Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:04963


This item is only available as the following downloads:


Full Text
Afino de 1843.
Sexta Feira 19
Tuclo igora dtfthAt.it niis m nimia ; lia no linuemoi como principiamoa i aereoa aponladoa cum admiraiuo Urea Nacaa mi
cullaa. ( Procltmigo di Aeaembla. Geral do Bn'iiL
PARTIDAS DOS CORHEIOS TERRESTRES.
Guian na Parahiba e Rio grande do Norte legunda a aellas feiraa
Boilo o Garaotiuna a 1U e 24 "<
CaBt S.riphem, Riu Formoao PortoCalro Maceio Alagoaa no 4 11 e 24
Boa itta t Florea a "3 e 2S, Sanio AnlAe, quintal feiraa. Olinda todoa oa diaa.
DAS DA .SEMANA.
45 Jfi J Tiiiloro Labrador. Aud Ao J de D. da 2. .
16 lrc Jo Neoomuceno Kel. Aud do J de I) da 3. T.
47 U>ai a. r'aaroal I ajlio F. ud do J. de I), da 1 t.
4H '}">>> Venancio M. Aud do J de D. da 3. ...
49 Se' i. Pedro l'.elealino P. Aud do J (le 1) da 1. t.
'0 San. a. Bernardino de Sena F Bel. Aud. do J. de D. da 1 r.
H Itou i. Mancoa R. M.
de Maio
Anno XIX. N. 110.
O Diario publica-a* todoa oa diaa qna nSo (ore Santificudoe : o preoo da aaaigaatnraifce)
de trea aoil rea por quarlel paeoa adiantadoa. Oa annuncioa doa assignante* eo ineeridoe
gralil.a oa doa que o n3n orem i rato de SOreia porlinha. Aa reclamac6ea deremaer din-
gidaa a tala Typ., roa daa Cunea N 14.ou a orara da In Cambios.No cha 48 de Mato.
Cambio eobre Londree i6 d. por 4U Ooo-Mo*da da 8,00 V.
h h Paria 36 rea por franco.
a Lieba 100 per 100 de premio.
Moeda da cobra 2 por cento
dem de latraa da boaa tirmaa { a } .
N.
* d. 4,000
PllTa-Pataca*
a Petoa Coluranaree
a ditoa Meiicanoe
compra
4,3iU
16/J
8,'JO
l,8l
l.SS
1,880
renda.
10,SO
16,300
9^00
1,900
1 S'UO
1,900
PHASEbUALUANO MEZDEMaIO.
La Cheia I *, ia S liur.ne 15 ra. da lard t [.ta ora 29, as 4 horas e 35m. da raanh.
Quart.ming. 21, Iboia 5 aa. da m. | Juan, oraao. a 7, ai uoras *5
da manb
1. a 8 horaa 30 m. da manhia
Prtamar de lioje
i. a 8 loras a 54 m. da larda.
PARTE OFFICIAL.
tesas ni .......
Governo da Provincia.
EXPEDIENTE DE 13 DO CBRENTE.
OITlcio A cmara municipal de Olinda, re-
metiendo copia do oiTlcio do engenhelro em che-
fe das obras publicas em que participa que
ocidadSoJoaquim de Sant'Anna impedir com
paos enfleados, e atravessados o curso do rio
Bebiribe, abaixo da povoacao do mesmo nome;
afim de que naja de dar a tal respoito as provi-
dencias que a lei Ihe incumbe.
DitoAo commandante das armas, orde-
nando, que em cumprimento do disposto no
imperial aviso de 25 de outubro de 1842 remet-
t, debaixo de prisao, ao commandante do bri-
KUe-oscUna leopoldina afim de ser processa-
do pelo crime de descrcao, o soldado do segun-
do batalho de artilharia a p Manoel Jos de
Sousa que se verificou ser desertor da compa-
nhia de imperiaes marinheiros.Oficiou-so
respeitoaocommandntodo brigue-escuna Leo-\
polaina,
DEM DO DA 16.
OITlcio Ao commandante das armas sig-
nificando que procede a duvida do commissa-
To fiscal do ministerio da guerra acerca do pa-
gamento das diarias ornecidas aos recrutas ,
postosem custodia, nos meses de Janeiro e mar-
co deste anno, e de que tracto os papis que
acompanharao o seu officio de 12 do correte,
e ora Ihe devolve: e que em consequencia man-
de satisfaser os osclarecimentos exigidos pelo
mencionado commissario fiscal.
Dito Ao Inspector da thesouraria das ren-
das provinciaes ordenando, que mando pa-
gar cmara municipal do Brejo o que se es-
tiver devendo d'aluguel da casa ella perten-
cente e que serve de cadeia.Communicou-se
cmara municipal do Brejo
Dito Ao chefe de polica interino partici-
pando que o patacho Pirapama dover seguir
para a ilha de Fernando at o dia 25 do corren-
te ; e disendo que podo para ali remetter os
degradados que para isso estiverem destina-
dos.Participou-se a proximidaded sahida do
referido patacho ao inspector da thesouraria da
fasenda ao commandante das armas, ao juiz
municipal da primeira vara o ao inspector do
arsenal de marinha.
apresentado o preso Luiz Francisco Correia Go-
mes conforme Ihe requisitara.
Dito Ao commandante do batalho de n-
fantaria de guardas nacionaes destacado re-
commendando-Iheque tivesso na melhor arre-
cadaejio os capotes, ainda mesmo os que esta-
vao a cargo dos destacamentos.
Dito Ao commandante da companha de
(avallara exigindo novas informaces, acer-
ca do espancamento do proto escravo da viuva
do major Faria Lemos para que se podcs-
se providenciar com perfeito conhecimento de
causa.
Dito Ao commandante interino da fortale-
sa de llamar aci, o alteres Joaqnim Pedro de
Sousa Magalhaes participando-lhe que o ia
substituir no commando o tenente do estado
maior da segunda casse Jos Ignacio do Me-
deirosRego Monteiro, elouvando-o pelo bem
que se houvo na sa commissao.
INTERIOR
ASSEMBLA GERAL
CMARA. DOS SRS. DEPDTADOS.
Sesso do dia 20 de abril.
Contina a discusso do orcamonto da despe-
Commando das Armas.
EXPEDIENTE DE 2 DO CBRENTE.
OiTlcio Ao Exm. Presidente, remettendo-
Jheparascremjulgadospela juntado Justina,
os procesaos verbaes feitos aos reos, tambor Jo-
So Pcreira da Silva e soldados Luiz Ximendes,
Carlos Francisco Barbosa e Francisco Jos de
Santa Anna, todos do batalho de infantaria de
guardas nacionaes destacado, Incursos no crime
de descrcao.
Dito Ao mesmo Exm. Sr., informando ,
que osdous Allomaos do que trata o seu ollicio
de 28 do mei prximo passado, forao engajados
rio 1. de marco de 1842, embarcando para a
corte a 8 do mesmo mez sem haverem presta-
do juramento.
Dito Ao mesmo Exm. Sr., informando o
requerimento de Manoel da Fonceca Modciros ,
soldado voluntario do segundo batalho de ar-
tilheria a p que pedia licenga para continuar
geus estudos no lyco desla cidade onde se a-
chava matriculado.
Dito Ao desembargador chefe de polica ,
remettendo-lhe os documentos de Antonio de
Freitas Chaves, para que ouvindoorecrutador,
desse sua opiniao a respeito das isempc5es que
allegara.
Dito Ao* delegado do termo de Paje de
Flores devolvendo-lhe os papis de contabili-
dade do destacamento de Janeiro a 9 de abril
deste anno, para que remettesse as segundas
vas como exiga o fiscal do ministerio da
guerra.
Dito Ao delegado supplente do termo de
Santo Anto, disendo-lhe que dera destino ao
desertor Luiz Antonio Jacintho, e recrutas An-
tonio Mximo, Joo Severo e Alexandre Alves
deOliveira, assenlando praca ao primeiro c
pondo em custodia aos dous ltimos por alle-
garen! isempc5es.
Dito Ao delegado supplento do primeiro
districto do termo desta cidade, communican-
do-lhe que ficava expedida a ordem para Ihe ser
sa do ministerio do imperio, com as emendas
8 pojadas.'
O Sr. Alvares do Azovedo requer o encerra-
mento da discussa. Consulta-sea cmara e de-
cide negativamente por 46 votos contra 32.
Contina a discusso.
Annuncia-seachegadadoExm. Sr. ministro
da fasenda e sondo recebido le o seguinto :
Augustos edignissimosSrs. representantes da
nacao
Tndo sido pedida por Sua Magestade o Rei
dos Franceses a mao deS. A. a Senhora prince-
sa D. Fancisca Carolina, para S. A. R. o Sc-
nhor principe de Joinville sendo provavcl que
esta uniao se verifique e- devendo o governo
setar preparado para poder realisar as sommas
marcadas na lei de 29 de setembro de 1840, pa-
ra seu dote e enxoval, visto tera mesma augus-
ta senhora de ir residir fra do imperio rece-
bi ordem de S. M. 0 Imperador, para apresen-
tar-vos a seguinte
Proposta.
Art. nico. O governo utorisado para rea-
lisar por quaesquer operaces de crdito, que
mais vantajosas forem, a somma do setecentos
o cincoenta contos de reis segundo o padrio
monetario marcado no artigo 11 da lei de 29 do
setembro de 1840 para o dote de S. A. a Sra.
princesa D. Francisca Carolina; ebem assim
a de cem contos do reis na moeda actual do
Brasil consignada no artigo 4. da lei para o
enxoval da mesma augusta Sra., o outros ob-
jectos do servicodo S. A., ede seu augusto es-
poso.
Rio de Janeiro, em 20 de abril de]1843Joa-
quim Francisco Vianna.
Concluida a leitura S. Ex. retira-so com a
mesma formalidade.
A proposta remottida commissao do 'orna-
mento.
Contina a discussa5 do orcamento em que
tomao parte os Srs. Reboucas e Silva Ferraz e
ainda fica adiada pela hora.
Sessoem 21 de abril.
Contina a discusso do orcamento do minis-
terio do imperio com as emendas apoiadas.
Tomo parte na discusso os Srr. Assiz, Ro-
cha, Rodrigues, Torres, Reboucas, ministro
do imperio, Almeida Albuquerquc c Carnero
da Cunta e a discussad fica adiada pela hora.
Sessdo em 22 de abril.
L-se um officio do Sr. primeiro secretario do
senado remetiendo urna emenda feita e appro-
vada pelo mesmo senado a proposta d poder
executivo fixando as forcas de trra para o an-
no financeiro de 1843 a 1844.
Emenda a que so refere o officio supra.
No artigo 2. suprima-so a emenda que eleva
a seis centos mil reisa quantia, mediante a qual,
a carta de lei de 29 de agosto de 1837 exime o
reciutado do servico.
Vae a imprimir para entrar na ordem dos tra-
balhos.
O Sr. FerreiraPena (pela ordem) observa a
cmara que a emenda muito simples que
a lei urgente c porisso pede a dispensa da
impressao.
O Sr. presidente consulta a cmara e a e-
menda despensada da impressao.
LC-so um officio do Sr. ministro do imperio,
participando que S. M. o Imperador tem esta-
belecido um uniforme para os Srs. deputados
assembla geral legislativa poderem usar delle
nos actos pblicos e pincipalmente as func-
goesda corte. Fica a enmara inteirada.
Nao ha mais expediente.
O Sr. Numcs Machado ( pela ordem ) ob-
serva que o Sr. 1. secretario dissera que a c-
mara ficava inteiradada leitura do ultimo offi-
cio do Sr. ministro do imperio o como elle
deputado entende quo esse officio contem dou-
trina quo deve ser examinada por urna com-
missao requer que o ollicio va commissao de
conslituicao para dar o seu parecer a respeito da
materia de que elle trata, e por esa occasiio do-
clara o Ilustre deputado quo desde hontcm se
constituio na opposicao ao gabinete actual.
O Sr. presidente consulta a cmara se o olfi-
cio do Sr. ministro do imperio deve ir com-
missao de conslituicao para dar sobro ello o seu
parecer e decido negativamente.
Julga-sc objecto do deliberacao c vao a im-
primir o seguinte projecto.
A assembla geral legislativa resolve :
Ficao revogados osartigos %.*, 5., c6.
da lei de 23 de abril de 1842 da assembla
legislativa das Alagoas, na parte que impo 5
por cento sobro os ordenados, licencas e apo-
sentadorias dos empregados prvidos pelo go-
verno geral, por nao caber as attribuicSes da
referida assembla.
Paco da cmara dos deputados 20 d'abril
de 1843. M. F. de S. e Afelio. Anto-
nio Luiz Dantas de R. L.
OSr. Dantas [pela ordem ) pede a dispensa
da impressao do projecto que so acaba de 1er ,
o requer a urgencia para que ello seja quanto
antes dado para ordem do dia.
O Sr. presidente consulta a cmara se dispen-
sa da impressao o projecto e decido affirmati-
vamente.
A urgencia proposta pelo Ilustro deputado
apoiada e sem debate regeitada.
O Sr. Pessoa de Mello depois de fazer al-
gumas observaces sobre a marcha do gabinete,
a'respeito dos presidentes de provincias re-
meti a mesa a seguinte ndicacao :
Indico que a commissao de constituicao
d o seu parecer sobre o seguinto : Se con-
forme com a conslituicao a conservacao dos pre-
sidentes do Para e Pemambuco no exercicio de
suas funeces durante as sessoes da cmara dos
deputados de que sao membros. Pessoa de
Mello.
\ ae commissao de constituicao.
O Sr. Coelho depois de motivar um pro-
jecto de decreto sobre recrutamento remetteo
meza e julga-se objecto do deliberadlo e vae a
imprimir.
Contina a discusso do orcamento do minis-
terio do imperio.
OSr. Rodrigues Torres responde as observa-
ces que se fizerao acerca do que ello orador
dissera na anterior sessao.
O Sr. Albuquerquo requer o encerramento
da discusso.
Consultada a cmara d-se por encerrada a
disenssao.
Segue-se a votaco dos artigos da proposta e
emendas, sendo urnas regeitadas, eoutrasap-
provadas incluindo-se entre as approvadas a
emenda do Sr. Cansansao do Sinimb, que de-
clara ficar sem efeito as reformas dassecretarias,
na parte to somonte relativa secretaria do im-
perio ; e entre o numero das regeitadas a do
Sr. Pacheco, que suprima a quantia de 35200$
com rs. o ordenado do presidente de Piauhy.
Contina a discusso adiada em outra sessao
da resolucao quo approva a pens3o de 20JJ000
reis concedida a Joaquim Antonio de Ataide
Seixas.
Sao apoiados alguns reqcrimentos de adia-
mento.
O Sr. presidente levanta a sessao pelas duas
horas da tarde por nao haver casa.
PERNAMBUCO.
Do Artheiro do quarta feira copiamos o>
seguinte artigo:
A revolucao proclamada pelos jornaes da
praia.
lia muito tempo que os jornaes da praia ,
vendo-se despiezados por todos o reduzidos
aos rocursos particulares de um pugillo de rus-
gujntos mais ou menos quebrados mais oa
menos tacanbos procurao induzir o povo
revot e loval-o s vias defacto; na semana
passada porm estes corifeos da anarchia torna-
rSo-se descompassadas trombetas de urna revo-
lucao que segundo o tom dellas deve attentar
ao throno Brasilciro deve dirigir-se contra o
nosso Monarcha contra o nosso joven e inno-
cente Imperador. O modelo desta revolucao
he a de 31 ; porem mais frtil do que aquella
em altentados porque deve ser plantada com
sangue eom vingancas com castigos. Ora
si a revolucao de 31 foi o desenvolvimento das
nossasvelhas miserias ea causa immediata das
novas muito mais terriveis do que aquellas ; si a
revoluto de 31 executada sem sangue, sem
vingancas sem castigos nos brindou em suas
consequcnciascom todos esses crimes que os
jornaes da praia lamentao nao se4erem realisa-
do ; si a revolucao de 31 feita com perdes (nao
foi perdoado aquclle a quem tanto deviamos o
Brasilciro que mais servicos tinha feito sua
patria adoptiva ) nos trouxe urna guerra civil
continuada desde o mesmo desastroso anno da
revolucao al boje principiada nesta cidade ,
e continuada no Para no Maranbao na Ba-
ha e Itio Grande do Sul, guerra quo nos
tem custado tanto sangue, tantos crimes, tan-
tos horrores tanto dinheiro, que devemos es-
perar de outra que com o mesmo fim deve com
tudo ser acompanbada de todos os attentados
quofazem a comitiva de urna revolucao? E
quem sao estes homens que em nome do paiz
ousao levantar assim o grito medonbo da anar-
chia o proclamar a desobediencia geral? Que
bens nos podom elles prometter c garantir em
compensacao dos horrores que j levao em vista
praticar ? Pernambucanqs nao he o Arti-
Iheiro quem vos falla ; nao preciso inculcar a
minha sinceridade ; ahi est a historia a his-
toria contempornea quo todos conservamos
fresca na memoria : ella vos est bradando.
Si deixais dar um passo anarchia sem trun
car-lhe a hedionda cabera, aguardai os roubos,
os assassinatos que vistos aqui praticados des-
de 1831 at 1835. Si deixais cstender o bra-
co essa hydra sem decepal-o despedi-vos de
vossos bens de vossas mulheres, de vossas fi-
Ihas de vossas vidas e de vosso paiz : a mi-
seria o opprobrio, a morte; eis a consequen-
cia da vossa besitacao. Deixai que esses ener-
gmenos gritem impunemente j que nossas
fracas leis nao tem a forca de os reduzir ao si-
lencio ; at ahi o despreso basta : mas si elles
ousarcm ebegar factos si elles tiverem a ten-
tacao de dar cxccuco scus damnados planos;
oh! naoduvideis um momento extermnal-
os! urna duzia desses malvados rene sobre suas
reprobas cabecas toda a responsabilidade de tan*
ta maldade : vos as conheceis, e nem be pre-
ciso grande esforz para esmagal-as. Nao vos
afroxem o braco justiceiro as lagrimas e (ama-
ras desses infames embusteiros: avezados by
pocrezia, pedir-vos-hao 'rostrados e humildes
um perdao que vos ser depois fatal: elles vo-
l esto di/.endo nada de perdo nos o re-
petiremos nada de perdo Perdao he re-
incidencia he incorrigihilidade perdao
quem nos quer roubar tudo he vida para o ag-
gressor, he morte para oaggredido. Os ma-
nes das victimas sacrificadas insania de quatro
velhacos intrigantes e ambiciosos tambem nos
estao clamando l dos campos e aqui mesmo
deslas ras. Queganbuu a ciasse proletaria v
que prestou a forca bruta esses furiosos de-
magogos, que a illudrao ? Nada! miseraves
que nada tem que podem dar ? O homem
mi His
>-------
nnr /fia rrnnlta
, -----
Cll lirie*nn/ii


m
2
para que a dever expor por quem s Ihe pode
offereccr miseria ou morte?.... Pernambu-
canos pensai rocordai-vos do passado, econ-
servai-vos na vigilancia : e quando soar o sino
da morte, fa/ei que seja por aquello?, que vo-
la querom dar !
Correspondencia.
Bbi
Srs. Redactores.
Constando-me, que depois que se soube ,
que o Sr. Dr. juiz de direito presidente do ju-
ry havia designado o da de sabbado 20 do cor-
rente para o julgamento do processo do Abys-
sinio tcm-se adrede espalhado a atterradora
noticia, de que a sessao d'esse dia hade ser tu-
multuosa prophetisando-se com toda a certe-
za acontccimentos desastrosos o assegurando
se, de que ser infallivel a repetico da scena ,
que teve lugar cm um dos annos ateriores, tu-
do com o fim de amerontar-se aquellos dos se-
nhores jurados que tiverem urna compleico
menos forte e d'est'arte conseguir-se que nao
baja sufficiente numero de juizes para a dita
sessao e que por con-eguinte nao seja senten-
f ciado aquel le processo julgo do meo dever
declarar que esta noticia nao passa de um ar-
dil miseravel, e astucioso inventado por alguem
para o fim cima declarado pois que por ora
nao supponho que os protectores do Abyssi-
nio tenbao tanta falta de senso que se arro-
jem a por em practica a menor tentativa de tu-
multo pelas rasoes que elles hem sabein e
quando assim acontecesse nada se devia recear,
urna vez que o Sr. Dr. juiz de direito tem bas-
tantes meios a sua disposico para faser manter
a ordem e dignidade do tribunal a que presi-
de e repellir a todo aquelle, que desvada-
mente tentar perturbal-o acrescendo que o
Sr. Desembargador chee de polica pela sua c-
ncrgia e actividade nao ha de ser indifferente
aos rumores que a semelhante respeito tem cor-
rido. Kogo portanto a todos os senhores jura-
dos que despresando estes embustes filhos da
sandice de quem os tem propalado, comparecao
n'esse dia tanto mais porque si elle for tem-
pestuoso he de crer que s a minha pessoa,
apesar do dbil, e adoentada ter do softer
a tempestade para o que tenho bastante resig-
naco esobrada coragem. Aproveito aoc-
casiao para pedir aos homens honrados de todas
asclasscs, a aquclle's que por sua i.lustracao
souberem avallar o mrito de urna discusso
importante qual a que vai ter lugar no dia a-
cima indicado e ndistinctamente a todos que
forem interessados no socego publico que nao
deixem de comparecer n'esse dia pois quo me
ser summamente grato ver-me rodeado em
urna occasio tao solemne do maior numero de
meos concidados. Sou Srs. Redactores &c.
Francisco Carlos BrandHo.
COMMERCIO.
Alfandega.
Rendimento do dia 18.......... 5:9808518
Descarrego hoje 19.
Brigue Thomaz Rathersey maqumismo ,
e laxas de ferro.
Brigue Sophia carvo (o resto.)
Barca Venezia farinha, feijo, azeite, ve-
las e sabio.
Barca Felice carvo.
Barca Prescilla lazendas.
IMPORTACA. .
Prescilla, barca ingleza, vinda de Liverpo-
ol-, entrada no corrente mez consignada a
B: Lasserre & C; manifestou o seguinte:
15 fardos fazendas de linho 18 ditos e 14
caixas ditas d'elgodo ; a Johnston Pater & C.
8 fardse 96 caixas fazendas d'algodao, 3
ditos ditos de linho 2 ditos sedas; a Russell
Mellon A C.
6 fardos e 8 caixas fazendas d'algodao e linho,
160 barris manteiga 84 barricas bacalhao ;
ajames Cokshot&C.
106 barris manteiga ; a N. O. Bieber & C.
44 fardos e 16 fardos fazendas d'algodao 7
ditos ditas de linho ; a Denne Youle & C.
20 fardos e 8 caixas fazendas d'algodao 19
ditas e 3 fardos ditos d'algodao e linho 11
barricas ferragens, 142 barras de chumbo, 140
barris dito de munico ; a Ordem.
5 fardse 12 caixas fazendas d'algodao, 3
ditas ditas de linho; a M. CalmontdiC.
3 fardos fazendas d'a!god5o; a Fox Brothers.
17'ditose 127 caixas ditas dito 202 caixas
cb ; Jones Patn & C.
15 fardos c9 caixas fazendas d'algodao 40
pezos de ferro 2 barris manteiga ; a Geo :
KenworthyA C.
: 35 fardos e 22 caixas fazendas d'algodao ; a
Smith.
< 5 caixas ditas dito; a R. Royle & C.
46 fardos c 90 caixas ditas dito 4 barris e
11 caixas ferragens; a James Cabtreetfc G.
51 fardos e 30 caixas fazendas d'algodao ; a
Rozas & Braga.
39 caixas ditos dito ; aos consignatarios.
ll barricas serveja 1 barril agoardente 3
ditos e 8 latas conservas, 76 quoijos 3 barris
prezuntos, 13 prezuntosagranel, 1 barril er-
vilhas 1 dito carne de porco 1 dito lingui-
cas; ao capito.
3 caixas e 56 embrulhos amostras: a divenos.
Movimento do Porto.
Navio sahido no dia 17.
Canal: barca austraca Mary capito Marco
Bonetich carga assucar.
Liverpool; brigue inglez Cora capito John
Miller, carga assucar.
Baha; cterbrazileiro Viva, capitoJoaquim
Jos dos Santos, carga varios gneros.
Nawtuckett; galera americana Congress, capi-
to John Pitman carga a mesma que trou-
ce.
Navios entrados no dia 18.
Maceio;36 horas, brigue inglez MargeritPar-
ker de 166 toneladas, capito William Re-
dy equipagem 16, carga assucar; a James
Crabtree& C.1
Sahido no dia 18.
Maranho ; brigue escuna brazileiro Laura ,
capito Luiz Ferreira da Silva carga assu-
car, e &c.
Edteles.
O Illm. Sr. inspector da thezouraria das
rendas provinciaes manda fazer publico que
em virtude da lei perante a mesma thezoura-
ria se bao de arremataren! hasta publicaa quem
mais der nos dias 19, 26 e 22 de junho pr-
ximo vindouro pelas 11 horas da manha os
seguintes impostos:
Portempo de3annos acontar dol.deju-
Iho futuro,
Taxa da barreira do Giquia avaliada an-
nualmente em........4:1068666
Taxa da barreira da Magdalena avaliada an-
nualmenteem...... 2:652<-060
Taxa da barreira do Motocolomb avaliada
annualmente em.......1:6008000
Taxa das passagens do rio nos lugares do
Cordeiro e do Caldereiro idem 808000
Furo das caixas e fechos d'assucar
idem ,........1:0808660
Por tempo de 2 annos a contar da dita epo-
cha.
Vintc p. % na agurdente de consumo nos
municipios de Goianna avallado trienalmente
em............1:0478000
Pao do Albo idem....... 273*000
Limoeiro idem.......249*660
Bonito idem....... 153*066
Cimbres idem ....... 848666
Garanhuns idem...... 938606
Flores e Tacaratdem .... 93*006
Boa-vista idem....... 93*666
As pessoas quo se proposerem a estas arrema-
tares comparecao na salla das sessoes da mesma
tbesouraria nos dias cima indicadas munidos
de fiadores idneos, e competentemente habili-
tadas.
E para constar mandou o mesmo Illm. Sr.
inspector aflixar o presente, e publicar pela
imprensa. Secretaria da tbesouraria das ren-
das provinciaes de Pernambuco 16 de maio de
1843. O secretario
Luiz da Costa Portocarreiro.
O Illm. Sr. inspector da tbesouraria das
rendas provinciaes manda fazer publico que em
virtude da lei perante a mesma tbesouraria se
ho de arrematar por tempo de 3 annos a con-
tar do l.dejulho do presente em hasta pu-
blica a quem por menos fizer nos dias 19, 26,
e 22 de Janeiro prximo vindouro pelas ll ho-
ras da manha, as illuminacoes da cidade de
Olinda e da povoacao dos Aflogados, avaliado
o fernecimento diario de cada um dos lampios
da de Olinda em 144 n. e da dos Aflogados
em 195 n.
As pessoas quo se proposerem a estas arre-
ma taces comparecao na salla das sessoes da
mesma tbesouroria nos dias cima indicados
munidas de fiadores idneos, e competente-
mente habilitadas. Secretaria das rendas pro-
vinciaes de Pernambuco 16 de maio de 1843.
O secretario
Lmz da Costa Portocarreiro.
=Pela thesouraria das rendas prpvinciaes em
cumprimento de ordem superior se ha de con-
tractar nodia 3 de junho p. futurosob as con-
diroes publicadas neste Diario n. 166, aso-
bras do 7. lanoo da estrada do Pao do Alho or-
eadas na quantia de 22:153*720, cuja des-
cripeo e orcamento podem ser consultadas na
aepartico das obras publicas. Os licitantes
devidamcr.ie habilitados uevero apreseniar na
mesma thesouraria com antecedencia as suas
propostas em cartas fechadas que sero aborta
em presenca de todos no dia aprazado.
Declaracoes.
Para a banda de muzica do 2.batalho
de artilharia a p desta provincia contrata-se o
o seguinte:
Muzicos que toquem clarinetas, e de boa
conducta.......... 3
Dito para corneta de chave 1
Gerante-se aos mesmos o ordenado de 40* a
45*i mil n. por mez.
Nao sendo obrigados a servirem fora desta
provincia.
Fardamento fino e mais vencimentos do ba-
talhao.
A quem convier dito engajamento pode com-
parecer na secretaria do mesmo batalbo das
10 horas ao meio dia.
Pela subdelegatura da freguezia dos Af-
fogados, fui remetido a este juizo de auzentos,
o preto Jacob por andar fgido edizor que
seu senhor era um homem que foi curar-se fora
da trra, sem dizer o nome, e que Picara em po-
der do outra pessoa que tambem nao disse o no-
me ; quem ao dito preto tiver dominio queira
comparecer neste |uizo para Ihe ser entregue
com as formalidades da lei. Recife 16 de maio
le 1843. O escrivo, Galdino Temisto Ca-
bralde Vasconcellos.
Em continuaco das faltas dos alumnos
do Lyco publico-se os nomes e faltas dadas
pelos alumnos da aula de Inglez nos mezes de
Fevereiro, Marco e Abril p. p.
N Fl- Obi.r
rlomei. .
tu. fi*s-
Domingos Adolfo Vieira de
Mello 39 Justificou.
Antonio Joaquim Ferreira de
Carvalho 38 Sem causa.
Gustavo Augusto de Figueiredo 15
Francisco Antonio de Barros 15
Luiz Jos Rodrigues de Souza 15 Por doente.
Thomaz de Aquino Mindello 12 Sem causa.
Joaquim ClaudinoMontmro 12
Marcelino da Costa Jnior 9 Justificou.
Joo Tiburcio da Silva Guima-
res 7 Por doente.
Possidonio da Rocha Percira 7 Estove ano-
jado.
Antonio AnnesJocome Pires 6 Sem causa.
Ignacio Joaquim de Souza Leo 5 Esteve ano-
jado.
O secretario ,
J F. da Silva Cu maraes.
Administraco do patrimonio dos orfilos,
Perante a administraco do patrimonio dos
orfos se ho de arrematar a quem mais der ,
por tempo de 3 annos, que ho de ter princi-
pio do 1. de julho do corrente anno ao fim de
junho de 1846 as rendas das seguintes casas.
Em terceira praca.
N. 2 na ra do collegio.
12 do Cebo do bairroda Boa-vista.
13 ra do R o/a rio dita.
29 da Madre de Dos.
36
31
32
33
34
35
36
37 do Torres.
38
Em segunda praca.
i 40 da Lapa.
42 do Codorniz.
<( 45 da Moeda.
46
47
48 do Amorim.
(( 49
K 56
i !ii
Em primeira praca.
52
53
54
55
56
57 do Azeite de Peixe.
58
59
60
61
As pessoas, que sepropozerem arrematar di-
tas rendas podero comparecer na casa das ses-
soes dadita administraco nodia 19 do cor-
rente mez as quatro horas da tarde com
seus fiadores ; e adverte-se aosinquelinos que
se acharem devendo rendas atrasadas que se
nao acceitoseus leos, e nem por isso se Ihes
Jar pieferencia ao lanco que lor oferecido.
Salladas sessoes d'administraco do patrimonio
dos orfos 18 de maio de 1843___J. M. da
Cruz escripturario.
sa O administrador da mesa da recebedoria
das rendas geraes iuternas avisa pela ultima
vez aos moradores do bairro do Recife e S.
Antonio que devem o imposto de escravos ,
seges e mo morta que venho pagar o quo
estoadever, at o dia 25 do corrente pena
de se proceder a executivo cujos mandados se
principiar a tira/ impreterivelmente no dia 26.
Recebedoria 15 de maio de 1843. Francisca
Chavier Cavalcanti de Albuqucrque.
Avisos martimos.
ss= Para o Aracaty a sumaca Estrella do Ca-
bo, no dia 26 do corrente por Ihe faltar pouca
carga ; os pretendentes para carga dirijo-se ao
proprietario Manoel Joaquim Pedro da Costa ,
ouao mestre Jos Joaquim Alves.
= Para o Rio de Janeiro o brigue brazileiro
S. JoSo Baptista para passageiros e escra-
vos ; trata-se na ra da Cadeia do Recife n.
40 ou com o capito Joo Goncalvos Rocha.
2=Para Lisboa segu com brevidade o brigue
portugnez Josefina capito Paulo Antonio da.
Rocha tem excedentes commodos para passa-
geiros ; quem no mesmo quizer carregarou.
hir de passagem dirija-se ao dito capito ou
a Mendcs & Oliveira na ra do Vigario n. 21.
Para Lisboa o brigue portuguez S. Do-
mingos, segu impreterive1 mente no da 25 do
corrente ; ainda recebe alguma carga, e passa-
geiros ; trata-se como seu consignatario Tho-
maz d'Aquino Fonceca na ra Nova n. 41 ,
ou com o capito Manoel Goncalves Yianna na
praca do Commercio.
Para Macei segu viagem [uestes dias
por ter parte da carga prompta o hiale S. Jos
Ribamar, quem no mesmo quizer carregar, ou
ir de passagem dirija-se a bordodomesmo fun-
diado defronte do trapiche do Algodo, ou no
beco da Lingoeta venda de Joaquim Jes Re-
bello.
Avisos diversos.
Precisa-se de urna mulherque se queira
oncumbir de lavar roupa para 18 ou 20 negros;
quem Ihe convier dirija-se a ra Nova loja de
caldereiro n. 27.
- Em casado J. O Elster na ra do Trapi-
che n. 19 tem para vender douscarrinhos de
4 rodas e um de duas com cavallo ; fardos
em saccas grandes; charutos de superior quali-
dade ; papel para dezenho ; um pequeo cofre
de ferro ; lustros de bronze com mangas bor-
dadas tudo por precos commodos.
A pessoa que precisar de urna imagem de
S. Renedicto a qual est encarnada de novo ,
e he de malmo e meio; a qual se troca por pro-
co enconta : as pessoas que quizerem dirijao-se
a ra dos Assoguinhos casa n. 8.
A viuva de Joo Baptista Correia Nunes
ahaixo assignada faz certo ao publico que a
sua propriedade de sobrado de tres andares na
ra Imperial onde ora habita se acha em pra-
ca porexecuco do Sr. Jos Francisco de A-
zeveilo Lisboa, pela diminuta quantia de
12:000* den. quando a propriedade estando
somente em caixo foi a primeira vez avaliada
em 20:000* de reis, a segunda vez por peritos
em 15:060* de reis, a requerimentode um ou-
tro seu credor, e estando o predio no estado em
que se acha foi avaliado em 22.0668 de reis, a
requerimento do dito Sr. Azevedo, que se op-
pondo a esta avaliaco requereu fosse avaliada
por arbitros e foi avaliada em 12:6008 de n.;
a urna tal avaliaco se oppoz a annunciante com
embargos de lezo enorme allegando que de-
pois da 1/ e 2a avaliacoh avia gasto com o predio
6:600* de reis, e que impossivel era. que o
predio valcsse agora menor quantia do que
quando em caixo provando o que articulou
com documentos e testimunhas e tudo Ihe foi'
despresado pelo Sr. juiz da execuco, mandan-
do passarescripto e edital pela referida quan-
tia de 12:006* de reis de cuja sentenca a an-
nunciante appellou para o tribunal da relaco
e espera dos dignos magistrados a reforma da
sentenca e a nulidade da arremataco e pa-
ra que os pretendentes ao predio nao se cha-
men) a ignorancia faco o presente annuncio.
Anna Joaquina Lins Wanderley.
=Piranteo llm. Sr. Dr. juiz de orfos seha-
he armatar em praca publica urna pro-
predade no lugar dos Remedio* defronte da
igreja com excellte casa de pedra e cal e oi-
toesdobrados tendo 86 palmos de fundo e
46 de frente cosinha fora e duas casinhas
de taipa no mesmo sitio para escravos, 256
palmos de terreno proprio tendo de mais lu-
gar para dous viveiros e mais de mil palmos
de fundo forno pequeo para cozer louca e
grande de tjulios de alvenaria e otaria ja
(endo bavido 1.a praca, e altima no da se-
gunda feira 22 do corrente,


OARTILHEIRO sahir amanea cm for-
mato de folio em typos novos o mais
miudos, e vender-se-ha por 60 reis a
folha: do l.dejunhoem diante recebera subs-
cripedes razao de 40 reis por folha.
= Arronda-se o sitio do'espinheiro na es-
trada de Bolom, com suficionte casa bastan-
tes arve los de ospinho e outros muito de di-
vercas qualdados grande terreno para planta-
cos, e creaco do raceas pira leite; quem per-
tender dirija-so a Recife na ra da Guia casa
n. 42 que achara o soo proprietario abaixo
assignado. Siloestre Antonio de Laage.
ss Na ra do Collegio casa n. 16, existe
uma crioula para alugar-se para ama de casa
de pouca familia e sendo de homem soltoiro
melhor.
= O CirurgiSo J. D. da Silva mudou a sua
residencia para a ra de Hortas, n. 118.
Aluga-se urna sala de duas portas, com
uma alcova muito grande com suficiencia
paraqualquer negocio no atierro dos Aflbgados;
quem quizer dirija-so ao mesmo lugar que se
llie dir com quem ha de tratar n. 173.
sss Na ra da Conceicao da Boa-vista., n. 43
deseja-se fallar com a Senhora D. Anna Ma-
ra da Conceicao filha do Mara da Conceicao
e de Sebastiao Corieia casada com Francisco
Alves Feitoza esto residento no lugar de S.
Rita provincia de Macei ou pessoa que suas
vezes faca parase tratar do negocio do gran-
de interesse.
= Precisa-se de uma ama para uma casa
de pouca familia que saiba engommar, cozi-
nhar c o mais arranjo do uma casa : na ra da
Cadeia de S. Antonio armazem n. 19.
= Precisa-se fallar ao Srs. Conego Ignacio
Ferreira Antonio da Costa de Figueirodo ,
Salvador de Souza e a Senhora Joaquina Ma-
ra do Reg ou scus herdeiros : na ra Nova ,
loja n 24.
= Oferoce-se um rapaz brazileiro o qual
sabe escrever, e contar sofrivolrnonte. para cai-
xeiro nesta praca, ou fra della ou mesmo pa-
ra algum engenho ; quem do seu prestimo so
quizer utilizar annuncio para ser procurado.
= Arrenda-se um sitio junto ao riacho A-
gua-fria de Bebirihe, distante desta praca uma
legua com boa caza de vivonda padaria e
estribara para cavallos, bons arvorodos do fruc-
to boas haixas plantadas de capim banhei-
ro no mesmo riacho e boa lavagem de roupa ,
grando plantacao de macacbeira mandioca ,
midobins e nhames ; os pertendentes diri-
jao-se a ra do Caldereiro casa n. 2.
Perdeu-se um relogio orizontal, Suico, de
ouro, e Sabonete, desde a igreja de S Jos at
o meio do arial das cinco Pontas; quem o achar
entregue na ra do Crespo loja n. 8. que ser
generosamente recompensado.
= Segunda vez se roga ao Sr. Joaquim Jo-
s de Pinho morador que foi do (Togado ,
que quera quanto antes aparecer na ruada Con-
ceicao da Boa-Vista n. 43 a fim dedarcom-
prmento ao que nao ignora visto ser tempo
uiiicicntc de espera.
. Precisa-so de uma mulher forra, que co-
Tinhe bem, pagando-se com generosidade, pa-
ra uma casa de pouca familia; na ra do Quei-
inatlo n. 4.
Lotera da matriz da Boa-vista.
As rodas desta lotera correm impreteri-
velmente no dia 23 do corrente, vendo-se, ou
nao so vendo o restante dos hilhetes, e os
quaes se acho venda nos lugares do cos-
tume.
= Aluga-se o armazem do sobrado n. 15 da
ra da Cadeia de Santo Antonio, o qual bas-
tante grande e ptimo para qualquer estabe-
lecimento ; quem o pretender dirqa-se ao se-
gundo andar do sobrado cima, das 9 horas da
manha as 4 V da tarde- No mesmo sobrado ci-
ma, aluga-se o segundo andar do sobrado da
esquina, que volta da tua larca do Bozario para
a estreita do mesmo nome o qual do muito
commodo preco.
Na praca da Boa-vista n. 26, tem fabri-
ca de chapeos de sol de seda de muito bom
gosto, tanto para homem como para senhora ,
trocao-se chapeos novos por velhos, compro-se
armaces o faz-se todo o concert, mais bara-
to do que em outra qualquer parte.
= Na loja. de Garnier relojoeiro na ra
Nova n. 22 acha-se um grande sortimeoto de
obras de ouro que elle acaba de receber pelo
navio francez Camelia consistindo este em a-
derecos, brincos, allinetes e pulceiras tudo
cravado de brilhantes, opalas, peroles e rubins
do ultimo gosto correntes para senhoras, re-
logios de ouro e de prala, caflazintias para re-
logios, caixas demuzica, &c. fcc. etudo por
preco muito commodo.
= Achando-se na mo do porteiro pelo qual
va praca por execuco de hypothccas o sobra-
do do atierro da Boa-vista de Manoel de Souza
Rapozo cujo edificio estando no importe de
20:00}>000 reis au seu proprietario oi ava-
luado no demiouto valor de 12:000S000 res;
este edificio bem conbecido, tanto pela sua
situaco como pelo gosto com que foifeito, pois
nem s a delicadeza da mao d'obra como as
q ualidades dos materaes que nella se empreg-
raoadevem elevar a seu justo valor, e para
melhor conhecimentose faz a declaraco seguin-
te, que podo ser examinada polos pretondentes:
foi edificada em 1810 a 1841 tem 31 palmos
e meio de largura e 120 de fundo com dois
travojamentos da molhor qualidade com palmo
em quadro e esquina viva eoassoalho que o
cobre de taboas escolhidas tanto na qualida-
do como na perfeico po.ssao izentas do todo
o deleito e iguaes tanto em largura, como em
comprimento e por esse motivo nao mostra e-
mendas, nem cabocas de pregos, nem tem a-
berto, pois a sequido das bboas izentirao esse
defoito a salla da frente de toda a largura da
casa, e quadrada, com rmpante de taboas do
amarello do tres palmos de largura na frente
tem quatro portas dobradas para unir aos aliza-
res quando abertas, e com varanda de ferro so-
bre sacada de podra do lisboa e forrada de
amarello a salla interior da mesma largura ,
com duas janellas, e uma porta de igual feitio
das da frente, com varanda de f jrro sobre sac-
cada de pedra do Lisboa quatro alcovas gran-
des, corredor no meio, e um grande quarto ,
por onde se sobo para o segundo assoalho, o qual
o todo repartido com igual commodo de um
andar, com trapeira de varanda de ferro, sobre
saccada do pedra de.Lisboa com vista muito ele-
ganlo e cozinha com fogao nglez mais um
grande quarto no corredor da escada, uma grande
loja ladrilhada de marmore, assim como o cor-
redor, e um grande telhero no quintal, com fo-
gao nglez, e forno meiao o estribara promp-
ta cacimba propria toda murada oitoes do-
brados e livres, cuja vantagem muito favora-
vel ao compiador, o predio todo guarnecido ,
por cujos commodos e prefeices foi avaliado
pelo colector em 1:2008000 reis de renda.
A commissao administrativa da sociedade
Terpsichore convida pela segunda vez aos so-
cios da mesma para se reunirem hoje 19 docor-
rente, para a approvacao de candidatos, adver-
t ndo que proseguir em seus trabalhos com os
socios que aparecercm em conformidadedos es-
tatutos.
Quem annuncou a venda ou troca de duas
negrinhas de 7 a 8 annos e uma dita de 18 ,
dirija-se ra a traz da matriz do Boa-vista
n. 22.
Lava se, engoma-se, e faz-so toda a qua-
lidade de costura com perfeico e mais em
conta do que em outra qualquer parte; na Boa-
vista ra da Gloria n. 90.
= Aluga-se um segundo andar, e um gran-
de sotao na rUa da Moeda n. 9 com muito bo-
nita vista para o mar, e grandes commodos pa-
ra familia ; quem o pretender dirija- se loja
de Joao Maria Seve &Filhos na ra da Ca-
deia doRecifc.
Precisa-se de um canoeiro, queseja di-
ligente, e acostumado a conduzir barro para o-
laria o qual paga-sc favoravelmente com
tanto que seja assiduo; quem estiver nestas cir-
cunstancias dirija-se oIariadoSr. Jos Joaquim
Bizerra ao p do convento da Gloria o no
atierro da Boa-vista loja n. 48.
Offerece-se um rapaz de 22 annos de ida-
de que sabe 1er, escrever e contar para cai-
xeiro de qualquer oceupaco do que tem bastan-
te pratica e j foi caixeiro nesta praca, e tam-
bem para o mato ; quem do seu prestimo se
quizer utilisar dirija-se ra de Santa Rita Nova
n. 91.
A pessoa que'annuncou no Diario de ter-
ca feira 17 do corrente querer vender 3 negri-
nhas, dirija-se ra do Santa Rita Nova n. 91.
Roga-se ao Sr. delegado da comarca do
Cabo o favor de examinar se nos tres escravos
que se achao prezos, se ha algum por nome Jo-
s, de naco Gabo com osseguintessignaes ;
cor fulla, alto, secco do corpo, ps bastantes a-
palbetados falla deseancada dentes de cima
acangulados e um quebrado, caso seja he favor
partecipar a seu senhor Jos Fernandes Eiras ,
na ra Bella sobrado novo prximo mar.
Uma pessoa bastante hbil e que tem
muito uso de ensinar primeiras letras se ofere-
ce a dar lices em casas particulares ; quem do
seu prestimo se quizer utilizar annuncie.
= L* B.r Durand, retira-se para a Franca.
= Francisco Joao de Barros retira-se pa-
ra Portugal a tractar de sua saude e declara
que nada fca devendo em Pernambuco alm de
obsequios, e obsequios que bem gravados se
acho no amago do seu coracao pelo que se-
r eternamente grato aquellas pessoas que tao
generosamente Ih'os tem prodigalisado.
A casa terrea sita na ra do Rozario da
Boa-vista n. 21 acha-se justa e contratada ,
a vendada dita casa, para desonerar uma hypo-
tbeca, e se houver aiguem a reclamar annuncie
no praso de tres dias.
Que ni |>rcc:sar uc un rapa*, portuguez ,
para caixeiro do venda ou para amacador de
padaria dirija-se ao boceo das Boias n. 2, ou
annuncie.
Aluga-se um quarto na ra da Praia ,
proprio para homem slteiro ; a tratar na mos-
ma ra armazem n. 39.
ss Joao Martins daCunha, Portuguez, rj-
tira-se para fora do imperio
sa Miguel daCunha tem justo o contratado
a vendado seu sobrado sito na travessa do Quei-
mado n. 7 ( outr'ora n. 2 ) so algucm ti-
ver a reclamar algum direito de hyp >lheca ou
outra qualquer cousa annuncio ou dirija-
so a ra da Praia n. 32, no praso do 8 dias.
- Offorocc-se um Portuguez casado com
pouca familia para caixeiro do loja de fazen-
da ouderua, ou mesmo para armazem, pois
ja tem pratica do qualquer negocio e d fia-
dor a sua conducta ; quem precisar annuncie.
= Precisa-se do uma rapaz esfrangeiro ,
que saiba ler es;:revero contar, o que quei-
ra servir de caixeiro em um engenho prefe-
r ndo-se algum que tcnlia principio de oflicio
de carpina ou tanoeiro: na ra estreita do
Rozario, n. 31, terceiro andar.
Deseja-se fallar ao Sr. Luiz Cezar Pinto
Faria a negocio do seu interesse: na ra do
Livra ment n. 6.
= Jos Trilho Fontes, subdito Hespanbol
retira-se para o Rio de Janeiro.
= Laurentino Gomos da Cunha snr. do
engenho Santos Mondes, declara que de hoje
em diante se assignar Laurentino Gomes da
Cunha Pereira Beltrao.
Preciza-se alugar uma casa de sobrado
de um andar om qualquer das ras principaes
do bairro do S. Antonio ; quem tiver queira
annunciar, ou dirija-se a ra do Encantamen-
to n. 4.
Francisco Jos Rodrigues, pertende ira
Corte do Rio de Janeiro a tractar dos seus
particulares.
O Sr. M. C. da P. do engenho Pimcntas
na freguezia do Cabo queira no prazo do 8
dias, remiro seu val de 22824-0 res passado
a 16 de outubro do anno p. p. resto de 60S
reis, que tomou-os emprestados c do contra-
rio ver o seu nomo por extenso no publico ,
com as.. .O infeliz demprestar o seo dinheiro.
= Os abaixo assignndos administradores da
extinctade Boberts Pelly & Companhia pelo
presente annuncio fazemsciento aos Srs. devo-
dores a mesma casa que no praso de tres me-
zes da presente data, hnjiio do remir os seos d-
bitos com os referidos administradores para
se poder ultimar a liquidaro final c termina-
do queseja o prazo cima os administradores
farao publicar pelos Diarios a lista dos deve-
dores, e sua auantias, para serem arrematadas
em hasta publica a quem mais der. L. A.
Dubourq Jos Antonio Alves da Silva
Guilherme Esmtth.
= Da-se a quantia de 2008 res a juros, so-
bre penhores de ouro ; na pracinha do Livra-
mento loja n. 44.
A pessoa que annuncou no Diario de
Terca feira 16 de maio n. 107 querer trocar,
ou vender duas negrinhas de 7 a 8 annos c
uma linda mocamba de 18 annos, recolhida;di-
rija-se a ra estreita do Rozario n. 22, primei-
ro andar, que se far todo o negocio.
A pessoa que annunciou querer comprar
um volo, querendo um todo dejacarand mui-
to bem feito.e pequeo, que convem para Sr.*;
dirija-se a ra estreita do Rozario loja de mar-
cineiro n.32: na mesma vendem-se 2 bancas re-
dondas de Jacaranda para meio desala e mui
to modernas c por preco mais commodo do
que em outra'qualquer parte; assim como uma
carteirinha para se escrever em cima de meza
por 68000 reis.
A pessoa de idade 14annos, queseof-
ferece para caixeiro de venda e d fiador a sua
conducta; dirija-se ao forte do Matto iua do
Codorniz n. 9.
__ Preciza-se de um trabalhador de sitio ,
preferindo-se pessoa cazada, a quem se offerece
o seguinto partido um sitio porto da praca, a
margem do rio com casa de vivenda, agua de
beber, &c., para trabalhar de meias, dando-se-
Iho nos primeiros 3 mezes o ordenado que se
contractar tendo de fazer neste tempo a cerca,
e plantar espinho para o que se dar o mate-
rial e bracos para o ajudar; a quem convier ,
dirija-se a ra de Aguas-verdes n. 21, por ci-
ma do assougue.
= A pessoa desta praca que em evereiro
deste anno leve ordem de um negociante da c-
dade de Macei para dar a AntonioPereira Pin-
to de Faria a quantia de 1258 reis ; pode di-
rigir-se a ra estreita do Rozario n. 27 que
ahi achara pessoa authorisada para receber dita
quantia, e passar recibo.
Muito se tem fallado do sistema Homeo-
pathico do sistema de Broussais e de outros
muitosmil dierenles ; pouco portanto se tem
dito do mais essencial os evacumantes, que
ninguem pode negar serem nos climas calidos
absolutamente necessai ios, e sobretudo quando
existe a difficuldade de ftzer observar aos ou do-
tes a dieta nocessaria o rigoroza quo pede
Homeopathica o pratica regular &c. Somos
geralmentcacostumados a comer muito mais
do que he nocessario para o uosso sustento ; o
resultado he flatos, indigestos, e inflama-
cocs nos figados, &c. Para remover impedir
estes incommodos, nada he mais prompto, quo
um purgante saudavel quo nao constipa os
intestinos, o que augmenta as diferentes sec
crecoes.
O publico achara as Pilulas vegetaes do Dr.
Brandreth e na Medicina Popular Americana ,
estas propriedades, que produzem seu efeito ,
som dores e incommodo algum nao he ne-
essario dieta alguma o pode-so tractar dos
seus negocios no mesmo dia em que se tomar.
Aqui vende-so somonte em casa do nico a-
gente Joao Keller, ra da Cruz do Recife n.
18 e para maior commodidade dos compra-
dores, na ra da Cadeia do Recife, em casa de
Joao Cardozo Ayres, na ra Nova na de Guerra
Silva & C.a, c atierro da Boa-vista, na de Sal-
les & Chaves.
= Aluga-se uma preta, que sirva para ven-
der na ra e fazer o servico de casa que seja
de boa conducta e nao seja ebria ; quom tiver
dirija-se ra do Santa Rita Nova n. 88.
= Roga-so ao Sr. delega lo da comarca Cabo,
a bondade de examinar se entre os escravos que'
so acho prezos ha algum do nome Pedro de
nacao Cabund ( segundo dizem seus paricei-
ros ) pouco ladino, representa ser de 22 annos,
pomas finas, ps pequeos descarnodo do
rosto, beicos grossos e algum tanto puxados
para fra dentes abortos c tem falta de di-
tos na frente; sendo algum dos ditos escravos
dossignaes declarados far o favor de annunciar,
ou mandar entregar seu senhor o Padre Gon-
calo Victorino Borges : em Olinda na ra da
Boa-ora casa n. 25 o (jual satisfar as des-
pezas.
=Achou-se uns oculos de armaco, com a-
ros de prata,assim como um collete de casemi-
ra verde ; quem der os signaes certos se I be
entregar : na ra do Encantamento do Reci-
fe no armazem n. 11.
= Aluga-se um grando armazem todo ladri-
Ihado o oulro mais pequeo de uma casa ter-
rea a qual he muito propria para recolher qual-
quer genero ou para soccar assucar por te
bom embarque no fundo do mesmo : na praia
de S. Rita n. 37 a fallar com o seu proprie-
tario.
= Traspassa-se o arrendamento do sitio da
Capella do Rozarinho com o consentimento
do Sr. coronel Cazado Lima, com boa caza pa-
ra moradia, sen/alia para escravos e feitor, es-
tribara para 5 cavallos core do para 8 vaccas,
curral coberto de telba terreno para plantacao,
aondu tem roca o capim hortalice e uma
boa plantacao de mcndohim bastantes arvore-
dos o boa agoa para lavar rupa ; a tratar no
mesmo sitio.
j=s Aluga-se a casa que serve do theatro
nesta cidade, com os utenciliosque constar do
inventario; quem a pretender dirija-se a ra
larga do Rozario n. 18.
Mr. Jozn' Evans ARTISTA NO DA-
GUEEREOTYPO respetosamente annuncia
ao publico que pode ser procurado todos os dias
das 9 horas da manha as 4 da tarde na ra No-
va n. 14 onde continua anda a tirar retratos
admiraveis e perfeitos do mesmo modo que at
aqui os quaes tem sido taoepplaudidos e com
tao geral satisfaro.
Mr. Evans adverte quelles senhores que de
sejarem obterd elle uma copia fiel de si mesmoi,
ou porontras palavras a sua propria sombra ,
ou urna segunda imagem esimilhanga sua, que
devcrS procura-lo quanto antes pois queja
se tem demorado em Pernambuco mais do que
pretenda quando aqui chegou e nessaria-
mente se ha de retirar com muita brevidade.
Roga-se ao Sr. Francisco Sales Alves da
Silva dse dirigir a casa onde arrematou em
leilao 12 cadeiras, a fim de declarar se fica cora
ellas ou nao
No atterro da Boa-vista botica n. 86 pre-
cisa-se de um caixeiro que entenda de venda a
que d fiador a sua conduta.
Precisa-se de um cscravo para o servico de
casa sendo fiel c se dar bom aluguel : na
ra do Pilar em fra de Portas n. 122.
Precisa-se fallar com o Sr. Manoel Jos de
Campos a negocio de seu interece : annuncie.
Aluga-se uma molata que faz todo o ser-
vico de uma casa com asceio e prestesa faz.
comprase muito intelligente pelo preco de
dez mil reis por mez; quem pretender dirija-
se a venda de Joao Jacintho Moreira na ra das
Cruzes que dir quem aluga.
O Sr, que por engao levou da casa das
sesses dos orlaos no dia 17 do corrente um
chapeo de sol de seda cor de caf com cabo
branco deixndo outro em seu lugar baja
de manda-lo destrocar no Recife ra da Cadeia
loja de Joao Maria Seve &. Santos.
=0 Dr. JuSu Ferreira da Silva vai ao uv
de Janeiro,


= Alugo-se dous sitios, na campia da
Casa l'orto um delles cora casa nohre re-
centcmcnte edificada estribara cucheira ,
cozinha fora 4 quartos eduas salas, e um
vasto terreno para plantaces, e pasto povo-
ado de arvoredos de fruto e o outro com os
meso i os commodos mas nao tem coxeira a
(radar na ra do Vigarin n. 18, ou no si-
tio do proprietario na estrada do Cordeiro
Compras.
= Compr3o-se 3 escravos, sondo dous mo-
l.eques e urna negrinha que soja o de nacao,
de 8 a 12 anuos : na ra de S. Rita Nova, n.
91 de manliu at as 9 horas, e das duas as o
da tarde.
Comprao-se mulatas, negras e mo-
loques de 12 a 20 annos, pago-se bem pa-
ra fora da provincia: na ra Nova, Ioja de
ferragens n. 16.
Compra-se um preto de idade : na ra
do Collegio armazem n. 19.
= Comprao-se dous caixilhos, que sirvao
iara alcova quetenhao de 5 a 6 palmos de
argura com suas competentes bandeiras ou
sern ellas : na ra dasCruzes, venda de Joao
Jacintbo Moreira.
Vendas
. = Antonio do Souza Rangel, vende o seu
sitio da Magdalena; quemo pretender dirija
seo mesmo sitio ou entenda-se com o escri-
vo Bandera na ra estreita do Rozario.
= Vende-se por precisaoum preto do na-
5o Cacange com officio do carniceiro : no
atierro da Boa-vista Ioja n. 48.
= Vende-se urna venda na ra do Livra-
mnto n. 2 com muito poucos fundos, ou
so com armacao, como melhor convier ao com-
prador : a tratar na mesma.
t =Vende-se urna canoa que conduz 1400 ti-
jolos : na ra da Cruz do Recie, n. 52.
= Vende-so um negro de elegante figura ,
de nacao, bom canoeiro ; e urna porcao de
prta em varias obras antigs : no porto das
canoas do Recife no tanque de agoa.
= No atierro da Boa-vista Ioja n. 34 de
joaquim Jos Pereira acaba-sede receber 1 no-
vo sortimento de calcado tanto francezes, como
inglezes sendo sapates de costura adiante ,
ditos de palla e entrada alta com orelhas lar-
gas todos taxiados, tanto para homem, como
para meninos de todos os tamanhos ditos da
mes mas qualidades sm serem taxiados sapa-
tos de couro de lustro para homem e meninos
do 10 a 14annos, sapatos de palla adiante e
ijtraz de couro de lustro c de bezerro ditos
de entrada baixa de duas solas ditos para me-
ninos botins e meios ditos de bezerro fran-
cez para homem sapatos de duraque mar-
roquim cordavo, e setim para sen hora e me-
linas, sapatos de marroquim e couro de lus-
rocm colxete e outras muitas qnalidades de
calcado que tudo se vende por preco com-
modo.
==Vonde-se farinha superior da marca SSSF:
SSF, chegada agora de Veneza : na ra da
Cruz, n. 55.
= No deposito de assucar refinado esta-
belecid junto ao arco de S. Antonio, em fren-
te do caes do Collegio ha para vender assucar
refinado segundo o novo systema de fabrica-
cao pelo qual se extrae a potassa e cal, dei-
xahdo-se-o no seu estado de pureza ; sendo o
proco da rara do de primeira sorte e em paes
160 rs. e o de segunda e terceira em p ,
a 120, e 80 rs.
Vende-se um molecote crioulo de 18
annos: na ra da Alegra n. 36.
*=Vendem-se estojos de navalhas de cabo de
marfim de superior qualidade e talvez as me-
mores que tem aparecido: na praca da Inde-
pendencia n. 5.
= Vendem-se todas as bem feitorias e casa
de aipa nova, n. 12, sita entre as duas pon-
tes da Magdalena com 640 palmos de frente,
e 500 de fundo e foreiro a tractar uo quar-
teJ do corpo de polica, com o enfermeiro do
mesmo.
= Nos armazens de Manoel Antonio de
Jess & Fimo por traz do theatro n. 18 e 19
Jende-se a excellente arinha de trigo SSSF e
SSF por preco commodo.
Vende-se urna escrava de 20 annos : na
ra doLivramento, venda n. 24.
= Vende-se urna preta de 25 annos ,,.cozi-
nha engomma, e cose : defronte da Matriz
da Boa-vista n. 68.
i Vende-se urna venda com os fundos de
400 a 50OS0O0 rs. bem afreguezada para tr-
ra, a dinbeiro ou por desobriga a praca: na
ra das Cruzes, confronte a Tipografa.
= Vendem-se dous cavallos mui hons de
carro e novos. um rudado e o outro mella-
do, a 1 5o com 3 polegadas de grossura dito
, dito americano com differentes largu-
rente propri para guardar algum sitio ; na
ra do Livramento, n. 7.
\ endem-so saccas com farinha de man-
dioca a 4000 rs. ; na ra da Gadeia u 35.
\ endem-so bichas aos ceios a 2 o 3000:
na ra da Cruz do Recife n. 62.
= Cadeiras americanas com assento de pa-
Ihinha camas de vento com armacao coin-
modas do angico ditas de amarello marque-
zasdocondur oamas de vento de amarello
muito bem feitas a 4500, ditas de pinbo a 3500
assim como outros muitos trastes; pinho da
Suecia,
serrado.
ras e comprimentos travs de pinho e bar-
rotes com differentes grossuras e comprimen-
tos ; tudo se vende mais em conta que outra
qualquer parte: na ra da Florentina, em
casa de J. Beranger n. 14
No armazem de Jos Goncalves Torres
no beco do Capim e de Dias Ferreira & G. ,
e de Antonio Annes vende-se farinha de su-
perior qualidade em saccas de 2 alqueires e
meio novos, a 3520 o em porcoos tracta-se
com Manoel Joaquim Pedro da Costa na ra
ra da Cadeia n. 46.
= Vendem-se presuntos inglezes, queijos
londrinos conservas de todas as qualidades,
mustarda latas dejsoupas e carnes prepara-
das frutas em conserva proprias para pastis ,
tudo muito fresco e chegado ltimamente,
Champanhe superior vinhos do Porto Ma-
deira Claret, e outras qualidades, licores,
serveja branca e preta em barricas e a retalho ,
lingoas e carnes salgadas em barris pequeos do
meia e urna arroba : na ra da Alfandega ve-
Iha, armazem n. 3-.
N Vendem-se brincos, aneles, e alinete
de ouro com diamantes e brilhantes grandes,
3 vollas decordo urna dita grosso um cru-
cifixo pequeo urna abotuadura pequea pa-
ra camisa de exquisito modello dita com
diamantes ditas para punhos, uns ricos co-
ra/es para braco um ancl de topazio roxo para
nadre 6, colheres para soupa urnas cadeias
com dous sinetes de ouro urna correntinha da
moda para relogio urna pouca de prata para
ourives; as 5 pontas, n. 45.
= Vendem-se carnes da America do Norte
a 120 presuntos inglezes a 320 e a retalho a
400 cevada nova a 80 rs. tapioca do Mara-
nhao a 120 caf do Rio a 160 espermacete
americano a 720 milho alpista a 400 o quar-
teiro painco a 240, talharima 200 cha
isson a 2240 batatas novas a 60 rs. banha
de porco muito nova o alva a 400 cavalla sec-
ta a 60 rs castanha pilada de Portugal muito
nova a 160, pacas a 160, azeite doce de Lis-
boa a 480 a garrafa dito de carrapato a 240 ,
e todos os mais gneros por preco commodo :
na venda da esquina da ra do Arago que
volta para a S. Cruz n. 43.
= Vendem-se apparelhos para cha azues
e de mais cores finas, ditos para meza de di-
versas crese de muito bom gosto mangas de
vidro lapidadas e lisas, inglezas lanternas de
casquinha fina.campotciras lapidadas para doce,
garrafas para vinho copos para agoa calis
para vinho ditos para champanhe frascos de
boca larga chicaras douradas de porcelana
e outras muitas fazendas por preco commodo :
na ra do Livramento n. 6.
Na pracinha do Livramento casa n. 63
com frente amarella continua-se a vender as
seguintes mindezas baratas; linhas de carretel
a 360 a duzia talheres finos de cabo branco e
preto a 3600 a duzia suspensorios de burra-
cha a 320 o par meias para meninas de 2 a
10 annos ditas muito finas para senhora a
400 rs. o par sabonetes de bola a 200 rs. ,
ditos de porcelana a 500 rs. ; caixinhas de
agulbaf francezas a 320 cordao para vestido a
30 rs. a peca colxete a 80 rs. e a duzia a
800 linba de miada a 2500 e 3000 o masso ,
thesouras douradas a 500 ditas lisas a 180 ,
pomada franceza a 180 o pao papel de peso a
2600, 2800 e 3400 a resma almaco a 2500 ,
transclim de burracha a 160, pennas de es-
crever a 160 o quarteirao banha franceza a
160 dita muito fina agoa de colonia ban-
dejas fitas de eos a 280 macass de oleo
240, luvas de seda brancas e pretas para senho-
ra a 600 rs. o par, e outras muitas miudezas.
"Vj Vendem-se por menos de seu valor e
por baratissimo preco os livros abaixo mencio-
nados por serem a maior parte em meio uso ,
tanto por por junto como cada um de per si:
Manual Mac. ou cobridor dos Ritos Escos. e
Fran. ou moderno e da Maconaria d'Adp-
cao com 4 estampas 1 v. ; Caderno S. -ou pe-
queo cobridor do rito moderno 1 v. ; Ma-
sonera dos Alt. Gr., ao uso do G. O. B. ( Eli.
Secr. oul.'ordem) 1 v. ; BussolaMac. con-
tendo no fim um Dic. Ger. com as Pal. Sag. e
termos Mac. de todos os ritos segunda edicto
correcta e mais augmentada 1 v. ; poesas de
J. B. F. de A. M. 1 v.; noticia histrica po-
ltica civil e natural do Imperio do Brasil 1
as Assemblas Legislativas do Imperio do Bra-
sil ed Reino du Portugal por Silvestre Fer-
rtira Pinheiro 1 v. ; Projecto do cdigo geral
das lois fundamentaos constitutivas de um i
monarchia representativa l v. ; Cartas de Um
Americano sobre as vantagens de um governo j cevada nova a 80 rs. letna a 240. churicas
republicano fedoractivo 1 v. ; Regulamento da 360 alguidares orinos grandes e peque-
guarda nacional seguidos do todos os decre- nos, papeiros e fregideiras ludo vidrado, co-
coentro, todas muito novas no atierro da
Boa-vista n. 78.
Vendern-se papas novas era meias caifa! a
1800 em quarto a 1000 rs. e em libras a 200
rs. espermacete de 5, 6, e 8 em libras a 680,
tos, portaras e avisos relativos as mesmas
guardas 1 v. ; Memorias histricas da Provin-
cia de Pernambuco 1. v. ; o Italiano ou ocan-
fissionario dos penitentes negros, 2. e 3. v.
Sortilegio Pueril 1 v. ; Historia do Brasil sen-
do 3,4,5,6, 9, e 10 v.; Medicina curativa ,
ou metlindo purgativo 1 v. ; Rimas de JoSo
Xavier de Mattos 3 v. ; viagens do capitao Gu-
liver a varios paizes remotos o 1. e 3. v. ; Plu-
tarco revolucionario 1 v. ; Fbulas escolhidas
entre as de J. de L Fontaine o 2. v. ; Aven-
turas de Talemaco 2 v. ; a Harpa do crente
tentativas poticas pelo autor da voz da razio 3
serie; o salteador de Veneza 1 v,; Aplicaco
da moral a poltica por Joao Droz da academia
franceza traduzidas pelo Dr. Joao Candido de
Dos e Silva doputado pela provincia do Grao
P'r 1 v. ; novo methodo(artesinha) da gram-
matica latina redusida a compendio pelo Padre
Antonio Pereira de Figueiredo 1 v ; Magoas
amorozas 1 v. ; Armia Idelo acompanhada da
ode odessngano por Bocage 1 v. ; o triunfo da
virtude, novella que em todo seu contexto n3o
adihittea letra E 1 v. ; Parnazo Luzitanoo 4.
v. ; novella ou cont intitulado o cSozinho 1 v.
Guilherme
traducSo
Indinas-Si
"Z UUIIUUUU

0 libertador da Suissa ou vida de
Tell 1 v. ; o passarinho edifio 1 v. ;
livreou imitac&o do Poema de Mr. de Boileau
intitulada Le Letrim ou estante do coro 1 v. ;
saudades de Alcido 1 v. ; Micromegas ou o ho-
mem de 8 legoas de altura 1 v. ; viagens de
Gilbaltar a Tangere, Sal, Mogador, S. Cruz,
Taremdant, Monto Athas e Mrrocos, com-
peta em inglez por Guilherme Lempriere 1 V.;
Cartas de Echo a Narciso 1 v. ; obras do Mr-
quez de Pombal 4 v. ; vida do Cavalheiro de
Faublas o 3. e 4 v.; o guarda livros moderno
1 v. ; sepultura de Libia em 12 prantos 1 v. ;
viagens feitas a roda do mundo pelo comman-
dante Biron 1 v. ; arte potica de Q. Horacio
Flacco por Candido Lusitano 1 v. todos em
portuguez : as 5 Pontas, n. 82.
Vendo-so urna escrava do bonita figura :
na ra do Amorim n. 33, primeiro andar.
= Vende-se muito bom rap de Lisboa ,
chegado no ultimo navio por preco commo-
do : na ra da Cadeia do Becife, Ioja de Joao
da Cunha Magalhaos.
= Vende-se rap de Lisboa de muito boa
qualidade e por preco commodo : na ra da
Cadeia do Recife Ioja de Joao Maria Seve.
Vende-se urna escrava parda de 20 an-
nos com um filho de 8 mezes, tem muito
bomleite, cozinha, engomma cose e la-
va o motivo da venda se dir ao comprador:
no fim da ra Augusta sobrado n. 94 que
tem a entrada pelo lado do viveiro do Muniz ,
das 9 horas da manha em diante.
Vende-se urna preta do nacSo Angola ,
de 26 annos para fora da provincia : na tra-
viesa do Veras na Boa-vista n. 14.
Vende-se urna boa rabeca por 14,000 ;
na ra da Gloria, casa da refinacao n. 114.
Vende-se urna rotula em muito bom es-
tado : na ra da Gloria venda n. 93.
Vende-se um par de adragonas para offi-
cial, propria para a guarda nacional destacada:
na ra Nova n. 23, Ioja de Joao Chardon.
= Vende-se urna barcaca anda em muito
bom estado, com todos os pertences, por pre-
co cmodo: na ra do Encantamento, Ioja por
baixo do casa do Sr. Vigario do Becife.
Vendem-se saccas de farinha de mandio-
ca, dealqueire, por preco commodo : no ar-
masen) n. 1 defronto da escadinha da Alfan-
dega.
Vende-se um moleque crioulo de 12 an-
nos muito esperto e diligente, proprio pa-
ra aprender qualquer officio: na praca da S.
Cruz, n. 6e8.
Vendem-se bilhetes do todas as lote-
ras o troco-se pelos premiados de outras
quaesquer; rap de Lisboa muito bom; e meias
saccas de farinha da Muribeca muito fina ; e
cha isson : na ra do Colegio Ioja de Menezes
Jnior.
Vende-se urna boa mucamba de 18 an-
nos de idade, bonita figura, saliendo cozinhar,
engomar e lavar muito diligente para o ser-
vico interno de qualquer casa de familia ; no
armazem da ra Nova n. 67.
Vende-se um jogo de malas, em meio
uso por preco commodo; no armazem da ra
Nova n. 67.
= Vendem-se urna negrinha de nacao de
18 annos, engomma, cose, e cozinha he rc-
colhida ; outra dita boa cozinheira e doceira ;
e urna dita de idade: na ra de S. Rita n. 27.
Vendem-se sementes de nabos, rbanos,
rabanetes, couve tronxuda repolho salea ,
mustara, espinauo
BCU1IUUU e
pos de meia o urna garrafa muito cortos pro-
prios para venda vellas de carnahuba de 6 e
7 em libra a 400: na ra das Larangeiras,
venda n. 16.
Vende-so urna ennoa 4t amarello com 55
a 60 palmos decomprido propria para abrir :
na ra da Cadeia do Recife n. 30.
Vendem-sw 1200 alqueires de cal supe-
rior para obra d agoa fingidos berra e so-
boira cornijas ou outra qualquer obra de cir-
cunstancia : em Olinda sobrado do forno da
cal.
Vende-se urna negrinha de 9 annos : na
ra Direita n. 80.
Vendem-se todas as bemfeitorias da casa
de taipa nova com commodos suficientes ,
com 64 palmos de frente o 500 de fundos ,
entre as duas pontes da Magdalena casa n.
12 cujo terreno he foreiro: a tratar no quar-
tel do polica com o enfermeiro ; assim como
precisa-se alugar dous negros que sirvao para
todo o servico de urna casa.
Vendem-se borzguins pretos de duas
solas para homem a 4500 ditos de brim a
4500 ditos de urna sola a 3840 brancos o
pretos sapatos de lustro para homem a 1000,
ditos de Bezerro a 1120 botins de lustro para
homem a 9000 sapatos de lustro, marroquim
e cordavao para senhora ditos para homem ,
de palla grossa ltimamente chegados : na
Ioja de Jos Fernandes Bastos defronte da Ca-
deia.
Vende-se urna preta de Angola moca,,
cozinha e lava : na ra de S. Rita n. 10 ,
defronte do major Bezerra.
Vendem-se 3 escravas com boas habilida-
des urna deltas cose, engomma cozinha ;
urna dita de 30 annos por 300,000 cozinha e
lava muito boa ama para meninos; um preto
de 30 annos por 350,000 bom canoeiro ; e 2
ditos mocos, de boas figuras : na ra de Agoas
verdes n. 44.
Vende-se urna casa terrea no bairro do
Recife na ra dos Burgos n. 22, com chaos
proprios ; a tractar com Manoel Luiz Viraos.
Vendem-se saccas com farinha de man-
dioca propria para escravos por preco com-
modo : na ra do Collegio n. 12, venda de Se
bastiao Jos Gomes Penna.
= Vende-se um mulato claro de 19 an-
nos ptimo para pagem trabalha sofrivel do
sapateiro e alfaiate prefere-se para fora da
provincia ao comprador se dir o motivo da
venda ; na travessada Concordia, o. 5.
Escravos fgidos.
- No dia 2 do mez passado fugio a preta
Maria Congo alta magra com o cabello
bastante grande e torcido temalguns dos de-
dos das maos tortos e as juntas dos mesmos
mellados levou vestido de chita cor de ganga
amarella com flores grandes encarnadas, ven-
da de manhlem caixao pintado de verde em
cuja tampa levava linguicas e de tarde azeite
de carrapato levando quando fugio um flan-
dres com urna caada de dito, funii e as me-*
didas; adverte se que pode ter cortado o ca-
bello e mudado de vestido para melhor disfar-
car-se ; qiiem a pegar leve a travessa de S. Pe-
d o n. 8 junto ao sobrado em que mora O
Padre Thom da Silva Guimares, que ser
gratificado.
= No dia 30 do passado fugio um negro-
de nacao Congo altura regular cor fula ,
secco do corpo anda alguma cousa zambo ,
donme Jos, levou vestido camisae calcas
de estopa desconfia-se ter hido para o matto;
por isso roga-se a qualquer pessoa u mes-
mo capitaes de campo que lele tiver noticia
a sua apprehencao levando-o no atierro dos
AfTogados sobrado n. 7 que generosamente
ser recompensado ; tambero levou Um trouxa
de um lenco encarnado contendo urna jaque-
ta de chita encarnada urnas ceroulas de pan-
no^deHamburgo e rudaque de brim escuro
ja Mo.
- No dia 16 do dorrente fagio o preto Ma-
noel, erioulo, de35annos, alto, corpolen-
to olbos, grandes, tem dous dentes na fren-
te de cima e dos lados tirados, cor alguma
cousa fuld^bpr ter estado doente levou um
implasto no peito camisa e calcas de algodo ,
ja usados ; quem o pegar leve ao atterro da
Boa-vista casa da esquina do beco da Matriz ,
onde mora Lauriana Roza Candida Rigucira ,
que ser recompensado.
Recife: naTvp. de m. r. DB*AiUAte=1843


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EFZ7NGEIK_SVI51H INGEST_TIME 2013-04-13T02:31:01Z PACKAGE AA00011611_04963
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES