<%BANNER%>
Diario de Pernambuco
ALL ISSUES CITATION
Full Citation
STANDARD VIEW MARC VIEW
Permanent Link: http://ufdc.ufl.edu/AA00011611/04329
 Material Information
Title: Diario de Pernambuco
Physical Description: Newspaper
Language: Portuguese
Publication Date: Tuesday, October 19, 1841
 Subjects
Genre: newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage: Brazil -- Pernambuco -- Recife
 Notes
Abstract: The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding: Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation: Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities: Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.
 Record Information
Source Institution: University of Florida
Holding Location: UF Latin American Collections
Rights Management: Applicable rights reserved.
Resource Identifier: aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID: AA00011611:04329

Full Text
-
A nno de 184 . TatfgA Feir\
------ ______Li

I
Tudo agora dependa da nos natsraoi; da nona prudsncit, modera-
cao, toaran : continuemos como principiamos, a taramos apontadoi
coa admiraeo entra ai INieas mais eultis.
Prodamaeio da \sscmblsa Garal do Braiill
ii |>|
Snhserava-sa para cata folba a 3fooo por raartel pagos adiantadot
ocsta Typografia ruadasCrases D. 3, a na Praca da Independen-
cia, n. $7 e 38, onde se rceebcm correspondencias lagalisadaa a an-
nuneios, fnsirindo-se estes gratis ; leado do proprios assignantat, a
rindo asignado*.
PARTIDAS DOS CRREIOS TERRESTRES!
Cidade da Parahiba a Villas de suapreteneo | ." I 3 S 9
Dita, do Rio Grande do Norte, a Villas dem. ...
Dita da Fortaleza a Villas Idea .....5.
Cidade dt Goianna ....-.' 3 *" ''' /
Cidade de Olind.......S " S 3 : .....' a 1 i i Todos os dlasl
Villa dcS. Anto . ..........' .' : Quintas fairas;
DiU deGaranbans a Povoacio do Bonito .......... lo, a* ae cada mes
Ditas do Cabo, Serinbaem, Rio Foroaoxo, c Porto Calvo, i, n, ai dito dito
Cidade das Alaeoas, a de Macci .. 4 ;.; . .dem >
Villa da Paja de Floras........i i .i i i 4 i laem 13, dito dte
Todos os Correios partan ao meio dia.
19 Dtt Optbrq. Npm. 223.
CAMBIOS. Outdbro 17,
Londres.:;:.V.' ap ip d. por ifoooced.
Lisboa......o a 85 por o|o premio por metal offereridoi?
Franca......S10 res por franco. Comp. Venda.
OUHO Mocda de 6/4oo rais, velbas U5so lS|7oo
Dilas -. "?* 4(4oo UftM>
Dius dcooorc, #io
PR ATA Pataees Hrasileiros -
Peros Coluranarios ----- -
Ditos Mexicanos -------
i, Miu.'a. ---.----'
Disc. da bilb. da Alfandega r 118 por loo ao mes.
ll5 *
Momia de cobre 3 por 100 de dise.jj

8J100 -
1/620
1/610 -
1/600 -
1J420 -
8/5)0
1640
1J6/10
1/620
i#4Ao
1 ojo
i|4
Se*. Se*tai;aitall
PHASES DA LA WO MEZ DBOOTUB;
Quart. ming. a 7-as 6 b. t 4*9 m. da tard.
La Nova a i4 as 1 b. e 6 ni. da lard.
Quart. rese, a 2? 1 as 6 h. c 5o m. da man;
La Caea a 3o-as 3 b. a 35 na. da man.
Mar* theia para o dia de 19 Oulubro,
As 8 boras e 3o minutos da tarde.
As 8 horas e 54 minutos da manh.
DAS DA SEMANA;
18 Segunda S. Leas Evar-g. Audiencia do Jais de JDiroito da 1
rara.
lg Terca S. Pedro d'Alcantara. Relaco e aud. do Juis de Drcitojda
I, vara.
ao Qnarta 8. fofo Caucio. Aud. do Jnis da D. da 3. vara?
ai Quinta S. Cecilia V. M. Audicucia da Juis da Direiio da tf
vara.
21 Sexta S. liara Salome. Audiencia do Juis da D. da i\ v;
2'5 Sabbado Riroio B. -Relatas, e audiencia do Juta de D. da 3.'
vara.
24 Domingo S. Evaristo B. M.
PERNAMBUCO.
GOVERNO DA PROVINCIA.
Expediente do dia ii do corrente.
Officio Ao Exm. presidente da provin-
cia do Para acusando a recepeo da seu offi-
cio de 3o de ulbo ultimo, queacompanhou
dous exem piares da collecco dos actos legis-
lativos da assemblea dsquella provincia.
Dito Ao Exm. presi lente da provincia do
Piauliy, aecusando a recepgo do seu officio de
7 de Julho ultimo acompanbado do cxemplar
da falla com queabriu a sessao da assemblea
legislativa daquella provincia, no dia 6 do
referido mes.
Dito Ao commandante das armas para
mandar receber do rapito do patx) Fran-
celina 5o pracas que condnsio da provin-
cia do Maranho, e Ibes d o competente
destino.
Dito Ao mesmo enviando-lbe a guia
das praqas de Capadores vindas do Cear ,
com pa sagena para o exereito em opperaces
no Rio Grande do Sul, a fim de que Ihe d o
conveniente destino.
Dito Ao inspector da thssouraria de fa-
enda, ordenando-lhe que mande pagir a
Jos da Silva Neves Capito e dono do pata-
so Francelina a quantia de tres contos de
reis porque foi justo o transporte das pregas
de primeira linna que condusio da provin-
cia do Maranho logo que mostr haver
cumprido as condiccjes do contracto de frea-
ment,
Dilo Ao inspector da Alfandega .acen-
sando a recepeo do seo officio desta dada e
agradescendo-lbe a ollera que fes dos map-
pas de Ldas as txercadoriss despachadas na
sesma alfandega para consumo baldea-
cao e reexporlaco noanno financeiro Godo;
corgralulando-se presidencia com o mesmo
Inspector pelo progressivo augmento do com-
xnercio e bom estado da mesma alfendega
tanto mais por ser islo devido em grande
fiarte ao xelo que tem desenvolvido o referido
inspector a bem dos interesses da fosenda, e
a intelligencia e aclividade com que desem-
penhar as funcedes de lo importante lugar.
Dito A cmara municipal do Recife, re-
mettendo*lhe urna representa$ao do respecti-
vo pro-presidente Jos de Barros Falcfo,
queixando-se da deliberaco que tomou a
sxesma cmara era sesso de 11 do corrente
e demitir a varios empregados a fim de
que infoime circucslenciadao.ente a tal res-
peilo.
Dito Ao pro-presidente da cmara mu-
nicipal do Recife, communicando-lhe o con-
teudo no precedente officio.
Lito Aos agentes da companbia dos pa-
quetes de vapor para ordenaren) ao com
mandante da barca de vapor ebegada du Nor-
te que no dia de sua sabida para os portos
do Sul se dirija a tberourana de fazenda
para receber a quantia de cincoente ceios de
reis em notas que tem de ser remettida ao
tbesouro publico nacional.
Dilo Ao mesmo respondendo-lhe que
podern faser seguir barca Uaianna para
os portos do Sai depois de completadas as 48,
boras na forma do reguUmento.
J orlara Ao inspector do arsenal de ma-
que recebeo para tal condueco e os ganeroi
que sobra rao.
Dila Ao mesmo para remetter a forta-
lesa do Bruro, os nove recrutas de marinhi,
viudos do Cear no Patato Francelina -
suprindo-os daa races precisas al que
posso seguir para a corte.
dem do dia 14.
Officio Ao Exm. presidente do Maranho
communicando-lhe em resposta ao seo officia
de 16 de agosto ultimo que a bordo do pa-
tacho Francelina ebegaria 15o pracas
cotnmandadas pel alferes Joao Marinho Ca-
valcante de Albuquerque, as quaes forj re-
colbidas ao deposito e que foi expedida or-
dem ao inspector da thesouraria para pagar
ao dono e capito do dito patacho a importan-
cia do fretaruento, assim como ao inspector
do arseual de marinba para exigir os man
timentos que sobraro e os objectos que se
Ihe fornecero para o transporte das ditas
pracas.
Dito Ao mesmo, aecusando a recepgSo do
seo officio de ao de agosto ulliam que acom
panbou as guias dss pracas vindas no pata-
to Francelina.
Dito-Ao Exm. presidente do Cear res-
dondendo -Ihe, que foi aqui entregue a re.-
laeao das pracas, que remetleo abordo do pa-
taxo Francelina as qoaei foro remanidas ao
deposito.
Dilo Ao mesmo partecipando-lhe qus
foro a quvrecebidos os 11 ve recrutas de mi-
rinba de que trata o sej officia de aode se-
tembro ultimo os quaes seguiro para a
corte na primeira orcasio oportuna.
Dito Ao Exm. Vice-presjdente do Rio
Grande do Norte, communicanio-lhe em J
resposta ao seo officio de 8 d-i corrente que
o cter Esperanca de Beberib; seguir
com a possivel brevidide para aquella provin-
cia a fim de condusir os recrutas que se a-
cho promptos.
Dilo-Aocommand das a roas, intelligen-
ciando-o deque o Alteres JjIo Marinho
Cavalcante de Albuquerque e o cirurgio mor
Jos Antonio Teixeira Piulo, devero regres-
aar com a possivel brevidade para oVlarauho
conforme re^uesita o Exm. presidente respec-
tivo.
Dito Ao inspector da thesouraria da f.
senda, tran3mittiudo-lhe para seo conheci-
mento e tx^cu.o as ordeus do tribunal do
tbesouro publico nacional aob os nmeros 2j
e o*.
Dito Ao inspector da thesouraria das
rendas prwvin iaes. ordenando-lhe em con-
seqoencia de requisico do Bxm. btspo dio-
cesano que mande pagar metade da congra
do parodio da freguesia d'Agoa Preta ao
sacerdote que fiser suas veses e apresentar
certificado do mesmo Exm. prelado de 1er
cumprido com os seos deveres.
Jjito-Ao Exm. bispo diocesana com-
municando-lhe a expedieco da orden su-
pra.
Dito- Ao director interino do cuxso juri-
dico respondendo-lhe qne nao cabendo as
attriboicdes da presidencia dispensar dj ser-
vico do juiy para qua foi sorteadj o official
da socretaria do mesmo curso Joie Miguel de
Sousa Magalhfies, deve o mesmo director di-
rigir-se ao repeclivo tribunal para dispen*
sal o de servir na prxima factura sesso, at-
ientas a rasoes que expende.
Portara Ao inspe.tor do arsenal de ma-
mo arsenal o resto da ambulancia qua acom-
panbou a tropa cbegtda do Maranho no pa
tach > Francelina.
Dita Ao mesmo, para faser apromptar
com a possivel brevidado o cter Esperan-
ca de Beben be a fim de seguir para o Rio
Grande do Norte condusir recrutas.
Dita Ao commandante geral do corpo de
polica para por o cabo Francisco de Paula
e Silva a disposico do administrador fiscal
das obras publicas, a fim de vigUr aossenten-
tenciados empregados nos trabalhos pblicos
em o caes do Collegio:
Officio Ao administrador ical das obras
publicas, communicando.lhe a expedieco da
ordem supra.
dem do dia i5<
Officio- Ao Exm. Presidente da provincia
do Maranho signi6cindo-lhe em resposta ao
seo offi :io de 20 de Agosto ultimo que vol-
tar para aquella provincia na primeira oc-
casiSo opportuna o alferes Joo Marinho
Cavalcantede Albuquerque e o cirurgio mor
Jos Antonia Teixeira Pinto.
Dito Ao inspector geral das obras publi-
cas ordenando-lhe a vista do que infor-
ma em eo officio de 9 do corrente que orga-
nise o orcamento dos tres arcos que devem
substituir as pequeas pontes, que existe tn
na estrada do Pao seco a fim de sere.n tol-
los por arremataco.
Dito Ao mesmo significando-Ihe que
constando achar-se o caes do Collegio arrui-
nado em algumas pirtes Ihe ordena que pas-
se a examinal-o e miude fiser o concert que
for preciso, communicaodo logj o resultado
do exame.
Dito Ao inspector do arsenal de marinha,
enviando-lhe a relaco dos gneros que forio
fornecidos na provincia do Cear ao patacho
- Franeclina a fim de que exija do capito e
dono dj mesmo patacho o que par ventura
tiver sobrado,
Dito Ao mesmo para ordenar ao o nm n-
uanle do patacho Pirapama que tng da
ilha de Fernn b a porco de p3dra da calcar
que poder carregar assim como a cal e
ludo mais que Ihe tor remeitiJo palo comman-
dante da ditaLha.
Dito- Ao director interino do arsenal de
guerra, approvando a moluco qua toaaou
de remetter ao prefeito da cammarca o car-
pinleiro Ignacio de Freitas Mello com a
parte circunstanciada do desacato por elle
eommeltido oontra o ajudante interino do
mesmo arsenal a fim de proceder-se con-
tra elle na forma di lei.
Dito Ao commandante da Ilha de Fer-
nsndo orden '.odo-liie que remella para esta
cidade a porcao de pedra de calcar que o
patacho Pirapama poder carregar assim
como a cal que esliver prompta e nao for
all necessaria.
Sortaria Ao commandante da compinbu
de operarios ordenanda-lhe que laca por
a disposi-.odo oulor Jos Jotquioa da Mo-
raes Sarment ,-um doi operarios carpina ,
para faser as estantes precisas para colloc icio
dos abjeclos desliuado a aula de C ti i mica-e
Piusica.
Oficio- AoDoulorJ. J. deMoraesS>>-
ment communicanJo-lhe a expedici.j da
ordem su/jra.
dem do dia 16.
Officio Ao commandante da* urmts pa-
ra eommunicar ao conmandantc da fortaleza
all existentes vio ser passadoi para borda d*
escuna Primeiro da Abril.
Dilo Ao inspector da theseuraaia das ran-
das proviini ips enviindo-lhe un offiiodi
engenheiro Wauthier acerca daa duis bouiSas
de Arcbimedes chegada de Landres, decla-
rando que nao esto conformes a nota par
elle dada para se fuer a encommandi a lin
de que informe a tal respeito*
Portara Ao commandante geral dioor-
po de polica para por a dispasi;o do coaa-
mandaule das armas urna escolta para acom-
paobar os recrutas que acabiode chagn-d
Parahiba na escuoa Primeiro de Abl e
que tem deserem p&ssados para o deposito.
Dita Ao inspector do arsenal de msrinba,
rodenando-lhe que faca passar para borda
d escuna Primeiro de Abril -os 9 recru-
tas de marinha viodos do Cear que se a-;
chao na fortaleza do Brum t dapois que tive-
remdesembircado os recrutas para oexercho
vindos da Parahiba na dita escuna.
Dita- Ao commandante da escuna- Pri-
meiro de AbtiV para recebar a bordo d*
mesma os nove recrutas de marinha ota que
trata a precdante portara*.
Dita Ao mesmo para entregar a diipo-
sico do commandante das armas os 4o recru<
tas para o exereito que conduzio da provin-
cia da Parahiba.
rinha, orden nJo-Ihe que exija do capi-
to e dono do pataxo Fracelina que condusio
aai5o pracas do Maranho, 2, objeelos, liaba para fasw teceber e molher aomes-[do Btu que os nove recrutas de manaba
THEZORARIA DA FAZEADAJ
Expedienta do dia 11 do cor renta.'
Officio Ao inspector das obras publica
com o requerimento de M-noel Jos Ghallaca
pedindo por iforamento o terreno dd miri-
nha contiguo aos fundos da casa, que pji-
sue na ra do Apollo da Bairro do Recife j
a fim de se digoar em vista do deipieho do
Exm, presidente di proviucia da 8 do corren-
temes, mandar proceder a competente da-
marcicao e avalin do masini terreno,
marcando o praxo deutro do quil o masma su
obrigue a alterrar a ra e a faser o caes p 0-
jt-cudo da poale d? recife para a praya do
U un.
Dilo- Ao administrador da mesa do cn-
sul ido aecusando a entrega dos quitara li-
vros de receita da masmimaii, reastiilj*
com o seu offi.'io da mesmi dita,
Idam do da 12.
Oficio Ao Ex n. presideute d.j tribur'
dothesouro publico nacional p'jriicip' *"
remessa pela barca da vapor B.ahiina .',1* *
be conmandante Jos Mari* Falc* '"Jl"
lata de folba dentro de fcum r *J "
com as arnas oacioiu-js r a"0,e u .r^
5o ooo de reis da4reni. .arm.a ?u,olw da
g.te do papel per.,ac9r *WUcii" '>'
Ls d,v/rJs nSt.s Z> 'Z V1".^ "*. *
. iistaot sdarelaca me u-
sa .0 mesmo 0fir, acoalp>nb,dil d/hunM ^
do cohe.,,men.- ,M b d|9 n
dante sen^ todaj g0|peiadl, e marCldi|
"^^'mbodeinuril.s.di.
Uito '. 0 mesoio tjti, PresiJsata cota
os bal^ngog da receiu f e despesa geral desta
Pr(>Vincia do mes de Sle.nbro prximo fi tio
9 o* da receita e despesa das rends apptica-
dasaoresgatedo papal e do reniimiato da
i por cenlo de rmateaig-m, do mesno mea.
Dito-Ao Exm. Pcesidente da provincia
rogando Ihe para se dtgnar expedir ss suas
ordens ao commandante da barc \le vapor
chegada da norte para no dia da ua sabida
para o sul receber da therouraria iiuocai-
xote com a quantia dt so.oaoU de reii m oj-
ILEGIVEL



b i A RI O DE PERNAMBCO
m
*
EWJHl
\
la inuiilisadss t que tem de str remetido 10
tl.fsouro publico nacional;
Dito- Ao mesmo Exm. Presidente infer-
nando aobre o oficio do prefeilo da commar-
cn do Benito rom a conla dos prets de 5o pra-
cbs, que eativeio em servieo na poroaclo do
Bonito*
Dito Ao Vicente Ferreira Gome* con-
trattdor da cepatsa d'alfanrfega paiikipan-
do-lbe para sua inielliemria a ccrorouni-
cajao feila pelo Exm. P.esidente da provin-
ra tro officio de 98 de Selembro ultimo de
ter sido approvado pelo tribunal do thesouro
bublico nacional o contrario d'arremataco da
capataaia d'alfandega na forma do termo la-
-rrado em a8 de Junho p. i>. por ser confor-
vt s disposices de direito e a convenien-
cia da -fasenda j sendo iudeferido o seu re
querimtnlo.
Mam do da i3.
Officio Ao Exro. Presidente do tribunal
do ibesouro publico nacional participando ,
que posto j se tenba dispendido pela thesou-
raria coro o corte e conduccio do Pao
Brasil a quanlia de 4o:oooU de rea marcada
lia distribuioio do crdito do ministerio da
fateuda para o torrente anno fioanceiro, como
continu a apparecer todos os dias grande nu-
mero de conductores do dito Pao ; foi loma-
da a dfciiberaco para evitar que estea se
-appliqueoa ouiro servieo ou deem ao pao
que te acba cortado destino diflerente de
mandar continuar esta despesa al a deciso
deS. Ex
Officio Ao Exm. Presidente da provin-
cia ioforaando o seques imento de Francisco
Jos dos Sanos.
Portara Mandando abonar ao tbesourei-
ro da fasenda no livro caixa dos rendimentos
-applicados ao resgate do papal do exercicio
iudo a qusnlia de 5o:oooU de reis qua em
notas inutilidades recebeu Jos Mana l'alco ,
commandante da barca de vapor Bahiana
para entregar no Rio de Janeiro ao tbesou-
1 o publico nacional*
dem do da 14.
Officio Ao provedor da saude signifi-
cando-Ibe em sesposla ao seu officio e \l\
do torrente em que pedio os esclarecimen-
toa sobrea rnaneira por que se dte proceder
na falta, ou impedimento do profeasor en-
cairegado de assislir as vesiias das embarca-
teles que pareca de\erm ser ellea dados
pela cmara municipal a quem compele a
nomeaco de taes embregados.
isso o rnesso Exm. Sr. ordena que os donos
dos ditos objectos os faci, quinto antes re-
mover daquelle lugar eropreterivelmer.te a-
tbu o dia a5 do corrente rrez de Outubro ;
ob pena de erem removidos pela dita A. F
a custa de seus donos e para que ninguem
secbnme a ignorancia se fas este avizo .
manv.ndo-e o dito praio. A. F. das O
Puiilicas 13 de Outubro de i84i.
Amaro Francisco de Moura ,
Administrador1 fiscal.
CORREIO;
O ttpor farsese recebe as mallas para o*
[( 1 tos do nene ( bija 19 ) as a horas e a eia
da tarde*
rREFRITO RA.
No da 16 do corrente, nao crcoreo nr.vida-
dealguma.
Parte do dia 17 do correte.
Illm. e Exm. Snr. Partecipo a V. Ex.
que n ncite do dia if do corrente lorio pre-
sos pt la guarda da passagem da Magdalena,
Manoel da Molla Ribeiro e Maria Ztferina
viudos do Brejo de A rea provincia da Para-
ba do Norfe, por denuncia de eondusirem
consigo seia esc ra vos furtados os quaes rom
efieito Ihes fero encontrados, e aprehendidos
pela mesma guarda ; lorio mol idos cideia
para passarem a disposico da jnstica, fisto
ter se proeididoa termo de adiada.
E' o que consta das partes boje recebidas
nesta secretaria.
Parte do dia 18.
Illm. e Exm. Snr. Das partes boje rece-
bidas consta someuteque boulem a noite lora
preso pela pairulba do Collegio o preto de
rime Mantel escravo deAgcstinbo Biserra
da Silva Cavalcante por es a-fgido, cujo
preto foi encontrado encorrenlado e com u-
ma fouce foi remeiiido para a Oadeia.
Corle qurer na provincias do Sut j o qu
nao s be afirmado pelo coi' mandante do va-
por como por u'i a carta que pessoa bem
infe rroada dirigi a um seu amigo nesta.
A mesma carta noticia ter j sido sanciona-
da a lei que confere S. M. o Imperador a
nen eco des vice-presidentes de provincia ;
ero ilude ds qual forioeleilos para a vice-
presidencia dcsta os Exros. Snrs Conselbeiro
Honorato Joie de Pairos l'aim Baro dos
Fiaes e Bario da Cajaiba.
Dit-se tambero que a assembla bavia sido
novsmente jrcrogada al 7 de Novembro
prximo.
. Apparecem aclualmenle ero circulacio e
im grdr.de r.umero moedas de 4|ooo reisem
ouro, luisas; sendo apenas de ouro a casqui-
iiha exterior e o mais de cobre. Pelo se i
peso que excede ulgnma cousa ao das ver-
daderas assim como pelo teir, fcil he
ron be cor-fe a ialsidede. Este pequeo avi-
so bastar a acautelar o publico para que
nao seja de surpresa Iludido por mais esta
nova industria.
A crvela ing. Rose,enlradaboje( 11 d'8br.)
de cruza r, nio t< m deixado segundo dizem ,
al esta hora (4 Ma da tarde) atracar pes-
soa aiguma seo bordo. O commandanle ,
jjouro depois de fondear veio trra em
I locura ao rensul e cono nao oachasseno
consulado dirigio-se sua casa na Victoria
Esta reserva do rummandante da Rose em
qoalquer oulra conjunctura teria passadosem
tr rolada ; mas rclualixrnte etalvezque
em ditude das noticias indas pelo Helen de
Londres tem dado lugar muitas coojectu-
ras e sido objecto geral de tonversaco na
praca.
euas da referida Lotera correm imprelerivel-
mente no dia 4 do prximo nez de N ovem-
bro vista do que espera concn o para a
completa extr. cao dos bilbetes*
LOTERA do theitro.
Hoje 19 do corrente mez princinio a ser
papos es premios obtidos p la exlracco da
1. parle d* 7. Lo'eria do Theatro em
caza do respectivo rhe;oureiro Joze Antonia
Bastos das ro bor. s da manh a uma di
tarde, continuando o dito pagamento nos dias
ao e ai s nsesmas horas edesle ultimo
dia em diante es Quart^s e Sabbados de tod>s
as Semanas.
Os liilhetes da t parte da referida 7. *
Lcteria, cujas rodas andu impielerivelmen-
te no da 16 de Novembro prximo futuro,
na conorroidade do novo plano approvado a-
baixo descripto, achao-se desde \ venda
nos logeres anteriormente annuuciados.
PLANO.
Para as meias Lolerias doTheatro Public j da
Cidede do Recife.
3j5o Bilbetes 8U000 3o;oooU
Benefrcio de la por cenio a favor
do Theatro 5.6ooU
Dito de 8 por cento a
favor do Thezouro Publico a:4ooU
700 Verbas de Sello, 45bU 6 456U
Liquido -i3:544U
Di versas Lie par tises
ANNNCIO.
O Illm. Sr. inspector do arsenal de mari-
riba leo de proceder do dia ai do corrente ,
fel 11 horas da rnanb o contracto de
noticias provinciaes.
baha.
As foihas alcanc,o at 14 do correte.
Pelo arligo a baixo copiado ccnbecero os
nossos Ji iloies quaes Os motivos ,
por que nao r< ceben os j ornees da cor-
te que sao es rxesmos para comnosco que
forio para com a Rahia. Lemos mais no
Correio Mercantil de 3o do pp. o seguinte :
Boatos de rusga africana teem nestes lti-
mos dias levado o susto aos percificos habi-
tantes desta cidade e nao sem algum funda-
mento com quanto o espirito publico, ues-
te particular, esteja sempre inclinado a a-
creditar qualquer noticias ettenadoras, mui
las vezesespalhadas de troposito ou ainda
*
CAMBIOS.
Baha 13 de Outubro de i84>.
99 e lia d p. iUoio.
i AD rs. o franco*
80 p. o.
ao par.
idem.
a7 a a8U rs,
14LI800 a i5U rs
7U8ooa8U rs.
75 p. c.
75 p. c.
Londres .
Franca .
Lisboa ;
Rio de Janeiro .
Provincias do Norte
DobrSes Hespanhoes
Pecas de 6U4o3
Moedas de 4U
Pesos Hespanhoes
Prata cunhada
Papel .
( Correio Mercantil.)
Das noticias chegadas de Londres pelo bri
goe ingles Helen consta ter o governo deli-
a exagerar aquellas suspeitas, que s autbo- i berado mandar uma esquadra aos Estadoa-
ridades por veses ebegio de que alguma cou-
sa se trama contra seguranca publica.
Pedio-se neidas preventivas con-
Unidos achando-se j propostos para isso 5
vasos de guerra, quesero reforrados por ma-
is a'guns tirados d'outras estates em vir-
tud* de nao se ter posto em liberdade o coro-
1 Premio de 6.000 U
i dito de 3:oooU
1 dito de 2 000
1 dito de ' IroocU
a ditos de 5oU 1000U
5 ditos de aooU i:oooU
8 ditos de 100U 000
16 ditos de 5o 800U
ao ditos de 2oU 400U
882 ditos de 8 7.-056
a ditos 1, e u!t, brancos a44U /,8cU
939 Premios 25:544U
a8u Bilhetes Brancos
3760 -. Total.
LOTERA DE N. S. DO ROSARIO DA
BOA-VISTA.
A mera regedora da Irmandade de N. S,
do Rozario da Boa-vista j tem determinado*.
que*corrao impreterivelmente as rodas da
1. parte da 1. Lotera no dia ng do pr-
ximo mez de Novembro 1 os bilhetes acho-
se a venda nos .seguntes logares ; no Recife
ra da Cadeia loja de Cambio do Snr. Viei-
ra; em S. Antonio ra do Collegio loja do Sr.
boro manlimenlo e seguindo a tabella que
regula o fornecinento: as pessoas a quem
possa tonvir tal Iretameoto sao convidadas
pelo nesmo Illm* Sr. inspector a compare-
cer n'esta secretaria com as suas respecti-
vas propostas em o relerido dia e hora.
Secretaria da iospecto do arsenal demari-
nba de Pernam.buco 18 de Outubro de 1841.
Altxandre Rodrigues dos Aojos
Secretario,
OBRAS BBL1CAS.
.Ero vhlude das ordena do Exm. Sr. Pre-
sideCv'* da j,revine i* poem-se novameute em
praca y ara *trtm edjudicadas a quem por
menea fuer as otras do melhoramento da
estrada de P*r>."'rxe*ni junta Santa Anua ,
avaliadssem Rs; ^o6tiL'ia9#
As ptssoas a quv'm convier este contracto
io convidadas a comparecer nesta repartico
devidaucnle habilitadas de fiadores idneos
em os dias aa a3, e aa do crrente, en.
que lera lugar a arremataco e na mesma
Repari9u podero exan inar a descripeo ,
orcameoto e coodicces todos oa o'*a uieis s
toras do expediente. Ins(.ecco dv'S obras
pubtieas 7 de Outubro de I841,
Moiaes Ancora.
Per ordem do Illm. e Exm. Sr. Presiden-
te seavua, j.tla admiiiisirato fiscal das
ebras 1 ublicas que sendo piecizo aterrar al-
guns lugares do caes do rrllegio e para islo
aer nsmsaiiaabsoluuuientea remossao dos
cbjertcs que ali se acho como jejio canoas
A.ad< iras de jangada e outroa objectos por
que S. I~x. por motivos que se ignoro se Ihes
oppasera.
Por decreto de 16 do preximo passado
mandou-se crear na Babia um bal*lbo pro-
visorio de cessadores, com a denominacio de
batalbo provisorio da Babia, sendo oseo
cemmandante o coronel graduado Jos Tbo-
ma Henrique. O mais que acberr.09 intere-
ssaule publicaremos em lugar competente.
SEl.GIPE.
Recebemos o Correio Ssrgipense t a5
do prximo passado e nada encontramos de
in teressanle.
O novo ministerio ainda nao tinba tomado
p osse das ptsles apezar de se acharem j no
meados os ministros para ellas, tendo por
presidente M. Robert Peel.
Conlinuao os graves receios de uma falta
decolbeita de cereas lente na Inglateara ,
como em alguns portos do Continente ; o que
produzir se se realisar uma grande cala-
midade.
BAHA i3 DE OUTUBRO.
Cbegou esta maub do Rio o vapor nacio-
nal Paiaen.se com 5 dins de viagem e sem
trazar malla nem passageiros, visto ter
vindo em rcmmisso do governo a qual Ibe
foi uolificada dia-ee em um prego para ser
aberto depois de sabir barra do Rio*
Mil conjecluras se tem feito a respeito da
chegada do Parense ; cada um emitte a sua
opiniao segundo seus sentiraeutos polticos ,
seus desejes, ou seus receios: alguns at
fanla.-io rus-as na Corte &c. &c. Na fal-
ta total de informacao que nos possa enca-
minhar a penetrar qual seja a commissao do
Kraense., que, alias, Lem pode sersetoe-
ibaoje aquella a que veio a este porto o
mesmo ou outro vapor durante o gabinete
de 1. de Setembro de 1839 ; asseguraremos
(omtudo sos nossos le lores, quenada de
novo e uotavel baria occorrido, quer na
O brigue franrez Marabout, sabido deste
porto para a Costa d'Africa em 36 do pas-
sado, cero carregamento de assucar taba-
co e agoardente foi aprisionado, e enviado
para Cayenue pela crvela inglesa Rose ,
entrada segunda leira. A tripulaioe passa-
geiros do Marabout acbo-se bordo da Ro-
se para serem entregues, segundo ouvimos,
ao cnsul da Franca : ignoramos ainda a ma>
1 eir porque o agente consular desta naco
encaran a conduca do commandaute da Ro-
se para com o biigue Marabout a cujo bor*
do estamos convencidos se nao encontra-
ndo signaes de que pretenda trazer escravoa ,
mas julgamos nao errar atlribuindo a esta
oceurrencia a reserva que todo o dia guardn
Rose, e que mencionamos no numero de
hontem.
( Extrato do Correio Mercantil.)
LOTERA DO LIVRAMENTO.
O Thezoureiro da Lotera a favor das O-
bras da Igreja da Sra. do Livramento laz
scieote ao Publico por ordem da meza rege-
dora da respectiva Irmandade que as ro-
A meza actual da Irmandade do SS. Sa-
cramento da freguezia da Boa-vista tendo
marcado no dia j J e Dezembro prximo fu-
turo para correrem impre terivelmenteas ro-
das da j, parte da t. Lotera a beneficio
das obras espera dos a madores deste jogo
hajao de concorrer para a compra dos bi-
lhetes que se abio venda qo Recite ra da
Cadeia loja de Snr. Veira ,- em S. Antonio
ra do Collegio loja do Snr. Mnezes ra
do Cabula, botica do Sor, Moreira Marques,
e no Livramento botica do Snr. Chagas 1 e
na Boa-vista, na botica do Snr. Joaquina Jog
ze Moreira defronte da Matriz,
THFATRO.
Hoje 19 com ser dia de Gala nio pode
haver expectaculo por estar o Theatro em
obras de concert e pinturea para a nova
Saciedade particular de Muzica que se va
organizar.
SO CIEDADE APOLLINEA.
A Commissao Administradora da mesma
Sociedade, convida aos Snrs. Socios, a
reunirem-se (boje) 19 do corrente, pelas 6
horas da tarde para tratar-se de objectos
interessantes a mesma Sociedade e discusr
sao de Estatutos.
Avisos liiveisos.
Nova loja franceza no pateo da Matriz
do SS, Sacramento de Sanio Antonio casa
ILEGIVEL

,


frrea D, 8 pertenceote a Alfonso St. \Jr- I
tin onde hum surtimento completo de fa-
sendas francesas e amis barato prego da
que em qualquer oulra parle, como tambem
tem selins moda, com cabecadas de lustro
e rabixo mantas de pao estribos de latj.
freiode ferro polido rom parafuos e silhas
e loaros ludo por aoU reis, outros a 22, ii ,
e 24U reis.
fcv* Arrenda-se um sitio na estrada que
Tai de S Arosr: para Beiem junto a ponte,
com caza de 1 venda caza para pretos es-
tribara e muas arvores de froto ; querc o
vretender dirija-se a ru% do Kogueira, so-
brado de um andar O. t.
B?- Por fallescimento do Snr. Alexis Chs-
vannes socio da caza Bolli & Chavannes
Frfes, estabelecida nesta Praca ; fica a Gr-
ua da caza de hoje em diante ; Bolli & Clia-
vcnnes sem aiteraco neohuma ao giro do
negocio da cata.
t3T Frsncisco Severiano Rabello lesta-
menteirodo Gnsdo Adrio Jote dos Santos ,
annunria ao publico que teodo lomado con-
I.h dos bens pertenc>'nles aus herdeiros da
quelle finado residenles em Portugal os
quacs bens foro declarados e entregues ao
e anunciante judicialuiente pela viuva Roza
Tbereza da Cimba cazada que foi cjid o
n e?rco finado em segundas nupcias e por
rontracto de arras, vco entre esses bens a es-
crava Itoriolei crioula de idade de 11 an-
uos e estando em caza do annunciante lu-
f,io noife do da 17 do correle mez e lal-
vez precurasse a cara da mesma viuva ; rogi
por lano mesma Sara. 00 a quera delta
fcouLer ; a faca aprehender e entregar ao
enranciante e a respeto della noguem po-
de fazer contracto algum.
E2T Aluga-se o sobradioho n> 14 > na
ra de S. Concalo do bairro da Boa-vista ,
pegado a caza grande do Snr. Francisco da
silva : os perteiidentes dirijo-se a ra da
Cruz do Recie vendan. 35.
tsr O Bch.irel Joaquira Joze da Fonce-
ca Jnior Advogado no Auditorios d'esta
Cidade muju sua residencia e escripto-
rio pera a ra do Quemado, primeiro an-
dar do 1 obrado O. 4
tsr Vende-se a rctalto na estrada de Bel-
lem terrenos oro frvore de fruto e como
fundo de mais de lies mil palmos em que
compiehende boa baixa e alto para pa uta-
cao de iuverno e de vro sendo u frente
b beira da mesma errada publica do Recite ,
para Olinda j hoje mullo frequentada e
de valor incalcuiavel ao correr do lempo ; po-
dendopara o futuro oceupar no fundo oulra
lenle onde hoje he o allagado denominado
do tebiribe a quem de Olinda quando
este rio tor encanado e esgotado o allagado,
emconlcrn.idi.de da Lei Provincial^ de t de
Maio de 1840 Art. 47 ; aoode se v o gran-
de a preio, e vullor que dtvetn ler a
rcesma estrada e lenos collocados entre
estas duas bellas Cidadtado Reciie e Olin-
da ; os perlendentes, dirijo-se a ruada Glo-
ria sobrado D- do,
ssr Na ra Direita venda D, 59 c na
ra da Peufia veuda D. id venue-sea-
zeite doce de Lisboa a tj^o reis a garrafi em
caada a 4>to reis milhoalpista 4U0 'el
quartero dito painco aabo reis cha issom
prineira sortea a.56o leis vinbu do /'orto
u-uio velbo em gnrraado em garrafa 640
reis superior seiveja 4i0 e ^to ieis, quei-
ios Co reino, edoseiUo. muito bous esles a
1,120, eat.cooreis, e aquelles conforme
o lamento ; e muitos outros gneros, per
preco commodo.
saar A viuva de Joo Baplista Correia Nu-
ces ; verde a metade de um sobrado de um
andar tilo no pricipio do Atierro dos Aflb-
gfedes controntando ao viveiro do lVJunis j
e oproprietario da oulra meiade igualmente
vende coais a annunciante, a caa terrea jun-
to ao memo sobrado } assim mais una chao
i om principio de ceaa no aesao lugar do al-
uno, suido as ditas vendas por ella ajusta-
das e por a mesma annuncianle assigoadas
tsesciipiuras, e os dinheiros recebidos pelo
Snr. Antonio Felis como procurador do r.
Regidas a quem a annuncnnle deve quan-
ta avultada os perlei.dentes entenao-se
com a sobredila viuva no sobrado novo do
ititndo atierro.
tsr No da it do correte dezapareceo um
prtio de uacao .'amuudongo de nome Pau-
lo Itvando vestido calca de bnm e carniza
de algudosuja de coznha, estatura regular,
baibaoo, boxeixa e pescoco grojo tema
cafctea rapbda repretenta ler do amus de 1-
tt. de ; roga-se a quem o apprebender ou
titile livtr noticia ; dirija-se ao armazem da
iua dos Tones por baixo da caza de Joo Pin-
\b de Ltmos do que ser recoropencado.
tSF" Quem quirer vender um globo de V-
iir) 1) ninas e capas velbas de Clrigo; di-
rija-se ao Tbeitro a falar cora o Director.
S9" Os pas de familias. que pertendrem
por seos fillioa no Atbeneo Pernambucensa
na ra do Queimatb queirao dirigirse ali a tratar na na
a observar o methodo a regularida .'e e o
adianlameoto de 18 alumnos, que actual-
mente o frequentio. A entrad 1 naquelle es-
labellecimento franca ou o podem saber
dos pas dos mencionados alnanos: e como
este conhecimenlo Ibes seja til, declara-lo
por este annuucb,
OJDirectordo mesmo.
tS3" Preciza-se de uma pessoa que saiba
tratar
tsr Pedro Gubai.i cirurgio italiano ,
inventor e fabricante do balsamo homogneo
sympatico havendo previamente offececido
a esta illustrissima arademii de medicina e
ci que seja hornero de maior ; para admi-
nistrar urn botica; a fallar na'botica da ra
do Queimado D. 8.
t^" Traspassa5-se as chaves do armasen
I da ra do Rozario estreita D. 3i :
da Florentina coro J. Ba-
raner.
t35- Arrenda-se pelo tempT de festa urna
expeliente caza a margero do rio no lugardo
Cordeiro defronts do silio do Sr. Gabriel
com duai sallas dois gabinete, duas aleo
vas, tres quarlos. cosinha e estriban* : na
ra Nova, loja de ferragero D. 1J.
sSf Quero qoiier comprar uro relojo de
ouro e um t'anceliro por preco cornroodo ;
fazer charutos dando-se o fumo preparado. (lirja.se a Typographia qu. achara coi;
sera bem pi;o conforme seo mereciroealo. na ttU_
ra da Palma armazem Pe njidir.is.
sr Alluga-se huma das ix-ellentes ca-
sas pertencentes ao Gxm Sot-, sensdor Ma-
noel de Carvilho Paes de Andrade cita na
ra do Aaiorim muito perto da nova al-
fandega grande desta cidade; este predio por
ser de qnatro andares ter boro armasero e
hum grande mirante em cima donde, se d s<
cobre o mar, e a ebegada. dos navios a este
porto, he muito reeomaoendavel piraquil-
quer estabelleci ment commercial, e he a
mesma que occu pou por muito anoos a res-
peitavel casa de Crabtree rleyvorlb & Con-
pauhia ; os perlandendes poiaro dirigir-se
a Corretor Oliveira.
*3T Arrend-se uro cilio no lugar do Ro-
saii.ilio deirorfte do fallecido Alaniel
Jos de Almeida \ es pietendentes dirijo-se
.0 mesmo ou a ra do Arago penltimo
sobrado ao voltar pjra a Sar.ta Cruz.
Os Srs. Bernardina Jos de Sousa e Joo
Jos da Luz Ferreira Das queiro ir bus-
car urnas caitas viudas do Porto pela barca
Tentadoura en tvsa de Manoel Jos da Sil-
va Bi'iga, com prenca de algodo no Forte do
Manos.
K?- A meza directora da procisso de S.
Antonio, eS. Gonsalo de Paratibe fa s 1-
i.:-.ti) ao respeiUvel publico que a mesma
piu.issao ade ter lugar no da 3i do an-
dante mez pelss 4 horas da taide no rea-ido
lugar de Paratibe.
ssy* Nodia 13 de Outubio desapareceo da
caz > do abaixo agsigaado un cabrin'ta de no-
aie Joo torro -01a idade Ue 10 anuos ; e
para que conste ao publico Uz este annuucio
para hcar desonerado da pessoa que lhe entre*
gou.
Jjs do Patrocinio do Bomfiro.
tsr Aluga se urna boa caa terrea com pe-
queo quintal e caci 1 ba ao sahir do Man-
guinho no principio da estrada dos Afl.tos ,
quem a periender la le na ra da Ceden Ve-
i,a N. que se dir quemaluga.
^ .
Pecisa-se d'i ama de leite. 6-n filbo,
annuncie a sua morada.
E2T A pessoa que pelo Diario annuuciou
ter um relojo de ouro para
i
tanto roupa de bomem coso de Senbora 5
e tambem se lava querendo : ni r:ia Direi-
ta sobrado 9 um andar D. G ao p da
Igreja do Terco defronte de urna loja da
chapeleiro.
sjy OQferece-se am ama para servico da
casa : quem a pretender dirija-se a Pora de
portas, defronle do beco da Moleta casa ao
p do sobrado.
t?y Precisa-se de ama ama para faser o
servico interno e externo da casa de bomem
viuvo e que s ; quem a istose proposer,
afiancando a boa conducta ; dirija-se atrae
da prac da ribeira rila do Nixodi Senbora
do Livramento D. 3 na casa mais alta e q*
tem urna pedra na pona para subida.
'Titulas Vegetaes e Universaes Americanas.'*
A fama destas pilulas nos Estados Unidos ,*
deu motivo a que ellas fossem promptamenler
introduzidas por toda a Europa, e ultimaJ
mente no Brasil, e de admirar a aceitaco
que tem encontrado. Sunca ouve descober-
11 que excitasse maior sensaco : sao procu-
radas com avidez,nao s para molestias minu-
tas como para as mais graves* Pouco tero-
po ba que estas pillas sao conbecidas no Bra-
zil porero to grandes resultados deltas se
tem tirado que hoje j nao ha quem igno-
re e nao uze das pilulas vegetaes, com pre-
ferencia a outra qualquer medicina. E qual
medicina pode ser mais appropriada do que
a que tem dado tanta satisfaco geral ?
Ellas nao s removem as molestias condal
renovio por sua accio as differentes funecea
do corpo, expelliodo os humores de urna
maneira mu suave e imperceptivel.
as obstruccoes s quaes estad sujeitas as
Senboras ha cazos de dez e doze annos qae
se tem curado somente com 4 ou 6 caixtnbas.
Em todos semelhanles encommodos pode se
contar sobre sua emeacia com a maior segu
ranea j as bermorrboidas e retencas de o-:
ria sao invariaveii, aliviado desde a primet-
ra dose os paroxismos mais fortes destos ter-
riveis flagellos; as molestias de pelle como
sarnas empingens, tiodoas da pelle olee-;
ras antigs, irrupcSes cutneas &c. , Sy-:
philis hydropesia erysipella, dores rheu-
maticas atfecces nervosas astbma ; dore*
de estomago clica desinteria tenesmos
puxos dureza do ventre, gota pabefdado
das dentellas sjppresso das regras infli-
a varios professores da capital do Imperio do
Braril alguns vidros do dito balsamo co-
mo amostra, pira que p'issa ser experimen-
tado por habis facultativos vindo-se assin
no conhecimento da energa e instantanei-
da le da sua ac:o e dos seus milagrosos ef-
feitos, que j patentera muitos illustrados
professores ctTitros de Roma aples, Flo-
renca MiJoN, &c. &c. que com suas cer-
tides o eomprovo, resol vea-se a ter sempre
prompto um deposito de vidros deste balsa-
mo na sua casa na da praia da Gamboa n.
gg e tambero no largo do Pago o. 10. Ad-
veiie-s ao respeitavel publico que o autor
deste balsamo tem em todos os vidros a sua
receita impressa e ua mesma receita a sua
firma ; e todo e qualquer vidro que appareca
sem a dita receita he falsificado, pelo que o
dito autor nao he responsavel. Faz esta ad-
vertencia para que o respeitavel publico nao
fiqus encanado e seu verdadeiro autor eoao-
promettidoi
As virtudes deste remedio sao i curar ess-
r?r rom a maior promptido quae^quer fti-
das producidas por armas ou acaraces a-
inda que j eslejo em estado de cbagas cliro-
icas esponjosas e ptridas ulceras can-
crosss veuereas ou escorbticas ; sarnas,
eiysipelas scirrhos mal de lazaros e ge-
ralmente todas as molestias cutneas rbeu-
matismo schlaticas gota incbaces e fra-
queza das arliculares queimaduras fistu- 1 macSes de oihos finalmente entr os mu-,
las de todas asqualidsdes mordeduras at tos que as tem tomado haver poucosqua
de animaes reeonhentos Tomado por dose
vender \ diri-
ja-aea ruado Crespo, . 11; i.o pnme>
ro andar que avista do relojo e prego se
fai negocio.
ssr A pessoa que no Diario de Sabbo n.
216, querer comprar umo caza prxima a O-
linda querendo o sitio do Piza dirjase a ra
da Ladeia de Santo Antonio: sobrado, D
5 no segundo andar
tsr O Sr. Lkuur Manoel Joaquim Alexan-
driiio de Andrada pode ir a ra do Viga-
no numero 8 receber huma pequea sonaran
de dioheiro que da Babia se lhe m inda en-
tregar por ordem chegada hoje 18 do
correte* (oulnbro) no Vpjr Paraense.
gsy Precisa-se de bum caixeiro portuguez
que lenha pratica de* venda ; e tenha idade de
Uesasseis a desoilos annos ; quero estiver as
circunstaucias dirija se a ribei-a da Boa-vis-
la venda por baixo de humsobradinho.
xsr Dma Senbora casada, se oerece pa-j ras da man
ra ensillar meninas, a ler, ese-rever, coser -
'bordar, eo mais necessano ; tem e recebe
eseraros pare as eosinar a coser bordar e
engomar, tambem faz costuras para tora ,
camisas e vestidos do melhor goslo : quem
se quiser uttsar do seu presumo dirija-se
a ra das Agois verdes D, a, ao j. do as-
sougue.
D. Rita Mara da Conceico viuva
do falescido Joaquim Antonio Ferreira de
Vasconcellos vende pra pagamento dos se-
os credores o citios da passagem da Mag-
dalena, qne tem a sua entrada pela estrada
da dos Remedios i eslecitio tem casa de vi-
venda senzalla para pretos casa de feitor e
muras arvores de varias especies alero de
muito terreno baixa para eapim, e grande
Ularia com barro junto da mesma ; quem o
perteuder dirija-se ao escriptorio da mesma
viuva de 1 a i horas da tarde.
Precisa-se de um crucial de Pharma-
de gota internamente cura e extirpa as
lombrigas, nao exceptuando a solitaria,
nathemae menstruaco e calma as dores de
collicas ou simples do estomago ou ventre
Tomado mdicamente todos os das, preser-
va das euf-rmidades contagiosas, e esti-
mula o appelite de comer -, e finalmente ,
applicade em Ir incoes, calma e socega asmis
violcotas dores chronicas causadas pela go-
ta rheumatismos ou inchaces dos ossos ,
conl.ccids i e!o nome de eyhostesis
N B. Quando se applicar omentacao,
nao se poder tomar banbo nem carregar
sobre a fomenlaco na occasilo de se appiiear.
lim Perna buco, ra da Cruz bolica de Luiz
Pedro das Naves.
KS9* Freciza se de uro cont de rs a pre-
mio sobre bypolbeca em um predio livre e
paga-se mensalmente o premio 1 quem quiser
dar. annuncie ou dirija-se a ra do Cal-
derero O. 4 que se dir quero pretende
C3 Aluga-se metade da prenja que loi
de Alexandre Lopes Ribeiro a qual >erve
lano para prenca como para socar assucar ;
na rus do Vigario, N. 7.
l Aluga-se um preto coiinheiro eja
nao muito moco : quem o pretender annun-
cie p.ca se ajustar.
ssy No dia 16 do corrente pelas it ho-
b furtra um cavallo sellado
' e enfreiado que se achava amarrado na gra-
de da cadia junto a guarita da sentineila ,
com os signaes seguinles castanho escuro ,
canas preas dina e cauda grande tpete
grande e ludo preto ; bem eucascado ter-
rado em ambos os lados tapado : tem urna
perjuena frida da parte que se aperta a si-
lba um pequeo carofo em umi mo e
em um dos joelhos levautados, est um tanto
descarnado carrega baixo e es^uipa t
meio: quem delle souber ou ti?ernoucia ,
dirija-se a ra larg* do Rozario, a. andar
por cima do alhuate Lima quelbi acbar
quem o ade recompensar e promette-se nao
aecusar quem forln o dito cavallo.
tsr iNa bolica de Manoel Feppe da Fon-
ceca Cande na ra larga do Roiario D. io ,
ba os verdadeiros poses parisieote purgati-
vos ao'isyphitilicas antidartrosas-e anti-
biliosos para se vender a 5oo rs o papel.
tST Engoma-se com asseio e pertetcoo ,
deltas nao tenho tirado grandes beneficios ,
seja qual for a molestia. Esta pilulas nao
requerera nem dieta, e nem reaguardo al-
guna ; a sua eomposicSo to simples que
nao f lugar de debilitar fortifico o systema, pu-
rifico osangue, e augmenta as secreces
em geral: em Gm tomadas seja para mo-
lestia chronica ou somente como purgante
suave digo com toda a sinceridade que o
melhor remedio que at hoje tem appareci-
do primeiro por nao daixar o estomago na-
quelle estado de constipacao depois de sua
opera?o como quase lodosos purgantes o
fazem e segundo por serem mui facis a lo-
mar e nao causarem encommodos.
O nico depoito das pilulas vegetaes,
em casa de D. llnotli em Fora de portas no'
primeiro sobrado lado da mar grande ,
passando o becco largo 1 andar. Sendo el-
le o Agente do autor Dr. B. Brandretb ,
e o nico authorisado para as vender nesta
Provincia como mostra por documentos j e
para maior seguranca vai cada caixnba eo-
brulhada tm seu receituario e lacrada con
o Sello da casa em lacre preto.
sr No armasem de laboado de pinho pop
detraz do Theatro, conlinua-se a vender
excedente farinba de trigo para pao e bola-;
xa e pelos mdicos preces de tf, 10^ ,
11^, e 141/rs., a dioheiro ou praso ;
tambem se vende urna porco de superior la-
boado de piubo americano : na ra da San-
zalla velha armasem de Vicente Joze da
Brito.
tsr Na paderia do Arco de Santo Anto-
nio continua-se a vender excelleote po
bolax a 100 rs. a libra e bolaxi por arro-
ba a 25to rs.
ss~ Quem quiser comprar excelleote fa-
rinba de trigo da marca SSSF e SSI* ea-i
ineric ma em barricas grandes e pequeas ,
o por proco commodo j dirija-se a ra dos
Quarteis paderia D. 5.
tsr Aluga-se urna nova caza bem construi-
da com om sobrado por sima sendo a entra-
da por dentro piulada eenvidracada e
li'la nao servida-, com cmodos para urna fa-
milia de u5 pes-.oas ou mais e com ptimos
arranjos para familia quintil e casimba, na
travessa * Igraja de S. Jos, D. 7; que-o -
.pretende: diiija,-s3 ao patio Jo Car jo r -> 9*


-. v
-
PeSnambBco
>
ra
_- Quem tiver para arrendar nna sitio
nuetenba bastantes arvortflos de fructo
SoP.ra6vaccasde leite dinja-ie a
SaRaDgelD37 1ojaderer..
r O abaixo assignado. ,ai PUD. M^t
orrtecaco que move contra Antonio Mu-
H logar par. quem qmset compa-
S-r.Ver .SucVno mencionado ter-
mo/- M.noeldo N.sc.menlo Pereira.
ar Precisa.se de urna ama liberta ou es-
crava que tenha bom leite, e sen Blho ; em
e si de Antonio de Sonta jRe.sna roe d.
Lnrala velha na quina do beco do porto das
""T Precisa se de om caiieiro capaz para
ir nara um eslabeleeicaento no mallo adter-
1 que deve saber bem contar e escrever
iter praea em fatendas na ra da Cruz
D. 3i noterceiro andar. .
r Deseia-se fallar ao Sr. Estelo Pro-
Xo Mariyr W.nderley para negocio de sen
iniPresse por isso annnncie a sna morada.
"STi c iuen tiver ^T mor
leque, dirija-*5 a Olinda no sobradla qui-
aqquefi"emfrenlei08ubir.da U1?" d!
aradouro que dando os signaes lhe ser
do j no pateada S. Cruz arma tem de Justino
Pereira de Andrada.
Vendas
Bichas de H.mburgoedo Porto rnui-
to boas cb isson em cminhas e a retalho a
a4oo a libra fitas de seda largas e estrenas ,
rebiqne de primeira sorte caixas pira rap
de lodas as qualidades, e ptimos charutos da
Hana Hamburgo e da Cachoeira ; na
ra do Cabag loja do Sr. Bandeira.
tsr Urna cama de armacio cora enxerges
e colxio em moito bom uio e urna cabra
bicho com dous cabritos e cora muito bom
leite ; quem puiser ar.nuucie.
tsr Urna aimaco de venda na passagem
da Magdalena ; a tratar na ra direita Ue
cima %ji
\W Taboado de pinho da Suecia de cos-
tado cosladinho e asiualho, de superior
qualidade por ler algum tempo de trra e
por isso muito proprio para todis as obras,
tanto que sempre tem tido a preferencia a
todooutro, dito de forro (proprio para fun-
dos de barricas e forros de casas por ter mui-
-Precisi-ws de 2oo,ooo e juros por tem-
po de anuo hypolhecando-se ama easa em
Olinda ; quem quiser dar annnncie.
asr Em resposta a pergunta qne tai o ar.
Jos Antonio da Silva Vieira cerlifica-ae-
Ihequenoaeentende com elle o annuoeio
eito no Diario n. i?5. /
cr D. Rosa Theresa da Cunha finta de
Adria'o Jos dos Santos prefine a quem
convier. queno paguem, M fajen tran-
BacaoalgumacomoSr. Francisco Sever.ano
Rabelo .como testamenteuo do dito fallecido,
Bobre os bens de que o mesmo Sr. Testamen-
eiro lomou posse e as letras obr.gacoens, e
tontas de irnos que fiterio parle desees bens,
e estao todos descriptos no eartono do &nr.
EscrivioRego } por isso que a annunci-nte
est requerendo o en direilo a respeito desses
bens.
ontraditadaS. da Soledade com 4 pelos,
todas feilfls coran maior perfeico pelo me-
Ihor escultorda Cidade do Porto ; na praca
doCommercio em casa de Domingos Juse
Vieira.
BT Urna escrava de naco da costa pro-
pria pap lodo o servico ; na roa das Cruze*
casi terrea D. 19.
isr Urna hegnng* do idade de II annos ;
na ra direita loja de urna porta ]nato o
barbeiro.
ts- O Patacho Americana Mentor de su-
perior marcha forrad e encavUIudo de co-
bre de lote de 170 tdneladis ; a tratar coa
Matbeus Auitin & Gompanhu ns ra do
trapiche no?o n. ia.
tjr Urna negriuhi cnoula de idade 14 an-
nos cote coiinha e Ui lavarinla : oulra
dita de idade 20 annos cote, e l& renda ;
naCaaboa do Carmo D 9.
ts- Um bicudo urna patativa da Para-
biba um canario de imperio una viveiro
com um casal de canarios ,e um dito ?ai3
ludo por pre^o commodo s na ra do Padre
Floriano D. 35 venda junto ao beco tapado
tsr Potassa Americma branca, em barris
pequeos, chegado; ultima nenie da America;
" "*"* do
dosue Darru-ase ioris uc V.BS1 pui ..- r-jv,-', ", nn n pm casa
,a i.ualdade ra gua semgem remos de faia na ra do trapiche novo n. ia em casa
Matheus Austin.
0- 4 escravos mo;as de boas figuras, com
boas habelidades duas cosen engommio ,
prourios para bolas e lanchas, por preco com-
modo j no (orto do mallos armazem do Vi-
aDD- Um sitio bastante grande todo cbeio eTo^l.To'Vuma'diu por 3ao,ooo oplina
degredo de fruto com" casa grande com pan todo o semen de urna c , dous rno^
fqartos, na estrada do pn-ba?, a tratar leques de idadede ., a 8 annos, na ra
naqpra?ada boa vista botica D. 3 ou as 5 deagoa -^ca.t^ D. Sj^ __
^0dAeddd. ].. Jf*.-- tampos eateiissos na ruado
duasbancasde.marelofingindoconduru;na Co^gioD 8. ^.^
ra do Padre Flonano venda junto ao beco ^""! " d. Florentina enbradn en
tapado n. a5 } assim como precisa-se de boa leiteira na ru
urna mulher para fuer companhia a urna se- P.mar; de COQro de lustro multo ben
nhora ; dando-se-lhe o sustento. ^ aapaws ue i carrafa
"V.n. r,,eira cb.pUda de ferro ... -..< ^^lo, mV
ra embarque contendora frascos de vidro na ra ae a. uenm j
branco ; na ra da cadeia velha botica n. 3. rosn. 14* ,-... . raniintr a
brVu,.!.bidoru. .<. de ^''^ft^nD.TZi.
eir.. 3 Mieos, l conclis um. gorulan ver- l"Ur no lerjo ao uiif
d.der.,ua.6.lodec.a>pin.,3bcaJos 4 meuo ..d. 6eo3r.ficoS
colxaoeiravisseiro c u^ r-.v- ---
vaM ; na ra de S. Rita D. 18 lado da I-
airar, aloga- se tambera a immedii la, qu l,JB_\U_.._ ,.,M .. , _k,D Darecida e tem urna belida em um olho ,
olho ,
cia nu-
Imifl aulios lonurinos carne ue luoiu n.arruur- ----------- ....___.._, .
, que i|uijwd iuu t narpp da e tem urna bebda em um c
^quaVtos .salaadUntee aira. an^as =^ames UteU. ffi arrobas, P-kU ^ t ^ ^ ^ ^.^
as casas tem qu^1 7'1/"ico he soupas preparadas era latas, frascos cora fro- ern en. -
erelm com seguranca e. lngei e o ' J J rf, ias le9 ,inbos t Uraa casa na Gidad de Olindf na
fcem conhecido; os pretendenies airijao w sh p* ^. r ._ nualidade ra da biquinha de S. Pedro; a tallar em
, do Un..!. O. 4> r. o U- ^i'^ ~^2fi!S: for. de p medido pil.r .o p do beco
'T'SErS* de ee-eiro p. .U d .odes .s coree, vassoures;d. belo e ^^'^^e0', ge.fe., reepl.ndoree. e ume
. ,u. ceodocl. dir.j.-!e entrad. K.n6eUo).deW.D.d7._________Jyg. p ^ dis ,. u, ..! -OP--"^J "^ *.
Avisos Martimo^ ^^l^^^^^ ^lh
PAEA O MARA1SH\0, o Brigue Escuna la* vejet.es 5 na rna da aliandega velha ar-
Amalia, a sabir com brev idade, eso recebe meon. 3.
fscravos a frete on passageiros para o que BT Um to nos sffog.das cora frente pu-
m bons commodos os prndenles din- ra a ra dos possos, com ca3a de vivenda ,
Josea Marhado&Santos,ouao Capito. telbeiroe ludo murado } a tratar no primei-
FRETA-SF. um pequeo Barco para ir to- ro sobrado ao p da ponte dos affogados.
tcarcarg.de sal no Asen, lugar do Macio tsr Cadeira. americanas com acento de
qnepefereceber.ileld aooo alqueires de palfainhe ditas com assenlo de pao camas
i .___ .,.,...-.!_ ^< mnin Hp Amaiplo mullo Letn itias a A5oo.
sal o
quer negocio
Escravos Fgidos
tsr Nodia agdeJuIhode i84 desapa-
receo um negro de nome Jos de uaco ben-
guela de idade de 18 annos, estatura re-
guiar cor bastante preta cabeca grande ,
rosib redondo urna marca de sarja de ven-
losa ao p de urna orelha barriga grande,
"'^hr^ntr!a7.1-.eTu.- dTv^oVeam^^^ vergado das cosas Ps pequeos os dedos
quer negoc.u . v v "iunl0 com 3 poleadas de grossura e dito serra- ia de fila e Ma algumacouta a trapalha-
.ar^^i-r3.-dTi:"',u"^-;vn,adoque em outra da> ^^^des^b-d)
J Luirla* na n.a dd i'loieiilllia
"*"* ___ _________3^" J-^ O Blieri'W Ul UU IU" "WJ" a intu- ----- ------------ u
. n r. p W Na. mr interven- das D. 5 superior Rap de Lisboa nuitn grossos comalsuraas espinhas pe o rosto ,
OT QuefaiF. W. Naa por """ resCo e o nelbor que lera aparecido : chega- cor n.eia fulla. No da 11 do co.rente mez
cSodoCorretor Ohveira de cerca de aoo Iresco eic iteinor que & desap3receo dou8 negros um de nome Tho-
barricasdeserveja bracea de super.oi qua-do u .mameae^ ^ ^^ ^ .^ ^ g ^
O IUQO mola CUI tuina uu tjuc cim uuuo ------------------___---
parte: na ra da Florentina em casa de J. no dcsapareceo onlro prelo de nome Joa-
Beranoer. quira de na?o cacan3 > de ldlde de a2 ani
"No atierro da boa visti loja de fazen- nos, estatura regular, rosto feu beicos
barricas ae serve ja crarca ae lupenu. ^-- ; -,
lid.de, terca feira ,9do corren.e'as 10 ho- pero e.sson super.or era ca,xa8 e a reu
xas da manh, no sen arnmem de ferragens lhn e chales de seda bordados,
ra rna da Madre de Dos.
Que fa/ ocorrelorOliveira, de gran-
de porco de fatendas Ingieras e Francesas,
stas por todo o preto que se ollereccr visto
eoderem-se para liquidaco de contas 5
Ruarla feira ao do corrale as 10 horas da
aianh no sen armaiem na ra da Con-
ceico.
sk> De urna porco de serveja } na esca-
dinhada Allandegaj 3. feira 19 do correnle ,
no armaitem de Francisco Diaa Ferreira por
iniervencio do porleiio Amaro Antonio de
i-aria*
Compras
As nslrutoens e ordena do dia dj
General Diebtord anda mesma em mo esia-
or Tatas de Ierro roado e batido era bou
soititrento e algunas ferragens miis para
engenbo } na ra do Vigario n. 7.
tsr Um pardo escuro bom pescador de
redee tarrals; na ra do Vigario n. 7.
I2jr Sacas com superior larinha de Soruie
Mag ebegada recentemenle do Rio de Janei-
ro , no armaiem de AntOnij Francisco dos
Santos Braga na ra d moeda n. 142.
ty Superioios tabeas de pinbo da Suecia
de lodas as hitlas e comprimentos o me-
ihor que tem viudo a esta pru<,u (llegado ie-
ceuteraente por prego commodo ; no arma-
sen, de Antonio Francisco dos Santos Braga
na la da moeda n. 142.
tsr ferfeitas lmagens do Menino Deo de
um palmo de altura ricamente vestidas ,
urna Imagen, da S, do llozario de 5 palmos,
maz de n cao rebolo de idade de 18 a 2o
acnos estatura regular rosto redondo, com
algumas marcas de s>rjts de ventosas pelas
coilas es denles da frente limados ps hr-
go os calcanuares deitao-os alguma coma
para foia levou talcas de bri.n branco e ca-
misa de chila azul. O oulro moleque de na-
ci congo de idade de 16 annos, bastante
esperto, estatura alta secco do corpo ros-
to comprido descarnados,e com algumas de
becbigdg as pernas alguma couza tortas,
urna costura pequea em urna canela de urna
le ida e urna marca de um talho em um dos
dedos de urna mo levou vestido calcas de
bert, ruadaalfandegavelhan.9, um mo-
leque de nome Bartholomeo, de nacao an-
gola de idade de la para i4 annos ladino,
estatura proporcionada, com o caballe-fren-
te rapado a navalha a maneira -de encino de
frade, cor nao muito preta olhos grande e
Tvos com bastantes marcas pretes pelo ros-
to goaes evidentes de ter lido becbgas ,
lem urna grandesicatriz a cima da couta es-
qnerda pela parte de fora ; levou westido ca-
li i*ade riscadoazul de algadlo amanean> ,
calcas de riscado pardo. Roga-se aos Srs com-
pradores de escravos a que por ventura pos-
sa ser offerecido o dito molerue de o captu-
rarem e partecipar aos annanciantes, pjr
cuio favor se lhe ficar assas agradecido ; o
nesmo se rog as authoridades policiaes pre-
venindo-as de que se suooem que o dito mo-
leque fora furtado por sgjqua se tem en-
contrado certos rapiantes deste ganero des-
fajados em traje de mulher cujas fanlasmas
aparece ^ por fora de portas.
tsr No dia ig de Setembro fgu u
negra de orne Margarida cranla bem co-
nhecida nesta praca por andar vendenda ti-
renda<, levou relido saia preta e panno pre-
to altura recular tem fUaJ* denles na
frente pernas finas, p* apalheiladosj quera
a negar leve na ra do trapiche venda de Jo-
sVenssimo da Rocha quo lera 5o,ooo de
gratificaco.
tsr Fugio um negro da regular euatura ,
reorcado do corpo, barbado, levou camisa
de estopa suja ceroulas do raa^mo de ida -
de de 16 annos leve bechigas a p)ttco tem-
po de nome Jaco e he bem figurado; quera
o pegar leve a ra do collegio . 7 que aera
recompensado.
tsr Fugio a 3 das um negro de nacao
congo de raeia idade baixo boca grande,
e beicos rossos levou camisa e calcas de ai-
rodo da trra ; quem o pegar leve a ra da
Florentina na ultima casa do lodo do nascea-,
te que ser gratificado.
sr No dia 9 do corrento fugio um mo-
latinho de nome Pocidonio, levou vealido
calcas brancas e camisa de chila ; quem o pe-
gar leve a solidade iodo pela Irempe lado di-
reito n. 17.
ssr Fugio no dia 4 do correte o preto de
nome Anastacio creoulo de estatura re-
gular secco do corpa bem parecido tem
urna sicatriz no rosto do lado direito de ida-
de de i5 annos foi e&cravo de Manoel Joa-
quina do Paraso e antes de Jos Francisco
de Paiva ambos moradores no. affogados ;
era casa deiteoltimo tem mii a prela Mari*
da costa j e pai creoulo ambos escravos e
este est eff divamente de fuitor em o sitio
Caiana que foi do Viiaca freguesia da Var-
zea e hoje pertence ao seu proprietario o re-
ferido Paiva e senhor do mesmo feilor oude
se suspeita que est oceulto pelo lal creoulo
Gaetano pai do fugitivo he bistante conhe*
cido o referido Antonio pelos miradores tan-
to dos allegados como dos mais lugares me-
diatos ; quemo pegar leve a ra di caiaia
a casa de Jos Pereira da Cunha ; ou em seu
sitio em Bemflea que recebjr 4o,000 de gra-r
tili'-acaa.
aT9> Desaparejo da Villa do Brajo da
Areira no da 27 de Outubro doanno de 1839
urna preta de nome Catharina de naco an-
gola de idade de a5 annoa, estatura medi-
ana cabeca pequea cira redonda e pica-
da da. bechigas com todos os denles pai-
tos pequeos e escocidos, maos curlas e gros-
sas, tem era ambas as pernas v arias marcas
proveuieotes de ferros que se lhe tem posto
por cauza de outras fogida8 foi edutiia por
um preto de nome Benedicto, esc ravo de urna
senhora moradora no eogeuho do raeio as
Vaneas da Parahiba do Norte e ha certeza
de ter sido vendida .nesta pra9 por ceria pgs-
soa por isso roga-se a quem a comprou de
a eutregar ao Sr Juitino Pereira de Faia,
para ser entregue a seu Sr. Bernardo Bage-
nio Peitotona Villa do Aisu do contraru
protesla-se com todo o rigor da lei sjbre
quem liver .
illoYiuituto do Porto
NAVIO ENTRADO NO DIA 17.
Vlacei 3o horas, Escuna de Guerra Nac,
t'idelidade Commanianle o 1. Teaentt
Felipe Jos Pereira L9al conduz 2j re.
crnlas.
ENTRADO N DI i 18
Rio de Janeiro com escala pela 15.'u,1 e M1
brim branco o camisa de chila iu( ; quem
us pegar leve a ra estreita do Koiario pada-
ria O 17 do Cunna que lera urna gratifica-
cio de 100,000 alera das despesas.
tsr Ao anoilecer do dia i4do correte ao-
senton-ae da casa de casa de Latbara & ib- KEC1FE NA i X'P. DE M. t". UL V. 4<
cei; lodias, Paquete de Vapor U**1*
leiro l'aranheose Command -nle J"'*1?
Frederico Ben izo ; a ic Calmonl & *-"