Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:04955


This item is only available as the following downloads:


Full Text
Armo de 1843.
Quarta Feira 10
Tudo gora depend .le nos mesmos di nossa prndencia moderacio, t an tipia : con-
tinuemos como principiamos seremos apontadoa cm edmiraoo enlre a Nacoes mais
ul,M- _____ ( P'ociamacao da Aaaembla Geral do BalX.)
_.TII)AS DOS CORREIOS TERRESTRES.
Guanos Paralaba e Rio grande doNorle segunda', t textil feirn.
iionito o Garanbnas a 40 e 24.
Cabo S:rinbaem, RioFormoeo Porto Cairo Maceio Alegoaa no i. H 24
Boa-vlilac Florea a 13 e 28. Santo Anie, quintas feiras. Olinda todos o* dita
DIAS DA iEVIANA.
8 Seg. Apparigao de i Mi;uel Arcanjo. Aud. do J. de D. da 2. r.
9 lerc. s. Gregorio Nanianicno Re. Aud. do J. de da 3. t.
O Quail S.Antonio Are. Aud do J. de D. da 4. y.
44 ytiini. a. Anastacio M. Aad. doJ. de D. da 3. t.
42 Seat, a Joanna Princesa Aud. do J. de D. da 2. t.
43 Sab. N. Seniora dos Martyros. Re. Aud. do J. de U. da 4 r.
44 Oom, s. Gil. s. Bonifacio.
de Mao
Anno XIX. N. 10-2,

O Diario publicare lodos oa din qtia nao (oraat Santileados: o praf o da asignatura ba)
de trea mil reis por quartel pagos adiantados. Os annunrioa doa aaaignantea aSo inserido*
gralia, e oa dos que o noforem raijo de 80 reis porlinha. Aa reclamaoSee deren aar diri-
gidas a esta Tjrp., ra daaCrotes N. 34,oa a praoa da Independencia loja de lwroeN. 6a 8.
Cambios.No dia 9 de Maio;
Cambio aobra Londres 2C d. por 4U Oao-Moeda de 0,400 V.
k Paris 3(i reis por [raneo. Lisboa 100 por 400 da premio.
Moeda da cobra 2 por cento.
Ida de letras da boaa firmaa 4 f a f .
PHASESDA.LUANO
Loa Cbeia n \
Quarl.ming. 21, 4 bora a .5 aa. da m.
de 4,000
PBAti-PaUces
a Peoa Colutanarae
dilos Mexicanoa
MEZ DE MaIO.
compra
46,300
46,400
8,000
4,880
4,880
4,880
Tend.
46,600
46,300
9,400
1,900
1,900
1,900
s S tarafe 43 m. da tard I La nova ,- 29, as 4 Loras e 35m. da manh.
1
ijuart. f.resc. n 7, s (i horas e 5 a, da manh.
Preamar de hoje
manh... I -" a i horas a 4 2 m. da
MINISTERIO DO IMPERIO.
Illm. eKxm. Sr.S. M. o Imperador man-
da remetter V. Ex., para seu conhecimeuto ,
e afim de Ihe dar toda a publicidade a inclu-
sa copia do deyreto de 25 do corrente, pelo qual
houve por bem prorogar at o dia 2 do futuro
mez de maio a presente sessaSdaassembla ge-
ral legislativa. Dos guarde a V. Ex. palacio do
Ro de Janeiro 27 de abril de 1843. fos Anto-
nio da Silva Maya.
Copia, a que se refero o precedente avisoHei
por bem prorogar at o dia 2 do futuro mez de
maio a presente sessao da assembla geral legis-
lativa. Jos Antonio da Silva Maya, do meu con-
seno de estado, ministro e secretario de estado
dos negocios do imperio assim o tenha enten-
dido e faca executar com os despachos neces-
sarios. Palacio do Rio de Janeiro 25 de abril de
1843, vigsimo segundo da independencia e
do imperiocom a rubrica de S M. o Impera-
dorJos Antonio da Silva Maya Est, con-
forme. No impedimento do olfkial-maior, J{ li-
to Francisco da Costa Ayuiar d'Andrada.
Illm. e Exin. Sr. Nao se dignando f ua
Magostado o Imperador Approvar a proposta
quoa Congregacao dos Lentes do Curso Jur-
dico dessa provincia fea do Doutor Jernimo
Villela de Castro lavares para lente substituto
do mesmo Curso : assim o communico a V.
Ex. para seu conbecimento e para o fazer cons-
tar ao respectivo director. Dos G. a V. Es,
Palacio do Rio de Janeiro em 27 d'abril -le
18W -Jos Antonio da Silva MayaSr. Pre-
sidente -t provincia de Pernambuco.
MINISTERIO DA JSTICA.
3.a scelo. Illm. e Exm Sr.Communico
V. Ex. em resposta ao seu olficio de 8 de mar-
co prximo passado que tendo-o feito presen-
te S. M. o Imperador houve o mesmo Au-
gusto Sr. por bem ordenar-me que declarasse a
V. Ex. que obrara em regra quando resol-
veu aduvida dojuiz municipal supplente dessa
cidade, pela maneira constante do seu officio ao
mesmo, com data de 7 do dito mez, que acom-
panhou por copia o officio spracitado ; pois
na verdade isso o que; se deduz do artigo 897 ,
combinado com o 3. do 211 do regulamcnto
n. 120 de 31 de Janeiro p. p., e j foi explica-
do no aviso de 14 de junho do mesmo anno ,
expedido por esta reparticao. Dos guarde a V.
Ex. palacio do Rio de Janeiro 22 de abril de
1843.Honorio Hermeto Carneiro iMo.Snr.
Presidente da provincia de Pernambuco.
3." seccao. Illm. e Exm. Sr.S. M. o Im-
perador houve por bem por decreto do 10 deste
mez, ordenar que o desembargador da rcla-
caS da Baha Adriano Jos Leal tenha exer-
por decreto de 11 do mesmo mez nomear o dito
desembargador para presidente da ultima rela-
cao. O que communico a V. Ex para sua in-
tolligencia e para o faser constar a relacao da
provincia. Dos guarde a V. Ex. palacio do Rio
de Janeiro 21 de abril de 1843. Honorio Her-
meto Carneiro Ledo.Sr. Presidente da provin-
cia de Pernambuco.
guiare que mandei oceupar o departamento de
Maldonado pelo coronel Silva puz-me em
marcha para reunir-me s divisos de Quadra e
Estivao.
Estava j com o exercito alm do Torneiro
quando tive noticias deque Melgar com urna
ronca de 700 homens tinha invadido por estas
alturas o departamento e que se diriga a S.
Carlor ou a Maldonado. Separei me logo do
exercito com 1,000 homens : reuni na ininha
marcha o general Medina com 500 atiradores
da vanguarda o foreci urna marcha de um dia
e urna noite que forao suficientes para collo-
car-me sem ser apercebido as alturas de
Mataojo. No meu transito encontrei-me hon-
tein com Melgas, que tinha apenas 400 homens,
e mandei-o perseguir pelos atiradores du van-
guarda as ordens do genera! Medina at oou-
tro lado do Pedernal fugindo os inimigos em
debandada. ,
Nos dias anteriores conseguio o general Me-
dina algumas vantagens sobre a vanguarda de
Orillo queoccupaS. Romo. O coronel .
Fabio Lpez da divisao Vinas desbaratou a
Joaquim Diogo Pereira que andava com 80
facciosos por Mansevi Magra o Yi.
Oofeial Francisco Carvalho, quechegouda
fronteira no dia em que me separei do exercito ,
nos d a noticia de ter o coronel Baez derrota-
do completamente a Antonio de Vargas as pon-
tas do Tacuercmbo Grande. Sou etc. Fruc-
tuoso Rivera.
Coimbra 28 de marco.
Tem continuado a chover em quantidade. O
Mondcgo se tem conservado sempro lora do seu
leito. Os ventos e trovoadas continuao. Em al-
gumas terrasda Beira tem chovido podra de mili-
to grande tamanho, de que muito se tem admi-
rado os volhos d'aquelles sitios.
[Peridico dos P. do P.)
EXTERIOR.
REPBLICA ORIENTAL.
Montevideo 10 de abril de 1843.
O armamento da populaco franceza prose-
guccom assombrosa actividade e patritico ar-
dor. Organisou-se urna companhia de arti-
Iheiros veteranos que deve acompanhar a le-
gio. O Sr. Thieband oi eleito coronel com-
mandante. '
dem 11 de abril.
A guerrilha de cidadaosinglezes que estes l-
timos dias se organisou espontanea e livre-
mentc faz prodigios de valore leva o terror as
filciras inimigaE.
dem 12 de abril.
PARTE OFFICIAL.
j.mii. ai. ainistiO ua guerra l. .,v,.^..~. j-
* choco e O bes.
Minas G th abril de 1843.
Depois qu se me incorporou o general A-|vai grande.
Extracto de cartas do general Rivera datadas
em Mitn (Minas) a 28 de marco.
As notas que remeti a V. Ex. de Esti-
vao e Cuadra o informars de qne os traidores
se encerrrao na Colonia e em Mercedes, dei-
xando toda acampanhaem poder das nossas tro-
pas ; que se oceupao em rccolier todas as cava-
Ibadas e remett-las aos depsitos.
Estes dias passro-se do exercito inimigo
porciio de soldados e segundo ellos dizem ,
passarS a maior parte logo que se aprsente oc-
casiao.
Ignacio Oribe e Servando Gmez conser-
viio-se al hoje por Tala e inantm aMacedonia
por Solis e a Latorre por Vejiga. Marcello Bar-
reto estava no dia 8 em Olimar, masparece-
mc que se retirou para Seno Largo.
dem 13 de abril.
Kecebrao-se bojecommunicaces do gene-
ral Rivera at 9 do corrente. Continuava no
seu acampamento do Serr departamento de
Maldonado, com a suadivivao destaca'a ede
tfldos os pontos da campanba corrio os habi-
tantes a reunir-se-lhe.
A guerrilha do cicladnos inglezes apezar do
seu pequeo numero, pois nao passa d 25 ho-
mens com urna facha branca e azul celeste no
peito rompe todos os dias na vanguarda um
logo mortifero que custa muito conter. Sao
uns Ices que se lanco aos perigos com tran-
quillidade o forra omnipotente.
Os lilhos da Italia acodem tambem voz da
liberdade e formao urna logiao de valentes.
Hontem, s 8 horas da noite, tocarao a re-
bate em alguns quarteis os tambores dos volun-
tarios franceses. Apresent;>ro-se immedia-
tamente mais de 1,200 homens na praca da
Matriz e distribuirao-se-lhes cartuxos. A
Marseillaise resoava em toda a ileira esse
hymno admiravcl inllammava todos os coracoes.
(Nacional.)
PORTUGAL.
porto 27 de marco.
O rio Douro continuou a encher mas nao
cavalgou os caes da margem direita. Na sexta
feira foi que levou mais agua ; hontem e ante-
hontem principiou a desccr, e hoje pouca mais
leva que em praia mar ; com tudo a corrente
anda bastante.
dem 29.
O rio Douro cochea Royamente esta noite ,
Hlbiodo quatro ou mais palmos sobre o nivel de
hontem que era quasi o costumado. A corrente
RETROSPF.CTO POLTICO.
Na China, parece ter occorrido era Canlio um
grande motim que produsio a destruicao e
robo da feito/ ia inglesa. A tranqullidade resta-
beleceo-se, eos Chins declararas que indem-
nisariao os ingleses dos damnos causados. Ti-
nha partido para a India sir II. (iough com
varios navios da esquadra inglesa. Sir Henri-
rjue Pottinger havia pedido ao governo chin u-
ma reparacao, em consequencia do assas si-
nio do muitos nufragos de dous navios ingle-
ses em 1841. Parece que este plenipotenciario
pedir a sua exoneradlo ; o de opiniao que o
governador de Hong-Kong deve sor investido
de grande poder para impedir o contrabando.
Oiz-se que os chins tratao de construir alguns
navios segundo o modelo europeo.
Na India reinava grande fermentacao em So-
Inde, onde as febres fasiao grandes estragos. O
paiz do Buldelkund estava tranquillo, e oraipa-
do por 14,000 homens. O acampamento de Fe-
rosepnro dissolveu-sc voltando as tropas aos
seas antigs quarteis. Sabia-seque Akbar-Khan
voltaraa Cabul auxiliado pelos kussilbockas,
0 que Shaopoor se refugiara em Jellalabad.
Nos Estados-Unidos tratava-sc de emittir uns
dusentos milhocs para satisfaser algumas di-
vidas do estado. Parece que o projecto sobre a
posse do territorio de Orcgon approvado no
senado nao fora bem recebido na cmara dos
representantes.
Na repblica de Hayti, rebentou urna nova
conspiraras contra o presidente Boyer; mas di-
zem que este ficaria vencedor. Alem de Porto-
Piincipe oulras povoacoes da mesma repbli-
ca tinhao tambem sido devastadas por incen-
dios.
Na Turqua fallava-se de se tercm suspend"
do as negociacoes entre o governo ottoinano e o
persa e do comeco das hostilidades na frontei-
ra. Temia-so tambem urn rompimmto entro a
Turqua o a Russia por causa da questaS da
Servia visto que o embaixador da Russia em
Constantinopla naS tinha querido acceitar a
resposta do SultaS carta autgrafa do impera-
dor Nicolao sobre o mesmo assumpto.
I)iz-se que o Sultao aboliu o feudalismo na
Bosnia e igualou os christaosaos demais habi-
tantes (aquella provincia.
No Egyplo instaurou-se um banco nacional ,
com o capital de 700,000 talarte. O pacha ti-
nha chegado repentinamente a Alexandria ; e
ignorava-so o motivo dcsta chegada inespe-
rada.
Na Servia, segundo alguns jornaes, tinha re-
bentado urna nova conspirado contra o princi-
pe Alexandrc eos seus ministros na qual se
achava compromettido um agente da Russia ,
cuja potencia parece nao renunciar restaura-
cao do principe Miguel: outros disem que a-
quelle principado gosa perfeita tranquillidade ;
equo o governo a instancias da Russia pu-
blicara urna amnista geral a favor de todas as
pessoas comprometidas nos ltimos aconteci-
mentos.
Na Prussia abrirao-se os estados de Brande-
burgo e da bai-xa Lusacia os quaes devem oc-
cupar-se da revisaSda le penal, do dircito pro-
vincial e dos de propriedade o industrial. O
governo prussiano tinha enviado plenipotencia-
rios a Blgica para concluircm um tratado de
commercio a que parece querer annuir o go-
verno belga ; mas o povo inclina-se mais para
a Franca.
Diz-se que a Prussia trata do fortificaras suas
fronteiras.
Na Russia parece tambem haver o mesmo
projecto de fortificacoes. O governo russo tem
estabelecido alguns collegios de instrueco, en-
tre elles umde agricultura.
Na Hungra a dieta adoptou as seguintes
propostas:1.a pedir a publicidade dos deba-
tes judiciaes e a liberdade da palavra : 2.a
nopoderem osdeputados pedir nem acceitar
em prego publico durante tres anuos:3.a reno-
var as reclamacoes queja se (em feito ao throno
sobre diversos assuuiptos;4.a pedir a autori-
sacaodecontrahir casamentos perante a autori-
dad civil :5.a pedir a introduccao da liberda-
de da tmprensa com leis restrictivas de abu-
sos :6 a requerer que todas as religioes chris-
tas gosem dos mesmos direitose privilegios.
un Inglaterra tinha-se orcupadoo parlamen-
to com diversos negocios internos e com a dis-
cussao do orcamento. Tambem se votaras al-
gOas fundos, que o governo pedio, para soc-
correr as Antilhas Inglesas, que solTreraS com
o terremoto que ali severificou.
Em consequencia de varias cartas amoacado-
rasdemorte, que tinha recebido o lord chan-
ccller ede ter sido preso um individuo alie-
nado, que disia publicamente que sea rai-
nha nao abdicasso era preciso mata-la o
mesmo lord chance'lerchamou a atlencaS da c-
mara sobre fogialacaG relativa aos criminosos
alienados. Entretanto sir J. (iraham ministro
do reino, disse, qjo a reforma dessa logisla-
caS careca de um maduro exame, por ser urna
materia muito grave.
Havia terminado em Londres o processo dos
(artistas implicados as ultimas desordens.
Trinta e um dos reos forao condemnados a di-
versas penas entre os quaes figura o chefe car-
tista Feargus O'Connor, o vintee um foro ab-
solvidos.
Em Franca nomcou a cmara dos pares a
commissaj que ha de examinar o projecto dos
fundos secretos.
Na cmara dos deputados tratou-sc da lei dos
notarios e houve una acalorada discussa so-
bro o dircito de interpellar os ministros, em
consequencia de se ter negado a palavra a rar.
Larochejaquelin para interpellar o governo a
cerca da liberdade de I). Carlos. A cmara mar-
cou dia para se abrir a discussa sobre a mocaS
de mr. Huvergier do Hauranne, que propSe
se substituao voto publico ao escrutinio secre-
to ; c sobre a de mr. de Sade acerca dos de-
putados naS poderem aceitar divorsos empregos
pblicos.
Dizem que o projecto sobro os assucares fo-
ra rejeitado as commissSes.
O crdito de 2,500,000 francos pedido pelo
governo cmara para soccorrer os habitan-
tes de Guadaloupe foi approvado quasi una- -
nimemente. Alm d'isso o governo mandou
partir logo de varios portos de Franca navios
com dinheiro remedios e comeslives. O re
o a fomilia real deu de donativo para aquellos
desgranados habitantes 00 000 francos e as
subserpedes que se abriram com o mesmo ob-
jecto em diversos pontos, tem produzido avul-
tadassommas : assim como os beneficios
se tem feito em todos os theatros.
O arcebispo de Paris dirigi urna pastoral a
todos os parocos convjdando-os a que procu-
ren ohter soccorros para os mesmos desgrana-
dos habitantes.
s jornaes francezes oceupao-se com relacSes
dos desastres causados pelo terremoto que se
sentio naquella colonia.
Diz-se que o rei Luiz Filippe tenciona farer
este anno urna viajen) ao Pau onde ha, muito
que so est preparando o palacio real.
Parece que mr. Guizot tinha repetidas confe-
rencias tanto com o embaixador do Inglater-
ra como com os embaixadores das outras po-
tencias. Uns attrihuem estas conferencias a con-
clusao do tratado de commercio entre a Franca
e a Inglaterra qae di/em achar-se j assigmv-
do, mas que so se publicar depois d encerra-
das as cmaras para que na futura legislatu-
ra o governo se aprsente authorisado por um
facto consumado : outros porem que o embai-
xador inglez tenha promettido a mr. Guizot'
entabolar negociacoes sobre os tratados de 1831~
o 1833 acerca do dircito de visita se a Fran-
ca se prestar a concluir o tratado de commercio
de que cima fallamos.
Parece que o governo hespanhol se acha falA
to de recursos, pois que grande o atraso de
pagamentos, com especialidade tropa, que
dizem faltar-Ibes o vestuario e o sustento.
Continuara osrumores de mudanca ministe-
quo
ra affirmanao-se i|ue o regente depois de
ter consultado
isso.
varias pessoas est decidido a
I allava-se de que varios individuos t-
nham sido encarroados de comporem o futuro



gabinete ; e at ja circulavam algumas listas
ministeriaes.
Algunsjornaes publicao o maniesto do ge-
neral Van-Halen sobre as ultimas occorren-
cias 'de Barcelona.
Em quanto a Portugal pouco ha a dizer.
Na cmara, dos pares rejeitou-se um projecto
para novo processo eleitoral e tratou-se do
projecto da companhia dos vinhos, tendo sus-
citado grande discusso o exclusivo.
Na cmara dos deputados approvou-se o pro -
jecto da reducco dos districtos administrativos,
9 e outro para se fazer um canal na valla de Val-
lada.
Em quanto situacao do paiz a mesma ou
peor que era anteriormente ; e que temos dis-
cripto as nossas folhas anteriores.
Noticias do paquete. ,
Os jornaes inglezes chegam a 2o do passado,
(Abril) e os francezes a 23 do mesmo.
Tratou-se no parlamento britannico da ques-
to das frontoiras de que trata o tratado Ash-
burton|t e de outros assumptos nacionaes.
Os jornaes contm os resultados das observa-
coes feitasao cometa que tanta gente assus-
tou, entre nos, feitas pelos principaes astrono-
1 mi eos inglezes.
Prendeo-se em Londres um individuo, que
se presume louco, e que queria ter urna confe-
rencia com Sir Roberto Peel.
Dizia-se em Londres que o governo hespa-
nhol fez novas propostas ao inglez sobre o tra-
tado de commercio e pede urna reducco nos
direitos dos seus vinhos e aguardentes; igual a
que fizer nos algodoes inglezes.
Nos Estados-Unidos causou grande sensaco
o discurso do abertura do parlamento inglez e o
discurso de Sir R. Peel, sobre o tratado de di-
reito de visita. Alguns senadores proposeram
que se nao votasssem fundos para a execuco do
tratado de Ashburton visto que a Inglaterra o
interpretava falsamente ; porm esta mocao foi
rejeitada. Ocongresso devia encerrarse a 4
de Marco e diz-se que haveria mudanca mi-
nisterial.
As noticias de Constantinopla dizem que o
governo turco pedio a mediacao Austria so-
bre a questao da Servia entre a Turqua e a
Russia. O hospedar da Valachia deve chegar
em breve a Constantinopla para prestar o jura-
mento do costume ao sultao.
A assembla Moldavia abrio-se a 25 de feve-
reiro e dizem que os boyardos nao esto con-
tentes com o principe por ter prejudicado os
Jnteresses dos propietarios territoriaes.
Na Cmara dos Pares de Franca apresentou-
se o projecto dos fundos secretos que favo-
ravel ao governo: porm o parecer indica a idea
de que estes fundos se incluam para o futuro
nos orcamentos geraes e nao se peco por lei
especial. O projecto foi com tudo approvado ,
por 135 votos contra 37.
A cmara dos deputados occupou-se com al-
gumas peticOes; c de alguns pareceres de com-
misses, pouco importantes.
Parece que Mr. Teste, ministro das obras
publicas tinha pedido a sua demissao por ser
rejeitado as commissdes o projecto dos assuca-
res ; porm queja retirou a sua demissao.
Dizio ser falsa a noticia do chamamento de
Mr. Lesseps, cnsul de Barcelona : o qual pa
rece conservar o seu logar.
Parece ser certa a noticia de ter reconheci-
do a soberana da Franca a rainha da ilha
Otahiti.
Bm Parz fizero tambem observaces ao co-
meta que dero os mesmos resultados que em
Londres e em Lisboa ; sendo todos de opinio
que um astro desconhccido at hoje. Do ob
servatorio de Roma tambem fpi visto segundo
diz um jornal daquella cidade.
Dizem uns que o archiduque Francisco Car-
los de Austria se acha a morte e que ja f-
rasacramentado; outros que se acha melhor.
O principe de saxonia Coburgo espozo da
princeza Clementina, demittio-se do servico da
Austria.
Progridem os rumores da abdicacao de D.
Carlos em seu filho, do casamento deste com
a Rainha de Hespanha cujo enlace dizem ser
dcsejado pelas potencias do norte e principal-
mente pelo principe de Mctternich pela rai-
nha Christina e por Luiz Filippe.
Km Palermo houveram graves desordens no
thealro, havendo derramamento de sangue en-
tr o povo e a tropa. Prcndero-sc muitas pes-
sas das quacs urnas foro entregues aos tribu-
naes e outras soltas. O motivo destas desordens
foi prohibirem-sc as representacoes de Maria
Tudor.
Na Bolsa de Londres baixarao os consolida-
dos sobre o que se faziao varios comentos.
Era esperado todos os dias em Madrid o in-
fante D. Francisco e j 'alli tinha chegado o
conde de Parsent, seu mordomo. Dizem que a
chegada deSua Alteza nao agrada muito a varios
empregados do paco.
A respeito da crise ministerial aflirmava-se
que as cmaras sorio abertas por nova gente ,
posto que da mesma poltica que se dissera
que o Sr. Infante, estava encarregado da forma-
cao do gabinete, e que seria o presidente ; po-
rm que tanto este, como os Srs. Calalrava, Re-
cerra e Mendizabal, forSo excluidos, por estarem
muito gastos na opinjo publica que o Sr.
Cortina nao agrada ao regente; e que o Sr.
Gonsalez, nao do agrado de M. Asthon, mi-
nistro inglez.
Tinha havido em Madrid um grande conselho
de ministros a que foro chamados os chefes das
repartales de fazenda.
Chegou a Madrid vindo da Ciudad-Real um
correio vencendo horas, e nao se sabia de que
negocio era portador.
Muitos desertores francezes chegavao a Pam-
plona fugindo de irem servir em Argel.
IMNDAgO EM ROMA..
O Tibre transbordando ltimamente, emcon-
sequencia de urna chuva de oto-dias, inundou
urna terca parte da cidade de Roma.
O Corso, o Borgo, a Longara e as proximi-
dades da ponte de S. Angelo, e a praca de Hes-
panha icaro totalmente cobertas d'agua ; e no
pantheon penetrou a corrente at a altura doal-
tar-mr. Nenhum bairro soreu tanto como o
Ghetto que habitado pelos judeos onde as
familias tivero que subir para os terceiros e
quartos andares. Anda nao se sabe se occorr-
ro algumas desgracas. (DoPatriota.)
PERNAMBUCO.
taxas :e desta forma passou o projecto em 2.
discusso.
Foi apolado e approvado o seguinte reque-
rimento do Sr. Rebello :requeiro urgencia pa-
ra entrar amanhaa em terceira discussa5o pro-
jecto n. 21 deste anno.
O Sr. vice-presidente deo para orflem do da
a continuacao da de hoje e terceira discusso
do projecto n. 21 deste anno, e levantou a soa-
sad pelas duas horas e meia.
Francisco de Paula Cavalcanti de Albuquer-
que Lacerda,. vice-presidente Francisco Jodo
Carneiro daCunha, l.secretarioAntonio Jo-
s de Oliveira, 2. secretario.
Tribunal dallelacio.
SESS.U) DE 9 DE MAI0 DE 18-3.
Os embargos de Jos Ribeiro de Mello con-
tra Francisco Jos Velho de Mello na appel-
lacao civel d% Comarca de Goanna ; escrivao
Reg Rangel, forSo desprezados mandando-se
cumpriro accordo embargado.
Na caza de da de apparecer da Comarca
de Goianna, de Joanna Estoves, com Jos Vel-
lozo S >ares; escrivao Posthumo foi julgada
a appellacao deserta e nao seguida.
a appellacao crime da villa de Iguarac ,
appellante o juizo ; appellado Manoel Joaquim
de Santa Auna ; escrivao Jacomo foi julgado
procedente o recurso.
Na appellacao crime do jury desta Cidade ,
appellante Cyprianno Alves de Brito, appellado
o promotor publico ; escrivao Reg Rangel, foi
julgado improcedente o recurso.
Na appellacao crime da Cidade da Parahyba
do Norte appellante o promotor publico, ap-
pellado Francisco Joaquim Regis Franco ; es-
crivao Jacomo nao tomarSo conhecimento do
recurso.
"ESPAKKA.
Os jornaes de Madrid chegao a 28 de marco.
Contnuo as segundas elcicoes ganhando-
as o governo n'umas partes e n'outras a op-
posito.
ASSEMBLA PROVINCIAL.
Acta da iS.'sessdoordinaria da Assembla Le-
gislativa Provincial de Pernambuco em 5 de
maiode 1843.
Presidencia do Sr. Paula Lacerda.
Feita a chamada acharo-se presentes 25 Srs.
deputados, faltndoos Srs. Machado Rios, Mel-
lo, Pereira de Brito, Paula Mosquita, Faria e
Vieira de Mello.
O Sr. vice-presidente declarou aberta a ses-
sao: foi lida e approvada a acta da antecedente.
EXPEDIENTE.
Um requerimento de Florencio Jos Carneiro
Monteiro pedindo providencias sobre o extra-
vio de sua petico com documentos dirigida
esta assembla na sessao do anno passado :
commissao de polica.
O Sr. Lopes Gama mandou o requerimento
seguinte :requeiro, que a Ilustre commissao
de justica civil e criminal aprsente de hoje at
amanh o seu parecer acerca da pretencao do ma-
jor Florencio Jos Carneiro Monteiro : foi a-
poiado e entrou em discusso coma seguinte
emenda do Sr. Lopes Neto:que a commissao
d hoje mesmo o parecer requerido:encerrada
a discusso, foi aprovado o requerimento e
bem assim a emenda.
Foi lida, e aprovada a redaccao da represen-
tacao assembla geral legislativa sobre aencor-
poracao esta provincia da comarca de S. Fran-
cisco e da frguesia da Taquara.
OBDEM DO DA.
Continuacao da segunda discusso do projec-
to numero 21 deste anno. Os artlgos 1., 2., e
3. forao aprovados, assim como o seguinte a-
ditivo do Sr. Carneiro da Cunda : proporcao
que se forem adiantando as duas estradas, o
Presidente da provincia estabelecer barreiras ,
cujas taxas equivalbo 12 por cento do capital
despendido em cada lanco.
O artigo 4. foi approvado com a seguinte e-
mendado mesmo Sr. Carneiro da Cunha : o
producto das barreiras fica hypotliecado espe-
cialmente ao pagamento da divida contrahida ;
sendo 7 por cento exclusivamente applicados pa-
ra amortisacao dos juros e capital despendi-
do e 5 por cento para os reparos e conserva-
cao das mesmas estradas.
Dada a hora o Sr. Barros Cavalcanti man-
dou mesa o requerimento seguinte :requei-
ro a prorogaco da sessao at que se conclua a
segunda discusso do projecto numero 21 des-
te anno : foi apoiado e approvado. Conti-
nuou a discusso.
O artigo 5. foi approvado sendo rejeitada
a seguinte emenda do Sr. Pereira de Carvalho :
elliminem-se as palavras e negociavel por
endosso.
O artigo 6 foi approvado, e bem assim os se-
guintes artigos aditivos :do Sr. Loboo Pre-
sidente da provincia fica aulorisado a faser ar-
remattar leos de qualquer estrada provincial
sob a condico dos arremattantes se indemnisa-
rem das despesas pelos lucros das respectivas
barreiras, que Hcaro para isso hypothecadas ,
com tanto que esta percepcao dada para a in-
demnisaca na3 exceda 30 armes ; sendo o 3r-
remattanteobrigado no fim do tempo a entre-
gar a obra como acabada de novo:do Sr. Lo-
pes Gama iiavcr na thesouraria provincial
urna escripturacao, e contabilidade e cofre
especial acerca rio rondimentc, e 2p"!ic2,,2? (s
DIARIO DE PERNAMBUCO.
Tvemos pelo brigue portuguez Jozephina ,
ltimamente chegado de Lisboa oDiariodoGo-
verno e o Patriota os quaes alcanco de 6
de marco a 5 de abril prximo passado ; e o que
nelles achamos de mais notavel o seguinte ;
e o que fica transcripto em lugar competente.
Por decreto de 30 de marco houve S. M. a
Rainha por bem prorogar as sessoes ordinarias
das cortes at o fim de abril.
Na sessao de 3 de abril apresentou o Ilustre
deputado o Sr. Silvestre Pnheiro, quatorze
projeclos de leis orgnicas sobre cadastro, estado
civil, garantas constitucionaes, promoces e
recompensas, adminstracao, justica, fazenda,
e economa publica, educacao, e sobre as rela-
coes civis do clero portuguez. Estes documentos
attestao os seus profundos conhecimentos, e sus-
tentao a reputacao europea que de ha muito
tem elle adquirido.
COMMERCIO.
Metaes. Dobres hespanhocs. 31 900.
da patria.... 30,700a30,800.
Pezos hespanhoes... 1J>990.
da patria.... Ig960.
Pecas de OSiOOvelhas 16$900.
de novas 16,500.
Moedas de 48000... 9g300.
Prata........... 106 a 107.
Apolices de 6 por cento..... 70 '/a 71.
IMPORTACA5.
Emily galera ingleza vinda de Liverpool,
entrada no mez passado, consignada a Me Cal-
mont & C*, manifestou o seguinte :
50 meios gigos de lou$a; a J. Cocksbott&C.*
300caixas sabo 3 fardos panos de linho ;
aos consignatarios.
19 Tardos fazendas d'algodao 25 gigos e 25
meios ditos louca ; a Fox Bros.
15 gigos e 35 meios ditos louca, 13 barricas
ferragens, 14 fardos e 5 caixas fazendas d'algo-
dao, ldita linhas, 1 dita mudezas; Ordem.
3 caixas fazendas d'algodao; a Royle & C.
10 fardos e 2caixas ditas dito ; a Johnston &
Companhia.
10 fardos ditas dito,, 5 ditos flanella 2 di-
tos e 6 caixas fazendas de la 3 caixas ditas de
linho ; a James Crabtree & C
10 caixas fazendas d'algodao; a Lasserre &
Companhia.
37 fardos e 10 caixas ditas dito, 2barricas fer-
ragens ; aKenworthy & C
21 fardos fazendas d'algodao; a Deane You-
Alfandega.
Rendimento do da 9........... 5:2618093
Descarrego hoje 10.
Barca Mghtingale o resto das merca-
dorias.
Brigue Jozephina carnes, farellos, saccas
com pimenta caixas com toucinho ,
passaros, e encommendas.
Brigue Laura o resto.
Brigue Sophia garrafes vazios, taboado;
sevada e farellos.
Barca Camelia batatas.
Brigue Constate Amizade fardos com fu-
mo, e charutos.
LISBOA 28 de marco.
Cambios.
Din.ro Letras.
Amsterdam................. 431/, __
Hamburgo 48 A............'. 48'A 48./8
Londres [ g J........-f* 63A 53
*3 y,....... 90d. v. 53'/ 53'A
Genova.................... 520 524
pa"s 524,.................. 523 525
Trieste.................... 430
Valor de metaes e papis de crdito.
Objectos. Compra. Venda.
Pecas de 78500......... 78820 a 78850
Oncas hespanholas....... 148450 148550
Soberanos............. 48420 48450
Ouro cerceado.......... 18940
em barra.......... 26
Patacas hespanholas..... 925
brazileiras....... 910
mexicanas....... 910
Prata em barra....... 28 a 28 '/*
RIO DE JANEIRO.
Cambios no dia 27 de abril.
Precos da ultima hora da tarde.
Cambios sobre Londres..... 25 V*.
Paris....... 375.
'i hamburgo... V00.
le&C.
34 ditos ditas dito ; a Jones & C.a
3 caixas ditas dito ; a N. O. Bieber & C.*
28 fardos e 21 caixas ditas dito 9 caixas di-
tas de linho ; a Russell Mellors & C
44 caixas fazendas d'algodao 1 dita livros;
a'Rozas&C*
34 barris carne salgada ; a G. Guillet,
1 vojume ; ao Dr. Leudon.
12 queijos, 82 prezuntos, 36 carrinhos d
mao ; ao capito.
17 embrulhos amostras ; a diversos.
Palomo mystico hespanhol, vindo de Ma-
laga, e Gibraltar, entrado no mez passado, con-,
signado a Joae Pinto de Lemos & Filho, ma-
nifestou o seguinte :
80 pipas e 20 quarolas com vinho, lOOquar-
tolas azeite doce, 600 caixa? passas, 2 ditas sar-
jas, 4 ditas bichas 7 saceos aJpista ; aos con-
signatarios.
Treasurer brigue inglez vindo de Leitt,
entrado no mez passado consignado a Jones
Patn & C' manifestou o seguinte ;
210 saceos com plvora; a Me. Calmont&
Companhia.
19 fardos fazendas de linho, 207 barricas ser-
veja, 30 ditas batatas, 30 saceos prezuntos, 20
caixas genebra, 14 cascos agurdente 7 barri-
cas e 2 caixas com carnes e peixes de conserva,
2 barricas diversas tintas 1 dita ocre 2 ditas
poz pretos 10 ditas gesso 1 dita enxofre em
rollo, 5 ditas pixe 2ditasbreu, 4 latas oleo,
210 toneladas carv3o ; aos consignatarios.
O brigue hespanhol Vencedor, vindo de Ma-
laga entrado no corrente mez consignado a
Manoel Joaquim Ramos e Silva manifestou o.
seguinte: > fardos com cobertores 130 pipas,
e 207 barris vinho, 10 pipas vinagre, 100 bar-
ris azeite d'oliveira 50 botijas oleo de linhaca,
151 barris chumbo 25 saceos amendoas 12
ditos sementes de aniz 49 ditos alfazema 4
ditos cominhos, 170 resteas d'alhos, 430 cai-
xas e 200 meias ditas passas 50 barris azeito-
nas 16 distos grao de bico 10 ditos alpista ;
ao consignatario.
Loper escuna americana vinda de Phila- -
delphia entrada no corrente mez consigna-
da a Matheus Austin & C.* manifestou o se-
guinte: 1000 barricas farinha detrigo, 200 di-
tos farellos 500 barriquinhas bolaxinbas, 213
caixas cha 1 dita ditopreto 75 barris man-
teiga de porco 50 prezuntos 6 caixas pentes
de marrafa 7 ditas fazendas de algodo azul,
65 fardos e 2 caixas algodo branco lizo, 1 cai-
xa chapeos de sol de algodo 16 mollios d'ar-
cos para barricas 50 caixas vellas de sperma-
cete 2 barricas carocos de algodo 1 pacote
pilulas 2 cadeirinhas ; aos consignatarios.
Neghtingale barca ingleza vinda de Li-
verpool entrada no corrente mez consignada
a James Crabtree & C*, manifestou o seguin-
te : 30 toneladas de ferro; a C. Starr & C*
100 barris com manteiga ; a N. O. Bieber
& Companhia.
25 barris manteiga; a J.P. de Lemos & Filho.
50 barris manteiga; a James Cockshott & C*
128 gigos, 23 barricas e 1 caixa louca a Fox
Brothers,
1 caixa fazendas' de algodo ; a Edwards Jo-
nes & Companhia.
10caixas cal'adc, 2 ditas banheiros livros,
e roupa feita 3 cestas batatas 1 fardo cama,
1 volume dita de lato ; a Deane Youle &C*
10 fardos e 10 caixas fazendas de algodo ; a
Lalham & Hibbcrt.
3 barricas poz de sapatos, 5 ditas tintas, 2,


1 garralao azouge ; a
1 dita louca ; a W. E.
ditas oleo de linhaca ,
Y." Bravo & C.
29 barricas serveja,
Smith.
23 caixas e2 fardos fazendas do algodo 7
Cardos ditas de la ; a Russel Mcllors & C.
7 caixas fazendas de algodo, 4 ditas chapeos,
1 dita livros, 2 barricas ferragens, 1 lata quei-
]o ; a Geo Kenworthy & C.'
14 barricas serveja, a Tbomaz Hunter.
13 ditas ferragons 10 fardos fazendas do
algodo, 10 rolos chumbo 100 barris man-
teiga ; a ordm.
6 barris (erragens, 29 fardos e 41 caixas fa-
zendas d.e algodo 7 fardos ditas de linho ; a
John.ston Pater &C."
39 fardse 11 caixas fazenda d'algodao; a
J. Patn & C.
1 embrulhosedas; aj. Stwart.
20 fardos e 35 caixas fazendas d'algodao, 2
barris carnes, 1 lata quejo ; a Rosas Braga
C.
14 fardos e 13 caixas fazendas d'algodao ;
a B. Lasserre & C.
2 fardos e 3 caixas fazendas de laa 5 ditas
ditas de linho, 50 ditas ditas d'algodao, 13
torrentes de ferro 6 ancoras e 30 fateixas dito,
40 pezos dito 2 barricas ferragens ; a James
Crabtree & C.
8 caixas arenques 1 barrica e sexto louca ,
1 saco selins 22 queijs 23 prczuntos; ao
apito.
. .1____Jl_..=
dos pianos desta praca nao s pula belleza das
vozes como da sua excojlento construccao um
carrinho de duas rodas com molas elsticas, e
os competentes arreios, um cavallo para o mes-
mo, e alguns escravos: Quarta-feira 10 do
cowente pelas 10 horas, da man ha na casa da
ra do Trapiche n, 19.

Avisos diversos.
Movimento do Porto.
Navios sahidos no dia 9.
Londres; brigue i nglez Progress capitao Ja-
mes Archer, carga assucar.
Buenos Ayres; patacho brazileiro Especulador,
capitao Jos Caetano Vieira da Silva carga
assucar, &c.
Navios entrados no dia 9.
Havre de Grace ; 29 dias barca franceza Ca-
melia de 309 toneladas, capitao Joo Bap-
tista Guibert, equipagem 16 carga fazen-
das ; a Boili & Chavanne.
Marseilles; 43 dias, barca franceza 4ntoi-
nett, de 233 toneladas capitao C. Jorge ,
equipagem 13, carga vinho e"arinba de
trigo; ordem
Rio de Janeiro pela Babia ; 11 dias, paquete
inglez Stoift, commandante Donglas.
Edital.
Pela thesouraria das rendas provinciaes
em cumprimento d'ordem superior se arrema-
tar nos dias 8, 9, e 10 do corrente a quem por
menos izer, a illuminaco do caes do Collegio,
eadequatro lampios, que guarnecem osla-
dos do palacio do governo, por tempo de tres
annos a contar do l. de julho do corrente an-
no ; devendo a illuminaco do palacio do go-
bern comprehender mus os dias qnedecor-
rerem desde o, em que fr approvada a Are-
mataco pelo Exm." Sr. Presidente da Pro-
vincia.
lleclaracoes
Para a banda de muzica do 2.batalho
de artilharia a p dsta provincia contrata-se o
oseguinte:
Mu/icos que toquem clarinetas e de boa
onducta..........3
Vito para corneta de chave 1
Gerante-se aos mesmos o ordenado de 400 a
45 mil rs. por mez.
Nao sendo obrigados a servirem fora desta
provincia. .
Fardamento fino e mais vencimentos do ba-
talho.
A quem convier dito engajamento pode com-
parecer na secretaria do mesmo batalho das
10 horas ao meio dia.
Avisos martimos.
Para o Maranho, a sair cm poucos dias,
o bem acreditado brigue escuna Latir ainda
recebe alguma carga e passageiros para o
que tem excellentescommodos ; quem no mes-
mo quizer carregar, ou ir de passagem dirija-se
ao capitao Luiz Ferreira da Silva Santos na
praca do Commercio.
O brigue inglez Cora pretende sahir
por estes dias e como ainda Ihe falto 200 a
250 saccas d'algodao, quem pretender carregar
dirijase aos consignatarios Diogo Cockshott &
C.*, ra do Trapiche Novo.
LeiJ&o.
= O. Elster tendo de retirar-se para a
Europa far Icilio por intervenco do coiretor
Oliveira, dejoda a esplendida mobilia crislaes,
c. da sua caa, inclusive um dos maisafama-
Arrenda-se um grande sitio no lugar de
Biberibe junto povoaco com grande pomar
delarangeiras muito caf coqueiros, muitas
bananeiras, goiabeiras, limeiras, eoutras qua-
lidades de fructas, tem um partido de capim de
planta proprio para sustentar 6 cavallos e tr-
ra para plantar mais querendo-se est todo
cercado, e parte da cerca sao estacas nativas que
nao do trabalho para a sua conservadlo bom
banho a traz da casa sendo esta de taipa com
2 sallas 4 quartos cuzinha forae bem arran-
jada; quem Ihe convior dirija-se ao armazem
da Ra Nova n. 67. ,
Alugo-se pretas e moleques, para ven-
derem azeito de carrapato pagando-se a com-
petente vendagem; quem as tiverannuncie a sua
morada para se tratar a este respeito.
Do-se 2:500$ rois a juros sobre pinho-
res de ouro ; as Cinco Pontas loja ourives n.
114; na mesma casa vende-se urna alva para
padre muito rica bordada de susto com o bico
do mesmo modelo da nlva.
Quem annunciou querer comprar um si-
tio distante desta praca duas leguas, dirija-se
ra de Aguas Verdes casa n. 36.
= Precisa-se de urna pessoa capaz, quesai-
ba cozer, e engomar, para tomar conta de urna
casa de pouca familia para o mato isto he ,
distante desta preca duas leguas, fazendo-se at
um partido favoravel com tanto que a pessoa
seja fiel, < capaz ; quem estiver nestas circuns-
tancias annuncie, ou dirija-se ao Forte do Mat-
to na ra do Codorniz.
O abaixo assignado faz scicnte ao respeitavel
publbo.que de ora em diante deixa de ser seu
bastante procurador Manoel Adriano da Costa ,
e por isso fica sem valor algum a procuraco que
em seu poder tem e para nao haver qualquer
duvida em tempo algum faz o presente avizo.
Joao bernardo de Carvalho Pinto.
== Os Srs. M. J. C. e S. J. G. hajo de
dirigir-se ra Nova n. 9 remir os seus pi-
nhores da data deste a 8 dias, quando nao serao
vendidos e para nao haver ignorancia, faz-se
o presente annuncio.
= Um rapaz brazileiro, que sabe 1er escre-
ver, contar o muito abil, dezeja-searranjar de
caixeiro em um engenho ou qualquer outro
arranjo excepto balco, pois d fiador sua con-
ducta ; a pessoa que o pretender annuncie.
Quem precisar de urna ama para o ser-
vico interno de urna casa de pouca familia, an-
nuncie.
Qualquer pessoa, ou bomem solteiro, que
quizer morar cm urna boa salla com outro ,
dirija-se padaria de bulacha na travessa do Pi-
lar n. 2 que achara com quem tratar.
Segunda vez se faz certo ao Sr. que dezeja
fallar com Luiza Maria Cabral, a fim de Ihe en-
tregar urna carta vinda do Lisboa, de um sen
mano, baja de fazer o favor de declarar a sua
moradia para ser procurada a dita carta.
A pessoa, que tem a carta, vinda de Lis-
boa para ser entregue Sra. D. Luiza Maria
Cabral mora na ra dos Quarteis n. 18, onde
a podero procurar.
A pessoa que annunciou no Diario de ter-
ca feira n. 101, querer comprar um jogo de vis-
pora ha quem tenha dous para vender, sendo
um usado e outro novo em folha contendo
este8 colleccoesdelindospadres.edistrincces,
urna caixa de guardar os mesmos com diversos
escaninhos 800 vidrinhos quadrados e todos
de um tamanho para marcar-se os nmeros sa-
hidos, urna ellegante urna de vidro oitavada
como a da lotera do theatro com os compe-
tentes nmeros de 1 a 90 tudo obra mu deli-
cada, capaz de ter-se em urna salla decente ; na
ra da Conceicaoda Boa-Vista n. 10.
= Da-se 2008 re i s a juros sobre penhores
de ouro; na pracinha do Livramento loja n.44.
Urna Sr.1 do bons costumes se encarrega
'(.'a crcacodc meninos de peito empedidos e
desempedidos, e tambe rece bem meninos des-
mamados para curar da sua educaeo ; no que
promette esmerar-se ; na ra Dircita ri. 50 ,
2." andar.
Quem annunciou querer fallar a Clara
Maria da Conccico, dirija-se ao Forte do Ma-
to rua do Amorim n. 33.
O abaixo assignado ropa ao Sr. Antonio
Jos Ribeiro Guimaraes.queira antesde retirar-
se para o Bio de Janeiro vir pagar o restante
quedeve doaltiguel da casa onde morou na
rua detrnz de Caldereiro o qual nao ignora
que devedor.
Jos Maria de Amorim Jnior.
Quem quizer alugar urna negra para
comprar na rua, e fazenp servico de urna casa [ Aqu vende-sc somento em casa do nico a
dirija-so a rua da Gamboa do Carmo n. 19, gente Joo Kellcr, rua da Cruz do Recife n.
segundo andar. 18 e para maior commodidade dos compra-
-Precisa-se do um armazem que seja gran-
dores, na rua da Cadeia do Recife, em casa da
de e ladrilhado, proprio para recolher e que Joao Cardozo Ayres, na rua Nova na de Guerra
fique perto da fdfandega ; quem o tiver dirija- Silva & C.\ e atierro da Boa-vista, da deSal-
se a alfandega a tratar com Costa Se Onofro ou
no seu armazem na rua da Madre de" Dos.
OTerecc-se urna ama de casa de dorias
dentro, de 40 annos de idade que sabe casi-
nhar.engomaf .ensaboar, e tudo faz com perfei-
eao ; quem do seu prestimo precizar dirija-se
a fora de Portas, da parte da mar pequea
n. 44.
Roga-se ao Sr. delgalo da comarca do
Cabo que tenha a bondado de examinar se
entre os 3 escravos suadisposico se acho
prezos, tem algum de nome Amaro.de nacBo
Gabo de idade de 40 annos pouco mais ou
menos, os signaos da trra as dua. fontes,
um dedo da mo mais curto e cortado de an-
tigo pez inchados e ja Ihe faltan dentes
eio de estatura regular corpulento e son-
do nlguns dos tres pedo se o obzequio reme-
te-lo para o Recife rua de Hortas n. 52 ou
na rua da Guzn. 50, que se pagar toda a
dispeza.
Alugao-se quatros escravos possantes para
habalharem em armazem de assucar ou do
serventes de pedreiro ou em algum citio perto
desta praca : na rua Nova n. 38.
=0 abaixo assignado participa aos seus de-
vodores das lojas da rua Nova e prara da Inde-
pendencia que tondo os seus credores en-
earregados da liquidacao das referidas lojas Ihes
foito a morc de ceder as dividas das mesmas
em beneficio do abaixo assignado tom presen-
temente passado semolhantes dividas ao Sr.
ChristovoSant-TagodeOliveira,para pagamen-
to do que o mesmo Sr. mo ora credor e por
isso faco o presente avizando aos mesmos seus
devedores que nosta acta tom dado procura-
cao bastante o cedido todos os proderos aquol-
le.Sr. para poder receber semel'iantes dividas:
outro sim participa nos seos credores que to-
nho a bondade de Ihe aprezenfar suas contas
de deve a dever com o abato do que recobero
por liquidaco das mesmas lojas que julga ser
de 42. c 30 decimos, para poder passar cr-
dito de qualquer saldo que possa vira restar e
receber dos mesmos as letras que posso exis-
tir em poder dos mesmos sons credores.
Jos Tavares da Gama.
Roga-se ao Sr. fiscal ou a quem portencor,
que ja he tempo de so acabar com os corrotoros
o atrevossadores do todos os gneros dentro da
cidade e acabar-se com estes vadios pois
creio que ti mos lea para isso.
Um amante do bom publico.
O Sr. que no dia 6 do corrente maio ,
levou da contabilidade militar um chapeo de
sol coberto de soda sem deixar outro em seu
lugar o o quizer entregar, o poder fazer ao
Sr. Amaral official da mesma ropartico, que
muito agradecido Ihe ficar o dono queja a
muito o eslava as patornaes sabias o cons-
titucionaes ordens que prohibiro a entrada
de taes armas na thesouraria da fazenda &c.
Quem precisar de um rapaz portuguez ,
para caixeiro de venda ou de outra qualquer
occupaeo dirija-se rua do Padre Florianno
n. 72 ou annuncie.
= Jos Gomes Ribeiro, subdito Portuguez,
retira-se para fora do Imperio.
= Joo Gomes d'Almeida, brazileiro adop-
tivo, retira-se para Lisboa a tratar de sua saude.
es Aluga-se a casa que tem servido de thea-
tro publico desta cidade com todos os uten-
cilios que constar de seus inventarios; os
pretendentes dirijo-se ao seu proprielario
Manoel Antonio de Jess, na rua dos Quar-
teis n. 18.
= A pessoa que annunciou querer com-
prar um mulato de boa figura moco, bom
sapa.teiro c proprio para pagem dirija-se a
rua do Crespo loja n. 4 A.
- Muito se tem fallado do sistema Homeo-
pathico, do sistema de Broussais e de outros
muitos mil differenles ; pouco portanto se tem
dito do mais essencial os evamates, que
ninguem pode negar ser nos climas calidos
absolutamente nocessario e sobretudo quando
existe a difficuldade de fazer observar aos doen-
tesa dieta necessaria e rigoroza que pede a
Homeopatbica e pratica regular 4c. Somos
geralmentcacostumados a comer muito mais
do que he necessario para o nosso sustento ; o
resultado he flatos indigestos, e infiama-
cocs nos ligados &c. Para remover impedir
estes incommodos nuda he mais prompto que
um purgante saudavel que nao constipa os
intestinos, e que augmenta as differentcs se
cureees.
O publico achara as Pillas vogotaes do Dr.
Brandreth e na Medicina Popular Americana ,
estas propriedades que produzem seu efeito ,
sem dores e incommodo algum nao he ne-
cessario dieia alguma o pode-se tratar dos
los S Chaves.
O ARTILHEIRO N. 43.
^aiho hoje c acha-se venda.
O Sr. F. B. A. G. morador em um ctiio
nos AfTogados mande entregar a pessoa que
(4le bem sabe moradora nos A (Turtos o di
nb eiro quo rect-beu de urna letra do Sr. I. I
M, que o mesmo Ihe entregou para os receber
ha muito mais de um atino 6 como at o pre-
sente nao se tem lembrado de o restituir ape
zar de reiteradas exigencias declara-so que se
no prazo de 8 dias nao mandar entregar o di-
nhoiro a seo dono dopois de ver publico pela
imprensa por extenso o seu nomo se uzar dos
recursos da lei para cobrar ento ficar co-
nhecido e acreditado.
JosCypriano da Costa Freir, retira-se
para os portos do sul.
Alugao-se; o 1. e 2. andares do sobra-
do do Braga na rua da Senzalla Velha juntos
ou em separado : 'quem pertender falle no 3.
andar do mesmo.
O Sr. que precisa de um cosinheiro para
comprare cosinhar e para turnar conta de u
ma casa o qual da fiador da sua conduta pro-
cure na rua do Rozario estreita n. 2, primei-
ro andar.
Precisa-se saber quem nesta praca o cor-
respondente do Sr. de engenbo de S. Jos de
Ipojuca ; roga-se o obzequio de annunciar
por csti folha para ser procurado.
3= A abaixo assignada viuvado fallecido Ma-
noel Antonio de Almeida declara ao respeita-
vel publico que o seu linado marido nada de
via nesta praca ; ese alguein se julga seu cre-
dor haja de ^presentar as suas contas no pre-
so de 3 dias, para ser paga ( caso seja verda-
deira ) outro sim previne aspessoas que se cons-
tituirao devedores do mesmo finado seu mari-
do, paraque nao paguem a pessoa alguma os seus
dbitos, sem que seja a abaixo assignada; ou a
pessoa por ella autorisada e nao se deixem I-
ludir recebendo recibos tao somente com as-
signatura do mesmo finado e esta falsa, como
j appareceu ; cuja falsidade em juiso compe-
tente provar ; e para que nao possao allegar
ignorancia faz o presente.
Constantino Jacinta da Molla.
seus negocioiTno mesmo dia em quo so tomar.
Alluga-se o sobrado do dous ndales na
rua do Caldereiro no bairro de Santo Antonio
n. 12 com quintal e parreiral de uvas bran-
cas boa cacimba de boa agua sendo o dito*
sobrado muito fresco e muito claro todo pin-
tado invidracado, preco de 25 mil reis por
mez; quem o pretender dirija-se ao armasem ,
que tem no fundo do mesmo sobrado fallar
rom Jf s de Amorim Lima que se acha no
dito armasem das 7 horas da manha at as 6
da tarde.
Quem annunciou no Diario de 9 do cor-
rente, querer comprar urna venda em qualquer
parte do bairro de Santo Antonio, com poucos
fundos appareca no principio do atterro dos
^(Togados, venda n. 11 que se vende a mes-
ma ej afregucsada com os visinhos os quaes
sao muitos capases, e bons pagadores ;. e ven-
de-se de 8 10 mil reis no dia e nao s aos
visinhos, como tam bem a matulos por ser
em muito bom lugar.
Quem annunciou querer comprar um si-
tio nos lugares Monteiro, Casa Forte, ou A-
pipucos, querendo comprar um na Casa Forte,
com casa de vivenda trras proprias e todo
plantado com arvoredos de fructas a maior parte
do terreno, tendo cerca de limo com exfol-
ente cacimba do boa agoa ; querendo por pre-
co commodo annuncie pelo Diario a sua mo-
radia para sor procurado ou dirija-se a ruada
Gloria sobrado de um andar n. 7 junto a fa-
brica de Gervasio.
= Arrenda-so um sitio junto ao riacho de
Agoa Fria estrada de Bcbiribe com boa casa
de vivenda padaria, estribara, boas plantas
de capim e outras muitas proporces que com
a vista se conbeccro : na rua do Caldereiro f
casa n. 2.
A pessoa que annunciou querer com-
prar urna venda no bairro do Recife com pon-
eos fundos querendo urna em Fra de Portas,
no milhor lugtr possivel e com os fundos que
quiser; dirija-se a mesma sobrado n. 77.
Precisa-se allugar urna casa terrea ou
sobradinho de um andar com commodos para
urna pequea familia eque seja as ras se-
guintos : do Rosario larga on estreita do Ca-
bug das Cruzes, e que seu alluguel nao ex-
ceda de t2$ reis ; quem tiver, annuncie.
No largo do Collegio segundo andar ,
casa nova precisa-se de urna mulher para o
servico interno de urna casa de pouca lamilla.




Quera annunciou no Diario de 9 do cor-
rete precisar de um liomem solteiro para cria-
do com todas asclauzulas que prope diri-
jase a ra de Hortas, n. 48.
ata Herculano Mara Bessone, vai a Lisboa
tractar de sua saude.
Quem precisar de um homem para cai-
xeiro de qualquer occupaco dirija-se a ra
de Hortas, n. 48.
sa Necessita-se com muita urgencia de urna
pessoa que compre cozinhe e sirva como
criado, e tome conta da casa de um homem
solteiro, devendo quem quizcr dar antes do
ajuste, liador a sua conducta ; quem quizer
anouQcie.
Quem precisar alugar urna canoa aborta.
que leva 500 ti|olos, a qual se acha prompta ,
e por preco commodo ; dirijase a praia de S.
Rita sobrado n. 1.
fas Aluga-se o segundo andar da casaan. 60 ,
da ra da Cadeia do Recite, com muitos bons
commodos, esotao; os pretendentes dirijao-
se na loja da mesma ou a Jos Antonio Viei-
ra de Sousa no caes da Alfandega.
= Arrenda-se o engonho Limoeiro no des-
tricto de Agn preta distante do Rio formo/o
7 legOas com muito boas trras para planta-
ces de can na e roca bom cercado para ani-
maos e com todas as proporcoes para qualquer
pessa que qucira tirar interesse por se adiar
prompto com todos os accessorios e boas o-
Dras ; quem o quizer dirija-se a ra de Hor-
tas n. 14 ao abaixo assignado para Ihe enca-
minhar ao seu legitimo proprietario. Braz
Antonio da Cunha Magalh3.es.
== Joaquim Ferreira Ramos subdito Bra-
zileiro ; retira-se para fra do Imperio.
Preciza-se de mocos amassadores e um
bom forneiro, que entenda hem de cortar mas-
sas ; na travessa da Madre de Dos na paderia
de Manoel Ignacio da Silva Teixeira. ,
Compras.
= Compra-se urna negra de 16 anuos,que
saiba cozinhar, engommar o cnsaboar : na
Camboado Carino n. 20, ao pdoestanque.
Vendas
= Vende-se um engenho de bestas com
proporcao de ser d'agoa com partidos de var-
zea e boas distante 5 legoas desta cidade :
na ra do Sol sobrado da esquina da ra dos
Quarteis, n. 13 que achara o proprietario
t o d por preco rasoavel.
sa Vendern-so 18 barris vasios de 5 em pi-
pa : na ra de Hortas n. 48.
Vendem-se as seguntes propriedades que
o major Jos Carlos Teixeira deu para paga-
mento dos seus credores seis casas terreas na
Capunga urna terrea no Mundo novo um
sobrado no atterro da Boa-vista um sitio com
casa de vivenda na Cruz de Almas na ponte
d'Uxa quem quizer comprar algumas destas
propriedades, falle com Francisco da Silva, mo-
rador na ra da Cada velha do Recife que se
dir quem est autorizado para fazer a venda.
=s Vende-se arellos em casa de L. G. Fer-
reira & Companhia.
= Vende-se vinho de madeira legitimo de
superior qualidade ; as amostras achao-se em
casa de L. G. Ferreira & C.
= No deposito de assucar refinado, esta-
belecido junto ao arco de S. Antonio, em fren-
te do caes do Collegio ha para vender asquear
refinado segundo o novo systema de fabrica-
cao pelo qual se extrae a potassa re cal, dei-
xando-se-o no seu estado de pureza ; sendo o
preco da libra do de primeira sorte e em paes
160 rs. e o de segunda e terceira em p ,
a 120, e80 rs.
= Anton3 de Souza Rangel, vende o seu
sitio da Magdalena; quem o pretender dirija-
se ao mesmo sitio ou entenda-se com o escri-
vSo Bandeira na ra estreita do Rozario.
= Vendem-se saccas com farinha de man-
dioca por preco commodo : na ra da Ca-
deia do Recife n. 35.
= Vendem-se charutos da Havana de supe-
rior qualidade : na ra do Trapiche n. 19,
casa de J. O. Elster.
= Vende-se 1 cavallo russo bom carregador;
na ra do V gario armazem n. 23.
= Vende-se urna negra boa cozinheira ,
moca e piopria para o servico de casa : na ra
do Cjespo loja n. 4 A.
es Vende-se um relogio inglez com caixa
de prata e bom regulador ; e um transeiim
de ouro tudo por preco commodo : na ra
."Nova n. 55.
- Vendem-se e alugao-se hixas por varios
procos e tambern se vendem aos centos : na
ra do Trapiche n. 28 loja de barbeiro de-
rontedo caes daLingoeta.
= Vendem-se 3 casas sendo urna grande ,
O normnos tridas na f.ahantrn
de quintal, no qual tem muitas fruteiras; e
tambem se vende un terreno no atterro dos
Aflogados, com 220 palmos de frente e fun-
do de mais de trez mil palmos, tudo entulha-
do e botando os fundos para, a Cabanga : a
tractar na Cabanga n. 50.
- Vendem-se duas moradas de casas ter-
reas com chaos proprios, na ra do Cotovello
ns. 131 e 133, em muito bom lugar da dita
ra : a tractar na praca da Boa-vista n. 30 ,
segundo andar.
= Veitch, Bravo &C. tem a honra de par-
ticipar ao respeitavel publico, que na sua botica
o armazem de drogas n. 1, vende-se o seguinte:
extracto Huido contratado de salsa parrilba da
jamaica C. H. Bulter & C. a mais enrgica e
eflicaz preparacao desta raiz ,. que at hoje se
tem descoberto o que prova o grande apreco
e repetidas indicaces que dola fazem as
pharmacopeias de Londres. Dublin Edimburgb
&c. ; o celebre Colirio anti-ophthalmico, cujo
medicamento he bem conhecido por seus bons e
salutares efleitos para distruir nevoas, beli-
das, inflamacoes e outras doencas d'olhoj em
que nao he preciso para o seu curativo radical,
recorrer aos meios preparatorios, agoa de
Seidlitz e Soltz, Soda-Wator, limonada ga-
zoza, verdadeiro o finissimo Arrow-Root do
Bermuda Magnesia-Calcinada ptima sag,
escovas e pos mui finos para denles mostar-
da ptima para mesa pos de Seidlitz e de So-
da e um grande numero de preparaces de
diflerentes objectos que se encontra a venda
as principaes boticas da Europa na mesma
casa se vendem as verdadeiras pilulas Vigetaes
u n i versaos do Dr. Brandret vindas directa-
mente de seu author e compositor nos Esta-
dos-Unidos ; assiin como urna porcao de salsa
parrilha nova recentemente chegada. Parti-
cipio a todas as pessoas zelozas de sua escriptu-
racao ( como principal e nica garanta da
nossa honra e probidade ) que sao agentes da
ptima tinta deescrevor do seu amigo Doutor
Thompson cuja preparaeao novamente des-
coberta so torna digna dos maiores elogios por
tera particularizado de se tornar tanto mais
preta quanto maior he o espaco depois de Ihe
termos confiado nossos negocios e cuidados.
Vendem-se 3 escravos crioulos, um mo-
leque bom para pagem ; e urna canoa de agoa;
no attorro dos aflbgados, armazem de sal de
Francisco Xavier das Chagas.
= Vendem-se duas casas terreas pequeas
de pedra e cal no atterro dos Affogados, por
preco commodo ; a tractar defronte do viveiro
do Muniz n. 85.
Vende-se um moleque de 20 annos de
bonita figura : na ra Nova n. 58, primeiro
andar.
No patio do Collegio, loja de chapeos n.
6, e na ra do Quoimado, loja de ferragens
n. 31, se vendo agoa de tingir cabellos e suissas.
Vendem-se charutos superiores, feitos
na trra na fabrica do Varejao, no atterro da
Boa-vista n. 80 confronte a fabrica de cha-
peos adverte-se aos seus freguezes que
quando mandaros seus portadores, que apli-
que o lugar para nao haver engao como
consta ter havido.
= Vendem-se agoa de colonia de superior
qualidade em garrafas grandes a 1920, e em
frascos pequeos a 480 superiores pentes de
tartaruga para marrafas a 1200 rs. o par sa-
bonetes finos o ordinarios retroz de todas as
cores excellentes facas o garfos para meza ,
thesouras douradas para, costura pennas para
secretara canutilbo branco galao amarello,
ilhozes para alfaiates eoutros muitos objec-
tos por preco commodo : na ra do Quoimado,
loja n. 3 confronte ao beco do Peixe frito.
Vendem-se superiores vinhos de Cherry;
Madeira secca Porto de feitoria de 1832; de
Bordeaux em caixas de urna duzia a 7, 10 a
148000 ; dito engarrafado a 240, 320, o 400
rs. superior Champanhe ; conservas de todas
as qualidades em azeite e vinagre, dita em do-
ce de diflerentes fructas da Europa sardinhas
em molho repolho ou chouerte, arenques
de fumo em caixas azeite fino vellas de es-
permacete mostarda franceza e ingleza ser-
veja branca e preta licores finos sortidos de
todas as qualidades biscoitos de reims ditos
para champanhe, presuntos mui frescos da
melhor qualidade charutos da Havana ce-
rejas ameixas peras, masses sevadinha,
echa superior : na ra da Cadeia do Recife,
em casa de Fernando do Lucca n. 16.
= Vendem-se duas canoas de amarello em
meio uso que carregao 500 ti jlos de alvena-
ria ; urna dita nova, que esta no estaleiro ,
mui bem construida que serve para carregar
para bordo dos navios a qual pega em 3000
ditos de massa de diferentes qualidades, ditos
de oco, grandes para sobrecasacas de campo ,
protos e brancos superiores 'pilulas da fami-
lia em frascos de 50 com o competente fo-
Iheto, e bichas ltimamente chegadas, por
preco commodo : na praca da Independencia,
n. 39.
- Vende-so urna tipoia coro, urna rede nova
do Maranhao : na ra do Rangl, n. 52.*
= Cadeiras americanas com assento de pa-
Ihinha camas de vento com armacao com-
modas do angico, ditas de amarello marque-
zas de condur camas de vento de amarello
muito bem feitas a 4500, ditas de pinho a 3500
assim como outros muitos trastes; pinho da
Suecia, com 3 polegadas de grossura dito
serrado dito americano cora difTercntes largu-
ras e comprimentos travs de pinho e bar-
rotes com di ITerentes grossuras e comprimen-
tos ; tudo se vende mais em conta que outra
qualquer parte: na ra da Florentina, em
casa de J. Beranger n. 14
- Vende-se urna ponta de pedra de muito
boa qualidade vinda do Rio Formozo : a fal-
lar com Joao Higino dos Santos, dono do es-
taleiro junto aotanquedo Sr. Vianna, ou com
Santiago Lessa na ra de S. Bita n. 91.
- Vendern-so 6 pipas com agoardente.ca-
xaca d 21 graos com bons cascos de Lisboa ,
por preco commodo e vendem-se a praso; no
trapiche da Companhia a fallar com o Vianna ,
trapicheiro do mesmo, ou com Joaquim Anto-
nio de Santiago Lessa, na ra de S. Rita'No-
va, u. 91.
- Vende-se rap areia preta de boa quali-
dade a 800 rs. a libra c em porcao de 10 li-
bras para cima a 700 rs. : no atterro da Boa-
vista loja da esquina da travessa do Martins.
Vende-se um moleque do naci de
15 annos : as 5 ponas, vendan. 71.
Vende-se urna escrava crioula de bonita
figura de 19 annos cozinha muito bem ,
faz doce de toda a qualidade refina assucar ,
faz pao de l cose cha engomma liso he
lavadeira e veste o compoe muito"bem a urna
senhora, he muito carinhosa para criancas o
motivo da venda se dir ao comprador ; na ra
Direita n. 131.
Vende-se urna negra do gento de An-
gola de 25 annos com urna cria de 10 me
zes : na ra larga do Rozario n. 48.
Vendem-se um preto possante de 26 an-
nos proprio para qualquer applcacao raor-
mente para embarcadico por ja ter tido muitas
viagens de marinheiro be alm disto canoei-
ro e bastante exercitado em servico de campo,
e da alfandega ; o outro de 17 annos, cozinha,
tem principios de pedreiro, canoeiro, e sabe
andar com carraca : na ra da Cruz do Reci-
fe n. 51.
Vendem-se urna negrnha de 16 annos,
ptima para mucamba outra dita boa cozi-
nheira faz bem flores e.doces ; urna dita de
meia idade, por proco commodo : na ra de
S. Rita n. 27.
V Na loja de Hypolito S. Martin & Com-
panhia tem um sortimento completo de cha-
peos do seda para senhora o meninas, sedas e
setins lavrados para chapeos e vostidos, fitas
ricas e modernas flores finas, guarnirnos para
vestidos grinaldas e outros en fe i tes para ca-
bera de senhora chales e mantas de padres
modernos golas e pescocinhos de todas as
qualidades, cortes de vestidos de crep e de
tarlatana luvas de pellica e de seda com en-
feites e sem ellos toda a qualidade de calcado
para hornera senhora e meninos, bonetes pa-
ra homem e menino chapeos de sol benga-
las e chicotes de toda a qualidade perfumaras
de Pivcr pentes da moda e o mais que diz
respeito as lojas francesas: na ra Nova, n. 10.
Vende-se farinha de S. Cathaaina em
saccas dedous alqueires e meio do Rio, de mui-
to boa qualidade e por preco de4500 ; e
pilulas da familia chegadas do Porto pelo ulti-
mo navio : na ra da Cadeia do Recife 12 e 14.
Vende-so um escrayo de elegante figura,
moco com oflicio de remador e canoeiro ; no
principio do atterro dos Affogados, n. 13, de
manhn das 6 as 8 horas, e de tarde das duas as
7 horas.
Vendem-se um Ovidio a obra de Cra-
cio e Selecta com 6 volumes : na ra Nova ,
loja de louca deronte da Igreja da ConceicSo
Vende-se um bom escravo serrador, de
24 annos: na ra do Cabug lojade niiude-
zas n. 5.
Vende-se efTectivamente salitre refinado,
em barricas e a re tal lio pelo mdico preco de
200 rs. a libra : na ra das Larangeiras so-
hrdo n. 5, de Claudio Dubeux.
dor e robusto : na ra do Nogueira sobra-
do de um andar n 39.
Vende-se urna negra de Angola, de 2'..
annos, cozinha lava e he ptima quitan-
deira : na ra estreita do Rozario n. 22, pri-
meiro andar.
Vende-se um cavallo mui gordo com
todos os andares e por preco commodo : na
ra de Hortas n. 38.
Vendem-so um negro para enchada, por
350,000; euma negra boa lavadeira, cozi-
nheira e quitandeira pelo mesmo preco :
na ra de Agoas verdes n. 70.
Vendem-se urna preta de22 annos, en-
gomma cozinha, e he ptima para todo o ser-
vico ; duas ditas quitandeiras ; um bonito es-
cravo de 22 annos de elegante figura e per-
feito carreiro ; duas negrinhas de 12 annos;
um moleque de 14 annos proprio para pagem:
um cadeirinha dpurada de bracos sera uso al-
gum e por preco commodo: na ru do Fo-
go ao p do Rozario n. 8.
Vende-se um bom terreno de plantaca ,
e com excellente agoa de beber muito perto
desta cidade ( pois he no corredor do Bispo ) ,
murado e com bastantes arvoredos de fruto ,
muito proprio para*^adaria ferrara, ou qual-
quer outra officina ou simplesmente para se
edicar casas pois tem commodidades para tu-
do contendo 2000 palmos de frente e 680do
lundo tambem se divide e da-se ao compra-
dor o numero de palmos de frente que quizer ,
e por preco commodo : a fallar com o Major
Mayer.
Vende-se por preco commodo urna ar-
maco para loja de vidraceiro junto ao arco
de Santo Antonio ; a tratar na mesma.
Vendem-se langoicas e carne do touci-
nho a 80 rs. a libra : na venda da esquina da
ra larga do Rozario n. 9.
Escravos fgidos.
- r--k~
rAm rran
.....o-------1
em
tijolos de alvenaria : na praca da Independen-1 Vendem-se tijolos de ladrilho de alve-
cia n. 39. f naria tapamento ladrilho de forno de paes',
-= Vendem-se cha isson de primeira sorte a telbas e cal branca e preta tudo da melhor
2560 a libra, rap areia preta, dito rolao i qualidade e por proco commodo : na olaria do
Hamburguez a 1920 a garrafa, ricos botoes: fundao junto a fabrica de Gervazio.
dourados tanto para casacas como para colle- = Vende-se para fora da provincia ou para
Iciu Jo Fero seguuu eu muo, um e&cravo de na$ao bom trabaiha-

= Fugio a escrava Luzia de nacao Ango-
la baixa grossa dentes podre* na frente,
mais pequeos, ps proporcionados, e os
dedos volteados para dentro ; quem a pogar
leva a ra da Cadeia do Recife escriptorio do
Manoel Goncalves da Silva ou a seu snr. em
Rio Formo, Francisco Rodrigues Villela.
= Fugio do engenho Conceico reguesia
de Serinhaem o preto Venceslao alto, gros-
so pouca barba um olho mais fechado do
que outro, dentes alvos e abertos, cabeca gran-
de maos e ps grandes dedos grossos urna
pequea marca de ferida em urna das per-
nas; quem o pegar leve ao mesmo engenho a
sua proprietaria I). Anna Joaquina de Goveia ,
ou a Manoel Goncalves da Silva no seu escrip-
torio na ra da Cadeia do Recife que sera
recompensado.
=a No dia 6 do correte desappareceo da ca-
sa do abaixo assignadp o moleque Agricio ,
de 18 annos alto, secco, feicoes miudas le-
vou vestido camisa de algodao e calcas azues;
quem o pegar leve a ra Direita-, no beco do
Serigado a Francisco Xavier Cavalcanti.
No dia 7 do correte desappareceo do
lugar da Cruz de Almas, o escravo pardo de
nome Rufino de 28 a 30 annos com oflicio
de sapateiro estatura regular barba pouca
fechada dentes limados, cabellos crespos ,,
claro da cor olhos grandes no he mal feito
docorpo levou vestido jaqueta branca colle
te de fustao pintado camisa de chita verde
ainda nova calcas brancas chapeo do pello ;
quem o pegar leve ao mesmo lugar da Cruz de
Almas, no sitio que foi do Padre Gondim, que
ser recompensado.
No dia 7 do corrente desappareceo o ne-
gro Matheus de nacao Quicama de 20 an-
nos sem barba os dentes da frente abertos,
com a marca de ferro no braco esquerdo R com
travessao levou camisa de riscado azul ja rota
e calcas de brim escuro he de estatura regu-
lar e cheio do corpo ; quem o pegar leve a
ra da Cadeia do Recife n. 44, que ser re-
compensado.
Roga-sea todas as authoridades policiaes
e capitaes de campo por especial favor que
lancemsuas vistas sobro um moleque de naca5
angola de nome Jacintho de 20 annos, um
tanto plido, os peitos sabidos para fora le-
vou vestido camisa do madapolao calcas bran-
cas alcoxoadas de listras com um taboleirode
pinho urna toalha do babado de cassa de
quadro, e chicaras brancas; quem o pegar
leve a casa de Manoel Joze da Silva na ra de
S,. Francisco n. 56 ou no Hospital do quar-
tel de policia que ser recompensado.
Fugio no dia 8 do corrente do abaixo
assignado o escravo Ambrozio, crioulo de
50 annos grosso do corpo barba feita le-
vou vestido camisa o calcas de algodao da trra ,
e chapeo de baea ; quem o pegar leve a ra da
Cruz n. 12, quesera recompensado. = Joao
Leite Pita rtigueira.
Recipe: naTyp. deM. F. de Fama.=1 i-i


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID E2L03MZ3G_557WP3 INGEST_TIME 2013-04-13T00:41:34Z PACKAGE AA00011611_04955
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES