Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:06045


This item is only available as the following downloads:


Full Text
ir
^^
ANNO DE i838. QUARTA FEIRA
CAMBIOS.
Outuhro 5o.
Londres 18 Ds. St. por i^ooo ccd.
Lisboa 00 a q5 por 100 premio, por metal. Nora."
Branca 3{o a 345 Rs. por franco.
Ilio ce Janei ro o par.
Moedas de 6^00 i5f>oo as velhas novas i4#;oo.
l^ooo S^rooa 3oo
IVsos Columnarios {ftx>o a 1^7 >o
Oittos Mexicanos 1^671) a r#b<) >
Pitacoeus Brasileiros ijjftiSu a '#700
Premios das Letras pirmezia i|4porioo.
Cobre 2 p. c. disconlo.
PARTIDAS DOSCORREIOSTERRESTES.,
f Cidade rfa Paraiba {? villas de sua pretenco ....
C:dade,l,Kiojra1c do Norte, e villa, ideo. .... I Sndas e Sextas ciras.
Cidade da Fortaleza e villas dem....... j
Villa de Goianna............ >
Cidade de Olinda............ Todos os dias.
Villa de Santo Anto......., Quintas f'eiras.
Dita deGaranliuns e l'ovoico Ao Ho-iiti. ,. Das 10, e ai de cada mer.
Dinas do Cabo Seriiihaem, Ilio Kormoso, e Porto Calvo dem i 11, e 21 ditto diJo
Cii^ide das Alagoas e Villa de Macci...... lde:n idem.
Villa de Pajan'de Flores......... dem 17, diltoditto
# Todos os correios partem ao mcio da.
3i DE OTUBRO." NUMERO 237?
=====
Tudo agora depende de nos mesmos ; da nossa prudencia,
moderaco e energa : continuemos como principiamos,
e seremos apontados com admiraran entre as Naces mais cul-
tas.
Proclamarlo da Asseroblea Gcral do Brasil.
res mensaes pagos adf-
S-jhscreve-se para esta foilia a mil
antados nesta Typcgraa, ra das Cruzes D. 3, e na Praca
da Independencia 1). 37 c 8, onde se recebem correspon-
dencias legalisadas e annuncios: insimulle estes gratis
sendo dos proprios assignantes, e vindos asignados.
DAS DA SEMANA.
99 Segunda S. Feliciano M. Aud. do 5o Terca S. Serapio H. Keiacao de inanli.* aud. do J. dos i ('. de larde.
3i Quarta f i'jti* S. Quirino. Sesso da T'tesouraria Provincial.
1. de Novembro. Q lintn >J< Ke*t* de todos os Santos.
a Sevts Coinmcmoraco dos defuntos. S. Victorino. Nao ba despacho. La clieia as 9 lio ra
e 1/1 mu. da taide.
3 Sabbado S. Malaquias H. Relaco* de manb, e aud. do V. G. de tarde.
4 Domingo Carlos liorromeo C.
Mar cheia para o dia 5i de Outuhro.
As 4 horas 09 minutos da manb As 4 horas 54 minutos da tarde.
PARTE OFFICIAL.

RIO DE JANEIRO.
CMARA DOS SENAD0RE5.
Sesso em 29 de Agosto de 1838.
Pressidencia do Snr. Marques de Bae-
pendy.
Feita a chamada eachando-se presente
numero legal dos Snrs. Senadores, o Sr.
Presidente abre a sesso, elida a acta da
anterior heapprovada.
O Snr. primeiro secretario da' conta do
expediente.
Ordem do dia.
Continua a segunda discusslo addiada
na sessio anterrior pela cheg.ula do minis-
tro da guerra do requer mente do *{>.
Paula Souza para se pedirem informa-
rp< ao governo, feilo e apoiado na prime! -
ra discussio da resoluco que autorisa o
overno a indemnissar a Ignacio Rigaud e
otro e a fazer lium suprimento extra-
ordinario no cofrp provincial de'Santa Cf
thari'ia. Novamente fica addiada por ler
chegado o ministro d sendo introducido com as formalidades do
estilo toma.asiento e continua enlio
a segunda discusio adiada pela hora na
ultima s sso do artigo 1. da proposta
do governo fixutido as forcas de trra ,
conjunctamente com ,1 emenda di cmara
dos Srs. deputados ao n. 3 do referido ar-
tigo e com a do Sr. Paula Souza, apoia
da era 27 do corrente.
Discutida a materia sahe o ministro pa-
ra volar-se, e posto votacio o art. 1.
da prposla he approvado com a emen-
da da cmara dos Srs. drputados ao n. 3
do dito artigo nao passando a emenda do
Sr Paula Souza.
Tendo novo ingresso o ministro entra
ern discussio a emenda addiliva da cmara
dos Srs. deputados ao art. 1. da prposla
sobre eiigajammto de eslrangeiros.
He offeiecida a seguiute emenda :
Supprima-se toda a parte do artigo
desde as palavras e para as preencher ,
he o governo autorisado ele. at o fim.
Paula Souza.
He ppoaida e fica a discussio addiada
pela hora.
Depois de retrrar-se o ministro o Sr.
1. secretario l hura olRcio do ministro,
interino do imperio remetiendo a copia
do decreto de hoje pelo qual he proroga-
da al 3o deselembro prximo futuro
presente sessio da assemblea geral legislati-
va. Inleirado.
O Sr. Presidente d para ordem do dia
a materia dada para boje.
Levanlou-se a sesso as duas horas da
Urde; _____________
CMARA DOS DEPUTADOS.
Ses.a cm 29 de Agosto.
Presidencia do Snr. Araujo Vianna.
Logo que se rene numero legal de de*
putados, he .iberia a sesso, lidaeappro-
vada a acta da anterior.
O Senhor primeiro secretario da' conta
do expediente.
Ordem do dia.
Primeira parte.
Discussao de pareceres addiados.
Entra em discussio, e depois de discu-
tido be regeitado o parecer da lerceira cora-
missio de fasenda, que manda remetter
a commissio do orcamento os pipis do
coronel Henrique Garcez Pinto de Yla-
dureira para que na mesma lei do or-
camenlo se autorise o governo a pjgar-
Ihe a quantia de que he credor a fasenda
nacional, em consequencia do gado, e un-
iros objeclos deservido do exercito paci-
ficador por occasilo daguena na inde-
pendencia na provincia da Babia.
Entra em discussio n parecer de mesa
addiado, que manda qtfe* sja corileOipla-
do com o vencimento que requer, o mcio
da secretaria desa cmara, Jo.se Man..el
da Costa Barros de Azevedo, que at ago-
ra tem servido sero ordenado.
Continua a discussao addiada sobre o
1. artigo do projeclo que concede o pri-
vilegio a Roberto Coats, e emendas apoia-
das.
Fallo sobre a materia os Stirs. Hen-
rique de Resende Vianna, eCarneirn de
Campos, e a discussao fica addiada pela
hora.
Segunda parlp.
Continua a discussao addisda do 2.
artigo do projecto sobre a enterpretacio do
acto addicional.
Turnio parle na discussao osSnrs. Nu-
nes Machado, e Clemente Perreira, que
votio pela interpetra^ao dada pelo 2. ar-
tigo em questo.
O Sr. Coelbo oppoe-se a esle artigo j e os
Snrs. GonsaLves "Marttns e Pacheco voto
a favor delle, defeudendo largamente a sua
doulrina.
O Snr. 1. Secretario lem a palivra pe-
la ordem, e \ um officto do ministro do
imperio acompnnhdo do decreto pelo
qual o regente interino em Nome do im-
perador o Snr. D. Pedro Segundo, bouve
por bem prorogar a presente sesso da as-
semblea geral legislativa, at 3o do pr-
ximo me/, de setembro. Fica a Canura
inUirada.
A discussio fica addiada pela hora.
O Snr. Presidente d para ordem do
dia a mesma de boje.
Levanta a sessa depois das duas horas
da tarde.
PERNAMBUCO.
GOVER]^) DA, PROVINCIA.
Expediente do dia 27 de Outuhro de
1838.
OHcio Ao Commandante das Armas,
para informar circunstanciadamente acerca
das pretences de Manoel Pereira Barbosa
Sargento judaote d'Artilher de 1.' Lt-
nha e de Braz Ramos Chaves Tenenle
Quartel Mestre do es ti neto 4 Bjlalhio
de Milicias afim de que possa a Presi-
dencia exactamente cumprir <>s Despachos
do Conselho Supremo Militar proferidos
nos requerimemos dos Supplicanles eque
se Ihe enviu
Dito Ao Inspector da Thesouraria ,
communicando-lhe haver o Governo Im-
perial determinado a requeri ment do Ca-
pillo do 4- Corpo d'Artilheria de i.Li-
nha Sergio Tertuliano Castel Branco que
pela Pag .doria das Tropas da Corte de-
pois que baja endemnisado a Fasenda Pu-
blica do que se Ihe adiantara de seos ven-
cimentos se entregue mensalmente a
quantia de vinte mil res a Carlos Miguel
Fontaine at declarar este se achar se pa-
go do que Ihe deve o mesmo Capillo.
Dito Ao mesmo tiansmiUuido-lhe
um i onlem do Theouro Publico Nacio-
nal sob o numero 54 que manda pagar
ao Senador Jos Igucio Borges urna Le-
tra da quanlia de 4"74y f "
Uilo Ao mesmo enviando-lhe igual
mente duas ordens do referido Tribunal
sob os nmeros 53 e 58 commuoican-
do a primeira que o De*e.nbargdor da
Retacan desta Cidade Henrique Veloso de
Oliveira oblivera mais (jmeses de licenca
sen) vencimento de ordenado ; e mandan-
do pela segunda scienlificar que em data
de 8 do corrente me/, fui -acaa urna Le-
tra por 3 trias do valor de 6:000$ de reis
sobre a Thesouraria desta Provincia a favor
do Faria e Irmao i5 dias precisos.
Dito Ao mesmo enviando mais trez
ordens do mencionado Tribunal sob os
nmeros 57, 5t>e 6> mandando pagar a
primeira urna letra de 6:ooo' rs. a favor
de Joio Ilolland ; a segunda oulra lelra
de i.8-ooos' reis a favor de Me. Calmont
Comp. e a lerceira oulra lelra da qnanr
tia de taiooo*1 rs a favor dos mesmos Me.
Calmont S Comp.
Dito An Chele da Lgio da G. Na-
cional de Santo Aullo, rerertendo-lbe a
Proposta dos Poslos vagos do 3. Balal|f o
da mesma Legio feit pe'fo respecto Te-
nenle Coronel e Chele afim de que a
faca organisa/ conforme as Instrucces de
i4 He Stlembro do corrente anno.
Dito Ao Inspector Geral das Obras
Publicas ordenando que faca por em pra-
ca publica por arrematadlo as obras da 4-
e 5. fiarles da Estrada de Santo Ailo ,
cujas plaas e ornamentos feitos pelo En-
genheiro Augusto Ileisling foraoappro-
vados pela VicePresidencia devendo
mandar comprar os instrumentos constan-
tes di relaclo que se Ihe envia para os
dez Broquyadores que tem de trabalhar
as referidas obras.
Oilo Ao mesmo respondendo-lhe ,
que nao pudendo por ora ter. lugar a pin-
turada Capella Mor-da Igreja Matriz de
Tijucupapo cumpre que faca despedir o
Eiicarregado da obra da referida Matriz.
Dito Ao mesmo ordenando que em
satisfaco ao que requisita a Cmara Muni-
cipal de Olinda se derija aquella Cidade
e passe a levantar a planta e proceder
Orcamento da despesa que se podea faser
com a obra do millioramenlo d > atierro
junto a Povoaclo dos Arrumbados.
Dito A Cmara Municipal de Olinda,
communicando-lhe aexpcdicio da ordem
rupra.
Dito Ao'Juiz de Direito do Civel da
Comarca de Santo Anio communicando-
lhe que o mesmo Juiz como pelo seu
otticio de 22 do coi rente mez raostrou so-
mente, os motivos porque nao podia cum-
prir a primeira parle do que Ihe foi derigi
do em 26 de Junho desle anno exigiii-
do urna lista de todos os Orlaos pobres de
sua Comarca com varias dectaracapns e
deixou de satisfaser a segunda parle do
mesmo oracio quanto aos bens dos Or-
laos que se achia recolhidos aos respecti-
vos Cofres ou dados a juros &c. sobre a
qual nao occorreu os mesmos inconvenien-
tes por dever conslar tudo dos assentos
feitos nos competentes Livros; cumpre
que remetta com a possivel brevidade a sua
informado sobre este objeclo cando na
inielligenci.i de que o governo vai to-
mar em considernclo a requisicio que faz
para que os Vigariossejio obrigados a en-
viar aos Juises de Direilo da Civel urna
lista mensal de todos os Orlaos pobres de
suas Freguesias e das pess'oas cabreas de
casal que nellas fallecerem para millior
deseropenho dasobrigacrs que as Leisin-
cumbem aos Juises dos Orflos dignos de
toda a proteccio e piedade pelo seu des
zamparo devem ser por ellcs 4cuidadosa-
mente observadas.
DIVERSAS REPARTICOENS.
ALFANDEGA DAS FAZENDAS.
A Barca Portuguesa Senhora do Rosa-
rio vinda de Lisboa entrada em 29 do
correnlc Capil.io Manoel Francisco de
Souza consignada a Antonio Jos de A-
morim.
Manifcstou oseguinte,
-
]3q Pipas com vinho Gj Iiarrs com
dito 4.9 pipas com vinagre 2 barr* com dito
10 pipas com azeite 154 barris com dito 38
ditos .com carnes 14 ceixas com drogas 1
barrica com dita 1 fardo com dito acallas
com barretinas 7 ditas com rap 60 ditas
com cha 4 bahus com calcado 1 caixa rom
dito 1 caixote com violas 1 dito com folhe-
tos t dito cora Imagen* 1 dito com um, or-
glo 1 dito com cera 4 ditos com agoaa das
caldas 3 ditos com uvas 1 dito com livros
1 dito com um braco de balaca 1 caixote
com sementes de 01 latir 1 dilo com hum
muinho de caf (jo gamellas de cera 1
embrulbo com estampas 1 dilo com hum
capote 16 caixas com marmelada 2 bar-
ricas com dita 14 frasqueiras com doce 1
embrulho com vassouras 2 harneas com
cal 4 bahus com fasendas 1 pacota com di
tas 2 taboas com as armas do Porto 700
varas de lagedo >6t6 molhos de sebolla 4
moios de sal.


DIARIO D E P E R N A M B U G O
Fora do Manifest.
1 Casal de pombos a canarios i corte
de casaca i dito oleas ludo de pino i
caixa om bisas 3 catimploras para faer
srveles a coxixos l cmbrulho com ervas.
MEZA DO CONSULADO.
A Pauta he a mesraa do num. ?.3j.
PRFEITURA.
Parte do dia 29 de Outubro de 188.
Illm. e E tem a minlia ordein e tiverao destina :
i mmda publicar o prseme.
Recite m Sess extraordinaria de a5
deOnlubro de 1838.
Jos de Barros Falca o de Lacerda.
Pro Presidente.
Fulgencio Infante d'Alhuquerquo e Mello.
Secretario*
Manoul pardo escravo de Antonio Lu-
ir pelo Coinmssario da Polica do 4- dis-
iricto do Recife pof ter sido encontrado
pulas 10 horas d-i noite e faser-se suspeito
Benedicto Pereira de Matos preto e Jos
dos Santos das Neves aemi-branco pelo
Sub-Prefeito da Freguesia de S. Ant. por
terem sido encontrados pelas 11 horas da
noiteem un batuque com grande alindo,
e adjunto; Manoel Joaqun de Mello e
Antonio Vital, Francisco Pereira Bernar-
dinodeSeua, e J050 Marcelino, pardos,
pelo Comroaodanlc da 1. pitrulba di Ribei-
ra por estarem em disturbio e vozerias
pelas ras tarde da noite ; Domingos Anto-
nio dos Santos tambera pardo e Joo ,
preto escravo de Jacinto Jos de Mello ,
por um soldado de Polica por briga ;
Anna Mara e Angela Maria tambem
pretas pelo Commandante da Guarda da
Cadeia pelo raesmo motivo ^ Joo, tam
bem preto menor, escravo de Joaquina
Jos de Abreo por outro soldado de Po-
lica por ter ferido a um snjeitu com um
pedaco de trinchete com pona e Anto-
nio da Costa branco, porpnfracco das
Posturas da Cmara Municipal.
E' o que consta das partes hoje recebi-
das n'esla Secretaria.
Dos Guarde a V. Exc. Prefeitura da
Comarca do Recife 29 de Outubro de
1838, Illm. e Exm. Snr. Fraucisco de
Paula Cavalcanti de Albuquerque Vice-
presidente da Provincia. Francisco An-
tonio de S Brrelo Prefeito da Comarca.
EXTERIOR.
RETROSPECTO poltico.
As ultimas noticias de Inglaterra alean-
cao at a do coi rente (Setembro). O que
ha de mais interpssante ho relativo aos ne
{ocios do Oriente. Vanos peridicos ob-
servad quo cumpre que o governo ingls j dizem que Cabrera e a sua gente secn-
ra a Porta Otto- servava em Forcadoll e Villabuna inter-
U circumstancias a raorte de Carlos Joo
pode dar margem successos de muita im-
portancia.
Por cartas de Aleppo se sabe que os Bar
duinos eos Druzos depois de hura sangui-
nolento conflicto com osEgypcios, haviaS
evacuado o Haruran passando a oceupar o
Anti Lebanon hadando Ibrahiui de ar-
mar contra elles todos os habilanles chris-
(os daqueJIe psiz.
Diz.-se que o principe Luz Napoleao se
deelarou suissa conseguindo assim o rei
dos francezes hum dos seus objectos pois
que o joven Napoleao leve que renunciar
os direitos de cidadio franoez.
De Uidrid ha noticias at a4 do Pasa-
do. Relativamente ao assedio de Morilla,
se-
Parte do dia 5o.
*" Illm. e Ex. Snr. Foio presos bon-
tem a minba ordem e tiverio deslino :
Manoel Thonaaz semi-branco, pelo Sub-
Prefeito da Freguesia de Santo Antonio ,
por ter consintido grande adjunto de pes-
soas ociosas na porta de seu botiquim em
horas incompetentes -. em contravenco
das ordena respeito ; Jos Mara dos San-
tos branco, por um soldado de Polica ,
por ter dado urna bofetada em um menor;
Pedro Alexandrino, pardo trigeiro por
um Corneta de Guarda Nacional por estar
fasendo desorden*; Antonio Joaqun,
tambem pardo, pelo Sub-Prefeito da fre-
guesia da Boa vista por ser ebrio fa
quista e desordeiro ; e Jos Manoel dos
Santos crioulo, pelo Sub-Prefeito da
Freguesia dos Affogados, por ser deser-
tor do Brigue Constanca.
Nao occorreu mus novidade.
Dos Guarde a V. Exc. Prefeilura da
Comarca do Recife 3o de Oulubio de
l838 &c.
EDITAL,
A Cmara Municipal da Cidade do Reci-
f
e e seu Termo
&c.
Faz saber que em virlude da resoluco
do Exm. Vice-Prezidente da Provincia ,
emofficios dactados de a8 de Setembro p.
p, e a do correte mez lera principio ,
boje 3i do mesmo a arremalaco an-
nual das casas da Praca da Independencia
de nmeros 17, 18, ai, e 2a ; e o da
Praca do mercado do Bairro da Boa-vista ;
ditas da Ribeira do Peixe, e Praca do mer-
cado deste Bairro; o Contracto das affiri-
coens; e o restante dos taihos dos asso
guesdos Bairros de Santo Antonio e Boa
rista recebendo-se todo e qualquer lan
co que os Arrematantes houvrem de offe-
recei*: os pertendentes dever comparecer
em casa de* sua5 Sessoens ao mencionado
dia habilatados com fiadores idneos na
forma da Le,
E para que chegue noticia de todo
irrite a Mehemot-Ali contra a Porta Otto
mana, cooperando secretamente em favor
dos eus projectos d independencia. Se-
Rundo elles todo o Inglcz que se dirige o
Egyplo deve ser hum agente do governo
com a misso de 'trabalhar ueste sentido.
Por i so se disse que o doutor Bowriug
fura ao Dairo com o encargo de provocar
o bacli rehellio : o que havia conse-
guido pois que Mebemet-depois d decla-
rar que se proclamara independeutu
oo grado da Poita, havia supplicado ao
doutor que pnssasse a Constantinnplt para
entabol.tr huma uegociaeo com o Divn a
este respeito.
Todava o governo Inglez nao tem par-
ta tio activa quanto se supp'm em fomea-
lar a discordia entre o Egypto e a Tur-
qua faz-1 be mais conla do que qual
quer outra naco conservar o stalu quo do
Oriente e ira de encontr a este accordo
tentando sublrahir Mebemet Ali obedi
enca do Sulto.
Tem-se espallndo que o principe Pu-
kler Muskau acceitara huma misso an-
loga do Governo Francez; porem estamos
convencidos que o gabinete das Tuilherias
pnrtilha a mesan poltica do gabinete de
S James a este respeito.
Se Mebemet lem ou nao escutado estes
conselhos das potencias Europeas he ques-
to mu diversa e he aos diclames seos
proprios quo sao devidoa-o clculos .dos
polticos acerca dos ex torcos das Cortes
Europeas em Alexandria.
as embaixada da Russia, Prussia ,
Hollandae Austria residentes em Londres
notava-se grande actividade cerca da
questo Hollando-Belga O embaixador
da Russia quer accelerar O termo da ques-
to, e com effeilo parece ter recebido visi-
tas frequentes dos Viscondes Melbourne e
Palmerston em sua residencia de Ash
burnham house. O Conde de eufil Pi
lasch tambem toma parte activa neste ar-
ranjo. A Franca mostrare desde algum
tempo a esta parte pouco activa para a so-
lucio deste negocio, poslo que seja c<-rto
ler ficado o Conde Sebastiani em Londres
para obrar de accordo aun o governo Bri-
tannico.
De Brest parti hum novo reforc para
a esquadra que bloqueia o Mxico. O Al-
mirante Baudin cominandar em chefe ', e
o joven Principe de Joinvillo illio de
Luz Filippe com mandar huma corveta.
Pela sua parte h repblica se preparava
com vigur para resistir aoinimigo como
consta por cartas de Vera Cruz e Tampico ,
em data de 1 de Julbo. Muilos vveres se
rravia introduzido no castello de S. Joo
de Ulloa e iavia de-cido tres mil ho
mens mais para Vera Cruz.
Ha algum tempo que a idade avancadi e
a sauda do Rei Bernardole de Suecia an-
nuocia a prxima vacatura do (bruno ;
e dous partidos j estoem frente hum do
outro, sendo os primeros indicio, da
provima lucta os tumultos que ho*uver
em Stock olmo.
He certo que o Principe Osear seacba a
testa de bum partido mui numeroso e for-
te ; mas desfavoreceo o nao pouco a im-
popularidade de seu pai e esta he a ra-
za porque elle lem permanecido por tanto
tempo em Alemanha. Por outra parle
huma porco consideravel da nobreza est
descontente porque a dynastia electiva nao
lem deixado de dar-lhis motivo-' de quei-
xa ea Russia nio aspira seno a excitar
turbulencias na Suecia : tem interesae em
proteger a causa do pretendenle legitimo ,
corese deduz da coincidencia dos alboro-
ceptando a communicac do exercilo da
raiiiba com Castelln de la Plana e Vina-
roz.
Afirma se que em consequencia da che-
gada do gsiwral Pardinas com huma forle
diviso, sedara oassalto a Morella em 17
do pausado, que as tropas leaes havia
entrado na praca.
Consta va qa* governo hava feito con-
tracto com o bineode S. Fernando, eob-
tido seis mhoi de reales, dos quaes se
tii,bao destinado quatro para o exercilo do
norte, bum e meio ao do centro, eo
rueio milbao estaule ao de reserva. O
baro de olbsekild propunhi-se adianlar
5o milhdes de reales com hypotheca dos
azongues de Almada.
No Porto, Feira, Aveiro, Braga,
Guarda, e Algai ve acabi os patriotas de
obter decisivas van tageus eleitoraes que
os nossos contrarios m vo pretender in-
validar forjando toda a especie de calum-
nir e falsidada. Aguardemos confiada-
mente o resultado da eleicao geral, he
maito de esperar que novas victorias nos
venha asegurar o predominio da CoDl*
luicode 18J8, e do progresso legal.
(Nacional de Lisboa de 3 de Setembro.)
O nossso Correspondente particular de
Madrid em data de a8 do crrenle nos
communica o seguinte :
Madrid 28. Parte hum postilho pira
essa e nao perco a occasio de annunciar- rjnal sorle tivera o honrado coronel D.
Morella na noite de i5 do corrente
gundo omciei a V. Exc. na micha parte de
16. e propostos pelo commandante pene-
ral de engenheiros os meios de vencer os
obstculos que impedirlo que elle se ve.
rificasse. tendo-me conformado com o
seu parecer ju'guc dever tentar hum no-
vo assalto baioneta combinado com hu-
ma escalada por tres pontos diversos que
1 se devia realisar boje de manh : para esse
fim determine que cada huma das diviso^
de infantera sorteasse hum dos seus bata-
Ihoes para esta empresa, resultando ser
nomeado para o assalto d^brecha o bata-
Iho de granadeiros di grj'arda real pro-
vincial com as companbias do provincial
de Santiago, huma e meia desapadores
e huma seceo de artilhe-ria sustentada
esta columna pelos balalbo^s da rainha go-
vr madura as ordns do brigadeiro Aspi-
ro/, e devendo escalar a muralua pelps
pontos designados os batalh5es a. de Cr-
doba a. de Cistella e o i. de volunta-
rios de Navarra sustentando os dois lti-
mos em caso necessario o regiment de
cacadores do Porto. Ao amanbecer aehi-
va-se as tropas nos pontos designados pa-
ra acommatler a praca, e dado o signal
convencionado marchara com huma se-
renidade e arrojo dignos de mais feliz sor-
te. O batalho de granadeiros provin-
ciaes coma outra forca da sua columna ,
assim auno a di reserva chegara a apro-
ximarse brecha, al hum ponto que
senio mpossivcl marchar seno em desfila-
da o era tambem adiantar-se hura s I10-
mem sem encontrar a morle ; pois o ni-
migo diriga sobre esta parte hum logo
horroroso de fu/.ilaria da praca e castello,
e huma chuva de granadas de mo
e de metralha que espalhava a destruicao
por toda a parle.
Com ludo estas valentes tropas manti-
nhao a sua posico apesar das perdas que
soffriao e de terem visto perecer seus me-
Ihores otBcjaes, entre elles o malogrado
mancebo D. Joaquina Alonso comman-
dante do corpo de estado maior que mar-
chando frente da columna terminou a
sua existencia dando hum novo testemu-
nlio do seu acreditado valor e arrojo le-
vando sepultura as esperancas que todo
o exercilo linha concebido de que hum dia
seria hum dos seus melhores generaes.
Ibe que o general Oraa se vio na triste pre-
ciso de levantar o sitio de Morella depois
de infructuosos assallos nos quaes perde-
mos 500 morios e 900 feridos. Os sitia-
dos se defenders como feras. A taha de
vveres e os restantes ataques que havia
que uster com os carlistas s ordena de
Cabrera Forcadell e oulros que de fon
tractavao de impedir nossas opurdCies fo
a5 as causas que ho produzido estes *sf-
feitos. Obrigideiro D. Xivier AspiroZ
commandou a columna do primeiro e (ti
prodigios de valor. Naquella occasio
morrtra na brecha animando as tropas
o coronel D Bruno Portillo e Velasco, as-
sim auno os lenles coronis D. Joaquim
Alonso e D. Jeronymo las Heras. Toda a
artilhera grossa e fondos fora couduzdos
para Alcaniz. Lamentavel he esle suece*-
so nao s() pla que em si vale j como por
que tira a forca moral nossa tropa <-.
augmenta a dos inimigus.
S. M. ordeoou que o Ministro da Guer-
ra D. Manoel Latre. fosse em pessoa e com
plenos poderes ao exercilo do Norte a fim
de iuleirar-se das causas que motivara (a-
manilo contratempo, e nomeou oGeueral
Aldama para desempenbar o Ministerio da
Guerra durante a ausencia do outro. O
General Lalre he triste militar; bem que
valeule nj inspira grande coiifianca nos
soldados.
Pelocorreio desta noute Ihe escreverei
mais extensamente. Nossos fundos baixa-
ra meiopor cenlo por causa disto.
(Id.)
IIESPA.MI\.
Pormenores sobre o levanamento do sitio
>e Morcu. Pailecipjcss oIBciaos.
Rxe cito do centro e Capitana general
do Arago e Valencia. __ Secretaria de cam-
pinba Exm. Sr. Nao tendo tido effei
03 com acbtgMk d Czar Suecia. Nes-1 lo o ataque imcnlado contra a brecha de
Bruno Portillo e Velasco, que cumprioa,
promessa feita de entrar em Morella ou
de morrer junto a seu* muros, e o maior
do batalho de infantera da Rainha D. Ge-
rnimo Jas Heras que succambio no mo-
mento de se apresentar frente da brecha
animando seus soldados.
Bem conheca eli o estado critico desta
columna ; porem esperava o resultado da
escalada pelas paragens designadas pois
se conseguisse chamar para ellas a attenco
do inimigo tal vez dimtpuissem os fogos
sobre a passagem para a brecha e a.co-
lumna de ataque poderia fazer um esfor-
co; porm preparado o inimigo em todas
as parles foi impossivel conseguir o.nos-
so intento, pois que consegu.) fazer
retroceder o segundo Batalho de Crdo-
ba com o logo de fusilera da mura-
Iba, eas granadas e pedras que lancavam ;
o a de Gastella e o 1. de voluntarios de
Navarra poderam por asescadas de encon-
tr s muralhas eatchegar a melado do
sua altura porm sendo dellas pricipita-
dos os primeiros que subiara e soffrendo
o me mo fogo prejectia e pedras como as
outras columnas, liverem de desistir de sua
empresa, de pois de sefrerem grandes
perdas.
Perdida toda a esperanca de conseguir o
triunfo neste era preciso suspender a per-
da de tanto sangue, por isso oideuei que
as tropas voltassem aos leus acampimen
los cheias de raiva e desejosas de se viu-
garem de hum inimigo que cobarde no
campo s valente dentro de urna praca ,
onde j mais se aprsenla a descoberto, que
c forte pela natureza e que est protegida
por urna numerosa arlilheria cujos fogos
sao ditliceis de calar sem maiores meios que
os em pregados at aqui,
Al)5ci!iG me, E;\as Srs. de dar mais
ampios pormenores, ou de mencionaros que
mais se distingauaS neste dia,pois que nem
a brevidade do tempo o permitte nem
foi possivel s divises remellerem-ma as
noiicias necessarias, pois sem descancuem


DIARIO DE
ou esto combatendo ou preparando-se
para isso ou occupando-sa nos trabalhos
proprios do hum sitio ; porem em resueno
declararei a V. Ex. que a conducta de to-
das as tropas dos Srs. Generaes, Cheles,
e Oificiaes no raeio das circunstancias to
criticas o to desagradaveis como os
que nos tem rodeado Coi a mais honra-
da e briosa.
Ninguem recusou marchar com deciso
morte assiro coio ninguem proferiu a
minima queipa pelas faltas e privaces pro-
pri.is das disfiicldades que of:rece o sitio:
e o exercito do centro se nao tSo feliz co
c > os outros nesta especie de empresas; nao
menos digno da considerando de Sua
Magestade o da patria.
Dos Guarde &c- Quartel general em
frente do Morella ij de Agosto de 1833.
Marcellino Oia. Exm. Sr. Sercela
rio d'Eslado e do Ministerio da Guerra,
(dem ti de Seteoibro.)
THEATRO.
No i. de Novembro, em benefioio das
Viuvas dos bravos Pernambucanos mor-
ios na entrada da Cidade da Babia se re-
presentar a Peca de grande Carcter
Imperador Joz a. visitando os Circeres.-
Cantar-seha hum novo Duelo, viudo
prximamente do Rio de Janeiro.'_ Se-
guir se-ha a representacio ta Farca Us
Corcuudas ensacados. O Emprezario fa-
zando todas as despezas sua cusa nao
despreza a.coadjuvaco de qualquer artis-
ta be ib como Mr. Laboiier, ou quai-
queroutro, que hpilatitropicam-nte ve-
nha exercer sua Arte, a fim de tornar mus
rendoso este beneficio, para utilidade dis
Viuv.es de nossos bravos Compali iotas. Os
bilhetes de Platea e Camarotes esli ^co-
rno*outr'ora o fura6 remeltidos ao Sr. INu-
nes Machado) entregues ao Illin. Sr. Pre-
feito Inspector do Theatro.
<( Ser nobre be acaso ,* acaso he ter enge-
Ser Virtuoso be tudo. (nho ;
Eempregar as Virtudes, os talentos
Em ser proficuo Patria ,
K He levar a Virtude ao grao Supremo
Alen da Coramum gloria
Filial. Elys.)
PBRN AMBBGO
- I
s?
AVISOS DIVERSOS.
Aluga-se huma loja de hum sobra-
do na ra Velha da Boa vista, a quai al
o presente servio de venda e he lugar
de freguezia : quem a pretender dirija-se
ao seo proprietatio por sima da mesma.
_ Arrenda-se hum sitio com huma
boa caza de vivenda e cmodos suficien-
tes para familia ; tem varias arvores
de fruclo, e huma estribara para ('aval-
Ios ; tem animalmente pasto para 6 vac-
uas ou ais e boa agoa de bebei"; situa-
do no logar do Arraial: quem o pretender
dirija-se a ra do Crespo D. j.
_ Quem annuuciou querer comprar
huma caza de hum andar com declaraco
das ras dirija-se a ra da Cadeia do Re-
cifeN. 48 y que achira com quem tratar
sobre huma caza que se pretende vender.
_ Qu^jiu quiser alugar hum preto ou
prela para vender pao para o Mato e
mesmo para apr.ica, pagan.io se Ihe a
veudagem annuncie na dirija-se as 5
Puntas na Padaria D. 39 lado do nas-
cent-
CC9 Na Urde do dia 5 de Novembro
prximo ter lugar na poria do juiz do
Civel da a" Vara a ultima Praca, para a
arremataco da caza do Theatro desta Ci-
dade : convida-aje aosSenhores que qui-
serem arrematar, para que hajao de con-
correr na mencionada tai de.
__ Mr. Kissel lelojoeiio franco/. no
atierro da Boavisla, acba-se prompto a
concertar qualquer relogio que llie seja
confiado, par mais commodo preco ; elle
briga-se a restituir o dinb'eiro que liver
recebido em pagamento de qualquer con-
cert que nao fbr bem executado e est
prompto a Iratar por anuo com os seos
Tregeles por milito mdico preco obri-
gando-se u concertar com toda a brevidade
os lelogios de seos freguezes tantas ve-
zes, quantas precisarem no decurso do
auno.
- Madame Pqirson Modista Franceza
tem a honra de mmunciar ao respeilave|
Publico que tem eslabelecido huma loja
Franceza na ra Nova por baixo da inora-
dla da familia do finado Thoraaz Lins Cal-
das, e.ihi oFarece seus servicos tanto na
qualidaue de modista em toda a especie
de ornatos para Senhoras, como em sor-
timentus de outras mais fazendas Ftance-
zas.
Huma creoula forra que represen-
ta quarenta anuos se propoem a ser ama
de qualquer casa de bomem aolteiro a
qual sabe lavar e engomar e cozinba :
que 11 doseu prestimo precisar dirija-se a
ra do Padre Floriano D. 23 que achara
com quem tratar.
No dia 28, Domingo as 10 horas
da noile foi pegado hum moleque peque-
no que representa ter 9 a 10 anuos de ida-
de que bem parece ser creoula cor fu-
la camisa de chilla azul sem calca ; <
diz chamar-se Bernardo escravo de hum
Senhor chamado Rafael, pulieiro, mora-
dor na ra da Moeda : quem se jalgar ter
direito elle procure no largo do Terco
D. a em huma loja de huma s porta ,
que mostrando periencer Ihe Ihe ser en-
tregue.
A pessoa que por tres ver.es no dia
8 do correte procurou as 5 Pontas so-
brado ubimo da carreira das cazas do Pei-
xoto a quem nelle mora para o ajuste do
ca vallo 5 e nao acbou em nenhuma dellas
emeasa, pode boje mesmo dirigir-se ao
beco do Adique na mesma 5 Ponas para
tratar do seo ajuste, na caza 5.
A Senhora Herculana Mara de A-
quino, e o Sr. Alvaro Augusto de Andra-
de e Araujo tem cart>s que as podem
procurar no bairro doRecife ra da Cruz
D.8.
_ Fiados os dias da Le se ha de ar-
rematar em praca publica perante o Sr.
Dr. Juizdo Civel da a. Vara, na raa No-
va Huma morada de caza terrea sita na
ra da camboa do Carmo D. 7, com quin-
tal cacimba boa agoa de beber duas
salas, e dois corredores, duas alcovas ,
duas portase huma janella, bons alicerces,
e em ponto alto; huma caza no fundo oc-
cupada com hum forno que servia de co-
zinba amigamente que com o mesmo ma-
terial e huma pequea despeza pode ren-
der algum tanto por ter portas para serven-
ta para hum beco hum tanto largo; tem
de largura a5 a 3o palmos, e de fundo
t8opouco rais ou menos boa para le-
vantar sobrado.
4^ As pessoas, que quizprem apren-
der a lingoa Franceza por preco cmodo ;
dirija-se a ra Velha eiu huma caza junto
ao Ferro.
Precisa-se alugar por 4 60 dias
hum sobrado que seja bom e fresco pa
gando-se dobrado aluguel do que elle va-
ler : quem quizer fazer este negocio dirija
se a ra do sol armazem de capim a fallar
com Domingos Rosa, que-dir quem a
pretende.
A Commissao Administradora da
Scciedade Harmnico Theatnl convida ..a
os Sucios da mesma a que so dignom
reunir no da quinta feira i. de Novem-
bro pelas lo horas do dia para discusso
de objecto importante.
Qualquer pessoa a quem foroffereci-
dis a colherinbas de prala par* cha com
as 3 iniciaes unidas A. F. S desapaa-
das da casa da Nev da ra da Cadeia as
queiro lomar e 111 md I-as a dita casa que
se Ihe ficar agradecido., e se gratificar.
, Precisa se de hum liomem para
marcador na casa da Nev do lleco do
Theatro : quem estver nestas circunstan-
cias e dando abono pode ali hir p. tar.
_ A pessoa que animnclou precisar de
3oo,oooreis dando por hypoteca um escra
vo : diri|i-se a Pracinha do Livrameuto
loj de Herculano Jos de Emitas.
'__ Quem quiser dar duzentos mil
res a juros anda mesmo de 3 por cento
ao mez, porespaco de G a 8 meses com
hypoteca em um boro escravo, podendo
pagar-se o juros roensalmenlu; quem 'os
quiser dar annuncie.
_ Quem anunciou querer comprar hum
escravo de 4 a 5 anuos: dirjase a ra
do Arago D. 18.
" Piecisa-e de um Caixeiio para ven-
da que ten ha praca e tome costa por
balanco dando fiador a su* conducta que
ser bam pago desempanhando como de-ve:
no Porto das Cinocas di ra Nova cisa de
capim.
-- Nao o podemos duvidar que pela
medida velhi temos com o favor da Pro-
videncia hoje farinha de 11 patacas at 4
mil reis e na verd ide ou he muila eslu
pidez ou alias um insulto directo ao res-
peclaclavel publico Que anda quem se
lembre de annunciar o mesmo gnero a
5,5oo mis osacoou he cegueira ou debi-
lidade de milos e um teslemunlio de bai-
xesa. e o mais he que anda se repele em
querer saber a onde se vende a 4.000 rs
e por tamo um amigo da ordem aconselln
a esse amante de seus simelhantes paraqut
no descreva couzas que se fasein odio
zas Ao.
_. Perdeo-se um minino Pardo no d:a
da Procisso da Senhora do Terco de ida-
de de 10 para 11 annos Uvou vestido ca-
misa de xilla : quera delle souber ou li-
ver noticia o mindelmara ra do Encan-
tamento na tenda do Biptista Policiro,-
advert--se que o dito minino he forro.
Precisa se alugar buma casa terrea,
ou primeiro andar na ra da Guia do Re-
cife ou as travessas anexas que tenha
o telhado vedado e porta segura qual
quer oulra falta se despensa : quem tiver
annuncie.
Ha quem se encarregue de cobrancas
e mais negocios judiciaes na Comarca
do Kio Formoso : as pessoas que disto sp
quiserem utilisar vao a ra do Cabug laja
do Mello que. ss Ihe dir quem faz este
negocio.
Roga-se encarecidamente ao Snr. do
Enfienho Serrana freguezia de Jaboato, te-
nha ahondado de izaminar o escravo que se
axa em seo engenho e que nao declara
quem he seu Snr., e ser ja de idade : ven-
do sua Senboria que o escravo tem huma
velidia no olho tem bastante cbelos brancos
idade para mais de 4o annos., corpo seco,
estatura regular, cara redonda, pemas fin-
nas, pes grandes ; este preto por varias
vezes tem fgido ecostuma mudar de nomo,
quando fugio hia cora hu ferida pa junta
do p procedida du ferro que trazia, foi
peg..do as curcuranas e pode escapulir-
se e depois foi pegado por Manoel bexiga
Canoeiroe escravo do Snr. Coronel Eran-
cisco Costa e na occasio de embarcal-o na
canoa tornou a fugir; na aparencia he
simples ; porem muito astucioso, prin-
cipalmente para furlar e fugir ; o seo pro-
prio nome be Joaquim Bunbond perlen
cente a Jofd Manoel Pinto Chaves com
Padaria e Refinaco noFortedo Mato* D.
43 o qual promete pagar toda e qualquer
despesa que se fiser e agradecer a aquelle
Senhor de Engenho caso seja o feridoo
escravo queja pelas folhas publicas foi an-
nun iado.
_ No armasen] de Antonio Joaquim
Pereira defronte das escadinhas d'Alfan-
dega vende-se por precos coro ni idos e
chegados recentemente charutos de su
perior qualidadd em caixinhas meias
caixiubas e quartos de caixinhas bem
como charutos muto pequeo de superi -
or qulidadc farinha de Magc ervilhus
novas e milho
. Aluga se urna casa terrea sita em Fo-
ra de Portas 11. aou com um grande soto
jaiK-lhs para o mar grando quintal e
bons conmodos ; a tratar na mesma ra
com Joaquim Lopes d'Alineida na caza
N. 104.
Quem precisar de mu Caixeiro Por-
tuguez pa cobrancas de rua ou mesmo ar-
masem o qual tem bstanle pralic-t ; diri-
ja-se a rua Nova D. 16.
_ Quem precisar de huma ama de leile :
dirija-se a raa da Cruz do Kecife por cima
da fundca doSnr. Misquita primeiro an-
dar.
_ Arrenda-.se para passar a festa hum
sitio na Ponte de Uxoa com excellente ca-
za de vivenda pintada e preparada de
tudo rom estribara quartos para e-cra
vos, e fructas : a falar com oVillas Boas na
rua do Encantamento, que Ihe dir quem
arrenda. O mesmo Villas B as precisa de
um cilor hsb e-m p'iMtacoens para hum
sitio de pessoa que o eoca regou de tra-
tar disso.
_ Aloga-se parte de urna casa para a
Festa ou por auno em um sitio em S'
Amaro constando de duas sallas e duas
camariuli is sutao e cosinha tudo rn .
teirameute separado da pequea familia '
que re*d* n-llas; n-C> se alugar se nao
a familia cap^z ,a qual igualmeute podei *
se utilisr das frutas : quem quiser, diri-'>
ja-se ao campo de S. Aro na venda
domestie Beito, quolbe*dar as infor-"
raacoes necessariss ou a esla Tvpogra- '
fia.
_ Precisi sede urna negra de alugnel
para o servico de urna casa : quem a- uver
annuncie.
_ Quem percisar de hum caxeiro por-.'
tugues de iH anuos que sabe bem l^r ,
escrever e contar dirija-se a rua velha
casa nova que lera venda lauto para o ma-
lo como para esta praca.
_ Quem persizar de hum rapas Portu-
guez de idade de i8a 2o anuos para loja
de ferrageio u fazenda o mesmo para ou-
lra qualquer ooupaco nesta praca ou
foradella djque tem bastante pratica e sa-
be bem ler escrever podo procurar no at-
ierro da Boa-vista nobotequim ao p da,
ponte que a bi se dir quem he o uiinuu-
ciante.
-- Precisa-se de um bom caixeiro para
venda, dando fiador a sua conducta quem
estiver tiestas crcunstancias haja de decla-
rar a sua morada pira se procurar.
_ Quem se quizer por por a feitor de
hum sitio no Poco da Panela, comacon-
dicao de trabilhar de enxada no mesmo ,
procure na rua da Sanzalla velha sobra-
do de dous andares 1. 5o, no peda pada-
ria de Joaquim Antonio de Vasconcellos.
-- Quem precisar da ama para casa,
de hornera solteiro, ou viuvo procure no
atterro do aogido defroute da casa do-
Snr. Major Costs, era casa da viuva de
Damio Hornera Solero, pira tratar do a-
juste.
O Snr. Jos Lourenco J. S., queira
procurar huma carta viuda do Ar na loje demiudesas u. 4 na da Cadeia do-
Recife.
Traspassa-se urna venda armasenada
com poucos fundos ou sera riles na qui-
na dos Quarteis junto a praca da Indepen-
da que olha para a rua do Rzario larga,
cora arraaco nova e o Seohi-rio faz van-
lagem ao comprador : a tratar na mesma
que se far qualquer negocio pois que
acasaserve para algum outro estabel.ci-
mento.
Precisa-se de urna pessoa que queira
a sugeitar-se a hir com prelas vender fazen-
das : na rua nova padaria do Bento Anto-
nio Domingues.
.. Precisa-se de um preto para carregar
um taboleiro de fazendas ; no atierro da-
Boa vista loja de fazendas D. j5,
Arrenda-se um armasem de rasa
terrea com tres portas, na rua do Santa
Rilla, ultima casa da parte do mar com
embsrquo ao p, com bala neis, e pezos pa-
ra a compra deassucar, ou coutos salga-
dos ; a falar cora Jos Joaquim Biserra
Cavalcanti na Passagem tlu Magdalena.
Quem quizer comprar urna escra va
de naco e de bonita figura nao tem vi-
cios nem achaques cozinba o diario de
una casa lava de sabio e de varrela :
na rua da Aurora D 1 o segundo andar.
----No dia a8 do coi rente pelas sM.?
horas da noile condiizindo nm preto do
beco do Rosario para a rua da Florentina
um bah acompanbado de una prefa
esse desencaminhou-se levando coniigo o
bau', que dentro do qual hia 3 immagens
sendo urna do Snr. Cruxificido, oulra de
S. Goncalo, e oulra ^; Sinta Auna, e ma-
is alguns hvios iropressos: a pessoa que
Ihe for ofert'cido equiser restituir ao seu
dono dirija-se ao beco do Rosario D. aa
que ficara sumamente agradecido.
Quem quiser Hogar pata passar a
festa huma casa boa pintad 1 de novo e
para (fraude familia, na (Jrtu de Almas
com pequeo cilio ou quintal porem bom,
procure, segundo andar da eas da esqui-
na da rua do Enctamentp que deila*
para a pra?a do. Commercio : aonde lam-
bem su precisa de hum bom feitor, (Ja
qualidades que emenda de planta, canlei-
roa, poda e tudo mais proprio de um*
CitO.
_ O Bacharei Formado Pedro Pereira
da Silva (iuimaraes mudou a sa residen-
cia para a rua dasCiu/.es n. 6 1 and.tr,'
onde o podem procurar aspt-ss,as, qua
com elle intercssaG fallar.



DIARIO D TERNA M BUCO.
1
Domingos Alexandrino da Silva esta-
beleceo uma nova offieina de polieiro no
forte do mattos ra da moeda buscando
a da Madre de Dos e prqmelte servir aos
Sra. Proprietarios e Capiles de Navios
com promptidao e quanto a perfeiclo e
peecos de suas obra* os seus freguezts nao
(icario descntenles.
O Sr. L. A. V. dentro do pra dias contados da publicacao do presente ,
queira mandar ou bir papar quanlia de
6000 restante de madeiras que rooiprou.
en uma 9erraria na ra da praia desde 3j
deSelembro.de 18J7 cujo pagamento to
haoi se aceita cm tehas o tijolos < que
lhe he cemmodopor tcr presentenv'nte
olaria, e do contraro ver o seu nome
por estenco paratonhecimento du respeita-
vel publico.
Roga-se ao Sr, F. P. L. qaeira man-
dar ou hir entenderse em a loj \ deourives
n. 16 na praca Ha Independencia, nao s
para receber certos documentos ali deposi-
tados que lhe sao pertencenies como pira
dar fim ao contrato fito eom o Sr. J P. X.
desde Novembro de i833, e Junho de
1834.
Quem precisar de mandar conducir
material para obras em eassamlus, ou
mandar < onduzir entulbo tudo por pre-
co commodo sendo no bairro de S*nto
Antonio dirija-se a ra Direita D. 54.
- Precisa-sede alugar uraa osa terrea
ou un andar, nobairro de S. Antonio;
quem tiver annuncie.
AVISOS MARTIMOS.
PARA O PORTO o muito velleiro
Brigue Fama doDjuro Ca pita o Jos Joa-
qun) de Soma ; quem no mesmo quiser
carregar ou bir de passagem para o que
tem bouscomraodos dirija-se a> dito Ca-
pitio na praca ou ao consignatario An-
tonio Joaquim de Souza Ribeii o.
PARA O ASSU', at 5 de Noverobro
o Brigue Roza ; quem no raes 1110 qusser
carregar 1*0 bir de passagtm dirjase ao
forte do mattos a irWr cj o itu praprieV
tario.
PARA O RIO D JANEIRO, o bem
conh-cido Brigue Bom Jess Capito Jo-
io Rodrigues Amaro sabe no dia 3 de
Novembro somente recebe ainda passa-
geiros; a quem convier dirija se ao Capi-
to ou a G A. de Bsrros pracioba do
Corpo Santo D. 67.
PARA O CrURA', o Acaracu'a Es-
cuna Bom Jess de Camaragibe, segu
viagem at 13 de. Novembro por ler ja o
seu carregamenlo quasi prompto; quem
quiser carregar ou Ina d-.- passagem para o
que tem excellentes com modos; dirija-se
a Maoopl Joaquim Pedro da Costa.
PARA LIVERPOOL com toda a b:e
vidade a superior Galera Ingleza Emily ,
Capito Wardle, da primcira classe (Al)
forrado e encavilbado. de cobre: quem
quizer carregar ou hir de passagem dirija-
se a M. Calmonl&C,
espingardas mangas de vidro e outros
ebjeclos.
COMPRAS.
O folhetointitulado Galala ; quem
o tiver annuncie.
-- m sitio grande que tenba boa Haj.
xa e larras de plantar sendo no termo
deO'inda ; quem tiver annuncie.
VENDAS.
Alguns terrenos para se edificar casa*
no lugar denominado ^ae do Machado,
qnetem de fundos i36 paitaos, e urna
renda no mesmo lugar com poucos fun- prieta rio pira si o sitio Rabo do Jequi
LEILAO'.
Que pretende fazer IfarrisonsLatham
e rlibbert, de fazendas limpaa e avariadas,
sendo das ultimas alguns fardos de cbilas
Coromandeis&c. na cas de sua residencia
ra da alfandega velha n. g na segunda
fejra 5 de Novembro.
Que se faz na ra da cadeia do Reci-
fe n. 6 a 6 de Novemb'o as io horas da
manli, de um grande sortimento de mol-
duras douradas para quadros estampas
finas ornamento de sala, com quadros e
sem elles, espelhos grandes, um porco de
vidros para janellas lojas e palanquins ,
om grande sortimento de vinhos de Borde-
>ux de superior qualidade agoa ardenle
de franca chistes ecasacas.de varios gos-
tos, bijotaria falsa e dita de boro ocu
los para todas as vistas colheres garfos,
ooirosobjeclosde prata sinetes caixa*
de tabaco pentes colares, luvas de li-
ndo e de seda para Senhoras e pira ho-
utens instrumentos de cirurgia de gomma
elstica e outres brinquedos de meninos,
pedras falsas ps de miro bahus de
couro para viagem e caixai para chapeos ,
dos : tratar na rUa da roda 33?.
Para fora do provincia um oscrevo
crioulo da idade de 11 annos official de
sapateiro ; quem o pretender* annuncie.
Sigu' fino d primeira sorte t no
atierro da Boa vista D. 19.
Ummolatode idade da la annos,
com principio de afaiate ptimo para
p8gem : ,na ra das larangeiras casa D 6 ,
nola-se que tambem se troca por alguma
negiinba da mesma idade.
-- Urna casa terrea na ra do assragne
a Boa vista D. 21, urna dita na ra velha
do mesmo Burro D. a3 e os fuodos das
duas do atierro D. 46 e 47 ; cojos fondos
deitio a frente para a ponte -velha ; a tra-
tar no aterro da Boa vista sobrado D, 63.
Urna venda com poucos fundos nas 5
pontas D 7 e um paianquim ja uzado :
a tratar na mesma.
Um escravo muito moco, de bonita
figura, e hbil para todo o servico, e a
vista do comprador se dir as habelidsdes ;
na ra nova D. 34
-- Uns pinhores em obras, sendo no
oitavas de ouro e 800 e tantas de prata :
na ra Direita lado de trra D. 34*
Um negro de naci de idade de 3o
annos, melrocnoeiro remad ir de es-
catea tirador de e*b* reacio e bom
marinheiro : em fora da portas em ca>a de
Anna Clara de Mello.
CaiT; da (erra muito bom a a00 arro-
ba e boies com uvas por proco commo-
do : na ra nova D 33.
-- Um molrque de bonita figura ,. ere-
nulo e por:preco commodo 1 na praca d
Boa vista D. 6.
-- Urna negrinha de angola, de dad e de
12 anuos : no beco atraz do Trenv hobra-
dinho d"' um andar.
ma casa torrea na Boa vista roa do
cotovelo D. 3 ao voltar da S. Cruz n casa
de urna porta e duas janellas a pouto aca-
bada de ser construida, salla forrada, chSos
proprios : na rita do R"zario loja de enca-
dernador.
Terrenos para se edificar casas na
passagem da Magdalena, beira da estrada,
rom 185 palmos de fundo, uu 400 u iace
da camboa, e pelo centro com 200, ou
400 palmos de tundo, conforme o goato,
e circunstancias dos perlendentes, Jalar
nma : na pracinha do Livramento Deci-
ma 33.
S-b das soltas ao cento 490 B0 ar"
masem de vidros ao lado da cadeia.
Um escravo official de carpina d
idade do23 annos, e tambem se troca por 1
moleque voltando-se o que for de razio :
na ra do Livramento D. 11.
-- Dois pares de andilha> : na .ra Di*
reita venda I) 4^.
-- Um mnlato bom official de sapateiro
com 3o annos d idade bonita figura,
sem vicios nem achaques e muito proprio
para pagem : na ra do maro ds peoha so-
brado D- 18.
O engenho Pencdo de haixo da fie
gurzia de S Lourenco da Malta quem e
pretender filie com Joaquim Corris de
Araujo no mesmo engenho, 011 com
Joo Alaria Seve no Recife; reserva o pro
qne he propriedade separada do dito en
genho cuja venda fez para pagar o que
est devendo de hypotheca no mesmo ^en-
genho cojo engenho tem mjria legoa qua-
drada e seu fundo todo he cnberto de ma-
tas e a casi de vi venda he de sobrado e
tem cem palmos de frente.
-- Um berco de conduru' novo e de bom
gost", com seu cortinado da cassa : na
ra do Nogueira n. 170.
Superiores chapeos da ultima moda,
beira larga pardo e de massa da supe-
rior seda para hornero e minino e de cas-
tor braneos e pretos : na ra nova D. 5 ,
loja de Fredirico Chaves.
Um cavallo olazlo muito bom carrega-
dor baixo muito mantiudo em boas
carnes ; assim como qoejos r!o sertio che-
gados ultimamsnte : paAraca da Boa vista
venda f>. q,
-- Urna negra creoula para fora da trra
ou para o matto e outra de nacSo mu-
cambique para trra de bonita figura e
com h^belidades : na ra de Hortas sobra-
do de um andar D i5 de manh at as
8 horas e d meio dia as 3 horas.
Tres cepos bons para talbos de carne:
na camboa do CarmoD. 30 onde tem um
lalho.
priedade com 1)03
da frenteed nprando se ame-
aciopirao que tena um palmo, o dito*
terreno tem de largura 39 a 3o palmos e
d compr pal-
mos anexo ao mesmo e urna porcSo de
pedras para obra : o tratar com o Cardial,
idapraia serrara junto ao tanque
d'agoa.
ESCRAVOS FGIDOS.
mola-
com
com o seu propietario Jos Joaquim Bi-
/.erra CavalcanFe nomesmo lugar, nos dias
Domingos, e Santos a qualquer, ora ejios di-
as uteis das tres horas at? as seis da tarde,
salva as alteraces de suas oceorreeias
neste ultimo periodo. Tambero se afora
perpetuamente nos terrenos do centro, e
a face da camboa. assim como tambem sp
ajustar a edificacao -de qualquer predio
a vista da planta, que se lhe a presentar.
Osaforamentos perpetuos terao principios
cornos acoradores, que se acbo falados do
primeiro de Novembro prximo ei di-
aue.
- Urna loja com muito poucos fundos-
na praemha do Livramento D. a5 : tratar
na mesma.
Urna morada de casa de sobrado de 1
andares soto, com Je baos proprios \ sita
na ra do Amorim n. 107: a tratar a mes-
ma rna na lenda de ferreiro de Jbajquim
Bernardo.
Um negrinha creoula de idade jde 10
diarlo
a 1? annos, a qual cozinha o diarfu de
na ra do Padre Floriauo casa
urna casa
D. 23.
Duas pedras que servem para jergas
deportas, tendo 5 palmos e meio cada
1
ra da Cruz n. 5a.
Un)- escrava creoula de cor a
tada de idde de i5 a 16 annos
principios de costura rendan engommar,
tambem lava de sabaoe varrella, e co'.inha
algn'ma coisa : na ra Direita sobrado de
3 andares por cima da botica que Joi de
Ignacio Neri da Fonseca, no segundo an-
dar.
Um sobrado de um andar no bairro
de S. Antonio com bons commodos e
muito frescos com bom qnintal, e os
chaos proprios : a tratar no pateo do Ter-
co sobrado de dois andares D. 68.
Chapeos do Chile de todas as qua-
lidades ja promptos e por a prompfar,
tanto de abas largas como de ropa alta ,
e por preco o mais commodo possivel : na
praca da Independencia loja n. 7 e 8.
Um escravo de naco costa, de ida-
de de 20 annos muito forte proprio para
o servico de padaria por ter alguma pra-
tica um dito de angola', bom para tratar
dcavallos, urna negra ptima costureira,
um moleque muito ladino de idade. de 10
annos, e um dito de naci mucambique ,
de idade de 2a annos de linda figura ,
sem vicios nem achaques : passando a
Igreja dos Martirios no primeiro andar do
primeiro sobrado.
Urna casa na campia da casa forte ,
de pedra e cal, com 3o palmos de largo ,
e 75 de fundo com duas salas ; 4 qar
tos, cozinha fora. estribara, cacimba
com boa agoa de beber, as trras sSo pro-
piias, muito frescas e com boa vista : a
tratar na ra dos Martirios passando a Igre-
ja no primeiro andar do primeiro* sobrado.
Urna parelha dcavallos ja ensilla-
dos pira cirrinlio. e uro boro cavallo cs-
quipador : no atierro da Boa vista casa
do segeiro Emilio.
--- O Patacho Simpathia construido
em Cururipe da primeira viagem for-
rado ecavilhado de cobre, e de excellente
jafCiM rom cuus os |seos pe tences e
sobreselenles : a bordo'do mesmo fundia-
dona praia do collegio a tratar com Jo-
s Alexandrino Ferruje ou a Anlonio
Jos^le Magalhes Bastos.
--- Um terreno para edificar urna pro-
- F"gio no ultimo de D'zembro doan-
no p. p. urna negra da cosa ja id<>sa de
nome Catharina, alta um tanto fulla, que-
brada de ambas as verilhas quando anda
deiti os peitos para fora ; quem a pegar |p.
ve.a ra do Aragao 37 que ser bm
recompensado
No dia 29 do correte por um e meia
horada tarde, passou-se do telhado da
casa da ruada cideia dRecife n. 48 para
a casa immediata n. 49e desta por urna ja-
nelja de c|iago decee para o armasem da
outra seguintecasa n. 5od'.nde te evadi
urna preta de nome Joaquina crionla ,
bastante alta meia fulla, prenha de 4
para G mezes levou vestido de cha azul
e camisa de algodozinho, quando falla
parece guerer gagueijar alguma certez.i
de que est oceulta era urna casa particular
mas por ora nao se oza dos meio* que se
deve uzar para a restituir ao seu Senhor o
que se far se com afeito ella com prompti-
dao ou quem a proteja nao fizer com que
ella venha para a casa do Sr, preveoindo-
se todava a qualquer pessoa a quem ella
por qualquer titulo seja ollerecida por ven.
da ou para embarcar para fora da provin-
cia como forra ou captiva que seno dei-
xe Iludir das^rtimanhas della ou de quem
a proteja pois prolesta-se empregar ro-
dos os meios nSo s nesta como em outra
provincia a fim d'ella ser capturada e
ueste caso uzar-sn de todo o rigor da le ,
para punir o malvado ou malvados que
por tal maneira costumo dar sumico aos
escravos alheios e pelo contrario se pro-
Farelhos para engordar cavadlo : na melle ser indulgente coma dita preta e mes-
roo com quero a ten ha oceulta e at grati-
ficar i-e ella com brevidade se presentara
seu Sr. Jas Antonio Basto na dita casa ns
ra da Cadeia.
-- Fugio um negro de nome Gabriel ,
no dia 28 do corente, as 10 has da noile,
da padaria do Sr. Joao Luiz Ferreira, da
ra das larangeiras aonde trabalhva ter
de idade a4 a 25 annos ; be bastante bru-
to levou vestido calsa e camisa de estou-
pa com buco de barba grande e com
um ferro ao pe.coco ; quem o aprehender
leve a ra de Hortas sobrado D. 65 que
ser gratificado.
No dia 17 do corrente,fugio um pre-
to de nome Antoniocabuod, que foi do
Sara fim da Fonseca Bastos, cujos os signa-
es sao os seguintes ; alto seco do corpo ,
cara redonda e picada das bexigas ventas
um tanto largas pouca barba representa
ter 3o annos de idade com ingas no rosto,
foi vestido com camisa deestoupa e calsa do
mesmo, he muito ladino rega-se pois a
todas as aulhoridas Policiaes, e capites de
campo, .ico a deligencia para o prender,
e conduzi-lo a ra das Larangeiras no se-
gundo andar do sobrado D. 3 ou na ra
das Cruzes cas do Sr. Jos dos Santos Ne-
ves e quem o conduzir ser bem recom-
pensado.
MOVIMENTO 1)0 PORTO.
NAVIOS ENTRADOS NO DIA 39.
DA COSTA DE PATAGONIA ; 3o dia,
Galera Americana Acastode 336 Tonel.,
M. Thomaz Swatn carga azeite : ao
Mestre. .
AMERICA; 5o. dias, Brigue Inglet Ann
de 155 Tonel. M Craig carga ba-
ralhu ; a Calmont & Companhia.
LISBOA ; 39 dias Barra Portuguesa N.
S. de Rszariode 278 Tonel., M. Ala-
noel Fraucisco de Souza carga varios
gneros: a Antonio Jos da Amorim-
Peh, ba Tip. DEM.r. dk r. i828


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID E48IDXFFP_Z36XEW INGEST_TIME 2013-04-13T03:35:45Z PACKAGE AA00011611_06045
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES