Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:08381


This item is only available as the following downloads:


Full Text
\i\no de 1846.
Sabbado 29
O DIAKIO publ!ci-e todos 01 das que no
form de guarda: o preco da assignitur* lie de
ildOO rs- por quarlel, pagos adiantadoi. Os
nuncios dos asignantes sao inseridos raxo
'! 5(1 ri\s por liana, JO rls coi typo difiereo-
'., c repetires pela melado. Os que nao fo-
' aMgnantes p({5o 80 ris por liana, e 180
era lypo diflerente.
PHASES DA LA NO MEZ DE AGOSTO.
1 uk chai* a T a* 3 hora a 19 minutos da man.
Mneoantea I8a%3 llorase 31 min. da tarda.
la ora a 21 as 0 hora* S min. da larde.
Crescente a 28 as T horas e 53 minutos da tarde.
PARTIDA DOS CORRFIOS.
Goianna a Paranoia Segundas e Sextas feiras.
Rio Grande do Norte, etiega Da* Quartas feiras
no inein dia e parte uas mesmas horas as
Quintas feiras.
Cali, iteriuhaem, Rio Formoso, Porto Calvo e
Maeeyo, no l., !! e 21 de cada ntez.
Garanhuns e Ilouito a 10 e 24.
Boa-Vista e Flores a 13 e 28.
Victoria as Quintas feiras .
Olinda todos os das.
PI\KAM\K DE ItUJE.
Prmeira as 10 horas e H minutos da manila*.
Secunda u II hora* e 18 minuto* da Urde.
de Agosto.
Anno XXII N. 191.
DUS da semana.
24 .Segunda S. Baiibolomeo au.l. do J. dos
orf. edn J. doC.d.2. v., doi.M da 2. t.
25 Terra S. Genesco, aud do J do civ. da I.
., 'c do J. de p do 2. dist. da t.
2 Quarta S Ze/erino, aud. do J. do ct. da
2. v e do J. de pal do 2 dist. de l.
27 Quiula S Licoii.), aud. do J.de orplios, e
.lo I. municipal da I. rara.
28 Sena S Viviano aud. do J. do civ. da I.
v. edoJ.de pax do l. dist. de t.
29 Sabbado S llypaci, aud. do J. do civ. da
l.., e do J.de pal do I. dist. e do J. de t.
30 Gaudencio S. Filippe Beuicio.
CAMPIOS NO DIA 28 DE AGOSTO.
Cambio sobre I-ondres2 d. p IfaflOd.
Paii* 1&5 res por franco.
. Lislioa lO u/de premio.
Dase, de letras de boas finnas I '/, p. 70aomei.
OuroOiicas heapaiinolas 3I#000 a Sl#"0
> Maedas de fijlmi vcl. lujr.no a
deCjtOOnov. leJOnO a
Prala l'ataces....... M970 a
a Pesos columnares. 1/070 a
ii I iiiui Meticauos. 1J020 a
a Muida... ...... 1/740
KlfTOO
IIIJ20O
OjIOn
980
980
140
l|70
Accoeada Comp. do llclwribe de 60*000 ao par.
DIARIO DE TERNAMBUCO
PARTE OFFICIAL
Governo da Provincia.
EXPEDIIKTE DO DIA 11 DO CORRERTE.
OfficioAocomnisnJsnte dassrmas, enviando urna
copie da provisto do coneelho supremo militar, cerca
de abono de gralificacoes aui commsndantes de dests-
umeotoi ; oulra da que providencie sobie o que le de-
te eboDir pracas, que te engajarem para servir 011
compsnbiss de pedestre*; e nutre da que estatu ai
eomedorii* de embarque, que teetn oireito o offi-
ciset gonerees do eiercilo.
DitoAo mesmo, preteniodo-o de ter-se de reco-
'ber i esla provincia, i fim de iocorporar-se ao respeo-
iio bitalblo, o elfere du primeiro de cacadores, Anlo-
^oio Pedro Ferreire Csoipello.
DitaAo tneimo, iccuiando remen* de umi copi*
do aviso imperial de 14 de julbn prximo findo, que
ordena, persista no leito batalbio de capadores ai 6
pracis do deposito dt corte, que ibe estevio incorpo-
itdis.
Dito. Ao memo, declarando-ie asiente do liever
aido dittulvida a onmpanhia de guardas nacionae* dea-
tanadns ; e ordenando, mande substituir por (iracas de
primeira linba aqucllaa d* meima onmpanhia, quo se
achaviorm Iguarase, Rio-Fornioio oAfogidos.
Dito*. Ao mesnio o ao cnmniissario pagador, in-
teiraudo-os de haver dispensado da pesquita daa nitrei-
ras nalurae* nesta provincia ao lenlo do estadii-uioior,
Jos Ignacio de Medeirus Reg Moutciro ; visto nao ha-
vrrem sqni o*instrumento*, duque ello precisa para
dcicmpenliar cssa ooinmisiko.
Diloa. Aos iiicsiiins, enviando copia do aviso, que
recumnienda a oxccoc.au do que i retpeilo da reinessa de
reiTulas por vcies ha ordenado o governo imperial.
Ihioi. Ao inspector da thesnoraria da fatenda e ao
aduiiiiialradur da mesa do consolado, renietlemlu copia
do avisu, que determina, ceja transmitila capitana
do porto matricula dn gente de mar. Partioipuu-ie
ao inspector interino do orsennl do inarinlis.
Dito. Ao cun elheiru Antonio Ignacio do Atevcdu,
dando-so por illteirado de haver S. Ex. pastado a presi-
dencia da relelo desla provincia ao desembarga Jor Do-
mingos Nunca Ramos Ferreiro, por liaver sido encarro-
gudu pelo governo imperial da admiiiistracao dn pru-
vincin da Bahi*.
Dito. Ao inspeotor da tliesonraria da fatenda, exl-
giudo sou parecer sobre um requeriinenlo, eni que Jo
Mara de jess Munii, como cessionario de Joaquim
Pereila Lima, pede o pagamento do ordenado de alsno-
xarifo da ilha do Femando, que, na importancia de
575 000 re. este so fimiu devendo.
Dito. Ao mesnio, determinando, que, at segunda
erdeiu do governo imperial, luppra a pagadura militar
eoni asquanliat mcuiaea, deque, aleui das marcadas,
precisar para as respectivas desposas. Participou-se
au coinmissario-pagador.
Dito. Ao che fe de polica interino, reeomroendan-
do, active o prurciio, que pela dolegalura du Limoeiru
te mandn proceder uonlra os inlroduclores das olas
falaaa de 20,000 rs.
Ditos. Ao aiesrao, ao administrador da mosa d
consulado, o ana inspectores d'alfandega, e arsenal de
A LEA. (*)
por ffreoerico ^oulie'.
SECUNDO V0LUME.
XXI.
BOU! CASAMENTO*.
No dit segniite fatia o marques piiblictr ot bandos,
que annunniavto o cisamenlo de Gustavo de Monrion
oom Julia Thor; mas, como para dar- Ibea um inaolen-
te pamllelo, a par dosses banhot *e annunciavao tam-
ben! na do casamento de Vctor Amab com Leona de
Cambur*).
O deaetperado estado de saude, -eni que Monrion se
acbav, fes, que o marques conseguirse, que fossem asi.
curiado* oa pMSSS exigidas pe* lei. Quena Mr. deMoii-
laleu preasar e.to calamento, au *o porque a morle do
Goalavo poda a cada instante impedir, que *e effeolu-
*<. mas tanbuui para evitar o esoandalo de um encon-
tr detle com madema do Cainbure na mesmn sala, e
peranio o mcsinu magi*lr*d.. M*. forio a* inlrigaa de
Leona lio activa* como a previdencia de Montaseis, e
obleve o* mesnio* favorea, quo liaviau sido oonccdidut
ao marque*, em aliencio ao perigo de vida, eiu que te
achava o futuro esposo.
por tal modo temi Montaleu este encontr, que tn-
rnou emfim una reeoluclo extrema. Solieilou os ma-
gistrados, fes algumaa confidencias acorra da necessi-
dade do-prumplo casamente, eoito dia* depoi* annun-
ciou-se a Monrion, que se Ibe triril|> a regisiroa a ot-
ea, e que ot niagiltradot ah virilo, aficu de faxer-te e
calamento em leu proprio apoaento.
Ouvn Monrion a au to ou .acr-te a menor utiaer-
vacio; wat, quaodo Montaleu teppuuba ter-lbe pro-
(\ () Vid* XMerW 19.
mtrinht, traatmitlimlu copia do aviso de 13 dejulho
prximo findo, que su permilte aos estrtngeirot a na-
vegaclo dot rio e laga* do imperio, te a fiterem em
navio naoionaea, e munidos de paasaporlea.
Dito. Ao cuinmandaute da crvela D. Januaria,
ordenando, fnpa por om liberdode o Porluguet Antonio
liurnardiiio Goiiva Vianna, que, como recrula do uia-
riulia, ae acha sen bordo. Partioipou-e ao chan-
celler enoarregailo do consulado de S. M. Fidelitsims
uesiacidade.
Dito Ao inspeotor interino do arsenal de nuri-
nha, ordenando, ponha em execucSo o deoreto, que
manda orear a capitana* do* partos, e o regulainento,
que com ella baixou.
IDBtt b da 12.
Offlcio. Ao dusembargador Doiniugo Nones R.i-
mo Forroirj, declarando se seienlo de ter Smo. aaau-
uiiilo a presidencia da relacSodesln prosinoia.
Dito. Ao ooiuinaudanto das armas, prevenindo-n
ile ter de rconliior-so a oila provinnia o coronel Frau-
ciaco Jos Martin ; por ossiin o haver ordenado o go-
veino imperial, em coniequenoiv de tereiu cenado os
iiiotivot, por i|iie fra ello cli.iuiado a corte. Tam-
bero ie | artioipou ao ooinmiaario-pag.idor.
Dito. Ao encarregado da agencia daa baraat de vt-
por, determinando, que, por cunta do oslado, faija
irantpnrlar para o Norte na primeiru barca, quu para
all loguir, o alteres Jorge Rodrigue* Sidreira. O oilioo
deterturea. Commuiiioou-ie ao coiiuuaodanlo da
arma*.
Ollicio. Ao oonimiisario-pagadur, ordenando, quo,
no* limites da consignacio inensal para obran militares,
adianto alguna dinhuirua ao eugenheiro em ohefe para o
comeen dos reparo! da f.irtalcia d i liruin. l'.n 11 i-
pou-te ao engenheiro om ohefe.
Portara. Returmando, no 2. batalbio da guarda
nacional do municipio de Naiarelh, o capiUc*, Jao
Marinbo Falcao de Albuquerque, Manoel Cabral do Ol-
veira e Mello, Julo Antonio do Moura, Jos Z-t'ei iu
da Silva, Jote Xavier da Rocha Wanderlcy, Francisco
Antonio Gaitlo Jnior e Joflu Vieira de Albuquerque ;
ot lenles, Francisco de Paula Marinbo Fili', Anto-
nio Bernardo de Vasoonccllos, Antonio Ribeiro de Mou
ra Guerra, Manuel Ignacio Frreira, Joaqun Aulonii
Oaiio, Joao Antonio Gailo Jnior e Jos Rufino; o oa
altere, Jos'Palricio Peruira Leito, Joaquim Jote Altes
de Vacoucclloa, Ignacio Corrria do Auiorim, Anto-
nio de rJollanda Cavalconii da Rocha Wanjerlcy, J >au
Philippe do Vaiooncellot o Manoel Antonia deCastilho.
Porlicipou-so ao ebefo da legiao da guarda nacional
de Naioroth, iiiteirandu-io-o do lereiu aido approvado
os individuos, que, para sobstiluircm o reformadut
Smo. pmpoxera.
Dita. N.iiueandu eteripturario dat obras publica!
a Joaquim Francitco de Mello Soilin, aniannenie du
ineinia reparticio. Coinmunicuu io ao ius/ieelor da
theiouraria dts rendas provinoiset, o ao impcctur-tii
cal das ubraa publicas.
DEM do DIA 13.
Olli'cio Aoeommsndante das armai, declarando,
tai pastar as n 5o do Esm. Sr. ministro ds guerra o of-
ficio, em que S. Eso. acema remesas de copias das sen-
tencas, que ebsolverio a Tolesphero Goncalves de liar-
ros, 2. ssrgento do 1 .* balalbao de caladores.
Ditos Aojuiz relator da unta de|ustca, traos-
vado a neooasidade de assim obrar, diie-lho Gus-
tavo :
Nao, men lio, nao be aisim, que eu quero despo-
sar Julia se roe fallarem as forjas para ir groja, con-
dutir-iue-hao queru mais teslemunhas do que o exigi-
das pels lei.
_ Mas, sabes tu, disse-lho Montaleu, sabes tu quem
slo os que talses assisiao ao leu calamento ?
Sci, replieou Monrion, e os espero. Detejo, que
mailsnia deCamburo o Amab io catera pcranle o menno
magistrado t na roeime igrej* ; quero ver sin, ser cs-
I miiiha vingsnoa e ouiisolafto.
E como a tal retpeilo ao mostraste Gualavo inllexiiel,
furcoso fui ceder-lbe.
Kniretanto, etperava Montaleu poder obler, que o oa-
ameuto de aeu tobrinho precedene o de Amab ; mas
eilavio as hora* definitivamente apresadas, e nao po-
da o marques faser retardar cssa uuiao por maii um
d>a.
Todava, grajai ai deu.orat da partida dot noivoi,
o a marefaa vagaroia do acoinpanhanieiilo, ebegarau el
les a casa da cmara, qnaudo ja Amab c Leona huvia..
aahido.
Fui um raprclaculo bem exlranrdinario psra oa habi-
lanlr* drsse quarleir io verem sabir din paco, em que
SBvrava madama de Cambure, n ** aum|iluosa ear-
ruagon, liradaa por fogosos cavalln, o guarnecidas de
vistosos lcelos, e ella me.ma ornada, br.lhanto e ci.o.
< triuiiipiio not ulborj alguna miuutut depols urna pa-
dinla, que ero vo linbto aderreadu do velludo, ondeen-
xergavtu por entre o veo, oom que a haviSo oobarlo, o
pallulo rusto de um moribunda.
Ao parlirem amboa para a meima feata, a que lo bel-
la o ornada ae clenla va levava no corafio a raiva e des-
espero, o o que murria eulia-ee fela e urgultausu pelo
que ia faser. .
Muio mais extraordinario, porm, anda foi o es-
pectculo, quando Gustavo o Julia, ja ujjidoi pelo ma-
gistrado, se dirigirao greje.
Havia-se apeuas aoabado pomposa missa, que se oe-
lebrira para o caaamenlo de Leona e Amab; esle, la-
Hoadoa de Insida damaa e ebgantea aroigoe, actaavo-
e no prtico Ja igrej, quando aa oarruagent e pagens,
que para ah ae dingio ealreptmoi a receber ten no-
vo amo, ae Tirio eitsbaraeade* pela fatal padiola, em que
eslava Muurion eatendido.
mittindo, alim de seram definitivamente julgadoi, os
procenoi ilossoldsdos Manoel Joaquim dos Santos, Jo-
s da Cists, Itidoro Jos da_Slva Piosnqo, Jos Rsy-
mundo da Silva. eCsetano Alves : os dous primeiros,
do batslbio provisorio ds provincia do Ceara ; o ter-
ceiro, do 1.a de artilharia a pe ; o Vo, do 2.* da mes-
illa arma ; eo 5.\ do Io provisorio da corta.
Dilo Ao juis de direito ducrime da comarca de
Plores, preveniniio-o de ter sido remettida para a cor-
te, com o seu relstorio, a copia da seulenca do morte,
que pelo jury d'aquella comarca fra dada esersva
Isabel
Dito Ao iospector da alfandega, inteirando-o de
baver nomeado para os 13 lugares de gusrdas. que se
acbavio vagoi, a Msrcohno Antonio Alves de Csrvalho,
Philippe Santiago Pamir*, Francisco Rodrigue- Pi-
nbeiio. Jo Alves Tenorio, Gandido Eustaquio Cesar
de Mello. Militan Borges Uch*. Antonio Lopes Po-
reira deC^rvallin, Jernnyoio Jos F.'rreira, Antonio
Fernindes Padiiha. Francisco Manoel da Crui Couto,
Jos Antuncs de Oliveira, Luit Re/erra Monteiro Pa-
dilba e Pbilippe Antonio Teixeira de Albuquerque.
Comiimtido (ias Alinas.
EXPKOIENTE DO DIS 11 DOCOSRENTB.
Offlcio Ao presidente da provincia, rogando aex-
pedifao de suat oidens ao director do arsenal de guer-
ra, para serem all recebidos os arligos do armamento a
cargo do 2. batalhao de artilharia a p, constantes da
requlslcao, que eoviava. os quaea se arrulnropor oc-
casiio da resolta, que era 1844 bouve lugar oa provincia
das Alagoas.
Dito Ao mesmo, dando-se por lntelrado da com-
municacao ofllclal, que S. Exc. Ihe les, em data de hon-
tem, cerca des seis pracasdo deposito da corte, quo li-
crao perleriUndo ao 6.a batalhio de cacadores, e nao
ao 1.; e significando, que a eopia do aviso da reparti-
ego da guerra de ti de julho ultimo nao acompanhra
o seu ollicio, como se mencionou.
Dito Ao me>mo, Inlormaodo 6 requerimento do
cabo de esquadra do -i.' balalbao de artilharia a p, Se-
raflm Francisco de Almeida, que, oa qualidade de subs-
tituto do cabo do mesmo batalhio, Antonio Lus Mir-
tina da Rosa, pede baixa ao governo Imperial, por ter
flnalisado e mesmo excedido o seu lempo de servico.
Dito Ao coronel coinmandante do t. batalhao de
cacadores, mandando ligar, como addidaa, a sete pracas
da guarda nacional destacada, que, estando no cumpri-
menlo das senlencas, que Ibes Impz a junta dejustica,
por crime de desercio, s podio ser despedidas do ser-
vico, como as demais da compaohia provisoria, honlem
dissolvida, quando tivessem Bnallsado as suas senlen-
cas, declaradas na obserracio lelta a cada urna das pra-
cas, na relacao annexe, que Ihes servia de guia, para o
abono dos respectivos vencimeotos.
IDEH DO du 12.
Offlcio Ao chefe de pol'cia, dlteodo, que teve con-
veniente deslino o soldado desertor da companbia pro-
visoria de guardas nacionaes em destacamento, Manoel
da llora Pinto Araujo, que acompanhou o seu offlcio
desta data.
Dito Ao coronel commissario-pagador, enviando a
relaco oominal dos individuos, que, no mez do julho
ultimo, assenl&rao praca recrutados.
E, oomosoos cavollos reooiihccosem o mo, que tan
las vetes os havi* cnndiitidu, amo se csie rhriro de
morle, queie cxhtlava du leito bulante de Moiirioo,
Ihoicautaite iodisivel terror, porarao do mbilo, fleten
drSo a rabe9a, murcliario as urelhe*, ofarejrJo oom
aa ventas fumegantei o cadver, que ante elle p.niava.
No verdode, Monrion como quo bavia perdido todas as
forcas. .
A'osle aspecto, toda a alegra se caln; suipende-
rlo-ie o parobena, oa voloi, aa proniciiaa do futura.
Silenciosos, se deiviario iodo, como quero deixa que
paste um enterro, o, iwstuquu nn eiliveiscui maii ni
ij.reja tudol io doicubiirin, cuma ante um fretro.
Leona, quo fra a ullima a lahir da lacriilia comas
amigai, nene momento atraveaiava a nave, para ir met-
lcr-se lia carroagem; admirou-so desse silencio, que
acceder ao alegro tumulto de pesio, que vio de uui
fesla para oulra. Chegou ello juslameiite parla d
lemplo na occaiiau, om que Julia, ieu pal,. Muurion,
lempro llenado, o o marques de Montaleu traiispunhio
o limiar; poron, e vi-m paliar.
Nunca mais lvida pallidos alterara feiioos de lima
mulber : o ion oiliar, comi que pregad na desman-
da fronte de Monrion, o eounipanhuu al o altar. De-
balde, durante ot pouoot muiutoi, que a precipitada oo-
rnnonio, que a sacerdolo ext rceo para eso iiiuribuu-
do, advorurao Leona alguiua amiga, que ora lempo
ilerelirar-e em vio o proprio Amab voio pedir-llie
de viigariubo, que nao dise u espeolaculu de su* impo-
tente colera ana numerosos amigos, que ambos haviAo
convidado, e que tambero liaviau querido icrespeila-
dore dena unito t-xiraordiuaria ; Leona moslrou-se
surda, nado repundoo, o hooii immovel no lugar, ate
que o padre, ouvido o coiiseiiiiiiicnto mutuo dos esli-
los, Ibes deo a auitera beuco.
Na inclina noite desse dia, no primeiro andar do edi-
ficio, ero que mura va madama de Cambare, daniavao
ao ioiii de eitruudoia urchcitra ; o riso, o prator, os a-
legre eulloquios percorriao por entro s mullidlo, que
deslumbrava com eda, Bores, dismanles : brilhava o
ouro sobre as mesas. Nunca ningueiu vira celebrar-ae
com tanto applauso o oasameuto do dout noivot man
enoanUdoret e bellua ai lutes iooundavao (oda a casa,
Dito Ao tenante-coronel commandante do 4.* ba-
talhio de artilharia a p, diieodo; que poda fornecer a
escusa do servico ao soldado do mesmo batalbio, Itldro
Gomes da Silva, por se ter reconhectdo ser o mesmo In-
dividuo, de que trata o aviso da reparticio da guerra de
9 de Julho ultimo.
dem do di 4 13.
Offlcio Ao presidente da provincia, enviando a re-
lacao nominal dos individuos, que, no mes de julho
ultimo, assentario praca nos corpos desta guarnicao,
sendo qustro voluntarios e um recrutado.
Dito Ao mesmo, participando, para ser presente
so aoverno imperial, que o segundo sargento do l. ba-
talhio de catadores, Telasphero Goncalves de Barros,res-
ponder a oonoelho de guerra, em vlrtude de sua or-
dem, expedida em aviso da reparticio da guerra de 7
de agosto do anno findo. e quo fdra absolvido em pri-
meira e segunda instancias, como se deprehendia da
copia das sentengss, queenviava.
Dito Ao mesmo. dando a iol irmacio. que exigir
em seu offlcio do ti do mes passado, cerc do reque-
rimento do lente coronel da extlncta segunda linha,
Domingos de Souza Leio, que a S. M. o Imperador sup-
plica a merefi de o condecorar com a commenda da or-
den de Chrlsto, ou da nutra qual(i/;er. que ao mesmo
augusto Senh ir epprouv.r, em remuneracio dos servt-
cos que prestir na poca da independencia, e dos que
continuou a prestar at a extlnccio da milicia, eomo fa-
tia oerto por documentos, que. em conlormidade do dis
posto no aviso da repailicio da guerri, de 9 de junbo,
forio substituidos por originaos os que estavio em pu>
blica forma.
Dilo Ao coronel commandante das forca d Pro"
vlnrl dss Alagoas. eomraunicando, que na barca de va-
por Imperatriz segtiiio a unir se ao seu batalhio i 6."
de cacadores ) o atieres Jos Xsvier l'ereira de linio e
primeiro cadete Julio Cesar l'essoa de Ssboto, que ne-
nhum venoimento percebflrio por esta provincia.
Dito Ao coronel commandante do 2." batalhio de
artilharia a p, mandando apresentar o soldsdo Ma-
noel Francisco dasChagas, que fleava recomido do des-
tacamento de Anoa-Preta, a eojn commandante devla
remetler a importancia de dex das .le prete etape, quo
abonou ao dito soldado no corrente mes.
Dilo Ao mesmo, comrountcando, que Manoel Joa
Vianna Hiera entrega ao capitio commandante do des-
tacamento do Agoa-Preta da quantia de 6.'>4Jf9ul> rs.,
pertencenle aos vencimentos das pracas all em servico,
no met dejulho ultimo.
Dito Ao coronel commandante do 1." batalbio de
cacadores, enviando-a certldio dos assentamontos do
soldado Antonio Ferreira, passada em vista dos livroa
do i. e 7. balalhSes da mesma arma da provincia do
Maranhio, conlorme pedir o mesmo soldado em re-
querimento, que. por intermedio destu commando, en-
caminhou presidencia daquelia provincia,
Dito Ao tenente-coronel commandante do i. ba-
lalbao de ariilhari a p, mandando apresentar o cade-
te Jos Antonio Fernandas e soldado Manoel Marcellino
Marcos, quo se rccollierio do destacamento de Agoa-
Preta, a cujo commandante devla remetler a importan-
cia de dez das do pret e clapo, que a estas duas pracai
abonou no corrente mer.
Dito Ao mesmo, participando, que a quanlia de
oul/i'iiOri, perlencente aoa vencimentos das pracai
destacadas em Agoa-Preta no mes dejulho, fra enlre-
jatastvz. l"a*n's)Wssssssssa)sasM
refleclindo-ie nos dourado ; as flores embalsama vio a
imospkera ; agalgados criados apreseulavo por toda
a parte, em mas bandeja* do prala, o mais delicados
refreicoi ; ere um encanto como asna, quo i imaginao
os que acrodit.lu noi Solihol do Oriente.
A' inosmo hora, una ruiilhrr soiinha, dojoelhos em
om quarto, alumiado por amortecida bugia, ora va ao
po de isis leito c junto a un esdaverdoseu marido, raor-
lu slrpoli quo Ihe dora o nomc, quo ella proroeitia a
Dos guardar |iuro c intacto dotada a mancha, o usar
dolle iiobromenle como nobremenle llio fra dado. Al-
goroaa taboaa lmenlo separavi i assim a feata do luto ;
mas a colero, a inconexa, o lorror ni no meio da fota,
emquaiitn o operncu e a resiguajlo dominavao u Oa-
lliarii do lllortO.
Entretanto, tove a feata de acabar, c a ternura de ma-
dama Tliore arranenu Julia tua langa niagao. Vnha
o da ronipoiida, quando madama Tliur lovou filha
paracas, que, ao entrar na cmara virginal com oti-
llo do conde>a do Monrinn, noda achou nella muda-
do a nao aer a chicara de poreellena, que pertendora a
uili de Muurion, o quo havlo pollo lobre urna mesa.
Uro bilheteo.lava dentrodessa chicara, e era do Ultra
do Gustavo.
. Os labios do tninha mii tocrioat borda detla tas.
a no momento, em que ella morreo foi tambero o ul-
timo objeelo. quo Can o* meu* laquei onserve-o 00-
io nina reliqui,, assim como eu o oomervei.
Julia loman tambero a olncaro, e levou-a a bocoa, di-
lendo om vot baixa :
Aoceiin o eo presente, e para miro recolho o bet-
ja, quo o iras labial aqu dcposilrao.
Em oulra parlo'Lrona, orgulbosa do su i explendlda
bellexa, esperava na cmara nupcial o esposo, que tom.
ra ; Amab ah enirou, o, apetar da embriague*, quo I bu
ella bavil sabido cunar, licoii atlonito ao ennhecer,
suspensa por irai du leito, a ubra pruna, quo lauta no-
meada o deigostoa loe linha prudiixidu. l.eOna bavia
i-ollocado ao lado da cama o quadro, que ropreauulava
Julia sobo to da Virgem iminaoulada. Era um insul-
to nina blasfemia, o lamboui uui.i ameaca da desventu-
ra para Amab, quo ao menos assim o euteudeo. Talvet
anda um da ooiiletuua nos, sa elleaoorlou.
FIM.


goe to respectivo capitio commandante por Mtnoel Jo-
Vlanna. que i cundazio deiU capital.
Dito Ao mesmo. mandando presentar o desertor
do batalbio aob leu commando, Manoel Marcellino do
Espirito-Santo, apprehendid a 3 de malo ultimo em
Agoa-Preta, por cujn destacamento velo pago de pret
deide o referido dfa at 30 de julbo ultimo, e de etape
daquelle mesmo dia al 10 do correte; devendo enviar
ao capillo commandanle do destacamento a Importan-
cia da etape abonada do l.de |ulbo at 10 deste mei.
Dito Ao meamo, enviando oa autos de inquirfcio
de testemunbas, fritos por occasiio de desertarem os
soldados do batalhio sob seu commando, Flix Jos
Martina e Joio Manoel do Nascimento, qjese acbavio
destacados em Agoa-Preta.
Dito Ao capitn commandante do destacamento
de Agoa-Preta, respondendo ao aeu oflicio de i, que
acompanbou ao cadete Fernandos, e soldados Marcos e
Chagas, bem como ao desertor Manoel Marcellino do
lspiri to-Sa nto, e que se ha vilo espedido as convenientes
ordens aos commandaotrs dos 2'e4. batalhoes de ar-
tilharia a p sobre a indemnisaco dos venclmentot,
que a estas pravas Corso abonados.
DitoAo mesmo, dizendo, em solucio ao seu illi-
cio de 2, qu se as pracas do destacamento reeeblo Ta-
aba por conta da etape; que, sendo a (arinba lirada da
que riistc ns arrecadafio, comprada com os dinheiros,
que recebra para suppnmentoda tropa, devem bes pra-
cas repor a respectiva importancia, na raslo de 40 rs
diarios, como est calculado na tabella, que lege no
corrente semestre; que o cirurgiio do destacamento
nada deve receber alm do ordenado, porque fura en-
gajado; e finalmente, que a despeta 'eita com aluguel
de casss, e compra de aieite para lutes loe seria levada
em conta.
Dito Ao presidente da provincia enviando, em
presenca do aviso da repartido da guerra, que por co-
pia acomiianhou o seu oflicio de 11 do correle, a rel-
elo nominal doa 165 recrutas, que, a contar de 44 de
desembroce 1844, em que assumira o commando das
armes, al o presente, embarcarlo para a corte, de cu
ja relaelo vera S. Etc. que os mesmos recrutas forio
completamente enroupados, com os artigos do farda
- m estipulados as ordens a respeito : que, ts S. Ese.
julgatie le congruencia levar semelbant telacio a
| resuma do F,sm. Sr. ministro da guerra, o fizoise.
JJilo Ao mesmo, rogando a eipedicio de aus or-
dens ao arsenal de guerra, para serem recolhidos os
ailigosde fardamento, que se achavio a cargo do ex
tinelo deposito, constantes da relaclo. que enviava, cu-
jos arliiios senio entregues pelo capillo Scbattiio An-
tonio do Reg Burros.
Dito Ao mesmo, informando, que nenhuma re-
flexlo tinha a oppor as que apresentava o coronel com-
misjario-par'ador, sobre o modo de ser fornecida a rou
pa requisitDds para os doentas do hospital regimeolal.
por falta da qual linhio solTrido e coalinuSo a soflrer
os militares alliem tmtamento.
Dito Ao general commandanle das armas da cor-
te, deprecando a certidiu dos assenlamentos, que pelo
deposito da mesma orla tivesae osolilado do 1.bata-
lhio de catadores, Coime Machado da Concedi.
Dito Ao vice-presideote da provincia do Mara-
nbo, remetiendo, para que bouvesso de tomar em a
coniidcracio, que Ihe merecesse, o requerimento do
soldado do l.'batslblo de catadores, Prudencio Jos
deCarvalho, que pede certidio dos seus assentamenlos
pelo deposito daquella provincia, a que pertenceo.
Dito Ao general commandante das armas da corte,
fazendo remesas das guias dn soccorrimenlo, (que foro
passades pelos2." e 4.*batalh6cs dearlilharia.onde esli-
verio addidos), dos desertores, caho Joio Rodrigues da
Costa, e soldados joo lenlo Carneiro, Jos Caelano
deAndrade, Manuel dos dantos Ribeiro ejoaquim Jo-
s Barbo/a, que seguiio, ser-lhe spresentsdos, na bar-
ca de vapor Imptralrit,
Dito Ao coronel commissario-pagadnr. mandin-
doapreseotar o particular 1.sargento, Jilo Autunes
da Menezes.que por parte do capillo commandante do
destacamento d'Agoa-Pret, viera incumbido de exi-
btr na pagadona os documentos comprobatorios da des-
poza fela pelo dito capillo com o supprin ento da tro-
pa all existente, no lempo decorrido do !. de maio ao
Ultimo de |unho dosle anno, allm de que fiquem justas
ai suascontas, lendo ja prestado, por intermedio do te-
jiente quartel-meslre, Luis Jeronymo Ignacio dos San-
tos, as do lornpo anler.or ao rel, ido da !. de maio.
Dito Ao coronel commandanle do 2." batalbio de
arlilbariaap, communicando, que poda mandar re-
colherao arsenal de guerra ossitigos de armamento,
que te arrumarlo na provincia das Alagoas durante a
luda, constantes da requiliclo, que envou. e que j >
fora convenientemente despachada pela presidencia.
DitoAo mesmo, autorissndo-o a remetter, por An-
tonio Barbosa da Silva, os vencimentos das pracas des-
tacadas em Agoa-Preta, pertencenteg ,0 corrente mes;
e determinando, que do capillo Pedro Ivo exigisso re-
lac,Sei nominses de pagamento, sob asaignatura do 1
lente Reg Monteiro, a quem o capillo deveri en-
tregar a importancia dos vencimentos das pracas do 2.
batalbio, para elTecluar peridicamente os pagamentos-
com o que ficava respondido o seu oflicio. que v.rsa so-
bre este easumpto.
DitoAo coronel commsndanto do primeiro bata-
lbio de cacadores. communicando. que o go.erno im-
perial, por aviso da reparticio da guerra, de 14 de ju-
Iho ultimo, boute por bem resolver, que as pracas
do deposito da corte existentes na provincia das Ala
gai. que estavio destinadas a servir no batalbio ob
eu commando, em virtude do aviso de 7 de Janeiro
deste anuo (quem pertencendo ao 6. de cacadores
onde j se acbavio ligadas por outro aviso de 20 de a-
bril.
DitoAo tenenle-coronel commandante do quarlo
bstslhio de artilharia a p, mandando desligar e pas-
Mr guias aos desertores Joio Bento Carneiro e Jos
Cselano de Andrade, que st-guein para a corte oa bar-
ca de vapor Imptralrit. No mesmo sentido se offi-
cou so coronel commandanle do segundo bstslhio de
artilharia, acerca dos deseitores Joio Rodrigues da
Costa, Manoel dos Santos Ribeiro e Joaquim Jos
- n
queoscorposremettesiem em dinheiro a V me. : no
caso de ter feito o fornecimento em gneros as pravas
ahi destacadas, dando racoes equivalentes a importan
cia da mesma etape ero dinheiro, previno a V. me ,
que opportunamente prestar contas disto, e, para le
galisa-los, importa exhibir documentos. No 1." de esda
me/, V. me. enviar este quartel-gnneral urna nota
demonstraliva de qgaesquer desposas feitss com o des
(acmenlo; cumprindo-lhe, que me remeta, com a pos
sivel brevidade, urna outra nota relativa ao lempo, qus
ba decorrido do dia, em que V me. tomou o comman-
do do destacamento, at o ultimo de julbo prximo
passsdo. Fioalmente, V. me, depois do saiisfaxer ai
requsicSes rasoaveis, qua Ibe forem feitas pelas auto-
ridades lcaos, participsr-me-ha circunstanciadamen-
te as oceurrencias bavidas em tses conjuncturas, eo-
viando-me copla de semelbantes requieices.Ao ca-
pitio Pedro Ivo Velloso ds Silveira, commandante do
destacamento de Agoa-Preta.
DitoAo capitio commandante da companhia lis
de cavallaria, mandando apresentsr ao paisano Fran-
cisco Borges Lesl, para que Ibo abrase assento de
prac;* voluntaria na mesma companhia; e dizendo, que,
por ser o dito voluntario (Ibo legitimo do brigadeiro re-
forma do Antonio Borges Leal, Ibe conceder permissio
para ussr dos distinctivos de Io cadete por tempode tres
me/es, durante o qual deve presentar sua justifica -
ci, na forma da lei.
IDEH 1)0 DIA 1S
OflicioAo coronel commisssrio-pagaJor, enviando
a rehiri nominal dos oficiaes e pracas da companhia
provisoria de guardas nacionaes destacada, que, de or-
dem do governo imperial, foi dissolvida no dial!, e
teem sido despedidas at esta data; com oque ficava
satisfeits a sua requisicao feita em oflicio de 13: e pre-
venidlo, que o capillo Pontea Marinbo, e sargento Ji-
suino Tarares de Souza, s podiioser dispensados, de-
pois do se baverem recolbido os destacamentos de lora
da capital e dse entregaiem no arsenal de guerra os
ohjectosperteocentei a fszenda, a csrgo da companhia
dissolvida.
EXTERIOR.
KiTIRIAS Mili RECENTES DO EXERCITO.
A ftpublie / Rio Grandt de 16 de junho tras o ie-
guinte, que he a ultima notioia do exercito :
Por um ciJado mexicano, vindo em direitura de
Camargo. somos informados de que o governo ordenou
o inmediato comparecimeoto doa generaos Arista e
Ampudia na cidadodo Mxico, primeiro,para expli-
car satsfactoraineote ae causas doa desastres, que sao-
cederlo so exercito nss suas ultimas refregas mal suc-
ceddsscomas tortas americanas ;osegundo, som du-
vida, para austentsr algumas imputaeoes mu graves,
que fez contra Arista.
As participareis feitas por estes dous caudilhos,
julgar-se por casases eipressSes immediatamente do-
pois adettruiciodatiuaiforcit unidtt, difTeriio ma-
terialmente.
O general Arista passou por Monlerey, ha uos 12
diss, em viagom psra a cidado do Mxico. O general
Ampudia seguio polo esminho de Taropieo
Volla do capito da companhia de gunrilhai do prin-
cipe di Heynosa.
Pola ehegada desla companhia, na manhia de 13,
somos informados da segura ehegada e oceupacio de
Reynosa polo lenente-coronel Wilson, cuja partida an-
ouncimos na oossa folba de 6. Elle nio encootrou op-
posicio alguma no caminho; mas, quando ebegou a
Reynoss, acliou qussi todss ai bordados sbsndonadss.
O commando chegou all na qaarti-feira (10) pe-
la maobia, e acampou nos suburbios da cidsde. Na
quinta-feira moveo-se o acampamento para a praca pu-
blica, nio oerecendo os bsbitantes oppoiicio slgums.
c O general Canales tinha no domingo precedente
mandado publicar um bando ou ordem, pela qual fo-
rio os cidadios chamados i sua obediencia, para que
nio tiveiiom communictrlo ou conftnercio com o in-
vasores.
a O mesmo decreto loi publicado nosdiflerentes lu-
gares, onde se suppuha, que a (orea americana devia
provavelmente ebegar.
be aquella, que de l sabe aem p sea oapitalzioho ,
cem '
qae
, duiontos dollars e mais. Em Inglaterra, aque||"
pode trabalhai dorante igual periodo da temp'
em lugar de, no fim delle, sabir para a igreja pin
casar, para onde sabe be para o hospital, e nio p0n'
as veas para o cero tono.
(Jornal do Commercio]
COMMERCIO,
/-* Alfandega.
BnnmDrro do di a 28............
Deicarregtto hoje 29.
BrigueLoptrlarinba.e barricaa abatidas.
BsrcaNavarrt farinha, bolacbiobi e potain.
6:088,7
Consulado.
Renuimento do da 28.
. '........................... S:046i6S6
Provincial.......................,,. 422,1 g
2:468,772
Movioiento do Porto
Barbota.
.,j*il?~7Ao *neote-coronel do quarlo batalbio do ar
tildara, mandando apresentsr. com guia de soccorri-
menlo, nove pr.c.s do seu batalbio, que te recolb-
lioda provincia do Rio-Graode-do-Norle.
V. me. informar-me-ba cireumatanciadameote
areipeito do modo, porque tem edectuado os psga-
ento.de Upe, que do 1.- dejulho avante m.ndoi,
ESTADOS-UNIDOS.
tropas rm niivisr.no.
A Tribunt de Molnlodi/s, que tinha i faenado a Mo-
liile um navio com noticias de Bratoi-Santiago al 11
dejunbo. Elle releria o boato deque a cidado de Rey-
nosa tinha se entregad ao coronel Wilson sem resn-
teucia.
A Tribunt sccrescentavs, que a Camargo o Reynosa
linhio capitulado antes do movimi'nto do general Tay-
lor, que laguirdava os meios de transportar as suas
tropas palo itio-Cirande cima para machar para el-
las.
Os doui ltimos correios do sul nio trsnjportlrio of-
ficios do acampamento; mal roceheo-se na rep.rticao
da guerra urna carta particular, a qual referia, que Rey-
nosa tinhs-se entregado ao coronel Wilson sem um ti-
ro, e qui) tmhio-lhe ebegado noticias de Camargo, de
que oa seus habitantes queriio entregar acidado sem
r-sisloncia ; e de fado, que nao se tinha leito prepara-
tivos militares para defend la contra as ooisas tropas.
DE SANTA FE
Preparalivoi para um circo. Fortificara o da cidado.
Dous mil homcm tmarmat.Ueauiticto de man
cinco mil.
Um expresso extraordinario d.i Lexington (Missouri)
dizia, que Mr. Hourk havia chegado de Santa F a In-
dependence, tendo feito a volta em 20 das. Ditiio ter
elle Irazido noticia de que as autoridades deSaota-F
estavao-na lortificaedo, ealm de 2.000 homens, que
eitavio ento em armas, tinha o governador feito urna
requisito de 5,000 de Chihuahua. O terco dos bomens
de Santa-F e sua vizinhani;a devia pegar em armas pa-
ra defesa dells. A praca preparava-se para um cerco.
Acciescentsva-se, que Mr. Houik emittia a opiniio de
i|ue o coronel Kearney nio devia receber menos do cin-
co mil homens na SO* espedicio contra o Novo-Moxico
A Nova Era de St.-Luuis diia a 17 do junho o se-
guinte :
Urna portio de carros carregades de tnumedes e
proviso s ji se poierao a caminbo pelos prados, e o co-
ronel Keumey os manda mais adiaute, logo que os pos-
sa apromplar. Tambero a se pozerio um marcha mais
de 200 drsgdes. Ascompanhias de voluntarios esto no
forte Leavenworlb, fszendo manobras e <*xercicos mili
tares, sob a diro.io de officiaes regulares do exercito, e
dins-se, que se ao adianlando rpidamente. O coro-
nel Kcarney guarda mui prudentemente em si os seus
conselbos, e nio le labe, quando partir o grosso do
exercito. Sio precisos mullos carros de bagsgem. O
carcter e a conducta paissda do coronel kearney dio
garanta de que a expedicao ser dirigida com pericia mi-
litar, e de tal roaneira. que a laca sorlir .-lleno.
Extraaos diurna carta de ,\iw- / ori, de 21 de
junko di 1846.
Pela ehegada do brigue l'ort-Lton temos datas de
S.-Domingos ot 6. Tudo eslava tranquillo. Os Domi-
nicanos estavao convortendo os seus navios do guerra
em barcos de Irele. Dous homens da Upolacio do bri-
gue roorriio na viagem, da l< bre amarella.
Parece, que presentemente se acba Boston intes-
tado por um bando de I idres.
Ditom, que todas as linbas, que corr6m no Sunda
entre este estado e o de Boston devem de unir-so sob
urna diroccogeral, e que a portagem deve ser adan
tada.
Era minba inlencio dizernesta carta alguma cou-
sa acerca d'alguus seis ou oito bancos fallidos no inte-
rior deste eslsdo eoutros, e mostrar ts males sofiridos
pelo trabalho do psir, em coosequencs disso ; nas (ca-
ra para outra occaiiio.s
O TRATADO SOURIt O ORECOX.
A Tribunt de bootem (3 de julbo) traz a seguinte
synopse do tratado do Oregon. Ver-se-ns, que ella va-
ria daquella at aqui publicada. Nio podemos certifi-
car a exactidio desta versio ; roas damo-la, tal qual a
acbamos, O correspondente dit sem a lingoagem for-
mal, que achar-se-ha combinar o seguinte em substan-
cia com a copia official, quando se publicar o tratado :
Artigo 1. A 49.' parallela de latitude septentrio-
nal, desde si rochas at o mar, com urna lioba daquel
le ponto, em roda do tul da ilha dd Vancouver, pelo es-
trello de Fuca, ser a liaba divisoria entre os dous
paites.
Art. 2. Desde o ponto, ondeieacbtr, que a 49.
parallela de L. N. interseces o grande braco septentrio-
nal do rio Culumbia, ser a navexar;io do dito brago l-
vre e franca a companhia da babia de lludiun a lodos
o< lubditos inglezti al onde o dito braco enoontra a
corrente principal abaixo at o ocano com livre acces-
so aos ditos rio ou nos, o por ellos; (cando entendido
que todas as diversas portsgens so longo da linba as-
sim descripla sero igualmente livres e francas. Ns na
vegacio dos ditos rio ou nos os subditos ingttttt com
o hu bins do, qut o cidadioi dos Eitados-Unidot Estes farao re-
glamentos sobre a navegacio, que sejio compativeis
com o tratado.
Art. 3. Nai futuras ppropriacdei do territorio
ao sul do 39.* serlo respeitados os direitos possesorios
ds companhia da babia de Hudion e dos subditos in-
glezes, que j estejio de poste da Ierra ou outra pro-
priedade, legtimamente adquirida.
" Art. 4. As berdades, Ierras e outra proprieda-
de da companhia agrcola do Sunda-de Puget, serio
confirmadas dita companhia. No caso que os Estados-
Unidos, para fins pblicos ou polticos, deiejem si di
tai Ierras, ou alguma parle deltas, a propriedade -assim
adquirida ser transferida por urna asaliacSo conveni-
ente, a aprarineiito de ambas as paites.
a Art. S. As ralilicicoes sero trocadas dentro em
teit mezes.
(Daily Glob.)
'-" --------1-.....HHBHHHBS"
Miscellaiiea.
PELO TELECRAPHO DE NEWVORK.
27 di junho dt 1846.
Ao ediclor da Union :
Newfoundland-de-Sl.-John incendiada 60 vidas
purdidasO Albania lanca 0 mar sem incidente .1-
" (Daily Union.)
NOTICIAS INDUSTRIA ES.
MANUFACTURAS DB ALGODAd NOS ESTADOS-UNIDOS.
Houve lempo em que os Estsdos-Unidos erio um
dos maiores tributarios da industria inglesa, por tudo
qnanlo ditia reipeito a manufactura! de algodio. O al-
godio, producto do tolo americano, era conduzido em
rama a Inglaterra, donde, pasudos pouoot mezes.
voltava posto ero obra para o paiz donde tinba sabido,
com grandes lucros psra o commercio inglez. Hoje es-
to as cousss. de tal msnera mudadas, que nio s a
Uno Americana, pouco ou nada importa de Inglater-
ra em artigos de algodio roanulacturado, mas at est
fazeodo grande concurrencia industria inglesa em
ambas as A meneas, eem todos o mercidos d'alm do
Cabo da Boa-Esperanr;a, onde o commercio nglet ti-
nha fuodado ama especie de monopolio em leu favor.
Todot o aonoi so funda om um oa outro estado da
Uniio alguma nova iabrica ; ot lucros realitadoi pelos
primeiros especuladores, excitio oovat empresas, que
olo tardo a ter seguidas dot mesmos remitidos. Por
pouco, que as cousss aontinuem do mesmo modo, (ca-
ra o mercado transatlntico iotoiramente fechado, para
toda equalquer importicio de manufacturas de alo-
dio europeas
Navio mirado no dia 28.
Baha; 13 dial, biate brasiloiro S.-Antonio-Flor do-
Rio, capillo Tbomat Gomes de Almeidi. eqopa.
gem 5, carga fazenda, charutos e mais gneros dn
paiz; a Jos de Oliveira Campos. Passageiros, Joi
Moreira de Soma. Manoel Jos Bastos de Oliveira
com 4 eieraioi, Jos Adolfo de Birros Corrtii, An-
tonio Manoel de Medairos, Joaquim Tavarot de Mol.
lo, com 1 eicrtvo, Mara Joaquina da Conceico
Brssileiros.
Navio talado no tnttmo dia. <
Msranhio ; galera ingiera Mary.Ouun-of-Stoti.ei-'
pitlo W. Kelley, em lastro.
Ubst'vafo.
O biate brasileiro Ftn-Fogo sabio boje, a nio hon-
tem, como inexactamente se disse.
Editaes.
Rodrigo Th'odoro de Frtilai, oavallliro da ordem dt S,
Bento <*" Avit, condecorad* com a medalha da reatn*.
raedo da Bahia, oapito di fragata d'armad* naca.
nal e imperial, impector nterin do arsenal di me-
rinha delta provincia, i capitdo dt porto da matis
privinoia, por t. M. o Imperador, qut Dios guar-
de, etc.
Fas saber, que, nio podendo ninguem depositar roa.
dejraa naa praiss.nem conservar Helias, nu nos eaea, por
roaia de cinc diaa, anenraa, pecas d'arlilbaria, aiaar-
r*a, ou ouirua quaeaquer objeotoi, que eaibaranorn o
transito o aervidio publica, anda ineaino qua tenha li-
oenca da cansara municipal, como tudo sin aasiro ha
expresso nn nrl. 14 do regulainento d.ia capilaniaa, de-
vem todas as pessnas.que oa teuhao ero alguna driaea lu*
garea, fme-ln a remover no praso de oinao das, vonta-
iloi dn dala deale, aob pena du seren coagidaa a fjie-
reni oaoavar qualqiier arcia, que ao aciumiile em dein-
luanlii do porto, alm da mulla, que Ihea podo impor
capitana deste porto, edadovida acornara uinnieipal,
o a ella oaliverem aubjetas peiaa reapeutivaa pus-
turas.
Fas sabor roai t, que, de hoje em dianle, nio ie podert
lepuaitar ou rnnservar na iiiruriniiudoa artigua nal
ptaiaa ou caea, pelo referido lempo de cinoo das, seas
preceder liecnca da capitana, sob pona tambero di
imita.
Capitana il pon de Pornanibuco, em 26 de agato
do 1846. Rodrigo Thiodoro de Freitat, capillo do
porto.
Rodrigo 7htodoro dt Friius, tlt.
Fas saber a t das as pessoai. que tenbio obtido
cenla da cmara municipal desta cidsde para podo-
rem lazer atorros, ou obras no litoral deste porto, qua
no praxo de oito das, cootados da data deste, deverao*
apreteotal-a na capitana do porto, para, na conformi-
dade do artigo 13 do seu regulamenlo, serem os mes-
mot aterroa e obrat examinada!, e declsrar-io Ibes,
que nio prejudicio o bom estado dos portos ou ros,
os eitabeleciroentot da marinba de guerra e os logra-
douros pblicos, quando estejio em quilquer desle
casos; lob pena da mulla, que, por desobediencia, Ibes
pode impr a caplsnia.
Capitana do porto de Pernambuco, ero 26 de agos-
to de 1846. Rodrigo Thtodoro dt Frtilai.
eelaracoes.
Um dos grsndes centros de msnufaelurai do algodio
nos Estados-Unidos be a cidade de Lowel. O algodio
emraroa, posto em obra pelas suss 12 fahricas, sobe
a 61 mil balas por anno. Todst tt semanas da l sabem
um milbio 439.150 varas de algodio lecido, o que d
76 roilbaei 88 mil viras por anno; e to nio fallan-
do om 14 niilhoea de varat de panniobo eitampado. que
ai mesillas latineas produ/em un aonoi por outros. O
numero de individuoi oocupadot nai fabricas de Lowel,
be de 9,256, ero que entilo 6,320 mulhere; roai
ero lugar deltas trabalhadoras passarem a fome *o as
miserias a que esli su jeitos os de Inglaterra, sio pelo
contrario, mui bem tratados e at roallsio com aa eco-
nomas que lateen tal ou qual fundo, com que depois
vio eitabrlecer-ae por outrai parles. Quai lodatat
raparigaidoiariedore de Louwel, coitumao vir tra-
balhar duui ou tret annoi em alguma das fabricas desta
cidado para juntarom dote con qua aociicm; erara|
De ordem do Illin. Sr. inspector interino desta
arsenal se fax publico, que, no dia29(boje) do corrente,
pelas 10 horas da amanhia, se contratar a compra de
travs de 40 44 palrooa de comprimento, de madoini
escolhidas, lelhai, lirios em branco.e vergontetidepi-
nho.
Ai peisoss, que te propoierem venda desle objec-
tot, lio convidadisacomparecerem nesta secretaria, cem
as suas propostas em cartas fechada, no indicado dia o
hora.
Secretaria da inipeecio do anenal de maiinht da
Pernambueo, 27 de agosto de 1846.
O secretario,
Altxandn Rodriguii dos Anjoi.
O arsenal de gueira compra axeite de|oevrapalo,
de coco, fio do ala/odio e pavios: quero taes gneros
quizer (ornecer, monde sua proposta em earta fecbadt
a directora do mesmo arsenal, at o da 29 do correte
mez. Arterial de guerra, 26 de agosto de 1846. No
impedimento do etcriplurario o amanuense, Joda
Ricardo da Silva.
AVISO INTERESSANTE AOS DEVEDORES.
O administrador da mesa da reeebedoria d rends
internas geraes avisa, pela ultima vez, aos colloclados
dos bsirros do Recite, Santo-Antonio, Boa-vista e Ato-
gados, que as relieves dos impostos do bsneo, dcima
de mo mora, boles e esnoss, taza da esersvos do
1845 a 1846, so schio promplas psra se proceder a
executivo, so portentura nio vierem pagar al* nm
do corrente mes: e por isio fax o presente annuncio.
Recebedoria, 26 de agosto de 1846. Francisco Ja-
vier Cavalcanti dt Albuqutr^ut.
Amsos inat tumos.
Para Angola seguo coro broridade ,o brigue
-l


ualidade; recebe lmenle algoma carga miada: a a-
uitir. assim cnmo para pssssgeiros, com Gaudioo A-
aoslinbo de liar roa, ra da Crui, n. 66, ou com o
capitn, Msooel Ignacio Correia, a bordo.
Segu para o Ceari com toda brevidede. por ler
a maior parle da carga prompta, o brigue Flix-Detti-
no: quem no meimo quizer carregar ou ir de passa-
gem, dirja-ie i ra da Cadeia do bairro de Saoto-
Aotooio, o. 25, ou ao capillo, o Sr. Manoel Pereira
deSa.
_Para Mecei sai. impreterivelmeote no dial.'de
letembro, o patacho Flor-da-Verdadi : quem no mei-
mo quier carregar ou ir de paaiagem, dirija-se ao ar-
masen) de farinha do caca do Collegio.
=Para o Rio-Grande-rio-Sul aegne com brevidade,
por ter parle da carga prompta, o brigue-escuna Bel/a-
Yirginia : quem no meimo quier carregar, dirja-
le a Jlo Franciico da Crui, ra da Senzalla-Velba,
D. 134.
Veode-se o brigue americano Ri-
chmond de i53 toneladas forrado e
encavilhado de cobie e prompto em
linio a seguir qualquer viiigem. Os pre-
tendentes podem examinar o dito brigue,
que se acha Tundeado defronte do caes da
All'andega e enlender-se com os con-
signatarios, Ilenry l'orster 8c G:
= Para o Aracaly aai, impreterivelmeote do dia 30
do correle, sumaca T'Vor-do-.tiioeiim; ainda recebe
una pequea porfi de carga: trata-ae com Jote Fran-
ciico da Silva, na ra da Crui, armarem n. 51.
Para Baha aai impreterivelmeote' no dial.'
de letembro, por ja ter o tu earregamenlo prompto, o
biale Nereida, torrado e*encaTlbado de cobre, e de
priineira marcha; ainda recebe alguma carga miuda e
piMageiroa: pare oque tem escolenles commodoi: oa
pretndanlas dirijio-nw a ra mm
Leiles.
=rJoio keller S C. firio lejlio, por intervengo
docorrelor Oliteira, de grande aorlimento de laiendia
propriaa desle mercado: terce-leira, l.de aetembro,
la 10 boraa da manilla em ponto, no aeu armazem,
ra da Cruz.
O correlor Olivoira far leilo, a pedido de Go-
mes & Irmlo, de trea eseravos vindos do Ceari do -
por l'ernambucana de nomea, Pedro, Bcnedilo e An-
n. e pnr eonta e riico de quem pertencer : segunds-
feira, 31 do corrente, la 10 horas de manhia, ooseu ar-
marem, na ra de Apollo, o. 2 : e bem auim de mais
outrm eserjvos p-rtenrenles a diversos. __________
Avisos diversos.
P
MODAS FRANCEZAS.
Na caa de Msdmie Millocb.au, Aterro-da-Boa-Vis-
ta, o, 1., primeiro andar, defronte do cbafariz .
veodem-ie ricoi chapeo de teda, crep e palba de arroz,
para aenhora, dilu de palha bordada,muito alia, eoei-
lado*e lisos, bicoi, fil branco bordado, cembraiiefi
nai liai e bordada!, tarlatanai branca e de corea, veos
de montara, ililoi de dentelle preta, mantaa de bico
preto, lirai de fusilo, Jilas di cambraia e canil borda-
da!, dit*a de entremetas bordadas, velludo prelo de
leda, diloi de algodio, flore, capailas, plumas, bicos
brincos, prelo e de blond, babadoa de bicos brancoa e
pretos para eilidol, eipirtilhoi, lencos do cambraia
de linbo lisos e bordadoa, ditos de cambraia bordada,
ditos imprimidos,ditos de bretanha muito fina,para ho-
mem e lenhoras, seatidos de fil e de cambraia borda-
dos, ditos de fil de leJa adamascado, cabeces ecola-
lannboa para aenhoras, bordados para toucas, lusas de
pellica compridaa e curlaa para senhorss, ditaa muito
eliilioai para boniem, dilai de seda aberla, curiase
compridaa com dedoa e sem dedos, lisaa e bordadas,
rosas dirtndellas para casticaes, cordea de teda para
vestidos e ehapeoa, marcearas franceas eto. et .
Madame Millocbou le encarrega de azer vestidos e cha-
peos da ultima moda, a preco commodo.
Casa da F,
na ra estreita do Hozario, n. 6.
Nesle estabelecimento achio-ie a venda as csulelss
da bem acreditada lotera a favor da igreja de N. S. do
Livramcnlo, cujas rodas devem andar infallivelmentu
no dia 10 zescoocorrio a comprar o resto deslai cautelas, e con-
ten com bou lories.
Oflerece-ie um aaceidole para capellio nesta pra-
ca, oo para o> mallo: oa ra dss Agoaa-Verdea, n.42.
=Amorim lraiios en,barca para o Ilio-de-Janeiro,
a entregar a aeu senbor, Jos Mara de SI,o eicravo l'i-
delis, crioulo.
_ A pessoa, que aonunciou querer comprar urna
colleccio do Lidaor, diriji-se i ra das Cruies, n.
42.
Na eoixeira da roa Nova, o. 61, em casa do Sr.
Augokto Chouisome, alugsS-se booi carrol por preco
commodo.
= Aluga-ieoiegundo andar do sobrado di ra do
Queimado, o. 8 : a Iralar na loja do meimo.
Precisa-ae de urna pesioa. que queira ir cobrar
divida (por documaolos), nos icrtoei, nal proviociaa da
Parabiba, Rio-Grande-do-Norte, Ceara e Maraobio;
quem quirer, dando um fiador a contento, poder! tra-
tar na loja da eaquina do Livrameoto, n 1.
Digneu, abaiio assigoado que tenbo apar-
tado a aociedade que linha com o bt. Bernardo Ro-
priguea Gramoio e Costa oa venda do Aterro, n. 88;
(cando o meimo Sr. obrgado a satslszer todo o debi-
to da firma, que guasa debaixo da de Almeida Coa-
la, e (cando eu aionersdo de lodo o debito conirabi-
do ale o da 20 do correle mez dala em que aparlei a
lociedade, que linba com o mesmo Sr. Recile, 20 de
agosto de 1846. Paulo Jos de Almeida.
- Fazem-ie quaesquer cortinados laoto para ca-
mal como janellas e mesmo para dreoragoes de aalaa
de bailea ou de sociedades : iem-se lambem fors-
V'Ses de cadeiras, de qualquer feilio que lejo ; col-
chn elaslicoi, de lodos os Umanbua ; e em fim lu-
do quanto he cooet-rurfile a tapetara: Un>bsr. piern-
e tapetes, e eiteiraa ; ludo com a maior piomplidlo ,
e poi preso rasoavel. Na travesa da Concordia d. 13,
deliii da tone do Cirmo.
= Oflereee-ie um bom cozinbeiro para qualquer
casa que dalle precisar : na roa Nova n. 47.
Preciii-se de um oaixeiro que escreva soflri-
vel, e que nio teohs mais de 16 annos : na ra do
Crespo loja o. lt.
Manoel Francisco de Moraea vai ao Acarac ,
proviocia do Ceari e leva em sua companhia aeu es-
cravo crioolo, de nome Benedicto.
= Precisa-ie de 400,000 n. a premio, com hy-
potheca em om lobrado ; qoem quier dar, annuocie.
Alugs-ie, pela (esta e meimo aooualmenle, aca-
ta dai irmiaido fallecido padre Jorge a melhor que
ba oa praia Je S.-Franciaco em Olinda coro duas
salas de frenle 4 quartoa corintia ra cacimba e
coquoiros ; ptima para oa baohoi salgados porque
diatar do mar cerca de cem pasaos : a tratar na mes-
mi cidade ra de Malhiai Ferreira tobrado, oode
morou o capillo Pasaos.
' Furtrio no dia 25 do corrente as 3 boraa
da tarde um tacho com o peso de meia arroba ,
sendo fuodido e de faier arrolla ; iodo a preta bo-
tar agoa fra o eocostou oo muro da Peoba e abi
desappareceo. lloga-se aos oaldeireiroa e aos donos de
lojaide (errsgens e mesmo a outra qualquer pesaos ,
que o tenha comprado o queira entregar a sua dooa,
oo sobrado da ra da Penba n. 23, que foi de Jos
da Penba qne recompensar.
Precisr-se de 300.000 rs. a juros, daodo-se boa
firma ou hypotbeca em um pardo caooeiro, por lem-
po de 6 toezes ; quem quizer dar, anouoeie.
Alugase o primeiro andar do sobrado da ra da
Cadeia-Velba n. 29 com excellentei commodoi: i
tratar na loja do mesmo aobrado.
= Aluga-su a caa terrea da ra da Conceiflo da
Boa- Visla o. 15: a tratar na ra larga do Rosario,
n. 20.
= Aluga seo sitio junto a igreja de S.-Jos-do-
Manguinho com diversos arvoredos de Iructo ca-
cimba de agoa de beber, boa casa de vivenda reedifi-
cada de novo e pintada com gosto contando 3 salas ,
cinco quartoi um gabinete copiar oozinha fra ,
eatribaria para dous cavalloa e mais um escolente so-
lio com umi sala e dout quirtoi: a tratar na ra Ve-
Iha, o. 55.
Aforo-se, e lambem ae vendam por precos re-
sosveis terreos de 200 a mais de 300 palmos de tun-
do a maior parte com arvoredos de fructo e lodos
vantajosos para se edificar por nao precisaren de ater-
ro, osa ras notamente abortas, nos logares de S.-Jo-
s-do-Maoguiobo eCapunga : a tratar na ruaVelha,
n. 55
Socicdade theatral
Melpomenense
O primeiro secretario las sciente aos Sn. locios,
que smanhia (30) pelas quilro boraa da tarde ha-
veri teisio em caaa do Sr. direotor, para conclusio
ds discustio do projeclo de oovos estatutos.
= Manuel Cardozo Airea embarca para ra da pro-
viocia o aeu escravo Firmioo.
= Appareceo oo dia 27 do crranle, pelas 9 ho-
ras da noite em casa do abaiso assignado, no Aterro-
.la-Boa-Visla o. 21 urna escrava de naci ainda
bucal ; a qual apenas diz chamar-ie Thereza o que
leu seobor chama-se Marianno : a pessoa, a quem a
mesma possa pertencer baja de ir tomar conta dalla ,
que, dando oisigei certoi, Iheier entregue. 0 mos-
mo declara que olo se responsabiliss por morte ou
fuga da meima escrava. Joaquim Jote Dial Pe-
reira.
Frecisa-se de um homem de boa
conducta que entenda de amassador ,
para a cidade da Victoria ( S.-Ant5o) :
quem esliver nestas circunstancias, diri-
ja-se a ra larga do Rozarlo n. 5o,
-- O abaixo assignado nao
nociendo, como devia despedir-
se pessoalmene de todas as pes-
soas que se dignro de hnra-
lo com suas visitas, vai por este
Diario nao s agradecer-llies
tantas finezas, de que se acha
bastantemente penhorado como
offerecer-lhes seus diminutos
prestimos na comarca de Flores,
para onde regressa hoje, 27 de
agosto de 1846. O capito,
Manoel Jos de Campos.
Tem de ser arrematada, em presa publica do dou-
lorjuis dedireito da 2.* vara do cvel, urna morada de
casa desobrsdo de um andar oo Alerro-da-Boa-Vis-
la com 36 palmoa de frente e 120 ditos de fondo ,
penborada a Francisco Domingues da Bocha, por eie-
cugio de Joaquim Jos Ferreira seodo a primeira
praga hoje, 29 do corrente a segunda, no dia 2 de
tembro vindouro e a terceira em 5 do mesmo
mez as 4 horaa da tarde dos mencionados diai. Os
lie liles podero comparecer nos disa e horas indica-
dos na porla do dito uiz.
- Alugs-ss urna ioja na ra do Queimado o. 10 ;
o lerceiro aodar do sobrado o. 9 : a tratar n" mesma
ra, loja n. 9. Na mesma veode-se uro eicrsvo de
meia idade oplimo para sitio ; e um bacamarte de ca-
no de brome.
eEnsinio-ie a meninas com toda perfeicio primei-
lellras. grsmtnatiea latina arilbmetica, douirioa
uiialia, cozer, marcar e fazer lavarioto ; aiiini como
lambem eosinlo-se moninoi, laclo em particular,como
em tuaiciial, por se ler bastite pratica : qoem se
quier utilisar, dirija-se ao Alerro-da-Boa-Vitta, loja
miudeas n. 54, deTbomas Pereira de Mallos Esti-
,, oode achara com quem Iralar.
s* Deseja-se saber, se existe nesta prsca o Sr. Diogo
Lopea de Araujo >alea, morador noa Moiquitoi, perto
de Sobral; por o roga-ie aodiloSr,, queira annun-
alai a sua moradia, para ser procursdo.
Satyro Serafim Beovidorda Silva, Braiileiro, em-
btroa para o Aracaly.
ras
c
:bri
de
Hit
* Quem por vezes tem annonr.iado urna grande par-
tida de jacarandl, pelo preco de "0 rs. a duzia, quei-
ra annunciar por esto Diario aoode be sua morada, pa
ra aer procursdo; pos precisa-se comprar urna potso
de dorias, para concert dos mnibus da cidade do Por-
to, por se acharem em mi eitado.e mesmo para enebi-
menlo de sellins da Hespaoha, de custo de 200 rs. ,
cada um.
= No dia 17 do mei de maio do 1843, desencami-
obsrio-so do poder do abaixo assignado duas lettras,
sacadas a livor do Sr. Thomi Pereira Lsgoa, acceilas e
assignadas pelo Sr. Jlo de Csrvalho Paesde Aodrade,
e pelo dito Sr. Tbom passadas a finada D. Francisca
Bita de Mello, e poressa pasudas ao abaiso sssignsdo,
a quem al o prsenle pertencem; cujas lettras lorio sa-
cadn ambas em a meima dala ; a primeira, cora o pra-
zo de qualro metes, e do valor de 7t6i000 rs a qual
se acha laoceda no competente livro de oonciliacdes do
carlorio do escrivio do juis de pat da fregoeiia doa A-
fogsdos ; e a segunda, com o praro de quatorze me-
tes, edo valor de 8Vf800 '*' e como *le presente
o Sr. Jlo de Csrvalho Paos de Andrade nio tenha pa-
go ao abaixo assignado as dilss lettras. e se tenha ne-
gado a aasignar oulrss lettraa, nio obstante a conven-
ci ofierecida pelo abaixo assignado a lavor do dito S,
Joio de Carvalho, iervndo-ie de dizer, que l paga a
villa daa meimaa lettraa desencaminhadas o abaixo
assigoado roga a quem as acbou de Ib'as restituir oo
sitio do finado Manoel Francisco, na campia da l'i-
raoga, confronte ao sitio do Sr. Luis Pinto, onde seii
gratificado com 50 rs Tarohem le prometi dar a gra-
lificasio de 25OOO n. a qoem der informacOes certas
em poder de qoem exislem as ditas lettras, o se promet-
i guardar segredo. Ladielo Pinto.
= Aluga-se para passar a fela ou por anno ,
ama casa oo Popo defronte da igreja com comino-
dos para grande familia : a tratar com a dooa, na mes-
ma casa.
Concertao-se s alampadas chamadas crceles,
com machina ou sem ella com (oda a perfeicio e
promptidio ; respoosabilisando-se o concertador pela
falta do andamento e por preco commodo : na tra-
vesa da Concordia o. 13, detrs da torre do Carmo.
= F. li. Alve Vanna remelle para o Bio-Grao-
de-do-Sul o escravo Franciico, de naci, porconlae
risco do Sr. Francisco Lourenco da Fonseca, da mesma
cidade.
Betinio fraternal brasiliense.
A commissio directora delta aociedade convida aos
membroi da mesma a remetieren) suas propostas de
convidados na ra Nova, n. 21, at o dia 30 do cor-
rente, para o baile, que teri lugar no dia 7 de aetem-
bro, em regozijo do snniversaro de nossa emsncipacfto
poltica e independencia. Nio sao admiltidas propos-
tn para o solteiros.
= 0 abaixo asiignado, socio gereole d extincta fir-
ma de Almeida & Cosa, participa a Indos oa credores
da mesma firma, que, no dia 17 do corrente mei ie a-
yoslo. apartou a socicdade, que linba oa venda, sita no
Aterro da lloa-Vista, n 88, como Sr. Paulo Jos de
Almeida, e cuja cass de boje em diar.te fica gyrando
debaixo da firma de Costa & Martins; ficando estes o-
lingadoi por todo o debito contrahido pela mesma casa
debaixo da relerida firma de Almeida & Coita.
Bernardo fodriguet Gramoio e Coila.
=Alugio se duas casas terreas, urna sita na ra nova,
[que vai pira a Trompe, com muitos coinmodos psra
grande familia; ea outra menor, aita na ra dos Pires:
quem as quier alugar, dirija-so ao piteo da Santa-
Cruz, sobrado, n. 70, primeiro andar, a tralar com a
sua propnetaria.
= Aluga-aea padaria da ruadapraiado Caldereiro,
eom um escolente lorno, e lodos os perlences tenden-
tes a tal oceupacio, com coinmodos para moradia: quem
pretender, dirija-se ao paleo do Carmo, venda, n. 1.
O abaixo assignado declara ao Sr. Paulo Jos de
Almeida, queso o considerar dosoncrado para com
elle do debito conlrabido pela firma do Almeida &Cos-
ta depois doaannunciunle estar embolsado da quan-
lia do 460,000rs., deque a mesma firma Ihehedevedora
por letlra, o coota Je livro ; isto em resposta ao seo
innunciii no Diario de Pemambuco, n. 180.
Leopoldo Jote da Coila Araujo
= O bacharel e advogudo Candido Aulran da Mal-
ta Albuquerque mudou a sua reaidencia para a ra
Nova n. '21. primeiro andar.
= Aluga-se urna ras,i mobiliada no lugar do Ca-
sanga, do lado do rio o da sombra, com duas salas, cin-
co quartos, cozinhj lora o lugar para estribara: os pro-
teo denlfi dirijio-ie a praca da Boa-Vista bolica n
6, ou a esla typogrephia, que se Ihe dir quem a
aluga.
Quem quizer tomar roupa para lavar de varrolla,
pagando-se bem, dirija-te a ra dos Quarteii c,ou-
guo francs.
Compras.
= Compri-se um metbodo de piano, ainda sendo
em meio oso; na ra da Sensalla-Velha, o. 40, ou an-
ouocie.
= Compra-So urna jangada pequea do pescar no
rio, e urna tarrafa trata se tom Fernando Jos Bra-
guez, ao p do arco da Conceicio do Becife, afim de
ajuitar-se.
= Compra-se um casal de gansos, o alguna casses
de pombos ; urna porfo de cab'os de relugo ou que
lenbio servido de andames; sendo ludo por preco com-
modo ; quem liver, aununcie por esta fulua.
omprio-se, para fra da proviocia esersvos de
ambosossexoi.de 14a 20 annos, com habilidades
ou sem ellas; sendo de bonitas figuraa, pagio-ae bem:
na ra dai Cruzei o. 22. 8egoodo andar.
aas Comprio-se eseravos de ambos os sexos ; na ra
Nova loja de ferragens, n. 16.
__ Compra-se um sellim em bom eilado ; na ra
do Bangei n. 1.
Comprio-se dual escrava, sendo urna perleiti
engommideira e coitureira o outra ptima engom-
madeira o cozioheira amba mocil; afiinsando-ie
nio lerem vicios ou moleatiai ; pelo que te pagarlo
bem : oo Auj/ro-da-lioa-Vista n. 36.
Vendas.
= Vandom-io cem pea de coqueiroi, lubjeiU-M o
veodedor a p/inta-ioi, conforme trarlar com o com-
prador : oa ra larga do Kozario n. 29.
Vende-se, a bordo do bergantina
Independente, sebo em rama e couros
novos, muito superiores por pre?o ba-
tato.
=Vende-se urna parda de 18 aooos, de bonita
figura eogomma liso cose chlo coiinha o diario
de urna casa com urna filba muito linda de maii do
anno ; a meima parda le'm bom e bastante leite : na
ra doi Quirteii, n. 18, primeiro indir de manhia
at- ha 9 borai, e de Urde dai 2 ai 4. Ni mesma eait
veode se um par de Veneziannas, n uitoem coota.
= Vende-se um terreno em Beberibe oa estrada,
que vai para o Porto-da-Madeira com 1700 palmea
de fondo e 214 ditos de freole e fat extrema coso
o rio Capibaribe com varios aivoredoa de fruto, boa
baile para capira, e tem agoa de bober por preco
commodo : oa ra larga do Rozario loja o. 32.
- Veodem-se sapatos freooesee da marroquitn a
cordovlo, chegadoapelo ultimo navio, a 1000 ra. o
par ; na Nova loja o. 8.
Vende-se morcurio-doce muito superior pr-
ximamente ebegado de Liaboa ; na ra da Crui, O. 54.
Veode-ie a caa da ra Direiti, n. 77 com dan
portas e lolio bom quintal cacimba, ebioi proprioe,
o livre e desembaravada ; na rus doi Copires, n. 27.
Vendem-se superiores charutos
regalos da fabrica de P. Grs ; ditos fa-
mas ; ditos de regala, de muito boa
qualidade a 2ooo e a5oo rs. e sendo
em porcaose dao mais em conta : na ra
Nova, padaria n. 3t.
Na livraria da esquina
do Collegio vende-se muito
boa tinta deescrever. cm gar-
rafas meias ditas, pe unas, pa-
pel de Genova, azul e branco,
de excellcnte qualidade dito
de peso branco c azul.
Vende-se, p- r preco commodo o
diccionario l'rancez de Uayroond tercei.
ra edicio de 182 mudo augmentada, o aeompe-
nbada de um diccionario geograpbico de urna lilla
dai pesoas as mais nolaveis de um resumo da gram-
matica francesa de um melhodo parlicolar aobre a
ponluacio 2 v. em quarto de muito bom papel :
na livraria da esquina do Collegio.
Vende-se urna escrava crioula de 26 anoos, com
urna cria oegrinba de 14 meses, ja desmamada, o
que be muito linda ; a preta coiecho, cosinba, lava ,
o faz renda ; urna dita de naci Angola de 30 annni,
com ai meamas habilidades: oa ra das Cruzas, n. 22,
segundo andar.
Vendem-se oo Alerroda-Boa-Visla loja de
miudezai, n. 51, de Thomei Pereira de Matioe Es-
tima osseguintes livros : Magoum Lexicn; Selec-
ta : Novo melhodo de grammatica latina ; Compendio
de dila ; Elemeotos da mesma ; Fbulas de Phedro ;
Cerco do Porlo ; Salostio traduiido ao p da lotlra ;
o oulras oais obres por preco commodo.
Cootinua se a vender chocolate novo, a 240 H.J
csfenigrio. a 140 rs.; dilo moido a 180 ra.; ca-
vada ouva alOOrs. ; velai deesroaubado 6, 7 o 9
em libra, a 52 rs. ; espermacelede 3 e 6 em libra ,
a 800 rs ; ch.i hysion a 1920, 2240 e 2880 rs.; di-
lo petla a 2400 rs.; dito ucbim, a 1600 rs. ; man-
iera fraoeeia nova a 000 rs ; dita inglesa oova ,
a 50 o 800 rs. ; dita de porco a 3C0 rs.; bolachi-
uha ingles a 200 rs. ; dila doce.de emule, do Kio,
a 480 rs. ; alelna nova a 240 rs.; alpista, a 320 rs.
o quarteirio ; barris com doce de calda.de todaaaa
qualidades, a 2000 rs. o barril ; queijos novos, fls-
mengos a 1400 rs. ; feijio noo a 240 rs. a cuia,
medula velha : no paleo do Carmo esquioa da ra do
Moras, lado direito n 2.
__ Vendem se bichas novas, chegadas ltimamente
de Franca ; na ra da Cruz, o, 40
= Vendem-se A casaes de pombos, bons batidores ,
e de muito boa rata ; na ra da Florentina o. 16.
__Vendem-se os mais modernos corle de cambraia
de cores imitando seda a rainhi Victoria pelo ba-
rato preco de 5000 rs. ; corles de csssa-chitas de lio-
dos goslos e peloi diminutos presos de 2400 2600^ o
5500 rs. ; chitas francesas, largas, de bonitol padrei
e cre lixai, pelo muito commodo preso de 240 n. o
corado ; corle de cal^aa de sempre-dura a 1280
rs.; cortes de gorgurio de algodio o aedi, pira col-
lele a 1000 rs.; chales do lia e seda de quadros ,
muito moderos a 6000 rs. ; csrobraias lisas mullo
linas ; um aorlimento completo de rends o bicoi, da
lodoi os precos o larguras; meias de algodio er ,
muito encorpadss a 3000 rs. a duzia ; e oulraa mul-
las laiendas por commodo preso: na ra do Crespo,
n. 8, loja de Campos & Maya.
=>Vendem-se tres eseravos, sendo um prelo de bonita
figura, ummulatiobo e um moleque de dei iodoi da
idade ; um ocolo, dous relogioi, sola, couros miudoi,
hexerroi, cera de cirmubi, cera amarella e estnse
feilas no Aracaly : na ra da Cruz do Beeile, n. 26.
Vende-se urna porco de pipas e
barris com niel, por preco commodo;
na ra Direita n. 9.
Veode-se um liodo esersvo moso e de boa con-
ducta, proprio para qualquer servico; o orna bonita
negrinba com principio de costurss: na ra estreita do
Rorario, n. 31, 1.aodar.
saa Veode-se urna escrava pirda com urna cria ao
7 annos; oa roa da Crui o. 45, em caaa do Naeci-
roento& Amorim. ...".. ._
= Vende se um mulatiobode 14 a 15 anuo inul-
to bonito, e proprio para pagem, ou olBcio ; um bonito
escravo moso, bonita figura, de todo o iervieo, o mei-
mo para o de campo; urna mulata de 18 anooa, o urna
scrava de 18 anoos, bonitas figuras, com babilidaoes,
e urna dita moca, de todo o servico, por 350# rs. ; o*
ra larga do Rozario, n. 24. primeiro andar.
Veode-ie sil do Ass : a bordo do patacho Ama-
xonas, defronle da Liogoele.


4
Brins francezes,a
800 rs. a vara.
Na loja do paiso da esquina doCollcgio, coi frente
pira o largo da Cadeia vende-so brim trancad brn-
eo, francez, a 800 rs. avara. Esla lizenda be minio
encorpida.ode linbo ir,Inminente purn;o porisso mui-
tojdunvel.
Vende-ie azeite doce para luz tnelbor e maia
barato do que o d coco ; e ezeite doce fino em gar-
rafdei de "5 garrafaa : no dpposito.de az''ite de curro-
pato na ra da Noozlla-Velbi n. 110.
Vende-se cera em veUs do Itio de-Janeiro sor-
timento completo del a 16 em libra, em caixas e
ai librai, a vootado do comprador : na ra da Senzal-
la-Velha, n. 110, armazem de Altea Vianna.
= Vende-ie uin etcravo cozinbeiro e de boa con-
ducta ; nio te duvida dar para se experimentar quetn
o pretender ;'uma rica cadeira de Irruir, da Baha ,
ora anda nao lervida : ni ra da Cadea n. 40 ,
primeiro andar.
PUTASSA.
Vende-se superior potassa da Russia ,
em barris pequeos ; cal virgem de Lis-
boa, da inais nova, que lia no mercado ,
por preco muito commodo ; tambeni se
vende um reslo de potassa da safra pas-
sada niuilo barato : na ra do Trapi-
ebe armazem n. i- .
Vendem-se pregos ame-
ricanos, n. 4, novos, em bar-
ricas na ra do Trapiche ,
ll.tt.
N. 40, ra do Trapiche um chronometro para
navio de Londres perfoito ,. e mu hfm regulado ;
rrlogioi de ouro patente inglez muilo hons e bara-
tos ; correntiohas de ouro padreo Principe Al-
berto.
Vendem-se esleirs da In-
dia, para Torrar salas; fio por-
rel, fino: na ra do Trapi-
che, 11. a.
Farelo.
=Vendem-se laceas muito grandes com farelo : noi
rmazrn de Bacelar e do GuimuSc no caei du Al
(andega.
Vinho de Tonorife em barris, de cicellente
qualidade ; ceneja branca e preta a melbor que ha
= Barclay & Coinpanbia em porcio, ou a retalbo ; c
fio de ta|>ateiro por prego commodo: vende-se na
ra do Trapicho n. 40.
Lindeza, o covado
a 240 re.
Na luja do paun da esquina da ra do Collegio, com
frente para o largo da Cadea vende-se lindera para
vestidos de enlirm, a dozevinlons o covado. Osde-
Zeuho. desla faienda sao Iletrados,sobre asientos claros e
escuros, fingindo ceda; o campo imita lia; sao cores
que nio desbolio, e be fazenda inleiramente nova.
Fariuha SS8F,
da melhor qualidade, c a ulti-
ma chocada a este mercado;
vende-se em porches grandes
ou pequeas: a Iratar com
JMc. Cilmonl & Companliia ,
ou com ti. J. Tasso Jnior.
= Vendem-ie moendas de ferro para engenbos de
assucar, para vapor ugoa e beatas de divenoi lama-
nhoi por preco commodo ; e igualmente taitas de
ferro coado e balido de todos o> tamanhos : ja pra-
Ct doCorpo Santo n. 11, em casa de Me. Calmoot &
Companhia ou na ra de Apollo trmazem, n. 6.
Vcnflem-se tahoas de p\-
nho, a 40 rs. o p ; atrs do
theatro.
Vende-se na ra da Cruz, n.
6o, cera em velas, ebegadaltima-
mente do Rio-de-Janeiro, de urna
y das melbores fabricas, em caixas "te
M pequeas de 3 a 16 em libra e N
|p| por preco mais commodo do que y&
Ja em oiilra qualquer parte.
Na ra do Crespo, n. i!, loja
nova de Jos Joaqun.
da Silva ifaia,
vende-se um novo sortimento de veitidoi para icnhora,
da riea faienda chamada indiaona-; a qual alm de
ser de edre. escuras tintas fizas e ricos gostoi, lem
um lecido que finge ler de leda e o leu diminuto
preco be de 3000 n. cada corte : bem como tambem
da fazenda victoria
=Venderse farinha da Ierra muito superior o'n
acca, por menos prego do que em oulra qualquer
parte; na roa do Pilar n. 7.
=Vende-se potassa americana muito nova por
ser protimamente ebegada e cuja qualidade be
melhor que tem vindo por preco commodo ; na
la da Cadeia do Recito armazem n. 12 de Baltr
& (Uncir.
= C.hegou, ha poneos din urna porclo do bem
acreditado rap princeza Novo-Lisboa : n porque sa-
bio anda mais superior do que o antecedente, por
isso avia-te aos freguezei, que se acha a venda no He-
cife :ra da Cadeia, nal lojas dos Sn. Vaz & Horgei,
Cunba & Arnorim Moraes, Jos Orlos Ferreira Soa-
rei Jnior o Joao da Cunba MagalhSe: ra do Crei-
po Antonio Domingos Ferreira : ra dos Quarteii,
Victorino &-Gumariei e Victorino de Castro Mou-
ro: Aturru-da-Boa Vi.ta, Thomaz Pereira de Mal-
los Estima.
= Vendem-se 3 molequei, de 16 a 20 annos lan-
do um delles oflicial de pedreiro ; 4 pardos, de 17
annos, ptimos para pageni ; um dito, de 24 annos,
ptimo carreiro ; um dito quaei braoco de 11 an-
nos ; um preto bom canoeiro ; urna parda, de 25 an-
noi quecosinba, engomma liso e lava ; todoi iem
vicios nem achaques : ni ra do Collegio, n, 3, segun-
do andar.
Aterro-da-Boa-VistaJoja n.l4,
vendem-se pannos pretos de superior quilidide e eflr
fila a 4 e 5600 rs. o covado ; merino, a 1920 e fJOOO
rs. o covado ; lencos de seda tanto pan senhora co-
mo para bomem pelo barato preco de 800 1600 n
2000 ra. ; ditos de casia pintada e brancos a 200 ,
'260 e 3*20 rs. ; chales de eacurcei, pequeos, a 500 n.;
chitan escuras a 160, 200, 240 e 280 rs. ; ditas fran-
ceiai de 4 palmos de largura a 360 ri. muito final ;
brim de linbo brinco superior, a 1280n. ; dito par-
do c cor de palba a 800, 900, 1000 e 200 r. a
vara ; ditos d quadrose listrai, a 200, 240 e 320 n.
o covido ; casimira de algodio dobrada a 500 rs.
o cu > ado ; lu de superior godo para calcas, a 480 rs.;
madapolio de 2800 al G00O rs. ; e fazenda grossa de
qualquer cor para roupi de pretos, por preco com-
modo.
Vende-se potassa branca de superior qualidade ,
"tu barris pequeos ; emesia de IM.ilbeui Austio &
Companhia na ra da Allandega-Vclha, n. 36.
Vende-se sal do Ais, de muito boa qualidade, a
bordo do brigue Feliz, Tundeado de fronte do trapiche
novo, ou a fallar com Firmino J. F. da Ron & Irmio,
na ruado Trapiche, n. 44 ; assim como oleo de li-
nbac em botijas, a 220 rs. a libra
Cortes decambraia
a 2240 rl
Na loja da rus do Crespo de Guimarie. Sorafim &
Companhia vendem-se cortes de vestidos decambraia,
com 11 covados cada um a sete patacas. Esta fazen-
da be de um gosto moderno ; tem a excedente quali-
dade de nio desbotar e he muito barita :__ qualida-
de estas, que a tornao assai recommendavel aoi com-
pradores: os pretendentes podem mandar pedir amos-
tra, quo se dar.i snhro o competento penhor.
Vendem-se 4 caas terreas iendo urna dellai
m|i forrida e independenle 5 quartos, cozinha fu-
ra te. ; todas sitalas no bairro da boa-Vista e
seni preciso de concertns : ni ra da S.-Crux, n. 38.
Vendem-se 6 pretas urna das quaes engomma ,
coiinha e cose e as oulras tambem cozinbio o sio
boas quitaodeiras ; 2 pretus bem robustos um delles
vende-se por borato preco por ser de meia i Jad u :
no paleo da Matriz n. 4. .
que promr tmente te Ibes darlo, deixando o compe-
lent penhor, e para as ciiii particulares ; quo quei-
rSo ver om pecas ai sobredites faiendas, se mandars
acompanbades de um csiieiro.
Tarlatana,a3#rs.
Ni loja do pino da esquina da ra do Collegio, com
frente para o largo da Cadeia,vendem-se cortes de vesti-
dos para senhora,com nove covados de tirlitana. Esta
faienda tem urna vara de largura; be estampada com
flores matizada; e, pela tua transparencia e rigeza do
lo,imita un i lanzinha de altu preco.
Mais pellc do diabo a 1440
rs. o corte.
Na loja n. 3 da ra do Creipo eo p do ireo de
S.- Antonio vende-ie a bem coobteida fazenda pal-
le do disbo o cortea quatro patacas e meia. Fita fa-
zenda por ser fabricada de la e algodio e ter um
corpo quasi de lona alm do ter urna duracio admi-
ravel os padrSes imitio a caiimira franceza e as lio-
tai sio constantemente fixti.
Tinta de escrever ,
i mais superior possive! ; vende-se na ra larga do Ro-
zarlo, n. 24.
Vendem-se ricos cortes de velludo de quadroi, a
3500 e 4000 rs. ; mantas do seda escoceza a 6000
rs. ; riscadinhos frsoceies, do muito bom gosto a
240 rs. o covado ; zuarte da India com 4 palmos de
argura proprio para eseravos a 240 rs, o covado;
e outras muitas faieoda de seda e linos : na ra do
Creipo, loja n. 10, de Jos Joiquim da FreilasGui-
mares.
Ra ra Direita, n. 9.
ha saccas com superior farinha da trra,
e de S.-Matheus por preco mais com-
modo que em outra qualquer parte.
Vende-se um sitio
a margem do rio Cspibaribe defronte do Sr. Frin-
cisco Antonio de Oliveira com casa de vivenda dita
de faier farinha com aviamentos eitribiria pan 2 a
3 cavalloi com duai grindei litada do columnas pa-
ra parreiras, 2 pocos de agoa | obras tio fetas com lijlo e cal : e o sitio se acha todo
plantado ue roca e mais oulm lavouias com muitos
psde fructeirai novas bata para capim que mi-
lenta 2 cavallo; pelo verio. A Iratar na travesa da
ra da Concordia sobrado de um andar n. 5.
Vendem-se 2 bancos com 24 ptlmu de com-
primento e com aiento de palbinha pretoi ; 6ci-
deirn americana tambem pretas; urna cadeira pa-
ra urinl; e o livroi teguintes : Historia de licdesde
uma pai a urna tua lillia, na primeiro idide, 2 v., 4000
ri. ; dita de Mil e um quarlo de horas 3v. 3200
rs. ; A creicio do Mundo, segundo a sagrada escrip-
lura a melbor doutrina dos sabios, 3200 ri.; his-
toria de Gil Brat, 2., 3.oe 4. i. por 3000 rs. ;
Thesouro de meninos, 1600 rs.: na rus do Rangel,
n. 0.
ATTENCAO!
Vende-se rap de Lisboa, do
ultimo chegado, bem fresco
formidavcl aroma, e boa cor.
Os tomantes que gosto da
boa pitada venho a ra da
Cadeia, loja n. 50, confronte a
ra da Madre-de Dos, que
se garante a boa qualidade.
Itap-Gasse.

e em
casa ;
CAL VIRGEM.
Vendem-se ancoras com supe-
rior cal virgem, de urna das mais
acreditadas fabricas de Lisboa ,
chegada no uJlimo navio por
preco mais commodo do que em
ouira qualcjuer parte : na ra da
Cadeia, loja n. 50, confronte a ra
da Madie-de-Deos.
Meios diales de la e seda, a
OOOris.
Na loja n. 3 di ra do Creipo ao p do arco de
S-Antonio vendem-se meios chalet a des tusles
cada um fio de lia e seds e de padrdes muito bonitos;
da-se a amostra deixando u competento penhor.
Vende-se o deposito deassucar refinado na ra
de Cruz, no Recife : a tratar no lucerno deposito.
A o barateiro da ra do Cres-
po loja n. 5.
Na loja n. 3 da ra do Crespo *> p do arco de
S.-Antonio acharad os concurrentes, habitantes desta
respeitavel preta,um excellenlee bello soitimentodeto
daefaiendas necessariaeo indiipeniavenao usocommum
pelo preco maii commodo possivel do mercado ; faien-
di int'iramenle oovas c sem defeito algum; das quaes
senomeirS elgumas pirque o pequeo eipico de
um annuncio nio admilte todas. Cbilai de tolTrivel
qualidade a ICOe 180 rs. o covado sendo e-tas de
tal maneira estampad! que fingen) seda ; cassa-chi-
tai a 2240 rs, o corle de li covadoi estampadas no
ultimo gosto ; cbilai finas do ultimo gosto j ditei com
deienbos os mais modernos, a 240 r. o covido ; ma-
dapolo.a 160e200rs. loflrivel, e a 220 at 240 n
n fino e encllente ; lanzinha propria para vea
tido de senhora na presente esticio invernla, a 3200
rs. o corle ; brim tranco entraado de puro linho f
. a 400o ri. cada coite ; os quaes
,s-"m_*'.lnMln","l.,"agen os compradores, porlfraocei, o mais fino., que la no mercado
I rs. a vira ; chales de lia para senhora* a
Na loja do pssio da eiquina da rui do Collegio, com
frente pin o largo da Cadeia, veodem ie novos corles
de calcas com tre covadoi e meio do gimbreoes
por quatro patacas e meiaeada um. Esla fazenda be ,e^|recoi,peniado.
Ibor do que a que.ba lempos.se BonuRcinu.e ;s rende
"uiiei lazeod.i, que ,erSo presente!, o se ven-|..,endi, a 1440 rs. ; lamber, h. p.'unos GnosTui MlW^Jm.,?.0l0,P,d'2? T"1 T' modro". o.
-I. por preSo. commodo.. |,end,BtMdinjid.M dlU loj. ^ iew J .i^]!^^^:^^!^^^ "-,.
, a 1(100
2000 rs.
i o-......--------------------,v.w. canil turnas, ricas eslampas, listrades a
lo de cai.mirai para calcas ; chitas para vtslidoi; e ou-|240 rs. o co.ado ; lenioi de sedi
ai muitai fazeodii
terem eicuros, e por isso te tornio recommendaveit
para a presente eitacio: igualmente um rico sortimeo-lcada um
para bomem boa
Gravatas,a>&OOrs.
Na loja dopaiso da esquina da ra do Collegio, com
frente para o largo da Cadeia, vendem-se lencos de cim-
bris, a erusado rada um Kst es lencos fio estampado!
com raminhoi miudiobos, itrrpideiros e liilrui, com
variedades de core; e ellas fins e cipizei da prova de
limao.
Hiplito S. Martin & Cumpsnbia na ra No-
va, n. 10, acahio de receber de Franca, pelo ultimo
navio um completo sortimento de f, lbores quilididei e padrdes, sendo: manteletes lorli-
doi, muito ricos; chales; mantel; lencos paca lenbo-
ra; luvat do pellica, compridas e enfulladas; ditas lisas;
ditas curtai brncale de core, mu bonitas ; ditu
pira bomem muito superiores; ditas de castor, bran-
cas, amarellai, e escuras ; ditas de seda, para hornrm
e senhora ; sedas de todas is cCre pin chapeos ; litas
largas com franja ; diiis letradas lugas e estreitss;
ditas lisas, para guarnicio de loucas; sedas e setins In-
trads muito ricos padrdes para vestidos de estamen-
tos ; bicos de blonde sortidos; crep lortido de to-
das as cre; froco de todas as crei, muito superior;
flores; r i m os com pennai ; ditos lisos; capellai de to-
das ai qui lidades ; leoc(ideier|i e selim muito su-
periores, para grvala ; ditos de cdre; chapeos de sol.
pira senhora pretoi e de cdre com franja ; ditos pa-
ra bomem, pretoicom barr ; suspenionoi de leda e
de borracha ; coitureiras.pira senhora muito ricu e
lortidn ; estojos de viagem para bomem ; chapeos
do setim crep e de palbi di Italia heos e lavridos,
para senhora ; ditos ratos para meninos e meninn ;
la de linbo ; ebumbeiras de um e dous cmci ; polvi-
rinhos c saceos de caca tortidoi; espingardas france-
zn linos ; jogo de cbadrez damas, domin o vitpo-
ra ; estojos malbematicoi completos ; chicotes de lo-
dn ai quilididei ptra cirro e cavalloi; caodieirotde
lati ; lellim inglezei e trnceles; iipatoi de bezerro,
de urna eduaspalai, pira homem muito lupeiiore;
diloi de tpele ; ditos de marroquim; ditoi de durique,
msrroquim e telim pin senhora ; dilu de marroquim,
parameninote meninas; botini ditoi ditoi ; figurai
de porc llana para botar espirito mu ricas ; e oulras
muitas faiendas francesas muilo superior.s ,, e que se
vendem por preco commodo.
Vende-ie urna escrava com bou babilidadei; na
ra de Santa-Cecilia venda da esquina, o. 18.
Gambreoes, a
t#4A0rs.
Aviu-ie poT este annuncio ao. freguezei do rip de
Gasie que, ha din ebegou do Rio-de-Janeiro, umi
nova remessa do muito superior rap grosto e meio-
grono e se acha a venda no lugar do oo.iu.ne e o.
rui di Crui no Rocife n. 38.
Vende-se zinco em folha ,
pregos proprio para coberta de
na ra da Cruz n. io
Vende-se cera do Rio-de-Janeiro, sortids de bro-
ddes at velas de dei em libra ; aires do corpo Sanio
o. 66.
Vende-se oleo de linbici e cara de eiroaubi, de
muilo boi qualidade, em grandes e pequeas poredn
a preco rasosvel ; ni esquina da ra da Alegra, vend
o 1. Ni meima venda compri-.e qualquer pulida de
vidro braoco quebrado.
= Veodem-ae doui covadoi de cnimira enciroidi
faienda de auperior qualidade, e excellenle cor: o
prac di Independencia, loja n.23.
- Vende-ie farinha da Ierra, muilo superior
3200 rs. oilqueire; milho; feijio e arroz a retalbo,
por preco commodo : na ra do C Ideireiro, n. 80.
Vende-ie un a tpida com biinha de metal brin-
co e dai mais modernas, que leem vindo a este mer-
cado com lindo livor ni olbi e punho, o mais ele-
gante ; em Fra-de-Portai, rus do Pillar n. 141.
-
Escravs Fgidos.
- Fugio, no dia 26 do crrante pelaa 10 horas di
minhia um molecole de nome Pedro de 16 an-
nos; parece crioulo mas be de Loaoda ; altura re-
gular niriz bulante chato ; levou cilcu de algodij
trancado eom luirs aiuei, e miis outraa catees e ja-
queta de panno prelo que por iilo telve mude de
trajes: quem o pegar, leve a rui da Cruz no Recife,
o. 61, primeiro andar, que lera generoiamenie re-
compensado.
100,0000 rs.
Desappareeeo no dia 27 de novembro de 1843 ,
umeicravo, de nome Jlo, de nielo Quelimine (Mo-
l-ambique ) alto, lecco do corpo, cor muito retia ,
filia mansa com cicalrizet nasnidegai e pelo cor-
po de cattigo; be caooeiro: quem delle touber e o
fuer restituir a seu lenhor Vicente Thomiz doi San-
tos receberi 100,000 rs. na ra Imperial a. 67.
= Furlrlo, no dia 1.a de marco de 1843 a Jos
Gomes de Franca morador no Kiacbo-Fundo ao p
da villa da Palmeira provincia das Atagas um seu
escraro erioulo de nome Candido de cor preta, dea*
boa eitatara corpo regular de 21 annos, anda nio
Ibe apparecia barba ; com lodosos denles, narii chato,
os cabellos pelos lidoi dai fonles amacieido. falla
apret.ada com signal, em urna canella, deferida, qoe
leve, perna.alguma cou.a finai. pi grandes. Consts,
que o dito esersvo foi em um rsncho dellei furtadoi,
pira terem vendidoi em Pernimbuco, ou era Goiinni,
londe o ladran lem parenlet. Quem delle der noticis,
ou levar ao annuuciinte lera generosamente recom-
pensado.
= Pelai 6 borai da tarde do dia 7 de abril de 1838 ,
lusentou se da can do ibaizo assignado um moleque
crioulo, de nome Cezsrio ; repreienlava ler 13 i 14
annos de idade rosto comprido olhoi grande!, boc-
ea regular com dous denles na frenlo do lado supe-
rior partidoi orelhai pequenn edr preta secco do
corpo mos e pe eompridos e descarnsdoi com ai
juntas dos dedoi grandes doi ps alguma coun cresci-
dn pin fra mil lem defeito com dun ou 3 cica-
trizas na coxi de umi dn pern do lado inferior fal-
la muilo explicado ; he muito esperto ; o qnilfoi com-
prado ao finado Portogoez Jos* Fernandei Fridique ,
em 23 do rnei de oulubro de 1835 : a qoem delle iou-
ber, e der informaefies cerlai do lugar, em que se ach,
e em poder dequem exilie e todos o maii eselireci-
menlos, que forem precitoi. pin le havero dito eicri-
vo o abaixo assignado prometle dar 100,000 n. da
gratificiclo : e qoem trouxer o dito eseravo receba-
ra melado do valor do meamo eicnvo. Ladiilio
Pinto.
Roga-se as autoridades policiaei, que, se por
fortuna apparecer nos seusrespectivos districto. umses-
crava de nomo Antonia cabra de oitiluri luisa,
grossa. bem feita de corpo cara larga, cabello ruim,
com falla de um denle na frente do queixo superior,
de 20 annoi, pouco miii ou menm te dignen), por
favor a propriedade, faze-la apprehender como eicrara ,
que be da vuva d finado Barata, Roa Mara da Con-
ceicio Cuita moradora em Olinda e avisa-la da sui
pprehensio ou miodar-lh'a remeller. 0 mesmo e
roga aoi cipitiei de campo, e te a.segura a justa re-
compensa.
Fugio no dia 27 do correte, um preto criou-
lo, de nome Isidoro ; representa le 40 anuos o ida-
de bailo corpo regular eibelloi da cabeca ralos ,
e aeebralbidoi. e eom alguns brinco, um pouco sal-
vo cari redooda pouc barba pernea e pe inc*'"
doi, eumi defina melle o joelho pan dentro, Hat *
fai torta ; levou cimiii e ccrouln de ilgodio di trra:
quem o pegar, ou der noticia a seu senhor. Juit'"
Pereira de Fari* na ra das Cruies, n. 30, ser bm

DE M. r*"DE FAMA 1*H6"
1


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EHM9CB6F5_ZMRI13 INGEST_TIME 2013-04-26T23:24:22Z PACKAGE AA00011611_08381
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES