Arce|no Francisco Nobre.
AppeHante, Joao Evangelista Cavalcante Passos ;
appellado, Luiz Guedes Alcoforado.

COMMUNICADOS.
A candidatura senatorial do Dr. Urbano Sanias
ressea de Helia.
Alineo.
Grave e solemne a quadra para o partido hbe-
ral de Pernambuco.
Depois d'um ostracismo de 14 annos, vimos le-
vantarem-nos a nterdiecn. mas anda ficamos
sob condicoes ouerosissinia's.
Um sopRisma, que a principio pode Iludir, mas
que hoje s nao ser visto pelos peores cgos, que \
sao aquelles que nao querem ver, rednzio o part-!
26d
24 V i
23 d
BOLETiM C0MMERC1AL.
Liverpool, 8 dr setaubro aV 1863.
(Preeos livres de direito* para o Tendedor)
Algodode Pernambuco por
Bom......Nominal
Mediano......
Ordinario.... '
dem da Baha :
Bom.......
Mediano.....
Ordinario ....
dem do Maranho, por (Fibra langa).
Alcntara.....
....
....
24
23
22
V.d
Va
Quando da vida
Apagar-se-mcaluz,
Nao quero eptophio
Era que o ouro reluz ;
S tu saudade-
Pendida da crui.
s%S'S"fi:(SSW0'' aPPel,a^ dr.ffi'de^nlimtra'co'on a ^iver a vida triste
I e ignominiosa da esnila, ou a mudar apenas de
! senhores, sendo os segundos por ventura mais
bastardos, e consegunlemento mais tvranaicos do
Dr'pedTo^zX'Pe^ad 1 os primeirosTo PnanuMa de hoje appella
para a disciplina militar, como condico de vida
Jos Antonio Pacheco.
Ao Sr. desembargador Ucua GavalcanU
A appellaco civel,
Appellante^, os herdeiros de Christovio Dioniio
Barros ; appellado,
Rapicnni
Gaxias .
l>"li .
Mediano. .
Ordinario
26 d
25d
24 d
::

Araujo Beliro.
O Sr. desembargador Peretli passou ao Sr. des-
embargador Accioli
A apprllarilo ertme.
Appellante, o juieo; appellado, Jos Joaqnim de
Santo Anna.
. A* appdtafora enm
Appellanto, o regento da capolla dos Prazeres;
ap|iellado, o solicitador de capeiUs.
Appellanie. Joaquim Rauras de Oliveira; appel-
lado, Antonio Ferreira da Silva.
O Se. 'lesem.ltajgador ftccjifli iij^s^"" ao Se. des-
embargador l'choa Cavakanti
A" tpptlljis (mu.
..nio Cliwaco Moreira- 1 wporal;
do bom partido da Una,.. Que ni o pensara 1,..
Assucar do Rio, por 112 :
Branco .........
Louro.........1U/6
Mascavado........17/0 a tt/t
O raaior emliararo que at aqu ha soffrido o dem de Periiainnuco :
partido liberal de' Pernambuco na sua luto de
mais de quarto de secuto contra a olygarchia Ca-
valcanti, o acastellamanto desta as cadeiras de
senado.
Se, pois, o partido liberal de Pernambuco mos-
trar-so desalenlo ao suu primeiro interesse na
presente occasiao, nao proteslando pelo modos j
| mais convenientes, quanto lera emjnira desacas-
lellar o feudalismo provincial, nao reparando
seus votos por Ilustres lberaes pernsmbuoanos,
cojos nomos sejam por si sos um protesto vivo ,
olygarchia cavalcanli, ou quakjucr outra :
w
2*V
Appellanie. Antonio
Caminha; appeltodo "S Vicenle Ferreira de d-cado o* foros ais grandiosos e .Ilustres do seu
Freita*.
O Sr. de'mbargadwr- UcWiia Qavalcanti passou
ao Sr. desembargador Assis
A appellaroes civeis.
Appellante, Joaquim Ignacio de Medoiros ; ap-
pellado, Jos Francisco Perrerra,
Appallantes, Carlos Jes Astley A C.; appellada,
a fazenda.
AppeHante, Jo3o Jos de Mello ; appellado, Flix
Pereira de Soma.
O Sr. desembargado* Aesis passou ao Sr. desem-
bargador Doria
As appeHacoes ermes.
Appellante, Paulino Jos Bezerra ; appellada, a
justica.
O 8r. dc*emhargadar Doria passou ao Sr. des-
sembargador Cnelaao Santiago
As appellaroes crimen.
AppeHante, o promotor; appellado, Joaquim
de Oliveira.
A 1 > horas da larde eneerrou-se a sessao.
Eraneo......... 11/6 a
miro.......... HyOa
Mascavado........ 17/6 a
dem da Babia e Macei :
Branco......... 21/fi a
Louro.......... *i/0
Mascavado........ 17 O a */
Melaco.......... 8/6 a 10/0
Agua'rdente cachaba, por gal : if% a 9*9
Balsamo de coaalnba, per i :
SEi::: .:.:::! ww%
contra a ...
qne por ventura wetenda fuer-se valer por direi-1 Uorraciia, por is .
lina.....(Nominal; l'll
Mediana.........1/7 a i/t
passado, ter referendado o decreto de sua perpe- Ordinaria........i i a 1/5
tua proseripcao.
Postos estes principios, que gradualmente irio
sendo desenvolvidos, perguntaremos: o nome do
Sr. Dr. Urbano Sabino Pessa de Mello pode ser
Ocholera-morbus est fazendo na India grandes |
estragos. Em Lucknar, Allahabd o Beuares, lavra
ella com intensidade.
tini'\Ali io JURY.
As conlinuas chuvas quo tem havido na India
bao destruido a colheita do algodo no districto de
Agr. Nao succedia porm o mesmo no distncto
de Berar, oude era ella abundante.
() Projecto de padre.
o.' SESSAO. DIA 13 DE OUTUBRO.
Presidencia oo S. Dn. Jo.vo Antonio de Araujo
FUEITAS HeNIUQCES, jriZ DE DIREITO DA 1* VAHA
CIIIMI.
Escrivo. O Sr. Joaquim Francisco de Paala
etrea Clemente.
Promotor publico. O Sr. Dr. Francisco Leo-
poldino Gusinao Lobo.
Advogado.O Sr. Dr. Jos Leandro Godov c
O monumento erigido cm Portsea ao almirante \asconcellos.
Carlos Napier consto de urna simples columna re- A$ 10 orai ja manhaa feita a chamada acha-
matada por um Icao que tem urna pata sobre urna rain.se presentes 38 senhores.
bala de artilharia. Um relevo mostra o pronl do Foram dis|iensados do coranarecimento de hoje
almirante olhando para a entrada do arsenal. ^ srs_ :
O monumento nao pode escapar as vistas dos Ur tulin0 Augusto de Almeda.
marinheiros que venerara a memoria do bravo Eduardo Firmino da Silva.
Charley. Silvino Guilherme de Barros.
O almirante Napier era em Portugal conde do ^tot tambem dispensado at o dia 17 do cor-
cabo de 9. Vicente. Commandava a esquadra cons- ^Bc, Sr. Fraucsco Antonio das Chagas.
titucional que em o de julho de 163*_ tomou a es- |^^0ram multados em 205000 rs. cada un dos
quadra realista junto aquello rabo, cojo fuito minio sen|lores multados nos das anteriores, e tambem. os
concorreu para a retirada do duque de (idaval de srs_
Lisboa, e entrada triumphante do duque da Tercei- joa Valentin Viljota.
ra na capital no da 24 do dito mez e auno.
Cabera y negro..... I'l"2al/t
Sernamby........ 10 d a II d
Cacao, por 112 i :
Para, bom....... 55/0
dignamente esqnecido polos lberaes de Pernam
buco, quando se trato d'uma eleico senatorial ?
Nao. E intentaremos a prova desta negativa
em os artigos seguinles.
i .....i
44/0 a aV
Babia, bom
Caf, por 112 :
Rio, i' surte......70/0 a
-?
PUBLICARES A PEDIDO.
IIIROMa .ILDICIARIV.
TRIBIVAl, DA RELAMI.
SESSAO EM 13 DE OUTUBRO DE 1863.
Ncfn urna nem outra consa, mas quero pres-
tor-lhes um pequeo servigo. Qucara : a tua ir-
raa D. Rosinh, meu earo Felioio, a namorada
de Juvencio, e aquella quem tu fazes a corte, a
rmaa deile,- D. Tlwrosiriha.
Ser possivel I exrlamaram ambos.
E' tal e qual I Diga-me Fehcjo, a tua namo-
rada nao aquella mocinha, que eslava vestida
de azul na tarde em juepastamos pela rusa...
Exactamente.
Pois aquella e a irmfia de Juvencio.
E esto f
Vossa namorada, Juvencio, nao certa rae-
nina que ao passar por perto de nos, quando to-
ma vamos o fresco dcbaixo do caramaebao no jai-
aaaaaafM
dim.deiioa
bou c anda
va qne
quarto, presa n'um lacinho de tita verde T
I'IIESIDE.NCIA DO EXM. SR. C0NSELIIEIR0
SU.VEI1U.
As 10 horas da manhaa, achando-so preson-
tes os Srs. deserabargadores Caetano Santiago,
Gitirana, Reis e Silva, Motta, Peretli, Accioli,
l'choa Cavalcanti, Assis, e Dowa, faltando com
partcipacao o Sr. desembargador Lourenco Santia-
go, abrio-se a sessao.
O Sr. desembargador Guerra, procurador da co-
ra, no comparecen.
Passados os feitos e entregues os distribuidos,
derara-se os seguintes
JULC.ASIENTOS.
Recursos cominera oes.
Rerorrcnte, o juzo ; recorrido, Antonio Pereira
da Silva.
Relator o Sr. desembargador Res e Silva.
Sorteados os senhores desembargadores Gitirana,
Pe etli e Assis.
Nao se touiou conhecimento por nao estar o reo
preso.
Recrreme, o juizo; recorrido, Manoel Jos da
Faria.
Relator o Sr. desembargador Motta.
Sorteados os Srs. deserabargadores Res e Silva,
Accioli e Uchoa Cavalcanti.
Nao se tomou conhecimento.
Aggraco de peticao.
Aggravante, Rasilio Alvares de Miranda Vare-
jo ; aggravado, o juizo.
Relator <> Sr. desembargador Reis a Silva.
Sorteados os senhores desembargadores Motta,
e Ucha Cavalcanti.
Deram provimento.
Aggravante, o cnsul portuguez ; aggravado, o
juzo.
Relator o Sr. desembargador Motta.
Sorteados os Srs. desembargadores Reis o Silva,
e Doria.
Negaran provimento.
Hulieas-eorpus
Na peticao de Candido Maximiano de Almeda,
pedindo ordem de habeas-corpus, concedeu-se pa-
ra o din 17 do correnle. -
Appeltuces crknes.
Appellante, Sebastio Rlbeiro de Mello; appella-
da, a justica,
A' novo jury. .
Appellante, o juizo ; appellado, Antonio hrancls-
co Rodrigues- J
Nao se tomou conhecimento da sppeJlayaa.
AppeltoBtes, o juizo e ttomualda Mana do Espi-! b"'.,e*
rito Santo ; appeJIados, a justife e ornee*
Conlirmaram a sentenca quapto a re, e quanto
ao rto a novo-Jury. ^^
Apptllanta, o juiae ;.appeUado, Antn- FHanwt
co Pernambuco.
A' novo jury. ,''_.
Appellante, Agostinbo Lourenco4* *lrt*'P-
pellada, a justica.
Improcedente.
Appeliajae, Lourenco Jos do \ae ; appellada,
a. justica.
Anmillaran o proeesso per neompetnaea: dP
1 Appeflante, Nicolao Auonso AH'es ; appeilada, a
justwa. .
Reformada a pena para o mnimo.
DESICNAtJAG Mt MA.
Aselgtwn-se da para julgamento dos seguintes
feitos : -
Appellaroes cnmrs.
Appellante, Manoel Augusto Balbno Ramos ;
anpellada, a justica.
Appellanie, o juizo;
Oliveira.
Appellante. o juizo ;
Cliagas Decio.
AppeHante, o juico;
a, a fazenda e Antonp d Ira Gus
Dr. Felippe Nery Collado.
Dr. Jos dos Anios Vera do Amorim.
Vicenle Macliado Freir Pereira da Silva.
Sr. juiz de direito decjarou aborto a sessao.
Compareceu o Sr. Dr. Francisco do Araujo Bar-
ros juiz municipal da 2." vara, e apresentou prepa-
rados para serem julgados os processos seguintes:
1. Autora a justica.
Reo preso Joaqun llonedcto da Silva, pronun-
ciado no arl. 00 do cod. crim.
2. Autora a justica.
Reo preso Manoel Francisco da Rosa, processa-
do no art. 1^4 do cod. crin.
3." Autor o Dr. Honrique Pereira de Lucena.
Reo afuancado Antouio Bezerra Cabral, proces-
sado no art. 229 do cod crim.
Recolhidos os processos procedeu-se a respectiva
chamada
Nao tendo com|iarecdo o autor Dr. Henrque
Pereira de Lueena, e nom mandado recusa, o Sr.
juiz de direito o laneou da aecusaejio e mandou
dar vista do prooesso ao Sr. Dr. promotor pu-
blico.
Entra em julgamento o reo Luiz, escravo dos
herdeiros de Sebastio Antonio do Reg Barros,
acensado por crinie de homicidio perpetrado na
pessoa do preto Luiz, escravo de Ignacio da Luz.
Procedndrso ao sorteio do jury do sentenca,
foram recusados pe curador do reo os Srs. :
Dr. Angelo Henriquos -da Silva.
Dr. Jos Flix de Brito Macdo.
Antonio Piulo de Barros.
Dr. Francisco de Paula dos Santos Alleluia.
Domingos das Nevos Telxeira Bastos.
Manoel dos Santos Nunes de Oliveira.
Dr. Luiz de Carvalho Paes de Andrade.
Pela promotoria os Srs.:
Joo Atlianazio Botelho.
Gustavo Jos do llego.
Francisco Antonio da Silva Cavalcante.
Dr. Joo Jos Pinte Jnior.
Sebastio Lopes Gnimares Jnior.
Jos Hygino de Souza Galvio.
Antonio Martins SaWanba.
Francisco de Paula Goncalves da Silva.
Dr. Franrsoo Jos Martins Penna.
Vicente Antonio do Espirito Saqto.
Gedeo Forjaz de Lacerdn.
Dr. Antonio Vicente do Naeoimenao Peoaa.
E prestaran o juramento dos Santos Evange-
IllOR. -. i
Fo o reo interrogado, o procedeu-se a leitura uo
PP0 ^promotor pedio a condemnacao do reo, no
rrio mawmo do art. 193 do cdigo criminal.
O Sr. advogado deduzindo a defeza, pedio se
filflSS jllSliOP- !'.
Findos os debates e preencludas as solemmdados
da le, o Sr. juiz de direito propoz "os quesitos se-
Os abaixo assignados, gratos pelo bom tratamen-
to qne receberam a bordo do paquete a vapor
Prineza de Jointlle, chegado hoje ao porto desta
capital e procedente dos do snl de sua escala,de qual
digno commandante o honrado captao de fragata
reformado o Sr. Antonio Joaquim de Santo Bar-
har ; vem pela impreiisa, manifestar o seu reco-1
nhecimento, esperando que S. S. os desculpara esla
exponlanea e sincera manifeslaeao, por quanto con- j
sideram os uiesmos abaixo assignados, fazendo-a,!
cumprir um deverque muilo os onnobrece.
Consinta-nos 8. S. que partilhem dessa nossa ma-
nifestaco os seus suItordinados, o immediato Sr.
Jos Ezequiel Gomes da Silva, e piloto, Sr. sogundo
lente reformado Guilhermo Rodrigues Villares,
aos quacs nos confessamos igualmente gratos pelos
favores que nos dispeusaram com franqueza c so-
brada cortozia.
Fazeinos volos para que a gerencia da compa-
nbia Brasleira de paquetes a vapor seja sempre |
to feliz na escolha do pessoal, a que deve confiar
seos barcos, como afllrmamos o fui, com o do que '
actualmente dirige o paquete Prineza de Joincille; \
isto em sen proveito e especialmente do publico.
Porto do Recife e cidade do mesmo nome aos 14
de outubro de 1863.
Dezembargador Antonio Manoel Fernandes.
Dr. Carlos Augusto da Silveira Lobo.
Captao de fragata Jos Maria Galhardo.
Dr. Luiz de Albuquerquo Martins Pereira.
Dr. Clemente Jos Ferreira da Cosa.
Tenente-coronel Antonio Joaquim de M. Castro.
Vigario Getulio Vespaciano Augusto da Costo.
Antonio de Souza Noya.
Joaquim Faustino de Moraes.
Francisco Carneiro da Cunha Trnica.
Rudolf Krurkenbcrg.
Jos Mara Baptisto.
Franklin de Azevedo Maia.
Jos Gomes de Figuciredo.
Joao Doria.
Bernardino Placido de Carvalho.
Laurndo Cavalcanti de Btilhoes.
Alexandrc Maeedo Passos.
Sebastio Gumarcs Pinto Bandeira.
Samuel Belren.
Lourenco Gomes de Araujo Silva.
Caelan Antonio Salazar Sanches.
Joo Jos do Monte.
Antonio Monteiro Siqueira Gratido.
Pedro da Silva llego.
Cesar Augusto Zanith.
Aos eleitores do 3. circulo lembro os seguintes
para deputodos provncaes.
Dr. Henrique do llego Barros.
Dr. Pedro Rezerra de Araujo Beltrao.
Dr. Jos Paulino da Cmara.
Commendador Jos Antonio Lopes.
Dr. Francisco Augusto da Costa.
Dr. Manoel Notlo Carneiro de Sonza Bandeira.
Dr. Antonio Rogerio Freir de Carvalho.
Dr. Joo da Silva Ramos.
Dr. Jos Candido Das.
Um eleilor.
112
fi6/ia
7M a
68/0 a
64/0 a
70/0 a 70
65/0 a 72/0
17/6
41/0
12/0 a
30/0 a
IM
isa
10 d a 12 d
8 d a 10 d
2- ...
Eseolhdo ....
Baha, sorte .
2- ...
Eseolhdo ....
Cear ......
Castanha. wr 112 .
Do Para nova. .
Subo do Ro Grande, por
Bom e duro. .
Mediano.......40/0
Escuro.......39/0
Cera de carnauba, por 112 Chifres, por 123 :
De vacca........
De boi.........
Clina. por i :
De cavallo......
De vacca.......
Couros, por tf :
Ro, seceos de 30 a 3o <&. .
20 a 24 .
de toara, 36 a 40 ..
Rio Grande, por i, salgados
de 6o a 70 *.....
Ditos de 4o a 50 <8. .
Salgados de. vacca, 40 a 48 i
de cavallo .seceos. 10 a 13 <8
> salgados, 23 a 37
16 a 211 tf
dem de Pernambuco, Babia.
Maranho e Para, por ^ :
Seceos salgados. 26 a 30
espichados, 16 a 20
Curtidos, 7 a 9 >. .
Molhados salgados, 40 a 46 S
dem do Cear, Paralaba e
Macei, por tf :
Seceos Salgados, 30 a 32 9 :
Molhados 43 a 30 :
Farinha de mandioca :
Boa, por 112 t.....17/0 a 19/9
Gomma ou bueno de peixc, p
Gurujuba 1* qualidade .
2* .
3* ...
7 >/> d a 8 d
6 '/, il a 7 d
6 V d a 7 d
appellado, Jos Gaspar de.
appellado, Francisco das
appellado, Manoel Ante-
na parede do ten mao; appellados, Antonio dnilva
ea
fazenda.
1. O rOfLniz, preto escravo de Sebaelio An-
nlonio do Mego aTroa, feritf cem dmw facadas,
no dia II de abril de 183S, a outro preto de igual
nome, efcravo de Ignacio da Luz?
2. Os referidos ferimentos preduziram no pa-
ciente %rave encommodo de saiide ?
3." O paciente morrea por ser mortal o mal cau-
sado t
4.' O paciente morreu, nao porque o mal cau-
sado fosse mortal, mas porque nao applicara toda
a neeessara deligencia para remover o mesmo
realT
!.* O reo rommetten o facto criminoso de note?
(!. O reo praticon o crime havendo por sua par-
te snperioridade em armas e forcas, de maneira
qne o Hendido nao |>odia se defender cora proba-
bilidade de rfepellir a offensa?
3. Kxfstem circumstancias attenuantes a favor
do reo?
8!* O jury roconhece qne o reo praticou o crlme
em defeza da pessoa denm tereciro?
!* O reo leve certeza do mal que se propoz
evitar?
). O reo tere certeza que o mal que se pro-
punaa evitar era maior, ou pelo menos igual ao que
causn?
. O reo te< falta alisolnta tte oatro meio
menos prejudletal ?
11* O r tare probaliilidadc da efllcacia do
meio que emprefeu?
Recolhido o jury de sentenca saht secreta das
conferencia as S X oras da tarde, voltou s 3 4
5 d a 5 >/4
4 Vs d a 6
4 >/t d a 4 i
5/6 a 6/6
6/0 a 8/0
4/0 a 5/0
5 /* d a 7 a
6 da3 V,a
6 d a 6 / d
ida i '/ d
Pescada
3/6
2/9 a 3; I
2/3 a t/4
3/4 a 3/7
3/0
2/3 a
:o
2/6
2/0
t
ti) a
7/6
ir
! ...
2* ...
3* ...
Prabvba. I*
2- ...
3- ...
Bagre. .)
* .)
Ipeeacuanha, por .
Jacaranda, |>or tonelada :
Rio.........tftUasM
Baha........58a10
Passava, [ior 2,240 :
Para.....Nominal
Bahia..... *
Pivurini. por ^. bom .
Safca-parrilha, |ior :
Boa.'........)
Inferior.......)
Tapioca, por 112* :
Rio, superior.....28/0 a 35/0
ordinaria 20/0 a 5.*>
Uruc. por 4, Para bom 3 d a 7 d
Fundos e cambios.
Fundos ingle7.es.
Banco de Inglaterra (Acedes) \ 2J8/0 a 2
i .1 1 i l L I I : I i. t
S 30
Sll a 10/
I'6
Ncnhuma.
A salsa parrilha de Bp'sIo'.
Os climas dos paizes trpicos sao o laboratorio
do todas as enfermidades cutneas e ulcerosas. E
esto pois a rasao porqne esta preparaco que as
subjuga com nma saguridade proverbial, literal-1
mente indspensavel tanto no Brasil como no resto
da America Hespanhla. As escrfulas cm todas!
as suas lerriveis formas, promptamente suecum-;
bem mediante a applcacao deste poderoso agente
detersivo. As cliagas se curara,'as cruncoes de-
sapparecem, as coniuncturas contrahidas reco-
brara sua elasticidad, as inflammaetes e tumores
6e desvanecem, os cancros se alalham, os absces-
os se secam e orhoumalismo se atlivia, por meio
da salutfera operaran deste grande pibificadob e
cinATivo VEGETA!, nao supprimndo mas sim ex-
tingnfndo completamente.
Acha-se venda era todas as lojas de drogas.
Lisia para soltador.
Conselhcro Francisco Xavier Paes Barrete.
Dr. Francisco Carlos Brandao.
Dr. Joaquim Satanlia llarinbo.
Um eleitor do terceiro aistncto.
COMMEBCIO.
NOVO BANCO
DE
PEMAMBUCO
O Banco loma aa^uef sobte as prap do Rio de
Janeiro c Bab. __
AUandega
Rendimento do da 1 a 13. 491:101*373
ldemdodial4........ 8.738617b
(Consolidados ." 3
Redil/idos......3
Fondos Novos.....3
Estrangeiros.
Belgas.......4 '/i
Brasiteires.....5
. .....4 '/i
Dinamarquezes ... 3
Ilespunlies....
. DiVndos
Passivos
Hollandezes. '." .
I
:i
i
2
4
Mexicanos .
Portuguezcs. 1866 6
. Differido 3
. ... 1853 3
Russos......S
93 Vi a 93/,
92 /a Vi
92 % a 92 Vi
98 a 101
101 a 103
M a 95
54 Vt
48 1/4 a 4 *U
34 Vi '.
64 a 64 Vi
99'/, <".
42 a 41 /,
49 a 4f V
* V,
Banco de Franca (Acedes) frs.
Fundos t'niheezcs. 4 '/
. I
Metaos |reciosos.
Ouro eu barra. .Por on^a 77/
4 /
93 a 94
89 a 90
3385
97.9
68.90
199:859*549
MovimcnOi 4 alfandega.
Volumes entrados com fczenss
cem genera 23
Volumes sahidos
com fazendas
com geaeros
25
185
2:1
portuguez em moeda
. do Brasil
lineas hespailholas >
> americanas. *
Prata em barra ....
Patacas brasrieiras *
Pesos coJumnarios lies-
pantios......
(Carolus.......
Ferdinand......
Di los das repblicas bea-
panholas e mexicanas >
Moedas de 5 francos. *
Cruzados novos.
Cambios.
Lisboa........90d.d
Porto.....
Riodc Janeiro (Nominal)60d.v
Babia e Pernambuco.
77/3 a 77,:
77/6 a 77/9
76,* a 77A>
7:y a 74/S
i'l a 5/1 V.
4/11 a 4/11 V
5/0 a 6/0'/,
5/0
V"'/ a4/llfc
4/11 a VI Vt
5tAaVa.
25aK
Amsterdam
Hamburgo
l*aris. .
....
3m.d
3 d.v.
14,19 /,
13.8 /*
25.50 a
25.
I3.H '/k
Desearregib n dia 16. de outubro
Barca francer.aaoulmercadorias.
Brigue hamburguez Margarctha = farinha e g-
neros de esliva.
Patacho insVez Oword farinha.
Barca ingleaa= Festncama.
Patacho porMmmi Mam d Smna-generoa de
estiva.
NATOS A CARGA PARA QUSU..
CoarGeorge Reynolds13 de wtrmatn.
demFalcon 30.
2|0 ParaFtorist-15.
j Pernam racoJclfy EHan.
1 demAnm UL^
demZizine12
Ukm^-Jmn fluM-r-
dem Georgitua-W,
dem Look Out 3t.
lMk-Stammmt%\




Diarlo de Pernamlnwo


Hmliri frlrn la de Aminoro de 183.
_______.. -------------*i-------'-------------:---------d_-----
Numerarios-A tanca do joro conservarse a "4 */
Algodao.-1>npo&da partida da mala -paro o
Brasil, em 23 do prximo paasado, o morca tem
continuado morto animado, priaeipahnente estes
dous ltimos dias, quando as vendas hont mon-
taran! a SSjOflO fardos, e heje a *,00 fardos.
Precos subidos. _
Assucar.-lte esndo pouco anmate e as
vendas sao de pequea monta, ao preoo de 18/b
peto de Pernambuco.
Borracha, O mercado para este gonsro nao tem
melhorado. As vendas sao limitadas, e os seguin-
tes preces devem ser considerados notwnaes, 1/11
pela fina; W a 1/9 pela mediana.-,4/4 -a 1/3 pela
ordinaria; 1/1 Vi 1/2 pela caneca ide negro, e
lOdaUd pa de sernamby.
Cacao. 230 saceos do de Suava/fnilforam ven-
didos de 58/ a 60/ por 112 libres.
Caf.-*-0 mercado fecba-6e sem aetividade, po-
rm Arme, 50 saccas do do Rio vendeti.se de 69/6
a 71/por 112 libras.
(lomma de peixe. Frouxo.
Tapioca, comar, uruc e piassava. Sem pro-
cura.
Manchester. O mercado acha-se murto animado,
os preces subindo e com tendencia, para augmen-
to, devido ao elevado proco da materia prima. A
procura para fazendas augmenta cada da e nao
ha grande anciedade da liarte dos fabricantes para
tomarem ordens cm consequencia da divergencia
dos precos da matoria prima. Nao ha fazendas em
ser, motivo porque om caso mesmo de urna reac-
cao os precos se mantero firmes.
MQFIMENTO DO PORTO.
' Navios entrados no da 14.
Bio de Janeiro e portos intermedios6 dias e 18
horas, o do ultimo porto 13 horas, vapor nacio-
nal Prvnceza de Joincille, de 917 toneladas, com-
mandante-o capito de fragata Antonio Joaquim
de Santa Barbara.
Lisboa34 iias, patacho portuguez Mara da Glo-
ria, de 184 toneladas, capito Antonio de Barros
Valente, equipagem II, carga vinho-e-ontros g-
neros ; a Easebio Baphael Bibeiro,
rTio'bouveram sabidas.
EDITAES.
300,5000
225*000
120000
2255000
2105000
1805000
1505000
2255000
3005000
I80JKMO
1505000
1505000
O Risa. Sr. inspector da thesouraria provincial,
manda convidar aos proprietarios abaixo mencio-
nados, ilentregarem na mesma thesouraria, no
pxaso de<3<) dias, a contar da primeira puncaco
do prsenle, a importancia da qnota com que de-
ven) entrar para o ealeamento da ra da Aurora,
na parte compretiendida entre a ponte da Boa-Vis-
ta .. a de Santa kabel, conforme o disposto na le
provincial n. 350. Advertindo que a falta da en-
trega voluntaria ser punida com e duplo das re-
feridas (motas, na conformidade do art. 6o do re-
gulamenlo de .20 de dezembro de I Mi.
N. 40.Jos Ignacio d'Avila .
IdemiiOrphos Emilio, Joaquim e
Mam..........
dem I*Visconde de Boa-Vista .
dem 0Notos do finado Manoel Al-
ves Guerra.........
Jdem 24Viuvade Antonio Jos Pe-
reira deS.........
dem 26Jos Bodrigues de Araujo
Porto...........
dem 28Olindina Vioira da Cunha.
dem 30Viuva e herdeiros do des-
embargador Martiniano da Bocha
Bastas .... .....
dem 32 Mara das Neves Carneiro
da Cunha .........
dem 34Jerdoiros do visconde de
Loures..........
dem 36Elias Baptista da Silva. .
dem 38 Barao de Guararapes .
dem 40Jos Jacintho da Silva .
dem 42Garios Augusto Pinto da
Oliveira. ,........
dem 44 Dr. Virgilio do Gusmo
Colho..........
dem 46-Eduardo Candido de Oli-
veira..........
dem 48Eduardo Augusto Finio de
Oliveira. '.......
dem 50Francisco Augusto de Oli-
vclra. .......
dem 54Custodio Al ves Rodrigues
da Costa.........
dem 56Jos Da mol Bodrigues da
Cunha ..........
dem 58Vicente de Paula Olveira
Villas-Boas.........
dem 60Mara Prente da Costa .
dem 62Dr. Joaquim Francisco dd
Miranda e Anglico Bernardo de
Miranda..........
dem 64Mara Thcodora d"Assurap-
cao...........
dem 66Antonio de Azevedo Vlla-
rouca ..........
Wem 68Jos Jacintho da Silveira .
dem 70-0 inesmo......
dem 72Viuva e herdeiros de Joa-
quim Jos Lourenco da Costa. .
dem 74 Herdeiros de Btrnardo
Duarle Brandad.......
Idom 76 Mara Joaquina da Trin-
dade. -........
ildem 78Joaqtwna Mara de Deus .
dem 80-Viuva e herdeiros de Ma-
noel Goncalvos da Silva ....
Jdem 82Franciseo Goncalvos Keho.
Jdem 84Dr. Luz Felippe de Sonsa
Leo...........
Jdem 86Mara dafc Neves Carneiro
da Cunha .........
E para constar se andou publicar -o
peto jornal.
Seoretaria da thesouraria provincial de Pernarn
buco, iO de outubro de 1863.
O secretario,
A. F. Modos feilos da tazen'a.
Qoiota-feira 41 4o crrante, desos da audiencia
doHIsn. Sr. Dr. juiz dosfetos da/azenda, as 10
horas do dia ir a praca o seguinto :
Oscravo Demetrio, crioulo de 48 annos do Hade
penca mais on menos, avahado por 4005000.
Gregorio, de naeo, com 55 anuos, pouco mais
on menos commrincipio de frialdade, avahado por
3005000.
Justina, entonto, com 30 annes de idade (solTr
de astoraa),-avalada, por 30050W.
Os quaes foram penhorados por execucao da
fazenda provincial, cscrivlo Miranda, contra Fe-
ppe fenicio Cavbanle de Affeoqucrque.
Cm barro de 4 rodas pintado de verde, avahado
por .4005008.
Um dito de 4 ditas, n. 44, com todos scusapare-
Ibos, o om.bom estado, avahado em 6005000.
O quaes foram penhorados por execucao da
mesma. fazoada, escrivao Baudeira, contra Augusto
Ficto6r.
A ronda, annnal da casa terrea n. 62, na.ra de
S, Miguel, :freguczia dos Affogados, avahada por
725600.
Penhorada pela mesma Uzeada a Marcolnodas
Virgens.fiamos, escrivao Miranda.
dem da casa terrea na ra do Burgos 4,
avahada por 965000. :
Penhorada Jos Joaqm'm Pereira, esenvao Mi-
randa
dem do primero andar do sobrado na travessa
da Senwtlla-Velha n. 4, avahada por 1205000.
Penhorada Francisco de Miranda Leal Seve,
osen vito Miranda.
Recife, J.2 de outubro de 1863-
O secretario da fazenda nrovnoul,
Joao Firmino Correa Araujo.
Manta < asa de Misericordia do
Reetfe.
A Illma. junla^dministrativa da Santa Casa de
Mfericordia do Becfe manda declarar que no
da 19 de-corrente mez ser franqueada ao publi-
co a visitado hospital Pedro II, das 10 horas da
inanhaa s.6 da tarde. _
Secretaria da Santa Casa de Misericordia do He-
cife 10 de outubro de 1863.
O escrivao,
A. F. Cacalcanle Coutseiro.
O procurador da cmara municipal desta ci-
dade manda publicar a relacao abaixo, que Ihe foi
remettida pela mesma cmara, dos senhores que
tendo deixadode comparecers sessoos do jury, o-
ram multados pelo Sr. Dr. juiz de direito da pn-
meira vara presidente do mesmo jury, e pede a ca-
da um dos mesmos -enhores que se dignem reco-
lher ao cofre municipal a importancia em que fo-
ram multados, evitando assim que se proceda exe-
culivamcnte.
Cmara municipal do Becfe, 2 de outubro de
1863.
O procurador.
Jorge Vctor Ferreira topes.
6 de junho de 1863.
Jos Concalves da Porcncula. .
Jos Lopes Guimares. .......
Jos Pires Campello de Almeida.
Mariano de S Albuquerque.....
Francisco Antonio de S Barreto. .
Joaquim Pedro Carneiro Campello. .
Dr. Manoel Fgueira de Faria. .
Manoel da Vera Cruz........
Jos Ignacio de Lira........
Manoel Carneiro Leao.......
Antonio Francisco das Neves. .
Antonio de Albuquerque Mello. .
Francisco Pereira d'Arruda Cunara .
16 de julho.
, Nereu de S Albuquerque......
Jos Pedro Vellozo da Silveira Jnior.
Antonio de Albuquerque Mello. .
i Jos Joaquim de S Leito......
; Antonio Francisco Lisboa Esteves. .
| Joaquim Lucio Monteiro da Franca ..
3605090 Joaquim Mileto Maris....... ........
Dr. Manoel Fgueira de Faria......
Francisco Lopes Guimares..........
Antonio Ferreira d'Annunciacao.....
OKKKIOOEMAL
llelaco das cartas seguras viudas do sul pelo
ATISOS M1MTIM0S.
Ao Para.
Segu com brevidade o veteiro brigue escuna
Graciosa, capito Jacintho Nones da Costa, por j
ter prompta urna parte do sen carregamento, par
o resto que Ihe falta trata-secom o consignatario
Antonio de Almeida Gomes, ra da Cruz n. 28,
primero andar.______________
Opalhabole Garihaldi segu para
a Babia nesles dias, tem a motor
parte do cacregamento prompto, 1ra-
tt-se com Tasso Irmos ou com o
capito Custodio Jos Vianna. .
ara o Rio de Janeiro
o brigue nacional Imperial Pedro, de primeira clas-
se, segu preste para all, anda recebe atguma
carga o escravos a frele: a tratar com Marones,
Barros & C, largo do Corpo Santo n. 6, segundo
andar, ou com o capito Vktal Jos da Motta.
COMPANHIA BRASILEIRA
DE
PAQUETES A VAPOR.
Dos portos do norte d esperado
at o da 18 do crrante o vapor
Apa, commandante Alcanforado
o qual depois da demora do cos-
tume seguir para os portos do
sul.
Desde j recebem-se passageiros e engaja-se a
carga qne o vapor poder eonduzir, a qual deveri
ser embarcada no dia de sua chegaaa, encora-
mendas e dinheiro frote at o dia da sahida as 2
horas: agencia ra da Cruz n. 1, escriptorio de
Antonia Luiz de Olveira Azevedo & C.
Para o Bio de Janeiro pretende seguir com
milita brevidade o brigue nacional Almirante :
tem parte de seu carregamento prompto, e para o
resto que Ihe falla, trata-se com os seus consigna-
tarios Antonio Luiz de Olveira Azevedo, no seu
escriptorio ra da Cruz n. i.
3005000
Para a Baha pretende sahir com muita bre-
vidade a escuna Ernestina, por ter a maior parte
da carga prompta, para o resto que Ibes falta tra-
ta-se cora os consignatarios Palmeira & Beltro,
largo do Corpo Santn. 4, primero andar.
LEILOES.
liElIilO
DE
Urna casa terrea e soto em Fu-
ra de Portas n. 55.
HOJK
O agente Pestaa vender por conta e risco de
quem pertcncer urna casa terrea sita ra do Pi-
lar em Fra de Portas n. 55, de lijlo, com porta e
300500012 janellas, com 26 palmos de frente e 75 de fundo,
3005000 tem sala na frente, com 2 quartos, corredor ao
30050001 lado e no mesmo porta para o sotao, no qual tem
3005000.4 quartos, sala atraz para jantar com um quarto,
3OO5OOOI cosinha muito grande e fra, quintal murado por
3005000 ambos os lados e com 2 quartos, cacimba e no
30050OO fundo para o lado da mar tem um telheiro em
3005000
3005000
1505000
1505000
1805000
1505000
3005000
toda a largura da casa prompto a repartir-se c
onde se pode fazer urna pequea casa, foreira.
3OO5OOO' Os Srs. pretendentes podem examoa-la a qualquer
3005000 hora.
Nesta meSma occasio irao a leilao os seguimos
escravos :
1 mulato perito alfaiate 40 annos.
1 negra croula boa engommadeira e cosinha
com 20 annos.
1 dita cosinheira e engommadeira bonita figura
2005000 j 24 annos.
20050001 1 mulatinha bonita figura 13 annos.
1 osera va cosinha e engomma, 30 annos.
1 inulatnho de 8 annos, e tudo ser vendido em
leilao quinta-fera 15 do crrante pelas 11 horas
da manha, na porta do armazem dos Srs. Pal-
meira & Beltro no largo do Corpo Santo,defronte
da assocac,o commercial.
3005000
2805000
2805000
2605000
2605000
20050 0
2005000
ixisooo
1605000
[Apa para os senhores abaixo deca-
DECLARARES.
Santa Casa
da Misericordia do
Reclfe.
vaper
rados.
Alfredo Sergio Ferreira.
' Aprigio Jos da Silva.
Antonio Jos da Cosa Bego.
Antonio Jos de Santiago.
i Antonio Joaquim de Souza Paraso.
455OOO' Antonio Jos Lopes Filho.
! Antonio Lopes Bodrigues.
5fjiSQQ0 Tonente Ernesto Ignacio Cardim (2).
, Joaquim Gilseno de Mesquita.
1505000 Joaquim Jos Martins.
1205000 ^r- '^ '0S1* ^ Mura Migalhaes.
(Jos Wingavetner.
[ Manoel Eloy Mendes.
Salustiano Jos de Lima.
Victorino dos Santos Silva.
Vicente Jos de Brito.
Relacao das carias seguras existentes
na administradlo di correio desta
cid:-de paraos senhores abaiio de-
clarados.
Antonio Jos Barbosa Vianna.
Barao de Guararapes.
Joaquim Cavalcanti de Albuquerque (2).
Joao de Azedias Machado.
Joao M. Henrique de Souza.
Joanna Baptista dos Santos.
Luiza Francisca dos Anjos.
Miguel da Silva Pereira.
Manoel do Nascimento Teixoira.
Dr. Lourenco Jos de Figueiredo.
Satvro Emeliano Meira.
Saota Casa da Misericordia do
Kecife.
O Illm. Sr. thesoureiro da Santa Casa de Miseri-
cordia do Becife manda fazer publico, que no dia
21 do crrante, pelas 10 horas da manha, na casa
dos expostos, far pagamento das mensalidades
vencidas at setembro prximo passado s amas
que se apresentarem acompanhadas das o 1i.1ne.1s
que Ihe foram confiadas.
Secretaria da Santa Casa de Misericordia do Be-
cife, 13 de outuhbro de 1863.
F. A. Cavalcanti Gousseiro.
Escrivao.
1205000
755OOO
755000
IMO00
905000
815000
.4205000,
365000'
1505000,
2105000
1805000
1955000
1655090
presente
A Illm." junta administrativa da Santa Casa da
Misericordia do Becife, manda conyidar aos pa-
rantes e interessados dos orpbaos abaixo declara-
los para aprasenjarem ditos orphos nos respecti-
vos collegios afira.de serem nelles admitttdos no
dia 15 do crrante.mez em diante.
Collegto de orphos.
Euricofllbo d Plorinda Isabel Knot.
Argeu filho de .Joaquina Maria da Coneeicao.
Manoel e Francisc.fiiiios de Thereza Febronia
Esteves.
Joao Samuel da Costa e Francisco de Paula
Costa lfios de Candida Mwja de Miranda.
Joaquim e Agripino filhos de Mana Franciaea
de Lelis feranco.
Collegto de orpbias.
Flora e Mwia fllhas de Ftorinda Isabel Knot.
Mana sobrinha de Francisco Ribeiro da Silva.
mbelina fitba de Maria Joaquina de Albuquer-
que.
Maria Expendna de Barcellos .fllha de Maria
Joaquina ^ezeera
Maria Argemira (deerda e Idalina francisca de
Lacerda lillias de Aum Francisca Paes Barreto.
Josepha fi/ha de Joanna Maria da Coneeicao.
Olimpia lilha de Rita Quitea de Ohveiri.
Maria Catbarina de Senna neta de Luiza Fer-
reira do Rosario.
Maria lilha de Maria Magdalena.
Minervina e Donina lilhasde Aioniaherubina
de .\zevedo.
Antonia e Paulina fllhas de Alejandrina Mara
da Coneeicao.
Pergeptina papilla do Hernwaegilda Vieira Ma-
chado.
D^#cr^r,u da Santo Casa da Misericordia do
Becife 10 de outubro de 1863.
O escrivao,
F. A. Cavalcanti Gousseiro.
No da 16 do crrante mez de outubro se ha
de arrematar era praca publica doSr. Dr. juiz mu
nicpaldal-vara desta cdade, um terrino com
aheerces, e frente nara a travessa do Monte ro na
freguezia de S. Jos, com 120 palmos d \3ronr, 0
150 de fundos, pelo preco
8OO5. a ultima praca.
THEATRO
DE
EHPREZA
DE
J. MIARTE COIMERA.
o
A,
LEILAO
lina
DE
so!.
caixa rom chapeos de
IIO.li:.
O agente Pinto far leilao por conta de quem
pertencer de urna caixa com 13 duzas de chapeos
de sol de panno, isto cm continuacao ao leilao de
calcados no armazem da ra da Cruz n. 38.
IEf L/tO
DE
G cal&as com calcados.
HOJEs
O agente Pinto far leilao por conta de quem
perteucer e sem reserva de preco de 4 caixas com
50 pares cada urna de calcado Inglez para homem
e 2 caixas com botinas (raspeadas lisas e enfeita-
daspara bomens, senhontse meninas, s 11 horas
do dia cima dito, no armazem do sobrado da ra
da Cruz n. 38.
LEILAO
DE
Diversos objectos.
iio.ii:
O agente Olympio em seu novo armazem na ra
do Imperador n. 16, far leilao de varios objectos
de marcineiria, crystaes etc., etc., ter principio
as 11 1|2 horas da manha.
I^Kl LO
Sexta-feira 16 do correte na ra
Cadea o.o3asi 1 horas.
da
DE
L'm oseravo pardo ofcialde sa-
pa teiro.
Pelo agente Euzebio requerimenlo de interes-
sado e por autorisacao do lllm. Sr. Dr. juiz muni-
cipal da primeira vara do civel, se vender o es-
cravo pardo de nome Francisco, idade cerca de
40 annos, officio de sapateiro, pelo maior preco
que se adiar para pagamento de divida, e nessa
occasio se
Apresentar para trocarse por dinheiro duas
excellentes colleccoes de va sagra que digna de
se possuir, em quadros grandes, pintados a oleo,
pelo melhor autor de Londres, sio apropriados
aos templos ou mesmo a alguma familia piedosa,
aos santos exercicios da via sacra pelo lempo da
prxima quaresma.
Recita llvre da asslgnatnra.
Sexta-frra, 16 de outubro de 1863.
ESPECTCULO
EM
<-1< A M I U A I. A ,
Em Mlemoisacio ao Malversarlo natalicio de S. M.
a rainba de Portugal 0. Hara Pa de Saboia.
Logo que S. Exc. o Sr. presidente da provincia
se ditrnar comparecer na tribuna, a orchestra exe-
cutar urna de suas melhores ou verturas.
Findaa qual tocar-se-hao pecante as efflgies de
SS. MM. o Imperador do Brasil, rei de Portugal e
D. Maria Pa
OS HWJIAOS
BRASILEIRO E PORTUGUEZ.
Em seguida a companhia dramtica representa-
r o w'lo desejado drama em quatro actos, de
coiDma mijitares,
LEILAO
DE
Movis e, miudezas.
Sabbado 18 de aulubro.
(.\o deposito geral.)
O age nte Pinto far leilao requerimento de
Guilber me Jorge da Motta epor despacho do Illm.
Sr. Dr. juiz especial do commercio, de 2 marque-
zas, 3 bancas, 8 cadeiras, 1 mesa tudo em mo
estado, e urna porcao de miudezas, objectos em-
bargados a Bernardo da Silva Cantoso e existentes
no deposito geral casa em frente a secretaria de
polica, onde se effoctuar o leilao s li horas do
dia cima dito.
- -ifc(.i w> tu
palmos de largura e
da adjudicado que
Crrelo.
Pela admraislracao do correio desta cdade se
faz publico que as malas que tem de eonduzir o
vapor nacional Princeza para os portos do norte,
serao fechadas hoja as 3 horas da urde ; os jor-
naes sero recebldas at meto da.
29
Urna toja de alfaiate e fazendas.
Da ra Nova n. 40.
Terea-feira 80 do corrate.
0 agente Pestaa vender por conta e risco de
quem pertencer, a toja de alfaiate da ra Nova n.
40, constando da armaco, obras feitas e diversas
fazendas anda em peca, bem afreguezada e tem
poucos fundos, propria para qualquer estabeleci-
mento : o leilao ter Jugar na mesma toja, terea-
feira 20 do crrante, pelas 10 horas da manha em
ponto.
AVISOS DIVERSOS.
Iostituto Archeologico e Ceo-
graphlco Pernambncano.
Haver sesso ordinaria quinta-fera 15 do cor-
rente, s 11 horas da manha.
Secretaria do Instituto 12 de outubro de 1863.
J. Soares de Azevedo,
____________________Secretario perpetuo.
LOTERA.
Sexta feira, 23, do crtente mez, se ex-
trahir a stima parte da terceira lotera do
Gymnasio PernaraJjucano I terceira conces-
s3o(, no consistorio da greja de Nossa Se-
nhora do Rosario da freguesa de Santo An-
tonio. Os bilhetes e meios biihetes achata-
se venda na respetiva thesouraria, ra
do Crespo n. 15, enas casas conjmissiona-
das: ra da Imperatriz n. 44, toja do Sr.
Pimentel: ra Direita n. 3, botica do Sr.
Chagas; ra estreila do Rosario n. 12, ty-
pographia do Sr. Mira; ra da Cadeia n.
45, loja do Sr. PorlQ.
5:0005000 al 10,0000 rs., serao pagos ama
SOCIEDADE
TOIDBBIHICENTE MA-
RTIMA
Por ordem do Sr. presidente convido os senhores
socios effectivos para urna reunio da assembla
geral no dia sexta-feira 16 do crrante, pelas 7 ho-
ras da tarde, aflm de tratar de negocios de alta
monta, assim como do art. 12 g 3, dos estatutos.
Secretaria da Sociedade Unio Beneflcente Ma-
rtima l de outubro de 1863.
Balthazar Jos dos Beis.
I. secretario. ______
Se alguma pessoa quizer encarregar-se de 1
um pequeo concert na coberta de urna casa no ,
Poco da Panella, tendo por paga o aluguel da mes- -1
ma casa, dos tres mezes que se seguem da testa, ]
dirija-se casa n. 24 da ra do Bosario da Boa-
Viste;______________________________________
Fazem-se capas, batinas, barretes, chamarras'
capas vialorias : no becco Largo n. 2.
Precisa-se de um caixeiro
la Velha, padaria n. 96.
na ra da Souza-
Alogoel
Aluga-s a casa terrea da ra da Calcada n. 48
a tratar na ra do Sebo n. 24.
Offerece-se urna
casa de moco solteiro
o rio a I a forra para ama d
: no pateo do Paraizo n. 13.
Loja de marmore.
Lino de Paria
devidamente autorisado pelss Srs. admi-
nistradores da massa fallida de Faria & C
com approvacao do Sr. Dr. juiz de direito
especial do commercio, convida pelo pre-
sente annuncio a todos es Srs. devutores
da dita firma extracta, a solveren) seus
dbitos com a maior brevidade, dtrigindo-
se para esse Om casa do annunciante,
2" andar do sobrado da na do Imperador
por cima do estabelecimento do Sr. Flix
alfaiate. O annunciante, nao tratando de
cobrar dividas suas, caso em que poderla
ter contemplacao para com alguns dos
Srs. devedores, a quem estima e grato,
mas sim tendo de dar prompto e iuteiro
cumprimonto ao mandato, que receben dos
ditos Srs. administradores, que particu-
larmente le recommendaram, que acrio-
nasse a todos aquellos que nao quizessen
amigavelmente pagar, julga dever preve-
nir disso os mesmos devedores, de quem
espera desrulpa se o forcarem a propor
aceito em juizo contra ellos. Reife 25
de setembro de 1863.
uir MB
J
O abaixo assignado, tendo parte na casa sita
na roa de Santa Cecilia n. 7, e promovendo de
I presente urna aceito judiciaria. na qual se acha
I ella envolvida, vem disto scientillcar ao publico pa-
ra que ninguem entre em negocio com dita casa.
Manoel Benedicto do Espirito Santo.
Precisa-se de urna ama
Matriz da Boa-Vista n. 7.
de loito : na ra da
Aluga-se um sitio no lugar do Arraial, com
boa casa de pedra e cal, trras para plantacoes,
pasto para vaccas, e arvoredos de inicio : a tratar
na ra da Matriz da Boa-Vista n. 7.
Xa ra do Bangel, loja n. 58, tem urna pes-
Os premios de..... soa livre para ama de casa, para lavar, engommar,
coser e cozinhar.
hora depois da exlracco al s 4 lioras da
tarde, a os oulros no da seguinte depois da
distribuicao das listas.
O abaixo assignado com ofrfina de ferreira e
Aluga se urna casa na travessa da Trempe
para o Mondego, muito fresca, com grandes com -
modos para familia, assim como a loja na rna de
lionas na esquina que bota para a ra de Aguas-
Verdes, comprehendendo urna boa armaco para
taberna ou outro qualquer negocio, do maneira
que o prctendente so tem de entrar com os gene-
ros, bem localizada, c preco rommodo: quem pre-
tender, dirija-se ao mesmo sobrado cima, terceiro
andar, ou na ra do Imperador n. 44, terceiro
andar._______________
lasa paraalugar-se.
No caes d'Apollo n. 17 sobrado de dous andares,,
a ra de Santo Amaro, a loja do sobrado n. 14 ;
na travessa do Pocinho n. 69, armazem proprio-
para qualquer estabelccimento : todas as casas
toe m bastantes commodos, c alugam-sc por barato
preco : a tratar na ra larga do Bosario n. 34,
botica.
Aluga-se o pnmeiro andar do sobrado n. ir
Thesouraria das loteras. iO de outubro' serralheiro, estabetec.do na ra do Brum n. lo faz rua do Queimado ,, sumcientes eommodos-
. uo u* : scientc. ao resoei ave uublicoauo mudou-se nara a ri. ....i,. ,..,..,, ,i .^.,.,,n .\...,.... .
de t863.
0 thesoureiro,
Antonio Jos Rodrigues de Souza.
D-se dinheiro a
n. 12, taberna.
sciente ao respcilavel publico que mudou-se para
mesma rua n. 76.
Joao Carlos Frederico Klanguvald.
Compra-se una burra ou cofre de ferro usa-
do : no pateo do Terco n. 12, taberna.
Aluga-se a loja do sobrado n. 193 da rua Im-
perial, e o armazem n. 4 da rua de Apollo : na rua
da Aurora n. 36.
Aluga-se urna boa casa nova e pintada de
novo, com 3 quartos, 2 salas, cozinha fra, quintal ?m qualquer parte otTerecida : na
e cacimba, na rua do Principe n. 4, freguezia da
Boa-Vista, o lugar muito sadio : a tratar na rua
Nova n. 3
para familia, tendo cano de esgoto e despejo
tratar na loja do mesmo.___________________
Alugam-se em Apipucos tres boas moradas
de casas proprias para passar a festa por serem
muito frescas, perto do banho, e terem boas vistas:
para tratar, na rua do Imperador n. 43.______
Precisa-se de urna ama de meia idade para Contina a naver pao de senteio novo nos das
cozinhar c engommar para casa de pouca familia : quartas e sabbados de cada semana, na padaria-
na rua das Larangeiras n. 12. ......._______ em Santo Amaro ao p da fundico, na rua da Im-
-Ofrerece-seummoco.com habihtoces. para ^^^^S^, ^
Joao de Siqueira FerrSo e Ferrao & Maia fa-
Trrr----------rrir; zem publico aos seus devedores que tecm dado ao
juros : no pateo do Terco sen aFdvogado Dr. Antero Manoe| do Medeiros Fur-
tado, poderes Ilimitados para receber amigavel e
judicialmente os seus crditos.
Paz-se qualquer encommenda de
bom barro, com promptido e perfeico, por preco
muito commodo : no Bemedio, olaria da Capella.
habilitacoes para
ensinar particularmente primeras letras e c. latim, ^^ ^ da ^^ ^ gr ^^ qm ^
para o Bemedio, e no armazem progresso, largo
___________ da Pcnha n. 10.
! 43, loja.
O abaixo assignado faz scionte ao respeitavel
corpo de commercio,que deixou de ser seucaixeiro
o Sr. Joao Maria dos Santos desde o dia 5 do cor-
rente mez. Becife 14 do outubro de 1863.
Jos Goncalvos da Silva Baposo.
Precisa-se de urna ama de loito que nao te-
nia filho : na rua Direita n. 4, segundo andar.
A pessoa que annunciou no Diario de 10,
precisar de urna pessoa para tomar conta de una
canos de taberna, e entrando com dinheiro, dar sociedade,
' pde-se dirigir rua do Livramento n. 9, loja de
calcado, quo se dir quem faz este negocio._______
Aluga-se a casa terrea na rua travessa do
Calabouco, por detraz da rua Nova n. 24: a fallar
na rua da Penha n. 5.
Aluga-se a casa terrea da rua de Aguas-Ver-
des n. 94 : a tratar na rua do Queimado n. 19.
Constando ao abaixo assignado que a confei-
taria da rua da Cruz, e hoje na rua do Trapiche, de
Figueiredo & Ferreira, foi fechada a porta pelos
credores, e o mesmo abaixo assignado credor de
2035850 proveniente de doces que forneceu para a
dita confeitaria : previne a quem comprar, que
tica obrigado pela dita quantia.
Manoel Nunes de Mello.
O secretario da irmandade de N. S. do Terco
convida a todos os irmos da mosma para reuniao
de mesa geral no domingo 18 do corrente, pelas
11 horas da manha, para se elegerem os novos
funecionarios que teem de reger a irmandade no
futuro anno de 1864. Becife 14 de outubro de
1863.-0 secretorio,
____________Domingos Bibeiro da C. Olveira.
O abaixo assignado, tendo comprado o esta-
belecimento do fructase doces na rua do Trapicho
Novo n. 18 a Olympio C. de F. Cruz, foi o mesmo
embargado por divida de Jos Francisco da Silva
Ferreira, e requerimentode Manoe! Jos da Fon-
seca, quando certo que tal estabelecimento nun-
ca pertenceu quelle devedor ; e declara o mesmo
abaixo assignado que tem protestado contra o re-
ferido embargo para baver do embargante todas
as perdas e daino-, Becife 14 de outubro de
1863.Guilherme Joaquim da Silva Braga.
Ao commercio.
Um rapaz brasileiro com 9 annos de pratica
commercial, se offerecc para qualquer escriptorio
ou armazem. dando fiador de sua reputaco : quem
pretender, dever dirigir carta fechada com as
iniciaos G. J.________________________________
Segunda-feira de manha fugio um papagio
com parte da corrente no p, do segundo andar do
sobrado na rua Nova n. 45, seguio voando para o
pateo e rua da camba do Carmo, onde foi visto
n'um lelhado : quem o tiver pegado, levando
dita casa, ou avisando, se gratificar o trabalho, e
se Ihe agradecer o favor.
Aluga-se a loja do sobrado
67 : a fallar na loja do caf Junto a
brado.
Na rua do Queimado n. 1
deseja-se fallar aos Srs. Gabriel Germano de Aguiar
Montarroyos e Joaquim Bibeiro de Aguiar Mon-
tarroyos.___________________________________
Precisa-se do vendedeiras de bolos de venda-
gem, e paga-se bem: na botica do pateo do Carmo.
_____________ I Anda est por alugar o sitio da estrada da
da rua Nova n. | Cruz de Almas, com duas frentes, sendo a outra
i para a estrada de Rarnameirim, com um grand
; sobrado de um andar, cocheira para carros, casa
I para escravos c feitor, estribara para cavallos o
para vaccas, casa de fazer farinha, com forno e to-
I dos os seus pertences, cacimba com bomba, e hor-
1 ta para planta de hortalicas, sitio muito grande-
Precisa-setomarajurosaquanTiade4a5:00O com muitos arvoredos c fructo, terreno para
dando-se hvpotheca em 560 palmos de terrenos :. plantar alera deste, terreno apropnado para ter ft
quem quizer fazer este negocio indique a sua mora-! yaccas de le.te e pasto para estas: alen de tudo
da era urna carta fechada, deixando-a na livraria .istotem mus duas grandes baixas de cap.m que
do Sr. .Cantoso Ayres, rua da Cadeia do Becife, so estas dao para pagar o aluguel deid.te sitio isto
pondo-na subscripta as iniciaes A. B. I com o devido trato; cujo sitio fo. do faiteado nrur-
Precisa-se de um homem que esteja no caso g'ao Manoel Joaqui
de assentar praca por outro
mero 54.
mM
Precisa-se de urna ama para cozinhar e com-
prar para urna casa de pouca familia : na rua da
Concordia n. 34, sobrado do armazem do sol.
Aluga-se a casa da rua dos Patos n. 6: a
tratar na rua do Livramcnto n. 29.
"Pereira, o qual se arronda
'r rua"da"Gua"n" por annos : quem pretender, all se pode dirigir
para ver, pois a chave est em mao da pessoa que
la est tomar conta : a tratar na rua do Cres-
po n. 25, loja do Sr. Bamos.
Precisa-se fallar ao Sr. Pedro Paulo dos San-
tos, na rua da Praia, armazem de Antonio Pinto de
Azevedo sobre a renda das casas da preta Bene-
dicta Maria da Coneeicao, de que o mesmo senhor
nao ignora.
Aluga-se o primeiro andar da rua do Crespo
n. 23 ; a tratar na loja.________________________
Prccisa-se alugar nma preta para
todo o ser\ic de urna casa de pouca
frmilia e pag;a-sc liem: a tratar rua
da (a cia do Recifc n. 21, loja.
Precisa-se de urna ama escrava para tratar
de urna menina de um anno : no largo do (tollegio
<:'J
HORRA E ORIA.
Os senhores assignantes tem preferei.'^ *s seus
bilhetes at a vespera do espectculo s Qi**** ftras
da tarde.
Cqmecar s 8 hora
_-------.------
DR
4 escravos, m biias e prata.
Sabbado 17 do correte.
O agente Pestaa legalmente autorisado far
leilao por conta e risco de quem pertencer de 4
escravos a saber: 1 mulato paraservico, l cabra
para servico, 1 croula boa cosinheira, soffrivel
costurara e engommadeira, 1 mulato com as mes-
mas habilidades e diversos objectos de mobilia.
comosejam : 1 rica mobilia de mogno com ca-
deiras e de bracos, sof, consolos e mesa oblonga
guarda roupa, apparador, mesas e dejogo, camas
marquezag. sofas, cadeiras, quadros, urna rica se-
raphina, ricas fructeiras e oulros ricos obioctos
de gosto, um apparelho de cha de prata, diversos
objectos para facilitar os trabalhos domsticos co-
mo sejam machinas de limpar facas, de engom-
mar e lavar roupa, prencas para livreiros, moinhos
torradores para cat o milho, sorveteiras com-
muns e para sorvetes artiflciaes, fogoes, fogarei-
ros econmicos etc., candieiros de gaz, 1 barrica
com salitre, 1 grande cofre de forro, diversas ar-
mas de fogo, entre ellas 1 carabina obra de esme-
ro justo e cursa 1200 ps, e muitos differentes
artigos que seria enfadonho enumera-Jos o que se
acharao patentes aos concurrqptes, sabbado 17 do
crrante pelas 10 horas em ponto, po armazem da
rua jsireit* do Bosario g. 3$ '
1 rniandade das almas do Corpo
Manto.
Nao podendo ter lugar a mesa geral que foi an-
nunciada para domingo prximo passado, de novo
convido os nossos irmos para compare
futuro domingo, 18 do crrante, s 11 horas da
manha, no consistorio desta irmandade.
Francisco Jos dos Passos Guimares.
Escrivao.
Perdeu-se hontem 14 do corrente um relogio
de prata iberio, patente inglez : pede-se a quem
acbou, o favor de o levar rua da Aurora n. 36.
que ser bem recompensado. Assim como tam-
ben! se pede aos senhores ourives e relojoeiros a
apprehenso do mesmo se Ihe offerecerem.
Aluga-se um mulato escravo muito bom co-
peiro c eomprador, fiel e intelligente : na rua da
Unio n. 39.__________________________'
Criado.
Na rua de Moras n. 24, primeiro andar, precisa-
se de um que nao tenha mais que 13 annos e que '
saiba fazer compras.
Offerece-se urna ama vinda de fra, cozinha o
diarto, engomma e cose : na rua do Sebo n. 35.
Hisso apostlica no Brasil, i
Fre (ldano de Nrssina, eoinmissa
rio geral dos missionarins cupuclii
nhos, nao podendo agradecer pessoal-
mete as espontaneas e caridesas de-
monstra ees qne urna grande parte, do
catholiro e piedoso p >\o de Peni' ni bu-
co tomn no funeral e enterro do .cu
muito amigo Fre Sebastiao da Helia
de itrssina, prefeito da Penha, vem por
mefo desfe patentear-lhes sea eterno
reconhecimento.
KiodeJaneiroe hospicio central de
S. Sebastiao 7 de outubro de 1863.
Fre Caetano de lessina.
Caso vlrgem !!
ao trapiche daalfandega, os objectos segujntes :
1 relogio de prata patente inglez com a firma D.
J. James no lugar em quo se d corda, com tran-
eelim de seda preto e urna chave de ouro ; 1 pale-
to! e 1 caifa de casemira cinzenta, levando a cai-
fa suspensorios, tudo quasi novo; 1 paletot do pan-
no preto; 1 camisa de flanella de cor; 1 dita de
dita branca; 3 bonets; 1 dito cscocez; 1 dito pre-
to; 1 chapeo de feltro preto com a copa redonda ;
I par de botas de cano de bezerro; 1 dito de boti-
nas dito ; 1 dito de sapatoes dito; 1 dito de calcas
de casemira parda; 1 chapeo de sol de alpaca pre-
ta; 1 paletot de oleado; 3 camisas brancas; 1 dita
de nscado; 1 par de caigas de flanella de cor, 1
dito de ditas de dita branca; 1 carteira de escrc-
ver para cima de mesa; 1 par de suspensorios; 1/2
libra de fumo : Pede-se a todas as pessoas a quem
forem offerecidos estes objectos, ou tiverem noti-
cias, que se dirijam rua do Vigario n. 3, casa de
Johnston, Pater & C, que serao generosamente re-
compensados, e promette-sc guardar segredo.
C. W. M. Donald, ex-capitao da escuna amc-
para comp7receram"no rieana 'Ue""*ti> retira-se para a Europa no vapor
Magdalena.
Precisa-se alugar um escravo queseja moco
para servico de casa: na rua da Senzalla Nova
n. 26.
Precisa-se Tallar ao Sr. Bolini,
nesta typog'aphia.
iublicaco Iliteraria
MLM EARttPENlM\TO|
Drama de costiimes, ori-
ginal portuguez em 4 actos!
pon
JOAQUIM GERARDO DE BASTOS.
Este drama, cm um volume ntidamen-
te impresso, acha-se venda cm Santo
Antonio, na rua do Crespo n. 2, livraria
Econmica, e no Recife na rua da Cruz
n. 52, livraria do Sr. Jos Barbosa de
Mello, e rua da Cadeia loja do Sr. Car-
do so Ayres; preco2i.
Os Srs. assignantes, que aiuda nao ti-
verem recebido os seus ejemplares, po-
dero procura-Ios em qualquer das in-
dicadas tojas.
l'Jugosiimadcira.
Na rua da Cruz n..'. primeiro andar, precisa-se-
de uina boa engommadeira para casa de pequea
familia : quem estiver no caso de servir all acha-
ra com quem tratar._________________________
Monte Pi Popular Per-
nambucano.
Por ordem do Sr. director ter lugar doniingOy
18 do corrente; urna sesso da assembla geral pa-
ra a eleicao da nova dirceco ; os senhores socios
elTeetivos" sao convidados a comparecerem as 8
horas do dia na rua Direita n. 5, segundo andar,
entrada pela rua da Penha.
Secretaria do Monte Pi Popular Pernambncano
14 de outubro de 1803.
Jos Fernandos Moreira.
1." secretario.
ii I i i .....
s escrives dos protestos de le-.
tras miniar rua do Imperador no andar lerreo onde
reside o solicitador Albuquerque Wclo.
Aluga-se urna boa casa torrea na estrada do
Pombal, com commodos para regular familia, gran-
de quintal, metade murado e metade cercado, pe-
queo jardim na frente, cacimba com duas bom-
bas e boa agua c tanque, o lugar o mais sadio
possivel, e seu aluguel barato : a tratar na rua
das Trincheiras n. 1, loja de tarlarugueiro._______
Aluga-se a sala da frente do 1 andar do
sobrado da rua do Queimado n. 15, propria para
qualquer escriptorio : na mesma rua, botica nu-
mero 15. _________________________________
Gerolano Bruno, Italiano, vai para fra da
provincia.
Aluga-se por com modo preco a luja do so-
brado da rua Augusta n. 94, com 2 salas, 4 quar-
tos, cozinha fra, quintal com cacimba: quem pre-
tender, dirija-se ao mesmo sobrado, que achara
com quem tratar.'
Aluga-se o segundo andar do sobrado da rua
Direita n. 64, com bastantes commodos : a tratar
no primeiro andar do mesmo.
Aluga-se urna boa sala com 1 quarto, estei-
rada e forrada de papel, na rua da Cruz do Recife:
quem precisar, dirija-se rua da Lingoeta n. 3, ta-
berna.
Joo Cavalcanti Pessoa de Albuquerque, ten-
do arrematado o imposto da afericao dos pesos c
medidas do municipio de Olinda, faz sciente s
pessoas que tiver de aferir os pesos e medidas de
seus estabelecimentos, que dirijam-se para tal lint
rua do Cabra! da dita cidade, casa n. 4, do dia
Aluga-se a casa terrea da rua da Gloria n.
116, pintada e ladrilhadade novo, e commodos pa-
ra grande familia : a tratar na rua Velha com o
Sr. Antonio Joaquim Ferreira Porto, ou na rua da
Cadeia n. 12. ^________
- Perdeu-se no sabbado, do sitio do Sr. Brito, ^f "z em dian,e' das 9 horas da"a-
at no largo que foi viveiro, um cachorrinho de "nja ** J at "."r________________________
Quer-se saber se nestauraca haver pessoa
que compra algodo em carlf*o, o qual a dflTerenca
de preco em cada arroba, do de caroco para o des-
carocado o ensaccado* : a resposta o annunciante
pede que seja dada neste mesmo jornal.
Cm nteressado.
Professor em flores de cera.
Chegado ltimamente da corte presta-se a dar
liedes de flores de cera em casas particulares com
toda apurada perfeico: rua da Imperatriz n. 67,
onde pode ser procurado.
Precisa-se alugar urna escrava de idade para
comprar em casa de pouca familia e que seja do-
ligente para vender de tarde na rua : quem esti-
ver nestas circumstancias annuncio.
Ama de lelte.
Precisa-se de urna ama do loito : na rua das
Trincheiras n. 8, loja de Jos Joaquim da Cunha
Guimares.
Um moco chegado ha pouco do Rio de Ja-
neiro offerece-se para caixeiro de escripia nao s
icio systema simples como dobrada enesrrega-se
l.e batneos etc., etc.: quem precisar dirija-se ao
caes ftfawsn, 4, armazem.
raca ingleza com os signaos seguintes : pelo preto
e corrido, tendo sobre os olhos dous pontos amarel
los, e um risco tambem amarado na parle superior
das mds e ps, que acompanha at as palas, ter
um palmo de comprldo e meto de alto, orelhas e
cauda cortadas, sobre a cabeca tem urna pequea
falta de cabello, levou no poscoco urna fita encar-
nada com um guizo de metal: quem o achou ou
delie der noticia, dirija-se ao sitio cima, on na
rua do Trapiche n. 17, que ser generosamente
gratificado.__________
Anda se est a espera do Sr. Se-
sostris Silvio de Morars Sarment, nes-
ta typographia.
- Aluga-se a casa n. 5 da rua do Hospicio
tratar na ruado Encantamento n. 13.
Atteneao!
Precisa-se de pretas para vender bolos sovados,
paga-se bem : na padaria da rua da Matriz da
Boa-Vista n. 26.______________________________ "^TpreciaM
Precisa-se de 6:0004 a premio do um por co interno e externo da nma casa de familia :
ceatodando-se unja boa propriodade por sogu- quem tiver. dirija-se rua dos Guararapes a. 18,
I ranea npcta cidade i quem tiver anuncie. j sobrado de um andar,
O bacharel Antero Manoel Medeiros Furtado
temo seu escriptorio de advogado na ruado Quei-
mado n. 10, onde pd ^ procurado nos dias
uteis das 9 horas do dia s 3 da tarde, e nos casos
extraordinarios, em casa de sua residencia, no
Corredor do Bispo n. 16. Encarrega-se de causas
e commissoes commeraiaes para o interior da pro-
vincia, e fra desta. Em sua ausencia fica pessoa
habilitada em seu escriptorio, que, son sua respon-
sabilidade, far as suas vozes.
Aluga-se urna casa terrea em eberiN, no
lugar Porto da Madoira, ao p do rio, propria para
passar a festa, com poneos fundos : quem a pre-
tender, dirija-se ao mesmo lugar, a tratar com a
dona, a viuva Joanna Baptista de Jess.
MUT
,'
1


Diario de PeruAnibueo Quinta lelra 14 de Oniufcro de A8.
j4o publico religioso
Acha-ne yenda na roa do ImperaTir ranB, *
vera efflgie do virolo Fr. Sebastao, representan-
do-o vivo e revestido de en hbitos talare* O
Rvms. padres m9sionarios da Congregaco de Nos-
sa Senhora da Penha sao unnimes eru attestar a
fidelubde da efflgie daquelle distincto religioso, u
frccauao mdicos e ao alcance de lodos.
Precisase fallar ao Sr. Leoncio Jos Theofilo
quo veio da Bahia: dirija-se ao armazem de Tasso
Irmaes a fallar com Raymando Correa de Men-
donca. ,
rpe"cisa-sc de una pessoa atiancada para co-
brancas miudas nesU ctdade : dir.jam-se por car-
ta fechada com as iniciaes X Z, na livraria n. O e
8 da praca da Independencia. _________________
" Aluea-se ura sobradinho na roa da Praa
com dons quartos e 2 salas : na livrana n. 6 e 8
da praca da Independencia.
"" Manoel (oncalvcs de Aguiar subdito portu-
uez rctira-se para o Rio de Janeiro._____________
Altearle do resprilavel publico
Para a gratule pe-hincha
Custodio, Car val no t& C, na do
Queimado n. *?.
Offerecem ao re.speitavel publico a mais fina de
todas as cambraias tanto era desenhos como era
tintas sao as verdadeiras organdys da India ebe-
gados a esta capital pelo ultimo vapor inglez. A
grande, quantidade que recebemos faz com que a
vendemos pelo baratissimo preco do 300 rs. cada
un covado, venham ver para desenganarem-se se
grande pechincha s aa ra do Queimado n. 87.
!B
(glHili!^
Cambraias muito finas a 220 rs. o covado, chi-
tas francezas matisadas a 320 rs. o covado : na
ra do Queimado n. 23.
VUI
Precisa-sc de urna ama de
gasta n. 36.
leite: na ra Au-
......
ZAMORA.
DRAMA HISTRICO PELO DR, THEBERGE. NO
QUAl NAO INTERVEN PERSONAGEI
FEKIIM.
Na na Nova n. 11 vende-se a I0ooo o
oxemplar. ______
TINTURARA.
Tinge-se com perfeico para qualquer
cor, e o mais baralo possivel: na ra do
Rangol i). 38, segundo andar.
A inda est por alugar-se o segundo an-
dar do sebrado n. 44, em a ra da Auro-
ra : quem o quizer dirija-se esta mes-
ma ra casa n. 19.
Aa n. 29.
Xe*a loja do liaraIciros ira ra desafinado.
Velludo de cores fazenda muito boa o covado
3J000, balitas de panno a 3J200, ditos de arcos
3*000, 4.5008 e 5,5000, laas de duas larguras
para vestido o covado 980 rs., chitas francezas o
covado 360 rs., metim branco para forro de
vestido o covado 120 rs., tarlatanas de todas as
cores a vara 720 rs.
Ao a. 29.
Kava loja d#s baraleiro* ia raa do Oueinude.
Cassa lisa pello de ovo a peca 7300, cambra ia
lisa muito fina a proa de 17 varas 105, cam-
braieta peca de 12 jardas 7*000, cambraia adamas-
cada para cortinado a peca de 22 varas 10*000,
meias linas para senboras a duzia- 4*000, chales
de lia punta redonda 3*:00.
Ao n. 29.
Nava loja dos barate ros na ra Jo Queimado.
Bicos pilos de linlio a vara 130, 160, 240,320
rs., franjas de seda a vara a 80 e 160 rs., gales
de seda de algsdao e de 15a para enfeites de vesti-
do a peca de 10 c 15 vanas a 400, boioes de seda
de velludo e de fustao duzias 12(1
At 1:0000000.
Vende-se nma casinha ltimamente acabada, em
chaos proprios, e rendendo 12* mensaes, em ra
publica e do lado da sombra, o pode servir para
quaiqier negocio por ser de quina : trata-se na
Boa-Vista, ra dos Prazeres a. 38, oloria de Jos
Carneiro da Cunha. ___________ ._______
' Vende-se um ornamento completo e com to-
dos es seus pertences, casula, estola, manipeito,
alva, cordo, amito, calix, pedra, missal, estante e
mais perteaces do altar : na ra de S. Francisco
n. 3, tudo por preco commodo. ^^^^^
Vende-se a propriedade da ra da Imperatzis
n. 29, com 40 palmos de frente e confina no caes
do Capibaribe, com boas odiflcac,5cs: a tratar na
rua da Crnz n. 22.______________________________
VIDROS A 11,000.
Na rua da Imperatriz n. 05, loja de funi-
leiro vendem-se caixas de vidros em perfeito
estado de todos os lamanhos peto barato
preco de lid a caixa.
Veadem-se duas escravas, urna cabra e outra
mulata de 15 annos, a primeira cozmha o diario de
urna casa de familia, c a segunda lava bein roupa.
engomma, cose e faz grade para labyrintho, o me-
Ihor possivel : na rua Dircita n. 3.
Vende-se urna casa terrea de pedra e cal,
em chaos proprios, sita na rua das Crioulas n. 7,
na Capunga: quem a pretender, dirija-se rua do
Torres (Rccife) n. 36, primeiro andar.
Aiieoco
Farinha de mandioca.
Vende-se farinha de mandioca a melhor que exis-
te no mercado por ser de Santa Catharina, a bor-
do do patacho Frica, entrado neste porto no dia
11 do currme, por menos do que em outro qual-
quer barco : a tratar a bordo ou na rua do Amo-
rini n. 43.
AVISO.
tw
Francisco Jet Alves Guimar^s, Joaqt*im
Olintho Bastos e Demetrio Aerado d'Arau-
jo Bastes, membros da Arma social de GUI-
MARES & BASTOS, avisan ao publico e
e a seus freguezes e amigos, que transferiram
o 9eu estabelecimento de fazendas denomina-
do Loja da Boa Fe da casa da rua do Quei-
mado n. 22 para a casa da mesma rua n. 46,
onde encorrtraro os freguezes um completo
sortimento de fazendas de todas as qualida-
des e de roupas feitas.
Participm tambem que estabelecerara
urna officina de alfaiate, a qual est sendo di-
rigida por um hbil mestre, pelo que esto
promplics a mandar apromptar qualquer obra
de alfaiate, por Medida e a contento do fre-
guez.
Esperata, pois, os mesmos que coutnua-
rarj a mereeer a preferencia, que at hoje os
seus freguezes e amigos Ibes tm dado.
Vende-se na praca da Independencia as. 37 e
39, apellas de aljfar para se botar no cemiterio
publico no da de finados com as inseripcoes se-
gu n tes :
Mmlia mai.
Meu pai.
Meu esposo.
Minha esposa.
Meu lilho.
Minha filha.
Urna lagrima.
Saudades, sempre vivas do apurado gosto desta
ainda nao vieram igual a este mercado.
COMPRAS.
Compra-se urna batanea com pesos
da Cadea n. 55.
na rua
Cw.'ijpra-se cano de chumbo usado para en-
Aova n. 46.
- Compra-se una preta que unira boas quali-
dades e que saiba bem cozinhar e engommar ; na
rua da Coneordia n. 8, reflnacao.
Rua da Senzalla Vova n. 42.
Neste estabelecimento vendem-se: tachas de
ferro coado libra a-MO rs., idemdeLow
Yfoor libra a 120 rs.
Assucar do Monteiro
Rua do Imperador n. 28 e caes de Apollo n.
67, a-200 rs. a libra, e de 8 libras para cima
a 5i600 aarroba. ________________
llassa phosphorica
para matar ratos e baratas a preco de 500 rs. cada
pote, cujo effeito prompto e infallivel : na ira-
vessa da Madre de Dos n. 16, armazem de Fer-
reira & Martins.
II iOTM*
LO JA DE MIDEZAS
RUA DO QUEIMADO N. 16.
Pec.as de tranca preta, lisa e de caracol a 60
Pecas de tranca de caracol, branca e
mesclada a SO
Pecas de trafica branca para debrum a
Pecas com 10 varas de labyrintho largo a
Pecas com lo varas de franja tranca e
estreila a
Pechas com 13 varas de franja de corti-
nados a
Pefas com 12 varas de fita do velludo
lavrado a
Pecas com 10 varas de franjas de seda a
Pocas com 10 varas de bicco e rendas
800 e
Pecas com 26 varas de bicco adamasca-
do a
Pegas com 10 varas de bicco prcto a 1* e
Pegas cora 22 varas de galn branco a
Varas de labyrintho de largura deum
palmo
Varas de Wccu preto de largura de um
palmo a
Fitas e cordao para enfiar espartllho a
Eulladores pretos para borsegains a
Ricos cintos com velas de pedrinhas a
Ricas fivelas de pedrinhas para cinto a
Ricos passadores de cornalina para gr-
vala a
Luvas brancas de pellica a
Ditas de pellica de cor com toque a
Ditas de Escossia e de montana a 300 o
Brincos a balao pretos de edr a
Brincos e rosetas pretas a 160 e
Pares de grampos balao a
Caixinhas e cartoes de clcheles a 40, 60 e
Agolhas de fundo dourado de n. 16 at
15 a
Agulhas da Victoria de n. 6 at 15* a
Cartas de alunlos a
Oitavas de retroz preto e de cores a ,
Massos de pallitos superfinos lixados a
Massos com 100 creioens de pedra a
Duzias de caixas de pliosplioros a
Resma de papel almasso pautado a 3* e
Resma de papel almasso a 2*800 e
Resma de papel de peso pautado a
Pacotes com papel pequeos de cores a
Caixinhas de peonas a 800, 1*200 e
Caixinhas do obreia de massa e de colla
a 80e IO
Lapis zoes e encarnados a 120
Duzias de lapis ordinarios a 100
Escovas para denles a 160, 320 e 480
Ditas para roupa e cabello a 720
Oculos diversos a 500, 800 e 1*000
Duzia de colheres de metal do principe
para cha 2*000
Sapatos de tranca para homem a J*800
Duzias de canudos de pomada do reino a 260
Duzias de botoes dourados e prateados a 400
Duzia de botdes de vidro e esmaltado a 320
Duzia de botoes pretos de duraque a 60
Grsa de botoes de louca pintados a 120
Tesouras diversas a 60, 120 e 200
Ditas fioissimas para unhas e costuras a 699
Bonitas caixinhas vasias para costuras e
para guardar joias e luvas, etc. a 240,
360 e 489
Caixinhas de lacre a 200 c 400
Lunetas a 500
Frascos de oleo Philocome 900
Frascos de extracto de sndalo a 1 ION
Frascos de banha franceza a 300, 800 e 1*000
Frascos de banha fina transparente a 900
Frascos de