Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:09734


This item is only available as the following downloads:


Full Text

Auno de 1847.
Quarta-feira 6
O DIARIO pnUlica-se todJ os diaj, qu >
nrem OOft rs. pot quarlel, pagnt lultantadnt. Ol an-
,cini ilos assi-nanles san inserido a rajadle
i. porlinhn, 'iD rs. eirf lypo dillerentc, s
, rpttiaM pala melado. Os que nSo r-rcm hSs-B-
n,me,>gPr5o *0 r, por Itah., 16.1 e. tyoo
did'ercute, porcada puhlic.icio.
PHASES DA L*.INUMeZ,OE OUTUBftO.
Crejceote, a I, al horas e 18 mm. da mano.
I ua nova, a 9, 0 hora nj>- da inann.
Cresceple a IT, a 5 lioratll inin.da mauli.
LuacheiaaJ3. 9 hor.e 10 mm. daUM.'
Mingoanw a o, a 7 Loras 35 mia. da larde
PARTI* DOS CORREIOS.
(I oianna e Paraliyba, as segundas c sextas feirt.
llio-Grande-dn. Soria quinfas feirasaomeio-dia.
Cabo Strhihem, Rio-Formaso, Poito-Calvo e
Macelo, no I.*, a 11 e 21 de cada mes.
(iaranhuqs a Ronilo. 'a 8 e 23.
Boa-Vi'U e Flores, a 13 e S.
Victoria, s quintas feirs.
(nimia, todos os das.
PREAMArt DE HOJE.
Prlmeira, s 2 horas e 8 minutos da manlia.
[Segunda, s 2 horas e 30 minutas da tarde.
de Outubro. Anuo X%1\:
X. a^.
apanaoMa
QIA.S D\ SEMANA.
4 Secunda. S.Fiancisco d'.lssis And orpli. do-l. dor. 5 Ten-a. S. Placido. Aud. do J tlociv.da I.
y. e do J. de paz. do i. dist. de l.
8 Quarta. S. Pruno. Aud. do J.tlociv.da 2v.
edo J. d-paz do 2. 'ist. det.
7 Quima. S. Marcos Aud do J. deorph. c
doJ. municipal da I. vara. .
Sesta. S. Brgida. Aud do dociv. da I. v:
edo J. de paxdo I. dlit det.
9 atibado. S. Dionisio. Aud. do J. do civ.da
l.v. e do J di-../ ilo i ilist. de t.
0 Domingo. O Patrocinio de Jos
CAMBIOS NO DA 6 DE ODTDBRO.
Cambio ,ol,rt Londres 27 d p IJ-M. a Odias
l Paris SM> rs. por franco.
LhbM 108 a 110. de premio.
V JL*"lwai a w --.-----jt-'
Desc. dcleltras da Ikms firmas de '/"'a ">"'".
Ouro-().iC.sles:.,o!.olas....J0VM. a MW0
de 6^100 nov.. I6JZ80
de*000...... 9lfl0 a
Prna Palaees.......... f0n0 a
Pacos columnares... 1*980 a
Ditos mejicanos ... l|800 a
Miuda............. W
Acedes da comprdo lleberibe de &0jTOOOrs. ao par.
I0#30
!)JJ"0
2|0.0
IJP90
IJI820
DIARIO DE
PARTE OFFICIt.
MINISTERIO DA GUERRA.
Despachos publie'tlos pelo secretaria de
estado dos negocios la guerra.
Para ofllcial-maior graduado, o chefe da segun-
da seceflo da iiiosina secretaria de estado Jos An-
tonio da Fonseca Lessa.
para segundo olHcial graduado da mesma sccre.ta-
ria, o amanuense da tnesma seccfloJos Antunos de
Azevedo.
g* -cao dos offlclaes de prlmeira Untan
exerclto promovidos por decretos
desta data.
^ESTADO-MAIOR-GENBRAL.
Brigadeiros.
0 brigadeiro graduado JofloEduardo Prroira Col-
Jaco Amado; o brigadeiro graduado Jos Mano el
Carlos do Gusm&o; o br iga'dero graduado Franci s-
co de Arruda Cmara.
ESTADO-MAIOR DE PRIMEIRA CLASSE.
Coronis.
O coronel graduado do imperial corpo de enge-
nheiros Jos Pedro Nolasco Pereira da Cunha ; o co-
ronel graduado de artilharia Antonio Cardoso Perei-
ra de Mello.
Coronel graduado.
O lenento-coronel de cvalliria Egas Muniz Tello
deSampaio.
Tenmlsf-coroneit graduados.
O major do eslado-maior da segunda classe Pedro
Antonio Velloso daSilveira ; o major do artilharia
JosMarianno deMattos; o major do estado-maior
de primeira classe Antonio Herculano Pereira Ta-
borda ; o major do estado-maior de primeira clas-
se Daniel Aureliano llaraclio F.ncernibo.les ; o ma-
jor do estado-maior do segunda classe Manoel Ro-
lemlierg de Almoida ; o majoY do cstndo-maior de
primeira classe Manoel Felizardu de Souza e -Mello ;
o major do estado-maior de primeira classe Jos
Joaquim do Couto; o major do estado-maior de
primeira clnsse Jos Antonio da Fonseca GalvTo ;
o major do quinto de caradores Jo3o Francisco Br-
relo.
Majortt.
O major graduado do estado-maior de primeira
classe Francisco Lopes Jiquiric ; o major graduado
do estado-maior d primeira classe Pedro Alvcs Ca-
bra! da Cimba Goldofim; o major graduado do e-
tailo-maior de primeira classe Manoel l'eixoto do A-
zevedo ; o major graduado do estado-maior de pri-
meira classe Jos Pereira Dias; o capitfio do inran-
taria Manoel Jos de Magalhies Leal.
JHuior.es graduados.
0 capitilo do estado-maior de primeira classe An-
tonio Tello Hrrelo; ocapiUio de infantera Loiiren-
co Justiniano da Serra Freir ; o capitilo de inranla-
ria Cypriano da Rocha l.iiria.
Capitdes.
O capitSo graduado do estado-maior d primeira
classe Jo-seMaria de Ostro; o capililo graduado do
estado-maior de primeira classe Ciislao l.tiiz Henri-
qiied'Escragnolle; o capililo graduado do estado-
maior do primeira classe Sergio Marcondcs de An-
drade : o lente do estado-maior de primeira clas-
se Antonio Jos da Cuilha.
Capit&ci graduados.
0 lenle do eslado-maior de primeira classo
Guilherme Leopoldo de Frailas; o lente do esta-
do-maior de primeira classe Joilo Pedro de Lima d'
Fonseca Gutierres.
Tenenle graduado.
O alfores do estado-maior de primeira classe Au-
gusto Carlos Victoria.
ESTADO-MMOB D* SEGUHD CLSSK.
Coronis graduados.
O tenente-coronel do artilharia Joaquim Jos Vel-
loso ; o tenente-coronel ilc cavallaria Pedro Pinto
de Aratijo Correia; o tenente-coronel do estado-
maior de segunda classe Jos Pedro de Alcntara.
Tenenles -coronis.
0 tenente-coronel graduado do cstodo-maior de
primeira'classe Antonio Jolo Fernandes Picarro Ga-
bizo; o tenente-coronel graduado de iufantaria
Porlirio Ennio de Quciroz CarrtH'ra.
Tcnenles-coroneis graduados
O major doestado-moior de segunda classe Joa-
auim Alvcs de Abreu Ctiiiiiariles Picaluga j o major
o estado-maior do segunda classe Francisco Jos
deOlivcira.
Motor.
O major graduado do estado-maior do segunda
classe Joaquim da COBtaPinhciro.
Majares graduados:
O capito ajudantc do quarto regiment de caval-
laria Pedro Claudio f.alvo de Mello; o capitAo do
primeiro rcuimcnlo de cavallaria Marcelino Joaquim
Vcrreira eCostro; o capitilo de infantaria JooJos
Albuquerque Cmara.
Capitn.
O capitilo graduado do estado-maior de segunda
classe Antonio Leito da Silva ; o capitilo grada do
do eslado-maior da segunda classe Jolo do Rogo
Barros.
Capities graduados.
0 primeiro lenlo de artilharia Joaquim. Forre-i-
ra Barbosa; o tenente do eslado-maior da segunda
classe Salvador Cocino de Drumond e Albuquerque ;
o lenlo do estado-maior da segunda classe Fran-
cisco do llego Barros Falcilo ; o tenente do estado-
maior da segunda classe Luiz Estanislao Rodrigues
Chaves; o'tonente do estado-maior de segunda clas-
se Joaquim Pinhoiro de Lcmos.
Tenentes. '
O segundo tenente do segundo batalhflo de arti-
lharia Jos Nevos Bahiense; o alferes do estado-
maior de stgunda classe Joaquim Alves da Costa
Freir ; o alferes do estado-maior de segunda classe
Jolo Manso Pereira ; o alferes do esta Jo-maior de se-
gunda classe Manoel Pinto de Miranda ; o alferes do
estado-maior de segunda classo Trancisco de Sales
Maciel; o alferes do infantaria Antonio Rodrigues
Alves Brauna; o alferes do sexto de fuzileiros Jos
Fortunato Bellegardc; o alferes do estado-maior de
segunda classe Antonio dos Santos Lara.
Alferes-ajudantes de fortalezas.
0 sargento do deposito da corte Cassiano Jos Pa-
chego, para a Assumpclo noCear; o primeiro sar-
gento do segundo de artilharia Manoel Marques do
Amaral, para o Brum cm Pernambuco; o primeiro
sargento de artilharia Fippo Jos Barbosa Aranha,
para a Lage na corte.
IMPERIAL CORPO DE KNGEMIEIR0S
Majortt,
O major graduado Andr Cordciro de Negreiros
Lobato; o major graduado Luiz Jos Monloiro ; o
major graduado Alejandre Manoel Albino do Carva-
Iho; o major graduado Jps Joaquim Rodrigues L-
pez; o major gcadudo Jacintho Vieira do Couto
Soares; o major graduado Ainaro Emilio da Vciga ;
o major graduado Jos Freir de Andrado Parreiras ;
o major graduado Vicente Marques Lisboa ; o major
graduado Antonio Jos de Araujo.
CapitSet.
O capito graduado Vicente lluet Bacella/ Pinto
Gualesi; o capitilo graduado Christiano Pereira do
Azeredo Coutinho ; o capito graduado Ernesto An-
tonio Lassanco Cunha ; o primeiro tenente Jos Ma-
ra Pereira de Campos; o primeiro tenente Dmaso
da Fonseca Lima ; o primeiro tenenle Joo Jacques
da CostaOurique; o primeiro lenle Vicente An-
tonio de Oliveira ; o primeiro tenente Joio Pedro de
GusmSo VasconcollosMariz ; o primeiro tenenle Joilo
Rodrigues da Silva; o primeiro tcnento Andre Al-
ves Pereira Ribeiro Cirne; o primeiro tenente Fran-
cisco Antonio Raposo; o primeiro tenente Thomaz
da Silva Prannos. .
'l'rimeirot ttnenlet.
O segundo tonente Joilo da Costa Franco e Almei-
do ; o segundo lenle Jos Bosileo Noves Gonzaga ;
0 segundo lente Antonio Pedro Montara de Dru-
mond; o segundo tenente Marcollino Rodrigues da
Costa ; o segundo tenenle Pedro llandeira de Gou-
va; o segundo tenente Jos Mara Jacintho Itc-
bello.
Segundo! lenles.
O alferes alumno de engenheiros Joo Jos de Se-
pulveda Vasconcellos ; o alfares alumno de artilha-
ria Francisco Jos de Freitas.
ARTILHAKIA.
Primeiro batalho.
Segundo tenente, o alferes alumno Garca Rodri-
gues Paes Leme.
Segundo l>atalho.
Tenente-coronel commandanle, o tenente-coro-
nel do estado-maior de primeira classe, Manoel Igna-
cio de Carvalho Meirdonca.
Major, o major graduado do terceiro batalhflo de
artilharia llygno Jos Coelho.
Capitoquartel-mestre, o primeiro tenente quor-
lel-mestro do mesmo batalhflo Manoel Lopes Ma-
ciel. J
Segundo tenente crurgiflo ajudantc, o tloulor cm
medicina Antonio Jos Dias Martina.
Copitflo da oilava companhia, o tenente doestado-
moior de primeira classe Viconle Ferreira da Costa
Pyragibe.
Segundos tenentes, o alferes alumno Antonio Ma-
riano Lobo.Botelho; o alferes alumno Albino Adol-
pho Barbosa.
Segundo tenenle, o particular do primeiro bata-
lhflo de artilharia Joaquim da Silva Maia.
COHl'O DE ARTIFtCES DA CORTE.
Segundo tenente ajudantc, o primeiro sargento do
quarto batalhflo de artilharia Luiz Francisco llen-
riqtic.
Segundo tonente quartel-mestre, o primeiro. sar-
gento da segunda companhia Cyriaco Jos da Silva.
Segundo tenente secretario, Joaquim Antonio da
Cunha.
Copcllflo, opadroJoso Gomes Marques da Cunha
Segundo tenenle cirurgiflo ajudanle, o doutor om
medicina Jos Manoel do Moraes.
Primoiro tenenle, o segundo tenenle do artilharia
Jos dos Santos Ferreira Jnior.
COMPANHIA DE ARTFICES DA BAHA.
CapitSo commandanle, o capito commandante
interino da tnesma Jeronymo Jos Velloso.
Segundo tenenle, o primeiro sargento da | inesma
Jos Jesuino Alves da Silva.
COMPANHIA DE ARTFICES HE PERNAMUUCO.
Primeiro tenente, o segundo tenente do segundo
batalhflo do artilharia Ricardo Pires do Macedo.
Segundo lente, o primoiro cadete do segundo
;>atalhflo de artilharia Trajano Alipio de Carvalho
Mondonga.
CAVALLARIA.
Primeiro regiment.
Coronel commandanle, o coronel graduado do es-
tado-maior da primeira classe Manoel Antonio da
Fonseca Costa.
Major com graduaeflo de lencnte-cwonel, o major
do mesmo Joflo Caetano Espiono.
Alferes secretario com direito a accesso.o primei-
ro sargento do primeiro batalhflo de fuzileiros" Fran-
cisco Jos do Souza o Silva.
Segundo regiment.
Tenente ajudantc, o alferes do quarlo batalhflo do
fuzileiros Domingos Jos Martins.
Alferes secretario com direito a accesso, o primei-
ro cadete sargento ajudanle de artilharia montada
Adolfo Sebastiilo do Ataide.
Capitilo da segnnda companhia, o tenente domes-,
mo CypriannoGoncalves Ribeiro.
Capitilo da stima companhia, o tenente do mes-
mo Francisco F.lcutorio da Fontoura Palmeiro.
Tenenles, o segundo tenonte de artilharia maula-
da Joflo BaplisUi Alves Porto ; o segundo tenenle de
artilharia montada Manoel Jos do Alcncastro ; o se-.
gundo tenente do artilharia montada Jos Eduardo
de S Ataide.
Terceiro regiment.
Coronel commandanto, o coronel graduado do es-
tado-maior do primeira classe Casimiro Jos da Ca-
ma i o c So.
Qapililo da segunda companhia, o primeiro len-
le de artilharia montada Dioso Francisco Cardoso.
Capitilo da quarta companhia, o tenente do oitavo
de fuzileiros Jos Antonio Dias da Silva.
Capito da quinta companhia, o tenenle do esta-
do-maior da primeira classe Agostiitho Maria Pi-
quet.
Tenentes, o alferes do oitavo de luzileiros Jusli-
niaimo Sabino da Rocha ; o alferes do primeiro de
fuzileiros Leopoldo Augusto Ferreira.
Alferes, o primeira cadete do primeiro de fuzilei-
ros Jos Bethz do Oliveira Nery ; o alferes secreta-
rio do quarto regiment Joaquim Jos da Silvena
Jnior.
Quarto regiment.
thesouro publico naciontl, para regularizar o pro-
cesso dos pagamentos por dividas doexorcicios lin-
dos, ordena que se observem as seguintcs ins-
truccOes : -
t. Nenhuma divida pcrtcnccnto a cxcrcicios lin-
dos ser pelo thesouro inserida cm pedido do crdi-
to que se naja ile dirigir ao corpo legislativo, san
quelenha sido liquidada na conformidade das pre-
sentes nstrueces. .
2. Os quesejulgarem redores justiucarao sen
direito parante as ihesourarias das provincias, om
que fo a divida contrahida, o as mesnos lliesou-
rarias se fara a liiiui.lociO e os exames necessanos,
precdanlo sempro o voto do procurador-liscnl ao
despacho definitiTO do inspector.
3.' Liquidadas as dividas, as Ihcsouranas forma-
rilo tantas relceos quantos os mlnislorlofa que res-
peitem os'credores do estado, e enviarflo ao thesou-
ro a que pertei.ee hienda, o aos ontros ministe-
rios as que Ibes competirn, com os requerimentos
das parles e processo da liquidacflo, acompanhados
de todas as informacOes nocessorias ; c sempro quo
I'i'h- possve I dos doeti montos probatorios! para quo
se possa loza- u revisSo dos liquidacOes.
t." Rccebidas no thesouro as relocies dos credo-
res do ministerio da hienda a dos ontros ministe-
rios, serflo revistas as UquidacOes na cdntadona-ge-
lalderevisflo, onde so formara a relacflo para o cr-
dito que te de ser pedido, e depois da concessflo
do mesmo crdito se remetiera pelo lliosoureiro a
cada una llicsourario a relacflo das dividas respecti-
vas, quaes lenham sido por ultimo legalisadas ecoin-
prehndidas no crdito votado
5." Em cada thesourai ia, imiA vez quo tenha rece-
lado a relftcSo mencionada no'arligo antecedente, o
esteja pelo thesouro autprisada, se proceder ao pa-
gamento na forma dos leis, e guardadas todas as for-
malidades que ellas prcscievem, seja o dito paga-
mento hito aos proprios credores principalmente,
ou, no caso de o rcquereiem, aos procuradores, ou
seccinanos. ...
6.' Para os pagamentos meucionados nao se exi-
gir que as partes requeirar ao tribunal do thesou-
ro, nom quo apresentem autorisacocs individuaos.
7.* Fica revogada a ordem circular do t do junho
do l46, ueux.fsio das lliosouranas a rouiessa das
reloces com certas e determinadas cireumstoncias.
Thesouro puMRco nocional, em 6 do agosto da
,847. Man** Alvos Bronco. Conforme, Joo Va-
ria Jacobina. "" j
Conforme, O ollical-maior, Ignacio dos Santos da
Fonseca.
a
Quarto balalMo.
Coronel graduado commandanle, o tenente-coro-
nel commandanto do mesmo Jos Vicente de Amo-
rim Bezerra.
Major, o major graduado de artilharia Innocencio
Eustaquio Ferreira de Araujo.
Segundo lenentG secretario com direito a exces-
so, o primeiro sargento do mesmo batalhflo Joaquim
Fabricio deMattos.
Capilflo da quarta companhia, o primeiro tonente
de o lunaria Francisco Joaquim Catete.
Primeiro lenle, o segundo tenente do segundo
batalhflo de artilharia Joflo Evangelista Nery da Fon-
seca.
Tenente ajudantc, o alferes do oitavo de fuzilei-
ros Carlos Bethz de Oliveira Nery.
Alferes secretario com direito a accesso, o sargen-
to quartel-meslrc de artilharia montada Manoel An-
tonio da Cruz Brilhante.
Capililo da quarta companhia, o tcnenle-ajudantc
ilo quarto decacadores Joaquim Ferreira de Souza
Jacaranda. ....
Tenenle, o alferes do mesmo Joflo Pereira Lima
Velasco Molina.
Alferes, o primeiro cadete do corpo hxo de San-
Paulo Francisco do Assis de Araujo Macedo.
ESQUADRA BE MATTO-CROSSO.
Major oommandante, o major graduado Joflo Jos
Gomes. ,
Secretario com direito a accesso, o cadete do mes-
mo Antonio Maria Xavier.
Capito da segunda companhia, o tenenle da mes-
ma Joflo Antonio de Magalhies Garcez.
Alferes, o segundo cadete primeiro sargento da
artilharia de Matto-Grosso Joaquim Antonio Xavier
do Valle.
COMrAMIlA FIXA DA CAVTLLARfA DB MINAS.
Capito commandanle, o capito de cavallaria de
San-Paulo Francisco Joaquim Pinto Paca.
' Alferes, o primeiro sargento de cavallaria de San-
Paulo Jos Cesar do Mello Samjtoio.
COHPANHIA FIXA DE CAVALLARIA DB PERNAMBUCO.
Tenenle, o alferes do stimo de fuziieiros Manoel
Francisco Monleiro.
(Confinuar-se-Aa).
'pRlAtW friCO.
TI.IBUSAL. DA RELAGlO'.
Jli.GAMENTO DO DA 5 DE OUTUBRO DE"l8*7.
OESF,MOAR.1ADOU DB SEMANA 0 SENHOB ?6%CE DB LEA.
Na anpelleflo civel entro Sebastiio Antonio do
Menezese ontros, e Luiz Ignacio de Olivara Mac.ol
esnamulher, mon.laram dar v.sla ao curador dos
TSf!Si dita enlre Francisco de Paula Pereira Ra
mose Jos Maria.da Cosa Carvalho, mandaram fa-
,er os autos conclusos ao juiz relator j nomcado.
Na dita crime em que sao parios Antonio Bernar-
do de Moura e Antonio l.ourenco Pereira, nflo toma-
ram conhecimcnlo da appellacflo.
Mandaram dar vista asparles as scgumtc ap-
PV?doAntonio JosoPimenta ta Conceicflo e Ma-
noel Jos da Costa Braga ; ,.-.,.
Na de Antonio Goncalves do Rogo e Sebasliflo Joso
da Costa Companhia ;
Na de Antonio de Sa Leitflo e o doutor curador-ge-
ral dos orphflos ;
Na do juizo e Gertrudes Vaz ;
Na u*c Gabriel Allbnso Regueira eoutros, e a ra-
zenda publica. .
No recurso crimo entren juizo e Francisco Ignacio
de Atahide, conlirmaram a sentenca de nflo-pro-
nuncia.
'
THfcSOUKAlUA DA FAZENDA.
ClRCll.AR'N.o 9.
Manoel Alvcs Branco, presidente do tribunal do
Airan (lega.
RENDIMENTO DO DI \ 5............ 6:777,2*7
Descarrrfiam h"je, 6.
Patacho- Procidencia *- pedia marmore.
Brigue-- /ioo larinha.
Ilrigtie C.ourad- merendonas.
Barca .Zi'.u idem.
nUMMlTACAO'.
hspirito-Santo, brigue brasileiro, vindo de Lisboa
e liba de San-Miguel, entrado ueste mez, consigna-
do a Firmino Jos Flix da Rosa, manifestou ose-
guinto: ,
De Lisboa 166 pipas, 2* meias ditas, 56 barns vi-
nho da Figueira, 25 barricas cevada, 1:000 mullios
de ceblas ; aos consignatarios.
Da liba de San-Miguel l barril cortumo, t dito car-
no de coreo, 1 pacole panno do linho ; a Guilhermo
Jos Pereira
1 atafona com 6 pegas de madeira, [9 pedras; a Jo-
s de Medciros Raposo.
:l larris toucinho, linguic,as o carne deTorco, l
caixlo torrosmos e morcellas, i lernos de canastras,
\



1 cesta botijas doazedos, 2 caixes mermelada ; a
Justino Pereira deFarias.
156 podras de n.onho, 2caixas e 1 fardo albos, 3
namcas favas; a Antonio Joaquim (Je ouza.
i narril vinlio, 1 dito carne di poreo, 2saccas Ta-
i';"1 L0"'*016 e 2 pacotes panno de linho : a Manoel
iose liasteis Mello.
60 podras do inoinho, 1 barril favas, 2 ditos vi
"lio, 1 canastra e 2 snooretas linguicas, i caixote
L\S?' """* "-- '"lacha SS
riSSBBt. embru,"panno de ,in"; a ,o3
1 barril vinlio ; a Manoel Fcrreira Diniz.
cif ^Sbrar" d ,,rC0'' CaXle favaS; n ,gna-
Oliveiara?le ***" l' 'in" JoS(i de Mo" Cosla e
TOLChX0le Pa"" en,eias de ,il,h; a lo Jos
I u Ve | i .1 .
2 pedrasde monho ; a Jos do Reg Pontos.
Rosa tamcas cavallas Firmino Jos Flix da
3 barricas favas; a Francisco de Almeida Baplista.
3 suecas favas.t dita hervilhas ; a Manoel da Sil-
va (.aspar.
barril conservas de porrexil o ceblas, 1 caixo-
tiiihosemcnlcs, 1 boilo peixes vivos; a Francisco'
Manoel da Cunha Medoiros. ',
i caixa doce, linhas e ineias, 1 sacca feijSo ; a Jos
Affonso Moreira.
1 sacca favas ; a Manoel Io de Oliveira.
I pacole varias cncoinmentas, 2 suecas favas >
capoeiras gallmbas, 2:973 palacOcs braslloiros o hs-
panlioes, 4 volumes plantas ; a ordem.
I oiiibrulbo panno de linho: a Jojo Jos do
Monte.
1 caixa panno do linho ; a Manoel Jos Pacheco do
Mello.
1 caixote doce, 1 gaiola queijos: a Antonio Viei-
ra Martins.
t pacota panno de linho; a Jolo Lourenco da
511VJ.
1 sacca favas, 1 parte pannos de linho; a Joito
Si infles de Almeida.
I sacca favas ; a l.uiz da Silva.
Nevrs'COte Pan>"> 3 raixas sementes ; a Domingos Jos Dins de Ol-
VCI a I .
II barra poixe, 4 ditos e 1 caixote carne do por-
ro, Buceas lavas,SdiUs covada, 6quoijos a Jos
Lavares Cordeiro. '
tratos segrales: dos mscales o boceteiras, o re-
peso dos acougues, as casinhas da ribeira, o subsidio
dos poicos, a aferic.lo dos pesos e medidas, o arma-
zn) grnelo no Varadouro, dito pequeo no mesmn
Bar; uevendo os prelendentes comparecer habi-
litados e munidos dos competentes fiadores.
E para que cheguo ao conhecimento do todos,
mandamos publicar o presente nos lugares do cos-
tiniiee pela nnprensa.'
Cidade de Olinda, l.' de outubro de 1847. -Jos
Joaquim de Almeida Guedei, presidente. ~ Joo 'au-
to lerretra, secretario.
Ignacio dos liis Compeli, fiscal da freguesa de San-
Jos, em virtude da lei, etc.
Faz constar aos habitantes da mesma fregue/.ia, a-
quellcsque teom cstaliolecimentos do portas a ber-
tas, que d'agora em vanle devcr.lo agoar as testadas
de seus edificios tres vezes ao dia, sendo s 10 horas
da manh.la, 1 e s4 da tarde, conservando-as liinpas
ate ao meio da ra, ou toda largura dosla se do lado
opposto nlo houver a -mesma obrigncilo, sob pena
de incorrerem os Infractores na disposiclo doj 2.
do arl. 12 .las posturas addicionaes.
Frcguczia de San-Jos, 4 de outubro de 1847.
hjnacio dos Neis Compeli
jovens de ambos os soxos, que se contrataren no
presente presepio.
Publcales Luteranas.
PORTUGAL.
Recordares do atino de 1842, pelo principe I.ichnonsky,
traduzido do allemio segunda edico correcta e an-
' notada.
O consumo rpido da primeira edieflo, e a sua
procura por muitas possoas que ficaramsm ella ,
induzio o traductor a reimpressilo d'esta obra cu-
riosa, que conten a apreciaclo dos caracteres mais
notaveis do paiz, dos seus acontec montos polti-
cos monumentos o lugares principaes foita por
esse principe prussnno, queali viajou no auno
citado, lista interessante obra, que contm 220 pa-
ginas vende-so por 1,000 rs., na ra da -Cruz n.
7, segundo andar.
i*-
cciaracdes.
Existe na administracffodo corrcio urna carta
segura, viuda do Itio-do-Janeiro pelo vapor de
guerra Guapiassu', paraoSr. Jos Pedro Werneque
Riheirodo Aguilar. H
pacote panno de linho, 1 sacca favas ; a Manoel
Jos da Silva Cabral.
Cera I. .
Diverjas provincias.
Consulado.
REND MENT 1)0 da 5.
949,755
55,919
1:005,674
Contrato a celebrarse com a thesouraria das rendas
provinciaes, no corren le mez.
DIA 30.
O eslabelecimento de urna linda de mnibus, que,
na formada lei provincial n. 191, do 30 den.arco
ultimo, facilite o transporto desta cidado para qual-
querdos respectivos arrabaldes, e para Olinda.
TIJEATKOPUULICO.
1,980
1,820 -
1,660 -------------
1,880......
6i0-----------
1,990
1,840
1,680
1,290
660
PEKNAMBUCO. 5 DE OUTUBRO DE 1847
AO MEIO-DIA.
Itua da Cadeia do llecife, n. 34, luja de cambio'de
Lourenco & Olivara.
PRECOS COMENTES DESHOJE.
Moeda deprata. Compras. Vendas.
Pataccs brasileiros--------2,000-------------2,010
Pesos columnari's-----------
Ditos da patria-------------
Muas (Ir ."1 francos--------
Ditas de 2 patacas-----------
Ditas de 1 dita......
Moedas deouro.
Pecas velhas........i6,250......16,400
Illas novas........16,000-------------16,100
Moedas de 4,000 rs.--------9,100-------------9,200
(ticas hespanholas--------29,000-------------29,200
Hilas (la patria.......28,800......29,000
Soberanos.........8,900......9,000
Moeda de cobro 4 p. |0 de premio 6 p. %
escontos.
Comprara-So lettras de boas firmas do commercio
a" 8 por "/o c vendem-se vencimentos atdezem-
l)i o do crrente a 3/4 por %.
Cambio sobre Londres 27 firme, a 60 lias, com
upparencias do subir.
Lourenco & Oliveira.
MOJE, 6 DO CBRENTE.
A beneficio de Anaslacio l'acheco de Almeida & Com-
punhia.
Grandee bem condecida peca
D. JO.O T/JENOf/O
ou
O convidado de podra.
O ador Santa Rosa vai desempenhar a parte gra-
ciosa de Esganarelo, empregando todos os seus es-
toicos para bem satisfazer ao respeitavel publico :
em un dos inlervallos o dito actor Santa Rosa can-
tar n jocosa aria a polka com diversas quadras
novas.
Terminar o dlverlimenlo com a graciosa farsa
que tem por titulo
O PASSADOR DE MOEDA FALSA'.
lioviaiM uto do lBoi lo.
Navios entrados no dia 5.
Liverpool; 38 dias, barca ingloza Golden-Fleece, de
312 toneladas, capitao James Palethorpe, equipa*
geni 16, em lastro ; a Russcll Mellors.
Jtichmond; Estados-Unidos j : 56 dias, polaca sarda
llosa, de 207 toneladas, capitiio Jnao Baptista Pre-
v, equlpagom 14, carga rarinha e fazendas; a'l.e-
nor l'uget&Compaiiliia.
Navios sahidos no mesmo dia.
Macei; barca ingleza Golden-Fleece, capito James
Palethorpe, cm lastro.
Genova; barca sarda Corebo-Segundo, .capitao L. C.
Sicaroli, carga assucar o couros. Passageiros, Joo
Adolpho llerbsler, Jolo Bayotista llerbsler.
EDITA ES.
Miguel Archanjo Monteiro de Andrade official da im-
perial ordem da Rosa, cavalleiro da de Christo, e ins-
pector da alfandega de l'ernambuco, por S. Al. o
Imperador, que Dos guarde, etc.
Faz saber que no dia 6 (boje) do cor re tile, ao
meio-dia, na portada mesma, schflo de arrematar
cm hasta publica, quatro pndulas deoorcellana no
valor de 175,000 rs., e 12 paliteiros por 10,000 rs
impugnados pelo segundo escripturario Antonio'
i-rancisco de Moura, no despacho por factura de
pedier Colomb.ez & C, sob.i. 1:326 : sendo a aire-
iiidlacao ubjciia ao pagamento de direitos.
Alfandega, 5 de outubro de 1847.
Miguel rchanjo Monteiro de Andrade.
A cmara municipal da cidade de Olinda e seu termo,
em virtude da lei, etc.
Faz saber que, nos dias 6. boje) c 7 do correte mez
serjo arrematados por quem mais der os con-
TEHCA--FK1HA, 12 DE OUTUBRO
DE 184 7.
GRANJJi: V. VARIA UO lSI'liCTACULO.
A cantora italiana Margarida Deperini, achando-
se de passageui nesla cidade, lem a honra de olerc-
cer ao Ilustrado publico desta capital o seguinte
diverlimenlo :
PARTE PRIMEIRA.
1." Symphonia grande orebestra.
2." Ilcllissima aria da Opera il Giuramenlo, canta-
da por Margarida Deperini,
3." Escolhida aria, poro Sr. Jolo Toselly.
4. Romance e duelo da opera Norma, cantado
por Margarida c Jos Deperini.
5 Prlmeiro acto do drama Camilla, ou o Saltea-
dor da Stlra-A'egra.
PARTE SEGUNDA.
1" Segundo acto do urania.
2.* Grande duelo da opera Normani in Parte/,'por
Margarida Deperini eoSr. Toselly.
PARTE TERGEIRA.
I." Symphonia.
2." Cavatina da opera Torquaio Tasto, por Marga-
rida Deperini.
3." Terceiro aclo do drama.
Margarida Deperini pedeao tio Ilustrado quanto
OSpitaleiro povo desta capital sua benvola indul-
gencia o honrosa proleccao.
Os bilhetes vendeiu-se na na do Queimado, I). 16,
primeiro andar.
PRECOS DOS CAMAROTES.
Primeira ordem.....6,000-rs. e fronte 10,000 rs.
Segunda .....8,000 12,000
Terceira .....3,000 4,000
Platea superior.....2,000
geral.......1,000
Veranda..........500 -
A LGICA POPULAR de Mr. Ad. Lecomle acba-se
Iraduzida cm portuguoz pelo padre Jo3o Bajbosa
Cordciro, que a deu ao prelo no Cear. A simplici-
dade, clareza e concislo desta obra apoemaoal-
eanse do qualquer intelligencia, por mediocro que
soja, o a torna de summa utilidade anda aquellas
possoas, que nao poriem frequentar aulas publicas,
nem pagar a mostrea particulares para Ibes darex-
plicacoes: o su titulo mostra oque ella lio, e dis-
pensa qualquer oulra recommendaQflo Acha-se
venda na loja de livros to bairro do R'ecife, ruada
Cruz, n. Mj em S -Antonio, na praga da Indepen-
dencia, loja de livros ilo Sr. Figueira, n. 6 o 8; em
Olinda, ra dos Qualro-Cantos, loja do Sr. Dmin-
os, pelo mdico prego de 1,280 rs., cada exemplar.
NOVO DICCIONARIO DA LINGOA NACIONAL.
0 edictor do novo diccionario da lingoa nacional,
cuja publicacilo tem sido annunciada nos Diarios
desta cidade querendo demonstrar que niio oi
inexacto quando se ufaiiou por ler conseguido a re-
solucHo do problema de todas as nessoas pode-
re m obter este diccionario sem grande sacrificio:
deliberou dividir a sua publicacilo em tantas partos
quanlas sao as lettras do alphabelo nacional; o re-
ceber assignaturas nilo s como at aqui, mas tam-
ben) admillir urna oulra especie de subscriptores ,
que, despendendo um poucomais (loqueos outros,
facam a acquisicio do mesmo o mais suave possi-
vel : islo ho, que paguem apenas 1,000 rs. porcada
una dessas parles, medida que se forera publi-
cando. Subscrovc-s'e na ra Formosa, n. 2.
Avisos martimos.
O dentista e sangrador
Jos Anacieto,
muito conhecido nesta cidade, com 16 a 17 m
de pratica em sua arte, morador na ra estreitaiir
Rozario do bairro do Santo-Antonio, junto a Itrel
casa terrea, n. 7, tem a honra de annunciar ao res
peitavcl publico pela segunda vez, especialmente a
todos os seus freguezes o amigos, que elle se acia
muito prompto, das 6 horas da mmih.Ta at as 6 da
tarde, para platicar qualquer operacSo pertencentn
a sua arte, sendo que de sou prestimo seaueiram
utilisar, d'agora em diante pela tabella fixa aaui
oxpressB, sem distincSo iiem qualidadesde pessois
Judo ser feito com milita delicadeza c humanida
de, e muito desembarsco, mesmo perante qualnuer
um medico ecirurgito, tanto em casa como dentro
e Tora da cidade, mandando-se-lhea indicacilo do lu-
ar a que elle he chamado, nomo da ra, numero
a casa, com a firmado donoou dona, afiaiicn-
do-se pagar-lhe as passadas 011 a visita, caso nao
pratiquo a operaeflo por nflo ser mais precisa, ou
por oulra circunstancia independento da sua von-
iade, para vir promptamente, perdendo olio os seus
mteresses em sua casa, faltando aos seus fregue-
zes como sempre tem acontecido e acontece.
Primeira tabella fixa dot prerot rasoaveis das opera-
dles pralicadas em casa.
Tirar delicadamente um dente ou urna raz 1 000
Chumbar um dente com qualquer metal
branco de 1 a.........
Chumbar com ouro, sendo preciso ,
Apartar perfeitamente os quatro denles in-
cisivos do queixo superior .....
Sangrar delicadamente, aventar, sendo pre-
ciso, por cada vez .........,
Porcada applicacflo de ventosas seccas ou
sarjadas al se tirar a quanlidade de
sangue exigida" pelo facultativo ... ennn
O mais pagarlo conforme as suas generosidade.
Segunda tabella dos preoos mais rasoaveis das operac/Ses
pralicadas dentro da cidade.
2,000
4,000
6,000
1,000
2,000
2,000
5,000
Para o Ass partir impreterivelmente no dia
15 do crrante o briguo Ftlit, para carga ou passa-
geiro trala-se com Firmiiu Jos Flix da Roza no
caes da Alfandega, ou no seu escriptorio, ra do
Trapiche, n. 44.
Para Lisboa pretende sabir com brevidadeo bri-
gue portuguoz llobim : para carga e passageiros ,
trala-se com o capito na praca do Commercio ou
como consignatario Thomaz do Aquino Foiiseca,
naruado Vigario, n. 19.
Sabe com a maior brevidade para a Babia, por
teramamr parle de seu rarregamento prompta, o
ja bem conhecido hiato Tentador, forrado e pregado
de cobre: para o resto da carga e passageiros, tra-
ta-secom Silva & Grillo, na ra da Moda, n. 11.
- Para o Rio-dc-Janeiro segu, era- poucos dias,
0 brigue-eseuna Amazonas, por ler parte do seu car-
regament prompta
de passageni,
rija-oto ff ra do Vigario, n. 5.
Para o MaranTiUo pretendo seguir com brevida-
de o muito veleiro patacho Santa-Cruz outr'ora Es-
peranto,, forrado de cobre, capitao Joaquim Anto-
nio Concalves dos Santos ; para carga e passageiros,
trala-se ao lado do Corpu-Sanlo, loja de massames,
n. 25, ou com o capito.
Para a Labia sabe a sumaca Santo-Antonio-de-
l'adua : para o resto da carga o passageiros, trata-
se na ra do Vigario, n. 5.
LtllotS.
RRESEPIl) iNO TI1EAT1U) PUBLICO.
O director do theatro tenciona aprcsenlar este
aimoem scena O mais brilhaute presepio, que al
agora se tetilla listo : dividido em tres parles sendo :
Primeira : o triumpho deMardocheo, Escriptura
Sagrada Esther, decap. 1."at cap. I4jj24.
Segunda: a cegueira do Tobas, cap. 2."at cap. 12
21.
Terceira o nascimenlo doMcssias Seg. S. Lucas do
cap. 2." at 20.
Para execuclo destes tres dramas, convida a todas
aspessoas quo quizercni dars meninas a quarcnla
mil ris, os meninos a trinla mil ris, a compareoe-
rem no theatro do, 1.de outubro al o dia 30 do
mesmo. Sendo que tanto meninas como meninos
hilo de cantar; o nao pdenlo levaren) sua compa-
nliia mais do que.urna pessoa que asdever condu-
zir; neuhuma outra lera cidrada na caixa do Una-
tro, seja qual for o pretoxto, debaixo desta coadic/Io
be que o director da do/, mil ii de mais do o/io
o auno passado. A decencia e recalo ja observados
nos seus dous presepios anteriores, sao mais que
sullicienlc garante que oll'ereco para soguranca dos
-- Adamson llowie & Companhia faro leillo, por
inlervencao do corrclor Oliveira de um esplendi-
do sortimento de fazendas inglezas todas proprias
deste mercado : quinta-feira, 7 do crrante, s 10
horas da manhila no suu armazem da ra da Al-
fandega-Vollia.
- Leillo que fazem Joo Evangelista da Cosla Sil-
va & Companhia hoje, 6 do currante as 10 horas
da mandila na porta- do armazem do Sr. Antonio
Anes, no caes da Alfandega, de urna porcilo de
barricas com cerveja.
- Jolo Kcller A: Companhia farilo leilao por in-
lervencao do corrclor Oliveira de grande porc3o
de Inzcndasde todas as qualidades, e proprias do
mercado : boje, 6 do crrante as 10 horas da ma-
nhila no seu armazem da ra da Cruz.
Tirar delicadamente um dente ou urna raiz
Chumbar um dente com qualquer metal
branco......."...
Chumbar com ouro, sendo preciso ',
Apartar perfeitamente os quatro denles in-
cisivos do queixo superior.....8 000
Sangrar delicadamente, aventar, sendo pre-
ciso, por cada vez........2 000
Por urna applicaclo de ventosas seccas ou
sarjadas, at se tirar a quantidado de-
sangue exigida pelo facultativo ... 8 000
O mais pagarilo conforme a sua generosidade.
Terceira tabella dos precos das operacoes praticadas
fura da cidade.
Tirar delicadamente um denlo ou urna raiz,
viagem e operado al a allura de una
legoa........... g qqq
Chumbar um dente com qualquer metal '
"nro.........:.., 8,000
cnura Dar com ouro, sendo preciso 12 000
Apartar perfeitamenle os quatro denles in-
cisivos do queixo superior v.....16 000
Porcada applicacao do ventosas seccas ou '
sarjadas, at se tirar a quanlidade de
sangue exigida pelo facultativo 16,000
O mais pagarilo conforme as suas generosidades!
Oabaixo assignado previne ao public e par-
ticularmente aos Sis. capiles Ue navios que com-
merciam na cosla do Brasil, que nflo recebara, seja
-rompa : upra* QUier earrBeer"'o"rlS"!H;fu Pret*' cs,rrfvo Jo9o> Pardo triguei-
, para o que tem bons commodoJ d I v^'diti\l"mm' t'u"1 tcn' K"o'por vozos e-
do Vigario, n 5. L'"'0uos, u.- vadu-se desta praca por mar : e para que ningueih
orecebacomo livre, o abaixo assignado faz o pre-
sePto- I-uiz Gomes I'erreira.
Prccisa-se de um caixeiro portuguoz de 16 a
ISannos quo tenha pralica do venda: na ruido
Agoas-Verdes, n. 57. Na mesma casa compra-so u-
raa escrava sem vicio nem achaques."
Allcu^ao.
Joaquini Antonio Carneiro & Companhia avisara
ao respe.tavel publico.e particularmente aos seus
ieguezes;que, pelo ultimo navio chegado do llam-
uurgo, receberam una grande poreflo de bichas das
memores que ha, as quaes se alugam o so vndem
aoscentos ea relalho, polo menor preco possivel
110 seu antigo deposito, na ra da Cruz do Recife, n.
?3. Declarara mais quo sendo preciso, a qualquer
hora da noile, applicar bichas ou sangras, os acha-
ran promplos na mesma ra, n 28, primeiro andar.
Aluga-se urna sala com urna boa alcova e um
quarlode retiro proprio para um ou mais bomens
solteiros, na casa da ra do Collegio n. 17, no
segundo andar: a tratar na ra do Crespo, n. 4,
com Ricardo Jos de Frailas Ribeiro.
Aluga-se una casa terrea com bons coramo-
dos quintal e cacimba pintada e caiada ha pouco
lempo, sita na travessa do Peixoto : a tratar no bec-
co do Saraptel, sobrado u. 16.
O Sr. Antonio Serallm da Silvu queira appare-
cer na ra da Praia armazem o. 37, ou pessoa quo
faga suas vezes a negocio de sou rnteresse.
-- Deseja-se saber onde oxiste o Sr. Francisco Jos
da Cunha quo foi embregado em um dos bospitacs
desta cidado, e que ha lempos veio do Aracaty : na
praca do Commorcio, n. 4, ou annuncie.
Roga-seao Sr. estudante Jos, Rodrigues Pes-
soa do Lacerda o favor de diriglr-se a praca do Com-
mercio, n. 4.
Decara-se ao Sr. estrangeiro Sau, que na pra-
ca do Commercio n. 4, so Ibc deseja fallar, ou q u e
entilo baja de annunciar a hora em que so acba cm
casa, visto que a nenhuma hora quesa 0 tem procu-
rado, se o ha encontrado.
OTcrece-so um moco para caixeiro do qualquer
cstabcleciinenlo : na ra da Camboa-dq-Ca'ino ,
11 4.
Joo Vignes fabrican te e
afinador tic pianos, na* ra
do Queimado, u.'i2,
recebeu, pelos ltimos navios chegados de Franca o
Inglaterra um grande sorlimenlo de avlamentos de
primeira qualidado, proprios para o fabrico dos
mesmos : bem como corda s, eainurcMe claves. O
mesmo faz qualquer concorlo, por grande quo seja,
e tamben) atina : tudo cora brevidade o perfoicilo.
-- Prccisa-se de um caixeiro Vortuguez de 12 a
14 anuos, que tenha alguina pratica do venda, e
d fiador a sua conduela na ra de Agoas-Verdes,
11. 48
Offeiece-sc urna pessoa do conducta abonada
para cobrar dividas nesta praca com pequea por-
ceulagom : quem pretndev aunuucie. *
O TRIBUNO N. 23
esta a venda as 2 horas na livraria da praca da In-
dependencia, ns. 60 8, en. 12. Vem em lettra pe-
quea ; esta de arromba ; traz 10 artigo* cada
qual melhor, un) d'olles conla o S. Barlolomeu du
piala; nteressantes noticias da corle.
--- .\o da 8 do crranlo, pelas 4 horas da larde,
portado Sr. Dr. juiz da primeiro vara do civei na
ra Nova vai a praca para serem arrematados o
ouroeprala, peiiborados por txecuco contra D
Gerlrudes Felizbela Quinte.
- O Sr. Antonio Goncalves da Silva baja de lera
bondade do procurar, na ra deSan-Goncalo, sobra-
do n. 29, una carta, viuda da l'arahiba.
Sociedad* Fhilo-Terpsieliore.
O." secretario avisa aos Srs. socios que hojeT6)
ha sessfio da sociedado, pelas 6 horas e mcia da
lardo.
Precisa-so de una escrava que saiba cozinbar
o fazer lodo o servic do urna casa de po'uca fami-
lia na ra larga do Rozario, n 46, segundo an-
Precisa-se de urna ama do leite para acabar de
criar urna menina de 8 mezos : a fallar na loja da
praca da Independencia, n. 3
--.- A pessoa que deseja saber quem ho o corres-
pondente do Jcronynio do Albuquerquo Mello an-
nuncie a sua morada para ser procurada,
^-A,

ceulagom : quem pretndev aunuucie. <
MUTILADO [


1a" 1a ^ .i^jy -^}
.. .
------Permuta-se um pequeo sitio, m.u-
to prximo i matriz da Varzea, e ao rio
Capibaribe com casa de vivenda que
cogttn iluas salas, quatro quarlos e es-
tribara, com muilas arvcires fructferas,
e urna baixa, por urna casa terrea nesta
cidade ; voltuido-se de una pu de oiitra
parte o que se cfliivncipnar: quem Ihe
convier este negocio, dirija-se ra es-
treita do liozario, n. 19, onde se dir
quem o faz.
ROUBO.
Do engenho Paulista furtaram.no da 16 de setem-
bro um cavallo ruco com enarcas na pona e p
direita om cima da anca com a mesma marca de
ferro I, LVCIO, nlo enxerga pelo olho osquerdo;
(um nas.queixadas 3 ; oulro dito aluzo, velho,
liom carregador coro a marca 1S. Quem dos ditos
raval los der noticia no dito engenho, ou na ra de
Agoas-Vordes, n. 46, ser hm recompensado.
Quem quizar dar 150,000rs. porumcavallo ala-
zlo muito honito, bom carregdor baixo esqui-
padore manso, dirija-se a a roa da Florentina,
n. 16.
Precisa-sede um homem para feitor de um si-
tio, muito perto desta cidade: na ra das Laran-
geiras, n. 29, casa das afericoes.
Precisa-so alugar um sitio pequeo perto da
praya desde o Manguinho at a Pont-do-Uclia ,
ou Soledade, no lugar mais povoado : quem'tiver
dirija-se a ra das Cinco-Pontas n. 13. '
Carlos D. Fredricks-, profes-
sor do daguerreotypo,
contina a tirar retratos coloridos das 9 boras .da
mandila at as duas da tarde na sua residencia ,
ruada Cadeia-Nova, n. 26.
Precisa-se alugar um sitio-para urna familia es-
trangeira que niio seja mullo grande, o que te-
nba boa casa de vivenda boas arvores de filelo ,
c muitas de sombra que seja porto da praca : pre-
fere-se a boira do rio at Magdalena ou Ponte-de-
l'clia : quem o tiver, querendo alugar, dirija-se a
praca da Independencia, livrarians. 6 e 8, queso
diraonde se devo tratar.
Guimaraes Seradm & Companhia tcem autori-
sado ao Sr. Jflo Augusto Hcnriqucs da Silva para
cobrar as suas dividas nesta praca, amignvol e ju-
dicialmente.
-- Aluga-se, no lameirflo do Monteiro para pas-
sar a fosta um sitio com muitos arvoredos de frue-
to com tres casas terreas muito decentes e sulli-
cientes para grande ou pequea familia ; a tratar
na ra do Vigario n. 13, segundo andar.
Rogu-se ao Sr. 1. G. V. G. o favor de mandar pa-
gar a pessoa que nflo ignora os alugucis do so-
bradinlioda ra do Livramenlo de que foi fiador
S. S. de Estevio de Ungria Percira Pinto ; quando
nao, se publicar o seu nome por extenso nesta fo-
Iha.
Trapassa-se o botiquim da Cova-da-nca na
ra larga do Rozario, n. 3*. muito bem afregueza-
do soguidode um bonr rgimen em tudo pro-
veitoso ao comprador a quom se far ver o moti-
vo por que se trapassa esto ostabelecimento : a tra-
tar no mesmo boliquim
D-se dinbeiro a premiosobre penbores de ou-
10 prata boas firmas ou bypotheca cm.algum
predio : na ra do Arag.lo n 38, se dir quom da.
DOCE DE DIVERSAS QUALIDADES.
. Na ra da Penba sobrado de um andar n. 11, d-
se doce do vendagem pagando-so 80 rs. por pata-
ca a preta cujos senbores respondan! pelas
faltas; e aprompta-sc qualquer encommenda de
doce quo quizerem.
Desaparecen dos Apipucos urna cadelinha com
os signaesseguinles : lie toda nielada, com o o-
cinho preto responde pelo nome de chiquita e
he niuito pequea. Quema achar, querendo resti-
tuir, dirija-so ao sitio do coronel Boado no mes-
mo lugar ou no Recifo ra da Alfandega-Velha,
n. 11 quesera recompensado com 10,000 rs.
O iilho do visconde do Azenlia acaba de recobcr
una porcao de fazenda denominada Loucainha.
Esta fazenda he de largura muito propria para po-
lainas advertindo que o annuncianto tem gosto
particular para esta fazenda.
Um cirurgiao approvado por S. M. F., de idade
veterana se propoe a ir prestar os servicos do sua
arte em alguma villa ou povoaQflo, ou mcsuio
om algum eiigeuhq, porto dosta praca e estabe-
lecer urna pequea botica ..segundo a pratica do
seu uso ; como tambem a onsinar alguns meninos
as prinieiras retiras: quom de seu presumo se
quizer utillsar dirija-se a ra do Quoimado, bo-
tica n. aonde achara com quemtratardo ajusto
Precisa-se de um criado que se subjeito a Tazl-
as compras de urna casa c que as conduza para el-
la : 110 palco do Terco, n. 16.
D-se um silio muito grande, com duas bal-
sas proprias para lavoura .apim, ou outra qual-
quer cousa com una camboa a inargcm do no Ca-
pibaribe, com muitas fructas para plantar e des-
fructar de meias : quem este negocio quizer fazer,
dirija-se pateo do Terco, n. 16.
'-7-Aluga-se, por 5,ooo rs. mensacs,
um soto muito fresco, pro^rio para ho-
mem solteiro : a tratar na esquina do
Livramento, loja d 6 portas
Roga-se a o Sr. Marroel Benicio Barboza'c Silva
o favor de dirigir-so a ra da Cadeia do llecife, lo-
ja de fazondas, n. 35.
D3o-se 500,000 rs. a premio sobre penhores,
firmas, ou bypotheca na ra Nova, n. 63.
Precisa-sede umfeilorpara um engenho dis-
tante dosta cidade 8 legoas : -no Aterro-da-Boa-Vis-
la n. 63, segundo andar.
- A pessoa que foi no dia quinta-foira 30 do
prximo passado na loja de ourives na na Nova ,
n. 32, amostrar algumas obras para serem avalla-
das, e que se esqueceu do um annel.queira appa-
recer, que, dando osignaes lhe ser entregue
Precisa-se alugar um preto diligente : na fa-
brica de licores, na travessa da Concordia, n. 19.
--0 abaixo assignado, lendo o Diariode l'ernambu-
co de su libado, 2 do correte mez, achou um aiinuu-
cio do Jos Luiz de Brito, sou extinctosocio que foi
em una venda, sita na ra do Livramento, n. 30, em
que doclarava ter vendido a dita venda ao annunci-
anle eoutro inventado socio, que nunca foi, Anto-
nio Joaquim da Silva ; quando a casa foi comprada
pelo annuncianto e paga pelo mesmo, emqueassis-
tiram ao balanco JoiTo Paulo Ramos Chaves o Ignacio
Nunes deOliveira: e para a todos constar faz o pre-
sente annuncio. Antonio Joi de Arantti.
A irmandado do San Jos de /iba-mar avisa a
todos'os rmilos da mesma' comparecerem no dia
oito do correte para urna mesa geral quo lera
principio s 7 horas da noilc, a interosso da mesma
irmandado.
A pessoa que annunciou, no Diario de 27 do
passado, querer comprar urna venda bem afreguo-
zada tanto para o mallo como para a Ierra dirija-
se a venda n. 88, defronte da matriz da Boa-Vista ;
ondo outra pessoa que a pretenda achara com quem
iialar a compra da niesmn.'
--Precisa-se alugar una canoa do carreira quo
pegue e.ii duas ou Ires pessoas pelo lempo da
Testa : na ra do Queimado, n. 30.
Precisa-so de un caixeiro que seja bom o di-
ligente preferindo-so j com alguma pralica do
qualquer negocio : na ra Nova, n. 25, se dir quem
precisa.
-- Precisa-se de urna ama j idosa para o servi-
co interno de urna casa de pouca familia : na ra de
S.-Jos, n. 3.
Aluga-se urna casa com muitos commodos no
mellior local do Poco-da-Panella : a Iratar na ra do
Queimado loja n. 8.
O abaixo assignado faz sciente a todas as pes-
soas com quem tem tido transaeces commeiciacs
om urna venda na ra do Livramento, numero .10,
que elle venden a mesma venda ao seu ex-socio
Antonio Jos de Arantes o a Antonio Joaquim
da Silva, eqnepoz o sou estabelecimento de nova
venda sobre si, no mesmo correr da ra, confronte
aooilloda groja de N. S. do Livramento.
Jos Lu; de llrilo.
~ Aluga-se a loja do sobrado da ra da Cacimba ,
n. 3, que tem sempre servido para acougue o se
acha prompta do todo o necessario para o dilo tra-
fico por preso commodo : a tratar na prac,a da Boa-
Vista no terceiro andar do sobrado da esquina da
ra do Arag.lo.
No Aterro da Boa-Vista, n. 1, primeiro indar,
na casa de modas do madama Millocliau, robeu-se
pelo ultimo navio um rico sortimento do chapos
para senboras ; chapeos de palha do todas asqualf-
dades c da ultima moda, do palha da Italia, do ar-
roz, do palha aherta, lisa, ele, etc.; chapeos de pa-
lha para meninos e meninas, de palha da Italia mul-
to alva ; ricas lilas do llores para os mesmos cha-
pos ; sedas de lodas as cores para chapos do se-
nboras; cambraias, fil, creps e muilos outros ob-
joctos que se vndenlo por proco commodo.
AO BOM TM PARISIENSE.
RA NOVA, N
56.
Trancelinsdc qualquer modelo, aunis, fitas ,
flores, ader,ceos, pulseiras, brincos., etc. ; ludo o
mais bem feilo possivel, e por preco mdico
Aluga-se, para pssar a testa, oumesmoan-
nualmeute um silio na poyonc^o do Montoiro no
boceo do Quiabo, com boa sala seis quarlos, co-
zinba fra, rom muitos arvoredos de fruclo, por
prego commodo : a tratar na ra Vclha, n. 91, das
duas as 4 horas da tarde.
Desoja-so saber quem nesla pra<;a be correspon-
dente do Sr. de engenho, Jcronymo de Albuquorquo
Mello.
Tcniptte & ., alfaiate,
leem a honra .do avisar ao respeitav'el publico o
com especialidadeaos seus freguezes que muda-
ra m o seu estabelecimento sito na ra Nova, n. 7 ,
para a mesma ra n. 56, onde continuarilo assi-
duos a servircm os seus antigos freguezos, o quel-
les quo osquizerem honrar Aprovcitam osla oc-
casiflo para participarcm qu se acbam prvidos do
un bello sortimento de fazendas recenteiiientecbe-
gadas de Franca pelo ultimo navio como sejam :
pannos pretosede coros para raleas ; casimiras-se-
lim ; dita elstica : ludo do ultimo goslo : bem co-
mo scilas, selins, velludos, fustOes impressos o bor-
dados, proprios.para colletes ; urna completa collec-
<;Ho de figurinos das modas as mais rcenles de
Part. No mesmo estabelecimento se encontrar
sempre um grande sortimento de roupa foita para
todos os tamanbos bonetes de velludo para senho-
ra proprios para montara e varios objectos de
pbantasia : ludo moderno o da mellior qualidade.
Aluga-se, para passara festa una grande ca-
sa terrea na povoacilodo Monteiro com quarlos,
cozinba ra cacimba, quarto para escravos es-
tribara para dous cavallos 2 quintaos murados e
com sabida para o rio : a tratar na travessa do Ve-
ras, na Boa-Vista sobrado n. 15. .
Todos os dias, das cinco horas da
tarde c.n diante, na roa das Cinco-i'ou-
tis, sobrado n. 17, acha-sc o bomsor-
velc, fabricado pelo fabricante da ra da
Aurora, com todo-o asseio c perl'cicao, e
commuilos para familias.
FURTO.
Desappareccram do poder do abaixo assig nado.mo-
rador na ra do Vigario n. 13, primeiro andar os
scguiulcs objectos : algumas camisas com a mar-
ca G. 6., calcas, colletes urna casaca prela nova ,
duzentos mil rs. em cdulas, 3 pares de sapatos
novos una carteira de algiboira com 20,000 rs. em
cdulas varios papis que s sorvom para o seu do-
no dous meros bilheles da lotera do llieatro pu-
blico queest prxima a correr de ns. 282 e772.
Roga-so ao Sr. thesoureiro da dita lotera qno nao
pague os bilhees, caso sacm premiados, so nflo ao
abaixo assignado. Quem souberdeste Turto, ou mes-
mo o propno ladrio.qucrcndo restituir roupa, 08 -'
meios bilheles de lotera e.o dinbeiro, rcccbec cem
mil rs. de gratilicacao ,dirigindo-sc venda da ra
do Vigario, n. 13, que se guardara segredo.
OtuieppeOalit.
LOTSRIADO THBATKO-
AOS 6:000,000 e 3:000,000 DF. ItS., SE NAO' QUB-
IIEM FICAR 915M F.I.I.ES.
As rodas desta lotera desla vez andam imprete-
rivolinenleno dia 13 do corronlo anda que al-
guns bilheles fiquem : e por isso o respectivo the-
soureiro convida aos amadores desh) jogo a que
concorram para se acabaren! os bilheles restantes,
e princpalmenloaquelles queso guardam para as
vesperas yisto que estas sfio chegadas.
Precisa-so do um criado que d fiador a sua
conduela equo soohriguo a fazeras compras dia-
rias c tudo o mais que so determinar: no pateo de
N.-S.rdo-Terco, 11.13.
CHAVES.
Perdeu-so, desden Passagem-da-Magdalcna at
a ra da Cadeia do Recifo, um mlho com cinco
chaves sendo urna mior quo as oulras ; um cani -
veto com cabo de osso branco, do duas folhas, urna
major que a ootra : queiu o tiver adiado o quizer
restitui-lo, dirija-so a praca da Independencia, li-
vraria ns. 6 e 8 que se recompensar.
Precisa-sede um caixeiro queja entenda de
miudezas oque d fiador a sua conducta : na ra
da Cadoia do Rccife loja de miudezas, n. 51.
D. Margarida Candida da Cunhu esua lilha I).
Mara Anglica retirain-se para o Rio-de-Janeiro,
levando om sua companhia sua escrava prela, do no-
mo Isabel.
H C.H 1PBOS DE SOL H
Rtu do S'uxhvo-Publico, n. 5.
lodo Loubet participa ao rcspcitavel publico, que
recebeu, por estos ltimos navios francezes, um com-
pleto sortimento de chapos de sol, do seda, amis
rica o superior qualidade; furta-ertres c outrns mui-
las cunliecidas. lauto para homens, como para Sras
e meninos. No mesmo estabelecimento ha um sorti-
mento de chapos de sol de paninho, dos mais mo-
dernos; ditos muiio grandes, proprios para liomens
decampo : tamben! tom el,apeos de sol de paninho
para meninos o meninas, por seren uiuilo linos: pn-
dem-sechamar chapos de economa. a mesma loja
ha sortimento de bengalas, bon^alintias c chicotes
muito modernos; cobre-so qualquer armario do cha-
peos deso, com sedas do todas as cores c quidida-
des. Na mesma casa ha um grande sortimento de
paniiinhos trancados o lisos, 'imitando seda, para
cobrir os mesmos: dcsta-fazonda se vendo aiotalbo.
Conrerta-se lodo qualquer chapeo de sol, por havor
um completo sorlimento de todos os pertoncos para
os mesmos, com toda a perteicflO c brtvidade.
Iparaemtodotcmpohaver aqullo que por direito
be pertencer.
llecife, V do outubro do 1817. c.,.
Jodo Pinto llegens de Sousa.
Jos Pradines, cuteft'tro amo-
lador,
avisa ao rospeitavel publico dcsla cidade, que se
acha estabelecido na ra Jo Cabuga, n. 12, onuo
sempro estar prompto para, fazer qualquer trra-
mente ou instrumento do cirurga irinclianies 0
outros : tamliein eoncerta espingardas, lazireos
para cavallos, esporas de todas as modas e tudo o
mais que for concernente ao seu olcio. Amla as
tercas, quintas e sabbados.

-Compra-so urna espingarda de dous canos,
ingleza, ou mesmo francoza : ua ra estrella do
llozario, 11. 30, segundo andar.
Compram-eo, para urna encommenda, escra-
vos d*e ambos os sexos, e do qualquer er, ato 40 an-
nos; agradando pagam-se bom: na ra estreita
do Rosario n. 31 primeiro andar.
-~ Compra-M un cavallo para carro sendo gor-
do possanto e de bonita figura embora nio tenha
bons andares : na ra do Piros 11. 26.
Compram-se garrafas e. botijas vasias : na ra
Direita n.17.
Compram-se 12 cadeirasem meio uso quo nao
sejam do Jacaranda ncm de angico : na ra Augus-
la sobrado de um andar, n *Jt, ou annuncie.
Compram-se, para urna encommenda para fora
da provincia, dous ollieiaes do carpina ; um carpin-
teiro de ribeira ; dous forroiros ; o um tanoeiro : na
ra da Cruz, no llecife, n. 10, primeiro andar, sa
dir quem compra. Adverte-se que, agradando, so
pagarto bom. .
Compra-so urna prela bocetena : leudo as qua-
lidadosquose desejam paga-se bom: na ra da
Sonzalla-Velba, n. 110.
Viudas.
' '^ muito mocas com algumas habilidades ^
3 ealgumas vondem na ra; urna negrinhado ^
nar^o, muilo lin la, que cose solTrivelmcn- ^
te, engomma, cozinba, e be bem educada, y
por sor rocolhida ; 2 lindos moloques de Id ^>?
a 11 anuos ; dous cabritillas um de 11 an- H
nos, o oulro de 16 muilo bndos ; um boni- ^
lo preto do nacilo, de elegante tigura, opli- ^
^ ino para iirma/.om, por ser reforgado ; dous J
^ pardos muito mocos, um dos quaos com of- R
fficio do alfaiate : todos osles escravos ven- z
dem-so por preco commodo : na ra do Vi-
gario n. 2*, se dir quem vende.
Mmmmwwmmmmmw@M.
Precisa-so do 100,000 rs. a premio, e pangaran-
tia so olTerece um moloque bom COmo OS servieos
do mesmo para descont da mesma divida : no pa-
teo da S.-Cruz venda n. 2.
~ Muda ha para alugar 3 casas no silio Cajueiro,
parase passara fosta o nina meia agoa (|tic serve
para cooheira, na Itoa-Vista : a tratar com Francis-
co Ribeira de Brito.
No dia 28 de. setembro prximo passado, pe-
las i oras da tarde, um moco bem parecido, um
poucoallo, suissas ruivas, chapeo preto, casaca de
alpaca ja usada, collelo e calca de cor, um chicoti-
nho pequeo encasillado decasqunha ou prata, um
enfoite do mesmo molal no meio do cabo, e no fin
do niosnio una ponleira de linha ou retroz verde
torcida ; vinba acompsiihado de um preto quo tra-
lla um pedaco de sola enrolada dobaixo do braco e
um chapeo de sol, furloii na eoelieira atrs do llie-
utro um cavallo sellado c enfreiado, o qual tem
os seguintes signaos : um pouco pequeo, casta-
nho, com cabellos do rosilho; frente fovoira, os qua-
tro pos calcados, urna broca no casco esquerdo de
una enxoada que lia pouco leve, 6 para 7 anuos de
idade, bein fogoso e bstanlo carnudo. Este joven
raloiieiro ilizem ter sido visto limitas vozos polas lo-
jas da ra Nova, oulros j disseram que pelos sig-
naes acimadilos lie un mogo chamado porsobre-
nome Waiiderley, mocador nosul, o foi encontrado
perlo doS.-Amaro-Jaboatflo : a pessoa que der no-
ticia certa do ambas as cousas recbela 80,000 rs.
de Jou da Cunlia Iteis, na mesma cocheira, ou no
Monteiro onde he a sua residencia.
Antonio Francisco de Moraes faz publico, que
Antonio Rodrigues Martins Fcfreira deixou do sor
seu caixeiro, desde o dia 27 do mez prximo pas-
sado.
D-se azeilc de carrapato de vep-
da<*em ai,iaors. a caada: na ra
Direita venda n 72.
O abaixo assignado perdeu no dia 2 do cor-
rento una loltra de 1:090,000 rs sacada pelo Sr.
Justino Meroz, aceita pelo Sur. Mouvernai e as-
si", inda no verso pelos Srs. Justino Mero/, e .Manuel
Fcrreira da Silva Ramos cuja lettra tem de se ven-
cer no dia 22 do crlenle : epor.isso quema tiver
adiado qtioira entrega-la no annuncianto,na ra do
Rangel i. 3(, primeiro andar, que ser gratifica-
do; corto de que nada serve a pessoa quo a tiver
adiado em virtude de ja estarem prevenidas as
pessoas responsaveis na mesma lettra., para nflo
paga rom sonao ao annuncianto, legitimo dono. ManoctdeSuza (luimardet.
-- o abaixo assignado previne pelo presente aos
dovodores da refinacao da ra de llortas, 11. 9, a
qualgyrava com a firma de Mariins & Pinto, que nao
pagueni quanlia alguma que so achoin a dever ao
Sr. Jos Francisco de Almoida Martins, e simaoa-
baixoassignado; pol, segundo tem obrado dito Mar-
tins, he crivelquoha prejuizo o por isso nlo tem o
mesmo apresentado cuntas ; e constando ao abaixo
assignado, que dito Martins quo: retirar-so para tura
da cidad", o convida para apreentar a conta daso-
ciedade, no prazo de tr dias da data deate, e nao a-
presenlando, desde j protesta o seu direito salvo
/
Lotera do liio-dc-Janeiro.
-Vos 2.0:000^000 de ria.
Na ruada Cadeia do Recito, loja do cambio do Vi-
eira. estflo a venda bilheles e meios ditos, da lotera
a beneficio da matriz da cidade do Niclheroy : a el-
los antes que elioguc o vapor.
AOS ES'ITUANTKS DE GE-
(iliAPIHA.
SolucQo dos principiies PROBLEMAS DE GEOGRA.-
PIIIV piiysic\e \snto.MiMic.\, livrinlio indispen-
savol aos que toem de l'a/or RXame nesta disciplina :
vende-sena ra da Cruz do Recite, livrana de San-
tos & Companhia, por 1#)00 ris.
AttencSo.
Va ra do Crespo, loja n. I'i,
fie .los Jtaquim (la gilva
***,i
Maya,
vendem-se chapeos de seda para cabecas de aonhora,
os mais ricos, o nais modernos que toem viudo a esta
praca; jssim como se vendem chapeos de seda e do
palllinha para meninasde dous a 12 anuos; toucas pa-
ra criancas, de muito lindos ostos. Tudo chegado
do Irania pelo ultimo navio, e por muito commodo
preco.
Vonde-sc urna escrava crioula, de 30 anuos,
sem vicios ; assiui como aluga-SO um preto diaria-
mente : as Cinco-Pontas, n. TI.
^ o Hotel C iniocrcio,
na ra do Queimado, 11. 27, continame vender-so
diariamente sorvetes de varias qualidades de inic-
ias. >'o mesmo hotel ha decentes e mdependontes
quartOS para seren servidas as familias que quize-
rcui comparecer.
ra da >uz do
nceife,n*S89
vende-so o muito superior e estimado rap meio-
grosso o grosso da fabrica de Eslevflo Gasse, ctiegar
do do Rio-de-Janeiro no brigue-escuna"Oa-
Maria, entrado o mez prximo passado: seu preco
bode 1,280 rs. de cinco libras para cima.
Gaz.
Loja de .Fo.lo Uiardon,
Icrro-la-lloa-Vista, n.5.
Nesta loja acha-sr um rico sortimento de LAMPEOES
PAnAGAZcom seus compelo.ntcs vitlros, accendedo-
res e ab.il'adort'S.
listes candiciros ** j ,ntllio,f! e
mais moderno* <|iiecxllom boje : rocoiniiiendam-scao
publico, unto pelaegUTaufa e bom gosto de sua boa
oonfecco, como pela boa qualidade da tu/., economa e
assoiode sen leYvIyO.
Va W'Silia loja consumidoressem-
pra acbarflo um deposito deC.A'A, de cujo se afianfa a
qualidade e em poffo baaunte para consummo.
Vende-sc conforme a qualidade a 320 o 400 rs.
a garrafa.
Deposit de yioflgpc da fabrica
la ra Imperial, n. 7.
na fabrica de licores, de Frederico Chavos, no Ater-
ro-da-lloa-Vista, n. 17, onde se achara sempro
grande poreflo e pof prec.0 commodo.
~Vende-so cha preto muito superior em caixas
de 16 libras proprio para familia : na ra do Tra-
piche, n. 8.
Vendem-SS 12 travs do mangue com *0 pal-
mos : na roa da Praia, a fallar com Jos llignio de
Miranda.


? *
Jl~
Vendem-sc muito boas bichas chegadas lti-
mamente de Hamburgo, tanto aos centos como a rc-
talho, < lambeni sealugam; vo-scapplicarpara mais
commodo dos prctcndenlos : na ra estreita do Ro-
zarlo, derroute da ra da Laraiigciras, loja n. 19. .Na
incsnia casa Vende-sc uma bonita mulatinha de cin-
co annos.
Vendem-sc caixas de cha hysson, de 13 libras,
ora porges ou a retallio ; caixas do velas de es-
permacete de e 6 cni libra : na ra da Allandogn-
Velha n. 36, em casa de Matheus Austin & C. '
Loieria do Rio-de-Janeiro, a be-
neficio da matriz da cidade
de iNicllieroy
Vcndem-so bilheles dista lotera : om casa de J.
O. Elstcr, na ra da Cadcia-Vciha n. 39
Veudo-sc uma venda com doucos fundos, na
na da Hoda ; uma cama de angico ; um cabide de
aniarello ; uma cama no paleo de S.-Podro n. 10.
da Cadeia-Velha n. 1, vende-se mol de engenho ,
Tresco, por prego commodo tanto as garrafas co-
mo om caadas.
Xa loja nova do Passeio-Pu
buco, n 19, de Maiioel Jon
quim Pascoal Seamos,
vende-se panno fino muito suporior, a 5,000 rs. o
covado ; dito azul, a 4,500 rs.; cortes de cassa-ehi-
ta de muito bom gOsto a 3,200 e 4,o00 rs.; chi-
tas finas a 120, 160 e 200 rs.; chales de 13a c soda,
a 2,000 e 6,500 rs.; pelle do diabo a 20O rs.; lan-
zinha, a 280 o 320 rs. o covado ; meia-casimira a
600 rs. o covado; pegas de madapolilo, a 2,200, 2,400,
3, 4 e 5,000 rs.; lencos de gravata a 200 rs. ; cassa
lisa a 240 rs. ; pegas de bretanha a 2,000 rs.; di-
tas de puro p.hc a 800 i, a vara ; iencos de seda,
a 1,440 c 1,800 rs. ; pegas de cambraia lisa a 2,560
rs. ; chales demetim a 1,000 rs. ; brim branco de
puro linlio a 1,000 rs. a vara ; o outras muitas fa-
cen tes a uma pessoaque se retira : na ra daScn-
zulla-Velha ,n. 110.
AGENCIA HA FIJNDfCAO' DE I.OW-MOOR.
Na ra da Senzalla-.Nova n. 42, conlina a haver
um completo sortimento de moendas o machinas de
vapor, para engonhos de assucar : bem como tai-
xas de ferro batido e coado de todos os (ainanhos :
ludo por prego commodo.
Vende-se a verdadeira familia SSSF
de raminlio cliegada no dia 5 do cor-
rente : a tratar com J. J. Tasso Jnior.
Vendem-sc duas canoas de carreira c alguns zemlas, que pelo sen diminuto prego nao desagra-
escravos escolenles, de ambos os sexos, perlen- darflo aos seus freguezes.
Vendem-sc caivetes de mola para a parar pen-
nas de una s vez; botes pelos para casaca ,
os mais modernos ; caixas de tartaruga redondas c
quadradas a 3,000 rs. cada una ; suspensorios de
borracha ;carteirasde mola; pentes virados para
prender cabello ; saboncles para barba; luvas pe-
las para senhora ; relogiosdomados a 200 rs ca-
da um para meninos ; esporas para salto; botes
para camisa do ultimo gosto ; caixas de btela ,
grandes para (abaco ; brincos e collares para luto;
meias pelas para senhora ; oculos de 2c 4 vid ros ,
para todas as vistas ; pennas para secretaria ; luvas
brancas para montara, a 100 rs. o par; linha de car-
retel, de.2O0 jardas; ludo muito cm conta,por sor para
liquidaglo : lia ra larga do Itozaiio, n. 35, loja de
in i iii Ir/as baratas.
U BARATRIKO.
Ufa nova loja da rua to Cres-
po, no p do arco de S.-An-
lonio n. 4, de Ricardo Jos
de Freit;is Rien o ,
ha novamente chegado um esplendido sortimento
defazendasfrancezas o inglezas do melhor .gosto
possivel para Testa, por procos muito moderados,
coinosejam: canibraias escocesas de cores Osase
de i icos padroes, cor de rosa e de outras cores tan-
to claras como escuras com quasi vara de largura,
a 320 rs. o covado ; cortes de cassa de cores muito
modernas a 3,500 rs ; boa casimira preta elstica,
a 2,800 rs. o covado; lindos corles de brim do li-
ndo, iie corea escuras, que parocem casimiras,
para calcas a 2,000 rs.; riquissimos cortos de cam-
bala padrees de moderna invenclt e estampados,
para vestidos de baile, a 6,500 rs. padrdes admi-
ra veis ; urna porcfio de chitas baratas a 120,140 e
160 rs. o covado de cores lixas e escuras.
Vende-se urna escrava de nagiio moga com
uma cria, que lava vende na rua, c he propria
para engenho : na rua do Queimado, n 69.
Vende-se uma hiilanea grande, com 5 arrobas
o lanas libras d,. pesos: na tua do Itozario, palla-
ra n. 2, junto a botica
POTASSA.
Vende-se a veril idcira c superior |>o-
tassa da Hussia a mais nova que existe
no mercado : na rua da Cadeia do Keri-
fe, armazem n. 12, de fialthar & Oli-
veira.
__ Vende-se um sobrado de dous andares o s-
lito, silo na rua de Agons-Verdes, que ronde
70,000 rs. monsaes : adatar na rua das l.arangei-
ras 11. 14, segundo andar.
No fin da rua da Aurora, 11. 4, vendcm-se
moendas de engenho, antigs, e rodetes por prego
commodo ; c um crioulo de 24 annos bom carrei-
ro e vaqueiro.
Vendem-sc pegas do madapolilo limpo, com
20 varas, a 2,400 rs. e a sele vintens a retalbo :
na rua eslreita do Itozario, n. 10, lercciro andar.
BSSt.
Vendcm-se meias liarricasde farinba de SSSFde
raminlio : no caes da All'andega armazem 11. 1. do
GuifharSes.
DEPOSIT DE CAL VIRGEN.
Ka rua do Trapiche ,11. 17, lia seui-
pre cal virgem de Lisboa, em barra pe-
queos, c nllimamentc cliegada mui-
to superior e por preco ivsoavcl."
Vendom-se esclavos baratos, na rua das
larangciras, 11. 14, segundo andar: 1
lindo pardo de 22 annos, seni vicios
nem achaques de boa conducta e que
lio ptimo para pagcni ; um dito com
olliciode sapateiro, este troca-se por una piola
moga ; um molecote de 18 annos, com oflicio de al-
faiale; dous molecoles de 18 annos, bons para o
Irabalho do campo; um prcto de 25 annos por
450,000 rs. ; um dito do 30 annos muito forte e
que he canoeiro por 400,000 rs. ; um dito, por
250,000 rs. ; una narda de cor escura bastante
corpulenta, de i2 annos, com algumas habilida-
des esta escrava vende-se muito em conta per ler
um pequeo deleito; urna mulatinha de 12 anuos;
urna negrinha do 13 annos que cose, engomma ,
rozinha e serve bom a urna mesa ; urna negrota de
de 20 anuos, que cose e cozinha o diario de uma
casa ; uma dita de nagiio de ptima conduela, por
t2,000 rs. ; e mais alguns escravos.
Vcndem-sesellins inglezcs, clsticos, de pa-
tente forrados de couro do porco ; ditos sem seren
clsticos, francezes, para montara de homein e
senhora ; cabegadas roligas inglezas ; dilas de cou-
ro de lustro prcto e branco; estribos de metal bran-
co e de latito; perneiras e guarda-lamas, de lodos os
jeltios; chicotes para montara do honiein e senho-
ra ; bezerros de lustro de superior qualidade, para
cateado I couro de lustro para canhOcs de criados.
Tambem'secobrem sel I i na de couro inglez e francez,
(cando como novos, c concerlam-se oulrosj ludo
por mdico prego Na niesnia loja lambcni se ven-
den) barretinas para ofllciaes e soldados de. cavalia-
ria e iiifantaria (la guarda nacional; talins o cana-
nas de couro branco e preto; espadas de metal
branco, de roca e sem.ella ; bandas ricas e inferio-
res ; liis ditos ; correjamos de lustro para solda-
dos ; estrellas ; globos ; apparelhos para barretinas
ricas; molas paia espadas douradaso do tatito ; o

Vende-se alpaca re cordita, muito encor- H
pada e do varias coros, propria para pali-
tos, a 800 rs. o covado ; pannos finos ver-
de, azul, cor de cal e cor de vnho a 4/
rs. o covado; chapos francezes da ulti-
ma moda ; corles de vestidos ricas pro-
prios pura baile ; atoalhados de varias lar-
guras, e muilo em conta ; corles de chi-
ta de bonitos padroes, finglndo seda;
meias-casimiras de bonitos padroes a
640 1 s. o covado; contras umitas fazen-
das do gosto : ludo por monos prego do
que em oulra qualquor parte : na loja '
nova de Jos Moreira Lopes* Cumpanhia ,
na rua do Queinia do, nos quatro-cau-
tos, casa amarilla 11. 89, >
I
8
rs. Esta fazenda he de muita dura por ser entran-
gada o alcochoada. Cheguom -antes que so acabe.
Vende-se um escravo de nagiio, bom cozi-
nheiro ; um dito carpina ; um dito sapateiro ; um
dito carreiro ; dous^molequcs ; um cabrintia .de 10
annos; 3 mulafinhas rocolhidas; duas negVinhas
muito lindas ; 4 escravos de todo o servigojduas
escravas do 16 a 2,0 annos : na rua Direita n. 3.
--Vendeqi-se dous mulatinhos de 10 annos, de
muito bonitas figuras; uma parda de 22 annos, cos-
turcirae ongommadeira ; uma preta de 28 annos
que he lavadeira e quitandeira: na rua do Tra-
piche-Novo, n. 6, se dir quem vende.
Vendcm-se S casinhas de taina, no Aterro-dos-
Afogados pelo commodo prego de 400,000 rs ; as
quaesteem seus quintaes plantados com arvors
de fructo e borla : na rua do .'...lorim, n. 22.
Vende-so uma parda boa engommadeira la-
vadeira e que one chtn, cozinha bsrr., sabe fazer
alguns doces c bolos tratar decriangas c fazer todo
o arranjo de uma casa, lie muito fiel, e sem vicios :
vende-se com a condigno de ser para fra da pro-
vincia : na rua do Aragfio, n. 26.
Na rua Nova n. 5 loj de
Joao da Silva Braga, defron-
t dooilaoda matriz,
vendcm-se bonsscllins inglczes o francezes, para
montara do homein e senhora ; cabegadas roligas ,
inglezas; dilas do couro do lustro prcto o bran-
co ; estribos do ielal b; anco o de lata ; pernoiras
a guarda-lamas, de todos os feitios ; chicotes para
montana do homein 0 senhora; bezerros de lustro
de superior qualidade, pan calgado; marrquins
de todas as cores ; couro de lustro para canhOesde
criados : tambem so robrem sellins do couro inglez
francez, Picando como novse concertam-so ou-
tros; tudo por mdico prego. Na mesma loja tam-
bem se vendem barretinas para ofllciaes e soldados
de cavallaria.e iufaiitaria da guarda nacional; talins
e cananas de couro branco e preto ; espadas d me-
tal branco de roca esem ella; bandas ricas e in-
feriores; liis ditos ; correjamos de lustro para sol-
dados; estrellas; globos, apparelhos para barre-
tinas ricas ; molas para espadas, douradas e de la-
t3o; e outros muilos objectos, por prego commodo.
No Alerro-da-Boa-vis, 7,
vendcm-se bezerros inglezcs, de superior qualida-
dade para calgado a 3,000 rs. a pelle.
Bous livros e baratos.
Vende-se um diccionario francez, por 4,000 rs. ;
umditodc composiglo, por 2,000 rs.; 5 tomos de
Voltaire por 4,000rs. ; dous ditos de fbulas de 1.a
l'ontaino, por 2,000 rs ; llliad de Homero, por
1,000 rs.; Tho vicarof warkficlJ, por 1,500 rs.; uma
grammatica portugueza, por |,000rs. : no Alerro-
uff-Boa'-Vista loja n. 78.
Vende-se, por precisflo, uma preta boa la-
vadeira e que coso chito e cozinha por prego
commodo : na. rua da Praia, n. 20.
~ Vendem-sc os utensilios do armazem de as-
sucar da rua do Vigario n. 22 muito em conta : a
tratar no mesmo armazem : bem como so precisa
de um feilor para um engoho perto da plaga.
Vende-se um sellim novo d cavallaria, com
todos os pertences, e quo servo para pagem : na tua
das flores, n. 17.
Vendem-sc pos de Iim3o para cerca : no
de S.-Pedro, n. n. 1, se dir quem.vende.
Vende-se cera de carnauba muito boa, fa
rctalho, como em porgoes : na rua das Laransi
n. 14, segundo andar.
Vende-sc ferro da Succia ;#folhasde Flandre-
cobre para forro de navio; dito para cajdeireiro em
porgOes grandes e pequeas : na rua de Apollo' ar.
mazem n. 6.
Vende-se urna cadeirinha, nova
toda dourada e forrada de seda, nda nao
servida, por preco commodo; a tratar
na ruada Gloria, n. 38.
HIPERIAL
DE RAPE
FINO
Al tendi!
Na loja da rua do Queimado n. 30, de Jos Joa-
qiiim do Novaos, continua a haver um sortimento de
obras feitas ; chapos de todas as qualidade2 ; ditos
para meninos c meninas; ricus chales de seda ;
inanias do seda ; leugo&do todas as qualidades ; e
oulrus minios objectos que ha para vender.
-- Vendem-se 8 escravos sondo : 3 pardas de 18
a 25 anuos com habilidades; um molcque do 4 an-
uos, coziiheiro ; um preto de 22 annos bom car-
reiro e de bonita figura ; 3 pretas com habilida-
des; um pardo do moja idado por 250,000 rs., de
:*w
Osagenles de rap Andarahy nesta praga, vendo a
aceitagitoobim acolhimento que tem merecido es-
te rape, desdo que foi exposto a venda, promet-
tom ler sempre rap fresco em libras e meias libras,
nodopositoda rua do Trapiche, n. 34, onde se ven-
de de 5 libras para cima c a retalho as lojas dos
Sis. Antonio Francisco le Moraes A.P.Pinto & ir-
mto, A. B. Vaade Carvalho, Pontos & Mello, Cu-
nha& Amorim Pontos & Sampaio, na rua d Ca-
deia do Kecife; A. I), de O. Rogo, na rUa da Madre-
de-l)eos ; Campos & Almeida, o CosU'& Cuima-
riies na rua do Queimado ; T. A. Fonseca e Umbe-
lino Maximino de Carvalho na rua do Cabug;
G. G. Breskemfeld. na praga da Independencia ; Cae-
tanoL. Ferrira e Antonio Pcreira da Costa e Gama,
no Aterro-da-Boa-Vista.
Sor vele, a 200 rs.
No pateo da S.-Cruz n.6, coi todo asseio o
perfeig.lo que he possivel, das6 horas da tarde em
diante.
Escravos Fgidos.
no pateo da matriz de S.-Au-
8080.Q mm&
---Vende-se um rologiodc ouro patente inglez;
mi rico estojo de muito bom goslo : na rua do Col-
legio venda da esquina n. 25.
Vende-se um pardo de muito boa educacilo -
muKo boa conduela
i tomo, sobrado n. 4.
Vendem-se, por prego domasiadamente com-
modo casaes de pombos bons batedores grandes,
! bonitos e de ptima raga: na rua da Florentina,
n. 16.
j Vendcm-se 4 lindos moloques de 18 a 20 an-
i nos sendo um delles olficial de alfaiale e cozinhei-
j ro ; 3 pelos um oflkial de sapateiro e dous pro-
I prios para todo o servigo do 25 anuos ; dous par-
dos sondo um bom carreiroc o outro proprio para
pagem de 16 a 18 annos ; duas pardas, urna de 20
annos com algumas habilidades, e a outra propria
iara ser educada ; 3 piolas de 20 a JO annos.com
rom olliciode alfaiale, cquo he ptimo co/.in'hoi-1 algumas habilidades ; duas negrinhas de 11 a 12 Vn-
ro. yucui livor bom gosto de possuir um rico pa-
gem, osle tem todas as qualidades necssarias, Na
rua Direita, n 25, primelro andar. Na *mesnia casa
vende-se urna porgflo de fogo do ar de 4 e 6 oslou-
ros chegados prximamente de l'r, da melhor
labnca presentemente no Brasil por mais barato
prego do quccni outia qualquer parte.
Poassa da B ssia.
Cunta Amorim toem para vender polassa da
Hussia a mais nova o superior que ha no mercado ,
c da qual reslain-lhes poucos barris: na rua da Ca-
deia do Itecifo n. 50.
C'sis;
na i un i .-. i ei
(i a U
110
I', o
z!'ro, n. (.
Neste ostabelecinienloacham-soa venda as bem
outros muilos objectos por prego commodo. Na rua'acreditadas cautelas da loieria do theatro pubtieo
Nova, n. 28, loja antiga de Antonio Ferrira da Costa desta cidado cujas rodas andan) no dia 13 do.cor-
O caulelisla espora que -
nos com principios de habilidades : na rua do Col-
legio, n, 3, segundo andar, se dir quem vende.
Vendem-se dous bonitos moleqnos de nagiio,
de 14 a 16 anuos para fra da provincia ; um pardo
perito odirial de alfaiate; um dito de 13 annos, pro-
prio para pagem ; um dito do 15 annos ; um escravo
de nagiio do 30 annos proprio para sitio, por 250/
rs.; um dito, por 230,000 rs. ; urna escrava boa la-
vadeira e quitandeira, do 35 anuos, por 150,000 rs.;
duas molccas de 12a 13 annos; uma parda de 25
annos que cozinha muilo bem lava o coso po-
420,000 rs. ; uma escrava para engenho por 250/
rs.; 3 inoradas de casas nos Afogados, todas unir
na rua
Braga, dofronte da groja de N. S. da Conceigau dos
mililares
Vende-se urna parda de 20 annos, de figura ,
c ptima para mucama quo engomma, cose chito ,
lava de sab.to, cozinha alguma cousa e faz renda: no
Aterro-da-Boa-Visla, sobrado n. 5.
1 hampauha de superior ((iia-
iidade ,
vende-se na rua da Cruz, n. 38, armazem de
Schafhcitlin&Tobler.
das o na melhor rua por commodo prego
de Agoas-Verdos n. 46.
V.eni|e-se urna escrava da Costa, com algumas
habilidades de 25 anuos sem vicio alguih o que
se afianga ; um quarlo rugo, em boas carnes, e
que he muito forte na rua do Caldeirciro, n. 68.
Vende-se um liodo rologio do ouro, de Costo
moderno, por75,080 rs. : no becco do Saranatel
rento, o caulelista espora .que os seus Jreguezes sobrado n. 16. '
concorram a comprar o resto das ditas cautelas ,
nas (|uhcs se espera ni boas Borles, pola cxcellenie es-
Loteria do Rio-de-Jaueiro.
Vendcm-se bilheles e mcios ditos da stima lo-
tera a beneficio da edillcagSo da matriz da impe-
Zramblo n^'^lT,^ i'r rU" ,la CaUeia lJa Na !Ja d? Manocl Joaquim'Pascoai llamos, no
decamoio i. 38, dellauoel .ornes.. Passoio-l'ublieo-. n. i'j vnde-se uelle do diih
-Na venda de Antonio Joaqun. lavares, na rua 200 rs. o covado) brim de quadres'e str.s i 2^
colha que se fez dos nmeros para seren divididos
om cautelas. A eliasqueso poucase boas. I'regos
os do coslume.
Vende-sc um rico methododo viollo porLui-
gi CaslelaccJ.contendo ricas pegas em lodosos lons
e em suas competentes alinages : no primeiro an-
dar desta typographa.
Vende-se muito bom sim-onte da Cachocira
chegado lecentcmonto : na rna do Codorniz, no For-
te-do-Mattos, venda n. 9.
Vendo-so um piano do muilo forle construc-
glo e de boas vozes : na rua do Apollo, O, 27.
A ella, iap; ziitla.
- Vende-so, com moio fcitio, um palitoiro, urna
cafeleira um bule, urna manteigueira com pralo ,
una tigella, um jarro urna baca, urna loilcira, ,un
cspevitador com prato, uma colher para molho
um assucareiro un copo um laquero completo
para mesa, com dozecolheres doze garlos, 12
facas um trinchante, uma colher para sopa ,
urna dita de arroz, urna colher de tirar peixe, un
faqueno de sobre-mesa com 12 Tacas, 12 garfos
12colheres para cha, uma dita para assucar, tuito
dentro do mesmo faqueiro, 12 colheres de sopa
ludodeprata contrastada, e do melbor gosto : na
rua Volha, n. 55, se dir quem vende.
Vende-sc uoi cavalio j cnsinado para carri-
nho,eque trola mui bem : Ta Ponte-de-Uctia
casadoBrendesa Brands at as 8 horas da ma-
nhta ou de tarde dopois das 5 horas.
Vendein-se dous -moloques pegas, de 20 an-
uos do bonitas figuras sendo um delles ollcial
de marceneiro : na rua das Flores, n. 17.
|VlB.\: MA l VI'. DE .11. F. l>li FAMA.'1&47'
Dito-so 50,000 rs. degiatiticagto a quem pegar
uma escrava do nome Mara do nagiio Oenguela ,
estatura regular olhos zarolhos, nariz chato, bei-
gos grossflg cor bem prela ^ quando anda p'uxa por
uma perna ; e est fgida ha dous annos: quem a
pegar leve a rua do S.-Francisco, ou Mundo^lovo ,
n. 35.
Ausontou-sc, ha das, da casa do seu senhor, o
escravo Joito pardo trigueiro de 15 8 17 Annos ,
cara grande, olhos regulares, bons denles; bem
conhocido por andar freqncntcmenle fardado: ouem
o pegar levo ao Mondego a seu senhor Luiz Go-
mes Ferrira uno recompensar generosamente.
Fugio, no dia 30 de solembrb do engenho Gi-
nipapo do S.-Antto, do Sr. doulor Dantas, o pre-
to Paulo de nagiio Angola, de 40 annos pouco
mais ou monos, bstanlo barbado, laltam-lhe 4
a 5 denles na frente; tein nas costas das mitos unas
manchas do quemadura : quem o pegar leve ao
dito engenho ou no Recfe armazem de assucar,
n. 15, dofronte da igreja do Corpo-Sant, que ser
recompensado.
Fugio, no da 29do prximo passado, o preto
Joaquim, de nagiio Angola de 50 annos pouco
maiso menos baixo, secco do corpo, pernas um
tanto grossas, cor fula, por estar adoontado; j
tem sido visto na Boa-Vista : quem o pegar leve ao
engonho novo do Goiata freguezia de S.-Lourengo-
da-Malta, ao seu senhor Manoel Ferrira Barros,
ou nesta praga a Francisco Gongalves dos Sanios,
na rua do Passeio loja n. 21, quo bem so recom-
pensar.
Fugio, no dia 3 do corrento, um pardo escu-
ro de nome Scverino de 17 a 18 anuos pouco
mais ou menos; Ie.vou caigas e camisa de algodflo
azul; lem um signal lia corOa da cabega, de carregar
agoa. Itoga-se as autoridades policiaes e capitiles de
campo, que o apprchciidam e levom a rua da Cruz,
n 26, quo sero gratificados.
--Fugio, nanoito do dia 17do setembro do en-
genho Qucluz em lpojuca um preto de nagito, de
nomo Antonio de estalura alta, bom corpo, olhos
grandes o um tanto avormelhados; lem ja alguns
cabellos brancos ; levou camisa do chila azul de
quadrinhos, ccroulas de algodaozjnho branco ou
de hamburgo chapeo de palha novo c mais al-,
gumaroupa.o tambem levou una enxada enea-'
vada : quem o pegar leve ao dito engonho ou na
Boa-Vista rua da Aurora A. 26, casa do Francis-
co Antonio de Olivcira.
Fugio, nodia 4 docorrente, uma escrava, de
nomo Leopoldina de nagiio, estatura regular, cheia
do corpo ps e mitos grossos feigOes grosseiras;
levou vestido do cassa deraminho verde j desbo-
tada, outro azul de babado e mais outro do chita
cor de rosa, e panno azul da Costa, abainhado:
quem a pegar leve a rua do Crespo, loja de iniude-
zas n.11, que ser recompensado.
Acha-se fugio o preto de nome JoSo, carnice/ro
e caiador que cortava carn na rua do Rangel, no
agougue do Sr- Queiroz, e he muito conhecido por
Joao Pincel : quem o pegar levo a rua do Coelho,
que sea) gratificado.
Acha-sc, desde odia 16 do passado fgida a
pela Joao ha, de nagiio Bengucui, de 30 annos pou-
co mais ou menos ; he bem conhecida por usar do
de vender sapatos para senhora,fructas, bolos, ele.:
he alte, secca do corpo cor fulla rosto comprido,
olhos fundos, nariz um tanto afilado, denles lima-
dos, beigos grossos; lem urna marca anliga no la-
do esquerdo do rosto proveniente de uma denta-
da que Ihe deram bracos-finos e compridos ps
seceos e tambem compridos, pernas cheias do veias
e encarogadas; lio bastante ladina Ksta prela,por ler
muilos conhecimontos, julga-se estar acoitada ; por
isso protesla-se usar do lodo o rigor da lei contra
quem admilti-la em sua casa e muito se rcoom-
menda as autoridades policiaes capitfleade campo
o mais pessoas do povo a captura da mesma escrava,
promettendo-s< aos ltimos boa recompensa sea
levarem ao Aterro-(iti*8-Vsta ,n.l7 fabrica de
licores do Fredei ico CBjpcs.
Mal


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID E69S4DB6W_82HTD1 INGEST_TIME 2013-04-30T20:03:04Z PACKAGE AA00011611_09734
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES