Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:05032


This item is only available as the following downloads:


Full Text
**.
Anno de 1843. Segunda Fefra SI
Todo agora depende de nos meamos; da nnisa prudencia, moderagao, e enerria- con-
tinuemos como prinrujuanios, e seremos aponladoa com.dmira.ao miro aa Naqoee maia
^u. ( l'ioulainac.io da Assembleia Geral do BisiL.)
PARTIDAS DOS CORREl TERRESTRES.
Goianna, Parahyba, secundas e sexlaa fcira. Rio Grande doN irle, quintal feiraa
Honito e Garanhuns, a ll e ?4.
Cabo, Serinhaem Rio Forntiiso, Curto Cairo, Macei, e Alaoat no 1 11 e 21
lioa-rista Flores* l*Y< 2t. Santo \nlio quintas feiras Olinda todos os diat
IAS 0\ SEMANA.
H Seg. S. l'mbehna V. Aurl. do J de D. da 2. .
2 Terg. a Tiiuotheo M. Re. Aud.do J. de D. da S y.
23 Quart jejum s. Felippe Henicio Aud.do J. de D. da 1. T.
2 Qoiol. a Barlolorneo Ap.
25 Se, a. Genesco Aud do J. de D. da 2. t.
Sab. a Zefcrino P. F. Rl. And do J. de I). da 1- t,
27 Docn. O Sagrado C'iracjfio de Marn baolissiraa.
de Agosto
AnnoXX. N. 17:
O Di4llo publica-se todoa os das q>ie no fnrem S mineados: o prec aasiea>arora >
de Irea mil reis por quartel p;os adiauudo* Os MMlnio* dos .ssignantes sao inserido
gralia os dos que aio (orein a ruad de -O reis p r linh< As reclama,-oea dere* ser gidaa a esta Tip ruadisCrur.es N. 14, ou pra:a da Independencia lojadelirroa N. 6eS.
veeds.
cambiosNo da l'J de Aguato. compra
Candi aobra Londrae 2o a 25 *. Ouao-Moada de ,400 V. 16 IW
. Pars 3.1/rea pur franco. | a N. 1IJ
Liaba 110 por lOOdepreaio.
,200
1,919
t.tflO
1,920
da 4,000
. PlaTa-Patacts
Moeda d cobia 2 por cento. Patos Coiuainaraa
Idemdtletraadaboat 6raias 1 { a |. ditoa Mrsicanoa
PHASES OA LA ISO HEZ DE AGOSTO.
I.ua Cheia a 10, s 2 boras e -5 at. da m I .ua ora a 5, 101 '6 minutos da iardt.
Quan, min. 18, a 4 boras a 20 ai. da a | ijuari. craso. 4 2, a t boras e 7
Preamar de hoje.
1. al boras a IS ua. da msnhaa. II al horas a 42
17 0J0
16HO0
V 40
i. 940
1 v 40
1,940
a da larda
da tarda.
AVISO.
A assignatura desta olha a contar do 1.* de
aetembro prximo futuro em diante ser a r-
elo de 38700 por trimestre para os Srs. subs-
criptores, que a recebem pelo correio, em con-
sequencia de serem os portes pagos adiantados.
PAUTE OFFICIAL.
fSK
MINISTERIO DA JSTICA.
3.1 seccao.Illiu. e Exm. Sr.Em solucao
duvida proposta pelo juiz de direito chefe in-
terino de polica dessa provincia nooTlcio que
por copia acompanhou o de V. Ex. n. 9o, de
5 do corrente, sobre admittirem-se ou nao re-
cursos da pronuncia a reos em crimes inafian-
-cayeis ainda nao presos, tenho a declarar a
V.* Ex. que do maneira nenhuma se podem ad-
mittirtues recursos ; porque, sujeitando a pro-
nuncia desses casos a livramento dcbaixo de pri-
sa nenhuma diligencia para csse livramento
podem ellos Icgalmente faser senao dcpois ae
presos; o ningucm pode negar que o re sarao da
pronuncia seja una diligencia para o livramen-
to; pois que o eleito dolle, quando procedente,
a plena absolvico do reo, oque V. Ex. com-
ino nieai.'i ao lefcrido cliefe de polica, efar ob-
servar em todos os casos dessa naturesa queoc-
corrercm. lieos guarde a V. Ex. Palacio do Hit
de Janeiro 17 de julhi de 1849.Honorio
Hermeto Carnero Lelo.Sr. presidente da pro-
vincia de Micius eraes.
mettendo, para serem presentes em sesso da
mesma os processos dos reos Jos Ignacio de
Freitas e Joo Baptista de Sousa, dobatalhad
da guarda nacional destacada.
Dito Ao engenheiro em chefe das obras pu-
blicas., ordenando, que proceda ao orcamento
do reparo indispensavel ao isthmo entre o forte
do Buraco, e a Cruz do Patrao.
Govm'i.o (la Provincia.
EXPEDIENTE DE 12 l>0 CORRENTE.
Offlcio Ao commandante das anuas, decla-
rando em rcsposla ao seu oOlcio de 8 deste mez,
que deve dirigir-so ao Exm. Sr. ministro da
guerra, para que expeca as suas ordens acerca
do pagamento das vantagens do estado mai ir de
primeira classe que requisita para o secreta-
rio militar; visto nao achar-s a Presidencia au-
torfsada man lar pagar vencimentos alemdos,
que vem marcados na tabella, que deeonformi-
dado coiii a ordem do tribunal do lliesouro de
17 de julbo lindo lliefoi remettida pea thesou-
raria da fasenda, qu>: marcou smente a quan-
tia ds 3r209ij-280 rs. para as despesas do com-
mando das armas desta provincia no corrente
anno financeiro.
DitoAcamara municipal de Flotes, appio-J
vandoa arrematarn do disiino de miuncas,
que proceden, pela quantia de 480,^000 rs., e
por lempo de um anno ; e bem assim o ler pos-
to em administrarlo ocontracto da aferico dos
pesos, e nledidas, por nao liaver apparecido li-
citantes.
Dito Ao engenheiro em chefe das obras pu-
blicas ordenando, que laca o orcamento dos
reparos uigentes de que precisa a parte do e-
diliclo du mosteiro deS. Bento, em que se a-
cha estabelecido ocurso jurdico. Ollioiou-se
respeito ao respectivo director interino.
Dito Ao juiz interino qos feitos da fasenda,
nomeando-o para presidir o andamento das ro-
das da lotera da matriz da Boa-Vista.Parlici-
pou-so ao respectivo escrivaS.
Dito Oo secretario da provincia ao inspec-
tor da thesouraria da fasenda transtnittindo a
ordem do tribunal do thesouro publico nacional
sob o n. 79.
DEM DO DIA 14.
OfTicio Ao inspector da thesouraria das ren-
das provinciaes remetiendo osdous orcamen-
tos das duas partes do 8" lanco da estrada do
Pao do Alho, organisados pelo engenheiro em
chele das obra publicas, e approvados pela
Presidencia afim de que mande por em arre-
mataeo as respectivas obras; applicando pela
primeira vez o disposto na lei provincial n. 115
de 8 de maio deste anno, quantoaos pagamen-
tos. Oflkiou-se respeito ao engenheiro em
chefe das obras publicas.
Dito Acamara municipal do Bonito, de-
clarando em resposla ao seu ofllcio de 9 deste
mez que ser levado presenca da assembla
legislativa provincial na sua prxima futura
sesso o artigo addicional s posturas daquelle
municipio que suas tuerces remettoraS; e que
julga conveniente que designen logo < S luga-
res proprios para a criacao de gaos puta que
seja Istotanibem presente amesma BMembla.
]jin_ Aojuiz relator <1; juntadejus'ica, re-
Commando das Armas.
EXPEDIENTE DO 5 DO CORRENTE.
OlTIcio Ao Exm. Presidente, envlando-lho
a relaco nominal dos individuos, que recruta-
dos e voluntarios assentarao praca no mez de
julho ultimo.
Dito Aomesmo Exm. Sr., restituindo-lhe
informados os requerimentos dos alferes refor-
mados Joa5 Pi Perira Campos, e Francisco
Pedro do Reg Brrelo, nos quaes o Dnmeiro
pedia licenca para ir a capital do imperio e o
segundo tamboin li:enca para ir as provincias do
Cear, MaranhaS, o Para, a negocios de seu
i n torease.
DitoAomesmo Exm. Sr.. enviando-lhe ,
para ser paiza a conta do fardamento que se
estava a dever ao primeiro sargento particular
Martinianno de Barros Branco.
Dito Ao tenente-coronel commandante da
Hha de Fernando de Noronha. respondendo os
seus offlciosdc 16. e 17 de julho deste anno, e
dsendo-lho que esperava do seu inransavel
telo pelo servido publico o rcoaiamento das
fortifleaeoes mediante a salisfacaode algunsdos
eus pedidos, e com os materiaes que o lugar
offerecia pela melhor maneira que osse pos-
sivel, sem grande dispendio da fasenda nacio-
nal; oue approvava a resoluco que tomara de
deixar ficar as seis |iracas do destacamento re-
colhido. que o commandante do patacho Ih.j
entregara os vencimentos da tropa perteneentes
ao mez de julho inclusive 400,$' rs. em nvieda
de cobre para facilitar os pagamentos e final-
mente rcrommenlando-Inca manutencaodadi-
ciplina do destacamento, e armona entre os
empregados, pois que- conseguidos estes dous
importantes obieclos, seus bons desejos, sua
prudencia, e actividade farao o resto.
Dito Aodesembargador chefe de polica ,
significando-lhe que tendoultimamente aloe-
cido varias pracas da companhia de cavallaria,
sera possivel de hoje em diante fornecer-se pa-
ra o servico nocturno da polica quatro patru-
Ihas.
EXTERIOR.
Montevideo, 23 de |ulhode 184-3 s 3 horas
da tarde.
.... Ha alguns das que pessoas que se dizem
vindas do Sallo por Buenos- \yres asseguro,
que Urquiza ali estava com 4:000 homens;
mas que s tinha 5:000 cavados entre os que
trouxe do Enlre-rios o os que reuni neste ter-
ritorio. Se bem que eu considere a forca como
exagerada tenho esta noticia por certa ; mas
nao Ihe attribuo a importancia que muitos Ihe
do. Urqui/a nunc ser to nescio que, sem
muitos e mu bons cavados, se aventure a en-
tra nliar-se no territorio ; expor-se-liia a ser
despedazado por Rivera superior em forca e
em mobilidade, pois que a cavallaria de Oribe,
rcduzida a completa impotencia por falta de ca-
vados em nada Ihe pode valer.
Parece fura de duvida, que Galn foi inteira-
mente desbaratado em Corrientes pelos Mada-
riagas e que estes esto senhores de todo o
paiz onde nao ba um inimigo. Nos primei-
ros momentos da derrota de Galn Urquiza
mandou 2:000 homens (dizem) em seu auxilio;
tornaro porm a passar muito de pressa para
este lado do Uruguay porque Rosas ordenou ,
dizem elles que deixassem Corrientes e En-
tre-rios, e viessem incorporar-se a Oribe. Cor-
re ha dias, por noticias vindas de Buenos-Ay-
res e publicadas ali, que Urquiza passou o Bio
Negro no dia o : tenho porm esta noticia por
falsa.
tal a enfiada de mentiras que a Gacela e o
Rritith Packet esto publicando em Buenos-
4 ..*.- .. en .^ lodo p^rpfifop imn lnrto A.
que dizem. Para amostra referirei o que es-
ses peridicos dizem : que jamis se levou a
um templo o retrato de Rosas, nem isso teria
soffrido o povo livre de Buenos- A y res!!.. En-
tretanto esto publicados na mesma Gaceta do
anno anterior asrelacoes ofjiciaas das festasem
que o retrato secollocava nos altares : dizem
que a mina com que nos mataro 12 homens o
mez passado (oi feita pelas partidas apangadas
de Rivera, e nao por soldados de Oribe; diz
que o coronel Baez se achou na derrota dos far-
rapos; quando Baez com um corpo conside-
ravel de tropa, vinha ento chegando a Duraz-
no; dizem que na sabida do 5 perdemos 150
homens morios e feridos !... e que Rivera se
retirou dessas immediacoes ern fuga em con-
sequencia deste desastre.Para que citar mais:
ab uno disce omnes.
Chegou o Sr. Cansansao do Sininb que
fundeou a 17 e desembarcou a 19. Urna grave
enfermidade do Sr. ministro Vasquez impedio
ate hoie que visso o novo representante do Bra-
sil ; tincarn porm entre si visitas reciprocas
por seus secretarios, alm de que o governo
mandou logo cumprimentar o Sr. Cansansao
assim que chegou. Existo de ambas as partes a
melhor harmona ; mas parece-mo que o Sr.
Cansansao nao se apresenlar em quanto nao
tiver rocebido instruecesdo seugoverno relati-
vas a occurrcncia do Sr. Begis.
No dia 15 foi o governo auctorisado para ne-
gociar uina anticiparlo de meio mho de pesos
sobre os rend meatos da alfandega de 1844
Fst' se negociando esta somma e parece que
seta brevemente preenchida a subscripeo entre
nacionacs e eslrangeiros.
A estacan e a miseria torno cada ve/ mais
dura a situaco dos sitiadores : augmento-se
os pausados. Contamos desde o I ."do me/ 3\ :
apresenlar o-se hoje 8 sendo 5 dos corpos in-
vasores e 3 que se havio passado d aqu e re-
gressaro para esta praca aproveitando-se de
um indulto que pultlicou o governo. Diz esta
gente que muitos corpos de Oribe esto redu-
cidos comer potros e egnas. Nova questao de
Oribe com o commodore Purvis. Este mindava
vir da Colonia oulros pontos a carne deque ne-
cessita para a estaeao britnica. O commandan-
te da Colonia acaba de detlarar-lhe que nao
quer mandar mais que 20 animaos por mez, por
(pie o comodore pede carne para fornecer aos sel
vagens unitarios. Este chelo mandou umoffinal
pedir a Oribequelhedsse ordem para comprar
seus vveres na costa : Oribe nem quiz admiltir
ooffcial a ?ua presenca. Ocornmodorc mandou
o vapor Gurgon ao Busco com o fim de fazer-
teouvir e de fechar o Buseo se Oribe nao Ihe
deixar tirar os vveres para a estaco britnica.
Nao sei em que isto parar.
Montevideo, 26 de julho, s 8 horas da manbaa.
Na tarde do dia 23 recebeu o governo as com-
municafes, que remeto, dos coronis Estivo e
Flores Por elles vero que no dia 12 foi alean-
cada urna pequea forca de Nunez, que trazia
para Oribe 8:000 cabecas de gado alguns po-
tros e egur.s sendo-Ihe tudo tomado pelas par-
tidas de Estivo e Flores. Desde o dia 12 al 17,
data dos ofTicios nenhum ataque emprehende-
ro estes, porque esperavo que urna forca que
tinho mandado para a retaguarda de Nunez ,
afim do impedir-lhe a retirada sobre Mercedes,
tvesse oceupado o seu posto. No dia 17 exe-
cutada ja essa operadlo avisao que marcbavo
sobre Nunez, que se achava no arroyo do Ro-
zario em dirceco Colonia.
Depois nada sabemos directamente. As car-
tas de Bueno>-Ayres vindas pelo Spider dizem
ter chegado ali a noticia da derrota de Nunez ,
e de se ler este refugiado na Colonia com 20
homens no dia 18. Um ofiicial da esquadra in-
gleza me disse hontem a noite que um camarade
seu da fragata slfred leve cartas da Colonia .
annunciando-lhe a entrada ali de Nunez no dia
19. E isto o que referem as cartas: eu nao te-
nho motivos para affirma-lo, nem para nega-lo.
O que porm tenho por ccrlo que a exped
(Tin de Nliney declinnrl n tfmttit finios e no-
tros para Oribe foi completamente frustrada.
Este resultado deve ser funesto para Oribe, cu
jo desanimado exercito contava com os gados
que Nunez devia trazer c de que tem a maior
falta.
Sei do certo que os ministros francez e inglez
em Buenos-Ayres por motivo das atrocidades
commettidas por Oribe con os prizioneiros, en-
tabolaro una negociaeo com Rosas para regu-
larizar a guerra. Sei tambero que 0 spider es-
tove demorado por este motivo em Buenos-Ay-
res o que por fim veio sem detiso alguma.
As cartas dizem q jo Bosas nao quer acceder a
arranjoalgtim nesle sentido. Nao sei so isto 6
verdade. Os ministros escrevem que pela tatt-
gue que est em Buenos- *yrcs, communica-
ro o resultado.
O negocio dos vveres frescos que o com-
mandante da Colonia negnu estaco inglca ,
est ainda pendente, lirown parece que disse
ao commandante do Gorgon que Oribe nao
nao estava no campo, o que verdade e que
por isso nao poda ser recebilo o oflit al inglez ;
que a ordem pura a recusa dos vveres nao par-
tira de Oribe eque .jvgressando este nao
duvdava que serio franqueados.
Em Buenos-Ayres contina a assegurar-se
que Urquiza passou o Bio Negro ; mas nem
Rivera nem nenhum dos seus chufes em cam-
pan ha d siinilhante noticia. Por outra
parte como ha cinco inezes que sediz qu Ur-
quiza seacha urnas vc/.es no Rio Negro, nutras no
Dura no, outras em Porongos a poucas le-
guas daqui e entretanto nao apparece siini-
lhante nomcm, tenho por inexacto o que d-
sem os jornaes de Buenos Ayres.
Corrientes est completamente sublevada.
As ultimas noticias annuncio que os Vadaria-
gas marchavo contra Entre Rios. Em Buenos-
Avres embarcavo armas e munices para a
Bailada, captol de Entre Bios.
Sobre a nossa litilia nenhuma operaco im-
po lano tem ocenrrido. Por laita de noticias
desta parte dar-lhe-liei como objecto de cu-
riosidade um estado completamente exacto
du artilharia que guarnece, hoje 2o, a praca
em lodos os pontos Ei-lo :
Assestadas na linha .
Batera volante da linha.
No mollio de Valentn. .
Cabo doSul.....
lorie de S. Jos .
Terrapl no do Doinnel .
llha de Ralos.....
Cerro........
Canhoneiras ( 5 ) .
Esquadrlha de Garibaldi
Lego franceza .
Batulho Unio. .
Em reparo. .
Emdisponibilidade
Pecas 164
Na linha ha 726 artitheiros no Cerro, liba
dos Batos e mais bateras 200 ; a legio fran-
ceza conta 103, o que d um total de 1,029
arlilhciros.
dem do meio da.
A'sll horas chegou a noticia da derrota to-
tal da diviso de Nunez pelas divisos dos coro-
neis !' lores, Estivo e Centurin. O ataquo
foi dado no dia 18 na Horqueta do Rosario ;
morrro 120 homens do inimigo e o resto
foi to completamente disperso que Nunez,
fugio com dous homens. Depois chegou Co-
lonia com 19 conipaiiheiros como Ihe avisei
cima. Os vencedores dizem que perdCTao se-
ment seis morios entre ellos o major Ansel-
mo Cabral ofiicial de mrito.
A importancia deste triumpho immensa
muito maior que a de Solis. O inimigo perdo
a os departamentos de Suriano e da Colonia,
eos recursos de gados e cavados que dali po-
dio tirar. Se l rqaia lencionava como se
diz vanear nara ca nao Ihe sera isso agora
fcil ao passo que agora evidente o embuste
de ter passado o rio negro. Se por acaso Uves
pecas 66
3
3
3
9
2
11
9
8
9
Pecas 123
B 6
1
i) 14
20


se passado n3o seria possivcl que as tres di-
visos que derrotro Nunez tivessem operado
dezdias no terreno que pisro sem serem in-
commodadas e menos possivel era que Nunez
nao Cosse apoiado por L'rqurza.
A tentativa de tra/er r ado de Minas custou a
Orilie a derrota de lodo a sua vanguarda em
Solis; a tentativa leita agora do trazO-Iodo
interior custou-llie a perda desta divisao na di-
reccao opposta e de urna divisao commanda-
seus.
Entretanto cumpre observar que o ultimo
Brilish Packet assegunra que Nunez estava
esperando com bom xito ( succes fully ) sobre
o llanco de Rivera. O homem falla verdade !
Devem Vms. notar que a divisao de Nunez ,
orno cncarrcgada de um scrvico importantis-
simo era de tropas escolhidas o levava os me-
Ihorcs cavallos.que tinlio. Emfim, o gover-
no oriental considera de grande consoqucncia
este triumpbo parcial.
A operadio do emprestimo esta para reali-
sar-se.
I'. S. Esquena me dizer-lbe que o minis-
tro Vasquoz visitn antelinntcm o Sr. Cansan-
sao e est muito satisfeito das maneiras do
diplmala brasileiro.
RARTE OFF1CIAL.
BOLETIM EXTRAORDINARIO.
MonlevKCo 26 de Julho.
Vira a patria !
Rosario, 18 de Julho de 1843
Hoje a 8 horas da manha depois de urna
man lia de toda a noite encontrei-me na Ur-
qu< la do Rosario rom tima lorca inirniga de
inais de 500 liomons, rominenoada pelo trai-
dor Nune/; Cormei immedialamtnle dous es-
cales da divisao Floros e poiido-me a sua
fronte brdenei aos coronis Eslivao e Centu-
rin que fnrmasscn suas divises em escalos ,
e ordenei a carga Corvando passocomos 2
Cales da miaba divisao. Os nossos valontes.
SilTrendo a pe (irme i'uas cargas doinimiso,
earrogrio depoia sobre ellos com taldccisao .
que os desbarataran o per>eguiro 7 logoas |-
cando no campo cont o tantos inimigos mor-
ios armamento o cavalhadas.
I'a nossa parle tivomos a sensivol pona dii
majorO. Anselmo Cal ral e de tres soldados da
divisao Flores e um ofinial Cerido e dous sol-
dados morios da divisao Kstivo O mo cam-
po e o ino est do ta nossa cavalhada pela
marcha toreada que usemos toda a noite nos
pri\ou de concluir com oinimigo; mas Coi
to completa a dispenSo qut o traidor Nunez
escapou com dous liomens o sou bomheiro .
perseguindo-o o coronel Centurin a mui curta
uislancia'por espato de mais de tres leguas ; a
boudade uo sen cavado o salvou.
E'-me summamente satisfactorio recommen-
dar considoracao de V Ex. o distincto roin-
portumento dos valontes cheves, uliciaes e sol-
dados que nosta jornada live cu a honra de eom-
mandar e espero que o Sr. general em cheCe
sabara recommonda-los considoracao do go-
verno.
Noste momento qne sao as 2 da tarde or-
denei ao coronel Estivo que marche sobro as
pontas do Colla e de S. Joo para os nao dei-
xar reunir, e para recolhcr ao mesmo tempo
todas as cavalhadas que Ihe Or po.-.sivel.
Dos guardo a \. Ex. muitos annos. Ve-
nancio Flores. Exrn Sr. enera! em chefe do
exercilo da repuidica, Fructuoso Rivera.
O Sr. A. L. Dantas de Barros Leite foi
cscolhido senador pelas Alagoas, por onde tam-
bero era deputado.
No vapor Bahiana veio de passagem o Sr.
Dr. AlexandreJ. de Sequeira, presidente no-
meado para o Piauby e dizem-nos, que ,
tendo dado urna grande queda antes de chegar
Babia da qual resultou deitar muito san-
gue pela boca resolveu voltar para esta corte ,
a lim de tratar da sua saude bastante dete-
riorada,
P. S. Rolo ofl ial Negrete remctlerei a V.
Ex. porcao de officios interceptados de Oribe
ao traidor Nunez.Flores.
[Correspondencia do Jornal do Commercio )
INTERIOR.
IIIO DE J.4SEIBO.
DIVERSAS NOTICIAS.
Na sesso de 31 do pass do loi lido no sena-
do este parecer :
Ascommisses reunidasdeconstituieo elegs-
lacao tendo examinado o procosso em que fbffio
pronunciados osSrs. Senadores Jos Bent,. Leite
Ferreira de Mello e Jos Martiniano do Alen-
car niio puderao vista dos aulos, oubler a
conviceo que a le exige para os consideraren!
suhjcilos a julgamento. I'ortanto sao de pare-
cer que o senado Cara justica decidindo que
o dito processo nao deve continuar.
Paco do Senado 31 de Julho de 1843.
C. M. Lopes Cania. Vasconcellos Jos
Cimiento Pereira. Visconde d Olinda.
\ isconde de S. Leopoldo.
As mesmas commisscs sao de opiniao que o
Sr. Feij deve ser considerado c beca de reliel-
liao e continuar o se procesO.
O Supro" o Tribunal de Justica declnrou
improcedente, na'enrod hon lem.'l do corren-
le) a pronuncia proferida contra oSr. I.impode A
bicu no processo u tvcu de minas e a.
Paulo.
O edificio, onde se acha ostabelecida a Caixa
d'Amortisaco, appareceu esta manha arrom-
bado pelo telhado. Procodeu-se immcdiata-
mentc as devidas averiguaces, e consta-nos
que leli/.mente nao ha indicio de rouho. A
guarda foi recolhida prisSo bem cmo os
operarios das obras do correio por ordem da
polica. ( Da Sentirte!la. )
baha.
A companhia de fabricas uteis.
Pessoa fidedigna eque est inteirada bas-
tantemente communicou-nos que achao-se
sentadas lodas as pecas de Ierro e madeira nc-
cessarias para o trahalho da importante Cabrica
de papel ostabelecida no Cabrito e comecara
drseos productos logo que esteja terminado
o canal da levada, quevaiem progresso, e
oslar brevemente prompto a.ista da assidui-
dade e diligencia ,, com que trabalha-se. A
lienignidadc da estaco Caz-nos esperar que
hom deprossa posaremos do prazer de vermos
cCfcctuada esta exfolenle empreza, e docom-
.n .do de obtermos papel menos caro.
[ Do Commercio.)
PERHAMBUCO.
Tribunal da Hela cao.
SESSA OE 19 DE AGOSTO DE 1843.
Na appellacao crime do jury da comarca do
''onito, appellante Josde Souza Morera ap-
iiellada a justica eserivao Postlumo sejul-
gou procedente o recurso, e mandarao remeter
is aulos para novo julgamento
Os embargos de Alexandre Comes do Arau-
|o. e Anna Joaquina do Nascimento contra Ma-
na appellacao ci-
escrivao Reg
ria Francisca do Livramento ,
vid da comarca do Limoeiro
Rangel foro desprezados.
No recurso civel recorrentes Jos Goncalves
le Magalhiies e sua mulher recorridos Jos-
l.i Costa Lego e sua mulher, escrivo Rogo
Rangel se julou a lavor dos recorridos
Aoaggravo de potico de Antonio Pereira
contra Marcelino Jos'1 Lopes do jai XO da 1.a va
ra do civel desta cidade se deu provemento.
lilARIO IB PiBYWBl'CO.
Os peridicos da imprensa imparcial para pre-
oncherem a sua gloriosa misso de persuadir ,
que o governo he perseguidor, tomo dores por
quem Ihes nao incumbe a tarefa defazer lamon-
taces ; assim attribuiro perseguicao do go-
verno a demissa do subdelegad') Antonio Cor-
reia Possoa do Mello, e levantaran queixas de-
pois deja oslar reintegrado no seu lugar este a-
gente de polica que polo prelo declarou nao
Ihestereneommendadoosermao, nem pertender
pagal-o, por nao ter de em nada queixar-so do
governo. l'm professor por suas molestias ad-
quiridas no macisterio requer sua jubilacao
com metade do ordenado por ter servido s rlcz
annos na forma da !ei ; depoisde favoraveis in-
lormaces da thosouraria e dos dous Ex."m Ris-
pos, que tcm dirigido o lyco insta por ella ,
e a consegue; attribue isto porseguivao do go-
verno contra o professor, depois de ter repet-
d
peri
pregos mais elvanos ae mag
Querem os corifeos da opposicfio praieira in-
fluentes, e redactores dessos peridicos a presen-
tarom lodos cllesa chapa dos seus queridos
candidatos, so hao de francamente recommen-
dal-os ao publico, inculcad que sao viles uns
mis raveis perseguidos pelo governo e nao os
portendentes dossufTrasi >s dos eleitores para a
assembla provincial PeMendem ltimamente
canonisar o seu magistrado Luiz Ruarle Perei-
ra se liao de conlentar-se com oestribilhn de
declarar perseguido pelo governo com a supres-
sa dolugarde juiz municipal de Iguaiass es-
te novo opposicionista, vao envolver na preco-
nisada persegincaS toda a villa do lguarass ao
passo que os habitantes desso municipio fcaro
mui satisfeit.s com a supressiio do lugar, por
ser isso a que se redusio nicamente o acto, pelo
qual se reuni este termo jurisdievo do juiz
moni 11ti 1 de Olinda.
O Guarda, o Intrpido, e o X para persua-
direm. que n governo violou a le e deixou de
consultar utilidade publica no acto, pelo qual
siigeitou jiirisriirco de ums juiz municipal
os termos de Olinda o lguarass, Irvanto os
o termo, quenaSconta cncoenta jurados pode
ser reunido a outro na forma do art. 31 da lei de 3
de dezembro; citaraS o artigo sem o terem en-
tendido. Estadisposico he relativa a reuni3o
dos termos para formarem tribunal do jury.
N3o (oi isto que detenninou o decreto de 2 de
julho passado. Elle conservou todas asjuslicas
em lguarass, que pode reunir o seu conselho
de jurados, ver decididas todas as quostes cri-
minaes, e concluidos os inventarios de orlaos
pelo juiz municipal supplente, conforme o de-
cretode 24 de marco. A nica muanca^que
houve, foidesertm julgadosos autosdeflniiiva-
hCSIC pelo Dr. Neves, quando estiver em Olin-
da, ou lguarass, em lugar de o serom pelo Dr.
LuU Ruarte, o agora que o Dr. Neves est nes-
ta cidade empregado, tem lguarass de ver de-
cididas pelo juiz supplente domiciliario do ter-
mo todas as questes, que o serio pelo Dr.
Ruarte Pereira. A mudanca portanto foi de pes-
soa, e s'essa mudanca que sentem os pe-
ridicos da praia falsos Jeremas de lguarass,
que nada Ihes importa. Podemos asseverar, que
o termo de lguarass nada perdeo no Sr. Luiz
Ruarte ficando actualmente com todas as func-
foes de juiz municipal e orfos um bacharel re-
sidente no termo e tendo para diante de jul-
garali definitivamente o Rr. Neves, quando es-
tiver desimpedido. Estesdous hachareis em na-
da cedem ao que ficou com o lugar supprimido,
alem de serem ambos descendentes de paes a-
bastados e na5 precisarjm de prejudicar aos
orfos com excessivas custas.
Nao diriamos nada a respeilo do Sr. Luiz Ru-
arte se o correspondente do D-n. nao perten-
dessecom o seu vago elogio tornar odioso o go-
verno e seu delegado nesla provincia, attfi-
buindo informaces reservadas a suppressad
do lugar que elleoccupaVd.
Nao erad precisos ollicios reservados para dar
informaces de um juiz municipal, que tendo
apenas attribuices criminaes e de almotace-
lia chamou a cotilas os testamenteiros, e as
irmandades de lguarass, e teve a leviandade
de processar o escrivad de orlaos por ter proces-
sado cssas cuntas em execuco dos seus manda-
dos ; de um juiz municipal, que pronuncia a
\i\i menlo ordinario e isenta de prisao a um
reo de crime de morte. Acerca do Sr. Luiz Ru-
arle nunca houve em reservado informaces; el-
le mesmo j foi portador de urna, quando se
dirigi corte para requerer despacho depois da
lei da reforma, posto que a nao entregasse co-
mo devia, embora Ihe fosse deslavoravel.
Ao Sr. Luiz Ruarte coube um malcomo con-
soqucncia da lei: aos habitantes de lguarass
um beneficio; mo grado s syrnpathias e odi< s
do X como se mostr de sua nota. O governo o-
brou consultando a utilidade publica sem odio,
ou qualquer outro molivo particular.
O X discorda do Guarda quanto as proporcoes
de lguarass >ara comarca, porque os empre-
gos de promotor e juiz de direi o seria para
hachareis de familia influente, mas quera que
conservasse juiz municipal assalariado, porque
este sympathisava com as suas ideas.
Os termos de Olinda e lguarass conservan-
do cana um o seu foro separado, e tribunal do
jury independente, fora todava sugeitos a um
sjuii municipal de conformidade com o artigo
20 da mesma lei, e artigo 32 do regulamento n.
120. por serem visinhos, e poder um s juiz
municipal quando desimpedido ira um, e a
outro decidir final os processs como o fa-
zioosjuizes de direito pelo cdigo de proces-
so. Odecieto de 24 de marco deste anno, que
conservou o foro em cada um dos termos auto-
i i-ando os supplentes a processarem anda
u .onua ., ,,., :MUI ut,pu >n^- poupar ordenados e foi esl
lo matos disparatea acerca de jubilacoes um 5e gf^ jU|h0 que jamis i
.er.od.que.ro que tem suas pnrtencocs aem- p8r.se da pessoa do Sr. Lui
iregos mais elevados de magisterio. r ,-., r.,ri-iinrnR .
a diminuirem-se os juizes, que vencem ordena-
dos eporoccasio delle pedio o Ministerio a
todos os Presidentes inlormaces dos termos ,
que podessem ficar su jeitos jurisdiecao de um
juiz municipal e nosta classe entraran os do
lguarass, e Olinda, que no acto de executar-
se nesla provincia a loi da reforma fora reuni-
dos, o que fin.se o X nao saber ou igualmen-
te ignora, pois> falla aesmo. as mais provin-
cias reunirao-se tambom alguns termos para
poupar ordenados e foi esta a rasao do decreto
poda descer aoceu-
z Ruarte
Com este acto ganhara os habitantes de lgua-
rass na mudanza das pessoas e nada perde-
ra quanto a celeridade de seus processs. Er-
ra pois crassamcnle o A' em dzer, que elles a-
gora tem de procurar a justica lora do seu ter-
mo, assim como por ignorancia da le suppoz,
que o decreto nao linha nella fundamento, sen-
do claro os artigos20 da reforma e 32 do re-
gulamento n. 120, em dislinguirem a reunan
de dous termos, para lormarem tribunal do jury,
da sujeicao dellesa um juiz municipal estipen-
diado mas com todo o ;.eu loro separado.
O vapor Bahiunna, que chegou este porto
sabbado (19) deixou o Rio de Janeiro 8 do
frrente, e a Babia 16, em tranquilidade.
Em outro lugar damos as noticias do mais in
teresse, que encontramos nos jornaes, que re-
cebemos.
COMMERCIO.
A Han (lega.
maiores falsos iegislarao ou moslra a mais
crassa ignorancia dedireito, e de lacios noto- "Mmenlo do da VJ......... 2:5918126
rios. Nao iia descarga para hoje,
Dizem, que o governo violou a lei, porque s j-----------
PBACA DO BECIFE 19 DE AGOSTO DE 1843.
Jlevista mercantil.
Cambios As tranzaces foro limitadas, ten-
do o thezouro pulico tomado leltrasa
24 V* <' Por *8 dando em pagamen-
to bilhetes da alfandega a vencer.
AlgodSo As entradas teifi continuado regu-
lares e houverJo vendas 4J}800
Assucar As transaces deste genero lorSo di-
mi nulas por estar quazeextinta asafra,
e pode-se dizer que os precos de 1300
sobre o Ierro do branco, el 100 do mas-
cavado sao nominaos.
Couros Continuo procurados a 135resa
lib.
Bacalho Ha em ser nicamente 200 barri-
cas que se csto vendendo a retalho
dcHS#500al2$rs.
Carne secca EntrarSo dous carregamentos:
um de Buenos-Ayres que inda est
em ser, e outro do Rio Grande, do
qual tem havido vendas : o deposito
de 1200 a (j>, e os precos da do
RioGranaede28a2880.
Chumbo de munico V endeo-so o qun-
tala 178 rs-
Estanho dem de 400 reis a lib.
Farinba de trigo As vendas a letalho sao li-
mitadas aos precos de 17 a 218 a
barrica.
Sabao amarello Vendeo-se de 106 a 108 a
lib.
Embarcaces existentes no porto.
Americana .
Austraca .
Brazileira.s
Dinamarqus3
f'rancezas ,
Hamburguesa .
nglezas .
Portugucza
bardas .
1
1
19
1
3
1
5
1
i
.36
RIO DE JANEIRO.
Cambios no dia 5 do agosto.
Precos da ultima hora da praca.
Cambios sobre Londres..... 2V '/*
Paris....... 380
Hamburgo.. 700
Vfetaes. Dobres hespanhoes. 32S0OO


da patria.... 31,500
Pezos hespanhoes.. 2.000
da patria___ 18055
Pecasde68400 velhas 17,W0al7,50O
ae novas 17,000,
Moedas de ^8000... 98200.
Prata............ 105 '/
Apolices de 6 por cento..... 69 'A
(Jornal do Commercio de 7 de agosto.)




Dos precos corren tes do Rio de Janeiro ex-
trahimos o seguinte :
A7ete doce do Mediterrneo... 1850 o galo.
Hilo dito de Portugal.........2428 a pipa.
quando o juiz est nc termo visinho, deo lugar Bacalho........................Nao ha.
Caf superior..............3300 a 3400 @.
Dito ordinario.............2500 a 2600
Agurdente caxaca......788 rs- a 808 a P'Pa
Carvao de pedra.............13 tonelada.
Cera branca..................1:000 a lib.
Dita amarella....................960
Enxadas do Porto.............640 a 680.
Ferro da Suecia........... .. 7800 quintal.
Machados do Porto.............560 a 600.
Manteiga Ingleza nova............640 a lib,
Dilafranccza...............600 a 620
Massas surtidas.................6500 (>
Olio de linhacacm cascos.........230 a lib.
em boticas............260
Papel almavo l.1 qualidade...........3500
florete 1.* dita................2:000
Taboadn de pinho............. 50 rs. o p.
Prezuntos..............de 230 a 360 a lib.
Sabao Ingle/...................110 a lib.
Sal..........................550 o alq.
Vinagre......................^OS o pipa-
\ inbo tinto de Lisboa.. '____708 1458
Vaqueta de Pernanbuco...........2000.
Assucar de Pernambuco: existiao em ser 500
barricas ttmdo-se vondido 700 de quali-
dade supcrior.a 2900 @.
llovimeiilo do Porto.
Navios entrados no dia 19.
Portosdo^ul ; lidias, vapor nacional Ba-
hianna cspilo Manoel dos Santos Ornol-
las equipagem 26. Passageiros capito
Francisco Machado do llego Barros, vigario
Luiz Jos d'Albuquerque Cavalcanti Lins -
Francisco Vidal da Silva e 1 escravo brazi,


*m
leiros ; Manoel Jos de Carvalho, Agostinho
Jos Gil, protuguozes ; John Rink John
Morris Alejandre Hall, americanos; Au-
gusto Costallat, francez ; Hohon Hoidnan,
-aler.iao e urna escrava a entregar; Augus-
to Maraial Campagnac, francez; ol. te-
nente da armada Manoel Ignacio Brcio, Joao
Luiz dos Santos, brazileiros, e 7 frados C8-
puchinhos.
Buenos Ayres ; 32 dias escuna sarda Idra ,
de 96 toneladas capito Marcos Joao Ivo-
dich equipagem 10 carga carne secca.
NOTICIAS MARTIMAS.
Navios sabidos do Pernambuco o entrados
lio Rio de Janeiro.
No dia 29 dejulho a barca sueca Lesetle.
No dia 30 do dito o patacho A/fmso 1.
No dia l.de agosto a sumaca 14 de lYovem-
bro.
No dia 3 do dito os patachos americanos Ag-
es, e Ariel.
No dia 6 de agosto saio do Rio do Janeiro
para esto porto o hriguc escuna Deliberado
A barca Firmeza ficava a sabir no lia 10 do
corren te.
Espera o tnesmo, Vice-director, que os se-
nhores socios compareci para decidirem da
proposta cima e pareceres.
Jote Bernardo Gakso Alcanforado ,
Vice-director.
Edtaos.
Vicente Thomiz Pires de Figueiredo ('amargo
comnendador na Ordem de Christo ins-
pector d'alfandega, !fc.
Faz saber, que no da 20 do corrente so bao
de arrematar em hasta publica ao mcio dia na
porta da alfandega \4 duz.ias de barretes ou
bonets de panno no valor de 180800 rs., c
3i- duzjas de giavalas de seda no valor de 208.
impugnados pelo amanuense Cab.iel Alfonso
Rigiieira no despacho por factura de Richard
Royle & C.1 n.521, sendo o arrematante sub-
jeito ao pagamento dos direilos e expediente.
Alandega 19 de agosto de 1843
V T. P. de F. Camargo.
I____-'___________........... .. I
f toe lar ac es.
*~~
Administracao do patrimonio dos orfos.
Peranle a administracao do patrimonio dos
orfos se ha de arrematar a quetn mais der no
dia 21 do corrente me/, as rendas da casa n. 26'
jna ra da .Madre de eus ; as pessoas, que se
propozerem a arremata-las podero compare
cer no indicado dia s 4 horas da tarde na casa
das sesses da dita administracao, com seus na-
dores.
Sala das sesses da administracao do patrimo-
nio dfl& orfos 16 do agosto de 184-3. J. M.
.da Cruz, escriturario.
U administrador da meza da recebedoria das
rendas geraes internas avisa aos moradores do
bairro de S. Antonio, Recife (toa- vista e
Allogados que at o fim do corrento mez es-
pera, que venho satisfacer o que devem da ta-
xa de mil reis porescravo imposto do banco
de canoas ocaminhos ; e lindo o lempo man-
dar para jui/.o a reanlo dos devedores, sem cx-
cepcao Je pessoa alguma. Recebedoria 19 de
agosto de 1843. francisco Xavier Caval-
cante d'Albuquerque.
O vapor Bahiana recebe as malas para os
iportos do norte hoje (21) as 10 horas do dil ,
devendo as cartas acharem-se n'administradlo
at as y horas do mesmo dia.
GABINETE LLTTERARIO.
O Vice-director convoca urna reuniao dos
senhores socios para o dia 23 do corrente pelas
4 horas da tarde na ra do Livramento n. 27 ,
1.a andar a fim de se tratar da seguinte pro-
po>ta e pareceres :
Proposta.
Por emenda proposla do Sr. Costa propo-
nho na conlormidade do artigo 35 dos estados
a reforma total delles a fim de que a vista do
nenhum adiantamento qne tem o gabinete
2 annos ptia ca sejo olferecidos os livros e
mais utencilios do mesmo gabinete pora prin-
cipio da bibliolheca publica provincial coma
condico de nao podurem ser alienados e de
/icurem os socios gozando das mesmas regabas,
que lem pelo artigo 23 dos estatutos cenando
qualquer contribu?; o desdeja por passarem
toaas as despezas a ser feitas por conta das ren-
das provtnciocs logo queseja acceita a offerta.
Mad uretra.
Pareceres.
Convenho no parecer do Sr Dr. Madiireira
coma restriego de serem olTerccidos os livros ,
e mais utencilios do gabinete ao governo para
a bibliolheca publica sem condiio alguma.
I Ir Figuerdo.
Convenho no parecer do Sr. Dr. Madiireira
sem as restriegues do Sr. Dr. Figuerdo.
( i:tilingo.
Convenho no cfforecimento com a unir de-
OarncAo n rpnr a contribuidlo dos socios.
Mello.
THEATRO PUBLICO.
Sexto e ultimo divertimento promettido pela
assignatura para o dia de quinta fe ira 2i
de agosto de 1843 em beneficio do Rafael
Lucci.
Primeira patte.
O Beneficiado com sua filba Madamoizelle
Carmella executar um lindo dueto pela pri-
meira vez, da opera la Donna del Lago, do M.
G. Rossini. Le mi Bahere Vicende.
Segunda parte
Madamoizelle Manoela Caetan* Lucci, pre-
nncher esta segunda parte com urna linda Mo-
dinha Portugueza. Eu nSo quero viver
longe.
Terceira parte.
Madamoizelle Carmella Adelaide Lucci, can-
tar urna linda Cavatina da opera Torvaldo.
o orliska, do M. G. Rossini. Tuto e vano.
Quarta parte.
O Beneficiado com sua filha Mdamoizelle
Carmella, exceutar> um lindo e jocoso du
eto da opera Lexir d'Amoredo M. Caetano
Donizelti. Quanto amore. Ed io spie-
tala !
Quinta parte.
Executar-se-ha um novo, e jocoso Panto-
mimo intitulado O Aloja ment Militar
ou n Noivo Logrado. '
Sexta e ultima parte.
Para mais ahrilhantar o divertimento dar
fim com urna mui linda e jocosa scena em
nortosuez expeutada "pela primeira vez pelo
Beneficiado juntamente com sua joven filha Ma-
damoizelle Manoela Gaetana.
O Beneficiado procura todos os meios do po-
der agradar ao respeitavel publico do qual es-
pera a sua proteceo.
N. B. So o dia estiver milito chuvoso nao
hatera divertimento, transferindo-seodia an-
nunciado por outro annuncio.
Principiar as 8 horas e meia.
A vis o miritimos.
= Para o Havre sae no no dia 10 de Setem-
bro o brigue francez Bey capito Jugo ; quem
quizer carregar n"este navio dirija-se ao con-
signatario Le Bretn Schramm Xc C.
Segu imprelerevelmente para o Rio de
Janeiro no dia 22 do corrente o patacho Sao
Domingos o que se avisa para as pessoas que
tiverem escravos a embarcar o fazerem na ves-
pera ; a tratar com Gaudino A. de Barros.
Para o Rio de Janeiro segu com brevi-
dadeo patacho Josephina para carga e passa-
geiros; trata-se com G. A. de Barros, na pra-
cado Corpo Santo n. 66, ou ao capito a bordo.
Para o Havre ha de sahir
no dia a5 de agosto corrente a
bem conhecida barca franceza Ca-
simir Delavigne por j ter o seu
carregamento prompto, porm an-
da recebe passageiros para o que
tem excellentes commodos ; a trac-
tar com os seus consignatarios B.
Lasserre ckCompanhia na ra da
Senzalla Velha n. i38.
= Para o Maranho segu viagem em poucos
dias por ter prompta a mor parte do seu carre-
gamento o Bergantim Dos te guarde capi-
to Joo Goncalves Reis ; quem nelle quizer
carregar ou ir de passagem para o que tem
excellentes commodos dirija-se ao mesmo ca-
pito ou aoescriptorio de Manoel Joaquim
Ramos e Silva.
Leudes.
=James Crabtreo & C* faro loilao, por in-
fervenco do corretor Oliveira de grande e
variado sortimento de fasendas inglezasas mais
proprias desta mercado; quarta feira 23 do cor-
rente s 10 horas da manha em ponto, no seu
armazem da ra da Cruz.
Avisos diversos.
agradar aos seus freguezes tanto em preco como
emqualidade, visto serem todos estes objectos
fcitos n urna das principaes fundic oes de Ingla-
terra : ra da Madre de Dos n. 8.
5= Tiro-se passaportes para dentro e fora
do Imperio e olhas corridas com presteza e
commodidade ; na ra do Rangel n. 34.
=s Aluga-se um escravo, que se abona a sua
conducta, que sabe bem cozinhar, c fazer o
servico necessario de urna casa ; quem o pre-
tender dirija-se a ra Imperial do atierro dos
Affogados n. 67.
= Aluga-se o primeiro andar do sobrado
da ra do Queimado na esquina do beco do
peixe (rito n. 2 ; a tractar na toja do mesmo.
=Manoel Pereira da Silva pretende em-
barcar para o Rio de Janeiro o seu escravo Jos
de nacao Angola.
= Por o Juizode Orfos se ha de arrema-
tar de renda trienal a quem mais der (indos os
dias da lei urna morada de casa de 3 andares
n. 43 sita na ra da Gadeia do Recife ava-
hada em 800,000 rs. poranno, sendo a renda
paga a quarteis prestando o arrematante no
no acto da arremataro fianca edonca.
Oflerece-se una mulher de boa conducta
para ser ama de casa de algum homem solteiro,
viuvo ou casado mas de poura familia ; quem
precisar dirija-Sv! a rua do Caldeireiro n 6.
Hr-rbel subdito Francez retira-se para
lora do Imperio.
ss Pelo juizo de orlaos o ausentes se ha de
arrematar em hasta publica segunda feira 21 do
corrente pelas 4 horas da tarde a porta do
mesmo juiz urna morada de casa terrea com
daos proprios sita na rua do Cotovcin per-
tencente Calharina Soares do Jess viuva de
too de Torres da ilva, e esta 11 ultima praca.
= O donatario de melade do sitio do Man-
Ziiinho que foi de D. Roza Maria da Resur-
ceico que Ihe coube de sua mcaro por falle
cimento de seu mado Jos Francisco da Res-
surreico Rodrigues Moura querend > comprar
1 outra metade que tocou a dous orlaos filho*
do mesmo queira dirigir-se a rua do Bozario
ostreilan. 29, 3."andar, que achara rom qu*m
tratar auctorisado legalmento de tudo pois
d-sc toda a preferencia, urna vez que |
senhor da oulra metade.
= O abaixo assignado previne ao respeitavel
publico que nao faca trapacean alguma com
urna letra da quantia de um cont sete centos e
dez mil reis sacada por Silvestre Josquim do
Nascimcnto no dia 12 do corrente a 90 dias
precisas, e acceita pelo annunciante ; por quan-
to esso acceite Ihe foi dolosamente extorquido
com empacas de prizao c procesaos crimes e
o abaixo assignado nao rerobco de ninguem a
importincia da mesma letra como em tempo
competente provar em juizo.
Josu de Jesuz Jardim.
= Aluga-se por prero commodo urna canoa
aberta e bem fabricada que carrega 500 ti-
jollos de a I venara ; dirija-se a rua da Praia de
Santa Rita sobrado n 1 de manhaa at as 9
horas e de tarde das 2 em diante.
= Precisa-se de um caxciro portuguez que
entenda de venda, na rua da Santa Cruz n. 58
oo 60.
= Continua-se a tirar passaportes para den-
tro e fra do Imperio, na rua do Livramento
n. 26 I.0 andar
= Precisa-se fallar com o Sr. Joo Antonio
Gonsalves, morador na cidade da Parahiba ,
ou a quem suas vezes fizer negocio de seu
interesse ; com o Sr. Jos Ignacio de Araujo ,
morador na Laga Grande do Pao, comarca da
mesma ; com a Sr.' D. Marcelina Maria do Es-
pirito Santo viuva que ficou do fallecido Joo
Pimentel, moradora na serra da Raja da Pa-
rahiba ; e com o Sr. Jos Viconto da Silva ,
morador no mesmo lugar na rua de Santa Ri-
ta nova n. 93.
lotera de n. s. do
livramento.
No dia 30 do corrente mez
de Agosto, corre impreteri-
velment esta lotera, fquem
ou nao bilheles por vender,
e o resto aeha-se sios luga-
res j ann nciados.
= .ferece-se um moco Brasileiro casa-
do para caixeiro de casa inglea ou de outra
qualquer casa portugueza; ou franceza an-
da que seja para cobra ricas exceptuando ven-
da ; quem o precisar, dirija sea rua do Pa-
^ Jobnston Pater & Companhia avisaoaos J dro Floriano n. 5i.
Srs. de engenhosecorrespondentesdos mesmqsj =No armazem n. 61, na rua Velha ha um
nesta prara que se acha completo o seu esta- deposito de farinha de mandioca no qual se
belecimenlo de machinisn.o para engenhos vende por atacado e a retalho sendo de todas
constando de moendas de diversos tamanhos asqualidades e por preco commodo.
machinas de vapor, de condesaco e de alta j =AfIora-se perpetuamente, e por mdica
presso da torca de qntro e de seis cavallos in- penco annual os terrenos que firo ao lado da
ulezes e taxas batidas e cuuus o (jiuicUoui j esUaua nova esla |iu C;da'Jc SS w!S2 (
que pertencem ao sitio Tacaruna com frentes
para a oslada e fundo para o ro de Olinda ,
e para a mesma Tacaruna ; quem Ibe convier a
edificaco de boas propriedades e viveiroi ,
dirija-se a tratar na rua da Guia n. 36.
= OIercce-se um rapaz, brazileiro para en-
sinar primeiras lettras em algum engenho ou
villa o qual tem muito boa lettra e pratica ;
quem do seu prestimo se quiser utilizar an~
nnuncie.
Alberto Lavenro tem a honra de partici-
par ao respeitavel publico que privado de ex-
ercer seu oflicio, se v na necessidade do re-
correr ao nico meio que le resta para poder
fazer viver sua familia ; por tanto elle ofterece
seu prestimo aos Srs. nacionaes que desoja-
ren! aprender a lingoa franceza e da mesma
mancira aos Srs. estrangeiros tambem elle ofle-
ce-se para ensinar a lingoa do paiz. Elle oflere-
ce-se tambem para dar lices de latim e de
mathematicas ; e anda se encarrega de fazer
todas as qualidades de licor a imitaro da Fran-
ca : os pretendentes podero dirigir-se a sua
casa na Boa-vista rua do Sebo, junto a casa do
Sr Victorino genro do Sr. N iei a.
= Ninguem faca negocio com algum dos ne-
gros que desapparecero no dia -25 de junho
do corrente anno e suppoem-se terem sido
furtados os quaes andavo ganhando na rua ,
e teem ossignaes seguintes Joo, do naco
rubauo ou Camund bonita figura, alto,
reforcadodo corpo bem ladino, cabello es-
rantiado pouca barba cara larga cor nao
preta, fccanoeiro, cozinheiro. intitula-secaia-
dor e rUonho quando falla ; Miguel, de
naco Mocambique, molecote de bonita figura,
estatura regular cara bochecbuda e redonda ,
nlhos grandes e na flor da cara boca pequea,
rMinbo quando falla tem peitos muito ponto-
dos como mulher ; ambos parecem crcoulos,
e o maior signal que teem tcrein marras de
chicote as costas e nadegas ; quem os pegar
leve a seu senhor Jos Maria de Jess .Munis na
rua do Crespo, ou na loja de Cunda Guima-
res ou na botica de Antonio Pedro das Na-
ves no arco da Conceiro da ponte que sera
generosamente recompensado.
Aluaa-se um preto para todo o servico o
i1' muito bom servente de pedreiro ; dirija-se a
rua larga do lio ario junto a botica do Sr. Bar-
tholomeo e Ramos 2." andar.
A proc'sso de N. S. aa Boa-Morte que
se pretenda fazer ueste me/., fica transferida
para o me/ de oulubro vistos os inconvi nieu-
les que appaiecero nao s das irmandades, que
nao podero acompanhar como algumas pes-
soas ,, que promeiero dar algiimas esmolas fal-
la rao e por cssa ra/o nflo pode ser por agora,
porm para oulubro a nossa divina padroeira
sahir em procsso em Olinda.
= Aluga-se o grande sitio denominado Ca-
pella da (asa Forte, na povoaco do mesmo no-
me, o qual lem proporces para ter 16 ou 20
vaccas alm do urna grande baixa para capim,
muitas fructoiras casa do vivenda estribara,
o cacimba com muito boa agoa ; quem o pre-
tender annuncie.
Aluga-se urna meia-agoa no beco da Cara-
boa do Carmo ; dirija-se a rua larga do Roca-
rio junto a botica dos Srs. Bartholomeo & Ra-
mos no 2 "andar.
= Faz-se scente ao respeitavel publico, que
ninguem contrete negocio algum com Joo de
Santa Monica sobre a armadlo da loja onde o
mesmo leve outr'ora urna taberna, pois como
ao proprctario nao convenha mais estabeleci-
mento algum em seu predio faz publico para
que ao depois os pretendentes se nao chamen
ao engao.
Quem precisar de urna ama para casa de
homem solteiro ou de pouca familia dirija-
se a rua da Praia armazem n. 36.
Precisa-se de um 1. ou 2. andar que
tenha eosinha e commodos para urna familia
nao grande, nocxcedenno o aluguel do 200$,
rs., sendo na rua do Collego ou Cadeia de S.
Antonio; dirija-se a mesma rua armazem n. 19.
Deposito de farinha de mandioca na rua da
Cadeia de S. Antonio n. 19.
Os precos desta semana rontinuoa ser : fa-
rinha de 1.* qualidade 2S240 rs de 2.a dita
18920 rs., de 3.' dita 1&600 is. cada alqueire ;
o deposito conserva-se aberto das 6 horas da
manha s 6 da tarde sem recusa de dia.
O thezoureiro da lotera concedida a favor
das obras da matriz de S. Pedro Matjr de O-
linda faz. publico que as rodas desta lotera
correm impreterivelmente no dia 12 de Oulu-
bro prximo futuro eos bilhetesachao-sea
venda nos lugares docuslume.
Francisco l'erreira de Almeda embarca
para o Rio de Janeiro com o seu escravo Anto-
nio de naco Rebollo.
Quem quizer comprar urna escrava moca ,
de bonita figura, ptima engomadeia coxi-
nha roze lio e lava de varrela e seda
a contento outra tambem com habilidade ,
moca e de bonita ligura : na rua V el ha
ce


^


Mothodo de fingir os cabellos e as suissas.
~\ Lavo-so os cabellos com agoa morna, e de-
pois osfrogoo bom cun clara do ovo batida
afim do a< desongordurar depois torna-se a
lava-Ios com agoa moma o estando enxutos,
molha-se urna escovinha ou pincel n'agoa do
vidro mesmo fra e d-se nos cabellos at^1 quo
tiquem hem molhados, tcndoo cuidado do nao
deixar pingar na roupa e para evitar o nao
pintar o rosto unte-se o dito com urna porciio
de banha. Estando bem enxutos es I re ga-se o
rosto com urna toalha e sahe-se para a ra.
Esta agoa d-se urna ve/, por da o mui pou-
cas vezes precisa de tres a quatro das : adverte-
so <|ue a lavagem com agoa, o clara de Ovo bas-
to s no primeiro da. listo mctiiodo o mais
simples e o seu resultado molhor quo tem
apparecido : no (im de quatro me/essen bom
dar outra applicacio. Vende-se no pateo do
Collegio loja de chapeos n 6, e na ra do Quci-
mado n. 31, loja de ferragens.
Procisa-soalugar urna canoa para con-
duzir agoa que seja grande o bem construi-
da pagando-se o aluguel mcnsalmente ; na
ra da Praia serrara de Silva Cardial, ns.
15 e 17.
Quem precisar de 2:0008000 rs. a juros
> com hvpotheca em um sobrado, pagando os
juros todos os me/.es dirija-se a ra da Praia
o. 19.
Precisa-so de um criado de qualquer cor
para se empregarnas compras o recados de urna
casa de pouca familia pref ;ro-so a pequeo :
na livraria da praca da Independencia ns 6 e 8.
Ouem precisar de urna ama de leite, par-
da sem ilbo com um me/, de parid*, ecom
muito bons costumes; dirija-se a ra do Ca-
deireiro n. 08.
- O abaixo assignado ex thesoureiro da lo
tena da Matriz da Boa-vista acaba de pedir a
sua domissao quo espera Iho nao seja denega-
da ; no entanto agradece a Mesa actual e a
trnsala a polidez e urbanidade com que sem-
preotiatou declarando outrosim que com
qu.into reoonheea, que he das suas atribuices
e do escrivao nomear os agentes parciaes da
lotera nao foi elle que iniciou a den de
aprcsentar tlito escrivao os meninos, que deviao
extrahir os bilhetes das urnas, pois que sem
pre despresou mesquinho mando, a menos,
quo se tente aecintemonte ferir u sua dignida-
des melindre. Jos Francisco de .'Jzisvedo
Lisboa.
Da-se 5008000 rs. com hypotheca cm
urna casa de um andar ou primeiro dito, que
tcnba commodos sulicientcs ficando os* juros
pelo aluguel nao so duvidando dar mais ol-
guma quautia que se justar sendo a casa boa,
e que nao esteja sugeita a outra hvpotheca ;
quem este negocio quner dirija-se a ra da
Conceieao da Boa vista n. 26.
Aluga se a coxeira da ra das Flores n.
2, defronte da iravessa do Carino, toda calca-
da de podra, eadmite4carros; a fallar com
ocommandante goral do rorpo de polica.
O Sr. Josu de Jess Jardim baja de de-
clarar como Ihe foi extorquido( como diz ) o
acceite na letra a favor do abaixo assignado do
valor de 1:7108 e porque razao assL-nou em
12 e s se lembrou a/.er um annuncio em 19
do corren te para com a sua resposla se escla-
recer o publico e quando a nao d ser o an-
nuncio do mesmo Sr. Janiim tido por nullo e
dolosamente feito. = Silvestre Joaquim do
Niscimenlo.
=. Um olficial pharmaceutico com deploma
verificado pela academia de medicina do Rio
do Janeiro e registado na cmara municipal
desta cidade nao tendo meios para cstabele-
cer-se deseja servir ou adminislrar urna boiica
dando para isso fiador ; quem precisar pode
deixar seu nome e morada na livraria da praca
da Independencia ns. 6e 8.
= Furlario na noitedo dia 18 do corrente
do sitio grande do Sr. Herculano na Solidade ,
dous quaxtos com os seguintes signaes um
castanho com todos os ps calcados, urna
estrella na testa nafico ; e o outro russo, ca-
pado torio 8 para 9 annos acostumados a
trabalharcm carroca ; c nao se ignora quem os
furtou por isso querendo os entregar melhor
Ihe sera do contrario se publ cara seu nome
por ex lenco o se usar dos meios que a lei
faculta.
Ninguem faca negocio algum com Ama-
ro Fernn es Gama sobre a sua parte, que tem
na eiecucao do engenho denominado Poco no
principal .juros e custas que Ihe pertencem
por ter sido o que tem movido aquella exe-
cucao por esta estar penhorada pelo abaixo
assignado como credor de 2:0008 e tantos rs. ,
que o dito Amaro Ihe he devedor por execu-
cio e penhorada ja a lempos pena de quem
a comprar lo/er bom a elle credor do que Ihe
portence na mesma de principal juros, e
custas. e por constar que Ihe querem comprar
or nouco mais ou menos por f.iser conta ao
dito Gama qualquer uuantia, que Ihe derem ,
foi o presente annuncio para que no so cha-
men a ignorancia = JoSo Marta Seve 9f Fi-
Iho.
Arrenda-se um sitio na passagem da Ma-
gdalena com boa casa para grande familia ,
coxeira baixa para capim com abundancia ,
o mais frutoiras ; na ra Nova n. 33.
uem annunciou precisar do 2*500* rs.
a juros com hvpotheca em um sobrado, diri-
ja-se a ra lo Cjncimado n. 26
Da-so 500S rs. a juros sobre hypotheca
cm umaessa; na ra Bola n. 23.
Aluga-seum pequeo sitio na Capunga,
com arvoredos boa casa muito porto do rio,
os pretendenlos dirijo-se ao mesmo sitio de-
fronte do do Sr. Jos Clemente ou na ra do
Cahuga loja defronte da Matriz
Aluga-se um solio do urna casa terrea ,
com duascamarinhas, cozinha, cacimba e quin-
tal por 9 rs. ; a tractar defronte do Livra-
mento n. 10 ao p da refinaco de assucar.
Precisa-so de um homem que entenda
de cozinha para urna casa de pasto ; na ra do
Aragao n. 8.
Precisa-se de alguns amassadores para
nadaria ; na travessa da Madre de Dos n. 11,
padaria de Manoel Ignacio da Silva Teixeira.
Aluga-se una canoa, que pega em
500 tijolos de alvonaria bem construida os
prelendentes dirijo-sea praia do. Caldereiro ,
armasem de Jos Antonio de Moraes.
Alugao-se o segundo e terceiro andar do
sobrado da ra do Queimado n. 17 e o so-
brado de 2 andares n. 1 nos 4 cantos da Boa-
vista ; a fallar com Manoel Caetano Soares
Carneiro Munleiro.
O abaixo assignado comprou por conta
do Sr. Pedro Jos de Abreu Babia da cidado,
do Para 4 meios bilhetes da segunda parte da
primeira lotera a favor das obras da Igreja de
N. S. do Livramento com os ns. seguintes :
319, 320. 2317, o 2318. = Jos Rodrigues
Coelho i
Procura-se para um homcm soin familia
um menino de 6 a 8 annos sem pai nem mai
o irmaos para se Ihe dar toda a criacio e cn-
sino que exige a Religiao Catholica ; quem
estivor nestas circunstancias, dirija-se a ra
Nova, segundo sobrado ao p da ponto, do
lado do norte ultimo andar.
Abrio-se hoje um deposito de assucvr re-
finado na ra da Lingoeta n. 14, e no mesmo
se vende cha caf moido e assucar cande ,
ludo da melbdV qualidadee por prego commodo.
Compras.
= Compra-se um ou dous bois acosluma-
los ao servico de carroca ; na ra Imperial dos
A (logados n. 67.
= Compra-se urna marqueza do Jacaranda,
ou oondur que seja larga com assento de
palhinha em bom estado ; na ra Nova loja
n. 9.
Comprno-se elTectivamente para fora da
Provincia mulatinhas molers e moloques,
o negros de olicio de 12 a 20 annos, sendo
ile bonitas figuras pagao-se bem ; na ra da
Cadeia de S. Antonio sobrado de um andar
com varanda de pao n. 20.
Compra-se um moleque de 14 annos,
para fora da praca ; na ra das Cruzes n. 30.
Compra-se um candieiro de globo para
cima de mesa que esteja cm bom uso ; quem
o tiver annuncie.
Compra-se um relogiode ouro inglez:
na ra estreita do Bozario n. 1, segundo andar.
Compra-se um ou dous negros cegos ,
ou alejados, menos das roaos que sejiio mo-
cse baratos; na ra da Cadeia do Recile ,
loja do canto n. 54.
Vendas
Vendem-se estojos de na valas de barba,
cabo de inarfm de superior qualidade facas
e garfos tinos e entre finos, agoa de flor de
laranja macass perola e em oleo, sabooetes
finos, suspensorios de burracha ; na praca da
Independencia n. 5.
Vende-se urna preta de Angola, boa co-
zinheira lavadeira, eengommadeira: no pa-
tio da Penha, venda defronte do muro da
mesma.
Vende-se um moleque de naci Ango-
la, de 8 annos; na estrada da Solidade, que
vai para o Manguiuho n. 5 junto ao sitio do
Sr. Monteiro.
Vendem-se bilhetes c meios ditos da Lo-
tera do Livramento que corre a 30 do cor-
rente ; assim como de todas as loteras conce-
didas a esta provincia osquaes se troci por
das as cores a 26000 sobre-casacas de ditos a
30,000, ditas do merino de qualquer cor a
22,000, calcas -o panno preto e azul a 12* rs.,
jaquotasdo panrtoa 14,000, fardas de guar-
da nacional e mais corpos a 16,000 coletos
de setim lavrado de bom gosto a 6500 ; no at-
terro da Boa-vista lo|a de alfaiato na esquina
do beco de Manoel Joaquim Venancio.
Vendem-se saccas com milho duas ca-
noas de um s pao cada urna sag em barri-
cas a 2i0 rs a libra e em retalho de libra a
300 rs. ; na ra das Cruzes armazem n. 30.
Vende-se a armacao e pertences de urna
fabrica do charutos, e um pouco de fumo mi-
lo du dito na ra ra Direita ; a tractar as
5 pontas n. 23.
= Vendem-se barricas abatidas ditas com
farello ditas com farinha de milho, meias di-
tas com farinha de trigo ; na ra do Trapiche
novo n. 18 casa deMalheus Austin & Com-
panhia.
Vende-se um sobrado de um andar si-
to na ra Direita dos A (Togados esquina do
beco do Quiabo que d de renda annual
200$ rs. por preco commodo ; na ra das
Cruzes n. 30.
= No Recre ra da Cruz escriptorio de
Jos Antonio Gomes Jnior n. 23 se vende
por preco commodo saccas com alqueirc de fa-
rinha de mandioca muito fina e alva feita na
Muribeca.
Vende-se um horco usado por preco
commodo ; na ra do Jurdim n. 33 e aluga-'
se melado da mesma casa.
= Vondem-se pecas de bretanha largas a
1600, ditas estreitas e finas a 2000, ganga
azul muito encorpadaa 100 rs. o covado, cam-
braias adamacddas linas a 7000 o corte meias
para menino a 240 o par e otras muitas fa-
/.endas por preco commodo ; na ra da Cadeia
do Recife n. 27.
Vende-se um negra engomma liso, e
cose a qual veio de fora para se vender,quem
pretender annuncie.
= Vendem-se mil palhas de coco anda ver-
des por 108 rs. ; as 5 pontas, sobrado n 62.
Vende-se um novo diccionario francs e
portuguez, e portuguez francez por Jos da
Fonseca les ceuvres completes do BulTon avec
les Suites par Lacepede ( en francais ) 51 to-
mos em 18 avec gravures; na ra da Cruz do
Hecife n. 24 ; na mesma casa compra-so una
grammatica franco/a e hespanhola
- Vende-se urna venda, que vende muito
a retalho tem de fundo 4008 rs a dinheiro
ou a praso na esquina da Camboa do Carino
n. 2; a tractar na mesma.
v= Vendem-se os livro*? seguintes; um Te-
Icrnaco em francez por 800 rs ; um Atlas con-
tendo 47 cartas 36 modernas e 11 antigs
por 78 rs. outro contendo 10 por 3500; urna
grammatica italiana por um dos melhores au-
tores por 18 rs. todos estes livrosem bom es-
tado ; na travessa das Cruzes n. 8.
Vende-se urna canoa de mheiro bem
encalmada e acabada de novo; na ra da Ro-
da tenda de carpna n. 39.
Vendem-se presuntos de weslhalia os
melhores para fiambre ; no armazem do A mir
delronte da escadinha da alfandega.
* Vendem-se os seguintes livros : Vctor
ou o menino da Selva 4 v. o primeiro e se-
gundo volume do ramalhete adornado com es-
tampas finas ; o descobrimenlo do Brasil, 6 v.;
historia de Portugal 3 v. ; a Estrnngeira 1
v. ; Henriqueta de Orlcans 1. ; Telemaco 2
v ; Noites de Vung, 1 v. ; 11 lia Incgnita,
3 v. ; e papel pautado para msica ludo por
preco commodo ; na ra da Conceica da Boa-
vista n. 26.
Vende-se um cavallo castanho [escuro ,
carregador baixo anda muito a passo e for-
te por isso proprio para viagem ; na ra do
Livramento n. 18.
Vendem-se botoes de madreperola para
camisas ditos de oco preto para sobre-casacas;
no armazem de Joao Carroll & Filho na praca
do Commercio.
Yende-se bom pao bolaxa para venda e
para meza cal moido, e tudo o mais per-
tencente a padaria encomendando; na pra-
ca da S. Cruz padaria da fumin alta.
= No deposito de assucar refinado, esta-
belecido junto ao arco de S. Antonio, em fren-
te do caes do Collegio ha para vender assucar
refinado segundo o novo systema de fabrica-
cao pelo qual se extrae a potassa e cal, dei-
xando-se-o no seu estado de pureza ; sendo o
para homem e senhora pelles de lustro com o
titulo de caxorro do mar mui uteis para os
padecentes de callos por ser muito macio o
ao mesmo lempo de bastante dura bezerro de
lustro pellos de marroquim de todas as cores,
bicos e rendas de linho largas o estroitas pon-
tos de tartaruga para marrafa bengalas de
ganchoenvernisadasdcamarelloa 500 rs. e
um completo sorlimenio de miudezas e perfu-
marias, tudo mais barato que em outra qual-
quer parte ; na loja nova no principio da ra
Direita confronte a torre de N. S. do Livra-
mento n. 2 ; na mesma loja compra-se um
caixSo envidracado proprio para andar na ra
vendendo miudezas e calcado.
= Vendem-se sapatoes abotinados para ho-
mem de duas e 3 solas todos taxiados .ditos
da mesma qualidade para meninos, botin.se
meios ditos de bezerro francez e de Lisboa, para
homeme menino sapatos de palla adianto,
ditos de palla adianto e atraz ditos da mesma
qualidade de couro de lustro tudo para homem
e menino, borzeguins gaspiados ditos de pon-
a de urna e duas solas pretos e de cores di-
tos para senhora a 2400 sapatos de tapete de
diversas cores para homem o senhora sapatos
de couro de lustro para meninos de 8 a 12 an-
nos ditos de colxete, de couro de lustro e de
marroquim sapatos de marroquim preto e de
cores', ditos de duraque, setim e couro de
lustro para senhora e menina tanto de Lisboa
como francez sapatos do duraque com taman-
cos para senhora ditos de cordavio ditos de
bezerro para homem botins de couro de lus-
tro e borzeguins gaspiados para homem o
outras muitas qualidades de calcados; no atier-
ro da Boa-vista loja de calcado n. 24 de Jos
Joaquim Percira.
= Vende-se um cavallo branco grando, e>
muito manco proprio para carroca ; na ra
da Guia na coebeira que tica entre o ns. 15 e
17 defronte do sobrado n. 26.
Vende-se bezerro (rancez superior, e de
lustro por preco commodo; no atierro da Boa-
vista n. 24.
Vendem-se licores de diversas qualidades
agoardente do reino ani/. genebra espirito
de vinho tudo de superior qualidade e por
proco mais commodo do que em outra qualquer
parte ; na restilacao da ra de S. Rita n. 85.
s= Vende-se urna preta de 20 annos ; na
ra da Cadeia n. 40.
= Vende-se um cavallo foveiro, novo, bo-
nito gordo e forte de muito bons andar s ;
na ra Formosa defronte do oito da igreja
inglesa,
= Vende-se urna mcia-agoa sita no prin-
cipio da ra da Paz n. 1 : a tractar na mesma.
Vendem-se selins ingle/cs de patento ,
dos mais superiores quo tem apparecido at ho-
je com molla de baleia e sem ella com to-
dos os seus pertences em porcao e a retalho ,
litas para silbas coiir.* do lustro, carneirS em
branco chicotes de dillerentes qualidades ,
cabo de martelo de ac e latiio tudo por pre-
co commodo a vista de suas qualidades; na ra
da Ciuz n. 2.
= Vende-so um braco grande, e bataneas
com correnles muito em conta ; na travessa
da Madre de Dos armazem n. 5.
Vende-se potassa da Hussia nova, pri-
meira sorte em barrisde 4 arrobas ; ^m casa
de H. Mehrtens i na da Cruz n. 47.
= Vondem-se superior Jacaranda; na ra da
Florentina cm casa de J. Beranger u. 14.
= Vende-se urna excellente canoa nova com
35 palmos, de comprimento com paneiro |o
cadeira propria para lamilia por ser mui bem
construida ; em Fora de Portas n. 96 a fallar
corn Joaquim Lopes de Almeida.
= Vende-se taboado de pinho americano ,
de superior qualidade o por preco commodo; na
ra de Apollo, fabrica de Mosquita & Dutra.
== Vende se superiores pianos, e excellen-
te vinho deChampanhe edo Rheno : na ra
do Vigario n. 4.
Escravos fgidos.
s= No dia 15 do corrente fugio um preto de
nome Benedicto, de naci costa representa
20 annos sem barba alto e magro bastan-
te pernas bastantes finas ps grandes o apa-
Ihetados e do p direito nao joga o dedo
grande he bastante ladino : quem o pegar
leve a ra da Cadeia do Recife a Joo Jos de
Carvalho Moraes, quo recompensar genero-
samente.
preco ua libra do do primeira sorte e ampies AO j / .
fen- --j____--J.......:-I -. No da 18 do corrente fugio o preto Jos
160 rs. e o de segunda e terceira em
a 120, rs.
= Vendem-se esleirs linas
forrar salas cha isson a 22(0 ;
po
da India para
na ra da Ca-
outros quaes quer premiados; na ra da Cadeia i doia velha n. 31.
do Recife loja de cambio do Vieira n. 24 ,>.== Vende-se rap areia preta em libras ea
aonde se vendeo na ultima lotera do theatro os
G ron tos de reis alcm de outros premios suflri-
veis,
Vendem-se casacas de panno fino de to-
retalho dito da fabrica de Gase chegado do
Rio de Janeiro cha isson de primeira sorte ,
ricos lencos de soda para algihcira um com-
pleto sortimento de calcado francez e da Ierra
Innocencio estatura baixa cheo do corpo ,
a propriado a cabra cabellos grandes nariz
afilado, pernas arquiadas levou vestido cal-
Cas pardas, camisa branca e chapeo de palha;
quem o pegar leve ao escriptorio de N. O. Bie-
ber na ra da Cruz n. 4, quesera recompen-
sado generosamente.
Rkcifb: na Ttp. dbM. F. db Fama. =1843,


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID ED49EQ00O_VVMMVB INGEST_TIME 2013-04-12T22:04:06Z PACKAGE AA00011611_05032
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES