Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:04226


This item is only available as the following downloads:


Full Text

Ann*de 1841. QcjaRta Feira
Tudo go depende de nos mesraos ; da nossft prudencia, modrt-
eSo, eudrgia : continuemos como principiamos, e seremos acontados
cojo ad.mraco entre as N cues mais cultas.
Proclamaco da Assemblea Geral do Brasil.
et
Sobcreve-se pera esta folha a 3#ooo por quart el pagos adiantado*
nesU Tipografa ra das Cruies D.5, e na Prac da Independen-
ta, n. 07 e 38, onde se recebem correspondencias legalisadas e an-
uncios inarlndo-se estes gratis sendo dos proprios asalariantes, e
Viirdo assgnadee.
PARTIDAS DOS CORRIOS TERRESTRES,
Gfdade da Paraniba e Villas de sna preteaco ; .,\
Dita do Rio Grande do Norte, e Villas dem,.......( '
bita da Fortaleza e Villas dem".............. j** bnUa "*
Cidade de Goianna ................../
"Cirfade de Olinda ......'....... Todos os das]
Villa deS. Anio ............... ........ (Quintas luirs.
Dita de Garanbuns t Povoaco do Bonito .........lo, e 34 de cada mes
'Jilas do Carto, .Serinhaem, Rio Formzo, e Porto Calvo. 1, 11, e 31 dito dito
Vlidadc das Alagoas de M acet............dem dem
Villa de Paia de Fldres.. .; .~. .............idea 13, dito dito
7 odot os Correoi partan ao meto di.
PHASES DA LOA 0 MEZ DE FEV.
La Cheia a 0 as 1 h. e 41 m. da tard.
Quart. ming. a :3- as 4 h. e i( re. da man.
La Nova m- 8 h. e 58 ot. Ha man.
Quart. cese, a 28 as 5h. e 40 m. da man.
Marc tluia par* 0 dia 10 de Fevereiro,
As 7 horas 4? minutoi da marhlj
Al o* horas e 18 minutos da tarde.
10 t)B FfVEKEIRO, NllM. &
CAMBIOS. Fvmeim o.
Andrea...'... Si d.por l^oooced. ,
Y? ......f? Pr 0I P^-bo P^ metal offerecido.'
tranca ...... 31o res por (rauco.
Rio de Janeiro ao par. r..i v__!
ODRO- Joda di 6|e. res, vetha, ?fi% $
PRATA P. .dci'oco,re,s' o- 8oo
MlAl A -- Patacoes lirasilc.ros = t#b$o tgj^
PezosColurnnano.......,-0B ,J *
" J.110 M'canos.......,#6oa ,cio
Miuda. --------.. i44 lioo
Descont de b.lbete, da Allandeg. 8 por loo "ao mes.
dem de letras 1 i|( 1 ifa por' boa,firmas ofrecido.
Moeda de cobre 1 a 3 por 100 de dLc.
das da SEMANA.
8 Segunda S, Jo3jda Malta Fundador. Audiencia de' Juis de D. da
9 Terca Apollonia V. M. Relaco e audiencia do Jus de Dircito da
10 Guara S^ Escolstica V.- Audiencia do Juiz d Direito da 3. vara/
^ W* ^ Auaiencia d" Wl de Dirstto 3j
US2LVu?,J?S V,Mo"nAuii'"c do Ji* de Direito d, t. T;
13 babbado S Gregono a. o p.. r,^ audiencL> ^ ^ ^ Q
J Vil Id*
14 DomingoS. Valeu'im M.
PERNA MBUCO.
GOVERNO DA PROVINCIA;
Expediente do dia 1. do corren te.
Officio Ao Inspector da Thesouraria de
Fasenda, significando-lbe em resposta ao eu
olfcio ero que nforma os rrquetimentos de
Sebastin do Reg liarretto, e de varios Ne-
gociantes Consignatarios dos Lavradores de
Assucar sobre a aprehenso que se le 10 pro-
cedido de alguroas caixas d'aqueile genero
em virtnde das disposices do Regulamento
de 31 de Marco do anno prxima passado para
execugo do artigo aoo do de 3o de Maio de
l8'*6 ; que a Residencia approva a medida
proposta em dito officio de se marcar 3 mezes
para se fascrera publicas em toda a Provin-
cia, as sobre ditas disposicSes, permettindo-
se nesse praso que os correspoudentes ou pro-
curadores dos Snrs. de Engenbos quondo
estes nao se chem presentes, posso emen-
dar as taras antes de serem submellid^s ao pe-
so e exame ficaudo esta permisso sem ef-
feilo findo o referido praz?.
Dito Ao Prefeito da Comarca enviando-
ll.e o auto de vestoria feHo ao sentenci.ido a
gales perpetuas Jos da Costa que alleceo
de urna maligna no Hospital da Ilha de Fer-
nando.
Dito Ao Inspector do Arsenal de Mari-
nba, aprovando a nomeaco que fez de Sabino
Jos Vianna paia Mestre Ferreiro do mesmo
Arsenal para servir em qu mo for preciso
vencendo o jornal de 2:400 res,
DitoAo mesmo espondendo-Ihe que
remeta ao Commandai.te da Companbia de
Operarios os tres Anihces que foroencon-
trandos a bordo do vappor Paraense e oue se
acho presos a bordo dorigue Escuua'Nic-
theroy.
. Port. Ao Director do Arsenal de Guer-
ra encariegando-o da diiecco da illumin-
\o d.. 9aes de Palacio devendo para tal
ftm dirigir suas requisices ao Inspector da
Thesouraria das Rendas Provinciaes.
Officio Ao Inspector da Thesouraria das
riendas Provinc-iaes, communicaodo-lhe o
conieudo na precedente portara.
Portara--Ao Inspector Geral das obras
Publicas para mandar com urgencia concer-
tar dous lanjos da Coxia do Esqutdro de
Grrallaria de primeira linha.
Officio Ao Commandante das Armas,
comauuicando-1 lie a expedieco da ordem
fiupra.
dem do dia 3.
Officio Ao Commandaute das Arman pa-
ra ordenar,que se tirem us sidos do destaca-
mento de G. N. de iamandar pela forma
que se urlica com os dos Destacamentos da
Comarcas. s
Uito Ao Commandante Superior da
Guarda [nacional do hecife para mandar
dispensar de lodo o servico o Guarda da 4-
Compabia do terceiro Batalho Julio Jor-
ge Gonsalves Amanuense da Secretaria da
Provincia.
Dito Ao Inspector da Thesouraria das
Rendas Proviuciaes siguiflgnificando-lhe ,
que leudo o Gove no Imperial mandado por
n disposico da presidencia a quaniia de
305760U647 reis que pelos Cofres Provincia-
es se mandou adiantar para a concluso do
Caes ds Palacio, cumpre que exija da The-
'uxaria de Fasenda a reierida qmntia.
Dito Ao mesmo para Contractar Com o
Thesoureiro da Irmadade da Solidado 0 ar-
rendamentoda Casa que oi convento, e faser
lavrar o competente termo.
Dito Aus Aguntes da Companhia dos
Paquetes de vapor para ordenarem ao Com-
mandante do Vapor VJaranhense que trans-
porte para a Provincia do Marauho o Major
Antonio Gomes Lial.
Dito A Cmara Municipal do Rccife ,
respondendo-lhe que nao podendo continuar
o jury os seos trabalhos na Casa da Assemblea
Provincial, pele proximidad da abertura da
mesma Assemblea seja a reuno daquelle
Tribunal feita na utiga Casa da Cmara por
cima da Cadeia, devendo a mesm. Cmara
mandar entregar a chave da Casa da referida
Assemblea ao Official Maior da respectiva Se-
cretaria.
Dito A Cmara Municipal de Goianna,
communicando-lhe que as Posturas une acom-
panliarj os seos officios de 3 de Agosto e j
Outubro do aun no prximo passado foio
remedidos ao Secretnro da Assemblea Legis-
lativa Provincial para serem submetiidas a a-
provacao da mesma.
COM VAN DO DAS ARMAS
Expediente do dia a3 do passado.
Officio Ao Exm. Presidente, propondo-
Ihe para demisso o soldado do primeiro ba-
talho Provisorio de Capadores addido ao
Deposito Joaquim Jos da Costa qu pela
Junta de Saude fura julgado incapaz do ser-
vico, em consequeucia de padecer crnicas in-
fertilidades.
Dito Ao Exm. Presidente da Provincia
do Majanho, enviando-Ibe huma relajo
nominal das pracas ali em servico, que nesta
Capital deixaro prestacSes as suas fami-
lias e procurando saber se occorrencias ti-
nho havido a respeto dalgumas das ditas
pracas, pelas quaes tivessem perdido o di-
reito ao abono de taes prestaces.
Dito Ao Exm- Couimandante das Armas
da Provincia do Rio Grande do Sul com-
municando-lhe que na guia geral que se
passou pelo Deposito as pracas que embar-
car a ?4 de Desembro do auno findo se
tinba por ovldaco nao se mencionado, que
as quatro discrtas em urna rellaco que sr. Ihe
transmita deixaiaoaqui consignaces as su-
as familias, cuja importancia devia deduzir-
se mensalmente dos vencimentos, que porali
houvessem de perceber.
dem do dia a 5.
Officio Ao Exm. Presidente da Provin-
cia do ilaranho requisitando-Ihe as guias
das pracas destade Pernambuco ali em servi-
co, q' regresssiro por invalidas, cujos nomes
enconlrariA na rea ao qua se liie enviava.
Dito Ao Prefeito a Comarca do Pao
do Albo delvendo-Ihe os papis de coutabe-
lidade do Destacamento da mesma Comarca,
por nao virem conformes com as inslrucces
dadas em officio de ai de Detembro que
foro ao presente exaradjs, e disendo-lhe,
que reformados taes pipis no sentido indi-
cado os remettesse para serem pagos.
dem uo dia Ai.
Dito Ao Director do Arsenal de Guerra,
cuando a remessa dos inappas 5. et, a sa-
ber aquelle dos operarios empregados no mes-
mo arsenal, e estes dos artigos bellicos.
Dito Ao Commandante da Forlalesa do
Brum, exigiuaoa remessa do mapna n, 6' dos
arligos Bellicos*
Dito Ao Tenente Coronel Commandan-; sendo livres podr-m apresentu-se ao abaixo
do Deposito, athorisando-o a receber e, assij;nado para serem admittidis.
conservar no mesmo deposito (ale que sobre Inspecco das Obras Publicas 9 de Feverei
ellas se resolvesse ) i pracas vindas das A-
lagoas que esta tarde Ihe serilo apresenla-
das por urna Escolta de Cavallara.
Dito Ao Major Commandante inte-
rino do Esquadro numero 4 de Cavallaria.
ordenando-lhe que por umaesColla de 16
horaens, commandada por um inferior,
mandasse esta tarde receber do Commandan-
te do Patacho Patagonia surto no Porto ,
41 pracas vindas das Alagoas ,devendo del-
las faser entrega no Deposito ao respectivo
Tenente Coronel Commandante.
Dito-Ao Commandante do Patacho Pa-
tagonia para que Kouvesse de entregar ao
Commandante da escolta que este a presen-
tasse as 4i pracas vindas das Alagoas, confor-
me a Presidencia linha determinado.
Dito Ao Commandante interino da Com-
panhia de Arliices, remeltendo-lhe para
serconservado em priso al segunda ordem
o soldado A. J. J. deveudo amanh infor-
mar acerca do com porta mente dest'i soldado.
Dito Ao Prefeito da Comarca, aecusan-
do recebido o seo officio desta data, quea-
companho preso o Soldado da Companbia
de Artfices A. J. J que passou a ler conve
oienle destino.
Portara Ao Major Commandante inte-
rino do Esquadro numero \ de Cavallaria
Ligeira de Linha remellen.lo-llie o Cou-
selho de direceo feito ao soldado da secunda
Companhia Antonio Pedro Cavalcante de
Albuquerque e mandando que o mesmo
soldado fosse reconheeido primeiro Cadete,
em conseqneucia de ter elle prelieuohidj os
requesilos exigidos, uo Al vara de 16 da Mar-
go de 1^5^
Diversas Repartieres
MFZA DO CONSULADO.
Fdital.
Miguel Arcanjo Monteiro de Andrade Ca-
valleiroda Ordem de Christo e Adminis-
trador da Mesa do Consulado &c.
Faz saber que se bao de arremaltar na por-
ta da mesma 1J caixas de assucar apprehen-
didas pelos respectivos Empregados dadivar- bem portugueE f e o bespanliol Manoal Ma-
t<> Ti .1 in-lip ; 11 ir iiicv i.'ti l.-> ,i i< i;ir,is. asa- 1. -. _____j. ._:__. f_.j-.-i...
sos Trapiches por uextciido das taras, a sa-
ber : No dia 10 do crrente l caixa n. I Mi
a 11 do mesmo 4 caixas ns. i3 ei5 B, 18
M, e 19 B, 1 1. do mesmo 8 us, a, 4. '4
a, 7, i't B, 3 e 17 M, em cujos dias findo-
se os prasos marcados no Kegulamento, sendo
a arremelago livre de despssas ao arrema-
tante
E para que chegue a noticia a qnem con-
vier mandet afixar o prsense Edita! na por-
ta desla Adminislraco, e publicar pela Im-
prensa.
Mesa
rod 1841.
. Moraes Ancora.
Em virtudes das ordens do Exm. Sr. Pre-
sidente da Provincia s"o postas em pracas
para serem arrematadas as obras dos 7, e 8
leos da estrada de Santo Anlo avalladas,
asttoi. em Rs. -Aj^Uogi e as do a. em
Hs. 2a;544U576.
O licitantes sao convidados a comparecerem
devidamenle hibelitadjs de fiadores idneos
nos dias _J, a5 e 17 doorrente, que ter
lugar a arrematacao nesta Repartico, aoude
se acbo patentes todos os dias uleis a horas
do expediente as descripcoes e orcamentos das
obras, eas condiedes com que deven ser ar-
rematadas.
Inspecco das obras publicas 9 de Feverei-
roda 141.
Moraes Ancora -
Pela administraco Fiscal das obras
publicas se ade comprar em aste publica,
a quan por monos vender para concert do
Hospital de caridade nasolidade os gene-*
rosseguintes r qu-tro roilheiros de tixolos de
alveaarii groCa : dois ditos de adrilho du-
zentos alqueires de cal preta doze ditos de
cal branca uma canoa de barro seis ditas
de rea duas chapas de ferro de fugio com
cinco furos cada uma um vergalhio de fer-
ro quadrado com do?e polegadas do compri*
do e uma polegada em quadro e con es-
te deis as pessoas que quizerem vender di-
tos gneros podem comparecer na salla da
sobredita administracao nos diss .1 e .3,
pelas 11 horas do dia. Adminislraco Fis-
cal das obras publicas 9 de Fevereiro de
1841. Moura. Administrador Fiscal,
PREFITURA.
Parte do dia 9 do corrate. .
Illm. e Exm. Snr. Foro hontem pre-
sos pelo Sub-Preltiio da Freguesia do Ilecie
o Portiigunz Francisco Mats Coito por estar
em briga com outro de idade avancada, e dar-:
Ihe urna pancada, foi remettido aol.spectjr
da Marinha por ter declarado ser desertor da
da Escuna Legalidade ; pelo Sub-Prefeito da
Baa-vista, Joaquim de Oliveira Coso, tam,
___^ ^ i._.___l.i n.___1 \r,.
do Consulado 8 de Fevereiro de
18 r.
Miguel Arcanjo Monteiro de Andrade.
CORREIO.
A Snmaca Pelicidada de que he mestre
Jos Rodrigues Pinheiro sai para o Cear no
dia 11 do correte.
OBRAS PUBLICAS.
Os officiaes de Carpina ejdo Pcdreiro, e
os Trahalhadores que quiserem trabalhar na
obras que se vao faser no Hospital da Solidado,
,---------------------a, 1 ---
ria pelo mesmo motivo da briga ; foro oltos;
e pelo Sub-prefeito de Olinda o pardo Candi
do Pedro Milito da Cuaba, por Ihe serap-
prehendido um punhal ; foi ie.uetti.io aoC-
.iimandante das Armas para ser conservado
em priso militar \ visto ler declarado ser sol-
dado desertor da segunda Compan do Ba-
talho provisorio da Provincia da Paraiba
do Norte onde dis e quaado sentn [iraca,
chamar-se Pedro Alexaudrinoda Costa.
E' o que consta das partas hoja recebida*
nesta Secretaria. >
A Cmara Municipal desta Cidade faz ses-
sosso Extraordinaria no dia 19 do cor-
renle.
O Secretario intorina
Francisco Antonio Rabeilo de Carvalho
1- 1 -
Noticias Estrangeiras.
------------------ ^
PORTUGAL.
Chegou-n'os o Peridico dos Pobres do

A


b A R 1 O b E HRNAMBCO
Lisboa a i de Lezembrode i^jo
CAMUluS.
Londres 53 t/4 por iU rs.
Amsterdam, 43 '/4 4 rs
llamburgo. 48
Genova, 525
Trieste. 445
Panz. 55o
Leorne. 146
aples, jjo
Madrid, 374
Cadu. a;4o
i r.
3 L n.
1 or.
3 ran
1. L.f.
~ 1 Dda
1 PC,
dem
>
ti
ti
1
*
1


t
v.
d.
3o d.
3
idem.
idem.
idem.
100 d.
3 m. d.
idem.
15o dv.
dem.
Porto a a de Dezembro de 184o.
Ouro, Prata, e Ttulos | Compra } Venda
Papel reoed^a.
Patacas Ikspanholas.
Patacas Mexicanas.
Patacas Brazileiras.
6l
9i5
900
9
i4ibo
1910
jboo
43PO
Ooncus Hespanholas.
Ouro por oitava.
Pecas de 7:600 rs.
Soberiio*.
Inscripce!.
A^olceiomiarosdo4po ~"
Accesdo bauco Comruercial.aaoU
Ttulos de divida Publica,
Cdulas dos Lmpregadus.
Ttulos aduiissive u'Alt. ":
to
gao
yio
910
1445o
1910
7080
44o
dasllhas.
*jrtor{;upira
raiado id. id.
fradinho .
>gos do xlgHve,or.iadre B
15 raneo.
Grao de bico .
Liranja doce 1
Limo azedo .
Manleiga Irlanda .
Hollanda
llamburgc.
Porco. ,
lorto desde odia 9 de Nuverahro al a6 dejFeijo, branco d'llill
Pezembro passtdo ; tendo estado antes d'a-
ffliella pocha suspensa a sna puhlicaco des-
de 18 d'Agosto assim como (oda a Imprmsa
Pericdic-a de Portugal ( menos a orheina ) ,
que finalmente foi desagrilboada pela Carta
de Le de 24 ^e Outubro do anno p. p. So I
mente 4 das se adianta aquelle jornal rece-
bido o que temos do Nacional de Lisboa ;
e por isso pouco roats ou nada acrescenta ao
que n'este se le. A grave questo da nave-
gaco do Douroe* tambe.n o sen thenvi prin-
cipal por ser geralmente o das discusses pe-
riodiqueiras depois do encerramento das Cor-
tes em Portugal assim como na Hespanha :
porem j se iao esvantcendo os tenores de
uerra entre estas duas naedes limitrophes; se
em que continuavo os preparativos belli-
cos.
No da 1. de Dezembro, tnniversario de
dous seculos da aclamacao de Joao 4 e
elevsgo da Dinasta de Braganca ao Thro-
no Purtuguez baria tido tugar a solemne e
pomposa inauguracao d um Monumento ,
que o Administrador Geral de Porto man-
dara erigir a ex piusas particulares na praia
de Arnosa de Pampeiido lugar do desembar-
que deS. M. I. o Senhor Pedro Du-
que de Bragaeca lente do exercito Libero
tador em 8 de Julho de 18 ja para memo-
ria de lio teliz suocesso ; de cuja iuaiguraco
daremos por extenso o auto por &>.r uleres-
aute.


D
A
5ou
55o
470
boo
5io
5ao
470
4f
569
48o
600

,


54oa
?$J QflO
-- 970
aoo 7<>
Roo 1000
M
1

arr.
alq.
ex.
lib.
>
>

arr.
Vrl......
HxL A 13.10 1760 moios.
Vinbo, tinto pira o Brasil. A 3oooo 3otoo pipa,
branco idem.,, 3aooo 38ooo ,,
Vinagre ....,, aaooo aoooo ,,
Abbrev. A. Abord. B.Baldeaco.
C. Captivp, D, Despachado.
ADMINISTRAR A O* GKRAL DO DIS-
TB1CT0 DO PORTO.
Auto da eotleco da predra fundamental do
Monurento destinado a perpetuar a memo
ra do desembarque de Sua (Vlagetade Im-
perial Dom Pedro Duque de Branganca -
na praia de Amozi de Pampelido fren-
te do Exercito Libertador em oilo de Ju-
lho de i63a.
No dia 1 de Dezembro do anno do Nasci-
mento de nossoSenbor Jess Chris'.o 18 to,
stimo do Reinado de Sua Magestade Fide-
lissima a Rainha a Senhora Dona Mara
seguuda e quinto do Consorcio com seu
Augusls Esposo, El-Kei o Senhor D. Fer-
nando Segundo ; governadra Diocesse Por-
o Excellentissimo Dom Jeronymo, Bispo
Eleito e Vigario Capitular ; administrando o
Distrcto do Porto Excellentissimo Conselheiro
do desembarque ; e havendo receido a pu-
dra para ali ron-buida por outras quatro pra-
cas em quem se reuniitas circunstancias
das antecedentes acompanhada na condc-
elo pelos Excellentissimo* Bario das La^es ,
e Intendente de Manaba e pelo* Illustris'-
jimos Contador da Fazenda do Distrinto o
Presidente interino da Cmara Municipal de
Concelho da muita anti,;a e muito nobre ,
sempre Leal e Invicta Cidade do Porto ;
e havendo fechado o cofre e entregado a
chava ao Uiustrissimo Presidente da Cunara
Municinal do Cooselho de Boticas nara ser
guardadt no Archivo da Municipilidade
lo;o pelo mesmo Excellentissima Adminis-
trador Geral foi declarado que o Monu-
mento ser urca pirmide no estilo de obelis-
co n'altura de setenta e cinco palmos sobre
urna basi de trinta palmos tendo uo apiee
um* estrella radiante, no centro da qual es-
t p numero mil oito cent os e trinta e dous ,
para denotar a epocha do desembarque n >
corpo do obelisco, e na face sobre o Poente
liaver urna medalba que represente em
alto relevo a E!fi;ie de sua Magestade Impe-
rial o Sr. D. Pedro, e as quatro faces
do peteslavel as quatro seguidles incripces
a saber na do Poente face de frente ,
estas palavras En honra de sua Magesla-
de Lnpreral D. PedroDuque de Bra-
ganca Primeiro Imoerador do Brazil e
Quarto Re d este Vome em Pertuza! -- Com-
mandante em ebefe do Exercito Libertador
aqut desembarcado em oito de Julho de
iBJ'i para restituir o Throno a sua
Augusta Filha A Rainha Reinante D.
Mara Segunda e a Liberdade aos Po.-tu -
guezes --se erigi este Padro -- para per-
petua memoria, Nt face dolado do sul a
seguiute P.OL'lam icio -- Soldados! A|uel-
las praias sao as do malfadado Pjrtnjil : ali ,
a
a
Cambios. 1-0 0 ja
u. rl
Londres, 54 /4 54 J/i p. 1000 rs. 90 d. dat,
53 1/*- ,, 3o d. vt
Amsterd. - 4i iZ d. 431 por 4oo ,, 3 ro. d. *
Harobur. 48 E p. 1000 ,, d. "
Genova. 5ia d 5a5 e por 3 n 1t d."
Trieste. 445 D-por llorim,, d. *
Faiis. 5o L- por 3 fr.,, lood.d. *
I 3o
PREGOS CORHENTES.
Praca de Lishoa no 18 de Decembro de i84o.
Gneros. Valor.
Aigodo Pernambubo B 155 lib.
Ceai .
AJaranbao .
Babia .
Para .
Arroz Carolina .
SjuIo ~ ~
MaranhoePar,, 4tk>o 6800
Italia ,, 4800 <>ogo
Nacional ,, 4600
Assucar Pernartbucobr. C i35o i-t>5o
B

t
s
l
D
no
i35
l Jo
135
1600


I
I30 l430
1J00 I400
1000 io5o
1000 1aoo
~ 38oo
-Rio de Janeiro
Babia .
l'i:i, bruto
Masca vado 1,
Azeite, doce (para export.)A
pexelnglex U
Nacional 3ooo
Bacalbau ISacional secco ,, 'j-^oo
Ten a-Nova Ig. A 38oo 4000
Noroega ,, 3|00 Jooo
CaldoRiopiin.eiiasorl. a5oo i6w>
btgunda ,, 2ioo
Cabo-Verde D -- 35oo
Ervilba verd HulUnda D .
tara, miuaa 4oa
rossadaills ^ t*>
>

>

q
r

>
1
arr.
>>

1
.
alm.
j

4l.
>
>
arr.

aiq.

Antonio Jos d'A*il ; comman laudo a Ter-, tossjs pais, me* fillios,-esposas piren-
ceira Diviso Militar; o Excellentissimo B-t-1 tes e amigos auspiro pela vossa viuda e
rao da Ponte de Santa Mari*, e presidindo: confio nos vossos senlimentos valor e gene-
a Cmara Municipal do Conseibo de Bou;;** rosilade Vos vindes irazer a piz n un
o Cidado Manoel Francisco da Cooceico : Naco inleira e a guerra snente a un
reunidas as supra referidas e outras Autho-, Goveano hypociita desptico, e uturpa-
ridades na praia d'Arnosa de Pampelido per-1 dor. A empresa toda de gloria ; a causa
teniente s Fregu ias de ParaBta e Lavra justa e nobre ; a victoria certa. Os vossos
do Comelho de Hoi cas, dnas legoas ao Norte companbeiros d'Armas viro a engrossar vos-
da Invicta Cidade do Porto duas ao sul de ss filenas, e ambicionarlo a honra de co.n-
V illa do Conde e legua e meia ao sul da bater ao vosso lado : e sealguns anda bou-
pequeua povoaco de Sam Joo de Mendelo ver que descordados pertendo continuar
que equivocadamente se tem at agora desi-ja defender o Despotismo, lewbraivos que
"nado como logar do desembarque do fixer- tendea diante de vos aquelles mesnjs illu li-
cito Libertador, quaudo este acon-eciment dos Porluguezes que, na Villa da Praia.
memoravel, que se vericou no dia oito de fugiro da presenta do vosso singue fri e
Julho de i85a leve logar n'esta praia de' da vossa coragem. -- Vencedores de S Mi-
Arnoza de Pampellido commandando em guel e de S Jorge de quem nem os com-
Cheleo Exercito sua Magesude Imperial j bates di Villa das Vellas da Ursellina ,
de saudosa recorda\o o Senhor D. Pedro e da Calheta, nem a posiuo inexpugnavel
d'Alcanlia e Bourbon, Duque de Braganca ,' da Ladeira da Vellia puderoouter o entotl-
Regcnteem nomeda Raiiiba A Senhora L). snsuo e a valenta*. Ali (endes a Patria ,
Mara segunda pur abdicaco legal do mes-; que vos chama; ali actiareis a recompensa
mo Augusto Senhor ; debaixo do Titu p de de vossos servicos o termo do vossos sotlri-
D. Pedio (Ruarlo : tendo igualmente concor-| mentos e complemento de vossa gloria.
rido os Titulares, Altos Funcionarios, e; Soldados l seja o vosso grito de guerra : via
mais Embregados e cidadosdislinclo d|iii- a Senhora D. Mara segunda, e a Corte
xo assignados convidados pelo Exctllenlissi- Conslicunal seja o voso Timbre: Pro-
nto Administrador Geral para assistirem a tec,o aos inermes, Generosidade aos venc-
col locaco da ped'ra iundamental do Monu- dos. D. PEDRO, Duque de iSragan:a,
ment que porordem do mesmo Magistra- Na face do lado do Norte a seguanie legenda
do e a cusa de donativos de muitos bene- Ei o selle mil quinhelos os bravos do
mritos Cidados fui mandado ali alevan- Exercito Libertador -- Commaudava as lor-
iar para perpetuara memoria do grande le- ^as de Ierra o Conde de Villa Flor e as de
to histrico cima relerido j havendo sido mar G. R. Sartortus De tues Divises se
mu expresamente escollado este dia por ser compunha o exercito A primen a capita-
aquelle em que se cumplelao dous seculos neada por J. Scbvrlvak era conposu do
depois da resta uraco d'esles Reinos pelo Sr.' Balalbo de caladores, numero dous, sob
Kei D. Joo (Ruarlo, Tronco da Dyoaslia da o comuiando de Romo J. Soares de Ci-
casa de Braganca : ah depois de laceadas' f adores numero tres sobo Comman Jo de
pelo Excelleulissi 1110 Bispo Eleito as bencao J. Zeferino de S.|j do Balalho de Cacado-
do estillo j collocado no logar conveniente i res numero cinco, sob o commaudo de F.
pelo Excelleniissimo Administrador Geral o Xivier S. P. -- A segunia capitaneada por
colre em que se havio depositar a moe-
das e medalba allusivas a poca o conslrue-
ces do Monumento e o Auto respectivo 5
sendo aquellas depositadas pelo Excellentis-
simo Commandanle da Divizo Militar, e
este pelo Excellenlissimo Visconde e emo-
des Marecbal do Exercito o mais antigo
orbcial General que desembaracuu com a
hxpedicao Libertadoura ; objentos estes que
torao todo* couduzidos para o logor do .Yio-
numento por pracas ali desembarcadas com
o Exercito Libertador as quaes sua \ia-
jesiae Imperial pelos seus Jeitos militares
Henrique da Silva da F. era composta do
Regiment d'lofanteria uumero deoito sob
o cummaedo de P. J. Frederico ; Batalho
de Voluntarios da Rainha sob o commando
de L. P. de Meudonca Arras A lerceira
-capitaneada por A. P. de Brilo era com-
pusta do Batatbo de Cavadores uumero lo-
se sob o commaudo de M. J. de Menezes ;
do Kegimeuto Provisorio, sob o commau-
do D. t., de Salazar Moscoso; do Corpo
Acadmico sob o commaudo de J. P. Soa-
res. Lima; do Corpo d'Aliradoies Porlu-
guezes sob o commaudo do .Vlajur Chicni-
liuvia isliuguido com o l. grau da Anliga n do Corpo de MannUa soo o commando
e Muito Nobre Urdem da Turre e Espada do do Teueute Coronel Hodges Havendo
valor Lealdade e Mrito: foi solemne-
mente coilutada a pedra Iundamental pelo
Excellentissimo Administrador eral, ha-
vendo previamente depositado no cofre a la-
mina de piala, ollera ue urna sociedad de
Portueuses, em que se acha gravada a or-
uiusa Pfociamaco que o liumortal Duque
de Biaganca diiigioao Exercito uu occasiio paUvrao -- No pritaeiro U Desemufo do
aioi deslas Divises o Baulbo d'Oniciaes ,'
sob o commaudo de liento de Franca P.
'U. o Corpo de Guias, sob o commaudo
deJ. R. Arrobas, o Batalno dArtilne-
riu sob o commando de A. da Costa e Sil-
va \ a Ca vallarla sob o commaudo do Conde
d'Alva E na lace do Nacenle as seguiotes
1840 em que se conlo dows seculos deJ
dea elevaco da Dyr.astia de Braganca ao
Th ron o Potugues foi alenvantadopor
orden do Administrador Geral do Distrcto -
Antonio Joz d'Avila e a costa do dona-
tivos particulares este Monumento de
que Imeou a primeira pedra o mesmo
Administrador Geral -- tomando parte n'es-
ta sdenni lideo Bispo Eleito o Viario
Capitulir da Diocese D. Jernimo o
Conman lante da Divizo Militar Bario
da ponte de Santa Maria O Presidente
Membroi da Cmara Municipal de Boucas
e assislindo um grande numero de Gnne-
raes Funcionarios, e p^ssoas cun-picuu
da Invicta Cidade dt p >rto. E para constir
mandouo mesno Exeellenlissimo Adminis-
trador Geral lavrar este Auto, que eu An-
tonio Luis d'Abreu Secretario Geral d'AJ-
ministracio -i Distrcto escrevi. Seguen-se
as assigaatoras.
__.-------i
Reprospecto politicto Nacional de Lisboa de
al de Dezembro.
Achava-seem Londres o b naide Monier,
um dos colaboradores do tractado de Aixla-
Chapelle e intimo amigo naquella |ioca do-
duque de Richelieu e boje lord Wellington,
com o objecto segundo dizem de negociar
una reconciliacao i-.onrosa entro a Inglaterra
e a Franci. Querem outros i|u : v tam-iem
encarregado de traclar do arranjo do casa-
mento da bllio de D. Carlos com a rainha D,
Isabel a. *
Os dois corifeo? raJicaes O'Connell e Hu-
me continuav.nn a dirigif-se s class-is ope-
raras de diversos distnclos a fi n de Ibes
manifestar que o progresso da unio ia em
augmento e que a causa di Irlindi nao 30-
sava boje das raes oas instituido ;s, que a In-
glaterra era a artual composico di cmara
dos com.nuns,
A esqu;idra ingleza se tinha apoderado da
ilbade Ctiussn ( na China. ) O porto e ci-
dade de Ningp assi o como o rio de Yang-
triK.iang que condu: a Nanktn e Cauta'
continuaran! estar bio predas e lemii-sa
que as hostilidades se prolonga:ssem.
Foi eleito prendante dos Estados-fJuidos o
general liarrisu.i pjt %jj votos.
As dinas inglexas enumer^m as vantagens
que a Inglaterra pode obter formando esta-
Orilecimeutos na ilna s Chyore e em 3o-
Joo de Acre. Pare e tambem que tencin a-
vam pedir a pennisso para es:ablecer fei-
torias e 11 Bou inr Bassora Bigdai, Ale-
xandretta eoulros pontos, formando assim
urna linh* de c^mmuiiieaces entre o Medi-
terrneo e o Golfo Prsico.
A conferencia deLjndres tinha commuoi-
cado ofcialiueiile Dieta Germinica a sua
ultima deciso sobre a questo do Oriente.
En Franca terminou no da 5 do correnta
a discusso da respost* ao discurso do ihrouo
depois de ato acalorado debate que durou
orne das e no quil to naram parte os mais
eloquenles oradores da caara dos Diputados
de Franya e coriplieos dos dill'nentes par-
tidos, em que ella se acha dividida sendo
approvado o projecto por a 17 esferas brancas,
contra tb. pretas.
Coutiuu un os jornaes opposicionistas a com*
bater torlemente o goveruo aecusando-o da
liaver feito perder a Franca a influencia que
tinha na Syria Egyplo e Mediterrneo ;
e do a entender que o gabinete nao se quic
empenhar na guerra con. receto de co.apro-
melter a dynastia.
A fragata Belle ?oule, commandada pelo
principe deJoinville, viuda da Santa Hile-
na, ecouduzuiJo os restos mort es do imoe-
rador Napoleao tinUa ctiegado a Ctierbourg.
O principe 11 um omcio que dirigi ao minis-
tro da mariuha refere a maneara, porque
foram extrahidas do tmulo ascinzisdo 1 u-
perador e as honras que se Ibe fizeram.
Uizem que a trasladaco dos restos monaes da
Napuleao para os Invlidos, devi 1 ter logir
110 da 10 do crrenle; e que se es jera va al-
guma commoco popular. Corra como cer-
lo que o re para solemnisar com um acto d
clemencia a ceremonea da trasUdaoo es-
lava determinado a mandar dar a liberdade
ao t'i 'iucioe Luiz liona j ute e aos seus cm-
plices na tentativa de Bolonha,
Teve logar no da a8 do passado em Ams-
terdo a accUmaco do re de 11 jlUnda. S.
M. Guilherme 4* antes de prestar o jura-
mento le Iundamental prouunciou um
discurso no qual manilestou as reciprocas
obrigaces do Kei, e da uaco, A ceremo-
nia da acclaiuaco loi asss explendida.
Consta que sua Santidad se acna grave-
mente eulermo e que poucas esperan ja. res-
tam de que viva muito lempo.
Fala-se de urna conspiradlo descoserla em
Bucharest. n resultado da quil s tm ia


...... III.....,
DIARIO DB PER
feito numero-as pris5ei. Teme-se que a
t> ujuia se aproveile desle aconiecimento para
intervir no governo do principados da Vala-
niii Moldavia a fitn de contrabalancar
a influTiria adquirida pela Inglaterra na Sy-
ria. Tambem se diz que urna partida de
erepos, cm numero de 3 a 4,000 homens ,
'nm'mandados pelo coronel Valanzias tinlia
fPito urna incurso no territorio da Porta ,
pelo lado da Thessalia cono o (ira de distra-
}iir parte das Torcas que marchavam contra
Jbrahim ; incurso que se presume ter sido
nuggerida por urna potencia estrangeira.
Com tudo esta noticia carece de fundamento.
Sobre os negocios do Oriente j se sabe do
leu desferho em ronsequcncia da inlimacao
que Ihe foi feita pelo commodoro Napier, que
w apresentou diante de Alexandria com a
icaior parle dos navios da esquadra anglo-
vastricca o vice-rei decidio-se a acceitar u-
jiieair.ente o pachalilo hereditario do Egypto .
a entregar a esquadiia turca, ea retiraras
suas tropas da Syria, para oqueexpediu
iisinediatamente ordena a seu Gibo Ibrahim ;
assim terminou urna questio queaoneaca-
va inundar de sangue a Europa inteira.
As noticias de Hespanha sao de natureza
cifua. A Regencia tinha extinguido lodos o*
cornos denominados rancos voluntarios e
provisorio! passar.do os saldados que quizerem
servir para os corpos de primeira linha.
Os or;(js do governo e os da opposicio
que ao principio se pronunciarom contra o
Ministerio Porluguez usando de ameacas ti -
iiham modificado sensivelmente a sua lingoa-
*em. A piopria Gazeta de Madrid rectiHcou
um artigo que inserir e no qual nos trac-
tava descomedidamente. Assegura-se que a
Regencia obrigou ojornalisia por reclamaco
do S/ir Mrquez de Saldanha a dar essa sa-
tisco, e daqui se deduz que o Governo
Hespanhol aiida mostra para com a naci
Poitugueta aquella consideraco e deferencia
proprias para desvanecer quaesquer receios
sobre a alten ci da paz entre os dous pai-
XfS.
O Governo Portuguez continua a fazer um
Ten utamento considera vel de linha e alis-
taroento nos balalhoes ditos de commerrio e
nacionaes e a fortificar as lindas de Lisboa
e Corto para as quaes } tena mandado algu-
na artheria. Acbam-se nomeados cora-
niandantes de di'ises e governadores de
que a Inglaterra exigi do Sulto em jaran-
lia das despezas e do dinheiro que Ihe tem
fornecido actualmente e como hvpotheca a
11 ha de Chypre. Ora como o Sulto nunca
Ihe poder pagar a Illia de Chypre convrn
muito Inglaterra para que ella Ihe escape
Faltaa-lhes urna estaco para os seus hircos
de vapor no fin da sua navegaco no Me-
diterrneo na derrota da India para o Eu-
frates. Chypre i I ha frtil solada fcil
de defender com um bom porto', e situada
a algumas legoas de Alexandretla e d'Aleppo,
vira em breve a ser urna cidadella ingleza e
um deposito de carvo, e assim que se aug-
menta todos osdias esta cadeia britannica,
que ameaca involver o mundo se nao se
quebrar por algum aanel falsiacaio ou des*
truido pela espada.
O Etnir-Besckir. Este chefe conducido
pelos inglezes como prisioueiro di Syria para
Malta cbegou ltimamente ao dito porto com
a sua familia. Ter uns 70 annosde dada ;
traja moda do seu paiz mas sera condeco-
rado alguraa. A expresslo de sui (iysiono-
mia denota um carcter desptico. Tem o na-
riz aquillino, olhos escrutadores, a tez more-
no ; tal o retracto do principie dos Drusos.
guas palacras sao poucas e lacnicas ; e
nunca pronuncia mais de tres palavras de
urna ^z esforcando-se ao mesmo te rapo em
dar um carcter magestoso sua linguagem.
Fuma todo odia, e taciturno. Logo de-
pois da sua chegada foi missa a lira de
cumprir ura voto que linha leito a Nossa Se-
nhora do Carmo antes de se entregar ao* in-
glezes, Tem porcapello ura armenio cha-
mado Estevo Abazul educado na propa-
ganda de Roma e este o nico hornera do
seu sequilo ,. que eutende alguraa cousa fran-
cez e o italiano. O emir nao sabe mais do que
bjlicadj Sar. \:it):u) d Caldis
rram^n!)
Branlai.
W Prepisn.se de ora sohradinho
andar no bairro de Santo Antonio que tenhi ,
quintal P cora cooimilos pira grande farai-
mittaa cora embirque pira os assu :irej tr ,
I do eriiju!) j vende-se a safra futu-a, qne J
de ura ja valia era ifoo, a aoao piel de ftWla 5 n.
tent d a boiala minea ; virite e lint evnvn ,il
Ina,, paSl,-SB ,t.ie ,0 re meiue, :rdinheiro, ou cora mtade ,. *. 21 .V
quem otier, querendo alujar, anuuncie
por este Diarios
SST Vende-seou lroca-s uno eseravo de
njci com idadede {o annu pjr ama e<-
crava que sirva p,r., dentro de iza ; na ra
Direita .0 30 M0 d Ltfraraeiito.
*^> ^Uem Pref'Sir lero de 11 a n annos de tjtde para ca-
xeiDdebjade. fateuda ; annuncie.
tST P.) dia 18 de Fevereiro correte de-
ve ser elfoctuada a rifa de Arcenio Fortunato
da bava enastando de varios objeclos de
prata, escravos bilhar, bagatellas &:.
andires
convida por tanto aos seus ami-os a abe
1
ta-
rera-se aos premios cora o piqueno importe
de a,ooo reis, cada bilhete. Acho-se a
hau sua mulber, urna bella Georgimna
de olhos pretos e sobrancelbas be:n arquea-
das e que lera de ai a ai annos. E' muito
amavel e parece ter lido urna educaco mais
cultivada do que o emir com tudo vive mui-
to retirada ; mostra-se quasi sempre coberta
de ura ve>>, e s falla o rabe. O emir traz
sempre comsigo o tratado que cora elle fez o
almirante Slopford era norae da Inglaterra ;
muitas vezes pc.11 a mo sobre elle e de-
clara que espera ser ura dia reintegrado.
Parece qne passai o invern em Malla pois
praca* fronteiras. A anciedade e a inquie- se Ihe est preparando urna casa no campo
e so
pe-
venda na ra Nova loje do Sur." Guerra e
do nr. Gama; ra do Cabuyal loje do Snr.
Jos Peres da Cruz ra doQueimado, do
Snr. Joaquina Henriques da bilva Crespo
loje do Snr. Abreu Cadeia loje de chapeos
do Snr. Antonio Joie beeo do Theitro caza
que loi de Nev : no Reeife loje do Sur. Ca-
dozo Ayres Jnior, Cardozo Ayres & Irraaos,
loje de cambio do Sur. Vieira Snr. Bour-
gard ra da Codeia e a traz do corno Santo
loje de trastes.
W A quem Ihe faltar urna negrinha de
idade de 9 ou 10 annos ainda bucal ; d-
rija-se a venda em Santa Auna de Nicolao
Rodrigues da Cunta, o qual se nao se respon-
sabeliza pela sua fuga.
K9" Vende-se ura eseravo cabra de bonita
figura e muito moco proprio para Engenho,
o rabe e alguraa cousa do turco. Eva Ge- I Par *er ^um carreiro e bora mestre de fazer
tai o do publico augmentara
HESPANHA.
Correspondencia particular.
Madrid 8 de Dezembto. A Navegaco
Nadase sabe acerca das suas riquezas ;
nicamente se sube que possue joias e
dras preciosas,
( dem. )
do Douro boje a ordem do dia de todos os
jornnes depois que a gazeta official da Regen-
BOTERA DO SEMINARIO
Acho-se venda os Bilheles da a. "
le da ij. "' Loleria
par-
ti ; Reeife ra da
cia desenrolou 0 Estandarte contra o Governo Cadea loja do Sur. Vieira cambista em
Portuguez pela falta do cumprimento do S. Antonio na ra do Cabug loja do
respectivo Teclado. Para nao cancar a V. j Snr. liandeira e na Boa-vista botica
assucar e tambera sabe serrar e faz lelbas
e lijlos, do qual se amanea a conducta } na
ra do Fagunde* D. 18.
t^- O abaixo assignado pede aos Snrs.
dpnos de lojes de secos, e mulhados, paderias,
e assouges tanto os de Olinda como
u9 do Reeife que a eseravo meu seja
qual for que era meu norae com bilhete
ousem elle nada selhesd, squandole-
varem dinheiro e para evitar questoes Ihes
aviza,
Jos da Silva Braga;
tST Vende-se urna negra de bonita figura,
e com dae de 18 annos propria para mu-
cama cozinha sofrivel e lava de sabo ;
na ra do Fagundes D, 18,
tsr Freciza-se alugar urai preta, para to-
do servico de uraa casa que saiba vender na
ra dando-se o comer e pagando-se por
semana ou por mez ; quem a liver an-
ouc'ie*
tsr Quem precisar de um menino brazi-
leiro para caxeiro de urna loja,o qual sabe bem
ler escrever, e contar de idade de treze
para quatorze annos ; dirija-se a ra do
sobreest objeclo recommendo-lhe a leitura do Snr. Moreira delronle da Matriz j e bie-| Rozrio estreila no segundo andar
da Gazeta de Madrid do oia 5 e dos Ecos do ve se annuuciar o diado audameuto das
Cowniemo de e 8 do crrente pois per : rodas.
estes jornaes ver V que o nosso Governo
est determinado a nao ceder at que se Ihe
abra a navegaco do Douro ; porm segundo
os rumores que fazem correr os nossos caran-
LOTERA DO LIVRAMENTO.
O Thesoureiro da Loteria faz sciente ao
gnejos que eslo em harmona cora o Salda- respeitavel publico [que como ai a venda do
liba a Inglaterra ha de intervir neste neg- i billietes com grande alluencia] que deseja que
ci : e assim ella tirar partido das circums- I os amantes deste jogo concorrao para a cora-
tancias dos dous paize. pra para ver se por todo este correle mez
Cbegou a esta o novo Eocarregado de Ne- ; se annuncia o dia impreterivel.
gocios de Franca ; o S. Ulozaga nosso VI1-
mstro nomeado para Pars ja parti para o
seu destino, como disse a V. na minha ulti-
ma carta.
A Rainha Christina devia sabir de Pars
para Florenca 110 dia 4 acompanbada de
aua comitiva.
Tem-se aggravado consideravelmente a do-
na de S. baiiiidade a tal ponto -jue se-
guudo as cartas que acabamos de ver de Pa-
rs poneos das riias restara de vida.
Por noticias que a Regencia acaba de re-
ceber consta ser ceila a paciticacao do O.
nenie ; i\leliei'uei-/lli e.la d'accordo com a
neguciaco enlabolad*. Smto nao poder dar-
llie mait delalhe sobre lo importante nego-
-10 porque anda estes nao locara transmit-
idos ao publico: purera o que l'ie possoas-
Avisos JJi versos
Aluga-se um pequeo cilio ou mes-
mo urna casa sem cilio, que fique a margera
do Capibaribe, no logar da pissagena ou
pouco adianle : quem o liver declare ou di-
rija se a ra da praia a tratar cora Joze lier -
uaiduio de Sena.
KST* Uei ece-se uraa ama para todo o ser-
vico de uraa casa lavar, enzomar conzinhar ,
com toda perleico ; quem a pretender di-
rija-se ao beco do Peixoto da parte do nas-
cenle caza de Jos Antonio .VJoreira.
SS&~ Fugio no dia t do correle um car-
neiro em grao, grande, meio magro e com
a cauda corlada ; quem o aciiou queira por
segurar que o laclo verdadeiro que j obzequio eulregal-o na ra doRaugel, so-
D. ib, por baixo tem urna loja de cera.
bj^- O I. Secretario da Sociedade Eu-
phrosina convida aos Ilustres merabros da
raesraa a reuoirem-se no dia 11 do correte ,
pelas 7 horas da tarde na casa da mesraa So
ciedade na ra do Collegio priraeiro andar
do sobrado era que mora o Snr. Dr. Mena.
I3i* (Juera quizer comprar por preco cora-
modo ura Piano cora boas vozes, ura Ton-
cador de Senbora, e urna Secretaria com
pouco uso } dirija-se a ra da Aurora se-
gunda casa segundo andar.
ur Pede-se a quem for offerecida urna li-
ga de ouro de mo virada, que a appretien-
da, e dirija-se a ra Augusta, casa terrea de- bao para preparaces sabonetes para tirar
liada ha a recelar das consecuencias da Guer-
ra do O ienie.
( Nacional de Lisboa.)
NOTICIAS DIVERSAS.
*
Ambico ingleza. O National de .Pars
*el*riudo-se uraa correspondencia do Or-
uleuiz o seguinte t
'', obe-s sequillo u:na fort atlicalic
lirado de ura andar U. 8 que sera bem re-
compensado.
t?* Cjuem precisar de travetos de 3o pal-
mos e enxjrais de jo epir preco cora-
modo i na venda da quina de Palacio velbo
acnara cora quem Iralar.
fronte do lampio ou na loja de Irnos u,
07 e i que ser gratificado.
jjjr Na loja de Joaquim Maia da Silva ,
na ra do Crespo existein as cirlas para os
Snrs. abaixo declarados vindas do Porto pe-
la Barca Leal j Joze Manuel Arantes; lier
nardino Joze da Silva Joaquira Moreira de
Souza Joaquira da Costa Moreira ; lo-
Joaquim FauJira e Autonio Ribeiro de
Mallos.
lif* Deseja-se saber aonaJe e morador o
Sor. Bernardo Francisco dos Santos Ribeiro ,
ou dirija-se a ra do Lnviamento L). i. pa-
ra negocio de seu inleresse.
ar O Sur. Antonio Marques dos Sanios ,
tenba a boudade de dirigir-se a ra Nova
turica de caldeireiro U. 1-4 a negocio de
seo interesse.
t-J" Arrenda-se o engenho Conceico da
frejue/.iade W>oju, distante desta praca n
leguas moeule o curente muenda de fer-
eiro, ou con mtade a vista e Attad
cora o praso de ura anuo cora firrai aere |.
tada : q>:era qn!sr faser e>t neg >:i > ,jr_
a-se aodilo engenho pira tactar cono pro-
pretano do mesrao,
Aluga-se a loja d'un sobrado da dj
, n ra Ruario estreila O. a:
quera a pretender dirij-.-se a mesraa ra u[
31 venda da quina que v.,lia pira a ra dit
Triiixeiras.
^ O Snr. que no Diario de 8 do corren-
te precisa de uraa cabra bi\>, cora muito bom
leite e muito minea pira criar ura meni-
no ; dirija-se a ra da Sensalla vellia do R-
cile, iudo para o Bom Jeius, casa tarrea Da-
cimi. 48.
ssr Precisa-se de hura menino portugnez
para csixeiro di loje ; annuncie;
ty Precisa-se de hura creado forro ou
cativo para todo o servioo de buraa casa d
piuca familia, qnera e achar nestas circuns-
tancias dirija-se a ra do Trapiche Novo .
N. 1^.
EJ- Allaga-s hum sobrado de um andar
proprio para grande familia esst decente ;
na ra da sanzalla velha ho Reeife numero
36 e no raesrao tambera se trata ura arma-
masera proprio para recolher fasendas de rao-
Ihadoi.
Arrenda-se hum sitio cora casa de Sobra-
do na passagem da Magdalena entre ae
duas pon tes ; quem o pretender dirija-se a
rui da Gloria sobrado D 3o.
tsr A professora particular, que mora era
o segundo ardar do sobrado 10 defronta
Theatro scientifica aos pas de suas alura-
nas e a quem Ronvter que se acha no exer^
cicio do seo magisterio.
cr A viuva e filhos de Joo Francisco
Teixeira da Cruz, que morou em Jaguari-
be e Aracati queiro apparecer em Pernira-
buco na ra do V'igario numero 7 a negocio
de seu interesse.
tsr Olferecesse ura rapaz Brasileiro ptra
caixeiro de qualquer oceupicj excepto ven-
da tem bastante pritica pira negocio e
bem conhecido nesla praca, sabe ler escre-
ver e contar ; quem do seu presumo se quiser
ulilisar dinja-sea travessa de S. Jos 10
para tjatar.
S^" iWethodode tingir osc se bem os cabellos com agoa moma e depois
esfrego-se bem cora ura ovo batido, e de-
pois torno-se a lavar con agoi morna e es-
tando enchutos molba-se uraa escovinha na
agoa do vidro mesmo fra e da-se nos ca-
bellos tendo o cuidado de nao deixar pingar
na roupa e quandoestiverera bem mobla-
dos deixa-se enchugar, e sabe-se para a ra
Esta agoa da-se urna vez por dia, e muito
poucas vezes precisa de mais de 4 das ; ad-
verte-se que a lavagera com o ovo basta s na
primeira vez. Este icethodo he o mais sim-
ples eoseu resultado he o melbor que at
agora tem aparecido. No fim de dous ou .i
raezet ser necessario dar urna nova aplica-
gao ; vende-se na ra nova loja de chapeos
de Joaquira Josa Pe eir D. aa e era tora de
portas na botica do Sr. JooClimaco Ferreira.
o seu preco he de 6400 os via'ros grandes
de dioo os pequeos.
tsr Partecipa-se ao respeitavel publico ;
que no atierro dos atojados casa que faz
frente para a ra da cabanga acha-se colo-
cada Uraa fabrica de sabo de todas as cores ,
assim como saboueles essencia de sabo, sa-
*sr
Ull'ei-ece-se um rapaz Brasileiro pa-ro orisonlal muito bom moedor.
e moi'
ra caxeiro ou para tomar conta de urna bu- cora agua com lodas as trras de plantar ca-
ca ; o qual tem ciuco minos de pra tica : a as de varzea de raas>a,. muito bois ierras
apesa que precisar t dirija-se a ruadjLi- Utiudis as mus lavouras, bo.n nrcaa^ hii|
todas as nodoas principalmente de gordura ,
espirito de vinbo de S graos agoa de colo-
nia de superior qualidade espritus e es-
sencias proprias para limas de ebeiro tudo
pelos precos mais commodos ; o administra-
dor e socio do mesmo eslabelecimenlo espera
da filantropa dos honrados Cidados que -on-
corro.
tsr Aluga se a cara terrea numero a na
ra do Colovellu cora muitos bous cmodos ,
os perleudentes, dirijo-se a ra do V'igario ,
. tJ.
tsr Precisa se alugar urna morada de ca-
za tenia no bairro de Santo Autonio que
tenba cmodo) para urna piquena lamilla ,
e nao se esculhe ra ,. e o alugoel que nao
seja mais de seis a oitu mil res ; quera liver
aiinnncie ou dirija-se a ra do caldereiro
venda l). a.
tsr Aluga se o terceiro andar da caza
da ra da uioeJa de (piado andares co u buua
cmodos ; os perleudentes dirijao se a ra Jo
Vigario D. la.
car Ura rapaz portuguez ollerece se para
CtMir Ue \tuda 011 loja, quem quizer aunuue


DIARI O
D E
wammm
P-EBNAMBCO
pr Qahaixo asshnado pretende partir para I ber de nro vestido de camhraia do bom tom ,
oCear at odia m ou i docorrente, e posto rom palmas sainadas babado e rufo bico
que (tula liquidado quasi todas as suas con- de lindo no talbo duas ordens de lucos as
las leda va para que nao esquera alguir.a J mangas foi Curiado por lira negro do tanque
coii7a podem as pessoas que com o mesino do Sr Cali nao i furtou este vestido co-
tiverem negocie., apnrecerem at o refeiido mo outras pecas, dirija-se a ra de agoas
verdes D. 08.
di.1 na casa de Severiano no segundo andar
na praca doLivramenlo ; e como tainbem por
Calta de lempo tlvez senao despessa de todas
as pessias de sua amisade assim desta praca
cmodo mallo rnga a todas as ditas pessoas
que arceilem os seus coropriinentos ou des-
pLdida coro aauella senciridade o alTecto cor-
respondente aos nmitos obsequise atlenies
recebidas tiesta Provincia divido abenevolen-
ca decoraces la virtuosos ,e offerece seu
preslimo em qualquer parle em prova da sua
gralido aos servico das mesroas pessoas.
Livio Lopes Castelo Branco.
SST Os abaixo assignados Cazem cerlo ao
publico e principalmente a seus credores de
que Jlo Tavares Cordeiro Joaquitn Pinhei-
ro Jacorae Caelano da Silva Azevedo. Joa-
ouim da Silva Lopes Machado & Sanios ,
%2ff" Precisa-se arrendar um sitio com b?i-
xa para capim e que tenha terreno para ou-
tras pb nlacoes sendo na passagern da Ma-
gdalena torre remedios palmeira e gi-
qui ; quem tiver annuncie.
cy O abaixo assignado faz sciente ao res-
peitavel publico que imidou a sua padaria de
Ca/.er bolaxinha ingleza e americana de todas
as qualidades que tinlia na ra da encala
vellia para ra da senzala nova D. 7 aonde
continua a servir seus reguezes bem tanto em
obra como em preco. Guilherme Purcell.
Avisos Mar iti inos.
de largura com bastante criaco, junto mes-
ain a Igreja a cima ou a pracinha do Livra-
mento l). 2 3.
S2T" Um moleqne de bonita figura de 16
annos de idade com principio de cozinha ,
bom comprador de ra e muito hbil para
aprender qualquer oficio e sem vicio na
ra da Gloria sobrado de um andar defronle
do convento.
tsy Um raoleque de idade de 16 anuos,
de benita figara sem vicio nem achaques ,
e com principio de cozinha e urna negra de
idade de ao annos. robusta e de boa figura ;
na ra nova p. io3.
t&- A dinbeiro ou a prazo com boas fir-
mas a contento as fazendes e armaco da
luja franceza sita na ra nova D. 3 a tratar
na roesma.
tsr Potassa americana branca e preta de
superior qualidade em barris grandes e pe-
queos; em casa de MatheUi Austin & Citn-
panhia ua ra dolrapiche novo n. i2.
tST Uma cisade pedraecal no lugar do
PARA CUHlAoHiate Nacional Flor de
__ 1 r 1 dcreiro com duas sallas quatro quario,
arangeira sabe impretenvelmente no da caiaereiru .u 1 *i >
1 ro/,1 iii fora quintal sufrivel com arvoredos
locorrenle ; quem quiser carrejaron ir c7in"a ,u,a ** ........-, iu.
AJanorlda Cunba Guimarie* Ferreira lera ,ad..
eawolado aos ab.ixo asonados a fim de que de assa drjqa.9e ^ da cadeia do Rp. de rucio e **">^JJJJfflS"
esmais credores o promplem as suas execu- cfc |oj. 'n. J j te d > mattos com Antonio Joaquim de Olivei-
ces e e a iodo lempo iio terera de que se p.\R \ O PORTO segu viagem com mu- ra Udu**-
la brevidadeo bem conhecido Bergantim Por- *&" ^m h
queixaiem dos abaixo assignados visto que
tendo sido convocados por duas vezes nj se tuguez Flor de Beiriz ; quem quiser carre-
reunio em numero suficiente para se poder ar 0u ir de passasem para o oue tem excel-
tomar aljiuma deliberacoem beneficio com- lentes commodos, dirija-se ao Capilo ou ao
mum.-Viuva Reg & Filhos. seu consignatario Manoel Francisco Pontes ,
S3T (,)uem tiver urna preta que saiba fa- na rua da senzala velha.
zer o servico interno de urna casa como co- PARA O ARACATY pelo A*. o veleiro
zinbar, engoromar ensaboar e a que ira Palabote Vingador, tem ja a maior parte de
em
escravo alfaiate e cozinbeiro
Cora de portas n JOJ.
9P3 Um escravo de naco ptimo para
se empregar em qualquer obra, urna escrava
de naco com bonita hgura cozinha, lava, e
he quitandeira ; na rua direita D. 20 lado
do Livraraenlo.
cy Viveiros com casaes de canarios de Im-
scidos no paiz lendo alguns ovos ,
{landres grandes e pequeos macuro ta-
lharim alelria a 2oo rs. a libia sevadi ,,
rio, Carinha de. maranio a i6>, sevadinli*
a 200 chocolate a jao a libra e azeite do.
ce a 800 a garraCa 5 na rua nova venda Da-
cima 3 j.
Eseravos Futidos
GT" Em 31 de Janeiro do corrente auno
Cugio de Bordo do Brigue Nacional Constante
um negro a inda bucal de nome Pedro na-
co Rebolo que representa ler 24 a ao" an-
uos de idade cor bem preta alio cbeiir
do corpo e de bonita figura lera urna daj
orelhas Curadas para brinco cosluiaa beber
o que Ihe produz grande alegra ; quem o
apprebender e-levar na rua do Amorim em
casa de Machado & Santos receber 5o 000
Un.o a estatura pelo menos de 7 quartas 0 Bergantn Nacional Jpiter ; quem quiser no piimeiro andar das6 as 8 horas da man
antes relorcauo do que fino largo dos peitos, carregarou transportar-se Calle ao Capito e das duas a cinco
tjCurcado dos lins de quartellas curtas e a ou na rua do Vigaro n. 7.
%sr
una -iii------------------------------ ,
Familia ^e mandioca a melhor que a
no porto pela sua quulidade e chegada
ltimamente de S. Calharina a Bordo do
Brigue Minerva ancorado na praia do Co legio
Que Cazem Jones Paln & Companba e em porco Irata-se com A. F. dos
sua idade ao menos de 4 annos e um mez. PARA LIVERPOOL Barca Ingleza Gol- Por, a 4oo o 'q"eir fi ? sd" e c'n
sar A pessoa que aniiunciou pelo diario den Fleece ; quem quiser carregar ou ir de dita a 4800 ; na rua ua cauea uo aecue 10-
de 8 do torrente, querer comprar dous quar- passagem dirija-se aos consignatarios Rus- ja "7- r moiUr ,i. I,.
l.l poisanle d.rja-se a praca da boa vista H Vjt|iors 4 Gompanhia. W F"'"1" de **aii
1). 15.------------------------------------------
t~t' Quem precisar de um moco portuguez lv G 1 l O
para caixeiro de escripia ou de cobrancas ,---------
que de ludo tem pralica annuncie. ts~ .
as" Aluga-se o piinieiro andar do sobra- por uteivenco do Corretor ;,Olivra sexta Braga rua da Moeda, n. 14'
do da 1 ua da Aurora D. 3 com muito bons Ceira 12 docorrente pelas 20 horas da manh ts^ Urna pequea porco de barricas com
coromodus ; a tratar nu segundo andar do no seu armazem na rua do trapiche novo n. semeas chegadas ltimamente de Lisboa ; no
%esmo. 16 de urna porco de pecas de estopa avaria- ReciCe rua da Cruz n. 12 escnptorio de Jo-
%ST O Sr. J. A. C. S. queira ir pagar a das. s Antonio Gonus Jnior,
^uantia que deve no bolequim da cova da on cr Que Cazem Jones Paln & Companhia tST Um escravo de naco de bonita figu-
ca noprdsode id dias do contrario Cata por intervencodo Corretor Olivera de Ca- ra sem vicio ptimo para todo o servico,
publico o seu nome e aquellas pessoas que o zendas inglezas a variadas sexta feira 12 do no beco do porto das canoas armazera de Joo
ajudaro a comer. corrente as 10 horas da manh no seu arma- Teixeira Basto e Silva.
er* A pessoa que annunciou ter craveiros zem deCronte do trapiche novo. CT Sacas com larinha muito* boa chega-
para vender annuncie sim morada. ------------------------------------------------- das ltimamente do Rio de Janeiro ; no ar-
S2V Pedro Velho de Mello Caz sciente ao C O 111 I) T 11 S mazem da qnina da praia do colegio que fica
respeiiavel publico que pessoa alguma ue- ------------------- --------------------------- deCronte da ramp do caes de palacio.
gocie com Antonio Feneira lie Melio e nem CT Um cavallo que lenba alguns andares1 cr Vinho tinto de Bordeaux em quarto-
accei tem em pagamento letras ou crdito pas- e que nao esteja magro, e sendo por preco las, dito superior da madeira secca e ma-
sado pelo aniiunciaute pois que leudo o dito comroodo ; quem liver annuncie. vasia dito de bucellas velho na rua do Vi-
Feri eir em stu poder um crdito do onuun- tW Um quarlo novo sem achaques dan- guin, it'
ianle e algumds letras ja vencidas, agora do-se por elle 25 a 3o 000 -y quem tiver an-j s*y Uom sal do Ass grande e claro; a
i^j- Uro diccionrrio Magnum Lexicum em
bom uzo ; quem liver annuncie.
Vendas
chega a noticia do aununci. ule que o dito I
Feneira quer negociar ditas letras, quandu
o anuutiaute lem pago na culttoria de S An-
tonio algumat letras do mencionado Feneira
enclocadas pelo aununciante em 185g e lfijo
por cujo ii-o-i.o lem o aununciante chamado -
ao sobredito l'ei reir para liquidaco de con- tST CAUTELLAS da Sociedad Fortuna
tas ao que elle se tem uep.adu por isso roga Typogralica, da Lolcria da BUAVISTA ga
o aniiuiiiianle ao mestno publico que nao id- nhandu a vigsima parte dos premios, cabendo
co transa cao coas o mencionado Ferreira so- m sorte de .j ouo,ooo reis duseutos mil ris, a
hie ditas Itias ou ciedito do annunciante por preco de 36o ; nesta Typugrafia na praca
ler o dilo leiiciid uzido de rea C da Independencia n. 20, na rua larga do
tsy Quem piecisar de um leilor para um Rozario loja de miudezas D. 7 na rua do
Jeilor pai<* alguiu sitio, dirija-so a rua do Collegio loja de relojoeiro, e no largo do Li-
collegio botica 3 de Cypriauo Luiz da Paz, vrcmeuto luja do Sur. Gabriel que tica no
ou annuncie
s^y rreuda-se urna propriedade em o
lugar de Mara Carinha com casa de viven-
da com commodos para urna grande familia ,
com olat;a duus ornos d? cal salinas, co-
queiros, cajuewos e ouirus Iructeiras, ma-
tas, ierras de lossa e lavouia cercado para
gado : quem r.< tender dirija-se a Joaquina
Ju.-.e 1 entila ue Caivalbo escrivo mura-
dos na rua das tiiucheias
:^r liecisa-sede urna ama de leite sem
ill.o e parida de pjuco lempo, preleiiudo-
se captiva; na rua do Uupiciie novo l3 as
casas doSr. erculauo AlveS da Silva.
\_-.;-*' ^a rua dos Burgos 110 forte do mallos
na nadara de Carlos Liters acha-ae a ven-
da i.as quartas e sabbados pao de sentelho de
bULeriut qualidade e mullo substancial, pe-
la qualidade da Camina e asara com que he
hito.
s&r A quem ur c'erecidoou quem sou-
principio do beco do Padre.
tjjr O Biigadeiro Jos Joaqun) Coelho ,
vende um cavallo de bonita figura e bom
andador ; quem o pretender procure ao p
da ponte da Magdalena em casa do mesmo
Brigadeiro.
t_v Urna porco de Ierras ptimas para
tdificar-se um bom engeuho compiehcndo
dilas Ierras mais de nieia legoa de lesie ao v>le
e 800 bracas de norte ,ao sul com boas rralas
viiens e capueias a pouco demaniadas ,
cujas ierras to itas na ieguezia de lpojuca
leoas
, vende-se a
e
distante desta piuca .o
dinbeiro ou com melade a visla e outra
metade em piestaces com firmas a contento ;
Irala-se lio cngnlio Conctico daquella lie-
;juezia com o propiielario do mes.1.0.
f&T Urna casa terrea de pedia e cal com
solio no aliuhan.ento da rua da aurora, em S
Amaro, com u 111 grande \iveiro de peixe ,
(uniendo este 660 palmos de oawprido e Ico
bordo do Brigue Escuna Raiuha do Anjos
Cundiado ao p do trapiche novo
SSP* A posse de um terreno na rua da praia
atraz da ribeira com 29 palmos e meio de
Crenle e 35o de Cundo, lendo metade ja
altera ln com a trente levantada at altura
de receber travejamenlo ; quem quiser an-
nuncie.
QZ3- Tijolos de alvenaria de muito boa
qualidade na olaria ou posto no porto da
obra por preto commodo; na rua do Quei-
mado loja do S e Souza junto a loja do Snr.
Joaquim Claudio.
C7* Cadeiras americana tanto de assentos
de pao como de palhinha ditas de balanco ,
camas de vento de amarelo muito bem leitas a
45oo, ditas d.: pinho a .i-joo e taboado de
pnbo da Suena com 5 polegadas de grossura
e com di ti ere ti les comprimentos ; na ruada
Florentina em casa de J Beranger.
S35~ Moendasde Ierro para engenno d'agoa
e nitnaes de vario lmannos tambores
para armar-se a moderna maquinas de#va-
por de torca de 3, 4* e t> cavallos, por pre-
co comroodo laxas de Ierro balido e cua-
do de todos os tamanhos urna prensa hydrau-
iica para emprensar algodo e bombas e
sei ras compridas para engenho : em casa de
Fox & Slodart na rua da seuzaU nova L). 1.
%Sf- Um molatinho de bonr.a Mgura sem
vicio algum de idade de 10 annos por
commodo preco ; na rua eslreita do Rozario
arniaze n de traste I). 3i.
19* Barricas com breu 7000 ditas com
sardinhas novas batatas 4^ a arroba sal
de Lisboa a oo, OMrsaeUda muito itova em
pela apprehenco e mais u.-oa gratifL-acJo
proporcionada a seu traballio.
IS3T Do abaixo assignado e de sua faien-
da da \lacambira termo da Villa do Pej-
queiro Gomare t do Brejoda Madre de D-
os Cugio em dias de Setembro p. p o eserj.
vo Joaquim creoulo filho do mesmo serto
oqualu bou ve por beranca do seu sogro o
finado Jos Coadeiro Moniz Falco; os si al-
es do escravo sao os seguin'es; alto eheio
do corpo cor bem prela pernas bastante-
mente grossos Calla algum tantJ rouca ten
o vicio de embriaguez he bstanle praico
as estradas do serto pois em outras fugU
das tem-se dirigido para es serles da P ira-
hiba. Tem sido visto na povoaco de S. lien-
to e Cacimbo termo de Garauhuns e l-
timamente que lomara para panellis de Mi-
randa : quem o pegar leve ao atierro da B01
vista que lera 5o,00j de gratificacio. Fran-
cisco Xavier Pereira de rito.
BT -No dia 3o do mez passado Cugira %
eseravos creoulos, ambos irmas um de no-
me Pedro de idade de 23 annos estatura
regular as pernas um tanto arquiadas, dea*
tes limados e um delles paitido na Irenla
da boca bem Callante urna orelha Curada ,
ntitula-se Corro, julga-se ler couduzidj u:m
mulher Corra bastante trigueira de nome
Mara baixa seio um lauto grande den-
tes limados ; ooutrodenome Jos, de Ja-
ne 22 annos alto nariz afilado com urna
sicatriz de um talbo pequeo em cima do na-
riz ambos costuma Cumar, os quies julga-
se ler liido para o serla por serem bastante
pratico nos caminhos; quem os peg.vr leve as
5 pontas D. 9 ou em S. Anta a seu Sr. Lu-
ciano Roza de Lima que recompensar.
C^ JNo dia 2 do corrente sabio de casa um
prelo de nome Pedro anda bucal de na-
co banguella anda nao sabe diier quem be
seu seubor levou camisa de alg>doiuo,
que anda nao Coi lavada calcas de algoJo
azul estatura regular pouca barba u.u
pouco cacundi anda com a cabeca bai.va,
magro do corpo tem o ol!o direito mais pe-
queo Coi visto meio dia adiante da Estancia
huid i para o manguind quem o pegar le-
ve a rua do Vigario 27 que ter 20,000 de
gratificacio,
%ST i\o dia 8 de Fevereiro Cugio urna ne-
grinba creoula de nome BuedL-ia be a ro-
nbecida pelo hipilheto potassa, baixa,
gordo beicos grossos peitos e boca grande,
nariz chato cor fulla ps e mos curias,
levou vestido de dula e panno da costa i
quem a pegar leve a rua do Collegio botica
U 3 de Cypriauo Luiz da Paz.
S3?" Fugio um moleque de nome Joaquim,
de naco angola sem pona de barba ofi-
cial desapaleiro secco do corpo anda ves-
tido de calcas e jaqueta branca, e chapeo
preto ; quem o pegar leve na rua da senzala
velha loja de Francisco das Chagas.
iUoviiiieuto do Porto
""NAVIOS EN'r^ASlio DI A 7.
150S L'OiN ; .43 dias brigue Americano A.
Tyler de 225 tonel. i.ap. liuox equip.
10 carga plvora e eouros ; a ForsWf
& Companhia.
SAH100S NO MESMO DIA
CANAL, Patacho Sueco Alert, Capilo E.
liaml'aen, carga assucar.
STOCKHLM 5 Brigue Sueco John Capi-
lo &. T. Wulif carga assucar, e couros.
CANAL; Galota Holandeza, Renke Ca-
pilo G. li. Glem carga assucar*
ENTKAUUS ISO DA 8
ASSU'i lidias, brigue Escuna Nac. Ral"
nlia dos Anjos de iba tonel., Cap. Man0'
el Perqira de bk equip. i3 carga sal: *
Viuva de Gonsalves erreira & Filbos.
No dia 9 nao entraro nem sabiro embarca-
coens.
RKCIFE NA TYP. DE M. F. DE F. -.<' I


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID E80AMAWFS_FSHSZ4 INGEST_TIME 2013-03-29T17:17:58Z PACKAGE AA00011611_04226
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES