Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:04786


This item is only available as the following downloads:


Full Text
Anno de 1842.
Terca Fera A
Tudo i;on dependa ilf ni timni ; Ja nosia prudencia moderacSo a energa : rr a-
uemos como priaoipiamoi t serenas portados cum .deniraffts) antre as N.cde. *>a>.
(Prool.macao da AaaembUa Geral do iratil.)
linuemoi
cultas-.
PARTIDAS DOS CORREIOS TERRESTRES.
Ooiaona Paraiba e tio grande do Nuria ajnndas e sextaa feiras.
Bonito a G.ranbuof., '.'0 e 24
Cabo Serinb.era i R Formoia, Porlo Caire Macei e Alagoaa no 1. 11, c ti,
j}oa-ia e Florea 13 e 28. Sanio Antao quinta feirai. Olinda lodoa o das.
DAS DA SEMANA.
3 Se. Candido M. Aud di J. de T). da 2. w.
4 l'ero. a. Francisco de Assii Pa'ri.rclia. Re. Aad. do J. de D. da 1. Y.
6 (Jjfcrt Placido p. seo cora Mm. Aud do J. do D. da 3. r.
(! Quiot. '""no Fundador. Aud do' jui de O. da 2. v.
7 Seal. Marcoa P And. do J. da D. da i', t.
8 Sal). Brijid Princea Viu. Ral. Aad. do J. da D. da 3. .
9 Mnm. O Patrocinio dn S Jote
de Outubro. Anno XVIII. N. 915.
O Diario public-n. todo. os di., qoe nSo foreai S.ntificadoa : o prec da as.irn.lnr ka
de trr, ..1 re., por qn.rlel pago, ad.anl.do.. 0. ..nuncio, do. *" ao .naerido.
a... e o. da, o -ao forea, ra.ao de 80 re., por liaba A. reel.m.ooe. deren srr
dirRida. ....Trpogr.fi. ro. da. Cru... D. 3, au a pr.c. d. Udapaadaneu ..... da han
Numero 37 e 38.
CAMRIOS no da 5 deoltibro.
Cambio obra Lo.dre. 25 J Nominal.
> Paria 375rei.p. fr.noo.
. Li.bo. 106 por 100 nominal.
Mo.d de cobr. 4 5 por 100 de de.conto.
Idea de letra, da boa. firmes 1 i i-
compra venda.
Omo- Moeda da 6.400 V. 15,700
N. di.iOJ
da 4,000
P.aTa Patacdes
Peoa Coluaia.ras
a dito Mexicanoa
aliada
8,800
1,S20
1,820
1,8 JO
1,640
15.5HHI
15.700
9000
1.8*0
rsv
1.84
1.6S0
Preamnr do din 4 t Outubro.
1. a 5 hora 18 aa. da m.nKj.
2. a 5 hora, e 42 ai. da t.rde.
PHASF.S DA LOA NO MEZ DEOOTBRO.
La Noa a'4- ia 4 boraa a f aa. da manh
Quarl. eraao. e 11 > 4 har.. e 22 d. nuah.
La ebaia a 19-- 4.8 boraa e 53 da man..
Quart, aaing. a 16 a 10 hora, e 23 m. da Urd.
IMUilO HE PERNAMBUC

GOVERNO DA PROVINCIA.
EXPEDIENTE DO DA 28 DO PASSAD0.
Officio Ao inspector da thesouraria da
fazenda ordenando que mande abonar as
competentes comedoras d'embarque ao l-
ente Joze AI ves Pin.ei.lul e cinco cadetes
de primeira classe que em o vapor = Gua-
piass =3 seguem para a corte e adiantar ao
dito lente 3 mezes Je sold inclusivo o
correnle : e prevenindo-o de que as come-
dorias para os cadetes sero tiradas por urna
folha que lite ha de remetler o commandan-
te das armas.
Dito Ao referido commandante das ar-
mas participando a precedente ordem em
resposta ao seo officio d'esta data em que a
requisitava.
Dito Ao juiz de direito do crime da co
marca da Boa-vista scientiticando-o pa-
ra que o faga constar aos habitantes da mes-
ina comarca da tranquilidade desla provin-
cia e da de Minas.
Dito Ao delegado do termo da Boa-vis-
ta communicando-lhe, qu esta provincia,
e a de Minas se acho tranquillas.
Dito Ao delegado do termo de Floros ,
determinando que fassa dissolver o desta-
camento da guardas nacionaes, que all
existe.
Ditos Ao commandante das armas ao
commandante superior da guarda nacional de
Flores c ao inspector da thesouraria da fa-
zenda niel igenciando-os do conteudo no
antecedente officio.
Portara Ao commandante do vapor =
Ipiranga =, ordenando que forneca ao
reverendo Missionario Italiano Fr. Luiz de
aples que segu para acorte o necessa-
1 io sustento durante a viageoi.
Dita Mandando passar nomeaejo de al-
teres para o batalho de infantaria de guardas
nacionaes destacado ao primeiro sargento do
niesmo Joze Leoncio Liusde Albuquerquo.
Officio Ao commandante das armas ,
inleliigenciando-oda precedente nomeatjo ;
e ordenando determine ao nomeado que
sollicite o respectivo titulo, fim d'entrar em
exercicio.
Dito Ao inspector Ja thesouraria da fa-
zenda participando a suprareferida no-
meaco.
Dito Ao mesmo, approvando a arremat-
taco feila pelo arsenal de marinha da
plvora arruinada que existia na fortaleza
ilo buraco.
Dito Ao commandante das armas sig-
niCcando que uao pode ser attendido o re-
querimento que remetteo com seo olTicio do
19 do correnle ( Setembro ) em que Ang-
lica Ferreira dos Prazeres pedia que seo fi
Hit) Joaquim Theodoro do Espirito-Santo fos-
se desligado do batalho destacado.
Dito Ao inspector da thesouraria da
fazenda transmettindo as ordens do tribu-
nal lo thesouro sol) os nmeros 80, 82, 83
a84.
Dito Ao commandante das armas, or-
denando vista d'mformaco sua que man-
de desligar do batalho destacado o guarda
Antonio Domingos depois de .substituido
por oulro na forma do costume.
Dito Ao chee da leJo de IguaraQ ,
significando em resposta ao seo officio de 18
de Julho ultimo, que o destacamento da
guarda nacional do seo commando existen-
te n'aquella villa deve fazero servico com
as armis promptas que ha : e determinan-
do qu mande procede.- novas indagaces,
lim de se descobrirem as que desapparecero,
como ja Ule foi ordenado em officio de 19 do
crrante (Setembro).
Portara Ao commandante do brigue =
Imperial Pedro ss ordenando que fa<;a se-
guir para a corto no vapor = Ipiranga = o
ex escrivo Manoel Soares de Albergara e o
despenseiro Manoel Joaquim Pereira am-
bos do brigue escuna = Nictheroy.
Dita Ao inspector do arsenal de mari-
nha determinando que mande inspeccio-
nar o recruta de marinha Joze ''imenlel
de Lima eque d parle do resultado da
inspecQo.
Dita Ao commandante do vapor = S.
Salvador = para que entregue ordem do
director do arsenal de guerra os duzentos ter-
rados sem bainhas que trouxe da corte pa-
ra esta provincia.
Dita Ao supramencionado director or-
denando que mande receber os suprareferi-
dos tercados.
Officio Aocapitode engenheiros Gus-
tavo Adolfo Fernandes Pinheiro da Cunha ,
remetiendo dous officios da cmara munici-
pal d'esta cidade nos quaes pede autorisa-
Qflo para aforar o beco das miudinhas lim
deque informe, se dito beco esl encravado
nos terrenos de marinha quo j foro de-
marcados.
Dito Ao commandante das armas de-
clarando que n3o pode ter lugar o desliga-
mento do batalho destacado para os guardas
Joo Joze de Santa Anna Henrique Pereira
Gomes e Francisco Joze da Encarnaco.
COMMANDO DAS ARMAS.
EXPEDIENTE DO DA 26 DO I'ASSADO.
Ofiiio Ao commandante superior da G.
nacional do municipio sobre a priso de 2
guardas que estando no servido da guarni-
5j no di 25 abandonaro seos postos e
foro encontrados a noite pelo delegado sup-
plente do primeiro dislricto desla cidado em
un. Nicho onde se portavo com irreveren-
cia a Imagem do Santo que se achava coloca-
da no altar aggravando mais este procedi-
mento, a mancira disrespeitosa com que res-
pondero ao subdelegado que os admoestou
a discobrirem-se diante da Imagem e com-
municando-lhe que os alferes Manoel Ribei-
ro da Fonceca e Francisco da Silva Jnior,
commandantes das guardas principal e de
palacio, a que taea individuos pertencio ,
posero-os em liberdade e nem ao menos
em suas partes mencionaro a priso e suas
circunstancias.
Dito Ao major commandante da forca
destacada em Olinda ordenando-lhe que
amanh ( 27 ) mandasse render o destaca-
mento do forle do buraco por 1 sargento ,
1 cabo e 12 soldados.
Dito Ao capito commandante do forte
do buraco communicando-lhe o exposto no
precedente odicio o ordenando Ihe que (i-
zesse recolher aoseo respectivo quartel o des-
tacamento de primeira linha que all se a-
chava.
Dito Ao capito Anacido Lopes de San-
ta Anna ordenando-lhe que se rccolhesse
a capital, e bem assim o destacamento de ca-
ladores continuando todava a permanecer
no Rio-formoso o destacamento de artHharia
ao mando do primeiro tenente Antonio Jo-
ze de Mello.
Dito Ao commandante da segunda com-
panhia em servico na cidade de Goianna ,
ordenando-lhe que lizesse marchar para
Pedras de fogo a apresentar-se ao segundo
commandante do corpo de polica Tliomaz Pe-
reira Pinto, um destacamento composto de
1 subalterno 1 inferior e 20 soldados ,
que (icaria a disposico do subdelegado
lim de fezer o servico da polica.
Dito Ao segundo commandante Tho-
maz Pereira Pinto communicando-lhe o ex-
posto no olficio cima e ordenando-lhe que
logo que lhe fosse apresen lado o destacamen-,
to de guardas nacionaes se recolhesse a ca-
pital com o destacamento de linha ; devendo
antes de partir dar ao official commandante
as necessarias nslruccfies sobre o servico.
Dito Ao capito Anacleto Lopes de San-
ta Anua mandando envestigar o. proeedi-
mento dos soldados que tendo sido manda
dos a barra do Gamella, praticaro ali al-
guns furtos e desordens conformo parti-
cipara o ajudante do guarda mor que foi
em commisso ao dito lugar arrecadar as mer-
caduras da barca Ingleza=Middlesex=, que
dera a costa.
Dito Ao delegado supplcnte do primeiro
districto do termo tiesta cidade dizendo llie,
que mandara assentar praca ao recruta Joze
Paulo Gongalves e agradecendo lhe a par-
ticipadlo que fizerade se adiar na delegada.
Dito Ao mesmo dizendo-lhe em respos-
ta ao seo officio destadata, que o seo proprio
officio fora remettido ao commandante su-
perior alim de tomar conhecimento da con-
ducta ilos dous guardas que linda prendido
na noito antecedente, e- do procedimento
dos officiaes commandantes das guardas, prin-
cipal e palacio, que sol la rao os guardas ,
e nenhuma menco lizero em suas partes.
Dito Ao delegado supplente do termo de
Garanliuns dizendo-lhe em soluco ao seo
officio de 8 do corrente que assentaro pra-
ca os quatro recrutas que remetiera e que
os vencimentos da escolta que os conduzio
at Santo Anto devio ser pagos pela co-
lectoria do lugar como era expresso no ar-
tigo 15 das rrslruccesde G de Abril do 1841
tlevendo a cotila ser organisada como manda o
artigo 8. e legalisada no sentido do artigo 11.
dem uo da 27.
Officio Ao inspector da thesouraria, pa-
ra que houvessc de mandar abonar ao len-
te Joze Alves Pimentel que segu boje para
acorte 3 mezes de sold adiantados, compre-
hendendo o que corre; e bem assim come-
dorias para elle n mais cinco pi meiros ca-
detes que tambem embarcavo conside-
rada a viagem em barca de vapor certo que
tal abono seria competentemente aulorisado
pela presidencia.
Dito Ao commandante do brigue Impe-
rial Pedro communicando-lhe que nesta
data passaro a perlencer ao batalho provi-
sorio os 23 recrutas que se achavo a seo
bordo devendo nelle permanecerem at
que se lhes desse oulro destino.
Dito Ao commandante da companhia
destacada em Goianna approvando a medi-
da que tomara de mandar curar a dous sol-
dados bexiguentos fora do quartel em casa
particular e que poda mandar reccb< r a
quantia de 8,> res porque foro taes solda-
dos tradados.
Dito Ao commandante do deposito, com-
municando-lhe que o soldado Joo Francis-
co que se achava preso em Tamandar pe-
lo crime de morte, tendo sido mandado a
Rio formoso dali evadira-se da priso no
da 17 do mez p. p.
Dito Ao tenente coronel commandante
do batalho de infantaria de guardas nacio-
naes destacado mandando desligar do mes-
mo logo que fossem apresen lados os subs-
titutos, os guardas Francisco Xavier dos San-
tos e Manoel Machado de Sampaio, deven-
do a esse Jim dirigir-se officialmenie aos res-
pectivos commandantes dos corpos.
Dito Ao commandante do terceiro bata-
lho de artilharia ap para adantar 15 dias
de sold ao destacamento do Rio-formoso ,
dvendo enviar a respectiva importancia a
secretaria militar lim de ser transmettida
ao commandante do destacamento.
Portara Ao commandante da compa-
nhia de artfices mandando excluir da mes-
ma com guia de passagem para o batalho
provisorio o soldado A. J. Teixcira.
Dita Ao tenente coronel commandante
do batalho provisorio autorisando o a re-
ceber o sollado deque traa a portara a-
cima.
Dita Ao commandante da companhia de
artfices mandando excluir com gua de pas-
sagem para o batalho provisorio o cabo de
esquadra Joo Theodoro dos Santos e sol-
dados Antonio Alves de Moraes Ferreira e
Antonio Fernandes Dias.
Dita Ao tenente coronel commandante
do batalho provisorio autoriando-o a re-
ceber as pravas cima designadas.
Dita Ao major commandante do tercei-
ro batalho de artilharia mandando exclu-
ir com guia de passagem para o batalho pro-
visorio Pedro Joze Ignacio e Joze Caval-
cante.
Dita Ao tenente coronel commandante
do batal;o provisorio autorisando-o a rece-
ber cun passagem os dous soldados do arti-
lharia.
DitaAo commandante do deposito, man-
dando excluir do mesmo com guia de pas-
sagem para o batalho provisorio a 21* pra-
cas constantes da retadlo que so lhe enva.
Dita Ao tenente coronel commandante
do batalho provisorio autorisando a rece-
ber ditas 21 pravas.
Dita Ao mesmo mandando considerar
pragas do batalho sob seo commando a 25
recrutas que se acho a bordo do brigue Impe-
perial Pedro, para onde devia remetler o far-
damenlo.eequipamentos quo lhes pertencio.
Dita Ao tenente coronel commandante
do batalho de G. N. destacado mandando
excluir com guia, o guarda Domingos Ferrei-
ra filho de Felizarda de Santa Anna de-
vendo requisitar do commandante respjclivo
a sua siibsiiliijru.
THESOURARIA DA FAZENDA.
EXPEDIENTE DO DA 23 DO P. P.
Officio AoExm. Sr. Baro presidente da
provincia, informando os reffuermentosdo
i. tenente Pompeo R. de Garvalho e do al-
feres Francisco J. de Souza Alves em que pe-
di rao o pagamento de vencimentos adianta-
dos.
DitoAo mesmo Exm. sr. com os prets
do destacamento do Bonito, nos quaes se en-
contrro algumas faltas que podio ser dis-
pensadas para evitar o translorno da demo-
ra do pagamento alim de decidir o que Ilio
parecesse conveniente.
DitoAo sr. director do arsenal de guer-
ra pedindo mandasse apromptar urna bolsa
para o relicario ,' um veo branco para o ca-
lix e santos leos que precisa a igreja de
N. Senhora dos Remedios da ilha de Fernan-
do d. Noronha
DitoAo sr. inspector do arsenal de ma-
rinha pedindo mandasse comprar pelos a-
gentes d'aquella reparticn o por a bordo do
patacho- Pirapama prximo a partir para
dita ilha diversos gneros que sao neces*
sanos para o seu fornecimento.
DitoAosr. inspector da alfandega com-
municando para sua intelligencia que a
thesouraria em vista da sua informadlo ,
indeferio o requerimento de Joo Stwart,
consignatario da barca inglesa Middlesex -
naufragada em Rio Formoso em que pedia
a isempco de direitos pelos gneros salvados ,
que houvessem de ser vendidos ; e que quan-
to a entrega da la cumpria que attendesse
a sua pretenco pondo cm execugo as cau-
tellas, que julgasse necessarias.
dem do da 24.
DitoAo Exm. sr. Viscondo d'Abrantes ,
presidente do tribunal do thesouro publico
nacional dando diversos eselarecimentos ,
que exigi pela ordem de i7 de Agosto pr-
ximo indo sobre a substituido das notas
de 5 10 e 20 reis que desde 1840 se
tero feito por a thesouraria com as sommas


su

I


enviadas pela caixa d'amortisacSo e coro a
renda geral.
DitoAo mesmo Exm. sr. remetiendo pe-
la barca de vapor-Guapiass utn cdxote
contando a quanta de vintecontos de reis
em notas inutilisadas.
[)itoAo Exm. Bario presidente da pro
vincia informando o requerimento do Alvaro
F. Jordo em que pedio licenga para tras-
passar por venda o terreno de marmita no
atterro dos abogados do qual tem titulo de
afora ment.
. DitoAo sr. administrador da rccebedo-
ria de rendas geraes internas participando
que Manoel Zeferino dos Sanios nao esta
obligado ao pagamento da siza da compra do
engenho -Camaro-, effeituada milito an-
tes da publicado do alvar de 3 de Junho de
1809, nesta provincia, como foi communi-
cado pala ordem do tribunal do thesouro pu-
blico nacional do 12 de Janeiro do corrente
anno ; e que nesta conformidad* mandasse
por na escriptnraco respectiva as competen-
tes notas a fim de que nunca mais M exi-
ja semelhante siza.
DitoAo sr. inspector da alfandega parti-
cipando ter o Exm. Baro presidente da pro-
vincia nomeado a Luiz Antonio de Souza
para o lugar de continuo da mesma alan-
dega.
DitoAo sr. inspector do arsenal de ma-
rinha com a rclaQo do que so deve as pracas
da guarnido do euter Esperanza de Bebi-
nbe- e participando ter sido authorisado
pelo Exm. sr. Vizconde de Abrantes pre-
sidente do tribunal do thesouro publico na-
cional para dispender por conta do exercicio
lindo.
Dito-Ao sr. administrador da mesa do
consulado participando para sua inteligencia
ter sido approvada a nomeago do guarda da
dita mesa Jos J. da Costa Montciro.
Dt0Ao sr. thesoureiro da fazenda com
urna nota de 5* rs. das roubadrs do thesouro ,
que acompanhou a ordem do tribunal do the-
souro de 26 do Agosto communicando. ser
nertencente a remessa de 2:000* rs. ; daqui
feila em 21 de Julhoantecedente pelo caixa
das rendas applicadas ao resgate do papel do
exercicio lindo a fim de Ihe dar o competen-
te deslino.
PortaraAo sr. thesoureiro dos ordena-
dos remetiendo a ola do contribuinle do
Monte Pi dos servidores do estado o Dou-
tor Caiimiro de Sena Madureira.
DitaAo dito sr. thesoureiro idem dem
Jos Fdelis Barroso de Mello.
Senhores da Caza dos Commuus,
a A iiberalidade com que tendes concedido
ossupprimentos necessarios para satisfazeras
exigencias do servico publico .merece os meus
cordiaes agradecimentos.
Mylordse Senhores ,
llaveis deconvir comigo na expresso d*
humilde gratido a Omnipotente Dos pela
favoravel eslago que a sua Bondade se dignou
de dar-nos e pela esperanza d'uma colheita
mais abundante do que as dos annos recentes.
Confio que haja indicios de gradual res-
tabelecimento d'aquella depresso que tem af
fectado muitos ramos da industria manufac-
tora e que tem exposto grandes classes do
meu povo a privagoes o soffrimentos que me
tem causado a mais profunda magoa.
Eston certa de que ao voltardes para as
vossas di lloren tes provincias seris guiados
pelo mesmo esclarecido zlo que tendes ma-
nifestado pelos interesses pblicos durante o
desempenho dos vossos deveres parlamenta-
res e empregareis os maiores esforcos para
animardes pelo vosso exemplo e activas di-
ligencias aquello espirito de ordem o submis-
so lei que essencial felecdade publica ,
e sem a qual nao pode haver gozo dos fructos
da pacifica industria nem progresso na car-
reira social.
( Evening- Mail. )
Brigue Escuna Brasileiro = Carolina =ss O
resto da carga.
Brigue Inglez = Severn = Fazendas fef-
ragens queijos e panellas de ferro.
Barca Ingleza = Thomaz Mellors = Fazen-
das, e diversas mercadorias.
Escuna Americana = Alicia = Farnha de
trigo.
Brigue Inglez s=Amilia Hil = Carvo de pe-
dra.
IMPORTA^A.
O Brigue Inglez = Amelia Hill = vindoda I-
Iha d'Assumpo, entrado no corrente mez,
consignado a Johnston Pater & C.
Manifestou o seguinte :
135 Toneladas de carvo do pedra.
A VI SOS DI VEBSOS.
MOVMENT DO PORTO
NAVIOS ENTRADOS NO DA 2.
EXTERIOR.
INGLATERRA.
Falla de Sua Magcstade Britannica ao Parla
ment.
Mylords e Senhores ,
O estado dos negocios pblicos me habi-
lita a allivar-vos de ulterior assistencia no
Parlamento.
Nao posso despedir-vos sem expressar-
vosos meus sentimentos de gratido pela as-
siduidade e ziMo com que vos tendes applica-
do ao desempenho dos vossos deveres pbli-
cos durante todo o curso d'uma longa e mu
laboriosa Sesso.
ci Tivesteis dtbaixo da vossa considerarlo
medidas da maior importancia relativas tos
interesses linanceiros e commerciaesdo paiz,
tendentes a manter o crdito publico a me5-
Ihorar o recursos nacionaes e estendendo o
commercio e estimulando a procura do tra-
balho promover o bem geral e permanente
de todas as classes dos meus subditos.
Se b*m que medidas de tal natureza te-
nho necessariamente oceupado grande par-
le da vossa attcnco tendes ao mesmo lem-
po effecluado grandes melhoramentos em va-
rios ramos da jurisprudencia e em leis rela-
tivas administrarn dos negocios domsticos.
n Eu vos rendo os meus especiaos agrade-
cimentos pelas repetidas prvas que me des-
teis da vossa lealdade e decidido alecto pela
vossa prompta e unnime cooperario n'um
acto tendente a augmentar a seguranza e pro-
tecQo da minha pessoa.
Contino a receber do todas as Potencias
Estrangeiras seguros da sua amigavel disposi-
c,ao para com este paiz.
Com quanto tenha eu de lamentar pro-
fundamente os revezos que tem succedido a
urna diviso do exercito para a parte do Indus,
todava tenho a satisfago de rclloctir que a
brava defeza da cidade de Jellalabad coroa-
da por urna decisiva victoria no campo tem
eminentemente provado a coragem o discipli-
na das ti opas Europeas e nacionaes e a pe-
2 a c fortaleza do seu ditinctu rhefe.
PERNAMBUCO.
Bendimentos total da meza ds Consulado des-
ta Cidade no mez de Setembro p. p
Diretos de 7 por o|o de export. 17:447j961

de 2 dito de dita.
de 1|2 dito de dita.
de ancoragem para fora do
Imperio.
de dito para dentro.
depozito que excederSo de
anno.
Papel dospassaportes Im-
ponaos.
Emolumentos de certides.
Siza de 5 por o|o de venda das
embarca^oes Nacionaes.
12*800
398*931
1:946*971
701*038
124*890
*400
18*240
76*300
Genova ;
de 94
equip
20:896*74
Rendimento das Provincias.
Dzimo do assuchr s Alagoas.
<( do algodo da di la.
do da Pa rali iba.
do Ro G. do N.
de assucar desta Prov.
K de algodo de dita.
de caf de dita.
do fumo de dita.
Taxa de 40 rs. por snecas d'algodo.
u de 160 por caixas do assucar;
de 40 por feicho de dito.
de 20 por barricas e saceos.
80*494
2*894
611*004
*447
21:591*635
1:112*329
4:295*197
6*508
4*346
127*240
73*280
*
24*540
50 das, Barca Sarda Paquete Felis
tonel Capito C Baptista Villa ,
17, carga vinho e mais gneros :
a ordem.
Genova por Malaga ; "o dias Brigue Sardo
Goanitto de 202 tonel Capito Joze Vil-
la equip. 12 carga vinho: ao Capito.
Rio de Janeiro ; 22 dias Escuna America-
na Ariel de 153 tonel Capito Daniel S.
Gregg equip. 8 carga caf: ao Capito.
SABIDOS NO MESMO DA.
Baha; Polaca Sarja Sammariva Cap. Jaco-
me Ramela em lastro.
Portos do Norte ; Vapor Brasileiro S. Salva-
dor Commandante Simplicio Joze de Mal-
los ; passageiros para o MaranliSoos bra-
sileros : 2. Tenento da armada Antonio
ClaudioSoydo Jnior ; para o Para Fran-
cisco Joze da Silva Lobo Pedro de Alcn-
tara MagalhSes, e Thomaz Gosling, in-
glez.
ENTRDOS NO DlA 3.
Malaga ; 31 dias, Polaca Hcspanhola Men-
sageira de 105 tonel., Cap. J. Millet, equip.
13 carga vinhos : a Joao Pinto de Lcmos
& Filho.
Porto ; 35 dias Brigue Portuguez Maria Fe-
liz de 220 tonel. Cap. Antonio Luiz Go-
mes equip. 21 carga vinho : a Anto-
nio Joaqum de Suoza Ribeiro ; passagei-
ros 42.
Ne.w York ; Patacho Americano Jones de 180
tonel. Cap. Charles Nickolson equip.
9, carga barricas vazias e fazendas: a J.
Crabtree & Companhia.
Arribou hoje a este porlo o Vapor S. Salvador
comascaldeiras arrebentadas.
SAHIDO NO MESMO DA.
Rio de Janeiro pela Babia e Macei Vapor
Brasileiro S. SebastiaO, Commundante Jo-
ze Maria Falcan.
27:235*293
Meza do Consulado de Outubro de 1842.
Pelo Administrador,
Francisco Manoel d'Almeida Catnnho.
FACTOS DIVERSOS.
Na manh de Domingo 2 do corrente o sol-
dado da companhia d'Artifices Pedro Alvesdas
Chagas que se achava de guarda na cadeia ,
ferio mortalmente rom algumas baionetadas
o sargento Luiz Joze da Rocha da mesma
companhia que commandava aquella guar-
da. Este soldado lnha ido jantar no sabba-
.lo com iieenga at as 2 horas eapresentan-
do-sc noite o sargento deo-lhe 2 chibata-
das. No domingo o soldado aproveitando-se
da occasio em que o sargento inspeccionava
o quer que seja na priso do seguro cravou-
llie a baionela us costas o sargento voltou-
se rpidamente e o soldado anda Ihe deo
outros golpes pela frente e correo : a senti-
nella agarrou-o pelas corroa*, estas arreben-
taro e o assassino continuou a fugir po-
rem perseguido pelo sargento, viero agar-
rar-so r.ovamente at que a uns duzentos
pasaos do corpo da guarda cahiro ambos ;
e enlo foi preso o aggressor. Os soldados
da guarda nao Iberio o seu dever, e foro
por isso castigados; o assassino acha-so preso,
e o sargento anda vive mas nao est fura.de
perigo. ^______________
COMMERCIO.
E DITA L.
= Acbando-se vaga a substituco sca-
deiras de philosopbia e geometra do collegio
das artes desta academia jurdica em obser-
vancia dos estatutos ponho a concurso a dita
substituirlo com o prazo des seis mezes da
data deste dentro do qual devem habilitar-
se os concurrentes.
Miguel do Sacramento Lopes Gama.
Director interino
DECLARACAO
= O arsenal de guerra preciza de carvo
de pedra para consumo de suas officinas ;
quena tiver para vender comprela no dia 4
do correnle as horas do seo expediente.
AVISOS MARTIMOS.
ALFANDEGA.
Rendimento dodia 3 de Outubro 4:400*627
DESCARltECAO HOJE 4 DE Ot'Tl BRO.
Escuna Brnmence Catharinar= O resto da
caiga.
= Para a Rahia com toda a brevidade o
patacho nacional Flor de Miroim -- quem
no mesmo quizer carregar ou ir de passagem,
dirija-se a Gaudino Agostinho de Barros. na
piacinha do Corpo Santo D. 07 ou a bor-
do ao capito do papalina.
= Para o Rio de Janeiro o lindo, e ve
leiro Bergantim Relmpago forrado e
encavilhado de cobre Capito Joze Antonio
de Carvalho a sahir com muita brevidade
por ter parte do seu carregamento prompto :
para carga escravos a frete passageiros ,
tracta-secom Joaqum Baptista Moreira no
seu escriplorio na ra de Apollo ou com o
Capito a bordo.
- Sahe no dia 5 do corrente para o Rio de-
Janeiro o brigue francez Beranger, capito
Demoly, lendo honscommodospara levar pas-
sageiros : fallar com o consignatario A.
Schramm.
Srs. Redactores.
Qoando 1 o seu estimavelI Diario N. 210
de pare i com um annuncio assignado pello a-
migo do Tobas publicando o annunciante o
nome de alguns patrOes por letras iniciaes de
vigarem as obrigacoes de seus caxeiros que
diz o annunciante s se empregarem em ne-
gocios da sociedade Amisade nos Une. Eu,
Srs. RR. me conservara no meu costilmado
silencio se n'esse annuncio nao deparasse
com as letras iniciaes do nome de meu patrao:
parece Srs. RR. que aquelle annunciante d
bem fracas ideias da sua pessoa a vista da
arma de que iancou mo para combaler seus
adversarios causa cortamente do Srs. RR.
que lie um homem que se diz ter algum senso
proferisse taes absurdos quaes foro querer
desacreditar urna corpora^o a qual perten-
ceo mas o annunciante amigo do Tobias
(que honra Ihe seja fe la pela amizade que
tem ) ero outras as suas vistas nao vellava
nos enteresses dos patrOes annunciados elle
so cudava em ver se por esse meio se via li-
vre d'seus oppozitores a sua mira era ver se
assim poda impunemente salisfazer seus des-
regrados caprichos e levar a efleito o que Ihe
sugerisse a sua esquentada imaginaco ; e a
cazo Srs. RR. nao se vt; sobresahir a cada
frazed'aquelle annuncio o maior espirito de
vinginca ? mas quanto so nao enganou esse
meu gratuito inimigo elle com dissabor a-
inda me v e ver na mesma caza mas qual
he sr. amigo do Tobas o mal que eu e meus
collegas Ihe fizero ? foi certamente o nao
deixar-mos passar o artigo dos tres mezes de
mensaldades adiantadas hora falle a ver-
dade e diga que foi sso mesmo para ento
dar o golpe no estabeleciment e licarmais
bem aquinhoado em partilhas. Mas Srs. RR.
no que fui eu falar ? Jczus Maria eu fui fa-
lar d'esse projecto d'eslatntos nessa obra
completa, nesse portento de sabedoria, nessa
obra prima esem sigunda d'essa obra que
desde que he conhecda lodos Ihe tem tirado o
chapeo e que vai aparecer no catalago dos
grande autores ; mas em fim paciencia o
dito dito este c nao volta a tras acntela
oque acontecer anda me resta um ponto
de vista aosr. amigo do Tobias e he dizer
que honra seja feta a esses que pertendem
langar por Ierra a sociedade : ora meu sr.
a quem respeito se V. S. fizer o mesmo com
ludo aqullo que seu patro entregar a sua
guarda j eu sei e saibo todos que te-
mos mais urna caza de commercio quebrada ,
ora meta a mo na sua conscieucia sr. ami-
go do Tobias e veja l se eu ou Vm. he
que duvia estar no andar da ra ; mas pare-
ce-me que Vm j diz : eu pequei agora e
por muitas vezes minha culpa minha culpa:
pois olhc sr. amigo do Tobias eu c nao Ihe
perd-o em tempo opportuno V. S. dar
contas, mas tambem Ihe assevero que me
nao hei de servir de armas lo vis s proprias
de sua pessoa e seus satplites qual fosse o
seu annuncio que certamente he um padro
de gloria que Vm. levantou, e a donde Vm.
se virencostar em seus velhos annos. Mas
Srs. RR. o annunciante de seu estimavel Dia-
rio ser algum d'esses que escaparo ao sr.
Baro deCaxias ? elle que se assigna o ami-
go do Tobias se assim he j nao admira
o que elle e os outros tem feito e se isto he
verdade mster se faz de um bra^o to forte
como o do Hroe que dermhou o Tobias.
Adeos respeitabelissimo Sr. Amigo do To-
bas adeos meu gratuito inimigo a quem
nunca ollendi a dos lingoa ferina e DWW
venenoza que a da propria vbora adeos a-
tii mais nunca roubador do meu proprio
crdito.
E Vms. Srs. RR. queiro ter a bondade
de dar publicidade a estas toscas linhas pello
que muilo obrigaroao caixeiro que pertence
a caza do patra das ultimas letras iniciaes
comprejiendidas no annnncio do amigo do
Tobas.
O S. 1.
-- D. Anna Joaquina Cavalcante de AI-
buquerque Ucha viuva de Pedro Cavalcan-
te de Albuquerque Lchoa pelo presente an-
nuncio convida a todas os srs. credores do seo
cazal para que hajo de comparecerem no
dia 4 do corrente as 5 horas da tarde em ca-
za de seo pa o sr. Francisco Xavier Qavalcan-
te de Albuquerque na ra das Agoas-ver-
des D. 22 a quem annunciante tem au-
torsado com procuracTio bastante ; alim de
trataren) sobre o milhor meio dos seos paga-
mentos fazendo-lhes ver nessa occazio o
estado da caza.
- Quem precizar de roupa ensaboadao
engomada dirja-se camboa do Carmo ca-
sa D. 3.


w
5
%ST Dezaparecro no da quinta feira 29 de
gr.tembro urna caxorrinha branca e cotde nas-
cencia, muito gorda e manga, aqual nfio era
costumada a andar na ra mas julga-se ter
nimio e nao saber vollar a caza e assim al-
guem a ter recolhido ; pede-se a qupm a tiver
a mande entregar a seu dono na Boa-Vista
rua do Rozario D. 5 na caza terrea que tem
duas janellas de vidragas junto ao Sor. Pa-
dre Patricio que se gratificar.
tsr Preciza-se de um rapaz porluguezque
neja trabalhador e liel, para feitor de urna
(Mara e mais servigo pertencpnte mesma
oflicna ; quem estiver nestas circunstancias,
dando fiador si;a conducta pode procurar
na rua da Florentina caza da olaria.
tst Novo deposito de rap princeza da Ba-
jiia acaba de estnbelecer-se na rua da Cruz
do Recito escriptorio N 16. Este rap da
grande fabrica da Babia que pela sua boa
qualidade ssmpre mereceo a geral eslima do
rfrspeitavel publico desta cidade assim como
do Rio de Janeiro Bahia &c. e para que
venba a rezultar mais ahuma vantagem aos
consumidores desle rap o fabricante man-
da estipular no seo novo estabdecimento o
prego de 900 rs por libra quando se compre
de 5 arratois para cima (valor da mesma fa-
brica na Babia.)
'tST Preciza-se alugar um preto bom e ro-
busto e que traballie de enchada para tra-
balliar em um sitio perto d'esta praga ; qnem
o liver e quizer alugar annuncie ou dirija-se
ao lado da Matriz de Sanie Antonio D. H a
falar com o Francez Sanjeam.
tf Preciza-se comprar bicos largos do ra-
mage que sirvAo para toalhas de bertanha ;
qnem os tiver dirija se rua das Trincheiras
sobrado N. 21.
ssy Ha para se alugar urna caza terrea na
5 .hulado com dos quartos duas sallas co-
ziuha fora quintal murado e cacimba ; na
rua do Vigario D. 55.
529" Quem precizar de um rapaz poriuguez
para tomar conta de urna venda por balango
o qual d fiador sua conducta annuncie.
KSJ" Quem precizar de um mogo portuguez
para criado ou outro qualqupr emprego an-
nuncie, ou dirija-se loja delivrosda praga da
Independencia das 2s 3 horas Ja trde.
tsar A pessoa que. precizar de urna caza pa-
ra muito pouca familia para passar a festa
no lugar da capunga que faz frente para a
estrada vellia tem larangeiras verduras ,
melancias e outras Iruleiras, flores, etam-
bem ficar izento de levar alguns trastes ,
querendo dirija-se a caza do annunciante em
s;o sitio na Capunga ou em sua venda, na
rua das Crioulas. Justino Antonio Baptista.
27* Aluga-se o terceiro andar da caza da
rua Nova D. 10 a tratar na mesma.
ar Preciza-se de alugar um ou dois mo-
Jeques no botequim. junio aos quarteis ; no
mesmo se faz toda a qualidade de comida pa-
ra fora cm pnfeigo e todos os Domin-
gos e dias Santos haver mo de vaca e cabi-
della.
tsr Preciza-se arrendar annualmente 1
sitio pequeo nao mui distante do Becife ,
que esteja em bruto, e que tenha urna pe-
quena caza anda que soja de laipa e sendo
o arrendamento commodo ; quem o tiver an-
lllirie.
tsr Aluga-se urna ama de leite ; quem a
pretender dirija-se ao atterro da Boa-Vista ,
na primeira venda.
ssy Quem precizar de passaportes para em-
harengues passageiros escravos e folbas
corridas ou qualquer despacho martimo di-
rija-se ;i repartigo do consulado na salla do
porteiro que ah por consenso do meritissi-
mo >nv. administrador achara Francisco Jo-
ze dos Santos com sua banca de despachante
prompto desde que se abrir at que so fexar
dilo consulado a servir a todos com a maior
promptidAo obngado a fazer os manifestos das
rmbarcagoes e ludo mais que tender a a-
breviar do que ja tem dado provas.
tST" O Senbor F. A. da C. queira vir
remir seus penhores e pagar o capital e
juros de 5 mezes que est devendo at
6 de oulubro prximo vindouro ; do con-
trario se venderao os referidos penhores : no
pateo d* Santa Cruz D. \.
= O abaixo assignado faz sciente s pes-
soas que tem pinhores em sua mao que no
praso de quinze dias da data d resgatar do contrario sero vendidos para seu
pagamento.
Francisco Dias Fortes.
= O abaixo assignado vende a parte que
tem no sobrado de trez andares e soto sito
na rua dos'Tanoeiros em chaos proprios D.
2 confronte o trapixe novo i assim como o
sitio denominado sainas na freguezia de Ma-
ranguape distanto desta Praga 3 legoas ,
no qual contem caza de vivenda e sen-1
zalla de taipas 300 pez de coqueiros ,
bastantes pez de larangeiras e outras fractei-
ras que por poucas se nao mencionao pasto
para gado mato virgem trras encapucha-
das para plantagoes noque he muito frtil,
proporgoes para fabricar-se cal preta assim
como sal, lugares proprios de se situaren)
viveiros para peixe, e oulras proporgfies que
vista do comprador se dir ; cujas propie-
dades acho-se livres e desembargadas d^
hipoteca ou outra qualquer alicnago; quem
pretender dirija-se ao cartorio do escrivo
Souza na rua da Cruz ou annuncie.
Joo da Cruz Fernandes Souza.
= O Snr. A. X que mora nos suburbios
desta praga mande pagar na venda das 5 pon-
tas D. 25 8j000 reis importe do selim ar-
reado quocomprou mais do 2 annos epor
mais que se procurava receber dita quantia
nunca a tinha prompta ; e se nao quizer que
se publique seo nome por extenso trate de
pagar.
AGOA BALSMICA.
Alem das militas virtudes que possue esta
egoa balsmica novamente inventada ser
sufliciente referir as segundes que parecem
incriveis. Esta agoa faz parar e extingue
dentro em quatro minutos qualquer hemor-
ragia proveniente de feridas fetas com ar-
mas brancas armas de fogo ou oulras se-
melhtinles, anda que eslejo cortados os mai-
orps vazos arlerios ou mesmo esteja o cerebro
oflenddo o que equivali a sarar urna ferida
mortal e a maneira de se servir della he to
simples como efllcaz: para qualquer ferida
bastar que so lhe aplique em cima um pu-
nhado de fios embebidos na sobredita agoa ,
depois amarrar bem a ferida e deixar-lhe ca-
bir em cima urna pouca desta agoa a qual em
4 minutos far estancar o sangue e no fm de
3 dias estar a ferida fexada e sem receio que
aparega inflamagflo : quando a ferida be so-
bre o osso os fios sero demorados, por 7 mi-
nutos somente. Vende-se no escriptorio de
Manoel Joaquim Bamos e Silva na rua da
Cruz do Becife a 2,y000 rs. cada vidro.
= O abaixo assignado roga incarecidamen-
le aoSnr. Pedro Antonio Teixeira Guima-
rfies que por obzequio queira por esta mes-
ma folha responder-me s pergunlas seguin-
tes : l.qual foi a pessoa fidedigna, que lhe
disse que o abaixo assignado aconselhou a
Francisco Ferreira Bastos Amorm para que
nSo fizesse os dsticos das ras e que se os
principasse, os nao acabava : 2. quantas in-
trigas ten lio promovido e as pessoas a quem :
5. quantas malvadezas tenho obrado e a
quem tenhooffendidocom discreditode honra,
por palavras ou obras ou assassinato: se o nao
responder passa por um refinado intrigante e
calumniador, edezacriditadi-rdepessoasaquem
o nao deve fazer e espero que a resposta do
Snr. Guimares s ser fundada as minhas
perguntas e se dellas se afaslar protesto nao
responder pois contestagoes nao inleressa
a leitura do respeitavel publico.
Jas Mara d'Amorim.
= Preciza-se de urna pessoa capaz e que
d fiador para ir fazer urna cobranca fora
di-sta provincia : n8 rua estreta do Bozario ,
caza D. 20 da parte do norte 2. andar.
= Da-se dinheiro a premio em porgues pe-
quenas sobre pinhores de ouro ou prata na
rua Nova D 5.
tsr Umbelina Bernarda de Carvalho tem
aula aberta para ensinara 1er, escrever e
contar, cuzerde lavarinto ecacund ; bor-
dar de lnha de ouro o de marcar tudo
com perfeco e por prego commodo : quem
pretender dirija-se a rua da Alegra, vindo
da Igreja de S. Crus caza nova.
v&- Quem precizar de um rapaz brazileiro
de idadede 15 annos o qual sabe 1er escrever
e contar para caxeiro de cobrangas ou loja
de fazendas on nesmo de miudezas pois j
disto tem pratica dando fiador a sua conducta
annuncie.
BT A quem lhe faltar um escravo queira ,
dirigir-se a rua do Crespo caza de Joze Mara
Giraldes que o entragar dando os signes
certos e protesta nao se responsabelisar no
cazo de fuga.
XST A pessoa que ofreceo um jogo de for-
mas e um dito de ferros e os mais pertences de
xapeleiro no cazo que inda os nao tenha ven-
dido dirija-se a rua Direita-a traclar na ven-
da N. 1G do beco de S. Pedro.
tST Joo Antonio Pinlo dos Santos Phar-
maecutico, rezidente na Villa campia-gran-
de Provincia da Parahiba do Norte parti-
cipa a todos os snrs. Pharmaceaticos desta ci-
dade de Pernambuco que se desligou da so-
ciedade que tinha em urna botica na cidade
da Parahiba com seu sobrinho Manoel de Sou-
za Santos ; e por isso d'hora em vante se nao
obnga por qualquer debito contrahido pelo
mesmo seo sobrinho. Declara mais, se qual-
quer pessoa tiver urna carta em que m'obrt-
guei por um cont de reis para drogas em
qualquer botica seja apprezentada ao snr.
Victorino Ferreira de Carvalho na praga da
Boa-vista dentro do prazo de quinze dias
contados da dada deste ; e o nSo fazendo per-
der quem a tiver todo o direito.
xsr A pessoa que lho faltar urna trouxa de
roupa aqualconduzia um prcto a Tigipi, di-
rija-se, a Joao Dias Barboza Macu.lum na re-
partigo do correio que dando os signaos das
pessas que a dita trouxa conten lhe ser
entregue.
= Aluga-se o sitio na ponte de Cchoa ,
junto da viuva do snr. Amorm com boa
caza de vivenda excellente agoa de beber, co-
xera estribara e caza de pretos na rua
nova D. 22 segundo andar.
Alug-se igualmente por lempo de festa
ou anno osilio na passagem que foi do padre
Antonio Soares com muito boa caza coxei-
ra estribara senzalla para pretos e ha i xa
com capim na rua nova D. 22 segundo an-
dar.
O thesoureiro da sociedade Euterpina
tem em seu poder um leque que foi adiado
depois da partida do dia I. do corrente : a
Snra. a quem pertencer o poder mandar bus-
car na rua Velha da boa-vista caza D. 30 que
lhe ser entregue.
- Manoel Gongalves i Companhia fazem
sciente ao publico que do l. de outubro em
diante a firma de sua caza passa a ser a de
Cruz & Barboza.
Aluga-se a loja de um sobrado na rua
do Rozario estreita. propra para qualquer ofi-
cio ; quem a pretenter, dirija-se a rua do No-
gneira D. 27.
= Aluga-se um sobrado de 2 andares e
loja na rua Praia, quempert>nder, dirija-se
ao forte do Matto prenca de Carneiro Mon-
teiro.
= Preciza-se comprar Olibro, Oratio tra-
duzido ao p da letra ; novo ou uzado an-
nuncie.
=No dia 5 de outubro. cahio um chapeo
da sella do convento de S. Francisco quem o
tiver achado leve na rua do Queimado loja de
ferraje D. 15 que ser gratificado.
= A Snra. prima da Conceigo que esteve
de ama em casa do snr. Antonio Joaquim Pe-
reira da Silva que j foi socio do Dourado ,
comparega na praga da Independencia loja N.
2 de Jozef Joaquim Borges de Castro a nego-
cio que lhe inleressa e o mesmo se aviza ao
snr. Joaquim Jos de Santa Anna compadre
do dito Pereira e Silva.
lar Nao tem continuado a publicagSo do
Espelho das Bellas por falta dH assignantes.
Subscreve-se na rua do Collegio loja de livros
D. 7, 960 reis por trimestre adiantado com
a inlrega do primero numero e um nume-
ro por semana at a concluso do resumo da
historia da Provincia ; resumo que pela ma-
neira que se tem dado nunca fra visto; o que
torna a folha summamente inleressanle para
a educagoda infancia e anda para'muitas
pessoas adultas. (Redactor.)
%ST Offerece-se um rapaz de idade de 15
annos, de boa conducta, que sabe ler escre-
ver e contar pprfeitamenle e tem boa le-
tra ej tem algumas luzes do commercio ;
para caixeirode loja de rua de escripto-
tio ou mesmo para escripia ; quem do seo
presumo se quizer utilisar annuncie a sua
moradia por esta folha para ser procurado.
vsr O Snr. queannunciou querer ensinar
meninos com preferencia para o corto ; di-
rija-se a rua do Fagundes D. i4 que acha-
ra com quem tratar.
jy Acha-se prezo em' cadeia fora d'esta
Provincia um preto que diz ser forro, porem
he cativo ; porque tem bastantes marcas de
chicote as costas e nao diz d'onde he filho.
e tem os signaes seguintes boa altura, boni-
ta figura crilo com urna sicatriz junto ao
olbo direito representa 24 annos de idade ,
pouca barba quem se julgar com direito a
elle dirija-se a Boa-vista na ponte valba so-
brado D. 3 segundo andar para melhor se
informar.
es- 0 Snr. que tem annunciado por ve-
zes um calis e mais ornamentos Sacerdotaes,
na rua eslreita do Rozario D. 20; se anda tem
drija-se a rua do Livrament D. 5 casa a-
marela a fallar com o Sr. Joze de Souza :
pois j sp tem procurado, e no se tem achado.
tsr Perdeo-se meio bilhete n. 1844 da
1.- parte da 5." Lotera de N. S. do Rozario;
quem o achar e quizer restituir dirija-se
praga da Independencia N. 27.
t?y Quem precizar de urna ama para caza
de bomem solteiro ; dirija-se a rua do Ran-
gpl D. 22.
t^* Qupm annunciou querer comprar um
selim Ingiez em bom estado ; dirija-se a rua
NovaD. 1G.
tsr Joze Mximo de Araujo, morador em
Passassunga, faz sciente ao publico que doan-
do a escrava Vicenca crila a sua cunhada
Anna Joaquina do Espirito Santo, cazada com
Rodrigo Soares de Brito, para si, c seus filbos
no caso de os ter o nao tendo filhos vollar
a escrava com as suas produges para ocazal
do doador ou dos seos herdeiros sem os
prenles da rloada e seo marido lerem parle
alguma em tal escrava ou suas piodugoes :
faleceo o marido da doada no lugar de Tim-
bauba tennoda villa da S. Joo, provincia
lia Parahiba : como nao deixasse filhos appa-
receosua mi Ignacia Francisca do Livramen-
to como herdeira do filho pedindo a meaco
do cazal da doada c por consequencia meta-
de da escrava Vicenca e seos lilhos : o doa-
dor tem-se oposlo e a mi, ou sogra da do-
ada pertende vender os fruclos da escrava
quem os quizer comprar e para que nao ba-
ja quem os compre engaado e sem mais
exacta informago o doador faz o presente an-
nuncio para intellgencia de quem perlender
comprar tal crila ou alguns de seos lilhos
que ella foi doada com u condigo do vollar v
para o cazal do doador, no caso da doada nao
deixar lilhos e que se a sogra da doada os
vender : elle doador esl resolvido a ir reven-
dicalos do poder em que se acharem.
-- Existe na rua do Cabug D. 7 urna
encomenda pira entregar a mana do fallecido
sr. Jos Malinas o como se ignora a sua mo-
rada faz se o presente annuneio.
A commissao administrativa da socieda-
de Apollinea convida os srs. socios da mes-
ma a comparecercm boje terga feira a
sua sesso pelas seis horas da tarde a fin
de pedirem bilhetes para seus convidados ,
para a prxima partida do sbado 8 do cor-
rente.
0 primeiro secretario da socedade Na-
talense avisa aos srs. socios que a continua-
ran da sesso do i. do corrente v hoje pe-
las seis e meia horas da tarde.
Quem precisar de um rapaz portuguez ,
para caxeiro de venda ou padaria deque j,
lem pratica e d fiador a sua condula : an-
nuncie.
-- Preca-se de GOOji rs. a um juro rasoa-
vel dando-se por seguranga hypotheca em
urna casa terrea livre e dezembaragada ou
firma a contento : dirijo-se rua dos quar-
teis D. 5.
Preciza-so de um forneiro que seja bem
dezembaragado no servico de padaria e se
paga bem agradando : na padaria do palio da
Santa Cruz na frente da igreja.
Aluga-se um preto da costa para qual
quer servico na praga ou do campo : quem
o perlender drija-se a rua das larangeiras
casa que tem coxeira e adiar com quem
tratar.
A 15 dias pouco mais ou menos desa-
parceo do largo do collegio estando amarra*
do a porta um quarlorugo magro com
snaps de puxar carroga com o ferro j com
um travesso inda nao eslava encabeiado
por ter sido a pouco marcado : quem o achar
annuncie ou leve ao annunciante Antonio
Joaquim de Mello : rua do Livramcnto que
se recompensar.
^" No dia i3 do corrente an-
dao impreterivelmente as rodas da
Lotera da Matriz da Boa-vista e
os bilhetes vendem-se nos lugares
do costume.
A senhora D. Francisca das Chagas
MendesCorroa queira mandar buscar urna
caria vinda do serto: na praga da Boa-vista
D. 16.
Quem precizar do urna ama para servi-
go de casa ; dirija-se ao Becife no beco de Joao
de Barros sobrado de tres andares por cima
da loja de barbeiro no primeiro andar axa-
r com quem tratar.
O abaixo assignado previne ao publi-
co que ninguem aga contracto algum com
Antonio Francisco do Reg Barros sobre o
engenho Genipapo, que foi do falescido Fran-
cisco de Paula Nigramonte visto que o di-
to engenho pertence aos orphos filhos da-
quelle falescido por terem sido instituidos
herdeiros em testamento e mesmo no caso
que esse testamento tenha sido julgado mil-
lo oditosr. Antonio Frnciseo nao pode a-
lienar o dito engenho por isso que nesse
cazo deve pertencer aos herdeiros obintesta-
dos entre os quaes deve figurar o abaixo as-
signado como administrador de sua mulher ,
que he irm daquello falescido Francisco do
Paula Nigramonte e para que ninguem se
chame a ignorancia faz o presente annncio ,
protestando annular qualquer contrato que
se lizer sobre o dito engenho Ginpapo.
Gaspar da Silva Fres.
'i
?.


4
41
*

= Antonio Felis Gcrard ; retira-se para
Franca.
tsr Aluga-se urna caza terrea com gran-
des commudos tendo 2 salas, 6 quartos, co
zinha fura quintal, e um grande sotao : a
tratar na praea da Independencia n. 20.
PIUIHS VEGETVES E UN'IVEItSAES AMEIUCANAS.
OT O nico deposito dellas he em caza de
D. Knoth, agente do Author, na ra da Cruz
n. 57.= N. B. cada caixinha vai embrulha-
da em seu receituario com o sello da caz
em lacre prelo.
tsr Quem quizer tomar conta de urna ven-
da dando (ador ; dirija-se a ra do Vigario a
fallar com Lima Jnior & C.a
= Alfredo Mansell Power, subdito In-
glez retirarse para Inglaterra.
= Quem precizar d um rapaz braziloiro
de idade de 15 a 10 annos o qual sabe 1er
screver e contar para caixeiro de cobran-
zas ou luja de fazendas ou mesmo do miude-
zas pois j disto tcm pratica dando fiador
sua conducta : annuncie.
tsr Constantino Magalhics da Silva Lei-
to subdito portuguez retira-so para fora
da provincia.
tsr Joo Gomes Jasmim segu viagem
para a Babia, a tratar de seu negocio at o
im do corren ti\
tsr Dezeja-se fallar aos Snrs. Paulo Joze
Gomes Manoi'l Joze Dantas para liles se-
rem entregues duas cartas vindas de fora; que
para isso queiro aununciar as suas moradas
para serem procurados.
COMPRAS
Uma morada de caza terrea pequea,
que chegue a um cont de reis pouco mais ou
menos sendo as seguintes ras da Boa vis-
ta: S. Gonsalo, Gloria, Ponte velha, Prese Co-
tovello: quem tiver annuncie.
*jt A historia de Pamela Andrewes ou a
virtude recompensada em bom uzo ; quem
tiver annuncie.
tsr Continua-se a comprar escravos para
fora da provincia de 13 a 20 annos, sendo
de bonitas figuras pago-se bam : na ra da
Cadeia de S. Antonio sobrado de um andar
de varanda de pao D. 8.
tsr'Effectivamente para fora da provincia
mulatinhas crelas e mais escravos de 13 a
20 annos sendo de bonitas figuras pago-se
bem agradando : na ra do Livramento D. 2
sobrado de um andar entrada pelo Rang.l, das
9 horas as 4 da tarde.
VENDAS.
Cdigo do processo e reforma com seus
regulamentos, cdigo criminal constitui-
co com reforma e interpretago regiment
de Minas que marca os emolumentos dos
empregados de justiga regiment das Rela-
gfres do Imperio decreto n. 150 dando re-
gulamento para a arrecadago da dizima, dito
n. 160 para a arrecadacao dos bens de defun-
tos e auzentes : na praga da Independencia
loja de hvros n. 37 e 38.
Saccas de familia de mandioca da
provincia e de fora muito nova e bem tor-
rada a 11 12 e 14 patacas a sacca : de-
fronte da escadinha da alfandega noarmazem
de J. G. Vieira Guimares D. 31,
xsr Um quartovindo doserto, hoje de-
fronte da Cadeia.
tsr Varias pegas de obra de marcineiro ,
principiadas : na camboa do Carino ao p da
padaria caza de Romana da Costa.
t3T Urna poico de barris e quarlolasja
servidos um banheiro de amarelo ainda
novo. 12 covados de sarja preta portugueza
para vestido uma banda de seda para olli-
ci?l e uma porco de garrafas pretas vazias:
na ra da Cadeia do Recifc D. 35 no segun-
do andar.
tsr Um relogio sabonete de prata de
marca pequea, e muito bom regulador, por
prego commodo : na ra estreita do Rozario
loja de cera D. 13.
tsr A colego de 11 mezes do Diario des-
de Feverei roa t Dezembrode 1840, e 3 mezes
Janeiro Feveiro e Margo de 1841: na ra
do Rangel D. 8 a tallar com Victorino Fran-
cisco dos Santos.
tar Um calis de prata dourada com mui-
to pouco u/.o obra rica tanto em b^mfeitoria
como em dourado uma alva nova do lava-
rinto um par de galhetas de vidro uma
toalha de altar uma prensa de mo de apa-
rar papel : na ra estreita do Rozario D. 20
^no segundo andar, da parte do norte.
tST Uma escrava moga, engomma bem
liso cozinha o ordinario outradita de na-
ejo quitandeira ambas se do a contento :
na. ra Direita N. 45.
tsr 300 e tantos meios de sola Yindos do
Aracaty vende-se a porgo que o com
prador queira : na ra do Queimado loja De-
cima 7.
tsr Superior tabaco em folha para oharu-
tos, tabaco da Babia em rolos de 20 araobas,
coucoeiras de madeira Gonsalo Alves : na
ra da Cruz n. 26 escriptorio de Manoel Joa-
quim llamos e Silva.
HP Urna escrava com uma cria com
muito bom leite de boa figura e moga : na
loja quina da ra do Crespo confronte a do
Sr. Viegas.
s^" Quartinhasda Baha por prego com-
modo : no arco da Coneeigo no oito da
botica do Sr. Antonio Pedro das Neves.
tsr Urna caza terrea perto do banho do
Caldereiro, com duas salas, 4 quartos cozi-
nha fora e telheiro para recreio tambem se
a luga por 80,* ; o 36 i palmos de terreno no
cortume dosCoelhos defronte do finado An-
tonio Cocido : na ra larga do Rozario caza
de 4 andares que tem botica.
tsr Meias sacas de farinha de superior
qualidade : na ra do Collegio loja do Mene-
zes. D 2.
tsr Um terreno com 70 palmos de frente ,
300 de fufido no lugar da estrada nova da
Capunga com arvores de fructo e serca
de madeira proprio para se edificar uma ca-
za : na ra Nova D. 22 loja de chapeos.
tsr Urna caza de taipa na estrada que
volta para os afflilictos, com 60 palmos de
frente e 200 de fundo : na ra do Cabug nu-
mero 8.
tsr Um porta-licor, nove vaos de caixi-
Ihos de janelas e 4 de alcova modernos e
por preco commodo; a possede um terreno
com 20 palmos de frente e com aheerces ,
na povoago dos Afielados ra do Motoco
lomb : a tratar no bair'ro baixo, sobrado
que foi do Padre Manoel do Muro D. 3.
tsr Duas mulatas sendo uma de 20 annos,
eaoutradel4, com todas as habili lades
que sao necessarias para uma caza de familia,
setn vicios nem molestias ao comprador se
dir o motivo da venda : na ra da Madre de
Dos D. 21.
tsr Uma mulata de bonita figura de 30
annos cozinha o ordinario cose chao la-
va bem de sabo e muito carinhoza para
criangas : na camboa do Carmo D. 11 segun-
io andar.
tsr Urna venda c^m muito poucos fundos,
proprios para qualquer principiante na ra
do Torres ao sabir para o beco da Lingoeta :
a tratar na mesma ou na ra do A mor m
venda n. 125.
tsr 30 a 40 oitjvas de bom ouro em pe-
gas de obras 500 oitavas de muito boa pra-
ta tambem em obras e lo' quadros para sa-
la : na ra do Amorim venda n. 125
tsr /*nnaes da provincia deS. Pedro do
Sul pelo Viscoude de S. Leopoldo pelo
prego de seis mil rs. : na praga da Indepen-
dencia loja de livros n. 57 e 38.
tsr Urna moleca de bonita figura sadia,
e'sein vicios de 16 annos com principios
de costura, e cozmha : na camboa do Car-
mo D. 11 primeiro andar.
tsr Um sitio no lugar da Boa viagem com
a frente para o mar tero mais de 80 pez de
coqueiros dando fructo, muitos e bons caju-
eiros, alguns pez de massaranduba ,- baixa
para capim e Ierra para plantar mandioca ,
com caza nova de tacaniga porcm ainda por
acabar, adinheiropor prego commodo, e
tambem se troca por caza nesta praga ou por
escravos ; quem pretender annuncie.
tsr Duas canoas abertas de carreira e uma
barcaga que carrega 10 caixas ludo por pre-
go commodo : no esta le ro de Joo de Brito
Correia alraz da nbeira do Peixe.
tsr Um escravode todo o servigo e cozi-
nha o ordinario ; quem o pretender annun-
cie.
tsr Duas moradas de cazas terreas uma
no pateo do Hospitnl do Paraiso com quin-
trl murado porta" e cacimba a qual ren-
de mensalmenle 12* rs. e a outra na ra
da Aurora em S. Amaro, com um grande
viveiro contendo em si bastante peixe ; e um
escravo pega de bonita figura d 24 annos ,
bom cozinheiro e bastante geitozo para ser-
vir a uma meza etem ofllcio de serrador:
na ra de Hortas caza terrea n. 42.
tsr Doze milheirosde agulhasseccas mui-
to novas e grandes proprias para se ven-
der na ra por escravos muito em conta :
na ra Nova D. 21.
tsr Carne doserto muito boa, em por-
gaO e a retalho : na ra da Cadeia do Recife
D. 55 segundo andar.
BT Um pianno iuglez com pouco uzo e
muito em conta: no pateo de S. Pedro D. 13;
assim como uma banca de condur nova para
nido de sala,
=Na ra das Cruzes D. 1, frente amarella
os seguintes gneros muito em conta :
Superior manteiga ingleza a 640 rs. a li-
bra dita franceza a 400 rs. banha de porco
a 440 rs. a libra passas muito novas a 360
a libra amendo-as novas superiores a 360 a
libra vinho do porto engarrafado a 400 rs.
a garrafa dito moscatel a 560 licor a 280 ,
lito em meias garrafas a 200 rs., paios a 2560
a duzia, lingoigas a 300 rs. a libra, prezunto
a 280 a libra bolaxinha a 280 a dita cha
issom a 2560 a dita caf em grao a 180 ,
dito moido a 280 a libra cravo da india a
960 a libra erva doce muito nova a 360 a
dita, cominhos a 280 canella a 920 a libra,
spermcete de 5 e 6 em libra a 720 agur-
dente do reino muito forte charutos da Ba-
ha a 1280 a caixa de 200 charutos albos a
640 a reste, e molhos a 140, sebolasem mo-
Ihos a 1100 macarro a 240 a libra talhe-
rim a 260 dita breu a 1000 rs. a arroba ,
pumada a 260 dita, pimenta do reino a 240
libra, alfazema a 200 rs. a dita, queijosa
1100 serveja branca a 440 a garrafa dita
preta a 360 a dita papel almago a 2700
3200 3900 e 3400, dito de pezo a 2900 e
3200 a resma vinhos de todas as qualidades
eoutros muitos gneros por prego commodo.
tsr Mr. Nicolle Francez ultimamante che-
ado de Franga tem estabeloeido na ra do
Passeio D. 12, junto a caza Nova do Sr. Cu-
nha GuimarSes. um armazem de liquidos de
todas as qualidades, como sujfto vinho de Bor-
leaux em meias pipas, dito ditoem garrafas,
pelo prego de 200 reis ato \t reis cada uma ,
lito muscatel frontignam em caixas de 12
garrafas agoardente de franga de todas as
qualidades dita em conservas de morangos ,
roma licores os mais finos e muito bemsor-
tidos kirschenwasser absinthe a muito
apreciada agoa de flor de laranja &c. azeite
dree de muito superior qualidade de niceem
cestas de 12 garrafas, conservas de varas qua-
lidades ; assim como sardinhas ervilhas ,
chaussiss's, champigrons cepes arhuille
truffes de perigord &c. : caixas de sailaisons
com 12 frascos sortidos, bom como azeitonas,
pequeos pepinos alcaparras tum, sebolj-
nha pequea encharas ; muito bom queijo
da suiss e cxcellentes charutos chegados
ltimamente da baha: e outrasmuitas cotizas
proprias para os deliozos lempos da festa;
tudo por comroodos pregos ao alcance de todas
as classes.
tsr Um excellente sitio na Barreta com
casa trras para plantago, arvoredos, pro-
porgOes para ter vaccas &c. : na ra da flo-
rentina em uma das esas de Joo Zurrik, que
lica confronte a de D. 13.
tsr Uma caza de louga de barro, tem
rommodo para familia : na entrada da ra
do Rangel D. 37.
tsr Uma porgaO de sacas com arroz pilado
com alquere da medida velha, por prego com-
modo : na ra da ConceigaO da Boa vista De-
cima 8.
tsr Presuntos bons e muito baratos : no
armazem do Braguez ao p do arco da Con-
ceigaO.
tsr Presunto americano muito bom a
200 rs. a libra, e fumo em folha para sigarro:
noarmazem defronte da escadinha da Alfan-
dega.
ESCRAVOS FGIDOS.
tsr Fugio ou furtaro no din 16 de
Novcmbro do auno p. p. um escravo ainda bu-
cal de nome Fortunato com os signaos se-
guintes : estatura regular de 50 annos para
cima falla descangada rosto comprido com
bastantes marcas de bexigas principalmente
no nariz com uma pontinha de barba no
queixo cor preta ja com alguns cabellos
tirancos na rabeca quando anda levanta os
ombros alguma couza e anda de vagar que
parece estar doente dos ps quando desapa-
receo estava magro ; e levou caiga e carniza ja
velha : quem o aprezentar na ra da Cadeia
do Recife D. 35, no segundo andar, recebe-
r lO* de gratificago.
tsr Fugio no anno de 1825 um moleque
de 10 para 12 annos com os signaos seguin-
tes : cabega puntuda para traz pestaas
compridas falla descangada com uma con-
luso em uma das pernas da parte de fora a
cima do tornoze o tem sido visto em Porto
do Calvo ou Rio Forrooso engenhodos Sis.
Mendongas quem o trouxer pode entregar
na ra das Trinxeiras sobrado n. 21 ter
lOOtf de gratifiieago.
tsr Na madrugada do dia 10 do p. fugio da
casa do abaixo assignado, o africano Damio ,
de nago congo ainda bugal, cara redonda,
olhos grandes sobrancelhas grossas pouca
barba dous dedos de menos no p esquerdo,
e o mnimo de uma das roaos cortado pela se-
gunda juncia. Foi vestido com camisa de al-
godSozinho trangado e caiga deserapilheira.
Este preto he mais conhecido pelo nome de
Jacob e talvez que responda pelo de Bertol-
do por ter sido primeiro que se Ihe deu logo
que chegou da costa de frica : sob o de Da -
mio porem he que forfio arrematados os seus
servgos. Os aprehensores dirijo-se a ra da
Roda casa D. 16 segundo andar quesero
recompensados. Luiz da Costa Porlo-carrero.
tsr Boga-se as authoridades policiaes ca-
pitfies de campo o pessoas particulares da
Paraiba do Norte a aprehensao da escrava
Joanna da nago angola cor fula que foi
do Capito Nicolu Tolentino de' Vasconcdlos
da mesma Provincia, cujo signal da escrava
bastante visivel tero dedo do p aleijalo ,
e conhecida ali por Joanna maribondo : no
pateo do Ter?o n. 139 segundo andar.
or No dia 22 do passado fugio do engenho
Pererecas comarca do Rio Formoso um negro
por nome Feliciano he muito bruto que fui-
lando ninguem o entende fulo da cor seceo
do corpo alguma couza baixo um tanto
estouvado por vivesa tendo no brago direito
ou esquerdo uma grossura como aleijado ou
por o ter quebrado e ser mal soldado levou
vestido carniza e seroulas de algodo da Ierra,
chapeo de palha e uma bala enramada ro-
ga-se a todas as authoridades publicas tanto
da praga como do matto se o pegarem de o
mandar levar no dito engenho a seu Sr. Joo
Francisco Santos de Siqueira e nesta praga
ao Sr. Major Manoel do Nascimentoda Costa
Monteiro o mesmo se recomenda aos Mestres
de campo ou qualquer pessoa que o posta pe-
gar que sero bem recompensados alem da
paga-
tsr Na madrugada do dia 25 Setembrofin-
do, fugiro do engenho Porgatorio na Fregiu-
zia de Iguarass um casal de escravos Cae-
lano nagao angola representa ter 40 annos de
idade cor preta alto bastante e fornido,
olhos avermelhados, a pona da orelha esquer-
da com um pequeo lasco do volho quan-
do se apura em qualquer servigo frange os tri-
gos os denles da frente podres, quando an-
da cai com o corpo para dianto tem signaos
as nadigas de surra. Getrudes crela com
a mesma idade cor preta alta rosto des-
carnado e os denles acangulados, de surte
que quando falla os des obre e essa grossa ,
atrapalhada com um resto de ferida em uma
das pernas; ha fundadas suspeitas que foro
furtados por certo ladro de escravos simi-
branco, com idade de cincoenta annos, baixo
de grossura a proporgad pescogo curto e
um tanto interradontreos hombros magas
do rosto altas, queixo fino tem um carogo ta
pona das cusidlas de um lado buscando para
espinhella proveniente de uma facada he
casado, e tem uma filha solteira jmulhcr ,
fui morar a poucos dias no lugar de agoa fria
junto a Cidade .de Olinda ; esse sugeito yoo
a 19 mezes da Provincia de Alagoas com um
genro e um cimbado os quaes ando disper-
sos por terem furtado dous moloques do enge-
nho Cumbe de cima desta mesma Freguezia e
alguns cavallos a diversas pessoas e s,
nao foi com ellos o mencionado ladran, pur
tur sido logo preso, porem foi injustamente sol-
lo, quem pegar os mencionados escravos ; ou
der nolca certa dirija-se o mesmo engenho
que ter 5(),> de gralificagao ; como tambem
ruga se a todas authoridades a captura do dito
ladro.
or Fugio no dia 7 do p. um escravo de no-
me Antonio nago cagange com os signa-
es seguintes : representa 16 annos alto ,
sem barba seceo do corpo levando cauma
encarnada de bata e caiga de brim branco;
quem dclle souber ou der noticia pode levar
ao sitio da passagem de Olinda denominado
ollio de agoa ou na ra do Vigario armazem
numero 8.
tsr Em Julho do corrente anno fugio um
escravo africano de nome Antonio alto espi-
gado pouco corpo nao he mal parecido pa-
ra negro traz uma argolinha na orelha es-
querda e lem os ps radiados de bobas.
Este escravo pouco lempo antes desta fgida
esteve oceulto em uma padaria por detroz da
ra do Atierro da Boa-vista de um Portuguez
Joo Antonio Miguis, e tendo este sido preso
por barricas de farinha Curiadas adiadas na
sua padaria o dito escravo fugio dahi e foi
bu car padrinho e veio para casa e sendo
solt o dito Portugueez, tornou o preto afugir,
o que deixa suspeitar que foi outra vez pa-
ra a companhia d'aquelle, que agora (dizem)
fora para a Cidade da Parahiba : quem delle
tiver noticia ou o pegar leve-o a seu Snr.
na ra do Bangel D. 25 na quina do beco do
Carcereiro que sir gratificado.
RECIFE NA TYP. DE M. F. DE F, =1842.


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID E7KL417TL_FPIUGY INGEST_TIME 2013-04-13T01:18:15Z PACKAGE AA00011611_04786
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES