Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:05240


This item is only available as the following downloads:


Full Text
r
A nno de 1844.
Quinta Feira 5
O DlaMOpubliea-aa lodoi o das que n5o forem aantificados : a prego da aaaignatara
b; .' urea mil r, por murtal pagos idien't'idos. 0 anntincios dos iHtgnUttl j5o icMiiua
g: alia, oa do que nao forana raio da 80 reia por lioha. Aa reclsmscoes deresa Mr diri-
gida, la l;p., ra daa Cruiaa n. 34 ou a. praga da Independencia luja da lirrosn. 6 a 8.
PARTIDA DOS CORREIOS TERRESTRES.
GoitHtu,. Parahyba.aegundaie sextas fe iras.Km Grande do Norte, ohega 8 tZl c par-
la 40 24,Cabo, Serinhaem. Kio Formulo, Macey, Porto Calvo, Alagoaa: no i ,
11 -i deoedn met. Garanhuns. a Bonito a 10 e -4 da cada mei. Boa-vists Flor-
ea a 13a H dito. Cidade da Victoria, quintas feiras. Olinda todos os diaa.
DAS da semana.
9 Ser., a. Bibiana. Aad.do J. de D. da 2. y,
3 Tarca a francisco Xavier. Re. and. do J. da D.dal. t.
4 Quarla a arbara. And. do J. da D. da 3 T.
Quinta a tcrsldo. And. do J. da D da 2. r
Sexta a Nicolao Aud. do J. de D. da 1. t.
Sab. a Ambrozio Bal.
Don
maaaaa
5
6
7
Concc;ao
BBaaBfJBB
de N-S.
de Dezembro.
Anuo XX. S72.
Tudo agora depende da ana asasaos; d nnaaa pra/ttaeie, atragSc" a en rgia: eoa-
linueaaoa coaio principanos, a aeramos apontadua con admiragao e.itre : narjoas aiail
(Proclamag.u, da Aswmlilre .ral < *, aullas.
venda
17 31)0 17,600
47,11)0 17,300
y dO 0.7U0
i.yuo 1.9.0
.'Jl 1>40
i.yoo l,9-'0
CeMlOe RO DU 4 OB frr.MRO.
Cambioa >/ Laadrae Sfi e 1|S nom, Our.-Moada da 6,400
Paria 380 raa por i,tnCo N.
Liaboa 1J0 por 10U de premio I os 4,UU
I Prata-- Talen*
Moeda da cebra ao par. Pesos columamarra
Ideas d. letras da boaa firmas lporop Ditos ossaictaua
PHASES DA LA NO HEZ DE DEZEMBRO.
Lu. cbai. a 26 aa % horas e 44 tain. d. n>. Lu.nov. a4i M 9 b. I ain A, lar*.
Mingu.nl. 4 a> .' boraa a Prnamur de hojt.
| egoaik
DIARIO DE PEBNAMBUCO.
af.a.aaj.jnug.l'en-fn^HfT-T-,; ,. y^.-
te
* i
MINISTERIO DO IMPERIO.
///. e Exm. Sr.Os repetidos incommodos,
que a Serenissma Princeza Imperial a Senhora
I). Januaria continuou a solTrer ein Sua Precio-
sa Sade depois da grave molestia de que loi
acommettida o atino passado e que tantos
sustos causou a todos os Brasileiros, vendo en-
tilo em porigo urna existencia que Ihes he tao
cara, tornro indispensavel quo a Mosma Au-
gusta Senhora Se ausentasse por algum tempo
duste Imperio para obtor na Europa um com-
pleto restabulecimento. Foi cam a maior ma--
19 de 1/2 do
ouro o prata amoe-
afcjaaaaBtttoli:^'
f vao ser objecto de urna lei. 0 mesmo se obser-
var a respeito do matrimonio do mmediato
peit
successor ao throno.
A imprensa oceupa-se largamente com o
projecto de roforma da Constituido, e o aplau-
de ou reprova. segundo as suas opinioes.
Em varios pontos do Reino procuravao os a-
narchistas desvairar a opinio publica.com boa-
tos aterradores. Em Barcelona tentaro sedu-
zir os soldados dizendo-lbes que o Governo
Ibes quera augmentar mais dous annos de ser-
vido. O Capitao General sabedor disto pu-
blicou urna ordem do dia, declarando a falsi-
dade de tal boato.
Tinba sido preso em Bayona o cabecilba car-
,, ., i s iiiuo biuu wrcsu em jjoyuiiu u uuuccuua car-
goa que Sua Magostada o Imperador, tendo ou- ,gta Larrumbe o mais trez companheiros. os
vida o sen Conselho d Estado e cedondo for- quaes de accordo com 0 Corono| car|jsta u_
nper.osa de tao attend.vel motivo, Se re- | dron> procuravo jntroduzir armas as provin-
ausencia. A Ser- cas vascongadas par8 as insurreccionar. La-
com jeu Augusto drorit p0aesubtrabir-se pelo em-quanto vi-
solveo a Annuir a esta
nissima Princeza Imperial
Esposo pertirSo boje desta capital para aquel-
lo destino, na fragata (rance/a La Reine Blan-
che, acompanhada pela corveta brasileira Sele
de Abril; sendo do esperar que antes de um
anno, os Augustos Esposos tenhao regressado a
estacrto. Dando a V. Ex. esta noticia tenho
gilanciada polica.
[D.doG.)
NOTICIAS DIVERSAS.
0 General hespanhol carlista Balmaseda clie-
gou a Hamburgoa I do coi-rente, eseguio para
S. Petersburgo. Diz-so que vai commissiona-
por fimque, icando V. Ex convenientemente do por D Cflr|os nduziro Czar a interce_
inte.rado deste objecto o faca publico nessa der com as potoncias do me0 dia da Euro a
provincia na forma do costame fim de queo filho do prelendente seja o esposo
Dos guarde a V. Ex. Palacio do Rio de da Rairiha D Isabel 2
A 28 do passado celebrou-se em Stockholmo
a ceremonia da coroaco de Osear I. Re de
Suecia. O Rei sntou-se em um throno de pra-
ta, achando-se presentes mais de 800 Geneaes,
Magistrados, e altos funecionarios do estado. 0
Arcebispe primaz collocou a corda na cabeca do
S. M.; e i inmediata mente romperao as accla-
maces da Corte e do povo, assim como salvas
de artilbaria e demais demonstrares de re-
gozijo.
As (olhas dos Estados-Unidos chegao at 30
I de Setembro. Nao bavia nessa repblica noti-
A sei-
dado
22 Expediente do ca-
patasia
23 Emolumentos de
cerliddes
24 Multas decididas
Papel de passaporte
116,123
11,760
4,200
------------17:388,387
Interior.
papel
47 Sello do
provincial de 1/10 266,147
Sellodopapelpro-
vinrial de I -.'( 68,857
Sello dos titulse
fretamentos 112,931
Sello fixo dos do-
cumentos '416,800
Jos Carlos Pereira de Almeida Torres.
Sr. Presidente da provincia de Pernambuco.
EXTERIOR-
Depsitos.
84 Consumo
92 Imposto de 5 p.
o/o na compra e
venda das embar-
cacoes nacionaes
K
HESPANHA.
As folhas de Hcspanha alcango a 19 de Ou-
tubro.
SS. MM. e A. permanecio em Madrid e
gosavao de boa sade.
Tanto no Senado, como na Cmara dos De- cia alguma poltica digna de attencao.
putados se continuava a approvar algumas ac- ta dos Marmes achava-se em dissldencia ; e
tas eleitoraes. tencionava processar Eider Sidney Bigdoo, um
Na sessio do dia 18 no Senado, apresontou o dos ebefes. por attentar contra a integridade dcs-
Governo um projecto pedindo autorisagao para sa crenca.
regular a legislaco relativa s municipalidades, As noticias do Canad annunciao que o Go-
deputaed' s provinciaes governos polticos e vernador Sir Charles Metcalfe, depois de ouvir
conselhos provisorios de administradlo, ponde o Conselho Executivo bavia dissolvido o parla-
desde logo em execucao as medidas que sdoptou ment local, convocando outro para o dia 12 de
dando conta as cortes. Novembro.
Nesse mesmo da apresentou tambemoGo-j Do Mxico ha jornaes at 14. Continuao
verno na Cmara dos Deputados o projecto de os preparativos para a invasao de Texas, recru
reforma da Constituidlo, que se reduz aos nove tando-se para o exercito e a marinha com bas-
seguntes pontos. I tante actividade.
1. Mudar o prembulo da Constituico. 2.1 Houve outra revolucSo no Per. Em Lima
Supprunir o 2. do artigo 2. que diza qua- levantou-se o povo e a tropa contra o General
lificaco dos delictos da imprensa, perterree ao Vivanco c proclamou M. Elias, chefo do Go-
jurado. 3. Supprimir oartigo 1. addiconal em verno. Vivanco, entretanto, testa de algu-
que se diz que as leis determinarao quando, o mas Coreas disputava a ascendencia-ao seu rival,
do quo forma,ho de sujeitar-so aojury todos os Neste desgranado paiz reinava a maior confuso
dolidos. 4. Mudar completamente a consti-. edesordem. (dem.)
tuico do Senado, lornando-o vitalicio ede e- gsaSaawsaai
leico da Coroa, entre as classes que se desig-
no, sendo indefinido o numero deste. 5, Al-
terar o artigo 4. em que se fixa a poca de trez
annos para a duracao do congresso, pondo em
sou lugar a de cinco. 6. Suppressao do artigo
27 em que se diz, que.se o Re nao reunir to-
dos os annos as cortes no 1. de Dezembro se
reuniro ellas. 7. Mudanga do artigo que tra-
ta dtuRegenci; quando o Ro for de menori-
dade ; pondo em seu lugar, que naquelle caso
governar o reino, o pai ou a mai do Rei me-
nor; na falta destes o immediato successor ao
throno, tendo mais de 25 annos; e quando isto
nao seja possivel, urna Regencia nomeada pe-
las curtes e composta de urna, trez ou cinco pes-
soas. Em quanto esta Regencia se nao nomear,
governar o Reino o Conselho de Ministros, j 16 15 p. o/o das em-
8. Suppressao do artigo 77 o qual prescreve
que haver corpo do milicia nacional. 9. No
artigo 48 supprimo-se o 3"., e antes do artigo
49 se ajuntar : O Rei antes de con-
trahir matrimonio o levar ao conhecimento das
cortes; para cuja approvayao se submetterao as
Diversas provincias.
Dizimo do assucar da
provincia d'Alagoas 23,535
Difo do algodao da
provincia do Rio
Grande do Norte 21,689
Dito da Parahiba 16,897
23:338,988
62,121
Provincial.
Dizimo do algodo 3:776,893
do assucar 4:900,611
23:401,109
do caf
do fumo
Taxa de 40 rs. por sac-
ca d'algodo
de 160 rs. por
caixa d'assucar
de 40 rs.por fei-
xo de dito
de 20 rs. por
sacco de dito
16,254
12,960
144,080
168,320
040
224,920 9:244,078
32:645,187
zem ; m-is nao os queriao acreditar k Tambem
nao sei porque. Os maritafedes sao bichos cu-
jas armas esto sempro promptas, e em manja-
las ja mais cancao; logo... logo be o queso es^
t vendo.
Entre as noticias, que ha das dei ao publi-
co foi) de que o Mello tinba na Cmara
Municipal tomado o lugar do Ricardo, e
que este nao tinba tomado em trambolho este
procedimento ; agora sou obrigado a revelar,
que nao s nao tomou em trambolho como que
at ficarao amiguinhos como dantos :o Sr. Ri-
cardo he tao bom moco O Sr. Mello he tito
doce Vivo os patuscosl
Ainda que a um Corri s compita levar e
trazer cartas te. &c. com tudo como hoje to-
dos aberrao do seus deveres todos passao, ul-
trapassao, e trapassao seja licito ao orreio la-
zer tambem o mesmo ; e de Correio passar a
perguntador, porque quem pergunta quer sa-
ber, e he a pergunta=5e nenhum Vereador po-
de votar em negocio de seu particular interesse
(art. 38 da lei de 1. Outubro de 1828 : )
como conciliar este artigo em o procedimento
do Mello ? A honra, probidade, e mes-
mo a decencia parece, exigiao deste Sr. Dou-
tor se escu/asse ainda quando fosse chamado,
ese sendo chamado, se devia escuzar; como
ir elle mesmo de seu motu proprio e sciencia
certa offerecer-se intrometter-se, e ques-
tionar p OraSr. Mello por vida sua...
Diz-se que altas pitenciat rezolverao o gran-
de problemaquem ha de ser o Senador su-
prr o lugar vago por morte do Senador M. C.
de Almeida. =Saibao quantos o prezente virem
que ha de ser Sr. Antonio Carlos! Ita
voluerunt majores nostri Esta decizo ou
rezolurfiu, ou o ijiie quer que seja, visto que
hoje=o nome nSo he urna voz com que se dao
conhectr as coizaspz tudo de queixo a ban-
da, tudo zarolbo, amarrotou todos: adeos luzes,
que se apago as candeias !
DIARIO DE PERNAMBUCO.
C*nta do rendimento arrecadado pela Mesa do
Consulado desta cidade no mez de Novem-
bro prximo passado importando na quantia
de trinta e dous'contos seis centos quarenta e
cinco mil cinto e oitenta e sette ris.
A saber :
Despachos martimos.
15 ancoragem de 50 4:137,780
de 450 93,037
de 900 510.500
de 90 25,717
X de 10 0,080
de 45 945
Exportando.
17 ircitosdc7p.o/o 17:255,004
estipulufoes e contractos matrimoniaes que de-J18 de 2 1,300
barcaces estrangei-
ras que passao a
nacionaes
12,000 5:085,866
Pernambuco, 2 de Dezembro de 1844.
Joo Xavier Carnsir da Cunha, Adminis-
trador
COBREIO DO RECIFE.
CORRESPONDENCIA DA CIDAOB E PROVINCIA.
Cadavcz do os nossos concidadaos, que tem
direitoascr jurados, mais testemunho de que
ou nao estamos ainda aptos para esta institu-
cao, ou'que se deve fazer com ella o mesmo
que se pratica na guarda nacional ; onde ,
servem os que menos satisfazom os fas da ins-
tituicao. A minba opinio he, que o nosio
egosmo he tao potente tao attrsbente, tao
permanente o tudo o mais que acaba em ente
que os entes de quem depende o andamento da
imtituicdo cuido mais dos seus proprios e par-
ticulares interesses, do que dos da communi-
dadeemgerai. Desta Vez andou o negocio a
matroca durante cinco dias, nos quaes cbovero
as multas at que em fim reunio-seo jury
Amem.
Sao Mane/.inho est um barra. Na verdade
pode se dizer delle:ninguem sabe para o que
nasce. Quem dira que naquella concha esla-
va guardado um testa de ferro tao insigne ? A
Cmara Municipal reunio-se boje ; mas o bom
do Presidente della nao quiz que se pozesse em
discussao a deciso da Presidencia que elle
diz ser urna ordem que se deve cumprir, e nao
discutir. Que liberalo ito bu o tal manoel
de souza De sorte que entrou por urna porta
e sabio pola oufra o a tropa que obedeca ,
quando nao.... la muito tempo que elleso di-
Os redactores do D.-novo mentem calum-
nio, e commettem outros crimes com o maior
desfastio, e impudencia, que se tem visto. A-
quelles mesmos a quem o Governo incumbi a
honrosa tarefa de julgar os criminosos (azem
alarde do crime. A 28 de Novembro para cha-
maren) a populacao a urna assuada contra os ini-
migos, que temem, dizem estes insignes redac-
tores que a 7 desse mez foi d'aqui mandado o
soldado Lucas com o rascunho de urna acta de
98 Eleitores pava Boa-vista, depois de conheci-
da a derrota e que este soldado conduzio essa
authentica de eleico que se nao fez, mas se
improvisou. Respondendo-se 2 do correte ,
que era impossivel essa viagem a qualquer ho-
mem visto que a authentica foi entregue a S.
Exc. no dia 19, respondem ante-hontem, que a
authentica he falsa, porquo na Boa-vista nao se
tratou de elcicoes, que esses Eleitores do Ou-
ricori nunca houvero e que urna carta de 13
do correte que aecusa as d'aquella comarca
de 22 de Outubro fallando dessa eleico be
feita com macbiavelismo e mostra que insi-
na urna eleico, que nao houve e como essa
carta foi surripiada e la nao chegou fez-se c
urna authentica falsa,
Nott-se, que essa carta, de cujo roubo os re-
dactores do D.-novo fazem alarde,assim como foi
ante bontem impressa j difleredo pedazo, que
se copiou no D.-novo de 28 de Novembro, por-
que neste se attribuia ao dono da carta o ter
elevado urna votacao imaginaria para desfazer
na corte a noticia da derrota e na que se im-
primi ante-hontem, vem palavras diversas em
referencia aos9S votos.de que o Dr. Amaro em
carta leita em Cabrob a 22 de Outubro dava
noticia.
E paia que assim adulterio os redactores
do D.-novo as cartas ? Para que se crea, qua
nao houvo tal votacao, que ella foi aqu inven-
tada. Aperlados u roubadores da carta para


o
aprescntal-a na Cmara Municipal a fim de
verein os Vcroadores so ella aconselliava elei-
ces que lo na i li/ero ou so antes pedia 2 *
va pura malograr o roubo,que os praieiros ten
tavao da autentica por saberem que vinha
um portador com ella ogem de apresentar o
original, e a imprime n mas ainda a alterno,
oceultando algumas palavras para deixar equi-
voco a respeito de quem manda o portador com
aauthentica, pois est visto, que o verbo ex-
peda ha de ter agente, e que a oragaa ba de ser
a praia soube, que voc expeda um correio, e
vio logo, que vinba com essa acta do 98 (1) vo-
tos. Nao so contenlao com as altcraces, que
fazem carta trato de fazer-lhe notas para
augmentar o que ella nao conten. A carta es-
t de accordo com tudo que de nossa parte se
tem dito da eleicao de Ouricuri e prova que a
eleicao foi leita pelos Eleitores da freguezia ,
n aquella comarca, mas o IJ -novo inventa ou-
tra cousa em suas notas e ainda sealtrevea
dizer, que as authenticas entregues a S. Exc., e
a Cmara Municipal sao falsas, e forjadas aqui ,
porque as noticias da Boa-vista sao queso no
Ex se fazio eleices que em Ouricuri nada
se lez. Ainda o repetimos, os redactadoresdo i).-
novo teem perdido a cabera, ou suppem estu-
pidos seus leitores. A estes pedimos, que com-
parem todos esses artigos sabidos desdo 20 do
Novembro at o presente acerca de Ouricuri, e
vejo as contradici'i's em que est o D.-novo ,
e notem especialmente o artigoBoa-vista
do dito -novo de 26 de Novembro em que
tendo elle copiado urna carta de2lOutubro,
diz oseguinte :
De outra carta datada de 31 do mesmo
Diez de pesoa igualmente fidedigna copia-
mos os seguintes pedamos: desorientado
trapicheiro( Alexandre Bernardino ) improvi-
sou 98 Eleitores em sua fa/.emla (Ouricuri), e
ordenou que essa pbalange eleitoral ( composta
pela maior parle de novilbos e pai-d'egoas da
mesma fazenda pois nao he crivel que urna
to pequea Ireguezia podessedsr laman lio nu-
mero d'Eloilores sem que entrassem na quali
licacao esses animaes) lormasse collejio uli mes-
mo pretextando para isso o havermos empre-
gado torga : foi sem duvida esse inqualilicavel
e extravagante procedimento um miseravel meio
de lazer servicos a sua gente porm que mos-
tra exuberantemente sua completa nullidade. O
Pacifico foi quem presidio, sem estar juramen-
tado as intitu adas eleices de Ouricuri, que
tendo dado primeramente 30 Eleitores, nu-
mero j exagerado ao depois improvisaro
urna acta para Deputados com 98 Eleitores.
Ora be precisa muita impudencia para no lim
de 8 dias depois desta publicaco levantarem ,
que em Ouricuri nao so fi/ero eleices de 98
Eleitores, que ludo be forjad > aqui; be neces-
sario ter cara tslanhada para adulterar depois
de roubar as cartas aiheias e por notas que
dizem o contrario d quo se v no impresso a
quem nao be eslupido.
Os redactores do/X-noto tem desembarazo
sem limites para mentir, e calumniar.
Cum mullicado.
0 1.' do correte era odia marcado para a
8puraco geral na Cmara d'esta cidade das
eleivoes para Deputados Geraes e Provinciaes, o
de fado le\e ella comeco no meio de grande
enchente, que acudi aos reclamos dos jornaes
da praia, talvez prompta a executar os decretos
do club de apupo e exterminio aos homens que
nao Ibes pertencem, e ao menos com o lim de
por meio dessa demonstrado de loria, e dos
seus insultos reduzir todos a calarein-se ante
Hules, que o fascinarlo, tendo, com mais al-
guem, dirigido ao Exm. Presidento da Pro-
vincia urna represen tago, para que a Cmara
nao upurasse as actas de Garanhuns e de Ouri-
curi, obstinou-se, em cumpriincnlo dos cnsaios
com que vinba, a nao abrir a sessao, em quan-
to nao chegasse a decisao do S. Ex. represen-
tacao I Nao he possivel levar mais adiante o
capricho em satisfazer veleidades nojentas! Co-
mo suspender o Presidente da Cmara a apura-
cao, que pelas instrueces deve ser seguida,
por causa de urna representago de alguns ci-
dados contra o que na Cmara j tinha sido
decidido? E he o mesmo Pjesidente desta cor-
poracao quem vai submetter Presidencia um
negocio queja por ella havia sido tomado em
consideracao, e sobre o qual havia deliberado ?
He rebaixando e desairando desta sorte a Cma-
ra que o Sr. Souza julga elevar-se no lugar que
oceupa ? muito fraca e errada deia tem elle
por certo do que seja lirio e pundonor assim
praticando, e nem encontramos termos para
exprimir toda a nossa indignacao pela mancira
tvrannica por que o Sr. Souza recusou dar toda
satisfaco aos seus collegas e ao publico, decla-
rando por lim que nao dava as chaves do cofre
em que estavao as actas, quando sob a presi-
dencia do Vercador immediato em votos se
abrisse a sessao. Tudo pode o Sr. Manoel de
Souza, quo est urna crianca, entendendo que
depota de sua Presidencia ficou urna figura
muito importante.
Emquanto assim proceda o Presidente da
Cmara, o povo, que se reuni debaixo das or-
dens do Preboste das apupadas o Sr. Nunes do
/> novo, e o seu Sota dos assobios do G Na-
cional, circulava pelo salao, lancando remo-
ques e donaires aos adversarios da pandilha que
all appareciao, e atravessando-se a todos os
que nao erao invitiveis ; os mesmos Varea-
dores nao forao poupados, e o Sr. Olivcira que
compareceo, nao obstante o seu m o estado de
saude, leve de ser ainda incommodado por essa
gente que nao aprecia nada do que seja deli-
cadeza e educaeao. Mas o Sr. Oliveira est
bem penetrado do desprezo que deve ter para
com essas indignidades.
Que espeio porm de S. Exc. os chees da
praia, que movero a tanto o seu Manoel de
Souza ? Julgao, que S. Exc. est prompto
lambem aos seus aecnos para abater, e redicu-
larisar a Cmara Municipal por urna ordem,
que a faca retratarse do sua primeira delibera-
gao ? Cremis, que vao muito errados. S.
Exc. melhor que elles cenhece a cathegoria de
urna Municipalidade e o respeito, de que con-
ven: crcala e o que he mais a independencia,
que cabe a estes primeiros baluartes da opinio
publica e contrastes do desenvolvimento do Go-
verno representativo : nao he d'esperar, quo
S. Exc. tome a si dirigir as eleices da Provin-
cia em favor de nenhum partido, e que direc-
tamente venha a influir na Cmara para satis-
fazer aos desejos e protestos de urna pandilba
audaz e que se ere dominadora sem refreio e
preeneber suas necessidades para o triumpho
exclusivo a que se recusarao asumas,mo grado
a toda a sorte do violencias e fraudes. S. Ex.
est muito cima deridiculas faeces para guiar-
e por ellas ou servir-lhe aos desatinos.
:-_.-.. mu -v-: MBaMaHHHlilHMHHni
COMiviERCO.
as suas exigencias.
OSr. A. J. de Mello tomn nesse dia pela
primeira vez assento na Cmara, de que expel-
lio ao Sr. Ricardo do Reg, que por tantotem-
po servir. Fez-se a apuracao de diversos col-
legios, e foi regeitada a acta dos Eleitores de
Taquafitingu, por destituida de formalidades
ndispensaveis a sua legitimidade, e resolveo-se
queseriao apurados os de Garanhuus eOuri-
curi.
Hoje (3) tendo sido interrompida a apuraco
pelo dia 2, de Festa Nacional, esperava-se a
continuacao do acto, e para elle reunirao-se os
Vereadores: porm qual nao foi a admiraco
geral ao ver-se, isso nao obstante, nao seguir a
apuracao, e nao abrir-se a sessao da Cmara,
cujos memhros estavo a olhar uns para osou-
tros, como se nao tivessem trabalhos muito im-
portantes que preencher ? O Sr. Sou/a lei-
xeira, que depois que metteo-se em poltica
abandonu de todo a sua antiga honestidade, e
reduzido a mero instrumento entre os esperta-
(1) Nole-se que a authentica s d 56 votos
aos Srs. Cavalcanti de Lacerda, e Aguiar, e 40
aoSr. Alvaro, dando ao Sr. Nabuco 62 de
lorie que este Sr. vai ficar por 20 votos lora do
numero dos Deputados Para que su havia de
falsificar urna acta nestes termos.
iiiiandega.
Kendimento do dia 4...........3:150*041
Uescarrego hoje 5.
BarcaA cabuleomercaduras.
BrigueMana Felizdem.
BarcaGlobedem.
HiateNaumktagidem.
Brigue.V Domingosidetn.
Barca Ziltabatatas.
BrigueFannybacalho.
BnguoJane ty l'.stercarvio.
lirgue6. Marta Bua-smle barricas vasias.
riguoA'eiabarricas vastas eal:alrao.
BarcaPriscillacarvao.
PatachoJietlauracaocebollas.
I.MPORTACAO.
Restauraco, patacho porluguez vindo de
Lisboa entrado neste me/. a consignacao de
Mendos & Oliveira manifestou o seguinte :
75 pipas o 125 barris vmbo 1 caixote do-
ce ; aos consignatarios.
3 caixas rap 6 pipas e 15 barris vinbo, 6
pipas vinagre 10 barris ateite d'oliveira 1
caixote mercurio doce ; a Thomaz d'Aquino
Fonseca.
1 caixa broxas darcos de ferro 20barris
azeite d'oliveira 50 caixas cal virgein ; a F.
Severianno Babello.
1 caixa com um brago de balancu ; a Manoel
Ignacio d'Oliveira.
7 volume drogas ; a Antonio Mara Mar-
ques Ferreira.
1 caixote marmelada ; a Joaquim Correa da
Silva.
io csixss frascos e garrafas de vidro 5 btr-
ris.caparro/a ; a Vicente Jos de Brito.
3 caixas chapeos 5 pipas vinbo 10 ditas
vinagre, 4 caixas marmelada, 134 arrobas
batatas, 440 mullios cebollas 20 caixas uvas
Irescas, \ caixa obras de lateo ; ao capitSo.
2 caixotes marmelada ; a Manoel Pereira
Teixeira.
13 volumes drogas ; a ordem.
15 ditos ditas; a Victorino Ferreira de Car-
valbo.
1 embrulho impressos; a Francisco Moureira
Pinto.
1 caixote impressos ; a Loyo & Companhia.
1 embrulho impressos 3 caixotes doces; a
Silva & Fragozo.
1 barril vinbo 1 dito vinagre 1 dito pre-
zuntos, 1 pacote livro ; a Bernardo Antonio
de Miranda.
10 pipas vinbo 1 caixa chapeos; a Poly-
caipo Jos Layn.
1 barril vinbo; a Joao Cbrisostomo Pires.
449 lages ; a Fernando Antonio Fidi.
3 caixas queijos 1 barril azeite d'oliveira ,
1 caixa doces ; a Joao Pinto de Lemos.
20 caixas uvas Irescas; a V. Voule.
1 caixa difiranles objectos; a Joao Jos Gon-
zaga.
1 caixote calcado ; a D. L. E. Maia.
4 barris carnesensacadasja Jos AfTonsoMou-
reira.
1 caixote calcado; a Francisco Augusto Cos-
ta Guimares.
1 dito pertences para violas e guitarras, 1
fardinho papel paulado para muzica; a Joo Jo-
s da Cruz.
1 canastra frutas ; a Joo de Dos Franeo.
20 barricas larellos ; a Manoel de Souza
Guimares.
12 barris prezuntos, paios e chouricas; a Ma-
noel Gon?alves da Silva.
S. Domingos, brigue porluguez vindo de
Lisboa entrado no corrente inez a consig-
nacao de Mendes; Oliveira, manifestou o se-
guinte :
101 barris com vinbo 30 pipas vinagre ,
80 moios de sal ; ao consignatario.
12 barril carnes ensacadas; a Francisco Mou-
reira Pinlo Barbora.
10 gamellas cera branca, 2 caixotes marme-
lada 1 barril loucinho; a Francisco Severi-
anno Rabello.
9 gamellas cera branca 30 barris carnes
ensacadas, 20 caixas toucinho 80 barris azei-
te d'oliveira ; a Manoel da Cunha Guimares
Ferreira.
2 barris vinho, 2 ditos carnes, 1 caixa phos-
phoros, 1 embrulho livros 1 dito tegistos,
2 caixas bizas 1 dita com urna cora, 1 gaio-
la rolas, 1 escaller 1 embrulho retroz ; a
ordem.
Globe, barca americana, vinda de Philadel-
pbia, entrada no corrente mez, a consignacao
deL. G. Ferreira & C. manifestou oseguinte.
4 fardos d'algodo de cores ; a F. H. Lutt-
kins.
1421 barricas farinha de trigo 100 ditas
breo, 285 barriquinhas bolaxinhas, 10 caixas
queijos, 2 caixas pentes, 6 caixas phosphoros ,
150 saceos pimenta, 113 caixas cha, 16 fardos
cravos da india, 191 fardos algodao pardo, 20
ditose30 caixas dito azul, 32 fardos algodao
riscado, 1 caixa pregos, 4 du/.ias de cadeiras,
1 caixa setim, 66 barricas abatidas 2 ditas com
lamias, 1 pon/o de arcos, 15 barricas farinha
demilho, 1 embrulho livros, 10 barricas a-
veia, 100 caixas espermacette, 2 caixas fumo ;
aos consignatarios.
PORTUGAL.
listado do mercado desde 12 al i9 de Outubro
AssucarContina Irouxo principalmente o
mascavado, lendo-so apenai efleclua-
do pequeas vendas para a trra.
Arroz Tem prompta venda. Chegou urna
carga que ainda se nao abri prego.
AlgodaoAs vendas limito-se lmente para
o consumo do paiz.
BorraxaDa fina vendeo-se ao prego cotado ,
bavendo falta no mercado: e a ordi-
naria nao acha compradores aos pre-
gos cotados.
CacaoVendeo-se para a trra pequeas par-
tidas ao preco cotado o mercado a-
cba-sedesprovido.
CafTem bavido poucus vendas em virtude
de baver falta do de boa qualidade.
CeraTem bavido (alta da do paiz, o da de
Angola-nao houverao vendas.
ChifresHa falta dos grandes, e dos pequeos
nao sao procurados.
CourosDos salgados eflectuarao-se algumas
vendas para as fabricas.
Gomma copalChegaro urnas 1800 arrobas ,
o pregos cotados sao nominaos, nao
e tendo effectuado vendai.
IpccacuanhaNao he procurada o prego be
nominal.
MarfimChegaro una 10,000 arreteisdo bom
marfim, tendo a maior parte grande;
por em quanto nio descarregou, ba-
vendo apparencias dos possuidores
portenderem preces altos.
Oleo de CopahibaNominal; e nao he procu-
rado.
OurucFalta.
Salsa parrilbaFalta a superior, e media ni
boa; das oulras classes be pouco pro-
curada.
TabacoSem compradores; precos nominaes.
TapiocaTem ailluido algumas partidas ao
mercado o que tem feitoaffrouxar
os precos; bavendo falta da superior,
que he de prompta venda
Acces de companhiasContinuo a ser procu-
radas as oct Oes do banco de Lisboa,
e ha grande quantidade de dinbeiro
no mercado para empregar as mes-
H188.
Papel-moeda e ttulosFon-o procurados na
semana (inda.
(Foiha Commercial.)
(D. do G.)
CAMBIOS
Jim Lisboa em 16 de Outubro.
Effectuado. Dinheiro. Leltras
Amsterdam 3 m. d. 46'/- 45'j
Hamburgo3m. d. 52 52 V 52
r 30 d. v. 56 '/* 56/
Londres go d d g7 5? ^
Pariz 100 d. d. 490 488
Melaes ! papis.
Metaes. Compra. Venda
Pecas de 7,500 7,600 7,620
Ongas hespanholas 13,800 14,000
"-oberanos 4.260 4.300
Ouro cerceado 1,860 1,880
Dito em barra 24
Patacas hespanholas 875 880
Ditas brasileiras 870 875
Ditas mexicanas 870 875
Prela em barra 24
(dem.)
Movimento do Porto
Navio sahido no dia 4.
Parahiba ; hiate nacional Conceico Flor das
Virtudes mestre Victorino Jos Pereira ,
carga varios gneros.
Edial.
Perante a Thesouraria desta provincia s*
ha de por em hasta publica nos dias 10, 12 e
13 do corrente mez,para ser arrematada a quem
maior preco offerecer, a renda do palacio dos
antigos Governadores, e casa da guarda do
mesmo palacio, na cidade de Olinda, por lem-
po de um anno ; as pessoas, que se propose-
rem a licitar deverao comparecer nos referidos
dias, na sala das sessesda mesma Thesouraria.
Secretaria da Thesouraria da Pernambuco 3
de Desembro de 1844. Joaquim Francisco
Bastos, Official-maior.
Declararn.
1 COMPANHIA DE BEBIRIBE.
O caixa da Companhia de Bebiribe avisa aos
Srs. accionistas, que se acba ando o praso mar-
cado para se recolber a prestacao de 6 p. c. lti-
mamente pedida e que at odia 15 do cor-
rente, tem elle de prestar contas Administra-
cao ede apresentar-lhe a rclacao dos que se
acbo em atraso fim desepdrem execuco
o artigo 9 dos estatutos. Perde o direilodeac-
c.onista aquello que em tempo nao realisar a
ma prestacao revertendo neste casj em beni-
ficio da Companhia as contribuigocs, que ti ver
feito. Recife, 3 de Desembro de 1844. M-
G. di Silva. (14
1 THEATRO PUBLICO.
Para facilitar os meios de poderem lucrar
tanto os artistas nacionaes, o cstrangeiros,
como p8ra prezepios.ou outrasquaesquer socie-
dades particulares, incluza a dos Srs. Acad-
micos de Olinda, represenlarem os seus diver-
timenlos, o emprezario se obriga a dar-Ibes o
theatre, prompto, e Iluminado, azeite de coco
noscenaiio, e 52 luzes de spremacete na sala
colocadas em globos, e mangas de vidro, tudo
pela mdica quantia de 6tf000 rs., pagos
adiantados, ou em letra cobravel vista ; os
pretendentes dirijao-so casa contigua ao mes-
mo tbeatro, no becodo lado do convenio, ou
ao emprezario Gamboa. (15
PUBLICACA LITTERARIAS.
2Sahio a luz o importante folheto inti-
tulado /lesumo da Vida, Paixio, Mor le
e Resurrticao tde N. S. Jess Chrislo desde o
S


ttu Nascimento at a vinda do Espirito Santo;
ou Historia abreviada da Redempcko do Gene-
ro Humano coligida dos quatro Envagelhos e
dos Actos dos Apostlos para licao exames das
escolas primarias e collegios de educaco. Ven -
de-so na Praca da Independencia loja ns. 6 e
8 a 320 cada folheto.
Este Opsculo he do grande utilidade ; por-
que apresenta em um quadro resumido toda a
Historia da Redempcodo Genero Humano.( 13
Avisos martimos.
2Para o Aracaty, segu viagem impreteri-
vlmenti! no ilia 16 do corrente o hiato Nova
Olinda, meslre Jos Rodrigues Pinheiro; qucm
no mesmo quiser carregar, dirija-se ao mestre,
ou a ra da Cruz venda n. 51. (5
2Para o Rio de Janeiro, seguir nao ha--
vendo incoi.veniente at 7 de esembro, o bri-
gue nacional Mentor, capitao Joaquim Fran-
cisco da Silva, o qual tem bons commodos para
passageiros, podendo tambem receber escravos
a Irete ; para o que se pie tratar com o capi-
tao ou com Amorim Irmaos na ra da Ca-
deia n. 45. (8
2__Devendochegar do Ass at odia o do
corrente e seguir para Santos com escalla
pelo Rio de Janeiro o muito velleiro brigue
brasileiro Saudades de Santos seguir em
direitura ao ultimo porto, echando bastantes
passageiros para oque tem excellentes com-
modos; que pretender, diri|a-se aosseus con-
signatarios N. O. Bieber da Cruz b. 4. (9
l_Para Lisboa no dia 20 do corrente im-
preterivelmente sahir o brigue portuguez Ho-
bim.o qual tem a maior parte do oarregamento
prompto, e ainda recebe alguma carga, e pas
sageiros : na ra do Vigario n. 19, ou como
capitao na Praca do Commercio. (o
.- whuiji.-lJii" "'"
I.IIMM
1
Leiloes.
2Russell Mellors & C. transferido o seu
lelaodefazendasinglezas, asmis proprias da
estaco achual do dia 2 (de festa nacional) pa-
ra sexta-leira 6 do corrente s 10 horas da ma-
nhaa no seu armazem ra da Cadeia. (5
=Kalkmann & Rosenmund farao leilao, por
intervencao do corretor Oliveira, de grande
sortimento de miudezas, fitas e ferragens li-
nas : hoje 5 do corrente as 10 horas da irunha
no seu armazem, ra da Cruz.
Avisos diversos.
l=No botequim ao p do theatro, precisa-
se de um caixeiro, que de fiador a sua con-
ducta. (3
Da-se 150*000 mil rs.a uros sobre penho-
res de ouro u prata ; na ra Nova n. 63.
1__Precisa-se de urna ama para cosinhar e
engommar, e fazero mais sorvico de urna casa
de pouca familia ; na Praca da Independencia
loja n. 21 (4
1Aluga-se por commodo preco a loja do
sobrado n. 45, da ra da Roda muito pro-
pria para venda : a tratar no primeiro andar do
mesmo sobrado. (*
1__Tendo-se no dia 23 de Novembro p. p.
mandado do armazem de N. O. Bieber & C.
ao Sr. Manoel Jos Guedes do Magalnaes.
urna caixa pequea contendo 24 macos de mei-
as curtas ordinarias com a letra F. nos macos,
por um preto, que nao se sabe do nome, e se-
nhor, e este as nao entregasse a aquelle Sr., e
se suppondo as tenha entregado em outra parte,
sendo as queira restituir dirija-se ao arma-
zem, ou annuncie sua morada para ser pro-
curado. O
1Lopes Jnior & Irmaos, participo ao
publico que tem aberto urna padaria na ra da
Solidado n. llevendem pao muito bom, e
comasseio; bolaxa muito boa, tanto de 20 rs.
como 10 rs em porcoes e a retalho, roscas da
mesma massa muito boa, biscouto, e bulaxi-
nha doce muito bem tiabalhada, pSo torrado
muito bom proprio para sopa tudo por preco
mu commodo, os propietarios obrigao-se a
mandaren entregar em casa dos seus freguezes,
(som augmentar do preco) o pao que Ihe for
encommendado e na mesma precisa-se de
um ou dous muleques, para venderem po
com um hoinem, das 5 as 9 da manha. (14
Aluga-se o primeiro andar do sobrado da
ru.i da Cadeia do Recife, na esquina da Madre
de Dos n. 45 ; na mesma ra loja de ferra-
gens n. 48.
1__O resto dos bilhetes da lotera de S.
Pedro Matyr de Olinda que ainda existem por
pagar ; pagao se na ra do Cabug loja de
fazendas dos Srs. Pereira $ Guedes, todas as
tercas feiras, das 10 horas da manhaa as duas
da tarde. (6
O Sr. Manoel Antonio Gonsalves dirija-se
ao armazem da ruada Senzalla Velha, n. 10 B
para receber urna carta vinda de Lisboa.
1 AlUga-se pelo temp da festa, ou por
anno urna casa muito fresca com bastantes
commodos para familia, no Poco da Panella ;
a tratar -com seu proprietario Joo Ignacio do
Reg; na roa do Livramento n. 2 (5
1Aluga-so por commodo preco dous pti-
mos sobrados na ra de S. Bento em Olinda,
proprios para se passar a festa por sorem mui
rescos, de linda viUa, tanto para o mar,
como para o Varadouro:quem os pretender po-
de dirigir-se a ra dos Gatos na mesma cidade
casa da viuva de Joao Goncalves Rodrigues
Franca, ou na do escrivSo da collectoria na
ra do Bom Sucesso. (9
Roga-se ao Sr. J. J. R. S. que tenha
a bondade de mandar pagar o aluguel de urna
escrava que sua merc teve alugada ; pois que
o tempo j he bastante, e a sua rosidencia mui-
to distante parase mandar um portador todos
os dias ; e no o fazendo da data deste a 8 dias
ver o seu nome por extenso.
A mesa regedora da irmandade deN. S.
da Conceirjao dos Militares roga encarecida-
mente aos moradores da ra Nova, que para
maior pompa e grandeza da festividado da
mesma Senhora da ConceQao Padroeira do im-
perio, queirSo Iluminar a frente de suas casas
nasnoutesdo dia 7 e 8, deitando colxas as
varandas no dia 8. (8
IAluga-sc o segundo andar osotaodo
sobrado n. 9, da ra da Moeda, com commo-
dos independentes para duas lamillas : na ra
larga do Rozario n. 28, primeiro andar. (4
=Quem precisar alugar um preto que tem
pratica de socar assucar, ou para outro qual-
quer servico ; preferindo se armazem : dirija-
se a ra Direito n. 95.
1 Da-se dinheiro a juros com pinhores de
ouro ou prata, mesmo em pequeas quantias :
na ra da Praia n. 22 (3
=Aluga se um piano por algum lempo quem
o liver dirija-se ao Recife no hotel Francisco ;
a fallar com Carlos Rico.
Quem precisar de um homem para feilor
de algum sitio, ou fazenda, o mesmo para cai-
xeiro de engenho do que tem pratica: annuncie.
= Precisa-se alagar duas pretas que enten-
dao de negocio de fatos ; qucm as tiver annun-
cie ou dirija-so a ra da S. Cruz n. 48.
=Aluga-se o segundo andar e sutao do so-
brado no principio da ra do Aragao na Boa-
vista n. 1 : a tratar na primeiro andar do
mesmo, das 6 horas as 8 da manhaa.
=Quem quiser alugar urna preta para o ser-
vico interno de urna casa : dinja-se a ra da
Agoas-verdes venda n. 15.
= FirarSo do correio urna carta (talvez por
engao) do nome Valontim Jos Correia,
roga-se a pessoa que a tirou leve por favor ao
beco doCampello, ou na ra da Praia, beco
do Carioca no armagem de viveros, que se pa-
gar seu porte, ese Ihe ficar summamente
obrigadoanda mesmo que venha aberta, porque
a dita carta nao contem segredo, senao de la-
milla.
l=Procisa-se de um rapaz de 14 a 16 annos
que tenha pratica de negocio de venda para
tomar conta de urna por balanco, dando co-
nhecimento da sua conduta ; quem estiver nes-
ta ciremstancia dirija-se a ra do Bom Jess
das Crilas venda n. 19, para tratar do seu
ajuste. O
=Auga-se urna casa oa Solidado defronte
da igreja, muito fresca com 2 salas, 4 quartos,
urna grande cuznha e estribara para 2 caval-
los, cacimba e quintal murado, grandes arvo-
res Iruteiras, que dao bastante fructo : no ar-
mazem da ra Nova n 67.
=A pessoa que annunciou ter para vender
tres velbas, e um carneiro de raca Hespanho-
la, queira dirigir-se ao terceiro andar do so-
brado n. 40, da ra Direita, das 7 s 9 horas
da manhaa, ou das 4 da tarde em diante, ou
annuncie a sua morada para se procurar,
l=Prccisase de 2 officiaes de charuteiro
que sejo bons, paga-se a 200 rs. ou entao se
far algum negocio sendo que faQa conta ; na
ruaestreita do Rozario n. 16'
=Precisa-se alugar urna escrava ou um mo-
leque, para vender na ra : a tratar defronte
da matriz da Boa-vista, venda da esquina do
sobrado amarello.
i__Aluga-se urna canoa aberta bem cons-
truida que pega em 500 tijolos de alvenaria,
quem a pretender pode dirigir-se a traz do
Carmo no estaleiro do Moraes, ou a ra da
Praiu de S. Rita sobrado n. 1, que achar
com quem tratar de manbaa at as 9 hora, a
tarde das 3 em diante. (7
l = Alugao-se urna casa na ra Bella com 2
salas 5 quartos, cozinba fra quintal e cacim-
ba : na ra do Collegio terceiro andar da casa
n. 15. (*
=3 Aluga-se uas canoas de conduzr agoa.
por precocommodo : na ra larga do Rozario
n. 21,indo para os quarteis primeiro andar.
Dec!ara-se ao Sr. J. L. B, S. ou a Sr.
sua mai quo venhSo tirar no praso de 12 dias,
os pinhores que tem na ra Di'eita n. 69, e
nao o fazendo se declarar o seu nomo poroxten-
co, ese veniero os pinhores para pagamento,
e se cobrar o restante no caso dos pinhores nao
chegarem a quantia porque se acho empe-
nhailos ; visto que os pinhores nao equivalem
a quantia porque se achao empenhados.
__ Atuga-so quatro canoas ; urna carrega
700 lijlos, outra 1,200, outra 700 e outra
propria para familia: tambem se vende algu-
mas telhas na ra do Caldereiro n. 57.
__Um homem de meia idade, natural da
libado S. Miguel, vindo prximamente no
brigue Triumpko, desoja se arranjar de fei-
lor em algum sitio, para o que tem bastante
pratica,enxerta. mergulha e tudo com porlei-
cSo, d fiador a sua conducta ; quem o pre-
tender dirija-se s Cinco-Pontas o. 71.
1 Deseja-se saber, se nesta cidade existo
oSr. Manoel Jos, cazado aqui e natural do
Pinheiro da Bem-Posta, e Kicardo de tal, so-
brinho de .Manoel da Silva Ribeiro, natural o
morador naquellc mesmo lugar.no caso de que
alguns dos mesmos Snrs. residi nesta cidade,
queiro ter a bondade de annunciarem as suas
moradas, que se Ibes deseja fallar. (8
No dia 17 do mez p. p. desappareceo do
porto da Olaria do Manoel Ignacio Avillano
lugar dos Remedios urna canoa de carreira,
que poder conduzr 6 a 8 passoss, tem um
Ierro na proa e no pannero tem n'uma das ta-
boas urna queimadura, na poupa um boceado
de corrente ; quem da mesma tiver noticia
a poder levar ou dar noticia no mesmo lu-
gar cima ou no Atierro da Boa-Vista loja de
loucadeJoao Ignacio Avilla, que alm de pa-
gar a eonducao ficar summamente obrigado.
Nao tendo sido possivel ao Juiz da Ir-
mandade do SS. Sacramento da Irequezia de
S. Jos reunir os respectivos Irmaos mesarios
no dia 1, do correle mez com toda a instancia
Ibes roga hajo de congregar-se hoje quinta fera
5 do mesmo mez, as 4 horas da tardo, para
tratar de objectos de grande Urgencia.
2 Preciza-se de una ama de leite para
criar um menino: na ruadas Flores n. 21. (2
1= O Escrivo da irmandade deN. S. da
Ccnceicao da Congregacao convida os irmaos da
mesma, para Mesa geral. Domingo, 8 do cor-
rente, pelas 8 horas da manhaa no consistorio
de sua igreja. (^
= O Sr. A. A. P. B. dirija so a ra das
Cruzes n. 42 a negocio que nao ignora do
contrario ser oseunome publicado por oxtenso.
= Na casa do Pasto do becco do Trem pre-
cisa-se do um cozinheiro lorro, ou cativo; pa
ga-se bem agradando.
= Aluga-se a loja do sobrado atraz da Ma-
in* da Boa -vista n. 26 com commodos para
grande familia e por preco rasoavel; a tratar na
mesma ra n 22.
= Precisa-se de um caixeiro, que seja ca-
paz de tomar conta de urna venda por bataneo ;
quem estiver nestas circumstancias dirija-se a
ra Nova venda n. 65.
eseja-se fallar com J. M. C.N. na ra
dos Quarteis n. 24, para satisazer a quantia de
4*560 rs.
1.=:Precisa-se de urna boa costureira que
saiba fazer toda a qualidade de costuras para
urna casa particular ; quem estiver nestas cir-
cumstancias annuncie. (4
l = Qflerece-se um rapaz Portuguez de 23
annos de idade, para caixeiro de engenho ou
feitor; quem quizer, annuncie. (3
1Oflerece-so urna pessoa para copiar sen-
tencas, processos ou outra qualquer escriptu-
rac,o com a maior brevidade possivel e por
prego mais commodo /do que em outra qual-
quer parte ; quem percisar, annuncie. (o
= Quem perdeo urna cruz e precisar del-
la; v na Ribeira da Boa-vista da parte de den-
tro falle a um velho que ah mora Ihe dir
quem achou.
l=Prccisa-se de urna ama de leite para criar
um menino ; no Arco do Bom Jess em casa
de Joao Rosebrock, agradando paga-se bem. (3
= Aluga-se urna casa de 4 andares loja ,
armazem e mirante sita na ra da Cadeia do
Recife n. 38 ; a tratar na ra do Encantamen-
to n 8 A.
= Aluga-se pelo tempoda festa e por preco
c5modo,o sitio do Sr.Thomaz d'Aquino Fonse-
ca no lugar do Caldereiro, com boa casa de vi-
venda coxeira estribara e casa para escra-
vos, bastantes larangeiras e muitas outras fruc-
teiras com boa cacimba d'agoa para beber,
baixa de capim bastante plantada,e banho mui-
to perto de casa, para o qual se pode ir com to-
da a liberdade por ter caminho muito parti-
cular por dentro do sitio ; quem o pertender ,
dirija-se a ra da Cadeia velha casa de cambio
n. 34, ou ao Caldereiro no sitio do Sr Joaquim
Colho Cintra que achara com quem tratar.
= Aluga-se um sobrado de um andar eso-
tao quintal e cacimba, na ra do Padre Flo-
rianno n. 7 ; a tratar na ra larga do Rozario
n.52.
1 Aluga-se a metaue ue umu casa inde-
pendente da mesma com quintal, cacimba,
e porto ; quem a pretenJerdirija-so ao pateo
do Carmo n. 24 : na mesma casa vonde-se
urna toalba toda de lavarinto por precocom-
modo. f6
~ No dia 30 do p. p. pelas 2 horas da tarde,
desappareceo da ra do Livramento um cavallo
ala/o com cangalha e cassuaes dentro dos
quaes eslava um sacco com ropa suja quo ia
para lavar-se e dnndo-se pela falta seguio-se
o ladro que indo j bastante adiantado ja-
mis se pode pegar, podendo-se apenas apandar
o cavallo que acbava-si? amarrado em urna
crea de taboas, pelo lado da casa do Sr. Elias
Baptista. indo fla ruado Sol para o Mundo-no-
vo sendo ah preza a pessoa indicada autor do
sen elhanle laclo nao achando-se mais a ro-
pa, que por indicios suppoem-se ter sido dada
ern urna casa para guardar ; porlanlo roga-se a
qualquer pessoa a qui-m fr ollurecida.ou quem
soulier de avisar a seu legitimo dono, que guar-
dar segredo e gratificara a pessoa relativa-
mente ao valor dos objoclos ; ussim como pro-
testa por todos os meioj judiciaus onde fr a-
chada qualquer peisa da dita ropa ; no Atterro
da Boa vista n. 65.
2 = Do segundo andar d.t casa da ra d'Auro
ra do Sr. Slaciel desapareceo una rola parda
de ps encarnados que se parece com as de
Fernando, tendo a a/.a asquerda cortada, o
muito mansa ponto de se duixar pegar por
qualquer pessoa ; suppom-se que tallara da
varanda na ra, e que fura apauhada por al-
guern : si a pessoa que a apanbou, ou com-
prou quizer restituir, alm de se Ihe ficar em
agradecim nto, ser recompensada ou in-
demnizada, na sohredita casa. (11
LOTERA do theatro..
= As rodas desta lotera, ando impreteri-
velmente no dia 17 do corrente mez, e talvez.
antes desse dia se continuar com actividade a
extracQao dos bilhetes ; os quaes acho-Se a
venda as lojas de cambio dos Srs. Manoel Go-
mes & Vieira no bairro do Recife, as boticas
dos Srs. Joo Moreira, e Chagas no bairro de
Santo Antonio, e no da Boa-vista na loja de
ourives do Sr. Jacintho. (11
1 Aluga-se o primeiro andar do sobrado
n. 17, na ra da Cadeia do Recife ; a tratar na
mesma ra loja n. 20. (3
NA LOJA DE CASTRO &f RA DO
QELMADON. 11
Ha para vender-so ganga amarclla da India,
sedas de gosto, la e seda para vestidos, cassas,
cambraias rouxas o pretas, pannos finos, ca-
simiras, chapeos de castor e seda, chitas finas
e toda qualidad.de fasendas de linbo e algo-
d5o, sarja preta, c setim de Maco. (8
Aluga-se o segundo andar da casa da ra
estreita do Rozario n. 18, com commodos pa-
ra pequea familia ; a tratar na ra do Noguei-
ra n. 27.
= Aluga-se para a festa urna casa com com-
modos para pequea familia, com banho por-
ta e sitio paro recreio ; por proco commodo, na
ra d'Agoas verdes n. 21.
l=Aluga-se urna casa terrea no bairro da
Boa-vista ra do Camarao, com commodos pa-
ra qualquer familia por estar muito arranjada ,
a tratar no Aterro da Boa-visir n. 31. (4
1= No dia 2 do corrente desappareceo um
papagaio levando corrente do ferro no p e
suppe-se ter sido lurtado; a pessoa que souber
' aonde elle esteja querendo entregal-o ou de-
nuncial o d-so 4^000 ris e prometiese
guardar todo o sigilo : na ra da Cadeia de S.
Antonio, casa de rez andares n. 25, por cima
da fabrica de chapeos, na.mesma aasa cima
tem um cscravo bom canoeiro para alugar-
se. .(10
2Oabaixoassignado rendeiro do Trapiche
Novo do edificio d'Allandega Velha, faz sciente
a todos os Srs. negociantes e mais pessoas inte-
ressadas,quo desdo o 1. do corrente em vante,
todo o servico bracal que seja mister lazer-so
com os gneros alli depositados, ser feito pela
Capatazia interna do mesmo recebendo por
este trabalho o que est em prache nao ad-
miltindo nenhuns trabalhadores de 'ra por
ir de encontr ao regimem pelo mesmo alli
eslabetecido : o mesmo se responsabiliza por
todos os gneros que Ibes sejo confiados.
Jos Francisco Ribeiro dt Souza. (12
2 Aviso aos Srs. d'cngenho.
Angelo Francisco Carneiro compra e paga a
vista, safras inteiras de mel. ou qualquer por-
co posta na destilaco de Joo B. Navarro
nos Apipucos, n :>200 rs. 22 caadas as va-
siIbas serio desembarcadas e despejadas com
promptido e d-se os barris para a conduc-
an. (8
2=OIIerece-se um moco Portuguez chega-
do a pouco tempo, para trabalhar em algum si'
to ainda mesmo longe desta praca ; quem o
pretender, dirija-se a ra das Cruzes n. 28 ,
loja de pintor e vidraceiro. (5


4
3 O abaixo assignado avisa a} respeitavel
publico, que Elias Jos dos Santos Andrade
Ji'isou de ser sea caixeiro desde o da 30 de
Novembro.
Antonio Josa Antunet Guimariu,
4Arrenda-se uin ptimo terreno plantado
milito productivo para o qual deito os fun-
dos das casas das .ru.is de S. Goncalo e Cotovel-
lo ; a tratar na ra Nova n. 41, segundo an-
dar. [5
2 Precisa-se atusar urna escrava para o
servico de uma casa de pouca familia, que sai-
ba comprar, cosinhar e ensaboar dando-se-
Ihe o sustento e 10# rs. mensaes ; na Solida-
de indo pela Trempe lado esquerdo n. 42.
2 Quem precisar de uma ama para o servi-
co de uma casa dirija se a praya da Indepen-
dencia n. 17. (3
- Aluga-se para se passar a festa uma casa
na biquinba de S. Pedro Martyr n. 2 bastante
fresca com mirante, cacimba, tanque para
banho e quintal murado; a tratar na mesma
casa.
2 Quem precisar de uma parda prendada
de boas habilidades, para ama de uma casa,
dirija-se a esta Typographia. (3
Compras
2 Compraoseeffectivamente para fra da
provincia escravos du ambos os sexos de
12 a 2annos sendo de b gao-se bem ; na ra da Cadeia de S. Antonio ,
sobrado de um andar de varanda pao n. 20. 5
- Comprao-se imagens do todos os tama-
nhos velhas, anda estando cm mo estado ,
sendo de qualquer madeira ou de martlrn ; na
ra das Cruzes ioja de pintor e vidraceiro
n. 2S. (5
i Compra.se um escravo sadio e sem vi-
cios ; na praca da Independencia luja do re-
lojoeiro Saboia. 3
1Cornpra-se um preto de moia dado e
se or canoeiro melhor ; quem tiver annuncie.
Comprao-so dous moleques ou mulali-
nhos de 16 a 20 annos que tenho algum
offlcio esejaode boa conducta ; na ra do
Caldeireiro n. 02.
Compro-.MJ diarios velhos a 120 rs. a
]ibra; na ra do Livrameuto n. 11.
Vendas
lias
por
Na praca da Independencia, livraria ns. 6
e S, vende-sea excellenle novella Clara Har-
lonwe em lo voiumes; de quantas nove
existem esta he a mais digna de ser lida
uma senbora.
1 Na ra Direita sobrado de um andar
n. 33, ao pede dous de varandas douradas ,
Tende-se doce de caj secco e de calda mult
alvo bolinhos para cha ; e tambem se fazem
bandeijas de bolos enfeitadas com figurase flo-
resdo mosmo bolo flores e ramos de alfinim
e todns as qualidades de sobre-mesa. p
1 Vende-se farinha de mandioca de su-
perior qualidade e por muito commodo pre-
co tanto de Cravelas como de S. Malheus
a mais nova, que existe no paiz ; na ra das
Cruzes n. 28, segundo andar, ou a bordo das
sumacas, qne se acho fundeadas defronte do
caes do Collegio. -
1Vendem-seduas casacas novas, urna de
panno cor de garrafa com abotuadura ama-
relia forrada de seda e de muito bom gosto
vende-se por menos do feitio e a outra pre-
ta no rnesmo estado uma clarineta urna
caixadeprata obra do Porto, e outros mui-
tos objectos por preco commodo ; na ra da
Calcada n. 4. .
i Vende-se um pedaco de malta no lugar
daMiroeira do Baixo com muito boas ma-
deiras e um braco de rio corren te pelo centro
da mesma malta duas moradas de casas ter-
reas no bairro da Boa-vista sendo uma na ra
Vellian. o4 e outra na ra do Coto vello n
33; outra mais na ra do Sebo, do lado direito
sem numero em rasao de ter sido acabada d
construir este anno a qual tem um andar da
parte de detraz, com 5 quartos em baixo quin-
tal de 220 palmos ludo so acha livre e desem-
baracado; a tratar na ra do Sebo n. 31). m
1 Vende-se uma secretaria de Jacaranda
urna estante para litros, uma mesa redondo pislaa640rs
de sala umacommoda de Jacaranda nova, vio- Si em pane ,
da do Porto, umberco de angico 5 cadeiras
de Jacaranda, dous jogos de mangas de vidro
dous ditos de casticaes dito, um banheiro d
lolha novo, 10 quadros de differentes estam-
pas um candieiro de machinismo 5 campo-
teiras 4 fruteiras de bom gosti 24 caricac-
turas inglezas uma mesa pequea d--Jacaran-
da 12 copos para agoa 4 venesianas para
carandas 3 caldeims grandes de ferro 3 bar-
ris para vinho duas camas de amarollo pe-
quenas duas talbas para azeite ou leo
que evo 90 a 100 caadas, urna gamela gran-
de para banho dous laxos um de cobre e
outro de metal estanhado 3 garrafes ma
caixa de pinho pequea duas galheteiras
para azeite e vinagre uma bandeja grande e
3 pequeas ; na ra da Cadeia de S. Antonio
n. 19. / i18
1Vende-se um preto de 20 annos de boni-
ta figura, canoeiro, e com principios de fer-
reiro; na ra da Conceicao do Recife
n. 57.
Ioja
(3
1Vendem-se ricos bracos para balanca ,
chegados ltimamente do Porto ; na ra Nova,
!oja de crrageus 11. 0, de Teixeira g Andrade.
1 Vende-se uma pretade 20 annos co-
sinlieira e lavadeira um moleque de 12 an-
nos ; cera de carnauba pennas de ema sola,
couros de cabra e bezerros ; na ra da Cruz
n. 51. (5
1 Vende-se, para lora da provincia um
escravo por preco commodo; no Atierro da
Boa-vista n. 34. (8
1Vendem-se apparelhos de metal para cha
e bules e cafeteiras de differentes moldes, fa-
cas e garios dos verdadeiros cabos de chifre de
viado ; na ra Nova, Ioja de (erragens n. 41.
IVende-se uma lanterna mgica, com suas
competente estampas em vidro, eum rico pan-
deiro coberto com pergaminho ; na ra do
Crespo n. 14. (4
Vende-se legislacao do Brasil de 1808 a
1841 ; obras de Pascoal Jos de Mello ; juris-
prudencia ecclesiastica ; Blachtom leis da In-
glaterra ; Compte, tratado de legislacao ; dou-
trina das acedes; manual dos tabelees; extrac-
to das leis ; obrigaces do Jury ; projecto do
cdigo penal militar; manual dos colectores;
indicador do cambio ; instrueco do exercito ;
elementos de economa poltica ; Goveia Pinto;
ensaio sobre a legislacao natural ; manual pra-
tico ; Dannou, .garantes individuaos; econo-
ma poltica de Say ; dita de Malthus ; gram-
matica italiana ; posturas da cmara olis pro-
vinciaes; biographia Inglesa ; diccionario in-
glez Jerusalem libertada ; tratado de liberda-
do individual; Volnei ; Larraga ; o velho tes-
tamento ; Philinto Elisio ; Concilliat; Conciaa;
diccionario dos Concilios ; pratica judicial por
Wanguervc diccionario italiano e portuguez ;
ndice alfabtico das leis do Brasil ; postilla do
commercio; as Cinco-pontas n. 42, primeiro
andar.
Vende-se um cavallo alazao com todos
os andares, por preco commodo ; na ra de S.
Cecilia n. 9.
Vende-se uma bonita escrava de Angola ,
moca cosinha, lava eno tem vicios ; na ra
do Rangel n. 40, segundo andar.
Vendem-se bonitos chapeos de seda de
crep os mais bem feitos e da ultima moda
para senhora pennas brancas mui alvas e
linas proprias para cabeca e chapeos de se-
nhora chapeosdesol.de seda, de-todos os
lmannos e de muito bom gosto para senhora,
cmbraias bordadas sedas escocezas, laas mui
linas cortes de vestidos de algodo e seda,
riscadinhos de algodoe laa lencos de seda de
garca chales e mantas de seda, ricas golinhas
decambraia e de fil do lnho o mais rico pos-
llvel, mantelntas pretas de. veludo ; e troco-se
duas ricas imagens de pedra com toda a per-
feicao, sendp uma do Carino e a outra da Con-
ceicao : na ra Nova Ioja n. 3.
Vende-se um preto crioulo, de 25 annos,
de bonita figura proprio para pagem por ser
muito habilidoso o hbil para todo o servico ;
na ra do Queimado Ioja n. 4.
Vende-se, par preco commodo a sumaca S,
Roza, construeco brasileira, prompta do todo o
necessario e de superior marcha ; a tratar a
borde da mesma com o capjto, ou no escrip-
torio de Manoel Joaquim Hamos e Silva.
Vende-se, ou troca-se uma casa de so-
brado na ra do Aragao por outra terrea no
bairro da Boa-vista ; a tratar na ra Gloria ao
p da fabrica do fallecido Gervasio.
Vende-se urn cavallo melado claro, gran-
de, e de boa figura proprio para carro ; na
ra do Apollo n. 18.
Vende-se um .bonito escravo de 22 annos.
muito relorcado u proprio para qualquer ser-
vico ; uma mulata recolhida de 16 anuos,
perleita engommadeira e costureira sendo pa-
ra lora da provincia ; duas pretas mocas para
todo o servico; na ra Direita n. 81.
Vendem-se superiores queijos do reino a
1580 rs. esteiras de Angola a 320 rs. choco-
lali da Baha a 100 rs. o pao, cevadinha de
Franca a 280 rs. farinha do Maranhao a 120
rs. amendoas a 280 1$. azeitonas pretas a
1440 rs. a ancoreta e a garrafa a 280 rs. ba-
nha de porco a 400 rs. manteiga francesa a
560 rs. passas a 300 rs. figos a 200 rs. es-
permacete americano a 840 rs e francez a 7S0
rs. velas de sebo a 360 rs., ditas da Hollanda
a 980 rs. ditas de carnauba a 320 rs. bata-
las em gigoa 1200 rs. e a 50 rs. a libra al-
a cuia canela nova a S4G rs.
paneros a 00 rs. bolaxinha a 240 rs.,'
enchofre a 100 rs. a libra pomada a 240 rs.
duzia, cha hisson a 2400 rs. genabra do Hol-
landa a olio a botija cerveja branca bocea de
prata a 500 rs., dita preta a 510 rs. palha de
carnauba a 640 rs. a duzia archotes novos a
lOOrs. caf em grao a 120 e 140 rs. dito
moido a 220 rs., cevada a 140 rs. caf de ce-
vada a 160 rs e outros muitos gneros por
preco commodo ; na ra estreita do Rosario ,
venda n. 8.
Vendem-se sapatos de duas solas de entra-
da baixa francezes para homem a 2/rs. di-
tos de uma sola a 56O rs., ditos da trra bran-
cos e pretos a 400 rs. sapatos de setim preto
para senhora ditos brancos para meninas a
320 rs. chiquitos para meninos a 120 rs. di-
tos decordavoe de lustro para ditos a 240 rs. ,
borzeguins gaspeados para senhora a 3020 rs.,
ditos para homem a 0 e 7/ rs. ditos de ponta
de lustro a 5# rs. sapatos de lustro para ho-
mem meios botins sapatos de lustro pretos
e de cores para senbora ditos de marroquim !
e cordavao borzeguins gaspeados para rapa-
zes, sapatinhos de lustro para meninos e ou-
tras qualidades de calcado, tanto para homem,
como para senhora e meninas ludo chegado
ltimamente; e superiores chapeos brancos de
castor ; na praca da Independencia n. 33.
Vende-so um escravo crioulo moco e h-
bil para qualquer servico ; no hotel Roberts ,
tereoiro andar das 7 as 8 horas da manha.
1Vendem-se 3 fogoes econmicos para se
cosinhar com ienha com lodosos arranjos ne-
cessarios fornalhas, &c. ludo de ferro bati-
do e por preco commodo; na ra do Vgario
n. 21, casa de Mondes # Oliveira onde se far
vera raaneira como dosmesmos se deve faier
uso para maioraceio e commodidado. (7
1 Vende-se superior sal de Lisboa, em por-
Co e a retalho, a bordo do brigue S. Domingos,
prximamente chegado de Lisboa ; a tratar em
casa de Mendes & Oliveira na ra do Viga-
rio n. 21. (5
I Vende-se uma grande casa com comino-
dos para grande familia, com 6 quartos, duas
grandes salas soto cosinha fra quintal
ecacimba; sita na travessa da Concordia; a
tratar na mesma casa. (5
Vende-se uma canoa aborta para con-
duzir familia, muito segura, uma dita mais
pequea que pude carregar 4 a 5 pessoas ,
nova e bem acabada todas sao de madeira
amarella por preco commodo ; na ra
do Rosario n. 21# primeiro andar.
1 Vendem-se bichas de Hamburgo chega-
das ltimamente aos centos e a retalho ; tam-
bem se alugio ; na ra da Cruz, Ioja de bar-
beiro defronte do becco do Porto das Canoas
n 43. (S
1 Continua-sea vender a agoa de tingir Ja de miudesas 11. 34.
fra da praca engomma, cosinha, e tem algum
leito vende-se nicamente por ter emperrado
em nao querer servir ; as (Jinco-pontas, ven-
da n. 4. (5
2 Vende-se sal de Lisboa em porcao e a
retalho a 1600 rs. o aiqueire ; na ra Nova ,
venda n. 65. (5
2Vendem-se, por preco commodo, duas
rabecas em meio uso cada uma em sua caixa,
das quaes uma he muito fina um grande sor-
timento de msica para rabeca e outra gran-
de quantidade prompta para orchestra um ca-
valete para pintor obra muito bem feita, orna
caixa de tintas finas uma pedra de vidro com
seus pertences para moer tintas, uma cartei-
ra da uma face para uma pessoa escrever, e va-
rios quadros de diversos tamanbos o de bom
gosto ; no Atierro da Boa-vista, Ioja n. 26.(10
2 Vende-se um terreno com 12o palmos de
frente e 5 ditos de fundo com arvoredos
novoi etrra para plantugao, por preco com-
modo ; na estrada da Capunga a descer para
o rio do lado direito defronte de Francisco
Casado Lima a tratar com o dono. (6
2Vende-seo botequim da travessa da Ma-
dre de Dos n. 3, com poucos fundos; a tratar
no inesmo. (3
2 Vendem-se por barato prego, duas ca-
bras 'bichos] ; no corredor do Bispo sitio n. 2
2 Vendem-se pentcs de tartaruga de to-
larga das as modas, abertos e lisos ; tambem se con-
(6 certa toda obra de tartaruga ; no pateo do Car-
ino esquina da ra dasTrincheiras, Ioja n. 2.
2 Vende-se a mais bem fabricada tinta de
escrever, excellente pelas suas qualidades de
se tornar mui preta, fixa e de resistir accao
de qualquer acido ; na ra do Livrameuto, lo-
cbalos na ra daQueimado n. 31, 32 e 33,
o methodo do aplicar acompanha os vidros (2
SVende-se um relogio de ouro, com corren-
te e chave tambem de ouro muito bom regula-
por e proprio para senhora por ser pequeo ,
por preco commodo; na ra dos Quarteis n. 19.
2Vendem-se redes do Marnho, de diver-
sas qualidades por proco commodo ; quem
quizer annuncie. (3
2Vende-se uma venda, sita em bom lugar
para negocio na povoacao dos Remedios ,
com os fundos de 300^rs. pouco mais ou me-
nos com embarque e desembarque na porta;
o aluguel da casa he bastante barato a dinbei-
ro, ou a praso ; a tratar no mesmo lugar em
casa doMacambira. (7
2Vende-se um bom piano inglez perpen-
dicular, j com algum uso ; na ra do Crespo
n. II. (3
2Vende-se um preto da' Costa ; peca, born
canoeiro e trabalhador de p nao foge e nem
bebe ago'ardente o que s alllanca ; um piano
com pouco uso de excellentes vozes ; um so-
brado de um andar com dous sotos, cm chaos
proprios, quintal murado o boa cacimba ; a
coileceo das leis brasileiras at o anno de 1834;
umguarda-livros moderno em bom uso ; urna!
trave do boa qualidadd muito grossa, com oi
palmos de comprido ; na ra estreita do Ro-
sario n. 10, terceiro andar. (fl
2Vende-se, por preco muito barato retroz
sortido toalhas e guardanapos de linho de.
(uimares massos de meias de linho cha-
peos de sol, coeiros de algodo galSes e reo-
das de palheta viradores de linho dous ca-
marotes ; uma lancha dous botes paos de
pinho para maslros vergas e remos feixes;
de arcos de pao para barricas latas com as,
verdadeiras pilulas de familia muito boas bi-
chas hamburguesas fechaduras para porta de
trmasem cera de carnauba barricas e meias
ditas com farinha de trigo de diversas qualida-
des e outros muitos gneros ; na ra estreita
do Rosario, padaria do Cunha. (12
2 Vendem-se 3 ovelhas e um carneiro,
hespanholas, sendo mui.grandese com a laa,
muito comprida muito possantes e proprias
para se fazer nova raca ; quem pretender an-
nuncie. (5
2Vendem-se mangas de vidro com figuras
mui elegantes proprias para enfeites de sala,
e para presepios por terem lindas figuras aelles
adequadas, muito lindos pastores e pastoras
dansando com pandeiro e outros fazendo oller-
as do frutas ao Menino Dos a 5 e 6/ rs. ca-
da par ; na ra das Cruzes n. 28, Ioja de pin-
tor e vidraceiro. (S
2Vende-se urna negrinha de nacao de 13
annos com principios de costura e he reco-
lhida ; outra dita de 14 annos, com as mes-
mas habilidades ; uma mulatinba de 18 annos,
recolhida e ptima para mucama cose e en-
gomma; um moleque do 8 annos ; dous escra-
vos de nac&o ptimos para todo o servico; um
escravo bom canoeiro por 350/ rs. ; na ra
Direita n. 3.
2 Vendem-se duas pretas e uma parda
mocas e de boas figuras, boas eogommadeiras,
cosinheiras e lavadeiras ; na ra da Cadeia de
S. Antonio n. 25, ao p da guarda. (4
2 Vendem-se arithmeticas, algebras o geo-
metras de Lacroix excellente edicSodo Ro de
Janeiro para uso dos estudantes do Lyco e do
Collegio das Artes ; na ra da Cadeia do Kecife,
Ioja de lvros de Cardoso Ayres. (5
2 Vendem-se as Dcadas de Barros, conti-
nuadas puc Diogo do Couto, 24 v. em oitavo
3 Vendem-se toalhas de lavarinto de bom
gosto ,? saias do mesmo ; na ra de Jos da
Costa ,"ou becco das Boias no Recife, no For-
te-do-Mattos, sobrado n. 6. (4
3 Vende-se a fabrica de charutos do Atier-
ro da Boa-vista n. 41 com todos os seus per-
tences a dinheiro ou a crdito ; na ra da
S. Cruz n. 38. (4
3Vende-se um escravo pardo muito mo-
go ptimo carreiro eentende de todo o ser-
vico de campo; uma escrava moca, cose, laz
renda e cosinha ; na pracinha do Livrameuto ,
Ioja n. 51. (5
4Vende-sea casa terrea n. 70, da ra de
S. Miguel nos Afogados, de pedra e cal, chaos
proprios oiloes meieiros quintal murado e
cacimba; na ra Nova n. 41, segundo andar.
Escravos fgidos*
portuguez edico de Lisboa em ptimo pa-
pel e pelo mdico [4lco de 25/ rs. ; na ra
da Cadeia do Recife, Ioja de livros de Joao Car-
doso Ayres. ,6
2Vende-se uma preta de 25 annos, para
2No dia 28 do p. p. fugio um preto de nos
me Joaquim de nacao andava vendendo ca-
jas em um taboleiro pintado de verde ; he bai-
xo e grosso a proporcao da altura cor fula ,
rosto redondo nariz chato nao tem barba ,
quando anda pucha por uma perna tem ao la-
do de um olho um talho pequeo marca de
chicote ; levou calcas e camisa branca e chapeo
de palha tudo usado, sendo as calcas debrim
com um remend ; este preto costuma andar
sempre bebado, mas nao ca ; foi comprado a
Joo Frederico Abreo Reg que negocia com
escravos ha desconancas que este preto esteja
em algum'sitio pertodesta praca ; quem o pe-
gar, leve a ra do Sebo n. 33 que recebera
20/rs. dogralificaco. (14
1 Fugio no dia primeiro do crente uma
escrava crioula de oome Brisida de estatu-
ra baixa grossa do corpo, rosto redondo, boi-
cos grossos, nariz chato cor fula ; levou
vestido azul com flores amarellas panno da
Costa, uma bandeja em que venda arroz do-
ce ; quem a pegar, leve a ra do Pillar o. 45 ,
primeiro andar, que ser gratificado genero-
samente. (9
No dia primeiro do corrente fugio de um
sitio da Passagem da Magdalena uma negra com
uma filba do 7 a 8 annos, de uom Maria a
preta chama-se Agostinha com uma ferida em
uma perna levou um panicum pequeo com
roupa della o da ilha, desconfia-se que foi com
a mesma preta um preto de nome Domingos ,
pertencenle ao Sr. Miguel Rodrigues morador
no sitio denominado = Estiva por ter elle
desapparecido no mesmo dia o qual tem no
peitoeem um braco signal de queimadura ;
quem os pegar, iove a ra do Queimado Ioja
deferragens n. 10, que ser gratificado.
No dia 3 do corrente fugio uma preta com
os signaes seguintos ; com uma belida no olho
direito, uma marcado queimadura na p do
hombro direito de aO annos crioula,, alta,
bem feita ; levou vestido de riscado novo e
panno da Costa j velho ; quem a pegar, leve
ao armasom de carne n. 3, defronte do Trem ,
quesera gratificado.
No dia 27 de Fevereiro fugio da cidade de
linda um mulato de nome Antonio baixo
com pouca barba, muito esperto e fallante, tom
as costas uma costura, que foi do gomma ,
anda vendendo miudesas e fasendas com uma
preta de nome Mara Lem preta bonita fign-
ra muito (allanto o esperta; tom-se intitula-
da forro e casado, o consta ter um papel falso
para ninguem o pegar ; quem o apprehender,
leve a mesma cidade que receber 50/T de
gratifieaco.
PERA; TYP. DE M. V. DEFAMAl844*


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EYMJIUS0P_WX1A1K INGEST_TIME 2013-04-12T21:38:53Z PACKAGE AA00011611_05240
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES