Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:04232


This item is only available as the following downloads:


Full Text
Annodk 1841. Qarta Fera
.U. -" .-------L1
Tu.l't gor panda da na mam* i H" noMa Pdieia, modara-
co eoergi : continuemos canso principiamos, scraaaoa acontados
com adaracSo tre as Nacerroais culta.
ProclamacSo da AMemblea Geral do Brasil;
Mi
Subnereve-ae pan esta folba a Tifooo por q artel pagos adjuntado*
naata Typograa ra das Gruaes 3 t na Praca da Independen-
cia, n. 3; e 58, onde so recebe* correspondencia legalisadas e an-
ttuncios, inairiodo-se Mes gratis sendo dol proprios assignantes,
vmdo sagitados.
PARTIDAS DOS CORREIOS TERRESTRES*
17 de Ff.vereiro, JNvj. 88.
CAMBIOS. Fviuito 16.
Londres...... Si d.por l'ooocsd.
Lboa ......So por o|o premio por naetal offereeide.
rranca...... 31o reis por franco.
Rio de Janeiro ao par. Coaap. Vendas
ODRO- Moeda de 6foo reis, velh.j UJ5oo 147700
Ditas novas i Ditas de 4*?ooo res, H/aoo -
PdATA -- PaUces Hrasileiros s i#r>'V> -
y. PetosColumnarios ------ iji) -
Ditos Mexicanos ------- ifSfio -
Miuda. ------------ i|44o-
8|4oo
iGo
ifftto
i/oSo
46o
CMade da Parahiba c Villas de sua pretcneo .
Dita do Rio Grande do Norte, c Villas dem.......
Dita da Fortaleza e Villas dem............
Cidade de Goianna...................
Cidade de Olinda .........
Villa deS. Anio ...
Dita de Garanhuns e PovoaeSo do Bonito ........
Ditas do Cabo, Serinhaem, Rio Forntozo, e Porto Calvo.
Cidade das Alagoas e dw Macei............
Villa de Paia de Florea. .........-
Todos 0$ Correioi partan ao meto dio.'
Seg. e Sextas ferias.
Todos os diasj
Quintas (airas,
lo, e 14 de cada mes
1, 11, e ai dito dito
dem dem
dem 13, dito dito
PHASES DA LA O MEZ DE FEV.
La Cheia a 5 as 1 h. 41 m. da tard.
Quart. nung. a i3-as h. e 16 rn. da man.
La Nova a ai as 8b. e 58 es. da man.
Quart. cresc. a a8 as 5*. e 40 m. da man.
Man thcia para o dia 17 de Fcvtreiroi
As 17 horas e 5o minutos da manhij
As 1 a horas a 5 i minutos da tarde.
Dte, de bilh. da Alfandega 1 8 por loo ao me*, i 010
dem de letras deboas firmas 1 nn ( 1,4
Moeda de cobre a a 3 por 100 de dise. ao par
DAS DA SEMANA;
15 Segunda S. Faustino e Joyita Mm. -- Audiencia de Juii de D. da
t. vara.
16 Terca 8. P.olirio M. -- Relajo e audiencia do; Jua de Direito d
1. vara.
17 Quarta S. Si'vino B. -- Audiencia do Jais d Direito da 3 vara.
1 i Quinta S. Theotonio Prior. Audiencia do Juis de Uireito da 5j
vara.
1q Sexta S. Conrado F A.i iencia do Juii de Direito da 1. v.
aO Sabbado S. Kuleutuciia li. M. -- RellacTio e audiencia da Juiz de D. da
3 vara,
al Domingo S. Maximiano f.
PER NA MBUGO.
COMMAJVDO DAS ARMAS
Expediente do dia 9 do corrente.
r fficio Ao Exm. Presidente, significan-
do-! lie que estando a finaliar e licenca com
vetrcimento que obtivera da Repartido da
Guerra o Tenente de Cacadores de Linha,
Jos Delno|de Carnario, e achando-se este
impossbelitado de voltar a Corle por anda
nao estar lestabelecidode sua saude reque-
rera urna insperco, que se veiificou a 3o
de Janeiro ultimo.' A Junta de Saude Ihe
marcou mais quatro meses de licenca que
leixavo dd ser publicados am ordem do dia,
at que S. Ex. houvesse de resolver a res-
peito.
Dito Ao mesmo Exm. Snr., ponderan-
do-lhe para demisso aos Corpos de linba da Provincia, cujos nomes
se indicavoetn urna relaco as quaes foro
julgadas incapases do servico pela Junta de
.Saude, em consequencia de suas crnicas in-
fermidades e velbice.
Dito Ao Tenente Coronel Comroaridan-
te do Deposito, remeltendo-lhe a guia, que
pelo primeiro Bataiho de Cacadores expe-
dicionario ao Sul se passou ao Sargento A-
jndame Jorge Rodrigues Sidreira ordenan-
do-lhe que cobrasse da Tliesouraria o que
se lhee.tivesse a dever, e mandando com a
importancia desses venc-rentos indemnisar
a viuva Joanoa Francisca Uibeiro, a quemo
mesmo Jorge est a dever tjJo4o reis.
Dito Ao mesmo para que houvesse de
infermar se 110 Deposito se achava com
praja Jos Antonio, e Manoel Lourenco P011-
ceano, este da sexta, e aquelle da primeira
Companhia do terceiro Batalbo de Artilbe-
rta destacada na Proviocia das Alagoas.
Dito Ao Commandante do Forte do Bu-
raco procurando saber o destino que teve o
calceta Pedro Jos da Fonceca que em .Vo-
vembro do anno rindo fora levado a presen-
ca do Juu de Direito substituto das varas do
Cnme, eOveldesta Comarca.
DJlr",A? CaP'lo Commandante do For-
te de Gaibu laaendo-he remessa da im-
portancia da Caulella dos vencimenlos do
destacamento 110 presente roez, e 1 caulella
do passido que oi resgatada da Thesou-
raria em vista dos respectivos papis de
Contabellidade e disendo-lhe quanto ao
concert do quartel do Forte que sobre elle
so se podia deliberar, depois que fosse exa-
minado pelo Coi onel de Kngenheirus Firmi-
no Herculauo de Mjraes Ancora, que bre-
vemente ali se apreseutaria para esse fin.
Portara Ao Tenente Coronel Comman-
dante do Lleposilo, mandando de ordem da
Piesidencia communicada em olEcio de bo-
de 94 pracas, commandado por uro nlhVUI ,
e que tendo este destacamento direito a ven
cimentos desde 19 de Novembro do anno (in-
do em que entrou para o servico, havia
neste sentido mandado tirar taes vencimentos
pelo Commandante do Deposito, conforme a
pralica eslabelecida a respeitode outros.
Dito Ao Tenente Coronel Comman-
dante Jo Deposito, reroetlendo-l!>e os papis
de contabelidade do Destacamento da Comar-
ca do Pao do Albo ; relactivos aos meses de
Novembro e Dasemliro do anno findo e Ja -
neiro do correnle ,~e ordenando-lhe, que co-
brasse da Thesouraria, e satisfiaesse a impor-
tancia dos mesmos entregando-a ao Sar-
gento Joo Qaptisla de Carvalbo portador des-
te que estava autltorisado pelo respectivo
Preeito a receber, (icando mais na inteli-
gencia de continuar a tirar vencimentos pa-
ra este destacamento segundo a pratica a-
d >it.iil.i para com os deoutras Comircas.
Ditu Ao mesmo remttlleudo-lhe os
papis de Contabelidade do Destacamento da
Comarca do Itouito. relativo ao mez de Ja-
neiro e ordenanda-lhe que entregarse a res-
pectiva importancia ao portador deste, Joo
Francisco Cavalcante que para isso estava
competentemente authorisado.
Dito Ao Coronel do Imperial Cor-
po de Engenbeiros Firmino Herculano de
Aloraes Ancora, significando-lhe em respos-
ta ao sen ofncio de 6 do rente que o
Arsenal de Guerra estava autorisado a forne-
cer os instrumentos que requisitara para
o txa-ne das bocas de logo das Fortificac5es.
Dito -- Ao Inspev tor do Arsenal de Mari-
nha coxmu :icando-lbe ero resposta ao seo
officio datado de hontem que eslavj da-
das as providencias que re |uisitava para o
completo da guarda do mesmo Arsenal ,
que uestes tres das linba diminuido de tres
homens.
Dito Ao Prefeito da. Comarca do Pa
do Allio communicando-Ibe em soluco ao
seu officio de 8 do corrente que o sargento
J. li. de C. condusiaa ser-lhe entregue a
quantia de ^U'iotj reis importancia dos
vencimentos do destacamento de 19 de No-
vembro do auno findo, ao ultimo de Janeiro
do corrente, cujos papis de coulabelidade
havia recebido.
Dito Ao Preeito da Comarca do Boni-
to, communicando-llie que ao arvorado Jo-
o Francisco Cavalcante se linba entregue ,
conlorme sua authorisaco a importancia
dos vencimentos do destacamento no mes de
Janeiro, cujos papis de contabelidade rece-
bera, e disendo-lhe que a Elape cotiliuuava
a ser de a3o reis, al que o contrario se resol-
vesse,
DitoAo Prefeito da Comarca de Gara-
nhuns communicando-lhe que a Piesiden-
ordenara a remessa de tres mesas de
meuto eque
Portaria-- Ao Tenente Coronel Cunrnan- Ida mesma Ponte : a fin demandar proceder
dante do Deposito, mandmlo excluir con a compelteute indemuisa.a e avaiiaco n
ca
je datado, dar demico aoreciuia Manoel
Gomes hllio de Manoel Gomes Correia, por j sidos adiaulados para o destaca
nao estar as circunstancias de servir na Tro- asssim houvesse de mandar receber a qua'u-
pa de linba. | tia de tooU reis calculada pira quatro mt-
Dila Ao Major Commandanle interino ses inclusive o de Janeiro ja vencido lican -
do Esquadio numero \ de Linha man- do na inlelligencia de que dita quantia dei-
dando ua mesaja conformidade e por igual xava de ser enviada pelo Sargento Joaj" de
noiivo dar baixa ao soldado Jacinto Jos Paulo, por nao estar authorisado para isso, e
Francisco. nem ter delle plenno conhecimento.
dem do dia 10. Dito Ao IVJajor Cominaiidaiite interino
Officio Ao Inspector da Thesouraria, do terceiro Ualalhj de Arlillieria re-
coiumunicando-li.e que d'ordem da Piesi- meltendo-lbe aidolHcio do segundo Te-
dtncia se ada va organisado na Comoaarea do nenie Jos de Almeid-a Pinto Proenca que
Pao d'Alho pa a o servico da Policia um reques1--
uestacamenlo da Guarda Nacional composto lento.
guia de passagem para a Companhia de Ar-
tfices o soldado Germano da Trindade.
Dita Ao Commandante interino da Con -
panhia de Artfices para que recebesse com
passsgem o soldado mencionado na prece-
dente portara.
f THEZOURARIK DA FAZENDA.
Expediente do dia 6 do corrente.
Officio o Exm. Presidente do Tribunal
do Thesouro Publico Nacional informando
o requer ment du Contador da Conta-
dura da extincta Junta da Fasenda Joie Vi-
ctorino de Limos.
Dito Ao Exm. Presidente da Provincia
informando o requerimento do Tenente Co-
ronl Manoel Marques Cardoso pedindo o a-
bono da quantia de jooU reis por conta de
seus vencimientos para os arranjos precisos
(ni.i a sua viagem para a Provincia da Babia.
Dilo Ao Contador da Thesouraria re-
mt'tlendo-lbe por copia para sua inteligen-
cia, as ordens do Tribunal do Thasouro
Publico Nacional sob-numeros 1, a e 3 do
corrente auno a primeira ordenando a re-
uie>sa com urgencia ao Thesouro de
rellacdes circunstanciadas de todos os fcvnpre -
gados da Thesouraria e das de mais Esta-
ces de Fasenda 5 deven/lo nellas declarar-
se nao t o nome, e idade de cadi lium ,
o Emprego e o titulo em virtude do qual o
exerce, e o lempo de servico contado na
respectiva Reparticio, ou em outra qual-
quer em que anteriormente sesvisse ; mas
lambem ahabelidade, eaplido professionil
de cada lium sua assiduidade e fallas e
por ultimo sua probidade ou moraliiade
no desenapenho das obrigaedes a seu cargo 1
a segunda participando que leudo F, Le
Bretn iSt C. entrado no T. P N. com a quan-
tia de cem conlos de reis, se Ibes pasiarj le-
tras a quiuse das precisos, sobre a Tnesou-
ria desia Provincia pela referida souma e
mais o premio de a por ceuto para serena a-
ceitas, e pagas as dividas pocas em Notas ;
e a ultima ordenando em conformidade do
Aviso da Secretaria de Estado dos Negocios
da iVIariuha de oito de Janeiro que seja
posta a desposico do Exm. Presidente da
i'rovincia a quantia deJo;y6U6^ reis,
a imdeque possa ter lugar a iudemuisaco
dos cofres Provinciaes pelo adiautamenlo da
relrida somma para a concluso do Caes na
Cidade do Recite, e advertiudo que i6oooU
de reis deveta ser dedusidos da consiguaco
marcada no art, ao dale de ao de Out. dei838
pira mehoramenlo de portos e o resto da
quantia consignada na Le de ati de Mato
Ue ib Jo para os mesmos melhorameutos.
Dito Ao Inspector da Alfandega parte-
cijjando-le para sua inlelligencia em cou-
se.|Ufiicu da commuiiicacao leila pelo Exm.
Piesidenle da Provincia em officio de do
conenle ter S. M. o Imperador concedido
o Imperial beneplcito a nomeico de Jo-
si'Jjj.junn dos Rus para Vn-e-Consul de
Sua vingesU ie r idelissima n sta CidaJe.
Oito Ao Inspector das obras publicas,
pailecipaudo-lhe ler o Exm. Presidente da
'roViucia, por despacito de 3 do corrente,
concedido a Jernimo Marlinianiio b'igueira
de Mello o afore ment de cem bracas do
terreno devolulo de Marinha aigadico, e rom
mangues ijue existe desde a ponte de Mo-
locolomb al contestar cono trras de Anto-
nio Luiz del'relias na direceo do novo aterro
forma das ordens
dem >i da 8.
Officio Ao Contador da Thesouraria
remeltendo-lhe par sua inlelligencia a rela-
co das mercadorias arrematad is n'Alfandega
desde o comeco da actual adtninistracao da
mesma Alfayidega at 7 de Janeiro de 1837.
Portara-Ao Thesourero dos ordenados
para pagar a D. Anna Joaqun* de Souia a
quantia de JU'i'jfj reis importancia do meio
sold que Ihe compele pelo fallecimeulo de
seo marido o Alteres de 1. Linda Felis Gounes
C timbra contado de 29 de Dezembro de
l83i) a 17 de Janeiro do anno p.^p.
Ilem do dia 9.
Officio Ao Exm. Presidente da Provincia
informan lo o requerimcnlo do Coronel Luiz
de Maura Accioly.
Dito Ao Commandanle das Armas par-
tecipando-lhe, que conforme o officio do
Exm. Presidente di Provincia de 8 do cor-
rente a tabella das etapas, e forragens para
a tropa de 1. Linba no corrente semestre con-
tina a ser a mesma do semestre passado so
com a difieren?a dasetapes que estava avt-
liadas a a^o reis serem elevados a a o reis.
Dito Ao mesmo remellen lo-llie a F da
Offi'io que requisitou dj -2. Tenente Jo>e de
Almeida Pinto Proeica.
Portara -- Ao Encarregado da contabili-
dade Militar pirtecipanio-lhe em vista do ol-
licodoEim. Presidente di Provincia de 8 do
correnle que a tabella das etapes, e forra-
ren* para a tropa de 1. Linha no corrente se-
mestre continua a ser a mesma do semestre
passado > c0"m a diUerenca das etapes,
que estava avalladas a aJo reis sereaa eleva-
das a 249 reis-
Diversas tlepartioes
TRIBUNAL DV RELLAQAO.
SKiSA EM t6 DO CORREBr.
Na appellacio civel do JuitO de Direito des-
ta Cidade. appellanteo Padre Benlo Manoel
de Souza Castro appellada HanriqueU Ma-
ra da Conceiclo, Escrivo Postumo : foi juU
gada pela reforma da senlenca de que se re-
correo.
Na appellaco civel do Juizo de Direito del-
ta Cidade appellanle Antonio Jos de Oli-
veira Costa appellados o Padre JjseGjmes
Flores, e Francisco Gomes Flores, Escrivo
Ferreira : foi conGrmada a senlenca appeUda.
Os embargos de Francisco Caelano Profiri,
e outros ao Accorda ni causa de appeluco
desta cidade em que he parte Anna Luiza
Correa de Mello escrivo Bandeira lorao
recebidos e reformado o dilo Accorda em-
bargado.
Na appellaco civel desta cidade appel-
lanle Feliciano Au.;tisU> de Vasconcsllos, ap-
pellado Jo. Tavares da Gima, escrivo Cha-
ves foi julgada pela cuntir taaco da senteu-
ca ap.ielUda.
N a appellaco civel da comarca do Rio Gr
de do Norte, appellantes llermanno Pesso*
d'Alhujuerque e outros, appellado Fran-
cisco dePaula Torre, escrivo Bandeira; se
julgou pela coatirma?o da sentea;a apoel la-
da.
Os embargos de Joaquim Coelho Cintra op-
poslos ao Accorda na causa de appellatj ci-
vel desta cidade escrivo Chaves em qu


r
D 1 A
uf O
b jb
laJHJl^-WASJ!

k'
{he he parte Stiro Cierne nlir.oCnelhn Cii.i-
nho; foi.-io dfpresados mandando-se ciim-
prir o Accordai embargado.
IV a 8pj:ela'PO rrime do JtiiO dos Jurados
da cidade da Parabiba Mppeante Antonio
da Silva de Carialho apptllado o promotor
publico eserivo liebello ; sejulgou impro-
cedrule o recurso.
I\a appells'cSo civel desta cidade, appel-
laiile Jco Maiiijbo Falco e appeflados Jos
Mara d Cimba Gn a res e sua mulber ,
escritio Rebcllo ; oijulgada pela confirma-
cao da sentenca recorrida*.
fa appellaco civel desta Cidade. appel'an-
te Jos Gonialves de baria, eappeilado Ca-
ncel I uiz Gor.calves Escrivo Baodeira ;
Jui confirmada a nntepca apjedada.
Cs embargos de Antonio Pereira Pinto de
Faiia, e outros opposlos na rauza de appel-
laco civel desta Gid.de, Esrrivo Posthu-
no, centra Jcse Icrnandes Kiras ; loiodis-
prtsados, muudando-se cumplir o accoruao
eml argado.
Na appellaco rivel desta Cidade appel-
lanteJoo R< beiro da Cupha e jLppellado
joo AJaria Stte, I'scrirao Bandeira ; se
julgon pela coufinuacaa da sentuca 'appel-
lada.
INa appelhico civel da comarca do Crato ,
appellanle Jos do Mouta Furlado e appel-
ladoao Padre Jonquim Fetreir Lima e D.
Anua Triste de Aiencar esciivo Posthu-
ilo ; Ici a sen lenca reformada.
Ida appellaco civel da comarca de Goianns
ppeh&ule Joo \ ieica de Mello e appellado
Jos Joaquini J'eieir Campos escritas Re-
Lello oi confirmada a entrica, de que se
recorrec.
Na appellaco civel desta cidade, appel-
larite Mantel l.un da Veiga, appellado Fran-
cisco Gomes i' lores esenvo Ferreira ; ioi
julgada pela confirmaco da sentenca appel-
iada.
s embargos de Luiz Goncalves Pilla e
cutres na apeliacao civel da coiuarca do
Crato esrrivo rcslhumo ; iuio desjiresa-
do.s mandando-se cumpnr o Accorda em-
barcado.
CGRREIO.
Fxistem reste Correioduas carias seguras
para JYanoel Joaquim Lamas e urna dita
para Joaquina Beinardo de, Mendonca J-
nior.
O Vapor S. Sebaetio recebe as mallas pa-
ra os [Utos doSul a manha (i') auna
lidia da laide as cartas sero entregues nes-
ta Adminutrac&o al o to cija dexando de
setena icmelidas todas as que vieiem depuis
desta bora.
O lliale Yingador, Capilo Poroingos A n-
touio de Azeveto, sai para o Assu1 e Aracali
no da 19 do correle.
CERAS PUBLICAS.
Ero virlude das ordens do l'.xro. Snr. Pre-
sidente da Provincia be posta em praca para
ttr arreroaltada s obra do iriilboranienlo da
estrada do Prnumerim junto a Sonta An-
ua avetada em'Its. ','6f6tJl3g.
Cs licita i) tes sao convidados a comparece-
rem devidamente babelitacos da fiadores i-
dvnecs nos dias a3, a5 e aj em que ter
Jugar a arrtmataeso nesta reparlico acude
5e -cbo patentes lodosos dias uleis i!s horas
do ex;sdienle a Dt m 1 ij.gao e orcamento da
Lra, e as tondicctsxom que (leve ser arre-
inalada.
Inspecio das obras publicas 1 % de Feve-
reirode i,i.
Moraes Ancora.
Fm virlude das ordens do Exm. Sr. Pre-
sidente da Provincia sao postas em pracas
pata seren arren otadas as obras dos 7, e 8
ancos da estrada de danto Anlo avalladas,
us'do 1. m Us. /j^i^Goea.b' e as do'i. em
diante 22-,44G5^6.
C licitantes so convidados a crinparecerero
devidamcnle b^belilados de fiadores idneos
nos dias 2a, 25 e'^7 docoirente, que lera
lugar a arnmataco nesta Reparlicau, oi.de
se itl,o patentes ledos esdias neis a horas
do expediente s ceseiipi&es eoicbnenlos das
chas eas tenditoes tom que devem ter ar-
lenaladas*
Ins erco das ebras publicas 9 de Feverei-
ro de 1041.
Morats Ancora.
A Adniinislraco Fiscal das Cbras Publicas
ritciza de dons taucriiot, ts c,iie uiseitm
>ir iicbaltar pelo joinal ce uloctnlos leis nos
dus Litis, ptetm oirigir-se ao Adniinislia-
dor Fls(al des n tsw Pf J*l" Halar do a^sle.
IVicuia,
A. F.
PUEFEITIRA.
Parte do dia i^ do cprrfote.
Illu. e Exm. Snr. Ras Pa"*s boje re-
cebidas nesta Secretaria, cjjtfta someule que
lora preso pelo Suli-PwF. do liedle o pardo
Anlonio lose dos Santos, p^r 1er e^lic.do a
crioufci Florinda Maria enyi propn > casa de
sua residencia ; oi recolbido a G*deia.
EDITA U
Felisfiizerra de Mvllo L-eito, Fiscal dtvRair-
rode S. Fre Pedro Gon^alvLS dj Rehile
&c.
paco saber aos habitantes doreferi^o Hair-
ro aos qurt.es compelii a limpza e ace'10 dis
ras, que o deverao lazer todos os dias pela
ha devendo cada urn a;uar a sua re
iiuin! -- --------- i
peptiva lestada nos das de sul romo expres-
samenle de'ermina o Art. i das Posturas ad-
dicioiiaes e seus ^ : ps que nao as determina'oes do dito it. sero restiic-
taro.eiite punidos eptn as penas nellas eslifiu-
ladas: outro sir as varreduras lambesn
os lixos das cazas de\ero ser laucados n'agU,
a lm de se evitar que se amuiitoeaai ;iandes
depozilos como ^liuln.eiilt s.uccttd'j es
coiilraven'.oies sero punidos ccyr. as eaas^aj
bem ali comminadas e para que chegue ao
cohhecimentade todos mandui la/<^r o prezeu-
e que vai por miui a&s,igiiao,o iecife i,.i de
Feveieiro de ibji. ILix Candido Ce Suuza
.\iranda Goulo o escrevi.
Felis liezerra de Mello Lcitaj.
JNGTICIAS PROV.NCIAES.
serao rapIDradns reno firao cs outros mais ( e qjiem sabe se ao patbulo !
PARA'.
Recebemos folhas do .Pera' at 20 da p. p. ,
e nllas nada encontramos, que mereca ser
transcripto.
MAHAKHAO'.
As folbas que recebemos do Maranljo
alcinco al a4 de Janeiro p. p.
Estando o Exm. Snr Presidente em VJeri-
tiba o caudilbo lia mundo Gomes cora nu-
tro C'8udilho de grande importancia cha-
mado iMatro com Poderosa ef.rajide nume-
ro de rebeldes se lite apresentard", nao ( diz
a Revista ) por causa do perdo ; mas por ef-
feito do temor e da necessidade ; ppis bavia
perdido toda a esperanza de poder manler-se
epacampanha, tanto mais por se ver trabido
de scus mesmos cqmpanbeiros. Elle devia
com brevidade partir ,para a provincia de S,
Paulo para onde linha sido depoitado, vis-
to ter-lbe S. Ex. designado ali asna resi-
dencia. Agora s testa a combaler no uteri-
tres guipes de negros revoilados que in-
feslo anda ase. minareis do llapucm e
Miejoj como severa da partecipaco iiilra.J
N]as arelar de ludo a vista da ouiuio d?
Redar lor da llevista pp se.deve contar com
a estabelidade da paz ; pois elle se expressa
assiro : estado pcis da provincia inui-
to melindroso, e, para qqe possamos gOfar j
da tiani.uillidade mister que baja (pr-
ca (ue garanta a estabelidide da sujeicao
dos balaios ou bemtivis e Torca que de-|
I elle os negros irvoltados que ainda se i
manlem em campanha. Ko erotapto pede a
justiva que se diga que o senhpr -,irca i
lem l'eilo aqui quanlo esta va de sua parte pa- !
1a conseguir a extineco da rey olla e que a !
elle cabe seni duvida a gloria de ser o pacifi- '
cador 00 Maranbo.
mais se lera circunstanriadamenle da ;
pai le (inicial que iiemos publiciudo.
As Eieici.es a!i >e lizciao secundo o roetho-
do novamtiile correcto e emendado de ele-
ger os repiebcnlantcs do Brasil como se vci
dos ailigos que se irio copiando.
Illm. e F.\m. Snr. Com a maior salisfa- ,
cao lenho a honra de paiticipar a V. Exc. que
esta Provincia se acba inicuamente pacifica-
da ro restando pin s frupo armado de
tantos mil rebeldes que durante dous annos a
devastarn. INodia || do frrenle l'.ii a Vil-
la do Icaiu ende em iiinlia preent;;. depu-
sero asaimas nove ceios relie-luei coin-
nandaos pelo ledicsa. U'alli seguindo eu
para a Mirilibaj maodei Lunar lUimundo
Gomes que por necio de ser ssassinido pe- I
los teus, nao ousava presentar-SO. Alem
d'eslfl caudilbo se apiest r.Uiao naquelle pon-
to mais atcenlos rebeldes, e lauto estes co-
mo os piimtiros viero quazi us esainia-
do* e sem munices Irfesendo apvoas asar-
mas : b muilo eslavo elles iedu-idas a ali-
n.eiilar-te de (Vuctus silvestres e dea!uma
'na. Kiu ledos os puntos OOulinuo anda a
i apieicnldi-se 11.uilosque eaiavao eafondidoi ,
e un : nao hcara em campo com armas.
: Icaoinduo nonumeio don rebeldes os es; ra-
; \es aeiuiion.h.ics e cajiitaiiecUus pel/j UCMIIO
c.i.t.ii.u os ceu(3 ne lie mil estad red tu idos a
jouco Btis ue uuzniOrfi que tulnnloieate i
larilmenle agora que lenho forca desponivel
que marcha sobre elle?. Dos Guarde a
V. Exc. .Palacio, do (Joxerno do .Vlaranho
fi.pi 19 de Janeiro d" ^84' Illm. e Exm
Snr. Francisco da Reg Barros. Luis Al ves
do Liana.
ceara'.
Rerpbpro,08 Vinle e trez de Julho ,, at
25 de,J vincia,em pa/. deooii da fgida dos que ten-
tara > (ontra a vida do Exm. Sur. Alencar.
VARI EDA PE.
A Inr;ralido dos Liberaes.
A Rainha Ghristina coja carcter e in-
fciidales interesso boje a todo o verdadei -
ro homem de bem acaba de chegar a Pa-
riz onde sua Ma^estade entrou iteqompa-
nhjda do Rei dos Francotes que a oi bus -
car a Fontainebleau. Grande ha ido a con-
correncia dos Parisienses que a foro admi-
rar ao Palais Boyal onde sua Magestade se
apcou e o:ide.r.e"cbeu os mjlis evidente* i-
guaesde.-ympalb.ia 03 quae> sua 5!agsU-
'n' .i^radeceu cijm a sua oatural alabilidade.
A interessanle Cliriilina alm de lormos ,
lem certo attractivo que prende e rene em
torno di'lii ir.dos 01 corac"*-
A AugustaMi da Joven Iza bel rece,beu
os HespapUpes re>idenles em Pariz em cu-
jo numero se distinguiao qs seus Ex Minis-
tros Zea Bermudes, e ,>lartinez de la Buza ,
ambos emigrados por roptivps p.ililicos ; e
tambero o sen ultimo Ex-Embaixadar aqupl-
T' la Corle Mrquez .de Miraores o qual ppr
ora uinda nio adoptou"ps legitimas catase-
quericias del .Pronunciimenta.'' Oquepi-
ic'-m admira ver no dia segniule ir tod o
Corpo Diplomtico lributar-lle o.seus res-
pedos '.{ la na frente o.EmJwixador d'Aus-
tria levando com sigo o da Prussia, Russia ,
E que succ de Pedro ? Srai qual ser a sorte que os
nossos ingratos pr^parao Rainha dos l\>r-
ewa ja vni
tuguezes ? Rainha pela Corta ,
este titulo rasgado Ella recebeu sua cori
das mos da rebe'lio e da anarebia em q de
Setembro l Os bomens de Marco disputaro-
ihe o Poder Real E os de 11 de Agosto
escarnecer seus altributos pedindo a unir-
te de seus Ministros A Imprensa ja liie
disse ou consent que de vos fagamos um
instrumento ,qu va a Cpra a eiue.tn toca 1 '
'A mesma Imprensa que assim levantou o vea
da n;?ratido acaba de dizer-lbe A aboba-
da da Revoluco Peninsular ainda se nao fe-
cliou e curopre aos Castelbanus fecha-l.\ [ [
Eos tvpos democrticos do paiz visiulioclara-
mente tem pregado a Repblica Federativa !!
i\o sejamos aves agonreiras 1 riem permitta.
l.'e.'S ip.ie levantemos^in testemunlin aoi uos-
sos riiiuigos polticos ; por.n sej i-n s pr-
millido duTidarda sinceridade desja frazn de
cjuve.ncu- a noss Adjrada Riin'ia -cj.n
que na iula.ncii da remlu^o se victoriau a
subeaua par necessida^a do momnuto.
As Democracias.sao inimigas natas das te*,
tas oroadas sallram-uas, ejQfiima as nb-
sequeii, e:n quinto se nio poJem dostuer
de.lis e em (ju into ellas servem defnslru-
penlo a seus planos tenebrosos. A Rainha
Christina era um eslo.rvo ; precisava~He una
Regencia De,nociatiqa ; e Cristina loi sicri-
B.cada Ser i>Farii i. u;n -storvo ? precis.r
o Tejo de uma Bege.icia Popular ? S-;r, st-
crib j,dd Fillia do Grande Pedro ? lachar-
se -Ja a abobada da Revolucio Peninsular j
Kis pergpntas a que nu sabemos responder.
Diixemos a.) lampa e Pplilici a verilkayo
de nossos receios.
Cnn ludo n.k somos tao cegos que nao ve-
jamos a possibilubf-le de leiMir a abaoada re-
volucionaria o que n'is nio einis parem
Inglaterra, Sardenha, .e o proprio.Nuncio do 1 a seguranca das p iredes. Gonce lamos por
Papa I Tal o.apreco que as propnas Co- | um mmenlo que IKW30* sonlias sa realizaO ,
ras do norte lazem do carcter larqnil da
nasas tJeroins I
Porem atravez desies obsequios tambem
merecidos, que tristes relexes nos nao oc-
correm 1 Us dous Principes da llespauba ,
os dous rivaes um vencido e oulra vence-
dora ambos foro huscar um swylo ern piiz
estrangeirol Carlos, perseguido pela sur-
te da guerra e pela desercao do seu Gene-
ral MatOto! Christina, perseguid pela iu-
gratidio dos seas subditos daquelles roe-
mos que ella guiara ao lrium.p)ho e pela de-
sercao tambem do seu General Espa/tero 1
Cabrera General |'avor,ito de D- Garlos ,
fiel a,l a ullima irinfibeira accompanha 0
seu Real proscripto e Espartero o Gene-
ral lavurila de Ghristina infiel a seus ju-
ramentos disputa Regen' ia sua iplelu
e victoriosa soberana e a expulsa da solo que
ella linha libertado A lealdade e a rir-
meza habito no carafiodo caudiliu absolu-
lisla .110 corado da caudilbo liberal o perju-
rio e a traico Que quadros 1 que rtll-'-
xes .'
concedamos que entre os Liberaes Porlugue-
zus ha ingratos que repetem no Tejo asscvuis
de Valencia nos du vid amos que o seu resul-
do seja o mesmo. Em Porlugsl nao ln E*-
parleros. Porto seria o Pal ais Boyal di
Rainha eos mismas horneas que com a Oir-
a na roo a coltocajIaS 00 Throuo do Grande
Aroaso, ainda siberiadefen lel-a. PL' fT-
dade que os homens das llieorias Iractara da
(la-igtiaruecer o tUrono dos elementos moiur-
cicos que o esteava ; verdade que seus
successores mistenazes e mais attre.ido>?e
eslorcara por lancar o odioso sabr o lirono
e sabr as inalituicoes que o escjrava meio
cara i nbo. est andada taita po^em o mais l-
greme e diilicultoso que democratisar o ca -.
rapio.do pova corromper os seus cosiumes ,
e revolucionar os seus hbitos.
E' caro sentimenlo que escrevemos que o
indill*rentismo palitico tem penatrado ein
certas clas^es,e que o egois.no se tem assenbo-
reada de; outras ; esles dous males sa de certo
grande reforco pira os.ingratos ^ mas ainda
ha urna grande massa de patnsiisma de vir-
Confessemos que a proporcao que ayan- lude, e de lealdade que reage As Corles
caroos pelo seculo das tures j recuamos em
virtudes! P^reieque o^goismo o lypo do
Prcgesso. As paginas do Liberalismo eslo
sujas destes exemplos que deshopro o co-
raco do homem. O npaso immortal Dpque
de Bragaiu.a o Grande Bedro emaucipmi
o povo braziltiro Perpetuo Uelensor do Bxa-
zil elle formou um Imperio novo e se
laruou nos bracos dos Liberaes : e copio, I he
pagro os liberaes BraMleiros ? Elle fu;;in
do Impeli que linha creado, e velo luis ar
um asyio velha Europa. ? O Homem da
Gloria u do llarpismo arranca os Liberaes
Por.luguezes ao exilio dos Acores I cndo/e-
os s pifias do .'viiiidelloe Ibes retitue Pa-
tiia familias Libtidade : e cono Ibes pi-
gaioos Liberaes Poiluguezes? Em S, (.ar-
los lhe cuspiro a moqueos libertara! em
i>. Berilo disputo-l.he o Governo que elle
crear epi >. Vcenle airij)o a seijuUu-a
aquelle corpo que se linha exposto b^las
para Ibes dar a Liu-idade! !
Lui l'Vli)|ie o Rei Cidado que os ho-
mens de Jullia saudio Libertador da Fu-
tila ahi vive lodos os das exposto aos pu-
nhaes regicidas d'Alibeau de Eieshi de
L'armes e d'onlros que se denoipino Libe-
raes 1 E ltimamente a Herona que abriu
as pollas da Balnaaos Liberaes liespanboes ,
que os amnistiou que os reiebeu qpe os
de i84olivera e.n sin mi salvar o throna
da Rttoha dar-llie forca e p-lo a coberto
de Prununciainentos j iufeli'.mente o granda
principio cedeu a pequeuos interessas a vi-
sagens de polticas mes juiuhas a i.iteresses
iuJividuaes ; a causa das homans absorveu a
causada Patria ; eos nossas polticos conteu-
tara-se ajMjuas de pintar as pared s do Capi-
tolio de cores monarchicas em vez de arra-
za-o A maneira de cortos cpatenos da
pollada escala que nao i ue u o ira nova e-
los se contenala.) de deilar lambas po'itcis:
oc 11 ubi que as lombas e a graixa engae u os
nosses inuigos polticos l o lempo rus rJatein'
gansru, (Uo enodico.dosPoLras do Porto.)
TIIETR PL1CO.
A Direcca vai u,.reseular ao respettavel
p'.ihlico dez Expeclaculos Sacros na prxima
l^uneama. As pessoas que ipiuereu. assij-
11.11 para camarotes teiau o abate de dez per
ceuta e para a platera quiuze por ceiilo ,
pagos adan.ados pira o auaajo da exuecta-
culo, como pratica nos outros Tuealcoi:
as pegas sao as seguales --
Fevereiro *8 arilj lieimenegillo ular-
co.7 Sao Bduediclo. Dito a 11 A marte
res:.use Bada. Dito j 4 Sulla Izabel. Ddu
10- 5. Gonpalo e >. rlermenegiidft. Bit"
2 1 Santa Cecilia. U'o fi Moile de San'
e-mpi'-gou j a ileniiva que a bem "desses-j liiumpiu de Uavid. LUo.a8.-Sautn Aw-
ingraios se eurvoiate a aceitar das mjs de rilo e 5anta Cecilia. Abril 4 .Uoage* d9
ia.cdo e S Gonculo. Uilo j Sant* Lu-
vraii 1. Us Sus. que preteuderenu str as-
I
piu sargenta rtbeide urna lei fuuda;ueuul
esta mesma P. luceza anda ha pouco ti:u-
riada com o titulo de Madre'del Pueblo ^ .,;,i si^n.ntes, uinjio-s ao ViiBiiro par* tri'
oi buscar um a&ylo alem dos Preneos pa- I tai io;u a jirecco,
ia escapara uiau uritiu. a uiua seulenc4 I


que elle tem mudado a sua residencia da ra, moda ura Piano com i
lotera do theatr o.
0*BHietesda i." Parte da 6.* Lotera,
col., roda ten, o seo impreien el ndame,, o 6,amente para servir com loda pereic;,
n0% ,9 de:Marco pr..o fru 'Afr e Jof spus patrocinauores.
da Cruz para a do Collegio O. 9 para
conveniencia da sua olhnna aonde se aclia
venda no Bairro do Recife mis lojas da rua ;
Ha Cadeia dos Snrs. Mauoel Goncalves da
Silva (Gregorio Antunes d'Oliyeira e Vi-
eira Cambista ; e no de Saylo Antonio nas
tlnsSnrs. Manoel Alves Guerra rua uova ,
e Bastos na Pracinlia do Livramento.
boas Vozes, umTou-
cador de Senhora, e urna Secretaria com
poucous)- dirj;i-se a rua da Aurora se-
gunda casa, segunda andar.
* O abaixo assignado julga de seu de-
Or AHuga-se por lempo de hum armo
huma ou duas barCaps qu peguen de
dose cai*s pan piro i, e paga-te por bont pre-
co ; quem as tiver annuncie sua moradia pa-
ra se procurar.
lotera da boa-vista.
O abaixo assignado, Thezoureiro 4a Lo-
tera a beneficio das obras da Matriz da Boa-
vista faz publico que a Meza acta, tea
resollido que as rodas corro no primeiro
de Marco prximo luturo ; da a. parle da
5. Loteiia cujos bilbetes acbo-se a venda
na loja do Snr. Jote Ignacio do Monte ,
a l!oa-vista ; do Sur. Joo Moreira ftlar- "
ques en S. ntouio | e do Sr. Vieira cam- '"*
bisia e do Sr. Joo Cardozo Ayrea no Ue-
Jos dos Santos Nunes d Ouveira.
do officio d
contramestre
o5.ooo rea e o sustento ; quem estiver nes-
tassircunstancias dirja-se aloja d'alaiate
no atierro da Boa-vista de Manoel Joaquina
Venancio de Souza.
_ Vende-se una cavalb alazao com to-
dos os andares e tamben se troca por lij-
los de alvenaria grossa ; na paderia do Maxa-
do na rua Dreila.
LOTERA DO LIVRAMENTO.
O Tbesourero da Loteria faz sciente ao
respeilavel publico (que como "ai a venda dos
bilbetes com grande alluencia] que deseja que
os amantes deste jogo concono para a com-
pra para ver se por todo sle correle mez
n aiiiiuncia o da impretei ivel.
Avisos Diversos
___Quem precizar de hum homem bra-
"eiro para feitor de um sitio o qual d
'alfaiate para occupsr o lugar de peraco dentical para com elle que nao po-
ne dando-se-lbe mentalmente dedeixir porlhes fazer justica a sua habeli-
dade de asseverar que merecen tola .1 co:> -
lianja de quenl precisar do seu ministerio
a- e-i t Fc Gavrel*
CT ailveno Joaquim Marlins laz scien-
te ao respe.tavel publico que lem estebele-
cido ama oja de alfaide, onde o achara,, sem -
pre prompio a servir com gosto moderno e
promptulao nas ho.as que prometler : as pes-
soas que de seu presumo quiserem servir-se,
dir.jo-se ao Recife, rua da Cadeia velha ,
n, (3.
y Arrenda-se urna casa terrea na Sol
dade em bom lugar com bos coamoJos ,
solao e quintal solrivel com suas arvores
de frutas, e logar para plantar orlalice ;
quem a pretender, dirija-se a casa n. 45 ,
que achara com quem Iratar.
> Aluga-se urna muito boa salla e um
quarlj, com bella vista para ornar, a qual
pode servir par* um escritorio por ter a sala
muito grande e clarissima ou para algum
liomemsolle.ro; no J. andar da casi U. 1 ,
rua (ta Cruz junto o Arco do Bom Jezus.
ir L)a-se (iiu.'ieiro a premio sobre pe-
nitores de prala ouro brilhaiites ; a qual
Antonio dos Santos Vital, branco sol-
teiro se propoem a ensinar fora da Praca a
lr, escrever, e contar com perleico, Grara-
niatiea Nacional Geometra pralica e mu-
sir ; quem do seu prestimo sequizer uti-
lizar (i i rija-se a rua Dreila, Botica D. 11.
ts~ No dia i do correle desencami-
nbou-se um caxorro d'ugoa cor branca, com
algumas pintas pardas quem o tiver pegado,
poilcr entregar a Antonio Jos Gomes do
Correio que o seo iigitimo dono.
es" Preciza-se de uma ama de leite for-
ra' ou captiva, parida de puuco lempo e sem
filbo para urna casa estrangeira ; na rua do
trapixe Novo D. 13 casas do Snr. Hercu-
lano Alves da Silva.
Quem precisar de ura caixeiro papa u-
ma venda dirija-se a rua Nova de fronte da
Cooceico em cusa do Sr. Jos do llego Pa-
checo D. 20.
Precisa- se alugar uma caza terrea ou
Jo ja desde o Livramento at a rua das Cin-
co ponas ou da ponte da Boarista ale a rua
do Arago que tenha cmmudos para lami-
lla e por luja na frente ; quem ttver auuun-
cie para ser procurado
SS?~ Quem precizar de um criado fiel de
minia boa conducta; drija-se ao oto doLi-
vi amento a ialar com Alexaudre Antonio de
Arruda. ,
w Quem piecisar de um menino brazi-
leiro para caxeiro de loja de iazeuda, ou mi-
wiit zas, sendo o dito de 12 anuos e de boa
conducta ; annuncie,
C9" Na ru do Jardim, casa do roesmo no-
me esl a berta a Aula de Geomelria.
i^s Quem precisar de um rapaz portu-
guez para caxeiro de venda ou rua ; an-
nuncie a sua murada para ser procurado.
*&" Da-se 600.000 res a juros com boas
filmas a contento ; quem os pertender diri-
ja-se a praca da InJepeudencia loja D, J e
t que se dir quem os da.
X&r A quem llie fallar tres pessas de part-
fiador .1 sua conducta ; annuncie.
-----Offere-se uma ama para oservico de
umn casa a qual d fiador a sua conduela ;
quem a pertender annuncie
____Vende-se uma canoa aberta a 8 mezes
muito bem construida que carrega 5oo a tioo
tyjollos ; e se vende por preco muito commo-
do : quem quiser dirija-se a loja de miu-
desas, na rua do Cabula D. junto ao
ourives.
-----Vende-se uma ne;?ra de meia dade .
cosinba bem, ensaboa boa quitandeira e
faz todo o mais servico de una cas ; 111 rua
estreita do Rozario casa do lado da Igreja ,
I). 44. Na mesma casa compra-se urna
corrente d'ouro.
BT Aluga-se uma caza de um andar na
rua das Trinxeiras com quintal e cassim-
ba ; quem a pertender dirija-se a rua da
Cadeia do Recife n. ia-
OT Arrenda-se um sitio perto desla pra-
ca noexcedendo oseu alu',uel de 1-10,000
reis ; quem o tiver, drija-se ao Goellio da
Boa-vista na rua do Jasmim na terceira casa
de vidracas ins janellas.
tsr Vende-se uma negra moca e muito
bonita figura cozinha solrivel e lava de
sabo ; quema pertender dirja-se a rua
do Fagundes D- 18.
Cf* Quemannunciou no Diario de bontem
querer comprar uma corrente de ouro e sem
f'eitio ; dirija-se no assougue defronte da Ca-
deia no mesmo ha um boto de ouro de a-
beriura rico pelo preco de i5,ooo reis.
tSs^ Vende-se Tres portaes completos para
coxera umdellescom dous portaes media-
nos para os lados, e oulro com duas janel-
las e o ultimo s todas com o seu compe-
tente cordo 6 sacadas de 10 palmos de com-
primelo ; todas estas pedras sao de superior
granito da normandia azul e sizento la-
vradas seguindo as proporces das posturas da
Cmara Municipal ; na rua Ja Cruz n. 56,
no segundo andar onde acharo rom quem
tratar e se poder ver a planta destas mes-
mas pedras tambera se encarregaro de
mandar executar e vir toda e qualquer en-
commenda que se fizer desU mesma pedra ,
dando-se as dimencoes rigorosamente exactas.
tr A'nia-se o 5. andar do sobrado de 4
andares, co na rua da Moeda, com bous cora-
modos ; os preteudeiiles dirijao-se a rua do
Vi gario, U. la.
tar Vende-se umescravo de naci coro
idade de o anuos bastante forcoso por
quer hora n0s di.s uieis, e Domingo e di
pr
-- D-se
so^iedade
em U31 padsria a
quem entre com fundos para mesma em
rauitj bom IO Jar e lera commodos
grande fabrica
xer
para
qu?tn este ngecto quiser fa-
aiinuucip,
Na rua di Penhi, no fundo do LiriUP
ment, no terceiro amiar do terceir. sobrado
ha uma Senil jra que se proeje a toma;- ere-
ancas ciiri amagara s^ crearera com leite ,
sendo ditascreancas impeJidas ou desem -
di-las e tambera recebe as que nio l&fctaa
ama para se acabaren de crear com tolo o
mimite amor.
Arrenda-se dual moradas de cazaz ter-
reas abarracadas no lugtr do Mangriinbo ,
sendo uma dellas a en ijue residi o Exal. Sr.
Bispo I). Tiiomazde Noronha asquaes por-
mitlem um coinmoJo para grandes familias ;
por conlerem cada una oito qoartos senza-
la para pretos sallas de vizitas farradas es-^
iribarias, logues inglez.es e mulla boa ano*
de beber : as pMsaa que se pioiozerem a ar-
rendar dirija-se a rua de llovas sahraita
. 70; eadverte-se que o arremiamentu he
por preco bastante rasoavel ele.
-- O tintureifo doatterro da Boavista O;
31, vende superior tinta de escrever lano
sanios at ao meio dia : na rua das Triu-
WiraS f sobrado, .q.
U^ Uma Senhora branca de bons costil mes
Prol'e-se a accabar de pensar crancas, viudo
ias'nrela como encarnada e compra garrafas
l'recsa-se alugar uma casa terrea ou
sobrado com ipiint .1 at ao me o dede-
zesseis mil reis mensaes, que olT;reca commo'
didades para duas pequeas familias ; no at-
ierro dos Aflojados armazen novo de sal
junto ao viveiro do Sr. Mun2 ao p da caza
grande do Sr. Brito achara com quem tra-
tar.
tS" O abaixo assignado con-senhor em as
no fino ; dirija-se a luja do Snr. Cunht na
rua do Crespo oude loro deixadas por um
prelo.
isr Quera precizar de um hoxem para fei-
tor de sit:iim sitio o qual leu bastante pra-
tica; dirija-se aSolidade casa 11. 4O0.
S3T- Lusiia-se grammatica latina a 2,000
reis por mez e lamben se ensina gratis a fi-
Ibosde pessoas que nao pofiso remunerar o
trali.iii.u do a un uncu u le ; os pas de lamilla)
aos quaes couvierem diri]u-se a Boa-visla
no principio da rua da SanU Cruz, caza jun-
to a do Snr. Kangcl.
--UaLaixo assignado aviza a quem convier
q' nao leu responsabilidade algum* tendente a
venda deonle da nbcira da Boa-vista,U. at,
des ue Agosto do auno passado por assun a
ter vtnuido. Antouio liamalbo da Silva.
y Quem ani.ui.i iuu 110 Diario do houtem
queie comprar um tanleiro, sendo queqnei-
J um u.aiur j naa-ae a piaca da Bua-visia ,
;m,o.)o reis afianca-se nio ter achaques
L>
W M. S. Mawson Cirurgio dentista
neo vinos ; na rua Dreila D. -jo lado do
Livramento
i.J~ Aluga-se a casa tenia na aua do Co-
lovello ,11. a com bons commodos; os pre-
teiideutes dirijoa rua do Vigario U. la.
BT Joaquim Jeronymo Serpa Prol'essor
de Botnica e Agricultura do Jaruim d O-
linda parlecipa ao respeitael Publico que
a pessOJS que se quizerem matricular em sua
aula compareci nas das uleis na casa de
sua residencia no referido Jardim das 9 ho-
ras da manh al o meio dia e das i horas
da larde at as cinco ; para effeito de terem
principio as lices no dia em que se abrirem
as aulas do Curso Jurdico d'Oliuda.
SS#" Tiaspassa-se cento e cincuenta palmos
de frente no muro atraz do Convenlode S.
I'rancisco: quem o pretender, dirija-se a rua
do Mundo novo D. 22.
hJr~ Preciza-se alugar urna preta, >ara to-
do servico de uma casa que saina vender na
rua dando-se o comer e pagando-se por
semana, ou por mez j quema liver au-
nuncie.
SST Aluga-se um primeiro andar no
jjairro de Santo Antonio para esc iptofio ou
pequea lamilla : a tallar na praca da Inde-
endencia loja D.
vazias a preco de 40 res,
-- Quem quiser comprar pezos Mexicanas
dirija-se a caza de Heorique Forster A C.
Um rapaz brasileiro de boa conducta,
j descamadas com muilo asseio e cuida- de desessete anuos de idade, oll'ere-e-se nr.t
do; qualquer pessoa que de seo prediroo se caixeiro de qualquer casa de negocio j quena
quizer utilizar dirija-se a rua de Horlas ,, do seu prestalo se quiser utilisar annuncie
D. 61 : lado da Igreja dos Martyrios que| por es'.a folha.
achara com quem tratar.
*gr Perante o Snr. Dr. Juiz do Civel da
i."Vara, se hade arrematar no alia 19 do
corrente por ser a ultima praca as quatro
horas da tarde varios objectos de botica e
a armacao da mesma per execuco de Anto-
nio l'erreirad'Annunciaco.
isf Quem quiser uma criada Europea a
qual sabe de todo o arranjo de uma casa per-
leramente sugeitando-se a pagar a des- duas cazas ns. 4 e 5 sitas no Pateo do Terco t
peza da viagem da Europa dirija-se a rua por ser um dos berdeiros do falecido Francis-
ca Cruz, D 1 primeiro andar junto ao co Alves. da Silva Gesteira previne aj res-
Arco do Bo-n Jezus. peitavel Publico qua sobre ditas cazas nao
XST Precisa-se de um socio para entrar com faca negocio algum com a viuva de Jos Soi-
20 coritos de rs. para ura eslabeleciment res dos Santos pois que ella se alguaidi-
deuiro do llecife doze contos nao se podem j reito lem be sobre a parte que Ihehuuvsrde
dispensar em dinbeiro para a caixa os 8 po- 1 tocar na partilba a que se vai proceder: a
dem estar ein valles de firma sua, para no qual parte lalvez stja nulla em cor.->equencia
caso de compra maior a caixa servir-se des- dedeverem ser atumdidos na pirlillia os abi-
ta quantia mas no praso de 5o das o socio gueis das ditas casas desde o temon que nellas
pode receber da caixa todas os valles firma- morou seo marido Jos Soares dos Santos (j
dos por s, nao querendo prestar servicos a fallecido) at luje,
sociedade, ou sendo occupaJo em servicos
seu>, nao faz falta em nada; porque o an-
nuri'iarite tem em si os renuesilos necessarios
e bem platico no estabelecime,nlo que preten-
de a.'so; iar-se : a quem convier este negocio ,
annuncie para se tratar do ajuste.
SiT Precisa-se de um homem forro ou ca-
tivo para carreiro de uma carioca dndo-
se de ordenado lijo rs, diariamente, e comer :
Joo Izidro Lopes Lima.
tstr Perdeo-se Domingo as 7 horas da
noite dcsle a rua di Roda rua das Cru'.es,
Praca di Independencia ru 1 do Ro'ario ,
Pateo de Palacio Pracinha, rua do Fugo ,
beco de S. Pedro, beco da Pnha at a rua
do muro da Penha uaia.carteira com lr,-s ou
quairo letras um recibo e algiins papeli-
nbos tom assentos e na diti car.'eira lem
quem esliver neslas circunstancias dirija-se uns assentos de bilbetes de rifa que o an-
nunciante lem vendido ; quem a tiver acb ..lo
kisr ai. J. luanson .iiuigiau """- endemia luja li. 1. uisposia ; paj
li'glez icspeitosaieole avwa ao publico J' |^. Quem qquet comprar por pieco com- 'ouaunuuue,
a rua daGloria n. li.
i_j- l-'ede-se ao Snr. Thezoureiro da Lote-
ria do Tbealro que nao pague ao meio b-
lliete 11 io6 da segunda parte da quinta Lo-
tera por ter sido furt ido e sim ao propro
dono; o qual est assignado nas costas d*
mesmo bilbele o nome de Joo Pedro da Cos-
ta : lobem se roga a qualquer ourives que
for ullerecido um crucitixo de ouro com sua
liLjgem cora punco mais ou menos oito oi-
lavu de pezo e um alfiuete de peito de cha-
na moderno ; nao comprein pois foro fur-
tadus estes objectos, com JUooo rs. em se-
dulas ; quem disto souber, dirija-se ao nec-
eo dos Burgos n'uraa jiadeia que receber
os Uooo rs. de gralificacio.
isr JJeseja-se fallar ao Snr. Manoel A-
driano que consta morar nas cinco puntas :
queira dirigtr-se casa n. 4 defronle da
ljreja do Curpo Santo no primeiro andar.
--- Precisa-se alugar uma morada de casa
terrea corn bastantes commodos para grande
lamilla sendo nas principaes ras ; quem
a tiver annuncie por esle Diario, para ser
procurado,
Curapra-se uma escrava de Angola ,
moca e com bunila figura e que seja bem
disposia ; paya-se be o j na rua Nova O. a3 ,
quizer restituir o annuuciante Ihe ficur e-
lernamente agradecido levando-a as Ciaco
p Miles D 12 ou na rua do Queimado loja '
dos rs Novaes Bastos, Adverte-ie qua'
estes objectos s serven para o aunanciante ,
porque j prevenio os acceitantes das letras
para a.s nao pagar.
No da 14 do corrente mes de Feverei*
ro um portador da abaixo assignado per-
deo desde o sitio Cavalleiru do Engeuho Jan-
gadinlia al a Boa-Vista uma cana que ao
mesmo diriga o r. Coronel Francisco Cisa-
du Lima remettendo-llie incluzos -io.U rsc
em sedulas. Se a pessoa que achau dita car-
ta a quizer restituir cu u o dinbeiro nella cun-
tido poder dingir-se ao si'.io das Rozeiras
defrnnte da Capelta do Hozanubo do abaixo
assignada, certo que Ihe gratifican! eom oe-
tade.
Joaquim Elias de Moura.
Quem tiver uma casa terrea para alu-
gar coui commodos para pequea familia ,
nao excedendo Ue onze mil reis uieusae au-
uuncie para ser procurado.
Quem iruifSr comprar uma negriuha
creoula de idaiie de 8 a q anuos muito esper-
ta e sem vicio riera achaque dirija-se
tua do Cabug loja de relojoeuo*


DIARIO DE PEBNAMB-CO
CV Precisa-se alogar 3 ou 4 pretas ou I SS5" Urna venda em bom logar,, e que tey
ro oteases para vende.-en limas de cheiro fi- tilia commodos para pequea familia j quem
cai.ooseusSrs. obrigados pelo o importe das
mesinss daudo-se de vendagem ctenla reis
por cada pataca i nesta Typog rafia se dir.
tsy Fn^unma-se lava-se, e cose-se lo-
da ijiiaiidade de roupa com nsseio prom-
pliriao e preco cmnmodo ; no pateo do Careno
1). i ao p da sobrado novo.
KJ" Padre Francisco Coelbo de Lemos
e Silva partecipa an rcspeitavel publico, que
a oiiicina de encadernaco que elle diriga
na na ra da Flores se acba boje eslabe-
Jerda na n>a da Florentina velba lado do
muro de S. Francisco augmentada d* Ier-
ran enla mui rica prximamente rhegada
de Poris, de marroquins e oulrcs couros pro-
priosparaa r-ncaderoacaa, de uro aparelho
coo.ii.leto : o desempenho'da ancadernaco
de relevo en bezerro, ou oulro qualquer cou-
ro ossim coruo que uell. sea prompta com
a brevidiid' possiv t e por preco r..mmod.> to-
da e qupl.juer encadernacio, conforme o gos-
lo de cada un e que se desca pen bao as inai>
di tures opertcfies cuino seja dourar com to-
da perei o as beirasdo livroa raarbrar &C
l- Quem piccisar de um ama de casa
de homew solleiro diriia-se ao paleo da Ma-
triz de S Antonio no beco tapado casa De-
cima i*
XT Os Srs. Manod Antonio Braga, An-
tonio Jos de Moraes ernaidiuo Antonio
Vieira e Ai a noel da Costa Camarale quei-
ro por obsequio amiunciar as auas moradas
para se Ibe fallar a negocio de ir.teressa.
tsr Precisa-se de urna creoula forra para
ama de urna casa de portas dentro que sa-
bacozinbare eugommar ; na piaca da In-
dependencia n. > e 34.
C^> A parda que foi no segundo andar do
sobrado D. 1 i da ra da cambon d j Carmo ,
oUerecer-se p-.ia ama de casa pode aparecer
ue novo para Iralir do ajuste.
tS5" A pessOJ que annunciou ir para pedras
de logo e Villa da Lampina grande para co-
brar dividas, annuncie sua icorada.
tiver aniiuncie.
Vendas
bem de sabo e de varella e duas toalhas de
Igvarinto por preco commodo \ na ra dos
Alai tirios D. 6 ldo da Igreja.
l'ma casa de pedra e cal no lugar do
tssr
ealdereiro com duas salas 4 quarlos co-
jzinha fora grande quintal com algumas ar-
CAUTELLAS da Sociedade Fortuna 'vores de fructa defroote do rio ; a tratar no
forte do mallos com Antonio Joaquina de O-
liveira Baduem ou na ra de .Ylanoel co-
Typografica, da Loteria da BOAVISTA ga
nhando a vigsima parte dos premios, cabendo
na surte de 4 000,000 reis dusenlos mil res a
preco de 36o ; nesta Typografia na praca
da independencia 11. ao na ra larga do
Rozario loja de miudezas D, 7 na rut do
Collegio loja de faiendas D. 2 do Sur. Meue-
es e na de relojoeiro, e no largo do Li-
vrsmento loja do Sur Gabriel que fica no
principio do beco do Padre.
Cf Uma pequea porcao de barricas com
semeas ebegadas ltimamente de Lisboa ; no
Recite ra da Cruz n. t?. escriptorio de Jos
Antonio Gomes Junior.
KS7" Um moleque de naco de idade de
l5?nnos, muilo esperto, sen vicio nem
acbaque e boa figura ; uma negrinba de
idade de 1 a annos muilo ladina e desemba-
rassada em todo o servico de casa uma pre-
la de ao annos muilo robusta e seiu vicio ;
na ra nova 11. loJ.
co I). 4.
%3T Doce de perluxo de superior qttalida-
de em potes de iti a aa libras ; na ra da ro-
da D. ai.
tsr Urna escrava molata annos ; no largo de N. S. do Terco 10.
tST Urna prela para o mallo de naco
cabindn propria para o servido de campa ,
por ja delleler pratica -, na ra do Bangel no
primeiro andar do sobrado que fica dei'ronle
da venda D. o das (i as 10 horas da ma-
nila.
SK> Um escravo do gento de angola de
idade de at annos be catador e emende de
cozinba no atierro da Boa vista sobrado De-
Avisos Maritiuios.
3a
paia o que se poer tratar cora o Ca-
pito Vicente Anastaeio Rodrigues, ou com
os consignatarios tiende* & tveira roga-
se ao Srs. que tero carga no dito navio en-
viareis qu-nto antes os ccnhecin.tutos a fim
i)u acliamar os manifeslos para ua\i demorar a
sal ida
HABA O PORTO o Brigue Primavera ,
La de sabir at o u>a aa do lorenle anda
recebe a!gumi pequea porcao de carga. quesw
quiser cariegar jioue diiigir-se ao ..ai.au
Jos Carlos Feneira hoa.es, ou aos coiim-
;iiu-os Rends c\ Ol v eir os meamos io-
gao os Sis. que lem ciregado 110 dilo i3ri-
gue ce ei.viuiern quanto anlt-s os conbecimen-
tos.
PARA ILI1A 1>E S. AlIGUCL segu va-
gem o Brigue Triuoio Aniencano Capitio
lexi ndre Jos Aives ; quem no mesmu qui-
zer carregar ou ir de pas:ageui para o que lem
exeell ules commodos ; falle com Jos .-\nlo-
jiio (s-mes Junior ou com o mesmu Cap-
lao 5 no Kecile ra da Cruz u. 11.
cima t.
Ejr Meias de linho vellas de carnaubj
a 400 a libra rap rolo Mamburguez o
verdadeiro purgante e romitorio de le roy ,
tsr Um escravo creoulo de idade de 13 vellas elsticas de todas as grossuras para cu-
ar.nos com principio de carpina ; na ra da rar carnosidade e dor de pedra meias de
Qruxu n. algodo para meninas bolins de bezerro pa-
SS9" Um cavallo castanbo em boas carnes ; r bomein e menino sapalos de marroquim
na ra nova lojade ferragens D 19. para menino e menina facas garlos de ca-
KS9"Uma nova coleco deroodin Pernam- bos de marfim lequeda china bicos ernor
bucanas cempostas pelo lllin. e Km Sr. .Ma- | das baratas de lodis as larguras os verda-
rinbo e posta em msica com acompanha- deiros pos parisienses purgantivos e outras
ment de pianno forte pelo compositor Italia- j mu i tas miudezas baratas.; na ra larga do
no Josepli Facbinelli vem de ser dada a Rozario loja 7 do Lody.
luz; uma porcao dellas ja se acbo impres-j ts^ Farinha de mandioca a melhor que ha
ai no Rio de Janeiro na litografa de P. no porto pela sua quulidade e chegada
Laioige. ra da cadeia n. >ig. I ltimamente de S. Calharina ; a Bordo do
137" Azeile doce a ;> jl> > a caada e a gar- Brigue .Viinerva ancorado na praia do Colegio,
rafa a foo is. azeile de carrapalo a a4oo a e em por^o trala-se com A F. dos Saulos
caada, e a garrafa a iio; na ra de S. braga ra da Moeda, n. lji.
Tber-za venda'L>. i. sr- Tres moradas de casas de taipa com
Sj&- Uma preta moc de bonita figura, en- larangeiras no quintal silas na Villa de S.
gomraa peife-iumenle cozinba o duiio de Aulo foreiras a lrmaudadu de N. S. do
urna caia cjsc cha faz bolos e pao de l Rozario .endo as duas d-.-fronte do beco do
e boa doceira o motivo da venda se dir ao capira e uma no fundo das mesma a cima ,
comprador na ra direita beco que vo.u pdgu de foro as 3 6910, e tem commodos
para penda no primeiro andar por cima da para familia e uegocio ; a Iratar na venda de-
venda de garapa. Ironte de palacio ou ni ra da praia com
V-'*-- A bordo da Polaca Sarda Summariva Joaquim Jos de Mesquilns Torre,
ciirgada de Montevideo e funaiada defronte. cr~ Babados de linnoe todas as larguras
da escadinba do caes da lfandega, carne p&ra to'albas e lenioes pao de linbo inlei- j de nome Maana de uaro mocambiqne,
secca de superior qualidade ; a tratar na ra tado lencos de seda para grvala u de mo, [altura regular cor fulla com u:na flor ou
do Vigario com ISJendes k Oliveira, toalbas de linbo alcuxuado chapeos de sol[ | gnal de su trra por cima dj nariz, bem
t^>- Bichas de boa qualidade por preco de seda e de cabo de osso linhas de luiiio daire e muiu desemlnrassa la. l.-.ou sin
commodo; na praca da boa vista botica i), puro para bordar, em caixiuhas infeitadas prela vestido de chita e panno da costa;
10 e cera para ltBtts de ebeiro na loginha mui delicadas meias de linho curias cha- jquem pegar leve a ra do Fogo ao p da R-
jiinlo a mesma. j les de seda furlacores relroz preto e azul ario i). a5 que ser recompensadj.
B?~ JJous terrenos, um no atierro dos ferrete de primeira sorle boloens de relroz
aogados com peilo de 800 palmos de frente : para casaca pequeos e grandes por preco
PAfiA LIVEhPOOL a Barca Inglesa Gol-
den Fleece 5 quem quiser carregar ou ir de
po&sagein iiirija-F aos consignatarios Rus-
st!l Vinllors i Ccm.ianbia.
'ABA O ARACAi Y a Sumaca Concei-
co Flor do Mar: quem quiser carregar ou
ir de passagem diria-se ao Mestre Antonio
Jos Vianua a bordo da mesma iuudiada de-
fronte do trapiche novo, ou a Antonio Rodri-
gues Lima na praca do Cnmmercio a mes-
ma Sumaca recebe carga para o Aas a lele
commodo.
PARA LISBOA o Brigue Conceico Flor
de Lisboa pretende sahir al 20 do crtente,
aiuda recebe alguo-a pequea porcao de car do Udo do norle e Utro em S A,naro K*m ^mmodo na ra do lagundes U. 5.
tro tambem fgido o qual be do noesmo n().
me do primeiro roga-se as authoridades
desta praca e fora della capites de campo e
a qum o conhecimento do presente annun-
cichegarde o prender que o dita cima
se responsabelisa por toda a despeza qUb paSJ
fazer at a sua entrega alen de uma praii-
ficaco de t),000.
tST No da 16 do frrente desapareoeo
urna preta de nome Maria de nacao ango-
la de idade de at annos, btua, magra
cabeca pequea, p; apdlieitados, i\n es-
crava do Sr. Jo; Antonio iVIaia ; quem a
pegar leve a ra da ra Cruz n. 7 que ser
recompensado.
tsr No da la do corren'e desapareceo un
moleque de nome Samuel de naci camun-
dongo de idade de la annos, cbelo cotta-
do rente, olhos, orlhas boca e pi gran-
des, bem sicatrisado de hechizas levou vs$.
tido ceroulas de a'gidio da trra e camisa
de elefante ludo ji roto; quem o pegar le-
ves ra da trempecasa da quina U. 4 nue
ser recompensado.
issr Fugio no dia 3o de Janeiro um mi\%.
que de nome Joiquim, de nco angola |>o-
rem parece creoulo he oBcial de sapateiro
e por issolem as mos calejadis ,.levou cai-
gas branca e jaqueta e chapeo preto
tem gaforina \ quem o pgr leve a rut di
seuzala elha a Francisco das Chagas da
Freitas mestre alfaiate.
C^" Uesapareceo ou fugio no da 10 do
correte pelas 7 horas da noute um preti de
nome Pedro de naci bsnguella estatura
regular corpo um tanto gross9 nariz afi-
lado olhos vermelhoi com urnas marcaj
de carocos de chumbo as costas e outras a
quasi a pagadas de bechigas pela csra alen
destas marcas tem mais oulra em u>na dis
peinas proveniente de urna ferda friit.i (tur
um lijlo ; quem o pegar leve a ra direita
sobrado onde morou o fallecido Jos di IV-
nha ou a seu Snr. Alexindre Rodrigues dw
Anjcs no Arsenal de Alarinha que tanto
em uma como em oulra parte ser generosa-
mente recompensado o mesmo be bem co-
nhecido no dilo arsenal onde trabalha e sus-
peila-se que fora furtada ou seduzido para
fugir pelo que o seu sr tendo denuncia ve-
rdica disto e qual a pessoa que o desenca-
minbar protesta perseguir contra essa pes-
soa bavendo de mais os das de servico.
ST No dia 14 do correte fugio uma preta
JLei i a o
%jr l.ebmann & Cocsp<>ubia Adour ,
c LeiiOir i uget &t Companiiia. na qualidh-
de oe creuoits e iiquiiatarios das (aleudas
a loja que foi de Jos 'lavares da Gama na
ua nova uefionte da Igreja da Lonceico ,
ui\ faioa venda publica das mesma faiendas
1 iuterveucfo du torretor Oliveira, sexta
a 19 do corienlt *$ 10 horas da manh em
to.
in pas
*l-_ i..-- corieuiede ouro sem eitio; quem
tive aiinunc .
tgr i,iuj i-bula de La fontaine em fran-
cez no CoUegio Sauta Ciuz ou nesta Ty-
pogMiia.
200 palmos de trente nu a inhamento da ra
da Aurora e da eslrada de Luiz do Reg -, na
ra da Cruz U 6t 110 segundo andar.
&3gr Cera para limas de cheiro a 800 rs. a
iibi a e sapatcs de burracba ptimos para ca-
los e velas de carnauba a 400 rs, a libra ;
na 1111 do Rangel sobrado que tem um reta-
bolo de velas pintadas na vamnda.
litr Su|ienoi laaba do Bu de Janeiro ,
em sacase aos alqueires-, a bordo da la rea
! 11 mess ancorada na praia do collego e em
l'Otij tr.ta-se com Antonio Francisco djs
Sanios Braga na ra da moeda n. 14 >
SST Camisas de roeia de superior qualida-
de brreles ditos sngellos e dobrados e
um bom soi tmenlo de volantes largos e es-
trenos de todas as cores galoens, rendas e
espeguihas j na ra do Collegij loja de
portas L). a.
%sT Relagics de parede mui bem feitos,
e bons reguladores por preco commodo ; na
la da Cruz L). to e na ra do Cabug lo-
ja do Sr. Claudio relo|oeiro.
SSiT* Barretinas para senbora de muilo
bom gosto e por preco commodo ; na tua
da cadeia nova rasa 1). ,\.
tS9~ T:es moradas de casas terreas duas
na ra da Gloria e uma no beco das Car-
vallos ; a tratar na ma nova loja de louca
lina do lado ua Conceico.
li/- Uma rola de angola outra galega ,
e oulra de mocambique e um canario da
trra lodos bous cantadores na ra da S.
Cruz casa junto a igreja.
Cs" Urna prela moca com boas babelida-
des ; na ra de agoas verdes U. 7.
k*r Urna cauoa aberta de ooo lijlos ja
uzada por preco muito commodo \ alraz dos
Martirios no eataleiro de Viceule Ferreira de
liarros a traur e elle dir a quem per-
tence,
v^r Uma preta de naco congo anda
[moja, cozinba o diario de uma casa, lava
tST- Uma esciava creoula sem vicio algum,
vende-se por nao querer servir na Ctdade de
Goianna ; na ra do CoUegio loja de alfaiate
junto a boliea do Sr* Cypiiuno.
ssr Uma preta do gento de angola de
idade de ?a annos, de bonita figura e por
preco commodo ; no largo do Terco loja de
l.i/eiidi; I). 11.
tt-* Uma canoa de amarelo bem construi-
da com q palmos de comprido e dous di-
tos de largo ; na ra da praia armasem de
carne D. 9.
_^- Um oculo de ver ao longe ; na ra do
cano D 14*
1SF* Uma negra de naco de na para todo servico ; 11a ra de Iloi las sobra-
do l>. 47.
ssr Cadeiras americana tanto de assentos
de pao como de palhinba ditas de balanco ,
camas de vento de amarelo muito bem feilas a
4600 ditas de pinito a 35oo e taboado de
(iinho da Suecia com 5 polegadas de grossura
t.coin dilleientes comprimenlos ; na ra da
Florentina em casa de J Beranger.
Kscravos Fgidos
Mk9* Fugio na noule do dia 1J para 14 do
crlenle mvz de l'evereiroda refinaco de as-
sucar de Beiuaido Jos da Costa & Compa-
nbia ua ra direiia U. 3 um negro de no-
me Pedro de naco benguella com os si-
guaes seguales ; estatura alia grosso, per-
ns e bracos grossos nariz grande e um
tanto afilado denles e olbo graudes lem
uma pequea ferda no peilo de um dos ps,
levou uma trouxacom roupa de seu uzo, cou-
tendo aigumas tamisas de ciscado ja uz-idas ,
duas ditas de algodau da lena anda novas
com urna letra de marca no peito de P ,
mais uma dita de malba de l um barrete
de l encarnado representa ter mais de 3o
anuos, he barbada foi juntamente com ou-
S27~ No da 3o do mez passado l'ugira 1
escravos creoulos, ambos irmas um de no-
me Pedro de idade de >.S annos estatura
regular as pernas um lauto arquiadas, deu-
tes limados e um delles partido na frente
da boca bem fallante urna orelha furada ,
intitula -se forro, juga-SB ter couduzido um*
mulher forra bastante trgueira de nome
Maria baixa seio um tanto grande den-
les limados : o oulro de nome Jos, de ida-
de de a9 annos, alio, nariz afilado, com uma
sicatriz de um lalho pequeo em cima do na-
riz ambos costurado fumar, os qmes ui} >~
se ter hido para o serla por serem bastite
pratico nos camiubes; quem os pegar leve as
5 puntas D. 9 ou em S. Anla a seu Sr. Lu-
ciano Roza de Lima que recompensar.
lUoviuieiito do l'orto
NAVIOS ENTRADOS NO DIA i5.
MANILLE 63 dias, Galera Americam
Geve de 293 tonel. Cipito Me. Hocl,
equip. q5 carga azeile de peixe veio re-
frescar.
HALIFAX; 4 dias, Barca Ingleza Ospy
deaoi tonel. Cap Me. Inderich rimm-
gliom equip. 11 carga farinha de trigo,
e bactlhoj a Ve. Calmmi k Companhi*i
veio refrescar e a tarde seguio.
TALCOANA 5o dias, Galera American
Roberl Eduards de 55 tonel.. Cap. H-
duar Hawsnd equip, ig carga Spef"
mcete^ aodilo Capilo ,. veio refrescar.
SAH1DOSNO MES VIO IA
BAHA ; Hale Nac. Flor de larangnra ,
Al. Jos do Arago carga diversos gene"
ros passageiros ai.
OBSEKVAgOENS.
Fundiou no lameiro um Brigue.
No dia 14 nao entraro nem salnro embaf-
cacoens.
RECIPE NA TYP. E M. F. DE F. "41


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EPHB7XAB5_DZW638 INGEST_TIME 2013-03-29T15:59:55Z PACKAGE AA00011611_04232
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES