Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:06115


This item is only available as the following downloads:


Full Text
*

Anno de 1839. Segunda ffira
Tndo apora. depende de nos mesmos; o, e energa : continuemos como principiamos e seremos aitonudos
coin admiac-o ciure ai Nares mas cutos.
Piocltimaco da Assemldta Geral do BrazU.
Sulisrreve-se para esta folh a 3ooo por ouarlcl riamos adiantados
ms'a Tyoografia, ra das Cru/es b. 5, enal'ruca da Independencia
l). 5; ei8, onde e arcebem cotrespoudeucias les* isarias, eanuuucioi;
islnndo-se estes K'alis, sendo d s proprios assiuanies, e viudos assig
ifados.
Partidas dos Correios Terrestres.
Gidadeda Paraliiha e Villas de sua pre(e> Dita do Rio lirande doKorte, e Villas Idean............." ] ', '
l>iia da KnrtalrtM e Villas dem.................... -
Vill de (oianna...........................# ; *%
Cirfade de Diinda.....; ............../.........
Villa de.S. Anlo............................, ,
Hila 'deliaranlions e Povoaco do limito.................
I lilas do (.alio, Serinhaem, llio l'ormo/.o, e Porto Calvo ......
C.idade das Alagoas, e Villa de Ylaceitt..............t......
Villa de Paja de Plores.................._..........
Todos os Corretos parttm ao meio da.
" | Segundas c Sella* Fe ras,
. Todos osdins.
. Quintas lenas.
. Ilias lo, e al lera 'a anci.
.dem i ii, e ai dito dito.
. dem Idriii
. dem l.\ diio dito.
2 ni? Sitrmimo. Numeim ffiffc
lil______ I III III .J'-VJl
CAMBIOS.
Agosto. 3 i.
Londres.^.... 31 a.3ii|1nnr l'ooo. ced.
Lisboa ....4.. <)o por n/n premio, por nidal r.'crecido,
Franca.....), 3io a 3i5 res por Ir.inco noni.
Iiio de Janeiro 3 por o/o de premio.
OlJH Mohlas de 6**oo rV, Vellias itf.ioo n tSfaoA
,t Ditas ., .. Navas" i,|ji.i i i,
Ditas de PKATA Pataces Kr.-itileiros ---------- iiJrho a i.IW,.,
, Pesos Columnarios--------------- i frito a ifrfti
,, ftitos Mexicanos-------r------i Tremios das Letras, |>or rae?. I i;Hi 1 ipnor lou
Moeda de cobre i por too.
Das da Semana.
i Segunda S.'Estevo Re. .----------------Se*, da Tbez., c \wl. do I. de l>. da?; v.de ir
3 Terca ---- S. Kiileaaia V. M.--------------- Huanlo, e Audiencia daj.de I), dji.v. deih
U Quarta i S. Rota le Viterbo-----......... Sesso da Theouiana l'uh|ica.
5 Quinta-------S. Antonio M. --.----------------SessTio^ta I'!./. c Aud do I. Ja ), ,1., ._ ..,.
6 Sexta---------S. Liban,? V. M. ----------'-----* Sessio da Tiles. c Aud do I. de I, da Vli,
7 Sablmdo-----Jejum S. Joo *1. ----------.- Noha desp.
8 Domingo-----Nalividade de N. S.--------------
filare cheia para o din i deSelemiro.
As o horas a 3o minutos da mtuh. As o horas 61 e minutos da tarde.
RIO DE JANEIRO.
CMARA DOS DEPUTADOS.
,. Scsso em i de Acost.
' Presidencia do Snr. Aiaujo Yranna.
As lo lloras ta manh fazse a chamada ,
e logo que si; rene numero legal de Surs. de
|iulailiis alirese a scsso, le-se e approva-
se a arta ilaantecedente.
O Sur. primeiro secretario d conladocx-
|Mflirnle leudo os se;iintes olKeios do ininislio
do jnperto renirllendo a copia do ollieio do
director da academia das bellas arles, Flix
EmilioJaunay emdata de r<6de Jullio lindo,
e mais papis que llie sao relalivos versan-
do sobre a conveniencia da compra de algu-
mas casas para aliertiina de urna ra que
do largo da Consliluico v; perpendicular ao
centro da Praca, projeelada em frente do e-
dilicio da mesina academia. A commisso do
orcameute do iiuperio.
Do ministro dos negocios cstrangeiros ac
cusaiulo a recepeo do aviso que he foi diri-
gido jx>r ordem dcsla cmara requcsiUndo a
communicacao do ouantitativo dos emolumen-
tos da secretaria de estado a seo cargo nos
anuos financeiros de |K35 a iti.tg, indicndo-
se sejiaradamente oque elles produziro em
cada um auno dos artigos que. eslao sugeitos a
pagal-os rcspoBile significando i cmara,
que pertencendo a percejico dos emolumen-
tos privativamente aos ofliciaes da mesma te-
paiticao, e sendo elles divididos mensalmcnle
pelos em pregados presentes ; nao existe escri-
Klura o regular das entradas que paso ter
gar se nao eni qnanlo dura o mea concille,
e se inutilisa (iuda a entrega das quolas.
Desejando salisfaser a reclamaco sobredita
se apressa a transmitlir copias dos assenlos ,
que se fizero cm consequeneia da resolucao da
a-semblca geral legislativa de 25 de oulu-
bro de i*.it que mandoit depositar ose-
molumcntosdas secretarias de estado, at que
poroutro acto de i i de agosto de 183 os
mindou distribuir pelos respectivos ompre-
gados, cessando desde enlo a realisaco de
tal trabalho. RcmcltC ontrosim jwra lorne-
cer todos os esclarecimentos jossiveis a tabel-
la que por lei foi dada reparlico da guer-
ra, enlao unida coma que est aseo cargo,
c que determina os artigos que pago e o
valor dos eniolumentos que lbe compeltem. A
quein liv. a requisicao.
Donuiiislmda fiuenda enviando a tabella
dos emolumentos arrecadados na secretaria d'
estado dos negocios da fazentla nos anims fi-
naneeiisde i) a |H5t), com oque satisfaz
an requisilado noofKcio que esla cmara lbe
dirigi em i;) de Julbo ultimo. A' quein
fe/, a requisieo.
Di 1 sirrelurio do senado remeltcndo urna
proiMis'u ao do mesmo senado que a-
nulla a lei n. 5q, c artigo 11 da lei n. 'o da
asseinblca provincial do A.aranbo. A impri-
mir.
Vae remeUdo a rommisssao de mslruccao
publii 1 o reipieriinenlo de Ernesto Erederico
Pires de FiffueiBdoCamargo.
A' nimmissao de penaSea e ordenados a pe-
tico de Jo/.e'dos Sanios \ iegas lente coro-
nel reibrntado.
A'commissJodbconimeTciD, a represenla-
cio docidadao brazileiw Joacpiim Mara Mar-
lins da Cmara. '
\ aea imprimir o reUor da commisso so-
bic ii ornamento da inarinba.
Le-er e approva-se o parecer da tercena |
commisso de fazenda sobre o rcnuerimfiito di
Antonio de S. Pereira do Lago
, como prtt-
deAaseon-
curador de D. Francisca Felisarda
Cellos Correia deSouza, em que pede o pa-
gamento de urna divida do monte pi de um
irmao que lora olHeial do exercilo de Portu-
gal, fallecido em junbo de 180, divida esta, q'
cabeado ser paga pela lezouniria geral das tro-
pas do centro em Lisboa, foi em 18-9 por
graca es|>ecial do Sur. I). Joo Sexto man-
dada pagar j>cla tezouraria geral desU corte.
A commisso (le|ioi> de examinar este nego-
cio eMpendef asitV cm que se funda,
de parecer que se indifira a pretenco do sup-
plicanle.
Le-se, e approva-se oatro parecer da mes-
ma commisso sobre a (m'tlenco dos ofliciaes
da secretaria do suppremo conseibo militar ,
pedindo, que pelo cofre nacional se lbe man-
de pagar a quanlia de 19 Jbijl/noreis, resto
de ttf4lU5*>0 res dos emolumentos das pa-
tentes que por aquella 'secretara (bro ex-
pedidos a militares do reino de Portugal.
A' commisso depois de cmillir oseojuizo,
conclue sendo de )*rccer que se recommende
este negocio ao governo.
Le-se, julga-se objecto de deliberaco, e va
a imprimir o projecto da commisso de cons
tituico c poderes, que auclorisa o governo
para conceder a Joo Eslevo Serene de na-
co l'ranccza, caria de naluralisat-o de cdado
brasileiro.
A requerimente do Snr. Peixotd de Alencar
i!i-|ten-aiIn da impresso.
O Snr llieii-o de Andrada remette ; me-
za um projecto sobre a demarcaco dos ler-
renosda fabrica de Ierro de S. Jiio de Ipa-
nema que fica para ser lido em dia pro-
prio
\ ae commisso de mariidia e guerra um
requerimenlo do Snr. deptado Angelo Cus-
todio Correia para que se recommende ao
governo que leudo de se recrulT no imperio ,
tome na (tossivel consideruco o estado mi-
siravcl cm que se acha a provincia do Para
etc.
Vae igualmente ; mesma commisso a indi
cacao do Snr. (iomesISibeiro para que seja i-
e filial na Rabia e emprin-
gados no rasgaste, e subsii-
Iui<_;i(i lio papel moeda -
4 Pensionistas do esta-
do -------
5. Aposentados -
(>. 3 Empregados de re-
partices extinctas- -
7. 3 Tribunal do tezouru
8. Tczourarias fdiaes
as provincias -
9. Alfandegas -
10. Consulados -
11. IWezas de rendas re
cebedorins e colle<:torias -
1 a. Casa da Moeda -
.. Fondtco de tipos -
i4> Almoxarifados exis-
tentes---------- -
15, Administraco de pro-
prios nacionaes -
1 ti Corle c conduco do
nao brasil, descoutos de bi-
liietos d'Allndega paga-
moBte de bem ut diiwmsug
eauzentes ede depsitos ,
resliliii^'oes de direilos e ou-
tras -------
17. Construcco de obras,
e reparos de edificios a .car-
go dote ministerio -
8. Gratificavoes em lodo
o imperio -
ic,. Pespetas eventuaes-
I .iiii-ihI.m
primeiro.
Despeza Geral.
Artigo 7.
I, I ivida interna fun-
dada ------
5. Aposentados -
ti. Empregados de re-
parlices ex I i oclas -
8, Tbezourarias filiis
as provincias -
y. Allandegas -
IO. ( misil lados -
II. Mezas de rendas, re-
38;6oUooo
38o;oqU'oi
igij.ifyiKK
77j7^U^)6
(i;t6..Uooo
5i-,{)iUooo
tyli:lolJooo
i ji ai.lv. L'> a mi
i58^4Uooo
' 'i ; loollooo
5;^7'jUouo
a;s*iUooo
a mesma materia dada para boje e lc\a>M
sesso depois das duas boras da larde.
PERNAMRUCO.
GOVERNO DAPROVIN(I\.
lixpedicnlo do dia ai) de Aostoi-
OSicio at Ao ('.omiiiandanie das A rmas, ia-
ra mandar dar baila ao rccrula Joaquin Ito-
drigues dcScnna, por ter aseo liivor a eic-
peodas Instruccot's de o de Julbo de iH<
Dito Ao mesmo, comnumicando-lbe, que
devendo ser alterada a escalla do servir da
Guarn o da 1 rara em consequeneia d.
Glande Parada do Dia 7 de Srlcirrbm
etc.
7-
Construcco de obras
Paco da cmara dos depulados aos 17 de ju- lados.
olio de 1 HMf. J. F. N ianna. M, M. Cas-
tro eSilta. C. CarneirodeCamjios.
O Sur. Mura do Amara I observa a lidia que
senta de recrulamentto por tenipO de um auno cebedorias e collcclorias- -
a comarca de Maceit.
Ordem do dia.
Primeira parte.
Continua a discusso sobre as clciccs de
Serape.
I )i'|miis do Snr. Pacheco dtscorrer largamen-
te sobre a materia fica a discusso addiada i>ara
si! passar a ottlro objecto.
Aciaiido-se na sala immctaia o Sala1 rr.i-
nistro' da tazenda recbalo com as formati-
dade do estilo e occiijia o coni| teten te lu-
gar.
Segunda parte.
Orcamento Eixaco da despeza da repar-
tico da fazenda.
Entra em discusso o seguinte, sendo apoi-
adas as emendas da commisso.
PROPOSTA.
Parte relativa ao ministerio do fazenda.
deve fazer a dita Guarnidlo nos das 3. <
5, a Guarda Nacional, nodialias Placas do
terceiro balulbo de Arlilberia, e as do Dcpo-
5;45Uooo sito, no da 7 o Corjtode t oficia.
Dilo Ao Commandante Superior dfl Guar-
ila Nacional do Recife para expedir iscon-
venientes ordens para que, marcbe'm no Di.
7 do futuro iner de Snembro os Cor-
Kos da primeira e segunda Lcgioes oeste
lunicipio, aosquaes se reuoirio o itrimeim
IJojoooLooo esegundo Ralalboes da Legio de Olinda ..
Corpo de Polica e quatro Itocas de logo rom
a competlente guarn o 5 devendo como Com-
ioo,oooUooo mandante em Chele de toda a tropa dar >
deta I be de sua diviz.o e fot malura.
io;oooFooo Dito- AoCommandanle das Armas com-
.rK>;ooolJotK> municando-lbe o conteudo no prei-edenlc <>Hi -
proposta do giveino ao titulo rio, e ordenando que as<) luirs da uianbi do
dia 7 de Selembro mande apprcsentar ao C6r
mandante Superior d Guarda Nacional mi
largo da Praiada Ro.w-visla 4 bocas de fojo
com a rompettente guarnico do terceiro tala-
9,l7o;ooolJooo lmesele Arlilberia.
ioJ;88olJfM Dito- Ao CoWaatll Ghefe da Legio da
Guarda Nacional de Olinda par 1 man bar
t'o;3<>iUat no dia 7 de Selembro com os dous Balalhoa
da mesma Legio.
tfymAJaoo
(iojoooL'ixx) i-oiicia, pai
1 i5,oooL'ooo Selembro, e dar a guarn Soda
de (indo a Grande Parada.
ijo;oooUooo Dito Ao mesmo para informar se entro
os 35 Cavados imitis tara o servi o do Corpo.
p/>;oooUooo ha alguns que por ventura posso ser aprove'i-
Dito _Ao Commandante Geral do Corpa de
1 olicia, para marcharcom oiliesmo no dia 1 do
raca ilcoois
Dito Ao Inspector do Arsenal deMtv-
rinba, para de intelligeneia com o Director da
Companhia de Operarios ivcollier ao (iofre t\x
Alt. 7. O ministro e secretario d estado
dos negocios da fazenda autorisadb para des-
pender com objexios designados nos seguinles
paragrapbos a quanlia de 6,796:9 '4Uo3i.
A sober ;
1. Divida externa fundada L. 3jo. \ \ ao
cambio par de ij 5 v,i(j8;y(i((Jt6(i
t. Divida interna fun-
latla- ------ ?^2f;;oooboo
3. a Caiia (Fmotti&iCM*
macos a tal respeito.
O Sr, misnislro da fazenda expoc as rasoes
que ccorrero para que anda nao lvessem
sido remeldosos balancos ; declara que el-
les seacbo na imprensa eque dentrode jtoueos
das esla rao na casa.
O Sr. Mara do Amaral propc oadiamcnlo
tiesta n>aleria para que se, passe a discutir os
orcamentodas outras peparttces.
Oadiamenlo apoido, e deiiois de longo
(eliaiie, o seo autor o retira com con-
senlimenln da casa.
O Sur. wbein>de Andrada o oerece como
seo, e apoiadb. fulgando-se a final discuti-
do posto a votos e regeitado.
Continua a discusso kobre o orcamento a
qua fiea adiada pela hora.
O Snr. ministro da fazenda relira-so com n
mes\ma f'irWnalidade rom que entrn.
(>&r,}**si4ni(> d ^ar* nrdtln do dia
Dito Ao mesmo, approvando o frclamen
lo doRrigue RoaventUra. para ira Pataiba
conduar as madeirasque ali se acba prontas
para as obras Publicas desla frovincia.
Portara. Ao Commandante do
Brigiin
Escuna -Nicteroy para mandar pausar Gir'-i
de desembarque aos marinlrciros I-lorenci. rfa
('osla Junqueiro eJoo Lias da Palma s-ili -
ditos l'orluguezes, conforme requisita o res-
(tcclivo Cousui.
T1EZ0URARIA DA A7ENDA.
COUTIMJACAO DO EIPIDIEHTE DO DA \ G nrf
acost
OficioAo Admiiiisti'idi r da Mera Rendas Internas Gems iniiiUindo-l.'.c per
ropia para sua inteligencia a cidiai do
rrbunal do 'I hczoiiro I uWico Nsi ocal al ii-



z-zz
DIARIO
PERNAXB
xo traosttripla de i5 '!' Jidho prximo pas-
S.lllo Sol) II. 8 j.
Cundido Bautista de Olivcira Presidente
interino do Triounal do Thozoiiro Publico Na-
cional para terminar as d ti vidas qu<: tem
nrrnmdo e continuadamente se suscito so-
bre a intelligencia ccxecuco da Tabella
nvte se refere o art. n da Lei de ao de Ou-
rubro de i838 n (io, ordena que em qtiait-
loa Assemblea Geral Legislativa nao deter-
ininar o contrarise observe o segunde.
^ Art. i. Os 3o por cento dos novos Direi-
tos mencionados'no \ i. da Tabella deven
i obrarse somente dos officios de Justiea pie
Ion ni prvidos no Municipio da Corte
Art. *c Sao obriga!os ao pagamento dos
r, por cento na forma do ^ Uvlos aquelles
iiicnt for concedido a qualquer ordenado, sol-
7.0111 ador ia Ten a Pensao Oon-
do,'A poten t(
ra
, ou Gratificacao animal em virtude
i'.Kniprego officio ou Gommisso Geral f
i it Provincial comjirebendidos os Offioiaes
de Justiea Geraes 9 os Jub-.es de Direilo, os
')e/embargadoros, e Ministros do Supremo
Tribunal de Justiea os quaes dever pagar
.'ses 5 por eruto alem do que.deverem a ti-
nlo de Novos Direitos pelos i, l5. e 16.
Sio isenlos aquellos que a qualquer titulo ti-
> .rein de ptrcehor gratificacao, ou venci-
niento que de sua ualiireza nao seja annual,
ipinpnrnli o suooessiva,
Art. 3. 'Sao dovidos os Novos Direitos
eslalxdocidos nos $3, \, 5, 7 ,'8 g e l "i ,
0111
toda
genera lidade
los obieclos nelles
mencionados ou sejo do expediente Geral,
ou Provincial.
Art. 4 Nao sao comprebendidos no que
dispoem o 10, os Requeren tes ou Solicita-
dores do Calizas os quaes sendo do Munici-
pio da < lorie s serio sujeitos ao imposto do
1.
Art. 5. De todas as Car'as Alvars,
Provienes e quaesquer outroi ttulos que
se esped rem tos Km pregados Offits e
mais objeitos especificados na Tabella se* de-
velad cobrar os volbos Direitos que at a
goia se tem arrocadado para a Honda Geral.
\il. t>. Uevcni baver-se os inijiostos da
'a Ma do todas as Carlas, Alvars, Pro-
\.-iVs, .Ttulos, tpie se tiverem expedido
1. de Janeiro tiesto auno emtlianle an-
da que 0111 fiecaroS de desiMobo anterior.
O que o Sur Inspector di Thezouraria da
l'n.viiii i.i .lo Perttanihuco lar cumprir
riio/onro Publico Nacional em i5 de Ju-
ilio de |M 5(j.
Gandido Baptista de Oiiveira.
Taltal a que so refere a orden cima.
*i Por AI vara do olhoios (ioraos de Jus-
tina vitalicios novosjlin-ilos de Jo pOT Cento
du 11 'i.liiiieuto do ofhcio ou valor da sua lo-
tai ;io.
7. Pela concesso de tpialquer ordenado,
rddo. a|H)/.entadoria tenca, iienoo eon-
,111a. ou gratineaiao annual e por qualquer
augmento uo caso do aeeesso ou melbora-
i.anto cinco |Hr cnit, pagos por huma vez
Mmenla uas Pagaduras ou KstaotVs respe
olivas duranio O primen o auno do despa-
cho ou merc.
o. Por titulo de confirmarn de doa So ,
quairo porcanto
4.- Do \aloi to lianca prestada om juizo
iloiis por i'onlo
.'). r Por habilita fio cm Juiso de auzentos
para receber a beranca ou divitla Itum
por cont calculados sobre o valor tas mes-
nas.
(i. Por Carla de Titulo de Conseibo 6ol)
) c Por dita tic privilegio concedida a qual
quer fabrica ou empresa 5olJ
.'!. Por administra o de Capcllas vagas ,
conferida em virtutle lo denuncia Jo,ooo.
<). Por confirma a de legitima-o ado-
i o (onipromisso o erceo de Confiaras, e
! I ll'.aiiiltKirS '{&t
10. : Por Provisao tlu Advogado ou Pro-
tmador dos Auditorios as Cidades do Rio
de Janeiro, Baha iYmambuco e S. J.uiz
do Maranbao tloooo e as Auditorias Sol.
11. Por matricula de Negociantes ofj'
I. c Por ('..11 la tic oniaiH ipaoao ou do su-
ri ituoiilo paterno para ca/.amonto olJ
i.C Por Carla do Pharmacia 10U000.
1/(. Por Carla do Poutor, Radiare! em
Si icncias Sociaes e Jurdicas ou Medicina
.'i'l'0Of>.
15. Por Carla do Juiz de Direilo 3oU.
i(i c Por Carla tic Dezembargador e tle
Anisirotlo Su|remo Tribunal de Justiea o
por cento lo ventimonto <\v bum auno, le-
vando-s'om oonta os novos direitos pagos IKW
1*; a.os. que os Kniproga.los respectivos an-
.,.,',',.! monte bomorempago.
Pedro de Aranjo lima.
Miguel Calmoii lu Pin c Almcida.
AN.VNCJO. I ra a continuacSo da olra da Cadeia daquella
arremalacZoda renda da caza de oW Villa, bem como o de 4 do nwsnto;ez man-
,e TiorsitanaruaDireita desta Ci- dando entrar dispos.ca lo Prefeito da Co-
- '-e marca de Garanhuns a quant ia de I:oooUoqp
de reis para o concert da referida Cadeia, 00-
p ._. _.. 1...:...., ai (Miras
mo essas despezas fossem relativas as Obras
Publicas e se devessem computar na qnota
quelhcs foi consignada, deterninei ao Ad-
ministrador Fiscal das Obras Publicas que
por aquella Repartica fizesse a entrega das
sobreditas quantias ; mas occorre que avista
do officio de V. Ex. que dicidio o conito que
entre mim c aquello Alministralor se sus-
cilou essas ordens por mim expedidas cadu-
carao e como pelos motivos ponderados as
sobreditas prestaces devem ter lugar por a
quellailepartico : ros|Mtozamente rogo a V.
Ex. que se digne de expedir as convenien-
tes ordens a res)eito para o que levo incluzo
a pn-zenca de V. Ex. o officio da Cmara de
Goianna que acabo de receber em que.par-
cipa haver autorizado para receber a prcdita
quantia i Antonio Vielra Teixeira Adminis-
trador da obra
Dos Guarde a V. Exc. Tbozouraiia
das Rendas Provinciacsde Pcrnambuco tt de
Agosto de 18 lj> lllm. e Exm Snr. Francisco
doKcgo Barros, Presidente la Provincia
O Inspector da Tbezouraria Joo Baptista
Percira Lobo Jnior.
Di Y i4>
lllm. c Exm. Snr Informando como V.
Ex mandou por seo despacbo le 19 le Jullio
A
anda...
dade D. 3 do lado lo Nascente pertencen-
tes aosProprlos INacionaes, se hade reabsar
perante a Tbezouraria de Fazenda no da 3 le
Setembro prximo vindouro.
Secretaria da Tbezouraria de Fazenda de
Pernambuco 3o de Agosto de 16*39.
Joaqun Francisco Bastos;
Qfficial Maior.
TI1FZ0RAUIA PROVIJSCIAL:
F\PE0IF.NTE DO OA 7 DE AGOSTO,
OficioAoContatlorda Thezouraria trans-
mittindo por copia a ordem do Exm. Presi-
de:ile de 6 do corrente em a qual dissolve as
di vidas ; respeito to pagameuto dos Ordena-
d is dos Empregados da lnspeccao do Assucar
e \l<^lao e dos da Administracao Fiscal das
Obras Publicas.
Dito__Ao Tbezonreiro das Rendas Provin-
ciaes fazendo igual remessa.
j)ilo__Ao Escriva e Administralor da Me-
za de Rendaa Internas tleterminando em vir-
tude fias onlens lo Exm. Presidente que pe-
la mesma Reparti,a sejo indemnizadas as
despezas d ag, luz c expediente que
mcnsalmente se fizerem pela Administrajao
Fis-al das Obras Publicas com as Barreiras
das Puntes da Magdalena e Carvalhos.
DitoAo mesmo declarando que deve le- .
var em conla aos inspectores das Barreiras! prximo findo sobre o officio da Camarade
das Pon'es la Magdalena, e Carvalhos a Olinda le 18 lo mesmo mez pie devolvo ,
porcenta-em que Ibes compete, passando-lhes emque V. Ex. partecipa que ale aquella la-
l -ompeiente Guia. por esta Thezouraria nao fora paga ao seo
DitoAo Coronel to Imperial Corpo de Procurador a pr.meira presta ao da quantia de
Enn.mheirose Inspector Geral das Obras Pu-! :Q98U res que V. Ex mandou abonar pela
blics cmmunieanlo-lhe o contbeudo na Portara de ao de Mano do corrente para as
onlem ipra em salisfa 80 a exigencia do seo despezas da obra da tapagem lo arrombo do
offici de 6 lo mesmo mez.. | atierro contiguo a Povoai ao dos Arrombados,
DitoAoE\m Presidente rcmeltendo in- cumpre-me |>onderar : me sendo a praiua
eluzn os pontos dos Empregados da Thezoura- Portara, como consta de sua data dirigida
riaeMivadc Rendas Internas rovincaesper- ao Inspector da Tbezouraria Geral elle me
tencentes ao moz de J11II10 prximo pretrito a nao communicou qnando se desligaran as
nrA H. 1 Tbezourarias e s nesla data a pude ha-
fllcio \o Tbezonreiro das Rendas Pro- ver depois de reiteradas exigencias: que le
vinciasr-mellenlo por copia o officio do Exm. pois de inslallada esta Thezouraria acerca de
Presidente polo qual ordena que se pague, tal paRamento se nao enlendoo anda comigo o
nuanto antes, ao Fornecedor dos presos po- Procurador dessa tmara : que as circunslan-
bres a quantia que mensalmerite cosluma re- ciasdoenfre nb rermillemja esse impreslimo,
tobor .visto que pela sua natureta nao po- salvse V. Ex. assentar que elle se deve com-
,1o sofrer demora csae foinecimento prebender na prelerencia que a Portara de
DitoAo Contador da Thezouraria aJrVte- a do corrente mezconcedeo as Obras 1 ubli-
cJpando haver o Exm Presidente approvado cas. .,,,, 1
o Contracto pie perante a Thezouraria fez g- Dos Guarda a V. Ex. Tbezouraria das
nac.. Antonio Rormsdo furo das caitas, efe- Rendas Provinciacs de Pernambuco 14 de
dios de assucar e ter o mesmocntrado*no ex- Agosto de |R3). lllm Exm. Snr. I-rancis-
erciciotlo Contracto em oprimeirodo corrente. codo Reg Barros, Presidente da Provincia.
DlA Ja. O Inspector la Thezouraria Joao Uaptisla 1 e-
Illm. Snr.Ao Exm. Presidente la Pro- reir Lobo Jnior,
vinciadeve V. S. dirigir-se sobre o objecto do nl\i6.
eo officio le o do corrente por quanto diz | Portara Determinando ao rhv.oure.ro
elle respeito gerencia, e economa das obras, das Rendas Provinciacs em conlorniidade das
sobre o queme'nao he licito por qualquer ia- ordens do Exm. Presidente, que entregue a
tetra intervir como he visto do officio que dispozicao do Prefeito da Comarca le (,ara-
o mesmo Exm. Snr me dirigi cm datado 1 nnns quantia de l :oooUooo de res para o
locorrente ; tanto mais que quando la mi- concert da Cadeia daquella \ illa.
nba competencia losse esclarece-lo a respeito 1 DilaAo mesmo Thezoureiro dotcrni.nan-
frtra-me impossivel nao tendo eu a menor no- do em conformtlatle tas ordenado Exm. 1 re-
licia sobre essas obras le que V. S traa. zidente que entregue a pessoa competente au-
Deos Guarde a V S. Thezouraria das torizada pela Cmara de Goianna a quantia de
Reiulas Provinciacs de Pernambuco 13 de A- aroooU le reis para a continua.a la obra da
gosto de 183o. O Insiiector da Thezouraria Cadeia da mesma Villa.
Joo Baptista Pereira Lobo Jnior. lllm. i Ollicio Ao Contador la Thezouraria
Snr.-Amaro Francisco de Moura Adminis- transmitlindo por copia o officio do Exm. I rc-
trailor iscal das Obras Publicas. sitente de 14 do corrente pelo qual ordena
lllm. Snr.Fica sem efleito a ordem que. pie sejo entregues pela Thezouraria as quan-
drij'i a V, S. em lata de a6 de Jnlbo pro- lias mandadas abonar ; Cmara de Goianna,
xim lindo a lim de que jmr essa Repart- e ao Prefeilo da Comarca de Garanhuns pa-
cn se entregasse a pessoa que pela Cantara ra a continuadlo e concert das respectivas
de Goianna tosse competentemente prcposla ,! Cadeias, mbora aquellas quantias se tenho
OU autorizada a quantia de atooooo de reis de computar na quota consignada para as O-
para a continuaco la obra Cadeia da mes- j bras Publicas,
ma Villa, conforme a deteminaco do Exm. | DitoAo E
Presidente de II do corrente mez, por pian-''
lo avista lo officio do mesmo Exm. Snr. que
(lieidio o confuto que havia entre mim e V.
S urna ortlem desla natureza nao pdia eu
dirigir Por igual fica sem efleito a que diri-
g na mesma data para entregar a dispozicao
to refeito da Comarca de Garanhuns a quan-
tia de .oooooodereis digne-se por tan-
to devolver-me as preditas ordens.
DcosGuanle a V. S. Thezouraria das
Rendw Provinciaes de Peritambm-o 1 a de A-
;oslodo i83ft. O Inspector da Tbezouraria
Joao P.aptist Pereira I obo Jnior. lllm Sr.
Amaro Francisco tle Monra Administrador
riscal da Rcparlico das Obras Publicas*
lllm. e Exm Snr.I ogo que, receb o of-
..iodo V. Ex. tle 11 de Julho prximo fin-
io, mandando que .por esta Thezouraria se on-
gasso .1 tlispnzico la Cmara de Goianna ,
pessoa iMir ella competentemente preposta
utomada a quaniia de a;oooUoo de rs. pa-
marcalaBecife3i de Agosto de ii.89. Illjg
Exm. Snr. Francisco do Reg Barros i 10/1-
dente da Provincia. Francisco Antonio do
S Brrelo Prcfeito da Comarca.
Correspondencia
,xm.
Srs. Redactores.
Vi cm o Diario de fj do pp.# unta cor-
respondencia assignada pelo Pancracio na
qual poz-me tle fracalho. Rogo-Ibes o favor
de me resnonderem a esta jiequena pcrgunla.
Qual sera a pessoa que esteja a seu cargo cer-
tas funeces, e nao as desempenhe como he?
de seu dever ?
Sr. Pancracio se eu sou fracalho he
porque assim me faz conta e nao costurqe a
usar de termos to rasteiros, quando quizor
fallar de pessoa que leve educaco e Vm. bem
o salie. Veja nuc quem. com multas petlras
bole, algumalheda na cabeca.
Queira por obsequio, Srs. Redactores,
dar um canto da sua lolha, para a publicacao
da presente, com o que muito obrigar ao seu
assignante e leitor .
Francisco Euzebiode laria.
Srs. Redactores.
Tendo naufragado em terriveis esclitos to-
das as providencias lembradiU, e por lembrar
pela Cmara de Olinda e por S. Ex, o Sr.
Presidente da Provincia para o reparo do ar-
rombo na pieza do Rio Bebcribe, feito pelo in-
vern de 18 8, ou antes por-caridosas mos ,
que mais Ibes mportou o proprio proveito do
que a mingoa de urna inteira populaco, que
compra agoa (e nem sempre a tem para com-
prar) quando a ptklc ter como sempre teve,
de graca para si, e para dar; seria mister ,
que S. Exc (.para quem nunca a difficuldades,
quando se tracla d aecudir aos proprios e a-
lheios males, islo aos de dentro e fora dej
Provincia) condoendo-se da penuria cm que
vivemos c que o prximo vero mais exacer-
lwr 5 fizesse desapparecer com sua costumada
energa as difficuldades que desde Scptembro
do anno passado tanto se tem opposto em des-
i)cilo de tantas providencias ao reparo do di- ,
to arrombo. S.'Exc por falta de metes la
Cmara, tinba ordenado, que pelo cofre das
rendas Provinciaes se prestasse a mesma t a-
mara o dinheiro necessario para o concert ;
mas ou porque realmente nao teiiha chegado o
dinheiro para tuflo, ainda que nada bajado
mais nem tanta urgencia como o reparo d es-
ta necesaidade, salvo se se considera: que os.
Oliiulenses nao sao Pcrnambucanos ou por
que na realidade o mo fado de Olinda ,' a-
quelle que muito se tem votado ; sua total
ruina lbe c inseparavel; amuou-se este Co-
fre e nao consentio, jue de suas eittrauhaa
se arrancasse um nico maravid para tal
empresa! Entretanto a (amara, que, em
eonscqueneia das enrgicas providencias, e
boa vonlade de S. Exc. tinba feito arrematar
a obra, passou pela umilhante resignaeo le
?erannuilir-sC o contracto, que baria feito
com o Arrematante por falta de dinheiro para
as prestaces Veio depoi, Srs. Redactores.
o invern, dilatou mais o arromlio e o que
en to se poda fazer com 4 i de mislcr o^e
6!
Eis a razo porque s o nosso Caro Presi-
dente pode de urna vez acabar com isto que
nata tem de difficil em comparaco de outras
coisas, que com um spro tom feito evaporar;
e seos de fora sentem isso,com quanta mais ra-
sao nao o devem esperar os de casa ?
Cada vez pie me lembro at que ponto ebe-
ga a animosidade dos homens no lempo pre-
sente, copouco escrpulo cm commetterem
tiinios, nao sol que me agente O arrom-
, bo Sis. Redactores nao foi feito pelo inver- .
Presidente transmitlintlo no; foi Jeito por quem leve cm vistas ou u-
ncluzo o officio lo Contador da Thesouraria
em que representa sobre a falla dos Empre-
gados da Contadoria.
ilenti
Diversas Reparticoens.
ALFAKDEGA DAS FAZENDAS.
- A Pauta he a mesma do numero i83.
MEZA DO CONSULADO.
- A Pauta be a mesma do numero 18a.
PREFEITRA.
PAUTE DO DA 3l df. AGOSTO.
lllm. e Exm. Snr Parlecipo V. Ex.
que tas partos boje recebidas consta que ontcm
nao occorreo novidade.
Dos Guarde a V. Fx. Prefeitura da Co-
ma lira de torra apabda l ou a vio
arbitraria taxa que descaradamente se |>c na
bolea los que tranzita aquella estrada e que*
tem.de atravessar embarcados pelo arrombo
I.;i se rio vestigios da fatal enxada que ras-
gn aterra, e por eonscqueneia odespeito,
a falla le temor as Lcis; a imoralidade e a
perversidad^ de homens, que a prol de seus
pessoaes inleresses, nao hesitad commetter
qualquer crime nem mesmo que soffra mil,
piando um s fassa o seu nleresse Tai v.9
O lempo em que existimos. ISo meio de tut'o
islo porem ronsola-me a ideia que ainda te-
mos quem nos governe, e pie |>ossa int|ior,
como tem imposto, o mais'forte, c o mais
bem iiioreoido silencio, a tpianto malvado tem
opparee'ulo, o possa apparoeer entre mis ; e se
os tle fra tem conhecdo os efleitos desta
verdade, os de caza veja como anda 5 abra
bem os olbos____Entretanto que rogamos a
'Dos pela conservaco fizica e poltica do nosso

ILEGIVEL


DIARIO
D E
P E RNAtB tO
I
Salvador, espora Olinda que para Ella es- } que infelizmente foram privados
fehda suas bcmfazejas valas, c d isso bem con- deve ver que nao
expressao das min has synqw
A asscmbla
kO seu asslgnantc e Patricio
O Olindense,
Srs. Redactores,
Sensivel offensa que me irroga no Diario
J. i 15 a publicaco Ja Denuncia dada contra
mim pelo Promotor publico desta Cidade cu
faltarla minbapropria dlgnidade, edaclas-
sc a que ten lio a honra de pertcncer, se nao
flerecesse ao rcspeilavel publico o documento
infra, a fin de se concluir se me seria licito
negar um titulo tao puco valioso a quem so-
lado'e sem abrigo busca por urna carta entrar
eomigo em relacoes, e sollicita a minba pro-
toccao sendo alias um acto innocente e to
troquen temen te seguido em commercio o
3110 assim entend u ejulgou o Meretissimo
ni/ fazendo cahir a denuncia.
Rogo-lhespois o obsequio d'enserirem com
o documento, tas poucas linhas, que tendem
Mmenle a produzir.uma natural justificaco e
&ak Sou com estima
Seu assignante ven. e cr.
Jos Francisco d'Azevedo Lisboa.
Certifico que rovendo os autos de De-
nunciado Doutor Promotor Publico Jos Tlio-
maz Nabuco de Araujo Jnior, contra os De-
nunciados Laurianno Marques de Barros Jo-
z Joaquim Baltazar Sino Joo Baptista-Cor-
rcaNunes, Jos, Francisco de Azcvedo Lis-
Loa e Caelano Jos Dias nelles achei o do-
cumento pedido por eertldo de cujo seu theor
he da forma modo e maneira seguinte Ao
Senhor Nicolao Jos da Silva Cliagas ou a
sua ordem entregarei o valor da Passagem, a
quescobrigou por si, c seu companheiro o
Senhor Dom Domingos Valdes sobro o Pata-
cho Providencia. Recife dezescis de Julho de
mil oitoecntos e trinta e nove Jos Francisco
d'Azevedo Lisboa. Certifico mais nao haver
mais cousa alguma contra o Supplicantc em os
ditos auclos. O referido verdade c consta
dos autos a que me reporto, e est som cousa
que duvida laca e por mim conferido e con-
certado na forma do estilo subscripto e assigna-
vintc oito dias do mez de Agosto do anno do
Nascimenlo de Nosso Senhor Jezus Christo
de mil oilo ceios c trinta nove Dcimo oita-
ve da Independencia e do Imperio do Brasil.
Subscrevi e assgnei Em f de verdade e con-
certada Felippe Benicio Cavalcante d Albu-
querque.
CPrccediao requerimento e despacho.)
mostr resol va alguma na
thias e das mi-
sen ico apenas motado hilos.
(Nacional de Lislma de 8 de Julho.)
iilias eonviccoes ; jiouco me importa que se a- Desordens em Coimbra.
che ueste recinto um embaixador ou um espifo O estado de anarchia em que se tem visto
da Russia Eu fallei na independencia e as esta Cidade ainda continua e teme-se que os
delicias da liberdade-qual ser o Inglez que habitantes vendo a falta de providencias ten-
deixe de usar da mesma linguagem ? Antes j tpm oppor urna resistencia a esses perturbado-
qiii/.era morrer do que xer a Polonia para sem- res e vadlos que esto desacreditando com
pre escravisada e pens que estes sentimen- seus atintanos a nossa Universidade. Alguns
los aqui encontram sympalhia. *Anu foi o RR. e rcprovaces exaltaram novamente estes
Presidente inlerrompido por estrondosos ap- I homens que chegaram a procurar lentes pa-
plausos e os oradores que em seguida falla- ,ra osassassinar e atirara um tiro a i.Em con-
ram foram todos accordos em usar de urna lin- ; sequencia disso o Vice-Reitor convocou claus-
guagem bem pouco lisongeira para o Csar. I tro e decidiu-se que os lentes cstavam coactos e
Depol de um voto de agradecimento ao nobre : nao podiam dignamcute excrcer as fuaeces do
duque de Sussex e Urna breve replica de S. sen ministerio, pois que as authoridades nao
A. separou-sc a assemala. itemforca para cohibir os amolinadores. O
Segunda noticias de a6 do passado havia-se claustro teve logar no primeiro do corrente e
descoberlo em Pars um attentado para lancar ao mesmo lempo dirigiu-se urna rcpresenlaco
fogo grande Opera, que tem o nome de Ac- ao governo pedindo providencias que facao
demia Royale ue Musique O governo havia acabar aquello violento estado de anarchia
dado ordem para que se fortificassem os Jquac-
teis dos cornos. Luiz Philippe intenlou dispor
pos. LiUU i'iuuppe intenlou dispor
marechal Soult a ceder a pasta dos negocios
estrangeiros ao Duque de Broglie ficaudo S
Noticias de Inglaterra.
Chegou o barco de vapor Hydra em 4 dias
de Inglaterra com ordom para immediata sa-
Ex. com a pasta da guerra ; porm o Duque hida das naos Inglczas que se acham no tojo ,
recusou. Os jornaes oceupam-se em consleslar o Canjes e Implacavel |iara irom para os l.'ar-
' ""^____________- ___ %_ bu J > au S n fin III lint nn xl____..II... t\ ^ -. *. M nl> -.A I *- n tllMl 'I ll. ill'L
a Cmara dos Pares o direito deiulgar os im-
plicados nos tumultos de la de Maio quesc-
danolios. O vapor s se demorou meia hora
em Lisboa c continuon sua viagem conduzin-
do Mediterrneo. Dizem que comecaram j
as hostilidades entre a Turqua e Mohemet-A-
1
gunda a lei deviam ser levados ao jury nos tri- do 36o soldados de marinha para a esquadra
bunaes competentes.
Os negocios do Oriente sao os que actual-
mente desperlao a maior attencao ; pois a
guerra parece inevkavel. O Sulto maniesta
a maior animosidade contra Mehemet-Ali que
tracta de rebelde, assegurando me a sua es-
cuadra nao lardara cm sabir do lJospboro de-
clarandose em todas as mesquitas com solcm-
nidade o rompimenlo da guerra. Oexercito
Oltomano de Hafiz-Bach apossou-se de 17
povoaoes perto de Antab, havondo esse ge-
neral repartido vestidos entre os habitantes,
(toe habitantes da Corte do Rio de Janeiro ,
pretende dar algvmas reprezentacoes antea fe
partir para a America do Norte, oque tora
lugar logo que pelo prximo \apor chegarem
os MUS instrumentos dePhysica. Mr. Ryau
se aoha hos|MHlado em caza do Empresario jun-
to ao Theatro onde o poden pi-ocurar os
pretendontes aos Camarotes e Bilhetes de seus
expectaculos. G. J. Ryan.
Avisos Diversos.
Cr* Aluga-sc um negro para vender fa-
/eiK111 ou servente de jtedreiro ou botica.
Na ra d'Agoas-verdes no primeiro auddar do
sobrado D. a.
ST Quem precisar de um caixeiro ou fei-
tor para algum engenho annuncie.
ST5~ Precisa-se decent e cincoonta mil reis
com premio de dois por cento ao mez, |*>r
tenqKi de seis mezes dando-se boa iirma :
annuncie.
Um estrangeiro ltimamente ohegado
d'Hamburgo aonde tem exercido o lugar do
guarda-livros, de cuja arte tem bastantes exv-
nhecimeutos praticos e theoricos |>odendo
mostrar documentos. c alteslados qucahrniao
tanto a sua habilidade como a sua conducta ,
deseja-se empregar em qUalquer urna caza V
negocio nao querendo exigir no principio
grande paga em quanto nao si* oonheecr a
i, e que em poucos dias saiiro de Inglaterra 1 stia pericia : quem precisar annuncie para Mr
dez naos para os Dardanellos. Causa grande procurado.
prazer ver assim um governo dar com tanta j Na ra do Queimado D. 10 loja que foi
rapidez as suas ordens e ser to bem obedecido, do Sr. Joaquim da Silva Pereira se acha csla-
(ldcm de 5.)
LOTERA da BOAVISTA.
** Achando-se vendida grande parle dos buh-
les da Lotcria da Boav isla, o Tnezoureiro con- ro de idade 18 a ao anuos, para Caxeiro di
belecido Antonio Jos- dos Santos Braga 6Y
Comp. com grande sorlimento de fazendas
jior precos multo cmodos.
Quem preeizar de um rapaz Brazilci-
vida aos amadores dcste jogo para que con- fazendas ou rua e mesmo prenca o qual
o ospalh'ado proclamaces instigando-os a su- corra ; compra do restante dos bilhetes na tem bastante praticaj, annuncie.
blcvar-se contra o jugo do Vice-Rei do Egyp- certeza do que muito breve annunciar o an- VET Quem preeizar de urna mulher pela
to. Ibrahim reuna as suas forcas junto a A- damento das rodas. forra para ama do caza de homem solteiro ou
leppo e pela sua liarle Mehemet-Ali havia ------------
THEATRO PUBLICO.
NOTICIAS ESTRANGEIRAS.
Retrospecto' Polilico.
Urna numerosa e brilhante reunio teve lo-
gar ltimamente cm Londres no Hotel dos
Franc-Macons como o fim de tratar dos inlo-
resses dos Polacos. O duque do Sussex presida
a asscmbla. S. A. R. achava-se rodeado de
Lord Dudlcy Stuart, Lord Roseberry Mr.
Pallen, Mr. William, Mr. Hume, do Coronel
Leicestor Stanbope, r. Atlwood, O 'Connell
e muilos oulros membros da cmara dos com-
muns. O duque de Sussex foi milito applaudido
; sua entrada. Varias personagens de distinc-
cao tinham participado ; asscmbla que nao
podiam comparecer por motivos que foram jul
gados plausiveis. Logo depois o Presidente te
mou a palavra e pronunciou um discurso no
qual se notam as seguintesexpressoes." Nin-
guem sympathisa mais do que eu com a infeliz
c heroica Polonia. Todas as nacoes christas
formam urna si) familia ; por conseguinte o
infortunio de urna dellas toca as outras. Depois
de alludir a Sobieski a quem a Europa civili-
sada deve a |prottccao ronera as aggresses dos
Turcos observa o nobre duque. Taes ser-
vicos deviam acasos ser reeomiieiisados com o
exilio com a ruina de urna nacao magnni-
ma para sempre perdida para o mundo ?
Amigo da liberdade eu protesto pcssoalmcnle
conlra o abuso do poder que houve. A Provi-
dencia tem seus segredos ella pode fazer de-
saparecer ura> povo da lista das nacoes ; porm
quando se trata de saber se a vontade uo ho-
mem pode produzir o mesmo efieito nao he-
sito em pronunciar-me contra a doutrina que
canonisa este arbitrio. Quando a naco judai-
ca foi destruida nao contava mais de tres mi-
Ihoes de almas : a Polonia foi destruida en-
terrando vintc milhes de habitantes. Per-
gunlarei aos Inglczes que me ouvcm se veriam
'ranquilainonte oubar o seu nome sua na-
eionalidade, c seus hbitos -em fim tudo o
que torna a vida preciosa ao homem.
Os nobres fillios da Polonia nvahsaram
em ardor e intrepidez para a defeza de inleres-
ss to charos. E" para lamentar que o suc-
cesso nao coroasse os seus exforcos. Possam el-
les por mcios que pelo cm quanlo nao divi-
so, consquistarem bree a independencia de
Gramio Galla Dias 7 e 8 de Seplembro.
Anniversario da Independencia.
Fmprezario far reprezcnlar duas subli-
cntrogado a cada um dos qualro cnsules ge-
raes estrangeiros urna nota pela qual se com-
promeltiaa fazer retirar Ibraim logo que os
Turcos fetrocedessem para o outro lado de
Euphrales.
Julgamosutil na occasioem que eslaguer- mes Pecas- Floreska e Drauwe ou o Diado ser procurado,
ra esta de alear urna oonflagracao gcral na Eu- Jubilo vindada Corle e Pedroo Gran-| U5-Uma Senhora capaz se offerece a engo-
ropa presentar a stat'istica das lorcas navaes *^c na Hollanda ; ornadas com toda a pompa mai de todas asqualidades : a pessoaque qui-
queactualmente se acham no Levante, e no &c : osCamaroles se vendem para os dois zer se utilisar do seu prestimo dirija-se a rua
cazado com jiouca familia : annuncie para ser
procurado.
Ferciza-se comprar hum moleque ile 12
a 14 annosde idade e hum prolo de i8aao
ou athe a5 anuos |ra o servico de raza :
quem tiver e quizer vender annuncie para
Mar-negro.
Esquadra Otlomana Seis naus o Sulla- .
nich de 110 pecas o Fevzich de 96 o Testi-
fich de c6, oMcnduhieh de 96, o Felli-'
dias n e 8 pelo preco da caza.
COMPANHIA DO BEBIRIBE.
Os Srs. Accionistas da Companhia emprc
ceh de p4, o Tevfikieh de co oito fragatas bendedora do enoanamento das agoas para es-
Nizanieh de 64 Iladiehdc64, Tarrin las- ta Cidade sao chamados para realisarem 4
do Cano 10.
cy Ouuiii quiser hum Professor jiara en-
sinar Primeiras Letras Gramtica Latina,
Bhetorica c Muzica em algum tngenho, ou
mismo no Certo: annun< io
t5" A pessoa que se tem oilereoido parasol
e dous vapores ; tola! aa emlwroacocs.
Pires,
Caira Ha Companhia na pracinha do inteicsse: queira aiiiiumiar
Esnuaira Evneia Doze naus de linha Livramento D.; onde continuar a ins- assi si indo para ser pxrurado. .
designadas por humeros qualro fragatas crnelo para o retente das aoefiea que nao se S^" Basilio Alvos de Miranda Vsrej.o h,
qualro corvetas, trez brigues, um vapor; chai distribuidas. Do dia 10 de Setoml.m pul) li.o que pessoa alguma faca mmoao de
total vinte qualro amban-acoes. em dianfe se far chamada nominal dos Srs. quahdade almima rom Jao Gomos Martina ,
Esquadra Franceza. Qualro nus^Yena, Accionistas que dio realisarem a referida en- fW-irador de D. Bila Mana doCarmo Mon-
Hercules, Tritn, e Jpiter corveta Favorito, irada dentro dos 3o dias marcados no a.t. i7 doea ton denlo as casas de dous andares c..,
hrigue Baugainville: total 6 embarcacos. dos Estatutos. entro a rua Direila e a da 1 onha D. 4., o
Nao tem vapr. (A i4 deJimbo sahiram de Bcnto Jos Fernandos Barros ,
Toulon as nus Trident e Generoux.)
Esquadra Ingleza. = Oilo nus ; Trincess :
Charlotte Romouey Vanguard Bollero- j
bou Talavcra Asia Mindeu Pcmbro-
duas fraghlas Castor c Tallot ; corveta
l Secretario.
COSMORAMA.
Mudaifra de Painois;
lionlem leve lugar a exposicn
phon Talavcra Asia Mindeu Pcmbro-
ke ; duas fraghlas Castor c Tallot ; corveta Arito-
Carvsford, hrigue Jascur ; dous vapres : painois soguinlos, que sero substituidos por
total quatorze embarcacoes. oulros quarla foira 4 do corrente.
Diviso Austraca Fragata Mcdea Cor- Lucerna, capital do cantao deste nomo na
vclaAdria, Golella Elisalieth t total trez cm- Suissa.
barcacocs. | A cidade deNow-Yorek vista em goral.
As noticias de Hespanha alcancao al a8 A retirada de Moscow.
do passado e nada contem de particular inte- Urna vista lomada da cidade de Gana.
resse. O duque de Victoria permanece mu A ckfede de Lio. vista om geni.
tranquillo em Orduda em presonca dos carlis- O Monte branco-un dos allonuenles dos
tas sem emprehender movimentb algum de Alpes.
consideraco. Cabrera premediliva atacar O Caslollo de Plcrre-Sise.
Cuenca. c como tem por adversario um gene- A pesca do Alum.
ral inepto nao seria imposslvel que COnsegusse A ponte de lona em Pariz.
o seu intento, ficando assim prximo da ca-j A cidade do Porto,
pital. As eleices sem duvida sero desfavo- j Lisl'O'i*
raveis ao Ministerio que nao pode durar mui- | O Scrralho dogran-vizir em Smirna..
lo tempo achando-se primado das sympathias.1 Ahora contina a ser das sois as nove da
de partido. noile.
ltimamente a presen tou-sc as Cortes Por-
Csa torrea da rua de Santa Theivza D. 5. nu-
tra (lila narua por delraz da Matriz da Boa
vista D. 14, eoutra no mesmo Brairro, na un
do Coluvello I). 10 ou de escravos visto que
os liens do casal da anunciada se acho abar-
los gados pelo annunciante na forma da ordena-
tuguozas um projecto relativo a reintegracoes
que encontra de trente os inlcresses dos contri-
huinlos e as precises do aervico publico. A
AO PUBLICO.
Parlecipa-se respeitosamente aos habitantes
da Cidade do Berilo, e seus arredores, me
Commissao de Legislaco posto que 'nao adopte Mr. Ryan celebre Mgico Americano E-
o projecto doSr. Soure abracou um arbitrio quilibrista Indiatko, som competidor, do
com o qual nao podemos concordar \x>r isso Thealro de S. Carlos em Nova Orlcans cu-
que tende a apresentar dous ternos de empre- jas extraordinarias reprcsenlaces na arle Ma-
gados que recebem ordenado achando se em gicn nu-reccraO lauto" applaaso, approvaco |.c nuilo
cao doL. 4. do tt. 107.
i .-"A pessoaque quizer alugar hum negra
para lodo o serv o sem vicio : dirija-se no
penltimo sobrado do Peixolo.
SZ5- Um Bratileirode meia dado pessoa ca>
paz edo bous costumes, ofl'ereee o seo presti-
mo a qiialquor Pai durar os seos filhos em Primeiras Letras, Con-
tar elfianialiea l'ortugue/.a e Flameen .
em sua casa, olnigando-se elle a dar lico par-
ticular IimIos os dias ; a pessoa que Ihe con*-
viei fa/or osle negocio, dirija-se a rua >o\a
. 3i.
JT7" Carlos Van Noz Profiessor da Lingos
Ingleza do Liceo (Posta Cidade tem a born
de annunoiar ao rcspeilavel publico que |o-
do receber 4 Estuantcs particulares,quequei-
ro diNlicar-se a aprender as Lingoas France-
za Ingleza Hespanhola, e a PortugnesS aos
Snrs. I'slrangoiros que desejo ser cosmeej-
menlo da linfoa nacional do Paiz; os Srs. que
dezojao adquirir conhoiimonlos da escriptam-
CO o mtanlo de l'alar das lingoas cima men-
cionadas, |KKlom-s<-derigir a caza do referido
em a rua do S. Francisco caza de um andar
junio ao Dr, Tcucira te* hora da tarde
^----


TPB
5SS.-.
PIARIO DK PR^KAM B 6
W'IW
Prceisa-seile um rapaa para compras
? Inilw de cavlos i nuatterro Jos aHogadas
ilUIIHTO l^.
Em Olinda ensiha-se e. exparo como lados da Geomrlria slo-conci-
drrados Ilimitados Jslo no alucinar, que
; <',coin< tria orrupa-scem medir o espato il-
Jimilado.
Admira-sr romo se lem o despejo de adulte-
rar jv>r moa follia publica ; oque sedisse em
tima puhlicidadc immensa ; e islo m o lira
de desacreditar a quem nenhum motivo lem
dado para isso. .spera-sc que a veryonha
vcih a o IrevimenlO e por isso nao so dar
juais N'sposla.
i/" >o dia de Agosto perdeo-sc quatro
Hillas de vinle mil ris cada urna desde a
ruado Vigario al a ra do Quciinado; quem
as achou e as quisvr restituir, dirija-sea ra
doQueimadn 5 que receber o adiado
",;j- Noda a8 dop. p. eslando-se a lavar-
os eoxns da coxia da avallara de Polica loi
por agoa abaivo um, e sendo que alguma ics-
SM olenha adiado dirija-se a mesma coixia ,
jpie ser recompensado.
. j- O Sr. Joao Tachero das Meree/ baja
de procurar urna carta viuda de Mace, na
praia do Collcgio armasen! de Manoel de Sou
/A Cuimarcs.
U" i'reeisa-se de urna mulhcr (pie que ira
svr ama de urna casa ; em lora de pollas venda
D. it>.
l^F O abaixo assignado fu scienle as jies-
soas que lem pinhores em sen poder Tesis
mandar remir 110 nraso de quinze dias da dala
ilcsle do contrari seri veirJidos para seu
pagamcul tsy O Sur, que veio do l orlo a pouco tem-
O, e trouxe urna caria para Francisco Jos
Lopes da Fonseca, queira |x>r obsequio en-
trega-la em lora de portas venda do Sur. Dio-
;o Rodrigues 1. ai 1.
_/ Quem quiscr dar trezentos mil ris a
premio de dois jior cenlo-ao me/ por esparo
de quatro me/.es rom hvpolheca em um es-
vravo, ou firmas a conteni annunce.
tjf Ilo-'.a-se encarecidamente ao Sur. l'is-
cal do bairro deS. Antonio queira pi'lo amor
de eos la usar suas vistas para os despejos ,
que m facera na ra luga do Rozarlo, desde
aso horas la tarde ale as 10, e ti da noile ,
.despejo de plantas aspas sujas al(;uns morado-
reatm em rasa cujas tem la mo cheiro ,
que he capaz de por a creatura mais forte, com
4 cabera doida. Pcsso islo ao Sr. Fiscal visto
nao ser possircl O evitar o m.o cheiro das "que
M- lanrao nos fundos das casas, para que ao
monos baja alivio as (rentes a fim de haver
um refri-crio v poisquejame nao atrevo e
nem minia familia a correr detrs para oan-
te e des para tras. O Perseguido de fe
tentinas inimigode portaras.
BjET l) ahaixo assiguado roja ao Snr. The-
soureiro da Lotera (lo Seminario de Olinda ,
qiH' nao pague, seno ao animneiaute, o
premio que tiver sabido ao meio bilhete da
Lotera, que acaba de correr oque Ihe for
appresenlado com o nomc do mesmo annunci-
aote escrito por extenso as costas do dito
bilhele ; visto perlenccr-lbe e ler-se desen-
caminhado ; podendo acontecer que risquem
ouoniedo mesmo annuiK'iante para o subsli-
liiircm por oulro o que tara que soja assim
mais eonhecido. Antonio Carneiro de Paula
Riando.
V-T Manoel Ignacio da Cunda se offerece
a qualqucr pessoa que precisar para alguma
\ agrm em qualqucr lugar o procure na Ci-
dade le Olinda ra do Amparo n. 6*.
i^p Roga-sc a os Snrs. Joaquim Rento de
A/cvedo Kstevo Costa, ledro Jos'-dos San-
tos Joaquim de Souza Ferreira ; piero
louunciar suas moradas para negocio de in-
leresse.
V/ Ua-se a uros de dois por ceutoa quan-
lia de selle conlos de ris e larabem se d
.menos quaulia rom pinhores de ouro, ou
prala ; quem pretender dirija-se a lora de
portas o. aa.
W Offerece-se um rapaz hrasileiro para
.andar vendcntlo fazendas jielas ras com um
preto, tendoelleja pratica deste ncgoeo, e
lende juntamente o seu taboleiro vara e co-
vado e lecnca da Cmara para esle effeiio ;
Auem o.procisar annunce,
53^- Overa precisar de urna ama de lele ,
captiva dirija-se a ra Pireita n. i4 no nr-
mrii-o andar por urna da padaria do Ma-
-ehado. .
$^ O Sr. Justino Sames Villar queira
por obsequio dirigir-se a ra do Crespo loja
J) ,i ou annuiiriesiia morada.
IST O Sr JoodcfliepomiHeuo Das Ma-
haJo, (Hieindiiigir-sc a ra do Katigel ,
vend le.ui/. fov Marques, a flm de rere-
Jcrunvi .'-iiia dn nr>>rtancia.
t^y Prccsi-sj 1j um portuguw para ser-
vir em um sitio ; popatee da ribeira do pci- cada um e muko boas chitas escuras, de ovo
padroa ic'o cada covado higos de tocia lar-
gura a i( o a vara, e outras mullas fazeudaj
por proco com modo ; na ra do Crespo D. la
sCjgunda que vira da rua do Qoeimado.
xedo bairrodeS. Antonio D. 5.
%^j- Prccisa-se de alugar um andar de so-
brado no bairro de S. Antonio para pouca
familia em (ualquer rua ; aucm tiverau-
unneic.
t3" No d'ra sa do p. p. fugio de dentro do
curial do maladouio da lioa vista 4 boya e
soso pega rao 33 todos gado ferrado com o
ferio O no vasio-f que os tiver pegado ou
souber dirija-sea os quatro cantos cfa,Boa-
vista na segunda casa passando o sobrado que
ser recompensado.
ir?' No bairro da Boa vista alraz da Matriz
primeira casa a esquerda do Sr. lcrculano Al-
us da Silva, tres Senhoras solteiras ensi-
gnilo a ler, escrever,- contar, doutrlua chrisla,
coser, bordar marcar fazer llores tanto de
peona como de panno msica, tocar pianno
a violao ; os Sis. paisde familia que quise-
rom mandar suas filhas as quaes ser bem
I raladas dirijo-se a mencionada casa ; e
inrsmose accelao seis pencionislas.
tST" Pelo Juada terreira vra do Civel,
soba de arrematar no dia 4 do correnle., a
(iiem mais der |ior renda annual a proprieda-
de denominada Curris de S. Miguel sita na
freguesia de Ipojuca j Escrivo Santos.
Avisos Martimos.
FRETA-SE para qualquer prto o Brigue
Jnlez Rebeca Capilo Langford de lote de
* 5 toneladas muilo velleiro e novatoente
forrado de cobre ; os pretendenles dirijo-se
a casa de Jobnston Pater ii Companhia na
rua da Madre de I eos.
PARA A HATA soguiri com a maior lire-
vidade a Escuna Emilia; quem na mesma qui-
ser carregar ou hir de passagem diuija-se ao
Gipihio Joa Raimundo da Silva, ou a Ma-
noel Francisco Ponles.
PARA O CEAR.V a Sumaca Harmo-
na lem o seu carregamento quas completo ,
sabe al o' de Setemhro arada recebe alguma
carga, os pretendenles dirijo-se a Manuel
Joaquim Pedro da Cosa ruada Cadera ni-
I1H Id .
P/VRA M iCEIO'a ancha Bom Suresso
com ahrevidade possivel ; quem quiser rarre
j;ar dirija-sea ruadaCadeia n. I a rasa de
Manoel Joaquim edro da Costa,
PARA O HAVRE a Barca Franre/a Ilc.n-
riqoe e Luia de primeira e.lassc sahir at4
odia 15 de Srtenibro anda lem lugar paru
4oo sacas; quem quiscr carrejar ou hir de
Bassagem para o que lem expelientes commo-
(!os, dirija-se. a os scus consignatarios II. Las-
Bcrre roa da senzalla vellia.
PARA A BAUI.Va vdleira Sumaca Feliz
Americana at o do correnle tem o carro*
gamenlo quasi todo mas recebe alguns to-
tumes miudos ; quem quiscr carregar dirja-
se a Manoel Joaquim Pedro da Csta.
L e i I i o
SC7" Que faz o Corretor Olveira de um
bom sortimenlo de fazendas Ingle/.as e Fran-
ceaas limpas e variadas Quarla feira \
do correte pelas io horas da mauh no
seu armasemda rua da Conceicon. 34 > no
primeiro andar.
C o m p r a s
i v O Commandantc do Corpo de Policia
rompa ca val los pira o esquadro de primeira
ludia e remonta da comjyinbia de cavallaria
de mesmo Corjio ; quem os tiver cempawjea
na secretaria respectiva todos os dias das nvc
horas as duas da tarde.
v j Urna venda que seja em hom lugar j na
rua do Arago D. a.
\^j~ Urna medida de (piarla velha jiara
medir familia ; quem liver annuneic.
D* O (kxligo (b Direilo Romano: na pra-
ra da Independencia loja de livros n. ij c 3H,
V e n d a s
t3" Listas da toteria do Seminario de O-
linda ; na praca da Independencia loja de li-
vros n. >7 e 38.
tZf Dois lx)ys mansos de puchar carraca;
Urna casa lerrea sita na^ua do Alju-
be na Cidade de Olinda D. 11 com muilo
bous fundos, que passa a rua de haixo por
ireco cmodo : rua irilorts d esla Cidade
3^" I'ois cscravos de naco um ofTical de
marcineiro e torneiro e destilador de
idade de atannos e o segundo de va propio
fiara o (raballio de campo ambos de honila
gura ; na rua de S. Oonsalo na propriedade
do fallatido Joao Baplisla Branco a fallar com
Manoel Elias de Moura*
l^j- Um cavallo castanho milito novo e
bom carregador, c um cachorro de Newlbren-
dland ; no allerrodoi affogados n. >).
X3- Umfscravo de naco de a3 annos de
dade de bonita figura capinlvciro e lem
principios de serrador ; e urna negra de na-
co angola de a4 annos de idade propna
para lodo o ser vico; as cinco ponas armusem
D. vinle e quatro.
S3T Na praca da Independencia toja n. 11
c i i lalins com chapa na frenle com o ds-
tico de Pedro Segundo, bandas de officaes, de
superior qualidade chorocos lalins de car-
rauca
e sold
pa
gonas
arelho para
ia
muilofuias, atoalhados loalbas e guarda-
apos a damascados e de linho de lodos os l-
mannos; na rua do Crespo D. 6 lado do oi le.
J- Urna barretina para oterceiro Bala 11.o
de C. N. da Boa v "rsta era bom eslado e or
prc'co commodo ; na Iravessa da rua de S. Jo-
s, as lojas do sobrado do.Sr. Cosa.
E^eravos FniriU^
XS9" Nos das a d'Abril, c >() do p. p. ,
fugirao ao ahaixo nssignado dois escravos, o
primeiro do gentio da Cosa de nome \ cente,
talbado denles limados, baxo e grsso ,
poma barba cor vermelba pescoco curio ,
neschcios de eraros e mal feilos, lem em um
dos peilos a marca P: o segundo do gento de
Anguila. anda nao falla bcMU clara, e por
nome Joao airo, gordo, cor retinta, bar-
hado, com falla de um denle na frenle, as
pemas e ps grossos e mal feitos, tem una
marca no peil esquerdq, que reprsenla o
palhetode urna chave ; levou vestido semilla
e carniza d'estoupa. Olferece-se cini oi'nla mil
res de gralificaco por Cada um as pessoas ,
qued'elles soulxTem, c os qnizerem declarar,
alera das dcspeZas da appreheiiico (pie tain-
bem se pagaro. Anloio Alves Barbosa.
tZr' No dia a o do p. p desapareceo uin ne-
gro de nome Paulo de naco cambda ; alto
as',' na^eluTas naVa'"offi iaes "sa'rgenlos I e;sccco do cor|)0 cabellos brancos tem falla
...dados eordoens de t.xlas as qualidades de tres denles na I renta basiaule bailado,
ra as ditas, e plumas e urna par de da-1 fifiura ter cuicocnla anuos de idade pouca
as para segundo lente de artelheria ap- ou menos levou vestido camisa de bae-
parelho para barretina da O N. e de cava- la encarnada ja deslwUida calsa de luihage ,
lana, vidrosde poz antebeliosos de Manoel, fo1 comprado a Sen hora 1). Mana Francisca
Lopes ludo ebegado do Rio de Janeiro. i(lil Tnndade viuvado finado Manoel (.aciano
tST Quatro laxos grandes de cobre, inda Rodrigues Ramos ; quemo pegar leve a rua
notos, e lodosos mais peiTenccs neeessarios, ll,e generosa-
para urna refinaco de assucar: no Recite jun- mentc recompensailo.
joao arco da Conceicon. 3i. ^ JNo da a3 de Dezembro de l838 des-
S=T Um negro de idade de a4 annos, sem appareceo um negro com idade de 3o a vicios nem achaques; na rua Augusta casa nos' comossianaes segumtes ; estatura re-
lerrca unto ao sobrado novo ao p do vivero 5U,?[' nariz chato com algunvis marcas de
do lluoiz. becnigas no rosto urna pequea nevoa em um
K> Urna negra moca e sadia sem vi-,ho teto mas |M!queiias glanilulas no pesco-
ciog nem arlanucs, rom boas habelidades co' se Vl.,heocm aI>aIl,a,,d? m
principalmente para casa de familia ou tro- mao V" nome Anl0'" I*>r alcuulio
a-seporouua, prefere-se.para fora da torra Jnhcculo por Major ; ouem o pegar o
a vista se dR o motivo ; na frente da ribeira l(5ve a,seu "%*** rancisco Rodnues da Cruz
da Boa vsta sobrado que lem venda. morador na Cidade do Recito rua dos Quarte-
tST Urna esrrava de naco an:ola de ida* M que pagara cem mil rs. pelo traballio.
Fugio do engenho Perereca a mais de
urna muala de nome Mara Nica-
Ha ; urna parle de urna morada .Ir (asa ter- c,a' cor ara caliellos sollos, estatura re-
rea com bous rominodos ; na Ca.nl.oa do Car- ftua^d de de 4 annos 'engomma liso coz i n ha liem I *^*
o diario de urna casa lava de sabo e de var- um anno
relia ; urna parle de urna morada de casa ter-
tulio de .Vlmcicla
a fallar com Jos lau
passagero da Magdalena:
\ZT Um sitio coto boa casa de pedra e ca] ,
com a ditas de laipa, onde em urna deltas lem
venda no lugar do Jequi defronte da ponlc
nova e da casa do engeulio ; a tratar na rua
da Madre de l)ros loja u. ia.
t7 Um quarlo capado em meias carnes;
no pateo de S. Pedro, lado esquerdo |). (i.
l^T" Urna esrrava moca rom habelidades;
atraz da Igrejados Martirios D. ab\
t/T Lenros d quadrinbos de cassa a tfoj
mo I*. 7 ; a tratar na rua Direila
dot.krameuto.
S3" Una por o de cera de carnahuba ; na
rua nova venda D. ai.
VJ' A arraaco de urna loja as *> ponas ,
D. as o aluguel da casa de selle mil rs. iKr
mes, com com modos suficientes para familia;
a tratar na mesma.
S-j' Joo Francisco Santos de Siqucira o
seu sobrado que tem no monteiro. o qual alem
de ler um pequeo sitio que vai a margem do
rio cnpibaribe tem todas as mais praporcoens
de quem tem bom goslo com estribara para
seis ou mais cavallos, senxalla para basianles
cscravos coixeira no seguimento do sobrado
que admilte dois carros cujo predio s<> se
vende a quem souber dar o verdeiro valor, o
sitio he todo murado. c lambem se vende com
toda a bobilia que he de !x>m gosto que
existe no mesmo sobrado e se vende um ou-
lro sobrado mais pequeo com urna olaria a
margem do mesmo rio a qual he sem a me-
nor duvida urna das mdhores c maior que
existe neste Recifc e tem todas as proporcoens
para quem ncsle negocio s< quiser estabelocer,
ujo predio s coto a vista se lhe saber. dar o
verdadeiro valor; quem de ludo pretender ou
em separado enlenda-se com o aniiuncianto ,
na rua velha de manh at as 8 horas e a
larde at as 5.
C?* Urna casa terrea sila na rqa de S. Po-
dro entrando para a rila de Agoas verdes, com
duas salas tres (piarlos grandes cozinha fo-
ra cacimba com boa agoa quintal com fundo*
para a rua de Ilorlas cuja casa tem soto ,
com duas salinhas e lima pequea alcova ; a
tratar na rua do Lvrrenlo D. 4. ou no beco
do Lobato com Antonio Coelho da Paz.
tSf Um molequedo idade de ri a j t pre-
irio para aprender qualqucr otficio ; em fora
le porlas n. asi.
KT Duas esrravas mocas engommo, co-
zinbo c cosein ; una molala (Ir idade de -io
annos com as mesmas habelidades ; lun mo-
leque de iba a8 anuos de idade ptimo pa-
ra lodo o semen ; urna morada de casa terrea
com 6otao sila na rua de agoas verdes, bo-
tndoos fundos para a rua de Hurlas ; a lra-|
lar na rua de Agoas verdes casa terrea deci-
ma 37.
tST Meias curias de buho para heonem ,
D. 20 lado Iba de idade de o annos pouco mais ou meuos
de nome Virtuosa he bastante clara
(pie
parece branca a dita mulata be bastante lia
helidosa e consta que existe nesta pra a, con
dmida por um preto do finado Joo Baplisla
Branco de nome Domingos ; quem a descu-
brir partecipc na rua da Cadeia velha loja nu-
mero 17 que sen reeom|)ciisado ; assim co-
mo roga-sc a pessoa que a tem occiilla de a ir
entregar no praso de o dias do contrario se
procederar com todo o rigor da lei.
C7- No dia 3 de Agosto s nove horas da
noite desencaminbou-sc urna negrinba de ida-
de pouco mais 011 menos de quatorze annos,
de nomc Lucrecia levando smente um ves-
tido de chita branca em cimadapelle; os ap-
prebendedon-s levem-a a povoacio dos Alio-
gados em casado ahaixo assiguado, que sc-
ro licm rorampciisados e o mesmo protesta
epatra a pessoa que a liver occullado e a nao
queira entregar.
____________Manoel Adelo de Souza.
Movimento do Porto
NAVIOS S/\ AI D( )S NO DIA 3i
RIO DES. FRANCISCO 5 Lancha Coraco
de Jess M. Jos Mauricio Lima carga
varios gneros.
LIVLRPOL; Galera Ingiera Ironslde, Cap.
Milchell, carga assucar.) passageiro o in-,
glez Lvor.
POST Si RIPTUM.
Recebemos gazelas pelo Paquete Ingle/ che-
gado hoje (1 de Setemhro) e como as da Coi -
le s nos adianla um dia em relco s noti-
cias por nos dadas s temos a noticiar que,
depoisdc rendida discusso que duroii lula
a Sesso concedeo a Cmara los Srs. Depu-
tados por grande maioria a liccnea pedida
pelo governo para empregar o Sr. Marecbala
Andrea na Provincia de Sania Calbarina na
qualidade de presidente c lommandaule das
aunas 5 que no dia 9 d'Agosto tinba sabido
para Sania Calbarina a barca de fapor Correio
Brazleiro, conduzindo tropa, e BUlnicucs do
guerra. No dia iadcveria largar a barca'&
Salvador, traasiiorlando o Sr. Marccbal An-
drea c o resto da forra*
ILE6IVEL
KfcCJFE NATYP. DE M. F. DEFT^,83^7


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID ELNFE0NU1_MIY3AI INGEST_TIME 2013-04-12T21:49:54Z PACKAGE AA00011611_06115
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES