Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:06027


This item is only available as the following downloads:


Full Text

o
ANNO DE i838. QAUTA FERa
CAMBIOS.
Outubro 9.
.ondees 18 Ds. St. por ifooo ced.
.isboa )0 a 90 por 100 premio, 'por metal. Nom. *
'rauca fijo a 345 lis. por Iranco.
Rio de Janei ro ao par.
Moedas de(i[4oo 150000 as vellias novas iijfuoo.
4#ooo 8^fiooa hj|f5oo
Pesos Columnarios i#68o a 1^700
' Dittos Mexicanos ijjfGyo a ijjfgo
' I'atacoeus Biasileiros i^Ro 1^700
'Premios das Letras, por mei 1 a 1 e \\i por 100.
* Cobre a o par .
PARTIDAS DOSCORREIOS TERRESTS.
' Cidade da Paraiha e villas de sua preterirn ....
?Cidaddo Rio irau le do Norte, e villas dem )c c.. r h
-' Cidade da Fortaleza e villas dem....... | Segundas e bertas luirs.
Villa de (lo auna............ )
' Cidade de linda............ Todos os dias.
Villa de Santo AnlSo............ QuiiiUs feiias.
Dita deGaranhuns............ i)as lo< e 20 de cada mea
littas do Cabo Scrinhaem, Rio Forraso,' Porto Calvo dem 11, e ai ditto dih>.
Pajan'de Flores............ dem 17, dillodiito
Todos os correios partero ao mcio dia.
- > 1 1
10 DE OUTUBRO NUMfiRO a*J>*
Tudo agora depende de nos nifsmos ; da nossa prudencia,
nidciHcSo e energa: continuemos como principiamos,
e seremos apontados com adumacSo entre as N'aces tois cul-
tas.
Proclamarlo da Asseaoblea Geral do Brasil.
8 Segunda S. Riigida Vu. Aud. do
o Terca S. Diomosio II. Kelaco de.
Subscreve-se para esta folha a mil reis mensacs pagos atli-
antados nesta Typografia, ra das Cruzes U. 3, e na Penen
da Independencia D. 37 8, onde se recebem correspon-
dencias legalisadas, e'aiinuncios: insirin.lo te csies gratis
sendo dos proprios assignunles, e virttio assignados.
DIAS DA SEMANA.
do Juiz do crime re tarde e sesso da Tlies. P.
gula Vl.
g Terca S. Diomosio II. Kelaco de. manila aud. do J. dosJOif. de tarde.
10 Unarta S. Francisco de Rorja. Sesso da Thesouraria Provincial. O. ining. as 7 horas
44 min. da iiinli -
11 Qiinta S. Fu mino B. M. Kelaco de manila e audiencia do J. dos orlaos de larde.
a Sexta S. Sipriano. B. M. Seso da Thesouraria Pub. e. aud. do Juiz do Civel de tarde.
i5 Sabbado A' Eduardo R. Relaco de manh, e aud. do V. l. de taide.
14 Domingo U Patrocinio de A. S.
Mar cheia par o dia 1 j d.e Outubro.
As 10 horas 6 minutos da manh As 10 horas 3o minutos da Urde.
PARTE OFFIGIAL.
RIO DE JANEIRO.
CMARA DOS SENA DORES.
Sesso era 17 de Agosto do 18J8.
'Pressidencta do Snr. Mrquez de Bae-
peody.
Feita a chamada eachando-se presente
numero legal dosSnrs. Senadores, oSr.
'Presidente abre a sesso, e lidd a acta da
anterior heapprovada.
O Snr. primeiro secretario da'conta do
expediente*
Ordo m do dia.
Heapprovado em ultima discvsao o pa-
recer da corara isso da mesa pira que se
renov o contracto cora Josts Marcelino
da Rocha Cabral pira a continuaco da
publica.cao dos trabilhos do senado no
peridico Despertador, com as condices .
ja estipuladas.
Sao approvadas em terceira discus-
so, a fnn de se rom remedidas a saorco
duas resoluces, huma approvando a pri-
so concedida as lillias do falescido Vis-
conde de Cayr, e utra approvando a
penso concedida a viuva e liihos meno
res do tenente Francisco Antonio da Sil-
veira.
Soapprovadas em terceira discossao
para se enviar a cmara dos Snrs deputa-
a resoluco approvando a tensa concedida
o coronel Vicente Antonio luys ; oem
segunda discusso, para passar a terceira
a resoluco app>otando a tenca concedi-
' da ao coronel Tbomez Antonio da Sil-
\eira.
Entra em teYceira discusso a indicacao
do Snr. Borges dea de junbo de 1834,
para que, quando nao bouver casa as 10
horas e meia se passe a Irabalhar em
coromifses al h;ver numero sulficienlo
de merobros para formar casa.
O Snr. Mello Mallos requer o addia-
rnento da discussto al a sesso prxima
uctura, seguiodo-se no entretanto o que
actualmente esta' em pratica, JNohea-
poiado o requer menlo.
Offerecem-se as seguintes emendas :
Instrsure-se o resto da indicacao do
,Snr. Borges que nao passou na segunda
discusso. Carneiro de Camp s.
Requeiro que as sessOes pnneipierri as
U horas, e se, nesse lempo, nao houver
numero de membros sufRcierile, se levante
a sesto. Mrquez de Pdlma.
Sao apoiadas.
Discutida a materia h approvsda a
Sndicaco at os patarras se passe a Ira-
balltorem Commisses -; e nao se appr-
va a outra parle, nemas emendas.
Continua a segunda discusso addiada
na ultima sesso do artigo do proje-
cto de lei BU, sobr direitos hereditarios
dos filhos illegitimos conjunclamente
cora as respectivas emendas.
Depois de discutido he approvado o ar
ligo 4> do projeclo stippiimida a pala-,
vra -- verbal con forme a emenda ho-
y offerecida pelo Snr. Teixeia de Gou-
vj : nao paSsando nenhuma das outras.
O Sar. Presidente d para ordem do
dia :
Ultima discusso do parecer da mesa pa-
ra seren pigas pelo thesoaro as gratifica-
ces concedidas aosempregads da secre-
ten!, e casa do senado.
Ultima discusso do projeclo, que (ivi
as forcis de mar : e coutimnca di dis-
cusso adiada do projn:lo de lei BU.
Levanlou-se a sesso as duas horas da
larde.
CMARA DOS DEPUTADS.
Sessa5 em 17 de Agosto.
Presidencia do Snr. Araujo Yianna.
Logoque se rene numero legal de de
ptads, heaberta a sesso, lida e uppro-
vad 1 a acta da anterior.
O Senli >r primeiro secretario da' conta
do expediente.
Ordem do dia.
Primeira parte.
Continua a discusso addiada sobre a
resoluco que approva as disaosicuss con
leuda nos artigos 4> e 7. das cmdiccoes
que acorapanhao o decreto de 17 de maio
findo o qual concede a facaldide a Gus-
tavo Adolfo Re;e para formir huma
companhia de nacionaes e estrangeiros ,
que possi empregar-se nos tnbilhos de
mineraco ni provinci de Minas Geraes,
com a seguinte emendi do Snr. Carneiro
Leo.
Accrescente-seo s?guirite Com a de-
claraco porem que a sociedade tumbem
devera' pagar direitos nacin es do me-
tal que extrahir de terrenos no vos, que
uoleriormente nao fessem lavados.
Da se por discutido este objecto, e a re-
soluco he approvadi e adoptada e beni
assim a emenda do Snr. Honorio, e re-
mllense a commissu de redaeco.
Entra em discusso a resolvca sobre
o privilegio que concede a Roberto Coats.
O Sor. Nunes Machado propuz o addi-
amento o qual he apoiado, tirando a
discusso adiada pe 1 hora para se passar a
outra parte da ordem dodia.
Segunda parte.
Continua a discusso do orcamerilo da
Marinha, cooj alem^ndus olferecidas na
gf-ssa anterior, e mais as seguintes, que
s>i apoiadas.
Primeira. Do Snr. Reg Monteiro ,
em substituica d.i que liavia o.H'eretido :
Para levantamenlo da planta e orcamen-
lo com o melhoraraenlo do porto de ,1'er-
nambuco ecomefo desla obra, desde ja'
trinta conlos.
Segunda. Do Sor. Casado O gover-
no fica atorisado a despender, com Uto
farol no porto do Jaragu da provincia dad
Alagoas a quautia que para o mesmo se
aclia o cada.
Fala so'b-e a materia os Snrs. Mues
Machado Vianna Torres Resende ,
('asado Carvalho de Mendonca, Silva
Puntes Andrada Machado, e Moura Ma-
ga II ifx-s.
Dt-se por concluida a disscusso, e pro-
cede-se a votacao do Artigo e seus par-
grafos que sao approvados taes quaes fo-
raS apresentados na proposta do governo,
excepto o 18, passando em lugar delle a
emenda do Snr. Gomes Ribeiro.
Das emendas sao approvadas a do Snr.
Ribeiro do Andrada, consignando 6,oouU
para continuacao de pequeos trabalhos
110 arsenal de Santos: a do Snr. Cisauo,
autorisandoa de-pesa com o farol no porto
de. Jnagii 1, que j a* cha oreada-, a do Sr
^funes alachado que marca 3o,oooU
para os exames planos e ornamentos das
obras necessarias para mellin-menlo de
portos, pudendo o governo engajir;
engenheiros hydraulicos se lorem
nececes arios: a da commissao de m.01-
nba e gu-rfi, revogando a disposicao do
artigo 5 6 da carta de lei de aa de outu
hro de 18J6, que prohibe poder inspector
do arsenal da marinhi receber gratifica-
cao alguma por outro servico. Todas as
mais emendas sao regeitadas, ou ulgadas
prej lidenlas.
O Sn-. Henrique de Resende requer
que logoque acabe de se 1er o expediente,
se,enlre na discusso do orgaraento, pre-
fer ndo se esta discusso a todas as outras
maierias.
0 Sur. Presidente diz que tomara' em
consideracao o requerimento do nobre de-
put 'do.
' Entra em discussoosegoinle.
Artigo 7. O ministro e secretario de
eslado dos negocios da fasenda he nulo-
risado ,a despender em todo o imperio no
anno fnanceiro desta lei :
I. Com a divida exter-
na fundada, L. 36a ;>f)o
calculadas ao cimbn> de
43 i|5 ds. st. por 1U000 ,
reisaopir .... a,o55;49<)U9<9
9, Com a divida interr
na funda la .... i.970:oooUooo
3. Com a ca xa de a-
morli.vic.ii filial na Ba-
ha c empreados nu res-
gale do papel moeda 35,48oUooo
4. Com o tribunal do
thesoiiro..... 6g,52oUooo
5. Com as Thesonra-
rias filiaes as provincias a4 t. Com asalfandegas 70o,47Uooo
7. Cora as mesas de
consulado .... i33,9JjUooo
8. Com as mesas de
rendas fecebedorias e
collectorias .... l53,37jUooo
9. Com a casa da rao-
ada...... 3o,90oUooo
10. Com os almoxin-
ados eouiros a/j8aUooo
1 1. Com os era prega-
dos de reparticovs xtin-
35-i, 36"5U 109
aa8,oooUoQo
ctas...... 77 4G9LC2G
1 a. Com os aposenta-
dos ... t ._ i95,-'83Uo8a
13. Com os pendo-
nistas doestado .
14- Com o corte e
condueces do pao bra-
zil, descont de bilbetes
da Alfandega pagamen-
to de bens de defunlos 8
auzentes, e de depsitos,
restituicao de direitos o
outros.....i43,oooUooo
15 Com a tonstruc-
ca de obr.is e reparos de .
edificios itj8,oooUooo
16. Com gratficaces. t,oooUooo
17. Com despesas e-
?enioaes..... 5o,oooUooo
Sao apoiadas as seguiulas emendas da
commissao.
Arligo 7. 5. Com as
Ihesourarias iliaes as
provincias ....
t. Com is alfande-
ga* ......tio^ooUooo
^ 8, Com as mesas de
rends reeebedorias e
collectorias .... ia3,oooUooo
i4 Com o corte e
conducca do pao brasil,
descont dos bilbetes da
alfandega, pagamento de
bens de defunlo e alsen-
les e de depsitos, resli-
tuica de diieitos e ou-
tros ......i32,oooUooo
ti i:>. Cera a conslruc-
c de obias e repares de
edificios.....83.oooUo<)(>
Tomo parte na discusso os Snrs. Vaz
Vieia, Calinon, Mara do Amaral, e Vi-
anna.
I'ira discusso adiada por dar a hora.
O Snr. Presidente d para ordem do
dia a mesma de heje.
Levanta a sessa depois das duas horas
da tarde.
PERNAMBUCO.
GOVERNO DA PROVINCIA.
Expediente do dia 1. de Outubro de
1838. .
Officio Ao Commandante Superior
interino da Guarda Nacional do Recie ,
para ordenar que seja desligado da 1. "
Companhia do a." 13 lalho o Alferes Joa-
quim Jos Carneiro Vlonteteo, que foi pro-
posto pelo Tenente Coronel Chele do 1 "
|?it..lho do Vlunicipvo de Olinda pin
Capiloda Primeira Companhia desle Ba-
talbo.
Dito A Coronel Chefe da Lagio.da
G. N. de Olinda communicando-lhe que,
foi approvada pela Vice-Hresidencia a pro-,
posta que acompanhou o seu olficio de a
do prximo passado mez para Capito da
Primeira Companhia do a. BaWRW


3
Dito Ao Inspector Garal das Obras
Publicas communicando-lha que foi ex-
pida ordem ao Administrador Fiscal das
mesmas obras, para pagar os jomaes que
se estiverem de vendo aos a trabajadores
que depois do fallecimento do Abridor dos
Pocos Artesianos ficario conservado em
Goianna para guardaren os instrumentos
at que fosaem recolhidos.
Dito Ao Administrador Fiscal das
Obras Publicas para'pagar os jornaes aos
dous trabalhadores de que trata o prece-
denie officio.
Dito Ao Administrador do Correo,
respondeodo Ibe que pode acceitar o offe-
recimento que fez. o Cnsul de S. M. B, ,
e entregar ao Commandante do Brigue de
Guerra d sua Naci as cartas que houve-
rem destinadas a Provincia da Baha.
Dito A Cmara Municipal do Recife
respondendo Ihe que nao pode ser appro-
vada a arremataco que pretende fasrdas
casinhas da Praca do mercado da Boa-vis-
ta coma condiccio de poderem ser aluga-
das pelo Arrematante a quem Ihe a prou-
ver quando nao bajo Quitandeiras, Pom-
beiras &c., que as occupem ; por quan-
to no conven dar as ditas casinhas des-
tino differente d'aquelle para o qual To-
rio feitas apezar de que possa provir dessa
arremataco alguno augmento de renda ,
cuja importancia devia a Cmara ter de-
clarado afun d que pesadas as ventagens
e os inconvenientes podessea Vce-Pre-
zidencia decidir-se com conhec.ment de
caoza.
Dito-. A Cmara Municipal de llama-
rac respondendo-lbe que tendo sido
enviado a Assemblea Legislativa Provin-
cial o Livro da Ileceita e Despesa durante
o anno financeiro passado nao pode por
isso ser-lhe revertido como requisilava em
seo officio de a5 do mez antecedente.
COMMANDO DAS ARMAS.
Espediente do din 6 de Oulbro de
i838.
Officio Ao Exm. Veo-Presidente,
enviando-lhe a relacodos materiaes dep -
-ziiados no Qumel do Hospicio perlen-
cenles ao novo Hospital Regimenlal con-
forme Ihe fora deprecado em officio de 3
do corrente dando-fhe as rasoensporque
havia parali-ado a obra.
Dito Ao mesmo Exm. Snr. pedin-
do-lhe aexpedico de suas ordenS pira
que mandas e fornecer pelo Arsenal de Ma-
nnha racSes de embarque para duas pra-
cas de i.Linha, que seguido para a lina
de Fernando no tirigue Triurhpbo Ame-
ricano.
Dito Ao mesmo Exm. Sr. commu-
nicando-llie haver o Consclhj Adminis-
trativo do 4- Corpo de Artilheria, de
conformid ule com o art. 4b' do Regula -
ment dos Hospitaes Regimentaes dado
em consummo os objeclos constantes da re-
lacio que Ibe enviava e pedindo-lh*; que
em face das dispoticaens do art. VJ do
mesmo Regujamento, ordenasse ao Dire-
ctor do Arsenal da Guerra o recebimento
daquelles objeclos qne ainda erio sucepli-
vt is de diversas appricacoens.
Dito Ao mesmo Exm. Snr. remet
tendo Ihe e informando favoravelmenle
o requerimento do Tenente Avlso Fer-
nando Francisco d'Aguiar Montarroyos,
que pedia prorogaca deliceuca na forma
da Le, por mais um atino.
Dio Ao Prefeitp da Comarca de-
volvendo a Ser-lhe presente Ma'iiinho An-
tonio para Ihe dar destino, juis quo se.
nao tinha verific ido a diserca, que se Ibe
imputava ficandoassm respondido oseo
officio de 4 do corrente.
Dito Ao MajorCommandanle do De-
posito procurando saber o estado das be-
xjg4* das pracas que ltimamente se vaci-
nara e se destas em algumas a vacina
deixou de dtsenvolver-se para serem estas
novamente vacinadas e aquellas separa-
das do contagio dos btxigenlos do Hospi-
tal.
Portara-. Ao Commandante d Depo-
sito mabdando excluir com guia de pas-
sagem para o Corpo de Engajados os sol-
dados Joaquina Francisco Baptista de Mel-
lo Oala-, Jos Martins, e Jos Soares de
ouu.
DIARIO D ft P
B R N A M BUCO.
rf -'
M
Dita Ao Capifio Commandante do
Corpo d'Eogajados* anthorisaridoo a re-
ceber as pracas mencionadas na anteceden-
te Portara.
Dita Ao Caplio Commandante
interino do 4- Corpo d'Artilheria, man-
dando dar demicio ao soldado addno Ma-
noel Jos Rodrigues, que pelo seo rao
romporlamento e ncorrigibilidade se
tornava prejudicial ao ser vico e a deei-
plrna.
Dita A mesmo mandando dar de-
micioao i. Cadete Luiz Francisco Cor-
rer Gomes., que pelo seo irregular com-
parlamento e continuadas przes de
nenbuma utilidada se fasia ao servico.
-
DIVERSAS REPARTICOENS.
TRIBUNAL DA RELLACAO'.
Sesso de g d Outubro de io38.
Na appellacio Civel do Juiso de Dirito
do Civel desla Cidade appeltante Pelroni-
llia Florentina da Solidade appellado Bsn-
to de Barros Falcio de Lacerda Escrivio
Rebello ; se julgou pela reforma da sen-
tenca appellada mandando-se progredir a
execucio.
Nos Embargos do Vlajor Jos Gabriel
de \loraes Mayer contra Joaquim Pereira
de Almeid e Outros ; na cau/a de appil-
laco Civel desta Cidade Escri vio Rebel-
lo ; se julgou pelo dispreso delles man-
dando se cumprir o Accordao embargado.
Os Embargas a Chancellara de Pedro
Velho de Mello e outro contra Francisco
Manoel das Chagas e ou ros na cauzt de
app II.ca Civel Escri vio Ferreira,- se
julgou pelo dispreso delles.
Na appellacio Civel do Juiso de Dreito
do Brejo da Madre de Dos appellante Ig-
nacio Tavares de Faria e appellado Luiz
Gomes de Squeira Ecrivio Poslbumo;
foi julgado nullo o Processo.
Na appellacio Civel da Comarca do Rio
Formoso appellante o Juiso e appellado
Luiz Pereira de Faria", Escrivio Bandei-
ra ; se julgou pela reforma da sentenca.
Na appell .cao Civel dd Juiso da Direto
ds Cidade da Parafciba l ppellafite Mara
Jos da Annunciacio e appellado Can-
dido Jos Gomes, Escrivao Ferreira j foi
julgada peta coofirraaco da sentencl ap-
pellada.
Na appellacio Civel do Juiso de Dreito
do Civel desta Comarca appellante a Fa-
zenda Publica e appellado Francisco An-
tonio de S Brrelo Escrivio Poshumo-,
se julgou pela reforma da sentenca de que
se recorreo.
Na appellacio Civel do Juiso de Dreito
da Comarca de Santo nlin appellante D.
Anua Ferreira de Mello e appellado Este-
vo Rodrigues Duro Escrivio Bandeira;
foi julgada pela reforma da sentenca de
que se appelloii.
ALFANDEGA DAS FAZENDAS.
O Brigue InglezJane, vndo de Liver-
pool entrado em 8 d<> corrente Capito
Richard williamsoo consignado a B. Las-
serr & Comp.
Manifestou oseguintp.
48 Fardos com fisendas de algqdao,
146 caxas com ditas de dito 4o fardos
com ditas de linho, lo caixas com ditas de
dito, i fardo com ditas de ila 3 caixas
com ditas de dita 44 ditas com miudezas,
1 dita com fenagem 48 ditas cota quei-
jos 700 barrs com plvora, ia3 ditos
coro manteiga 1 dito com tintas, 40 g-
goscomtouca, a caxas com dita, 5i
saceos com carvlo, ij toneladas e meia e
ao pipas com ferro 4 caixas cora chapeo
ao ditas cora ditos de sol.
ANNNC10.
A arrematacio dos 44^ vasos de birro
no valor de 3bfJooo res annuriciada para
o da g Gca transferida para o dia 11 do
corrente asi I huras da mahha.
Alfandega 9 de Outubro de i838.
MEZA DO CONSULADO.
A Pauta be a mesm do Dan* 416.
OBRAS PUBLICAS.
Nos das a4 a6, 49 do correnlmez
se pora em praca o concdUo da casa da Re-
laco avahada em Rs. 4:6i4Uyio. Os Li-
citantes sao convidados a comparecer com-
petentemente habilitados de fiadores ido-
neos em os mencionados das ao meio da
a dar os seos' lances na Repartica das O-
bras Publicas, onde est patente o res-
pectivo orcamento para ser examinado pe-
los pertendentes era qualquer dia til as
horas do expediente.
Inspeccio das Obras Publicas 8 da Ou-
tubro de 1838.
Moraes Ancora.
PREFE1TURA.
Parte do da 8 de Outubro de i838.
Illm. e Exm. Sr. Forio presos hon-
tem a minha orden e ti verao destino :
Manoel Joaquim de Moraes pardo, pelo
Sub-Prefeito da Freguesia do Recife,
por ser vagabundo, mantera sucias fo-
ra de horas ; Antonio O/uaresma taaibem
pardo engajado do Bruan pelo Sub P.
da Freguesia da Boa-vista por ebrio ;
Jos, preto escravo de Antonio Felis,
pela 1. patrullia da raesma Fraguesia por
ter sido encontrado tarde da noite ; Anto-
nio Angico, tambem preto, escravo de
Antonio Teixeira Bastos, (por Francisco
Antonio por tentativa de roubo; Francis-
co Antonio de Moura braneo Ignacio
Jos da Silva pardo Antonio Luiz 9
Francisco Jos prelos e Francisco Al-
ves Florencio Bringuel, Vrissmo Jos
Barbosa e Clemente Jos Ferreira par-
dos pelo Sub-Prefeito da Freguesia de
Iguarass o ultimo por ter morto a hum
preto escravo do Capillo Vicente Ferrei-
ra Gurjao, o penltimo por ter arromba-
do a casa de Cosme Jos dos Aojos, e ti-
rado della sessenta e dois pataces e os
outros por estarem as circunstancias de
serem recrutados.
I'.' o que consta das partes boje rebebi-
das n'eata Secretaria. >
Dos Guarde a V. Exc. Prefeitura da
Comarca do Recife 8 de Outubro de
838 I!!m- e Exrn. Snr. Francisco de
Paula Cavalcanti de Albuquerque Vice-
presidente da Provincia. Francisco An-
tonio de Si Barreto, Preeito da Comarca.
Parte do dia 9.
Illm. e Exm. Snr. Forio presos hon-
tem a minha ordem e tverio destino :
Vicente preto escravo de J.jge Jacinto
de Matos e Silva pelo Sub-Prefeito da
Fregesia de S. Antonio, por ter querido
dar com um lijlo em um sujeitp estan-
do este em sua loja na ra Direita ; Luiz,
preto, escravo de Joaquim Gonz.' Vieira
Guimaraens por um soldado de Polica ,
por ter furlado a um matulo uns cobres ,
e alguns eff<-itos ; e Mara Luisa parda,
pelo Sub-Prefeito dos Affogados, por
briga.
E' o que consta das partes boje rece-
bidas.
Dos Guarde a V. Exc. Prefeitura
da Comarca do Recife 9 de Outubro de
i83:3, &c.
CAM\RA MUNICIPAL DA CIDADE
DO RECIFE.
Sessio de 6 deSetembro de 1838.
Presidencia do S-nbor Silva.
Comparecerio os Snrs. Barros, Doutor
Cintra Pessoa Chaves Souza e O-
tiveira faltando cora causa os mais Se-
n bares.
\berta a Sesso e lida a Acta da ante'
cederte foi approvada.
O Secretario dando contado exneden-
re mencionou os segunies officios.
Um do Inspector da Thesouraria reme-
tendo o requerimento de Jos Vidal Nunes
Cartereiro da Cadea desta Cidade afia
desta Cmara dar os esclarec me n tos que
pedia o Contador da raesma Thesouraria
na informadlo quto acompanhava ; de-
liberou a Cmara que fosse remettido ao
Procurador para informar a respeito.
Oulro do Fiscal da Boa-visU nao par-
tecipando ter mandado proceder termo d
achada contra Theresa de Jezs Faria, por
haver edificado urna rampa de lijlos no
Portio de urna sua casa quefica na frente
da estrada do Manguinbo, nfrigindo des-
carte as Posturas Municipaes ; como tarn
bem que havia embargada a obra que
est fasendo Joao de Souza Magalhies,
na nova ru era seguimenlo da d Aurora,
como por esta Cmara Ihe foi determinado:
em (iua uto a prirOeir* parle resol veo a C-
mara que apresentasse o termo de acha-
da ; em quanto a segunda que se olBciasse
ao Tenente Coronel de Engenheiros Fir-
mino Herculano de Moraes' Ancora pe-
diodo-Ihe que com a brevidade possivet
houvesse de presentar o trabalbo que
Ihe foi encumbido ou que ao menos d
marcarse logo as travesss qu devem fi-
car por detraz da segunda ra d'Aurora.
Outro do Parocho da Freguesia dos Af-
fogados partecipando ter o Professor de
prime!ras letras da VaWea Angelo Custo-
dio da Silva Fragoso faltado algums das
a liccionar os seos alumnos deixando to-
dava urna pessoa fasendo suas veses ; k
vista do que nao cousidrava ter o dito
Professor abandonado a Cadeira ; adiado
ate* que se aprsenle a inforracio exig
[ da pelo Fiscal da Varzea afira d itior-
mir-se ao Exm. Presidente como elle o
exige em seo oficia mencionado aa Acia
da Sesso passada.
Constando a Cmara terem sido notifi-
cados os seos Clavincularios por despacho
doJuizdaa. Varado Crime, para hoje
as 11 horas acharem-se na Thesouraria,
onde existe o Cofre da Vuncipalidade a
fira de se proceder a pinhora para paga
ment das cusas qu te exige d varios
Processos, visto nao dever pievalecer a
nomeaco feila em Juiso no rendiraento da
Ribeira do Bairro da Boa-vista ; deliberou
que sera ordem sua nao dnveria os mes-
mo Clivncuires prestarem-se a exigen-
cia do dito Juiz.
Entrando era discussio o parecer que
eslava adiado sobre um/equerimento de
Joao Fernndes da Cruz; nao fi appro-
vado deferindp-sayi preteocib do up-
plcante na conformidadii da delibera^ao
tomada.
Deliberou a Cmara que se officiasse ao
Procurador da Santa Casa da Misericordia,
procurando saber, se pelo Cumprimisso da
Sania Caza era ella obrigada a saptisfarer
as despesas feitas com as excucoes de pe-
nas ultimas.
O Snr. Vereador Silva tendo pedido
algu'ns dias de licenca para tractar de sus
saude forio-lhes concedidos. Appro-
vada.
Despachario-se algums requerimentos.
E por ser dada a hora levanlou-se a Ses-
so e mmdario faser a prezenie em que
assignario. Eu Francisco Antonio Rabel-
lodo Carvalho Secretarlo interino a es-
crev. S Iva Pro Presidente. Barros f
Doutor Cintra Pessoa Chaves Souza,
Oiiveira.
Est conforme.
O Secretario interino.
Francisco Anlonio Rabello de Carvalho.
* Correspondencia.
Srs. Redactores do Diario.
Sou hum Parochiano dos Affogados ; e
nao pude ler sem indignacin Correspon-
dencia assignada Hum dos que attesta-
rao que vera insera em oN. 2,5 do
seu bem conceituado Diario. Como se
procura desacreditar assim a hum Paro-
dio que nao fez mais do que o seu de-
ver / Eu Ibes refiro o caso. No dia 14
de Septeto bro pelas 9 horas da man han
fora casa do uosso Vigario os Reveren-
dos Padre Fr. Antonio de Santa Rita Re-
ligioso Franciscano e o Padre Christo-
va de Olanda Cavalcanti, e o informara
de que hura seo Parochiano eslava impe-
nitente hora da morle. O priraeiro re-
ferio que fura chamado pela mai do mo-
r bu ni o para o ouvir de ConGsso ; e que
este parti com elle, declarando Ihe, que
eslava c .... para ConfssoM j que nada
acredita va da Religiio &c. : que O'Reli-
gioso procurara exorlalo quanto Ihe foi
possivet; mas vendo qae a*la conse-
gua retirou-se. O Vigario que eslava
enfermo pedio ao a.; Sacerdote, Uto ha.


DIARIO DE PERNAMBfCO

*
ap Padre Christovau, que fsse exortar a
fuelle desgracado ; e visso se o menos
Iii a poda administrar a extrema Unci:
{oble ve as mesmas respostas e proseguio
o moribundo oa raesma increduldade, na
mesma impenitencia e nos meamos desa-
brimientos.
O Parocho perguntou-lhes se por ac
caso aqueile homem estaria doado ; e res-
ponderao-lhe que nao ; que eslava em
seo perfeilo juizp. Assim faleceo esse in-
feliz. O Parodio em observancia da Con-
stituico da Bispado Liv. 4* Til. 58 N.
86o partecipou o Exra. Prelado todo o
* acontecido como era de seu dever,. e sob
pena de suspenso, e da multa de 10 cru-
zados. UOrcio do Reverendo Parocho
he o que remeti aos Srs. Redactores para
publicaren! juntamente com esta minha
correspondencia. Nao fallrao empenbos
ap mesmo Parocho para que nfo eslivesse
pelo que Ihe certificara oa dous Sacerdo-
tes ; e antes que chegasse o Oficio a S.
Exc. Revm., suprendera a boa f do
Prelada com inforinacoes falsas, &c : cuas
logo que soube da tudo determinou o
?ue se vio na sua Pastoral publicada ecao
)iario N. 107.
Eis o fado tal, e qual aconteceo. A
lembianca de que o moribundo padeca a-
lenacao mental be huma evasao he hu-
ma desculpa; pois nunca se vio chamar
Padre para Confe-isara bum homem que
est lora de aeujuizo : eso o tacto de pes-
toas da familia uesse desgranado procura-
real huai Sacerdote pira o ouvir do Con-
fjsso pro va exuberantemente, que o mo-
ribundo nao dava cortamente signaos de
estar fra de seu juizo, como p armra
os referidos Padres que o con versrao o
o procuirao converter. Srs. Redactores,
e se homem era libertino era PhiLso -
pliame de orelha, como sao pela mor
parte os que entre os desprezao a Santa
Religio de nossos Pas ; e morreo na sua
lanieutavel cegueira.
Que culpa tem em tudo isto o Reveren-
do Joo Anttonio Torres Vi gario da Var-
/.a ? Cmoprio o que Ihe determina a Cons-
tituidlo do Bispado : procedeo como de -
va z*Uiu a^ Leis da Igreja } e como nao
Huir ceder empenhos he mau ha pea-
ai mo, &c. &c. 1 Ai do pobre Funccioua-
no Publico, qu6 quer ser reainco no
cumpriment d.is suas ourign,6e En
sujeitoa m.l improperios, e o desabato
dos raivosos} que sj os Peridicos. Es-
pero pois Srs. Redactores, que assim
como Vm* publicarlo a accusacau pubii-
quera tambera a defeca do Vicario Turres,,
ao injustamente argido quaiido nao fez
mais, do que o prescripto na precitada
Coiistituico do Bispado.
JNisiomuito piuhordi Vms. a gratidio
de
Hum Parocbano do Padre Torres.
Exru. e Rm. Sr.
Tenho a honra de levar ao conhecoaenlo
de V. Exc. Rm., que nesta minha Paro-
chia fallecer hum meu Parochiano deno-
minado Caetano Thomaz, e leudo sido
chamado para o Confessar o Padre Mestre
Fr. Antonio de Santa Rita, Religioso
Franciscano, disse o dito enfermo que
borrava para a Confissio e slo dito com
outro termo de c .... e que mof.i va de
tudo quinto era de sua Religio e que
tudo quanto Ihe dizia nao acredita va lu-
do isto informado por o dito Reverendo
Padre Mestre Fr. Antonio de Saota Rila ;
e iodo o Padre Cb.ristov.i8 d'Olanda Ca-
vaicanli o Ungir por meo mandato e per-
guntando-lba se querin receber o Sacra-
mento de extrema Unco, elle responder
oa gritos que nao ; veodo o Padre
Christova a contumacia do enfermo", em-
pregou todas as suas forcas para que elle
recebesse a Extrema Unco e os mais Sa-
cramentos nao foi possivel conseguir e
nestesystema perseverou at finalizar, e
isto, sesmo me inforaou o Padre Chris-
A Cnstituicao do Bispado no Liv. 4.
Til. 58 N. 860 determina que se d parte
a V. Lxc. para que ordene o que se ha de
fazer, e com a sua ordem dar-se ou ne-
gar-se a sepultura EcclesUuHc* ; por tanto
requeiro a V. Exc, Rm. as providencias.
A Rogados 14 de Septembro de i838.
O Padre Joo Antonio Torres,
Parocho da Fregoeztador Aflogados.
LOTERA DO SEMINARIO. Costa reina va desde dia de S. Miguel ale
tocando msica ; porem espera estar pron-
Manoel Caetano da Silva Thesooreiro ta para navegar e faltando Ihe alguna
da Lotera concedida ao Seminario Epis- carga como fez saber no dito annuncio,
copal deOlinda, aviza ao respeitavl pu- receber anda alguns.barris de frenezm ,
blioo que na Sexta leir ia d crtente
Outubro principia apagar em a caza da
sua residencia na roa da* Cruzes des das
nove horas da man han at as das da tar-
de os premios da 1.* parte da i5." Lote-
ra e m> mesmo da estars venda em
papel os b I fletes da x.* parte e roga aos
Srs., que comprad hilhetes haja5 de dar
extracco estes a fim de que eHa possa
correr em Dezembro sem prejuizo do Se-
minario.
LOTERA DO LlVRAMENTO.
Nao obstante os tropecos que parece se
tem querido de proposito eppor a boa f e
crdito da Lotera, vertfcandbse todava
huma progressiva extraeco de bilbetes a
ponto de poncO menos de metade restar por
vendar, pelo presente convida o Thesou-
reiro aos amadores destes' jagos para con-
correrem compra dos ditos bilbotes a
fim de que at o fim do presente mez de
Outubro se possa marcar o dia impreiei i-
veldo andamento das rodas, leudo os
compradores atlenco nao s ao justo fim
para que foi semelhante Lotera concedi-
da como as vantagens que offurec o nos-
so plano publicad no vrs-i do* hilhetes ,
cujas sortea eoovida canamente a arris-
car no jogo.
THEATROi
Domingo 14 do correte beneficio de
Pedro B iptisla da- Santa Roza represen tar-
so-ha pela pnmeira vea O Drama intitula-
A ROA MJLHER,
O A PaEl'OTENClV Di RlMSlA.
Eta Peca no Idioma France fezas'dlB*
licias de Pars onde ella fot' representada
88 vezes consecutivas, e d'epois du trnd'u-
zida attrabio tanto em Portugal como na
C irte deste Imperio a maior concurren''
ca.
O Beneficiado agradecendo> a indulgen-
cia coa qve at agir O respeitavl Pu-
blico, olein acolhwio as suas primeirai
repreientacoes, tara rodos os seos esfor -
cas para na parte di Carcereiro qua elle
preencher merecer a Benvola indul-
gencia dos seas Be ne ficen tes protectores :
A Pepa,ser ornada de huma Banda de Mu-
ziea Militar. No fim o lercero Acto O
Beneficiado cantar com a Actriz Mara
Joaquina u engrapado. Duelo novo che-
gado do Rio de Janeiro, que sobe pela
priroeird v-z aScena neste Tlieatro intitu-
lado
BU SEI CANTAR, B SEt LE a.
Seguir-se-ha e mu ocaso ntreme/, in-
titulado
LOCCCRAS DK PREOCUPACVO.
Em li u o Beneficiado cantar junto com
a mesma Actriz para arrematar o e\ped-
culo o sempre bam acolbido do Publico
Dueto
BARCA DE VAPOR.
A Orehestra ser acrescentada de diver-
sos instrumentos entre os rjuaes hum ex-
cellente Fagote, a fim de poder satafato-
riamente aer desempenhada as excedentes
Ouverluras novas e Symphonias obriga-
das a este instrumento.
He este o espectculo de qua O Benefi-
ciado lancau mo pira apresentar a todos
aquellas seus Amigos e caros Patricios de
quem espera proteceo.
*r
i v 1 / ( m o 1 v k a sos
A au Argos annuneiada para fa-
aer viagem vai calafetar por ter encalhi-
do e balido na noite do 1. deste mez no
banco da Costa conhecdo por \ canto,
andando bordejandp para experimentar a
mastreaco e madeiras da sua construc-
cb ; adverte-se porem que nio fot por
efeilo das madeiras mas sim pel pim-
ponicfl da tripuladlo anda bocal, sem ex-
qe levada deste nobre orgu
algumas saccas de m creaco algum li-
cor esturrado, alguma madeira para pal-
matorias e algum papel para entulho:
tambem necessta de tripulaco, mas nio
recebe seno Gente que falte mal, e in-
sulte os Mes tres para os eorrgir na via-
gem ,. que tenha muita presumpco que
nao respete a opioio publica para a ense-
nar amergulhar no fundo do mar dos in-
sultos, e depois entrar no conheciment
dos seos erros pira a emenda futura.
Precisa tambem de Piloto, mas que seja
Practico do Piauhi, Maranho, Alagoas,
e Campos q.iem e.-ti ver nesse caso an-
nuncie no atpendre d N. S. do Rozaro
em Olinda que ah achara com quem
tractar: nao faru objeccio a que o Piloto
nio seja Catholico Romano, admitiir.se-
ha sendo oque for, ou nao sabendo o
que he em Religio.
$^> Pede-se mu respei tosa mente ao
Illm. Sr. Prefeito se sirva tomar em sua
mais grave consideraco a Polica de Olin-
da nao s para se evitar outro soccesso co-
mo o do i deste mez de Outubro em
que esteve mu arriscado o socego Publi-
co como para que se possa vigiar d > mo-
do ppssivel outro arrumbo caso, se con-
cert o actual no Beberibe, e o Povq ler
agoa da que j sent falta mu grande
pela pouc agoa que d a fonte do Rosario,
como S. S. pode infrmar-se e tambem
para se nao pagar o tributo pois parece
que o he, por cada ca vallo, boi, ou ,
carga e tudo, que tem de pissar no til
sitio em caminho da estrada ; o que junto
especulacao da venda da agoa he numa
mina.
Annuncio*
Certo Argonense e Comp. dirigio-se
a hum lugar nao mu distante da Cidaire
onde mora (assim como Paratibe) cora o
fim de invadir (como cosanla) a caza de
hama Donzelta, que-vive honestamente na
companhia de sua Mi ; mas infelizmente
nao pode etfeituar o seo intento, porque
sendo encontrado em sitio desert pela
Polica do Iuagr e fazenoW-ae suspeito ,
foi prezo; mas leve a eraziva dedescul-
paa-se, que tendo ido 'caca (de ....) er-
rara o caminho eento foi solt depois
de estirar o queixo, pedir, e chorar e
como temesse serroubado, ou furtadb,
moscn antes que o oocassem apezar de
escoltado pelo seo Albanez.
Hum que pedio licenca para andur armado
m P. Theberge Medico Francez resi-
dente na ra da Cadea do Bairro d San-
to Antonio N. 'J partecipc as pessoai que
precisarem do seo preslimo qua elle de
hoja em vante tem mudado a ana effectrva
residencia para a roa que vai da Trompe
para o M un riego pri meira caa terrea di
reita, e all presisttv das cinco horas da
Urde as aove da manhii seguinle ; sendo
eff-ctivo na caza da ra da Cadeii todos os
das do meio dia ai duas horas d\ tarde, e
nestes lugares e s horas designadas poden
ser procurado.
_ Precisa-se allugar hum* preta capti-
va porem fiel, e capaz de bum desem-
penhar o sarvica de huma casa do pouca
familia tanto da portas a dentro cimi o
servico de ra em compras &c. : quem
ti ver huma escrava com as qualidides a-
pontadis dirjase do meio da iduas
horas ciza junto di Cadeia n. a ou
ra que vai da Trampa ao Mondego pri-
meira caza terrea direita que achara com
quem tratar.
_. O abaixo assgnado aviza ao respei-
lave! Publico, a que nao recebi eantes
tomem hum nico, e ultimo val (queja
mais passar outro da gud quantia) de
100N000 rs., o qual nao indica a quem
pertence com data de 27 de Julho do
corren te anuo passado pelo abaixo assig-
nado ao Senbor Joaquim Francisco de
Alera, oujo val foi roubado ao dito Sr.
com es demai pipis de importancia e es-
t pago por ajuste de contn do que tem
o abaixo assgnado hura recibo especifica-
tivo e por eujo motivo protesta nao patear.
Victerino Francisco dos Santos.
^> O Sr. J. A. da S. morador m Na-
zareth da Cabo queira vir pagar na venda
te rro dos Aflogados i4s'56o quedeve der1
de 4 de Janeiro, do contrario ter de ver
seu nomo por inteiro.
. Precisa-se d'buma caza em qual-
quer ra ou mesmo beco a qual tenha
quintal, eque o alluguel nao exceda do
5s' a 8$' rs. daodo-se 6 mezes adiantadas :
aanuncie.
i^j Quem quizer comprar para fra
da Ierra, huma escrava moca com idado
de 18 a ao aooos de bonita figura sem
molestia alguma engoma, ensaba bem ,
cozinha sofrivel, sabe fazer pao de l, bo 1
linhos e he degente e boa quitandei-
ra ,- dirija-so a ruados Qua neis l). 9.
_ No atierro da Baavista caza 71 ,
junto ao Marcineiro Joo Baptista, conti-
nua sea tingir todas as qualidades de fa-
zendas tanto em seda, la como algo-
do; por mdico preco e muita brev-
dade.
Quera quizar mandar marcar roupa
a dez res cada letra e bordar lencos pela
mesma maneira bem como engomar, e
ensaboar, com toda a perteicao e por c-
modo preco ; dirija-se a roa de Domingos
Pires lado esquerdo D. ati.
. Quem precisar de roupa lavada e
engomada com perfeico e por preco mais
cmodo do que o do costume, dirija-so.
a ra da Lapa caza terrea que tem as
portas pintadas de verde.
_ Aluga-se para passar a festa duas
cazas para grande familia no sitio da
Cajueiro 1 Prensa do Brito.
_ Quem precisar de huma ama de le
te diri|*-se a ra da Palma por detraz dot
cano na segunda casa terrea onde achara
com quem tratar.
M Quem annunciou querer aoo a 3oo
rs., bipolhecando parte ethuma morada
decaa na ra do Faguodea pode diri-
gr-se a ra do Cabug N, 5 : no mesmo
lugar d-se mais presaio al a quantia da
5oosf rs.
J. Quera quizer comprar o seguate^
dirija se a ra de Hartas raza D. 09 no
alinhamento da Igreja dos Martirios hu-
ma mesa grandd de amarello ja uzada ,
cora sua gaveta com nove palmos da
comprido, e 5 de largura _. bum realejo
sera syndro, porem com seu i orgios.
__ No da 8 do correte as 6 para as 7
horas da npite era huma mudanya hunx
pelo ga diador deu sumica a hum bal
xeio de roupa. de Senbora : quem della
souber dirija-se a Typ. Fidedigna qua
se dir <|uem he o douo e sera gratifica-
do. O bal he grande, vermaiho, com
huma rotura no fundo e tem a feichadu -
ras, humaabarta, e outra fecbada.
_- Precisa-sede 20 js rs. a juros sobra
pouhores de ouro: quem os quizer dar
anouncie'
_ Precisa-se fallar cora o Sr Manoel
da Costa Pinheiro. e cora o Snr. Jote?
Ferreira da Silva da Vilarinlia para sa
ponencia,--------------------- .
lito quiz navegar contra o Vento, q,U3 oa I de Victorino Francisco dot untos, ao at-
ibe entregar humas cartas vindas do Por-
to ; quaira dirigir-so a ra do i,i vi-amen-
to venda 10.
_ Roga-se a pessoa quo-achou duas
cartas embrulliadas em bum lenco cora
sobrescripto para o Duutor Candido Jos
de Limi, el outra para Francisco Caza-
do da Fonceca, querendo fazer o favor
de as restituir dirija-se ao primeiro an-
dar do sobrado D. 11 na ra' dos Qaarteis..
_ Precisa-se de bum trabaihdor da
macara forra ou captivo na padaria daa
5 Pontfis D. ao do lado direito.
__ Precisa-se de hum 1 ana de leite pa-
ra crear uma crianca de 4 para 5 mezes t
quem qu^er dirija-sa ao i. andar do so-
brade, 1). 11 na ra dos Qaarteis.
_ Quem quise* das a premio de 2 por
centoa qmnlia de aoj ou 00,000 res ,
pelo lempo de ti meses : annuncie ; hy -
potecanio-se para seguranc da mesma u-
ma partu de una casa terrea na ra do Fa-
gundes.
Quem precisar de too.ooa reia at
um cont de res a juros, cora seguran-
ca : dirija-se a esta Ty-pografia.
.. Alluga-ss um preto para o servico
e urna botica, ou motecote e que seje
fiel, dar se de comer e paga-se 10U000
reis por ntrz na ra estreiti do Rosario
botica s Joio Preira da Silveira.
AHoga-se duas canoas, huma que
pega 7 jlos, e outra propr para' sofat'
duzir familias lempo da festa : no mesmo
lugar mi.


p=

m
MBllCO.
O abaixo assignado faz scienleao res-
peitavel publico que prelendendo veirder
os herderos de Jlo Dotra Garca o si-
lio que possuam p-b falecimenlo do mes-
mo na estrada da arraial, como o abai-
xj as>gnadu no mesiuo tenha feito pinho-
ra pela quiutia de treseirtos e tanto* mil rs.
jor isso, para que o comprador nao' se
crame a ignorancia faz o presente annun-
cio, certo que us mesmos vende lores nio
daixarodv fazer i-cienle a qualquer dos
impradore*. O Padre Joaquim Pereira
Freir. -
O abiixo assignado previne aos Srs.
Tabelies e Notorios para que iireflecli-
vamenle nao recuiiheca huns bdheles de
cobre ou out'o emelhinte titulo 'o divi-
da com essignatura de L). Anglica Joaqui-
na dos Anjos uu Anglica Joaquina dos
Alijos, purque esta h* mullierdo mesmo
aniiuiicianle e qutudo viuva nao passou
bilhetes ou ttulos de divida de nattarwa al -
guuia excepto un hilante para prehen-
ilier a compra de um serava feila a sua
AJii equefoi pago e depois de casida
com uauuunciaiite lie esta que faz e fir-
ma todos os negocios do casal. Joao
Antonio So i res de Abren.
Quem precisar de umi ama para
fazer o servico de urna casa, dirija se a ra
de Agoas terJes us lujas do sobrado De-
cima 8.
- Precisa so de alugar pretos para tra-
baJhar : m ra Uireila a fallar com Joa-
quim Jos de Abreu.
--- .Mr. Rissel relojoeiro francex no
atierro da lija vista acli i-se prompto a con
sertai qualquer relogiu que Ihe seja confi-
ad j por mais commodo preco elle obri-
ga se a restituir o dinlisiro qu tiver rece-
bidoem pcameAMld qualquer conserto
que nao for bem executado, e est prom-
ptu a tr.itar por anuo com os seus freguezes
por rauiti mo'iiru preco obrigando-se a
conseriar com toda brevidade os relogios
de seus freguezes tantas vetes quantas
prec sarem no decurso do anuo.
Aluga-se o terceiro e quarlo andar da
casa -da ra da praia e a armasem : os
prelendeules pi curea no Recife, ra da
cadeia casa D. 35.
-'-- Precisa-s de um mulhsr para fa-
zer iodo o servico interno de um casa de
pequea familia : na ra d > JVogueira
defronte di sobrado da viuva Temporal
IIi precisode fallar-sea negocio de
summo inlrresse coa a pessoa que qner ar-
rendar o sitio denominado Jacar de agoa
fra : na ra nova primeiro andar com o
Dr. Clemente J >se Ferreira da Costa.
Lendo o Diario d9 i4 a 17 de Se-
tembro deale anuo encontrei dois annun-
cios feitos pelo Coronel Mauoel Cavalcan-
li de Albuqueique convidan lo pessoas que
quiserem aforar sobre o terreno con-
ruule ao sitio do abaixo assignado no
logar da piranga e porque aquelle terre-
no he pertencente ao mesmo sitio do abai-
xo assignado, sobre o qual pende um
pleito entre ambos que se acha por appel-
Lco no tribunal da Relaco, ninguem
devera contratar com aquelle annunciante
semelhante aforamenlo. Joaquim Cor
rcia Gomes de Almeida.
Findu 01 dias da lei se hade arre-
malar por venda a casa do Thealro desta
Cddade que se acha e cucio qus encamiiiha os administrado-
res da companhia Geral extincla desta Ci-
dade contra o capilo Antonio Pinto
Pereira de Farias e ma'rs brdenos do
fallecido capilo Mor Antonio Josde Son-
to e sua mulher pelo .luiro do Civel da
segunda ara escrivo Cunha acha se
avallada em dezcoolos e quatro cento mil
ris que parece ser melada de seu ver-
dadeiro valor.
AVISOS MAKkTIMOS.
sahir com toda a brevidade quem na
mesma quiser carregar ou hir de passa-
gem dirija-sea fallar com o seu proprila-
rio Luit Eloy Duro na ra da Cruz do
llerifit n. 17.
PARA LIVERPOOL, alinea Ingleaa
Eslc Capillo Bell de primeira classe ,
saldr com toda brevidade ; (|uem quiser
carregar ou ir d passagem d,irja-se aos
Consignatarios Han isons Lattam & Heb-
bert, ra da alfandega vdha.
LEILAO.

PARA O RIO DE JANEIRO, o Pa-
tacho Nacional Nitro Capilo io% An-
tonio de Souza ; quem quiser carregar ou
hir de passtgem para o que tero excel-
te commodos dirijSo-se a bordo do mesmo
ncorado defronle do Tiapiche do pelori-
nho ou no cscriplorio de Gaudino Agos-
tinho de Rirros, na prac uo Culpo uto.
PARAOASSU', Touror, e Calata,
a bita conbecrdi Sumaca S. Jos'Pal^fos ;
Que fa'.em Me. Coloiont & Cumpa-
pinhia boje 10 do correte/ de fizendas
limpase avariudas no seu airoa*em na
ra da Cadeia ; principiar as io horas da
mai.h.
-- Que pretende fazer Alexandre M.
Ray & Companliia Quinta feira, de um
porco de ferragens na casa de sua residen-
cia na ra da Cruz n. 4
COMPRAS.
Ps delarangeiras de f mbigo para
se mandar para fora ; quem liver annun-
cie
-- Urna arte de Hamonier, das que
tem os verbas conjugados; na ra de agoas
verdes D. a6.
V 10 ,N || A S .
- Um sitio na es.tr.ida de Joo de Bar-
ros com urna bem construida ca-a de cam-
po a moderna chaos proprios frente
cercada de limoe tema mesma 1818 pal-
mos bastantes arvores de frutos formi-
davel biixa para capim terreno mais que
suficiente para planlaces recebe ti a 8
vacas deleite: a trata 1- no primeiro an-
dar do primeiro sobrado passandoa Igreja
dos Martirios.
- Urna morada de casa terrea por de
traz de S. Jos : a tratar na ra de Agoas
verdes I). 38defronte da sacrista de !\.
S. do Terco.
- Cem palmos de trra em largo, fun-
do abaixa mar decapibarihe cu jo terreno
he de propriedade e silo no Atierro dos
aHogadosjunto ao Sr. Antonio Rabello: na
ra de aguas verdes sobrado D 10.
- Um quinao carregador por prego
commodo a praso com letras : na ra
nova fabrica de chpeos defronte de cao-
boa doCarmo D. 3.
Caixas de prata chegadas a pouco
do Porto de moilo bom gusto sap iios
para Senhora sendo de Marroquim e du
raque tanto de Lisboa como francezes se-
lins inglezes de patente ditos de mais
luixo prei;o chapeos eovernisados para
pagem talins para offinial da todas qus-
lidades cananas de capadores e ca vallara,
selins inglezes promplas para cavallara ,
tudo por preco comoiodo : na ra nova
I ja de Antonio Ferrnn da Costa Braga e
.companhia, D. lie nf.
Algumas obras de Medicina, e ci
rurga em u/.o : na ra do collegio loja
de livros
Urna escrava ladina moca sem
achaques com acondicio de ser para fora
da provincia : em fora de portas defroote
do bece do valsdares cosa de Manoel Fran-
cisco da Silva Araujo.
--- Carne do scrlo, e bxas*pretas .'
na praca da Boa vista venda D. 9.
Urna escrava de ao annos de idade,
engomma cose, cozinha, e tudo faz com
perfeico ,- urna preta de meia idade co-
zinha e lava roupi : na roa de agoas
verde* sobrado D. ab defroule du consisto-
rio de S. Pedro.
Excedentes bxas chegadaj ltima-
mente, coma condico de trocar-se as
que nao pegaren e por jireco commodo :
na praca da Independencia n, 20 e ni
ra dos Quarleis D. 3.
Um escravo de idade de 16 annos,
bem sadioe de bonita figura ; e outr;. a
mesma idade e ambos de angolla sendo
para fora da provincia ; na solidado casa
coofronVe a Jg/eja de 3 janellas e un
porto.
Um escravo de nacao oplimo of-
ficial de sapateiro de linda figura., sem
vicios nem achaques e de idade de sa
annos i una esciava de naco perfeita
eng'immadeira tem 20 aun >s de idade,
e de bonita .figura j urna dita crioula faz
todo o servico dn uim casa e cose multo
bem; e um moleque de 10 anuos, pro-
prio para qualquer officiu passando a
Igreja dos Martirios no primeiro andar do
primeiro sobrado.
Urna negra de na^So angola de ida-
de pouco mais ou menos de 3o annos, sem
vicios nem achaques, boa lavadeira de
val-relia e cozinha o diario de urna cusa ;
na ra do Livramento I), 10.
- Polvoia fina e grossa ,'Americana
por pi eco commodo : em fora de portas
n. 104 a fallar com Joaquim Lopes de Al*
incida,
Urna negra crioula moca com
urna cria inolalinha de um anuo, as ha-
belidades se hadtt dizer ao comprador : na
ra da Ciuz n. 5b.
--Um tardamento completo para offici-
al de G. N. tudo novo sem uzo algum :,s
na ra d Cadeia do Recife loja de lazen-
das n. 45.
- Um oratorio em bom estado; e urna
gamella de builid: na ra da Penha de-
fronte do nincho.
- Dismembrndose do engenho Mus-
supe silo na ribeira de araripe termo da
Villa de Iguarassu', urna propriedade com
Ierras suficientes para levantarse um en-
genho tem boas varze s bastantes ma-
tas madeiras, e paos de obras excelen-
tes agoas crrenles dista para praca 9 le-
goas e 4 a Villa de Iguarassu', onde ha
embarque ; a tratar com o proprietario do
mesmo engenho Jos Pedru Carvalho da
Cunha.
Panno finos pretos xitas mnda-
poles algodozinhos brioj e outras
azendas um jogo de pistolas de algiheira,
um dito grandes de.doiscanos cada urna,
navalbde propriamente chamados para ca-
padores e viajantes por seren commodos ,
caivetes de molla, seringa de patente,
sapatos para homnns e Senhoras bilrosde
fazer renda quartinhas fina< para e be-
ber ag.a eaixes com bom doce de goiaha,
tudu pur por precocommodo e a dinheiro
a vista : na ra nova ao pe da ponte arma-
sen) penltimo do lado do norte; assim
comod rquem vende urna boa escrava.
- Urna molala d 20 a 22 innos de ida-
de, engomma, cozinha bem. cosecha,
e de bonita figura ao comprador se dir
o motivo : na ra do Crespo D 8.
- A aimacu envidrassada de upa lo-
ja sita no atierro da Boa vista as casas da
Senhura viuva Martius, com duas Lentes,
e em multo bom lug.tr para qualquer esl 1-
beleci ment t da-se por preco com modo:
a tratar na ra da Cruz com Joaquim An-
tonio de Vasconcellos que faz ludo ne-
gocio a dinheiro ou a praso.
- U:iia negriuhd de nacao de idade
de 10 a 11 annos, cozinha o diario de
urna casa, lava de sabio, e ptima para
lodo o servico : naruaDireita D. -Jo l..do
do Livramento.
Urna canoa de carreira em meio uzo
com 4o palmos de comprimeuto e quasi 4
delarguaia, toda encavernada com urna
lurte crrente de sua marrac.io toda
pintada e fabricada de novo sendo a di-
ta da grossuia para mais de costadinho e
de muito bom amarello por nao ter em
s um s fur-. de bosano p<>is deixou-se o
fundo sem pmura para o comprador ver
u mer< cimento de ser urna canoa ja ta-
Inlbada e sem masella : a tratar na caban-
ga em casa de Jernimo Sebaslio de Alen-
castro. J|
- urna escrava crioula de bonita figu
ra, de idade de iu ann<>s, eozinlia lava,
e engomma : na ra do Queimado loja
D.ti.
Potassa nova di primeira qualidade,
em harris grandes e pequeos no arma-
zem de Luiz Gome* Ferreira Mansfield.
ESCRAVOS FGIDOS.
- No da 7 do corrente dfesapareceo
do sitio de Antonio Muniz Pereira na*
salinas um escravo crioulo de nome Tho-
ohz estatura baix, anda rapaz que tem
de idade 20 anuos, com signaes de bexi-
gas de pouco tempo lev.mdo com si".*
urna calsa ja desbatada camisa <)e n|po-
do/.iiho r outra de chilla azul, chapeo de
palhi grossa os opprehendedores o pe-
dero levar a ra eslreita do Rozario De-
cima 22 ; queseio bem recompensados.
Fugio uro pretu de noma Miguel '
quasi fulla levou calsa de esloupa ca-
misa de panno de algodio de saca chapeo
de couro rouilo prosista e humillia-s<;
moilo dianto de qualquer pesoa he dis-
simulado tem urna ferida na pona do
nariz e urna fstula ou marca della ao
pdoum dos oljios mediana estatura ^
nari* grande nem muilo magro nem,
gordo c isluma mudar o noma ediz le-
var cartas por ordem de seu Sr. ja fupid
em i836 para u Villa Real de S. Joo o
tornou de novo a fugir em i83^ e sendo
este anno pegado em pedras de fogo (ra-
balhando >m urna uiaria cuino forro ,
consta andar no Brejo da area ; quemo
pegar leve a ra nova deOliuda casa n. i5,
que ser generosamente recompensado.
Roga-se aos Srs. Sub-Prefeitos,
desta e mais Comarcas, e authoridades
policiaes pessoas particulares, que suu-
berem ou virem u 111.1 escrava de nomo
Thereza naco angola idade de 28 a 3o
anuos, estatura porporcional, cabeca re-
donda olhos grandes nariz chalo, tem
dois denlas da frente da mendhula supe-
rior quebrados peitos escorridos e pe-
queos bracos grussos inos c ps ne-
queiios, e largos, os dedos dos ps como
da* mo curtos e grossis foi escrava do
Teen te de arlilheria Anacleto Lopes deS.
Anua que a coroprou a Jacinto Joze de
Souza, morador em Macei cuja negra
sup5-se ter parala hido, foi a depois
comprada ao ditto segundo Tenente em
1837 e desapareceo no da 8 do p. p.
E outro de nome Valentina naci da cos-
ta idade em que fugio de 14 a 17 annos ,
com os signaos seguiotes : cor preta, corpo*
secco altura proporcin .1 a idade, cabe -
cae orelhas pequeas, olhos grande* e
ahugalhados, e nv-ios veigos nariz mais
afilado do que chato boca abieldada ,
drnte acanguladoa pesoocu omprido,
peilo onvado mSos e ps porporcionaes ,
pernas fin.'S sup5-se estar furtado o
qual desaparereu em 10 de Abril de 1837,
os mandean apprheoder e levar atraz da
Matriz da Boa-vista segunda casa o entre-
gar a Manoel Elias de Moura que recom-
pensara.
* No dia 2 do correte mezas 6 horas
da larde fugi.) urna preta com o* signaes
seguidles: rosto comprdo boca bicuda,
costas enciljmhidi com signaes de sua
naci urna ferida na lesta ( que foi d
urna queda ) outra na canella 'esijuerda ,
C que i'oi de umi marrada de rirneiro )
cu as feridas ja esto boas mu anda es-
tn brancas as juntas do p da mesma
perna enchedas, (lentes limados, levou ves-
tido de chita branca com fiores1 rnixase en-
carnadas mais outro de cassi de manga
Curtas com dois babadas com urnas flore*
encarnadas e um panno da costado lis-
tras brancas e azues, de nome Joanna e
no dia 3 foi encontrada no beco dos bar-
beiros; quema pegar leve a ra doi Qu-
arleis D. 9 que ser bem recompensado.
MOVIMETO DO PORTO
NAVIOS ENTRADOS NO DIA 8.
PACO DECAMARAGBE; 2 dase meio,
Escuna Nac. Bom Jess Capilo Ma-
noel Antonio da Silva Guiarle carga
varius gneros ; ao Capito; passagei-
vos os Brasileiros Antonio J aquim Fa-
bilo com um filho Francisco Jos de
Mello um escrava para entregar ao
Reverendo JooFranciseo Xavier, e 1
escravo Luiz Antonio Viaiina e um
escravo.
OBSERVACES
Deo fundo no laroeau o Hrigoe Ameriea-
no Nav.rre, viudo de PHILA DELPHI A
em 5o dias.
fiiBjr, \ Ti, ot m. r. jb r. 1838.
4


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EQ7CH06QN_NL1C9D INGEST_TIME 2013-04-12T23:31:29Z PACKAGE AA00011611_06027
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES