Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:05746


This item is only available as the following downloads:


Full Text
ANNO DE 1837. QUINTA FERA
13 DE MAIO. N. 106.
PERN. N.vTYl'. na M. 1'. uf 1'AltlA. 1&37.
DAS DA SEMANA.
15 Segunda ^Jl. oitava] S". iziaro lavrador.
16 Terca f oitava S. JoSo Ncpdhioccno.
17 Qimrta Tomp. (jrjim). S. Patcoal iiavlio. Sea. da
Tlicsouraria.
lM Quima 3. Venancio M. Re. de n. aud. do J.
do C. d m. e CU. de t.
12 Sexta Tomp- (jt-jul") s- Pedro ses. da Tli. Pul.
aud. do J. de O- de l.
l.'J Sbado Temp. Cl'ejun) S. ernardino de Sena.
Re. de ni. e and. I V. (i. de t. eia Olinda. I.u.i
Ch. as 6 h. e 7 m. da t.
II Domingo da SS. Trindade.
PARTE OFFICIAL.
PERNAMBUCO.
ASSEMBLEA LEGISLATIVA PROVINCIAL.
Acta da 29. Sesso Ordinaria da Assern-
blea Provincial de Pernainbuoo o o.-i
12 de Maio de i857.
Vico-Presidencia do Sanhor Paola Caval-
oaoti.
Feita a chamada, for*5 presentes 19
Snrs. Depuradas faltando oom parti-
cipadlo os Seohores Leonardo Rodi i-
gues de Araujo, Maciel Monteiro e Ur-
bano. Fui lida e oppiotMU Acta da
anterior. O Senhor primeiro Secretario
foz o expediente lendo una odieio do Se-
cretario I'iti rioo da Presidencia, q' acom-
pao hava huma representadlo da Cma-
ra de Olinda acerca das su as contas ; foi
encaminhada a Comu.u&ad de cenias das
Cmaras : outro do mesmo Secretario co-
brindo huma representadlo do Juiz du Di-
reito da primeira Vara do Crime ptdiodo
providencias para podr ter officiaea da
Jutiea para o t>eu expediente ; ft-i a Corr-
rnissio deJustica civil. 3. cem pscootas
da Cmara da Serinhaem -. foi a Conimis-
sao re psetiva.
Paeson a dar conta dos rrqiermen-
tos de partes; Jos de Paira Ouraobo,
Furaiior que foi Tiepixe da Alfandega vilha, pede.-era-
Jcnitlido ao seu antigo lugar, ou em
outro qualquer ; Mariotl Soares de Sousa
Calvio que servir de Inqairidor, Des-
lubuidor, e Contador da Relaoio pede
ser sdmittido algum outro lugar: fo-
ra6 escoromisaSes respectivas.
Manuel Jos Gal vio pede providencia
para que o tea requeiimento pos-sa lar
andamento : licou ao cuidado da Me'-.a.
Concluido o expediente antes de entrar
a primeira parte da Oidem do da, oSr.
Mii a mandn a Me o aegninta roque*
rmenlo requeiro que a Assemblea deei-
da 1 ee a approvagio da* coritas das Cama-
ras deve ser'por huma resoluto cu ru
em outras Assembleas Provinciaes sepia-
tica, ou por bum parecer, como nos an-
uos antecedentes en.aqui uiado entran-
do em discusso 4 foi approvada a segun-
da parte.
O S.'nhor Presidenta nomaou os Se-
nhores Meudes, e Amonio Civalcanti pa-
ra fuserem 01 tiabalbos da Comruissfio de
Legislarcio nos empadimentusdosdousSrs.
que nao tem comparecido.
Ordeni do dia A GommissaS de pe-
ticSes he de parecer, que Jos Ziciria de
CaivaPio que se q/uixa doprejuiso que
Ti.dci agora dejirnde de non meamni da musa pru-
dencia, modal a.,'f.u, e encrjia:continiif!iiio. com.
principiaiiioa, eremoa anontadua com admira.
. .
Preciaraof da Aiitnblt fi.ral da Jralit
Suliscreve-Re a I000ra.mcn-.au pagonadiantado
neaia Typofira*, rna das Cruscg D. 3, e na Pra-
ca da Independencia N. J7 e 38 ; onde se Meaban
correp-pondeuciuH legalizadas, e amiunciosj interina
do te cate {rali, leudo doa propriot aatignantea,
-(indo -.signado.
- ------------.------,___________________________________
CAMBIOS.
Maio 17.
JLiOndre* 33 a 3* Ds.'St. poi lced. oo prata a
AOpor cento de premio Nomina.
Lisl>i>a55 por o|o premio, por metal, Nom.
Franca 295 Rs. or franco
Kio de Jan. (i p. c- de prem.
Moeckis de fi,,400 130<;0 as velhas, novas 12000
4000 6700a (..8JO
Peao l460
Premio da prata 50 p. c>
,, das ledras, por mea 1 l|iporo|0
Cobre 25 porceiuo de descomo
PARTIDA DOS COIIHKIOS.
Olinda_Ti>d >i oa iliaK ao meto dia.
Ooiana. Altiandra, Parailia, ViUa do Conde, Ma-
mau|(iiapr, filar, Hea. de S. Joao, Rreju d'Arta,
Hmnlia, Pomlial, Nova de Souia, tliiiadc do hatii.
ViPaade Ooianninha, tiNuta da Prineeta, Cidada
da Fortaleza, Villas do Anirs Monte mor noto.
Aracatj-, Cascavel, C'anin.l. Granja, ImperatrlaJ
S-Beriiurdo, S. Jolio do Principe, Sobrar, Nova
BlUey, Icd, S. Matheaa, Reachodoiangae, 8.
Antonio do Jardim, Queirramol.im. e Varnah.li*
Sefrundaae Sextas leira ao meio dia por va da
Paraiba. Santo antao- Todas as quintas i'eiraa a >
meio dia. Oaranhuna, e tonito noa dial 10 e *
de rada mea ao meio da. Flores- no dia 13 do
cada iuex ao meio dia- Cabo.Seriiibaem, Rio Foi-
moao, e Porto Calvo- noa dias I, 11, e 21 de cada
mea.____________j--------
a lavouia caua o gado vacum solt, re-
queira aCamnra de () n la a excut;o da
t.ua Posiiua, numero 59, i'ji approva-
do.
Bolron em segupda dis' usso o projec-
to numero iG. o Senhor Lopes Gamaof-
ferecan a seguidle emenda, suli-tituiliva --
O Professo da Cadeira de Botnica e \-
gricoltura creada no Jai di da Cidade de
Olinda, stra' tambem Director do mes-
mo Jardim, e par cebera' por iinbas as
cou-as o cr'lflnadu de .\ofy o Senhor
P.-reir do R ito requeres o addiamenlo
ate que se tenha discutido a loi do or-
ea ruent o : nao passou o addiamento, ese
approvou a emenda mb-tituita do Senhor
Lopes Gama fioando prejudicadoa os
Artigue offereridos pelo Senhor Ancora
em Sj'so passada.
O Senhor Lopes Gama mandou o se-
guinte artigo additivo -Artigo a. OGo-
vertio man Jara' por huma sentiri-.lla di-
aria no portan do mesen Jardim foi le-
geitado este art go ; e passou o projtcto na
forma emendada para a terceira.discus-
tio.
Passaudo-Sii a discutir o artigo i. do n.
II, o Senhor Ancora fz este raq linimen-
to Bequeiio que o projecto d. i i. i | id liado at ge apre9erj(ar o seu Authr,
que est Legtimamente impedido- foi ap-
pi ovado o addiamento.
Conlinuon a di-cusso do projecto nu-
mero i. Ait'go I7; o Snr.. Pioto de Al-
mii'a oHon-ccu a seguinle i menta -De
poii da pala vr<\ superior acre-cente-se -
don Corpo, e Legies. D p>js da pilavra -
Subalternos .^crvbc nte se incloxive c.->piiacs
No Hm do artigo aciea.eote &e Porem os
Sargentos Ajudantej, e Quarteis Mestiet
serio da eseolha dos Coimamiantes do&
Carpos.
O Sor. Loiirenpo Biserra olTereceu a
8iih emenda Depois da palavra Legio
- per asco rite-se ptelferindo os officiaea dos
respectivos Curpos. Foi appro%ado o Ar-
tigo com as duas emendas.
O Art. 18 foi approvado. O Art. 19
soffieu ebta emenda doStnhor Prixotode
Bulo Dg'-S tres meses na Cidade, e
fora da cidade t-eis meses. No lim rauda -
se a palavra confirmaco.- para nomea-
vo, e a palavra neniados para propos-
tos, salva a redaco : foi approvado o ar-
tigo com a emenda. O Ait. 2. tambim
foi approvado com a emenda do Snr. Pei-
xolo de 151 ito Em lugar de 60 dias d~
ga-se 60 diaspara os da Cidade, e quatro
metes para os de fora O artigo ai so-
fteu as emendas, do Senhor Ancora De-
pois das palavras 6 mecs acrescente-
se as Cidades do Becife e Olinda ; e 9
meses nos outros lugares da Provincia.
Outro do mesmo Senhor Ancora em lu-
gar da palavrd soldadosdiga se ; cabos,
a Guardas : do Seuhor Meira auppiiroa-
-e das p.tlavras-Herad punidos por deao-
bit i. rites em dianU> aleo fim. Do Se-
nhor PeUuto de Brilo-depoia da piUra
desobedientes, accie-cenlo se, cuntiRUin-
do a ser punido pela leincidencia se nao
seapresentar fardado depois de punido -
loi approvado o Art. rom as 3 emendas
ultimas, eregeitada a piimeiie do Sor.
Ancora.
O. AitigO 2a foi approvado : o 23 teve
a emenda do Senhor Piolo de Almeida -
Depois da palavra algum perescente-se
OlVw'.ial inferior, Cabo, ou Guarda e
depoi da palavra Disciplina accrescan
te .-e sera* preeo e o mesmo Concelho
sera' composlodos (V]embro9 indicado1* no
Artigo 9o da lei de 18 de Agostod-j l83i,
rom a differenca de ser hum rapito, o
Prezidenie e os quatro vogaes subalternos;
masseoBeofor officiol sera' o Presidente
olEcial Saperior, e os vogae.4, pelo Manot,
da gradnaco do Bee- Foi approvado o
ar 1 i t;o sanca emendado
O artigo a4 entrando pra discii Senhor M ira mandou a emenda Diga-fe
- E o recurro sera' int<-rposto dentr> de
5 dias contados da notiGcacJo ; o mais
como no artigo tirando-se a palavra -
outras e a ttub emenda Nao seodo em
caso de rtbelifo, ou se-lico ; pois que
riese caso fe o recurso dentro de 4o* '10*
ras f'.n o apoi.'das as duas emendas ,
tnas dando a hora, foi ad liada a disens-
ifo.
O Snr. Vifa-Presi'Jenle d*i> para or-
dem do dia- Parecarrs de Commiss5e<, e
leilura de Projeetos 5 a'guoda pn te primei-
ra ueumo do projtcto nmeros 24
Foica Policial- segunda do numere a5 -
Ornamento- e nmeros i7 e ioj e ter-
reir diacuasfo do numeio 23, e ai de
185(5; e levan ton a Sesso depois das duas
horas.
Thomai Antonio Maciel Monteiro, Pre-
sidente.
Lsurentiao Antonio Moreirn de Cerva-
Ifio, 2. Secretario.
Manoel Mendos da cunha Azevedo,
2. Secretario Suplente.
EXPEDIENTE DA ASSEMBLEA.
Oficio.
Illm: Snr. Tendo approvado As-
temblea Legislativa Provinrial, o pare-
rcier por eopia incluzo da Commi:sfo
deCommcrcio, Agricultura eArles, da-
do sobre a rcpre.sentario doshabilantes da
Bjs Yiagem qd% acoroganta : Beiolreu,
fosso enviado ao Exrn. Snr. Piesidente da
Provincia,
Curapre pois, que V. S. faca presen-
te ao mesmo Exrn. Seuhor a referida
representadlo, e parecer.
Dos Guarde a V. S. Secretaria da As-
semhlea Legislativa Provincial de Pernam-
liu o II de Maio de 1837. Illm. Snr.
Manoel P-olo Qaint.la, 6'aoreUiio interi-
no da Provincia. Luiz Bodrigues S.-tte,
primeira Secretario.
PABECER.
A Commissfio de 'ominercio, Agricul-
tura, e Artes,leodu|com atteneo a repre-
seni.ua'-), que a esta Aisemblaa d-ri^irao o *
habitantes da Boa Viagem qucixaodo-oo
do Proprietaiio do Pago, Maroalino An-
tonio l'treira baver obstruido a direc-
cio natural do Bio Jordio por meio do
aterrados, para a conservaco de algum
iveiros, no lugar da embocadura do re-
ferido rio, derramendo-o no meio das
ivmpina,, donde tem rtsultado a eata^oa-
cio das agoas, ternando-se a Povuaeio,
epedemica de teaSes, na estadio chu-
vosa epe estradas pantanosas, e intrart-
itave s; pedindo te obrigue, ao possoi-
dur do Pago restituir ao rio seu antigo
Leito promovendo-se com isto asaLbiidr
do e crescimenlo da populacio, obfi-
irani!o-sa oa requerentes a profundaren!
hum canal, como ja.tivera livrando-
se com iato do grande encoromodo que sen-
tm em couduzirem da distancia em qn;
t-Ju' o paco da Barreta a Boa-viagem,
h cou/.ih n.ceesprias ao commodo da v-
a.8ste ao rrq>*erentes mas estando ja
deieminado pvla artigo 3t> da Lei Pro,-
vim ial uumerogd-; 10 de Junbo de i855,'
aquem compete prcviden.ar a respeito ,
julgsde>ar-se nicamente tncaininhar
presente rt-pi oontaco ao Exrn, Presi-
dente dt Froviocia a lim de faer efecti-
vo o cumprimerito da referida Le.
Sal das S sjs Provincial. 9 do Maio
-1837.
Franeisco de Paula Cavalcanti de Alhu-
qoc.que.
N. J. Vaz Salgado.
Illm. Ser. A Assernblea Legislativa
Provincial tendo approvado o parecer
da CommiSsio de Fasenda e Orcamenlo
por copia incluso } manda envial-o a
V. S. para fazel o preter te ao Exrn. Senhor
Presidenta da Provinca.
Dos Guarde a V. S. Secretaria da At~
eembtea Legislativa provincial dePernaro-
hmoii de Maio de 1837. -Illm., Sor-
Manual Paulo Quiniela, SeereUnointcrir


I
2
D I A
IO
__- > v
D B
.
PERNMBUCO.
no da provincia L. R^ Selle, pjmd-
ro Secietaiio.
PARECER.
A Comrnissio de Fasenda e Orea ment
examinou a Proposia do GoTernt da Pro-
vincia on qual, mostrando que oa 5:ooo$
r< consignado* oa Le da 8 de Juaho de
i 836 para reparo das Matrises uio che-
na para os conrertos das da Varser e S.
Lou renco de Tjucudapo, que fo.a or-
eados ero 5:344$47 re's vinde assim
a faltar Xiftfo reis, peda que a t>
fceoiblca poaba despoticado mesmo
G>veono eita qaantia, a fino da poder re*
rificar oa mencionado* contarlos. A
Commi&taS virta da Le i uoisima da 6
do crrante mes a anaa, que manda cri-
ar na capella dos Affogado* urna Fregue-
zis e suprimir a d 1 Varzea, intande que
tem cassada a neressidade da providencia
requestada pelo Governo.
Pac > da As emblea Legislativa da Pro-
vincia de Pernmbuco lo da Miw de
.1837.
Mora es Ancora.
Raan
F. de P. Cavalcanti de Albuq uerqne.
GOVERSO DA FROVINClAl
Expedienta do daa i3 de Maio.
OFFICIOS.
Ao commandante das Armas parteci-
p mdo Iba qne por Aviso de a4 de Abril
findo expedido pela Secretaria da Guer-
ra houve o Regente ejn Notne do Impera-
dor por bam prorogar por 3 mates na
forma da Loi a licenca com que foi a c rtef
o Majo/ Graduado da i. Lioha avojeo
Manoel Maxado da Silva Santiago.
Igual partecipacaS foi derigida ao Ins-
pector da Theeouraria.
Ao inspector da Thesouraria en-
viando copia do Decreto de i {) de Janeiro
docorrente anno peloqaal fot concedida
urna pensa de OT>$ooo rs. annuaes a fo-
fo Antonio de Miranda, por odemnisa-
da Alfandega dest<> cidade.
* Ao menino, para informar acerca
do que representa no oflicio que se Iba en-
va o Ecriva da cAUclona da comarca
de Flores sobre o astado de o^sarraujo da
mesma collectorra e abandono que tem
fsito o respectivo Collector em prejuiso
grate da Fa&eada rubiira.
Ao meaffo communicaodo-lhe ,
qaa podafaser tedivo oa conformHade
do Tet mo que enviou com aeu oflioio da
96 de Abril p. p. f o contracto da illumi-
rugad dedta c dade, e da de Olinda cal-
labrado com Emigdio de Soasa Lobo
BraadaS.
Ao snesmo \ approvando que os
trabalfeos da escolha cort; a ca imbo
da moeda de cobre recolhida em viitude
da Lai de 3 de Oatubro de 1633 e faceS'
de nianbia e detarde abonando-ae aos
saos operarios a gratificacaS, e jornaes
que pro poz em cilicio de g do coi rente ;
-a fim de sa concluir ata opperacaS como
convena.
i Ao Inspector ceral lntrioo das O- -
braj Publicas ordenando-lbc que ds-
Eeca os 4 fcei ventas engajados para o tra- .
albo do levan lamento da Planta desla
cidade visto qua por faka de Officiaes
Engenhtiros est, e tem da e>Ur royito
tampo parado esse trabalbo, a qnando
bouve de ser contnetadoeotaS se eagaja-
rio os mesaos, ou novoa serteates. E
rnanifestando-lbe que he para admirar ,
que fossem conservados quetro bemana a
jornal sem fiser neabam eereico qua
fossem ainda gratificados quassde levava
algum qIIco da Reparticeo, como infor-
ma.
Ao mesmo para mandar faaar por
ad minia trac* 5 a obra do Arqaeducto da
trada de Sa uto Amato visto nao le-
rem apparecido licitantes, como parteci-
pa em officio de i a do correla.
o mesmo, para enviar mental-
mente a Secretaria da Presidencia a ra>
jac.au do Ponto des Emprtgados que na
sua Repai tica lhe sa5 inmediatamente
subordinados.
Ao Administrador Fiscal das Obras
Pblicas, respoqdendo-lhe que a retaca 5
do ponto exigida em offi o de 9 doeor-
rente, de ve ser dos Em prega dos de que
trata o Art. 5 do respectivo Regulamen-
to.
PORTARA.
Ao Inspector Geral Interino das O-
bras Publicas para informar qumheo
Apontador da Obra da Estrada do Pao do
Albo e xjne Tencimento percebe por esse
trabalbo.
COMISANDO DAS ARMAS.
Qoartel do Commando das Armas de
Pernmbuco i a de Maio de i83^.
Ordcm addicion.il.
Detet mina o Commandante das, Armas
de cooforraidade com as ordeas que rece-
bao do Exm. r. Presidente, que para
s exequias fnebres, qnccodevem hoje
faaer ao Exm. Brigadeiro Josa Camello
Pessoa e Mello marchem os Batalhdes
2. a 3. e da G. Nacional da capital, e
o 4 carpo d'Artilheria de i. Lioha
as 4 e i/a horas ds tarde postar se em
frente da Igreja de N. S. da ConceicaS dos
Militares, onde depois de Su palta do o Ca
daver dai as discareas do estilo para o
qoedevem hir previaidos. O Corpo d'Ar-
tilheria levar 6 bocas de fogo para dar
ente tiros correspondentes a aua Gradua-
dlo e Patente postando se para"i.-sj com
a frente a ruad'Aurora, a fim de qua a
discarga nao prejudiqueoB Edificios. For-
mados o? cor pos cima designados em urna
Brigada, assumir o Commando delta o
Sr. Coronel Cbefe de Legii Francisco
Jos da costa. Convida o c remandante
das Armas a todos os Srs. Ofnciaoa da
GuarnicaS Avolsos, a mesmo Em pre-
gados em t-ei vic-os divarsoa, para que enm
elle compareci ao reetbimento e ulti-
mas despedidas deste digno Companheiro
d'Armaa.
Por oifirio do Exm. Sr. Presidenta de
hontem datado foi commonirado ao com-
mandante daa Armas baver o Governo
nomeadn para Commandaote Geral do
c rpo Policial ao Sr. Tenente coron.l
JoaeJoaquim coelho dispensando deste
cjmmando aoSr. Tente Francisco An-
tonio de S Bar reto que passava a fasar
sfunc(oes de Piefeito da Commarca de
que se dimittio o Sr. Major Jse cirios
Trixtira Jnior. Os Srs. Commaudan-
tes das respectivas Classes msie sentido
lar nosassrntos destas Srs. OIBciaes s
verbas necessaiias.
Ingoscio Corren de Vasconcelos.
TUIBUNAI. DA RELApx5.
Sessao He 13 de Maio de 183;
Os Embargos eppestos por Leandro dos
Santos Barros, e Joa5 dos Santos Villa
nova ao Arcorda contra elles proferidos
na Causa da Appeltaca5 Civel do Juizo
Municipal da Villa do Pombal em qtie 6o
Emba gados Antonio Beoto de Figueiredo,
e o u tros foi io i ecebi dos e julgadoa pro va-
dea e nullo todo o Proceaso.
Os Embargos oppostos por Antonia
Bento de Figueiredo ae Acrordfo na Cau-
rade Appeliacfo Civel do mesmo Juio a
favor de Jlo Galberto Ribeiro Pcseoa ,
foro dispiasados.
COBREO.
O Paquete Nacional Coostanca recebe
as m*las para a Babia e Rio do J-inein
no da 10 dtste Mea as 9 horasdj toanhit.
MESA DA8 D1VKHSA! RENDAS.
A pauta be a mesma do N. 89.
ARCENAL DE COERRA.
O ArcenaJ de Guerra compra xumbo
em barra papel almaco csrtuxinho e
brim branco, qnam tiver ditfs gneros a
qaiser vender comparece no mesmo para
tratar do *eo ajuste.
Arsenal de Guerra 17 de Maio de 1837.
Joa5 Nspomuceno da Costa Monfciro.
PRBFB1TUR1 DA COMARCA DO RECIFE.
Parte do dia i3 de Maio.
lllm. a Exm. Sr.
Fora presos a minha ordcm e ti ve-
rs o competente dtatiao JoaS- Calla-
ba preto escravo de D. Joaquina re-
mi ttido pelo Commandante da Guarda da
Ribeira da Boa-vista por briga ; Anto-
nio tambem preto libei to estregu
por dois soldados da patrulhs de Polica,
3ue rondou no disiricto do Atierro, por
sordera; Pedro Francisco, cabra,
Felippe Raimundo pardo e Antonio ,
preto, escravo, remedidos pelo Sub-pre-
feito da Frcguesia dos Aogados ; este
por furto de urna caixa de prata que o
acompanhou eaquelles por tareco as
circunstancias de ser recrutados.
Nsda mais consta.
Dos Guarde a V, Exa. Prefertura da
Comarca do Recife 13 de Maio de 1857. -
lllm. e Exm. Sr. Vicente Tbomas Pires
de Figueiredo Csmsigo, Presid nte da
Provincia. Fiancisco Antonio de S
Brrelo, Prefeito de^ta Commuica.
Dia 14.
lllm. e Exm. Sr.
Fora presos pelo Sub Prefeito da Fre-
guesa da Varses no lugar do Barbalbo
ontem J *>e da Santa Anna, e JoaS Ber-
nardo Cavalcanti que andava5 BDientes
do 4. Corpo de Aililheiia onde tem el-
les praca a rojo Commaudanle orieme-
t pelo soldaHo Eugenio Amsncio da
PaixsSfoi praso um preto qne diz ser for-
ro Francisco daa Chagas h minha oidem
para ama averiguabas d% P .liria palo,
Cotnmissrioda Boa vista o crilo Felisdos
Santos Silva, por f-ser motins na roa
em que mora com sua mesma familia.
Nao occorreo mais novidade.
Daos Guarde a V. Ex. Prefeitura da
Commarca do Recife t~4 de Maio de 1837.
lllm. e Exm. Senhor Vicente Tbo-
mai Pires de Figuercdo Camargo, Pre-
sidente da Provincia Francisco Antonio
de S' Barreto, Prefeito da Comarca.
ticipa que hontem pelas 11 horas do dia;
no lugar da matanza do gado, Felippe
Barbosa, pardo morador no Atterro dos
Affogados, deratrez canivetadaa emAn.
tonio Jos de Santa Anna, em segoimen*
to do qual indo immediatamenle uma
Satrulhade Peticia ate o lugar da Ilha do
ogueira, naS o pode capturar, pornafi
o ter encontrada e procedoo-se nos ttr-
mos da Lai.
Nada mais consta;
Dos Gusrde q V. Ex. Prefeitura da
Comarca do Recife 15 de Maio da i83-
lllm. e Exm. Sor. Vicente Thomat
Pires de Figneredo C*mergo, Presidant*
da Provincia -- Fianfiro Antonio da S'
Barreto Prefeito da Commarca.
Dia 16.
lllm. e Exm. Sor.'
ForaS presos a minha ordem e live-
raS destino Joaquim Gqosalves d'Almeida
pardo rernettido pelo Sub-Prefeito do
Recite, por ser vadio e de ra coodac-
ta ; Francisco das Chagas, preto, remst-
tido pelo Commandante da 1. patrulhi
de polica que rondou o districto de Po-
ra de Portas, por lhe ter sido apprehen-
dida urna-lima com ponta, de que se pro-
cedeo nos termos da Le ; Antonia Stiro
LeitaS branco iutregue por um Guar-
da Nacional, por ter comprado um car-
oeiro que fora furtado.
Nada mais consta.
Dos Guarde a V. Ex. Prefeitura da
Commarca do Recife 16de Maio de i837.
. lllm. clxm. Senbor Vicente Tilo-
ma* Pires de Figueiredo Camargo Presi-
denta da i'rovin ia. Francisco Anto-
nio de S Barreto, Prefeito desta Com-
marca.
ANNUNCIO.
O Ilm. Sr. Prefeito deta Commarca
manda faser publico que na respectiva
Secretaria axis le m uma trouxa de roupa,
apprehendida pelo Sub-Prefeito da Frs-
goesis dos Affogados; outra ditta jalo
Porteiro da Casa dos mendigos 5 uma cruz
d'oiro pequea apprehendida pelo Sub*
Piefeilo de Santo Antonio j na rochia do
Corpo de Polica tres cavados, appn hen-
didos pelo Sub-Prefeito do P c<> em cu-
jo poder existe tambem um e mais dois,
ou tres no Deposito Gt ral.
Francisco de Barros Falclo cavalcanti
d'Albuqaerque, Sjcretario da Prafsitu-
ra.
INTERIOR.
Dia 15.
lllm. eExm. Sr.
PotaS presos a minha ordem e tire-
raS o competente destino Manoel do Es-
pirito Santo pardo, remettido pelo Co-
mandanta da i.a Pat-ulha do Corpo de
Polica que rondou o d'stricto de Fora
dePoita; porctir ebrio, e ser encon-
trado tarde da noilc ; Manoel Antonio
Bazilio, e Cosme da Paz Bandeira pe-
los, Andre Pinto Duarte, Antonio Jos
Ciraco e Manoel Martina de Jess, par-
dos, o Manead Joaquim, indio, lemtt-
tidos pelo Official de 1. Ronda de. Po-
lica por estarem ebrios e em dteordem
nobeco da molafa ; Joaquim d'Oliveire
dos Santos, pardo, a acanoel Felippe San-
tiago ramettidos peio Sub-Prefeito de
Maraoguape, este por ser desertor do 1. "
Linba e aquelle para sentar praca em os
Corpos de 1. Linba ; Juve Matheos da
Luz, pardo, remtttido pelo Sub Prefei-
to dos A tf'gados por desordem e que-
rer dar na senlinella da Guarda do Atter-
S, Pedro do Sol.
CoolinuscaS do numero antecedente.
ro.
O Sub-aVtfeitP de Santo Antn jo par-
lllm. Sur. -- Ha dous diasoffcisi a
V. S. noliciando-lhe a minha marcha em
seguimento doa rebeldes que haviaS to-
mado a coxilha que conduz ao passo de S.
Diogo no JaguaraS e cpnvidava a V. S.
para vir fallar-me ern o dito lugar onde
toncionava demorar-me persuadido que
na posicaS dos negocios, nao Ibes restara
outro partido mais que emigrar para o-
E-tado Oriental. Os lebeldS porem ,
cbvgando a este ponto, pas^raS o Candi-
ota e ssguem pelo campo do Contracto.
Cata columna acaba tambem de passar o
mesmo arroo e no mesmo passo e vai a
seguir no seu trlho e estou 1 esolvido a
naS os deixar de perseguir papa qualqaer
ponto que se dirijaO. A' vista do que
naS pode ter lagar a entrevista para que
o convidei. N ate lugar se reuni. Meto
com os de mais rebeldes regressando de
em frente ao Bahu', oque inuilo mea-
legrou por considerar a V..S. livre da-
quelle inimigo e poder com seguran.
a restablecer a ordena nssse Districto.
Dos Guarde a V. S. Campo no passo
dos Carros em Candiota 10 de Dezembio
de 1836. lllm. San Jofo da Silva Ta-


DIARIO Df! PI1NAMBUCO
5
!2

?res. Bento Manoel Ribeiro.
Convenci que fazem os Offciles a-
baixo firmados pertencentes forea do
Gorerno legal, cora o Snr.'Tenente Co-
ronel David Joze Martina commandante
da Corsa que mantera sitiados 09 firma-
dos que vero a ser as condicoeas seguin-
tes:
I. SerS tratados como prisioneros da
guerra todos os Officiaes e mais pracas que
prisionou boje bem como serio guardas
dos firmados os Snrs. Taantes Vasco
Marques de Souza, e Manoel Marcelino Dor-
nelles que ser insepara veis dos firma-
dos, durante o lempo que estiverem pri-
sioneros rom a guarda por elles nomo-
ada bem como debaixo das determina-
coens dos mesmos todas as mais pracas.
a. Que 60' entregars suas armas e
rounicoena-
3. No caso que conreaba ao Govemo
a que perteneci os firmados, se eflectuar
suas liberdadea por meio do trocas.
4. No cato de se acabarem aa duas co-
lumnas nao deixara por i,so aguarda ao
mando dos Snrs. Tenentes de so conser-
var sempre cuidando aos prisioneiroa e
gm-antindo suas vidas do caso porem ,
de nolfrer ravez a que esto os firmados
prisioneiros afliancio 09 firmados serem
os Sis. Officiaes e toda a aaccolta que os
cuidad garantidos, at post< s em liberda-
da corr o direito salvo de i rem reunir
a lo rea a que perteuce se qaiserem ,
coro toda a sua equipagem e armamento ,
ficando assim garantidos tanto os priai-
onsires 1 como toda a escolla que os guar-
da.
5. O Snr. Capitlo Hanoel Joaquim de
Carvalbo fica fer ido, de vendo a presentar-
se logo que se ache melhor columna
republicana, ni o devendo retirar-se des*
ta ponto ficando cora poitaria passada
pelo dito Sr. Tenente Coronel David Joze
Martin.: em firme? do que se passara
dousdeste tbeor sendo bum entiegueao
Snr. Tenente Coronal Ciraroandante da
lores c outro em podar dos firmados.
Casa de Bonifacio Joze Nunes, i7 de
Dezembro de 1837. David Joze Martina ,
Tenente coronel da forca em operacaS.
Jacinto Quedes da Lei espitad. No Jo-
ze de Lima, capitt da 3. companbia.
Joze A Ivs Valenca Tenente. m noel de
Avila Peixoto Tenente. Joa5 Simplicio
Ferreira Tenente. Vasco Marques de
Soma Tenente das loicas republicanas.
Minoel Marcelino Dornellea, Tenente.
Itinerario do Exm. Presidente o Sr. An-
tero* Joze Ferreira de Brito desde o
Rio Pardo at Tapavi onde por huma
ti aic5 inaudita foi preso palo salteador
Bento Manoel Ribeiro, redigido por
bum seu companheiro de infortunio.
O Exm. Snr. Presidente tendo resolvi-
do ler buma entrevista com Bento Mano-
el parti do Rio Pardo a 18 de Marco
acoropanhado da offi ialidade e pessoas
mais dislinctas daquella Villa at a dis-
tancia demeia Itgoa, e pernoitando a trez
legoas entrou na da cichoeira as onze bo-
ras do dia 19 e recebando as maioresde-
monstracoens de alegra nesta povoaa5.
seguio pala estrada de Alegrte s quatro
da tarde : neste caminho e com marcha
de dea a ta legos por dia, fez a al mar-
char em deligencia a asta capital ,0 Al-
teres Leiria, a a 2a dirigo suas parlici-
pacSes ao Brigadeiro oldeiron eao Co-
ronel Gama, e bem atsim ao coronal
Joa5 chrisostomo, que de cassapava Ihe
ummunicava as boas dispoaicoeus das tro-
paa do su commando dos Tenentes Co-
lontisModeiros e orlos, que cohjunrta-
mente com os habitantes daquella Villa,
tinhaS esperado aS. Ex. no dia anterior
[a maia legoa de distancia. Nesta mesma
looca&aS Ibe dizia que Bento Manoel ti-
jnba Ibe entregado o commando das armas
Ireselvando temporariamente o-da Frontei-
ra de Aleg-ele, ficando comtudo debai-
xo das ordens delle coronel i tambero se
apresenton ao Sr. Presidie, o otpita
Gabriel de Ar.ujo e Silv- *
n.5 atinando com ttrtcf* S '?" "
o ex comandante das "" JJ .T
goircomS. Ex-pTemf n*"Por M-
ktjroity o Presidente, quepor outracou.
za porque a final deixoa-se ficar muito
contente com Bento Manoel, de quera
be secretario privado, e noton-se na vi-
agem que se soparava dos companhai-
ros pernoitava em lugares longe delles,
aern duvida para fasar os seus avisos a
Bento Manoel, dos pasaos do S. Ex. o Sr.
Presdante.
A.a3 ao meio dia, passseu o Sr. P. oPasso
deS. Siman com aaua comitiva, comporta
4o 1. Official da Secretaria do Gover-
no Major Marques Capitad Patricio da
Camera de hum piquete de 2o hemens ,
commandados pelo Alteres Hilario e al-
guna poucos pedes : ali se demorou at
as cinco da Urde, a seguio na' mesma es-
trada achando-se assm a 2o legoas de. A-
lgrete : depois de atravessar o Saicam,
aonda lbeconstou que Bento Manoel ti-
nba estado com alguma forca na et>tancia
da vava de JoaS Machado ; em S. Luis
tomou sobre a esquarda ebegande a Ta-
pavi a maia noite do Uesmo dia. Mal ti-
nha atravessado este passo e anda pata te
da gente achava-se aquem, quaudoavs-
tou-se a cousa de trez quadras buma for-
ca de cento e tantos homans formado* em
balalhi. O Commandante do piquete,
indo reconhece-la foi logo pieso, e ao
Sargento o mosmo acontectu ; nisto se
ouviohma vozq-ie dizia he o piquete
do Commandante das armas e enta o
Sr. Presidente para l se dirigi ; mal q'
ebegou aua frente, lhe perguntarS -
quem era-a que contestn o Presiden-
te da Provincia : e logo d baixo de glan-
de molim gritara- est preso*, entre-
guen! armas avance a esquerda mata
gallegos mala camellos. O Snr. Pre-
sidente no meio desta desordam e das
maiores injurias que se lhe disseraS se
portou com muitosangue fre; e toman-
do a palavra xclamou nao veobo para
fazer mal a ninguem Snr. Commandan-
te, quem quer que he, se existe alguma
indi-poiieao contra mim, comigose devem
entender, e tu espero que n5ofteodaa
peasoa alguma que roe scompanha.
Neste tempo sentiraS-se tiros no Passo, e
S. Ex. fez novas instancias gritando:
todos lomos Brazileiro9 Nao haja vcti-
mas! TaS de pressa se acalmou a desor-
dena em q' huma ordenanca do Presidente
foi entilada se poz o traidor Bento Ma-
noel frente desua gente, que se aoba-
va capitaneada por hum tal Demetrio ,
Major Far as, CapitaS Flix, e Alfares
Serino ; levando escoltados o Presidente e
mais comitiva todos desarmados a a'
quello incommunicavel depois de lhe
roubarem quatro conto-< de reisem prata,
e ios outros a prata dos seus srreios. No-
te-seque o ex-Comrcandante das Armas
e-tvedenlio do mato a huma quadra da
distancia a quem dispoz 1 impresa foi o
seu capataz Demetrio. D'ali rctrogradou
para o Saicam onde perooitaraS estan-
do Bento Manoal dentro de casa, ao Exm.
presidente na ra, exposto ao ar da noite,
e cercado de sentinellss. Sem ter com al
le communicaca alguma vocal ou por
escripto levantoa o traidor o campo a
a4 as 3 horas da tarde tomando a di-
lecca de Algrete. Na occasiafj de sua
partida mandn soltar e regressar a suas
casas o official e pravas do piquete de S.
Ex., eb-mtssim, para estaCidade, ao
p 1 imairo Official da Secretaria. Depois de
desarmados e saqueados, deu-lhes portaria;
e como houves-e certeza de que o rebelde
('navarro .-e achivaemS. Gibriel, e os
poderia surprehender isto mesme repre-
sentaras; e t veras em resposta que tan-
to Cansvarro como Nato e JoaS Antonio
ja eraS sens amigos, e daino nenbum
IhesfariaS. O CapitaS Patricio da Cma-
ra tambem foi despedido, e mandado com
o Coronel Gama em commisa5 a esta Ci
dada que tero por objecto exigir que a
presidencia aeja entregue ao Duutor Joa
qoim Viaira do Cunha o eommsndo da
guarnidas ao Sr. Brigadeiro Gaspar e o
esquecimeoto do paasado. O Major Mar-
ques pode milagrosamente eecapar-se com
oito pracas do piquete ,
Maria da Boca do Monta ; e dlhi seguio
para o Rio pardo com o commandante do
piquete y dito Official da Secretaria tun-
de chegrad a 3o do raesmo mez ; parte da
gente desarmada obtsve oito das de licen-
9a, para ir a saas casas, e o re>to marchou a
apresentar-se ao valeroso coronel Gabriel
Gomas. Por quatro soldados da terceiro
regiment que no passo de S. SimaS,
se encorpoxaraS aos do piquete de S. Ex.
se soube da falla quena Estancia da vio va
de Joa5 Machado lhe dirigid Bento Ma-
noel, deseo brido-Ibes seu nefando pro-
jecto e o quinto foi anteriormente re-
pro vado por quasi todas as pic.'s do ter-
ceiro corpo de civallaria. Sabe-se mais
que o Brigadeiro Caldeiron, chegando
a a4 aTapevi; mal que toube dseme-
Ibante procedimento zetrocedeu com a
sua escolta para Quaraim onde est o
grosso da foi 9a do aeu commando ; com
ludo consta queBanto Manoel tinha bus-
cado e seus agentes indispolo com o Sr.
Presidente, assacando-lhe q'elle, Caldern,
devia ser preso quando pelo contrario,
s. Ex. o tinh proposto para Brigadeiro
e mootrou nella toda coofianca parque
nada hava para ocontraiio. Para melhor
conseguir seos fina, o traidor tinha inter-
ceptado os officios e obeqoeiosas cartas do
Presidente aquella valente chefo, como
mesmo Banto Manoel o dt ciaron aos pre-
sos. Mas iiso nao oblante, consta que
CalJeron sanio deixara Iludir. O, cora-
panheiros mais singulares de Baoto Mano-
el no crime forao' h-um filho seu per-
dido de nome Saba-tia Ribeiro o Barba*
re S Brito Juca Ribeiro Major
Parias e Severino Antonio agraciado do
Fanfa. He preciso que se faaa justica ;
o Coronel Gama a pesar de vir na coro*
missaS cima mencionada, na8 partilha os
sentimentos do traidor. Tinha vindo a-
visar o Presidente do laeo que se lhe ar-
mara mas nfo o pode alcancar sanio no
momento em qne tinha sido preso. Pa-
ra q' lhe ni5 succedesse o mesmo suje'ou-
se commissiode Bento Manoel.
( camp o da ligalidsde. )
ARTIGOS DE OFFICIO.
houveraS as
mais activas diligencias para sua appre
hensaS que a verrficar-se, decerto se-
ria victima porque por vezes eugati-
lbra as pistolas para hum dos presos ,
pensando ser elle, No segundo dase re-
uni a gente desarmada com o dito Ma-
jorjia prcxjmidadf da poToacao de Santa [
lllm. e Eim. Snr. Conhecendo os
males desastrosos que o despotismo, e 1-
niquss arbitrariedades do Brigadeiro An-
tero Joze Ferreira de Brito fasiaS pesar so-
bre os mais di-tinctos e leaes Rio Gran-
denses, e bem assm os que por sua pes-
s'ma administrarlo ameacav*6 submergir
para sempre n'hom pelago de desgracas es-
ta infeliz proviucia prendi-o, e para e-
vtaremquanto he tempo o priripicio a
que ba ta5 curto espaeo n sia elle arro-
jando. Posso as?evr*ra V. Exc. q' com
este pa?o se extirigoii no continente a
guerra civil, se V.Ex. o segundar como
mefazem esperar seus servirse pruden-
cia. Todo se harmonizar : os at agora
Republicanos desis'em de seu projecto e
se.submct^m ao Governo Imperial se
qnanto antes for rhamado e enllocado na
Piesidencia da Provincia o Vice-Presiden
temai> votado o patriota Joaquim Vi-
eira da Cuaba e se V. Exc. entregar o
commando d' ssa guai necaS ao Brigadeiro
Gaspar Francisca Mena. Eu me compro-
mello a responder parante o oovtrno Im-
perial pela de tencaS do Bngadeiio Ame-
ro. He ainda nereasario que 110 momen-
to que V. Ex. receba este, conceda-se
ampia taeuldadeao Genera D. Fructuoso
Rivera para vir para o meio dos seuacom-
panheiros, na e rteza deque vida do Bri-
gadeiro Anlaro que desde js entrego aos O-
rientaos, sei o garante para a exscucaS
desta clausula. Confio que V. Ex ouvir
a vos darazaSeda patia, e acquiesce-
r aos desejos de todos os bons patriotas-
Dos Guarde a v. Ex. campo-, a4 de
Marco de i837. Wm. Sr. Francisco da
-Chagas Santos. Bento Manoel Ribeiro.
Et conforme. JoaS Antonio M'nde^
Tolta. Major Ajeante de Orden. Esta
conforme. Francisco Leonardo FalcaS ,
Alferes Secretario do Qommandanle.
Continuar-3?-ha.
LOTERA do SEMINARIO.
Aahando-se quaze vendidos 09 bilhe-
tes da Lotera do Seminario, pois apenas
resta uro pequeo numero o Reitor do
Seminario avisa ao respeitavei publico ,
que com maior brevidade possivel andara
as redas e talvaz que dentro deste mez
ou principio do outro, se se concluir a
venda doa poucos bilhetes, que ainda ras-
to.
AVIZOS DIVERSOS.
Nao sendo possivel ao abaxo essigoa-
do du igir-se a cada um dos Sub-Prefeitos,
e mais Funcionarios relativos p nificar-Ibes os tcntimentos de gralido (le
que Ibes he devedor pelos muitos e ro-
levantes seivicos, que durante o tempo,
em que o abaixo assignido legeo a Pieei-
tura desta Comarca preitario sem outro
enteresse mais que do bem publico que
por isso se tornio credores da stiotl de
seus Concidadoa ; o faz por me>o do pro-
lo, assegurando-lhes o seu reconbeci-
menlo.
Jo- Carlos Teixcira.

Bellarmino d'Arruda Cmaro,
tendo dado a pubijeidade o plano de um
Collegio de instiuccio, o qual senaS ba-
ria posto empratica por falta de casa ,
agora faz paiticipanteao respeitavei publi-
co que o tem eslabelecido em a casa do
Jardim junto ou pouco distante do fr te-
das 5 pon tas : cuj o Collegio conserva; i a
mesma denominaclo de Collegio da
Ccnccio As pessoas que se quiserem
utilisar ali podera liir ter a tratar com o
meamo o qual se responsabelisa sobres
boadiresiodo tnsoo, e conducta moral
doa alumnos, que se quiserem dedicara
inbtruccio designada no mesmo plano.
fcgr^ A praca dos bens pinborados a Jua-
quimda Fouseca Soares de Figuairedo que
saS casas, olaria, esc raros e movi.i-, &. se
ha de concluir no dia sexta feira 19 do
correte as 3 horas da tarde, parante o
lllm. Sr. Doutor Juizda primeira Vara do
Civel, Martioianno da Rocha Basto.
t/9 Na ruada Sanzaila velha n. 29
a um cosinherfo, que offerece os sem
servicos a qoom d'tlle precisar,) assm
com para outra qualquer occnpa'cio.
ejCfJr Na Solidado, casa de rotulas en-
carnadas mesmo defronte da Igreja,
existe umamulber que Uva cosioha ,
e engomma, e quer aervir em urna casa
por pi eco commodo.
tjqp* Arrenda-se um bom sitio na estra-
da que vai para o Mont.iro rom bastan-
tes arvoreidos de fructas de todas, as qua-
lidades, boa casa de viveoda cboi coixeira
e estribara : na ra nova D. 26 no ter"
oeiro andar.
J3P" Quero precisar de urna ama para
casa de um bomem solttiro que cosinhs,
e engomma, dirija se a ra da cadeia
o.4-
jrjs* Q lemannuncioo querer comprar
400^000 rs. de cobre testd lisa dirija se
a ra da Cruz o. 33 no terceiro andar.
f/Jr* Avsa-ie ao respeitavei pub'ico ,
e principalmente aosSrs. Compradores de
gados que nio faci negoc.o algum com
gadus que coodoza ou seja da fazenda de
Antonio Jcs da Silva pois-que este rne-
perteuce por urna eseriptura de bypotbeca
publica assim romo na nmma bypotbeca
me sao bypothecados outros heos para pa-
gamento do que o dito Silva me be deve-
dor para que a todo tempo S9 cbamem a
ignorancia fazo presente evho
Fancisco Antonio Pontaa).
8^p A pessoa que na Diario de Per-
nambnco de i3-lo corrento querer com-
prar 4OO$0O0 rs do cobre tt-ata lisa, sen-
do que queira aOOj^OOO rs. ; dirija se a
ra do QueimadoD. 7.
a/fp i'recisa sede urna ama para casa
de pequea familia e que saiba cosnhar,
eugommar e lavar; na Boa-vista roa
daConceicloD. 30.
tjrjp Quem precisar de tres ou quino
escravos paraalogar com tanto que nao
saja para servente do predeiro: na roa esr
ueita do Rosario D. a9, terceiroandarj


4
D14R10 DE PERMAMI1UCO
! I
ijflp Ai-partas sofrem grande transtor-
no com a estada daSr. Dr. Bento Joaquim
de Miranda Hcnrique, JaizdeDiraito do
Civel da primen a Vara da Cidade mais
d.) uma legua e De te lempo de inve no ;
e ans anda porque endo a hora dada
jitj :*-. audiencias as 9, muito depois be
que S. S. /.parece quando folla com o
quese transtorna oaeivift e os nter**
bei do tanta g-nte que apinhada'o espera
at so meio da. Pjrlanlo roga-sj ao Sr.
Juit qu concille estas coisas e faca dtsa-
nrectr o atropello das partes.
JVarua di Alftudga velha n. 3,
precisa :ed* um ca-iobeiio.
ry ApaaJOique por encino tiroudo
cn'i'ei moa ca la para Jr.se* de Ohveira
21 dio tenba a boadade de aununciar a
suani>rada para er procurado.

lnit con-vida os Socio* da mearas para se
muuirtiii boje pelas 6 hoiasdi tarde.
W*y" Acl-o se proximmente erigi-
dos a esta Provincia dois uiliciaes, um c a-
tilaador a outto dourador os quaes de-
zcmpenbS-) qualijuer obras de sua oilicina
rom tada brevidade e as- ser uttiear de su prestalo dilija se a-
ttvt da Matriz de S. Antonio era rasa de
Crstienno torneiro.
CCS?- Hoje (18) percute o Sr. Dr.luiz
do Civei-da sigunda" Vaia ( Navarro) e
hade arrematar em Leillo as f.iendas em-
bargadas a Antonio Uezerr.i Monttiro ,
ctixein jiiafoi da c.ia de Russel Marlor
&Goiti(;. na portada l&ji da Pracinlia
o Jjvramento.
fc^p" Na Rao da Cruz no armasen) n.
59, recollie se faiendas de todas as quali-
/. ">or preco commodo e se rtsponsa-
flfl por qualquer falta : no mejmo ven*
,...-o3 l.c esciava 111091.
sjfj!** Um houie-u brasil, iro se offerece
para ir tfuightr em qualquer Engenbo ,
primeiras letras latira, e francei quem
oseu prjimo precisar annunrie.
yy* Um Portugoez prop5e-se a ensi-
llar por casas pai titulares ai scicnciai d'A
rRhmelica, A'gsbra. Deienho Archi-
lectura civil, Escriutarafa por partidas
dobradas e;n que tado he approvado as
Raaes Aulas de Li boa, quem se quiser
utilisar do sea preslimo dirija-se ao bceo
d^S. Pedro D. 2.
K^. A Lm;*nlade do Glorioso Patrifr-
cha S. Joie de R ba-mir oer'eude no da
15 de Agosto da correte nono cele-
brar a (esta do mesmu Santo e no mes-
mii dia p.la 3 horas da tardu faser a so-
lemne PiocisiSo, aqual devei corrers
ras do costume tanto no Baitfo de S.
Aulooio como no do Recife e dezejando
1 inesma Irrnaudade que este actos.' faca
com toda a pompa e decencia e expl-.n-
dor que lhe hedev.Jo, ropa a todos o
I. mos e Fiis queira concorrer tanto
COI acompanhar a roesm* i'roc i*sa co-
rtio em darem euat tmalas para o d.to fim
ms'o qae IrnianH&de be pob-e e ludo
t> que 'i he eco aljutorio dos fifia ?s-
s'm romo tamben) rega-seno* filustres Sjs.
lrmSo'j mis alg'ios Sars. q'ie fc n
L mandad de S. Joze de Riba-mar acom
pauhar,a ProcUsi de '. Jo/e da Penda
que nao entregarlo as cipas e baranJGe
fa.-'J o avor mandar entregad tistos f lia -
rem 5 capase 5 baraudes ,eas capes al-
gomas for.' podidas a ou}r o percisa a IrnuuHade leet-tu-ei fiel-
mente ou pagal-as por isso e-pero noa
mean o Suiv. bajad restiiuil-as para a
I.mandado lhe ser preciso pagal-as a
quem as pe-Ji, e ficaraos uesruos S s.
muito obligada.
Y^ Arrenda 68 a casa na roa da Gmi
n. 43 aoode preamtemeate reidem os
Sis. Jones Wyonee EJaard-?, tendo prin-
cipio o airendamento do primeiro de Ja-
Ibo do crreme anuo ; na pracinlia do
Liyramtfito D. aa.
JLEILAO.
Que f.x A. Schrarom na caes da
Alfaudega, de urna porc/o de b xas pr-
ximamente cheg'das de Oibrallar t na
sexta feira i9 do crrente as 11 hpra da
man ha*.
NAVIOS A CARGA.
Para o Sear
$9QQ vingem o [late Conreieio Ol
veira que patente sabir at 51 do cor-
rente qaeru no meiruo quiser carregar
ci hr de passagem difija-se u uraca do co-
mercio Joja de cabos o. 5.
Para o Rio de Janeir*o
tt9* Com toda a brevidade por tar
a maiur paite da caiga prompta o Pat cho
Qiatro'Irmas : q. em no mrsmo quizar
oauVgar. ou hir de passigem, dinj.-.-o
aii'az do Corpo Santo t piincimo da ra
da Croe D. 07.
Para o Havre
/y A Barca Franceza Alina at o dia
1 5 de Jmido, por ter a msior parte da
carga pr> nta, quem na aiesma quier car-
rejar ou hir de uassagem di'iji ea 1 na
da Alfandega ve I lu n. 5 sendo um na-
vio seguro a de pequea marca teui op
timos comraodos para passageros.
COMPRAS.

O Tarceiro volurae, ou a obra ("e Ale-
xina novella Prauceaa tiaduzida em
portugus; 011 mesmo piga-se 8lguma,coi-
za nma ou dius horas de emprastimo : nes*
t* Typogrifia.
%& Urna cabra ( bixo ) rom leile : na
tui da Aliandega \tilia armasem n. 3.
e/^ Urna es,, rava moca que svb cn-
gimmar e cosinbar : u* ra do Cabu-
g a 4.
cp Pataces Columnarios por Sa-
dulas nu piala 5 detraz do Carpo S.
principio da ua da Cruz O. 67.
VENDAS.
Sabiu o 9." numero do Carapureiro :
vende senapraca : da Iudependeocia luje
de livros n. 57, e 38.
Y& Um-relojo de parede propiio pa-
ra qualquer repailicjo pub!i pidario j uuaa pedia de iilitrar agoa ; o
dois liteiros: oa ra nova D. a9.
^> Licores de diversas quylidades era
porijao grU'ie e pequeua at 50 garrafns
pronto para embarque a i80is. a garra*
a : nMn uno i, i5.
tp^" Um tnteiro de peala com todos
os seu ptrtences, duas redes de Mira-
nbo, de muito bom gesto: na ra do
Encantamento armasem por baiso do so-
brado da Ravereudo Viga;to do Recle.
5^?"" Tres negras e um molato bom
raueiro.: 11a ra do Livramunt-j botica
do Ciegas ou ua traFcssi d > Rosai i j pa-
ra o Qjeirmdo boi'ra de Joa5 Pe tira.
\t_j|r Uma peta de benitd figura e mo-
ca cosiuha engomma, cose 0 lava com
perirficlo : no beco da pol sobrado D. 1 ,
no primeiro andar,
tifp Uaia prela crioula co-inha en-
gomla e lava de sabio : ua ra do Cres-
po U.-4 4.
O Diccionario Francex r sumido
em voiaiue pequeo, por 4-JJOOOi.-. 1
selim o-ii 01 aparelhes cora bastante uto
por 6<)4O rs. ama espingar fa de espo*
beita uiutu b. a por 10$000 rs. : i>a
ra o Crespo D. ia.
fjjjr* Umi balanca grande com braco de
ferro cuqxis de madeira com pisos de
1 arrobas at uma quarta, ua 5 pontaa
c si tariea dtfronleda fortaleza.
Uaia molatinha de,idade de 18
aO anuos cosiohi, engOmma cose ,
o veste mni b -m uma Sendera : na ra de
S. There^a D. 7.
|K9*- Um t.rdamento completo para
um Guarda Nacional: oa ra dsCrozea.
11 no srguodo andar.
etjr* Oievdotliaba^a em botijas de a
gules; ielo dria oir ciivibos e um b >ni sji timen-
to de francos de boca larga o rstreita : oa
ra do Livrameatu loja de lauca de Lu-
iz AntoiHo onjalves.
Duas negras e nma cria, suido
uma de idade 16 a 17 auaos e a outra de
i"4a i5 aonoaas qoaes veodem-se porque
seu Sr. reiira-se para a Europa : na ra
do Viga ro n. 9 no terceiro ailar.
V3P* Diaiitmente capim de plante em
bon- feixes a 80 is. cada um : na ra nova
U. 30 ou ua venda dvfroute aoe nai'ti-
lios.
<^ U/na porcio de mi (lio pela medida
velha t a 6^)400 re. o alqueire: em Dun-
da ra da nicadaS. Pedro n. .{6\
"M^* Urna venda cam pou'cos fundos,
ecom.boas freguesas rem Obnda roa do
Amparo a fallar na misma.
%&* Sacas com excellente farioha do
Rio de Janeiro de Serui superior a Ua
muiibeca no armasem de Siuttis Bisga ,
rus da MceJa n til.
_. VF OssguinteslivroB por pnco 6-
modo us ja uzados e outro* enttira*
maate novo: 'Qainliliano portoguez ,
latim, por d. S. Baibosa 5. Ora9oens de
Cicero ; Tillo Ltfio ) Diccionario, fran-
cea a portugus por Constancio ; Guia
deconversacio franeera por liamomere*
BtCiiiaj Diccionario, portoguez, e la-
tim por Fonseca ; Horacio coromentado 5
Hemiode de Voltaire ; Cnrtins Rufus 5
Historia de Inglaterra eoi Inglerj iccio-
naiio, inglez e poituguez por Vieira ;
LLa.jJ-,-.awu,iita^aAAHavt*yHflrtM>MB.wi*i,a^ru i'iiihm gj
n esscguintes >alta cheia do rorpu, quao*
do anda apasta 01 pes fatla descansada ,
he lavadeira, e julga-se tar ido para o
inhto he catada e anda com tirulo "de
forra j-osaprehendadores levg*n-a ua rua
do Livramentu casa de Jja5 Rodrigues de
Mianda qae la se pngai o trabalbo.
(p^. INaj dia 4 do crrante desaparecen
um Mcravo por nome paulo corpo re-
gular boca grande e aberta, beijos
b-'StantS'gro^os olhos vermelhos, disea
que acida pela passagem da madalma a vest
com um p3nacura de laranjas ; os appre-
ndedores oa tnesino os parentts do dito
escravo levem-o a fora de portas n. 206,
quesera' bara reempensado.
e inglez, e francez por
moraux
Lo
Boyer; Etudos
et politiqaes por M. Valery ;
gica MelbanSica e Etica da Gemai
se; emlalimo porlnguei; Diccionario de
Elipses i Elementos de Rhetorica pelo
Padie Antonio Pereira, Geografa de Co-
sat; Lugicade Fracy ; Vademcum de
Sonetos; IlistoradeD. Joo de Castro;
Ca tas sobre a Mythologia por M. Dumous-
tier e urna rede muito boa viuda do Ma-
ranh'o ; em Olinda na rua do Amparo,
D. 65.
Ifp Uma cabiiuha com idade de la
a 13 annos : na rua estreita do Rosario D.
29 teiceiro andar.
ig&* Taboas de costado de amarcllo
com 38 palmos de compvidee3 de largo ,
e uma porca de paui de angico : na rua
da Cruz armaaena de trastes n. 31.
Ufu alojo uiua'uboleita de ou-
rivis, dois caiies do mesmo otTici, e
um folies: na 5 pontssD. i3.
W* Uma p*rda de 30 a 40 annes de
i lade : uma preta da co ta de 30 annos de
idade boa cosiuheira, com uma cria de
4 ann s : na rua do Caldereiro D. 26.
8^ Olhos de repolbo. para a plantar :
na Pracinba dn livraQ,enlo na loja do Bur-"
g >s Poncc de Liio.
flp Sapatos de duraque de todas sa
cons e tamanhos, -tanto para Senhoras
como pra n.eninas chiquitos e botins de
curdaSo para meninos de toJVs os tama-
nhos, tudo de superior qualidade e
chegidoprximamente de Lisboa : na rua
da Collegio no pviroeiro andar do sobiedo
de 4 andare que f.'/< quina para o patio.
V4P>- M*ias de linhopara botrns cai-
xas de naelal lisas e lavradas eab.net-s,
fttas de s-'da e de cinteru rap aiea
preta p incisa e da trra 6 > de sapa-
t 11 o em miadas, e nvelos boectas com
pprelK<> de 111. za, e ealudgaa para brin-
queido de. mininos, cauiuhae de lampa-
rias e lifsioi astim como ouIjhs
militas mindenss por juego commodo, e
tarabom s recebe diuheiro 'testa lia : na
Laja t 13 i rua do Livramento lado
do poente.
^y Sulla- d Mtta superior qualidade :
ni rua das cinco pootas ) 10 no ladu di-
reito.
ESCRAVOS FGIDOS.
Francisco naci angola apa/enca
de crioalo bonita figura, um tanto alto ,
sec,co do corpo e bem preao os peitos
sabidos para fora na ora b no fugar do
brinco tem um taca tirado as barricas dai
penxs a mamis sacca que a outra ; fugio
no dia 28 de Abril p.p. doeogauho Tdbo
cas ; Paeguezia de S. Aolo : os appreen*
dadores o1 poderam levar no dito engenho,
c-uaxua das Flores D. 6 que aerara ge-
nero.>aii}ente recoinuencados.
C> Inacia crila lugida no mez de
D/.embro do anuo passado, com os sig-
100.^000.
Dase de gratificac^S aquanlia cima a
quera pegar dois esoravi.s abaixos decla-
01 s. Fugio da passagem da Madaleua do
sitio d Joze Joaquim da osta Leite em
1 .t de Janeiro do co r ente anno um ncgi o
por nofne Joze do geniio de Anguila ej-
tura alta ,*egordo, pernas alguma causa
alquad..s, ba^tante barbado ; levando
Vt-stido caiga c camisa de a'goda de man-
ga carta cujo negro tem umaco*.Ulia qae*
biada e todas as las ed 'com puxado ,
e nao podefa?er rouita forca e-te escra-
vo veio do Marnh5 para ser vendido a
qui poicau-a dest.i inule-tia ; o entro de
nome Joaquim naci da Costa olhos vesgos
alto j corpa regular, representa ter qua-
renta annos ladino mais um pouco atra-
vessado no falar, com f.'lt de cabello de
um lado que tem de carregar pezo na ca-
bt/ca fugio no da 3 do Feveiro do corren*
te.anno: a possoa que os pegar os poder
levar ao dito Snr. 11c rua de Ma-Jie Dees
loja de fazendas.
Taboas das mar et *heia$ no ferio de
Pernambueo,
-Sagunda 5
i .a-T: 1
.J13-Q; -
i4-Q: -
- i5S: -
516S: -
17-.D:
o
m
2h.54n
3-4-
4-3o
5 42
6-30 a
718 n
8- 6 ./
Tarde.
NOTICIAS MARTIMAS.
Navio entrado no dia i4
HAL1FAX ; 5a das B. Ini-lez Goiyho-
und com 90T. Cap. I'.cb.rt Breinnar
caga hac.li 11 : a m. Calmont & C.
ANTEVERP ; 35diaa, B. Bilga Eslelle
rom a30 T. Cap. Charles Dorand ,
caiga vatios gneros :aIN. O. Biebcr.
Dia 16.
PORTO ; a4 dias, B. Portuguaz Boa
viagem com 313 X. Cap. Manoel
Antonio dos Santos carga varios gene-
ros : a Jos Pereira da Cunha.
RIO GRANDE DO SUL 5 59 dias, B. N.
S, Joa Bdptista com I79T. M. An-
tonio Cardoso Ares, carga carne secca :
a Jet Gonc^alveg Ca .cao.
Uia 17.
HAMBURGO ; 59diai, B. Diramarqoei
Ther.sa com 18O T., Cap. Jacob J< b.m
carea varios geneos : a Luttkms&C.
CDIZ; 46 dias, B. Francs Le Jeune
Elise rom laO T., capm. Boudvy,
carga Barrilba : a A. Scbramm.
Sahidos no dia 14
SEARA'; Sumaca S. Rita Crlota M.
Joj Freir carga varios gneros.
FJBRN. NA Tir, DR Jtt, F. l'ARU, 837;
11


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID E3QH5TGD6_LT4HDU INGEST_TIME 2013-04-12T22:22:13Z PACKAGE AA00011611_05746
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES