Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:06546


This item is only available as the following downloads:


Full Text
Anno
XXIV.
Qii'iita-feira 26
n nfilllO publea-se todo o dias que nSo
, .. de guarda: o preco da a a'4Si dos asignantes sao inserido, a
**""c! jo"s. por M riwae rnelicoe pela inetade. Os nao
tiapt 0 rs. por liona e 1(10 ra
^'f^difterente, por cada publicado.
PHASES DA LA NO MEZ DE OUTUBRO.
/V-M,( a i, as 11 horas e 42 ralo, damanh.
m a 12. a I hora c 38 min. da lard.
ZvX*^ Smlnd.manh
?mm. a 26, 11 hora e 27 ma. d Urd.
PARTIDA DOS CORREIOS.
Goianna eParahba, s aegs. e lextat-feiras.
Ri"-G.-do-Norte, qiiinlas-feiras ao nirio-dia.
Cabo, Serinhactn, Rio-Formoso, Porto-Cairo
e M.T-riij, no 1., a 11 e 21 de cada mea.
Garanhuna e lio ni lo, a 8 e 23,
Boa-Vista e Flores, a 13 e 28.
Victoria, l quinlas-feiras.
Olinda, todos os das.
PREAMAR DE HOJK.
Primeira, as4 hora* e 30 minutos da tarde.
Segunda, s 4 horas e 54 minuto* da mano.
de Outubro de 1848
- -'
das da semana.
23 Segunda. S. loao Capistrano. Aud. do J.
dos orph. do .1. civ. e do J. M. da 2. y.
24 Terca. S. Rafael Archanjn. Aud. do J.
doc. da 1. y. e do J. de paz do 2. dist de i.
2f) Quarla.St. Crispim e Crispiniano. Aud.ri
J.doc.da 2. v. e do J. de paz d2disi. dnt.
26 Quinta. S. Evaristo. Aud. do J. de orpli.
do J. M. da l.v.
27 Sexta. S. Klesbao. Aud. do J. do civ. e
do J. de paz do 1 dist de t.
28 Sabbado. ^ S. Simao e s JitdatThaddco.
29 Domingos. Feliciano.
CAMBIOS NO DA DE 24 OUTUBRO.
Sobre Londres a 25 d. por 1/000 rs. a 60 d.
Paris
Lisboa 120 por cenlo de premio.
Rio-de-Janeiro ao i ar.
Dse, de lett. de boas Armas a 1 % ao mes
Accesda coinp. de Heberibe, afifrs. aop.
Oiiro.Oncas despatilllas 31000 a 914500
Modas de ti/400 v. 18^1100
de 6/40O o. IGjtiOOa 16*700
. de f/UOO..,
PralaPataces brasilciros
Pesos columnarios.
> Ditos mexicanos.....
0/JOO a 9/700
IDS0 a 21000
1/080 a 2/00O
1/920 a 1/940
'-
MBUC
PARTE 0FF1CUL.
Solvcndo duvi'lits qu na execuQo tlaloi regula-
nicnlar das eleicOes occorrerara na provincia do
Rio-de-Janeiro.
jlio-de-Janeiro. Ministerio dos negocios do impe-
rio, cm 28 de egoslo do 1848.
lllm. eKxm. Sr. Foi presonte a S. M. o Impera-
dor o olirio de V. F.x.. n 24, coai dala de 1(1 d eor-
rente, conlendoas decisfies dadas por V. F.x. as se-
guinl-s llovidas occorridas na cxecuc.fo da loi re-
sulamenlar das eleicOes.
1. Pode oeleilor pronunciado a livramento em
crate de responsabilidade, ecuja pronuncia loi com-
pelentemcnle sustentada, volar, ser votado efunc-
cionarconio cleilor no dia 7 deaetombro luturo i'
,' Pode o eleilor', quo foi absolvido pelo juiz de
direito, funecionar como tal em o dito dia 7, niesmo
girante a pendencia do recurso, quo so iiiterpoz
pira o tribunal competente, da sentenga de absol-
viese ?
3. Pode oeleilor upplente que, perdendo asqua-
lidailes para ser votante e votado, foi elmina.lo no
concellio de qualilicacSo, donde deixou do recor-
rer, ser chamado para membro componente das
turmas?
4. Podo ocidadflo, que foi qualiflcado em urna
freguezia, e nella fez parte da junta qualificadora,
serqualificado emoulra no mesmo anno, no acto
de proceder-se revislo da qualificacao?
5,' Pdem os cidadilos,que frem Hendidos pola
junta, votar as eleicOes de 7 de setombro, anda
que ii'h) fossem convocados, porque no lempo da
convocaQlo nao soachavam anda qualificados?
6.* Finalmente, nio se tendo concluido anda a
proresso da qualificaco, nem 1,1o pouco podcmlo
ciincluir-su untes le 7 desetembro, de modo que fi-
quem livres esalisfeitos os prazos marcados na loi
para o andamento e conclusilo dos trabadlos prepa-
ratorios, ilevcm ser estes cncurtados, ou transferido
odia que a le marcou para a eleicflo dos'vereadorcs
cjuizes de paz?
E o mesmo auguslo senlior, lendo euvido a secclo
do conr. Ilio do estado dos negocios do imperio, bou-
ve'por beo declarar o seguinle :
l.1' Que merecou a imperial upprovacio a decsflo
negativa dada por V. Ex. primeira duvida; por-
qoanlo o oledor pronunciado a livramento em cri-
Diede responsabilidade nflo est inhabilitado Mein
de direlln, nem do faci, visto que nflo so aclm pre-
so, para funecionar como tal no dia 7 desetembro;
sendo eertn que o artigo 94 n. 3." da constituicao t-.
inita-se a declarar que nSo pdem ser nomcados clci-
lores os criminosos pronunciados em quereln, ou
deyassa; mas nenliuma riisposicflo existo na eonsli-
;itji<,-ro donde possa inferir-so que as l'uncccs" do
eleitor onmsdo legalmento devom firar suspensas
lin virlude de pronuncia em querela, ou devassa ;
tilles pelo contrario paroce claro, avista do artigo
8.' 118 l.*e% que o exercico dos direitos do clei-
lor, que silo diteilos polticos, n.lo podo lcar sus-
penso senao por incapacdade pbysica ou moral, e
por senlcnca condemiialor.ia prisflo ou degredo,
emolanlo durareni os seus cffeitos.
2. Que V. Ex. procodeu coro aceito decdindo sf-
fiujalivaiiienle a segunda duvida, urna vez que a
Malenca de absoluic.no seja da nalureza daquedas
que em direito silo logo poslas em execuefo ; por-
Approva a decislo dada pelo presidente da provincia
zcs de paz todos os cidadilos comprelienddos na
quahlicacfio geral da paroebia, e tendo sido decidi-
do pelo aviso de .* de julhodcste anno quo a prxi-
ma cleicilo de vercadnres ejuizes de paz se iizesse
pelos volantes qualilicados pela junla de revisti
reunida este anno cm todas aquellas parochias on-
de esle acto se podosse ultimar aillos do da 7 de se-
lembio, a convocacilo dos votantes deve ser regula- rf" em j0 geiembro de 1848.
la por eta lisia, e n3o pela do anno antecedente,
poitcndo entretanto a falla do comparecmento dos
votantes, pelo motivo de mo lerem sido p
do S.-Paulo, corea das sentinellas quo a mesa pa-
rochial da eidade de Sorocaba requisitar para guar-
da da urna no da daseleicoes das cmaras muni-
cipacs e juizes de paz.
Ilo-de-Janeiro. Ministerio dos negocios do impe-
icviamen-
le convocados, servir para allvia-los da multa, co-
mo mu legitimo impedimento.
6." Finalmente, que igualmente bem decidi V
Ex. a sexta duvida, declarando que, nao podendo ser
diminuidos os prazos que a le marcou para o anda-
mento e conclusilo des trabadlos preparatorio* da
clcicSo, e cumprindo pelo contraro que lujurio
compelameulo livres e salisfeitu, por ser de sum-
ira importancia que a qualifcarTo seja fcila no es-
paco de lempo que a inesina le julgnu necessario
para sua exactidito, se proseguisse nella, guardados
os sobreditos prazos; e que, entretanto, so proce-
desse elcic,no de vereadores e juizes de paz impro-
tcrivelmento no dia 7ileselembro prximo futuro,
rocorrendo-se qualilicacSo do anno antecedente,
conforme fui ordenado em aviso dodojullio, j
citado, o quo foi dirigido presidencia da provincia
do San-Paulo.
O quo tudo communco a V. Ex., para seu conhe-
cimento, governo e execuco.
lieos guardo a .V. Ex. Jv$ llo. Sr. presidente da provincia do Rio-de-Ja-
neiro.
quinto, po>to que o coiidcmuado em processo crim
Bl lulo possa sor leilor,
snaclu
en
di
di
[di
Uticos.
' Que nio mereceu tambem _
po a decisfio negativa queV. Ex.deu terceiradu-
V|da; porqimftio o eleitorsupplcnte que, perdendo
as "o iioconeellio d qualilicaSo, donde deixou de
"ecarrer, p6de ser chamado para membro couipo-
nenic ue ler effeKo retroactivo para privar o cidadflo de di-
'tos que Ihe foram legaliiicnte conferidos quando
u,oei,b,va habilitado para recebc-los; nem annui-
woelfeio dos votos quo llio foram dados polos
|eoscomparocliianos; mo podendo admiltir-se que
-J*. mitro o resultado daelliminacilo senilo a nca-
Pacidado de votar e ser votado de futuro..
4. Que mereceu igualmente a imperial approva-
r0' deciso ailirmali va quo V. Ex. deu quarta
uvida;devendo,porm, subenleiida*v*e que o cida-
>oquo (o quadlicado em urna freguezia, o nella
lili 'V6 t,a Jm,lil qualificadora, dove, para serqua-
icailo em oulra no mesmo anno, no acto de procc-
j"r'se* fevisflo da qualilicacilo, ter nnila um mez
residencia pelo menos antes do dia da formaeflo
a JUlltai como determina o artigo 17 da lei do 19 de
ou i ? (le 18*6; cumprindo, outrosim, que esta nova
U,.' "'Ci^no seja participada ao presidente da junta
esse"31 icacil da freguezia de que se liver mudado
e-,1 f dauam de proceder-se ah sua ellimina-
"" 1 respectiva lista.
Don a* ^em reso,veu v- Ex- quinta duvida, res-
iiip ."do 1" os cidadflo nascrcumstancias nella
tem na,ins P0(ler" volar nas eleicOes de 7 d se-
oue i' s n ,,',; rim.,n*ndoi a lei regulomentar daseleiQOes
> 37 que piium votar para vereaaores e jui-
Approva a decislo dada pelo presidento da provin-
cia de S-Paulo sobre a duvida presentada pelo
juiz du paz da freguezia dos Silvoiras, declarando
que deve ser considerado nudo o concedi muni-
cipal de recurso daqueila villa, lano por nilo ler
funecionado durante os 15 das proscriptos pela lei,
como por ter sido presidido por um vpreador sup-
plenlo quando so acliava presente um vercador
offectvo.
Itio-dc-Janeiro. Ministerio dos negocios do impe-
rio, em 5 de setembro de 1848.
lllm. e Exm. Sr.Sendo prsenle a S. M. o I. o of-
ficio de V. Exc, de 23 do mez passado, acompanhnn-
dii o que dio dirigir o juiz do paz da freguezia dos
Silveiras, no qual pergunla, se deve considerar ou
ii.li como nudo o concedi municipal de recurso que
so reuni naquella villa em abril dcsle anno, visto
quo se deram as seguintes eiicumstancias : primeira,
ter comecado o concedios seus trabadlos a 1C e
concluido a 23 do dito mez, deixando de estar reu-
nido durante os quiuze das marcados pela lei, com
o fundamento do nio lerem apparecido recorrentos :
segunda, devendo o concedi ser presidido por um
membro da cmara municipal, por estarci impedi-
dos os juizos muncip'aes supplcnles, fui de facto
presidido por um vercador supplenle, quando no
mesmo concedi funeconou um vereador elTcctivo
servindo de presidente da cmara, ou segundo mem-
bro do concedi : ha o mesmo augusto Seuhor por
bem approvar a resposla" por V. Exc. dada a o refe-
rido juiz do paz, declarahdo que deve ser considera-
do nudo o dito concolho, lano por nao ler funecio-
_nado durante os qunze dias proscriptos pela lei,
"como por ter sido presidido por pessoa incompeten-
lllm eExm.Sr.S. M. o I., a quem foi presente
o oflcio de V. Exc, n. 105, com data de 25 do mez
passado, que acompanba o quo Ihe dirigir ocom-
:mandante do balalhilo de guardas nacionaes da eida-
de de Sorocaba, perguntando so dovo fornecer as
sentinellas que requisilara mesa parochal para guar-
dar a urna no dia daseleicoes de 7 do correlo mez,
liouvo por bem approvar a deciso de V. Exc, decla-
rando aquello commandante que o art. 108 da le de
fo .) agosto de 1846, comquanln prohiba arruma-
mcnlo de Iropa, e qualquer ostcnlaQilo de forca mi-
litar, todava nilo deve ser entendido em relacflo s
sentinellas quo frem necessarias ea mesa requisi-
tar para a guardada urna, como heexpresso no art.
61 da dila lei. O que communco a V. Exc, para
sen conhecmento; cumprindo, porm, ponderar-I he
que a disposiciio do citado arl 108 smente se refere
s eleicOes primarias que silo aquellas em que a
massa dos cidadflos volantes clege oseleitores ; nao
se podendo,porlanto, applicar a mesma disposiciio s
eleicOes de vereadores e juizes do paz, porque estas
silo directas, e as palavrasda loi devem entender-
se no seu sentido restricto, c nilo amplia-lo.
lieos guarde a V. Exc.Jase Pedro Diat de Carva-
o.Sr. presidente da provincia de S.-Paulo
Ihe
te, qual he o vereador supplenle, quando se acliava
por isso pr-oceder-so a novo concedi no da ja do-
. signado,
a imperial approya- i)eos guarde a V. Exc.-/ojc Pedro Dias de Carva-
ho.r. presidente da provincia du S.-Paulo.
Approva a resposla dada pelo presidente da provin-
cia do S.-Paplo ao juiz de paz da villa do S.-Joilo do
Rio-Claro, conformando-se com a deliberarlo que
lomou de mandar proceder nova qualilicacilo,
por apresentar,visvcl nulldadu a quo foi fela pcT
las junlasorganisadnscom os elcloresdo 1847.
Rio-de-Janeiro. Ministerio dos negocios do im-
perio, em 6 de setembro de 1848.
llm. c Exm. Sr.Sendo presente a S M. ol., com
o oflcio de V. Exc. n. 107, de 25 do mez passado, a
copiado que V. i.xc expedir ao juiz do paz mais
volado da villa do S.-Jofio do Rio-Claro, approvando
a deliberadlo, que elle tomara, do mandar procodor
nova quaJiflcB^no ; vsloquo a dsposiqilo do aviso
de 5 de judio ultimo, ordenando que subsista a que
foi feita pelas juntas organisadas com os oledores
de 1847, se deve entender nicamente com aquellas
a respeilo das qunes se observaran) todas as formali-
dades da lei, e nilo com aquellas quo padecem visi-
vol nullidade, como a que leve lugar na referida vil-
la sol a presidencia do um individuo que nilo era
juiz de paz : ha o mesmo augusto Senlior por bem
approvar o procedimento de V. Exc, e assm Ih'o
manda communear, para seu conhccimcnlo.
lieos guarde a V. Exc.Josi Pedro Dias de Carva-
lho.--Sr. presidente da provincia de S.-Paulo.
Approva a decislo dada pelo presidente da provincia
de San-Paulo i duvida que o juiz de paz da fre-
guezia de Mogimiriii propz a lei regulamentar
das eleicOes.
Rio-de-Janeiro. Ministerio dos negocios do impe-
rio, cm G de setembro de 1848.
lllm. e Exm. Sr. ~ Sendo presente a S. M. o I. o of-
lcio do V. Etc., n. 106, de 25 do mez lindo, acompa-
nhando o que na data do 1(i do mesmo*mez dio diri-
gir o juiz de paz da freguezia de.Mogmirim, noqual
participa que a junta do qualilicacilo foi all forma-
da com os oledores e supplcnles de 1844 ; mas que,
nilo se lendo reunido al entilo o concedi municipal
do recurso, forcoso lio proceder-se elcicilo de 7 do
corrente mez de setembro com os quBlificados no
anno passado, cm vista do aviso de 5 de judio ulti-
mo e portara do governo desta provincia, de 21 do
dilo mez; acontecendo, entretanto,que dos cidadilos
qualilicados no anno passado mudos ficaram poste-
riormente pertei.cendo, em virlude do novas divi-
sos decretadas pela assembla legislativa provincial,
s freguezias da l'cnha e l.imcira, onde so acham
qualilicados pelas respectivas juntas no corrente an-
no, deixando de o ser por aquella parochia de Mogi-
mirim ; c que por consequencia entra cm duvida se
a mesa dove ou nio receber as cdulas destes cida-
dflos, apezar de pertencerem a oulras parochias; o
no caso'afllrmalivo se dever aceita-las indistincla-
meute, ou cm separado; parecendo-lhe ha ver incon-
veniente em qualquer dos dous arbitrios que seja
adoptado : o mesmo Augusto Senlior liouvo por bem
declarar que V, Exc. resolveu com acert, respon-
deudoao mencionado juiz de paz que, nilo podendo
os cidadilos de una parochia concncr para a elci-
Cflo de oulra a que nao pcrlciiceni, como se deduz da
re regulamentar das eleicOes, o he expresso em di-
versos avisos do governo imperial; o sendo ndis-
pensavel que se proceda no indicado dia 7 deste mez
a eleicflo de vereadores e jujz do paz, nio rcsla ou-
Iro arbitrio a seguir-se senilo o de acedar a mesa
nicamente as cdulas dos-coiiiparochianos que cs-
livereni qualificados, recusando.as que frem apro-l
sentadas por cidadilos das oulras parochias. Oque
communco a V. Exc ,para seu conliccimento.
Dos guardo a V. Exc. Jos Pedro Dias de Cama-
ina. --Sr. presidente da provincia de San-Paulo.
Eo nesmoaugusto Senlior liouvo por bem dccla-
r o seguinto
l. Quo com acert deliberou V. Exc. respondn-
do, quanlo a primeira duvida, que, determinando o
artigo 104 da referida lei se observem todas as dis-
posigOes do titulo segundo que sejam applcaves a.
eleicflo do juizes do paz e vereadores, menos as que
frem alteradas pelo titulo quarlo, e nilo podendo
prevalecer, em face do artigo 100, o argumento de-
duzido do artigo 51, de que pdem os votantes, que-
i eiido, assignar suas cedidas, por so exigir naquelle
artigo em sentido imperativo e terminante cdulas
sem assigualura, so devem pulanlo nutilisar as
que se encontraren! assignadas no acto da apura-
cao ; e nao se pdenlo reformar porque j entilo
deve estar ultimado o neto do recebiincnlo.
2. Que com Igual aceito procedeu V. Exc. decla-
rando, a respeilo da segunda duvida, que lica ao ar-
bitrio da mesa apreciar ilevjdffflenle os motivos da
falla do comparecmento do votante; urna vez quo
elle teulia feilo participadlo verbal, ou por escripto,
mpondo-llie i multa ou dclla absolvondO-o, confor-
me entender de jusics
3. Que bem decidi V. Exc. a lerceira duvida, re-
solvendo que a mesa nicamente compele contar o
apurar os votos, sem julgar do merceiraenlo dos
volados, a quem em lodo o caso se dever expedir o
diploma; lzeudo-se, porm, na acia lodas as de-
claracOes quo sejulgarem necessarias, alim deque
as duvidas sejam ao depois i esolvidas pela autorida-
dcaquem competir a fiscalisa^flo e pontual obser-
vancia da lei.
4. Finalmente, que tambem foi por V. Exc. bem
decidida a quarta duvida, respondendo que a doutn-
uadoarl. 60 da citada lei lieindublavclmenleap-
plicuvcl ao caso de se nio verificar a cleQo de jui-
zes de paz e vereadores no lempo marcado; porque
assini o determina o art. 104 da mesma lei. O que
ludo communco a V. Exc para seu conliecimento.
Heos guardo a V. Exc. Josc Pedro Dias de Carva-
Iho. Sr. presidente da provincia do dar.
Approva a deciso dada pelo presidente da provincia
de San-Paulo duvida proposta pelo cleilor sup-
plenle da freguezia de Saiila-Hranca, Firmino de
l.odoy Moreda, lei rcgulameutar das olerjcs.
Rio-de-Janeiro. Ministerio dos negocios do impe-
li, em 18 de setembro de 1848.
lllm. o Exm. Sr. Foi prsenle a S. M: o Impera-
dor, com o oflcio de V. Ex., de 6 do corrente, O que
Ihe dirigir o cleilor supplenle da freguezia de San-
ta-Branca, Firmino de CoJoy Moreda, propondo a
seguidle duvida :
Que, leudo j sido convocado, como cleilor, cm
consequencia do fallccimcnlo do Reverendo llygino
Rodrigues Morcira e funecionado como tal no res-
pectivo collcgio, era agora chamado, como supplen-
le, para a Ibrma^ilo da, mesa que tem do proceder
seleicOes no dia 7desetembro, entrando por isso
em duvida se deve comparecer na qualidade do clei-
lor, ou na de supplcnte.
E o niesmo auguslo senlior manda responder que
arel Indamente resolveu V. Ex. a referida duvida,
quando declarou quo o respectivojuiz do paz linha
hem procedido convocando o mencionado firmino
de Godoy Morcira, como supplenle, para a ioimacfm
da mesa, vista da expressa disposiciio do artigo
5.da lei de 19 de agostode1846,quo manda convocar,
como oledores, nicamente os primeiros votados da
eleicflo, at o numero de eleitores que tiver dado a
parochia, e nilo quaesquer lupplontes. embora cste-
jam mudados, morios, ou impedidos alguns eleito-
res. O quo communco a V. Ex para seuconhoci-
monlo o governo.
lieos guardo a V. Ex. Jos Pedro Dias de Carva-
lito. Sr. picsidciiteda provincia de San-Paulo.
Approva a decislo dada pelo presidente da provincia
do Para s duvidas proposlas pelo juiz de paz da
parochia de dilua, sobro a intelligencia da le re-
gulamentar das eleicOes, para a eleicflo de juizes
do paz e vereadores.
Rio-de-Janeiro. Ministerio dos negocios do impe-
rio, cm 9 de setomhro de 1848.
lllm. e Exm. Sr. Foi presente a S. M. o I., cm of-
ficiode V. Exc, n. 21, de 2 do mez passado, o quo
Ihe dirigir o juiz de paz da parochia de Intua, pro-*
pondo as seguintes duvidas sobre a inlelligcncia da
le regulamentar das eleicOes :
1.* Se, determinando o artigo 100 da mesma lei
que na eleicflo de juiz de paz e vereadores nflo sejam
as cdulas assignadas, e podendo acontecer encon-
trar-se na apuraeo algumas cdulas com assigua-
tura, deve a mesa apurar essas cdulas ou manda-las
reformar, c, nesle caso, lendo-se j retirado os vo-
tantes, que providencia se devo tomar.
S.' Se se deve ou nflo mulbr o votante que nilo
comparecer, c-quo mo participar odicialmcnte o seu
impedimento, embora o faca vcrbalmenie por inter-
medio de algum dos votantes.
3." Se, recahindoos votos em pessoa que nio te-
nha os requisitos da lei, se Ihe dever, nao obstante,
expedir o competente diploma.
4.* Finalmente, so a doulrina do art. 60 he appli-
declara que os empregados das thesourarias e mais
repartieres do fazenda proviuciaes devem conside-
rar-so tambom incompaliveis para exercerom o
cargo de vercador das cmaros muncpaes.
Rio-de-Janeiro. Ministerio dos negocios do impe-
rio, em 25 desetembro de 1848.
lllm. e Exm. Sr.Foi presento S. M. o I. o oflcio
do 3 do correle, no qual V.'Exc, communicando
havor remedido ao inspector da thesouraria provin-
cial, para ler all applicacio, copias das ordons do
tribunal do thesouro publico, de 27 de abril o 4 de
outubro do 1833, sobre a incompalihilidade das ohri-
garoes (los empregados da thesouraria, o mais re-
partios do fazenda, com as de membros das cama-
ras muuicipaes; podo se dio esclarece, se devem (aes
ordons obrigar a referida thesouraria : e o mesmo
auguslo Senlior manda declarar a V. Exc. que, nilo
havendo le provincial que regulo esle ponto, dovem
considerar-sc os empregados proviuciaes subjetos n
legislacflo goral, em tudo o que dios fr applcavel,
e nio estiver previsto pela legislacflo provincial, ou
nflo fr contrario a ella em materias da exclusiva
competencia dasassemblas proviuciaes.
lieos guarde a V. Etc.Jos Pedro Dias de Carva-
Iho.Sr. presidente da provincia do Rio-Crande-do-
N'ortc.
GOVERNO DA PROVINCIA.
EXPEDIENTE 110 DIA 18 DE SETEMBRO.
Oflico. Ao commandante das armas, ordenando
-ovidencias alim de quo siga para oi
Norte o cabo de esquadra do 6.' ba-

cavel para o caso de se nflo verificar a eleiQo do jui- i de as precisas providencias afltn de que siga para o.
os de pato Cread.crCS no ia marcado. i iu-Ciaiide-do-Nort
LADO


W*r
8
talbio de caladores, Manoel Thomaz de Lima.a quem
.S. .M. o Imperador lia concedido passagcm para a
companhia fixa da mesma arma daquella provincia.
Dito. Ao mesmo, recommcndando aexpedigSo
de suas ordens, alim de que siga para a provincia da
Parad iba o 2.* cadete do 6.0batalh;1o decacadorcs,
Ignacio Al ves de Azevedo, a quem S. M. o Imperador
iiu concedido passagern para a compunhia lisa da
mesma arma daquclla provincia.
Dito. Ao presidente da cmara municipal do
lircjo, approvando a uomencfto que S. Me. iizera de
Joo liaptista llego Maciel pura reger a cadeira de
primeiras lettrasdessa villa, durante o impedimento
do respectivo professor, Manoel de Mello e Albuquer-
rjtie, l'izeram-se as participares do estylo..
DEM DO DA I.
licio. Ao administrador das obras publicas.
Remello a Vm. a inclusa copia do officin quo me di-
rigi a cmara municipal do Iguarass acerca dos
inconvenientes quo rosultam da divislo territorial
decretada polo artigo .* da lei provincial, n. 224,
de 30 de agosto ultimo.
Do posse deste documento, e, porconseguinle a
par do que nelle se contm,Vm. dar as precisas pro.
videncias para que um dos melhores engen belros
dessa reparticio v examinar quauto antes o dis-
tricto ilc paz de Maria-Farinha, e levantar urna plan-
ta delle, a qual sirva para mostrar sea precitada lei
lie nu nilo excquivel.
Concluida semelliante planta, ser-me-ba apresen-
tnda cnni um relatnrio cm que se expendam as ra-
sos que hajam pro ou contra qualquer dasduas hy-
potlieses cima figuradas.
O IrabaIdo ordenado deve de ser desempenbado
pon antipipacao, para quo nio apparecam embara-
zos na tniiiln prxima eleico do voreadores e juizes
dep*z. -- l'arlicipou-se ao presidente da cmara
de Iguarass.
Dito. Ao commandante das armas, ordenando
mando repelier na cadeia dcsta cidade, eassentar
praca cm um dos corpos do primeira linha dcsta
pun nicHo. aos recrulas Joio Paulo dosSanlos eJofo
Manoel; p declarando que antes, de levar a eflei-
lo a segunda parle desla ordein, verifique S. S. se
o primeiro desses recrutas acba-se com efToito as
eiroumslancias de ser alistado no servido do exoici-
tn, por ser ollc casado, e tersido rccrutailo sb o
fundamento de nfio viver com a mullier. Commu-
nicoii-sc an chele de polica.
Dito. Ao inspector da thesouraria da fazenda,
recommendando a expudii.no desconvenientes or-
dens, para que, fior cunta dos dinlieiros provinciaes
quo se acham depositados nos cofres daquella the-
souraria, sejam salisfeitas as folhas dos empregados
da thesouraria das rendas provinciaes. Participla-
sc ao inspector da mesma thesouraria provincial.
Dito. Ao inspector da thesouraria provincial,
mandando que ordeno ao procurador fiscal da mes-
ma thesouraria, que sem perda de tempo, execule o
artigo 49 da lei n. 228 de 12 do crrente, isto he, fa-
ca intimar aos arrematantes deimpostos provinciaes
o disiioslo no mencionado artigo.
Ilepai li\ao da polica.
EXTRACTO DIARIO DO DA 25 DO CORRENTE.
Eoram presos : ordem do Sr. desembargador
chele de polica, o paisano Antonio liaptista Vieira,
por se adiar pronunciado ;--do delegado do t. dis-
tricto, Antonio Ignacio e Elias Comes Duarte ;du
subdelegado do Poeo-da-Panella, o pardo Jos Joa-
ijuim lYlix.
Ignora-se o motivo da prisflo dos tres ltimos indi-
viduos.
O 1." Amanuense,
Aprigio Jos da Silva
Ililil I) I PEHNAIBUCO.
deseachaoiom perfeita sado, esperando a P'1"
moira occasiilo para voltarem | sua patria. Files
car o acontecido por meio do vosso jornal, para
eonhecimenlo desuas mulheres ede seusMIios.
Qualquer que seja o custo dcsta publicaco, elles
de boa vontade o pagarflo logo que chegarem a
Pernambuco. Vossos alientos veneradoresW. Afc
Donaldi, piloto. John J. Jaekson, ca^itlo e com-
mandante
Inserindo aqu esta prova exuberante da philan-
tropia dosSrs. W. Me. Donalds eJohn J. Jaekson,
fallramos aonossodever se Ibes nilo agradecesse-
mos a promptidSo com que salvaram os nossos com-
patriotas, e a presteza com que tiveram a bondade de
conslituir-nos em estado de annunciar aos que sem
duvida hito carpido a morte desses Pernanibucancs,
que elles vivem, e que amda Ibes hepossivel abra-
pa-los.
Mas, para que isto se verifique, talvez seja neces-
sario i|ue o governo proporciono transporto aos tres
individuos de que temos fallado ; visto como estamos
^formados que elles sfo nimiamente pobres, e que
porconseguinle, nilo ost0o cm circunstancias de fa-
zer por si mesmos as despezas da vhgem.
Entrementes, seassim n1o poder acontecer, ro-
gamos ao corpo do commercio que, abrindo urna
subscripto a favor dos miseraveisque, em trra es-
tranha, estilo a 1utar, sem duvida, com grandes dif-
ficuldades, os mande vir para este porto.
Correspondencia.
Movirncnfo do Porto.
Navio entrado no dia 25.
Milford ; 42 dias, barca ingleza Sovn-Flower, de 341
toneladas, capilo Josepli Taylor, equipagem 14,
em lastro; a Christophers & Donaldson.
Navios tahidos no mamo dia.
Rio-de-Janeiro; hriguo brasileiro ligeiro, capilSo
Domingos HenriqueMafra, carga assucar, ago'ar-
dente e algodflo. Passageiros, Ricardo Pinto de
Almeida, Belchior Jos dos Res, Graciano Rodri-
gues Marra, Rrasilciros ; o 3 esclavos a entregar.
Sumatra ; barca americana Grafton, cap tilo John
Francis, carga plvora e fazendas.
Lt-L i
Declaracdes.
vasos de sevres para flores, ricos quadros a oler._
lampados, mesinhas diversas, secretaria, cortinadi
gelozias, esteiras de salas, obras de prata, bule catw
teira, colheres egarfosde metal britannia, appW
Ihos de louca, e de porcellana para mesa e para eh^
mesas e utensilios de cozinha, e minios n>ais obi!!'
tos indispensaveis para qualquer casa etamhem s
vender oseu lindo carrinho novo de duas rodas com
assentos em frente e para tras, eos competentes ar
reros montados de casquinha fina : sabbado 28 An
corrente, s 10 horas da manhSa, no sitio que fni
do Sr. Raptista, contiguo ao do Sr. Dubource n.
Capunga. _____________
-- A administracilo geral dosestahelecimentos de
cardade manda fazer publico, quo, no dia 30 do cor-
rente, pelas 5 horas da larde, na aala das suas ses-
sOes, contratar o fonir-cimento do leito ed'agoa de
que precisaren! os mesmos estabelecimentos.
Administrarlo geral dos estabelecimentos de ca-
ridade, 23 de outubro de 18(8.
O escripturario,
/'. A. Cavaleante Comseiro.
THEATRO NACIONAL
DE
HECIFE, aS DE OUTUBRO SE 1848.
i.m dias do passndo agosto, ouvimosnsdzer que
l para as bandas da praia de San-Jos dera costa
urna jangada, c que esta era pertcncente a tres pes-
cadores, de nomes Francisco Antonio dos Santos,
Manoel Jos de Moura e Flix de tal, residentes cm
Fra-ile-Purlas, que, tendo sahdo para o seu labo-
rioso trafico, nilo mais haviam voltado casa.
Para logo pensamos que esses desgranados jaziam
as profundidades do elemento caprichoso a que ti-
nham ido demandar os meios de que careciain para
manler as vidas das mulheres e dos filhinhos, e se
nos figurn a scena afflctiva que se represenlava as
babilacOes da pobre gente que em um momento vi-
ra engulidos pelas ondas aquelles de quem espera -
vam ludo, e que somonte para habilitarem-se a man-
t-|a notinham trepidado cmexpr-so aos furoies
o inconstancias do mar. Entilo, partio-se-nos de dor
o roracito, e sentimos n!Toacharmo-nos em posicilo
de lomar sb nossa proteccto as familias desses n-
felizcs que linham perecido victimas da dedicarlo
ao trabalho.
Entretanto,.assim nilo acontecer : mais felzes do
queos suppozeramos, os pescadores a que nos hemos
referido, linham sido salvos pelo piloto e pelo com-
mandante da barca americana W.-H-D.-C.-Kre-
glel, como o comprova a seguinte carta que osles
Srs. nos dirigiram :
B1LTIUORE, 29 DF ACOST.
Senhor. Era ni 10 horas u dia 1.* de agosto (leste corrente auno, soprandn o
vento mui forte, succedeu pnssar a barca W.-H.-
P.-C.-KregM, da qual sumos mesUe e caplflo,
o poriima de urna jangada ahi de Pernambuco ; e,
laucando nos imnicdiatamentn um bote ao mar. |
e ccisgMi,o apaniai us tres inuivnluns que nella*
Senhores Redactores: Tendo vindo a esla cidade,
como postumo ile lempos a lempos, a fin de me sup-
prir de varios arranjos domsticos, 1, como sempre
o faco logo que pliego, o seu interessante jornal que
me serve de bussola para o meu fim, e entre o mais
encontrei varios annuncios de venda de vinlios pelos
limitados procos do 1,12t> e 1,100 rs. a caada e 160
e 150 rs. a garrafa. Sorprendeu-me na verdado
tanta harateza que agucou a ininha curiosidade pa-
ra indagar de prompto o que seria tal zurrapa, que
cintra cousa nio julgava encontrar a vista do proco,
por ser dictado antigo- gallinha gorda por pnuco
dinheirn. julguei ser mais urna das muitas cas-
soadas com que frequentemente nos mimosam, e de
que em geral somos victimas, nos os matulos.
Principiei a correr os estabelecimentos annuncia-
dos, provandoem todos ovinho, sendo por acaso o
ultimo onde cheguei o da ra da Madre-de-Deos,
canto do becco da Cacimba n. 36. Oh senhores que
povo immenso alli encontrei! Custou-me a romper,
e som cxageraqo esperei mais de urna hora para
provar a pinga, e fa/cr algumas perguntas ao pasca-
do do caixeiro que l eslav; mas dei a demora por
bemempregada : em algumas casas ovinho valia ao
proco pedido e nada mais, em outras era com cffeilo
vprdadeira zurrapa ; mas na da Madre-de-Deos, a sua
superioridade excedeu toda a miulia cxpeclago :
confesso-lhes, Senhores Redactores, que liquei com
os milos piii agoa, niio podendo atinar com a pausa
de seinelhante prodigio; porque dizia cu com os
meiis liolofs, como se pode vender vinho desla qua-
lidade por tilo diminuto proco:' Para ser capricho,
ninguein quer prejuizos por caprichos, e que capri-
cho poderia ser Para fazer mal aos outros vende-
llies, tu ni bom 'nfio Para beneficiar o publico? Ora
sempre son bem pedazo d'asno, pata beneficiar o
publico!! Decidi-me entilo a pergunlar a algumas
pessoas a raso deste phonunicno, e se me ilissc que
o dono de tal venda, tendo rocebido urna porc^lo
do vinho da Figueira, c nilo adiando compradores,
ou querendo estes longos prazos, se resolveu a reta-
Iha-lu para diminuir o seu prejuizo hela demora.
Fique! salisfeiio, Senhores Itudactures, com lal ex-
plicaoao, e como nao son egosta serei um pregoeiro
por toda a parle da lal pingula, que regala a goclla,
e mesmo para ajudar o nosso bemfeitor, a quem a
necessidade t.....mi 13o virtuoso. Praza aos cosque
o seu cathol cismo e a grande concuirencia de de-
votos o nilo induzara baptizar o bello pag.to ; por-
que isto dos senhores taverneiros, d'entre elles ve-
nda o diado a esculla, o eu Pon osso receio j levo
um pequeo provimeuto pelo seguro, o que nao con-
lava fazer ncsla yiagem, e la para dezembro, se Dos
me di-1 Vida c salido, o,ljo rfio os odios cholos.
Facam-Ilie, Sentidles RedhCtores, a gracadedar
em snu ostimavcl jornal um cauliiihu a ele meu a-
piituadu de rodil has, cdeaciedilar nos votos que
faco para que o tal amigo de Peniche cunliuue a re-
celier boas pingas, e adiar Uifliculdade em as vender
pur junto cun piumptldilo e pequeos prazos pa-
ra goso dus devutus de Hacho.
Suu, Sonliuios Redactores, sou venerador
O matulo.
COMMERCIO.
ALFANDEGA.
RENDIMENTO DO DIA 25...........11:697,073
Detcarregam hoje, 26 de outubro.
Rarca Ligeira mercadorias.
Hriguo i4i*rora larinlui.
Rrigue Hindoo tijollo.
Brigue Yolof batatas e fardos.
CONSULADO GERAL.
RENDIMENTO DO DIA 25.
(eral .............,........... 569,637
Diversas provincias............... 32,140
SAN-IR 4NC1SC0.
kmfttio
DE
FRANKLfM PINTO J)E
SURBONa
ter lugar no da 28 do corrente, e se representar
o magestoso drama
O duque de naviera,
o qual ser ornado das dancas, funeral e desfecho do
mazuleu que tanto embellezam esla apparalnsa pp-
ca. O beneficiado como professor da orchostra fara
quo os intervallos sejam preenchidos das melho-
res pecas de msica assim como msica militar
que acompanhar o funeral da duqueza.
Findar o espectculo com a linda farca
O Calolismo.
PUBLICA gAO'AGRCOLA.
Manual pratico do fabricante de assucar, por
Agoslindo Sommier. Esta obra ensina praticamente
o modo do fabricar o assucar, demonstrando os in-
convenientes da antiga pratica os meios de as re-
mover e finalmente ludo quanto se precisa para ti-
rar maior e melhor resultado de sua factura e est
escripia em urna lingoagcm que qualquer pessoa
percebe; podendo-se mesmo dizer que os Srs. de
cngenhns com ella s errarfio se quizerem : vnde-
se por 2,000 rs., na praga da Independencia, livra-
ria ns. 6 e8.
Avisos martimos.
Para o Rio Grande-do-Sul sahir em poneos
dias o brigue Navegante; o qual somonte recebe es-
cravos e passageiros para o que tem bous commo-
diM : quem pretender pode enlender-se com o ca-
pillo a bordo ,ou com Aniorim limaos, na ra da
Cadeia, n.39.
Freta-se para a Costa d'A frica, Ruenos-Ayres ou
oulro qualquer porlo do Mediterrneo, anovneve-
leira polaca sarda N -Sra.-do-Carmo, forrada de co-
bre, do 180 a 200 toneladas: quem a pretender en-
tenda-se com o consignatario Jos Saporili, na ra
da Cruz, n. 18.
O hiate Nuvo-Olinda marca definitivamente o dia
31 du corrente para a sua sabida para o Aracaty com
a carga que tiver .a bordo : quem nelle tiver'ainda
vonlade de carregar se entender com o mestre du
mesmo, no trapiche Novo, ou na ra da Cadeia-Ve-
Iha, n. 17, segundo andar.
Segu viagem para Maranho e Para a escuna
nacional Maria-Firmina, com a maior brevidade
pussivel : quem tiver carga para o Para deve a-
prompta-la para embarcar quanto antes para depois
podr-se receber a do Maranho: a tratar na ra da
Cadeia do Recite, no escriptorio de Jos Antonio
Basto.
Para o Cear segu, por estes dous dias, a bar-
caca S.-JoRo-Buptttta por ter quasi a sua carga
prompta : para o reatante traU-se na ra da Cruz ,
n. 28, casa de Lima Jnior c Companhia.
Leudes.
601,777
Hoje, 26 do corrente. vende-se em leillo an-
teodoutorjuizde orphSos o ausentes, a mobilia ,
osera vos e o brigue Sorirrfarle, pertcnccnt.es a heran-
ca do finido Jos Francisco Collares : e bem assim
duas tabernas sitas na praca da Roa-Vista, e duas
vaccas.pcrtcncentesa hcraiica de Jos Pinto Moreira.
Os que pretenderem laucar comparecam pelas 4 ho-
ras da tardo, na ra da Aurora, na porta do juiz do
orpbflos onde he o leila.
-Joflo Stewart far leillo, por inlervenco do
corretor Oliveira de grande variedade de fazendas
de l.ta e dealgodo as maisapropriadas para este
mercado o que se vendem para fechar contas : sex-
(a-feira, 27 do corrente, s 10 horas da manha,
no sea armazem da ra do Trapiche-Novo.
~ J. G. Taylor, leudo de relirar-se brevo para In-
glaterra, fara leilo, por intorvenco do corretor
oliveira, de (oda a mobilia quasi nova da casa de
sua residencia, consistindo em mesa redonda de
meio de sala e Iremos com lampos de pedra marmo-
rc, mesa comprida com abas, ditas de jogo, sofas,
cadeiras, ricos espelhoS, mesa de janlar clstica,
l!i:irnil.ir_ IpiloS de liroiivo i' de felTl> POIII liidux
Avisos diversos.
Oescrv3oda irmandarle do Se,
nhor Bom Jess dasChagas, porordem
da mesa, convida a todos os inri los para
nssislirem ao ollicio que e tem de fazer no
da 27 do correle, na igr*-ja de Noss
Senhora do Parako, ao Kxm. Sr. mar.
quez de Recifc, irmo da mesma irman-
dade

Aluga-so urna casa terrea na povoac.lo do Mon.
teiro, cora sabida para o rio, a qual tem duas sai,s
quatroquartos, cozinha fra cacimba, estribara
para dous cavados quarto para escravos, don
quintaos murados : a tratar na travessa do Veris
n. 15. '
Precisa-se de urna ama para urna casa de pou.
ca familia para fazer o servico de casa e comprar
na ra : na ra do Queimado, n. 24.
Florencio Jos Alves retira-so para fra di
provincia.
dabaixo assignado fazsciente ao respoitavel
publico, que ninguem faca negocio algum com um
sobrado de um andar na cidade deOUnda n ...
do Amparo, n. 41, pertoncenleaos berdeiros do Oa*.
do Jos da Silva Rotelho,. do que he testamenteiro o
Sr. Manoel Firmino Ferreira : ecomo o dito sobra,
do se acho penhorado pelo abaixo assignado, como
se poder ver no cartnrio do Sr. Pedro Ignacio ti
Cunha, he para livrar de questOes para o futuro que
se faz o presente annuncio.
Jott da Silva Moreira.
Nos abaixo assignados, passageiros que fomnt
da barca Ligeira proveniente de Pernambuco para
I.isda, penhnrados pela civilidade, urbanidad
franqueza e expolenlo passadio com quo nos traton'
o muito digno capililo.o Sr. Antonio J.oaquim Rodri-
gues que mnito honra a sua classe pelo conhecimen-
lo com quodesempenha os deveres professionaesilh
dirigimos nossos sinceros agradecimentos.isentosd
adiilapo, mas sim cheios de sincera gratirlan, deje-
jando a mais prospera felicidade. Jos Comes do
Sobral Nascimento. -Manoel Rodrigues Pinto, Mi-
noel Jos de Souza Bastos.
Bonbo.
No dia 24 do corrente, foi roubada urna porco de
roupa da casa da ruado Collegio, n. 21, onde mora
o abaixo assignado, sendo tres jaquetas de riscado
e urna dealpaka, duas calcas de casimira de core
urna de brim, quatro colletes e dous chapeos de me-
rino, um braneo e um preto, ambos de mola, dous
lencos de seda para grvala, um pardo botins osa-
patos do lustro, seis camisas de riscado e brancas;
e bom assim um relogio desabnele do prata e rom
o mostrador deacuberlo: e semto r-stes objef tos o*
principaes, roga-se ao mesmo roubador hajtdeos
mandar restituir, do contrario usar-se-ha dos meio
que a lei faculta, visto baver indicio ja de sua pes-
soa.
jodo Thomas I'aschoal Ramts.
Jos Joaquim Alves Teixeira participa a'oSr.
pollector do imposto das ago'ardentes deproduccao
brasilelra, que deixuu de vender dito espirito ni
sua venda sita na Trompo, n. 1
Alugo-se o primeiro andar do sobrado aires da
matriz do Roa-Visla, n. 26, com bons commodos,
muito fresco: est caiado e pintado de novo: os
pro tendentes dirija in-se a luja do mesmo sobrado i
qualquer hora do dia que acnarflo com quem tratar.
- No dia 27 do correte, se lia de arromalar em
praca publica, pcranleoSr. Dr. juiz de civel da I."
vara, na sala das audiencias depois desla, cento t
tantas toneladas de carvSo de pedra de boa quali-
dade,existentes no deposito dos vapores, pentioridas
a companhia dos mesmos : quem o pretender com-
pareca, que he a ultima praca
Dcsappareceu no dia 24 do corrente, pelas Cho-
ras da tarde, confronte ao becco do Ma risco, mu a-
bra bixo de cramarclla, que um preto a conduzi*
para as Cinco-Puntas : quem a tiver adiado, ou suu-
ber onde ella existe, dirija-se as Ciuco-Pontas, n,
68, que se gratificara o Irabalho.
Adve te-so que nilo fni o tenento Jos da Trin-
dado Grvala o indigilado por esto Diario cmo
preso pela polica, mas sim oseu filhojss da Trin-
dade Grvala Jnior, o por falta de toda a extenso
de sou nome ha algumas duvidas publicas a respai-
lo, e para as evitar faz esta declarar;So.
Offercce-se um rapaz brasileiro para caixeiro
de ra, ou qualquer esUbelceimento, excepto venda:
na ra de S.-Francisco casa n. 24, da esquina qut
volta para a ra da Florentina.
Quem precisar de um homem portuguez qw
entende de pa'daria tanto de torno como de m-
seira, preferindo ir para fra da praca por j estar
acostumado dirija-se a travessa das Cruzes, n- 8-
Aloxandre Lopes Galvo deixou de vender a gu-
rdente de producco brasiieira na sua venda da Ca-
punga, n. desde o da 23 do corrente.
Precisa-se de um fornciro que seja bom, e i
dous amassadores : paga-.se bem, agradando : 60
Olinda na paduria do Varadouro.
Anda ha algumas casas para ala-
gar na Capunga, ao p do porto da Na-
r;ao, com muito bons commodos : a tratar
no sobrado ao p do dito porto.
Aluga-se um primeiro andar do sobrado da ra
do Raugcl, com muilos commodos : a tratar na ru
da Aurora, n. 58.
Aluga-se urna casa com duas salas, dous quar-
tos cozinha fra e quintal, sita na ra do Nasccn-
te por 6,000 rs. meiisacs : tambem se aluga urna di-
ta no cortme das Cinco-Pontas, prupria para sal-
gadeira : a tratar na ra Imperial, sobrado 9r^
Precisa-se de um feitor que trabalhe emenda
do dorta arvoredo, jardim e vaccas : na Magdale-
na, estrada Nova, primeiro sitio com portao d
ferro.
Frrwico Rabeo Muniz deixou d? wfnder agoa-
CONSULADO PHOVIINCIAI.
* e*t.vam,eostrouxerou*aquiparaBalt.nore- ou- REMUMFNTn nn na o -~, seus Perl,ence8'.8"-da-veslidos, commodas, mar- ardente na sua venda da ra Diraita, n. 5, de
i pi umumore, on-|Kbnnii|RNTO DO DIA 25........... 708,761 |quezas, lavatorios grandes e modernos, toucadores, |o dia 35de outubro de 484*.
MUTIL



i
0

0
0
Ni cocheira de JoSo da Cunha liis, parede rncia
,m llolel-Cemmcrcio, ha muitns hons cavalios de
iV.icl nroprios de qualquer Sr. passear, Umbflm
ha bonsquarUoa Para viaKens- Nesla n,esma casa-
-ompra-n-se, vendem-so, Irocam-se cavallos o rece-
hem-se para tratar. .
1-Aluga-se ou compra-se udi pelo padeiro: na
rU> L'm Po'rluguez, ou Brasileiro solleiro, quo qui-
,erser fnitur om un sitio na estrada da Torre, sa-
.;,,do desieitar vaccas, procuro a Jos Bernardino
ileSem ra da Roda sobrado dos expostos.
_ Fsi'sle na cadeia desta cidade um pardo escu-
ro denomeMartiuho, vindo do Aracaty no pata-
cho Duvidoio, em 18 do corrente. Fsle escravo lb
doabsixoassignado, evendeu-oem julho de 1840;
diz o dilo cscravo ser hoje seu senlior, Jos rrancis-
" eniior do engenho Caiongo, dislricto da Para-
njf>a:QUCmsejulgarcom direito ao sobredito es-
lavo procure na loja da esquina da ra do Crespo,
nue vira para o Queimado pagando as desperas.
H Manoel Ferretra Kamot.
NOVO PAO T)E PROVEN5A.
Vendt-ie lodos os diai.
O proprletano da padaria e pastellaria franceza
do terro-da-Boa-Vista, n. 50, desojando agradar
cada vez mais aos eus fregueses, reaolveu ofl'ere-
c'er-lhes u,n PSo 9UC te fabrlca em Provenca por
um process multo diferente do ordinario, e que,
eiigindo farinha da* melhore qualidarfes, inrre-
W ce a prefereucia do publico, pela aua alrura,
n pureza e delicadeza de aua fabricacao.
( So se farao paes de 40, 80 e 160 ra., e icr fcil
csohcce-los pela aua forma oblonga c elegante.
Na iiiesina casa contina-se taubem a render
SboUnhos para cha de tudas as qualidade*, e tam-
hein a enfullar bandejas ricas para bailes e sa-
^ ros.
O Sr. padre Candido Jos Coelho, morador na
viiiadeEaimiTif*, queirs mandar pagar acuantia
de 62,000 rs. que deve desde 1842; bem como os Srs.
Manoel Theodoro de Almeida Albuquerque, mora-
dor na Parahiba 13,000 rs., de 1842 ; Jos Pinheiro
Salvado de Araujo morador no engenho l.'baca ,
'21 100 rs. de 1843; Filippe Diniz Cavalcanto, mo-
rador em Timb 9,000 rs. de 1843 ; Bento Martins
(oncalvcs Lisboa ,21,500 rs. do 1844; Joo Jos
da Silva Capristano ( tnculca-se csludanlo) 35,000
rs., de 1846; Antonio do Medeiros, 8,000 rs., de
1815 ; Joaquim Theodoro Alves, 36,380 rs de 1842;
joflo do AllemSo Sisneiro da Cmara 19,000.rs.,
do 1813; Francisco Soares da Silva, morador no
Cabo, 12,000 rs., de 1843; Augusto Carlos de Lemos
Pacheco, 46,340 rs., de 1843 ; Manoel Joaquim
Antunes, morador naVarzea, 6,900 rs. de1843;
Jos Thomaz da Silva, |22,920 rs., de 1843; Joa-
quim Eusebio, 7,600 rs., de 1841: na ra Nova.n. 18,
loja de alfaiale.
0 abaixo assignado, ja cansado com os seus re mis-
sos devedorCB, por ausa delies, nao podendo
andar em da he ohrigado a laucar mo deste meio,
no s para estes como para oulros que d'ora em
diante lerSo de ser lembrados para que venham pa-
gar suas cenias. O ahaixo assignado est verlo que
esse meio para muitns he desagradavel, porm
olhem para os anuos, e vejam se um artista he ca-
pitalista para estar no desembolso de tantas quan-
lias que montam a coritos de res pelo que ir con-
tinuando.
31. A. Caj.
Urna pesada com pratica de escripia
comineicial, e bonita lettra, propSe-se a
escrever as horas vagas, nos domingos
e dias sanios, com limpeza, mediante m-
dico estipendio :' quem precisar, annuncie.
A pessoa a quem ha 3 para 4 annos se desenca-
minhou um relogio, na occasio do o mandar con-
certar o qual he horisontal, e lem caixa de ouro ,
dirlja-se a livraria da praca da Independencia, ns. 6
e8, para dar os signaes, o poder-se informar, se
he o que seannuncia.
beseja-se saber quem he nesta cidade o corres-
pondente do Sr. ChrislovSo de llollanda Cavalcauti,
morador no Arandipe de Ipojuca anegelo do mes-
roo Sr. : na ra lllioita sobrado n. 16, que faz es-
quina para S.-Pedro.
Aluga-so nina casa terrea no sitio do Cordeiro,
a margeni do ri Capibaribe com sulllcientes coin-
modns para familia estribara o cozinha fia : a
. tratar iiu paleo do Carino i). 17, cun Gabriel An-
tonio. .
Casa de tundas francezas.
M. A. MILLU HA.
com a entrada pelo oilo.
Pelo navio. Ktlie-Mathie acaba-se de receber
um lindo sortimento de chapeos da ultima moda,
parasenhora com sejam : chapeos de pallia abor-
ta multo ricos ; ditos declina ; ditos lisos da Ita-
lia, mi inglezes chapeos da palha aberta, para mo-
cinhas ; um grande escolhimento de fitas do setim e
M'la tanto para toucas de meninas como para ves-
tidos e chapeos de senhora ; manteletes-palitos para
senhora moda nova o muito elegante; bicos bran-
eos e pretos verdadeiros ; trancas do seda de todas
as cores para enfeilar voslidos ; ricos lencinhos do.
rga cabeefles bordados ; plumas ricas; camisi-
nhas bordadas ; enfoites de cabeca para saraos e
bailes ; punlios bordados ; capellas e ramos de flo-
res de laranjas para noivas ; um grande sortiroen-
to de (loros de todas as qulidadcs ; luvas para, se-
nhora o meninas ; cambraia do linho etc. As se-
nhoras acharilo sempre um lindo sortimento de Cha-
peos de seda e fanlesia de verddeira moda de to-
das as cores o "por prego muito em conta: no Ater-
ro-da-Boa-Vista, n. 1, por cima da loja fechada.
Novo pao lrovenca.
Manoel Ignacio da Silva Teixeira com padaria na
praca da S.-Cruz tem n salisfagilo de fezer publico
que ha 15 dias fabica o novo pao Provenga e que
esta inleiramente habilitado no seu modo de fabri-
co podendo sseverar que he o melhor pfio que nes-
ta provincia se tem usado No Rio-de-Jauelro e Ba-
> "a ha muito que (ozam desta forma do p3o o al-
guma cousa se deve ao introductor por excitar a
curiosidade e cada um se esmerar em melhor o
presentai n!o roubaud a primazia julgo IC-lo
presentado o melhor possivel: quem o lem usado
o dir. Todos os dias as 6 horas da mantilla estara a
i venda lauto nesta padaria como no deposito da
'mesma, na travessa da Madre-de-Deos n. 13,
OSr. qnemandou pedir a Francisco Dubarry ,
com loja no Atlerro-da-Boa-Vlsta n. 11 amostras
do livro de filas e bicos, em selembro queira f-
zer o favor de mandar entregar na mesma loja os 3
livrosdo pretendenlo.
Agencia de passaportes.
Tram-se, effecti va mente, passaporles para dentro
e fra do imperio como tambem para escravos, por
prego com modo : na ra das Trinceiras, sobra-
do n. 16.
Declara-seso Sr. Antonio Jos Rabello Guima-
rHes quanlo a seu anntincio feito a todos os irmfios
da irmandade de N. S. do Ter^o publicado por este
Diario n. 338, de ter deixsdode pertencera dita ir-
mandade que asua retirada nada prejudica a dita
irmandade e menos a seus dignos irmSos, porque a
sua entrada de irmuoem nada influio na mesma ir-
mandade porque deve estar lembrado o Sr. Guima-
rHes que.quamloSmc. chegoua Pernambuco na qua-
lidade de remendflode livros j achou a irman-
dade de N. S. do Terco; levo, pois, ulimar-se a ir-
mandade de N. S. do Terco pela retirada do Sr. Gui-
marSes e de mi tros que Ues, quo por seus factos ,
lornam-se dignos do desprezo e animadversflo de to-
da a gente sensata tanto deste nomo de oulro lie-
mispherio. Um irmo que $e tabe presar.
Quem perdeu urna caixa de tartaruga com fir-
ma de ouro, dirija-se a barre ira de Molocolomb ,
que, dando os signaos, Ihe sera restituida pagan-
doo annuncio,
OSr. Jos da Costa Machado Jnior queira ap-
pareccr na destilacSo de ago'ardente da ra da Praia,
n. 17, para se tratar negocio de seu inleresse.
Compras.
Compram-se escravos que sejam oflicias de car-
pina, de 18 a 25 annos, e de boas figuras ; pagam-se
bem sendo de bons costumes e peritos no seu offi-
eio poisso para urna encommenda do hio-de-Ja-
f.eiro: na ra do Amorira,n. 35, a fallar com J. J.
Tasso Jnior. '
Compra-se um ginxoque lenha pouco uso : no
becco de Manoel-Luiz-Gongalves armazem n. 4.
Compra-se um escravo com cilicio de lanoeiro,
urna vez que seja perito,ao qual agradando no se du-
vida pagar bom : em casa de Amorim Irmlos, na
ra da Cadeia, n. 39.
Compra-se, ou aluga-se um sobrado de um an-
dar, oucasa Ierres, com bom quintal, sendo no
Aterro-da-Boa-Vista e quanto mais porto da ponle
melhor : a tratar no mesmo Atorro, n. 44, segundo
andar.
Compram-se os diccionarios de Moraesdaquar-
ta edicito, quo estejam em bom uso: quem tiver an-
nuncie.
- Compra-se urna taboa de
gatuno com as competentes pedras e copos: na ra
do Queimado, loja de miudezas, n 25.
Compra-se um melhodo de flauta, j usado:
quem tiver annuncie por esta folha.
Vendas.
Vende-se a lista geral do*s premios da segunda
terceira parle da 18.* lotera do thealro: na livraria
da praca da Independencia, ns. 6 e8.
Vemlem-seescravos baratos, na ra das
Larangeiras n i \ segundo andar :
urna preta de 25 anuos, perita costureira engom-
madeira, e quo tambem faz lavarinto ; urna dita com
a mesma idade que cosee engomma ; duas negri-
nhas de 14 annos; una preta de 20 annos, ptima
el ni lauden a ; urna dita de nacfio Costa de 26 annos,
muito boa quilandeira ; 2 moleques de 14 annos;
um dito de 16 annos, com ollicio de sapateiro ; um
lindo cabrinha de 16 annos, ontimopara pagem ;
ilotis prelos de meia idade por 360,000 rs. cada um;
um moleque de 7 8nnos, por 250,000 rs.
Presuntos inglezes :
vendem-sc na ra da Cruz, no liecife, armazem n 13
Na livraria da ra da Cruz, vende-se o dic-
cionario do Moraes da quarla edicjlo.
Vende-se um escravo mogo, bonita figura, com
oflicio de podreiro: qtiom o pretender dirija-se ra
do Crespo, n. 11
Na loja da ra do Crespo, n. 5 A,
ao p do arco de Santo- Antonio, vendem-
e (irris de ma iapolo lino, enfestado,
t 5,5oo rs.; ditos de gallo dotirado, a
'(.ooc'rs.; pecas de bretauha de rolo, com
io varas, a 2,000 rs.; pecas de cas.sa dequa
dros brancos, proprias para babados,
com 8 varas e meia, a ?.,6oo rs.; sarja de
seda, preta, com quatro palmos de largu-
ra, propria para vestidos de senhora, a
i,5oo rs o covado ; montas de tarlatana,
para senhora, a 1,000 r. cada urna ; di-
tas de la e seda, para meninas, a 2,000
rs., e de seda a 7,00o rs.; casimiras en Tes-
tadas, proprias para palitos e calcas, a
?,5oo rs. o covado ; cortes de cassas linas,
com 6 varas e meia a,5oo rs.; e outras
muitas latendas, por preco commodo.
. Vende-se panno do algodflo da Ierra muito su-
perior: na ra do Ciespo, n. 23.
Para acabar.
Vendem-so borzeguins francezos para senhora,
pelo barato preco de 3,200 rs. ; ditos aspeados para
liomeni, a 4,600 rs.; botiris de bozerro. a 5,500 rs. ;
botinsde Lisboa, a 3,000 rs.; borzeguins ditos a
3,200 rs.; sapales francezes de lustro a 5,000 rs.;
sapatosde lustro, de Lisboa, para senhora, 11 1,600
rs.; ditos de duraque, a 800 rs.; ditos para meninas,
500rs : ditos de lustro, para ditaa a 1,000 rs.;
dilos com clcheles a 500 rs.; sapatos de lustro do
una sola, para homem a 1,000 rs.; bonetes de vel-
ludo para meninos, a 800 rs. ; ligas doseda para se-
nhora a 800 rs.; agulheiros de inarlnn para dita ;
dados de marlim: na ra da Cadeia do Rccirc, n.
35. Declarn-se que islo he a dinheiro.
--Vende-se,na comaica doLio'^eiro, meia le-
gos de trra com duas de fundo, com casa para mo.
radia tres curraos, um cercado, acude abundante
d'agoa .seguro de mal triste : a tratar com Francis-
co Lopes Randeira as Ciuco-Pontas, casa do I).
Rosa.
Vende-se um proto de 18 annos, de bonita fi-
gura proprio para qualquer servico : na ra do
Vigario, 11. h
Vendem-se dous cabriolis com todos os ar-
reios e pertences necessarios, com cnvallos ou sem
elles : na cocheira da ra Nova, n 54.
Vende-se urna mesa de angico para meio de sa-
la em bom uso, por prego commodo : no Passeio-
Publipo, casa de bilhar.
Vende-so um cabriolel coberto com excelen-
tes molas por 250,000 rs. : na cocheira de Jos Ma-
ra, na ra das Flores.
Vendom-se urnas colheres e castigaos de boa
prala ,a 200 rs.: na ra das Larangeiras sobrado
n. 15.
Vende-se urna negrinha de 15 annos, que coso
muito bem e he recolhida : na ra das Larangeiras,
n. 15, primeiro andar.
Na ra do Queimado >. 12,
vendem-sealguns pianos inglezes, de mesa o de
armario que silo procurados por prego commodo.
Vendem-se dous lindos moleques sadios e sem
defeito algum um do 7 annos e o oulra de 4 : no
Alerro-da-lloa-Vista, n. 26, segundo andar.
TIJOLOS I>F. MARMORK.
J. Saporiti vende lijlos de marmore brancos o
azues, de 10 pollegadas quadradas, por prego com-
modo no seu escriptorioda ra da Cruz, n. 18.
Vende-se muito boa farinha da trra em sac-
ras ou medida por muito commodo prego; bem
como milho muito novo; arroz com casca e pila-
do de muito boa qualidade ; feijflo mulatinho em
sacras e medida : na ra da Praia, becco do Carioca,
ultimo armazem.
Vendem-se 8 volumes do Panorama encader-
nados, por prego commodo: na ra da Praia, venda
V 42.
Vendem-se 3 toalhas de lavarinto, muito ricas
e obra degoslo, duas lodas abertas com os seus
competentes bicos o urna em roda, tambem com
bico ; um par de fronda de espelho toda aberta : no
pateo de S.-Pedro, n. 6, segundo andar.
Na ra de Agoas-Verdes,
n. 46,
vendem-se, por seu dono retirar-se para fra, 2
bonitas escravas de nagflo de 18 a 20 annos, com
excellentes habilidades e que no teem vicios nein
achaques; um bonito moleque do 15 annos; um
dito de 12 annos; 1 escravo proprio para palanquim,
ou armazem de assucar; um dito; urna escrava boa
quilandeira o lavadrira ; urna dita dita ; urna mu-
cama mulalinha, muilo linda de 13 anuos.
Vende-se o compendio do llieologia moral, pe-
lo bispo do Rio-de-Janeiro: na ra do Queimado,
n.4. '
Vendp-se um escravo de nago Angola, de 24
anuos proprio para todo o servigo : ao comprador
se dir o motivo por que se vende: na ra das Trin-
cheras, sobrado n. 16.
Vende-se, para fra da provincia, ou para en-
genho, urna escrava crioula, de 24 a 25 anuos, de
bonita figura perita ongommadeira costureira e
cu/ ii he ira: no Aterro-da-Boa-Vista, n 26, segundo
andar.
Vende-se um capote de panno, lodo bandado e
corrido de cordOes de velkido, para senhora, de mo-
da portugtieza : no paleo do San-Pedro, segundo
andar, n. 10.
Vendem-se diccenarios de Moraes da quarla
edigo : na praga da Independencia, livraria ns. 6 8.
Vende-se farinha de mandioca,
de muito boa qualidade e posto : na na
da Cadeia do bairro de Santo-Antonio,
casa n. a5, primeiro andar.
Vende-se um faquciio de prata,
completo, com algum uso : a tratar no
Aterro-da-Ba-Vista, n- 63, primeiro
andar
Vendcm-se sillines inglezes para
montara de senhora, sellins inglezes elas
ticos para homem: em casa de (eo: Ren
worlhy & C, ra da Cruz, n. 2.
Vendem-se 10 colheres e 10 garfos
de prata de le: na ra Oircita, n. 192.
~ Vende-se salitre refinado de muilo boa qualida-
de, em casa de Claudio Dubeux, na ra das Laran-
geiras, 11 i. Na mesma casa se vendem unas pipas
arqueadas de ferro, proprias para destilagilo o por
prego coinmodo.
fundo tambem de m->n legos e na mesma forma *
outra meia legn de fundo : o prego da meia legoa da
margem do riona he de dous conlos de res a di-
nheiro ; o da outra meia legoa he do um cont do
ris e sendo a prazo ser pelo que se ajustan na
ra do ftargel, n. 45.
No armazem n. 44 <" nia (,<> ra~
picho ha para vender nina poicao de so-
brecasacas, por muito diminuto preco,
chegadas no ultimo navio da Inglaterra,
sendo muito proprias para casa, escripto-
rios, ou para quem passa a festa, porse-
rem feitas de linho c outras fuzendas de
gosto ; igualmente ha urna porco de cav-
misas brancas, com peitos c punhos de li-
nho, e algumas ditas de riscado.
Vende-se urna porgo de vidros brancos embar-
ricados, promplos para embarcar: vista delies se
far o prego : no Aterro da Boa-Vista, n. 41.
Vinhobom e barato.
Na esquina da ra do Vigario, n. 33, vende-se su-
perior vinho do Lisboa e da Figueira a 150 rs. a
garrafa e em caada a 1,100 rs.
Algodo trancado da fabrica
de Todos-os-Santos da
Baha ,
muito proprio para saceos de assucar e roupa do es-
cravos : vende-se em casa de N. 0. Biebcr & Com-
pendia na ra da Cruz, n. 4.
BOA COMPRA.
Um sobrado do 4 andares com seu mirante mu
bem construido ; 8 moradas de casas terreas as
principaes ras :a tratar na ra de Agoas-Verdes ,
n. 46, segundo andar.
Vende-se um lindo molecote, de
naco Angola, de 17 u 18 annos, o qual
enzinha a diario de urna cisa : na ra da
Cadeia do Kecile, n. 3-].
Vende-so a dinheiro ou a prazo, por inteiro,
ou por metade, urna legoa de trra no riacho Caru-
r termo da villa de Alhalaia com urna legoa do
fundo confronte a torra denominada Casa-de-Pa-
llia de Jos Pires da Silva que lica do lado do sul
do dito riacho : o prego do toda a ierra a dinheiro
he do um cont e duzentos mil rs. e de seiscenios
mil rs. sendo metado : a prazo so'r pelo que se ajus-
tar : na ra do Itangel, n. 45.
Vende-se urna casa no Cachang, com frente
de pedra e cal com 30 palmos de largura e 50 de
fundo, 100 ditos de terreno, c mais 10 na parle do
oito, para accrescimo da casa, querondo; cuja casa
tem 3 ((liarlos, cozinha fra e pequea dispensa : a
tratar no pateo de S.-Jos, n. 43.
Conlia-se a vender, na ra da
Cadeia dp Heeife, n. 37, cera em
velas, fabricada no Kio-de-Janei-
ro, em urna das melhores fabri-
^ cas, em caixas sortidas ao gosto do
comprador e por preco coinmodo.
tW@3EBM&
V.i.
Vende-se loga da Bahia vidrada assim como
Iguidarese barias de todo sortimento, tanto em
porglocomoa retallio por barato prego: na tra-
vessa do Dique, n. 24.
Vende-se urna preta de meia idade, por bara-
to prego: na ra do Collegio venda de Sabastio
Jos Gomes Penna.
Vendem-se apparelhos de metal fi-
no para cha, modelos modernos e bonitos-
em casa de Geo= Renvorthy & C, ra da
Cruz, n. a.
Vonde-se a dinheiro, ou a prazo, meia legoa
de Ierra de fronte, com urna legoa de fundo, na
margem do rio de Una, da parlo do sul, con-
fronte a trra do engenho Japaranduba principian-
do na barra da Trombcta pelo rio de Una cima at
onde so completar a meia legoa, cujos fundos vBo
terminar com a Ierra concedida por sesmaria ao fal-
Jccido sargento-mr Antonio Casado Lima, na< mar-
geos do rio Preto em que estilo situados vanos cn-
gen'ios : tambem se vende melado da dita Ierra, a
saber: a meia legoa da margem do rio una, com o


5j Vende-se urna armacao de loja, ^
* toda envidracada, em ptimo local *
v> para qualquer cstabelecimeato : na <
* ruada Cadeia do liecife, n. 3.*i. ^
j
Vendom-se cinco lindos moleques de 12 a 18
annos ; 4 pretas de 25 a 30 anuos ; 3 pardas de 16 a
20annos; duas mulatinhas de 7 a 14 anuos, com
principios de habilidades; 3 prclas com habilida-
des: na ra do Collegio, v. 3, se dir quem vende.
Vnde-se um elegante carro de 4 rodas feito
por encommenda nos F.slados-Unidos ; lio muito
levo o podo muilo bem accommodar cinco pessoas
e serve para um ou dous cavallos: na cocheira do
Miguel, no Aterro-da-Boa-Vista ou na ra do Tra-
piche-Novo, n. 18.
Vende se una cadeirinha pintada de novo, to-
da dourada o forrada de damasco com regaros de
setim, com franja toda om roda o guarnecida do
belotas com um vidro grande na frente e dous dos
lados com sacro'para senhora guardar lengo e le-
quo.comaldrabade prata para se fechar por den-
tro e abrir indepondente de chave, para nflo oceu-
par pagem e com correiames ludo novo, por pro-
co commodo ; tres pares do mangas de vidro sen-
do dous bordados, muito ricos e um par liso ; urna
marqueza de angico nova ludo muilo barato : na
ra Nova n. 21, lerceiro andar.
Cerveja preta ero botijas.
Contina-se a vender esta lo afamada cerveja ,
em lotes de urna barrica para cima a vontado do
comprador : emeasa de Frederico Robilliard na
ruado Trapiche-Novo, 11. 18. Na mesma casa ha
tambem um pequeo reslo da mesma cervjeja em
botijas muito propria para casas particulares.
Vcndcm-sc4 molecotesdo 12a 16 annos, sen-
do um sapateiro o outro com principios de cozi-
nha ; um lindo mulatinho do 13 annos; dous escra-
vos sendo um delies canooiro ; 4 negrinhas de 14 a
15annos; duas escravas de bonitas (guras, gne
cosem eengommam liso; duas pardas mogas: na
ra Direita, 11. 3.
Sapatoes de 5 solas, a I^OOO.
No Aterro-da-Boa-Vista, loja, n. 78, acaba-sc de
receber um novo sortimento de sapatOes de 9 solas,
tanto de ps pequeos como grandes. As pessoas quo
cncommenilaram, he lempo do virem a elles.
Vende-se a loja n. 5 da ra do Passeio pti-
ma para um principiante, por ter poucos fundos e
vender muitoa relalho : a'tratar na mesma ra,
n. 19.
.Haclimas para copiar cartas.
Emeasa do Frederico Bobiliard na ra do Tra-
piche-Novo, n. 18, lia um pequeo resto destas ma-
chinas tilo uteis e necessarias a urna casa de com-
mercio com seus competentes livros e pertences :
tambem so vendem livros separados papel em ros-
mas e tinla de escrever: tudo proprio para as
mesmas."
Vende-se urna mesa de Jacaranda, de meio de
sala em segunda nulo ; urna cama de angico ; 6 ca-
deiras ; um jogo de mesas usadas ; jogos de mesas
de amarello, novas ; cade-iras de oleo ; ditas de Ja-
caranda ; mesas de meio de sala, de oleo ; ditas de
Jacaranda ; jocos de bancas de oleo; ditas de Jaca-
randa : marquezas de oleo; meias commodas de
emarelo ; loucadores do oleo ; ditos de Jacaranda ;
e mais diversos trastes : na ra da Cadeia de S -An-
tonio n. 18.
LADO


- Vendo-se um cabra ofllcial de podreiro d bo-
nita figura de 18 auno*, pruprio para pagem : pre-
Icre-.e vcnder-so para fura da provincia, ou para eti-
genho : na ra Nova, fabrica de chapeos, de Chris-
(iano Irmflo.
Cis-arriihos hcspanhcs vcr-
daderos.
Quem n.lo traga unta fu maca produzida por catea
deliciosos cigarrilhos nlo ae pode contar no nume-
to clac)ueiies que sabem apreciar os deleites da vida
contempornea : e as pessoas que se julgarem nea-
las circunstancias, dirijam-se atrs da matriz do
Corpo-Santo, no Recita, venda n. 66.
Vendcm-se bonetes de panno ris-
cado, a 3ao rs : na loja de quatro portas
da ra do Cabug, n. i C.
rm so ae vende para Tora da provincincia ou alzum
ongeiiho : na ra Nov.i, n. 18.
Na loja de quatro portas da ra do
Cabug, n. i C, do Dnartc, tem um
completo sortimento de perfumaras, por
precos innis commodos do que cm outra
qualquer parte.
Vulio burato.
Acha-seestabelecido na ra da Madre-do-Deoi,
n. 36, um armazem de
A 1,600 cada uui.
Na loja de Ciiimarles & C, que faz esquina para a
rua do Collegio, n. 5, vendem-se barretes de seda
l>ara padre, pelo barato preco de 1,600 rs. cada um.
Pcchincha.
Vendem-se luvas de fio da Escocia para senhora,
pelo diminuto pteco de meia pataca cada par na ra
Nova, n. 30, loja de Domingos Antonio de Olireira.
Vendem-se toucados para senhora, prbprios pa-
ra partidas o bailes i na>ua Nova, n. 30, loja de Do-
mingos Antonio de Olivaira.
Vendem-se saceos com fardo, pelo barato pre-
50 de 2,400 rs. na ra da Senzalla-Velha, n. 138.
FARELO,
n 1,500 rs. a barrica : no armazem n. 20, de Joaquim
da Silva Lopes, confronte a guarda da alfandega.
Vendcm-se caixas de vidro, mu
liem cnfciladts, para guardar joias, por
pceo cotnmodo: na loja de quatro portas
da na do Cabug, n. 1 G, do Duarte.
Agencia da fundicao
Low-Moor, ra da .Senzalla-
nova, 11. 42.
Neste estabelecimento contina a ha-
ver um completo sortimento de moendas
e meias moendas, para engenho; ma-
chinas de vapo'r,e tachas de ferro batido e
coado, de todos os tainanhos, para dito.
Potassa.
Desembarcou lia poneos das urna por-
cao de barra pequeos, com muito nova
e superior potassa, e se acham venda,
por preco mais barato do que ltima-
mente se venda, na ra da Cadea-Velba,
armazem de Baltar&Uliveira, n. 12.
-- Vende-se colla de superior qualidade, das fa-
bricas do Rio-Grande-do-Sul: na ra da Moda ,
n. 7.
Vende-se caivetes de cabo de ma-
drc-pcrola, de urna folha at quatro 5 di-
tos de puuhal ; tesouras para unbas, li-
nas ; ditas de costina ; ditas com caive-
tes ; colheres de metal do principe, para
cha ; saca-rolhas de patente ; estojos de na-
valhas; afiadores, com sua competente
pedra; dos melbot es que teem apparecido :
nalojadequatro portas da ra de Cabug,
do Duarte.
bem ae vende urna rarda, propria para ama de casa ,
por ser fiel, e de juizo e ter habilidades
Vendem-se sapates de couro de
lustro ; ditos de couro tranco de sola e
vira ditos para meninos de sola e vira,
por precos commodos: na ra da (adeis
do Ilecife, n. 9.
ptima pinga a 140 rs. a
garrafa.
Vende- se na ra do Amorim, n. 36, o
Vinhos da Figocira, *t,,u,r / u ai, n. ju, u
de ptima qualidade, a preco de 1,130 rs. a caada, I milito Superior vinho da Figlicira a 1,000
L'l^lJJl?!rJtt/re?ar,n^ohaveT^o]oJi<}c'>m- rs. a caada ; e tambem tem os mais sn-
Na loja do Passeio-Publico ,
n. 10 de llanocl Joaquim
Pascoa! Hamos,
vende-se riscado de algodilo para cortinados a 120
rs. o covado o 2,400 rs. a peca com 2i covados;
riscado monstro a 280 rs.; cortes do casimira a
4,000 rs. ; ditos de lila a 2,000 rs. ; castor para cal-
cas a 200 e 360 rs. ; madapolflo, a 3,000 e 5,500 rs.;
nscados frsncezes, a 200 rs.; ditos muito finos a
280 rs. o covado ; chales de tarlatana de seda, a 9,000
rs. ; mantas de seda a 10,000 rs. ; lencos de gar-
ca a 1,000 rs.; ditos de seda, a 1,000 rs. ; panno li-
no azul, a 4,000 rs. ; dito prelo de 3,500 a 5,500
rs. ; chitas encarnadas muito finas pailrOes moder-
nos, a 280 rs. o covado ; a outras muilas fazeudus
por proco commodo.
Algodao monstro de 8 palmos
e mrio de largura.
Na loja n, 5, que faz esquina para a ra do Colle-
gio de Gumarles& Companhia vende-se a nova
fazenda de algodao branco muito proprio para toa-
Ihas, pelo barato preco de 640 rs. D-se amostra.
Vende-se alcatrao da Suecia, de
boa qualidade, em barris bem acondicio-
nados com ai eos de ferro: na ra do Vi-
gario, n. 4.
Vende-se, por nUo se poder conduzir para o
mallo, um piano em muito bom oslado, e domuj.
to tioas vozes por melado de seu valor : na ra do
Queimado, n. 17, segundo andar.
Lindos vasos para flores.
Vendem-se vasos para Dores, e urna porcilo de
louga vidrada : no caes da Alfandega, armazem n. 1.
Charutos d San-Felfa.
No caes da Alfandega, armazem n. I, vendem-se
ests superiores charutos da marca verdadeira por
mais barato preco do que em outra pualquer parle
por ser em pnmeira inflo. v '
Vende-se Um preto de bonita figura perfoite
canoero; urna negrinha de 12 annos, muito boa
co.ture.r : no p.teo d, matriz de S.-Anlonio, ja
n. 4, sediraquem vende.
Vende-se urna pre gura, de 30 annos, com algumes' habilidades} S
prador serilo lacradas as garrafas e com rotulo, re-
cebendo-so a garrafa vasia, e dando-se immediata-
mente a outra cheia : tambem ha barris muito pe-
queos proprios para quem passa a festa. O pro-
prietario deste estabelecimento pede encarecida-
mente que so uno illudam avallando, pelo diminuto
preco e sem conhecimento de causa a qualidade de
sua fazenda digna por corto da estima dos verda-
deros amantes da boa pinga. Elle cunta que quem
urna vez provar, continuar com gosto e sem arre-
pendimento. E o bom preco!!.' A todo o exposto
accresceoasseio e boro acondicuinamento, o que
ludo se poder verificar emdito estabelecimento.
Vendem-so balcias para esparlilhos e vesti-
dos : na fabrica de chapeos de sol da ra do Passeio,
n. 5 A.
Cera de Lisboa.
Na ra da Cruz, n. 60, ha um completo sortimen-
to de cera de Lisboa em caixas de todos os tama-
nhosquo os compradores desejarem; assim como
la ni bem ha urna grande porefloda que vem em gru-
mo e em pOo vende-se por menos preco do queem
outra qualquer parte.
CHA' HYSSON,
de ptima qualidade a 2/240 rs. a libra : na ra da
Crui, no Reclfe armazem n. 13.
PRELO
a ,'isoui) rs. a sacca
nos armazens n. 1 e 3 do caes da Alfandega,e no de n.
35 da ruado Amorim, de J. J. Tasso Jnior,
A 4,000 rs. cada um.
Na loja n. 5 que faz esquina para a ra do Colle-
gio, de Guimarfles & C, vendem-se chapeos de sol de
seda verde, azul c encarnada, pelo diminuto preco
de 4^000 rs cada um.
Vende-se um escravo caiador, e que entende
de planlaces do sitio ; urna caixa de msica con-
tendo diferentes pecas ; um rico adereco de ouro,
com diamantes, para senhora; um relogin de ouro
eoutrode prata ; um annel com diamentes; urna
corrente e escoleta de ouro ; alguns garfosde prata;
urna duzia decadeiras; um cannap; duas bancas
de oleo ; urna carleira de amarello para escriplorio;
urna cama de armaeflo do angico.e com enxer-
goes; e outros muitos objetos por preco commodo:
na i na Direita, sobrado n 16.
Um novo sortimento de
ricado monstro.
Vendem-se na loja de Cuimarles & C, que faz
esquina para a ra do Collegio, n. 5, novos risca-
dos munstios de padres modernos o lindos, pelo
mesmo preco de 320 rs. o covado.
Casimiras elsticas.
Vendein-8e superiores cortes de meia casimiras els-
ticas de pura la, pelo barato preco de ijfOOO c 3*100 r
o corte de calca: na nova loja da estrella, da ra do
Collegio, n. 1.
Vende-se um bonito sortimento de
perores vinhos de Lisboa e l'orlo, por pre-
cos commodos.
No armazem de Das Ferreira, no
caes da Alfandega, vende-se, por preco
muito commodo, potassa muito superior,
em pequeos barris de ioo libras cada
um, desembarcados ltimamente.
Vende-se papel almaco e drete azul c branco,
muito em conta : em casa de Frederico Robilliard ,
ra do Trapiche-Novo n. 18 : bem como Oo pro-
prio para coser.saccos para assucar.
-- Vende-se urna preta de nacflo, moca o que he
ptima para todo o servico do urna casa : na ra da
alangueira, n. 9.
Vendem-se chapeos de castor branco a
4,000 rs. : na ra do Queimado, n. 22.
Vende-se urna negrinha de 8 annos, quoj
cose soffrivel e he propria para se educar, ou dar-
Jl
na ra Nova, n. 21, se-
se de mimo a urna menina
gundo andar.
Saccas com miiho ,
a 5,S00rs.:
vendem-ss no armazem do Bacelar, no caes da Al-
fandega.
Vende-se cal virgem de Lisboa!, em barris de 4
arrobas chegada pelo ultimo navio, por pre;o commo-
do : a tratar com Almeldab Fon Vendem-se barra pequeos com cal virgem de Lia-
boa, a mais nova que ha no mercado, por prefo com-
modo : na ra da Moda armazem n. 17.
: > Potassa nova e superior.
r r 1
Vende-se a a5o rs. cada libra.na i
ra do Apollo, armazem n. 18, ou
na ra da Cadeia, n. 4o- f\
gAAAAAAA-MaM.Ai>AAa0
m


->
Vendem-se ps de arac da India, chegado-
lia poucodoltio-de-Janeiro e plantados em sepa
rado : na ra da Florentina, n. 16.
bol5es de seda, para casaca ; dilos para
vestidos de meninos ; dilos amarellos, de
Pedro II; ditos para militares, de ca-
vallaria e infantaria, ditos para libras de
pagem, brancos e amarellos, de bons pa-
dres ; ditos de massa, para fardamento
de cacadores ; ditos de vidro, de diversas
cores : na ra do Cabug, loja de quatro
portas, do Duarte.
Riscados monstros.
Veridem-se superiores riscados inonslros, j bem co-
nhecidos tanto pela qualidade como pila largura em
demasa, pelo barato preco de 280 rs. o covado Estes
riscados sao chegados ltimamente: as cores sao lisas
e os padres muito modernos e de bom gosto : na nova
loja da Estrella da ra do Collegio, n. 1.
-Vende-se urna casa terrea muito grande, sita na
ruada Mangudra. na Iba-Vista, n. 11. com graedes com-
modos, quintal muito grande e mu tos arvoredos de fruc-
tos.porpre^o maisrasoavel possivcl: trala-se na ra
Firmino J. F. da llosa vende muito superior pan-
no de algDdflo trancado feto na Babia muito pro-
prio para saceos de assucar assim como para roupa
i o oscravos por ser muito encornado: os prelen-
dentes dirijam-se a ra do Trapiche, n. 44," primeiro
andar. *
Vendem-se luvas de pellica par.
senhora, ctifeitadas, a a,8oo rs. ; dlas
apra homem, de diversas cores, de pou-
to inglez, a 1,000 rs. ; ditas de algodao a
5oors.; ditas de seda a 800 rs ; ditas pa-
ra senhora .a 1,380 rs. ; lencos de giava-
la, de seda, de 1,000 rs. a 1,600 rs.; ga-
I8es entre.-inos de diversas larguras;
espiguillas, gal6es falsos, e volantes, por
precos commodos ; bicos do Porto, de di-
versas larguras, de 80 a 160 rs. a vara; No armazem n. 66, principio da
ditos francezes, de bonitos padres; fitasjrua da Cruz, vindo da ra da adeia,
de seda, n 9 e 12 ; io.es francezas ; len- vende-se vinho da Fguera, de boa qua-
Urub-re.
"Vende-se um urub-rei por preco
commodo: na ra da Praia, n. i/.
Vende-se ca virgem de Lisboa,
chegada no ultima navio,' em barris pe-
queos, por menos do que em outra qual-
quer parte : na ra do Trapiche, arma-
zem n t"j.
Vendcm-se dous pianos fortes de Jacaranda ,
chegados ltimamente, que, alin de serem um
magnifico ornato de urna sala, teem excellentes
vozes, sendo o mechanismo da muita approvada no-
va invencSo, chamada renitidor patente de Col-
lard: em casa de J. Keller & Companhia na ra da
Cruz, n. 55.
Vendem-se aeces da ex-
tincta companhia de Pernambuco
e Parahibarno escriplorio de O-
liveira Irmos & C, ra da Cruz,
n.9.
Vende-se a armaeflo, sem fazendas, da loja da
ra doPasseio, n. 17.
-- Vende-se um checheo muito manso e encl-
lenle cantador ; bem como urna grande serpente
viva encerrada em urna forte gaiola propria para
ser levada para qualquer paiz estrangeiro: na ra
da Florentina, n. 16.
Vendem-se mis bancos ,. torneiras e urna ca-
deira grande do magisterio : a fallar com o sacris-
t.lo da Mailie-de-lleos.
Vende-se muito superior lagedo dd Lisboa e
cal virgem em barris de 4 arrobas, por mdico preco:
na ruado Vigario, n. 19.
do Atcrnwln.n'.i-Vista, n. Q4
um sortimento dos mais di IL
celos risculos denominadof
monstros, ese vcndcui pelo d.
mi nulo preco de 280 rs. o co
va Vende-ae urna negra 11109a, de bo-
nita figura, quecoziuha, Ufa e coze ; UaJ
moleque de mu linda figura, proprio pa.
ra todo servico e para-pagem ; um mu!
tinhq, de 12 a 1 annos : todos sem vi"
eios nemachaques: na ra do Crespo
loja n. a A, se dir quem vende.
Vendem-se 4 lindos molecotos, de 18 annos
sem vicios; 1 preto, bom carpinaj 2 mnlalinhos'
de 12 a 18 annos, bons para pagens ; 1 preta, do ele'
gante figura o sem vicios, que ongomma bem, cosi.
nlia e faz todo o mais servico de casa muito desemba'
racada ; l preta, boa para ra ; 3 negrinhas de 12,
15annos, sem vicios: na ra do Vlgarie, n. 24
dir quem vende.
Vende-se, na ra do Amorim, n. 4-J
em casa de Joaquim Flix da Rosa, a dinhoirooiia
prazo com firma a vontade do vendedor, um preto
da Costa, de 95 annos, sem vicio ou achaque algum
bem como urna negrinha de 10 annos com princioi
de costura. "
Vendo-se um curij de Coianua, muito manso
o oxcellente cantador : jia ra da Florintina, n. |
Vendo-se, no armazem de Vicente Ferreira da
Costa, na ra da Madre-Dos, someas em"saccis
grandes chegadas ltimamente de Trieste "vinho
da Figueira ,om barris, ornis' superior quo tom
vindo a esto mercado do muito conliccido autor V.
bi.1o;inho aba fado, cm ancorlas de 4 e iiMia as-
caadas.
Na ra das Cruzes, n. 28, segn Jo andar, ven-
dem-se 3 eseravas, sendo : urna multinha de 18 an-
uos que engomma liso, cose chao faz renda e la-,
va de sabto ; urna prett da Costa, de 18 anuos quf
cozinha lave, e he quitandeira ; um cabrinha de
14 annos, ptimo para pagem.
~ Vende-se um lindo escravo de 20 a 24 annos,
por preco commodo: na loja n. 5, que faz esquina!
para a ra do Collegio;
Vende-se urna preta crioula, de elegante figu-
ra, com 18 a 20 annos de idade e umfilhode2 an-
nos : sabe fazer todo o servico de urna casa de fami-
lia, e he perfeita engommadeira : no Recife, ra da
Cruz, armazem ti. 45.
Vende-se Imm bonito moleque de 1S annos, o
urna multinha de 7 annos, propria para dar-se 1
huma menina : ns rua larga do Hozarlo, n. 46, pri-
meiro andar.
Escravos Fgidos
Vende-se os mais ricos e mais
modernos corles de vestidos, de
seda de cores, tanto em gosto, co-
mo em qualidade chegados. no ul-
timo navio, tendo a superioridade \
de nunca mofar, e com 77 covados
cada corte : na rua do Queimado,
quatro cantos, loja da casa amarel-
la, n 29.
eos de garea a 1,000 rs : na loja de qmtro
portas da rua do Cabug, n. 1 l)uarte. *
- -Vende-se um preto do bonita figura que esl ha
10 annos em botica, uo que tem pralica : ni
rua larga do ttozario, loja d. 35. Na mesma loja ta-
lidade, a iCors. a garrafa, e 1,120 rs. a
caada, e em pipas ser vendido por
menor preco que em outra qualquer
parte.
lie chegado loja nova|pRN. NA T.i>. de*, r. defama
-- Ainda contina a estar fgido o escravo Patri-
cio devinleetantos annos; he desdentado; tem
urna fstula no rosto, de um I mo; he de altura re-
gular magro, pernas finas ; ja vcio ums vez preso
do Brejo-da-Madre-dc-Deos por isso sabe muito
bem pcaminho dosertilo. Quemo pegarjevero ao
Recife, rua ita Cruz, n. 26, que ser gratificado.
-- Fugio urna crioula de nome Catharina, com
os signaes seguiutes : alta, magra ; tem a barriga
um tanto crescida nariz grnsso,, denles bonitos;
levoiium roupc de riscadinho cor de rosa, lima
saia de lila e outra do chita esverdeada com dous
hallados guarnecidos com fita de velludo preto um
cabecito de cassa de quadios com abertura e botoes,
panno da Costa sem estar embainhado; levou mais
urna sua filha de nome Mara de dous annos; tem
as coxas unidas a ponte de a fazer espalhar. os ps
para os lados; suspeita-se que esteja escondida em
Fru-de-Portas esuspeita-se mais outra cousa do
qe.por noestar bem esmerilliada, nflo ae faz decla-
racilo alguma : quem a pegar leve-a ao Alerro-da-
oa-Vista, n. 42, que ser gratificado;-tambem se
protesta contra quem a liver occulla
Fugio, nodia 18 do coirent, do engenho S.-
Joflo, no Cabo, Marcolino pardo trigueiro do 19
annos, estatura regular cara redonda olhos pe-
queos (lentes limados ; levou duas calcas, urna da
brim .pardo e oulra de riscado azul : quem o pegar*
leve-o ao referido engenho ou a casa d l.uiz Co-
mes Ferreira no Mondego, que ser generosamen-
te recompensado.
-- Fugio, no dia 24 do corrente o preto llarlihho,
crioulo, de 24 annos potico mais ou menos, esta-
tura regular, fornido do corpo ; he bastante desem-
barazado ; levou camisa e caigas de algodilo l>ranco:
quoin o pegar leve-o a rua do Apollo, casa de Nuber-
ro Joaquim Jos Cuedes, que ser recompensado.
-- Fugio, do eiiHcuho Bom-Jesus-da-Malta na
noite de 21 do oulubro, Benedicta, crioula, de 83
anuos, estatura regular, cheia do corpo, cor um
pouco fula ; tem o pescoen mais preto que o corpoe
cara olhos redondos, pequeos e pretos ; temas,
fonlcs mais aperladas quu a testa lieicos o nariz
grossos denles alvos o-sflos : quem a pegar leve-a
a Jos Vieira Brasil no mesmo engenhw, ou nesta
praca no engenho da Torre, que sera generosamen-
te recomnensado.
Fugio, na noite de 20 do corrente mez do ou-
tubro, do Va.adouro de 01 inda um escravo criou-
lo do nome Francisco, bem preto, estatura regu-
lar ; tem urna orolha furada, onde carrega um brin-
quinho as ve/es; tem falla do alguns denles, de
qtiarenla e tantos anuos; he cozinheiro o nao mo ;
fugio ule sem chapeo, os com camisa de algodflo-
zinlio e caicas pretaa. Quem o pegar leve-o ao Reci-
Ct, ao reverendo Sr. D. abbade junto ao conven-
to da Gloria ou a (diada apa reverendos Srs. cone-
gos J'edro Jos de Queiroz e S e Placido Antonio
da Silva Santos quo se recompensar.
Fugio, no dia 20 do corrente urna eserava ca-
bra de nome Josepha natural do Ico, do lugar do
Brcjo de altura regular corpo, ps e mflos gros-
sos rosto regular queixo fino, beicos bicudos, na-
riz arredilado, testa estreila ; tem os denles da fren-
te aberlos orelhas regulares de 25 anuos, pouco
mais ou menos; levou vestido de chita rxa, panno "^
da Costa corrido de malames em roda ; andava ven-
dendo azeite : quem a pegar leve a rua do Fugo ,
n. 28, q"uc ser generosamente recompensado.
.1849*
MUTIL


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EJ42SE0NQ_V5US71 INGEST_TIME 2013-04-24T19:47:24Z PACKAGE AA00011611_06546
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES