Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:04529


This item is only available as the following downloads:


Full Text
Aun de 1843.
Quara Feira 0
J-mT.iniT:ji.--ITMtii|tMfil|itiiLWj,|,m^ro,1irn
,,..-, ., ora dopendt) '!^ a. moswm; d goBi prudencia, nuder.ci

e energa: con-
lBo como piincipi.mo, a serenos apontedos cum .daiira,u entra, h KagSaa anii
( rrocUmagao i!a Asseinbleia Geral do Bba.su..)
rt\,,,. Srnl'.'iem, lli Formoso, Parlo Calvo, Maceio, e Ala;oa* no i 8, 11, e 21.
n0l-yfl Flore. 13 e 2S. Santo Antjn, quintas feiras, Olinda todos os dias.
PARTIDAS DpSCURRElOS TERRESTRES,
(oUnt>*i l'araliyb, Mgmdal e exias fciraa. Kio Grande doNorla, quintas f.ir.a.
Uonilo e Garenhun, a. ij> e 24.
Boa
Gemido Are. Re, And. do J. de I, da o. t.
(i Ouart. *. Nicolao U. Auil. do J. del) il 3. .
7 (juifit. Ambrosio B. Au S 2ei '" Coneeico ie Nosaa S.',
i) S*B, Leocadia V. f, Kel. Aud. do J. de D. d 1- ,
40 D-'"-' Melq^jides I'. M.
poniiud'Ah.....w~.:..;ii*' iwwaitnaaaaj
U1AS [JA SL.MaISA.
'ts. R.ib.ra V M. And. do J de B. '' .
Iot de Dezetabro Auno XIX. N- afr*-.
O Dtmio pablic.-M !!.....s dia. a/waSo f'>-:n S.^fiead..: o pwet ',I^n",or ,
1. tasi iiil re* por qmrtal p fOs idi.alid.ia Os ennunoioa dos uaigMBW* ,jo1""' .
gratis eos dos ,C u a k ,.-...io de Vl're, p. I 'un:... A reclamantes '! ""' "
Rulas iiMlTip.,dCrotMN,34,OU apr.;;. Ja IndepaateaCtl loja elirro it.oe
de Pelambro. comVT* TeniU
Oi-W...d. d. 8,400 V. 10.SJ0 17,000
1 N. 16,0J 18,800
ciMtiosNo du
Caiobiosobr. l*ndre 16.
Paria 37 J re? por frineo.
Lisboa lili puti00d.pr.aait.
0.100
1,020
1 i2U
1,040
. d. 4,000 0,20
FaiTa-P.iae,. 1,000
Moodaoaeobro 2 por ceno, Pei.nGolnmn.na 1,000
[daadakatra.d. boas firaa 1 a 4 4|4$. ditoa Meloano. 1,'JOO
PHASES DA LA M) HEZ DE DEZEM8RO.
Lo. CSeis aO, 49arW41 :. da tarda I La. or. 2 I, as 2 horas e 49 u.d. m.
Qu.rt. an-, 14, 10 liaras < Si m. da n. ) 'Juan.oieso. 2S, os l mliiulos db larde
'reamar re hoje.
1, a 4 boraa 30 a. d anbia. | I. .4 bor.a. 51 a da tardo:
c. .ai D:aHoaaaasBi'ijaM-3i
fflgJL"
mwmwkW
SHMS
Governo da Provincia.
EXPEDIENTE DE 23 DO PASSADO.
Officio Ao inspector da ihesourarla da fa-
senda, ordenando, que por conta das diversas
e eventuacs do ministerio da guerra, de que tra-
ta a ordom do tribunal dothesourodel7 deju-
Iho desto anno, mande pagara despesa, que se
fizercom o fornecimento de luzes ao corpo da
guarda principal desta provincia; por isso que,
toado sido reconheeida pelo governo imperial
como pertcnecnte aquelle ministerio a despesa,
que se fez com a construegao da casa da mesma
guarda, deve om consequoncia ser tambem por
conta rtclle paga a, que se izer com aquelle for-
necimento.
[DEM DO DA 29.
Oleio Ao presidente interino da rclacao,
rem'ettendo copia do decreto n. 328 de 8 de ou-
tubro ultimo, que marca o praso de quinse das,
para dentro delle o etnpregado publico respon-
ders imputaces, que se Ihes fizerem, de cn-
mes, e omisses no exercicio dos seus empre-
gos.Igual rernessa se fez aos juizes do direito,
municipaes desta capital.
Dito A administrado dos bensdos orfaos,
approvando o contrato, que izerao com Joao
Francisco Teixeira, para faser esto o concert,
do que procisa a casa n. 16, pertcnconte ao pa-
trimonio dos mesmos orfaos.
Dito Ao inspector da thesouraria da asen-
da, approvando a arrematacao do servico da ca-
nata/i; il'alfandeg; feita por Arsonio Fortuna-
to da Silva portempo de 3 annos, o pelo proco
de cento e um centesimos por cento da renda da
mesma allandega, de que se tira a porcentagem
dos respectivos embregados; com a condiccao,
por S. S.* proposla, de principiar a contar-se o
lempo da arrematacao do 1. do Janeiro prximo
futuro. .
PortarasNomeando supplentcs dojuu mu-
nicipal da cidade da Victoria em primeiro lugar
Jos Martins l'ereira Mootelro, em segundo
Joao Nepomoceno l>aesde l.ira, e em terceiro
Christovao Dionisio de Barros. Commumcou-
se cmara municipal da cidade da Victoria, e
aos juizes de direito, e municipal respectivos.
Ditos Do secretario da provincia ao insgua-
tor da thesouraria da fasenda, transmiltindo ,
para terem execucao, as ordens do tribunal do
thesourode nmeros 19 la 197, 199, ode 200
205s
Commandodas Armas.
EXPEDIENTE DO DA 18 DO PASSADO.
OflicioAo Exm. Presidente, disendo-lhe
em respoita ao seu ollicio de 16 do corrente ;no-
vombro), que estando pelo regulainento di 8 de
maiodeste annoencarregado o recrulamonto as
presidencias, e a despesa com elle leita as col-
lectoriasalas comarcas, na lrma das instruc-
cies de 6 de abril do 1841, nao podia ter cien-
cia da despesa mensal leita com os recrutas, e
conseguintementosutisfasera exigen ;ia do Exm.
Sr. ministro da guerra em aviso de 5 de outu-
bro ultimo. ,. .
Dito Ao mesmo Exm. Sr., fasendo-lhe ver
que a guarda da cadeia ha tres dias que nao ti-
nhaluz; por isso que a thesouraria estava du-
vidosa por que estacao ou ministerio devia sor
lornecida, e que nao podendo assun continuar,
S. Ex. bouvesso de providenciar a respeito.
Dito -Ao mesmo Exm. Sr., communicando-
Iho a nomoacOes, que fisora de commandaiitoe
aiudante para a fortulesa do Brun, om substi-
tuido o coronel Burlamaque, e pnmeiro-te-
nente Cmara, que entrara om consolho de
8UDito Ao lllm. brigadeiro reformado Aleixo
Jos deOliveira, nomeando-o vogal do conso-
lho do guerra do coronel T. C. Burlamaque, e
outros. ... j r- J
Dito Ao commandante interino do forte do
Buraco, disendo-lhe, que o ajudanto t.nha fa-
culdade para medicar-so na cidade do Olinda,
visto que nio havia no mesmo forte commodi-
dade para tal m. .,,.-
Dito-Ao commandante do segundo batalhao
dearlilharia p, communicando-lhe o resulta-
do da consulta e proviso, que seu r.spcito ex-
uedio S. M. o Imperador em 18 de outubro ul-
timo, negando-lhe o pagamento dos 5oldos. que
-s de i-ccebe: pe!'-- te2~: que esteve (ora
do servico do exercito, em consequencia do com-
moedes polticas.
Dito Ao mesmo, disendo-lhe, que o Exm.
Sr. presidentej havia sugeitado imperial deci-
sad o contexto do seu oRcio de 9 de setembro,
com respeito a diaria de 400 rs., que so deve a-
bonar ao alferes dacxtincta segunda linha Igna-
cio Pires da Silva, prisioneiro do Rio-grande-
do-sul.
dem do dia 21.
OfTicio Ao Exm. presidente, ponderando-
Ule, que a marcha do capitiio Teixeira para a
cidado doOlinda lho pareca poder ser retar-
dada para depois da parada do 2 do dezembro
(corrente) sem prejuiso do servico; porm so pe-
lo contrario S. Ex. entendosse, que ellodovia lo-
go seguir tomar ocommando do destacamen-
to, houvesse do fazera competente communi-
cacao.
Dito Ao mesmo Exm. Sr., informando o
requerimenlo de Venancia Mara, quo pedia bai-
xa para seu filho Jos Francisco, recrutado nes-
te mez (novembro) para o servico do exercito.
Dito Ao lllm. brigadeiro J. J. Coelho.com-
municando-llie, que tinha nomeado ao brigadei-
ro Aleixo Jos de Oliveira, vogal do conselho de
guerra do coronel Burlamaque, em substitu-
cao ao coronel Brito Inglez.
DitoAo commandante do segundo batalhao
do artilharia p, procurando, saber so os sol-
dados Ignacio l'ereira da Rosa, o Francisco Xa-
vier de Vasconcellos, haviao sido accommetti-
dos da gota coral, depois da inspeccadde 30 de
setembro ultimo, o ordenando-lhe, quo man-
dasso apresentar na secretaria militar, os solda-
dos Joao Jacinto Olegario, e Francisco Jos da
i'nnceico nnra st-rem rt novo insneccionalos.
DEM DO DIA 22.
OfTicioAo Exm. presidente, encaminhando-
Ibe o requerimenlo do coronel graduado T. C.
Burlamaque, no qual pedia por certidao oexa-
me, a que o engenheiro Boulilreau proceded no
arrombamenlo da prisao da abobeda da fortu-
lesa do Brum, declarando-se tambem o tempo,
quo seria necessario para effectuar o mesmo ar-
romiamcrito.
Dito Ao mesmo Exm. Sr., dando-Ihe a n-
formacao que se pedir pela secretaria da guerra,
de ser ou nao alferes da extincta segunda linha
o preso rebelde do Rio-grande-do-sul Ignacio
Pires da Silva.
Dito Ao director do arsenal de guerra, re-
mettondo-lhe o modelo do mappa dos aprendi-
zes menores, que deva enviar a secretaria mi-
litar no primeiro de cada mez. conforme deter-
minava o governo imperial em aviso du 4 do
corrento (novembro) expedido pela reparticao
dos negocios da guerra.
Dito Ao commandante interino da fortale-
sa do Brum, disendo-lhe em resposta ao oflicio
do seu antecessor de 10 desto met (novembro],
que na thesouraria so nao recolheo com o ar-
chivo do extincto batalhao provisorio a corres-
pondencia oflicial da fortalcsa, de Janeiro a
maio; convindo por tanto que s. me. examinas-
se ondc<;xistiaa dita correspondencia, para ser
arrecadada, c competentemente archivada.
. DitoAo commandante interino do segundo
batalhao do artilharia p, dando-Ihe a auto-
risacao quo pedia, para em olguns dias desta, e
da semana vindoura, faser com o batalhao ex-
ercicio de fogo de artilharia e inlantaria, no
campo de Santo Amaro, empregando no mesmo
exercicio os lecrutas que j estivessem no ma-
nejo d'armas.
Dito Ao commandante interino da compa-
nhia de artfices, rcmettendo-lho o modelo do
novo mappa, que deva monsalmento dar, em
substituicoao quedantes existia, conforme o
determiuado no Imperial aviso de 4 doste mez
(novembro.)
PortaraMandando, em observancia do avi-
so da reparticaSda guerra de 21 de outubro
ultimo, dar Ijaixa aos soldados do segundo ba-
talha de artilharia p, Joao Jacinto Olegario,
e Francisco Jos da Conceca, julgados incapa-
zes na inspecca do sade de 30 de setembro
desteanno, e no examesannitario que hontem
(20) se tisera.
Thesouraria da Fazcnda.
EXPEDIENTE DO DIA 14 DO PASSADO.
Oflicio Ao inspector da thesouraria da fa-
senda da provincia do Para, remetiendo pelo
commandante do vapor Imperadora quantia de
4:080^ rs, para ser applicada as despesas da
marinha, como determinava a ordem do tribu-,
nal do thesouro publico nacional de 4 do cor-
rente.
Dito Ao inspector da alfandeza, para faser
despachara plvora vinda do Rio-de-Janeiro,
no brigue Bom-Jezu.i; mandar entregar ao di-
rector do arsenal de guerra, a que vinha para
esta provincia, e conservar o resto em deposito,
para se lhr. dar o destino, que o imperial aviso
de 31 de outubro findo determinava.
Dito Ao director do arsenal de guerra, pa-
ra mandar receber a polvora.de que trata o pre-
cedente oflicio.
Dito Ao inspector da alfandega, remetien-
do 18 excmplaresdos additamentos ealtoraces
feitos na pauta actual das alfandegas, que a-
companhrao a ordem do tribunal do thosouro
publico nacional de 28 de outubro p. findo.
Dito Ao administrador da mesa do consu-
lado, participando, que S. M. o Imperador hon-
re por bem, por aviso de 30 de outubro findo,
expedido pela secretara do estado dos negocios
do imperio, marcar 800 rs. para a diaria do pa-
irad do esruler da inspecca da sade do porto
desta cidade, e 640 rs. para a de cada um dos
remadores; e que desde j suspendesso o ven-
cimentodo excessq de 800 para 960 rs., quo o
dito patra estava percebendo.
Dito Ao provedor da sade, participando
o contedo no precedente odilo.
Dito Aocidadad Francisco da Silva Jre-
nla, para suspender o corte do pao-brasil, que
tinha contratado com a thesouraria, limitando
o seu contracto ao que jase achasse cortado; por
assim ter determinado a ordem do tribunal do
thesouro publio nacional do 4 docorrente, nes-
ta data recebida.
DitoAo contador da thesouraria, remetien-
do por copia, para sua intelligencia, a ordem
do tribunal do thesouro publico nacional sob n.
180 do corrente anno, que acompanhou o de-
creto do 24 de outubro findo, pje o apDsentou
na lrma da le de 4 de outubro de 1831.
Portara .Mandando abonar ao thesoureiro
da fasenda, no livrocaxa da receitageral do ex-
ercicio corrente de 184344, a quantia de reis
1:0808 qunem cumplimento da ordem do tri-
bunal do thesouro publico nacional de 4 de ou-
tubro findo tecebeo o commandante do vapor
Imperador para entregar na thesouraria do Para
dem do da 15.
OfTicioAo Exm. presidente da provincia,
pedindo, se dignasso communicar. se approvava
adeliberacao tomada peto inspector da alfande-
ga, de ter dado cumprimento ao decreto, pelo
qual fura nomeado Joao Hermenegildo Borges
Diniz amanuense da mesma alfandega, por se
ter verificado a vaga deste lugar, com a execu-
cao do decreto, quo elevara Faustino Jos dos
Santos segundo escripturario.
Dito Ao director do ars.mal do guerra com
o requerimenlo o documentos, quo acompanha-
vo de Jos da Rocha Paranhos, para mandar
pagar a importancia dos medicamentos com que
forneceoacompanhia dos aprendizes menores
do mesmo arsenal.
Dito Ao engenheiro em chefe, cncarregado
da demarcacaS dos terrenos de marinha, para
mandar medir eavaliaro terreno requerido por
Christovao Star J> C", na ra da Aurora do bair-
ro da Boa-vistu.
Dito Ao commandante das armas remetien-
do o ofTicio, que acabava de dirigir, o comtiiis-
sario fiscal do ministerio da guerra, relativo a
requisicao, que fez em 10 docorrente novem-
broj.das les de offlco do coronel graduado Tra-
jino Cesar Burlamaque, e do primeiro teento
de artilharia Antonio Darnellas Cmara.
Dito Ao inspector da alfandega, provenin-
do, que a emenda nos cxemplares do addita-
mento pauta das alfandegas, que no dia H do
corrento (novembro), se Ihe remclteo, por se a- .
char com erro na addicao doferro batido e es-
tanhado para trem de cosinhaquintal, em j
lugar de arroba, foi feita em cumprimento da
ordem do tribunal do thesouro publico nacional
n. 186 de 4 do corrente (novembro.)
DEM do da 16.
Officio Ao commandante das armas, disen-
do, que nao tendo vindo com o archivo do ex-
tincto batalhao provisorio, que esteve aquartel-
lado na fortalcsa do Brum, sob o commando do
tenente-eoronel Leal a correspondencia oflicial
da mesma fortalcsa, dosmezes de Janeiro a maio
desteanno, comoconstava do oflicio, que ncom-
panhava docoinmissariofisc.il do miobterioda
guerra, imposstvel era sattsfaser aoque exiga
JBBBKBSBBBm HWBWBHMP*1
poro seu officio de 13 do corrente (novembro.)
DEM do div 17.
Ollicio Ao Exm. presidente da provincia,
expondo, que achando-se ncsle porto urna char-
ra da marinha imperial, com destino para o
Para, pareca conveniente auroveitar esta oc-
casio para a rernessa dos 10 barris de plvora,
ltimamente vindos da corte para aquella pro-
vincia; mas para que isso tivesse lugar era n-
cessario, quo S. Ex. expedissu as suas ordens
respeito.
DitoAo mesmo Exm. Sr., informando so-
bre os documentos que acompanhrad o impe-
rial aviso do It do outubro ultimo, expedido
pela secretaria de estado dos negocios da guer-
ra da despesa feita no anno financeiro prxi-
mo findo, com o aluguel da casa da guarda da
cadeia desta cidade, na importancia de 300f rs.,
afitn de creditar so o mesmo ministerio, por
nao ser dita despesa a elle pertonrento, o sim
ao da justica.
Dito Ao inspector da alfandega, para faser
passar, em virtude das ordens existentes, urna
guarda para a mesa do consulado em lugar de
Joao da Silva Costa Bourbon, que havia falle-
cido, fleando o n. dos guardas da alfandega r-
dusido a 43.
Dito Ao administrador da mesa do consu-
lado, participando o contedo no precedente o-
licii.
Dito Ao mesmo, mandando suspender to-
da a despesa com o laboratorio dos armasens do
pao-brasil, por ter a ordem do tribunal do the-
souro publico nacional do 4 do corrente mez
i novembro), annullado o crdito marcado para
a compra do dito pao no corrento anno finan-
ceiro; e extgiudo, que com urgencia remettesse
urna lelacao circunstanciada do queja se linha
despendido por conta do referido crdito; bem
como o balanco dos ditos armazens, em segu-
ment do saldo de 10,638 quintaos, queexistiao
em ser.
Dito Ao inspector da alfandega sobro o
crdito marcado para os ordenados e gratifica-
cesdos empregadosda mesma alfandega, e dos
mais que ossem aposentados, desde a poca
om que por elle deixassem do ser pagos.
DEM DODI.v 20.
Ollicio Ao inspector da alfandega, para fa-
serembarcar na madrugada do dia 21, abor-
do da charra Amphelric, 40 barris de plvora,
quo ltimamente virao da corte para a provin-
cia do Para, como determinava o Exm. presi-
dente da provincia.
DEM do da 21.
OllicioAo Exm. presidente da provincia, so-
bro a plvora de que trata o precedente oflicio.
Dito Ao inspector da thesouraria da fasen-
da da provincia do Para, participando a rernes-
sa o proco dos ditos 40 barris de plvora.
dem do da 22.
Oflicio Ao secretario da provincia, aecu-
sando a recepcao do seu ollicio de 16 do p. p. ,
que acompanhou os cxemplares dos decretos de
n. 291 a 301, e 322 a 326, bem como o tomo
6. caderno 8. das decisoes do governo ludo
do corrente anno, que de ordem do Exm. pre-
sidente da provincia envin thesouraria.
Dito Ao inspector d'allandega remeden-
do para sua intelligencia e cumprimento na
parte, que ihe tocasse, duas collcccoes dos de-
cretos e decisoes de que trata o precedente
oflicio.
Dito Ao administrador da meza do consu-
lado fazendo igual rernessa.
Dito Ao director do arsenal do guerra,
participando ter S. M. o I. deteiminado em
aviso da secretaria de estado dos negocios da
guerra do 6 do correte mez, que aos apren-
dizes menores do dito arsenal se noabonasse
maior venciinento, que o do240rs. diarios ,
decretados na le do orcamento vigente.
Dito Ao juiz dos feitos da fazenda parti-
cipando ter a ordem do tribunal do thesouro
publico nacional de3l de outubro findo decla-
rado, que a porcentagem, de que tratava o art.
16 3. da lei de 29 de novembro de 1841 para
osempregados do juiso privativo dos feitos da
fazenda deva ser de 6 por cento.
Dito Ao procurador fiscal da thesouraria ,
fazendo igual participacao.
Portara Ao thesoureiro da fazenda, para,
em cumprimento da ordem do tribunal do the-
souro publico nacional de 4 do crrante, passar
da cala a caixa da substituido, a quantia de oO-.Ot'jJ
:mpi ap FNrnNTPAnn


*r

a flm de serum empreados, na sbstituico das
olas de 5$, 10# o 20S001) rs.
Dita Mandando debitar ao me*mo thesou-
reiro pela quantia, de que trata a precedente
portara.
PENAMBUCQ,
Tribunal da Relajo.
SESSAO DE 5 DE DEZEMBRO DE 183.
Na appellacao civel desta cidade appllante
Francisco da Silva appcllado Manoel Luiz
Concalves escrivao Posthumo ; se mandou
ouvir o Dr. curador geral.
Na appellacao crime desta cidade appl-
lante Antonio Jos de Magalhaes Bastos ap-
pellada a cmara municipal desta cidade es-
cnvao Bandeira ; foi a sentenca confirmada.
Na appellacao civel desta cidade appelan-
tes os testamentemos e herdeiros de Domingos
Rodrigues do Passo, appellado Jos Thomaz de
Campos Quarcsma escrivao Ferrcira ; foi
reformada a sentenca em parte.
Na appellacao crimo da cidade do Natal,
appllante o juizo, appellado Antonio Phila-
delpho da Rocha, escrivao Posthumo ; foi
confirmada a sentenca.
Na appellacao crime da comarca de Nazareth,
appllante Francisco Jos de Lima appellado
ojuizo, escrivao Jacomo ; se mandou remet-
ter para novo julgamento.
Na appellacao civel da cidade de Goianna ,
appllante Jos Alves da Silva Sobrinho ap-
pellado Marianno Ramos do Mendonca escri-
vao Jacomo ; se mandou descer para ser ava-
hada.
os que tiverem fdoneidade. Thesouro publi-
co nacional em 14 de outubro de 1843. Joa-
quim Francisoo Vianna. Cumpra-se. The-
souraria de fazenda de Pernambuco 4 de no-
vembro de 1843. Silva. Conforme. Joa-
quim Francisco Bastos.
COMMERCIO.
Alfandega.
Rendimento do dia 5......... 7:0968593
Descarregdo hoje 6.
Barca sardaIYapoleaoyinho, e outras mer-
cadorias.
Brigue francez Aragn fazendas, farinha ,
perfumaras e amendoas.
GaliotaMercatorcarvao.
Barca americana Riobacalhio.
Movimcnio do Porto.
Navio sahido no dia 4.
Parahiba; hate nacional Conceico-Flor-das-
Virtudes, capitao Victorino Jos Perera ,
equpagem 3, carga varios gneros.
Jos Antonio Gomes Jnior.
Esteves Oliveira.
Joaquim
Manoel Fiuza.
Ignacio Cmara.
Antonio Pinto.
Digo Silva.
Rodrigues Pereira.
Mara Costa Paiva.
Silva Mendonca Vianna.
Antonio Oliveira.
Silva Grillo.
Goncalves Fontes.
Torrel,
Zacaras Carvalho.
Gomes Lial.
Antonio Bastos.
Lourerico.
Mara Se v.
Gomes Tavires.
Das Silva.
Goncalves Cselo.
Pires Moraes.
Doutor Jos Raimando Costa Menezes.
Jos Francisco Ribeiro.




i






u








Contwacao^lista dosjurado,(video$nt.260,
Jos Bernardo Fernandes Gama.
Rendimento total da mesa do consulado desta
cidade no mez de novembro p p
Dizimade7porT 22:955,729
Dita do V1 por / 958,159 23:113,888
Ancoragem de 30 rs.
Dita de de 10 rs.
Emolumentos de cer-
tidao
Depsitos de 7 por /
que excederlo de
anno
Rendimento de anco-
ragem da acuna
americana Rode-
-ii fc" queexceueo
doanno
Siza de 5 por /
Rendimento de diver-
sas provincias.
Dizimo doalgododa
Parahiba
Dizimo do Rio-Gran-
de-do-Norte
2001,560
341,092
2:342,652
9,680
85,806
59,130











a





Thomaz Campos Quaresma.
Mauricio Oliveira Maciel.
Pires Ferreira.
Ignacio Monte.
Assumpcio.
Rodrigues Passos.
Joaquim Espirito Santo.
Alexandro Ferreira.
Marques Costa Soares.
Joaquim Xavier Sonreir.
Antonio Azevedo Santos.
Felis Silva Fragozo.
Joaquim Bizerra Cavalcanti.
Santos Nunes Oliveira.
Thomaz Freitas.
Maria Freir Gameiro.
Antonio Santos Silva.
Alves
Francisco Azevedo Lisboa.
Lavra.
Vujum'iio Lemos.
144,936
395,000
26:006,156
575,096
7,921
Dizimo doassucardas
Alagas
Dizimo do assucar
desta provincia 6:892,173
Dizimo do algodo de
dita 5:902,324
Dizimo do caf 4,350
Dito do fumo 1,665
Taxa de 40 rs. por
sacca de algodo
Taxa de 160 rs. por
caixa de assucar
Taxa de 40 rs. por
feicho de dito
Taxa de 20 rs. por
barrica e sacco
583,017
19,968













))



201,320
152,000
40
271,980 13:425,852
40:034,993
Pernambuco 4dedezembro de 1843.
O administrador ,
Miguel Arcanjn Monteiro de Andrade.
Publcalo a pedido
N. 163. Joaquim Francisco Vianna pre-
sidente do tribunal do thesouro publico nacio-
nal em vista do ofllcio do snr. inspector da
tliesouraria da provincia de Pernambuco, do
25 d'abril deste anno, sob n. 20 informando
sobre o procedimento, que tem ha v Ido na rei-
vindicacao das quantias indevidamente pagas a
Maximiano Francisco Duarte, e outros, que
foro considerados aposentados, e de reparti-
eses exlinctas; rtcommenda ao mesmosnr. ins-
pector o proseguimento das execucSes com ac-
tividado devendo o snr. inspector continuar
informar ao thesouro da marcha, que fr se-
guindo este negocio, at que seja indemnisada
a fazenda, e ter em lembranca a recommendacSo,
fcita na ultima parte da ordem de 15 de Janeiro
de 1842 n, 10, a flm de que sejao aproveitados
Lourenco Silva Jnior.
Gabriel Moraes Mayer.
Maria Cezar Ama ral.
Antunes Guimaraes.
Epilanio Durilo.
Pacheco Queiroga.
Jernimo Monteiro.
Baptista Ribeiro Farias.
Joaquim Nascimento.
Silva Guimaraes Jnior
Brito Inglez.
Barros Falco.
Maria Scheier.
Pereira Vianna.
Romualdo Silva.
Eustaquio Gomes.
Maria Schefller Jnior.
Ddefonso Jacomo Veiga. .
Moreira Silva.
Doutor Jos Antonio Perera Ibiapina.
Bento Cunha Figueiredo.
Jos Antonio Silva Jnior.
Bernardo Salgueiro.
Candido Barros.
Conegundes Silva.
Egidio Ferreira.
Filiciano Portella.
Francisco Almeida.
Pinto Guimaraes.
Guedes Salgueiro.
Henriques Machado.
Higinio Miranda.
Ignacio Ferreira Silva.
Soares Macedo.
Jernimo Rodrigues Chaves.
Sousa Limoeiro.
Joaquim Das Fernandes.
Liao Castro.
Lopes Roza.
Luiz Neto Mendonca.
Pereira.
Marcelino Roza.
Maria Cruz.
Geraldes.
Machado Freir Pereira Silva.
Narcizo Camello.
Pedro Reg.
Rabcllo Padilha.
Santos Neves.
Theodoro Senna.
Xavier Faustino Ramos.
Vianna.
Carvalho Costa.
Pereira Cunha.




))











)>







1
























Marinho.
Vellozo Soares.
Bernardes Sousa.
Fernandes Silva Manta Jnior.
Martins Pinheiro.
Faustino Porto.
JoSo A mor i m.
Joaquim Lima.
Ribeiro Brito.
Francisco Marques.
Santos Sousa.
Cunha.
Antonio Maia.
Joao Pinto Lemos Jnior.
Marques Correa.
Francisco Pardlhas Jnior.
Leite Pita Ortigueira.
Evangelista Costa Silva.
Baptista Ribeiro.
Leite Azevedo.
Francisco Pontea.
Alves Carvalho Porto.
Cardozo A y res.
Jnior.
Miguel Costa. %
Maria Seve.
Cunha MagalhSes.
Nepomoceno Barrozo.
Jos Carvalho Moraes.
Via* Carvalho.
Doutor Joio Jos Pinto.
Joao Manoel Jezus Motta.
Vaz Oliveira.
Jos Moraes.
Antonio Pereira Roche.
Figueiredo.
Jos Miranda.
Carvalho Paes Andrade.
Carneiro Rodrigues Campello.
Ignacio Ribeiro Roma.
Francisco Albuquerque Mello.
Sevirino Reg Barros.
Francisco Carneiro Monteiro.
Pires Ferreira.
Valentim Villela.
Vieira Araujo.
Baptista Pereira Lobo Jnior.
Goncalves Silva.
Francisco Chaby.
Pires Ferreira.
Pinto Lemos.
Silva Santos.
Costa Monteiro.
Ribeiro Vasconcellos Pessoa.
Pacheco Queiroga.
Monteiro Andrade Malvinas.
Doutor Joio Domingues da Silva.
Joio Lopes GuimarSes.
Cancio Pereira Freir.
Xavier Ribeiro Andrade.
Manoel Mendes Cunha Azevedo.
Nepomoceno Ferreira Mello.
Facundo Silva GuimarSes.
Martins Rapozo.
Cancio Gomes Silva.
Arsenio Rarboza.
Antonio Villa-secca.
Bacbarel Joao Antonio Souza Beltrao Araujo
Pereira.
(Continuar-u-ha.)














>








D





Declaracoes.
Hoje terSo lugar as arrematacoes ao-
nunciadas pela thesouraria das rendas provin-
ciaes no Diario n. 245 de 13 de novembro p.
p. : a primeira das obras de urna ponte na es-
trada da Escada sobre o rio Jaboato oreadas
em doze contos de reis e sob as eondicoes es-
peciaes transcriptas no citado Diario: a se-
gunda das obras de outra ponte e atierros na
estrada do Rio-formoso oreadas em 6 contos de
reis, e sob as condiedes transcriptas no mesmo
:sr:;; a tcrcv a vra da ponte da Taca-
runa orgadas na quantia de 20 contos doris
e sob as condicoes transcriptas no Diario *
251 do 20 de novembro p. p.
ss O 1. escripturario da mosa de rendas n
tornas provnciaes desta cidade,abaixo assigna-
do.faz constar aos snrs. proprietarios dos pre^
dios urbanos dos tres bairros d'esta cidade
da povoacac- dos AITogados, quedo dia 1
ao ultimo do presente mez sao contados os 30,
das para o pagamento a boca do cofre da res-
pectiva decima urbana do 1." semestre do cor-
rente anno financeirode 1843 a 1844 eqUo
(indo oprazo marcado so executaro lodosos
devedores nao so pelo semestre ja dito como por
toda a mais divida antiga proveniente de tal
mposicao. Mesa de rendas internas provn-
ciaes 1. de dezembrode 1843. O 1.o escrip-
turario servindo de escrivao e administrador
Jos Guedes Salgueiro.
= O arsenal de marinha compra no dia 9
do correte, pelas 11 hoias da manha, 4
barricas com pregos de bate! pequeo : quero
as quizer vender, pode comparecer com amos
Ira no secretaria do mesmo arsenal. Secreta-
ria da inspeccaodo arsenal de marinha de Per-
nambuco em 4 de deaembro de 1743. O se-
cretario Alejandre Rodrigues dos Anjos.
Conttnuacao dos devedores do imposto do
bae.
Joao Rodrigues de Moura
Manoel Martins de Carvalho
Antonio Martins
Rodrigo Antonio
Candido Emidio Pereira Lobo-
Baltar & C.
Francisco Jos Silveira
Profiri Antonio Esteves
Manoel Antonio da >ilva Motta
Manoel Jos Chalara
Antonio Saner
Jos Carvalho da Costa
Jos Luiz
Amaro Pranciscode Paula
Domingos da Rocha
Jos Mauricio
Francisco Xavier da Fonseca Coutinho
Joao Manoel Pinto Chaves
Joaquim Jos da Costa
Luiz Antonio Vieira
Adolfo Alexandre
7,200
5,000
6,000
9,600
20,000
210,000
50,000
16,000
7,200
14,400
8,000
4,800
4.800
7.2O0
5..000
7,-2,00
9,,H)
12.00X)
8,400
4.80O
20,000
Avisos martimos.
= Para o Aracaty seguir o hyate Flor-de-
Larangeiras ; quem quizer carregar ou ir de'
pasaagem dirija-sea ra da Cadeia do Recite
loja de fazendas n. 37.
Para Lisboa seguir em poucos dias o mui-
to acreditado e velleiro brigue portuguez Feliz-
destino capitao Antonio Goncalves de Azeve-
do ; quem nelle quizer carregar ou ir de pas-
sagem,dirija-se ao seu consignatario Francisco
Severiano Rabello ou ao capitao na Praca-
do-Corpo-Santo.
Para o Cear com escala pelo Ass preten-
de sahir no dia 16 do correte a somaca Estrel-
la-do-Cabo recebendo carga e passageiros
para ambos os prtos; trata-se com Manoel
Joaquim Pedro da Costa na ra da Cruz.
Quem quizer carregar para Macei na
barcassa Despique-do-Recife.di]a-seh seu do-
no na ra da Cadeia-velha loja n. 54 ou no
Forte do- Mattos aonde existe fundeada quese
entender com o mostr a bordo : leva 30 cai-
xas he bem velcira e nova : sae hoje (6 do
correte).
-Para o Aracaty salar impreterivelmente
no dia 16 do corrente a somaca Felicidade,
com a carga que tiverabordo quem quizer
carregar ,ou ir de passagem trate com o mostr
da mesma Manoel Ignacio Marques', ou no es-
critorio de Antonio Joaquim de Souza Ribeiro
na ra da Cadeia n. 18.
= O capitao Douglas do brigue inglez Hor-
mn*/, chegado a poucos dias do Cabo-da-Boa-
Esperanca tornar para o mesmo porto em
poucos dias. As pessoas que quizerem dar or-
dens para o mesmo capitao comprar cavados,
vaccas carneiros, e outras mercadorias da
India-oriental dirijo-se a Praca-do-Corpo-
Santon. 11 : o navio pretende chegar neste
pOrto em marco.
Leudes.
== Leilo que faz Fernando Jos Braguez,
quinta-feira 7 do corrente mez no seu arma-
zem, de urna porcSo de fejo as 10 horas da
manha em lotes de 5 saccas por conta do
quem pertencer.
= Na quarta-feira, 6 do corren le, s 11 horas
da manha no armazem de Bolli & Chavannes ,
ra da Cruz n. 40 vender-se-ha em leilo ,
43 caixas de 6 e de 12 queijos flamengos por
lotes de 1 caixa muito convenientes para fa-
milias.
= O corretor Oliveira far leilo franco e
sem limites, de um completo sortimento de


fa/.endas ingle/as e francezas, que forzosa-; a MUIDO.
mente so bao de vender para liquidadlo do O abaixo assignado luz publico que cess rao
COQtas i c por isso de avultada pichincha para suas rcluges sociaes coni o snr. Carlos Luciano
suus freguezos, a quem pede,bajito de compare-. Mendos e estando por conseguinte ettl liquida-
cerao primoirn andar da sua casa na quinta-, cao a sociedado que nesla cidado tem girado
Osr. Dr. Manocl Carncro Lins d'Aibu-de om bomom sollciro, layada eengommada
ponto.
Lcilo, que pretendo fazer Joao Tavares
Cordoiro, de urna porcao do barris de toucinho
do Santos ; quinta-feira 7 do corrente na por-
ta da armazorn de Francisco Das Ferreira ,
no caesd'alfandega as 10 horas da manhiia.
Avisos diversos.
LOTERA DO THE.\TRO.
Por rfeterrisinic^o d;> exm. sur.
presidente da provincia foi defiri-
do o dia 11 do correte dezernbro
para o andamento ds rod>s desti
lotera que ter sen infarivel an-
damento no di i <#"^a e os billie-
tes acho-se a veVjPi no llecife lo-
las de cambio dos snrs. Vieira e
Manoe! Gomes da Gunha ; em
Santo Antonio loja da snra. viuva
do Burgos e boticas dos snrs.
Joo Moreira Marques e Fran-
cisco Antonio das (.'hagas.
L1CUOR-DA-CHINA
ou
ESSBNCIA DA FORMOZUA.
O dcliciozo suave e agradavol aroma des-
te procioso comesttico o tornio digno de figu-
rar nos mais elegantes toucadores (toillettes),
elle goza de propriedades mui notaveis,quc re-
petidas e variadas experiencias feitas om diver-
sos paizes e mormonte no Brasil, onde elle
ja bem conhecido por seos salutares elleitos,
teem confirmado, como sao: primeiro amaciar,
limpar, clarear, o uli/.ur a pelle entreter sua
frescura e brilho naturaes tirar as sardas ,
pannos, espinhas, e toda a especie de manchas
que riel le apparecao sem a alterar: segundo des-
truir as rugas, a bortofija, ernpingons, e mui
tas outras afleccSes cutneas : 3o tirar o mo
balito e dar a boca agradavol perfume forti-
ficar as gingivas prevenir as dores dos dentes,
&c. Em todos estes casos a experiencia tom
mostrado o quanto justa a alta reputacSo de
que goza esto composto no Oriente, onde
sous effeitos sao todos como infallivois \ cada
garrafinha custa 1200 reis ; um impresso ex-
plican seu uso : vendo-se somonte em casa
de Novaes & C*, na ra da Cruz n. 37.
Pos asiticos carminadas.
=Aconscrvacao da bondade e belleza dos den-
tes foi em todos os lempos objecto de alto a
preco, nao s pela recoohecida utilidade (Testes
orgaos na mastigacao dos alimentos, e perfeita
articulaco dos soes, como tambem pela graga,
elegancia e realce, quo ellos dao quando sao
bellos fisionoma, mormento no bello sexo.
Tambem desde a mais remota antiguidade.que,
na Europa, e em muitos paizes da Asia, a opi-
nio relativa aos caracteres, que constituem a
boniteza dos dentes jamis variou, pois pen-
sa-se hoje a este respeito do mesmo modo, que
se pensava nos tempos de Salomao de Home-
ro, dcVergilio, de Ovidio &C4| Sendo pois
os dentes orgaos de tao alta importancia como
adorno do rosto, e agentes da nutricio c sen
do tantas e to diversas as cauzas quo do con
tinuo tendem a destruil-os, cumpre empregar
todos os meios possiveis para obstar a este in-
conveniente. Ora sendo inegavel, que a lim-
peza d'estes orgSos o seu melhor preservativo,
nos olTerecemos ao publico os pos asiticos, n-
vencao moderna do um insigne chimico euro-
peo como o mais perfeito efficaz c sublime
dos compostos at hoje dcscubertos para esto
fim : prova-o o uso quasi exclusivo que del-
tas se faz j em muitos paizes Estes pos de chei
roe sabor mui agradaveis, conservao os dentes
e unem a propriedade de os branquear perfec-
tamente a de endurecer seo esmalte (vidro) ,
bem como a de prevenir o deter sua carie; elles
patenteiao toda a brancura e explendor natu-
raes, destruindo promptamente o limo, ou tr-
taro (pedra), que sobre ellos se depozita, e que
alm de offender a sua alvura e dar as vezes
a bocea pessimo aspecto pode produzr urna
infenidado do leses mais ou menos graves, co-
mo seja escamar e abalar os dentes, displ-os
a carie, irritar e ulcerar as gingivas, os labios,
alingoa. <&c. Elles consolidad as gingivas a-
fectadas de escorbuto dao ao interior da boc-
e aos labios urna bella cor do roza
do hoje em diante contrahir novos empenbos
debaixo da mesma firma. Maranhao 18 de no-
vembro do 18W. Htnriques Seasott.
aa ANTONIO JOS' NONES GIMA-
R.\ES retira-so pira o Aracaty a tratar de
seus interessos eselhefaz mister fazer pu-
blico (|uo nada deve nesta praca e qualquer
quo so julgue seu credor queira frzel-o publico
pela imprensa para ser pago isto no prazo do
tres das, depois do qual nao tero direito a
qualquer debit^? <
= JolinstoD Pater & Companha avisao aos
Srs. do engenhoecorrespondentosdo mesmos
nesta praca quo se acha completo o seu esta-
belecimento de machinismo para engonhos ,
constando de moendas de diversos tamanhos ,
machinas de vapor, de condesadlo o do alta
prcsso da forca de quatro e de seis cavados in-
j, lezes e taxas batidas e coadas e promettem
agradar aos seus froguezes tanto em preco como
om qualidade visto serem todos estes objectos
feitos n'uma das principaes fundices de Ingla-
terra : ra da Madre de Dos n. 5.
No dia 3 do corrente fugio um papagaio,
corn um pedago de corrente de Ierro n'um p ,
o no outro urna argolinha ; lugio para os te-
diados da matriz de Santo Antonio : quem o
pegar levo o a sou dono na venda da esquina
da ra dos Quartois que receber 1,000 rs.
de gratificacao: o papagaio allador c cha-
ma pelo nomo de Rita.
Aluga-se o 1. andar da casa n. 9 na
ra da Moeda junto ao Firmino e Santos Bra-
ga ; o qual tem excedentes commodos para
grando familia accrescendo mais urna salla
fra com bella vista para o mar, descobrindo
todo o sul : os pretendentes dirijSo-so ao Reci-
to na ra da Cadeia loja n. 57.
Roga-se outra vez aos snrs. que teom e
continao a mandar seus eicravos com fouces e
canoas. cortar e carregar mangues do sitio que
est entre a camboa da Tacaruna e o Salga-
dinho da Passagem : tonho os mesmos snrs., e
qualquer outra pessoa a bondade de verem ,
que os referidos mangues nao sao realengos ,
tanto os que esto d'um como d'outro lado ,
divididos pela nova estrada ; e por esto (quem
os mesmos snrs. na intelligencia de nao manda-
rem nos ditos mangues, do contrario nao alij*
guem ignorancia.
= O abaixo assignado tendo participado
por escripia a seus credores no dia 29 de no-
vembro p p. a fim de Ibes fazer sciento do
estado actual da sua casa ; e como nao se dig-
naro os ditos snrs. credores comparecer,
por isso faz agora o presente annuncio
Manuel Nunes Leal.
Aluga-se o segundo andar da casa n. 143,
no principio da ra do Pillar, cuja casa est
caiada c pintada de novo ; tem vista para o lado
do mar, e tem grando soto : a tratar na casa
immediata n. 141.
= Deseja-se saber, se existe n'esta provincia
D. .Marcelina Anglica de Castro Aguiar, viu-
va de Jos Marques dos Santos natural d'E-
vora conselho d Alcobaca ( em Portugal), a
qual tem um filho chamado Jos Marques dos
Santos Aguiar, que loi estudar na escolla me-
dico-cirurgico no Porto : a tratar na ra do
Vigario n. 19.
__ Aluga-se pelo tempo de festa urna casa
grande contendo 4 quartos duas sallas, e
cosinhalra, tem quintal murado e desem-
barque pelo portao da mesma casa ; a qual
est sita no lugar denominado Sarita Thereza
( em Olinda ) : a tratar na ra do Pillar
OITerece-se um homem portuguez, j de
idade para caixeiro de engenho de que tem
pratica oude ra n'esta praca : quem do seu
prestimo so quizer utilisar dirija-se a Ra di
reita n. 80. ,
__ Precisa-se alugar um sobrado d um su
andar, que tenha quintal e cacimba, preta-
rindo-se no pateo do Carao, S. Pedro, ra das
Aguas-verdes. de Hortas e Rangel: quem
tiver annuncie.
No botequim detraz da matriz de ^. An-
tonio pintado d'amarello, precisa-se d'um
homem ou menino quo saiba marcar bilbar :
no mesmo botequim tambem precisa-so de
um homem que saiba fazer charutos e que
traga alguns aprendizes, ou faca sociedade
com alftuoi fabricante de charutof, pois a casa
tem commodo para este estabelecimenlo e
mesmo para morarem dentro.
= Precisa-se alugar urna prcta para comprar
querque queira mandar buscar urna carta,
vinda pela barca Camelia do Havre : na ra
do S. Rita n. 8.'.
Roga-se pela segunda vez ao snr. Anto-
nio Justino Pinheiro que dirija-so ra do
Mondego n. 107, que se Iho deseja fallar a
negocio do urgencia.
=3 Uesappareceo na noute do dia 4 do cr-
rente do sitio, junto ao sitio da capolla de
Joao do Barros, um cavallinho rozilho, des-
carnado, o qual tem para maior signal urna
costura no casco d'uma das InSos cuja chega
at a ponta do casco : quem d'elle souber ou o
tiver em seu poder, queira roandal-o entregar
no mesmo sitio ou na ra da Cadeia do Re-
cita loja de lazendas n. 62 que ser re-
compensado.
To the British Hesidents.
Joseph Maya has oponed at his residen-
ce in tho ra da Praya a school foi children ,
where tho english Ironch and portuguese
a^SSCT.S^/*C ec^^para^uenafamili^ na ra de
,to : custa 1,000 ef ^^'^X^lo -I Ito ar-azem n. 5 da ra do Vigario ,
de um pequeo Halado (tradusulo sol o^a ion I ^ ^.^ da ^
servacao dos dentes o o modo do os j>. _..:_ u__:, n,*_
seinpre bellos ;
.... 9, P a
languages Arithmetic and Geography will
be taught: The lessons will be given every
day ( the usual days exceptod ) from 2 O'clock
to 5 in the adernoon. Parents willing to senil
their children lo it, are requested to address
themselves to the advertiser, or to Mess."
Veitch Bravo & C. Madro deDeos street n.
1 where further particular* may be learn-
ed.
Any Gentlemen wishing lo take lessons in
portuguese ; the advertiser has no diBculty ,
to cali at their own residences at any hour be.-
tween 7 and 12 O'clock in the morning.
Pernambuco 1." Deccmber 1843.
=Josda Maya subdito britnico se pro-
poo a abrir no primoiro de Janeiro nroximo
vindouro em sua casa na ra da Praia urna au-
la aonde se ensinar a fallar o escrever a
lingua ingleza ; o como esta aula so destina
geralmento para as pessoas empregadas no com
mercio com o fim de n8o tomar a tempo as
quo a quizerem frequentar; serao as licoes da-
das de noute das 6 at as 8 horas um dia sim,
e outro nao. As pessoas que se quizerem disto
utilisar sirvao-se ir inscrever seus nomos a
casa doannuncianto ou na botica dos snrs.
Weitch Bravo & C. n. 1 na ra da Madre-
de-Deos ; aonde poderaS obter as informacoes,
que dest'jarem.
O mesmo annunciante d tambem licoes
d'inglez demanhaa em casas particulares.
Roga-se aos senhores, que devem impor-
IBS UO DIIUCVUS UC lUlln. '"J" -- -......* **
Vifira queiro ter a bondade mandar ou
irem pagar os seu dbitos.
=Arrenda-se um sitio no Iugardos AIogados:
na ra da Conceic5o-da-ltaa-vista n. 58*
= Precisase alugar urna canoa de carreira ;
na ra do Rangel n. 34.
= Tiriio-se lolbas corridas, e passaportes
para dentro e fra do imperio e quaesquer
despachos tudo com presteza,o commodidade:
na ra lo Rangel n. 34
Osenhor Hernardino Alvares Pinheiro que
foi caixeiro na ra da Cruz-do-Rccile queira
dirigir-se ao^eonsul portuguez na ra do Apollo
negocio de interesse.
__Aluga-se um sobradinho na Rua-impe-
rial n. 100 : a tratar defronte do mesmo n.
167- A A
= Aluga-se por preco commodo um grande
sitio logo no principio da estrada do Arraial ,
com grande casa de pedra e cal estribarla ,
cacimba com excedente agua de beber tendo
no lundo um riacho corrente o com ditTe
rentes arvoredos de fructos ; quem o preten-
der dirija-se ao Atterro-da-Boa-vista loja de
seleiro.
- Precisa-se de um caixeiro portuguez que
saiba lr, e escrever; na Solidado venda n. 20.
Quem Ihe faltar um relogio desconcerta-
do com caixa dourada e fabrica coberta o
qual se julga ser lurtado por ter sido comprado
a um negro por preco diminuto ; dirija-se ao
pateo de N. S. do Terco loja n. 3 que dando
os signaes certos se Ihe entregar, dando o di-
nheiro pelo qual se comprou,
= O snr. Antonio dos Santos Borges tenha a
bondade de se dirigir ra doCabug n. 1,
loja de Francisco Joaquim Duarte que se Ihe
deseja fallar ou annuncie sua morada.
= Aluga-se um preto para o servico de urna
botica, ainda sendo de meia idade ou um mo-
leque; na ra estreita do Rosario na botica
que tem a frente pintada de amarello.
__Alugao-se o segundo andar do sobrado
novo na travessa do Dique e oulro da ra
da Viracao n. 31 ; a tratar com o propietario
Antonio Joaquim de Souza Ribeiro.
= Aluga-se o segundo andar da casada ra
de Apollo, com4janedasde frente, duas gran-
des salas, 7 quartos o urna grande ozinha ;
a fallar no armazem de assucar da mesma casa.
D-se 2S000 rs. a juros dedous por cento
ao mez com penhores de ouro ou p' ata ; no
Thomaz d'Aauino Pereira Bra- Pateo-do-hospital n. 14.
vende-so sOmente^na casa de | Gu-maraes^M'00 | PwwJ8i^ dc urna pessoa que dC a roupa
em lo dias, e se rosponsabilize por faltas: un
nuncie.
Aluga-se o primeiro andar de um sobrado
sito no principio da Rua-imperial n. 7 ; a fal-
lar no mesmo sobrado.
Quem precisar dc um caixeiro portuguez
de idade do 12 a 13 annos para qualquer arru-
maco, excepto venda o padaria : annuncie.
Jos Dias de Castro, retira-se para aBahia.
Precisa-se alugar urna preta cativa, quo
sirva para todo o servico tanto de casa como
de ra ; quem tiver pqcure no Beco-da-polo
sobrado n. 14, 1.* andar para se fazer o a-
juste.
Precisase de um rapaz portuguez, que te-
nha pratica do venda e que tenba em dinhei-
ro dusentos a tresentos mil is. para se Ihe en-
tregar una venda bem afreguezada e se Ihe
dar a quem pretender sociedade nos lucros :
a fallar no largo do Carmo no Beco-do sarapa-
tel n. 12.
Precisa-se de urna mulher para ama do
urna casa de pouca familia que saiba engom-
mar e sirva para as compras de ra : a fallar
no Trapiche-novo.
Alugo-se cinco moradas do casas todas
com aiuitos bons commodos, com quintaos ,
cacimbas, duas no Atterro-dos-alogadoso
urna propria para armazem de sal ou compras
de couramas, e outra para familia urna na
Rua-imperial com muitos commodos para
grande familia o duas meia'guas na ruada
Felicidade por barato aluguel ; quem estas
pretender dirija-se ao viveiro do Muniz.
= \ senhora quo mandou empenhar dous an-
neles a urna pessoa da ra do Rozaiio 3
meses pouco mais ou menos, queira ir desem-
penhar no prazo dc 9 dias, do contrario ser5o
vendidos para pagamento da dita quantia, prin-
cipal e juros que sao lGgrs.
Jos Francisco da Silva comprou por con-
ta de D Rufina Carolina de Castro um bilheto
de n. 2318 da 2.* parte da 15." lotera a
favor das obras do theatro publico desta cidade.
Offerece-seuma pessoa para fazer qualquer
escripluracao singela, ou por partidas dobradas.
e mesmo para ensinar ; assim como para se
encarregar de fazer mappas tudo com aceio e
promptidao: na Rua-direita no 2. andar do
sobrado novo junto do da esquina do beco do
Serigado.
Lotera do Guadelupe.
Por immediata resolucao do exm. snr. prea
sidente da provincia foi transferido para odi-
20 do corrento o andamento das rodas desta lo-
tera. Os bilhetes achao-se a venda as lojas
do costume ; isto no Recita lojas de cambio :
em Santo Antonio loja do sr. Menezes ra do
Collegio : loja do snr. Cunha Guimaraes ra
do Crespo : do snr. Fortunato Praca-da-in-
dependencia : largo da Matriz botica do snr.
Marques : Boa-vista largo da Praca botica
do snr. Couto cem Olinda, botica da ra
do Amparo nos Quatro-canlos loja do snr.
Domingos c no Yaradouro loja do snr. A-
morim.
=Na loja franceza da ra Nova n. 9 fazem -se
vestidos e outras costuras para senhora mui
bem taitas e camisas para homem, com mui-
ta promptidao e por preco mais barato do
que em outra qualquer parte ; na mesma loja
compra-se ouro vclhosem leitio.
= Quem quizer alugar urna escrava que
saiba cozinhar para urna pequea familia di-
rija-se a ra do Trapiche n. 17.
= Precisa-se alugar urna ama de leite, for-
ra ou captiva sem filho; na ra Augus-
ta n 12.
Precisa-so alugar urna estribara para
um cavado pelas ras do Queimado Crespo,
Collegio Cadeia e Rozario; quem tiver an-
nuncie.
Novo rap fino princeza da nova fabrica de
Godinho da Baha.
= Acha-sea venda ( vindo do Rio-de-Ja-
neiro no bergantim nacional Bom Jess, che-
gado ltimamente ) o novo e excedente rap
da nova fabrica de Codinho da Babia pelo
preco de 1000 rs. cada urna libra ; este rap
torna-se muito recomendavel pelo seu bom aro-
ma nao faz bolao nos narizes e bastante
fino ; os pretendentes dirijo se ao nico depo-
sito existente nesta provincia na ra da Cruz
n. 16 onde acharad um boto aborto para se
verificarem das suas boas qualidades.
Quem precisar de 4 a 6 pretos para so-
carcm assucar, dirija-se a ra da Cadeia-ve-
Ihan. 1.
= O florece se um homem casado que d
fiador a sua conducta para cobrar dividas de
todas as casas de negocio que delta quizerem
confiar-se pois tem bastante pratica e serve
por preco commodo ; quem de seu prestimo se
quizer utilisar annuncie.
= Precisa-se de um cont de reis a premio,
com hypotheca em urna parte de um sobrado ,
pelo tempo que se convencionar ; na ra do
Livramenlo loja n. 13.
.

i
!?_


I
\ Musca Fittorescx
= O mclhor dosjornues que at ao pro-
sete tem sabido a luz 6 cortamente o Museu
Pittoresco publicado ein Lisboa por urna so-
ciedade do litteratos Portuguezes.
As materias do que o Museu se oceupa
sao : leligiao Historia antiga e moderna ,
Philosophia, Gcographia, Viagens Scien-
cias o Bellas Artes, Agricultura, Novellasos-
colbidas, Estudos moraes e biographicos ,
{ offerecendo nesta classe a discripeao da vida '
e accao de todos os reis do Portugal e dos
hroes que mais lorecerao em cada um dos
reinados dando-se os^ous respectivos retra-
tos ) Pensamentos, Anedoctas Mximas mo-
raes e Missellanas. Todos estes objectos, tra-
tados como o esmero de que sao credoros lor-
ma5 urna biblioteca variada, e instructiva um
alimento para a refiexao, um recreio depoisdos
trabalhos do dia.
O volume consta de 16 cadernos, ou n-
meros emeada um dos quaes ha duas folhas
do guisados como de forno faz hem fiambre ,
refina assucar engomma lava e cm alguir
tempo foi boecteira ; dirija-se a ra da Guia
sobrado de 3 andares n. 53.
Da-se roupa a lavar de varrellaa al-
guma preta captiva cujo senhorse respon-
sabilise pelas faltas ; na ra do Nogeira n. 13.
O snr. que mora na ra do Rozario e
que diz ter em sua mao dous annelesde ouro
empenhados por urna senbora pelo principal
e juros do 16ji rs. annuncio o numero de sua
casa, escu nome para ser procurado; e alm dis-
to ser para negocio do seu interesse, fica-se-
Ihe asss obrigado.
= Arrenda-seum sitio para pequea fa-
milia amargem do rio ou nos arredores da
cidade tendo boa agua o arvoredos; quem
tivorannuncie.
= Vendem-so bilhetes o meios ditos da I do, da Madeira secca mnlvasia
Rucelli
lotera do tbeatro que corre no dia 11 do cor- de 1832 ; na ra da Cadeia do Recife n v-
rente ; na casa de cambio do Vieira. nn m Inrimi.lm rutar '>
Compras
de impresso do 17 pollegadas de comprido ,
11 de largo; duas magnificas estampas ( de
formato igual ao da impresso para alinal seen-
cadernar o volume) lythografadas em papel ve-
lin ( de 40S is. fortes cada resma ) com tal per-
feicao que meltidas em quadros podem ser-
vir para ornamento das melhores salas, e final-
Comprao-se ellectivamente para fra da
provincia escravos de ambos os sexos de 12 a
20annos, sendo do bonitas figuras pagao-se
bem ; na ra da Cadeia de S. Antonio, so-
brado do um andar de varanda de pao n. 20.
Comprao-se eflectivamente para fra d9
provincia mulatas, negras, o moloques de
..,. i j -------' "" i------- """"ji necias u muieques ae
monte em cada numero impar se ve urna exacta 12 a 20 annos sendo bonitos parto-s bem
discripcao das modas, sondo esta acompanhada na Rua-nova n. 16.
de figunnos, e collecc5es de lindissimos do-
buxos para bordar de branco e de matiz o
que servir do muita utilidade para as senhoras
do bom tom.
As pessoas, que pretenderem subscrever pa-
ra esta excedente obra podem dirigir-so a
Joaqun) Baptista Moreira agente da sociodado
nesta provincia cm casa de quem se achao j
patentes colleccoes do primeiro volume 1 at
16 e da primeira serie, do segundo vo-
lume.
Constando, que nesta provincia tem ja ap-
parecido a venda colleccoes do Museu inculcan-
do-se os vendedores = agentes da sociedade
para crdito da empreza se previne o publico ,
que falso tudoquanto so disser a similhante
respeito. A direccao da sociedade declara ao
publico que s reconbece validas as assigna-
turas sendo os recibos do primeiro volume 1
at 16 inclusive impressosem tinta verde e
os da primeira serie do segundo volume, im-
presos cm tinta encarnada devendo ser as-
signados pelo agente supra declarado o qual
garanto a subscripeo sendo feita e paga em
ba casa.
Primeiro volume do Museu consta de 16 ns.
1 at 16 com 32 estampas, frontispicio
c ndice &c. por 12S960 rs. (moeda fraca.)
Segundo volume do Museu A direccao di-
vidiu este segundo volume em duas sories, afim
de facilitar mais a extraccao estas series erao
de 9 nmeros porm a empreza resolveo alte-
rar esta ordem estabelccendo agora a seguin-
te : a primeira sorie ser de 8 nmeros, prin-
cipiando em numero 17 e inalisando cm nu-
mero 24 inclusive por 68720 (moeda fraca.)
Segunda seriej ter outros 8 nmeros co-
mecando em n. 25 e terminando em n. 32
inclusive ; o mesmo porm s se pagar em
1844.
N. B. Dar-se-ha com o numero 32 um
novo frontispicio e o ndice geral das mate-
rias tratadas em os 16 nmeros das duas series
17 at 25 inclusive que rounidos forma-
rao o segundo volume do Museu.
= Aluga-se o segundo andar e soUSo da
casa n. 46 da ra da Cadeia do Recife onde
tem loja de chapeos, e urna casa pouco adian-
te da ponte do Manguinho ; a tratar na loia da
mesma casa.
Aluga-se o primeiro andar do sobrado
atraz da matriz da Boa-vista onde mora o
major Nascimento, coro grandes commodos ;
a tratar na mesma ra n. 22.
= Do terceiro andar da casa n. 40 da ra
do Collegio fugio urna rola da India muito
mansa e tao domesticada que andava solta
fra da gaiola ainda muito nova e por is-
so ainda nao va bem ; quem a pegar levo a
dita casa que ser gratifierdo.
= F. E. Alvos Vianna embarca para o P.io-
grande a sua escrava parda de nome Victo-
ria ,
O tenente-coronel Ignacio Antonio de
Barros I'alcao comprou por conta do reverendo
conego Joo Rodrigues de Araujo o bilhete in-
teiro n. 1301 da segunda parto da segunda lo-
tera de N. S. de Guadelupe.
Aluga-se o primeiro andar do sobrado
atraz da matriz da Boa-vista onde morou o
major Nascimento com grandes commodos;
a tratar na mesma ra n. 22 : na mesma casa'
Compra-se urna balanca pequea com
pesos de 8 libras, em bom uso; qum tiver
annuncie.
- Compra-se um pao para tipoia com ar-
macao; na esquina do beco da Congregaco
n. 41.
Compra-se um selim ngloz; quem ti-
ver annuncie.
Comprao-se garrafas, o pipas vasias re-
centemente ; na restilacSo da ra de S Rita
n. 85.
= Compra-se toda a porco de boioes de
graxa ditos de pomada e frascos vasios de
agua de colonia de todas as qualidades ; na
ra das Trincheiras n. 14.
= Compra-se para fra da provincia um
moleque de 16 a 18annos; na ra da Cadeia
do Recite n. 47, primeiro andar.
rente ; na casa de cambio do Vieira na ruc
da Cadeia do Recife n. 24 onde foro vendi-
dos um dos meios bilhetes da lotcria da matriz
da Boa-vista n. 1105 em que sabio o premio
de seis contos de reis um dito n. 3009 em
que sahio 2:500$ rs. e um dito n. 797, em
que sabio 500ji rs. alm de outros muitos,
que sahiro varios premios soffriveis.
Vendem-se 200 barricas-vasias, pro-
pras para assucar; na Rua-direita padaria
80 ; na mesma padaria precisa-se do um
trabalhador que saiba cortar massa.
Vende-se urna porco de cera amarella ;
na ra do Livramento armazem n. 20.
Vende-sc urna duzia de colheres de pra-
ta para soupa som feitio ; na Rua-nova. lo-
ja n. 16.
= Vendem-se pentes de tartaruga da mo-
da abertos, e lisos ; assim como se concerta
toda obra de tartaruga ; no pateo do Carmo ,
na loja do sobrado da esquina que volta para
a ra das Trincheiras n. 2.
Vendem-se bichas de Hamburgo gran-
des e pequeas ; na ra das Cruzes n. 39.
= Vende-se um pardo de 22 annos peri-
to official de alaiate ; na ra da Penha n. 5.
-Vendem-se relogios patentes inglezes,
de ouro e prata ditos francezes com lo dia-
mantes ditos horisontaes com 4 diamantes ,
e ditos de parede, por preco commodo ; na
primeiro andar.
\ ende-se duas camas
sendo
i -.i. ._i."- V f:T7 -w aiwu ionu, t- fiurtiierro-oa-noa-'
lojaderelojoeiro junto o arco de S. Antonio. Jacinto Albuco de Mello Botelho.
urna de
Jacaranda nova rica e com cpula o a ou
tra de angico com arnucao ; na ra da C do Recife n 37. ei8
= Vende-se ou troca-sc por um escravo
ou escrava urna casa de taipa no Atierro-dos'
affbgados que rende mensalmente 5000 rs
e vende-se uro moleque crioulo bom official
de sapateiro e ptimo para pagem ; as Cin-
co-pontas sobrado de um andar n. 36.
= Vende-se, ou aluga-se urna casa de pe.
dra c cal, no engenho da Torre, a mar-
gem do rio Capibaribe com duas salas tres
quartos, cozinba fra por preco commodo-
na ra do Livramento n. 36 terceiro andar '
Vende-so um cavallo mellado, de cimas
brancas, novo, gordo, e de hoas marchas; no
Atterro-da-Boa-yista n. 55.
Vendem-se .novos cortes de lanzinha de
bom goslo e I5es de listras e quadrinhos
para calcas do melb^r gosto possivel; na ra
doCabug, loja nflB de Antonio Jos Pe.
reir. Smm'
= Vende se farinha de s'uperior qualidade
a bordo da escuna Ave Mara a 2000 rs. o al-
queire da medida velha e a sa cea a 2400 e
em porco de cem se dar mais barato; as amos-
tras se acbao na ra da Cadeia loj*/ de cambio
do Vieira, enoAtterro-da-Boa-visU loja du
Vendas.
Vende-se urna venda com poucos fundos,
no principio da na do Amparo n 72 junio aos
Quiltro-cantos, o melhor lugar de Olnda pa-
.a negocio com a vantagem de ser muito m-
dico o aluguel da casa ; a tratar na mesma.
Vende-se urna escrava recolhida de 16
annos, engomma o cozinha ; urna dita co-
zinheira e engommadeira ; duas ditas para
todo o servico e sao quitandeiras; duas ditas
propnas para o servicode campo ; urna negri-
nha; e urna mulatinha de 12 annos ; urna bo-
nita mulata de 20 annos engommadeira e
costureira ; um preto de 18 annos, de todo o
servico; na ra do Fogo ao p do Rozario n 8.
Vende-se toda a collecc3o dos Panoramas
do anno de 1837 at 1842 em 6 vlumes ,
mu bem encadernados, por preco commodo ;
na ra do Crespo, loja n. 15 da viuva Cunha
Guimares.
Vendem-se 10 vaccas novas acoituma-
das ao pasto gordas, e prenhes 4 bestas de
roda e de carga ou se trocSo por quartos
de carga ; no engenho Jangadinha.
Vende-se urna muleta de 22annos, com
excellentes qualidades; urna escrava perita en-
gommadeira ; 3 ditas para todo o servico; urna
ditade meiaidade boa quitandeira, por200tf
rs. ; urna mulatinha de 8 annos; urna escra-
va com habilidades de 18 annos ; um escra-
vo bom carreiro ; um dito para todo o servico ;
um mulatinho olicial de alaiate ; um moleque
de 13 annos; o um mulatinho proprio para
pagem ; na ra de Aguas-verdes n. 46.
= Vende-se urna prensa de espremer ca-
j por preco commodo; as Cinco-pontas
n. 27.
Vende-sc urna taberna defronte de S. Jo-
s do Manguinho ; e urna engenhoca porttil
de espremer o suco da canna; a tratar na mes-
ma venda.
= Vendom-se ricos cortosde linissima lan-
zinha de magnficos padres ; ditos de chita
superior; ditos de cassa pintada fina d co-
res fixas a 3,000 rs. ; chales de setiai, o
mais modernos; meias finas para meninose
meninas: na roa doCabug n. 10, defronte
do cerieiro.
- Vende-se urna balanca propria para arma-
zem de assucar por preco commodo; na
, pui pici-u cummoao; na ra
........- da Cadeia do Recife n. 37.
vende-so urna porcio de barricas vasias, que fo- Vende se um moleque de nacao Aneo-
rodefannh. de trigo. ,,a del2annos na ruaqda C.cmba n. 4 8
(uemannunciou querer comprar urna} Vendem-se superiores caivetes finos de
escrava coz.nhe.ra, que nao excedesse o preco f mola, que se mettendo a penna sae perLa-
de 3508 rs. querendo urna de nacao, do. mente aparada na ra do Cabug \oh Je
legante figura mut boa cozmheira tanto miudezas junto da do Bandeira '
= Vende-se sal de Lisboa muito alvo ,
1600 rs. o alqueire da medida velha; na Rua-
nova venda n. 65 ao p da ponte.
^ = Vende-se o bem construido patacho ame-
ricano Mary Col, de lote de 174 tonelladas, ou
12 mil arrobas, promptoa seguir viagem e
presentemente undeado delronto do caes 'da
alfandega aonde os pretendentes podem exa-
minal-o; a tratar com os seus consignatarios
Henry Forster & Companhia na ra do Tra-
piche n. 8.
- Vendc-se um cavallo alazao gordo de
segunda muda com todos os andares ; as
Cinco-pontas n. 71.
= Vendem-se ancoretas com uvas choca-
das ltimamente de Lisboa a 4000 rs.; e gi-
gos com 48 libras de batatas a 1000 rs. ; no
armazem de Francisco Dias Ferreira defron-
te do guindaste da alfandega.
== Vende-se urna morada de casa terrea de
pedra e cal construida de novo no *tcrro-
dos-aogados n. 137 ; a tratar na ra do
(ueimado loja de fazendas n. 47.
Vende-se urna armac8o nova mui bem
feita, propria para qualquer estabelecimento,
por ser em muito bom lugar, e alguns utenci-
hos de venda um caixao para amostra urna
cama de armacio para casal ludo por pre-
co commodo; em Fra-de-porlas, ra do
Pillar n. 122.
= Vendem-se duas negrinhascrioulas, urna
de 12 annos, eaoutrade4 ; na Ra velha,
da parto do sul sobrado do varanda de
pao, e pintado de verde por cima de urna ven-
da de manha at as 9 horas e de tarde das
3 em diante.
Vende-se um cavallo, que anda baixo
at mero muito forte e est bastante gordo;
na ra do Crespo o. 10.
Vende-se um molecote peca cozinheiro;
na ra do Queimado n. 22.
= Vendem-se terrenos, parte atterrados e
parte poratterrar, noalinbamento da ruada
Concordia, dividindo com as travessas do Mon-
teiro o CalJereiro os quaes j se achao par-
te cordeados, eoscu proprietario tambero se
comprometi a mandar fazer as propriedades a
contento dos compradores, nSo se afastando es-
tes da planta o cordeacao da cmara ; a tra-
tar com Manocl Antonio de Jess, na ra lar-
ga do Rozario junto ao quartel n. 18.
= Vcnde-se cha hisson de primeira sorte a
2560 rs. rap areia preta a 1040 rs. choco-
ate de sadc a 320 rs. dito de ferro a 1000
rs. carreteis de retroz de todts as cores a 80
rs. caivetes de mola para aparar pennas,
quesaem promptas para escrever, pentes do tar-
taruga para marrafa ditos de marfim para ali-
sar, superior retroz de todas as cores para fran-
ja o outras rouitas miudezas superiores por
preco commodo; na Praca-da-Independccia
n. ).),
= Vende-se na loja de Jo3o Cardozo Aires,
na ra da Cadeia-telha urna obra publicada n
Rio-de-Janeiro no anno de 1843 intitulada
diccionario de medicina popular pelo dou-
tor Chernoviz, emquase descrevem segundo
a ordem alphabelica e em linguagem vulgar,
oscimptomas, as causas, eotratamento das
molestias os soccorros quesedevem prestar
nos accidentes sbitos os contra-venenos de
todos os venenos conhecidos os preceitos pa-
ra a conservacao da sade as plantas e pre-
paraces dos remedios caseiros &c. 2 v. em
quarto contendo 950 paginas por lOj rs.
= Vende-se por preco commodo ui."> sitio
na estrada que segu da Magdalena par os
Remedios, com casa de pedra e cal, com duas
salas 6 quartos, cozinha fra e mais ar-
ranjos para estribara duas cacimbas cento
e tantos psde larangeiras e mais arvoredos ,
todo cercado do limao e espinho, e com prin-
cipio de viveiro tem urna olaria coberta de te-
Ibas, e dous fornos tendo a vantagem de
coro duas possoas sahir o lijlo do forno para a
canoa, barro para toda qualidade do obra, e
sendo a margem do rio e livre de innunda-
coes de ebeias ; os pretendentes dirijao-se ao
mesmo sitio, a tratar com Migutl Crrela de
Miranda.
=Vende-se muito boa bolaxa de primeira
e segunda qualidade a 9, 10, 11, e 12 pata-
cas por arroba farinha ptima para bolaxa por
13, el48rs. : assim como o bem conheci-
do lijlo de alvenaria tanto pela sua qualida-
.c comoem tamanho tendo de mais a van-
tagem de so mandar descarregar naquellas obras,
que tiverem poucos serventes; na ra dos Quar-
teis, padaria n. 18 deManoel Antonio de Jesu*
& Filho.
Escravos fgidos
= Fugio no dia 4 do corrento o preto Jor-
ge de 30 annos baixo cheio do corpo ,
rosto bem carnudo ; levou camisa dealgodao ,
jaquefa velha de quadrinhos roxos calcas par-
das de nscado de laa mui grossa e velha ,
denles limados parece crioulo, mas um pou-
co bruto ; quem o pegar leve as Cinco-pon-
tas n. 62, ou no sitio dosArcos nos Remedios,
que ser gratificado
= No dia 3 do corrente fugio o preto Fran-
cisco de nacao Angola alto.'secco, psgros-
sos e grandes alla atrapalhada muito la-
dino padeiro o venda pao na Boa-vista ;
levou calcas do ganga azul, camisa de chilla
tambero azul, e chapeo de pello usado ; quem
o pegar, leve as Cinco-pontas n. 27 que ser
recompensado.
= Fugio no dia 17 de outubro p. p. o pre-
to Noberto crioulo do Maranbao cor fula ,
de30annos, estatura mediana, olhos gran-
des apitombados e vermelhos do uso de es-
pirito e denles cortados ; quem o pegar, leve
a ra da Cruz n. 15 quesera gratificado.
No dia 22 do agosto do anno p p. desap-
pareceo a preta Mara de nacao Benguella ,
estatura regular secca rosto comprido e
cbeio olhos grandes nariz meio afilado, bo-
ca regular, beicos grossos, petos pequeos,
e as costas de urna das mSos tem um carosso
pequeo psapalbetados e um delles tem o
dedo grande mais virado para dentro e nao
tem unha ; quem a pegar, leve ao pateo do
Carmo n. 14.
== Fugio no dia 10 do outubro o negro An-
tonio por alcunha o Bahianno, crioulo de 22
annos, baixo grosso nariz chato ps e
maos bastantes grossas, levou camisa de esto-
pa calcas de riscado, chapeo de palha, quan-
do fugio tinha acabado a socca das bechigas ;
quem o pecar, levea Lourenco da Costa Lou-
reiro na Solidade n. 42 ou na ra da Ca-
deia do Recife por jma da loja de Joao Car-
dozo Aires que ser gratificado.
Verr<'e-S6 SOOerinr>l;r.!/w ~-~ r- -___ _
'....... ........""I nare: *a Ttp. d M. F. db Faku=1843.


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EU5EZY49H_27FAYE INGEST_TIME 2013-04-13T03:23:29Z PACKAGE AA00011611_04529
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES