Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:05046


This item is only available as the following downloads:


Full Text
Anno de 1843.
Quinta Feira 7
2 l'io aRora depende de non metmoi- d. ,,... ,nA ^^^^^^"'""
i:.-u.no. corno principiamos, e ,erem!, > Prndenc,'.n,odgo, e eerp.: corf-
eul'.a*. ,ere,no' l'KUdo. cora .dm.r., elt, ., N,^_'.
___________________( ProcUmsao di Aaserableia Ger.l du BUrL.)
e..L P.r.hrtiRI?.? 0S CORREIuOS TERRESTRES.
o. .... Florea .o.24. Sanio U,l(, U, feir... O.d. lod. 0, SL "
AS. lr. OAS DA SEM4.NA. *.
4 ** .. Roi.de V,lerbo V. F. Aud do J de O. d. J ,
5 g. Aniomo M h,|. Aad.do J d. D. d.3. t. '
Y..r,. s. .lb. V Aud d.J.de U.d. 1
7 V-.nl. jejura .. Jo.o P M Aod d j. de D d, ;
l i .. ftal.vidids de Non. Senhor.
9 Ou.. .^Serjio P. K.l. Aod do J. de 1). d. 1 T
l ".. O S.niissimoN me de Mana.
MEDITAfAO.
Bo,MMg F.rguei-vos, mar..,, revolvei as ondas,
Bateinasprai.:dotro ,,,'
N.ao vos assuste o rehoar continuo,
auep ra sempr eseperde: al! quantas nuvens,
La o condonan, eom mat purpureo
No remoto Ur'ionte Entre topa/ios,
Dentro os aromas do pomar da Aurora:
L vae su fgindo 0 soI qu w m ,or o as luzcs queflcintillam claras
Oo plr ro\ ,jos vvcn(es ( e quc ndeam)
Lhai jmejando br.lhantes cu l vejo,
Od a immenso, a mesma Eternidad*,
vjc, arremessando-se atravez dos mundos,
Ja face de Adonai, no ceu se esmalta.
Azul mimoso, purpurino brilho
U Como resplende tam sereno e bel o !
Ah liardo do Brasil Surgiu leu dia ,
Para a Patria tam grande e tam pomposo,
. Tam vasto para ti. Ah lens a lyra,
Tactea as cords brandamento e canta__
O dia do Brasil ei-lo que brilha,
Uravessando a vastidao de edades,
Apoz dos lempos inmortal voando.
Erguei-vos, marescscarceus ferventes
Lancee sem mgoa sobre a fulva areia ,
Por onde foge o lmpido ribeiro,
Sempre de flores perfumando as aguas:
a Arrojae vagalboes batei na encosta
Brasileiro O Brasil te pede um hymno.
Levantuva das ondas do Ocano
Sua face gentil, cercada de ouro,
Entre rubins de gracioso esmalte ,
O astio da manbaa as duras rochas,
Onde so quebram lnguidos gemidos
Das crespas vagas, murmurava o canto
Das edades remotas que passaram ,
E que imprmiram tropeesndo em globos,
Brilhantismo, grandor, belleza o gloria
Aos monumentos dos avsque amamos;
Circ'lo de rosas so elevava o longo
No manto de crystal tarda o muda
Ja l fugira a estrella do oriente.
Apenas n'um penedo recostado,
Onde gemiam do ocano as vagas ,
Enrugado anciaose divisava :
Da Naturezaj provado havia
Os fructos que ella d e n'essa edade ,
Cheia de gelo tam sereno estava.
Como o inlante no berco da innocencia ;
Lorigas bem como fios de alvo seda
Balancavam-lhe as cans, bastsuslinha,
E solitario mas alegre sempre ,
Ao psalterio seus cantos ajusta va.
Foi elle quem lallou, e eu escutef-o;
Aquellas expresses ta sublimadas,
Tam dignas de um Velho venerando,
Do meu peilo sair nunca poderum.
de Setembro Anno XX. N. 193.'
O Dualo poblic.-te lodo. o. di qte a.in forero Santificado; o preoo ^. ip *
de Ir. mil reii por qu.rlel p.joi .di.nl.doi Oj .nnancios dos itaignantes .o inaerido
gr.ti. eos do. que nio forem 1 ruio de \0 rei. por linli. A. recl.m.gO.. der. r""
gid. esti Tip., ra. dai Cruiei fe, ou pr.j. d. lndependenei. loj. delirro. N. 6o-
CiHiioiNo di. (i de Selembro. eompr.
,bio.obr.Londr.. Jir Oo*o-Moed. de 6,400 V. 16,800
P.ri 3.5 mi por franco.
Litb. 110 porlOOd.pr.aio.
N. 46.61L
d. 4,000 y.oo
Pi.T.-P.uo,, 1,9'0
Mo.d. d. cobi. J por cento. P.to. Colu-nu.. 1,010
1.1.a de leiru d. boa. 6rm.. 1111. d,0f M.xioot 4,920
P1IASES DA LUAIVO MEZ DE SEl'TEMBRO.
Lu Chei. .8, i. 4 horaie 7. d. t.rde I I.u. or. J3, a.2hor.a.50
Qu.rt. dr. l6, Sbor...53- d. t. | ^u.n. cre. i 1, i 3 bora. e 3 I
Preamar de hvjc.
l hor. t 51 di. d. aun'..... | i. a J fa.ru a 18 da larde.
renda,
17 000
16,800
y.4ou
1,940
1,^40
1,940
l. d.iird,
d. aiab;
Mas, boje que entre as gracas
Da docejuvenludc,
Na aurorado meus das,
Folgo de as voies ageltar !\ lyra,
E meus versos soltar alem dos mundos,
Para virgenssubiiem
Ao throno do Ineflavel,
O que devo cantar se te nao canto,
Dia do met destino?!
Ah que nao seja o cntico do Bardo,
Brasileiro como 6, inda menino,
Infer ir a vastidao dos carmel
Dos maissublimes Vales Brasileiros.
Ha boje umanno que entre mil d licias,
Contemplando o Porvir, ebrio de gloria.
Vagando ainenleem turbilhafi de ideias,
Ouvia tua voz, Bardo das ondas
(Dando, sobre o rochedo,
Tu mandaste ao ocano turbulento,
Que coin as flores do Brasil jucundo
Misturasse seu cntico solemne.
Aodespontarda Aurora,
Entre nieas de rosas,
N'um plaustro de topazios :
Erguei-vos! mares arrojou-sa, e logo
Da mel do recinto venerando,
Ondeo ruido nao chegou das turbas.
Do solio de Adonai, cheio de estrellas,
Esmaltado de azul, tocado de ouro,'
Lancou-se um dia de perenne gloria
Para todo o Brasil-surgiu-e a Ivra
Mais sonora trou. Bardo das ondas.
Ah!... tu ras o Genio
Da Patria quem adoro.
Mas tu, suave Cvsne,
Ouve os meus cantos; um Poeta novo
hnlhusiasta da doce Libcrdade.
Brasileiro, no tempo em que s deve
Escotar teus cantares,
Hoje as leves a zas
De um estro divinal, lancado as vagas
Do pego das edades,
N'um hymno magestoso
Alfada Patria a gloria alm dos astros.
UraPatria gentil! Tam puraebella
Como o riso da Aurora
Na maulla,i graciosa
Da Iresca primavera!
Cara Patria gentil! Tu visto o nauta
Assoberbando a vastidao dos mares,
fil'umveleiro batel, esgur-so ufano,
Sustentando na dextra o signe! sanct
Da Bedempcaodo Mundo,
Em las praias arribar tam cedo ,
N indo das partes da remota Europa.
Em teu seio de amor brotou ligeiro
Um fructo augusto Oh! doce Liberdade !
Ido'o do minh'alma !
Homenagem de amor te rendo agora
O Vate Brasileiro :
Meus votos s sao teus se um dia o Bardo
Tem de s<>r infiel, ah que nao seja
Abandonada a lyra mais potente
Que os vedados arcanos
Do Futuro cncoberto.
Dia do meu destino !
Brasileiros. como eu, boje te adoram.
Inda no Novo Mundo
O unesto presagio d'esse monstro
(Cjue nao sei romo o diga!)
Nao tinha ja de todo amedrontado
Os peitos Brasileiros .
independencia Beboou do Norte
T o termo do Sul, de u*n polo a outro.
Levanta-te Amazonas ,
Lanca o braco robusto ,
Brinca com as ondas que o ocano agitam :
Nuvens de ouro j de l fulguram ,
Sobro rosas se abriu novo horizonte.
Surge! dia de amor Surge Setembro
Brasileiros A Patria !
Hymno de gloria ,
Oh Brasileiros,
\ indo enloar ,
Vinde cantar
A Libcrdade;
Correi And radas,
Brasil Oh Patria !
Didependencia !
Eternidadc !
I. surge agora
Mais puro dia ,
O Despotismo
L foi-se en i bora.
Ancios venerandos Caros Filhos!
Hroes sublimes O Brasil c livre I
Jehov Oh meu Deus! Salvaste a Patria !
Masen) quanto vem bello
D'enlre as ondas surgindo ,
Todo nilido e puro
O Sol Americano ;
Dia Dia de gloria !
Nos Annaes do Brasil te immortalisa.
Brasileiros O Bardo a Ivra a dina ,
E j cantou um hymno ; a Elernidade ,
O Mundo a Patria Jebov sublime
Becebam seu cantar que elle s canta
Porque Brasileiro ,
E i independencia e Liberdade um cntico
Hoje ollera liel, sendo menino.
Por A. f. deT. B.
lavras Independencia ou rnorto quo pro-
randamentereboandodoalto-domanifleo Plran-
ga s deliciosas margens do Amazonas edo Pra-
ta. em sen elctrico vibrar Pom forca desusa-
da prendern todos os peitos Brasileiro nos ar-
roba, e eleva da miseria de pequeos o ridicu-
los interesses e preiences.
Este dia lodo Na ional seja consagrado a Pa-
tria em toda a puresa; na5 vonhao mosqainhos
pensamentosde nenhum modo perturbar sua
grandeaa, ou enevoar sou esplendor. Mas nao
seja para nos perdido somonte em transitorias
demonstracoes de gloria e publico regosijo.
Quando tantas desgracas tem pesado sobre urna
Patria adorada de seus fllhos; quando o espi-
rito inimigo da ventura dos homens parece so-
prar-lhe eminentes desastres, aproveitemos com
avidez as inspirares do anniversario da nossa
liberdade, recolbamo-nos ao intimo do pensa-
mento, meditemos um pouco sobre o bern pu-
blico e s com a consciencia resolvamos o ca-
minho.quo nos cumpri trilharpara elicidadeda
Naca.
Vinte e um annos de independencia de li-
bardade, do governo constitucional faz hoje
quegosamos. E que havemos felto ? Oque so-
mos?fumo-nos distruido, eachamo-nos fra-
cosevacillantes. Como o gladiador no (irn do
combale titubiamos extenuados por tantos rno-
vimentos violentos, prestes a cahir de inani-
ea, de fadiga e de exaltada febro.
A ordem publica 6 ferida lodos os das, a au-
tor idadedas leis nullificada, a moral publica
est em completoabatimento Por toda a parte
primao odios, dissensoes, caprixos.o vingancas.
E a sociedade parece, que mgicamente se sus-
tenta no meio de tantos dissolventes poderosos.
Acorde pois o patriotismo em dia de tao gra-
tas recordares, lernbre-nos, quo, unidos debai-
xo da egide do Grande Fundador do Imperio ,
conseguimos a liberdade nacional, objeclo dos
nossos votos acolhidos no sou grandioso cora*
caO ; e timando ta magestoso exemplo rena-
mo-nos em torno do Fillio do Augusto Liberta-
dor, para que nos malenhaa liberdade, que com
|elle bardamos, o Patria assegure a paz o a
| prosperidade.
Brasileiros! O sol do estio, que hojo brilha
em nosso horisonte, e com a puresa de seus raios
anima a naturesa entre nos tao admiravel e
rica, se esclarece nosso jubilo e abrilhanta nos-
sas lembrancas, nao se transponha sem que ca-
da um espancando paixdes iguobeis, e cer-
rando ouvidos s insinuaedesdo Irileresse pri-
vado, depois du referir memoria e deplorar
seus erros e illuses ou mesmo seus caprichos
i e Crimea, tsente no fundo d'alma voKar-se ao
bem da patria, manutenerlo da constituicoQ o
das leis, obedecer ai s poderes sm iaes.em cuja cu-
pola assobe-ba o Sabio e Augusto Imperante, no
firme presuposto de detestar e cornbaler a re-
belliau e anarchia.
Unamo-nos Brasileiros em prol da ordem pu-
blica e seremos lelizes Dos completar tu-
to. jVA
liiiiiir r
i3 de 10 dejunho de 1813, ao professor de pri-
moiras lettras da Vanea Angelo Custodio da
Silva Fragoso.
Dito A administrarlo dos orlaos, aecusan-
do recepcaddo ofllcio, em quede novo pedo a
sua deinissaS, por se ter lindado o lempo do
sua gerencia; e significando, que deseja, que
ella contine, ltenlos os bous servicos, que
tem prestado.
Dito Do secretario da 'provincia ao inspec-
tor da thesouraria da fasenda, transmittindo a
ordem do tribunal do thesouro sob n. 127.
DEM DO 1." 1)0 CORHKNTE.
Ofllcio Ao cornmandante das armas, de-
terminando, quo expeca as suas ordens para
que o segundo batalha de arti-lharia a p. a
companhia de vavallaria, a do artfices, e o ba-
talha da guarda nacional destacada reunidos
aos tres batalhes da guarda nacional desta ci-
clado, aoesquadra de cavallaria respectivo e
ao corpo de polica,marchern em grande parada
no da 7(leste mez [boje): inlelligenciando-o, do
que a tropa ormar na praca da Boa-vista polas
oito horas da manhaa, e s 11 dever estar Jno
campo do palacio da Presidencia, onde, depois
do cortejo, que lera lugar ao meio dia, dar
as salvas do estilo, o marchar em continencia:
scientificando-o, de que o cornmandante supe-
rior da referida guarda nacional, que com S. S.-
se entender acerca do detalhe da parada to-
mar o commando de toda a forca : prevonin-
do-o, deque a guarnicao da cidado nos diasS
e 7 ser fcita por contingentes da tropa delinha,
e da guarda nacional de Olnda, e rendida de-
pois da parada, pelo batalha, que S S.' de-
terminar: e exigndo Infrmameos acerca do
n. de pracas que devo vir de Olinda aflm
de se providenciar respeito.Odiciou-se a-
cerca desto objeeto ao cornmandante superior
da guarda nacional deste municipio, eao corn-
mandante geral do corpo do polica ; o orde-
n-iu-se ao director do arsenal de guerra, que
mandasse armar o docel da sala do cortejo.'
Dito Ao mesmo, communicando ter con-
cedido tres meses de licenca de favor, para trac-
tar de sua sade, ao primeiro tenento do se-
gundo batalha de artilharia a p Pedro Affon-
so Ferreira.

T OFFICIAL.
Da 7 de Setembro Oh Grande Da. Salve !
Que variedade de grandes ideas enche e op-
priirit; nosso pensaincnto! que d'emocoes, em
tropel, t vivas esmaga nosso coraca! A con-
ewipiacao do Magestoso Dia, que volve pela vi-
gesiiM primeira vez depois do em que o
Grande Pedro, desprendendo a voz generosa,pro-
nunciou, cheio dededicaca, repassado da im-
portancia do seu conecito as memorandas na-
Governo da Provincia.
KXPEIIIKNTK DE 30 DO PASSADO.
Ollicio Ao director do arsenal de guerra,
autorisando-o comprar 20 alqueires do areia'
de fundica do padra novo, e O folhas de la-
ta fino.
Dito Ao cornmandante do' brigue-escuna
Leopoldina ordenando, que mande assentar
prava de imperial marinheiro Ricardo Hen-
riques, natural de Macelo filho de Boza Ma-
na da Conceiea, solteiio, e natural das A-
lagoas ; o qual se offereco para o servico.
Dito Ao mesmo, dando-lho a permissa ,
que pede em officio de 20 des e mez agosto),
para adestrar a marinhagem da guarnicao do
brigue-escuna do seu commando no exerciciode
artilharia, eluzilan'a com bala ao alvo.
Portara Ao ..ominandante geral do corpo
policial, determinando em consequemia de re-
quisito do chefe de polica que mande aug-
mentar com mais seis pracas o destacamento do
mesmo corpo, existente na cidade de ulinda.
Communicou-sean ebefeda polica.
dem do da 31.
Offlcios AoEtm. eRm. Director do Ivco,
e ao inspector da thesouraria das rendas "pro-
vecaos communicando ter concedido jubila-
......-mw..Buo. ua wi provincial o.
Commajidodas Armas.
KXPKDIBHTI DE 22 DO PASSADO.
Omcio AoExm. Presidente, informando
o requerirnentodo soldado Reinaldo Gomes, que
S. M. o frnperedor supplicava demisso por
ser casado com filhos, e recrutado contra a le.
Dito Ao mesmo Exm. Sr., enviando-lhe *
para seren encaminhados secretaria de estado
dos negocios da guerra, as informaces de con-
ducta dos olliciaes inferiores, e cadetes da
guarnicao desta provincia, pertencentes ao pri-
meiro semestre do corn ote anno.
DitoAo inspector da thesouraria, requf-
stando-lhe uma rolacao nominal dos olficiaes
reformados da provincia, com especificaco da
data dos decretos de reformas, para a vista dol-
a poder dar exacto cuniprimento s ordens mi-
nisteriaes ltimamente recebdas por interme-
dio do Kxm. Presiden-te.
DitoAo mesmo, participan io-lhe, que em
observancia da ordem do dia 3 do corrento as-
sumirao commando interino da fortalesa de I-
tamarac o alteres reformado Joaquina Pedro de
Sonsa Ifagalbies, emsubstftuicloao tenenteJ.
J. de.M. It. Monteiro, quo adoecCra.
Dito Ao lorente-coronel cornmandante do
batalha de infantarta de guardas nacionaes des-
tacado, communicando-lhe, queein consoquen-
ciadehavor o governo de S. M. o. resolvido
a duvida do commissario fiscal do ministerio da
guerra, sobre a pagamento do Irete da barcas-
saecavallos, que tra.isporturad a bagagem e
doentes da segunda companhia destacada m
Goiaona, para esta capital, devia receber da
thesouraria a importancia da conta apresentada
menos a quanliade 2.S rs., proveniente do fret
dos cavados; pois que os doentes, e alguns objec-
tos condusidus em ditos cavallos podido ter
vindo na barcassa.
ii Bh do da 23.
Dito Aomajor cornmandante do segundo
batalha de artilharia a p rempttendo-lho o
modeiio do mappa mensal. que devia dar do
1. do mes vindouro em diante.
No mesmo sentido se ofijciou aos comman-
dantes do batalha de infantaria de guardas na-
cionaesdestacado, deposito, c cossum de
cavallaria e artifices.


*
Dito Ao descmbargador chefo do polica ,
accusando o recibimento do seu officio de 22, e
do rccruta Miguel do Frcitas Dantas, que Jara
posto cm liberdade, por ser menor de 17 aiMs.
Thesouraria da Fazenda.
EXPEIEXTE DO DIa21 DO PASSAO.
Oflicio Ao Exm. Presidonta da provincia
nforinando o requcrimento de Jos da Silva
Braga em que pedio a S. M. o I. Ihe mandas-
se pagar osseui ordenadas vencidos do lugar
deoflidal conferente que foi, da alfandega
desta cidade e Ihe concedesse a pensao que
Ihe competia na forma do decreto do 30 de
maiode 18:16.
Dito Ao mesmo E\m. Sr. idem sobre a
preferencia que pretenda ter Joaquim Jos de
Figueirodoa concessao do alagado existente a-
lem do terreno n. 102 no lugar de Fura de
Portas.
DitoAo mesmo Exm. idem sobre codi-
cio do commandante da Charra Amazonas ,
cm que requisitou um mez de sold para os
ofliciacs da mesma charra.
DitoAo mesmo Exm. Sr. idem o rc-iuc-
rimento do major do exercito Diogo Garcez
Pallia vindi) da provincia do Para na dita
charra com destino para a corte do Rio de
Janeiro em que pedio o pagamento de trez
mezesde sold, em consequencia dos motivos,
que allegava.
DitoVo mesmo Exm. Sr. idem o de Pe-
dro Marciano em que pedio por aforamento o
terreno de marinha n. 101 no lugar de Fra
di Portas do lado da mar pequea.
PortaraMandando debitar o thesoureiro
da fa/.enda no livro caixa da substituico das
notas pela quantia de cera coritos de reis, que
en'regou o commandante do vapor Haitiana ,
para em cumplimento da ordem do tribunal
do thesouro publico nacional do a do passado
( agosto ) ser empregada na cOOtiouacSo da
substituico das notas de 5>000, 10S000 e
208 rs.
DitaAo thesoureiro da fazenda para acei-
tar e pagar no seu vencimento pelo cofre
do exercicio do 1812 e 18 W como deter-
minou a ordem do tribunal do thesouro publi-
co nacional le 4 do passado ( agosto ) a le-
tra que aoompanhava de 5:O00S000 rs. que
na mesma datasacou o thesoureiro geral lo tilo
thesouro a 12 dias precisos a favor de Jos
Percira Vianna.
Dita o mesmo idem de 2:i$RS303 rois ,
dem ile Hftrcolino Goncalves da Sdva.
DitaAo mesmo idem de 5:O00SO00 reis ,
a 8 dias precisos idem de Manoel Ignacio de
Oli\(;ira.
DitaAo mesmo idem da 6 154S744 reis,
idem de Amoiim & Irritaos.
DitaAo mesmo idem de 3:O0OS rs. idem
do Jos Jonquim Dias Fernandos.
DitaAo mesmo idem de 3:8008 rs. idem
de Leopoldo Jos da Costa Araujo.
ini.M no ni4 "22.
OfficioAo Exm. Presidente da provnrii
informando o requerimento de Joaquim Pedro
dos Santos Rezerra, guarda da alfandega, em
que pedio fosse eliminado dos seus assqntos a
suspen tivo inspector
Dito\o commissario fiscal do ministerio
da guerra para que sotn demora extrahisse u-
ma relaeo nominal de lodos osofTiciaes da 4.
classe ora portcru-entcs a e^ta provincia com
declararn dos decretos de suas reformas que
requesitou o commandante das armas, por o-
ficio desta data para poder cumprir ordena ,
que Ihe forao transmettidas do governo impe-
rial por intermedio do Exm. Barao Presidente
da Provincia.
MMWBV
campo de Oribo se sabia no dia 8 da derrota do
Urquisa, que espelhavaS a noticia da sua mar-
cha para Maldonado aflm de Iludir a tropa.
INTERIOR.
RIO DE JANEIRO.
S. M. almperatriz deve partir do aples a
25 ou a 26 dejunho (diz oJomaldoCommer- ^bica^apparece^" d"todVneSte7tres"a
SP isirui liara > ciin >.. .
a muito eusto e para ir receber a sua desti-
tuicSo pdde rounir-se a Canavarro em Santa
"vnna. Este com todas as suas f oreas perse-
guido de perto pelo brigadeiro Bento Manoel ,
ecom ancia seesporao o resultado dosta mano-
bra. Nutrem-se firmes esperancas de que est
prximo o termo da luta o em urna carta af
firma um dos nossos veteranos e que conhece
bem o estado dos negocios que a ephemera
ci) Grandes preparativos se fasiaS para a sua
recepcao na Madeira onde a esquadra deve
tocar.
O mesmo /. do Com. diz; que a fragata
franceza Bclle Paule foi encontrada a 14 de ju-
Iho pola jalera inglesa Corsair, entrada antc-
hontem de Liverpool, em lat. 41 25' Pi. e long.
18* 45' O., com 62 dias de viagom : portan-
to inexacta a noticia dada pelas folhas fran-
cezas e inglezas de haverchogado a Brest no dia
I. de julho. SS. A A. RR. o pincipo c princesa
de JoinvillecslavaS de perfeita sade. A nao
Filie de Marselle e a corveta Coquette tinhad-se
separado da Belle l'oule.
O Sr. Joo Lins Vieira CansansaS cfo Sinim-
baprf-sentou. nodilk 7 docorrente 'agosto), ao
presidente do EstadoOriental, a carta credencial
pela qual S. M. o Imperador se dignou nomeal-
o seu ministro residente junto ao governo da-
quella repblica.
O jury da ciJadede Nictheroy condemnou a
morte. na sesso de segunda-feira, o escravo
assassino do caxiiroda padaria do Sr. Valento.
Inormao algumas pessoas competentemon-
te habilitadasque rnin >rou de intensidaia a
peste da escarlatina naS constando que haja
morrido ninguem nom sido afToctado deste con-
tagio rustes ltimos 3 dias.
O presidente da Repblica do Equador, na
sua mensagom convencaS reunida oara refor-
mar a constituicao do estado,lasendo a analyse
do rgimen do todas as repblicas quo tcm ha-
vido, conclue que nellas semprc imporou a a-
narchia ou o despotismo;males quo ello at-
tribue s amiudadas eleicSos. Aconsolha por
lim que se marquem prasos mais largos para a
diiracad dos poderes overnativos a reeleicao
das mesmas autoridades, ea vitalicidadodo se-
nado!!!Que dira a isto os nossos patrio-
tas ? !...
MONTEVIDEO.
L-sc no Jornal do Commercio de 23 de agosto
o seguinte:
lli-nlem 2-2 nosfoi communirada a seguinte
cariarle Montevideo, com data de 10 de agosto.
Rosas, fecundo em recursos lanenu um
segundo exercito de tres mil e quinientos ho-
mens das tres armas, commandado por Urqui-
sa o qual passou o Rio-negro e penetrou at
a serra do Malabrigo. Este acor.tecimento dele-
ve as operacSes do exercito em campanha, que
eslava prximo a capital. Em tal situacao foi
preciso destacar divisos fortes para impedir a
junecuo de Urquisa com Oribe, e no momento
em que escrevo -liega um barquito da Colonia
que assegura que Urquta foi balido no dia 5
pelo general Medina.
a relo que refere um passado do campo ini-
migo aunemos que corren ali por muitos dias
que Urquisa vinha rcnir-se a Oribe, equecs-
tesahira para recebl-o; masque desde o dia 8
se i/ia que nio viniui mais, porque ia para
Maldonado. isto absolutamente imposaivel,
a menos que Rivera Ihe nodeixe o posto livro;
consequentemente tenho para mim que se no
RIO GRANDE DO SUL.
Porto Alegre 29 re Julhode 1843.
Recebemos boje mu lisongoiras noticias do
campo. Bento Goncalves vendo os negocios
mal parados retiiou-se do exercito e pedio
demissaodo presidente da burlesca repblica.
Neto loi demittido do commando em chefe e
substituido por David Canavarro. Neto per-
der! loria a influencia ; importancia, o os
seus companheiros Ihe lancao em rosto o nao
tur elle se apresonlario, q;i mo o Barin de Ca-
xias passou o Sao Gmalo k com 1.700 ho-
mns escoltando a numerosa cavalhada para o
exercito, estando entilo N;to frente d ; 2.000
cavalleiros e de :00 infantes, podendo se nao
fosse o merlo que o faz fugir do Barao cortar-
Ihe a marcha.
Os rebeldes ao mando de Canavarro esto
pelas immediacoes do Guarahim em frente da
nossa 2.* divisao ; e como recebeu esta 2,000
cava los gordos deve ter continuado a persc-
guil-os desde o dia 11 do corrente.
O Exin Barao destacou do grosso do exer-
cito urna divisan de 1,000 homens do cavalla-
lia e infantera com o c ironel Marques e o te-
nente-coronel Francisco Pedro que se a-
cha restabeleido edi/em <|ue para una com-
missao importantsima sobre a qual guarda-
se silencio.
Nao sei se ter visto varias cartas dos prin-
cipaes cheles rebeldes, que forao apandadas
na bagagem do Joo Antonio e impressas no
Cummercio delta capital ; por ellas e por estas
noticias que agora Ihe dou ver claramente que
mui desacorocoados c intrigados esto elles ; e
que os louros da pacificaco desta provincia es-
tilo reservados ao Ilustre Baro em premio de
sua consummada pericia e actividade ; ja nin-
guem rlisso duvida. Cada corrcio que chega do
exercito traz semprc urna boa noticia, e me-
Ihores esperaremos pelo primeiro que vier.
(Carla particular.)
Desterro 13 de Agosto de 18S3
Ahi vai o .S'. Sebasti com o casco do 4.*
hatalho composto de 26 oficiaes e 141 pra-
cas de pret. As noticias do Porto Alegre al-
cancio s at o 1.* lo corrente e consto do
|ornil que Ihe remello A 7.* brigada do
exercito ao mando do coronel Manoel Marques
foi destacada [tara vir receber e conduzir t,000
Icavallos no RincSo dos Canudos. O general
em chefe achando-sc pelas immediacoes de
Piratinim onde pretenda que se Ihe reunis-
te a 7.a brigada tve de marchar a Cassapava
a receber no Rinr-fio do Rei 2,000 cavallos e
por isso lalvez alguma demora tenhaa juneco.
Crft-se que naquclle ponto de Cossapava que
se fan o deposito de todas as bagagens ; "o
o oceupara o brigadeiro Filippe Nery com a sua
divislo. Severa perda SolIrOro os rebeldes a
21 de julho as pontas de (^uaraim onde
Propicio tomou toda a cavalhada a Neto, o qual
qualromez.es. (dem.)
Porto Alegre, 1. de A gosto.
Pelo correio do exercito soubemos as seguin-
tes e interessantes noticias cuja veracidade
garantimos.
S. Ex. o General acha-se em marcha so-
bre o inimigo.
Urna divisao de 1,000 pracas de infantaria
ecavallaria ao mando do coronel Marques ,
tenente-coronel Francisco Pedro foi desta-
cada da divisao de S. Ex. e mandada em im-
portantissima commissao: qual esta seja nao
se sabe nom no propriooiercito.
Os rebeldes em numero de 2,000 es-
tavao em Quaraim e perto delles Bento Ma-
noel que no dia 11 do corrente os devia per-
seguir com toda a violencia por haver rece-
hiilo 2,000 >:avallos gordos que Ihe mandara o
Exm. General
Neto foi demittido do commando em che-
fe e substituido por Canavarro. A causa desta
queda (o fatal a Neto pois quo Ihe tirou toda
a importancia farrapal, loi entre outros ac-
tos que demonstrro a sua cobarda, odize-
rem os rebeldes ser elle o autor de todos os seus
transtornos e dos gravissimos males que re-
publica promettem rpida morte ; porque ,
tendo elle 2,000 homens de cavallaria e 300
de infantaria Coreas mais quesuficiontes para
tomara Crentee flancos e bater a columna ao
mando do Exm. General quando em Janeiro
atravessou o S. Goncalo e trouxe a cavalhada
para encelar as operamos a nada se animou,
nada fez ecomo vil cobarde se portou.
Bento Goncalves retirou-se do exercito,
a quo se tinha unido as vesperas do ataque de
Ponche Verde e pedio a demisso da presi-
dencia. ( Jornal do Commercio.)
S. PAULO.
A molestia do Sr. Feij vai em progresso: os
mdicos assistentes pouca esperanca tem desal-
val-o.
As eleices para um senador tcm dado a
maioria aos Srs. B. Pedroso, J. Cesario, Pre-
sidente eRamalho; faltando somonte um eolio -
gio.
BAHA.
Os candidatos mais votados para senador em
lOcollegios conhecidos sao: osSrs. Paim, Tho-
maz Xavier, GalvaS, e JoaS Joaquim da Silva.
Iiltlllh m PER.
O vapor Imperador chegou esta manbaa (6*
do Sul, tendo sabido do Rio de Janeiro a "28 do
passado ; os jornaes que tivemos porem s che-
gao A 26: delles deixamos transcripto o quo nos
parecen mais interessantc.
hste vapor entre oulros Srs. Deputados por
esta provincia condusio o Exm. Sr primeiro
vico-Presidente Dr. Pedro Cavalcanti.
COMMERCIO.
Edilaes.
Alfandega.
Rendimento do dia 6......... 2:2708237
Nao ha descarga para boje.
ilovimento do Porto.
Navio entrado no dia 6.
Rio de Janeiro ; 8 dias e 15 horas vapor na-
cional Imperador de 467 toneladas, com-
mandante Jos Maria Falcan, equipagem 30.
Passageiroi, Antonio de Yasconcellns Me
nezes de Drumond u sua familia, Pedro Fran-
cisco de Paula Cavalcanti Alvaro Barbalho
Cxa Cavalcanti e 1 criado Francisco Jo-
Rodrigues Dr. Manoel Mondes da Cunha
Azevcdo Antonio Nobre d'Almeida e 1 es-
cravo Dr. Andr.Bastos d'Oliveira e 1 es-
cravo Jos da Costa Barrse 1 dito, Anto-
nio Pinto de Mendonca e 1 dito, alferes An-
tonio Candido de Souza, Dr. Joaquim Lopes
I.oho. Jos Joaquim do Frcitas e 1 criado ,
Leopoldino Jos Joaquim, Germano Fran-
cisco d'Oliveira major Joaquim Alves d'A-
breoCuimaraesPitalugee 1 escravo, Dr. An-
gelo Custodio Coma e 1 dito, bra/ileiros ;
Fr. Luiz Maria de Belfort e Fr. Porfiro de
Casserino italianos ; Joo Marinho Pires ,
e Simao Pereira d'Almeida portuguezes;
Anderson e Berry com sua familia ingle-
zes,
O Illm. Sr. inspector da thozouraria das
rendas provinciaes cm cumprimento do oflicio
do Exm. Presidente da Provincia de 25 do
passado manda fazer publico quo segundo o
regulamento de 11 de julho do presento anno,
sob as clausulas especiaes publicadas no Diario
n. 139 de 2 do corrente mez, se arrematarao no
dia22ao meiodia perantea mesma thezouraria
os reparos da ponte de Goianna oreados na
quantia de 6:050896V reis.
E para que chegue no ticia de todos man-
dou o mesmo illustrissimo senhor inspector
alixar o presente e publicar pela imprensa.
Ileclaraces.
O vapor Imperador recebe as malas para
o Norte hoje (~) s 11 horas do dia e as car-
tas devem ser entregues urna hora antes para
serem remedidas.
Avisos martimos.
Segu viagem com toda a brevidade para
o porto do Mossor com escalla pelos portos
intermedios, por ter a maior parte da carga
prompta, a barcada Andorinha, de que he mes-
tre Manoel da Cruz d'Oliveira ; quem na mes-
ma quizercarregardirija-se quantu antes ao di-
to mestre na ra da Moeda n. 2o.
Para o Rio de Janeiro sahira com a maior
brevidade possivel a muito velleira o do pri-
meira marcha barca Brazileira firmeza ; quem
nella quizer carregar ou ir de passagem, diri-
ja-se a Gaudino Agostinho de Barros, na ra da
Cruz n. 66 ou ao capito a bordo.
Avisos diversos.
Pede-se ao Sr. do annuncio deste Diario
a. 190 que se sirva ver se a prela que tem
em seu poder para entregar a seu dono lera os
seguintes signaes : Maria, Rebolla, idade40
annos pouco mais ou menos denles podres ,
muito atrevessada no fallar com quanto seja
muito ladina he tropega no andar teve um
ilhode nnme Joao que morreo na idadedelS
annos ; esta prela lugio ou foi furlada nasex-
ta-feira de Passos do anno do 1341 tendo
nessodia partido do lugar do Monte cmOlin-
da com um (landres de leitea \ender no Recife,
e nao voltou mais al hoje ; se for esta a escra-
va Jos Joaquim de Lima acha-se autoi isa-
do por seu dono para a receber e gratificar ao
portador, e o podem procurar no Forte do
Mattos n. 4.
A Apessoa, que quer entiegar urna escrava
fngida a lempos tendo os si nacs seguintes:
Delfina de naco Angola, estatura regular,
corpoaproporcionado cor nao mulo prela ,
testa li/a beicos rouxos peitos pequeos ,
tem duas pintas rouxas na ponta da ingua ,
dcsapareceo no dia 8 de julhode 1838 a qual
tinha chegado a esta cidade a poucos dias vinda
de Macis e foi comprada a Pedro Jos da
Costa prolo forro, casado com T he reza da Cos-
ta e sendo que ella tenha esles signaos pode
annunciar a sua morada ou dirigir-se ra
das Cruzes n. 41, segundo andar, que se
pagar qual quer des pesa.
O abaixo assignado, como membro da com-
missao das obras da ordem 3.* do Carino ,
fai siente a qualquer pessoa que se julgar ere-
dora da dita obra em copras feitas smente polo
abaixo assignado queira apresental-as da pu-
blicacao deste a tres dias.
Domingos Jos Rodrigues de Azevedo.
Precisa-se de um pequeo portuguez ou
brazilcirodeidade de 10a 12 annos para ca-
xeiro : na travessa de S. Jos n 10.
= O cirurgiao Bernardo Pereira do Carmo
acha-se estabelecido n'esta cidade e por isso
aqnellas pessoas que o qui/.erem consultar,
podemdirigir-se ra daCadeia do bairro deS.
Antonio, no segundo andar da casa n. 13, onde
o acharas prompto apresentar aquellossoccor-
rosquea sua pratica, e theona foinecerem-lhe,
osupradito existir em sua casa das 7 horas da
manhaa as 9, prompto a receber a aquellos in-
digentes quo se quizerem receilar o que Ibes
far gratis ; advertindo, que aquelles, que nao
poderem ira sua casa podcraS mandar dizer ,
qual a sua habit. cao pois que la mesmo os
ira ver
A pessoa, que quer saber dos signaos de
urna negra, que desapareci A lempos de casa,
sao os seguintes : chama-se Izabel do nacaS Re-
bollo, estatura reuular, tem atraz da cabeca
urna syeatriz, eternas costas com bordadura
de sua ierra eos ps apapaizaiados, desappa-
recoo em 16 lo mez dejunho deste corrente an-
no; representa ter mais de 30 annos, se fr
dos signaes referidos: dirija-se a praca da Boa-
I


s
8 Bfll
O ARTILHEIRO N.77.
JAIIIO boje, e os Senhores assignanles
que o recebem na loja de litros da praca d
Independencia n. 6 e 8 podem-no mandar re-
LICOR DA CHINA
ou
ESSEXC1A DA FOUMOZlllA.
Este precioso comesttico que pelo seu a-
gradavcl, suave e doce aroma so torna digno
de figurar nos mais elegantes toucadoros (toillet
les) goza de propiedades mui notareis quo
experiencias repetidas e muito variadas, tanto
neste como em outros paites tem confirmado,
como sao: pr.me.ro amaciar, limpar, clarear,
e refrescar peritamente apelle, tirar as sar-
das panos, espionas, e toda a especie de no-
doas ou manchas, que nella possao apparecer ,
sem alterar sua frescura e brilho naturaes se
gundo destruir as rugas causadas pela secura da
pelle abortoeja, empingens e outras men-
sas aheccoes cutneas: 3 tirar o mo balito da
boca commu icando a es'a m ebeiro mui a-
gradavcl .fortificar as gengivas prevenir as
dores dos denles, &c. &c. Em todos estes cas.,.
a experiencia tem mostrado o quanlo justa a
alta reputacao do que gofl. osle composto no
Oriente ondeseus elTeitos sao todos como in-
lalivois ; cada garrafinba custa 1S200 reis; um
imprcsso explicar, em dotalhe seu uso e virtu-
des : venue-se smente em casa de Novaes &
C.4, na ra da Gamboa do Carino n. 19.
=0s abaixo assignados avizo ao publico .
que em jJO de junbo prximo passado Rnalzou
a sociedade que tinbao no arina/cm d assuear
da ra d Appollo n. _>(), a qua| girava debaixo
da brma de Macbado & Bastos, (cando a cargo
do ex soco Jos Teixcira Bastos a liquidado
da extincta brma; isto, no que toca a"o re-
cebimento do que mesma devem pois que
ella nada devia na pocha desua dissoluco
Jos Antonio de Souza Machado. Jos Tei-
artira fastus.
-A pessoa que quer saber dos signaos de
urna negra que desappareceu tempos da casa
de seu senbor faca o favor de ver se sao os se
gu.ntes: cbama-se Roza, nacao Rebollo dad*
de 40annos secca do corpo, estatura regular,
tem u.r.a coroa na caneca docarrogar laboleiro
de miudezas e fugio em ins de Janeiro deste
correnlo anno o quando ugio levou o dito ta-
boleiro com miudeas, algumaa lazciidas. c
Rpalos france/es, lendo em cima do inesmo la-
boleiro dous iland.es envernizados de azul e
sua senh.,ia cbama-se Antonia 'andida Monte'-
ra, moradora no Recile, na ra do Amoriin n.
48; se for a mesma pode dirigir-se a dita casa
cima que ser bem recompensada.
OlWece-se um homem estrangeiro.soltei-
ro para criado o qual tambom entende de
cozinba e d i fiador sua conducta ; quem do
seu prestimo se quizer utilizar dirija-so a ra da
Cadeia do Recile n. 25.
~0 Sr. Francisco de Salles queira decla-
rar sua moradia para se procuraren! unas en-
commendas, que Ibes torito entregues pelo JSr.
Vicente l'erreira dejezus, morador na Pipa ,
provincia do Rio Grande do Norte.
^Gregorio Jos Goncalves, vindo do Rio
do Janeiro no brigue-esnina Liberaco, pre-
tende lotirar se para o Rio de Janeiro.
Aluga-se um quarlo ou motado de urna
casa pessoa capa/ e que tcnba pouca fa-
milia ; quem pretender dirija-so ra da So-
lidado n. 'o.
Joo Pinto de Lomos & Filho comprarn
por conta e ordem do Sr. Antonio Teixcira de
Aguiar, de ; aeei o bilhele numero 890 da
2." part; da H." lotera do Ibealro.
Prccisa-se alugar um preto, quesaiba tra-
lotera do theatro;
No da 12 do corrente mez
de setembro, corre i mpreter-
velment esta lotera, e o resto
dos blhetes acha-se ven-
da nos lugares j annunci-
ados.
= Precisa-se de um caixeiro deidadede!3
a 14 annos pouco mais ou menos, pura una
venda ; no beco do Peixo Frito n. 5.
-Aluga-se um primoiro andar de um so-
brado com commodossuflicientcs para urna gran-
de lamilla assiui como se altigao dous arma-
/ens, sendo um grande, o ouro mais pequeo
propi.os para qualquer cstabelicirncnto, por te-
rem embarque a toda bora na porta ; a tractar
na ra da IVaia de \ Rita no sobrado de 2 an-
daros da parte da mar n. 37.
LOTERA t)A MATRIZ DA
BOA-VISTA.
Esta lotera vai dora em diante, succeder
mprc a do tbeatro pois que o importante da
obra a que y.z.velmente se applica o beneficio
roquerque baja na sua acquisico a maior sol-
l'ctudo ; por tanto as rodas da prxima lote-
ra correrad impreterivolinente debaixo do
plano mira no da 22 do andante setembro .
uquem ou nao bilbetes por vender. Ditos Mde-
les acho-se venda nos lugares do costume
PLANO.
3125 bilbetes a 8,000......... 25:000,000
no primeiro ou segundo andar: onde tamben denles, e dominio o rio Capibaribo ; a quem
recebe alumnos de latim o francez, por comino-( convier dirija-se ao patio do Carmo sobrado
' n ~ ,, _. i n. 17. Gabriel Antonio.
Joao Francisco Coelho Bithancourt. -_ Perdjo-se no da sogunda-feira desdo as
mTL a,,|l,lxola-s,nna,,0 av'/a a I"""1 convlor- 11 horas at moio dia. urna ataca de diamantes
qui tem estabelecido casa de com.mssao para sem ter nada enfiado, desde a ra da Cadeia do
compra o venda de escravos na ra do Lvra- Becife ra da Cru<, o Trapiclio novo ra do
monto n. 2b no segundo andar recebendo em! Vigario, o dabi a ponte do Recite ra" do Col-
sua ca-a para vender por conta do seos donosj legioati a ra de S. Rita ; portadlo ro-a-sea
qu.icsquer escravos que Ibe forem confiados quem livor acludo, ou for olforecida a qualuuer
ou a preco marcado ou pelo que se poder a- ourives que a tiver comprado, que ser recom-
tnar. levando a commissao de venda 4 por cen- pensado, visto so ser urna o outra (car dcsir-
) reis di rios:: manada: dirjSo-se ra do 5. Rita casa do um
J Premi................ 6:000.000
J ',,to.................. 2:500.000
(!'.................. 1:000,000
2 ditos 500,000......... 1:000.000
o ditos 200,000......... 1:000,000
8 ditos 100.000......... 800.000
16 ditos 50.000......... 800.000
32 tos 25.000......... 800.000
(U ditos 20.000......... 1:280,000
910 ditos 10,000......... 9:100.000
2 ditos 300,000 leult. b.. 720.000
25:000,000
1042
2083
3125
Descontando da tntalidade cima 20 p. "/,,
o mais do Io e ultimo branco o valor de
-,250 solos, vem a litar esle 2 premios con-
Norlidosem 118.000 reis cada um.
Vicente Jos de Brito embarca para o Rio
do Janeiro a sua escrava crioula de nome An-
glica.
No dia 29 de agosto do presente anno per-
deu-se urna carteira, tendo diversas letras den-
tro sendo urna saccada pelo Sr. Jos Joaquim
Alvos Teixcira aceita polo *r. Braulio Rodri-
gues Toixoira, da quanlia de80Sreis, tondo a
dita letra tres recibos as costas, sendo um pas
sado pelo mesmo saccante Jos Joaquim Alvos
Teixcira, e os outros dois passados polo seu cai-
xeiro Jos dos Santos Ba ; e mais urna ordem
passada pelo -Sr. Manoel Luiz Viraos; e mais
duasordens passadas polo Sr Silva, tondo mais
papis de importancia dentro ; quem a achou
querendo restituil-a poder ir na ra das Cru-
ips do barro de Santo Antonio n. 18, noter-
ceiro andar, que ser recompensado pois que
de nada servo pessoa que a acbou.
=rJos Joaquim do Faria Machado caixei-
ro da Sr.* viuva Cunha Guimaraes na sua loja
da ra do Crespo n. 10 tem sofirido falta de
cartas no correio, por seren tiradas poral^uem
do mesmo nome; roga por tanto a esse Sr., que
se digne restiluirl-as ao annuncianto a quem Sf'i
podoin interessar.
- Jos Riboiro Mansso esuamulher Ma-
ra do Mo/ario, ambos por'uguezes, relirao-sc
para fora da provincia.
=Joao Conrado lloidemam retira-se pa-
ra IVIacei, e leva em sua Companbia um seu
sobrinho menor.
advorte se, que as comodonas dos escravos, so-
mente se cobrarao, (piando os mosmos nao se
venderem no praso de quatro dias ou quando
lorem retirados polos donos depois de annunci-
ados. Fainlie.n recebe escravos do mato para
vender, e cncarrega-se de prourar escravos de
ambos os sexos, com olli-ios ou sem ellos,
que Ibo scj.io em-owmen lados, fazondo tudo a
. contento dos interesados : tambem apromp.
encommendasde lazendas, miudezas, e molba-
dospara os Srs. negociantes de fra da praca .
e Srs. de engenhos, tudo na melhor forma, com
promptidSo e coinmodidade, segundo as or-
dens remettidas, levando desse trabalbo a com-
missao do 3 por cont : para seguranca desses
tratos ollorcce as garanlias necessarias poden-
do ser procurado a qualquer bora do dia na ca-
sa de sua residencia cima dita.
Antonio Manoel Coelho.
A pessoa que pelo Diario n, 190 an-
nunciou querer entregar urna escrava, que est
fgida a lempo, dando-se-lbe os signaos ida-
de &c, dudara-so que no moz de maio do
anno passado desappareceo da casa de Joaquina
Umbolimwlos Pasaos na ra Direita a escrava
Joaquina, de naco Bonguella alta, secca.
cor fula, ollios grandes, anda apressada, e com
o corpo bem a plumo, representa ler do 40 pa-
ra 50 annos, costuma trazer sempre a cabera
amarrada com um lenco por nao so Ibe ver os
cabellos broncos,e be escrava de Feliciano Joa-
quim dos Santos, morador na ra da Ponba
n. 3.
andar n. 18.
A pessoa que Ibe faltar urna ataca com
podras de diamentos, sondo so a chapa de cima,
que lo. aprehendida a um preto que andava
(rondando e duendo que a tinha adiado tra-
/.endo a outra igual loe ser enirogue, dando o
achado ao proto na ra do Cabug loia de
miude^s n. 5.
=a Aluga-se o segundo andar da casa da ra
das Larangeiras n. 13 ; q iem a pertender, di-
rija-se a ra da Cada velha venda do Pitom-
la n 1.
= Faz-se todo o negocio com urna casa com
grande terreno; quem pretender dirjase a
rua^eS, Benlo ao pe de S. Pedro velho.
William Gray. subdito do S. .M. Britni-
ca retira-se para Liverpool.
Roga-se a pessoa (|ue por esle Diario
le 4 do corrente annunciou, que quem Ibe fal-
tasse urna escrava fgida a lempos annuncias-
W por esta folha queira fazer o obzequio de
conlerir os signaos seguintes : Mara do gen-
to do Angola representa ter 23 annos alta ,
cea cor fula cara comprida falla fina e
apressada ar muito esporto tem urnas mar-
cas de bobas pelo rosto tem em urna das por-
fas una grande marca de urna fonda e aroda
desta outras pequeas do lornozello para cima,
mos linas e compridas, lom o dedo grande do
f> separado e inclinado para dentro fgida a
S annos pouco mais ou menos ; Adriana, cri-
oula representa ter 10 a 30 annos, cor pro-
a.cara comprida, olhosafumassados ; feiaa
fx(i, r- .' "" "UI"H""" "(iioNa.umassauos ; luas
) !>r. t-redenco tem a honra de participar fen.oes, barriguda embiguda curcunda
[Mili ll'l filio lilil uncini tt f.i 1,1,- ^.z. ... (... ,1____ II *
ao publico que elle onsina e faz todos os con-
ferios aos pian nos do varias qualidades, e que
elle recebeo de Franca alguns de vozes superio-
res ; quem o perlendor, dirija-se ao atierro da
Boa-vista n. 6 primoiro andar.
Aluga-se o primoiro andar na esquina do
Torres no Recile praca do Commercio n. 20 ;
a tractar con Antonio Joaquim de Faria, na
casa Je pasto da mesma.
Ouem precisar do um homem anda mo-
co bom farmacutico para caixeiro dealguma
botica ou cobranca da mesma ; annuncie por
este Diario.
Uma mulher parda, viuva de bons cos-
tumes, propde-se a servir do ama em casa do pe
tem as duas orolhas rasgadas no lugar dos
brincos tem a falla grossa e um tanto discan-
tada muito regrista, fgida 10 annos pou-
o mais ou monos : so por acaso for algumas
dostas queira fazer o ob/cquio do dirigir-se a
ra das Trinchoiras primeiro andar n. 42 pa-
rase liquidar este negocio ese pagar (odas
asdespezas, que sebear rouito agradecido
ou annuncio por esta folha.
A quem Ibe faltar uma canoa nova do car-
roira dirija-se as 5 ponas a fallar ao Amon'm
lunior, quedando os signaes cerlos Ibe ser
entregue.
Da-se 4:000S rs a juros de um e meio por
cont com hypothoca sobio predios nesta pra-
._. i ', 7 ......,. .. r" ..... """ "ji'1'l,":>"' sume iremos, nesta pra-
quena (amiba ; quem a pretender dir.ja-se ac; quem precisar procuro na ra larga do Ro-
ra Imperial n. 5.
Ouem livor direito sobre uma casa tor-
rea n. 73 do lado do nascente oreira, situada
nos Abogados na ra do Vlotocolomb a qual
be de Tlicrnza de Jess da Mota; annuncio por
osla folha al o dia 9 do corrente para evitar-
se d qualquer duvida quepoasa apparecer, o
lovna-Bo uiup.ii um |>niu, (|ua Mina ira -; rccisa-se de uma escrava crioula reco-
balhar de enchad; e entenda de plaanles ; j "'ida, que saiba engommar bem e cozer com
quem tiver annuncie ou dirija-se passagem perfeico paga-se bem no caso de agradar ao
de Ulinda sitio de Joao Antonio de Carvalho comprador ; na ra da Cadeia velha n. 31
Siqucira. No da 4 ih> correnlo apparecco um meni-
Siqucira.
Aluga-se o primeiro andar do sobrado n
21 na ra dos Ouarteis o qual tem bons com-
inodos para uma familia pouco numerosa e
muito proprio para escripton'o, ou para advo-
cados ; quem o pretender dirija-so : praca da
Independencia n. I.
Francisca dasChagas, retira-se para fo-
ra da Provincia.
appai
no que diz ser forro o que sua mai mora-
dora no Manguinho; quem livor direito a elle,
dirija-se a ra do Rozario eslreita n. 27 para
ser entregue.
- A pessoa, que annunciou querer com-
prar uns pares de mangas do vidro ; dirija-so
ra das l.arangeiras n. 10.
O .hachare! formado, aballo assignado*
= Acabi
salea parrilha, xarone peitoral de naJc as; os trihunaes desla cidade prometiendo as par-
paslnb.is de mao de v, ditos de noff, capsulas ks nlcresudas a maior actividade possivel, po-
de ":u -------
N
para que nao su chame a ignorancia faz-seo
presente.
A pessoa oue pelo avizo do Diario do 4
do corrente diz saber de uma escrava fgida a
lempos, poder entregar na ra do Oueima-
don. 3, se tver OS signaos segu ntes : chama-
se Roza, naco Conga com 30 annos do ida-
de pouco mais ou menos, estatura alta cor
mais lula do que preta rosto co.nprido tem
um dente na fronte quebrado e em uma das
pa.es tem uma marca do fogo redonda, fugo no
ote 7 de setembro do 1841, grvida de pouco
lempo; mas podo ser que tenha movido.
Arrenda.se um bom sitio na Cru*d'Al-
mas que foi do Casado Lima, contendo mu-
tos a rvoredos de fruclo casa do vivenda do po-
dra ocal, estribara, e outros muitosarrinjos,
o comodidades pa a familia ; quem o mesmo
pertender dirqa-se ao mesmo sitio a tractar
com Manoel Bizona do Mone/.es, ou na ra Di-
reila segundo andar n. 40.
A pessoa que quer saber dos signaos de
urna negra, que desapareceo a lempos de casa ,
os signaes sao os seguintes : chamase Antonia,
nao Congo ou Rebollo altura regular crtr
lula, rosto escamado secca do corpo pcitos
pequeos e cahidos, e com signal por baixo do
queixo cuja negra venda azoite de carrapalo,
e lora trinta oanlos annos; sendo queseja eslaa
prela a poder mandar levar na ra da Matriz da
Roa-vista sobrado, n. 26 no segundo amW e
osla prela esl fra de casa desde 8 do dezembro
rario n. 21 junto ao quartol da polfciaV que
Em consequoncia do annucio inserto no
Diario cn> 4 do corrente n. 190. que declara a
quem Ibe faltar nina escrava dndoos signaes
'erlos. quando Ibe desappareceo. Ihe ser entre-
gue, pede-sea misma pessOa quo examine se
a escrava tem os signaos seguintes: cor preta .
nacao Congo, representa ter 39 annos pouco"
maisou menos, de nome Thoresa, estatura re-
cular cheia do corpo, maos e ps grandes lera
ornadas pomas o ps cuchados, com falta de
dous denlos na fronte signal da sua nacao, tem
quatro botona em ambas as pas tainbem signal
de sua nacao tem uma croa na ca toca decar-
regaragoapor Issoera muio conhecida au-
sontou-se no dia I. de abri!. Sendo a propria
poder mandar entretregar na ra Imperial,
que ser recompensado.
Os bilbetes da segunda parte da 14. lotera
a favor das obras do tbeatro publico o. 837 per-
tenco francisco Coelho d'Africa, n. 2008 k
Caelano Jos Dutra, o meio bilhele n. 1891 per-
lence Joaquim Manuel Pe reir todos do Ce-
ar.
No armazem da ra Nova n. 67 contina-se
a recober toda qualidade do movis tanto no-
vos como nsados ou outros quaesquer objec-
tos, para vender por moio dote cslabelecimen-
to assim como vendo-sc por preco commodo
camas, cadoiras, bancas, e outros muitosob-
jeclos, quo a vista dos pertendentes se far pa-
tento.
= Aluga-se na estrada do ArraisI, um cer-
cado com bastante pasto quo admilte 4a6
vaccas de invern e verao. por proco commo-
do ; quem o pertender, dirija-se ra do Hos-
picio casa n. 36.
= Contina-se a tirar passaportes para den-
tro e lora do imperio e despacho-se escra-
cravos tudo com brevidade; no att erro da
de ,8*J'... ,{a-visla loja n. 48 ou na ra do CoHrio n"
":;a"a,,;'.,,'......""' RMgnaooo- O abaixo assignado tem no luaar do Cor- 10, primeiro andar
oderecebordelran.aov.nhode va a quem conuer que advoga pernte lodo, den o duas moradas de casas para alugar an- = Arrenda-"" m lo com bo. ex* ter
. xarone neiloral de millo, as os (rilmnnos Ansia >>id.iili> nrnmn.iun,in .,---- .....j _i ,. nl.,lu" m 'iw iuiii mocas, ier-
nii.i. ou pdotempoquoconvencionar. sendo ras para plantar, ter vaccas de lete. c cOm ar-
an, has de mu boa constmecao grandes com- voredos porto da praca : nnnr^nilo
,:; ......,u"m tl""-"( '""' "M 'Heressauasa.na.oraci.v.aaacposs.vel, po- ambas de mu. boa conslruc. ao grandes COm- voredos nerto da ..rara nnor..n.ln ;- -Ti-
e upM.ba, exarope de salea parrilha; n. roa dendo cprocurar qualauer hora d 41., ca modos, .id., co.inh.fOr. casa paraos- embarca o pela cam.Oa do B.n.edio adma^
kM ^ 'UB SUa res'denc,a na rua d0 L,vramenl D- 26 j cra>os, eslnbarias e coxeira sao indepon-1 at a ullima olaria que tem mlia! 2b


VEITCH, BRAVO &C
Vendem na sua botica e armazem de drogas ,
na ra da Madre de Dos, n 1.
A preparaco seguinte por preco muito com-
modo e de superior qualidade.
Magnesia Ponderosa de Henry.
Este medicamento gosa das mesmas virdu-
tes que a Magnesia calcinada ; porom conhe-
ce-se que seus elTeitos sao muito mais enr-
gicos em razao do grande estado de pureza
emqueseacha, porcujo principio ho muito
menor a quantidade precisa para produzir os
etTeitos dosejados.
Na mes m a casa tambem se vendem tintas,
e todos os outros objectos de pintura ; vermzcs
de superior qualidade entre ellos um peri-
tamente branco, e (|ue so pode applicar so-
bre a pintura mais delicada sem que produ-
za alteraco alguma em sua cor primitiva. Ar-
row-Root de Bermuda,Sag, Saboneta, -
Sabio de Win.lsor,Agua de Seidlitz, Agua
do Soda,Agua de Seliz,Limonada gasoza ,
Tinta superior para escrever,Tinta para
marcar roupa,Perfumaras ingle/as,--Fun-
das elsticas de patente,Escovas e pos para
denles ,Pastilbas de muriato de moiphina,
e ipecacuanha, Pastilhas (inissimas de hor-
tel-pimenta Pastilhas de bi-carbonato de
soda, egingibre. As verdadeirns pilulas ve-
getes universaes do D.r Rrandrlh vindas
deseu author nos Estados-Unidos, &c &c.
A pessoa, quodi/. terom seu poder urna
escrava que a tempos se acha fgida a qual
se tiver os signaes seguintes ; de nome Fran-
cisca porem podo o ter mudado de naco
Congo quando fugio era secca embiguda ,
cor 'bem preta estatura regular, olhos re-
dondos era bucal ugio em occasio do ir
comprar vinbo em urna venda e isto no anno
de 1824 ; sendo a referida a pode mandar en-
tregar na ra de Agoas-verdes n. 70 que se
gratificara.
A pessoa que annunciou no Diario de
4docorrente que tinha em seu poder urna
escrava, sendo que ella tenba estes signaos;
fugio no dia 15 de Fevereiro do corrente an-
no de nome Luiza de 10 annos, de naco
Muchicongo de boa estatura secca do Cor-
po tem cicatrizes ne queixo do lado esquerdo,
e outra em um dos bracos, falla meia atrnpa-
Ihada : a pode mandar entregar na ra da Glo-
ria n. 84, que ser* gratincado.
J. B. C. Tresse avisa ao respeitavel pu-
blico e particularmente aos Srs. Tbesoureiros,
e pessoas encarregadas das Igrejas que abriu
urna tendaonde fabrica orgaosde todos os_ ta-
maitos para greja com trombeta clarim ,
cromorno, voz humana e rouxinol ; dito
orgo ( que sendo ouvido nao tem apare
cido aqui ) duas finas a clavier e a chave
de realejo, para falta de organista, ou por
falta de saber tocal-os, entilo se toca com a
chave, comosefosse um realejo, obtendo a
ntesu.a voz de um orgao de greja contendo
nos cilindros a missa os hymnos para todas
as festas e dias sanctos do anno tudo reu-
nido na mesma obra ; orgo para recreio de
casas com machina tocando s a clavir e a ci-
lindro tudo reunido na mesma obra; realejos
com tambor e trombeta para recreio de casas,
com quadrilbas para dancar pantaln ett ,
poules, trenis finales, e valsas, oulro realejo de
todas as dimencoes para greja, com a missa, e
os hymnos com a mesma voz de um orgao de
greja ; as pessoas que o quizerem honrar com
a sua presenta acharad ja em sua casa algumas
obras promptas ; tambem concerta os ditos
instrumentos e pe marchas novas ; assim
como compra orgos e realejos ja usados : no
atierro da Boa-vista n. 3.
= l)a-se 1:4008 rs. a juros de 2 por cento
ao mez sobre penhores de ouro prata ou
com hypotheca em predios livres nesta praca:
na ra ireita n. 50.
Oflerece-se urna mulher parda para ama
de homem casado sem familia ; quem a pre-
tender dirija-se ao beco da \ iracao n. 5.
= Precisa-se de um Sacerdote para Coad-
juctor da Fre^uesia de S. Loureneo da Matta ,
6 legoas distante desla praca, da-se-lhe mc-
tade do rendirnento da Fregucsia 200$ rs de
urna capeila distante urna legoa e tem a con-
grua de 008 rs. pode fazer n sto GOOg rs.
fra as missas diarias e p de altar ; a tractar
com o Vigario na mesma Freguesia ou na ra
do Aragao sobrado n. 26.
=Braz Lopes de Mascarcnhas, relira- se pa-
ra o llio de Janeiro.
Em um clima lo quente como o do Brazil,
onde as molestias lermino fatalmente as ve-
zes no espaco de poucas horas he mister ha-
ver um remedio que possa servir ao niesmo
tempo como preventivo e curador. A \ e-
decina Popular Americana tem essa proprieda-
de tomada as veres em quanto ea impede a
accumu'.ucao dos humores, conserva o sangoe
puro o consegu ntemente para as pessoas menos
Recommonda-se portante ao publico em ge-
ral de cnsaiar este exccllente remedio que ,
pelo lado econmico be proerivel a qualquer
outra medecina de similbante naturoza tendo
sem o casno ; na travessa da Madre de Dos n.
11 padariade Manoel Ignacio da Silva Tei-
xeira.
- Kissel, relojoeiro junto ao arco de S An-
outra medecina de simiifiio uavuiuu lonuu -~;; -i------j-- ,
ascaixinhasmaior numero de purgantese por tomo continua a vender relogtos patente, e
menos p Ihorisontaes tanto novos como de segundo
O publico achara na Medecina Popular A-
mericana as pilulas vegetaes do Dr. Brandreth
estas propriedades que produzem seu eleito
sem dores ou encommodo algum nao se faz
preciso dieta alguma e pode-se tratar dos
sens nogocios nos mesmos dias, eon que se to-
mar.
Vendc-se aqui em casa do nico agente
Joo Keller ra da Cruz n. 11 e para maior
cominodidade dos compradores na ra da Ca-
eia emeasa de Joo Cardozo Ay res ra Nova
Guerra Silva & C. alterro da oa-vista Salles
& Chaves.
= Vf.K S. Mauson c rurgio dontista mudou
sua residencia para a ra doQucimado n. 29 ,
casa amarella, do Sr. Magalhf s Bastos.
Compras.
Compra-se urna negra de 18 a 25 annos de
idade, que saiba bem lavar, e engomar ; quem
a tiver annuncie por este Diario.
Compra-se urna morada de casa terea, ou
sobradinhode um andar; advertindo que seja
em ra publica: quem tiver annuncie.
= Compra-se um Pope novo ou usado ;
na ra Bella sobrado novo prximo a mar.
^=Conpr,i -se e vendem-se escravos de ambos
os sexos e tambem so recobem os mesmos para
se vemlerem sem despesa alguma de comer :
na ra Vella n. 111.
Compiro-se os dous tomos do Almocre-
ve de potas em bom ou rno estado ; e vistas
de cidades e batalhas para cosmorama : na ra
Di ro la n. 30.
as Comprao-se 3 ps de roseiras de Alexan-
dria sendo um dasdecem folhas ; na ra da
Cruz do Recre n. 50; na mesma deseja-se fal-
lar com o Snr. Jos Antonio Raimundo na-
tural do Ccar.
Compra-se o regulamento do Conde de
Lipe ; na ra d.-s Martirios n. 4.
Compra-se urna cabra ( bicho), com cria
que seja boa leileira ; quem tiver annuncie.
Compra-se um Diccionario porttil de
francez para portuguez e vice-yersa em 2
voluntes ou smente de francez para portu-
guez ; na ra da praia atraz da ribeirans. 9 e
11 ou annuncie.
= Compra-se um negro moco com officio
ou sem elle ; na ra Nova n. 9.
Comprao-se frascos de agoa de colonia
; vasios) de qualquer qualidade ; na ra da
Cadeia n. 15.
= Comprao-se jarros de louca de plantar
craveiros novos ou usados; na rita da de
S. Antonio, no deposito de farinha n. 19.
Compra-se um escravo official de pedrei-
ro perito em sua arte dando o dono as infor-
ma ra sem vicios, nem achaques; quem a tiver
annuncie a sua moradia ou dirija-se a ra do
Livramenton. 26 no segundo andar.
Vendas
Vendc-se um oratorio grande proprio
para so dizer missa com varias imagens ; na
ra da calcada n. 60.
= Vende-se muito bom milito tanto a re-
talhocomoem porcao a 1600 cada alqueire ;
no deposito de larinba de mandioca, na ra
da Cadeia dcS. Antonio n. 19.
= Vendem-se todas >s bemfeitorias de um
terreno foreiro perpetuamente com 64 palmos
de frente c 500 de fundo, entre asduas pon-
tos da Magdalena, com casa nova de taipa bem
orranjada e pintada n. 12; na ra estreita
do Rozario botica de Jo o Pcira da Silveira.
= Vendem-se uns alicerces no atierro dos
Affogados dividido pelo meio para duas casas,
ou arma/ens para algum estabelecimento ; na
Praia do Fagundcs serrana n. 23.
, = Vendem-scos livros seguintes ; Assentos
da Suplicacao, tratado sobre as leis martimas,
a grandeza da espada historia universal, con-
ducta do Dr. branles, commercio do Brasil ;
na ra estreitado Rozario botica de Joo Pe-
reira da -ilveira.
__Vende-se urna negra de naco cozinha,
engomma e lava ; na ra das Larangeiras,
sobrado n 15.
ss No armazem de Fernando Jos Braguez,
ao p do arco da Conceico vende-se supe-
rior toucinbo de Minas, muilo frcscal, em
grandes e pequeas porcoes, por preco com-
modo.
__Vendc-se caf moido sem a menor rais-
e da melhor qualidade e preco com-
s tura ,-----.......- --.-
uieilasaapanharem qualquer molestia, se,a modo, em porcoes grandes ea retalho, cal-
,J "I ./ ^ I j j fomormitnsnniialrn rentos re. rr-f?.
bi' coriMigiusa ou uuw.
da de t222r'n,los a quatro ceios rs. ; gsrrsfs, *. nos inglezes.
como
rtao e por preco commodo.
=s Vende-se urna escrava de na?5o Benguel-
a de 18 annos, cozinha e tem principios
deensommar; urna dita de 28 annos, per-
feita cozinheira e com outras habilidades ;
e um escravo de nac5o com bonita figura: na
ra Direita n 3.
= Vende-se gomma de matarana do supe-
rior qualidade a 800 rs. a libra ; na praca da
Boa-vista venda n. 5.
Vendem-se os simples de madeira, prom-
ptos a servir para os arcos de fumin que ser-
virfio para a factura da que existe na S. Cruz
da Boa-vista assim como o varo de ferro ,
que serve para o centro dos novos f^rnos para
rodar o simples ; na praca da S. Cruz pada-
ria da fumin alta.
y Vende-se um moinho de moer milho ,
ou outro qualquer ligume, o trabalha por ma-
china ; na esquina do beco do Peixe-frito, que
volta para a ra do Rozario.
Vende-se urna cavallo grande de bo-
nita figura e muito bom esquipador e car-
regador, por preco commodo; na ra do Quei-
mado loja de ferragens n. 10.
Vendem-se 2 escravas de nac5o Angola, de
bonitas figuras, urna dolas he recolhida en-
gomma cose cozinba o lava e a outra s
nao sabe coser ; na ra das Cr jzes n. 41 se-
gunndo andar.
Vendem-se pipas de agoardente de 20 a
21 gros, e muito clara ; na ra da Praia ,
armazem novo.
^.= Vende-se por muito commodo preco os
seguintes objectos; chales de seda de varias
qualidades e precos, ditos de seda e la ditos
de laa admascados ricas mantas de selim e de
sarja bordadas de matiz lencos do soda para
sen hora e homem mantelotesde fil de seda
pretos e brancos ultima moda ,. ricos cortes
de vestidos de seda escoceza lurta-cores, luvas
de pellica enfeitadas e lisas para senhora cor-
tes de cambraia adamascada ditos de chita
muito fina ditos de cassa de seda mantas
de setim lavrado para homem e um comple-
to sortimento de calcado de todas as qualidades
para homem e senhora ; na ra Nova n. 35.
Vende-se superior carne do sertao che-
gada ltimamente e por preco commodo ,
tanto em porcao como a retalho; na ra da
Praia aimazem n. 3 quasi ao voltar para a
travessa do arsenal de guerra.
Vende-se urna venda com poucos fundos,
e muito alreguezada na ra Imperial do at-
ierro dos Afogados n. 145; a tractar com Cae-
tano Jos Rebello defronte do patiodoCollegio.
Vende-se urna loja em Fora de Porlas n.
118, comas miudezas que tem ou s a
armacao ; a tractar na ra da Cadeia n. 15.
^, Vendem-se meias de seda pretas de peso
para senhora e brancas e pretas par meni-
nas de 6 a 12 annos, borzeguins de duraque
com ponta de lustro para meninas sapatos de
bezerro para meninos de 6 a 12 annos oculos
de armacao de tartaruga com astias de prata .
feitoscm Lisboa pentesde marfim de alisar
de diflerentes gostose tamanhos, ditos do fe-
char e lambem de chifre facas de marfim do
fechar cartas ligas de seda do Poito meias
e luvas de la para I omem e senhora caixas
de tartaruga de Lisboa linha do marcar em
miadas de Lisboa cordoes para borzeguins de
homem e senhora atacadores de esp;rtilhos ,
apilos grandes de marfim, lencos de seda gran-
des de Lisboa ; amendoasconfeitadas, egran-
gea para enfeilar pasleis e latas com calda de
tomates ; na ra da Cadeia n. 15 loja do
Bourgard.
Vende-se urna escrava da naco engom-
ma perfeilamente lava cozinha e he boa
quitandeira ; na travessa de S. Jos n. 10.
= Vende-se um sobrado de um andar e
doussotos n. 27 recem-redificado na ra do
Fogo : a tratar na ra estreita do Rozario n.
I 3.andar.
= Vende-se 3-9558994 rs. que tem de-
ferentes interessados na casa que loi do fina-
do Antonio Jos'1 Quaresma na ra do Coto-
vello a qual alm de grandes propon-oes ,
commodos, e quintal com arvoredos cacim-
bas de boa agoa tai ques, #c. offerece um
vo na frente parase edifficarem casas estan-
do os mesmos interessados de acord a fa/.erem
aquello abate que for contpativel ; a tractar
na pracinha do Livramento n. 50 primeiro
andar.
-= Vendem-se chitas a 100 rs. o covado e
nao desboto ; na ra do Queimado loja n.
II do Vianna.
= Vende-se um cavallo castanho escuro .
novo e gordo muito bom de carro por ser
bemensinado; na ra Formosa perto dalgre-
33 Vende-se ou aluga-se o sobrado de um
andar dous sotos n. 27, recem-redificado
na ra do Fogo ; a tractar na ra estreita do
Rozario n. 10 terceiro andar.
__ Vendem-se charutos muito finos vindos
da Bahia ltimamente em caixas de 250 ; as-
sim como em moios de 25 ditos; na ra da
Cruz n. 26 venda nova por baixo do deposi-
to do rapi* areia preta do Meron & Companhia.
= Vendem-se charutos da Havana muito
bons, ditos regalos ditos da Cachooira ra-
p Meron dito princeza do Rio de Janeiro o
resto dos folhetes da aria do desposorio de S.
M. I. a obra de Quintino Duward 4 v. por
5000 rs.; edita de Etolvina 3 v. ; na ruado
Cabug loja do Bandeira.
= Vende-se excellente bolaxa de farinha de
trigo de 10 at 13- patacas a arroba de todos
os tamanhos; na ra dos Quarteis, padaria
n. 18.
se Vende-se um ponteiro de ouro urna fi-
vella de cinto 6 pares de hotes do punlto 3
ditos do abertura 3 alfinetes 2 pares de ar-
golas de meninas um par he de grisoltas um
buzio um anelo de tupazio dous coraces
de corn alindas encastoados em ouro, um ha-
bito de Christo circulado de diamantes ; na ra
Nova n. 55. .
= Veiide-sc um berco de condur, por
preco cmodo ; na loja de marcineiro da esqui-
na da ra do Fogo n. 10.
= Vendem-se chapeos franeczes de bonitas
formas a 7000 e luvas de pellica a 1000 rs. o
par; na ra do Queimado, loja n. 11 do
Vianna.
Vende-se unta escrava de naco costa ,
boa quitandeira ; na ra da Gloria n. 62.
Sapatos abotinados ie duas o tres solas ,
todos taxiados bofnsde bezerro francez, e de
Lisboa sapatos de palla tanto a diante como
a traz, ditos de couro de lustro, tanto para ho-
mem como para menino borzeguins gaspia-
dos e de ponta de lustro de urna e duas solas ,
pretos e de cores ditos gaspiados para senhora
a 2,400, sapatos de tapeto de diversas cores pa-
ra homem e senhora sapatos de couro de lus-
tro parameninosde8a 12 annos, ditos de mar-
roquim e couro de lustro com colxetes sapa-
tos de marroquim pretos e de cores ditos de
duraque, ditos de setim para senhora e meninas,
tanto, francezes como de Lisboa, sapatos de du-
raque o de cordovo com tamancos para se-
nhora ditos de bezerro para homem botins
de couro de lustro, e borzeguins gaspiados para
meninos e outras muitas qualidades de calca-
do por preco commodo ; no attero da Boa-vista
loja de calcados n. 24 de Joaquim Jos Pe-
re ira.
= No deposito de assucar refinado esta-
belecido junto ao arco de S. Antonio, em fren-
te do caes do Collegio ha para vender asiucar
refinado segundo o novo systema de fabrica-
Co pelo qual se extrae a potassa e cal, dei-
xando-se-o no seu estado do pureza ; sendo o
preco da libra do de primeira sorle e em pes
160 rs. eo de segunda e terecira em p ,
a 120, rs.
Escravos fgidos.
= No dia 30 do p. p. fugio da Cidado de
Olinda urna negra de nome Maria escrava
de Jos Dantas Correia de Goes de boa altu-
ra clteia do corpo bem preta e bem pa-
recida, de naco Angola, com urna grande
cicatriz do lerida de fogo em nm dos hombros,
que apparece fra do vestido ; quem a pegar
leve a mt'sma Cidade a casa do Revercndissimo
Conego Palmeira ou no Recife na loja de
Jos Gomes Lial, que sera recompensado de
seu trabalho
Ha dous annos e dous mezes desappare-
ceo desta cidade urna escrava de nome Maria ,
de naco Baca tem una orclha furada que
cabe no buraco a ponta do dedo mnimo tem
urna marca de queimadurade logo em urna das
pernas a baixo da curva ; se taes signaes con-
lerirem com a escrava annunciada por esta fo-
llta n. 190, procure a Francisco Ramos Maia
na ra Direita com loja de lunileiro n. 102 ,
que a recebera por ser sua, e gratificara ; ,
dita escrava representa 35 annos pouco mais a
pouco mais ou menos, teve ja um parto e loi
pejada com 5 mezes.
= Desappareceo no Domingo 4 do corren-
te um negrinha de nome Maria, de nacao Son-
go estatura ordinaria rosto comprido e
corpo descarnado levou vestido c panno da
costa ( que talvez ja o tenba furtado ) ; up-
poe-se ( p jT nao ser a primeira vez ) estar acoi-
tada em alguma casa particular ou as de la-
drees de escravos ; adverte-se a quem este to
criminoso quanto prejudicial procedimento li-
vor proceder-se na forma da Ici contra tal
malvadesa ; quem a pegar leve a ra do Falco
n. 18, que se gratificara.

iv Tvn tw W V r\v 1? o *
-1A1


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EAX6YE4S9_IASESE INGEST_TIME 2013-04-13T02:41:26Z PACKAGE AA00011611_05046
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES