Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:04320


This item is only available as the following downloads:


Full Text
Anno de 1841. Sexta Peira
Tudo agora dependa da nos meimos ; da nom prndancia, modera-
$5o, a enargia : continuamoscomo principiamos, isinmci apontadoi
cog admirarlo entra as Naeesmais cultas*
PfOaUmaeio da asamblea Geral do Brasil!
XI
Sobaaraye se para esta fot ha a 3ooo por quartel pagos adiantadoi
oesu Typografia ruadasCruse* 0.3, e na Praca da Independen-
cia, n. 57 38, onde se reeebero correspondencias' legalisadas
ManaMnal i'nairi rtf tri*** tata ->---
y ---- g -----,----------------------------
torfneioe, msirindo-se estes gratis ;
indo assgnados.
e an-
teado dos proprios assignantti,
PARTIDAS DOS CRREIOS TERRESTRES*1
Cldade da Parahiba a Villas de sna prateneo .' i i i \
Dita do Rio Grande do Norte, e Villas dem. ..... .(,.,. B__.....__
Dita da Fortalesa e Villas dem i ._____.I*'*' b"u, Cidade de Goianna .. /
Cidadt de Olinda ...............,..;. .Todos os das]
Villa deS. Anto ...'.................. Quintas feiras;
Dita deGaranhuns ePovoacSo do Bonito......... lo, e 24 de cada mes
Ditas do Cabo, Serinbaem, Rio Formato, e Porto Calvo.'1, n, e ai dito dito
Cidade das Alagoas e de Macei............ dem dem
Villa da Paja de Flores............,......:. dem 13, dito dite
Todos os Corrtioi parten ao meto dia.
8 de runo. Ni,m. 219
PBASES OA LOA NO MEZDE0UTUB4
Quart. raincr. a 7 as 6 b. t 56 m. da tard.
La Nova a 1 as a h. e 36 m.da man.
Quart. cresc.a a? 1 as 6 h. e 5o ra. da maoj
La Ckea a 5o-as 3 n. c 5o m.oaman.
Uare thiia para o da de 8 Outabroi
As lo horas e 54 minutos da tarde. ,
As il horas e iS minutos da manh.
CAMBIOS. Outubro 7
Londres.;.?:; ig i|i d. por ifoooced.
Lisboa...... 80 a 85 por 0|0 premio por metal offerecido<;
Fvacca......3ao res por franco. Ccmp. Venda.
OORO- Moec,ae6#4oo res, velhas Uf5oo tUf-jn
Ditas **" 4#4oo 14/600
Dital deijcooreis, 8/iOD 8f3oo
PRATA Fataces Brasileiros ----- ilfiao 1/640
- Pesos Coluranarios-----------l)6io tf6Uo
M Ditos Mexicanos ------- 1/600 i#6a
MiuCa.-------..-.------- 1/4*0 i/4ro.
Disc. de hilh. da Alfandega 1 1 (8 por loo ao mes. I ora
dem de letras de boas firmas i \\i a 1 i4
Monda de cobre 3 por 100 de disc.
DAS DA SEMANA:
4 5egunda S. Francisco de Aula. Audiencia do Jtfif de Direito
da avara.
5 Terca S. Flaviana V. M. Relac'o e audiencia do Juis de Direito de
1. vara.
6 Quarta S. Bru Fnv.lilor. Aud. do Juiz dt O. da 3. vara.'
,7 Quinta S. Maros A. -- Audiencia do Juis de Direito da a^
vara.
S Sexta S. Bri'id Via-- AuJiencia do Juis de O. da I. V;
9 Sabbado Dionisio B. -Re. e audiencia do Juiz de D. da 3q
Tara.
HIO DE JANEIRO.
I
r
ASSEMBLEA GERAL LEGISLATIVA.
CMARA DOS SNRS. SENADORES.
Sesso de 19 de agosto de i845
Presidencia do Snr conde deValenca;
Reunido numero suficiente de Snrs sena-
dores, abre-se a sesso, e lida a ael 1 da an-
terior approvada.
O Snr. primeiro secretario d conta do se-
guite expediente
Dous oficios do primeiro secretar j da ca- "> expediente 1
mendas dos Snrs. senadores, apoiadas em di-
versas sesses.
Dada a hora, fica adiida a discusso.
Reiirando-se o ministro, o Snr. presiden-
te d para ordem do dia as materias dadas pa-
ra hoj.
Levan ta-se a sesso as da as horas e lo
minutos:
Sesso de ao de agosto.
Presidencia do Snr. conde de Vlenos.
Reunido numero suficiente de Snrs. sena-
dores, abre-se a sesso, elida a acta da an-
terior approvada.
O Snr. primeiro Secretario d conta do
mar dos Snr. deputados, acompanbando ,
lium as proposices concedendo lateras, pri-
meira para o convento de Santo Antonio des-
ta cidade segunde para as obras da igreja
de S. Jos terceira para auxilio da fabrica
de vidros estabelecida nesta corle, e quarla
x arprovando a apesentadorio concedida a Jo-
aqun Dias Bicalho y outro acompanhando
as ea-endas dadita cmara a proposta do go-
vtrno sobre o restabelecimento do juiso pri-
vativo dos feitos da fasenda.
Sao remeltidas as proposices a commissio
de i'dsenda e a proposta do governo com as
emendas commissio de legislaco indo tu
do a imprimir.
Hum oficio do presidente do Maranho ,
remetiendo hum exemplar do relatorio com
que abri a assemblea da mesma prowacu no
presente anno.
Remeite-se ao archivo.
Le-se hum parecer da commisso de ins-
ttuciao publica propendo q"e se discuta e
litlople a tesuluco vinda da cmara dos Srs.
deputados que autborisa o director da escol-
la de medicinada U.)ih pira admittir a ex-
enedas materias do. secundo anno a Ernes-
to l-'rt derico l'ires Camargo de Figueiredo ,
e sendo aoproado, matiicula do lerceiro
He approvado o parecer a m de entrar
cni discusso a resoluyao de que trata,
Sao fepprovadkS -a Gm de serem enviadas
a si ncc,ao ia penal agitdaci&es des projtc-
tos de ixicj de Torcas de mar e trra para o
anuo finauceiro de iBit a lb/i,
Sao tleitos totle para a depulaco que
trm de reetber o ministro da jmtica os Sis.
L'iito Guerra, Vallasques e Lobato 5 e para
a que trm de levar a saoceo .os projectos de
fxiio das torcas es Snrs. Paula Soizj ,
I'ula Albuquerque Alencar, Oliveira, Lo-
;t3 Ciama Lm a e Silva e merques de S.
Jo da Palma.
Ordem do dia.
Continua a terceira discus.o adiada na
stsso pissada da resoluio que appruva a
I eii. t'cnredida a D. Mana Josefa cle-
n< ntiua e as suat res filbas.
He a ouda a seguiute emenda :
Supprimo-se as palavras em remune-
raesodus muitose relevantes servicos presta-
dos jelo (iiiu seo marido e pai, aorto em
roa bdte contra os sediciosos di Maianbo. -
!anda Cavalcanle
Achtndo-ae na ente-camara o ministro
ustica fica adieda a discusso, e sendo
nlicdusido com as formalidades do estilo ,
lefta >ssento na mesa.
reseque a leictin discusso adiada na
uilima aesso do j-rojelo de lei R e e-
Hum oficio do ministro do imperio, par-
teciptndo que S. VI. o Imperador recebera'
no dia ai do corrente, pelo meio dia ; no pa-
co da cidade, a deputaco de que trata o of-
icio do senado de 19 deste mea.
Fica o senado inteirado.
Dona oficios do primeiro secretario da c-
mara dos Snrs. deputados acompanhando 3
proposices da mesma cmara a primeira
creando relaces as capitaes d->s provincias
de Minas Geraes e de S. Paulo, e as se-
gunda e terceira aporovaodo as aposentado-
ras concedidas a Jjo Jo se Pereira Souto e
a Luis Venancio O.toni.
Sao remellidas a primeira a comreissode
legislaco, e as segunda e terceira a de fasen-
da indo tamben a imprimir.
O Snr. marques de Uarb.cena pede ser
dispensado denenbro da commi sio de fa-
senda, atiendenJo-se ao seo estado de saude,
o q le llie he concedido.
Sao eleitos a sorte para a deputago que
(em de receber o ministro dajustica os Snrs.
Gosla Ferreira conde de Lages e Brito
Cuerra, e para meaibro da commisso de fa-
senda sahe eleilopor escrutinio secielo o Sr.
Costa Carvalbo com 11 votos.
Ordem do dia.
Achando-se na ante-camara. o ministro da
ustica, he introJusido com as formalida-
des do estilo e tomi assento na mesa.
Continua a tercein discusso adiada pe-
la hora na ultim* sesso, do projecto de lei -
R e emendas X deste anco, sobie refor-
ma do cdigo do processo conjunctamen-
com as e 1 endas dos Suri, senadores apoia-
das em diferentes sesses*
Sio apoiadis as seguintes emendas : '.
Para se collocar aonde convier salva a re-
daceo.
juiz municipal para pronunciar toma-
ra' por adjunctus a vareadores ou actuaes ou
que os lenbo sido ron boa fama.
Subsista a enumeraij das folbis subs-
tautiaes do processo conteuda no artigo j do
projecto.
Quando as rebees ou seJices entra-
rem militares sejio estes ^ulgados pelos tii-
bunaet e leis militares Cameiro de Cim-
J-OJ.
Dada a hora fica adiida a discusso.
Retirando-se o Snr. ministro, o Sur. pre-
sidente d para ordem do dia as ou-sam
materia dadas para boje, e levanta a sessj.
nends X deste anno re fui mando o co- p
digo do prucesso, cnjuncumenle com as e- ] verno imperial*
MINISTERIO DA JUSTig V.
Ilitn. e Exn, Snr.-Tendo entrado em
duvida se os provimentos dos oficios de jos*
tica feitos pelos | residente das respectivas
provincias dependem de confirmaco do go-
S, M, o imperador,
me
ordena declarea V. Fx. para sua intelli-
gencii que nao havendo disposico algu-
ma legislativa que annulasse os provimen-
tos ce taes oficios feitos antes da interpreta-
cao do acto addicional, nao preciso elles de
cunfirmacj do governo imperial.
Deus guarde a V, Ex. Palacio do Rio de
Janeiro em 7 deag>sto de a84 -Paulino
Josa Soares de Souia. Snr. presidente da
provincia de Pernambuco.
PERNAMBUCO.
GOVERNO DA PROVINCIA.
Expediente do da 4 <1 corrente*
Oficio Commandante das Arnns res-
pondendo-lhe que pode miniar demittir o
soldado da companhia de artfices Jos Joa-
quina Sera visto ter sido julgado pela jun-
ta de saude incapas de continuar no servico
militar.
Dito Ao mesmo auctorisando-0 para man*
dardemitir 11 pracas das 15 invalidas viadas
do Rio de Janeiro, e significando-he que
nesta data foro solicitadas ao Exm. Sr. .Mi-
nistro da guerra ai guias das referidas quin-
te pracas.
Dito- Ao inspector da thesourarU di fa-
xenda ordenando l!ie, a vista da sua nfor-
maco que mande ajustar a conta do que se
deve ao capito Antonio Francisco de Souta
Vlagalhes commandante do forte de Gaibu
Dito- Ao commandante das armas, com-
municando-lheo conteudo no precedente of-
fico.
Dito Ao commandante ge ral do corpo da
polica enviando-lbe un otficio do arrema-
tante da barreira do Cequia, queixando-se
do mo procedimento do piquete de polica;
que all existe a fim de que baja de dar as
piovidendias que elle reclama a bem do ser-
vico publico.
Dito Ao inspector da t hesouraria das ren-
das provinciaes commuoicando-lhe o on-
ttndo no precedente oficio.
Dito Ao i uiz substituto dos juizes do cri-
meecivtl, noxeando o para presidir 1.
parte da 7, luleiia d) Tbeatro cujas rodas
anJa na dia 11 do correte segundo a par-
teci aco do respectiva escrivo,
Dito Ao escrivo da lotera do Tleatro t
coxmunicando-lhe a nomeico su ara.
Dito Ao director do lyceo co-nmuni-
cando-lbe em resposta ao seo oficio doi.do
corrente, que fe remettida (hesouraria das
rendas provinciaes a conta das despeas que
acn pitl.ou o mencionad) o!fi j ia a fim de
ser satisfeita e quanto a >. parte do mesmo
olficio que pole ffeituar a compra dos li-
vros que sao necessarios para os eximes dos
opposstores da cadeiras de latas e priajeiras
letras.
Dito Ao inspector do arsen.il re mui-
nha respondendo ao seo oficio em que exi-
ge saber se o patacho Pitap.ma deve seguir
para a liba da Fernando como navio de guer-
ra, o romo aereante; que proceda a este
espeila n 1 confarmid^de do que ja se pralicou
na (.rimeira vi-g-m
Portara Ao inspector f,eral das obras pu-
blicas para iufermar com urgencia em que
estado se acba a estrada do fio seco decla-
rando aquanto tempo nella se irabalbe, quan-
do kdra concluida quanto se tem nella g is-
lo e riiialmente ; se fez o respectivo orca-
aenlo e se loi a( provatio.
Dita- Ao aiosmo crdenando-Ihe qao pas-
se a examinar o estado em que se acha o
quartelde polica organise e remella se-
cretaria o orcamento dos reparos que forera
de absoluta necessidade.
Oficio- Acamara municip.l do Recife,
envianfto-ibe uro oficio do inspector geral
das obras publicas ; a fim de que a vista del-
le declare a exteaco do terrena de marinba,
que ltimamente pedio para se faser urna pra-
ca ; e recommendando- Ibe que minds por
os competentes marcos nos terrenos melidos
para logradouros publicos.
dem do dia 5.
Oficio Ao commandante superior da
guarda nacional do Recife commuicando-
Ihe que atteodendo a presidencia ao que
Ihe representou Joaquina Malaquiai Pache-
co, ajulanle do quarto balalho e tendo
em vista a sua informadlo dada em oficio
de a5 de agosto ultimo, Ibe tem concedido
reforma no mesmo posto em coaformidade da
Ls.
Dito Ao inspector geral das obras pu-;
blicas ordenando-ibe a vista do que in-
forma em seo oficio de 4 do corrente sobre o
requerimento de Jos Machado Soares, pe-
dindo queseja novamente arremattado o
melboramento da estr.da de Parnameirim
que m.Tiile por cid praca o mencionado me-
Iboramentot
Dito Ao inspector do arsenal de marin ha,
devolvendo-lhe o requerimento do segundo
lente Pedro Tnom de Castro e Ara-ajo
redindo o pagamento da gratincacio da
6U000 reis concedida aos pilotos que exer-
cein o lugar de escario visto ter nesta qua*
lidade cntregido em dia a escripturscio do
cutter Esperauca de Bebeiibe ; a tim de qu
Ihe a ande faser o pagamento da gratiici-
o pedida to smente da parta relati-
va so anno bnanceiro prximo findo, e ao
corrente, nao deven Jo ter lugir o paga-
mento dos deuais anuos anteriores, em con-*
seqnencra de nao u*ver pira esse Gm consi-
gnaco espetiil.
Dito Ao thesoureiro da lotera do tbea-
tro, significando-lbe, qne couvindo qu9 a
arrecad-ico do i.uposio de oito por cento so-
bre as loteras se faco com toda a regula-
ridade e em ssos devidos lempos Ihe deter-
mina, que nao mande por a venda bilnetes
de qalquer lotera ,* aem que o ii'pisto da
antecedente leuha entrado para o cofre da
fasenda seguudo requeaia o respectivo im\
pector.
fg jaes oficios foro rxiedidoa aos tlieeou-
reros dasdemais Ijlerus,
Dito Ao inspector di (hesouraria da fa-
souda, communicinlo-lha o conteudo 00
precedente ollio.
Dtto Ao thesoureiro da conpanhia en-
carregadd da coostiu(o do thaatro eppro-
van Jo o novo plano para a lotera do mcs.no
iheauo, qud acompanhou oso ofi'io de
Uo correte, e euviaodo-lUe UJat coait au-
tbenlicado referido pian).
dem do dia 8.
Oficio A cmara municipal do Ricifs ,
para mmdar salisfazer ao prefeito da comir-
ca a quintil de o^Ujua reis constante da
couti que se Ihe remelle importancia do a-
seite fotnecido para t-s luzes das cadeta* des-
da cidade desde o 1. de juluo al o ulit-><-> d9
setembro p, p.
Dte--A o prefeito da com rea canal



MARIO DE PERNAMBCO
niunicando-lhe a expedidlo da ordem u-
Dito- Ao juia de pez de Jaboalo, envi-
anrio-lhe o requerimenlo e contracto |ce-
lebrado entre o engenheiro encamado da
estrada de Santo Aoto eo Cidadao Jos
Solero de Andrade sobre o terreno ero que
teerba edificada ama sua casa, que deve
ser demolida por se acbar sobre a linha do
nono lanco da mesma estrada a Eco de que
mande proceder a urna exacta festona a cer-
co do mesmo terreno revertendo depois lu-
do rom as infc rn ar.6e que poder colber a se-
melbante respeito, paro que se cumpra o dis-
poito no artigo 4* da lei provincial numero
de 10 de junho de i8i5.
propostas declarando o menor preco por que I quera um caldinho urna perninha de urna
ser vendido cada alqueire medida das UnUs galinhas, que aU so mataaaian-
8ntiga. mente ; nem ao menos arrastal-o para um
Annuncia-ie igualmente, para o ditq,dia de seus corredores, afina de livr al-o do ar-
e hora o ajuste da cbra de que necessita um dor do sol $ nada nada disto eu va.
dos telheiros deste arsenal, mas relativa ao tei para casa tornei a tarde ,
i-onceito do telhado e a factura da simalha ,
coro o ped tiro que se proposer a faser a mes-
ma obra mais em conta.
Secretaria da insoecco do arsenal de ma-
rinba de 1 emambuco em 5 de Oulubro de
l84l.
Alexandre Rodrigues dos Anjos, .
Secretario,
CORREIO.
O pataxo Bom Amigo recebe a mala pa*
ra o Rio de Janeiro boje (8 ) as 4 horas
da tarde.
COMMAUDO DAS ARMAS.
Expediente do da 1. de Oulubro,
Oficio- Aoltenente coronel comroandsntej
do deposito, remeltendo lbe os p,pe.s de Parte do d.a 7 de Ou ubro de i8i.
contibUidade do destacamento da .marea Illro.eExm. Sr. Participo a V Ex. que
do Cabo, periencentes ao me* de Setembro fiz boie oela rnanha prender os pardos A nto-
ultimo, 'e mandando entregar a especliva
emporlaocia oo cobo Jos Vicente.
Dito- Ao p re feito d com marca do Cabo ,
communieando-lbe o exposto no precedente
ofEcio com o que ficara respondido o seo
datado de hoje.
lito- Ao lente coronel comroandsnte
do deposito, communirando-lhe que em
Tillada do acto deinspecciot, a que hoje se
proceder linha comedido seis meses de
Hcenca eos soldados invlidos Jos da Hora ,
Feliiardo Jos da Fonceca Joo Francisco
FREFEiTURA.
Gi boje pela manha prender os pardos Anto-
nio Joaquim da Silva Rodrigues e Mo-
nica Mara da Triudade por serem encon-
trados em sua casa no lugar do beco largo,
fregueiia de S. Fr. Pedro Gonsalves duas
prelaa de nomes Therea e Domingas, bas-
tantemente espancadas e uialiractada ex-
pecialmente a segunda aqual s'achs borri-
velroente retalhada, qjeimada e pisada
em todo seocorpo, e par uso ex pengo de
vida } cujo Bconlecimento
me
e
deSouza, e Jos Doaingues de Mello, e
que leudo estes quatro soldados assim como
o cabo Pedro Joaquim d Oliveira e soldado
Maootl do Espirito Sanio de serem propos-
tos para reforma devia remelter com urgen-
cia as 5U8S es d'or&cio.
dem dodia a;
Oficio Ao Exm. Presidente propon-
do-lhe para demico carias pracas inspeccio-
nadas em sesso de bontem e requisitando-
l;e os guias oe i5 invlidos vindos ltima-
mente do Rio de Janeiro na escuua Frimei-
lod'Abiil.
ldt.ro do 01a 4-
CEcio-Ao prefeito da romnarca do Bo-
nito, usando o mebiaeolo de 6 reclu-
tas irenciouados 00 seo oflicio de a8 do mes
prximo fiodo dosqoaesum I01 posto em
tuslodiapor declarar ser escravo*
Dilo Ao .ajor coromandaoie da lorta-
Ja de Tamandar respendendo ao seo ofi-
cio do 1. deste nez que acompanhou os pa-
pos de coniabilidade do destacamento que
depois de lubricados tiverio a direcco do
cusiume. r .
Tito- Ao capilo remandante do forte
deGaibu, con monicando-lbe qui. oalmo-
xarie cotdusia a ser-lbe entregue a quantia
de ii rs. vellas pavios e azeite para
lusesdo forte, cernientes das requesii,oes ,
e tautellea involvidas no seo oficio de 99 de
Sttembro ulliao.
Dilo- Aoccmroandanto do forte Pao A-
marelo dsendo-lhe ero resposta o seo ofi-
cio do 1. destentes que es papis de couta-
fcilidade do destacamento forio depois de
rubricados, entieguesao portador do dito of-
ficio.
foi bunlem
mesmo noite denunciado, e deo lugar
que osse posta em cerco a sobreJta caa.
Fis immedialamenie proceder competen le
?eslora no corpo das mencionadas prelas ,
para ter o destino que de lei, e maudei
para a cadeia os reHeridos presos para paisa-
rem dispos9io do Juii da 1. vara do cri-
me.
O Illm; Sr. Preleito d'esta commarca mau-
da faser publico, para coohecimento de
quem pertencer que na respectiva secreta-
ria existem 8 saccas com fsnnha que foro
honlem aprehendidas pela guarda de palacio,
cuja sacas serfio entregues seo justo douo ,
dando os sigues das respectivas marcas. Re-
cife 6 de Oulubro de 1841
Claudino do Rugo Lima,'
Oicialda da secretaria.
O Administrador da meza das Ren-
das geracs mtern s avza ptla stima ves
a todos os moradores da. Boa-vista, S An-
tonio, e Recife para que venbao pagar o
imioslo do banco de sejes e carrinhos, di-
sima da cbancelaria sello de berancas si-
/as de bem de rais -t pena de se proceder a
bre animal bomem existia no mesmo escan-
dalosissimo estado e anda vivo j de modo
que pareca que sua alma tinba repugnan-
cia de deiiar aquelle corpo P* se naQ
ver na necesadade de queixar-se la em pre-
senta do Deus d-i caridade da nao candado
dos horneas deste mundo.
Pora encrtannos rases amanheceo aioda
hoje ( 7 do correte ) no mesmo logar na
mesma posico porem j aeoa vida.
Imaginemos por instantes que naquelle
mesmo adro naquelle logar mesaao a mor te,
que nao respeita dislincSes nem qualidadei,
que com o p intrpido co-uo dix o poeta ,
pisa o palacio dus grandes e as cboupanas dos
pobres ameacava coro o seu lacio a vida de
uro magnata d'um ricaco ou d'oro poten-
l-do ; nao era preciso tanto baslava que
o moribundo fosse um dos criados do Exm.
Snr. Presidente que conluso que dia de
iuio l L vem a commuoidade de crui al-
vada Que umbela aquella l ? Ajoelhe-
mos, que o serado viatico. Que vaso
aquelle ? 1 E' o da santa ungo. Que mul-
tido aquella que vem sahinJo pela outia
porta ? I Sao mdicos ciruigioes botica-
rios inferweiro, cosinbeiros comprado-
res e cobradores que vem condusir o in-
'ermo al irazem um carro envidracado em
vea de paviola 1 l se est ajustando urna
carga de galianas com per* e ludo ma
caldos e caojo. Que feliz que o bomem ,
que nao bomem s mas que accompa-
nbado de cerlos prestigios que causo me-
do ou que dao esperanzas de fortuna 1 E
assim que alardeamos de caridoios, de re-
ligiosos e de pbilaolropos Ouavirtude
nao o que pens ou todo este mundo nao
mais, que um coroposto de imposlura e de
hipocresa. Formalidades ludo, quanio
vemos, exterioridades ludo, quaulo obser-
vamos transaeces conveniencias e sr-
didos interesses ludo, quanlo se pralica
nesie secuto das luzes,
O Fre Caroco.
O Exm. Desembargado* Thomax
Antonio Maciel Monteiro.
Reverendo Thom Tetxeira Cavl -
cante.
Antonio Jote Pires.
Reverendo Domingos Germano Al-
fooco Rigueira.
Reverendo Laurentino Antonio Mor
re de Carvalho.
Joaquim Meudes da Cunha A-
tevedo.
Bernardo Tolentino M. da Costa
Res.
Miguel Bernardo Qnioteiro.
Fructuoso Jos Pereira utra.
D. Mara Queirga.
D. Briida Alaria de Castro.
D. Mara da Conceico Veiga.
Victorino Joze Monteiro.
Bernardino Joze Monteiro.
Domingos Ferreira Jorge.
Dr. Maooel Mendes da Cuaba A-
zevedj,
Joze Feliciano Porte lia.
Autonio Luit Goncalves Ferreira.
Manoel Alves Monteiro,
Joo Moreira Marques.
Manoel'Duarte Ferrio.
Francisco Antonio Vieira da Silva.
Francisco Joze Arantes.
Jo/e Ferreira de Mello.
Manoel do Nascimento da Costa
Monteiro.
Joze Gabriel de Maraes Maier.
EstevSo da Cunha Mendes d'A-
sevedo.
Manoel Joze da Silva Braga
Justino Pereira de Faria.
Francisco Gomes da Silva Pereira,
Antonio Jos Bandeira de Mello.
Correspoiitleaciar.
Snrs. Redactores.
Sendo collectadas as casas situadas na es-
trada de S. Jo/.e do Mauguioho no sei por
que direilo ou porque esquecimento vi-
vbu em irevas os moradores d'aquelle logar,
sem terem ao menos um lampio que os li-
exetulivo conlra osomissos f cujos mandados vre Ja escurid^de da ocite* Aquella eslra-
. t._. ._________.J._ _:!> J. I ._. .:,.*.... nm .mu l'i Otilan Prtl 1 Ai'Hm
j se aiho lirados iura se proceder pinho
ra. Recebedoria 4 de Oulubro de s t s
Francisco Xavier Cavalcante de Albu-
buquerque*
CoiiiiiHiijicado.
O COHVEKT0 E0 CABMO E 0 HOSPITAL
DE CARIDADE.
da urna situado em que j esto colloca-
das multas casas e por islo se faz credora da
allenco d* Authoridade competente, de
quera espero os moradores da dita estra-
da a providencia que dicio a raso e a
' 9* Um dos d'al.
Aos Snrs. Redsctores pede-se os segua,
tes escla remenlos,
Primeiro mandando a Imperial Promo de
3 d'Oulubro de 18 j6 que os Comoaaudan
Dhersas Heparti<;oes
Quando hontem ^6 do corren'e) pelas j horas
da uiaubS vi um pobre e inleliz bomem ,, -
prelo sem sentidos quase immovel, dan- tes das Armas das Provincias at a fjente de
do apenas sgnaes de que aiuda gosava dos Coronel tenho as continencias Mil.t.res
restos de una vida desgranada e miseravel ,' designadas por Le para os Bngadeiros do
estirado no pateo da Igreja do Carmo dei; Exerciio e gosando estes do tractamenlo de
Senboiia pelo Alvara de 24 d Abril de
OBRAS BBLCAS.
Em virtude das ordens do Exm. Sr. Pre-
sidente da provincia pcem-se nova.ente em
praca para serem -djudicadas a quem por
--- 1--------{Jj ---------- w
gracas virgem do Carmelo por ler querido
que aquelle '* ero buroano viesse de rastos
al os lumiares daqueile convenio onde po-
derla sua alma encontrar os confortos espiri-
tuaes e seu corpo algum alivio se nao re-
medio no estabelecimenU) de caridade, que
no mesmo convento est era vado. A cada
menesfizer ^ as obras do melhoramenlo da _0 mtiai0 convenio esia cravaao. a caua
estrada de Parnatcerim junta Santa Anna (lStBtl[e pareca me ver algum dos filbos de
avalladas em Rs. R.686Liag. S. Elias correr a toda a pressa a dar-lbea

As pessoas a quem convier este contracto
o convidadas a comparecer nesta repartico
devidanente habilitadas de fiadores idneos
em os das aa a3, e a5 do correnle, em
que ter logar a irremataco -, e na mesma
ReparlicSo podero examinar a desciipcio ,
orca.ento e condicea lodos os das uteis s
herss do expediente. Inspeccio das obras
publicas 7 de Oulubro de 184 *
Aloraes Ancora.
ANKUNCIO.
Annaneia-se d'ordemdo Illm. Sr. Ins-
pector a compra de urna porteo de farinba
de muito Loa qualidade para a liba de Fer-
nando : as ptsscas a que. pessa convii a ven-
da d'este genero pode, comparecer n'eta se-
trttaiia no dia 8 do rorrele pelas 11 Lores
da meaba munidas das amoatias, e das
pressa
absolviio a nomear>lbe ao ouvido o doce
lome de Jezus desse Jess, que, quando
entre os boa eos esleve nao fez delles ds- '
18a 1 qual deve ser o traclamento que de-
vem ter os Commandanles das Arma em
vista do Aviso Imperial de ai d'Agosto desie
anno que mandou reslabelecer a Lei dos
traclamenlos ?
Segundo qual o tractamenlo que se devem
recipiocameule dar os Militares em lace do
Artigo da Lei de 39 de Janeiro de I7J9, que
assim se ex pressa i\o enlendo por esta
Lei revogar os trsetamentos que eu houver
tinco 6blvo pelas virtudes j que escolheo
mesmo a pobres pescadores para seus amigos
e companbeiros 1 a cada instante se me 6gu-
rava ver sabir do hospital da caridade urna
paviola a conducir o moribundo para os pin-
tados e invidracados saldes da Caridade a
fim de lomar um caldo urna sangra um
remedio qualquer ; mas quanlo me inganei l
Passavo os Religiosos para fora e para den-
tro do convento vio o moribundo e o
m*is que faiio era diier l comsigo ; Bem
dizia o S. Job que o bomem trra e que
em Ierra se hade tornar Os agentes e os
pacientes do Hospital da Caridade (esta ca-
ridade o doce ouvida lio cruel tratada )
nem ao menos sahia. a perguatar-lhe se
ordenado se deem a algumas pessoas sem
probibir que os Militares continuem entre si
os tractameotos que at aqu pralicavo ,
nem o que se c jniinu dar ao Senado da C-
mara desta Cidade ?
v *
A* PEDIDO.
O abaixo assigoado por melindre seo ,
faz publico por este Diario que quando Juiz
da IrmandaJe do &S. Sacramento da Fie-
guezia da Boa-vista recebeo humas esmo-
tas para principio do assentamento das pri-
meiras pedras da nova frente da respectiva
Matriz das pessoas abaixo declaradas t e as
competentes quautias a sibsr.
4oUoot>
100U000
2oUooo
aoooo
aoUooo
aoUooo
joUo 00
aoUooo
aoUooo
aoooo
aoUooo
10U000
10U000
loUooo
12U000
10U000
10U000
oUooo
loUooo
800O
6U0O0
5Uooo
5Usoo
6U000
400O
4U0O0
4U00O
3U4oo
aUooo
aooo
1U000
45I30
Recife 4 de Oulubro de i84i.
Joaquim Mendes da Cunha Azevedo.
LOTERA DO THEATRO.
Os Bilhetes da 1. parle da 7. L. do The--
airo Publico cujas rodas tem o seo imprete
rivel andamento no da i2 do correte a-
cbio-se a venda no Burro do Recife em as
lojas dos Senliores Manoel Gonjalves da
Silva Vieira e Gregorio Antunes Cam-
bista na ra da Cadeia velba i e no de
S. Antonio, as dos Snrs. Alves Guerra,
ra Nova Alves bastos Pracioha do L-
vramenlo e Menezes Jnior ra do Col-
legio.
LOTERA DEN. S. DO ROSARIO DA
BOA-VISTA.
A meza regedora da Irmahdade de N. S.
do Rosario da Boa-vista 4 tem determinado
que corre impreterivel ente ai.* parle da
1. Lotera no da 39 de Novembro vindou-
ro i os bilhetes acbo-se a venda no Recife
ra da Cadeia loja de Cambio do Snr. Vier
ra; em S. Antonio loj* do Snr. MenesesJur
nior fuadoCollegio : ra do Cabua boti-
ca do Sur. Joj Moreira Marques; e na Boar
vista loja do Snr. Rapozo ra do atierro.
ANKUNCIO
Quem quizer fuer huma ideia clara de co-
mo se administra a justica, como se cumprem
as leis em certo pais que todos noi tonuece-
roos ; quem quicer conhecer cabalmeote a
immensa distancia que vai ds tb?ori* prs-
tici ; quem quizer final nente ter huma es-
pecie de Cosmorama poltico, e moral d'hum
Estado que se no diz qual he para evitar
lilaos teslemunhos lea com allenco o Cr
digo Criminal Pralico da Simi Repblica
m de passamo. ', Abi se ver como sao con-
eiderados os crimes e quaes as panas que
costumao sofrer os criminosos. Abi se mar
nifesta quanlo he ventajoso ser velbaco pe-
lotiqueiro e sobre tudo valento desordei-
ro faquisla e bom assassino, prendas mu
bem acolbidas e estimadas pela gente de
Passamio. E quem nao apreciara huma
ierra onde boma grande parte da gente 0
cuida em passar a mo buna no bolo do po-
der outros 00 alheio &c. &c. ? O no-
re Cdigo recrea e iostrue e continuaia>:
vender-se fice. Cheguem Freguezes, cbf'
guem e vo passando a mo no novo Co li-
go precedendo j sa sabe osconpeiea-i
tea a4o reis por cada hum i na praca da Ia-(
dependencia, loja de tivros n, $7 } i9i
A
MUTILA


VJ
Dl&lil) fB PElRNARllCd
I
i
THEATRO.
* Domingo 10 docorrente te representar
Pee toser db HEB com a mesma
pompa e ordem que do Beneficio di primeira
Dama*
Principiar s 8 horas em ponto*
NOVA SOCIEDADE EUrHROSINA,
A Commissio Administrativa delibera,
que os Socios que se acbio a dever a So-
ciedsde, nao poder assistir i tua Partida
(de 9 do correte) lem que tenhio pago
seus dbitos visto o det-.ixo que coma
mesma tem praticado.
SOCIEDADE LBENTINA DE
BEBERIBE.
O Secretario da mesma convida aus Srs.
Socios para no da 10 do corrente pelas 10
horas da manb se reu nirem para se eleger
a nova Commissio. ^
SOCIEDADE TERPSICHORE.
A Commissio Administrativa convida
pela segunda ves aos Snrs. Socios para u-
ma sesso boje ( 8 do corrente) s 6 horas da
larde para approvacd dos novos estatutos ,
e de Candidatos.
SOCIEDADE M AMIZADE NOS UNE."
O i. Secretario convida aos Snrs. Socios
da mesma a dirigirem-se casa de suas
Sesses, na roa da Praia Domingo io do
correnta, pelas 4 horas da tarde, afina de as-
signaren! os estatutos*
Avisos Diversos.
tsr Formulario ou Guia Medica do lira-
sil, que contera a descripclo de todos os me-
dicamentos suas propriedades, os casos em
que se em pregad auas doses segundo as i-
dades sesos dic.; as substancias incom-
p a ti veis com el les ; a indicacio das plantas
medicinses indgenas e das agoas mineraes do
Brasil; a arle de formular ; a escolba das
melhores formulas e das mas frequentemente
ein pregadas ; um memorial therapelico ou
indicaco dos tocios usados no tratamento das
molestias conhecidas na Europa e proprias s
ao Brasil ; Jos soccorros que se devem dar
ios aspbyxiados afogados envenenados ,
s pessoas que se acbio no estado de mor le
apparente&c.; um ndice alphabetico fran-
cei portugus das substancias medicinaos
simples &c. ; i volunte em 18 de 6oo pa-
ginas pelo Dr. Cbernovie Membro da Aca-
demia Imperial de Medicina do Rio de Ja-
neiro > correspondente da suciedade medita
cirurgica de Montpellier anligo ebefe inter-
no dos bospitaes de Franca, honrado com
medalhas &c. O deposito desta obra lio
til acha-se em casa de Bolli & Chavannes
na ra do Trapixe novo, n. i3 -o preco he
de ti^f res eida exemplar.
tsr Mr. Valli tem a honra de partecipar
ao espeitavel publico que Um destinado sa-
bir no lia i5 docorrente para Maranbo no
palaxo Amelia... porem antes da sm par-
tida e a pedido de mnitas pessoas que o de-
gejiu ver tii.da una vea trabaluar tem < on-
tratado com o Snr. Gama para dar a noite do
eu Ltneluio um grande expelaculo Ge-
DHtico torcas e > gelidades procurando
utbia noite ex ce er suas proprias forjas
paia agradecer aos Eroicos habitantes desta
Ciada ( que liie tem aplaudido por a8noi-
tts que lem representado nesie Thealro. O
Leuthriodo Sur Gama ter lugar nodiai4
do cnenle (Js camarotes em geral vendm-se
em caza do Sur. Valli, e no mesmo Tbea-
tro sendo pelo mesmo preco dos da cata.
tsr Quem tiver para alugar, duas ou tres
negias para vender na ra ; dirija-se a pra-
va da Independencia laja de funileiro D-
cima a 4*
.-. abaixo assignado fax publico, que
desde o dia 5 do coi rente kdeixou de ser cai-
xeiro dos bnrs. Bolli & Cbavannes Freres ,
e convida a qualquer pessoa que com elle te-
cha tontas apresenta-las atbe o dia io do
corrente no scrip torio dos referidos Snrs.,
por quamo tenciona auzentar-se para (ora da
Pioviucia. Antonio Barn.
- Arrenda-se um bom sitio, no lugar de-
nominado Agoa klria com bastante terreno
para plantario boa agoa e arvoredos de
tructos no largo da hibeira sobrado novo
de um andar.
- JJtcapareceo no dia 6 do corrente um
cexorrinho dogue, com os signaea seguintes ,
cor vermelba pequeo orelhas cortadas ,
calcado das maos e ps de branco fucinho
prelo e a cauda frocada para o lado esquer-
ro ; quem o tiver acbado dirija-se a esta
Tvpographia que ser generosamente recom-
pencado.
tse~ Quem precisar de urna ama de leite ,
parda e sem filho ; dirija-se a ra do No-
goeira D. n deOonte de urna venda.
- Preciza-se de um pequeo Portugus ,
que entenda de venda*, as 5 Ponas D. a3,
onde tem lampiio.
- Pr eriza-se de duas pretas ou mo'e-
ques para venderem aceite as tardes pa-
gando-se 400 Ttli P3r caada i na ra Velha,
D. 07.
- Os Snrs. Antonio Josquim Vas de Mi-
randa, e Joo Carlos Augusto da Silva; quei-
ro dirigir-se a ra doQueimado D. 3 ,
lado do.poente a receberem cartas vindas
do Porto.
te** Arrenda-se o segundo andar do so-
brado que tem refinico na praca da Boa-vis-
ta pelo mdico preco da 8jf reis mencaeis ;
os pertendentes, dirija-se aocartorio do Es-
erivo Reg, na ra das Trinxeiras das 9
horas da mauhi ao meio dia.
- Preciza-se alugar urna preta embora
nao seja muito ladina e nem tenha habeli-
dades ; no largo do Tercio, D. 4*
- Perciza-se de urna criada para todo o
ser vico de urna caza ; na ra da Gamboa do
Gsrmo sobrado de 2 andares.
- Compra-ge duas voltas de rordio d'ou-
ro que tenha o peso de duas oitavas e m ais
cada palmo sendo sem feilio ; quem tiver,
anuncie.
-----Quem tiver para alugar urna ou
duas escravas psgando-se mentalmente deis
mil reis dando-se-lbe de vistir easseve-
rando-se o bom tratamento ; annuncie pelo
Diario ou dirija-se ao ultimo sobrado da
v iuva do Peixoto, as 5 ponas a tratar a res-
peito.
>' Aluga-se um sobrado de um andar ,
para pequea familia porem em muito boa
ra por ser na ra direita quem o quiser
alugar dirija-se a ra de Santa Rita nova
confronte a Igreja que achara com quem
tractar.
tsr Oerece se para criado ou eosinbeiro
um rapaz chegado apouco de Hespanha; quem
precisar anunncie.
tsr Aluga-se na campia da cua Forle a
casa para se passar a (esta ou animalmente
o arma sem da casa de 4 andares defronte da
tend de ferreiro de Caelano Jos Coelbo na'
ra do Amorim.
%sr Arrenda-se urna casa terrea em San
ta Anna defronte de Joaquina Jos d'Amo-
rim pelo lempo da fesla cotn suficientes c-
modos para qualquer familia, por terna
frente urna salla e um gabinete quatro
quartos outra salla a traz e coainba lora:
quem a pretender dirija-se ao sobrado na rus
das Triacbeiras D. 35 confronte a rus do Ro-
sario estreita que lem lampiio na porta,
tsr OUerece-se um bomem eslrangeiro
para criado de caza particular ou pageru a-
quina praga ou no mallo ; o qual d fia-
dor a sua conduta ; que m precisar procure
na ruado Rosario estieita D. 24.
tsr Achou-se junto ao arco de S. Anto-
nio urna caixa pequea de praU paia rap
quem a tiver perdido dirija-se a ra do Cres-
po loja D. 6 lado do sul que dando os sig
naes que a dita tem llie seta entregue. '
tsr No arruaiem de Antonio Joaquim Pe-
reira defroute das escadinhas de \llandega ,
vende-se por preco cmodos sacas com la-
rinba nova toucinho em jicazes de duas a-
tres arrobas conservas em barrisiuho sei
ras com figos sevada de Lisboa caixas com
sebo de Olanda sacas com arrs de casca ,
ditas com pilado.
O Sr. que anunciou no Diario querer
comprar una escrava que sabe cosinhar ,
faier lodo servico de a caaaj dirija-se ao ater-
ro da Boa-vista D. 33.
ajs> Precisa-sede urna mulber para o ser-
vico de urna caza de pouca familia dando-
se-lbe nicamente comer e vestir t annuncie
ou dirija-se ra do Gabu loja de faseuda
D. 3.
tsr Da-se um um cont de res a premio
de dous por centono mez, por hypoiheca em
alguma casa ; quem quizer annuncie por es-
ta foiba ou dirija-se ra do Cabug loja
de fesenda D. 3.
tsr Quem precisar de 100U rs. a ii5oolI
rs. a juro dando siguranca que agrade; di-
rija-se a fora de Portea N. io4 que sa dir
quem os d.
tsr O Sr negociante Inglez que quizer
aproveitar-ae do prest imo de um homem Bra-
zileiro t que es creve e conta ptimamente ,
sizudo e muito hbil para caxeiro de escrip-
ia ou de cobranchis prestando fiadores em
abano de sua conducta ; annuncie ; advir-
lindo-se que o anunciante se sujeila a pres-
tar os seus servidos grates e somente dan-
do-lbet sustento e vestuario a t que com
justica merepa ordenado.
aaar Precisa -se de urna pessoa capaz que
tenha pratica de faser xarutos entregando-se-
Ihe o fumo preparado para isso e alem dil-
le maia um menino que se empregue nesse
trabalho, dirija-se so armasen) de msdeiraa ,
na ra da Palma a traz do Carme*
Precisa-se d um preto eosinbeiro t
quem o tiver para alugar ou vender annun -
ci.
, Quem quizer comprar tabeado de pi-
nbo da Suecia e da America de todas as lar-
guras at dois palmos e da diferentes gros-
suras e costado ecosladinho, assoalbo e for-
ro assimeomo una porco chegado ultima-
mente da America proprio para fazer qual
quer obra de bom goslo por nao ter nos e pre-
gas, mais barato que outro qualquer; v atraz
do Thealro armasem junto o sobrado a fa-
lar com Joaquim Lopes de Almeida.
tsr Perdeo-se umn caixa de prata no dia
5 do corrente com a marca A B M desde o ba-
co do Thealro the ao p ia cadeia ; quema
acbou queira levar na mesma rus D. 4* que
ser gratificado.
tsr O dono do trapiche do passo do Zan-
gu, parlecipa ao publico,e particularmen-
te aos Srs. deengenho que costnma man-
dar ao dito trapiche oaixas ou outros quaes-
quer objectos de engenlio que em conse-
quencia dos grandes reparos que tem feilo
nesse passo, armasem e trapiche, nao pode
continuar a receber os diversos objectos que
ali mandarem pelos anligos precos, e que
de ora em diante dever io pagar os seguintes ;
fretes no Reciie e direitos de trapiche por
cada caixa de assucar iaoo, direitos por ca-
da caixa -iU, tambores, aguilhdes etc. 8oo,
o dono do dito trapiche espera que nao obs-
tante isto os Srs. de engenho conticuaro
a approveitsrem-se de to uil passagem, po-
deudo contar que se empregario todas as cau-
lellas e cuidad js para a melhor conduelo e
conservaco dos ditos objectos; lembra po-
rem que como d'antes, elle nao se responsa-
belis pelos riscos de mar e do rio.
%sr frecisa-se de urna pessoa capaz que
entenda de presepio e que queira lser nm
fora da cidade ; a qual pessoa se offerece to-
das as comonidades e interesaes; quem estiver
nesiis circunstancias, annuncie oudirija-se a
iua di Guia no sobrado de dous andares no
segundo andar lado do Porto das caooas.-
No mesmo precisa-se alugar huma preta que
saiba cosinbar e engomar.
tsr Otferece-se um rapaz portuguez para
caixeiro de qualquer negocio para tora des-
ta praca-, que jo do aeu presmj prteisar, di-
rija-sa as 5 pontos D, 3o, para tratar do a-
juste.
C9> Qnem precisar de um rap-z porta-
ouez, que sabe 1er e escrever para ciixeiro
de venda, ou armasem de assucar, ou de ra
do que lem bastante pratica ; annuncie amo*
radia.
tsr Arrenda-se por anno ou por teupo de
festa o sitio grande em Santa Anna junto
a venda do Snr. N icolao com casa noDre e
bastantes quartos cavallarice para tres ca-
vallos, casa para pretos e feilor com gran-
de borla um parreiral novo e muitas ar-
voies fruciiieras ; lem urna baixa de capim
plantado, e tem um poco ou cacimba da me-
lhor agoa. Arrenda-se tamben* com mobi-
lia conforme as condices ; quem o quiser
a pareca na ra do Crespo D. la para tra-
tar do ajuste.
tsr Pede -se por favor a quem acbou um
caxoriobo felpudo, de pequea raca ; an
uinicie sua moradia que se recompensar ge-
nerosamente*
*}> Precisa-se de um trabalbsdor de ma-
ceira que eutenda perfeitameute de todo o
seivico de urna paderia : quem se acbar as
circunstancias dirija-se a ra direita, D. o J ,
para o ajuste.
tsr Aluga-se um sotio com 3 quartos ,
2 gales e u 1 janeha ( independente do
3. andar 1 que se poder chamar 4) 1 em
mullo boa tua e proprio para caixeiros ,
ou rapas solieiro, e por piejo commodo :
n'esta Typograpbia se dir quem a pessoa
que aloga,
tsr i>o armasem de taboado de pinbo
por delraz do Thealro continua-se a ven-
der excellenle Fariuba de trigo para pi e
bolaxa e pelo mdico prego de 6ff ioj( ,
n|, e 14| rs., a dinhearo ou prazo ; e
taaibem se vende urna porfo de superior ta-
boado de pinbo americano : na ra da Sen-
zalla armasem de Vicente Joze de Brilo,
O Agriculor, que no numero a to do
______Ji
Diario de* Perhambuco, de se, de Maio p. p.,'
fez um annuncio a cerca de seu modo de
sssentar as taixas, e de fazer o assucar,"
tendo j feito urna applicacio de seu modo
de obrer no Eogenbo Velho pertencente ao
Exm. Snr. Mrquez do Recife', onde cada
um pode examinar] perfeicio doassenta-
mento a rapidet com que trabalha e a
quslidade da assucar* propoe agora aos II
lustrissimos Snrs. de Engedbos desta Pro-
vincia o ajuste seginte t
O supradito agricdltor toma a obrigaco d
asseniar em 5o engenhos desta Provincia ,'
taixas eozendo por hora 25o libras para
mais de assucar por um modo de obrar ,'
que em vez de gastar um cont ou um con-
t e quinhentos de polassa por anna, nd
gasta mais do qua a insignifiesnta quantia da
alguns mil rs.; bem como de ensinar pes-
soas designadas por cada Snr. de Eiganho ,
seu modo de trabalhar o assucar, fazenda os
ditos Snrs. de Engenhos todas as desposas do
ofiaciaes comida e transparte e f .mecen b
todos os objectos necessarios para os ditos
trabalbos; obrigando-se de mais apagar
cada um, um cunto de rs. j que serlo deposi-
tados as mos de dous proprielsrioa de coa-
fianca.
Para conseguir este fim urna lista da
subscripgo est depositada na Chan;ellaria
do Consulado de Franca, ra da Cruz 9 f
onde os assigoantes poden appresentar-sa
desde as 10 horas da manui at as 3 da tarda ;
(cardo entendidos qua se na estiver com-
pleta a dita Jsts de boje a dous mezes as as-
signaturas dadas at este momento tero ne-
nbum valor*
No caso de ser completa a lista antes do
praso marcado ser feito um annuncio pelo
Diario e se lavrar entre os 5 j S.irs, d'En-
geubos, e o dito Agricultor um contracto
nss formas das leis, depois de que se.-j de-
positados os fundos como fui j explicado ,
antes que se d principio a j$ trabalbos os
quaes serao executadjs na ordi.n das assij-
naturas*
Antes de principiares! os trabalbos ser
authorisado o Agricultor para tomar os 5o
contos a somma necessaria para comprar zoj
escravos ofaaciaes de pedreiro fioando a dita
somma hypothecada nos meamos escravos ,
vencendo estes o competente jornal durante
estes irabalhos.
Depois de ser acabado o assentsmento
a'una Engenbo o Agricultor tirar dos 5a
contos a somma de quiaheutos mil reis
outros quinbentos depois de prehenooidasj
suas obrijaces no dita Engeiiho.
Taes serio as princpaes condices do con-
trato. Para nformaedes mais extensas de-
verio os assigoantes se dirigir as Canco Poa<
tas D. 49*
tsr A pessoa que quer alugar ama pretal
de meia idade para cosinhar \ dirija-se ,
a esta Tvpograpbia, que se dir quem a tem.
tsr Quem quiser comprar urna escrava
crioula idade a5 a 3o annos a qual sabe
cosinhar o diario lavar engommar liso {
Gel e muito deligente para vender na toa j
dirija-se por delraz dos Martvrios D. 29,
tsr A pessoa que annunciou querer co'flH
prar urna escrava de ao a si5 anuos de idaie,
ou outra qualquer, quereudo urna de 30 anr
nos, com as habelidades que pretende, a
muito ssdia ; dirija-se das 9 horas ao meid
dia, a botica de Joo Pereira da Silveira,
ra do Rosario estreita, que achara com
quem tratar* ....
tsr Alua-sa um prelo bom corinlaeiro j
para qualquer caa; quam d pretender t
annuncie para ser procurado.
tsr No dia 15 de Agosto r. p. desppare-i
ceu um molato claro ; de nome Miguel,
natural do Cerio idade -21 annos, cjm 03
seguintes signaos: estatura regular largd
das espaduas, cara comprida e descarnada ,
sem barba olbos pequeos cabellos anal-
lados testa pequaoa denles limados tem
urna cicatriz em urna das pern'as pro vni-'
ente de carbnculos ; tem principio dd s of-
ficios de tapateiro e alfaiate j foi comprado
no Rio do Peixe pelo Snr. Manoel Carnei-
ro. Suppde-se ter seguiJtf para o Curti ,
por ter sido enconlrado na estrada dd Santo
Anto acompanbado de outro ambos ar-
mados com clavioas s quem o aprehender,
leve-o ao engenha Quitinduba, da Fre--.
guezia de Serinhabem, qua receber cea
mil rs. de gralificacio.
tsr Da-se 5oU rs.a premio sobre penho-
res de ouro ou prata j nesta Typo'ad^hia se
dir quem os d.
ssar Na paderia do Arco de Santo Anto-
nio continua-se a vender excellente po
bolaxa a 100 rs. a libra, e bolaxa por *&
^roba a a56ors
DO


DIARIO 9 B HlNAMBl)CO


37- Precisa-se fallar aoSr. Felis da Cu-
una Navarro Lins par* se Ibe entregaruma
caffa ; a pessoa que suas vee fuer diiijn-se
ao teco dos Marlii ios sobrado ero verandas ,
o aniiumie.
f^ Utseja-se saber quem he nesta prac
o procurador do Dr. Antonio de Arauj. Per--
reira Jacobina par negocio de seu interesse ,
tenha ebondade de declarar a sua morada
para ser procurado.
tsr A pessoa que annunciou querer com-
prar orna negra de idade de ao a a5 aunes ,
querorido urna de idade de 18 que c-zinha,
fi' roma e fas todo o mais servico de urna
e com urna cria dirija-ee a ra do Cabug
Joja de oiuaeEdS junto a botica
SST Aluga-se un sitio pelo tempo da fes-
ta na passagem da rYiegdateua j os prelen-
dentes dirijo-se ao atierro da boa vista pa
daiia ranceta L) %**
tsr O Sr, Antonio Brartlino de Holanda
Cavalcanli queira dinpir-e a casa de Lou-
Tenco Jos da Neves a negocio de seu iule-
resse
k-/r Arrenda-se um sitio no lugar do
Mondego urna elegante asa toda envidracd*
cjID 4 aalas ,6 quarlos urna grande coainha
iora a casa pode a rommodar dur.s familias ,
tambvm se arfeuda s, a casa sem o silio ta5
somente com o quintal murado e leudo den
tro orna cacia.ba ; es prelendentes dirijo-se
ao pateo djS Cruz sobrado de dous andares
confronte a torre da lgreja.
9 A pessoa que annunciou querer com-
prar urna esirava de idade de ao a a5 aunes ,
que taina cozinhar e fazer toao o mais ser-
vico de urna casa dUrja-se ao atierro da ba
vista D. 33.
tsr Freiisa-se de um eaixeiro de idade de
la anuos que saiba escrever ; na ra diieita
I). 8 lado do Lirramento.
tsr Urna muker de idade se offtrece pa-
ra ama de urna casa nao sendo para engom-
mar c coser ; quem precisar an.iun ie.
a, c|- Precisa-se de urna preta para se alu-
gar, que nao ten ha vicios, nem achaques,
para todo o servico de urna casa de pequea
Urna carraca de pegar ero pipas que
puche dous bois ; na ra do Nogueira D. 19
tsr Esrravos para fora da provincia com
vicios ou sein elles ; no varadouro ero Oiinda
venda de Jos Francisco se dn.
tsr Urna faca de ponta grande que seja
ricemenve ornada de prala rom n sua com-
petente bainha do mesmo metal, e um ves*
tuarij de serta nejo, sendo que apareci
nestes tres ou 4 diis visto que o comprador
leo pouca demora neste paiz ; na ra da
Madre de Dos ara>asem de ferragens.
tsr oze mil lijlos de ligamento ; ns
ra da Aurora terctira casa de 3 andar*.
Vendas
lamilla ; na ru> nova padaria U. 16.
t3T Aluga-se um sobrado novo uj atierro
da boa vista de um andar e solio com 120
palmos de fundo e 34 e meio de largura ,
com 4 portas na frente sala quadrada da
largura da casa corredor do meio 5 quar-
los, com sala da parte do quintal com va ran-
da quintal grande que bola para outra ra ,
rcm arvores dees^iui'oe Itrren para borta,
tsr Uma Trramente de ferreiro, um foles
e uma bigornia com tm; xa $ na ra do Ara-
gao casa pintada de amarello 11.
tsr Uma negra do genlio de angola de
idade de 28 annos para o servido de campo,
do que lem bastante pratica e tero princi-
pios de cozinha e engommadit, na ra do
Kangel a i defionte do Sr, Carioca.
tsr Muito boas bichas de Him burgo ,
grandes e pequeas e tembem se alugo ; na
ra estreita do Rozado veuda da quina da
na dasLarangeiras
c-r Urna escrava mora sem victo algum ,
cozinha o diario de uma casa e lava de sa-
bo ; na ra estreita do Rotario L). So,
tsr 11 egoas mancas de roda novas e
gordas? no engento tapera da freguesia de
abialo.
B 5 pipas vasias e\ meias ditas; na ra
do Cabug loja de Antonio Rodrigues da Cruz
car rjmaescrava de bonita figura sabe
cozinhar engommar e coro principio de
costu/a e for par o matto ou para fora da
provincia melbor, e -um preto para todo o ser
tijo > na cambo* do Carmo D. 10.
tr Uma molata de bonita figura, de idi-
da de ai anuos sabe bem engommar cos
ehi, coiinba a diario de uma casa, lava de
sabo e faz todo o mais servico de uma casa.
na iua do Cabula loja da quina de Ibomaz
de Aquino Fonseca.
asar- Uma preta de idade de aoaaaannos,
pe feila engommodeira e cozinheira muito
desembarassada para toda a servico de uma
casa, uma negrinba de idide da l annos ,
com lodosos principios do erranjo de uma
casa uma dita quiundeira uma negrinba,
e uma molatinba de idade de na l annos,
cosem moi bem um prelo trabolhador de
euchada e perteito carreiro j na ra do fu-
go, ao p do hozario O. a.
tsr Zapatos de marroquiro e de cordavo
para seuhora a naoopir,e de courii de
lustro para horoem a 28.0, botins a booo ,
marroqu-im a i5oo bezerro a 3aoo a .pelle ,
tudochegado ltimamente de fraii.a^ na ra
dueita U. 10.
Um negro inda moco para lodo o ser-
vido j na ra nova casa D. aa das 7 horas
da ccanli as 9 e das 5 as t da larde.
tsr Uma lancha um bote, engarrias ,
muito poliame amarras de piassaba e um
ferro ludo por preco tommodo} no beco
ssr "uma Porca-o de frascos pretos vaiios das barreiras casa pintada de amare.Ho.
_ r ._, 1___1_____ tter ri*n rimlln rndiidn novo mu
que foro de Irasqueira randes e pequenosj
em Oiinda na ra do Balde u. a4.
Uma escrava de bonita fi
tST Um cavalio rndado novo muito bo-
nito} na ra de Manuel coco l), 4 defronte
gura ,
com do sourado.
duMCrfafT be lavar roupa e he quitan- I OT Batatas ingieras a laoo a arrobj, quei-
d".r. BVru.d.eideUloida Snr. Manoel jos loudr.nos p.esuatos para fiambre no
atira m u.u ,-rmstpm il Jnn Carrol & f-1 lio na praca
Luiz Gonsalves.
tsr Bichas de superior quahdado a re-
lalho e ao cento a 10,000 ; na travessa do
Huzario D. 1 a.
csr* O verdadeiro ungento Santo pro-
prio para queimaduras feridas ou sarnas ;
na ra nova defronte da Ig-eja da Conceica'o
10a. Este ungento tendo se vendido
todo o que veio o anno passado de Lisboa,
anmzemde Joo Carrol & Filho ua praca
do Commercio.
tsr Um cavalio alazo bom para sela,
bom carregador ; na coxeira do Sr. Augusto.
ssr Um casa na Cidade de Oiinda com bas-
tantes commodo para grande l banheiro e liveiro um grande paireiral,
rom terreno b^staute para planta e capim ,
, e tambero se iroca por alguma propriedade
efendoTdo muito procurado pelos eus mi- no Recite e lodo mais negocio se bia a vw.
bgrozos etilos chegou ago'ra novamenle la do comprador 5 trata-se na ra do Crespo
em latas de quarta at libra. loja D. 6 udu do norte.
CT ,5o garrafas vasias a So rs. cada urna; sar thias canoas para carregar agoa que
na ra nova D o. condUi d Pllecas de Soa ua ,u* da ClUi
tsr Uma casinha na solidade j a tratar Ds 4rj no segundo andar.
..cinbacombo.ar.ca.etslr.baiiajos pre r de HorUi D. 59. I 1^ |u escra vo de nac.o de bonita figura
.Hu-tntesenten.o-secoinoseoprcpnelaiio.! t=r Uuas caldeiras uzadas ; na ra do en- de idade de ao anuos coma annos da pe-
er OualquerS;>r.proprHttHO de erige- calamento armatem de molbados por ba.xo dreiro um lindo moleque de na9ao baca de
,iho qut-e Uiser util:sar do presumo de um do aobrado do Reverendo Vigario do Beciie. idaoe de i3 ennes tres ditoa de idade de ao
'omem uluio sem familia, para seu I tsr Cadeiras kmericanas coa assento d a a5 anuos 4 esciaves com boas abelida-
. liaiflMtrador com bastante pralica de palbinha ditas com assento de pao camas des um linda ereoula de idade de 18 annos,
r-iituliura. eno menos intelligenri para de vento de amarelo muito bem felas a 45oo, eugoroma, cozinha e cose na tminien
Jcomr-ltu administiaco, no que diz res- ditas de piubo a 35oo, e piabo da Sue(ia vicios, ptima quilandtira por 38o,ooj um
' _____ii_ _. .-l___J. Aa nmituiM o ilii (i>rr>. Im 11 nMffKtn dft uladp. de iH anuos, dous iur-
rilo a maquina aununcie. com 3 polegadas de grossura e dito serra- bo,u pagem de idade de 18 annos, dous par-
as?" Aluga-se pora asaar a ftsta uma casa do ludo mais em conta do que em outra dos e um delles trabalha de j^edieiro j na
1 a Udcita do varadouro na Cid.de de Olio- parte ; na ra da Florentina em usa de J. ra de aguas verdrs U. 8.
.a- quema pretender dirija-se ao mesmo Beranger. | W Uma molatmha de idade de l4 annos,
lirkar caaa de Mi&uel Jos Teixeira se dir. tsr Um fardamenlo completo para guarda bem parecida cose engomma e \eate uma
fo- Ailenda-se pelo lempo de ftsta una nacional de cavallaria e lodos os peilences senhoia j naruaireite bobrado D. 53 no
< asa na estrada do JVion'teiroj na ru* do Co Ido cavalio em meio uio por preco corono- seguado andar.
leioD. 8 j assim como vende-se um lene- Ido no mundo noio 9. tar_Mei-a barricas de farinba de trigo
uo no lugar da capunga muito ero conta.
Avisos Martimos.
PARA O ASSU com escala pelos portos
dosToiros e Calcara o Brigue Fecuna Na-
cional S.Ju: de supe/ior marcha forrado
e apaielhado de novo ; quem 110 mesmo
quiser carregar cu ir de pasaagem para algum
nos poilcs cuija-s- ao Capno Ricardo da
Silva Neves a bordo, ou u IJelSno Gonsalves
i'ertira Lima na la nova i), aa uo segun-
do andar.
PARA O FORTO segu vigem com mul-
ta krevidaue a Liana t oh ligues* Tentadora ,
Opiao Fmidio Jo-. de Uliveira ; queiu
quiser ca regar dinja-se ao uusmo Capito ,
ou a Aiancti Joaquim Ramos o iilva.
UIUIIUU iii/'u a-* w* av^i' *-- -.- w .-...._ v O
sr Arroz de vapor ein sacas e arrobas a n uilo boa na ma direila padaiia do ftla-
a?5oeas libras a tio rs. azeite de coco a diado.
a5tioa caada oleo de liiibaea paios lin- cjr Duas prttas mo(;as d boa figuras, co-
goissa ,supeiiores queijos viuho de Liilui sem, engommo e cozmho uma dita por
e do Porto e outtos nuiles gneros por pre- 3ju,ooo cozinha lava roupa e he muito
co commodo } rio largo do Terco l). 4. ^ boa vtriueJeira ea 11 olequts de idade de
tsr labarrisde vinho vasios, 3 pipas ^ a ib anuos j na ra de agoas verdes casa
a barricas que foro de f.riuh* de trigo, e terrea U. 7.
2oo e tantas garrafas vasias, a colero do tjy- fjaixas de ih grandes e pequeas,
Liariode l'eruambuco de Mato de l4<> barritase s.cos co u lardo barucas com
Selembrode 1841 ; na rui do Arago L). la. fua0 para ihaiuios ludo muito novo e de
tsr Umcaxoiro bastante grande de lio- ^oa qUa|idade e preio commodo ;'um car-
da cor proj.rio para sitio por ser muito va- ,ihjde 4 ,oJ"s Para tioua cavallas coro
leute e biabo j no atierro da baa vista L). 19 pUUC us ou quasi novo, a ver o carrinho em
.Le la o
Que faz J. O. Elsler de 1S caixas de
lazarina de iversos adarmes cl.tjul-s do
Rio de Jaueiro hije as 10 horas da marin
se veuderao pelo naior preco a vista de su
as quali'iadts.
Compras
Esclavos de au bos osse*M, com ha-
tehdadfs ou sem ellas e com vicos s sem
elles de idade de la a o anuo*, e agr-
tuo pago-se bem : ua praca da (adepta-
gtmia 1.
juulo ao beco do leneiro.
tsr A armaco e passo se as chaves da
loja de livros sita na travessa do Rozaiio l).
7 opliiuo loc.l para miudezas por prelo
commodo e coro um arreudament de 5 an-
nos a udar-se em Julho de 1846 } a tratar
na mesma Ljr.
tsr C \indo de Lisios, de priaferra
soile a atCo a libra de segunda qujlidadfe a
j4oo e S. a ja{ ieile doce a iooo a 'c-
nida presunto eslrangeiro viudo ero sal a
.00 a libia cae da ierra do primeira qa-
hdade a t\o a libra e arroba a joo di:o
do Rio de Janeiio a 5ojo ti'a e a ico a* li
bra esoilo de finho de S graos a itJo a
cantda bolaxiolia em Ulas dita em barri-
giinhas sevadinha ores sau fannha
de aramia paius pusuntos chourissda e
lodo os mais gene.os de venda ; na ra no-
va D. a venda de Manuel terrena J-ioia,
casa do segeiro Miguel no principio do atier-
ro da boa vista e a tratar dos presos de tu-
do ero casa de Mitheus Auslins & Compa-
nhia na ra do trapiche novo 11.11.
scravos jbu^idos
iNo da u8 de Seterubro auzentou-se
do engenho denominado S. Anna freguesia
de Joaboato umescravo de nome Antonio,
de iiaijo angola tstalura alia corpo regu-
lar bem pitrido bastante iropoiciouado
de figura cor preta denles alvos em ro-
da da boca lemalguns pannos no pello de
uma dos res lem uma sicatriz de idade 25
annos ; quem o denunciar ler 10,000 de gra-
uc'ccao e quera o pegar elevar aodiloen-
gtiuio reiebei jo,ooo,
>ar A coua de a annos fugiro de bordo
da Sun.au iN .jt Sociedada uoui tseravoa ma-
rinheiro* pertencentes a Antonio Jse da
Rocha Pereira, do Fio de Janeiro sendo un
de nome Bemardino de naplo cabinda, mo-
lcotedeo annos bem feito ; o out de
oome Antonio de naco songo por apelHo
Lisboa este at diiem que and embarcado
ero uma jangada ambos slo aqtii onheci-
dos ; quem os pegar leve a bordo da dita Su-
maca o Capito Jos Gonsalves Carracho,
que dar 100,000 de graticagio por cada um
or Aoamannecer di dia 7 de Julho fu-
gio de bordo da Sumaca Carolina surta n9
porto de Macei um cabra de noaoe Anto-
nio de idade d So annos alto grosso do
corpo rosto largo nariz grosso ps cha-
tos e grandes quando anda representa se-
alguma couza zambio das pernar, foi escra-
vu no Penedo de Joo Antonio de W altos, a
ltimamente do r. Inglee ; quem o pegir
leve na ruada eadeia do Recife a Maooel
Joaquim Peiro da Costa ou em Macei a
Amoiiro &Sacavem.
cr Nodi i2l do p. p. desapareceo.da
sitio C*cimbioha termo d* villa da palmei-
ra Provincia dss Alagoas, um escravo de
uome Joaquim muilo ladino estatura re-
gular Com codos os dente* da frente ps
apalheitadoi com os carcanhaes um quebra-
do para fora jnete-se a locar pifano con-
duzia um arma de logo um surro de coa
ro de ovelha branca duas camisas e duas ce-
roulas curtan uma de panno de algodo e
outra de algodozioho e chapeo de couro j
quero o pegar leve a ra larga do Rozarlo ao
Sr. Mmoel Carneiro de Souaa Lacerda, que
satisfar toda a despesa.
tsr Emdiasde Setembro p. p. fugio da
casa do abaixo assignado um escravo de nome
Joaquim de naco aogola estatura regu-
lar bem parecido, ps grandes, cara ie-
donda falla muito desembarassada porem
baixa quando anda bota os yes para lora ,
de idade de o anuos fugio com um ferro
no ptscoco camisa de brim calcas ja bas-
tante uzadas ; quem o pegar feve a iua da
cadeia de S. Antonio por cima da loja de cha-
peos 4 1 que giatihcar. Francisco Joa-
quim Caldoso.
tsr Uo dia 10 de Junbo do torrente an-
no desapareceo um escravo de nar;o ci-
cange inda butjal de nome-Domingos ,
de idade de 3o annos com uma est-ela pe-
quena a cima do bico do peilo direito e 00
mesmo peito tem urnas veas imputadas, e
tena as pernal urnas sicatrizes sendo algunua
compridas e oulras redondas, e na pera
esquerda tem uma grande sic.tiiz ao compii-
do denles pouco alvos e um dos de cima
mais pequeo que os ontras e tem barba
por bauo do qutix) porem nao feixa suissa ,
cor lula corpo delgado e espadando de bea
altura clhos um tanto veraelhos quemo
pegar leve a casi de Viienle L'erreira Mari-
nti em Oiinda ra da bica de S. Pedro ,
que tei 5o,qoo de graliheaco.
SS9" Fr.gio nm escravo de nome Antonio
feralmente couliecido | or Antonio Furlado ,
de naio ango'a porem muilo ladino e limado,
de iuade de 00 anuos estatura regular, bem
preto chcio do corpo t com uma sicaliiz no
qutuo debaixo buscando a orellia uma
varruga junio a peslanha do lado supeiior ,
ees dedos dos (es lorTgos. e muito abertos ,
quem o |" g r leve ao stgundo tnJar d ulti-
ma casa da rus nova junto a ponte que ser
gratiiieado,
tsr Lo abaixo assignado e de sua f>zen-
da da Macambira termo dt Villa da l'es-
queira Comarca do lirejo da Madre de D-
os fugio etn das de betembro p. p. o escra-
vo Joaquim citoulo, Gltio do mesmo serto ,
o qual o bouve por heran.a do seu sogro o
tinado Jos Lord.'iro Munu Falco, os cigna-
es do estrato sao os seguales ; alto, chelo de
corpo cor bem prela pe:nas bastantemenj
te grossas falla bigum lauto rouca tero o
vicio de embriaguez e he'bastante pratico
nas-estradas d>aerlo pois em oulras fgi-
das tem-se dirigido pira os seilesda Pa-
rul.lba. Tea sido visto na povoafio de S.
enlo e Catimbao termo de Garanbnns e
ltimamente que lomara para panell s de
Miranda j due'm o pegar leve ao atierro da
Boa vistaZ-qe ler 'k 100,000 de gi-dliB-
cacio.
Francisco Xavier Pereira de Brii.
Uoviiuoiita- do Porto
(I
NAVIO ENTRADO NO TA 7.
Elseneur -,6o dias Patacho Sueco MathilJes
d i5 tonel., Cag. E Cederberjj, equip
10 carga taboado ; a N. O. bitber -tul C.
UtCIFE KA. IYP, li M. F, OE F. id~i
MUTILADO
/


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EKAFEPA2U_SPTYSS INGEST_TIME 2013-04-12T22:37:51Z PACKAGE AA00011611_04320
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES