Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:04343


This item is only available as the following downloads:


Full Text
Avno de 1841. Samdo
ISB
Tudo aora depende de nsroesmoi; da nosta prndenaia, modera
cao, e eaBfaia : continuemos eonio principiamos, taremos apontadol
oat au-itiaco entra as ftaeeSLCais cultas:
Proclamaeo daAssemblca Gara! do Brasil;
\r.p
PARTIDAS DOS CRREIOS TERRESTRESi
Cidadedi Para hita e Villas de suapreteneo .\
Dita do Rio Grande do Norte, e Villas dem. i ~ b-_..|-j#--.
Dita da Fortalea Villas dem..............(b,* b"1"' f,l,*M
Cidade de Goianna .'...; ..;.. ........ ./
Cidade da Olinda ........... ........'.-.. Todos os das!
Villa deS. Anto ..;..............*. Quintas fairas.
Dita deGaranhuns cPovoaco do Bonito ......... lo, e 24 de cada tees
1).las do Cabo, Serinhaem, Rio Formozo, e Porto Calvo.'1, 11, a ?t dito dito
Cid de das Aiagoas de Macei ....... dem dem
Villa de Paja de Flores.................;... iJsta io, dito dte
Todot os Correiot partcm ao meio dia.
G de Novemhro. Ncm. 242.
*'

PHASES DA LOA NO MEZ D NOY.
Quart. ming. a 5 as i h. e 5? m. da tard.
La Nova aio-as 3h.e (ira. da man;
Quart. rese, a mis oh. e 48 m.da man.
La Ckflia a 28 -as 4 h. 15 m. da tard.
CAMBIOS. -- Ncvembro 5..
Londres..;... 29 rp d. por ifonoeed.
Lisboa ...... 80 a 85 por O|o premio por metal oTerecido;
Franca......3ao res por franao. Cotnp. Venda.-
DRO- Moeda de6#4oo reii, velbas U/5oo UI700"
Ditai nc MWoo i4|too
Ditas dejjoooreis, Nfioo 8l5oo
PRATA PaUees Brasileiros = i#6ao 1/640
PceosColumnarios ------ 1^620 1/06,0
Ditos Mexicanos ------- 1/600 1/620
;, Mili.-a. ~---.------- i/<20- l/44o
Disc. de bilb. da Alfartdega 1 118 por too ao mex. I 0|o
I.icin da letras de boas firmas 1 i|2 a 1 i(4
Inocua do cobra 3 por ico ue dise.
DAS DA SEMANA,
1 Segunda >Jc Festa de todos es Santos,
vara.
2 Terca Conmemorar-) dos Defuntos Rcl.ir" j e ud. do Jii de
Direito di 1. vara.
3 Quart S.. Malaquias B. Aud. doJuiz da D. da 3. vari*3
4 Quinta S. Carlos Borromca B, CarJ. -- Audiencia do JaV de
Direiti da 2. vara.
Mari thcia para o dia de 6 Novembro. 5 Sexta S. Flatheo .11. Audiencia do Jnil de O. da I. v.
6 Sabbedo Severo 13. M. -Realas, e audiencia do Juix de D. da 33
vara.
7 Domingo S. Florencio B.
As lo horas e 5i minutos da tarde.
As il bcras e 16 minutos da raanb.
PERRAMBUGO.
GOVERNO DA PROVINCIA.
Expediente do dia 3 do correnle,
Gmcio Ao Exm. presidente da rVTara-
nlio, communicando-lhe que etn cumpri-
ttento do imperial aviso expedido pela secre-
taria de estado dos negocios da guerra, se-
gu para a dita provincia a bordo da Char-
ra Carioca a familia de Raimundo Ga-
ntes.
Dito Ao inspector da ihesouraria da fa-
senda ordenar.do-lhe em cumf rmenlo do
imperial aviso da secretaria da guerra de i4
setenobro ultimo, que fasendo liquidar a cori-
ta dos sidos, que se devem ao alferes refor-
mado Silvestre Henrique de Pinho at 3o de
junho do corrente anno Ih'os inunde pagar
por centa da quantia de ao;oooU reisdesti-
tinades para pagamentos de sidos de seme-
Ihente neluresa, a vista des documentos que
se llie remeltem*
Dito Ao inspector da tlifsouraria das
rendas provnciaes, commuoicanda-ihe qu3
S. rVJ. o Imperador por aviso de 11 de agos-
to ultimo houve por bem conceder seis me-
ses de licenca ao juis dedireito do civel di
comarca de Garauhuus Joo Antonio de -Mi-
ni!-i.
Dito- Ao presidenle da relaco commu-
nicaudo-lhe a licenca de que trata o prece-
dente cilicio.
Dito Aocommandante superior da guar-
da nacional do Recife significanJa-lne que
tendo presidencia observada a pieslega eom
que na noile de a do corrente se apresenta-
iso em suhs respectivas paradas os corpas da
resma guarda nacional ao lo ue de rebite
fornecimento por rueos preco segundo in-
forma em seo olBcia de 11 do ebrrent .
Dita Ao mesmo, coromunicanda lHe pira
seo conberimento e para o fater constar ans
rom mandantes dos navios de guerra qu M. o Imperador por avisa do 1. de outubra
ultimo determina que a bordo dos navios d
armada se na admittio mi rialieiros de clas-
se superior, e bem assim de primeiras e se-
gundas, alem dos que Ibe compelte pehsua
Iotaco.
Portara Ao mesmo, ordenando-lhs que
se o pratico que bouver de eng ijr para levar
a charrna Carioca ao parlo da Maranho
j poder tambera levilva a ao da Para, deve
fuser o eogajamento cora esta cani'rgi.
Dita Ao mesmo, para ftter mbircar
para o Maranho na charrui Carioca, afj-
milia do amnistiado Rtimnnda Gomes for-
necendo-lhe as precisis ruses para a vhgera.
Dita Ao commandantedi charru -Ci-
rioca para recuber a seu bordo e transpor-
tar p*ro o Nlar-nliao a familia de que trata
aportara precedente.
C0.V1MAND0 DAS ARMAS.
Expediente do dia ida earrenla,
Officio Ao Exm. presidente di pr ovincia
das Alagoas commnicando-lhe que na dia
j.docorrente fora esi-uo do servica o sol-
dado Jos Joiauira de Paria em consecuen-
cia desua incapicidade nhisica devendo por
tanto ser-lhesuipensa oabmo di prestaco,
equivalente aos sidos, que deixara a sui
familia, quanda em agosto de i63>> marcha-
ra d'ali para esta provincia cam dislLo a
do Maranho,
Dilo- Ao lente coronel conrnanlm-
tedj deposito, procurando saber sialiex-
terro feito pir Jos Joaquina de Figueredo,
Dita Ao mesmo Exm. presidente infor-
mando o requerimento de Joaquina Jos de
Figueredo pedinda por aforara ento o alaga-
da em f marinha de que se mostra foreiro adminis-
trara dos orlaos.
i lito Aa mesmo Exm; presidente infor-
mando o requerimenta de Antonio Jos de
Oliveira pedindo por aforameuto o alagado,
que existe em fora de partas nos fundos da
atierro ftito par Jos Joaqun de Figue-
redo.
Dito Ao inspector da thesouraria di fa-
senda mandando entregar a VIc. Calmont &
C:mp> em enmprimento das ordens da tri-
bunal da theouro publico nacional de a8 de
Janeiro e 14 de junha da corrente anno a
quantia de 3oooao res que para a fasen-
da publiiM se arreuadau da multa imposta pe-
la allandega ao commandante do brigue in-
{Ie Troveller, por nao haver declarado naa
addtc,s que tisera ao seu manifest, mais
quatro rolumes, que i ara ao trapiche de
embarquu era Liverpool.
dem do dia 3o.
Dito Ao Exm. presidenle da provincia
informando o requerimenlo de Jase Gregorio
de Jess pedindo o pagamento das despesas
que (vi como quartel merlse do segundo ba-
talho provisorio expedicionaria a provincia
di Maranho cara os carritos de diversos
objectus perlencentP9 ao mesmo bitilhij e
comoanhia de artices na occasia de seu
embique aqu, e desembarque naquella
provincia.
Dilo Ao' contador da thesouraria remet-
tendo-lhe por copia a Gui de se abrir o com-
pettente asseutameuto, a ordera da tribunal
do ti.'.s turo publica nacional de 23 de sa-
le nina p. p. oob nu uero 81 mandando p*-
por ocebsio do imencendo em urna casa no" istiro, ou existera os soldadas, A-ig^lo Al-
Foile do Alaius e tomando-se por isto os ves e Joaquina Vlar jues declaaa ido njct- gara Feria M-trinho Falcao a penso annual
che fes, olhtii-.es, e*guarda, cada vei ma-1 8j de terem existido quaudo lorao para o de 9GU0OJ ceia. v
is dignos de eslima e confianca lis* ordena J deposito tnBndsdas em que qualidade e Dito Ao inspector geral das obras pu-
ch
is
queem nome da mesma presideacia h>ji de
elcgial-os em ordeai do dia, pelo -nio, arti-
vicade e paliioiismo cora que se porto no
&crvico nacional.
D110 Ao prefeito da comarca enviando-
llie orn clhtio do diieclor interino do cur-
to Juiidico de Olinda sobre o laclo ctimi-
hl:o platicado pelo-cstuoanle Joaquina liap-
lista e titilo Oxl na cesta Academia a
Loa de que a^a proceder contra o mesmo es*
tildante na forma da le, e se ja puniUo segun-
do agravidade de seo trii.e.
Lito-^Aojuiz dedireito interino da se-
gunda vare do crime, nomeaudo-o para
quando exc'uidos.
Dilo Ao mesmo, ordenanda-lhe queem
qualidade de etlectivo contemplasse na nu-
mero daspra/asqne ueviao ot-a segu I pa-
ra a capital do impela, o suldaia edJido
V-'anoel Antonia do Espirito Santo, decla-
rando na guia que se Ihe houvasse de pas-
sar, que a desercio coaametida quauapjr-
lenea ao esquadio de cavallaria, fora !!-
perdoado em vertude do decreta nu.ajro 8i
de 18 de juliio deste anua.
Dito --Ao mesmo mandando desligir
nesta data, os soldados uddidas Ag>stinha Jos
de Souzi Patricio Jese Jos P^reira da
uresidir as redas da primeira parte da quin- Silva e Joao Francisca, entregan.]o liies as
ta lotera do Livramcnto, que Itra' lugar no \ escuasj,untjs, agora recebide ua carie de-
vendo na relaco de mostra-deste uies l-
ser as competlentes verbas da demissa dcstai
dia 4 do crlenle uo comisiono da lgteja do
Roiatid.
Dito Ao esciivaoda lotera da Lvramen-
to coamunicaudc-lbe a nomeaco su,>ra.
Uito-Ao engeuheiro L L. Waulliier,
ordenando que ponha a disposiyo do inspec-
tor do aisenal de maiinha a paite desocupa-
da da casa de Fora de Pollas, em que eslavao
miuindo os ires ngeiiheiros Frauceies l-
timamente cbtgidos.
Uno A ms^ecior c'o arsenal de mannha
respidendo-lbe que pone conlractar coa>
Francisco Xavier da Fouceca Contiuho o
luiueciittuio de carne resca paia as embar-
cu^Ues u'armaUa por tempu de trts meses e
pelo j reto de lies mil res a arroubi visto
nao lar appaiecido quena quisesa User este que. triste em Iota de portas nos fuadjs do ar
pracas.
THEZOURAIA UE FAZBNDA.
Expediente do dia 29 do passado.
OEBo Ao Exm. presdeme da provincia
informando sobre a re^reseutaca da inspec-
tor da tbesouraria provincial, para na arre-
cadacio dos direitos pioviuri^ei s.b'rii ota-
buco ,' e charutos se -observar a disposico do
artigo ii"] do regulamenias das all udigas.
Dilo- Ao mes < o txm. piesidente infor-
mando o requerimenlo de braa Anlouio da
Cunha pediudo por aoramento o alagada ,
Llicas [.arlecipmda-Uie pira proceder a cora-
potlente .- n .reacia queoKxo. p'esiden-
te da provinctavOor offioia da a da crlen-
te u aodou pass.r titulo a cmara municipal
desta adade do terreno e alagado eutre o
Tiapixe Novo, e o lorie do liara Jess ate
a liona daca-is projectado,com a condicaex-
pressa de nao se dar a esle destino, que era-
barassea edica-o da nova esa do cousu-
|ado
Lila Ao inspector do arseual de marinha ,
rom o requerimenlo de Jos da Silva Neves,
cap itio, t propiietario do patacho Francelina
pedindo o pgame uto do Irele, que venceo
o mesmo patacho cora a condueo de tropa
viuda da provincia da Marania para esti,
a (ira de informar su o mesmo tem prehen-
chido ns conduces da sea contracto e se
tst aaacircunstancias d ser attendido.
Portara- Ao thesoureiio dos ordenados
mandando pagar a Uarlhalo ea Francisco
de S-uia a quantia de 4>Ui8a reis impar-
1.ma dos medieimeulos e mais artigas
eonatantea dos documentos juntos a mesma
portara que apromptou para a illu de Fer-
uaudo da -\oron ia.
-O inspector di thasouraria de fa-
seuda ven.o rt:loofioio da Ex u.Sr. pre.iden-
le da provincia de 19 da corren! i qe S, M.
olmderadar deter.i.ina pjt as isa de 4 do cor-
renle expedido pala asentara deesudodos
uegociu daguena, u hu de pievinir os
iuconvcnieuies que rwoilio coua damao
da fasenla nacional dase pagatem sidos a
procuradores sera apresentacio da certido
devida dos officiaes a quera sia devidos, de-
baixo de fi nica, que na sa paguem saldoa
nenhura procurador sera que aprsente a di*.
la certido, a qnal valer sanenlo par hura
anno a contar do dia da sua data e que en
nenhura caso se admita Sanca: ficaodo to-
dava exceptuada desta diaaosica as mullie-
res, fi'.has mies e irmes dos militares, qae
se acbarem empregados em servico activo,
para os quaes ser suficiente a orlen, qua
se bouver expedido para seo pagamento, em.
quanto na far revogada, ou nao constar do
morle daquelles.par al ,u na va j'paraca caria;
aspira o parlecipa ao Snr. thesoureira doa or-
denadas para su* ntelligencia e execuco no
parte que lite compete.
Thesouraria da fasenda de Pernambu-o
3a de Outubrode 1841 -Jola Gonsalves da
Silva.
Igual portara io'i expedida ao encarre-
gado da contabedade militar,
CORREIO;
A barca Portuguesa Tentadora recebe o
mala para o parta no dia 24 do carrate,
PREFEITRA.
Parte do dia 3 do corrente.
Illm. eExra. Snr.- Partecipo a V. Ex;
que bontem pelas dez horas e um quarto da
noite houve um pequeo incendio etn urna
casa na ra da rioedi da bairro do Recife, o
qual, tenda-se acudido em teoopo, e dada os
oecessarias providencias se conseguio ex-.
linguir sera que occoresse a menor novi-
dade.
E' o que consta das partes boje receidas
nesta secretaria.
Parte do dia 4.
Illm. e Exm, Sur. Partecipo a V. Er.
que foi hontem preso no lugir das Cinco-
ponas par prac-as da Corpa palirial o pardo
Vall-Divino, morador no lu*ar da Batateira,
Ereguesia do Altinlio por lheser aprehen-
dido um p'.rdinlio menor de nome Ignacio,
ilho do falescido Jos Tara o qual elle que-
ra vender a titulo de sea escravo sendo
naacido de ventre livre como declaren o
mesuo menor uesta secretaria, aceresceulan-
do que o mencionada Vall-Divino o tinha se-
ducido prometiendo dar-ia duas pala-
cas.
Procedeo-se a termo d'achada, e o preso
foi remedida para a cadeia a lira de pissir
a disaosici da Juiso criminal*
Na dia 5 do corrente, nooceorea novida*
dealguraa.
Continuaco da sesso do Senado do 1 ida
Setembro de 1841.
O Sr. Costa Ferrera : Sr, presidente ,'
a melancola que vejo pintada na rosto de lo-
dos os membros desta casa demonstra o pesar
que a lodos ac-mpariha. Talvez Sr. pre-
sidente que o equivoco antes do que im-
prudencia de alg'iera livesse levado aa causas
a este ponto ; porra Sr. presidente o que
cumpre agora fsaer P Eu tambera junto os me-
us rogos aos do nobre senador que acaba de
fallar e peco ao meu nobre colleg que retir
re o seu requerimenta, Eadeclaro j que
vularei contra todos os requerimientos que aa
aptesenUtem n* mesa, edesejra quee-*S


2
ftA lO DE PER MMBIJCO
isruf'o q'nsnto antes acabasse* Eu nao a-
'irdirb que o liebre sinador seja rons| iiador,
ji n irciro que o ubre ninislro do imperio
arredile isso poique, se crredilra nao o
baria de publicar ( seria animar a conspira-
cao ) ; e Ir a i ia e nao o publicara. Perianto ,
nqr.i lia tquivero e bem ser que se acabe
M ai lo antes re qi.e se entre na crdem do dia.
OSii AJerqmr de Paracagu ; Voto pe-
Jo itqueriitenlo do Sr. Lopes Gama ; o lac-
io fei presenciado por nuiles senheres sena-
dores ; o mismo Sr. Alencar nao contesta o
<,ue refere o Jornal do Ccmmercio seno no
que respeia srgunda parle uto be ; a
arrio do Sr. Araujo V ianna tomando a ca-
iiia. Esses cximplos que se lera trezidoda
Inglaterra nao podem ter lugar entre nos; nao
se pode impedir que qualquer Sr. senador
diga lora o que se pasta aqui mesmo ero ses-
saosf creta. Fallo em bypothese e nao eco
tbCMa
Perianto, lie nescessaiio que a rommisso
de polica examine o Lelo e proponba me-
didas bbm que para o futuro se evilem esses
escndalos entre os membros da casa do in-
leiiordella. Nao be este procedirrrnto hura
caso nunca \sto : as coi tes eocstituintes de
Lisloa te praceu essim acerca de dous de-
lutados o n.artdial Luii Paulino e e Dr.
Barata que se havio reciprocan ente ag-
giedido -, Le Tacto bem sabido por muitos dos
O requerimento porlanto devo ser ap-
provado,
O Sr. Alves Brsnco ; Sr. presidente ,
qumio ao primeiro requeiimento do nebre
senador o Sr. Alencar, creio que se tem di-
lo qusLlo fasta, ou para o nobre senador re-
tirar o su lequt intento ou para elle ser
legeittdo. Eu citioque o nobre senador to-
nou muiloao serio as palavrasque se allri-
Luem ao cobre ministro do imperio e por
seo tem lugar isto que estamos presenciando.
Eoi in.piut'ente, Quanio ao segundo reque-
rimento tamLem deve ser regeiado. Eu
nio eslava na casa e por isso nada vi j mas
creio que muitos nobres tenedores presenci-
loolaclo } e se o que se tem dito ne.-t.
discussao nao fotse a realidade necessaria-
n ente o bavio de dizer para que o senado
ten asse Iguma providencia sobre o caso a-
inda. que ella nao pssasse de huma mani-
festarlo austera. Alas vejo que nebum con-
testa o que disse o nobre senador, que be
parte ueste negocio e por isso det inferir
que nao *e*flasta da verdade 5 e, por con-
eequencia nao tei sobieque a mesa tem de
aveiguar. No gabinete ( se achavosenado-
res e t elits ped m inlormar sobre o caso ;
o cxbre pois nao pude dar mais nada do
que tem dado a disiusso que tem batido 5
rulf.0'0 portento, inteiramente intil para
jeuuzir as couses no espirito publico a
projorices que realmente teca ; o publico ti-
ra bem inteirado por esta dwcusso. Volarei
rois contra bum e outro requerimento se os
mus autores os nao retiiarem.
(jSr. M. de Baibacena:-Sr. presidente,
fallardo scbr'cs reqcerimenios que se acho
____,______L.'
em quanto nao podero afirto dos encarre- ( rente em beneficio do actor Joze Mximo
gados, effectuar seu arduo, e engenboso' d'Almeida Cabral. Esta grande obra que
plano que de certo muito destingue a esses tantos aplausos tere merecalo as Cidades do
sevandijas que de accordo cora seus sequazes Porto Lisboa e Rio de Janeiro fez lera-
tal iierao, e nao era de esperar menos de se- j brar ao Beneficiado o fasel-a representar com
roilbantes.. .. porqeu l diz o dictado : o biilhantismo devido. Ella girante a seu
O Sr. H. Cavaleante : Mis, oqueseVcadaqu.nl d do que tem. Parece-me nao author [ Falescido na Cidade do Porto d'oti-
es-andalisar fom oque hei dicto qu.mdo
nio fallo absolutamente sim com qnem me
entende ; e a quero Ihe servir a carapuca
que a tome.
Hum convidado
per mais virtuoso por mals digno que seja ,
deixou de ser victima huma ou mitra vez.
Prohibir a publicaco do que se passou na ca-
ta de nata servir porque nos paizes onde a
lei prohibe essas publicaces tudo be publi-
cado.
pBssa no interior da casa as comroisses
nao se publica e quem as publica deve ser
punido.
O Sr. M. de Barbacena :-Pois ba algum
crime nisto ? Eu acabava de eserever hum
carta e quendo passaya para o lalo vi sa-
I. ir faro algumas pessoas do gabinete altercan-
do em altas vozes esealguem me pergun-
tasse o que era commeteria crime ou al-
gume oitensa rtspondendo que alguna senado
res brigrio ? Srs. o mal nao est nisso :
o mal est as nossas acedes est no facto :
evitemos laes acontecimenlos e poucj im-
porta a publicarlo. lle.eito pois o pri-
meiro requerimento e lambenvo segundo ,
a nao icr accrescentado para emendar-se o
regiment.
OSr. Lopes Gama: -Como autor do re-
querimento e vista do q'ie acaba de dizer
o nobre semdor julgo do meu dever dar al-
gumas exilicaces. Disse o nobre senador
que devo retirar o meu requerimento, por
isso que pouco importa quebuma commssio,
(-xarxinaiuo o facto laca-o conbecer com to-
das as suas circunstancias. Eu nio concordo
com o nobre senador. Trata-se de bur fac-
to occonido entre dousnobres sead, res, nos-
sos collegas ; este facto succedeo dentro do se-
nado \ he publico boje de huma maneira dif-
fetente daquella que te me cooiou. Note-se
bem asconsequencias que isto tem; ouvihon-
tem dizer l'a da cata que o desaguisado llovi-
do no senado tinba chegttdoao ponto de bum
ministro do impeli rolar pelocbo que li-
nba sido esbofeteado e que pegara em huma
cadeira para dar com ella no Sr. Alencar. K
ser decoroso que se deixe correr esses boato* ?
Nao ser rrelhor que o publico que as pro-
vincias saibo a verdad-.? ?
Srs., t> que se mecontou foi cousa muito
diversa. Qando entrei no senado senli algum
alvoroco, e, pergunlandj a causa, disse-se-
me que depois ue alguma altercacao entre o
Sr. ministro do impeiioeoSr# Alencar, o
Sr. Aleocar uvansra parao Sr. Ar&ujo Vi-
anna e que este pegara em huma cddeira j
que neste acto o Sr. visconde do llio-Ver-
melbo segurara o Sr. Araujo Viauna e o
Sr Briio Guerra eo Sr. Alencar. Porn
contou-se lora da cesa de difjerente maneira :
disse-se que o Sr. ministro lora injuriado a-
troimente. Mas he isto exacto ? Poli he in-
juria atroz que bum homem avance para ou-
tro ? Cieio que nao por consequencia be
preciso que a c.sa proeesse esses senadores e
que api are^a o fado. Nao conven que essa
noticia assim deshgurada v sendo assua-
Ibada. Nos, que lomos ttstemunlias do fjc- reir Tbezoureiro.
lo, somts aquel'es que estamos no caso de (
Sor. G. Nacional,
Como Vm. na sua correspondencia de hon-
lem 5 do coi rente fallou em otravessAdore,
correctores nos carrinhos andarem a desfil-
lada e bem assim as calcjadas desconcerta-
das eu Ihe rogo- incare.idamente tenha a
bondade de declarar-me pelo mesmo orgao
do Diario quaes as Posturas Municipaes
que tracto d'esses objectos, e desde j o pre-
vino que se me nao a pontar um Postura a
respeiio chama-lo-hei calumniador men-
lirozo e palbaco por andar subscrevendo
parvoice s propiias de um G. Nacional pata-
queiro;
Hum Corrector.
LOTERA DO THEaTRO.
Os Bilhetes da parte da refeiida 7. *
Lcteria, cujas rodas ando impreterivelmen-
te no dia 16 docorrente aclio-se a venda no
bairro do Recife as lujas dos Snrs. Manoel
Goncalves da Silva, Vieira e Gregorio An-
tunes, Cambistas ; e no de S. Amonio em
as loias dos Snrs. Menezes, na ruado Col-
Lego 1 Guerra, na ra nova j e Bastos na
Pracinha do Liviamento*
GABINETE LITTERARIO.
Era cumprircento da deliberaco tomada
pela Assemblea do Gabinete Luterano reu-
nida para ouvir ler o parecer da Commisso
nomeada para examinar a adminislracoda
Direcco transada a actual Direcco louva
os valiosos serviros que preslou aquella Di-
recco eropregando todo o esmero, para e*
levar o Gabineie ao estado em que hoje se
echa e bavendo-se com todo o zelo e ec-
conomia na crearlo conservaco e regula*
ridade do estabelecimento pelo que so fez
merecedora dos mais sinceros elogios, ea-
gradecimentos, que a Direcco loe tributa
em rime de todos os socios. Salla das bes-
ses do Gabinete Lilter.rio 3o de Oulubro
de 18.41 Pedro Francisco de Paula Caval-
cante e Albuquerque Director. -- Joze Ber-
nardo Galvo Alcanforado secretario. -
Domingos Malaquias d'Aguiar Pires Far-
de era Natural antes de vor o resultado de
suas bem emp regadas fadigas, contanto apeo-
nas jgannos ce ida ie] os elogios que 1 lies
tributaro seos compatri'tas. Este bem for-
mado Drama aprsenla cinco misterios, dos
quaes he originado o enredo dos actos e sao
os segnintes 1. A Corte de Affongo 3.
Rei de Portugal, a. A Constancia de Mar-
lim de Freilas 3. A Partida para o Al-
garre 4. A traica'o e 5. O segredo.
A exlenco da Peca nao adn i-e inlrevalo
algum e rematar o Expectaculo com o gra-
ciosa Farca O Chapeo Pardo.- Eisodi-
vertim ento de que o Beneficiado langa roo
para saplislazer seus benignos protectores e
em particular aquellas pessoas que com el'e
sympthiso de quem espera toda a coadju-
vaciu. Inda resto alguna bilhetes, e Ca-
marotes os pretendentes podem dirigirse
ao Tbeatio onde encoutraro o Beneficiado*
Principiar as horas do coslume.
SOCIEDADE ETERPINA:
O Snr. Director manda convocar para ama-
nh as 6 horas da tarde Sesso da Commiss3
Administradora; e convida a todos os Snrs.
Sccios a enviarem as propostas de seus con-
vidados para a Pai'.ida de Sabbado i3 do
correte,
O i. Secretario,
lazer o process1). Assento que be o que cou-
viriaordem e diguidade do senado ; to-
dava
, porque nao quero dar lugar a que a discussao
ba mesa digo que sou contra o prineiro ab- I
, eu vou retirar o meu requerimento ,
polutamente e contra o segundo em paite
Quinto ao primeiro se o nobre senador ,
entes do dtsaedo de Lontem viesse rasa
expor o facto remo elle nos expoz agora ,
e quiiesse huma providencia do senado em-
bota ne partea cirhul qualquer providencia
jaia pitvinir setos de colera ou ce indiscri-
tau 1 ct'eiia i dmitlir-se a discussao e del-
la talttz multaste a emenda do requerimen-
to ; Das, depois do que se passou, a que
proposito vem mais isto ? Que nos importa
jue houvesse cireunslancias mais ou menos
agraviles p Que nos importa o saber que o
Sr. ministro o imperio pegaste na cadeira
para se encestar ou para com ella offender
o iu Le senador ne-ste acto ? Cousa nenhuma.
Quanto ao segundo seo nobre senador (1-
zesse o stu requerimento para que a mesa ,
depois de tomar conherimento dos lacios, pro-
pezesse aiguma emenda no regiment bom
seria porque a cesa talvez agora quizesse a; -
provar os. r ti os que propuz na iostaliaco do
senado, e que loro regeitados. Nio soque*
ria tu que o / esiden'e ti veste retios de lazer
f-tlet-tiva a sua aulhoridades havendo de
se prolongue.
O nobre senador quer que eu propouha a
reforma do regiment ; nas este negocio
AULA D'ESGRIMA EM PERNAM-
BUCO.
Mr. Gayrel, professor d'esgrima j a ins-
tancias de seos numerosos discpulos, resol-
-fjw.* eo-e a demorar-se n'esla provincia at o
ttm sido revestido de circunstancias to ag- "eiado de Dezembro prximo futuro e con
gravantes que requerendo eu a reforma ,luua a ->?es de espado e pstolla na ca-
do regiment nesta occasio poderia o pu- .de su "eneja na ra do Hospicio do
blico persuadir-se de que o facto loi tal como ba," da Boa-vista.
se piulou e tomo disae o jornal. Ora pe- I ,u aprojeitamento incontestavel dos disci-
loque me contto os senadores que assisliro Pn,os de Mr' Vayrel be n-elhur testemunhc
aludo, vejoqueesl lalsificaoo interaaen-I de .seS ronhec!n,en,os P'ofessionaes na u-
te no joma), e estou convencido que nio bou-
ve seno alterceco de palavras ; por conse-
quencia como pedir a relrma do regimen-
t ? Lra querer confirmar os boatos que cor-
rea. Portanto ij laiei novo requeri-
mento ; antes reliraiei este se i.isso convi-
er o senado.
De retirado o requerimento do Sr. Lopes
Gama rom consenlimento do senado,
(Continua.)
sortiem masque os senadores podessem tx-
ptllir do seu seto quem desbonrasse a casa com
o seu precedimento Niuguem quiz ecto
setBeihante euioridade. Para que serve a in-
quinco da mesa egoia ? Podet isto evitar
cultos setoa de colera ou de indiscrico P
Creio que nao. Poder evitar que as ga/e-
Ies puLiiquem injuriai ou calumnis ? A li-
cenca ue gatelas e na tribuna tem chegado a
lu excetso que neubum homem publico ,
Correspondencias.
Snrs, Redactores.
Nao podendo deixar passar em silencio *
por nao permitlir assim o meu genio com
assombro admiro a maneira de proceder ou
carcter de que se revstro alguns convida-
dos do baile do Liceo a 6m ue desgostarem
os socios e convidados probos que se acba-
vo mal entendidamente com elles confundi-
dos passaodo a lancarem pelas janellas fora
, relias ,
tena e perfeco do methodo por elle adap-
tado ; cuja superordade sobre os outros
at hoje empregedos, pode ser a cada mo-
mento demonstrada pelos mesmos discpulos
em qualquer salla d'esgrima.
Mediante mui poucas lices alguns disc-
plos de Mr. Giyrel tem conseguido adrar
cora tanta certeza que o tiro de pistola ma-
to huma pequera lagarlixa na grande dis-
tancia de trinta c cinco pqssos e levanto seis
ou oito veses o alvo sobre nove ou dez tiros
dailos, com geral aplauso dos curiosos espec-
tadores.
Recia r.do cffender a modestia de seos me
Ihotes disciplos Mr. Gayrel deixa de publi-
car seos nomes em apoio do que dito fica; mas
os importantes intestados que a este respeito
conserva em seo poder podem desengaar
a quem quizer consultalo-Si
THEATRO.
ATonco 3. ou o Valido d'El-Rei: Drama
em 5 actos.
bollos, relias, chapeos,, e por ultimo as ,
proprias cadeiras que Ibes tervio d'osseclo j Hoquevaia Scena amanh 7 do cor-
Avisos iversos.
6sr A FORQUILHA, |por motivos jus-
tos nao 1 le s. hir boje porem impreteri-
veimente sahir Terca feira.
%S8~ O Bacbarel formado Joao Antonio de
Souza Beltro Araujo Pereira Professor Ad-
juncto de Rbetonca, e Potica do Lyco a-
visa a quem renvier que continua a ensinl',
durante es ferias d Academia Rbetorica ,
Geograpbia Geometra e Francez j quem
do seo prestio se quiser utilisar dirija-se
ao primeiro andar do sobrado que fica de-
fronte do fcenbor Ludgero na ra do
Collego.
KSF* O abaxo assignadn previne aos Snrs.
Collectores que nao tem barco de qualidade
alguma e sim um tanque j collectado em
fora de Portas motivo por que os adverle
para que nao contiuuem a fazerera duas col-
ledas distinclas sobre o mesmo objecto tal-
vez por informales pouco exactas.
JoieCarneiro d'Albuquerque Maranho,
cr O abaixoassignado faz sciente a pes-
soa que annunciou no Diario de Sexta feira
jgeiop. p, mez querer fallar aos herdei-
ros do propiietaro do Fngenha Marrecas ,
Christovo de Hollauda G<*vlcinte de Albu-
querque que este Snr, aiud* be vivo, e
nao falescido romo anuunciou-sa q i? qu9-
rendo com tudo falar ion alguns de seus fi-
llios ; dirija-se a ra Direila am caza de
Francisco Xavier Cavalcanti de Albuquer-
que das 6 oras da manh alhe as 8 ou
das 3 da larde alhe as 6.
Antonio de Hollanda Cavalcanti de Albu-
querque.
ssr O *baixo 8gsigoado aviza ao respeitd-
vel publico que Domingos Ribeiro da Ca-
rilla Oliveira deixou de ser seu caxeiro des-
de o dia 3i de Uutubro do corre ite auno e
nao se tesponsabeliza por qualquer neg io ,
por elle conirahido em meu no me.
Manoel Felis da Roza;
-Aluga-se um sitio grande sitona Soletada
tendo urna caza para grande familia junto
ao Snr, Bispo ondemorou o Padre Inglez
sendo a entrada pela ra de Joao de Barros
por um porto de ferro 1 na ra do Vigario,
o, 7.
tsr Achou-se urnas sedulas e um bilhf-
te da Loleria ; a quem der es signaes ceitos
se Iheenlregar 5 na la do Livrtmenio ,
D. 5 : na Resma caza se aluga um primeiro
andar, em toa ra e um n liic s cerxn.cl'cs.
t^S Perciza-se de um ftitor para temar
coota de um sitio per 10 desta Praca 5 na ra
do Vigorio ri, 7.
-r Aluga-se um armezem, na ra da Li-
pa do Recile proirio para couros e tssucar
do que tem tirvido cu ouifo qualquer esta-:
be lit-iOi ento ; na ra do Arago D. IS.
ssajr No dia3l do p. p. mez de Oulubro
man dendo o abaixo tssigna do, um seo escra-
'o ao sitio de Joao de barr os dezaparereo ,
e supoem-se fgido por; ter sido encontrar;

i
^


/
\
DIARIO DE P E R N A ft 11 C
3
do na Domingo na estrada d'agua fra bus-
cando Igarac, o lal escravo he crioulo se-
co do corpo", edentusso, de. 18 annos de i-
dade e chama -se Antonio ; quena o pegar
leve-o ao Fngenho Inbami ou nesli Praca
aoabaixo essignado que nao olha despesas e
gratificar.
O Padre Felis Jora Marques Bacalbo.
tT Une rapaz rreslre bauzeiro se olio-
rere para trabalhar no dito officio ; qualquer
Sur. dono de taje do mesmo trafico que se
quizer utilizar de seu presumo annuncie.
ap^ Alugio-se dous andares de um sobra-
do cair.d-.'S e pintados de novo na ra do
Amorim do bairro do Recita ; tratar com
Carneiro Manteiro em sua Prenca de al-
godio.
tsr Aluga-se no sitio do chaco urna caza
com cemmodos para familia propria para se
paitar a festa, e por preco conveniente; quem
a pretender dirija-se a venda do Nicolao ,
em S. Ama.
tsr O Tenente Coronel Ignacio Antonio
de Barros Flelo promelte nao castigar ao
seu escravo o cabrinha Anacleto pela aud-
iencia que tem feito de sua casa deide 1 a
de Junho do corrente anno ; e promette mais
nao o vender par- fra d'esta Provincia : e
assim como Ibc d licenca para procurar quem
o compre pelo preco de 45oj' reis e Jhe con-
cede para dilo fim o prsza de 3o dias contados
da publicicu deste : elleum boni alfiate,H
e sempre (oi multo fiel sabe 1er e escre-
vermal : cabiiuha claro, e tem 19 annos
de idade.
t2T O Snr. qrae no Diario de quarta fei-
ra anunriou precizar de um caxeiro para
torca- corita de urna venda por bataneo o
qual d fiador a sua conducta ; dirija-se a
venda da esquina da ra da Roda.
tsr Hoje 6 do correle be a ultirxa praga
do sitio do ftJanguinho de Joio de Alemo
Cysrieiro ; os prelendentes hajo decotnpa-
lecerem.
,cr Aviza-se os pais dos alumnos e mes
das alumnas que eslSo matriculados na au-
11. Iras de S Jjzd q'dita auluami, trans-
leiio sua rezidencia para a ra de S. The-
ma, ). s5, ende continua no mesmo exer-
ricio. Eccirida-se os cheles de familia, que
dczeio ver todo o adiantumento da seus ti-
lles de es fcir nuriicular na dita aula -
cirra.
C5" Acbou-se no dia 2 do corrente as ii
horas da noi'.e no caminho dohosipeio urna
espsda de cvalleria ; quem lor teu dono ,
diiija-te a madoCabug loja de miudezas
D. 3.
tsr O 1 baixo assignado faz sciente ao Sr.
IblOQffifO da Lotera ao Livraieenlo que
lerdo sidodeiencaminhada urna caita viuda
da Parabiba para o abaixo assignado e 01
qual sinba u::i rxeo bilhele n. iio'l ; da ac-
tual Lotera e n sis outro de urna rila, que
the Loje rao correo.e ero cousequemia da cer-
teza de uo tndar muis a tifa mande buscar ,
de cujo ruu no me nao lemLio iaz sciente
o itlerido Tbezouieiio que nu cazo de sair
tl^.um prea io do men.ionado Bilheta nao
ppgue stm ser ao abixo declarado visto
Ibe pertenece
Den.ingos Joze Marques.
SSf Ar/enda-se urna caza a margen do
jioCapibaribe acabada a pouecs dias con
desconcertad) sunoem-sa aue quem orou-1
bou mora para a cidnde de Olinda ; prome-
te-se gratificar a quem der noticia e guar-
da-se segredo.
3ST A pessoa que tiver correspondencia
para a provincia do Rio Grande do Norte, an-
nuncie para ser procurado.
tsr Arrenda-se o sitio que (oi do Fran-
cisco Ribeiro de Brito na estrada do Mangui-
nho com grande caza de sobrado e tres gran-
des casimbas e cem bastantes arvored s de to-
das as qualidades : os pe tendentes dirijao-se
a praca da Boa-vista D. 4'
tsr O esenvao da irmandadede N". S. da
Conceigo da igreja da congregaca convida a
todos ca irmaos da mesma para comparece-
rem hoje pela tres horas da tarde no consis-
torio da mesma igreja pora a segunda e ulti-
ma discussao do compromissa.
tsr No dia 1. do corrente tendo sabido um
preto com bilbete a fina de procurar senhor,
este atbe ao presente nao voltou e como se
ignora aonde elle existe, roga-se aquellas pes-
soas q' delle liverem noticia, ou o a, renJeten,
levem-ona ra do Cabug, N. 4, cujo negro
levou vestido calca de brim carniza de mada-
polo barrete de ganhador ; eternos signa-
es seguintes : gresso, feto idade 4o annos ,
com urna peina mais grossa os dedos dos
ps unidos ecu t,i,
Geraido Antonio da Roza morador na
pssssgem da Migdanela faz sciente acolle-
loria dos noves empregados das otaria* que
nao pode mfcij uzar da fabrica de tijollos pul
falta de nao ler m8s barreiros e assim f.z
oprezente annuncio para nao seximaiema
ignorancia.
- Aluga-se a caa situada na campia de
S. Annajuntoao engenbo que le do falle-
cido Xavier onde o cirurgio Gtiveira paj.
sava a festa a dita caza tem seis quartos e
duas sallas ; aluga-se lambtsm a caza imme-
diata que tem tres quartos e duas sallas; an-
bis as cazas tem quintal e cavallaiice para 5
ou jcavallos com seguranca 5 o lugar e o
fresco sao bem conhecido*: os perlendentes d-
iio-se a ra do Livramento l). il\ \ ou
em S. Anna, ao Sr. Joo Venancio que -
cbar com quem tratar.
m Francisco de Sovaa Neves perlende saber
aonde existe o seo mano o Padre Antonia
de So"za Neves, Portugus natural de Va-
ongo ; roga a qualquer pessoa que soubr a-
,nde existe annuncie, ou duija-se a ruado
Aluga-se um pequeo sitio no lugar
da Trempe para a Soledad?, com caza decen-
te para morada arvoredos de espinbos ede
outras qualidades parreiral boa cacimba
de agoa de beber, com um tanque de pedra
e cal 1 terreno para orla com seus canteiros de
tyjollos e algreles, estando pintado e canda
de novo : a tratar com o abaixo assigoadj ,
na pracinha do Livramento toja O 11 ou
ero sua casa na ra do Sebo do bairro da Boa
vista. Bernardino Joze Monteiro.
%_/* Preciza-se alugar duas pretas para
venderem na ra : a pessoa que as tiver pode
dirigir-se ra do Fogo caca terrea 13. 9,
CT" Perdeu-se urna Sedu'a de cem mil
rs. e urna da vinte desde a Meza do Con-
ond e ex
Rozario estreita.
- Precisa se de um hornea branca naci-
nal ou estrangeiao para coeheira, quem esli
vcrneslas circunstancias dirija-se a ruada
Cadeado Recife, D, Q
_ Precisa-se de urna ama de leise : na ra
da Florinlina 1). 1
i)
ecisa-ss de ama preta que seja forra e
ja elba, para ama de casa de hornera solici-
to quesaibabeacosinliar : quera se achar
as circunstanens dirija-se a ra do podre
Floriano, venda que fica junto ao beco tapado
n 35, 1 u I
- Quem p.ecisir de man lar abrir algu.
ma firma, como bim balSdS, aneis, sineleg,
e outras obras de circunstancia, dirij-s3 a
entrada da ra do Rangel, loja de cera D
3;.
*^. Quem precisar de uraa ama seca, pa-
ra casa de pouca familia, dirija-sa a ra dos
grandes sallas quartos, e solio eozinhaj Quarleis D. |3, ou annuncie j adverte-se que
lora, ccxtia tkliibari para 8 cavallos I a pessoa que a islo se piope, lava, engoma
caza para ciiado, eoulra para escravnsj quem I e cosinba com perfei?o
quiser arrtudar por anno ou para passar a
leita } talle a Gabriel Antonio no largo do
Carino, D 3.
tsr l'ieciza-se de um padeiro ; na pade-
ria do principio do atierro dos Affogados ,
L4. 17.
- OOerece-se um moco Brazileiro caza-
de, jara tdministrer qualquer engenho, pois
umbasttnte imeligencia paia quats quer
plantaies, pcw o seu principio foisgiigul-
tura j assim couo tambem faz algum nego-
cio entiendo coro alguns escravos } quem do
stu prestio se quizer utilizar ni.nuncie
sua uoiecia L6ia ser ptocurado.
i A peni* que honlem por greca tlrou
de urna gmele da venda de Pedro Marciano ,
c$'too itis tm teiiulas queira ter a bonda-
tir A pessoa que annunciou ter urna es-
crava da costa para vender ; i'irija-se a ra
Direit sobrado D. 5y.
OT O Snr. Antonio Moreira Pinto Birbo-
za, queira ir a ra Nova loja de slfaklo,
a tratar negocio de muita importancia ,
ou annuncie sua morada istj uoprasode J
dias iapreerivelmenle.
%ST Quera precizar de algumas canoas de
areia tanto para obra ou meimo para al-
puox terreno, por preco muito cornmodo;
assim cerno tambem quem precizar de car-
regar alguna traste em canoas grandes di-
iijH-se a ra do Rangel 17.
tjy Airenda-se u.e sitio na estrada dos
Afilelos, com grande casa assobradada nova,
eomaodidade para grande familia, quirlot
ce'e es mandartiiliegar do contrario passa- paraciiados, eescravos, grande coieirj e
l pelo dissabt.r de ver seo uome eacrijjto por
ixtenco.
$3- Qum no Diario de 2 do corrente an-
r.uniiou pitvizar de um peiiiocczinbeiro an-
nuncie.
%ar A ifssoa a t,ucm rcubaio um tapete
grande 11 giez, Lo custo de 20L rs., aja de
ciiUiai stu nene c a lege u'cnde lci iou-
bstfu: a i.u ser i:so ohiecto ce segrrdo.
ls 1' uitaiao co dut icj do p, p. um re*
lo^io de .''btiia lodo de uuro o qual e:tava
cavallaiiee um ellegaule jardim e mullos
crvortdose fuclo : quem o pretender di-
lija-se ao mesmo ou na ra do Crespo L).
11, que echara com quem tral r; e arren-
da-se muito barato a lamilia queozellar, e
irelar com asseio tanlo a ca,a como o aten-
uado sitio
sulado at a caza d Sr. L. A. Dubourcq, ra
do Vig .rio das 11 horas al ao meio dia :
quem as tiver achado e quizer restituir di-
rij<-se a ra da Cruz dj ReeifdN., que
recebar ao' rs. d-? gratifiea^o.
_- Quem precisar de roupa eng3tnraaJt ,
tanto de Senbora como de hornero, cora mui-
to aceio e peifeieao ; e bem assim eniaboa lo ;
dirija-sc a Boavista ra do Rosario larga ,
D. 17. lodo do p jen te confronte ao so-
brado do fo,;ueteiro.
loga-se o Snr. Joze Justina Fernn-
des de Sauza o obrequio de ir em Pora de
Portas, N.aa, a negocio de seu inleresse.
%S3r No armasem de laboado de pinWo por
detraz do Thealro continua-se a vender
exeellente farinha de trigo para pao ebo-
laxa e pelos mdicos precos de loj ,
i,s e l-j'rs., adinbeiro, ou prasa ; e
tambem se vende urna porco da superior la-
bjado de pinho americano : na ra da Son-
zalla velba armasem de Viceute Joze de
Brito.
Rafael Ferreira da Cuuba meslre al-
faiate aviza ao publico que muJju a sua
residencia para ra larg ao Rozario D. 1 ,
onde se acha prompto a servir aos freguezes
do melhor gosto possivel pois que para isso
se acha munido dos melhores figurn*, che-
gados ltimamente ; e taobera promette ser-
vil-oscom toda a promplido eo preyormis
cornmodo.
-- Aluga-se oprimsiro andar do sobrado
D. 2 da ra da Cadeia do bairro de Santo
Antonio : quem o pretender dirija-se ao a.
andar do mesmo tratar.
tsr Di-. Jo'te Eustaquio Gomes, mudm
sua residencia da ra Nova, para a do At-
ierro da Boa vista, cazan, g, lado direito
viod) da ponte.
tsy Kngoma-se com asseio e perfeiyo ,
lano roupa de hornera co.xo de Senlnra ;
e tambera se lava querendo : na r;ja Direi-
t3 sobrado de um andar 6i, ao p da
Igreja do l'erc 1, delronte de um* loja de
chapelciro.
-----Mr. Jjbnson autor do Xrope de
pontas d'espargo tendo-lhe chegado a no-
ticia da faUtcacao de seu Xirope era lJernam-
buco ; ti-rn mudado a etiqueta das garrafas
i do dilo Xarope 'como se po le verificar na
remejsa cita de prximo aos abaixo assigua-
dos, Rartholomeo & Hamos.
Pxeciza-se de um boniem para paderia
em Pora da Portas, na ra nova de Sinto
Amaro N. 53 para vender pao na mi, u
trabalhar em todo o servicj da caa.
-- Aluga se para se passar a festa urna
excelleota caza de pedra e cal, na Povoacao
de Ueberibe junto a Igreja muito fresca ,
pintada de novo com um grande quintal
curado todo plantado de diversas fructas,
e estas j dando cora um formidavel banho
no fundo do quintal, e portao independenle
de entradas e saidas para cavallos, preco c-
aodo : no i-rraazera da ra Nova D. 34.
- tioga-se a pessoa a quem foi offerecido
dias u u couro de onea pintada, do levar
i.o sobiado da ra Direita na esquinado
beceo do Serigado segundo andar que se
dar o importe porque o tiver comprado.
-- i Surs. Podro Leonardo da Fouceca ,
e Francisco Antonio Ferreira quei'o di-
rigirle a ra do Queimado caza U. 10 ,
segundo andar para receberem duas cartas
que dj Cajital do Piauhy Ibes di/igij seu lio
o Padre Antonio Delfiuo da Cunba.
-- pessoa que anntooiou no Diario de
Quinta leira ter uraa ex-eliente eserava da
casta para vender por precalo com a
coudicoda ficar-lbfl oiugada por ura anno ;
dirija-sa a ra da Gollegio D. 10 piimeiro
andar.
.- No dia 16 de Selembro p. p. fugio ou
furlrSo do sitio delronte do Jo.quira a'Oli-
vetra, na estrada dos Afilelos uracaval.o
-r Ouem ennunciou precisar de um co- ies,ia castanho claro cabaea pequea e
zinLeiro ..ara caza de esiraugeuo ; annuncie a.qunda Sera slgnal branca algara leudo
!, orada, ou dirija-se a caza de pasto do "J^^**"!'^ Z!Tz!
Albuquerque na ra do Razano larga.
cm priucipio de eajuipado. Suppo^-se ter
fgido e que se elguma pessoa o achass va
algum sitia e o lenba guardado far o
favor entregado no mesmo sitio ou na ra
da Cadeia do Recife a Antonio Joaqnim de
Sousa Ribeiro que se Ibe dar de gratifica^
cao vinte mil rs.
-- Prerisa se de um caixeiro para urna
venda, que tenha bastautepralic.it na ra
da Florentina D. 5 achara com quem trac-
lar ou annuncie.
w Precisa-se de alugar tima negra, e
que saiba fazer o diario de urna caza de pou-
ca familia ; e que saiba engonar danda-se
dez mil reis mensaes e o sustento quem qui-
zer dirija-se a a ra da G>iia sobrado de %
aojares lado dos poicos dascanois ou an-
nuncie.
tsr Por bilbetes j destribuidos vejo q*
no dia 7 di corrente se representa no nossj
pequeiu f'lie.tro o mui acreditada Drama-.
Alfonso 3. ou Valida d'EIRei. Nesta gra-
de obra se ver o valor o enlhumsmo da
que era possuidos nossos antepasSada : ver-
se-ba tambem o mais intrincado enredo qua
ordinariamente favorece a calumnia ; coma
as aparencias e illuzes tramadas pela mais
infame traico que a seu tempo se extinguir,
para triumpbar a virtude queenla (era pe-
recido. Os innumerosos aplausos que a todos
os instantes recebe as Cid-des da Porto,
Lisboa e Ria de Janeiro garantes a este
grande Drama a belleza do que nelle enserri.
Supposlo seja deinecessario lembrar as deco-
ra 63 que re juisila ; com tudo representan-
do-so sera delleito deisar absorto
Um amante dos bons Dramas.
tsr Hoje pelas 4 horas da tarde vai ser
arrematada poitadoSur. Juie Substituto
jz dos Anjas Vieira d'Amorim morador
na ra Nava urna escrava cazinheira, ava-
llada em 35oU rs. por execu^io que ma-.
ven Gregorio & Joze da Silva Reg, contra
Joa Auaslaciada CunUa,
4Z> Quem precisar de um caixeiro para
loja de trastes do que tem bastante pratica ;
annuncie.
ts7" O Snr. Rofino Joze da Silva, irmSo
do Tenente Coronel Jai a Nepomuceno da
Silva queira dirigir-se a praca da Boavista,
D. 3 a tratar de negocio de seu interesse ,
ou declare sua morada.
tsar Precisa-ae alugar um andar de um
caza que seja no Recite, em qualquer das
seguintes ras ; da Cruz Cadeia Ou Vi-
gario ; que tenha commodos para familia ,
que naa exceda o seu aluguel de a5o 3ao
mil rs. annuil ; quem a tirer para alugar
annuncie*
ur As pessoas que mandarao concertar
chpeos de sal de houoem e de Senhora d
armaedes na ra da Ordena 3. de S. Fran-
cisco casa iN.?45j e n o anuo de 1839, e
no presente de i8tt } e tendo se passada a
prolougaJo tempo os na tem mandado bus-
car por este se faz sciente as ditas pessoas qua
se dentro do praso da 8 dias os u3a manda-
rem buscar perderlo toda o direito que ti-
uho em ditos chapeos de sol, e sero ven-
didos para ser pgo do concert ficando o
concertador por este annuucia isenta da sua
responsabalidade. Na mesmi casi se acha
para vender duis arrobas da varas de baleias
uzadas con seus garfas para chapeas de sal.
tsr Permuta-se un: bam sitia distante urai
quarto de legoa desta Cidade da Recife si-
tuado em muito baa estrada cultivada, com
urna grande e nava casa, con as melborea
cammodiJides passiveis, e capacidade da ac-;
camodar duas grandes familias s com a
vista o pretndante poJer tasar idsi* da el-
legaacia e commoiJades da casa e capsei-
dade do sitio muito bem plantado ca mir
voredas bacantes e trra propria por casa,
ou gasas terreas no Recife : quera pretender
eifectuar este negacio dirija-se i ra dj
Crea jo D. 11 que achara cora quem tratar.
tsr No Escriptorio da Maaoel Jaa^uira
Ramos e Silva, acha-sa ama carta e urna
encommenda viola da Cidade da Parto,
para o Snr. Antonia Pereira da Miranda ,
morador no engeo.uo Monteiro.
or Alugao-se dais pretos serradores,
sendo par nrrarit que o dao se respan-
aabeze pelo aluguel qua se tratar : aomieie.
tsr fc.m uraa noit.' do mez passada cabio
ou tirarao da cima de uraa porta urna bau-
deira de taboinbas: raja-se a quem a ti-
ver achado a entregar na ra No/a U. lo ,
que reoeber o valar islla.
tsr Um erapregado pobre di mesa do
cjusuiado, no da 3 do corrente perdeo oa
Itie liraroda algibeira da casaca io.000 em-
brulbadoscm una recibo senda urna sadu-.
la de oraoo e a de 5,000 senda as queira'
restituir entreguen aa Gurjao qU8fecoa-;
pensar com to,oo, __,


4
D I A R I O DE
PERNAMBDCO
Alaga -se um sitio abeira dorio, do 8 a ao annos, um bonito molato de idade de
Jugar da Capunga com casa de vivenda pa- 18 annos de boa conduela j na ra ds agoas
ra grande familia ; quem o pretender dirija- verds D. 38.
se tu* da cacimba a fallar com CaeUfto d< jar Ou arrenda-se uta sitio no arraial!,
Silva Afevedo.
cr-
Traspssss se as chaves de um gran- direito be o segando, tem trras bastantes
dearmezem todo ladrillado de canlaria, pro
ilio para qualquer estabelecimento por ser
colocado em boa ra de negacio para ver
na ra estrella do Rozario D. di, e para tra-
tar na ra da Florentina com J. Bttranger*
%jsr Precisa-se alugar urna esa na ra da
Gloria atbe o Aloudego que lenha sabida
para o rio ; na ra da Cruc armazem n. 4*-
^33T Perdeo-se na noute do figo de N. 5;
do Terco um aiinete de peito cum um dia-
mante pequeuo com urna rozeiiuha em ci-
a de duas ollias formando urna flor es-
maltado de azul, desde a boa vista at o urial
das 5 pontas, quem o tiver acbado leve a ra
da Conceico da boa vista loja da funileiro,
que ser gratificado.
tsr Quem quiser arrematar urna boa casa
de a andares sita na ra estreita do Rozario ,
compareca na praca do Sr. Peixuto de Brito ,
bojeas 4 boras da tarde, que be a ultima
praca para pcgatrento dos ciedores do uado
Padre Aguiar
Avisos Martimos.
na estrada que entra para o catnca do lado
PARA BAHA seguir ate o dia i5 do
corrate ou antes sendo possivel o novo e
velleiro Brigue Feliz Destino ; quem quiser
cirregar cu ir de passagem para o que tem
os melhores com modos pode entender-se
com os consignatarios Amorim Irmo na ra
da cadeia D. a i.
jfcPARA S. MATHEUS com escala pela
Babia recebendo carga para ambos os por-
tos o Balbabote Nacional Olinda Mostr Jos
Gonsalves 5imaz sabe impreterivelmente
no dia 5 do correte e recebe carga no mes-
nao dia ateas io boras ; trata-se com AJano-
el Joaquim Pedro da Costa;
PAKAOARACATY sabe at o dia i5
do correte o Hiate Nacional Flor de Laran-
geira forrado de cobre e de primeira mar-
cha tem parte da carga prompta ; quem
quiser carregar ou ir de passagem para o que
tem bous com modos, dirija* se a ra da ca-
deia loja de fazendas n. 57.
PARA TR1ESTRE o muito veUeiro l'.ri-
pue Austiisco TJladislao forrado e encavilha-
uude cobre;quem quiser canegar dirija-te aos
seus consigolarios Me. Calmout & Compa-
tobia.
PARAOMARANHAO' segu viagem o
Bergantim Mrquez de l'otubil Capilo
Fernando Jos de Almeida ; quem quiser
carregrou ir de passagem dinja-se a stu cores a 26 o, e 34 00 guarnecidas da cor-
para plantar tauto de iuvernocomo de veri a .
e comboaagoa; a tratar na ra da Gloria
D. 34 ao pe do convento.
%W Presuntos inglezes para fiambre tRtoa
de Vestfalior queijos londrinos carne de
fumo de Hamburgo salamo latas da sal
mas carnes e soupas preparadas vinri > de
sberry Porto e madeira engarrafada de su-
perior qualidade genebra de Holanda em
frasqueires e garrafoens licores de dille-
rentes qualidades cbampagohe superior de
comet, xaropes proprios para limonadas,
cha de diflerentes qualidades serveja branca
e prela em barris e a retalho vinho de cla-
ret em caixas de duzia currents proprios pa-
ra podios tintas de todas as cores em latas
e barris olio de linhaca carros de mo
para conduzir entulho, barris de carne de
vatca e porco salgado ; no armazem de
Dcwdey Roymond & Prytz, na ra da
alfandega velha n. 3,
SST Farello o mais fresco possivel para ca-
vallos a iooo o saco tornando 100 reis pela
volta do saco e a hem condecida farioba de
trigo das -nareas XXXF e XXX, a melhor
e mais nova que ha em Perna'mbuco ; na fa-
brica de farioba no atierro da boa vista.
SS9" bizas prelas do superior qualidade ,
as grandes a 400 rs. e rceies a aoo rs. ; na
ra direila na venda que fui do fallecido Jos
da Penba.
tsr* Dous pretos mogos mu reforjados e
trabalhadores de encbada e de todo o sen ico,
sendo um perfeilo carreiro, um preta de ida-
de de 2o annos engoaamadeira coziubeira,
e cose cbi urna dita moca de todo o serviro
e be quitandeira urna dita corinheira e bo-
ceteira umpardinhode idade de 18 annos,
official da pedreiro e proprio para pagem ;
na ra do fjgo ao pe' a5.
tsr Urna escrava de bonita figura cozi-
nba engomma bem, e he boa doceira na
ra do Raugel D. 7.
csr Dous roolatos de idade de ao annos
para alem do BUpedo de Pernambuco ; de
fronte da Madre de Dos a fallar cum Cus-
todio Luiz Res.
tsr Azeilede carra pato a onze patacas em
retalbo ea 3aoo a caada areite doce de
Lisboa a 5'o a garrafa vinagre a 120 dita j
na ra de 5 Thereza venda D. ti,
tsr Urna esciava de naci para todo o
sci vi. o ; na ra do Livraroenta D. 5.
m SST Casacas de superior panno pretor e de
para o cavallo par preco commodo 5 no
munl i novo D. 9.
SST Travs de camassari de ca runcho de
36 palmos de compridj e 1 palmo e torno
de grosso ; na ra nova loja de ferragem
D. 10.
tsr Um ptima pianito io;lez de ptimas
vares de um fabricante muito conhecido ,
doqual existem o* mc'liares instrumentos na
praga ; na rua di Cruz O. i.
tsr Urna casa no Poco da panela, em bom
lujar e parto do rio e un terreno muito
em cinta n3 lugar da capunga a tratar na
rua do Colegio D 8.
car* Barricas de farioba de nsilha vinda da
America muito propria para fazer pa e
engordar cavados a 6100 a barrica ; no ar-
mazem de Joaquina Gonsalves Vieira Gal-
maraes def ronle do arco da Conceico.
tST" Utna negra rrsoula de idade de aa
annos de bonita figura e um moleqae de
idade de 10 annos 3 na rua do Qaeimado De-
cima 9.
l~3- Um sitio na passagem da Magdalena
com boa casa de obradj com grande es-
tribarla coxeira um terreno que vai para
o rio e urna oUria com cem palmos de fren-
te e iooo e tantos de fundo que vai para o rio,
con barro dentro da naesma para lijlos e le-
das ; e lguns terrenos a palmos para se edi-
car casas ; e tambem se alugo casas para se
passar a festa com amitos bous commodo},
abeira do rio e com ban'ieiro no sitio oaju-
vtro; a tratar com Francisco Ribeiro de Brito
tsr Urna vacca de leite parida a i dias ,
e um escravo creoulo bem a pessoado de
idade de 19 annos; no sitio do r. Jaco-
bino no lugar da Capunga.
tr Para fora da provincia urna escrava
boa cozinheira engomma cose para pretos;
e duas crias urna de idade de 4 anuo, e ou
tra de anuoe meia j na praca da boa vista
D. 4
ts#- Vinho do Porto engirrafado de su-
perior qualidide e panno de liabo em pe-
cas ; na rua do Vigirio n. 14.
sar Um negro muito robusto trahalha-
dor de encbada e ptimo para socar assucar ;
na rua Augr.ita confronte a ultima casa do
>r. Jos alaria.
fcsr (i sacas de gomma mui alva de primei-
ra qualiiaie prapria p-.ra eiigumnar a ooo
a saca e 2o s.cos vusios ; na rua do Quei-
madu loja de ferra/;ens 5.
tsr Urna preta de naci, anda moca ,
coznba 1
da-f 1
n ef
Consignatario Manoel Joaquim Ramos e Silva
jLeii o
1
"^- tsr Que fazem James Crablree & Cota-
panbia por iolevenci do Corretor livei-
ra de grande porco de algodioziobo ava-
riados e de grande sortimento de fazendas 111-
glezas consisndo em soLerbos pannos prelos,
aaues e decores ricas lanzinbas estampa-
das para coleles chales eslampadas de vi-
vissima cor encarnada chitas de cores xjs
cassinetas de cores para calcas, platilhas de
algodo finas e &c. Quarts feira 10 do cor-
lente as toboras da monb impieierivelmen
te no seu armazem da rua da Cruz.
do obra mui bem feita jaqueta da dito a
i.-joco, calcas de dito a n ojo, e fazem-se
casacas guarnetiJas de cordo a i2,ooo com
toda brevidade ; no Herr da boa vista 1 >ja
de alfaiate de Manoel Joaanim Venancio ,
D. 17.
S3T Um boi manco de carrosa e feito ao
pasto ; na rua nova armazem D. J {.
ts?" Urna negra de angola de idade de a5
fcnnos counha engoxma ecose com per- aobdra clupeosde meninos, pretos e b an-
, lava engomma, e he quitandeira:
nj rua do Nogueira D. 19.
lar Na armazem de James Crablree & C.
Lonas mnito superior cato, as ditas en-
corpadas e largas para sacos de assucar ta-
petes das melbores qualidades e bous p.dro-
en, atoalbadjsde liuho s>berbas toalbas
de dito adamascadjs para mesa de varios ta-
manhos brins da russi^ e pannos azues
ordinarios.
7*sr Na rua nava loja D. 6 lado do sul,
lindos chapeos para seubora da seda e de
veludo da todis s cores, ditos castores brau-
cose pretos para homem fitas e fli.es de
d.ssqua.ulades, sedas para cbapeos de
parte ; na rua da Florentina em casa de J;
Beranger.
sar 4 escravas mocas com boas babelida-3
des, duas dellas engammo bem^cosem e
cozinbio, urna dita por 32o,ooo ptima para
todo o servico de urna casa um preta maco
deba figura, um molaio de idade de 16 an-
nos bom para pagem um moleiue de ida-
de de 1 a annos ; na rua de agoas verdei casa
terrea D. 7.
tsr Urna escrava da naci angola de ida-
de de ao annos, cgzinba e engomma sofri-
velmente ; em fora de portas no meio da rua
casa de Francisco das Chigas da parte da
mar pequea.
tsr omma de ararula muito nova e da
boa qualidade em porco e a retalbo por
preco coiam.doj na rua di cadeia velba ven-
da D. 59.
t^> Um taboleiro de gamio con taba! is,
copse dadoa, sendo as labalas de miran ;
na rua do Livramento venti D. 2).
t> Um escravo dd angola ptimo cano*
eiro e trabalhador de pa nao bebe aga r-
dante, e nunca fuglooquese ala anca debai-
xode palavra e urna grande e bem cons-
truida canoa con pouco u o de carga da
mil lijlos de alvenaria a qual se acha 00
estaleiro do iVlunit defronte de S. Francisco ,
e l sedii com quem deve tratar d ambas
as couzas.
S3t7* Superior farinha dd Mag em sacas ,
na rua docabug loja de Autonio Roirijues
da Cruz.
S3S- Um cavallo castanlm, gordo, de bo-
nita figura ptimo cairegador ata meio ,
por preco muito commodo j na rua de agois
verdes sobrada 10,
car Urna molata de idade de 3o anno* ,
cose cha engom na com pereicio euienia
de fazer pndelo e algumas qualidades do
balinbos ; na praca da Indepeniencia uuaj.
ro 1 \.
m ..... ---- .
Escravos Futidos
Compras
Urna casa terrea na Cidade de Olinda,
i>endo as ras de S. Bento varadouro S.
Pedro Marlyr Malinas Ferreira Bom fim ,
4 cantos ou Amparo e que nao exceda de
00,000 ; a tratar com o distribuidor do dia-
110 em Olinda.
ssr Escravos de ambos es sexos, de ida-
de de la a ao annos j napra<,a da Indepen-
den oia D. 1
Vendas
~*~ E3T* Folbinbas para o annode 184 *a
prica da Independencia loja de Irnos Ni
7 e 38 } na rua do Cabug loja do Snr.
Rai.deira ; na rua da Cadeia do Recife loja
ce ltrragem D. 4i do Sar* Moraes ; e de-
ioiae da Alatiiz da Boavisla butica do Snr.
hJoieira.
,fcr Tres escravas de naci de idade de
10 18 annos com babeiidadas seudo du-
as.ecolhidas, orna dita por 3 Jo.coo lava,
'"'T1?? L e.corinhMro escravos de na-
V...dedadede4Ba3aannus,umd.,oueca
zki canoeiro, um pardo de boa conduela
ctiui carmceuo, dous osolUnhoi do idade de
feieio f..z doces rBn< assucar e he' re-
loiida, iom urna cria de idnde do 18 me-
zes ; na rua do r&bug loja de miudtzas jun-
to a Lolica,
Ssr Uma rcorada de casa lesrea na rua do
quiabo nos t{logados ; a tratar na rua do
Liviaiento casa onde mora o Mjor Jos
Corres.
tsr lira moleque com principio de redi-
nha que ja d duo por dia ladino, omito
sadio e sem vicios, na rua de agoas verdes
por cima do ass..u;ue D. 3.
>ty Um carro injjlez dos chamados Tivo-
lis', no atierro da boj vista na cusa do se-
geiro Emilio.
flK^ Urna piopiied.ded.1 casa sita ta rua
de Hoitas de un audar e solio cem 4 mei-
as agoas r.o quintal, lendo estas entradas pe-
la rua do calderciro por isso muito proprio
para se edificar urna propiicdade e com mui-
lo pouco custo levantar outro andar 5 a tra-
tar na rua do collegio D. ti.
VJT Urna canoa de carrea j ra rua do
Paluele a fallar com Uasoel Jos Gdlvo.
Ly" Adithtiioa viita um soOrado de um
andar e so'.o com bons cu&oJjs e sem
precisar de reparos por (ser ainda novo eJi-
ficado em chaos piopiijs e sito na rua do
Uviamento desta Cidade D, iti Udo da som-
bra ; os prelendeiilts dinjo-sa ao seo pro-
piielario no piiocipio da rua da liortas casi
terrea ), a das ti si as 10 horas da aran ha ,
e das 6 at 5 da laide.
tsr Dm fdrdameulo comp'elo para guarda
nacional de cavalitrij e lodos os prefuro-
eos luvasde pelica para homem ditas de
seda meis de seda de cores exj,uesilas pira
homem e senhora bonets da hltimo gosto
para homem meias de seda e de lan cuitis
para homem bolins gaspiados de lustro para
senhora ditjscom ponta de lustro pira ha-
fJ.eoa, chicotes ingleses para cvalo, e oulras
muilas fazendas ;o ultimo gosto.
^" Cs verdadeiros purgmtes de Le Roy;
rneias de a godo para meninos fsforos de
pentes liuhas de carritel, blancas e da to-
dos os miseros alg-dse aellas elsticas de
todas as grossuras jaa curar caanosidade e
dor de pedia, cartas francesas finas, ditas
poriuguezas bniuos pretos tinta encama-
da macass perola dito de olio brincos de
pedra brancas espoletas escovas de denles,
eoutras muitas miuJeziisd pie.o barato j ni
rua larga do Rotarlo loja de miudezis 7.
HW Dous diccionarios um de injles e por-
tnguez, oatro desle a inglez ( assim como
urna morada de casa de um audar co u mui-
tos boiiscommoJos na ru3 de 5. ento ao
volUrpara a do aijube ; n tratar na roa di
Crui no segundo audar di casa por cima d'
loja de lumleiro doSr. Mes juila.
i_r Dina grande por.ao de hicos largoi e
oslieilos ; },* rua do LivraoieMo loja nova
que Iz fente para a roa do ti ngel a.
jpr Cadeiras a'mencanas con asento de
pali.iuba ditas cjj assento de pao, camas
de vento de ainarel-j inuuo bem fcilas a 45oo,
Jilas ce pinho a 35oo, e piobo da Saeta
com j polejadas de grossura, e dito serra-
do ludo mais eui couu do que em oulra
No dia 18 do p. p. ugio do segunda
sitio ao peda ponte qua entra para a estra-
da novada Capunga o pelo Bariliolomeo, da
estatura regular, secco rosto descarnada,
retinto da cor, e feio olhos encirnigadas ,
parece ser velho representa ter 5o anuo, de
idade tea alguns cabalo! brancas ni caus-
ea e os da barba pretoi, he bem fallante, e
gagueiji alguma cauta em se Ihe exigindo
resposta tem ni canela da perna direiti umi
chaga e pjr so esta parta he mais g^osia da
que a outra leu alguns dedos da ambos os
ps um pauca comidos pa ceceado queimJu
de soite que visivamente se divulg 1 esse def-
leito, qududo anda ha um tanto apra>sidi,
e eslonliado levou calcas de riscada azul e
camisa de algidioiinbo e outra de hseta por
cimaj quemo pegar leve ao do siiii qnj
ser graliicadj.
sar En Junbode 18J9 fugio desti Ciii -
de um preio creoulo de tumo Baalo gros-
so do corpa zarabio co.n panos no rosto ,
natural do iracaty o qual veio do C^ar ui
Sumaca Euaili-, aem Hijo pjr Miooel Cie-
no de Gouvei a casa d viuva Costa & Fi-
hos e foi .por esles vendida em aS de Al ij
1 e
do soaredito anuo a Joi klartios Farreia ,
residente e.u Macau Ja Assu que a o entre-
garna ruada Cadi do Recifa n. n tase-
er 5o,ooo de gratificado.
?ltlVliilciltii l4l>
iJili'C
NAVIO ENTRADO NO DIA 4
Celte, 6a dias Biigu3 Francs Le Bjm Pera
de 146 tonel. Capitio VI. Crozit e 9 carga vioho :aiN.O. ieber Ci C
Ardcaiy ; aodias. Sanaca Brasilgira Cra-
ceiaao Flor do !\lar da 77 lonei., Cap. An-
tonij Jos Vian'na equi;>. o carga sil ,
e couros ; a Antonio tioirigues Lima.
Rio Grande do No-te j 7 diis (Ju'.er da
Guerra llrasileiro Esperanzada Uebsrib;,
Commandante o 1. = relenle Jjj Baptis-
la de.iveira Guimares traz 11 reclu-
tas un cadete e un soldado.
Montevideo com escala pelo Rio da Janeiro;
indias Patacho rasileiro Somir da 121
tonel. Cap. Jos Ufara Samar, eiuia 10,
a Joiquim Baplista Morcira,
SAIIIDOS JNO DIA 5t
Em Co nrnittoj Patacho Brasilero di Guer-
ra Paiagjuii, Coaminlanta o i.a T-
ente Autonio X de N, Tarrezo.
T
REGIFE NA ni\sfa. tf, JF.-j^e


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID E95SUODY7_LYNGSQ INGEST_TIME 2013-04-13T01:37:35Z PACKAGE AA00011611_04343
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES