Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:05022


This item is only available as the following downloads:


Full Text

T
Anno de 1843. Segunda Fe ira 7
Todo agora depeade He nos meamos; da nosss prudencia, moderagSo, e energa: con-
tinuamos como principiamos, aeremos aponlados oom admirarjao entre as Naciies mais
ulna. ( l'roclatuaejao da Assembleia Geral do Bbasil.)
PARTIDAS DOS CORREIOS TERRESTRES.
Jnianaa, e Parahyba, sejondis e sextas feira*. Rio Grande do Norle, quintas feiraa.
Ilonjta e Garanhuos, a 4 e 24,
Cabo, Sarinhiem, Rio Fornioso, Corlo Cairo, Macei, e Alanas no 1 H e 21.
Jloa-rislae Flores a 13 e ti. Sanio Anlio. quintas feiras Olinda lodos os dias.
DAS DA SEMANA.
7 Sag. s. Cactann. And. do J. de D. da 2. .
8 Terg. a. Cyriaco M. Ral. And. do J. da D. da 3. y.
9 Quan. jejuai s. Romo Aud. do J. da D. da i. T.
4l) Qnint. >{ a I.ourcngo ?,
I I S. u. Tibureio c Ssuta'aa Hm Aud. do J. de D. da 2. t.
42 Sab. s. Clara V. F. Ral. Aud. do J. de D. da 1 ?.
43 Doaa. ss_ Hypolito e Caisiano.
Anno XX. N. I<.
de Agosto
O Duato publica-as todos os dias que nii foraia Santificado! o pw < asaignaiara b
de tres mil mis por quartel pagos adianlados Os annoecios dos aasignantes ao inserido*
gratis eos dos que nio forera : ra .o de lOreis p >r linha. As reclamaqoe darn aer iri-
gida a esta Tip., ra das Cruies N. 34, oo apraca da Independencia loja u*liro 0*0.
renda.
17 000
46,800
9,400
*,940
1.94U
1,940
cambiosNo da 5 de Agosto. compra
Cambio sobra Londres 2d a 25 i. Ooao-Moeda da ,400 V. 16,800
Paria 3.0 res por franco. N. 16,Md
9,200
1,920
1,920
1,920
Lisboa 110 por 100 de premio. da 4,000
. FaiTa-Pataedaa
Mneda de cobie 2 por cento. a Peto Colnmnaraa
Idea de lelraa Ja boas firmas 1 j. I ditos Mexicanos
PIIASES A LA NO MEZ DE AGOSTO.
I.oa Cbeia 4 10, s 2 horase 25 m. da m I La ao-ra 25, aos 16 minutos da tardo.
Quart. minj. 18, i 4 horas a 20 m. dio, | (Juan, craso, i 2, as 9 horase 7 a. da Urda,
Preamar de hoje.
1. a 2 horas 0 -. da m.nh:,.. i 2. a 2 b.ras 31 ai. da tarea.
e
H^kBiP
sa
PARTE OFFICIAL.
DECRETO N 303 DE 2 DE JUNHO DE 1843.
Designando o numero de embregados, e seus ven-
cimentos as administrapdes dos crrelos na
corte e as provincias.
Tondoconsideravolmente augmentado o expe-
diente da administracao do correio na corte e
provincias do imperio, o urgindo que elle se fa-
ca com a celeridadequeconvem aosinteressesda
fasenda nacional e do servico publico, cm virtu-
de do art. 17 da lei n. 243 de 30 de novembrode
1841 e de conformidade com o disposto no ar-
tigo 27 do regulamento n. 255 de 29 de novem-
bro do 1842, hei por bem decretar:
Art. 1. as administrares dos corroios i\a
corte e as provincias, haver os empregados
mencionados as remedes juntas, os quaes per-
cebera5 06 venci'.nentos ncllas designados.
Art. 2. Os. administradores dos correios da
capitaes d.s provincias proporao aos presiden-
tes o numero de carteiros necessarios, tanto as
adci'ralstraces das mesmas capitaes, como as
administracoes e agencias das cidades, villas o
povoaces e os seus respectivos vencimentos
diarios de 320 rs. o 640. Oque for approvado
pelos presidentes se executar provisoriamente,
sendo as nomeaces feitas pelos administrado-
res e agentes, debaixo de sua responsabilidudc,
e tudo sdr depois presente ao governo, por in-
termedio do director geral dos correios, para di-
linitiva approvaco.
Art. 3. Os administradores actuaes de lora
das capitaes das provincias, e os agentes das ci-
dades, villas e povoaces continuars a perce-
ber os vencimentos que se adiad estabelecidos, e
mais 5 por cento da importancia dos sellos dos
portes que venderem, em quanto de novo se nao
lixarem sobre propostas do director geral dos
correios, o qual para elles solicitar dos presi-
dentes, e exigir dos administradoresgeraesdas
provincias as necessarias informales.
Art. 4. Fica sem vigor a tabella de 7 de mar-
co de 1839.
Jos Antonio da Silva Maia, do meu conselho
de estado, ministro e secretario de estado dos
negocios do imperio, assim o tenha entendido,
o faca esecutar com os despachos necessarios.
Palacio do Rio de Janeiro, em 2 de junho de
1843, vigsimo segundo da independencia c do
imperio.Com a rubrica de S. M. o Imperador.
Jos Antonio da Silva Maia. (*)
Governo da Provincia.
EXPEDIENTE DE 31 DO PASSADO.
Offlcio Ao inspector da thesourariada fa-
Benda ordenando em consequcnciadc requisi-
to do Exm. Presidente das Alagoas, que pelo
primeiro vapor, que se oferecer, remetta para
aquella provincia com a respectiva conta o sal-
do dos dinheiros, ella pertencentes, e aqui
arrecadados ateo flm deste mez (julho).
Dito Ao mesmo, transmiltindo a ordem do
thesouro sob o n 103, e recommendando, que
baja decumprirflel, e exactamente o que nella
se determina.
Dito Ao commandantc das armas, remet-
iendo copla da provisa do conselho supremo
militar de 6 do corrente (julho), que perda
Ivo Antonio do Rozario o crime de desercSo.
Dito Ao inspector da thesouraria da fasen-
da enviando copiado imperial aviso de 13
deste mez (julho), pelo qual se declara, que S.
M. o Imperador por sua immediata resolucao
de 28 do mez do junho houve por bem ordenar,
que a presidencia naoconsentisseno que at ho-
je se tem praticado pelos agentes das Alagas ,
que devem ser cohibidos de exercer aqui as func-
5es, de que sao encarregados.
Dito Ao commandante das armas, remet-
iendo os papis, em que o soldado de artilharia
Antonio da Cruz e outros sao propostos para
reforma em consequencia dos ferimentos de ba-
la, que recebero em campanha, aflm de que
rena elles urna certido dos assentamentos
do dito soldado, que especifique todas as alte-
raides, occorridas desde o dia, em que assen-
tou praca, at o presente.
Dito Ao desembargador chefe de polica ,
remetiendo em cumprlmento de ordem imperi-
al, copia u decreto n" 31 i de 21 de junho ul-
timo, que marca os vencimentos dos carecrei-
(*) Veja-se a relacad dos empregados no fim
desta folha.
ros das cadeias desta provincia, afim de que lhe
faca dar a devida execucao na parte, que lhe to-
ca : e participando, que pelo imperial aviso de
8 do corrente (julho) foi declarado, que nao he
possivel augmentar o numero dos amanuenses
designados no decreto n 283 para a repartigao
seu cargo, por ser isto contra o quo dispon o
regulamento n 120; assim como, quo convem,
que S. S.1 procure reduzir a despesa com o res-
pectivo expediente.
Dito Ao inspector da thesourariada fasen-
da, ordenando quo mande indemnisaro arsenal
de marinha da despesa, feita com quatro recru-
tas, que fora postos a disposicao do comman-
dante das armas, aflm deservirem no exercito,
e que consta da conta, que so lhe remette.Com-
municou-se ao commandante do brigue-escuna
Leopoldina.
Dito Ao engenheiro em chefe das obras pu-
blicas concedendo para os concertos da cadeia
desta cdade a quota de 1:6008 reis> 1ue serA to"
mada sobre os fundos, reservados para despe-
sas eventuaes na distribuicao, approvada pela
presidencia a 22 de junho ultimo.Participou-
se ao inspector da thesouraria das rendas pro-
vinciaes, e ao Dspcctor fiscal das obras pu-
blicas.
Dito Ao inspector do arsenal de marinha ,
determinando, que faca sair o patacho Pirapa-
ma para a ilha de Fernando no dia 5 de agosto
(presente), fim de levar 600 sacas de farinha,
que o commandante da dita ilha requisitou com
urgencia, o o mais, que o inspector da thesou-
raria poder remetter nesta occasiao; escientifi-
cando-o, de que, depois que o commandante do
referido patacho tiver desembarcado ali tudo ,
quanto condusir, seguir immediatamente para
o porto da Parahiba cumprir a commissao ,
que lhe foi determinada.Prcvenlo-se o com-
mandante das armas, e o inspector da thesoura-
ria da fasenda da prxima sada do patacho Pi-
rapama.
Dito Ao mosmo, exigindoem cumprimen-
to de ordem imperial, que informe; l-om que
servico se emprega a barca de escavafad, que
aqui existe; 2-que vantagens se tem oblido des-
te servico; e 3-qual a despesa, qu com ella se
faz, tanto com oseo pessoal, como respeito
do material, e especialmente sobre o eombusti-
vel quo gasta; e bem assim, se esta despesa
est em proporcao com aquello servico.
Dito Do secretario da provincia ao bacha-
rel formado Joaquim Jos da Fonceca, partici-
pando, quoS. M. o Imperador por decreto do
30 do junho ultimo houve por bem conceder-
Ule a demiss8o, que pedio, do lugar de juiz mu-
nicipal, o d'orfaos do termo do Limoeiro.
Dito Do mosmo ao inspector da thesoura-
ria da fasenda transmiltindo a ordem do the-
souro sob n" 88.
dem do da Io do corrente.
OfficioAo administrador do correio, re-
metiendo sessenla exemplares dos decretos n.
254, 255, e296. bem como urna copia do de
n. 303, todos relativos a taxa dos portes, que
as cartas e mais papis devem pagar nos correi-
os do imperio, e maneira do reoebimento des-
sa taxa aflm de que faca distribuir os mencio-
nados impressos pelas administraces e agen-
cias dos correios nesta provincia e Ihes de a
devida execucao na parte, que lhe toca : e re-
commendando-lbe, que faca acompanhar a in-
dicada distribuicao das instrucedes, que julgar
necessarias para o regular andamento deste ob-
jecto, entre as quaes deve comprehonder as dis-
posires do decreto n 303, do que os adminis-
tradores, e agentes parciaes devem flear na in-
telligencia, de que pela thesouraria da fasenda
serad distribuidos os competentes sellos dos por-
tes; os quaes, wspeito dos peridicos, leis, e
actos do governo comecaro ser pagos pelo -no-
vo systema no Io de setembro futuro em todo o
imperio.Oliciou-se respeito ao inspector da
thesouraria da fasenda.
Dito Ao inspector do arsenal de marinha,
ordenando, que d a mais pontual execu^ad ao
aviso, que lhe foi dirigido pela secretaria de es-
tado dos negocios da marinha, pelo qual de no-
no se recommenda a mais rigorosa economa
as despesas daquelio arsenal
Dito Ao commandante das armas, intclli-
genciando-o, de que o segundo sargento do pri-
meiro batalha da guarda nacional do Onda,
Francisco Xavier do Couto, que so achava s
ordens do brigadeiro Antonio Borges Lea!, e co-
mo addido ao batalha destacado, para por es-
te receber os respectivos vencimentos, foi dis-
pensado da commissao, cm que se achava, e
mandado recolher ao seu batalhafl em 10 do
mez de julho ultimo.Communicou-se ao men-
cionado brigadeiro.
Dito Ao thesoureiro das obras do theatro,
communicando ter approvado o novo plano pa-
ra a respectiva lotera; o rernettendo-lhe urna
copia do mesmo, para que por ella se regule.
Dito Ao agente da companhia das barcas do
vapor, autorisando-o faser seguir para os
portos de seu destino, depois de completadas
as 48 horas do cstylo, o vapor imperador.
DitoAo mesmo, dizendo, haja de ordenar
ao commandantc da barca Imperador, queama-
nhaa (2) pelas 10 horas se dirija thesouraria
da fasenda para receber um embrulho com a
quana de 7:9788784 rs., que se remette a the-
souraria provincial das Alagas.Participou-
se ao inspector da thesouraria da fasenda.
dem do da 2.
Officio Ao inspector da thesouraria da fa-
senda, declarando era resposta ao seu olflcio do
tdo presente, que deve cumprir oque deter-
mina o imperial aviso de 13 de julho ultimo a-
cerca dos agentes das Aiagas, e esperar pela
decisa do governo imperial respeito do agen-
te da Parahiba.
Dito Ao inspector da thesouraria das ren-
das provinciaes, aecusando recepcad dosbalan-
cetes, e da demonstracao do saldo, existente no
cofre daquella thesouraria em 31 do mez Ando:
e exigindo um balanco especificado da receita,
arrecadada no dito mez, assim como da despe-
sa, paga, com declaracao das ordens, que au-
torisara os pagamentos.
Tribunal da l.c.acao.
SESSAO DE 5 DE AGOSTO DE 183.
A appellaca civel desta cldade. appollantos
Francisco da Silva Santiago e outros, appellado
Francisco Cazado Lima, escrivao Reg Rangel;
se mandoudcsceraojuiso da primeira vara pa-
ra ser avaliada.
A appcllca civel da comarca de Goianna, ap-
pellante Francisco Jos Velho de Mello, appella-
da a irmandade da Misericordia da dita cidade,
escrivao Reg Rangel; se mandou descer ao jui-
so da segunda vara do civel desta cidade para
ser avaliada.
Na appellaca civel desta cidade, appellante
JoSo Felippe de Sousa Lea, appellado Gabriel
Antonio, escrivao Ferreira; se mandou ouvlro
curador geral.
Na appellaca crime desta cidade, appellanto
Joao Raptista Soares, appellado Ricardo Romu-
aldo da Silva, escrivad Posthumo; foi a senten-
ca confirmada em parte, e reformada em parte,
REPARTICO DA POLICA.
Pcxsoas despachadas nos dias 3, 4, e 5 de
agosto.
Rio de JaneiroIgnacio, preto, escravo de Pa-
tricio Pereira de Carvalho; Jos, e Marcelino,
pretos, escravos de Joao Jos do Carvalho Mo-
raes; Joaquina, e Maria, pretas, escravas do
Francisco Cordeiro Raposo.
AracatyVenceslao de Oliveira Cabra!, Rai-
mundo Jos da Costa, Brasileiros; Pedro Dor-
nelly, Inglez; Manoel Jos da Silva Freir, Rra-
silero, leva em sua companhia o seu fmulo do
nome Cactano Jos, Indio, e o seu escravo do
nomo Joaquim; Francisco Jos Ferreira Lima,
Brasileiro. leva em sua companhia Simplicio
Ferreira; Feliciano Perrey Vidal, Austraco, le-
va einsua companhia sua senhora, e tre fllhos.
menores; Manoel Jos Pereira Pacheco, Hrasi-
leiro, levaem sua companhia Manoel Jos Fran-
cisco dos Santos, e um escravo de nome Joao.
ParahybaJos Correia de Luna, Brasileiro.
Carne-de-VaccaMaria, preta, escrava do
LuisCaetano Borges.
CearRaimunda Maria da Conceicio, Bra-
sileira; Victorino Jos Correia, Manoel Nunes
de Mello, Portuguezes; Joaquim Teixeira Leite,
Brasileiro, lova em sua companhia sua mulher,
urna fllha menor, e urna asefava parda de no-
me Claudina.
GoiannaFelis, preto, escravo de Jos Joa-
quim de Mesquita; Migue!, preto, escravo de
Cipriano Luiz da Paz.
Legitimaces.
Angola Venancio Ferreira da Costa, Ana-
cloto Pereira de Sousa, Brasileiros.
PERNAMBUCO.
COMPANHIA DO BEBIRIBE.
CONTA do que se tem despendido com a empresa do encanamento
de........ prximo findo : a saber.
1843.
Fcvcreiro 28 Pela importancia despendida at esta data como
consta do Diario de Pernambuco n. 84 del3d'a-
bril documentos de n. 1 a.......'...... 121
Marco 4 dem do vencimentos ao administrador M. de S e
Sooza................................ 122
dem de feria de operarios................. 123
8 dem de vencimentos do apontador J. Peixoto... 124
dem ditos ao dezenhista Scbramback......... 125
11 dem do feria do operarios................. 126
18 dem de 2 mezas, &c. a Thomaz Purcel........ 127
dem de remessa para Londres de L. 1000 a 28. 128
dem de feria de operarios................. 129
24 dem de dita ditos................... 130
Abril 1. dem de dita ditos................... 131
>< dem de vencimentos a administrador Se Souza 132
dem de ditos ao apontador Peixoto.......... 133
2 dem de envernizamento de cadeiras a F. Antero 134
dem de objoctos para o escriptorio a B. J. F. B. 135
dem de saldo do custo e encadernacao deapoli-
ces a Le Bretn & Schramm............... 136
dem de pinturas e vidros para o escriptorio a Jo-
s Manoel ....'........................ 137
4 dem de vencimentos ao mestre Wilmer....... 138
dem de ditos ao dezenhista Schramback....... 139
8 dem de feria de operarios................. 140
11 dem de despeza para o escriptorio e cscripturaco 141
42 dem de 48 cadeiras a Joao Evangelista da Costa 132
15 dem de feria de operarios................. 143
22 dem de dita do ditos.................... 144
29 dem de dita de ditos.................... 145
Maio 1. Idemdecarretosedespezasmiudasaoadministrador 146
dem de ditos ditas dito.... 147
4 dem de vencimentos do apontador Peixoto..... 148
das aguas at o ultimo
23:282,186
100,000
315,680
50,000
80,000
291,440
79,000
8:571,430
268,330
220,680
252,760
100,000
50,000
60,000
38,600
83,000
73,000
200,000
80,000
289,400
400,000
288,000
216,760
179,980
346,750
104,600
41,200
50,000
9:976,560
2:658,250


5 dem de ditos do administrador S e Souza..... 149 100,000
o dem de di'osdo dezenhista Schramback....... 150 80,000
dem de feria de operarios................. \$\ 220000
Ide-.n de despezas de transporte ao director fiscal
n i/' ?' de Malt0S 7 mezes................. 182 350,000
y dem de 12 carros ao administrador do theatro.. 153 144,000
13 dem de feria de operarios................. 154 380 160
18 dem de 30 carros a J. Carrol & Filho........ 155 360,000
20 dem de feria de operarios................. 256 313 230
S m de dita dilos................... 157 268',350
o) dem de expediente e armazenagem do despacho
n. 4548 alfandega..................... 158 382,501 2:794,041
Junho 1. dem de vencimentos ao apontador Peixoto.. .. 159 50,000
dem de ditos ao mestre Wilmer 2 mezes....... 160 200,000
2 dem de ditos ao administrador S e Souza..... 161 100,000
3 dem de feria de operarios................ 162 433400
10 dem de despezas de transporte ao director fiscal.. 163 50,000
dem de feria de operarios.................. 164 192050
15 dem de remessa para Londres 1000 L. a25'/t... 165 9:411,765
16 dem de despezas com carros de ferro a Arsenio F. 166 42^000
17 dem de feria de operarios................. 167 281,440
22 dem de dita ditos...................'. 168 232^400 10:993,055
Julho 1." dem de dita ditos.................... 169 382,440
dem de vencimentos ao apontador Peixoto..... 170 50,000
3 dem de ditos ao administrador S e Souza..... 171 100,000
8 dem de feria de operarios................. 172 447 020
15 dem de dita ditos.................... 173 311530
dem de taboado para bombas a Joaquim C. da S. 174 135,120
19 dem de despezas de transporte ao director fiscal.. 175 50,000
22 dem de feria do operarios................. 176 528 200
29 dem de expediente e armazenagem addicional de
carros................................ 177 157 500
dem de feria de operarios...............'.[ 178 449^860 2:611,670
Rs. 52:315,762
Despendido pelo Sr. A. J. Pires documentos de n. 1 a 7. 7-829 740
Despendido pelo Sr. M. G. da Silva ditos de n. 8 a 178..... ,..'. 44:486022
estar debaixo de jurisdiccao de um Juiz Mu-1 do civel que sa'sirva mandar tomar por termo o
9131
105
815
Saldo
Rs. 52:315,762
DEMOJSTRA5A0.
accoes realisadas com 10 por %........................ 45:655,000
d,!as <( 6 ........................ *315',0OO
aitas. ,w 4 ........................ 1:630,000
em favor do caixa.................................. 4:715,762
cipal, diminuindo desta sorte o pagamento do
ordenados. Muitos termos tem-se reunido na
Bhhia em S. Paulo e Minas, e outras
Provincias e, rccorrendo o dito Ministro a pri-
meiradivisio provisoria feita pelo Prosidente
desta Provincia, achou, que o termo de Iguaras-
s eslava no caso de ser reunido ao da cidade do
Olinda, propoz isto a Sua M. o Imperador,
pelo que baixou o decreto de 2 de Julho passa-
do. Ve-se pois, que esta medida do accordo
com urna deliberacao geral nada tem coma
pessoadoSr. LuizDuarte, a quem a impren-
sa da praia quer dar a importancia de homem
poltico e perseguido para entrar na lista
dos 22 pretenden tes.
Rs. 52:315,762
DEVE o Sr. Antonio Jos Pires em conta com a Companhia do Bebiribe
Pela importancia que recebeo dos
accionistas 4 p. % sobre o valor
de 8673 accSes da Companhia. 17:346,000
IIAVER
A importancia que despendeo com
a emprnza do encanamento, co-
rno consta dos documentos de n.
la 7.................... 7:829,740
Bala neo que passou aoSr. M. Gon-
calves da Silva............. 9:516,260
17:346,000
POLICIA.
Das pastes dos diflcrentes destacamentos ao
commandanto geral do corpo de polica consta
que todos os termos se achilo tranquillos.
O delegado de Garanhuns sem duvida um
dos agentes de polica que muitose tem em-
penhado na persiguico dos criminosos, e ma-
nutencSo de seguranca individual prenden-
do muitos reos de antigos e numorosos crimes,
e fazendo, que diminuao as ofTensas is pessoas
o'aquelle termo em que nos annos atrazados
ero sem conta os homicidios. A sua vigilancia
e energia se deve attribuir o caso especial de nao
ter havido n'aquelle termo no semestre do
anno corrente mais que um homicidio e dous
ferimentos. As escandalosas absolvieses do jury
de Abril e Maio que pozero em liberdade to-
dos os reos de muitas mortes perpetradas ante-
riormente, e que s<5 no tempo de sua delega-
da podero ser aprehendidos, n5o tivero forca
para fazer arrefecer o interesse que este em-
pregado mostra para punicodos delinquentes.
Ja depois disso tem elle feito prender onze reos
de varios homicidios que em outro tempo os
praticavao impunemente. Continu o Sr.
Teixeira de Macedo a fazer este bem a seus con-
cidadaos pacficos que a conscicncia de o ter
feito basta para satisfazer o homem do saos
principios.
como consia dos documentos de
n. 8 a 178.............
DEVE o Sr. Manoel Goncalves da Silva em c0nta com a Companhia do Bebiribe
Por balanco que recebeo do Sr. A. A mportancia que despendeo com
lin ZS: Cm, a C,nta- 9:516>260 a empreza do encanamento ,
Imp. que recebeo dos accionistas
6 p./o sobre o valor de 7733 accoes 23:259,000
2 dito 105 105,000
{nada recebeo de... 815 )
8673
lOp.% sobre o valor de 1378..... 6:890,000
Balanco por adiantamentos que
16111 feit0................. 4:715,762
44:486,022
DEMONSTRAQ A O.
Accoes realisadas com 10 p. %
Ditas
Ditas
Ditas
10


6
4
7753
1378
105
815
9131
920
HAVER.
44:486,022
Saldo em seu favor.
S. E. e O.
4:715,762
Os opposicionistas da imprensa da praia nao
podem ser amigos do Sr. Doutor Herculano
Rocha como inculcao depois que foi elle de-
mittido de delegado demissSo alias que o
Sr. Rocha sempre sollicitou ainda que nun-
ca officialmente e desejava para menos des-
embarazado cumprir com os deveres de Juiz
de Orlaos; a opposicao,dizemos,nao pode deixar
de odiar um homem que foi sempre delegado
da confianca do Exm. Baro desde a sua pas-
sada Presidencia : elle pois ha de ser um desses
afinal atraicoados e excluidos da chapa da op-
posic5o. Temos a prova na maldade, com que
o Guarda n. 62 censurando a nomeacao do Sr.
Barboza Maciel, elogia irnicamente a ener-
gia do Dr. Rocha concluindo que de 13 de
Junho a 14 de Julho ( tempo da delegada do
Sr. Rocha ) houverao oitoassassinatos no Bo-
nito, sem que se soubesse dos processos. Pre-
sumimos com fundamento que o Sr. Dr. Rocha
renuncia a taes elogios e a candidatura da
opposicao da praia.
Sommao as accoes emitidas em.......... 10051
nao entrando neste numero as......... 600
compradas por conta da provincia.
Pernambuco 31 de julho de 1843.
O secretario,
B. J. Fernandes Barros.
DIARIO DE PEIMMBIJCO.
.0 de Iguarass ao de Olinda pouco excessiva extinguindo o foro* WndT
oTl ui UDarl7a ^ ^ primeira cidade, e capital da provine^Com
o Sr. Lu.z Duarte Perc.ra, por a execuco dalei da reforma ro^h.! w
Os peridicos da opposicao da praia fazem da
renio do termo
um crime ao Gov
muivinual com u c. uun uuoiic 'ercira por
ser este Juiz Municipal da opposicao. Se nao
fra a lista dos 22 candidatos dos peridicos da
imprensa, que nos referimos, para a prxima
legislatura provincial, jomis saberiamos que
este Sr. era opposicionista pois nunca de
seu nome o publico se oceupou. Sabem todos
nesta cidade que desde a nova organisaeo ju-
diciaria feita em 1833 com a execuco do c-
digo do processo se estabclleco, que o termo
de Iguarass ficasse reunido ao de Olinda. As-
sirn decidi o Conselho de Governo da Provin-
cia em que haviao muitos patriotas verdadei-
ros. O Governo Regencial approvou esta di-
visao, feita segundo os dados estatisticos da
epocha. A lei de 14 de Abril de 1836 foi um
execuco dalei da reforma reslabeleceo oExm.
Presidente a divisao feita pelo Conselho docover-
no, mas d'abi a poucos das apresentou-se o Sr.
LuizDuarte com carta Imperial dejuiz Municipal
de Iguarass e forcoso foi alterar urna divi-
sao regular para se Ihe dar posse. Entrando
para o Ministerio o Sr. Carneiro Leao em tem-
po que as urgencias do Estado exigio reduc-
co de despesas e incumbindo o decre-
to de 24 de Marco aos juizes supplentes dos
termos a formacao dos processos, tractou de
reunir todos os termos, que assim o devessewi
Publicacao a pedido.
Diz J0S0 Baptista Scala capitao do brigue
Genovcz Eridano ancorado neste porto que
tendo perante a thesouraria da fasenda o recur-
so que interpoz o supplicante do inspector da
alfandega Vicente Thomaz Pires de Figueiredo
Camargo por julgar aprehendidos, e para
elle os gneros que mais declarou o supplicante
na via do manifest alem dos que ella continha
com o injusto, e nao provado pretexto de nao
ter o supplicante apresentado em tempo as di-
tas declaracoes, e via do manifest, e estan-
do em recurso pendente da decisio da mesma
thesouraria apparece no Diario de boje
um edital do supplicado annunciando que
no dia 8 dcste mez se ha de arrematar em
hasta publica ao meio dia na porta da alfande-
ga 6 queijos pesando 115 libras, 5 barricas
de arroz urna porco de albos com avaria ,
urna dita de arcos de barricas, mercadorias es-
tas que estao incluidas na declaragao que o sup-
plicante fez na via do manifest, mas que diz
o ckado edital que forao aprehendidas ao sup-
plicante e porque nao so por inexactido
desta cxpresso como mesmo por o estado em
que se acha o negocio e por se fundar o sup-
plicado no inaplicavel artigo 291 do regula-
mentoda alfandega motiva o mesmo suppli
cado gravissimo prejuiso ao supplicante por
isso quer este protestar como protesta contra o
supplicado por esse mesmo procedimento.factoe
prejuiso, e por toda as perdas damnos e
desembolsos que ha sofrido, e houver de sofrer,
e por seu direito requer a V. S. nesta con-
formidade Ihe mande tomar o seu protesto para
o assignar, intimar-se ao supplicado e depois
ulgar-se porsentenea. Pede a V. S. Senhor
Doutor Juiz Municipal c interino da 1,' 2
protesto do supplicante para o fim exposto.
Distribuida esta. Ereceber merce.Jos Nar-
ciso CamelloTomc-se. Recife 4 de Agosto
de 1843. Silva Neves.Termo de protesto.__
Aos 4 de Agosto de 1843 nesta cidade do Re-
cife cm meo escriptorio veio o supplicante
Joao Baptista Scala capitao do brigue Geno-
voz Eridano e disso em presenca das teste-
munbas abaixo assignadas que elle protesta con-
tra o supplicado inspector da alfandega Vicente
Thomaz Pires de Figueiredo Camargo pelos
motivos declarados em sua petico infronte e
na conformidade da mesma protesto tem a fim
de produzir o seu devido efleito ; e de como
assim o disse protestou fez este termo em que
assignou com as testemunhas presentes depois
de lido eu Antonio Francisco Rodrigues Ma-
galhaes escrivo interino o escrevi. Joao Bap-
tista Scala Caetano de Miranda CastroJoao
Pacheco de Moraes. Certifico que sendo nesta
cidade do Recife entimei o termo de protesto
ao supplicado Vicente Thomaz Pires de Fi-
gueiredo Camargo em sua propria pessoa para
ficar entendido do conteudo do mesmo e des-
pacho retro o qual se deu por entendido. Re-
cife A do Agosto de 1843. Em f de verdade.
O official de justica Manoel Goncalves Gam-
boa.
COMMEBCIO.
Alfandega.
Rendimento do is> 5.......... 7:612g682
DescarregSf hoje 7.
Escuna Virginia 7radef farinha, e bo-
laxinba.
Brigue Thorwaldven fazenajs.
Barca Catharina alcatrao (barriz).
1'ltAiA DO RECIFE 5 DE AGOSTO DE 1843.
Revista mercantil.
Cambios Tem havido transaces do pouca
monta a 25 d. por 1$ pelo paquete
Inglez.
Algodao Forao maiores as entradas, e as
vendas tem sido firmes a 4:800 a ar-
roba.
Assucar Poucas caixas tem chegado e con-
serva o preco de 1300 sobre o ferro
do branco e 1:100 a 1:200 dito do
mascavado.
CourosTem entrado maior porcao even-
derao-se 130 rs. a I ib.
Carne secca Entrao esta semana dous pe-
queos carregamentos ; o depozito
de 10:000 (g> ambos de qualidado
media e ordinaria.
Bacalho As vendas tem regulado de 9:600
a J 0800 existindo no mercado
1:200 barricas, e o consumo tem
sido limitado.
Farinha de trigo O deposito de 51:000 bar-
ricas em primeira mao, que se estilo
rctalhando aos precos de 17g a 20$
reis.
Sal estrangeiroVendeo-se de 800 a 1:000 rs.
o alqueire.
Embarcaeoes existentes no porto.
Americanas..........2
Austraca......... i
Brazileiras..........20
Dinamarquezas........1
Franceza......... \
Hamburguezas........' 2
Inglezas..........5
Portuguezas.........%
Sardas...........3;
37
Ilovmenlo do Porto.
Navio sahido no dia 5.
Liverpool; brigue inglez Jane Esther capi-
tao Roberto Whalley carga algodao, e as-
sucar.
Declaracoes.
A'dminisKracao do patrimonio dos orfUos.
Perante a administraco do patrimonio dos
orlaos se ha de arrematar a quem mais der por
tempo de 3 annos que hao do findar em 30
de Junho de 1846 as rendas das seguintes ca-
sas :
26 na ra da Madre de Dos.
36
38 do Torres.
licitantes poderao comparecer com seus
fiadores na casa das scsses da dita administra-
cao no dia 9 do corrente mez as 4 horas da tar-
de. Salla das sessoesd'administraco do pa-
trimonio dos orfaos 1. de Agosto de 1843.
J. M. da Crss cscripiurs.-io.
N.
a

Os


. .
AssociafUo Commercial de Pernambuco.
= Em consequencia de nao ter comparecido
sulciento numero de socios nao teve lugar a
sossao d'Assembla Geral d'Associacao convo-
cada para hoje l." d'agosto (Icando transferida
para odia segunda feira 7 do corrente ao meio
dia cm ponto. O abaixo assignado convida pois
os Srs. socios a apresentarem-se na casa d'Asso-
ciacao no dia designado no qual proceder-se-
La elleicao com os socios que estiverem pre-
sentes, conforme o disposto no artigo 5. do
capitulo 1." dos estatutos. Sala d'Associacao
Commercial 1. de agosto de 1843. Luix Go-
mes Ferreira secretario,
Avisos martimos.
Para Lisboa ha de sahir no dia 9 de agos-
gosto prximo o muito bem construido bri-
gue portuguez Tanjo 1, de primeira mar-
cha e com as melhores commodidades para
passageiros, ainda recebe alguma carga e pas-
sageiros ; quem no mesmo quizer carregar ou
ir de passagem pode dirigir-se ao capitao do
mesmo brigue Manoel d'Oliveira Faneco ou
a Mendes & Oliveira na ra do Vigario n. 21.
Leudes.
O corretor Oliveira far luilo por conta
de quem pertencer de grande porcao de mo-
bilia c de obras de prata comosejo salvas,
casticaes, &c. ; quarta feira 9 do corrente s
10 horas da manh, no armazem que foi do Sr.
Stewart., ra da Cruz.
Avisos diversos.
Precisa-se de 4808000 res, com seguran
ca em escravos, por espaco de um mez ou dous;
a quem convier dirija-se a ra Direita n. 69.
=Thomaz de Aquino Fonceca mudou a sua
residencia para ra do Vigario n. 19.
=Tirao-sepassaportes para dentro e forado
imperio c folhas corridas com toda a com-
modidado, e presteza: na ra do Rangel
n. 34.
=Precisa-se de 3:0008000 rs. a premio ,
com urgencia, d-se porseguranca um sitio
na estrada do Pombal, ou mesmo vende-se :
tratar com Ignacio Joze de Couto, ou com
Manoel Pedro da Fonseca.
LOTERA do theatro.
No dia 8 do andante mez
rivelmente esta loteria fi-
tjuem ou nao bilhetes por
venaer e o resto acha-se
ios lugares ja annuncia-
dos.
= O abaixo assignado v-se na precisao de
declarar aos Srs.credores do seu fallecido irmao
Manoel Pedro de Moraes Mayer que se devem
dirigir ao co-berdeiro Jos Feij de Mello ao
qual se adjudicou as partilbas que so izero,
o engenho Bamburral com escravatura e gado ,
com a condicSo de repr aosoutros herdeiros
parte de sua legitima cm cujo numero entra o
dito fallecido herdeiro ; outro sir tambem o
abaixo assignado vende por preco commodo es-
ta parto de sua legitima e de suas tres irms,
de quem he procurador na reposiejio, que o di-
to Jos Feij de Mello tem de.fazer, importan-
do na quantia de 8:6438330 rs. como consta
dos autos que esto no cartorio dos orlaos es-
crivo Pereira. O major Jos Gabriel de Mo-
raes Mayer.
Jos Gomes Pereira da Silva retira-se pa-
ra fra da Provincia.
=0 abaixo assignado faz publico pelo pre-
sente que tendo constituido por seu bastante
procurador nesta cidade para Iractar de todas as
fiuas pendencias judiciarias e quaesquer que
por sua orden houver de fazeraoSr. Rodolfo
Joo Barata de Almcida o que teve lugar no
dia 15 do passado ; tem por tal motivo tornado
de ncnbum efeito e como se nunca existisse
qualquer procuracoq' anteriormente a essa data
havia dado constituindo outro procurador cm
virtude do que previne particularmente aos Srs.
escrivaes do auditorio civel, e crime fzenda,
e orfaos que s o dito seu procurador Barata
tem poderes para assignar quaesquer papis e
termos. Pernambuco, 4 de agosto de 1843.
Domingos Antonio Gomes Guimaraes.
=Lava-se e engomma-se roupa de homem,
com mulla limpeza e por preco commodo ;
na Boa-vista ra do Pires n. 4.
= Precisa-sede um feitor para urr. sitio, na
Paraiba, quem pretender dirija-se a Joo Car-
*, FIU -- n____a.. n~.
-. .../ n x iuyu ww WMJUIVlviv.
= Precisa-so fallar com os Srs. abaixo de-
clarados, ou a quem as suas ve/.es izer, para
negocio de seus enteressos na ra de Santa
Rita nova n. 93 a saber com os Sr. An-
tonio Francisco de Barros Antonio do Moura
Abertino morador na villa do Ico casado com
a cunbada do Sr. Jos Francisco Branco mora-
dor nesta praca ; ecom Manoel Monleiro mo-
rador nesta praca com Francisco Jos Dias
morador nesta praca com Jos Antonio de
Lsmos morador nos Aflictos com o Sr. Anto-
nio Vieira de Sousa odicial do ourivos, com
o Sr. Liandro Rodrguez da Cruz morador na
povoacao de Una com o Sr. Antonio da Cu-
nha Paiva morador na Varzea do Apodim e
com o Sr. Jos Joaquim da Silva morador em
Una,
= Na ra doRangel logo ao entrar da pra-
cinba n. 5, ha urna pessoa que se prope a
correr folhas e tirar passaportes para embarque
de escravos o tambem de pessoas forras ; as-
sim como outra pessoa que se encarrega de
causas para ser solicitador por qualquer ne-
gocio queconvenha as partes.
= Perdeo-se na tardo do dia 3 do corrente
um relogio de sbonete de ouro com corren-
tinha desde a ra larga do Rozario indo
.pela dos Qnarteis patio do Hospital do Para-
so Florentina e campo de Palacio voltan-
do pela ra de S. Francisco botoquim junto
ao thentro e ra da Cadeia onde se deo por
falta delle ; quem o tiver achado querendo res-
tituil-o dirija-se a loja de Mr. Meroz na pra-
ca da Independencia que ser generosamen-
te recompensado.
= Aluga-se um sitio no lugar da Boa-via-
gem com boa casa trra para plantacao,
com 300 pos de coqueiros o outras arvores de
fruto e commodo oaluguel; na ra do Quei-
mado n. 57.
Maria Joaquina de S. Thom pcofessora
publica substitua das cadeiras deprimeiras let-
trasdo meninas desta praca, ensina particular-
mente 1er. escrever, contar, arithmetica, e di-
versas qualidadis do costuras tambem recebe
em sua casa agumas meninas, e meninos de
pessoas, que morao Tora da cidade, ou que mo-
rando nella asqueiro confiar a sua educaco ;
quem pretender utilisar-so de seu prestimo ,
dirija-se a ra Direita n. 64 primeiro andar.
Deseja-se fallar aos Snrs. Bento Ferreira
Marques Brasil, e Joaquim de S Brrelo ,
para negocio de interesse dos mesmos; na ra
Nova n. 7.
= Jos Antonio Alves Bastos pretende em-
barcar para o Rio de Janeiro a oscrava Luiza
de nac5o Congo comprada a Francisco Fer-
reira de Mello.
Na ra da Cruz do Recife n. 10 existe
urna carta para o Sr. Antonio Luiz dos Santos ,
vinda do Norto.
O Sr. Joao Jos de Resende, queira di-
rigir-so ao heco da Lingoeta venda de Joa-
quim Jos Rabello n. 3,
Da-se 400,000 rs. com hypotheca em
um sobra lo de um andar que tenha commo-
dos suffcientcs ficando os juros polo aluguel,
nao se duvidando dar mais alguma quantia ,
que se ajuslar sendo a casa boa ; quem qui-
zer este negocio annuncie.
Quarta voz se roga ao Sr. Europeo, que
se Ihe deo a guardar um livro de Le Roy ha 3
mezes ; que queira annunciar a sua morada.
Deposito de farinha de mandioca na ra
da Cadeia de S. Antonio n. 19: os procos des-
ta semana continao a ser da primeira quali-
dade 2,560, da segunda dita 1,920 da ter-
ceira 1,600 reis, cada alqueire o depositse
conserva aborto dosdo as 6 horas da manha as
6 da tarde sem recusa de dia.
= Aossenhores de engenhos ou a quem
convier. Um brsilciro com 25 annos de idade
habilitado a encarregar-se da cscripturaco de
qualquer eslabelecimento offerece-se a quem
delle precisar ou a encarregar-se da educaco
de meninos do urna familia isto : a ensi-
nar-lhes a ler escrever arithmetica re-
ligio, traduzire fallar bem hespanhol, tradu-
zir francez geographia o tambem dancar ;
o annunciante compromete-se nao s a urna
das cousas como de ambas em urna s casa ,
com a condico porem de ser fra da capital :
quem d'elle precisar pode annunciar assegu-
rando, que sero favoraveis ascondices do con-
tracto e preencher os desejos de quem d'elle
se queira utilisar, podendo com pra/er dar to-
da c qualquer fianea de sua boa conducta.
= Jacinto Antonio Aflbnco comprou ao Sr.
tenente Joo Marinho Paes Barreto um mole-
que de nome Agripo, para embarcar para o Rio
de Janeiro.
O abaixo assignado inhibido de poder
cobrar certa quantia. de que Ihe hedevedor An-
tonio Pereira Pinto de Faria, porque este ven-
deo o engenho Gongassari e comprou outro
em nome smente de um filho e genro dei-
xando por similhantemaneira desbordada urna
tou-se como tal, mais sim como mi : econs-' primeiro tenhao pago o competente porte no>
tando-lhe que urna pessoa hypothecra urna ca-! correio geral, e tambem trazerem o competen-
sa terroa sita na ra do S. Jos pertencente ao; te sello, e o mesmo se praticar na Parahiba.
lilba a qual, segundo os officios de amisade praca e Parahiba quede hoje em diante se
que Lo picou sua dfvwauc uSv pui- sSo rccctcuv uiuis canas aigumas, sem que
mesmo Antonio Pereira Pinto de Faria, a qua
dizem haver sido embargada; roga encarecida-
mente dita pessoa oobzequio de inlormar-
Ihe acerca do destino que se deo dita casa ,
se todavia est hypothccada ou embargada. -
Jos Maria de Carvalho.
Precisa-se de 1, ou 2 trabalhadores de
enxada, forros, e que entendo de plantaces,
o da-se preferencia sendo portuguezes, e faz-se
todo negocio por mez, o ann ; no sitio dos
arcos na povoago dos Remedios, ou annuncie.
Domingos Moreira Dias comprou por
conta o ordm do Sr. Jos Joaquim Ramos Vil-
lar do Para dous meios bilhetes numero
3012 e 3749 da !. parte da 14.* loteria dothe-
atro publico desta cidade os quaes fico em
poder do aununcianto.
Precisa-se, e paga-so bem a um bom cri-
ado para servir a um homem solteiro sendo
algum moco portuguez de 12 a 14 annos me-
Ihor ser ; na ra ou antes travessa da Concor-
dia casa n. 5.
'Com a sabida do vapor Paraense na nou-
te do dia 13 do mez de julho p. p., desappare-
cco um escravo de nome Jos Raimundo da
propriedade de Joao Evangelista do Noranha
Bandoira tem os signaos seguintes mulato
que passa muito bem por tapuio, de idade pou-
co mais ou menos do 13 a 14 annos, pouco cres-
cido, cabello lizo o um tanto avermelhado, cara
redonda nariz afilado bocea poquona fei-
coes miudas pernas um pouco arqueadas e
pssobre o comprido, nacanella da perna di-
reita tem urna cicatriz de forida cuja pelle a-
inda est embranquecada ha toda a presump-
oo de que embarcou no vapor cima mencio-
nado ; quem do dito escravo tiver noticias, e o
participar asco Sr. ser recompencado com ge-
nerosidade a!m das despezas, que com sua
conducao se fi er e protesta-se contra quem o
acotar.
= Precisa-se de urna ama para o servico in-
terno de urna casa de pouca familia ; na ra da
Praian.55.
Qualquer mestre lerreiro ou serralhoi-
ro, nacional, ou estrangeiro que queira a-
promptar al^uns moinhos de mover caf, e que
se atreva a pol-osem bom andamento o capa-
zes de moer se pagar bem, respondendo por
elles nao os pondo como deve ser ; procuro na
travessa da Madre do Dos n,0 II,
Precisa-se de um rapaz para criado de
urna casa de homem solteiro, e que d fiador
sua conducta ; na ra do Encantamento n.4.
Precisa-se de um pequeo de idade de 14
a 16 annos, para caixeiro de urna venda, oque
entenda deste negocio ; no beco Largo do Re-
cife n. 6.
- Urna Sr.a do bons costumes se offerece
para criar em sua casa crianzas empedidas ;
quem as tiver nestas circunstancias dirija-se a
ra do Padre Floriano n.49.
- Precisa-se fallar ao Sr. Antonio Jos Mar-
ques para negocio de seo interesse ; annun-
cie sua morada.
= Joaquim da Silva Paula Ramos subdito
de S. M. F., retira-se para fra do Imperio ,
sealguomsc julgar seo credor baja do declarar
por esta folha no prazo de 3 dias.
- Da-se urna grande porco de entulho, a
quem precisar delle mandando buscar na ra
doQueimado na porta da casa aonde existe ; a
tratar na ra do Cabug na loja de ourives de
Joo Pereira Lagos.
ODerece-se um homem sem familia, que
sabe ler, escrever, e contar, para administrar
qualquer servico na praca, ou fra della e
entende bem do restilaco ; quem o pertender,
dirija-se as 5 Pontas n. 71.
Jos Luiz Ferreira faz publico que de
hoje em diante se assignar por Jos Luiz Fer-
reira da Costa, por haver outro de igual nome.
- Da-se 6008 reis a premio de 2 por cento
ao mez, sobre hypotheca em casa livre e desem-
baracada; quem pertender, dirija-se a ra Bel-
la em algum tempo Florentina n. 29.
= O cartorio dos feitos da fazenda mu-
dou-se para a ra das Flores n. 21.
- Todas as pessoas, que esto devendo [no
botequim da ra dasCruzes, facao o favor de vir
saldar suas contas at o dia 20 do corrente mez,
e quando assim nao o faeno sero os seus nomes
publicados porostenso nesta folha.
Quem por engao, ou dolo levou da sa-
crista da ordem tereeira do Carmo em o dia
5 do corrente um chapeo preto com dinheiro ,
e outros objectosile valor, dcixando em seo lu-
gar outro chapeo muito velho ; querendo res-
tituil-o com tudo quanto continha pode leval-
o a ra do Rozario cstreita n. 27 que ter
168 res* bre isto segredo.
= James Crabtree& Companhia aviso aos
Srs. assignantes do correio particular entre esta
e Parahiba
Vendo o annuncio do Sr. Joaquim Jos
de Seixas no Diario a." 168 em cujo annun-
cio o mesmo Sr. ostentando le dinheiroso, diz
que Ihe nao ha do ser preciso vender nem dei-
cliar arrematar bons alguns seus por grandes,
quantia quanto mais pela de 600S reis mui-
to pouco mais, ou menos por que o deman-
do, o se j nao mo tem pago he por nao querer
pagar duas vezes ; sou obrigado a responder
Ihe para que o respeitavel publico faca o jui-
so, que cumpre a respeito de cada um de nos :
que o Sr. Seixas sendo citado por mim e de-
mandado poraceao de libello no juiso da 3."
vara do civel, e depois 2.1, por a dita quantia,
nao allegou nos autos, que me tinha j pago
essa quantia ; mas quiz escusur-se com o pre-
texto de a haver a Manoel Teixeira Bacellar ,
porque a esto hp que havia comprado o genero
d'onde provinha a dita divida ; mas tendo eu
listruido essa raso de escusa do Sr. Seixas,
obtive afinal deciso a meo favor, e tractando
da execueo desde dezembro do anno prximo
passado at agora nao pude conseguir o meo
pagamento ; porque o Sr. Seixas veio com no-
va opposicjk) fundada em nao ter eu pago os
dous por cento da chancellara antes dos autos
em grodeappellacao ( naquelle primeiro pro-
cesso ) serem julgados no Tribunal da Belaco,
porque transitou por a chancellara a senten-
ca do mesmo Tribunal da Relaco antes de pas-
sarenj dez dias; e por isso j se v, que o an-
nuncio do Sr. Seixas quanto a paga por duas
vezes, be urna calumnia o que o Sr. Seixas
ainda esperanca cbicanar, e proptelar a execu-
eo at a deciso d'esse recurso, que de embar-
gos tao frivolos oppoz, quando do seo brio era
para se mostrar dinheiroso, como inculca, por o
dinheiro em juiso e como o Sr. Seixis troux
esto nogocio ao prelo eu por o prelo irei an-
nuncipndo as diversas fases, que o Sr. Seixas
neste negocio for aprosentando. Manoel Fer-
reira dft Silva Ramos.
=0 abaixo assignado afim do desvanecer al-
guns boatos intrigantes, que certas pessoas
acostumadas a importarcm-sc com negocios ,
e vida de outrem tem espalhado ; faz publico
que tendo dado sociedado no seo eslabelecimen-
to em fra de Portas ao Sr. Josu de Jess
Jardim no mez de junho p. p. ficou instincta
a dita sociudade fazeudo-so a liquidacao o
apartamento tudo de conformidade eamiga-
velmente. E tendo o abaixo assignado, tratad
vender o seo eslabelecimento ao mesmo Sr. Jar-
dim, e por motivos justos nao teve efeito a con-
cluso do mesmo negocio: ficando sem nenhum
efeito a projectada venda. Tendo at o pre-
sento havido entre o abaixo assignado e o di-
to Sr. Jardim muito boa harmona e conti-
nuado de ami/.ade e aproveita esta occasiu
para dar ao Sr. Jardim os bens merecidos lou-
vorespolo comportamento o boas maneiras
com que durante o lempo da referida sociedade,
e mesmo ao depois so tem portado cujo pro-
cedimento merecer o seo eterno reconheci-
mento. JoSo Manoel Pinto Chaves.
- Respondo-so ao annuncio de Jos Caeta-
no Frages, e outro, sobro a casa da ra do Ro-
zario larga n. 48 est letigiosa, o obrigada a
reposicoes do herdeiros, como he espressamen-
to determinado na lei, e at com penhora por
outros como dir o inquelino e fra da horan-
ea ; portanto se faz ver ao respeitavel publico ,
que a casa esta obrigada reposiees e letigi-
osa, afim de so evitar questes.
Da-se 4O0S0O0 reis em hypotheca n'uma
casa de um andar ou um 1. dito que te-
nha commodos sufficientcs, ficando os juros
pelo aluguel, nao so duvidando dar mais algu-
ma quantia que se ajustar, sendo a casa boa
o que nao esteja sujeita a outra qualquer hypo-
theca ; a quem este negocio convier, annuncie
sua morada para ter procurado.
- O abaixo assignado participa ao respeita-
vel publico que nao he mais seo caixeiro He-
meterio Maciel da Silva desde o dia 5 do cor-
rente. Manoel Jos dos Santos.
= Precisa-se de um caixeiro para urna ven-
da, de idade 13 a 14 annos ; no beco do poixe
Frito n.5.
Aluga-se um segundo andar do sobrado-
no beco do Peixe frito n. 5 ; a tratar com An-
tonio Felippe da Silva.
No dia 20 de julho perdeu-se urna carteira
com 138000 reis cm sedulas, duas letras, e um
vale alguns recibos e papis que n5o podein
aproveitar a quem osachou, e sim o dinheiro
que poder quem o achou ficar com elle de acha-
do e entregar as letras e mais papis; e caso-
ja tenha sido achada por outra pessoa quo te-
nha tirado o dinheiro dar-se-hn mais8$000rs.
a quem entregar os papis e letras ; na traves-
sa da ra Bella n. 4: tambem n'essa casa se pre-
cisa alugar urna preta que sirva para todo o
servico de urna casa dando-sn 10C00O ra
mensaes e o sustento.


^

'"'^iiinjywjj,


Jl
Compras.
= Compra-se urna oscrava que seja perfeit
cngommadeira e costureira sem vicios, a qual
para fora da Provincia no Atterro da Boa-
vista casa do Coronel Chaby.
Compra-se un Diccionario Magnura Le-
xicn em meio uso: annuncio.
Compro-sc vidros de espelhos mofados,
de todos os tamanbos: na caza do ourives fran-
cesa atterro da Boa-vista n. 17.
Compra-so urna salva de boa praia sem
eitio, do 2 palmos do dimetro : annuncie.
Vendas.
=Vende-se urna barretina nova para Guarda
Nacional do 2. batalhao, um corrame o bonot;
tudo por preco commodo ; na ra do Cabug
Jaj de miudezas junto do Sr. Bandeira.
Vendem-se duas moradas de casas, sendo
urna de dois andares e outra de um sitas na
ra da Senzalla, indo para o Porto das Canoas
n. 2t, c 16 ; a tratar na ra Direita no segun-
do andar do sobrado n. 10.
Vende-se urna escrava de idade do dozes-
seis annos, bonita figura, e capaz para todo o
servico de urna casa ; na ra larga do Bozario
erceiro andar do sobrado n. 36.
=Vendem-so dous osemos, um com idade
de 25 annos, e com algumas habilidades; e ou-
tro de 18 annos, ja bastante adiantado no officio
de p<>dreiro alem de outras habilidades ambos
por commodo preco; na ra da Cruz n. 61.
Vende-se farinha de mandioca de boa qua-
lidadesaccas regulares a 28360 ; no armazem
de Francisco Dias Ferreira & C*, defronte da
cscadinba do caes da alfandega ou tracta-se
com Firrnino Jos F. da Boza o qual tambem
Um venda boa farinha de trigo americana.
Vende-Mj o muito velleiro brigue escuna
americano Virginia Trader forrado e encavi-
Ihado de cobre, o prompto a seguir viagem para
qualqucr parte; os pretendentes dirijao-se aos
consignatarios Matheus Austin &C.", na ra
do Trapiche Novo n. 18.
Vende-se para ora da provincia ou para
algum engenho um bom moleque com 19 an-
nos de idade ; na ra da Cruz n. 5.
Vende-se urna casa grande com paredes
dobradas, com duas portas e umajanellana
Irento com outra pequea casa no fundo ,
cujas casas sao na povoacao dos Affogados ; ou-
tras quatro casas pequeas na Cidade de Olinda,
sendo urna destas com um grande sotao, quin-
tal grande com arvoredos de fructos e com
urna cacimba com boa agor ; e vende-se urna
canoa que navega de barra fora cuja pega em
5 caixas e a canoa acha-se prompta de tudo ;
quem as pretender dirija-sc no principio do at-
ierro dos Affogados sobrado n. 63.
== Vendem-se bichas ltimamente chega-
das pelo commodo preco de 100 e at 200 rs.
as maiores ; assim como rap rolo amburguez
em garrafas grandes e pequeas : na praca da
Independencia n. 36.
Vende-se um escravo de naco de idade
de 18 annos, ptimo cosinbeiro sem vicio
nem achaques; dois escravos ofiiciaes de fer
reiro : tres ditos para todo o servico quatro
escravas para o servico ordinario de urna casa ,
e urna dita para o servico do campo : na ra
das Aguas-verdes n. 46.
Na loja franceza da ra do Cabug es-
quina da ra das Trincheiras existe venda :
um ptimo sortimonto de perlumarias sabo-
netcs finos para barba sedas para coletes de
muito bom gosto bicos de linbo e de blonda ,
nuvas de pelica para homem e para senhora ,
denles de tartaruga para marrafas leques de
hom gosto. completo sortimento de calcados pa
ra homem e para senhoras candieiros porta-
teis fitas marroquns flores finas cha-
peos da ultima mnda para homem vidros pa-
ra candieiros e muitas outras fazendas lti-
mamente ebegadas e por preco commodo.
'"s = Vendem-se chitas pretas bem proprias pa-
ra escravas a 120 ditas de aconto escuro e
brancas a 160 rs. o covado vestidos de fina
cassa com enfeites para enancas a lgOOO pi-
tilhos de cambraia para guarnecer vestidos de
senhora a 120 e em duzia a 1200 rs. excel-
entes cassas pintadas de acento amarello a 2000
rs. e de cores escura a 240 o covado pegas
de bertanha de puro linbo com 10 varas a 38
rs. chales de cambraia adamascados com bico
em roda a 5500 ditos de cassa adamascados a
820 rs. ditos finos alOOOrs., brim entran-
rad escuro de puro linho a 480 rs. a vara e
atualhado de algodao com 8 palmos de largura
a 640 vara duzias do guardanapos do mes-
mo atualhado a 2400 rs., ricas franjas proprias
para cortinados de varias iarguras a 320 e 400
rs. a vara dita proprias para guardanapos a
120av-ira, fustoes acolxoados para coletes a
360 o corte pecas de algodaosinho de 20 jar-
, ,".". -* -- vori
lid por WV, uivua w

rs. meias finas para senhoras o meninas a
320 o par babados de linho de 120 a 160 a
vara e as bem conhecidas bretanhas do rollo
cora 10 varas a 2S000: na ra do Crespo
n. 15.
Vende-se urna mesa propria para jantar
ou engomar, urna tina grande de pipa propria
debanho, urna biblia, urna orthografia de
Madureira urna flauta ; urnas poucas de cai-
xas do Porto proprias para botar farinha urna
funda feita na trra : no lado esquerdo defron-
to do oitao doLivramento n. 10; na mesma
se aluga am sotao de urna casa terrea.
= Vende-se cal virgem de Lisboa, e da tr-
ra em barris pequeos : no armazem do assu-
car n. 10 na ra de Appolo por preco muito
commodo.
Vende-se urna rede superior, branca ,
com franja de cor propria para tipoia ; assim
como um trinque para seguranca do porta'
por preco commodo: na ra da Madre de Dos
n. 7.
__ Vendem-se cartas de syllabase nomes em
letra redonda, contendo duas de manuscripto ,
c alguns conselhos moraes, a 80 rs. stas .car-
tas, segundo as experiencias, do a conhecer
muitas o diversas syllabas necessarias ao bem so-
letrar o cscrover as palavras certas em pouco
tempo havendo applicaco da parte dos meni-
nos e os exercicios diarios que so tornao in-
dispensaveis; taboadas com algumas difinicoes
arithmeticas, valor dos pezos, medidas, moe-
das do Brasil, e conta Bomana a 40 e 80 rs :
ra do Nogucira n. 13.
Vendem-se bixas grandes e pequonas mui-
lo superiores, e tambem se alugo por preco
cmodo; e vao botar-se fora para cmodo dos
pretendentes: na ra Diteita, loja de barboiro
n. 123.
Vende-se urna estante cmoda, boa, para
Padre ou algum estudante que queira ter os
scus livros bem arranjados: na ra do Noguei-
ra n. 13.
Vendem-se aparelhos dourados ruuitofi-
nos para barretina; ditos para canana e escamas
lisas e virollas do barretina ; pecas de oliado
preto c pintado ; sellins elsticos muito finos e
ordinarios com seus apparolhos tudo chegado
,prximamente do Havre: na ra Nova loja de
ivros delronte do oitao da Matriz n. 5.
__ Vende-se dous carrinhos de 4 rodas de
bonito modelo : na ra do Trapiche n. 19, ca-
sa de J. O. Etster.
= Vendem-se dous negros sendo um moco
e outro de meia idade, ambos sem ter deeito
algum : na ra Nova n. 20.
Vende-se colla fabricada em Pernambuco,
a 200 rs. a libra : na ra do Bangel n 52.
Vendem-se dous espelhos grandes de pa-
rede, e duas lanternas de vidro com casticaes.
annuncie.
Vende-se muito superior potassa da Rus-
sia, por preco commodo: na ra do Apollo
D. 27.
= Vende-se ladrilbo de pedra marmore de
duas cores, branco e azul: na ra da Gloria ,
armazem n. 31.
Vendem-se um terreno alagado com par-
te atterrado, com algumas plantas; urna casa
pequea com bom viveiro, e frente para a ra
da Aurora e Hospicio, e vende-se muito em
conta por preciso : na tfavessa das Cruzes
n. 8.
= Vende-se milbo da trra por preco
muito commodo : na ra do Collegio venda
n. 5, de Antonio Joze Alves da Fonseca.
Vendem-se um varo de ferro grosso que
servio para a factura donovoforno; e dous
simples de madeira para os arcos de fumin
da frente e de cima do dito forno, pois sao os
proprios que servem segundo o novo plano :
na padaria de urna so porta o fumin alta na
praca da Santa Cruz.
Vendem-se urna escrava de 26 annos
costureira, engommadeira e boa criadeira por
ter muito bom leite com dous filbos um
de 5 annos e outro de 3 bem iuzidos,
por um cont de reis ; e um negro crioulo de
25 annos carreiro, e canoeiro e para to-
do o servico por 600,000 rs. ; quem pre-
tender annuncie.
= No deposito de assucar refinado, esta-
belecido junto ao arco de S. Antonio, em fren-
te do caes do Collegio ha para vender asquear
refinado segundo o novo systema de fabrica-
cao pelo qual se extrae a potassa e cal, dei-
xando-se-o no seu estado de pureza ; sendo o
preco da libra do de primeira sorte e em pes
160 rs. e o de segunda e terceira em p ,
a 120, rs.
- Vende-se urna preta da Costa de 22
annos, cose engomma cozinba e be re-
colbido para fora da provincia ; na ra Au-
gusta n. 22.
Vende-se urna negrinba do bonita figu-
ra com principios de cozinha e de costura :
no atterro da Boa-vista casa em que mora o
Sr. Antonio Luiz Gonsalvcs Ferreira no pri-
~c:r= ondnr
Vendem-se duas moradas de casas gran-
de na ra dos Pires ns. 23 e 25; a tratar com
Goncalves do Cabo na ra Augusta n. 22.
= Vende-se urna preta muito boa vende-
deira lavadeira cozinha faz massas e do-
ces : na praca do Commercio casa de Joao
Garroll & Filhos.
Vende-so um moleque de Angola bas-
tante ladino e bonita figura do 12 a 14 an-
nos ; na ra do Crespo n. 17.
Vende-se urna preta de Angola, cozi-
nha ongomma e lava tudo com perei-
cao ; no pateo da Penba venda defronte do
muro da mesma.
Vendem-se candieiro do lati a 3500 ,
bandejas pequeas a 120 bicos pretos e bran-
cos fitas de garca papel almaco a 2700 e dt
peso a 2900 a resma duzias do fsforos a 280
abotuaduras de massa a 320 ditas de dura-
que a 480 o a 320, ditas amarellas a 640 ,
brancas para fardamentos de pagem a 400 ,
amarellas lisas, e de seda de esquisitas cores ,
proprias para enfeites de vestidos de senhora,
tinta encarnada azul e verde thsouras finas
de costura e unha luvas de pellica e seda pa-
ra senhora a 320 e papel dourado; na ra do
Cabug loja de miudezas n. 3.
Vende-se um mulatinho de 10 annos; no
pateo de S, Pedro n. 16.
= Vendem-se botes de duraque de diversas
marcas, dos que actualmente se acho em uso
para casacas a 2880 a groza e da-se mais em
conta comprando-se mais porc,o: na loja da
viuva do Burgos.
=Vendem-se caixas com urna duzia de gar-
rafas de vinho de Champanbe de superior qua-
lidade a 26,000 a caixa em casa de Bussell
Mellors & Companbia na ra da Cadeia do
Rccife n. 39.
= Vendem-se esleirs finas da India para
forrar salas cha isson a 2240 ; na ra da Ca-
deia velha n. 31.
= Vende-se urna rica pulceira para senho-
ra urna dita para menina um cordo um
par de rozetas um dito de atacas do pulcei-
ras dous ditos de botSes para punho, um bom
relogio, tudo de ouro fino c por preco commo-
do : na ra Nova n. 55.
=5 Vendom-seduas ascravasde naco co-
sem bem cozinhao refino assucar e fazem
doces de varias qualidades ; c outra dita de 25
annos cozinha e lava de sabo ; na ra Direi-
ta n. 3.
= Vende-se um cofre de ferro batido, pro-
va de fogo por forma de armario com parte-
leiras ecom um segredo da ultima invencao e
grande seguranca 'tudo polido e bem trahalha-
do feito no paiz proprio para urna casa de
campo ou de negocio por preco commodo ;
na ra da Praia officina de serralheiro de Jer-
nimo Jos Buotorf.
Escravos fgidos.
degas surradas pelo seu antigo senbor, e foro
escravos do Sr. Periquito Vigario de Paja o
do Sr. coronel Leonardo, na Villa da Pesquei-
ra : quem os pegar leve-os a ra d'Agoas ver-
des n. 70, que ter cem mil rs. por cada um.
Francisco Joze Duarte.
= Fugio no dia 25 d'Abril do corrente an-
no, urna preta de nomo Maria, naco angola,
estatura baixa, espadada, tem os ps bastan-
te malfeitos, tondo no esquerdo urna cicatriz ,
de fallas baixas, e costumava andar sempre na
moda : quem a aprehender ou der noticia
certa onde esteja ou a levar ra das Agoas
verdes, sobraden. 78, roceber 50g000 rs.
de grati Reacio do seu trabalho.
__ Fugio um moleque de nome Euzebio ,
naco congo idade 12 annos olhos grandes
e osperto, anda vendendo azeite nos Aflbgados:
os aprehendedores levem-o a ra da Praia nu-
mero 70.
I
Jl
Em 31 do mez p. p. fugio um escravo de
naco idade 18 annos bonita figura de
nome Pampolona cor bem retinta olhos
grandes, estatura regular este escravo julga-
so estar oculto em alguma casa ou mesmo a-
garrado por algum ladro protesta-se desde
a contra quem o tiver oceulto ; quem delle der
noticia ou aprender leve-o a ra de Agoas Ver-
des n. 46 quo ser generosamente recom-
pensado.
Da-se SOjiOOO rs. a quem descobrir um
moleque de nome Luiz crioulo do serto do
Brejo da Madre de Dos, estatura baixa mui-
to preto bons dentes, e bastante magro; par-
ticipe na ra do Palacete em casa do Fran-
cisco GonsalvesdoCabo.
Fugio a 20 do p. p. Julho um negro de
nome Lisboa, com um gancho no pescoco ; 6
de suppr que o tivesse tirado; assim como tro-
cado o nome : nacao congo estatura regular ,
espadado tem todos os dedos do p direita
corlados : representa ter 22 annos nao tem
barba nem tem 2 dentes abertos do lado do
cima, signal de sua naco; fugio da Villa de
Iguarass: roga-se encarecidamente a qualquer
pessoa que o pegar leve-o a mesma Villa cima
a Bazilio Joze Carneiro a ou a seu senhor noBe-
cife, Joo Virissimo na ra do Vigario n. 18.
Ad verte -se, que alem da paga ter urna grati
(cacao.
O abaixo assignado d 2008000 rs. a
quem pegar o mulato Luiz com o negro cri-
oulo Lucas, do dia 25 de Agosto do anno pas-
sado, os quaes tem os signaes seguintes: o mu-
lato tem o officio de alfaiatc e sapateiro ; esta-
tura regular bonito de cara, falla branda ,
tem urna orelba Turada com um brinco o qnal
talvez tenha tirado e ha de estar o furo, bas-
tante barbado, porem nao conserva suissa ;
costumava andar calsado. O crioulo bastan-
te alto reforcado bonita figura com falta
de denles, cara lustrosa e bonita, com officio
de carpina tem urna orelba furada igualmente
rnin spii hrinniiinl./; ; q;s SSC"VC 52J 52 V.Z
-o
te
!
'
"EL

r.

i
r.
C

i
o
->
-->

o
ir.
B
3
fl
-3
z

'-

W
Mal
t
2 8
i |^^tV*^5<^'^>',*>>:*::*i<>l=:*=!^:,,,=;,,4=:*:^'
I i
f ?
I ^^>.^t^t'.:*4.; I I
I I
'"I I I
lii
I I l
I
-, ,-. Oi - *-"
__ 1 ^ |-H< '
2 I
I ______._____________~
^^^ ^^5:*>!:.:*ki:*5:,>*:*l!**!,^:a* V*^
I 1
en
iiii
lili
3 -
S 8 2
si
l


,N, | | | | ,<*,, | ,^
6
^S;*,1*:^^'.^**^^^^^^.^^ S
'22^ ^T ^
3
a

3
I "I l~ I I I I-""" | | | -
5-?it5ST^cSS?.5TT B
(M-.I T-t
. V
o-iiosoiNCixSe es
.* 5 ci r* f. r- jo n < -. o
8)
i)
= 35 aQ<5SSaa2S^i
; x -o 3 o :
* (N*-(
O
r9
-C 9\ CC 5
<

?
mm
o
g

s.
'-.2
vete,

B
O
K
o
."O
1
-^' >.

<9
S .

s
Si
-v
I O
r i
- J

..'.um # ll AMIA. lO^


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EZ82C9CNQ_KBOCAV INGEST_TIME 2013-04-13T00:53:14Z PACKAGE AA00011611_05022
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES