Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:05217


This item is only available as the following downloads:


Full Text
A Fino de l&M.
Quinta Feira 7
W.1T. -.-.;-,. ;;-:> : -V ----
O Dl*BIO pubtica-st lodos01 O iJiAElopuMica-w lodosos i!:iquen;io lorea, sanuncano, : o prego da aseignatura
ne dr lri til re. por quartel unios atliantatloa. O annunciosdoa assignanles sao inferidos
f-ratif, e 01 dOi que B lo (breas i ratao de 81) res por linha. As reclamacoej deTem er diri-
g.das i t Iyp.| '" das Crujes n. 34 ou a praga da Independencia loja de liyrotn. 6 8.
PARTIDA DOS CORREIOS TERRESTRES.
G0l*nB*,i S'.irahyba, secundase eMas feiras.Rio Grandr do Norte, chega a 8 2-e par-
te i 10c34.Cabo, Serinhaem KioFomaio, Macer, Porto Cairo, Alagoas: no 1,
Ha 'Jldecadamet.Garanhuns e Bonito a lUe Sida cala mei Boa-Tiste eilor-
a i:i. 38 dito.Cidade das da semana.
4 Sse a. Carlos Itnrrouieo. Aud. do J. de I). da "_'. t,
6 Terca s./aerrias Ral, aud. doJ. da D.d 1. t.
fi Quarta s. Sctoro Aud do J. de D. da 3 t.
7 Quinta riorencio And do .1. de 1) da 2. t
fi Seitas Screriano Aud. do J. de 1). da 1. v,
S) Sab. o Tbeodoro "el.
4d Dona. O Patrocino de N 5:
BTiMBrit" L'" -^jy^a^aa

de Novembro
Auno XX. H. M9.
_ safaMfBfaaBHB
O agora dependa loe; lajlOfai i, t o.ieray.io' e en tgia: c.,n-
i ... )> J 'nal m a i i
> umu principian! i enlT* .""SU, ""
i Geral d. aiaui.
can ioi no du C db koi i iibbo,
'zmbioeaobre Loeidree ..' l| : .,,
venda.
47.O 17,501)
Parii
;s
i franco
t\. 7,40U 47.SU0
Lisboa i:i' j 9,500 ^,71)0
[Prala-i'aia .I \Wo
Noeda de cobre ao par. l'esocoliuemuaree I ,'Jiu 2,i'oJ
dem de letras Je boae nrr>ts u DitOf auxicanof 1,900 1.'J-0
PHASES DA LA NO HEZ DE 01 H BRO.
La eheia a'2f> as'_'horas c 4'i in. dam. iLuanoTa a 41 at 9 h <-4 rain, da tarda.
Miaguante i n .' horas e j miji lia tarda (Cre a ,8 ota bS os. da larda.
Prmmar de koje.
Primera.s J hoias I) min.
  • -ars^ran^s-i '.f.-imi ni-iiant, faja .
    Sai vf a IvIAIbi
    Governo da Provincia.
    EXPEDIENTE 1)0 I)I\ 30 DO PASSADO.
    OllicioAo Commandanto das Armas, oxi-
    gindo u.na relacao nominal o as competentes
    guias das pravas do segundo batalhao de Arti-
    Ihara i p, que se achao destacadas na illia de
    Fernando.
    DitosAos Delegados dos termos do Brejo
    e Flores, determinando, que lacio recolber
    ao respertivo corpo os soldados de polica, que
    di'iv.irao licar s suas ordens.
    IDBM DO DA 31.
    OlciosAo Commandanto Geral do Cotpo
    dePolicia o ao Inspector da Tbesouraria das
    Rendas Provinciaes intelligenciando-os de
    haver concedido ao Padre Joaquim Antonio
    Goncalves Lessa a demisso que pedio do
    lugar do Capello do moncionado corpo.
    PortarasNomeando Supplenles do Sub-
    delegado da freguezia de S. Jos um primeiro
    lngar Manoel Florencio Alve de Moraes;
    em segundo a Francisco Serfico de Assis Car-
    valbo; em terceiro Jos Fcrnandes da Cruz ;
    om quarto Manoel Ifigenio da Silva;em quin-
    to a Manoel Francisco de Moura; e em sexto
    Antonio Ferreira da Annunciacao.Com-
    municou-se ao Cbefe de Policio.
    DitaNao podondo o Quartel-Mestre do
    corpo Policial, Manael Folia Ramos, continuar
    a servir, por ter perdido a vista c achar-se in-
    habilitado para desempenbar as obrigacoes
    seu cargo, segundo o parecer da Junta de Sali-
    do,- (|U9 o inspeccionou ; o Presidente da pro-
    vincia rosolvo demittil o o noma em seu lu-
    gar ao segundo 'Ponente do Artilbaria refor-
    mado Felis Miguis : o quo communica ao
    Sr. Commandanto Geral "para sua intelligencia
    eexocuco. Participou-so u nomoagao ao
    Commandanto das Armas, o ao Commissario
    Pagador.
    Londres 19 de Setembro de 18 H.
    Tomos a maior satisfacao em annunciar. que
    segundo despachos do Mr. Buiwer Ministro
    de S. M, 1>. em Madrid datados de 11 do cor-
    rento e recebidos hontem em Londtes tinha
    sido assignado o tratado para a cessacao das los-,
    tilidades entre a Franca o Marrocos, sendo as
    condicoes em substancia as mesmas quo forao
    oilorecidas no ultimtum original.
    lista noticia foi trazida de Gibraltar no vapor
    Jlicla pelo Coronel Barrie da Legacao Ingleza
    em Madrid.
    Antes do partir o hela do Gibraltar havia
    sido expedido a Mogador um vapor francoz com
    ordens de se evacuar iiriuicdiatamcnlo a ilba ;
    de que estavao de uosse as tropas rancezas des-
    de o bombardeamento da cidade.
    Assim he complotamenro confirmada a noti-
    cia transmittida pelo telegrapho frunce/. e a
    raspeito do tjuui su cuciucuutu aigutiia sys-
    peitas.
    Dublim, 14 de Setembro.
    Mr. O' Connell mandou remover para Mer-
    rion-square o leito om quo dorma durante a
    sua prisao e entregar a Mr. Cvoper, Gover-
    nadot Deputado um novo em seu lugar de-
    clarando que o queria corservar para lom-
    hranca dos seus lilhos. \
    A Gazeta .d# Augsburg de 11 de Setembro
    diz, quo o ajuste commercial concluido entre a
    Blgica e o Zolverein foi acolhido com muita
    satisfacao em ambos os paites. Ostend e An-
    tuerpia virao a ser portos Allemaes Cologno o
    Aix-la-Chapello (carao mais porto do mar. O
    Zolverein pude presentemente estabolecer um
    systema de direitos dillerenciaes que compollir
    a Hollanda e as cidades Anseticas a adherir
    uniao Germnica, i oiogne ja propem embar-
    car lazenda para paizes rcinotus.
    As noticias de Paris alcaocao a 17 do Setem-
    bro.
    A paz concluida entre a Franca e Marrocos
    continuava a oceupar toda a imprensa Parizien-
    se ; porm outres motivos pareciao influir no
    espirito publico em aquello dia do modo quo
    os fundos sofrerao urna declinacao d'um quar-
    to por canto, comparativamente ao ultimo pre-
    go do dia antecedente.
    0 National dizia quo o canhao dos In-
    vlidos que liavia muito tempo s soava
    para annunciar o feliz parto d'alguma Princeza,
    deo na manhaa do dia 16 urna salva em applau-
    so do tratado de paz concluido com Marrocos
    As despezas da expedico contra Marrocos ,
    verificada nos ministerios da guerra e marinha .
    montavao ja a mais do 20,000,000 de Irancos.
    Parece que a idea d urna revista da Guarda
    Nacional de Paris nassada pelo Re no fim do
    predito mez se alguma vez foi concebida esta-
    va ultimamento abendonada. Os Republica-
    nos attribuiao a omisso da revista falta de
    noticias d'Africa victoria de Isly e aos
    bombardamenos de Tnger e Mogador, para
    produzir enthusiasmo. Dizia-se que o Rei ti-
    nha intencao de transportar-so de Neuilly a St.
    Clouri a 25, seguir para Fu no l.de Outubro,
    mais dia menos dia e sahir do Treport para a
    Inglaterra a 5 ou 6.
    As noticias do Argel erao de 10 de Setembro.
    O Marechal Bugeaud voltra aquella cidade no
    dia 5, c fra recebido pelas autoridades debaixo
    d'um arco triumphal, ornado com tropheos to-
    mados na batalha de Isly. A' tarde fizerao-lhe
    os Cnsules das diflerentes nacSes urna visita do
    lelicitacao O Akbar dizia que depois da
    disperso das forcas Mourisca tinha o Mare-
    chal Hugeaud resolvido conduzir o grosso do
    seu exercito para Djemaa-Ghazaouat.
    No primoiro chegarao 0 batalhoes do in'an-
    taria aquello ponto onde deviao a 5 ajunlar
    so com outros 8 batalhoes e com a cavallaria.
    Fictfu um balalhao em Lalla Maghnna para
    guarda do acampamento e o General Bedeau
    tinha voltado a Tlemcen com outros quatro.
    O Alqerie continua noticias de Mogador da-
    tadas de 31 de Agosto. A 25 dero vela os bri-
    gues VolageePandour aquelle para Barcelo-
    na o este para Cdiz. O vapor Veloce ia le-
    vando a reboque o Volago quando dispararao
    sobre elle dous tiros do peca da batera do nor-
    deste. A au de linha Inflexible, a fragata do
    vapor Monlezuma e a corveta Egcrie chega-
    rao no mesmo dia ao surgidouro o logo de-
    pois foro seguidas pelo vapor Ingle/. Jesuvius
    No dia 31 quando a Montezuma foi receber
    as ordens do Commandanto da cstacao ez-se-
    Ihe igual descarga da mesma batera a nica
    quo foi poupada durante o bombardeamento,
    porque nem podia molestar a ilha do Mogador,
    neiR os vasos quo entravo no porto.
    (Times.)
    i i i ni........wii
    u
    11
    ELE1CAO FAKA UEflUADOS lililAES.
    Collegio de Tacarat.
    Os. Srs :, votos.
    VM. .TO .,\
    Bernardo Rabel lo da Silva Pereira
    Procurador Fiscal Antonio J. do Mello
    Bario da Boa-vista
    Vicente Thomaz Pires do V. Camargo
    Cons. Antonio P. Maciel Monteiro
    Antonio da Costa Rogo Monteiro
    Dr. Joaquim Nunes Machado
    Dr. Urbano Sabino Pessoa de Mello
    Des. Joaquim Marcellino do Brito
    Padre Venancio Henrique de Resende
    Dr. Francisco de Paula Baptista
    Dr. Antonio Affonso Ferroira
    Dr. Jos Francisco de Arruda Cmara
    Dr. Felis Peixoto de Brito o Mello
    Cons. Sebastio do Reg Barros
    Francisco Monis Tavarcs
    Gregorio da Costa Lima Belmonto
    Dr. AlexandroBernardino doReise Silva
    Vigario JoSo Manoel da C. Pinheiro
    14
    13
    11
    10
    10
    10
    10
    10
    9
    9
    9
    8
    7
    7
    6
    6
    6
    5
    5
    fl)r. Joao Jos Ferreira de Aguiar
    r. Manoel Ignacio C. de Albuquerquo
    Des. Cavalcanti do Lacerda
    Ten. Coron. Manoel Ignacio de C. Mondones
    Dr. Jernimo Villela do Castro Taveres
    Appolinario Florentino do A. Al.
    Dr, Jos Thomaz Nabuco de A. Jnior
    Dr. Manoel Mendos da Cunlia Azovedo
    Dr. Felippe Lopes Netto Jnior
    Joaquim Jos da Costa
    Dr. Pedro Francisco do Paula C. A.
    Dr. Alvaro Barbalho Ucha Cavalcanti
    Dr. Caetano Jos da Silva Santiago
    Ten. Cor. Izidrr F. de P. M. e Si!v.
    Vigario Francisco Ferreira Brrelo
    Capitao Ten. Filippo Jos Ferreira
    Visconde do Goianna
    Lourenco Bezerra Cavalcanti
    Dr. Felippo do Sousa Leao
    Dr. Ancolmo Francisco Perctti
    DEPUTAnOS PROVINCIAES.
    Collegio de Tacarat.
    Antonio Joaquim de Mello
    Lorenco Bezerra Cavalcanti
    Ten. Cor. Nogueira Paes
    Dr. Francisco de Paula Baptista
    Vicente Thomaz Pires de F. Camargo
    Dr. Jos Francisco de Arruda Cmara
    Barao da Boa-vista
    Dr. Antonio Peregrino Maciel Monteiro
    Padro Venancio Henrique do Rezende
    Dr. Bernardo Rabello da Silva Pereira
    Dr. Joaquim Goncalves Lima
    Dr. Joao Pereira dos Santos Castro
    Dr. Urbano Sabino Pessou de Mello
    Dr. Sobaslio do Reg Barros
    Dr. Joao de Sonsa Reis
    Dr. Antonio Alfonso Ferreira
    Antonio da Costa Reg Monteiro
    Dr. Joaquim Nunes Machado
    Dr. Filippc Lopes Netto Jnior
    Padro Francisco Muniz Tavarcs
    Tenente Jos Pedro da Silva
    Vigario Joo M. da Cesta Pinheiro
    Ten. Cor. Apolinario Florentino do A. M.
    Dr. Ancelmo Francisco Peretti
    Di. Lourenco Francisco de A. Catanho
    Dr. Felis Peixolo do Brito e Mello
    Manoel Ignacio do Carvalho Mendonca
    Barao do Suassuna
    Pudre Joaquim Pinto de Campos
    Antonio Carneiro Machado Rios
    Dr. Alexandro Hernardino do Reis e Silva
    Manoel do Sousa Teixcira
    Dr. Luiz de Carvalho Paes de Andrado
    Ten.Coron. Leonardo Bezerra de S.Cavalcan
    Dr. Luiz Duarte Pereira
    Joaquim Jos da Costa
    Luiz Ignacio Ribeiro Roma
    Vigario Francisco Ferreira Barrlo
    Dr F. C. Olinda Campello
    Padre Joaquim Francisco de Farias
    Dr. Joao Jos Ferreira de Aguiar
    Inspector Joo Baptista Pereira Lobo
    Dr. Antonio Baptista Getirana
    Des. Joaquim ieixcira Peixoto de A. Lima
    D. Francisco Domingues da Silva
    Dr. Francisco Rodrigues Setto
    Dr. Jernimo Martiniano F. do Mello
    Dr. Jos Bernardo G. Alcanforado
    Jos Ramos de Oliveira
    Dr. Joao Ferreira da Silva
    Dr. Eleuterio Augusto de Atahide
    Ten. Coron. Antonio Pedro de S Barreto
    Gregorio da Costa Lima Belmonte
    Dr. Jernimo Villela do Castro Tavares
    Major Francisco Alvos Cavalcanti Camboim
    Dr. Pedro Francisco de Paula Cavalcanti
    Dr. Manoel Mendos du Cunha Azevedo
    Dr. Manoel Joaquim Carneiro da Cunha
    Vigario Manoel Lopes
    Ten.Cor. Tiburtino Pinto d Almeida
    Dr. Manoel Ignacio Cavalcanti do Lacerda
    Dr. Joaquim Vlela de Castro Tavares
    \ gario Joaquim Jos de Azovedo
    Professor Francisco Joaquim de B. Corroa
    Ignacio Correia de Mello
    16
    15
    14
    14
    14
    14
    13
    13
    13
    12
    12
    12
    12
    12
    11
    11
    11
    11
    10
    10
    10
    9
    9
    9
    9
    9
    9
    8
    8
    8
    8
    8
    7
    ti 7
    7
    7
    7
    7
    (i
    6
    6
    6
    6
    6
    6
    5
    5
    5
    5
    5
    5
    5
    5
    5
    5
    S
    5
    5
    5
    4
    3
    3
    3
    Q
    5 Dr. Herculano Goncalves da Bocha
    5 Bemvenuto Augusto do M. Taques
    4 AntonioCoelho do S Albuquerquo
    \ Antonio Jos de Oliveira
    3 Vigario Dama/o da AssompcSo
    2 Major Luiz de Carvalho Brandao
    2 Cap. Francisco Antonio Xavier
    2 Francisco Alvos Cavalcanti Camboim
    2 Dr. Joaquim Jos daC. Nunes Machado
    2 Major Jos Afro de A. Maranho
    2 Delegado Jos de Carvalho
    1 Dr. Jos Telles do vlenezes
    1 Des. Joaquim Marrcllitit) de Brito
    i Dr. Vicente Ferreira Gomos
    1 Dr. Bai rozo de Moraes
    1 Dr. Antonio da Assurnpeo Cabral
    1 Dr. Francisco Xavier Paes Barreto
    1 Dr. Pedro Bezerra P. de Araujo Beltrao
    1 Francisco Camello Pessoa de Lacerda
    1 Manoel Paulino Gou Manoel Carneiro de Sousa Lacerda
    Vigario Luiz Bezerra Cavalcanti
    Collegio de Flores.
    Os Srs.
    Padre Joaquim Francisco do Farias
    Barao do Suassuna
    Antonio Joaquim de Mello
    Dr. Jos Pereira dos Santos Castro
    Padro Joaquim Pinto de Campos
    Dr. Filippo Lopes Netto
    Dr. Joaquim Nunes Machado
    Dr. Felis Poixo de Brito
    Francisco Barboza N. Paz _,
    Jos Pedro da Silva
    Dr. LrbanoSabinoP. do Mello
    Manoel de Souza Teixeira
    Dr. Jos Filippo do Souza Leao
    Cor. Tiburtino Pinto de Almoida
    Prof. Francisco Joaquim de B. Correia
    Dr. Jos Francisco do A. Cmara
    Antonio da Costa R. Monteiro
    Cor. Lourenco Bezerra Cavalcanti
    Ten. Cor. Manoel I. C de Mendonca
    Vigario Manoel L. Rodrigues de Barros
    Des. Joaquim Teixeira I, de A. Lima
    Inspector Joao Baptista Pereira Lobo
    Joaquim Jos da l.osta
    Luiz Duarte Pereira
    Dr. Antonio Affonso Ferreira
    Dr. Luiz Jos de Sampaio
    Padre Francisco Muniz Tavares
    Ten. Cor. Izidro F. de P. M. e Silva
    Dr. Jernimo Vilclla de C. Tavares
    Ten. Cor. Apolinario Florentino do A. M
    Dr. Manoel Mendos da C Azevedo
    Dr. Herculano Goncalves da Rocha
    Cor. Bento J s Lemenha Lins
    Luiz Ignacio Ribeiro Roma
    Dr. Pego Dantas
    Dr. Antonio Pereira B. de Moraes
    Manoel Paulino Muniz Feij
    Dr. Joo de Souza Reis
    Cap. Francisco Camello P. de Lacerda
    Ten. Cor Leonardo B. de S. Cavalcanti
    Ignacio Correia de Mello
    Dr. Pedro Francisco de P. Cavalcanti
    Major Francisco Alves C. Camboim
    Dr. Antonio d'Assumpco Cabral
    Dr. Antonio Coelho do Si Albuquerqae
    Dr. Joaquim Goncalves Lima
    Dr. Augusto Fredorico de Oliveira
    Dr. Lourenco Francisco de A. Catanho
    Dr. Alexandro Bernardino do Reis o Silva
    Pedro Bezorra P. do Araujo Beltrao
    Dr. Bernardo Rabello da Silva P.
    Vigario Francisco Ferreira Brrelo
    Baro da Boa vista
    Dr. Victorino de S Albuquerquo
    SebastiSo d'' Rejo Barros
    Dr. Francisco Rodrigues Setto
    Dr. Antonio II de Souza Bandeira
    Dr. Benvenuto Augusto de M. Taques
    Dr. Ancelmo Francisco Peretti
    Dr. Simplicio Antonio Mavianier
    Dr. Manoel Carneiro Lins Albuquerquo
    Dr. Francisco do Paula Baptista
    Dr. Manoel Joaquim Carneiro da C,
    2
    2
    2
    2
    2
    2
    -1
    2
    2
    1
    1
    i
    1
    i
    1
    1
    1
    1
    1
    1
    1
    1
    Votos.
    62
    58
    57
    55
    53
    53
    53
    50
    50
    50
    50
    50
    48
    48
    48
    48
    48
    48
    48
    48
    46
    45
    45
    45
    45
    U
    44
    44
    42
    42
    42
    40
    39
    39
    33
    33
    33
    33
    33
    30
    29
    24
    24
    23
    22
    22
    21
    21
    20
    20
    20
    20
    19
    18
    8
    18
    17
    17
    17
    16
    16
    16
    15


    Dr. Jo3o Jos Ferreira de Aguiar
    Dr. Francisco Domingues lia Silva
    Dr. Joao F?rreira da Suva
    Dr. Jos Thoma/ Nal>uco de Araujo
    Dr. JoseTelIet de Menees
    Padre \ onancio llenriquede Resende
    Antonio Peregrino Maciel M.
    Dr. Filippe de lanos Araujo
    Com. Sup Frunc 10 l\ C de A. Lcenla
    Cap. da Armada Filippe Jos Ferr ira
    Dr. Manoel Francisco de Paula C.
    Jgnacio de Barros Brrelo
    Ten. Cor. Antonio Pedro de S B.
    Dr. Alvaro Barbalbo CJcha Cavalcanti
    Ten. Cor. Pedro Alejandrina de B. C.
    Dr. Jos- BentodaGunha Figueredo
    Dr. Lourenco Trigo de Louroiro
    Dr. Jernimo Martiniano F. do .Mello
    Dr. Joao Jos Pinto
    Dr. Joao Antonio de S. P.ollraodA. P.
    Francisco Carneiro Machado Rios
    Antonio Carneiro M. 15.
    Dr. Manoel dos Passos Baptista
    Vicente Thomaz Pires de L. Camargo
    Dr. J. B. G. Alcanforado
    Dr. Miguel Oonralves Lima
    Dr. Manoel Claro Goncalves Guerra
    Dr. Francisco Joao Carneiro da Cunlia
    Major Antonio Jos de Oiiveira
    Joao Mauricio da Bocha Vanderle
    Desembargado!: M. I. Cavalcanti Lacerda
    Dr. Joaquim Jos Nunesda Cunlia Machado ,'
    Coronel Maneel Cavalcanti de \lbuquerque b'
    Brigadeiro los Joaquim Coelfao 5
    Dr. Sehas/iao Antonio Acciole o
    Com. Sup. Agestinbo Nogueira de Carvalho j
    Dr. Miguei Arcuanioda silva Costa >
    Major Jos Alfonso de Albuquerque Maranb8o3
    Vigurio Joao Lul Bizerra Cavalcanti
    Viga rio Joao Manuel da Cesta Pinlieiro
    Dr. C. J. de S. santiago
    Dr. Jos Bandeira de Mello
    Descmhargador Belmont
    10 do a exame no reo, declarem qual he o seu
    14 estado.
    H O Sr. Juiz deferindo ao requeriineno
    14 do Sr. Promotor ; nomeou os Srs Manoel
    l Bernardino, e Miguel Felicio, para proced-
    is rem ao exame requerido.
    13 Tendo preflado juramento, declararo por
    13 termo escripto, que o reo eslava alienado
    I i (doado).
    l2 Pin seguida o Sr. F.scrivo fez os utos con-
    12 clusos, e o Sr. Jui/. lavrou o seguinte. .
    11 Despacho.
    II Km vista do termo do exame, a que mandei
    11 proceder, sobre o estado do reo Antonio escra-
    11 vo de Joaquim Jos de S. Anna Monteiro,
    1 tica addiado o julgamento da causa para a ses-
    siiosegulnle se lor possivel.
    V. sendo 11 horas e meia o Sr. Jui/. declarou
    que estava fechada sesso.
    CORBEIO DO BECIFE.
    Dr. Joaquim \ i 1 lela de Castro Tavares
    Padre Lopes Gama
    Dr. Jos Jernimo Cesar Loureiro
    Dr. Domingos de Sou/.a I.cao
    Padre Margal Lopes de Siqueira
    Eleuterio Augusto de Ataludo
    Dr. Jos Filippe de Mene/es
    TRIBUNAL DOSJUBADOS.
    SESSA0 i.i-: 5 NOVdMBItO DE 1844.
    Juiz Presidente:OSr. Dr. Mendes.
    Promotor Interino : O Sr, Dr. Assump-
    cao Cubra!.
    Escrivo do Jury : Sr. Alcanforado.
    As 10 horas e meia da inanh, oi feita a
    chamada dos Juises de faci ; e em resultado
    verificou-se estarem presentes 47 Sis. jura-
    dos.
    Logo denois o Sr. Juiz Presidente, orde-
    nou ao offcial de diligencias, izesse condusir
    o rn.
    Seguidamente entraran, dous presos acor-
    rentados, condusindo suspenso nos bracos un
    preto, que assentarao no banco dos reos.
    OSr. Juiz Presidente, declarou que se ia
    proceder ao sorteamento do conseibo que tinha
    de julgur o preto Antonio eseravo de Joaquim
    Jos de S. Anua Monteiro, Decusado pelo
    crime de homicidio, sendo assistido pelo seu
    curador o Sr. Dr. Lourenco Avelino de Al-
    buquerque e Mello.
    Procedeo-se ao sorteamento do conseibo e
    sahirao sorteados os Srs Joao Pires Ferreira,
    Joao Rodrigues de Miranda, Manoel Francis-
    co de Moura, Jos Victorino de Lemos, Jos
    Vieira Brasil, Jacomo Gerardo Maria Lumacbi
    de Mello, Manoel Ferreira da Silva, Luiz Ro-
    drigues Selle,Jos Jeronimode Sou/a Limociro,
    Joaquim Canuto d'Figuciredo, Antonio Joaquim
    de Sou/.i Ribeiro, Antonio Rodrigues Lima.
    Forao recusados pelo curador Srs. Jernimo Vilella, e Herculano Alves da
    Silva.
    CORBESPOXUBNCIA DA C1DADE E PROVINCIA.
    \ morte do Exm. Senador Almeida o Albu-
    querque foi urna calamidad para esla provin-
    cia : seumaeleicio para deputados, cujoscan-
    '. didatos nao podem aspirar a mais de seis mil
    cruzados, e aos pres, precalcos, bracagens o
    mais concumitancias durante quatro annos,
    iroduz lanas intrigas, (antas indignidades,
    tatitos niales, oque nao produzira a espectativa
    i 9 mil, as mismas pechinchas em mais alta
    escala, e por toda a vida.' Scm duvida nenhu-
    ma, urna calamidndc J ahi andao tantas lis-
    tas trplices quantos sao os partidos, afora os
    upplentes, o que tudo :::^:;!a a 16 candidatos.
    Entre OUtras rcvoluccs, que essa inorle veio
    fazer, e que devem dar em resultado transac-
    (,oes espantosas, ba esta : os douscoriphos
    que devino ir para o Rio ntste vapor, ou quan-
    o menos un, j nao vao ; e sim o Teen te-
    Coronel Manoel Ignacio. Parece extraordina-
    rio, que o partido escolhesse d entre os escolla-
    dos, o menos hbil do sapientissimos; mas
    como ja agora as vistas nao sSo as mesmas, nao
    deve admirar que os imporlantissimos negocios
    fossem incumbidos a quem ainda assim nao
    deixa de ler geito para fazer a sua inlriguinha.
    Ora, va o Sr. Manoel com Dos, e desengae
    la a esses Srs. Fluminenses, que ainda nao ca-
    bio em Pemambuco o reino da estupidez.
    Diz-se,preparao-se alguns Brasileiros do 4
    para mi lita rem sola bandeira carmelitana, me-
    diante j se sabe, a bemdita esmola de G00>
    a 800,> rs embira nao tenliao outra habili-
    tarlo alm da que da o Lycco da vara e do co-
    vado, Islo he sem duvida urna calamidade pa-
    ra o paiz que nada lucra com Irades, que di-
    zem mista de nianhaa, enao sabem mais o que
    dizem. Nao be m lingoa (que nao tenho )
    quem me arranca esta noticia, mas a gratidao :
    nao posso tolerar, que vindo-nos ludo o
    que he bom de Dos, s demos Dos o que
    he pior. Ainda um desles dias fazendo na aca-
    demia exame um mau estudante, houvequem
    para j roteger a sua ignorancia proferisso que
    sabia quanto bastava a ser approvado por que
    f 'jucria deditar ao estado sacerdotal !
    Por fallar etn Irados sabem V. mes., que
    me querem obrigara fallarlos negocios domes
    tices dos franciscanos? A communicaeao que
    por intermedio do V. mes. me veio as maos ,
    reeommenda ao padre visitador dos referidas
    religiosos urna boa eleicao de prelados. falla de
    guardies que estao lua de seus conventos de
    reformas, eoutias cousas que sao muilo para
    desejar mas inexequiveis.
    Continuo os RR, no curso, e na academia:
    ante hontem (8) forao victimas deste mal dous
    estudantes no primeiro anno jurdico ; o dous
    que se examinarSo em rancez,forao gualmento
    leridos. A evilar o mal dos prime ir os Jamuro um
    remedio ea i va a receita.
    Recipe,Icitura deZeiller quantobasta;/ei' intenda, o entregue a memoria.
    O Doctor Sangra do.
    Um morador da ra da Concordia medisse
    ]>ublica$o a pedido.
    10 Sr. Juiz Presidente, rnlevou da mult,
    lodos os Srs. jurados, que na mesma tinbSo
    incurrido, por suas faltas as sessoes dos dias
    1 at 4, que comparecerao na sesso de boje.)
    Na forma da le, foi deferido o juramento
    aos Srs. jurados sorteados.
    O Sr. Juiz 'residente (dirigindose ao
    reo diste), como te chamas ?
    Reo : Cavalleiro de Dunga.
    Juiz : O teu noinc.
    Ido: O meu nome Joao Francisco....
    Antonio Francisco___ Francisco Antonio Ca-
    vfllcanli, Barra Grande d'Albuquerque Caval-
    canti Cavalleiro de Dunga...eml conhecetn??..
    en o rriC nome? r (Hilaridadc no faudtlo-
    rio.)
    OSr. Promotor:Sr. Juiz de Direto ;
    pela resposta do reo parece- me que elle nao se
    que nesta semana tem apparecido
    n \t>
    OSr. Tenento-Coronel Thomaz Alves Ma-
    ciel, Delegado, ha quasi tres annos, da comar-r
    ca do Brejo, acaba de serdemittido deste im-
    portante lugar, instancias do Sr Chefe de Po-
    lica.
    Nao entrarei na analvse dos motivos, que
    movrio o Sr. Antonio AfTonso a darsemelhan-
    te passo, porquo em fim sao el les tao sabidos,
    e de to publica notoriedade, queme forrao do
    trabalho de leval-os ao conbecimento do publi-
    co, mrmente nao sendo este o meu ponto de
    partida.
    Eu faltara, porm, um dever de justica, e
    at mesrno a minha consciencia, se, repassado
    do gelo da indifferenca, deixasse por ventura a-
    bafados na noite do silencio os bonse relevantes
    servidos que, da maneira mais denodada, pres-
    tou o Sr. Thomaz Alves Maciel comarca do
    Brejo, testemunlia ocular do zelo, ponlualida-
    de e exemplarissima prudencia, com que este
    cidadao honrado so houve sempre, travez das
    maiores difh'culdades, no exercicio do mencio-
    nado emprego.
    Enrgico e decidido pela causa da ordem, o
    Sr. Maciel nao economisou nunca osesfor^os
    necessarios para sustental-a ; cumprio, e fez
    cumprir, a lei, com aquella exaccao que Ihe he
    peculiar, e a imparcialidade mais restricta foi
    sempre o termmetro de seus actos; assim co-
    mo nao consta que elle cm lempo algum capi-
    tulasse com o crime, a que, pelo contrario, de-
    clarou sempre guerra de exterminio.
    Na actualdade das cousas, e mesmo quando
    aquella comarca arda as maiores intrigas, o
    Sr. Maciel soubo acalmar os nimos, o desva -
    necer enrgicamente as pretenees menos justas
    detset genios turbulentos, acrrimos antipoda
    daquella paz serena, que deve reinar entre as
    familias. Pra/a ao Co que o novo Delegado da
    comarca do Brejo saiba preencher as vistas do
    Coverno, desempenhando, tao bern como seu
    iligno antecessor, as altas unc^oes do melin-
    droso emprego que acaba do Ibo ser confiado .'
    Dos o Ilumine.....
    Acceite poiso Sr. Tenente-Coronel Thomaz
    Alves Maciei estas ligeiras linbas, em feudo do
    sincero apreco que faz de suas virtudes o L.
    mm.mo.
    que est na direcv'So daqueila ra um indivi-
    duo vestido de preto e de lenco amarrado no-
    rosto, reconhecemlo a quem passa;queixando-so
    deque por aili nao vem umu patrulha semanas
    e semanas e que agora que se eslo alli ensai-
    ando presepios ( se torna indispensavol alguma
    Alfandega.
    Rendimenlo do da G..........17:456^425
    Descarrego hoje 7.
    Brigue sardoUniversodiversos gneros.
    Brigue P amonaidem.
    BrigueTriumpho Amtricanoidem.
    BrigueCondessa de JFestmorelandcarvo.
    Briguebercnbacalbo.
    BrigueCamertonfarinba do trigo.
    BrigueMary Jones diversos gneros.
    Movimento do JPorlo.
    Navios entrados no da 8.
    Para, Maranbo, Ccar Rio Grande do Nor-
    te c Parahiba ; 13 dias vapor brasileiro
    Imperutrt de 467 toneladas Comman-
    dante oCapitao Tenente Jesuino Lamego
    Costa equipagem 30 : a Joaquim Baptista
    Moreira.
    Perra Nova; 30 dias, brigue inglez Obtron ,
    de 150toneladas, capitao John Cars equi-
    pagem 0, carga bacalbo: a Latbam & Hib-
    bert.
    Cette; K4 dias, polaca sarda Universo, de 180
    tunelas, capitao Andr Jordo equipa-
    gem 11 carga vinho e mais gneros ; a
    Luis Bruguierc.
    Navio sahido no dia 6.
    Ass ; brigue brasileiro Jpiter, capitao Jos
    Xavier Yianna : em lastro.
    Edita].
    Nao digno queso souo Correrodemas novas,
    ahi val urna fresquinha : abrSoo olho, tirem a
    cora dos ouvidos seguren) o queixo. A acta
    de "S uidiivd uos "v creadores appareceo
    hon<<'"'. e di/.-se que buje se hade apurar .'
    E quemdiremoi que viva ? S. Mane/inho.
    A Sen hora de cuja morte fallei na minha
    aclia em perfeito estado de senso commum, correspondencia de hontem chamava-se D.
    3 O Sr. Inspector d'esla Thesouraria em
    cumprimenlo do olicio do Exm. Sr. Presiden-
    teda Provincia, datado de hontem, manda fa-
    zer publico, que no dia 15 do prximo fuluro
    visita das taes rondas, visto que onde ba ajun- mez de Novembro, ao meio dia, iro a praea
    lamento, occorrem sempre desordens, e mu-'conforme o regulamento das arrematacoes de
    lo mais quando elles sao desta qualidade: v a 11 de Julbo de 1843. os reparos da ponto dos
    1 tocar- Afogados, com as clausulas especiaes abaixo
    transcriptas.
    l.
    entretanto requeiro a V. S baja de nome-
    ur dous Srs. facultativos, para que proceden-
    Francisca Joaquina Machado e nao como en-
    laodisse.
    As obras dos ditos reparos far-sc-hio d con-
    formidade com o orgamento approvado em '21
    de Outubro pelo Exm Sr. Presidente da Pro-
    vincia pelo preco de tres conlos e quinhentos
    mil ris.
    >
    0 arrematante comecar as obras no praso de
    um mez e as concluir no praso de oito me-
    zes, ambos contados, em conormidnde do ar-
    tiglo do regulamento para as arrematac.V
    3.*
    Durante o lempo da execucjio das obras nao
    poder -ser enterrompido o transito das gentes
    do p, cavallos, e carros, (cando o arrematan-
    te obrigando a se confurmar ao que determinar
    o Engenheiro da obra a cerca da forma e
    solidez dos meiosque se houvercm de empreflar
    para puder subsistir lacilmento o transito nu_
    blico.
    O pagamento do importe darremataco rea-
    lizar-sc-ha na forma do artigo 15 do regula-
    mento respectivo sendo de oito mezes o praso
    da respunsabilidade.
    5.'
    Para tudo o mais que n3o est determinado
    pelas presentes clausulas seguir-se-ha intei-
    ramente, o que dispoe o regulamento das arie-
    mataces de 11 de Julho de 1843.
    Os licitantes devidamento habilitados, com-
    prenlo no mencionado dio na mesma Thesou-
    raria.
    Secretaria.da Thesouraria das Tiendas Pro
    vinciaes de Pemambuco 2G de Outubro de
    1844. O Secretario interino. Joao Valtm-
    lim Villela. /jg
    KUttataKuci
    Wroclaraco^s.
    n""-' issobs
    4 Compunhia de litbiribe.
    Os Senhores Accionistas da Companbia de lle-
    biribe sao convidados para a segunda rcunio
    ordinaria deste anno; a qual deve cfcctuar-s
    no dia 12 do correnle pelas 9 horas da manbaa
    no-escriptorio da companbia. Os mesmos Snrs.
    accionistas queirao realisar urna prestaco de 6
    por / (3000 ris por accao) dentro do praso
    o'e 30 dias contados desta data. Escriptorio da
    Companhia 4 de Novembro de 1844. O Se-
    cretario.B. J. Fernandes Barros. >\\
    Lista das catia* existentes no Comi, que
    dtvem t*? consumidas.
    Antonio Rodrigues Alm"ida.





    i
    Pereira.
    > Neves.
    Silva Bairao.
    i'igueiredo.
    Vieira.
    Silva.
    Bernardino Alves Pinheiro.
    Costa.
    Bernarda Calliarina.
    Bernardo Lopes Marcello.
    Rocco.
    Rozenda Vhcna.
    Benlo Candido.
    Fernandes Rodrigues Passo.
    Joao Cardozo.
    Jos Pontes.
    Rezende Ferreira.
    Boavenlura Ferreira Pinheiro.
    Catharina Marljr de Jess.
    Ccndido Jos Salles.
    Gamillo Jos Teixeira.
    Caetano Malinas Simoes.
    Carlos Augusto Cosa Lago.
    Joaquim Barbosa.
    Custodio Jos Alves.
    Oveira.
    Domingos Alves Vianna.
    Jos Barbosa.
    Pereira Mendanha.
    Salgueiro.
    Eslevao-Cavalcanti Albuquerque.
    Ezequiel Monteiro \ asconcellos.
    Francisca Anglica Oveira.
    Francisco Gugo Guimaraes.
    B Mara Figueiredo.
    Feliciano Jos Fonieea,
    Furtunato Jos Pereira.
    Francisco Alves branles.


    ((



    >

    ii






    Augusto 01 i?eir.
    Alves Pereira.
    Antonio Gomes Braga.
    A. Pinto,
    (-osla Baibosa.
    Gomes Coelho.
    G. Silva.
    Ignacio Ferreira
    Joaquim Moracs.
    Joao Azevedo.
    Jos Anlunes.
    Almeida.
    Macedo.
    Pacheco Medeiros.
    Lourenco.
    Medeiros.
    Machado.
    Muniz Pontes.
    Martins Pessoa.
    Pinto Cardoso.
    Reg.
    1!. Lavares.
    Silyeira.
    Sosa Reg.


    MI
    Silva Ribeiro.
    Sevcriano Rabello.
    \ eiga Campos.
    Xavier Pereira Braga.
    Gaspar Loite Silva Guimares.
    Guilherme Antonios.
    Sinith do Maranhao.
    (Continuar-te ha)
    5



    3 THEATRO PUBLICO.
    Quinta feira, 7 de Novmbro.
    A beneficio da actriz lzabel Maria dos Pra-
    zeres, subir scenu, pela primeira vez, a nova
    e bem conceiluada po(;a em dous actos O
    misunlropu injusto, ou a offensu imaginada.
    Esta peca,que no Ibeatro da corto mereceo os
    maiores applausos, be a mesma de que a bene-
    ficiada julgou acertado lancar mao, para entre-
    ter um publico nao menos Ilustrado e circuns-
    pecto, e a quem prometi invidar todas as suas,
    anda que iracas, fercas, para que ella seja des-
    empeorada com o maior asseio e condecorayao,
    que exige o seu autor.
    Logo que os prolessores da orchestra desem-
    penbarem urna das melhores overturas, a be-
    neficiada cantar a bellissima aria da floresta,
    depois do que seguir-so-ba a representadlo da
    peca, cujos intervalos seraj ornados com a can-
    tona deduas escolhidas arias italianas do me-
    Iborgjslo, executadas pela mesma beneficiada,
    dando lim o espectculo com a engraeada pan-
    tomima o amante em estatua.
    lio este odivertimento que escolheo a bene-
    ficiada para preencher una noute, que Ibe loi
    votada a servir de arrimo sua existencia, es-
    perando da pbilantropia de um publico lo be-
    nigno a costumada proteeeo, e indulgencia
    em suas faltas.
    1 Precisa-se de um feitor que entenda de prou-llie um bilbele da 2. loteria favor da e falca mitacSo de botes minios de sua fabrica,
    jardim, horta c pomar; na ra da ConceicSol igreja matriz de S. Pedro Martyr da cidade de previne ao publico seus reguezes que a bem de
    do Recife n. 51, 1. andar. (3 j (Jlinla n. 2592 ; o qual sal.o boje para i Babia, direito de propredade sua, acresseota nos ver-
    1 Jos Candido de Barros embarca para o 1 Precisa se deuma ama, que seja de boa dadeiros botes de la fabrica um sello com sua
    Rio de Janeiro a sua escrava de nome Romana, conducta, pira lomar conta da casa do um lio- j firma e ingiouacfto do nico deposito do legili-
    1 Precisa-se 300.000 rs a juros de um e me/n.solletro,e que saiba coser bem para tratar mo rap princesa nesta provincia. A vista do
    meio porcento, dando-se penliores ou firmas de sua roupa : annuncie. (\ exposto, qualquer outro rap inculcado com a
    contento, por seis mezes, ou pelo lempo que 1 A pessoa que annunciou no Diario de I denominadlo cima be falsificacao as fabricas
    se convencionar; annuncie. (4 4 do corrente saber curar ferdas e molestias de i de EstevSo Gasse nico inventor e proprietario
    Precisa-se de um primeiro andar, que te-l pcjto, dirij.i-se a ra do Caldeireiron. 72, ou do rap princesa (leito no Brasil), lano no Rio
    nha commodos para grande familia, e as ras | annuncie a sua morada para ser procurada. (4
    da Cadeia, Nova ou do Quoimado ; trata-se na i Sociedade thealral Phio Tkalia.
    ')>
    fabrica de c!iapos junto cadeia.
    Arrenda-se a propriedade das Candcias,
    com grande numero de coqueiros e trras de
    O 1."Secretario avisa aos Srs. socios, que os
    bilbetes para a recita de 9 do correle serio
    distribuidos nos dias 7, 8 c 9, em cas. do The-
    plantacOes, perlencente ao casal do fallecido sourciro, na ra do Cellegio n. 5 ; assim como,
    'PnenteCoronel Pedro choa ; os pretenden- (que a direccao se reunir no dia 8, s 7 horas
    Principiar as boras do costume.
    (SI
    .
    kviso.'i martimos.
    Para o Rio de Janeiro sabir no dia 8 do
    corrente o brigu.' Maria I, o que se avisa a
    quem tivor escravos a embarcar.
    1 Para o Maranhao sabir al o dia 15 do
    corrente o veleiro brigue escuna .aura ; quem
    no mesmo quizer carregar ou ir de passagern,
    para o que tem excellentes commodos, dirja-
    se ao Capitao Antonio Ferreira Silva Sanios,
    ou a Novaes & C., na ra da Cruz n. 37. (6
    1 Segu para a Babia, at 15 do corren-
    te, a sumaca Santa Anna ; para carga e passa-
    geiros trnla-se com Novaes ti C, na ruada
    Cruz n. 37. (3
    i-.Para o Rio de Janeiro segu viagern,
    com muita brevidade. o brigue Tnumpho A-
    viericano, ainda podo receber alguma carga,
    passageiros e escravos; a quem convier dirja-
    se & ra da Cruz n. 23. (o
    2__Para Lisboa segu viagern com brevida-
    de a velcira superior escuna portugueza Ta-
    rujo $ Filhot, capitao Francisco Antonio do
    Almeida ; quem na mesma quizer carregar,
    ou ir de passagern, dirija-seao referido Capitao,
    ou aos consignatarios Mendcs & Oliveira, na
    ra do Vigario n. 21.
    Lcilo.
    3 Jos Jernimo Monteiro lora leilao, por
    intervenco do corretor Oliveira, de bom sor-
    timenlo de fazendas inglesas, sondo muitas pa-
    ra liquidaco de contas, e por isso se vendern*
    por todo o proco ; quinta feira 7 do corrente,
    no seu armazem, ra d'Alfandega velba n. 13.
    HKI
    liversos.
    1 Ha tres para qualro annS, ou talvez
    inais, appareceo n'uma casa desta cidade urna
    preta que at boje se ignora se he livre ou es-
    crava, nem a quem pertcnco, por nao baver el-
    la querido declaral o ; e tendo-so por varias ve-
    Mi annUDCIBllO, uau ua ci|>|iui.v."0 (fu.ti, biiiu
    d ossignaes certos: pelo quo do novo so faz
    sciente ao publico deste fado, para que seal-
    guem so julgar com direito aquella preta, se
    dirija ra das Trincheiras n. 19, 2." andar,
    onde, dando indicios evidentes della, se dir
    em que casa existe. (1 -
    Joanna Maria da Conccicao, conhecida
    nesta cidade por Joanna dos Passos, faz publi-
    co a quem convier, que seu marido Joaquim
    Manoel da Costa falleceo a 10 do Outubro p.
    passado ; o que Ibe consta baver nesta cidade
    abusivamente so sirva do seu nomo, por
    quem
    urna procuraco falsa ; e para que nrnguem so
    chame engao la/, o presente annuncio, pro- dentro para o rio Capibaribc, muito Ircsca e li-
    tes podem dirigirse ao escriptorio do Jos Pe-
    reira da Cunba, na ra da Cadeia do Recife,
    casa n. 14.
    I Aluga-se, para passar-se a lesta ou por
    anno, a casa do sobrado, comcoebeira, estri-
    bara, otodos os commodos para familia, sita
    na Ponle do Uchoa ; quem a pretender dirija-
    so ao sitio ao Sr. Francisco Antonio de livei
    ra, ou ao seu escriptorio na ra da Aurora.
    Tambem alugo-se dous andares as casas do
    mesmo Sr. F. A. de Oliveira, sitas no Atierro
    da Boa-vista. (9
    1 Maria da Penha tem do hypolhecarsua
    casa da ra do Sebo, pela quantia de duzentos
    mil res, portanto se alguem se julga ter nella
    algum direilo, appareca no prazo de tres dias
    da data deste. (5
    l Quem precisar do feilores para sitio ou
    engenbo, ou mesmo para servido bracal, che-
    gados prximamente da Europa, dirija-se ao
    Recife, ra da Cruz n. 23. (\
    Pede-se ao Sr. 1 besoureiro da loteria
    deS. Pedro Mrrlyr deOlinda, nao pague o bi-
    lbele n. 84 da loteria que est correndo, no
    caso de ser premiado, pois o proprio dono, em-
    bora nao esteja assignado, est prompto a jus-
    tificar.
    1 Precisa-se de urna ama de loite, nao im-
    porta seja captiva, sendo boa criadeira, paga-so
    bem ; na ra da Aurora n. 48. (3
    1Constando ao proprietario das trras com-
    prehendidas na sesmaria que tem na comarca
    do Bonito principiando pelo poente da barra
    da Xata da prata seguem pelo rio Una at a
    Caxoeira grande, o pelo naseento com os marcos
    de sua divisao que essas trras outr'ora oc-
    cupadas com lavouras, o sao actualmente por
    gados de toda casta pertencentes a estranlios ,
    que all os conservSosemautorisacododito pro-
    prietario ; e nao convimlo a continuacao de se-
    melhantc abuso cujas consequencias podem
    ser fataes a seus autores e do fado o sao s
    rendas publicas, que soflrem considoravelmen-
    te com o desvio do emprego dessas trras ro-
    ga-se aos Srs. Fiscaes da comarca do Bonito ha
    jfio do dar por ellas repetidos varejos e multa-
    ren! osdonosdo todoequaiquer gadoquel en-
    conlrarem visto nao perlencer urna S caneca
    delie ao referido proprietario e ser digna de
    seu esclarecido zelo essa diligencia. (20
    i ^ Aluga-se o 1. e 2 andar da casa n. 5
    da ra da Cadeia, que deve ser despejada, caso
    nao queira concordar o actual inquilino Manoel
    de Almeida Lopes, em pagar 40,000 rs. men-
    saes, desde 8 do corrente mez, a cujo respeilo
    j so fez a drvida parlipacao ao mesmo inquili-
    no : trata-so na ra da Cadeia, botica n. 3. (7
    1 No dia 8 do corrente se ha de arrema-
    tar, em prtca publica do Sr. Dr. Juiz do Civel
    da 1.' vara, um sobrado de um andar osotio,
    na ra do Rangel, perlencente ao fallecido Jos
    Francisco Mindeilo e seus ilhos. por execucao
    que contra ellos movem os filhos do fallecido
    Jos Lopes do Albuquerque. (7
    1 O abaixo assignado, para que ninguem
    ignore, faz publico pelo presente annuncio,
    que tem de usar dos meios que a lei Ihe conce-
    de contra a autora sua sogra Florencia Marga -
    rida dos Prazeres, visto que ella particularmen-
    te nao Ihe quiz pagar a quantia do cento e qua-
    lro un! oitocenlos oitenta dous i, do cusios
    constantes de urna sentenca que contra ella ob-
    teve, pela qual j foi requerida, e por ter dito o
    procurador della, que a mandasse metler na
    cadeia. Francisco Jos Dias da Costa. (11
    1 Aluga-se, por anno ou pelo tempo da
    festa, rima casa He campo paragrande familia,
    cujos commodos sao os seguintes : urna grande
    sala, toda ladrilhada de marmore, com quatro
    quartos na frente, grande sala dejantar.com
    despenca junto, e mais tres quartos, um recreio
    no centro, urna boa cosinha. com logao e for-
    no, estribara para dous covallos, cacimba com
    muito boa agoa do beber, sahida franca por
    testando contra esta e oulras especulacoes cri-
    minosas, com o fim do cornpromelter o socego
    e proprietade da annunciante.
    - O Sr. Manoel Pereira Lavra leona a bon-
    dade dediri^ir-se praca da Boa-vista n. 7
    para receber a cabra que Ihe foi desencaminha-
    da no dia 31 do mez p. p.
    vro do sol ; cuja casa he no lugar do Monteiro,
    a segunda indo do Recile, ladoesquerdo; quem
    a pretender dirija-sc ra do Rosario, 2.nn-
    dar da casa n. 21, que achara com quem tra-
    tar. (15
    Um amigo do Dr. Braganca, morador na
    villa de Lcrangeiras, provincia de Sergipe,com-
    da larde na ra doltangol n. 50, para appro-
    vac&O do convidados
    1L'm rapaz portuguez de idade 18 a J9
    annos, o qual ainda se acha arrumado, e por
    nao so adiar satisfeilo, se olTerece para cai-
    xeiro de qualquer estabelecimento, excepto
    venda quem precisar annuncio por esta
    folha. (6
    3-^Precisa-se alugar dous prctos mocos ro-
    bustos, dando-se IOS rs mensaes, sustento e in-
    do dormir em casa de seu Sr. ; a quem con-
    vier annuncie ou dirija-so a Praca da Indepen-
    dencia n. 21. Na mesma casa tambem se vende
    urna negra de nac,ao que faz todo oservicode
    urna casa. (7
    2 Avisa-se ao Sr, Manoel Francisco da
    Cruz, que baja de ir tirar os seus penliores at
    odia 10 do corrente, di contrario serao vendi-
    dos para o pagamento ; e para que se nao cha-
    mo ignorancia faz-se o presente annuncio (5
    2-rzQuem precisar de urna pessoa quo saibe
    fallar francez, ingles e portuguez, para guar-
    da livros, caixeir ou qualquer outra oceupa-
    cao ; dirija-se a ra do Passeio Publico, fabri-
    ca do chapeos do sol. {5
    2= O Juiz da irmandado de S. Jos de riba-
    mar convida a lodosos irmaos das quatro of-
    (icinas para urna meza geral, quarta feira 6 do
    corrente as 6 horas da tarde. (.
    3Quem precisar de urna criada portugue-
    za, com 18 annos de idade, falle na casa n. 26
    ra da Aurora, que so tratar pela passa-
    gern. (4
    3OPadro Me^tro Miguel do Sacramente Lo-
    pes Gama, propoe-so a cnsinar mesmo durante
    asfeiias todos os preparatorios a excepcao de
    Geometra, o Ingle/.. As pessoas, que qui-
    zerem aprender essas disciplinas, dirijao-so
    casa do annunciante no aterro da Boa vista po-
    la manhaa.
    tem o mesmo Padre Meslro tenciona abrir
    um curso de Theologia Dogmtica, e Moral
    para aquelles, que nao podendo Irequentar as
    aulas do Seminario, querem dedicar-se ao esta
    do ecclesiastico. Os que qui/crcm, dirijao-so
    ao referido lugar. (13
    1 Aluga-se o L* andar do sobrado da ra
    estreita do Bosario n. 21 ; a tratar no 2.andar
    do mesmo. (3
    j No dia 27 do passado fugio urna rola
    do Hamburgo, ou de Angola ; a pessoa que a
    pegou, querendo restiluil-a ;i seu dono, dirija-
    se ra estreita do Rosario n. 21, que ser
    recompencado. (5
    Precisa-so de 200,000 rs. a juros do dous
    por cento ao mez, sol) hypolheca em urna casa
    terrea nesta praca do valor de 500,000 rs.; a
    quem convier annuncie.
    1 O abaixo asignado participa ao Sr. Jos
    Olimpio Baptista, morador nos Afogados, arre-
    matante do imposto do fapim, que lendo ar-
    rendado seu sitio da Magdalena, prximo ao
    Lucca, ao St. Jos Paulino d'Almeida, este o
    argou em Maio, por isso o abaixo assignado
    avisa que nao vende ca|.im.
    Jos Fernandet Eiras. (8
    2 A pessoa que quizer fazer capas por pre-
    qo commodo, dirija-se Conceicao dos Milita-
    res, que achara com quem tratar. (3
    2 Na noile de 25 do corrente ausentarao-
    se do eiigeiiho Suassuoa os seis engajado se-
    guintes, filhos da ilha de S Miguel : Fran-
    cisco Cosme de Viveiros, Manoel Carvalho de
    Sousa.sapateiro. Joao Jos, Joo Nunes, Fran-
    cisco do Rogo Alecrim, Manoel Muniz ; vin-
    dos no patacho Alberto, e forao engajados nes-
    t mez, por tempo de quatro annos, segundo a
    escriptura publica feita por o Escrivo Gui-
    Iherme Patricio ; em virtude do que se previne
    ao publico, para que ninguem so chame ig-
    norancia, admittindo-os cm seu servico ; pois
    se proceder conforme a lei contra quem Ibes
    der asilo, ou so utilisar do servico de ditos en-
    gajados; assim como se recompensan quem
    os levar, ou delles der noticia no sitio do Pom-
    bal, ou na ra Larga do Rozario, loja do Sr.
    de Janeiro Babia, e em deposito no Mara-
    nbao Para, assim como em Pernambuco na
    ra da Cru/ do Recife n 38. (18)
    3Da-se a juros, sobre linhores de ouro,
    ou prata, a quantia de 100 rs. a 200* rs. ; e
    tambem se vende um bolSo de abertura com 7
    diamantes, e urna torrente de rologio, por
    commodo preco : na ra da Cadeia do S. An-
    tonio, venda n. 10. (6
    2 Precisa-se de u:n rapaz, Portuguez ou
    Brasileiro, para render pao com um preto fre-
    guezia certa, fazendo-se-lhe o ordenado que so
    convencionar; quem estiver nestai circuns-
    tancias dirija6e a ra do Bosario larga n. le*.
    2 Ainda so achSo por vender, por preco
    commodo, algiins terrenos na ra nova por de-
    traz da ra da Concordia, que divide comas
    iravessas do Monteiro e Caldcirero ; os pre-
    lendenles dirijo-se ra d" Bosario larga
    n. 18. (G
    9 = A medicina popular americana o as
    pululas vegeloes que a muitos annos, estao em
    uso em todos os paizes Iropicaes, tem se prova-
    do como urna medicina instimavel, sendo pre-
    parada de proposito para cuma quente, e coui-
    posta do ingredientes que nem requerem dieta
    nem resguardo e pode ser administrada a en-
    anca mais lenra.
    Cada caixinha leva o seu receituano, custa
    lOOO risa medicina pupuiare americana de
    30 pululas, o SOOrisaspillulas vegetaesdo Dr.
    Br.inilretb de25 pululas
    Avisa-so ao publico que a medicina popular
    ainda nao appareceo falsificada e para maior
    seguranca das verdadeiras pululas vegetacs,
    vende-se de boje em diante cada caixinha em-
    brulhada no seu receituario fechado com a firma
    dos nicos agentes para o Brasil no Rio Janeiro.
    \ ende-so nesta praca em casa do nico agen-
    te Joo Keller ra da Cruz n. 18, e para maior
    commodidade dos compradores na ra da Ca-
    deia em casa da \ ;uva Cardoso Ayres, ra No-
    va Cucrra Silva e Companhia, Atierro da Boa-
    vista, Salle; o Chaves. (24
    2 Aluga-se urna casa de podra o cal no
    Poco da Panella com bons commodos, cosinha
    fora, quintal, cacimba, duas salas, 3 quartos ;
    quem quizer dirija-sc a ra larga do Rozario n.
    30 no terceiro andar. (5
    3== Aluga-se urna casa terrea de pedra ecal
    cita no lugar do Poco da Panella da parte da
    sombra, e com a frente envidracada, a qual tem
    tres quartos. sala dejanlar, cosinha, e estriba-
    ra ao lado, ce/imba do boa agoa do beber c
    quintal murado; quem a pretender dirija-se a
    ra do Cabug n. 9, terceiro andar, ou na The-
    souraria dos ordenados a tratar com seu proprie-
    tario Jos Lopes Roza. (9
    3=Precisa-se de 2:000,000 rs. a premio de
    um por cento ao mez por tempo de um anno ,
    dando-se para garanta, por hypotheca, um so-
    brado de um andar no bairro do Recife;a quem
    convier este negocio, queira annunciar. (5
    2 Precisa-se de um feitor que entenda
    de trabalho de campo, o de enchertar ; no At-
    ierro da Boa-vista n. 43. (3
    2 Quem livor para alugar una casa ter-
    rea, que seja de 8 ou 10,000 rs., sendo na fre-
    guezia de S Jos ou S. Antonio, da-se toda a
    seguranca aos alugueis; tambem troca-se por
    outra no Cotovelo ; a quem convier annuncie.
    2 D-se dinheiro a premio com penliores
    de ouro, mesmo em pequeas porcocs, na ra
    Nova n. 55. (3
    2 O abaixo*assignado, morador as Cin-
    co-Ponliis venda n. 4, faz. publico todas as
    pessoas, que tecm penhores em seu poder, j
    vencidos, os vao resgatar dentro do prazo de 30
    dias, passsdos os quaes scro vendidos para seu
    pagamento, visto nssim o ter tratado com seus
    donos, e o seu valor nao chegar para o princi-
    pal e premio que tem corrido ; e para se n8o
    chamarcm ignorancia, o seu crdito nao ficar
    manchado, faz o presente. Manoel Joaquim
    Pinto Machado GuimarSei. (14
    2 Sabbado 2 do corrente desapparecrao
    dous cavallos do dous cargueiros, da porta da
    venda da ra da Cruz n. 0&. tendo os signaes
    seguintes: um pedrez com cangalba e duas
    curdas ; e o outro castanbo, capado, com cas-
    suacs novo*, o com urna oncoreta de mol den-
    tro ; julga-so terem ido toa com alguns que
    passassem : roga-se quem os pegou de leval-
    Loily. (18 los ra da Cruz n. 6i, que ser bem recom-
    PBEVENCAO CONTRA OS FALSIF1- pencado. (10
    CADOBES. 2 Precisa-se de urna ama para urna casa
    Estevao Gasse, saneado que em algumas lo- de pouca familia, do portas a dentro ; a Jratar
    as o vendas desta cidade se vendo um rap na ra das Cruzcsn. 28, loja de pintor evidra-
    feito nesta provincia com o titulo de princesa ceiro. (4


    ?"*
    2= Quem anuunciou curar algurn preto ti-
    6c> ou aiguma ferida que so tenha tomado
    jcuravel qucira ir a ra da Gloria sobrado
    de dois e andares varana de ferro n. (37, das b'
    horas da tarde em diante ou no Kccifc na ra
    da Madre de Dos confronte a Igrcja sobrado
    de dois andares das G horas da manhaa os S. 7
    2= Precisa-se fallar aos Srs. ernardino J-
    le Pereira Antonio Jos Goncalvos, Jos An-
    tonio de S GaimarSes, e / ntonio Jq.i|umi de
    Freitas Guimares, para receberem cartas que
    muito Ibo intcresso; ra do Trapiche n. 17. (o
    2 = Alugo-se 3 canoas abortas, urna carro-
    ga 900 lijlos outra 700, o outra be pro
    pria para familia ; nu ra do Caldeireiro n.
    56. (i
    2 = Aluga-se uma casa na ra do Jardim n.
    45, com bons commodos para familia ; trata-
    se na ra da Senzalla nova n. 7. (-5
    2Ullerece-sc un rapar, brasileiro de idade
    del8annos isento do G. N. com bom talbo
    de letra para escripia, ou cobranca de aiguma
    casa de negocio ; quem precisar annuncie. (i
    2=0 Sr. Belarmino Firmino Be/.erra de
    Mello queira annunciar a sua moradia, poil
    se Ihe deseja fallar a negocio de interesse. (i
    2=Aluga-se para passar a festa, uma casa
    no Poco da Panella, na ra do Rio, junto a
    do sachristo da .Matriz: na ra do (Jueimudo
    botica n. 15. (4
    2"=Aluga-se o terceiro andar da casa n. 18
    da ra das Cru/es desta cidade. com muiti
    bons commodos para qualquer familia, bas-
    tante fresca, e de excellente vista, e por mdi-
    co prego ; quem o pretender entenda-sc com
    JoQo Hermenegildo Jorges Diniz, na alfan-
    dega, ou na ra Nova casa n. 52 primei-
    ro andar. (8
    2=Precisa-se de um caixeiro portugez de
    idade de 16 a 18 annos, que tenha pratica de
    venda, e d fiador a sua conducta as Cinco
    Ponas n. 32. (i
    2 Perde -8a uma letra, no dia 2 do cor-
    rente, daquantia de cen mil ris, sacada por
    Herculano Jos de Fre tas, acceita por Francis-
    co Antonio da Silva, e endocada por Jos Lo-
    pes de Araujo, cuja letra se ba de vencer a 28
    de Fevereiro de 1845 ; o como so acha paga o
    prevenido o sacante, faz-so o presente annun-
    cio, para que nenbum effeite tenha dita letra.
    2 Aluga-se uma padaria na ra Imperial,
    cornos principaes utencilios, c commodos ne-
    cessarios ao estabelecimento ; a tratar na ra
    Direila n. 82, nu 1. andar. (4
    3 Henriquc Amante Chave ain, Francez
    de Naco, morador em Fora de Portas n. S2,
    tem a honra de prevenir ao respeitavel publico,
    para que de forma aiguma docm a um seu mu-
    lalinlio por nome Antonio, ainda mosmo com
    escrito em nomo seu (Chave ain) nem dinhei-
    ro, nem fazendas, nem outra qualquer cousa ,
    seja em acouguos, vendas, lojas, armazens, ca-
    sas de negociantes &c. Sto. aonde o seu nome
    possa teralgum crdito, pois que tudo he po-
    sitivamente la (o e de forma al;ua por nada
    uteiramonto se responsabiliza, nao mandando,
    por merc de Dos, nunca pedir cousa aiguma
    liada em casa de ninguem, mandando sempre
    comprar com dinlieiro e indo elle pessoalmen-
    te comprar como pude, o que precisa para sua
    casa, como as pessoascom quem ella trata nao
    ignorao. (18
    FABRICA DE FSFOROS.
    Na ra Imperial do Atierro dos Afogados n.
    165 existo uma fabrica do fsforos, a qual os
    faz da melhor qualidade, e vende a proco com-
    inodo. (5
    3Arrenda-se por preco commodo, para se
    passar a festa uma boa casa em Apipucos,
    com bastantes commodos, muito (rosca o por-
    to do rio onde tem excellente banho e com
    sabida pelo fundo do sitio; a fallar na ra das
    Trincheiras n. 22, ou om Apipucos com Joa-
    quim do llego liarros Pessoa. (7
    Aluga-se o primeiro andar do sobrado
    n. 26 do Atierro da Boa-vista, com muilos
    bons commodos e quintal por proco commo-
    do ; a tratar na loja do mosmo sobrado.
    O .Sr. Jos Antonio Corroa (ionios mo-
    rador nos Afogados qucira dirigir-so a ra No-
    va n. 41.
    Recolhe-se loda a qualidade do gneros ,
    na ra de Apollo n. 32, cujo armasem tem bom
    embarque a qualquer hera o por preco commo-
    do ; tambem se recolhe taboado de pinho.
    Precisa-se do umhomem, queentendade
    padeiro ; na praca da oa-vista venda n. 8.
    Precisa-se alugar uma casa terrea as se-
    guintes ras; Bangel, Fagundes, S. Bita pa-
    teo da Penha e ribeira cujoaluguel nao exce-
    da de 81)1)0 rs. mensaes ; quem tiver annuncie.
    Quem annunciou querer comprar 50 oita-
    vas de prata do lei e uma duzia de colhores
    para cha dirija-se as Cinco-pontas n. >,
    das 6 as 9 horas da manhaa.
    Quem precisar de um Portuguez que es-
    tuca ledos de salas, lisos ou com tulla a ges-
    so tambem he pintor e trabalha do pedroiro ,
    oda fiadora sua sua conducta, ludo por pro-
    Quom annunciou precisar de um sitio com
    bom casa o com abundancia d'aeoa perto da
    dita dirija-se a ra do Livramento botica
    n. 22.
    Aluga-se um sitio para se passar a festa,
    ou annuaimento na estrada do Pco-da-pa-
    nella j;intoa venda grando de Nicolao Rodri-
    gues da Cunha ; quom o pretender, dirija-se a
    mesma venda ou na venda da esquina que
    vai para o Mundo-novo n. 16.
    Quem precisar do um pequeo Portuguez,
    de 10 annos chegado ha pouco, da llha.de
    S. Miguel no patacho Alberto para loja de
    fazendas, erragens, ou miudezas dirija-se a
    ra da Madre de Dos, prensa do algodo n. 20.
    Precisa-so arrendar um sitio perto desta
    cidade que possa accommodar 4, ou 6 vaccas
    de loite e que tenha terreno para plantaces ,
    preferindo-se qualquer, que tiver porto de
    desembarque pert) ; no pateo do Terco n. 11.
    Manoei Jos da Costa Guimares embarca
    para o Sul do imperio a sua escrava crioula ,
    de nome Catharioa, do idade do 19 annos.
    Perdoo-so o moio bilhote n. l(S2da lote-
    ra de S. Pedro Martyr, firmado no verso por
    Jorgo M. Tasso eMaria das Noves Tasso; por
    isso roga-se ao Sr. Ibesoureiro da mesma lote-
    ra liaja do o nao pagar.no caso de sahir premia-
    do seno ao mesmo Tasso.
    A commissao da sociedado Terpsichore
    convida aos Snrs. Socios para se rounirern hojo
    n do corrente, a fim de decidirem so so deve mu-
    dar para antiga casa da Eulerpina ou so de-
    ve dissolver-so a vista do estatuto da casa.
    I U abaixo assignado ensina durante as
    tenas a lingoa latina em sua casa no pateo
    do Jorcon. 11, onde pode ser tambem procura-
    do para advogacia. Lourenco Avellino de Al-
    buquerque Mello. (5
    1Aluga-se a loja do sobrado da ra das
    Trincheiras n. 4C, propria para armasem, ou
    mesmo para outro qualquer estabelecimento ;
    a tratar no primoiro andar do mesmo sobrado.
    1 Precisa-se alugar um sitio pequeo, com
    boa casa, sendo sobrado melhor, e que tenha as
    commodidades precisas, de boa agoa, tanque,
    earvredos de fruto sendo nos arrabaldes o
    mais perto possivel ainda mosmo que se to-
    mo cunta da chavo antes, ou depois da festa;
    quem tiver annuncio. (7
    1 Os bilhetes emeios dilos'da lotera deS.
    Pedro Martyr do Olinda cujo andamento lu
    annunciado para odia 6 de corrente constan-
    tes dos seguintes nmeros ; 1796, 1134, 2*301 ,
    26>, 2625, 2613, 262, 2G10,o ll75,pertenccn.
    a uma sociedado da comarca de Garant uns. (6
    catraia e alguns botes ; a tratar com Francis-
    co Alvos da Cunha na ra estreita do Bosa-
    rio n. 13.
    2 Vende-se aieite de carrapato de
    caada para cima a 2200 rs. a caada ; na ra
    do Livramento sobrado n. 35, e no mesmo so
    precisa alugar algumas pretas. C*
    2 Vende-se superior vinho de caj engar-
    rafado por preco commodo
    mado n. '2'.), casa amarella.
    I Vendem-se dous moleques crioulos
    12 a!4 annos proprios para qualquer sprvico!
    do
    (6 i na ra da Cadeia-vdha, casa da viuva do Ana'
    mcia cielo. (4
    1 Vende-se rap de Lisboa chegado ultj.
    mmente, a 3800 rs. a libra ; na ra da Cadeia,
    n. 15, loja do Bourgard. 13
    1_ Vendem-se, muito barato, os seguin-
    narudoQuei- tes livros : Bignon, obras polticas; Melanges
    (3 politiques;Fleury, tratado dos estudos obras
    do Madame do Estael ; Esneaux historia da
    Bussia ; ordenacoesdo Beino ; Borges Carnej.
    ro ; repertorio das ordenacoes; gazeta dos tri-
    bunaes portuguezes ; classes dos crimos; Perei-
    ra e Souza, primeiras linhas ; Lobao, notas do
    uso pratico ; repertorio das leis porluguozas;
    i direito penal ; Bogron, analyse do co-
    hnlAt de metal do difTe- di3 panal Trance*; causas celebres estrangeiras;
    a 1 iS. 1 I Saint Edno ; diccionario de penalidade ; Fila
    rontcs lmannos, espadas prateadas para en- .'.... ,:.
    fanteria e cavallaria a 10,000 rs. ; na ra Nova,
    2 Contina-so a vender a agoa do Ungir
    cabellos esuissas; na ra do Qucimado lojas
    ns. 31 e 33; o methodo do applicar a dita agoa,
    acompanha o vidro. (&
    Vende-se urna marquda de angico bem
    feita e do uso por preco commodo; na ra """
    de Agoas-verdes n. 38.
    Vendem-se ricos
    Compras
    ra do
    Fran-
    ca
    4 Comprao-se botijas vasias; na
    Bangel restilacao n. 51, do Victorino
    cisco dos Santos.
    2 Compra-se um tronco quo nao seja
    muito grande; na ra da Cadeia do Becife
    n. 35. (3
    2 Compra-sc uma corrente para relogio,
    sem feitio; quem livor annuncie. (2
    2 Coinprao-so garrafas quo tenhao ser-
    vido do Lo Boy ; na ra Direila n. 12. (2
    2 Compra-se a geometra e algebra por
    Bezout; navegaco pelo mesmo um estojo
    mathematicu o um meridiano ; quem tiver an-
    nuncie. a
    Compra-se um sellim ingiez em moio uso;
    quem tiver annuncie.
    1 Compra-so a doutrina das accoes, e os se-
    gundo, terceiro equarto lomos.de Mello Freir,
    om portuguez ; na ra do Collcgio n. 18 pri-
    moiro andar. (4
    Vendas
    (3
    , ancoretcs.
    co commodo, tanto nesta praca, como fura del- dous muito bons camarotes, paos do pinho
    la annuncio.
    3Vende-se arroz de muito boa qualidade a
    13110 rs. o arroba ; no armasem defronte da es-
    cadinhn do caes da Alfandega. (3
    2 Vende-se muito nova gomma de araru
    ta a 320 rs. manleiga ingleza a 480 rs. o fran
    ce/a a 560 rs. letria a '280 rs. talharim a
    200 rs. passas a 28 rs. cha imperial a 1920
    rs. ; dito hisson a -2 rs., queijos novos a 1200
    rs., o todos os mais gneros do venda ; na
    ra do A raga o n. 43. 7
    2 Vendem-se saccas com l'urinba de man-
    dioca, por preco commodo ; nu ra da Cadeia-
    vi'llia n. So, (3
    2 Vende-se una negra do Angola, com al-
    gumas habilidades o be muito sadia, ao com-
    prador se dir o motivo da venda ; na ra do
    Hospicio n. 23, de manhaa at as 8 horas e
    de larde das 5 em diante. (5
    2 ,Vendem-se saccas com farinha chegadas
    ltimamente de S. Matheus a "560 rs. ; na ra
    da Cruz armasem n. 54. (3
    2Vende-se, por necessidade uma escrava
    do naco Angola engomma cosinha cose ,
    o he lavadeira equitandeira ; na ribeira ven-
    dan. 1. ('j
    2 Vcnde-sc uma porco de pedra vinda do
    Bio de Janeiro, propria para atierro; na ra
    da Cadeia n. 47, primeiro andar a tratar com
    Manoei Jos Machado Malheiro. 4
    2Vende-so uma porco de barricas com
    sobo de muito boa qualidade; na ra da Ca-
    deia-velha armasem n. .12.
    2Vendem-se correntesde ferro
    loja de ferragens n. 23, de Teixeira & Andrade.
    Vende-se foijao mulatinho muito bom e
    por preco commodo ; no armasem defronte da
    cscadinba do caos da Alfandega.
    Vende-se um oratorio pintado o dourado
    do novo com 3 faces envidracadas; as Cinco-
    pontas n. 41.
    Vende-so genobra em caixas do urna duzia
    de garrafas, fabricada a proposito para gosto
    particular, e unas poucas do caixas de vinho de
    S. Julicn oscolhido ; na ra da Cruz arma-
    sem do ferragens n. 2.
    Vendom-so condecas muito bem fcitas ,
    chegadas ltimamente da Ilha do S. Miguel ;
    um berco do condur em bom estado tudo
    por preco commodo ; na ra larga do Bosario,
    venda n. 44.
    Vonde-se uma parda escura de 20 an-
    nos cose eogomma, cosinha lava e ho de
    muito boa conducta ; na ra larga do Rosario
    n. 3.
    Vende-se uma escrava de bonita figura ,
    engomma cosinha lava e faz ronda ao
    comprador se dir o motivo da venda; na ra
    do Queimado n. 22, casa amarella.
    Vende-se uma bonita mulata de 16 annos,
    recolhida e de muito bons coslumcs engom-
    ma, o cose; dous moloques de 14 a 16 annos,
    proprios para todo o servico e mesmo para
    pagens ; urna bonita escrava do 20 annos, per-
    'eita ongommadeira e cosinheira ; uma negri-
    nha do 10 annos propria para se educar; na
    ra Direila n. 81.
    Vende-so uma escrava crioula de 22 annos,
    cosinha lava o cose ; duas ditas de nacao, de
    18 a 22 annos proprias para todo o servico
    de uma casa e mesmo para quitandeiras; na ra
    das Cruzes n. 41, segundo andar.
    Vende-se um berco de Jacaranda moder-
    no e muito bem feito por preco commodo; na
    ra estreita do Bosario n. 32.
    Vendem-se 7 pipas do Lisboa arqueadas
    de forro e novas, proprias pura agoada do na-
    vios a GOO rs. cada uma ; na ra Imperial
    n. 27.
    1 Vcnde-se oleo de cupahiba em barris ,
    por preco commodo ; no armasem do Fernan-
    do Jos Braguez ao p do arco da Conceifo.
    Vende-so um quarto capado, em boas car-
    nes e muito bom para carga por preco com-
    modo ; na ra da Madre de Dos n. 7.
    1Vendem-se charutos de regalia nonplusul-
    Ira a 30 rs. a retalhoepor atacado a 21/ rs.
    por milboiro ditos do regalia de Napoleo ,
    om retalho a 20 rs. e por alacado a 15/rs.
    o milboiro ; na ra Direita n. Si). (5
    1 Vendem-se pequeos gigoscom uma du-
    zia de botijas de superior genebra de Iloilanda,
    da melhor que tem vindo a esta praca, a 4480
    rs ; na fabrica de licores do Atierro da Boa-
    vista n. 26. (5
    1Vendem-se Jou alugao-se bichas ham-
    burguesas e hespanholas; na Jrua do Trapi-
    che n. 25. (3
    1 Vendem-se cadeiras americanas com
    assento de palhinha e de pao, camas le ven-
    to com armaco, marquezas, mesas dajantar,
    commodas, camas de vento a 4500 rs., ditas de
    pinho a 3500 rs. assim como oulros muilos
    trastes, rotim superior, pedras de marmore re-
    dondas e quadradas, pinho da Suocia e america-
    no, tudo po r preco commodo ; na ra da Flo-
    rentina n. 14. (9
    1Vende se uma parda do 19 annos, en-
    gomma, lava, cosinha o cose aiguma cousa; no
    beccodo Sarapatel sobrado n. 18. (3
    1 Vende 111-se ttU oitavas e moia do ouro de
    lei de 20 quilates a 3200 rs. ; na ra das Trin-
    cheiras n. 18. (3
    J Vende-se uma cama de angico, duas ban-
    cas o uma duzia de cadeiras de dito, uma me-
    sa de amarello um par de mangas de vidro ,
    por preco commodo ; no largo do Paraso n.
    1, primeiro andar. (5
    1 Fende-so um hoto novo, casco ameri-
    cano com 4 remos cantara de pedra da tor-
    ra chamada mulatinha a 800 rs. o palmo ou
    a 33,000 rs. a portada, e palha decoqueiro pa-
    ra banheiro ; na ra Imperial n. 63. (5
    1Vendem-se 6 escravos sendo uma parda
    de 18 annos de bonita figura o com habilida-
    des ; duas iiegrinhas de 12 annos ; duas pre-
    tas de 18 ; e um preto de 20 ; na ra do Bo-
    sario da Boa-vista n. 48. ($
    IVende-se uma armaco francesa, de ama-
    rello toda envidracada com dous baleos e
    seus fiteiros proprios por ser de construeco
    moderna para qualquer estabelecimento quer
    fasondas, miudesas ou calcado e d-se em
    gieri ; Pastorel; Bccaria; Lerucinier; Boquet,
    diccionario poituguez o francez ; Volney rui-
    nas dos imperios ; Izabel do IJaviera por Ale-
    xandre Dumas ; P. de Kock ; Bogron cdigo
    commercial; Cousin Constancio, diccionario por-
    tuguez ; Gaultior; Vallemont, elementos da
    historia ; conquista dos Portuguezes no novo
    mundo ; Monteiro pbilosophia ; Gcnuensa,
    obras completas; PuTendoif, Burlamaque, cm
    portuguez ; historia da repblica romana, por
    G. Nievvpoort; Suelonus ; Ethicado Corsini;
    M. Servaut discursos diversos ; Grotius do
    jure plebes in rogimine ecclosiaslico ; dicciona-
    rio theologico ; Trancrede traducao em verso
    portuguez de M. O. Mendos; diccionario geo-
    graphico ; compendio de geographia; Magnuai
    Lexicn; compendio de rhelorica ; historiado
    Brasil por lieauchamp ; Panoramas de l8l
    1841; dous globos geograpnicos, de 1842; na
    ra do Livramento n. :4, primeiro andar, das
    7 as '.1 horas da manhaa e das 3 as o da tar-
    de. (32
    1Vende-so cal virgem superior", em barr-
    ca grandes e pequeas, por mais barato pre-
    co, do que em outra qualquer parte ; no trapi-
    che da Alfaiidega-velha a fallar com Hcnri-
    que Maria Pereira Magalhacs, ou com Luii An-
    tonio Barbosa Brito. (G
    2Vende-se uma escrava de naco Angola,
    de 25 annos ; na ra do Livramento n. 2.
    Escr&vos fugklGs
    para rnaslriac,ao de navios urna laucha, urna conta; na ra Nova n. 22.
    6
    No dia 27 do Marco fugio da cidade do
    Olinda um mulato do nome Antonio bai-
    lo com pouca barba muito esperto o fal-
    lanto tem as costas uma costura de goma ,
    anda vendendo miudesas e (asendas, com uma
    prcta do nome Maria bem preta bonita figu-
    ra muito fallante e esperto tem-se em titu-
    lo de forro e casado consta que ello tem um
    papel falso para ninguem o pegar, tem-se en-
    contrado em Goianninha aondo tem o seu pa-
    drinho ; quem o pegar, leve a dita cidade, qua
    receber O.OOOrs. de- gratificaco.
    1 No dia 27 do p. p. fugio um moleque de
    nome Paulo, de nacao Quicam do 17 annos,
    est principiando a sahir-lho buco de barba, he
    muito conhecido, por vender doco de jalcia em
    copos por toda a parle desta cidade ; levou ca-
    misa de algodo fino e caigas brancas ; quem o
    pegar, leve a seu senhor Antonio Jos Goncal-
    ves de Azevedo na ra da Praia armasem do
    carne n. 19 quo sera recompensado. ((J
    2 Paga-se com gencrosidado a quem ap-
    prehender e lovar ao pateo da Penha n. ti ou
    no engenho Velho do Cabo os escravos dos
    signaes seguintes, quo se acho fgidos ; Felis,
    de Angola do 35 aonos, quasi sem barba ai-
    guma fulo do baixa estatura com uma ci-
    catriz do um talho em um dos sobr'olhos,
    ps pequeos e seceos muito ladino e est f-
    gido, ha 15 dias. Baymundo crioulo do 2a
    annos, de estatura regular, ps apalhetados,
    e urna perna mais lina do que a outra, tem duas
    cicatrizes de talhos no joelho dessa mesma per-
    na : he olicial de pedroiro e foi escravo do
    Sr. Manoei Joaquim Pascoal llamos ; est f-
    gida ha 10 mozos ; quem dos mesmos escra-
    vos der noticias exactas ser tambem recom-
    pensado. ;i7
    2 No dia 3 do corrente desappareceo um
    preto de nome Domingas de naco Qui?am,
    de 36 annos, com ollicio do serrador, alto bo-
    nita figura bem empernado barba grando,
    cabeca pequea e redonda tem um ou dous
    domes a trente quebrados olhos amarellacos,
    falla muito atravessada quo nao so ei.tondo ,
    tem a roda dos poitos uns botes, marcas do
    sua Ierra ; levou camisa do algodozinho de
    mangas curtas, calcas do algodo de listras ,
    j velhas e com remondo giando a diante, tu-
    do muito sujo o chapeo de palha com lita pro-
    la lenco do tabaco encarnado, um flandrcs
    redondo com tabaco quo nunca o larga; quem
    o pegar, levo a ra da Praia do S. Bita, na ser-
    rara de Antonio Dias da Silvu Cardeal, que se-
    r recompensado. (17
    2No iuez p. p. desappareceo da cidade da
    Parahiba do Norte um preto do nome Caeta-
    no crioulo, tem um pequeo impedimento na
    'alia, suppo-se estar polas Cinco-pontas, aon-
    de seu anligo senhor morou e 01 visto una
    vez em Olinda; quem o pegar, leve ao anna-
    sem de Joo Carroll Filho, que receber 30,000
    rs. do gratificaco.
    PEIO, } TYP. DE M. I. DEFAMAX S 4 4 *


  • Full Text
    xml version 1.0 encoding UTF-8
    REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
    INGEST IEID EVN0H12PJ_UIJYIY INGEST_TIME 2013-04-13T02:01:35Z PACKAGE AA00011611_05217
    AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
    FILES