Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:10023


This item is only available as the following downloads:


Full Text
J
Auno XXV.
Sabbado 24
O D/4fl/0|>ubllc-setod"ss diaque 1180
forero de guarda. O pre^o da assigu atura he
doi'OODr* pnrqiiarlel, pagos .iiMiaMdoi. Os
annUMCiaS dos assigmntes sao inseridos
rasao de 20 r por liulia, 40 t. em typo dlf-
jerente, fu repetlctie pela meUde- Os nao
iaJS'gnantes pagar) 80 rs. por li nha e 10 rs.
<-iu typodiQ'ereulc, por cada publicayao.
PIUSES DA LA NO HEZ DF. MARCO.
Creic-olr. a I, as 9 horas c 4.1 mln. d > iar1.
Lua chela, a 8. a 10 hora es* mi- da lard.
Miuguaute.alM* lOliorase 19mln. daiard.
Lu. nova, a 24. s 11 horaa e 46 n.ln.4a luauh.
Crwcenle.a 31, i 4hora, c35mln.da roanh.
PARTIDA DOS CORRBIOS.
Gnlanna e Parahiba, i e/. e extas-felras.
Rio-G.-do-Norle, quinlasfeiras aonicio-dia.
Caho.SerinhSpin. Rio-Fonnoso, Porro-Uilvo
Macelo, no I." a 11 e 21 de cada.mct.
Garanltuns e Honio, a 8 e 43.
Iloa-Viata e Flores, a 13 c 28.
Victoria, as r|uiala-friras.
Ciliada, todos os das.
PREAMAR DE HOJB.
Prlmeira, s 4 horas e 30 minutos da. tard.
Segunda, as 4 horas c 54 minutos da manh.
de Ufarlo de 1849.
N. 67.
DAS DA SEMANA.
19 Segunda. >{< S. Jos F.sposo de Nosaa
Seuhoia.
20 Terca. S.MartinhoDumiensr. And. doj.
-doe.da 1. v.edo J. depai do 2 diat. de t.
21 Quarta. S. Kenl". Alad, do J. doe.da >.
V. e do J. de paz do 2. dat. de i.
22 Quinta.S. Kmygdio. Aud.doJ. do orph.
e do i. M. da I. v.
23 Sexta. S. Flix. Feriado para os negocios
(Vrences.
24 Sabbado. S. Agapito. Aul. do J. do c.
da I. v. e do J. de paz do 2. disl. de t.
2fi Ddiiiingo. S. Irlneo.
CAMBIOS NO DA 22 DE MARCO.
Sobre Londres a 28d. por 1/ilflO rs. a60 das.
. I'aris 350
. Liaba 11,8 por cenlo de premio.
> Rlo-de-laneiro ao par.
Desc. de lett. de boas flrraa a 1'A A' ao ">"
Acedes da conip. de Beberlbe. a SO rs. ao p.
aro.-Dupas licspanhoias. 'MTOO a 3'i/WHi
Modas debXOOv. I7fjoo a I7/40P
. de600n. If200 a Hi/IOC
d4000.... 9/*>0 a 9/400
Prata-1'atac.lesbraaielros 1/KiO a 1/iSO
Pesos conminarlos. 1/WiO a l/Wtt.
Ditos mexicanos..... 1/900 a 1/920
IARI
PARTE OFFICfAl.
MINISTERIO DA JUSTlfiA.
A>ish >5 de matf'ih 1849. qne regula n manara por
que d'vrm ser obterrnda as lieenea cimcedidat ao
emprrgados civit perteneentet ao ministerio dos neg-
rio ra f.i/pa.
Bio-de-Janeirq, ministerio dos negocio da jnstica.
cm 5 de i-arco d 1819.
_> Secclo.Illm eExm. Sr.Sendoexpresso na
le ilc 2* de imluhrode 1832, art. 93, quesos em-
pragados eivis n.to se possam dar liceurjas com o
ordenado inleiro sen.lo por motivos de molestias, e
ainda assim so at seis meses : rogo a V. Ex. s sir-
va expe>rir suas orden1 para que a nenhum empre-
ado civil desta rt-pari icario licenciado se pague mais
de meio ordenado alm de seis mezes, contado o
lempo concedido pelos presidentes de provincia, uu
por quaesquer oulras autoridades, niio obstante
i|iialquer orden ou Ululo que aprsente lima nova
licei r;a com mais do meio ordenado s se dever
cumpril depois que tiver decorrido um anno conta-
do do tormo da ultima licenca, ainda quando csse
acabas sem vencimentos. Com esta decisSo vai
ticsolvida aduvidada thesotiraria da provincia do
para, que V. Ex'- se dignou comiminicar-ine om avi-
so de .1 do coirente.
lieos guarde a V. Ex. Euzebio de Qiuiros Conti-
nho Mal loso eitCamara. Sr. Joaquim Jos Rodrigues
Torres.
.1." SeCcilo. Rio-de-Janeiro.Ministerio dos ne-
gocios da justica.em Hile marco do 1819.Em res-
posta ao seu ollicio de 22 do mez prximo lindo,
eniqueV. m. m parlicipou que, tondo-so reunido
naquelle diao concclhodo qualificacin da guarda
nacional, se suscitara a duvida de poder elle func-
cionar, a vista do decreto de 19 do mez prximo
pausado, que dissolveu a cmara dos deputados, a-
rlian-Wi-.se por SSO lamben) dissnl vid o coi po elei-
toral, vista do art. 112 da l.-i de 19 de agjsto de
1846, tenho de sigiiilicar-llre que devem continuar
os i'.ii'smos cleituivs, visto que se Ibes cassarilo os
poderes eleitoraes, e nfloas obrigacoes accessnrias
que Ibes loram encarregadas, como poderiam ser a
quaesquer outros cidad3os que n3o fssem elei-
lores.
Dw guarde a V. n, Buteo di Queiros Coulinhu
MatUito da turnara.St. juiz de paz do I." districto
(IcSaiita-ltita.
GOVERNO DA FI.VINCIA.
EXPEDIENTE DO DA i>l DE MARCO.
Circular ais prnai 'entes das, .provincias do no'te.
A 11 -lo corrnt oillcieipu jjV. E%C, commu/ii-
(Miiiln-llie a lisongi-ira perspectiva qiin hnn aqi lo-
mn'idn negocios l'iiblicos.e inleirandu-n de que i U'lo
r-.iiniiihiivii de forma a me i'azor crer que n.1o esl v*
longe.o momento de poder annunciar-lhe a exlinc-
r;To da revolta.
Felizmnte, o faetns vilo corres comiendo minha
expeclulivs, como V. Exc. vei do que passo a
(is iTincip.ips cau-hlhns c onii-os de menor nomca-
d i aban-lnnaram cn|re Pasmado Iguarass o gruno
que com pI|hS ilescr do Breju-d'A'eia para o porte
desta provincia, dejando mis e-nto eciiicoeuta iu
feli/es entregues a llrges da ronceen, o qual no
poder certameule miit.T-sc por muilo tem o na
sitoaco em que se acha, perseguido sompro por
frcas legalistas sb o comuiando do coronel Jos
Vicente de Amoiim Rez*,rfa ; ci'Ciinistaiici esta que
me da a eiperanc de que inesmo esses .le*trocados
restos serSo brevement aniquilados ou recorrerio
clemencia imperial, como outros j pralicaram, se-
gundo arlicipei a V. Exc. om o citado nllicio
Flix P-iyito de B'ito e Mello, quo a prin pi
lanihcm estivera Com esses iufelizcs. e uilo pouco
ronconra |iara que elles se laucassem e presisliss"in
na vereda'do eriaie, desapparecra d'enlre elles, em
poca que me nao he precisamente condecida : e,
segundo agora me consta com toda a certeza pass-
ra-se para MnCeO, de cujo pono sabio a. 18 desle
mez em o brigue porlugucz Emnrea com destino a
Lisboa.
Assim, pois, o norle da provincia jii nflo inspira o
mnimo recelo ; porquanloiiilo hade presumir que,
icduzidoans propiis c mingualus recursos, fren-
te decentae cincuenta Iludidos, oestes muito dcs-
nb'iiiiidiis, e como que desejoso.s de se csraparem,
| ossa lliirges da ronceen causar-nos damnu algun
roiisnleravel ; lanfo mais quanto, como disse em
|iriuci|>in,ricas legalistas o acossam mu i lo de perlo
Se tal lie a situscllo do norte, n do sul e centro se
no* nftiaprsenla menos satisfactoria; pois queja 1*
do andante o I Caito u'Agua-l'retu, esle ultimo ru-
duclo dos anan hwias, foi oceupado por iropa da le-
galidado ao mando do lenenie-coronol Antonio Mara
, doautiza sem a niiliima icsisiencia da parle dos re-
beldes, os quaes, logo quo presenliram que aquella
Hopa se Ibes approxin ava com o iituioue baiO los,
umbrenliaraiii-se nos mallos, donde, at o lia 17',
no lucilos de sesseuia baviam sabido para deporem
as armas anteo mencionado leuente-coronrl, e im-
idrareai perdilo igual a<> que salii.uo su oulurgaja
nos de Ipojuca; asaeverando, no unanlo, que os
jseus roinpaiibi'iros nada su emorariaiu em imitar
si'iiu'lbanie proceder, inclusive inesmo alguna que
Caeano AlVes relinda as maltas de lliacliilo e Prata;
os i|iiacs,nrio obataulo esta asseveracao,devem de es-
tar a esta dora cercados de modo a se no poderem
tornar perigosos santa causa da monarrdia e da or-
dem.
Ao passo que as cousas se vilo ISo uellamento
dispon Jo em Agoa-Preta, no s em Escada seno
lainhem em bonito, Brejo e S.-I.ourenco, os que t-
veram a incuria de ompundararmas fratricidas e cri-
minosas, apressam-se em ir entrega-las autori-
dade. protestando o mais intenso arrependimento
ilesuas faltas de outr'ora, solicitando empeuhada-
mente o esquecimento deltas, e ostentando-se dese-
josos de voltarem *s occupagOesbabitunes edo do-
monstrsrem por actos ulteriores sua adhcso ao go-
verno legitimo doSenhor D. I'olroll.esua dedica
eflo sagrada pesaa deste magnnimo monareda.
A* vista, portanto, de ludo isto, creio que nada
arriscarei em afllrmara V. Exc. quo. na pnmeira oc-
cas 1 io em que hoitver de dirigir-m V. Exc, |dan-
do-lhe conta do estado desta provincia, lerei o sum-
mo pra/er d* declarar-lho que ella se aeda inteira-
ineute pacillcada.
Consta agora que o desertor Pedro Ivo.que da mais
de 15 das fngira de Agoa-Preta com cinco compa-
ndeiros receloso de ser atraiQoado pelos seus, falle-
rra da lerrivcl doenca que de longo lempo soffri,
como era geralmonte sabido.
Ollicio Ao commandante das armas, recommeu-
daiido baja de expedir suas rdeos para que e tropa
de primeira linda, curpo do polica o guardas nacio-
naes destacados, l'ormeiii em grande parada, reuni-
dos aos corpos da primeira e segunda legiilo da guar-
da nacional deste municipio o dn voluntarios, solio
conunaudo de S. Exc, no dia 23 do corrente, anni-
versario do juramento consliluicflo poltica do im-
perio. Nesle snutiJo otllciuu-se ao commanibinlc
superior respectivo eao commandante do curpo de
voluntarios.
Dito.Ao mesmo, participando que S. M o Impe-
rador bouve por bem conceder liceqca ao primeiro
cadelo do quinto balsllilcde fu/ileifos, addido ao
primeiroda mesilla arma, Filippede Barros Vascon-
cellos. para estudar na escola militar o curso d'arma
que portenco.
DitoAo presidente da rela^iio, communicaniln
(fue por decretos de 22 do fevereiro ultimo bouve S.
.M. o Imperador por bem remover o doulor Manuel
Mendes da Cimba Azevedo do lugar de uiz de diroi-
10 da segunda vara crimn desta capital para o do juiz
de direitoda comarca do Ip na provincia do Coara,
e o b.icbarel Alexndre Buruardiuo do ReiseSilva,
do lugar de juiz de direito da comarca do l.imoeiro,
pisa u sobredito da segunda vara desta cidade ; dem
con.o numear para o de juiz municipal e de orpdaos,
dos tei mos de Seriudaem e Riu-Kormuso ao bacliarcl
Francisco Bodrigucs de Almeida.
Dilo. Ao agente da companbla das barcas do va-
por, lucoiiiiiiL'iid.iiulu baja do expedir su is orJens,
para q 111- sejain transportados para a Paraiiib.i em o
vapur Imperador, pur contado guveruo, cinco sol-
dados ae luzleiros uavacs e um mannd'-iro, que de-
vem seguir,para all, alim de iru.u servir 110 brigue
Andorinha. Scienlificuu-se o commandaiile da di-
viaSu naval.
Dito. Ao ebefe de polica, transmiltindo cm pro-
prio original ooffi o do commaudanle das armas,
compauliadi) do copia de nutro que ello dirigir b
comman lanle da compiuidia (xa de cavallana, para
quo naja de dar os devidos esclarecimentos acerca
do piocedimeulo uivido com O soldado da mesilla
couipanlna Manuel Joaquim da Luz, que, sendo re-
qmsitadopara as-islir ao processo que se Ido eslava
form-iiidu por crimode ino le, em que se acbava
indiciado, cunsla baver sido remeltido para a liba
de Femando.
Dito Ao mesmo, remetiendo um ollicio do com-
mandani.'da divisan uav.il, acompanbado de outro
em que o do b'iguo escuna Ug.ilidade da conta do
irregular procediuiento de Manoel >lo', mestro da
Canoa I tur-do-Kio, bem como da plisflo deste e de
um individuo quo elle cnnduiia a bordo da mesma
canoa, cuja idadeom nada coincide coma declarada
na mullicla ; e recommendando que vista desses
documeudandos baja 8. S. de proceder como for de
lei coulr os doua presos que, de conformidade com
as providencias que pauta a dar, vilo ser poslos a
sua disposicio.Coinmuuicou-se ao commandanle
da divislto naval.
Dito.-Ao director do arsenal de guerra, ordenan-
do fomeca ao lenente-coronel Feliciano Antonio
Falcan duzenlas calas brancas e duzentas carni-
zas, corlo do que aquella reparlicao sera indemni-
sada de senielbantes objictos, ou em gneros, ou
pelo valor aiburudo pela tabella cm vigor.Parlici-
puii-se ao commandante das armas.
Hito.-Ao mesmo, autorisando-o a despender a
quautia de 40,000 lis com a prnmptificac,no dos
objectos, constanles do pedido, que devolvo, do
CapelIHo do qoarto halalhao de arlildnria a |i.Sci-
ei!' iii.-ou-.se o inspector da pagadura militar.
Dito.Ao inspector da pagadoria militar, coinmu-
nicando ter sido participado por aviso de 8 do cr-
ranle que o alteres do primriro batullnlo d fuzilei-
ros, Antonio tallos Frederico Seara, passava a per-
ceber pela pagadura militar da corte, do primeiro
do correnlo mez em'liante, o sol Jo por iuteirode
sua patente, (icando suspenso o pagamento da con-
signi.?ilo mensal de l.'i.OOO ris que dexara uesla
provincia.
Dito.-Ao mesmo, ordenando pague a Jos Joa-
quim da-Costa liis a qi.anua do 105,000 ris, im-
portancia de 30 colxes e outros tantos travcsseiros
que vnudeu para u uso dus prisioueiros feridos que
lran rt'colhidos enfeimana do arsenal-.de mari-
nlia.Imeirou-se o ua^ecior do referido arsenal.
PEaNAMBUCO.
ASSEMBLEA PROVINCIAL.
I.' SESSA0 PHEPAltATORIA
DE 1849.
I..M 23 DE MAIICO
Ao meio-Jia, reunidos na saladas SMSOe' osSrs.
Antonio tlerculano de, Souza llanJeira, Jos Mame-
de Alves Ferreira, Joaquim Jos da Costa, Joaquim
Villela do Castro Tavares, Antonio Carneiro Ma-
cbadoltios. Mnnoel ClaroC.oncalvcs (luerra, Simpli-
cio Antonio Mavignicr, Francisco Camello Pessa
de l.acer-la o Jos Pedro da Silva ; oceupa a cadei-
ra da presidencia, por sor o secreta'io presente,
mais volado na scs*flo aiileeedonle, o Sr J oaquim
Villela, e as de secretarios os Srs. Souza Bandeira e
Jos Pedro.
O Sr. Presidente observa que, bavendo apenas nove
Srs.deputsdosn Souza Teixeira quo nao po lia entrar por nao liavcr
ainda prestado juramonto, I be parceia niio po lr la-
zerrso outra consa mais do que procoJer-se no plate a nina outra reunilo.aim de vor-sc se conipe-
reria o numero preciso, para se fazer a participneo
proscripta no art 8.* do regiment.
O Sr, Jote Pedro faz algnnias reflexes tendentes a
mostrara neeeeslrtado do lomar a casa alguma deli-
bcr.ii;ao acores dos uioios a empregar para que a as-
semblea posan funcciomir.
Finalmente 03 Srs. uepaUdos presentes accoi.lnm
emsoreunirem iimanba para vercm so comparece
numero legal, visto que entendem nada poder deli-
berar no sentido das reflexOas do Sr. Jos Pedro.
OSr. Prndente levanl a sessao a 1 hora da larde.
Cmara municipal do ftecife.
1. SESSAOOltDINABIA l)E DE MAIICO DK 181.
PRFSIOKNCIA 00 SR. ROO F. Al.ttUQUKaQUB
Prosnntes os Srs. Carne)F0 Monteiro, Barros, Ba-
rata, Candinn, Mame.de e Vianna, fallan lo com cau-
sa o Sr. Dr. Nery, o sem ella o Sr Egdlo Ferreira,
alirin-s a sessilo, sendo lida e approvada a acia da
antecedenle.
O secretario fez a leitura dos scguinle-. olUcins :
Um do Exm. presidente da provincia, communi-
eando a disposlQIo do aviso expedido pela secretaria
do estado dos negocios do imperio, em 2 de Janeiro
ultimo, rogulando a maneira por que se devem as
autoridades, omprega moros funecionarios dirigir ao governo imperial,
priiiripalmenle em materia de eleicojs.lutoiraJa,
e maudou-se acensar a recepelo.
Outro do vercador Nery da FonseCB, com d da de
2-1 do passado,. pe Hoilu 30 das de liconca por ler de
Sabir para o Bio-Formoso, n niio saber qtian-lo vol-
taria. Concedeu-se a l'Cenca pedida, a principiar
de boje, visto que o dito ollicio fui entregue a 7 de
fevereiro, deuois da ultima st'SsAo.
Outio docliefode polica da provincia, participan-
do ler enviado ao procurador desla cmara a quan-
tia da 80 000 lis, em que, fundado nosarts. 98 (-09
do regulainenlo n. 120 de 31 de Janeiro de 1812,
multara os Pnitiiguezes Duarto Valeriano Mojado
Antonio Joaquim de Souza Mximo. Que se respoor
.lesse, e se participaste a cuuladorii para debilar o
procura lor.
Outro da cmara municipal de Cimbres, acensan-
do a recepcilo do desta cooimunicaudo-lbc a posse
do Exm. presidente actual.Intimida.
Outro do presi.renle do coneeldo" de salubrnlade
publica, indicando em urna nula os lugares em que
be mus conveniente fazer-seo despejo da ciliado.
l'i'ir.un appruvados, e se maudou olliciar aos liscaea
inteirau Jo-os desta medida, para que a lizessem pu-
blica pelos jomaos populacilo deslas freguezias,
emqiianto o ia lumbem a camarafazer por edilaes.
Outro do mesmo presidente, reclamando pela
transferencia para fra da cilado dos estabelecimen
tos Industriaos que trabolbam com rogos activos,
visto as queixas que por vozes leeui chea lo ao 00-
nliecimeoto do cuncellio de pessoas moradoras por-
to dellesIntcrada.
Oulrodo mesmo presidente, remetiendo sele map-
pas coiilendo os nomes de 170 pessuas que, vricei na-
das depois da approvacilo das posturas vigentes, del-
xa rain de comparecer no stimo da, como sao obii -
gadas polo art 1. til. 8. das mesillas,e podmdo que
a cmara lsse enrgica em l'd/.er observar, uesla
parle, ditas pusluras.-Qito se iransmiltissein ditos
inappas ao procurador pura proceder a cbranos as
inultas,o so participaste n conladoria.
Outro do juiz de paz do 2.a dislricto do han ro do
Recie, parlicipando ler de viajar ao termo de Sen-
iili.iein. e que a cmara cbamasse, para ser jura-
mentado, O suppioultJ quo o devo substituir.--Que.
se cunvidem ao 1. o 2 supplentes.
Maudou-se Biciar aos liscaespara comp.iicccrein
cmara em o dias de sessilo.
Despachara m-se as pelicoes de Joso da Silva PavBo,
de Joaquim Fernand.s de Azevedo, do major 1 ran-
cisco Jos de Mello, de Joaquim da Silva Reg, do I)
Francisca Mana dus liis Campello, dos mercadores
de peixe da ribeira, e levantou so a sessilo. tu,
todo Joi terrena de Aguiur, secretario a subscrevi.
Em viriu-io de nflo ler comparecido a sesso, nem
ter mandado escusa o vereador Jos Egidio Ferrei-
ra foi considerado incorso na multa. Em lempo o
declarei. i'. o escrevi./'ego Alh'iquitqut, presidenle.f'in'iif.
tamrde." ferreira.Uarrot.Barata.
DIAHIU PIPBnlAUJJCO
BECITZ, 31 DZ HABCO BB 1849.
OlSI-FllSKl no CHUPO RRBILOB QUE VAC.AVA
BVTRI TASMAIIO F Ir.UARASSI ,
Km o numero antecedente noticiamos nos que
Borges da Fonseca sndsra em lerrorio parabibano;
mas s, foragido c em cata de as\ lo onde so acoulas-
so : agora vimos offerecer a considernQilo Jos l"|i -
ros um documento ol1iri.it que os convencer de ciuu
os infeli/.cs quo elle abandonara entro Pasmado o
Iguarassii, evacuaram dnnlem SSpSrSgonS em qilu
so acdavam, fugindo precipltadaaaonte ante as fr-
cas legalistas ao mando do coronel los Vicente de
Amnrim Bezcrra.
F.sle documento escripia no mesmo din em que u
lacio Uvera lugar, lino seguinto :
Um. c Exm Sr Tenlio a linnra de participa'
< a V. Etc. que as forjas do eabeclba Moraes, que
occiipavam as mallas contiguas s cabeceiras do,
assudes do cngenlin do Meio o Ararioe-do-llaixo.
. lr.im batidas boje pela columna de mcu cnmn in
c do, fugindo em debainlada, logo s prineiri-
descargas dalas sobre a mais f-irlo guerrilba, doi
xsndo alguna olijectos de.sou uso, sem quo bou
vesse perda, nem ferimentn Ja parte da columna:
(icando dora em diante dcsassombradas c livrcs
toda a cslrada e imiiiediaces.
Dirci succiiitamcnle as cire.iimslineias que pro-
coderam ao ataque.
t No dia 20 do correle, dous liombcicos inlorm.i-
ram-me das posices que o inimipjo OCCiipsva na
o malla, o um rebelde, que foi feilo prisioneiro no
n dia 19 depois de um pequeo tiroteiroem Pasma
do, iuformou minuciosamente a variado, por el-
feito das promessas que Iho liz. confirmando e am-
pliando oque os hombeiros ja liiibam declarado.
Ao faci,, pois, de todas as posicaics, t mesmo de
u urna usanajns pabricavamoatluxame no interior
(i da malta, Inamover a columna osla madrugada,
e, dirigi lo pessoalmonlo as operacoes. mindei
urna fdre atacar pela frente os engenlios do Meio
e Araripo-do-P.aixo ou Caga-Eogo; diiasgrJnles
frcas, urna a cortara rciaguar la, ooulra allin-
qu^ar o acampamento, protegido por un forte in-
tri nctiei ramea to; alen de urna tereeira Diroa quo
nianJei atacara casa que servia do Uboratoiio do
caitiixame. o onde f sm apprehendidos alzuns
cartuxos.800 balas,pori;8o de papel c una halara.
;( Os rebol Jes tuiliain algunas guerrilbas etrin-
edeiras que man lei demolir, erancbosdo paida,
lalvez para 209 pessoas, os quseS liz desm incliar;
poni ludo abandonaram.
a Accresco que mandei preventivamente colloca
i duas partidas do exploradores nos lugares provs-
veis do sen transito na luga, para os nbrigsrem
* roiider-se, as quaes ainda uilo sa recollierain ; e
por isso nflu posso informar acerca de seu resal -
((' Dos guarde V. EXC. Quartel da columna cm
op'oacoesao norte perpamiiuco uavilli de Igua-
ias-i, 22 de marco de 1819 lllm. e Exm. Sr. ge-
neral Jos Joaqui.n Coidb '. commandaiilo das ar-
mas. Josi neeiile de Amorim Bezerra, coronel
graduado, commindaiite.
ComqusntO da leitura do ollicio que ah tica trans-
cripto, se conclua quo ainla niio liavis noticia acer-
ca do resultado das diligencias da rr.f,a de explora-
dores, incumbida do impedir o passo aos fugitivos,
siippomos, todavia, que nada arriscamos em pensar
que ellos mo terflo outro alvitr a adoptar que nao
seja o do deprem as armas, e impetrar a clemencia
imperial; porquanto, alm do destrocados, e tmi-
dos por conseguinte, vilo sem chefes, visto que he
sabido que Muraos eJoO Paulo ja os deixaram, bem
como que Borges da Fonseca j se acha na Parahiba.
A- vista disto e do que dissemos em o primeiro nu-
mero desta semana a respoilo da siluaco da revol-
ta em Agoa-Preta, nico ponto do sul cm que ella
ainda tinba gente armada, como que pdenlos contar
que mo larda o momento om quo lenbamos o pa
ter de anunciarque a provincia est inleiramerrte
pacilicada.
RBCTiriciCatV
Acaban de mostrar-nos o EtlandurL: n. j, d'.1
qnal consta quo rio fra o Sr. Icnenlc-coronel Joa-
quim Mariano Franco de S o ssSSSSiusdo em Santa-
Helena ; mas, sim, ur vaqueiro desse sr. de nomo
Joaqnio Rodiigues Bilt.incourt.
Correspoiidoiicia.
Srs Itidaetoret. Col" "m <"or,,C'io wrdadelra-
me. lo pTnSbuc.no, eque s palpita fortomente
n mudo so trata do bem-c-tar da nimba patria, eu
Z' .So nu o conservar inJiffercnle..na luda que
imiise aaiiou poucosdios depois da posse do ex-
nreli.onlJ Penna ; e, firmo nos meus principios de
rt, P "* rebentou a revolta, fu. collocar-me
e o os defensores da monarchia o da constituir.;0.
alitando-mo na campanilla de voluntarios opera-
rios do arsenal do guerra.
,'

I



^T
i*
*l
Diapnato nilar a minlia villa pela Mirada causa
.1 irtpgruladn iln imperio, corr ao campo lo com-
bate, logo que esla capital fn invadida pelos re-
beldes, a 2 ile "verero prximo pnssado, e pcrmit-
ti o acaso qu pelas 9 llora desc lia fnss" cu fe-
rldo gravemente nm o braco Ifrcto, quando, col-
.ocailn :i:i esquina da rita do Queima lo qe vo|t
para a travcssa lo padre, concurra cnm vatios-ir-
mflos mi'Ui nos estoicos cot que eales se empenha-
vam por expedir os anaichslas do largo do Livra-
menio.
Sendo grave o meu ferimentn, segundo disse em
principio; os meus camaradas coiiduziram-me im-
modataiueiite para o hospital do corpo de polica
mnsum amigo earidnso e devota lo.um a,migo co-
mo ha roncos na poca actual, o ao qual jamis
poieivi Icsiemunhar devidamente n niiuha rali-
dflo,--uni amigo pxem; lar, o Sr. Francisco Jos Co-
mes do Santa liosa, artista como eu, fo dahi lirar-
me no dia 3 do rilado feverpiro, e conduzio-mo
para su pinpri casa, onde liietali rc* cuidados, fazendo a sua rusia todas as despejas
lo n i u curativo, exclusive smento as que podan
refprjr-se a medicina, porque os Srs. doutores Mos-
cona Pitanga trveram a bnndade lecurar-me gra-
tulamente com o maior desvelo e caidadr, lavan-
do o seu inransavel zelo ao poni iio me visitaren
dnas vezes ao lia, at que reconheceram que havia
licuado o momento doja nflo correr eu o mnimo
risco de vida.
Releva notar que entre os soccorros mdicos que
os mencionados Inulores me pro ligalsaram, (gura
eapifr-lmentea operado, pela qual, asM-tididos pe-
to Sr doutor Puntes, me cortaram a nulo dreita,
.piando se convencern! de que a nflo poda cu r.m-
scivar.
\ihn-nio pois, privado le adquirir os meos do
sonaiatenciaporvla Jo meu cilicio de a ira tale, visto
como perd a inflo com que cozia e lalhava as obras
'1"/- me coiiflavam ; masesiou resignado esalisfeilo,
porque peni i essa inflo cm defensa la mais sania
las causas; quero dizer.'em pro da ordem e da Iran-
qtlillidado publica, em defesa da integrdade do
imperio e los dircilos lo meu adorado monarcha.
Diauem-ae, Srs. Redactores, do pul-icdr srn sc
acreditado jornal a ludias qu abi 'lexo escripias,
o me resolv adaraopr>lo mais com o fin dp por
sh o .lo iuiiio do publico os relevantissi nos favo-
res que me lizcraui os Srs Smla llosa c doulorea
M>S<-00 e Pitanga, do que com o intuito de contar
alimonado mu li-rimento.-Ci/prinno Cmreta Li-
ma.- Itecil'e, 22 de margo de 1849.
pagemli, carga 2000 barricas com bacalho a
I.. C Ferreira & Companhia.
Ra'iia ; 6 das, corveta franceza de guerra Expetiiti-
rf, coiiinianilanieo tejiente Martn.
Cork ; 38 das, luger austraco Fede, de 20S tonela-
das, capilOo Nicollo Rrairovich, cquiuagcm 9, em
lastro ; i. ordem.
Navn$ lahiios no m'tmn dia.
Em commissflo : brigua-esciina hrasileiro Legnlidade,
commaudante o capilSO'lente Joflo Custodio
Deodem.
dem ; brigue-escuna de guerra Canope, comman-
dante o primeiio tenente Jos de Mello Cbrista
d'Ouro.
Lisboa ; brizne porluguez Novo-Vencedor, capillo
Antonio Jos Dias los Santos Lapa, carga asaurar.
Passageiios, Manuel Nuiu-s da Silva, Jos Peixolo
da Fouspca, Joaqoim Jos de Almcida com sua se-'
nbora o 4 filiios menores, I). Maria Lima coiu 2 fi-
liios menores.
hurraca!!.
Fundiou no Lamerflc, paia acabar de car regar, a
galera ingleza Haindtir, capitflo A. Knwright.
KOlTAIX
Avisos martimos.
COMMERCIO.
Al FANDEG4.Ilendimenlo do dia 23 .
Detctrregam Ao;, 24 de marro.
Calera Olive llranch azeile le peixe.
Barca Eslher-Ann mercaduras.
Barca Jnne-Utllj i'etn.
Brigue nitzuhelh idpm.
(i. 67l,5fl|
IMI'ORTACO.
Jiwii-f/ully, barca franceza, indi lo Havre en-
trada no coi rente mez consignada a Dedier Colom-
bez & C. niMiifesli-u < si guilde :
2 Caxas calcado 8 ditas chapeos, 1 dita peifuma-
rias, 1 lila 11 o mus e llores, 2 .utas chapeos le sol,
1 lila pelles de cartieira, l tilla leemos le algo iflo ,
3 dilas poro'llana 1 dita pelitre di chitre, 1 olla
llocos, 1 lila nctilus e chapos le palha 1 (Jila in-
dustria, 4 dilas papel? 1 dita caslicaes; a Cals
l'r m
12 lidos teridos de algoilflo 2 caxas hijoulerias
le ouio, 8 ditas perfumaras, 12 ditas chapeos, 3 ti
las quincalliKrias 1 dita sgoa le Colonia, 2 dilas
Capellina 3 dilas ohjectos de selleiro, 2 dilas faz<-n-
ilas le silla I dit Chapeos de sol,
Juras ,5 lilas porc llana 4
Iros 1 dita i iversos diji ctos
l rain p-nciasd'funu 1 dita'pelles de carnera j
a Dedier Cnlunibiez & C.
3caxas papel 2 litas chapeos, 176 barris o 25
mi'ios ditos manleiga, 80caixas queijos a H. Las-
sen- & C.
1 caixa panno de linhn ; a A-Sommier.
1 caixa tcci'liisde algo tflo I dila uilos de seda ; a
kiilkmann is llosenuiiiiid
1 paisa viiiros, 2lilas balanzas, 5 dilas drogas,
1 bail tintura l dilo papel, 1 Cesto oleo, 3 cai-
Xra garrafas; a J. Soum.
1 caixa suspensorios 1 dila linbas, 1 dita pannos.
5 dilas mirceana,! dila iiiiunnu as. 3 ililaa tecnlos
!' a ; wl.ni, 1 lila chapos,! dila ealojo de ilalu-
l a lisia : a lialiTlle iv ('..
1 caixa leerlos de dlgodflo 1 dila pelles de car-
nelia i dila litas le bezerro ; a E. Bolli.
1 iiibrullio facturas itnpressas ; y p. Croco.
I! Callas t- cilits do algodflu, 1 dita dilu de seda e
algodBo ; a J. Kcller.
1 Caixa modas, I dita perfumaras, 1 dila con
nina hur a 5 gt^os champaiiha (iO barris e 60
meos oitos mantuiga ; a ordem.
1 caixa cun retrato ; -a L C. Ferrera.
1 caixa trciilos le sela ; a .*>. & l oider.
2 caxas lecidos de 1,1a e al^odflo ; a J. Astlay.
- \endem-se, na ra da lloda, u 1 secundo
andar, ilous llan.ius oc azeile de caria, alo, novos,
niii caiulieiro IraPCez, de meio desala, em bom uso;
mu dito de metal an.ai eilo para cozmlia ; Ulll laiXO
de cobre inaneini e ein buui uso ; um par de mau-
gasde vidiolaviadas, de u.ilo bou. gusto; urna
hatnleja iiniUiidoihaiflu de minio bom uoslo : lu-
Miguel Archanjo Monleirode Andradt, oficial da m
perial ordem da Roa, cavalleiro da de Chrislo e int-
pector da alfandega de l'ernombuco, por S. M. o
Imperador, que Veos guarde, etc.
Faz saber que no dia 2" lo corrente, ao mcio-dia,
na poria da alf-n lega, serflu levadas a pregflo, para
seren arrematadas em hasta publica, as secundes
inurcadoiias, apprcbeiplidas pidos emprcga feenli-silo carregamenlo do brigue sardo Arr.han-
grin, h por accrescimo ilomesmo, a saber : 7 barricas
com 31 arrobas e 16 libras de castauhiis piladas;l
sacco com 3 arrobas o 16 libras deditas, prefo da ta-
rifa 2,400 rs a arroba; i barril com 46 caadas de
vinagro, ideni 200 rs. a caada ; 2 barricas com 6
arrobas de caslaubas em casca, ud vatorem 6,000 rs. ;
3 barrijiuhos com calda ou massa de tomates, dem
24,000 rs. : semlo dila arrematadlo livre de direitos
,io ai icinalaiile AlTanilega, 22le marco do 1849.
Miguel Arcltaiijo Uonlexro de Andradt.
Jlo Xavier Carneiro da (tinlia, fidalgo cavalteiro da
casa imperial, cavtUleiro da ordem de Ckri$to e ad-
ministrador da mesa do run>uiado deila provincia,
por S. M. o Imperudor que heot yuarae, ele.
Fz saber que no da 29 do corrente, ao meio-da,
se bflo de ai remalar a i oila da mesma cinco o meio
sarcos com a.-sucar mascavado, ap.-reiieudidos por
ClaU-iluO Aiiiancio Presidoe Antonio iw Tantea,
por lli'in eiuliair.ii Sem despacho ; cuja areiualai;flo
sera litro ue desbezas ao aiieuialaute. Mesa do con-
sulado lu Peiuaiubuco, 23 de marco de 1819. O
administrador, Jwo Xavier Carneiro da Cunha.
fjwaai
Drclarayocs.
CORPO POLICIAL
Dia 23 de marco de 1849.
0 lllni. Sr Hr chele de polica maiulou recolber a
eaileia deata Cidade a Henediclo Jos la Costa, que
veio preso la provincia da Paiahiha a bonlo lo va-
por Itnhiana ; e bem assiui no cidlaboufo desie quar-
lel a Jos l.niz la S Iva, Manuel do Ir' e Clorindo Ali-
lonin, o priineiro remet ido | co director do arse-
nal de guerra para teciula o oadous ulliiros para
cenas in.iaiia^Oi'S pnliciaea, sendo enviados pe
commandante i|h( fondas uavaes. O ajudanlo, Ma-
nad Porfirio de Catiro Araujo
--Ai-ba-se lecolbidoa Cadeia da cidade de Oliml .
o pialo Amonio (longo, batxo, fula Cora l"U* bo-
lees na lace dprila que diz >er escravo ile Jos Fi-
hppe Guedes Seuhoi doengeno LagOa-lianla Da
d.ias ne Ics'r. a""-!- "'*lea^ Nazarelh: qu^m se julgar com d.re.l..
i iooba.ncairalhdia', a;;;;f-^-cravo dtr.ja-se ao delegado da mes-
COBIIHO. *
O fechamento das malas que tem le conluzir o
vapor llahiaim para os ponos do su I' foi transferi-
do para hojei 24 ), s 8 horas da manlifla e s6 se
lereberflo as cnrrespondeiiPias Com o porle dobla-
do ale as 9 huras impreleriveliiieule.
THEATlT~l7rrAl'OLKO
S.'tcptcsentacflo da asMgnHura.
IIOJE.24I EMAIIV.0DEI89.
A rmpanlo franceza, >0b aiimccflo le Mr I)u-
pr. tem a honra le dar a pria eir re leseulacflo de
I EliX MENACES 1'AltlSlENS
pega nova em 3 actos.
DANCA.
rasnouirau, danzado por madama Camoln.
Piinieiia represeiilNCllo de les pe liles mitereidela
tfi'eA'/mfirfne. vaiuleville juCosn p novo em um aero.
Primeira representaQflo de Henriella e harlol, vau-
deville novo e jocuso em um acto.
CANTO,
Ilomansc novo, cantado por madama Alexandre.
Para o liio-C.raniie-do-Sul aahir breve o brieue
Victoriano qual pode receher alguma carga a frota :
qiiem quizar no mpsmo carregar e pmbarcar psera-
vos, p'le lirigir-sp a tratar com Amorim Irmflos, na
ra da Cadeia, n. 39.
Para Babia seguir o brigue Alegre/e, o qual se
nropoa a receber carga a frele com modo : quem pre-
lender. r 'e eotender-so com Amorim IrmSos, na
ra da Cadeia, n. 39.
Para Lisboa aahe, com a maior hrevidade pos-
nivel, por tero spii rairpgamento prompto, o bir-
gue porluguez Sublime, capitflo Joflo Francisco de
Amor : quem no mesmo qulzer carregar ou ir de
passagem, dirija-se aos consignatarios, Oliveira Ir-
mflos SiCompaubia, na ruada Cruz, n. 9, ou ao re-
ferido capitflo.
Para a ll-ltia sabe, em poucos lias, o hiato Flor-
do- llecife: para carga e passageiros, trala-se na ra
do Vigario, n 5.
Os Srs. carregadorps da barca porluguez* Flor-
ila- Viii/u queiram Irazer seos conhecimenlos Casa
lo seu consignatario, Mannpl Joaquim llamos e
Silva afm le se podrem legalisar os manifestos da
mesmn barca.
Para Lishiia, com escala pelas ilhas dos Acores,
segu rom inuito brevdalo a polaca nacional So-
ciedade-Felii: quem na mesma quizer carregar, ou
ir le passagem psraoquo tem muito bons com-
niodos, dirija-se ra do Vigario, n. 8, a Iratar com
Joflo Tavarrs Cordeiro.
i'.ira Marseil'e pretende sabir al o dia 25 do cor-
rente o brigue francez Aaoer: recebe passageiros, pa-
ra o que tem excellenti-s commodos : os pretenden-
tes pdein dirigir-se ra da Scnzalla-Velhn, n.
138, casa de l. I.asserre &Compauhia.
Para o Bio-dc-Jannirosahe, com a maior brevi-
dade possivel, o patacho nacional Concttfo : para
carga, escravosa frete e passagoiros, Irata-se com
Novaes & Cotnpanhia, na ra do Trapiche, n. 34.
Para o Itio-de-Janero segu Com toila a hre-
vidade o brigue brasileiro 5 -Jote : para carga e pas-
sa^eiros lrala-se rom Caudillo Agoslinho de Bar-
ros ua pnCiuia do (.nrpo-Sauto, n 66, OU com oa-
pilflo, Jos llamos de Souza, a bordo do lito brigue.
-- \'eiuie-se o bricuc denominado Algrele, forra-
do de cobre e pioinplo de lodos os seus perteuces
para navegar : quem o pretender, para examinar,
piule ir a bordo, o qual se acha l'umliado defronte do
caos lo Coilegio, e para tiatar-se, na ra da Cadeia,
n. 39, Com A nonm Irmflos.
Para o MaranhSo o Para SPgue com a maior
brevidade possivel o patacho Josefina, capitflo Jos
Mara da Silva Porto : para carga e passaneiros offe-
receexeel'entes com iodos : os prelendeutes traten
com o consignatario na na do Trapiche, n. 44, ou
com o capitflo na prat;a.
" Veude-se 6 patacho nacional Francilina, de lote
le seis mil e quinheutas arrobas, con.-ti uceflo brasi-
letra, e prompto para seguir vtagem, o qual se acha
fuudoado i.'iii frente a ponte do llecife : os preleu-
.enies ah o poderflo examinar, e para Iratar na ra
lo Vigario, u. 19, segundo andar, com Macha lo &
l'lllllelro
~ Para o Itio-Ciamle-ilo-Sul segu, no lim do
correte mez o patacho Doui-lrmos: recebe al-
.'uma carga e esclavos a frele, e lambem lein com-
inodos para passageiros: ospreleudenles dirijam-se
a ra do Trapiche, n 6.
Para Lisboa sabe, cnm brevidade, a bem ro-
nhecida e vele ira barca pnnugueza Ligeira, de que
he rrpitflo Antonio Jnauuim Rodrigues : quem lulia
quizer carregar, ou ir le passagem, para oque tem
os ::iellioies e mais asseiados comiii consignatarios, Francisco Sevenano Babello & Fi-
lil), mi ao mesmo capitflo a bordo ou na prac,a do
Commeri'io.
Para o Blo-de-Janeirn segu imprelerivpl-
rneiile, 1111 da 25 do CO' rente, a escuna Santa-Cruz:
s recebe passageiros e escravos afrete, para o que
ten excelientes co.niiiodos : para o ajuste, Irata-se
com Joflo Francisco da Cruz, ra da Cruz, u. 3.
'- -'" No da 83 do corrente. na occasiflo de passar a
procissflo, fnrtaram da alaibeira do ahaixo assigna.
do urna carleir, eoninndo 1:015,000 i's. era notas,
genio urna de 500.000, urna de 200,000, tima ,|g
100,000, tres de 50.001, dnas de 20,000. orna de
10.000 p 15.000 rs. pm notas do dous mil is a dez
Inslo-s, qualro ledras..apodo urna del:900,000 rs
flrmailaporJo.se Joaquim Dias Fernn les, a vencer
a 21 de aeos'o, dnas (Idas, firmadas 1 or Frncisco
Ignacio Ferreira Jnior, sen lo urna da quaniu ..lo
890.000 rs., vencida em 27 de Teverero prximo paj.
sadocontra a -vencer em 18.da abril da quanla de
1:081.000 rs., urna lita de ilanriquea Concalvet da
Cimba a vencer em ldejunho, daquantia- do ^
200.000, urna dila acala por J0S0 Jos Rodrigues
l.ofler e aceita por Antonio Jos Coplho do Rozario.
Os aeceitantes das latirs se acham prevenidos pi-
ra s pagarem ao abaixo assilnado : quem do dita
furto dpr noticia sVr recomppnsailo generoumen-
tp, eoque tal facto praiicou querendo rpsTituir
dita cartpira com as referidas leliras, ficando-se
com metade do dinheiro, po le bola-la por tiaixu da
venla da ra larga do Rozario, n. 50. Joaquim
Dias Fernanda.
Novaes & C. embarcam para o Rjo-de-Janefro o
escravo Joaquim pertencento a Jos Kgypto PereU
ra da Silva Coqueiro, residente no leuara.
Na ra larga do Rozario, loja de miudezas, n.
26, precisa-se de un caixeiro, delta 16 annos. que
enha pra tica de loja de miudezas.
Dcsappareceu, do boleo da casaca do abaixo' as-
signado, una carteira com varios papis, o 140/
rs. em ccdulas sendo urna de 50,000 rs., duas ,
20,000 rs. e cinco de 10,000 rs., urna ordem de 75/
rs., le lletirque de Avtlla Pedrnza! sobre Francis-
co de Arroda Cmara, a quem se roga dn nflo pagar
senflo ao aun uncanle que pede encarecidamente a
quem adiar dila cariein de a levar ao dono qncas-
sisto na rna da Cadeia-Velha, n. 4l,o|qual recompen-
sara, c se fr de casciencia larga que nflo quefra en-
trrgsr o dinheiro, pelos menos deite por baixo di
porta da mesma loja a fcarteira com os papis, -/o-
t Joaquim Pereira Campo*.
Erigomma-soroupa de homem e de senhora ,
com perfoirflo e proco commodo : na run do I ivra-
menio, n. 3.
- Precisa-se de um trabalhador de masseira na
ra Uireila, palaria n. 26.
Emgomma-se roupa de hornera c de senhora
com perfeicflo : no segundo andar do sobrado n. 2,
da esquina da ra do Alecrim : na mesma cesa hV-
rece-se urna parda de meia idade para seraae*cca
de qualquer casa de familia, prefr'riiido-se a que nflo
lenlia meninos.
Aluga-se um primeiro and ir do sobrado la ra
do Rangel, defronte da botica, onle mora Joflo Fran-
cisco de Oliveira cirurgiflo : na ruaJJBo Cabug,
loja de miudezas, n 5.
Na ra do Pilar, em Fra-de-Porlas, n. 1(8,
precisa-se de um cozuibeiro forro ou escravo, e
de um picto ou preta, para o servico de cseo com-
pras de ra.
Na rus do l.ivramenlo, n. 14, precisa-sede tima
ama de leite, forra ou captiva, para criar um menino
de 6 mezes prefei nulo-se de cor prela por ja es-
tar arosiumadn a isso o menino queja esirauha.
Urna pessoa que tem de se ieti> ar para lora tes-
ta provincia vemle urna niobilia em muito bom es-
tado com os seguidles objeclos : duzta e meia de
cadenas um supla, urna mesa de meio de sala ,
um jogo de bancas, um loucador, sendo estes obiec-
tos itcjararanda una maiqueza, urna u-rsa els-
tica um aparador, urna cama de madeira Goucalo-
Alves una cadeirinha de armar, muito Oca urna
com moda n o armario de p lidio um guarda-ves-
tidos, um bauheiro de follia sendo lodos estes
U uiais
na ra
TIII'.ATRO DE SAN-FH \CISCO,
Domingo, 25 le marco de 1849, grande gala, an-
iversario do juramento la coslituicflu do impeli,
le>8 lugar o siguile espectculo :
Depo s do ser execulada poruma grande orches-
tra a ptima symplmiiia inlilulada Cimana urco,
msica do mestre Ciuseppe Veid, dar irincipio o
lose vende u.uiiu brlo,|r sen dono re'irai-su : espectculo com o bynnio nacional, cantado perante
com seus ar-
bvul cuu.o um siIIun
icios.
. Joflo da ConceijSo
lugal
(.ompraiu-se casas na
na ra -v Kang-I, u 77.
\nine-e una 111 giinlia de8anuos, muito
ila e queja cose BollNVul | na ra Nova, u. 5.
em bom uso
Bravo relira-se para Porp
povoacfio-de Barreiios
lin
Kenlimenlo
luv usas
CO.NSL'UIIO I.EIIAL.
do uia 23..........
.3:369.414
a efugio do s. M. u lmperadort a qual apparecera
coiu a maior decencia posa vel.
Represeiiiai-se-ba o lindo drama cm tres aclos
que tem porlilulo oDcter e Nulureza, 011 o soldado
amante de seti momircha.
Os iiitei vallos suflo preenebidos com boas svm-
pbouias.
Termla' o diverlmenlo con a nova dan;a jo-
coseria /'i Himgrois Saltona!, execulada pula joven
Felismiua.
O tbealrorslar decentemente armado. Os cama-
roles acham-se mclhuraoos. A platea supeiior tam-
Avsos diversos.
para
Por-
a
3.502,280
provincias ,.............. 132 81,6 "' V. ""'"""" r,a,t suprim lam-
r '"j bem oflerece mellior vanlagem, por se adiar cun
" --enl o 06 pa 111 i n ha O Coiu enCuSIO.
AS pe>SoaS quu teem eucomniendado camarotes
pdein mandar buscar seus carifies na casa aum-xa
ao mesmo lliealio, ( residencia do director a qual-
quer hora do da ; pots que tiles ah se acham a eir*
da pelo precus oocuslume, a saber: loryua de la-
do 4,000 e de froule 6,000. ordem llobie de lado
5.0uo e le fente 10,000, leiceira orden oe lalo 3,000
ene frenlr 4.0110, puij superior 2,000, olla ge.al
l,ouu, vaiainia 000 rs.
CONSULADO PROVINCIA!
hendimento do da 23...........
1:748,133
Movi(lien 10 do Forto*
\avios entrados no dia 23
Tcrra-Nova ; 40 mas, baica auiiiicaua l-'.l-Dorado,
de 182 toneladas, capiflo James Ktclibergcr, equi-j
John Wilding subdito britannico, segu
loglaleria.
Domingos Ferreira das N^vesCuimar/les,
tuguez.ietia-se para lora do imperio.
~ Antonio Privlo de Carvalho tetira-se para
Europa a iratar de sua sade.
--Eleodorollibeiroda Fonseca, subdito portuguez,
retira-se pata fra do imperio.
Jos Itaplisla llraga vai a llahia por Mcei a
iratar le seus negocios, leixamlo o seu cstabelpci-
mPiilo la ra dos Quartpis do mesmo modo, debaixo
da gerencia de seu mano Jos Joaquim, e por Seu
procurado! o Sr. Mamut Carneiro Leal.
-- l.niz Pedro das Neves embarca para o llio-de-Ja-
neiroa sua escrava Marianua cmn urna cria.
--Antonio Jos de Araojo Vieira suhdto portu-
u.-z e com venda na rila do Rangel, u. 4, achau-
lo-se molesto, vai fazer urna viagoin a cidade do
Piulo e dinanie sua ausencia deixa pncarregado
dos seus negocios como seus procuradores, em
primeiro lugar, Antonio Ferraira Piolo e em sa-
gundil, a Jos Maria Ferreira da Cunha : quem, pois,
se ju gar credor do aniiuncianic aprsente suas cun-
tas no prazo de Ires das, para seren mmediata-
meme pagas.
Para as pessoos que Uncanam seguir viagem.
Na ra do Rangol, n 9, contiiiuam-sea tirar pas-
sapoiles para dinlroe fra lo imperio despacham-
se escravos e correin-se folhas : iu de e preco muito comnioilo como so teui dado ex-
polenle piova no decurso de 8 annos.
tls Sis. que subscrpveram para o tttvo compen-
dio de tttusiea para u wo da macidade brasileira por
I). II. Mussuranga queiram dirigir-se a [iraca da
Independencia, ns. 6 e8, aflu le receberem os
exeiii, lares que liveram a bondade de se obrigarem
a tomar diguaudu-sa os que amia nao pagaram ,
e cnistam das listas que Mai o prsenles de en-
tregar 2,00 ris por cada 11 m dos niesuios exem-
plaies na occasiflo em que os receberem. (lulnisini,
convida-Sp'aosaiadoresua msica a comprare 11 e-
niidli.inie'ponipeudio que, segundo os entendedores
da iHi.icia merece Serdoiisultado.
Aluga-se urna casa terrea nova a grande com
las salas, 4 quarios, Cuziiiba lora quai lo para es-
cravos quintal sita entre as duas pouies da l'as-
sagoii'.-.ia-.ilag ialen.1 : a Iratar no palco do Carino,
loj de larlarugueiro, n. 3, com o seu proprie-
tario.
O lente Joflo G mcalves Nelto embarca para o
objeelos le muito bom gosio e em estado
pe l'eiio possivel, por preco muito rasoavel
Bella, n 40.
Vestem-se anjos para procisso,
por pirro coiiiinnilo, e aln^-ini-sc a zas pa-
ra os mcsiiios : ii i i tu do Calinga, n. <).
Aluga-se o sobiado de dous andares, defronte
do | orn das canoas, eu. <)l inda : na ruado l.ivra-
ineiiio, n 8, ou na venda por baixo do mesmo sobra-
do onoe se acha a chave.
-< Na na do gueimado, n. 14, segundo andar, se
ili 1 n quem oa dinheiro a premio. Na mesma casa
compra-se um cabrioielem bom uso ; sementes do
ararutae parreiras. Tambera se vendem iranrclins
de ouro Hiedallias iinnelOes, relogtos, con cotes
paia os mesuios e ouliasobras ; chales de seda,
los, saija, setiin preloe decores para casameiilos ,
e nutras fazeudas, por todo o proco para liqui-
dacflo. .
-- Precisa-se alugar urna escrava para o servico
de casa e comprai na ra sendo para pouca l'aini-
I ia : na tua larga do Rozario, n. 48, primeiro andar.
Jeionymo de Ahreu participa a ledas as pesssao
que teem penliores em seu poder desde Janeiro de
1815 al o presente qoe hajam de os tirar no prazo de
15 lias, ou pagar os juros que estilo a dever; do
contrario passara a vend-los para o seu pagamento:
tamheni tuoniriie publicar os noines das pessoas a
quem peileneerem, visto ignorar s as residencias.
-- Antonio Jos Vieira, com venda na ra do Ran-
gel, declara ao respeitavel publico, e particularmen-
te aquellas com quem tem Irausacces, que, po ha-
ver outro de igual nome, se assiguara de ora em di-
mite, por Antonio Joa do Araujo Vieira.
Na p^ilaria n. 13 la ra estrella do Rozario pre-
cisi-se de um forneiro ; assim como vcudem-so bi-
chas de llamburgo ealugam-se a 320 rs. cada urna.
Quem annunciou qurror Comprar o tratado do
geographia por l'rculu, dirija-se a ra do Amorim,
n.36.
AOS SRS. ADVOCADOS, ESCRIVES F. AO COMMEIl-
ClUKM CERAL.
Se algumas drstas pessoas precisar de alguem pa-
ra copiar algons papis, dlrija-se a esta typographia
em caria fechada Coiu as imciaes M. N. H. M., ou ati
nuucie.
,
11 ni-ile- J.iiii-iPo o seu esCraVO Manuel do uacao An-
Pilnc, laia as 8 1/2 lloras da noite com a chegada gola.
Ss. Exea. i -Joflo AnlonioAntunes, subiilo do S. M. Fide-
jisaima riir-se para fra do imperio.
si
3
iNovo nip AiularaJirV.
No deposito geral dcste rap a-
caba de leceber-se urna nova por(3o do mais
excedente que leui appaiect 10, e para o pu- I
blico poder experluienlarseaprca niara urna
amustia,pois im.la aode priuceza de Lisboa;
o coiitiuua-se a vender" pelo mesmo preco
na rueda Cruz, n. 63, primeiro andar, assim
como so vende o piala excedente cha brasi-
sileiio.
Aluga-e o segundo aud-ir do sumado da ra
Nova, u. 1* : a tratar na loja do mesmo sobrado.




-- Precisa-se de qualro a cinco cnntos.de ris so-
bro liyM>tlie.cu m um sobrado, o qual val doze con
los d<> ris ; a pessoa que qui/cr fazer tal negocio
unnuncie para ser procurada.
O Sr. Francisco Congal ves da Costa, que tev
pa>lria em Olioda, querr dirigir-so a prag da In-
dependa, ns. C o 8, para se Ihe fallar a nugocio do
seu i ulerease.
A pi-ssa a quem fVem oflerecidas, por compra,
011 It'iiha ri'ra!.i larhiiilia a\g)f>rirnn, tima dil iirande, urna barrica
".randa 'le miIho alcista, no dia 21, por um prelo
que cunen clTeitos do trapiche para a vendas, que-
renlo restituir, levoveiU n. 2S. rua Direita.
Advertencia o annuncio feiUi por Jos Tava-
res Pacheco, da venda le gnu sitio em Porto-de-fiaI-
lniiins. Ailverte-sea qualquer pesno que o preten-
da, que o momo sitio j oradores Luurengo Jur das Noves o Joaquim Pereira
de Mendoiic e o. Iros: por isso quern o pretender so
leve entender primeiro com ditosSrs., para depois
se nlo chamar ignorancia.
SOCIKDAuK AP0I.1.INK V.
A eommissilo administrativa faz certo aos Srs. so-
cios que tem marcado o dia 7 de alnil prximo futu-
ro, para ter lugar a partida da abertura do presente
auno: convida, poi lano, aos ditos Srs. a acresun-
t;irom suaS'propostas para socios o convidados a
mcsina partida, no dia 24 do correte, pelas t> horas
da tarde, na casa da niesma gnciedade.
fta ra larg do Hozario, n. f\o,
toja de alfaiate de Francisco Pinto da Costa Lima,
piecisa-se de ofliciaes Je obra miuda e tambera, do
algumag cnstureiras do mesmo oflicio,
Precisa-se alugar urna escrava que saiba bem
co/i'ihar e fazer ludo o servico do urna casa Jo pou-
a familia : na ra larga do Hozario, n. 46, segundo
ainior.
-- Constando ao abaito assignado que Joaquim
Ignacio Xavier pretende relirar-sc para a cidade do
Porto no brigue Vmtur+Feli: pelo presente se Ihe
avisa quo nilo o podora fazer sem primeiro liqui-
daras cuntas quo nflo ignora ter com o mesmo
abaixo assignado ; do cortrario 80 lngara mito dos
inpins iiiin sito eniioe lidos pelas leis do paiz. Do-
mmrjns Martin* Ponle$.
OftViecem-sopara caixeirnsdous pequeos, sen-
do Um poituguez e outio brasileiro os quaes silo
osrertos e dito fiador a sua conducta : na ra do
tjiicima.lo, n fi.
pi'i'di'u-so da travessa da Concordia ponte da
lloa-Vista, noseguimenlo da ra dn Coneeigo, Cor-
rednr-do-Bispo Soledailo estrada que ai para a
ponte do Mauguinho, testa a olnria da beira do rio,
no sitio do Sr teneule-coronel Corneiro, a atraves-
ar para a malta da Torre urna carteira com 31,000
rs. em cedurla sendo urna de 20/ rs oulra de 10
rs. urna le (/ rs., e varios papis queso | lem ser-
vir a seu dono: a pessoa que a arhou querendo
i estiluir, lora de gratific-ciiu 15.000 rs o no caso
que nflo Ihe agrade a gratificarlo, pode tirar lodo o
dinlieiro e entregar na alfaudega ao raixeirodo Sr.
Arcenio Fortnalo la Silva ou bota-la com todos
os papis por bailo da porta da venda da ra do l'a-
drc-l lorianho, n 2.
ATTENCA!
Ha nesta cidade um rapaz que sabe bem ler, es-
creyer e contar, e como achare em rireumstancias
asgas criticas, so offercre para caixeiro de scrlptu-
ragilo de algunia Casa eslrangeira.
ffeg>u-e, no di 19 de marco, s7 horas da noi-
to, um cavado com cngalhn : quem fAr seu dono,
dirij-ge ao largo do Pilar, n. 17, que, daudo ossig-
lines e pagando as despe78, Ihe ser entregue.
- Ai renda-se nina rasa de taipa rom bstanles
com modos no dganla Torre, com tetras de plant'-
goes, pi>r prego coRimodo : no pateo do Collegio,
loja n. 6, ge dir.
Arrn la-ge um sitio na estrada de Joilo-de-llar-
rns. com urna ba casa, a qual tem duas salas na
Iri-nic. cinco quai los, sala le jniiiar e cozinha, casa
paia pretos e estribarla, com bastantes anorcilos e
lina baixa : Os | relenuente, dtrijam-se a ra la
Cruz, no itecife, n. II.
Cn-cisa-se de urna pessoa brasilcira, bastante
oeliva e qued liailor a sua conduela, para caixei-
ro de cohraucas e todo o mus servico de ra : na ra
Nova, n 25.
-- Precisa-sede um oajxciro que tenha pralica de
venda, e le idade de 16 a 20 anuos, nu alias algum
dos rhegailos ha pouco do Porto com mais ou menos
dado Ja que cima dita : na ra da C/uz do"Recite,
n. 31
Bernardino Antonio de Rezendo rclra-se para
Tora dn imperio.
Offerece-se um rapaz brasileiro paro caixeiro
de qualquer eslabolecmeulo, pieferin.lo arnia-
mazent de assucar, ou prensa de algodilo para e
que tem bastante pralica : a tratar na travessa da
Madre-de-Dcns n. 5. primeiro andar.
-Os Srs. quefuramna tarde "do dia 19 do cor-
rele ao terreno que o ahaixo assignado tem de-
fronte da ra do A leer un o despticamente Corta-
ran! rai-im e o mais quo quizerara no dito terreno ,
sem licenca do abaixo asssignado como seu pro-
prielario pele-se-lhes por favor de nao lornarem a
invadir a propiiedade do annunejante, e nem tia-
lem o que existe visto o annuuciaule nflo ler au
'misado a pessoa algum prra desfrutar o que Ihe
perlenco. Joaquim L bato ferreira.
--' IVa loja de ferraiirus, n. 56, na ra da Cadeia do
Herife deseja-ge fallar com os Srs. Manuel Antonio
^egueira .Antonio Jos da Fonseca o Joo Klisiario
Cordeiro Lisboa,
.Na luado Padrp-Florianno, n. 21, segunllo an-
dar, Tazem-se bonitos honeies le todas as qualida-
des, tatito para militares como para senhora e me-
ninos com toda a pe ftigiio., o.por prego mais coni-
modo toque em oulra qualquer parlo
Precua-ae saber onde reside a *lllm. Sr. 0.
Leonor Lima da llocha para negocio do seu ulerea-
se : nu ra da Cruz, n. tf, em casa de Nascimcnlo
& Amoriin. -
Estraviou-se, grm se saber por que meio urna
bengala le canna da India com casillo de oirro la-
borado em Palia, em cima da qual estilo gravados
dons M M. : quen> a achar ua delta tiver noticia ,
iiideirija-sca la da Aurora casa lo A. P. Maciel
Noiileiro.JHiito o collegio, da orphilas que ser
Lem gratitcado.
-- Trerisa-se de doys amassadores : na ra larga
deUuzoiio, | aiiaria n. *8. .
-- llilo-se 200 ou 300,000 rs. a premio com hy-
polbeca em uina pela que saiba cuzJuhare engom-
inar, licandoa prrla em podOrda pessoa qou da o
diubeiro o o teivico della pelo premio do ilinheuo,
nu anula mesmo dando-se mais alguma cousa : na
boa-Vista, roa do Carnario, n 5.
- AlugTse um sobiaib d um andar, em oaixilo
todo tia\ejdo, com 3(1 paluiosde largura e 100 de:
fundo, leudo o lado um armazem de pedra e cal ,1
de 30 palmos de largura e 100 do fundo, tendo u""
grande chamine cacimba dentro do armazem o
qual eommunica-se rara o sobrado, ten lo no fundo
rio e camboa pora descarregar na porta do quint'
doohralo, e com batadt* terreno nn fundo-, ludo
miiitn proprio para se eslahelecer qualquer estabe-
leclmento dn Tornos, por ser nos Coelhns da Boa-
Vista lugar de*ignao :alugam-se ambas as pro-
priedadea ou separadas pnr prego commodo : a
tratar na rila da Alegra n 34, Com MaceHino Jes
Lopes. Na mesma casa vende-e um 'cavado: tam-
bero se alngn urna grande otaria sita na ra do Co-
tovello?
.Prccisa-se de urna ama de lelte, forra ou es-
crava preterndo-se a esta : na ra do l.ivramento,
loja de mlii'lezasao pedo nicho.
--Precisa-sede um bom roeinheiro, para fazer
uma viagem a Ruropa : quom se adiar nestas "Cir-J-j
'cumslancias,dirija-so ao armazem de Jos Mara
Palmeira no largo do Corpo-Sailto, n 6.
O ahaixo assignado Taz sciente aos pais de seus
alumnos que mudnu sua residencia da travessa do
Veras para ra da Alegra, n. 9. Polharpo Nunei
Corret'a'
Aluga-se uma grande casa terrea na ra Impe-
rial com 2 salas, 7 quartos cozinha Tora e cacim-
ba : a tratar no thealro novo.
Bernardo Ferreira Loureiro previno ao respei-
lavel publico que ninguem compro a casa n. 5 ai-
la na ra das Trincheirag, que Toi nulamente, arre-
matada por Manoel Ferreira Lima nem qualquer
propnedade i erlencenlo ao dito Lima, que ao acha
na F.uropa, porquanlo o annunciante trata de re-
hrendicar a dita casa por ser sua e bpm assi'm do
cohrur os alugueis desdo o lempo da nula arrema-
tarlo.
Anda' se contin aforar um esto de terreno no
sitio do Hospicio : tambera, se roga as possoas que
ja escolhwam os mencinalos tenos de compare-
cerera no%esmo sitio, a fallar com oSr. Joo Ozo-
no de Castro Maciel Monteiro para se tratar das
competentes escripturas.
-- Aluga-se uma padaria na Passagem da Magda-
lena junto a ponto grande : a tratar na ru do Hos-
picio, com l.in/ Jos da Silva Cuimariies das 7 ho-
ras S manhUa ir 8 o meia e das dilBS as 5 da
tarde.
Fabrica ere cspelnos.
JoSo Dubois faz publico quo presentemente acaba
le montar urna fabrica de por ac em espelhos de
mnior tamanhn : as possoas que se quizerem ulilsar
lo sua arlo pode o procurar em casa de sua resi-
dencia na ra larga do Hozario sobrado ns. 6 o 8.
~ Roga-se aos Srs. Jos Joaquim deAlnicida (.ur-
des c padie Francisco Antonio deOliveira Rozelles,
moradores em Olmda, Christoviio de Hollando Caval-
vantede Albuquerque, moiadorem Arandepe, enge-
nho Ipojuca, Amaro Comes de Oliveiio, senhor do
engolillo Canna-llraha, e Antonio Curela Pessoa do
Mello, senhor do de Vertentes, o favor de dirigirem
se ao segundo andar lo sobrado n 18 do pateo do
Crmo, para negocios de ulereases, e na falla dir-
se-ha quaes sito esses negocios.
Faz scienle.au publico Jos Francisco Moreira,
que, como testomenteiro da (nada Clara Mara da
Conceicflo, senhora"que fui do cngeuho Coiabeira,
e para cumprimento do testamento, todos os ali-
Ihados da dila finada apresenlcm as suas certidOes
romo uiosirein ser allhadus da mes na Tinada para
rec'bcrem a esmnla queella doixou, como consta do
testamento, as quaes serSo apresentadas no espago
de 30 oias.
~ Desappareceu, na madrugada do dia 14 do cor-
rente mez, do bordo do brigue brasileiro S.-Joi,
l'undeado na vollado Forle-do-Mato, um moleque
de lime Bernardo, idade 15 a 16 auno, crpreta,
caa redonda, baixo, o bem Wlanto : foi vestido
com caigo e comisa de algoofloziiiho azul, levando
mais urna lr>xa com roupa nova do mesuio algo-
dfio/inho : quCm o pegar ou suuber onde existe, o
poder prender e leva-lo ao esc iptorio do Sr. Cau-
dino Agosliubo do Bairos, quo sera bem recompen-
sado do seu Irabalho.
Aluga-se a loja do sobrado n. 5 do Aterro-da-
Boa-Vsia ptima para lodo o genero de negocio,
pela sua excedente localidado : a tratar no mesmo
sobrado, a qualquer hora do dia ondelamuem so
fa negocio com a arniagio euvidragada, existenio
na mesilla loja.
I.uiz Francisco Paes Brrelo faz saber a quem
convier que vonde os terrenos e bens silos em Una.
comarca < do Ro-Forn.oso, que Ihe couberam por
mortejc seu pai o marquez do Recite, a saber : Ca-
raassi, Campia, CamUlengiie e metade de Serra-
d'*goa,assni coniooengenbo Guerra, sito na var-
zoa do Cabo a tratar no sitio San-Jos, no Cabo.
Fabrica de Todos-os-Santos
Firmino Jos Flix da Boza, com escriptorio na
ra do Trapiche, n. 44 avlsn aos seus Treguezes que
acaba do receber pe escuna Curiosa novo sorti-
mcnlo do excedente panno de algodflu entrangado
daquella fabrica, ptimo para ensaccar assucar e
rara roupa do escravs. O annunciante ronta que,
alm da fazenda o desejo de animar o desenvol-
vira.enlode uma fabrica inlerameiile nacional, pro-
mover o promplo consumo da sua receita.
Precisa-tedeum teitor solleiro, e que traba-
Iho de cnxada .entenda de jardim e borla: no sitio
ao 16 do porto da Capunga.
AI uga se a propnedade de casa de tres anda-
res, na ra do Vigario, u. 23, onde moram os Sis.
Russell Mellors & C.I a lialar com o seu proprietario,
na ra do Quemado, n. 20. ,
No engenlio Mogamtiiquc distante desla praga
3 leguas ha um bom sitio de lavrador que pode
dar de 400 a ^00 piles boas tenas para roga e bom
lia ii lio, por sera margen) do Cap iban be : quem o
pretender til ija-seao Aterro da-Boa-Vista n. 49,
ou ao mesmo engenho.
Os abaixo assignados, scienl ificam ao respeila-
vel publico,o minio principalmente a todas os pesso-
as que leom penhoresde ouro em seu po.ir, por l'a-
zeiidos compradas a casa, os quo devem vir tirar im-
preierivuimento.da dala doste u 3> d?ss,dcvendb por-
lanto vir miiniciados da quantia que se julgarem uc-
vedores de principal e juros, conforme abaixo possa-
mos a derlarn os seus dbitos.tanto de principal co-
mo dos jurosjeertos de que,lindo dito prazo.uiln com-
pareceudo, ser.lo vendidos para pagamento, licando
anda subjeitos no saldo que fallar pafa dito liqnida-
nieulo, o se algum dos ditos penhores tiver algum
galilo a favor, promplamcut se Ihe entrgala :
Marciana Rita Pacheco, moradora em Nazarelh,
23,820, juros 25,720, que faz lucio 49,540 res ; Jos
Flix da silva Lobato, 35,C0 ris, piiucipal e juros,
mora ua cidade da Victoria; Theolonia Mara da
C.moeigft,, da ci.lade de Olmda, 32,190 >is, princi-
pal c juros; Mara Francisca da Paz, neala praga,
2.1.920, priiiiipal e jinos; Jnanua Maria Baplisla da
Couceigfio, 19,880 ris, nesta praga; Theodora Ma-
rta da Boa Morte, da cidade da Victoria, 11,920reis,
de principal e juros; Manoel do Barros, de princi-
pal e juros 7.500 ris. Pernamburo, 12 de marco
de 1819 Victorino -- No paleo do matriz d 8 -Antonio, sobrado n.
4, tram-se passanorteg para dentro e fra do impe-
rio a-s ni como para e'scravos o corrom-se fulhas i
ludo por prego commodo. .
Comprftf,
Compro-se, por 2,000 rs. o Irama em verso de
Fncasou F.'odn reconhecido : quem tiver onnun-
cie sua morada.
Compra-so uma negrinha ou cabrinlia de 10
a 19omos, sem vicios nem achaques, dflo-se 3O0J1
rs. por ella, agradando : na ra Nova, loja du trastes,
defronte da ra de S.-Amaro, ou aniiuucie.
-- Compra-se a Historia romana em inglez, por
Coldmstb ;e o diccionario le inglez pina portu-
guez por Vieira, sendo dos grandes: ludo om meio
uso : na ra da Prata, u. 39, segundo andar ou an-
nuncio.
Compra-se urna padaria com lodosos seus per-
tences, prelerindo-sc no bairro da Boa-Vista na
Snledade : na ra da Madrc-dc-leos armazem de
Vicente Ferrero da Cosa.
Compra-se o diccionario do Constancio da ulti-
ma ndigilo, sondo usado : quem o tiver annuncio.
~ Compra iii-so :l I llenas no pateo da matriz de
S.-Antonio, n. 4, segundo andar.
Vendas.
Vende-so um excedente sitio no bigarda Pon-
le-de-Ucha distante desta menos de um quario
de le.'on. a margem do r-inCapiharibe com caes o
esca.l.iria do embarque e desembarque, rom ptimo
grande casa de vivenda com duas salas, gabi-
nete, 8 quailos, copiar cozinha Tora, gallinhciro ;
outra dita nova, rom bastantes commodos, rom
quintal murado de. 150 palmos em quadro scnzalla
nova para escravs, casa para Teitor, estribarla e
cocheira para lies carros quarto ao p para pretos,
uma cacimba de 20 palmos em quadro com coberta
o tanque para bauim oouio
ara lavar roupa e a-
zer varrella com lelheiro fechado para guarda-la ,
o oulra pequea no centro do silio um grande po-
mar de larangciras .jaqueiras mangueiaas fruta-
pilo, sapolis oitis, jambeiros, goiabeiras, coqueiros,
cafezeiros, grande paneiral de excedentes uvas ,
qual tem no centro um rcpuxo J'agna rom seu
tanque que serve de rogar : todas as orvores csliu
em estado do produrgao : o silio lem de fenle 600
palmos o mil de fundo pouco mais uU menos, com
um ptimo vivciio bem semeulad-., e que da com
bullir peixe para urna grande familia ; baixa para
capim: no lundo do silio existo um uiaugul que for-
llece lecha paia o consumo da casa lodo o anuo. Ba-
te predio pela sua cdifioagiio e vantagem da siluacito,
pureza do ar e bella vista lorna-se urna delicioso
morada para quem quer descangar das Tadigas da
vida o esta uma bella acquisigilo para uuulquer se-
nhor de eugoiilio : alratarna ra de S.-Francisco ,
no palacete prximo a piara,
VniHe-se tintenlos de Direilo Pu-
blico pelo "(' Aulran, para o piimeim
e segundo anuo d* .academia jtiriJica : no
palto do Collegio, D >..
Vcmle-se uma escrava de 2i anuos sera acha-
ques nem vicios o que cozinha o diario do uma ca-
sa lava, o he pinna qititandeira : vende-se g-
mente para comprar um trrto: oiu Olinda, ru de
Malbias-Fcrreira, sobrado n 6.
Freguezia.
No pateo do Tergo, tobeina n. 7 vende-se Tarinba
om saceos de alquciie medida velha por 4,500 rs.,
eascuiasa 200 rs.
Vende-se ummnilobom alanhiqtie
de cobie com grande serpentina de cs-
tanlio, levando a caldeira ^5 cariadas de
liquido : he de novo syslenia, o qual faz
Ires dislilacoes no da e eleva o espirito a
/o gro9, aclia-se montado para o com-
prador ver, e lie proprio para algum Sr.
mequeira assentar uma dislilaco em en-
genho, para dislilar garapa, pbr ser moi-
to simples e podi tirar espirito c agur-
denle de diversos graos e de mcllior qua-
lidade, por ter tres reliicadores : na la-
lrica de licores de Frcderico Chave-, no
Altrro-da-ha-Vista, n. 17
Vendom-se cuites de vestidos de comboia
transparentes e com barras de lindos borda-
dos, brancas e de cores, a 2,000 rs o corto ;
5J suspensorios Tinos de meia a 120 rs. o par;
2 meias para senhora azues, mesrladag, ro-
xas, esverdeadas o pretas de 120, a 200 rs.
o par ; botos de duraque prelo, a 40 rs. a
dir/ia :no paleo do Carino, n. 18, segundo
andar.
Allenr'ia
Vendem-se sureriorea velas de espermaceti;, pi"
prego commodo; bem enmoum rclugto subonele
do ouro, ptimo regulador, por barato prego: na
ra larga do Hozario, loja n, 2(.
ttlen^fto.
Na ra Nova, loja de Terragejis, O. 20, de Jos l'er-
nandes Prente Vianna vondom-so os mais ricos
apparelbos de metal fino para cb V aqu leeni
vindo;panells,cogarolas e Tregid iras de torro,
ludo Torrado do porcellana, as quaes se lornam
muito lecommen'.lavois tatito pela duracao. como
pelo assoio em que seinprc so conservam ; nquissi-
mascollieres do metal do principe p>ra sopa cna,
terrina e arroz ; superiores Tacas do cabo do n.ailun
e de cbiTre de viado ; lu.io por prego foinn.o lo, por
isso que esli sa acabando.
Vende-so superior farinha do mandioca em soc-
cagde alqueiro, 4,000; bem como os Trescaes
queijos de Minas a 800 rs. cada um na ra do Vi-
gario venda n.15.
Vende-.-e uma negrinha crioula de 14 a 16
annos 1 or piego commodo : na ruu larga do Boza-
io n. 28, minazem do Ion ca.
- Veude-se, na rus. do Crespo, n. 11, dicciona-
rio latino faineoz c. Irancoz latino, 2 v invSJ Ms-
nuale groen lalinum et lalim grecum por prego
commodo ; e muitasnovelUs de varios nitores quo
se vendem barato
Vende-se licor em garrafas, muito
bom, e por prcio commodo : na ra d<>
Trapiche, n. 3/|, a tratar com Xovaes<^
Companbia.
Vendehi-se 3 lindos moloques d 12 a 18 aunos;
duas relas de 18 20 anuos com habiliilades ; urna
mulatinha de 16 anuos ; 3 negrinliag do 10 a 20 an-
uos ; 4 pardos de 16 a 20annos; um preto de mein.
idade ; um lindo molequo do 10 annos : na ruado
Collegio, n. 3,1 segundo andar, se dir quem vende
Ainda exisle um reslo dos ricos cortes de cam-
hraia os quaes para se acabarem so estilo venden-
de por 2,000 rs. o corle na ra do Qiieimalo, 11. 17.
Vende-so um fardo o todo o mais apparc lio
do um oflicial de linha ; o bem assim uma sobre-ca-
saca e caigas do panno fino : na ra do Forte, sobra-
do n. 6.
Da Maronhilo arroz de vapor, 11 1,200 rs. a arroba.
em sacoas vontade do comprador 1 no armazem do
bacelar defronlo da oscadinhn da alTamlega ou n
tratar com Jos Raptistada Fonseca Jnior, na mil
do Vigorio, n. 25
Xarope do bosque.
Acaba de chegar pelo vapor S.-Sebas-
tiftO uma boa porco dnsle xaropo -' ven-
de-se no deposito na ra do Trapiche,
n. 34, e na ra da Cadeia dn Kecife,
n. 9
Ainda existem na na do Praia, n. 3,'>, 10 tabea-:
do roslodinho e 24 ditas le assoallio, tu lo de ama
relio o que linio se vende para se Techar cunta du
venda : o dito taimado faz muito conta aos niarce-
ncirns por slar ha mais do um anno no nrma/eni,
estar bastante sereo e nflo abrir mais Teitn em nP'S
a tratar nasCinco-Ponlos, 11 32.
Ka rua Nova, 10,
"Cffb?o.n cora lo Kr.iog? ri'..': leqoei de m.i
di c-perola ; sedas do ertres ; ligas da bonarha a do
sedo; pontos de tartaruga para prender cal ello o
para ni*rrafa ; chapeos pelos trnceles para lio
(nem ; lilas lie sarjas o deselim pura cmleiro ; luvas
e meias do soda : ludo o mais rico que ha para f.<>u
ment o bailes por commodo prego
Vende-se superior fumo em lolba
para capa de chai tilos, por prco com-
modo: no armazem de iVanciseo Das
Feriiira, no lesda Allandega : tambem
se vendem no incsino rinazein barra* com
lourinho de Sanios, qtnio bom e barato.
Vcmle-se a loja de couros, sola e calgadoi, na
ru do l.ivrainento, entrada lo boceo lo Pedro, n.
2 com os fundos do 100 a 120,000 rs. 0 convido .
,ior ser ariiuigflo pelo prego do 10,000 re.: a tratar na
iiosma loja al> o dia 31 do margo
Vende-so ladrilbodo marmorc hrarirn e azul, a
200 rs. : na rua da t'.adeia, n. 61.
Aos srs armadores.
Trina, volante, galilo lrgo o estrello ludo ge
vonde por prego commodo na rua larga do Roza-
rio, n. 21,
Barato.
Capachos de lodos as qualidades ;_luvs.se meias do
soda prela ,e de outras inultas qualidades ; hiCoS e
fitas ; lesouras ; garganlilhas ; e onlros muitos ob-
jeclos por prego mais barato do que eni oulra qual-
quer paite : assim Como um roslo de calgado pora
senhora, por todo o pceo : na rua largo do Roza-
rio, o. 24.
s perfores* queijos I andrinos.
Queijos Inndrinos, presuntos Jinglezes para fiam-
bre conservas latiulias com luscoutinho inglez:
ludo de superior qualidadee vin.lo de Ltverpuvl na
barca ingleza Etlher-Ann, entrada no dio 17 do cor-
rente, vende-so por prego mais comnio.lo do que
em oulra qualquer parto : no armazn de molhados,
airas do Corpo-Sanlo, n 66.
Vendo-so um grande silio com grande casa que
lem 4 salas, 8 quortos, cozinha Tora, um grande ar-
mazn! para recolbcr madeiras.carimba en.-quepode
liabalhar uma ora .grande pomar do excellenlcs
laraugeiras bna borla, gratule paneiral de uvas
que eslflo qtiasi maduras mullos orvoredos do ex-
oelluiites Tructos da todas as qualidades situado ao
no da Solcdade : na Tiempo, sobrado ,n. 1 .quo tem
venda por huixo e dous portos ao lado com a
entrada pelo primeiro a esiiuerda.
Vendcin-so presuntos inglozes para fiambro;
latas com bolacbinha de Lisboa ; ditas do sraruU ;
fitas de msrmelads de 1, a e libras ; d. ss do, sar-
dnhas ; ditas de horvill.as ; ditas b-chocolate de
lsba: irascos de conservas; ditos d agoa de flor
d' Urania bsrriscom axeitonasbrancas do klvas;
r f Voiiivinho moscatel de Selobal e da Ma-
E queijos de p.ato, Trescaes. ludo novo o
chcado ltimamente do Llsboi i na rua da Cruz ,
uollocife, u. 46.
Vendem-se Ires couros do ong, sondo um min-
io grande proprio para tapete : na rua lo Quetmt-
d0.!-' Vende-s um bonitocavallo bastante gordoe
novo andador do baixo a moio, o que he piopno
.ara senhora por sor minio manso: yende-so por o
,eu dono relirar-se na rua estrello do Roiario, ti
30, segundo andar.
LuTAsde pellica*
Vendem-se luvas de pellica pan bomom a enliO-
ra; dilas pretas de soda, com palmas o sem lias;
meias de sedo, brancas e pretas para nnora^na
rua do Queitnado n. 16 loja de Jos .....s S.mOt l'.ompanliia.
laivas de pcllic, a 400 rs.
o par.
Vemlem-seluvasde pellica, para senhora o me-
ninas n 400 rs. o par i na ina do Quemado n. 10.
loia do Jos Oias Simos & Coinpanliia.
:\a rua do (jiieiinado viudo d.i Hozario, segun-
da luja n. 18, vendem-se lengos le soda a SW is. ;
chacos de sol, de soda para homem a 5,500 rs. .
lenco de carca paro sei.liora com um pequeo ile-
L ,lu!. a 610 rs ; b-ncos braucos o .0 rs. ; Capeo,
de uiassa, broncos e pelos paro meninos o 1,W
,e!l Vondom-so dous sollins ora muito bom estado;
na rua Uireila n. 17,

a>k.
-* -
-- "--
i rji.ii'j


h
Venne-se Nrinha de mandioca mili-
to superior por prrro rommo lo p trlio Nfillvidnde. chcgarlode Sao-
t Catlnrina, hndUdo no caes do C-lle-
g'o ; assim como tamoem se vende non
aim-izens do ces di Alfind'ffa : trata-He
a bordo ou com Novaes & ompanhia,
na rna do Trapiche, n. 3'..
Vcndem-se sellins nglezes e camas
de ferro : na ra daSen2alla-nova, n. 4a.
Agencia da fundicao
Low-Moor, rua da feenzalla-
nova, n. 4.8.
Nesle estabelecimento contina a ha-
ver iira completo sortimento de moendas
e nicias moendas, para engenho; ma-
cliinas de vapor,e luchas de ferro batido*
CoadOi de todos os tamanhos. para dito.
Forro
lie Inflas asqualidadesedimenses, em barra ver-
glh.1o, verguinha, arcos o chapa por prego com
moilo : na rua da Madrc-de-l)eos, armazn n. 26.
Folha de Flandres-
Vendem-se ra i xas com follia de Flandres: em
rasa de J. J. Tasto Jnior: na rua do Amorim, n. 35.
Veinlem-se semeas em sacras muilo grandes ,
n 4,500 rs.: na rua da Madre-do-Deos, armazem de
'''"ente Kerrcira da Cosa.
Aos amantes da hoi pilada
se oflerree o raj Novo-Lisboa, no sen deposito da
na larga do Rozarlo, n. 24.
Vende-.se cal virgem de Lisboa, de superior
ijuadade em Larris .le* arrobas, chegada nesle
iney. pelo brigue Maria-Jotc : a tratar na rua do
Bniin armazi-m do Anlonio Augusto da Fonseca ,
OU na rua do Vigario, n. 19.
Vin ho barato.
Acha-se estabeleciiio na rua da Madrc-dc-Deos ,
n. 3fi um armazem de
Viiihos da Figiieira,
de ptima qualidade, a preco de 1,200 rs. a ranada,
iat60rs agairafa ; e para n3o haver dolodorom-
prador serlo lacradas as garrafas e com rotulo, re-
ecbendo-se a garrafa vasia, o dando-se immediata-
menle a nutra cheia tamhom ha barris muto pe-
queos proi rios para quem passa a fesla. O pro-
pietario desle eslabelecimento pede encarecida-
mente que se n5o illudam avahando, pelo diminuto
preco e sem conhecimento de causa a qualidade de
sua fazen.ia digna por certo da estima dos verda-
de'ros amantes iia bu pinga. tille cunta que quem
ui ia vez prnvar continuara com gusto e sem arre-
pi nlimeiito. o biiin preco!!.' A toilo o expuslo
accresce o aSMu e bom acoiidcionamento u que
ludo se pndera verificar em diio estabeleciinenlo.
.*...- ^%&mtommmmm%. mtmmmmn&iiim
Continus-se a vender a verdadeira sarja de i;
seda lii'spaiilinlM ; los pri'tos borilados de se-
da ; selim | re|o de Macan pioi rio i ra v lidn ; um Completo sorlimento de panno pre- ge.
lo film, | ara os i reos de 4 al lo.OiO is. ; &
Casimira preta ela>lica, muitu supe ior; meias S
de r- da de | eso, im las e brancas ; um bom-
lo sorlimento de cortes de volidos de seda, S*
braiicos, pelos e de coies fa/enda de mu-
lo gusto ; e oulras militas fazendas pelas po- 4
piiiis da quaiesma, por rven a volitle do P
rompriidor j na la ilu Qucuiiadn i'iiairu-
Cantos, lja de Jos Morena Lopes & Cumpa- i '
liliia, n. 29. |ii
i
1:
. i:
V
i!
Alff.
*:" *c*,i"?;?": -'-? ^^t^-^re"'^^*
Vende-se fiiinlia de mandioca, de
mullo superior qualidade : a bordo do
patullo CunccicdOy fundiado em fenle
do caes do Collegio ; assim como tam-
Iiem .c vndenos brmazens iloCdes da Al-
Jnndeg por piteo muilo rommodo : to
la-s ,. boioo do momo patacho, ou com
iNovaes & Companhia, na111a do Trapi-
che, n. 34.
Vende-se a verdadeira potassa da
Hnssia, desembarcada hontem, por pre
co muilo rasoavel, vista de sua muilo
superior qualidade : na ruado Trapiche,
> 17, e rna da Ladeia, n. 34.
fodao trancado da fabrica
de Todos-ns-Santos da
Baha ,
m'""o pronrio para saceos deassucar e roupa de es-
eravos : vende-se em casa de N. O. Bieber & Com-
Panbia na rua da Cruz, n. *.
FAHELO
em sacras mnito glandes,
a 3s'Goo rs. a Meca:
no armazem do Braguezao pedo arco da f.onceicflo
Presuntos.
Vendem-se superiores presuntos inglezes para
liaii.liie chegaiii.s no ultm.o navio; 1.0 armazeui
do Uraguez ao 1 do arcua Cmiceicflo.
TaixHS para eiigeoho.
Na fundicio de fero da rua do Brnm acha-se a
vi'inin um completo soriiinenlo de Uixas de 4 a 8
palmos de bocea, por precu commoiio, e cun | roinp-
ldSo emtiarca-so, ou carrega-se em canos seui des-
pezar au Cuinj raiior.
1 afeudo*
Vendem-se bulins e n*', para
botiifoi e nieuiuii ; sapatos de maioquim franrez ,
por piec, u ais baiato >io qu um outra qUtlqut-r
iHile : ua rua larga du Buzano, 11. 24.
Na nadara de urna so noria na .rac da S.-
Crnz, eiintiniiadamnnle se fabrica n ereellcnte nfo
de rrma antign e o nnvn |>n de Prnvenc J hela-
cbinlia com o titulo reealia : h,oliHhin''a d'aeoa o
al de 30 em lihra muilo torradinha ; hilacha de
lo los os tamanhos efiirvla nu igual a que vinha de
List'ila moito hem torrada e s nrunria pura quem
nref>re o hnm do harulo pois si") se emprpgni as
melhnres farinhas que ha no mercado ; caf nwdo o
melhor poasivel msciti a menor mistura ; cevnda em
amo torrada e ino la. Na lravesa da Madre-de-
lieos n. 13, vn le-se ludo plo mnns preco como
na referida nadara, e na ruado Colegio venda do
Sobral somonte a holachinh regala.
PARA LIQUIDAR.
Vende-se cal vireem de Lisboa do superior qnn-
li'ado por preco mnis barato do que em outra
qualqiier parle : na rua da Cadeia do Recife n. 50.
Borne barato no Patseio-Puhlico, toja de Manad
Jonquim l'aicr.nl Hamos n. 19.
Vendem se 1 anuos linos de muilo boas qualida-
de*, prelos, a 3/ h, 4/500 e 5/000 rs. : merino ,
3,200 rs. ; alpaca, a 80o rs. : Strja a 2,000 e 2,400
rs ; lencos de sarja a 1.000 rs.; riscados monslrns
de padrocs os ms modernos que leem viudo, a 2R0
rs.; ditos francezes a 200 e 240 rs. ; crt 2,000 rs ; ditos de casimira a 4,000 rs.; riscados en-
camados a 220 rs. ; chitas multo linas e modernas,
a 880 rs ; um completo sorlimento de outras mais
Ordinarias a IfiOe 200 is. ; selim proto. a 640 ; ris-
CadnS para cumisn, a 100 rs. ; pecas de hrctauha com
varas a 2,000 rs ; urna porc.lo do madapolilo fino ,
4,000'rs. a pefa ; pecas de cambraia fina entestada ,
3,500 rs. ; suspensorios, a 100 rs.
I-arelo de l.isbiia. em barricas :
vende-so no armazem do Vicente Ferreira da Costa ,
111 rua da Madre- le-D-ns a J.fiOO rs. novo o che-
gade ltimamente de Lisboa. .
Na padaria da rua da Cuia, no Recife haver
todos os dias a venta o novopSo de l'rovenca fa-
bricado por butro modo que o actual e da melhor
farinha que ha no mercado : por este motivo na"o se
pode fazer scnDo a 40, 80 e 160 rs.
Farelp,
em barricas a 4,000 rs.; suecas grandes, a 3,50o
rs., ditas pequeas, a 2,800 rs : no armazem de J.
i. Tasso Jnior, na rua do Amorim, n. 3.
-- Vendem-so loros de angico de superior quali-
dade sendo de 12 a'20 palmus de Comprimento t na
rua do Vigaiio, n. 5.
Vende-se urna ptima varc.i parida de pouco
lempo, e acoslumada ao pasto: na rua Augusta,
casa de Juaquim Maiia de Caivalho.
.tfudfira de pinho.
Na rua de Appnllo, pesado ao armazem do Sr.
Molla ha uro novo armazem com madera de pi-
nho da melhor qualidade que tem vindo a estejner-
cado e serrado de todas s groKBUras e comprmen-
tos : vende-se pelo menor prego que he possvel.
Veiidem-.se taboas america
11/1* alS palmos de largura
o de lodos os comprimcntos.que ha muilo lempo nil
leem vupin e os fiegnezesexperi enlando a falla
lesia excell ule qualidade. A ellas que sao poucas e
toi>reco lie haiato. Airas do Ihealru, armazem jun-
o a maro, de Joaquini Lupes de Almeida
Taboado ir pinito da Suecia
de 10 a5 palmos
de comprimento o melhor que tem chegado a este
mercado, em rasfln de se | o qnerohra por nflo ter ns.6 ser nuitoalvo, sen-
do costado, costadinho, aasoalho, forro e para fon-
dos de barricas : vende-se a preco que o comprador
fara todo 11 negocio : airas do theatio, armazem de
Joaquiii Lopes de Almeida.
('asiinias finas, a 7,500 rs.
Vendem-se superiores casimiras de cores, de su-
perinr gusto e iiu'lhor quaiidade, pelo barat pnco
de 7,500 is. o corle ; ditas tamb*Hi de CO'es a 5/e
6.0(i0 rs. o corle : na tua do Collegio, luja da etrel-
la, ii. I
Coniinusnwe a vender saccas com superior
rolladas fabricas do liio-'raiiiie-iio-Sul, por pre-
go commodo : na la da Mucda, n. 7.
< cursa I,'80 rs.
Vendem-se supe iures corles de brins para calcas,
a 1,280 rs o corle fazeiiila barallSsIDiS pela sua
qualidade e edr lixa : na rua do Collegio, loja da
estrella, n. 1.
Atlincao.
Vende-se superior sarja laiga hespanbola pelo
paralo | reco de 2,000 i.; pannos linos prelos plo-
ra de limAn pilo bar, lo pivco de 3, 4, 4,500, 5,500,
6,500 e 7,000 rs. o rovado ; casimira preta srtiiu de
superior qualidade, a 2,mo 3.000 e 3.500 rs. > co-
vado : Selim Macan do veroadeiro i de excellente
qualidade 11 3,500, 4,000 e 4,500 rs. o covado ; cha-
peos de ma.ssa fiancczes os mais moderaos, a 7,500
e 8,000 rs.; dlli-S de sol. do seda furla-cOies, do
melluir gusto, a 8,000 rs ;o uuiras muiUs fazeno
das de snpeiior qualidade e muilo mais barato do
que em oulra qualquer parte : na rua do Cullegiu ,
nova lija da estiella, 11. 1.
Taboado de pin lio.
Vendem-se taboas de pinho no
Forle-do-.Mattos armazem do Vianna e
no armazem do Machado, na rua de
Apollo, junio ao porlo velho das cumas,
e os melhures pranchOcs, costados, costadinhose ta-
boas de todas as grussuras e cumprimentos por lo-
do o preco.
Vende-se ca virgem de Lisboa,
chegada no ultima navio, em barris pe-
queos, por menos do que em outra qual
quer purte ; na rua do Trapiche, arma-
ren n 17-
Vendem-se gangas azues, a 100 rs. e mais lar-
ga a 1 jo o cu\a o; 1 eras de madapolSo limpo,
muilo ia:go e eucoipado, p oprio 1 ara fono e para
ruopa de escravus a 3,i>00 is. ; biiiu de algo lito
de lis!ras a -J00 is. u coad<>; bretanha de algmlilj
lina, omito euroi paila a 200 rs. a vaia e m is
grn.saa a 18o is ; lim as linas una quaita por 32
is ,e grossas a ^4Urs ; leudos de cambraia, muilo
linos e com .seus 1 nf-ites a 320 rs. ; duus bahu-zi-
iihos cubillos oe tai taruga 1 roprius p'ia guardar
Ijuias, purcummudopreqo ; cimas a 8,7, 8 e 9
vimons, e muilo finas, de cores fixus e de bonitos
padres a 280 rs. : na rua do Caes, n. 17.
Ao fu mantos de bofngosto.
No armazem de mlhudna atrs do Corpo-Santo,
n. 6fi receb^-se por todos os vapores viudos do su I
porefio de rigarrilhos he.spanhes ditos de palha de
milho-, assim como superiores charutos de varias
qunlidades : todo se vende por prego mais barato do
que em outra qualquer parte.
A !,M0 rs.
Vendem-se, na loja n. 5 A. na rua do. Crespo, ao
p d, arco de S.-Antonio corles de rassa-chitas de
cores fixas, de 8 a 10 rovados e com 4 palmos de
largura a sete patacas; mantas de lila e seda, a
cinco patacas ; ditas de tarlalana a mil rs., para
Jiquidar.
Riscados moustros, a 240 rs. o
covado.
Vendem-se os hem mohecidos riscados monslrns,
pelo barato p bar : na rua do Collegio, loja nova da estrella, n. 1.
Potassa.
Desembarcou ha poucos dias urna por
cao de barris pequeos, com muito nova
e superior potassa, e se acham a venda,
por preco mais barato do que ltima-
mente se vendia, na rua da Cadeia-Velha,
armazem de fialtarrkUliveira, n. la.
Velas de espermacete.
Vendem-se em casa de Ricardo Hoy le, na rua da Ca-
deia-Velha, n. 29, superiores velas de espermaceto de
6 em libra.
-r- Vendem-se chitas prelas assetinadas e finas;
panno preto fino a 3,000 rs. o covado : na rna do
Qucimado, n. 5.
Na travessa da Madrc-dc-Deos, n. 13, e no depo-
sito da padaria do urna so poita, na praga da S.-
Cruz, vende-se tuiio quanio se fabrica- na rena
padaria como tamhein excellente cha hysson e as-
sucar refinado do fabricado na rua das Larangeiras.
-- Arroz pilado superior : ven le-se na rua do
Queimado, n. 2, tanto as saccas como lodo junto.
Faiiiiln de mandioca, '
fina e ciara, chogad do Rio-de-Janeiro no ultimo
navio venlese por preco comino lo na rua Direi-
ta, n. 17, em liento da matriz da Boa-Vista venda
n.2Se nasescadinbasda Alfandcga armazem n. 1,
algudao' ha baha.
Cunha & Amorim vendem o superior algodio
l raneado fabricado na Itahia em pegas, pelo pre-
co de primeira m3o na sua loja da rua da Cadeia
do llecire, n. 50.
_ Vende-. um farda ment completo para ofU-
cial ,ou inferior de cavalUria da guarda nacional,
cojo finliimento anda ii3o fui servido, e vende-se
qualquer peca a volitado jo comprador : na rua No-
va o. 16.
Vendem-se 3 excedentes prelos, sem defeilo
algum sendo um delira cozinheirn, e os mil > os 2 de
srrvico de casa : a tratar na rua da Cadeia du lleci-
re n. 52
Vende-se potassa superior e por
commodo preco : no armazem do Dias
Ferreir, no raes da Alfmdega.
Vende-.se superior anoz por preco
commodo : no armazem do Dias Ferrei
ra, no caes da AH'.nidega.
-Vendem-se saccas com milho ditas com fa-
inha vindas do norte por pieco commodo: no
becco do Carioca junio ao alfaiate.
Vende-se, por piecis.lo, urna prela para lodo o
servico de una casa ; na rua Velha, n. 26.
Vende-se um bnm escravo de 20 anuos robus-
to e com principio de holleiro : na rua do Collegio ,
a tratBr com Si bastido Jos. Cuines Peona.
Vend- m-se preguntes l ara Hambre ; lulas com
hiscoulos finos; ditas com sariinhas do Nantas ;
frascos de eunservas; latas .com nimio boa marme-
lad ; ditas rom chocolate viudo de Lisboa pelo uU
uno navio : ludo o nnlhorpossivel i na rua Nuva,
n. 3, venda de Antonio Feneira Lima.
\ ende- se faiinha de nandca, a
melhor que ha no mercado, e por preco
commodo, em sarcos : nos armazens de
Dias Feneira, Bacellar, e n. i no caes da
Alfandega.
-- Vende-se um escravo de 28 a 30 annos sadio e
robusto e que he pmprio para sitio por ter sido a
sua nerupacu, ser muilo bom horlclao he fiel e
de boa figura : veii.ie-.-e por scu senhor relrar-se
para fra do imperio : na rua da Mocda, n. 19, se-
gundo andar.
Veime-se boa manleiga ingleza nova, a 600 e
800 rs.; ti de tempero a 40o is ; caf muido a
160 rs. ; ditoem grao a 120 rs. ; revada, a 100 rs. ;
leiria, a 280 rs ; macarro, a 240 rs. ; bulachinha
ingleza, a 200 is. ; di.la doce, a 200 rs. ; figos novos ,
a 100 is.; passus, a 24o rs.; espermacete de 6,em li-
bra a 720 e 880 rs : velas de carnauba de 6,'7 e 9
em libia a 280 rs. ; cha hysson, a 2,000 is.; lou-
cinlio de List a novo, a 280 rs.; airuz pilno,a
480 rs. a cuia ; milito, a 180 rs. ; fejilo mulatiiibo ,
novo, a 640 rs. ; vinho tiutu Imni a 160, 200 e 24u
rs. a gariafa : no pateo do Carino esquina da rua
de Hurlas, loja do sobraoo novo.
Vende-se resina de angico, muito superior a
820 rs., levando de 8 libras para cima: na rua da
Cadeia do llecire, luja de ferragens, de Joflo Juo de
(.aivalro Muraes.
-Anda ha para vender na ruado Queimado, n.
19. un pequeuunumorode saacascom arroz pilado,
muito superior por puco commodo para acabar.
A i .Ouo rs.
a sacca de farinha de mniuiinca de boa qualidade,
viudo ja insarcada do Iliu-ile-Janeiro : no arinazem
do Bacelar, defronte ila escailniha da Alfandega ou
aja 1 lar com Ju> Itaptista da Funscca Jnior ua rua
du Viga 110 II.' 25.
Vende-se um pequeo sitio no principio da rua
do Cuiredoi-uo-Hispu, indo para a Soleove rom
casa terrea decente cacimba com boa agoa de be-
ber e outras qualmailes, ptimo para pa mria por
ser dus lugares m.rca'os pela cmara municipal e
ao meaino lempo perlo da cidade: a tratar com o
uajor Ma\i r.
- Vende-se um esciavo de nacilo, proprio para
qualquer irabalhu, poi ser bastaute corpulento, o
qual se acha alugado na padaria da caifa d'agna u 1
rua do Pires: vende-ge por preco commodo, por ha-
ver neeessidade: para v lo, na mesraa padaria, aon-
de se dir quem o disee.
Ago'ardcnle
de Franca em caitas d amo duzia vinho de Claret
em harria de 8 em pipa charutos do Havana mii-
latinha, e um pequeo resto de sol de lustro, p0r-
preco b>ralo para fechar contas : ns rua da Alfimle
ga-Velha ,n. 5
Vendem-se dous Iremos com os wns CDffipet*n-
tes consolos le muito bom go*io e de mndln o
mais moderno possivel : na rua da Cadeia do Heri-
r. na esquina que volla para o Becco-Larpo, n. i\.
segundo andar.
Vende-se urna boa escrava prnpria para qual-
3uer aarvico : no lrao da ribeira de S.-Jos, subra-
ode um andar n. 15.
Vendem-se 3 salvas de prata de difieren tes ta-
manhos e de goslo moderno; 18 colberes para sepa ;
12 ditas para cha ; um palit'irn: .diodos estes objee-
tos sn de gosio muilo moderno : na rua da Cadeia
do Becife, n 38.
Vende-se um diccionario Magnum Lexicn ,
por 4,500 rs ; um diccionario franeet, por 4,000 rs.;
urna lllieiorica ileQuintiiiano, por 1,600 rs.; urna
caria de Cicero, or 800 rs. : ludo quasi novo: ni
rua nireita, n. 14.
Vende-se um sepo novo e todos os mais rer-
tencesde umacougiie: na esquina da rua do lln-
ge|, venda de Jos Rodrigues Coellio & Companhia,
so dir quem vende.
Vende-se, ou troca-so por urna negrinha delOi
12 annos, um lindo mulalinhn de 8 anuos, omito
sadio : no Aterro-da-Boa-Vista, n 17.
Vendem-se 10 lindos molecotes de naci, de (4
a 20 anuos, sem vicios nem molestias ; 3 pelos do
servico de campo, de 25 a 30-annos ; 1 dito bom car-
pina e cozinheiro ; 1 dilo de me.ia idade, por com-
modo preco j uia prela de rqeia ida le, queeozinha
muito hem, engomma solTrivi), coze o lio boa com-
pradeira ;duas ditas de lodo o servico: na rua do
Vigario, n. 24. m
-- Na travessa da Madro-de-Deos, sobrado n, j,
primeiro andar, ha para vender um sortimento de'
casimiras do diversas cores, pannos finos, merino
prelo e outras fazendas que serlo paleles aos com-
pradores: ludo por mdico prejo.
Vendem-se 4 eseravos pegas, proprios pira todo
o seivico : na rua de S.-llita, 11. 85.
Vende-se,a bordo do patacho Nora-Luz, fun-
deado defronte do Forle-do-alattos, superior farinha
de mandioca, vinda de S.-Catharina; hem como
farinha de milho: a tratar no mesmo patacho, 011
na praca do Commercio n. 6, primeiro andar.
Eseravos Fgidos
Fugio, da casa de Antonio Hotel lio Pinto de
Mesquita no dia II do co> rente o prelo de nome
Filippe de nacflo Mocambique pe-tencente aos
nrphilos do finado Jos Mara de Jess Muniz ; levou
camisa e calcas de algodlo da trra bastantes sojas ;
he baixo e gmsso du corpo rosta redondo poura
barba, denles tmidos. Roga-se as sutordalespo-
liciaes, capitles de campo que o apprehendam e
leveiu a fundQ.lo de Mesquita & .Dutra que serlo
rccoir pensados.
No dia 17 dQ correnle, fugio do engenho To-
dos-os-Sanlos, m escravo crioulo de nomo Joa-
quim, de corpo regular com principios de barba,
nariz chalo cara abocetada rom una cicatriz em
um p de um lalho de macha-'o ; he oRleial de sa-
pateiro. Itoga-se as autoridades policiaes e cpii;"is
de campo que o appdrehen'dam e levem-nn ao se-
nhor do dilu engenho. Joo Vieira da Bocha na
f-eguezia de Seriniilem, ou nesta praca, ao seu
correspondeiiie, Jos Pereira da Cunha, na rua da
Cadeia, que serlo gratificados.
Fugio um paulo du engenho Canarieiro, da
comarca de iNazarelh, perleucenln a Manuel Cabral
deOliveia o qual est fgido ha 16 mezes he
baixo,. cabello estirado alvacehlo quebrado de
una v-nlha ps pequeos ; lral>lh deaialem;
110 fallar he um pouco gago ; representa ler 26 an-
uos Je nome Tliiuna/ Florentino. Taubem figio
una prela i'iioula de nome Joaniia, de SKI anuos,
llieia beicuda prela retinta ; lem o embigo grande;
lo i conduzida por um par.to de nome Sereno forro,
eom ollicio da purgador ; acha-se fgida ha 2 para 3
mezes : quenr os pegar feve-os ao uito engeiiim, ou
na rua jo Queimadu, loja de Anlonio L. de Oliveira
Azevedo que se reeompeiisai gcueosameiile.
--.Fgiram. nodia 19do coi rente, pelas 7 lunas I
da nuite Jo dej osito geral desta cidade, preta Agns-' |
li ola, ci ioula,com 2lilhos Cabritillas de 3 a 5 anuos,
nutra de nome Mana Magdalena lambeni cnou-
la lepresentaudo esta maisde40 anims.e aquella
do 28 a 30; sllppri-se e leteiu sido se.inzuas pur um
pai ceiru dcll com as oilas pulas que slu'escravas du Sr. Mucos
Bezena Campillo, moradui em .senniiaeui o estilo
pellhoradas pelo fallecido Caelauo Pereira Concal-
vesda Cuaba : quem as pegar leve-as a casa du de-
positario geral que generosamente recompen-
sara,
~ Fugio em dezembro do anno passado, do en-
genho Tapugi, um prelo de nome Itolierto, crioulo,
Je 23 annos pouco mais ou u.enu altura regular ,
sem barba ulhus grandes denles lunados: quem
o pegar leve-u au ditu eiigeuhu ou insta cidade no
Aleiru-da-Bua-Vista, n. C. terceiio andar
Fugiu, no da 21 de dezembro de 1847, o pardo
Jacob, do 1H anuos s>eco do corpo,'cabello estira-
do ; tem falta de um denle na fenle o a matea de
um c iusIico as costas : quem o pegar, ou do mes-
mo queira dar noticias, Jirija-se a rua Nova, a Ju:
Lu/ Pereira que gratificara.
Fugio, nudia 22 docofrentc, un prelo.de no-
me Jo.no, de uacflu Cutigu bem ladino baixo, cor-
po regular na iz pequeo com um taino pequeo
ahaixo Jo ben,o pumas linas, ps pequeos ; tem
na rabeea da parte esquerda e cima ua urelha una
costura que parece ler sido de poslema ; evo a-
misa cceruuias de riscadu americano sendo a ca-
misa bstanle cumplida : quem u pegar leve-o a
roa inreiia, n. 59, ou no i ngciiho Novo do Cabo ,
que sei recompensado.
Fugio, de burdo do patacho Doi4s-rmaos, no du
19 do cui rente, um preto iiialinbenu, Je nome Jua-
quim de nacflo Angola < de 35 a 40 annos alto ,
bstame baibadodeha.xu duqueixo cOr bem pre-
ta ; levuu calcas e caima* de alguiiao azul, chpco
de b. fita : quem o pegar leve-oa burdo do mesmo
pat ciiu uu a rua du I Mpiciie, n. 6,.que seta gra-
tlliCatlu.
1--LUB
I'ebn. : i*a typ. de m. f dk paria i49
I


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EJ9MW1TL0_92ZGS0 INGEST_TIME 2013-04-30T20:08:23Z PACKAGE AA00011611_10023
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES