Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:04358


This item is only available as the following downloads:


Full Text
^-

"
Anno de 1841. Qarta Feia
*IU.d0.^?*' dPd. d. .^.a^o,. d, aom prnd.ncif; mo4m
o JZIZL ""<'0/*e'<> pr.De,p.mo,, ..ramos apont.do.
0air9 cnir as WaeoasmaisaiiltaS;
ProdMM?iodtJMinbl GaraldoBrasill
*-
Sabscreva-se para estafolha a 3ooo por narttl pagos adiantadol
acta Tipografa ruadas GrU2es D.3, na Praca da Indepandec-
tia, n.J7 i i, onde s recehem aarraapondanaias" lagalisadas, an-
nuno, osuTtio-saaatas gratis; ando dos pro-crio, assicnantas,
?iodo asignados. r ^ '
PARTIDAS DOS CORREI09 TERRESTRES*
Cliarit da Paralaba a Villas da toa pretendo 2 .' S 3 2 2 3\
U do Rio Granda do Norta, Villas idam. ...'(- B ...i*.-
Dita d. Prtalas, a Villas Idtm..... ...... St; 8C'l*n
Cidade da Goianoa....... ........jl
v-n j a ......<' S # J Todos os diatl
Villa de b. Aoto................' J ... Quimas feiras;
Dita deGaraahuns a Povoaco do Bonito ....... io, a ai de cada mas
Ditas do Cabo, Serinbaem, Rio Formoxo, e Porto Caito. I. II, e n dito dita
', mt Aia* d Maeei............dem Idas
Villada Paja da Flores................. ident 13, dita dito
Todos o* Corrtiot partera ao mtio dia.

PHASBS DA LOA NO HEZ DE HOTl
Quart. minf. a 5 as i b. a 5t a. da taro*.
Loa Nova a i3 n 3 h. e 6 a. da raa.
Quart. arase, nuil 3 h. a <8 a. da man.
La Ckai aa8-ai a b. a 15 a.datard.
liare Acia para o da ?k de ftewcmbr.
At f horas a 18 minutos da tarde.
As i horas a {2 minutos da manh.
g4 DE MOVEMBRO. NoM. 257.
CAMBIOS. NOTEHBRO 3.
Londras.Si;. 50 m d. por i#oooaad.
Lisbca ...*.. 8o a 85 por 0|0 premio por metal offerecirieej
Franca......3ao res por franco. Comp. Venda.
UKO- atoada de 6/4>o res, velhas U|5o U#7oo
DiUs 4#4>* UfOoo
Ditas de afooo res, Sfioo 8#3oo
HUTA Pataees Brasilairos ? l#6*o 1/640
PesosColumnarios ------ 1/620 i/6jo
Ditos Menanos ------- 1/600 i/6ae
fc Miuda.............l#4o- l#4Att
Dic. dabilh. da Alfaodega r i)8 por loo ao mes. I 0|o
dem de letras da boas firmas 1 i|i a 1 i|{
fcfoeda da obra 3 por 100 da diac.
DAS DA SEMANA;
Segunda 5. Ceeilia V. M. Audiencia do Juis de Direito da
Tara.
3 Tarea S. Cimente P. M. RelaeSa e aud. do Juit da Direite da i<
tara.
al Quarta S. JoSo da Crut C. Aud. do Jais de D. da 3. varec
25 Quinta S. CathaiinaY. M Audiencia do Jais de Direito da a.;
vara,
afl Sexta S. Pedro Alezandrino B. M And. do 'uit de D. da l. v.
27 Sabbado Josapual M. Rcialac. e aodieneia da Juis de D. da 34
vara.
a8 Domingo r. do Advento S. Gregorio 3. P.
n
ERNAMBGO
GOVERNO DA PROVINCIA.
Expediente do da a o do corren te,
Officio Ao Exm. presidente da provincia
do Cear, enviando-lhc Sj es lampos di vida
do Salvador do Mundo, e da historia do Ve-
Ihn Teste ment a fim de que se digne eu-
vial-as ao Exm. presidente da provincia do
Fyauhy;
Dito Ao Exm. presidente da provincia
do Pyauhy communicando-lbeque oor in-
termedio do Exm. presidente do Cear se Ibe
remiten) 5j estampas da vida do Salvador
do Mundo e da historia do Velho Testamento
as quaes foro enviadas de Londres para te-
reco este destino.
Dito Ao inspector da thesouraria da fi-
senda enviando-Ibe o requer ment do
lente de l. linha Francisco Joaquina
Machado Freir que pede o pagamento dos
vencimentos que deixou de perceber en con-
seauencia das commoces polticas de i8a4;
a fino de que em cumprimento do imperial
e-viso de 3o de outubro ultimo Ibe mande pa-
gar o que for devido qaando pelo thesou-
ro publico nacional se enviarem fundos para
pagamento de dividas atrasadas.
Dito Ao inspector geni ds obras publi -
cas ordenando-lbe que faca contractar com
o arremetanle do quinto Unco da estrada de
Santo Ant ocalcamenlo dos 136o paliaos
da mesma estrada, na conformidade do or-
vamento ; que se lhe remelle organisado palo
engenheiro A, Kerstin.
Dilo-Ao engenheiro Augusto Kersting,
communicando-lhe o conteudo no preceden-
te officio.
Dito Ao inspector do arsenal de msrinba
tespondendo-lbe que a presidencia desig-
na o dia 37 do correte para o brigue Cap*
baribe cair ao mar devendo nesia inielli-
genria expedir as convenientes ordens.
Dito-yio director interino do arsenal de
guerra respondendo-lbe, que por ora nao
pode ter lugar a dispensa do servico das
guardas que so!licita para os soldados da
Compaubia de artfices operarios do tiiesmo
ar&enaU
sendas, 53 feixos d'arcos, 1a dusias de ta-
boado aa tiapas de vime, la caixas co-n
queijos 1 dita com pedras de aar i dita
com phosforos 5 ditas com miudesas, a far-
dos com cestas, duas caixas com livros im-
pressos, 3aa cadeiras 10 camspes 8 cu-
nhelea com ferregem 4 caixas com albos 6
marquesas 85 fardos com albos 3 ditos
com fio, 80 caixas com vellas de sebo, a oitas
rom linhas, f) barricas com vinho, 9 pipas
com dito, a commodas 11 mesas, a camas,
1 bahu'com roupa, 1 berjo, a caixas com
drogas, 45 ditas com frutas, 4 ditas com
cslcados, 3 caixas com ferragem 8 pipas
com vinagre, 15 caixas com pomada, 17
barris com ferragem ia caixas com conser-
PREFEITURV.
provinciaes. Furiosos os 'p?o cioimtis p>r
verem qua j nao poda") abindonar a casi
vas, 1 dita com sebolas. ta canastras com
ditas, 5 caixas com feijo, 1 secretaria a
moxos, 7 caixas com doce a barris com car-
ne 17 canastras com frutas 400 barricas
vasias, 5 pipas com vinbo, 29 baris com di-
to, 7 pipas com vinagre, i7 caixas com ar bo-
tes,
tas
3 fardos com cestas, 6 barricas com fru-
106 canastras com ditas, 1 fardo capa-
chos, aoo rea teas de sebelas, 3 barris com
batatas 3 caixas com tremecos, 4 barris com
carne, ?4 cetos dreos, 58 barris com fer-
ragem 6 caixas com fasendas a balaros ,
307 rodas d'arcos 1 caixa com obras de
prata 3 fardos com peneiras, a4 dilos com
papel, 83 canastras com albos 3 fardos com
60, 4camapes. 48 cadeiras 1 barril com
serveja t dito com sardinhas ao fardos
com albos a gaiolas cem passaros, i vivei-
roa com canarios, 3a caixas com velas de se-
bo, 1 dita com vidros, 6 ditas com doce 1 di-
ta com conserva, 1 dila com chapeos, ti ditas
com drogas, 14 ditas com ferragem 3 dius
com frutas, 1 3 dilas ignora se a ditas com
miudesas t t dila com luvas 43 barricas va-
sias, 14 ditas ignora-se 1 porco de pe-
dia 1 dita de sebolas.
No dis aa do correte, nio otsorreo ooti- ^ ^^ a vot,co ( cnmo c,s,umv9 }
dadealguma. sem per(Jer 08 5^000 res diarios em conse-
O Sr. Prefeito d'esta eommarca manda, fa- quencia de urna resjlucij tmala a este res -
zer publico, para conbecimento de quem peito, lentarJo hum meio iniquo, ain'a no
pertencer que na cadeia d'esta cidade exis- visto as reonies dos ccrp>s legislativos J
(em presos os pretos Jos escravo de Frao- ; o envenenameoto d'agoa Este recurso cri-
cisco Manoel Jos, escravo de Joaquim de minoso acaba de ser empregado no Cear pe-
til Antonio escravo de Francisco de tal 1 los Castros para obterem maioria iuAj'jc.::
Francisco, escravo de Felsberto de tal, e bla provincial.
TRIBUNAL DARELLACAO',
Sessio de 23 do eorrenle.
Os enbargos de Jos Carlos Paes Brrelo,
contra Paulo Pereira Simdes esu<*mulber,
na causa da appelaco civel dfsta cidade, es-
crivo Poslhumo : lorio despresados, man-
dande-se cumprir o accordo embargado.
Os embargos de .Antonio Vieira de Souta,
contra Filippe de Albuqoerque Mello, na
causa de aptellaco eivel doJniso de direito
desta cidade escrivo Posthumo ; foro des-
presados mandando-se cumprir o accordo
tu bargadei
Na appellacio civel desta cidsde appel-
lante Manoel Lonrenco Branco, e apellada
Joanna Caelanada Silwa, se julgou pela con-
firco da senten9a recorrida.
ALFANDEGAS DAS FAZENDAS.
A barca poitoguesa Leal viuda do par-
to entrada no eorrenle mee, consignada a
Joaquim Ramos e Silva manilesiou o se-
guipte:
b caixas con tanjancos, 1 cunhete con fj-
MESA DO CONSLAOj
Miguel Arcanjo Vlooteiro de Andrade cava-
leiro da ordem de Chrito, aministrador d
mesa do consulado por S. Al. I.eC.
que Dees guarde etc.
Faz saber que no da 25 do correcto na
porta da mesma, se ba de arrematar huma
saca de algodo aprehendida por falsificaco ;
em cujos das se Gndo os presos mareados no
regulamento sendo a arremataeo livre de
desposas ao arrematante.
para que ebegue a noticia a quem con*
vier mandei aBxar o prsenle edilal na porta
desta administraco, e publicar pela im-
prenta.
klexa do consulado de Pernambuco 19 de
Bovembrode 1841.
Miguel Arcanjo Monteiro de Andrade.
OBRAS PUBLICAS.
Tendo-se dado boje principio i edeficaco
da pontetinha no regato de Parnaintrim jun-
to a Santa Anna fat-se publica que lem
de ser interrompida a passagem de earrinbos e
cavallos por aquelle ponto da estrada do Poco
da Panella podendo entretanto que a obra
nao se acaba passarem pela volta do Arraial
Casa forte. Idspecclo das obras publicas
a a de Novercbrude x84 *
M o raes Ancora.
C0RREI0.
O pataeho S. Jos Vencedor recebe malla
para o Cear a manU ( a5 ) as nove hofs do
da.
Sdvador escravo de Manoel Flix de Go-
vea a fim de que seos ara. oa seos procu-
radores tractem da vir reclamar a entrega dos
ditos escravos dentro do prato da lai.
l'refeitura da Gamma rea do Recie aa de
Novembrode iBji .
Cldudino do Reg Lima.
Co'atioiiario des devedofas de imposto! do
baVco.
Jote Pereira Lago toU
Jos Josquim de Oliveir1 *5U
Joaquim Antonio de Azvedo a50
Amaro Gonsalves doi Sintos 18U
Jos Joaquim da Costas 4U
Jos Egidio Ferreira 1 >U
Silva & Ribeiro aoU
Joaquim Francisca da Silvi 40
Jos Alexandre Ribeiro i5U
Manoel Pereira de S 5
Antonio Jos Vieira de Arauja 2eU
Antonio dos Santos Braga 3o
Antonio de S Leito i U
Jos Antonio da .Vlagalhe* Bstos 3oU
Antonio Jos de Ma^alhes Btstot 5U
Jote Ignacio Ferreira da Silva t5
Joaquim Claudio Monteiro aoU
Jote Higino dos Santos 2>LJ
Manoel Joquim di Silveira a50
Antonio da dilva Gusmio. i5U
(Conlinua).
JNOTICIAS PROVINCIAES.
PARA'.
As folhas, que deisa provica recebemos e
que alcancao at 3o de outubro pp. nos dio
as boas noticias de que ella gosa de paz e
tranquilidde.
MARANHAO.
Da mesma tranquiliiade gost o Maranbo
segundo se cooclue das Libas recebidis, que
alcanco at 9 do correte.
CEAR'.
As folhssque recebemos do Cear alcanco
at 6 do correte. O Exm. Sor. presidente
vai manttendo a ordem embira o Viote e
tres de Julho ', e todos quanlos tecio elo-
gios a seo antecesssor Ibe dirija o crois e
indignas stiras motivadas por injusta a ra-
ses a crermos e.te artigo do Pedro Segundo :
A presidencia do Excellentissioio Senbor
Coelbo tem sido particularmente oestes
uliimos lempos iniu.iga das chuebadei-
ras e furtos -, tal o motivo porque agora
aparece opposico a seus actos administra-
tivos.
TENTATIVA DE MORTE.
"Os deputa los cbimangos, ou da opposico
estando em menora tem ia*idadj todos os
esfjrjos, lem recorrido aos mais vergo.iluses,
e puniveis manejos a fim de conseguirem
maioria e poderem fazer leis semilbaules, as
que fizerio o anuo passado depois que o al-
var Facundo espulsou a forc d'armas do Pa-
No dia i") do Mez passado quasi as das
horas da tarde o Deputado goveraistt 0S11;
Doutor Theofilo pedio agoa para beber que
lhe foi pele continuo trasida em dois copos ,
hum doa quaes elle bebeo e outro o Coro-
nel Agostinho seo collega que estava ao p
de si, e logo com espanto viro-se estes Sors
attacados dos simptomas que do a conbe-
cer a existencia do beneficio ; dores fortes no
estomago nauseas vmitos acc&es con
vulsivas e hum sentimenlo de suffocaci <
Retirados a casa do Sor. Juix de Direito o
Dcutor Miguel Fernandos Vieira que dista
huoe quarenta passos da casa da Assem-
blea abi se lha ministrarlo socorros me-
dicnaes, que podero felismente obstar o
progresso do mal e trazer o restabeleci ven-
to as funcedes vitaes alteradas por aquella be-
bida d'agoa. Nos sentimos que hum succes-
so to sin guiar como este fosse lido em menos
oncidera cao e que nao se procedess9 logo
hum exame chimico a fim de se descobrir a
substancia toxicologica que occa^iouiu ta
repentin 1 doenca pois be sabido que a ac-
co be ausceptivel de ser m difcadi iufiita-
mente segundo aqualidade e quantidade d
dose applicada. A favor das presonc95es do>
beneficio concorrem muito primeiro ser oCi-
rurgio Joze Lourenco o mais fogoso depu-
ttdj opposicionisla inimigo capital de mu -
tos membros da Assembla ser de gento iras-
ciel ; e eminentemente vingat*vu } segunio
o ter ido nesse dia a casa de Assembla o bo-
ticario AdlonioEloi seo correligionario pe i-
tico. Finalmente estamos persuadid >s qua
ctbia neste punto o procediaoento judicial e
que o Sur. P.omotor Publico indagando m-
udamente o facto o denunciasse as Justinas
crimin tes como comprehendiilo no artiga
34 do cdigo penal com a circunstancia aggra-
vante do a. do artigo 19 do mesino cdi-
go. Mas desgranada ment o Promotor bo
bum rbula ceg partidario dos Castroi a
bom exaltado bula loo que f*ria outro la-
lo se 1 odesse ". (I o 1ro I.)
PAfiAIBA.
Recebemos folbas da Paraibt at 19 di
corrrente. AesCuoa de guerra L-bre, com-
mandada por um teneate co n G bomdns, en-
tre pracis e Iripulacds foi mandada eii
cioaar naquelie porto, a disposieo de 5.
Ex. o Sor. presidente
90 da Aisenobla 03 legtimos Representantes, .aer o obiequio de o rir ver
Corr^spoiideui ia.
Snts. Redactores.
O abaixo assigoado em respista ao anoun-
cio de uus taes Saisaet k Comp., boleiari-
os na cidade do Recife que appireceo ai
seo Diario nnmero a46 de n do correnta mez
lem a diser que confirma tudj o que ja dice-,
e atem dissso tem em seu favor um diplana
l que destroe o delles, e se acba esposto a que u
Igualmejto
aHnasBBsl
>
'


B
9
S

9

rato ntrMim fez da linguagem ordinaria da
que ilicro uso os taes Saissat & comp. por
que nao he de esperar que de semelbanle
nata taia roelho.
Julio contra o Ministro da Juslica Costa Ca-1 ros de que assiro succeder e nao menos se-.
bral n-r ter violado a Constituido despa-
chando dous deputados que sao podan accei-
lar eropre*06 do Governo j e foi approvado
riles, SurSv Redactores, incuaobiro a u- o parecer da commissao por 58 rotos contra
ira casa zcuito capaza qasl he a do Snrs. II- 13, Continuara a Cmara dos Deputadcs &
Foster & comp. que Ibes mandassem vir decretar augmento de itnposlos para occorrer
urna poico de pululas dos Estados Unidos.
Etea Snrs. fasean a eucommenda a seos cor-
respondentes ; elles as compro e as remet-
iere \ e estes na boa as entrego a quera
lhas ecrommendou com o compettente di-
ploma reconbecido pelo Vice Cnsul Dra
iltiro. Oradiga-me Snrs. redactores os
Snrs. H. Foster & comp poden dar um ju-
riaffento em como estas pilulas sao as verda-
deires | iincioalmente sabendo elles que im-
trencidades dos falsas sao fabricadas nos El"
tados Unidos, e se vender acmpanhadas
de diplomas etc. ele ? Podero elles jurar
em como essas pilulas Lro compradas na fa-
brica do proprio autor em New York, por-
que s l be que ellas se poder comprar sera
suspeita ? De cei toque nao* Mas poderSo
diser que be de assim suppcr por que o di-
jlor.a he reccnLeciuo cerno verdadeiro pelo
Tce-consul brasileiro. Mes pergunto eu o
Douicr l). Brandretb veio de ptoposito de
Nova Yotk a rjastou assignar perante o
ice-contal brt ln ) a mrceacoa gencia dos taes Saissel
& ixmp. P De rertoqae nao. Mas a assigna-
tera di Lcutar i>. Brandretfa fui reconheci-
ca como a rraior parte dos ducumentos
s o ; que *eo> a ser ahi tem o certificado ,
e de c dous pesos E seta isto suficiente Ss.
Redactores paraqut- seja veidadfcira, porque
ealfi reronbtcida pela tica cnsul braaileira ?
L'e certo que uo, (Vas os taes SaeiKt &
cemp. querem que sim. Nao sabea i
que um eocsuhdo nao he cu:lorio de ta-
tliso sonde qualquer pod8 ter su ur-
na registrada $ e que es cnsules so devem
recoLhecer hs firrc&s daquellesque pesscal-
B>ente ts> apieei.acnto, tomo manda a lei ; a
pesar do que ccr;tinuadaa.eato bbuslo delta
Eesma lei, assiui como no caso presente co-
rro ja cima dice o doutor B. Br-uidrelti,
Dio bu de Nova Yoik a Boston as>iguar o
diploma aos lees Saisset & cumu. prinet-
plmenle tendoelle ja un agente geral pira
o tODerio co brasil no Rio te Janeiro; e
J a este ciiCpelte a doi eavo Jos sub-agan-
iea paja as diversas piovincias por autiiori-
0 que de meemo autor tem, q u aeu di-
B. confirma, e at es mesatts caixiahas
:,. di irepress^r era cima.
Julgo, Srirs.lu'dacioies, ter dito suficien-
te, e rognlbea que maudera inserir estas li-
1 rio stu tem cenceitaado Diario era res-
i ao ancuucie ot laes S.isset & comp.
(jo e.lts ua >.erlesd de que o ubaixa *ssig-
, b ILe i.c iiciiajr.te agradecido del-
ktaie taiea opostos poique i assim pode-
i o respeiUTi-i publicu Gear esclarecido,
Oe ru o Lnico Deposito das verdadeir-is pi-
lulbsvegetaes, be o do abaixo assigoado ,
fora de portas como u-ia unnuuciado, s do dia
de desecbroem em ciiauto ser na ra uu
Cruz comoauuuuii^f.
Seu ven. e criado
. ________P_KaoLbi________
Noticias Estraiiffeiras.
a's neeercidadss do Estado*
HESPANHA.
Madrid 9 d'Oulubroi
.cenrt!o as noticias rerebidas de Sara^ora
em dala e ?, as poueas tropas que se h?i-
am sublevado comaca^am a abandonar os se-
ia%ciivt?s tendo j o segundo regimanto da
Guarda Real reconhecida o Governo eatre-
gand.i-se ao General Ayerve, O Generel
Borao di Carminuti, oue se tinha potto freu-
to do roovimeuio em Aragao havia sido pre-
so em Mallen
No dia 4 permaneca anida encerrado na
cidadella de Pamplona o General O'Dnnnell
com uraa forca rtuii diminuta. As tentatiTas
de sui le;fo feius em outros pontos das pro-
vincias do Norte buviam-se raallogradu iu-
leiaor.erile.
Tinba-se installado em Madrid um conte-
Iba de guerra con: posto do officiaes generaes
pira juigar es implicados nos acontetioaentos
do di 8 eos |ie:iodicos do dia 9 abrosam
ullirc boca qua se acbava reunido e que
se ciediuva que no din 10 haveria algaaia e-
xecuvio.
lam entrando a cada roameuto msii'.os d
soldados que tinham acompanbado os Gene-
raes Concha
capital, O coronel Rodiiguts, camanda:Ue,
do tegimea'.o de cavallaiia da Princesa li-
nts* lido'encarregado de ts perseguir com do-
us esqusdrea, A.!:;uns joruaes aihrmam q-ie
queliescheles havua sido capturada a pe-
qceua distancia da capital.
guros de que triuaapbar a sobre causa que
lia de faier a felicidade e a ventura da Na-
cSo. Cunto cosa vosco llespauhoes leaes ,
aguerridos Soldados, e decididos Milicianos ,
para austentr aCoostituiclo o Tbrouo da
nossa Innocente Raiaha ei ordem publica ,
ereada pela vontade nacional. Com to fortes
en-meatos e apilado o Governo pela opioio
,,i bta nao duvida um instaate do triutn-
iibo da nossa causa o vosso compatriota o
Regente do P,eino Madrid 8 de Oatubro
de :84r. O Duque da Viciara. O Minis-
tro do Reino Facundo Infante.
Madrid 12 d'Outuro.
A Gazeta da Madrid do dia 10 publica do-
us decretos do Regente nomeando pelopii-
meiro ao Teneate Gensral :Marquec de RoJl
Capilo General dos exercitos naciotaes e
o ufjrindo-lbe pelo segundo o commaudo em
chele do exercilo de operaees qua vai for-
mar-se as provincias do Norte, Por outros
doui decretos sao promovidos a Marechaes de
Campo os Brigadeir>* V-ldi e Iriarta o
Marechal de Campo D. Maaoel Loreura foi i-
gualaente nomeado Tenente Geueral,
O Regente bavia mandado dar a cada um
dos guardas alahardeiros uma gratilicacaj de
dous mil reales em attenco aos seus servi-
dos ni defensa do Real Paco ua noite ao
dia n, e oreuado que seus nomes fossem pu-
blicados na Gazela do Governo.
Correspousal diz : A guarnicao e Mi-
licia n-icional da Bilbao proiiunciiram-se na
larde do dia 4 no mesmoaautidoque as da Vi-
, ecuarr. as sua fug< d* loria. -Ignotaaaosos pormenoics daquelie a-
cou'.eciaieuio que complica a situago das
i'rovimias Vascongadas. Sabemos lo so-
mante que comec-aram o ujoviroutu dous
batilbei da Bortn com anudados pelo
Brigadeiro Lirroch*. (Jan Crtrt escrifiude
liurgos eui dit de G dia qua Sio Siob.isiio
Vitoria e Pano-
sa aebsva no
AGazetade (VJadrid do dia 8 publica uaa bavia secundado a revolta o\
-ircuiar do Ministerio da Guerra dirigida aos I piona cuja cidadelfa ai.'ir s
papila es Generaes iiarraudo o alleutado com- dia (3 em uoder d C
Ca
rrt'ttido no dia 5; e dimos em seguida o Ma-
nifest que no dia b Lera o Regenta. O mo-
do se quttki&ca o aitentado do dia ) lo justa;
como enrgico ; nsporm nao achataos ex-
presses com que qualificar a iraiceuo m"l-
dade de quom leaa ousa ;o insinuar e duer
qua Autboiidades portu^uezasj e pessoas uo-
laveis de Portugal focara convenientes em
taes aconlecimeutos. Desuamos o auclor cu
auclores de to atroz calumnia para que pro-
dutara uma s prova e nao besitamos em
Os peiiodieos ailirmam que no dia i3 devia
marchar paca as proviacias a suaior puta da
guainicoda corle e ulguaaa rtilheria.
OCorrespoiisil alludiado ao acomeci-
mealosdo dia expressa-se do modo eguiute:
* Passado o piimeiro impulso de desgos-
to e surpreza que produxiram os ltimos a-
conleciu.entos deploravtis vai calando na al
ma de todos os cidados um sentimento de
dor.
*' Veem*se os preparativos de uma nova
guerra e como deixar de horrorisar-se com
Temos reretido olhas de Lisboa que che-
go al a data de 19 d'Outubro p. p -s qua-
ts pouco adianto s noticias recebidas pelo
Porto e publicabas em os nossos nmeros an-
teriores. As da HespanliH akancao atla
do mrsmo mez ; as de luglatarra at 9 de
Franca at j.
Os ltimos numeres do Nacional de Lisboa
e do Diario do Governo oceupo-se quasi ex-
clusivamente com a poltica do Reino visinho
declarar, que essa columuia uma traico stmilhstite espectculo r* E.qual o motivo ?
leiu ao Paiz coulra o qual se perteodem Qual a b mdeira ? A Isabel a. proclamam
suscitar odios e suspeitas que poderiam oaa- luna a Isabel 2. defendem outros Au-
promeller a sua iranquiLtdade so enlie o gusta Midesle Anjo renenciou a Regencia ,
Governo Portugus e o do hegente em nomo e recusou os servicos que se Ihe offereceram
de S, M, C. nao bouvessa a confianca que n'outro tempo para nao alear em fiespauba
resulta da provuda iealdade da suas reeipro-
cas inlen;5es.
Manifest de Sua Alteza Serenissima o
gente do Remo.
Re-
uma nova guerra civil.
** E poderiamos nos dar Europa o espec-
tculo de baier-nos depois de havermos mili-
tado debaixo das mesmas bandeira3 ? Ah !
A alma se parte ao ver que os valentes que
se cobriram de gloria nos mesmos combates ,
Hespanboes o horrendo attentado que a- dividem o campo que se abandonou com um
caba de ler logar nesia coi te, commeltido por abraco I
Generaes e Cueles inflis postos testa de u- j A inda tempo sena duvida ; e invoca-
roa pequea parte da uarnico queconse- mos sinceramente o patriotismo de todos os
guiram arrastar ao seu ciime um daquel* bomens honrados q ue amem sinceramente a
les acontecimentos cuja maldade nao tem li- sua Patria. Anda pode evitar-se a guerra
miles nem pareca corapalivel com o nobre civil ; e todas as pessoas influentes nosdiffe-
e sempre respeitoso cara ter Castelbano para rentes partidos polticos podem fazer um ge-
com seus Monarcbas e s.io Patria. Nanea os neroso esforco para desviar da Naci tao hor-
Hcspaubses altentkram contra avidaesegu- rivel calamidade. Nenhum sacrificio se deve
ran9a pessosidosseus Reis ; e se ha surpreza omitlir para consegui-lo ; todo ser leve em
e violencia armada que durante algumas comparato do iuainenso beneficio que pode
horas zeram bontem noite uquelies erimi- resultar ao P>iz, Se acertassemoa agora em
nosus R egia aorada de njssa Augusta Rai- faier antes das desgracas das ruinas e da
nba D. lzabel a. e sua excelsa Irma se etlusio de sangue o que se fe/, com geral as-
" Acaba de disparar-se um tiro da pistola
contra os Principes ao entrareis em Paria
frente do 17. regioasnto de infantera ligeira,
porn nenbum dellea ficou ferido. A Pro-
videncia ba protegido os QJhos do^Rei. O as-
sassino est preso. *
Os jornaes de Paria publicara o seguinte de-
creto do Re, mandando convocar o Tribu-
nal dos Pares para iulgar o auctor e compli-.
ees do aitentado do dia 13
*' Luiz Filippe Rei dos Praneeies;
A lodos os presentes e futuros saude.
Era viriude do relatorio dos nossos Minis-
tro-* da Juslica do Interior e dos Cultos
Visto o artigo a8 da Carta Constitucional,
que aitribue a Cmara dos Pares o conbeci-
menlo dos crimes de alta traico, e dos alien-
tados contra a seguranza do Estado.
Visto o arligo 8(j do cdigo penal, qne pa
no numero dos crimes coulra a seguranca do
Estado o aitentado dirigido contra os indivi-
duos da familia Real ;
Attendendo a q ue no dia de boje i3 de Se-
tembro se ha commettido um attentado contra
ss pessoos de nossos filhoa os Duques de Or-
leans 1 Nemours e Aumale :
Artigo i, E' convocado o Tribunal dos
Pares,
Os Pares aumentes de Paris devera Iraih-
dar-se immediatamente capital menos qua
jusiifiquem um impedimento legal.
Ari- 2. Esse Tribunal proceder seso
dilaco ao julgameoto do attentado commetti-
do boje 13 de Setembro.
Ait. 3. Sero observadas para a instruc-*
cao as iormalidades que se bao seguido at
bo;e.
Art. 4 C* Sr, Franck-Carr nossp
Procurador Geral no Tiibunal Real de Pariz,
ex creer as tuneces de nosso Procurador Ge-
ral no Tribunal dos Pares.
Ser assistido do Sr. Bjucly Advogado
Geral no Tribunal Real de Pariz que exer-s
cera %s funveoea de Advogado Geral, e subs-
tituir o Procurador Geral no caso de au-
sencia.
Art. 5. O encarregado dos archivos da
Cmara dos Pares e oaeu adjunto exerce-
rao as faacedas de escrivo do nosso Tribu-i
nal dos Pares.
Art. ti. O u.isso Guarda-Sellos, Mi-
nistro Secretario d'Estado na Reparlicao da
Justica e dos Cu los, tica encarregado da exe-
cuco do presente decreto que ser publica-?
do no Boletim das leis.
Dado no palacio das Tulheras aos l3 da
Setembro de 18-i. Luiz Filippe,
Pelo Rei. O Guarda-Sellos Ministro
Secretario d'Estedo da Reparlicao da Justica
e dos Cultos, N. Marliu ( du Nord.) *
{NOTICIAS COMMERCIAES,
CAMBIOS EM LISBOA.
Em 27 de Setembro*
Londres 54 i(4 P U.rs, 3o d. tJ
,, 54 i|* 1 p. 90 d. d.
Amst. 43 ip la. 4' 314 D. p. 4<" rs 3 m. d.
Hamb. 48 1 [4 E. 48 ip D. p. 1 LI rs. d,
Trieste > l\$i D. p. florim d.
Genova 5a4 D. 5t> L. p. 3 L. n. d.
Leorne p. 1 L. F* d.
aples p. 1 Dd. da
Pariz 5a5 E. 529 L. p. 3 fr, loo d. d,
Madrid, p. iP.de C. 15 d
Cdiz ti > ji d
Vienna 45a D,
e os arontecittenlosocconidt.s em Madrid e
Provincias, oes quaps tiernos noiicia em o juntaa circumttancia da idade de pessois lo sombro e ndmiraco de todos nos campos de
nesso nurcero de a. leira por extracta duro caras, sggrava- se o carcter de aleivosia, que Vergara izera.nos a prosperidade da Nai;o,
aprsenla este aconlecimento. O Governo e urahiriamos sobreos as bencos das ge-
no pode deixar de olha-lo debaixo desse gra- racoes intuas.
ve aspecto, e de denunca-lo exjcravodos Pela nossa parle, em quanto o j digamos
bomns henrados de todos os partidos e da possivel em quau'.u nutrimos a mus leve es-
Nacao, e da Europa inleira. Este delicio peranca nao ueixaremos declamar com ve-
tao atroz e tao brbaro, devia ser o signal tiemencia a nossos compatriotas j qua le-
para outros nao menos horriveis ; o sigoal mos asseguradas as iiuiituiLes antes qua
para involver a Patria nos horrores de uma tudo a P*z,
guerra de certo tuaisciuel e desastrosa do ~*
:u piemtnlo ao 1 triodi o dos Pebres no Por-
to ; e em lugar competente acber es nsaos
Ititores mais al^s pormenores relativos -
qutllas occorrencias.
Em quaiaio poltica interna de Portu-
gal o cucontramos de mais notavel
> tt-j viinte : Tinhao sido acensados pelo Mi-
usmo publico tuicessivaaente varios nume-
111& d: jon.aes da oppoaico entre os quaes
tu acbava o Portugal Vclbo j a'gs bavio si-
i olvidos.
No Senado linha passado ra seiso de i4
'utubro o projecto abollado os dirtitos ui-
:,ciaes o qual (oi sanuLado a publicado
lario do Governo a 19 do mesmo. Na
ara Cos Deputados coucluio-se no sua
- terebro o parecer da Commisiio de
BC4,oaf juJgando infundada a aecusacao
tue a que acaba de termiuar-se custa da
tantos e lo sanguinosos sacrificios. Deste
modo que o Governo lema consideraros
FRANCA.
A Sentinelle des Parines peridico que
ca inlenUdo pelo Dtp alado AgugUno o irte seja castigado, orno cumpre segu-
cctos para que o rigor da Lei caa sobre os se publica em (Sayona insere na sua olraa
criminosos sem excepeo alguma, O Gover- do da 140 seguiute anuuncio lelegrapico
no nao duvida da sensatez e btiu dos aman- recebido de Pariz :
Valor I dos metaes e papis de ere dito.
Objeclos, Compra. Venda;
Pecas de 7600 . 77o 7H
Oncas hespanholas , 144 14500
Soberanos 44oo . 44o
Uuro cerceado 1910 . 193o
Dito em barra iS 26
Patacas hespanholas 95 9aS
Ditas brasileiras . 9l5 * 9*5
Ditas mexicanas 9^5 9ia
i'rata em barra 28 aa8ii* i *
> ( Do Diario do iloverno de, Lisboa.)
Valor dos Metaes e Papis de Crdito n
Mercado do Porto*
les da Liberdade e do Tbrono da Rainlia
Constitucional que espero tranquillos sua
accao ehacaa ea dos T.ibuuaes para que
" Pariz, i3de Setembro de 1841 as tres
horas da tarde.
O Ministro do Interior ao Sub-Perfeito
de Bayona,
Objectos.
Acces do Banco Cora.
da Comp. Seg.
,, do Vapor .
Apolic. com j. p loo
Cdalas dos Erapreg.
Oo?as llespaubolas.
Ouro por oitava .
Papel moedi ,
Patacas Brasileiras .
II Hespanholas.
Compraj Tenda:
>9U aaoU
80U 90U
80 ol
--
__ -
i4,55o 14,65o
1,935 ,945
67 65 i|
9o5 9i5
9>5 9*S


i) S t i o o PENAiineS
,. Mexicanas go
Pee9 de 7,5oo rs. 7,74o
Soberanos 4j35o
Ttulos para liem Nw
i) amissivei n'Alf
915 [ tocom flores e sen ellas tan topara homem co- va, o qaal Ihe fui commanicado nao a
7,800! mo para senhora un bello sortimento das ] por militas peasoas da caza da abaixo assig-
4,4oo!
CAMBIOS DA PRAGAJ
Porto 11
Pracas. de Outu- Lisboa.
bro.
Londres 54 i|2 54 i|4 p 1, ts. 3o d. vt
'- 54 |* t> i 90 d.
43 1 p l 43 314 d 400 3 ni d
Anasterd
Hamb.
Trieste
Genova
leoine
Pariz.
481]
48 i|4 b
- 4^a
524d56i.
a d
n
1.
1IF.
3 ir.
,, florim
,, 3 6 n.
5a5 e 539 h ,,
ESTADO DO MERCADO*.
Conserva-? o mercado na mesma estarna-
rao que temos informado nos nossos nmeros
-ntecedentes e seru esperances de melhorar.
O romntercio desia Praca cada vez est mais
desanimado ; as vendas que se fazem sam
muito diminutas e 60 para consumlo da
Ierra.
Arroz Chegaram esta semana iiooo sac-
cas do Muran bao com ludo a sabida tem si-
do regular.
Chifles Tem poaca sabida priucipal-
uitnle os pequeos.
Mus outrts gneros na temos alteraces
que mencionar*
(Do Commercio do Porto. )
LOTERA DE N. S. DO ROSARIO DA
BOA-VISTA.
A mera regedora da Irmandade de N. S.
do Rozario da Boa-vista tem determinado,
que corraS impreteriveln ente as rodas da
1,* parte da 1.* Lotera no dia 29 do
comente 1 osbilbetes acbo-se a venda nos
seguintes lngares ; no Recife rua da Cadeia,
toja de Cambio rio Snr. Vieira em S. An-
tonio rua do CoHep,io lojadoSr. Menezes J-
nior : rua do Cabula botica do Sur. Joao
Moieira Marques ; e na Boa-vista loja do
Sur. Rapuzo rua do atierro.
PBLICAgAO' RELIGIOZA.
Sabiu loz e vende-ie por 1600 ts. na
praca da Independencia loja de livros N. ij
e 38 um rezumo de Historia Sagrada pa-
ra uzodas Escolas primarias. A falta de um
compendio de historia Sagrada para as esco-
las deu lugar a traducco do presente que
Berve as Aulas primarias chrisies do Fran-
ca authorisado por o Conseibo Real de Ius-
trucco publica.
SOCIEDADE TERPSICHORE.
A Comroisso Administrativa convida aos
Snrs. Socios, a comparecerem boje a4 do
rorrente pelas 6 horas da tarde a fim de
iratar-se de varios objectos que a mesma
dizem rcspeito.
Avisos Diversos.
Benio Francisco de Faria Torres, pre-
vine ao resptitavel publico que nao com-
I rtm nem faco negocio algnm sobre os es-
cravcs Manoel do gento de Angolla e A-
pasterio paido ambos com principios de pe-
dreiros comprados pelo annuncianle a Joo
Jrttderico de Abrt-u Reg, e urna moleca de
nene Anua comprada a Simplicio Lins de
cuza Pontes como consta dos ttulos, e co-
nbecimentos de siza que em puder do an-
nuncianle csto e pretende uzar do rigor da
le contra quem osoceultar.
tsr Preciza-se fallar a urna Snra.quedi-
ztm existir ntsta praca filha de um Portu-
guez ja faletido a quem vulgarmente cha-
ti avao o Tondella a negocie de seo nteres-
te ; na rua Lauta loja de lazeuda D. 4>
ou annoncie.
tsr freciza-ae de um cBxeiro poituguez ,
I ara tomar tonta de una caza de negocio que
d fiador a sua conduta j quem quizar au-
II u ocie,
INa leja franceza ultimamcn'e., fstabe-
lecida no atteiio da Boa-vista deronte do co-
It 10 J'ern^mbucano se vende pelo mais co-
udo prego es seguintes faitndas do milbor
e n6& delicado gosto de Paria, chegadas por
tltl ltimos iauis a saber lindos e magni-
t coa chapeos de tina e de palha para senhora*
luvas de seda rom dedos e sena elles suas
stdob 1 ara wsiiuos u ais bellas mantas de li
de tiuho hoidauas Uncos de cambraias, Ui-
mais bonitas filas e Lieos de todas as quali-
dades e de todas as larguras perfumara de
diversas qualidades ao mais frescas e mais a?
romalicas, meias de seda tanto para homam ,
como para senhora e outrasfazeodas, seda,
la e algudSo todas propras para o tempo
de festa assim como lambemse vender na
mesma loja todas as qualidades de ferragera ,
tanto para carpira como para marcineiro pe-
lo mais razuavel preco.
tsr O cilio na estrada do Arraial que foi
do falecido Avaliador Manoel do Carmo da
Cuoha vai a iraca da venda, a requerimen-
to da viuva para pagamento dos credore* ,
pelo Juizo da primeira vara do Civil -, quem
quizer rematar procure na mi do porteiro A-
maro Antonio de Fari i o escrito da Praca.
tJT" Roga-se a pessoa que por engao tiroa
do correio urna carta viada do Porto no Bri-
gue Primavera para Antonio Joaquim Rj
drigues ,% o favor de a mandar entregar na
rua do Crespo D. 6 lado do noria inda
mtsmo estando aberta,
S2T Preciza-se de urna mulher para fzer
companhia a urna Sara., di-ss de vislir, cal-
car e comer ; quem estiver nestas circuns-
tancias annuncie.
SST as lujas da praca da Independencia ,
n. 37 e 3j e a. 20 i rui do Queioiado ,
n. 19 estaca trocando pordinheiro o pn-
meiro numero da Aurora Pernrab'Jcaua ;
contem osegunte Prologo do Auctor, Ad-
vertencia Discripco da Suissa de Jerusa-
lem ) das bataneas, convenci bbaca, M-
ximas Moris Poezia, e Anedotas &.; pre-
90 loo res.
\tr Hindo na noite do dia Sexta feira 19
docorrente, ura menino conduzido por um
muleqne succedeo perder desda a rua Nova
theadoCabug um chapeozinho de palhi-
nha franceza com renda da mesma t:uit 1 no
meio do copa, como d'aba sendo o forro de
dentro de sttim ama relio e a Gta que forma
o arroxo de lora com um lacinbo igualmen-
te de palba; por tanto roga-se incarecdamea-
le a quem o acbou para que tenha a bondade
de o t-ntreg'ir na rua Nova sobrado D. 1 ,
do que ser recompenc&do; mas se ao contra-
rio quem o tiver nao se rezolver a restitui-
io enlo como o chapeozinho Lebemco-
nbecido talvez por ser o nico protesta-se
toma-loonde quer quo ur visto, ou en-
contrado.
ssr Vende-se ama porco de varas de re-
los de pao Gno ; na rua do Padre Floriano,
D. *8.
Quem quise r comprar omaescravade
naco sabe lavar engommar e cosiuhar,
e por preco commodo ; duija-sa a Fora de
portas N. 99.
ssr* Oeiece-se um cosinbeiro para fazer
janiares n'esta Cidade como por algum sitio
perto da praca e prometa agradar as pesso-
as que Ihe encarregarem do mesmo objecto
com muito zelo, limpesa, e promptido 5
quem o pretender dirija-se por detraz da
Matriz do Uairro de St Antonio junto ao
sobrado D. 2o, que achara com quem tratur.
tsr Manoel Bermudes de Castro faz sci-
ente ao publico que tendo por casualidade
essignado em sua casa urna falla da papel em
branco, esta se Ibe desemeaminhou ; e sup-
pondo que talvez alguma pessoa se servisse
da assignatura do auuunciante para firmar
qualquer um titulo de debito ou oatra al-
guma taausacco ; o mesmo annuncianle de-
clara que nao tem letra fora e nem tato 1-
gum al esta data em que o referido anun-
ciante esteja obrigsdo a cuuaprir. Recife j a
de Novia bro de lt n.
sstr A abaixo essignada respondendo ao
an 11 unci do Snr. Antonio Dias da Silva Car-
deal, declara terem seu poder o documento ,
pelo qual elle afiancara o aluguel da caza ,
em que mora a Senhora Mana Joaquina ,
sendo escriplo e assignado o mesmo documen-
to pelo Sur. Cardeal em a rua da praia em 4
de junho d ib4o. E' muito da admirar ,
que ] esteja esquecido para vir com o refe-
rido aonuncio publicado em o Diario de ao
do correute onde protesta nao responsabe-
lizar-se mais pela fianga daquelle dia e u
vante. A mesma abaixo assigmda adverte-
lhe : que elle s deixar de ser fiador do a-
luguel da caza em questo, depois de des-
peijaa esta entregues as chaves, e o di-
nheiro do tempo veudo e que tem de ven-
cer-se al a eecliva entrega d'aqutllas. Nao
pois compleme o meio de que se servio
para se desonerar da obrigaco que contra-
Mu de fazer bom o pagamento dos alugueis ,
quando pela dita Mana Joaquina nao tosiem
balatenos. br. Cardeal ecebeu aviso de
nada como tamben por leu primo Joze Do-
mingues da Costa.
Joaquina Mara Peraira Yianna.
-- A abaixo assignads j tendo mandado
parlecipar ao Snr. Antonio Ricardo do Reg,
que o seu afiancado Pedro Calastino Soares .
nao pagou o aluguel vancldi no ultimo do
passado pelo caixeiro do Sr. Costa t agora
faz outra vez palo presente.
Joaquina Mara Perera Viann*.
-- O abaixo assignado faz saber aos Irmos
da Irmaniada do Hozara da Rotvista isto
; os quo sao interesaados em i5 bilhetes in-
teiros da i. pane da 1, Lotera da mesma
Igreja os Ns. seguintes t 5 lo i5 4^
4, 59, 1884, 19^1, I90, 401 *4>3.
25oi, a?oa a5oi e i85o importado
todo3 laiUioo rs,
Antonio Ferreira d* Hora ,
Caixa dos ditos hithetas;
-- Tendo o annuncianle mandado levar
10 bois que tinha vendido a ama pessoa de
sua MMtade os portadores deixro ficar a
junto a Igreja de Belem ou mais a diante ,
islo por um canc'do ; mandando o mesmo
annuaciante depois buscal-os O portadores
acharo um morto e outro aggregado com as
vaccas dos outros sitios ; por lano, roga-sa
a quem deste boi souber queiraannunciar
por esta lolha ; o referido boi tem o ferro a
margen no vazio. Lu Francisco da M. Cav,
tsr A Senhora que couumava fabricar o-
breias, Ostias, e Estampas para Benlinhos,
aviza aos freguezas que esl morando na roa
do Rozario Urga no 1. andar por cima da
loja do Snr. Lod e continua na mesmo,
como d'antes.
Pergunta se ao dono do sitio Palinaira,
se o boi de lole que o mesmo Snr. annunciou
ler apparecido no seu cercado se cssa boi
inda existe ou enlregou a alguma pessoa ;
isto deseja saber quem tem boi fgido ,
lendoo ferro a margem do annuncianle.
Faz-secazacas dehrunhadasde pao ti-
no preto, e de cores a a6U rs, j sobrecazaca a
28U rs. -, jaqueles a 14U rs ; calcas de pa-
o preto e mi a iaU re. \ coletes de aetim de
palmas a 5U5oo ra. ditu de viludo preto a
jUooo rs. : atraz da Matriz de Santo Anto-
nio casa d'alfaiate junio a um torneiro.
tsar Aluga-se o terceiro andar da casa D
4, da rua do Crespo: fallar na loja
do mesmo.
SST* Da-se quatrocentos mil reis a premio
de dous por ceuto ao mez dando dous en-
docentes a contento; dirijo-se a rna das
Trinxeiras D, la.
- Aluea-se pelo tempo da festa urna ca-
za no largo da Igreja de N. S. da Paz da
Povoacio dos Affogados com dma grandes
sallas. 3 quartos cuzinh for* e quintal
murada, cjm suas arvores frucliferas e
cacimba: fallar na rua Direita loja de
couros D. 20*-
Da-se a quanlia de 35oU rs. a premio :
quem os quizer dirija-se a rua da Concei-
cio da Boavisia D. 34 que achara com
quem tratar.
Urna pessoa bem conbecida nesta pra-
ca se olerece a qualquer negociante pera
caixeiro, pois tem todo os requisitos neces-
saiios, ao commercio ; alem disto d'uma
conducta asss digna offurece Gangas ad-
verte-se que s serve aoaununtiante caixei-
ro de rua ou escriptorio : quem o pretender
annuncie.
Perfeitas Imageos do Menino Dos ,
ricamente vestidas t com um palmo de altura,
e com pimhas douradas feilas com toda a
perfeico polo melhor excullor da Cidade
do Purlo : na praca do Commercio em casa
N. a. de Domingos Joze Vieira.
K3r Precisa-se de urna casa de sobrado ,
com pequeo sitio ou quintal, e perto do
Recife, com commodos para urna familia pe-
quea ; quem a tiver para alugar dirija-se
a rua da Cadeia vellia, D. 3g que achara
com quem tratar*
Aluga-se o primeiro andar da casa da
rua do Queimado na quina do beco do pei-
xe trito U. i com commodos para pouca fa-
milia ou homem solleiro ; quema preten-
der dirija-se a loja por baixo da mesma.
Aluga-se um sobrado de um andar eom
commodos sulh lentes para urna familia na
rua principal de Fora de portas, cornos
fundos e sabidas para o mar grande, muito
frescas, e excelente vista: a fallar no mes-t
nao sobrado N, 1,5, com Joaquim Lopes de
Aimeida caixeiro do Sr. Joo Main j js,
tSf- Qualquer Snr. Sacerdote que qui-
zer ser Coadjuctor da Fregueiia de Nossa Se-
Domngos, e dias Sntos t can bom esti^
pendi e oatra as Quintas feiras dentra
da Matriz: alem disto lena o terse do qos
reade a Freguesia, e a rnetade da Desabrid
(w: qaem convier dirija- ao mosma
[ Vigario na mencionada Fraguatia do
Affogados, residente a a rua de Motoco-
lomb.
Pb; Adour ; ratira.se parn Franca i
s pesseas que t-vere u alguna coata a reca^
bar d'elle qaeiro apresentar-se no eacrip-j
torio de Y. Pi Adonr & Companhia, rna
da Crua no Recife D. ir.
Lava ss e engomma.se com parfaicio
asseio t na rua da Guia D. ti.
Aluga-33 'k pretoa possantss; pira
toda o servico; os pretendentes, fallen na
ruada Alegra, primeiro sobrado.
> l'elo Juizo da 1. Vara do Civel anda
um praga as iazendas e arsaecio de loja Nj
i, rua do Crespo, out'rora pertencente a Tho^
mas d'Aqniuo Pinto Bandeira, para aeren)
arrematadas a quem mais der por axesn-4
cao da Admiuistracio do Patricaoaia dos
rfos.
tsr Quem precisar de um rapaz partagoex;
0 qual se propoem a ensinar priaeira letrai
fora desta pra?a em qualquer lagar do
malto ou serto, pois ten atgans estados da
gramtica portuguesa latina a escreve op-,
limaments ; dirja-se ao p da ponte da
Boa-vista venda da esquina que cua-f,
r com quem tratar.
tsr De um citio da passagem da Magda*
enadesaparecao poucos dias hua negro
cnoulo por nome Manoel, estatura baita, i -i
dada de 20 annos, ebeio de marcas de bixi-
gas que a pouco leve, eeom fraques* en pes
peruas que a priro da caninUar du presa a ;
quain o pegar o condusa a casa de Domiogol
Jos Vieira na praca do commercio que ser
recompensido.
tsr Precisa-se de una ama de Jeito for-,
raou cativa : na rua da Florentina D. 12.
tsr As pessoas que fallaro ao Doutoc
Vicenta do Nascimento Feitosa para dar-lhei
liges de philosophia durante estas ferias ,'
poder co nparecer em tua casa no dia a5 do
correte pelas trez horas da tarde.
tsr Aluga-se pelo tempo de fetta un si-
tio no lugar da Capamga muito perto da pra-
5a com casa de vivenda de pedra 0 cal, du-"
as cacimbas d'agoa de beber mai ezcellente,"
tanque, e com urna porco de capim de planta,'
que ser muito enteressante para quen ten
cavallo os pretendentes dirijio-es roa da
cadeia de Santo Antonio en o cartorio do n-
belio Coelho ah achara con queat tratar
das 9 horas at as 5 da tarde.
tsr Alago-se trez eseravos para todo o
servio menos o do campa j na rua larga do
Rozario caza pegada a botica do Sr. Bartho-<
lameo no segundo andar.
tsr Precisa-se do um armazen na roa da
Praia para carne de Cear : quem o tiver pa-;
ra alugar annuncie
F> Qaem por engao tirou una carca do
correio vinda de Pito do Janeiro para Ga-
briel L ipes de Carvalho, digue-ja anaaociac
sua morada para ser procurada.
tsr Precisa-se de um cont da res a ju J
ros da-se por segarauca una propriada.
de livre e deseaioaracrda : quen quizer an-
nuncie.
tsr Compra-so o folheto escripto porT
G. Callado sobre a revolta da Babia na
enno de 188 : na Praca da Independencia
loja du linos Ns. 5j e 5.
- Urna Senhora do boa condacta i se of-
ferece para crear por ter muito e bom leits ;
quem se quier servir de seu presumo dirig
ja-so a rua da Seuzalla velha l), 3$ primei-j
ro andar.
- Quen tiver para alugar an sitio qae to-
aba prjporfes para ter 1 a ifc vaoas de leiteJ
cazado morada e baixa para capim ; sendo
perto da praca dirija-se a rua da Praia : serw
raria do Cardial quo Ihe dir quan o quer a-
lugarj
- Precisa-se de nn pequeo destes qua
vem do Porto, para caxeirode loja de tazendaz
quen a pretender dirija-se a rua Nora Den
cima ii.
- Vende-se um talbo de carne con todos asi
seos pertencus em a travessa da beca de S,
Pedro junto a um soorodo onda est ou-,
tro t^lao.
asr Precisa-se de han oficial de chapel-,
leiro dando se pretereacia a brasileiro ;
o'u portagueii que a so aehar na circuustan-
cus v ao argo do Terca D. J.
tT Quoaa presuar do algamas canoar
grandes para carrejar trastes para qualquer*'
1 psrie ; por preco muito eonnodo dirija-ta
uhora da Paz dos Aogados, annuncie, pois a ru- do Raagel casa > tj} pira tratar do
que bUa liada uo havia baiiseuu o que Je- llena duas Capellanas mu boa*, uns nos Ujubltf,



DIARIO II PERNAMBOCO
*\
er Na ra das larangeiras D. i5 precsa-
la de um hornero forro oh captivo que seja
iiel para Tender pi na ra ou distante desta
praca um legoa da-se bom ordenado.
IBT TraspassS-seaschaveadi um gran-
de armaxem todo ladrilhado de cantara, pro
prio para qualquer estabalecimento por aer
colocado em boa ra de negocio para ver
na ra estreita do Rozario D. 3i, e para tra-
tar -na ra da Florentina cora J. Beranger.
3ST Precisa-se alugar uma pequea casa
no lugar de bebribe ou cajueiro ; quera liver
aununcie.
sr Um rapas portoguez de dde de 18
sobos olere-se para caixeiro de loja de
faiendaa do qne tem bastante pratica e d
fiador aua conducta-; quem precisar an-
nuncie.
tsr Aloga-se o terceiro andar do terreiro
sobrado da ra do Amoriro, indo pela parte
di alfandpga lado esquerdo com commcdos
para pequea familia a tratar no segundo
andar.
tsar A pesioa que oflereceo 10,000 da casa
terrea da roa dos Quarteis pode vir ou ou
ira qualquer pessoa dando fiador adverte-se
que est pintada de novo no assougue de-
fronte da cadeia.
WST A pessoa que Ibe faltar dous encha-
Dtis, os quaes foro apanhados que hiao pe-
Jo rio abaizo iato a tois de 8 das, dirja-
le 1 segunda barra de vigia da alfandega que
dando os siguaes lbe sero entregues.
tjr Tendo indo vanas cartas de Lisboa
para Joaquim Ferreira por isso de boje era
vente se (ara coobecido por Joaquim da Mo-
ta Ferreira,
pr Faz-se scienle ao Snr S. M. B. M. ,
que mande satisfazer e com toda brevidade ,
a contl dos alugueis do armazem e do pri-
suein indar da casa em mora do contrario
passai pelo desgosto de ver o seu nome pu-
blicado por esteuro e de ser despejado ju-
dicialmente*
tsr O Bacharel Antonio Buarque de Ma-
cedo Lima tendo de relirar-se para o seu
engenbo na provincia das alegoas e nao po-
dando pessoalmente despedir-se de todos os
seus amigos o faz pelo presente tflerecen-
do o sea presumo nao s na quelle lugar ,
ou em outro qualquer.
Manoel Lopes da Silva faz sriente ao
tsr Perdao se no dia ao do 'corrteute urna
chave grande do broca, desde 1 roa de S.
Theresa pateo do Carmo, entrando pela ru*
de Hortas ai o largo das 5 pontas ; quem
chou leve ra das Crrtzes D. 6 no segundo
andar, que se gratificar.
SST Quem quiser dar goo.oao 1 juros so-3!
bre boa firma dirija-se a rus nova padaria
D.16.
tsr Precisa-se de um caixeiro portoguez
para urna venda e que dd conhecimeuto a
sua conducta ; na ra estreita do Rosario
D. a.
tsr Quem tiver para alugar urna casa ter- |
rea ou sobrado de um andar, annuncie.
tsr Precisa-se de um caixeiro para urna
padaria, para vender pao na ra e todo o
mais servico de casa*, em fora de portas na
ra de S Amaro n. 53.
tsr Deseja-se saber se existem nesta pra-
ca os Sr.Joo Leite de Torres} Galindo e
Fructuoso Gonsalves Lima t no caso de ex i s-
trem ; queiro dirigir-sea ruada S. Cruz
casa dafroote dos ultimo* arcos da ribeira.
BT Arrenda-se metade da prenca que foi
de Alexandre Lopes Ribeiro no foite o Ma-
tos a qual serve tanto para prenca como pa-
ra soque de assucar ; na ra do Vigario n. 7.
tsr Precisa-sede 3oo 000 a juros a uaa
e roeio por cento sobre pinhares de ouro e
prata e pelo lempo de 4 mees ; quem qui-
ser dar un muirle,
leitos mezas pira pntar e de jofo], marque-
tas e todo os mais tristes propri as para for-
neeer ioteiramente urna casa a mais bem pre-
a.
Avisos Martimos.
C ompras ___
ttsr EscraTos de ambas os sexas con ha-
belidades ou seta ellas, nao seiid a velhos .
para fora da proviaeia; no armaren de Anto-
nia Francisca dos Santos Braga na ra da
inoeda n. i4 ,
ty Escravos de ambas os sexos de idade
de 1'a a ao annos defronle do trapiche novo
no escritorio de Joaquim Jos de Amorina.
tsr Escravos de ambos os sexos com offWo
ou sem elle de idade de ia a ao annos \
na rva do fogo ao p do Rozario D. 25.
%sr Uma escrava boa costurera e saiba
cortar ; na praga da Independencia n. 1.
tstr Um ou dous moleques que nfo exceQ
d. de idade de 2o annos com oficio ou sem
elle; a fallar na botica que Gc uj oito do
Livramento D. ai.
Vendas
Folbiohas para oanno de 184* ,,a
oraca da Independencia loja de livros ns.
3;e38; na ra do Cabug loja do Snr.
Bandeira ; na ra da Cadeia do Recife loja
de forragem D, 4 d Sor. Moraes ; e de-
fronte da Matriz da Boa vista botica do Snr.
Moreira.
t^> Uma toalha com lavarinto em roda ,
e outra com dito as pontas e dous pani-
nhos ; n ra dos Martirios lado da Igreja
auno-. boa quitandeira e lavadeira : ai ro
do Hospicio segunda casa terre de Jase] Car-
los Marink-
w or Panno de linho enastado babados
d linfao para toalbas e lenqes chapeas da
(sol de seda rosetas de ouro pira senhar* e
mina leos de seda pira gravitas e meias
de linho tuda do Porta e a praca barato ;
na ra da Fagundes sobrado de um andar
0.4-
tsr Um molatin'.o de idade de 16 annos ,
perfeito ffi :al de sapateiro e cazinha o dia -
rio de ama casa vende-sa por precisas
tsr Cadeiras americanas con assento de
palhinha ditas caa assento de pao, camas
de vento de amarela rauito bem feitas a 45oo,
ditas de piaba a 35oo e piaba da Sueri*
com a polejadas de {jrossura e dito serra-
do ludo mais em conta do que em outra
parte ; ua ra da Florentina em casa de J*
Beranger.
tsr No armazem de James Crabtree & C. ,
tapetes muito ricos lona iogleza eslreitis,
estopa algodoens encorpados de i4 ooleg-
das proprijs para sacos de assu:ar ditos pi-
ra consertoa de sacas de al^oda toallus de
linho, pannos azues para ardtmentos de
soldados selins de superior qutlidide para
homem e senbora e brins da Russii.
iscravo Futidos
PARA O R. DE JANEIRO, o Patacho
Bella Amisade 'Capilo Joze Joaquim Ma-
chado segu na presente semana / quem no D. 6 assim com uma escrava que eoziuha
mesmo quiser carregar ou ir de passagem diario de uma c%sa e engoman.
dirija-se a Gaudino Agostinho de Barros, j tsr rjma venda con pocoi fundos j no
PARA O RIO DE JANEIRO a Barca becodapolD. 1; a tratar na mesma.
Brasileira Firmeza Lem eonhecida nao tsr Canastras de castanhas do reino ; no
pela velocidade de suas viagcns como pelos armazem de Fernando Jos Braguez junto 10
superiores commodos e bom tratamento aos arco da Conceico por preco commodo.
passageiros segu impreterivelmente no dia tsr Urna escrava de idade de i3 annos;
27 docorrente, pode contratar alguma carga na ra da (iuia L). la.
naiuda passageiros e escravos, comAnto-l tstr Dous escravos um pardo e um preto
nio Franciseq dos Santos Braga na ra da ambos para fora da provincia e entendem
moedan. 14a ou com o Capilo Narciso Jos de todo o servico de engenha e o pardo he buinsn. .o que sera recompensado.
deS. Auna. pagem e se acha na cadeia desta Cidade ; ai No da 4 do eorrenta fug.o um
PARA O RIO DE JANEIRO o Brigue tratar com Joo Manoel Rodrigues Valenca gra creool* de nome Sevenoa bemilallaa-
NacionaJ Leo recebe o.rga e passageuos q am larga do Rozario. |le h cbe" dj .corP be D8nB CJ*
No dia 19 de Selembro un preto d
nome Domingos de naco congo ladino ,
de idade de 4 annos, biixo cara re ion Ji,
pouca barba signos cbelos braocos pi
grossos e com feridas ou marcas deltas fai
escravo do ngenho Cruassu em Serinbaem ,
e sup5e-se ter hid-a para este lugar ; quem o
peg legitimo Sr.Luiz da Coila Laite que gratifi-
car.
SSfS No dia 19 do correte fugio ama es-
crava do gento de angola de naca gtbaa ,
he muito ladina que pisa por creoula de
idade de ai annos baixi, grassn oltios
grandes, rosto comprido cor fnla levou
vestido de chita desbotada camisa da aiga-
doiinho fino quem a pegar leve a ruada
la ne-
10 em consequericia dos aununcios que
eu ex patro Jos Domingues da Costa man
dou inserir no diario de 19 do torrente contra
aua honra seu crdito e reputaco ; pois
que a questo se acha em Juizo para se fazer
clara judicialmente ou amigafelmente.'
tsr Perdeo-se no dii 19 do corrente da
ra da cadeia do Recife at a ra nova uma
earteira contendo dentro della urna letra de
aoo.oooja paga booo em sedulus e meio
bilhete da Lotera de N. S. do Rosario da
fioa vi:ta de n. 4'^ assignauo no verso do
tcesao. Carvalbo.- e tana bem um for-
mal de parlilhas de Lamiana e mais alguns
papis j roga-se ao Sr. Thesoureiro da dita
Loteiia caso soia premiado dito litlute de
nao p?gar se sio ao proprio dono ; quem
cbou dita earteira pode entregar na ra do
Cabug ioja de miudesas de Antonio Ju*
Bandeira de Mello Jnior que ser gratifi-
cado.
sr Aluga.se o 3. andar da casa da ra
o Crespo D. ; a tratar na loja da roesixa.
tsrJcse Domingos de Olivura tendo com-
prado a differentes pessoas genoros de inu-
1 ados no trapiebe e posto jue destas com-
pras nao se julga dever a ntnhum todava
ti {ja a tules is a quem comprou e que se
juiguenj seus credoies,de lbe epresentir su-
m cootaa par terern pagas dentro de des das
depois deste annuncioi
tsr Aluga-se uma das exceltentes cassa
percencentes ao E\m. ir. Senador M. de C.
y, de Andrade sita na ra do Amono,
znui ferio da nova eltantga grande desta
Cidade, este predio por ser de 4 andares ,
ter bons armazem e um grande mirante em
cima donde te descobre o mbr e a chegada
signatario Nuno iVlaria de Seixas.
PARA O RIO DE JANEIRO segu com tudo por preco commodo ; na ruado Quei- morou no luca e hoje no engenho do Des-
una brevidade o Berantim Indiano, Ca- mado defronte do b3co da Caogregaco. trro ; quem a pegar leve a ra do Crespo .
to Jos Joaquim de liveira ; quem quiser tsr Um cavallo aiazo eom bons andares; 5 lado do norte que sera gratificado.
ivluviuirfato do {'orto
me
pito Jos Joaquim de liveira ; quem qi
carregar ou ir de passagem dirija-se ao mes- no estancia na segunda casa das do Sur. Josa
mo Capitso ou a seu consignatario Manoel Baplista Ribeiro de Faria,
Joaquim Ramos e Silva. j a^* Dous quartos bans carregadores } na
PARA O ARACA'IY sabir muito breve ra direita 53. I
a Sumaca Felicidade Mestre Jos Rodrigues tsr Uma porco decalungas de difieren- CONTINUAC^lO' OAS ENTRA'JAS DJ
Pinbeiro com a maior parte da carga prora- tes modelos, proprios para ornamento de DI. ai .
pta ; quem quiser carregar ou ir de passagem presepios par serem bem leito3 e pintados ;
entenda-se com o dito mestre, ou com o seu no porto das canoas vendado Jos Fereira 5 Lisboa; a8 das, Brigue Portguz Con-
dono Antonio Joaquim de Souza Ribeiro na e no atierro da boa vista n. ao loja de miu- caico de Maria de 2ti tonel., Cap. Ga-
ruada cadeia. dezas do Sr. Caetaao. noel da Costa Naves ejuio. r8,carg v-
PARA LOANDA com escala por Benguela ao \ posse de um terreno com 3o pal- nh9 e mais gneros; a Francisco Severi-
e Novo Redondo, o l>nua Leopoldina mos de frente sobre iaa de fundo n* ra ano Rabelo.
forrado 6 pregado de cobr
marcha ; quem quiser cd
ra da Cruz n. 5?.
JLeio
de navios a esle porto, be rrui recommen
clavel pira ^qualquer estabthcirxenlo iom-
anercial, e be a a eema que ocupeu por mui-
toa aunes respeiUvel rasa de Crublree
Hejworib & Companbia ; es pretenenles
injao-se se Corielor Oliven a.
3 S6I ra dacsdei do tltcc U. ai que se
Jbe d^teja fallar ou annuBKM sua morada.
i' Pitcna-te de uro ttiviriodo Padre
|j8iadizer as nissa Ucs mus Leieabro ,
Jai.tiru e Fevereiro nos Lkrcingos e das
Sait.s, com a esuiola de a,ooo vsr um mo
muito 1 erto desta prava ; quem quiser an*
tsy* Que faz Joo Keller por interven-
cao do Corretor liveira quaria feiva a4 do
corrente as 10 borss di manh em ponto no
seu armazem da ra da Cruz n. a6 do se-
guinte explenddo sorlimeuto de fazendas de
mui prompta extraeco pelas suas excellentes
(ualid.-des, e mdicos pieeos visto deverem
ser vendidas sem limites a exemplo do ante-
rior leilo efetuado em 10 do corrente mui-
to a satisiaco de seus numerosos freguzes a
saber; sarja preta chales de tilo brancos e
pretos lencos de seda para grvalas ditos
de 610 de pontas diios de cambraia pin-
tados gangas azues e encarnadas cassas
admascadas dos avais ricos e modernos pa-
droeus cassas pintadas e bordadas vestidos
de cambraia branca e ue cor, filas de seda
inicuo iicu;iuiuiu. 1 uiviuc i eme auui c i a j ud.u.jv. u .. anoianeicj.
ir e de primeira que el demarcada nos fuios da Igreja da Cosa de Sumalta com escala pela Ilha de S.
carregar dirija-se a Urdem Terceira do Carmo o qual he foreiro Helena ; 98 das traseado da ultimo por-
'da mesma ordem e proprio para uma ele- to 17 dial Galera AmoLuna LanJan de
ginte edifjcaco ; a tratar ao lado da Igreja 359 lone|, f jjaPi Toomaz L) Bruce, ejuip
de S. Jos u. 14. 18 carga pimenta A a Schramm*
tsr Em porcoens e a rtalho pregos de Cear com escala pelo Ass ; 17 dits Bri-
arame francezes de lodos os tamanhos ; na gue Escuna Braaileiro Rinha d.9 Aajji
ra nova loja de Didier Robert & Companbi rie i6 tonel Cap Joo Antonio da Si-
Di 7 e B.
tsr Uma porco de varas de relo de pa-
va equip la
carga s.l e p
ha a Viu-
no tino ; na ra do Padre Floriano D.
a 8.
tsr Bichas superiores ; na ra direita na
venda que foi do fallecido Jos da Fealia.
tsr Uma nera com principios decozinba;
na ra da moeda n. 101*
tsr Umctvalobom carregador e esqui-
pador na ra do Rangel D. 19.
tsr Fariuha de mandioca de boa qualida-
de e pieco commodo ; na ra da Cruz nu-
mero 7.
ty Uaa morada de casa na ra do coto-
velo com chaos proprios, eo entrar na ra
a terceira casa do lado direilo ; a tratar na
.avradas e a selinadas do todas as larguras ra do Arago casa terrea a4.
dous caixoens com pelles de carneiras a mar- I sr Uma c<.sa toen agoa no bero do qun-
roquinadas aparelbos de procelana para h bo na boa vista ; a tratar ni casa junio con a
e caixas de flaes mui ricas, e outras diver- "" ^o Z caiias.
sas fazendas nao expecificadas. | car Um sitio na Alatuz da Varzea com um
C9 Que faz o Corretor Olivein Quin- casa de uipa. ierras .ropiias ao pe de la-
ta leira ao do coi rente as 10 horas da ma- ranguas olezeiros e 1 f.-a de coo,ueiros ;
a tratar ua run ru> dueiu luja ue couros Ue-
i.h em ponto no segundo andar da casa da
ma nova D. a7 dttronle da que foi da mo-
tadla do fallecido Tiiomaz Lins uma com-
pltta mobilia cousislindo em cadeiras sola,
mesas e &c. de Jacaranda em dous temos um
aauufaciurado no paiz com todo o primor,
1 e -jtti* em estado %uasi novo vindo do i'orto/
cima 27.
tsr Bichas chegadas prximamente em
poica > a aooooceulJ c a retalho a 4o rs*
cda uma ua ra aova D. i3 uo secundo
audar.
va de Gansalves Ferreira & Filhos.
Rio de Janeiro ; lidias, Pttachj Bfasei*
ro Bella A-nisade de g\ tonel. Cip. Jos
Joaquim Machado equip. la carga f*
rinha de mandioca e mais gneros ; a G
A. de Berros.
ENTRADOS NO DIA aa
Stockalm 93 dias Palaca Sueco, Sd popp de 114 tonel., Capita Loaranco
HausiiA equip 10 carga tabdjdo Ierro e
alcatro ; a N. O. Bieber.
Lisboa ; didias Brigue Portugn^z Tarujo
deJ3j tonel. Cap. Joaqun Pesian* ,
equip. 16 carga vinho pedras e cbalas j
a F. S. Rabello, passageiros 3.
Maranhocom escala pelo Cear ; 44 dias ;
trasendo do ultimo porto ao das, Pala
cho Brasileirn S. Joo de 117 tonel. Cap.
Felippe Rodrigues des Santos equip lf,
carga carne secca e turiuba de trio> a F.
M. Rodrigues & limaos.
SAH1D0S NO MESMO DA
Aracaty; Hiate Brasileiro f/lor da Lirangeira,
Cap. Jase Al ve de Souza carga diversos
gener*.
isr Uma escrava dt afio de idade de 25 RECIFE NA l'KP.sUii M. f. DE r. 1841


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EISYIPR87_LH2LTP INGEST_TIME 2013-04-13T01:47:52Z PACKAGE AA00011611_04358
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES