Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:06693


This item is only available as the following downloads:


Full Text

Auno
XXV.

Segunda-feini 22
rABTIDAl DOS COBBEIOB.
.:,, eParhiba.scgWdas eseitas-felras,
h -Graudc-do-Norte, quinlas-feiras ao uieio-
r h^Scriiihem, Rio-Formnso, Porto-Calvo
Macelo, "o !.". alie 21 de cada me*,
r-ranliunie Bonito, a 8 e 23.
S !v'ueFlore8.al3e28.
Victoria, a qulntti-fcirai.
linda, todos os diaf. _______
EPHEUIRIDIS.
rnF d l. Chela a 1, i* 3 h. e 13 m. da t.
Mlng. a 8, ai 10 h. e 24 in. da ni.
Nova a 16, i 2h. c53m.dain.
Cresc.a24,s 4 h. e ii m. da m.
VKKAMAH BE BOTE.
Prlmelra ai 10 horas e 6 minutos da manh.
Segunda as 10 horas e 30 minutos da tarde.
iIeOiiUibi-ocIe-1849.
N. 23(5.
mucos va loascBaolo.
Por tres mezes
Por seis mezes
Por un anuo
[tdiinladoi) 4/000
S/000
uywo
das da semana.
CAMBIOS EM 21 DE OUTUBRO.
oi.'hS.-r:..... 30,000 .
Moedas de (100 velhat.. 17/MO a 17gOJ
. de 6/4HO novas.. /MO a 16I-0J)
. do 4/000........... 9/500 a 9/700
/rtt,-PatanJes brasilciros...... I/WO
Pesos coluinnai'ios....... 1*K*
Dito mejicanos.......... 1/MUU ^
da. 1. T. do civ. e do dos feilos da fazenda.
24 .jan. S. Kaphael. Au.l. do J. da 2. v. do civ.
25 Quii. Ss. Crlspim e Crisptniano. Aud. o J.dos
orf. c do ni. da 1. v. .
2C Sext. S. Evaristo. AM do J. da 1. v. do civ.e
d o dos feitos da fazenda.
27Sab. S. Klesbao. Aud. daClianc. c do J.da 2. v.
ilocrimc.
28 l)oiu. S. SimaocS. Judas Thaddro.
^*r?f^=
ARIO DE
81(10.
PARTE OFFCIAL.
GOVERNO DA PROVINCIA.
EXPEDIENTE DO DA 13 DE OUTUBRO.
ca*gsasSeVsn
'i isla da conta q
fuenda, para mandar s.t.sfazer ao chafe do
' _:..- a. nni. ma remello, a
nuanlii de 7,360 rs. que elle'despenden nos
diM I 2 c tombro ultimo aMjMOglM*
40 de 23 Africanos quo fram apprehcndi-
dos pela policia.--Scientincou-se o chefe Je
nii'--Ao inspector do arsenal de mari-
n,;VSiro.nque pode f.zer seguir o pata-
cho P^rapami pifa a ilha de Fernando no
da om que saihr a covorta Euterpe.e de con-
serva com ella;
Secundo, que ao commnndnnle do dito
patacho deve ordenar que, logo que houver
deitado em torra os objectos que leva para
mencionada ilha, lome o carrogamenlo
do rodra de calcar que for possivel Irazor e
ilevolta, tocando no pono do Cabedello,
receba a seu bordo 75 paos de construcgo
e os conduza para esta cidade, conformo
fui determinado em aviso da marinha de 1*
denosto ultimo.
Neste sentido expeJiram-se as conveni-
entes ordoas.. .
Dilo.-Ao inspector da pagadona militar,
para que maride pagara Eduardo da Costa
Oliveira a quanlia de 210,000 rs. em que
itnporlsram 6 duzias de tsboas de louro
que Ihe fram compradas pelo inspector do
arsenal do marinha para o presidio de Fer-
nando.- Inleirou-se o inspector do referido
arsenal. ,
rortaria.Ordenando ao commandante
crvela D-Januari/i que empresto ao da
F.vterpe um escaler de dez remos, visto ter
e.-u de seguir em commissilo, o achar-se
em concert o seu escaler.Communicou-
eo ao commandsnte da corveta Euterpa.
Dita.Nomeando inletinameiile para al-
moxarife do arsenal de guerra a Bernardo
Jos Martins Pereira, visto achar-se suspen-
so o almoxarife do referido arsenal Jofio
Bernardo de Vasconcellos.Kizeram-seas
commuuicages doeilylo.
Dita Nomeando a Antonio Jos dos San-
tos Servina para o lugar vsgo de guarda da
alfandega desta ciJade.--lnteirou-io o ins-
pector da Ihasouraria de fazenda.
Dita.Nomeando a Joaquim Milleto Ma-
ri/ pura o lugar de fiel do consolado pro
vincial.-Scientillcou-se o inspector da Ihe-
souraria da fazenda provincial.
DEM DE 15 DE OUTUBRO.
Officio.Ao marechal commandante das
armas, declarando que devo mandar orga-
nissr a compelenlo requisigao do farda-
niento de que leem precisiio as pragas do
primeiro bata I lulo do arlilliaria ap, para
ser salisffita pelo arsenal de guerra.
[)to--Ao commandanle da praga, dizen-
do que flcam expodidas os convenientes or-
dens para que o vapor S.-Salvador conduza
para a corte, disposigfio do Exm. ministro
da guerra, a Francisco da. traga l,*ie, quo
vcio das Ala'gas como desertor bem como
que Francisco de Britoda Encarnacfio devo
ser conservado em priaflo, afim do ser re-
inetlidopara a Parahiba, de cujo corpo pro-
visorio diz. ser desertor.--Neslo sentido uf-
lic'.ou-se ao-agente da companhia dos pa-
quetes. .
Hito.Ao inspector da tliesourana da la-
zinda, communicando quo Sua M. o I
dignou-sedoapprovar a deliberagao que a
presidencia lomou do ordenar que, por con
ta do ministerio da marinha, se indcmuisa-
so arsenal de guaira desta provincia da
quanlia de 3.502,500 rs. pela importancia
de I50espingardasdo adarme 17 romea-
das a fragata l'araguassu', 111 acorvla tu-
lerpe e 2* ao brigue-escuna Canopo -- Oli-
ciou-se ueste sentido ao inspector do ar-
senal do maiinha.
Dito. Ao director do arsenal de guerra,
entorilando o a despender a quanlia de
215 000 rs. eom a compra de 5 livros do
Tormato grande para mappas dos 5 arma-
zciudo almoxarifado respectivo ; 3 de ror-
malo nais pequeo, sendo um paia roceila
e2 para despoza dos gneros a cargo do
almoxarifo, o 10 tara os langamentos dos
gneros dos sobredilos irmaiens. In-
teiru^j-so o inspector da pagadoria mi-
litar.
luto.-Ao commandante do corpo de
polica, "dizendo que, para poder resolver
coicadoque so conten em o seu oilicio
de8 de agosto prximo pausado, faz-se mis
ter que Smc. declare quaes os ulilensis
de que necessita a secretaria do corpo de
seu como ando, e a quanlia em que pde-
nlo clles importar.
Hilo.Ao inspector do arsenal de marina,
communicando, afim de quo o Taca cons-
tar ao invalido Jos de Foiiles, quo Sua M. o
I. indeferio o rtquerimento que elle Ihe
eiicaminhara por intermedio da pre:-
l'ortaria.Derniltindo Andr Ferreira do
Almeida do lugar de cirurgiao ajudante do
corpo Jo polica. ...
i Dita.Nomeando o Dr. Jo3o Jos Inno-
ceneio Poggi paia o logar vago do cirur-
giOo ajudante do corpo de polica..Neste
sentido expodiram-se as convenientes com-
?municacOes. ,
Dita.Nomeando o Dr. Alexandre de Sou-
za l'ereira do C'arwo para o lugar ago de
membro adjunto do concelhogeral de s-
lubridade.-lnteirou-se o presidente do re-
ferido concelbo.
DiU.-O presidente da provincia, conside-
rando vago o lugar de quinto supplente do
juizo municipal e de orph.los dc> Bio-For-
moso, por se ter mudado do termo Thoniaz
Cavalcanle dn Silvcira Lins, noma para
o substituir a Joaquim Francisco Denii;
e, usando da autorisago conferida pelos
avisos mperiaes de 19 de novembro do 1845
e 7 de agosto de 188. resolve que nos sup-
plente do referido juizo se guardo a orden
seguinte :
1. Joaquim Francisco Denir.
9. Franco Machado Teixeira Cavalcanle.
3. Joilo Baptista Paos Brrelo.
4. Francisco de GouveiaeSouza.
5. Francisco Antonio Bandeira do Mello.
6 Ua'chaiel I.ourengo Avellino de A M.
Fizeram-so as rommunicagOes do estylo.
Dita. O presidente da provincia, <|ue-
rendo providenciar sobre a securanca publica,
como convt'm conservatao da ordem, alien-
ta a insiibmissao de alguns habitantes da mal-
ta ao sul da provincia, resolve o seguinle :
Artigo 1 Fica prohibido ale ulterior deli-
berado o despacho de armas, plvora, chum-
bo em lencol, em barras, de municao e salitre.
Art 2 Fica prohibido pelo mesino modo o
despacho de reexportado dos ditos gneros
para as provincias leinitrophcs desta e para os
portos della. .
Art 3." A mesa do consulado examinara os
voluiiics despachados para os portos desta pro-
vincia e limilrophes, que se lomaren suspel-
tos de conlerem o* sobredilos gneros, allm
de os appreheuder como importados com
Art 4* Fica prohibida Igualmente a venda
.los referidos gneros que exislirem em poder
de pessoas que exercerem qualqucr coin-
Art 5 o As dUas pessoas flcam obrigadas a
declarar ao chefe de polica uesta cidadc.e nos
outros lugares aos delegados c subdelegados.as
____x.. h. referidos cnerosque nverem em
porcOcs dos referidos gneros q
ieu poder; e as dllas autoridades destinar-o
lugar seguro em que devam ser depositados e
cu.'ii'dados.
Art 6 o Os que contravierem as presentes
dlsposicoesseraoprocessados c punidos como
desobedifcnles, e o genero sera aprehendido
Art 7. O secretario da provincia expedir
cnias da presente resoluco ao inspector da
alfandega, ao administrador docousulado e ao
chefe le polica par providenciaren! sobre a
execucao no termo o mais breve.
Palacio do governo de Pemaiubuco. 1j de
outubro de 1H49. Honorio Htrmto Carne.ro
Uau. Transmitliram-se copias ao inspector
da alfandega, ao administrador da mesa do
consulado e ao chefe de polica. ________
Do IMSIM Sr. ao Sr. desembargador Souza
as appellacoes clvel em que sao
Appellantes, Manoel Jos de Siqueira e Fran-
cisco M.no.l de Siqueira; appellados, Jos
Francisco do Rogo Barros e outros.
Appellanie, Antonio Bernardo Ferreira ; ap-
pellado Joaquim Ulbelro de Brlto.
Appellanie, Francisco Dias Ferreira ; appclla-
do. Joo Paulo dos Santos.
Appellanie, Delllno dos Anjos Teixeira ; appel-
lada, a fatenda provincial.
Passaram do Sr. desembargador Souza au Sr.
desembargador Rebrille as appellacoes cive.s
em que sao:
Appellanie, Nuno Mara de Seixas ; appellados,
os credore decidenU-s do mesmo.
Appellanles. Manoel Claudio de Queiroz; ap-
pellada, a fazenda nacional.
Dtsraiacicis.
Ao Sr. desembargadoi Bcbello a appellacao
crime do jury de San-Matbeus em que sao:
Appellanie, Pedro Pcrelra da Silva; appcllado,
o juizo.
Ao mesmoSr. a appellacao civel desta cida-
de coi que sao:
Appellanie, Manoel Jos Pereira de Mello ; ap-
pellados, Joao de Barros Brand.o c outro3.
Ao mesmo Sr. o aggra.o de petlcao do juizo
da fazenda desta cidade cm que sao :
Aggravante, Jofio Francisco do Reg Maia; ag-
grado, o juizo. I
Ao Sr. desembargador Luna Freir o recurso
crime do Juizo da prlmelra vara desta cidade
em que sao : ...
Recorrente, ojuiso; recorrido, Joaquim da
Silva liego.
Ao mesmo Sr. a appellacao crime do jury da
Anadia em que sao:
Appellanie, ManoelTeixeiraLciU; appcllado,
o juizo.
Ao mesmo senhor a appellacao civcldesla
cidade em que sao:
Appellanie. Lourcnco Jos das Neves ; appcl-
lado, Gabriel Goncalves Lomba.
Ao senhor desembargador Telles o recurso
do juizo de direilo desta cidade em que sao :
Recorrente, o Juizo; recorrido, Francisco de
Barros Crrela.
Ao mesmo senhor a appellacao crime do jury
da villa de Sau-Malheos em que sao :
Appellante, o juizo; appellados Antonio Ma-
predagfles na Florida ; escolnos do lago Cuba o proieclo della"^^^'n^
Brigantteem visto devastadas todas as suas donado, pelo -
proprledades As tribus cstflo divididas em com bstanlo i
Brigantteem visto devastadas todas as suas donado, pelo contrario PWOgal-NM
- divididas em com bastante actividada. Do Nete-rorK ex
suporficie do prets exlractmos o soguinle artigo :
M/l'ttM
nocturnos se esto fazendo
pequeos bandos por toda
P"a opinino nos Estados-Un.dos se pronun-' nesta'cidade, uns "ft^g^fi
ciuva cada dia com urna energa crosc-nle. Micos, o organisagOe loi um mu.
porm infelizmeneo ja dcmasiadamenlo extenso so estSa tambem ^rmando pira
lardo, om favor da causa dos Magiares. algu.ns expediSao secreta,, a mpntoj*
A nopulaco continuava a oceupar-so qoalnada;V'bA5?^!?tS'.m aaltMrt
com n.oita vivacdade da icquisicHo do ter- pos de mas de 100 .^""J"L" g
ritorio de Nicaragua pelas companluas das organisado em illvlsflei mili
, recommend.. unnimemente 10 ,,,, eslava trabilhin-lo,o HltorillMMi no
govomo da UniSo que continua na marcha mes sol. Pm0" do'cfflSio 5i
encelada, som raxer nenhum caso deste i.ooo no nm do amo.^"*ffi?,-23
nrl(.,in marcado pira a saluda da expcdigao, e leus
P As noticias do Canad e do Mxico ndo chefe. prmettem deeUrar nU oecajto 4s
tem nenhuma importancia. pessoas,.uo a compflem a natureza da om
As de Venezuela, as quaes chegam a 23 prora. ,in-ir, Califor-
Jejulho. anounciam que o general Pies .Una "!"""'-^S2iS.
linhdesembarcado em Coro, o que tuda "r*wff^^,g5
havia pronunciado em aeu eos noTanUnportaM t'"***!??_?
Iiivido diversos combates crcr-se que, nilo obstante a tiara cenerg,
a provincia so
favor. Tinham
tavor. Tinnam liaviuo aiversu buiiiu* nici-o i|u... -,-- .:,_,,, Tifiar a
ar "o|,,s do eo'"""""'" :J=;-SrT
l0ri J------------------------------digno como urna v*iolac0 do direHo das
CALIFORNIA.
gfia
gentes, o verdad
mada boa Ihi
A condigno poltica do lerrilono eslavj
um pouco mclhor organisada. Umaprocla-
magfindogenen.l Itiley aniiunciou ansha-
liitantcs da California iiuc nao sera tolera la
nenhuma tentativa quo loiiha por lim eta-
helccer um governo iiidepeiidento. Con-
forma as ordena do mesmo general, .a
proceder-so eleigao do delegados para
urna convengHo, a qiial ter por missao pre-
parar unta cotislituigfio de estada. Nossaa
correspondencias concordam cm duer que,
salvo algumas oxcopgoes,os habitantes pa-
rccemdisiiostosa proteger este movimen-
Ito. A convengan devia reunir-seno 1.' do
setembro prximo futuro.
As noliciajcomnicrcines estilo bem Ion
iro destino desta forga ar-
do Cuba. Oshnmensem-
O !\'iw-\oik Herald resume as linl.as se- pe''al|")snsle inovimentafio todos mogos,
guintesa BtuaoSC da California, segundo ^^ vi0|.sos propnos para qualqucr
as ultimas dulas. _. .. I aventura excitadora ; em Tardado mullos
como voluntarios na cam-
dias mas fres ico.o most-am tanta conflanga
rcceb:das.
TRIBUNAL DA UELACA.O'.
SF.SSAO DE 20 DE OUTUDHO DE 1849.
" pEStDB"CI DO BXW. SF.KUOA
COaCELBBiaO AZEVKDO.
A's dei horas da manhaa, achando-se pre-
sentes os Srs. desembargadores Ramos. Villa-
res, Hastos. Leo. Souza e Rebello. faltando
com causa osSra.desembargadores Poner, Lu-
na Freir e Tilles, o Sr. presidente declara
aberla a sesso e aprsenla em mesa o sc-
gViu oilicio a elle dirigido pelo Exm. Sr. con-
celhcirb de estado presidente da provlncla.coiii-
municando-lhc que por aviso da arcretarla de
eslado dos negocios de juslica c 27 de setem-
bro prximo Ando Ihe rra participado que
por portarla daquella data prorogara-se por
ais seis mezes sem ordenado a hcenca com
que se acha na curie para tratar de sua saude
o bachaicl Louren{oCaelano Pinto, Juiz de di-
reilo do civel da coinmarca do Liinoelro.
JULGtMENTOS.
Fol julgada a liabililaco da viuva de Joa-
quim da Silva Pereira na causa de appellacao
com Pedro Cavalcanle de Albuquerque Lins.
desicnacOes.
Fol assignado o 1. da ulil para ojulga-
inenlo das seguintea appella9des civeis :|
Appellante, Manoel Antonio Gomes Ribeiro;
appcllado, Jos Ignacio de Barros Leilc.
Appellanie, Jos Feij de Mello ; ppellado, Jo-
s Gabriel de Moraes Mayer.
Appellanie, o podre Joaqun. Claudio Padilha;
appellada, D. Anua Barbosa de Almeida.
Appellante, Jos haptisla Alveli Montciro; ap-
pellado, Domingos Carnelro Luna.
revisOes.
Pa'ssou do Sr desembargador Bamoa ao Sr.
desembargador Villares a appellacao civel em
que sao :
Appellantes, Beraardo de Sena Das e outros ;
appelladas, D. Joanna Francisca MacielSoU.
teiio c D. Anua Joaquina MacielMonteiro.
Passaram do Sr. desembargador Villares ao
Sr. desembargador Bastos as appellacoes c
n.ej em que sao :
Appellante, o juizo de direilo ; appellado, o re-
verendo Antonio Rodrigues da Costa.
APpeTla..e. o juizo; .pallado. Serlno Jos
Barbosa.
Do mesmo Sr. ao Sr. desembargados Basto.
as appellacoes civeis em que sao :
Appellanie. Filippe Francisco Cavalcanle ; ap-
pellado, Francisco Rodrigues Ahno.
Appellanie, Antonio Borge. da Fonseca ,^aj-
pellados. os administradores do patrimonio
dos orplios.
Passaram do Sr. desembargador Bastosi ao
Sr. desembargador Lea as appellacoes civeis
em que sao ".
Appellantes.Dionizio Gomesdo Reg e sua mu-
Iber ; appellados, Jos de barros Reg a ou-
tros.
Appellante, Antonio de Albuquerque Mara-
niiiio Cavalcanle; appellado, Jos Ignacio de
Albuquerque Marauliao.
Passaram do Sr. desembargador Lelo ao Sr.
desembargador Soma as appellacoes crimes em
que sao :
Appellante, o Juizo; appellado, Marcos Soare
Aupellauc," o juizo; appellados, Francia* Soa-
res Ramos e Joo Damaceno dabilva.
AppeUante. Vicente Ferreira Ramos ; appell.
do, oju.zo,
noel do Nascimenlo e oulrus.
Appellante, Francisco, escravo dcD. Mailanna;
appellada, a jusllca.
Ao Sr. desembargador Villares a appellacao
rime do jury da cidade da Fortaleza (juque
sao :
Appellante, o juizo ; appellado, Pedro Jos das
Chagas.
AoSr desembargador Bastos a appellacao
rime do jury do Portoda-lolha cm que sao :
Appellanie, Soto Vieira Capiro ; appellado o
juiso.
Em additamenlo a acta de 1G de outubro
roxiino passado, dcclara-se que a appellacao
civel, em que he appellante Jos t.arlos le.xei-
rae appellado Joaqun. Jos Pereira de Santa
Anna, se mandn correr a revisao.
Lcvantou-sc a essSo ao meio-dia.
EXTERfOH.
ESTADOS UMD0S.
Havre, 31 de agosto.
Pelo vapor Cambria, chegado domingo a
Liverpool, recebamos noticias dos Estados-
Unidosall5docorrente.
Aopinifio publica linha sido inquietada
durantes alguns das por musa do urna in-
disposigao do general Taylor, sorpren-
dido cm sua visita presidencial por um ata-
que de dysenteria, do que to lavia se .a res-
tabelccendo Icnlamenlo qt.ando sahio o
VflF.st incidente vcio interromper a awle
das excurgOes do presidente. O New- York
Herald exprime-se do modosegu.nte acerca
desta visita :
0 general viaja sem oslenlagflo, e com
um icompanhamento modesto, como con-
ven. o supremo magistrado de urna rep-
blica Tudo ncsle homem he caractersti-
co, e a honra que recebo recabe sobre o
psz que o nomeou. Todava sua v.s.ta.ape-
isr de ser sem appreslos e sen. pompa, tem
tudo o que constilue a verdideire grandeza.
Por toda a paite elle he acolhido como
maior enthusiasmo. ., '
Por oulro lado o partido democrtico,
uno fra batido no terreno da eleigao pre-
sidencial, desforrou-se as ele.gOes para o
concresso.as quae liverao" lugar durante o
mez de agosto. Seus canJidalos venceram
ouasi por toda a parte, c, segundo todas a-
probabilidades, a edministragao va. achar-
se em piesenga de urna maioria hostil.
Tendo urna empreza particular organisa-
do umaexpedigno armada com a mlenguo
ostensiva dearrancara ilha do Cuba do do-
minio hespanhol, o presidente publicou
com a data do II do corrente urna procla-
macao, n qual se pronuncia contra este
designio, epede as partos interessadas que
o renuncien), y .
Todos concordavam em lavrar a mler-
vengao do general Taylor neste negocio,
Jorque cria-se que a f<9*><'>"*
smente por llm a conquista da ilha do Cu-
ba rorm queeratimbem destinada para
ou'tr.s operagocs proprias por sua nature-
za a suscitaren! iUnifio serios embaragos.
o cholera tinha' entrado em seu periodo
rdecicscenle, bem como annuncan.os esta
venia le mullos
As noticias traz.das pelo balean sao Ij ||elI(S ,er,ram COI
ias mais frescas que as precedontemon c ,!,, ,|0 \|eXico.o i.
.esta expedicBO, qq"' mostraram naquel-
",. Hito 10demos, porta, de.xar de acon-
e'lhar a notaos concididM que, anteida
se empenharem nesta empreza, olhem pn-
m.-ropaiaa.ulK.soshi(losda pintura.
.1 m virlude da proclamag.lo do pros.den-
le Taylor e de conformidad* com alai, io-
dos osAmerieanosque lomaiom p irte em
n a expedigao MIWU contra a ilha de Cu-
| a perder., od.reito a prolecg.lo do go-
verno Miiiloateemaccuaido o presidente,
dluodfl que seu lim fol retardar a indepen-
dencia de Cobi. ot. prevonir quaesquer
osig*io revolucionarios do povo cubano;
no-no sa parlo eremos quo o que ello fez
j podia deiterdeTazer, sem ser
criminoso, foi prevenir toda nvastio do
Ko de' presentar um aspoclo ISo tranquil-' (;,lli;1 ,. p,rle dos MtdOivUnldM. A na
Raedor. 0 mercado icha-eo antulhadode U \ Pom Heipanh. un ao10 i nos-
urna quaniidade prodigiosa do rMreado=140 oireilo positivo privado''J''"'"
" Urvenclo efactos recentes teerr deinons
wrv(.ni,.i(i1 c ..ensllente Da-
ras, em consequencla de numerosas ch
gadas que leem l.avido, unas apos as ou-
tras, aln, ilo militas que se esporam a cana
inslanin. lima correspondencia ca o f.cto
Indo que multa rasflo leve o presidente pa-
ra publicar sua pro.-lamagao.
r,iliscosso dnsla materia as gazetas em
Mginto, o qual prova'bem a que ponto Ni mlicam por roa JW'f"" "T
eheudo esta M.i.ndancia. As morcaddr.as ,, fe^p^X^m, ta-
cXho do Mxico con. ordens selladas, as
5u.es suppunha-aa quo eram relativas a
invasfio projectada.
checa..,
importadas a.iui do N.-w-Yoik vendem-so
por pregos tfio blixoa, que seria un. Iio.n
negocio compra-las para serein la revendi-
das. lulgamosque haalgoma eagerago
neslo laclo ; mas esta eugwaflp no urna
consequencia inovitav.l do estado do P-"/
que tem sido tilo lotivado, e tem visto Ilus-
tradas tantas espirai.gas.
As noticias quo recobmos das minas
so confusas c contradictorias. Ha, sem du-
vida, mi.iloot.roen. cerlos Inflaros, porCm
o trabalho neceaaario para ..hiedo intimida
linda os mais intrpidos o os que gozam da
mclhor consUtuicfio. Todos os Madot
ros Americanos smenle auda.n por W.ooo;
vilo ver as minas Alguna vollam de.-gos-
tosos antes mesmo de lerem posto mao a
obra ; outros pelo contrario nfio .cruam d -
anle ue nenhum obstculo, e trabalbam pa-
ra Urem a sua parle do metal preciso ; mas
smenlo os que leem urna saude robusta e
urna peraeveranga toda a prova consc-
euem una pequea fortuna.
Opill ainda est submett.doa le. mar-
cial ; os obreiros, principalmente os car-
pinliros, sao mui procurados, eoblem huiis
iornaes. Apczar da ausencia de toda e qua -
ouer lei, o paiz est tranquillo, salvo al-
guns actos de depredagSo commetlidos pe
los homens que faziam parle do regiment
do coronel Stevcnson. O eslado sanitario
do San-Francisco lio cxcellc.ite. ludas as
casas do jogo est3o fechadas no domingo e
todo o Irabalho se suspende; quatro igrejas
tem sido construidas, e falla-se na construc-
efio de urna quinta. Ha grande abundancia
de ouro ; mas cusa multo a cxlrahi-lo, e
osmineirosteemsulTridocons.deraveimenlo
nos placert. _
O Orejoii transportou de San-I-rancisco
para Panam perto de seiscentos mil pesos
a... dinheiro e ouro em po. As noticias sHo
analmente de urna natureza Wo vaga e tfio
conlradicloria que he mu d.lllc.l lazer-so
um juizo seguro sobre o estado em que
se icham as mina e os procuradores do
Minias cidadesseestao construindo. En-
tre ellas faremos sWJncfio das seguintes :
Frcmonl, Ilusin. Cida.lo do Sacramento,
New-York do Pacilico, &. Desojamo-ll.es o
dcsenvolvimento. quo leem chegado aquel-
las que liles serviram do uiadrinhas.
( Tima.
VENEZUELA,
llm-Yrk, 11 de agosto.
O presidente Moringas publicou urna or-
dem declarando a cosa da provincia do Co-
ro debaixo de bloqueio, od consequencia
de ter all dcs-inharcado o general I aez
com mengues hostia ao actual governo da
renublica. 0 nspaco dequaronta das foi
concedido para que a nolim do^oque.o
seja leva la
he a
aos outros paize. Esta
nrimeira scena do novo drama revoluoiona-
iomqe v" representar-se om Venaiuel.
Mo se sabo oual ho o designio de I'aez. so
itendoCarchar sobr, a capital, ou, descor
,ara Macanibo. Presumimos n" -
'perai.do ver o cffeilo que Mb'X
prodiiz as diversas Pr0V,nc,a^pa",oe1,nl;L"
poder dirigir a sua marcha, conforme a re-
cepcao que seu esforgo "ellas encontrar
brigue Bcimlen, chegado honlemdo
Curacoa donde saino a 22 dejtilho, infor-
,-nosquo o general Paez eslava n pro-
vincia do Coro frente do umexerc.to, o
oual ia augmentando rpidamente.
q 0 general Monagas eslava fazendo prepa-
rativos para sahir-lho ao encontr, porcm
cia-se eralmcnte em Curncoa que l'aez
conseguiria dosta vez derribar o governo
actual.
! Joiimnl du Havre.)
Lvwlrts, de setembro.
As noticias polticas ulli mamante recebi-
das dos Estados-Uni los, so **jW*2*A
oxcilamcnto produz.do pela "<^X c"-
eipedigu para Cuba, a qual a inda con
Java, sfio mui ^Sft^SR
rSTaSrr. :ro;^1..oPquet,nh.
Curacoa, 21 de julho.
(Correspondencia particular.;
U
desembarque do
. Naque ltimamente Ihe escrev a 6do
es op n governo de Mona-
d VallCfi; ess dX cidaS.Vrto comman-
"uulo gueralMacero, e j se apossaraa.
P 'uni posto deOrituco, onde se es-
dadi
do impon-
mil homens arha-ae em armas contra o go-
luis frcia compflem-so do infan-
^,.0 c\V."ri.;"ae;"bam armadas e
1'nntadia -V guarda avangada, computa
d duze"s homens, at.cou odesb.ralou o
con'a "danto governist. Porlo Carreiro
"oto da cidade Villa-de-Cura. a qual cabio
lacio; mas foi dopois por elle
de tomar urna melhor
junl
as
em noder do Pa
al ..donada, a lim do tomar urna meiin
pos o Si S.-Joao-dos-Morrosi. rg
So ovemo em numero do qumhentos ho-
mens pouco maisoumenos.ccommafldadas
S q le ZanVorartram derrotada, a
19 ou ao do correle. O general Paez com
o principal corpo do seu exordio pretenda


>or-so em marcha sobre Bnrqnisimeto q
se considera como a chavo du todas ia npe-
rccOos militares om Venezuela. Solillo,
amigo intimo dos Monagas, foi ohrigado a
abandonar Apure >
i islas silo as noticias que recebemos:
mas nllirma-so tambem aqoi, sobre a au-
tondade de varias carias vinilas de Venezu-
ela, queFarfan linlia abandonado a causa
do governo e so havia declarado em favor
______ ( Weekty Herald.)
PES-NAMBUCO
lll I.ACAO' DOS OIIITOS DA FltEGUEZIA
ni: s.-amonio no recipe nomez de
SETEHBHO DE 1819.
Itia i.Francisco Pinheiro de Albuquer-
quo, pardo, solleiro, oon 1( anuos. De fri-
aldadc.Com a iincao smente.
dem 2.Angela, branca, com 7 mezes de
idade.De iiillamnincao no ligado.
dem.Calila ria, preta, escrava, com 4i
annns.Do estupor.Coro lodos os sacra-
mentos.
dem Joaquina, branca, com 1 anno de
dado.De bexigas.
dem 3.Antonio, preto, crioulo, escra-
vo, com 21 anuos.-Km eonsequencia de urna
oporscAo.Sem sacramentos.
dem.Anlonio, branco, com 2anuos.--
Fallece!] de bexigas.
Idem.-Olepario, branco, com r> mezes de
idade.--De convulsos.
dem 7.Joaqun Comes da Silva, bran-
co, sol)ero, com 84 Minos.De una ur.--
Com lodosos sacramentos.
dem 9. -- llf-nriquela Balbina, branca,
com M anuos.-De plhysica.Sem sacra-
menlos.
dem in.-Jacintha do Coracflo de Jozus,
branca, solteira, com .tfi annos.De moles-
tia de pello.
dem. Caldino, pardo, com 5 mezes.
Do molestia iulerior.--l>obre.
dem.--Joflo, crioulo, escravo, prvulo.
Do iistlima.
IJem H .--Mara Anacida dos Prazes, par-
da, solteira, com 29 anuos.Do molestia in-
terior.Sem sacramentos.
dem.Manoel da Costa, crioulo, escra-
vo, com i;u anuos de idade.De hidropesa.
-Com a uneflo smento.
dem. Joaquina Vieira, preta, forra,
com 12 afiuos.-De moite subita.-Sem sa-
cromrnlos.
dem Joaquina, preta, escrava. com 50
anuosDo cirro.Com lodos os sacra-
mentos.
dem Margarida Maria da Conceicflo,
parda, com 85 anuos.De erysipella.Com
lodosos sacramentos.--Pobre.
dem.--Anua, parda, escrava, com 20 a n-
nos.~De molestia de pelo.--Coin lodos os
sacramentos.
demJustiniano, branco, com 3annos.
De -'iadi| ii.
dem 13.-Jos, branco, com lt mezes.
De toce convulsa.
dem 14.benedicta, preta da Costa, es-
crava, com 45 unos.--Du molestia interior.
-Com lodos os sacramentos.
dem.-- Joanna llaptista Cuimarites, par-
da, solteira, com >6 anuos De molestia de
peito. Com todos os sacramentos.
dem 17.~Leopoldina, parda, com 20 an-
uos de idade De espasmo.
dem.Maria da Gloria, parda, solteira,
com 20 anuos Do bexigas.Com uneflo s-
mente.
dem 18Maria do Rosario, crioula, sol-
leira com 13 annos.-Du estupor.-Com to-
dos os sacramentos Pobre.
Idcm2l.-Arcelina, crioula, com 10 me-
zes e mein.-lie molestia interior.
dem23.Manoel, crioulo, escravo.com
65 a mus.--lie molestias exlernas.~S con-
f.sssdo.
demAnna, crioula, com 3 anuos.De
molestia exterior.
dem 24-Izalicl, branca, com 9 mezes de
idade.Fallecen de convulsOes.
dem.lula, crioula, escrava, com 5 me-
zes.--De uflamniacno.
Idrm 26.F.uschio Fernandes do Oliveira,
tardo, viuvn, com 60 anuos--De molestia
interna.--Com todos os sacramentos.
dem. Ignacie, preta, escrava, com 25
annos.De consequencias de paito.Com
a uneflo smente.
dem 27.-Manoel, pardo, com 6 anuos
De sarampo.
dem 28Salom.lo, branco, com 2 me-
zesDe inflammacflono estorr.ago.
dem.-Francisco Pedro do Jcztis, pardo,
casado, rom 50 annosDe molestia inte-
rior.Com todos os sacramentos.
dem 29.Idalina, branca, com 3 annos.
De sarampo.Pobre.
dem 30.Antonio, crioulo, escravo, com
8o annos.De hidropesa.Sem sacramen-
tos.
dem. Bernarda Rodrigues Campello,
pteia.com 80aiiDos.~Cum uneflo smenle.
Ao todo 38.
< i iiliil.i o, 5 de 1849.
O vigario, Venancio Henriquet de Rezende-
icnnam dodicaedo causa da ordem, amor
justica, o os mais puros s ntmentos de
honra.
Correspondencia.
Sr. redactorllm dos muitos preva-
ricadores, que absorviam ba parte do ren-
dimentoda alfandega de Pernambuco, ap-
pareco no Diario Novo n 112, diifarQado cm
estudante de Pars, para ameacar o digno
inspector da alfandega, declarando-lhe que
nflo estar livro de ser repellido, so conti-
nuar com tal modo de proceder. Ninguem ha
que ignore em Pernambuco que o Sr. ins-
pector da alfandega tem tratado assidua e
eflicazmente de fiscalizar ot interesses da fa-
senila, e que so nflo oceupa de ninharias ;
e, pois, presumimos que be isto mesmoo
que assanha o pretendido estudante, que
provavelmente he algum ilos que, sendo
prejuilicado nosseus interesses pela discre-
la e intelligeutefiscalisaijflo doSr. inspec-
tor, lera querido invadir alfandega como
insolento dcspeilado;e advertido por um
chele quese sabe respeitar,e fazer respeitar,
disfarea-se em estudante para derramar sua
bilis. He debalde; i ois falla peranle um pu-
blico que est instruido do augmento da
renda que tem produzido a fiscal isae.m do
Sr. inspector ;e para quem o disfarco do
estudante nflo pode occullar que o que
mais zanga no procedimento desle empre-
ado he que elle nada cure de ninhariai, e
tilo proveitosamente para a fazenda pu-
blica trate da liscalisiciio, dimnuindo os
interesses dos prevaricadores malcriados.
Sou, Srs. reductores,
Conlribuinle.
Publicacflo a pedido
OBVrcidoa lll,,,., ,. E,ma. Sr.i. D. rranciica M>n-
na Brrelo de Barroi, cipo do litro. Sr. tencote-
coronel ci.mmiiuil.iii!> do corpo d* polica JoAo do
Reg Barros Falco, por occaiifto da mora de
:eu preado a6, o Euro, marcchal de exercilo e
viicoode de S. Gabriel.
SONETO.
Alma suave, como os aujos pura,
La na etherea mansflo o premio gozas
Das celestes virtudes primorosas
Q' matisam a vida de docura.
S v-se na umbrosa sepultura
Correrem tristes lagrimas saudosas;
Adorna o mausoleo, om vez de rosas,
Da saudade o emblema e da tristura.
Por quanlos roraefles rio he chorado,
O sabio, o forte, o militar prestante,
i.iiii' pela dura Parca foi ccifado?
Ii'um fonnoso pcnlior morre distante,
Oii.il lyrio na lluresta abandonado,
Sem diluvios gozar do sol brilhante.
Por A. da Silva Xavier.
9, carga farinba de mandioca ; a Machado
& Pinheiro.
Aracaty 13 das, hiato brasileiro Du-
vidoto, de 43 toneladas, capitflo JosJJda-
quim M. da Silva, equipagem 6, carga
couros, sola e mais gneros ; a Jos Ma-
noel Alves. Passageiros, Satyro Seralim
da Silva, Innocencia C.arcia Chaves, Fran-
cisco Jos Pereira de llrilo com um escra-
vo, Manoel Alves de Vasconcellos Porto,
Iticanlo Soares do Freitas com 1 irmJlo,
Itaymundo Jos do Hozario Gil, lirasilei-
ros"; Antonio Alberto de Souza Aguiar,
Portuguez ; e 1 escravo a entregar.
Navios lahidos no metmo dia.
Liverpool porMacei (alera ingleza Bo-
nita, capullo William Kelly, carga as-
sucar.
Ass Briguo. brasileiro Carvaiho-I, capi-
tflo Filppe Nery de Oliveira, em lastro de
areia.
Londres Barca ingleza Midlophian, capi-
tflo Joseph Gibson. Passageiros, os mes-
mos que trouxo.
Navio entrado no dia 21.
lluenos-*yres 52 das, patacho inglez
Kdmiral-Nelson, de 144 toneladas, capi-
tflo John |,e Bar, equipagem 8, carga cou-
ros, Ifla e sebo; a Me. Calmont &Com-
pauhia. Vem refrescar e segu para
Londres.
Navios sahidos no metmo dia.
Canal por Macei Barca ingieza Eliza-
lohnston, capitflo William Donaldson, car-
ga assucar.
Bio-de-Janeiro Palacho brasileiro San-
Jos-Kmericano, capitflo Joaquim Ferrei-
ra Leite, carga varios gneros. Passagei-
ros, 5 escravos a entregar
San-Matheus Patacho brasileiro lima, ca-
pitflo Joaquim do Valle, carga varios g-
neros.
calves Vianna : para carga e passageiros
( aos quaes ofTerece excellenles commodos J
dirija in-se ni consignatario Joaquim I Vi ivi-
r Mendos Cuimarfles, na ra da Cruz n.
49, pritneiro andar, on ao referido capitflo,
na pr.-ii;a do Commercio.
Para o Havre sahe.com a maior bre-
vidado possivel, a barca franceza Zilia, ca-
pitflo l.cmellz : quem quizer carregar, ou
ir de passagem, para o que tem excedentes
enmmodos, dirija-se aos seos consignata-
rios, J.P. Adour m C. na ra da Cadeia,
U.52.
Segu viagem para o Aracaty, o mais
lardar al o fim do corrente mez, a escuna
nacional Hara-Firmina : para carga e pas-
sageiros, Irata-se na ra da Cadeia do Ite-
cife, escriptorio de Jos Antonio Basto.
Le loes.
Itichard Boyle far lelflo, por interven
eflo do corretor Oliveira, de um sortimen-
to geral de^azendas inglezas, as mais pro-
prias do mercado i segunda-feira, 22 do
corrente, s 10 horas da mantilla om ponto,
no sen armazem, ruada Cadeia do Itecife.
Joflo Keller & C. farSo lelflo, por in-
tervengo do corretor Oliveira, de um com-
pleto sorlimento de fazendas, todas pro-
priasdo mercado : terca-feira, 23 do cor-
rente, s 10 horas da manhfla, no scu ar-
armazem da ra da Cruz.
ia=*aeBr9^gBB9Bn9
EDITAES.
CO.
ALFANDEGA.
Bcndimcnlo do dia 20.....
CONSULADO GF.BAL.
liendimento do dia 20.....
Diversas provincias......
14:873,922
394,422
3,300
397,722
CONSULADO
Rendimento do dia
PROVINCIAL.
20.
1:155,604
Couros---------
DMBIO K PIINJUBUCO.
BECIFE 21 BZ ODTUBBO DI 1849.
Muito se tem afanado um i.-ommunicante
do Diario Novo, que se denomina Po-do-
alhcnse, por desarredilar antea administra-
cao provincial e o publico sensato o dig-
nissimo delegado do polica do termo de
Pao-de-Alho, e nosso especial amigo, oSr.
Silveatie Antonio de Oliveira Mello; mas
(cottado ; ha perdido o seu lempo : o go-
verno e os homens esclarecidos teem con-
vii'Chi de que os melhores agentes policiaes
sao justamente aquellesque maior guerra
suffiem dosconstiluintfs, por sercm os que
mais toncorrem para que se frusliem o bal
dein os planos que ellestracam nasesquen-
ladas imaginaedes para realisarem a sua
ideia dominante ;e, pois, tanto mais apre-
ciaran aquella delegado, tanto mais o con-
siderado, quanto maior or a gana com que
o alacarcm os implacaveis inimigos da
consliluicflo ; os quaes, nada tendo arrefe-
cido no ardor satnico com que buscan
despedazar essa arca santa, bao consti-
tuido o governo na necessidade de collocar
as posicoes policiaca cdadflos que, como
o Sr. Silvestre, urna energa a toda prova
PIUCA DO ItECIFR, 20 DE OUTUBRO DE
1849, AS3IIOBASDATABDE.
Revista semanal.
Cambios l'izeram-se transacQOes a-
vultadasa 27 1|2 d. por \i
ris.
Algodflo-------- Entraran, l.ioosaccas.o
de primeira surte vendeu-se
do 4,900 a 5.C00 rs. por ar-
roba, e o de segunda de
4,500 a 4,600 rs.
Assucar- As entradas do novo ainda
silo diminutas. As vendas
do vcllio encaixado regula-
ram a 900 rs. por arroba
sobre o ierro; do embarri-
cado e ensaccado branco,de
1,800 a 2,000 rs.; e do mas-
cavado, de 1,550 a 1,600 ra.
Nflo houve compradores a
90 rs. por libia.
Ilacalhao-------iivemos tres carregamen-
los dos quaes um seguio
para o sul e dous foram
vendidos aqui. -Itetalhou-
se de 9,000 a 9.500 rs. por
barrica. FfceVata por
vender cerca de sojoquin-
laes.
Barricas vazas-Veuderam-se a 410 rs. em
p. e a 320 rs. desmancha-
das.
Carne-socca- Os precos lram os mesmns
da semana anterior. Fi-
caram por vender cerca de
82 000 arrobas, portar en-
trado um carregamento.
Fo -------------Vendeu-se de 12 a 12,500
rs. por arroba do de por-
rele.
Manleiga dem de 460a 4"0 rs. por li-
bra da franceza.
Plvora---------Est prohibida a venda e
despacho de plvora, chum-
bo e salitre.
Ficaram no porto 60 embarcaces, a sa-
bor ; 2 americana!', 1 argentina, 42 brasi-
leras, 2 francezas, 8 inglezas, 3 porluguc-
zas, 1 hespanhola e I bollandeza.
O doulor Antonio Ignacio de Asevedo, do
concelho de S. U. o Imperador, commenda-
dor da ordem da Chritto, desemharijador
presidente da relacao de Pernamtiuco.
Faz saber a todos os magistrados de
primeira instancia subordinados essa re-
la^flo que e&liverem em exercicio, ou por
qualquer motivo residrem as provincias
comprehendidas nodistricto de sua juris-
diceflo, o ainda mesmo aquelles que nflo se
acham contemplados na relacflo quea este
arompanha ; que, poredital expedido pelo
Exm. oncelheiro presidente do supremo
tribunal do justica e com data de 21 de
agosto prximo passado, fo-lhcs marcado
o prazo de um anno contado do dia do sua
publicacio na corle, afm de que dentro do
dito prazo bajam de apresentar no supre-
mo tribunal de justica as reclamarles fun-
dadas que tiverem sobre a eliminaeflo, ou
injusta iiiM-ripcUi o classiliracflo de seos
nomos, sb pena de nflo seren oais altcn-
didosein seu direito de antiguidade rela-
tiva. E para que assim conste, e em ciini-
p rmenlo do art. 5.* do decreto n. 624 do
29 Je jolln desternillo, codicio do mencio-
nado presidente de 22 de setembro ultimo,
man.le passar o presente edilal que ser
publicado no Diario em quese imprimen) os
aclos do governo.
Itecife de Pernambuco. 13 de outubro da
1849. Eu Domingos ACTonso Ferreira, se-
cretario da relacflo, subscrevi.
Antonio Ignacio de Aztvedo.
Pela inspectora da alfandega se faz
publico que, no dia 22 do corrento, depois
do meio-dia, na porta da mesma, sebflo de
arrematar 58 pecas de cassas estampadas
com 1104 varas singelas, or factura a vara
250 rs total 296,000 rs., impugnadas pe-
lo amanuense Joflo Alhanazio Bolelho, no
despacho sb n. 443 de 19 do correte :*
sendo dita arremataeflo snbjeila a direitos.
Alfandega do Pernambuco, 20 de outubro
do 1849. O inspector, Lula Antonio de
Sampuio Vianna.
Avisos diversos.
nos
O BEIJA-FLOB.
Sabio o tercero n. e est a venda
lugares do costume.
Os verdaduiros e a-
preciaveis charutos de
I la vana esto a veo'a na
ra da Cruz, u 51, arma-
zem de J. O. Elster.
Precisa-se alugar um sobrado de um
andar no bairro de Santo-Antonio, prefe-
rindo-se nas ras Direita e do Livramento,
pateos do Carino, de San-Pedro, da Penha e
ra do mesmo nome : na ra Diroita, ven-
da n. 23.
Aluga-se um grande armazem eom ser-
venta para a mar pequea e porto de
embarque e desembarque : na ra da Sen-
zalla, n. 42 a tratar com S. J. Johnslon l
Companhia.
DEPOSITO GEUAL
g do superior rap areia-prsta W
A ta fabrica de Gantois Pai- +
l/iel &c Companhia, na Ba- j
*t hia. (f
m Domingos Alves Matheus, agente da
fe fabrica de rap superior areia preta ?
fe e meio grosso da Baha, tem aberto o )
seu deposito na ra Cruz, no Recife, )
t n. 52, primeiro andar, onde se achara ^
fe sempre deste excellentee mais acre- 4
fe ditado rap que al o presente se tem (%
4 fabricado no Brasil: vonde-se em bo- 4
fe les de urna e meia libra, por preco ;5
fe mais commodo do que em outra qual- Z
quer parte. ^
i
Aluga-se a loja do sobrado da travessa
do Qucimado, n. 1, propria para qualquer
fstabclecmenlo: a tratar na venda junto
a mesma loja.
Carlos Hardy, ourives na
ra Aova, n 5>5,
Movimento do furto.
Navios {entrados no Jia 20.
Richmond 54 das, barca americana Fran-
cis-Wal; de 255 toneladas, capitflo F.
Bernsee, equipagem 12. carga familia ;
a Deane Youle 1 Companhia.
Ilarlingen 52 dias, escuna holandeza Knt-
je, de 106 toneladas, capitflo C. Huiln,
equipagem 11, carga quoijos, oleo de li-
nhaca, genebra e carvflo de pedra; a
Brandera Brandis.
San-Matheus 13 das, patacho brasileiro
Amizadt-Con tanle, do 100 toneladas, ca-
pilfio Joflo Telles de Camino, equipagem
Avisos martimos.
Para o Bio-de-Janeiro prope-se a se-
guir breve o brigue tom-Fim, o qual rece-
be carga a fele, escravos e tem bons com-
modos para passageiros : quem pretender
no mesmo carregar, pode enlendcr-se com
os consignatarios, Amorim Irmflos, na ra
da Cadeia do Recre, n. 39.
Para o Uio-de-Janeiro sa-
lte, em pnucos dias o palacho na-
cional Valente, forrado de cobre
c de cxcellenle marcha : para o
resto da carga e passageiros traa-
se com o capito a bordo, ou com
Novaos & llotii panhia, ruado Tra-
piche, n. 34, segundo andar.
Para Lisboa sabe, com a maior brevi-
dade possivel, a barca pnitugueza -Ligeira,
deque he capitflo Antonio Joaquim Rodri-
gues : quem quizer carregar, ou ir de pas-
sagem, para o que tem os melhores com-
modos, dirija-se a Francisco Severiano Ita-
bello & Filho, ou ao mesmo capilflo na
praca do Commercio, ou a bordo.
Precisa-ae da quantia de 8:000,000 rs.
pouco mais ou menos, a risco martimo,
para pagar os concertos do navio de com-
mercio argentino La Plata, capitflo Af.
Brorsen, o qual, indo doBuenos-Ayres para
Antuerpia arribuu forjadamente a eslo
porto : as pessoas a quem o negocio ennvier
queiram dirigir suas olTcrtas em carias fe-
chadas so vire-consulado argentine, ra do
Trapiche, n. 6, al ao meio-dia, aegunda-
feira 22 do correle.
Para a Babia segu, com brevidade, o
palacho S.-Crm para carga e passageiros,
Irala-sc ao lado Corpo-Santo, loja de ma-
(,'ames, 11. 25.
Paia o Porto segu comlpda a brevi-
da possivel o brigue pArMIguez Ventura-
tilit, forrado, pregado Te encavilhado de
cobre, do qual he capilflo Zeferino Ventura
dos Santos: recebe carga a freto, para o
que irata-se com o consignatario Joaquim
Ferreira Mendos Cuimarfles: na ra da Cruz,
n. 49, primeiro andar, ou coin 0 rcferido
capitflo, na praca do Commercio.
Para a Baha sabe em poucos dias o
mate tlor-de-Cururipe, de primeira mar-
cha : para carga e passageiros, dirijam-se a ve,eno Pdre Luiz Jos da Silva oualguem
ra do Vigario, n. 5. I Por elle : na tua do Vigario, n. 7.
previne ao publico o principalmente aos
seus freguezes que mudou scu estabeleci-
mentedon. 32 para o n. 34 delimite da
Conceicflo dos militares, aonde contina a
vender e fabricar obras de ouro de lei,
e obras ditas da Ierra. Na mesma loja tam-
bem se vendem luvas prelas de maia, lisas
ecom palmas de cores; luvas de pellica
para bnmem esenhora ; mcias de seda pa-
ra meninas ; ditas brancas e pretas para se-
nhora ; ricas litas para en (Vites de chapeos;
passariiihos brancos o de cores para cha-
peos; pennas brancas com passurinhos pa-
ra caliera de senhora ; lencos do mflo, bor-
dos e com biro de lindo verdadeiro; ditos
de garca ; camisinhas de cambraa; (ou-
casde Ifla e de fil de lindo para baplisa-
dos ; chapeos de palhinha para senhora e
meninas ; ditos de palha fechada, arrenda-
dos e bordados, muito lindos e vindos pelo
Socrate; chapos de seda de cores; maule-
leles pretos para senhora, por mais barato
preco do que em outra quilquer parte ;
franja preta para manteletes.
llua largado Bczario,
n. 14.
Pradines, cuttleiro e
armeiro,
tem a honra de prevenir ao respeitavcl pu-
blico quo ello acaba de receber pelo navio
francez Socrate um rico sorlimento de cu-
tilaria fina como lesouras para cabellcrei-
ro, costura, alfaiatee para unhas; ditas
muito finas para senhora bordar ; eslojos
de nava Ibas muito ricos; caivetes de to-
das as qualidades, com cabos de aiarfim
madre-perola c de tartaruga. O anuuncan-
le aproveta essa occasifio para lembrar aos
seus freguezes, que elle tem um bom sorli-
mento de espingardas linas de cano (ron-
zado e da masquinado, das molhores fa-
bricas do Franca, obra muito boa e muito
segura proprias para se diverlirem pelo
lempo de Testa : tamben contina a amo-
Urnas tercas, quintas osabbados, eseen-
carrega de qualquer concert perlencente
ao seu oflicio.
Precisa-se de um preto para fazer o
servico do urna casa estrangeira : no Ater-
ro-da-Boa-Vista, n. 16.
-- Deaeja-ae fallar aos Srs. Tbeolilo de
Souza Jardim, Miguel Aflbnso Ferreira, Ma-
nuelMarquea da Costa Soares. Jos Ferrei-
ra Silva, Jos Marlins Pereira, Domingos
Alves larboza, Bartholomeu Beutim e o ro-
Aviso aos Srs ourives.
; puSiapffo'ur^o S.7SSS;."; 3
Segu para Lisboa com a'maior brevi-
dade possivel o brigue portuguez S.-Do-
de cobre, do qual he capiWo Manuel Coa. I prata a 40
rs.
Carlos Evaristo Flix da Costa retira*
desta provincia para a do Rio-Grandc-do.
Sul.
Arrenda-ie ama grande campia de-
nominada sitio do Lucas ou F.nfiircado, ni
estrada nova do Caxang, propria para'pas.
tagem de gado, rancho, ou para qualquei
plantaQflo : a tratar na ra do Vigario, n. 7
fprimeiro andar. '
Oabaixoassignado, tendo sido consli.
luido por suas irmflas, Francisca, Joaquim'
Maria e Anglica, bastante procurador, em-
quantodurava o inventario e parlilhas doi
bensdo Aado padre Flix Jos de Araujo
tendo sido j fetas ejulgadas as parlilhas'
e acabadas todas as questos a este respei!
to, nflo he mais procurador das ditas suas'
irmflas : e, para que isso conste, faz o pr-
senle annuncio, declarando que a dita pro"
luraefio original est no carlorio das aupe],
laces, escrivflo I'oslliumo.
Luiz leronymo de klbuquerqut.
Roga-se ao Sr. Antonio Jos de oivei.
ra que venha pagar o importe de urna leu
tra de 131,660 rs., pois que j he bastante
o tempo que se lem esperado depois do
vencimento.
Quem precisar do urna ama de leite
dirija-se ra da Senzalla-Velha, n. 134'
primeiro andar.
Quem quizer doce de limflo driji-se
ao rccolhimenlo da Conceicflo, em Olindi
quese vende at a poreflo de quatro arro-
bas. '
Quem tiver para alugar um moleque
ou escravo para o servico interno e externir
de urna casa de pouca familia, dirija-se 1
ra do Torres, no quarlo andar da can do
Sr. Joflo Pinto de Lomos, para se tratar do
seu ajuste niensal.
Arrendam-so S casas asseiadas, con
commodos, grande estribara e cocheira, ni
travessa que do llm da estrada do Arraiil
vai a CasarForte : a tratar com o lenle
Moura, no mesmo lugar.
50^000 de g-ratificacao.
Fugio, no dia 6 do corrente, da
casa n. 19 da ra da Alfandega-
Velba, pela segunda ve, ( tendo
fgido no dia 11 do passado mei
de elemhro e voltado ) um pardo
acahoclado, de nome Antonio, de
18 a 30 annos, do bonita figura,
cor clara, cabellos compridos e an-
neladoS) peinas um pouco arquea-
das ; tem o andar um tanto pesa-
do ; falla as vezes precipitado ; he
provavel que se inculque por for-
ro ; levou camisa de madapoloeu-
corpado de feitio estrangeiro, com
a marca Y Q, cairas de algodo
zinho azul, sostidas por urna cor*
teia envernizada, chapeo de seda
preto. Este escravo pertenceu ou-
tr'ora a Ignacio Gomes da Silva,
de Fedras-de-Fogo. Quem o pe-
gar, leve-o a dita casa, que rece-
ber a graliOcacao cima.
Precisa-se de um caixeiro que tenlu
pratica de venda: na Lingota, n. 1.
Desappareceu, no dia 17 do corrente
na Boa-Vista, um cachorrinho bastante no-
vo, de cor parda, com algumas malbas mais
escuras ; tem a cauda o as orelhas cortadas,
e be muito esperto : e como se suppoc per-
dido, por isso roga-so a quem o pegar de
o levar a ra da Cruz, n. 18, tercero andar,
que ser recompensado.
Acasa da arencan be na ra da As-
sumpeflo, n. 4, confronte ao muro do quin-
tal da igreja da Penha.
Precisa-se de um caixeiro de 1S a 16
annos para venda: em Fra-de-Portas,
n. I4S.
Ao publico.
Serafim da Silva fiamos, mestre alfaate,
da luja na ra Nova, 11. 14, previne ao res-
peilavel publico, e em particular aos seus
freguezes, que sempre o acbarflo pronipto
para os servir em toda e qualquer obra com
muito asseio e prompldSo ; bem como que
lem um rico sorlimento de fazendas e obras
feas de todas as qualidades.
Aluga-se a sala, alcova e dous quarlos
da frenle do primeiro andar da casa da rui
do Qucimado, n. 32: a tratar na loja do
mesmo sobrado.
No dia 23 do corrente, pelas 4 horas Ja
tarde, na praca do juuo do civel da primei-
ra vara, na ra da Praia, tem de se arrema-
tar um mulatinho, avaliado em 250,000 rs.,
por oxecueflo deD Catherina Francisca .lo
Espirito Santo contra Joaquim de Albuquer-
que Fernaudes Cama : escrivflo Cunha.
Negocia-se urna hypolheca,
p:issadn pelo finado JoSo Ignacio
K.beiro Hopa e sua mulhcr, do
seu sitio do Barbaiho, e parte da
lieranca do engenho Apipuco,
importando em 6.930,000 rs. : a
tratar no Aterro-da-Boa-Vista, n.
63, primeiro andar.
- Manoel Duarte de
Faria, dotitoreiu inedici*
11a pela tinivtrsidade (le
Edimburgo, aclia-.se resi-
dindo na ru.i do Queima*
do, 11. 10,primeiro andar:
as pessoas que de son
prest 1110 sequizeiein u(-
lisar o pdem procwiar a
(jualquer horo, que sem-'
pie O.'acharao proniplo:
tu 111 be 111 se offer targratukame.le aos po-
bres os soccoi ros de sua
arte, das S at s 11 horas
da inanhua.


__ Na qualidade de escrivo
dos feitos da fazenda, soa cons-
trangido pela correspondencia do
Sr. r. Alendes, publicada no
j)iario Novo, em resposta ao Sr.
desembargador Figuira, a deca -
larpcranteo publico que nenhuma
iirticao, durante o lempo em que
srvo no mesmo cartorio, se ha
spresentado requerendo certidSo
nos nulos de penhora con Ira Jos
Joaquim Das Fermndes, fiador
JosFernandes Eiras.
Pedro Jos Cardoso.
> Oabiixos assignados, administradora
imperial capel la da Estancia, tendo om con-
siderarlo a urgente necessidade que Indis-
pensavel mente se faz de um corredor para
a serventa da igrej, pola requer a de-
cencia e o culto divino que se n9o entre
e nem se passe pela capella-mr, quando o
o s. Sacaamento estiver eiposto, lancou
mSo de Ui.tr um corredor, continuando da
sacrista a frento da igreja..E porque esta
igreja n3o tenha patrimonioalgum, os abai-
xo assignados valendo-se de alguns Srs. de-
votos que Uem concorrido com suas estil-
las de cal.ti oos e moda.lcein posto a ohra
em andamento, e ja se aclia bastante adi-
antada ; por isso rogam a lotos osSrs. de-
votos concorram para urna obra pa para a
casa da mili de lieos vivo. Franciico Joii
de Millo, administrador. Jo3o da Cosa
Palma, procurador da administradlo.
Aluga-se um escravo.meslre cozinheiro
de Torno e fuglo.proprio para urna horpeda-
ria, por jiter servido : he pardoe bolieiro :
afia'nca-sea conducta; (ambemse aluga uina
prela, ama de casa, acostumada a fazer todo
o servico, pois lava, cozinlia e engomma
peritamente heoptima para tratamento
de meninos queni os pretender, dirija-se
a ra do Collegio, n. 12, segundo andar.
Prccisa-se de urna mulhcr Torra para
/' ia de casa de pouca familia, de portas a
''tro : na ra do Nogueira, sobrado de
dous andares, no prloieiro.
Ninguem contrate negocio algum com
o sitio na estrada do Arraial que Toi arre-
matado por Domingos Aires ISarhoza, visto
su: propria dona estar justificando o seu di-
reito.
Bernardino Teixeira de Araujo da Sil-
va Ferraz deiiou de ser caiwiro do Sr. Se-
bastiSo (Ju.sc de Oliveira Macedo desde o
dia 21 do outubro de 1849.
Aluga-se o primeiro andar da casa da
ra da Cadeia do Recife, n. 40, ptimo para
escriptorio, com muilo bons commodos o
muito Tresco : a tratar no segundo andar
da mesma casa.
Quem precisar de duas amas do le i te
que o teem com muila abundancia e sSo,
sendo muito cuidadoza, dirija-so a ra das
Cruzes, n. 16.
A pessoa que annunciou no Diario de
18 do cor/ente querer Tallar com D. Anna
Rita dos Santos Coellio Jnior sobre urna
carta e encommenda vinda do Para, queira
annunciarsua morada para ser procurada.
I'recisa-se de um caixero auxiliar pa-
ra escriptorio, o qual enteuda alguma coli-
sa d escrii turncSo, e de nutro para foja de
fazendas com as necessarias hablilacOos :
no pateo do Livramento, sobrado n. 23,
primeiro andar, se achara com quem tra-
tar, pela man hila at s 8 horas, e a tarde
das 3 em diante at a 7.
O Sr. que lirn da ni fo do correio par-
ticular, Tindo do Icr urna carta para Ha-
noel Joaquim Gomes, queira manda-la en-
tregar.
No dia 19 do correle desap-
parecerain do poder de um prelo,
no bairro da Ha-Vista, quatro ca-
rnizas de homem, tres calcas de
lirim, seiidounia de Iistras e tres
ceroulas de bretanba : tudo com a
marca J. F. X. ; assim como tam-
bero um pente de tartaruga de
pender cabello: tixlo n'uroa ban-
deja e um balaio : quem souber on-
de est, querendo restituir, dirija-
si: ao Aterro-da-Ba-Vista, no pri-
meiro andar, po rcima da loja de
louca.
Arrenda-se, por anno, ou pela Testa,
urna excedente casa de campo, 6 grandes
jiiartus, com lerraeo, jar Jim e grande sitio
cum bastantesarvuredos de Tructo, grande
plantacllo deananazes ahacaxs, casa para
pelos, cocheira ^ estribara e perto do me-
lhor banlto d'agoa do Prata,sila em Api pu-
cos, junto ao eugeuho DouslrmSos : a tra-
t.ircoin o subdelegado Barata, na ra da
Cadeia.
Da ra Vellia, freguezia da Boa-Vista,
desappareceram duas cabras ( bixo) com
suas crias, sendo urna branca com a barri-
ga prela, 01. Hus mochas, e a nutra verme
llia, calcada de prelo, mocha deorelhase
chifres: quem dolas der noticia a Jos
Francisco llibeiro de Souza, sera recompen-
sado.
-Aluga-se urna excellente casa para se
passar a Testa, na potoacOo do Montuno,
com qua tos, [dous quintaos murados,
porlito pr o rio, quarto para escravos, co-
zinha Tora e estribara par dous cavados:
m iinves>a do Veras, 11, 15.
Amaro Jos dos Prazeres, teodo sido
noli(icado pelo juuo de orphos para pro-
ceder inventario dos bens do-seu eaaal,
avisa, por isso, ti pessoas quo Uverem com
elle cuntas para que se habiliten), justifi-
cando seus dbitos alim da seren alten-
didos.
Pela terceira vez se roga ao Sr. A. J. S.
C, morador em Oliuda, luja de mandar
pagaros 20,000 n. que deve na ra di Sen-
zalla Nova ; do contrario, ver o seu 110-
nie por extenso.
Quem livor para alugar urna escrava
quo saba alguma cousa cozinharo Tazcr o
luis servido de una casa, dirija-sa i ra
"o Torres, no quarto andar da casa do Sr
ViJ'inlo de l.eoios, para se tratar de seu
;ijJt-e mensal.
y* O annuncio das letlras iniciaes J. C. de
l-ainenflose entende com Joao Garlos de
L'yme, massim cum um oulro do sertSo
da Serra-Negra.
Oabaixo assignado provine que nin-
guem compre, ou contrate de qualquer ma-
noira com os herdeiros de 1). Vicencia Joa-
quina da Conceicao, do Aracaty, viuva de
J0S0 da Silva sluuiz, sobre urna casa de so-
brado, sita na ra do Bom-Fim daquella
mesma cidadee provincia do Ceara, cuja
propriedade se acha hypolhecada ao an-
nunciantee embargada, embora tenham os
ditos herdeiros oblido sentenca a seu Tavor
nesta relacfto; porquanto, tendo o mesmo
annunciante recorrido do injusto accordam
para o supremo tribuno! de justica, onde es-
pera obter revista, anda aquella cusa est
subjeita a execucSo do dito abaixo assigna-
do que nenhuma oulra garanta tem para
seu pagamento, sendo coma espera refor-
mado o referido accordam, em vista da n-
justiQa sobro a qual o respeitavel publico
imparcial melhorpodoravalur em lempo
'5
n
& 0 consultorio homosopatico esta :i
aberlo todos os das desde as 9 horas
da manbfla al as 3 da Arde. No mes- (%
40 roo consultorio recebcin-se doenles ia)
Q para se tratar homccopalicamente a
@ 2,000 rs. por dia, e a 3,000 rs. que-
t rendo um quarlo particular : na ra j|
fe) da Cadeia de Santo-Antonio, n. 32. A
i i
^^Raajjga^^j^^sjka|^a a
-Aluga-se, pelo lempo de Testa, um gran-
de sitio na estrada do Monteiro com boa
casa de vivenda, cozinha Tora, estribara ,
cocheira muitos irvoredos Tructo e
muilo perto do banho: tratar na ra No-
va n. 50, primeiro andar.
Na ra Nova, loja n. 58, se dir quem
ddinbeiroa premio nal quantias de 200,
competente. Franciico aaquim Cardozo. 300 e 400,000 rs.com liypollieea om casas
Aluga-so urna bonita casa, sita no l'o-
co-da-Panella, ao p do rio e junto as la -
vaderas, rectificada de prximo: a tratar
na ruado Vigario, n. 7.
Precisa-se de urna ama para o servico
interno de urna casa: na ra do "ngel,
n. 42.
Juno Pretxtalo da Silva Veras, Bra-
sleiro, vai s provincias do norte.
Aluga-se urna ama para lodo o servido
da una casa de pouca Tamlia : paga-se
bem : na ra de Agoas-Verdes, n. 86, pri-
meiro andar.
Perdcu-so, cm Olinda, na noilede7 do
corrento, por orcasifo da Testa que se Tez na
igreja deS. Sebastiflo, um brinco de ouro
com 3 diamantes: quem o tiver achado.
querendo entrega-lo, pode Taze-lo na ven-
da do Varadouro, n. 20, que ser gratifi-
cado.
Chapeos de sol.
Rua do Passeio, n. 5.
Nesta Tabrica ha presentemente um rico
e completo sortimento de chapeos de sol,
lano de seda como do panninho ; ditos
muito ricos do gros de Naples adamasca-
dos, com ricas franjas o da ultima moda de
Paris, para sonhora, os ques vendem-se
em porfo e a retadlo, pelo preco mais di-
minuto possivel. Na mesma Tabrica ha igual
sortimento de sedase panninhos para co-
brirem-se armacOes servidas, concerta-se
qualquer chapeo de astea de Trro ou de
baleia e lamben! utnbellas com toda |a bre-
vidide e preqo commodo.
o o
O Bixas. o
Na praca da Jndpeii-
| delicia, n. 10, |
rx ao vo'ltar para a rua das Cruzes, alu- a
i gam-see vendem-se bixas de llam- a
' burgo : tambem vflo-se applicar pa- v
ra commodidaJe dos Treguezes ; ti
ram-se dentes, sangra-se e appli-
cain-se ventosas: tudo por preso
commodo.
- Deseja-so saber onde mora a sonhora
I). Ann Hila dos Santos C.oelho Jnior, an-
da ha pouco lempo moradora na rua das I.a-
rangeiras. para se llie entregar urna carta
com uina encommenda vinda do Para : an-
uuncie sua morada.
Attenco.
O abaixo assignado, ofilcial de corrieiro,
arha-M' trabalhando na rua Direita luja de
selleiro, n. 51, onde se propOe a Tazer ar-
reos para 1,2 o 4cavallos, e outras muitas
obras tendentes a sua arte, ludo por preco
commodo e com a maior promptidflo pos-
sivel : os pretendentes pdem dirigir-se
mencionada loja, que ahi acharSo o mesmo
abaixo assignado, sempre disposto a con-
tentar os Treguezes.
Franciico Xavier Carneiro.
Casa de modas francezas
Buessard .Vi I loe han.
Rua do Aterro-da Boa-
Vista, loja ii. 1.
Recebeu-se pelo ultimo navio do Havre
um grande sortimento de chapeos de seda
de todas as cores para senhora; manteletes
e capotinhos de seda e defil ; uvas de pel-
lica para homem e senhora ; luvas de rede
para senhora ; bonetes e chapeos de mon-
tara ; camnalas bordadas ; cambraias de
Iiiro muilo lina; ricas fitas; um grande
sortimento debicos brancos e pretos ; flo-
res para chapeos de senhora e enfeites de
vestidos; camisinhas e pescocinhos bor-
dados; um grande sortimento de bicos de
blond ,- luvas compridas para casamento ;
Iranras, franjas e litas de velludo para or-
nar vestidos. Na mesma casa se fazem con-
tinuadamente chapeos e toncas do senhora,
vestidos de baile, casamento c de montara,
por preco commodo, e da ultima moda.
terreas.
I'recisa-se dt um preta
boa vendedeira de doce : na rua
do Trapiche, n. 44-
Quem annunciou querer hypolhecar
um sobrado de dous andares em boa rua,
dirija-se rua estreita do Rozario, n. 43,
segundo andar, quese'dira quem Taz este
negocio.
O Sr. Ezequlel de Souza Cavalcante,
inestre de danca, queira dirigir-se livra-
ria, ns. 6 e 8, da praca da Independencia.
Compras.
Compra-se, para Tora da provincia,
urna escrava moga, c de bonita figura, que
saiba cortar e Tazer urna camisa de ho-
mem e ungommar, tudo islo com perTeico:
nflo se olha a preco: na rua das I aran
geiras, n. 14, segundo andar..
Co:npram-se saccas vasias de arroz do
Maranhflo, em bom estado : na rua do lian -
gel,vendan. 8.
C.ompram-se diarios para embrulho, a
3,500 rs. a arroba : defronte do quartel de
polica, Tabrica de cigarros, n. 17.
C.ompram-se, pira urna encommenda,
escravos de ambos oa sexos, de tO a 40 an-
nos : na rua do Itangel, sobrado n. 57.
Compram-se carados para a compa-
nlna de cavnllaria f quem os tiver equizer
vender, dirija-se ao quartel da dita compa-
litiia, ou na residencia docominaudanto da
mesma, na roa Nava, n. Si
Vendas.

fja Antonio Carlos Pereira de Burgos
(* Punce de Len Taz sciento a quem
? convier que, tendo de retirar-se des
< ta >rac, lica encirregado de sous
al negocios o seu correspondente, o Sr.
'4 Lino los de Castro Araujo, com es-
aj) criplorio na praca do Commercio,
m, n. 2.
i
eniz, alfaiate francez, mudou o sea
estabelecimento para o Aterro-da-Boa-Vis-
ta n. 38, aonde os seus freguezes o acha-
rSo prompto para o seu servico
Quem annunciou querer hypolheca r
um sitio por 1:500,000 rs., dirija-se loja
de marceneiro, na rua Direita, n. 36.
Para as pessoas que tcn-
cionam seguir viagem.
No pateo de s.-Pedro casa terrea n. 8,
tiram-se passaportes para dentro e fora do
imperio, correm-se folhas e despacham-se
escravos e para este fim lar.-.bem pde-se
procurar na praga da Independencia livra-
na lis. 6 e 8.
Segunda-feira 15 do corrente, ao sabir
do Hotel-Francisco, perdeu-se um. par de
oculos de aros de ouro : quem o livor adia-
do Tara giande favor de entiega-lo no mes-
mo Hotel onde recebera a devida recom-
pensa
Lotera do Rio-de-Ja-
neiro
Aos 20:000,000 de rU.
Na praca da Independencia, n. 4, vendem-
se bilhetes, meos, quartos, oitavos o vig-
simos da 11.* lotera a beneficio do tima-
tro deNictheroy ; bem como um resto de
bilhetes da 20*lotera do monto pi. Na
mesma loja mostram-se as listas das lote-
ras passadas.
Vende-se um violo de cha-
ves, de boas votes : na rua das
C'ruzez, n. 40.
Vendcm-se duas pretas, sendo urna
de 30 anuos, engommadeir, lavadeira o
sem vicios ; o a oulra, de 18 annos e lava-
deira: na rua do Amoriin, 11. 1!), primeiro
andar.
Vendom-so tres sollins j usados : na
rua da Aurora, n. 24.
Vende-se papel almaco de
primeira sorte, o mellior que tem
vindo este mercado, por preco
commodo : no pateo do Collegio,
n. G, loja do Honrado.
Vendem-se 10 lindos moleques de na-
co'e crioulos, de IG 20 annos, sem vi-
cios ; 8 pretos de 20 a 30 annos, bons para
todo o serviqo ; 2 pardos do 16 a 20 annos,
bons para pagem; um dito de 25 anuos,
perfeito copeiro, bolieiro e de exemplar
conducta, o que se afianca ; duas mulati-
nhas de 18 a 30 anuos, com habilidades,
sendo una dcllas pcrfeila cozinheira ;
6 pretas sem habilidades, muilo mocas e
sem vicios ; assim como outros muitos es-
cravos : na rua da Cadeia do Itecife, n. 40.
VeiiVm-se vistas de
Pernambuco em ponto grande, tiradas da
ladeira da Misericordia em Olinda, e a da
fortareza do Brum na rua Nova, n. II.
- Vendem-se escravos baratos,
na rua da? Laiangeiras, n. t4, se-
gundo andar, sendo : una parda,
de a8 annos, de muito boa con-
ducta, que engomma, coze e
I Na na Nova, n. -O,
I loja de Diogo Jos la Costa, vendem-se ri-
cos sortimentos de cambraia, a 3,200 o cor-
te ; ditos, a 3,500 ; oassas de cores, a 400
rs. a vina ; ditas, a 500 rs. ; chitas franen-
zas. a 240 rs. o covado ; ditas, a 200 rs. ; o
muitas outias fazendas de goslo por presos
commodos.
Aos O:()O0^O()O ris.
11.' LOTERA A FAVOR UO THGATRO DE
NICTHEROY.
Meios bilhetes 10,500
Quartos 5,200
Oitavos 2.6U0
Vigsimos 1,200
Na rua da Cadeia do Recita, n. 19, loja do
miudezas de Pinto & Simio,
Aos *iO:000,yOOO ris.
Na cidade de Olinda, nos Quatro-Canlos,
loja de miudezas, n. 5, vendem-so bilhetes
da 11 lotera a beneficio do theatro do
Nicteroy, cujas listas devom chegar pelo
primeiro vapor.
-Juo Marcellino >libeiro, morador na
roa da Assumpcfio, n. 18, tem para vender
urna crloula con todas as habidaades que
se pdom desejar cm urna escrava, pois at
sabe ler e escrever : quem a pretender po-
eto procura-la em dila casa a qualquer ho-
ra do dia.
Obras do ouro.
Vende-te um alfineto de brillianles, um
pardo brincos com alxuns brilhantes, uina
medalba cum diamante, um lacu de filagra-
na, um annel com dous diamantes, um liu-
zio encasloado para pesclo de menino : na
rua do Ciespo, loja n. 12.
Lotera do Kio Janeiro.
Aos 20:000,000 de ris.
Na rua do Queimado, loja de miudezas,
n.25, vendem-se bilhetes da lotera do
theatro do Niclheroy, pelo pr$o abaixo
declarado :
Bilhetes 21,000
Meios 10,500
Quartos 5,201)
Oitavos 2,600
Vigsimos 1,200
~ A bordo do brigue ero, fon loado na
volta do Forte-do-Mattos, vende-se saldo
Ass, bem grosso o claro, cuja amostra se
pildora ver no armazem de Das Ferreira, ao
n da alfandega : a trata 1 com Leopoldo Jo-
s da Costa Araujo.
rropros para presente.
//venturas de 'lele/naco, em
francez, rica encadernnrao em ver-
gola, e mais alguns escravos: na ru da
Cadeia do Recife, n. 39.
Aos 20:000^000 rs.
LOTERA l>0 RIO-DE-JANKIRO.
20.Vo Uoiilt-Pite 11." do theatro de
Nktheroij.
Lista dos premiOs a chegar no primeiro
vapor.
Vendem-se na loja de Raymundo Carlos
Leite, na rua do Queimado, canto da do
Collegio: ,
llilhete Intro 21/000
. meio 10/500
quarto #**
. o i lavo 2*<0
n vigoimo l/iOO
Vende-so o superior rapo denominado
Joflo Paulo Cor leiro por preco comroo 10, e
caixas de capsulas de balsamo decopniba
puro e liquido, e com cubehas epumnia
kinna : na rua da Sonzalla-Nova, n. 40, pri-
meiro anuar.
Aos apreciadores de bons charutos.
No botii|iiim junto ao theatro vendem-se
os verdadeiros charutos de San-Felii da fa-
brica de Brandilo, chegadns recentemento
da Babia, nsquaes s.lo mui superiores; e
alancii-se lauto a bon qualidade, que se re-
cebem nio agradundo ao comprador.
Vendem-so dous candelabros muito ri-
cos e modernos; um braQO de li llanca novo
quecustou 2t,000 rs. por 11,000 rs., o um
seltim francez com Tieo.ludo em bom esta-
do por 12,000 rs : na rua do Rosario larga,
11. 8.
Vendc-se,011 permuta-sopor escravos
de ambos os sexos, mais de metade de um
sobrado de 2 andares, sito no principio da
rua do dorias, com porto para a rna de 8.-
Thereza, com bastante commodos e bem
construido avadado em 0 000,000 do res:
na rua Nova, 11. 07.
>?O*BOB<%>
MUTILADO
cozi-
nha ; tries ditas, com habilidades ;
tres pretas mocas, de bonitas figu-
ras ; tres molecOes, sendo um bom
cozinheiro ; dous moleques, de 14
annos ; tres pretos, ptimos para
todo o servico ; e mais alguns es-
cravos.
Vendem-se dous moleques, um cozi-
nha o diario de urna casa, e oulro he ofli-
cial de alfaiate e proprio para pagem: na
rua da Cadeia do Recife, n. 39.
No Alerro-da-Bo8-Vista, defron-
te da boneca,
s3o chegados os muito desejados sapatos
de bezerro do Nanles, para homem ; bem
como um completo sortimento de calcado
de todas as qualidade, tanto para homem
como para senhora e meninas : tudo por
preco commodo.
A '200 rs. o covado.
Vendem-se cambraias o cass s pintadas de
cores fixas, e com 4 palmos de largura; cor-
tes de cassa prela, a 1/ o 2,000 rs.: na rua
do Crespo, loja n. 10.
Veude-se o legitimo vinho de Cham-
panha, da marca superior, para fechar cen-
ias, por preco commodo : na rua da Cruz,
n. 55, casa de Joo Keller & Companhia.
Vendem-se espingardas linas de 9 ca-
nos : na rua Nova, loja de fwragens, u.. 16
. Vende-se um bom quarlo .*
r\ 1 11a t\t* ***!* 1 n
dadeiro marroquim, com estam-
pas, 1 pequeos volumes,
6O0O.
Fbulas de Lafontaine, cm
francez, riquissima edico Ilustra
da, excellenles gravuras, 1 volu-
ntes, por 8.S000.
Auna de Geientein, ou a Don-
zella do Nevoeiro^ um dos mais
lindos romances de W'altcr Scott,
trndtizido cm portugus por A. Ra-
malln, de Lisboa : 4 volumes, por
6s"ooo.
Vendc-se cada urna destas obras
separadamente, na rna do Hozarin
larga, loja de J. J. Lody.
-- Vendem-se cambraias do bonitos pa-
IrOes, com 10 covados cada corte : na rua
do Passeio, loja n. 17.
Os diversos systemas mdicos do llip-
ponrates.llanmann.liuclrai), Snchez, Brus-
sai*. Orlil, Rispa i I le e outros, os quses
(fots! todos divergom no methodo do cu-
rar, nada dlMeram a respeito do medica-
mento que lluvia para vista curta ou cansa-
da, antes pelo contrario, nprovelainio-se
la di'scoberta de Alezandre Spna 01 dessa
poca pondo cada um seu par do oculos no
nariz, fOram raminhandn cum o progresso
que Ihe offereciam as soienciaa medicas e
malomicas : do expnsto conclui-se que
quem solTre dessa molestia quo ordinaria-
mente choga com a idade compre oculos
apropriado* a falta do vista quQSufiVem, os
quaesso vendem baratinhos na rua larga do
Itozano, n. 35.
Attenco.
Na roa Nova, n. 14", loja do alfaiate, adia-
se um completo sortim de todas as qualidades ; bem como um ri-
luissimo sortimento de fazendas, como so-
.ain : paniin lino 1 rilo muito superior; di-
to de todas as cores ; cortes de casimira de
superior qualdado; setim maco muilo
superior; merino prelo lino; ricos c'les
Je colleles ; e outras muitas fazendas por
prego commodo.
:f
Vendem-se ptimas bixas ;
de Ilamburgo, das melhorcs p
que ha no mercado, assim yt
\ como tambem se alugam, por 8
preco commodo : na travs- S
sa da rua do Vigario, loja de
liarlieit, 11. l.
para curar da phtysica em todos os seus
differentes graos ou molivada por const-
pac.fles, tosse, asthma, pleuriz, esearros de
por sanguo, dorde costase pcitos, palpilacHo
'no corac,flo, enquelucho, bronchtes dAr
na garganta e todas as molestias dos org3os
pulmonares.
De todas as molestias que por heranca fi-
camaocorpo humano, nenhuma ha quo
mais destruitiva tenha sido, ou qu" tenha
zombldo dos esforens dos homens mais
eminentes cm medicina do que aquella
que be geralmeuto conhecida por moles-
tia no bofe. F.m varas pocas do se-
| etilo passado, tendo-se olTerccido ao publi-
co differentes remedios com atlestados das
extraordinarias curas que elle tem feito ;
porm quasi que em todos os casos a ilusrto
tem sido apenas passageira o o (lenlo
torna a recahir em peor estado do que so
nchava anles de applicar o remedio 13o re-
commendado, outro tanto nSo acontece
com este extraordinario
Xarope do Bosque.
Novaes & Companhia, os nicos agentes
nesta cidade o provincia, noim ndos pelos
Snrs. II. C. Vates & Companhia agentes
geraes no Ilio-de-Janeiro, mularam o de-
posito desle xarope para a botica do Sur.
Jos Mara C. Ramos, na rua dosQuarleis, n.
12, junto ao quarlol do polica, onde sempre
oliarfio o nico o verdadeiro, a 5,500 rs.
cada garrafa.
..Vendem-se bules o cafoteras de metal,
pldroea es mais modernos, assim como
machinas para fuver cale : na ma Nova.JIoja
do ferragens, n. 16, de Jos Luiz Pereira.
: ovo soiiiaiento de fa-
z< mas baratas, na rua
do Crespo, n. O. ao p
do larope'i.
1
~ Vendem-se 6 escravos muito bons para
lodo o servic,o de campo e da praija ; 2 mo-
leques de 14 annos ; 2 dilos do 16 annos ; '2
ditos de 20 annos: todos de bonilus figu-
ras : na ro do Collegio, n. 21, primeiro
andar, ie dir quom vende.
Camisas ('ranee /.ns.
Na rua Nova, n. 14, loja de alfaiate,, ha
chegado um rico sorlimenlo de camisas
brincase de liscado, vindasdo Ito-de-Ja-
neiro. ,
- Vende-se urna rica carteira com duas
faces, anda nova, propria para escriptorio,
e seis grandes quadros com estampas, tudo
por pouco dinheiro : na rua do Rosario lar-
ga, n.8. .'
-- Vendem-se duas bonitas negrinhas ,
proprias pr mucamas ; um prelo de An-
Vendem-so corles de cassa franceza com
10 covados a 2,560 rs. ; pocas de cambraia
de quadros com 8 varas a 2,720 rs.; cassa
preta para lulo, a 110 rs. o covado ; zuarte
com 4 palmoselargura a 200 rs. o cova-
do ; riscado monstro a 220 rs. o covado ;
chitas de cores lisas a 160 e 180 rs. ; cha-
les de larlalana, a 500, 800 e I.OOO rs. do
muilo bom goslo; cortes de brim do puro
linho a 1,280, 1,500 e 1,600 rs. ; chapeos
de massi, a 1,600 rs. ; ditos de seda a 640
e 480 rs.; cobertores de algodSo america-
no, a 610 rs. ; picote muito encorpado, a
180 rs. o covado ; peQas de madapolSo mui-
to lino e com piulas de mofo, a 3,600 r.
Velas de carnauba.
Vendcm-sc, sem caixas, as superio-
res velas de carnauba, a imitac3o de esper-
macete ; courinhos mindos ; barricas com
sapatOes ; saccas cum feijilo ; sola ; pennas
de cma : na rua da Cruz, no Recife, n. 24.
Esteras, chapos, sapa-
tos e pennas de ema,
viudos do Aracaty.
Vendcm-sc os gneros cima em
grandes c pequeas porcoes, por
preco commodo: no Forte-do-
Mattos, rua doAmrim, armazem
de A. J. Vidal & Companhia.
- Vende-se brim de linho izul de qui-
dios miudinhos, proprio para roupa de me-
ninos, a 160 rs. o covado ; dito a 360 rs.:
na rua do Passeio, loja 11. 17.
__ Vendem-se luvas de rede de
torcal de seda, brancas e pretas,
da ultima moda : na rua da Cadeia,
n.
15.


-- Na ra da Cruz, armazem n. 33, do S
Araujo vende-se cal de l.isbn, oro harria
lo 4 arrobas viuda pelo brigue JVoro-JVn-
cnior, por prego commodor ; bem como fci-
jio em snccas, muito bom, branco c de
nutras qualidades, chegado do Aracaly, por
prego em conta ; assim como sola: couros
miudos; saptos e caixas para rap do to-
dos os Inmnnhos.
Velas de espermacete,
das melborcs que teem vindo a este merca-
do : vendem-serm caixas do 21 libras, em
casa de Iticardo llovi, na ra da Cadeia-
Vclba, n. 29.
Vendcm.-sc sapatOcs de cou-
ro de lustro feitos no pi>iz, pelo
baralissimo preco de 3,ooo, ,'|,ooo
e /|,5oo rs. ; ditos para meninos,
n 2,ooo e a a,5oo rs. ; ditos tiran-
eos do Aracoty para homem, a
1,000 e a i, 200 rs.: na ra da
Gadeia do Recife, n. 9.
I^iicellas Wine,
ofvery superior quality-to be liad at the
store of Sr. Dias Ferreira Custom House
square.
A 3,000 rs.
Vondem-se ptimas mantas do seda para
senbora a 3,000 rs. : na 111a do Crespo, n.
II, loja de Antonio l.uiz dos Santos & Com-
panhia..
A .SftOrs. o erlede
vestido.
Vonilem-so riscados escoeczes com 4 pal-
mos de lrgnra e de cores lixas, a oilo pa-
tacas o corlo: na ra do Queimado, loja
II 8.
Vende-se um bom cabrrolct
com excellente cavalloou sem el-
le, por preco muito commodo: na
rna da Aurora, n. 5(, primein
andar.
Vcndem-se 2 mesas de meio de sala
ilous jogos de bancas, G cadeiras, um can-
nap : tildo de Jacaranda e com alpum uso ;
bem como diversos trastes de pao d'oleo ne-
vos, por preco commodo: na ra da Ca-
dcia de S.-Anlonio, n. 18.
A ella, Treguczes, antes
que se acabe.
Joilo lavares Cordeiro, no caos da Alfan-
dega, c na ra do Vigario, D. 8, vende
1 ii mlia de l'hiladi'l|i|iia e llaltimocr, muito
uperior, por preco muito em conta, para
liquidar.
Aviso importante.
Beneficio publico.
O armazn) anligo da ra da Madre-de-
Deos, n. 36. est de novo cstebelecido de-
baixo das mesmas condigios, olTcreccndo
a deliciosa pinga do vinho da Figueira pe-
lo limitado preco de 180 rs. a garrafa, e
1,300 rs. caada, da vinho branco de Lis-
boa por 2:20 rs. a garrafa, e 1,000 rs. a ca-
llada, a rio vinho do lionleaux por ICO rs. a
carrafa levando o casco. Nflo se admirein
os fieguczes do baixo preco por que se ven-
de a deliciosa pinga, e sim da audacia do
pioprielario querer sustentar o anligo pre-
co, embora este genero tcnlia subido o me-
lbor de 30,000 rs. por pipa. Examincm os
amantes a qualidade para recoiibecimento
da verdade e continuagflo da autiga fregue-
zia. E para nlto haver usuras, estflo promp-
tas garrafas lacradas com o competente
rotulo, assim como barra de diversos ta-
maitos para provisflo do prximo Natal.
(1 proprietarioconta com a concurrencia;
do contrario, tornarSo ps precos do rela-
lhoa primitiva de 240 e 280 rs. a garrafa.
Aia ra do Passeio, n. i,
vendem-se chapos deso, do seda, para
homem e senbora, ditos de panninbo, em
porcffo e a rctalho. Os freguezes acharSo
una diflerenga no preco, pela qualidade
superior, conslruccflcs das armoges e cu-
res lixas dos ditos chapeos.
Vendem-se espadas pratoadas para os
officiaes da guarda nacional: na ra Nova,
11.16.
Novo trem de cozinha.
Vendem-se panellas, chaleiras, frigidei-
ras c escarolas de ferro, forradas de louca :
na ra Nova, loja de ferragens, n. 16, de
Jos Luiz Pcreira.
Vende-se urna mulatinha de 15 annos,
com boa Figura e qualidades para mucama:
do becco do Sarapatel, sobrado n. 12.
Cal virgem.
Cunha 61 Amorim, na ra Xadeia do le-
nle, n. 50, vendem cal virgem de Lisboa,
de superior qualidade por preco mais ba-
rato do que em outra qualquer parlo.
Novo metliodo pratico e
tlieoricoda lingoa Irn-
ceza, por Lu/. Antonio
Burgain 2 v.. por 6#
Acaba de appareecr no Rio-de-Janeiro es-
ta interessanle grammatica pela qual em
muito pouco lempo e som a fastidiosa ta-
ris de esludar de cor verbos o significados,
se aprende a fallar, tradu/.iro escrevercom
perfeicflo a lingoa franceza.
Vende-se aqui na praca do Commercio, n.
2, prinieiro andar.
/uartes de furla-crcs a
200 rs. o covado e ris-
cado monstro a 220 rs.
Vende-so zuarto do furta-cres muito
encorpado e com 4 palmos de largura, pro-
prio para escravos a 200 rs. o covado ; ris-
cado monstro muito bom a 220 rs. o cova-
do : na ra do Crespo, loja da esquina que
volta parr a cadeia.
Vende-se um cabrinha de 8 annos, mui-
to esperto, e que serve bem a urna casa;
umprelodo 20 annos, muito forle, e por
isso ptimo para todo o trabalho ; urna pre-
la de 20 annos, de muito boa figura, a qual
engomma,cose, cozinha, ludo muito bem
feito, e que serve o melbor possivel a urna
casa ; urna dita de 25 annos, quo cozinha,
ordinario, lava o vende na ra ; urna dita
do 18 annos, oplima para se acabar de edu-
car ; urna dita de 35 annos, muito boa en-
gommadeira e cozinheira, a qual se vende
para, o mallo : na ruado Collegio, n. 21,
primeiro andar, se dir quem vendo.
Atlencao !
A 1,000 rfc.
Vendem-se cobertores de algodflo dobra-
dos, ptimos tanto om qualidade como em
tamanho com 8 palmos de largura e 11
de rompimiento, pelo barato preco de 1,000
rs. cada um ; bem como um completo sor-
timento de fazendas novas o baratissimas :
no armazcm de fazendas do Hay mundo Car-
los I.eile, na ra do Queimado, n. 27.
Arroz de casca e millio
novo.
No armazem do Itraguez, ao p do arco
da Conceicflo, vendem-se saccas grande
com nrroi de casca e milho novo, pelo m-
dico pregode 3,000 rs. cada urna.
-- Vendem-se ceios de ver ao longe,
proprios para thealro, jinellas, ou mesmo
para senliorcs de engenho, quede suas ca-
sas pdem com facillidade conhecer, nflo
s quem vem como quem trabalba ou.n.to
no campo, por 3,000 rs. cada um : esta des-
coberla foi devida ao acaso em 1609: na
ra larga do Itozario, n. 35.
Pechinchas para
liquida cfto.
Vcndem-se cortes de gorguiflo de seda
paracolletcs, a 1,600 e 2,000 rs., superior
fazendo ; ditos de velludo lavrado, a 1,600
rs o corle ; casimira cor de vinho com seis
palmos de largura, propria para paulse
jaquetas, pelo diminuto preco de 1,600 rs.
o covado ; cortes do cassa para vestidos
com sete varas de cores filias c de bonilos
radrOes, a 2,000, 2,500 e 3,500 rs.; mantas
de seda, tanto para senbora com paramo-
ninas, a 5.000 e 6,000 rs. : na ra do Cres-
po, ao p do arco do .S.-Anlonio, n. 5 A :
bem como casimira elstica prcla, bastante
larga e superior, a 2,800 rs. o covado.
Velas de cores.
Vendem-se, no armazem de moldados
atrs do Corpo-Saulo, n. 66, por preco com-
modo, velas de carnauba, sendo zoes,
cor de rosa e lustrosas, as quaes se tornam
recommendaveis pela sua superior qualida-
de e aturarem mais que as de espermacete,
e nflo fazerem morrflo.
Vende-se familia de Srnta-
Catbarina, a melbor que lia no
mercado e por preco commodo:
nosarmazens de Dias Ferreira e
do Ylourao, no caes da Alfandega
Vende-se potassa superior
por preco mais commodo do que
em oulra qualquer parte : no ar-
mazem de Dias Ferreira, no caes
da Alfandega.
Vende-se, ou troca-so por urna cscra-
va urna casa terrea de podra e cal, bem
construida, com dual salas, cozinha, 2
quartose grande quintal com cacimba, si-
ta no paleo da l'az, nos Afogados : na ra
do Caldeirciro, n 44.
--Vendem-se amarras do'ferro: na ra
Ja Scnzalla-Nova, n. 42.
Tai xas
<4
r
as muito ricas, para cajitflo; bem como
um habito esmaltado, deChristo.
. A 900 rs. cada urna
vara.
Novo algodSo california, com .8 palmos
da largura na ra do Crespo, n. 5, loja
que faz osquina para a ra do Collegio,
vende-se o novo algodflo trancado, pro-
prio para toalhas com 8 palmo de largu-
ra pelo barato precoTleJ 900 rs. cada urna
vara.
Novos cortes de cassa pa-
ra vestidos.
Vendem-se cortes do cassa para vestidos,
de cores lixas e de bonitos padres, a sele
e oilo patacas o corte ; chales do tarlatana ,
grandes a 800 rs.; meios ditos, a 500 rs. :
na ra do Crespo loja da esquina que vol-
ta para a cadeia.
Folha de Flandres.
Vendem-se caixas com folha de Flandres:
na ra do Amorim, n. 35, casa de J. J. Tas-
so Jnior.
Tecidos de algodao tran-
cado da fabrica de To-
dos-os-Santos.
Na ra da Cadeia, n. 52.
vendem-se por atacado tres qualidades,
proprias para saceos de assucar e roupa de
escravos, a 250, 280 e 300 rs. a vara.
il@ Na ra do Crespo, loja da <*
esquina que volta para a ^
Cadeia, vcndem-se 9
os acreditados brins brancos de lis- J
tras, usos eamarellos, a 1,500 rs. o J
?i corlo ; dito muito superior, a 1,600
C- rs. todos do puro lioho ; panno fino *
^ preto e azul, a 3,200 rs. o covado;
<* dito muito superior, a 5,500 rs.; fus- %
* loes niiiito bonitos a 640 rs. o cor- *
* le; ditos de velludo muito ricos a 9
% 2,500 rs.; pecas de cambraia de qua- 9
% dros de 8 varas emeia, a 2,720 rs. a *
fr pega ; cassas relas minio bonitas, *
.* a 1,410 rs. o corle ; madapolSo enfes-
* lado muito fino, a 5,400 rs. a peca ; 43
( corles de calcas de setineta de cor, #
i 880 rs. ; ditos de castor, a 1,000
r> rs. ; cbila azul para escravos, a 140 9)
rs. o covado; picote muito encorpa- (
fr do, a 180 rs.; platilhas .le linho, a 500
& r. a vara ; esguiflo de linlie muito fi- ?
fe) no e com 4 palmos e meio de largu- #
ra a 1,440 rs. a vara ; corles de 4
. brim de algodHo, a 800rs.; e ou- 9
* tras muitas fazendas por pre^ocom-
* modo. <&
*

engenho.
para
Na fundicSo de ferro da ra do Brum,
acaba-so de receber un completo sortimen-
tode taixas de a 8 palmos de bocea as
quaes acham-se a venda por preco com-
modo o com promptidfo embarcam-se,
ou carregam-secm carros sem despezas ao
camprador.
4cs fumantes de bom gosto.
No armazem de moldados atrs do Cor-
po-Sanlo, n. 66, ha para vender, chegados
pelo ultimo vapor .viudo do sul superio-
res charutos S.-Felix, e de outras muitas
qualidades que se venderSo mais barato do
que em oulra qualquer parle : bem como
cigarrilhos hespanhes dilos de palha de
milho, que so estffo vendendo pelo diminu-
to preco de 500 rs. o cento.
Pos galvnicos para
pratear.
Na ra do Collegio, loja n. 9.
Todas as pessoas que possucm objeclos
praleados e quo tenham perdido a cor ar-
gntea, estando por issfl indecentes, ou inu-
tilisados, teem uestes pos um excellente
restaurador o conservador dos mesmos
objeclos sempre como novos sendo o pro-
cesso para se usar delles o mais simples ,
nada mais do quo esfregar com um panno
de linho molhado em agoa fria e passado
nos mesmos pos.
Urna caixinha contendo quantidade suf-
ficienle para pratear mais de 40 palmos
quadrados cusa a mdica quanlia de
mil rs.
Vende-se um'cabriolet inglez, muito
forte em ptimo estado e pintado de novo:
na cocheira do Sr. Mounicr, no Aterro-da-
Boa-Vista.
Moendas superiores.
NafundicSodo C. Starr & Companhia,
emS.-Amaro, acham-se venda moendas
de canna, todas de ferro, de um modelo e
construceno muito superior.
~ Vendem-se 2 cabriolis inglezes em
muito bom estado com todos os seus per-
tences por preco commodo : no Alerro-da-
Boa-Vista, n. 52, cocheira de Luiz Monier.
Madapoles unos a
3,600 rs. a peca*
Vendem-se madapolOes finos, com 24 jar-
das com um pequeo loque de mofo pe-
lo preco de 3,600 rs. a peca: na ra do Cres-
po, loja da esquina que volta para a ca-
deia.
Na ra oslreita do Itozario n. 43, se-
gundo andar, vende-se um escravo perito
ollicial desapateiro ,o quo he bem moco :
o motivo porque se vende se dir ao com-
prador.
Na loja do Eslima & Ramos, no Aleno-
da-Boa-Visla, vende-se um pardo adrago-
*8###S#aS
Arados de ferro.
Na fundicSo da Aurora em S.-Amaro ,
vcndem-se arados de ferro de diversos mo-
delos.
~ Vende-se superior cal virgem de Lia-
ba viuda pelo ultimo navio por preco
mdico : a tratar na ra do Vigario n. 19,
primeiro andar.
Cha brasileiro.
Vende-se cha brasileiro no armazem de
moldados, atrs do Corpo-Santo, n. 66, o
mais excellente cha produzido em S.-Pau-
lo quo lem viudo a este mercado por
preco muito commodo.
A 640 rs. cada um.
Vendem-se cobertores de algodSo ameri-
cano, encorpadose grandes, a duas pata-
cas ; chitas escuras de bons padrOes e co-
res seguras, a meia palaca o covado: na
ra do Crespo, na loja da esquina que vol-
ta para a cadeia.
AGENCIA
da fundicao Low-Moor
RA DA SKNZALT.A-NOVA, H. l\1.
Neste estabelecimento conti-
na a havetum completo sorti-
mento de moendas e meias moen-
das, para engenho ; macbinas de
vapor, e taclias de ferro batido e
coado, de todos os tamaitos,
para dito.
Vendem-se rclogios de ouro e prala,
patentes inglezes : na ra da Senzalla-No-
va, n. 42.
Cortes de brim de puro
linho, a 1,280.
Vendem-se cortes de brim trancado
pardo de pu'o linho, pelo diminuto preco
de quairo patacas : na ra do Crespo, loja
da esquina que volta para a cadeia.
o o
r:> Um piano. Q
O Vende-se um piano muito bom para v
'} estudo, bonito e de excellente autor: 9
f> na ra do Collegio, n. 9. '3
Barricas.
Vendem-se barricas vasias que foram de
farinha, em p e bem accoudicionadas :
na ra do Amorim n. 35, casa de J. J.
Tasso Jnior.
Deposito da fabrica de
Todos-os-Santos na Babia
Vende-se em casa de N. O. bieber & C.
i ra da Cruz, n. 4, algodSo trancado
daquella fabrica, muito ptoprio para saceos
de assucar e roupa de escravos.
Vende-se, a bordo do brig ue Marcial,
dictado do Rio-Crande-do-Sul bom sebo
em rama, por preco commodo.
Deposito de Potassa.
Vende se muito nova potassa
de boa qualidade, em Larriszinhot,
pequeos de qua tro arrobas, por
preco barato, -como j ba muiloj
tem'po se nao vende: no rtecife,
ra da Cadeia, armazemn. ia.
A 5,300 rs.
Vendem-se pecas de esguio de Irlanda,
fazenda mnito encorpada o de 4 palmos de
largura pelo diminuto proco de 5,500 rs. a
peca com 10 varas o meia. ea vara a 560
rs. : na ra do Crespo, n. 1*. loja de Jos
Francisco Dias.
Rap roldo franeen.
Vende-se o superior rap rolSo francez ,
nicamente as lojas dos Srs. Caetano I.uiz
Ferreira no Aterro-da-Boa-Vista n. *o ;
ThomazdeMatos Estima, na mesma ra,
n.54; Francisco Joaquim Duarte, ruado
Cabug ; Pinto & Irmo na ra da Cadeia
do Itecife, n. 19.
Antigo deposito de col
virgem.
Na na do Trapiche, n. 17, ha
muito superior cal virgem de Lis-
boa, por preco muito commodo.
A 5110 rs.
Na ra do Crespo, n. *4,
loja de Jos Francisco
Dias,
vende-se hamburgo muito fino, com 3 pal-
mos e meio de largura, e com mistura de
algodflo, pelo barato preco do 320 rs. a
y,ra-
Aos 20:000,000 de res.
Vendem-se bilhetes do Rio-de-Janeiro da
II.*lotera ordinaria a beneficio do thea-
lro de Niclheroy : no Alerro-da-Boa-Visla,
loja desapatos, n 78.
Bilhetes 21,000
Meios 10,500
Qu irlos 5iS00
(litaros 2>700
Vigsimos' M00
A 140 rs. o covado.
Vende se superior rscado do algodflo,
muito encorpado, a 140 rs. o covado: na
ra do Crespo, n. 6, loja junto ao lampeflo.
Aos 20 000,000 de ris.
Vendem-se bilhetes e meios ditos do Bio-
de-Janeiro da 11.'lotera ordinaria a bene-
ficio do thealro de Niclheroy : no becco da
Congregacflo, loja de fazendas, n. 41.
Bilhetes 21,000
Meios 10,500
Quartos 5,501)
itavos 2,700
Vigsimos 1,300
Dias.
Vendem-se bichas chegadas ltimamente
e'de boa qualidade, a 160 rs. cada urna, em
poreflo de 25 para cima : na ra do Amo-
rim, n. 35.
OAos 20:000,000de rs.g
rfrF*HE APBOVEITAII A OCCASIaO^^%
Cadeia do Recife, loja de fazendas,
2 de Joilo da Cunha Magalhes. Jg
<3 Bilhetes 21,000 X
O Meios 10,500 2
O Quartos 5,200 O
O Oitavos 2,600 O
O Vigsimos 1,200 O
o o
00000000 0000000000
Vende-se una loja
que foi de J. Chardon, no Aterro-da-Boa-
Visla, n. 3, com fazendas, armaco e divi-
das, a diuheiro, ou a prazo com boas fir-
mas : a tratar ni ra da Cruz, n. 10.
-- Vende-se um pardo proprio para pa-
gem: por tras do Corpo-Santo, n. 29, na
esquina opposta a do Torres.
Vende-se um lindo sobrado novo de
um andar, na ra Augusta, por preco mui-
to rasoavel, por haver precisflo do se com-
prar um sitio nos Remedios, que j est
contralado : na r-ua de S.-Francisco, casa
apalacada se dir quom vende, o quem lam-
ben) se est autorisado a vende-lo, de ma-
ntilla al is 9 horas.
Vende-se palha de carnauba : na ra da
Moda, armazem de Leopoldo Jos da Cos-
a Araujo a tratar com o mesmo, ou com
Francisco Mai.tins Ferreira.
Aos 20:000,000 de res.
Vendem-se bilhetes do Bio-de-Janeiro da
II.' ordinaria a beneficio do Iheatro de
Niclheroy : na ra do Cabug, loja franceza
junto a botica do Sr. JoSn Moreira Marques.
~ llebrard & Companhia, na ra do Tra-
piche-Novo, participan) ao publico que aca-
ban) de receber pelo ultimo navio chegado
de Franca, salames, ditos saucissous de ar-
les, julieunes, cocumelos, carroles, em-
itas, sardinhas, mostarda franceza, azeito-
nas, cereija, etc. No mesmo estabclecimen-
(o se encontrarflo todas as qualidades de vi-
nho., cognac, absinth, kirch marca verda-
dera da Suisss, azeile superfino do Sr. Pla-
guol: tudo por preco commodo.
Na loja do sobrado amarello, nosqua-
tro-cantos da ra do Queimado, n. 29, ven-
dem-se brins trancados do cores, linho pu-
ro e padres de muito goslo, e alguns com
bslras ao lado, a 1.800 rs. a vara ; cortes de
calcas de casimira de c- es, a 5 e 6,000 rs. ;
corles de ctdletcs de fustSo, fazenda muito
supeiior e de gostos muito modernos, a
1,800 e 2,000 rs,; ditos de velludo de co-
res, a 5 e 6,000 rs.; alpaca decores, pro-
pria para casacas a palitos de montar a ca-
ra lio, a 800e 1,000 rs. o covado ; e outras
fazendas muito em conta.
A 1.200 rs. cada corte.
Vende-se colim branco de lislras.de co-
res, a 1,200 rs. o corle dito de meia casi-
mira do algndo, a 1,280 is. ; dito de brim
trancado branco de listras, e de puro linho,
a 1,600 rs. : na ra do Crespo, loja n. 10.
-- Vende-se urna rteca parida, e outra
mojando, reputados por boas de leite, e
chegadas ha pouco de fra : no Remedio,
fallar com o Macaobira.
VenJe-se a Becpeacflo pbilosophica em
10 rolumes, pelo padre Theodoro de Altnei-
da : na ra Nora, n. 16.
A560 rs. cada um.
Vendem-se cobertores de algodSo ameri-
cano, encorpados e grandes, fe 560 rs.; al-
godSo azul de chadroz, a 160 rs. o covado
na ra do Crespo, loja n. 10.
Cordas para instru-
mentos.
Vondem-se cordas o bordos para violilo
rabeca, rabcco grande e pequeo ; papel'
pautado para msica! tudo de superior qua-
lidade: na praca da Independencia, loja
n. 3.
Aos 20,000,000 de cis.
(5* Cheguem ao reatmho. ^3
Vendem-se bilhetes, meios, quanos, oi-
lavose vigsimos da II.' lotera a beneficio
do thealro de Niclheroy, aos precos abaixo
declarados, na ra da Cadeia, n. 56.
Bilhetes 21,000
Meios 10,500
Quartos 5,200
itavos 2,600
Vigsimos 1,200
-- Precisa-so de urna aml de leite par
amamentar urna changa, tilo somonte a
noile, vindo is 6 horas da tarde e retiran-
do-seis 6 da mantilla: paga-se bem: ni
ra da Florentina, casa da esquina, defron-
le do Iheatro novo.
Vendem-se 10 lindos moleqnes de 101
18 annos; 8 pretos de 20 a 25 annos; 3 par-
dos de 16 a 20 annos, sendo um delles opi|.
mo cozinheiro ; 3 pardas de 16 a 20 annoi,
com habilidades; urna dita de 20 annoi,
com habilidades, o com dous filhoa, um dt
5 annos ooulro de um anno; 10 pretascom
habilidades,de 16 a 24 annos: na ra do
Collegio, n. 3, so dir quem vendo.
Vende-se, lor 280,000 rs., um bom
carro de 4 rodas para dous cava 11 os, com
seus competentes srreios; bem como por
baratissimo preco, que da mesma forma
provoca os compradores, urna cadeih-
nhadearruar.de muito boa construcgflo;
24 ferros de ricas molduras para fabricj
flores; um jogo de pistolas de cavall, \
novas ; um dito de ditas de espoleta:; r.l
quenas ; urna poreflo de aldrabas para vi-
dragas : na praga do Commercio, n. 2, pri-
meiro andar.
Na loja de Maia Ramos & C. rende
se pelo diminuto prego de 500 rs. timdoi
mais bellos romances que tem por Ululo -
A roseira -- traduzido do francez por umi
senbora portugueza. Recommenda-se mui
to a leilura desta obra, principalmente 101
pais de familia; para que, dando-a a lera
seus filhos,, conhecam a grande utilidado
3ue so lira em derramar por entre a moci-
ado lices de tanta moralidadn comou
que se coulem em dito romance. Quem
pretender os ditos lirros, dirija-so a ra No.
va, n 6, na indicada loja cima.
Memorias histricas
da provincia de Pernambuco por
Jos Bernardo Fernandos-(ama,
4 volumes em oitavo, com rclrato do autor
em frente e diversos mappas o plantas lu-
pographicas.
Me urna obra de summo inleresse e de pri-
mara necessidade para quanlos babilim
Pernambuco. He a historia mais curioit
que possuimos desde a descoberta e fumn-
gflo desta provincia at os nossos dias, com
as particularidades mais minuciosas e do-
cumentos originaos que anda nflo linliaic
visto a luz.
Vende-se na praga do Commercio, es-
criplorio n. 2.
agencia de Kdwin Maw.
Na ra de Apollo armazem n. 6, de M. Cal-
mont&Companhia, acha-se constantemente
um grande sortimento de ferragens inglezes
para engenhos de fabricar assucar, hem
como taixas de ferro coado e balido de dif-
ferenles tamanhos o modelos, moendis
de dito, tanto para armar em madeira como
todas de ferro para animaes o agoa, ma-
chinas de vapor de frga de 4 cava los, alta
pressflo, repartideras, espumaderas, etc.
de ferro estanhado. Na mesma agencia ach
se um sortimento de pesos para balangas
escovins paia navios, ferro em barra, lano
quadrado como redondo, salra para lerrei-
ro o urna poreflo de tinta verdeen latas:
tudo por baralo prego.
jftscravos Fugios
Fugio, no dia 17 do correte, u m pre-
to de nagflo, ladino, vindo ha pouco da Hi-
hia, de estatura regular, de 30 e tantos tu-
nos; levou camisa de algodSo trangado es-
curo, caiga bronca de algodSo da Urra
chapeo de pal ha ; lem falta de denles quei-
xics ; lem os tornozelos dos ps finos, e sig
gnal de um caustico ao lado da barriga
Roga-se as autoridades policiaos e cspitl*"
de campo, que o apprehendam levem-iK1
a ra da Cadeia do Recife, p. 15, que se: flo
gratificados.
Escravos desencaminados.
Pela madrugada da segunda-feira, 15 da
rorrele, do chafariz da ra Augusta, na>
Cinco-Pontas, deixaram-se h>ar atrs do
comboi que segua para o engenho Marti'
pagipeascscravasseguinles, que presum-
se acharem-se perdidas, por,nflo saberes
docaminho para aquello engenho: Aip*'
lica, pn la, de 30 anuos, de estatura regu-
lar, com faltas de denles na frente da rari<
sup-rior, rosto cornpr ido, olhoa pequenez
com dous filhos, um mulatinho de norna
Leopoldo, de 5 annos, olhoa grande, e
bonita figura, e ooulro com tres mezes ,lf
nascida, e preta ; foi escrava do Sur. V"
lenga, morador na ra larga do Hoz'10
l.uza, de 25 annos, preta fula, estator "'
guiar, rosto redondo, inclina a cabeg
quando falla ; tem a lala grande, plhos Pt-
.quenos ; foi escrava do Sr. Manoel Viena.
que leve loja de louga na ra do Urrmf"'
lo : ambaa estas escravas sflo dadas a '"'
hedeifa : Cosma, prela ful, de 35 aimiV
muilo baixa, rosto comprido; heescra v"
senhor do engenho Martapaaipo : qen''
por tanto, as pegar leve-as ao dilo eiig*
nho, ou nesla praga, na ra do Itangel,.1^
na praga do Cominea ci, n. 2, casa do Srtf
Luiz Jos de Castro Araujo, que ae
pensaii.
i PSN. : "A ITP. DE H, t. DE F*


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID E1NGS9LIW_5PXO4M INGEST_TIME 2013-04-24T17:02:03Z PACKAGE AA00011611_06693
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES