Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:05023


This item is only available as the following downloads:


Full Text

Ano de 1843.
Terca Fera 8
Tildo agora depende de nos mesmos; da nossa prudencia, moder.cao, e nereti- con.
iinuemos como principiamos, e eremos .pom.dos com .dmira^jo enlre as iN.q,>s maia
*""** ( Froclamago dn Assembleia Gcral do BUmi..)
PARTIDAS DOS CORREIOS TERRESTRES.
Goiaiwa, eParahrba, sejundas o sextas feiras. Rio Grande do X re, auintu d>;.
Konito e Garanhuns, a li e 24. quimas leiris.
Cabo, Serinh.iem, Rio Formuin, I'.rlo Cairo. Macelo, e Alacia* no i = \\ e jj
Uoi-nsie Floresi i3e 2S. Santo \ntio quinta feiras Olinda todos os dial
das Da semana.
;7 Seg. s. Caetano. Aad. do J. de P. da 2. ?.
?S Terg. s. Crriaco M. Re. Aun", do J. de D. da 3 T.
tf Quarl. jrjum s. Rom.io. Aud. do J. de D. d 1. T.
4 4 I Sex. ss. Tiburcio e Suiana Mm Aud. do J. de D. da 2, .
2 Sab. s. Ciar. V. V. Re. Aad' do J. de D, |3 Dom. ss_ Hypolito e Casino.
de Agosto
Anno XX. N. 170.'
HH^n^naa^^i^HavBrmB^nmiB'iiv^H'KmHiH^i^HHWMMvi
O Dnr.ro publica-se lodos o* das de tres mil rail por quarlel p;os adiantados Os annan<:ioi dos asignadles so inserido
gratis eos dos que nio forem i ras A. de lO'reis p->t linli.. As rerlamaqes deren ter diri-
gida* a esla lip rna das Crures N. 1. ou apraja da Independencia loja delirroa N. 6e8.
renda.
cambiosXo dia 7 de Agosto. eospra
Cambio obre Londrea 26 a 25 i. Ooo-Moeda de 8,400 V. 18 800
Paria 3. rea por franco, N. 16,6i)d
y, 200
i.y.'O
1,010
4,920
17 000
16,800
y.4ou
1,940
.94U
,940
? -
. Lisboa IdO porlOOdepreaio. I de 4,000
' PlATi-Palacoes
Moede de cob;e 2 por cento. Peroa Colnanare
Ideaa de letras de boaa6raa 1 f a |, | diloe Mexicanos
PIIASES DA LA NO MEZ DE AGOSTO.
Loa Cbeia 10, 6 minutos da jardo:
Quart, ming. 18, i 4 hora e 20 aa. da ni. | i^uarl. creao. 4 2, a 9 lloras e 7 a da urde,
Preamar de ho'je.
i. a 2 horas a-5*a. da aasnb'ia. | 7. ti horasc 13 aa. de larde.
-------- ii p...... i ii n

PARTE OFFICIAL.
DECRETO N 314 DE 12 DE JIMIO DE 1843,
Regula a mancira dse, cohrarem os portes dos
(tutos crimesque de um a oulros juizos e Iri-
bunaes se rcmettem pelos correios.
Tomando eot considerado que o na5 haver
quem pague adiantadosos portes dos autos cri-
ines que de uns a outros juizos e tribunacs so
remeltem pelos correios, nao devem ser eausa
dse retardar o devido expediente delles, com
grave prejuiso da administincao da justica: hei
porbem decretar:
Artigo Io Os autoscrimes que forem remetti-
dos de uns a outros juizos ou tribuimos pelos
correios de mar e trra, ou seja ex-ofleio ou
por virtude de qualquer recurso de reos enndem-
nados, notoriamente pobres, serao receidos as
respectivas administracoes e agencias dos cr-
relos, e por ellas enviados aos seus deslinos ,
aindaquenaose tenha (cito.pagamento achan-
tado dos portes; os qaaes serao laxados as
mesmas administracoes e agencias toncados nos
sobres-criptos.
Art. 2o Para este fim os escrivaese secretarios
dosjuzese tribunaes donde forem expedidos os
autos sobreditos, farad nos sobres-eseriplos urna
declaracao por elles assgnada de que nao pa-
gao o porte adiantadoem virtude da disposicao
deste decreto.
Art. 3 Os escrivaes e secretarios dos juizes e
tribuimos a que forem dirigidos os autos de que
tratad os artlgos antecedentes i inmediatamente
em seguida ao termo da apresentacao e recebi-
mento delles, avtrbaroa impoitancia dos por-
tes om que tiverem vindo laxados para que afi-
nal seja contemplada em regra de cusas, e sa-
tisfeitas pelo que ao pagamento destas lorem o-
trigados.
Art. 4 Os escrivaese secretarios dos juizos e
tribunacs em que se terminaren! os processos,
naoextrahiro delles sentencas a (avor de par-
tesi, nem delles daro quaesquer documentos
exigidos pelas mesmas partes, sem que por co-
nhecimento authentico so mostr havr-se pago
toda a imputancia dos portes as administra-
coes ou agencias dos correios do lugar.
Jos Antonio da Silva Maia, do meu conselho
deestado, ministro e secretario de estado dos
negocios do imperio, assim o tenha entendido e
faca executar con) os despachos necessarios.
Palacio do Kio de Janeiro, em 12 de julho de
1843, vigsimo segundo da independencia e do
imperio.Com a rubrica de Sua Magestade o
Imperador.Jos Antonio da Silva Maia.
vallara, autorisando-o a carregar em despesa
na caixa de economa das forragens, a quantia
de 225*480 rs., Importancia dos concertos fci-
tos com a coxia que se achava arruinada.
Dito Ao commandantedo deposito, man-
dando organisar a contado que seestava a dever
degratflcacoescomo voluntario, ao segundo
sargento Jos Lourenco Henriquesdo Alvarenga.
Portarla Mandando excluir de ordem do
Eira. Sr. Presidente o soldado do .batalhao de
imantada de auardas nacionaos destacado Ro-
berto Francisco do Livramento. devendo a ex-
clusao ter lugardepois que fosso apresentado o
substituto.
Commando das Armas.
EXPEDIENTE DE 18 1)0 PASSADO.
Oflicio AoExni. Presidente, informando o
rcqueriinento do permanente invalido Alvaro de
Luna Freir, que sendo de nenhuma utilidade
para o servico, pedia a faculdade para residir
junto a villa de Iguurass, onde existia sua fa-
milia.
Dito Ao mosmo Exm. Sr., devolvendo-lhe
com informacao os requerimentos de Manuel da
Silva Cordeiro, que pedia a exclusao do bata-
lhao de guardas nacionaes destacado a que per-
tencla, ede Antonio Soare, que pedia tambem
exclusao para seu filho do mesmo nome.
Dito Ao mesmo Exm. Sr., disendo-lheem
cumprimentodoseuoHicio de 10 do corrente ,
que por falta de inferiores no batalhao de in-
fantera de guardas nac maes destacado, nao
poda ser substituido o que se achava as ordens
do r. brigadeiro Borges Leal, conforme elle
ruquisilara no oflicio que devolva.
Dito Ao mesmo Exm. Sr., informando o
rcqueriinento do cabo deesquadra do batalhao
de infantaria de guardas nacionaes destacado,
Bernardo Jos da Fonceca, que pedia demissuo
por ser estrangeiro, e portal motiv o impropria-
mente qualilicado na guarda nacional.
Dito Ao commandante Intel ino do segundo
batalhao de artilhaiia a p, alim de terain.uiha
(19, reunido o conselho administrativo, aflu
de dar-secumprimento ao ailigo 19 do regula-
niento de 17 defeveieiro de 1832
DitoAo mesmo, exigiodo segunda remes*
w no contracto de engajamcuto celebrado em
1Si2com 12 Alemaes da compauhia de opera-
rios, que embarcaras para a corle com o Bin de
servirem noexercito.
rhosouraria da Fazonda.
EXPEDIENTE DE 24 DO PVSSADO.
Officio Ao Exm. Presidenle da Provincia
satisfazendo com a informacao do commissa-
rio fiscal do ministerio da guerra ao despacho
no oflicio do commandante das armas, que a-
companhou o ajuste de contas que se tirou ao
argento Marmol Goncalvcs Sobreira a fim de
ser pago da respectiva importancia.
Dito Ao mesmo Exm. Sr. dovolvendo
o officio do delegado da commarca do Brejo o
conta aue acompanhou dasdespezas feitas com
diversos recrutas para aqui remettidos, para que
em vista das duvidas offerecidas pelo commissa-
rio fiscal do ministerio da guerra que pare-
cilio hem fundadas, dignasse expedir as ordens,
que julgasse convenientes.
DitoAo mesmo Exm. Sr., dsendoque ten-
do o commissario llscal do ministerio da guerra,
em vista das despesas glosadas pela contadoria
feral do mesmo ministerio, dirigido a represen-
tecSo, que acompanhava acerca da gratificacao
de 1,160 res, que so pagava pelo arsenal de
guerra Antonio Joo de Dos, como encarrega-
dodo ornecimento d'agoa e luz, e limpesa dos
corpos de guarda e secretaria militar, lembran-
do os meios, quelhe pareciao mais convenientes
para se faser este fornecimentoe servico, com
mais economa da fasenda publica, julgava do
seu dever submetter aoconhecimento deS. Ex.,
afim de expedir as ordens que achasse neces-
sorias.
DitoAo mesmo Exm. Sr informando que
a despesa de que tractava o oficio do baxarel Joa-
qun) Jos Rodrigues deSousa, uiz municipal
edeorfaosdo termo de Garanhuns, perlencia
ao ministerio da justica, porem nao so tendo
dadoconsignacaS para ella, entrava na ordem
das extraordinarias, que s podiao ser pagas
coro autorsacao do mesmo ministerio, trans-
mitida pelo da fasenda, na conformidado das
ordens existentes.
Dito Ao contador da thesouraria, remetien-
do por copia, para sua intclligencia.duas rela-
coesdos conhecimentosem forma, do dinheiro
entrado por emprestimo no cofre do almoxari-
fado da llha de Fernando de Noroima, pelos
vivandeiros, equo devia ser pago por o desta
thesouraria.
Dito Ao director do arsenal de guerra, di-
sendo, que requisifando o commissario fiscal do
ministerio da guerra, que no conhecimento, que
acompanhava dos objectos comprados por aquel-
lo arsenal, por ordem do Exm. Presidente da
provincia, se declarasse o fim para que se des-
tinava esta compra, afim de poder sobr'ella e-
mittir o seu parecer, pedia mandasse satsfa-
ser, ou communicasse qualquer duvida, que
occorresse.
Dito Ao engonheiro em chefe encarregado
da demarcaco dos terrenos de marinha. pedin-
do reenva-seos requerimentos de Antonio Jo-
s de Oliveira Braz Antonio da Cunha, e Joa-
quim Jos de Fgueiredo, que foraS remettidos
ao coronel Firmino Herculano de Moraes Anco-
ra afim de poder informar ao Exm. Presiden-
te da provincia, outro requerimento do ultimo
pretendente.
ciado mesmo nome manufacturar-so papel em
que a mxima parte da materia prima seja tron-
co ou folha de bananeiras etc.
Contina a disoussaddo requerimento do Sr.
Rezende, pedindo informacao ao govorno acer-
cado estado actual de tranquilidade na provin-
cia de Pernambuco.
OSr. Henriques de Rezende discorre sobre o
objecto do seu requerm -nto, e aflnal o retira.
Contina a discussao do primeiro artigo do
projecto que eleva provincia a comarca de Co-
ritiba.
apoiado um adiamento proposto pelo Snr.
Fonceca, igual ao que propoz quando se discu-
tio o projecto que elevou a provincia a comarca
do Alto Amazonas.
Depois de algum debate o adlamento regei-
tado. econtina a discussao.
E apoiado n seguinte. adiamento;
Requeiro que se pecad ao governo os escla-
reoimentOS de que trata o oflicio do presidente
de S. Paulo, que acompanhou por copia o olli-
etodo mlnlsto do imperio datad... sendo ou-
vido o mes no presidente acerca da vantagem da
medida sobre que versao esses esclarecimentos,
ficando noentanto sus ),msa a presente discus-
sao. S a R.l'ereira Jorge.
igualmente apoiado o seguinte addita-
mento:
<( Requeiro que o govevno esclareca a esta
cmara coinmunicando-lhe o contedo de um
oflicio mais recente que leve (se o leve do ac-
tual presidente da provincia de S. Paulo sobre o
objecto em discussao. Paco da cmara dos de-
putados, 19 dejunhodc 1843.Fonseca.it
Depois de discutido o adiamento. tanto re-
geitado o requerimento do Sr. Pereira Jorge,
como o apresentado pelo Sr. Fonseca.
Contina a discussao do projecto, e tomad
parte nella os Srs. Veiga, Barros Pimcntel, Pe-
reira Jorge.
apoiada a seguinte emenda:
Offereco o artigo nico do projecto numero
65 'do mesmo autor], como o primeiro do pro-
jecto numero 64 que divide a provincia de S.
Paulo, ficando o artigo primeiro do projecto om
discussao como o segundo delle, eo segundo co-
mo terceiro, eassim progressivamente. S. a R.
Paco da cmara dos deputadus, 19 do junho
de 1813.Fonseca.
Falla mais sobre a materia o Sr. Carneiro de
Camoos, que sustenta o projecto de que o il-
lustre deputado autor, e a discussao ica adia-
da pela hora.
dem de 20 de junho.
Entra em discussao o seguinte artigo da com-
missao com o % da proposta do orcamento da
receita a que elle se refere :
Art. 1. O imposto deancoragem cstahcle-
cido no artigo 9. 1. da lei de 22 de ou rubro
de 1836, fica substituido por urna laxa de li$
res por tonelada paga metade na entrada e
metade na sahida do porto por todos os navios
do commercio de longo curso com as seguintes
reslriccoes.
1. Aqueiles navios que vierem em lastro
aos portos do imperio procurar carregamento
pagar s metade na occasio da sahida.
2. Tambem pagaros metade os que en-
traren) nos portos do imperio por cscalla ou
com o fim de esprei toros precos do mercado, mas
nao elleitiiarem descarga.
INTERIOR.
ASSEMBLEA C.ERAL.
CMARA DOS SF.MIOHKS DBPCTADOS.
Ssssao em 19 de junho
Julga-se objecto de delberaca e vae a impri-
mir um projecto da primeira commissao do or-
camento que concede companhia de fabricas
3. Do mesmo favor gosar os navios que
vierem arribados por forca maior, se eflectuarem
descarga ; estes porm nada pagar se nada
descarregarem ou se descarregart-m o necessario
para os concertos do navio.
< 4. Igualmente pagar metade somente os
navios que trouxerem mais de 60 collonos eu-
ropeos industriosos ou lavradorcs.
0 Sr. Peixoto de Brito discorre ceica da ma-
teria de impostos ; chamado k ordem ; insiste
em fallar sobre a poltica em geral e appella pa-
ra a cmara da advertencia que Ihe li/era o Sr.
presidente. Este consulta a cmara se permita
ao orador que contine a fallar, e decide-se ne-
gativamente.
1 omao parte na discussao sobre o imposto de
ancoragem os Srs. Sou/a Martins, Henriques
te Rezende, Nenias e Barros Pimental, e a dia-
cusso lica addiada pela hora.
dem dn ilin ')i uteis establecidas na cidade da Ratita n nrvi- --............. A ..,7,..,.
iiuAo commandante da companina de ca-1 legio exclusivo por dez annos, para na pr'ovin- j Continua o Sr. Cansansao a ter a palavra pa-
ra proseguir no seu discurso que havia encelado
na sessao anterior, c fazer.algumas considera-
Ces sobre um requerimento que lem que apre-
sentar cmara e a delTendor-se da aecusaco
que Ihe havia sido feita pelo deputado da pro-
vincia das Alagoas, o Sr. Dantas.
Tem passa lo a hora dos requerimentos.
O Sr Dantas {pela ordem) requer a urgen-
cia para que contine a discussao, pois que pre-
tende era poucas palavras responder ao nobre
deputado o Sr. Cansansao.
A urgencia apoiada.
Segue-se urna discussao um pouco calorosa ,
em que temi parte os Srs. Sou/a Martins, Bar-
ros Pimcntel, V\ander!ey, Rodrigues Torres e
Paula Candido prominciando-se contra a ur-
gencia por entender que a cmara nao so devo
ucoupar de questoes pessoacs quando ha ou-
tras materias de iui|iortancia como o orca-
mento ele.
O Sr. Dantas [pela ordem) pede licenca c-
mara para retirar o seu requerimento e Ihe
concedida.
O Sr. Cansansao [pela ordem) oflerece como
seu o requerimento de-urgencia que acaba de ser
retirado, o qual apoiado.
Depois de caloroso debate em que tomao parte
os Srs. Barros Pimentcl Rodrigues Torres ,
Cansansao e Boto a urgencia regeitada.
Contina a discussao do 1. artigo das emen-
das da commissao, acerca do direito de ancora-
gem ao orcamento relativo receita.
apoiada urna emenda do Sr. Assis Rocha ,
suprimindo o artigo em discussao.
v<> apoiadas as seguintes emendas :
Emenda substitutiva ao 3. do artigol. :
Os navios arribados por forca maior nada
pagard se nao efTecluarcm descarga, ou s des-
carregarem tanto quanto seja necessario para
occorrer s despezas do concert do navio.
Souza Martins. M. F. de souza e Mello.
Emenda substtuitiva ao artigo 1 e seus:
O imposto de ancoragem estabelecido no ar-
tigo 9 % 1. da lei de 22 de outubro de 1836 ,
fica elevado a 40 rcis para todos os navios de
commercio de longo curso. enriques.
O Sr. Paula Candido discorre largamente so-
bre a materia de impostos e demonstra que o
estado do paiz reclama que os Srs. deputados
devem azer o sacrificio de renunciarosseussub-
sidios.
O Sr. Souza e Mello, como membro da com-
missao sustenta o artigo e responde s obser-
vacoes d'aquelles Srs. deputados que o tem com-
batido.
E apoiada a seguinte emenda ao 4. :
Exceptuao-se desta taxa os navios que trou-
xerem mais de 50 colonos industriosos ou lavra-
dores. Paula Candido.
Tomao parte na discussao os Srs. Carneiro
ile Campos e Vianna (ministro da fa/enda) ,
o qual declara que appiova o artigo tale qua] es-
t com a emenda da commUsao.
O -r. Galvo pronuncia-se contra o artigo em
discussao.
Falla tambem sobre a materia o Sr. Fonse-
ca o a discussao fica adiada pela hora.
O Sr. presidente d para ordem do dia a mes-
ma materia e levanta a sessao pelas duas ho-
ras e meia da tarde.
dem do dia 22.
Entra em dscuss3o o seguinte requerimento:
Requeiro que se peco ao governo as se-
guintes inlormaces :
1.a Se ao mesmo governo consta que o pre-
sidente (.a provincia das Alagas ordenou ao
juiz municipal e de orphos do termo de Ana-
dia, nao comparecesse na villa da Palmeira dos
Indios pertencenteao mesmo termo, durante
as elcices primarias que se procedero em abril
d este anno n'aqueiia freguezia.
2.a raso porque o sobredito presidente
demittio a esse mesmo juiz e tambem ao 1.a
supplenle da villa da Alalaia emittindo o go-
verno o seo juiso acerca da legalidade d'estes
actos. Saiu da cmara dos deputados l." de
junho de 1843. CunsansQo doStnimlm,


Depois de um longo discurso proferido pelo
Sr. Dantas lica a discussao adiada.
Contina a discussao do 2. artigo da pro-
posta do governo creando n'esta corte urna re-
partidlo com o titulo da contadoria geral da
marinha.
O Sr. Ros falla sobre o artigo da proposta
cm sentido do opposico e faz algumas inter-
pellaces ao nobre ministro da marinha.
A discussao fica adiada pida hora.
Continua a discussao do 1. artigo e seus
das emendas da commissao com as emendas
apoiadas, que versao sobre o imposto de anco
ragem ao orcamento relativo receita.
Tomao parte na discussao ossenhores Vian-
na ( ministro da fazenda) Carneiro da Cunha,
Galvao, Carneiro de Campos Pessoa de Mel-
lo e D. Manool, e a discussao lica adiada pela
hora.
dem do dia 26.
s 10 horas e 10 minutos da manha faz-se
a chamada c reunidos os Srs. deputados em
numero legal, abre-se a sessao le-se c ap-
prova-sea acta da antecedente.
EXPEDIENTE.
O Sr. I.9 secretario visconde de Raependy,
l um um officio doSr. ministro da guerra trans-
rnittindo as informacoes que por ordem d'esta
cmara I he forao exigidas em officio de 22 de
maio prximo passado. quem fez a re-
quis-rSo.
Faz meneao de um officio do Sr. deputado
Joaquim Ignacio da Costa Miranda em que
participa que contina o seu ncommodo de sau-
de eporissonao pode anda comparecer s
sesscs. Fica a cmara inteirada.
Outro do Sr. Cansancio, communicando que
tem hoje de sabir para fra do imperio aim de
exercer as fuendas diplomticas, para as quaes
com dispensa da cmara dos Srs. deputados,
houve por bem o governo imperial nomeal-o.
Sao remettidos :
A primeira commissao do orcamento urna
represent.irao dos proprietarios de fabricas de
pillar arroz sitas na cidade de S. Lui/. do Ma-
r nhao e clamando contra o imposto de dez
mil reis sobre cada cavallo.
A' commissao de marinha e cuerra o rc-
querimento de Gustavo Adolfo Fernandes P-
nheiro da Cunha major graduado do estado
maior, que se queixa de haver sido collocado
na segunda classe do exercito.
Nao ha mais expediente.
Sao lidos e approvados sem debate os se-
guintes pareceres da commissao de justica civil :
1. Indeferndo o requer ment dopadre Joao
Cavalcantl de Albui|uerque, vigaro da fregue-
ziadoCabo, provincia de Pernaml)UCO.
2." Indeforindo o requerimento de Joao Mar-
cello Alvos de Araujo.
Contina a discussao do requerimento do
Sr Cansanc'o acerca de negocios da provin-
cia das Alagoas, e depois de fallar sobre a ma-
teria o Senhor Sousa e Mello fica a discussao
adiada.
Cmtina a discussao do 1. artigo cornos
seus ; das emendas da commissao sobrea im-
posto de ancoragem ao orcamento relativo a
receita.
Discorrcm sobre a materia os Srs. Yiannn
( ministro da fnzenda ) Henriques de Llezen-
de e Venancio Jos Lisboa.
E apoiada urna emenda do Sr. Vianna e ou-
tra do Sr. Lisboa.
D-se por discutida a materia, e approvado o
artigo 1. da commissao que substitue o impos
to de ancoragem pela taxa de 38 fc,s Por Mel-
lada com a emenda do sr Vianna e a do Sr.
Fonseca. Asmis emendas fico prejudicadas
unas e as outras regeitadas.
Entra em discussao oseguinte :
Ari.2. Os eneros de produccao nacional,
mencionados no artigo 1 \ da lei n. 60 de 20 dY
outubro de 1838 estao sbitos ao pagamento
de mcio por cento de expediente querentrem
ou nao nasalfandegasdo imperio.
Depois de curto debate posto a votos u
approvado.
Entra em discussao o seguinte :
Art. 3. O imposto de que trata o artigo
18 da lei de 30 de novembro de 1841, n 243.
fica leduzido ai', por cento d expediente ,
sendo, porm cobrado sobre o valor das fac-
turas e comprehendido nao so o feitio, como
o valor intrnseco do ohjecto.
apoiada a seguinte emenda :
Km lugar de 4 '/. diga-se 3 '/ de dircitos,
e 1 V* Pr cento de expediente. Paco da c-
mara, 26 de |unho de 1843. Vianna. M.
F. de Sousa e Mello.
Depois de discutido approvado o artigo com
a emenda.
Entra em discussao o
a ArL 4." O imposto sobre segos lancado
pelo alvar de 12 de outubro de 1812, ser co-
brado na seguinte proporco: os oarrinbos ti-
radas por um s cavullo pagar 88 reis; as se-
vjilos, IOS reis; as traquitanase carros de qua-
tro rodas de qua'quer feitio, 12$ reis ; as car-
ruagens, 168 reis ; os mnibus e os carros do
enterro de duas rodas, 208 reis o os coches de
aluguel de quatro rodas para enterros casa-
mentos e baptisados, pagar 40 reis.
Sao apoiadas as seguintos emendas :
No irn acrescente-se qualquer que seja o
numero queso possuir, estejao, ou nao em uso.
S. a R. Em 26 de junho de 1843. Fi'an-
na. M. F. de Sousa e Mello.
Os carros de enterro do duas rodas s rs 10 re's- Rezende.
Discutido o artigo approvado menos a
parle que tracta dos mnibus e os carros de en-
terro de duas rodas; c sao approvadas ambas as
emendas.
Entra em discussao.
Art. 5. A contribuico das lojas estableci-
da no alvar dc20d i outubro de 1812 e arti-
go 9 4. da lei de 22 do outubro do 1836 ,
fica elevada ao duplo do que actualmente se ar-
recada, comprehendidos as ditas disposices as
fabricas de vellas e de tabaco.
apoiada urna emenda do supressao d'este
artigo offerecida pelo Sr. Assis Rocha.
A discussao fica adiada por nao haver casa,
dem do dia 27.
O Sr. l.o secretario l um officio do Sr.
ministro do imperio participando que S. M
o Imperador julgou indispensavel a bem do
estado que o Barao da Boa-vista membro
da cmara dos Srs. deputndos contine na
administrado da provincia de Pernambuco e
sollicitando da cmara o consentimento para
aquello fim necessario. A' commissao de cons-
tituiciio e poderes.
Contina a discussao do requerimento do
Sr Cansansao sobre ojectos concernentes s A-
lagoas.
Depois de discorrer sobre a materia o Sr.
Pontos Visgueiro d-se por discutida e o
requerimento regeitado.
Contina a discussao do artigo ,'. das emen-
das da commissao relativo ao imposto denomi-
nado a contribuido das lo|as ao orcamento da
receilo.
E' apoiada urna emenda da commissao con-
cebida n estes termos: Suprimo-sc as pa-
avrasAlvar de 20 de Outubro de 1812.
Tomao parte na discussao d'este artigo os
Srs. Carneiro da Cunha Vianna ( ministro
da fazenda ) Sousa o Mello Silva Ferraz ,
Veiga e Sousa Martins.
N'esta discussao um pouco animada declara
S. Ex o Sr. Ministro da fazenda que em
lugar competente ha do oflerccer urna emenda
reduzindo o subsidio dos memhros do corpo
legislativo pois que por elles deputados deve
'omecar o exemplo : ( muitos apoiadot ) e que
ha de impor sobre os altos funecionarios p-
blicos.
Sao apoiadas as seguintes emendas.
Emendas ao rtigo 5
Em lugar de dizer-se fica elevada ao duplo ,
diga-so fica elevada 15 por cento. S. a R.
V. J. Lisboa.
A passar a discussao do artigo 5., du-
plicando o imposto do 10 por cento sobre o a-
luguel, faca-se extensiva a todas as capitaes
das provincias do imperio.Silva Ferraz.
fi'os
Artigo substituitivo : A contribuico
das lojas estabelecida pelo alvar de 20 de Ou-
tubro de 1812 ser substituida pela de 15 por
cento do valor do aluguel das casas em que se
chao as lojas, tavernas armazens &c. Paco
da cmara dor deputados, 27 do Junho de
181-3. .Jlmeida sflbuquerque.
Quando so adopte a elevaco d'esta con-
tribuico declare-se mui expressamente que
ella ten lugar nicamente as cidades do Rio
ile Janeiro, Bahia Pernambuco e Maranhio.
- Silva Ferraz.
Fallao mais sobre a materia do artigo em
discussao os Srs. ^ousa Franco, Pessoa de
Mello, Almeida Albuqucrque Julio de Mi-
randa e Rodrigues Torres ( ministro da ma-
rinha.)
E' apoiada a seguinte emenda da commis-
sao :
Emenda substitutiva do artigo 5.
O imposto sobre lojas estabelccido no al-
var de 20 de Outubro do 1812, e artigo 9.
4. da lei de 22 de Outubro de 1836 fica
elevado ao dobro do que actualmente se arre-
rada as cidades do Rio de Janeiro Bahia ,
Pernambuco e Maranho e as outras cida-
des e villas do imperio ser substituido por urna
patente cujo mnimo ser de 128 rs. e o m-
ximo de 408 rs., conforme a importancia com-
mercial dos lugares cestabelecimentos. Salva
a redaccSoSousa Murlins. M. F. de Sou-
sa e Mello. C. Carneiro de Campos.
O Sr Sousa Martins ( pela ordem ) pede l-
cenca cmara para retirar o artigo da com-
missao que ora se discute.
Consultada a cmara decide afirmativa-
MClbC.
A discussao fica adiada pela hora.
dem do dia 28.
Julga-s ohjecto do deliberacSo evai a im-
primir o seguinte projecto de resolucao da
commissao de justica civil.
Artigo 1. Os processos civeis ora penden-
tes por appellacao as reanles do imperio e
que do novse forem distribuindo serao vis-
tos examinados e julgados somente por tres
juizes inclusive o relator.
Art. 2. Logo que algum desembargador se
achar impedido ou por licenca que timba ob-
tido ou por ser empregado em outra commis-
sao o governo nomear ao 1 juiz de direito
do crimee do civel do districto da relacao para
servir interinamente em lugardo desembargador
impedido.
Art. 3. O juiz de direito deixar o exerci-
cicio de seu emprego e vencer alem de seu
ordenado a quinta parto do ordenado do de-
sembargador impedido, &c.
O Sr. Silva Ferraz ( pela ordem ) requer
que se destine um dia em cada semana para se
tratar de pareceres adiados e negocios de par-
tes :
O requerimento posto a votos e appro-
vado.
Suscita-so urna queslao motivada pelo Sr.
Pessoa de Mello sobre a Icitura do parecer
da commissao de constituido e poderes acer-
ca do consentimento que pede o governo para
que contine na presidencia de Pernambuco o
Sr. Raro da Boa-vista ponderando o Sr.
Presidente que o parecer segundo os estilos
da casa nao pode ser apresentado nem lido ,
seno na sesso immediata.
Entra em discussao o seguinte :
A primeira commissao de orcamento, ten-
do examinado a proposta do governo de 20 de
abril do corrente armo bem como o ontrato
do casamento de S. A. a princeza D. Francis-
ca com S. A. Real o Principe de Joinville
de parecer que em vez do artigo nico da re-
ferida proposta se adopte a emenda que offe-
rece.
PROPOSTA.
A assembla geral legislativa resolve :
Art. nico. O governo autorisado para
realisar, por quaesquer operacoes do crdito ,
que mais ventajosas forem asomma de sete-
centose cincoenta contos de reis, segundn
padrao monetario marcado no artigo 11 da
lei de29 de Setembrode 1810 para o dotp
do S. A. a Sra. Princeza D. Brancisca Caro-
lina ; e bem assim a de cem contos de reis nn
moeda actual do Brasil consignada no artigo 4.
da dita lei para o enxoval da mesma augusta
Sra. e outros ohjectos do servico de S. A. e
de seu augusto esposo.
EMENDA DA COMMISSAO.
Art. nico. O governo autorisado a ha-
ver por emprestlmo a quantia equivalente a um
millio de francos e mais 100 contos de reis
em moeda corrente ; assim como a emittir mil
contos de reis em apolices da divida publica ,
para cumprimento das condices estipuladas
nosartigos 4 e 10 do contrato do casamento
de S. A. a princeza D. Francisca com S. A.
Real o Principe de Joinville celebrado cm o
1. de abril do corrpnte anno : ficando outro-
sim autorisado a fazer as desperas necessarias
com a medicao das trras concedidas n aquello
contrato.
Paco da cmara, aos 15 de Junho do 1843.
Carneiro de Campos. S. Martins. 31.
F. de ''ousa e Mello.
E' apoiada a seguinte emenda.
Pepois da palavracontrato acrescente-
seque fica n'esta parto approvado. Silva
Ferraz.
Tom3o parte na discussao os Srs. Barros
senhoras que nao tem as inesmas posses ? A
serem assisadas o prudentes fogirao de con-
correr em reunios de tal natureza que podem
arruinar a fortuna de seus maridos e de suas
familias: as que porm nao olhao para o futuro,
e nao sabem reprimir os impulsos da vaidade ,
fazem os ltimos sacrificios a fim de hombrear
com o fausto das primeiras e dest'arte vem a
metter a pique a sua casa e talvez que toda a
sua descendencia.
Essas joias essas preciosidades tem todo o
lugar em um baile sumptuoso em das de grande
gala e entao essas senhoras tao favorecidas da
fortuna ostentem a sua riqueza : mas em com-
panhias ordinarias quando as reunies sao de
mero recreio para que sao esses luxos que s
servem de desafiar ciumes? Por ventura nao po-
de urna sen hora de mediocre fortuna ser for-
mosa agradavel, e ter estimaveis prendas ?
E ser jusl o a fasta- la das partidas, ecompanhias;
por quo nao tem adornos, e atavios para empa-
relharcom as mais ? Quer-me parecer, que se
as Sr." ricas dessem o exemplo de appresentar-
se em taes reunies vestidas decente sim, mas
singelamente essas partidas seriao muito mais
cheias e mais agradaveis. O amor proprio ho
de urna susceptibilidade espantosa : a mais pe-
quea cousa o oliendo ; c quando so tracta de
mera convivencia quem ha hi quo queira ter
superior? Eu nao direi, quo essas senhoras
quando assim se atavio faustosamente o faci
de proposito para se superiorisarem das mais ,
porm as mais naturalmente formao esse juizo ;
e he quanto basta para taes adjunctos perderem
oseu mrito principal, queheem meuentendera
cordialidade, e franqueza. Parece, quo a pom-
pa, e riqueza de urnas insulta a simplicidade, e
pobreza das outras.
O outro defeito he a indisposicao ou antes
guerra, que varias senhoras declaro s que tem
gahosdo formosas. Ditado he mui antigo quo
cada um he como Dos o fez ; e nao he possi-
vel que todas sejo igualmente bem aquinho-
adas dos dotes da natureza. Alom do que as que,
consultando o espelho (que he sempre um con-
celheiro sincero) convencerem-so de que sao
feias, dogeitosas e desengracadas nao vo a
taes adjunctos deixem-so ficar em suas casas ;
pois raro ser o cavalheiro de tao estragado gos-
to, qucolhe com indiflerenca para as mais bel-
las o graciosas senhoras e va fazer corte a
Megeras, a Thesiphones e Canidias. As aue
de velbas | tiverem cans e a pello rugosa a-
brao mao dessas companhias, liquem no seio de
suas familias rezando seu terco criando seus
pintainhos, fazendo seu serao de costuras, e re-
mendos ; e se for tao invencivel o furor de mos-
trar-se em espectculo que nao posso dcixar
de ira essas (unecocs vo embora ; mas nao
prctendo mais fazer conquista de adoradores.
SatisfacSo-se com a lembranea do queja forao,
te nhao embora vivas saudades dessses tempos a-
fortu nados cm queja forao dolos &c. &c. ;
mas reflictao que com os annos tem murchado
os seus encantos, que estao no invern da vida,
e que agora s Ihes cabe, e assenla bem ser con-
celheras das mocas, e encomendalas a Dos em
suas oracoes. Urna senhora avancada cm annos
pode ter prestimo para minia cousa, monos pa-
ra enfoiticar amantes e dar realce a bailes e
partidas.
O ultimo defeito he a insuportavcl massada
das incessantes quadrlhas. A variedado ho o
principal condimento do prazer: e justo be,
que todos se divirto em urna rcuno, que nao
tem por fim, se nao recrear o espirito. Eu nao
pretendo proscrever as quadrlhas : sao fructas
do tompo ; e do mais para serem adoradas basta
virem d'Fstranja : mas nao hajao s quadr-
lhas sim interpoladamente quadrlhas, can-
Pimontel, Henriquos de Rezende Wander- tona, muzira &c ; por que assim con tonta-
loy visconde de Baependy, Sousa Martins,
Maciel Montero Sonsa Franco Silva Fer-
raz Pereira da Silva Carneiro da Cunha ,
Coelbo Pessoa de Mello Vianna ( ministro
da fazenda ) e Paula Candido e fica adiada a
discussao pela hora.
Varicela de.
DO CARAPUCEIRO.
Os defeitos das nossas partidas.
Por vezes hei dicto, eagora repito, que nao
reprovo absolutamente os bailes, as partidas, o
companhias. Sao passa- tempos honestos, e con-
seguintemente nao encontrao os saos principios
da Moral: mas alguns defeitos descubro nessas
reunies entre nos, que muito dosej.ira ver cor-
rigidos. Um dos principaes a meu ver he o
luxo introduzido, esustentcntado impruden-
temente pelas senhoras ricas. Ninguem, que sp
appresonta em urna publicidad1 quer fazer fi-
sura triste e maiscm urna reunio de socios,
em a qual com raso todos se conciderSo. A Sr.*
D. Fulana por que he mulher de negociante
grosso a Sr.* D. Sicrana ; porque hcfilha do
rico proprietario comparecem nessas sociedades
com preciosas sedas com cusrosos hri-
lhantes &c. &c. : e o que farao outras militas
se aos que gostao de engomar o assoalho com os
pfis e lambem aos apaixonados d'harmonia.
De mim confesso (o do meu gosto haver muita
gente), que prefiroouvir cantar a Mademoiscllo
Lucci, ou ao Sr. Marinangelo a todas as qua-
drilhas de Pariz, de Londres, de Viona d'Aus-
tria &r. &c. : mas osjovens a/ougados, e cer-
tas meninas bolicosas nao quen m, se nao qua-
drlhas o chamao a tudo mais massadas, como
se houvesse cousa mai montona nais rnassa-
dora do que as mesmas quadrlhas, que aca-
bao todas pelo h li fan fao! Finalmente he dan-
ea de tal natureza, que nao he mster aprender,
seno as chamadas marcas: o mais he andar pa-
ra diante o para traz, os hompns fazendo x-
xas cortezias e as senhoras enviando-se para
aqui, e para ali com ar de piru/inhos, que
principiao a hrigar. E nao he urna intollcrancia
o proscreverom tudo, que nao forem qaad. ilhas?
Ha nada mais burlesco do que velhos, e velbas
a contradanrnr ? Km fim o Carapyceiru diz
o me sent ; os mais farao o que bem entcn-
derem.
ALPANJJKtiA.
Rendimento do dia 7.......... 6:582$682


'
Descarreguo hoje 8.
BrigueBrandymnc azendas, manteiga
de porto, farinha, bolaxinha, e bar-
ricas abatidas
Barca Calharina ferro,
Brigue Thonca/dvcn carviio.
Escuna Virginia 7 rarferfarinha, e bo-
laxinha.
ilovimenlo do Porto.
Navio salado no dia 6.
Bahia ; brigue sueco Sera capitao G. Gold-
bersen carga farinha.
Cabo Verde ; brigue i nglea Mensrsger capi-
tao Challes Sarbalestier; em lastro.
Entrados no mesmo dia.
Philadelphia; 19 das, brigue americano Bran-
dxotyne de 207 toneladas, capitao Powell
Smak equipagem 10 carga farinha.
Liverpool; 38 ilias barca i ug I va Wm. Kus-
sell de 298 toneladas, capitao Rohcrt Bru-
ce equipagem lo carga fazendas.
Nanos sahidos no dia 7.
liba de Fernando ; patacho brazileiro Pirapa-
ma commandante Balthasar Jos dos liis.
Ceara ; hiate brazileiro Flor das Larangenas,
capitao Bernardo de Souza carga diversos
gneros.
Aracaty ; patacho brazileiro f.aurentina llra-
zileira capilao Antonio Germano das .\e-
ves, carga diversos gneros.
Editacs.
Vicente Thomaz Pires de Figueiredo Cama-go,
Commendador da Urdem de Cliristo ins-
pector d'alfandega $c.
Faco saber, queom conformidade do art.
291 do rcgul.imento das alfandegas se ha de
arrematar no dia 8 do corren te em hast pu-
blica ao meio di' na porta d'alfandega, seis
queijos pe-ando 115 libras 367 rs. cada urna
inclusive o augmento de 3 por / cinco bar-
ricas com 31 w do arroz 1 $000 as. cada @,
urna porcao de albos com avaria no valor de 4fi
rs. urna dita de arcos de barricas no valor iie
lOj rs. ; mercadorias estas que foro appre-
hondidas ao commandante do brigue sardo
Eridano ; nao sendo o arrematante sujeilo ao
pagamento dos dircitos o expediente. Allan-
dega 3 de Agosto de 18'l-V. O inspector
V. T. P. de F. (amargo.
O Major Silvestre Antonio de Laage Jnior ,
Juiz de Paz da fregue~ia da S da Cidade dr
Olinda e presidente do collegio eleitoral da
tnesma cidade.
Faco saber a todos os senhores eleitores da
actual legislatura que compile o collegio elei-
toral desta cidade que se acba apprasado pelo
Exm. Presidente da Provincia o dia 27 do
correntc para reuniao do referido collegio a
fim de procedor-se r eleicSo dos noyos deputa-
dos provinciaes como me foi participado por
officio do mesmo Exm. Sr. de 23 do Maio des-
te anno. Pelo que os senhores eleitores de* m
impreterivelmenle achar se em o referido diu
as 9 horas da manhaa na cathedral desta cidade.
E para que chegue noticia de todos mandei
passar o presente. Cidade de linda 1.o de A-
gosto de 1813. E eu Antonio Nuncs de Mello,
eserivao o escrevi.
Silvestre Antonio de Laaje Jtinior.
Vicente Thomaz Pires de Figueiredo Camargo,
Commendador da (Jrdem de Christo ins-
pector d'alfandega 6c.
Faz saber que no dia 8 do correte em
conlormidade do 4. do artigo 263 do regula-
mento das allandegas se ha de arrematar em
hasta publica ao meio dia na porta d'alfandega,
por conta de lvalkmann$ Rosemund 131 barri-
cas com 14,450 libras de potassa algum tamo
arruinada e por isso avaliada cada urna libia a
160 reis nao sendo o arrematante sugeito ao
pagamento dos direitos, e expediente. Alandc-
ga 4 de agosto de 1843. Vicente Thomaz Pi-
2 drjjas de taboas de forro de amarellocom
o mesmo comprimento e largura.
Quom as tiver aprsente-so na sala Ja direc-
tora as 11 horas do dia de hoje.
yfdininislraco do patiimonio dos orfaos.
Perantea administracao do patrimonio dos
orfaos se ha de arrematar a quem mais der por
lempo de 3 annos que bao de (indar em 30
de Junho de 1846 as rendas das seguintes ca-
sas :
N. 26 na ra da Madre de Dos.
36
38 do Torres.
Os licitantes poderao comparecer com seus
fiadores na casa das sessdes da dita administra-
dlo no dia 9 do correte mez as 4 horas da tar-
do. Salla das sessoes d'administracfio do pa-
trimonio dos orfaos 1. de Agosto de 1843.
J. M. da Cruz escripturario.
Conimuacao dos devedores da laxa dos escravos
do bairro do Recife.
Manoel Jos da Silva Braga 4S
Antonio dos Santos Costa 48
Alexandrina Umbelina de Mello 48
Sabino Jos \ ianna 32S
Jos Andr de Olivoira 18
Padre Primo Feliciano dos Santos 28
Joio Machado Fernandes Lima 88
.Manoel Jos Lavares 4S
Jos Hay 8j
Antonio Francisco dos Santos Braga 12S
Manoel Jos Correia Jnior 238
Francisca Felizarda Lial de Barros 2S
Luiz A Ivs de Souza 48
Antonio Joaquim Pereira 18.>
Antonio Joaquim Bibeiro 58
Maria Clara da Boa-Hora 88
Mara Luiza do Nascimenlo 28
Joaquina Maria de Sant'Anna 2S
loodo Oliveira Guinarcs 28
Manoel Cyprianno Ferreira Rabello 88
Antonio Jos \ ieira Lisboa 88
( Continuar-se-.)
Leiloes.
com urgencia, d-se por seguranca um sitio
na estrada do Pouib.il, ou mesmo vende-se :
a tratar com Igna io Jo/.o de Couto, oucom
O corretor Oliveira far Lilao por conta I Manoel Pedro da Fonseca.
de quem pertencer, de grande porco de mo- Precisa-sede um caixeiro que seja muito
bilia e de obras de prata comosejo salvas, diligente; no botequim da Estrella.
casticaes, &c; quarta feira 9 do corrente as
10 lioras da manila, no armazem que foi do Sr.
Stewart ra da Cruz.
Avisos diversos.
LOTERA 1)0 THE VIRO.
Hojeas 10 lioras audo as
rodas (Testa lotera.
dando os signaos certos I he ser entregue
H
VTJ
ros de Figueiredo Camargo.
leclanicoes.
O arsenal do guerra campra as mad.iras
seguintes:
Para a casa da directora.
6 du'ias de taboas de forro de louro ou sedro
de 30 palmos de comprido palmo e meio
dous palmos de largura.
alO IMTBUCO.
/.rtraordinaria funcco Lyrica.
Quarto diverlimento para o dia de quarta
feira 9 do correte de 1843. Em beneficio de
Rafael l.ucci.
Primeira parte.
O Beneficiado com sua filha Mademoizelle
Carmela executrao um lindo e novo duelo
pela primeira vez, da Opera Torquato Tasso do
M.c G. Donizetti, guando alia notte bruna.
Segunda parte
As duas irmacscantro amuiengracada sce-
na, em portuguez. Tenho anda um coracao.
Terceira parte.
Mademoizelle Carmela com o beneficiado
executrao pela primeira vez, um novo duelo, da
Opera I Capuleti, ed i Montecchi do M. V. Bel-
lini. a tollo a un sol mi gndo: qual desem-
penhara, a parte do Joven Romeo.
Quarta parte.
Mademoizelle Manoela Caetana Lucci pre-
eneber esta quarta parte, com linda e nova
Modinha Portugueza
Quinta parte.
O beneficiado cotn sua lilha Mademoizel-
le ("rmela cantrao ojocosodueto da Opera,
il Turco in Italia, do M.' G. Rossini Perpi-
acere alia Signora.
Sexta parte.
Para fim o diverlimento com um novo e mui-
to jocoso duelo executado pela primeira vez ,
pelo beneficiado juntamente com o Sr. Joio
Wanimeil : do celebre M.e D. Cimarosa da
Opera il Matrimonio Segreto Se fiato tncor-
po atete.
O beneficiado hem persuadido, que um di-
vertimento to lo Lyrico (e por ser mesmo a pe-
dido de umitas pessoas ) agradar mais aosa-
mantesda divina arle espera a sua proteccao
pela qual ficar eternamente grato.
N. B. Se o dia estiver muito chuvoso nao ha-
ver divertimenlo translerindo-se o dia an-
nunciado por outro annuncio.
Principiar as 8 horas e meia.
Avisos martimos.
* ....
Para Lisboa ha de sahir no dia 9 de agos-
gosto correte, o muito bem construido bri-
gue portuguez Tarujo 1. de primeira mar-
cha e com as melhores commodidades para
passageiros ainda recebe alguma carga e pas-
sageiros; quem no mesmo quizer carrejar ou
ir de passagem p de dirigir-se ao capitao do
Arrenda-se o sobrado de 3 andares no at-
ierro da Boa-vista com um grande armazem e
quintal que deita at a mar ; os pretndanles
dirijo-se a mesma casa a tratar com I). Maria
de l'inlio Borges,
No dia 6 do corrento mez desapareceo um
cachorro atrevessado comprido cor alva-
centa ; quem o pegou leve-o a ra do Livra-
mento n. 35, que ser gratificado com 208000
res.
Quem perdeo urna canoa nova sem sera-
berta ; dirija-se a travessa do Adique n. l.
Una senhora de bous costamos se en-
carrega da craco de meninos de peito m-
pedidose desiinpc lidos e tambem recebem-
se meninos desmamado;- para corar da sua edu-
caco ; no que prometa esmirar-se : quem do
seu preslmo se quiser utilisar dirija-se ao patio
do ( armo n 24.
A pessoa.que no dia 30 do p p. julbo per-
deo urna pouca de roupa lavada que vinbado
rio
na ra dasCru/es senda n. 29.
Jos Caetano Farges, vendo o annuncio
segunda vez publicado no Diario de l'ernam
buco de 7 do correte mez de Agosto a respeito
da casa de sobrado na nri larga do Bozario em
que a eicopcuo da parte da menor Izabel as ou-
tra partes sSo do annunciante e de Marlini-
anoo Jos Pascual declara que taes annun-
cios nao sao verdadeiros que O annunciante
nao tem reposicoes a fazer se nao aquella que
ja annunciou por este mesmo Diario de 3 do
correle mez e que de tildo podar mostrar o
annunciante forma! de partilhas que existe em
seu poder que a casa est livre e dezembaracada,
e pede a quem taes annuncios faz que assigne 0
sen nome para o arrematante o conhecer e
saber contra quem so ha de dirigir, e mostrar
o erro em que labora ou fim sinistro por que
tem eito taes annuncios, e nao aparecendo o
nomedesse annunciante ficar o publico conhe-
cendo que he um impostor.
- Precisa-se de um rapaz portuguez que en-
tenda de venda e que d fiador a sua condue-
la para se Ihe eotregar urna veoda de sociedade;
e quem precisar de um menino brasileirode
dado de 16 annos para qualquor estabeleci-
menlo de loja de azendas, lerragens, ou miu-
de/.as* que sabe bem escrever ler e contar,
para esta praea ou para fora sendo perto da
rnesma esed algum lempo gratis. a fallar
na praca da Uniao na loja do Sr. Fgucra ou
annuncie por esle Diario.
- Avisa-se que no engeoho Queimadas deSe-
rinhaem ha urna hypotheca perlenceote ao fal-
lecido Beroardo Pereira Simes, para que
ninguem faca negocio algum sobre dito enge-
oho sem tratar de a pagar.
Quem tiver urna tipoia sem rede, e
prompla dos mais precisos, equeira vender ,
dirija-se ao Herr dos Affogados casa de Sil-
vestre Joaquim do Nascimento ou annuncie
por este Diario.
O Sr fabricante de violas e guitarras
que morou no ra de Santa Tere/a n. 22, quei-
ra annunciar sua morada para ser procurado a
negocio de seu interesse.
Offcrece-sc um homemsem familia, que
sabe ler, escrever, e contar, para adminislrar
qualquerservico na praea, ou fradclla, e
entonde bem de restilacao ; quem o pertender,
dirija-se as 5 Ponas n. 71.
- Precisa-se saber quem seja nesta praca a
pessoa.ou pessoas encarregadasdosnegociosdos
.Srs.Manoel Bernardino ^ ieira de Mello, Sr. do
engenho Pedregulbo em Nazareth do norte e
de Antonio Januario Paz Brrelo do engenho
Arariba de c ma, na freguezia da Escada ; por
obzcquio annuncie por esta folha.
Precisa-se de 1 ou 2 homens forros,
(rabalha lores de enxada e aue entendao de
mesmo brigue Manoel d'Oliveira Faneco ou ortalice.e da-se preferencia aquelle que for por-
i duziasde taboas de louro inferior deas- a Mendes '& Oliveira na ruado Vigario n. 21. tugue e se Ihe fa/ todo inleiesse ;
dio sitio dos arcW
sua 1 lio. Para o Acarac, a sair co0 brevidade [ior
1 pranxao de sedro de 30 palmos de compri- I ter parle do seo carreaamento prompto o bri-
do 2 de largura e 9 polegadas de grossura. | gue escuna brasilero y/guia de primeira mar-
Para as officinas. j cha forrado e encanillado de cobre : quem
2 duzias de taboas de louro de assualbo de no mesmo quiser carregar ou ir de passagem,
30 palmos de comprido e 2 ditos de lamo.
r-i i i.ii ni "
. uu'.ius lie ldllllU> UCcl>SUdlll as mesmas dimencoes cima ditas.
n. 11, contiguo ao da igreja.
= Alnga-seum segundo andar com grande
soto na ra de Apollo n. 21; a tratar na
mesma ra armazem n. 22.
Quem precisar de urna ama para caza de
dirija-se a'bordo a tratar com o capitn do pouca laimlia ; dirija se a ra .lo Vigario ven-
. _: i t.. U- T :_- ... I i- i
IIICKIIIU .iiii'iiiiii lid IlUbUv '^"i'U WU VUIII USl uu l|. *'
consignatarios Novaes efe Compaohia. Precisa-sede 3:000{>000 rs. apremio,
Aluga-se ou vndese urna canoa grando
de COnduzir agua, muito bem construida e ain-
da nova ; quem a pretender alugar ou com-
prar dirija-se ra do Cabug loja de miudozas
n. B.
Quem precisar de urna mullier capaz para
ama de casa de homem solteir, ou de pouca
familia a qual sabe cozer, engomar e cozi-
nhar com milita pereicao annuncie ou di-
rija-se ra do l.ivramento n. 13.
Precisa se alugar um negro para vender
fazendas pelas ru is desta cidade, junto com um
caixeiro d-se-lhe o sustento e IOS reis men-
sa es; quom quiz r dirija-se*ao palio do Panizo
no segundo andar do sobrado n. 8 : no mesmo
continua-se a dai dinbeiro apremio sohre p-
nhores de ouro e em pequeas poreoes do
urna ;s tres horas da larde.
Precisa-se alugar urna escrava do boa con-
ducta ; quem a tiver dirija-se ra do l.ivra-
niciito n. 22.
Pede-se ao Sr. fiscal do bairro de S. Fre
Pedro Goncalves do Recife que entre o grande
numero de beneficios, que tem leito, e manda-
do fazer, queira por humanidade juntar mais
um que he lmar suas vistas na propriedade da
ra do Amorim n, 4 que pela grande ruina
que anteara* se acba fechada quaze um anno.
Sociedad Euterpina.
A commissio administradora designou o
da 23 do corrente para dai sua partida, e o dia
de boje pelas 6 horas da larde para distribuidlo
de convites.
Jos Jacintho dos Reis faz sciente ao pu-
blico, que de hojeemvante seassignar por
/os Jacintho dos l!<-is e Mello por haver ou-
tro de igual nome.
O abaixo assignado faz publico pelo pre-
sente que tendo constituido por seu bastante
procurador nesta cidade para Uactar de todas as
suas pendencias judiciarias, e quaesquer quo
or sua urdem houver do fazer ao Sr. Bodolfo
.lun Barata de Almeida o que teve lugar no
lia 15 do passado ; tem por tal motivo tornado
de nenhuiii effeilo e como se nunca existisso
qualquer procurai 3oq'anteriormente a essa dala
havia dado constituindo outro procurador, em
virtude do que previne particularmente aos Srs.
escrivaes do auditorio civel, e crime fazenda,
e orfaos, que s o dito seu procurador Barata
tem poderes para assignar quaesquer papis o
termos. I'ernambuco. 4 de agosto de 1843.
Domingos y/ntonio (ornes Guunares.
= Aos senhores de engenhos, ouaquem
convcr. Um brasilero com 25 anuos de dado
habilitado a encarregar-se da escripturacao do
qualquer eslabelecimento ofierece se a quem
d elle precisar ou a encarregar-so da educacao
de meninos de urna familia, isto : a ensi
nar-lhes a ler escrever arilhmetca re-
ligiiio, traduzire fallar bem hespanhol, tradu
zirfrancs, geographia o lambcm danzar ;
o annunciante coinpromote-se nao s a urna
das cousas, como de ambas em urna s casa,
rom a condicSo porem de ser fura da capital:
quem d'elle precisar pode annunciar assegu-
ramio, que serao favoraveis ascondicoesdocon-
tracto e preencher os desejos de quem d'elle
se queira utilisar, pudendo com |ira er dar to-
da e qualquer fiama de sua boa conducta.
Jacinto Antonio Aflbnco comprou ao Sr.
tenente Joiio Marinho l'aes liarreto um mole-
quede nome Agripo, para embarcar para o Rio
de Janeiro.
= Precisa-se de una ama para o servico in-
terno de urna casa de pouca familia ; na ra da
Praia n. 55.
= Joaquim da Silva Paula Ramos, subdito
deS. M. F.. retira-sc para lora do Imperio,
se alguem so julgar seo creilor baja de declarar
por esta folha no prazo de 3 dias.
= O carlorio dos feilos da fazenda mu-
dou-r.se para a ra das Flores o. 21.
- Todas as pessoas, que esto devendo no
botequim da ra dasCru/es, faco o lavor de vir
saldar suas conlas at o dia 20 do corrente mez,
e quando assim nao o faco sero os seus nomes
publicados por estenso nesta folha.
= Aluga-se um sitio no lugar da Boa-via-
gem com boa casa trra para plan tacan,
com 300 ps de coqueiros e outras aores de
fruto e comniodo o aluguel; na ra do Quei-
mado n 57.
= Precisa-se de um caixeiro para urna ven-
da, de idade 13 a H annos ; no beco do pcixe
Frito n.5.
Aviso para es Srs. de engenhos.
Na grande fabrica de distilaco no Apipucos,
compra-se constantemente, e em lempo, qual-
quer poreo de niel : pagase dinbeiro a vista ,
a 3g200 por barril de 22 caadas, ajusta-se
quulidade.

%*** UV WVI4


Quem por engao, ou dolo levou da sa-
crista da ordein lerccira do Carmo om o da
(> do corrente um chapeo preto com dinheiro ,
e outros objectos le valor, deixando em seo lu-
gar outro chopeo muito velho ; <|uerendo res-
tituil-o com tudo quanto continha pode leval-
o a ra do Ro/.ario eslreita n. 27 que ter
16S rois, e o mesmo chapeo, guardando-se so-
bre isto segredo.
= James Crabtree & Companhia aviso aos
Srs. assignanles do correio particular entre esta
praca e Parahiha quede hoje em diante se
nao recebero mais cartas algumas, sem que
primeiro tenho pago o competente porte no
correio geral, e tamhem trazerem o competen-
te sello e o mesmo se praticar na Parahiba
= Na ra do Rangcl logo ao entrar da pra-
cinha n. 5, ha una pessoa que se propoe a
correr folhas e tirar passaportes para embarque
de escravos o tamhem de pessoas forras ; as-
simeomo outra pessoa que se encarrega de
urna carta para o Sr. Antonio .uiz dos pantos ,
vind?. do Norte.
Da-se 400,000 rs. com hypotheca em
um sobra lo de um andar, que tenha comino-
dos sulTicientes, ficando os juros pelo aluguel,
nao se duvidundo dar mais alguma quantia ,
que se ajustar sen lo a casa boa; quem qui-
ier este negocio annuncie.
- Antonio Pereira Pinto de Faria lendo
3 annunciosem diversos Diarios do mez passa-
do om que seu enro o Sor. Jos Mara de
Carvalho diz que o anntinciante vender o
engenhoGonsas-aripnra o fim de deserdar urna
filha e comprar o engimho Assude-grande
para herdar somonte a um filho e um genro ,
forcozo I lio he declarar ao mesmo seu genro e
ao publico que o engenho Assude grande fo
comprado por seu filho F.uiz CeiarPioto de Fa-
ria c seu genro Jernimo Saturnino fiuedos
Alcanforado ao Sr. Antonio Pereira Freir pe-
la quantia do 8:300,000 rs. em nina desobli-
ga ao Snr. Relern e lettras a vencer, que an-
da estiio todas por pagar como po^e ver-se
da escriptura celebrado na eidade da Victoria ,
e da desobriga e letras existentes om poder dos
mesmos Srs. Belem o Antonio Pereira Frei-
r ; e queso o annunciante vendeo o seu en-
genho Gongassari oi para emholcar, o que
devendo esteva aos Srs. Casado Lima, Silvestre
Manoel do Nascimento Domingos Alvos, e
ao mesmo seu gonroa quem responde, a quan-
tia de 4:000.000 rs. ; pois que do outro modo
impossivol Ihe seria solver estes dbitos.
Muga-se um sobrado com mu i tos com-
modos ; na ra do Livrament n. 3.
= Alusa-so um ptimo escravo padeiro :
na ra das Thrincheiras n. 46 primeiro an-
dar.
Lotera de N S. do TAvramento.
As rodas dosta lotera andao infJlivel-
menle no dia 30 do corrente fiquem ou nao
bilhetes e o restante acha-se a venda nos lu
gares do costume.
Na ra larga do Roiario n. 13 existe
urna carta vinda do Maranhiio para ser entre-
gue ao Sr. Idolfonso Manoel dos Santos.
Precisa-se de urna ama para o servieo
interno de urna casa de um homem solteiro; na
ra do Aragao n. 19.
O Sr. que desoja fallar a Antonio Jos
Marques, podedirigir se a casa de Jos Anto-
nio Marques na ra do Rangel esquina do
beco do Carcereiro n. SO e isto at o dia 8 do
corrente.
Quem annunciou querer comprar um
diccionario dirija-se a ra Imperial n. 18"*.
s= Precisa-se de duas negras ou moleques
paravenderem azeite de carrapato pagando-se
a cruzado por caada dando-se meia garrafa
fiara quebras ; na ra da Gloria sobrado n. 7
junto a fabrica do fallecido Gervasio ; assim
como vende-se 2500 telhas hom cozidas e de
bom barro por preeo commodo ; na olaria;
porto junto a fabrica do fallecido Gervasio.
e cobre por sedulascom 2 por cento ; na ra
do Livramento n. 3-
= Compra-se um cavallo que tenha bons
andares ; na ra Direita n. 10.
Vendas.
Compras.
= Compra-se urna escrava que soja perfeita
engommadeira ecostureira sem vicios, a qual
para fora da Provincia no Atierro da Boa-
vista casa do Coronel Chaby.
Compra-se efectivamente para fora da
Provincia mulatinhas molecas e moleques ,
e negros de officio de 12 a 20 annos sendo
de bonitas figuras pago-se bem ; na ra da
Cadeia de S. Antonio sobrado de um andar
com varanda de pao n. 20.
Comprao-se efectivamente para fora da
provincia esenvos do ambos os sexos; de 1 .'i a
20annos, pagSo-se bem sondo bonitos; na
ra larga do Rozario n. 30, primeiro andar.
Compra-*'1 urna morada de casa terrea ,
com bons commodos. no bairro de S. Anto-
nio na ras das Grates Trinchoiras, La-
rangeiras, Borlas, Agoas verdes, Diioita e
patio do Hospital ; quem tiver annuncie.
^ Vendem-se pannos finos pretos de boa
qualidade a 3000 merino de cores a 1600 e a
3500, cortes de lanzinha modernos a 4500 e
5000, ditos de cassas pintadas a 2400, vesti-
dos ja feilos para criancas a 1000 rs. peiti
'los de camhraia para senhora a 120 e a du-
ra a 1200 cortes de chitas patente a 2400 ,
chitas de assento escuro a 140 e 160 lencos de
dita a 140 e 160, e de cassa brancos, chila
azul a 120 brim trancado escuro de linho a
510 a vara pecas de bretanba de linbo finas a
3600 com 6 varas e a 2000 de algodo com
10 varas bicos e rendas de todas as larguras ,
e outras militas fazendas baratas com amostras
raneas na ra do Crespo lo ja n 12
= Vende-se urna cama nova de Jacaranda,
para homem casado por preco muito commo-
do ; na ra do Cabug n. 3 loja de Seleiro.
- Vendem-se os seguintes livros : Orlando
Amoroso em 3 volumes a nobre Veneziana ,
1 v. ; e urna porco de fumo para charutos,
por preco commodo ; no ra estreita do Roza-
rio loja de cera n. 3.
Vendem-se caixnhas de agulhas de fun-
dos dourados, cachos de flores de bom gosto ,
thesourinhas finas douradas cartas francezas
finas, moias de seda pretas para homem e se-
nhora, ditas cor de perola para senhora es-
covinhas para denles, ecabello papel de pe
so, perfumaras de muitas qualidades e ou-
tras militas miudezas por preco commodo: na
praca da Independencia n 7.
= Vendem-se botins de bezerro borze-
guns para homem senhora e meninas gas-
piados e de pona de lustro sapalos de toda
as qualidades para homem senhora e menino ,
e de urna e duas solas; na ra da Madre de
Doos n. 28.
X Vendem-se chitas encarnadas com flores
amarellas a 7600 e 200 rs. o covado pecas
de caca propria para cortinados com 8 varas e
meia a 1600, ditas de bretanba de 6 varas a
1280, cassas pintadas de di fie rentes cores,
a 160 chitas com llores a 200 rs. pecas de
liretanhas com 15 varas a 2400 fustoes bran-
cos com flores dito pintado a 400, veludo la-
vrado com algum mofo a 1600, garca de se-
da com flores a 200 rs. lencos de garca lisos a
240 chitas para coborta de assento escuro a
140 e mais finas a 160 chapeos de seda pa-
ra meninos a 32o ditos de sol com avaria a
640 chales de chita de assento escuro a 480 ,
ditos de cassa lavrados a 320, pecas de pani-
n lio fino com 17 varas a 5000 e a 320 a vara ,
cortes de cassa pintada para vestidos a 2400 ,
e outras muitas fazendas por preco commodo ;
na ra Ja Cadeia velha loja n. 6!.
Vende-se urna boa vacca de leite acostu-
mada ao pasto ; no Manguinho no sitio do Sr.
Joao dos Sanios Porto.
Vendem-se urna negra de nacao de
24 annos com algumas habilidades; e um
moleque de 14 annos, de bonita figura; na
ra das Cruzes n. 41, segundo andar.
Vende-se urna tipoia ; na ra do Cres-
po n. 7.
Vendem-se 24 saccas com milho duas
canoas de 1 s pao cada urna, barriscom breu,
sag fino tudo por preco commodo ; nu ra
das Cruzes n. 30.
Vende-se urna venda na ra Direita n.
21 com poucos fundos; a tractar na mesma.
Vende-se um escravo peca ptimo para
todo o servido monta bem a cavallo e sabe
tractar bem delles; no patio da S. Cruza tractar
com Joao Sebastian Pereti.
-A manhaa as oito horas do dia achar-se-ao
na praca da Independencia 7 ptimos quartos
para serem vendidos e entre eles alguns com
bom carrego.
Vcndcm-sc chapeos pretos (rancezes de no-
vas formas, e chegadbs agora, mantas de se-
da de superior qualidade para senhora; na
ra do Queimado n. 25 loja de Guilberme
Sette.
=s Vende-se urna commoda de amarello
usada urna geometra e Arithmetica de La-
croix urna flauta de bomba com variacoes em
msica e tamhem algumas msicas de Igreja
como missa officio tudo por preco commodo:
na ra do Cotovello n. 36 das 6 as 8 horas
da manhaa.
Vende-se urna preta de nacSo de 22
annos com urna cria de 10 mwes ; na ra do
Livramento sobrado de varandas
n. 33.
ancora de ferro com sepo de pao. de 14 a 16
quintaos de muito boa qualidade de ferro ,
por ter sido ja esperimentaJo; em Fora de Por-
tas ra do Pilar n. 137.
Vende-se vinbo de Bordeaux, dito de
Langlade em barris e garrafas, Champanhe ,
Muscatel cognac licores finos de Bordeaux
e de Marseile. absintho, azeite doce superior em
caixa conservas sortidas frutas da Europa ,
confeitos com calda tudo chegado no ultimo
navio por preco mais commodo possivel; na
ra Nova hotequim francez n. 69.
Vende-se um relogio sabonete de ouro,
patente inglez por preco commodo ; na ra
de S. Rita n. 85.
Vende-se um berco : na ra Collegio ,
n. 23.
Vende-se urna escrava boa lavadeira ,
cozinheira, e engomadeira; na ra do Collegio
n. 23. I
Vendem-se duas canoas em bruto de
amarello vinhatico com 55 palmos de com-
prdos proprias para abrir; na ra do Cabu-
g n. 3 na mesma aluga-se urna canoa de 600
lijlos de carga fabricada de novo.
=Vendem-se bezerrosde lustro para calcado.
muito em conta galao fino de ouro e prata ,
chapeos envernisados para pagem ; na praca
da Independencia loja de Antonio Felippe
n. 21.
Vendem-se 2 pretas boas para todo o
servieo de praca e campo ; dous moleques de
12 annos bons para aprenderem officio 4
oscravas mocas cozinho engomma e la-
vo; e ummolecotede 20 annos; na ra de
Agoas verdes n. 44.
=Vende-so urna barretina nova para Guarda
Nacional do 2. batalhao, um corriame e bonet;
tudo por preco commodo ; na ra do Cabug
loja de miudezas junto do Sr. Bandeira.
=Vendem-se dous escravos um com dado
de 25 annos, e com algumas habilidades; e ou-
tro de 18 annos, j bastante adiantado no officio
de pedreiro alem de outras habilidades ambos
por commodo preco; na ra da Cruz n. 61.
Vendem-se bixas grandes e pequeas mui-
to superiores, e tambem se alugo por preco
cmodo; e vao botar-se fora para cmodo dos
pretendentes: na ra Direita, loja de barbeiro
n. 123.
= Vendem-se dous negros sendo um moco
e outro de meia idade, ambos sem ter deleito
algum : na ra Nova n. 20.
= Vende-se colla fabricada emPernambuco,
a 200 rs. a lihra : na na do Ra.gol n 52.
= Vende-se ladrilhode pedra marmore de
duas cores, liranco o azul: na ra da Gloria ,
armazem n. 31.
Vendem-se um terreno alagado ern par-
te attorrado, com algumas plantas; urna casa
pequea com bom viveiro, e frente para a ra
da Aurora e Hospicio, e vende-se muito em
conta por preciso : na travessa das Cruzes
n. 8.
= Vende-se milho da trra por preco
muito commodo : na ra do Collegio venda
cado escuro de puro linho a 480 rs. a vara o
atualhado de algodo com 8 palmos de largura
a 640 a vara duzias de guardanapos do mes-
mo atualhado a 2400 rs., ricas franjas proprias
para cortinados de varias larguras a 320 e 400
rs. a vara dita proprias para guardanapos a
120 a vara fustoes acolxoados para coletes a
360 o corte pecas de algodaosinho de 20 jar-
das por 2400, ditas com vara do largura a 3800
rs. meias finas para senhoras o meninas a
320 o par, babados de linho de 120 a 160 a
vara eas bem conhecidas bretanhas de rollo
com 10 varas a 2S000 : na ra do Crespo
n. 15.
O abaixo assignado vende a parte que
Ihe tocou por beranca de seu fallecido pai Ma-
noel Pires Ferreira na divida da Fazenda Pu-
blica do Rio de Janeiro a qual com os juros
anda por mais de 5 contos de reis ; quem pre-
tender dirija-se atraz da Matriz da Boa-vista,
n. 24. = Domingo* Pires Ferreira.
Vende-se a propriedade denominada Cas-
sote a qual divide pelo engenho Giqui, pas-
so do dito, em trras'da Ibura a qual tern
quasi meia legoa com mattas e agoa ; atra/.
da Matriz da Boa-vista n. 24 casa de Do-
mingos Pires Ferreira
Vende-se urna venda na esquina da ra
da Paz ; a tractar na mesma.
Vende-se o muito velleiro briguc escuna
americano Virginia Trader forrado e encavi-
Ihado de cobre, e prompto a seguir viagem para
qualqucr parte; os pretendentes dirijo-se aos
consignatarios Matheus Austin &C.*, na ra
do Trapicho Novo n. 18.
Vende-se um casal de escravos de boas
figuras, proprios para todo o servieo de cam-
po : na ra larga do Rozario n. 36 tereciro
andar.
Vende-se urna escrava moca de 16 an-
nos propria para todo o servieo de urna casa .*
na ra larga do Rozario n. 36, terceiro andar.
Escravos fgidos.
n. 5. de Antonio Joze Alves da Fonseca.
= No deposito de assucar refinado, esta-
belecido junto ao arco de S. Antonio, em fren-
te do caes do Collegio ha para vender assucar
refinado segundo o novo systema de fabrica-
cao pelo qual se extrae a potassa e cal, dei-
xando-se-o no seu estado de pureza ; sendo o
proco da libra do de primeira sorte e em paes
160 rs. e o de segunda e terceira em p ,
a 120, rs.
= Vende-se cal virgem de Lisboa, e da tr-
ra em barris pequeos: no armazem de assu-
car n. 10 na ra de Appolo por preco muito
commodo.
= Vendem-se bichas ltimamente choga-
das, pelo commodo preco de 100 e at 200 rs.
as maiores ; assim como rap rolo amburguez
em garrafas grandes e pequeas : na praca da
Independencia n. 36.
= Vende-se urna negrinha de bonita figu-
ra com principios de cozinha e de costura :
no atterro da Roa-vista casa em que mora o
Sr. Antonio Luiz Gonsalves Ferreira no pri-
meiro andar.
= Vende-se urna preta muito boa vende-
deira lavadeira cozinha faz massas e do-
ces : na praca do Commercio casa de Joao
Carroll & Filhos.
= Vendem-se esteiras finas da India para
forrar salas cha isson a 2240 ; na ra da Ca-
deia velha n. 31.
= Vendem-se chitas pretas bem proprias pa-
ra escravas a 120 ditas de acento escuro e
brancas a 160 rs. o covado vestidos de fina
cassa com enfeites para criancas a 18000 pi-
tilhosde cambraia para guarnecer vestidos de
douradas jjenbora al20eem duzia a 1200 rs excel- ^ uaBdo (ugodeixu-a em casa; quem
lentes cassas pintadas de acento amarlo a 2000 j 0 pogar leve, ra RoMa outr'ora Florentina a
ancha propria para qual- o de cores escuras a 5 0 o covado pecas, ca,a dc Jos6 ,,a s|vn o,ivei a f que sera gratj_
ficado generosamente.
= Fugio no dia 25 d'Abril do corrente an-
no, urna preta de nomo Maria nacao angola,
estatura baixa, espadada, tem os ps bastan-
te malfeitos, tendo no esquerdo urna cicatriz ,
de fallas baixas e costumava andar sempre na
moda : quem a aprehender, ou der noticia
certa onde esteja ou a levar ra das Agoas
verdes, sobrado n. 78 roceber 508000 rs.
de gratificado do seu trabalho.
Fugio a 20 do p. p. Julho um negro de
nomeLisboa, com um gancho no pescco ; 6
de suppr que o tivosse tirado; assim como tro-
cado o nome : nacao congo estatura regular,
espadado tem todos os dedos do p diroito
cortados : representa ter 22 annos nao tem
barba nem, tem 2 dentes abertos do lado de
cima, signal desuanaco; fugio da Villa de
Iguarass: roga-se encarecidamente a qualquer
pessoa que o pegar leve-o a mesma Villa cima
a Bazilio Joze Carneiro a ou a seu senhor noBe-
cife, Joao Viiissimo na ra do Vigario n. 18.
Adverte-se, que alem da paga ter urna grati-
HcacSo.
Fugio no dia 31 de Julho urna escrava
de nome Maria, levou vestido de palmas de
assento cinzento volho e panno da costa ve-
lho he de boa altura rosto malhado de urnas
manchas prctes ps compridos e seceos, a
ponta da orelha esquerda dobrada para cima ;
quom a pegar leve a ra de S. Jos D. 38.
No dia 6 do corrente desappareceo um
molcouede nome Pedro, de nacao Angola,
de 14 annos estatura baixa com um signal
na parte direita do rosto muito negro e com
cabello levou vestido calcas e camisa de al-
godo branco ; quem o pegar leve a ra da
lingoeta venda de Bernardo Boque, n. 8.
= Ne dia 5 do corrento desapi'areceo de
bordo do Patacho S. Domingos capito Ma-
noel Antonio dos Santos um escravo de nome
Joaquim de nacao Mina estatura regular ,
rosto redondo com 3 talhos em cada fece ,
o mascando continuadamente, vestido com
camisa e calcas usuario azul, e chapeo de pa-
Iha ; quem o aprehender levo a rasa do Gaudi-
no Agostinho de Barros na pracinha do "Corpo
Santo n. 66 ou a bordo do dito patacho fun-
diado defronte da Lingoeta.
No dia 4 do corrente fugio um moleque
de nome Euzebio de nacao Congo, de 12
annos bonita figura olhos grandes muito
esperto secco do corpo costumava a vender
a7eitede carrapato, e banha de manhaa e
quan lo fugio levou um prato de banha e um
caixozinhode landrescom cartuxos do gom-
ma costumava a vender aqui no Bccifc e nos
AfTogados, andava com urna sobre-casaca bran-
quer barca ou briguo por ser de boa cons-
truccao e com pouco uso com o fundo de
amarello roda nuilha. cadasto /-hrn-_
Apolices da contadona vencendo juros, seiras de sicupirae novo de dous remos, urna
de berlanba de puro linho com 10 varas a 38
rs. chales do cambraia adamascados com bico
im fAla o KKflO flfnc Aa j*ncea &d22SC2dco u
820 rs., ditos finos alOOOrs., brim entran-
.
Rkcifb: naTvp. dbM. F. eFaia. = 1843,


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EH5I5FMQM_MEPEX4 INGEST_TIME 2013-04-13T01:54:06Z PACKAGE AA00011611_05023
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES