Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:05220


This item is only available as the following downloads:


Full Text
Aftfio deJi&M. Segunda Feira II
0 DiaMO puMiOa-M ti ios os diasque nao forem aantilica'!os : o prago da aaaignatur
Ifcj da ir-x fa. f' quarlel pa^os achantado Oa an nuncio dos aasignanles sao inaaridn
gratis eflooi ijue nao forem ratAo daSO reit por hnba. A* rec!tt?6t-4Tnef diri-'
i iii lyp., ra das Cruzei o. ">i ou k praga da Independencia luja da litron. fi a 8
:ida *
PARTIDA DOS CORREIOS TERRESTRES.
i Goiamn*. l'i-.fi'iTha, segundasj ae\l feiras.Bio Grande do Norte, chega a 8 a 2i a par-
ia :i 4 0c'.': 'Jubo. .Serinbaem Rio Formuso, Maceys Porto Calco, Alagoaa: no i. '
Ha 2lde e : 1,'i. 2s dito. Cldada da Victoria quinta feira.Olin la todos o diai.
DAS DA SEMANA.
F*dI Scg. a, Mcriinlio. Aud. do J. de D. da 2. t.
4'.' Teroa Martiuho. Re. aud. do J. de II ,]. I. ,.
-d. Quarla a Eugenio Aud do J. de D. da 3 c.
d4 Quinta C'euieu'ino Aud do J de I) da 1. y,
15 SeiUa Gertrudis Aud. do J. ds 1). da \. v.
-d Sab i. (onvalo de Lasos Hel,
47 Doto s. Gregorio Thaumalurgo.
ftl...... ^322LfiHnj9IH!r3ISSH
de Novembro
Anuo XX. !f. 552.
rodo
BsgajtaajBEngaaaiaaajaaaaaiwtMI
nota* prudarcia. b oderajlo- n
igora owpaatdt da n rn-imi'
ti Mi.i eoaiO atol s'.eui1-' [' idmra.BAo antra
.., a Griau uav
a: Q*
mi.
Jia. pi.b-
*U IDttl
C iaab m eofira Lonfire
u Pan- '" ir
i Lisboa (I pOI lOO i
1 >r ;a ,i#. ,- .',-< ao par
1 -ai dt lalrt -la boaa firsrae i p'.ru,o
CiaUI :c im ill DI N IVEMaKO,
5e i .-.. 'i
tV
da t.OU
Plata '> u
u Paaoa coluaaaaarea
Ditos mexicano
7 300
i/.Iuu
y.boo
1.J.
!.yo
i,yo
veu di
17,60.1
17,Mu
i,7ui'
I Oto
1 y.,u
1.9. U
RUASES DA LA NO HEZ DE o il lil'.o.
La ctwia a jii a .|h ras e ti nin, da ni I La non a 11 as 1) li. r 4 oain da tari*.
Uingiuilta lltlj borai ) mi" Urde ICres.ant S >< 55 a. d larde.
Pmamar de hojt.
Primara T li.iTlN lt> rain da imtiYia. S i !.. la 5 llorase 4i minutos la larde
9aaWaBaMtBaM3aVK8sXBZna:< --.'._. <.:v^. .;_. .:.;. _...1,_-.:. .. SE. .
-
..asiariii--
aiiuu/
S5 a:^lLJll--':SiVs.'Jr,iT3'a-'-1" 'Hgg^iitf'jjw.
\VISO.
O propietario desta ollia roga aossous subs-
criptores, que estao a dever ',uartois atracados,
[aqueirao tur a bondado ou de os mindar pagar
rna livrari da Praca dd Independencia n. 6e8,
'ou de darem onlemem suas casas para serm
pagos na apresentaQodos respectivos recibos, a
fim de pouparcmmaior numero do passadas ao
recebad o r.
* i laniniaiai aiiiii aaaaajjjajuaiuiiai jwaaaiiiii
i recebed
i
P r\



Cominandodas Arma>.
EXI'UDIEMTE DO DA 22 DO P VSSADO.
Portara Mandando om comprimento de
ordein do lum. Sr. Presidente, excluir do cor-
Iipo de infantaria de Guarda Nacional destaca-
do com guias para os batallies que d'antes
|f erteneia.os guardas Joaquim Alves do Sousa,
I Joto Ferreira da Silva, Jo Caetano de Mello,
Maiiocl Ignacio de Oliveira. Piliciaoo Dias do
I Araujo Cabrol e Manool Gomes do Nascimento,
ltod<.s por attendiveis ra/oes que orao presen-
Bul ao niosino Exm. Sr.
iukm do da 23.
OfficioAo Exm. Presidente., reenviando-
jlie oret|uerimento do calceta Francisco lo-
pdrigues da Silva,o inlormando que o supplican-
pe, o aquelles que pftr ordem do seu a n teces-
orficrao fa/.endo o servico nos ostabolocimen-
litos militares, estav3o sugeitos a reparticao das
"Hlliras Publicase deviao ser por ella fornecidos
da competente diaria, ou por a Ropartieo da
Guerra, onde prestavao servieos, eservicosin-
dispensaveis, por isso que nao hnviao milita-
es condemnado aos trabjlhos (Justa natu-
esa.
I)ilo~.\o mesmo Fxm. Sr., rogando-llie a
SipodiccSo de suas ordens para que o primeiio
Cadete Jos Peroira Teixeira pe tencente ao
quarto ba la I bao de Catadores de liaba fosse re-
Bebido, e transportado ao Par no primeiro
vapor que ebegasso dos portos do Sul.
DitoAo Commandante Ja companhia de
Arlilices, disendo-lhe om resposta ao seu oli-
tio do liontem datado, quo ao Chele de Poli-
ia tinha requisitado a transferencia do Cabo
Kaymundo Rodrigues do Santos, que eslava
preso no quarlel da Policia para o da sua res-
trictiva companhia.
Dito-Ao Chele de Polica rogando-Ihe
ouvesie de mandar transferir para o quarlel
o Hospicio o soldado d'Artilhsria Jos da
)rai to Oliveira, e para o de Arlilices, o Cabo
Uquadr-a Kaymundo Rodrigues dos San-
tos, (jue consta va acliarem-se presos no quar-
tel da Polica, servindoseS S. de commuin
car a natureza dos crimes que com nettiirao.
DitoAj. -Commandante da fortaleza de l-
maracu, respondendo o seu officio de 21, e
i/endo-lhe quo o soldado que remetiera por
doente, nao poda ser substituido por estar
futa do batsibao
IDEH DO DA 24.
OfficioAo Exm. Presidente inlormando
Cii Cuiiipiiiiuulu do seu despacho de 5 deste
mez, que o soldado do Rio Grande do Norte
Antonio Modesto eslava em estado de seguir
tragn embarcado, mas nao por trra em con-
equencia de se nao achur de todo restabele-
,cido
DitoAo Commissario da Pagadoria mili
lar.communicando-lheem resolucoao seu olll-
jo de 23, que a guarda da Thesouraria se
pasvira as convenientes ordens. para ter a ne-
bessaria vigilancia soflre o edificio ondo eslava
Bollocada a mesma Pagadoria a firn de acau-
lellar qualt|uer sinistro com respailo aos co-
ren.
DitoAo Capitiio Commandante do desta-
feamente do quarto balalhao de Arlilharia a p,
di/t'ndo-llie em resposta ao seu officio desta da-
que nso devia tirar nos prots n quantit. -
seu poder os vencimenlos das pracas om servi-
co fra desta capital, a fim de serem opportu-
namente, e com seguranca remettidos.
dem do da 25.
Officio Ao Exm. Presidente, para que t-
vessea bondade de ordenar a Pagadoria, que
ao l." Tenente Lacoinbe, nomeado para o
destacamento do Bonito se abonasse o sold
e gratificaco addicional desle mez, e adiantas-
sf o do nit'/. do Dezembro, por ter vindo da
Corte pago do gratificarlo addicional at o ul-
timo deSetembro e desold at 30 de No-
vembro, e bem assim IOj rs para o aluguel de
urna cavalgadura que devia conduzir sna ba-
gagem. Semelhantemente pedia ordem para
ser satisfeito o pret das 24 pracas que des-
tacavao com o mesmo Tenente, tirando-se sol-
do at o 'fim do me e etape at ultimo do
vindouro.
Dito,Ao mesmo Exm. Sr., significando-
llif que para dar inteiro cumprimento a ordem
la dis'.oluco do corpo de Infantaria de Guarda
Nacional destacado, havia mandado recolber os
destacamentos que estavao as comarcas e que
esse (im bom seria que S Ex. houvesse de
prevenir os respectivos Delegados.
DitoAo 1. Tenente Antonio Jos de Mel-
lo, Commandante do (destacamento da comarca
de Nazarcth, para que se recolhes-ca capital ,
prevenindo ao respectivo Delegado do seu re-
gresso e do destacamento.
DitoAo Subdelegado do freguozia de S.
Jos, duendo-lbe que licava dada a ordem para
que o 2. Tenente Leal Ferreira, e Cadete Coi-
tinholhc fosse appresentados, sempro que isto
conviesse formacaoda culpa que Ihes eslava
formando.
DitoAo Mnjor Commandante docorpo de
Infantaria de Guarda Nacional destacado, di-
iend >-lhe que tendo o mesmo corpo de ser dis-
solvido, segundo as ordens que acabava do re-
ceber da Presidencia importava quo desde j
fosse dando execuciio ao que se seguia : \."=
orgaqisar e enviar Secretaria militar urna re-
relacfio nominal das pracas presas por crimes
civis, outra das sentenciadas por desertoes ;
9Ulra das que estavo por sentenciar pelo mes-
mo delicio ; outra finalmente dos que havio
extraviado pegas de fardamenlo armamento,
correiame e equipamento, especificando a im-
portancia de cada urna dessas pecas: 2.*= Or-
ganisar em duplcala os inventarios di', lodos os
ohjeclos que devio ser recolhidos /i Pagadoria
e Arsenal de Guerra, enviando un a Secreta-
ria Militar, e ficando com outro em seu poder
para ser entregue as duas estaques com os ob-
jectos inventariados : 3. = que por adiantar
Irabalho devia ir passando guias as pracas
que tinho de reverter aos batalhoes a que
(I antes pertenciao, deixando por agora de
mencionar o socorrimento, para o fa?er na da
ta da dissolugo do corpo.
DitoAo mesmo para que mandasse re-
colber com urgencia os destacamentos da cida-
d da Victoria, Bonito e Paj do Flores.
podante Joaquim Manoel da Costa e appel- I Jos Tbomai Nabuco d'A. Jnior
lado Joao Mara da Conceicao : julgou-se im-
procedente o recurso interposto, e a appellacao
por deserta e nao seguida mandando que se
d execucSo a sontenca apptdada pagando por
condemnacao oappellante as cusas.
Na appellacao civel, em quo he appellante
l.uiz Candido Carneiro da Cunba c appcllado
Joao Vieira da Cunha : confirmada a sentenca
por alguns dos seus fundamentos.
Na appellacao civel ern que ho appellante o
juiso e appcllado Jos Joaquim da Trindade:
vista ao actual Desembargador Procurador da
Cora e Fazenda.
No inventario dos bens do fallecido Francis-
co de tal e Jos dos Santos Neves : nao se deu
provimento ao aggravo interposto.
Na appellacao crnne, em que he appellante
Manoel da Costa Sampaio eappellado Igna-
cio Jos Rodrigues Pessoa : reformada a sen-
tenfa appellada, absolvendo o appcllado do cri-
mo quo Ihe foi imputado, e condemnado as
cusas o appellante denunciante.
Na appellacao civel, em quo he appellante
Jos Francisco d'A?cvedo Lisboa e appellado
Miguel Jos Rodrigues: denegrao o provi-
mento ao aggravo de II e conlirmarao a sen-
tenca recorrida por alguns dos seus funda-
mentos.
\nionio da ('.osla Reg Montoiro
Jernimo Villelp de Castro lavares
Francisco Mu/. Tavares
Joao Jos Ferreira de Aguiar
Manoel Ignacio Cavalcanti de I.acerda
Felii Peiioto de Brito e Mello
Jos Pedro da Silva
Manoel Joaquim Carneiro da Cunjia
Votaco com J uijuarilinga.
Os Srs.
Barao da Boa-visla.
Antonio Afionso Ferreira
P. Francisco de P. C. d'Albuquerque
Scbastiao do Reg Marros
Antonio Peregrino Maciel Monleiro
Urbano Sabino Pessoa de Mello
Alvaro Barbalho Ucha Cavalcanti
Joaquim Nunes Machado
Jos Thomaz Nabuco de Araujo Jnior
Antonio Joaquim de Mello
Joo Jos Ferreira de Aguiar
Manoel Ignacio Cavalcanti de Lacerda
Manoel Ignacio Carvalho de Mendonca
Manoel Mendes da Caoba Azevedo
M. J. Carneiro da Cunba
Antonio da Costa Bego Monteiro
Jernimo Villela de Castro Tavares
Francisco Muniz Tavates
Felis Peixoto de Brito e Mello
fos Pedro da Silva
j/puracSosem a votago da Bca-vta,
t com a do Ex,
Os Srs.
PEBKfWBUti.
KLEIQAO PARA DEPUTADOS GERAES.
Resultado final.
Chegro finalmente as noticias do ultimo
collegio o da Boa-vista que erao ancosa-
mente esperadas ; ellas torn.lo ainda duvidoso Antonio Afionso Ferreira
0 resultado da eleico e s dependente da re- \ Urbano Sabino Pessoa de Mello
solucto da Cmara dos Deputados: oque he Joaquim Nunes Machado
certo he quo os Eleitores do Ex em numero Barao da Boa vista
excessivo muitos dos quaes sao domiciliarios Antonio Joaquim da Mello
em outras freguezias o outros forao eleitos, Manoel Ignacio de Carvalho Mendonca
apezar de se acbarem ainda,pronunciados, reu- Manoel Mendes da Cunha Azevedo
nirio-se em Cabrob nao presididos pelo Ju/. Pedro Cavalcanti
de Paz compotente mas pelo .niz de Paz nlei- Sebastiao do Bego Barros
lo a 7 de Setembro para a legislatura futura e Antonio Peiegrino Maciel Monteiro
cujo exercicio deve comear conforme a lei Antonio da Costa Reg Monteiro
no dia 7 de Janeiro do anuo de IS'ili. A mea- Jernimo Villela de Castro Tavares
cados de serem assassinados, repellidos pelo Ju- Francisco Muniz Tavares
571
559
558
523
521
516
5(i
489
\m
Votos.
835
792
780
778
760
713
7 ir
700
671
625
624
621
603
579
572
559
558
523
506
489
iz de Paz intruso cuja uutoridado alias nao
podio reconbecer c pela lrca quo o Juiz de
Diicito e Delegado reuoirSo, os Eleitores de
Ouricury formrao collegio e voarao sol a
presidencia do Juiz do Pai legitimo ; o motivo
Alvaro B irbalho de Uch.'.a Cavalcanti
Felis Peisoto de Brito e Mello
Jos Pedro da Silva
Jos Thomaz Nabuco de Araujo Jnior
Ftlippe Lopes Neto Jnior
que deo causa perturbacao das eleicoes prima Joao Jos Ferreira de Aguiar
ras de Santa Mara o Assumpco em Boa- Manoel Ignacio Cavalcanti do L
vista u Cabrob isto he o conflicto de juris- Manoel Joaquim Carneiro da C
acerda
un ha
Votos.
792
713
700
634
625
606
579
577
522
559
559
558
523
55
506
489
473
460
423
419
371
Jicc3o entre o Juiz de Paz do anno correte e
o Juiz de Paz do anno prximo futuro, reviveo COBRE10 DO RECU' K.
para occasonar a expuiso dos Eleitores legiti- correspondencia da cida.de e provincia.
utos: cumpre observar que esse conflicto do Fui hontem dar a minha volta pela Cmara
novo suscitado jor decidido pelo Exm. Presi- Municipal, ondeos meui trabadlos me nao
lento em favor do Juiz de Paz da legislatura baviSo deixado^ir antes, e ah presencie! urna
mi
la
livo para fardamenlo; por isso que esse quan-
itativo devia ser cobrado pelo batalitao onde
Ijuor que estivesse, e que devia tirar e ter em
Tribuna! da Relajo.
JULGAMENTO DO DIA 9.
(Presidente da audiencia, o Sr. Desembargador
Peixoto.)
Na appellacao civel, em que he appellante
D. Laureanna Rosa Candida Rigueira, eap-
pellado o Conde do Farrobo: (por seu bastante
procurador) vista as partes.
Na appellacao civei. em que sao appellantes
Jlo Leite Pilla Ortigueira e Jos Antonio
Pinto como administradores da casa fallida
to Manoel Pereira Guimaraes, e appellado
Paulo de tal : vista i Na appellacao civel, em que he appellante
A nna de Jess de Barros e apellados Jos Pe-
reira de Barros e outros: confirmada a sentenca
por alguns dos seus fundamentos.
Na carta de dia de aparecer, em que be ap-
actual como he de le mas essa d3slo nao discusSo a respeilo da resolucao que ella havia
servio porque nao se prestava aos clculos poli- tomado no da antecedente a cerca das eleicoes
ticos do Juiz de Direito e Delegado que nao para Vereadores da (reguezia dos Alogados que
contavaocom o Juiz de Paz legitimo ea fer alguns membros della quemo dar por nudas,
ca ecomameacaslizerao prevalecer sua upini afim de por esso modo fazerem prevalecer as
.lo, e desobedecrao manifestamente ao Exm. do seu lado com tanto escndalo fetas nesta
Presidente. cidade. Gostei do ouvir um dos membros,
Abaiio transcrevemos a apuraco final ern o que se nao imporlou para diter verdades nem
collegio de que tratamos outra comprehen- com a presenca dos intercssados do outro lado,
dendo o collegio composto dos Eleitores de Ta- nem com a sua velba devocao por Sao Manezi-
quaritinga finalmente o desi.leratum dos per- nho, que me d.zem moslrou-se muito agallado
turbadores de eleicoes que he urna apuraco com oseu velho amigo. Tambem goslei.equem
sem o collegio da Boa-vista admttida sumen- nao gustar disto, deque gostara .'gostei de
te a votaco do Ex.
Votacao com Ex e Boa-vista.
t'sSrs.
Antonio Afionso Ferroira
Barao da Roa-vista
Urbano Sabino Pessoa de Mello
Joaquim Nunes Machado
P. Francisco de P. C d'Albuquerque
Sebastiao do Reg Barros
Antonio Peregrino Maciel Monteiro
Antonio Joaquim de Mello
Alvaro Barbalho Ucha Cavalcanti
Manoel Ignacio de C. Mendonca
Manoel Mendes da C. Azevedo.
ver alli empregados pblicos de todas as cathe-
gorias. inteiremente oceupados na inspeccao
Votos, dos trabadlos muncipacs. como so em sjas re-
792 particoes fosse dia feriado; e at d'aqueiles
732 que por seu lugar subalterno devem ter que
713 responder mais directamente por suas faltas,
700 como um pequeo, quo eslava em continuos
677 signacs com o Presidente da Cmara, c quo
675 me dizem eharr.ar-sc I.emos. c ser empregado
657 na Thesouraria da Fazenda : parece que o
625 Contador, a cuja reparticao crcio pertence o
613 I IjI pequeo, lem sempro indulgencia e absol-
603 vicao promptas para aquelles dos seus subalter-
579J nos que tra?.em chapeo de tope. Vi finalmc.! -
es


te all o motivo de nao liavcrem as audiencias,
d'que Ibes fallei na minha ultima,porque o Ur-
bano an eslava com o seu ar du Marat, com-
mandando crn chefe as galenas.
O dia de hontem porm, foi aziago para os
rapa/es da rodella na ore Uta : havio elles af-
liniM I i qne o Exm. Presidente declarara nul-
las as eleiioes dos Afogados, e o Urbano
tinha dado a sua palavra de honra, que Tora
da praia nenbuma redempco ha vena, a os
candidatos dos empregos Municipaes comeen-
vao a aquecer-se na discussao dos seus direitos
adquiridos, e o socco dava signaos de querer
intromelter-se na questo, quando constou a
deciso da Presidencia, e quasi que ha um
facha-fecha. Mas o patriarcha fallou sua
tribu, e tudo se accommodou a vista da sua
solemne promessa com juramento de que a vic-
toria seria ganba, mais da menos dia, por
este ou por equelle modo. Ficou e cousa em
votarem todos odio no altar da patria quelle
que ousara conformar-se com a le, em vez de
conformar-secom o Urbano.
U I). novo, quo saltou na arena periodi
queira prometiendo mundos e fundos d-
melhoramentos sobre o seu diario, que olleap-
pellylou logodo velho, para dar-lbe urna refor
ma, q' fosse toda em dativo de proveito.mas que
em verdade al buje, na sua parte por assiin d-
xer material tem sido imitador,emao imitador;
assentou agora dedar as suas noticias sob o tUul
de supplemento ao Correio : pelo modo o tal
peridico nao quer deilar pasrar nata que mu
tmcaqiieie. Oque lia de mais notavel no tal
supplemento he <|ue di elle como pretengao dos
trapiclieiros aquillo justamente que a muilo M
sabe que elles querem fa/er. E O que me d-
zern sobre olom calhegorico com que abi se de
cide um negocio, em que os jornaes s podem
ter o inesmo direito que Ibes assiste sobro todos
os mais objecto> ? He o Urbano, sem tirar nem
por, medindo, c pesando bolitas de sabo, e de
cidindo materias de enredos, de intrigas e trafi
cancias polticas, de quo consta todo o seu pro
fundo saber.
Escrevem-me da Victoria, que a Cmara
.Municipal daquellu cidade, para conseguir urna
reprodcelo sua na que a tem du substituir
para o auno, assentou de embirrar, romo a
desta cidade. com urna das eleicfies parciaes: o
seu raio cabio sobre a capel la lilial da Honda.
a pretexto do que nao ha all efcetivamente a
Eucbarislia ; o qu a prevalecer traria a nulli-
dade das eleicoes de S. Jos desta cidade, que
com quanto nao seja capella filial, tambem
nao tinha o Sacramento, qnando se fizerfio as
suas eleicoes. A Cmara Municipal de S.
Anlao ignora sem duvida, que aquella capel-
la tem o seu Jui/. de Paz, e que este em lempo
consultou a Presidencia, se devia proceders
suas eleicoes em separando da matriz, e que
por ella assim foi decidido. As expertesas es-
sao muito em voga, mas nem todos os exper-
tos (felizmente) tem anda o tacto fino dos ve-
iliacos da capital.
\ iremos de bordo, que neste mar da poltica
os frecuentes baixios e cachopos exigem dema-
siado cuidado, e anda mais tino, e um me
fallece, e o outro canca-me.
Nao cuidem os pios leitores. Ihes vou pres-
pegar agora noticia agradave! ; nao Senhores,
pelo contrario he tristissima, e digna de lagri-
mas de punbo. Todos, grandes, e pequeos
e dequalquer que seja o sexo, urna ve/, que
tenhao pellos sensiveis, devem chorar, carpir,
c lamentar to triste noticia : abi vai... ah
vai... em boa hora va.e va que seja... J >tnho-
ra D. TKnrsiCHOREiti paru espirar! O I)
de I'ernambuco n. "251 nos annuncia 12o fetal
catstrofe t A Exllm.*TEKPSicuoRE dando os ltimos ar
rancos A Deo/.< dos bailes quasi a bailar
em trra, sem que Ibe acudi Untos discpulos
da sua m ral, tantos filhos de bom gosto, o
nem mesmo aquello que de bolos enchiao vir-
gens tripas NSo somos ni ng tem neste
mundo A causa toda est em quererella mu-
dar de casa (seria bom l para oCechang) e
r.c acudirein os devotos com a bem dita esino
la, eentao ella toda inlurecida c caprichoza
di', ou mandou dizer pela Comisso Admi-
nistrativa, quecahe, queseaba, que morre !!
Chorai poros, que morrea mai Careta !
Na noulc de 8 houve na ra do Que mi do
um furto, cuja execucao tem sua novidadee
revela grande audacia da parte do ladrao. Um
bomern prcto, c quo pareca escravo entrou
o'uma loja daquella ra pedindo que Ibe tro
cassem urna sedula de de/, mil ris : ocaixei-
ro, que parece ser boa febra d'homcm, tirou
da gaveta um masso de sedulas para eflecluir
o troco, porm mal ia elle abrindo-o, que o
escravo arrebata 11 "o e deita a correr pela
ra, escapando se com os vinte e cinco mil
ris que abi havia, c znruliando dos gritos a di
ligencias que derlo o flierSo para pegal-o O
oatrao deo nrdem ao paseado de nunca mais
trocar dinheiro a noute.
termos do artigo 2.* do decreto de A de Maio
contar ums cousa ao Delegado da cidade na acco;do com a resoluto de \. Ex. a respe.le
ausencia do Chele, assim a modo de negocio de Apzar desta m.nha bem fundada e justa res-1 do 18*2, ser incluido na mencionada l,>ta.
polica secreta e espero que elle me ficar posta.reun.do o colleg.o paroch.al no supra
obrigado, por Ibe dar urna occasode estrear
a sua autoridad por urna obra decaridade.
(Provavelmento a Vmces. bao de saber que o
Delegado actual be o Sr. Bacbarel Jo- dos
Aojos), lia tiesta cidade um certo lugar que
logo indicarei urna loja que se pode chamar
de traticancias: nesta loja vendu-se tud ) na
forca do termo; ms s se vende a rnafutos N a
pubr homem que all entra aeha lulo; por
que o ofieioso logista," manda pelocaixeiro ,
que he iniciado nos myster >s, procurar na vi-
sinhanca o que se llu pede. Ora atequi, nao
tem em que meta o dedo a polica; mas alm
desta especulaco, saiba oSr. Delegado, que ba
all um joguinho de d''dal e de fita em que os
crdulos matulos sao, para me servir do lermo
proprio aioda que duro, roubados escandalo-
samente. Se o Sr. Delegado quzer saber o
lugar onde existe a tal loja. junte as seguintes
lettrasda epigr.iphe do Diario, ponha d'alca-
teia um desses malucos que so mettem a es-
pionar as casas de particulares pacilicos, (di-
zem que por ordem da polica cluitoral ) e des-
coiteita a maranha, dme corn esses tratantes
nochilindr, que eu Ibe farei um elogio bem
bonito. Primciro nome5 lettrasa quinta,
oitava nona duodcima e quinquagesima
a prrticula - 5.\ 10, II, 12, 13, H. 15, 16, 19, 30,
VI. 42659 Se o Sr. Delegado naoapontara
casa com o dedo, he por quo nao quer.
Communicado.
Prometemos em o n. 241 d este jornal, que
nada mais diriamos ao communicador do Dia-
rio n. sobre a questao da aferico visto quo ,
nem sao dignos d;i relutacao os seus argumen-
tos, nem a materia precisa mais dedceenvol-
vintenio algum. por seachar esclarecida toda
prova ; porm, nao devendo o nosso desprozo
eslender-so aquilio que nos pJe prejudicar ,
quanto a >s factos; e tendo o communicador di
lo na segunda parte do seu communicado, pu-
blicado no mesmo Diario n. n." 229 que era
laUo haverem sido multados Pedro Ignacio Bau-
tista e Jlo Francisco Marlins, entre outros ,
por uso de pesos e medidas falsificadas como
baviamo referido em o nosso primeiro com-
municado, inserto em o n.' 191 d'este jornal
com data de 9 de Setembro ; acobertando-se
com nldrmacoes que diz obtivera dos d i A-
renles Jui/es Crirninaes: rcsulvemo-nos pu-
blicar o siguinte documento, que, provandoa
nossa asscrgo, manilesta ao mesmo lempo a
anmosidade, com que o communicador com-
promette a digntdade d'ai|uelles Magistrados,
s para grosseiramente alardear de ter com el-
les intimdade c privanca ; pois que aos cari-
nos e Fscrives respectivos he quo devia recor-
rer, e peculiarmenlo n este caso, ao archivo da
Cmara Municipal onde igualmente consta a
nossa exaclidao na > s rospeito desses indi-
viduos, como de todos os outros que eitmos.
I'carao portanto os nossos leitores devenga-
dos, de que to indecorosos, como este, sao to-
dos os meios empregados pelo communicador
n'esta questao; e la rao o merecido concetodc
quem com tanta impundencia mente e ullra-
passa os limit s do justo e do honesto.
Certido.
Por virtude do despacho supra, certifico que
este Juiso foro apresentados os termos de
adiada, de que faz menciio a peligo supra, fei
los contra os supplicados Pedro Ignacio Baplisla
e Joao Francisco Marlins por l rem sido a -
chadusem suas (avernas alguns pesos falsifica-
dos; a lim de contra elles se proceder. O re-
ferido he verdade, o que aflirmo em f do meu
em prego, lucilo, 2 de Novembro Era f de verdade o Kscrivao Francisco Igna-
cio dt Athahiat.
\ih\\
*:tp:\<\ r
I'
.imo
EleicObsub santa makia.
Illm e Exm.~ Dedo meu dever levar ao olio
conhecimenlo de V. Kx. os factos occorridos
nesta freguezia no da 22 do correte por oc-
casio de ter de proceder-se eleicio de clei-
(ores. Havendo eu recabido na vespera da-
qutllle dia um officio de Francisco Antonio
Xavier no qual me comunictva acbar-se
exercendo as funecoes de Jui/. de Paz do dis-
inti desta matriz, respond-Iho que.havendo
elle sido eleito no da 7 do andante em conor-
rmdadoda lei do I. de Outubro de 1828 ,
comod(dar;.v8oosediles o maisdeterminaces
da Cmara Municipal de que elle he Presi-
dente, e nao estando ainda feita a cleicao dos
Jirnos de Paz. que deviao servir durante o res-
taiite do auno o principio de Janeiro na for-
ma da lei em vigor, jamis eu o reconbacia
mencionado dia. e tendo-se de dar principio a
eleico o referido Francisco Antonio Xavier
declarou, que sendo elle o legitimo Juiz de Paz,
Ibo competa, e nao a mim a presidencia da-
quelle acto ; eu nteiramentc convencido da
injuslica de tal pretencao, que nada menos iin-
portava do que ser eu despojado de um di-
reito, que a todo custo devia sustentar tanto
por minha dignidade como para que urna tal I
illegalidade nao acarretasse a nullidade da
eloicao, depois de urna discussio em que to-
maro parte alguns cidados declarei solem-
nemente que nao cedia o meu posto certo co-
mo estava de que era eu o nico competente ,
para presidir a eleigo. Depois, por conhecer
que mui de proposito osupracitado Francisco
Autonio Xavier, e alguns outros cidados que-
riao arredar-me das eleiedes me pareceo con-
veniente ordem, cederaodito F. A.Xavier
a presidencia assegurando-lhe que assim o
fazia, carregando elle com toda resionsabil-
dado, embora nao ojulgasse juramentado le-
galmente ; porque, compondo-so a Cmara na
occasiao em que tomou juramento do cinco
membros inclusivo elle logo que deixou a
cadeira da presidencia, para prestar dito jura-
mento, ficou sem duvida aquella incompleta v
por conseguinte Ilegal todo e qualquer acto
por ella praticado : nao convindo nisso, delibe-
rei-me presidir mesa;mas,recelando,que es-
te meu passo produzisse algum desaguisado ,
tanto mais quanto eu observava. que em cada
urna das portas de igreja estavo postas senti-
nellas de praras do corpo de Polica e que
alm de estar o destacamento do mesmo corpo
armado e municiado, tambem nesse dia (22) .
se havia apresentado urna forca de 30 pravas da
Guarda Nacional, e procurando, sempre a bem
da ordem, eviar qualquer acontecimento fu-
nesto, retirei-me da igreja, sem que se proco-
desse a eleico.
Eis, Exm. Sr., o quanto occorreo nesta fre-
guezia no dia marcado para os cidados presta-
re seus votos isentos de coacto. De V.
Kx. pois aguardo as ordens respeto de um
tal conflicto a fim de saber resolver-me. Bes-
ta finalmente sollicitnr de V. Ex. se para a elei-
co quo se houver do fazer em consequencia
de nao ter tido lugar no dia designado a junta
parocbial,[deve se ou nao aceitar rerlamacoes.ou
presistir a,qualificacao feita, sendo considera-
dos to somentc cidados activos aquellos cujos
nomes se acho inscriptos ou de outros que
queiro nella ser incluidos.
Dos guarde a V. Ex. Boa-vista. 26 de
Setembro de 1844. Ulna. eExm. Sr. Desem
bargador Joaquim M8rcellino de Brito Presi-
dente da provincia.
Joo Josr Rodrigues Coilho.
Illm. $ Exm. Sr. Tenbo a honra da par-
ticipar a \ Ex. que em consequencia de du-
vidas, que se sucitro entre os dous Juizes de
Paz o Mejor Joo Jos Rodrigues Coelho e
Francisco Antonio Xavier sobro qual dos
dous seria o competente para presidir as elei-
c,es primarias no dia 22 do corrente mez, es-
sas nao tivero lugar; porquanto, estando eu
convencido, que, a vista da lei, o legitimo Juiz
de Pa/ era o Ma|or Rodrigues Coelho anda
mais porque, achando-se enlo presentes qua-
tro Hachareis, trez concordemente ero deslc
parecer, julguei prudente retirar-mu da igreja
com este Juiz ; releva ainda notar a V. Ex.
que esta minha resolu^o sobre prudente me pa-
receo necessaria visto que em todas as portas
da igreja vio-sc sentinellas docorpo policial,
e apresentou-se gente armada em numero de
trinla pracas da (uarda Nocional alm de estar
tumben) armado e munido o destacamento do
corpo de Polica : por estes motivos rteceoso de
ver forrado o resultado daselee,es o apezar
de que o dito Juiz de Paz Major Rodrigues
Coelho, houvesse cedido a presidencia ao ou-
tro Juiz sob a sua responsabilidado nao que-
rendo !.r:^ este seccitsr,ambos os Juizes se rcli
r.iro. A vista pois do que venho de expendei;
rogo a V. Ex. digne se roso I ver esta duvida a
lim deque, como V Ex. julgcr em suasabe-
doria, iique decidido este confleito que mo-
tivos nao seren realizadas as eleiedes.
Dos guarde a V. Ex. Boa-vista 26 de
Setembro do 1814.Illm eExm. Sr. Desem-
bargad r Joaquim Marcellino de Urito, Presi-
dente da provincia.
Manotl Joaqnim da Silca.
Do Ao mesmo, declarando em resposta
ao seu oflicio do 26 do Setembro lindo, que
nao podo deixar d'estranbar oler S meaban-
donado a Mesa Parocbial, juntamente com o
respectivo Vigario o dado assiin lugar que
nao houvessen. all eleiedes primarias no dia 22
do mesmo mez ; por isso que, se alguem hou-
ve, quo pretendeo perturbar a ordem das mes-
rnaseleicoes, S. me, como Piesidente da
dita Mesa competa requisitar auxilio de frca
armada para conseguir, que os respectivos tra-
balhos so fizessom regulrmele ; que como
nao seja possvel azer as ditas eleicoes prima-
rias naquella freguezia 6 tempo que os Eleito-
res posso votar na prxima eleico dos Depu-
lados, designa o dia 15 de Novembro prximo
futuro para so proceder ellas, segundo a
qualilicago. quo j se fez; c que os Eleitores,
cuja oleicao s vai assiin operar nao devem vo-
tar as eleiedes do dia 20 do conento, mas so-
mente as outras, que bouverem de ter lugar
durante a nova legislatura.Officiuu-se ros-
peito ao Vigario de Santa Maria e Cmara
Municipal da Boa-vista.
fB

Alfandega.
Rendimenlododia 9..........73:6l5S02
Descarrego hoje 11.
tingueMary Jones mercaduras.
I5nrcaNorvalbacalho.
Brigue Pamona- machi nismo.
PRAQV DO RFCIFE, 9 DE NOVEMBnO DE 1844.
/(testa semanal.
Cambios Houvcro tranzacoes regulares de
25 a 25 o 1/8 d/p. la rs.
Assucar As entradas continuo limitadas, e
nao teem havido tranzacoes.
Algodo Entradas diminutas, e vendas a
4.>;i00 rs. por arroba.
Ccuros Vendro-se a 120 rs. a libra.
Bacalho Ciiegou um carregamenlo de 1600
barricas de Terra Nova que loi ven-
dido a 12,>800 rs pouco mais ou
menos, a dinheiro avista, e oulro
carregamenlo de 2,670 barricas tam-
bem loi vendido ; mas o preco nao
foi devulgado.
Cabos de linho Vendrao-se a 27,)000 rs. o
quintal.
Carne secco Com um carrepamenlo vindo do
Porto Alegre ficou o depozito eleva-
do a 23,000 arrobas em trez navios,
sendo regulares as vendas de 2800
a 3400 rs. a arroba.
Farinba de trigo Odepozto em todas as
mos lio do 17,000 barricas tendo-
so vendido do 14 a \la rs. a ame-
ricana nova.de7$ a lO rs. a dita vc-
Iha, e de 17j a Ss rs. a de Trieste.
Manleiga Yendeo-se a 640 rs. a libra da in-
gleza.
Pixe americano Nao ha.
Potassa da Russia \ endeo-se de 260 a 280
rs. a libra.
Queijosflamengos dem do 800 a 900 rs.
um.
Enlrro 12 navios, e sahiro 7 existem no
porto 46, a saber : 1 americano, 19 brasilei-
ros, 2 francezes, 14 nglezcs, 1 lubekense, 7
portugue/es c 2 sardos.
Hoje, 11 do correnle.tem comeco a cobran?
du direitos de importacao pela nova pauta, as-
sim como principia a ter execueo o decreto,
que baixou psra 900 rs. do tonelada de ancora-
geni dos navios naeionacs e estrangeiros, q
navego para lora do Imperio, e 90 rs.'ditami
de cabotagem.
smente empossado, pera desde j.i cessarem
Agora .quero cu, com l.ccnca de Vmces. aS minbu unecoes, o que entenda estar de
Alovimento do 1*0?
O Icios da Presidencia.
OfficioAo Juiz do Paz da freguezia de
Santa Mara, significando em resposta ao seu
officio de 26 do mez lindo quo obrou em ro-
gra a Junta paroclual d'aqueila freguezia. quan
do deixou de comprehender as li>lus dos cida-
dos o Bacbarel Jo> Francisco Arruda du C-
mara ; por isso que, (endo elle all chegado no
da 14 do referido mez, nao contava hum mez
de residencia na rarochia antes da 1." reuniao
da Junta nao poda por consequencia, nos
Navio tahido no dia 8.
Babia e Rio do Janeiro ; paquete inglez l'.xi-
press cummundantc o Tenentc llerrick.
Navios entrados no da .
Terra Nova ; 34-dias, barca ingleza /YoTWi
de 245 toneladas capitao ThomuS Ki''1
equipagem 16 carga bacallao : a Me.Cal-
mont & Companhia.
New York ; 58 dias patacho inglez Ladyl
the Lake, de 108 toneladas capitao David
Wingood euuipagem 9 carga arinlta de
trigo: a L. Gr Ferreira &Companhia.
Navios saludos no mesmo da.
Parahiba; hiato nacional S. Cruz, mestre N1'
colo Francisco da Costa carga varios ge*
eros; to mestre.
Bio de Janeiro ; brigue nacional Maria I.,(3'
pitao Jos l.uz ila Fonseca, carga varios ?'"
eros: passag<*ros, Abilio Fernandas I r <
de Loureiro.Hautefleueille^ seu filbo e $#"
cravos a entregar.
/Vacos entrados no dia 10.
India; 80 dias, barca americana Hall, de 300


toneladas, capitao Geo. W. Patram equi- Sr. Bom Jess das Dores
pagem 15 carga pimenta : consignada ao Sr. Bom Jess dos Martirios
Capitn. ^r- Hom Jess dos Aflictos
Cadix ; 34 dias brigue americano londel S. Domingos de Gusmao
de263 toneladas capitao Thomas Robert, S. Effigcnia
From.cquipagem 16 carga carvao : con- S. Jos da Penha
signado ao Capitao.
Sacramento de Bebiribe
Sr. Bom Jess da Via -Sacra
Patrimonio da Mitra
S. Anna da Boa-vista
Sacramento dos Afogados










2
2
2
2
2
2
2
2
2
1
5
f

N






))

S_ o Illm. Sr. Inspector dosta Thesouraria j Reccbedoria, 8 de Novembro de I85-.
em cumprimento do offioio do Exm. Sr. Presi- : francisco Xavier Cavalcanti de Albuqutrqut.
dente da Provincia datado de boje manda fazer j fimmmmkim A. R.hirihc
publico que no *a 15 do corrente me/, ao 7 Companhia d, Bebiribe.
neio din ir a praca conl irme o regulamento ; OsSennores Accionistas da Companbia de Be-
las arroma.; < oes de 11 do Julho do 1844, oem- biribe sao convidados para a segunda reunio
ordinaria deste anno ; a qual deveefleetuar-se
no din 12 do corrente pelas 9 boras da manhaa
ni
...
pedramento no largo do Palacio do bovemo
com as clausulas especiaos abaixo transcriptas.
1.'
As obras que dopendem da primeira arrema-
tadlo serio feitas conforme a pianta eor-
camento appresenlados n'eSta data ao Exm Sr.
Presidente da provincia pelo preco de dous
ontos e quatrocentos o sessenta e cinco mil c
em ris-2:46bo 100.
2.'
As obras principiario no praso de quin/e di-
as e se acaoaro no de quatro nena, ambos
contados om conformidade do artigo deciaio
do regulamento das arremataces.
3.a
O pagamento do importe d'arrematacao rea-
lizar-sc-ha conforme o artigo 15 do respectivo
regulamento. sendo de seis mezes o praso de
responsabilidade.
Para todo o mais que nao est determinado
as presentes clausulas seguir-se-ba inteira-
mente, o que determina o regulamento das ar-
remataces de 11 de Julho de 1843.
Os licitantes debidamente habilitados, com-
parececao no mencionado dia na mesma Tbe-
sourari'j.
Secretaria da Thesouraria das Rendas Pro-
vincias de Pernambuco 5 de Novembro de
184^. O Secretario interino, Joao Valen
Un, VHiela. 37
5_ O Sr. Inspector d'esta Thesouraria em
cumprimento daordem do Exm. Sr. Presiden-
te da Provincia, manda fazer publico, que no
dia 15 do mez de Novembro, aomeio dia, irada
praca conforme o regulamento das arremataces
de 11 de Julho de 1843. os reparos da ponte dos
Afogados, com as clausulas especiaos j publi-
cadas neste Diario.
Secretaria da Thesouraria das Tiendas Pro
noiacs&a O Secretario interino. Joao Val-
Untim Villela. il
3 Pcrante a Thesouraria desta provincia
se ha de arrematar, quem maior prego ofle-
rocer, nos das 12. 15 e 19 do Novembro pr-
ximo vindouro, a renda do telheiro que servio
de eavallarica do extincto regiment de artilla-
ra, e casa terrea contigua ao mesmo telheiro,
sitos nacidade doOlinda, pelo lempo flol.'
de Janoiro de 18*5 a 30 de Junho de 1847
As pessoas que se propozeiom a arrematar
devorad comparecer, n.s" referidos dias, n sala
das sessdesda mesma Thesouraria
Secretaria da Thesouraria de Pernambuco,
31 de Outubro de 18H. Joaquim Francisco
Ba$tO$, flicial-Maior. I*4

taraces.
2 O Administrador da Mesa da Recebc-
doria das Rendas Gcraes Internas tenm por
multas ve/es anounciado pelos Diarios, cha-
mando a todos os devedores que estao a dever
os imposto de escravos, do banco, de barcose
canoas, de seges e carrinhos, o bens de mao
morta, abaixo declarados, que venliao, no pre
lixo prazo de qoin/o dia, da data deste. pagar o
que estao a dever. pena de seren ejecutados,
e pagarem de mais 3 por cento. con:o determi-
na o regulamento ; para que chegue a noticia
a todos face o pr sent annuncio.
Irmand. do arco da Conceicao deve 2 semestres.
Mosleiro de "\ Rento
Sacramento de S. Antonio
Sacramento do Recife
S. Benedicto
ConcoicS do Collegio
O. 3 de S. Fr. (d'uma casa)
Sra. to Amparo
.Sr Bom Jess das Portas
Sr. Bom Jess dos Passos
S. Renedicto de S. Francisco
S. l.utia
Rosario dos pretos
S. Tiago
Recolhidas da Gloria
S lo Olinda
Irmandade das Almas
Sacramento de .1 iboalio
11 Anna do ('.abo
,N, Sra. d Terco
1
2
1) 3
* 1
2
2
2
>1 1
1
2
2
2
2
3
2
...
)) 2 ))
2
2
no escriptorio da companbia. Os mesmos Snrs
accionistas queiro realisar una prestaco de 6
por /o (3000 ris por aeco) dentro do praso
le 30 dias contados desta data. Escriptorio da
Companbia 4 de Novembro de 1844. O Se-
cretario.f. J. Fernande Barros. (11
nNMMBSMHMH
Lo fiiaritimos.
ImeJoanna, do idade 9 annos; Bartbolomeo,
i cabra, de 30 annos de idade ; e dous moloques
'del 5 annos. (12
2 Sociedade Terpsichore.
Nao se tendo reunido numero sufficiento dos
socios no dia 7 do corrente, a Commissao Ad-
ministrativa convida aos Srs. socios, pela ulti-
I ma ve, para so reunirem no dia 11 do corren-
te s7 horas da noute, a lim de se deliberar
sobre a mudanea da casa da sociedade, ou da
stJnco della, ficando certos os mesmos Srs. so-
cios, que haver deliberado com o numero que
comparecer, na forma dos estatutos. (8
6 Na noile de 25 do corrente ausentarao-
se do engenho Suassuna os seis engajados se-
guidlos, filhos da illia de S Miguel : l'ran-
cisco Cosme de Viveiros, M a noel Carvalho de
Sousa, sap.iteiro Joao Jos, Joao Nunes, i'ran-
cisco do Reg Alecrim, Manoel Muniz ; viu-
dos no patacho Alberto, e forao engajados nes-
te mez, por lempo de quatro aun s. segundo a
escriptura publica feiti p r o Escrivao Gui
Iherme Patricio ; em virtude do que se previne
ao publico, para que ninguem se chame ig-
norancia, admittindo-os omseu servico; pois
se proceder conforme a lei contra quem Ibes
* der asilo, ou se ut'lisar do servico de ditosen-
----------*..-_ m -- ->- -.- _- ,.
c a j J. o.i jaiados; assiincomo se recompensara quem
Segu viagem para a cidade do l'orlo ,, j n
Y. iic nvnr mi i iwr i.ii ;i-i, [ni si ln (Id i'(i(ii-
com toda a brevidade o bergantim portuguez
Importador, Capitao Jos Francisco Carneiro ;
quem no mesmo quizer carrejar, ou ir de pas-
sagem, lirija-sc ao mesmo Capit'io, ou a seu
consignatario Manoel Joaquim Ramos o Silva.
> Para Lisboa sahira com a brevidade
que lor possivel o patacho Espadarle, Capitao
Joao da Costa Neves ; quem nolle quizer car-
reg ir, ou irde. passagem, dirija-se Nascimen-
to Scbaeffer & C., na ra da Cruz n. 45. (5
2 Vende-se o brigue Ficoria, em hasta
publica, as 4 horas da larde do 14 do corrente,
na ra d > Atierro da Roa-ista, i porte do Illm.
Sr. Juiz de Urphaos Carneiro da Cunta. (4
Para o Cear e Carac sai no dia 20
do corrente mez a sumaca Santa Cruz ; quem
na mesma quizer carregar, ou ir do passagem,
para o que lem excellentes commodos, enten-
da-se com Caetan Cyriaco da Costa Moreira
ao lado do Cipo Santo n. 25 ou com o Ca-
pitao Manoel Pereira de Sa.
1Para o Ass partir no dia 15 do corren-
te o bem condecido nesta praca- brigue Fiel;
para carga ou passageiros, trata-so com Firmi-
no Jos F. da Roza, na ra da Moda casa n.
7. I.* andar, ou com o Capitao Manoel Mar-
cianno Ferreira (6
1 I'ara,o Rio de Janeiro, partir com minia
brevidade o muito veleiro briguo Feliz, forrado
eencavilhado de cobre ; para carga o passagei-
ros lem lindos commodos que pdem ser
examinados pelos pertendentes : trata se com
Firmino J. F. da Roza na ra- da Moda casa
n. 7 1. andar, ou com o Capitao Manoel
Jos Ribeiro (8
A barca l.arangcira est para cahir na
agoa toda forrada e encavilha de cobre,
[.rompa de um ludo para seguir viagem para
qualquer um dos porlos tanto do Norte como
do Sul ; quem nella quizer carregar ou ir de
passagem para e que tem excellentes commo-
dos : dirija-se a ra da Praia n. 39, a (aliar
com os Srs. Cabral & Larangoira, ou com o
Capitao bordo dita barca quo fe acba Tun-
deada no mar maneo, por detraz da casa do Ma
noel Goncalves da Silva, na ra da Praia
Lcjkioes.
1__Bolli & Ghavannes farao leilo, por in-
tervengo do Corre1orOliveir8, de grande sor-
timento de fazendas francezas suissas o al-
lemes de seda, linbo, la e algodao asmis
nroprias deste mercado : terca feira 12 do prehendidas na Mamaria que tem na comarca
corrente s 10 horas da manhaa, no seu ai- do Bonito principiando pelo pnento da barra
ma/cm na ra da Cruz. (7 da Xata da prata seguem pelo rio Una ate a
l-L. G. Ferreira & Companbia farao lei- Caxoeira gra.ide, e pelo nascenle com os^marcos
lio, por inlervencao do Corretor Oliveiru de de sua divisa
urna porcaodo feriaba de trigo: (Ruarla feira,
hV)"V, -------------.~- ----------1------------ ,--------
os levar, ou" dalles der noticia no sitio do Com-
ital, ou na ra Carga do Rosario, loja do Sr.
Codv. (18
AUm rapaz portuguez de idade 18 a i9
annos, o qual anda seacha arrumado, e por
nao so ichar satisleito, se olTerece para cai-
xeiro de qualquer estabelecimento, excepto
venda quem precisar annuncie por esta folba.
4 No dia 27 do passado fugio urna rola
de Hamburgo, ou de Angola ; a pessoa que a
pegou, querendo restiluil a ; seu dono, dirja-
se ra estreila do Rosario n. 21, que sera
recompensado. (5
\ O abaixo assignado participa ao Sr. Jo..
Olimpio Baptista, morador nos Afogados, arre-
matante do imposto do capim, que tendo ar-
rendado seu sitio da Ma'gdalena, prximo ao
Lucca, ao Sr. Jos Paulino d'Almeida, este o
largou em Maio, por isso o abaixo assignado
avisa que nao vende capim,
Jos Fernandes [i iras. (8
2No deposito de bolaxa n 2. da ra do
Rozario junto da botica, acba se bolaxa a
1920 propria para casa de familia, assim tan*
bem bolaxa para vendas, de boa farinlia por
commodo preco de 3,360 reis. (5
5 Quem precisar de feilores para sitio ou
engenho, ou mesmo para servido bracal, che-
gados prximamente da Europa, dirija-se ao
Recife. ra da Cruz n. 23. f4
LORTE1A DE S. PEDRO
MARTYR DE OLINDA
Nao pudendo ter lugar o andamento das
rodas da Lotera de S. Pedro Martyr de Olin-
da no diaOdo andante como ostava anounciado
em consequencia de existir ainda por vender o
bom de sete conlos de rs. ; ordenou o Exm.
Sr. Presidente, que ficasse para o dia 21 do
referido mez. o que ter lugar empreterivcl-
mente, liqueni ou nao bilbetes por vender.
Os ditos bilhetes, achfio-se a venda, na ra
do Cabug lejas dos Srs. Pereira, & Cuedes.
e nos mais lugares do coslume. (14
3 Quarta feira, 13 do corrente, as 4 ho-
ras ila tarde, em praca publica do Juiz da 2.'
VaradoCivel, na ra do Sol, se bao de arre-
matar tres sitios com casas por acabar, os quaes
sao situados, dous no Caldcireiro, cem frente
sobre o rio Capibaril e. e um no caminho do
Caldeireiro para o Monteiro, por execuco de
Henrique Jorge contra seus devedores Julio
Boyer & Lamach. (J
3Constando ao propietario das trras com
13 do corrente, ;,s 10 horas da manhaa no
seu nrmazem no becco de Manoel Luis Gon-
calves no Recife. (6
-unnflwt-!t.""imw II1- '* -1- W l Buy
Ivssos dhersos.
2 -^ Precisa-se de 2:700,000 rs. a juros de
1 por cento, sob hypotheca em um sobrado de
um andar bem construido, na ra da Praia ;
quem os quizer dar annuncie.
2 Antonio /Ivs Vianna embarca para
Goianna, na sua harcaca Itamaraqucnse, de
que be mostr Jos Maria, dez escravos, sendo
duas mulatas Francisca o Felicia, esta do 20 e
aquella de 25 annos ; quatro negras, sendo 5
crioolas e 1 d'AnRola, esta do nomo Maria, de
idade 18 a 19 annos, e aquellas Sebastiana de
40 a 50 annos, Quitea do 20 anuos, e Mane-
la do 25 annos; urna nogrnha crioula do no-
que ossas Ierras outr'ora oc-
cupadas com lavouras, o sao actualmente por
gados de toda casta pertencentes a estranbos ,
que alli os conservDosemautorisacaododitopro-
jiri'-tar io ; e nao convin o a eontinuaco de se-
melbante abuso cujas consequencias podem
ser fataes a seus autores e do laclo o sio s
rendas publicas, que soflrem consideravelmen-
le com o desvio do emprego dessas trras ro-
ga-so aos Srs Fiscaes da comarca do Bonito ha-
jio de dar por ellas repelidos varejus e multa-
ren! osdonosde t do e qualquer gado que l en-
contraren) visto nao perlencor urna soca beca
dille ao referido propietario o ser digna de
seu esclarecido zelo essa diligencia. (20
3 AluRa-sc, para passar-se a lesta ou por
anno, a casa do sobrado, comcochoira, estri-
bada, o todos os commodos para familia, sita
na Ponto do (Jchoa ; quem a pretender dirja-
le ao sitio no Sr. Francisco Antonio do Olivei
ra, ou ao seu escriptorio na ra da Aurora.
Tgmbem elugao-se dous andares as casas do
mesmo Sr. F. \. de Oliveira, sitas no Alterr o
da Boa-vist". (9
2-- Precisa-se tingar um sitio pequeo, com
boa casa, serdo sobiado melhor, e que lenlia 80
commodidades precisas, de boa apoa, tanque,
earvoredos de fruto sendo nos arrabaldes o
mais perto possivel anda mesmo que se to-
me conta da chave antes, ou depois da festa; '
quem tiver annuncie. 0
3 Aluga-se, por anno ou pelj lempo da
festa. urna casa de campo para grande familia.
CUos commodos sao ot seguintei : urna grande)
sala, toda ladrilnada de marmore, com quatro
(uartos na frente, grande sla dejantar.com
despensa junto, e 'nais tres quartos, um recreio
no centro, una boa cosinia. com lo^ao e for-
no, estribara para dous cava los, cacimba com
muito boa agua de beber, subida Iranca por
dentro para u rio Capibaribe, muito fresca e li-
vre d.. sol ; cuja casa be DO lugar do Monteiro,
a segunda indo do Recile, ladoesquerdo; quem
a pretender dirja-se ruado Rosario, 2. an-
dar da casa n. 21, que achara com quem Ira-
lar (15
3 O abaixo assignado, para que ninguem
ignore, faz publico pelo presente annuncio,
que tem de usar dos meios qua lei I he conce-
de contra a autora sua sogra Florencia Marga-
rido dos Prazeres, viste que ella particularmen-
te nao Ihe quic pagar a quantia de cento e qua-
tro mil oitocenlos oitenta a dous ,"8, de cusas
constantes de una sentenea que contra ella ob-
teve, pela qual fui requerida, e por ter dito o
procurador dalla, que 8 mandasse metter na
cadeia. Francisco Jos Dias da Costa. (11
3 Aluga-se um grande sitio na campia
da Casa-forte, com casa rece -edificada, com
um bello copiar na frente, ptimas accomoda-
cOes, cosinha fra, coebeira estribara, mui-
tos arvoredos de Tracto, campo para quaesquer
plantflQdes, e para capim ; aluga-se mensal ou
annualmenlc : na estrada do Cordeiro, sitio de
Nuno Mara de Seixas, ou na ra doAmorim
n. 15. (9
3 lede-se a pessoa que lirou urna caixa
de prata para rap, que baja de deital-a por
ha i soda porta da loja n. 21 da praca da Inde-
pendencia, pois sabe-so quem a lirou; igual-
mente previne-se a qualquer ourives, a quem
for ol. recida dita caixa. que be j usada, e
tem um quadro liso na lampa, o outros na la-
vragem, e no meio dos quaes tem uns cachi-
nhos a milacSo do uvas, e sem dourado no
fundo, que a lome e leve loja cima. (10
3__ Aluga-se urna negra com bastante leite.
para criar ; quem a quizer dirija-se a Fora de
Portas, defronle da intendencia, sobrado de
tres andares n. 147. (4
3 \iem precisar do urna ama de leite,
parda captiva, sem cria e com abundancia de
leito. procure no Arraial. sitio doDutra, de-
Ironte do do fallecido Joao Carlos Pereira de
Burgos. (5
10 A medicina popular americana e as
pululas vegetaes que a muito* annos, estSo em
uso em todos os paizos tropicaes, lem se prova-
do como urna medicina inesiimavel, sendo pre-
parada de proposito para clima quento, e com-
posta de ingredientes que nem requerem dieta
nem resguardo e pode ser administrada a cri-
anza mais tenra.
Cada caixinha leva o seu receituano, custa
i 000 ris a medicina pupuiar e americana de
30 pululas, o S00 ris os pululas vegetaes do Dr.
Brandreth de25 pululas.
Avisa-se ao publico que a medicina popular
ainda nao appareceo falsificada e para maior
seguranca das verdadeiras pululas vegetaes,
vende-se de boje em diante cada caixinha em-
brulhada no seu receituario fechado com a firma
dos nicos agentes para o Brasil no Rio Janeiro.
Vende-se nesta praca em casa do nico agen-
te Joao Keller ra du Cruz n. 18, e para maior
commodidade dos compradores na ra da Ca-
deia em casa da Y uva Cerdoso Ayres, ra No-
va Guerra Silva e Companbia, Atierro da Roa-
vista, Salle e Chave. /24
-,__Precisa-se de urna ama de leile, nSo im-
porta seja captiva, sendo boa cnadeira, paga-se
bem ; na ra da Aurora n. 48. (3
3 Precisa se deuma am?, que seja de boa
conducta, para tomar conta da casa de um ho-
mm solteiro. e que saina coser bem para tratar
de sua roupa : annuncie. (4
4- Johnslon Pater & C.J.N. mudrao o seu
estabelecimento de ferragens para a ra da Seo-
zal'a N va n. 42, onde outr'ora morrao Fox
& Stodart, em cuja casa se acba um completo
sortimento de laixas fundidas e batidas, moen-
das para agoa e bostas, e maquinas do vapor de
alta o baixa pressao, de forc de 3, 4 o 6 caval-
los nglezes. I*
4= Quem quizer aprender grammatieal-
meotc a lingos franceza com um professor hbil
e exacto, dirija-se ao Atierro da Roa-vista, so-
brado n. 3 '*
3 Aluga-se urna burra, quem a tiver e
quizer alugar, dirija-se ao botiquim ao p do
tbealro. i3


3 Roga-sp". certo Sr. morador no Atter-' O abaixo assignado, mestre barbeiro de-
ro da Boa-vista baja de comparecer do praso clara ai) respeitavel publico que nao se con-
de 8 dias na ra Nova, venda n. do a lim funoo com a sua (enda pois que ella lie no
de pnaf (ar suas contas, visto se terem passadojmais de *go ; tambem annuncia que tem um ptimo
3 annos do contrario lera o descosto de ver o rebolo, no qual amla navavalhas finas, o
seu nome por extenso publicado. (7 qual nao hecomoos outros, emrasaode amo-
3 Aluna-se o segundo andar da casa n. 7 lar os ferros nuiis linos que ha a para que se
da ra do Queimado ; a tratar na loja da mes- nao entine com o barbeiro do Becco-largo ,
ma casa. (3 i faz o presente anouocirj, J'alentim Jos Cor-
3Tendo o abaixo assignado ja mais de urna reia.
vez deixadode encontrar no Correio desta cida- Precisa-sede urna ama para casa de nm
de, cartas que para aqui Ihe tem sido dirig- homem solteiro que saiba cosinhar, engo.n-
das e que bastante falta Ibe fazein ;ulga ha- mar ecoser, que seja branca ; quem estiver
ver outra pessoa de igual nome uue por en- nestas circunstancias nnnuncie.
gano as recebeo ; se assim he, roga-se a esso A pessoa que quer comprar elementos
Sr. o obsequio de por esta folha aizer o lugar de algebra de Bozout, dirija-se a ra das Flo-
aonde pode ser procmada alguma que tenha res n, :t5 das 7 as 9 hora da mai.ha e das
em seu poder, ou mandal-a entregar na ra de l duas as 'i da tarde.
Apollo a. 16. Antonio Rodrigues Fernandesl Na noute de 2 do corrente furtrao um
Vieira. d 11 par de rodas de urna carroca que eslava na
3 F. E. Alves Vianna abri de novo o sea
armasem de assucar para exportaco na ra
da Sen/alla-velha n. 110. 3
3 Quem precisar de urna ama capa: para
caza de um homem solteiro a qual engomma
e cosfnha annuncie. ;3
3 Anenda-se para a festa
um sitio com casa de vivenda .
ra Nova de S. Amaro casa nova de dous an-
dares; roga-soa quem forem offerecidas, que as
nao comprem porque em qualquer parte ,
que se.v-harem sero reconhecidas por sig-
nal particular que teem o qual se nao pode-
r desfigurar ; pois sabe-se quem as furtou e
ou por anno j so nao forem restituidas no praso de 3 dias, ser
com duas salas, o seu nomo declarado e proceder-se-ha na
3 quartos cosinba (ora despensa e quarto forma da lei.
paia escravos ; tem proporedes para otaria por' O Sr. l. B. S M. morador em S. An-
ter bario tem banho a porta multo fresco lio n quem o abaixo assignado otorgou po-
boa vista ^c. he no lugar do Remedio ; na
ra de Agoas-verdes n. 21, a vista dos preten-
dentes se diro outras proporedes. i3
3 Desappareceo no dia ti do corrente, s
deres para cobrar certa divida o qe, abusan-
do da confianca, que nello depositou o abaixo
assignado nao tem querido entregar-lhe o res-
to luja de o lazer quunto antes, seno infa-
por Felis Soares. de Carvalboe Joao Rodrigues preco commodo; a tratar na ra da Cadcia-vo.
dos Passos.
. Compras
2 = Compra-seum transelim fino com pas-
sador, duas voltasdecordocom urna medalha,
dous pares de brincos pequeos para meninas,
dous anneles, tudo de ouro de lei e sem feitio,
paga-sebem ; na ra da Assumpco n. 10. (5
2 Compra-so urna rotula que tenha 5
palmos e moio de largura e 12 pouco mais ,
ou menos de altura ; quem tiver annancie. 3
Iha armasem n. 12. l5
|Vende-se um sobrado de um andar edon?
sotos a pouco acabado em chaos proprios,
com quintal e boa cacimba sito na ra do Fo-
Fogo n. 27; urna guarda-livros moderno em
bom uso ; urna travedo 5'i palmos do compri-
do e he muilo grossa a qual acha expos-
ta junto ao theatro novo ; na ra estreita do
Rosario rt. 10, terceiro andar. (S
l_ Vende-se um bom terreno em Fra-de-
portas j atterrado com 60 palmos de (rento
e mais de 600 de fundo : at ao caes projectado;
na ra da Cruz n. 62. (i
1Vende-se ou troca-sc urna mulata mui-
to alva de 27 anuos, boa cosinheira engom.
2 Compro-se efTectivamente pira fura da
provincia mulatas negras, emoleques de 12 a madeira, rendeira, e faz todo o servico de urna
20 annos, pagao-se bem ; na ra Nova loja casa> por outra mais trlgueira e se fof mais
de Ierra gen s II. 16. 4
2 Coropra-se um braco de balanza grande,
urna mesa com gaveta j usada ; na ra dos
Copiaes o. 20. (3
2Compra-se um berco em bom estado ;
quem tiver annuncie.
Compra-se um metbodo geral para flau-
ta em bom uso ; na ra do Queimado loja
de fasendas n. 40.
Compra-se um lancha para servico de na-
vio estando em bom estado ; na ra da Moe-
da n. 7 primeiro andar a fallar com Firmino
Jos Felis da Rosa.
1 Compra-se urna venda que esteja bem
moca se tomar aquillo que for de rasSo; na
ra de S. Theresa n. '25. 9
1 Vendem-se 100 palmos de terreno, com
500 pouco mais ou menos de fundo, entre as
duas pontes da estrada da Magdalena sendo
os 100 palmos na frente da estrada e com 76
palmos no fundo trra propria a .'0/ rs. o
palmo por junto ou em porces; na ra Im-
perial n. 64. (7
1_ Vende-se, por precisao, una negrinha de
9 annos, de bonita figura, sem vicios o com
principios de costura ; na ra do Queimado,
loja de fasendas n. 23.
4 horas da tarde, um moleque crioulo do nomo livelmenle passar pelo dissabor de ver publi-
Lino. idade de 13 para li annos, estatura pro- cado seu nome Por extenso e as circumstan-
porcionada idade, cheio do corno, muito vi- Cia* do negocio. Jos Mara de Carvulho.
vo, testa larga, com urna cicatriz pequea no I ~ Aluga-se um sobrado de dous andares e
meio, cor lula, nariz chato, bocea quasi renu- ao "3'. do Atierro da Boa-vista ; a tratar
i ., 7 ". na ra do Mondego n. 78.
lar, nenies a v s, sendo os da parte sunenor ni *
,,,,, ... j sulnilur i Precisa-sede duas a tres imagens, sendo
bacantes largos; est. vestido de camisa de ma- uma dp s. Antonio e outra de S. Sebastio am-
dapolao fino, ja toda rota, calcas de brim bran i bas com o vulto de palmo e meio ; na ra de
co, trancado, fino e de quadros pequeos, lar- S. Bili-nova n 91.
gas, bastante sujas, e com suspensorios, sem I Deseja-se fallar com o Sr Jos Serqueira,
chapeo; qu-mi o pegar, ou deile soulier noli morador na lieguezia do Palmeira teimo de
( Braga, por isso annuncie sua morada.
DSo-se 480/rs. a joros sobre penhores de
j ouro pruta, ou firmas a contento ; na ra do
Livramenlo, padaria n. 32.
Procisa-sede um padeiro ; na ra do Li-
vramenlo, padaria n. 32.
Agostinho Jos Franco, filho legitimo de
Agostinho Jos Franco e sua prlmeia mulher
D. Mara do Rosario, como j 6e acha de maior
idade, j na casa dos 40 annos, perguntaaSe-
nhora I). Maria Candida da Silva, viuva do pri-
meiro marido Joaquim Machado Freir tes-
tamenteiro do fallecido pai do referido Agosti-
nho tutor meu em quanto fui de menor,ida-
de, e com a dita senhora viuva, casada segun-
da vez com Joo Ferreira da Cunta hoje fal-
lecido pi rgunta, se uma casa de sobrado de 2
endares sendo o andar de baixo do varanda
de ferro na ra Direita n. 43 e em cima da
rumieira a for matura deum vaso ceos permi-
l.io que nao seja doce de guindes nem conser-
vas defles, mat slm doce de laranjae caj sec-
co se esto sobrado e um sitio no Arraial he
mea ; rngo-lhe a merc, como boa mulher que
he me later entrar neste conhecimento, que
mi petos ;\ diplomas do delunto meu pai, he me
l,i. acreditar no meu prognostico ; como Vine,
nunca me tem dito nada a respeito por isso
i feo por meio deste : moro na ra Direita
(4
j_Vende-se a armacao com o restanto das fa-
afreguesada e em bom lugar do bairro de S. An- sen(jas aa |0ja a rua do Queimado n. 43, com
tonio ; e mesmo se aluga uma casa que esteja Q praso a conttnto do comprador ; a tratar na
em taes circunstancias para o dito fim ; quem mesma ]0a u
tiver annuncie. |5 J_Vendem-se 6 escravos, sendo uma mu-
1Compra-se uma caixa para cadeinnha de ,ata d(! 5g a|H)OS f com habilidades ; duas re-
arruar nova, ou usada ; no pateo do Car- grjn|,as de 12 a 14 anuos, proprias para mu-
mo n. 18, segundo andar.
Vendas
cas, pode dirigir-se a rua Imperial, sobrado
n. 79. que ser generosamente recompensado.
3 Precisa-se de uma ama de leite, que le
nha boa conducta e seja carinliosj, para eriar
um menino que tem trinta dias de n.iscido ; a
tratar no 1 "andar do sobrado n. 20, aira/ do
theatro. [g
2 Quem precisar de uma ama crioula ,
com bom leite para acabar de criar alguma
crianfa dirija-se a rua de S. Beato em Oiin-
da sobrado de um andar. 4
2Precisa-se de um refinador de assucar ,
sendo perfeito no seu trabalho no se olha a
preco'; no Atierro da Roa-vista n. "24. i3
2 D-se dinheiro a premio com penhores
de ouro e prata, mesmo em pequenas quan-
tias; na rua da Praia n. 22. (3
1 O Sr. Joao Antonio Martins dirija-se ao
becco da l.ingota n. 3. venda de Joaquim Jos
Rtbello a negocio de seu interesse. ;3
1 Aluga-se um sobrado de um andar, que
representa dous ditos do lado de detraz silo
na rua'Augusta n. 3, com excedentes commo-
dos para qualquer familia com ptima visla e
muito Irasco lem quintal e cacimba d-se
por preco commodo ; a tratar na ru do Ran-
gel^i. 3, cout Frederico Augusto de Lemos. (7'
I Quemjprerisar da um caiteiro, que sabe
bem lar, escrever e contar, ebegado protima-1 bot'CB n- ;'6 Desejosua resposta. Agostinho
mente da Kuropa o qual d fiador a sua con- '"" Franco.
dueta, e ollWece os seu. servias tanto nesta Maria laudina do Livramenlo embarca-
>praca como.fura della, dirija se a rua de Apol- se para o Aracaly a unir se a seu marido.
Na loja de cabos ao lado do Qprpo Santo
n. 25 existen) cartas para os Senbores Te-
nente-corooel Joo Gomes. Dr. Jos da Sil-
1
venda n. i.
1- AI una-se um sitio para se passar a lis-
ta, ou animalmente por preco commodo, na
estrada da Casa-forte junto a venda grande do
" cotnmodos, e por preco commodo ; a tratar
na mesma venda de Nicolao Rodrigues da Cu-
nt
va Guimaiies ,
Silva Antonio
mes.
- lio se 700,000 rs. a premio com hypo-
Satiro Serafim Benevdes da
Beraflm e Mathias Jos (io-
.a em S Anua da Casa-forte ou no Recile theca en. i asa, ou penhores 'de ouro "oo inaU-
na venda da esquina da rua do Mundo-novo. ,8 na rua Direita n. So. i
1 trecisa-se de um preto pura i. servico de
casa ; na rua do Trapiche-novo n. 8. 2
1 Aluga-se urna grande casa terrea com so-
tao, no sitio do Cordeiro a margora do rio
Capibaribo a qual no pavimento terreo ten.
duas boas salas, gabinete, 5 quartos.e cosi-
nba fra ; o sotao tem duas salas 4 quartos,
tudo muilo aceiado e bem pintado ;al4ri disto
tem em separado eocuefra otrihiaia para 6
cavallos., casa para esclavos e dila
no pateo do Cariioi n. 1/
Alugo-se os segundo e terceiro andares
.3
1 Evaristo Domingos dos Santos avisa a
seu credores que compareci na rua Impe-
rial n. 3o, do da Terca feira das 10 horas da
manhaa em diante.
IOs Senbores Dionisio Rfbeiro de Vascon-
celios Antonio de Paula a Mello, Antonio Ro-
drigues Vieira Jos Nones de Paula Josi;
Francisco do Atevedo, Aotooio Monool Dias Pa-
redes Simplicio Cordeiro llego, Joaquim Jos Meneos pretos para grvala, lindos cortes
J criados; j Ferreira da Penha, o Jos da Costa Albuquerque Icolete chapeos de sol de seda brelanh
i queiro mandar a praca da Independencia li-
viana na. 6e S
i......- receberem urnas cartas, viu-
da casa n. 40 da rua do Queimado ; a tratar na dasdoserlao q
mesma rua loja de fasendas n 44. [3 i_u abaixo assignado vend. a sua proprie-
- fferece-se para ca.xe.ro de encaixnmento. dade denominada S. Anna Paroameiim ;
ou administrador de engenho e ao mesmo tem- os pretndeles pdem tratar com o mesmo pro-
po para ens.nar pnme.ras latirs a preceilo e prictario.^ Dominaos P. Ferreira P%
principios da iingoa latina um homem con, ( No dia V> do corrente se ha de arrem-
2? m^? rec0Dbec"1ento de sua "onra- I lar em prafa publica do Sr Dr. Juiz do (Tvel
dex e probidade; quem de seu prestimo se da prime.ra vara um sobrado de um andar
quuer ut.I.sar, annuncie. i0lao Iia rua du Ki pert,ncenr8 (a le
-Precisa-se de uaihonnm para andar ven- cido Jos Francisco MindeUo e seus lllhos uor
e0?t?'U T Um !Jet : "a rUi,alr" eiecucooue contra el.es movem os 5oi Pdo
da matriz da Boa-*isla n 22 ; na mesma casa fallecido Jos Lopes de Albuquerque
tambero se da pao de vendaccm a pretas 0 No dia 12 do corrente pelas 4 horas da
apretos, f.cando seus senbores responsaveis tarde, na porta do Sr. Dr. lus de Direito da
,Jr prin eir vara do civel ter lugar a nnmeira
- A pessoa, que annuncouuuerercompiar praca para ser airematado por 3 annos, os
un baldo usado duija-se as C.nco-ponC> n. .lugneis da casa terrea n. 82i, s.ta na rua d
100 que lodo o negocio N faz. s. J(Ji, cuja Wi| bl u a
2 Vende-se, por 1600 rs. a nova pauta
das Alfandegas ; na praca da independencia ,
livraria ns. 6 e 8. ;3
3 Vende-se um preto de Angola sem vi-
cio algum ptimo para engenho, ou outro
qualquer servico, na rua estreita do Rosario,
esquina do becco do Peixe-frito n. 9. (4
3 Vende-se o muito conhecido Champanhe
de July, chegado de Franca pelo uilimo navio ;
em casa de Avrial (raos, na rua da Cruz. '3
3 Vende-se bezerro de lustro a 4S0O rs. a
pelle, e os quartos a razo de 5/ is. bezer-
ro francez a 3300 rs. a pello, marroquim a P60
rs., dito rouxo a 2^ rs., e outras multas miu-
dezas por preco commodo ; dcfronle da igreja
do Livramenlo loja n. 2. (6
3 Vende-se uma negra de bonita figura ,
de 18 annos, cosinba; nasCincn-pontas n. 15i
3Vendem-se muito boas Lichas deHam-
burgo ; tambem se alugao e vao-se applicar ,
por preco commodo ; na rua Direita, loja de
barbeiro n. 123. (4
3 Vende-se o resto das casas defronte de
S. Jos do Manguinho em chaos proprios ; a i
fallar no sitio junto as mesmas. [3
3Vende-se uma cadeira de arruar, forrada
de seda ; um piano de muito boas vozes ma-
cacos de estivar carga, encerados, oleo de li-
nhaca em botijoes ; na rua do Amorim n. 13.
3 Vendem-se pequeos gigoscom uma du-
zia de botijas de superior genebra de Hoilanda,
da mclhor que tem vindo a esta praca a 4480
rs ; na fabrica de licores do Atierro da Boa-
vista n. 26. (s
2Vende-se o diccionario inglez, dos gran-
des por Vieira 2 v. ; a historia da Ingla-
terra por I8#rs. ; no paleo do Carmo, fabrica
de charutos n. 3. '4
2Vende-se um preto de meia idade, de na-
cao Angola bom carfbeiro por preco com-
modo ; no Atierro da Boa-vista, padaria n. 66.
2 Vendem-se 400 varas de algodao da tr-
ra a 210 rs. a vara ea 205 rs. em porco ; na '
rua do Queimado loja n. 27 da esquina que
vira para o largo do Collegio. (4
2Vendem-se c alugo-se bichas de Ham- j
burgo, por preco commodb e hespanholas a
10,000 rs. o cento ; na rua da Ciuz defronte
do Porto das CanOas, loja de barbeiro n. 4.3. ,4
2 Vendem-se ptimos brins para caifas j
luvas mcias paia homem e senhora, de todas
as qualidades ricos cortes de vestidos de la e (
seda cassas sedas escocezas, de bom gosto ,
chitas rancesas largas bicos de seda e de li-
nho bretanha de linho esguio muilo fino .
merino pannos finos de superior qualldade ,
d
a pa-
ra jaqueta lencos de setim preto para gravata,
ditos de sarja cscoceza e outras muitas lasen-
das tudo por preco commodo ; na rua iNova
" (13
2 Vende-se uma morada de casa terrea de
pedra e cal com quintal e cacimba no prin-
cipio da rua du S. Miguel dos Aogados, d'on-
dese avista todo largo da igreja da Paz ; na
rua Velha n. S6. (3
1 Na rua da Cruz, casa de Henrique Zim-
mer, vende-se oleado preto superior, em pe-
cas de 10 co vados. '2
1Vende-se a melade deum sobrado de 2
andares o sotao com Irapeira, tanto para o nas-
centecomo para o poente sito na rua Direita,
defronte do becco que vai para a Penha n. 8
a tratar no primeiro andar do mesmo sobrado.
1 A bordo do brigue Deos-te-guarde. Tun-
deado no Forte-do-Mattos, defronte do trapiche
do algodao, vende-se superior sal do Ass, por
.(* camas; duas pretas de nacao, de l a 20 annos;
um preto de 30 annos, canoeiro, na ruado
Rosario da Boa-visla n. 48 (6
Vende-se cera de cari.aba a retalho e em
porco ; na rua do Crespo n. 11-
Vende-sealvaiade de superior qualidade;
em casa de Fox Brothers na ru,1 da Cadeia-ve-
Iha n. 62.
Vende-se sal de Lisboa a bordo do brigue
Fiel; a tralarcom o Capito do mesmo brigue,
ou com Firmino Jos Felis da Rosa na Tua da
Moeda n. 7.
Vende-se excellente farinha de Triste o'a
marca SSSF ; na rua da Cadeia armasem de
Jos Rodrigues Pereira & Companhia.
Vendem-se cortes de chitas finas de lindos
padroes com locovadosc meio, cada um a
2/ rs. ; na rua do Queimado esquina do bec-
co do peixe-frito n. 2 e do Collegio n. 27, lo-
jas de Manoei Jos Goncalves.
Vende-se uma negra de 20 annos que
engomma, eos i nha e vende na rua; na rua da
Cruz n. 02.
Vende-se sal de Lisboa muilo alvo pro-
prio pura venda ; na rua Nova, venda n. 65.
No becco da Lingota n. 8, contina-se a
vender bichas grandes de todas as qualidades,
chegadas ltimamente por preco commodo.
Vende-se um moleque peca de nacao, do
18 annos; 4 escravas proprias para o servico
de uma casa eso ptimas quitandeiras; uma
negrinha de II annos propria para costura ;
na rua das Cruzes n 41, segundo andar.
Vendem se dous moloques de 1 4 annos, de
bonitas figuras proprios para pageos e servem
bem a uma casa ; uma bonita mulata de 16
annos, recolhida sabendo perfeitameole en-
gommar, e he boa costureira ; duas escravas
ptimas para todo o servico ; na rua Direita
n. 81.
Vende-se o guarda livros moderno; na rua
do Crespo n. 12.
Vendem-se chapeos para senhora flores
finas para enfeiles de cabeca e vestidos, cintos
de aljofares luvas compridas de pellica 60-
fetadas para senhora ludo do uieihor gosto
que tem apparecido nesta praca e chegado pe-
lo ultimo navio de Franca ; na rua Nova n. 2 ,
primeiro andar.
Vendem-se as admiravei navalhas de
ac da China que teem a vantagem de cortar
o cabello sem ofiensa da pelle delxaodo litar o
rosto parecodo estar na sua brilhante mocida-
de ; este ato ha exclusivamente na China e
s nelle traballiodous dos melhores cutileiros
a cidade de Pekim, capital do imperio da Chi-
na ; vendem-se nicamente na loja da viuva
Cunba Guimaraes, na rua do Crespn. 12.
Escravos fgidos
I Funjo no dia 8 do corrente a prvta Mar-
garida de nacao Angola de 30 a 40 annos ,
baixa esecca do corpo; levou vestido de algo-
dao de riscado azul bata preta um tabolei-
ro e uma gamella com cajs que andava ven-
ciendo ; quem a pe^ar, leve defronte do Corpo
Santo n. lo, que ser recompensado. (7
3 No dia 27 do p. p. fugio urna preta de
Angola de 2' annos baixa cara redonda ,
com marca no braco, ormand > dous -culos,
com uma ferida em uma das canellas das per-
nas ; levou panno da Costa desbotado, e saia
de chita usada um taboleiro com jambos, o
chama-so Benedicta ; quem a pegar, leve ao si-
lio de porto de Ierro, delronte de S. Jos do
Manguinho que ser gratificado. (!)
pkhn: TP. DE M. l. DEFAMA1.844"


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID ERTT6SU49_R2VU80 INGEST_TIME 2013-04-13T02:17:47Z PACKAGE AA00011611_05220
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES