Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:06173


This item is only available as the following downloads:


Full Text
\r\'\o XXIV.
a-ieira 14
nnHB'nPUMI"-' tdoi"* 1U* n!o
, ,,. rtp imr'lt: n"v da unalwra he
i&. orqurtM.Ht--**. 0.
nclo dos aMiii'i<" ao Inseridos
*" 9drrt. P"i ha. 40 ra.e.n typo dlf-
\ ,,ir ra> r.petifdes P1"'" leude. Os nao
fz'..<< pW- o o pr "s1,; r '-80 "
* fjpo dlereote, por cad.. publicac-ao.
NI ASES da la no mez u novembro.
,...,.(* a 4. 3 horate-Mmln. da ni.inli.
?^dW. a 10. ai II hora, e IB mln. da urd.
!,,, a 17,t4 horas. 27 mln da ard.
KX 2-''. 7 hora, e 10 mln. da urd.
PARTIDA DOS CORRRIOS.
Goianaa t. Parahiba, i irgi. e sextas-feira.
Rio-O.-do-'i'ortc, quintas-reirs o moio-dia.
Cabo, Srrlnhrm, Uiu-Formoso, Porto-Cairo
e Macelo, no I.*, a II e SI de cada mu,
Garanhun r llonlto. a 8 e 23.
ftoa-Vista e Floro, 13 t 28.
ViclnrU, qulntai-felra*.
Olinda, lodoi odlas.
PREAMAR DF. HOJh.
Prlmelra, t" horas e 42 minutos da mauh.
Segunda, t 8 horas e minutos da Urde.
de Novembro ele I84S.
JT. f >-
DIAS DA SEMANA
13 segunda. S. Eugenio. Aud. do J. doi or-
|>ha<, do J. rlr. r do J. M. da 2. T.
14 Terca. S.t Icmcntinn. Aud. do J. doc. da
1. v. e do J.depardo2. dial de (. .
15 QuarU. S. (rirudct. Aud. do J. do c, da
2. v. c do J. de i> i/ do 2 dltt. de (.
llj Quinta. S. Gunfalo de Ligos. Aud. do J.
de orphot e do J, M da 1 \.
17 Sexta. S. Gregorio. Aud. do J. do civ. r
do J. de pai d 1 dist de t.
18 Sabbado. S. Romao. Aud. dn i do o. da
I \. c do I. d" p i/ do 1 dist. de t.
10 Domingo. S. 1/abrl
CAMBIOS NO DA 13 DE HOVKUBRO.
Sobre Londres a i'>o2.V/,d. porlf rs.aft .1
Paris
Lisboa ISO por cenlo do premi.
n Rlo-de-J nielrn ao i ai.
Dse de lett de bo;i Armas a I '.'. ao me;
Acedes da conip.de l'eberilii'. a.'il>/rs. ao p.
Ouro.-0ncashespnnl.ol.is 30HOO a MJ<'<
ft|..da* de84nu v. 17/200 a 7/400
de0/400 n. 10/200 a lb/4on
de 4/DOO... 9/100 a 9/4nn
PraM-Palacei brasilciros 1/DJ*'* a l/WO
Pesos columnarios. I/.M) a \JW*\
Ditos mexicanos..... I/H20 a IJS40
PARTE OFFICtAL.
fiOVERNO DA .PROVINCIA.
I slsnilo designado odia 19 do correle moz pu-
ra a oleicffo ds cmaras municipnos c uzes de
paz dosis provincia, que nio foi nossivel fazer-se a
7 de setembro ; sendo manifest que a liberdade
no voto podo ser prejudicada, lanto pelas rouiiioes de
cnle armada que agora apparecem em varios luga-
res, resistindo as ordens do govorno, o prestando
obediencia o apoio a individuos que ja estilo demil-
lidos dos cargos de polica e postos da guarda na-
cional que oceupavam, como pelo movimenlo e pro-
senen de tropas, e pelo emprego das medidas de
piccaucflo eseguranQa, que as legitimas autori-
dades tleveni necossariamente recorrer para faze-
rom dispersar aquellas criminosas reuniAes; e nflo
podendo jumis o governo consentir que qualquer
Amartillo se aproveite das impressOes daacliialidado
para conseguir um resultado quo no seja devido
livrn e esponlan"a voulalo dos votantes ; ordena o
presidente da provincia quo a referida clecflo iquo
aiihla adiada cni todas asfreguezias desla capital c
scu municipio, o dos de Olinda, Iguarass, Goianna.
pao-do-Alho, Nazarelh, Limoeiro, Santo-ntfio, Itio-
Fonnoso, Sciinli.teiu, Agoa-Pn-ta e Cabo, para ter
lugar no dia 17 de dezembrn prximo Culuro, se en-
tilo se adiar resUhclecida a tranquillidade o segu-
ranza pulilica
Palacio do governo da provincia do l'eniamhuco,
13de novcmlnodo 1848.
Hrcolano Fbbrrira Pbn.na.
exprdmwte do dia 3 de novkmbro.
OllirioAo inspector da thesouraria da fazenda,
transmitlindo o aviso de urna leitra da qnantia de
3li2#l80 ris sacada pela thesouraria da provincia do
Rio Crando-do Norte, sobre a quo se acba s'i a di-.
recciio deS. S. o a favor de Francisco Jos Gomes
Scientilicoii-se ao presidente da moncionada pro-
vincia.
DitoAo director do arsenal de guerra, aiiton
smulo-o a despender a quanlia de 10/000 ris com a
abertura das armas imperiaes o legenda no siitnetc,
requisilado pelo commandanto do 3." hatalho de
fuziloiros para a secretaria do sobredilo balalho.
Communicou-se ao coronel commissarlo-pagador.
DitoAojuiz presidente das loteras, ordenando
que nflo presida a extrac?flo de lotera alguma som
(jue o res|ieclvo thesoureiro mostr haver recolliido
a thesouraria da fazenda os imposlos de 8 por cento
sobro o capital e premios; e bem assim das anteceden-
tes a importancia dos premios nflo reclamsdos com
os billielcs pagos, listas e notas da oxtractjflo respec-
tiva. --Participou-se ao inspector da thcaouraria da
fazenda.
Portara.--Nomeando thesoureiro da thesouraria
da fazenda provincial a Thomaz Jos da Silva Gus-
mflo Junior.-Fizeram-se as participacOes doeslylo.
DEM DO DIA 4.
Onieio.-Ao Exm. presidente da llalli, remetien-
do iim requerimenloe mas papis em que Denlo dos
Sanios llamos pedo ser indomnisado 410*000 ris de que Ihe he devedor o albires Joo Car-
olos Correa Lemos, ora existente n'aquella provincia,
alim de quo a vista do que allega o supplicante,
digne-se S. Exc. de expedir suns ordens para quo
Icnha lugar o mencionado pagamento.
Dito Ao inspector da thesouraria da fazenda,
communicando haver concedido um mez de licenca
com vencimento de ordenado, para ir a Baha, ao
secretario intorino desta provincia.
Dito.-Ao mesrrro, aiilorisando-o a mandar entre--
gar o commissario pagadora impo tancia necessa-
ria para as dspotas do mez correnio e que constan)
do pedido que remetle, visto estar elle de confonni-
dade com os crditos lixados.-l'arlicipou-se ao co-
ronel commissario-pagador.
Dito.Ao inspector da thesouraria da fazenda pro-
vincial, ordenando mande abonar, com parte das
rendas arrecadadas pelo consulado provincial, ao
inspector das obras publicas a quanlia do um cont
de ris, Hfimdo serem satisl'eilasalgiimas despezas
maiurgentes d'aquella lopartie.Uo.-Scicntilicou-se
ao administrador das obras publicas.
Dito.-Ao coronel conimissario-pagador, deler-
miuando que pague mensalmcnte a pes-oa autonsa-
da peloteucnte da compunbia lixa de cvallariade
linha. Manuel Francisco Montcuo, a quantia de
S3f000 ris deduzida do scu sold, omquanlo esli-
ver ausente da provincia, no gozo da Uccnca que
obteve por tres mozes.
Dito.-Ao commandanle das armas recommendan-
do aexpediQflode suas ordens, afun de que o servi-
do das rondas nocturnas seja feito da mcia noitc para
odia pola tropa do linha. ou pela compatible da
guarda nacional destacada, visto nflo poder ser
executadounicamento pelas pracas do corpo de po-
lica, em coitscquencia do desfalque em que ello so
achu. scienlilicou-soocomniandanledo dito corpo
do polica. ,, .
Dito."Ao mesmo, determinando d^ suas orJons
para que o oflical commandanU da guarda da tho-
' souraiia mande o respectivo sargento assistir a abrir
e fechar a porta da pagadoria militar, (cando urna
das chaves em mSo do dito ollleial dura nte o lempo
que estiver fechada aquella reparlicflo.Commuiii-
cou-se an coronel commissano-pagador.
DitoAo director do arsenal do guerra, eoncedon-
^tloa aulorisacilo que pedio para despender a quanlia
de 62/210 res com a compra de papel o outros arti-
gosque silo necessarios para o expodionte dessa di-
rectora, e fornecirnento das fortalezas da provincia.
Dito. Ao inspector da thesouraria da fazenda pro-
vincial, ordenando mande pagar ao alfercsajudanlo,
Maiioel Marques do Amaral, a quanlia de 5/380 ris
que despendeu no mez deoutubro nudo, com agoa o
luz para os presos do juslica recolhidos na fortaleza
do Itrum.Parlicipou-se ao ehefedc polica.
DloAo director do arsenal de guerra aulorisan-
do-o a despendor a quanlia de 248/160 ris com a
compra de limas e ouiros objeclos que sfio necessa-
rios para provimento dos annazeiis d'aquella repar-
licllo e fornecmenlO' das ollicinas de 3 e 4 classo.
Portara Nomeandoajudanlcs do procurador-ris-
cal : o bacbarel Jos Cardoso de Queiroz Fonseca
para o termo de Olinda, Lourcnco Jos do Figueire-
do para o de Po-J'Alho, c Manocl Claro Gonralycs
(iuerra para o do l.imoeiro.Fi/eram-se as partici-
pacOes do ostylo.
Repkrtl^ao da polica.
EXTRACTO DIARIO DOS DAS 12 E 13 DO CORRENTE.
Fram presos;* ordem do Sr. desembargador
cheto de polica, o pardo Jos Mauricio, por crime
de ferimenlo ;-do delegado do 1. districto, o l'or-
tuguez Joflo Rodrigues Velloso, por estar pronuncia-
do ; -do subdelegado de S.-Antonio, o pedo Marco-
lino da Costa do Nascimento, por crime de furto,
Francisco Peris, para urna averiguagflo, o Joflo Dap-
lisla Curjflo, por ebrio;-do subdelegado do Recife,
o Portugucz Jos Machado, por querer dar em o pa-
dre Jos Le te Pita Orligucira, o paisano Antonio Pe-
dro, o o cscravo Antonio;o do subdelegado da
Roa-Vista, os pretos, l.uiz escravo do Joflo de Pinho
Sorgos, Romflo; esciavo de Joflo Francisco da Costa,
e David escravo de Jos Joaquim, desles cinco lti-
mos ignora-se o motivo das prisOes.
O 1. Amanuense,
Aprigio Jos da Silva
ImtlO IHPIBHAIBUCO.
BEOIFK, 13 DI NOVEMBRO DE 184B.
Chamamos a altencflo dos Icitores paru as pc^as
ofliciaes que abaiio transcrevemos :
Um. Sr. llavendo o Diario Novo de boje pu-
blicado quo um sujeito chamado Marcolino, sobre-
carregado de numerosa familia, cnlrru de casa-
> ca nosta cidade, ha dousdias, amarrado com cor-
das e cercado de soldados, e que fura logo amar-
le rado para bordo de um dos navios de guerra ; e
nflo le mo eu nenhuma nutra noticia desle tacto,
a tornn-se necessario quo V. S me informe com o
k quo Ihe constar a respeito dclle, declarando-mo, a
ser verdico, qual o navio em que se acha aquelle
individuo, e a autoridade que o remellen.
n Dos guarde a V. S. Palacio do governo de Per-
nambuco, 13 de novembro de 1848. Hcrculano
Ferreira l'enna Sr. capitflo de fragata Joaquim
i Jos Ignacio, cominandanle das torcas navacs.
a v. 8. lllm. t F.xm. Sr. A noticia dada pe-
lo Diario oco de boje, allirmando quo um tal Mar-
si colino, sobrecarregado de numerosa familia, que
ha dous das, lendo entrado de casncu nesla cida-
de preso e amarrado com cordas, fra logo da
mesma forma mandado para bordo de um navio
de guerra, lie inteiramenle falsa; porque abordo
de nenhum dos navios, da que se compile esta fr-
ca naval, foi recebldo, durante o lempo do met
ominando, rccrulu algum mandado por V. Ex.,
ou por qualquer outra autoridade da provincia,
excepto quatro marinheiros quo a capitana do
porto recrutou, um por desobediente ao respecti-
vo capilflo, o tres para a guarniQflo do brigue-os-
cuna Legalidade.
Oqnetenho a honra de participar a V. Kx. cm
s resposta ao'seu ofliciodesia dala.
Dos guarde a V. Ex. Bordo da fragata Coati-
k tui-a, surta no l.ameirflo do Pernambuco, 13 de
novembrode 1848. lllm. e Exm. Sr. neroniano
a Fcneira Penna, presdeme da provincia. Jaa-
u quim Joi Ignacio, capitflo de fragata comman-
danto.
De/, mas do casas foran destruidas pelo devorador
elemento perto de trezentos edificios foram consu-
midos ; e calcula-se que seiscentns mais teriam sido
destruidos, se para fazer parar o incendio nflo seti-
vessofelo voaralguns pnrmeio da mina. A perda
he avahada em um milhflo c meio do dollars.
O Mxico ficra cm plena paz. O general Herrera,
scu presid.nto.doaccordo oom o congresso, esforca-
va-se por lira-lo do estado lastimoso em que anda
se acha, remediando os males qiiesoflVora em con-
sequencu da ultima desastrosa guerra.
U llaily cbava-so ainda debaxo do reinado do
terror. Tantas foram as victimas da sanha do presi-
dente Souloiiqtio.qtie 0 cnsul l'rancez, residente em
Porlo-do-Principe, a capital, mandou intiinar-lhc
que se nflo sobre-estivosse immediatamonte as exe-
cuees polilicas, rompera em hostilidades contra a
llia. 0 cnsul esrreveu logo ao almirante frnncez
em Martinica pediudo-lhe mandasse para all s suas
ordens urna fragata de guerra.
as possessOes l'rance/.as a populacho piola nao
tem sabido usar bem da liberdado que Ihe tora ou-
lorgada ; ella so ha enlrogado a lodo o genero de
desordens, com grande susto dos seus primoiros so-
nhores, os quaes em grande parte teom emigrado
para os Estados-llin.los.
Ilamburgo ; 48 dita, biiguo dinamarquez Mara,do
181 toneladas, rapil.lo M Bhonto, oquipagem '>.
carga gonclira, oleo do linhaga e mais gneros ;
a N. O. Bieber. Ficou em quareiitcna do f. (lias
por haver o cholera benigno oni Ilamburgo.
Navios talados no intimo dia.
Haba e Rio-de-Janeiro : paquele inglcz l.inntl, com
mandante o tenento James
Itio-de-Janeiro ; briguo hrnsileiro.Soo/rfua'r, capitflo
Manool Joaquim l.uhatu, carga BSSncar, ago'arden
le, algodflo e sola. Passagoiros, o lente Manocl
Francisco Monteiro oom I cscravo, Antonio llor
ges Calvflo, Brasilciros c 1 escravo a entregar.
Figueira ; patacho portugucz Mara t Joaquina, ca-
pil'flo Jos de Jess e Silva, carga assuear o caf.
I'assageiro, Joflo Manocl Concalves, lirasileiro.
Parahiba; hiato hrasileiro Con des, capitflo Elias do ISozario, carga vario* gneros.
EOITA ES.
Cominunicatio.
Da sapiencia o brilho ofusca o d'ouro.
S< d'ulma extreme o gratiduB he paga ;
Grato le *ou no tributar encomios
Nao litonjelroi, que, a verdad o scella.
Maualimes.
Quam doce e suave bo compartilhar a cffnsilo do
jubilo que l'rue o verdadiro amigo, quam justo be
tributar-lhc sinceros emboras pela aoquisicflo, e
progresso do sou hem-eslar Tal be a nossa uolua-
luladea respeito do 00*80 particular amigo, c auli-
go collega o lllm. Sr. Caetuno Mara de Paiva Lopes
Cama, digno lilho do Exm. Sr. senador Caetano Ma-
ra Lopes Cama.
Esle mancebo de tantas esperances assumio, hon-
tem, o hacbarelado em sciencas jurdicas e sociacs,
pela academia de Olinda, avista de numeroso o lusi-
do concurso de sous prenles, amigos e pessoas gra-
das ; e ella com toda rasflo deve ufanar-so.de haver
conferido esse grao quem tanto se distingui du-
rante todo o curso, entre seus collegas pelo seu
transcedenle talento, exlrema applicagflo e ptimas
qtialidadesque oadornam.
Oxal, queellcprcrerindoacarreira publica, hem
proporcionada pelos ttulos (|ue rene indepen-
dencia da sua posieflo, sem jamis transviar-so do
seu brillianlo tirocinio, o procurando semprc mo-
delar o sen proceder pela aecurada educaeflo, c su-
blimes exemplos transmiltidos por seu preclaro pai,
se constitua um inclylo magistrado, o um oidadflo
prollcuo sua patria : desfartose reahsario nao so
as rundadas esfJerancas de todos os que se prezam
de conhece-lo, c de apreciar o seu mrito, senflo
lambem osnossos mais puros anhelos, e fervorosos
volos, aleios de tota lisonja.
OrSWfcBClO.
Recebemos differentes nmeros do Su Weekl/ de
New-York, datados de 7 de agosto at 7 de outubro.
A Uniflo americana ficra tranquilla.
A prxima eleicflo do presidente da repblica oc-
cupava todos os espirito*. Os candidatos que sejul-
gava haviam de obter maior numero de votos eram
o general Taylor, o general Cass, o o cidadflo Van
Burn.
A ebre amanilla lavrava por quasi toda a Ameri-
ca Septentrional, o fuzja all inultos estragos.
Em San-Luiz do Missouri linha apparccido um ca-
so do colera -asitico. 0 infeliz atacado mono no fim
No estado do New-York occorreu um outro desas-
tre alUictivo para a humaiiidade. Anda aquello po-
lo donlorava o recente e horroroso incendio que,
ama'cou"eslruir loda sua capital, o queellectiva.
mp" rednzio a cinza mais de quinhentos edificios,
e lancou na miseria innmeras iamu.s,qaando urna
nova conflagraeflo veio augmentar sua margura.
A cidade de Brooklyn foi atacada pelas cuammas.
ALFANUEGA.
REND1MENT0 DO DIA 13........... 0:000,181
Deicarregam hoje, Udtnorembro.
Barca -John-t'amum faiinha e bolarhinba.
Ba rea Normal bacalho.
Barca Either-Ann mercadorias
Biigue -Franklim laboas de pinho.
CONSULADO GERL.
KENDIMENTO 1)0 DIA 13.
Diversas provincias...............
657,484
,780
757,264
CONSULADO PROVINCIAL.
EMIIMKNTO DO DA 13.......... 712,115
Movimenlo do Porto.
Navios entrados no dia 13.
Richmond ; 39 dias, barca americana Jou>a, de 265
toneladas, capitflo W. C. Coflin, equipagcm 11,
carga farinha de trigo ; ao capitflo.
Pbiladclpliia; 39 dias, barca atnoncana Jonn-iar-
nam, de 249 toneladas, capitflo Powell Smack, o -
quipagenwtS. carga farinha do trigo o mais gene-
ros ; a MalheusAustaln. .,.,,. .,.,
Londres ; 27 dias, biiguo sueco Urilhant, de 195 to-
neladas, capitflo J. P. Wickslrom, equipagomll,
c: !ss!**i; ordem.
Babia," 7 dias, hrigue de guerra jnglez Uncan, com-
mandanle o lente Tyndal. Anda cruzando.
-- O lllm. Sr inspector da thesouraria da fazenda
provincial, cm virludc da resolugflo do tribunal ad-
ministrativo, manda l'azcr publico que, cm cunipr-
menlo da lei, pcranle o mesmo tribunal, se ha do
arremalarem liasla publica, a quem mais ofTcrcooi
nos dias 14,15 e 16 de novembro prximo futuro, o
soguinlo imposto:
Por lempo de dous annos e sete mezes a contar do
primeiro dedezembro do correnle anno, ale 30 do
lmillo de 1851.
Taxa das barreira das estrada e ponte do
Cuui, avaliada annualmente por. 8:601,000
Hila da Magdalena........3:301,000
Dita de Motocolomb.......i:00,000
Declara o mesmo lllm. Sr. que esta arremataeflo
so offecluar caso sercalisea rescisflodo respectivo
contrato que actualmente existe se nao oiimprirom
as arrematantes a disposieflo do artigo 49 da lei do
orcamento vigente ; o que so annunciar em lempo
competente.
As pessoas que so propozerem a esta arrema-
ta qo compareQam na sala dassessfles do dito'.tri-
buna!, nos dias cima indicado, pelo meio-dia, com-
petentemente haliililailas.
E para constar se mandou afllxar o presente e pu-
blicar pelos Diarios.
Secretaria da thesouraria da fazenda provincial do
Pernambuco, 27 de outubro de 1848
O segundo escripturario,
Antonio Ferreira da Annunciacilo.
Olllm. Sr. inspector da thesouraria da fazenda
provincial, cm virttide de rosoluefio do tribunal ad-
ministrativo, manda fazer publico, quo em oumpri-
mento da lei, peante o mesmo tribunal se ha do ar-
romalnr cm hasta publica, a quem mais der, nos
dias 14, 15 o 16 de novembro prximo futuro, o im-
posto segutnte;
2,500 rs. por cabeca de gado vaecunt,
que fr consumido no municipio do
Recito, aviiliadoannualinenle por. 56:800,000
Dito do municipio de Olinda por..... t^nH00
Dito do municipio de Iguarassii..... 1:700,000
A arremataeflo ser feila por lempo de dous annos
e sete mezes a contar do primeiro de dezembro do
Crranle anno at 30 de junbo de 1851, sol) as mes-
mas condices da anterior.
Declara o mesmo lllm. Sr. quo esta arremataeflo
so cffectuar caso se realise a rescisflo do respectivo
contrato que actualmente existe se nflocumprirem
o arrematantes a disposieflo do artigo 49 da le do
orcamento vigente; o quo se annunciar em tempo
competente. ,
As pessoas que se propozerem a esta arremataeflo,
comparceam na sala das sessOesdodito tribunal nos
dias cima indicados, pelo meio-dia, oompetenle-
menle habilitadas.
E para constar se mandou allixaro presentc-.o pu-
blicar pelos Diario.
Secretaria da thesouraria da fazenda provincial de
Pernambuco, 27 de oulubro do 1848.
O segundo escripturario,
Antonio Ferreira d'Annunciacilo.
O lllm. Sr. inspector da thesouraria da fazenda
provincial, em virludc da resoluto do tribunal ad-
ministrativo, mandou fazer publico que, em cum-
orimentoda lei, pcranle o mesmo tribunal, vai no-
vamento a praca no dia 16 do crranlo o imposto se-
8l20 por cenlo sobre a ago'ardente que for consumi-
dos nos municipios abaixo desenptos.
Nazareth'avaliado annualmente por
Rio-Formoso e Agoa-Prcta
Cabo
Serinliflem
Caranhuns
Limoeiro
Cimbres
Flores e Floresta
Boa-Vista 0 Ex _
E para constarse mandou afiliar o presento o pu-
blicar pelos -Otarlo. .
Secretaria da llicsourana da fazenda provincial de
Pernambuco, 10 de novembro do 1848.
0 2.* Escripturario,
Ionio Ferreira d~Annuncafdo.
O lllm. Sr. inspector da thesouraria da fazenda
provincial, manda fazer publico que os conlrlbuin-
tcs de pedagio das barreiras do Giquia, Molocolom-
b e Madaglena devem continuar a pagar elu impos-
to aos arrematantes deslas barreiras, que lendo
2,000
40,000
42,000
23,000
46,000
90,000
29,000
.30,000
30,000
!
LADO


^sm
cumpridnn quo dipom o art. 46 da Ici do nrg-
imiiIu vig.-nto revadla rain o gru ronlrto. E |nr
foiiftlar o mandn Hitar o prei-enlo u publico pe-
lo Diarios.
Sirrctiiri il.i iliosoiinui.i iln r7*ni(ii provincial de
l'enianiLtico, 10 de novembro de 1848.
o i. Lsrripturio,
Antonio Ferreira d'AnnuciaeHo.
CURSOJURIDICO.
Pan regulari Jado dos exames preparatorios] fago
aher a qiiemconvior que estes cam distribuido*
pelos idas da semana do modo segundes :
Segumlo-foira, daa 9 is 11 e mola geographia, das
II e meia a 2 horas latim.
Torga-feira, das9 as fie meia rhctorica, das II
e meia as 2 latim.
Quarta-feira.dasO .s II e meia geographia das
11 e meia as 2 horas francez.
Scxta-foira, das 9 as II e meia inglez.das 11 e
meia is 2 horas francez.
Satinado, das 9 s 11 e moia geometra das He
meia as 2 horas philosophia.
N. II. Odia impedido por ser feriado passsr n
ser como a quinta-feira. Outro sim os despachos aos
requcrinientos de exames preparatorios s serflo da-
dos nesla secretaiia, e os requerimentos depois do
despachados, licaram na mesma, onde so tara una
lista dos que leem de ser examinados.
Secretaria jurdica de Olinda, 27 do outubro de
1818.
O padre Miguel do Sacramento Lopes Gama ,
Director.
Para o Itio-de-Janeirn aahira breve o patacho
liirmcivel, por ler parte dn seu o*rregmonlo promp-
t, anda pierontraiar-seo re-lnut-a frete quem
no mesmo quizer carregar, embarrar escravos, nu
ir de paaaauem, i ara o que lem bun commodo*.
pilo iiii-iuh r-si- rom os consignatarios, Amorim
trmlos. nu (un o i\i, ii.'pn a Imrilo
-- Pr o It'i-de-Janeiro slie com toda a hrevida-
do o brigun brasileiro Sun-Jot : para carga e passa-
goiros, trata-so com Caudino Agostinho de Rarros,
Pracinha-do-Corpo-Santo, n. 66
Para o Maranlio c Para com cscalla pelo Ceari,
o bem condecido brigue escuna laura do primeira
marcha: quem no mesmo quizer carregnr ou ir de
passagcm, para o que tem excellentes cnmmodos,
dirija-se ao capullo, na praga ou a Novaes & C, ra
do Trapiche, n. 34.
--Para Lisboa sal ir com brevidade Ja barca por-
tuguez l.iyeira deque he capitflo Antonio Joaquim
Rodrigues : para carga ou passageiros para o que
tem os melhorescomniodos trata-se com os seus
- Quem annunrinu querer comprar um habito
le r.liristn, dirija-se a travesta do Sarapatel, n. 1 ,
segundo andar.
Huje, (luda a audiencia do Sr. dnutnr jnlz da
primeira vara docivel, tem de ser arrematado um
obrado de don ndreg na ra Direita, n. 43 ,
vahado em 2800,000 rs. por axecueflo movi.la
contra Antonio Manuel do Nascimento e sua mulher:
boa ultima praca.
Precisa -se do 4 000,000 de rs. a premio sobre
hypothcca em um sobrado de dous andares, sito em
urna das ras mais publicas desta cidade : quem
qnizer dar annuncie.
-- Rento Ritmicourt Rerenguer Cesar retira-se pa-
ra a Rabia no vapor que vem do norte, sem nada
dever a esta praca.
Precisa-se rio um caixeiro para venda quo te-
lilla alguma pjatica : na ra de Norias, n. 33.
Jaime Carlos Leal, temi concluido seus estu-
dos relira-se para a sua provincia da Rabia e de-
clara por este jornal que nilo devc real a pessoa
Deca raides.
O concelho de administragflo naval, tem de
comprar para forneciment da enfermara de mari-
nha quatrocentasa quinhentas varas do brim inglez
lino, vinte colxcs e vinle Iravsseros com enxi-
mento de palha ; pelo que sSo convidados todos
aquelles, aquem possa convir fazer taes vendas a
comparecerem na sala das aosses do rr osmo conce-
lho pelas 12 horas da manhfla do da 14 do corrente,
munidos de suas propostas e amostras.
Sala das sessOes do concelho d'adniinistragflo na-
val, 10 de novembro de 1848.
O Secretario,
Christov/to Santiago de Oliveira.
- Os liscaes abaixo assgnados, fazem publico,
para que tenham o devido conhecimenlo, os artigos
abaixo transcriptos:
'< Art. 10. Os almocreves nilo pdenlo entrama
ciilade montados nos cavallos quando vierem com
carga, c devcrflo faze-los pelos cabrestos : os infrac-
tores serflo multados em 2,000 rs.
Art. 11. Us conductores dus botadas que vierem
lina para oscurraes das Cinco-Ponas, deveiflo
consignatarios, Francisco Severiano Rabcllo & Fi- alguma.
Iho ou com o mesmo ea pido. ._ Aluga-se um primeiro andar por mais ppqueno
Para oltio-de-Janeirosahe, em poucos das, o
hiate nacional Gil-Bra~: ainda recebe alguma carga
a frete e esrravos, assim como tom conunodos para
passageiros : trata-se com Novaes & Companhia, na
ra do Trapiche n. 34.
Para o Rio-dc-Jaueiro sabe com a maior lirevi-
dado possivcl o brigue nacional Minerva, por j ter
maior parto do seu carrcgamcnto engajada : quem
no mesmo quizer carregar, ou ir de passagem ou dar
cscravosa frete, dirijam-se a Francisco Alves da Cu-
nba, na ruado Vigario, n. 11, primero andar.
O brigue brasileiro Destino deve seguir com a
maior brevidade possivel para o Riu-de-Janeiro, re-
cebe carga a frete o escravos, o qual tem bons com-
modos para passageiros : quem pretender qualquer
das cusas, entenda-se com Leopoldo Jos da Costa
Araujo, ra da Moeda, n. 7.
Para a Rahia a sumaca Santo-Anlonio-de-Padun:
quem quizer carregar ou ir de passagem dirija-so a
ra do Vigario, n. 5.
Ainda est por vender O hiate Especulador, de
lote de 6 a 7,000 arrobas: os prctcndenles pdem ir
examinar o seu estado no Forte-do-Mattos, atracado
barcaca, e para tratar de seu ajuste, a ra do Tra-
diche, n. 44, a Firmino Jos Flix da Rosa.
_j_
Lcila.
de
entrar com ellas pelo cortume dos Coelhos, e quan-
do por impedimento das mures nilo possam all pas-
ear, s pdenlo conduzi-los por dentro da cidade, da
meia-noite at seis horas da manhfla, horas estas que
dever.lo estar nos curraes, tendo to.lo cuidado a que
n3o causem damnos por onde transitaren!: os in-
fractores pagrSo a multa de 4,000 rs
Art. 15. Todos oslles ou comboys de aniniaes
quecnlrarcm nesta praga com cargas ou sem ellas,
eriio conduzidos a passo, e alados mis airas dos un-
iros, levados pelo meio das ras al o lugar do seu
destino; e, apenas se liver feito a descarga ou o no-
vo carrcgamcnto, serflo teconduzidos para fra pela
mesma maneira : o infractor ser multado em 1,000
re* e se fr escravo, seu dono ou correspondente
pagar a dita multa, e deixando de o fazer, o con-
ductor us animaos sofTrer dous das de Cadeia.--
Ignacio Jos Pinto- .Manuel Ignacio de Oliveira Lo-
bo. Ignacio dos Iteis Campello. Claudiuo lle-
nicio .Machado.
BBBBBDDB
O raixa da companhia de Rehcrihc est aulonsa-
do a f.izer o primeiro dividendo da mesma, na rasflo
do 2,000 por cada urna acefio. Os Srs. accionistas
devem remetter as suas apolices ao cscriptorio da
companhia ; depois do que pdenlo ir pessoalmento
receberoque Ibes toca, ou mandar para isso pessoa
competentemente autorisada.
Rccie, 6 de novembro de 1848.
O secretario,
II. J. Fernando Barros.
Aadministracfio da companhia de Rebcribe, de
conformidade com o art. 17 dos estatutos, convoca
os Srs. accionistas para so reunirem em assembla
geral no dia 15 do corrento, as 10 horas da mantilla,
ne escrptorio da companhia.
Recife, 6 de novembro de 1848.
O director,
Francisco Antonio de Oliveira.
O vapor Imperatri* fecha as malas para
os portos do sul boje, 14 do corrcnle .
a 1 horas da lardo : as corresponden-
cias que vierem desta hora at as duas
psgarflo o porte duplo.
Joo Keller ; Companhia farflo leilflo, por nter-
veneno do corretor Oliveira, de um lindo sorlimciito
de fazendasde lila, seda e do algodflo do melhor gos-
lo, lecenlementc importadas: boje, 14 do cor-
rente, s 10 horas da manhiia, no seu armazem, ra
il.i Cruz.
PURLICACAO1 AGRCOLA.
Manual pratico do fabricante de assucar, por
Agostinho Sommier. Esta obra ensina pticamente
o modo de fabricar o assucar demonstrando os in-
convenientes da antiga pralica os meios de as re-
mover e finalmente ludo quanto se precisa para ti-
rar maior e melhor resultado de sua factura e est
escripia em urna iugoagem que qualquer pessoa
percebe; podendo-se mesmo dizer que os Srs. de
engeridos com ella s errarflo se quizerem : vnde-
se por 2,000 rs., na praca da Independencia livra-
ria ns. es.
Avisos diversos.
A NlAO N. 40
Esta imporiante e Interesas aos pernaniliucanos a
sua leilura ; nos lugares j annunciados.
-- Aluga-se um excellcntc solio com trpeira ,
proprio para um homem ou mulher j de idade :
na ra do Rangel, n. 17, se dir qnein aluga.
-- Va i a prar,a por o juizo de orpdlos desta cida-
de, para ser arrematado de renda por 3 annos, o si-
lio do viveiro que foi do fallecido Antonio Jos Mu.
niz cha de ser arrematado, quiita-feira 16 do
corrente, depois da audiencia do doulorjuiz de
orphflos.
-- Roga-seaoSr. C. F. F. que antes do relirar-se
desta cidade mandar pagar a qusnlia de 90,220 rs.,
aonde n!io ignora ; do contrario, ser ludo esclare-
cido.
A pailaria da ra de Remlica, n. 5, na Passagem-
da-Magdalena de boje em diante lica perlencendo
ao Sr. Domingos Antonio da Silva Reiris por Un
ter sido vendida ; porm o comprador nflo pode ven-
de-la sem satisfazer as letlras que passou a 2, 4 e 6
mezes, como declara o mesmo papel de venda. Re-
cife, 9 do novembro do 1848.
Joflo Antonio Carpnleiro da Silva & fi
- Precisa-se de 5:000.000 de rs. a um por cento
ao mez sobre hypotheca em um predio que vale o
melhor do 30:000,000 de rs. : a quem eonvier este
negocio annuncie para ser procurado ou a en-
tender-se com Joaquim Jos Pinto Cuimarfles com
botica na ra Nova que dir quem pretendo. '
-P.ecisa-sealugarnma preta que tenha pralra
de vender na ra e que soja fiel : na ra do Fogo
n. 15 Na mesma casa ongomma-se roupa de hornem'
senhora e meninos com milita promplidilo o com-
modo prego.
-OSr. Fernando Rarata da Silva quera ter a
bondade de mandar buscar urna carta, viuda de Por-
tugal, na ra da Cadeia do Recife, n. 38.
-: Os Srs. Fortunato Corroa Je Menczes o Antonio
Jos Nunes Guimaraesqueram anminciar suas mo-
ras para screm procurados a negocio.
Joaquim Lopes Cabra I de
Te i ve
abri sua aula de desenlio e pintura em a casa da
ra Bella n. 35, segundo andar, onde lecciona das
9 as 11 horas da manhaa e das 3 as 5 horas da Ibt-
1si, pelo prego de 6,000 rs. mensaes, o desenlio e
,000 rs.. a pintura : tanibem lecoionn ... /.aIi:,
Avisos martimos.
-mbeiu lecoiona em collecios
do meninos o meninas. '
--Manoel da Cunha de Oliveira dcxou do vender
bebidas esp.r.luosas na sua venda do patoo da S -
Deca racao:
O arrematante da arerigilo declara que tondo a c-
mara municipal desta cidade, marcados os mezes de
outubro, novembro o dezembro deslo corrento au-
no para a aferigAo dos pesos medidas, o balangas
e que findo este prazoos liscaes respectivos pasa-
rnos multar todo aquelle individuo, quo dentro do
referido prazo nflo ti ver aferdo : e para quo alc-uem
por ignorancia deixe do aferir e por consequeucia
subjeitar-se a ser multado em 1,00o rs. por cada um
peso o medida nilo aferdo ; por isso
teressados que quanlo antes
que soja no bairro do Recito sen .ti retenve! no
Forte-do-Mattos ra do Vigario, ou annexo a estes
lugares : quem liver annuncie por esta folba-
Na ra do Moda n. 31 no Forte-do-Mattos ,
lava-se e engomma-so roupa com pcrfeicSo e prego
com modo.
O Sr. Jos Venancio Das de Carvalho tem urna
caria na ra da Cadeia do Recife, loja de Joflo da
Cunda Maga Rifles, n. 51.
Quem annunciou querer comprar urna massei-
ra brago de batanea e pesos at duas arrobas, se
ainda nilo comprou os pesos, dirija-se ao Atcrro-da-
Roa-Vsta refinagflo n. 68.
-- O abaixo assignado retira-se para o Maranhlo
no dia 15 do corrente como talvez por esquecimen-
lo deixasse de satisfazer alguom com quem tive tra-
to commorcial nesta praga, por isso roga a todo
aquello que se julgar com direito quo o baja de
procurar na ra larga do Rozario n. 30, segundo
andar que ser immedialamenle pago : o para quo
este Ihe sirva do descargo o lodo o lempo o man
da publicar pela imprensa. Pernambuco 13 de
novembro de 1848. Ricardo Dacio Salazar
No dia 7 do corrente achou-se um balclflo ou
boto em ponto pequeo qu.i ia por agoa abaixo :
quem fr seu dono pagando as despezas, se Ihe en-
tregar na ra do Pila--. n. 145.
" Precisa-se de um l'eitor que trabadle o entenda
do borla, arvoredo, jardime vaccas : na Magdalena,
estrada nova, primeiro sitio com portflode ferro.
-- Traspassa-se urna hypotheca de 500,000 res a 1
o meio por cento ao mezem urna casa muito segu-
ra : quem pretender dirija-se a ra de Agoas-Ver-
des, u. 45.
-- No Aterro da Boa-Vista, n. 1, defronle do chafa-
riz, precisa-se de ma preta para todo oservigo de
casa.
do Costa, no bairro do Recife : a fallar na ra do Vi-
gario, n. 13.
Jos Francisco Moreira, com armazem de carne
secca na ra da l'raia, acaba com este estabelci-
menlo, e julga nflo dever nada a ninguem por manei-
ra alguiii, comtudo se alguem se julgar seu credor
apparega na ra da Roda, n. 38; assim como pede a
todas as prssoas que Ihe sflo devedores que llie vilo
pagar na mesma casa cima.
OSr. Jos Antonio Brandflo Gomes queira an-
iiuncial sua morada, poisse Ihedeseja fallar.
Precisa-se de um ama de leite : no Ate
Roa-Vista, n 26, primeiro andar.
-- Quem liver o quizer alugar urna escrava de 30
a 40 anuos quo saiba lavar e eogommar bem pa-
ra urna casa de familia capaz, onde o mais servigo
he de pouca monta dirija-se ao largo das Cinco-
Ponas, ra Imperial, sobrado da esquina !>-
xoto.
Alugam-se, para se passar a fesla, em S.-Anna-
de-Dentro duas casas muito frescas bom banho ,
com cun modos sudicientes para qualquer familia ,
por mais numerosa que seja : a tratar no mesmo lu-
gar, com Joflo Venancio.
Vai a praca
perante o lllm. Sr. doulorjuiz de orphaos desta ci-
dade, na sala das audiencias, o bem conhecido c
acreditado herganlim brasileiro Santa-Maria-foa-
Sorte de 222 toneladas de ptima construcgflo
nacional forrado o repregado de cobre em mui-
to bom oslado bem prompto de arvoredo, uiassa-
mo, amarragese sobressalontos com loinbadilho
guarnecido de amarcllo, e bastantes commodos ,
boa lancha o famoso bote com suas palamentas c
armages; bem como dous excellentes escravos pe-
ritos marinheiros a bordo do mesmo navio, tun-
deado na volta doFortc-do-Maltos, sonde os preten-
den tes devem dirigir-so para verem o respeclivoin-
ventario : ludo livro o desembaracado : a primeira
praga ser segunda-feira, se bouver audiencia e as
unirs duas as seguintes audiencias aonde devem
comparecer os competidores ; cujo producto tem do
sor para os credores do casal do tinado Jos Gongal-
ves Cascflo.
Precisa-se alugar umsotBo, ou quarto que te-
nha entrada indepeudente calgum commodo', o se-
ja no bairro de S.-Antonio: nesta typograijhia se
dir quem pretende.
OSr. estodante morador em Olinda, filho do
Sr. Jos Silvestre de Memlouca, da provincia de Ala-
gas, dirija-so a ra da Praia serrara de Cardeal,
para receberuma carta.
Aterro-da-
o que muito duvido. consenso do governn imn*ri.
par a ida do dito engenho como est em mL
..nuncio. (,i elle requerido pr p.0 lr*om
lente, e sh falsos fundamentos do divl.Ua :
iifl< Mislem por nuda dever. romo dlssn Mt.'cnV
vento ; o estnu cerln do que o governn de S M I I
Coiislituicional, como protector das ordens reei,
'"". qaosjiidBom.ii.n a conseguiro hem .
lelicidade da religin wtholia apostlica romana
relifjiflo do estado, nflo dara o seu consenso n.
vends do benspertencentesao patrimonio doconven
lo do que sou prior sem ser esta venda reclama
da pela necessidado do mesmo convento o qu|
como j disse nuda deve, nem mesmo pode ser ven-
dido por estar subjeito a encargos de missas ni
nuaes e finalmente porque com a venda do dito en"
gento acaba-se com o convento de N. S. do Carm
da cidade do Olinda.
Declaro que jamis assignarei a venda do mencio-
nado engenho, o contra esta o dito annuncio pro-
leslo, e proleslarei a todo o lempo. Doclaro tm-
bem para salvar a honra do mcu reverendo padre
mostr prior provincial da Radia que por cari dcs-
te de 3 de agosto do corrale snno a i.iiiu diran.>>
o a qual conservo em meu poder para mostra-la'
sendo preciso, dito reverendissi.no ignora a venda
do mencionado engenho Camassary o at nella quo eu nflo assgno a venda do dito engenho per.
lencente a osle convenio de Olinda por isso que
nada de vi-inio nflo pdom os seus bens seren ren-
didos para pagamento de dividas do convenio ila
Babia, que tem engenho, preplios urbanos o oulros
bens com que pague o quo deve; dizendo mais dito
reverendo padre mostr provincial em dita cari
quo so elle mandar vender ilito engenho, eu des-
obedece o seu mandado o que eu serei o respon-
savel pela venda do dilo eiigcndo proprieda le d0
meu convento. Rogo ao respeltavel pnhlim?
aceite este meu protesto o que ninguem faga'cn-
tralo algum a respeito do dito engenho por pe ten-
cer ello ao patrimonio desteconvento da cidade de
Olinda e nflo ao patrimonio dos conventos do Car-
ino da provincia da Rahia o por ostar subjeito a
encargos pios, o por ser falso o fundamento que se
alegou para [obler o consenso do governo imperial/
para a venda do dilo engolillo. Covento do Car-\
moda cidade de Olinda 9 de novembro de 18'*,"^
Fr. Jote do Amor Divino I.ins,
Prior.
1)1 VEHTiMENT PASTORIL.
NO TIIF.ATRO DA RIJA DA PltAlA.
se
-- O Sr. Francisco Manoel Bercnger ilho; dirija-
a ra da Praia, n. 15, a negocio.
SOCIEDADE APOLLINF.A.
porcaua um
avisa aos iu-
- corram a Boa-Vista .
ra da matriz, n. 33 a cumprir esse dever, pois.
-- Para Porlo-Alegrc c Rio-Grande tonciona sabir
breve o bem conhecido brigue Argot, por ter seu car-
regamento engajado, e por isso nenhuma carga po-
do recebar da praga, mas sim algum escravo ou
passageiro : quem pretender pode entender-so com
os correspondentes, Amorim Irmflos, ou com o ca-
plto a bordo.
mez de dezembro ; para quando guardan, j'nflo lio
sulllciente para o arromalante
baldo.
vencer tanto tra-
Os Srs. socos sflo convidados a aprsenlarem suas
propostas para convidados partida do dia 25 do cor-
rente ale odia 14, na casa da mesma sociedade.
Quem liver urna negra que queira trocar por
un neg o anda mogo e sem vicios, o que seafianca
a boa conducta do mesmo; quem quizor azer esta
troca sendo quo a negra entenda alguna cousa de
arranjos do casa o vender na ra, dirija-se a ra
Nova, n. 21, segundo andar
"!??<,.0ll'nJ'",nuncioo,n.0 Dari0 de Pernambn-
co n 244 de 31 do mez prximo pausado, sobre a von-
IMo engendo Camassary distante desta cidade 5
leguas perlencente ao patrimonio deste covento de
N. S. do Carmo de Olinda do qual sou prior de-
i ;------------> t uw uum sou prior, uo-
claro nflo so quo dito engendo lio do patrimonio des-
te convento de Olinda o nao lie perlencente ao pa-
--Aluga-se. por 200,000 rs. annuaea, o primeiro ."In,on, dosconve..losdo Carmo da provincia da
ndar do sobrado atrs da matriz da Boa-Vista n.
26 cun cinco quartos, duas grandes slas, cozi-
nha fra muito fresco, por sor do'lado da sombra ,
nflo Im devassailoom amlixtau frer.te; >" -'-
sonado." : l""tar Su,ld0 and*r lo me-|de bem algumVda"rirz "penencento a"patrimonio I no o pode fazer na ra Direita n. 135, loja de W-
I tal o
Irnos
. ----------------...w.vaUv .iiiij un iPiuviiium un
Babia, como est escripto em dito annuncio; como
liunliein quo este convento do Olinda nada devo, e
77A,h;;' Ue LU "" ?uolidade d0 Prior. Iia Ped'. "cm requer ras da noite da ra Direila at a c.xa .
J,.!i Jm,b.1i' 15 "em "ou,)e I"0,30 Pu,u ao governo imperial con- Boa-Vista urna loneta de um s vidro ce
indo"VnS.;"r'E.t,rr-r"YL*',,Ts -? c".:---.= -"S-^'-p ::c.r. caro: H"-;~s-.c!G;;qac.-^^de-n''g-,
Nflo sflo sempre mais bellas, nem mais onergicas
aquellas cousas, que sflo ditss com palavras pompo-
sas, e atrevidas hyperboles As figuras, os grupos,
as situaces da nossa historia, ou da nossa tradigfln,
que para aqui tambem val, 3flo assum|ptos dignos da
casta e severa penna do F.schylo, edo apaixonado
Eurpides. Estes mestres da tragedia grega nflo se
exprimiam com liberdade doShakespea'e, o he por
isso que ellesagradam o hilo do agradar emquanto
houver na trra um coragflo para sentir.
Adanson nos conla, citando um crtico allemflo,
que entre taas tragedias de Iguez de Castro, por-
luguezas, castelhanas, allemfles e inglezas, nonhu-
ma linda sabido digna do 13o nobre assumpto.
O mesmo nflo se dir do CamOos, que o tratou
com tanta delicadeza e iingflo, como o nflo tur poe-
ta algum. BernaikIiii de San-Pierre, no seu inmor-
tal romance Paulo e Virginia nunca despunta do su-
blime, porque aquella s.mplicidade bblica, que s
o ebrislianismo sou be derramar, lio a cor natural do
seu estylo. Cbateaubiiaud nos eutenucc maviosa-
mente na sua tragedia. Moyss. Comedie n Rarine
nos maravilham com as suas innocentes o patticas
scenas. ludagai oque vos commove em todos os
bous escriptores, e acharis quo s a simplicidade
possue esse previlego. Dado como incontestavel
este principio que scena mais internecedura que o
nascimento de Jess? Que cousa mais tocante do
que um pobre bergo, conlendo osenhor do todas as
riquezase de tudas as pompas? Km nenhuma parle,
porm, ho o nascimento do Chrislo tflo rico e tilo
potico como no Brasil.
As bellas noiles de dezembro Ihe dilo um esplen-
dido realce. As hrilhantcs e rsonhss estrellas do
ceo brasileiro enlpam o sou louvor; as pastoras, os
poetas, to los os artistas, todas as classes caniain
a sua magnificencia. Nflo ser bello unir a esse im-
menso concert mais una nota, ainda quesingols?
Nflo ser louvavel aquello que s propozer divertir
nestas noiles o povo com innocentes e tocantes es-
pectculos? Nilo ser til recrciar-se o espirito com
algumas liges do moral, depois das folias e cania;
res do natal? Deixamos a resposta aoulrem.
Pedro Baptista do Santa Rosa director do
thealro nacional da ra da Praia, eslu lando a n-
dole do povo, que o escuta, para poder mere-
cer a sua attengflo, descobrio quo a Natalencc de-
xou profundas impressOes no animo de tulus ; pro-
curou os dramas que se all represontaram, o pre-
tende lova-los scena, senflo com aquella pompa,
ao monos com aquella decencia, ecom o mesmo de-
coro, com quo os levou a precitada sociedade.
O director reclama a assignalada protecgflo do pu-
blico para o completo exilo do sua onpreza, o pro-
melle trabalbarcom toda s suas Torgas em nflo dos-
merecer a pequoua estima que tem procurado ad-
quirir.
O prego dasassignaturas dos camarotes de frente
ser 80,000 rs. por 12 nodos, o dos camarotes de la-
do sera 40,000 rs-, o do platea 8,000 rs.
O director promette giatificar os meninos que re-
presentaren! as pri.neras parles com 30,000 rs., os
quo lizerem as segundas com 20,000 rs ; as meninas
que representaren! as prmeir'as parles com 40,000
rs., as que (izerem as segundas com 30,u00 n.
Estilo aberlas as assignalur.is as casas dos Srs.
P.iiva, botequim junto ao theatro de San-Francisco,
Joflo da Costa Honrado, loja de livros no palco do
Collegio, hotel Francisco, ra do Trapicho, Joaquhn
Jos Moreda, botica c nfronte a igreja matriz da
Rua-Vsta, e na casa do director do mesmo theatro,
na ruada Praia, primeiro andar do sobrado, n. 35,
junto ao dito theatro.
-- Precisa-se de um amassador que saiba lamben
cortar massa : na.rua larga do Rozarlo n. 48, pri-
meiro andar.
--Na ra da Aurora, casa n. 63, lerceiro andsr,
compram-se cargas de mangabas verdes, ananazes
verdes maracujaes meirim verdes cajs, aboba-
ras sidras incitadas o todas as mais quajidades de
fructas do que so faz iloces quem as livor para ven *
der dirija-so a dita casa para se ajustar pois preci-
sa-se do ditas fructas diariamente.
Pordeu-so, no dia 8do enrenlo das 7 as 9 ho-
ras da noite da ra Direita atea caixa d'agoa, na
com aros de
son d-
I deste convento, por au ha ver precisflo. Se existe ,' ra que receber o adiado.
1
MUTIl



precisa- de umipeiHi que antenda do ma-
h'iisui vapor, par dminatra-l> durante ai
XU'-ii*. eui.imenge.ttho dialanlo desta praga :
ir.urni rus do Bangol, n. II, segundo andar, dan
f ,8 9 dora* mandila e menina ca viiinle-so U'ii rico farda monto para olll-
"| dccavallaria da guarda nacional, o qual aorvio
urna s *
.. precisa-se da um amaisador, rorro ou escraro:
no Aterro-da-Boa-Visla n. II.
Pe rd a.
,,,.i ,i,.n-sii urna caixa redonda de lalflo com o le-
treiro em roda do J. E. DulTleld & Companhia Lon-
don da roiia de um cabiiulot, do Chora-Menino al
coche ira do Sr. Willicliard : quem a adiar e a qui-
/cr levara mesma cochoira ser recompensado.
__ Alugam-se e vendem-se bichas
bamburguezas, por preco rasoavel : na
i na das (ruzes, n. 4o-
Pclnjuizod segunda vara do civel anda em
praga |>ublica c em 3 pragas, para ser arrematada ,
nnr venda, urna parte da propriedade de trra de-
nominada Fagundea entro os engenhos Guerra e
Bom-Jess na freguezia do Cabo, avadada toda a
propriedade om 7:000,000,ilo rs : ueste valor a par-
Ir que vai ser arrematada be 5:169,290 rs., que, aba-
tida a quinta P*rte (lea novator le 4.135,432 rs. ,
cuja ariemalagilo he para cumpriinento de disposi-
gcs testamentarias O escriplo esta em mito do por-
teiru SHrra-iraiido, a quem so pdenlo diiigir os
prctendentes.
--Alugam-se os 3 andares e sotflo da casa da ra
Cadeia, II. 40 proprios para grande familia ou ca-
ta o.-lrangeira : u tratar na mesma prupriedade ou
na i'i'aca do Commorcio, n. 6.
. Qgr. Thnrmt de Aiiuino llnilrimes queira ter
a bondade de aiinuiiciar sua morada qo se Ihe
deseja fallar.
I'i-i'cis iiii-s-i do dous ofiiciaes de barbeiro que
cntendam da arteperfeitainento : a tratar com Joa-
qun) Jos Moreira, na praga da Indepen lencia, n. 10
@&---
NOVO PO DE PKOVENQA. ft
0
9
Ventle-ie lodot os dia$.
O proprietarioda padaria e pastellaria franceza
do Alerro-da-lloa-Visla, n. 50, desejando agradar
cada vci inais aos seus freguees, resolveu offere-
cef-lhes um pao que se fabrica em Provenga por
um proersso multo dilTerente do ordinario, c que,
exigindo familia das melhores quadadej, mere-
ce a preferencia do publico, pela sua alvura,
pureza e delicadeade sua fabricado.
S se farao paes de 40, 80 e 160 rs., c ser fcil
conhcce-los pela sua forma oblonga c elegante.
Na mesma casa contina-se tambein a vender
bolinhos para cha de todas as qualdades, e tum-
ben a enfeilar bandejas ricas para bailes e sa-
raos.
(v}@3>---3)-
Trnspassa-sc o resto dos annos o so assegu-
ia a conlinuaglo do arren lamento do um bom en-
golillo multo porto da praga, com boas torras, bom
serrado e boa moeuda : quem o pretender, dirja-
se a botica n. 36 da ra do Itozario.
30,000 rs. de gratificaglo
a quem touxcr a escrava crioula, donme Cathari-
na com una filha cabrinha le 3 anuos, cujos sig-
naesacham-se neste Diario nos ns. 210 a 250 ; a es-
crava foi seduzida por o pai da cabrinha o qual he
pescador, ou pombeiro e mora cm urna destas
praias al l'o-Amarello.
Pergunla-se administradlo da
rompanhia de Beberibe, se ainda pre-
cisa de inais caixeias para os cbafai zes,
pois lia quemas de promptas por 2,400 rs.,
ehcdesneccssaiiodar-se 7,199 rs. porca-
da urna, como se v na despeza do mez de
jimba prximo passado: ( Diario n. a5o)
e pede-sea commissao de exame ilc contas
que preste atlencao, afnn de por termo a
tantas despezas.
Un accionslia.
No pateo da matriz de S.-Antonio, n. 4, segun-
do andar liram-se passapoi tes para dentro e tora do
imperio, despacham-se escravos ccorrem-sefoihas :
todo com a maior. brevidade possivel e por prego
commodo. .
Na ra Direita, padaria n 26, da-se pilo de ven-
dagom a prctas, sb responsabilidade do seus se-
nhores. .
Aluga-se o bem condecido sitio na estrada do
Cordeiro, de Nuno Mara de Seixas, s proprio para
algtim negociante estrangeiro ou ouira pessoa que
leuda tralatncnto : na ra do Amorlm, n.15.
--Jos da Silva Moreira faz publico a quem coii-
vier que deixou do vendor bebidas espirituosas de
producgilo brnsilcira na sua venda da ra das Lm-
co-Pontas, n. 32, desde o ultimo de outuliro do cor-
rente auno : e declara a quem pertcncer que podo
ir scienlificar-se leste annunclo.
-- Flix do Cantalice mudou-se da ra estrella do
Rosario para a ra Nova, n. 2l,lojado alfaiate, e
espera que lodos os seus froguezes, cas pessoas que
precisarein do seu prestmo abi continuem a procu-
ra-lo com sua protecgfio; esmerando-se ello no des-
empenho.Io sua arle, e agora com toda a vaiitagcm
para os bem servir, por estar n'uma loja onde ollere-
co alm da promptiflo de sua arte, um novo e pti-
mo sortimento do fezendas do goslo para vertir;
como seja ricos pannos linos, os mais modernos
crlos de caigas de casimiras de cores e pretas, ai-
pica, merinos prclo. o melhor possivel selnn prelo
de maco para coletos, cortes do colotes do seda,
gurgnrflo o fustes, brins de lindo para caiga, alpa-
ca de lindo riscada do cores; esta l'bzenda so torna
recommendavel por ser fresca o propria para pali-
tores, jaquetase caigas para a fesla, e outras mili-
tas fazendas por prego mulo em conta para agradar
aos bons freguezes. .
Urna pessa com pralica de escripta
commercial, e bonita leltra, prop5e-se a
escreVer as horas vagas, nos domingos
e chas sanios, com limpeza, mediante m-
dico estipendio : quem precisar, annuncie.
Aluga-se una casa terrea na povoagilo do Mon-
teiro; com quatro quarlos, duas grandes salas, co-
linda lora, dous quintaes murados, sabida para o
V, Wli,.;. (;. loiii CSrSOS C q'Jrtn fiar #m-
cravos; na iravessa do Veras, a. 15.
--Alug.-so um grande sitio em S.-Anuro no
principio ila estrada que vai para Belm com casa
le peilra e cal, com muilot commodot para grande
familia curral para gado .estribara para dous ca-
vados muilot arvoredos de fruclo, cinco viveiros
depeixe, pasto para 8 vaccas animalmente bait
para capim nieloes e molaneias, cacimba com boa
agoa de beber : lambem se vendem las vaccas de
leite, com crias e um quarlao no Aterro-da-Boa-
Vista 21.
-OSr. Jos Noberto Casado Lima queira declarar
a sua morada.
~ Aluga-se o segundo andar do sobrado da ra
Direita n. 20, com bastantescommodos para fami-
lia : a tratar na mesma ra n. 93, primeiro andar.
--Aluga-se o segundo andar da casa da ra da
Sonzalla-Nova, n.42: a tratar noarmazem da mes-
ma casa.
- Um rapaz brasileiro se ofTerece para caixeiro de
qualquer eslabelcciincnto stibjeitando-se a dar al-
gum lempo de graga : quem pretender annunce.
Na padaria da ra da Guia, no Rocifo llavera
todos os das a venda o novo po de Provenga fa-
hricaiio poroulro modo que o actual e da melhor
farir.ha que da no merciuO por este motivo nao se
pode fazer senflo a 40. 80 e 160 rs.
Precisa-so do urna mulder forra ou captiva pa-
ra estar em companhia de urna sendora .cstrangoir
e njuda-la nn servigo de casa o ra : na ra de San-
Francisco, 11. 30.
O fiscal da freguezia do San-Jos mudou sua re-
sidencia pra a rua Imperial, casa 11. 31.
Aluga-se, pelos tres iiie/.cs da fusta um sobra-
do no Varadouro de Olinda com exccllenles com-
modos, muilo fresco e com banheiro : a tratar na
segunda casa no aterro das bcas do Varadouro da
mesma cidade.
Antonio Jos Vieira, pelo presente, scicntilica
&0 01. aireaiaUnlc de imposto de SO por cento so-
bre o consumo das agoas-ardenles que desde o da
30 de setembro prximo passado deixou de vender
em sua taberna sita na rua do Hangel n. 4, dito
espirito como prova com a nota exarada pelo Sur.
cobrador nu ultimo conhecmenlo pago pelo o an-
nunciantc.
Precisa-sefallar ao Sur. Constantino Antonio
Ozorio da Silva Arcas para se lhe entregar urna en-
commenda vinda de Portugal ; podendo para isso
ilirgir-se a rua do Cruz, n. 13.
Aluga-se urna boa casa na Capunga com arvo-
redosebom quintal, e milito fresca: a tratar na
rua do Cabug, loja de Francisco Joaqum Duarte.
FURTO.
Da loja do abaixo assignado furtaram urna duzia
dnholOfls de ouro le abertura, o ja so sabe quem fui
0 ladrSo, pois hontein andou ofl'erecendo na rua do
Queimado erua da Cadeia do llecfe : d 15,000 rs.
de gralificagfio a quem levar na rua do Cabug, n.
1 <:.
Francisco Joaquim Duartt.
- Precsa-S6 de um mogo para caixeiro do um de-
posito lo padaria, porm quesaiba alguma cousn do
trabalho la mesma, para dudar a algum servigo de
note: a tratar na Santa-Cruz, padaria de urna s
porta.
Bernanlino Francisco lo Azevcdo Campos faz
scienlo ao Sr. arrematante de bebidas espirituosas
de pruducgSo brasilcira, quo deixou de vender dito
genero na sua venda da rua eslreila do Itozario, nu-
mero 47.
Precisa-se de nm Irabalbador de masseira : 11
pa.laria da rua da Snnzalla-Velna, n. 9fi
Alugam-se dous sitios com muito boas acommoda-
coi's um na campinha da Casa-Forte c oulro na rua
da dita povoafo coin cocheiras e cavallarices ; assim
como varias casas, de prefos commodos para se pas-
tar a fesla : a tratar na rua do Amorim, n. 15.
Mudanca.
Aoflicina de encadernagio que o P. F. C. do Le-
mose Silva dirige acha-seem a rua eslreila do Ito-
zario, n. 8, prvida do todo o necessario para o bom
desempenho de qualquer obra le encadernagio,
por mus rica que seja ; assim como tem o lambem
aprompta qualquer emblema apropriado as mesmas
obras o prometi promplido por tor alguir.as
pessoas traballiando : bem como podo com facilida-
de aparar urna grande porgilo de resmas do papel
diariamenlo : tudo o um prego moderado.
-OSr. Domingos Alfonso de Mello e Albuquer-
que queira dirigir-sca rua da Aurora, n. 42, queso
lhe desoja fallara negocio de scu inleresse.
J|CHAPEOS DESOL|
fua to Passeio, n. 5
O fabricante desto estabelecimento adverte ao res-
pcitavel publico desta cidade que elle possuo pre-
senlemenle um rico sorlimenlo de chapos de sol,
assim como chapeos deso de seda furta-cres, los
niais ricos que teem apparecido neste mercado, e de
cores conhecidas ; dilos para senhoras le bom lom,
adamascados, lavrados, con suas competentes fran-
jas de retroz, tudo que tem do n.ais moderno o do
melhor goslo; um completo sortimento de chapeos
lo sol de pannindo de todas as cores e do todos os
tamaitos, para homens, sendoras o meninos: ha
lambem igual sortimento de fa/emlas para cobrir ar-
mugOes,' tanto de sedas de cores, como de pannindos
trangadose lisos imitando soda. Adverle-se quo os
freguezes serlo servidos com brevidade, e se aeda-
ri'i satisfeitos da boa qualidado, do bom goslo e do
bom prego.
O abaixo assignado faz scicnte ao publico quo
no dia 7 do crrenle comprou a loja de seleiro, sita
na rua Nova, n. 5, dosta cidade, ao sr J0I0 da Silva
Braga, na qual acharfio os mesmos freguezes um sor-
timento do solis paia montara de sendora, ditos
para domcm, o todos os objectos pertencentes a se-
leiro, por prego inais commodo do que em ouira
qualquer parle. DiogoJo Ltile Guimar&cs.
Arrenda-so, por mdico prego, um sobrado com
50 palmos do frente, o qual foi de Joilo Tdomaz :
quem o pfelender, dirja-seaobecco do Carioca, ar-
mazeni de farinda de Antonio Pinto Soares, que adi
aedar com quem tratar.
--Precisa-se de um demem j idoso, que nno te-
tilla familia, c que tenha alguma pralica de venda .
na esquina da rua doltangel, venda de Jos Rodri-
gues Coelho& Companhia, se dir quem precisa.
No da 26 de setembro do corrente anno, furla-
ram do engenbo novo da Conceigao, freguezia de
Santo-Amaro-dc-Jaboatao, dous cavallos, sendo um
oollro.russo-vermcldo.scmsignal branco, leudo a
cauda corlada e com o forro Q. o ooulr rozlho-
castanho, pequeo : quem do "smos livor no li-
rias, pode dirigir-se nesta praca rua da Cadeia do
Itec fe. casa do Sr. Jos Peretra da Cunda, ou ao re-
ferido engendo, que receber 10,000 rs. de grsti-
licagao
Lnieria lo Iheatro publico.
O tbesourciro desta lotera julgi dever
allirmar que as rodas da mesm corita
impreterivelmente no dia ai rio corrate
mez, para este lim marcado. N3o dei-
xem, pot lano, o apaixnados de c un-
prarem o resto do< dilbetes que existem.
Vicente Tdomaz dos Santos anula todas as pro-
curagOespublicase particulares por elle passadas ,
para terem elTeito nesla para que de boje em lian-
te nno tenham valor taes procuragfies, mais slm as
que de novo passar.
--Quem annunciou querer comprar vidragas, por-
tas e caixas j com uso, dirija-se a rua da Cruz ,
n. 50, ou annuncie para ser procurado.
Dentista.
M. S. Mawson, cirorgiSo dentista, tem
a honra de participar a seus freguezes, e
em geral ao respeitavel publico, que tem
mudado sua residencia para a rua Nova
n. ai, primeiro andar. Espera que todas
as pessoas que precisarein de seu presti-
mo bem reconhecido nesta cidade por mui
tos annos, continuem com a sua proteccao ;
esmerando-se elle no desempenbo di sua
arte, e remunerando-as com a sua prom-
ptidao c commodidade nos precos.
Urna nessoa quoe retira para fra da provin-
cia ventle um cavallo mellado bonito, bom anda-
dor lehaixo a meio, novo e om boas carnes : na rua
da Florenlina, n. 16.
Precisa-so de urna pessoa capaz para ama de
urna casa le pouca familia para o servigo lo portas
a dentro : na rua Moya, loja n. 30, so dir quem pre-
cisa.
-- O abaixo assignado faz publico que tendo acei-
to tres lettras a Jolo evangelista da Costa Silva &
Companhia, sendo urna de 84.000 rs. sacada em 13
ile setembro prximo passado a quatro mezes cu-
ja quando aceitei e doclarei que aceitava para pagar
om 13 do feverciro de 1819 ; outra de 118,000 rs. sa-
cada em ndeouluhro prximo passado a 40 dias,
e nutra de 116,000 rs sacada em 19 do oulubro
prximo passado, a dous mezos, acontece que quan-
do Ibas ia entregar aspenleu; portanlo licam le
nenhum clfeito porque j aceitou outias de iguacs
quantias asquaesse acham em poder do mesmo
sacatlor. Jote Francisco M-trtins.
--Roga-seao cadete Uodois do balalhfln de arli-
Iharia, que baja demandar pagar os 9,000 rs. que
dove na rua las CiuotfM'onlas n. 25, visto que nem
vm. e nein tflo pouco a paaaoa quo o piulj r.cs'.a
praca al agora o leni fi'ito.
Precisa-so alugar una escrava que seja boa,
para fajero servigo de urna casa : na rua do Colla
gio, venda da esquina n 25, que fui do Sobral.
Alugam-se as casas terreas ns. 29 e 31, sitas na
superiorqualidade : na ruado Trapiche,
11. 17, e rua da Cadeia, 11. 2ty.
- Cimpra-se urna flauta de chano, de urna chave .
iiuem liver annuncie. .
' Vendo-se.na roa da M.dre-de-l.eos
alfaulepl,arnia/em, n. 31, um pWlu da<.. u,.
se, vicos bem robnsln de 00 a Haniina. N" me-.-
moarma/emlaii.bpuiso vendem batatas garnei.
de muilo boa qualidado a 1,150 rs. arroba.
- Vende-seum violdO com muilo boas vozos. poi
preco cummodo : no Aterro-da-Boa-Viita. n. 81.
- Vendem-se dous molecoles ; 3 esiravos ; 2 par-
dos : 4 neg'inhas; 3 escravas com habilidades ; urna
parda de 28 annos. que cose, ongomma, cozmha la/
ronda o po-do-lo a qual he de muito boa cjnduc-
la na rua Direita, n. 8.
- Vende-sc urna preta de Angola, de 20 annos,
do muito bonita figura, e com habilidades : na rua
Nova n. 16. .. .,
- Na rua do Crespo, loja de 4 portas, n. 13, ven-
dom-se chapos le castor pretos .le muilo noa
qualidado, a 4,000 rs. ,
- Vendem-se bisas ltimamente edegadas do
llamburgo, grandes, a 800 rs. cada uma : lambem
se ulugam por preco commodo : na rua .1" Colie-
g'--' Na rua da Cruz, armazem n. 26 venle-se urna
marquoza nova. 6 cadeiras duas mesinhas urna
dispensa, urna mesa do jantar, urna commnda um
lavatorio e diversas miudezas.
4,?000 e S.^000 rs.
Venclem-se cliapos deso de
seda, de 4 e 5,000 rs. : na loja
d rua do Crespo, n, 9, de Do*
mingos Guimarfies.
- Vende-se um prelo mogo e de boa figura : na
rua do Crespo, n i, junto ao aroode S.-Anlonio
-- Vcndom-so duas camas usadas : no Alcrro-ua-
Boa-Vista. loja do trastes do Sur. Leal junto a
malriz. .
- Na rua da Moda, n. 7, conlmua-se a vender su
perior colla fabricada no Rio-Gramlo-do-Sul.
- No armazem junto ao arco da (.onreicio que
foi do finado Itragucz vendem-se barricas do supe-
rior trelo de Lisboa a 4,000 rs. cada urna; ano/
do Maianho, muito barato.
^Charutos Rcncurrcl de
II a v ui a,
ha algumas caixas .lestes verdadeiros charutos >|i
llavana venda no escriptorio de Brender a Brandis
& Companhia na rua do Trapiche, n. 16.
- Vendem-se dous escravos propnes para enge-
nta) um be bom carreiro : na rua da l'raia-de-S.-
Ilila, iis.-j:. e VI. .
- Vendem-se todos os classicos latinos, inclusive
a!"ur.s burrosc comm""'adores, diccionarios fran-
cez eiuglez, Telemacos franOM o ingle/, dicciona-
rio do composigao, Callipins, etc. Tambein se ven-
dem laboadai. cartas de abe, cartilhas, cateccismos
de doulrina, etc. : na rua eslreila do Itozario, n. 8.
Vendem-se 6 casaes de pombos, muito Bons b-
Alusau.-se as casas terreas ns. z e ai, .> "< mw u v.^..- r-.........> m,__.i.
rua Real, prximo ao Manguinho, as quacs tem ledores, bonitos e de boa raga, por prego commodo.
t, ...... ........ .n.l.in' Hunl ..>..> mitrinbie i'i.m i".t i \ ili 1 \i\ u:i r U II lili f I lll'l'. II t lllfl. ti- 10.
la nini | i/iuaiiim *v .nviff**'"" I _-------
bous commodos, quintaes murados, com cacimba
e portflo para a mare,com bom porto de embarque
o desembarque: a tratar com Manuel Peroira Teixei-
ra morador prximo aquello lugar.
Uoga-se ao .Sr Wanoel Joaquim
Brando o favor de annunciar sua mora -
dia, para se liic fallar.
Precisa-se alugar um bom cozinbci-
ro : quem o tiver, dirija se ao armazam do
Sr. Joo Carroi
Tem de ir a praga 3 casas terreaes sitas na Pas-
sagem-da-Miigdalcna de ns. 60, 62 c 68, pertencen-
tes a Jos Alves de Souza Hangel, por execugiio que
niove contra este, Jos Francisco Concalves.
Hoga-seao Sr. Honorato de Olivei-
ra l'igueiredo o favor de se dirigir a rua
Nova, loja n. 38, a negocio que Ihe diz
respeito.
Compras.
Compram se portas e janellasj ser-
vidas, por pteco commodo: quem tiver
annuncie.
Compram-so quatro portadas de pedra : quem
as tiver e quizer vender, dirija-se a rua do Queima-
do, n. 18, que se dir quem as pretende
Compram-se quatro mo.las de ouro do 1,000
rs. cada una : na rua do Queimado, n. 18, segundo
andar.
--Compram-se escravos que sejam ollicias de car-
pina, de 18 a 25 annos e de boas figuras ; pagam-se
bem sendo de bons costumes e peritos no seu ofll-
eio poissHo para urna encommenda do Itio-de-Ja-
neiro: na rua do Amorim, n. 35, a fallar com J. J.
Tasso Jnior.
Compra-se, ou aluga-se urna casa do um andar,
ou mesmo lerrea que tenha grande quintal e si-
tuada no Aterro-da-Boa-Vista : a tratar no mesmo
Aterro, n. 44, segundo andar.
Compram-se urna masseira, un brago de ba-
langa grande e pesos al duas arrobas : em Olinda
junio a padaria do Varadouro, ou annuncie por este
jornal.
Compram-se 5 portas do amarello ou louro ,
quo estejam em bom estado c tenham 5 palmos de
largura e 10 ditos de" com primelo : quem liver an-
nuncie.
Comprase um relogio de ouro, sabonete, pa-
tente inglez : na rua do Cabug, loja de ourives, de
Moreira & Duarte. .
Compra-se una escrava para una casa distincta ,
que saiha bem coser, o que uito soja viciosa ; 2 mo-
Iequesde13a 15 anuos : pagam-se com generosida-
do agradando : na rua do Agoas-Verdes, n. 46.
Vendas.
__ Vende-sc a verdadeira potassa da
ilussia, desembarcada bontem, por pre-
co muilo rasoavel, vista de sua muito
na rua da Florentina, n. 16.
Vendem-se presuntos para fiambre ; queijos
lo.n.lrmhos ; ditos de prato ; lalas com bolaclnnha
fina de Lisboa ; ditas de ara rula ; conservas novas ;
nos'arda : noles'com sal lino ; latas com marinela-
da nova ; ditas com sardinhas ; ditas com nervudas ;
caixindas com massas finas; viudo moscatel de Setu-
bal; dito Shcrry ; licores linos; e outros muitos mais
gneros por prego commodo: ni rua da Cruz, no
Itccife, n. 46
Na rua do Rosario larga, loja de
miudezas, n. >o, vendem-se delicados
basde vnlro infeilados, proprios para costuras de
sonhora, assim como ricas litas de seda iavrada,
charuleira, luvas de pellica e de seda paia senhoia
e liomem, papel de todas as cores, agulhas Irance-
zas, aboluaduras para casaca, luvas de pellica com-
pridas com enfeiles para sendora a 2,700 rs. o par,
pentes de baleia para alisar, tinta encarnada, facas
e garios do cabo de narfini o colhoros de metal mui-
to lino para sopa e cha,: o que ludo se vende por di-
minuto prego
Ricos de seda.
No loja da rua do Cabug, do Duarte,
vendem-se biccosa imilarao dos de Lolon-
de brancose pretos de diversas larguras ;
lindas de uoo jardas, a i/5, laO e 7oo rs.
a duzia ; e de oojardasde i6, 120 e 380
rs. ; crep de cores e prelo a 900 rs. o co
vado; bandejas de meio cbaioa IG, 2O
ea8 rs a pollegada; suspensorios finos,
escovas para cabdllcs (inglezas) ditas para
dentes, finas, e cnterfinas, fitas proprias
para seniora de senboras, com franjas e
sem ellas, de ns 9 e 1 a a 1,00o rs. a vara;
papel proprio de carlorio a 2,300, 3,6oo
e 3,6oors. a resma; trancas de cores, tan-
to de seda como de laa a 120 rs. a peca ;
trina brauca e amarella: as amostras se
achara patentes aosscnbore compradores,
mediante o compleme penhor.
Vende-se superior arinha do mandioca, viuda
do Ccara 1 na rua da Cruz do Becifo, armazem, n. 26.
Vende-se superior sal do Assu a bordo da su-
maca Cariota, fundiada no Forte-do-Mattos : trata-
se a bor.lo da mesma com o mestre e dono, ou com
LuizJosdeS Arauj.i. rua da Cruz, armazem nu-
mero 26 .
Na rua Nova, n. aO, loja de ierra-
cens do Joo Fernandes Prente Vianna, chegou o
mais'lindo e completo sortimento de caleteiras de
fiandres polido, o mais bem feto quo aqu tem ap-
parecido, pois alm da delicadeza de sua construc-
cio, tornam-so recommendavois a todas as casas de
familias, pelo seu asseio, assim como pelo diminuto
prego por que se vendem. Aellas antes que seaca-
bem.
-- Vemdem-se ptimas penas de ema na rua lar-
ga do Bozario, n. 26.
Vende-se urna bonita parda.de 18 annos, pti-
ma engommadeiraecostureira ; na rua Nova, n.20.
LADO


m
a
-j

J
Na nraca da Independenri
ler urna banda rica lalim, canana, Del e harretflo
coin mmln pequeo uso para official do corno d*
por 22,(mo rs.
polista
Na ra de Asnas*Verdes,
n 4.
vendem-se i_mo|pqus le 13 a 18 annns; un dito
pi-C para Cora da provincia ; 3 escravos do nac^o ,
para todo oservico ; urna homta escrava do 15 an-
uos ; duas ditas boas engommadeiras e cozinheiras;
urna dita para todo o servido : todos estes escravos
se vciidcm por preco commodo.
Vende-se, na rua Nova,
armazem de Antonio Ferreira
n. 3,
Lima,
limito superior queijo de prato, viudo pe-
lo ultimo navio da Ilollanda ; frascos
com doce de pera, pecego, alperce e ge-
l ; latas con marmellada ; ditas com
sardinhas de Nantes ; ditas cotn ervilhas;
conservas, mustarda oro p ; ditas com
bolachinha de Lista ; huiocs com sal
refinado; vinho do Porto, Madeira, mus-
ca te I de Sctubal, malvazia da Madeira,
Bucelos, Carcavellos, Champnnha, Bor-
deaux ; licor marrasquino ; c. le oulras
militas qualidades j azeite doce refinado,
eoulros muilos gneros.
-- Vcnde-se, na botica de Vicente Jos de tirito n.
61, na ruada Cadeia do Itecife, overdadoiro chara-
pe de bosque.
Vende-te, por commodo preco, un piano ho-
risonlal, fabricado pelo Broadwood Sons, melbor
nitor mlez, o qual nfo tem falla o be ptimo para
se aprender a tocar: na praca da Independencia, ns.
Bes, sedira quem vende
-Vende-se, por preco commodo, sera em velas
sorlida, em caixas de urna arroba na rua do Trapi-
che, n. 3*. '
Vendem-se os mais lindos corles
de soda para vestido de senhora, sendo
blancos e das cores as mais bonitas que
se pdem imaginar, e por commodo pre-
co; bem como ricas mantas de furia-co-
res, ede mui delicados padrdes; lencos
de garca com ramo de matiz e barra as'sc-
tinada ; Invas de pelica para senhora,
de todas as cores e com hellas ; bello
cortes de vestidos de barege de
outras militas fazendas, tudo
, n. 19, ha para ven- coTinha.be muilo rarinhosa para menino; porm
sp vende para o malo, ou para fii'a da provincia.
aii comprador sn dir pornu so vende ; 3 prelas
i*ra todo o servicn ; 1 cabra de >ea dado qun Re
v"ndn nmitn enconla : na rua do Vigario, n. 24, se
dir quem vende.
A inda resta a vender na loja de
quatro portas da rua do CaLug, do
Duarte, urna pequea poico de chapeos
de palha da Italia, para homem e se-
nhora, a 6,ooo, 1,380,0 5,ooo rs. A'
elles, antes que se acabem.
Vinho barato.
spd?
iceicSo, n. 3o, loja de Domingos
-7 ~
por preco
commodo, na rua Nova, defrontc da
Co
Antonio de Oliveira.
Vende-se metade do urna casa terrea, em chitos
proprios, sita na travessa da Carvalba, n. 3. no bair-
ro de S.-Anlonio, livre e desembarcela : na rua da
Paz n. 6, al as 8 horas da mantilla, o depois das 3
Horas da tarde em diante.
Sellns para montara de se*
nhora.
Umcasado Adamson Howie & Companhia, na rua
o trapiche, n. 42, existcm para vender-so 2 pti-
mos sellins inglezes, para montari de icnhori
por preco commodo. '
Vende-se uro pardo escuro, moco
e de bonita figura, bom cozinheiro, por
preco commodo ; na rua da Praia, arma-
zem n. 2^.
Vende-se um lindo oratorio, com podra dar ,
proprio para se dizer missa por preco commodo
na rua do Araglo, n. 11.
Vende-se um preto de naco Benguclla do 29
.1 30 anuos, por proco commodo: na rua airas da
matriz da lloa-Vista, n. 13.
- Vende-se, na margem do ameno
l npibaribe, no alto da Capunga, um ex-
ccllcnte sitio, o qual por sua posir/o ele-
gante, pelas immensas frucleiras, superior
viveiro, baixa de capim e boa casa com
extraordinarios commodos, pode l'azer as
delicias de urna familia de sobido gosto,
nao s durante lodo o anno, mas parti-
cnlai mente pelo lempo de festa: n'elle
moram actualmente os caixeiros do Sr.
Crabtree. Quem o pretender, dirija-se
rua do Crespo, foja n. i5.
--Vende-se lona da Russia larga c de superior
qualidade : na rua da Cruz, n. 55.
IVovoarinazem de vitthos na
ruadas Cruzcs, n. 57.
Vende-se nesto armazem superior vinho de Lisboa
eFigueir, pelo commodo preco de 160 rs. a garrafa,
e 1,120 rs. a caada do tinto, o bronco, a 200 o 1,400
rs. a cariada. O proprietario dcsto novo estabclo-
cimcnlo afianca que os fregnezes que I he compraren!
a primeira vez lulo de continuar.
Continu-se a vender manteiga ingleza a 500,
600 e 800 rs. ; cafe em gr3o, a 120 rs.; dito muido ,
a 160 rs.; cha hysson superior a 2,000 rs. ; louci-
nho de Santos, a 200 rs.; ligos, a 120 rs.; caise-cs
de doce de goiaba de 6 em arroba, a 800 rs.; lelria,
a200rs.; bolachinha ingleza, a 200 rs ; carnauba
de6,7c9em libra, a 280 rs. ; queijos novos a
1,600 rs. : no pateo do Carmo loja do sobrado de
i.abner Antonio, n. 17.
Vende-se um habito de Christo, esmaltado ; urna
negrinha de 12 anuos ; urna mulatinha de 7 anuos
que cose sofFrivelmcnte: na rua larga do Hozarlo,
loja n. 35. '
Vendem-se 6 bonitos molecetes, de io a 18
annos, sem vicios, bonspara todo o servico ; 4 pre-
tos, de 20 a 25 annos, um dos quacs muilo bom
carreiro; 2 mulatinhos muito lindos, del2ai4an
p; it negr.nh, de 13 annos; 1 bonita mV.!a.
"SIZ"\ "ftl"" uo annos, que he insigne en-
gonfmade.ra e costureira, faz livarinto, marca e
Nlo he s no Itecife que ha vinho barato lambem
o tem na Boa-Vista de superior qualidade Porto
o Lisboa defrontc da mAlriz venda ao p da boti-
ca a 1,200 rs. a caada e a garrafa a 160 rs. por
isso nao val apenas ir ao Itecife, por 80 rs. de diffe-
renca em caada : tamhemse vendem presuntos, a
330 rs. a libra inleiros e a retatho a 360 rs. ; iou-
cinho de Lisboa a 240 rs. a libra.
Xa rua Direita, n. 16,
vende-seeanella muito nova, em grandes o peque-
as porces pelo barato preco de 800 rs. a libra;
pntenla do reino a 320 rs. Se he ou n.lo pechin-
cha indaguem do mercado.
ARMAZEM DE MOLHADOS, RUA DA CRUZ N. 66.
Vendom-so superioresqueijos londrinos, prezun-
tos inglezes, latas com biscoitinltos ditos, e vidros
com conservas, tudo vindo de Liverpool na barca
ingleza Eilher-Ann entrada neste porto no da 9 do
corrente. Nesta casa ha alm destes objectos um
completo sorlimenlode IoiIqs os gneros proprios
dse passar a festa, o preco he o mais commodo
possivcl.
O verdndeiro
Provenga.
No deposito da estrella, na lloa-Vista, n. 39, se
acha venda o novo o delicioso pSodc Provenga, fa-
bricado pelo seu nico c prmero introductor nesta
ciilade, que o fabricava na padaria e paslcllaria fran-
ceza, n. 50 Ter pois principio a venda desle ex-
cellento pilo, no referido deposito da estrella, no
dai quarta-feira 15 de novombro o no domingo se-
guinte ; as pessoas do bom e apurado gosto encon-
trar Ho tambom, e estar a venda as ricas e delica-
das falias da rainha, a moda c gosto hespanhol. Pa-
ra commodo do publico lambem estarflo a venda as
mesnias-couzas cima ditas na padaria do deposito
da estrella, no beeeo das Barreiras, casa ainarella.
- Veode-se um escravo de a8 a 3o
com ollicio de
e nico pao de
uc
I. -.
uui
an-
, uc uwiuia uguia, com ollicio de ca-
noeiro e camaroeiro : na rua do Queiina-
do, n. 3r), loja de Gusmo Jnior & Ir-
mo.
-- Vende-sc um cabriole! coberto, por 230,000 rs.:
para ver, na roa das Flores cocheira de Jos Mara,
e para tratar, na rua das l.aiangeiras. n. 15. Na
mesmaetsa vende-so urna rede aara lpoia, muilo
rica.
uzeadas baratas para liqui-
dacao vendem-se na rua do
Queimado, nos quatro-can-
tos n. 20,
a ^"''r re
urios ue casimiras elsticas a 5,000 rs :
panno preto fino a 3,800, 4,400 6,0110 o 7,500 rs. o
covado ; casimira prela elstica e lina, a 3,000 rs. ;
sarja prela de seda despatillla a 1,800, 2,400 e
2,500 rs. o covado ; brelanha de linho fino, a 610
rs. a vara ; esguiiTo fino a 16,000 rs. a pega; lengos
de seda pret, a 1,000 rs.; dilos superiores a 3,600
rs.; ditos decores, a 1,280 rs. ; luvas de seda pre-
la a 320 rs. ; ditas bordadas de cores a 800 rs.
pannos para mesas redondas a 4,000 rs. ; camisas
de meta americanas, a 1,600 rs.; meias prelas de
algodflopara senhora. a 400 rs.; ditas brancas para
meninas a 240 rs.; cassa lisa fina a 600 rs. a vara,
briin trancado de linho pardo cotn listras, a 240 rs.
o covado ; castores para calcas a 240 rs. o covadu
lencos brancos de cassa, a 200 rs.; corles de cassa-
chita Ima a 3,600 rs.; ditos de chita, a 2,400 rs ;
brtin trancado branco de linho superior, a 1,280 rs
a vara ; dito cor de ganga a 900 rs. a vara ; cassa
iranceza de quadros de cores a 320 rs. o covado.
Bicos de cores.
Vendem-se na loja da rua do Cabu-
g, do Duarte, bicos bordados, decores,
do ultima moda usada no Hio-de-Janeiro
a nors. a vararas amostras se acharo
patentes aos Srs. compradores.
Vende-se o cavallo Pimenta, condecido pelo
mais corredor dos cavallos, muito sadio e Bordo-
na rua da Aurora, casa junto a fundiclo.
Bichas de Hamburgo.
Vcndcm-so e alugam-so boas bichas de Ilambur-
gO s na rua da Cruz no Rccife, atraz do Corpo-Sanlo,
Na loja de quatio portas da rua do
Cabug, n. i C, do Duarte, vendem-se
bengallas de canna da India, de casloes de
prata e de madre-perola, e de ganchos,
por precos commodos.
-- Vende-se um compendio de geometra, por La-
crois um Atlas de geographia por Simcncourt:
na rua Nova n. 9.
Champanha cometa.
l'm pequeo resto se vender mais enconla, para
fechar a factura anlcs da festa. d-se utna garrafa
em gigo de quebra : na rua da Cruz, n. 17.
. Vendem-se lesottras com pequeo loque de
ferrugem a 80,120 e 240 rs. ; torcidas para candiei-
ro francez, a ion rs. a duzia; carreteis de linha bran-
ca a 20 rs. cada um ; sabonclcs quadrados e redon-
dos, a 120rs. cada um ; sapatos de setim para se-
nhora, a 640 rs. o par ; ditos de tapete a 720 rs ;
superiores lovas de pellica para senhora. a l.flnfl
-i. z psr pastas perfumadas para luvas; t intu roa
emcaixasde jaspe; suspensorios do borracha, a
200 rs. o par: no Alerro-da-Boa-Vista, u. 84.
Bom e Barato.
Na venda da rita do Raned, n. 11, esquina que vnl
la para o Irem vendem-se para liqoiilag.io de cun-
tas os segnintes genero, todos nn melbor estado
pnssivc) : o mis superior vinho da Fiiufira, queh
un mercado a 1,600 rs a caada ; dilo de Lisboa,
vinagre de Lisboa, a 800 rs. a cnida e a garrafa
120 rs ; vinho do Porto bom, engarrafado, a 400
rs. ; azeite doce de Lisboa a 560 rs a garrafa ; pra-
tos, a 1,000 rs. a duzia ; chicaras e pires a 800 rs.
a .duzia ; ligellas, a 720 rs. a duzia ; copos para
agoa, a 1,440 rs. a duzia ; manleiga ingleza, a 720
rs. a libra ; dila frauceza, a 600 rs. a libra ; toucinho
le Lisboa a 200 rs. ; dito de Santos a 160 rs. a li-
bra; cha hysson, a 1,600 1,760 o 2,400 rs.; esper-
macele a 840 rs. ; gigos com 40 libras do batatas,
a 1,920 rs. e a 60 rs. a libra ; lingoigas a 440 rs.
a libra ; paios a 240 rs,; caf, a 3,500 rs. a arroba,
na 120 rs. a libra ; passas a 280rs. ; figos a 160
rs. ; sabio branco do seda a 240 rs. a libra ; bola-
chinha de aramia a 2,210 rs. a lata ; dita america-
na a 240 rs. a libra ,- farinhn de trigo a 120 rs.
dila de aramia a 160 rs.; dita de tapioca a 120
rs. ; cevada, a 100 rs.: alm de um completo sorli-
menlode gneros proprios desteestabelecimento
por preco commodo.
> P*%v
DE6 RORTAS HJ2
Odonodeslccstabelocimenlotendo ja sal-
dado contas com alguns de scus credores,
j deseja saldar o resto antes de lindar o anno,
e para esse fim tem resolvdo vender lo las as
f cas de madapoblo lino com pequeo toque
to avaria a 2.000 o 2,500 rs. ; dito limpo ,
a 3,000, 3,500 o 3,800, o do muito largd c
lino a 4,000 rs. ; pecas do chitas escuras de
bonitos padres a 5,500 5,800 6/ o 6,500 rs.,
linas entrando algumas do cnberta a 7,000
rs ,c o covado a 150,160, 170, 180 e 190 rs.
cortes do cassas do bonitos goslos e tintas
lixas, a 2,200, 2,400, 2,600 2,800 e 3,000 rs ;
princesa de duas larguras, a 640 e 800 rs ;
merm a 1,800 rs. e muilo fino a 2,500 ;
rs. ; pannos finos, a 3,500, c 4,000; pannos';
de bonitos goslos para mezas de mcio desa- <
la, a 3,000 3,500 e 4,000 rs.; brim de linho j
com listras do cures que valum 1,600 rs. por
1,000 rs.; dito escuro, a iso e at>o rs. ; dito i
de algodo a 320 rs. ; los de linho lino a
6,400 e 7,000 rs.; algodflo da trra, a 190 |
rs. ; riscados trancados do listras, a 160, I
170, I80el90 rs ; algodflo trancado azul, i
americano, muito encorpado, a 210 rs. ; cha-
les de chita a 800 rs e de outras qualidades, I
n 1,000, 1,500 e 2,000 rs.; urna grande por- |
cao de bonetes de palhinlia fina de velludo
do cores e de oulras militas qualidades, para ',
homem e meninos, a 160, 240, 403, 640 o \# i
i s. ; r .Hiira.s mui las la/endas que, por OC- I
cuparem muito lugar, deixam de serem an- i
nunciadas, as quaesse vndenlo sem limi- j
les tflo somonte afim de fechar contas.
i7A HELO
a 3ooo rs. a sacca
nos rmateos ni. 1 e 3 do caes da Alfandcga.e no de n.
35 di ruado Ainoriin.dc J. J. 'fasso Jnior,
Um novo sortmento de
ripeado monstro.
Vendem-se na loja de Guimarfles & C, que faz
esquina para a rua do Collegio, n. 5, novos risca-
dos monstros de padres modernos e lindos, pelo
mosmo preco do 320 rs. o covado.
Feijao ha ralo.
Vende-se feijflo mulatinho em saccas de 3 qttarlas.
por preco mais mdico possivel : no caes da Alfan-
dega, armazem do Antonio Atines Jacome Pires.
leias de seda de Lisboa.
Na rua do Cabug, n. i (', do Duarte,
acaba de se receber um sortinienlo de
meias de seda, proprias para os senhores
sacerdotes, e pira homens e senhoras.
A Iioj qualidade deslas meias s com a
vista se poder conhecer a sua durarao.
Vendo-se urna prela de 18 annos, de elegante
(gura com todas as habilidades precisas para urna
casa jle familia ; um botuto molcqtie de n-icfio de
18 annos; um preto muilo bom canooiro o de ele-
gante figura : estes escravos vendom-se para liqui-
dacflo no pateo da matriz de S.-Antonio, loja n. 4,
se dir quem vende.
ftotocs.
He chegado, por o ultimo navio Franca, um completo sortimenlo de boloes
Na padaiia da rua etreit do Rosario, n it
vende-se bolaxa de mllho halida a 8,200 rs a arrntij'
a 100 rg a libra, na meama pad-ria n faz enp,)r,
nrndas de bolaxa para maniimentot de navios lls
similores que precisaren!, dirija-e a mosuia a fa!
eucommendas, rorqua he muito barato.
Na rua das C.ruzes, n 22. segundo an-iar vn.
dem-se 4 escruvas sendo: um* parda de 20 nni s
que engomm liso, cose chito, faz renda e lava de .J
hilo; um lindo molequo de 16 anuos, de n*rfl0
com principios de coz i n ha ; duas pretas da Costa'
quilandeiras utna de 18 annos, e a outra do 30. '
Vende-se urna balance e cabrio grande proiir
para pesar pipas de azeite, ou outros objectos, |,u'r
preco commodo : na rua da Cadeia, loja do Jofio
Jos de Carvalho Moraes.
Pechincha.
Na loja de qualro portas da rua do
Cabug, do Duarte, vendem-se setins de
diversas cores a 8oo rs. o covado.
Vendem-se 6 lindos moleques do 12 a 18 an-
nos ; 4 pretos de 25 a 30 annos ; 3 pardos de 16 a 20
annos; duas mulatinhas do 7 a 14 annos; 3 negri-
nhas de 11 a 12 annos todas com principios de ha-
bilidades ; 3 pretas com habilidades, de 18 a 20 an-
uos : na rua do Collegio n. 3, se dir quem vende.
Vinho barato.
Acba-se estabelecido na rua da Madre-de-Dem
n. 36, um armazem de
Vinhos da Figtieira,
de opt una qualidade, a preco de 1,120 rs. a caada
e a 160 rs- a garrafa ; e para nSo lia ver dolo do com-
prador serflo lacradas as garrafas e com rotulo, re-
cebendo-se a garrafa valia, o dando-se immediata*-
menle a outra cheia : lambem ha harria muito pe-
queos proprios para quem passa a festa. O pro-
prietario desto cstabelccimenlo pede encarecida-
mente que se nflo illudam avahando, pelo diminuto
preco e sem coubecimento do causa a qualidado de
na fazenda digna por certo da estima dos venia..
delros amantes da boa pinga. Elle 'cunta que qunnv
unta vez provar, continuar rom gosto e sem arre^
pendimenlo. K o bom preco!!.' a lodo o expusln
accresco o asscio e bom acondicionamenlo o que
ludo se poder verificar em dilo eslabelecimentn.
Vende-se alcatro da Suecia, de
boa qualidade, em barris bem acondicio-
nados com ateos de ferro: na rua do Vi-
gario, ii. 4-
~ Vende-se um mulatinho acahoculado, de idailc
de 12 a 14 anuos : na rua do Cabug, loja de miude-
zas, n. 1 D.
No Atcrrn-da-Boa Vsla de-
fronte da calinita,
hfo chegados muito bons marroquins couros de
lustro e bezerros francezes : ludo de superior quali-
dade e por preco commodo.
CHA' HYSSON,
de ptima qualidade a 2/210 rs. a libra : na rua da
Cruz no II.cilc armazem n. 13. *
Vende-se a cafa da rua Imperial, n. 9, por pre-
go commodo : na rua Augusta, n. 94.
Escravos Fgidos
aris; a sabei
da ultima moda usada em l:
abotinduras arnarellas para casaca dis
pessas de grande tom, e para roupay
de meninos ; e de sed., proprias de inlVi-
les de vestidos de senhora ; e de Pedro II,
o mclhor dourado que aqui tem appire-
cido ; e para cavullaria da guarda nacio-
nal, infanlat a de primeira linha, cacado-
res, artfices, e oulras coiporac5es milita-
es; assim como corddes de esquisilas cores
de seda e algodo, ede debrum, para
casacas ; e sitas amostras se acham paten-
'* 5C" SCiiICS OutlijiiaOrcs : na ioia
da rua do (Jabug,
1 G, do Duarte.
de quatrn portas, n.
rugi, ha 1 n-1 iu in- un mez, do engenho uom-
Jesos provincia das Alagas um escravo de naco
Angola de no:ne Antonio de cor prela, estatura
baixa, beicos grandes, olhos um pooco a fu maca-
dos ; tem urna cicatriz no braco esquerdo : qnem o
pegar leve-o ao dilo engenho ou no Itecife, a Victo-
rino de Castro Moma na rua da Cadcia, n. 20, que
ser recompensado.
Havendo fgido a 7 de outubro de bordo do
brigue Argot, o escravo marinheiro, de nomo Jos,
denaciloCabinda ; reprsenla tervinte e tantos an-
nos pouco mais ou menos, cheio do corpo, roslo
redondo, som barba olhos grandes bem fallante ;
o qual perlencc ao commendador Joo Baptista da
Silva Peteira de Porlo-Alegro. O mesmo escravo
foi visto depois daquelle lia no bairro da lloa-Vista,
donde julga-sehaver-se ausentado; ha bem funda-
da suspeita de que sobo pretexto de forro csteja^,
trabalhando em alguma obra de jornal. Roga-se ao.
capitles de campo a sua captura, e assim como se
pede a todas as autoridades o a pessoa que o descu-
brir e o t rouxor a rua da Cadeia n. 39, em casa de
\morioi Irmos reconliecendo-so ser o proprio se
garante60,000rs ou o quemis se possa ter des-
pendido conforme o lugar em que fr capturado.
Iiesappareceu, no dia 9 do corrente, da casa
do fin d.a rua da Aurora o escravo Miguel, crioulo
muito ladino cotn ollicio dcalfaiate de 21 anuos,
estatura regular, cheiu do corpo, denles bem alvos,
boa figura ; lovou calcas jaqucla prela alm do
outras roupas que deixou levpu alguma, que la I vez
tcoha mudado. Kste escravo nunca fugio por isso
se recotnnienJa a quem o pegar de o levar a casa a
cima declarada, do coronol Lemenha.
Acham-se fgidos, desde o dia 8 de agosto pr-
ximo passado, dous escravos do engenho i'iitdoba ,
freguezia de Ipojuca sendo : um cabra de nome Izi-
doro de altura regular, grosso do corpo, queixo
bastante saliente ; he ollicial decarpina : hita sac-
ca do corpo, altura maior que a ordinaria, voz es-
trepitosa sabe coser, ctigominar o cozinhar soffri-
velmenle: silo casados : quem os pegar leve-os a
seu seulior, Lourenco do S o Albuquerque Jnior ,
ou ao engenho C.uararapes, que ser generosa meti-
lo recompensado.
Fugio, no dia sexta-feira. 9 do crranle a pre-
la Leonor, do nacu Angola baixa, cara e olhos
papudos ; tciit o 0II10 esquerdo zarolho e o direito
esta dueiile; levou*vestjdo rxo velho e com baba-
dOes largos, o panno da Costa com franja e mata-
mes : quem a pegar leve ao beccu do Sarapatel n.
14, que sera recompensado.
Fugio, 110 dia 23 do prximo passado o ecra-
vo lleni'.diclo de tiacSo Cosa alio corpo regular,
barba fechada e com suissas al por baixo do quei-
xo falla muito bem roslo com marcas de b'oxigas,
porm j antigs -, cosluma andar com calcas de l-w
godflo azul, camisa branca ; mas he do suppr que
mude de traga, por ter mais roupa ; foi escravo 1I0
tallecido Joflo Flix dos Saolos, deCianna u lot
vendido tiesta piuca : quem o pegar leve-o a rua da
taauve^a-Venia 11. 3, ou atrs ua matriz ua boa-
Vista, n. 18.________ 'V
i'EBN. ; NA TIP. DB M. t. DEFAMA. itiiti

MUTIL


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EF1D7Y76K_C9P528 INGEST_TIME 2013-04-12T22:03:01Z PACKAGE AA00011611_06173
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES