Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:10024


This item is only available as the following downloads:


Full Text
Auno XXV.

Scgiindafeira 20
O 1)1 UllO publica-se todos os das que nao
forero de guardo. O preco da asignatura he
el, isilOOis. por <>iiar,tel, pagos aiiantitioi. Os
annuncios dos assignanr.es sao inseridos
ratae de 20 rs.por liuha, 40 is. cm tjpo aif-
fi'renle, e as repeticocs pela mrtade. Os nao
assignantes pagaran 80 rs. por liuha e 100 rs-
em lypodiU'eic'Ulc, por cada publicasao.
PI1ASES DA hV HO MEZ D.F. MARCO.
Crcsceulj, a l.sf Horas c 43 mo. da lard.
r.iiaehaf,a8, s 1() Morase 42 mln. da tara.
Mingoante.alMs lOMarate 19mln. datara.
La nova, a24, s 11 hosjs*46mln. damanh.
cjrescenle,31, s 4 horas e35mln.ua manh.
PARTIDA DOS CORREIOS.-
Goianna e Parahiba,,as segs. e sextas-feiras.
Riu-fl.-do-Norle, quintas-felras aomelo-dia.
Cano. Serinhaein, Rlo-Pormoso, Porto-Calvo
Macelo, no 1. a II e 21 de cada mez.
OaraiiMuus c Bonito, a 8 e 23.
Itoa-Vlsla eflores, a 13e28.t .
Victoria, s quinlas-fcira*.
Olinda, todos os dia?,
PRKAMAB OE 1IOJE.
Primeira, s 0 horas e 6 minutos da manh.
Segunda, s 6 horas e 30 minutos da tard.
de Mar^o de 1840.
N. 08.
-
das da semana.
6 Segunda. S. Ludgero. Aud. do J. dos
orph,. do J. do clvel e do J. M. da 2. v.
2. Terca.S. Roberto. Aud. doJ.doc.da 1. v.
o do J. de pai do % dist. de t.
28 (luana. S. Alejandre. Aud. do J. do c. da i.
v. cdoJ. de paz, do2. dist.de i.
20 Qutnta.S. Hertholdo. Aud.doJ. dos orph.
edol.M.da I. v.
30 Sexta. 9. Joao Climaco. Aud. do J. do civ.
e do J, de pas do 1. dist. de t.
31 Sabbado. S. Halbina. Aud. do J. do c.
da I. v. e do J. de paz do 2. dist. de t."
1 Domingo de llamos. S. Macario.
CAMBIOS NO DA 24 DE MARCO.
f ARTE GFFICIAL.
RELACAO DOS PKSPACIIOS
publicados na corte no faustilnu Ala
14 de marco de 184!), annlvcrsoiio na-
tnlirio de S. Al. a luipei-atriz.
MINISTERIO DO IMPERIO.
? CHTK E (ISA IMI'KHIAI.,
Titular** **m grandeza.
O chafe de legifio Jofio do Reg Barros, barflo do
Ipojuca.
Titulo do concelho. -
O presidente Ja provincia do Pernambuco, desem-
bargador Manoel Vieira Tosta ; dito da provincia da
Daliia, deietnbargador Francisco Gongalves Martins.
Vtador honorario.
Concolheiro Sebastiilo do Reg Barros.
Fidalgo evoalMro.
Joao finio de .iniiu.1 iuiiiui.
ORDEM IMPERIAL DO CRUZEIRO.
Dignitario.
O presidente da provincia de Pernambuco desem-
bargador Manuel Vieira Tosta ; o marectal de cam-
po graduado Jos Joaquim Coelho ; o capitfio de mar
e guerra Joaquim Marques Lisboa ; o coronel Jos
Vicente de Amorim Bezerra ; o commandanto supe-
rior Francisco Jaciiilho Perclra.
Oficiaes.
O leente-cornnel Luiz Antonio Favilla ; dito, Fe-
liciano Antonio Fa lefio.
Cavalleiro*.
O tenente-coronel da guarda nacional Francisco
Carneiro Machado Rios, com a penso de 1:200,000
ris annuaes ; major Jofio Pedro de Araojo Aguiar ;
dito Jofio Guilhernio lo Bruce ; dito dos exlinctos
corpos de Henrique Das. Francisco Joro de Mello;
o commandanto do corpo policial Jofio do Reg Bar-
ros Falclo; major Sebaslifio lo >es Guimarfies; dito
Joaquim de Pontea Marinho ; capitfio Isidoro Jos
lloclla do Brasil; dito de voluntarios Jofio Pinto de
I.emoa Jnior ; capitfio Guilhermiao Jos da Silva ;
lente Candido Francisco de Santa-Auna ; alfercs-
ajudanto Ignacio Gomes de S Queiroz ; dito Domin-
gos Alves Rraneo Muir. BarMrwTeapIfiTO reformarlo
Antonio Benedicto de Araujo Pernambuco, com a
pensfio de 240,000 ris annuaes ; dito da guarda na-
oional Jos Goncalves da Silva ; dito Malinas de Al-
buquerque Mello ; o 1. lente da armada Francis-
co de Seixas Souto-Maor; dito Marcellino Gomes
de Andrade e Aliada dito Bento Jos do Carvalho;
2." lente da armada Joaquim Jos de Brito; ma-
jor de voluntarios Luiz Antonio Alves. Mascarenhas.
ORDEM DE CIIRISTO.
Commendadorcs.
chelo do legifio Jos Mara de Barros Barrlo ;
dito Jpnstnho Bezerra da Silva Cavalcanli ; e chele
do poTTcia de Pernambuco Jeronymo Martnianno Fi-
eueira do Mello; dito das Alagoas Francisco Joaquim
Gomes Jlibciro.
Cavalleiros.
O guarda nacional Francisco Antonio de S Brre-
lo Jnior; o lente dos exlinctos corpos de Henri-
que Das, Domingos Cceli Tliom ;. 2. lente Ange-
lo Simcfio da Silva; dito Joaquim Fabricio de Mal-
los ; dito Miguel Ignacio I^al Bruce; o secretario
do batalhfio do Cabo Estevilo Jos Velho Barceln ;
oajudante Marianno de Si'e Albuquerque; lente
Francisco Soares da Silva; capitfio Joaquim Belfbrt
Gomes; dito Alexandre Comes de Argolo Ferrfio;
lente Jofio Goncalves Neto; dito Francisco Pereira
Bastos; a I fe res Francisco Jos Damaceno Bosado ; o
voluntario Francisco Antonio de Olivcira Jnior;
dito Elias Ignacio de Oliyeira -, lenlo da guarda
nacional Pedro Jos Cardoso; o alferes-secretario
Cuilhcrme dos Santos Sazes Gadet; alferes Jos Ne-
greiros de Almeida Sarinho; o 2." lenle da arma-
da Manoel Antonio Vital de Olivcira ; dito Antonia
Carlos Cesar de Mello; capitito-tenonte Joaquim Jos
da Silva ; o guarda-msrinha Jofio Duarte da Ponte
llibciro; dito Jos RibeiroGuimarfies; Jofio Militao
llenriques; o bacharel Jofio Jos Ferreira de Aguiar;
o delegad de Porto-Calvo Anlonio Buarque Lima.
ORDEM DA ROSA.
Dignitario.
Jos Pedro Velloso da Silvera.
Comnundadoret.
0 coronel Jofio Jos da Costa Pimenlel; Hercul-
no Ferreira Penna.
Officiaei.
Tenente-coronel da guarda nacional Antonio
Garneiro Machado Rios ; major Innoconcio Eusta-
quio Ferreira de Araujo; dito Hygino Jos Coelho ;
dito Joaquim Rodrigues Coelho Kclli; dito Joaquim
Francisco Pues Brrelo ; dito Flix Ferreira Doura -
111\ A A nilRn k .1 A fh! a t\ .- _i a A .. 1 ,. 1 1,",. _>< ..
PENSAO.
O. lente Luiz Pedro'de Moraes do Mesquita
de I.amare. Pensfio de240,000 ris annuaes.
Socretaria de estado dos negocios do imperio, em
14 de marco de 1849. Jos de Paiva Magalhaes
Calve!.
MINISTERIO DA MARINIIA.
11KI.AC.XO DOS OFflCUKS DA ARMADA NACIONAL I IMFBRIAt.
PROMOVIDOS.
Para chefes de divisdo efectivo, o chefe* de divisdo
graduado*:
Jos Joaquim Raposo; Antonio Pedro de Carva-
lho; Jolu Francisco Regis; Podro Ferreira de Oli-
veira.
Para capitde de mar e guerra effeclivos, o* cap-
le* de mar e guerra graduado:
Rodrigo Theodoro de Frcitas; Joaquim Marques
Lisboa. Os capitfies de fragata; Jofio Mara Wan-
ilenkolk ; Francisco da Silva Lohfio ; Antonio Firmo
Coelho; Jos Mara Ferreira; Antonio Leocadio do
Couio ; joaquim Jos Ignacio.
Para capitn de fragata, o eapilaes-tenentes :
Augusto Wenceslao da Silva Lisboa; Sabino An-
lonio da Silva Pacheco; Rodrigo Jos Ferreira; Mar-
tinus Hannibal Boldt; Filippe Jos Ferreira; Ber-
nardo Jos de Almeida ; Francisco Jos de Mello ;
Anlonio Flix Crrela de Mello, francisco Manoel
Barroso ; Jesuino I.amcgo Costa.
Pata o eapitdes-tenentes, o primeiros lente :
jfWonocl Lopes Pnhel ; Jofio Baptista de Oliveira
Guimarfies ; Jofio Climaeo Nunes ; Jos Manuel da
Costa ; Achules Lacombe ; Fernando Vieira da Bo-
cha ; Jos Maris Rodrigues; Anlonio Januarindos
Santos ; Maximiano Luiz barcia ; Carlos Augusto da
Rocha Freir ; Filippe Jos Pereira Leal; Candido
Jos Ferreira ; Jos Antonio do Siqueira.
Para os primeiros- tentnte, os segundoi-tenentes:
Augusto Mximo Rolfio de Almeida Torrezfio; Jofio
Francisco Xavier de Souza Cabra I ; Francisco Jos
je Oliveira ; Antonio Joaquim Cruvcllo d'Avila ; Ja-
niiario Xavier de Castro ; Joaquim Alexandre Manso
Sayfio; Ludgero do Salles e Oliveira ; Jos Amonio
deFaria ; Pedro Antonio Luiz Ferreira ; Luiz (Fran-
cisco Correa Leal; Jofio Gualberto de Andradn Uaa :
Joao .Leopoldo de Noronba TorreiSo; Carlos Augusto
Nascentes de Azambuja ; Miguel Antonio Pestaa,-
Cypriano de Azeyedo Thompson ; Bornardo Anto-
nio Loureiro ; Manoel Bcnicio Furadode Mendon?;
Jos Antonio do Souza Nello; Feliciano Ignacio
Maia ; Manool Maris Lobo Botelho ; Antonio Joaquim
Pinto ; Henrique Pires llrancn ; Bento Jos de Car-
valho ; Jos Duarte da Ponte llibeiro ; Genuino Au-
gusto do Barros Trrelo ; Francisco Ruarlo da Costa
Vidal; Alexandro Jos do Araujo; Tbcotonio Hay-
mundo de Brito ; Miguel Carlos Correa Lemos ; An-
tonio Podro Carneiro Pereira dn Cimba ; Jos Gre-
gorio Alfonso Lima ; Ignacio Accioli de Vasconcellos;
Anselmo Jacques Codfroy ; Luiz Caetano Jos da
Bocha Silvino Jos de Carvalho Bocha ; Francisco
de Seixas Souto-Maior; Jofio Lucio de Souza Va-
lente; Jos Pires Monteiro; Antonio Carlos Rodri-
gues; Jos Raymundo de Faria ; Pedro Tliom de
Castro o Araujo ; Joaquim Francisco Chaves; Fer-
nando Jos da Silva Manta ; Francisco Manool da
Silva Guimarfies; Joaquim Jos Marques ; Joaquim
Guilherme do Mello CarrS; Bonifacio Joaquim de
Santa Anna ; Domingos Miguel Marques de Souza ;
AnlonioJllaudio Soydo Jnior ; Felicio de Sa e llrilo;
Jos Poreira do Lima Campos; Pair.philo Franco
Velasco ; Candido Benicio da Silva ; Jofio Pedro Car-
valho Raposo Jofio da Silva Brauco; Jos da Costa
e Azevedo; Itellia Carlos de Carvalho; Francisco
da Miranda llibeiro; Miguel de Souza Mello e Alvm ;
Joaquim Lucio do Araujo ; Francisco Cordeiro Tor-
res o Alvm ; Sabino Eloy l'essoa ; Braz Das da Cos-
ta ; Marcelino Gomes do Andrade o Aliada.
do; capitnp Andr Pinto Duarte da Costa Ferreira
cepitflo-tenente Antonio Carros Figueira de Figuei-
redo; 1." lente Jos do Mello Chri.la d'Ouro;
capillo Bsjacre. KUxrariQ Antonio dos Sautus.
Cactlttiros.
i. lenlo Carlos de Moraes Camisfio ; 2.a dito
Pedro Augusto de Alcntara Nabueo: capitfio Ricar-
do Jos da Silva ; segundo teoenlo Antonio Ma-
rianno Lobo Botelho ; I lente Jyj^Pslr-HBtur;
a.'fcoente Jo* Pedro NtilascQ JMUrsr sht >Cuuba j llerculauo A
2 dito da armada Antonio Benedicto Orozmbo Xa-
vier de Azevedo; l.6 dilo Manoel Benicio Furia.l0
de Mendonca ; dilo Jenuno Augusto do Barros Tor-
refio ; a.^dito Joaquim Jos Pinto ; dito Joaquim de
Paula Martina Silvano guarda marinha Heiiiiqua
Mililfio Iknriquesi o importal marinhoiro Zeferino
Pereira; dito Jo9''prancisco Pereira do Andrade;
dilo rtiomez perein $ ffiorade.
Quarto batulho de fuzeiro.
Para alferes, o 1. cadeto do mesmo balallifio Jos
Pereira Jorge.
Quinto balalh'io de fuzileiro*.
Para alferes-secretario com direito a accesso, o 2.
cadete do 2. batalhfio dn arlilhara a p Caetano Xa-
vier de Oliveira ; para alfares, o l. cadeto do 4. ba-
talhfio de arlilhara a p Innoconcio Eustaquio Fer-
reira de Araujo, o 1.' cadete do 2. batalhfio de fu-
zileiros Jofio Baptista do llego Barros Cavalcanli de
Albuquerque, o 1." cadete do i." batalhfio de l'uzi-
leiros Joaquim Rodrigues Bragnnca, o o 1." sargenlo
do 4. batalhfio de arlilhfria a p Vicente Ferreira do
Lima.
Sixto balalhao de fuzileiro.
Para alferes, o I cadelo do quarto batalhfio da
mesma arma Vicente Pedro do Oliveira Villas-
boas.
Stimo batalho de fuzileiro.
Para alferes quartel-mestre, o primero cadete do
mesmo batalhfio Estevfio Jos dnTaz Brrelo ; para
alferes, o particular sargonto quartel-mestre do ter-
ceiro bataltiao da mesma arma Mnoe! Lu" -o Aran-
jo, o I. cadete sargento-aimlanto do quarto liati-
Ihfio da mesma arma Jos da Cunha Moreira A|ves, o
ol."cadete do 2. batalhfio de caladores Jos Fer-
nandes dos Santos Vieira.
OilRvo balalhao de fuzileiro.
Para alferes quartel-mestre, o 2. caJeto 2. sar-
gento do mesmo batalhfio Chnstovfio Jos de An-
drade.
Primero bntalhdn de cacadores.
Para alferes quartel-mestre, o particular sargen-
to-ajndante do mesmo batalhfio Manoel Ferreira da
Fonscca Lira ; ra alferes. os I" cadetes do mes-
mo batalhfio Pompeo Capislrano do Bego Lobo o
Joaquim Caetano dos Beis, e o 2 cadeto i. sargen-
to do mesmo batalhfio Jos Francisco do Moraes e
Vasconcellos.
Ovarlo batalho de cacadore.
Para alferes-secretario com diroito a accesso, o
2.0 cadeto o sargento do 3." batalhfio de fuzleros
Francisco Xavier Correa da Conceicfio : para alferes,
os cadetes do 1." batalhfio de cac.adore.s Augusto Ce-
sar Bitancourle Anlonio Francisco Martins Campos,
k> o o Radaln.ilo 6.a batalhfio da mesma arma Fran-
cisco Bodiigus llamos.
Quinto balalh'w de cacadore.
Para alferes-secretario com direito a accesso,
sargento-ajudanto do mesmo batalhfio Antonio Al-
ves de Souza ; para alferos, o I." cadete do mesmo
batalhfio Antonio (lardoso da Costa.
Sexto batalho de cacadores.
Parji alferes, os sargentos do mesmo batalhfio Pe-
dro da Costa Chaves e Francisco Borges de Lima.
Stimo batalho. de cacadores.
Para alferes, o 1.a cadeto do oilavo batalhfio da
mesma arma l.oiirenco da Costa Vasconcellos.
Corpo'flXo de cacadores da provincia do Cear.
Para alteres quartel-mestre. o sargento quartel-
mestre. do 1. batalhfio de fuziluros Francisco Anto-
nio Pereira ; para alferes-secretario com direito a
accesso, o sargento-ajudanto do I. batalhfio de nzi
leiros Antonio Jos Pereira de Carvalho ; para alie
res, o 1." cadete do 7. batalhfio de cagadores Feli-
zardo Antonio Cabral, o 2." cadete do i. batalhfio
de arlilhara a p Jos Thiago Dantas e o cadete IIru-
co lillio. *
ODr. Carlos Frederico dos Santos Xavier de Aze-
vedo, segundo-cirurgSo do numero, promovidos
segundo-ienente da armada.
O segundo-lenle Antonio Benedicto Orozmbo
Xavier de Azevedo canta antiguidade desse posto de
25 de novembro do auno passado.
MINISTERIO DA GUERBA.
Para marechaes de campo graduados, os briga-
deros Anlonio Correa Sera e Jos Joaquim Coelho.
aELl$(3 DOS ALFERES DESPACUADOS PASA DIVERSOS COR-
POS DO KXEIICITO.
Segundo balalhao de artilharia a p.
Para segundo lenle quarlel-mestre, o primero
cadete do mesmo batalhfio Manoel de Azevedo do
Nasci ment.
Quarto batalho de artilharia a p.
Para segundo tenenle-ajudanle, o primeiro ca-
dete do mesmo batalhfio Manoel Deodoro da Fon-
seca. .
Companhia jlxa de cavallaria da provincia ae
Pernambuco.
"ara alferes, o primero cadete da mesma compa-
nhia Jos Joaquim Coelho Jnior.
Companhia fixa de cavallaria da provincia da
Babia.
Para alfares, o 1. cdete Io sargento da compa-
nhia fixa Jp caralluxiad provincia do Pernambuco
iidrino de Mello-
do balalhao fTuleirot.
Para alferes, o 1." cadete do msmo balalhao Jos
Augusto Cardoso da Gama'' I
Terceiro batalhio de futileiros.
Paca alferes, o 2. cadete 2 sargento do mesmo
batalhfio Antonio Pinto de S Barrete, e o 1-
dete do mesmo bnlalhao francisco Bibiano de
iro, *
GOVKRNO da provincia.
EXPEDIENTA DO DA 99 F. MARCO.
Offieio. Ao inspector da pagadoriu militar, pata
quepaguoa Jofio Augusto Pessoa aquantia doris
76,800, importancia do 39 caigas e ti camisas de
brimcalgodfio trancado que elle vendeu para uso
dos prisioneiros ferdos, quo fram recolhidos a en-
fermara do marinha.-Communicou-se ao inspec-
tor do arsenal do marinha.
Dio. Ao commandanto das armas, dando-so por
inteiradodehaverS. Exc. nomeado o major Sergio
Tertuliano Castello-Branco para commandar interi-
namente a fortaleza do llrum no impedimento do te-
nente-coronel Antonio Gomes Leal queseacha do-
ente, e ao capilfio-ajudanto Salvador Coelho do Drii-
mond para substituir aquello no commando da do
Buraco. Communicou-sc ao inspector da pagado-
ra-militar.
Dito. --Ao inspector da pagadoria-mililar, man-
dando pagar a Amorim Irmfios, vista da couta que
Ibe remelle em duplicata, a quanlin do 62,400 rs. ,
importancia de 20 arrobas de carne secra quo elles
venderam ao inspector do arsenal de marinha para
fbrnecimento das tropas nos das 22 a 27 de fcverei-
ro ultimo. Communicou-se ao inspector do arse-
nal de marinha. ,
Dito. Ao Inspector da tbesouraria da lazenua,
transmillindooavso da thesouraria de fazemia ( o
Rio-Grande-do-Norte, que acompanhou oolhcio uo
Exm. presidonte daquella provincia do 14 do corren-
te, communicando o saque de urna lettra da quan-
lia de 1:000,000 rs. sobre n desta e a favor
de Jos
ao respectivo
da fazenda
Gomes da silva. Communicou-se
presidente.
Ditos.--Ao inspector da thesouraria
provincial e ao director do lyco, part.cipando-lhes
que.poisdespacho de 20 do crrente so concedeu ao
profesor do primeiras lettras da villa do Pao-d A-
Iho, Silvestre Antonio de Oliveira e Mello, a suaju-
bilacfio na forma requerida.
Dito. --Ao agento das barcas de vapor, recommen-
dando^llio a expedigo do suas ordens, afim de ser
transportado para acorte no vapor
Djto. Ao mesmo, para que expeca as suas or-
dons, afim do seguir para acorto no vapor Haitia-
na o major graduado do stimo balalbfio do fuzle-
ros, Jos Felis Bandeira, e o soldado do se\lo da
mesma arma, Henrique da Silva Coelho.--Scienli-
ficou-so o commandanto das armas.
Dilo. As cmaras municipaes da provincia, com-
miinicando-lhcs que, por aviso da secretaria dees-
lado dos negocios.do imperio, fui declarado que,
nfio obstante a dissoluefio da cmara dos deputados,
deve do proseguir-s no Irabelho da qalillcac-1o
dos votantes, que, na forma do artigo 23 da le n.
.187, dci 19 de agosto do 1840, so den eomeco na lor-
ceirn domnga do correle anuo, procedendo-sc no
prazo da loi, nfio s segunda reunifio da junta
qualifiradora, para decidir do conformidade como
artigo 22 sobre quaosquer qucixas, reclamares ou
denuncias quo api>arcc,am, como tamben) a do con-
relho municipal de recurso que nos tormos do artigo
30 sedevo installar na terceira douiinga do mex de
abril prximo futuro. ~ Do mesmo tcor e data aos
juizes municipaes da provincia.
Portara. --Demittindo dos cargos de subdelega-
dos dos primeiros disliictos das Ireguu/ias doSan-
Caetano n Bezerros do termo do Bonito, a Manoel F-
lix da Silva o a Jos Faustino Paes do Lira, o ilosup-
plcntes desto a Luiz Jos de Vasconcellos, Jos Cl-
ines da Silva Vieira, Joaqun) Jos da Silva Vieira o
Manoel Bezerra da Silva.
Dita. Nomeando para os cargos policiaes abaKo
declarados os cidadfios seguintos
Termo de Caar.
Primero siipplenle do dcIe;ado, Antonio Lcite do
Azevedo.
I'reguezia de feznros. I .* districto.
Delegado, Jouuloi Jos da Silva Vieira ; primei-
ro supplenle, Francisco Bezerra Torres.
I'reguezia de San-Caelano 1." districto.
Subdelegado, Antonio l.eito de Azevedo.
IDF.M DO IIIV 23.
Ollicio. Ao presidente do Para, rogando dig-
ne-so expedir suas ordons para que se efleclue a
remessa do uassac a que S. Kxc. so refere em seu
oflicio de 5de fevercro ultimo, o quo naquclln que
Ihe endereqou a presidencia a 12 desse mez pedia a
S Exc. fizfsse veiillcar.poilendoS. Exc. providen-
ciar para quo a importancia dcllo seja entregue a
<|iiam conipctr.
Dito. Ao mesmo, communicando que S. M. o
Imperador dignra-so de conceder seis inez.es do li-
penca aem sold para vir a esta provincia tratar de
sua sado ao segundo cadelo do primero regiment
do cavallaria ligera, Francisco do Carvalho Me-
deros.
Dito.Ao inspector da lliesoiiraria da fazenda,
Iransmillndoo aviso de nina lettra da quantia do
219,810 rs. sacada pela thesouraria do liio-Grande-
Jo-Norlo sobro cssa a cargo de S. S. o a favor do Joa-
uini Ignacio Pereira. Partcipou-se ao presiden-
te da referida provincia.
Dilo. Ao agente da companhia das barcas do va-
por, iccommendanJo d. as precisas providencias pa-
ra que seja Hausiipilado corle no vapor fahiana o
segundo lente Francisco Rafael do Mello llego ; o
determinando ao mesmo lempo que seibo forneca
coinedorias a bordo.
COMMANDO SUPERIOR DA GUARDA NACIONAL
DK OLINDA
llltn. e 1-xm. 5r.-Tenlio a Sllifacjo do apresen-
lar V. Exc as relar,5. s inclusas donde ven V. Exc.
o numero dos rebeldes aposentados a niiin, cao
major coninianilante do primero batalhfio, cm cou-
tequencia do indulto que S. U. I. o C. houvo por
bem conceder-llics em o decreto do 15 d Janeiro, quo
V Exc. se dignara de mandar publicar.
Releva participar V. Exc. quo dous dos rebeldes
do nomes Francisco Antonio c Izidoro confessam
me no din 19 do corrcnlc, em que elles sahiram das
maltas do Araripe, doixaram apenas naqucllo lugar
os chefes seguintes : Moraes, Antonio Luiz e Serpa
Brandfio; e que Borges da Fonceea Mra para Para-
hiba Jofio Paulo para esta cidade, e Flix Peixolo,
auseilra-se, som so saber para onde, levando o
ultimo comsigo a fnja que andava sb o mando do
Jofio Flix.
Fica o armamento quo entregaran) om incu engo-
lillo as ordens de V. Exc e o que entregaran) ao
inaior, que anda se acha em sen poder. Os indivi-
duos apresentados mandei quo se recolhessem a
suas casas, al quo V. Exc. me oriente acerca do
salvo-conducto queesses homens devem receber.dig-
n.nido-se do ordenar quem o hade passar.Dos
;uardea V. Exc. Quaitel do commando superior da
guarda nacional de Olinda o Iguarass 23 de marco
de 1849.Illm. Exm. Sr. desembargador Manoel Vi-
eira Tosa, dignissimo presidente desta provincia,
Francisco de Paula Souza Uo, commandanto supo-
N.'b. Adverlo-so que o numero dos rebeldes
apresenlados ho de 19.
COMMANDO MILITAR DORIO FORMOSO.
COMMASDO Mll-ITAB DO RIO-FOMOSO,
18 UE MAnCO BE 1849.
Ordem do dia.
De volta da honrosa misso de quo fomos encarre-
cados do coadjuvar a lomada d'Agoa-Preta, ou dei-
xaria de-cumprir com o meu devor se nfio agradeces-
sa ao Sr tenente-coronel Jos Luiz de Caldas Lins
o tor voluntariamente marchado para tfio importan-
te servico ; aosSrs. major Joaquim Rodrigues Lo-
QUARTEl. DO
B,W. Z Ziri.lv Sfll l~ o !'' "'
c
j
Sobre landres a 271,' -e 28 d. por 1/rs. a00 d.
Paris ."..''0
Lisboa 1C8 por cenlo de premio.
. Rio-de-Janciro ao par.
Dse, de le, di boas firmas a l'/i T, ao ">cz.
Actiies da coiup. de llcberibc, a bf rs. ao n.
Varo.Oncaa hcapanbolas. W^MM. a 30/lMKI
Modas de (i#<00 v. 17/200 a I7#-10P
dc/400n. 10/200 a 18/W
de Prata-PatacOesbrasilciros l/WM a 1/ttiO
Pesos columnarlos. 1/WO a I/"-)*'
Ditos mexicanos..... 1/900 a 1/920


l
!(.

l





que desompenharam todo o servico para que fram
Horneados Nada me foi mais lisongeiro do que,
obtendo nos a honra de ser quem iizemos a vanguar-
da da columna iMii occasiffo quo marchamos de Cs-
maleAo ao ataque d'Agoa-Preta, o enlhusiasmo o de-
sojos de voar ao fgo, que presenciei em todos os
semblantes dos que compunham esta columna que
tanto me ufano de commamlar; o quo dava trovas
nilo equivocas da presteza com que teriamos aniqui-
lado os malvados que defendan! a villa dentro do
suas trincheiras, se cobardemente, com a crescida
frca de seiscontos ecincoenta homons, nilo aban-
donasseni suas fortes posces, e fugissem vergonho-
samente, s com a vista das nossas avanzadas : mi-
li ni o nosso triumpho foi mais completo.pois quepou-
pmos as vidas dos miseraveis Iludidos, e cssps mes-
mos que a estas horas estiriam'.onchendo um sem-nu-
mcro de sepulturas, hoje se eslo a presentando por
toda a parte, entregando s armas, e maldzendo
quem Ih'as entregou para as empregarem em sous
proprios prenles e amigos, e, rounindo-so as suas
familias, mirradas pelas miseria, Ibes vilo procurar
rom o trabalho o sustento do quo tanto precisam ;
e mcsmo quo anda pdem prestar valiosos servicos
i patria que Unto teem massacrado.I.uiz Anto-
nio t'avla, tenentc-coronelecommandante militar
desta com marca.
PEhABUC7
a.
ASSEMBLEA PROVINCIAL.
SESSAO PREPARATORIA KM 24 DE MARCO
DE 18*9.
Presidencia do Sr. doulor Joaquim filela.
Ao meio-lia, acham-se reunidos na sala das ses-
sOes os mesmos Srs. que com parecern) na anterior,
e mais o Sr. doutor Vicente Ferreira Cornos.
OSr. Presidente declara que, visto nilo liavor nu-
mero legal para poder ter lugar no dia seguintoa
seasfto de abertura, assiin ge ia communicar ao Exm.
Sr. presidente da provincia.
A rasa (ica nteirada, e dissolve-so a reuniAo e
nicia hora da tarde, pouco mais ou menos.
MMWfltMMaUOC.
aicirt, as SI MABOO DE 1849.
NOTICIAS D CORTE.
Obsequaram-nos com o Jornaldo Commercio de 15
do corrente.
A 14, festejra-se na corte comas solemnidades do
estylo o vigsimo-stimo anniversario natalicio de
S. M. a Imperatriz, publicando-se por essa occasiilo
os despachos que transcrevemos na paite oflicial.
Alm disto, apenas noticia o Jornal urna pequea
dosordem havida nesse dia no largo do Paco enlre a
respectiva guarda e alguns Americanos que so desti-
navam Colifornia, referindo o fado do modo se-
guinte :
Quando nn vestbulo do paco imperial se acha-
< -van reunidas as bandas de msica da guarniQAo.e
comeqavam a comparecer as pessoas queandiri-
piam ao cortejo, quizeram entrar duus Americanos
pela porta principal do pago, de chapeo na caliera.
A senlinella adverlio-lhes- quo doviam descohrr-
se; mas, como niu cnlendiam nina palavra de
portuguez, nfio obdoceram admoestacAo ejfram
entrando. Entilo a scntinell alravessou o braco
para impedir a entrada e repeli a advertencia.
O Americano a quem mais directamente se iliri-
o'gira a sonlinella levantoq a mflo apenas o solda-
do llie tocou com o braco, e deu-lhe um murro.
A senlinella rectiou um passo, o calando a haione-
la ia envestir com o Americano quando interveio
o eoiiimandanle da guarda, e < que oaggressor fsse preso. Acudiram immedia-
o tamrnle uns cem Americanos que eslavam nos im-
niodicOes e quizeram.arrancar os sc'us compa-
unciros. A guarda pegou>m armas, e, auxiliada
ellicazmente por alguns aspirantes de niarinha,
" conseguio dispersar os grupos, sem recorrer a
meios violentos, o prendeu oscabecas do motim,
que lram recolhidos cadeia.
12caixas fazendas de algodao, .3 faoOT^tas de
dita ; a Kalkman Brothers.
8 Tardos fazendas de algodao a II. Cbson.
5 fardos e 25 gigos louc ; a Fox Brothers.
2! caixas c 6 fardos fazendas dealgodilo, 100 gi-
gos louca, 1 caixa varios objectos, 322 vojumos bar-
ricas abatidas, 116 ditos com ditas e lampos, 1 quan-
tidnde para barricas; a James-Crabtree & Com-
panhia.
2
ML^k
CONSULADO GERAL.
Rendimcnlo do dia 2*..........
Diversas provincias...........
. 4:544,288
2,120
4:546,408
neso.
3:472,618
ALFANDEGA.Rendlmento do dia 24
Descarregam hoj, 26 de marco.
Ilarca Jmtni-Nmm farinha. ~
Ha rea James-Crablree bacalho.
Uarca Hhondda mercaduras.
Rarca Goldcn-Hecce dem.
Harca Esther-Ann idem.
IMPOHTACO.
Eslher-Ann, barca ingleza, vinda de Liverpool, en-
trada no corrente mez, consignada a James Crabtree
ti Campanhia, manifeslou osegnnle:
29 taixas de ferro ; a Uowman Me. Callum.
7 barricas ferragensja 11. a Brandis &Compa-
nhia.
26 fardos fazendas de algodao ; a Hussvll Mellors
Compalibia.
1 caixae 1 embrulho livros ; a II. Christophors.
2 fardos fazendas de algodao e laia, 46 fardos e 3
caixas fazenas de algodao; a Dea 11 e Youle&Com-
paalrja.
6 caixas linhas de algodao, 2 ditas ignora-se o
conten o; a II. Royle.
27 caixas e 12 fardos fazendas de algodao, 1 caixa
fazendas de seda, 1 fardo fazendas do linho, 1 caixa
lindas ; a Jones Patn & Companhia.
4 caixas fazendas de linho; a Johnston Pater &
Companhia.
3Brricas ferragens ; a S. P. Johnslnn & Compa-
nhia. .
2 fardos fazendas de linho, 3 ditos e 8 caixas fa-
zendas de algodao Me. Clmont& Companhia.
1 barril vinho, Ol 10 ago'ardenle de Franca, 3
barris manteiga, 9 ditos liugoas, 1 queijo, 24 pre-
suntos, 1 barrica biscoutos, 1 dita carne un conser-
va, 4 barricas queijos, 1 caixa mostarda, 2 barricas
presuntos, 4 ditas conservas, 40 gigos btalas ; ao
capitao.
2 caixas fazendas dealgodio; a Adamso llowio
& Companhia.
30 barricas enxadas, 61 quintaos de ferro; a A. V.
da Silva Barroca.
23 barricas e 1 caixa ferragens, 31 fardse 36cai-
xas fazendas de algodSo, 2 caixas, ignora-se o coj^
tedo, 3 fardos fazendas de laia, 1 caixa varios objee-
jos; a G. Kenwortby.
CONSULADO PROVINCIAL.
Rendimonlo do dia 24............. 1:282,482
RIO-DE-JANEIRO.
CAMBIOS NO OA' 15 DR MARCO DE 1849.
Cambios sobro Londres.......26
Paris.........nominal.
Ilamburgo......680 a 685
Metaos. Oncas hespanholas.....31,500 a 31,600
ila patria.......31,200
)- Pecas de 6,400. velhas 18,000 a 18,500
Pesos hespanhes......2,000 a 2,020
> da patria.......2,000 a 2,010
1'atacOes...........2,000 a 2,010
Apoliccsde 6 por cenlo......86!i.2a87
provinciaes ......... 86 1/2
( Jornal do Commercio.)
PRAGA DO RECIFE, 23 DE MARCO DE 1849,
AS 3 HORAS HA TARDE.
Revista semanal.
Cambios ----- No principio da-semana houve
transaccOes a 28 d. por 1,000 rs. ;
mas boje nao ha sacadores a mais
de 27 1/2.
Algodao ----- F.ntraram 663 saceos. O de pri-
meira sorte vendeu-se de 4,200 a
^,500 ia. por anuud, O uu se-
gunda a 3,900 rs.
Assucar- ----- Oencaixado vended-se de 850 a
900 rs. por arroba sobro o ferro,
tendovindoao mercado 330 cai-
xas- A entrada em saccas foi
abundante. As vendas doeui-
barricadoe ensaccado para em-
barque rcgularam de 2,e00a 2,400
rs. por arroba do branco, e do
mascavado a 1,600 rs.
Couros salgados- Fram procurados alOOrs. por
libra.
Agoardenlo- Vendeu-se de 60,000 a 65,000 rs.
por pipa.
Azeito de peixe Mein a 1,250 rs. por galflo.
Bacalbao-------
Barricas--------- -
Camo secca
dem ; vapor de guerra br-asfleiro Urania, comman-
danto o capitao-lononte Jos Eduardo Wanden-
kolk.
dem ; vapor de guerra brasileiro Thetis, comrnan-
ilante o capilflo-tenenle Antonio Francisco Pe-
reira.
Stockholm ; brigue sueco Helena, capitfo J. II. Ruall,
carga assucar e couros.
Canal; brlguo ingles Swifl, ,capitao llilary Mar-
quand, carga assucar.
navios entrados no dia 25.
New-Beilford ; 41 diss, pilotboat americano John-
Allyne.e 92 tonoladas, capilfio Alien Brownell,
equipagem 25, carga fazendas, carne do porco, di-
ta de vacca e mais gneros do paiz ; ao capit&o.
Vem refrescar c segu para Valparaizo.
Rio-de-Janero ; 10 dias, barca brasileira l'irmna, de
224 toneladas, Capit&o Narcizo Jos de Sanl'Anna,
equipagem 17, carga farinha de mandioca ; a Ma-
nuel Francisco da Silva. Passageiros, JoSo Jos de
Vasconcellos de Souza, Manuel Francisco da Sil-
va, Brasileiros ; Jos Leonardo, Portuguez.
Narios sahidos no mtsmo dia.
Falmouth ; galera ingleza Rin-Decr, rapit.lo Antho-
ny Emighl. carga assucar. Passageiros, M. Maw-
son com sua senhora e 1 crianca, J. llenghs, \V.
Jackson.
Philadelphia; brigue-escuna americano R.-P.-Lo-
per, capitSoThomas J. Watson, carga assucar.
Ballmore ; patacho americano Emma, capitSo Scolt
Muges, carga assucar.
Austrelia ; brigue inglez ,Yi7?, capiOo John Sinclair,
carga assucar.
Genova ; polaca sarda Mathilde, capitSo Emanoel
Cazzolo, carga assucar ocouros. -
Lisboa ; brigue portuguez San-Domingos, capito
Muioe! Cunralves Vianna, car^'a assucar, algodao
o iimdeira. Passageiros, Antonio Bernab de Mi-
randa, Portuguez ; Manoel Joaquim Barboza, Bra-
sileiro.
Stockholm ; brigue sueco borden, cpitSo E.'C. Os-
terherg, carga assucar e couros. ',
EDITAES.
ha da' do
2,100 a 2,600 rs. da de Buenos-.
A y res.
Farinha de trigo Vene-se de 18,000 a 19,000 rs
por barrica da du Richinond ; del
15,000 a 16,600 rs. dado Balti-
moro ; do 16,000 a 17,000 rs. da
do Philadelphia ; e a 19,000 rs. da
de Trieste marca SSSF. Fica-
ram por vender 7000 barricas.
Dita de mandioca Llem a4,000 rs. por sacca.
Manteiga-----------dem do 600 a (20 rs. por libra da
ingleza. e a 540 da franceza.
Queijos-------- dem a 1,300 rs. por cada um dos
flamengos.
Espermscelc-------dem a 840 rs. por libra.
Exislem ancoradas no porto 85 embarcares, a
Saber : 5 americanas, 5 austracas, 28 brasileiras, 1
bremense,2 dinamarquezas,2fraiicezas, 20inglczas,
5 porluguezas, 2 sicilianas, 9 sardas c 6 suecas.
RECTIFICACAO.
Nosprccos da piara do da 17 do corrente, publi-
cados noCiaWon. 57, de 19, onde sevealgodflo a
4,800 rs., lea-ib a 4,200 rs.
Movimeiuo do Porto,
navios entrados no dia 24.
RJo-de-Janeiro ; 15 dias, brigue inglez Taynmovth-
Castle, de 272 toneladas, capilo John Milier, equi-
pagem 13, em lastro ; a Me. Calmont& C.'
Babia ; 15 dias, hiate brasileiro San-Benedicto, do 44
toneladas, capitflo Joaquim Jos da Silveira, equi-
pagem 5, carga fumo, charutos o mais gneros ;
ao capitao.
Rio-de-Janeiro ; 8 dias, brigue portuguez Trisan-
phanle, de 227 toneladas, capililo Sabino Antonio
do Cabo Alineida, equipagem 18, em lastro ; a Oli-
veiralrmaosi Companhia.
Falmouth ; 40 dias, brigue franeez IS'elie-Malhilde, de
192 toneladas, capitao C P. Pasquet, equipagem
II, carga diversos gneros ; a Avrial Frre &. Com-
panhia.
Ass ; 9 dias, patacho brasileiro Savia-Cruz, de 101
toneladas, capitao Antonio Connives dos Santos,
equipagem 10, carga sal; a Caelano Cyriaco da
Costa Moren ,i.
Rio-de-Janeiro ; 18 dias, brigue brasileiro Assombro,
de 257 toneladas, capitao Antonio Joaquim de Aza-
vedo, equipagem 14, carga gneros do palz; a Jo3o
Jos Fernandos Magalhfles.
Rio Crand-do"-Sul; 42dias, brigue brasileiro Deos-
Je-utrde, de 188 toneladas, capitao Launa no Ja-
cintho de Carvalho, equipagem 17, carga carne e
cebo ; a Balthar & Oliveira. Passageiros, Cosme
Calvier, Austraco, sua senhora e 1 lilho menor.
ISavios sahidos no mcsmo dia.
Rio-de-Janeiro por Macei e Babia ; vapor brasileirt)
Haitiana, cotnmandaule Olten. Alm dos passa-
geiros que trouxe dos por los do norte para m do
01 le.va a seu bordo: para Macei, H. C. De.niz com
sua senhora, sua sogra, 2criancas meiiurese 2 es-
cravos; para Baha, Joaquim Pereira du Sonza ;
para o Riu-de-Janeiro, o segundu-lenenlo do se-
guudobalalhfludearlilharia Tibuicio Hilario da u
.Silva Tavares, o segundo lenle Francisco lia- J<
lael de Mullo llego u 29 recrutas.
Em commissao; vapor brasileiro Pernnmbucana,
commandaule JoAo Militau Heurique.
O foutor Manoel Joti da Silva Neiva, jutt municipal
da segunda vara do termo do Recife, preparador dos
processos cue Uem ser presente ao jury, por S. M. e C.
que Dos guarde te-
Faz saber que pelo doulr juiz de direito da pri-
men-a vara do crime desta comarca, Jos Thomaz
Nabuco de Araujo Juuior, 1.he foi feita a participacao
de haver neste termo convocado para o dia 26 de
abril prximo futuro, pelas nove horas da maohaa,
a primeira sessao ordinaria desle anno, para a qua
sabiram sorleados os 48 senhores jurados que s
seguem : Manoel Antonio Alves do Brito, Jos Tho-
maz de Freitas, capitao Manoel Eleulerio do Reg
Barros, Manoel Correia Gomes, doulor Domingos de
Souza Le.to, Jolo Francisco Bastos, JoAo llypolito de
Men-a lima, Antonio Jos Dias Martins, JooMari-
nho Falcan, Elias Baptista da Silva, doutor Manoel
Jos Pereira de Mello, Antonio Egidio da Silva, dou-
tor Pedro Autran da Malta Albuquerque, Antonio
Rodrigues Lima, capitao Jos Joaquim de Sanla-
Anna Frazfo, Antonio Goncalvez de Moraes, capitao
Jos Ignacio Ferreira e Silva, Joo Baptista Ribeiro,
Joaquim Ignacio de Barros Lima, Rodolfo Joilo Bara-
ta de Almeida, Rento Bandeira de Mello, alferes Fe-
o preto Romualdo, eseravo de Jos Jmonymo Man-
teiro, por ter dado urna bofetada n'um taberneiro.
O ajodante, tlanocl Porfirio de Castro Araujo.
dem do di i 25.
Voio preso, remettido pelo Sr. Dr. chefe de poli-
ca para simples correccao, Thom Paz do Reg. Foi
recolhido ao callabouco o Africano Jo3o, remettido
pelo delegado do primerro distrlclo^do Recife, para
tero competente destino. VeioceSiuzido pelo alfe-
res AiMandrino Caetano deOlinda o paip Feli-
ciano Benediclo, preso ordem do subdelegado de
Santo-Antonio, por estar espajpcando urna preta. o
subdelegado di freguezia de San-Frei-Perro*onci|-
ves requisitou o cabra Romualdo, quoseaehavai
sua disposicSo, preso no callabouco. O ajodante,
Manoel Porfirio de Castro Araujo.
PAGADORIA M1UTAR.
Km comprimen todas ordens que verbalmente re-
cebeu do Exm. Sr. presidente, em fifi desle mez o
lllm. Sr. inspector da pagadoria se faz publico a
nota aboixo escripta das madeiras que sn precium
para os objectos abaixo declarados. As pessoas que
as tiverem, ou se comprometieren! a aprompla-las
com as dimenses que vOo declaradas na mesma no-
ta pdem apresentar-se na pagadoria ao Sr. coro-
nel inspector cpm a declaradlo do lempo que Ibes
fr preciso para as apromptar, com tanto que nao
exceda a 16 de maio prximo futuro, e bem assim
om os respectivos precos o tildo em carta fecha-
da. Pagadoria militar de Pernambuco de 1849.
(i cscrivAo Jobo rcenlo Barbota.
Nata das madeiras que s precisam para as objectos abai-
xo declarados. ^
Para urna prensa com os sous pertences pan fazer
farinha :.um pao com 25 palmos de comprimentoe
3 a 3 me,o.palmos em quadro de grossura ; um dito
de 85 palmos de comprimentoe-9 palmos de dime-
tro ; um dito com 10 palmos de comprimento 0 2 pal-
mos dimetro; 2 ditos com 16 palmos cada um d
omppimenlo e 2 palmos do dimetro; um pranch&o
com 10palmos de comprimentoe 2 palmse meio
de largura e 6 a 7*ollegadas de grossura.
N. B. As qualidades das madeiras cima indicadas,
sao bem condec las dos cortadores. f- ,,.-
Para urna atafona : duaa podras de monillo com 4
palmos do diamotro ; um pao de sicupira, raassaran-
duba, sapucairana etc., com 15 palmos de com-
Srimento e palmo e meio em quadro de grossura; 4
itas com 20 palmos de comprimento e um palmo
em quadro de grossura sendo das mesmaa quali-
dades ; urna linlia com 35 palmos de comprimento
e palmo e meio de grossura quadrada, de .boa ma-
deir-n ; duis duztas de taboas de amarollo, com
urna e meia a duas pollegadas de grossura. liba
e Fornando-de-Noronha, 14 de marco-de 1849.-
Raymundo Jos do Souza Lobo, alferes encarroa-
do. Cergio brigadeiro comraandante militar.
Conforme -- Joio rcenlo Barbosa.
O deposito boje he de 4800 barri-
cas, por tercm entrado douscarre-
gamntos. Retalhou-se a ris
12,500 por barrica.
Vcnderain-se a 600 rs. as. aba-
tidas.
Entraram dous barrogamenlos,
e licaram por vender 40000 ar-
robas. Os precos regularam as-
sim : 2,200 a 2,500 rs. por arrQilJJ'hin Jo Carvalho Rapozo, JoAo Francisco do Reg
nio-G.-ondc-no-Sul ; Maia, Christovfto Vifaira deUlullo, Antonio Leitede
Pinito, Caudino Agostinho de Barros, doulor Jos
Rodrigues dos Passos Jnior, I.uiz Francisco Barba-
llio, procurador-riscal Antonio Joaquim de Mello,
Francisco I.uiz Maciel Vianna, Antonio Joaquim
Ferreira, capitAo Manoel Joaquim Gomes, JoAo Anas-
lacio Camello Pessa, JoAo Pacheco de'Queiroga,
Antonio Jos de Oliveira, JoSo Ribeiro Pessa de
Vasconcellos, capitao Amaro de Barros Correia, Luiz
Jos de A/ove lo, Francisco Jos Cyrillo Leal, Ignacio
Francisco Pereira da Silva, doutor JoAo Cspistrauo
Bandeira de Mello, llerculano Jos de Freitas, ca-
pitn Jos Goncalves da Silva, Antonio Jos Duerte
Jnior, Joaquim de Oliveira e Souza, Antonio Ber-
nardo Rodrigues Sote, Ansolmo Jos Pinlo de Souza
Jnior, major Joaquim de Pontes Marinbo.
OsquaeshAo deservir durante a referida sessAo,
para o que s3o pelo presente edital convidados, de-
vendo comparecer, assim como todos os inleressa-
dos no dia e hora designados, sb pena da le. E
para que chegue noticia de lodos, mande! passar o
presente que ser publicado pela imprensa, e aflixa-
do nos lugares mais pblicos deste termo. Dado e
passado nesta cidade do Recife, aos 24 de marco de
1849.Eu Josi Anjfonto Cueles alcanforado, escnvAo,
o escrevi. Manoel Jos da Silva Neiva.
Miguel Archanjo Monleiro de Andrade official da im-
perial ordem da Rosa, cavalleiro da de Christo i ins-
pector da alfandega de Pernambuco, por S. SI.'o
Imperador, que co* guarde, etc.
Faz saber que no dia 28 do corrente, ao meio-dia,
na porta da alfandega, so hflo de arrematar em his-
la publica novo-eolia ros de ouro, no valor de 75,000
rs. ; 48 boles d'ouro, no valor de 43,000 rs.: ludo
impugnado pelo guarda JoAo Cancio (.ornes da Silva
kno despacho por factura sb n. 4057 ; sendo dita r-
rematacAo subjeita 8 direilos. Alfandega, 24 de mar-
go de 1819. Miguel Archanjo Monleiro di Andrade.
O Dr. Antonio da Silva Nevis, juiz de direito interino
da segunda vara dootimena comarca do Recipe, etc.
Faz saber que, no dia 27 do corrente, s 10 horas,
na casa do tribunal do jury lora principio a quali-
licacao revisora para juizes de fado, que lem de lia-
ver neste corrente anno.
E, para quo chegue a noticia aquellos a quem con -
vier manuou passar o presente quo ser publicado
pela imprensa.
Dado e passado nesta sobredita cidade do Recifo ,
aos 24 de marco de 1849. Jos Alfonso Guedes Al-
canforado escrivflo o'escrevi. Antonio da Silva
Neta.
Avisos martimos.
Para o Porto sahir, at 15 do mez vjndouro, o
bem condecido brigue portuguez Primavera ,deque
he capitAo Manoel Augusto Canario por se adiar
com maior parle de sua carga prompla : para o res-
tantee passageiros trata-se'com o consignatario,
Antonio Joaquim de Soaza Ribeiro, ou com o dito
capitfio, na praca.
Para Lisboa o brigue portuguez. Triwmpkunte ,
capitflu Sabino Antonio do Cabo Almeida,sabe com a
maior brevidade possivel: quem no msmo quizar
carregar ou Ir do passagem para o que ofterece
exoellentes commodos, dirija-se aosoonsignalarios,
Oliveira IrmSos C., na ra da Cruz, n. 9 ou ao
referido capitn.
-- Para Lisboa o birgue portuguez Sublime, capi-
tflo JoAo Francisco de Amor, sabe iinpreterivel-
mente no dia 6 de abril vindouro : quem no mesmo
quizer carregar |ou ir do passagom dirija-se aos
consignatarios, Oliveira IrmAos & Companhia, na
ra da Cruz, n. 9, ou ao referido capitAo.
Vende-se o brigue nacional Ledo, d muito boa
coiistruccao, forrado de cobre o qu.al SO achWun-
deado defronte do Forte-do-Mattos: quem o preten-
der dirija-se ao pateo do Carmo n. 17.
Para o Rio-de-Janeiro sali impreterivelmonlo
quarla-fuira, 28 do corrento, a escuna SatUa-Crus :
quem quizer embarcar cscravos, dirija-se ra da
Cruz, n. 3,
1 -U.1 ..i
Avisos diversos.
Declaracoes.
CORPO POLICIAL.
Dia 24 de marco de 1849.
Fram mandados presentar S.'Exc. o Sr. presi-
dente da provincia pelo Sr. Dr. chefe de polica os
recrulas que se achavam recolhidos na prisao desle
corpo, Claudino Antonio Carlos,-Antonio Jos l.ou-
renco, Jos Luiz da Silva c Francisco Jos do Sacra-
mento. Reverteu-se para bordo do vapor JJahiana,
jor ordem do mesmo Sr. chefe( o preso Benedicto
os da Costa quo honlem entrou para a cadeia. Foi
entregue ao subdelegado da freguezia de San-Frei-
Pedro-Goncatves o preso sua disposrcao Basilio
Pedro., o foi recolhido o callabouco 4 mesas ordE r?.-e para fra o imperio.
Vende-se um excellento sitio no lugar da Pon-
le-de-Ucha distante desta menos de um quarto
do legos, a margem do rioCapibaribe com caes e
cscaJaria de embarque e desembarqu, com ptima ,t
egrande casa de vvenda com duas salas, gabi- *
nete, 8 quartos, copiar, cozinha fra, gallinheiro ;
outra dita nova com bastantes commodos, com
quintal murado de 150 palmos em quadro senzalli
nova para escravos, casa para feitor, estribara e
cocheira para tres carros quarto ao pe para prelos,
Ama cacimba de 20 palmos em quadro com coberta
0 tanque para banho e oulro para lavar roupa e l'a-
er varrella com telheiro fechado para guarda-la ,
outra pequea no centro do sitio um grande po-
mar de larangeiras .jaqueiraa, mangueiaas, frula-
pAo, sapolis, oitis, jambeiroa, goiabeiras, coqueiros,
cafezeiros, grande parreiral de excellenlcs uvas, o
qualtcm no centro um repuxo d'goa com seu
tanque que serve de regar : todas as nrvpres eslAo
em estado de prodcelo : o sitio tem de, frente 600
palmos e mil de fundo pouco mais uu menos com
um ptimo vivelio bem sementad-, e que d com
fartura peixe para urna grande familia ; baixa para
cap ni: no fundo do sitio existe um manga! que for-
nece lecha para o consumo da casa lodo o auno. Es-
te predio pela sua edilccAo e vautagem da siluacAo,
pureza do ar e bella vista lorna-se urna deliciosa
morada para quem quer descansar daafadigas da
vida e est urna bella acquisicAo para qualquerse-
nbor do eugcuho : a Iratar na ra de S.-Francisco ,
no paiacete prximo a maro.
Francisco Luii pereira, subdito portuguez, reti-
ra-se para fia do imperio.
Os abaixo assignados, subditos portugueses,
reliram-se para fra do imperio: Maqoel da Silva
Almeida, Domingos Jos Ferreira da Silva, Joaquim
da Silva Costa Faradelos, Miguel Francisco Ferreira,
Francisco da Costa FerAs, Bernarduio da CosJ# o
Souza, Antonio da Silva Torres, Jos Goncalvesua
Rocha, Francisco Jos da Silva Moraes, Julio da Gre-
ca Bastos, Scrallm Baptista da Silva Bastos, Caelauo
le Paiva Ferreira, Bernardo Leite Pelxoto Cu.ima-
rfles, Jos de Oliveira, Miguel Rodrigues Pinto e
Jos Rodrigues da Maya, levando este ultimo em sus
companhia, Mara Candida de Azeveiio, tambem
porlugueza.
Jos Antonio Branco, subdito portuguez, ret-



zevodo, professor do li.ogoa
''"harto em sua casa, ra do
- Jos
franceza no ijcou,
liozario larga n. 36, segundo andar, um curso de
IllILTORICAe POTICA, e ontro de CROCRAPIIIA e
HISfQM^,;.As pcssoas quo desejaroni estudar urna
'ou outra destas disciplinas, pdcm dirigir-so in-
dicada residencia, demanhda al s 10 horas, o de tar-
de a qualquer hora.
OBRADO DA RAZARON. 16.
Acha-se i venda nos lugares annunciados o em
inao dos distribuidores.
No dia 23 do crranle, na occasilo depassar a
procissSo, furtaram da algibeira do abaixo assigna-
do urna carteira, conlendo l:015,0OOrs. em notas,
sendo urna do 500,000, urna de 200,000, urna de
ino.000, tres de 50,000, duas de 20,000, urna de
10,000 e 18,000 rs. em notas de dous mil ris e dez
tosSH, quatro leltras, sendo urna de 1:900,000 rs. ,
lirmada por Jos Joaquim Dias Fernandos, i vencer
a 21 do'agosto, duas ditas. Armadas por Francisco
Ignacio Ferreira Jnior, sendo urna da quanlia de
890,000 rs., vencida em 27 de fevereiro prximo pas-
sado e outra a vencer em 18 de abril da quanlia de
1:081,000 rs. urna-dita do Manriques Goncalvcs da
Cunta a vencer em 13dejunho, da quantia de rs.
200.000 urna dita sacada por JoSo Jos Rodrigues
, oller o acoita por Antonio Jos Coelho do Roza rio.
os acceitantM das latirs ji seacham prevenidos pa-
ra so pagaren) ao a-baixo asaignado : quem do dito'
furto der noticia ser recompensado generosamen-
te, o o que tal facto praticou quernido restituir a
dita carteira com as referidas leltras, (icando-se
com metade do dinheiro, podo bota-la por haisoda
venda da ra larga do lio/ario, n. 50. -- Joaqun
Diat Fernanda.
O abaixo assignado adverlo aos devedores da
casa do finado Jos Antonio Alves da Silva, para que
nffu paguem .quantia alguma sem scie.nlilicar e en-
tender-so com lodos os herdeiros, e por consequen-
ciacom o abaixo assignado na qualidadede marido
administrador de urna das hordeiras, visto que no
inventario daquelle, que se deu principio a fazer-se
i em iio/ninhro de 1847 pelo c.arlorio do escrivilo Mot-
| ta, nohhuma mensilo se fez anda de semelhantes
I dividas, e quo por isso flear o devedor responsavel
para cada um dos herdeiros na parte que lhe deve
caber da respectiva divida, e na mesma conformi-
dade responsavel o devedor que j tonha pago algu-
ma quantia sem o assentimento do abaixo assigna-
do, por anda se ndo ler concluido o inventario e
| partilha. Rerif, 25 de marco de 1849.--farcei7no
Jos l.opei.
Francisco Antonio de Lima retira-se para o Rio-
de-Janeiro.
Balthazar de Moura eSilva embarca para o llio-
>l -Janeiro oescravo Vicente.
--() credores do inglez John YYilson compare-
canino dia sabbado, 31 do crranle no consulado
liritannico na ra do Trapiche-Novo ao meio-dia
i'ni ponto. l'crnambuco, 23de marceo de 1849. A
Augustas Cowptr, cnsul.
Quem pnnunciou precisar de 4 a 5 conIos do
ris com hypotheca dirija-sea ra Direila u. 14.
Alugam-se os sogundo e tercoiro andares da ca-
sa n. 15 da ra d Cruz
No dia 28 do correle, perante o Sr. doulor juiz
municipal da segunda vara na casa das audiencias,
ao meio-dia se ha de arrematar, por venda a casa
de sobrado de dous andaros e sold, n. 16, da ra de
Apollo, com armazcm no fundo por ser a ultima
praca por execuc.o de Sebastian Mauricio Wan-
derlei oontra os herdeiros de Jos Manoel t'iuza, pe-
lo carlorio doescrivo Molla avahado em 24 con-
los de ris.
Jos da Maya contina a ensinar a lingoa in-
gleza e pude ser procurado.em casa dosSrs. Veitch
ltravo & Companliia, na ra da Madre-de-Deos.
J.Maya having again flxed- his reaidence in
lilis town, begs lo inform his friends and lhe publick
in general, thst lio continuos to leach lhe portu-
-'uose langunge ; and will duly atlend lo addresses
let with Mesa." Veitch ltravo & C.
I'reclsa-se de urna possua forra ou captiva, pa-
ra trabalbar na destilando da inivessa da Concordia.
Relira-separa fra do imperio llenrique Zim-
mer, com sua aenhora o quatro lilhas menores.
Na rea da Concordia, casa n. 9, lava-se roupa'c
engonma-se com toda a perfeicfio: as pesseas que
so qui/.eroni ulilisar deste servico, assim como de
toda e qualquer qualidade do costura, por proco
commodo, dirijam-se a mesma casa, que achardo
com quem tratar.
I'racisa-se alogar urna escrava que aiba vender
na ra -.quem a liver, dirija-se ra do Jardim, nu-
mero 37.
Dfln-se 500,000 rs. a premio sobre Ivypolhoca om
urna casa : quem pretender, dirija-se ao Aterro-da-
Rda-Visla, ii. 63, que ae dir quem faz esle negocio.
Desappareceu no dia 23 docorrente o mulali-
nlio de nome Vicente, de 12 annos, levando caifa
de 19a azul, jaquela de briin riscado, camisa de ma-
dapoldo.suja o sem chapeo: consta que anda mes-
tiio pelo bairro de Santo-Antonio : quem o pegar le-
[e-oaruadas Trinclioiras, n., que ser recom-
pensado. -
Aluga-se urna casa terrea, sita na travessa do
l.ivramonlo n. 12 :a trali-r na ra larga do Rozariu,
ii. 39, segundo andar.
Precisa-sede'urna ama forra para oservico in-
terno de urna casada pouca familia : na ra larga do
Razario, n. 48, primeiro andar.
Francisco Judo de Barros embarca pira o Rio-
de-Janeiio o seu escravocroulo, de nome OTympio.
-- Desappareceu, no dia 21 docorrente, oescravo
[ Jodi, Cabund ; representa 50 annos de idade ; talla
I niuito atravessado, magro, estatura ordinaria; tein o
i tpico inferior ferido de calor de ligado ; levou ca-
rniza de algoddozinlio com mangas curtas, e caiga de
algodflo azul, remendada no joelho : quem o appro-
lieuder leve-o a ra da Cauda-Vellia, n. 17, pri-
neiro andar, que ser gratificado.
Quem anuunciou querer comprar o drama Me-
fr.cioou Focas, por 2,000 rs., dirija-se aloja dos
Srs. Guerra & Silva, na ra Nova, onde lambem a-
cbar a Alzira ou os Americanos, ncadernada, por
3,000 rs., e oulraa umitas que se desojarem, cuja en-
' conunenda se recebe, dcixando d'nfteiro de sigual;
issnn como vondem-se msicas para theatros parti-
culares, etc.
Aluga-se aloja sita na ra deSanta-Riu u....,
roa muilos bohscommodos para familia, cozinha
fra, quintal separado do sobrado, cacimba e poi-ido
que beta para a ra dapraia de Santa-Rila : quem
pretender, dirija-se 8 ra Direila, n. 93, primeiro
andar do sobrlo da esquina do boceo do Sengado.
O abaixo assignado avisa ao publico que lem
dissolvido a sociedade que gyrava debaixo da lirma
de J. Ilosenbrock t Compinliia, e vendido o mesmo
esubeleeiaienlo aa Sr. W. Bauch, o.qual ca res-
ejnsavol por todas aa dividas contrahidas pela ex-
netn firma, assim como o nico autorisado a cobrar
dos devedores da mosma (Irma, Picando desta maiiei^
ra nullo o annnucio feito pelo mesmo abaixo assig-
nado em 16 docorrente mez. Declara mais que est
de contas justas com F. C. Elster. Johonn Rosen-
brock.*
Participt-se ao Sr. Manoel Ignacio de Siqueira
que lenha a hondada* mandar pagar a quantia do
22,000 reja, importancia da sua carta deordom, que
deu a 26 de agosto de 1847, porquo al esta data ndo
tem sido paga polo sea correspondente.
l.uiz Pedro das Neves embarca para o Rio-de-Ja-
neiro a sua escrava Marianos com urna cria.
Antonio Jos de Araujo Vieira subdito portu-
guez e com venda na ra do Rangel, n. 4, achan-
do-se molesto, vai fazer urna viagom a cidade do
Porto e durante sua ausencia dcixa encarregado
dos seus negocios como seus procuradores em
primeiro lugar, Antonio Ferreira Pinto, o em se-
gundo, a Jos Mara Ferreira da Cunha : quem, pois,
ae julgar credor do annunciante aprsenle suas con-
tas no prazo de tres das, para serem inmediata-
mente pagas.
JoSo da ConceicSo Bravo rctira-se para Por-
tugal
O teen te Joilo Concalves Nelto embarca para o
Iti i- gola.
Jodo Antonio Antunes, subdito de S. M. Fide-
lissima retira-so para fra do imperio.
Precisa-so de um caixeiro quo lenha pralica de
venda, e de idade de 16 a 20 anuos, ou alias algum
dos chegados ha pouco do Porto com mas ou menos
idade Ja que cima dita : na ra da Cruz do Recife,
n. 31.
Bernardino Antonio de Rczende rolira-se para
fra do imperio.
Offerece-s um rapaz brasileiro para caixeiro
de qualquer eslabelejcimento, preferindo arma-
mazem deassucar, ou prensa de algoddn para o
que tem bastante pralica : a tratar na (ravessa da
Madre-de-Deos n. 5, primeiro andar.
Na gaiera de agurro!ypo do irtiste Cuher-
Sme Frederico Waller, na ra da Cadeia de S.- _
Amonio, n. 26, terceiroandar.,tiram-se retra- *))
tos muito superiores,pela invenedo de Daguer- jp
rer tanto em furho como coloridos das 7
horas da mauhSa as 5 da larde; affirmando-se,
e garantindo-se .tanto a durabilidade das c- res, como a perfeita semelhanca. ?
As pessoas que se dignaron favorec-lo diri- ft
jam-se casa cima mencionada. *
O annunciante previne ao respeitavel publi- *
co, que pretende demorar-se muito pouco (^
lempo nesta capital, por isso previno a qual- f
$ quer pessoa que precisar de seu retrato inui- ?
? lo fiel, ou qualquer pintura copiada, que ap- pareja antes do flin do mez, em casa' de sua *
? rosidencia. ?
$ ."_.________________________*
Precisa-se saber onde reside a lilm. Sr. "D.
Leonor l.uizada Rocha para negocio de seu iuteres-
sa : na ra da Cruz, n. 45, em casa de Nascimento
& Amoriin.
Extratiou-se, sem se saber porque meio urna
bengala do canna da India com casino de o uro la-
borado em Pars, em cima da qual esldo gravados
dous M. M. : quero a adiar ou della liver noticia ,
pode dirija-se a ra da Aurura casa de A. P. Maciel
Monteiro, junto ao collegio das orphdas, que ser
bem gratilicado.
O abaixo assignado faz scienle aos pas de seus
alumnos que mudou sua residencia da travessa do
Veras para ra da Alegra, n. 9. Polkarpo Nunei
Correia-
Roga-se aos Srs. Jos Joaquim deAlmcida (.nu-
iles o padie Francisco Antonio deliveira Rozelles,
moradores em Olinda, ChristovSo de llollnnda Caval-
vanlede Albuquerque, moradorem Arandepe, enge-
ulifi Ipojuca, AmaroCoines de liveira, senhor do
engenho Canna-Braba,e Antonio Correia l'ossoa do
Mello, senhor do de Vertentes, o favor do dirigirem-
Ise bo segundo andar do sobrado n. 18 do pateo do
Carmo, para negocios de ntoresses, o na falta dir-
sc-ba quaos silo esses negocios.
Aluga-se a lojad sobrado n. 5 do Aterro-da-
Boa-Vista ptima para todo o genero de nogoclq,
pela sua excellente localidade : a tralar no mesmo
sobrado, a qualquer hora do dia onde tambem se
fai negocio com a armaedo envidracada, exstenle
da mesma loja.
I.uz Francisco Paes Brrelo faz saber a quem
convier que vende os terrenos e bens sitos em Una.
comarca do Rio-Formoso, que lhe couberam por
morta de seu pai o marquez do Recife, a saber: Ca-
rass, Campia, Camutengue e metade deSerra-
d'Agoa, assim como o engenho Guerra, silo na var-
zea do Cabo :a Iratar no sitio San-Jos, no Cabo.
Precisa-se do um feitor solteiro, e que traba-
lhe de enxada entenda de jardim e borla : no sitio
ao pe do porlo da Capunga.
Aluga-se a propriedade do casa de tres anda-
res, na ra do Vigaro, n. 23, onde moram os Srs.
Russell Mellors & C.s a Iratar com o seu proprietario,
na ra do Queimado, n. 20.
-. Os Srs. quefram na tarde do dia 19 do cor-
rente ao terreno que o abaixo assignado tem de-
fronte da roa doAlecnm e despticamente corta-
rain capim e o mais que quizeram no dilo terreno ,
sem licenca do abaixo asssignado como seu pro-
prietario pede-se-lhes por favor deudo tornarema
invadir propiiedade do annunciante, n nem (iro-
roin o que existe, visto o annunciaute ndo ler | au-
torisado a pessoa Iguma prra desfrutar o que lhe
perlence. Joaquim lobato ferreira.
Na loja de ferrgens, n. 56, na ra da Cadeia do
Recife ,deseja-se fallar cornos Srs. Manoel Antonio
Nogueira Antonio Jos da Fqnseca e Jodo Elisiario
Cordoiro Lisboa.
F.iigomma-se roupa de homeni e de senhora ,
m peifcisSc e prego cosnmodo na ra do Livra-
monto n. 3.
Precisa-se de um trabalhador do masseira na
ra Direila, piulara n. 26.
Aluga-se um primeiro andar do sobrado da ra
do Rangel, defronte da botica, onde mora Jodo Fran-
cisco de liveira cirurgido : na ra do Cabug,
loja de miudezas, n. 5.
Na ra do Pilar, em Frn-de-Portas n. 143,
precisa-se de um cozmheiro forro ou escravo e
d um prclo ou prela, para o servido de casa o com-
pras do ra.
- Vestem-se anjos para procisso,
por precocetnmodo, e alugam-se azas pa-
ra os mesuios : ua ra do Cabug, n. 9.
Na ra do Livramento, a. 14, precisa-se de urna
ama de leite, forra ou captiva, para criar um menino
de 6 mezes prcforindo-se de cor preta por j es-
tar acostumsdo a isso o menino que ja estranha.
Aluga-so o sobrado do dous-andHres dofronle
do porlo das canoas, em Olinda: na ruado Livra-
mento, n. 8, 011 na venda porhaixo do mesmo sobra-
do onde se acha achave.
Na ra do Queimado, n. 14, segundo andar, se
dir quem d dinheiro a premio. Na mosma casa
compra-se um cabriolet em.bom uso; semenles do
araruta e parreiras. Tambem se vendem trancens
deouro. modalhas, annelOes, relogios, correntos
para os mesmos e outras obras ; Chales de seda,
los, sarja, solim preto e do cores para casamentos ,
e outras fazendas, por todo o proco para liqui-
dacdo.
~ Jeronymo de Abrou participa a todas as pessseo
que teem penhores em seu poder desde Janeiro de
18(5 at o presente que hajam do os tirar no prazo de
15 dias, ou pagar los juros que estdo a dever; do
contrario passar a vend-los para o seu pagamento:
tambem prometi publicar os nomes das pessoas a
quom pertencerem, visto ignorar suas residencias.
Antonio Jos Vieira, com venda na ra do Ran-
gel, declara ao respeilavel publico, e particularmen-
te aquellos com quem tem transaccOes, quo, por ha-
ver outro do igual nome, so assignar de ora em di-
anle por Antonio Jos de Araujo Vieira.
Na padaria n, 13 da ra estreila do Rozarlo pre-
cisa-se de um forneiro ; assim como vendem-so bi-
chas de llainburgo ealugam-so a 320 rs. cada urna.
Quem annunciou querer comprar o tratado de
geographia por l'rcul, dirija-se a ra do Amnrim,
n.36.
Precisa-se do qualro a cinco contos de ris so-
bre hypotheca em um sobrado, o qual val doze con-
tos doris; a pessoa quo quizor fazer lal negocio
annuncie para ser procurada.
-- O Sr. Francisco Gongalves da Costa, que leve
padaria em Olinda, queira dirigir-se pra? da In-
dependa, ns. 608, para so lhe Tallar a negocio do
seu interesse.
A pessoa a quem frcm eflorecidas, por compra,
ou lenha recebido por engao,quatro barricas de bo-
lachiulia americana, nina dita grande, urna barrica
grande de iniio aipista, no dia 2!, por UO) palo
quo carrega cfleilos do trapiche para as vendas, quo-
rendo restituir, leve venda n. 23. ra Direila.
Precisa-so alugar urna escrava que saiba bem
cozinhar o fazer todo o servico de urna casa Jo pou-
ca familia : na ra larga do llozario, n. 46, segundo
andar.
OUerecem-so para caixeirosdouspoqueuos, sen-
do um portuguez o outro brasileiro os quaes sdo
espertos e ddo dador a sua conduela : na ra do
Queimado, n. 6.
Perdeu-se da travessa da Concordia ponte da
Boa-Vista, noseguimento da ra da Conceico, Cor
redor-do-Uispo Solodade estrada que vai para a
ponte do Manguind tiesta a otaria da beira do rio,
no sitio do Sr. lenoiiie-coroncl Corneiro, a atraves-
sar para a malta da Tone urna carleira com 31,000
rs. em cdulas sendo urna de20/rs outra de 10
rs. urna de \g rs., o varios papis que s pdem ser-
vir a seu dono : a pessoa que a achou querendo
restituir, lera de gratificado 15,000 rs c 110 caso
3ue ndo lhe agrade a gratificando, pode tirar lodo o
inheiro e entregar na alfandega ao caixeiro do Sr.
Arcenio Fortunato da Silva ou bota-la com todos
os papis por baixo da porta da venda da ra do Pa-
dre-Noria nno, n i.
Pegou-se, no dia 19 de marco, s 7 horas da no-
te, umcavallocom cangalha : quem fr seu dono,
dirija-se ao largo do Pilar, 11. 17, que, dando os sig-
naos e pagando as despezas, lhe ser entregue.
--Arrenda-se urna rusa de taipa com bastantes
commodos no lugar da Torre, com Ierras de planta-
ces, por preco commodo : no paleo do Collegio,
loja 11. 6, se dir.
Arrenda-so um sitio na estrada de Jodo-de-ftar-
ros, com urna boa casa, a qual tem duas salas na
frente, cinco quarlos, sala do janlar ecozuha, casa
para pelos e estribara, com bastantes arvoredos e
boa baixa : os pretendenle, dirijam-se a ra da
Cruz, no Ilecife, n. 11.
Precisa-se de urna pessoa brnsilcira, baslunle
activa e qued (ador a sua conducta, para caixei-
ro de cobranzas e lodo o mais servico de ra : na ra
Nova, n. 25.
-- lima pessoa que tem de se retirar para fra des-
la provincia vende urna mobilia em muito bom es-
lado com os seguolos objeclos : duzia o meia do
cadoiras um supb, urna mesa de meio do sala ,
um jogo de bancas, um loucador, sendo estes objec-
los de Jacaranda uina marqueza, urna niesa els-
tica um aparador urna cama de madeira Confjalo-
Alves urna cadeirnha de arruar muito rica una
commoda un armario de pinito um guarda-ves-
tidos, um banheiro de ful ha sondo todos estes
objeclos do muito bom gosto e em estado o mais
perfeito possivel, por prego muito rasoavel : na ra
Bella, n. 40.
tj<>iii|>ras.
Compra-se uina negrinha ou rabrinha do 10
a 12annos, sem vicios nem achaques, ddo-se 3000"
rs. por olla, agradando : na ra Nova, loja de trastes,
defionte da ra de S.-Arnaco, ou annuncie.
- Compra-se a Historia romana em inglez, por
Goldmislh ;e o diccionario de inglez pata portu-
guez por Vieira, sendo dos grandes : ludo em meio
uso : na ra da l'raia, 11. 39, sogunJo andar ou an-
nuncie.
-Compra-se urna padaria com lodosos seus per-
tences prelerindo-se no bairro da loa-Vista na
Soledade: na ra da Madre-de-Deos, aruiazem Uo
Vicente Ferreiro da Costa.
Compra 111-se casas na povoac.do de Barr-uos :
na ra do Rangel, n. 77.
Compra-se um buhar quo estoja em bom esta-
do: quem. liver annuncie. '
Vendas.
Vendo-seuma rede nova de arrasto por prego
commodo : na ra da Praia-do-Caldeireiro, n. 9, se
dir quem a tem.
-Vendem-se saccas com farinlia : na rus. da cruz,
n. 62, e na ra de Apollo, arniazem n. *.
-Vende-seummolequede 20 annos, de uac^o ,
ou troca-se por outro que seja pequeo o capaz de
aprender oflicio: no pateo da matriz de S.-Antonio,
sobrado n. 4, < dlra quem Taz este negocio.
Na casa de modas francezas de madama Millo-
chau no Alerro-da-Bou-Vista n. 1, defronte uo
chafariz ha para o lempo da quaresma mantas do
laico, manteletes de seda chafalote e CI; bcos
pretos verdudeiros; cabece de bico, luvas curtas e
comprldas, com dedos e sem olios; fil de linho .
liso e bordado; lencos de mdo, muito ricos, ram-
bem so fazem effectivaincnto chapeos, l01,,cnil"*."
vestidos do senhora por preco barato, e de mouu
verdadeira.
: : -^'
Vendem-se ricos cortes de seda para ves- W
tidos; veos pretos de linhae bordados do g|
seda ; lindos chales e mantas de soda dos :(;
melhorcs padrOes que teem vindo ao mer- g
cado ; plumas brancas com passarinhos ,
proprias para noivs ; sarja preta hespa-
nhola ; luvas de seda com dedos e sem el-
les, para senhora ; ditas do pellica ; cha-, y
pos pera meninas ; ditos pretos francezos
para homem ; bicos do blonda pretos o
braneos ; chapos de. sol, de seda furia-
cores o pretos para homem e senhora; cha-
malote prelo, liso o de lstras do selim pa-
ra vestidos ; o outras muilas fazendas de
gosto : na ra do Cabug, loja n. II, jun-
to a botica do Sr. Jodo Moreira Marque*.
1)3
n
-- Na loja da ra do Livramento, n. 19, de An-
tonio l.uiz de tirito Correia, vendem-so sapatos de
duraquo francez para senhora, a 2,000, ditos de se-
lim preto o bra neo a 1,920, ditos de couro do lustro,
para mocinha.a l,600,dlos do roaroquim para meni-
nina a 800 ris, ditos de duraquo do Lisboa para me-
na a 640, sapatOes de lustro feitos na Ierra, para ho-
moin, dilos do Aracaty para dito, sapatos de marro-
quim para senhora o humen), couro do lustro em
pelles, marroquins, sola, graxa, ooulros aviamen-
los ; sendo tuilo bom, o por baralo preco.
Veudc-se a venda da travessa do Remedio, na
estrada da Magdalena, com poucos fundos, commo-
do para familia, c barato aluguel; quem prclenleu-
der dirija-se a roa da Cadeia do Recife, 11 34.
Vende-so um quartao com bons andares, por
preco commodo ; na travessa du S -Jos, 11 8.
Vcnde-se farcllo cni sacas de noventa libras :
na ra da Cruz, n. 15, casa de W. I'.aueh.
Unol're Jos a Costa vende saccas
com l'i ijodc todas as quali^adcs, rrniito
superior, pelo diininulo preco de .>,000
ra. cada sacca : no arinazem de Barellar,
em frente a escadinlia da Alflndega.
Vendem-se dous eseravos de 22 annos, proprios
para o servido de campo; 4escravas milito mocas,
lodas com habilidades, deengommar o gosiuhar; t
negrinhasde 13 a 16annos : na ra Direila, 11. 3.
Vendem-so caixas, meias ditas, e quarlas ditas,
com passas. as primeiras a 4,000, as segundas a
2,000, cas ultimas a 1,000; no largo da Alfandegn,
armazn 11. 7, de Francisco Dial Forreira.
Para quem prwisa.
Vende-se unm bBlanc.a novo, guarnecida de laido
o com correntes do mesmo, um terno de pesos do 8
libras at inda quarta um braco do autor Rnm.lo ,
barril con) mel do engenho : na ra da Cadeia do Re
cife armazem n. 8.
Vende-se muito em conla um |ii-
ano novo de Jacaranda, feito or uno dos
melhores autores : na ra do Queimado,
loja de ferragens, n. 10.
Vende-se superior fumo em follia
para capa de charutos, por prero com-
modo; no armazem de Francisco Dias
Ferreira, no caes da Alfandega : lamliein
se vendem no mesmo armazem Larris com
toucinho de Sanios, muito bom e barato.
Vende-se a loja de COliros, sola e calcado na
ra do Livramento entrada do becco do Padre n.
2, com os fundos de 100 a 120,000 rs. e convida,
por sor armaedo pelo preco de 10,000 rs.: a tralar na
mesma loja al u dia 31 do marco.
Vende-se ladrilhodo marinoro bronco e azul, a
200 rs. : uu ra da Cadeia, n. 61.
Fu rinha v. iiiiJrio
de superior qualidade, por preco mais commodo do
que em outra qualquer porto om alquoires, OU em
saccas: a bordo do patacho Diligente, 011 a fallar
junto ao arco da ConceicSo loja de ferragens, de
Jos Dias da Silva.
Anda existen) na ra da Praia, n. 35, 15 laboas
do costadinho e 24 dilas do assoalho, ludo de ama-
relio e que ludo se vende para se fechar conla de
venda : o dito taboadn faz milito conta aos marce-
neiros por estar lia mais de um anno no armazem,
estar bastante secco e ndo abrir mais foito om obra:
a tratar as Cinco-Pontas, 11. 32.
Na rua Nova, 10,
recebeu-so agora de FrnQa ricos loques de ma-
die-perola ; sedas de Cores ; ligas do bonacha e de
seda- penlesde tartaruga para prender cabello e
para marrafa ; chapeos pretos francezes para ho-
mem ; litas de sarjas c de selim para cinteiro ; luvas
e malas do seda : ludo o mais rico que lia para casa-
mento e bailes por commodo proco.
Vende-se urna negrinha de8annos, muilo lin-
da o quo ja cose soITrivel: ua rua Nova, n. 5.
Do Maranhao nrrot de vapor, a 1,200 rs. a rrnoa,
em sacras a voqlado do comprador no armazem do
Bacelar defronte da cscadlnlu da alTanilega ou a
tralar com Jos Raptisla da l'onseca Jnior, na na
ilo Vigaro, n. 25
- Xaropc do busque.
Acaba de ebegar pelo vapor S.-Sebas-
tio urna boa porco deste xarope .- ven-
de-se no deposito na rua do Trapiche,
n. 34, e na rua da Cadeia do IJecife,
n. 9.
-Vendem-se, na rua da Morla, n. 19, segundo
andar dous (landres de azeile de ca rpalo novos,
um candiciro francez, de meio de sala, em bom uso;
um dilo de metal amarello pura cozinha ; um tallo
de cobre maneiro oem bom uso; um par do man-
gas de vidro lavradas, de muito bom gosto; una
bandeja imitando charflo de muito bom gosto : lu-
do so vende muito barato, por seu dono retirar-se :
bom como um sellim om bom uso com seus ar-
roios. ...
Vende-so superior Tarrada de mandioca em sac-
cas de alqueire a 4,000; bem como os frescaes
queijos do Minas a 800 rs. cada um na rua do Vi-
gario venda 11.15.


*
i"
-- Vendem-se toros de angico de superior quali-
uaiie, sendo de 12 a 20 palmos de comprimento : na
rua do Vigario, n. 5.
-- Continuam-se a vender saccas com superior
coila das fabricas do llio-Crandc-do-Sul, por |>re-
Cortes a 1,280 rs.
Vendem-sesuperioros cortes de brins para calcas
,?*Jr8- o corte, (azonda baralissima pela su
qualidade e cor fiza na ra do Colleglo, loja da
Aencao.
Vende-se superior sarja larga hespanhola pelo
arato prego de 2,000 rs.; pannos nnos prelos, pro-
\nn 't 'A Pe' b8ra,l pre de 3- *> *.50. 5.5<0,
supcNorqualidade, 2,800 3,000 e 3.500 rs. o co-
m.?ii?i ?0' d0 ver1aJciro o de cxcellente
2," Itm a Y00' 4>000 e *'500 rs- o wvado ; cha-
1'."?,/"?"84.. ma'S modernos, a 7,500
mollar"i, d't0S Ue so1' d0 sedu <"urta-cores, do
n,Ulor goslo, a 8,000 rs. ; o outras muitas azeoo
u.isc superior qualidade ,e muilo mais barato do
i v iuUi a,ual,uor parto : na ra do Collegio ,
nova loja da estrella, n. I. _
Madeira de pinho.
rw?/"! de AnPl|o> pegado ao armazem do Sr.
r,i. .um novo Tmazem com madeira de pi-
no da melhor qualidade que tem vindo a esto mer-
lo, " os venue-se pelo menor prego que he possivel.
Vcndcin-se taboas america-
nas atS palmos de largura
o do lodos os comprimcntos,quo ha muilo lempo nflo
ero vindo, eos freguezes experimentando a falla
esta cxcellente qualidade. A ellas que s3o poucas e
topreco he barato. Atrs do thealro, armazcm jun-
o amar, de Joaquim Lopes de Almeida.
Taboado de pinho da Suecia ,
de SO a 5 palmos
de comprimento, omelhor que tem chegndo a esta
mercado, cm razio de se poder envernizarom qual-
qner obra, por nflo temse ser muito alvo sen-
do costado, costadinho, assoalho, forro e para fu-
aos de barricas: vende-se a prego que o comprador
Jara todo o negocio : atrs do theatro, armazom do
Joaquim Lopes de Almeida.
Casimiras finas, n 7,500 rs.
Vendcm-se superiores casimiras de cores, de su-
perior goslo o melhor qualidade, pelo barato proco
de 7,500 rs. o corte ; ditas tumhem de coros a 5/e
ti.ooo rs. o corle : na ra do Collegio, loja da cstrel-
Jfl, II. I .
Na padariado urna soporta na praga da S.-
Cruz, contmuadaWte se fabrica o excellente pilo
de rorma antiga e o novo pOo do Provenga; bola-
chinha com o titulo regalia ; bolachinha d'agoa o
sal do 30 em libra, nimio torradinha ; bolacha de
ojos os lmannos e furada ou igual a que vinha de
usiioa muilo bem torrada o s propria para quem
prefere o bom do barato pois so so empresam as
me hores ramillas que ha no mercado ; caf moido o
mollior possivel e som a menor mistura ; cevada em
grao torrada e moida. Na travessa da Madrc-de-
Weos, n. 13, wndc-sc.tudo pelo menos proco como
na referida padaria, e na ruado Collegio vendado
Sobral smente a bolachinha regala.
PARA LIQUIDAR.
\endc-so cal virgem de Lisboa do superior qua-
lidade por prego mais barato do que em oulra
qualquer parte na rua da Cadeia do Itecifo n. 50.
tom e barato no Passeio-Publico, loja de Uanoel
Joaquim I'aseen l llamos n. 19.
Vcndem-se pannos linos de muito boas qualida-
des, pelos, a 3ji, h$, 4^00 e 5/000 rs. ; merino a
3,200 rs.; alpaca, a SU rs.; sarja a 2,000 o 2,400
rs. ; lencos de sarja a 1,000 rs.; ciscados inoiislros
rs.; ditos francezes a 200 o 240 rs.; curtes do Ifla, a
.OOOrs.; ditos de casimira, a 4,000 rs. riscados en-
carnados a 220 rs.; chitas muito finase modernas,
a 280 rs.; um completo sortiinento de outras mais
ordinarias, a 160 e 200 rs. setim prolo, a 640 ; ris-
cados para camisa, a 100 rs. ; pegas de bretanba com
varas a 2,000 rs ; una porgflo de madapolflo lino ,
4,000 rs. a pega ; pegas de cambraia lina entestada ,
3,500 rs.; suspensorios, a 100 rs.
Vrelo de Li$ba, em barricas :
yende-se no armazem do Vicente I'erreira da Costa ,
na rua da Mdre-de-Dnos a 3,600 rs. novo 0 che-
gade ultiinamcnte do Lisboa.
-- Na padaria da rua da Guia, no Recife haver
todos os dias a venda o novo pilo de Provenga, fa-
bricado poroutro modo que o actual e da melhor
rarinna que ha no mercado : por esto motivo no so
pode fazer senflo a 40, 80 e 160 rs.
Farelo,
em barricas a 4,000 rs.; saccas grandes, a 3.50o
rs., dilaspequenas, a 2,800 rs : no armazem de J.
J. Tasso Jnior, na rua do Amorim, n. 3.
Tabeado de pinho.
Vendcm-se taboas de pinho
qualquer trabalho, por ser bastante corpulento, o
qual se acha alugadp na padaria da'cerxa dragos na
rua do Pires : vende-se por prego commodo, por ha-
ver aecessidade: para v-lo, na mesma padaria.aon-
de so dir quem o dispoo.
Ago'ardetitc
de Franga omcaitas de urna duzia vinhde Claret,
em barris de 8 em pipa .charutos do llavana mu-
lalinha, o um pequeo resto de sola de lustro, por
prego barato para fechar contas : na rua da Alfande-
ga-Velha,n. 5.
Vcndem-se dous Iremos com os seus competen-
tes consolos de muito bom goslo, e de modelo o
mais moderno possivel : na ra da Cadeia do Reci-
fe na esquina que volta para o Becco-Larfo, n. 24,
segundo andar.
Vende-se farinha de mandioca mui-
to superior por preco commodo: a bordo
do patacho JSatividade, chegado de San-
la-Catharina, fundiado no caes do Colle-
gio ; assim como tambem se vende nos
armazens do caes da Alfandega : trata-se
a bordo ou com Novaes & Companbia,
na rua do Trapiche, n. 34.
Aos fumantes de bom rosto.
No armazem de molhados atrs do Corpo-Santo,
n. 66, recebe-se por lodos os vapores vindos do sul
porgflo de cigarrilhos hespanhues, ditos de palha de
milito assim como superiores charutos de varias
qualidades : ludo se vende por prego mais barato do
que em oulra qualquer parte.
A 11,240 rs.
Vendcm-se, na loja n. 5 A na rua do Crespo ao
4> do arco de S.-Antonio, cortes de cassa-chitas do
crtres fixas, de 8 a 10 covados e com 4 palmos de
largura a seto patacas; mantas de Ifla e seda, a
cinco patacas ; ditas do tarlatana a mil rs., para
liquidar.
Riscados moiistros, a 240 rs. o
eovado.
Vendem-sc os tem conhecidos riscados monstros,
pelo barato prego do 240 rs. o eovado, para se aca-
bar : na rua do Collegio, loja nova da estrella, n. 1.
Potassa.
Desembarcou lia poucos dias urna por-
cao de barris pequeos, com muito nova
e superior potassa, e se acham a venda,
por preco mais barato do que ultima-
mente se vendia, na rua da Cadeia-Velha,
armazem de Baltarck Oliveira, n. 12.
Velas de espermacet.
Vendem-se em casa de Ricardo Royle.na rua da Ca-
deia-Volha, n. 29, superiores velas de espermacet de
6 em libra.
Vcndem-se chitas pretas assetinadas e finas;
panno preto lino a 3,000 rs. o eovado : na rua do
Queimado, n. 5.
Na travessa da Madre-de-l>eos, n. 13, e no depo-
sito da padaria de uina su porla, na praga da 8.-
Cruz, vende-se ludo quanto se fabrica na referid
padaria como tambem cxcellente cha hysson e as-
sucar refinado do fabricado na rua das La muge i ras.
~ Arroz pilado superior : vende-so na rua do
Queimado, n. 2, lano as suecas como todo junto.
Farinlii de mandioca,
fina e clara, chegada do Rio-de-Janeiro no ultimo,
navio vendse por prego commodo -. na rua Direi-
ta, 11.17, cm lenlo da matriz da Boa-Vista, venda
11. 28 o as esoadinhas da Alfandega armazom n. I.
AI.GODAO' DA BAfHA.
Cunha & Amorim vendom o superior algodo
Irangadn fabricado na ftahia em pegas, pelo pre-
go de primoira mflo na sua loja da rua da Cadeia
do Recife, n. 50.
Vcndem-se sellins inglczes c camas
commodo, em saceos: nos armazens de
Dias Ferretra, Bacellar, e n. 1 no ces da
Alfandega.
-- Veude-se um escravo de 28 a 30 annos, sadio ,
robusto e que he proprio para sitio por ter sido a
sua oceupaeflo, ser muito bom hortolflo ha Oel *
lo boa figura : vende-se por sou senhor retirar-se
para forado imperio: na rua Ma Moda. n. 19, se-'
gundo andar.
Vinho barato.
Acha-se estabelecido na rua da Madre-de-Deos,
o. 30, um armazem de
Vinhos da Figueira,
de ptima qualidade, a prego de 1,300 rs. a caada,
e a 160 rs a garrafa; e para nSo haver dolo do com-
prador serfio lacradas as garrafas e com rotulo, re-
cebendo-se a garrafa vasia, e dando-se immediata-
mente a outra cheia : tambem ha barris muito pe-
queos proprios para quem passa a festa. O pro-
pietario deste estabeleciment pede encarecida-
mente que se nSo lludam avallando, pelo diminuto
prego e sem conhecimento de causa a qualidade de
sua fazenda digna por certo da estima dos verda-
deros amantes da boa pinga. Elle conta que quem
iir i.'i vi'/, provar, continuar com goslo e sem arre-
pbjdimento. Eo bom prego!!.' A todo o exposto
accresce o asseio e bom acondicionamenlo, o que
ludo se poder* verificar em dito estabelccimento.
8fflliMliiifaBaniiaMiri>*ua ***
Cohtinua-se a vender a verdadeira sarja de JE
seda hespanhola; los prelos bordados de se- |
da ; setim preto de Maco, proprio para ves-
tido ; um completo sortimonto do panno pre-
to fino, paraos pregos de 4 at 10,000 ra.;
casimira preta elstica, muito/superior; meiaa
de seda de peso, pretas e brancas ; um boni-
to sortimento de corlea de vestidos de seda,
brancos, prelos e de odres ; fazenda do mui-
lo goato ; e outras muilss fazendas pretas pro-
prias da uuaresma por prego vontado do
comprador : na rua do Queimado qualro-
cantos, loja de ios iorcifi l.oj.ca 1 compa-
nhia, n. 29.
de ferro : na rua da Senzalla-nova, n. 4a.I'0*-* q"em vemle-
nrniazcm
do Vi
no
(nina e
Forte-do-M altos
no armazem do Machado, na rua de
Apollo, junto ao porto verbo das canoas,
e os mclhores pranchocs, costados, costadinhos e ta-
boas de todas as grossuras e comprimentos, porto-
do o prego.
Vcnde-se caJ virgem da Lisboa,
chegado no ultima navio, em barris pe-
queos, por menos doqu.e em otitre qual-
quer parte : na rua do Trapiche, arma-
zemn. 17.
Vendem-se ganjjas azues, a 100 rs. e mais lar-
ga a 120 o eovado; pecas de madapolilo limpo,
muito largo e enCbrpadu, proprio para forro o para
roupa do escravos, a 3,000 rs.; brim de algodflo
de listras a 200 rs. o eovado ; bretanha de algodflo
fina, muito encorpada a 200 rs. a vara o mais
grossa a 180 rs.; linhas finas urna quarta por 320
rs. e grossas a 240 rs.; lengos de cambraia, muito
finse com seus enfeites a 320 rs. ; dous bahtwi- cujo f.rdamcnlo anda nflo foi servido, veiide-se
nhos cobertos de tartaruga proprios para guardar qualquer pega a vonlade do comprador: na rua No-
jolas por commodo prego ; chitas., a 6,7, 8 o 9 va 11.16.
w^nH^i^^?*0""! t Vende:se farin,,a demandica''
- Vende-se um escravo de nagao, proprio para I melhor que ha no mercado e por preb
Agencia da fundicao
Low-iloor, rua da tenzali-
nova, n. 42.
Neste cstflbelecimento contina a ha-
ver um completo sortimento de tnoendas
e mcias tnoendas, para engenho; ma-
chinas de vapor,e tachas de ierro balido e
coado, de todos os tamanhps, para dito.
Ferro
de todas as qualidades edimensOcs, etn barra, ver-
galhflo, verguinha, arcos e chapa por prego com
modo : na rua da Madrc-de-Dcos, armazem n. 26.
I oha de Flandres.
Vendem-se caixas com folha de Flandres: em
casa de J. J. Tasso Jnior : na rua do Amorim, n. 35.
Vendem-se semeas em saccas muito grandes I
a 4,500 rs. : na rua da Madre-de-Dcos, armazem de
'"cenle I'erreira da Costa.
Aos ama oles da bo i pilada
se offerece o rap Novo-Lisboa, no sen deposito da
rua larga do Itozario 11. 24. -
Vendo-se cal virgem de Lisboa, de superior
qualidade, em barris de 4 arrobas, chegada neste
niez pelo brigue Maria-Jot : a tratar na rua do
Brum armazom do Antonio Augusto da l'onseca ,
mi na rua do Vigario, n. 19.
Vende-se potassa superior e por
commodo preco : no armazem do Dias
Ferreira, no ces da Alfandega.
Vende-se superior arroz por preco
commodo : no armazem do Dias Ferrei-
ra, no ces da Alfandega.
Vende-se u 111 farda ment comploto para oltl
cial ou Inferior do cavallaria da guarda nacional
IrWwWwwWiMHPW
Vende-se farinha.de mandioca, de
muito superior qualidade : a bordo do
patacho Conceico, fundiado em frente
do caes do Collegio ; assim como tam-
bem se vende nos armazens do caes da Al-
fandega por preco muito commodo : ta
ta-se a bordo do mesmo patacho, ou com
Novaes & Companhia, na rua do Trapi-
che, n. 34.
Vende-se resina de angico, muito superior a
820 rs., levando de8 libras para cima : na rua da
Cadeia do Recife, loja de ferragens, de Joo Jos de
Carvalho Moraes.
-Ainda ha pira vender na rua do Queimado, n.
19, um pequeo numero de saacas com arroz pilado,
muito superior por prego commodo para acabar.
A 4,000 rs.
a sacca defarinha de mandioca de boa qualidade,
viudo j ensaccada do Bio-de-Janoiro : no armazem
do Bacelar, defronte da escadinha da Alfandega ou
aballar com Jos Baplista da Fonseca Jnior, na rua
do Vigario, n. 25.
-- Vendem-se3 salvas de prata de differentes l-
mannos e de goslo moderno; 18 colheres para sopa ;
12 ditas para cha ; um paliteiro : todos estes objec-
tos sao de goslo muito moderno : na rua da Cadeia
do Recife, n 38,
Vende-se um diccionario Magnum Lexicn .
por 4,500 rs. ; um diccionario francez, por 4,000 rs.;
uma'Rliotorica deQuintiliano, por 1,600 rs. ; urna
carta do Cicero, por 800 rs. 1 ludo quasi novo : na
rua Direita, n. 14.
Vende-se um sepo novo e todos os mais per-
lencesde umagouguo: na esquina da rua do Ran-
gei, venda de Jos Rodrigues Coelho & Companhia,
venda um conjRleto sortimento de taixas de 4 a8
palmos da bocea, por prego commodo, e com prooio-
tidflo embarca-se, ou carrega-se em carros sem des
pezas ao comprador.
Calcado. _
Vondem-se botins e meios ditos de l boa ,,,
homem e menino ; sapatos de maroquim Iraocez
por prego mais barato do que om outra qualquc'
parle : na rua larga do Rozario, n. 24.
Vid ros-para vid rafas, a 6i00
rs. a caixa de 100 pea cbicos em poreces de oin
caixas para cima : em casa de Kalkmnn IrmScs
garuada Cruz,n. 10. '
CHA' BRAS1LEIRO.
Vende-se.oa armazem de motilados j atrs dn
Corpo-Santo, n. 66, o mais excellente cha produzi-
do em S.-Paulo, que tem rindo a este mercado
por prego muito commodo. '
Barato.
Capachos de todas as qualidades ; luyase meiis de
seda preta e do outras muitas qualidades ; Mcos 0
fitas ; tesouras ; gargantillas ; e ontroa mullos ob-
jectos por prego mais barato do que ent oulra qm|.
quer parte: assim como um resto do calcado para
senhora, por todo o prego : na rua larga do Roza-
rio, n. a. 1
superiores queijos londrios.
Queijoslondrinos, presuntos |inglozos pera fiam-
bre conservas latinhas com biscoutinho inglez:
tudo de superior qualidade e vindo de Liverpool ni
barca ingleza Etthcr-Ann, entrada nodia 17 do eor-
rente, vende-so por prego mais commodo do qua
em outra qualquer parte: no armazem de molhados,
atrs do Corpo-Santo, n. 66.
Luvas de pellica-
Vendem-se lavas de pellica para homem e sen ho-
ra; ditas pretas do seda, com palmas e sem eilai;
meiaa de seda, brancas e pretas para aenhora: di
rua do Queimado, n. 16, loja de Jus Dias SimOes k
Companhia.
Luvas de pellica, a 400 rs.
o par.
Vendem-se luvas de pellica, para senhora e me-
ninas a 400 rs. o par: na rua do Queimado, n. 16,
loja de Jos Dias SimOes & Companhia.
Na rua do Queimado vindo do Rozario, segun-
da loja n. 18, vendem-se lengos de soda, a 500 rs.;
chapeos de sol, de seda para homem, a 5,500 rs.
lengos de garga para senhora com um pequeo de-'
fit a 40 rs. ; lengos brancos, a 160 rs. chapeos
de massa, brancos e prelos para meninos a 1,500
ris.
Vendem-se dous sellins em muito bom estado:
na rua Direita, n. 17. *
Vendem-se presuntos inglozes para Hambre;
latas com bolachinhas de Lisboa ditas de aramia';
ditas de mermelada de 1,2 e 4 libras ; ditas de sar-
dinhas ; ditas de hervilhas ; dita; de checolate de
LisbOa ; frascos do conservas ; ditos d'agoa de flor
de laranja ; barris com azeitonas brancas de Elvns;
garrafas com vinho moscatel de Setubal e da Ma-
deira ; queijos de prato, fresca es : ludo novo e
chegado ltimamente do LisbOi : m rua da Cruz,
no Recife, u. 40.
Aos Srs. armadores.
Trina, volante, gal.lo largo e estrello i tudo se
vende por prego commodo, na rua larga do Boza-
rio, n. 24,
;
Vende-se, ou troca-se por lima negrinha de 10 a
12annos,um lindo mulatinho de 8 anuos, muito
sadio : no Aterro-da-Boa-Viala, n. 17.
Vcndem-se 10 lindos molecotes de naco, de 14
a 20 anuos, sem vicios nem molestias; 3 pretos do
servigo de campo, do 25 a 30annos ; 1 dito bom car-
pina o cozinheiro; 1 dito de moia idade, por com-
modo prego ; urna preta de meia idade, que cozinha
muito Jiem, engomma soffrivel, coze e he boa com-
pradera ;duas ditas de lodo o servigo: na rua do
Vigario, n. 24.
-- Na travessa da Madre-de-Dcos, sobrado n. 5,
pnmeiro andar, ha para vender um sortimento de
casimiras do diversas coros, panno? finos, merino
prelo, e outras fazendas quo serSo patentes aos com-
pradores : tudo por mdico prego.
--Vende-se', a bordo do patacho Nova-Lu, Tun-
deado defronte do Forte-do-Matlos superior farinha
de mandioca, vinda de S.-Calharina ; bem como
farinha do milho: a tratar no mesmo patacho, ou
na praga do Commercio n. 6, pnmeiro andar.
Vende-se a verdadeira potassa da
Russia, desembarcada hontem, por pre-
co muilo rasoavel, vista de sua muito
superior qualidade : na ruado Trapiche,
n. 17, e rua da Cadeia, n. 34.
Algodao (ranearlo da fabrica
de Todos-os-Santos da
Baha ,
muilo proprio para saceos de assucar e roupa de es-
cravos : vende-se em casa de N. O. Bieber & Com-
panhia na rua da Cruz, n. 4.
FARELO
em saccas muito grandes,
a 3s'6oo rs. a sacca:
00 armazem do Braguezao p do arco da Conceigfio
Presuntos.
Vendem-se superiores presuntos inglczes para
fiambre chegados no ultimo navio; no armazem
do Uraguez, ao j do arco da,Conceigfio.
Taixas para engenho.
Na fundiefio de ferro'da rua do Brum, acha-se a
Escravos Fgidos
-- Fugio, no dia 20 do corrente um casal do es-
cravos do engenho Passo-Comprido da comarca
de Nazareth com os signaes seguintes : a mulher
he mais escura que o marido; tem o cabello aver-
melhado e pegado, olhos grandes e apitombados,
cara comprida beicos bicudos, pcitoa regulares,
semblante fechado pouco desembarazada, don-
me Luzia :o marido de nome Bornab, de eslura
regular, olhos vivos barba serrada; tem um de-
do de um dos ps mais alto de um talho de macha-
do; sabe 1er e escrever ; he bem fallante e muito
desembargado ; he bom ofilcialde carpiha de toda
obra ; costuma andar calcado. Itoga-se as autorida-
des policiaese pessoas particulares, que os appre-
hendam e levem- os ao dito engenho, que serSo ge-
nerosamente recompensados.
No dia 17.do gorrente, fuglo, do engenho To-
dos-os-Sanlos, um, escravo crloulo do nome Joa-
quim, de corpo regular, com principias do barba,
nariz chato cara abocetada com uira cicatriz em
um p, do um talho de machado ; ho ollieial de si-
pateiro. Itoga-se as autoridades pollciaes e cipites
de campo que o anpdrehendam c levem-no ao se-
nhor do dito engenho, Jolo Vieira da Itocha na
freguezia de Serinh.lcm, ou nesta praga, ao seu
correspondente, Jos Perelra da Cunha, na rua di
Cadeia, que serilo gratificados.
Fugio um pardo do engenho Canarleiro, di
comarca de Nazareth, pertencente a Manocl Cabral
de Oliveira o qual est fgido ha 16 mezes ht
baixo,, cabello estirado alvacenlo quebrado de
urna verilha ps pequeos ; Irabalha de sapateiro;
no fallar he um pouco gago; representa ter 26 an-
uos, de nome Thomaz Florentino. Tamoem fugio
urna preta crioula de nome Joanna, de 20 annos,
meia beiguda preta retinta ; tero o ombigo grande;
foi conduzida por um pardo de nome Sereno, forro,
com offleio de purgador; acha-se fgida ha 2 para 3
mezes: quem os pegar levo-os ao dito engenho, ou
na rua do Queimado, loja de Antonio L. de Oliveira
Azovedo que se recompensar generosamente
--Fugio, nodia 22 do corrente, um preto de no-
me Jos, de nagSo Congo bem ladino baixo, cor-
po regular, nariz pequeo com um talho pequeo
abaixodo beigo, pomas finas, ps pequeos; tem
na cabega da parle esquerda e amina da orelha urna
costura que parece tur sido de postema ; levou ca-
misa c ceroulas derriscado americano, sendo a ca-
misa bastante comprida : quem o pegar leve-o a
rna Direita, n. 59, on no engenho Novo do Cabo,
que ser recompensado. _
Fugio, de bordo do patacho Dotu-IrmSo, no dia ,
19 do corrente, um preto marinlieiro, de nome Joa-~ '
quim de nago Angola, de' 35 a 40 annos alto,
bastante barbado debajxo do queixo cor bem pre-
ta ; levou caigas o camisa de algodao azul, ebp
de bata : quem o pegar levo-o a bordu do mesmo
patacho, ou rua do Trapiche, n, 6, que ser gra-
tificado, o
Pern.
-!-.li-lJ-g
MA TYP.
DE Id F' DKFAhUl849
I


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID E4W5HP1EM_6L8K93 INGEST_TIME 2013-04-30T20:33:28Z PACKAGE AA00011611_10024
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES