Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:05221


This item is only available as the following downloads:


Full Text
Anuo de 1844, Terga Feira i'i
I II llllllllllllll HI II lilil lili lili 1ITIlTTTI1TIIMBMMmBrrillMmWW^"~~*~*~""**''~""^"*'~*
O BuilOpubHoe>ee' indo o dias que nao forem sant.ii^edoa : o prego <{ signatura
h-dj tres mil r. por quanel liados adianladoa. Os annunciosdoa assiRnsnles sao inferido
r-ilif, 0* .". 'J"e nao jorca raijo de 80 res por linha. As reclamaoors derea ser iliri-
gldll i sta l'jP'J rn* ''"' ^rus n. 4 ou a pr5 da Independencia loja de inrosn. 6 e 8.
PARTIDA DOS CORREIOS TERRESTRES.
Goiamk i, !'.:a".Y)a,secundase sextas feiras.Rio Grande do iNorle, cheg a 8 22 e par-
le 110-. 'Ji Cabo, Serrahnea, Rio Foraso, Macer, PortoCaWo, e Alagoas: no f. -
lie Sltlanadrv mct. Gnrinliuns e onito a Oe '-'4 ds ca-! m-i Boa-Tita e I-lor-
es t- i'Jt 2S dito. Cidade da Victoria, quintas foiras. Oliada lodos os diaa.
DAS da semana.
II Sef. s. MirtisAo. Aud.do J. de D. da 2. t.
i' Terca a. Mortinbo. Re. aud. do J. de D.d i. T.
i: Ruarlas Eugenio Aud. do J. de D. (la 3 t.
44 Quinta Uemeniino Aud do J de 1) da 2. t,
45 Sexta b Gertrudis- Aud. do J. ds D. da ). v.
ie Sb. a. Cancelo de Legos Bel.
47 Doro i. Gregorio TheanHlurgo;_____
de Novembro
nno XX. V. 855-
Indo e linaeaoa como prineipiamof ; Rreaaac apoi coire "*".* asa
5 //:j x;tV'- .>, cultas. (Fro-Uiuag.1- u> Assev.Mca Geral do Iiail.
#/-------------------------------------------------------------------------
CaKalOI no Dli 11 BI ROrBHIIOt' rea da
K' t-emliioi sobre Lonres ,'j c '| nom,
m Paris SMl reii por franco
Lisboa -i :i) por 1U ur ,,mio
oedade cubre ao par.
Our.-Mo.de de M a V 7.UU i7,.
.. de 4,000 y.oO v,70
Prata--?ataoftej
l'esus columtnitres
Idea de letras le boae EraM pOrOlo \ Ditos meiicanoe
1.H-.I) i.Din
1 'JiO 1 IroO
i,oo i.y.o
^''.i
PHASES DA LA NO HEZ DE OUTUBRO.
Loe cb.i. a 36 M 2 horas e 4 rain. dain. iLuanoraa II ai 9 !> e i rain. da tarde.
MiaguanM a t U-'Doras e 9 ain da lerda |Cttseente a S >at 55 a. da tarde.
Pmamar de hoje.
rimera. a G horas 6 ain da roanla, Secundo > llorase tJ minutos da tarde
i-..a.i\
DIARIO DE PERNAMBU
:-'--^.s'-'.tia3'-ii'i n i iibimiiiisi'itiii hiii t:...- -""Tin

A\
7
O proprietario dcsla follia roga aos seus subs-
criptores, quts estao a dover quarteis alrazados,
queiro ter a bondade ou de os mandar pagar
na lvraria da Praca da Independencia n. t 8,
ou de darem ordemem suas casas para seretn
pagos na apresentagodos respectivos recibos, a
iini de pouparem maior numero de passadas ao
recehedor.
-.?i % ;;;, y^CIAL.
DECRETO N. 381 DE 7 DE OUTUBBO
DE 1844.
Modificando as disposicoes do regulamento d*
26 de Abril dale annu n. 35S.
Hei por bom ordenar que se observem as
instruccoes modificando as disposicoes do re-
gulamento do vinte o seis da Abril deste anno
n 355, que com este baixo assignadas por
Manoel Alves Branco, Conselheiro do Estado ,
Ministro e Secrotario de Estado dos Negocios
da Fazentla e Presidente do Tribunal do The-
souroPublico Nocional que assim o ter en-
tendido e lar ejecutar. Palacio do Rio de
Janeiro, em 7 de Outubro de 181-i. vigsimo
terceiro da independencia e do imperio. Corn
a rubrica de Sua Magostado o Imperador.
Manotl Al ve tranco.
nstruccoet modificando as ditposices do re-
gulamento de 26 de Abril deste anno n. 255.
Art. I.i O primeiro prazo dedez lias mar-
cado no artigo 3. o no 7. 3. do dito regu-
lamento, para serem selladas as letlras crdi-
tos e outros ttulos d.t 1.a e 2.a classes do sello
prop ircional sera d ;30dias contados da data do
titulo.
Art. 2.' O prazo do 30 dias cencedido no
artigo i. para se substituir o papel sellado cm
branco que acntela ittutilisar-se ser.i do seis
mezes,{cando esta disposicao extensiva aos ere-
ditos escriptos do venda outros ttulos da 2.a
i lasse do ^ello proporcional;e tambem aos papis
sujut.is ao sello lixo quo se podem sellar em
branco : tal substituicao porm nao ter lugar
se o papel inutilisado contiver algum acto es-
cripto eso achar assignado porquem o deva
firmar.
Art. 3. As lettras deque trata o artigo 3.,
passadas em um lugar do imperio sobre outro
lugar tlclle sero selladas nuquelle em que
livero n de ser pagas, (cando assim desneces-
sario o sello da 2.a, 3.a e 4.a vias de que trata
o artigo a. Rio do Janeiro, em 7 do Outubro
de 1844. Manoel Alves Branco.
do artigo 91 10 doregulamento do 22 de Ju-
nbodel83G.*
Art. 2. Se ainda depois da addicao cima se
verificar um excesso tle sobresplentes, cobrar-
se-bao desse excesso os direitos do consumo ;
mas na separacao dosobjectos que devem pagar
direitos daquelles que fico isentos delles ser
livre aocommandante o levar do qualquer ar-
tigo ou artigos da tabella maior quantidade
do que at agora Iho era facultado, deixando
de levar, ou levando monos de outros artigos
da mesma tabella, substituindo-se a porcao do
que se d de qualquer genero para um da
pela poicao que so da de qualquer outro gene-
ro para o mesmo lempo.
Art. 3. Se porm o commandante enten-
der que os sobresalentes que Iho sao concedi-
dos livres para torna-viagem ou pelo menos
algum ou alguns dos artigos delles sao insufi-
cientes para a sua commoda o segura navega-
(,-o at o porto do sou destino, poder reque-
rer deposito daquello ou daquelles que Iho
parecerem indspensaveis em sua totalidade, e
tal deposito Ihe ser concedido livre nos rma-
meos nacionaes atea vespera de sua partida,
IDBM DO DA 29.
OficioAo Exm Presidente do Thesouro
Publico Nacional, remmetiendo pela barca de
vapor S- Salvador dous caxotes lacrados
com as Armas Imperiaes contendo o de n. 1
cincoenta conlos de ris em notas substituidas
por a Tbesiuraria desta provincia, eo den.
2, dez contos de ris em notas substituidas pe-
la do Rio Grande do Norte.
DitoAo Exm. Presidente da provincia,
para dignar-se rcmetter ao Thesouro Publico
Nacional o precedente officio.
DitoAo mesmo Exm. Sr., satisfazendo
portaria quo acompanhava, que cubra o oli-
co do Director do Lycfio desta cidade. pedindo
a parte da casa da Alfandega onde esteve a
Associacao Commercial com os dous torreoes
quo ihe ficavao contiguos para o estabelcci-
mento do mesmo Lycfio.
DitoAo mesmo Exm Sr., sobre a infor-
macao que exigi em officio de 24 do comento
(Outubro) a cerca da guarda nacional a cargo
do Ministerio da Justica.
DitoAo mesmo Exm. Sr. informando o
requerimento de Joiio Francisco Regs Quin-
comtanto que faca as conduccoes sua custa e, tella, em que recorreo di decsao da Presiden-
cia, quo considerou o segundo Escripturario
Francisco Joaqun Ribeiro de Brito, masan-
ligo do que o recorrente, nao obstante este ter
as torne a levar integralmente caso em que
ficar isento do pagar direitos de qualquer ex-
cesso delles.
Art. i. As disposicoes dcste regulamento j titulo de data anterior e dias antes tomado
sao smento applicaveis aquellas nagoes quo j posse, e entrado em oxerccio.
DECRETO N. 382 DE 9 DE OUTUBRO
DE 1844.
Manda execular o regulamento para o despa-
cho dos sobresalentes das embarcaces.
Hei por bem mandar que so execute o re-
gulamnnto para o despacho dos sobresalentes
das embarcacoes, quo com este baixa, assigna-
do por Manoel Alves ranco Conselheiro do
Estado, Ministro e Secretario do Estado dos
Negocios da Fazenda e Presidente do Tribunal
do Thesouro Publico Nacional que assim o
ter entendido e far execular. Palacio do
Rio de Janeira em nove de Outubro de mil
oitocentos e quarenta e quatro vigsimo ter-
ceiro da independencia e do imperio.Com
a rubrica dp S M. o Imperador. Manoel Al-
res II raneo
Regulamento para o despacho dos sobresalen-
tes das embarcacoes.
Ar. 1. Feito o calculo dos sobresalentes
que so concedem livres a qualquer ombarca-
tao. segundo o que dispoa o decreto de 30 de
Marco ilc 1839, accrescentar-so-hao mais 30
por cento para consumo d sua tripolagao den-
tro do porto depois da descarga, o para maior
seguranca de sua navegaco na torna viagem ,
os quaes tambem nao pagaro direitos na furma
concederem os mesmos favores navegaco
brasileira: o Governo far averiguar quaes
sejo aquellas que nada concedem, ou quo con-
cedem menos s nossas embarcacoes para tra-
tar as suas da mesma maneira.
Art. 5. Ficao revogadas todas as as disposi-
coes em contrario. Rio de Janeiro, em 9 do
Outubro de 1844.Manoel j4kes Branco.
(J. do Comm.)
Governo da Provincia.
EXPEDIENTE DO DA 7 DO CORUENTE.
Offco Ao Chefo de Polica, ordenando,
DitoAo Inspector da Thesouraria da Pro-
tincia do Ro Orando do Norte, participando
ter pela administradlo do Correio desta cidade,
recebido um maQO lacrado com as Armas Im-
periaes, contendo os dez contos de ris em no-
tas substituidas por aquella provincia quo em
olicio do 18 do corrente (Oulubro) accuiava ter
remeltido pela mala do paquete de vapor 6'.
Salvador.
PortaraMandando debitar ao Thesourei-
ro da Fazenda no livrocaixa das notas subs-
tituios pela quantia, deque trata o preceden-
te olicio.
DitaMandando abonar no livro caixa das
notas substituidas pela quantia de de/ contos
quo pelos meos legaes compilla Anua Joaqui- je rjSj ,] (jUe trat(1 a precedente portaria, que
na Dourado, mi do Aprendiz menor do Ar- rece|,eo0 Commandaute do paquete de vapor
seal de Guerra Prediano da Fonseca, dar Salvador, para entregar no Thesouro Pu-
conta desto mesmo menor, que, partecipa o
Director d'aquclle Arsenal haver d'illi se au-
sentado desde o da 3 desto mcz.
re
blico Nacional.
Ditadem tle cincoenta contos de ris,
em notas substituidas, por a Thesouraria desta
Portara. Rcvogando cm ltenlo ao que | proSncai quo recebeo o dito Commandante
prcsentou o Chele de legiao da Guarda Na- jjem
cional do linda a ordem de 28 de Ju- |DEM do da 30.
nho ultimo, que mandou encorporar ao I (jffc0_Ao Inspectorda Thesouraria da pro-
segundo batalhao da dita Guarda Nacional a vn.ja ,ja Parthiba, em resposta do son olicio
sexta companhia do primeiro e as pracas <'a Je 7 d0 corrento (Outubro), que exigi nova-
quarta, residentes no districto do referido se- mente ,hc (jec|arasse so as rendas das povoacoes
gundo batalhao- Communicou-se ao Chefe, de pjtm|)U 0 'faquara, erao arrecadodas por
da Legiao de Olinda o respectiva Cmara! a|gumas Collectorias desta provincia.
Municipal.
Thesouraria (la Fazenda.
EXPEDIENTE DO DA 26 nO PASS.VDO.
DEM DO DA U.
OfficioAo Inspector da Thesouraria da Pro-
vincia da Rabia, em commissao nesta Provin-
cia, participando ter nesta dada, em vista do
seu officio de 25 do correle ( Outubro ), re-
Portaria-Mandando abonar aoTbesoureiro comiiienduo uu Inspector da Alfandega, que-
da Fazenda no livro caixa do exercicio de 1843 do primeiro do Novembro em dianle, hzesso
44,a quantia de 649,360 rs.,que, conforme
n is. Pareca inquoslionavel que ainda eslava
em p urna conspiracSo que poda occasionar a
ib-struicio dos infelizos enthusiastas envolvidos
n'ella. Pareca igualmente fra de duvdaquo
o Governo Pontificio recusava altcnder ao con-
selbo da Austria, aplos, Toscana, eoulras
Potencias pira conceder alguma cousa ao doe-
jo popular, a fim de escapar a una calamida-
de que certamente occorrer no caso de guer-
ra continental. A demora da Familia Impe-
rial em Trieste suggerio a persuasao de quo os
negocios polticos da Italia serian entao toma-
dos em seria consideradlo ; mas parece que nao
bavia esder&nca de que o Governo Papal ce-
desse.
O Marecbal Sebastiani tinha chegado a Mi-
llo para observar, diz urna carta, os mo-
vimentos do Duque de Rordeaux >. Esta in-
feliz personagem ebegou a V'eneza a2r)deSe-
lembro, e pousou no Hotel Danicli, no caes
dos Esclavonios. Tinho-lhe sido recommen-
dados os banhos do mar, e parece que elle lio
escolente na arto de nadar, lendo varias ve-
zes nadado sem descantar da Molho al o Li-
do, distancia de trez rnilhas. O Principe he
acornpanbado pelo Duque de I.evis, e por M.
de Monty Bezo. As pessoas convocadas para
assistir ao congresso legitimista estavio quasi
todas no seu posto. Os Srs. Hlydc de Neu-
villo, La Tour Foissac, Hautpoult e St. Priest
j tinhao chegado a Veneza. Tambem erao
esperados os Srs. Aurelien de S/.o e St. Marc,
membros do fro de Bordeaux.
ATHBNA6.
Urna carta de 31 d'/lgosto annuncia que o
Gabinete Coletli j eslava dividido, em con-
sequencia das exigencias to Sr. Metaxa, que
sendo sustentado pela Opposico Peloponnesia-
na, e desgostoso dos seus dous collegas, Tra-
vellas e Balbi, exiga a nomeacao de Canaris
para a Repartigao da Marinha o de Zographo
para o Ministerio dos Negocios Estrangeros do
modo que conc.entrasse completamente em suas
mitos toda a influencia do Governo. Com ludo,
o Sr. Coletti he bomem muilo esperto para
nao perceber o lago. O Ministerio assim des-
unido nao podia attenderao interesse do estado
c ainda nao tinha publicado ums acto d"alguma
importancia. A resignago do General Kalergi,
Governador de Alhenas, tinha sido aceita pelo
Reijotodaa imprensa lberaljustamenteprotes-
tou contra ostermosscvcrosdaordenancaReal.na
qual os servicos prestados por aquello distincto
oOicial ( principal chefe da revolucao de 15
do Setembro de 1843 ) durante os ltimos
II mezes nem se quer erao reonhecidos com
algumas expressoes
Kalorgi ti-
o pedido, que acompanhava e despacha nel-
le exarado, eutregou ao Almoxarife do Arse-
nal de guerra no 1.' do corrente (Outubro) ,
para pagamento do diversas addicoes perten-
ceutes a rubrica = torgas de linba = do dito
exercicio.
DitaAo ex-Collector de Divorsas Rendas
do Municipio de Floros Manoel Dominguesde
Andrade recommendando recolhesse com a
brevidade possivel .i Thesouraria os respectivos
livros o papis a fim de se proceder ao exame
de suas contas; e enlregasse' ao Collector no-
mea do Manoel Rodrigues Mariz, todas as leis
e rcgulamentos, quo existissem em seu poder
relativos a mesma arrecadacao.
1 por em execucao as alteracoes, que no mesmo
olicio indicava, relativamente ao registo dos
despachos, e escripturagao do livro mestre.
DitoAo Inspector da Alfandega, recom-
mendando pozesso em execucao os alteracoes
de quo tracta o precedente officio.
HB
EXTERIOR
APLES.
Urna carta do 6 de Setembro falla do casa-
mento do Duque de Aumale com a sua prima,
Princeza'de Salerno, eo da por certo e deter-
minado para a segunda semana do mes se-
lao em progresso grandes preparati-
guinte.
DitaAo Collector nomeac'o de Diversas vos para a celebraco do casamento com pompa
Rendas do municipio do Flores para receber
do seu antecessor, ds livros e papis de que tra-
ta a precedente portara.
0 consideraco.
Cartas do Boma insistem ainda sobre o mo
estado do espirito publico nos estados Roma-
nha-so retirado para oseoda sua familia em
Argos, a fim de evitar a sua assintencia cele-
bracio do anniversario daquella revolucao.
Algumas barcas do piratas baviao apparecido
no canal de Andros, apretarlo dous navios
mercantes, edi/.iaso que tambem um cutter
Real, com 4 homens de tripulaco e que leva-
va 16,000 drachmai pertencentes ao Governo,
e que dora > a moiitj .is sjs equipagens. 'len-
do os cadveres decapitados de 20 homens d'el-
lassido arrojados pelo m3r cesta de Androa,
o Sr. Pscatory ajiressou-se a mandar os vapo-
res Fereles e Paptn em perseguioao d'aquelles
piratas. As eleicoes de Alhenas ainda nao ti-
nao sido continuadas, e a convocacao da le-
gislatura anda estava ndefinidameuto adiada.
Netc-yorh-, 31 de Agosto.
Como eu previ, Mr. Tyler relirou-se da
luta Presidencial. Ello t ublicou urna falla
aos seus amigos expliealoria da sua posi-
go e das ra/oes que tinha para recusar
de ser mais considerado como candidato pre-
sidencia. Ao mesmo passo que elle ataca com
algum azedume a Mr. Ciay, evita cuidadosa-
mente de recommendar oapoo de Mr. Polk.
Com tudo est bem entendido que se empre-
ar iodan influencia e patrocinio do Governo
pura promover o bom xitod'este cavalleiro.
Os amigos do Presidente cieem, ou fmgem


=
:rcr que a sua retirada da luta tornar certo o |Legislac5o Militar, publicado pelo fallecido
triumpho do partido Locoloco, ou Democrtico.
Por outra parte os amigos de Mr.Clayridiculari-
sao a idea de que Mr. Tyler possue o poder, ou
a influencia de mudar d'algummodo o resultado
prmvel cm qualqqcr estado da uniao. Os a-
migos do Mr. Polk nao parecom ligar milita
importancia acquisicao quo ellos hao de rece-
ber do queso intitulajiartido Tyler. Na ver-
dado muitos d'elles e especialmente aquellos
que seguem a lortuna de Mr. Van Burn re-
pudiao a idea de um tal amalgama, (firmando
que Mr. Tyler nao tem amigos polticos ;. ex
cepco d'alguns empreados ou pretenden les de
empregos, meros mercenarios. Homens taes
como o Coronel Dentn, e os editores do (to-
be, pertoncem ao numero dos mais violentos
d'aqucllcs que prelendem excluir \lr. Tyler e
os seus partidarios das fileiras do partido De-
mocrtico. (Times.)
_____imaumm'i i' '
da corveta Sele de Abril, que segu a fragata [Jos Augusto do Mcnezes Prestes; os Atieres
franceza, por baver adoecido o Official anteri-
ormente nomeado, o Sr. Capitao de fragata Ma-
noel Francisco da Costa Pereira.
S. M. O Imperador dignou-se a bordo con-
decorar com a insignia de Official da ordem
imperial do Cruzeiro ao contra-almirante Du-
petit Thouars ; e ao Commandante da Reine
Blanthe oSr. Alix Nicols Aim com a de
cavalleiro da mesma ordei.
Enlrou hootem do Rio Grande o paquete
Brigadeiro Cunha Mattos. (dem).
O Sr. Jos da Silva Mafra foi escolhido
por S. M. I. para Senador pela provincia de
Santa Catharina (/. do C).
dem 16.
O dia de Santa Thereza foi festejado
hontem n'esta corto, como o do Augusto Nome
de S. M. I a lmperatriz Houve cortejo no
paco da cidade, a que concorrerao o Corpo
Diplomtico, a corle e muitos cidadaos.Es-
tiverao embanderadas e derao as salvas do es- de vapor Todos os Sanios que nada de inte-
NOTICIAS DO VAPOR.
lilO DE JANEIRO 30 DE SETI.MBRO.
OSr. Dogo Teixeira de Macedo foi re-
movido paraa villa de Vassouras ; e oSr. Jos
Ignacio Accioli de Yasconcellos para a cidade
de Nitheroby, da preiocia do Rio de Janeiro.
Embarcou para o 0 Grande do Sul o
4. batalhto de fuzileirot, forte de 80 pracas.
O brigue de guerra Capibaribe leva parte d'esta
tropa.
DEM 2 DE OVTl'BRO.
(5. da M )
S. A. I. a Senhora D. Januaria inda nao
est do todo restabelecida de seu padecimento,
nao obstante ter mudado sua residencia para
Botafogo, lugar alias saudave! e aprazivel, e
para urna casa maiscommoda que o dormitorio
do antigo convento do Careno. Por esta occa
siao lembramos ao sr. Commandante das Ar-
mas que cumpre mandar postar a porta da nova
morada dos Principes a guarda do bonra devi
da sua alta jerarchia, embora SS. AA. II.
a livessem dispensado quando moravao no Paco
da cidade ; pois j; nao poucos comeoao a mur-
murar de nao vercm all nem um s soldado /
Asseverao-nos que at hontem nenhuin dos
Ministros linha ido saber da preciosa saude da
Princeza Imperial, quando he constante err
toda a cidade que os Principes se achao em Bo-
tafogo desde sexta feira ; c S. M. I. lo^o alli
mandou o seu Camarista comprimentar a SS.
AA. II. e tem-se mostrado solicito em saber
constantemente da saude de sua muito presada
Irmaa. (dem.)
dem 9.
Vai tomando corpo o boato, desde al-
gum tempo espalbado, de achar-se grvida S
M. a lmperatriz : nos fazemos sinceros votos
ao Co para que seroalize esse. o maior dos
anhelos de lodo o coracao brasileiro. amigo
liel da monharchia real e constitucional.
O Jornal da Commercio de boje deo-nos
esta noticia nosseguintes termos :
Consta-nos que ha toda a razo para err
que S. M. a lmperatriz se acha em estado de
lelecitar seu augusto esposo, dando um herdei-
ro cora imperial.
So esta noticia se confirmar, como arden-
temente desejiio todos os Brasileiros, (eremos
um novo penbor das nossas instituicOos, um
novo iris de paz e de concordia.
Pelos navios entrados hontem do Rio
GrndedoSul, soube-se que o Sr. RarSode
Caixias achava-sc em Cassapava ale a data das
ultimas noticias do exercito (26 de AgosloJ,
Nada havia de novo. [dem).
dem I i.
Alm de S. M. a lmperatriz, diz o
Mercantil que lambem est de espcrancis S.
A. I. a Senhora D. Januaria ; isto, que ge-
ralmente se acredita, nao consta que (flicial-
inente se baja participado ao Corpo Diplomti-
co, e nem mesmo que tenhao havido ns Teces
do costme.
Diz-se que o Senhor Principe Conde de
Aquila parte para a Europa, na fragata fran-
ceza La Reine Blanche, do commando do
Contra-Almirante Dupetit Thouars, levando
em sua companhia a Senhora Princeza I). Ja-
nuaria, sua Augusta Consorte, para o que ja
obtivera permisso doS. M. o Imperador; e
attribue-se isso falta de saude que desde al-
gum temposoffreS. A. I., a quem a muden-
ca de clima he naturai que seja benigna.Fal
iouse que esta viagem de SS. AA. II. seria
tylo as fortalezas e os vasos do guerra surtos no
poito. O Senhor Principe Conde d'Aquila
compareceo no par^o c no theatro, retirando-se
com SS. MM. II. no fim do 1." acto da epe-
ra que se representou Torquato Tasto.
A Senhora Princeza Imperial nao compareceo,
sern duvida porque continuao os seus incommo-
dos. Por seu completo restabelecimento a-
zein votos sinceros os bons lirasileiros,
Est resulvida delinilivamente a partida
para a Cumpa do Senhor Principe Conde de
Aquila e de S. A. I. a Senhora Princeza I)
Januaria, a bordo da fragata franceza Reine
/{lanche, que consta dar vela para Brest
nodia2i-do corrente. Qucm podia prever
que a Princeza Imperial do Brasil ira possual-
mente dar o parabem sua Augusta Irmaa, a
Senhora Princeza de Joinville, pelo nascimen
lo de sua sohrinha !.. Mui grave por certo
deve ser a molestia de S. A. I. que os mdi-
cos aconselhiio cm Outubroa viagem da Euro-
resse adianta s noticias ltimamente recobidas.
o Tribunal Supremo de Justica, emses-
sao de hontem verificou serem os mais antigos
Desembargadorcs com direito vaga deixada
pelo fallecimcnto do Conselheiro Manoel Cae-
Ajudante ) Jos Rodrigues Soares, Jos Joa-
qun) de Figueiredo, e Christovao de Abreo
Carvalho Contreiros que loi ferido, sendo
Commandante de pacte da guarda avancada.
Faltara o Brigadeiro Commandante um ri-
goroso dever se deixasso de mencionar igual-
mente credores do especial mencao os officiaes,
que em tal conjunclura compunhao o seu Esta-
do maior, pela presenca de espirito, e sangue
fro, que desenvolver, despeito do immi-
nente risco, om que estavo, e sao o Capitao
encarregado da reparticao do Quartel Mestro
Geueral Jos Martins ; 1. Tenenle Ajudante
d'Ordens Jos Antonso d'Araujo, e Alfercs de
Commisso s Ordens Antonio Carlos Frederico
Sera ; bem como o Capitao reformado do Es-
pa, onde os Principes tem de chegar no cora-, ca elevara mais um monumento a gloria de
seus lhos contemplando na lista de seus can-
didatos o nome do Exm. Sr. Manoel Ignacio
tao do Almeida o Albuquerque em primeiro [tado-maior do exercito, o Tenente-Coronel de,
lugar o Sr. Jos Antonio da Silva Maia, em se-
gundo o Sr.Ministro do Imperio e em tercei-
ro o Sr. Ministro da Justica. Ouvimos dizor
que, sendo Conselbeiros de Estado aquello dous
Srs. vira a tocar ao Sr. Manoel Antonio Gal-
vAo que he o mais eommodista de todos, o lu-
gar de Conselheiro do Supremo Tribunal.
Parece que o Sr. Maia optara ser Conselheiro
de Estado tendo assim renunciado o lugar do
Tribunal Supremo ; nao se sabe porin se o
mesmo aconteceo com o Sr. Jos Carlos.
Diz-se que o Govcrno j expedir ordens
para proceder-se em Pernambuco eleieao de
um Senador em lugar do fallecido Conselheiro
Almeida e Albuquerque. Essa heroica provin-
ca o do invern.
Dizem que SS. AA. 1!. derao liberda-
de a todos os seus escravos. Mais urna prova
da extrema magnanimidade do tao excelsos
Principes.
Cbegou a esta cidade, vndo de volla do
Para, oSr. Coronel JosTbomaz llenriques,
ex-Presidento da mesma provincia, onde sua
vida esleve em ijrande perigo, pela molestia de
(|U6 anda nao est completamente restabo-
lecido. (S. da M. )
dem 18.
S. A. o Senhor Principe Conde d'Aquila al-
moeou antehontem a bordo da fragata Reine
/lanche. Os vasos de guerra nacionaes e
estrangeiros, surtos no porto fizerao as hon-
ras devidas a lo Augusta Personagem.S. A.
desembarcou no caes Pharoux, oude um gran-
de concurso de peesoas se apinhou para compri-
mental o. Este obsequio e demonstracao de
respeito tributado no mar aofilho o neto dos
Beis e Imperadores contrastou perleitamente
com a sans (acn com que na vespera tinha sido
tratado em Ierra S A. I., que, vindo do Bota
Foso para o paco da cidade alim de assistir ao
cortejo do dia lo, em grande galla, all cbegou
e vollou sem haver um piquete que o acompa-
nhasse!!.... (S. da M.)
DEM 21.
-- Com effeilo sempre vai urna corveta acom-
panhar a SS. AA. II : he a Sete de Abril. ..
ea Princeza Imperial parle n'uma Iragata cs-
trangeira J seu augusto Pai o suas duas
Irmaas deixariio o Brasil parlindo para a Eu-
ropa em vasos de guerra estrangeiros!..
- O paquete de vapor Imperador sabio
barra fura no dia 18, s?1/* horas da tarde, con-
diizindo para as Alagoas mais de 400 pravas de
arlilharia creadores e fuzeiros. O Sr. Bri-
gadeiro Searu acompanhou a expedieo .'
= Por decreto do da 1G loi aulorisado o
Presidente da Provincia das Alagoas para cha-
mar ao servico de corpos destacados at o nume-
ro de 400 pracas da G. N., dando-I- es a orga-
nisacSo que julgar mais conveniente. A este
proposito sempre nos lembraremos do que dizia
a opposicSo de 18*2 a respeito das rebellioes de
S. Paulo e Minas; e por isso repetiremos os
seus proprios argumentos : Em poltica be
mclhor prevenir que castigar ; o Governo exci-
tou essas mesmas desordens as Alagoas para
bem de po le as reprimir com todo z>?pparato
da forca para serem exempUrmente punidos
todos os comprometidos! ... -
- A Guarda Nacional foi de novo sohrccar-
regada com toda a guarnicao da Corte i o en-
tretanto ainda abi ha tropa de linha !...
[S. da M.)
dem 24.
SS. AA. a Senhora Princeza Imperial D. Ja-
nuaria, e seu Augusto Consorte o Seobor Con-!
de d'Aquila embarcarao hontem pelas '.i horas
da tarde na fragata franceza Reine Blanche,
at os porlos do Norlo ; mais isto nao era acre- que deve sahir arnanha para Cherbourg.
ditavel.
__ O Sr. Antonio Jos Lisboa foi nomea-
do encarregado de negocios na repblica de
Bolivia, sendo substituido pelo Sr. Alvaro
Teixoira de Macedo nns funecoes de Secreta-
rio da Legaco Brasileira em Portugal. .
__ O .sr. Deaembargador Rodrigo de Souza
da Silva Pontos.foi encarregado, ptlp^Govcfno,
pe examinar,corrigir e additaro Repertorio de
SS. -MM. e todos os ministros acompanharo
SS. AA. al a bordo, d'onde voltcrao s G ho-
ras; sendo a Imperial Familia saudada no mar
com todas as honras do estylo pelos navios de
guerra e fortalezas.
O Sr. de \h aurepare foi nomeado Ajudante
de ordens do Principe em cuja qualidade tern
de o rompan ar : eo Sr Capitao de mar e
gu< rra JooTrancisco Begis toma o commando
Cavalcantcdo Lacerda um dos lirasileiros que
mais honrao a sua patria, e cujo mrito he lao
subido que escusamos rccommendal-o.
Consta que j fdra a demisso do digno
Presidente do Cear : ao menos um dos jorna-
leiros da Polica (o alveitar) est todo em iras
contra o Sr. Bitancout por ter deixado triumphar
a opposico. Ora ahi esta a tao preconisada
liberdade que rccommendou o Governo, no ac-
to das eleicoesl.. .. (dem.)
A bordo do brigue escuna portuguez Despi-
que, entrsdo anle bonlem(13)de Lisboa,foi as-
sassinado com tres lacadas um dos passageiros
por um moco do mesmo brigue escuna, de ida
de de 19 annos natural do Porlo.
Esto acto do ferocidade be tanto mais revol-
tai.te quanto pela propria confissao do assassino
se reconheceo que nenhum outro motivo teve
para commetter semelhante attentado alm da
supposico em que estava de haver sido por esse
desgravado passageiro denunciado ao Capitao
de ter roubado um pouco de vinho da carga;
'alta esta pela qual apenas fora levemente repre-
hendido pelo mesmo Capitao.
Acha-so actualmente entregue Polica da
Corte. Jornul do Comercio.)
ALAGOAS
Quartel General na Atalaia 5 de JS'ovemlro
de 18U.
ordem do da n.*7,
O Bricadeiro Commandante das forcas paga
um tributo devido ao mrito, e coragem das
forcas, que sob seu imniediato Commando ata-
carao hontem a forte pesicao dtsla Villa, oceu-
pada por todos os rebeldes armados, inclusiva-
mente a mxima parle do corpo de Polica da
Provincia, e pracas de linha. oulr'ora desta-
cada na cidade das Alagoas, dando publicidado
s o correncias ento havidas. Havendo os
principaes cabecas da rebelda convergida para
esle ponto, com as suas forcas, presum rao se
inconquistaveis, medante o numero de suas
tropas completamente armadas, mjnciadas, e
a collocacao de parte deltas as casas,donde,por
fendas, previamente ageitadas, fazio logo s
tropas Imperiaes. Jamis o Brigadeiro Com-
mandante considerou dubia a tomada da Villa,
e um completo triumpbo, despeito de tantas
vn!n''Pns, se sacrificare nar(e de pus cama-
radas ; foi o resultado de semelhante delibera-
cao, <|Uc causou a morte, e captura de urna
grande parte dos rebeldes, pertinazes, e a luga
dos cobardes.
Urna peca do arlilharia de calibre 3, com
municao, e palamenta competente, armamen-
to, corrame, e um numero consideravel de
carlucbame de differenles adarmes ficou em
poder das forcas Imperiaes.
O Brigauero Commandante considera dis-
tnctos por seus tetos assignalados de valor
(odas as pracas do batalho Provisorio Exped
cionario da Corte. Louva o Brigadeiro a dig-
nidad e, c valenta de todos os Officiaes desteba-
tallio faz nao obstante especial menco pe-
lo que ohservou do5eu digno Commandante, o
bravo e temerario Major Joaquim Jos do S
d'Almcida Lobo ; dos valerosos Capitaes Can-
GuardasNaconaes Antonio Joaquim de Araujo
o o Tenente Jos Antonio Marinbo, juntos ao
Quartel General. Sao credores de ti do o elo-
gio o Commissario Pagador Francisco Ignacio
do Araujo Ja toba o o Secretario do Guar-
dasNacionaes Ignacio Manoel da Costa Espinosa,
que acompanbrao ao mesmo Brigadeiro no
conflicto. Os Alferes ltimamente nomeados
do batnlhao de Guardas Nacionaes em destaca-
mento Manoel I liorna/ de Miranda e Jos Ce -
zario Varella Franca que foi ferido, e Au-
gusto Cezar Duarte Nunes, os quaes com al-
gumas pracas do dito batalho sendo encor-
porados as linbas quemis forlcmente carre-
gavao, mostrrao-se pela coragem dignos da
escolha que o Brigadeiro Commandante li.-e-
ra delles, em virlude da outorisacao do Illm.
e Exm. Sr. Presidente desta provincia, para
Officiaes do mencionado batalho de Guardas
Nacionaes em destacamento. OSr. \lajor deste
ba/alhao, e Commandante das companhias.quo
marcharan de Macei Jos Goncalvesde Al-
buquerque, e o Capitaa Jos** de Lima Brito ,
tverfo louvavel comportamento e sao dig-
nos de subidos encomios bem como o Capi-
tao de Guardas Nacionaes Francisco Ignacio
Correia de Araujo, que commandou os explo-
radores. Os distincto cidadaos Joaquim Jos
de Araujo Lima Bocha e Jos Gomes da Ro-
(ba permanecrao nos lugares t!e mais risco ,
at que este ultimo loi gravemente ferido. O
Brigadeiro lazendo merecidos elogios a estes
dous cidadaos pela sua coragem e relevantes
servicos, que por ocsasiao do ataque prestado
prol do Tlirono e da legalidade preenche
um dever, que a justica a mais rigorosa re-
clama, especalisando-os, e transcrevendoseus
nemes nesta ordem. A: forcas imperiaes ti-
verao a prda seguinte :
Batalho Provisorio expedicionrrio.
Mortos no campo do c -inhale pracas de
pret 14
Feridos gravemente, Officiaes S
Inferiores e outras pracas (inclusivo dous
levemente) 3G
Contusos, pracas 3
Batalho de Guardas Nacionaes em detaca-
mento.
Mortos no campo do ataque, Sargenlo
Soldado
Ferido gravemente, soldado
Ditos levemente, soldados
Mais.
Da Guarda Nacional ferido gravemente, Ca-
pitao
Contuso, idem
1
1
1
2
Total..........63
Antonio Correia Seara.
Est conforme. O Secretario Francisco
Manoel Martins Ramos.
t1 mm w i 111 agiaiaii.-.-.n.-.ww'caga
PERNAfrBUCO.
FLE1CAO DE YERE4D0RES do MUNI-
CIPIO DO RECIPE.
APC&A'caS CR&AL
Os Srs. Votos.
1 Manoel Joaquim do R Albuquerque 5579
2 I.uiz Francisco de-Mello Cavalcanti 5381
3 Manoel doNascimenlo da C.Monteiro 63C
4 Jos Ramos de Oliveira 5175
5 Manoel Caetano Soares Carneiro M. 5020
G Francisco Antonio d'Olivcira
7 Ignacio Nery da Fonseea
8 Jos Camelo do Reg Barros
9 Manoel Colho Cintra
Su p penles,
10 Manoel do Souza Teixeira
11 Francisco Carneiro Machado Rios
12 I)r. Antonio Jos Alves Ferreira
13 Jos Egidio Ferreira
14 Dr. Joaquim de Aquino Fonseea
15 Bodollvi Joo Barata d'Almeida
16 Gaudino Agostinho de Barros
17 Franeisc Luiz Maciel Vninna
dido Jos Brrelo, Jos Mara Jovita, e Ma-
noel da Gama Lobo d'Eca : este distinelo Ca-18 Jos Higino de Miran la
pilao teve dous feriuienlos, sendo um bastante 119 Antonio Ricardo do Rpso
grave ; dos Tinentos Luiz Antonio Ribciro, e' --------------
4946
4849
4828
4825
4772
4629
A -2.1o
4)50
4100
40*1
3120
5234
2349
2303


COBREIO DO RECIFE.
CORRESPONDKNCIA DA CIDAOE E PROVINCIA.
Hojo assim que vi o signal do vapor do Sul,
anciosocomo eslava por noticias daquolle lado
do Imperio,puz-me muito presuroso ern campo
a cumprir o meu fado ; mas logo quo me dis
sero entre outras cousas, que a nossa adorada
Princeza, a Senhora D. Januaria, bavia par-
tido para a Europa, perd toJa a minha ener-
ga, equasi a rastos vim ter casa, onde es-
perei a entrega dos jomaos, para me- desenga-
ar. Com eleito vierao estes e me confirma-
do a deploravel noticia. Nao sei como Ihes
explique o meu dosgosto, quando reflicto nesta
inopinada partida, nem os assomos de minha
indignadlo, guando pens que essa viagem
pode tertido por motivo algunia intriga desses
inimigos aa monarchia, quo hojo rodeio o
thono, e algum dessabor dos Serenisiimos Prin-
cipes procedido de manejos -lesses intrigantes.
(]umo quer quo seja, o caso lie extraordinario,
e me contristou sobromaneira, como creio suc-
ccder a todo o bom Monarchisla, c por esta
raiao lao ponderosa nao me pude occupar do
meu encargo oque alias nao nic dco grande
cuidado, porque me lembrei, que amanha
terao Vmcs. noticias do sobra a dar aos seus
leitores. ______
Faco saber que no da 12 do correute ao | 1 No da Quinta feira 14 do crranle, f] f=Aluga-se <> primeiro andar do obrado
meio dia porta da mesma Alfjndeg.i, se ho 10 horas da manha ; na ra da Cadeia de S. dcfronto ra da Lapa, por cima da venda do
\ntonio so (ara leilo de 3 vaccas urna cria i Abreu: a fallar ne segundo andar com Manoel
de arremadar dozo bules de metal branco no
valor de 2,560 rs. cada um. o doze cifeteiris
e urna novilhi.
(41 Joaq
Li 1(1
I
ereira.
de dito no dj 3,000 rs. cada urna impugnados; 2Bull fe Chavannes (arSo leilfio, por in-| INos das 15 e 16 do crranlo n hade
pelo Amanuense Gabriel AIonso Uegueira tervoncio do Correlor Oliveira, de grande sor- arrematar a porta do Dr. Juiz do Civel da 2.'
nu despacho por factura de Guilherme Pru-I tmenlo de fazendas francezas suissas o al-
(agwy
[ARIO DE PSNiSBUCO.
O
O vapor Paraense trouce-nos jornaes do Rio
at 24 do passado somente. Nossos leitores le-
ro em oulro lugar as noticias da Corto que ex-
traamos desses jornaes. Das Alagoas confirmo-
se as noticias que por aqui so davo da chegada
do Brigadeiro Seara c que das forcas rebeldes contra a cidado onde
morreo o Capitao Dutra do 3. batalho d'Ar-
tilharia e fo ferido gravemente o Capitao
Anacleto. No seguinte numero publicaremos
as participaces oficiaes deste encontr, em que
os aggressores deixarao nao pequeo numero
de morios, e foro obrigados a retirar-se para
Atalaia d'onde depois lorao desalojados pelas
forcas ao commando daquolle Brigadeiro cu-
ja nrdem do dia deixamos transcripta. O Sr.
Brigadeiro Cecilio regressou nesto vapor.
cell sob n. 1951 sondo a arrematseao tagita
a direito!.
Alfandega, 11 de Novembro do 184-4. Mi-
guel Archanjo Monteiro de A mirade
4 O Illm. Sr. Inspector desta Thesouraria
em cumprimento di- ofliciodo Exm. Sr. Presi-
dente da Provincia datado de5 do corrente man-
da fazer publico quo no dia 15 deste mesmo me/,
aomeio dia ir a praga conforme o regulamento
das arrematacoes de 11 do Julbo de 1844, o em-
pedramento no largo do Palacio do Governo ,
com as clausulas especiaos ja publicadas no Pi-
ano.
O Secretario inlerino,Joao Valentina Vil-
lela. (11
6 O Sr. Inspector d'esta Thesouraria em
cumprimento deordom do Exm. Sr. Presiden-
te da Provincia, manda fazer publico, que no
dia 15 do mez de Novembro, ao meio dia, ira5a
praca conforme o regulamento das arrematacoes
de 11 do Julbo de 1843, os reparos da ponte dos
Afogados, com as clausulas especiaes ja publi-
cadas ueste Diario.
>ocrtaria da Thesouraria das .Rendas Pro
vinciaes &e O Secretario interino.Joao Val-
len tim V Hiela. (11
SS r.'-^vT
Alfandega.
Rcndimentododia ll...........1:76**313
Descarrego hoje 12.
RrigueMary Jonesmercadorias.
Brigue sardoUniversoidem.
RriguePamonacanos de ferro.
BarcaNarvalbacalho.
RIO DK JANEIRO.
CAMBIOS NO DA 23 DK OUTUBRO
Pregas da ultima hora da praca.
Cambios sobre Londres. 25 /
Pariz. 370 a T>72
Hamburgo. 005
Metaes dohroes bespanhes. 32000 a 3?8050
da patria. 3l,750a 31800
Pesos beapanhdes 2tf020 a 2,030
)> da patria. 1946 a195Q
Pecas de0400 v. LScOOO a 18050
de n. 16700 a 16)800
Moedasde 4*000. 950 a9500
Prata.......103 1/4 a 103 3/4
Apolices de G por cento.
73
(/. do Comm.)
Movamento do Porto.
Navios entrados no dia 11.
Rio de Janeiro pela Bahia e Macei ; 17 dias.
vapor brasileiro Paraense do 240 tonela-
das commandante 'Joaquim PeixoloGui-
maraes cquipagem 2- carga lastro ;
Joaquim Baplistu Moreira : passa^eiros, o
Senhor Brigadeiro Jos Joaquim Colho ,
Francisco Firuiinu Cavalcaola Angelo da
Costa Ferreira Caelano Xavier Pcreira de
Brito, Francisco Coutinbo Vital d'Oliveira,
Francisco Maria d'Almeida Carlos Siquei-
ra Pinto Dr. Manoel Domingues Barbo/a ,
Joaquim Jos G. A., Joao d'Almeida, J.
Telles de Menezes Dr. Veriato Bandeira
Ou irte Justinianno Duarle d'Oliveira, Hi-
ginio Pires Gomes.
Bristol ; 42 dias, galera ingleza Cliflon de
861 toneladas capitao James Cox, equi-
pagom 65, carga fazendas: ao capitao.
Genova por Gibraltar ; 57 dias brigue sardo
N. S. dos Apuntos de 174 toneladas ca-
pitao Felicio Gaz/ola equipagem 13 car-
ga vinbo &c.; a Jos Saporiti.
Editaos.
teiaracocs.
Miguel Archanjo Monteiro de Andrade, Ofi-
cial da Imperial Ordcm da Rosa, Catalleiro
da de Christo, e Inspector i'Alfandega, A/c.
O vapor Paraense recebo as malas para
para os portos do norte boje (12) as 4 horas da
tardo.
Cartas seguras vindas pelo vapor do sul ,
para os seguintes Srs : Dr. Alvaro Barbalho
Ucha Cavalcanti Antonio Henriqucs Matra,
Antonio de Vasconcelos Menezes do Dru-
mond.Joaquim Tcixcira Peixoto d'Abreu Lima,
Maria Bita de Mello,Miguel da Fonseca Soares
e Silva Severianno Numes Vianua e Theodo-
ro Augusto d'Azevedo e Silva.
Campanhia de Bebiribe.
Hoje, 12 do corrente, ha reuniao dos Ac-
cionistas da Companhia, no escriptorio da mes
ma, polas 7 horas da manha.
"~."-!,,'-':i:' -!' ljI'y:
Avisos martimos.
3Para Lisboa sahira com a brevidade
quo for possivel o patacho Espadarte, Capitao
Joao da Costa Neves ; quem nollo qui/.er cur-
regar, ou ir de passagom, dirija-se a Nascimen-
to SchaelTer & C., na ra da Cruz n. 45. (>
3 Vende-se o brigue Victoria, em hasta
publica, as 4 horas da tarde de 14 do corrente.
na ra d > Atierro da Boa-vista, porta do Illm.
Sr. Juiz de Orphaos Carneiro da Cunha. (4
2Para o A>s partir no dia 15 do corren-
to o bem conhecido tiesta praca brigue Ftel;
para carga ou passageiioj, trata-so com Firmi-
noJosF. da Roza, na ra da Moda casa n.
7. I." andar, ou cum o Capitao Manoel Mar-
cianno Ferroira (6
2Para o Rio de Janeiro, partir com rruila
brevidade o muito voieiro briguo Feliz, forrado
e encavilbado do cobre ; para carga e passagi-i
ros tem lindos commodos que pdein ser
examinados pelos pertendenles : trata se com
Firmino J. F. da Roza na ra da Moda casa
n. 7 1. andar, ou com o Capitao Manoel
Jos Ribeiro. (8
Para o Rio de Janeiro brigue porlu-
guez Trindade, capitao Joaquim dos Mrtires,
sai em poucosdias, tem commodos para passa-
geiros e escravos ; quem perlender procure
o dito capitao na praga do Corrmercio ou a
Manoel Ignacio d'Oliveira na ra de Apollo
n. 18.
Leoes.
Hoje, 12 do corrente baver leilo do
urna porco de arroz < hegado proiimamentc do
Maranhao : no caes da Alfandega no armazem
do Sr. Ant >nio Tavares Bacellar por conta o
risco de quem pertencer.
Leilo que faz oCapilao Killey, por inter-
venco do Correlor Oliveira : Quarta feira, 13
do corrente na praca do Commcrcio 1 hora
da tarde de urna lindissima vacca muito nova
e da melhor raca ingleza ( do Condado de De-
von ) muito leiteira e propria para melhora-
mento da raca deste paiz.
l_George Kenworthy & Companhia farao
leilo por inlervengao do Corretor Oliveira ,
do variado sortimento de fazendas ingle/as pro-
prias d'este mercado muitas das quaes frao
recentemente despachadas: Quinta feira 14
do corrente s 10 horas da manha no seu
armazem na ra da Cruz. (7
lemues, deseda, linho, la e al^odo asmis
propria; deste mercado : ferca feira 12 do
corrente, as 10 horas da manha, no seu ar-
iiia/.em na la da Cruz. (7
2 L. G. Ferreira & Companhia farao lei-
lo, por intervencao do Corretor Oliveira de
urna porcao de farinha dolido: (Quarta feira,
13 do corrente, as 10 horas da manliaa no
seu armazem no boceo de Manoel Luiz Gon-
calves no Becife.
(<)
I tc5'Jt;:> l\ tTO <
vara, na ru> do sol pelas horas da tarde varios
escravos, renda do casa sitio pendrados por
execuedo de Herculano Jos de Freitas, seus
devedores viuva e herdeiros do finado Joaquim
Leocadio de Oliveira Goimares; quem os per-
tender comparece. (8
1Precisa-se deum eaixeirode 16 a 18 an-
uos de idade. une d fiador a siia conducta; na
Solidade venda da esquina, que volla para Be-
lem n. 20 (4
1 Oabaxo assgnado a/ publico, que
Joa(|uim do (Juciroz Monteiro deixou de ser seu
caixeiro desde o dia 10 de Novembro do cor-
rente anno, por isso nao tem mais ingerencia
em seu negocio. Bernardo Jos da Costa. (5
iAlaga-se urna casa terrea nova, por pre-
QO conimo lo. sita na ru.i da Palma do outro la-
do do lugar onde so osla acabando de edificar
um sobrado de um andar ; a tratar na ra da
Cadeia de S. Antonio nu3.'anlar do sobra-
do n. 15. (5
O PERNAMBUCANO N. 10
Sabio 6 luz, e che-ce venda a 80 rs. rada
exeiiiplar na livraria da roa do Cruz do bairro
do Recife n. 56; nade CoUliiihoe Lopes, es-
quina da ra do Collogio n. 20, e na botica
da viuva Cunha, Praca da Boa-visla n. 1.
lssAluga-se]casas para grande familia, no
sitio doCajueiro com banho perto, e por pro-
co commouo ; quem as pretender pode vir ao
mesmo sitio a tratar, e at por anno, ou por
festa. (5
1 --- Avisa-se ao Sr. Joaquim Jos Bello, te-
nba a bondude de annUDCar a sua morada por
esta folln ; pois deseja-se-lhe fallar, ou dirija-
se a ra do Crespo loja n. 15. (4
LOTERA DE S. PEDRO
MARTYR E QLINDA
As rodas tiesta lotera correm infallivelmen-
to no dia 21 do corrente mez do Novembro (i-
quem ou nao hi I heles, ou antes distose se ven
derem o resto dos referidos bilhetes, por as-
sim haver determinado o Exm. Sr. Presidente
da provincia ; o reste dos bilhetes se ..chao a
venda noslugares j annunciados. (10
= Na loja de Hiplito S Martin & Compa-
nhia, ra Nova n. 10, ha um novo sortimen-
to de fazendas ebegsdas ltimamente de Fran-
ca, como sejao, lindos cortes de selim, e de
sarja preta, ditos de seda escocezo, e de seda
do diferentes cores para vestidos, mantas e
chales de seda, escomilha de todas as cores para
chapeos e vestidos, chapeos de seda, e de palha
para Sr.* e meninas guarnieras de llores para
vestidos, grinaldas, plumas, e outros enfeites
para caneca de Sr e para chapeos, fitas supe-
riores, luvas de pellica com enfeites, ditas
do seda bordadas, jgos de Domin, e do Loto,
iljufres, saceos, chumbeiros, e polvarinhos
de padres modernos, estojos riquissimos com
lodos o perlences para toiietc de homem,
meias pelas do la. proprias para quem tem
dores as pernas, calcado de todas as qualida-
des, saceos do 15a para guardar roupa, e para
andar de viagem, estojos mathematicos de to-
dos os Umanbos, ferros para tirar e limpar
denles, caivetes de tirar a penna aparada,
ditos grandes de mola, oculos do todos os gra-
os, lonetas de um vidro, oculos de puho de
ver no longe, cordas e bordos para violao,
rabeca e rabeoSo, flautas bengalas, chapeos
de sol, chicotes do todas as qualidades e outras
muitas fazendas.
4 Aluga-sc um grande sitio na campia
da Casa-forte, com casa reccm-edificada, com
um helio copiar na frent-, ptimas 8CComoda-
cOes, costaba .ra, cocheir e estribara, mui-
los arvoredos de Iructo, campo para quaesquer
plantaces, e para capim ; aluga-se mensal ou
annuimeiic : na estua uu v.oruero, Sitio u6
Nuno Maria de Seixas, ou na ra do Amorim
n. 15. (
23M -Callum ^Companhia respeitosamen-
"te avisao aos senhores de engenho e ao pu-
blico em geral que na nova ra do Brum. que
passa por detraz do Arsenal de Marinha teem
estabelecido urna ferrara (sendo a ultima do
lado do poente da mesma ra) onde fazem
cavillioes, atracadores, parafuzos de apertar e
outras (erragens para engenho, eixos trilhos e
outras ferragens para carros parauzos e por-
cas de todos os tamanlios lerragens para na-
vios, vorandas, portaos, carros de mao e todas
as mais obras de ferreiro; e como os seus appa-
rellos recentemente chegados de Inglaterra sao
de primeira quaiidade, promettem agradar aos
seus fregueses tanto na qualidade da mo
d'obra como no precoc promptidao. (16
3_ o abaixo assignado ensina durante as
ferias a lingoa latina em sua casa no pateo
do Torvo n, II, onde pode ser tambem procura.
Aluga-se um sobrad i nbo na cidade de
Olinda na ra do Bomim delroete do do Reverendo Sr. Padre Joao Machado, pro-
prio para se passar a festa ; quem o perlender,
f'ullo com Manoel da Silva Neves, em Fra da
Portas.
--HUNTEM 11 do corrento desappareceo um
caxorro d agoa todo branco meio corpo ra-
pado de novo e coto ; a pessoa que o tiver a-
chado, farao favor mandar a ra do Azoite de
peixe n. 5. ou entregar a Joaquim Felis da Bo-
za oqual recompensar generosamente
1Jos Antunes Guimaraes embarca para
o Rio de Janeiro, a sua escrava Boza, do na$;:o.
1 = Precisa-so de ttesentos a quatrocentos
mil ris a juros do 1 p. c., por espato de sei.-.
a oito me/es ou o lempo que se convencional
com seguranca em urna casa no bairro da Boa-
vista que val mais quo dois contos de ris livre
e som o menor embaraco ecom negocio den-
tro da mesma ; quem pretender esto negocio
podo annunciar sua morada para se tratar (8
A!uga5-se duas casas terreas no Coelbo ,
urna na ra dos Prazeres com 2 salas, 1 a Ico va,
2quartos, cozioha fra e quintal, e a outra na
ra do Jasmim com 2 salas 2 quartos, cozi-
iilia quintal e cacimba, por preco commodo ;
quemas perlender, di, ija-so a mesma ra n.10
Roga-se a todas as pessoasquetem penborcs
na ra das Trinchoiras n. 18 em casa de G. da
Silva Froes.os quaes se achao vencidos de hiren.
resgatal-os, ao contrario os vai vender, sem at-
lencao alguma.
= Alugao so duas C8zas com sitios, por pre-
cocommodo n. 20, e 11, sita passando a ponle
da Ma.dalena, com muitos bons commodos pa
ra grande familia, do lado do Rio Capibaribe :
na ra da Cadeia velha n. 2.
1= Aluga-se o primeiro andar do sobrado
da ra Nova n. 5, com commodos para familia
a fallar na loja do mesmo. 3
I Arrenda-se por preco commodo para
passar a festa urna boa casa em Apipucos, com
bastantes commodos muito fresca muito
perto do rio onde tem excellento banho, e
com sabida pelo fundo do sitio, a fallar na ra
las Trine ciras n. 22, ou em Apipucos com
Joaquim do Bego Barros Pessoa. (7
Quem annunciou no Diario n. 251 que-
rer comprar u:n berco em bom estado; queren-
do u in de pitia mar fin; dirija-se a ra d'Auro-
ra n. 42, segundo andar.
Aluga-sc para passar a festa, urna bonita
casa nj Capunga, envidracada com duas cama
rinhas, salla adianto o a traz, co/.inha lora, boa
agoa de beber, e quintal cercado; a fallar com
F. F. Gamboa.
1 = Aluga-sc um sitio com casa de sobrado
na Passbgem da Magdalena, que tem todas as
commodidades para se passar a festa, e se d por
preco commodo ; quem o pretender intenua-se
na I ja da ra da Cadeia n. 53. (5
O abaixo assignado avisa ao publico que
dispedio o seu oflicial Jos Luiz de Gardel da
sua labrica d'ourives; no pateo da Matris tle S.
Antonio n.2. Carlos /ardy.
= Pelo juiz du Foilos da fazenda, so ha tio
arrematar por renda amnual no dia 14 do cor-
rento um sitio no lugar da Boa viagem, a casa
e sitio em Olinda, pertcncente a Francisco do
Bego Barros, um sitio no lugar do Salgadinho
pertencento uo herdeiros de Miguel Ferreira de
Mello,' urna casa no caes do Machado perten-
cento a Ignacio Goncalves, urna casa rio becco
dos Quarleis, pertencente Theodoro de Albu-
querque Maranhao; urna casa no boceo dos As-
souguinhos, n. 24, pertencente a Francisco de
Paul*' Siqueira, o mais outra casa na ra do
Motocolomb, pertencento a\ iclorina Maria do
Espirito Santo ; ludo por execuco da mesma
fazenda.
__A requerimento de Antonio Pinto de A-
zevedo, so ha de arrematar, boje, na Praca do
Sr. Dr.Juiz do Civel da primeira vara,21 cadei-
ras Americanas e outras cousas penhorada
asociedade -Amizade nos une quem qui j
zer lanear nos ditos bens, pde-se dirigir a I do para artvoizaria. Lourenco Avellino de A[.
porta do dito Juiz as 5 horas da tarde. | bugucrgue Mello. (>


= *
PREVENCAO CONTRA OS FALSIFI-
CADORES.
Estevao Gasse, sabendo que em algumas lo-
jas e vendas desta cidade se vende um rap
feito nesta provincia com o titulo de princeza,,
e falca imitaco de botes rtulos de sua fabrica,
previne ao publico seus freguezesque a bem de
direito de propredadesua, acressenta nos ver-
dadciros botes de sua fabrica um sello com sua
irma e insinuacaodo nico deposito do legiti-
mo rap princesa nesta provincia. A vista do
exposto, qualquer outro rap inculcado com a
denominaco a cima he falsiicaco as fabricas
de Estevao Gasse nico inventor e proprietario
do rap princesa (feito no Brasil), tanto no Rio
de Janeiro, Babia, e em deposito no Mara-
nho Para, assim como em Pernambuco na
ra da Cruz do Recife n 38. (18;
A Aluga-se urna burra, quem a tiver e
quizeralugar, dirija-se ao botiquim ao pedo
theatro. (3
3 Quem precisar de urna ama crioula ,
com bom leite para acabar de criar alguma
crianca dirija-se a ra do S. liento em Olin-
da sobrado de um andar. 4
3_ p-se dinheiro a premio com penhores
de ouro e prata, mesmo em pequeasquan-
tias; na ra da Praia n. 22. (3
i O Sr. Joao Antonio Martins dirija-se ao
becco da Lingota n. 3, venda de Joaquim Jos
Rebello a negocio de seu interesse. !.'>
2 Aluga-se um sobrado de um andar, que
representa dous ditos do lado de dctraz sito
na ra Augusta n. 3 com excollenles comino-
dos para qnalquer familia com ptima isla e
muito Iresco tem quintal e cacimba d-se
por preco commodo ; a tratar na ra do Ran-
gel n. 3, com Frederico Augusto de Lemos. (7
fp Quem precisar de um caixeirc, que sabe
bem ler, escrever e contar, chegado prxima-
mente da Europa o qual da fiador a sua con-
ducta, e olTerece os seus servicos tanto nesta
praca como fra della, dirija se a ra de Apol-
lo venda n. I. [6
2 Aluga-se um sitio para se passar a l'es-
ta, ou annualmente por preco commodo na
estrada da Casa-forte junto a venda grande do
Nicolao Rodrigues da Cunha com grandes
commodos e por preco commodo ; a tratar
na mesma venda de Nicolao Itodrigues da Cu-
nta emS. Anua da Casa-forte, ou no Recife ,
na venda da esquina da ra do Mundo-novo. S
2 Precisa-se de um preto para o servico de
casa ; na ruado Trapiche-novo n. 8. {2
2Aluga-se urna grande casa terrea com so-
to no sitio do Cordeiro u margem do rio
Capibaribe, a qual no pavimento trro tem
duas boas salas, gabinete, 5 quartos e cosi-
nha lora ; o sotao tem duas salas 4 quartos ,
tudo muito aceiado e bem pintado ; allem disto
tem em separado cocheira estribara para 6
cavallos, casa para escravose dita para criados;
no pateo do Carmo n. 17 (9
2 Alugao-se os segundo e terceiro andares
da casa o. 40 da ra do Queimado ; a tratar na
mesma ra loja de fasendas n. 44. (3
2 I)o-se 700,000 rs. apremio com hypo-
theca em casa, ou penhores de ouro ou prata;
na ra Direita n. 55. (3
2 Evaristo Domingos dos Santos avisa, a
seus credores que comparecao na ra Impe-
rial n. 35, no dia Terca feira das 10 horas da
manha em diante. (4
2Os Senhores Diouizio Ribeiro do Vascon-
celos Antonio de Paula e Mello, Antonio Ro-
drigues Yri.i Jos Nunes de Paula Jos
Francisco do Azevedo, Antonio Monoel Das Pa-
redes Simplicio Cordeiro Kego, Joaquim Jos
Ferreira da Penha, o Jos da Costa AlDuquerque
queiro mandar a prata da Independencia li-
naria ns. 6e 8 receberem urnas cartas, vin-
das do serto. (9
2O abaixo assignado vend.3 a sua proprie-
dade denominada S. Auna Paniaineirim ;
os pretendentes pdem tratar com o mesmo pro-
pietario. Domingos P. Ferreira, [\
FABRICA DE FSFOROS.
Na ra Imperial do Atierro dos A Togados n.
16o existo urna fabrica de losforos, a qual os
faz da melhor qualidade, e vende a preco com-
modo. (5
IA pessoa, que na noute do 8 do torrente
tirou por graca ou deveras, um palitoifo de
prata e tima coberta de cima de urna cama .
do sobrado da ra de llortas, esquina que vol-
ta para o pateo de S. Pedro queira ir entregar
no praso de 3 dias pois sabe-se a pessoa que
isto tirou ; o paliteiro he um cabocolo com
urna pequea bola na mo e ern outra urna
bandorinha com o nome dentro Athalia. (9
1 O professor publico de lalim de S. An-
tonio d licoes particulares dessa disciplina ,
pelo lempo fcmdo e por preco commodo, em
sua casa na ruado Queimado n. 12 primeiro
andar; quem de seu prestimo so quizer utilar ,
ahi o pder procurar para o ajuste. (0
i Quem Ihe fallar um barril com mantei-
ga que foi tomedo a um preto que oandam
vendendo dirija-se a ra larga do Rosario n.
50, quedando a marca, lhe ser entregue. (4
__ O abaixo assignado segunda vez annun-|
ca, que a negra Marianna que diz ser sen
sen'nor Jos Antonio, assitlente aa povoacio del
Una ainda se conserva noengenho Ta ba tinga
de Ipojuca a fim de que o dito hor ,
oa quem direito tiver, a procure; e como at o
presente ninguem tenha comparecido, M re-j
pete o presente annuncio salva a responsab-
lidadodo propriclario daquelle engenho que a
tem conservado a beneficio de quem ella houver
de pertencer. Paulo Pereira SimOes.
No dia 8 para 9 do corrente perdoo-se urna
caixa de tartaruga redonda e nao granda, da
ra estreita do Rosario at as Cinco-pontas ;
quem a achou o quizer restituir dirija-se as
Cinco-pontas venda n. 32 que ser gratifi-
cado.
A pessoa, que annunciou querer unta ama
paia turnar conta de urna casa de homem sol-
teiro dirija-se a ra de Hortas n. 46.
Quem precisar do um pequeo Portuguez
de lOannos, chegado a pouco lempo da llha
de S. Miguel em o patacho Alberto, para lo-
ja de fasendas ou miudezas, dirija-se a ra
da Madre de Heos, prensa de algodo n. 20.
Naruaatrazda matriz da Boa-vista n.
20, precisa-se de um criado para o servico in-
terno de urna casa.
Precisase de um caixeiro para vender fa-
sendas pelas ras; na ra de Agoas-verdes ,
sobrado n. 66.
A pessoa que annunciou no dia 7 do
corrente querer comprar um sellim inglez
usado; dirija-se a ra Nova,loja de seleira n. 47
A pessoa, um berco dirija-se a ra larga do Rosario n.
44; na mesma casa vondem-so condecas chega-
das ltimamente da llha.
Quem annunciou querer comprar urna
venda afreguesada ou alugar urna casa para o
mesmo fim dirija-se as Cinco-pontas n. 160,
quede urna maneira ou de outra arranjar-
se-ha.
Novaes $ Companhia comprarao por con-
ta do Sr. Antonio Pereira de Almeida, do Para,
os bilhetes ns. 1053 2462, e meios ditos ns.
3763 e 2670 da segunda parte da segunda lote-
ra a favor das obras de S. Pedro Martyr do
olinda.
Do-se 400/rs. a juros sobre penhores;
na ra Nova n. G3.
Aluga-se urna casa no Cachang muito
boa para se passar a festa com estribara pa-
ra 4 cavallos ; na ra Nova n. 63.
Quem precisar de um preto para criado ,
e que se assugeita a andar de libr, e acompa
nliar a cavallo, e mesmo para o servico de casa,
dando fiador a sua conducta annuncie.
Comoras
9Compra-so efectivamente nesta Typogra-
phia toda a qualidadode pannos cortados ou
velhos, sujos, ou limpos aparas de papel, pa-
pelo c toda a qualidade de papis velhos. 4
3= Compra-seum transelim fino com pas-
sador, duas voltasdecordocom urna medalha,
dous pares de brincos pequeos para meninas,
dous anneles, tudo de ouro de lei e sem feitio,
paga-se bem ; na ra da Assumpco n. Ifi. (o
3Compra-so um berco em bom estado ;
quem tiver annuncie.
2 Compra-se urna venda que esteja bem
afreguesada e em bom lugar do bairro de S. An-
tonio ; e mesmo se aluga urna casa que esteja
em taes circumstancias para o dito fim ; quem
tiver annuncie. f 5
2Compra-se urna caixa para cadeirinha de
arruar nova ou usada ; no pateo do Car-
mo n 18, segundo andar. (3
Compra-se urna tipoia com todos os seus
peitences; no Coelho, na ra dos Prazeres n. 10
Compra-se urna correte de ouro para se-
nhora; annuncie.
1 Compro-se effeclivamenlc para fra da
provincia escravos de ambos os sexos de 12 a
20 innos agradando pago-se bem ; na ra
da Cadeia do S. Antonio, sobrado de um an-
dar de varanda de pao n. 20.
Compra-se meia duzia de cadeiras depa-
lhinhn americanas ou mesmo sem palhinha ,
em meio uso ; na ra da Senzaila-velha n. 94.
Vendas
e mais de 600 de fundo ; at aocaes projectado;
na ra da Cruz n. 62. (*
2Vende-se ou troca-se urna muiata mui-
to alva de 27 annos, boa cosinheira engom-
madeira, rendeira, e faz todo o servico de urna
casa, poroutra mais trigueira e se formis
moca se tornar aquillo que for de rasao; na
ra de S. Theresa n. 25. '9
2 Vendem-se 100 palmos de terreno, com
500 pouco mais ou menos de fundo, entre as
duas pontos da estrada da Magdalena sendo
os 100 palm.is na frente da estrada e com 7o
palmos no fundo trra propria a )0/ rs. o
palmo por junio, ou em porcoes; na ra Im-
perial n. 64. (7
2 Vende-se, por preciso, urna negrinha de
9annos, de bonita figura, sem vicios e com
principios de costura ; na ra do Queimado ,
loja de fasendas n. 23. (4
2Vende-se a armacaocom o restante das fa-
sendas da loja da ruado Queimado n. 43, com
o praso a contento do comprador ; a tratar na
mesma loja. (*
2Vendem-se 6 escravos sendo urna mu-
lata de 18 annos com habilidades; duas ne-
grinhas de 12 a 14 annos, proprias para mu-
camas; duas pretas de nacao, de 12 a 20 annos;
um preto de 30 annos canoeiro, na ra do
Rosario da Boa-vista n. 48 (6
1 Vende-se urna divida de 100,000 rs., em
letra a vencer em Janeiro de 1845, e faz-se bom
negocio ; a tratar na ruado Pires n. 60. (3
1 Vende-so urna mulata de bonita figura ,
engomma, cosinha e he muito desembaraza-
da em tod'> o servico ; na ra da Aurora n. 50.
1Vende-se um preto moco, de bonita fi-
gura ; na ra da Senzalla-hova refinacao
n. 4. ',3
1Vende-se urna escrava crioula moca e
com habilidades, boa rendeira e lavarinteira ;
na ra de Agoas-verdes n. 21. (3
j_ Vende-se urna negrinha de 13 annos ,
muito ladina, e ptima "para mucama, com
principios de varias habilidades ; urna dita de
15 annos, coso muito bem e tem principios
deengommado; ummolequede naco de 8
annos, muito esperto ; urna escrava dita com
urna cria de um mez muito linda e com bs-
tanle leite ; urna dita que cose, engomma ,
borda e faz lavarinto; urna dita boa cosinheira;
um escravo de naco, bom canoeiro; na ra
Direita n. 3. (i I
1Vendem-se barricas vasias proprias pa-
ra assucar, em grandes e pequeas porcoes; na
ruada Senzalla armasem n. 106. (3
I Vende-se um escravo de 18 annos, muito
esperto de bonita figura e tem muita prati-
ca do servido de campo ; na ra do Queimado,
loja de ferragens n. 10. (4
1 Vende-se urna car roca que ainda nao
serviu e serve, para conduzir pipas e barricas
de farinha ,^4\bois mancos em estado de tra-
balharcm por\estarem bastante gordos; na
ra Direita n. 91, ou na ra Nova a fallar
com Mar.oel Joaquim Carneiro Leal. (6
j Vende-se urna taberna na ra Imperial
n. 11 i com poucos fundos e tem commodos
para familia bastante afreguezada para trra;
a tratar na mesma venda com Antonio Jorge
Ribeiro Brito. (5
Vende-se urna venda muito afregueada,
e com os fundos que convier ao comprador, na
travessa do Queimado n. 1; a tratar com Ha no-
el Firmino Ferreira na mesma travessa n. 3.
Vende-se potassa nova da Russia de su-
perior qualidade e saccas com farinha do Rio
de Janeiro ; na ra de Apollo, armasem n. 18.
Vendem-se 12 escravos um preto perfei-
tocosinheiro ; um dito de 25 amos, bom ca-
noeiro ; 4 ditos para o trabalfco do campo; 4
pretas mocas com boas habilidades ; duas
ditas boas engommadeiras e cosinheiras ; urna
dila recolhida do 16 annos cose, engomma e
penteia urna senhora
cosem engommo e fazem todo o serzico de
Vende-se, por todo o negocio, urna rica
mesa de meio de sala ; uns bracos de balanca?
grandes e pequeas ; as Cinco-pontas n. IGo.
__Vende-se urna canoa armada como vapor,
com rodas para seren locadas a rnao tudo
multo bem construido o elegantemente pinta-
do, com seu toldo bandeiras, #c. capaz de
levar at 14 pessoas vende-se por um do seus
socios ter morrido e outro retirar-se ; na ra
da Aurora n. 30.
Vende-se, para fra da provincia, urna
bonita escrava do 20 annos, perfeita cosinhei-
ra e engommadeira ; urna muiata mucama ,
engomma o cosinha com perfeico ; urna dita
do 16 annos muito bonita e com habilidades ;
duas escravas para todo o servico ; dous raole-
quespegas, de 16 a 18 annos; um pardinlio
optirho pagem ; na praca da Roa-vista n. 19.
Vendem-se camisas e ceroulas de meia
para homem casticacs do casquinha fitas de
seda Usase lavradas para chapeos de senhora,
ramos de flores para cabeca o chapeos de se-
nhora meias de seda brancas e pretas para se-
nhora ditas pretas para homem luvas de so-
da curtas ecompridas para senhora meias de
algodo brancas para meninos a 280e 320 rs.,
ditas pretas para senhora a 320 e 480 rs. ditas
para padre a 640 rs. bausinhos de pinho pin-
tados botoes dourados para collete linha do
carretel branca de 200 jardas agulhas curtas
portuguezas sapatosde marroquim, cordavo,
e couro de lustro para senhora borzeguins
para ditas botinzinhos e sapatinhos para me-
ninos, sapatos do pala para homem a3200rs.,
papel de peso dito de meia hollanda supe-
rior agoa de Colonia macass oleo e perola ,
sabonetes finos thesouras douradas, marro-
quins e um completo sortimenlo do miude-
sas por preco muito commodo; na ra do Quei-
mado junto a ra do Rangel n. 67.
Vende-so um guarda-louca novo de ama-
relio envernisado por 45000 rs.; dous bercos,
um de jacaraud e o outro de condur por
preco commodo ; na ra estreita do Rosario
n. 32. j t
Vendem-se uvas brancas muscalel de boa
qualidade ; na ra do Rosario da Boa-vista n. 2
Vende-se um berco de Jacaranda muito
bem feito e moderno ; na ra estreita do Rosa-
rio n. 32.
Vende-se urna linda escrava da Costa de
18 annos sem vicios nem achaques, avista
do comprador se dir o motivo da venda ; na
ra da Aurora n. 36.
Na livraria da esquina da ruado Collegio,
esto a venda boas carnciras e livros de ouro
para encadernates.
Vende-se, ou troca-se, urna casa do sobra-
do na ra do Arago, por outra terrea no bair-
ro da Boa-vista; a tratar na ra da loria, jun-
to a fabrica de Gervasio.
Escravos fgidos
1 Fugio o preto Joaquim de naco Re-
bolo de 32 a 34 annos, de estatura baixa,
nao muito secco do corpo pouca ou quazl
nenhuma barba e mesmo pouco buco, cor mais
para preto do que para lulo he canoeiro e
intitula-se forro dizendo quo tirou um grande
premio na lotera do qual se forrara anda
conduzindo lenha e tijolos em canoas pelas ola-
rias dos Afogados Remedios o outras ; quem
o pegar, leve a seu senhor Manoel Cardoso da
Fonseca morador ao pe d3 cadeia desta cida-
de que receber 50/ rs. de gratlflcaeio. (12.
1 Fugio no dia 5 do corrente o preto Pau-
lo Angico caoociro e capinheiro bem co-
nhecido dos canoeiros do Porto das Canoas da
ra Nova tem mais de 40 annos, tem partes
das maos foveiras levou camisa de algodaozi-
, uho nova, e calcas do estopa tamben, nova;
4 mulatas de 20 annos,! >uem Pear- l,,ve a rua t,strlla do hM" "'
na rua do Crespo n. 10, primeiro
Costa
ra
3 Vende-se, por lfiO rs. a nova pauta
das Alfandegas ; na praca da Independencia ,
livraria ns. 6 e 8. !d
3 Vendem-se 400 varas do algodao da tr-
ra a 210 rs. a vara ea 205 rs. em porcao ; na
rua do Queimado loja n. 27 da esquina que
vira i;ra o larim do Collegio. (4
2 Na rua da Cruz, casa de Henrque Zim-
mer vende-se oleado preto superior em pe-
Cas de 10 covados. (2
2Vende-se a melado de um sobrado de 2
andares e loto com trapeira, lano para o ns-
centecomo para o poente sito na rua Direita,
defronte do boceo que vai para a Penha n. 8 ;
a tratar no primeiro anda/ do mesmo sobrado.
2 A bordo do brigue l)eos-te-guardc, Tun-
deado no Forte-do-Mattos, defronto do trapiche
do algodao, vende-se superior sal do Ass, por
preco commodo; a tratar no rua da Cadeia-ve-
Iha armasem n. 12. (5
2Vende-se um sobrado de um andar e dous
solios a pouco acabado em chaos proprios ,
con quintal e boa cacimba sito na rua do Fo-
Fogo n. 27; urna guarda-livros moderno em
bisni uso ; urna travo de 54 palmos de compri-
do e he muito grossa a qual se acha expos-
ta junto ao theatro novo ; na rua estreita do
Rosario n. 10, terceiro andar. (8
2 Vende-se um bom terreno em Fra-de-
uma casa
andar.
Vende-se um bom escravo da
rua da Senzalla-velba n. 04. ou 68.
Vende-se um escravo de nacao Cacange ,
de 20 annos bom para sitio ou para vender
na rua ; quem o pretender annuocie.
Vende-se urna obra da traduccao do quar-
to livro do direito civil luzitano por Pascoal
Jos de Mello Freir; na bolica da rua do Am-
paro.
- Vende-se urn diccionario atino phioso-
algebra por Lacrois ; glossa-
que ser generosa ment re
9
phia por Ponelle aigeora por ^acroix ; giossa- ;
rio das palavras e frases da lingoa franceza tramonto n. 38, que sera gratificado. A
uzida a margem ; I,omo Joa1utm Machado. ('*
31, terceiro andar
compensado.
1 Em o dia 31 do mez p. p. fugio o escra-
vo do abaixo assignado de nome Joaquim,
crioulo de 20 annos alto secco do corpo ,
rosto alguma cousa comprido olhos grandes,
ventas um tanto largas falta-lhe um dente na
frente tem na canella da perna direita urna
cicatriz de urna chaga que sarou poucos dias
antes da sua fgida tem calos as maos pro-
cedidos do seu oITlcio de sapateiro ; levou cal-
Cas de brim de listras\ camisa do madapolo
sujo c rota uiiaptM de paiha grossa com abas
muito grandes ; quem o pegar leve a rua c
arte potica de Horacio tiadi
ua rua estreita do Rosario n. 3.
Vende-so um relogio sabonete de ouro ,
pequeo, por preco cmodo; na rua Nova|n 63
Vendem-se duas grades muito fortes so-
pos, tarimbas pesos e balco tudo perten-
centes a acougue ; na rua Nova n. 63
Vende-se urna rebeca propria para se
aprender, por commodo preco ; na rua Nova
n. 63
Vendem-se 12 barrisque foraode azeilede
carrapato : na rua Nova n. 63.
Vendem se dous moloques de 14 annos, de
bonitas figuras proprios para pagens e servem
bem a urna casa ; urna bonita mulata de 16
annos, recolhida sabendo perfeitamenle en-
gommar, e he boa costureira ; urna dita es-
cura de 30 annos, de muito boa figura per-
faita cosinheira por 3M)^ rs. ; urna preta de
18 annos de todo o servico e serve bem a
partas, j a Herrado com 60 palmo de frente urna casa; na rua Direita n. W.
2 Fugio no dia 8 do corrente a prcta Mar-
garida de naco Angola do 30 a 40 annos ,
baixa e secca do corpo; levou vestido de algo-
do ds riscado azul bafita preta um tabolei-
ro e urna gamella com cajs que anduva ven-
dendo ; quem a pc^ar, leve defronte do Corpo
Santo n. 15, que ser recompensado.
3 No dia 27 do p. p. fugio um moleque de
nome Paulo, de naco Quicam de 17 annos,
est principiando a sahir-lhe buco de barba, ha
muito conbecido, por vender doco de jaleia em
copos por toda a parte desta cidado ; levou ca-
misa do algodo fino e calcas brancas ; quem o
pegar, leve a seu senhor Antonio Jos Goncal-
ves de Azevedo np rua da Praia armasem do
carne n. 19 quo ser recompensado.
PER> ; TYP. l'K >I- F. DEFAMAl8-'f4


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EZLJGQMJK_DNWO2Y INGEST_TIME 2013-04-12T23:17:23Z PACKAGE AA00011611_05221
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES