Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:04656


This item is only available as the following downloads:


Full Text
Anuo de 1842.
Sexta Feira 20
Tu.lo tora depende de ui mesroos ; da nnssa iirudenr.ia moderaran e energa : ron-
,miemos como |>rinci|>iamos e seremos apuntados rom admiraci'in 'entre as Naefiea ma
cultas. (Proclamacuo ilaAssembla Ceral do raiil )
PARTIDAS DOS CORREIOS TERRESTRES.
ioiaima, l'araiba e Ro grande do N orle secundase sextas fetal.
llnniloeJaranliiins a 10 lH<
Caho Serinhaein Bi<> l'ormoio Porto Calvo Marei v Ali;o'u no
l'aje 13. Santo Anta quintas fciras. Olinda todos os din.
DAS DA SEMANA.
,f feg, i" 4. Oilava s, JoSo Nepomureno M.
7 "Tete. + 2. Oilava S. Pasroal Bavlao F.
f$ Quart. Tmporas jejum S. Venancio Aud. do J. de D. da 3. t.
.ii Qnint. s. Pedro Celestino P. Aud. do juir. de D. da 2. vara.
D c\t. Temp. jej. s. Bernardino de Sena F, Aud, do .I.del). da 4. v.
| .Sal. Temp. jej. Manos B. Bel. Aud. do .1. de D. da 3. T.
.,> Itotn. SN. Trindade. s. Rita de Cassia \ iu.
de Maio.
Anno XVIII. N. IM.
m jji liii|rinMiMflFi^iMBairinnr
O Diario puMiea-se lodos os dias i|ar ii.u forem Santificados : o preco da aasiga atura be
de lies mil res por quailel pa;os iidiaiitadus. Osaauunema dos asignantes sao inieridoli
gratis c os dos que o n.io forero rauta de 80 reia por linha. As reclamaeei lleven ser
dirigidas a esta Tipografa ra das Crines D. 3, ou a praca da Independencia loja d litros
."Siiiii. 37 e 3S.
Cambio sohre Londres 28 d. p. 1 .
Paria 340 reis p. franco.
.isboa 88 a Ooru- Moeda de fi.Mtl V. 43,100
. >. N. 13.000
. de 4,000 8.300
4,720
CAMBIOS so da 14 de maio.
PkaTa Petos Coluianarta 4,7t0
. .. Meiicanoa 4,7tl*
miud. ,500a 4.500
Moeda de cobre 3 por 400 da descont.
Descont de billi da Alaadega 1 pot 400
ao me i.
Ida* de letras de boas firmas 4 a 1 r f.
I'reamar do u,a 20 de Maio
i." a 4 limas e 18 m. da manlu.
2. a I horas e 4 m. da tarde.
l'r.Ai i I'aiacie
P1IASKS DA I.LA INO MEZ, DE MAIO.
(uarl, miag. a 2 lis 10 horas e 28 m. da maah.
La Nova a 40 s 0 horaa e 49 ro. da maah.
Quart. creta, a 47-- as "J horaa e 42 m da maah.
La elieia a 24-- lis 7 horas e 21 m. da manh.
IIIAIUO DE
li IV AII l U E O.
PARTE OFFICIAL.
GOVERNO DA PROVINCIA.
EXPEDIENTE DO DA 4 DO CORRERTE
Ollicio Ao Engenheiro cm ohefe ao ser-
vido tia Provincia disendo que podo man-
dar fazer os concerlos de que preciso os
tresarcos do terceiro lanco da estrada do sul ,
queem seus oficios de lo e 17 do mez lindo
informa acliarem-se asss arruinados.
Dito Ao administrador tiscal interino das
obras publicas intelligenciando-o da authori-
saco dada pelo precedente olficio.
Dito Ao inspector da thesouraria das
rendas provinciacs disendo que sendo a-
vultada a so mina devida aos empreados provin-
ciaes em consequencia do dficit da mesma
thcsoursria faz-se necessesario que elle
mande pagar com preferencia os ordenados ,
que se devem doexercicio lindo e do 1."
semestre do anno nanceiro corente pre-
ferindoem 1." lugar o servido mais antigo ,
e em 2. o empeegado que nao vence e-
molumentos sem peejuizo dos peets do cor-
pode polica e dos despachos que houve-
rem pagamentos das obras publicas na for-
ma do otlicio que Ihe foi expedido 30dfi
Abril p. p <> nfilonando-lbe, que mande an-
nunciar estes pagamentos segundo as forcas
d-> cofre provincial para que os empregados
concorro
Dito A soeiedade commercial d'esta ci-
dade paeticipando-ihe lee eesolvido enviar
ao governo impeeial, paea providenciar res-
peito como juigar conveniente a represen*
lacio que dirigi a Presidencia em 27 do
mez ultimo, porissoque nao cabe em suas
attribuicoes dar um novo regulamento po-
lica do porto (im de obstar os inconveni-
entes quesotreo commeicio.
Dito Ao commandante das armas sig-
nificando, em resposta ao seu offico dedous
docorrenle acerca dos guardas do Bataiho
destacado, Jos Francisco Calasans e Anto-
nio Jos dos Santos que foro julgados inca-
pases do servico militar pela junta de saude ,
que deve mandal-os apresentar aos comman-
dantes doscorpos, que pertencem fim
de serem substituidos por ouiros que tenho
a precisa robustez: e disendo-lbe que n'este
sentido officie ao respectivo commandante su-
perior.
Dito Ao referido commandante das ar-
mas declarando em resposta ao seu ollicio
de 50 de Abril p. p., acompanhado deoutro
do Tenente Coronel commandante do bataiho
de guardas nacionaes destacado no qual d a
rasao de nao ter alistado os guardas Alexan-
dre Joze Rodrigues, e Antonio Francisco,
vindosda villa desanto-anto que deve des-
pedir os referidos guardas e oficiar ao res-
pectivo chefe de legio, para que os faga subs-
tituir por outros que tenho a necessaria
capacidade para o servico e estejo no caso
da Lei.
Dito Ao chefe de polica interino auto-
risando-o para receber o juramento todos os
subdelegados que se he apresentaeem ; e
para commetter essa faculdade aos seus dele-
gados.
Dito Ao commandante superior da guar-
da nacional de Floras, participando haver no-
meado ao major do 1. bataiho da guarda na-
cional d'aquelle municipio Manoel Vicente
da Cunha para major da respectiva legio,
e para o posto que fica vago ao capito
Christov&o Jos de Campos Rarbosa ; edeter-
mnando-lhe que o faga constar aos Hornea-
dos fim desollicitarem as suas patentes pe-
la Secretaria para poderem entrar em ejer-
cicio.
Sortaria O Presidente da Provincia, em
conformidade do artigo 2. do regulamento nu-
mero 122 do 2 re Fevcreiro do corrente anno
estabelece provisoriamente oseguinte = A
freguesia da cidade dedo anna Herir gubdivi-
dida em dous distrctos de subdelegados ,
comprehendondo o 2. distrelo ojulgado de
paz de Cioianninha. A freguesia de Riserros
en quatrodislretos saber, Riserros, C-
maro, Cravat e S. Caetano ; sendo os li-
mites dos tres ltimos os julgados de paz,
n'elles existentes. A freguesia de Garan-
huns em quatro districtos que sao Gara-
nhuns. Crrente, Quipsp, e S. Rento, com-
prebendendo se cada um dos trez ltimos nos
limites dos julgados de paz que all j ex-
istem.
Dita Incumbindo em execucao do ar-
tigo 475 e segunda parte do artigo 475 do
regulamento numero 120 de 51 de Janeiro do
anno corrente ao juiz municipal do Ronito a
jursdeo dos ordos do mesero termo.
Oficios Ao Chefe de polica interino, ao
presidente da relaco ao juiz municipal de
olinda, acamara respectiva, e ao inspector
ta thesouraria da fasenda participando ter se-
parado provisoriamente o termo de Iguarag
do de Olinda ; e ao presidente da relaco e
inspector da thesouraria da fasenda inte Ui-
genciando-os. de haver criado urna terceira va-
ra de juiz municipal n'esta cidade do recite.
Dito Ao chefe de lozio Ja guarda nacio-
nal le Garanhuns participando ter'nomeado
Luis de Araujo Cavalcante para o posto de
Tenente coronel chefe do segundo bataiho da
mesma leaio.
Portara Ordenando ao inspector do arse-
nal demarnha que, mande pagar oflicial-
dade e tripolaco do brigue escuna es Cali-
ope = os sidos vencidos do mez de Abril ul-
timo.
Ollicio Ao commandante do supra-men-
cionado brigue escuna communicando a expe-
dido da ordem antecedente.
COMMANDO DAS ARMAS.
EXPEDIENTE DO DA 6 DO CORRENTE.
Ollicio AoExm. Presidente, significan-
do-lheem resposta ao seu ollicio de 2 do cor-
rente que pela Prefeitura de Garanhuns a
contar do 1. de Junho do anno passado at
o fim de Abril do corrente se tinho enviado
47 recrutas dos quaes tres foro postos em
liberdade por terem provado izempees em
Lei fundadas e que nao era possivel dar in-
formacoes a cerca do numero de recrutas re-
meltidos pela dita Prefeitura do 1. deJulbo
de 1859 ao ultimo de Maio de 1811 ; porque
nessa poca os reorutas ero directamente
mandados da Presidencia sem declararlo de
onde se liavio recehido.
Dito Ao mesmo Exm. Snr. mandan-
do-lhe apresentar para ter conveniente desti-
no, o recruta Goncalo Pereira remetlido
pelo chefe da Legio de Iguarag, com recom-
mendacSo de ser mandado para a marinha .
em vista dos motivos allegados no offico do
sub-Prefeito que Ihe transmettia.
Dito Ao mesmo Exm. Snr. transmet-
tindo-lho a relaQo nominal dos individuos
voluntarios e recrutados que assenta'rgo
praca em o mez d'Abril prximo lindo.
Dito Ao mesmo Exm. Snr. remetten-
do-lhe competentemente iu formado o reque-
rimento do Alferes de Linha Tenente de co-
misso Francisco d'Assis Mendes Guima-
res que pedia a nomeaco de Capito pa-
ra o Datalho de Guardas Nacionaes desta-
cado.
DitoAo Commandante Superior da d.
.Nacional deste Municipio, communicando-
Ihe d'ordem da Presidencia foro desliga-
dos do Datalho de Guardas Nacionaes desta-
cado e devolvidos ao 1. bataiho de Guar-
das Nacionaes Jos Francisco Calaz.les, >e ao
2. o Guarda Joze dos Santos, ambo^s por inca-
pases do activo servico, os quaesdevio sfer por
outros substituidos.
DitoAo mesmo, communicando-lhe ,
que assentara voluntariamente praca na Com-
panhia d'Artilices no da ido corrente, o
guarda nacional da 5. companhia do i. Da-
talho Antonio Pedro de Lima.
Dito Ao Chefe de Legio de Iguarac ,
disendo-lhe que em vista da sua recommen-
dago feita em offico de 5 deste mez resol-
vera por a disposico da Presidencia o recru-
ta Goncalo Pereira e que nao estando habi-
litado para receber os recrutas destinados ao
servico da marinha e somente os do Exerci-
to devia osdessa classe serem-lhe remetti-
dos por intermedio do Chefe de Polica con-
forme a Lei da quella directamente a Presi-
dencia.
Dito Ao Chefe interino da Legio do mu-
nicipio de santo Anto inlelligenciando-o
de que fora porvelho e achacado despedi-
do do RataHio de guardas nacionaes destaca-
do o guarda Alexandre Joze Rodrigues e
entregue a Francisco das Chagas, o de nome
Antonio Francisco por ser escravo do dito
Chagas do poder do qual estava ausente a
15 meses, e finalmente que fora entregue
ao Tenente Coronel Commandante do dito ba-
taiho o guarda Manoel Rarbosa para ser
punido da ausencia que commettera.
Dito Ao mesmo communicando-lhe ,
que foro excluidos do bataiho de guardas na-
cionaes destacado os guardas Joo Francis-
co d'Albuquerque Rernardino de Sena, e
Vicente Ferreira Machado os dous prinreiro*
por serem cazados com filhos e o ultimo to
bem viuvo e com filhos tendq de mais ser-
vido j na 1. Linha devendb serem por ou-
tros substituidos.
Dito Ao Chefe interino da Polica re-
metiendo-I he o processo do Furriel Claudino
Joze de Mello, do 3. bataiho d'Artilheria ,
para que Ihe desse conveniente direcefto em
vista da deciso tomada pela junta de justi-
ca em sesso de 2S do mez p. p.
Portara Ao Tenente Coronel comman-
dante do bataiho de guardas nacionaes des-
tacado mandando excluir do mesmo, os
suardas Joze Francisco Calazes e Antonio
Joze dos Santos, enviando com guias, aquel-
le ao Chefe do 1. bataiho da guarda nacional
deste municipio c este aodo segundo afim
deseeem substituidos por outros.
Dita Ao mesmo, mandando excluir com
guia e remelter ao Chefe de Legio do mu-
nicipio de Santo Anto o guarda Alexandre
Joze Rodrigues por incapaz do servico e
'ntregar o de nome Antonio Francisco a
Francisco das Chagas por ser sen escravo.
DitaAo mesmo, mandando excluir com
dotas e remettee ao Chefe de Legio de S.
Anto os guardas Rernardino de Sena, Jo-
o Francisco d'Albuquerque e Vicente Fer-
reira Machado por terem sido individamen-
te designados.
CMARA MUNICIPAL DO RECIFE.
SESSA ORDINARIA DE 28 DE FEVERERO
1812. (*)
PRESIDENCIA DO SNR. BARROS.
ComparecerSo os Snrs. Mello Cavalcante ,
Carneiro Monteiro Olveira, Doutor Vlella ,
Ricardo do Reg: faltando com causa os mais
Snrs. Aberta a sesso e lida a acta d'ante-
cedente foi approvada. O secretario dando
conla do expediente mencionou os seguin-
lei oficios.
Dm do Exm. Prezidenle da Provincia ac-
companhando outros do Cnsul de S. M. Rri-
tanica e um parecer da Soeiedade de Medici-
na desla Cidade a cerca das mesmas Repre-
zentaces do dito Cnsul de serem desembar-
(*) Esta acta e as segninles al 10 de Mar-
ro foro entregues na Typographia no dia
10 do corrente.
cados os passageiros da Barca Ingleza Tlie-
resa no qual a mesma Socidade se declara
pela possibilidade de ellectuar-se esse desem-
barque com tanto que esse recorra as neces-
sarias medidas de perfeita isolaco des referi-
dos passageiros para com os habitantes des-
la Cidade : deliberou a Cmara que se offi-
ciasseao Exm. Prezidenle desla Provincia;di-
sendo, que se conformou com o parecer da mes-
ma Soeiedade, e que resol veo, que os infelizes
que se acho a bordo da Barca Ingleza The-
resa devem desembarcar na llha do Pina ,
franqueando porem S. Exc. urna forca sufi-
ciente para prohibir aos doentes a saluda do
lugar, e que desse todas asmis providencias,
que em sua sabedoria juigar de urgente ne-
cessidade.
Ontro do mesmo Exm. Prezidente parte-
cipando ter expedido ordem ao Inspector Ge-
ral das Obras Publicas para mandar arrancar
os leos de esleio."., que existem junto apon-
te dos Affogados e embaracao o tranzitu das
canoas, que navego por aquelle rio : in-
teirada.
Outro do mesmo Exm. Prezidente ordenan-
do que esta Cmara inaudasse preparar a. 1-
greja Matriz de S. Frei Pedro Gongal ves para
a Missa votiva do Espirito Santo, que ser ce-
lebrada pelo Rispo desta Diocese visto ter
de se abrir a Sesso ordinaria da Assembla
Legislativa Provincial no dia i. de Srhirco
prximo futuro : que se dessem as providen-
cias que em taes casos se costuma.
Oulro do mesmo Exm. Psezidente remet-
iendo a esta Cmara para sua inteligencia na,
parte que Ibes tocar o incluso exemplar dos
Decretos do Governo n.# 194 a n.* 205 : que
se aecusasse a recepgo dos mesmos Decretos.
Outro do mesmo Exm. Prezidente remet-
iendo sette exemplares do Peridico mensal
publicado na Corte do Rio de Janeiro pela So-
eiedade Auxiliadora da Industria Nacional
pertenec)tes aos iiiezes de Janeiro a Julho de
1841 afim de serem conservados no respec-
tivo Archivo e facilitar a sua le tura aos la-
vadores que quiserem consulta-Ios : in-
leirada.
Outro do mesmo Exm. Presidente disendo,
que nao achava conveniente dar a aulborisa-
co que esta Cmara pedia em seo ollicio de
10 do corrente para destrahir um cont de
reis da applieaco que a Lei Provincial n.
88 diz no Art. 50 a quantia de 20 con tos de
reis ; cumorindo antes iembrar a esta Cma-
ra que era muito urgente mandar concluir
o n i velamen to e calsada da ra Direita, a do
atierro da Roa-vista cujo estado ruinoso cm-
baraea o tranzito e poem estagnadas as a-
tinas da chuva cm prejuiso da salubridade pu-
blica : inteirada.
Outro do Fiscal da Boa-vista remetiendo a
nota das pessoas multada. no mez de Fevere-
ro do corrente anno ; cujas multas iinporta-
vo na quantia de 72 rete ; e aproveitava a
occaso para pedir que mandasse pagar a
Luis Pereira Rapozo2ji reis da condcelo e
enterramento de um cavallo, que eslava mof-
lo no lugar do Mondego: em quanto al.' per-
te inteirada em quanto a 2.* que se pacasse
mandado.
Outro do mesmo Fiscal exigindo que se
mandasse pagar ao Doutor Felippe Neri, a
quantia de 0:000 reis de 5 corridas quo reu-
dero 00j reis ; e juntamente ao Cirurgao
JooThimolio da Fonceca (ialvo 5,2U0 res
de urna corrida de lei te que rendeoj reis :
que se. passem os mandados.
O Snr. Carneiro Monteiro fez o seguiste
requerimento que foi approvudo. Requeiro,
que se otlicie aos Doulorcs Sarment, e Fon-
ceca para assistirem a vistoria que a Com-
misso de saude tem de faser na fabrica de ra-
p colocada no lugar das Barreiras.
Despacharo-sealguns requerimentos. Epor
ser dada a hora levantou-se a Sesso; e man-
daro fazer a prezente em que assignario. E


o
&

en Fulgencio Fufante do Alhuquerquee Mello.
Secretario a escrevi. Barros Pro-Preziden-
te Carneiro Monteiro MelloCavalcante--
Olivei'r -* Doutor Vilclla -- Hiendo do Reg.
REPARTICaO da polica.
Parte das occorrencias do dia 1".
O comniandanle geral do corpo de polica
participa hoja que forfio houlcni presos pela
1. patrulha que rondn na ra do Carmo-
velho Antonio dos Santos, por se ter com-
portado mal para com ella insultando-a ; e
por um soldado do mesmo rorpo que se a-
ebava de senfinclla na ponte da Boa-vista o
preto Benedicto escravo por briga ; e das
parles semaiiacs, que ni o forao dirigidas,
nada consta que mereca ser mencionado.
Parte das occorrencias do dia 18.
Pelo commandanle geral do corpo policial
foi participado que forao hontem presos, pe-
la patrulha rondante na ra da Madre de
Dos Joo Lopes de Castro por dirigir remo-
lines mesma patrulha : pelo subdelegado
desta freguezia un menor ; e pelo da Boa-
vista o escravo de nome Antonio.
Das partes semanacs que continuo re-
ceber nada consta que mereca ser noti-
ciado.
Pessoas despachadas.
Para Lisboa = Bernardino (ornes de Carva-
Iho, portugus.
= Joze Camello Freir brazi-
leiro.
iode Jan Manoel Soares Botelho.
Mara Bita Benedicta, d
Chatarina prelas escra-
vas de Bernardino Pereira da
^eiga.
Francisco pardo, escravo
do brigadeiro Joze Joaquim
Coelho.
Mara preta escrava de
Antonio Pacheco da Motta.
= Manoel EslevoPereraCam-
pos brazileiro.
== Joze da Silva Das brazi-
leiro.
EXTE1UOB.
limites anda que fosse por ur na geraeo.
Alias parece problemtico como ha de o Brazil
sustentar a sua integridade ou d efender-se
offfclivnmente contra aggrcsses externas
por algum longo periodo sem a ; illianga da
Inglaterra.
Ojiando todos estes pontos : tiverem sido
determinados e a paz e tranquillidade pre-
dom'marem por todo o Imperio, cnlo pode-
r aquelle pniz offerecer um campo- favoravel
para a empreza e emigrac/io Alie m mas
nao antes-, porquanto, se fr certo que as
Princezas Brazileiras esto para contrahir es-
ponsaes com dous Principes Italianos, en-
lao est quasi desvanecida a perspectiva de
cazarem estas Princezas com renovos de
cazas AI lemas e dar-se assim impulso e-
misraclo Allem para o Brazil debaixo das
condices a cima estabelecidas as quaes nao
sao absolutamente inev.equiveis. Allgmci-
ne Zeitung.
.1 ... i>. i.iii-.i vi'i'uhi i ilii os dos llluslrssimos Sur, s-
pessoas constantes da relacao incluta ou as Pv*- ^gSSS do Arlista Jo dos .,..
que se acharem de posse dos predios nella a ri 0 ()o mes.ll0 se lhe rezervaro athe o -lia
_______I_____l_- ____ _,'. nh> _______._
mencionados que al o lim do prezente
mez comparecao naquella repartico para sa-
tisfazerem o que devem de dcima urbana dos
anuos anteriores at o de 1X55 pois que
lindo o dito piazo sero judicialmenle execu-
tadas na conformidade da lei. e ordens a res-
peito. Recebedoria iS de Maio de I8i2.
Francisco Xavier Cavalcante de Albuquerque.
O senador Manoel de Carvalho Paes d'An-
drade rwa da cadeia do hairro do Becife ns
5i, e48........226,550
Maria Francisca de Jezus ra do enranta-
mento n. 7o boje unida de n. ."(i de Ma-
noel Alvos (tierra.....80> (i7<>
O coronel Fr ncisco de Brederodes de An-
drada ra da cacimba n. 109 do encanta-
9
io corrente.
Sobral
COMMERCIO.
Parahiba
Lisboa
(f.ontinuaco do artigo extrahido do Sun. )
O Brazil carece sobre ludo d'um commer-
cio bem regulado c niais particularmente de
nielhor uso da sua navegaeao interna. Basta
mencionarmos aqu smente aquelle soberbo
rio Amazonas com os seus innumeraveis e
poderosos, tributarios oqual se acba intei-
ramente despiezado.
O fundamento d'um tal trafico por melho-
ramentos naquelles ros que os possao exigir,
poria em actividade urna grande populacho
ora quasi ociosa, por que al os Indios trario
ao mercado productos taes como o pao de ro-
sa e muitas drogas preciosas que abundao
as llorestas. A nica condico para se reali-
sarem laes resultados seria um estado bem
regulado e seguro do interior.
Posto que a provincia do Bio Crande que
abundante de cebo couros e canhamo g-
neros todos to necessarios ao commercio In-
gle?. ainda continu n'um estado parcial de
rebelliao ; todava o estado ge ral do resto do
imperio nao de lauta falta do seguranca co-
mo muito se tem exagerado.
O principal deleito em que o Brazil parece
laborar, julgo ser d una natureza poltica,
isto falta d'um systenia conveniente de
administracao para una populaco to rara
edispersa. Na verdade o Brazil parece ser
lalbado de molde para formar o Imperio Ca-
.oluo Romano da America. Mas isto li-
ma digresso do nosso actual proposito que
com ludo poderla vira ser sumrnamenle inte-
ressante Allemanlia se se verilicasscm os
casamenliis de que ora se trata entre certas
familias reinantes Allems e a Imperial Caza
de BragatiQa.
O Brazil para se rectificar poderia contra-
hir um emprestimo de seis ou sette milhes ,
e il isto lhe servira de grande proveilo o soc-
corVoda Inglaterra. O Bra/.l pela sua immen-
sa extenso tambeni est exposto a aggres-
socs externas ea dissensoes internas e a es-
te respeito parece ;' nao peder elle adiar
nielhor prnteceoe garanlia do que na Ingla-
terra. Tambem parece que o mais (pie o
Bra/il pode prometter nago Ingleza po-la
a parda mais favorecida. Km troca poderia
a Inglaterra estipular que o Brazil conconlas-
se em lixar um periodo depois do qual cessas-
s>- ntciram<*nte a escravatura dentro do
ALFANDEGA.
Rendimento do da 10 de Maio Rs. C>:7."8ji7,"U
DKSCVRltEC.AO" HOJE 20 DE MAIO.
Barca Francesa = Camelia = Man tega.
Brigue Portufjuez = Primavera = Fasen-
das.
Brigue Portugucz = Tarujo i." = Vinho ,
vinagre carnes c sebollas.
Patacho Americano = Lucy == Azeite de
pexe miudesas taboas, e paos.
Barca Portuguesa = Tentadora = Pomada ,
e arcos.
E D I T A E S.
O Illm. Sr. Inspector da thezouraria
das rendas provinciaes manda fazer publico ,
que por nao terem tido licitantes os impos-
tos abaixo declarados iro novamente pra-
ca nos dias 25 27 e 28 do corrente pelo
prego medio dos rendimentos dos tres annos
anteriores conforme o decreto de A de No-
vembro de 180"), e officio do Exm. Sr. Pre-
sidente da provincia datado de 11 do corren te
mez.
Por tempo de um anno os seguintes im-
postas : furo das caixas, e feichos d'assucar.
Taxa das barreiras da Magdalena Cequia
p. Carvalhos. Dita das passagens do rio no
Cordeiro e Caldereiro.
Por tempo de tres annos os seguintes di-
tos: vinte por cento na agurdente de consu-
mo nos municipios deOlinda Goianna, Na-
zareth Pao do Alho Limoeiro Bonito ,
daranhuns, Simhres Flores e Tacarat ,
Roa-vista e Cabrob.
Quarenta reis por caada de bebidas espi-
rituosas de consumo na provincia excepto a
agurdente de fabrico nacional.
As pessoas que se proposerem a estes con-
tractos comparecao" na sala das essoes da
mesma thezouraria munidos de (adores ido-
neos e competentemente habilitados.
E para constar se mandn afixar o presen-
te e publicar pela imprensa.
Secretaria da thezouraria das rendas pro-
vinciaes de Pernambuco lo de Maio de 1842.
O Secretario
Luis da Costa Portocarreiro.
= Pela alfandega se faz saber que no
dia 21 do corrente ao meio dia na portada
mesma, se ho de arrematar oto chapos de
soda no valor de 70> rs. e seis duzias de guar-
nie/iesde palba no valor de 25j reis im-
pugnados pelo guarda Joo Cancio Gomes da
Silva, no despacho por factura de J. P. Ado-
urev C. ; sendo a arrematarlo sugeita a d-
reitos e expediente. Alfandega 19 de Maio
de 182.
O inspector d'alfandega.
B-ECLARAgO-ES.
= A cmara municipal desta cidada fez
sesso extraordinaria no dia 28 do corrente.
= Pelo Lyceo desta cdade se faz publico,
que da data deste a 40 das iro a concurso
as seguintes cadeiras de prmeiras lettras
Modesto Francisco das Chagas leudo arran-
jailo una Companhiade Jovens de ambos os
sexos capazos de aprezentarem ao respeita-
vel publico divertimentos composlos de repre-
zentacoes Dramticas, jogos, equilibrios, dan-
ea de corda volante e corda teza gimns-
tica fizica baile e saltos de tranpolim ar-
rendou ao Snr. Francisco de Freilas Gamboa,
todos os Domingos e dias Santos de tarde, pa-
ra dar as suas funecoes das 4 horas athe as
avemarias pelo prego de 500 reis cada bilhe-
te de entrada na porta principal como j se
u/ou neste mesmo Theatro nos annos de
devendo os Scnho-
ciraua ra na cacimiia u. v> un cin-aum- 1829--18.>0 e 18ol ..v,.^....^ .....-
ment n. 100 azeite de peixe n. 19 e gui-1 res que vierem de ja que tas oceuparem a Pla-
a n. 28.........Z&5Mi tea e varandas eos Senhores decazaca os
Os herdeiros do capilo Joaquim Marcelino
Maxado sen/alia velha n. 5 pertencente bo-
je a Joo Maria Seve e n. 7. 01)9i i
Mana Jo/e da Roxa rila da lapa Riimc-
,oH7.........42>227
Herdeiros de Antonio Goncalves- ra do A-
morimn. 104......O2.100
Herdeiros de Joaquim Ignacio Mavignier
Camarotes ; o Director da nova Companhia ,
est persuadido do inleresse qn rezulta a o
respeitavel publico nio s pela aplicado dos
seus jovens artistas como pelo innocente re-
creio queolferece mocidade que nao ten-
do onde empregar licitamente as tardes nos
Domingos e dias Santos se entretero nestes
i recreativos expectaculos que distrahindo de
forte do matto n. 0 pertencente boje a Ma- ; alguns mos hbitos a mocidade fara com s-
noel Alves C.ucrra locolomb n. 14, guia
i'do "Bonito, pelo abandono do respectivo seu discernimento e concepeo o decedir pr ou
.. i_ j__________- conlia o seu merecimcnlo : norrm oode se a-
professor por muito mais de dous mezes : a
da fregue/ia de Barreiros que se acba vaga ,
e a substituido das cadeiras da cidade d'O-
linda creada por lei novissima d assembla
provincial : os candidatos que se oppozerem
s ditas cadeiras babelitem-se na forma da
lei. Lyceo desta cidade 15 de maio de 1842.
O secretario
Jlo Facundo da Silva Cuimares.
O administrador da meza da recebedo-
conira o seu merecimcnlo ; porem pode se a-
li 'tirar que tanto pela aceSo como pela marcha, in-r
cirianles ediveilid ssimas .'cenas de ve produzi
o loai beliissimo eleilo e ganhar a Publica es. ecla-
co sendo dceinpenhada ^ela c mpauliia tiin-
natxa e a maior parle dos Actores que forma o *
companhia normal do Theatro desla ('A ade. He
com o refer'"O expeclaculo que o Bneliciailo lein
honra de convidarais lllustres haliilantis d'is'a Ci-
dade robando-ilies a sua piolecr-.i nesia noute.
Principiara as oas rio cjrlumc.
Pi l Os omaroiM achSo-se a ven de-de j;i no
mesmo Theatro em poder do actual camaroleiro o
Sur. '/. e bule o Cezar para maior cumodidade do
lo tim grande servico a todos os paes de fami-
lias palmes e Son horas cazadas pois que
o diminuto prego de 500 reis por cada bilheto
Ibes evitar muitas distrac/ies mais dispen-
dio/as.
Os expectaeulos sero prezidiJos por um
Snr. Agente de Polica, e a competente cuar-
da para manutengo da boa ordem. Tero
principio os Espectculos do I. dia Santo do
mez de Junhoem (liante o que seannuneia-
r por Noticias, Cartazes e folbas Publicas.
n.9.......... 426#296
Ordem 5. de S. Francisco- ra dos tar.ue-
rosn. 15........65*000
Os herdeiros de Manoel Francisco Liver-
senzalla velha n. U. .... 78*240
Joo Antonio Prior ra da guia n. 5 e
forado portas n. 75. 110,> 100
Beverendo Francisco Dias de Olvera por-
to das canoas n. 5, Amorim n. 116 84^454
Joanna Baptista ra do Burgos nume-
ro 77.......... >7I2
Herdeiros de Joao Lopes dcOlveira -senzal-
la novan. 26.......101,-150
Pola administracao da meza do consu-
lado se faz saber que no dia 19 do corrente
mez se ha de arrematar porta da mesma
administracao urna caxa de assucar brancoa-
prehendida pelos respectivos empregados do
trapixe do Angello por inexactido da tara ;
sendo a arreniataco livre de dispozas ao ar-
rematante. Meza do Consulado de Pernam-
buco 14 de Maio de I82.
No impedimento do administrador,
Francisco Manoel de Almeida Catanho.
CONSULADO BRITNICO.
Os residentes nesta cidade subditos de
Sua MagesUde Brilanico sao convidados as-
sistir ao ajuntamento dos niesmos senhores
ifeste consulado a meio dia na sexta feira 20
do corrente mez para consiliar do novo sex-
ta resoluco feila na ultima reunio. Consu-
lado Britnico em Pernambuco 15 de Maio
de 18 H.
II. Augustus Cowper
Cnsul.
THEATRO.
Programma do espectculo que ha de sabir
ucena Domingo vinte e dois do rorrente. era benei
ci do primeiro actor Joaquim Joze da (lama. O
Reneliciado vai ter a homa de apprezentar ao Illus-
Irado Publico desla Cidade um pomposo e mu vari-
ado espectculo tendo o gosi de annunciar que
para seu maior bi ilhantismo se appreientarao ( por
obzequio ) o Ai lista Jo7c dos Reis, e sua companhia
a fazer parte de to extraot diara funeco. De-
zerapem ada huma grande sinfona d arbeitura re-
prezentar-se-h pela I ? vez nesle Theatro o novo e
pnsiiie drama em tres actos que se denomina a -
Nuiloa de Sai ;ue. Este bello e ptimo Di ama que
tatitos aplauzos tem merecido, e tantas endientes tem
dado no Thea'm Nacional da ra dos Condes em
Lisboa, huma das produeces dramticas que mui-
to honio o seo autor e o bencliciado cuidadoso nos
seus imprescretiveis deveres para com o Publico, tem
fe i to todos os Coreos para que e-le drama suba a
scena o mais bem dezeu penhadj possivel, no qual
e apprezentai o Artista Joie dos Keis a execular
um dos principies papis.
Noliindi>a? acto Madama Emilia Amanti can-
tar urna preciosa Aria d.>s milbores autores. Con-
cluido que seja o drama se cantal i um jocozissimo
Ouecto com teda a toa linilissima sceha pof a men-
cionada Amanti e sen espozn. Concluir lo variado
e novo espectacu'o com huma nova e dive lidi>si-
ma Pantomima composta pelo Director gimna tico
que se intitula o Tribunal em conCuzo, ou as nia-
ra vilhas da Mgica negra.
.Nao se previne o Publico exagerando a be'leza e
jocozidade desla Pantomima ; poique s pertence ao seXta feira 15 do COITente
AVI SOS DI VERSOS.
Na lista dos premios da Lotera da Ma"
triz da Boa vista deve ler-se em vez de K.
1900 -25.* res N, 1906-25,) reis.
COMPANHIA DE BEBIRIBE.
Tendo de comegar as obras do cncana-
menlo das aguas da nascento do Prata no dia
1. de jullio prximo futuro o conselho de-
libcrativo da companhia convida as pessoas
que quiserem coutraclar o Ibrnecimento dos
canos de ferro, para que hajo de apresen-
lar as suas proposlas declarando os presos,
as garantas que exigem co tempo em que
se compromeltein a satisfazer a encommenda;
adverlindo que devem rcmettel-as em cat-la
feixada ao director o Sr. Joze Ramos d Oli-
veira lim de serem perante o mesmo selho aberlas c tomadas em consideraran.
O abaixo assignado poder dar os necessarios
esclarecmenlos a respeito da quabdade do
ferro e da quantidade grossura e dame-
metro dos canos queseexigem.
B. J. Fernandos Barros.
ZST Furtaro nodia 15 do corenle urna
caixa de prata bastante grande, com gomos ,
e urna chapa em cima sem lirnia alguma ;
quem a tiver comprado ou lhe for offerecida
drija-se ao armazem de assucar de Augusto
& Companhia que receber o seu importe
cr O abaixo assignado subdito portnguez
pretende fazer urna viagera para fora da pro-
vincia, e deixa por seus procuradores os Srs.
Lehmann & Companhia.
Luiz Antonio Gonsalves.
= Lu/. Joze de Souza retira-so para fo-
ra da Provincia por algum tempo dei-
xando por seus procuradores o seu mano Ma-
noel de Souza Guimares e o seu Amigo o
Sr. Antonio Pinto Lopes e roga as pessoas
que forem seus credores de lhe apresentarem
suas contas no praso de 5 dias para seren
pagas.
No dia 51 de Margo deste anno fui tarto
urna flauta de bano com quatro chaves de
prata no valor de 25 rs. ; um relogio sa-
bunele pequeo no valor de 20> rs., o
um cordo cujo estava enrolado no mesmo
relogio no valor de 1G> rs. ; roga-se a pes-
soa a quem alguma destas pessas for ofereci-
da retenha em seu poder para entregar na
ra de Santa Rita D. 2.
A pessoa que annunciou no diario de
querer una ama
para o servico de nma caza procure no coe-
lho segunda ea/.a junto ao muro do Sr. F ran-
cisco da Silva.
Iloje he a ultima praca por venda por-
ta do S. Doutor Bastos na ra da aurora das
partes que tem os herdeiros maiores nasduas
grandes cazas unidas com tres sanzalas pa-
ra escravos na ra do cotuvelo com um
pedaco de muro na frente onde se pode edi-
ficar duaa grandes propriedades, chaos pro-
lirios grande citio com tanque e cacimba de
boa agoa muitas arvores de fructo e tedo
ata**


-
terreno pelo fondo a boira de capiharibe ,
|S maos forao do capitao Antonio Jo/e Qua-
estna 8 o restante pertencente aos orfos
nermula-se se convier.
__. Aluga-se urna coxe.ra com bstanle
rundo com tres portas de frente; quem qui-
r dirija-se a bolica do falecido JooFer-
reira da Cunlia na Boa-vista D. 1.
__ O abaixo assignado aviza aos Sis. seus
assi^nantes do jornal-o Panorama que o
rnejTde Marco se aclia no seu escriptorio.
Francisco Severiano Rabello.
__. OSr. Joze (Metano Teixeira da Silva
nucir procurar urna carta vindade Portugal;
na loja de ferraje defronte do beco da COngre-
gialO N- M- .
n '__ Aluga-se o .. andar e sotao na ra
cStreita do Rozario milito fresca e boa-vis-
ta : na ra da Livramento D. 7.
Aluga-se um bom sotao que tem urna
caniarinha proprio pira homem solteiro pa-
ra asistir e dormir de noile : na ra doquei-
madol). i ti ^ e n
__ Antonio de Souza Rangel arrenda o seu
sitio da Madalena ; quem o pertender dirija-
se ao mesmo Rangel.
__ Dezapariceo urna canoa do p da ponte
da Boa vista pintada de verde com dous
bancos e correntes de ferro; quem adiar quei-
ra dar parte na na do Cahug loja de Anto-
nio Rodrigues da Crus que ser reconpen-
sado. ,
__ Da-se GOO^ rs. a juros de dous por cen-
to ao mez; quem os pertender annuncie, que
dando garantas a contento se entregar.
__ Quem quizer alugar urna prela que
saiba cozinhar e comprar ; dirija-se a estra-
da do pombal, no citio que tem o uorto na
esquina do bequinho do cafund, ou an-
nuncie.
_ OSr. Luiz Antonio Gonca'ves, que se
quer auzentar desta praca nao o pode fazer
sem primeiro pagar o que est devendo na
na da Cruz do Recie n. 4o como consta
de suas letras vencidas a muitos mezes.
__ Adverte-se ao Sr. Luiz Antonio Con-
calves que se pretende auzentar para fora
*ia provincia naja antes de o fazer hirsats-
fazero que deve na loja de louca da rua da
Cruz do Recite N. 50.
Perciza-se de 400. rs. a premio por
tempo de seis mezes dando-se por hypothe-
oa urna morada de caza neste bairro : quem
quizer annuncie.
__ Adverte-se ao Sr. Luiz Antonio.Con-
calves que diz pertender se retirar para fora
d provincia haj antes de o fuzer hir satisfa-
zer o que deve ao abaixo assignado na ra da
Cruz N. 55.
Tbomaz Dias Soutto.
Dezeja-se falar ao Sr. Joze Martinz de
Oliveira da provincia das Alagoas a negocio
de grande interesse seo eassim roga-se-llie
o favor de annunciar a sna residencia ou
dirija-se ao largo de N. Sra. do Terco 2.
andar do sobrado D. 08 ou na rua dos quar-
teis loja de miudezas D. 2.
Aluga-se urna caza com grandes como-
dos na rua do Livramento D. 2.
Quem carecer de urna pessoa para dar
licdes de primeiras letras e grammatica la-
tina em cazas particulares ; dirija-se ao patio
de S. Pedro D. A : lado da viraco.
No dia 19 do corrente Maio de 18i2
me viero participar, que um dos meuses-
cravosem fuga, Francisco, quelhechamo
fulla dos signaes ja expostos no diario em
outra vez ; se achava no poder de um meo
amigo e prente at e perto desta praca ,
urna meia duzia de legoas mais ou menos 8;
trabalhando em seo engenho ; assim roga ao
dito Sr. que se o tem comprado e o possue
de manca e pacifica posse que me o restitua,
e v a ver o valer que deo por elle de quem o
vendeo ; pois eu nao quero questionar sobre
oobjectoepor isso comprometer a ionra de
ninguem.
Sebastio dos Oculos Arco-verde Pernambu-
co Cava lean te.
O bacharel Vicente Ferreira Comes ,
juiz municipal da 5. vara dacidade do Recite
e seu termo d audiencia nos dias sbados as 5
horas da tarde na caza destinada para as audi-
encias : sendo dia santo tero lugar no dia
anterior. A caza de sua rezidencia he na
rua direita I). 25.
O bacharel Vicente Ferreira Comes ,
juiz da 2. vara do civel continua a dar audi-
encias as segundas e quartas feiras as 9
horas da manh.
= Preciza-se de urna mulher forra para o
servico de caza de pouca familia ; na rua do
Nogueira sobrado de um andar com varanda
d ferro.
= ma pessoa que tem boa letra offerece-
se para copiar autos ou qualquer outra coi-
za ; quem do seo presumo se quizer utili-
zar dirija-se a praca do commorcio no bote- mesma occozio do contrato perante teste.nu- genho, ou scrv.sso por mais pezado que fosse;
quimdoAlmeda, ou annuncie por esU fo- ..has e dos q.iaes nunca deo conta am que annuociesna morada para ser procurado.
Iba que ser procurado os gastarte ; P>r tanto em lugar de receber & Atrs do 1 heatro per iza-se de serra-
= Arrenda-sem sitio na estrada de San-'o, dous contos o tantos, como pretende, doras ; para serraremTabow de p.nho
lo Amaro que vai para luden, ron, cmodos deve cuidar em pagar a quantia que racebeu j = Arrenda-sc um lehe.ro no Caes da Lu-
pa n, tres alias, bUa para capi.n dona a desda ja nede-se ao Sr. Procurador Fiscal guata no Real o; ve,, ^^JWf*
viveiros, muilas larangeiras jaqUiras co- da recato Re ral que manda passar porcer- maderas .ecolhidas no mesmo telhe.ro; o
queiros, eorta pode ter 10 a 12 vareas. Ven- lili. o procesa do Dr. liento Joaquim de Mi-
randa Uenrique de que hoja escrivo Reg
liar) ge I para eselareoimento desle negocio.
Adverte-se mais ao mesmo S. fingido credor
qne se continuar a provar essa fantstica di-
vida esclareceremos milhor por esta folha o
mesmo para outra occupacAo pra fora da pr- I succedido e publicaremos sen nome
Qa dalladora sua conducta : quem o per-I = Perciza-se de olliciaes de a l.a.ate que qm /.ere-ni ega Im^- awado Queima-
tendar annuncie ou dirija-se ao p do viveiro | saiblo rabalhar com perfe,oao anco do o do D. que se,, ecom ensado.
da-se t::mhem 5 va ceas 5 garrote: trata-se
na rua do Rangel D. (i lado do uascente.
= Oirerece-se um rapaz Portuguez oqual
sabe ler e escrever, para caixeiro de venda,
ou padaria do que tem bastante pratica ou
preciza-se de 500*000 rei a premio sobre
hypolheca em urna casa de sohrado sila na
ra da Cadeia vellia ; dirija-se a rua da glo-
ria sobrado de um andar junto ao Convento
das recolhidas.
V = Pcrdeu-se um boto de ouro esmaltado,
com cinco diamantes pcejuenos; quem o achou
do Muniz urna leuda.
2?" Amos. T. Jenckes, Americano retira-
se para o Rio de Janeiro.
tsy D. I*. Austin retira-se com sua familia
para fora do Imperio.
tST* Razilio Consalves Ferreira tem de fa-
zer urna viagem a Portugal o mais breve pos-
sivel levando em sua companhia seu neto
menor Manoel Consalves Ferreira e Silva J-
nior.
S2T Nos dias 19 25. e 50 do corrente as
1 horas da lardea porta do Sur. Dr. Juiz de
Orlaos na rua do Colegio se ha de arre-
matar pelo maior preco a requerimento de
Antonio Joze de Ranos Veiga como testa-
mentoiro do linado Joo Antonio Fernandas,
urna venda na rua de Hortas n. li no acto
da arrematarn se ver o balanco da mesma
venda.
BT Antonio Vinira, subdito portuguez re-
tira-se desta provincia.
= A quem Ihe faltar um moleque que
reprezenta ter doze annos naco cacange di-
rija-se as 5 pontas D. 52 que dando os sig-
naes certos Ihe ser entregue e nao se respon-
sabiliza pela fgida do mesmo.
tsr Alluga-se o 2., 5. andar c soto da
caza do beco do peixe frito D. 5 proprio para
urna grande familia com bonita vista, e as-
siado : a tratar na venda da mesma.
I cr Aluga-se no forte do mato, beco da
I lappa um armazem por baixo de um sobra-
Ido Je 2 andares confronte ao tanoeiro ; pro
prio para qualquer ollicina quem o pertender
dirija-se a reinaco dos quatro cantos da
Roa-vista.
ar Manoel Thomaz Rodrigues Camplo
bras grandes como miadas no a Ierro da
Boa-vista loja do alfaiate na quina do beco.
s O Subdelegado do bairro da Boa-vista
faz publico que fora prezo.no seu dislricto o
preto creoulo de nome Luiz, que diz ser
escravo de Manoel Thomaz de Barros Tei
xeira morador na estrada nova.
ss O Sr. Luis Antonio Gonsalves qua se
quer auzentar desta Provincia haja de nao
seguir sua viagem sem nao pagar a nao pe-
quea quantia que est devendo na loja do
louca atrs do corpo santo n. 00 como consta
de suas letras j a muitos mozos vencida.
= Tendo lindado suas tranzaees com-
mersiaes a sociedade que l.avia na venda na
rua doVigario n. 25 que gira va debaixoda
fuma Miranda Pereira e achando-se a li-
quidar seus fundos convido todas as pessoas
que sejulgarem credoresa comparecer na rua
nova I). T, 2. andar das 9 horas da manhaa
al ao meio dia islo do dia 20 al 20 do cor-
rente mez visto que um dos socios tem a re-
tirar-so d'esta provincia.
S3- Huma senhora chegada a tres mezes
da Furopa se prope a fazer vestidos para so-
nhora de todos os feitios e u/os moderno,
tembem emgoma roupa do homem e vestidos
para senhora todo por preco multo cmodo
no segundo andar do sobrado da quina da rua
das larangeiras que faz frente para a rua do
Rozario estreila achara sempre pronta
quem lome con la das emeomendas.
su* O Portuguez que no diario de sabbado
I do corrente se propoe a tomar conta d'ad-
mnstrac,ao de urna obra dirija-se a rua
augusta confronte a ultima caza de Joze Ma-
ra. O agricultor con,. s*is eseravos que
= Oflerece-se um moco portuguez para lo-
mar conta de urna venda por balanco ou
mesmo para outra qualquer arrumaco; di-
rija-.so a rua nova I). 28.
= Quem pertender arrendar um bom prc-
to para qualquer servico; irija-sc a rua das
larangeiras casado dous andares que tem
porta de coxeira.
= Antonio Jos Soarcs Jnior retira-se
para lora da provincia.
IMLl'LAS VEGRTAE8 R IMM-.USMis \MKU1C\NVS.
Estas pillas j bem conhecidas pelas gran-
des curas que ten, l'eito nao requeren! nem
dieta e non, resguardo algum a sua com-
posicao tio simples que nao fazem mal a
mais tenca manea ; em lugar de debilitar ,
fortifican o systema purilicao o sangue, w
augmentao as secreees en, geral : tomadas,
seja para molestia clironica ou somenle co-
mo purgante suave; o melhor remedio que
tem appacecido, por nao deixar o estomago
..aquello estado de conslipacao depois de sua
oporacao como quase todos os purgantes fa-
zem e por sern, mui facis a lomar c nao
cauaarem incommodo nenhum. O nico de-
posito dolas emeasa de P. Knotli, agen-
to do author : na rua da CruzN. 57.
N. B. Cada cai.xinha vai embrulhada em
seu receituario rom o sello da casa em la-
ce pelo.
thesoureiro da lotera de N. Senhora do lo- se offerece para administrar um engenho d.ri-
zario da Boa-vista aviza que os bilhetee se
aehao a venda rua da cadeia sr. Vieira ,
rua do collegio sr. Meno/es rua do cabugal
sr. Moreira e correr infalivelmenle no dia
27 de .lunlio.
EF- A pessoa que ompenhou um relo<*o
na rua direita venda 1). 25 haja de ir resga-
tar no prazo de oito dias e nao o tirando
ficar o dito relogio pelo principal e juros ,
pois que j excedo a seu valor, e para que
nao se chamea ignorancia Ihe avizo por esta
folha.
= Preciza-Se de urna preta que saiba co-
zinhar, equetenha hons costumes quem a
tiver annuncie.
C3- O Sr. que a dias foi no beco da boia
ofierecer urna creoula e que tornou a ir na
mesma caza cazo anda nao tenha vendido
pode comparecer com a mesma esnrava que
talvez se fassa negocio.
v = Sabio o n. 16 do Espellio das bellas ,
contem os seguintes artigos=Poesia Pernam-
bucana=Virtude=Festa das mulheres da
Persia=D. Lucas de Portugal=Marido ca-
zado com sua-mulher=Charad_a : vende-se
na praca da independencia D. 57 e 58 na
loja delivrosrna do collegio D. 12-enore-
cife loja do sr. Bourgard.
SST Aluga-se salla de um primeiro andar
na rua da cruz propria para escriptorio ou
outra qualquer oceupaco assim como na
mesma caza se vende urna burra de ferro ,
nova com segredo, urna ou duas bataneas
com os competentes pezos que sao milito prn-
prias para pezar carne, secca abordo das em-
barcaees ou para armazem do mesmo tra-
fico. Os pertendentes dirijo-se a loja da rua
di cadeia n. 45 que acharro com quem
tratar.
S?y Aluga-se urna metade de caza a um
homem solteiro ou cazado com pouca familia,
atrs dos martirios rua docaldeireiro D. II.
= Pede-se or decencia ao Sr. que apre-
zentou em juizo um documento com o qnal
quer provar que o fallecido Antonio Joaqun;
Pereira (o moleta) Ihe era devedor de dous
cotilos e tanto, que retire do juizo competen-
te tal domnenlo pois que elle foi passado
com condicoes que nunoa se realizarao.
como se pode provar com'muitas pessoas da
rua da cadeia do hairro do recife ; e declara-
se ao mesmo senhor que elle tem pagar n
quantia de cincoenta mil rs. que pedio na
ja-sea mesma caza cima.
tsr O Sr. Patricio Joze do Oh queira
vil* receber urna caria viuda do Bonito, na
rua das cr-izcs O. 7, 5. andar.
cr Quem precizar de um abil forneiro ,
dirija-se a rua das agoas verdes D. 1
= Precita-se de urna escrava que saiba
engomar na rua do Rozario estreita D. 25
defronte do sr. Moreira loja de trastes.
Preciza-se de urna cozinheira (pie seja
boa na rua nova loja de ferragons D. 15.
= Quem annui.ciou precizar d'um negro
cozinheiro dirija-so a rua nova 1). 25 de-
fronte da botica.
= Dezeja-se milito fallar ao sr. Joze da
Mota, que foi tosame., tei ro de Antonio Joze
de Sampaio, falecido 8 annos, c ambos
vivio de negocio de molhados roga-se por
tantoadlosr. Motta ou a quem d'elle pos-
sa dar aliiuma noticia se dirija a rua da cruz
n 57 1. andar ou fassa a graga de an-
nunciar sua morada para sor procurado.
ssT" OSnr. Gaspar da Silva Froes que
declarou no Diario n." IOS de se retirar pa-
ra fora da Provincia tenha a bondade de se
no retirar sem primeiro liquidar as suas con-
las com o abaixo assignado e o mesmo
pergunta ao dito Sehnor Froes o quanto
Ihe pagara por semana e as provas que d
de elle ser seu official e o quanto pagou aos
carpinas que fizerao a armaco da dita loja ,
c ludo o mais que ali existia.
Antonio Jo/e Rabello Cuimares.
S2rPerdeo-se desde o Arco de Santo Anto-
nio, athe junto a Matriz urna letra aceita pelo
Sr. A. Faltn, j com recibo passado, levando
dentro quarenta e nove mil reis em sedlas
quem achou querendo reslitui-la dirija-se a
rua da Cadeia velha loja de chapeos 1). 1 i ,
que se gratificar.
tzr Os herdeiros do falescido Manoel Alves,
Sur. que foi do citio no lugar denominado ri-
achodemocas,na Froguezia de S. Rento de P.
Calvo; (jueiro dirijir-sc a rua do Queimado
|). II. que so Ihe dezeja falar a negocio de
mu intereise : ou alias no Engenho samba ,
a falar com o proprieta rio do mesmo.
S3" Alugo-se2pretos para serventes de
pedreiros; quem os pretender dirija-se a rua
lama do Bozario junio a botica do Snr. Rar-
iholomeo no 2." andar.
K27" A pessoa que annunciou querer fazer
qualquer negocio com seus cativos. de En-
AVISOS M A R I T I M O S .
BT Para o Rio Grande do Sul segu com
muila brevidade o Brigue Nacional Austral ;
(|iiem quisercarregar ou embarcar eseravos,
dirija-se a Amorim lrmaosna rua da Cadeia,
ou aoCaptaoBornardino Pereira da Veiga a
bordo.
cj- Para a Baha saldr impreterivelmen-
te al o dia 2.'i do corrente o lliate Flor de
Larangeira, Torrado de cobre e de primei-
ra marcha, tem o seu carregamento quasi
completo so recebe alguna volumes miudos;
([iiern quisercarregar ou ir de passagem para
o que tem excellentes commodos dirija-se a
rua da Cadeia velha loja de fazondas n. 17.
SS- Para o Bio de Janeiro segu viagem o
Brigue Brasileo Lizia ; quem no mesmo
quiscr carregar ou ir do passagem para o quo
ten, excellentes commodos dirija-se a Ma-
noel Joaquim Podro da Costa na rua da Ca-
deia.
t2T Para o Aracaty segu viagem o Hiato
Nacional linda : quem quiser carregar ou
ir de passagem dirija-se a Manoel Joaquim
Pedro da Costa na rua da Cadeia.
cr Para o Maranbao segu viagem o Bri-
gue Escuna Amalia inda pode receber algu-
ma carga miuda ou eseravos a frete ; quem
no mesmo quiser carregar ou ir de passagem
dirija-se a Machado & Santos na rua do
Amorim.
L E I L A O
cr Adolpho Scbramm far lcilo por in-
tciv.ncf.o do Corretor Oliveira de grande
sortimentodefazendas inglezas, da Suissa ,
Alemanha e Francezas as quaes se oire-
recerao a venda positivamente para liquida-
cao de contas ; Sexla feira 20 do corrente as
10 boras da manha en, ponto, no seu ar-
mazem da rua da Cruz.
= Sipriano Luiz da Paz faz leilo por enter-
vencao de Jos Domingues Fortuna e Silva,
hoje 20 do crranle pelas 5 horas da tarde,
do rstante dos gneros da venda da rua do
Rosario estreila I). 50.
COM PRAS.
S-y- Para fora da provincia, mualas, creo
las ( de naofio prendadas e mesmo sem
prendas sendo de bonitas figuras e de \\ a
'20 annos e officiaes de carpina peritos mo-
cos o de bonitas figuras: no beco da boia
perto do forte do matto no segundo andar do
sobrado de i ditos.
*'i
'


4
SS6 Uui selim e cargadas em meio uzo i
na praga da Ba visi a venda l>. ( da parte do
su
V E N I) A S .
M7* L'ma osorava crela do II annos ,
com principios de costuras: na na da Mocda
venda da quina doSr. Alexandre.
C7* Urna negra de nafo, com idade do 2 i
annos, bonita figura engoma e cozinha, lava
e l'az algumas qualidades tle doces a vista do
comprador se dir 0 motivo porque se vende,
c tambeni se vende urna duza de cadeiras de
Jacaranda milito boas e novas; por prego com-
modo na ra de Orlas I). 25 lado do
poenlt.
tsf Una insignia para ollicial do cruzeiro,
fita para dignitario da mesma quatro iluzias
de taboas de assualho de Amarello; na ra da
Cadeia do Recife loja de Joo da Cunlia Ma-
galhes.
tsy Urna morada de caza terrea, cita na
ra do Fagundes I). ) ; a tratar na ra do
Crespo D. 7, ladodosul, que se Ihe dir
quem a vende.
l^T Uin moleque muito liel de idade 10,
a l2annos; a tratar na ra do Rozario estrei-
la D. 22.
1^7- I ma escrava de nago Angola de i-
dade 18 annos, bonita lisura cozinha o di-
ario de urna caza lava de sabo, e tem prin-
cipio de engomar ; na ra do Rozario cstreila
1). 55.
Cf (lento o nm meio palmos de tena, chao
proprio com cenlo e cincoenta e oito e meio
de fundo quazi junto a Igreja da Solidado,
com alguns arvoredos e boa cacimba ; na
ra da Gloria em caza de Ignacio Bandeira ,
que ah se dir quem vende.
X&* A posse de un terreno no atierro dos
Allbgados, com q ti aro na palmos de frente ,
j com parte aterrada, e nella edificada lima
pequea caza detaipa ; a tratar no mosmo
atterro'vcnda delimite da fabrica de tabaco.
= Victoron o menino da Silva em qualro
volumes na ra .o l.ivramenlol). 4 na mes-
ma vende-so urna cama de jacaiand nova que
anda nao servio.
S2F" Urna caza terrea em Olinda dolado
direitoda Igreja do Amparo indo para a Mi-
zericordia D. 8, com duas salas 5 quar-
tos e quintal : na ra da Guia sobrio de 5
andares D. 38, bu em, Olinda a fallar com o
ollicial de. Jusliea Felippe.
C7- L'ma venda com poneos fundos boni-
ta armagao, com quintal, cacimba com boa
agoa e acomodaeao bastante estaado sur-
tida vende de 12j reis para cima diariamente
para a trra, tem muita freguezia de matulos,
a dinbeiro a vista, uu aprazo com boas firmas;
na ra larga do lozario 1). I a tratar na
mesma.
"v. ss~ Sedas brancas com lisias de cor pro-
prias para cortinados e vestidos a 520 e
480 o covado ; na loja do Carioca & Seite na
ra doQueiniado D. lo.
s~r Lm moleque crioulo de lOannos de
idade para fora da Provincia ; na ra da
Cadeia velba n." 46.
C^" Urna carteira damarelo, envemizada,
com muito pouco uzo ; no atterro da Boa-vis-
ta loja de seleiro D. 12.
= Sinete da nova invengo para marcar
ssy ma preta de nago de 21 annos ,
com algumas habilidades e ptima para o
s-M-vigo de campo por ser muito robusta: na
ra velha O. 41.
ssr Um cabra serrador e canoeiro e en-
lende do servigo de engenbo : na ra direita
passattdo o beco da penha sobrado de dous an-
dares de varanda de ferro.
E^T" Sacas com familia de mandioca alva ,
e lina por prego com modo : na ra da Cruz
armaznm n. 16 junto ao cbaruteiro.
5~?" l'ma escrava de nago de 2i annos,
quitandeira o com outras habilidades tam-
beiii serve para o servico de campo por ser
niuilo possante : na ra velha I). 4l casa de
5 rotulas verdes.
-' Dous escravos de naco com bonita
figura um bom canoeiro e o ouro ptimo
para todo o servico : na ra Direita D. 20 la-
do do Livramento.
ssy Uno escravo de nago angola de 20 a
22 annos* bastante sadio e servical foi de
engenho de cojo trabalho entendo muito : na
na larga do Rozario casa de Joo Manoel Ro-
drigues Valenga.
t f Nova e boa salsa parrilba a pouco ebe-
gada : noarmazem de Fernando Joze Bra-
guez junto ao arco da Conceigo.
tzr Cal de Lisboa embancada : no escri-
ptorio de Francisco Severiano Rabello.
*3" Lina escrava de meia idade de nago
angola boa quitandeira lava de varrela e
faz todo o servigo de urna casa : na ra do
Padre Floriano n. 33 venda junto ao beco ta-
pado.
tST" Um casal de escravos com duas cri-
as crelas urna de 5) annos e outra de lo
mozos, proprio para o matto por ja ter sido
de l, ou para engenho: na na da cadeia
velba n. 58 loja de fazendas no canto.
cy Muito boa farinha da trra a 5120 o
alquoire da medida velba urna porgao de
pellos de cabra e 18 arrobas de cera da trra:
na ra estreita do Rozario venda D. 22.
er- Lma carteira de escriptorio em muito
bom uzo: na ra da cadeia velha n. 17 no
primeiro andar,
*2F- Lma porgo desoa bezerro e cou-
ros miinlos : na ra de Domingos Pires D. 7,
de manh at as 9 horas e das o da tarde em
diante.
SS" lOOmeios de sola da malta de supe-
rior qualidade ; quem pretender annuncie.
s=y Lma escrava moga ptima para ven-
der na ra por pregocommodo : na ra da
Florentina velha D. 9.
X3?- Taboado de pinho americano de urna
5 palmos de largura e de todos os compri-
mentos, dito daSuecia de costado, costa-
dinbo assualho, e forro para fundos de bar-
ricas de 10 a 50 palmos deoomprido: atraz
do tbeatro a fallar com Joaquim Lepes de
Almeida caixeiro do Sr. Joo Matheus e
tambem vende a praso.
CJ- Lma porgao de charutos furados, pa-
ra fabrica : no beco da pol venda D. 7.
tar Psde parreira muscatel : atraz dos
Marti ros ra do Caldereiro D. 14.
tsr Duas escravas ladinas de nago, urna
com habilidades o a outra bstanle destra
para vender na ra : na ra do Queimado
C7" Lma casa de taipa no atterro dos AlTo-
modernos tanto lisos con:o abortos, e di-
tos de marrafa ; assim como lambem coin-
pra-se tartaruga em pequeas e grandes
porgoes e pt-ntes velbos ou troco-se estos
por novos ; tambem se concerla loda e qual-
quer obra de tartaruga por proco commodo:
na ra deHortas casa terrea I). 18 lado di-
reito indo do pateo do Carmo para os Marti-
rios.
tw Vellas de carnahuba de cor muito al-
va sendo a arroba a razo de 10.* c em
libra a ."20 : no principio do Herr dos Ali-
gados defronlo de um fogucleiro.
tz?" Lma mumbanda t\c ellegante figura ,
sem vicios com boas habilidades ; urna dila
saliendo ongommar coser, e cozinhar, urna
dita com um filbo mulalinho saliendo co-
zinhar ongommar mui bom 5 ditas para o
servico do. una casa ; urna parda boa cozi-
nheira; 4 moleco'es 5 escravos e 2 pardos
sendo um ptimo pagem pintor e caiador :
na rna de Ajoas verdes D. 58.
tsr Lma morada de casa torrea no paleo
do Carmo : a tratar n<. na do Arago D. 2.?i
com Anlonio do Froilas Cor reir
tST Lma venda na ra da Conceigo da
Boa vista [rom poneos fundos : na ra do
Arago D. 2o a fallar com Antonio do Fre-
tas Concia.
s^- Lm escravo a pouco chegado do Mara-
nhSc*, muilo sadio, e excellente servido
de botica por disso ter uns pouoos de annos
de pratica : na ra dos Quarteis D. "i.
sst" Escolente taboado de pinho da Sueeia
por prego muito commodo por se querer des-
oceupar o armazem : atraz do tbealro arma-
zem co lado da mar.
ssy Lma ama de leile com urna cria de 5
mezes, muilo bonila ; duas pretas mocas do
bonitas figuras, engommo cozinhao com
toda perfego e asseio ; duas negrinbas de
12 annos milito boni as um piolo de bo-
nita figura para todo o servico ; um mole-
que de 10 a 18 annos ; duas piolas para todo
o servigo ; e nina moleca de 10 a 18 com
principio de ongommar: na ra do Fogo-ao
p do Rozario D. 2/>.
ey Lm moleque ladino de 12 annos, mui-
to esperto, e sadio, proprio para qnalquer
officio : na ra Nova defronte da Igreja da
Conceigao n. 10o.
CT o escravos sendo um pardo, de bo-
nita figura moco bom bolieiro e official
de alfaiate, e os oulros Irahalhao de fogueb'i-
ro todos por prego commodo : na ra da
Conceico da Boa vista D. o loja de funi-
leiro.
KSCRA VOS FLC IDOS.
roupa com a sua competenle caixa de tinta des I). 53.
gados, em bom local : na ra de Agoas ver-
pretaou encarnada aqual se alianca que
nao desbota, e nem (jueima roupa.; estes
sinete* tambem servem para techar carias: fa-
zem-sede lelras manustriptas edilas iniciaos
ligadas : na ruado langol D. 24 da parle da
rilieira no primeiro andar na rna da cadeia
loja do Bourgard D. 7 e na praca da Inde-
pendencia loja do re ojoeiro do Sr Justino Me-
roz onde os podero encomendar da Ibnna que
quiserem os prelendenles e I'az-se igualmen-
te toda a numeraco
E?" Lm escrava ladina, a:oga e sem acha-
ques e ptima para todo o servigo : na ra
do Queimado D. 11 das 7 as 0 horas da ma-
nh e das duas as i larde.
ssr Lm pequeo earrinho para enterti-
mento de qnalquer crianga obra curiozo por
no ser preciso puxar-se para o fazer andar ,
poisa pessoa que nejle andar o faz caminhar
por via de um pequeo leme : na ra da ca-
deia velha n. 55.
"** W Lm Horacio grande e um Atlas geo-
grfico contendo 5G carias : na praga da
Independencia n. .
cr Tres escravas mogas de bonitas figu-
ras com boas habilidades para dentro 'de
tima casa urna he costureirade cortar cami-
sas de homem e fazo-las, e faz bem lavarinto;
dous pretos para todo o trabalho, um he bom
canoeiro ; um mulato de 18 annos bom pa-
ra pagem e he bom servente de urna casa ;
una mulata de 40 annos com boas habili-
dade para ser ama de urna casa : na ra de
Agoas verdes D, 57.
cy Lma rede de arrasto um batelo ,
urna espingarda de cagar com feches catallans
e cano truiichado e um oculo de ver- ao
longe tudo novo : na ra do Nogueira so-
brado de um andar com varanda de ferro.
tSF- Arroz branco e vermelho em sacas e
alqueires sendo de boa qualidade ; urna ca-
noa de earreira nova e bem feita, carrega
11 pessoas : na ra da praia serrara de An-
tonio Dias da Silva Cardial.
sry Lm escravo e urna escrava para to-
do o servigo : em fora de portas ao p do be-
co largo sobrado de 2 andares; assim como
um selim com pouco uzo.
Tr ^m,etadei,,aicasa lerrea dc fo,a de! C^- Lm escravo anda' mogo para todo o
portas V.Jo : a tratar no pateo da penha servigo: na ruado trapiche novo n. 16.
lado da ribeira D. o.
S27- Lma escrava de 18 annos, cozinha o
ordinario cnsaboa e cose alguma cotiza ,
sem vicios e nem fge o que se afianoa: no
porto das canoas entrada da roa da Cuia pa-
tlaria do Manoel Martina dc Carvalho.
c?- A armago e pe tences da venda da
ra do Roda com rauitos commodos para
nioiar familia com quintal e portao eo
aluguel he commodo e urna pouca de prala
velha em obras : a tratar na mesma D. 8.
fcj- Penlesue tartaruga de gostos os mais
ss^- No da 18 do corren te pelas 7 horas da
manh fugio um moleque de noihe Joo de
nago cassange bugal de 12 a 15 annos ,
baixo, cheio do corpu olhos grandes, bei-
gos grossos preto levou vestido camisa de
xilla nova de mangas curtas, caigas escuras
e muito suja : quem o pegar leve a fora de
portas na ra de S. Amaro em casa de Pedro
Marciano que ser recompensado.
w Fugio no dia 18 do corrente urna pre-
ta de nome Serena, de nago congo de idade
2o annos cheia do corpo com os ps camba-
dos para dentro levou vestido de chita e
carniza de Algodozinho o levou um tabo-
leiro que andava vendendo na ra : foi escra-
va do Snr. Pedro Alexandrino : quem a pe-
gar leve-a ao beco da Lingueta venda de M.
C Pereira quesera recompensado.
cr No dia 14 do corrente fugio um escra-
vo de nomo Antonio de nago congo esta-
tura baixa grosso do corpo", as nadigas um
tanto empinadas ps curtos e largos, e no
esquerdo o dedo grande um tinto aberlo ,
calcas de duraque escuro com um remento no
assentodelila preta camisa de baca en-
amada velha talvez tenha mudado de rou-
pa honve noticias que passou nos affogados
no dia 16 de trage mudado dizendo qu'e hia
Isyar urna carta do snr. ter 40 anuos e
foi do Piauhi : quem o pegar leve a seu snr.
rrancisco Joze da Silva Maa na ra da Penha
D. 12 que ser gratificado.
= A 29 de Janeiro p. p. fugio um negro
de nome Prezidio nago Angola idade 20 a
22 annos estatura e corpo regular cor um
tanto fula cabello crecido tendo no alto
da cabeca urna pequea falta delle procedido
de carregar pezo olhos vermelhos sem
barba heleos grogos algumas costuras em
'nn dos lados do pescogo orolhas pequeas
com marcas de feridas em ambas as candas,
das quaes talvez j tenha algumas abortas,'
pez grandes e mal fetos he sonador ,.: ma-
deira e costnnia a mudar o nome algumas vo-
zes para Mocange (..orne da torra) contras
para Joze levou carniza de riscadinho azul
e calca de cazimira alvadia a pessoa que apre-
hender o dito escravo o poder mandar a ra
das Irinxeiras no sobrado do escrivo Fran-
cisco Joze do Rogo que ser bem recompen-
gado.
C3=- No dia 10 do corrente desapareceo da
povoagao dos Allbgados onde fra mandada,
urna negra de nome Fdizarda que foi es-
crava da Senhora D. Thereza dos Bulhoes ,
de 2o anuos de bonita figura cheia do
corpo bstanle alta, cor retinta, caboga pe-
quena rosto liso dentesalvos levou ves-
tido de cbila azul quasi novo e panno da
costa de Ostras azues e brancas largas de
nacfio angola anda bastante bugal e por
isso nao saiba dizerquem he sea sur. : quem
a pegar ou der noticias nos allbgados a Joze
Francisco Paira morador na ra de rr.otoco-
lomb ou no Recite ao Bacilar el Vicente Pe-
reira do Reg na ruado CollegioD. 10 on-
de ser bem rocompensado.
c?- No dia 15 do corrente desapareceo um
preto de nome Manoel de nagio benguella ,
muito ladino, estatura baixa, grosso, na-
riz grande c as ventas muito abertas tem
o dedo grande da mo direita encolhido be
canoeiro e pescador do rede levou camisa
de baeta ja velha, caigas de brim branco,
chapeo de pallia de carnahuba de 50 annos:
quem o pegar leve a ra do Livramenlo so-
brado D. 2o no primeiro andar que ser gra-
tificado.
ssy Desapareceo no da 29 do p. p. um ne-
gro que no fallar parece crelo, de nome Jus-
tir.iano e por alcunbo Mathari, estatura or-
dinaria ja um tanto idoso levou vestido
camisa e caigas de algodo : quem o pegar le-
ve ao engenho Itapiremade Manoel BentoMa-
chado ou nesta praga a casa de Joo Manoel
Rodrigues Valenga na ra larga do Rozario
que ser gratificado.
c^" No dia lo do corrente fugio um preto
de nome Joze de nago rebolo baixo, mal
feito de corpo muito regrista levou,haeta
encarnada nova camisa da mesma com go-
la verde quem o pegar leve a ra da Aun-
ra n. 9 que ser gratificado.
Fugio da casa do abaixo assignado no
dia 15 de Fevereiro do corre-nlo anuo um seu
escravo de nome Joze por ser muilo ladino
e fallar bem parece crelo de 2o annos ,
oflicial de sapateiro baixo e magro, nao tem
barba apenan um pequeo lingo be bem co-
nhecido por ter nos ps signaes de urnas feri-
das bobticas ou eravos e por essa cauza ja
cambado um pouco : quem o pegar leve ao
abaixo assignado no largo de N. S. do Terco
D. 68 no segundo andar que ser gratificado
com 50,> ou mais conforme o lugar onde for
pegado.
Joo Gomes Martina.
ss?- No dia primeiro de Margo do corrente
fugio a esc-ava Joanna de nago angola cor
fula o signal mais visivel he ter um dedo do
p alejado a qual foi do Capito Nicolu To-
lentino de Vasconcellos, da Parahiba do nor-
te : quem a pegar leve a ra Augusta no pri-
meiro andar do sobrado amarelo, que ser
gratificado.
es- Fugio no dia 17 de Abril urna negra
crela de nome Ignacia foi escrava de Joze
lien tiques Machado, e de outra senhora D.
Ignacia moradora na ra do Palacete levou
vestido de chita roxo e saia de selim preto ,
pao da costa secca do corpo altura regu-
lar cara redonda cambada de ambos os
ps, os dedos foveirose arribitados para ci-
ma tem urna ferida ao lado do peito do p
esquerdo proveniente de um talbo : quema
pegar leve a ra do Fagundes D. 18 lado do
poente ou no atterro dos aflbgados junto a
venda do Sr. Antonio Luiz de Freilas que se-
r recompensado.
= JNo dia 20 do corrente desapareceo o
escrato Jacinto de naco rebolo de 20 an-
nos bonila figura, apontando-lhe o buco ,
cor bastante preta com urna marca no peilo
esquerdo a mitaco de urna ancora falla mui
descansada denles bem alvos toma bastan-
te tabaco : quem o pegar leve a Manoel An-
tero de Soiua Reis na ra da Guia sobado
de: 3 andares D. 58 que gratificar cora com
mil reis.
MOVIMENTO DO PORTO.
NAVIOS SAIUADOS NO DIA 19.
Havana ; Brigue Inglez Flora Cap. Illary
De Putrow p
Montevideo.
carga a mesma que trouxe de
RECIFE NA TVP. DE M. F. DE F. = 1842
A_


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EQT65YG2X_U7XWW7 INGEST_TIME 2013-04-12T22:41:11Z PACKAGE AA00011611_04656
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES