Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:04908


This item is only available as the following downloads:


Full Text
-**r
Afino de 1843.
Quinfa Fe ira 9
Tlo agora depende Je nos mrsmos ; da no BU3VOI como principiamos e riremos aponliulos com admira.-ao entre as Naioei mais
tuIu. (Proclamarn da Assembla Geral do DmilL. )
PARTIDAS DOS CORREIOS TERRESTRES.
Go'unnr., Perabiba e Rio grande do Norte iegunda~ e sellas feiraa.
Bonito e Garanhons i 40 e 4.
CaDo S;rinbaem, Ki.. Formoso Porto CaWo Maceio e Alagoaa no 4. ', 41 ,
Bo*-'S' Florea a 13 e 28. Sanio Anl.io, quimas reine. Olinda lodos os das
DAS DA SEMANA.
6 -lie;, a. Olegario H. And. do J. de 1). da 2. .
7 'ltm. e. Thooaaz d'Aquino B Aud.do J. de l). do 4. t.
X 7iiil. Joao de Ueos Fun ador Aud. doj. de 1). da 3. t.
9 Outal Francisca Komann Viuv. Aud do J. de D da '_'. r.
-JO 8eit Temp. o misterio da pnix.iode J. C. Aud. do J. de D. da 4. r.
-)I Sal, Temp. i. Candido M. lid. Aud. do J. de D. da 3. y.
| Dom. 2 da quaresma s. Gregorio P. Uoul. dalgr.
de Mare,o
Anuo XIX. N. 55.
'""e"" ** Jtmrmgaajasaiw-il
O Diario publiea elodoa os diasque n.in Coreas Santificados: o preeo de eapMIM
- de ires mil ifis por.iul,-i pagos adianladoa. Os annuncios dos assignanies sao inserido.
f-x'- .'' (rain, e o doe que o nao forera ireiiode SJ rris pnrlioha. Ai re.-lamacoes deem irdiri.
gidas a esta Typ., ra das Crose N 9 '-."" .s r.rai'a -la Independencia loja de lirroi IN. 6 8.
cambios.iSo ilia S de Mareo.
Cambio sobre Londres 5S d p.rlOO
II -al f
44SJ
8,400
4,700
1,760
1,70 )
Ooo-Moe Paria 350 rris por franco. N.
Lisboa 4t'U por 100 de premio. de 4,000
PaUTa-PaUofel
Moeda de cobre 2 por 400 de d.-s oonio. PHOColtmneNI
dem de letras de boa firmas I, (geoacS. dilo Moxioeaoi
PH AS ES DA i^UA NO MEZ DEMARCO.
La Cbeii Ir, li borai i 38 m, i i m I Lu i noi i I I i i-oru t 43 m
yu.ri. aatBl. 11, 8 aoret o 1 i m. lard. j /uan. creso, u .-', ,is 7 iioraa e ^0
Preamar de hoje
1." a II horas e 42 m. da manilla. | .. 11! btete 6 m. da tarde;
rraiaaCTrrsaaaioaBgyw amamal
ci.mpra -rende
45,OJO 45.20J
15.000
8.600
1.7SO
I.7S0
*,780
da manh.i :
i. da ni.
UMUtKUiB23t'Vlt'TC]&<'
^';-fTi>iimw^iaiiiii-iw"ii.-uijfaa-rinaiairi-t'~-. ,-.'
ASSEMBLEA PROVINCIAL.
Acta da quinta sessdo ordinaria da Assembla
Legislativa Provincial de Pernambuco em 1
demarro de 18-3.
Presidencia doSr. Pedro Cavalcaoli
Feta a chamada acharao-sc presents 2'i
Srs. depulados, hitando com participado os
Srs. Lopes Gama e sem ella os Srs. Pereira de
Brito Ifeltriio Mello e BarSo de Suassuna.
O Sr. presidente declaro aborta a seseso : lb
lidaea.pprovada a acta da antecedente.
EXPEDIENTE.
Um requerimento do bacharel Joo de Bar-
ros Falcao de Alboquerque Maranho pediodo ,
que esa assembla se digne acolher urna me-
moria que tem de publicar sobra a cultura
do algodao; que mande la/.er a impressaoA dis-
ta dos cores provinciaes, e Ihe coiveda una
compensacao ao S6U trabalho: cominissao de
commercio agricultura e artes. Outro do re-
verendo Laurentino Antonio Moreira de Carva-
Iho antigo professor do liceo pedindo provi-
dencias sobre a duvtda posta ao pagamento
dos ordenados pela thesouraria das rendas pro-
vinciaes A commissaode legislaco.
O Sr. Lobo Jnior mandou A mesa o segun-
te requerimento : requeiro que se porgante
a cmara municipal da cidade de Olinda, por
intermedio do Exm. Presidente da Ptfbvincfa ,
sej contractou a construccao de urna ponte ou
passagem em Santa-Auna conforme determina
o artigo 22da lei n. 108 de lOde maio de 1812;
e, no caso de negativa qual o andamento,
queja deoA essu disposicao de utilidade publi-
ca : appoiado e approvado.
O Sr. Neto o seguinte : requeiro que se
remeta o ollicio do secretario da presidencia ,
relativo aos engenbeiros Vauthier e Bauletreau
A coinmissao de cominercio agricultura ar-
tes e obras publicas para dar a cerca del les
com urgencia O seu parecer :depois de apoia-
do entrou em discussao e foi rejeilado a pe-
dido do seu autor. Foi lido, apoiado e appro-
vado o seguinte requerimento do Sr. Carneiro
da Cunta :requeiro que se remella o ollicio
do secretario da presidencia relativo aos enge-
nbeiros Vauthier e Bouletrau A coinmissao de
i'azcnda e orcamento. Foi apoiado e retirado a
pedido do seu autor o seguinte requerimento do
Sr. Neto:requeiro, que se pergunteao Exm.
Presidente da provincia a rasao, porque se inu-
dou a Rarreira da ponte des Garvallios para a de
Motocolomb.
ORflF.M DO niA.
Continuafaodas posturas municipaes do Rio
Formoso. O artigo 49 foi approvado ; os arti-
gue 43 e44 reprovados c s approvado o 46
appiovado o 47 reprovado o 48 approvado.
Ao artigo 49 veto a mesa a seguinte emenda do
Sr. Neto :supprima-se as palavrasobligados
at o fim do artigoe em lugar deltas diga-sc
responsaveis pelas infraccoes das prsenles pos-
turas nos respectivos engenbos ou propieda-
des : apoiada. Entrando em discussao foi ap-
provado o artigo com a emenda. O artigo 50
foi reprovado; o 51 foi approvado com a seguin-
te emenda doSr. Neto : em lugar de 2S res
diga-se 208 r<-''s e supprima-se o resto do ar-
tigo. O artigo 52 foi supprimido, epassarSoas
posturas em 2." discussao. Segunda discussao
das posturas municipaes da Boa-Vista. Ao artigo
1." oSr, Neto mandou a seguinte emenda subs-
titutiva : ninguem poderA levantar as ras da
villa e povoacoes deste municipio casa ou edi-
ficio algum sem previa licenca ou cordeacao da
cmara sob-pena de 4$ reisde multa edemo-
licao da obra que estiverfradoa-linhamento:
salva a redaccao. Foi apoiado e approvado.
Ao artigo 2. veio A mesa a seguinte emenda do
Sr. Pereira Cavalcanti: supprimao-si: as pala-
vras cinco bracas craveiras o mais como no
artigofoi apelada e entrou em discussao ,
linda a qual, foi aprovado oarligo, e rejeita-
da a emenda.
Foi lido um offlciodo secretario da provincia
dando os esclarecmentos pedidos a presidencia
sobre o corpo de polica : foi remetlido A quem
fez a requiicio. Continua a discussao das pos-
turas. Ao artigo 3." o Sr. Neto mandou a se-
guinte emenda supprima-se o artigo 3.
foi apoiada e approvada. O artigo 4." ficou ad-
diado pela hora. Dada a hora, oSr. presi
Francisco Joao Camiero da Cunha pro-pre-
sidente Antonio Jos de OH reir \. secreta-
rio Interino.Bernardo Rabetto da Silva Perei-
ra 2. secretario interino.
EXPF.niKNTi: DA ASSEMBLA
Da 7 de marro N." 17.
Illni. Sr.A assembla legislativa provincia!
tendo resolvido a requerimento de um do seus
membros, que por intermedio da Presidencia
da provincia se perguntasse a cmara munici-
pal da cidado de Olida sej contractou a eons-
truccao de uma ponte ni passagem em Snnta-
Anua conforme determinou o artigo 22 da lei
municipal n. 108 de 10 de maio de 1Si2, e no
caso de negativa qual fi andamento que j den
a esta disposicao de utilidade publica : assim o
commu.iico a V, S.a para la/.er prsenle an
Exm. Sr. Presidente da provincia alim de se
dignardar assuasordons a respeito.lili. Sr.
Dr. Casimiro de Sena Madurara, secretario da
provincia. (Assignado o 1. secretario.)
iRId-DS PTOil&TCiV
mas foi levado fasor esse pedido pela necessi-
lade que tem do balanco dito para os traballios
a-si:m!!i.i:.\ phomncial
Sessdo de \ de Marco.
Approvada a acta da sessao antecedente, ei
mencionado o expediente o Sr. Dr. Brito '
fez um requerimento para ene se pedisse ao
governo nforinacoes acerca do procedimento ,
te deo para ordem do da a mesma do boje
leyantou a sessao.
que tem lido e providencias, que lia dado na
conti'stacao entre o eslrangeiro professor de Ge-
ografa eoExm. Director do Liceo, deque
se tem oceupado as foibas publicas. O Sr. Dr.
Mendos pede que o autor do requerimento de-
clare quem esse estrangeiro professrde (eo-
graphia do Liceo. OSr. Dr. Brito dizemque
11111 I). Francisco. O Sr. Dr. tiendes decla-
ra que est prompto A volar pelo requerimento,
se o seo autor acrosecntar, D. Prior (a). O Sr.
Dr. Brito di/ que nao sabe mais do que aquillo
que conlao os jornaes ; quer entrar no conlie-
ciment do procedimento do governo, poiscons-
tando-lhc que o Exm. Director do Liceo se de-
mitio em consequenca da contestaco dita,
elle orador entende que o professOr de gralla devera tambem serdemitido: conclue que
nao pode acresrenlar o que llie pedio o seo 110-
lire collega. O Sr. Dr. Mendos: estou satisfei-
to. O Sr. Dr. Carneiro da Cunha nao contes-
ta o direto, que tem qualquer deputado de
pedir inforinacoes acerca de um objecto nas
(piando estas (brem de interesse para A Assem-
bla : diz que o mais serA esta occupar-SO em
cousas de que se nao tira vantagem em colisas
OCCl'osas : entende que o requerimento em dis-
cussao da classe daquelles que nao inscrif.o
vantagem alguma, ou utilidade pois que o
facto nao pode interessar A Assembla ; e .que
a contestaco A que se relero o requerimento
tem-se tornado bem odioza [icios jornaes. O
Sr. Dr. Brito diz que nao decoroso para a
Provincia que um professdr do Liceo desacate
ao seo Director, e fique sem castigo : quer por
isto informaces: quer saber se o governo cum-
prio com o seo dever. Concluodizendo que
nenhuma duvida deve a Assembla ter em votar
pelo seo requerimento pois que o Kxm. Pre-
sidente da Provincia declarou em seo relatorio ,
estar prompto A ministrar as inforinaeoes, que
llie pedir a Assembla
O Sr. Carneiro da Cunha falla anda. O
Sr. Dr. Mendes eslA determinado A votar pe-
lo requerimento. Julga milito necessario sa-
ber que caminho tomao os negocios do Liceo ;
o por isto entende que o requerimento estao
caso de passar. Diz que a demissiio do Exm.
Director do Lieo deve merecer muita attencao,
pois SO ella daria causa um motivo muito pon-
deroso. Concluio ellogiando o mesmo Exm.
Director. Finda a discussao foi o requerimen-
to regeitado.
O Sr. Jos Pedro como membro da com-
ni-sfio da Torca policial pede que com urgen-
cia Iheseja entregue o balanco da dispesa ere-
ceita Provincial. OSr. LoIhj Jnior informa
acerca dellc. OSr. Jos Pedro diz quei.au
quiz, com o que pedio irrogar injuria algu-
ma ao Sr. I-bo como este parecen entender ,
la commissCo A que pertenco. OSr. Dr. Neto
requer que se pcrgiintc ao governo se iilga ne-
cessario a renovacao do contracto foito com os
engenheiros Wauthicr o Baulitreau e ascon-
licoes com que pode ser elle eito. O Sr. Dr.
losBentopergunta ao A. do requerimento.
(piando finda-se o contracto A que elle se refe-
re. OSr. Dr. Neto este auno. OSr. Brito
vota contra o requerimento ; diz que niio tendo
S. Exc. o Sr. Presidente da Provincia fallado
ai seo rellatorio respeito do contracto do que
falla o requerimento, tcitamente demonstrou,
que nao precisa mais do servico dos engenhei-
ros isto que nao quer a renovacao do con-
tracto, alias o ter.a declarado. O Sr. Dr.
Mendes o contrario exactamente. 0 Sr. Dr.
Carneiro do Cunha pedio a palavra para decla-
rar que vota pelo requerimento aperar de ter
contra o outro volado; que nao se contenta em
dar 0 seo voto simblico. O Sr. Dr. Neto cha-
ma a attencao da Assembla : diz que O reque-
rimento que fez de milito interesse Provin-
cia. Que o Presidente no Relatorio tratou de
minunciosiilades falln em colisas excntricas
miedos da casa mas ominitio 'ima to
necessaria e importante. OSr. Dr. Jos lien-
to falla favor to requerimento : julga neces-
sario conceders informacoes que se pedom ,
' -gfi 111 ViViieisaaallaaiaBCaasaaaaal
Jos liento ,1 quem pede licenca para diser ,
que peior foi a emenda, que o Soneto. Fal-
la cootra as oulras emendas. Diz que achou
quandojustas. Justifica o seo voto contra o
piimeiro requerimento e nioslra que nao es-
t em contradicSo (piando por um vola de uma
maneira e d'outra por outro requerimento.
hallando acerca daquelle que fez 0 Sr. Dr. Ii:i-
to elle diz que sabe que a Presidencia so con-
eedeo a demissSo do Exm. Director do Liceo ,
depois de te-la este pela 9egunda vez pedido o
que sabe por Ihe bover dito o mesmo Sr. Direc-
tor. OSr. Dr. Alendes, entende que 0 Kxm.
Presidente da Provincia est na resolueao de
renovar o contracto celebrado com os engenhei-
ros ditos : que A nao ser assim elle o teria par-
ticipado A Assembla porque sendo as obras
publicas objecto de muita transcendencia nao
pode supor, que escapasse a sua perspicacia.
Falla sobre a materia e vota contra o reque-
rimento do Sr. Dr. Neto. O Sr. Dr. Brito ex-
plica e dasrazoes que teve para lser o re-
querimento que foi regeitado: diz que niio
ha de conceder realisado ademissaodo Exm.
Director do Uceo mais do que 'i()0$ rs. de
gratifcacao para o que o succeder; que ha de
eennomisar o dinheiro da Provincia: que se vo-
ten pela gratifcacSo, que tinha o actual Direc-
tor foi porattencSo aos servicos por elle presta-
dos A oslo Provincia. O Sr. Dr. Jos Bento
falla anda sobre o requerimento do Sr. Dr.
Brito ; o Sr. Presidente pedio-lhe que se limi-
tasse a materia em djscussio. O Sr. Dr. Men-
des falln anda urna vez no sentido em que ha-
via fallado j. O Sr. Jos Pedro vota pelo le-
querimento nao pelas rasdes produsidas, mas
porque est disposto votar por todos os reque-
rimentos, quedisserem respeito A informacoes,
e esclarecmentos. Julga que o Presidente da
Provincia nenhuma obrigacao tinha de fallar
na materia do requerimento em seo relatorio:
que tal obrigacao so sedara se fosse objecto de
alguma disposicao da lei do orcamento o con-
tend) do dito requerimento oque ninguem
dir : que pensar de outra forma querer ,
que os relatnos n3o conhecSo limites. O re-
querimento foi approvado. Continuou a dis-
cussao das posturas Municipaes da Cidade de
Goiauna. Arl. .'. vieran mesa varias emen-
das dos Sis. Dr. Neto, Dr. Padre Paria, Dr.
Jos Bento. O Sr. Dr. Brito diz que vola con-
tra o Art. 0 vota contra todas a.s emendas. O
Sr. Laurentino do mesmo voto e diz que a
liinpesi das testadas das casas deve de ser da o-
brigacSo das Cairrarras Municipaes. A emenda
as oulras emendas. Diz
melhor propflr e offereoer uma emenda supressi-
va do que outra qualquer. por temer pie A
final fcasse em porcara o Art. dos porcos Os
Sis. Laurentino oJosBpnto sustentaro suas
emendas tlisendo este ultimo que 0 Sr. Dr.
Ncio as rasdes, que apresentou pare :c se con-
demnou & si mesmo quando reconhece a ne-
essidade de uma me li la na materia sujeita. O
Sr. Jos Pedro manda nina emenda. O Sr.
Dr. Neto falla anda. Forao regetada algu-
mas emenda-; e nutras licarao prejudicadas ;
o Art. foi tambem regeitado. Art. 7. Entran-
do em discussao o Sr. Dr. Jos Rento (pela
ordem' falla sobre a votaeo que houve no Art.
(i, d sendo que se deo contradicSo epodo
que se reviva a votaeo. o r. Dr. Brito decla-
ra, que esteva disposto a nao fallar sobre o Art.
dos porcos masque rompe o seo silencio, pe-
loque acabava do diser o seo collega. Mostra
que a votaeo foi em regia e que pretender
revivera volaeao querer admitir um terri-
vel precedente : que 0 Sr. Dr. Jos liento com
tal pretendi parece un strar muito amorao
Art. das Posturas. O Sr. Dr. Jos Bento de-
clara, que no tem amor, a que passecouaa
alguma que sempre se sujeita a deliberaco da
Assembla. Que a votaeo foi una especie de
hicana que pode Iludir mas nao & elle por
noserjA caloiro. O r. Mendes juslilica O seo
voto: mostra que foi coherente na votaeo das
emendas, e Arl. o entende que todos esto
na obrigacao de se justificar lainbein. OSr.
Dr. Jos Bento fez um requerimento para so
verificara votaeodo Art. (!., mas dando a ho-
ra nenhuin resultado houve. Para ordem do
dia a mesma.
SessSo do dia 0.
Nao estivemos presentes ao principio da ses-
sao dele dia: ouvimos gmente o (jie houve
nos ltimos artigos das posturas municipaes da
cid,ule de Loiaima. (.onsta-nos, que sem
discuseO foi retirado o requerimento do Sr.
Doutor Jos Beulo, que ficou pela hora addia-
do na sessao de pedido de seo autor; o
tambem que nada de interessante appareceo e
nenhuma discussao sollrerao os requerimentos
dos Srs. Dr. Neto, e Jos Pedro, sendo re-
geitado o daquelle, e approvado o deste. A-
qui damos o que ouvimos
Art. i OSr. Deltrao oll'eseceo umo emen-
da substitutiva. Achr que esta melhor que
os artigos 12 e 13 das posturas, e evita urna re-
pelicaOiOSr. Dr. lenlo falla contra a emen-
da eentonde que nao est de acord com o
disposto no artigo 10(1 do regiment da assem-
bla. OSr. Dr. Bellrao sustenta que a sua
emenda estA de couformidade com o dito re-
giment. Vieraoalgumas emendas, que t-
verao o destino que da acta se v Artigo
13 o Sr. Jos Pedro manda una emenda que
impugnada pelo Sr. Laurentino sustentada
por aquello e de novo por este impugnada. O
re nllado ; vide a acta.Artigo 14. OSr.
Dr. Beltro manda urna emenda, que 'comba-
tida pelo Sr. Di*. Neto. Artigos 15 e 16
passarao sem discussao assim como sem ella
desprezailo 0 artigo additivo appoia la a e-
memla supressiva do Sr. Jos Pedro. Ficarao
as posturas municipaes da cidade de Goianna,
approvadas em ~3 discusso.
Setsao do dia 7.
O Sr. Dr. Neto remioreo que fosse com-
missao de comuierc o o ollicio do secretario da
provincia em nomo do Exm. Presidenre &
respeito das informacoes pedidas A seu requeri-
n.'nlo a cerca da renovacao do contracto cele-
' rado com os engenheiros \ authier e Rauli-
reau OSr. Dr. Carneiro da Cunha requereo,
que losse a eommisso de orcamento. O Sr.
lo Sr. Dr. Neto foi approvada regeilada ad Dr. Neto impugna este requerimento : dizque
Sr. Dr. Jos liento e prejudicada a do Sr. I), OS engenheiros cslo nromplts a continuar no
Padre lana. Art. (i. Os Srs Drs. Neto, ejo- servco"3a provincia oque elleor.dor enten-
1 a approvacao da assembla ) ,
s Bento; Laurentino, e [tarros Cavalcanti
mando emendas ao Art OSr. Dr. Neto jus-
tifica a sua emenda e impugna a do Sr. Dr.
de convir coi
mas com um titulo que nao seja ofTiciozo ,
por assim dizer dado pela presidencia esim


<*
autbentico, da" assemblea por terem sido
increpados pelas folhas publicas. Conclue mos-
trando a necessidade do seu requer ment. O
Sr. Dr. Carneiro da Cttnha falla contra as
asrjzesdo Sr. Dr. Neto, e conclue dizendo,
que as que elle aprosontou parecem sustentar o
seu parecer hom que ele orador nao possa
di/.er que destruio os argumentos do seu col-
lega, Sr. r. Mendes Isso modestia.
OSr. Neto retirou., com licenca da asamblea
o seu requerimento. () mesmo Sr. mandn
mesa o segundo requerimento que se le na
acta que hoje publicamos. O Sr. I.obo J-
nior informa a assemblea das razoes, que Ic-
varaoa presidencia a fa/er a remoiao de que
era dito requerimento se falla. O A. do reque-
r.mento entende que nao sao sulicientes as
informaces dadas pelo seu collega : diz que
ellas nao sao officiaes, pelo que se deve hir
buscal-as a propria fontc ; o que a ser verdade
o que diz o Sr. inspector o presidente da pro-
vincia ultrapassou de suas attribuieoes. Decla-
ra que pede essas informaies para tranquilisar
sua consciencia. OSr Dr. Manoel Cavalcanti
entende que por lei provincial o presidente
autorisado para a remo-ao de que se oceupa o
requerimenloem discussao nao sabe para que
pedir informaces este respeilo : nao reco-
nhece odireito de as pedir, urna vez sabida a
autonzacao que tem o presidente de fa/er a
remocao e diz que a se admitir esse requeri-
mento po:ler-se-ha logo perguntar ao mesmo
presidente pelas razos por que nomeou um 3
cominandante de polica, para que est;. auto-
rizado. O Sr. Dr. Neto : neg a paridade.
O Sr. Dr. Manoel Cavalcanti, diz que ha toda
a pandado e mostra que inadmissivel o re-
querimento contra o qual vota. O Sr Neto
fallou de novo sobre a materia ; diz que nilo
contesta a presidencia o direito de fa/er a re-
mocao das barreiras: que nao acba todava
concludente a razao que se tem dado para el-
la : que coneedendo-se inri direito nem sem-
pre se fica inbibino de se pedir as razoes do
ozo delle ; o que succede com os nossos pro-u-
radores. O Sr. Dr. Manoel Cavalcanti.-- \f.o
concedo a paridade-O Sr. Dr. Neto, conti-
nua di/endo que sabe que assuas opinios al-
gumas ve'.es sao ouvidas com preveneo. O T
Dr. Manoel Cavalcanti.-Por mim nao
Sr. Dr. Neto.-Kstou certo-Klle declara que est
prompto censurar o governo semprc que o me-
recer assun tambero eloghl-o quando hou-
\errasao: que nao faz requorimentos s polo
dezejo de faze-los, mas quando entende neoes-
sarios para dar um voto com sua consciencia
tranquilla. Conclue que as informa, des que
pede nao podem ser denegadas. O Sr. Dr.
Manojl Cavalcanti falla de novo combate
orador precedente, e reproduz argumentos: in-
siste na autorizado que a lei concedeo ao
presidente para a remocao referida. O Sr.
Dr. Carneiro da Cunha voto contra o reque-
rimento : diz que parece mania de meninos es-
tar sempre a pedir informa-oes, que nada inte-
ressao : que s proprio dos meninos pergun-
tar por tudo. OSr. Dr. Mendes: E dos ve-
Ihos.-O Sr. Jos Pedro falla favor do re-
querimento por adiar necessarias as informa-
les O Sr. Dr. Mendes vota contra o reque-
rimento diz que se contesta com as infor-
maces dadas pelo Sr. inspector Cobo Jnior,
por ser este muito zellozo dos inte/eresses da fa-
zenda. Nao conbece a conveniencia das infor-
maces pedidas : e mostra que se para se de-
terminar por urna lei, comosed-sse, o lu<*ar
das barreiras, segundo a utilidade ou neces-
sidade nada poder approveitar, por que de-
terminar que se levantem barreiras cacto legis-
lativo, mas assignar o lugar em que se ellas
levnteme acto puramente administratvo.epor
isto fora das attribuieoes da assemblea. Vota pois
contra o requerimento. OSr. Doutor Neto pede
a palavra : o ->. Dr. Jos Bcnto pela ordem,
entende que elle segundo o requerimento, j
nao pode mais fallar. O Sr. Dr. Neto Mise-
ricordia ..."! Nem ao menos para retirar o meii
requerimento? IPedio licenca para retira-lo,
elhefoi concedida. Entraro em discussao as
posturas municipaes do Rio-Formozo queem
segunda es'avao approvadas at o artigo 41.
Art. 42. Foi sem discussao approvado. Os
artigos 43 e 44 forfio da mesma forma re-
geitados ; approvados os artigos 45 e 36 e re-
geitado o artigo 47. Art. 48. O Sr. Dr.
Neto entende que o objeoto deste artigo nao
entra na aleada das cmaras municipaes, se-
gundo a lei de de de 18 Nota, que a
assemblea deve atender muito para aquillo, que
for somonte de suas attribuieoes, que com o
artigo 48 se excedem. J.embra que o presiden
te da provincia nao sanecionou umprojecloda
assemblea por entender como elle orador ha-
vir entendido que sobre a materia delle nao
pertencia a assemblea legislar, rom o que o
mesmo presidei. te deo-lbes urna licao de mos-
tr e os deputados vao sofrendo muito frescos
esse carao. Approveita a occasiao para pergun-
tar aos Sr. secretario pelo destino que teve o

referido projecto. Osr. 1. secretario dizque
se acba entregue k commissao de legislaclo. O
sr. Dr. Neto pede que esta d logo o seu pa-
recer. Osr. Dr. Mendes falla a favor do ar-
tigo impugna as razos do seu collega : mos-
tra como o disposto no artigo da attribuicSo
das cmaras, mesmo pela lei citada, da sua
iriaeao. OSr. Dr. Nelo insiste sobre a sua
opinio: osr. Dr. Men les ocombate. Osr.
Laurentino vota pelo artigo ; e d opinio do
sr. Dr. Mendes: mostra que a materia do ar-
tigo da competencia das cmaras municipaes.
Finda a discussao foi approvado o artigo.
Art. 49. Foi approvado com urna emenda
dosr. Dr. Nelo Art. 50. Sem discussao
foi approvada a suppressao proposta pela com-
missao--Art. 51 foi approvado com urna e-
menda do sr. Dr. Neto. Art. 52.Sem dis-
discussao foi aoprov da a suppressao, proposta
pela com-missao em 2* discussao as postu-
ras fiero approvadas ditas Jiscussao segun-
da das posturas da comarca da Boa-vista.
Art. 1. Coi approvada urna emenda substitu-
tiva do sr. Dr. Neto -- Atr. 2. approvado com
urna emenda do sr. Laurentino, suppressiva
departeArt. 3. Approvada a emenda sup-
. pressivado Sr. Dr. Neto.Art. 3. Approvada
'a emenda suppressiva dosr. Neto.
Co-se um offiio do secretario da provincia,
em nomo do Exm. Presidente sobre as infor-
maces pedidas pelo sr. Jos Pedro como
membro da commissiiode forea policial, quem
foi entregue. Dando duas horas lerantou-se
a sessao : e para o dia seguinte marcou o sr.
presidente a ordem do dia 7.
Correspondencia.
crs. Redactores. Tcndo aparecido no Di-
fn'ode hoje um annuncio dos senhores forge
Kenworthy & Companhia para que ninguem
eontractasse comigo acerca de certa poreao de
fazendas, que dizem me tereu negado a apre-
zentar e cu jo deposito requorcrao julgo do
iqeu dever responder aos ditos senhores, mani-
festando ao publico quanto ha occorrido a esse
respeito, afn de destruir qualquer suspeita ,
que por ventura possa produzir a insinuacaodos
aun uncan tes.
Tcndo fallido a casa de Ga<=kcll Johnson
Companhia de que era socio recebemos or-
dem de nossos correspondentes de Inglaterra
para entregarme* a seus procuradores n'esla
Provincia, as suas fazendas que ainda sea-
chassem em ser nos nossos armazens. Entre
esses procuradores ero os senhores Jorgo Ken-
worthy & Companhia,que immodiatainerite fo-
rao entregues das fazendas, que em virlude das
procuraees que mostravao, deviao receber ;
mas um dos nossos correspondentes deu procu-
raeiio para o mesmo fim aosenhor Roberto Ja-
meson ; assim como outros o haviao feito aos
senhores Russel Mellors & Companhia Diogo
Crabtree & Companhia ; os quaes receborao as
respectivas fazendas; intreguoias doSr. Will'am
Easton ao seu procurador o referido senhor Ro-
berto Jameson, independente do consentimen-
to dos senhores Jorge Kenworthy nhia a quem pretendamos encarregar da li-
quidacao dos negocios da nossa casa que de
certo nada tinhao com as fazendas alheias, exis-
tentes nos nossos armazens e sobre as quaes
recebemos ordens especiaes e terminantes dos
seus legtimos donos.
Infelizmente porm esse nosso procedimento
desagradou aos senhores Jorge Kenworthy &
Companhia, que sem attenderem que o senhor
Roberto Jameson acba-se em circumstancias
idnticas as suas, e as dos senhores Russel Mel-
lors & Companhia e outros procuradores dos
nossos correspondentes d'Inglaterra assenla-
raodeatormentar-mecom requisices imperti-
nentes concluindo com o annuncio em ques-
tao que nao pode teroutro effeito alem da
ofensa da minha repuLefio sendo que nao
pretendo alheiar fnzendas, que nao sao minhas,
ej se acbao entregues a seus legtimos donos.
Para eselarecimento da verdade rogo-Ibes
Srs. Redactores a insercao d'estas lindas em
obsequio ao seu venerador e criado, Jostph
ltidgicay.
6 de Marco de 1843.
IMPORTACAO.
O brigue inglez Ctyde capitao J. B. Zuill,
vindo de Halifax, consignado a Le Bretn Sch-
ramm & C. entrado em 7 do correte ma-
nifestou=l537 barricas com bacalhao, 48 mei-
as ditas dito 5 barris com carne de vaca, 5 di-
ditos dita de porco e 740 psde taboado : aos
consignatarios.
0 brigue Skellcftea, vindo de Londres en-
trado no corrente mez consignado a Me. Cal-
mont & C.\ manifestou o seguinte : = 2 cai-
xas com encerados, 1 embrulho com pinturas :
ao Ex.mo Rarao da Boa-vista.
1 caixa com biscoito : a J. C. Gomes.
1 dita com livros e outros objectos 6 rollos
de chumbo, 60 caixas com queijos 100 barris
com dito 9 pipas de vinho, 3 nuias ditas dito,
3 barris dito : a L. Gomes Ferreira & C*
97 barras de chumbo, 2i5 canudos de ferro,
3 fardos com la fiada 1 barrica com barro :
companhia de Beberibe.
30 bar ricas com graxa, 2 ditas com tinta, 100
ditas com cerveja : a N. O. Biebor & C
13 caixas com chapeos de sol, 1 dita com di-
tos : a Fox Brothers.
9 fardos com fazendas de linho, 2 caixas com
ditas, 1 dita com ditas de 13 eseda, 1 fardo
com tapetes : a Me. Calmont & C.1
1 embrulho com ferragens, 1 roda : a Johns-
tonPater& C."
31 barricas com oleo de linbaca.: a J. J. da
Cruz.
1 bahu com roupa : a Manoel Goncalves da
Silva.
1 caixa com calcado : ao cnsul inglez.
1 ca:xa com livros : A associacao commercial.
50 barricas com cerveja : a A. S. Corbett.
120 ditas com dita 1 embrulho com amos-
tras : a Deane Youle & C.a
1 caixa com um serafm : a J. Nasck.
Edita.
O lr. Francisco Rodrigues Sette ju'l de direi-
to interino da 1.* vara do civel dcsta Cidade ,
o seo termo &c.
Faco saber em co-nprimento doalvnra de 13
de Novembro de 1756. que Manoel Gomos Vi-
egas doclarou-se fallido de boa f perante o
met jnrzo, pelo que prestou seu juramento,
etondo de procedor-seaorespectivo inventario ,
convido os credores do mesmo Viegas para
que oomparecao em o meo uizo, aim de pro-
nirarem suas aoc's e disorem acerca da fal-
lencia : e para constar mandou-se publi ar o
presente. Reeife de Pernambuco 7 de Mareo
de 181-3 ou Francisco Jos do Reg, escrivo
o escrevi. Francisco Rodrigues Sette.
barca-Ios ateo meio dia, e entregar os conhe-
cimentos em casa doKirmino Jos Felisda Roza
na ra da Moeda n. 7.
Para o Maranhao sahira em poucos das
o brigue escuna Carolina, por ter grande parte
de seu carregamento prompto ; quem no mes-
mo quizer carregar, ou ir de passagem, para o
que tem excellentes commodos dirija-se a Ma-
noel Duarte Rodrigues na ra do Trapicha
n. 26. v
Aos carregadores e passageiros para Lis-
boa se recommenda o brigue Emprehendedor
veja-seo Diario n. 52.
dem para o Ceara o hiate Olinda; idem.
= Para Lisboa o brigue porluguez niwj ,
pretende sabir em 26 do corrente ; quem qui-
zer carregar ou hir de passagem para o que
tem bons commodos falle com o seu consigna-
tario Thomaz d'Aquino Fonseca ou com o
capitao Joaquim Maria da Silveira, na pracado
commercio.
= Para o Aracaty o patacho 5. Jos Vence-
dor, sahir impreterivelmente no dia 27 do cor-
rente com a carga que tiver a bordo; quem qui-
zer carregar ou ir de passagem dirija-se a Ma-
noel Joaquim Pedro da Costa na ra da Ca-
deia n. 46.
Leiloes.
Deca racoes.
O brigue Santa Maria Roa Sorte re-
eebe a mala para o Rio de Janeiro no dia 11
do corrente s 4 horas da tarde.
Cartas seguras na administraeo do cor-
reio para os ^rs. : Jos Francisco Rolem, Ma-
noel Goncalves da Silva Antonio da Silva, D.
Clara Candida de Santa Roza Manoel Joa-
quim Ramos e Silva, Luiz Gomes Ferreira, D.
Martiniana Francisca Avres.
Os credores do relojociro A. Faton na
ra Nova, finalisaro o leilao de variedade d'o-
bjectos de prata ouro, e de podras preciosas,
inclusive os restantes relogios burras de ferro
prova de fogo e armaco da loja : sexta feira
10 do corrente as 10 horas da manha em ponto;
ulvirtindo-sc aos Srs. arrematantes, que n'osso
dia comprarem, e que em outros tem comprado,
que a loja estar aberta pelos tres seguintes
lias para a entrega dos mesmos objectos, das
10 horas da manha at as duas da tarde.
Para Lisboa com brevidade por ter a
maior parte da carga prompta o muito velei-
ro brigue Portuguez Emprehendedor forrado
i; encavilhado de cobre e de que be capitao
Ignacio Jos de Araujo para carga, ou pasa-
,'eiros ( para o quo tem asseados commodos );
'rata-secom seu consignatario Francisco Sevc-
riano Rabello ou com o capitao na praca do
(-ommercio, ou a bordo.
Avisos diversos
O ART1LHEIRO x\ 26
I^Ahio hontem e est venda.
COMMERCIO.
Alfandega.
Rendimcnto do dia 8........ 2:7888433
Descarrego hoje 9.
Barca Espirito Santo pedra.
Brigue Clyde bacalho.
Brigue rmorique manteiga.
Brigue Leopoldo carvao.
Barca Brilliant carvao.
i.rigue Skeiteftem obras da companhia
de Beberibe.
Brigue Astra sal.
CIRCO OLMPICO.
O espectculo gymnastico e
equestre annunciado para hoje 9 de marco em
beneficio do joven Palhaco Francisco da Silva,
nao pode ter lugar em eonsequencia de nao ter
tido tempo para apromptar o necessario para o
dito espectculo e transfere-se para Domingo
12 do corrente.
O resto dos bilhetes vendem-se no mesmo
amphi-theatro ou na casa do annnciante, e
na loja de miudezas n. 39 da praca da Inde-
pendencia.
IIovimenfo do Porto.
Navios sahidos no dia 7.
Pan, peloCear, e Maranhao; vapor brazilei-
ro Pahiana, commandante Manoel dos San-
tos rnelas
Falmouth ; brigue inglez Newhane capitao
Arnistrong, carga assucar.
Navios entrados no dia 7.
Mar Pacifico; 150dias, barca americana P/a-
ckston, de 215 toneladas, capitao Baker,
equipagem 24, carga azeitede peixe : ao ca-
pitao.
Macei ; 3 dias barca austraca Perascina ,
capitao M. Sirovich equipagem 12 carga
lastro : a N. O. Bieber & C*
Avisos martimos
O brigue Ful, parte impreterivelmente
I para o Rio de Janeiro hoje 9 do corrent", os Srs
1 que por elle tem a remeter escravos queirao em-
= Policarpo Nunes Correia partecipa ao
respcitavcl publico que acha-se residim o no
bairro da Boa-vista ruada Conceico, n 18;
lugar este que lhe foi applicado por seus facul-
tativos por ser ares mais livres em beneficio de
sua saude por isso vio-se na dura necessda-
de de anandonar o do Reeife, onde acha\a-se ha
lempos estebelecido com aula de primeiras le-
tras, hua conducta e conbecida pratica ,
adquerida em 28 annos que frequentou trez
escriptorios de respeitaveis casas de aomniercio
desta cidade exemplar regimem ern sua aula ,
e o grande adiantamento que obliverao seus
alumnos naquelle bairro fizeraocom quesern.
pre merecesse a estima de grande numero de
Srs. Negociantes c mais pessoas gradas dos 3
bairros confiando-lhe seus caros filhos ; o an_
nunciante pelo presente agradece a alguns des.
sos Srs. que novamente tornarao apreferir a
sua aula ( nao obstante a peqnena longi'ude \
para o inteiro adiantamento de seus filhos envL
ando-lhe seusantigos alumnos ; assim cornose
offerece a receber alguns meninos com rnenor
estipendio atienta as circunstancias de seus paes.
SOCIEDADE AMIZADE NOS UNE.
=0 primeiro secretario faz certo a todos o
Srs. socicios que domingo (12 do corrente) ha
scsso da sociedade para ultimacao dos trabill os
adiados, assim como taobem para elleico de
um director sendo: a reuniao na casa do costu-
me pelas 4 horas da tarde.
Ofereceni-se para qualquer servico de
commercio, ou de casa particular, doispor-
tuguezes ha poucos dias chegados a esta pro-
vincia dando as precizas informaces e fl-
anea de sua conducta nao duvidando empre-
gar-se em caixeiro de armazem de molhados,
ou tavernas achando-se especialmente um
delles mais habilitado para o servieo de criado
grave: declaro que sao maiores de 19 annos
de idade. (^uem precizar dirija-se a esta Tvpo-
grafia que se dir, com quem se deve entender.
Aluga-se urna casa teriea em fora de Por-
ta que tem nicho cuja tem ptimas vistas
para o mar grande, pela parte de deliaz, c
tem muitos commodos proprios para pessoa.que
anda embarcado ; quem a pretender dirija-se
a ra da Gloria n. 95.
Joan Pereira de Lago Brag ; rpra na
ra dos Tanoeiros no Reeife n. 1.
I


Quem annunciou no Diario do da 7 do
torrente precisar a sua conducta dirija-se ra estreita do Ro-
jario n. 11.
9Sr. Augusto Luiz da Motta, queira pro-
curar urna carta vinda da Rio de J ineiro, na ra
d'Allanleg velhi, hojo rua do Trapiche n. 40.
. Precisa-sed? uti (eitor que trabalhe de
enchid, entomia do borla, arvoredo, e vacas ;
na Miglllena, estrada nova, primeiro sitio
com portao de ferro.
Quem Ihe faltar um preto de nome Fran-
cisco naci Congo que foi pega lo s 11 ho-
ra* da noit; do dia 6 do corrente apante do
arsenal de marinha, e por nao querer dizer o seu
doio Ut e no poder de um soldado do cor-
po de policia Goncalo Francisco Tavares, da 1.*
compinhia que dando os signaes certos Ihe
ser entregue o dito escravo.
O thesourciro da sociedade theatral Philo-
Thalia fa/. sciente aos Srs. socios que hoje (9)
da principio distribuicao dos bilhetes para a
represontacao do dia 11 do corrento na casa da
mesma sooedade; advertindo aos Srs. socios es-
pectadores que em conformidad donrt. 33, a
mensalidade do mez de marco he de 38000 rs.
OITerece-se um moco brazileiro, solteiro,
que dar fiador sua conducta para escripia,
ou outra qualquer occupacao ou mesmo para
algum engenho a ensinar primeiras letras, e
principios de grainmaticalatina do que tem bas-
tante pratica; a quem convier dirija-se rua do
Collegio botica de Cypriano Lo da Paz.
=. Aluga-se urna casa terrea n. 3 no bairro
da Boa-vista rua do Camarao com commodos
para grande familia; a fallar no atterro da Boa-
vista n. 34.
Roga-se pessoa que tirou urna carta do
correio vinda do Rio de Janeiro para Jos da
Silva Oliveira, queira ter a bondade de mnda-
la entregar no principio da rua Direita n. 2 pri-
meiro andar ou do contrario a lance de novo
no correio pois que o contando da dita carta
nada pode enteressar a quem a tirou.
Gabinete [Juerano.
= Para concliso rio bataneo a que sedeo
principio e nao se terninou por nao estarem
rccolhidos todos os livros faz-se mistcr que os
Srs. socios que tem livros em seu poder, os
mandem quanto antes rccolher sob pena dos
estatutos ; e estar a casa aborta ola manir (bis
10 horas ao meio dia e de tardo das 5 s 7
horas.
Que.r. precisar de um caixoiro com idade
de 15 a 16 annos, cujo tem bastante pratica di'
venda, por ja ter estado a 2 para 3 annos em
venda, dirija-se ao Rccifo, na rua da Cruz ven-
da n. 37.
OITerece-se um moco portuguez hbil pa-
ra qualquer casa de negocio cstrangeira eai-
xeiroderua, ou d'Alfandega o qual ja tem
bastantes conhecimentos nesta praca, e da bons
fiadores sua conducta ; quem o pretender an-
Jiuncio.
O Sr. que queria levar a escraya annunei-
ada para se vender na rua da Conceicao n. 16 ,
para ser examinada pelo Sr. Sypriarro Luiz da
Paz pode apparecer que se Ihe consente levar.
= Precisa-se de urna ama que tenha bom
leite, e seja captiva na camboa do Carmo nu-
mero 13.
D-se dinheiro apremio, em pequeas
porcoes com pinhores do ouro ; na rua do Ca-
bug loja n. 5.
Quem precisar do um rapaz portuguez ,
que sabe 1er, escrever e contar para caixeiro
de rua, ou para algum armazem, dirija-se rua
da Senzala Novan.07, ou annuncie por esta
folha.
O abaixo assignado necessita fallar com o
ignora a sua
Sr. Custodio Goncalves e como
residencia roga-lhe o ubzequio de se dirigir A
rua da Cadcia do Re..fe, casa n. 38. E-
mygdio Jos Pereira Guerra.
Luiz Baptista CabrJ foi despedido no
dia 6 do corrente da officina de funiloiro e lato-
eiro da rua Nova n. 38 pertcncente a Manoel
Antonio Alvares de Brito por tanto, para pre-
venir seus devedores faz o presente aviso.
Aluga-se urna casa terrea para urna fami-
lia capaz, que esta tenha quintal o carimba ,
no principio da rua de Hortas, pateo do Carmo,
dito de S. Pedro camboa do Carmo, c rua das
Trincheiras f quem tivor annuncie para ser pro-
curado.
as Precisa-se alugar duas negras para ven-
derem na rua com tanto que sojao fiis e
seus Srs. fiquem responsaveis polos extravos ;
faz-sc bom ajuste caso agrade ou por venda-
gom por semana ou mensalmentc ; a quem
convier este arranjo dirija-se a loja do tanoei-
ro na rua da Conceicao da Boa-vista.
=Precisa-se do 3:0008 rs. sobro um ler-
as Aluga-se urna ama do l|ite forra, para a-
mamentar urna crianca recom-nascida mista
praca pagando-se mais do queso costil ola pa-
gar ordinariamente urna vez que agrado ; quem
estiver nostas circunstancias e quiser, dirija-
se ao secundo andar do sobrado n. lo na rua
de S. Francisco.
Di-sc dinheiro sobre pinhores do reo-
slos novos, e modernos na rua das Cruzas
n. 35.
Precisa-se de um caixeiro portuguez para
venda a tratar em um assougue na rua do
Rangel n. 4i.
D-se 50,000 reis a juros sobre pinho-
res de ouro ou ainda menos quautia. na pra-
ca da Independencia n. 27 se dir quem os
quer dar.
Os Srs. Molxior Jos Gomes, Manoel An-
tonio Maia, Joo Jos Borgos, Higiuo Cardoso
daFnceca, queiriio mandar receber urnas car-
tas na rua do Amorim n. 33 primeiro andar.
Hoje 9 do correte vai em praca publica
na porta do juiz d'orfos defronte da matriz da
Roa-vista um sobrado do um andar o sodio ,
na rua das Cruzes, (he esta a ultima praca) a-
valu ido em tres con tos do reis; da-se tambem
um cont de reis a premio em parcellas, a um
o meio por cont, com pinhores d'ouro, ou pra-
ta quem o pretender dirija-so rua do Livra-
mento loja n. 25.
Quem precisar de um caixeiro para
qualquer occupacao, o qual da fiador a sua con-
ducta diria-se a rua do Rangtd n. 34, a tratar
com o mesmo.
Lot'ria de S. Pedro Martyr
Nao fondo s:do possivol olToetiiar-se o anda-
mento das rodas da lotera da matriz do S. Podro
Martvr do Olinda, no dia 8 do corrente como
so annuncioii, em cnnsoqueneia de ter ficado um
crescido numero de bilbofos por vender, na im-
oorranca de 12:80^8000 reis lica por esta ra-
san transferido oand.imentodas mencionadas ro-
dos para odia 22do corrente mez (quem ou
nao bilhetes por vender ou antes d'isso se se
venderem o restante dos bilhetes.
Un rapaz de boa conducta se onerosa pa-
ta cai\e;ro do qualquer casa de negocio inda
illfl seja para o mato e nao ex:ge grande or-
'enado ; quem o nretender annuucie, ou di-
rija-so na rua da Calcada n. 8
Preeica-se do urna ama do leite forra, on
"aptiva som filho annuncie a sua morada para
ser procurada.
OSr. LoizdePinho Bordes tenha a bon-
dade de diriglr-se rua do Hortas n. 82, a ne-
gocio do seu interpsse.
Precisa-sede um caixeiro que se pro-
lonha a vender fazendas polas ras, dando fia-
dor sua conducta e olereoo-so um bom or-
denado : quem o pretender dirija-so rua Nova
oia n. 29 que se dir com quem se deve en-
tender.
Ouom annunciou no Diario dchontem 8
lo corrente ter um soto para alugar, na roa
doNognoira, d'r'ja-se rua da Ordcm 3." de
S. Francisco 20.
Quem annunciou precisar do um caixoiro
pata venda, dirija-se ao Coclho sobrado n. 2.
Ahjffa-*e o primeiro andar da casa n. 37
da rua da Cadeia vclha do Becife proprio para
escriptorio ; no 2. andar da mesma, ou no ar-
mazem d'assucar n. 6 no beco do Goncalves.
= Aluga-se um sobrado do um andar o so-
tao na rua Nova n. 42 a tratar na loja do
mesmo sobrado.
Jarintho Augusto de Miranda retira-se
para a Europa.
Precisa-se de 5008000 reis a premio ,
com segronos em urna casa livre e desombara-
cada sita no bairro de Santo Antonio : quem
osquizer dorannnncie.
= Aluga-so urna ca=a de dous andaros na
praca da Boa-vista n. 6, com commodos para
familia, com quintal e cacimba; a fallar na rua
do Hospicio casa n. 14 ou com Prxedes da
Foncoea Coutinho.
Adverte-se a corto mosso que quando
for nouto a Santa Thereza seja para ouvir a
pala vi a de Dos e portar-so com a decencia
que deve o nao para dirigir insultos o ataques,
a quem nao so importa com a sua vida lom-
bre-se que quem com muitas podras bolle al-
guma Ihed na cabeca.
OSr. Luis Jos dc'Souza bem sabe
que ainda nao concluio a conta que tem com o
abaixo assignado por isso haja de a concluir
om antes de sabir para fora da Provincia visto
assim o fazor publico no annuncio no Diario do
4 do corrente mez. Joo Ferroira dos Santos.
Continua L. A. Dubourq o seu leilo
hoje (91 s 10 horas cm ponto dos seus cs-
cravos, predios c trastes na rua do Yigario
n 21.
s= Precisa-so alugar urna casa terrea com
que o seu alnguol nao
, sondo no bairro de S.
reno no qual tem edificado no mesmo 6 muas
agoas que rondo cada urna 88 rs. : na ruado (puntal o cacimba ,
Caldereiro n. 90 ou annuncie. i exceda do 128000 rs.
as Precisa-so fallar ao Sr. Joao Pereira do j Antonio as ras do Rangel, Direita Hortas.
Lago Brasa, por isso roga-se-lhe queira deca- Agoas verdes Fogo e Larangeiras : na rua j
rar onde inora ou onde o podom procurar. [do Livramento n. lu.
=: Candido Jos Antunes, Portuguez, re-
tira-so para o Bio de Janeiro.
__, Precisa-se alugar urna parda para ama
de liomem solteiro ou de pouca familia, isto
em servico de portas a dentro ; annuncie.
__OFoseee-se um homom que tem os neces-
arios conhocimentos, para administrar alguma
obra publica ou particular, ou mesmo algum
engeriho ; na rua do R; ngol n. 43.
= Antonio Furtado de Mondonca retira-
'' se para lora rio imperio.
__ OSr. Francisco da Costa, que calafate
queira ter a bondade de fazor o favor de ir
rua das Cruzes n. 16 que se Ihe dezeja billar,
ou annuncie a sua morada para sor procurado.
Joao Jos Barroso da Silva mestro al-
fa ia te inudou o estabolocimento de suaoffi-
einaparaarua da l.arangeira loja do sobrado
da matriz onde espora seus freguezes ; e quem
de seo prostimo se quizer servir, de que pro-
mete bom dezompenho.
OSr. que annunciou no dia 7 do corren-
te precisar de um caixeiro para tomar conta
de uin.i venda por balanco : dirija-se a rua do
">cbp n. 16.
Aluga-se as lojasdo sobrado da rua Bol-
la (que ja foi rua da Florentina] prximo
mar cujas lojas tem bous commodos o sao
milito frescas, por proco commodo.
Roga-so ao Sr. Domingos Jos Rarhoza ,
porob'oquio se dirigir rua da Cruz n. 48 a
negocio do son nlcrcsso.
a= Antonio Valentim da Silva Barroca, re-
tira-se para fora do imperio.
O Sr. que tirou o vidro do ossoncia do flor
de laranja de dentro de nina das vidracas da
botica do Joo Pereira da SilVeira, queira man-
dadlo levar mesma botica, inda mesmo por ou-
tra pessoa, ou preto, por quanto ha todos os in-
dicios de que foi o mesmo Sr. quem o tirou, por
que foi quem ficou por 2ou 3 vezes na mes-
ma botica em quanto o mesmo Silvoira foi
almocar, e se o nao fizrf uestes tresdias, se
declara o seu nome, oque Ihe nao be muito
a i rozo visto o mesmo ser bom conbecido o
enri o mando entregar se guardar todo o so-
rrorio, e no casorio queja o tenha vendido dar-
so-ha o valor porque o venrioo istodehaix rio
iodo o segrorio o so ficar muito agradecido,
Da-se dinheiro a premio em grandes o
em pequeas porcoes,sobre pinhores rio ouro on
nrala passanilo o muro da Penha no segundo
sobrado no segundo andar.
Ouom tivor urna osrrava moca, rio bom
'orpo preforo-so preta) que saiba bem engo-
mar e coznbar, nao tendo vicios rio quali-
dade alguma; annuncie, o falle com Tbo-
maz Jos da Silva Gusmfio que a quer com-
prar.
Lotera do Guadehipr.
=A lotera concedida a favor das obras da groja
rieX. 8. rio Gnari'lnpe corro as rodas no dia 26
rio abril prximo vindouro eos bilhetes acbao-so
a venda nos lugares do costme.
Precisa-se ri'uma ama para urna casa rio
nouca familia que saiba cozinhar, eqnesaia
rua a fazor compras ; na rua rio Jos da Cos-
ta n. 2 no 3. andar.
O Sr. Joaquim Jos Gomos queira pro-
curar duas cartas e urnas oneommondas vinda*
rio Porto na pracinha rio Livramento em casa
de Rernardino Jos Monteiro.
Aluga-se o armazem o 3. andar do so-
brado rio 4 andares. da rua rio Amorim rio-
fronte do ferreiro Caetano ; a tratar na rua do
Vigario n. 13.
= Precisa-se alugar um moleque pagan-
do-se oito mil reis meneaos o d-se de vistir ;
quem quizer alugar dirija-se rua da Santa
Cruz n. 75 a qualquer hora.
as O abaixo assignado procurador bastante de
Joaquim do Rogo Pereira de presente na Iba
do S. Miguel, declara, c faz o presento annun-
cio, para eonhecimontodo corpo rio commercio,
desta praca e a quem mais convier, que ha-
vendo quem se julgue credor rio seu constifuin-
fe aprsente suascontas, ou outro qualquer
documento legal no praso de 8 riias para con-
ferir e pagar torio o qualumer saldo que apa-
roea, contra o dito Reg Pereira; outro sim ,
que excerionrio dito praso (lea o dito seu cons-
tituido do contas justas nesta praca equeap-
parceondo alguma quantia a exigir-so rio refe-
rido Pereira he nulla, o completamente falca,
o que faz corto por esta folha, para que om tem-
po nonbum so chamom ignorancia : o mesmo
annuciante declara que a casa do negocio do
seu const'tuinto, pnsson a sor proprioriario do Sr.
Antonio Domingues riWlmeiria Possa desde o
dia l.'i rio foveroiro prximo passario dia om1
que seriissolveo a sociedade que este tinha ce-
lebrado com seo consttuinte, como tudo cons-
ta do balanco goral, e papel privado de distrae-
lo driaita sociedade.Jos deMedeirus Ta-
Mr o escrever e do- boa conducta ; quero-
precisar annuncie.
Precisa-se de urna ama de leite forra ou
captiva para criar urna crianca paga-se por
mez ou por semana: na rua do Santa Ritan. 1.
Compras.
Ps de frutas de t.idas as qualidades : na
praca do Commercio armazem de Joo Car-
roll & Filho.
= Compra-so urna corrente com sinete do
ouro : na loja da viuva do Burgos.
Compra-se o Panorama de 1839 at
18V2 : na rua da Caricia n. 38.
Vendas
rares.
Ouom precizar do um rapaz portuguez!
para caixoiro de loja franceza miuriozas fer-
ragem alfaiate ou rio outro qualquer ne-
gocio, de que tem bastante praiiea, e sabe bem i
= Cadeiras americanas com assento de pa-
Ihinha camas de vento com armaco com-
mo las do angico ditas do amarollo marque-
zas docondur camas de vento de ainarello
muito bem feitasa 500, ditas do pinho a 3500
assim como outros muitos trastes; pinho da
Suocia, com 3 polegadas de grossura dito
serrado dito americano com difl'orontos largu-
ras e comprimentos travs de pinho e bar-
rotos com diITorentes grossuras e comprimen-
tos ; tudo se vende mais em conta que outra
qualquer parto : na rua da Florentina en
casa do.I Rorangor n. H.
Vcnde-se quatro pipas com agoardento
branca rio 22 graos por proco commodo no
Trapiche rio Sr. Angelo Francisco Carneiro : na
rua larga rio Rozcrio n. 50.
\ endese rias moradas de casas de um
sobrado e um terreno annexo, na rua da Guia,
lado rio Norte no bairro rio Recite, na rua lar
gadoRozario, n. 35 loja do miudezas.
Vendo-so para fora da Provincia urna
prola que sabe engommar, cozinhar, e lavar
de sabio: no Atierro da Roa-vista n. 40.
Yenrioni-so duas cadeiras de armar, pro-
vimamonlo (bogadas da Babia sendo unta ri-
ca o outra mais inferior: na rua das Flores ,
n. 9.
= \ ondo-so una casa torrea de tijollo e cal,
com solo o maia trez ditas de taina com um
grande quintal tenrio neslo alvos de frutas ,
em Olinda no bigarda biquiuba de S. Pedro :
no Atierro dos A logados no sobrado do Lima.
Vende-se azeite doce do melhor chegado
de Lisboa a 500 reis a garrafa: na ruados CJua-
lois, n. 18.
Vende-se um negro de 18 a 20 annos ,
bonita figura : na rua do Crespo loja n 8.
A onde-se azoilo doce a 3:840 a caada ,
o 500 reis a garrafa milbo aloisia a 500 reis o
quartoiro panno a 280 reis; e todos mais
gneros por proco (ominodo: no largo do Ter-
co vendan. 7, o ca\alla a 1(10 reis a libra.
Vendcm-se relogios patento 'e ouro e
prata o tambem horisontal, ditos de paredo
com despertador : na rua das Cruzes, casa de
relojpeiro francez n. 35.
Vende-se nina venda com muito poucos
fundos muito boa para negocio como para fa-
milia separada da dita no Manguinho, n. 37,
a faltar na mesma.
^ onde-se urna bonita escrava com 30 an-
nos do iriade boa engomniadcira muito ro-
busta som vicios de beber agoardente fugir ,
o furtar oque se afiance do baixo dcpalavra :
na rua do Fogo n. 27.
\ onde-se um escravo de naco, de 40
annos poueo mais ou mimos sem vicio algum,
proprio para cnchada por sordo matto : as 5
Ponas, n. 71.
\ ende-se farinha de mandioca de San-
ta Catharina em saccas de dous alqueireso
meiodoliio, do muito boa qualidade e por
proco commodo; pilulas da familia chegadas do
Porto, pelo ultimo navio : na ruada Cadeia
do Recife. n.s 12 e 14.
Vende-se urna escrava de 20 annos, mui-
to boa figura saliendo engommar cozinhar
e coser para fora ; una dita com as mesm<.s ha-
bilidades ; urna mulata moca reforcada do
corpo o do muito boa figura perfeita costu-
ro ira o engommadeira ; dous moleques de
13 a 14 anuos proprios para ulicio ou pa-
geos ; um preto de 20 annos proprio para
todo o servico; una mulatinha de 2 annos ;
duas prctas de meia ida lo, sendo urna por
180S reis, e a oulra por 2708 reis : na rua do
Fogo ao p do Ro/ario n. 8.
Vende-se una p;-relha de cavallos, cores
i' unes com torio- os andares grandes ou
pira carro ou para passejo bem gordos;
quem os pretender dirija-se rua Direita n. 56
!oja de couros.
Vende-se a blibleothoca maconca ou
regulador instructivo e completo do Franc-
Macon, porumCav: Roza Cruz em 6 vo!.
Cathecismo de Aprendis Macn segundo de
Abertura e Encerramcnto da loja o instruc-
(8o de mesa para uzo rio G. Oriente do Brasil ,
e o regiment interno da Besp. Luz. Brasilei-
ra, a quem convier annuncie,
J


I
4
' Vende-se um bonito cscravo do 18 a 20
annos boiri official depedroiro ; urna mucam-
ba recolhida scm vicio e nein achaque,
cose muitj bein ; urna parda de 28 annos en-
gomina lava e cozinha por 350:000 reis ;
uina bonita escrava da costa sem vicio de 20
annos, boa cozinheira e lavadeira ; urna di-
ta por 20:000 reis ; urna escrava de 23 annos,
por 380:000 reis ; um mulato muito liel de re-
conhecida, conductabom c cheiro e boliero;/l
dito bom pagom e earreiro; um dito olILial de
allaiate ; dous escravos proprios para sitio por
550:000 reis ; una barcaca nova cora todos os
seus pertences : na ra de Agoas verdes n. 46.
"** Vende-so um Compendio de Rhelorica
encadernado e cora pouco uso um Trocia-
do de Moral e um grande volume encaderna-
do : na ra de Agoas verdes n. 42.
= \ ende-se umu escrava de nacao com 18
annos de idade com muito boas qualidades ,
a qual nao se vende por vicios e nem molestias
que padeea p0s he recolhida e sim pelo mo-
tivo que ao comprador se dir : na ra da Ca-
deia sobrado que tem tanque de agoa por bai-
lo n. 13.
s.Vendem-se bicos brancos c pretos de li-
nho e seda um sortimento de fitas de todas as
quahd.uks oculos de arma ao de grao e de co-
res aboloaduras de raassa a400 reis, ditas
de duraque a 300 reis, papel almacoa2:600
reis a resma de 100 quadernos, botes de A.
para Allandega, meias compridas pretas e bran-
cas a 1:00.) reis; e outras muitas cousa por
proco commodo ; na ra do Cabula, lojade
uiiudezas n 4.
\ ende-se um par de dragonas pouco usa-
das para Cap tao de Infanlaria cuma gui-
la grande : na ra Direila primeiro andar ,
n.s27, e39.
Vende-so um moleque crioulo de 12 a
13 annos : na ra da Praia armazem de An
ionio Caldas da Silva.
\ ende-se um moleque que cozinha o or-
dinario de urna casa ; quero pretender dirijase
a Alendes & Amorim.
\ endein-se boas bichas de Hamburgo aos
cent'sea retalho por menos do queem mi-
tra qualquer parte: na ra estreita do Rozario,
na venda da esquina das, l.aranjeiras, e na es-
quina da mesm.i arroz de cusca a 4-8 rcisoal-
queire da medida velha.
== Vende-se agulhas Portuguezas chegadas
ullimamente de todas as grossuras tanto pa-
ra alfaiate como jura sen hora por pre-
co coinmodo : na ra do Cabug luja de miu-
dezas n. 4.
\ ende-se um preto que d 480 reis por
dia e una preta que sabe engommar e co-
zinnar: na pracinha do Lvramento sobra-
do por cima da loja d., Sr. Bastos,
\ ende-se taimado americano de superior
quabdade e preco coinmodo : na ra de Apol-
lo fabrica de Mesquita V Huir.
= Vende-se una cadeira de arruar j usa-
da o nina carteira de escriptorio de las laces,
com ) palmos de cumprimento : na ra da Cruz,
n. 20.
= Vondem se de 700 a 800 barrica-, vasas
promptas para assucar e por preco muito com-
modo por se precisar do arma/.em que acupao:
atraz do tbeatro n. 18.
Vende-se os utencilios ealgumas.bem
feitorias da padaria da ra da Gloria lado
dosul (cujo forno pertence a casa ) afieguo-
zada com larinhas ou sem ellas, a dinheiro,
ou a praso com fiador que agrade c a vista se
ajustar, convencionando-se rom o dono da
casa ; quem pretender procure de man ha at
as 11 horas na Travessa da Aladre de Dos ,
a fallar com Manoel Ignacio da Silva Teixeira.
\ endom-so na fabrica de machinas da ra
da Aurora chaves inglezas de parafuzos (Coa-
ch Wrenches) e niveis de espirito Spirit Levis
por preco razoaveis.
ssa Vende-se um braco de halanca grande
propriopara armazem de assucar, refinado,
ou padaria e urna ecbadura de segredo para
porta de qualquer eslabelecimento obra de
encomenda muito beor frita viuda de Lis-
boa : na ra da Cadeia do Recife venda de
Francisco Jos A Ivs Pitoraba n. I.
= A ende-se cadeiras de Jacaranda, ditas
de oleo solas de Jacaranda e de oleo bancas
de Jacaranda e de oleo cadeiras de Jacaranda,
angico o serdeira para meninas de escola mar
que/as de ainarello mezas de jantar, guarda
vestidos guarda roupa guarda louca sa-
cretarias com estantes para livros, armarios de
pinlio para roupa estantes mezas de mcio de
sala de Jacaranda e amaiello me/inhas de
costuras pora senhora, carteiras de urna SO face,
lavatorios de amarello mochos para pianno ,
cadeiras para alcova relogios para cima de
meza bandejas, toucadores dourados para
cima de mezas bsnquinhas de amarello ca-
mas de armacao e irais trastes, tudo de bom
gosto, c por muito baratoprero por motivos
de se querer saldar contas ; assim como se
fazera vontade do comprador e com brevida-
de: na ra da Cruz arma/.em do trastes, n. 63
Vende-se Brincos modernos unscorazes
a Mies engranados em ouro para braco de senho-
ra umrelogio horisontal pequeo, de cai-
xa de ouro um dito de caixa de prata am-
bos sabonete mu dito de caixa de prata in-
glcz mu alfinete de topazio com diamante ,
um coracao de ouro de bonito modello e com
um diamante, argolas de pedras encastoadas
em ouro ditas de-ouro liso para meninas: as
5 pon tas, n. 45 ; na mesma precisa-se a lu-
gar um moleque ou urna negra de 1*2 annos.
= Vende-se urna commoda de amarello ,
do uso bem feita por preco commodo: na
ra de Agoas verdes n. 38.
A ende-se por preco commodo um selim
em meio uso com arreios e mais pertences:
na ra Nova loja n. v9.
\ ende-se por precisao urna negra de 20
annos de muito bonita figura com boas ha-
bilidades, que a vista do comprador se diro :
na ra Direita n. 50, segundo andar.
= Vende-se un carro de duas rodas com
lanternase arreios e em muito bom estado;
uina cadeirinha da Rabia de arruar: na ra
lo Hospicio n. 14.
= \ ende-se duas escravas urna de 20 an-
nos, cose, cozinha o faz doces de varias qua
dados e refina assucar e a outra de 22 an-
nos cozinha lava bem de sab.o e varrela ,
e hequitandeira : na ra de S. Rita n. 27.
Vende-se urna escrava de nacao Angola ,
le 18 annos, bonita figura com algumas ha-
bilidades vende-se. por i.ecessidade e a vista
do comprador sedir o motivo porque se vende:
na ra do Aragiio n. 14.
= ^ ende-se urna casa terrea sita no largo
lo Mondego corr bastantes commodos a
saber : duas salas bastantes grandes, 4 quar-
|os corredor lavado cozinha lora com fogiio
nglez, quintal murado, cacimba com boa
agoa de beber toda envidracada, o feita a mo-
derna : na praca da Roa-vista botica n. 20 ,
ou na ra Nova a fallar com Manoel Pereira
jalhSeg.
Vende-se duas pretas de naciio.de '6 a
18 annos, sem viciosalguns boas arranjadei-
ras de urna casa de bonitas figuras engom-
mao cozinho bem e cosem chao : na na do
\ gario n. 5, ou na na do Cabug loja de
miudezas defronte da Matriz de S. Antonio.
Vende-se urna mulata de 26 annos, per-
feita costureira tanto de vestido como de al-
faiate tanto corta comi cose faz renda e
lavarinto perfeita cozinheira faz doces de
todas as qualidades excedente ama para criar
nennos, e parida a dous mezes com muito
liom leite que pode criar duas mancas, ven-
de-se com a condicao de ser para o Rio Grande
do Sul, ou Maranhao o motivo se dir ao
comprador: na na da Cadeia do Recife, n. 25.
\ ende-se um preto de nacao Congo ,
de boa figura de 22 annos, sem achaques:
na ra do Sol, sobrado da esquina da ra dos
'^uartois.
Vende-se urna paca gorda e manca por
preco commodo : na ra do Amorim n. 33 ,
primeiro andar.
\ ende-se cb isson perola e em fo-
Iha em porcao e a retalho, queijos de pates gras-
se muito frescos ditos vindos da Suissa ceva-
li ha france/a de difieren tes qualidades, ervi-
Ibas seccas em grao differentes qualidades
le frutas da Europa .corno sejao rnassaes, pe-
ras amonas serojas. amndoos doces o
amargas passas muito finas para podios dif-
ferentes qualidades de doces da Europa mos-
tarda franceza muito nova conservas de varias
qualidades en. houvas em molho tabaco de
Hamburgo para fumar rap de Hamburgo ,
em libras e meias ditas charutos da Havana ,
superiores, ditos da Rabia azeite doce em ca-
xas e em gigos de urna duzia ; vellos de esper-
maceleem caixasde23 libras, vinho de Bor-
deaos em meias pipas e em caixas de duzia ,
de differentes qualidades dito da Yadcira em
barrise engarrafado Muscatel de Frontignan,
dito Souterncs a imitacao de Champanhe ,
( hampanhe branco e tinto das marcas mais co-
nbecidas licores linos de todas as qualidades ,
Cognac, absintho muito fino, e outros muitos
gneros (llegados ltimamente da Europa : em
casa de Fernando J.ucca na ra da Cadeia ve-
lha n. 16.
= Vende-se 125 palmos de terreno por de-
traz das 5 pontas ; 3 alicorees na ra < o Pala-
cete e 143 palmos de alagado por detraz da
mesma ra : no segundo andar do sobraco de-
fronte do thcairo.
= Vende-se trastes de casa e arranjos de
louca tudo em bom estado; um caxorro
grande decorrente, ptimo para guardar loja:
no Forte do Matto ra da Moeda n. 21 ,
por cima da lojade sapateiro.
Vende-se por commodo proco um gran-
de sobrado na cidade do Olinda, em urnas das!
principaes ras, muito fresco, de excellente'
vista, e com grande quintal murado, tambem
se troca por outro de igual valor ou inesmo
casa terrea no bairro do Rocife ; quem con-
vierannuncie.
= Vende-se um grilho de ouro, um par
le pulceiras um dito de brinco um alfinete
de pcito tudo obra de muito bom gosto, e no-
vo modello : na loja de Joaquim Goncalves
Cascao na ra da Cadeia do Recife tambem
se vende ou aluga-se urna canoa nova de carre-
gar agoa; e 200e tantas pedras para ladrilho, de
mais de 2 palmos em quadro a preco de 700
rs. cada urna.
Vende-se urna duzia de cadeiras de jaca-
jand ja usadas por preco commodo : na ra
cstreita do Rozario n. 37.
Vende-se um escravo de bonita figura ,
boa nacao oda 640 rs diarios ; e urna car-
roca em bom uso : na ra da Soledade, n. 46.
Vende-se leite puro a 200 rs. a garrafa ,
das 7 horas da manha em van te : na ra do
Queimado no corredor da casa n 4.
\ ende-se azeite doce superior a 4S rs. a
cauada o 560 a garrafa : no atierro da Roa-
vista n. 8t; assim como compra-se caixoes
para amostras de venda.
Sorvetes. das 10 urna hora da tarde e
das 5 s 10 da noite ; no botequim junto do
theatro.
= Vende-se urna duzia de cadeiras, um so-
f e 2banquinhas, tudo de angico muito
bem feito, e em conta : na ra da Penba n. 21.
=Vendc-se urna carroca de fortissima cons-
truccao vinda de Liverpool propria para um
engenho, por ser muito pesada ; a tratar com
o carpina Euzebio Fernandos, ou na ra do
Vigario n. 13.
= ^ endo-se gello todos os das a bordo do
Brigue Americano Messenger ancorado de-
fronte das escadinhas da Alfandega os compra-
dores podem hir a bordo no bote do mesmo ,
sem dispeza alguma.
= Vende-se duas escravas urna de nacao ,
de 22 annos, outra crioula de 20 annos am-
bas com bonitas figuras e com boas habilida-
des; dous mulatinhos um de 14 annos, opti-
no para pagem.ou qualquerofficio, outro de 10
dar con tas: no atterroda Boa-vista, toja n. 48
= No deposito de assucar refinado, pelo nol
vo sistema de Franca ao p do arco de S. An-
tonio frente ao caes do passeio ha para ven-
der porcao de assucar em pues de prime.ra
sorte a 160 rs. a libra e segunda a 120 rs. em
p e a terceira a 80 rs. em p, tudo muito
bom mel do mesmo a 80 rs. a garrafa; ad-
verte-se ao publico que por este methodo de
fabricaco se extrai a potassa e cal que os assu-
cares contem e s fica o assucar puro.
N ende-se duas boas cadeiras de ra em
bom uso modernas por preco commodo
no armazem da ra Nova n. 67.
Vende-se panno de linho vindo da liba.
deS Miguel, por preco muito em conta : na
ra da Cadeia do Recife sobrado n. 49.
\ Vende-se bicos pretos largos e eslreitos
ditos brancos, lavas de seda de senhora a400 rs
meias de seda pretas para bomem caivetes
finos de molla tezouras de alfaiate finas di-
tas de costura lindas de carritel a 360 reis a
duzia pentes dourados abotoaduras de mas-
sa a 500 reis ditas de duraque a 400 reis fa-
cas o garios de cabo de osso a 2:400 a duzia
pentes de tartaruga a 1:300 o par linhas d
marca fina, casticaes de casquinha al:20Qo
par lacre fino a 18 a libra peonas de pato ,
ditas deasso finas a 400 reis a duzia: na ra
do Cabug loja de miudezas n. 3 na pri-
meira loja.
A ende-se urna cartera propria para loja
ou venda una ptima espingarda de caca de
urnas que nao ha no mercad/), varios livros em
Francos sendo mestres de torneiro de for-
ja de fundidoi de latao de relojoeiro pro-
prio para qualquer pessoa se applicar sem o inai-
or trabalho por ter muilas estampas e niodellos
de lerros ; e outros muitos livros proprios para
loja de livros por esta re m novos una serra pro-
pria para serraria de mo por ser de muito
boa qualidade : na ra de Agoas verdes n. 92.
Na ruado Labalo, boje ra dos Copiares, n.
5 piecisa-se alugar urna casa terrea que o
seualuguel nao exceda de 12 a 138 reis sendo
pelas ras: pateo do Carino Orlas, Direita,
ou troca-se por una na dita ra.
annos : na ra de Santa Rita n. 27 primei-
ro andar,
= \ ende-se lencos de mao para senhora ,
de cambraia bordados com linha de marca de
corea c preco de 200 e 2tt) rs. cada um, e sen-
do em porcao se dar mais barato ; fitas de
sinteiro para meninos e para suspensorios, a
160 a vara ditas de gana guarnecidas deco-
res pelo mesmo preco e outras muit.s miude-
zas tudo barato : na praca da Independencia,
n. 39.
x= Na loja nova na ra Nova acha-se a
venda por mais barato preco que em outra
qualquer prteos seguintes artigos : muito bons
chales c lencos de seda ditos de cambraia mui-
to finos para maos sarjas largas e estreitas
para vestidos lencos pretos para pescoco, pan-
nos para mzase piannos pannos finnos pre-
tos e de cores enserados inglezes para mezas,
o forrar salas, sedas brancas e de cores para ves-
tidos luvas de seda preta com dedos e sem el-
les, meias de seda brancas e pretas, violos, ra-
beras rabeces flautas de bano c de buxo ,
drmelas, trompas cornetas de chaves cor-
netas de latao e de cobre ; lindas cortinas para
janellas muito proprias para as casas que Ihe
bate o sol lindos quadros, urna porcao de
diversas estampas coloridas e de fumo o ou-
tros muitos obejectos.
= Vende-se oleo de linhaca em botijoes ,
em maior ou menos porcao : na ra do Vica-
rio n. 13.
= Vende-se 66 palmos de terreno na ra
da Concordia com os fundos para mais de 400
palmos at abaixa mar tendo j 250 atterra-
dos: na ra do Sol n. 25 primeiro andar ,
casa de Joo Albuquerque da Silva Souza ; na
mesma casa precisa-se alugar um sobrado de um
andar ou um primeiro andar e que tenha
quintal para se ter um cavado eque seja as
ras seguintes: ra estreita do Rozario das
Cruzes, Lhramonto, paleo do Carmo S.Pe-
dro ; adverte-so que se nao olha ao preco com
tanto que sejao asseadas; quem a livor annun-
CW ou dirija-sca casa cima.
Escravos fgidos.
"v>.vuc quuiuuc wivuimSuS* iiiuuui udid se
'"-- -wvwiv. i*-" i "u unqu-sca casa acuna.
Vende-se um moleque crioulo, de 201 >= Bicos pretos a 80, 120, 160, e 240 rs. a
anrios, sem vicios nem achaques; e urna mo-fvara, pecinhas de dito branco com 10 varas a
rida de casa terrea na ra dos Prazeres na Boa- 700 rs. a peca lencos de fil de 3 pontas a 800
vista em chaos proprios; na praca da S..IS., ditos de cambraia com bico a 800 rs. a
ruz ii. 4. ;peca, sabonetes a 40 rs. lamparillas para 6
Sal de Lisboa muito bom a bordo do | mezes a 80 rs. linha de marcar roupa a 20 rs
brigue Sueco Astrea : a tratar com Leopoldo > o novello obreias cohetes, tesouras ca-
Jos da Costa Araujo no Forte do Maltes, n vetes, fitas para liga, e outras canque-
jesquina wrus uui.apa, segundo ommm. |iQiias por preco commodo, para se iiqui-j
Sebastiao fgido no mez de novembro ,
de nacao, estatura ordinaria tem ambos os
ps enchados proveniente de bixos, odios abo-
tuados tem algumas marcas de relhadas pelo
corpo elle he bastante preto de idade pouco
mais ou menos de trinta e tantos annos, e gos-
ta de andar com as barbas seinpre grandes; o
dito escravo foi visto nesta praca servindo de guia
a uro ceg ; quem o aprehender leve-o a Mano-
el Goncalves da Silva, quesera recompensado.
= Na madrugada do dia 4 de Marco, de
bordo do Brigue Nacional Independente fu-
gio um escravo bem preto de nome Luiz de
30 a 34 annos, estatura alta falto de um ou
dous dentes da parte superior; cujo cscravo j
perlenceo a Manoel Alves da Silva ; quem o ap-
prebender queira Ieva-lo a bordo do dito Bri-
gue Independente, de que he Capito Joaquim
Antonio Maia ou a casa de Gaudino Agosti-
nho de Barros, na pracinha do Corpo Santo ,
n. 66.
No dia 6 do corrente mez de Marco fri-
gio de um sitio no lugar da Piranga fregue-
zia dos A Rogados um escravo da Costa do
nome rancisco alguma cousa baixo do corpo,
e grosso com talhos no rosto de sua nacao os
brancos dos odios vermelhos, com um defeito
na unha do dedo polegar de una das mos que
disseser procedido de urna dentada, com um
signal na caheca procedido de urna cutilada ; es-
te escravo foi canoeiro na Villa de Macei e
veio de l para ser vendido aqui em Pernambu-
co isto a 2 annos e meio que foi comprado
pelo annunciante Sr. do dilo escravo; quemo
apprehender leve na ra estreila do Rozario, so-
brado n. 43, terceiro andar, que ser bem gra-
tificado.
Qualquer pessoa poder prendero preto
Miguel escravo de Jos Goncalves Casco ,
de nado Benguela de 20 a 26 annos de ida-
de estatura regular rosto abocetado nariz
comprido olhos regulares denles finos cal-
vos cor quasi fulla e falla serrada tem so-
bre o peito um pequeo signal de pede repudia-
da e sobre ou junto da fonte esquerda urna
cicatriz igualmente pequea anda com os ps
uro pouco atravessados passo miado e rosto
bastante levantado, levou caifas e camisas de
algodao eestopa do Porto e fugio no dia 20
de Novembro do anno passado ; quom o entre-
gar na ra da Cadeia do Recife, n. 40, ou
ali disseraonde elle existe ser bem recompen-
sado.
as Fugio urna negra de nome Maria de
naci Cacaogo, de 24 annos pouco mais ou
menos, corpo secco, altura regular, levou
vestido saia azul de lila e panno preto :
na ra do Hospio casa n. 14.
Recipe: sa Typ. de M. F. de Fama. =1843.
I


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EMO88H3XT_6X7CFM INGEST_TIME 2013-04-13T01:34:08Z PACKAGE AA00011611_04908
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES