Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:06635


This item is only available as the following downloads:


Full Text
,:

G] \,:no XXV.

QiiinJavfe.ra 15
fARTIDAS SOS COBBXIOS. *
Coinnua e Parahiba.sejundas esextjt-fc
Hio-Graudc-do-Noi te, quimas-fciras ao fio.
da.
Cibu.Sernhaem, Rta-F'ormoso, Potas-CalvA
Macelo, no 1.", alie 1 di- e.ida Iiic.
Garanhuns c Bonito, a 8 c 23.
Ba-Vsla e Flores, a 13 e 28.
Vicioria, as quintal -reirs.
Olinda,. todos os das.
IPHEMERIWS.
Chases da :.tiA. Chela a I, as 2h. eS in. da I.
Ming. i 1), a 4 li. eo m.da i.
^T Nova a 10, 1 hx e 42 ni. da l
* Gresca24,s 9 h. e 4 ui. dam.
PttliMR BE BOJE.
Primelra a 2 hora c 6 minutos da tarde.
Segunda a 2 hora e 30 minutos da manh.
I
X leSelombro(!ci849.
* .
N. 205.
PRECIOS SA SUBSCKIP9A0.
Por tres mezes.(adi"iia Por seis uiezes 8>oU0
Por um anuo I.Y.-oiin
^&'..1P.^7T:
DAS sa semana.
10 Seg. S. Poliano. Aud. do J. dos orf. e do m. 1. v
11 Tere. S. Thuodoro. Aud. da chae, do J. da I.
v. do civ. e do dos fritos da fataoda,
12 yuart. S. Aula. Aud. do J. da 2. v. do ev.
13 Quii. S. Filipne. Aud. do J. dos orf. c do m.
da 1. v.
14 Sext. I'.xallacao da Santa Cru. Feriado para os
negocios forenses.
15 Sab. .s. Domingos cin Sorlano. AuJ. da Chae.
_ e do .1. da i. v. do cfluie;
" Diiu. INuisa Senhora das Dores.
CAMBIOS EH 12 E SETEMBRP.
Sobre Londres. 2 d. por 1/000 rs. a 80 das*
Pars, 370.
Lisboa, MOporcento.
(uro.Oncas hespanliocs........
Moedas de (400 velhas.
. de 1; -1.....lovas .
de 4/000..........
/'ratt*:PatacCes brasileiros.....
Pesos columnarios------
Ditos mexicanos.......
31/000 a 31/T.on
17/200 a 17/400
l(&iQ0 a 1(5/400
y/21
9/41 Mi
^
I/V90
1/900
2/01
: i
~jijsei5jSBM!ar.
osi:r SMirsaawaa 1
PABTE OFFICIf,
MINISTEUIO DA GUERKA.
c:ontiima(> la iclnciio los ofll-
clnes Ion liiT"i".it*M coi pos lo
cxeielto promovidos iiorilccri-to
ili- 27 de n (rosto pwssndo.
Primeiro balalhilo de arlilliaria a f.
Para coronel graduado, o lenenle-coro-
nel eommandanle do mesmo balalh.1o Soli-
donio Jos Antonio Pereira do Lago.
para segundo lente secretario, 11S0 po-
dendo ser promovido sem lerocuiso d'ar-
ma, o sargento 1I0 mesmo batalho Silves-
tre Velasen Molina de Tavora.
Para capillo, o primeiro tenente do quar-
to hatalliflo da mesma arma Daniel Alves
l'ereira Ribero Cirne, para a oitava com-
panhia.
Para primeiros lenles, o segundo l-
ente do mesmo btalhflo Joo Antonio No-
Irseo l'ereira da Cimba, e o segundo len-
te do segundo batalho da mesma arma Jo-
s Pedro Nolasco l'ereira da Cunhn.
Para segundos (enentes, os alfares alum-
nos Jos Joaquim de Lima c Silva, Antonio
Jlo Itangel de Vasconcellos Dantas, Mi-
guel Antonio Jlo Itangel de Vasconcellos,
Luiz ('arlos da Costa l'imentel, Carlos Jos
da Costa l'imentel, Jeronymo Francisco
Coelho, Jos Antonio da Fonseca l.essa e
Trujano Antonio Goncalves de Medeiros.
Segundo latalhao de arlilliaria a pe.
Para tenonta-coronel graduado, o major
do mesmo batalho llygino Jos Coelho.
Para capit.le?, os primeiros tenentes do
mesmo batalho Jos Antonio Karboza, pa-
ra a primeira companhia ; Antonio Mara
de Castro Delgado, para asegunda compa-
nhia ; o primeiro lenlo do primeiro baU-
lhio da mesma arma Antonio Maia Itnliello,
para a quarta companhia ; o o primeiro te-
nenie do corpo de artilharia a cavallo An-
tonio Alves Carqueija, para a oitava com-
panhia.
Para primeiros lenles, os segundos l-
enles Emiliano Roza de Senna, e secreta-
rio Candido Leal Ferreira, ambos do mesmo
halalho : os segundos tenentes do primei-
ro balalhito da mesma arma Miguel Joa-
(|iiim l'ereira de S, Joao Mana de Almeida
Portugal cCarlos Kernardino de Moura, e
os segualos lenles do quatio halalho
da mesma arma Pedro Augusto de Alcnta-
ra Vabuco de Araujo e Angelo Semio da
Silva.
Para segundos lenlos, os alfares alum-
nos Joaquim da Gama Lobo d'Rca. A)res
Antonio de Moraes Ancor, Francisco Nu-
nesila Ctiubo, Francisco Das da Cosa, A-
pollouio l'eres Campello Jacomo, Carlos
Anlonio Pereia de Macedo, Leonardo Jos
da Fonseca l.essa e Jos de Serqueira Lima.
Terctiro batalho de artilharia a pe.
Para coronel gradalo, o tenente-coro-
nel cominanilaiito do mesmo batalho Jost
Ferreira lie Azevedo.
Para segundo tenente quarlel-meslre, o
mdeledo primeiro batalho da mesilla ar-
ma Joaquim Jos Pcieira.
p*ra capitlea, o primeiro tenente.quar-
tel-meslre do mesmo hatalhao elementlo.
Antonio delgado, para a primeira compa-
nhia ; o primeiro lenle do piimeiro bata-
lho da mesma arma Jos Pedro lleitor, pa-
ra a quinta companhia; o primeiro len-
te do segundo batalho da mesma arma Pe-
dro AlTonso Ferreira, para a sexta compa-
nhia; eoprimeiro tenente quartel-mestre
do corpo de arlilliaria a cavallo Jos Rodri-
gues de Uliveira, para a stima companhia.
Para primeiros (enentes, os segundos te-
nentes do mesmo balalhilo Matioel Joaquim
de Barros e Mermes Ernesto a Fonseca, os
segundos tenentes do primeiro halalho
da inesnia auna Miguel .Mara do Noronhi
Feilal c Antonio Jos do Amaral, o segundo
lente do corpo lixo da mesma arma da
provincia de Matlo-Grosso Amonio Baplis-
ta de Almeida, o o segundo tenente do cor-
po de artfices da corle Antonio Correia da
Costa l'imentel.
Para segundos (cuentes, os alteres alum-
nos Luiz Benedicto l'ereira Lcile e Joaquim
Finniuo Xavier, o piimeiro cadete do pri-
meiro balalli.lo da mesma arma Manuel Lo-
pes liaugel, o piimeiro cadete do corpo de
artiltiaria a cavallo Antonio Caetano da Sil-
va Kiiely o cadete do primeiro batalho
de l'uzil'iros Selasliao da Cuuha d'Eca o
Cotia.
(litarlo butallido de ar Hitarla a pe.
Para coronel, o coioncl graduado com-
man lantedo mesmo halalho Jos Vicente
de Atnoritn Btcrra.
Para tenenle-coronel graduado, o major
do mesmo hutalh.lo Imiuceneio Eustaquio
Ferreira de Araujo.
Para capies, o primeiro lente do mes-
mo halalho Francisco Carlos Bueno Dcs-
champs, para aegunda companhia ; c o
primeiio lente ajndunle do corpo de ar-
lilliaria a cavallo Nahor Dellim l'ereira, pa-
ra a quinta companhia.
Para primeiros tonentes, os segundos le-
n ules Joo Masa de Almeida Feij o o
qusrlel-mestro l.eopldino da Silva A/.cve-
do, ambo do mesmo batalho ; o segundo
lenle do c;uido halalho da mesma ar-
ma Severiano ilarlins ds Fonseca.e o segun-
do tenente do corpo lixo da mesma arma da
provincia de Malto-t.iosso Benedicto Ma-
i'i.inno de Campos.
Para segundos tenenlcs, os primeiros ca-
detes Firmino llerculaiio de Moraes Anco-
ra e Antonio Jos Augusto Conrado, o se-
gundo cadete Jos Feliciano de Figneiredo
de Carvalho e o sargento Paulino do Almei-
da e Brito, todos do primeiro halalho da
mesma arma, e o primeiro cadete do lercei-
ro bata'ho da mesma arma Jos Nunes
Marques.
Corpo de arlilliaria a cavallo.
Para segundo tenente, o alferes alumno Luiz
Fernandes de Sainpalo.
Para primeiros tenentes os segundos tenentes
do corpo lixo da mesma arma da proviucia de
Malto-Grosio, Manuel Pacheco de Lima c Joao
Luiz Ferro.
Para segundos tenentes, os alteres alumnos
Jos6Thoma7.de Almeida Perclra Yalente, An-
tonio Paulino I.iinpo de Abrcu c Alonso lam-
po de Abreu.
Corpo fixo de arlilliaria da provincia de Mallo-
Grosso
Para coronel, o coronel graduado eomman-
danle do mesmo corpo Severo Jos de Sou/.a
Lima.
Para canilles, o primeiro lenle do segun-
_o batalho da mesma arma Francisco da Cos-
fa Reg Montclro, para a segunda companhia;
O piimeiro tenente do leieeiro batalho da
mesma arma Hermenegildo liachadn do Nasci-
mento, para a lercera companhia; c o pri-
meiro tenente do corpo de arlilliaria a cavallo
Jos Rbeiro Raposo, para a quarta companhia.
Para segundos tenentes, o primeiro cadete
Jos Carlos Cabral e segundo cadete Joaquim
Antonio Ferreira da Cimba, ambos db primeiro
batalho da mesma armai c o primeiro cadete
do quarlo batalho da iiieima arma Joao Paes
Delo de Mello.
Corpo de arlificei da corle.
Para primeiro lenerfb, o segundo tenente do
mesmo corpo Jos Joaquim Alves.
Para segundo lenle, o alferes alumno Tlio-
maz Goncalvcs da Silva.
Companhia de artfices da provincia da Bahia.
Tara primeiro lenle, o segundo lente do
corpo lixo de artilharia da provincia de Matlo-
Grosso Antonio Lula Fernandcs.
Companhia de arlificct da provincia de l'cr-
nambuco.
Para capilao, o primeiro tenente do quarto
batalbao de artilharia a p Carlos de Moraes
Camisao.
Para primeiro tenente, o segundo tenente do
corpo lixo de artilharia da provincia de Malto-
Grosso Ucucdilo Jorge de Faria.
Primeiro rtgimnienlo de cavallaria ligeira.
Para major, o major graduado do tereciro
regiment liento Jos Lcilfl de Faria.
Para alteres ajudante, o segundo cadete do
mesmo regiment Francisco Mauoel da Costa
l'ereira.
Para capillas, contando anliguidade de 7 de
setembro de 1817, o lenle ajudante Francis-
co Gomes de Freilas. para a segunda compa-
nhia; o tenente Jos Constantino Lobo liotelho,
para a lercera companhia: ambos do mcimo
regiment : c o tenente do coipo lixo da mes-
ma arma da provincia de Matlo-Grosso Fran-
cisco de Assis Machado Bueno, para a oitava
companhia.
Para espilles graduados com a referida an-
tiguidade, os tenentes do mesmo regiment
Francisco de Paula Camargo e Jos Leopoldo
(tabuco de Araujo
Para lenles, o alferes do mesmo regimen-
t Manuel Alves de Azevedo e o alferes do se- j
cundo regiment Augusto Cesar de Araujo,
Bastos.
Para alteres, os primeiros cadetes Antonio
Lula Hancleira de Gouveia, Caelano Piulo de
Miranda Monlc-Negro, Antonio Miguel de A-
raujo Uliveira Lobo, Joao Galdino Picaluga,
Antonio Jos da Costa, Jos Louicnco Vieira
Sonto, os segundos oadi les Theopbilo Jos Pe-
droso e Fernando da rvobrega l.ins, eos parti-
culares segundos sargentos Maiioel Theotonio
ltibeiro da Silva e Joao Mauoel da (Junlia, to-
dos do inaamo regiment.
Segundo regiment de caralturia ligeira.
Para allrcs ajudante, o sargento ajudante
do mesmo regiment Joaquim .Nunes de Souxa.
Para alferes quarlel-meslre, o primeiro sar-
gento do mesmo regiment Leandro Jos dos
Res.
Para major graduado, o capilao da lercera
companhia do mesmo regimeuto Victorino Jos
Carueiro Monleiin.
Para capilar* graduados, contando autigui-
dide de 7 de srlembro de 1847, os lenles do
nieanio regiment Mauoel Ignacio da Silva e
Jo:io Severiano Pessoa de Andrade.
Para tenente, o alferes do mesmo regiment
Antonio Francisco deCastlllos.
Para alferes, o primeiro cadete Gaspar Fran-
cisco Mena Brrelo, o segundo cadete segundo
sargento Joio Augusto Garcez, o particular
segundo sargento Sorberlo Xavier Rosado, c
os primeiros sargentos llypolilo Amonio 111-
beiro, Israel Soares da Silva. Luiz Joaquim de
S. Ilrilo, Sabino Marlins de Amorim, llemen-
cano liba de Tollrdo, lodos do mesmo reaji-
meiilo, e o cadete de cavallaria do corpo lixo
da provincia de San-Paulo Antonio Floriudo
Rodrigues de Vasconcellos.
TirttiiO regiment deravatlaria ligeira.
Para major, o major graduado do primeiro
regiment Joao Rodrigues F'eu de Carvalho.
Para alferes quarlcl-iueslre, o sargento quar-
tel-inestre do mesmo regiment Jos Coelho
Para capillo, conlandi anliguidadc de 7 de
setfinbro de 1847, o tenente do quarto regi-
ment Uiogo Goiifalves de Alcal, para a pri-
meira cumpanbia.
Para capilao graduado com a referida anti-
guidade, o lenle do mesmo regiment Jos
Ferreira da Silva Jnior.
Para lenles, o alferes do mesmo regimen-
t Venceslao Jos de Oliveira. o alferes uo se-
cundo regiment Antero de Uliveira Fagundes,
e o alferes do (piarlo regimeuto Ir.stao Lopes
dlparaa alferes, o primeiro cadete Jeronymo
Pacheco de Asambiija, o segundo cadete fran-
cisco VasTeixeba do Amaral, o primeiro sar-
gento IzidoioFeroandesdc uliveira e o segun-
do sargento Jos Dogo dos Res, todos ao
mesmo regiment; o primeiro dadete do mes-
mo regiment Cerlos Vieira Xavier de Castro,
o segundo cadete segundo sargento Cesar Au-
gusto Rrandao. e o particular segundo sargen-
to Joaquim Vicente Machado, ambos do se-
gundo regiment; o primeiro cadete de (aval-
lara do corpo fixo da provincia de San-Paulo
Jorge Fugenio de Loseta e Scllbet, o piimeiro
cadete Mauoel Claudiano Soares de Andrade c
Silva, e o piimeiro sargento Cassiano Jos da
Costa, ambos da companhia lixa de cavallaria
da provincia da Haba.
Quarlo regiment de cav"""' 'Va.
Para majorca graduados oi-
tava companhia llanoel BirT>o do Moraes,
e o canilo da segunda companhia Jos Luiz
Mena Brrelo, ambos do mesmo regiment.
Para capies, contando antiguidade de
7 de setembro de 1817. o lenlo do mes-'
mo regiment Jofio Mauoel Mena Barrcto()
pura a terceira companhia; o lenle d
segundo regiment Joo Francisco Mena
Brrelo, para a quarta companhia ; o len-
le de cavallaria do corpo fixo da provincia
de S.-Paulo Jos Mara de Siqueira Cesar,
para a sexta companhia ; o tenente da com-
panhia lisa da mesma arma da provincia do
PcrnamhiicoLuiz Muniz Brrelo Nelto, para
a selima companhia.
Para capies graduados, com as referi-
das anliguidades.os tcn.'iitcjdo mesmo re-
giment Antonio Vctor de Sampalo Mena
Brrelo, Joo Sabino de Sampaio Mena llar-
reto e Jos Chrispiniano Contreiras e Silva.
Para tenente, o alferes do 2 "regiment
Francisco Jos Antonio Jacqucs.
Para alferes, o sargento-ajudaiitc Cle-
mente Jos de Araujo, o primeiro esdetese-
gundo sargento Manocl Bai boza de Alencas-
Iro, os primeiros sargentos Antonio Candi-
do de OlVCira Mallos, Joaquim Tiloma/.
Santos c Silva e/.el'eriiio Alfonso Tahorda,
os segundos sargentos Antonio Jos de ( as-
nillos, e ('.hrisnim Alves Jardini, lodos do
mesmo regiment; o primeiro cadete do se-
gundo regiment Cirios Frederico de Lima
eo primeiro sargento do primeiro regimen-
t Manocl Jos de Faria.
Corpo fixo de cavallaria da provincia de
Malto-Crotso
Pata tcncnle-coroncl comm.uidante, o te-
nante-coronel graduada do pri neiro regi-
ment folla Caetano Espinho.
Para alfrres-ajii.ianlo, o particular sir-
gento-ajudante do mesmo corpo tiarlhnlo-
meu do Arruda Marlins. \
Para alferes quaitel-meslre, o primeiro
sargento do primeito regijfento Joo Tci-
leira de Brito. .-,.,
Para capillo, contanTO anliguidadc de
7 de setembro de 1817, o Icuente-ajiidanta
do mesmo corpo Julo l'inheiio Guedes, pa-
! ra a quaria rompanhia.
Para lenles, o alfares do mesmo corpo
'Antonio Pedro dos Santos, o alferes quar-
lel-mestre do segnudo regiment Manuel
Antonio Rodrigues Jnior, eoalftfiOS da
companhia lisa da mesma arma da provin-
cia da Babia Jos Francisco de Andrade e
Silva.
Para alferes, o primeiro cadete do pri-
meiro regiment Francisco Xavier de Co-
doy, os primeiros cadetes da companhia
fixa da mesma arma da provincia de Pcr-
iiambuco Francisco Jos Menezes do Azeve-
do, Firmino Joaquim Patriota, Joaquim
Soares de Figueiredo, e o segundo sargento
da companhia lixa da mesma arma da pro-
vincia da Babia Pedro Jos Rufino.
Companhia de cavallaria d corpa fixo da
provincia de Coya:.
para capillo, contando antiguiJade de 7
de setembro de 1817, o lenle da compa-
nliii lixa da mesma arma da provincia de
Minas Ceraes Manuel Joaquim Piulo Pacca.
Companhia lixa de cavallaria da provincia de
Minas-Ceraes.
Para tenente, o alfares do segundo regi-
ment Israel Mo'eira da Foiitoura.
Para alferes, o primeiro cadele do caval-
laria do corpo liso da provincia de S. Paulo
Francisco Olinlo de Carvalho.
Companhia lixa -le cavallaria da provincia de
l'ernambuco.
Para lenle, o alferes do teceiro regi-
ment Joo Alves da Silva.
Primeiro batallia de fmileiros.
Para capillo, 0 capillo graduado ajudan-
te do stimo batalho da mesma arma An-
tonio Eduardo Marlini, para a primeira rom-
panhic ; o capilo graduado do sexto bata-
lho da mesma arma Joaquim Ignacio de
Moraes, para a terceira companhia.
Pura lenle, o alfares do oilavo haialnao
da mesma arma Luiz Antonio Favilla.^
Para alfares, o primeiro cadele Joao Pe-
dro Regs, os segundos cadeles llortencio
Mara .ta Cama de Souza c Mello, eMantH
Jorge Moznho, lodos do mesmo hatalhao.
Segundo balotado de fucileiros.
Para tenentes, os alfares do mesmo hala-
lho Jos Manoel de Souza e Miguel Vonces-
lu Ciliado. .
Para alfares, os primeiros cadetes do
mesmo batalho llenrique Tihcno Capis-
IranoeJos Joaquim Capistrano, o segun-
do cadele do drimeiro halalho da mesma
arma Amonio Marques de Souza, o segundo
cadele segundo sargento Joo Baplista Lo-
>et de Carvalho e o piimeiro sargento Jos
Francisco de Olivcira Mesquita, ambos do
selimo batalho de caladores; o segundo
argento do corpo lixo de cacatloraa da pro-
vincia do Ceara Francisco Paulino da Silva,
i o primeiro cadele do deposito de recrutas
la provincia da Bahia Sal Vicente Vianna.
Terctiro balathto de fuziltirot.
Para tenentes, os alfares do oitavo bata-
lho da mesma arma Jos Eslaeio de Lima
Brandlo o Vicenta Ferreira Comes.
Para alferes, o segundo culi le sargenlo-
ajiiilanle Joo Adol|.lio de Sou/.a Brrelo e
o segundo cadete Candido Hermenegildo
l'inlo, ambos do mesmo halalho.
Quarlo batalho de fuzileiros.
Para tenente-coroiiel graduado,o majar
do mesmo halalho Manuel Joaquim l'erei-
ra Braga.
Para capilo, o canilo graduado do mes-
mo halalho Manoel Joaquim Quedes, para
a segunda companhia.
Para lente, o alferes do mesmo hala-
Ihao Jo' Feliciano .Noves Conzaga.
Para alfares, o primeiro cadete do mrs-
mo haUlho Pedio de Alcntara da l'onse-
ca, e o particular piimeiro sargento do lor-
ceiro batalho da mesma arma Joan Rngio
Nobrega.
Quinto batalho de fuzileiros.
Para alferes quaitel-meslre, 0 primeiro
sargento do mesmo batalho Raynnimlo
Jos de Moraes.
I'ara capilo, o capilao graduado do es-
lado-maior de primeira classe Ciiilhernio
Leopoldo de Freilas, para a selima com-
panhia.
Para lenle, o alfares do corpo lixo de
Ganadores da provincia do Pinuhy Antonio
Jos de Carvalho Jnior.
Para alferes, OS primeiros sargentos do
mesmo halalho Jos Tilingo da Silva o Jos
Joao da Silva.
Sexto Imtalhilo ilr fuzileiros.
Para alferes-ajudante, o primeiro cadete
...gundo sargento dosetlmo batalho de
encadles Liurenco Ignacio Burguele da
Can.aia.
Para capillo, o capilo graduado do mes-
mo hatalhao Ezequiol Ignacio Ferreira N'o-
hic, tara a quarta companhia.
Para lenles, os alfares do mesmo bata-
hio Jos Pedro Lobo de A villa o Jos Iho-
,az Goncalves, os alferes do stimobata-
liilo da mesma arma Jos Bonifacio de
Andrade Vandcllie Jos Carduzo da Cosa.
Para alfares, o primeiro cadete Joaquim
guaci Rbeiro de Lima e o primeiro sr-
jenlo Manoel Joaquim Ramos, ambos do
inmeiro halalho de cacadores.
Sf limo bal'ilh'i de fuzileiros.
Para alferes-sjudanlo, o cadele do mesmo
halalho Augusto Leal Ferreira.
Para Capules, os rapitles graduados do
mesmo halalho Francbco Caetano Soares,
para a quarta companhia ; Jos Pacheco
Sonrosa, para a quinta companhia; o o ca-
pillo gala lo do sexto halalho da mes-
ma arma Joaquim Joio de Menezes Doria,
para a stima companhia.
Paia lenle, o alfares do corpo fixo da
provincia de Goyai Joaquim de Santa-Auna
Xavier de Barros.
Para alferes, os segundos cadeles do mis-
mo batalho Joaquim dudoso dos Santos e
Antonio llermido dos Santos Coelho.
Oitavo linUilha'o de fuzileiios.
Para coronel, o coronel graduado eom-
mandanle do o esn.O halalhao Francisco
Flix da Fonseca l'eicin Pinto.
I'ara capies, o capilo graduado do ter-
eciro hatalhao da mesma arma Joo liuaite
Ferreira lenles, para ateiceira companhia:
0 o capilao graduado ajudante do sexlo ha-
talhao da mesma arma JoaqoimJoge Ro-
drigues, para a sosia companhia.
i'ara alferes, o piimeiro cadele Domin-
gos Alves Brrelo Leite, o primeiro cadele
segundo sargento Joo Baplista Brrelo
Lene, eo primeiro sargento Luiz Antonio
de Alhuquerque Mello, iodos do mesmo ba-
lalhlo ; e o primeiro cadete do primei-
ro de cacadores Carrito Eloy Pessea da
Silva.
Primeiro balalhjo de cacadores.
Para capilo, 0 capilo graduado do mes
mo Intallio Ricardo lose da Silva, pura a
sexla companhia.
Para lenle, o alfaies do quarto hala-
lho da mesma arma Malinas Vieira de
A guiar.
I'ara alferes, o primeiro radele do mes-
mo batalho Francisco Marianno de Si-
queira.
Segundo balalhSo de cacadores
I'ara alfcrcs-ajudantc, o segundo cadele
segundo sargento do oitavo batalho da
mesma arma Joaquim Antonio las.
Para alferes quarlel-meslre, o primeiro
sargento do quinto halalhao da mesma ar-
ma Joaquim Jos da Cruz.
Para capies, o capilao graduado Salus-
liano Jeronymo dos Res, para a segunda
companhia ; o capillo graduado aju.lanfa
llamingos do Lima Veiga.paraa quarta
companhia; ambos do mesmo balilhno :e
o capilao graduado uuarlel-ineslre do de-
posito do recrutas da provincia da Babia I).
Callos Ballbazar da Silveira, para a s?xla
companhia.
para lente, o alferes do mesmo bala-
o Heraldo Joaquim Corris.
Para alfares, o segundo cadete do corpo
fixo do cacadores da provincia do Cear
Manoel d'Assumpcao Santiago.
'terctiro batalho de cacadores.
Para major graduado, o capilo da pri-
meira companhia ,lo mesmo batalho, Ma-
nuel Cabial.
para lenle, o alferes do corpo ttxo de
cacadores da provincia do Piauhy Claro da
Costa Mauriz.
Quarta halalhn'o de cacadores.
Para a'fares-ajudanle, o segundo cadelo
sargento do quinto halalho da mesma ar-
ma Jos Pedro Conzaga.
I'ara lenle, o alferes do mesmo hala-
lho Constancio Dias Marlins.
Para alferes, o segundo cadete do tercoi-
ro batalho da mesma ai ma Carlos Jos de
Escobar.
Quinto batallia'o de cacadores.
Para alferes-sccretario. com direito a
accesso, o sargento qtiartel-meslro do
mesmo batalho Jos Joaquim Cezar da
Mello.
Para capies, oscapilos graduados do
momo halalho Jos Alhano Handcrley.
para a primeira companhia; Hereulano San-
ches da Silva Pedra. para a lercera corn-
il mhia ; Joo Gervasio de Souza Perno, para
a quarta companhia ; c o capillo graduado
do de. ..ilo de recrutas da provincia da Ba-
hia Rento Jos Goncalves, para a quinta
companhia.
Para lenles, os alferes do mesmo bata-
lbao Alejandrino de Mello Aloncare Manoel
de Leonel de Alencar.oalfares do quarlo ba-
talho da mesmaarma AnlonioFranciscode
Avilla, e 0 alferes do deposito de recrutas
da provincia da Babia Antonio do llollanda
Cvale mi i.
Pina alferes, o alferes secretaiio Antonio
Alvos do Souza e o primeiro cadete Antonio
Carduzo Pereira de Mello, ambos do mes-
mo batilhlo.
Sexto b iliilhiio de cacadores.
Para alf. res ajudante, o sargento quar-
lel-mestic do mesmo hatalblo VictorCon-
calves Torres.
Para lenles, os alferes do mesmo hata-
lhao Joaquim Jos dos Sanios Araujo e Jos
Xavier Pereira do Brito, o alferes ajudante
do quarlo hatalhao da mesma arma Bay-
inundo Conc.alves de Abreu.
Para aleles, o segundo sargento do mes-
mo batalho Jos Mara Eduardo, e o se-
cundo cadete sargento ajudante do quinto
hatalhao da mesma arma Joo Vieira de
Aguiar.
Selimo de enfadares.
Para coronel, o coronel graduado com-
mandante do mesmo batalho Luiz Manoel
de Lima e Silva.
Para major o major graduado do deposi-
to de recrutas da provincia da Baha Mari-
anuo Joaquim de Siijueira.
I'ara major graduado, o capilo da sexta
companhia do mesmo batalho I). Diogo
Roberto da Silveira.
Para capilo, o Capilo graduado do mes-
mo batalbao Frederico Augusto de Mosqui-
ta, para a quinta companhia.
Para tenente, 0 alferes do mesmo bata-
lho Joaquim Miria de Oliveira Villas-
boas. .
Para alferes, os primeiros cadetes do mes-
mo halalho Francisco de Luna o Silva o
Miguel pereira de Oliveira Meirelles.
Oila >o de cacadores.
Para tenenle-coronel graduado, o major
do mesmo halalho Joo Cuilherme de
Bruce.
Para lenlo, o alfares do corpo liio de
cacadores da provincis de Piauhy Vindiano
Jo Sou/.a Brochado.
Coro-i fixo de caradores da provincia Je Matlo-
Grosso.
Para lenles, O aiferes Cassiano Jos
Mai tins e o alferes quarlel-meslre Jos Joa-
quim de Almeida Lima, ambos do corpo li-
xo de cacaderes da provincia de Piauhy; eo
alfares quarlel-meslre do copo llx.0 da
provincia de Coyaz Albino Alvaro de Faria
Costa.
Corpo fixo da provincia de (loijaz.
Para capilo, o capilo graduado do sex-
to halalho do cacadores Thomaz de Villa-
Nova, para a primeira companhia.
Cerno fix-' da provincia de S.-Paulo.
Para alferes, os primeiros cadetes do mes-
mo corpo Joao Carlos de Souza Canana o
llenrique Eduardo da Costa Cama.
Corpo Itxo de cacadores da provincia do Cear.
Para tenentes, o alferes do mesmo corpo
Antonio Joaquim da Silva Tambori,e o al-
faresdo quarlo batalho da mesma arma
llonoriano Alexandrino Soeiro.
Para alfares, o cadete do quarto batalho
de fuzileiros Caetano da Costa Araujo o
Mello.
Carpo lixo de cavadores da provincia de
Piauhy.
Para alfares quartel-tneste, o segundo
cadele do deposito de recrutas da corte .
Jos Pina Itangel.
Para capies, o capillo graduado do
quarto haialho da mesma arma Manoel
da Costa Falco de Ilrilo, para a segunda
companhia; e o capillo graduado do de-
posito de recrutas da provincia da Bahia
Jos Antonio Mantillo de Queiroz, para a
terceira companhia.
para alferes, o primeiro cadete do corpo
.ixo da mesma arma da provincia do Cea-
ra Luiz Telles de Azevedo Sa, e o particular
sogundo sargento do sexto batalho da
mesma arma Jos Joaquim de Magalhles.
Companhia fixu de cacadores da provincia do
Espirito-Santo.
Para tenente, o alfares do corpo flxo da
mesma arma da provincia de Piauhy Ber-
uardino Freir Madail.
Para alfares, o cadete do deposito de re-
crutas da corte Joaquim Cavalcanli de Al-
buquerque Bello.
MUTILADO


,-.
CflM/ianhia fixu de cacatlores ta provincia
do Rio-Grande do Norte.
I1.n.i major graduado, o cipilflo da mes-
iii i companhia Jos Pereira de Azovcdo.
Deposito de recrulat ta ct'irle.
Para capullo, o capullo graduado ajudan-
lo lo sexto balalhflo de catadores Jos Lei-
lfio "le AlmWila, para a segunda compa-
nhia.
Para lenle, o alferesdo niesmo deposi-
t Para alferos, o segundo cadete do mesmo"
deposito Jos Manoel da Silveira.
Ih'psito de recrutas tltl provincia da Ilahia.
para coronel, o coronel graduado com-
mandante do ro'po fino de caladores da
provincia de Matto-l.mssoe" commandante
i ti 11- i-i no do inesmo deposito Francisco Jos
da Silva.
Para lenlo quartcl-ijipslre, o alferes se-
rrelariodo stimo balalhita do caladores
JOilO Anselmo da Cruz.
Pan capilflo, o cspItOo graduado do sex-
to balslhflo da caesdores Antonio Jos'- dos
Passos, para a segunda coinpanhia.
Para lenmte, o alteres da companhia 11-
xa.ile caradores da provincia ilo Rio-Cran-
de do Nono Miguel Joaquim do llego Mon-
leiro.
Para alteres, o segundo cadete do mesmo
deposito Joflo Podro dos Santos Vital.
Secretaria d'cstado, em 20 de agosto de
181'). I.ibanio \ugutto da C Vil ha Mttltut.
n w/MI

VOTOS.
"(>
714
18
607
uno
:>(i
557
522
1%
191
lin
177
___Pi iNAMBUCO.
EI.EICAO' PARA DEPUTADOS CERAES.
RESUMO ta notario nos eolltgttu do Recife,
Olinda. Caho, Serinhdtm, Rio-I'or-
mo$o, ri>-d',\llw, Omito, Natartth,
limotiro, Itjuarassu, fianto-\nlo,
Goianna, rejo e Garanhunt
OS SUS.
Bardo da Ka-Visla
Antonio peipgiiiio Maciel Monteiro
Sebastiflo dn Reg Itarros
JosTIiomaz Nabuco do Araujo Jnior
Alvaro Barbalho Ucboa Cavalcante
Jeronymo Martmiano Figueira de Mello572
Jos liento ila Cunha Eiuuoiredo
Francisco de Paula Kaptista
Joflo Jos Ferreira do Aguiar
Joaquim Villela de Castro Tavarcs
Venancio Delinques do lie/ende
Francisco Xavier Paes Brrelo
Anloiiio Jonquini di' .Mello
Domingos do Souza Leflo si
Antonio Coelho do Si e Albuquerque 194
Josa Joaquim Coelho 3!)9
Augosto Frederico de Oliveira 300
Jos Filippe de Souza I cao 7<
Alexandro Bernardino dos Iteis c Silva 3At
Antonio Carneiio Machado Itios 315
Retallado da volaeso no cidletjlo tleitoral dn
linio, tegundoaaclti mttltenllca remellida
no /..////. Sr. presidente da provincia,
os SUS. VuTOS.
Leonardo B. doSiqueiraCavalcanlo 15
Venancio llenriqucs do Itezende
Antonio Joaquim de Mello
Domingos de Souza Lefio
Jnrunymo Marlinianu Figueira de Mello
Viitunlo Peiogrino Maciel Mouteiro
Alvaro Barbalbo Ucboa Cavilcanti
Jos Thnmaz .Nabuco de Araujo J.
Sebastifio do llego llanos
arfiu da Boa-Vista
Antonio Coelho de S Albuquerque.
los Itenlii da Cunlia Figueiredo
VieeiPe Ferreira Gomes
Antonio Pinto Cbichorro da Cama
Francisco II. p. de Brilo Modoiros
Francisco Xavier Paes Brrelo
Jos Theodoro Cordeiro
I i bao Sabino I'c-soa de Mello
Manoel Mendca da Cunha Azovedo
Antonio Baplista Citirana
Jos Antonio de Figueirodo
Alexandro Bernardino dos liis
Joaquim Villela de Castro lavares
Francisco Muuiz Tavares
Francisco de Paula llaptista
l.uiz Cailos Coelho da silva
Joflo Mauricio Cavbante Wanderley
l.uiz imane Pereira
Joflo Jos Ferreira de Agui-r
Joaquim Piulo de Campos
Antonio Vicente do Nsscimenlo Feitnza
Joaquim T. Peixoto de Abreu e Lima
lose Pedro da Silva
Joaquim Jos Nones da Silva Machado
Thoni Fcinandi's Madeira de Castro
Joflo Gon^iilvesda Silva
neroniano de Souza Bandeira
Joaquim Jo>e de Azevedo
Antonio Carueiro .Machado itios
Augusto Frederico de oliveira
Francisco Joaquim das Chagas
BentoJos Lemenha Lina
EI.EICAO PAItA DEPUTADOS PROVINCIAES.
t'oltiyio to l'tio-a".Hito.
OS SBB. VOTOS.
Ai
Anlooio Joaquim de Figueiredo Srabra
.M.iiiin i Qtemeoiioo Carneiro da Cunha
Joao do llego barios Falciio
Jofio riorlpes l)us harreto
Francisco Halad de Mello Urgo
.los Caldoso de QuelrOI FoiUCCa
Jos Ignacio Soarc de Maccdo
Florianno Correa de llrillo
Amonio Joaquim de Albuqurrque Mello
Francisco do llego c Albuquerque
Jos Bandi ira de Mello
Silvestre Amonio de Oliveira Mello
Cosme de .Sj Pereira
Hodoluho Julio Parala di' Aducida
Manoel de Souza Teixeira
Zefenno da Cunha bastos
Antonio Carneiro Machado Ilios
Guilhermino Cleineule Marques Bacalhao
Manoel Porlirio de Caslro Araujo
Jooo de Caldas llibeiru Campos
Pedro Francisco de Paula (.maleante de A.
Florencio Jos Carneiro Monteiro
Francisco de Paula Rodrigues de Abluida
Joaquim Mauoel Vieira de Mello
Jos .) 1111111 < > de Castro Lefio
francisco do llego liarros brrelo
Lourenco lle/i'i 1,1 Carneiro da Cunha
I ianrisco Joaquim de barros Correa
I >r. Miguel Areianjo da Silva Costa
Simplicio Jos de Mello
ISemeiio de Sau-Joao Gualberto
Antonio llaptista Gitirana
Fabio Vcllozo da Silveira
Ignacio Joaquim de Souza Lefio
Manoel Coelho Cintra
Jos Francisco da Costa Gomes
Ailouso Peres de Albuquerque Maranho *u
7uno Ayque Aunes de Avelus de brilu Ingle/ in
Joaquim Villela de Caslro lavares 20
Francisco Carneiro Machado Ilios
Antonio Jos de Olilcira
Jos Amonio Lopes
Amaro Carneiro hezerra Cavalcantc
Joflo Antonio Cavalcante de AILuquerque
1 'inlielino Quedes dn Mello
Jos llultno Guedes Pacheco
ii/. Paiiliun Cavalcantc VelleideG.
Antonio Matbeus Rangcl
Jofio Francisco Cavalcante de Alhuqucrque
Miguel 'ilip- r de Soma Lefio
Antonio Je Vasconcellos Mene/es de I).
Manoel Pereira da Silva
Francisco Xavier Paes brrelo
Joao Jos Ferreira de Aguiar
Manoel Joaquim Carneiro da Cunha
A ntonio francisao Pereira de Carvalho
Francisco Bodrtgiies Selle
Alvaro Barbalho llchoa Cavalcante
Cadmio F.strellila Cavbante Pessoa
Chrislnvfio de llanos dr I.acerda Monle-R.
Jos Hcrnardo Galvao Alcanforado
Jos Thomai Nabuco de Araujo
Jos Mara de barros Brrelo
Domingos de Souza Lefio
Jos Pedro da Silva
Simplicio Amonio Mavignicr
Joao de Sou/a Iteis
Amonio Francisco Goncalvcs Culinaraea
Manoel de Sou/.a Garca
Francisco Joao Carneiro da Cunha
Augusto Frederico de Oliveira
Manuel Joaquim de Miranda Lobo
Francisco callos Brandao
Custodio M. da Silva Cuimares
llaiao da Pa-Visla
Joaniiiin de Souza Iteis
Jos Filippe de Sou/.a Lefio
Antonio Joaquim de Mello
Venancio llenriqucs de Itescude Mcndonca
Manuel Francisco da Paula (avaluante de A.
I.ui/. Rodrigues Selle
Jos lenlo da Cunha Figueirodo
Joaquim Pires Machado l'orlella
Juan Mauricio Cavalcante da Bocha W.
Jo^ Meudes da Cunha A/.evedo
Rodrigo Castor
liaran deSuassiina
Jofiu Valenlini Villela
Loureiieo Avellino deAlbuquerque Mello
Joaquim Jos da Cosa
Francisco Ferreira brrelo
los Francisco de l'aiva
Jofio Rodrigues da Silva Jnior
Antonio Coelho de S c Albuquerquc
Amonio Horges Leal
Alex indie llernanlino dos Iteis e Silva
t'.hristovfio Xavier Lopes
Anlonio Kpaniiiiondas de Mello
(aniliilo l'.niigdio Pereira Lobo
Joao Francisca de Sou/.a Draga
Amonio Teixeira de boiba
l.uiz Queiroi Concia narros
Joaquim llyglno da Molla Silveira
los Mal iano Pereira dos Sanios
Gregorio da Cosa Luna llebnolil
Manuel Mendes da Cimba Azevedo
Manoel Jos Pereira de Mello
Jos Gabriel Pereira de Lira
Joo Franciscu Coelho liiiaucourl
Ignacio Ncrj da Konseca
Jos Nicolao Reguelra Cosa
Joan Francisco de Amida Falcao
Antonio Pedro de Kigueiredo
Antonio Innoeencio de A/.evedo
Francisco Joaquim das Chagas
Francisco Pereira F'reire
Francisco de Paula Vcllez de Guevara
liaro de Ipojuca
lenlo Jos de Su.uia
Joaquim Eduardo Pina
Loureuco Francisco de Alimida Catanho
l.uiz de Carvalho Paes de Andrade
Venancio lleniiques de llcscnde
Sebasliao do llego llanos.
COI.I.ECIO 1)0 RIO-FORMOSO.
OS SUS. VOTOS.
/.oiiienco Avellino de A. Mello 58
Pclro Gaudiano de Ralis o Silva 55
Jos Antonio Lopes 51
Manuel Porfirio de Castro Araujo 52
Francisco Rodrigues Selte 51
Zefcrinoda Cunha Bastos 19
Francisco GonQalves da Rocn 19
Jos Antonio Pessoa de Mello lj
Manoel Toixoira Peixoto 45
Francisco Jo-e de Medoiros 45
lio lu pito Joao Parata de Almeida 43
Fahio Jos Vello/o da Silveira 42
Antonio Carneiro Machado Rios 40
llcrculano Conijalves da Rocha u
Caetano Etellila Cavalcante l'essoa U)
Barflo de Suassuna 38
Francisco AI ves da Silva 3H
Pedro Francisco do Paula C de A. 36
Florianno Correia de Brillo ai;
llarfii) de Ipojuca 34
Joaquim Villela ile Castro Tavares 34
Ca lam Jos da Silva Santiago 33
Manoel de Souza Teixeira 33
Jos Pedro da Silva 32
Lourenco Francisco de AlmeiJa Catanho 32
Joflo Valentn) V'liela 82
Joflo Floripes Diss Barreta 30
JosoQuinino d Castro Lefio 30
Antonio de Menezes V de Drumoml 2!i
Victoriano de S Alhuqucrque 20
Neniezio de S -Joao Gualberto 20
Francisco do liego llanos liarreto 20
Joaquim Pinto dii Campos i
Francisco de Paula Rodrigos de A. 25
Jos Ignacio Soai'.'S de Macudo '2\
Amaro Carneiro Bezerra Cavalcante 2t
Francisco Rapliael de Mello llego 23
l.uiz Carlos Coelho da Silva Sj
Jos Carduzo de Queiroz Fonseca 2o
AlIonso de Alhuqucrque e Mello 20
Francisco Carneiro Machado Itios 20
Francisco Xavier C. de A. Jnior 19
Joaquim Jos da (..isla 19
Francisco Jacintho Pereira i
Bernardo Rebello da Silva Pereira 17
Manuel de Souza Garca 17
Custodio Manuel da Silva Guimarfies 17
Manuel Francisco de PaulaC.de A. 17
Antonio Itorges Leal 17
Silvestre Antonio de Oliveira e Mello 10
Francisco de Paula llaptista ic
Joaquim de'Aquiuo Fonseca 10
Sebastiflo Antonio Accioli 10
Francisco Xavier Lima 15
Ca tuno Alves de So*Jza Filguciras 15
Jofio do llego Parros Falofio 15
Francisco de A Maianlifio Cavalcante 14
Angelo llenriqucs da Silva II
Christovfio Xavii r Lopes 14
Antonio Baplista Gitirana 14
Joaquim Mai.oel Vieira de Mello 13
Rodrigo Castor de A. Maiauli.'io 13
Jos Bandeira de Mello 13
Joflo Francisco Duarte 13
Francisco Joaquim de Barros Correia 12
l.uiz Paulino C. Veilez de Guevara 12
l.uilaei'nuil.1 Cien ei.le A. Bacalhao i
Jos Thomaz iNabuco de A. Jnior 12
liaran .la Boa.Visla 11
Florencio Jos Carneiro Monteiro 11
Jofio Jos Ferreira de Aguiar II
Manoel Pereira da Silva 11
Deflo do Olinda 10
Manoel Carneiro Linsde Altiuquerque 10
Simplicio AutoiiioMaviguier 10
Leonardo Bezcrra do Siquoira C.
Antonio Pedro de I'igueiredo
Firmlno Pereira Monteiro
loso Filippo Je Souza lefio
Francisco Xavier Paes Brrelo
Jeronvnio Martinianol igueira de Mello
Mexandre Bernardino dos Iteis e Silva
Flix Theolonio da Silva Gusinfio
Joo Ferreira da Silva
Agostinho Bezerra da Silva C.
l.uiz de Carvalho Paes de Andrade
Jofio Manoel de B. Wanderley Lilis
Antonio Matlieus Rangcl
Jofio de Souza Iteis
Ignacio Joaquim de Souza Lefio
Domingos Malaquias de Aguiar P. F.
AlTonso Arthur de Almeida Albuquerque
Jofio Mauricio C. da Bocha Wanderley
Jofio decadas Ribeiro Campos
Jos Pedro Vellozo da Silveira
Jofio Joaquim da Cunha llego llairos
Antonio Peregrino Mareiel Monteiro
L'mhelino de Almeida fiuedes
Antonio Francisco Pereira do Carvalho
Manoel Jos da Silva Nciva
Alvaro Barbalho Uchoa Cavalcante
Jos liento da Cunha Figueiredo
Antonio Coelho de Sa Albuquerque
Domingos de Souza Lefio
Miguel Archanjo Cosa eSilva
Francisco de Barros Corroa
Francisco r-'> lirandfio
Moni Wanderley
Ignacio de i.u.. arreto
Antonio Jos de Olrveira
Francisco Alves Cavalcante Camboim
Jos FrancitCO de Paita
Sebastiflo doRego Barros
Jos Polcarpo de Freilas
Francisco de Assis Oliveira Maciel
Jofio Rodrigues da Silva
Jos Bernardo Glvflo Alcanforado
Paulo de Amorim Salgado Jnior
Manoel Coelho Cintra
Candido Emigdio Pereira Lobo
Francisco de Carvalho Paes de Andrade
llemeterio Jos Vellozo da Silveira
JofloCapristano Bandeira de Mello
Venancio llenriques de Rezendo
Antonio Joaquim de Mello
Joaquim Pires Machado Poitella
Lourenco Be/en a Carneiro da Cunha
Manoel Thomaz Rodrigues Canipello
Francisco da Rocha Barros Wanderley
Antonio Francisco Concalves Guimarfies
Augusto Frederico de Oliveira
Jos Joaquim da Cunha do llego Barros
Manod Jos Pereira de Mello
TI101 Fernandos Madeira de Castro
nonio los Fernandos Barros
Francisco de Barros Rogo
Francisco Santiago Ramos
Jos Raymundo da Costa Menezes
Jos .Nicolao Reguciiu Costa
liento Jos de Souza
Manoel dos Pasaos Baptista
Pacifico Lopes de Siqueia
Vicente Jeronymo Wanderley
Jos Joaquim Coelho
Antonio Jos l'eieira
Jos Francisco da Costa Gomes
Joaquim Francisco Dniz
Manuel Joaquim do llego Albuquerque
Caudillo Concalves da Rocha
Jofio llaptista Paes Brrelo
Manoel Xavier Paos Bunreto
Garios Jos Cavalcante
Francisco Muniz "varea
Manoel Joaquim ""eiro da Cunha
Lourenco Bezerra ...lanle
Simplicio Jos de Mello
JosM.rnho Pereira dos Santos
Joflo Quirino Bodru-ues da Silva
Francisco de Asss Teixeira
multado da votaco no collegio eleitorat de
Santo-\nto, siunio a acta autltenlica
remellida ao Exm. Sr. presidente da pro-
vincia
OS SBKHOKBS. VOTOS.
Antonio d S Cavalcante l.ins 00
Fabio Vellozo da Silveira 00
Miguel Filippe de Souza Lefio Ofi
Manuel Joaquim do llego Albuquerque 00
llemeterio Jos Vel'ozo da Silveira Juuioroj
Ignacio Joaquim de Souza Lefio 03
Francisco do llego Barros Brrelo 03
Joaquim Manoel Vieira de Mello 62
Jos Nicolao Regueira Costa 01
Francisco Jofio Carneiro da Cunha 01
Jos Filippe de Souza Lefio 00
Francisco Rapliael de Mello llego 00
Francisco de Paula Rodrigues de A. 55
Rodrigo Castor de Albuquerque M. 55
Jofio de Souza Iteis 55
Rento Jos l'ernaiidcs de Barros 55
Jos Antonio Lopes 50.
Jofio de Caldas Ribeiro Campos 52
Jos Joaquim do llego Barros i
Jos Caldoso de Queiroz Fonseca 51
Antonio do Vasconcellos M. Di uminon I 51
Jos Pedro da Silva -,|
Jofio Antonio Cavalcante de Albuquerque ;,|
50
50
50
50
49
19
8
10
10
10
40
35
35
35
35
35
33
35
35
35
35
32
ti
30
1H
2i
21
20
30
is
1
10
l!
1
12
1l>
10
10
10
10
VenancioJlnnriquo do P.. Mon lonca
isrte CBelho deAlbuquerque Mello
Manoel Porlirio de Cistro Araujo
Duarte
Manoel do Souza Teixeira
Barflo de Suassuna
Francisco do Bego e Albuquerque
Jos Ignacio Soares de Macedo
Joaquim de Souza Iteis
Joaquim de Aquino Fooccca
Antonio Baplista Citirana
Amonio Jos do Oliveira
Francisco Jos da Silveira
Venancio llenriques de Itezende
Joaqu im Eduardo Penna
Caelano Estcllila Civalcinte Pessoa
.Nono Aique Aunes de Avellos B. (nglez
Antonio llorgcs Leal
Francisco do Assis Alves Maciel
liento Jos de Souza
l.ouienco Avellino de A. Mello
Pedro Francisco de P. C. de A.
Manoel Franeiseo de Paula C. de A.
Cosme deSa Pereira
Manoel de Souza Cania
Jos Antonio l'essoa de Mello
Antonio Carneiro Machado Rios
Jofio do Reg Barros Falcflo
Leonardo Bezerra de Siqueira C.
Guilhermiiio Clemenlino M. Bacalhao
Lourenco Francisco de A. Catanho
Jofio Mauriciu da Rocha Wanderley
Umbelino Guedes do Mello
Manuel Clemenlino Carneiro da Cunha
Luiz Paulino C. Veilez de Guevara
Antonio Jos de Souza Comes
Jofio Baplista Rodrigues da Silva
Jos Francisco da Silva Braga
Jufio Cuilhermede Azevedo
Antonio Joaquim de Figueiredo Seabra
Jos Francisco da Costa Comes
Antonio Podro de Figueiredo
Francisco Jacintho Pereira
Pedro Gaudiano de Ratis e Silva
llenrique de Albuquerque Cavalcaule L. 8
ItlflllUVI IUI 111 IW MW w >.** ---
Joaquim Salvador de Siquoira C.
Antonio Epaminondas de Mello
Amaro Bezerra Carneiro Cavalcante
F'rancisco'Bodriguos Selle .
Jos Francisco de Souza.Comes
Antonio Jos Pereira_____________
. 0
ti
. 6
.5
4
i
3
BIABt UK,Pg\\BUCtL
RECirE, 12 DE SETEMBRO DE 1849.
Limes urna carta escripia liontein na Paralii-
ha, a qual noticia que em dias do corrente
inez fora Msasaloado na cidade do Brejo-d'A-
reia o Sr. Trajano Allipio de llollanda Chacn.
O Sr. Chacn, tendo sabido quasi nolte do
collegio cleitoral, dlrigia-se para oseiicngc-
nho que fica a menos de I quarlo de legoa da-
quella cidade : S. S. ia lio tranquillo, quanto
deve de viver o hotnein cujos actos teein
sido scinpre regulados pelas regras dojusto c
do honesto ; mas, ao approximar-sc da casa da
plvora, onde termina a cidade c coinrca a es-
trada que conduz ao serlfio, alguns assassiuos
que ahi estavam emboscados dispararan! sobre
elle nao menos de dous tiros que para logo o
ieram cahir do animal quecavalgava.
Vcndo-o por trra, os assassiuos nao recua-
rain ; ao contrario, atiraram-se ao quasi ina-
nimado corpo da pobre victima, dcscarrega-
ram-lhe quatro punhaladas, e s se retiraram
depois de lerem testeinuubado o seu passa-
inenlo !...,
COMMEHCIO.
ALFANDEGA.
Ilendlmento do dia 12 3:133,910
CONSULADO CERAL,
Rend-mento do dia 12....... 1:080,884
Diversas provincias........ 24,099
1:105,583
CONSULADO PROVINCIAL.
II en.limen I o do dia 12...... 620,359
.>ovment do Porto*
Navios snhidoi no dia 12.
Assii Briguehrasileiro ero, capitfio Ma-
noel Jos Ribeiro, em lastro de areia.
P.ii.iliih.i Mate brasileiro Exalaco, ca-
pitfio Joaquim Antonio de Figueiredo,
carga varios gneros.
EIMTAL
Peraiilc a cmara municipal desta cidade irfio
praca nos dias 17, 18 c 19 do correte, para
seren arrematados por quem mais der, os
aluguell das lojas ns. b, 8 e 10 da praca da In-
dependencia, os das casinhas da Soledade e da
ra Imperial, chamada casa da plvora, a ale-
rirfio de pesos e medidas, os lallios dos acon-
gues pblicos eo imposto das medidas de fa-
milia, por se ter assim resolvido ltimamente,
c por quem menos liz.cr o fornecimeuto de
.i/eiii para luzc da cadeia.
Os prctendentes comparecerao munidos de
fiadores idneos c habilitados legalmcnle, sein
o que nao poderfio lanzar.
i1 a. o da .linar, i municipal do Reclfe, em 10
de selembro de 1849. Francisco Antonio de
Oliveira, presidente. -- Juo Jote Ferreira de
Aguiar, secretarlo.
lieclaraces.
Pcranle a admidislracao das obras publi-
cas, se ha de vender, a quem mais der, o ferro
da grade velha da ponte da boa-Vista : quem o
pretender comprar remella em carta fechada
a -o i proposla mesma repartiefio, na intelli-
gencia de que ocusto de pesar ser por con ta
do comprador, elijo lauco fr aceito.
O arsenal de guerra precisa comprar
esleirs de palba de carnauba : a pessoa
que tal objecto quizer fornecor, compare-
cer na sala da directora do mesmo arse-
nal, no dia 15 do corrente, com sua pro-
posta em carta fechada e a amostra.
OSr. Jos Bezerra Cavalcante de Mello
queira comparecer na administraefio do
correio desla provincia a negocio de seu in-
teresse.
Carla segura existente na administra-
efio do correio para o Sr. Baymuiidu Gabriel
Vianna, viuda do Murunhfio.
NOTICIA.
SABBADO, 15 DE BBTEMBR0 DE 1849,
a heiicri.'iu da Sra. I). Antonia Ferreira de
Santa llosa, ter lugar O seguale espect-
culo :
Depois do oxecutada por grande orches-
tra a ptima symphonia
L'ESTOQ.
representar-se-ha o rico e apparatoso dra-
ma em 3 actos, que tem por titulo
A RETIRADA DE SANTARU,
no qual o Sr. Santa Rosa minio se interessa
pora bem desempeiihar a graciosa parle de
fre Jofio, que tein de pregar a favor do sen
rei.
Os intcrvallosserfio preenebidos cem bel-
lsimas sympbunias.
No fun do do drama a joven Kelismina
exccutai a linda danca intitulada
O JALF'O
ou
A Cachucha hetpanhola.
Terminar o espectculo corn a gracusis-
sima farc.a de composefio e acefio nacional,
viuda do Itio-de-Jmieiro, denominada
OS IRMAOS DAS ALMAS.
O resto dos bilhetcs, tanto c'c camarote,
como de piales, acham-so venda na casa
annexa ao niesmo thealro.
A beneficiada nfio va mesma convidar
as familias, por nfio ptrmiltir o seu estado
de molestia.
Princi piai s horas do coslume.
PUBLIcACAO' LITTEBAP.IA E RELIGIOSA.
Sahio luz em lngoa vulgar o mais per-
feto cathecismo de doutrina christfla, o de-
cretado pelo sagrado concilio de Trento,
para della fazerem uso os parochos de todo
o orbe calholico nss suas exposcOcs dou-
trinaes aos fiis coinnietlidos ao seu cuida-
do e vigilancia, afim de que em todos aquel-
lea pastores houvesse a uuformidade ne-
cessaria lauto no ensino das principaes ver-
dades da relig'ifio catholica, como na boa
ordum o methodo de as expr e ensinar.
Esta nova versfio, que a primeirn vez agora
acalla'de sabir ao publico, se faza muito
necessaria pelos defeitos da enliga, ja por
vazes-reforuiada, mas sem poder preencher
fcilmente os seus lilis, por se Ihe ter dei-
inlo ficaj- sempre muilos dos antigos defoi-
tos,-que nflo era possvel omendarem-so de
tolo sem se recorrer a um novo trabalhode
outra tradeuefio, iuleiramente livresem fal-
tar a fidelidade que deveser a primeira obri-
gacfio do tralaductor. Quem quizer a pe-
der achar no armazem de Francisco Xa-
vier Martina Bastos, ra do Encantamento,
0.11. ____________
Avisos roaritimos.
A bem conhecda e veleira
barca nacional Firmeza, capitSo
Narciso Jos de Sant'Aiitia, sahe
para o l,io-dc-Janeiro com mili-
ta brevidade : quem pretender car-
regar, ir de passagem ou embarcar
escravos a fete, trale com o mes-
mo capitao, na praca do Commer-
cio, oa na ra da Madre-de-Deos,
n. 3, lerceiro andar.
Vende-seo muito veleiro e
bem construido patacho americano
Crttsoe, forrado e cncavilliado i
cobre, e prompto de ludo part se-
guir viagem para qualquer parte:
os pretendentes dirijam-se a 31o-
thetts Anslin & Companhia, ra
da Alfandega-Velha. n. 36.
-- Para a Babia sabe imprelerivelmente ,
no dia 15 do corrente, a sumaca Flor-do-
knt/elim, meslre Bernardo de Souza : para o
rstanlo da carga e passageros, trata-se
com Luiz Jos de S Araujo na rui da
Cruz, n. 33.
-- Para o Aracaly segu viagem com bre-
vidade a sumaca' nacional Carlota, meslre
Jos Concalves Simas : para carga e passa-
geiros, trata-se com o mesmo meslre, ou
com Luiz Jos de S Araujo; na ra da Cruz,
n. 33.
Para a Parahiba
sabe imprelerivelmente o hiate nacional
Espadarle, por toda esta sen.ana, meslre
Victorino Jos Pereira : recebe carga e pas-
sageiros: os pretendentes dirijam-se ao
meslre, no trapiche da Alfandega, ou na
ruado Amorim, n.3G, a tratar com A. J.
Vidal & Companhia.
Le i loes.
Antonio Carlos Pereira de burgos Pon-
ce de Leo, estando a retirar-se para o seu
engenho, far primeramente leilfio, por in-
tervenr;fio do corretor Oliveira, da mobilia
e mais objectos da sua casa na cidade, con-
sislindo em cadeiras, sofas, mesa redonda,
dita de molas, cadeiras de balanco, dilasde
bracos, um piano, consolos com espelhos,
armarios, mesis de jogo, quauyos, oculo
de ver aolonge, lanternas, relogios do ouro
e prala, varias collecc.0es das Memorias His-
tricas de Pernanibuco, um exceliente car-
ro de quatro todas com arreios para dous
cavallos, e muilos oulros objectos; assim
como de duas casas terreas, sitas na trs-
vessa do Peixoto, ns. 19 e 3(, as quaes p.-
dem ser pelos pretendentes examinadas
com inlicipacfio quinta-feira, 13 do cor-
rente, s 10 horas da manhfia, na dita casa,
pateo do Carmo, n 18. Adverte-sequo nes-
te leilfio vfio duas riquissimas colxas de da-
masco encarnado de seda, cercadas de bor-
las, bem como dous escravos, um dos quaes
be pardo, sapateiro, ptimo pa^om o do
muito boalconducla, pela qual alianca-so no
papel de vende.
-- F'ox Brulhers farfio leilfio. por inter-
vengfio do corretor Oliveira, de um intoiro
sorlimentode fazendas itjglezas, todas pro-
prias do mercado : sexta-tara, 14 do cor-
rete, s 10 horas da manhfia em ponto, no
seu armazcm, ra da Cadeia do Becife.
Avisos diversos.
Muito se deseja saber se nesta cidada
ou provincia existen Manoel Jos Au"ousoe
o padre Gabriel Pereira de Castro Bacellar.
que para aqu vieram de Portugal em 1416
ou 1817, sendo o ultimo sobiinho do bri-
gadeiro Manoel Joaquim, queaqui inorreu
na revoiucfio de 1817. Os mesmo, ou as
pessoas quo delle tiverem noticas, dirijam-
se a esta typo)raphia.
l)eseja-sc saber quem lie nesta praca o
correspondente do Sr. Jofio Chinaco Fer-
nandos Cavalcante, scnbordo engenbo Te-
Iba.
Ufio-se 800,000 rs. a juros de dous por
cento ao mez com hypotlieca em casa nes-
ta praca : quem pretender, diiija-se ra
Velha, n. 55.
Lava-se c engomma-se : na ra da Ro-
da ,n. :i
Alugam-se bixas de llamburgo, por
prcr,o coiiiinodo as quaes sfioas .iielhoros
queexistetn no increado : na ra da Roda,
n. 46. Ka mesma casa precisa-sealugar urna
preta para um pequeo servico de urna
cssa.
Pela primeira vara do juizo do civel se
se ha de arrematar por venda, O silio pe-
nhorado a Elias Coelho Cintra por execu-
efio de Agostinho llenriques da Silva na
estrada Nova de S.-Atnaro, muito grande e
com boa casa.
Joaquim' Malaquias Pacheco vai ao
Rio-de-Jaiioiro.
Com urgencia.
Precisa-sc com preslesa ,t de um Por-
tuguezde 1-2 a IGannos para caixeiro de
una loja de fazendas na Parahiba : a tratar
no Hotel-Francisco. a> -.
-- Precisa-se de una perita doccira, tan-
to de doces de caldas como seceos : na ra
do Trapiche, n. 44.
a-se pfio do vondagem a pretas, com
responsabilidade de seus senhores : na pa-
ila na del i unte da fortaleza das Cinco-Poii-
las.
--Joflo Pires Soares, subdito portuguez,
rcllra-se para fura da provincia.
Precisa-se de urna ama de leite, prefe-
rindo-so captiva : no Aleno-da-Boa-Vista,
loja u. 78.



~
precisa-se de urna pessoa livre que se
ueira cncarregar de rensar bem duas cri-
ncinhasj desmamadas : quem se propo-
er> dirija-se praga da lloa-Visla, n. jl,
eg'undo andar.
.- A quem convier arrenda-so o- engonlio
,;0ilii, na freguezia do Trncunha"enn|a,co-
,,'inrra de Na.zareth, moente e ronente,com
safra pendente para cerca de mil pSes, *
qUal se vendo ao rendoiro com as novas
juntas de caimas que se acliam em muito
bom estado : a Tallar no mesmo engenho
com oseu propietario, Jos Cavalcanlo de
Albuquerque.
Manoel Joaquim Dias de
Castro faz sciente ao respeilavel
publico, que tiesta data era dianle
se assignar pop Manoel Joaquim
pas de Castro Clavinote.
_. F.U, abaixo assignado, niio podendo a-
pradocer aos Srs. empregados da iiha de
I, ruando, Raymundo Jos de Souza Lobo,
Joaquim Cedro do Lima, Itvm. padre capcl-
llo eos mafs empregados, os ofTerecimen-
lose favores que recebi, em rasilo da pres-
teza da saluda do barco, por isso vendo,
por meio deste, agradecer a Ss. Ss., o offe-
recer-lhes o meu diminuto prcslimo aqui
nesta provincia, onde prezo-me do ser de
Ss. Ss. amigo o oWigado
Miguel Mexandrino da Fomcca Galvoo.
Precisa-se singar um escravo para o
servico de urna casa estrangeira : paga-se
bem : na ra Nova, n. 61
ATTENCAO.
Se o autor da advertencia em proia e ver-
lo, publicada neste /Mario de anl'liontem,
fi'ir rapaz do assignar seo nome e liver a
coiagem de se explicar inelhor promette-
se-lhe urna resposla rabal. Entretanto lem-
bra-se-lhn que se deixe de pataquadas,
porque ninguem o teme nem as suas ali-
tunlinat pdem Iludir milis. Ponha em
execug3o as suas ameagas, mas segurc-se
que nilo v cabir novamente na gaiola ,
[funde injustamente sahio ha apenas 8 dias.
Rr. A voss quer que so Ihe arranque o res-
tidaesfarrapada capa com que anda se
cobre f Pois ha quem esteja isposto para
tinto, e entilo ouvir novas de cadeia de
Lisboa e d'aqui mesmo ; entilo ver em let-
tra redonda no esoriptos em borrflo ,
mas a limpo por sua Ultra e com a sua pro-
pria assignalura ; nilo papis tirados como
diz, (quo impostor!,) mas sim facilitados
pela eua inepecia e tambem pela Provi-
dencia que fulmina os criminosos e falsa-
rios. Infame, Sr. A be quem liver una vi-
da como a sua, prenhede crimes, malver-
sarles e palifarias Oque lio que Ihe he
mais charo sobre a terr.i P A honra? Ora, Sr.
A. isto s com lama na cara: aonde foi
quo o Sr. A, a leve, quando o om que
lugar? Sr. A., vossj era bem conhecido
antes de ir para a cadeia agora o he mui-
to mais e talvez que o pouco que ainda so
ignora agorase publique. Tome tent, Sr.
a. ninguem o teme, repito-lhe, porque
virtude no teme o crime. O Sr. A. he um
judas e um falsario : nada mais, o ferrete
que traz impresso jamis se apagar.
Precisa-se de um pequeo brasileiro
que queira ser caixeiro de urna taberna : no
jaleo do Paraizo, taberna n. 30.
-- Responde-so ao Sr. Pedr*
quo nilo so enleude com Sinc.
com as latirs P. E. S.
Precisa-se fallar com os Si^. Francis-
co de Ka ra Nunca e Antonio Lopes de An-
drajo, a negocios do seus interesses: na
ra da Cauz, n. 9, escriptoiio de Oliveira
Irmios & C
Aluga-se a loja da casa da ra da Au-
rora, aomle leve loja do louca com arma-
cao propria para fazendas, ou outro qual-
quer nogocio : a tratar na venda ao p da
uiesma, n. 2.
~ Precisa-se do um menino que tenha
principios de pharmacia, ou sem elles:no
Atorro-da-Boa-Vista, n. 76.
A pessoa que anmmeiou querer com-
prar una carleira dirija-se iuado Pires,
na Boa-Vista n. 23.
Precisa-se alugar um prcto : na ra uc
Hurtas, n. 7.
Negocia-se o debito de 2:297,970 rs.
que est a devera casa do finado coronel
Antonio Marques i'a Costa Soares prove-
niente de duas lettras vencidas em novem-
bio de 1837 e Janeiro de 1838, em moda
de prata em urna lellra, levando-se 'em
conta o cambio correlo em seu vencimen-
to em outra lellra 5o por cento: ambas as
lettras corrom juros urna de meio ao mez
e outra de 2ao mez : a quem convier an-
nuncie, que s se rerebe o principal, e es-
te mesmo se dar um prazo rasoavel para
esto pagamento.
--Urna senbora viuva propAe-sc a ensi-
nar meninas a ler, escrever, contar, cozer
rhilo, fazer lavtrinto, bordar, marcar de to-
das as qualidadese grammalica rorlugue-
za : ludo com peifcigflo: na ra da Concei-
c.lo, n. 36.
Pela ultima vez vilo n praga, na porla
do Sr. I)r. Ceivazio Congalves da Silva,
s 4 horas da tarde do da 13 do corrente,
duas moradas de casas terreas, no lugar da
Soledade, ji annunciadas por esle Otario,
nos dias 7, 10 e II.
Precisa-se de um caixeiro para urna
das melhores vendas em Olinda, dando fia-
dor a sua conducta : a fallar com o Sr. An-
di Manoel de Aaruda, na ra do Amorim,
imazem do Sr. Tasso Jnior.
Soeiedadc .Harmnico-
Tftentral.
01.* secretario avisa aos Srs. socios que
os bi I leles pnia a recita extraordinaria de
lado corrente so dislrihuiro no salilo do
Ib iitru us. dias 13 c i i,das 3 horas da larde
em dianle, e no dia 15 al ao Weio-dia, em
o qual se achara reunida a directo para a
approvagilo dos convidados.
A directo querendo vedar o escandaloso
abuzo quo at aqui lem apparecido, dse
tntroduztr no theatro um uumeio de pes-
soas superior, sua capacidade, previne
mu positivamente, lano aos Srs. socio,
como a seus convidados de ambos os sexos,
que.excedendo o numero "de pessoas ao nu-
mero de bilhetesque tiverem.passarilo pelo
desgosio de Ibes ser negado o ingresso.pois
que he consequenca necessaria de tantos e
tilo repelidos abuzos.
Scientiflca-se ao respeilavel publico
que a casa terrea, sitia na praga nova da
nbeira daJJoa-Vista, n. 1*, com a frente
para a ponte, perlence a Anna Kelippa de
Santiago, a qual nflo poder ser vendida
1
tpiphanio
annuncio
.-.. i
-1 ^^j,
semeansentimento da possuidra ; o coto
conslea supplioanle que- assimse Ollfgpn-
cia, por isso, a vista da" escriptura publica
com seguranga, leva-se ao conhecimenln
de quem pretender compra-la, sb pena do
nulidadc. *
LA nova dofallecidoJllanoclferrejraPin-
tO>, avisa-aiis seus IVeguezes que se mudou
para Pra-de-1'ortas ra do Pijar.n. 51, onde
contina a vender doce do MNas as quali-
dades, tanto secco, como de calda; ussim
como louca vidrada
-Antonio do Souza Mallos, gravador em
alto o baixo rellcvo em toda a qalidade
de metaos, participa, nilo saos sousfre-
guezes como ao respeilavel publico, que
iuudou a sua residencia da ra do Noguci-
ra para a ruado Santa-Thercza, n. I, onde
0 adiarlo senipre promplo e desempenhar
com toda a perreicSo qualquerobra d.: que
o encarregarem: tambem o acharlo promp-
lo para imprimir qualquor porcilo de es-
tampas de que o encarregarem, obrigando-
se at a abrir chapas novas.
Os abaixo assignados fazem publico
que dissolvoram amigavclmente a socieda-
de que tiveram sobre a firma de Andrade
& Moreirn na loja de ferragons da ra .Nova,
n.39; (cando o ex socio Andrade encar-
regado do toda a liquidacSo, e o ex socio
Mu .'ira sem mais enterferencia nos nego-
cios da exlincla firma. Itecife, 10 de se-
tembro de 18*9.Joaquim los dos Santoi
Andrade, l'rancisco Jos* Uoreira.
O abaixo assignado deixou de ser cai-
xeiro do Sr. Jos Joaquim Dias Fernandos
desde o dia 9 do corrente e ao mesmo
lempo aproveitaa occasiilo para agradecer
ao mesmo Sr. o bom tratamento que reco-
beu duranle o tempo que o servio.
Manoel l'anasco re Souta Brito.
Arrenda-se urna grande campia de-
nominada sitio do Lucas, ou Knforcado, na
estrada nova do Caxang, proprio para pas-
tagem de gado rancho ou para qualquer
plantago a tratar na ra do Vigario, n. 7,
primeiro andar.
Pela segunda vara do civcl cscrivo
Cunha, se ha do arrematar, no dia 22 do
corrento, por ser a ultima praga um re-
logio docaixa deouro, sabonelo e de fa-
brica horizontal avaliado por 80,000 rs. ,
penhorado a JosThomaz de Campos Qua-
resma.
~ Na ra nova, loja n. 58, se dir quem
da .linii,im> a premio as quanlias de 200,
300, 400, 500 e 608,000 rs. com hypolhe-
ca cm casas terreas.
Precisa-se alugar urna prela captiva,
que saiha cozinhar o diario de urna casa e
comprar na ra : na ra da Cadeia, n. 59 ,
primeiro andar.
Pede-seaoSr. Jos Maria de Vascon-
celos de Bourbon queira mandar pagar o
aluguel que deve do primeiro andar a
quem bem sabe.
L'm cidadilo brasileiro aloptivo, de
avancada idade, branco, casado e sem li-
llio.s, su n||' roen para ensinar meninos lo-
ra da praca, para oqub tem as precisas ha-
bilitarles por commodo prego : quem de
seu preslimo se quizer ulilisar dirija se
travessa do Caldeireiro, n. 12, ou annun-
cie.
Pede-seaolllm. Sr. l)r. Antonio Joa-
quim de KigueireJo Seabra quo apparega
no Aterro-da-lloa-Visla, para pagar oj
alugueis da casa da ra de S.-COlICalo, son-
de mu mi. e iiau tem pago desde que se
mudou al osla data.
* J\a fabrica l'ranceza de calca-
dos piccisa-fe de ulguns rapazes
para upiendercm o ollicio : a tra-
tar na inesnia fabrica, na estrada
(|tie VO da Solcdaile para n M.m-
i;ninlio, casa grande amarella.
Carlos (ilaudio Tresse, abrican-
x te de igaos e realejos, na ra
das Flores, n. ig,
avisa ao rcspeitavcl publico que concerla
orgHos e realejos, poe marchas modernas
deste paiz, concerls pianos, serafinas, cai-
xas de msica, ucconlHos e qualquer ins-
trumento quoappari'ca : tambem faz obras
novas o vende um orgiio, pioprio para ca-
pella ou altar, com boas vozes, por proco
commodo.
Precisa-sede urna prela captiva para o
servido de urna casa de pouca l'anulia, pa-
gando sc-lhe mensalmente : no Alerro-da-
Boa-Vista, loja n. i.
-- Andr Nauzr faz ver ao respeilavel pu-
blico que no da 22 de maio de 1819 Ihe
liypotberou lenlo Coo<;alves, morador na
ci'dade de Olinda, um escravo do nome Do-
mingos, da nio Baca e de 16 anuos pou-
co mais ou menos, pela quanlia de 450,000
rs. cojo esoravo se acha em poder do mes-
mo Denlo Concalves. Kaz-BO o presante an-
nuncio para evitar duvidas para o futuro.
Precisa-se alugar um prelo, escravo,
para o servico de una casa de puuca fami-
lia e que eulciula alguma cousa do cozi-
nha : na ra da Cadeia-Velha, luja n. 45.
-- Precisa-se de pretal quo vendam pilo :
no Korle-do-Mattos ra do Burgos n. 31
Manoel de Almeida Lopes que coslu-
ma comprare vouder escravos mudou sua
residencia da ra do Vigario, n. 24, para a
ra da Cadeia do Itecife, n. 40.
Na rus do Queimado, n. 14, segundo
andar, se dir quem da dinheiro apremio.
Na mesma casa compra-se ouro e prala no
eslado em que estiver.
--David Cardner subdito inglez ma-
chiuista, vai o Passo-de-Camaragibe, pro-
vincia das Alagoas.
OITeroce-se urna pessoa para cobrar di-
vidas nos serles dcsta provincia ou em
qualquer outro lugar, dando fiadur a suu
conducta: quem do seu preslimo se qui-
zer ulilisar. dinja-se ao Aterro-da-Boa-Vis-
ta u. 46.
--O abaixo assignado, estudanle do se-
gundo auno da academia do Olinda tem
transferido a sua residencia para a ra das
Flores, sobrado n. 1, e alli se propre a
receber alumnos externos e internos, para
lhes ensjnar liugoa nacional, fianceza, geo-
metiia e ihelorica prometiendo o mais
desvedado tra'amento, medanle um m-
dico estipendio : as pessoas que o quizc-
rem frequentar podorilo dirigir-se a indica-
da residencia das 2 horas da tardo em
diante. Vaiconei/ei Coimbra jnior.
Quem precisar de 2 pretos para ser-
ventes, dirija-so praca da Independencia,
loja n. 3.
Aluga-se, de um primeiro andar, um*
sala decente com alcova e cozinha muito

'3
fresca, arejada o niioho dovassida por vizi-
nhos.sitaem ra bastante transitavel no
Recife : quem pretender nnnuucie. Adver-
te-seque s so aluga a pessoa de inteira
conducta.
Precisa-so de um pefsoa forra ou
subjeita, para Irabalhar om um sitio, e
que saiba botar canoa : na ra estreita do
Itozario, n. 16, primeiro andar.
Aluga-se um sobrado na ra da UniSo,
com boa vista para a barra cxcellentes
salas, alcovas e quartos, grande quintal
murado cacimba ecozinba lora: a tratar
com Manoel Alves Guerra.
Lotera do Guadalupe.
Esl marcado odia 14 do corrente mez
para o andamento das rodas desta loteria,
so nistoronsentirem os amadores dcsto jo-
go, que dovem concorrer para que se com-
plete a venda dosbilheles.
Tendo o coronel lenlo Jos Lemcnha
l.ins annunciado a venda de lodos os seus
bens para pagar suas dividas, principal-
mente a alguns negociantes desta prac.a ,
declara que apezar de n.lo ter vendido an-
da nenhum do seus prcJios, lem j pago
lodas as suas dividas sem nenhum rebate,
eacha-se por isso quite com o commercio
de Pernambuco : tambem tem pago as di-
vidas que Ihe tocaran do casal do seu fal-
lecido sogro, faltando smenle ajustar con-
ts com o Sr. Antonio Gomes Villar, de um
cnitosseauma lellra de 500,000 rs. que se
cha em leligio ontre o dito Villar s Bar-
boza o de 2:000,000 de ris que tem de
receber o mesmo Sr. Villar de negocio que
fez com seu fallecido sogro com os terrenos
de Una o que de ludo ser satisfeito logo
que o dito coronel possa ir aquella fregue-
zia ajustar suas conlas; se, poim, houver
algucm que so julgue seu credor o que por
esquecimento nilo tenha sido pago do al-
guma pequea quantia apresente-so al o
dia 30 do corrente mez para ser satisfeilo.
Vicento Ferreira da Costa aluga o pri-
meiro andar da ca.^a da ra da Madre-de-
Deos, n. 3,onde tiveram cscriptorio os Srs.
Juhnstou Pater & C.
Ouerece-so um rapaz brasileiro para
caix irodo qualquor estabelecimento ou
para cobranc, is : quem o precisar annuncie.
lima senbora viuva que tem ha muito
o semproensinado primeiras lettras, eujo
aproveitamento das aluuinas tem sido sem-
pre abonado pelos so is proprios pais, con-
tina neste magisterio na ra das Flores,
casa, n. 21 tambem recebe pensionistas, e
prometi desvello em ensinar-lhea toda a
qualiilade de costuras, grammalica nacio-
nal c arithiuetica.
Oirerece-so una mullier porlugueza
para ama secca : quem do seu preslimo se
quizer ulilisar, dirija-se a Soledado, n. 13,
que la achura com quem tratar.
Na padaria dcfronlo da igreja da Sole-
dado precisa-se de um bom Irabalhador de
masseira.
Precisa-sede um amassador que saiba
bem desempenhar a sua 0brga(Q0 : na pa-
daria da ra largado Itozario, n. 48.
--Precisa-sede umfeilor para um sitio
perto desta praca que se subjeite ao ser-
vico de campo e saiba poudar c tratar de
plantas : na ra da Alfandega-Velha, n. 36.
O abaixo assignado, .leudo vendido
sua taberna da ra de AgoasrVerdes, n. 48,
roga o favor a lodos os seuslcredores, quo
hajain de tirar suas conlai nira scr.'m con-
feridas e pagas, na rqi do Itozario,
n. 29. Manoel luslino iiurcnciode Araujo.
Precisa-se de una ama para urna casa
de pouca familia, a qual cozinhc o faca as
compras : na ra da Cadeia do Itecife, n.
41, primeiro andar.
Por seu dono se relirar.
Faz-se lodo o negocio com urna mulla
muito bonita, bstanle gorda e chogada l-
timamente do Porto: no Ateiro-da-Boa-
Vista loja n. 18 a Ira lar com o caixeiro
Ja dita loja.
Para as pessoas que tcn-
ciotiam seguir viagein.
No pateo do S.-Pedro casi terrean. 8,
liram-se passaporles para denlro e fra do
imperio, correm-se folhas e dospscham-se
escravos c para esle lim tambem pde-se
procurar na plaga da Independencia livra-
ria ns. 6 o 8.
Compras.
Conipra-se um casal do cacliorrinhos
do reino, felpudos que sejam bem peque-
nos : na roa de Hurlas, n. 118.
Cumpram-se doua pires de brincos de
ouro de lei, sendo um de 3 a 4 oilavas o o
outro de 5 a 6 oitavas; urna corrente tam-
bem do ouro de lei, com 27 a 30 oitavas :
na ra do Cabug, loja do miudezas, n 1 I).
Compra-se urna carleira pura escreve-
rem duas | essoas ou mesmo urna: quem
liver annuncie.
Compia-se um balcio-' quem livor an-
nuncie.
Compra-so um caixiio pequeo para
assucar : na ra da Cadoia-Velba, n. 50.
Yendas.
Na ra do Vigario, n. II,
piimeiro andar, vendem-se saccas
grandes com feijao,de a.Goo a 3,ooo
rs. a sacca, e superior cha nacio-
nal.
Vendem-se toalhas abortas de lavarin-
to com bico roda, obra bem feita o de
bom gosto, e um lenco tambem de lavarin-
lo e com bico em roda : na ra do Cabug,
loja de ourives, n. 9.
s Na loja do Duarte, na roa
do Saboga, n. 1 C, vendem-se re-
quifies de cores ; franjas pro-
prias para mantaletes de cores ;
lencos de seda ealgodao para gra-
vata e algibeira ; boleas de mican-
ga, proprias para nios ; manli-
nhasdeseda a 8oo rs. toncas de
la para senbora e meninas ; e la
para bordar de seda, de todas as
cores.
Vende-se um escravo de 20 annos de
boa figura ptimo Irabalhador, lauto da
praca como do campo; um moleque de
16 anuos, do boa figura, ptimo para o
queso quizer applicar; urna cscrava do
20annos, muito forte e robnsU. para o
servico de urna casa, e que cozinha e lava ;
urna uegriuha de 16 anuos que se da mui-
to em conta por precisar de um pequeo
curativo: na ra do Collegio, n. 21, pri-
meiro andar so dir quem tende.
Vendem-se superiores ca-
rteados de letlras : emeasa de Geo:
Kennwortby k C'ompanhia, ra
da Cruz, ii. i.
-Vende urna pretade nac.no CongQ.que sa-
be rozinlinr c l'a/er o servido diario do urna
casa, he boa qnitaudeira de vender na ra,
0 cusluiiiH pagar 400 rs. por dia, "lera de
idado 40 minos, pouco mais ou menos, he
muilo fiel, nSo lem vicio algum : quema
1 i-- 11 11,1. -i. dirijs-se a ruada I'.miIi.i, n. 25,
que ichara com quem Iralar.
Vendem-se relogioa ingle*
zes com corda para otto das, pro-
prios para saines ou escriplorios,
e relogios inglezes de patente para
algibeira : na ra da Cruz, n. i,
casa de Geo: Kennwortby & Com
panla.
No pateo da matriz do S.-Antonio, sobra-
do n. 4, se dir quem vendo
8 escravos a saber : um prelo muito bom
ofilcial detanociro ; um molequMB 14 an-
annos ; 4 ditos de 18 a 20 anuos ; 2 prelas
com habilidades, sendo una deltas da Cos-
ta o de elegante figura : todos estes escra-
vos se venden) por prego commodo.
Na ra do Crbug, loja do
Duarte, n. i G, vendem-se oni-
vetesde urna a quatro folhas ; fa-
cas egarfos; tesouras fabricadas
em Guimaraes, proprias para bar-
beiros c alfaiates ; ditas para cor-
tar papel ; ditas em carleira para
unhas, as melhores que aqui u?em
prias para todo o sorvigo : na ra do Col-
legio, n. 3, se dir quem vende
A 500 rs. cada um.
Vendem-se cobertores de algodao ame-
ricano pelo barato prego de 560 rs. rada
um : na prsga da Independencia, casa ama-
rolla, n.l, .
Veiideiii-so iiipfasuc
linho fins, chegadas ltimamente do Por-
to : ditas deslgodlo grosso, por prego com-
modo : na casa amarella, n. 1, da praga da
Independenca.
Che^uem ao barato.
Vondem-se chitas do assentos escuros e
de cores lixas, a 160 rs. o covado ; riscadi-
nhos miados, proprios para camisas c ves-
tidos, decores lixSS, a 1S0 rs o covado :
brim par ln de listras o do puro linho, a
200 rs. o covado ; cortes do brim cor de
ganga, a 1,410 rs ; ditos de brim pardo, a
1,280 rs. ; riscadinhos de quadros ede pu-
ro linho, proprios para jaquelas, de 400 a
410 rs. o covado : na praga da Independen-
cia, casa amarella, n. I.
Vende-sc superior fio de
algodao para torcidas de velas :
em casa de Geo: Kennwortby 8c
Companbia, rita da Cruz, n, 3.
Vende-se um par de bancas de Jacaran-
da em muilo boi eslado : no Aterro-da-
Boa-Visla, n. 86, segundo andar.
a,yff#^#4a>##>##
9 i
Na ra do Crespo, loja da #
esquina que volla para a ^
Cadeia, vendem-se A
os acreditados brins brancos de lis-
tras, lisos e smarellos, a 1,500 rs. o I
corle dito muito superior, a 1,600 1
rs. todos do puro linho ; panno fino i
prelo e azul, n 3,200 rs o covado;
dito muito superior, a 5,500 rs ; fus-
toes muito bonitos a 610 rs. o cor- ^
lo; ditos de velludo muito ricos a *
2,500 rs. ; pegas de cimbra i a de qua- W
dros de 8 varas emeia, a 2,720 rs. a *
annarecido apinrelbos de collie-! PR?a; cassas prelas minio bonitas
I I .' I ... % a l.UOrs o corle; madapolao enfes-
res de metal do principe-, aliado- Ul|0 muito lino, a 5,400 rs. a pega;!*
res ; navalbas saca-rolbas de pa-
tente ; lamparmas inglesas ; cam-
panhiasde nova invencSo; e ma-
chinas proprias para alfaiates
Vende-so urna medalha da lestaurago
da Babia com livela de ouro e fila de so-
bresalonte, propria para larda de oflicial;
una espada de metal do principe com
oplima folha para oflicial montado ; I cha-
peo armado de pello, em muito bom esta-
do ; lima pasta lisa: confronte a cadeia,
n. :!ii, segundo andar das 7 s !> lloras da
manhila e das 3 da tardo em diante.
Vende-se um escravo mogo e sadio ,
proprio para o servigo de campo: na rui
larga do Itozario, n. t6.
Vendem-se
corles de caigas de seliuela de cor, ~
a SS0 rs. ; dilos do castor, a 1,000 #
# rs.; chila azul para escravos, a 140 9
rs. o covado ; picote muito eucnrpa- 9
V: do, a ISO rs.; plaiilbas .le linho, a 500
# rs. a vara ; esguiSo de linho muito li-
# no e com 4 palmse meio de largu- W
? ra a 1,410 rs. a vara ; corles do 49
* brim de aUod.lo a 800 rs. ; e ou- #
) tras militas fazendas por prego com-
? molo. 9
^?|> '*?**##
Coiitinua-soa vender manleiga ingle-
za, muilo superior pelo prego de 640 rs. a
libra: no Alerro-da-Boa-Vista, vendan.
3V, pegado a loja do Kstima.
sillines e sel- MudapolCS lllllitO fillOS O
lins elsticos inglezes, e cabecadas] lardos.
com nciloral : em Casa de Geo;I Vendem-se pegas de madapolfjes com 20
com pciiomi I varas, muilo largos e linos, proprios para
Kennworlny & Compannia, ra.wmgM llo |)nicns ft aenhoras, a ,ooo,
da Cruz n. a. *.8l>i ',.00,! '''-no HLbMnKlx!JS.n. '21'
Vendem-se 6 guaraos possantes e car-1
nudos : na ra .Nova, n. 61.
Vendem-se4escravos.de bonitas figu-
ras,, sendo : um cabra de 26 annos un i ca-
bra de 16 annos; um moleque de 10 a II
annos; urna parda de 20 annos com habi-
lidades por isso ptima para mucama, a
qual veio ha pouco do Bio-de-Janeii'O : no
liecco-I.argo, no Itecife, n. 1, segundo an-
dar, se dir qu ni vende.
[Na loja do Duarte, na ra
do Cabug, n. i C, vendem-se
oleados para mesa de ricas pitil-
las, pannos -de la de /iv'ioo a
i,ooo rs. saldes entre-lino', es-
piguilbas, volantes e trinas.
Vende-se urna prela de 16 annos, dej
bonita figura: na ra do l.ivramento i
n. 20.
ro do vcslidos, a 3,000 rs. e a 160 rs. a re-
lalho.-luvas de pellica para miios peque-
as, a 500 rs. ; longos de toquim com fran-
jas para meninas, a 610 rs. ; chitas muilo
linas, bonitas eslampas, a 320 rs. o cova-
do ; na ra do Passeio, loja n. 17.
\a ruada Cruz, arma-
zem, ii. 9,
vende-sc cal virgem de Lisboa, por prego
commoJo.
Cal virgem.
Na ra da Cadeia do Bocife, n. 50, escrip-
toriodo Cimba Amorim, vende-se pal
virgem do Lisboa de superior qualidrde,
por prego mais barato do que em outra
qualquer parte.
Coueilos de Glis,
e cont do lclalo de ferro, approvado pela
andar.
... i i n pi edades nilo se p.icm por em duvida :
Venucm-se, na lija o o l'u com elfeito ha |ioucas preparagoes medicas
arte, na ra do Cabus, n i (', que tenbam sido estudadas com tanto es-
f n ..,! n i mero por observadores sabios,
pe fumarias finas esapatos de co Q m(,,11(.lismilis acreditados receitaram
ro de lustro a 2,2.'io rs.
Vende-seo engenho Mariana, sito nos
arrabaldesda cidade da C.oianna com lo-
dosos seus per lencos, leudo o dito enge-
nho para mais de duas legoas de terreno ,
muito productivo, mallas e muitas cont-
estes confeitos com muitas vantagens, de-
pois de terem analysado sua composig.lo.
O benvolo acolhimenlo que esta prepa-
ragao obleve da escola de medicioa de Pa-
rs nos dispensa de fazerseu elogio.
Estes confcitos sao empregados com gran-
IIIU I II' I I II I .M I l lll'lttd.-, ni".... .... ------------- .,i-J~ -A_
modidades para se levantareni 2 engeuhos de successo na clorosis ou pal idas cOre i ,
o que ludo pode ser es.minado] por quem as iriflsmn.agoes cl.ronicas do estomago
se resolver.'entrar om ajuste com os ber- e dos intestinos, na falla do "PP"1'^;, "
deiros legtimos do finado morgado Anto- amenorrheas ou suppressno de menstrua,
nio (lomes Pinto de Araujo : a tratar na ; as enfermidades escrophuloias, e incon i-
mesma cidade do Coianna. 'ncas das urinas, provenientes da deb.li-
-Vendem-ie cassas bo.dadas, brancas e dade da beiiga: MtanrtMMlmi
de cores, a 280 rs. a vara: na ra do Quei- brancas, op.lagao .batimento de Wrcas,
madn i no escoi bulo, em lodosos casos de enfra-
' '" i j n queciinento do organismo, na aniroya, vul-
Vendem-se, na loja do UU-lg0 rrialdade, na hydropesia, consequenca
arts, na ra do Cabug, n I C, deslas molestias, eiii fnn em todos os casos
boles dcniarinba; ditos de l'edro
II linos e ordinarios; ditos de
guarda nacional, cavallaria e vo-
luntarios ; ditos para primeira -
nba, amarcllos c pelos ; ditos pa-
ra casaca, de diversas qnalidades ;
ditos de madreperola para pali-
tos ; ditos d'acode diversas cores ;
dilos de todas as cores paraent'ei-
les de vestidos de scnboiv ; e go-
las de cambraia.
Venuem-se caixas com sabilo do 16 a 17
em que ha alterago na couiposiglo do
san g ue.
A respeilo da dse que so deve tomar ,
bastan) tres confeiios pela mauh3a, e mi-
los tres de tarde, e o mais distante possivel
das horas da comida, augmentando pro-
gresivamente al 6 de mauha e 6 de tarde.
(dativamente aos meninos, as dosesva-
riam conforme a idade ; mas tomando o
termo medio, se dar3o do 6 a 8 todos os
das, na idade de 6 a 12 annos e 4 aos mais
jovens.
1 mi as principaes cidades da Europa se
acliam os depsitos dos dilos confeilos, e
em Pernambuco na botica do Sr. Prannos ,
na ra estrella do Itozario, n. 10.
Vende-se panno de algodao
libras cada caix, niuilo proprio para casas _...ii4J-
particulares ; bem como lambas das Ala- da trra de superior qualidade e
gas, muilo freseaes : no armazem do An- bem largo a 9.30 rs. a vara : nos
nes no cata da AlfanUega ... 5. da d() QUema-
Vendem-se 8 lindos moloques de 12 a j
18 annus, sendo um delles cozinbeiro e ou- do, n. >.o.
tro oflicial de alfaiale j 8 pelos do 20 a 25 ^ Vende-sc, por 25,000rs., ama bomba
annos; 3 pardas de 18 a 24 anuos, comba- de cobre oplima para cacimba: na ra
bilidades; 5 prelas de 12 a 25 annos; pro- larga do Itozario, n.18.
MUTILADO



J'
Vendem-se, a bordo do brigue brasi-
loiro Mafra, tundeado na volta do Forlo-
lo-Mados superiores tainlus do llio-Cran-
dc-do-Sul.
" Ve i id e-so un rabecilo pequoiio um
bnixo.ou clivic, por mdico preco: nn
rua da Cruz, armazem n. 2", deCrocro &
Companhia
Vende-se nina <*ixa com utensilios
para pianos, por barato preco ; na ruada
Cruz, armazem n. 27, do Crocco&C.
O
<:-, l'm piano. {>
?' Vende-so um piano muito bom para V
& esluilo, bonito o do excedente autor:
J na rua do C.ollegio, n. ). <5
para calcas e jaquetas.
Xa rua do Queimado,
loja n. J ,
vende-se brim (militar: trancado lira uro ,
a l.ilO rs. o corte; dito dito escuro, a
1,-jsn r. i corte ; dito cor de ganga, mui-
I i lino, a 1,50(1 rs. ; dito liso escuro, bom
proprio para jaqueta, a 800 rs. 0 corte: son-
do lodo.; da puro I i litio : cortes de caslor
de listras c quudros a 80O rs. o corle.
Cadciras de plhuiha e
debalanco,
beni coro oulroa muitos trastea: vendem-se
ein casa de Kalkniaui Irmaos, na rua da
Cruz, n. 10.
-- os armazens de Francisco Das Fer-
reira c un de Leopoldo Jos da Costa Arau-
jo, lia para vender o niais supciior vinlio do
Porto que tem viudo a este mercado, ero
barra de *, 'iu, 7" o B* os apreciadores po-
den) sortir-se porque poucat vezes ca vem
fazci.ila igual,
Cera en) velas. a
y Vendem-se caixus pequeas com ^
\ cera ein velas e muilo liein sorlidas, Y
3 por ser del ale 16 em libra, fabrica-
V da no llin-ile-Janeiro emuma das I
"b melhores fabricas, por preco niais
V barato do que em outra qualquer par- ty
to: trata-se rom Machado l'inheiro,
y na rua do Vigaiio, u. l<.
1
Vendem-se riscados escocez.es, com
vara de largura, a '-'(to rs. o covado ; cassas
pintadas de cores lixs, a 240 rs. o covado
pecas de panninno de vara de largura, com
13jardas a 2,000 rs. : na rua do Crespo,
loja n. 10.
Para pseravos.
Vendem-se cobertores do algodilo ameri-
cano a 560 rs. cada um; marte de chadrez,
a 160rs. o covado; dito trancado, a 200
rs. o covf do ; pecas de ganga azul da India,
com 4 palmos de largura 6 12 covados a
2,400 is.: na rua do Crespo, loja II. 10.
Rap rolftofrancez.
Vende-seo superior rap roldo rrancz,
tnicamente us lujas dos Srs. ('.aciano l.niz
l'el reir no Alerro-da-Boa-Visla n. t( ;
Tbontaz to Mullos Islinin mi u,esnia rua,
11.51; l'iancisco Joaquim linaile, ruado
Cabug ; Cinto e Irntflo, ua rua da Cadeia
lo Itecifo, n. 19.
/\ melhor fazenda para
vestir escravos.
Na rua do Queimado,
loja n. J,
vende-se picote entraado, fazenda a mais
pinpria para roupa de escravos, por ser
muilo encorpada, a 5,000 rs. a pega com
27 covados e a 200 is. o covado.
Na loj da rua do Crespo, n fi,
(aopedo lampino, ver.ikiii-so as
segiiinics faldillas por mclade tic
sen valor .-
cortes de brim escuro a 1,280 rs. ; dito cor
de ganga a 1,440, 1.500 o 1,600 rs. ; dilo
branco, a 1,500 rs. ; dilo lislrado, a 1,500
rs.; pirle, muilo encorpadn, a 180 rs.
ebitas linas e de cores llxas, a lf.0 c 1S0 rs ;
cobertores de algoddo americano, os n e-
lhorcs que lia no mercado, a fiOis. ; ina-
dapolo muilo (ilion com punco mofo i
3,000 rs. a i cen, o a 200 rs. vara ; chapos
de inassa a loo, 640 e 1,000 rs. ; FuslSo ,
a 480 rs. o Covado; dito muilo lino a de
cores lisas, a 640 rs.
Superior cli brasileo.
Vende-so superior cha de S -Paulo em
eaixinhas de urna e doas libras: na ruada
Cadeia do llecife, n. 51.
Harneas.
Vendem-se barricas vaaias que foram de
facililla em p e bem accondicionadas :
na rua do Ainorim, n. 35, rasa de J. J.
'J'asso Jnior.
fia rua do Crespo, r.ft.
loja que faz esquina para a rua do Coilegio,
vendem-so .ebitas francezas largas e de pa-
drOes mullo modernos pelo barato 1,1050
de 280 rs. cada covado.
Tecldos de al^odao tran-
cado da fabrica de To-
dos-rs-San los.
Na rua da Cadeia, n. i'2,
vendem-se por atacado tres qualidades,
proprias para saceos de assuear e roupa de
escravos a 250, 280 e 300 rs. a vara.
-- A bordo da escuna Tenlndm, rbega.la
do Itio-Crande-do-Sul, vende-se sebo um
rama, por barato pre;o.
Deposito da fabrica de
Todos-os-Santos na lahi,.
Vcnde-se em casa deN. O. Bieber & C.
a rua da Cruz, n. 4, alfZOdSo trancado
daqiiella fabrica, muito proprio para saceos
de assuear e roupa de escravos.
Chai 'tilos de Havana
verdadeiros: em casa de Kalkmnnn Ir-
ailos na rua da Cruz n. 10.
--Se a cura da vista curta ou cansada
zombou at certa poca da medicino, nito
acontece agora o mesmo na presnnea de um
par d'nrulos adaptados ao grao do vista do
paciente, os quaes se vendem na rua larga
do Rosario, loja n. 35.
Vende-se cera de carnauba,
de muilo boa (pialidade, em pe-
queas e grandes porcoes e por
pie(;o"*rotnmodo : na rua da Cruz,
n. 24.
Castorim francez, a 650
rs. cada covado.
Na loja que faz esquina para a rua do Col-
legio n. 5, vendem-se os novos eastorins
francezes muito encornados, padrOes no-
vos oscuros c com listras pela boira, pelo
barato preco do 500 rs. o covade.
larmelada nova.
'llegada ltimamente do Kio-de-Janeiro,
vende-se por prego commodo: rt"sdo Cor-
po-Santo armazem de molbados, n. 6.
Pannos finos prelo eaznl,
a 5.000 rs. cada covado.
Na loja da rua do Crepo, n 5, de Cuima-
r.lescV ileiiriqucs vendem-se pannos pre-
to e azul, finos, pelo barato prego de 3,000
rs. cada covado e alni desles lia um com-
pleto sorlimento de todas as coreo e prc-
cos coinmodos.
Ao ha ralo.
Vendem-se, na loja da rua do Crespo,ao r
do arco do S.-Antonio.n. 5 A,corles de CSN
com seto varas c de cores (ixas a 2,500 rs ,
ditos superiores a 3,000 rs. ; corles de eol-
lete de gorgurSo de seda a 2,500 rs.; Uto-
do fiislilo branco a 500 is ; lecas de cas
sa para babailos, a 9,500 rs. ; cortos de cal
casdepelle do diabo, fazenda muilo en
corpada ,a 1,000rs.ricas mantas de sed
para genhora e meninas, a ( c 8,0i;0 rs ; cor-
les de casimira elstica de una s cor cla-
ra, a 4,000 rs.: bem como tambero se ven-
dem objeclos de armador como sejam es-
pcguilbas, rendas, volantes, etc.
Madapoloes linos a
.*i,(iOO rs. a poca.
Vendem-se madapoloes linos, com 21 jar
das Com um pequeo toque de mofo pe
lo proco de 3,600 rs. a pei;a : na rua do Cres
po, loja da esquina que volta para a ca
lea.
Cortes de brim de puro
Imho, a ViftO.
-- Vendem-se corles de brim trancado
pardo de pii'o linbo, pelo diminuto preco
de quatrn patacas: na rua do Crespo, loja
da esquina que volla para a cadeia.
-- Vendem-se felogios de ouro e prats,
patentesinglezes: na ruada Senzalla-Nu-
va, n. M.
Vende-se cal virgem de Lisboa de
superior qualidade, em barris de 4 arrobas,
ebegada neslc mez (icio brigue Haria-Jotc:
a tratar i.a rua do Hrum, armazem de
Antonio Augusto da l'onscea, ou na rua do
Vigai io. il. 19.
-- Vende-se vinho de Clianipanba, da ver-
dadeira marca cometa: na rua da' ruz, ar-
mazem ii. 27. de Crocco Chdbrasileiro,
Vendo-se cha brasileiro ', no armazem de
mol idos, alias do Corio-Saiilo, n. 66,* o
mais escolenle cha produzido em S.-Pau-
10 que lein viudo a esto mercado, por
I i' i," muito commodo.
--Vende-so um cabrinha de 18 anuos,
alto, sadio de bonita Ogura, o que be. pro-
11 iu para bolieiro, o s se vende para a pra-
ca e niln para o mallo para o que se afni-
ca a sua conducta ; um inoleqiie de (Jan-
nos sadio e bem pretinbo ; na rua larga
do Rozarlo, loja n. 35.
AGENCIA
da fundicao Low-lloor,
RUA DA SKNZAI.T A-NOVA, N. 42.
Reste estabelecimento conti-
na a haveium completo s rti-
meuto de inoen.ias t muas u.oen-
das, para engenho machinas de
vapor, e taclias co-uo, de todos os tamanhos,
para dito.
4cs fiiiuanles de bom sosto.
No armazem de molbados airas do Cor-
po-Sanlo, n. 66, lia para vender, ebegados
pelo ultimo vapor vindo do sul, superio-
res charutos S.-Felix, o de outras mullas
qualidades que so venderlo mais baralo do
que em OUtra qualquer parle : bem como
rigai rilos lii'spaiibes ditos de palba de
milbo, que so estilo vendendo pelo diminu-
to prego de 500 rs. o cento.
-- Vendem-se amarras de ferro: na rua
da Senzalla-Nova, 11. 42.
A 040 rs. cada um.
Vendem-se cobertores de algodSo amerl-
canoeiicorpados e grandes, a duas pata-
cas ; chitas escures de bonsptdrOes e co-
res segursja, a meia pataca o covado : na
rua do Crespo, na loja da esquina que vol-
la para a cadeia.
Tai xas para eng'enlio.
Na fundieo de ferro da rua do llrum,
acaba-so de receber un completo soitimen-
lodo taixas de 4 a 8 palmos de bocea as
quaes acham-se a venda por proco com-
modo e com pioiDplidfio embarcam-se,
cu rarregam-secm carrossem despezasai
comprador.
Chpos do Chile.
No arcodeS.-Antnnio, n. -2, loja de cha-
I >s c na praca da Independencia, loja
de miudczss ha um sorlimento de chapos
do Chile, ebegados no ultimo vapor do Itio-
de-Janeiru : vendem-sc por proco mais ba-
rato do que em outra qualquer parte.
.)
% Bp4 I
4 Meuron, Sanla-Crur, Prinrcza o cha- i
' rulos: vende-se na rua do Collogio, *
^
Aos amantes da lotera do Hio-
(le-J-neiio.
Aos 20:00(),^000 de ris.
He rbegada a lisia da quarla lotera da
fabrica de vidros, ecom ella um grande sor-
limento dos muito afortunados bilbetes e
caulelas da 10 lotera das casas do carida-
de, cuja lista cliega no piimeiro vapor : a
ellos antes que se acabem : na rua da Ca-
deia do Recito, loja de Jouo da Cunba Ma-
galhes, n. 51.
Pos galvnicos para
pratear.
Na rua do Coilegio, loja n. 9.
Todas as possoas que possuem objeclos
praleados e que tenham perdido a cOra1--
genlea, estando por isso indecentes, ou in
lilisados, tcem uestes pos um exeellento
restaurador o conservador dos meamos
objeclos sempic como novos sendo o pro-
cesso para so usar olles o mais simples ,
nada mais do que esfregar com uro panno
de linbo mol ha do cm agoa fra e passado
nos mesmos pos.
Urna caixinba contendo quantidade suf-
licienle para pratear mais do 40 palmos
quadrados cusa a mdica i|u;uilia '
mil rs.
Ctales
,le Roberto
l>iabo.
do
Na loja de (iiiinniries & llenriqucs ruu
do Crespo, n. 5, que faz esquina para a rua
do Collogio vendem-se os novos diales
grandes intitulados lioberto do Diabo pe-
lo barato prce de 1,fioO rs. cada um : esta
fazenda se lorna muito recommendavel ,
por ser de padres novos, o do lindas
franjas.
Vendem-se, na rua do Crespo, loja n.
12, chapeos de castor prelo de superior
qualidade,. a 3,000 e 3,500 rs.
de'casae de campo: o motivo por quo se xas, a 180 rs. o covado o outras mui(as
venderle dir ao comprador: no pateo do fazendaspor prei;o commodo.
Carmel, n. 18. ,
PaSta de flor de lyrio.
Ha o melhor artgq que se conhece para
impar e emhranquecor os denles, f<
de
Os Misterios da iiiqttisi-
^ efto, por P. Fval.
Esta interessanle obra be ao mesmo lem-
po uro bellissimo romance e a historia exac-
ta das atioridades da inquisQilo e (em
merecido o mais distincto acolhmonto :
vcnde-se na rua do Coilegio, n. !*.
Um Galucho,
por l'aulo de Rock, 4 ** C|n s-
Acha-se Icrminado esle nleressanto ro-
manee, uma das mais engracadas produc-
(cs do seu briu conbecido o estimado au-
tor ; lendo-se posto na lraduC(&0 todo o es-
mero. I.'spera-se, pois, que o nteresse da
obra a bondade da traucfflo o a niodici-
dade do prec;o, convidarSoa procura-la.
Os Srs. assiguantes quo anda iiilo recc-
boram muitoobBequiarflO o ediclor man-
dando buscar o que Ibes faltar da obra na
ruu do Collogio, n. 9, e declara o mesmo
ediclor que se respqnsabilisa pol qualquer
deleito com que sbhissem da sua nio os
volumes.
Dcscrlpitao histrica do
^ Brasil, nor F. Deuis,
Colombia 'uyanas, por J.
iamin.
Kstesoxcellentcs escriptos nito precisam
do rccomniendac,fio para serem procurados
com afn, muito mais que o piimeiro he
producfo do nico estrangeiro que lein
estudailo coro sltenQSo os cosiumes, 11 llera-
tura, ele do Brasil e que trata lulo rom
multa imparcialidade, ao que o liBbililou
uma lunga demora na bella trra da S.-
Cruz.
A obra compffc-se de -2 volumes em quar-
to de quasi 400 paginas cada um impres-
ios em bom papel e boro typo : vende-se na
na do Coilegio, n. 'J, pelo diniinulo |ire-
?o de 4,(100 rs. biochada.
A 2*1,000 rs.
lt i Nieles da lotera do Itio-de-Ja- p
neiro. ero quintos, oitavos e vigesi- %
mos vendem-se na ruado Coilegio, jJJ
| ... 9.
Vende-se cha brasilciro, a 1,000 rs., na
rua ilircla, n. 14.
IPilho novo.
Vendem-se saccas com superior mlbo,
por barato prego : no caes da Alfandega, ar-
mazens de I)iaa Ferreira e llacellar, o no ar-
mazem da rua da Cadeia, junto u botica de
Antonio Pedro das Neves.
Vende-se familia de mandioca muito
superior, a bordo do paladn Vnlenle, viu-
do de S.-Calliaiina fondeado no raes do
Coilegio: a tratar com o caplo a bordo,
ou com Novaos ti Coinpaiihia, na rua do
Trapiche n. 34.
Deposito de Potassa.
Vende se muito nova potassa
de boa (ptalidade, embairiszinho)
pequeos de quatro arrobas, por
pceo i iii.iiu, como j ba muilo
lempo se nao vende : no iiecife,
rua da Cadeia, armazem n. i 2.
Vcnde-se, na rua da Aurora n. 4, um
lerno de tambores com aguill.Ces e rode-
tes, por 300,000 rs., e temos de carretas
solas para os mesmos, a 20,000 rs. o lerno.
Na rua Nova, n. 5,
vcnde-se um molecote de 18 anuos, bom
eoz.inbciio, o de boa conducta o que se
atnica; uro pelo bom Irabalbador do en-
xada e que lio de bonila liguru ; pardas
rom lialiiliiidesdeeugomntar e cozinhar. j
duas prelas boas quitandeiras ; duas d.itas
proprias para o Iranalho de campo; um par-
do de bonita figura, coro principios do car-
pina.
Vcnde-se, na l'assagcm-da-alagdalena,
uma venda coro 200,000 rs. de fundos :
quero a pretender dirja-se a mesilla, nu-
mero 62.
Vende-se um pardo sapalciro oplimo
pagom e babil para todo o servirlo, por ser
de boa conducta, o que so alianca com res-
ponsabilidade ; urna preta para o servico
impar e emnranquiic usuuui.ua, ........... ^ ..... ,-----.----- ,------- r_.... ,n
isecneivaa e conseTver a bocea .sempre- #. de rargura a 2.800 rs. a vara ; dito a
impa easgengivas purificadas do taMav da'mesma largura muilo mais en-
.o: vo'nde-sens rua do Trapiche, n.34, se- | corpado, a 3,500 rs.^ guardanapos, |
gundo andar, a 2,000 rs. cada boiSo.
Antigo deposito de cal
virftem.
Na ruado Trapiclic, n. 17, ha
muito superior cal virgem de Lis-
boa, por preo muilo commodo.
Agoa de niel.
Esta remedio he para promover a belleza
e vigor do cabello, removendo a caspa e
conservando aquelle macio e lustro da pol-
lo e cabello que s pode ser adquerido
tendo-sea pelle fresca e os poros pelas rai-
zes do cabella sempre abertos, e sua acco
salutar .nada contem que possa prejudicar
o cabello : vende-se na rua do Thpiche,
n. 31, segundo andar, a 1,000 rs. cada
garrafa cnvolla 110 scu competente rece-
tuario,
Agoa de perola.
Esse celebre e innocente cosmtico para
tirar sardas e rugas, e em bcllczar o rosto ,
foi por muilo lempo s condecido de poucas
pessoas nos Estados-Unidos porm sua
grande ulilidade tornou-a o cosmtico mais
popular que se usiva nos toiletes moder-
nos: vende-sena rua do Trapiche, n. 34,
segundo andar a 2,000 rs. cada gar.ufa.
Vende-se uma vacca nova filha do
paslo ,e que esta prenhc : no sitio do lia-
noel Joaqun) Carnciro Leal, ou na rua lar-
ga do Itozaiio, n 29.
Vendem-so chitas linissimas do cores
(ixas c padres oscuros, as quaes j se ven-
dern) por uma patees, e agora para se
acabar trocam-se por 200 rs. o covado a
dinheiro a vista: na ruado Crespo, loja
n. 12.
Superior farinha de
mandioca.
Chegon de S -Catharine o brigue S.-Hlr.-
iinel-Auyusto com un carregamento de fa-
milia su| erior acha-se fundeado defronlo
do caes do llamos, o alli se vende qualquer
porclo a prefO commodo : lanihem se pode
tratar na praca do Comroercio, n. 6, pri-
meiro andar.
Vende-se farinba de trigo
da marca Fontana c americana em
meias barricas, barricas com cal
virgem de Lisboa, vinho Jo Porto
em pipas e barris de todos os ta-
manhos e qualidades : na 1 na do
Vigario, armazem n. 11, de Fran-
cisco A Ivs da Cunha.
-- Na loja do Estima & llamos, no Aterro-
da-Boa-Yista, vende-se um parde adrago-
nas muito ricas para CSpilOo ; bem como
um habito esmaltado de CbristO.
dogos de visporas.
A olles antes que se acabem : na rua do
Qucjuiadn,... 22, loja de chapos.
Vende-se um bonito molcque; uma
preta que sabe lavar, cozinhar e engom-
mar: estes escravos ebegaram do norte no
ultimo vapor, e vendem-se batato 110 llo-
lel-Francisco.
-- Na rua do Crespo, loja n. 12. vendem-
se aventaos prelos de seda para meninas a
1,000 rs. ; calcinhas de meas para meninas,
a :i20 rs. o par ; rendas lisas de (odas as lar-
guras a 80 rs. a vara ; meios chales de
cambraiacom pinturas proprias para mu-
camas, a 460 rs. j cortes de cainbraia fian-
ceza com assento escuro e de excellente
qualidade, a 3,000 rs.

mmmfmmitimmmmmmmmm
Na loja do sobrado amnrella, na rua n
4o Queimado, n. 29, vende-se atoa- *
Ihado (fe puro linbo com 9 palmos jj
v Vcndem-se cortes de vesldos de
tf camhraia de seda de modernos pa-
droes a (5,00(1 rs. ; dilos de cam-
(BJ braia branca com lisias de cores
;$ imitando seda, a 4,000 rs. ; lencos de
0
^P seda (o superiores a 2,000 e 2,210 rs ; >5
#>j ditos do camhraia de linbo a 800 e
<9 1,000 rs. mantas e chales de seda $
<4 modernos; chitas largas de lindos &i
t= padrOes, proprias para camisas; cas- 0
'* zonda nova a 500 rs. o covado ; e t)
9h, outras militas fazendas linas, por ej
9 preco muito em conta na rua do A
fy Queimado, loja do sobrado amarello,
& 11.2. #
<^ m
##>#!
Vende-se um bom sitio meia legoa
distanlc da rdade da Area, na provincia da
l'arahiba do norte, com grande casa do vi-
venda cuhei (a de palha ede boas madei-
ras para icceber lelbas oulra casa com
aviamentos novos de fazer farinha estri-
bara com rio de bellas agoas perto da ca-
sa com 5 a 6 mil pes de cafs novos par-
to delles j dando dufiS a tres mil covas de
rossa urna hurta cercada de limoeiros no-
vos o dentro com militas frueleiras novas
e de diversas qualidades um terreno bre-
josn para paiitacoos (Iu verilo um cerca-
do e curral para 4 vaccas de leite, dous par-
lidos de baiiHi.eiras, 11111 das mamilas e o ou-
(ro de varas qualidades : o sitio tem mui-
lo terreno com sulliciencia para fabricar-se
engenho de assuear e p.oduz ptimos can-
oas : a tratar com o doulor Joo Francis-
co de Itorja l'croira, na mesura cidade.
Vende-se cera de carnauba muilo su-
perior em arrobas e a realho : na rua
Nova, armazem de trastes, defrontc da rua
de S.-Amaro, n. 59.
A l.iJO, 1,440 c 240 rs.
Na rua do i respe, O. 14,
loja de Jos Francisco
Das,
vendem-se corles de superior brim escuro
do puro linbo a 1,280 rs. dito cr degan
ga de superior qualidade a 1,440 rs. o cor-
te ; lustrim prelo adamascado, muito lindo
para lulo a 240 rs. o covado; superiores
chitas encarnadas muito Tinas e de cores li-
a 3,000 rs a duzia; diiOS superiores,
gi a 9,000 rs. ; toall.as de puro lbho e |
| de differentos tamanhos e precos;
I panno de lnho muito largo, proprio 5
| para lences, a 2,240 e 2,560 rs. a va- |
ra bicosde linbo bordados, do Por- 2
| (o, de varias larguras para babados p
I por prego muito baralo.
'&mvm^^wM w?*?wmw>mm
Vendem-se, ou perniotam-se 3 mora-
das do casas na Solcdado, ns. 40, 42 e 44,
tendo a do meio um grande soto, 2 salas
e seus quartos, cozinha fra, e mais 4 quar-
tos emseguimento ; estiibaria, quarto pa-
ra foitor, cacimba, tanque para banho, bom
copiar com seus assentos ; eas duas do la-
do mais pequeos cada urna com duas
salas, quarlos, cozinha fra e pequeo quin-
tal murado llcando a do meio com todo o
sitio com perto de 500 palmos de fundo e
(00 ditos de largura tendo perto de 50 pos
de larungeirnse oulras fruleiras, ludo em
chiios proprios, com parte murado e parle
cercado de liroDo o que ludo se veude ou
pcrmula-se por outra casa as principaei
ras desta cidade bem como no Aterro-
da-lloa-Vista :a tratar na rua do Cabug,
n. 16, segundo andar.
Vende-se teijfio de todas as qualidades
e mlbo: ludo muito bom o novo, chega.
do de prximo da ilha de Fernando : na rua
das Cineo-I'onlas confronta a fortaleza ,
n. 134.
Vcndem-seos apreciaveis charutos de
Havana: na rua da Cruz, n. 51, armazem
de J. O F.lsler.
Vcnde-se pbosphoro em libras e roteas,
por preco commodo : no Alerro-da-lloi-
Vsta, n. 17, fabrica de licores.
A 100 rs. o hoio.
Vnde-se graxa brasileira superior a in-
gleza .tanto no lustro como por ser com-
posla com ingredientes proprios a conser-
varlo do COUrO : quero duvidar da sua su-
perioridade, d-se a experiaientar: no
Atcrro-da-Uoa-Vista, n. 78.
Vende-se uma boa casa lerrea de pe-
draecal, na rua Imperial do Aterro, n.
175, com duas salas 2 quartos, cozinha
fra, quintal murado com uma mei'agoa
no fundo do quintal, cacimba, boa para ne-
gocio esl livre e desembarazada : na rua
Nova, n. 14, a fallar com JoDo Itibeiro da
Cunha, ou nos Afogados, ailio do padre
Flix.
N.9--.
Vcnde-se, no armazem de Vicente F. da
Costa, na rua da Madre-de-Oeos, a supe-
rior e bem condecida graxa97, em barricis
de 13 duzias.
Vendem-se duas moradas de casas ter-
reas no bairro de S.-Anlonio quem ambas
rendem 14,000 is. : na rua da Gloria, n. 86,
ou anniincie.
--NaveniL) nova do Aterro-da-Boa-Vis
ta, n. 24, h:bocolate muito novo, chegado
ultmame de Lisboa a 400 rs,. a libra ,
azeiledocV,, a 480 rs a garrafa ;. farinha
de araruta muilo nova a 200 rs; a libra
uma grande variedade de Inicias em con-
servas, por prego baralissimo.
-- Vende-se uma preta de nac&o, sem vi-
cios, do bonila figura, idade 20 annos, que
cozinha o diario de uma casa de familia,
engomma e lava exccl.leutemcnte: no Aler-
ro-da-Hoa-Vista, venda n. :ti.'*
Vendem-se 13 caberas de gado todas
do paslo e de muilo boa raga sendo 5 vac-
cas duas dando leite e 3 prximas aperir ,
3 novilhas 2 garrolinhas e 3 garrotes: na
rua da l'raia a fallar com Matheus Anto-
nio de Miranda.
Vcnde-se nina escrava di
20 annos, muito forte e robusta,
propria para o servico de uma ca-
da por cozinhar, lavar e cozer : na
rua do Coilegio. loja n. 3.
Vendc-so um bonito rarneiro, muito
proprio para cari inbo : lia rua Velia, nu-
mero 26.
-- Vende-se um relogio do ouro, horizon-
tal muito bom regulador, por prego com-
modo : na rua do Coilegio, n 6.
fc.8Cris\'08 jVujflC'OS
-- Fugio em .lias do mez pesiado, uma
cabra pertencente ao abaxoassignado de
nomo Adriana, de 30 annos pouco mais 00
menos ; lem no hombro direitoou esquer-
do urnas cicatiizes do'bobJsquo teve ; lee)
uro dos dedos pequeos do p direto da
menos proveniente da iiesma molestia,
com falla de denles na fronte; tem sido
vista por nais de uma vez na praia de S.-
Francisco para o Itio-Doce, cm Olinda. Ilc-
ga-se as autoridades policiaes, capiles de
campo, quo a apprehendam e levem-na s
rua largado l'.oza.io. n. 38, primeiru in-
dar, queserlio grallicados. Caelanoth
telilla Cuvatcanle I'euoa.
Fugio, no da 7 do correte do eogj"
nbo S.-Jos da Varzea o crioulo l.uiz, *
35 annos pouco mais pu menos beicW
grossos cara larga, nariz chalo, bem pf
(o ; lem a lingoa descorada pe i los grio-
dcs e mnito cabelludos, muito ba.bido
ladino, falla muilo egagueija alguna coli-
sa ; l ni silo encontrado na estrada novii
ero uma venda que lem junto a casa do sub-
delegado Fraiici.-eo Joaquim Machado, >
d'ahi suppOC-se que seguir para Coiaon,
por de la ler sido e por j ler fgido !
guma vez.es para la ou embarcar aqui P,"
raoutro qualquer lugar, por dissoler mal-
ta pralica. Itoga-se ns autoridades policiaes
o capitaesdo campo, que o apprehcudaoi*
levem-noa rua Nova,, n. 47, segundo an-
dar, que seio gratificados
Fugio, no lie 31 de agoslo do rorrea.
te auno, a prtta Esmera, baixa, cor fula
com signaos de bexigas sem u.il.as nos di-
dos dos ps, oliosaiumacAdps; be n>uiM
ladina : quem a pegar leve-a a Fra-de-
l'orlus a casa do major Joaquim lgnac|0
deCarvalho llendonca, que recompe"*"*
I'Ei'.N. : NI 1VI'. DE ,11. DE FARM,
_18<9


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EZF0ONGER_A5BPT5 INGEST_TIME 2013-04-24T19:50:03Z PACKAGE AA00011611_06635
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES