Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:05178


This item is only available as the following downloads:


Full Text
Anno de 1SM.
Quarta Feira 21
O !'!.?!'! -hca-w n>doto diaeqoenSg fot wt-fiaii u |mvcs .!. aaeignaiBra
he de Iree mil n. por quanel pagua adianladoa Os annuncio* do* niiiM sao inseridos
gi alit, e oc do a que nao forem raio de 80 rea por linha. Aa reclamacoes derem aei diri-
gidas n M lyp., ra daa Cruies n. 34 ou k praga da Independencia loja de lirrosn. fi H
PARTIDA DOS CORREIOS TERRESTRES.
GoiAKhA, l'aiabyha, segundase aexiai feira.Rio Grande do Norle. cliega a 8 til o par
te 10c24 tab, Serinhaem RioFormoao, Macey, 1'ortoCaWo, Alagoae. nu 1 -
11 e 24 dcada mex. Garanhune e Bonito HUe .'1 de oada mei aoa-isle Flor
eaa ISf _'S dito. idade da Victoria quima? feira*.Olinda todo* oa dia*
DAS da semana.
J9 Seg a. Lu*. Aud. do J. de I), da 2 .
20 Ter9 i. Bernardo Re and. do J. de D da 3, y.
i'> Quarta .. I mbel.na. Aud do J. de D. da i. t.
Ji Quinli Tbimuleo. And do J de D da 2. t
>:i Sexta ~ Liberato. And do J de D da 2. t.
'.'4 Sab. + s B rtlio'omco.
25 Dom O -.grado to ac.o fe Mara.
DIARIO
de Agosto
Anuo XX. W. 186-
iseKSKiOKseax^aitemLVsnumtr.'it^t un iminan
_ aK<.ia apanda de n* eaeaafl; da bomi unid* el*- '*>"'"' s *";rp:! c"n -
_. linurmot como priucipi.mo'j a arese* apoaudo* eom i miranio entre ae najSe* aaaU
V" culta*. (ProeJaua]Sa da ftMeaablea Oral do Iruil.)
' Caoibioa aobr* Londres '-'&.
j* a i'ari* S'i rei* por franco
it > Lisboa 1*7 por 1U de prrinio
Moeda de cobre ao par.
Idaoi da lelraa -le boa* (iruaa 1 a l|4 0|()
CaMatOl O MI I) IK LGO'TO. compra renda
Oura-M-ieda de 6,400 V. 17.100 17.200
N. Ki.700 M,W0
de 9,400
Praia.-Caiacoe* .t-80 I
u PeaOI i'nlumranarri i ,M ''
u Dilu Mexicano* l.tO
FRASES DA LA NO MKZ DE xGOSTO.
La cha i a a *4 ao* i min da DUabia. LtlanoTa 7 as IfJ li. B I mn la Urde
Minguante i 0 u I bora* e b min da aianli. | Cretcenle a JO a* 11 h a ti m da tarde.
Prcamar de luye.
I'nmairi as lll hora* "' n:in da manh.'u | Spun.la 1*10 boral a 10 OlinOlOf da laril
ruraMr* 1
-
UI
.
ERRATA.
te ni
2o regiment de Cavallaria ligeira.
as promocoes publicadas no Diario de hon- Para Tcncnte-Coronel:O MajorManocl Luiz
n, Io batalhao de Cacadoros, l-separa Al- Ozorio.
feres o Alferes Secretario Jos don Santos,
que deve Ifir-so Jos dos Santos PfuMt Lim a
>&a 9FF9CIAL.
ConclusUod-n despachos publicados fio nu-
mero antecedente.
7* balalho de Capadores.
Para Alferes quartel-mestre:0 AI fe res do
commistao Luiz da Rocha Mazarem.
Para Capitao da quinta companhia:O Penen-
te quartel-mostro Marcelino Jos da Silva
Gon/aga.
Para Capillo da terceira companhia:O Te-
nente Jos de Almoida Pinto Proenra.
Para Capito da quarta companhia: O Tencn-
te Jos Barbalho Beserra.
Para Tenentes:Os Alferes Manoel de Jezus
Abreo, Antonio Caetano Travassos, Manoel
Pereira de Souza Burity, Benedicto Jos de
Barros.
Para Alferes:Os Alferes de comrnissao I-'ran-
cisco Manoel de Oliveira, Alexandre Miguel
Tellis; o Sargento-ajudante Leandro Correa
do Lago; o Sargento-ajudante do quinto de
Capadores Francisco Pinto Perein; o Sar-
gento quarlel-mestre Jos Joaquim Nunes; o
primeiro Sargento Custodio Jos Barbosa; o
segundo Cadete do terceiro de Fuzileiros Jo-
s Anselmo Valejo.
8o batalhao de t'agadores.
Para Tenente-Coronel, continuando no com-
mando do batalhao:O T.'nonte-Coronel
graduado Luiz Jos Ferreira.
Para Major:O Major gradu.do do sexto de
Fuzilfliroi Manoel Lopes Pecegueiro.
Para Alferes a|udant<>:O Sargento-A judante
Martinho Jos da Silva.
Para Tenente quartel-mcstre: O Alferes
quaitel-inestre Joaquim t^orreia de Farias.
Para ("apitao da segunda companhia: -O Ca-
pitao graduado Jos Felis de Oliveira.
Par Capitao da quarta companhia: --(J Tenen-
te Gregorio Antonio da Silveira
Para Capitao da quinta companhia:- O Leen
te qu.irlH mestre do terceiro de Fuzileiros
Profiri Antonio Pereira.
Para Ten Cyrilo de Castro, o AI (eres s judante Joaquim
Framisco de Oliveira; os Alferes Andr Ac-
coli Pinheiro, Manoel da Cunha Wander-
ley Lins o Francisco Frederico Figueira de
Mello.
Para Alferes:Oa Alferes de commisso Gui-
Iberme Marques de Souzu. Francisco de As-
siz Cbagas. ^lanoel Carneiro Machado Fre
re; o segundo Cadete Rodrigo Lopes da Cu-
nha iWcnezes; o primeiro Cadete do corpo
de Artilharia a cavallo David Americo do
Urtedo,
Para .Major:O Capitao do terceiro regiment
Para Capitao da quinta companhia: 0 Te-
nenie Francisco Jos dos Sanios.
Para Capitao Ja quinta companhia : = O Te-
nente Flauhiano Jos Saldanha.
de Cavallaria ligeira Candido Jos Sanches Para lenles: O Tenente graduado do
da silva Brandao. Segundo regiment Candido Jo> da Cruz ;
Para Capitao-ajudante:O Tenonte-ajudante o Alferes do dito segundo regiment Mara-
Antonio Peixoto de Azevedo. rio Antonio Lopes.
Bara Alfees quartel mestre:O primeiro Ca- Para Alferes: Os segundos Sargento Lucia
dte Sargento quartel-mestre Manoel Anto- no Jos da Rosa, Leopoldo da Fonseca Gal-
nni Bodrigues Jnior.
Para Alferes secretario:- O segundo Sargento
Joao Diniz Baptista.
Rara Capitao da primeira companhia:--0 Te-
nente Augusto Frederico Pacheco
vao ; os segundos Cadetes Joao AI ves da Sil-
va, Jos Feliciano Pinto Bandeira ; o pri-
meiro Sargento Wenceslao Jos do Oli-
veira.
Corpo de Artilharia a cavallo.
ra Coronel o Commandante: O Coronal-
Para Capitn da segunda companhia:O Te- Para
nente Manoel Adolfo Charao. graduado Francisco Antonio da Silva Bi-
Rara Capitao da terceira companbia:~0 Te- anc'iur .
. r .i i ,, j ai Para Maior: O Maior -graduado Joaiiuun
nente quartel-mestre Lucio Riburo de Al- ':,', i, b '
lo___ Jos (ontalves ron tes.
meida Iva poso. ,,...,. > /-,
n f ,.' i ... i- ri n : Para Capitao da primeira companhia: --() pri-
Pura Capitao da quarta cninnanhia:O Cap- r .. A
'. i i ,,' ,, meiro lenle Jos Mana de l'onloura fal-
ta o graduado Jos Lu/. Menna Barreto.
Para Capitao da quinta companhia:--O Teen- .. rt__
te do terceiro regiment de Cavallaria ligeira Para V"P'l> da ood? a0*#,,f! ir"
Ol.verio Jos Ortiz da Molla. n ">e,ro Tenente Joaquim Jos l into.
ii r> -.- j. i- n'i-__.. I ara nrimeiros lenles:U primeiro |e-
Para Capitao da sexla companhia:O lente .. r _
i i. a ii a i :. v..i nente aegregado Antonio Alves l.arqueiia ;
do dito leiceiro Jos Pereira de Jjina Vel- ," .ni n
i o segundo 1 enente Jos Kineiro Kaposo.
111S ()
Para Tenentes:-0 Tenente graduado Joao Da- Para segundos Tonenles:-O Cadelc-sargento-
niel Damazo dos Reis; os Alferes Cypriano lu,,al Lat os l'ranesco Cardos,,; o Sar-
,* ...i... o:i..,:___v____: ci.....': j genlo-ouartel-mestre Belisano Alfonso la-
Goncalves Ribeiroe Francisco Eleuterio da
Fontourn Palmeira.
Para Alferes : O Alferes-secretario Fran-
cisco Marques de Oliveira ; o Alferes de
comniissao Antero de Oliveira Fagundes ;
o segundo Cadete primeiro Sargento Tbo-
genio-q
borda; o primeiro Cadete Jos Antonio dos
Santos Castro.
( rpo de Engenhtiros.
Para 'Ponentes Coronis: Os Tenentes-Co-
roneis graduados Frederico Leopoldo Cesar
Rurlamaque. Antonio Manoel de Mello e
Ricardo Jos Gomes Jardim.
maz Ferreira Rica ; os primeiros Sargentos
Antonio Francisco Caslilho, Francisco Jos Rara Capitaes : Os Capitaos graduados los
Antonio Jacquts; o primeiro Cadete segn- Joaquim de Avila Innoiencio Velloso Pe-
do Sargento Augusto Cesar de Araujo Ras- dernera e o 1."Tenente Antonio Pedro de
tos; o segundo Cadete Antonio Monteiro de Alencastio.
Azevedo Barros; o primeiro Sargento Israel Para Canilles graduados : Os l.* Tenentes
THERESA.(')
Moreira da Fontuura.
3. Regiment de cavallaria Ligeira.
Para Coronel-graduado : O I trente-coronel
Caseniiro Jos da Cmara e Sa.
Pura Major: O Capitao do segundo regi-
ment Pedro Maria Xavier ue Oliveira Mei-
relles.
Para Tenente Ajudanle: O Alferes Joaquim
Antonio Rebello.
Para Alfeies-quartel-meslre : O Sargento
(^uartel-niestre Francisco Murtins Cordo-
niz.
Paia Alferes-secretario: O Tenenle-secrc-
tario de commisso do terceiro corpo de
Guardas Nacionaes Jos Mura Alvares.
Para Major-graduado: O Capitao Jos \ ic-
tor de Oliveira Pinto.
Para Capillo da primeira companhia: Te-j
nente da companhia (ixa de Coya/. Joaquim
Manoel Correa \ asques.
Paia Capitao da quarto companhia : O Te-
nente-ajudante Vasco Jos da Silveira.
XIV.O PKESENTK DE CA/.AMKNT0.
Pela volta da meia noule eslava Theresa s
com o seu regio amanto A tristeza em que es-
lava babitualmento sepultada linha dado lugai
a urna anima^ao interna que hrilhava nos seus
olbos e no vivo rubor de suas faces Philippe
IV estasa subjugado pela rara belleza dessa mu
Iher, e talve/. m..is anda pelo inyslerioso attrac-
tivo de seus mudos e do seu espirito Havia Del
la um nao sei que que aguilhoava o seu amor;
(*) Vide Diario n." 163 a 180,
alasua melancola dava-lhe um novo enlevo;
e quando a va assim trisle, indillerente e medi-
tativa punha-se a des jar com ardor a posse des-
se corago que nunca havia palpitado soh sua
mo.
Theresa estava sentada a desdern diante de
urna mesa: a luz das velas, oceulta sob triplico
garca, langava um suave reflexo sobro sua ea-
beca inclinada. O Rei estava sentado ao seu
lado.
Em que pensis ininha alma ? dsse elle
pastando a Olio pelos cabellos da mor;a,quecom
esse gesto ez estremecer.
Senhor, respondeo elia odiando para a
mesa, pensu\a Desses papis que por acaso ta-
lniao em muida maos, e qui/era saber o que
conten.
U que he ? disse o'ei lomando-os; urna
correspondencia em cifras .'... He singular!...
K quem vos deo essas cartas ?
Vicente Huet de Bacellar Pinto Cuedes ,
Christiano Pereira de Azevedo Coulinho e
Marcos Pereira tle Salles.
Para primeiros Tenentes graduados : Os se-
gundos'Pnenles Manoel de Friai Vascon-
celos, Lui/Manoel Martins da Silva, Fran-
cisco Januario Passos, Antonio Pinto de Fi-
gueiredo Mondes Antas, Pedro Torqualo Xa-
vier de Brito e Juvencio Manoel Cabral de
Menores.
Estado maior de i.' classe.
Para Coronel : O Coronel graduado Je Ar-
tilharia l.opo de Almeida Henriques Bololho
de Mello.
Para Tenente-Coronel graduado : O Major
de Infantaria Jos Pinto da Silva.
Para Majores: O Major do 2. batalhao de Ca-
vadores Ernesto Emilianno de Medeiros ; os
Majores graduados do mesmo Estado-maior
Jos1 Antonio da l'onscca Calvan, Manoel Al-
ves de Gusmio, Jos Manoel Justino da Cu-
nha ; o Major graduado do 3." regiment de
lin pobre peregrino a quem dei esmo-
la... Peder V. M. ll-os ?
Nao por minha alma mas ha gente que
tem giria para decifrar isto.
Pois enlo, disse Theresa com singular
vivacidade, quizera ver isto immediatamenlo ex-
plicado: sera impossivel, senhor ?
Nada he impossivel quando se Irata de sa-
lisfaier-vos, respondeo elle sorrindo-se; se fos-
so preciso, chamara nossos Secretarios, nossos
conselheiros de estado, ooproprio Conde-Du-
que, nosso primeiro Ministro.
Senhor. nao esrarnet ais lalvez haja nes-
tes papis a prosa de alguma conspirat,ao...
Ah envolvei-voj em negocios tle estado,
meu mor'.' tornou 0 Rei com suave ironia;
cuidado que eu sos nao remeta para o Conde-
Duque. --
Senhor, lazei 0 que vos peco, por quem
disse-lbe ella o presen lando do novo os pa-
Cavallaria ligeira Sebastio Barreto Pereira
Pinto e o Major grada lo do 3 batalhao
do Cacadores \), Jos Baltazar da Silveira.
Para Major graduado: () Capilao do mesmo
Estado-maior Nicolao Carneiro da Rocha.
Para Capitfio : O Capitao do Lstado-maior
da 2 classe Luiz de Vasconcellos Ferreira do
Drummond.
Para Capillo graduado : O lenle do mes-
mo Estado-maior Gait&o Luiz Henriques
d'Escaragnollo.
Para Tenentes : Os primeiros lenles do
Artilharia Antonio Jos da Cunha o Jos Ma-
ra de ("astro ()s segundos Tenentes da mes-
ma arma Franklin Antonio da (".osla Ferrei-
ra. Os Alferes do mesmo Kstado-maior Ma-
noel Rodrigues de Barros da Fonseca e Rri-
to Antonio Maria Cabral de Mello o Anto-
nio Maria de Souza Gurgel do Amaral.
Eitado-maior de 2.* classe.
Para Tenente-Coronel graduado : O Mjoi
do mesmo Kstado-maior Pedro Maria A'avier
de Castro.
Para Majores : O Major do 3. regiment do
Cavallaria ligeira Jos Antonio Mainart ; os
Majores graduados do mesmo Estado-maior,
Gonzalo Severo de Moraes o Manoel Jos de
Souza Conccieao.
Para Majores graduados : O Major gradua-
do de Infantaria Jos Joaquim de Mosquita ,
e os Majores graduados de Artilharia Joa-
quim da Costa Pinheiro, Manoel Jos N iei-
ra e Jos Macario Velloso.
Para Capitao : O Capitao de Infantaria An-
tonio Ferreira Rufino.
Para Tenentes : Os Tenentes graduados do
mesmo Estado-maior Francisco Jos da Sil-
va Joaquim Jos Cahral e o Alferes Fran-
cisco do Rogo Rarros Falcao.
Para Alferes : O 2." Tenente secretario do
4.batalhao de Artilharia a p Joao Carlos
Correa de Lomos, o Alferes de comrnissao
Agostinho Francisco Colbo o Sargento-
ajudante do l. batalhao de Artilharia a p
Manoel Rento de Andrade.
Primeiro regiment de Cavallaria ligeira.
Para Majores graduados : Os Capites do
mesmo regiment Rento Jos Lcile de Fa-
ria e Joao Bodrigues Fcu de Carvalho.
I'rimeiro balalho de Fuzileiros.
Para Tenente-Coronel: O Tenento-Coro-
ncl graduado Commandante do mesmo bata-
lhao Antonio Fernandes Padilha.
Para Alferes-ajudante : O Cadete Antonio
Jos Baptista Camucho Jnior.
Para Capitao da L* companhia : O Tenen-
te-BJudante Joao Francisco do Livramcnto.
Para Capitao da 5.* companhia : O'Pnenle
Manoel da Gama Lobo d'Eca,
Para Capitao da .' companhia : 0 Pnente
Josc Hartini.
Para 'Pnenles : Os Alferes Francisco Pesta-
a de Gouva Luiz do Beaurepaire Boban,
Sirn"o Bibeiro de Carvalho Luiz Antonio
Seja feita a vossa vontade, minha bella
Theresa. Posso felizmente satisfazl-a sem de-
mora: Pizarro sabe adivinhar esses enigmas;
vou mandar por isso em lingua de gente.
Pizarro era um dos fidalgos que acompanha-
vo a Philippe IV em seus nocturnos passeios,
cujo segredo era lao fielmente guardado, quo
ninguem no palacio, menos a gente de servico,
sabia delles.
Caminhavao esses mocos armados ao redor
do monarcha, e guardavlo a casa em que elle
passava algumas horas da noute. Pizarro estava
com seuscompanheirnsjogandoaosdados na sa-
la da entrada, quando urna aia veio trazer-lho
a ordem do Rei: acompanhotj a elle na galera
que preceda o quarto de Theresa, e cujo lu-
miar nenhum homem, excepto o Bei, poda
transpor. Os papis estavao sobre urna mesa
com todo o necessario para escrever: Pizarro
p/.-se inmediatamentea trabalhar.' A' medi-
da que traduzia essas cifras, cujas mysteriosas


Jfe^V:. *... .
r
S
Kbsiro c -"t!!i 'ro jos utiiiiu!.V's Pe*
xoto.
Para Alferes: Os Alferes do Infantera Ma-
noel Caetano de Gouva JoSo Antonio No-
lasco Pereira da Cunlia, Antonio Manoel do
'Almeida Brandio, o Alteres alumno Anto-
nio Jos da Costa eo Cadete Joao Martina de
Moura.
Quarto balalhdo de Fuzileiros.
ParaTenenlo aju lauto : O Iferes-ujudan-
to Antonio Francisco de Almeida.
Para Alferes -Qaartel-mostr : 0 2" Cadete
Sargento vago-mestre Manoel Alexandrino
de Albu<|uerque Pila.
Para Capitao da 2.* companhia : O Tenante
Bento Joao da Silva.
Para ( apitaoda 4 companhia : O Tencntc
Joaquim da Silva Ferreira Jnior.
Para Capitao la 5.* companhia : O Tenente
Domingos Jos Freir de Carvalho.
Para Lapitao da 6.a companhia : O Tonente
Manoel Joa<|uim de Mndureira.
Pura Tenentos : O lente addido Manuel
Geraldo do Carmo Barros o Tencntc gra-
duado Jos Joaquim de Barros o Allercs
Claudino Agnello Castello-branco, Jos Joa-
quim dAlencastro ; o 2." lente I.uiz Jo-
s Pereira de Carvalho.
Para Atieres: Os Alferes de commissao l'ir-
mino de Cunha liego Joao Carlos l.eao de
Almeida Norberto da Costa Ferreira Do
mingos Eustaquio da Cunha Jos Francis-
co da Silva; o 1." Cadete Joao Henriques de
Souza Aguiar.
Quinto batalho de Fuzileiroi.
Para Major : O Major de Inlanlaria Pedro
Paulo de Moraes liego.
Para Tenente-8Judante : O Alferes de In-
fantera Leocadio da Costa Weyne.
Para Tenente CJuartel-mestre : O Alferes
Jos joaquim Meirelles.
Para Capitao da 7.a companhia : O Capitao
do i.'de Fuzileiros Antonio Sampaio.
Para lenles : O Tenente do dito batalho
Manoel Moreira da Rocha os Allercs de In
antaria Joaquim Ferreira de Souza Jacaran-
da, Francisco Jos de Oliveira Jos Aure-
lio do Moura Felicianno Antonio Nunes
Belfort c lioherto Francisco Colho.
Para \lferes : Os Alferes addidos Francisco
Goncalves Pereira Luna e Joao dos Santos
Godinho ; os Alferes de commissao Jos Joa-
quim dn Silva Rosa, Joaquim Jos Gomes
de Menezes Xilderico Cicero d.Alonear A-
raripe ; o Cadete do Artiiharia Raymundo
Assenrio da Costa Ferreira ; o Sargento do
7.* de Caladores Joao Xavier Pestaa; o
Cadete do 8. de Fuzileiros Manoel Antonio
de Abreu ; o 2Cadele do 1. de Fuzileiros
Miguel Gomes do Azovedo.
Quarto batalho de (,'acadorei.
Para Major : O Major graduado do 1. bata-
lhao de Fuzileiros Joao Guillarme Bruce.
Para Tcnente-ajudante : O Alferes de Infan-
tera Antonio Carlos da Silva Jatahy.
Para Aderes Quartel-mcstre : O Alferes
Quartel-mestre Constantino Dias Martins
Pura Capitao da 2.* companhia : O C;>pilao
aggregado Joaquim Isidoro do Oliveira.
Para Tenentes : O Tenente addido Manoel
da Costa Falco e Brito e o Tenente gradua-
do I.uiz da Franga Leite.
Para A llores : Os Alferes Jos Manoel Bra-
ga Jos de Sou/a Lima Joaquim Bizerra
de Albu'iuerque Sigisnando Nemesio Mar-
rocos de Sa, Antonio Joaquim da Silva Tum-
borim, Antonio Francisco de Avila o Ma-
linas Ferreira de Aguiar.
Companhtas do deposito da Corte.
Para Capitao : O Capitao graduado do corpo
fxo da Provincia de .Mato-Grosso Luu Soa-
rei Vigas.
Para Tenente : O Alferes de Inlanttria An-
tonio Martins de Amonio liangcl.
Para Alferes : -- Os Alferes de commissao Le-
andro Jos Cavalcanti Benjamn Severian-
iio ua Suva, Cuiermo de Lar Ribas Joao
Jos Pinheiro, Jo3o Jos Dias Pnheiro ,
Lu/. Candido Conznga ; o 1 Cadete do l.
de Fuzileiros Miguel Germano Galhardo ; o
1
meiro Sargento de FuzileirosGaldino da Silva
Villasboas.
Para Major graduado : O Capitao do mesmo
batatho Antonio dos ^antos Castro.
Sargento do dito batalhao Jos Joaquim Para Capitao da 3.' companhia :-- O primeiro
combinaces sem custo doscohf io, sou rosto ex-
prima singular espanto e curosidade cheia de
pavor. Ima hora levou para concluir ludo
isio.
Quando a aia vollou, errtregou Ihe o que
acabava doescrevor, dizendo-lhe.
Pela salva o de minba alma! o lempo
urge ide... aqu fico esperando as ordens do
Pe.
Philippe recebeodistrahido os papis que a
aia Iheapresentava de joelhos, eosontregou a
Tberisa, dizendo.
-- Lde, bella curiosa.
Ella tomou a folha escripia por Pizarro i
leo-a devagar. A medida que prosegua, em
palledecia, e sentia-se baler o seu ioraao sob ;
mo que olla aperlava ao [leilo como para con
tur violenta comn.oiao. Ouan,o acahou. dei
xou cahir o papel no eolio, e oxelamou:
Senhor, nao sou eu; he V. M. quem do
ve lr iito...
de Figueiredo e os primeros Cadetes do pri-
moiro regiment de Cavallaria Manoel Alves
de Azevedo Caetano Gaspar Lopes de Aze-
vedo Villasboas e o Sargento de Infanlaria
Ignacio Gomes de S Queiroz.
Frimeio batalhao de artiiharia a p.
Para priineiro Tenentc-ajudante O segundo
Tenente Joo de Sou/a da Fonseca Costa.
Baia segunflo Tenente Quartel-metre:O se-
gundo Cadete Francisco Jos Cardoso J-
nior.
Para Capitao da 7.a companhia :O primeiro
Tenente Pedro Francisco Nolasco Pereira da
Cunha
ParaCapfo da 8.a companhia : O primeiro
Tencntc Alfonso de Almeida e Albuquorque.
Para primeiros Tenentes: Os segundos Te-
nentos Francisco da Costa Araujo e Silva ,
Manoel Jos Machado da Costa Jnior Jo-
s Augusto Nascentes Pinto e Salvador Jos
Maciel fiIho.
Para segundos Tenentes: Os Alferes alum-
nos llormos Ernesto da Fonseca Miguel
Joaquim Pereira de S Joao Maria do Al-
meida Portug.il, Carlos Bernardino do Mou-
ra; os segundos Cadetes Josa Maria de Alcn-
castro e Joao Jos<; Ramos do Almeida.
Segundo batalho de Artiiharia a pe.
Para Ma|or: O Major graduado Gustavo
Adolpho Fernandos Pinheiro.
Para segundo Tenente Ajudante. O Sargento
Ajudante do primero batalhao da mesma ar-
ma Eloy Manoel do Oliveira.
Para Capitn da 8.* companhia '. O primei
ro Tenente do mesmo corpo Hermenegildo de
Albuquorque Porto Carreiro.
Para Capitao da 8.a companhia : O primei-
ro Tonente Francisco Camello Possoa de La-
cerda.
Para primeiros Tenentes :O primeiro Tonen-
te addido Joao Marinho Cavalcanti de Al-
buquorque; os segundos Tenertes Antonio
Pedro Lecor Luiz Aflonso de Escaragnollo
e Joao Carlos Villagram Cabrita.
Para segn.los Tenentes : Os Alferes alum-
nos Jos Podro Nolasco Pereira da Cunha ,
Narciso Bahiense de Almeida Guatmosin. E-
iiieliano Rosa de Sena, Antonio Theodoro da
Gama Rosa ; os Cadetes do mesmo batalhao
Francisco do Rogo Barros Barrlo Francis-
co Raphael de Mello e Manoel de Siqueira
Campello.
Terceiru batalho de Arti'haria a p.
Para primeiro Tenente ajudanlo : O segun-
do Joao da Cama Lobo Bentes.
Para Capitao da 4.a companhia : O primei-
ro Tenente Joao Francisco Cllete.
Para Capilo da 5.* companhia : O primeiro
Tonenle-ajudanto lo corpo de Artiiharia a
cavallo Jos' Manoel da Silva.
Para Capitn da 8.a companhia : O primeiro
Tonente Vi( torio Goncalves Campos.
Para primeiros Tenentes : -- Os segundos 'Fe-
rientes \ntonio Jos Lama Antonio Jos
FausloGarriga.JoaquimJos l'erreira Soulo;
e o Alferes do Estado maior de 1." classe I-
saltino Jos Mond nca de Carvalho.
P. ra segundos Tenentos : Os segundos Te-
nentos Pedro Dias Pacs Leme Antonio Jo-
s do Amaral ; os Cadetes Jos Frazao Va-
rclla Manoel Francisco Coelho de Oliveira
Soarcs o Sargento Francisco Luiz da Trin
dade e Souza.
Tonente do mesmo batalhao Alexandre Go
mes FArgolo Fcrrio.
Para Capitao da 2 companhia O primei-
ro Tenente ajudante do primeiro batalhao
Joao Jcques Godfroy.
Para Capitao da 6 a companhia : O Tenente
do Estado-maior da primeira classe Tristao
Pi dos Santos.
Para primeiros lenles : O primeiro Te-
nente graduado Carlos do Moraes CamisMo ;
o Alferes de Infanlaria Francisco Egidio Mo-
reira de S. Pedro; os segundos Tenentes do
mesmo batalhao Francisco Primo do Souza
Aguiar Jos Alves Pinto de Almeida e Lu-
iz Antonio Lacomho.
Para segundos Tenentes : O primeiro Sar-
gento-ajudante Epiphanio Borgos do Mene-
zos Doria ; os Sargentos do primeiro bata-
lhao re Artiiharia a p Jos Ignacio Cnim-
bra Honriquo Manoel da ^Iva ; o primei
ro Cadete do mesmo batalhao Felioieno de
Souza Aguiar; o segundo Cadeto do primei-
ro batalhao Joaquim Jeronymo Barrao ; os
Cadetes do mesmo batalhao Caetano da Silva
Paranhos Jos Angelo de Moraes Rogo ; o
o Sargento Joaquim Candido Pessoa de Sei-
xas.
Secretaria do Estado dos Negocios da guerra,
em 23 de Julho do 18U. Francisco de Pau-
la Vieira de /fzevedo.
Quarto batalho de artiiharia a p.
Para Major : O Major Jos Olinto de Carva-
lho e Silva.
Para primeiro Tenenle-ajudante : O segun-
do lenle do mesmo batalho Paulo Jos
Pereira.
Para segundo Tenente Secretario : -- O pri-
RFLACA
| dos despachos publieados pela Secretaria de
Estado dos Neqtcios dn Marmha, no faus-
tissimn dia 23 de Julho de 18H.
Promovidos a segundos Tenentos da arma-
da por decreto desta data, os Guardas Mari-
nhas :
Antonio Joaquim Ferreira Ramos.
Mannol Luiz da Silva Souto.
Giacomo Raya Gabaglia.
Manoel Luiz da Cunha Bastos.
Braz Dias da Costa.
Candido Custodio de Lomos.
Henrique Antonio Raptista.
Clementino Placido de Miranda Machado.
Jernimo Pereira de Lima e ('ampos.
Secretaria de Estado dos Negocios da Mari-
nha, em 23 de Julho de \8ik. = Manoel Car-
neiro de Campos
Governo da Provincia.
EXPEDIENTE 1)0 IUA 16 1)0 CORRENTE.
OflicioAo Director do Lyco, dizendo, qup
pode ni inl/ir fa/er o examo dos oppositoros s
cadeiras de primeiras lettras de Paralibe e Una
na sala.em que d aula o Prolessor de latim da
freguezia de S. Fr. Pedro Goncalves.
Dito-i-Ao Vgario da freguezia de Santo A-
maro Jaboalao, declarando, que, emquanto se
nao resolvc cerca de sua representado sobro
os limites d'aquella freguezia rom a dos A fuga-
dos, a cerca da qual ainda no deo a Cmara
Municipal desta cidado a informaeo, que se
Ihe exigi, devo Smc, lendo em vista o arduo
1. da lei provincial n. 38de 6 deMaio de 1837,
de que se Ihe rernetto um exemplar, regular se
no rcconhecimenSo dos seus fregueze da parte
da mesma Ireguezia, sobre que versa a questao,
da maneira por que o lem feito at opresonte
DitoAo Chefeda logiao da Guarda Nacio-
nal de Olinda, communicnndoler concedido ro
ferma ao Alferes da quarla companhia do se
gundo batalhao da mesma legiao Manoel Ca-
valcanti d'Albuquerque Gadelha; por ter este
provado padecer molestias, que o impossibilitao
de continuar servir; e ordenando, que assim
o faca constar ao dito Official, e remeta a Pre-
sidencia a proposta para esta vaga.
Entao o que he .'perguntou este inquie-
co por vl-a tao perturbada o machucando com
i a iva os papis.
Senhor, la-os por quem he exelamou
a moca dando- Ihe de novo os papis que elle re-
joitara.
Apenas lancou elle os olhos para essas linhas
que mudou decor, fezum rispido movimento,
e depois foi at o fim sem interromper-se. Acu-
bada a leitura. levantou-se, e Theresa estreme-
cen diantu da terrivel colera que rebentava nos
olhos do Re,
Acharei eu por toda a parle ingratos,rebel
des, ininiigos ? exelamou. O exomplo do Du-
que de laganca deo seus "iructos. Os Catales
roultados ja chamrao em seu soccorro o es-
trangeiro, o droas maos aos Franco/es para
>assrci o Pyrenosi Hojea Andaluzia quer
'aml em sublevar so o o l'uque de Medina Si-
l>nia quer lazer dellu um reino independonto !
Por Dos! teriomos ento Untos reinos inde-
pendentes quantas provincias na Pennsula !
As mos poderosas de Fernando e Izabel terio
debalde reunido tantos estados sob o mesmo
sceptro A grande monarchia bespanhola esta-
ra prestos a suecumbir / Nao, nao Esmagare
essa rebelao; morrerei como nasci, Roi do lo
da a Hespanha, e nao Rei de Cas'.ella, como
Henrique o impotente.
Voltou-se para Theresa, estendendo-lhe a
mao, que ella levou aos labios.
O servico que acabis de prestar ao esta-
do he immenso, disse-lhe; cssas cartas sao as
provas de urna traiclo que est prestos a rom-
per... O Duque de Medina Sidonia o sou filho
sao chofes dola... Mous galeos tomados quan
do chegarom, fornoiro as desoezas da guer-
ra... Cdiz sera entregue aos Portuguozes, o
no mosmo dia toda a Andaluzia pToclanrarl sou
novo Rei... Esta carta ludo descobre.., Dizei
mo porm, Theresa: como cabio ella em vos-
iii mao "
rhesouraria EXPEDIENTE DO DIA 6 DO CORRENTE.
OflicioAo Exm. Presidente da provincia
inlormando o roquerimenlo do Joaquim Pe-
reira Bastos, actual Amanuense do Commissa-
riu-fiscal do Ministerio da Guerra, que aoom-
panbavaoutrodo mesmo supplicante, pedindo
a S. M. o Imperador a grata do o consiilerar no
numtro dos empregados da Pagodona Mililar
desta provincia.
Dito-Ao mesmo Exm. Sr., com a inhr-
macao que acompahhava do Inspector da Al-
fandoga, p-or a qual constava, que as galeras
da mesma es.'avao a sor desoecupadas pela as-
socia?ao comuiercial, e quo nenhum incove-
nienteoccorria|.kara <|Ue ellas se recolhessem
os movis o livrar.'8 do Lyco.
IDEk' D0 DIA 7-
OflicioAo Admii.1'slr,u|or da Rocohedoria
le Rendas Geraos lnU^nns -Consultando \ .
Me, por seu oflficio de .'- de Jul,, prximo
lindo, qual a tuxa do sello- lU dev(!,n Pgnr
os ttulos dos empregos ou 8raLas e mais
documentos passados anteriori.'ien'c a eiecov'So
do regulamento do 26 lo Abril" Je 18ii, bem
como os livros de qual<|uer classe co'n escriptu -
racOes principiadas antes da mesma rtecucto,
tenboa dizer-lhe, quo os ttulos de r.",on'Oaco
l^ em execucao antes do L de Dezenu ,ro do
anno passado em que se deo cumprim.'"'",
nesta provincia, a ordein do Tribunal do Tb '-
souro Publico Nacional do 15 de Novembro
antecedente, e os livros comecados a escrever
antes do dia 20 do Julho prximo lindo da exe-
cucao do citado regulamento. que por incon-
venientes deixrao do ser sellados em seus de-
vidos lempos, dovem pagar as antigs taxas
por|ue s os ttulos anteriormente passados, o
que dopois tivero elleito e os livros comeca-
dos a escrever posteriormente, ho <|ue esto
sujeitos as novas disposices ; mas quo quando
agora appareco papis com sello de data ante-
rior,quo tenhao do ser reunidos a nitros, ou
autoscomo d)Cumcntos, devom ser novamento
sellados,pngandoooxcesso oudillcrenca da laxa;
porque agora tambom he que passao a produsir
efleilo, e segundo os csclarecimentos dados pe-
lo Tribunal do Thesouro s) esto sujeitos a esta.
dilTerenfa.
DEM DO DIA 8.
OflicioAo Exm. Presidente da provincia
rogando a sua docisao a respoito da duvida
nimia posta pelo Commissario-liscal do Minis-
terio da Guerra, em dar por corronto as con-
tas que acompanhavao das despo/as Icitas pelo
Delegado de Pedras de Fogo, com o aluguel
da casa o outros objoctos do destacamento alli
estacionado em 18V2. e s annuindo a que se
salisli/.esso a importancia das mcsui s cnntag
comas rolormas, que indicava, dispensando S.
Ex. algumas faltas nos documentos, quoem
rigor leviao sor corrigidos.
Dito--Ao mesmo Exm Sr informando ,
que o armamento da Guarda Nacional desta
provincia tinha sidosempre fornceido pelo Ar-
senal e indcvidanienle por que conforme
os ornamentos do Govorno submeltidos C-
mara Legislativa semolhanle forncciinento dc-
via ser feito por conta do Ministerio .a Justicat
e pareca que isto mesmo devia ser levado ao
conhecimento do Governo Inrperial para decidir
edar as providencias,que julgasse conveniente,
o quo entretanto havendo nocessidade da Guar-
da Nacional ser supprida de armamento devia
o sobredito Arsenal continuar por emprestimo
com o seu fornecimento.
Tribunal ca HHa^ao.
Juloamento do dia 20.
(Detembargadoi le semana o "r. Villares.)
Mandaro receber a conlranedado e docla-
Entao ella contou como um bom pobre, a
quem dra esmola, e que voltava do Nossa Se-
nbora le Guadidupe Ihe ontreg/ira esses papeiad
di/endo que Iho baviao sidodados por um Iras'
franciscano
Verificaremos fcilmente todos essesfactos,
disseo Roi;masantescum[irepVem lugarseguro
os culpados Esta noute mesmo sero presos. Por
muis alto que so achom collocados, minba jus
tica os nao poupara. O cazamenlo do D. Alon-
zo devia verilicar-so dopois de a man ha a... Ago-
ra vejo por<|uc tao impaciento apressava a sua
partida... Conlava ir tomar posse do um rei-
no .. Por minba salvaio eterna ho no ca-
dafalso que tora a conla !
Cbeguei a lempo para as lestas disse
comsigo Theresa; recebera o meu prsenle do
cazamento.
\ vvrlltfIHUf -<*-!**.
i


rara causa om prova na appellaQo vinda do
Juizo Municipal da villa de Macei provin-
cia das Alaseis na qual he appellanle Caeta-
no da Fonscca Soaros, e appellado Antonio
Jus Marlins.
Mandaro la "vista as partes na appellacSo
civel vinda do Ju70 do Civel deta co-
marca, em que he appellanse Nuno Maris d"
Seixas, e appellado Manoel Francisco da Silva.
Mandrao dar vista as partes, na appellacao
civel, vinda da comarca do IIrejo uo Arca, em
quo he appellanle Marianna Francisca da So-
lidado, e appellado Jernimo Joaquim de () -
liveira, como tutor e curador de Miguel Nu
net.
Mand'rao dar vista as partes na appcllaco
civel, vinda do Juizo dos Ausentes dosta cidade
em que he appellanle o Juizo, pela heranca
jacente de Antonio Joaquim Pereira, eamel-
lados Mendes & Oliveira.
Mandaro dar vista as partes na appellacao
civel, vind da cidade dcGoianna, em que he
appellanle Henrique Luiz da Cunha* e Mello ,
a appellado Antonio Alves Vianna.
Mandarlo Picar em prova citadas as partes
ou sous procuradores na appellacao em que
iio partes Antonio Rehollo d* Silva e outros,
e Antonio Raptista Riheiro deParit.
Julgrao procedente o recurso por nao se lerem
observado as formulas substanciaos do processo,
mandando remellor esloa novo juizo, nuappol
laeao om que he appellanle o |uizo, e appellado
(o reo preso) Jos Francisco Pinto.
Nao tomro conhecimento do recurso, por
ter sido feito ra do praso legal no processo
vindo do lui/o dos Jurados da Atalaia, em que
he recorrente o Promotor Publico, e recorrido
(o reo prcso)FranciscoCavalcanti de Barros Fal-
co.
Julgrao procedente o recurso por falta de
solemnidades legaes,mandando remetter o pro-
cesso a outro juizo na appellagSo crime vinda
do Rio Formoso, em que he appellanle Manoel
dos Santos, e appellado o Juizo.
mobilia toda nova, de difforentes madeiras, lin-
dos moldes e hem acabada recem-cheaada da
cidade do Porto pelo hrigue Ventura Feliz de
varias camas de ferro envernisadas para urna e
duas pessoas, as mais apropriailas para este paiz,
por seremalm de fortes, totalmente nTensas a
toda a qualidade de verme de um apare!ho de
prata para cha garfos o facas dita a de oulros
artigos que se venderao sem limites ; boj-
21 docorrente as 10 horas da manhaa na
casa de quatro andares, pertencente ao Kxm
Manoel de Garvalho. na ra do Amorim, pro
xima Allandega grande desta cidade.
Avisos VTSOS.
Aifandega.
Rendimonto do dia 20......... 3:143*443
DetcarregSo hoje 21.
Brigue inglez/(ichemond bacalho e ta-
boado.
Brigue ingle* Reliante mercadorias.
Brigue Leao-~ idem.
' SIov ment do l'orlo.
Navio entrado no dia 20.
Parahilia; 1 dia, hiato hrasileiro'. JoSo Rap-
tista, rupitSo !'. Jos Pereira equipagem
4 carga lenlia.
Navio sahido no mesmo dia.
Maranhao e Acarac ; patacho bnsileiro F.mu-
lapSo. capilo Antonio GoiHes Pereira, car-
ga diversos gneros
eclaraces.
O Thesoureiro das Rendas Provincias
paga do da 21 do corrente em diante, aos
empregados da Instruc<,ao publica os seus or-
denados relativos ao quartel de Abril ajunho
desleanno. Tbesouratia 20deAgosto de 1844
Joao Manoel Mende* da Cunha Azevedo,
Thesoureiro.
: A sumaca Rerola recebo a mala para a
Babia hoje (21) as 9 horas do dia.
2 Amala para Falmut pelo paquete de S.
M. Britanniea Pelero, ser fechada as 8 horas
da manhaa de quarla fera 21 do corrente no
Consulado Britannico, ra da Cruz. (\<
Aviso*; martimos.
l=Para Lisboa segu viagem imprelerivel-
mente no dia 28 do corrento, o brigue portu-
guez Comiedo de Varia, anda recebe algu-
ma carga e passageiros para o que tom os
melhores e mais aciados commodos ; trata-se
cun o capilo do mesmo Manoel da Costa Ne-
ves, ou com o consignatario Thomaz de Aqui-
no Fonseca, na ra do Vigario n. I 9. (8)
l-=-Para o Rio Grande doSul o brigue-es-
cuna .S. Cruz, sahira com brevidade por lera
maior parta do carragamento prompto eso re-
cebe algumas pipas e escravos; a quem convier,
dirija-ce t botica da Antonio Pedro das Naves ,
ou ao CapilO do mesmo Joo Francisco da
Cruz. (V
Lrilocs.
ON. 5 d > GUAlUfUPES.
Peridico ordeiro e yuver-
nista.
Sahir hoje ao meio dia e
achar-soh venda na Praca
da Independencia n. G e 8, a
80 rs. cada exemplar, ass ni
como os ns. 1, 2, 3 e 4.
Aluga-se urna casa terrea sita nos Rairros
batios; quein a pretender, dirija-sc as Cinco-
pontas n. 45.
l=Kxistem no engenho Para tibe 2 cavallos
desencaminhados sendo um de estribara ; os
seus legtimos donos appareeao que dando os
signaos Ihes serao entregues. (X
1 = Precisa-sa fallar ao Sr. Jos Francisco
Marlins morador na nova freguezia de S. Jos ;
queira dirigr-se a ra de Apollo n. 6, no bair-
ro do Recife, (4)
= O Nazareno deixou de sabir no dia an-
nunciado por falta do ('ompozitor ; esta a ven-
da nos lugares declarados a 60 rs.
2Aluga-se o 2. *andar da casa n. 42 na ra
da Aurora ; na mes/na ra n. 44. \2)
2-O arma/em de seceos do pateo do Hospi-
tal do Paraizo n. 18 deixou de ter negocio a
venda, do dia 18 Jo corrente em diante; oque
annuncia-se para intelligcncia dos Sr. Colec-
tores do novo imposto. (a)
2 = Tirou-se por engao urna carta do Cor-
reio de n Si para Joaquim Jos de Pinho ;
quem for seu dono, dirija-se a ra da Cadeia
do Recife I ja de lazendas D. Si, queso Ihe
entregar. (5)
2 LOTERA DES. PEDRO MARTVR DA
IIDADEDEOI.INDA.
Corre impreterivelmente no dia 12 do So-
tembro do mez prximo vindouro; os bilheles
achlo se a venda no Recife lojas de cambio dos
Srs. : Vieira eCunha e Silva; em Santo An-
tonio, ra do Cabug botica do Sr. Joao Mo-
reira e lojas de lazendas dos Srs. Pereira cv
Goedes. (0)
3Contina-se a dar dinhero a premio
mesmo om pequeas porcoes; na ra Nova
n. 55. (3)
6 M.'-fallum t( Companhia respeitosamen
te avisao aos senhores de engenho o ao pu-
blico em geral que na nova ra do Rrum que
passa por detraz do Arsenal de Marinha teem
estabelecido urna ferrara ( sendo a ultima do
lado do poente da mesma ra) onde (azem
cavilhes atracadores, parafuzos do aportar e
outras ferraens para engenho, pitos trilhos e
outras ferrfigens para carros parafuzos o por-
cas de todos os tamanhos ferragens para na-
vios, varandas, portaos, carros de mo a todas
as mais obras de ferrriro; o como os seus appa-
r Ihos recentemente enejados de Inglaterra sao
do primeira qualidade, prometiera agradar aos
seus froguezes tanto na qualidado da man
d'obra como no precoo promptidao. (IG
4 HOTEL FRANCISCO.
MtS'i redonda < trez horas da tarde.
Jantar de peixe is sextas e sabbados. (3
LOTElilA da MATRIZ da
BOA-VISTA.
As rodas desla lotera an*
do no dia 22 do cor ente,
o resto dos bilheles adul-
se a venda nos logares ja
annunciados. (J)
2Aluga-se ou vende-se um sobrado em 0-
linda na ra do S. Rento, defronte da ladoira
do Varadouro bastante fresco o agradavol ao
comprador ; quem o pretender pude procurar
na mesma cidade ladeira da Misericordia
n. 3. (6)
20 Sr Br.iz. Antonio da Cunha de All.u-
querque tcnli.i a bondade de ir fallar com Va-
lentn Jus Corroa a negocio que bem
abe.
2Quem precisar de urna ama parida de tre
semanas, sem ilho, com muito bom e bastante
crianca isso sopor cinco a seis mezes pois um negro do nomo Jacinto um moleque Ma-
que se tem comprometido a amamenlar o lho tilias, urna negra i'e nomo Rulina cuma ne-
de urna Sra.que,nchando-seprosentementegra- grinha De I fin a urna mulata de DOnje Clara,
vida,ha do della precizar no periodo estipulado; com una (liba pequea de nomo Guilhermina ,
dirija-rse a ra Augusta casa n. 10, para tratar a mulata Clara e sua lillia Guilhermina porten
A respailo, pudendo mesmo encarrogar-so do com a Francisco Ribeiro da Brito e vo na
tomar conta do menino no caso de se conven- companhia da sua DI ha solteira que acompa-
cionar (111 abou o dito Tenante Coronel. (12)
2=UmaSra. de bens costumes se encarre- =0 Tenante Coronel Luiz Antonio Fa-
ga da criaro de meninos de peito, impedidos villa, nao tendo tempo de despedir-sc de todas
0 desimpodidos e tambem recebe meninos 'as pessoas de sua nmizade, pela praca com que
desmamados para curar da sua educacSo, no [ embarcou para o Para, o la/ por este annuncio
<|ue prometi esmerar-se ; quem do seu pros- offerecendo os seus servidos naquella provin-
timo so quizer utilizar dirija-se ao pateo lea.
doCarmon. 24: na mesma casa vendo-so um =a Jernimo da Cosa Guimariies e Silva,
berco ainda em bom uzo com seus cortina-1eomprou por conta do Sr. Jote Gomos Duarte,
dos (0) jda cidade de Goiann i oRilbete numero >7M
1= Aluga-se um ptimo armarem ri".' IOS. s Ida terceira quarta parte Da seguda Lotera da
to na ra da Sonzala-vclha ; na ra da Cadeia
n. 38. (3)
1 D. Anna Maria Theodora da Costa em-
barca para o Rio de Janeiro a sua cscrava par-
da de nomo Mari Joaquina. (3)
"GCIEDADE THE VTRAL CAMPESINA.
O Thesoureiro avisa aos Srs. socios que no
dia 22 principia a deslrbuicao dos bilhetes pa-
ra a recita do dia 21 na roa da (loria em casa
deCaelano Mendes da Cunda olaria do Sr.
Jos Joaquim Bizarra ; advortind i que tenlum
em vista o i do artigo 10 dos estatutos.
= Quem precisar de urna mulher do miMi
idade para ama de urna casa de pouca familia ,
dirija-se a ra doFogo n. 52.
O meio bilhete da matriz da Boa-vista n.
1841, assignado por Antonio de tal. do escra
Matriz da Roa-vista.
2 Na ra Ijrga dRozario tem urna porcSo
deentulho proprio para atierro ; quem dalle
precisar, pude mandal o conduzir.
2 rlloga--se ao Sr. Fernn lo Murales na-
tura! do Lisboa que a !<> anuos pouco mais ,
OU men0-vei > pira esta cidade mandado.ou em
companhia di'um Padre liesp.mhol dediri-
gir-sea ra do Vigario n. 10 a lim de so Ihe
noticiar de urna heranca vantajoza, que Ihe diz
respeito e no caso de lar tallecido sebouveral-
guem que tenha conhecimento do mesmo fa-
ra o lavor de dar alguma inlormagao. f9)
2 = .Manoel Joaquim Pinto Machado Guima-
raes faz publico aos moradores da fieguezia de
S. Jos do Recife, que na casa da residencia do
annunciante no largo do N. >. do Terco n. 4 ,
vo Antonio perlonce a Joaquim Goncalves bu o nico lugar aonde se vendem cartas da jo-
O corretor Oliveira fari gran da leite para acabar de dar de mamar a alguma
Beltrao & C, por se ter comprado ao mesmo a-
cma.
OSr. Francisco da Paula Graca queira ir
en> casa dos Srs Me. Calmont & C lallar com
Antouio Muniz Machado e roceber urnas
carnizas o urna aqueta que viero do Rio
Grande do Norte, romettidas polo Sr. Albu-
querque Maranhao Cavalcanti.
A quem Ihe faltar um cavallo alazAo. diri-
ja-se a Cruz de Almas ao sitio do Jos Rento
da Costa, quedando os signaes certos Ibo ser
entreguo.
1 = Aluga-se o terceiro andar da casa da ra
do Crespo n. 8; a (aliar na mesma ra com
Jos Joaquim da Silva Maia. (3)
i :=Aluga0-M oarmazem da ra de Appollo n.
23, e o primeiro andar da propridado n. 49 da
ruada Cruz do Recife. (3i
s Quem quizer dar duas pessoas forras ou
captiva at 14 annos de idade para aprenderom
o oflicio le oleiro.e ficarem trabalhanto na mes-
ma fabrica a bom jornal ; dirija-se a ra da
Florentina casa n 10, para a|ustar.
ss Quem precisar do dnhoiro a uros at a
quantia de oitocentos mil ris, sobre penhores
de ouro ou prata ; dirija-se/yria Nova, a fal-
lar rom o sacrist.o da irmaridade da Concei-
cao dos militares. 1
1 = Aluga-sn o segundo andar do sobrado da
ra do Queimado n. 32 ; a tratar na loja do
mesmo. (3)
as Precisa-so de alagar urna casa terrea boa,
ou sobrado de um andar que tenha quintal e
commodos suh'nentos para urna familia, que
soja nn hair>o de Santo Antonio em boa ra ;
quem tiver annuncio.
1=A abaixoassignada fazsciente no respeita
vel publico que de hoje em diante pessoa algu-
ma contrete com seu marido Joao Francisco
Furtado qualquer bem do casal sem que pri-
meiro se (nal'se o divorcio d'entrc mis, que est
com aeco final* e a mesma annunciante proteta
oppor-so com a lei que a tem a seu favor, caso
nao valha o presonte aviso. Cordulinn de Sou-
zalins. (91
1 Aluga-se o excellento predio dequatr>>
andares com mirante e bom armaem sito
na ra do Amorim, prximo alfandega gran-
de desta cidade e por isso mui proprio para
quab'uer estabelecimento commercial ; os pro-
tendentes dirijao-se ao corretor Oliveira. (5)
1 = O Sr. Domingos Alves Rarboza mo
rjdor no orrai^iI queira vir tirar o seu relogio
que esta empenhado por principal juros isto
no prrso de oito dias contados da dala deste ,
do contrario ser vendido para pagamento do
dito dinheiro ; na ra Nova venda n. 65. (6)
1 as Qualquer Senhor Sacerdote que quizer
ser Coadjutor da Freguezia do Nossa Senbora
da Paz dos A logados, annuncie, pois tem dua<
capellanas mui boas dentro da Matriz urna
nos Domingos o dias sanios, com bom estipen
dio e outra n s quintos-(oirs da Irmandade
do Sanlissimo tambem com muito bom esti-
pendio ; alm disto tem o terco do que rende
a freguezia e a melado da desobriga : a quem
gar segundoi fez publico o arrematante do
contrato das mesmas cartas,por isto toda equal-
quer pessoa, que vender ditas cartas sem pri-
meiro se entender com o annunciante fita u-
geto as penas da lei. o para nao alegaren igno-
rancia s faz o presente. (11)
2=Aluga-se din sobrado de um andar na
ra de llortas n. 27; a tratar ha mesma ra n.
I0b\ ou com o morador no sotao do sobra-
do n. 72. (4)
2 = Naruado Rangel n. 34, copia-sosen-
tencas processos e todo papel judicial o
outra qualquer oscripturafao; por preco muilo
commodo e a mais possivel limpeza e brevi-
dade. (5)
2Para qualquer obra bola-se com muita
brevidade canoas de urea por preco cornrnodo.
assim como atterra-so qualquer terreno ; quem
pretender, dirija-se a ra do Rangel n. 34 (4)
2 = Robarlo Felippe Wood,subdito liritanni-
co, retira so para lora do Imperio. (2)
2Joanna Raptista Nevos Seixas viuva que
licou por fallecimento de seu marido Bazilio
Rodrigues Seixas, tem do vender o terreno na
P-assagom da Magdalena ,( logo depois da dita
ponto indo dosta praca); que loi do cazal e
boje designado no inventario para pagamento
ilas dividas que (IcrSO por fallecimento do so-
hredito marido da annunciante e do qual
terreno se acha esta aulorisada pelo mesmo in-
ventario para dispor pr o referido fim; lem
32 palmos de (rente o 170 de lundo, com cerca
de madeira o toda a armaco de urna casa de-
molida, contendo mais dous mil e seiscentos
lijlos, e mil o trozentas lelhas, ludo novo a
fura a telha que cobro o tolbeiro que ainda exis-
te, tem cacimba, e as seguintes frteiras: 2 ps
docajueiros, 2 limeiras, 2 larangeiras do om-
bigo o ps do pinheiras l do jambeiro, 1
de jabulicaba, 1 de saputy, 1 de abacate, 1
de figuera, 1 decoraeo da India,1 de limao-
doce 1 de limao de molho, diversos ps de
liananeras, 2 ps degoiabeiras e 1 depian-
gueira ; quem o quizer coni|rar, pode diri-
gir so a ra da Gloria n. 94 a fallar com a
annunciante. (25)
2Ouem precisar arrendar um sitio com
urna boa casa para urna grande familia na Ca-
punga arrendase por annoou para passa r a
lesta conforme convier asparles; dirija-se a
ao boceo da Lngoeta por cima da venda do Sr.
Avres ou na ruados Quarteis, sobrado n.
19. (7)
2 Manoel Francisco da Silva avisa a quem
interessar, que um moleque menor crioulo de
nomo Rartholomeo.api areceo no seu sitio em S.
Amaro, len;a- foira as 8 horas da noute da se-
mana passada para que ocomprasse, ou apa-
drinhasse, manifestando ser escravo do Sr. Ma-
noel Jos da Costa Guimar5es, vulgarmente co-
nhecido por Mandum, morador no engenho S.
Paulo, a quem o annunciante se dirigi por car-
ta no inmediato diado apparecimento.para que
viesse pelo dito esrravo; como porm alea pre-
sente data o dito Sr.GuimarJes nao Ihe appare-
cesso o ncm mandaste, oannuncianle deliberou-
conver dirija-se ao mesmo \ gario na ffiencio- se a entregar o dito ecravo em o dia 18 do cor-
nada iregueta doiAlogados, residente na ra i rente ao Sr. Delegado do Recife o l'r. Aulran ,
de Motocolomb. (12) a quem manifestou todo o acontecido pedindo
1 =0 Tenente Coronel lu/. Antonio Favl-1 ao dito Sr. Delegado houvesse por bem mandal-
la embarcou para o Para no vapor faiana o recolher ao calabouco at que o referido Sr.
om a sua familia, sua mulher. e urna cunhada cima ,-ouaquemna verdade haja de perten-
solUiira e cinco escravos e urna cria, sendo, cer. appareca para o receber
(20;


H
h
Deseja-se saber a morada do 5r. Antonio
Martina de Carvalbo, para negocio de seu in-
teri'sse ; a Ionio do hiate S. Antonio Flor do
Rio fondeado defronte do Collegio.
Urna moca .olteira de boa conducta pre-
cisa alugar umjuarlo ou sala pequea, pura
morar, ainja'wefaio para morar com oulra
queiquer; quem tiver annuncie.
Dio-se 00$ rs. a juros com penbores de
ouro ou prata; na ra do N'ogueira n. 36, das
6 horas da manha as 8 o meia edo meio dia
as duas da larde.
Um rapa> Portugus de i<> annos, que tem
boa conducta e esoreve bem so ofl'erece para
caixeiro de luja de fasendas, quem o precisar,
annuncie.
Precisarse alagar um sitio, que Oque per-
to da praca eque tenlia banho ; na ra Direi-
ta, sobrado de um andar n. 50; na mesma ca-
sa engomma-se toda a qualidade de roupa por
preco commodo.
3 Aluga-se o terceiro andar do sbralo do
Atierro da Boa-vista n. 31, c a loja do sobrado
dos Quatro-caotosn. 1; a fallar com M. C. S.
C. Monteiro. ;4
Casa de commisso de escravo.
" Xa ra Direfta sobrado o. 3 defronte
do bec- de 8. Pedro, recebe-se escravos para
se venderem de commisso, nao se levando por
este trabalho mais do que dous por cont o(-
ferecendo-se toda seguranza precisa para os di-
tos escravos, assim como nao se levar oousa
alguma decomedorfas. ,H
3 Ifanoel Caetano Soans Caroeir.o Montei-
ro embarca para o Kio de Janeiro um escravo
de nume Joaquim pertencente a Jos Thomazde
Aquino Pereira,
5Joliiislon Paler & C. leem constantemen-
te venda taixas de ferro batido e coado mo-
endas de Torea de 4. a 6 cavados baix e alta
pressSo tudo por preco commodo : na ra da
Made de Dos n. 5. 5j
3Jos dos Res, Emilia Amante sua espo-
za ejoaquim Antonio do Carvalbo retiro-se
para Tora do Imperio, (3)
3= Antonio Jos do Oliveira declara,que ha-
vendo mais nomes iguaes de hoje em diante iea
sendo Antonio Jos ie Oliveira Hamos. (3)
3=A pessoa quetirou por engao do Cor-
reio urna carta viuda do Porto no navio Ven-
tura Feliz, para Joo Antonio Gomes Guitna-
raes, queira entregar na ruado Crespo n. 9 de
Domingos Guimares que a'm do agradec-
ment se pagan o porte. (6)
3^1'recisa se para um sitio porto da praca de
urna prota do meia idade para vender frutas e
verduras; quem tiver e quizar alugar dirja-
se em casa do Meros napraea da Independen-
cia. (5)
3=Correm-se fnlhn.su lirao-se passaporles
para dentro e T-.ra do imperio, por preco muito
commodo e amis possivel brevidude; na ra do
Hangel n. 34. (4)
3 Precisa-so de 200* rs. a juros, com liy-
potliera em urna escrav ; trata-se no pateo do
'Jorco sobrado de 2 andares, no segundo andar
n. 139. (4)
3sJosa de Bitancurt Amarante agente do
arrematante do sello das cartas de jogar na Tre-
guezia da Boa-vista, previne que a nica parle
destinada para as vender be na venda n. 88, de-
fronte da Matriz e por este mesnio annuneio
faz sciente as pessoas da dita Treguezia que as
possuirem para vender que elle annuncianle
compra-as pelo feu justo valor isto no praso
do 3 das depois do presente annuneio. (9)
3 Aluga-se urna casa terrea na ra da Ale-
gra, com commbdos sofficientes para qualquer
familia e o seu preco O mais commodo possi-
vel; a Iratar na ra Direila armasen) n. 9. (4)
i uompra-se urna negnnno ou moieque
de 6 a 8 annos; na ra da Gadeia de S. Anto-
nio n. 25. (3
I Compro-seelTectlvamente para fra da
provincia, mulatas, negras e moloques de 12 > sinheira ; no becodoTambi n. 18.
a 20 annos pago-se bem ; na ra Nova ,
ade ferragens n. 16.
lo-
enfeitadas com as maiores galanteras possiveis,
tanto em massa como em alflnins. (8
IVende-se urna escrava de 20 annos com
bonita figura cose, onsaboa e no perfeita co -
(3
supe-
1_ Vende-se farinha de mandioca de
matriz da Boa viss ; na ra (J'jemado loja
n. 10.
Vendem-so meios billieles da lotera du
matriz da Boa-vista ; na ra doQueimado, lojj
n. 14.
Vende-se3 escravos para fra da provin-
Vemias
3 Vende-se um completo sortimento de ca-
saras sobre-casacas de panno merino, e de
varias qualidades, calcas jaquetas, fardas,
casimiras de quadros para calcas setins dedi-
versas qualidades para colletes tudo por preco
commodo ; o assim como se fazem todas as
obras por medida com a maior prom ptido ,
do que em outra qualquer parte tudo feito na
ultima moda ; na roa Nova loja de alaiate n.
26, de Braga $ Gomes. (10
3 Vende-se urna escrava ; na ra da Cadeia
do Becife n. 1, venda de Francisco Jos Alves
P i lomba." (8
3 Vende-se por nao ter pasto sufflciente
duas vaccas .naneas e boas leileiras com os
becerros ; na praca da Independencia loja do
Meros. (4
3Vende-se um moieque peca do nacao ,
de bonita figura muito esperto sem vicio ,
ao comprador se dir o motivo da venda; na
run da Florentina n. 9. (4
3 Vende-se um cavado bom carregador e ns-
quipador ptimo tanto para carro, como pa-
ia montara por preco commodo ; na ra do
Sebo para Trompe, por'o n 3.
3Vendem-se os seguinlos lvros ; geome-
tra por Lacrois em (ranees, lgica porCondilac,
Historia do piolho viajante em portuguez Te-
rencio odiaos do Cicero oraces de Cicero ,
epistulas de dito Uvidio, e Eutropioem latim,
tudo por preco commodo; na ra Imperial
n. 112. (7
3 Vendem-se 3 cordoes de ouro sem eitio;
na ra Nova n. 55. (2
2 Vende-se una armaco de venda com to-
dos os pertences no Atierro da Boa-vista ; a
tratar na praca da dita n. 12.
2Vende-se urna porco de portadas de pe-
dra de muito boa qualidade, e sacadas de pe-
dra mulalinha; na ra Imperial o. 63.
2 Vende-se urna escrava crioula de 16 an-
nos sem vicio muito fiel engomma e Cosi-
nha vende-se por preciso ; na ra Velba
n. 100. (4
2Vende-se um negro refinador de assucar;
na ra da Sensalla-nova n. 4. ,
2Vende-se um escravo do naco Angola ,
para o sen ico de campo ou outro qualquer ,
um banbeiro de amarollo com ps de roda, um
Saluslio o primeiro tomo de Virgilio urna
grammatica ingleza, Pockt l.ibrary, 3 v., lgica,
Job, Metaphisica ; na ra do Bangel n. 17. (6
2Vende-se milho em saccas a .5200 rs. fa-
rinha de mandioca deS. Matlieus e Ciavellas
a 2800 rs. o alqueireda medida velba, gomma
de engommar a 10^ rs. o alqueire, tudo so ven-
de da mesma forma a n taino ; no deposito da
ra da Cadeia de S. Antonio n. 10 no pateo da
l'enba, aimasem n. 7, na Boa-visla ra do
Aragio n. 37 e a bordo da lancha Flor do
Mar ,y
2Vendem-se terrenos parase edificar, j
Herrados e por atterrar em qualquer das
ras sendo primeira ra da Aurora e ultima
do Hospicio, no largo da liba confronte ao
rior qualidade, a bordo da sumaca Sania Rosa, ca sondo urna negra de 24 annos, perita en-
fundeada defronte do irern por preco commo- gommadeira e cosinheira ; urna dita de H a
do, e tambem se vende em saccas a 2500 rs. 15 annos; um moieque de 12 annos, propro
com a sacca. (o* para pagem ; um carto de flores da India,
1Vende-se por motivos de molostias e ser obra superior, por preco commodo; na ruu
fazer urna viagem a EuropaV urna Bella n. 40.
preciso se
botica bastante acroditada, com armaco, vasos
de vidro a moderna eem bom lugar, vende-
se com os fundos, que o comprador quizer o
assegura-se o aluguol da casa ; a tratar na ra
da Cruz n. 50. (7
Vende-se um moieque crioulo de loan-
nos de bonita figura o qua! entende de todo
o servio de urna casa ; ra da Penha loja do
sobrado n. 21.
1Vende-se urna canoa usada de um s pao.
l_Vende-se o sobrado n. 7 da travessa da grande e boa para abrirse; no Forte-do-Mat-
MadredeDeos, do dous andares o sotao em tos, estaleirode Jacinto llesbo.
chaos proprios prximamente rect flcado Vendem-se bichas grandes, chegad as ul-
tambem sad com algum praso commodo ao tlmamente ; no beco da Lingola n. 8.
comprador; na ra da Cruz n. 50. (5 Vende-se um braco do batanea grande,
1Vende-se chocolate de Lisboa o melhor e com conchase crrenles de ferio, que pesa mais
mais novo que aqui tem apparecido a 80 rs. de 100 arrobas; urna rica musa de meio de sa-
hervilhaschegadas ltimamente a 200 rs., ba- la caixas vasias do Porto, grandes e peque-
tatas de Lisboa a 00 rs. milho alpista a 140,auenas, tudo por preco barato ; na ra Itnpe-
rs. o quarteiro, bolatinha americana a 2'i0 rial n. 2.
rs. cevadioha do Franca a 200 rs. mantoiga | Vende-se urna preta crioula de 16 annos,
francesa a 560 rs. e ingle-a de segunda sorte a sem vicios nem achaques, engomma, eosfoba
cose o faz lavarinto vende-se por precisan; na
ra do Cabug junto do liandeira.
Vendem-se bichas do boa qualidade por
na venda da esquina da ra do! preco commodo; na ra do Vgario n. 8.
,12| Vende-se urna vacca parida muito leiteira
520 e 4S0 rs., dita para tempero a 20 rs. dita
de porco muito alva a 320 rs. carne de porco
de Minas, e orelheiras de dita proprias para as
boas feijoadas
Aragao n. 43.
1Vende-se urna bonita escrava de 15
nos sem molestias
Cruzes n. 14.
nem vicios ; na ra
an-j e fllho do pasto ; na ra do I.ivramento ar-
das masen) n. 20.
(3 I Vende-se por preco commodo urna por>
1 Vende-se urna preta de naco, boa co- cao de tahuas. que foro de armaco de loja;
lobelra e muito sadia, ao comprador se dir o as Cinco-pontas n. 78.
su
motivo da venda ; na ra da Cadeia-velha n
35, defronte do Cambio. (4
1Vendem-se borzeguins gaspeados para
hornem ditos de ponta bolins franceses de
bezerro sapatos de urna eduas palas borze-
guins para senhora sapatos de lustro, corda-
vo marroquim, e duraque, ditos ingle/es pa-
ra homem de entrada baixa, ditos de orellias,
ditos decostura muito novse chegados re-
uentmente pelos ltimos navios, eoutias mu-
tas qualidades de calcado, tudo por preco com-
modo ; na ra da Cadeia do Becife, loja nova
de calcado n 35, defronte do cambio. (11
Vendem-se duas pretasdo naco, de 20 a
25 annos, robustas e de boas figuras, sem vi-
cios nem achaques sendo urna dolas lavadei-
ra ; na ra Nova sobrado n. 83, com a entra-
da pela ra das Flores, das 6 as 9
e das 3 as (i da tarde.
1 Vendem-se saceas com farinha de man-
dioca ; na ra da Cadeia-velha n. 35. 2
1Vendem-se dous papagaios muito falla-
doies e urna arara ; na ra da Gloria n. 9'i.
1Vendem-se meios bilhetes da lotera da
matriz da Boa-vista ; na ra do Cabug loja
de rniudezas junto a botica.
1 Vendem-se 120 alqueires de sal ou em
porcoes mais pequeas; na rus Nova, arma-
sen! de louca n. 42. (3
1 Vende-se superior carne do serto ; na
ra da Praia n. 42. {2
1 Vende-seo novo, lindo o muito velleiro
brigue infles Richmond, de loto de 180 tone-
ladas forrado e encaviliado de cobre, promp-
l Vendem-se duas moradas de casas terreas
de pedra e cal sitas na ra de S. Miguel dos
A (Togados em chaos proprios, por preco com-
modo ; a tratar no mesmo lugar n. 21, I
da manli 'a
(
de
Escravos fgidos
4 Em odia secunda feira do Espirito San-
to deste anno fugio a escrava preta Cathari-
na de Angola ladina alta bastante secca
do corpo, seio pequeo, cor muito preta bem
feita do roslo olhos grandes e vermelhos, com
todos os dentes na frente ps bastantes gran-
des e meltidos para dentro muito conversa
deira e risonha de 20 annos ; perltico dita
escrava a Manoel Francisco da Silva mora I
na ra estreita do Bozario n. 10, terceiro an-
dar por cima da botica do Prannos (11
1 No dia 19 do p p. futri um preto de no-
mo Joaquim de naco Angico do vinle o tan-
tos annos, com riscos no rosto da sua naco,
estura regular, secco do corpo falla meia em-
barazada muito alegre quando est fallando o
est sempre serrindo tem principios desuna-
cftk, pois eslava a 3 mozes a prendendo, e gos-
ta muito de mudar o nome para o de Miguel ;
levou calcas de estopa grossa e camisa do ris-
cado de quadros azues e brancos'; quemo pe-
gar leve a ra larga do Bozario n. 21, que se-
ra gratificado com 25.^ rs. 21
No dia 18de Julho p. p. desappareceo
urna preta de nomo Joanna,-de naco Mocam<
blquo fula, sem peitos de 18 annos, sem
e IM,raV 1T." echegad P'Vma,me.n- denles na frente da parte superior com calo,,,-
le de lialllax n "'' c .,,,.i,,.,i .,-.,,. i. .
mesmo Hospicio c palacio velhu ; na ra da Ca- Me Calm
Compras
2 Compro-se travts de boa qualidade, de
palmo e palmo c coito em quadro o 30 palmos
d comprido; na ra a Cadeia do liedle, lo-
ja de Joaquim GoDcelves CascSo. \
2 Compra-se urna escrava sem vicios, que
seja perfeita engommadeira e cosinheira pelo
que se pagara bem; no pateo da l'enha n. 4. \&
2Compra-se a folbiniia de 1827; na prava
da Independencia aviaria ns ti e 8. (2
2 Compro-se efectivamente escravas e ne-
grinbas de 12a 38 sanos, psg&o*se bem; na
ra Diieita ii. 3, primeiro andar. (3 qualidade
Compra-se um dicionario medico cirur-
dea do Becife n 51, primeiro andar. ;ti
2Vende-se um sortimento decaixinhas para
oblas de ourives de todos os tamanhos como
tambem se lazem para laqueiro de prata e esto-
jes de navallias, ou oulras quaesquer obras
ras com aceo e promptido; assim como fol-
ies de (erreiro e para outra qualquer oflicina ;
na ra da Guia n. 17, e para as encommendas
na ra da Cruz venda do Joo Jos Bodrigues
Lofller, n. 30. i9
2 V ende-m-se bichas de Hamburgo mui-
to boas Ihesouras grandes de aro largo para
Ifaiate ou chapeleiro, o una grande para
las ; a iratar com os consignatarios binll(lS pelo n,iriz abajxo e ^do 0 r'os,0 0
oni^Lompanb.a, na praca do Cor- L0 ,tmdo dog mnfM tem marcas dt ^us.
po Santo n. 1
1 Vende-sena ra Nova n. 29
''I ticos as barrigas das pernas, falla depreca e
' jatrapalhada ; quem apegar, leve a ra do
,it7Ji h a i9' umf Cm- atrapalhada ; quem apegar, leve a ui do
pleto sortimento de lasendas inglesas e franco- Colhg.o ,,. 0, quesera gratificado com 50/ rs.
zas como sejao ; neos cortes de setim latra- ,2 No dia 14 de Julho p p. fugio do enge
ourives, ou laloeiro ; na ra Direila
gico anda mesmo em meio uso mas que se-
ja em portuguez ; na ra do Vigario n. ,'.
l Compra se urna negra', queaatba bem
engommar o cosinhur ; laubem se troca por
urna outra de meia idade vollando-se o que
l'urde raso ; na ruu do Livrumento botica do
Brando n. i. 5
1 Compra-se um preto cosinbeiro, e do
mais ser vico do una casa sem vicios, ou de-
fetos ; no paleo do Carino n. 20, [3
Compra-se urna mura :a de casa Icrrea no
bairro de S. Antonio; dous atiricios e um pon-
teiro para menino], sendo de ouro de le e sem
leilio; na ra Direila sobrado de um andar
n. t.
' 1 Compra-se ouro velbo ; na ra Tova
d. 9. :'-
Compra-se a historia ecclesiastica em
toa uso ; ne ra dos Copiares n.
, loja de
barbeiro n. \T. 5
2 Vende-se um moieque de 12 a 14 annos,
de bonita figura ; na praca da Boa-vista n. 30 ,
segundo andar. (3
2 Vendem-se por 1:600/ra. dousescravos.
om mulato o urna mulata mocos e de boni-
tas figuras aquello boni oflicial de sapateiro e
pedreiro, proprio paia pagem e todo o mais
Servi?o e esla perfeita custureira de toda a
engommadeira lavadeira sabe
bordar rosinhar e he propria para todo o
mais servico de urna casa assim como para
mucama ; na ra da Cadeia do bairro de S. An-
tonio por cima da loja de chapeos n. 25. v10
2 Na ra do Amorim n. 36 contina-sea
vender caf inoido superior em pequeas e
grandes porcoes por preco commodo assim
como vende-se um grande torrador do caf. (I
Vende-se um tonelete que loi de azeite
doce est bem secco proprio para deposito
de ago'ardente, por preco commodo; na ra
das Cruzes n. 40.
Vende-se um burro de Horacio ao p da
letlra ; na ra do Sol n. 25.
1 Na ra Direila sobrado do um andar
D. 33, ao p de dous de varandas douradas ,
vendem-se doces de mangaba liman cidro
caj lauto secco corno em calda, muito bem fei-
to e por commodo preco tambem se fa/em bo-
dose lisos de todas as cores cortes de dito
branco para vestido chales e mantas de seda ,
corles de la e soda, ditos de la ditos de la
escocesa muilo ricos paia vestidos riscados
Ira oeezes de cores fixas corles de chita e de
cainlaias adamascadas de todas as cores cor-
tes de cambraia com flores de cores ditos de
cassa pintada sellins ingleses e france/es de
patente chapeos deso para senhora inarro-
p. p. fugio do enge
nho Vanea-grande, distante da cidade de Goian-
na 4 legoas um preto crioulo de nome An-
tonio, com oflicio de sapateiro e trabadla tam-
bem de carpina, e nao he mo carreir..; he bai-
xo, grosso, nao he mal parecido, bem barbado
alporbaixo do queixo inferior tem cabellos
pelos peitos, bem limpode pernas e ps tem
urna pequea malha branca em urna das cane-
las oielba turada de 30 annos, ha proba-
bilidade. que lenha em sj dinheiro do ouro,
quim sapatos de couro de lustro dit mairoquim para homern bor/eguins Raspea- "..!,,,.,,!
a. ...11. 1 segundo urna descolierta fe a deuois da fuga
dos de couro de lustro para homem, meias e
luvas de seda cortes de collete de setim da
India, corles decalcas de casimira portuguesa,
tumi do quadros de gusto moderno las ditas,
pannos linos merinos de todas as qualidades,
brim trancado branco muito lino, duraque,
lvros om branco lencos escocezes para grva-
la ditos de setim Maco ditos de gorgurao ,
mantas de setim matizado bretaoha muilo fi-
na com 6 varas madapolo entestado e oulras
multas fasendas por preco commodo ; loja de
Diogo Jos da Cosa. (26
quem o pegar, leve ao dito engenho ou nesta
praca em casa de Jos Antonio Alves da Silva ,
morador na Boa vista na travessa das Barrei-
ras que em qualquer das partes ser gene-
rosamente recompensado. (17
Fugio no dia 17 do corrento urna escrava
de nome Maria crioula de 28 annos, secca ,
alta, com urna cicatriz as costas a maneira de
urna meia la, tem no lado csquenlo da ca-
beca urna falta de cabellos suppde-se ter ido
para Serinbem d'ontle he natural, o l ter
Vende-se o ellicaz ante-erysipelatoso, que VhhlS"p.25!>', M com',r,,,,u a Vntonio
.-._ -.-. ____. .. hado Cavaleanli ; quem a pegar, leve a
nao so tem curado radicalmente como he um
preservativo contra to flagelante molestia ; as
Cinco-pontas botica n. 44.
1 Vende-se urna a.maco envidracada por
pceo commodo ; na ra Direita n. 15; na mes-
ma ra refinaco n. 22. (3
1 Vendem-se0 arrobas du cera decurna-
ba de muito boa qualidade ; calcado do du-
raque preto e do cores obra muito bem (raba-
Ihada e oulras multas rniudezas por preco
commodo; na ra do Livramento, loja n. 10. 5
1 Vende-se um mulatinho de )'> annos ,
Sem vicios nem achaques proprio para pagem
ou aprender ollicio ; no Alterro da loa-visla
n. 24.
los e bolinhos para cii, prepaio-se bandejas! Venden [01 bilhetes da lotera da
r'ora-de-portas a seu senhor Francisco da Cos-
a Bibeiro atrs do Pillar, casa da esquina da
parte da mat pequea que ser recompen-
sado generosamente.
Fugio no da 12 do corrente um escravo
de nome Simio, crioulo, moco, mal feito do
corpo, cara redonda, muito pouca barba, (al-
to-lhe OS dente-, da frente ti ni urna mana no
rosto, ps apalhetados falla fanhosa levou
camisa de hniio azul calcas pretas o chapeo de
couro; quem o pegar, leve a praca da Boa-visla ,
sobrado de dous andares por cuna da boi)
que.ser gratificado generosamente

M I


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EN5BPN9D7_WZE8U6 INGEST_TIME 2013-04-13T02:10:40Z PACKAGE AA00011611_05178
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES