Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:04778


This item is only available as the following downloads:


Full Text
Anno de 1842.
Quinta Fe ira 25
, mgort depende de nos mesmos ; d* nos prudencia mudeuro e enerin : coa-
coW principiamoa e seremoa annntadua rom admirarfio entre as Nai-e msi
l""""nu (I'roclamacao da Asse'n.bl.'a fieral do araiit.)
cul:-
PARTIDAS DOS CORREROS TERRESTRES.
Piraiba e Kio erande do Norte, se:nnda e exlas feiraa.
Smr.'G.r.nhuBS, a 40 e 24-
h Serinhaem Hio Formoio Pono Cairo Marei e Alagoaa no 1. '
."'i% Sanio Antao quima feira. Olinda todos os dia.
DAS DA SEMANA.
ni Tnemoieo M. Aud. d. J. de D. da 2. v.
,, ,..;: jtm s. Foliope Benicio. Re. Ad. do T. de D. d.l. T.
* n",irt Barlholomei Ap. s. Prololomeo B. M.
11 tv 7.tkm P- M. And. do.J.deD. da A\ r.
7 Sab.' J"** de c",,,ians- R<1- Aud- do J- de U- dl 3* T
J8 Doai. O Sagrado Coracao de Mara SS.
.
de Agosto. Anno XVIII. N. 18g.
JSMtVUSU
O Diario p tl>1ica-M t.i.l.n o da* 1"' nio f"r"n Sanufi.-atlm o ptOfo da a-ntor U
del i*i mil rea por quarhrl pagal aiiianUdoa. Oh annuiioiii do a#g"UMee alo inseridos
rratis e os .los .( o n u. Dore 0 rat.iu d- 0 res por linha. As rerlamaroc dm er
dirigidas eaiaTypogfafta roa das CrOta 1). 3, su a praca da Independe*-,, loja de lirroa
Numero 37 e 3N.
CAMBIOS no da 22 de agosto. compra venda.
Cambio sobre Londres ?5 nominal.
M m Pars 375 reia p. franco,
. Lisboa 100 por 100 da pr,
Moeda de cobre 4 por 100 'e descinto.
Idea de letras de boaa firmas le a 1 e J.
Ocao- Moeda de 6.400 V. 16,200
N. if.,00
da 4,000
PltAT PalaeSoi
Peros ('olumniraa
dito Mexiranoa
u ni lid a
'.1.000
l.MO
1,870
4.870
1,680
16.400
46.200
9.200
4,880
1.880
1.880
4,720
Preamnr do dia 25 de A'nslo
1." a 7 boras 4 m. da manhi.
2, a S horas e 6 m. da tarde.
phases oa i.ua ivo mez ue agosto.
Loa Nora a fi s 0 horas e 211 n. da tard.
Quarl. erase, a 13 as 3 horas e 4 m da manh:
La cheia a 20-- As 11 limas e 50 o. da tari.
Ouart, ming. a 29 --a 1 horas e 31) m. da manh.
IMARIO
PARTE OFFIC1AL.
GOVERNO DA PROVINCIA.
EXPEDIENTE DO DIA 20 DO COMIENTE.
Oflico Ao commandante das armas, re-
mellendo para terem o conveniente destino,
urna grvala de couro de lustro urna arma
sem fecho un bonet e urna escovinha
que segundo participa o chufe de polica ,
ionio aprehendidos no dia 16 do cor rento po-
lo subdelegado da freguesia dos A .Togados
um mulato que se diriga para Una.
Dito Aochefe de polica, participando
o conteudo no precedente offico.
Portara Ao commandante da escuna =
primeiro d'abril =, ordenando que rece-
ba seo bordo fim de servir na marmita ,
o reci uta Joze da Silveira Nicolao que Ihe
ser remeltdo pelo commandante das ar-
mas.
Dito Ao commandante da escuna 3= Le-
bre determinando que receba a seo bordo,
e transporte para a Parahiba a entregar ao
chefe de polica respectivo os presos que
lhe forcm remetlidos pelo Desembargador
chefe de polica d'esta provincia.
REPARTICAO DA POLICA.
Parte das occorrencias do dia 22.
O commandante geral do corpo polica
participa boje, que hontem fora preza por um
soldado a pret'a Thereza escrava por estar
fgida, e que n3o occorreo novdade.
li IIC i >.
INTERIOR.
PARAHIBA.
Illm. o Exm. Snr. Passn as mos de V.
Ex. a copia junta do parecer da Commisso
de Poderes que em a quarta sesso Prepa-
ratoria do dia de boje foi approvado pela
Assembla resolvendo que se levasse ao
conhecimento de V. Ex. para dignar-se dar
as devidas providencias. Deus Guarde a V.
Ex. Secretaria da Assembla Provincial 18
de Agosto de 1842.Illm. e Exm. Snr. Dr.
Pedro Rodrigues Femantes Chaves Presi-
dente d'esta provincia.Baldtiino Joze Mei-
ra primeiro secretario. = Conforme. O Se-
cretario interino Joze Antonio Baplista.
A Commisso de poderes nomeada para
vorificar os Diplomas dos Snrs. Membrosda
Assembla Provincial, que so aeho reuni-
dos vem apresentf o resultado dos seos
trabalhos pela forma seguiute : = Achou ,
que por urna segunda Acta de apuracSo de
voto* dos Colle-giOa. EieUoraes feita na C-
mara Municipal d'esta Capital em 25 d* Ja-
neiro da 1811 forgo declarados 28 Membros
d'Asaembra por obtercm a maioria d vo-
to e que d'estes os Senhores Antonio
llenriques d'Almeida Doulor Francesco Ro-
di iguea. Ramal lio Franca Lcite e Franois-
cu Joze d'Avila Bitancotirt se apresentaro
com os respettvos Diplomas, o que os Snrs.
Manoel liara Garueiro da Cunha Francisco
Joze Meira Manoel Simplicio Jacome An-
tonio Galdino Alvcs da Silva Joo Rodri-
go Surgi Clementno Dourniont Pessoa Joze
Francisco de Seixas Machado, Frederico Au-
gusto Neivu Doutor Antonio Joze llenri-
ques Doutor Flavio Clementino da Silva
Freir Joze Luiz ftugueira de Moraes Pa-
dre Joanuim Antonio LeilAo Feliciano io-
zellmnqu^s, Gregorio Magno Borges da
Fonceca e Manrique Vctor de Lima em
jualjlade de suppleples pur liayeren, oblido
votos segundo so declara na dita acta fo-
rAo convidudos poraniesma cmara muni-
cipal d'esta cidade para lomarem assenlo
na presente sesso deque apresen ti rao of-
ficios c copia* da aela que llies servem de
Diplomas, e achou mais a commisso que
todos estes oblivero votos em as Elecflns
apuradas para membros d'Assemblea = Nao
se devendo negar a commisso a um exame
mais circunspecto sobre a legalidade dos
poderes, conferidos aos representantes d.i
provincia pelas eleices que tiverfl'o lugar
n'ellaem mil oito ceios e quarenta pola
que muitos foro os abusos que so denuncian,
n'ellas praticulos ; para SS0 procnrov que
lhe fossem presentes as autenticas enviadas
a cmara municipal pelos circuios eleitoraes,
e n'ella apuradas fim de confrontar ttiilo e
niaisscftiira declarar o que occorreo, mas
nao lhe foi possivel chegar ao fim pois do
ofllcio da cmara municipal d'esta cidadfl do
vintee nove de Abril d'este anno, dirigido
aogovernoda provincia viu a commisso,
que taes autenticas nao forSo guardadas, como
cumpria nos archivos d'a<|uella cmara, c viu
mais, pela participacfm feita pelo mesmo
governo da provincia cm onze d'este mez ,
que procurando elle das diffurentes munici-
palidades da provincia copias d'essas auten-
ticas lambem foi malograda essa duligen-
cia porque nos municipios do Brejo de AWa .
Paltos, e Mamangoape forao consumidos os
originaes de que se extrahirao as autenti-
cas, que a cmara municipal faz mensflo e
servir para formar a apurac&o geral da re-
ferida acta = Occorre mais que la auten-
tica do circulo eletoral da villa de Souza ,
que aparece entre oulras que foro presen-
tes a commisso se no pode conliecer o
moz anno e lugar em que foi ali feita a
Eleigo dos vinte e oilo membros para a As-
sembla Provincial, e ncm qual o numero
de Eleilores, que concorrero n'ella com seos
votos, como cumpria. =Bussando a com-
misso as eleicoos Parochiaes que lvetto
lugar em viole e nove de Novembro de mil
oilo ceios e quarenta e das quaes procede a
dos membros d'Assemblea provincial cojos
poderos se Irada de verificar alcanra a com-
misso que intervierto abusos contra a dis-
posigo das Leis que as devino regular
pois tanto foi a animosid ule do partido qu
pretendeo vencer que fez marchar d'esta
capital forca armada de guardas nacionacs .
e policiaes para a villa do Brejo d'Area em
numero maior de cem homens que ali in
vadio i igreja matriz o que violenlou o Pa-
rodio respectivo a retirar-se para se Curiar a
testemunhar actos de profanago do templo ;
e por isso nao concorreo na composico da
mesa assim como por presentarlo de tor-
ca armada, e municiada deixou de haver
eleiQo na villa de Bananeiras como decla-
ro o juiz de paz, {jarocho, e mais de sessen-
la cda Los activos em um protesto que fi-
zerSo lavrar no mesmo da determinado pa-
ra aquella cleico o qual a commisso leni
presento = Por igual motivo de torca arma-
da 5 e prestes a violentarlos votos dos cida-
ilflOS activos, deixou de entrar na formaco
da mesa o parodio da freguesia ento da
ioVOCacSo da Senhora da Guia d'este munici-
pio assim como na freguesia do Taip = A
freguesia d'esta capital mesmo reconheco
a commisso que sua cleico primaria ,
foi viciosa nao s pelo escndalo com que a
porta meslo da matriz se fizerao trocas de
sedulas dos que cpneorrlo a velar m is to
bem porque enlo deo ciucoenla e um elei-
tores, quando na eteico receoterffente feiu
paradepuUdos Assembla geral, esmiri-
Ihado o numero cx-:cto de fogos que con-
ten se achou qu. apenas poda dar o nu
mero de vinte e lies menos de melade d'a-
quefie oulro numero de leiloros que con-
correro com yotos = .Na fregtiogja da Mili
lu Independencia tamben l'oi i eleico pri-
maria feita com imeacas : e por isso 011
violentados os votos de runde parte dos ci-
dados activos que concorrero 011 muitos
dos quequerio u/.ar d'este seo direito fo-
io forcados a perdel-o = A commisso ,
posto nao estoja munida de lodos os docu-
mentos que comprovSo alguna fados dos
que avanc! seren praticados as elecoes pri-
marias nao heicita emos trazer, por seren
lo publicamente referidos o nao contesta-
dos que por isso tem adquirido o cuntid da
verdade bem como o* innumeraveis actos
de suspensodo exercicio de jui/es de paz,
feitos por o governo provincial sem moti-
vo dado por parle dos sei ventlanos sen-
do muitos suspensos antes do haver entrado
em exercicio, ou praticado acloalgiim, fim
de entrar na presidencia das eleices pa-
rochiaes, aquello que era ndi'ilado pelo par-
tido pretendente como disposto para vio-
lentar consentir e asignar quanta ir-
regularidade, e absurdo fosso mister i
fim de vencer ; e nao confiando n'esta me-
dida ainda praticou mais o partido, por
que (ez aparecr urna medida legislativa na
assembla provincial dous das antes, do
ordenado para a eleic/10 mandando jura-
mentar suplentes dos juizes de paz pelos
sub-prefeilos, e entrar logo em exercicio ,
devendo-sc concluir d'ahi, que podendo to
dos os juramentados nao estarem corrompi-
dos, as suspenso s devio hir at aleanQar um
eorrnpivelEsta medi la foi a entendida lei
provincial de vinte e seis de Novembrode
mil oilo ceios e quarenta proposta, dis
cutida esanecionada quizo no mesmo lia ,
e lo revoitante foi, que mereeco a revoga-
ro em primeiro lugar do poder legislativo
geralA commisso chama a altenco dos
senhores membros reunidos ao decrelo do
primeiro de Maio docorrente anno que dis-
solveo a cmara temporaria eleita em mil oi-
lo ceios e quarenta por que se vicios e a-
hiuos achou o poder moderador nss Heief.es
para dissolver a cmara temporaria estes
mesmos existen, para com os membros d'as-
sembfya.provincial pois sao ligados toes
tridamente os dous poderes legislativos geral,
e provincial, pelo artigo quatro do acto ad-
dicional, que nao pode um ser tocado sem
que o oulro participo por lercmamestna 0-
rjgooj.Eiitende a commisso que pelos
actos de violencia e seduco que inlervie-
ro as eleigoes primarias de vinte e nove de
Novembro de mil oto centos e quarenta, ellas
foro em quaze todas as parochias da pro-
vincia, filhas doconloio. e que por isso os
eleitoresd'ellas nao poderio adquirir o direi
lo de votar na eleiQo dos representantes da
provincia que outorga a constituicjlo do Im-
perio aoscidadosbrazilciros, sem duvida o
maispreciozo dos diretos polticos o qual
s pode ser adquirido quando as eleigoes
parochiaes sao p rfeilamenle legaes pois se
a maior parte das parochias foro oprimidas
para se lhe tirar a liberdade de votar os
membros d'assemblea produzidos de urna lal
eleico, nao podem infundir em seos actos o
respeito de que con vem sejo revestidos.
Concluindo he de parecer a commisso, que
se declaren! OS poderes dos senhores deputa-
dos provinciaes aqui reunidos insufiicien-
tes para desempenhar a alta misso de as-
sembla legislativa provincial 5 por que as c-
leicoes, que Ibes conferiro taes poderes n-
volvero materias que Irazem necessana-
mente nullidades e que n'esle sentido se
[,.. a convenienle participaeo ao governo
ja provincia para que na parte que lhe to-
ca possa tomar as medidas que o cazo ext-
Salla das commisses da assembla le-
ssmsaam
. reirEst conforme Joze Francisco de Mou.
ra Official da secretaria. = Conforme.
O secretario interino
Joze Antonio Btptista.
Extracto de urna carta particular.
Parahiba l) d Agosto.
Cartas de Piapc datadas de 9 confirmSo a
debandada dos rebeldes do Ex ; mas nao
do noticia do destino que livero. Foi pre-
so o Manoel Theodoro um dos mais l'erozes
authores da tentativa de assassinalo do Exm.
Presidente.
ALAGOAS.
M.ieeio 18 de Agosto.
Remello-lhe o quailro incluso da votacSode
Depulados Geraes. Nelle nao he incluido anda.
a votaco da Malla-Grande, donde no temos
noticia 5 mas qualquer que ella seja no po-
llera jamis faz ir alterago na deputaco. Na
Palmeira nao houve cleico no da d 'signado;
por que o Vigario quiz fazer urna estrangei-
rinlia e nao Ih'a consentiro. Dias depois
houve una assembla parachial do Vigario o
oiitra do Juiz de Paz. Resultaro destas nul-
las reunioes dous collegios igualmente millos,
os quaes naturalmente nao sero aqui tidos
em consideraQo e creio que a Cmara dos
Depulados os desprezar tamhem; o que re-'
alizar-se lngara Bastos fora da Deputa^lo.
Em (|uanto porm a Cmara dos Depulados
no decidir questionar elle, com o Visguei-
ro. O Exm. Ministro Aurelisno e Galv*oef-
tro sem duvida na lista trplice para o Sena-
dor que tem de substituir o Barbacena: o ter-
ceiro candidato he ainda problemtico edis-
pulo o Exm. Ministro Clemente Pereira e o
P. Caldas tendo aquello mais probabidade
a favor.
Noj.cs d .s D'|iulado. Vntar.ao sam o col-
le);io de Falaaeira.
1 Exm. Presidente Manoel Fclizardo de
Souza e Mello. 649
2 Dr. Joo Lins Vieira Cansansflo do S-
nimb. ? 'WS
3 Dr. Ignacio de Barros Vieira Cajueiro. 40t
i Dr. Antonio Luiz Dantas do Barros
Lete. -441
5 Dr. Joze Candido Pontes Visgueiro. !
0 Dr. Joze Tararea Bastos.
7 Dr. Joaquim Serapiode Carvalho.
8 P. Alfonso d'Albuquerque Mello.
9 Francisco Elias Pereira.
Resultado da votaco com os collegios da
Palmeira.
CumocolUgig Cosa o col .ag
do Vivario. do Juix de Pat.
708 709
484 S53
407 51-4
4(52 41 fi
364 401
392 337
537 379
2i2 m
231 240
(Carta particular.)
N.
N.
X.
N.
N.
N. 6
N. 7
N. 8
N. 9
1
2
3
4
5
'JO ti MURCIO.
ALFANDEGA.
Rendimenlo do dia 23 de Agosto 8:257<234
descariiegaO moje 23 de agosto.
Brigue Porluguez = S. Domingos = o resto
das fazendas e pedras.
Briguc Ingle/. = Elisa Jobnston= Carvo de
podra.
1MP011TACA.
00 >a la das coiniiiisMics i... ain >-- ......->- :.i-,
cislativa la Parahiba do Norte treze de Agos- \ O Brgue Franccz = Armorique: vindo
fddemil oilo cantos quarenta* dons-Jow ,0 Havre d Graca. entrado no corrente mea,
1 ucas de Souza Ranael B.dlalor Joaquim consignado a L. A. Dubourcq
Alvares da Costa-Antonio Tliomaz de Lupa | Manifestou o segum(e,


3 Caixas com faz en das ; a Julos Colombier
& Com pan la.
15 Caixas com fazendas 1 embrulhocom
amostras ; a V. Lasserre & C.
0 Caixas com fazenJas 1 cmbrullio com
amostras a Didier Roberto & C.
5 Caixas com fascnJas 1 embrulho com
amostras a Kalkemann & Rosemund
4 Caixas com fazendas 5 caixas com dro-
gas 2 caixas com bataneas, 2 caixas com pe-
zos 2 caixas com tintas ; a C. Krugcr.
2 Caixas com fazendas a C. Roop.
250 Rarris com manteiga 7 caixas com
Paseadas. I barril com chumbo, 2 ditos com
vinho 3 ditos com ferragens 1 caixa com
chocolate 1 bairica com cadinhos 1 caixa
com doce I embrullio com amostras 4 cai-
xas com agoa de colonia 1 dita com roupa &
cordas 1 dita com vid roa 5 ditas com licor ,
1 dita com biscoita a Rolli & Chavannes.
50 Cestos com champanha ; a Me. Calmont
& Companla.
10 Caixas com fazondas, 200 barris rom
manteiga 1 enibrulho com amostras ; a A.
Schramm.
9 Caixas com fazendas ; a Joo Keller.
5 Volumes com.drogas 1 caixa com fer-
ragens ; a Barlholomeo & Ramos.
160 Rarris com manteiga 1 fardo com fa-
sendas ; a N. O. Bieber & C.
70 Rarris com manteiga. 1 caixa com con-
servas 1 dita com presuntos ; a Renouf.
1 Caixa com fusendas 1 caixa com per-
tences para escriptorio a F. A. d'Oliveira.
5 Caixas com fasendas, 3 caixas com papel,
08 Gigos com batatas ; al. A. Dubourcq.
7 Caixas com fazendes ; a Cals Jnior.
21 Caixas com fazendas 1 embrulho com
amostras ; a Lenoir Pugct & C.
10 Caixas com fazendas ; a J. P. Adour &
Companhia.
260 Gigos com batatas ; a ordem.
1 Kmbrullio ; a Siegente.
10 Caixas com fasendas 2 barris 1 em-
brulho com amostras ; a Lehmann & Com-
panhia.
25 Volumes com drogas eoulras mercado-
rias 1 embrulho com amostras ; a Saisset &
Companla.
l Caixa com roupa & miudesa j a Sar-
ment.
1 Caixa com couros 9 ditas com christaes,
1 burra de ferro 2 caixas com chapeos 1
dita com papel, 2 ditas com fasendas 2 di-
tas com calcado ; a Avrial F reres.
1 Embrulho com ferragens ; a L. A. Rau-
dox.
A Barca Americana = Globo = vinda de
PhiladelJhia entrada nocorrente mez, con-
signada a L. C. Ferrcira i Companla
Manifostou em franqua o Seguate.
1378 Barricas com farinha 02 mcias com
dita, 1 barril com banha de poico 1810
barricas abatidas 71 ditas com lampos 1
porco d'arcos de pao ; a L. G. Ferreira &
Companhia.
O Brigue Inglez = Thomaz Bathersly =
vindo de Liverpool, entrado no corrente mez,
consignado a James Crabtree & Companhia
Manifestou o seguinte.
40 Barris com manteiga; a James Crabtree
& Companla.
O Brigue Brazileiro =Triunfo Americano=
vindo da Ilha de S. Miguel entrado no cor-
rente mez, consignado a .iozc Antonio Gomes
Jnior
i
1 Caixa com um oratorio ; a Joze Antonio
de Figueiredo.
21 Podras de moinhos; a Manoel Muniz de
Souza Borges.
I Barril com vinho 1 sacca com favas 1
embrulho com fasendas I dito com linhas ;
a Francisco Manoel da Cunha Medeiros.
1 Caixote com imagens 2 temos de cestas.
I esleir, 1 fardo com fasendas, 1 sacca com
favas 1 barril com carnes ; a Joo Tavaics
Cordeiro.
1 Barrica com cuscas 1 fardo com fasendas;
a Joze Andr d'Oliveira.
3 Suecas com favas 2 meias pipas com vi-
nho 1 fardo com fasendas ; a Manoel Fer-
reira Diniz.
1 Quartola com vinho ; a Manoel Joze
Bastos.
2 Saccas com favas ; a Joze Maria Marques.
2 Barricas com favas; a Manoel JozeSoares
de Moura.
Fora do manifest.
1 Sacca com favas, 1 embrulho ; a Joze Af-
fonco Moreira.
1 Caixaocom oratorio, 2barris, o fardos,
1 caixa com queijos 6 saccas com favas 1
barrica com 58 queijos 2 barris com vinho,
1 fardo com fasendas, 3 barricas com queijos,
0 fardos com roupa 2 cxinhas ; a ordem
II O VI MEMO DO POBTO
NAVIO SAHIDO NO DA 22.
Rio de Janeiro ; Barca Americana Globe.
Cap. Nicholus Esling em lastro.
ENTRABO NO DA 23.
Rio Grande do Sul; 17 dias, Brigue Brasilei-
ro Sagitario de 250 tonel. Cap. Antonio
Joze dos Beis, equip. 12, carga carne sec-
ca: a Antonio Francisco dos Santos Braga.
SAHIDOS NO B1ESMO DA.
Ass ; Brigue Nac. Feliz Destino Cap. Ma-
noel Pe re ira de S, m lastro.
Rio Grande do Norte pela Paralba ; Escuna
de Guerra Nac. Lebre Commandanteo
I. cTenente Marcos Joze Evangelista; pas
sa ge i ros- Brasileiros Joze. Egido Ferreira,
Joze Eloi Machado, Guilherme Pinheiro
Ro/.a o sargento Joo Luiz da Serra sna
mulher lgnacia Gomes do S e 2 filhos me-
nores ; Manoel Joze Machado e um es-
cravo.
ManfestoH o seguinte.
1 Sacca com favas a Antonio Vicira Mar-
tins.
1 Barrica com favas ; a Joze Carnoiro da
Silva.
1 Caixote com carnes; a Manoel'Joaquim
de Faria.
3 Pipas com vinho 7 meias ditas com dito,
1 caixa com fasendas; a Jo/o Antonio Gomes
Jnior.
1 Sacca com favas 1 dita com Cestas ; a
' Antonio Jacinlho Lopes.
1 Caixa com favas ; a Antonio Maria Bes-
sone.
1 Sacca com favas; a Joze Raposo de Mello.
1 Barril com carnes ; a Placido Joze Maria
Silva Borges.
1 Barril com toiK-iuho 1 dito com carnes ,
EDITA ES.
= Vicente Thomaz Pires de Figueredo Ca-
margo, inspector d'alfandega d'esta cidade evo.
Faz saber que, no dia 2o do corrente mez :
se hSo de arrematar em praca ao meio dia ,
na porta d'alfandega 2 balanzas Romanas .
no valor de 60i res, impugnadas pelo guar-
da Manoel da Silva Mendonca no despacho
por factura de Saisset & Companhia sendo
a arrematadlo sujeita a direilos e expediente.
O Doutor L'mbellino Ferreira Cato Juz
Municipal Supplente do Termo da Cidade
d'Olinda, Comarca do Recife Provincia de
Pernambuco por S. M. I. e C. que Dos
Guarde &c.
Fago saber aos habitantes do Termo desla
Cidade e a tojos a quem mais convier, que
no dia primeiro de Septembro do corrente an-
no as nove horas precizas da manhS tem
o Senhor Doulor Juiz do Direilo de segunda
Vara do Crimo de abir a primeira sesso
Judiciaria na casa da Cimara da mesma Cid
de para a qual foram sortiados os Senhores
Jurados seguintes Capito Antonio Fran-
cisco de Souza Liao Antonio Joz dos San-
tos Alejandre Joz Dornellas Antonio
Joze do Espirito Santo Barata Rrigadeiro
Antonio Borges Leal Antonio d Ara-
gio Antonio Bernardo Doutor Carlos R-
beiro -- Constancio da Silva Naves Coronel
Francisco Antonio de Souza Lio Francis-
co Antonio Ferreira -- Joz Francisco Carnei-
ro Monteiro Tenente Joz Pedro da Silva
Joo Ferreira de Mello -- Joo do Reg Rar-
ros Joo Joz Esteves Joaquim Fran-
cisco do Paula Esteves Ignacio Manoel Ri-
beiro Jofio Marinho do Souza LeoJoz
Francisco Jorge Joaquim Marques Santia-
go --Joaquim Mondes da Cunha Azcvedo --
Prolfessor Miguel Archanjo da Silva Costa --
Doutor Manoel Joaquim Carneiro da Cunha -
M ireolino Alves Vilella Pedro Pinto de Mi-
randa Pedro Bizerra Pereira d'Araujo Bel-
tro Paulino Augusto da Silva Freir
Salvador Henrique d'Albuquerque Victori-
no Joz de Medeiros Pelo que convida aos
mesmos Senhores Jurados e mais pessoas in-
teressadas cima declaradas, hajam de com-
parecer em dito dia sob pena da Le, e ser
vi rao durante esta primeira sesso. E para
que chegue a noticia de todos mandei
passar o presente que ser Iido e af-
iixado no lugar do coslume. Dado e pas-
sado sob meu signal, e sello d'esle Juizo, ou
vilha sem sello ex-cauza. Nesta Cidade d'O-
linda aos 12 de Agosto de 1812 e cu Joa-
quim Joz Ciraco Escrivo subscrevi.
Umbelino Ferreira Cato., ao sello V. S
S. ex-cauza Umbelino Cato.
E dital pelo qual se faz publico o dia em
que deve principiara 1." sesso Judiciaria
de Jurados do Termo d'etta Cidade d'Olinda ,
como cima se declara.
DECLARAC AO.
= Pela Sub-Delega tura da Freguezi da
S se faz publico, que se acha recolhido Ua-
deia Ja mesma Cidade um moleque que diz
chamar-se Joaquim, e sen Snr. Diniz mo-
rador no Engenho Bulhfles, equo havia fgi-
do no dia 20 do corrente.
THEATRO PUBLICO.
Domingo28 de Agosto. Fstraordinario ex-
peotarulode cantona e representaco.
Depois da primeira Overtura se representa-
r a excedente pega do Judicioso Moleiro A
Escolla dos Cazados-, representada em tres
actos. No fim do 1. acto, pela primara
vez Rafael Lucci juntamente com sua f-
Iha executaro um novo Duelo da sublime
-Opera Norma-, acompanhado com piano forte
- De Cont Li Prendi musir do sr. M.
Vincenzo Bellini. No fim do 2. aclo Rafael
Lucci e suafilha executaro um adnra-
vel enovo dueto da-Opera Mos in Egilto-
acompanhado com piano-forte Ah se Puoi
Cos Lasciarmi msica do celebre Rossini.
No fim do 3. acto MaJamoizel Lucci junta
mente com seu pai, daro fim com um novo
duoto ( em carcter ) da Opera Gazza Ladra
- E Ben Per mia memoria -, msica do cele-
bre Rossini.
Eis oexpectaculo que Rafael Lucci, tem
escolhido ejulga que os amadores desta di-
vina arte ficaro sapli-deitos.
N. B. Oexpectaculo teni lugar no dia mar-
cado nao chuvendo das 6 horas da tarde em
vantc e no caso de chuver se transferir ,
marcando-se o dia pelas folhas publicas.
1 sacca Jora favas 1 caixote com fasendas, 1 Joz> Francisco Monteiro -Joo da Cruz Fi r-
embrulho com meias ; a Francisco Joaquim
Podro da Cosa.
1 Fardo com fasendas; a Antonio Joaquim.
8 Saccas com favas, 2 fardos com fasendas;
n Antonio Pereira Mendos.
nandes Souza Joo d'Alemo Cisneiro -
Joz Camilo do Reg Barros Joz Theodo-
rio de Moraes Lins Joz Martius ~ Joo
Barreto de Menezes Luiz Gomes Ferreira
Jnior Lourencjo Joz de Figueiedo Ma-
1 Fardo com diversas miudezas; a Joo Jo- noel Antonio Pereira Ramos -- Capilo Ma-
za do Moni?. noel d'Az.-vedod'O' Mano 1 Marques San-
1 Caixa com calcado, 1 dita com ferragens; liago Maioel Rtimo Corroa Manoel
a Alegan Ir Joze Alves. i Joo do Miranda Manoel Nunes dt> Mello
i Cesta com cuscas 1 canastra com quei- CapilfioJManocl Jacome Bizerra -- Manoel Ro- Reneficio de 12 p. c.
jos : u Antonio Donngues J'Almeida. drigues da Silva Manoel Rufino de Barros --, Imposto de 8 p. c.
LOTERA DA BOA-VISTA.
Os bilhetes acho-so a venda nos lugares
abaixo mencionados e breve se annuncia-
ro andamento das rodas.
burro do RBCIFB.
Fra de Portas. Loja do miudezas do Bur-
ga rd.
RuadaCadeia. Loja de Vieira cambista.
Ra da Cadeia. Loja de Joo Carduzo Ai-
res Jnior D. 19.
BURRO DE S. ANTONIO.
Ra do Collegio. Loja de Joze de Menezes
Jnior.
Ra do Cabug. Botica de Joo Moreira
Marques.
Ba Nova. Armazem de leiles de Domin-
gos Antonio Villana D. 54.
Ra da praia. Armazem de Joze de Medei-
ros Aguiar D. 24.
Ra do Fagundes. Armazem de Manoel da
Silva Maia D. 28.
Ra das cinco ponas. Loja do Manoe! Fer-
reira Diniz D. 3o.
Ra Direita. Padaria de Caelano de Souza
Pereira de Rrito D. 5.
B.URRO DA BOA-VISTA.
Quina junto a Matriz. Venda de Jozoda
Silva Saraiva D. 1.
Largo da Roa-vista. Botica de Victorino
Jos Ferreira de Carvalho D. iG.
1 500 Bilhetes inlei-
ros .1,500
1,025 Ditos, moios 3,250
3,1 5. Solo de 80 rs. 4,750 380 10:380*
1
1
1
1
1
2
4
8
2
981
Liquido ns. 39:020.y
Premio 12:000,
0:000.
* 5:01)0,,
1:000,
500
200. 400
100,y 400,>
50., 400,i
. 1. e ullum
brancos 112,, 25t4*
10., 15.000.,
1,002
50:020,
N. B. Este plano ofTercce vantagens reaes,
e cfTeclivas. Duas partes do biihptes bran-
cos jogo contra urna premiada. O nume-
ro desses bilhetes tambem se acha reduzido,
o que aprezenta um outro dadoem favor. Os
dous primeiros premios sao bastantes valiozos,
e constituem a fortuna do individuo a quem
couberem por sorle. So se pode notar, che
gar a mais o vallor numrico dos bilhetes ,
porcm quem com 8, rs. se contenta com G
conlos sendo a entrada duppla tem a pro-
porco exacta nos 12 e enlao mais deve sap-
tisfazor pela maior possibilidade d'acquizicjio
de premios por que em verdade melito
as vanlagens j descriptas e uo he muito
que o espirito d'associaco lo necessaria ao
Ilrazil se veja dessiminado entre todas as
classes do povo e assim se facelitem as com-
pras. Alem di.eso o bonelicio vai ser applica-
do para a construego do Templo maisMa-
gestoza da Provincia aonde Nuyens d'ln so dedicadas ao Supremo Creador do Uni-
verso vo brevemente ospargir-se. Este in-
centivo derramado entre urna ma^a de fiis ,
far que ellos com fervor concorro efli-
caz'rnente para eslo las dezejado, quam
justo, e louvavel fim.
PO T-SCRIPTO.
Resumo da volaco dos c. >llcfjios anteriormente pu-
blicados e incluido o de Simbies :
Os Senhores.
Exm />';ii-*io da /Aii-\ isla 7S5
Concelheiro Scbaslio do R. Burros C30
,, t. Pedro V de P. C. d'Albuquerque &8C
Kxin. oncellmiio Antonio P M- Alouteiro 'iCS
Dr. Luiz de Caivallm P de Andrade .177
Qp. Alvaro R. U Cavalcanle C4
Dr Flix l'exolo de ZVritn e M 3C2
Dr. Joo Joze Ferreira de \guiar 314
Dr. Joze Tliomaz IVabucO i:e Araiijo -tic
Dczembar^ador Manoel lyoaci '.'. Lacrela 30l
Dr Manoel Joaquim C. ria Cunha 205
Dr. Mnuocl lleudes da C. Azevcdo 278
Dr. Urbano Sabino P. de Mello. 27t
I);. Joaquim Nunes Machado 2G
Padre \ enanco ti- de I escude 264
Dr. Ag.'siinlio da Silva IVeves 210
Dr, FranCiCO Joo C da C V49
Dr. Jo-o Joze Piulo 231
Dr. Joaquim Manoel Vieira de Mello 223
Major Amonio Gomes leal 210
P F. Antonio Joaquim de Mello SOS
Padre Miguel do S Lepes (jama 1 uI
Apolinalio F de A. M 180
Dr. Ale\andrc //. dos R t Silva 186
Dr. Antonio flonro Ferreira 179
Joaquim Joze ilu Costa* 151
PLANO
Da 1. parte da 1. lotera, concedida a favor
das obras da igreja matriz da Roa-vista.
3 125 Bilbetesa ... 16, 50:000.
0:000.)
iiOOOjr
AVISOS MARTIMOS.
= Para o Rio Grande do Sul sai no ultimo
ilo corrente o Rrgue Nacional Paquete de Per-
nambuco recebe nicamente passageiros '
para os quaes tem os|melhores com modos, c es-
era vos a frote es perlendontes a remeter es-
cruvos devem entregar os pasea por te com
antecedencia no forte do Mallos caza da qui-
lla da ra da Lapa segundo andar.
C?" Para o Aracaly segu viagem o pata-
cho S. Jozo Vencedor, eo hiato Olinda ,
um dos dois pode-so aprontar no dia 2 de
setembro; os senhores cari-oradores que quei-
ro sabir i.oste dia vonho Iniciar com Ma-
noel Joaquim Pedro da Costa : ra da ca-
deia.
= Para o Aracati segu viagem o patacho
Maria Luiza niuilo veleiro forrado de co-
bre ; quem nello quiser cairelar eiitoiida-se
com Antonio Joaquim de Souza Ribeiro no
seo escriptorio na ruada Cadeia.
= Para o Cetra aoha-se qnasi prompto
a sabir o Brigue Brazileiro Emprezfl recebe
ain.la alguma carga e passageiros ; lrata-se
com Francisco Ferreira Borges Capao do
mosmo.
= Para o Rio de Janeiro segu impreteri-
velmenieato!odia ultimo do corrente abar-
ca brasileira Firmesa bem conliecida nao
s pelas vellocidadea do suas viagons como
i


5
pelos superiores como Jos e bom tratamen-
to aos passageiros e ainda pode receber al-
fiuniu carga passageiros c escravos ; Ira-
tl,.Secom Antonio Francisco dos Santos Iira-
?., ra da Moeda numero 142 ou com o
c'apitao Ja mesma Narciso Joze de Santa
Anu. \
C^ Para Liverpool, segu viagem a bar-
ca ngleza Eliza Jolinslon capitao P. Po-
li or, pertende sabir a thuodia 7 di setem-
pr0 e tem lugar somente para 400 450
saccas d'algodo, ou para couros igual a
tsie numero ; quem quizer carregar ou bir
depassagem, para o que tem excedentes
comaiodos : Jirjo-se aos seus consignata-
rios na ra da Madre de Dos Jobnston Pater
&C. "_______________________________
LE IL A .
%ssr Que far oCorretor liveira porcon-
ta de quem pertencer por ordem do Senlior
Cnsul de S. M. F. n'esta Cidade, oem pre-
senta do mesmo Sr. ou de um seu Delegado ,
da porcia J'azeite de peixe quanto basto para
pagamento das despeas que fez n'este por-
to com os eoncerlos e reparos da Barca
Real Principe D. Pedro em consequencia
da sua arribada toreada a este porto na via-
gem que fazia de Mozambique com deslino ao
do Boston, nos Estados Unido* ; o azeitu a-
cha-sedepositado no Trapixe do Angelo ou-
de lera lugar o Leilo Segunda feira 29 do
corrente s 10 horas u. manila sobascondi-
coes que sero presentes.
A VISOS DI VERSOS.
ssy ON. 42 do carapuceiro est de chu-
peta : basta para amostra saber-se, que
tracla das clicas d'um candidato Deputa-
co que he (Vuela do lempo e milito me-
ilior que urna manga jasmim. A varieda-
de consta de um Projecto de Lei para urna
Assomblca Legislativa de senhoras : tildo he
novo, ludo he gostoso. Comprem e sa-
bcro. Vende-se na praca da Independen-
cia loja de livros numero 57 o 38.
ss?" O numero 23 do Espelho das Bellas
est lucido e gracioso. Esta folha nao tem
podido ser milhorada por falla de extracto.
O Redactor lem em vista reimpremiro 1. e
2. numero e reformar o A. continuando
a publicago at concluir o resumo da histo-
ria da provincia ; o que feito parece que
nenhum pai de familia, nenhuma moca bem
educada, nenhum professor de primeiras
ledras deveri deixar de ter a sua collegao :
mesmo al os gamenhos eamanteticos devem
comprar a sua colecosinha para com ella
bom encadernadasinha bonitinha prendaren)
as suas esperdicadas A elle pois com
prem e concorrao subscrevendo sem o qui-
nao pode a pu dicagiio continuar. Subscrevc-
se na praca da In Jependencie D. 37 c 38 p
na ra do Colegio D. 7 a 960 por trimeslrf
adianlado urna folha por semana.
= Roga-se ao Snr. que foi em principios
do mezcle Agosto na casa do tartarugueiro
na ra de Orlas e levou um par de pentes
de marrafas disendo que j voltava e o nao
fez at o presente, ten ha a bondade do hir, ou
mandar levar.
cy Qu -m tiver urna casa para aluzar que
tenha bastantes cmodos na Boa-vista no
atierro ou em S. Antonio : dirija-so a lo-
ja Francesa da ra do Cabug que faz quina
para das Trincheiras, que se dir quem pei-
lende.
= Aluga-se um terceiro andar da casa si-
la no boceo do peixe frito D. 3 com como-
dos para pequea familia: quem o pretender
dirija-se a ra do Padre Florianno N. 55
Venda que fica junto ao beco tapado.
tar Aluga-se urna casa torrea no bairo de
Sanio Antonio por IOji reis ; quem a preten-
der dirija-so a travessa do Itoznrio D. 12:
e urna loja de fazenda com poucos fundos a tra-
tar na tiiosnia.
= O promotor publico Benvenuto Augus-
to de Magalhes Taques acha-se residindo na
ra do Rosario estrella sobrado defronte da
casa do Sr. Joaquim Aroliano Pereira de Car-
valho 2. andar.
= Adverte-se aos que assignaro um pa-
pel para nao comprarem carne em navio em
(]ie forcapito Manoel Mariano que che-
gada a oca/.io de cumprirem o que se a-
cha eXai*ado no dito papel sob pena de maior
deshonra e nenhum bro.
l^ No sitio do cajudio ha quatro mora-
das de rasas com muitns bons cmodos para
grandes familias que se arrendao para pas
smenlo de festa; qu m as pr tender hir se
ajular no mesmo sitio com o propietario
das tnesmas ; c urna otaria que lem barro
para todas as qnalidajes Je obras na pas-
aje da Madalena,
== Na loja de livros da praca da indepen-
dencia n. 57 e 38 subscreve-se a carta Coro-
grapbica das provincias de Pernambuco e A-
lagoas conlendo todas as cidades villas po-
voagoes freguezias rios lagas serras ,
estradas, portos i nseadas o circumstan-
cias mais notaviis das duas referidas provin-
cias pelo coronel enginheiro Conrado Jocot
de Numeyer prego no acto da entrega 2. rs.
por cada exempiar.
= Oflerece-.se um caixeiro portuguez vin-
Jo a pouco da Babia proprio para andar na
ra sabe 1er escrever c conlar o d fia-
dor a sua conduta ; quem precizar annuncie
por esta folha.
= Roga-se a pessoa que no dia 22 do cor-
renle mandou um escravo trocar um mero b-
Ihte da lotera do theatro N. 749 com pre-
mio do quatro mil reis por meio dito da do
Pocoda Panclla, mande restituir o hhele
inteiroque o dito escravo levou por engao;
adverte-se que o dito meio bilbete est assig-
nado pela senhora A. R.
= Quem liver algum menino que queira
mardar ensinar o oflicio de alfaiate, dirija-se
a ra do qnnimado quina do beco do peixe
frito 1, andar ; na mosma precisa-se de urna
ama para fazer o servico de casa de pequea
familia.
= Quem quizer alugar A escravos para
trabalharom de inxada dentro dos muros da
cidade ; dirija-se a ropartigo do coneio a
JoBo Dias Rarboza Macudm.
= Da-se 100 ou 200 mil rs. a premio d>
un e meio por cento sob pinhores de ouro ,
ou prata : na ra nova lado do norte penlti-
ma loja se dir.
sa Preciza-se de um feitor que trabadle
sahendo botar canoa e ailar no servico de
carroga com cavado: na ra nova lado do nor-
te penltima loja.
= O sr. que tronce urna encornada de
Santa Catbarina para Antonio Joze de Abren ,
queira fazer o favor de a mandar entregar na
botica de Joze Alejandre Ribeiro na ra do
queimado 0. 8 ou annuncie a sua morada
nara ser procurado.
= Quem annunciou querer comprar as o-
b'ras do Voltaire se quizer o Theatro 12
volumes en cade maga o franceza quase Bo-
ro* e por prego cmodo ; dirija-se alrazda
matriz da Boa-vista lado esquerdo caza
junto ao lampino.
= Manoel Moreira Campos : subdito por-
tuguez, relira-separa fora da provincia.
ss Preciza-se de urna ama para o servico de
urna caza de pequea familia ; na ra Augus-
ta n. 6 lado direito.
= Precisa-sc de 50,* reis a juros de 2 p<>r
eento sobre pinhores de ouro ; quem quiser
lar, annuncie.
= Os Snrs. Joo Muniz Cabral jozc An-
tonio do Reg, Francisco de jiedeiros, miiio-
I joze Soares de Moura ; queiro dirigir-se a
ruada Praia D. 9, para receberem urnas car-
tas vindas de S. Miguel.
SS7- Hypoteca-se urna negrinha crioula de
idadde2 annos pela quantia de 150,*000
pagando-se o premio de 2 por cento 5 a fal-
lar com oSenhor Villaga na ra nova.
t^ Perciza-Se engajar dois rapazes de i la.
le 12 a 16 annos ltimamente ehrgados da
liba ou Porto para venderem pam ; al
lar na praca da Boa-vista D 12.
= No armazem do Braguez ao p do ar-
co da C0ncei5.no vende-se touciho de San-
tos de boa qualidade em birris e meias pipas,
por prego eommodo, aonde se pode tralar em
prezensa da qualidade.
= Roga-se apessoa que levou hum livro
de amostras de fitas com capa do marroquini
verde da ra Nova D. 4 defronte da Matriz,
baja por favor de o mandar entregar na mes-
ma pelo queso lite ficar obrigadb.
= Aluga-se para moradia ou p.issar-se
a resta urna casa nova cita na ra da
Oliveira. em que morou o Senhor Mauvernay,
com commodispara grande familia quar-
lo para escavos estribara quintal mura-
do e cacimba: quem aprctender, Talle ao
BacharH Fonc>ca Jnior ou seu sogro o
Senhor Oliveira ra da Cruz D. 3.
tsr Arrenda-se altos c baixo do grande so
brado de hum ailar denominado fundfio, n;>
ra da loria da Boa-vista junto afabrica do
finado Gervasio o qual tem mullos e exce-
lentes enromlos para qnalquer familia por
maior, queseja, com seu meio sitio tolo mu-
rado, bstanlo arvores de fruclo qua'ro pogo.v
com boa agoa, qnalquer d'elles porlfio para
a mar com porto de embarque e estriba
ria para qualro cvalos ; quem pertender di-
rija-sa ra velba na Bia-vist I). 53.
= Lava-se e cnp.oma-se com loda a per-
feicao ese empalhocadeiras e outras (dirs
mais, por birato preci ; quom qrocizar di-
rija-se a ra do Rozarlo D, 20,
= No dia 25do corrente asqtntn ho-
ras da tardo a pirta do s-. j;i/ doJ orfiys
por execuco se ha do arreni u ) um 1 ptima
caza toda envidracada, com milito bom quin-
tal cita na povoaco d.i ldiirib*.
= O abaixo asaiarnado aviza aos foreiros do
vinculo de N. S. da Co'icego 'loscoqilPros,
que ello se acha igualmente autborizad* para
cobrar os foros sup:a do mencionado vincu-
lo Ivm como para passar as licencaa e re-
ceber os laulemios ; quem o pertender pro-
cure na ra nova I). 12.
Joaquim Candido Ferreira.
O abaixo assignado, por nteresse do Com-
mercio em ge ral e particular para salvar a
reputacto e melindre de seu mano Joo Bap-
tista Moreira, do Snr. Commondador Joa
Ferreira de Andrade residentes no Bio de
Janeiro, e de outras quasquer pessdas que
ligurilo e lero do figurar em trftnsnccOes
ficticias manejadas dolosamenle por Joo lfen-
riquesde Mallos : julga de seu daver publicar,
que este indivM assim chantado, vindo
do Para na barca do vapor S. Salvador,
recolhida neste Porto em I?, do correlo ,
se Ihe apresentou falsamente ntro lu/.ido pe-
los Snrs. FrancLsc > (audencio da Costa<&Com-
panhia daquella Cidade com urna IMra do
cinco con tose noveeentos m reis, 5:9f)0,j000,
sacada pela Thesouraria da Fazenda do Para ,
sobre o Th eso uro Publico da Corte em favor
do sur : Joao Loureno Paesde Sonza o por
esto ndossada a Joo Bnptista Moreira sup-
pondo-seq' esle indosse ora exactamente feito
r-m favor do abaixo assigna lo por i sao que o
snr. Joo Loiirenco l'aes de Sonza nppcava
o valor deste saque e se diriga ao abaixo
assignado, para pagamento de outro que li/e-
ra em favor do rilado jofto ITenriques de Mat-
tos d<* quatro contos oilo ceios e setenta o i
seis mil equinhentos res timbem com o
mesmo equivoco.
O abaixo assignado, tomando esta 'transar-
Qo na melhor boa f vista dos ttulos quo
se apresenlavo pata a acreditar verdadeira ;
e vendo que nao podia necociar n'esta praca
urna htra em que por equivoco seu mano (iii-
rava de accOrdo com o snr. Fermino ros
Felis da Roza a quem o dito Mattos engano-
s.mente soensinura e rccommend.ira im-
cumhir d'esta transaeco ao mesmo seu ma-
no joo Raplista Moreira do Rio de Janeiro,
ordennnilo-lhe em carta de 10 do corrente
(enviada pela Barra de Vapor S. Salvador )
que apresentasse a letra de cinco contos e no-
vcenlos mil reis 5:900.>000no Thesouro Pu-
blic Ja Corte para o accede e cobranca
no vincimento e que slo feito pagasse a ou
tra letra de qualro contos oito ceios setenta
e seis mil equinhentos reis 4:87G.>">00. que
o dito snr. Fermino .10"* Felis da Roza man-
lava a um dos seus correspondentes n'aquella
Corte dehaixo das cautelas que Ihe sugeri-
rn as deis do momento.
Ora o sobredilo Mattos, aprescnlando se no
abaixo assisnado, sobre auspicios do snrs.
Francisco Gaudencio da Cosa & Companh a
do Para e igualmente do mencionado snr.
Fermino jozo Felis .la Roza d'esta praga .
e assim tomado emboa conta nao hesitou
cm offerecer-lhe oulra letra de seis contos e
oito centos mil reis (>:80f).*000 tamb'm so-
bre o Tesouro Publico na Orte a sen mes-
mo favor, a qual o abaixo assignado, nao du-
vi 'ou negociar sob a garanta e responsabi-
lidadedosnr. Fermino joze Felis da Roza,
ludo na m dhor boa f ; tendo-a rem"tlidn ao
snr. Commendador joSo Ferreira de Andra-
de por conta de transaegoes pendentes.
Soubc-sedepos que o tal Joo llenriques
de Mattos tronsera mais em seu favor um
saque de quatorze contos de reis 14:000j000.
sotire o snr. Manoel Joaquim Ramos e Silva
desta praga e que osle snr. nao duvidou
?.cceita-lo por ter recebdo outro de quatorze
contos coito ceios mil reis 14:800>000 so-
bre a Thesouraria d'esta Provincia que tam
bem nao duvidou por-lbe o aceeite.
E' s no da 19, depos de eTotuadas todas
estas transaeges que so sabe quo Joo llcn-
liques de Mallos ( verdadero ou supposto )
,ollicita a comprado pecas por mais de seu
justo valor; que se apressa a negociar rom um
cambista a letra que Ihe havia accedo o snr.
Manoel joaquim amse silva e que ajusta
passagem para Hambnrgo na Barra Pilot .
recommendada caza dos snrs. N. O. dich-r
St Companhia e entao rstabeleccr-so urna
i^cral e bem Hindada desconfianc.i visto que
lendo-s" a presentado nomo um negociante <]u<'
vai estabelccer-se no Para muda (So d-? repen-
te de resoluco procurando meii s do sabir
nara Inglaterra ou Ilamburgo e tem pas-
aporte j
Recorreu-se por tanto ao MerltSSifQO Sr
Dezemhurgador Chefe de polica que acu-
di cojn as medidas ao sen alcance } e recor-
ivn-se Itmbem -orno cumpra ao Esm Sr.
Presiilonlo da provincia o qual nao ob.stajilo
ichar-se bi.slaiiU) doente com o genio pro-
vidente qtiesfiipro Ihe foi natural f,;,-sa-
bir ni nuile Jo :itado Ji' 19 em quo |ar-
;ou a galera II.iiiibiirgueza Pilol a escu-
na de Mi.a !.-bra ( que sabio mei*
not:' por nulti u 10 poder ser por causa Ja
maro ) com orjem Je fazer forca Je vela e
n T a -llera I iinbiiruueza para a registar,
e conheeor se conduzia a bordo o falcificajor
Mallos, que sabcnJo das medidas que con-
tra elle SO lomavilo sj evadir.
A escuna Lebre nao pode alcancar a
galera llamburgiieza porque osla tinha lar-
|ado do Lamerao ijuitro horas antes ; Pi-
cando por tanto frustrada esta Jeligencia : a-
credita-se porm boje goralmente que n3o>
embarcou eque anda deve existir na pro-
vincia.
Eis o que o abaixo assignado se apressa a
publicar paraconhccimcnto do commercio o
particularmente de quasquer pessoas, queso
teirlo innocentemente involvido n'estastran-
sacoos ficticias; nao s pelo prejuiso que Ihes
possa provir mas anda n;as pelo descrdito ,
que Ihes deve resultar em quanto a verdado
se nao aprsenla:- revestida do loda a sua luz
c Porga.
Pernambuco 22 de Agosto de 1.82.
J. R. Moreira.
= Preciza-se de um pequeo portuguez
de S a 10 annos de idade para urna loja do
fazenda no Cea r'i, em caza de Francisco Mar-
ques Rodrigues & Irmos.
PH.ULAS VEGETAES P. UNIVEUSAES AMERICANAS.
Estas [)ilulas j bem conhecidas pelas gran-
des curas que lem feito, nao requerem nem
dieta c nem resguardo algum ; a sua com-
posigo lo simples que nao fazem mal a
mais tenia enanca: em lugar Je debilitar ,
forlifico o sysleina purdicAo o sangue ,
dugmentao as secregoes em gcral : tomaJas ,
seja para molestia enronica ou someiUe co-
mo purgante suave; o melhor remedio que
tem apparecido, por nao deixar o estomago
naquelle oslado de constipago, depoisdesua
operago como quase todos os purgantes fa-
zem e por seren mu lacis a tomar e n8o
causarem incommodo nenhum. O nico de-
posito deltas em casa Je D. Knoth agen-
te do author: na ra Ja Cruz N. 57.
N. B. Cada caixinha vai embrulhada em
seu receituario com o sello da casa em la-
cre prelo.
US1" Quem quiser passportes para embar-
cages e passageiros (odias corridas e
passaportes para escravos dirija-se a Fran-
cisco Gonsalvcs Gurjao no trmazem do Snr.
(Jorges, (ue dir quem lira com presteze.
- 0 abaixo assignado avisa ao respeta-
vel publico que ninguem faga transago
algumacoiii urna letrada quantia de 14:000
sacada do Para por Joo Marques da Molla so-
bre o annunciante e a favor Je Joo Hen-
rique Je Mallos, pois que Jila letra lie falca.
Manoel Joaquim Ramos e Silva.
G?* Muga-se um sobra Jo na ra Jo Amo-
rimnoRecife, n. ili, tambem ceJe-se o
armazem olugando toda a propriedade : a
tratar no niesmu.
CJ" Aluga-se'um negro muito possante,
e deligefite para lodo o servico : no principio
da ra do Rangel indo pela pracnha do Li-
vramenlo sobiado D. 08; no mesmo venJp-so
um negro de meia idade ganhador Je ra ,
qu.i paga 4S0 diariamente ao comprador se
dir o motivo porque se vende.
527" Manoel Jo Nascimenlo Pereira roga
aos dous Srs. Acadmicos de Olinda que a
pouco procuraro em sua caza na ra Jo Cruz
n. 22 urna reJc e outros objectas que di-
zem Ihesforo rometiidos pelo Sr. Dr. Joao
Lourengo Paes de Sonza do Para que se
(rijo a sua dita caza e que se dignem tra-
zer a carta que a esle respeito tem do dito
Paes para certa averiguacAo.
ssr Aluga-se um moleque para todo o ser-
vigo : na ra do Mundo novo D. 9.
tar Miguel Mineiro, subdito Sardo reti-
ra-se para fora Ja Provincia.
srr Precisase de um feitor que trabalhe
de enchada cnt-nda do borla arvoredo ,
e. vaccas para um sitio na Magdalena : na
ra de Agoas verdes D. 10.
tsr ()s Srs. Antonio de Arago o Mello,
e Jozo Antonio da Silva Yianna queirodi-
rigii'-se a ra do Cabug loja de miuJezas n.
4 para receberem urnas cartas vinJas da
Pai .biba.
:-jy Quem annunciou querer comprar o
archivo-thcatral, di rija-so a ra do Queima-
oD. 15.
K3" Precisa-se fallar com o Sr. Joze de Oli-
r< ira proeorador de Joo Baptista Parada :
na na Nova eaza Ja quina ao pe' da ponte
tfegunJo andar.


m-rmmwar. a.a.-rr: wcar- r
nnBmi.
No Pateo de S. Pedro D. 5 lado da ra
da Virago conlinua-se a vistir anjos o de-
ftintos e alugo-se caixs para os meamos,
ccarrogas cotn prolo^ fardado, tudo por
prego commodo e com muito asseb e
promptido ; e igualmente armo-se Igrejas,
o alugAo-scos ornamentos necessarios de llo-
res {jaloes e volantes para as mesmas, tan-
to para festas como para actos fnebres.
tsr Quem precisar de tortores para si-
tios ou engentas caixoiros e artistas to-
dos chegados prximamente da Europa diri-
ja-se a rna da Cruz D. 1.
tST Pedro Aupper, subdito Prussiano ,
retira-se para fora da provincia.
tsr O liomeni casado de pouca familia ,
qusquerser administrador de engenho e
d fiador a sua conducta dirija-se a praea
da Independencia loja de livros n. 57 e58.
^tsr Historia das matbenia|ticas; poi; Joio
Estevo Monlucla, era fianoez, m 4 grandes
tomos
COMPRAS.
9F" A Biblia sagrada cm 7 tomos e co-
mentada pelo Padre Pereira ; qnem tiver an-
nuncie.
tsr Urna medalha do onro ou cruzeta de
diamantes ou boas pedras uoi transelim
ou cordo fino ou muito grosso que seja
de bom o uro um relogio sabonete caixa
de ouro de patente ou orisontal e um
ricoallinete de peito e toda qualidade de
obras de ouro e prala inteiras ou quebradas:
as 5 ponas D. 23 onde tem o lampio.
tsr Duas conchas para balanza que possa
pezar 10 arrobas, novas ou mesmo uzadas ,
e prefere-seas que tiverem ja correntes ; as-
si m como um terno de pesos athe 12 arrobas,
sendo por prego commodo ; quem tiver an-
nuncie.
tsr 400 caadas de azeite de carrapato :
na venda da quina da ra velha que bola pa-
ra a ra da Alegra.
tSF" Na praca da Boa visla n. 5 por cima
da botica tp Sr. Couto compra-se eseravos
para o Rio do 12 a 20 anuos e de maior
idade sendo pedreiros carpinas e ferreiros ,
e se pagaro bem sendo agradem.
tsr Urna hacia de prala para lavar o rosto;
quem tiver annuncie.
***-tsr A obra de Horacio em lalim estando
em bom uzo ; na ra do QueimadoD. 13.
tsr L'ma corrente ou garganlilha de bom
ouro e sem feitio ; quem tiver annuncie.
VENDAS.
*r Bilhcles da Lotera
do Pogoda Panilla, cujas
rodas andan mpreterivel-
mente no 1. do mez de
Setembro : na ra da Ca-
ricia do Recife loja de
cambio do Veira na ra
do Queimado loja de Jo-
an da Silva Santos e na
ra do Cabng botica de
Joao Moreira; na ra do
C olegio loja do Sr. llene
zes.
as Um habito Franciscano anda novo; por
preco commodo; na ra do (jueimado D. 13.
= Um escravo trabalhador de campo e
padeiro muito robusto e sadio, a vista do
comprador se dir o motivo ; na ra Direita
padaria D. 15 sobrad de 5 andarps.
= L'ma cscrava de 50 annos de idade, na-
Cio Angola cozinha o diario de urna caza ,
lava de sabo e fiel, na ra da Praia D. 9.
= Um sitio nos affogados no lugar dos Pos-
sos com caza Ierra,o murado, por preco com-
modo : a tratar por detrs dtf S. Bita onde
mora Ignacio Joze de S. Anna.
=s Urna venda com poucos fundos, na ra
do Bozario estreita defronte do beco do peixe
frito a dinheiro ou a pruzo com boas fu-
mas ; a tratar na mesma.
= Um cavallo melado manteudo c car-
regador ; na estrada dos A111 tos no cilio da
Tamarineira antes de virar para a estrada do
IWarinho do lado dreto.
tsr Azeite doce a 5 rs a caada garrafa
640, de coco a 5200 a caada, garrafa 400 rs.,
de carrapato 2>880 em caada a garrafa 400
rs. manteiga inglozaROO res fianccza 480
res esparmacele a (180 e 800 res, cha 2,>oG0
res presunto de Lisboa a 320 reis paios
linguissas sag a 280 reis farinha do ma-
r nho HO res vellas de sebo a 140 reis a
duzia e lodos os gneros de venda ; na ra
Nova ao p da Ponte, venda D. 33,
, cora o retrato do seu. auUipr, esuas
competentes estampas e boa encaderuagao ;
Estado militar ou servico de artilneria na.
guerra, por M. de Mont Rozard, em franeez,
n'um s tomo com a espectivas estampas.,
e boa encardenagao ; Novas Recrenges phisi-i.
cas e mathenialicas por M. Guy<>t, em fran-
eez 2 lomos eni broxura com estampas ja]
uzaJos ; Nem Grammar o the portugus'
And English kanguages em broxura ; Ca-
lepinus Sepiera Linguarum hoc est Lexi-
cn Latinum in usum seminarii palavne ,
um tomo em grande volume sem uzo algum ,
bom papel e boa encadernaco ; Fbula de
Plu.-dri ; Q. Horatii Flacci, 2 tomos em bom
papel bna encadernagoe sem uzo algum ;
T. Livii Patavino ; mestre inglez ou nova
grammalica da lingoa ngleza por um systema
original todos com boa encadernaco o sem
uzo algum ; Instrucga" ge?ral ou esccla do
servido bracal da arma d'artilheria por An-
tonio Teixeira Bebello um tomo em portu-
guez com as respectivas estampas ; Inslru-
ges de Guilherme Corr Beresford marcchal
e commandanteem chele dos exercitos para
oexercicio dos regimentosde infantera, em
portuguez e com estampas ; systema de ins-
truyo e disciplina de Guilherme Corr Beres-
ford marechal ecommandanto em chefedos
exercilos para os movimentos e deveres dos
cagadores, fundado sobre o regulamenlo para
a disciplina da (ropa de iinha, em portuguez,
em pequeo volume e com estampas ; gram-
malica analtica da lingoa portugueza por
Francisco Solano Constancio em boa en-
cadernagflo ; obras poticas Poslhumas de
Nicolu Tolentino de Almeida 3 pequeos
tomos em portuguez ; poesas por um Ba-
hano offerecidas as senhoras Brasleiras,
dous pequeos tomos em portuguez ; segre-
dos necessarios para os oficios artes ma-
nufacturas e para mutos objectos sobre a
economa domestica extrahidos das eney-
clopediasgeral, methodica pratica e das
melhores obras que tralaro athe agora des-
les objectos, dous tomos em portuguez. Um
mulatinhode 7 a 8 annos, mui sadio e es-
perto um par de rozetas do diamantes mu
grandes e bons, em forma de estrella e
encastoado em prala perfumado em ouro : na
ruada Soledade defronte do hospital, caza de
portas verdes junto a do Padre Joo.
tsr Vaccas deleite pa idas : na praia do
Jang.
tsr Barrs com carne salgada de vacca ,
barricas c meias ditas de farinha de trigo ,
aveia para cavallos, barricas abatidas paos
de pinho gangas amarelas lengos de seda
preta e de cor da India e cha preto : em
caza de Matheus Austin & Compantm na
ra du Trapiche n. 12.
tsr Um abito de Christo bastante grande:
na ra nova lado do norte penltima loja, se
dir.
tsr Oito cenias oitavas de prata em obras,
quem as pertender dirija-se ao armazcm do
Senhor Villaga na ra nova, que dir quem
as tem para vender.
tsr Farinha de mandioca de S. Citha-
rina em saccasdedous alqueues meiodo
Bio, a preco de 4j800 : na ra da Cadea do
Becife D. 58 o 59.
j = Por precizo huma oscrava, que en-
gomma lizo. e cozinha o diario da casa ,
e he hbil no maisarranjo; quem a pertender
dirija-se a ra do S. Bita D. 1. para ver se
lhe agrada.
?* Na loja de ferragens na Pracinha do Li-
vramento D. 34, ha para vender-se por mui-
to commodo pregos os livros segrales, escri-
tos em Portuguez com eslampas assentos
da suplicago observagrtes sobre a Consltui-
go recreagAo moral e sientifica ou a Biblio-
teca da Juventude. cartas de huma Mi a seu
1 i I to historia dos animaes dita de Aflbngo
Bi az novellas escolhidas tala do 2 salva-
gens no dezerto, viagens de Antinor hislo-
toria de Estevinho Gour, Vctor ou o meni-
no da Selva Clara alba, Dicionario da
Fbula D. Raimundo de Aguiar, Numa
Pon pifio collerco d'EpistoIas A Prinee-
za de Babilonia ou a ave de vinle e oilo mil
annos de existencia viagens de Gulliver ,
Aventuras e astucias de lazarinho de tornes ,
Gustavo ou a boa pega Cypranno ou histo-
ria de hum menino Orphao, o Renegado A
Estrangera Ipsibo Emilia e A (rungo o
amigo dos meninos a Torrente Vingalora ,
Ismala ou a morte e o amor, D. Ignez de
Castro, cartas de Hiloiza a Bailan! Alexi-
na ou aterra velha do Castello de Holdhim.
O solitario o segredo de lriumjhar das mu-
Hieres e tornallas constantes o Bohisom de
Un^a(Begrji)ha de 1,8 annos, sera vi- prego rommodo chegados ltimamente : no
ropria para 'iodo o servico : na ra da atierro da Boa vista 1). i) e na praea da ln-
servigo
oeda,n. |51/ .
Vende-se^pu troca-sc por
os e propia jjara
JQda
urna pela
dependencia D. 17.
tzr Duas moradas de cazas terreas de pedra
%sr Lm negra .
nha o ordinario lava, e muito deligente :
em "v Amaro na entrada da estrada do sitio
de Joo Baptista Claudio Trcsso.
cy Urna eonoa de carreira uzaJa por
prego.muilo commodo : no primeiro andar
do sobrado delronte dotheatro que faz oi-
lo para o beco do ouvidor e a dita canoa
acha-se noeslalciro defrontc do Convento de
S. Francisco onde poder ser vista fallando
com o mestre do dito estaluiro.
tsr Urna cscrava de nag'o muito linda ,
cose bem cozinha e tem principios de en-
gommar ; outra dita crela de 15 annos,
com as mesmas halidades : na ra Direita
D. 20 lado do Livramento.
tsr Um negro do bonita (gura ganhador
de ra paga 480 por da a vista do com-
prador se dir o motivo : no principio da ra
de Hortas confronte do beco que vai para S.
dedro D. 9.
tsr Ferramenta para tanoeros feifa por
um dos melhores aulhores no Porto: na p a-
ga du Commerco venda n. 1.
sy Urna escrava de nag.io angola, engom
ma liso e cozinha o ordinario : na ra do
Palacete caza de Manoel Joze Galvao.
tsr Urna colegio de 8 quadros grandes
com a moldura lavrada obra de muito gos
to ; um par de lanlernas com castigaos de
vidro 1 par de jarres com llores tudo mu
toem conta: na roa da Viragao caza de mar-
cnero.
tsr Tijolos de limpar facas e toda qualida-
de de lalao vellas de carnahuba thesouras
finas para costura de senhora caixas de ba-
leia para rap fsforos de penle cartas fi-
nas francezas ditas portuguezas cstojos de
navalhas muito finas bicos largos e umi-
tas miudezas baratas : na ra larga do Boza-
rio loja de miudezas D 7.
BT Na ra Nova loja D. 9 e 10 de F. Re-
gord & Companhia ; tem um grande sorl-
mento de chapeos de todas as cores e qualida-
dcs para senhora a lOj, 2,> e 1 Cji alem
do serem de seda as mais novas possives sao
do ultimo gosto.
tsr Pos Parisienses Purgativos anti-sy-
pliiliticos anti-dartrosos o anli-biliosos.
Estes pos obtivero urna grande celebrdade
em loda a Europa e os seus successos mara-
villosos de cada da Ihes merecem aprovago
geral o que prova que nenhuma preparagao
gosa de propriedades to eminentemente de-
purativas.
Os pos parisienses sSo o verdadeiro espe-
nco as molestias secretas recentes ou in-
veteradas, ('orno depurativos do sangue sao
da maior efilcaca em todas as molestias ontre-
tidas por um virus qualquer quaes as infor-
midades da pelle as empgens as sarnas
a&jmnos, Guilherme Tellou a suessia Lihcr-
| tifia e 1), Qusole (Je Jmancha.
antigs ou repercutiilas as dores rheumatis-
maes as flecgoens escorbulicas e escrofolo-
sas em lim em toda acrimonia do sangue au -
nunciada por comichoens calores nodoas
amarillas e vermelhas hemoroides pre-
gos pstulas no rosto aphtes ulceras na
boca ou dentro da garganta cor lvida do ros-
to olhos avermelhados flores brancas ,
humor melanclico plidas cores, alfa-
ques de ervos idade critica das mulheres. O
uzo permanente destes pos enlretem a fres-
cura do rosto a lherdade do ventre. Ve-se se-
gundo o exposto que acbamos de fazer que es
tes pos sao utllissimos em muila alTegOes
acrimoniosas destas que nao tem um car-
cter suspeito e de mais sao reeonhecidos co-
mo um dos mais poderosos anti-biliosos.
Maneira de Fazer Uzo Delles.
O Modo de uzar delles he muito simples ;
toma-se um papel que se poem dentro de um
bule ; derrama-so nelle trpz chicaras d'agoa
fervente ; deixa-sp fazer a infuso como pa-
ra o cha. Quandu ficar resfriada, coa-se. Bc-
be-se urna chicara desta infusoantes desedei-
tar, outra ao levantar, e a ultima urna hora e
inea ao depois doalmogo Continua-se assini
durante 15 a 20 das, al trinla das conse-
cutivos se for a molestia ou infermidade anti-
ga. Porcm quando urna pessoa tem simples-
mente um em barago gstrico, hasta o uzo de
dous ou tres papis.
Estes pos nao contendo nenhuma prepara-
ragao mercurial, o resguardo he fcil a obser-
var; ahstem-se de comidas salgadas o lele,
e osfarinhosos lhe sao proferidos, elles nao
interrompem de poder girar: na na higa do
Rozarlo botica D. 10 de Manoel elippe da
Fonseca Cando.
tsr Sapajps inglezes para honjem por
ra os Quarteis.
tsr Sulo suprior azele de carrapato: no
armazem defronte da escadinha da Alfandega.
tsr Um hoi mango grande proprio para
carro ou carroga esl bstanle gordo, livre de
mal triste : na n:a do Sebo ao pv do sobrado
do fallecido Lavra.
tsr O Brigue Brasilero Victoria, com
amarragSo de ferro, e bons aparelhos, e
tambera aluga-se o dito Brigue para baldea-
co de carga ou servigo de crena dos navios ,
que precisara fabricar : na caza de Rento Jo-
ze AIves.
tsr Sement de nabos salsa rbanos ,
rabaneles xicoria alface enentro roos-
tarda ervilha torta tudo chegado agora do
Porto : no atierro da Boa vista venda por
haixo do sobrado do Snr. Francisco Joze da
Costa D. 50.
tsr Urna venda com poucos fundos, em
Olnda na ra da Boa hora : a tratar na mes-
ma, ou com Joaquim Francisco de Alem no
forte do Mallos tambem se lira os gneros
que rio convier ao comprador.
= Continua-se a vender canecos de ama-
rlo com boas ferragens os grandes a "t e
os pequeos a IjiOOO : no nlterro dos Alle-
gados defronte do Yveiro do Muniz caza De-
cima ll.
tsr Espadas praliadas paia ofliciae : na
ra Nova loja de Joze Luiz Pereira.
tsr Ps de paneiras da Italia de varias
qualidades a 200 rs. cada pe* : na ra da Crui
Decima 1.
CF- Urna negra de nago cabund cozinha ,
lava e quitandeira ; na ra de S. Itits D. 1 ,
ou na repartigac do uorreia a Joo Dias Bar-
boza Macudum.
tsr Polassa da russia nova em barris pe-
queos : no armazem de Machado & Basto ,
na ra a'Appollo D. 15.
va Sacas cora fariuha de mandioca com
pequeo defeito por prego muilissimo com-
modo : no armazem du Machado & Basto na
ra d'Adpolo D. 13.
= Um sortimedto de relogios patente e
horisontal ditos de parede com despertador,
por preco commodo : na rna das Cruzes caza
de relojoeiro rancez D. 4
tsr Colegao das leis portuguezas ; Cont ,
Repertorio das leis extravagantes e outros
livros de direito ; um pianno desencorduado
proprio para se consertar e aprender-se; urna
meza grande de advocado ; e um silha com
manta com pouco uzo : quem pretender an-
nuncie.
ESCRAVOS FGIDOS.
ts? Fugiraodo engenho Santo Estevo, fre-
guezia do Cabo no da 15 do corrente dois es-
clavos sendo um de nomo Pedro baixo,
e gross.) do corpo p rnas finas bastante
barbado e meio fula e o outro de nome Jo-
o de boa altura e pouca barba e ambos
de nagO congo e fallo mal portuguez o
sao mucos ; quern os pegar leve-os ao dito
engenho ou no Becife a Antonio da Silva Gus-
niao na ra do Queimado.
tsr Boga-se aos Srs. Delegados e Subde-
legados desta e mais comarcas authoridades
policiaes pessoas particulares aprehen-
gao de um cabrinia de nome Victorino de
12 anuos fugio a 3 dias da lenda do mes-
tre, pois eslaprendendo a sapateiro ; levou
vestido camisa de dula azul e caigas bran-
cas tem os ps com algumas marcas de bi-
chos cara larga nariz chato olhos alguma
cousa vermelbos ; quem o pegar leve a Boa
vista ra do sebo indo para a trempe ao la-
do direito primeira caza passando o sobrado
que tem os oiloes pintados de amarello ou
nobolequimdo Almeida, quo ser gratifi-
cado.
ssr Fugio o mualo Paulo no dia 22 do
mez de Oulubro do anno de 1840, bastante
alto grosso, cor quasi branca porem escal-
dada olhos /.ius, cabellos a^aslanhados,
pouca barba no queixo tem o dedo graudo
do p direito aberto para fora tem urna ore-
Iha furada com um brinco as costas pica-
das de chicote que rece be u de seu anligo Sr.
este mulato lie natura] do Bio de S.Francisco
veio da Baha e andou pelos Serios q'-cm o
pegar leve a ra deAgoas verdes D. 12 que
lera 00,y do gralilic.icao e se payar as dispe-
zas que fizerem com elle.
m^FEA~TYP. DEM, F, DE F,5=15


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EOOV6AGMR_4RE7QN INGEST_TIME 2013-04-13T00:51:03Z PACKAGE AA00011611_04778
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES