Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:04227


This item is only available as the following downloads:


Full Text
Annode 1H4-3. Quinta Feira
Tudo epra depnre de nos meamos ; Ha nossa prudencia, modan:-
c0 e saargia : eontinueraos como principiamos, e serenas a^or.luJoa
co adioiraco entre as Naces maiscuitas.
ProcJamaco da Assemblea Geral do Brasil.
MMI
Sulwcreve-se para esta clha a .i?ooo por quart el pagos adiantadoa
tiesta Typo^raiia ra das Ouzes D.3, e na Praca da Independen-
cia, n. 3j e 53, onde se recehem correspondencias legalizadas e an-
nuncios insirindo-se estes gratis sendo dos proprios assignantes,
viudn isagnadot.
PARTIDAS DOS COR REOS TERRESTRES.
C!dadeda Parahiba e Villas de sua pretenco .......\
Dita do ISio Grande do Norte, e Villas dem.......iStti. e Sextas ferias.
Dita da Fortaleza e Villas dem.............
Cidvie de Gcianna ........../
Ci:'(ie d lind...................... Todos os das*
Villa deS. AnlSo...................'... Quintas feiras.
Dita de Garanhuns e Povoacq do Bonito.........lo, e o4 de cada me*
luas do Cabo, Serinhaem, tio Formozo, e Porto Calvo, i, n, e ai dito dito
Cidade das Alagoas, e de Macei............dem dem
Villa de Paja de Flores..........- ......... ideo 13, dito dito
Todos os Correioi partera ao meio dia.
11 pe Fevereiiio, Num, 33.
PHASES DA LOA J0 MEZ DE FEV.
La Cbeia a 5 as n ji. e 4i_ m. da tard.
Quart. ming. a :3-as i n. e i(i m. da man.
Lua Nova ai as 8 n. e 58 m. da man.
Quart. cese, a a8 as 5 b. e 40 m. da man.
A/are thcia para o dia i de Feverevroi
As 8 horas 3o minutos da manh4
As o horas e 6 minutos da Urde.
CAMWOS. FvERElBO 10.
Londres...... Si d. per 1 jooo ced.
Lisboa ......8o por o|i> premio por metal oflereeido.
Franca...... 3i0 reis por frauco.
Rio do Janeiro ao par. Comp. Venda
CURO Moeda de Ogoo reis, volhas lifl-jio t40a*i
n I''1* .. rwvas Ijo H'7011
Ditas de 4#ooo res, loo 89900
PBATA PaUCots Brasileiros ----- 1^683 ,'f-jy,
PezoiColinnnai'ios ------ ij-oa i|tio
Ditos Mexicanos---------------1^600 ijjlfcao
Miu.-in.--------------------------i|44o i|4(m
Descont de hilhetes da Alfandega 1 i|8 por loo ao mez.
dem de letras 1 1 ]4 a 1 i|Q por boas firmas oerecido.
Moeda de cobre a a 3 por 100 de disc.
DAS da SEMANA.
8 Segunda S Jojda MtU Fundador. Audincia dJ Juis de D. da
vara.
9 Terca S. Apollonia V. M. Relaclo e audiencia do Juz de Direito da
I. vara.
l Qnarta S. Escolstica V.- Audiencia do Juiz d Direito da 3. vara.
!l Quinta S. Lasuo 11. Audiencia do Juii de ireito da 3-'
vara
li Sexta S. Eulalia V. M Anuencia do Juix de Direito da 1. r
13 Sai.l-.a lo S. Gregorio a. P.. Rellano e audiencia da Juiz de da
3 vara.
11 Domingo S. Va!eu ira M.
PEHNAMBUCO.
GOVERNO DA PROVINCIA.
Expediente do dia 4 do corrente.
Oflicio Ao Commandante das Armas,
Presidente das Alagoas o Tenente de Guar- Coxia que abaterio eexigindo brevidede, Desembro prximo passado, pxi elido oeW
das Nacionaes Antonio Alves Monteiro que pelafalla de commodos, que actualmente es- Secretaria de Citado 'dos Negocios da Pasen*
devia ser considerado preso, at que chegasse perimento os cavallos. da relativamente as matriculasd 1* r.leri-
aseo destino. | PortaraAoTenente Coronel Comman das Embarcares; cujo tbeor ose-uinte
Dito Ao Regente do Grande Hospital dan le do Deposito, mandan.fo en execuco Para qualquer erjuipage.n ser matriculada ,
deCaridade, prevenindo-o que a Presiden- ao oflicio da Presidencia datado de houtem deveo mestre a presentar htimi lista conten -
ca tinlia ordenado que para o mesmo los- dar demisso ao soldado addido do Deposito do o nome dos individuos, que pretender
para em cumprimento do Imperial Aviso de P',a' se remettessem os soldados vindos das Joaquina Jos da Costa por ter sido inspec- matricular e alista da matricula di viageni
5 de Janeiro ultimo informar acerca da pre- Alagoas acommtlidos de bixirjas e os que cionado pela Junta de Saude julgado inca- antecedente, com que entrou 11 > Porto. O
tero do segundo Tenente do terceiro Rata- fossem afieclados do mesmo mal e que assim paz do servico Militar. 'madre devera, sendo di nisciinenlo l'ortu-
Jliid deArtilheria Antonio IVIaria de Castro faria hoje alarde remessa de taes doentes, | dem do dia 19. RUj presentir huma justi'icacj na forma
Delgado, qne 110 requerimento que sellie! reirette pede ser nomeado Ajudando do mes- Hospital dando-se depois conla da despesa Iluto Consellio de Investigaefo feito ao sol- nhutn iudividou nao ser CldadSo Brasi-
mo Hatalho, I para er satisfeita PrevenU-0 tambera, qus dado da Compania de \rtihces Jlo Dimaso leiro ser jamis admitlido raatricui. como
Dito Ao Inspector da Thesouraria de d'aroanhem diante seria enviada urna pe- Cavalcanle d*e Albuquerque e significando- mestre ; e igu dmente nao deveraoser aimit-
IX
Fasenda parlecipando-lhe que leudo S.
M. O Imperador, por Decrelcde iq de Dt-
zembro ultimo nomeado a Francisco Xavi-
er Cavalcante de Albuquerqfte para Admi-
nistrador da Recebedoria das Rendas Inter-
nas Geraes deta Provincia que o faca en-
trar em exercicio logo que tile lbe apresentar
o respectivo titulo.
Dito Ao Inspector do Arsenal de Mari-
nha, cuiiiuiiicandu-lhe que S. M. o Impe-
rador tendo concedido o Imperial ISeuepla-
:ilo a imii.f.-ita.) d<: Jos Joaquim dos Reis
para vice Cnsul de S M. Fidelissima nesla
Cidade : cun:pre que como tal o reconlieca
conforme determina o Imperial Aviso de i5
de'Desembro ultimo.
JNo mesmo sentido se firero iguses com-
unicaces outras Fstaces Publicas.
dem do dia 6
Oflicio Ao Exm. Prelado Deocesano ,
communicando Ihe que tendo S. VI. o Impe-
rador annuido a que icassem nesla pro-
vincia tresds Religiosos INJissionarios Ca-
piixinl.es qup aqui ebegaro mandados vir
pelo Gove no Imperial, fico por consequen-
ria pertencendo os ditos lies Religiosos ao
Hospicio tiesta Provincia, e a dispusiiio do
niesmo Prelado pala serm empregados onde
for mais ronvenienles as iMisses e calbetbe-
se dos Indios.
Dito Ao Juiz de Direito do criroe da
Comarca de Goianna para em cumplimento
do Imperial Aviso de 14 de Janeiro ultimo,
inforanr acerca da pteienco do preso sen-
tenciado Simo dus Santos idal que no rt-
(|iieiimeijto que se Ihe remelle pede pei'do do
reblo do lempo a que ioi condemnado.
quena guarda para vigiar os doentes conser- llie que depreliendendo ss do Consellu que o tidos Estrangeiros como Caixis ns E nbirci-
vando eeciivamente urna sentinella na en- soldado nao furtura o chapeo deso que llie S^us de cihoUgem, pois que este co.nmercio
fermaria, devendo a esse lim deslioar-se um fora entregue por u.n paisano estando elle da Ibes lie vedado.
lugar prximo a enfermara, para alojamento sentinella em Palacio antes p^lo contrario,! As tripuiacss 111 forma dos trtalo) exis-
da referida gnardi, que nao tendo o referido paisano procurado o lentes, nao poderlo admittir mais da terca
Dito Ao Tenente Coronel Commandan- chapeo de sol em sui saluda o liavia condu- parle da estrangeiros. Nao sa admitir
do Deposito, ordenando-liie que boje a lar- do a Guarda e d'ahi a Compmliia en- matricula maior numero de niarinliigcm %
de em horas mais convenientes, Lesse trans- tregando-o ao primeiro Sargento d mesma, d > que a que coastir di atricula di vi ige;n
portar para o Grande Hospital deCaridade resultando desle procedimenlo ficar seo dono antecedente, As EmbarcicSes de longo cur-
as placas viudas das Alagoas que se acbavao de posse delle, logo que o procurou par iu- so sao obrigidas a levar Piloto de Culi, e
de btxigas e bem assim as que fossem i 11- termedio dj porteiro da Secretaria do Gover-; sendo vigem de Cabo i dentro dous, huu
fermando do mesmo mal, serlo que paralaos no, tomara o espediente de mandar por em de carta geral, e outro mesmo de carta cota
pracas deixaria de tirar da Tbesouraria ven- liberd ide o soldado, que se aclicva preso des-' excepeo. Deve entead^r-se que no primeire
cimento aigum porisso que ero alias medi- de o dia al do correte, em COnSequenci* de caso nao se exige Carlt geral. Antijimente
cadas, e aiiiaentadas pelo referido Hospital, suaordem.
i|ue da Tbesouraria Italia de ver depois a in- t_____
demnisaco da desfiesa.
Dito Ao Capilo Alfonso Honorato Bas-
tos, remellendo-lbe a portara de nomea-
cao de um Cons llio de investigago de q' era
Diversas Keparticoes
Presidente mandado proceder contra um
soldado da Compabia de Arfices Joao Dama-
so Cavaicante e ordenando-llie que fizes-
TRIBVaL DA RELL\g\0,
SeSA EM C) DO CORREMIE.
2a anpellacaocivel desta Cidade apo?l!an-
se reunir o Conselbo amanli na Salla das te Antonio Jos Mendes, e appellados Je-
Sessesdos Con-eliios de Guerra em Pala- ronimo da (]osta (juimares, e outros credo- dou faser estatura nis m.triculus aiemdis
exigia-8e quiLjuer .Vdvio, para ser mitri-
culado, que apre>eula-se Bilheie aVUaale't
em como se acluva despichado, porem pelo
aviso de 11 de Jnabo de 1019 passou esta
apreseuta;o aser feila na Secretaria de Es-
tado da Marinhii Igualmente os Navios da
Ion rp curso ero oorigado a levar Cirur-
gio e Capcllao, porem pela Carta de le de
tj de id f To d'isso dsoneradis.
Pelo Aviso de 1 i de tMaiode id.1j se mia-
res do filcscido Antonio Simes Ros ido Fre-
re Eserivao Ferreira ; se julgou pela con-
firniiiio da sentenca appelladi.
O embargos de Joao Peixoto de Visconcel-
los na catiza de a;>pell ico c.vel da Ci lade da
COMMAADO DAS ARMAS
Expediente do dia a; do pa-sado.
Offtcio Ao Exm. Presidente, significan-
ci onde devera dar andamanlo a seos tra-
ballios.
Dito Ao Command inte interino di C-
patibia de Artfices, ordenando-Me que fi-
sessecarregar com cito armas no Corpo da
guarda do quartel ao soldado Antonio Jos Paraiba contra HenrLjue Jos Pacheco de
Jdiiuario de vendo aisim estar por eipaco de Aragao Eierivo Chaves: loro despresa-
urna bora cada dia, e |.or quatro consecutivos, dos; roandando-se cumprir o accordo em-
sendo no entretanto conservado em priso, at bar;adi.
finalisar o castigo cima indicado. X* appeaco civel do Juiso de Direito
Dito Ao Prefeito da Coaimarca de Ga- desta (.idade ap)ellante Joao Cirios Perei-
ranliuiis commuuicando-Ihe em resposta aos ra de li.irg s Pon ce Len, apoellado Anto-
seus olliciosde 29 de Desembro do antiopre- nio Jos i'eixeira Bastos Eserivao Ferein :
lrto, e primeiro de Janeiro corren te que foi julgada pela reforma da sentenca appel-
se ludia procedido ao ajuste de contas com o lade.
destacamento at o fin do referido mez de
i, e que ao primeiro Commandante dcsti Cidade appellaute
os Reis Campello, se tinba, segundo lado o Briguleiro Frauci
Na appeUecao civel do Juiso da Direito
o Juiso e appel-
sco Jos de Sousa
Desembro
do-liie que o soldado do Deposito Lourenco Ignacio dos neis Lamp
do Rosario pedir pnssagcm para o Corpo sua atuhoiisaco entregue o saldo de oUjtij Soares de Andreas, Eserivao Rabello ; se jul-
de Arlilberia de iVarinha, allegando par 1 reis em favoi do mesmo destacamento. gou pela ronfirmacao da Sentenca appelliia.
isso sua vocaco para o seivico de mar, e (|uel Portara JNomeando o Conseliio que Na appellaco civel da Comarca de Goian-
sua pretento Ihe pareca fundada poden- tinha de investigar do Soldado da Compa- n3, anpellaute Francisco Alves Ferreira, p-
do-sc eflecluar a passagem para qualquer do hta de Artfices i. D. C de Albuuuerque pe lado lnnoel Paulo da Silva ; Eserivao lia-
Vasos de Guerra surtos no i orto.
Dito Ao Inspector da Tbesouraria, para
que bouvesse de mandar pagar o Comman-
dante do Deposito, a quanli de >. tljouo reis,
accusado de haver furlado urn chapeo de bello j foi a sentenca confirmida.
Sol estando de Sciitineiia em Palacio.
Dita \o Tenente Coronel Commandan-
te do Deposito, auiliorisando-o a considerar
declaraces do estilo, a da Naci da qui
Subtito o individuo que se mitricali. As
matriculas, devem couler -Nona dipessoa
matriculada emprego que vai servir nalu-
ralidade idade estatura e configuraco do
rosto Naci de que subdito-e a soldada
que vai vencer. Conferido Joao Mari 1 Ja-
cobina Cjuforme Antonio Jos da O'.i-
veira, Oificial vlaior Graduado.
E para que o referido conste mauJei afi-
xar o prsenle por mim assignado e se lado
com as Armas Nacionaes, e publicar pela Im-
prensa.
Viesa do Consulado 10 de Fevereiro de
i8i.
<|ue Ioi abonada ao piimeiro Cadete Lui/ Jos pravas do mesmo na dala de hoje a J4 re -
Rodrigues Pinbeuo, que marchou para o. recrulas viudos das Aiago-s, constantes da
Rio Grande to Sul em das que a Ttjesoura- relaco (iue se ihe Iranuuetiit ecoai passa-
ri* eslava leixada, quanlia proveniente de gem da Compauliia rrovisona de C^adoies
M! Zl DO CONSULADO.
Fdital.
Miguel Arcanjo Monteiro de Andrade Ca-
valleiroda Urdem de Clinsto e Adminis-
trador da Mesa do Consulado iXl.
Paco saber aos Snrs propietarios con-
bodias de fomniednrias de embarque que da mesma Piovincia pa o Deposito as se- signatarios e niesires das Embircaces N-
em observancia cas ordens do
to mesmo Cadete compela na lonua da Le. le piucas incluidas na guu que lumbem .lie cionaes que em ol
LitoAo Commandante do Pataxo Pata- enviava. Ex n. Sur. Presidente, em o.h-cio de 9 do
gonia du( ndo-li e, que segundo as oideus
Ua Presidencia voltava pua bordo do mes-
''o Pal aeiiu. a l.i:i de sur apiescn'.ado ao Exm.
dem do dia a8. rorrete pa'isa esta Admuustrucao a obser-
Olcio o Exm. Presidente, requisian- var o determinado as instrucces abaixo des-
do-H.j o conseno de dous laucos da estiva da cias mandadas observar por aviso de aj de
Miguel Araanjo Monteiro de Audrade.
CORREIO.
O Iliale Flor de Larangeira de que mes-
tre Antonio Madeira, sai para a Babia uodia
1 \ do correte.
OBRAS PUBLICAS.
Em virtudes das ordens do Exm. Sr. Pre-
sidente da Provincia sao postas em pracas
para seren arrematadas as obras dos 7, e 8
laucos da estrada de Santo Antao avalladas,
asdoi. em lis. 7^9,Uocj'i e as do a. em
(liante 2:>.; i.jlJOyt.
O licitantes sao convidados a oraparecerem
devidameule lubelilados de fiadores idneos
nos dias aJ, ao e .7 do crente que leri
lugar a arremataco nesla Repirlicao, aonde
se acbo patentes todos os das litis a horas
do expediente as descnpces e ocamenlos das
obras, e Bfl condicues com que devem ser ar-
rematadas.
I


D I A R i O DE PERNAMBCO
Iospeccio das obras publicas y de Feverei-
lo do 1841.
Moraes Ancora.
Pela Adninislracio Fiscal das Obras
Publicas se hade vender em hasta publi-
ca a qt-em ruis der ulna grande porco de
inadeiras velbas para lenha avallada em
quarenta mil rs. : as pessoas que a quiser a
comprar podero comparecer na salla da dita
Administraco Fiscal, no da 16 do corren-
te para darem seus lansos. A dita madeira
acha-se arrumada no oito do armasem em
Palacio velbo, onde pode ttr vfta pelos
pretendentes.
Moora
A. F.
Pela administraco Fiscal das obras
publicas ce ade comprar em aste publica,
a quero por menos vender para concert do
Hospital de caridade na solidade os gene-
Tos seguintes quatro mitheiros de tixolos de
alveuaria groca : dois ditos de ladrilbo du-
zentos alqueires de cal preta doze ditos de
cal branca urna canoa de barro seis ditas
de rea duas chapas de ferro de fugo com
cinco furos cada urna um vergalbao de fer-
ro quadrado com dore polegadas de coropri-
do e urna polegada em quadro e com ci-
te deis as pessoas que quizerem vender di-
tos gneros podem comparecer na salla da
sobredita administraco nos dias aa ,
pelas 11 boras do da, Administraco Fis--
cal das obras publicas 9 de Fevereiro de
j 41. JYJoura. Administrador Fiscal*
Correspondencias.
1 -^*m
Sr?, Redatores
O Capito mor Presidente da Parahiba ;
que pr sua incapacidade e mo coraco
em teda a sua vida s comprebendeu fazer
o prpel de verdugo, leve agera no 6m
della esM grande fortuna de cxercita-lo con-
tra a grande maioria da Provincia que I em
longe estava de ver e passar por esta to rara
calamidade icusas ba que s com a Religio
ae pedem explicar. E para mais salisfaco
do ta|-ito-mor grande parte desta maioria
be rompesta da gente honrada, rica e
grada da Provincia pelo quej mais pode
deixar sua posico para ir a.inbar-se no cu-
tre extremo de gente que domina ao Capilo-
zr.tr Presidente ; o qual no fina de um roez
depois de sua posse linba dado mais de 5o de-
rris.-is, empregandona Polica gente que
em oulro lempo era quero dava que fazer a
mesroa Polica. Porem isto nao era bastan-
te para as Eleiies. Lugo que estas se apro-
ximaram prncipiaram as suspences deom-
iaes deG. nacional desde Coronel de Legi-
io at Cabo de Esquadra demisso deJui-
zes Municipaes susprensoes de Juizes de Paz ,
supresso de urna Villa, e ciiaco de ou-
ra divises de freguesias, tudo de acor-
do com a chamada Assembla Legialativa
Provincial, que fez huma nova, Lei mandan-
do preceder novas Cmaras Municipaes e
anullando as que se fuero em 7 de Setem-
bro p. p fea* outra para no vos Juizes de Faz
huma 5* 'tila ad hoc nodia a6 de N>-
vembro para stservir as Eleices no dia 39
atdo proposta, por aclamaco e sancio-
nada 1;o memo da 36 ero a qual se auto-
riza ao Preddenle para a bem do semen
Publico1-' puder suspender e por aquella
vez som nte todo o Juiz de Paz que nao for
de sua confianca e notteiar aquelle que a-
tiver ^prestando juramento as mos dos
Prefeio ou sob Prefeilos quando nao
esteio juramentados pelas Cmaras. Nte-
se que he o bem do ser vico Publico e por
aquella vez somente ; t por aclamaco no
znesmo dia sem que fosse dada 24 boras
antes. Ja mais Paiz algum inlustou tanto
suas Institua es, como o Capito-mor Presi-
dente com a sua gente.
A \ illa do brejo tTArea que he a cane-
ca da Cammarca das 6 Villas do centro da
Provincia, comprehende urna grande fre-
guesia onde nao obstante a Polica j ter
sido montada da n anua que se dice a sua
grande populaco lendo a testatada agente boa,
tomo a da Coamara Municipal Vigario a
clrigos os 2 Juizes de Direito 4 ou 5
de Paz um antigo Ctpito-roor o Coro-
nel da Legio e 13atalho de G. N. com
toda a ofhciaiuade apezar de suspeuca pre-
parou-se pai fer a Eleico; Parocbial na
couiormidade da 'Ll -'"""a depois q'ion be q' da
Capnal a F'oFjiicia urna grande expedicio se
achava em niai'< '- I -ia quella Villa ; on-
de seguudo a ordena do Pieleito e sucia de-
vera ter em pregada na Eleico. Com eflei-
to 3 dias antes dU '<> a Villa oceupada por
tMd lorie Fxjedico, ," -p*--r de desd-
ar jai a ai* 4 Villa as 0 a 70 Piacss An-
da ficou milito forte. Deixarmos de refe-
rir os attentados que se cometieran des-
de a sua ebegada na Villa ; porem forao taes,
que toda a Populaco relirou-se para fora
ficandocs que ero da sucia que fazio que
a tropa percorressem a ras gritando mor-
an estes morro aquelles. Em suma a C-
mara e atgumasaulhoridades e pessoas boas
anda tivero a coragem de se reunirem em
quanto deliberavo ,. que providencia to-
mario avista de to criminoso procedimen-
to contra a pessoa e vida dos Cidados ; mas
nada valeu : por que o Prefeito com as
cartas brancas do Presidente que se expe-
diro para todas as Villas em que secitava
a lei ad boc feita no dia 26 para o dia 29 da
Eleico deu por suspenso 4 Juizes de Paz, e
faiendo-fe juramentar nasmosdo sub- l'erfeito,
lez elle de Juiz Presidindo a Eleico, sem que
assistisse o Vigario ou algum dos dois clri-
gos porque todos evadirem-ss por serem do
numero daquelles -, que devio morrer se-
gundo o que se oilvia pelas ras ; e a toda
esta desorden) charoou o Prefeito e a sua su-
cia Eleico Parocbial escrevendo em um
papel os nomes daquelles que devio fazer
d'Elelores. 1
Na Freguezia d'Alagoa nova nao houve
Eleico porque as authoridades que a de-
vio fazer vendo que se Ibes preparava a
mesma scena tambera desaparecern). Na
de N. S. Rainha dos Anjos do Oaip tam-
bero nao liouve por que nessa occasiu sendo
suspenso o Coronel de Ligio Antonio Gal-
dido Abares da Silva Sr. do En;enho
Pacatuba o Tenente Coronel Manoel Go-
mes Juiz de Paz da Freguezia o Sargen-
to-mor Francisco Antonio Pereira Seubor
do Engenho ltapu que devia presedir o
acto encolerisou-se o Povo de tal maneira
contra o novo Juiz de Paz feito pela Porta-
ra da Lei ad hoc e contra o sub-Prefeito ;
que fez que o Vigario j mais sainase de
sua casa nlterrado com a gritara do poro
que requera o Juiz de Paz da Lei e nao o
de alzibeira juramentado at pelo sub-Pre-
feilo ; Nole-se que ero 3 horas da tarde
e o Povo nao cedia at que por fim retirou-
se sem fazer Eleico 3 Logo as 4 horas rece-
beu o Tenente Coronel Manoel Gomes a Por -
tana de suspenco, na qual se dizia por
conslar-me que V. S. tem perturbado as
Eleices dessa Freguesia bei por bem sus-
pende-lo do. Commando do Batalho, &c.
iNcte-se anda que mais de um auno que o
Tenente Coronel estando no Commando, e
lendo ebegado d'esta Pt aya no dia 28 a noi-'
te, no dia seguinte 29 parti pela manba
do Engenho com todo o povo daquella parte
de Pedra-s de fego que pertence a Paraiba
para a Matriz, que dista 6 legoas, e
thegando s 9 boras as 10 prmipiou o
acto mas as 4 ]a tstava em seu poder a Por-
tara de suspeoso dada pelo Capito-mor,
Piesidente, que estando na Capital distan-
te 11 legoas da Matriz em que se trataba da
Eleicio > em H horas tete lempo de saber do
que na Eleico se passava para mandar a
lal suspens que nao pedera gastar me-
nos de outros 3 dias o que foi to escanda-
loso, que o T imite fez que as pessoas que
seacbava com elle e j na Villa do Pilar
urna legoa mas cima do Tap visiem a
frescura d'omcio obreia. Enlo soube-se ,
que ero cartas brancas fornecidas ao Irado
de S. liento Fr. Galdino que se achava'
incombido com o sub-Prefeito de fazer as
Eleices do Tai j .
ltimamente tocarei as Eleices da C-
mara Municipal da Villa do Filar eilas ago-
ra 7 de Janciio segundo a nova lei da gen-
te do Capilo-mor Presidente. Da historia
das Elei(es nao consta at boje que Pre-
sidente algum tomasse tanto em consideraco
taes Eleices. S o Capito-mor Presiden-
te fez marchar 210 soldados da G. N. para
effeclua-la na dita Villa do Pilar, mandando
estacionar loo na freguezia do Taip, e l lo
na do Pilar por espato de 4 dias poique sao
estas duas treguezias daquelle Municipio
E que lal ? ? Assim se escoam os dinbeiros
pblicos.
Ero outro numero trataremos dos aconte-
c mentos havidos na Villa de bouza o que
nao lazemos agora por nao faier mais estn-
so este artigo, bou de Vms. Criado e Obli-
gado. O Testemunha de to escandalozos
actos.
Snrs. Redactores.
Agora como Ibes promelii, vou tratar
do caso acontecido na villa de Souza da Pro-
vinci da Parahida do Norte, por occaszio
das elleces primarias para Elleitores da quel-
le municipio a fim de que vms. eusiro
na sua conteiluada lolba o seguinte cazo do-
qual fui testemunha. 'leudo de proceder-se
* as Ejleipces da quella pjoviucia^ quereudo
( note-se que para uso
Novembro um project
o Presidente d'elta o Sr. Francisco Xavier
Monteiro da Franca que os candidato* por
elle aprezentados levassem a palma empre-
gou toda forra moral que pode e vendo que
nao poda por meo desta concluir os seos
dezejns por nao pertencer a maioria da Pro-
vincia a sua acco assenlou que devia prn-
pregar a torca fizica o assim ganhar as El-
leicSes para o que mandou vir do Municipio
de Pianc urna forca de ceuto e tantos ho-
mens todos mu n ciados de car tu xa mes e
bacamartes a titulo de sustentar a ordem
quando o Municipio eslava mango e suce-
dido, e elle com sua acco nVincipiava a per-
tuba-la e nao contente anda cora isso,
para mlbormente concluir seos depravados
intentos, mandou suspender o Juiz de Paz
Joo d". Souza Ma^viqz que estava ero exer-
cico e os seos Suplentes Jos Joaquina Be-
nevides Luiz Jos jBenevides e outros
:ceo no dia 26 de
mesmo dia re-
dimido e sancionado e mandado no dia 39
do mesmo Novembroexecutar na Villa de Sau-
za que dista da capital cero legoas, e o
mesmo projecto authoriza a os Sub-Prefeitos
juramentar os Juizes de Paz ; contra toda
despozico contida em nossa Consliluico ) a
fim d assstir oro de 6 votos perlencente a
sua sucia firrapa ; com ludo vendo que todas
estas arbitrariedades serio baldadas e as El-
lcicts sempre serio ganhas pela opozigo ,
concluio que devia envidar seos despostismo ,
para o que mandou cartas brancas ( si vera
est fama ) a o Vigario da Villa de Souza Jos
Antonio Marques da Silva Guimares para
[pilo Vigario fazer em seo nome ludo quanto
culgasse conveniente para ganhar as Ellei-
ces anda mesmo por meios endecorozos
orno o dito Vigario a cadajmomento se ex-
pressava acrescentando mais que estava
munido de ordens do Presidente para ganhar
as Elleives anda que fosee a cusa dosan-
gue humano.' eu hororuo-me Srs. Redac-
tores a pronunciar estas palavras e custa
crer que a principal aulhoridade da Provin-
cia assim se expressa-ss porem romo de S.
Ex, o Sr. Franca nada se deve esperar de
boro e justo a vista dasabitrariedades que
em to pouco tempo lena obrado eu ludo
acredito. Anda nao para aqui Srs Redac-
tores as grandes maquinas que tem levanta-
do o Sr. Presidente eo seo Agente oSr
Marquis este uzando das cartas brancas que
Ihe dera o Presidente fes suspender toda of-
ficialidade da G. Nacional do Termo de Sou-
za a fim d'ucabar com a forca moral d'alguns
honrados habitantes daquelle Termo como
suspendeo a o Tenente Coronel Francisco
Antonio Correia de S a*o Major liento
Correia de S Jnior Major Jos Francisco
de Souza a o Capito Jos Joaquina lier-
nevides oCapilo Joo Guarberto Gomes de
Sa ao Tenente Jos Francis de Lacerda .
e outros muitos; a inda assim nao concluirio
os seus malvados intentos a nao serem repeli-
dos coro as armas mas de quinhentos bomens
da quelle Municipio que "carao sem entre-
gar suas listas por nao quererero os compo-
nentes da meza Parocbial receberem e liria
roos de ver hoje o Termo de Souta feilo mon-
tos de siuzas a nao ser o muito probo ,
honrado e amante d'ordem o Commandan-
te Superior Jos Gomes de S Jnior que
fallando a o povo que se achava com ra-
zo inforecidoo fez abrandar. A i.-.da a van-
cao Srs. Redactores os muitos despotismo do
Sr, Franca e seos Salarios o Sub-Pre-
feilo e Vigario dzio que quando nao po-
dessero ganhar asElltices q' ellts ( supunho
perdidas)a o menos aperlubaria o fim de que
a opozicao a nao aproveitasse e note-se que
a ellas volar pessoas de Municipio estranha
como da forta do Piam que nessa occa-
io ah estava com as armas inbocadas para 00
Sagrado Templo a maneira de quem eslava
em aeco de logo e assim esleve por espaco
de 3 dias nao s a Igrejacomo omitas cazas de
honrados Cidados como a mza do Tenente
Coronel Luis Jos de S brrelo do Juis de
Paz Luis Jos lienevides do Cidad Miguel
Allomo, e de outros muilos que Ibes nao
ero conscedidos sabirem a os porlons doj se-
os quintis. Desta sorte Srs. Redactores
concluio-se as Elleices da Villa de Souza e
possodizer que de quazi toda a Provincia da
Parahiba. A Dos Srs, Redactores Ihe breve.
Sou de \u&. Criado Obligado O
lestemunba de to escandalosos actos.
Noticias Estrangeiras.
REPUBLieA ARGENTINA.
Vivas Fideraco !
0 governador da provincia.
Buenoa-Ayie a de dezembrode j8.oub-
no3i da berdMde a5 da independencia
e 11 da Confederado argelina.
Ao Exro. Sr. governador e capito general
delegado.
Exro. Sr. A provincia em armas susten-
ta dignamente sua attitude marcial. Seu
heroico exercito prosegue na senda dt honra.
Dividido ero tres fortes corpas e oniras di
vises est inflammado em bellicoso ardor de
gloriosa independencia. Alca suas lancas ero
busca dos iuimigos da Confederaco. Os sel-
va gens unitarios sujeilo, ao jugo sua cerviz,
Erguem-se triumptiantes a justica e a lber
dade.
Numerosas tribus d'indios a;nigos prestio
seus servicos coro ardente entbusiasmo e li-
delidade a toda a prova.
O selvagem unitario Lav i lie espavorido
pelas repelidas vaulagens obliias sabr seus
mingoadosescravos, dvio-se coropelliJo areii-
rar-ss a montuosas escabrosidaes.
Os triumphos das armas da liberdade tetn
espalhado o terror as fileiras desses msera-
veis.
O aununco de huma paz gloriosa para a
Franca e para a Confederaco infundio me-
droso deslenlo nos que fingan esperanr.as il-
lusorias para sacrificar desafortunadas victi-
mas. Os poderosos elementos da Confedera-
co devem dar o ullims escarment.
A provinci livre regozjando-se ero suas
glorias presentes naesclaiecida halda de de seus
filhos deraes, d huma prova 'elevantes
de sua virtude e denodo. Seus port s abertos
ao commercio e suas armas ennobrecidas
com louros immortaes annuncio que orea,
premiando sua virtuosae heroica constancia, Ihe
depara o completo trinmpho de sua liberdade.
Dos guarde a V. Ex. Joo Manuel da
Rosas.
Bueno-A y re, 5 de dezembro,
A Gaceta de hontem confirma officialmente
os potmenores da victoria alcancada a 16 do
passado, por huma diviso das farcasda
Confederaco sobre o exercito de Lavalla
que mencionamos a semana passada.
Duvidou-se da au tenticidade de hossas no-
noticias; observaremos aqui huma vez por
todas que nao temos o costume de publi-
car noticias que nio venho de origero bem
acreditavel. Se os boatos bonlem em circu-
lavo sao verdadeiros, as anticipacoes dos es-
criptores das. differenies cartas deque se fez
menco sao plenamente justificadas pelo suc-
cesso. Dizia-se que urna aceo geral liaba
tido lugar a a8 em que Lavalle fora com-
pletamende derrotado, com perda de 1 ooo
mortos 4oo presioneiros inclusive o cora-
nel Dias de arlilheria cavallos baga-
gem etc. Nao sabemos que o governo per-
cebesse omeos a este respeito porem cos-
savo hontem de mo ero mo cartas oro os
particulares que accabamos de referir*
A Gacela coutem nmeros as congratulace
ao governo pelo moiivo da par. cotn a Fran-
ca. Conten igualmente urna ola do gover-
nador llosas cmara dos representantes,
em que expressa o desejo de ser dispensado
das honras de gr-marecbal.
Tendo expirado os seis mezes pelos q 11 es
o general llosas havia de novo aceitado o
overno dirigi huma nota a legislatura ,
instando para que procedesse a eleico de iiuin,
successor.
(Brtish Packet.)
la do Dezembro.
Sabbado sal vou o forte coro al tiros hou-
ve repiques de sinos subiro aos ares inn-
meros foguales ero dillerentes districtos da
cidade e percorrero as ras multas ban-
das de msicas para celebrar a victoria al-
cancada sobre as forcas de Lavalle a aH do
passado de que fizemos menco no nasso
ultimo numero Os detalhes offi ues aiu-
da nao foro publicados, porem aHarma-se ter
sido completa a victorio. Huma das muita*
cousequeucias della foi o resgale do gene-
ral Feliz Garrn e de seus cantaradas oi'ci-
aes que havia sido latos prisioneros em
Santa l.
(Brilish Packet.)
Montevideo, 19 de desea bro de 1840.
Todas as correspondencias e passajeiros
vindos nos navios que lem ha pouco eneja-
do do buenos-Ayres sao concordes em que
exercito de Oribe foi anniqnilado ero Or-
questa ou Manaodiates pelo general Laval-
le perdendo miseravelmeule mil e tantos
resistas e entre elles mullos ofciaes da
distinco orienlaes e argentinos, ao serv*
^o de Rosas. Sao varias as vetieraces sobra
este magnifico feilo de armas ; porem nos
resevamo-nos para expender nosso juizo
quando livtenos documentos directos.
(Nacional do Despenado*.)
----------o
tS-BJ l
:i
. k


DIARIO DEPERMASIBUCO

NOTICAS DO RO DA PRATa.
Buenos Ayres i4 de dezmbro de i84o.
. Tenho a satisfago de Ihe
noticiar luim completo triumpho alcancado
pels forras de Oribe sobre as de Lavalle o
qual (oi completamente derrotado perdendo
i,5oo homens morios. Toda a sua infantera,
com cbefe* e officiaes toda a sua artilheria e
noventa carretas foro perdidas, elle ugio so-
narme com quatro homens desamparndoos
restos do exercito que subio a penas a tioo
borneas e ero perseguidos incessantemenle.
( Extracto de carta particular. )
CORRESPONDENCIA DO DESPER-
TADOR.
I\"( ntevicio aa de dezmbro de i84o. Q
O presidente delegou ontra vez o governo n
presidente do senado nm ce estar expedito
para marchar para o ex ncilo; porm a inda se
relia na sua quinta do A"010 Secco nos su-
burbios desta.
Veio aqui huma commisso enviada pelo
governo da provincia de Corrientes para
tratar rom o presidente e ratificar o tratado ,
o que se veriheou j como ver dos diarios
que remeti.
No dia 19 do corrente publicou-se aqui o
Ftbo do Povo folha que se vendeo logo. Eu
Ihe envo esta folha cuja publicaco tem iu-
commodado mu lo o presidente e o jjoverno ;
em consequencia ioi preso hontem, e levado
para o acampamento de Toledo, D. Luis La-
mas que Ioi depulado chefe de polica e
ltimamente intendente geral da mesma : he
Snr. Bandeira
Boa-vista botic
Preci
e na .,^-.. ~---- ----. aiu^ai u na moran ue ca- ___Fnrtarin nndi
do Snr. Morara, delronte daMatru; ebrp-l^a tema no bairro de Santo Antonio que du,s ora. d. Sdum vlbru?,S.'l'
ve se annunciara o diado andamento das laenha cmodos para urna piquen familia Iqueno cabo aparadoT, tem ucaseid t"
rodas.
Avisos Diversos
=> M. S. VI.tvson Cirurgio dentista
( inglez ) respetosamente informa as senho-
rasesenhores desta Cidade que elle leudo
chegado ltimamente dos Estado Unidos d'
America,acba-se residindn na ra do Collegio
D 9 ; M. S. Mwson possue para inspego
daquelles que quiserem patronisa-lo teste-
munha de sua habelidade as njais inques-
liouaveis nao somcnle dos Estados Cuidos co-
mo tambera de Londres em cuja Cidade rece-
beoasmaiores protecces e aplausos dos mais
habis membros da sua profisso j as senho
ras sero atlendidas em suas cazas se piele-
rirem.
tsr Ofleiece-se urna ama para todo o ser-
vico de urna casa lavar, engomar conzinhar ,
un toda pereico ; quein a pretender ii-
rija-seao beco do Peixoto, da pane do nas-
cenle caza de Jos Antonio More ira.
i^* Jos Tavares da Gama avisa a seos
credores, para que munidos de suas coalas ,
queiro lera bondadedecomparecerem na ca-
sa d'Adour & Companbia na ra da Cruz ,
n. 11 hoje pelas 10 horas da manha.
CT Dezeja-se falaraoSnr. Amonio Pin-
to de Abreu e como se ignora a sua morada;
roga-se ao mesmo Snr. queira annuacia,
para ser procurado.
tsr PeranteoJuiso doCivil da 3.* vara,
se proceder boje 3. praca dos dous esc.-a-
jiumem de bastante prestigio e rico. Igual | *0i Silvestre e Generosa, penhorados a Po-
oi te toube ao redactor do Constitucional, que j carpo Jos de Albuquerque por execueao
era o adminulrador da imprensa Dezoilo dosorfos do finado Jos Anlouio da Silva e
de Julho por onde se fez aquella publica- Mello ,
c,o. O hlho do referido Limas que estava C** Vende-S9 um escravo cabra de bonita
orneado secretario do presidente para mar- figura e muito moco proprio para Engeuho,
clmr com este fui lambem demetlido do em-
prego. Foi lambem mandado embarcar para
sabir desta o general lunes que aiiui se li-
e nose escjlba ra, e o alugue
seja mais de seis a oito mil reis
annuncie ou dirija-se a ra do catdereiro, 'um crioulo d
muda D. a6.
"J" ^ Pesjoa que annunciou no Diario de
10 to conenti, querer comprar um cavallo
bom ; dirija-se a loja de Novaes & Basto
ra doOjjeimado D. i5 que ali se dir
quem vendo,
-----Oerece-se um Snr. Portugus sol -
teiro para cosinbeiro de qualquer Sir. tan-
to nesta praca como para fora delli : quem
de seu prestimo precisar tenha a bondads
de anuuncur por este Diario a sua moradb ,
para o annuucianle ir fallar ; cujo portuguez
tem bastante pratica desse mesmo empreg 1.
t- Ensina-se grammatica latina a dous
u"" Pr m" e tan,be" se usina t*
a filiios de pessois que nao possao remunerar
o Irab.lho do anuncate : os pais de familias
Os quaes convierem dirijo-se a BoavisU
ao principio da ra da Santa Cruz casa jun-
ta a do Snr liangel.
tw Rebate.se um letra com boas firmas .-
os prelendentes dir.jo -se a ra da Conceicao,
do bairro d* Boavista D. 3}, junio o Sa-
cristo do Rozario
tsr O Sr. que annunciou querer comprar
um Diccionario Magnum Lexicum em bom
por ser bom carreiro e bom meslre de faze
assucar e lambem sabe serrar e faz tenas
e lijlos, do qual se amanea a conducta ; na
nba casado ha pouco e estava em esa da so- rua do Fagunde U. 18.
gra e eslo piesos dous ex-commissarios de I *^" Quem annunciou no Diario de hontem
polica cujos empregos vo ser exercidos por precizar de um meniuo para caxeiro ; dirija
oulros individuos. | se a rua da Cadeia do Recit loje de'Joo da
libias medidas violentas tem desgostado os Cunha Magalhes.
mesmos amigos do presidente. *^" Precisa-se de um criado que saiba
Tenbo-lhe communicado o que he posili- cozinhar, para urna casa de pouca familia ,
vo j pasarei agora as uocias que correm e quem estiver nestas circunstancia dirija-se
que nao posso afiancar. j ao trapixe novo casa 11. 14,
Diz-se que a ab* de novembro foi derrotado o' *^" Preciza-se alugar um 1 preta, para to-
exercito de Lavalle, q' foro relomadjs os pri- do servico de urna casa que saiba veuder na
sioneiros q* linholeiio em Santa F, sollren- rua dando-se o comer e pagaudo-se por
dohumaperda de muitos ceios de homens. j semana ou por mez 5 quema livor an-
Uiz-se que aquella aeco foi de pouca monta, nuncie. ,
que apenas huma pequea forca que mar- S25" Precisa-se de urna ama de leile sem
chava destacada eq' couduzia os piezioneiros, ilho e parida de pouco lempo ; pertrindo-
carretas &c. lia derrotada. Diz-se que, se captiva na rua do trapixe novo D. i ,
no dia 5 do corrale o dito Lavalle derro- as casas do Sur. Herculano Alves da Sil a.
tara as torcas do goveruo de liueuos-Ayies ao j HT CJuem precisar de um rapaz braziieiro,
mando de Oribe ; seudoesle gravemente i- branco, inda bem mocinlio para caxeiro
rido oulros ebefes morios e alguus fusila- de loja de azenda que sabe ler escrever
dos depois de prisioneiros. De La Madrid e contar he bastante inteligente e bel e
ni 111 de suas torcas nada se diz. | afiaaca-se a sua couduta e procedimenti;
O vapor de guerra francez que foi intimar dirija-se no beco largo da Matriz de Santo
a convenci anda nao vollou e se espera lo- i Antonio piimeiro andar do sobrado 11. i ,
dos os das : elle nos tirar de duvidas e se que achara' com quem tratar.
saber alguma couaa cora certeza. ts- Vende-se urna negra de bonita figura,
A emigiatr. de Bueuos-Ayres para aqui c com idafie de i> annoi, propria para mu-
cama cozinlia sofrivel e lava de sabj ;
na rua do Fagundes D. 18.
ssr A pesioa que annunciou, no Diario
deJ. leira 9 do corrente n. l precizar
arrendar um sitio com ba i xa para capia e
uso; dirija-se a ru* de Agoas verdes D.
jfj.
> Oflerece-se urna pessoa para licionar
em casas particulares e mesmo sua ; de la-
lim eprimeiraj letras, pjr muito motvel
pre?o ; e tambera recebe-se pessoas que nao
possao pagar, e fe queiro a isto dedicar
prometiendo-se lodo o disvello no ruajpri-
menlo de suas obrigaejes: quam precisar an-
11 uncie.
SW Aluga-seduas canoas abenas: atnz
dos Alartynos casa de 3 portas verdes.
S3T Arrenda-se o engeuho Conceico da
fregue/.iade Ipoju, distante desta praca 11
legoas, moenle e crtenle moeuda de fer-
ro Onsontal muito bom moedor, e moe
com agua com todas as Ierras de plantar ca-
as de varzea de raassap muito boas Ierras
de todas as mais lavouras, bom lercado, boas
maltas com embarque paraos assucares atraz
doebgeubo ; vende-se a safra futura, que se
avatia em itoo a 2000 pies de fasenda j to-
da a boiada manca ; vinle e tantos escravos de
ambos os sexos: electuando-se olas rends a
dinbeiro, ou com meiadt; a vista e raetude
3uel que olojdireil raudo, tem um ferro por cima de o,, -
; quera l.ver tro Formando una estrella 5 f,i lrt, ,))r
I um crioulo de mangas de camisa a pess .a
quem elle for offerecido ou del le tenha iu-
llcia baja de leval-o no sitio da Passagemde
Olindi, a Joio Antonio de CarvalhaSequei-
ra que l; ser recj:n;)enado
Quem annunciou precisar arrendar
um'sitio ora baixa para cap na elerreuo
pira o tras plantaeoes \ diiiji-se armd*
Gloria, sobrado So, que anbar com
quem tratar en mu dos logares que exi ;.
-----l'recisa-se de urna lavadura de var-
rella : na rua das Trinxeiras, entrando pelo
pateo d Carino, sobrado quenas lojasteta
ura fuaileiro no priraeiro andar.
- A commisso adiniuistrativj da soei*;-
dade Pastorini convida a todo* o socios >11
raesma para se reunirem na casa de suas ses-
soes boje as 6 horas da tarda t\ D d, sa
tractar de objectos de inter>se; advertindo-
seque abrir-se- com iquees socios que so
acbarem presentes.
O S:ir. Ciiristovia Pereir.a Pinto ,
lem urna carta na luja do Carioca Olida,
(^ueimadj.
Licor EspeciSco.
- Vende-ie na botica do Snr. Rapozi ,
rua do Ampiro, a quanttdade que se qui-
ser. Este remedio ditfat a catarata cura
a gota serena. Desfai as velidias ; desfai a
pedrada be.vija ; deifaz as carnosidades d'u-
cetra. Cura a jla coral. Cura a hy.liolo-
bia ou mordidura de cara daado.
ataque de sber acdenles &_. cada
0,19a cusa 'joj rs. JVas molestias dos olhoi ,
bem como cataratas, nevoas gota serena 5
deixa-se calar um a 3 pin jos no oliio sobro
a parte afectada. Na taita d ouvir lava-sa
muiio be n o ouvido com ajoa moma. Denoi
de enxuto, faca una bola de tos de pumo
de linlio quauto possa calicr no funda do
ouvido, molbe-se no dito remedio e assua
iulroduza 110 ouvido mudauJj os (>) de J
em i dias.
Lago que qualquer pessoa for mordi-
da de cara d:uado deve logo apjilicar na
mordedura urna ventoza secca, epois de
ler passado um quario de hora applique um
pequeo guardanapo motilado no dilo licor,
encima da parle mordida e o segure poc
meio de compiecj d atadura ; deveudo mo
liiar loda a vez qae esteja icc, x\o interno,
I boa uuas oaesi do dilo licor* Oj doentes
com o j-raso de um anuo com firma acredi-, (fe 1Ul,1(|uer das molestias cima j ditas, .j
tada : quem quiser lser este negocio diri-
ja-se aodilo engenlio para tractar cora o pro-
pietario do mesmo.
sy Aluga-se urna canoa ou mesmo se
vende cujo pagameuto de aluguer ou venda
devein purgar cada semana coai unjaa da
agua vi'eaencta. (guando estiver atacado
deve tomar o remeuio, faseado-se abrir
bocea com urna coilier', e depois ora. uiux
chave tapando-i:e o nariz con os dedos por
se recebe era tyjollos a qual carrega 700 de me' ^t prece. O dilo remedio d se
alvenaria; quem della precisar, annuncie (lu,1,,Jo appare^e o ataque. Para desiater
contina aiuda que era menor numero.
( Carta particular. )
( dem. ;
THEATRO PUBLICO.
Direcco peMeude
1 abrir a Empreza do que tenha terreno para outras planiayOes ,
bem acredita Peca Sa- querendo um com os dilos quizitos lo;o adi-
cra Santo Hermenegildo, 110 Jia ab do cor- ante da cruz de Almas o qual tem alera do
lente. Todos os actores que prelenderera ex poto pomar de laranja e rauilas outras
iontractar-se e os j contracudos j duijo-se arvores de fruclo de todas as qualidadesj di-
uo Tneatro atheouia 14 para recebeiem os rija-se a rua Iraprial do allerro dos AUo-a-
dos na casa de rotulas verdes pintadas de
novo, junto ao sitio do Snr. Mactiado.
US" Preciza-se alugar umquarlinlio ou
loja, que nao seja grande para leuda de ou-
rives ; quem live annuncie.
i3r Piedsa-se fallar ao Snr. Tenenle Co-
prczeole auno cora a
>eus papis.
LOTERA DA BOA-VISTA.
O abaixo assignado Thezoureiro da Lo
teria a bei:e&cio das obras da Matriz da Boa-
vista, faz publico que a Meza actual tem
resol v ido que as rodas corro no primei 10
de Marco prximo luturo ; da a. parte da
5. Loleiia cujos bilbeles aciio-se a veuda
lia lo;a do Snr. Joze Ignacio do .Monte ,
na Boa-vista ; da Sur. Joo Moreira Vlar-
ques ^m S. Antonio ; e do Sr. Vieira cam-
bista o do Sr. Joio Cardozo Ayres no lie-
tile.
Jos dos Santos Nunes d'Oliveira.
BOTERA DO SEMINARIO
Acbo-se venda os Bilbeles da a. par"
' da 17. Lotera no j llecil rua da
Cadea loja do Sur. Vieira cambista, em
** Amonio na tua do Cabug loja Uo
tonel Manuel Marques Cardozo a negocio de
seu ulerease ; na rua do Encanlameiito ar-
uiazeni d'assucar n, 14
S2*" Vende-se ou Iroca-se um escravo de
aacift com dade de Jo anuos por urna es-
clava que sirva para dentro de caa j na rua
Direita D. ao lado do Livramento.
CJT Quem precisar de um horaem braiile-
ro para leitor de algum silio j annuncie
ky Aiuga se o lerceno andar da caza
da ruada moeJadequailo anJares cora bous
cmodos 5 os perleudeutes dirijo se a rua do
Vigario la.
vj- Aluga se a caa terrea numero a na
rua do Cotovello com muitos bous cmodos
para ser procurado.
tST Quem quizer comprar por preao com-
modo um Piano com boas vozes, uraTou-
cador de Senhora, e urna Secretaria com
pouco uso ; dirja-se a rua da Aurora se-
gunda casa segundo andar,
y Precisa-se allugar um sobrado de ura
andar, em ura dos bairros Santo Antonio,
ou Boavista nao sendo era beccos 3 a qual
deve ler comraodos para grande familia ,
quintal, cacimba &c e nao se ollia ao pre-
co dos alugueres : quem o liver po.ler pro-
curar na loja de cambio ao p de Viceute Jo-
ze de Biito.
lr No dia 5 do corrente, desdeoSemi-
nauo a; o Varadouro perdeu-se urna car-
la com oulra deiitro e 7000 rs. em papel :
quem a acbou e quiser restituir dirija-se
ao inesmo Seminario no cubculo n. ti de
obras novas que sera recompensado.
I3T Aluja-se um priraeiro andar de urna
casa no bairro de Sanio Antonio em hora
lujar ; a fallar na praca da Independencia
D. i.
ssr Da-se sociedaJe em urna venda na
melbor rua de coramercio no bairro de San-
io Antonio, com a vista se dir o tralo quem
quiser lser esle negocio annuncie para ser
procurado.
KST ta rua Direita D. 33 precisa-se de
pretus e prelas para vender pao pagaudo-se
a veudagem do coslurae : na mesma casa se
vende urna rede fela no Para com muilo
bom gusto.
uy Aos Credores directos, e indirectos
de Francisco Jos da Costa, rog 1 -se hajo de
lerahoudade de apresenlar seus tulos na
c^sa da residencia do icesmc Costa 110 Al-
ieno da BoavisU do da ia t aa do cr-
lente das 10 as a oras da tardo, a lina de
^ lomar-se conbecimeulo dclles, e deliberar o

a
pedra bebe-se lodosos dias pela man'ai o
com elle so afmenla o penis pela manbi
e a aoite quaudo se tor deltir. Adieta, e
nao comer alimento salpiezo hem como
luanteigi, paios, presuntos cte, &r.
- A pessoa que annunciou querer com-
prar um Diccionario Magnum Lexicum em
bom uso dirija-se ao pateo da lllbeira U. 1.
-----M. S. Mawson mudou a sua residen-
cia para a rua do Collegio segundo andar
do sobrado y.
-----Quem annunciou querer um menino
poilugue para ca\oiro de loja j dirija-sea
esta Typograpbia.
-----A pessoa que annunciou no Diario de
5 do cor-eiila mez, ler para vender una re-
de azul cura verandas escarate queira di-,
zer aonde 111 ira para ser procurada.
O Tenenle Coronel Ignacio Antonio
de Barros Falco compren por couli do le-
verendissimo Conego Joio tioin;uesde A-.
raujo., o hilhete uitero 11. o a da segando.
Parte da quinta Lotera a favor das obras
da Matriz da Boavista,
-----Quera quiser dar roupa para lavar ,
e eu<>omuiar lauto de Senhora como de
homem de toda a qualidade da moderna ,
e por preco coaimodo j dirija-se ao becco da
Bomba 6, que achara com quem tra-
lar*
-----Precisa-se de um cont de reis, a
premio por estaco de um auno hypoth-a
caiido-se um predio livre e meia du^ia de
escravos : queo* v liver annuncie ou tal-
le na rua do Kceazio D. 6.
ksr Precisa-se de bum menino porlugnez
para caixeiro da loje j annuncie.
tur Allaga-se bum sobrado de um andar
proprio para glande familia essa decente ;
na rua da sonzalla velba lio lecile iiumero
* 'ti
J6 e no mesmo tambera se trata u.n arma-,
osperteudtiuUSj dnijao-se a tu* do \ igano f \ tut: ais cojiviec aos iulcrcsses dos nicsmo I masera proprio para recolhwTa&cudas de mo-
l>. la, Suis. Cicdofsj 1 Iludes,


I
DIARIO DE I E R N A M D C O
fru, iYMBHaaB3BBBaBHMgsraiara^r ik*^^ l'jummm
'. r Q lew liver ama preta que seiba T.i-
;cr o servico i ilernode urna casa soma co-
lindar engommar ensaboar e a quelra
i.- ii-iji-.-e ao quarlel rio. Hospicio a
i. tai cara quarl 1 mostr do miarlo es-
quadrfo de cav-iiaria Jos Joaqum do as-
cimento.
* O Core. Tardante interino do quar '
corro, de cav-llaiia compra cavatina que
ten nao a estatura pe!o menos d 7 qiiartas
antes reforcado do que fino largo d >s peitos-
elorcada dos ii:s, de quartellas curtas, e 1
sua idade ao menos lie anuos e un mea
l>_* Quera precisar de ura moco portugus
para caixeiro de escripia ou de oobraneas (
que de tildo lera pratic nnnuncie..
tiy Aluga-se o primeiro andar do sobra-
du da ra da Aurora D. i cora muito bous
commod; s ; a tratar no segundo andar do
mesmu.
lt" Quera precisar de urn hornera para
feitor de aitio o quai he 01 telan e perito
em seu servico annuncie.
Tienore* a aoo
rs. ; m praca da Boa vista rt os de medicina, tratado das molestias dos dila a 4800 ; na ra da caJeia do Recife l0-
botica I), lo e na lj de miudezas junto ajolhos, tratado da grangnena grammatica
mesma b itfca cera para limas de ebeiro "'francesa, de Letelier, tratado de erudico uni-
visos ^fariiiuos.
p
r* Dusentos < s de coqueiros em b.-raa 11
maullo para mudar-se ; na ra estreita ^0
Rotarlo D 16 no segundo andar.
!K?* Pannos pretose de cores a 4030 c-l
rada sarjas prelas pira vestido de senhori a
1800 dito mantas pira senbora a 4ooo lanti
de seda como de garoa e o tras muitasfi-
reudas na ra do Livrainento loja de tasen*
las i). 1.
Of (J;n re fe una barretina e unn
banda para inferior de guarda nacional ; as
5 ponas 1). ti.
tr Os bilbeles da rifa de 700 rs. o bilhele,
de dous sitios urna casa e diversos premios
em dinhriro e que tem de correr cora a pri-
meara parle de sexta lotera do theilro. echad-
le nos ufares seguintes : na ra do crespo
laja do Sr Cunha Soarcs Guimaraes na ra
do Horario loja do Sr. Vlaia ra do.Quei-
mado loja do Snr. Kovaes & laslo e as 5
ponas venda I). 11.
t3*~ Urna preta 1009a de idade de ao an-
le per-
versai
abrangendotodas as sciencias, hu-
nos* cose, engorme cosmha
leita muliamia
urna dita de nacao mo"ao-
annos com princi-
e be te.ollii.la .
PARA O RO DE JANEIRO segu at o ,
dia 13 d crreme b Patacho Nac mal Saraira biqe de idade do 1 5
chegadg recenteroentedo rresrao Porto ain- : PiS de ngommar coser,
da rod recebera Iguana carga passageiros | um noleque peca de idide de 18 annos, um
eescravos; pare oque trate-se cora Antonio preio caooeiro e oleiro duas pelas para to'-
Francisco dos San! age na rui da -noe- dobsereo, uma dita perfeita quiandeira ,
dan. i.jj, cu cora o Capillo Jase Pereira ecosinheira urna pardioha de, idade de 18
Safa ya .anuos sabendo cora jieilei.o oo/.inliar, en-
i'.uA O PO'iTO segu vi.igem cora mui- goramar coser, e fa/er bicos tem muito
ta brevidade o bem conbecido Bergantina Por- bu,lS coslumes e se da acontento ; na ra
tugues Flor de Beiris 5 quera <;uiser carro- do fo/,o ao pa do Rosario D, 5
gar <,u ir de passagem para o que tem excel- *" C "', cjn /,ali,a "noairfp^ erabar-
ienes coramodos, drija-se ao Caprto cu ao 1,ie e paiha de coqueiros ludo a 1710 o
seuconsignaUioManoel Francisco Ponies, cento qa liba do Noaueir.
na ra da senzala vt-IH. **" ptimas bichas o Torio e tnnerior
PARAO ARAC\TYpeloAf o veleiro eberutosda Havana Efibiburgo, e C.cbo-
Palabote Vingador tem ja e maior parle de e,rd, e flenles dados da. marfim : na ra
seucarre miento prumpto; quera quiger car- do Cabuga loja do Sr Baudeira
regar ou ti de pasi 1 n dtrij-se a* seo pro- *f Umc4lmearo de Jacaranda .Jeit-
prietario I 11 ton i > de Azevedo ou
a Manoel Joaquina Pedro da Costa na ra da
eadi i do Re ife
P RA SA N l"OS al o dia ao do torrente
o Berj nlim N ci mal Jpiter % quem i]uiser
c&rregarou transporiar-se falle ao Cipito ,
ou na ra do Vigario*n 7.
ja n. 17-
isy l3orzeguins para senhora a 5020
sapatos de marroquim franceses e de Lisboa
ditos de duraque botina para horneen s^.
pitos a bolinados, penles de raarfim para J_
rar j--olaos feitos um Lisbia ditos de ali-
sar escoras para denles ricos bicqs da lar-
gura de dous a tres dlos ricos bo-
tes de ma'rim para abertura as verdadei-
ras pilulas da familia em Irascos de 60 cara o
competente folbeto, e superiores bichas gran-
des ebegadas ltimamente, ludo a preco com-
modo ; na praca da Independencia n. 20,
Escravos Fgidos
moderna, por preco coramoduj na ruada Con-
cei tur i.i.itiiisis de meii de superior qualida-
de barretes ditos singeltos e iobrados e
um bom sortiraento da volantes largos e es-
treitos de todas as cores galoens, rendas e
espeguilhas j na ra do Collegio loja de
52T No dia primeiro do Fevere'ro fu^ia
um pretocreoulo de uome Joao de idade de
?. anuos quebrado de una veri Iba peitoj
grandes e pulados para fora que faa dille-
renca d^s oulros pouea barba, levou ves-
tido camisa e cerouias de algodo ; quem o
pegar leve ao beco do Lobao na venda da
quina quesera rec >mpeiisido-
y iVa noite do dia b' do corrente Tupio
ura a negra de idade de 18 anuos, de nome
Leonarda baixa corpo regular caneca
chata, cbelo aparado, cara larga muito cheia
oliios pequeos nariz chato beicoi grossos
sera denles no queizo superior, tem rautis
espinhas pela cara he espidiuda em ci-
ma to peito es],lerdo lera du is stoatrices em
calombadas mos grossos e carnudas pi
Seceos e deita-os para as bandas qu indo andi,
lem andar p^sadj he creoula levoa.nai
orelhas ura is argoliubas de ouro lisas cora-
zes encarnados rniuduiiios no pescoco vesti-
do de chila brauco con ramaeu preta e
paliitiuhas encarnadas : quem a pi':u leve a
i'.. -I K>L a arca Inglesa Gol- PotUs **'
nFleece5 quera quiser carreger ou ir de ^ Charurosda Babia chegados ulnma-
de
psssagetn duija-se aos consignatarios llus-
sell Mellon Cv Como^anhia.
JL e S o
r Que faiera Jones Patn & Companhia
por iuli .. ocio do Coin.lor Olivtira de a-
.,aliadas, sexta leira 12 do
correle as 10 horas da menta' no seu aroia-
zero defroute j trapiche novo.
o m p r u s
mente, de a-nito bo. qualldade a Ojo o
rento, e pannos finos de todas an qualidjdis
a 00 O corado; na ra do Vtjauo u. 1-4
no primeiro Bridar.
MT Uma leuda de marcineiru na ra da
vira.o U. 28 ; a tratar na mi-sma.
z^j- Telhasde vidro ltimamente ebega-
das de HanUxurgo melitor qu^lidade que
preseniemeule ta, a 1100 cada urna; na
ra Ua Cruz loja de braca n. it
f Um cavado al iso cora tolos os anda-
res ; na na* direila nadara do \lacbado.
fc-v> Urna escrava de iia,o de idade de
a8 anuos de bonita figura, mullo ladina,
e la< lo
, ne qui andeira
Un quarto era boas carnes com car-
ilbriai i noatlerro'dos affogadoa casada cnsiha 5 ensaboa
qu,, pW B imJo ouro. do o ser viajo de urna casa } no Recite no beco
BT Um sitio pequeo ou aliora-se al- do porto das canoas dclronle da cas'o. $
gura terreno que ten ha proporecens de plan- Bs' Uma venda com p jucos fundos com
latocs j a Iral -r nos afigados no segundo so-
bido <) da ponte.
S29" Uma moa di Jacaranda de meio de
s!a estando n > e nao excedndo
ce jo,coy i,a :ua do Qut'imado D 4110 se-
gundo and
desobliga o
Yendas
illa ana/, de J- Jo.- ; a
lr<>lar cora jos Autonuda Casta Cuimares
enlermeiro da caricia
i^- U31 a escrava de boa conducta de bo-
nrla 1: ura ti;.- idide de 20 anuos com bo-
ba ti s uma pardmtid cose bera e
eugorania lies escravas duas molecas de
bouiUi ? e com bjas liibepides
escravos entre elies um bora canoeiu de ida
,,:; de ibeira Porta dee vj anuos e um pardinuo .le idide de
e Padre iran' 1 la Typografia e Lera 14 > P,ia PaSen> i o r e 'V0dS
ronhecidaa pela exa< lid io dd calculo ; na pra- veides l>. ->c.
na da Independencia lo]. de livros n 7 e 5o, i ^ Uma loja de miudezas com os fundos
fA ra do -,a,o,A lpi# ,;.. r. Uaudeira ua l-' -'""' ^^> ";!. "a em .ana das priu-
rua da cadeia du baii do Recife luja .ue loi crpires ras destA Cidade di-se com guilde
do-r. Quaresraa na ruada Madie de Icos praso com bos firmas j iraia-se com .into-
im venda da quina rielronte da Igreja no iiiO duailva usiatouo beco da Cougrega-
biierroda Boa vista |oja do Snr. Moreira Uias 9o.
U. o e na botica tio'bur Moreira. deiron- *&" Um oleque de idade de 12 anuos ,
te da Matriz ; e em Cunda botica da ra do | de naco e muilo esperto ; na ra do logo
leuda (e ulliiale L). ai
Amparo*
tij- CAUTELLAS d.i Sociedade Fortuna
Tvi-ografica, da Lotera da hUAvIS 1A ga-
uando a igesima pai te dos premios, cabendo
na torle de i) ooOjOo reis diciilos mil ris a
preco de 30o ; neia Tyj.rgraria na praca
da ind-;euUu Rosario loja de miudezas D. 7 na ru.i do
Coegio luja de relojoero, e no largo do Lt-
vreu.eiito loja do Sur Gabriel que lica no
principio do beco du Padre
ggg Uma :a de naco moca de bo-
nita fiaum para lora da provincia ou ,a-
ra o na!o 5 i.a ma dai.ifiricheifaf n. ai
*s- Lki.-* s mitotea a ^oors. e as
ty- Uous mriheiros de tellias de boa qua-
lidade j na la do Qaeiinado loja ':). 11.
ky Cciapara li...ua de clieiro a 800 rs. a
libia e sacatesd burracia ptimos pira ca-
los e velas de carnauba a zjoo is a libra ;
na ra do funge! sobrado que lera um reta-
bolo de velas |iintadas na vnrunJ.i.
kiT Conliiiuacao da lisia dos livros em
iranes que ae achia a vend por pre o muito
rommodu-, em a ra da i- iotcnlina lelbe la-
uo do muro de i. I* 1 ancisco caaa junto a I -
Lric de papelo j ti a ludo de Bpoplexia e
paralisia', ioiasob*ervc6ta aoaioaiicas so-
bteesulhcs, (hemoria sobre di veaos ubje-noporloa ^tatto alqueire sera sica ^e com
loria da vi la privad 1 doq francezss ob^er-
vaQoens s >l>- s glndulas manual de geo-
grafia resumo da historia dos PapaS aven-
liirts de Telemaco tanto em um como em 7
volumes resumo da historia da Suecia, avi-
ste preceitos de medicina obras metbafisi-
-as de Condijac < itlie.'is no do soldado (ran-
cez ou di i logo histrico sobre as carauanhas
de Mapoieo direto da naturesa e das gen-
tes por felice observacoeus sobre as febres ,
dicciouirio dos prognoslicos, diserlaco so-
bre a utilidade da amputaco dos membros ,
e novo sistema do movimentodos planeta*.
jy Urna preta de bonita li,;ura pira to-
do o servico de idade de 16 annos p>r pre-
co commodo, vende-se por sua senbora re-
tirar-se do pas : na casa da quina do beco
largo n, 52
v^" Uramolequede idade de 10 annos,
muito esperlo e escapo das bechigas na qui-
na do bco do lingqela leuda d." barbeiro D-
cima ai
,~ Uma grande porr;o de travejamenti
de diversos comfirime'ntos por preco commodo;
a tratar com Jo Higino de Miraudi.
e^ Um escravo de naco ptimo para
se empregar em qualquer obla urna escrava
denacaocora bonita figura cozinha lava, e
he quitandeira ; na ra direita D. 20 lado
do Livrainenlo
S-vi'* Uma escrava de angola de idade de
[3 aunas bouiti fi;;uta, tem silo ateo pr-
senla recolhida faz e corta camisa e vestidos
e veste uma senhora duas dilas com boas ha-
belidades umi oiolala de ao auno, com as
liabelidcides da cima dita, ifou pelos para
lodo o servico um delles he hora cano- passvg^.n di viagdalena entra as duas ponles
eiro dous moleques de idade de isa 1 4 an- casa junto a venda do 3ir. Jos Carlos qua
nos, e uma negrinha de idade de i o annos; na : ser leco.m pensado.
rus de agoas verdes casa terrea D 3t. t iNodia4 do correle desapareceo do
tr Uma por.o de Ierras cpliraas para abaixo assignado um prlo que an lava' ven -
cdiicar-se ura bora engenho, compreiieudendo deudo frucias no taboieiro de no'oe J.n 1,
ditas trras tiris do mci legoa de leste ao esle naco angola con raais de t5 anuos de ter-
e 800 brabas de norte :ao sui com boas tratas ra estatura regular olhos a veuneltiadjs,
virgens e capueiras a pouco deraauiadis t meio confiado e alegre \ qu^mopegir leve a
cujas Ierras sao bitas na fre!uezia de Ipojuca SoUdade estrada do miiiguinuo sabrailo da
diila.ue desla praca .0 le;oas ; vende-se a ura andar com mirante quesera "econipeii-
dinbeiro ou con raelade a vista, e ou'.ra sado. Jo) Ijnaco Rodrigues da Cosa.
inda de era prestaces cora firmas O contento ; ET JNodia28 de ezembro p. p. fujb
iraia-se no engjnhc Conceico daquella fre- uma negra njica de nome llana estatu-
^uezia com o proprietariodo mesmo. M gordura regular, cor preta, beicos, maos
tf Um molejue de bonita figura de 16 e ps grossos levou urna marca de leridana
anuos de idade, com Principio de corinha tesla de uma queda e era cima do peito do
bom Comprador de ra e muito iiabil para p leu u.:a ua->ica branca como de empinge,
aprender qualquer olfi'io esera vicio na levou vestido declina branca camina de al-
rua di (lloiia sobrado de um aular defroute godotiuho e panno da cosa ; quem a pe-
d convento gar leve a ru-t do-.ollegio botica L). .
VW l'utassa ameiic ma branca e preta de t^" Rugi uma negra de naco costa da
superiofquatidade era barris grandes e pe- mina ja velha seeca do corpo nariz c!ia-
quenos; em casa de Matlieu Austin & (/ora- lo e com uma marca de Ierro por cima ode-
panhia ua ruh do trapiche; novo n. |2, do pob-gar da ino direila alejado e se in'-i-
_v Na praca da !5oi vista '. i\ no pri tula forra ; quem a pegar leve ao Sr K.i>sel
meiro andar ura muieque creoulo de idade relojoeiro era pemaranuco que recebar 5o
de 18 annos, ptimo pagem e uma negri- mil de gratlcaajo
nt.a de idade de 1 a annos. i j^#- ca de Janeiro do correle armo,
C3" Uma preta de naco propria para fugio de liordo d o i.ijue i\a ion ii ConstintB
todo o servico ; na ra de lionas aobradinho U;n negro ainda bu;al de nome Pedro Ba-
t- 4? cao UeLolo que representa ler 24 a -ao au-
tzr Dous guardas louca de angico nvos nos de idade cor bem preta, alto, cheio
umaduzia de cadeiras dous jogos de bancas, do corpo edo bonita figura tem umi d
un jogode lanlernas um relogiode p.trede, orelhas Curadas para brin-'O cosluoi bebr ,
e urna iiiatquesa 5 narria direila J. 19 no oque hie produz grande alegra j quem o
primeiro andar. apprehender e levar ua ru* j Amurim eoa
y- 600 a too toneladas do carvo de pedra C4SSl e .dachatio & S'nios recber ?o,ooa
ptar preo conniodo posto no porto raais pela apprehenvo e raiis'u.na graifiaipio
jtrto ao comprad ir e um cavffllo de sela proporcionada a seu Iraoaluj.
que o nico detfeito cue lem iie est-ir magro,
por isso se d por preco commodo; na ra dos
Qaarleii J 5
tsr Urna armacode venda ou aluga-se
o armazem com e'la ; na quina di ra do eu-
canlamento (ue vira para a do Vigario
s^r Uma balsnca propria para venda ou
assrague um lei'UO de medidas do pao para
venda c U.n lampio para dila -, na ra do
^aidereiro L). ab.
US- Lima canoa meta aberta nova e bem
construida e carreja 8 pessous e i pesos
de a uirobds e um de dila ; no parlo das
canoas no lieciieonde lem cjrro.;us.
w_jr- Umaeiime mais perleitcea em bom
uzo <, 11a ru(i do Queiraido toja L) 19.
,-j' Um realejo com o seiadros e com mui
boas vozes e ura.i (tilerua mgica ; ua ru
atrados Mirlirius casa de o ro.uias verdes.
i_ir l'aiinha de mandioca u melhor que ba
no porto, pela sua qualiddde e chegada
urtiiuaraeii'lerie t CatUtarroa ; a lioido do
lirigue n inerva ancorado ua prata do colegio
e eui porco Irali-se com A '. dos bunios
draga ra da iVioeda, n. iji.
U_I- l'aiiuia de maudioca a melhor que
NAVIOS NTR A DOS NO DIA 10.
liS PON, 5 i dias Pataclio Americano Eolus
de 1 iri tonel. Cap, Aileu liana equip. 7
carga larinha ; a lorster & Companhia.
TERRA NOVA; 45 dias lia rea ioglw
Navoeldea4i tonel,, Cap. C. eqiaip-
d carga Bacalho a Crabtree HeyWJrib
e Companhia.
SAHIDOSNO MESMO DIA
TRIESTE llrigue AUSiriaca Rueo Matilde,
<.ap tieorge l're-caick caiga assucar.
LISBOA por facet; Bfigireli*t. Atlante
Cap. >. eslodio Caetano ci/ga laslro de
assucar.
RIO Di': JANEIRO', RrigueNac. Dslfui
Cap Joaquina Jo;i: dos Santos cajfg* i"
sucar viudo e agoa arden te p^ssageiros a
escravos.
UivJLl-: JMA TYP. D M. F. DKK

Pai


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID E9391VA8W_VVAAJP INGEST_TIME 2013-03-29T18:32:17Z PACKAGE AA00011611_04227
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES