Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:05185


This item is only available as the following downloads:


Full Text
r
Ao.no ele 1844.
Sexta Feira 50
0 DlJ '- ludo* 01 das iiue au forero ent fica'ns : O prego da Hnatnra
hf d i 1 rs. por quin) p*Oi adUni*ifg Os inausciosios *j:rBntes 1S0 ioerjua
(Mtil, 01 |0e Bao brota li raijo de SU res por liaba Ai rrclimacei derem ser Un-
giran i MI 1 vp roa das Ctei n. '$ uu k praga la Indep'ndrncia I >ja de lirroan. *> c X
(PARTIDA DOS CORREIOS TERRESTRES.
Goia.HH. farakjba.Mcaada aextia (eir*Km (jrande do Norte chega a 8 e 1t e pai
le i lu 24 '.abo SerinblCM Rio Pormaso. Mace, Porto CiWo, a AlaRoas no 1 -
Mi-. Be od. met Cariaban! e Bonito a l M '> a* 'l'to. Cldlde da Viclom .punas fe i MI. Oliud lodos oa dtaa.
DI AS DA SERIABA.
jfi Sel, s. Zeferino. Aud do .! de I), da .
7 lerc- i. Ealalii, Bel aud doJ. de U da 3. s
08 UjuifU Agintlinho. Aud do J. de di 3. T.
oJ Quinta .rollo Vud da I dr. I) d 2 t
;,() Seill v Giudenoil. Aal do J di I) da'.'..
31 Sal 5 Raymund Nnto. I'el. aud do J de D iai.t.
i Uaag N > da l'enha.
8't. ..*** <^ni7-itr.-^^^aummmcnammamammBm^m^aeE^^v:^La:aiait de Agosto
Anuo XX. Nf. 193"
."..i i mi 11 mu.....ii wiwn """1'~l
ludo ayora depende de nos mismos; da nossa pradineii. .rodritpo" enerjia: con-
na..- .-.- > .,,.... ..!....*" >., *^'T? '"'el :ni!i
-'> OImu iiitiitiiillinul r-CTlWS apil'ill la *~"" -'..... "*" .
i... ,u_...i____-..a. a.-.-kU. C.nl '10 lianl.)
I'UIH.
(Proclaeaaqa,, da Usembli Cen do na'
9,400
I ,fiO
4 ,M0 I
t CaSfllO o Dli 'J ni MOSTO, compri s*da
Cambio* .ob Landre* 26. I Our.-M'.eJidi fi,400 V. 47.(00 !7,200
, Piri, ISO rail por franco H. WtfW ',''-.l! "
' a LisboaH7p PriuI>atioSei
u Pesos eulummnares
li DitOI r-imcinol
PHASES DA LA po HEZ DE AGOSTO.
Lita chaia a '4 aos lala di ni.inh.ia. il.uinotaai7asl0li.fi.' aa. Htngtianta a 6 as I lloras e ~i min ia nanli. | Crucen II a \ | |, efi m j, tarde.
frcamur ic hoje.
rraMtrs i horai r 18 min da man Km i la as 5 horas f i.' ninotoi da lard
DIARIO DE PERNAM
n^-'l p?
> ';..
agsGTBUUkw?; i
lESSEXi'^,^.- .
'
.:.::&/.'. .taSaaflaMtaaW

RT OFF1CI4L.
Govcruo da Provincia*
Orden* expedidas 22 do correnie, para a
grande pirada do da 7 de Selempro prxi-
mo futuro.
Oflicio Ao Commnmlantc das AVmas
Cumprimlo s li'tnnisar-se corn a inaior prompa
pussiyel o dia7de Setembro prximo futuro,
atiniversario da independencia e do imperio,
determino, t|uc V. S expeca as ordens neces-
s.iri.is, para que a tropa de linha, reunida 1*
legiSo da Guarda Nacional d'este municipio c
ao corpo de Polica, se forme em grande para
da; a <|u dante Superior da referid i Guarda Nacional; de
vendo V. S.'ofHciar ao mesnno cerca do e-
talhfl da dita parada, RegundS o que se costuma
pratiear em taes oecaatfles As II horas da
inanha do mencionad > dia devera toda a tropa
achar -se no campo d'este palacio, para depois
ter lugar o c rtejo ao Retrata de S. M. o Im-
perador. A guarniYao da cd ido ser feita nos
das 6 e 7 do dito mez polo lo hatalho da (1
Nacional do municipio de Olindi.(JTicoi-se
respecto ao Comrnandante 'Superior dj Guar
da Nacional leste municipio, ao Chefo da Le-
j;io ile (Hinil.i e ao Comrnandante Gerol do
corpo de Polica.
EXPKItlE.MTRoO UU 26 00 CORRENTE.
Oicio A Junta qualilicadora da freguezia
de Santo Anto, duendo, qcm pelo artigo 2o do
decreto de 4 de Maiode 18*2 nao p'ide deixar
de ser comprehendido na listados cidados ac
livos de urna parochia, so Ihe assistirem as ou-
tras qualidades, que a le exige, o quo nella ti
ver um mez de residencia, pelo menos, antes da
primeira reuno da Junta; oque aellla com-
p>te decidir, se eslo ou nao no caso d'aqoel-
le artigo as 20 pracas da Guarda Nacional des
tacada, de qu6 trata o seu ofticio He 22 do pr-
senle me/, e o Dr. Antonio aptiitfl Gitirana. fi
quem fice alvo o recurso do artigo 8o co citado
decreto,
! >itoA os Vereadores da Cmara do Bonito
Joaqutrn Jos de Oliveira Calagaes, Theotonio
Jus Pereira e Theodoro Jos do Freit.is.
Km reposta ao ofirio, que \ mes. me diri-
girlo em do/.e do cotrente, ani^indo sube?,
so Jos Joquim izma de .Mello. Presi
dente da Cmara Municipal d'essa villa, sen-
do Comrnandante de um natalhao de Guar
das Nacionacs e I'alitdliao. pode servir de Juiz
de Pac. tenhod denlamr Ihes. qu-, nao tendo
o tltto cidado, na |U-lid .de de Juiz de Paz. de
requintar a foroa armada poisque eala attri
liuuo perteme buje s autoridades indicadas
no artigo 20 do regulamento n 120 de 31 de
Janeiro de 18 2, nenhura inconveniente ha ver*
de i|ue pertenca a mesma fdrea, bem como se
depreheadtf da portana de de \gostode 183i.
o por oonttnfueocia pode accumular o exercicio
dos tlous euiproRos. principalmente nao haven-
d i lei. que lito prolnlia; e, qnando alguma du
vida liouvesse a tal respeito. cumpria, que Ihe
fosso concedida a opcAo; a qual lamliem deve-
viaser-lho permittida no caso de incornpalilii-
lidade, que alias nao se da, da accumulacao do
exercicio doolicio do Tabelliocom o d'aquel-
les oulros; e isto quandu mesmo provado esti-
V6M0, q'e 0 referido empregado exercia pesso-
almenle este olfieio; poisquo to limitadas sao,
em urna comarca central, as attrihuicoes de lo
dos el lea, que bem poletn ser desempenbada
por um s<> tnlividuo sem risco de falt*r-se as
obrig icoes de um ou de outro.
Dt0 \o Inspector da Thesourariadas Ren-
das Provinciaes. ordenando, quedos cincoenta
o um contos de ris, com que foi ltimamente
SUpprido O respectivo colre pelo geral mande
p,'; ,r ordinaria dos Ksl.lielecimentos de Ca
rida le, vencida em Junho proimo pastado
Commun5'U C \dunnistracao dos Estabe-
lecimenlos de Carulade.
CircularAo Vogaes Togados da Junta de
Justita, translerindo para o da 29 assalo da
mesma Junta, que havia sido para hoje convo-
cada.Communicou-se ao Comrnandante das
Armas, para fazer constar aos Vogaes Militares
PortaraNomeando Instructor do segundo
hatalho da Guarda Nacional do municipio do
llerifo ao Alferes da terceira classe do exordio,
Antonio Hernardino dos Res.- Participou-se
ao (Comrnandante Superior da Guarda Nacional
d'este municipio, ao Inspector da Thesourarie
da Fazcnda c ao Comrnandante das Armts.
Commanclo das Armas.
EXPEDIENTE UO DA 9 no COR RENTE.
Olicio Ao Exm. Presidente, fazendo-lhe
ver, (|tio entre as pracas naturaes da provincia
deS Paulo, viudas na fragata l'aragass ,
existia urna, quo por sua pouca idade ( 12 an-
no.) pequea estatura o or,ansaco physica ,
iienbum servico poda prestar,e quo assim hou
vesse S. Exc. de sollicitar do Governo Impe-
rial autorisagao para ser demittda e reenviada
a (Corte.
Dito Ao mesmo Exm. Sr sgnifirando-
Iho em cumprimento do seu oficio de hontem
datado que o soldado Rarlholomeo Ferreira
de .Moura desertara do Deposito a 29 de Junho
de 18il.
Dito Ao mesmo Exm. Sr. informando
o requerirnento do l)r. Wanderley que pedia
substituir na Junta desade o lugar do finado
I)r. Francisco Xavier Pereira de Brito.
[)to Ao mesmo xl. Sr participando-
Ihe. queoTenento-Coronel Comrnandante do
i. batalbio da cidade do Para. Luiz Antonio
Kavilla eslava prompto a partir quando Ihe
fosse determinado dando S Exc. suas ordens
para ser reeehido a bordo com a sua familia ,
composta de sua mulher urna cunhada e cn
roescravos; assim como o Corneta-mr el
sol lado do mesmo b italho que deixrao, por
doentes de seguir no vapor Tnelit.
Dito Ao mesmo Exm Sr informando o
requerimenlo do Tenento Jos Bernardo Fer-
nandos Gama, quoaS iM l pedia seibo
rontasse a nnliguidade de Alferes de 27 do Abril
ile 1823 lata da proposta, quo o levou a esle
posto, e a de Tcnente. de 2 de Desembro de
1819 por estar em identices eircumstanciai
de outros Officiaes que obtivero igual grata
D(0 Ao mesmo Exm. Sr informando o
requerimenlo do2.,Tenente do .balalho
d'Artilhana a p Joo Evangelista Nery da Fon-
seca que a S. M. 1. petiia u graga de o promo-
ver a Ajudante para o mesmo batalhao por
existir o lugar vago.
Dito Ao Administrador da Mesa do (Con-
sulado, communicandn-lhe em n-sposta ao seu (
olicio que tratava da guarda do mesmo Con
ulado.que ficav. 6 expeddasasconvenicntesor
tlens a cerca da execucaodas quo elle Adm- I
nisirador liouvesse de dar para bom andamento
dos trabalhos da repartido e fiscalisa^o dosob-
jectos da Fazentla.
Portara Mandando dar baxa ao soldado
Francisco de Souza Sime Lima, alirindo asseu-
lo de praca ao substituto Luiz Francisco de
Mello.
rhesouraria da Fazcnda.
EXPEDIENTK DO DIA 9 DO CORRENTE.
'OficioAo Exm. Presidente do Tribunal do
, hesnuro Publico Nacional, remetiendo pelo
caquete de vapor Imperatriz, dentro de um
aixote lacrado, quantia decem contos de ris,
por conta do saldo existente na caixa da recei-
tageialdo excrciciode 183-4; o em cumpri-
mento das ordens de 28 de Junho edel3 de
Julho prximos lindos.
Dito Ao mesmo Exm. Sr., dem trinta con
tos de ris em notas substituidas.
Dito Ao mesmo Exm. Sr., participando
ter sido receida na Thesour.iria, em 30 de Ju
Iho prximo findo com a ordem de 17 do mes-
mo mez. por mo do Comrnandante do paque-
te de vapor Paraense, a quantia de tresentos
ronlosde ris em notas novas de 5j, IOj e 20>>
rs., paiaasubstituico das que somandio re-,
lirar da circulacao nesta provincia; e que pelo
mesmo vapor, enviou a Thesourara do Ro
Grande do Norte, o que bita va para preenclier
a remessa dos trinta contos marcados na ordem
de 25 to Junho ultimo n 113; pretenindo ao
respectivo Inspector de que quando fosse ne
cessaria mais alguma somma promplamente Ihe
sera remettia.
Dito Ao mesmo Exm. Sr., enviando as re-
laces nominaos dos credores, da divida liqui-
dada por a Thesourara al Junho de 1842.
Dito Ao mesmo Exm. Sr., sobre o forneci-
menlo, que so havia feito pelo Arsenal de
Guerra, de luz e agoa ao corpo da guarda, que
nao so incluio na conta, quo aconipanhou o of-
icio da Thesouraria do 20 de Julho ultimo,nu-
mero 48.
Dito Ao Exm. Presidente da provincia, pa-
ra dignar-se expedir as suas ordens ao Com-
rnandante do vapor Imperatriz, que acabava de
chegar do Norte, para rece be r na Thesouraria
cento e trinta contos de ris, sendo trinta em
notas inutilisadis, para entregar no Thesouro
Publico Nacional.
DitoAo mesmo Exm. Sr dem de trans-
mitir ao Tribunal do Thesouro Publico Nacio-
nal osoflicios, que acompanhavao, da Thesou-
raria, n 49 a 53 do correte anno
DitoAo mesmo Exm. Sr., informando o
roque rmenlo de Manuel do Nascimento de IMe-
deiros, em que pedio ser prvido no lugar de
Amanu nse da Pagadura Militar desta pro-
viiuia.
DitoAo mesmo Exm. Sr.. dem de Fran-
cisco Aloxandrino do Vasconcellos Calaca, que
acompanhava outro do mesmo supplicante. pe-
dindo a S. M. o Imperador a greca de Ihe man-
dar continuar o pagamento do ordenado, que
venca como serventuario vitalicio do emprego
do Fscrivo das contribuuoes para a Junta do
Commercio, por ter cesado a commsao de
que loi encarregado pela Adminislracao Pro
vincial, e achar-se presentemente privado dos
respectivos vencunentos.
TEMQ
FRANCA.
Acabamos de receber jornaes de Pariz que
alcanco a 5 de Julho ultimo.
A commisso encarregada de examinar o
projeclo de lei relativo a instruccao secundaria
tit.ba lomado urna resoluco que, segundo dia
a I'resse, poderia simplificar muito as dificul-
dades que ella eslava encarregada de aplanar ,
se todas as suas decsoes correspondessem a es-
sa eslra. Ella linha depositado na Secretaria
da Cmara urna emenda assignada por todos os
seus membros, a qual linha por objecto a abo-
licio universatoria.
A Cmara dos Pares tnha concluido no dia
4 de Julho a discusso do projeclo de lei relati-
vo ao caminho de ferro de Orleans a Bordeaux.
Na abertura du sessao o Principe de la .Mos-
kowa pedio autorisacao para dirigir interpella-
tjoes ao Goveroo a respeito das declaragoes fei-
ls na tribjni Inglca, por Sir R. Peel rela-
tivamente as questes oa Franca com Marro-
eos. A Cmara concedendo a autorisago pe-
dida decedio que as inlerpellaces teno lugar
na segunda feira seguinte.
A Cmara dos Deputados entrou completa-
mente no mesmo dia 4 de Julho no exame do
budget das despo/as para 1845. Dous discursos,
a que a Cmara prestou apenas urna attent,o
mu distrada, um de M. Legendre, e o outro
do M. Corpier, fzero todos os gastos da dis-
cussao geral.
Informarles com cujaexaclidaoaflirma aquel-
lo jornal poder contar, do lugar a pensar-se
que a Franca obtera de Marrocos sausfacoes e
garanlias, que a dispensario de recorrer aos ex-
tremos d'uma gueiro tiri que Marrocos, aban-
donado pela Inglaterra so se suas lorcas, leria
a perder, e nada absolutamente a ganhar.
Um despacho telegrfico de Toulon annun
ciou a ebegado do Principe de Jointille a Oran,
a 19 de Junho, depois de urna viagem de cinco
das, ficando assim rectificada a noticia que a
tal respeildemos no nosso numero de quarta-
fcira pausada.
Athnwio se haviSo algum lempo em'circula-
rSo no departamento dn sfrdennes moedas tle
5 francos d'uma perfeicao tal que o olbo mus
pratioo poda enganar-se. Ellas Irazem a afli-
gio de I.ui/XVIII. e auno de 1822; o teem
exaclamento a forma das moedas verdaderas,
difflerindo dVsts smente no seu peso quo he
muito menor.
Constavapelos jornaes dos departamentos que
as ultimas tempestades produtirio estragos con-
sideraveis n'um grande numero de localidades
i ii misa i lili n i unan i~ ~T~:
asaa
IIIABHI ll PiM.,ll.
Hontem partid urna forca de Polica para
Iguarass, e cone que para all partir o >r.
(befe de Polica : o motivo desta marcha he.
ao que so di*, haverem no districto daquella vil
Ib grupos armados, que pretendem oppor-se a
prjges que deviao ser feitas em consequencia lo
processos. que, segundo eflirmo, foro leitos
por vingancas particulares. (Consta quo a Pre-
sidencia mandn aqunilidar o segundo batalhao
da Guarda Nacional desta cidade.
I'ublica^ao a pedido
Relacao dos nomos das Senhoras e Senhores
tanto naoionaes como estrangeiros, que subs-
crevriocom as suas asmlas para se fnalsar
a obra interior da Matriz do SS. Sacramonto
da Boa vista durante a adminislracao dos
abaixo assignados.
(Continuacao do n9190.)
Francisco Joaquim Cardse 50,000
Francisco Alies da Cunha, -0 000
Rento Jos de Souza Magalhaes. 20,000
Mana Francisca de Almeida. 10.000
Jos Jernimo Monteiro. 10.000
D. Mara Francisca M. de Amorim. 40,000
Joto Alvos de Carvalbo Porto. 20.000
Luiz da Veiga Pessoa. 10.000
Anna M. Theodora da Costa. 50,000
Jos dos dantos Neves. 10.000
Joo da (Costa Lima Jnior. 10,000
Arceno F. da Silva. 20,000
Joao Tavares (Cordero. 20,000
Joaquim Pinheiro Jacome. 20,000
Joaquim da Silva Lopes. m 25,000
Manoel Jos Machado Malheiros. 20,000
Honolre Jos da (Costa. 5.000
Padre Manocl Thomaz du Silva. 12,800
Joao Carrol. 20,000
Joo Douslev. 20.000
F P. 20.000
Coronel (Chab\. 20,000
Jos Jacinto. 10,000
Manuel Jos da Silva Braga. 10,000
\ uva de Manoel Thomaz da Silva. 5,000
Antonio Botelho I, do.Mosquita. 20,000
Deseitibargador Ramos. 15,000
Mi do finado Manoel Felis. 5,000
Galdino. 5.410
Jos da Silva Saraiva. 10,000
Thomaz Jos da Silva Gusmao. 40,000
J. M. Ildefonso J. da V. Pessoa. 15,000
Padre Miguel do S L. Gama. 20.000
Jos Aflonso Guetles Alcanforado. 10,000
D. Joanna Francisca da Silva. 1,000
Joao. 2,000
Braulio Rodrigues Teixera. 2,000
Manoel Fortunato da.Silva. 2,000
Rs. 6:011,000
Houvero mais as seguintes esmolas. turibo-
lo o naveta do prata dado pelo lllni. Sr. Major
Manoel do Nascimento da Costa Monteiro, 1
calis do prala dourada dado pela Illm. Sra. D.
Mara de Pin lio l'orgos.
N. R. da quantia cima recebi por mo do Sr.
Luiz Comes Ferreira 45 000 rs. em virt6.de de
alguns Srs. na.0 terem at o presente realisado
L'
- _w_
__


fy**fr*'.*tmmi
a osmola que subscrevro. as quies deverfio
acora satisfaiarao referid > Thesoureiru Bcrnar-
dino Jos Vlonteiroi
/ uiz Carnes Ferreira, Jjji. Patricio Jos
Borgpsde /-'fritas, Escrivo. fiernurdmo Jo-
s Monteiro, Thesouieiro,
m
S
ariet
la d
e.
BESCftlPClQ !) I- UM PETI HBTRE.
Ponta do lenco de lora,
Molho do flores a o pello.
'folenlino.
Pretendo decrever um certo bonifrale que ,
segundo dizem at mas lingoas, deixou grande
descendencia por alcunha petit mailres. Sua
estafara, de conlrafeita mediana, annunciava
que a natureza nunca pod ra.em liberdade.de-
senvolver-lhe os memhros l\a face afltimina-
da donde so rclirarao milito cedo as gracas
varonil, o nos amortecidos ollios, cuja viveza
falleceo nos regalos da moleta mais pareca
um oulro ente que vcul idoiro bornean; da ca-
beca nula havia que recetar, eslava prova de
logo gricus ao perito ofilciai que lodosos d-
as I he avivava o entendimento com Ierro em lira
/a a despeito do humo loSta lo crneo CUjOS ca-
bellos nio resistir por muito lempo ao calo-
roso afago. Julgava-se pofm feliz com esta
falla o nosso l'Onirate pois livre do quotidia-
riO| enfado se ndornava com encrespada e recen-
dente cabelleirinha cujos leos tal ve/, cobris-
sern o enjoante eheiro dos cabellos de cavallo
la/a rento pois nao poucos destes se (nisturo
nessas armadiihas da vaidade.
As barbas (que talve seu bisavo urna so nao
dora pelos theaouros'do oriente) outros lem-
pos foi-sfl a moda fr.i barbas alm da le-
nazinha que cm apparecendo cabello tirasso
raz os aeus a tro vi montos, maiormente se urna
Bobranceiba ousav communicar-se i nutra o
barbeiro, mostr o mais apurado noofih-io, Ihn
hrincava com a cara c dava lavagens e sabes
boa parte da manhaa. Tamhem tinha o nosso
hroe um aposento especial para estes appare-
ibos oh Como do perfumado touoador se
exhalavo odorferos aromas, pois nem para la-
var os entrededos dos jis faltava cada noute ao
bonifrale agoa le colonia, (guando sahia a pu-
blico entrecobria-lhe as melenas enroscadas
aperlado cbapellinbo que, posto banda tre-
mia ao menor balo do ligeiro zepliiro.
Assomava-lhe ao desmatado rosto o rubor.
que ba muito lempod,espedir por forca de duas
ventosas de quasi petrificado linho, sahindo de
outro nao menos extravagante adorno descripto
no scguinle:
Esses, digo, que espartilba
Densa estacada de corno ,
Algunsa cabeca em torno
Kspeco de rame te/o.
Emquanto a os vestidos, trajava bnnifrate co-
mo grao mestra que era da ordein da incestante
moda : desde o bico do p at a cabeca andava
armado de gallas e riquezas entre insignificantes
fraudulagens, engodo de eslrungeiros, com des
pendi da sua e Ulvoz da (atonda slbeia, pois o
recamado peililho S" por si poderia alimentar
muitos dias urna familia desgrasada rujo pai
ViSSe morrer a fome os miseros (ilhmhos !
Pareca porm encaar se sempre com os ha-
bis alfaiates queosemo ; nunca estes atina-
viio com a grossura do seu corpo til o aporto
que nos trajos sedivisev! Nao ruinemos in-
nocentes (dira, se me oUVSSe ; a infeliz cintu-
ra, 011 o aperreado peto),a de ns'que boni
fale assim o manda ; nenhum criado Ibe aluia
urna semana sem laucar Snngue pela luna ap r-
tando-lbe o Cilicio e ludo por penitencia! !
porque vestem boje os vaos guerreiros e os cas-
quilbos symbolica armadura de cspartilho Seus
dos se enganavo tomando por danca as suas
cortezias ; o nao meiioi pasmavao quando iogo
depois de meia duzia de afiectadas repetidas
exprecoes eil-o mudo .
Desconfi ira ? cmmudeceria ? Pobre
moco Nada disso esgotou-se a prosa o es-
pirito nada mais avance. Suppria a Talla o
lenco branco o cabello a cadeira a perna
direila sobre a esquerdacaesquerda sobre a di-
reila,esctraialuneta.qucgrande a uxilio! Po
rm novo campo se descobrcao bonifrale! Nello,
suri be grande hroe qu,| ser a lica ? Mesa.
dados e baralho: se por acaso cahia no laco
algum patinho e largava para festa no outro
dia eis a cavallo o nosso hroe.
lm rano de selim sempre a correr ,
Chicote de trombelae dar dar.
Em vo procurei saberos seus progressos na
repblica das letras; heduvidosose as conhe-
ce beinque n'alguns outeiros Ihe ouviro in
socas trovas, que asseveraya ter feito em urna
noite do invern ja se enlende a luz da ca-
dda e provavelmenle em certa occa-iao que
licou em casa com um p torcido cu jo defoi-
to pegou as sobredi tas rhymas. Em (im
Cjuanlo ao tralo dover e nao pagar ;
Olanlo ao genio ser tolo e nao o crer.
Aonde e como morreo tamhem se ignora ;
viven rediculo e despiezado o naturalmente
assim falleceo ; e se a sua prole nio Ibe conser-
vassea casta nem anda o que temos dito che-
garia aos nossos das.
bucianto a seus amigos. Reduzia-se o bilbete a Perante a Administradlo do Patrimonio dos
dizer cuo tamo amor havia atrancado o premio; Grphos se ha de arremaiar a quem mais der
que o inexperto coracao da menina se havia as rendas da casa n. 4, sita no largo do 11..s
commovidocomsuasdulcissimas phrases que pita! do Paraizo : as pessoas que so propo-
aquella paixo sona a primeira e a ultima seren a arremarar ditas rendas poderao cm-
ate. &c. parecer na casa das sessoes a 16 do futuro mea
Duas lagrimas rodrao em silencio pelas fa- as 4 horas da tarle com os fiadores,
ees do elegante, ao faZer a leitura da preciosa Sala das sesses da Administradlo dopatii-
0 QL'I PRO QUO'.
No Prado aonde concorre a gozar da ame-
nidade do passeio ludo o que ha de melhor em
.Madrid em urna das tardes ardentes deste Ju-
nho por entre o p que lovanlavo as carrua-
gens e as traidoras cadeiras que embelezSo o
salao contaia-so surrindo um engracailo qui
proquile um noivo quepasseava pelo braco
da linda metade. E' ocaso: achavao-se. ha di-
as. di fie rentes pessoas em casa do Comiede ....
quando entrn o par em questo a pagar a
visita decasaniento, como se diz em termos te-
ehnicos; o devern saber nossos leitores que ha-
via apenas dous metes que as engrinaldadas ca-
deas de hymneu pesavo sobre o feliz par.
Lomo he natural e como he costume, princi-
piou-se por examinar as joias que ostenlava a
noiva : um magnifico bracelete de perolas e
mosaico allrahio a atlencao de todos.
Preciosa pulseira cxclarnou a Condeca
I
de
Admiravel : dsseoutra dama.
O medalhao principalmente he divino !
iiccrescentou um terceiro interlocular.
E que tal ? o meu retrato est parecido ?
porguntou en leo ohom do noivo, jugando
que sua mulher traxia urna soberba pulceira ,
que Ibe havia offerecido com o seu retrato.
A noiva crou como um cravo, e abaixou
os olhossem poder proferir palavra: a Condece
e os mais que estarlo presentes tiveroimmen
so trabalbo pra conterem gnrgalhadas.
Querem saber nossos leitores porque ? A
pulseira, em lugar do retrato do marido, por
urna estranhacasualidade, oontinba umdossi-
gnos mais expressivos do zodiaco !
carta, que em seguida levou aos labios. Osen-
gundo dos leves, urrindo-se ligeira e malig-
namente, puxou por urna segunda epstola ,
escripia em igual'papel, com o mesrno aroma ,
com as mesmissimas pilavras.... Por (im o
ulfimo dos trez desembrulhou com solemnida
de um terceiro b Ilute, irmo dos anteriores.
Ao concluil-o. resoaro estrepitosas gargalha-
das. E era urna circular!
No dia soguinte um elegante jockey pisava
os umbraes da manso da sensivel divindade
levando as mos urna magnifica bandeja de
p "ata, coberta com um rico panno de veludo
bordado. Por baixo io os trez bilhetes so-
bre cada um delles brilhava urna lindissima ma
r i posa de esmalte. Desde entao a innocente
menina perdeo sua aureola de innocencia, ej
nao abaixa os olhos quando se Ihe falla dea-
cnores. (P. doi P. no forto.)
moniodos Orpbaos 28 de Agosto de 1844.
J. M. daCruii Escripturario. II)
COMME
A lia n ciega.
Rendimento do dia 29.........5:866^846
Descarregao hoje 30.
BriguePalmadiveisos gneros,
lirigue Primavera dem
BrigueNeptunoidem.
Galera Emilydem.
-V.-.-^:l"
''y "U'j 'l11.""?
Movimenlo do Porto.
Leiies.
5 -Richard Royle & C. faro leilo. por in-
tervencao do corretor Oliveira de va-iasfa-
zendas d'ulgolSo limpas e de omitas oulra-
variadas por conta de quem pertencer ; sexlas
feira 30 do correte as 10 horas da man.ba ,
no seu armazem, ra d'Alandega-velha. (G)
'H!"'.!!?"J. '".'JWTWJ.iT..,,
Avisos diversos.
[es, malditos ps, porque taannos ? mas
quem quer. para ludo acba remedio ; aiudava
o salto do sapato que coHocava o p em quan
lo ti perspectiva em linba diagonal cuja base
de necessidade sai mais breve, eonrorrendo
lamhom nao pouco um arquinbo de ferro que
Ibcattsava o peito, e ludo sobre a e trdileta do
calcado; masque diriao os magoados calos te
fallasseui ? Pe is ru .s lodo se mirava, todo se
abana.a, ora de red cu la gravidade, ora s car-
reirinhasou saracolean io, as costas lodos zom
bavao uu Mouro ?
Dificii enigma porque ninguem percebe os
gatimanhos com que cru/.ou a testa; meio ajoe-
Ibaoo meio em p to absorto na medita-
cao que nao Ihe encapa pessoa alguma na vi-
sinhanca. Subia o pregador ao pulpito, era sau-
dado com um risinho CJuo dir.i o padre? ;
Tal comeco tal fim; so attendeo por alguns mo-
mentos, foi ao garbo do orador e a doutrina?
Beticos.
Sipemol-O rompanhia: oh I como baila !
como iroso arqueando o braco amima os an-
nellados cabellos ora om frente ora u direila,
ora esquerda .... mas que be Uto? assen-
tou-se ? ja findou o minuete ? Assim to-
OBILHKTE CIRCULAR.
Abi ai nutra anedocta, d'entro outras que
a lu/. vacilante do crepsculo se conl.irao na
nicsma occasiao. e que o chronuta nao escre-
veo para nao ferir o melindre do pessoas timo-
ratas.
Ha em Madrid urna menina anglica apc
nns adolescente, lypo purissimo das virgens de
Raphael e de Morillo, Se a houvcssemos vis-
to oom azes na espalda, com oora de arom-
ticas llores na fronte vestida de trrnsparentes
gazas, seus cabellos debati ondeando com o
sAproda viracoda tarde, n< a lomaramos
por umeherubim baixado doibrono do Senhur.
oii urna viso pbantaSticae lahul sa. Se algum
fallava por BCC880 de amor a e^ta candida pom-
ba, surria-se modestamente como quem nao
compreliendiauma palavra ; se outro mais ou-
sado Ihe pntava com vehemencia a paixo que
Ibe havia inspirado, a celestial menina, ma-
neira da casta sensitiva concentrava-se om si
rnesma. Todos a nmavo, e ella a nenhum
amava. Di toso mil ve/.es aquello que oblivesse
as primicias de um coracao tao virgem I
Em a noule antecedente se achavao juntos
em um cal mui conhecido trez dos primeiros
leeie Madrid.
Sou o homem mais feliz da trra !. .
disserle os tres a um lempo, e com um en-
thusiasmo inexplicavel.
Depois se olhro sorprohendidos, assom-
l.rados, ao ver que havia tros mortaes igual
menle venturosos no mundo; como era natural,
lratou-se de inquirir o motivo de tamanba fe-
licidade; um delles, palhdo.commovido, per-
turbado, moslrou enlio um papel aromtico e
lustrlo, no qual havia algumas lindas lanca-
das com mao trmula pela beldado que imper-
(eilamento descroemos, e as leo com voz bal-
Navio$ entrados no dia 29.
Pbiladelphia; 36 das, biate americano Am-
phitrite de 87 toneladas, Capilao Alexan-
dre II ill equipapern 4 carga taboado : a
.Malheus Austin & C.
Rio de Janeiro ; 22 dias, brigue Brasileiro
Viniala de 247 toneladas Capito J.
loares Harbosa : em lastro,
dem; 16 dias, brigue sardo Catharina do
203 toneladas, Capilao Angelo Colles: em
lastro.
Navios sakidus no mismo dia.
Liverpool; barca ingleza Ereno, Capilao John
Byren : carga algodao.
dem; brigue inglez Cealy, do 23o toneladas,
Capito llaburn : carga assucar.
Genova ; escuna ingle/a Invencible, do 200
toneladas Capito Ncwmen : carga assu
car.
Edtaes.
'N8o tendo concorrido licitantes a arremata-
cao da obra do concert da cadeia desta cicla-
do, por 11 nle ni do 11 m. Sr. Inspector desta
l'hesouraria se faz publico que ira novamente
a praca no da 30 do torrente ao meio da. Se-
cretaria 26 de Agosto de 1844.
O Secretario ,
m'z da Costa Porlocarreiro
A Cmara Municipal da cidade de linda e
seu termo em virtude da lei, Sc.
Faz saber quem convier que m dia 7 de
Setembro prximo (uturoro se ba de proce-
der na groja matriz deste dislricto da fragoeria
ile S. Pedro Martyr (assim como em lodosos
mais) as eleicoes lo seu respectivo Juiz do Paz
eSupplente, assim como dos OVoreadores,
que bao de compl a Cmara Municipal ne se-
guinte quatriennio ; segundo as ordens impe-
n ees cominunicadas a esta Cmara Municipal
pelo Exin. Sr. Presidente da provincia bao de
ser feitas as mesmas eleicoes na forma da lei do
1. de Outubro.e instruccoes du 1 d* De/em
bro de 1828, o decretos de 28 de Junhode
1830 e 5 de Setembro de 1832, e mais decla-
rages a esto respeito. E para constHr mandou
a dita Cmara ullix r o presente no lugar de-
terminado pela lei, e sera lambem publicado
pela imprensa. Cidade de Olinda 23 do A-
gosto de 1844- Jos Jbaquim di Almeida
(hiedes PresidenteJoo Paulo Ferreira ,
Secretario. (23)
Deciaraces,
= 0 vapor de guerra Thetis racohe as mala
Acha-se a ven Ja nos luga-
res do costume o Naz/iraio
ns. 55 e 56. O Redactor, es-
crevendo com a sua confiden-
cia, nao lem em vista, nem
(uer cortejar a partido al-
gum.
2 = CJuem quizer arrendar urna ca.^a de trez
andares no largo da Assembla : fab'ecomo
proprietario Jos Francisco Bellem, o ou-
tra clua na ra do Amonio os quaes se ,1
chao com cscriplos.* (5)
2 = A luga se urna casa tarrea sita na
ra do Cottivello n. 81 com 2 salas, 2 quar*
tos, cosinha lora, quintal murado, com sua
cacimba de bou agoa ; os pretendentes dirijo-
se a rus estreita do Rozario. secundo andar n
30, que acharad com quem tratar. (6)
3 = Aluga-se urna casa torrea na ra da
Solidado minia larga com romrr.odos [tara una
grande familia com um grande quintal mu-
rado e outro senado com muito boa agoa
de beber por proco commodo: trata se na ra da
Aurora casa n. 88. (G)
3 = Tendo a Viesa rogodora da V. O. lor
reir de S. Francisco das thaga desla ridaile
do Recite convocado Mesa conjucta no d.'a 2i
do corrente Agosto para reformar alguns ,M-
tigos de reus estatutos queapratica tem de-
monstrado ser de neeess'dade reformar-so : re-
solveo a mesma Mesa conjuncta, por maioria de
votos nao Ihe competir fazor laos reformas ,
esim a urna Mesa geral o que osla se convo-
caste para o dia primeirn de Setembro: sito por-
ta nio convidados todos os irmos terceiros da
mesma ordem a rounir-so no sou consistorio no
referido dia as novo horas da manhaa para o
fioi cima expendido tirando ditos irmos na
inlolligenoia de que se con ecaraQ os trabadnos
com o numero que so echar prsenle as 101
horas. (J7V
Aviso importante ao publico.
17 Acaba de rhogar una ptelo nova e
fresca d'aquellas invaluveis Pirulas da medecina
populare as pirulas vegetaes americanas, sendo
a composico d ellas inteiramente vegetal e }a
lo conhecidas nesta cidade as varias molesti-
as do figado ebres rheumalismo lombri-
gas ulceras, escrolulas, erysipelas, e he o me-
lhor remedio conhecido para o sangue; roga-se
aos inlormos de provarem este aflamado reme-
dio. \ ende-se eom seu competente receiluario
em casa do nico agento Joo Keller ra da
Cruz n. 18, e para maior commodidade do,
compradores na ra da Cadeia em casa de Joo
Cerdoso Ayres, ra Nova (iucria Silva eCom-
panhia Att<"TO da Hoa-vista, Salles e Chave,
ao procod IgOO (cada caixinha. (17)
4 CATFLH C0NTR\ AS FALSIFI-
CA CES.
Constandoa Meurvn $ C, que em algumas
vendas o lojas desta cidade, se vende um rap ,
com a falsa denominaran de rap aren prela ,
com astuciosa imita^o dos botes, rtulos e sol-
los da sua fabrica, fazem sci nto aos seus Ire-
guetes e ao puidico que em esguardo da sua
propriedade, e dos seus direitos accrescenlao
firma ao sollo do nico deposito do legitimo ra-
p ara preta, que permanece no mesmo lugar,
da ra Cruz n. 26.
Portento qualquer outro rap que se incul-
que dcbaixo desta (tenominacao he urna falsi-
para o Rio de Janeiro o Baha boje (30) as fleaco dos productos da fabrica de Mturn S
5 /horas da tarde I Q. inventores e nicos proprietarios das
= Lxi.tem na Administrare,, do Corrrio des- fhrieas do rapa la prov.nc.a uns autos crimes, viudos do Br. jo ,,o Rio de Janeiro o Marnnhao. como em P r-
de Ara. provincia da Parahiba. em que sao iwmbiici. erngao aos Srs. compradores dea-
parles a just.ca e Joaquim Jos de Santa \ nna; cautellarem-so contra as fraudes, sendo as
a quem interessar venha pagar o respectivo por- maiores no rap, que so vende a retalho [*2I)
te para serem remelt.dos a Relago. 2 Desoja se saber se he vivo ou morto
1 Admtnitracao do patrimonio xks rphaos. \ Antonio Jos de Mendonja, natural do Porto,


T
l
*azado com a Sra. ntonia da Natividade.fi-
iha do Sr Antonio Francisco Maya; na ra
Dirt'ila n. 135 loja de cera. ig)
1 O abaixo asignado gratifica gneros <-
Oieotfl a quem denunciar do ladran que ein
as 12 horas ,1o dia 29 do corrente furtouun
hali que representa tur 3 palmos pouro man
ou menos com as mguintet fazendas um co-
lado e meio de pumo fino preto duas pecas
de chita duas ditas de mulapoho mirca gallo,
urna dita CO'n 22 jardas do algo ln/.inho. urna
resma de papel al maco, um corle de lia e s la,
en lo este de campo brinco. 1 2 covados de so
tiui maceo preto, I fraseo le Leroy, 3 cartas:
sendo una para o Sr. Padre Jos fime de
Lima ; nutra para Joao Carneiro de Silva, e
outra para Manoel Folia Corro.
fenlo J S.Magalhaes. 15)
O abaixo asignado declara, que elle nao
assignouo annuncio que appareceo u<> fP.-novo
n 186 de 29 do corrente contra o Sr. Manuel
Luii \ iraes, pois he flso e ora at por
quem fui elle feto. Leopoldo Coelhoda Silva.
2 Aluga-sc o segundo andar e soto do
sobrado sito na ra Direita n. 20, com comino
dos para grande familia e outro tamhem se-
gundo andar na ra da Penha; pora verem po
dem dirigir-se pura aquello na mesma ra D-
reila padaria n. 2i, onde exislcm as chaves, e
este na ra da Penha venda por baixo do sobra
do do Senhor Coronel Joaquim Remani: nos
iiesnios lugares pdem trataren) do ajuste ou
na ra das Trincheiras n. 42. segundo n
dar. (i|)
3 = Em cas;; de Augusto Corbctt, na ra
da Cadeia do Recife n 40, ha sempre um gran-
de soi ti ni.', to de vinhos engarrafados do l'or
to, Madeira. Sherry. Bucellas. e Champagne,
aguordentede Franca, eshrub; ludo das mee
Inores qualidades (|ue tem vindo a este merca-
do ; igualmente tem os afamados charutos re-
gala, caxoeira, patriota esans-pareil, vindos
ltimamente da Rahia na escuna Santa l ru ;
tudo por nrec,o maiscommodo do que em oulm
qualquer paite. (II)
2-=.Na ra do Rangel n. 3lcopia-se sen-
tencas processos e todo o papel judicial ou
outra qualquer escripturaco com brevidade,
boa letlra e prego muilo commodo. (4)
1 Preciza-se de quatrocentos mil reis
dando-se os lucros que se enmbinarem ; e mul-
to boa firma ; por dous mezes na casa n 9i
na ni.i da Gloria. ( i
= Somanta para os nieus companheiros da
Mesa regedora/da Irmandade de W. S. do Li
viamenlo e especialmente para o respeitavel
publico m geral. paMO a fazer a seguidle res
{"osla em vutude di pergunta leita no Diario
de Pernumburo n. 192 a que sou de alguma
maneira fincado pj*la provocar 8 por um amigo d Sr. Antonniod'Oliw'ira Passos
Como memhroda Mesa regadora da mesma Ir
manrtade respondo ao ofTandido que mal infor-
mado do oflicio que foi dirigido ao sen amigo
assim (.'DiiKi das dispozii oes do compron issn
da mesma Irmandade. apresenta-so publica
mente falt.uido a verdade e por outra parte
de pouro ou nenhum Conh cimento e pra
tica do mesmo compromisso a que se refere o
ofTefldido em suh pergunta confess o mesmo
ofiendido que o seu amiyo commeltra duas.
a tres faltas, e a este pontodirei que est emeon
tradico porque no decurso da nova adminis
tragaoas fallasdesle emptegado foroimmensas,
e fallas que, a nao ser u constancia de varios r-
meos, linbao-se tornado em grandes prejuizos a
Jrmamlad como em Mesa de cunts reuni-
do de Mesa conjuncta e outras militas e al
na decencia pes-oal & Similores, em virttide
da disposicao que me conlere o titulo 6 do
irt 5 ; o do DOMO coniproniisso na (|uali
dada de ProcuradorGcral da mesma, vime obli-
gado a lasara acensado, em Mesa.desseempre-
gado vislooseu relaxamento no desempenho
de suas ol.riga 6-s sendo um dos empregados
de alguma influencia. A 'isla da minha CCU-
zacao a Mesa d'diberou com toda a prudencia,
o eiitendimento me ordenou nfficiar a este empregado afimde conseguir
d'elle a euperanca de ser mais exato no cumpri-
in.MiUi de suas obrigacoes; e ento senaequeria
continuara prestar os seus serviros,como devia,
que nos desenganasse, pedmdosua demisso ,
foi O sentido do offirio que llie loi dirigido.
Kinquanto ao partidista do ollondido dizer que
he espirito de intiiga se assim o diz, he por-
que no todo ignora as formas do nosso compro-
misso. Nao lendo a Mesa a menor prevencao
contra este empregado, sim na falta documpri-
inenlo de suas obrigac.oes, vislo que, podendo a
blico ficar corto que o dito empregado foi quem
pedio a sua demissno por conlierer os seus
crimes e pouca ou nenhuma habilitado para
exercer as funcas de Vice-Juiz da Irmandade
de N S. do Livramento aaaim como o per-
guntante que he um intrigante que, valeudo-se
de pretextos fnmlos, quer defender a bem co-
nhecida reputado de seu amigo para com os
Irmaos do Livrainent que tolos o conhecem.
Srs Redactores deem a prsenle resposta para
saisfaeSo do respeitavel publico e nao do ti- I
nocante que nenhuma considerad merec I
Sou Srs. Reda;tores de Vms. Albino de Je-
zu$ Randeira Procurador Geral.
1Constando aoabaixoassignado. ter sidovis-
nos para caixeiro de loja : no Passeio Publico ,
n. 11.
Precisa-se tomar d'arrendamenlo um so-
brado ou casa terrea que conste de qualro
quaitos, sala adiantc e aira/., e quintal nao
sendo muito distante do Recife ; quem tiver e
queira alugar annuncie.
as Pelo Juizo da terceira vara Escrivao
Santos, vai em praca qualquer da urna casa
teirea na ra de S. Gmalo, avuliado em um
cont e du/enlos mil ris e mais do me-
tade de um sitio e olaria anexo a dita casa na
margem do Rio das Rarreiras avahado em
1:7(10.) is., e um terreno na ra Imperial com
.tO palmos du frente e mais de 4:000 palmo-
de fundo, que deita na camboa, onde etistem
lo para as parles de Una por pessoa que o co- 13 casinhas ou mais de taipaepalha, quepa-
nheceo o seu cscravo Guilherme, o qual des- gao foro, vahadas em 1508 rs e dous mole
appareceo d'esta praca no dia 4 do Outnbro do ques: um deltas com oflicto de oleiro, tanto
anno prximo passado : sem que possa ter tido
una noticia doli senaoa presente;por isso o a-
de telha como de tijolo e he infornador, e o
outro de campo ambos muitos sados ava-
baixoassignado recommenda a todas as autori- liados em 800i rs. ; por execucao de Manoel
daocs policiaes.capitaes de campos e quaesquer Antunes Vilassa contra I). Auna Hichaela
nutras pessoas particulares;poisquerecebercin-i dos Anjos viuva do finado Manoel Jos de
coenta mil ris de gratificado a pessoa que o Medeiros e mais herdeiros do seu ca/.al.
Irouxer preso: os siguaes sao os siguintes ida- i as Precisa se de um caixeiro de ra que sai-
do de 16 a 17 annos., muito secco do corpo e i ba lr, cscrever econtar desembarazadamente;
alto em porporco a idade, pernas e bracos mu i-, quem estiver nestas circunstancia ; annun
lo finos cabeca muito pequea ulhos muito '< ci:
vivos, e um poucoeshugalhados, dedos das maos! I>o-se 600,000 rs. a juro ra/oavel, sobre
muito finos e comp idos, nado Angola, porm pen hores de ouro ou prata, assim como se ven-
muito ladino, e he cozinheiro e falla bem. i de muito ern conta um relogio de patente in-
M noel Gomes Viegas. glez ; na ra da Senzalla Velha 0, 9iou63 .
1
LOTERA DES PEDRO MARTYR
l/E OLINDA.
1. andar.
= (jlucm tiver urna canoa de conduzir agoa e
As rodas corren, m preter ielmente no dia qer alngar; dirija-se a ra da Praia atroz
12 de Selemhro' prximo vindouro : os bi-
Ih'tes exislem a venda no bairro do Recife
lojasde cambio dos Senhores Vieira e Silva Cu-
nta Santo Antonio ra do Cabug botica do
Senhor JoAo Moreira tojas de fa/endas dos
Senhores Pereira & Guedes, Boa-vista loja de
ourives do Senhor Jacinto Oliveira. (9)
1 g Quem quizer arrendar ou comprar o
engenho Jucaral de cima emSerinlp'ein. fal-
le com o Majur Joo Valentim Villela mora-
dor no Atierro da Roa-vista casa n. 19, que
se acha autorisado para fazer qualquer neg
ci. (6)
1 = O Senhor Joaquim Jos do Pinho que
morou nos Afogados, e boje acha se em Nosga
Senhora da Gloria ou Ipojuca, queira appa
recer na loja de miudez^s na ra do Cabug
I un.) do Senhor Randeira que se Ibe deseja fal-
lar. (6|
A loja deencadernaco estabelecida no
largo doCollcgio defronte de Palacio acaba
le receber um sorlimento de bons ferros com
os quacs o encadernador poden execntar as
mais bellas encaderhacocs segundo o goslo dos
Senhores que so quizerem ulilisr aos quaes
se promelte. alm de um preco commodo, urna
duraiao indeterm nada nao s pela seguiancj
lo cozido e bem encapado como pela colla de
pie faz uso iiiqienetravel a pu'ilha e a traca.
Tanto esta colla como urna composigo que em-
prega no. caliedaes de que usa tem tornado
'ivros ja tricados e que de novo se encaderna-
rao impenelraveis a esse bicho destruidor.
1 =. Joaquim Jos da Cosl8 Pinheiro reti-
ra-se para o Rio de Janeiro a tratar de seu
negocio e como nao pude despedir-se pesso-
Imente de todos o- seus amigos pela brevidade
da partid i.aproveita este meio para o fazer,e pe
de a todos que llie desculpem esta falta involun-
taria assim como Ihes offeiece o seu limitado
piestimo naquclla Curto. (8)
1 A abaixo nssignada, viuva que ficou do
fallecido Jos Maria L'erreira de ouza tinlu-
rein> do Atierro da R a-vista, annuncia ao res-
peitavel puidico que contina a tingir toda a
qualidado de fazendas e de todas as cores ;
assim como convida a todas as pessoas que tive-
rem fazendas em casa da dita as queiro man-
dar procurar no praso de oitos dias e quando
nao mandem por ellas no praso marcado, passa
a vendel-as para pagamento de suas despezas.
farbara Francisca Xavier. (11
A pessoa que no Diario de bontem quin-
ta-feira 29 do corrente n. 192annunciou que-
rer comprar um sobrado de um andar livre e
desembaracailo, que tem bom quintal murado
e boa cacimba, chaos proprios, situado na ra
das Trincheiras dirjase a ra da Cadeia do
Recife n. 25. que se dir quem a vende.
Precisa-se de um rapaz Portuguez de 20
annos para caixeiro de urna casa de commercio
na cidade do Ceara que tenha boa leltra e
d fiador a sua capacidade: procure d'hoje at
quei-
Mesa desairos.iiiiente suspndelo do lugar, j amanha na ra du Cadeia u. 34.
coln nos ensina o titulo 6 do art. 3i do' O^enhor Manoel Coelho Cintra
m
mais empregados em p
pouco zelozo na observancia de suas ohrigccs, de-Portas n. 83.
o este empregado estiva nesteeasa, e podas Quem precisar de duzentos mil ris a pre-
lesmo como omisso o fie extensivo aos de- ra annunciar sua moradia para se Ibe entregar
.ais empregados em parallelo ao Juii quando nina carta vinda dy Porto; ou dirija -se a tora-
da Ribeira ns. 9 e 11.
= N padaiia da ra Direita n. 80, preci-
sa-se de um caixeii o para cohranca que nao
exceda de 16 annos de idade que seja muito fiel
0 esperto.
= Precisa-se de urna ama do bta conducta ,
que engomme e cosinhe para casa de pouca
familia; a tratar na Praca da Independencia
n. 2.
=Precisa-se fallar com o Sr. Jos do Reis
("ampello no beco da Moda arma/cm n.
97.
mm No da 31 do corrente lera lugar a ultima
praca na ra do Sol. perante o Sr. Uoutor Juiz
do Civel, da casa penhorat'a a Antonio Pinto
de A/evedo. sita na rua da Pra'a n. 43: corre
a praca com o abatirnento da quinta parte mo-
nos do valor poi que tinha sido avahada : oa-
baixo assignadoollerece-se pagar parle dasdes-
pezas ao arrematante para assim ser mais ba-
rata a arremataco; o escripto est em mo do
porteiro o Serra Grande.
Manuel da Cunha CuimarSes Ferreira
Perdeo-se no hamo de Santo Antonio do
Recife, na noutedodia 27 do corrente Agosto,
una correle de relogio, de ouro laviada, com
seu sinetezinho; pede se a pessoa qua a tiver
adiado, querendo lazer o favor de leval-a a
seu dono na rua Nova, primeiro andar do so-
brado n. 19, que ser bem gratificado.
= l)esej .-se fallar aos Srs., Joo Rodrigues
de Lemos, Joo Marques de Miranda ou alguem
que por riles figurcm a negocio de seus in-
teresas; annuncie
= Declaro ao Sr. Subdelegado de S. Jos ,
que moro no corredor do sobrado n 3 na rua
Augusta, n um quarlo (|tie (em por baixo do
mesmo sobrado e lodos os visinhos delta rua
hemme conhecem e sabeni <|ue sou morador na
mesma rua por isso queira S S. incluir-me-
na sua lista para ser qualifirado votante vislo
ler 50 annos do idade, ser proprietario e pes
cador do alto seu lilho de Jos GongaWes
Rraco Forte e minha ml Therea de Jess,
sou nalural de Goianna e nao quero perder
o meu voto
Jos Goncalves do Sacramento Rraco Forte.
l=Aluga-se urna muito asseiada casa no At-
ierro dos Amagados, contigua ao sitio do fina-
do Machado a qual tem commodos sufTicien
tes para grande familia por ler duas salas, seis
'piarlos cosinha lora copiar e quintal mu-
rado ; trata se na rua Direita n. 82, primeiro
andar. 6)
1 -Aluga-se urna negra para o servico inter-
no de casa de pequea familia por 10,000 rs
mensaes; na rua dos Martyrios n 32. 3)
1 Joo Ferreira da Silva Portuguez, roti
ra-se desta provincia. *2)
1=rOnein precisar de um rapaz Portuguez de
16 annos de idade para caixeiro de loja de fa-
zenda o qual tem pratica, ou outra qualquer
arruma.-ao excepto venda ainda sendo para
lora da praca; dirjase a Praguda Boa-visti
n. 10. 6)
1 Precsa-se de urna mulher para entinar
urna mulata a engommar, em casa de sua se-
nhora as horas; que convencionar ; na rua de
Agoas \ erdes sobrado n. 66 4^
O N. 8 dp GARARAPESs
Peridico ordeiro e//over-
nista.
Sahe liojeao meio dia e a-
char^se-ha venda na Praga
da Independencia a 80 rs.
cada exemplar, assim como
os onros nmeros.
1 = Quem precisar do um rapa/ Brisilcir i
nlade de 20 loaos para caixeiro de qualquer.ir-
ruma^So ou mesmo para cobrancas exce tu-
rnio taberna; quem precisar annuncie sua
morada 5)
2Aluga-se urna casa terrea na rua da Glo-
ria concertada e piulada de novo ; na rua
las Trincheiras n. 19. 3)
2 Ka/ se saln-r ao Sr. M. T. S que no
du 22 do corrente Agostse finalisrSo Irez
motes de aluguel da casa em que mora o sen
afiiancado Ltlil Anlonio. 4)
2 Preci/a-se alugar uma barcaea ou
canoa glande prompta a fa/er viagem pela
costa com os seus perlences Decessarios: quem
tiver anuncie, ou diriji-se a travessa de S. Jo-
s n. 10 para .-e (ralar. ( 5 )
2 Na Praca da Independencia n., 28 a-
caba-se do receber um completo sortimento de
calcado lano para homem como para senho-
ra chegados por este ultimo navio por barato
preco. ( > )
2= Para qualquer obra e terreno bollo-
na canoas da areia por preco muilo commodo ;
na rua do Rangel n. 3V. ()
2 = Correm-se folhas ,tirao-so passaportes
para dentro e lora do Imperio c de*pacho-so
escravos tudo com muita brevidade e preco
muito commodo ; na rua do Rangel n. 34.(4)
2 = los Goncalves Ferreira Costa conti-
na a mandar fazer atterros com mais ou menos
demora segundo a preciso que cada um tem ,
assim como abrir viveiros; quem qu zer dirja-
se a Joaquim Goncalves Cascao na rua da Ca-
deia do Recife. (6)
2 = Deseja se fallar com o Senhor Floren-
ci Tavarts da Silva Rorges a negocio de seu
interesse, e como se Ibe ignora a inorada por
isso annuncie. (*)
Precisa-se de um pequeo que cnlen-
da de venda ou dos que vierto ltimamente
do Porto; a tratar na rua do Hspicio n. 34. (3
2 SOCIKDADF. THKATRAI MELPO-
MRNFNSE.
O Thesoureiro avisa aos Senhores socios.que
os Dunetas para a recita de sahhado distribu-
em-se nos dias 29, 30. 31; na rua da Cruz ,
armazem de molhados: n. 43, o mesmo previne
(|ue na occasiao di entrega rebeber as mensali-
dades vencidas de Julho 0 Agosto; os Senhores
socios que quizerem ceder o seu cartao queirao
deixal-o junto com a proposta na mesma casa ac-
ma.at'1 sexta- feira a noute podendo depois ir bus-
cal o no sabhado at meio dia.notando que pes-
soa alguma, a nao serem os socios,entrrao, sem
serem approvados, para os lugares dos mesmo.
O Thesoureiro roga os Senhores socios que ti-
verao a bondade de subscrever voluntariamente
para apinlura e conclusao da casa, queiro en-
tregar o importe na mesma casa na occasiao de
eceberem os I.libeles. (19
3 = Perderlo so no dia 24 do corrente da
rua do Livramento atea rua do Rangel urnas
rfaates pequeas amarradas em cordo de lalo;
e pede-se encarecidamente a quem as achou,fa-
ga o favor do cntregal-as na loja do fazendas
na rua do Livramento n.2,quo se Ihe ficara as-
sas agradecido. ^7)
7_ M.'-Callum $ Conipanhia respetosamen-
te avalo aos senhores do engenho e ao pu-
blico em geral que na nova rua do Brum que
passa por detraz do Arsenal de Marinha teem
eslabelecido uma ferraria ( sendo a ultima do
lado do poenle da mesma rua) onde lazcm
cavilhes, atracadores, parafuzos de apeitar e
oulras ferragens para engenho, eixos trilhos e
oulras ferragens paia carros parafuzos e por-
cas de todos os lmannos lerragens para na-
vios, verandas, portaes, carros de mo 8 todas
as mais obras de ferreiro; e como os seus appa-
relhos recentemente chegados de Inglaterra sao
de pi unen a quulidade, promellem agradar aos
seus freguezes tanto na qualidade da mao
d'olira enmono preco e promptido. (Ifi
3 = No da 24 do corrente, pelas duas ho-
ras da larde.se desencaminhou da rua da Cadeia
um quarlo cor castanho capado, com canga-
Iha apparelhada de novo, e enervada de couro;
ruga-sea quem do mesmo souber baja de dar
parte na loja 'le Joaquim da Silva Castro que
dir a quem peitence, esc gratificar o seu tro-
balho. (8)
3 Precisase alugar um moleque que sai-
Mesa ns ir desta atrilmico ; pi
rm assim
1=Precisa-se de um homem que entenda de ba co/inhar ; na rua do Chieimado n. 67. (2)
o mi sobre cenhores de ouro ou prala. va a rua! andar com uma carroca na rua, e que d fia- 3 Angela Mana do Nascimenlo embarca
nao praticou logo he falso o que di/ o pailidis- do Nogueira n. 4o que se dir quem tem.
tu do oUeodido.A ficta do que o respeitavel pu-
Precisa-sc de um menino de 9 a 10 ao- n. 54
dor a sua conducta
jrro da Boa-vista farfl 6S provincias do Sul a sua escrava negrinha
j\ I de nonio Maria, Na,o Luanda. (3)


4
PREVI.NC.\0 CONTRA OS FALSIFI-
CA ?'0 II F.S.
Estovfio Gasse, saliendo que om algumas lo-
sas e ven las desla cidade se vende um rap
falto neata provincia cotn o titulo de princesa ,
e falca iii.itardo de hotos rotu'os de sua fabrica,
previne ao publico pus fregue/.os que a bem de
direito de propriedade sua,aereasen ta dos venia-
deiros botes de sua fabrica un sello com sua lir
mu e ensiuu.icao do nico deposito do legitimo
rap princesa nesltt provincia. A vista do ex-
poto.qualquer outro rap inculcado com a de
nominacSo anima be-falcificacdes as fabricas de
Estovad Gasso nico inventor e propietario do
rap princeza (leito no .Brasil*, tanio no Rio
de Janeiro Babia, e em deposito no Mar
nbo, Para, assim como em Pernambuco na
ra da Cruz do Hecife n. 38. i.ISj
iiOmpras
3 Compra-so um sobrado de um andar li-
vrne desembarazado, sendo na-> prlncipaes roas
dobairrodeS. Antonio; quein tiver annuncie.
SCompra-se urna correte ou sinete para
relogio queaeja moderna ; na ra Nova n. 82.
2 ComprSo-te '!> estacas de ii5 palmos de
comprido e dous ditos em roda, sendo de om-
beriba, barab e sapucuia ; na roa do Vlgario
n. 23, primeiro andar.
1 Comprlo-se pranchdei de louro e ama-
relio ile boa quahdade assim como travs de
30 palmos de comprido e palmo em quadro,
e palmo e coito ; na ra da Cadeia do ltecile ,
casa deJoaqmm (onc.ilves Cascan. (6
2 Comprao-seeTeclivameote para tora da
provincia mulatas, negras e moleques de 12
a 20 anuos pago-se bem ; na ra iNova lo-
ja de ferragens n. 16. (4
"2 Compra-su escravos de i"2a 30 annos,
pagao-se bem ; assim como tambem se recebem
em commisso; naruairoita n. 3, primeiro
andar. (4
Comprao-se escravos de ambos os sexos,
sendo que agradem nosedeixade farer ne-
gocio ; na ra do Fogo ao p do Rozario n. 8.
Compra-se urna carteira pequea de ama-
relio de urna so face o em bom uso ; na ra
do Queimado toja de l'erragens n. 13.
Vendas
3 Vende-se urna propriedade de trras com
piincipiode um engenho, e cora todas us plan-
tas 3 moradas de casas que se acbao dentro
da dita propriedade com todos os trastes que
se acbao dentro das ditas ; o engenho moeo o
anno pussado 40 paes de assucar e tem para
moer agora .'00 a 40(1 pes ; esta propriedade
be situada no lugar da Aldea Aomuata arre-
dado da cidade da Victoria, 3 legoas pura a
parte do norte; a Ira tai na ra Imperial n. 63 10
3 Vende-se um preto de naco d 30 an-
nos bom trabalhador de niasseira ; na ra
ireita padaria n. 2'i. (3
2 Vendem-so duas casas de taipa no Atier-
ro dos A Togados por 5"# rs. cada urna; na
ra do Amoriin n. 21. ,3
3 Vendem-se orellos pretos muito largse
pelludos, proprios para fe botar em pannos de
prelas ,e debruar mantas ; na ra Nova lo,'a
de allaiale o. 46, de M. F. Coimbra. (4
3Vende-se, ou arrenda-se um sitio no Rio-
doce, denominado casa calada ; a tratar
com o propritiuno Jos Francisco Hibeiro no
Forte do-Matlos. [4
3Vende-se salca-parhlha muito em coti-
la ; aopdo arco da Conceicao armasem do
ragurt. (3
3Vende-se um negro de meia idade por
preco commodo, proprio para um sitio, por
ter sido do mallo ou para o servico de casa,
em que elle presentemente se oceupa ; na pra-
cinba do Livramenlo loja n. 42 ou no segun-
do andar por cima Ja misma luja. (9
3 Vendem-se travs de'10 palmos, o palmo I
e torno de face encbameis de 20 reforjados
em grossura Daos travessasde 25, caibrosde
30 ludo de boas qualidailes; em Fora-de- por-
tas toa Principa! n. 108 (5
3Vende-se sabo amarello a 90 rs. a libra
em caitas; neruada Cadeia-velba n. 35. 2
3Vende-se, ou arrendarse urna dara, que
tem barro para toda obra defronte da Capun-
ga com grande terreno, que piule ler aonual-
mente III vaccas, por le bom pasto boa trra
de plantar por ser massepe ; tamboril se ar-
renda boas casas para se passifr a (esta com
grandes commodos, no sitio do Cajuero; e
vende-se um mulato bom carreiro, sapateiro e
bolieiro ; a tratar no msalo sitio do'Cuju^
ciro. 10
3 Vendem-se superiores navalbas de cabo
de marfim a conteni e capachos de todas us
qualidades ; na ra dos Quarteis n. 24. ^3
3Vende-se urna espingarda de dous canos,
nova por barato preco ; na praca da Boa-vis-
ta n. 13. 3
3 Vende-se um relogio de ouro, pequeo ,
proprio para senhora ; ua ra do Queimado
n. 59. 3
2Vende-se ago'ardentc em pipas, e alguns
expelientes cascos quu sertiriu do mesmo li-
quido ; na ra de Apollo n. y. (3
3 Vende-se um negro de nacao, alto, de
elegante igura de 4 annos, proprio para to-
do o sorvico ; urna prcta de 18 annos, cose,
ensommn e nminha : na ra da Cadeia d? S,
Antonio, sobrado n. 2o, por cima da fabrica de
chapeos. t (6
2 -Vendem-se bonitos pcs de roza amelia ,
P pegados emcaixoes ; na Solidado indo pela
Trompe lado direito quasi ao p da Igreja
n. 7. (5
2Vende-se um cachorro de fila, e urna por-
cao de ripas: na ra da S Cruz venda n. 58;
isslmcomo larinha a quatro patacas o alquei-
re pela medida nova, i4
2 Vendem-se duas vaccas muito gordas e
oiivas, por jj terem acabado de dar ieite, pari-
das de penco tempo davao cada urna sete
a 8 garrafas de leste dous garrotes gordas,
um delles he da raca tourina e silo proprios
para carroc'a ; a tratar com Joaquim Elias do
Moura fiomlim, morador em urna das casas ter-
reas no fundo do silio do Exin. Snr. Barao de
[(amarara, no Manguinho. 9
2 Na ra da l'rala n. 6f*>, ha superior fari-
nha de mandioca vende-se pela medida velha
enm Cacillo, por preco commodo. (3
2Vendem-se ricos cortes de seda escocesa ,
(titos de setim lavrado branco o de cores, ere-
pe para vestido fl res linas, rie.is capellase
ramos de fl r de laranja mantas de seda esco-
cesa ditas de seda 1 lales de seda bordados,
lavas de pellica com guaroicSo ditas de cores
para homem e senhora e um completo sor-
limento de calcado para senhora e meninas e
nutras multas fasendas por preco commodo; na
ra Nova loja n. 0 de Jos Francisco Mamedo
deAlitieid. (II
2 Vende-se urna escrava de naco cosinha
si'ffrivelmente engomma che do muito boa
conducta ; urna dita de nacao de 24 annos ,
cosinha. lava, e he muito diligente para todo
0 ser vico ; um moleque de naco de 16 an-
nos ; 3 escravos de nacao, com bastante pra-
licado servicode campo; um dito de nacao ,
bom o flela I dooleiro todos se do a contento;
na ra Direila n. 3, (9
2 Vende-se urna mulata muita alva com
cabello corrido de 25 annos optima'rendei-
ra costureira engomma muito bem cosinha
e lava ; na ra da Cruz n. 51. ('1
2 Vende-se urna muala de 18 annos, mui-
to diligente e propria para tomar conta do urna
casa engomma, cosinha soflrivel e cose ; na
ra da Cadeia do Hecife loja n. 20. (4
2 Vende-se urna prcta cosinheira, engom-
madeira e do mais servico do urna casa ; no pa-
leo do Carmon 20. (3
o Vendem-se os utensilios de um armacern
de assucar, sendo balanca, pesos, caixes, gran-
de porcao de barricas saceos e pecas de algo-
dao trancado ; na ra doCollegio n. 6. (4
2 Vende-se um sitio muito apprasivel e
com todas as proporces de recreio na estaco
calmosa por ser a margen) do rio com excel-
ente local para se tomar banho embarque e
desembarque todo murado na trente e um dos
lados acerca de limao do outro todo plantado
de larangeiras, e outros arvoredos, com muito
boa cacimba de agoa potaveicom sua bomba ,
tem una casa magnifica com commodos para a
mais numerosa lamilia cocheira estribara ,
e quartos para criados inaccessivel a qual-
quer innundacao por mais impetuosa que seja ;
tem cerca de 250 palmos de frente situado em
um dos arrebaldes mais deleitaveis e em mu
pouca distancia desla cilade, por ser logo adian-
te de S. JosdoMangumao junto ao sitio do
Sr. Carneiro;a tratar com o corretor Oliveira ,
que para istoest autorisado. (18
Vende-se a venda da ra do Rangel n. 45,
por nao ter commodos para a familia a di-
nheiro ; a tratar na mesma venda.
Vendem-se pecas de bretanha de rolo a
'1)00 rs. dilasde ciiitas escuras a 5600 rs. ,
ditas de riscadinhos e chitas finas a 6# rs. e o
covado a KiO rs. ditas de< hila e riscados de
padioes novos a 6800 700 e 7400 is. e o co-
vadoa !soe 200 is., cambruia li muito fina
8 1% rs. ea vara a 640 rs. dita de lislras e flo-
res a ;J(>0 e 8'0rs. panninho de coidao pro-
prio para lencos a (Vil) rs. morsolina lavrada
a 400 rs. pecas de cassa de quadros a 280!" rs.
e a vara a 360 rs. casimiras de quadros mui-
to elsticas e de superior qualidade a 1400 rs. ,
laminha muito encorpada para calvas a 4"0 rs.
briOl trancado de imho a rs. a vara casto-
res de quadros e lislras para calcas a 2*20 e 240
rs., setineta com lislras de cois a 300 rs. me-
iin de duas laiguias a ."/e 380H rs. lila pre-
la a 28! rs. chales de laa de padrees escures
a 2# rs, ditos de merino a 2500 rs. meios
1 bales de eambrao bordada de cor a 400 rs. ,
pannos encerados para mesa a 1^ o 1280 rs. ,
lUStSet para coilele a 320 e 5 a 6'i0 rs., suspensorios de seda a 50 rs.. man-
(a. de linbo a 3000 r>. ditas de garca a 1/rs. ,
metas para meninas e meninos a 200 rs. e pre-
tas curtas a 10;) rs., luvas de aUoao a OTO rs.,
dilas de setineta a 120 rs. dilasde seda para
meninas a 320 rs. ecr de carne para senho-
ra a 640 rs. pegas de aigodao de vara de lar-
gura a 6# rs. dito americano muito encorpa-
do a 300 rs. dilo trancado muito largo e de
lislras proprios para escravos a s'il) rs. len-
cos de cambraia transparente bordados de cor a
4"0 rs. ditos de panninho com baria de cor e
pintados a 20U rs. dilos pequeos para meni-
nos a 70 rs. e outras multas fasendas por ba-
rato preco ; na ra do Crespo n. 14, loja de
Jos Francisco ias.
\ eiide-se rap de Lisboa em libras e as
oitavas, dito d Mcuron e de Gasse, ambos com
as firmas e sinetes dos respectivos fabricantes ,
c corr a do snnunciante venrlfldor me os ga-
rante aos freguozes ; na ra do Cabug loja de
Bandeira e Mello.
Vende-se urna mulata sem vicios qoe
engomma e cosinha ; na ra da Cadeia do He-
cife r,. 21.
\Vendem-se 12 casaes de pombos, bons
batedores e de raca grande, todos juntos ou se-
parados ; na ra da Penha n. 3.
1 Em casa do Fernando de Lucca na ra
do Trapiche n. 34, ha sempre um grande sor-
timentode todas as qualidades de vinho de
Bordeaux tanto em quartolas como em caixas ,
vinho do Porto Madeira, Sherry, Champanha,
Cognac superior, presuntos, queijos trancezes
e ingleses, os afamados charutos regala lu-
do se vende por preco mais commodo do que
em outra qualquer parto. '>
l_ Vende-se, ou troca-se por outra no Re-
cito ou por escravos urna casa terrea sita
naruadoCochoemOlindan.il, feita a mo-
derna toda envidra?ada com duas portas e
duas janellas de frente, com muito bons com-
modos para grande familia ; a talar na ra da
Cruz venda n. 26 de S Araujo $ Irmao,* ou
em Ulinda nos Quatro-cantos, venda de Jos
Luiz Machado. (9
1_ Vendem-se lencos pretos de seda da In-
dia, e setim preto superior; em casa de Malheus
Austin # companhia, na ra do Trapiche n. 3(1
\ Vende-se um terreno com casa nova de
pedra fl cal, pequea e com 80 palmos de lar-
go e 800 e lautos de fundo, na fapunga a mar-
gem do rio por preco commodo; na ra das
Cruzes n 40. (5
\ Vende-se um moleque de 13 annos sem
vicios nem achaques ; na ra da Florentina
n. 2. (3
IVende-se um piano pequeo defi oitavus,
bom para quem quer aprender, p >r ser o pre-
co muito commodo ; urna cama de ferro com
armacao, nova, sendo do melhor gosto que
aqui tem vindo ; um fogo de ferro inglez ja
usado tudo por preco commodo ; na ra da
Llngota n. 8, segundo andar. (7
Vendem-se superiores caivetes finos com
mola, queem se metiendo a penna sai perfei-
lamente aparada ; na ra do Cabug loja de
uiiudezas; junto a botica. (4
1 Vendem-se pedras de amolar da melhor
qualidade do Rio de S. Francisco em porcao
e a retalho ; na ra da l'raia ; armasem n. 18.
1Vende-se o resto da fasenda rainha da
India com mais de vara de largura, para ves-
tido de senhora e meninas, pelo diminuto pro-
co de 40 is. o covado esteirinhas pintadas
para cima de mesas, ou sof tambem pelo di-
minuto preco de 320 rs. cada urna : na ra do
Cabug lojas de fasendas francezas e ingle/as ,
de l'ereira e Guedes. (8
Vende-se urna armacao para venda ou
botequim com balco e canteiros; na ra do
Nogueira n. 1.
Vendem-se taxas de ferro coado a 90 rs. a
libra udi pequeo sortimento de (echaduras
para portas de patentes tanto de ferro como
de lato ; na ra da Cruz armasem de Ierra-
gens n. 2.
Vende-se um elegante carrinho de 4 ro-
das com pouco uso ; no silio de Angelo Fran-
cisco Carneiro na Cruz das Almas at as 8
horas da manha e a tarde das 5 horas em
dianle.
Vendem-se dous pianos em meio uso, com
muito boas vozes carleiras muito ricas para
viagem estojos para baiba espelhos de va-
rios tamantH.s para sala lavatorios de mogno
com apparelho de porcelana um rico relogio
de cima de mesa, que regula mui bem, ca-
deiras de Jacaranda e de outras qualidades, so-
las bancas, e mesas, camas de armacao para
casal e solteiro dilas de vento e outros mul-
los objectos que a vista dos compradores se-
rn patentes; na ra Nova armasem n. (>7.
Vende-se um sellim quasi novo, com to-
dos os perlences ; na ra Nova n. 67.
Vende-se urna loja com armacao envidra-
cada de sapateiro, com obras leitas o alguns
couros sita no Atierro da Boa visla n. 78 ,
lem poucos fundos a casa tem commodos pa-
ra familia com quintal que vai al a mar;
na praca da Boa-vista venda n. 18.
Vende-se a venda n. 2 da ra Imperial,
com os fundos que pretenderem ; um braco de
balanca grande com conchas e crranles de fer-
ro ; urna rica mesa redonda de meio de sala;
un>a puico de caixas vasias do Forlo ; a tratar
com Joaquim Pinheiro Jacome, na mesma
venda.
Vendem-se duas cabras (bichos) com um
filho cada urna, ambas pretas ; no Atterro da
Boa-vista n. 57.
Vendem-se dous moleques de 20 annos ,
um bom ollicial de alfaide e o outru carnicei-
ro ; na ra Direita n. 40, terceiro andar.
Vende-se um canario de impeli muilo
cantador, um gallo da India muito valente, al-
guns (rangos e galinhasjda mesma qualidade ;
assim como a pesaoa que- annunciou querer
comprar a obra decirurgia por Jacinto da Cos-
ta sendo queira em brochura dirija-se ao
quartel de polica a tallar com o enlermdro do
hospital do mesmo quartel.
V endem-se ceblas em restas e solas, mui
lo baralas, e por menos de que outro qualquer
as pode vender; atraz do Corpo Santo n. 68.
Vendem-se os se/uintes livros ; um dic-
cionario Magnum Lexicn dito em francez por
' Fonseca Selecta, Fbula Saluslio gramma-
r=Tiij-11 1........-g^i
tica philosophlca por Soares Raibosa, dita por-
tuguezj p ir Bento Jos de Figueiredo, lices d
lgica por Genuense grammatica fra"nce/.a por
Monte-verde, Telemaco, a obra do Voltaire,
em cinco lomos, tudo em bom estado ; na ra
Direila loja n. *.
1Vende-se um relogio inglez de patento ;
quem pretender annuncie. [%
iVendem-se chapeos pretos francezes para
meninos; na ra do Queimado lojas ns. II e
25 doGuilherme Selle. 13
l_ Vende-se cambraia com lislras de cores e
do bom tom para vestidos de senhora ; na ra
do Queimado lojas ns. 11 e 25, de Guilherme
Selte. (4
1_ Vende-se urn moleque do 14 annos ,
por 250/ rs ; na ra do Aragao n. 5, ou na ra
do Cabug n. 9. (3
Vende-se Le Droit des Gens por Vattel
v. em oitavo francez por 4000 rs ; syntaxe do
l>ntas, 8D0 rs. ; Jutioa, esa paternal, 4 v. 3#
rs. ; perfidia da amisade ingleza 1280 rs. ;
Ruy Braa drama em actos 800 rs. curtas
de Echo a Narciso 480 rs. fbulas .fe Podro ,
800 rs Ouvidio Monelli 610 rs. ; na loja da
miudezas da ra dos Quaiteis ao p." da pada-
ria n. 20.
1_ Vende-se u na casa terrea na ra da Glo-
ria ; a traar na mesma ra n. 33. m (2
1__ Vendem-se as nulhoros batatas que aqu
teem vindo muito grandes a 0(1 rs. cha bis-
son a 2/rs. toucindode Minos carne cuta ,
muilo nova tombos o orelbeiras para as boas
leijoadas a 80 rs. hervilhasa 1S0 rs. cevadl-
nba de Franca chocolBlede Lisboa a 100 rs. o
pao tapioca do Uaranhao a 80 rs. presuntos
a 400 rs. velas do Porto a imitacao de esper-
macciea 300 rs. bolaxinhaa 840 rs. man-
francea a 480 e 5';0 rs dita para tem-
peiro a 240 rs. dita de pono a 320 rs. fol-
leo mulatinho, branco preto e vermelbo o
iodos os mais gneros de verjda por muito ba-
rato preco, na venda da esquina da ra do Ara-
gao 11. 43. (18
1Vende-se urna crioula de 26 annos, co-
sinha cose, engomma e faz renda ; na ra da
Guia o. 40. (3
1 Vendem-se botins e meios ditos france-
zes sapatos inglezes de urna e duas palas,
dilos americanos para homem e meninos de 8
a 12 annos sapalos franceses de marroquiui
para senhora ditos de marroquim e de luslro
com clcheles para meninos e outras mullas
qualidades de calcado assim como muito hom
bezerro francez chegado prximamente no
Atierro da Boa-vista D. 24. (9
1_ Vende-se a historia sagrada em 7 volu-
mes commentada pelo Padre Antonio Pereua,
encadernaco de marroquim multo rica, ou tro-
ca-se por outras obras : no Atierro da Boa-vis-
ta loja de miudezas n. 54. 5
Vende-se um cavallo bom carregador; na
ra Velha n. 41. f
Vendem-se9 bois mancos e gordos ; na
ra da Conceicao da Boa-vista armasem de
sal de D Joanna.
Vende-se por seu senhor relirar-se para
fra umerioulode 19 annos de bonita figu-
ra ; em Fra-de-porlas, no largo do Pillar
n. 42.
Vende-se urna venda na ra do Pillar n.
88 com os fundos a volitado do comprador,
e tem commodos para lamilla, quintal, cacim-
ba o tanque para banho; a tratar na mesma
venda.
Escravos fiighi
1 Fugio na noulcdo20 do crrante da casa
de madama Millochau urna sua escrava ciioula,
denomeLuiza, lula, alta secca representa
ler 25 annos com urna morca branca no hom-
bro feita com logo levou urna trouxa con-
tendo a roupa de seu uso ; suppoe-so ter sido
ajudada por seus irmos captivos da Senhor*
U. Maria oa Luz moradora na ruado Terco ,
em casa de quem a dita escrava tem filhos ; an-
tes de ser propriedade da actual dona foi a
dita escrava 4 annos na cidade de Olinda do
Manoel Dionisio Gmes do Reg; quem a pegar,
leve a ra Nova o. 39 que recebera 30/ rs. de
gratificaco. (14
2 Roga-se a todas autoridades policiaes,
capitps de campo e de embarcaces e pessoas
particulares a 8pprehenco de um moleque ,
quo se julga ter sido furtado por nunca ter
fgido e nao haver motivos de ausenlar-se ;
pois lendo ido a um mandado ua tarde do da
27 de Julho p p. ao Mondego nao voltou mais
o qual tem os signaes seguinles : criouio do
nome Joaquim mas conbecido pelo nome do
Capuc por causa ao nuuca usar do primei-
r.) de 8 para 9 anuos, bailo, bastante ro-
busto fulo, bem parecido com as duas pre;
sas de menos na parle superior, por estar en
principios de muda quando ri-se aprsenla
ums cova na face direila lio muito esperto o
regri-la levou calcas e camisa de estopa, e bo-
rl de panno azul ; quem o pegar, leve a ra da
Aurora n. 2'i casa de Augusto Corbelt, que
gratificar com ojj r-. e ollerece a mesma
gratificaco e guard'a-se segredo a pessoa que
otenliaem sou poder e lor entregar; assim
como a quem denunciar o lugar em que elle
se a'ha : sendo deseuberto om qualquer casa so
proceder com todo o rigor da le. '-*
Usure ns Tt. o* t F. n ama. I**V4.


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID E90389P32_DSVR2G INGEST_TIME 2013-04-13T02:09:49Z PACKAGE AA00011611_05185
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES