Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:04210


This item is only available as the following downloads:


Full Text
ANni t>R 1841. Quinta Feira
_______. i ii
Xoda g'-B depende cte nos ftMsmrt ; da noto* prudencia, wodtra-
r.'o euarjpa : eoiitinuenai esmo principiamos, scrcinos apcnladoc
o n' adinir*fSo entre a* Nacoes mais cultas.
Proclamado da Ascemblea Gcral do Brsil.
?o-*
Subcevc-se par* esta folha a o/ooo por quartel pagos adiantacio*
nesta Typ jgrafia ra das Cruzes D.5, na Praca da Independen-
cia, n. b; e 38, onde se receben correspondencias legalizadas e an-
niincios insirindoise estes gratis sendo dos proprios assignantes,
vindo asignado*.
PARTIDAS DOS CORREIOS TERRESTRES.
21 DE.JVNEao, NM. Ifi.
Cidad* da Parabibe e Villas de sna pretendi ...
Dita do Rio Grande do Norte, e Villas dem .
Dita da Fortaleza e Villas dem ..........
C!dade de Gcaf.ni '. i
Cidadc de Oiindsi *.. ...
VjiUadeS. AntSo
>Seg. t SexUs fariU,
4 Todos os dial.'
Quintas f'ei ras.
Dita de Garanhuns e Povoaco do Bonito.........lo, e 14 de cada mes
Ditas do Cabo, Serinhaem, (lio Forraozo, e Porto Calvo, i, |l, 91 dito dito
Criad* das Alaeoas, de Macei............dem Uam
VUli de Paja de Flores.....................dem l\ dito dito
lodos os Correiot partan ao mtio ffia.
PHASfcS DA LOA NO MEZ DE JAN.
La ('.' ein 7 as oh. 55 m. d tard.
Quart. ming. a *4 as 10 b. 18 m. da'man.
I.na Nova a 01 1 h. e ,, m. ri man.
Quart. crcsc.a'o as 8h. e.3y m. da man.
Atare theia para o da t de Jantaro.
AS 5 horas 1 4' minutos d manhi/
As 4 horas e 6 minutos da tarde.
CAMBIOS. -. Janeo 16.
adre......30 a Si d. por t fuon ced.
List ......*"> P1 ojo prewia pjr metal oCorecda.
Franca...... 51o reis por franco.
\no7J"Bfir0 ,M,r- Co"P- Vm**i
UUK Moedads 6^00 reis, velbas M8jo i5jno ,
M'm 11 ., novas MSao U9a-j
" m D'x"% de 4^ ,"*'8' H&ioo 8foo
PKATA Patacoes Bmsibiros ijb8o 1730
Pelos Columnarios---------- ijESSo 1^700
',, Ditos Mexicanos--------------Ijp8e ijjcoo
.. Miuda........--.--- !#<<>- ^460
Descont de bilhetes da Alfandega 1 118 por loo ao mez.
dem de letras 1 i|4 a 1 ija por boasTiriaas ofrecido.
Koed de cobre la 3 por ico de disc.
DAS da semana.
iS Wgonda S. Prisca V. M. Audiencia d Juir d Direito da tj
vara.
19 Tarea a Gumita Re M. -- Relaco e audiencia do Jais de Direito d
1. vfera.
ao QuarU S. Sebas io M. Audiencia do Juiz d Direito da 3 vara,
al Quinta S. Jgoez V. -- Audiencia do Juix de Direita da 3.-
vara,
ai Sexta S. Gaudencio B Au iencia do Juix de Direito da 1. vara.
29 Sabhado S. Ildefonco Are. -- RellacJo e audiencia de Jui de da 3
vara.
?4 Domingo N. S. da Paz,
PEANA MBUCO.
para Ihe ser presen'e a importancia dns I d'Administrneo do Hospital Ragimenlal da
vehcimi'htos do destacamento perter.cenle no! extinto Bataltio N 7 de Cacado'es da i.x
mei de Desembro do anno findo. cojos papis
de rontabelidade accosava rec?bidos
Dito Ao Prefeito da Comarca dsendo-
Ihe, que fcava entregue do soldedo desertor
Manon I Francisco, que acompanhara o seu
olli-1 > de 4 do corrente
Difo -r- Ao Teneote Coronel Cormandan-
le do deposito enviando lhe os papis de
conlabelidade do deslaca ment de Giranliuns
perlencentes ao mez de Desembro do anno
findo, e orrienando-lhe que procedendo o
ajuste de eonlas. Iiouvesse da entregar o sal-
do ao primeiro Commindante J. dos ti. Com-
peli
Dito Ao rapimo, lrettenda-lhe o ta-
pis de contebelidade do destacamento i Na-
saretl
Linlia a flm [e serem recoltiidos ao respe-
ctivo arquivo al qu* se apresentero os do-
cumentus que Ihe sao relativas e que
devem ser entregues pelo Major Filippe "Du-
arte Pereira l'resideile do mesiiu Con-
sei lio.
GOVERNO DA PROVINCIA.
Expediente do dia i5 do corrente.
Officio Ao Prefrito interino da Comarca
de Nasaretb nulborisaudo-o pira engajar
o Corneta de que precisa ojes taca ment res-
ppetivo, deveiido rfmet'er 'Jo Commandanle
Geral do Corpode Policia a filiado do indi-
viiJii qin- f.n- engajado
Dito Ao Engenheiro L. L. Wanthier,
orJenando-lhe. qie fornega ao Insuector (ie-
ral das obras Publicas alpnns niveis d'agoa,
e mais instrumentos que llie sero restitui-
dos loo que nao forero precisos..
Dito Ao Inspector Geral das obras
publicas, comrounicando-lhe a expedicqo da
ordeni su pa.
Dito Ao mesmo, resoondeni'o, que de-
ve por pm praca para serem arrematados era
globo os lornecimentos dos materiaes de Car-
pina e de pedreif o, e os servicos dos serven -
tes necessaiios para a renovaca
entrada do Norte da Ponte d
, __,i j 1 j "* 1 soldado Vlarlinlio l'into (Jp KuliiO, p. uau
disloque andando pela secunda vez em ora- j nao ob?l.nte tsrem anda Jo ujr duas veas em
. .___ \. j estar as ctreunstanens de servir 11a pnneira K
ca para serem armtfatados por parte uao ap-' r ; pra^a sao agora postos era praca os mesmos
parecer So licitantes. ... ,_ n ^ ^ j i'orimciaientos para surem arrematados en
Vrta,: 1 j j ri ^"3 Ao Tenente Coronel Cisnniandan-' 1 ., c
roara -- Ao Comrcandantc da Churrua ,-v ,. ,1 .globo era execucao das ordens do fn.n. Sor.
j te do.Deposito mandando dordem da 're- > ?,.: j_.... j. U_T_:^_5. .1- r .1.
sidencia communicada era ollicio datado de
Diversas Reparicoes
CORP.EI,
O lirijjue Indianno de lie Commandante
Antonio Carlos de AzeveJo Coulinln pre-
tende sahir no di* a5dj corrate pira o Rio
de Jineiro.
O Brigue !5omJesu? receba a malla para
relativos ao inez de Desembro, e Lisboa hoje, ai as onze lioras da raaiibi.
mandando que a importancia respectiva fosse I
entregue o Cabd Manoel Josc Soires.
Portara Ao Major Commandante interino
031US PUBLICAS.
Sao tenda bavido quem se i'.opozesse a ar-
rematar separadamente os rbrneci raen tos dos
,ltl7uewr- do Esquadrlo numero 4deLi.iha. mdanlo ,', H'-*ue.ue oirornec. raen tos uos
T .do1,rf" d'ordens'da Presiden^.i communicada ero maf'aps d W>a e de Ped.e.ro e o sar-
ao do Caes da d d| de ) corrente dcir ,lealls|a w ventes necessanos pira a reiiovacao djcaes da
los Carvalhos, .^ vlarlinho pin,0 dp Bu|,l5a nio ; entrada do norte da ponte dos Carvalbos t
quien baja o tenga noticia de ello de a da
en la Calle del Vigario I) i.
N. M. de Seixas
V. Cnsul.
CONSULADO BRITANNICO.
Faz-se sahr aos Subditos Britnicos re-
dentesem Pernsmbuco que no dia quarta fei-
ra 17 do corrente Janeiro ter luar no Con -
subido de Sua Mage*tade a Rainlia da Gram
Breanhs na do 'rapicie novo oajunta-
ment) proro^ado dis ditos Subditos ao recio
da m ponto daquelledia.
Consulado Britnico era Pernambuco 19 de
Janeiro de 1S4 1.
J. Goring .
Vice Cnsul.
Corie.vpoiHlencfi
Arapbitrite, para faser-se de vela e seguir o i *
seo deslino no dia 16 do corrente mez, j *'
n;.- a i~m i.i/' l- B dardemicao ao recruta Pedro Princisco
unaAo Commandante da Companhia N .
de operario Engajados para receber e des- iNola8CO
THEZOURARIA DAFAZENDA,
Gipediente dodia 4 do corrente.
Officio Ao Contidor d< mesrai T^ezou-
sua en -
tribuir pelas olfacinas da mesma Corapanhii
os orlaos Joaquitn Jos de Santa Anua Jos
de Santa Anua Jos Faustino de Fi?uere-
do e Francisco Moreira Lima que Ihe serio
enviados pelo Director do Gollegio de O r"!a "emetlendo-lhe por copia para
li,Kj8, i tilhgencia a ordenado Tribunal do The-
OliicioAo Director do Ccllegiodcsor- : souru l'M}C01 Nacional N tn do anno
fos commuiiicando-lhe a expedico da 01- P. andando entregar a I'rrnnsco Anlo-
dera supra. n, "ance de Leo a qnantia de 4 7tjUalo rs
j Dito Ao Director do Arsenal de Guerra
COLMANDO DAS ARMAS
Snrs Redactores
Qtiando urd bomein oibndido era sua re-
putaeio injuriad > ou calumniado se tor-
na discomraedido e ian;a sobre seu adver-
sado algumas diatribas e eitt retorci as
ofensas recebidas salta pelas rearas do decen-
te, e honesto para atolar-se no lamaral das
pessoalidades lem a frac* disculpa d; se jul-
gar 110 estado da alucinacao, sera o preciso
sangue fri pira releiir mas que o Sur.
Canuto de Figueredo a quera neuhura dos
eleilores dos Alionados era levemente ofen-
den, e muflo menos odij'iio Suh-prafeito da-
"-T nuellt lo.Jar que ein sua communicico of-
D do prximo luturo mez de Pevereiro aura A
. lina
Presidente di Provincia de 15 do corrente. O
abaixo assi,<;nado convida pois as pessoas a
quera conviar este contracto a coraparererera
na casa da Ins;iecgo competentemente b i be-
litadas da fiadores iJoneo. nos das 1 3, e
de ser tondoid esta anemataco
Insecco das Obras Publicas 18 de Janei-
ro de irJ4i,
Moraes Ancoia.
PriEFEITfJRA.
Parte do dia 19 do correle.
III.11. e Exm. Snr. Partecipo a V. Ex.
; remcttendo-lhe a conla dos Livros que foro
Expediente do dia 8 do corrente. W.dos ao.mesmo Arsenal pelo porleiro quedas partes bnjereceWd.s, consta nao ler
da 1 besourana aura de mandar rerolher: occonido novidade.
Officio Ao Tenente Coronel Comman- eo cofre
importancia de. C0LLE T RJA DO MUNICIPIO DE O-
LINDA.
Ansuncio
O CoMector da Decima e Ms I.npostos do
Monkipio de Qlinda manda lser publico
a quena convier que esta autborisado pela
Thesouraiia das Rendas Provinciaes para
receber a meia sisa dos escravos, era virtude
da Lei Provincial numero 87 de 6 de maio
do correle anno Artigo 41, al que se ultime
o pfaso de 6 meses, que se Goda no dia aa
do Curreote anno dia este era que se ultima
da mesma a sua
danle do Deposito, teniettendo-lbe os papis 66Ujooreis,
de ccnUbelidade do destacamento de Gara- Dilo--Ao Major l'iippe Duarte Perei-
nbuns, perlencentes ao mez de Setefnbro do ra para fazer at odia -jo do corrente a en-
nno prximo passado que tinbo devolvido trega da quantia de77aU3;o reis. que fi-
orespectivo Prefelto para reformalo-os, e cou por saldo das quantias recebidas para a
^is'endo-lbe que poda ajustar suas con tas obra do Hospital ttigimnlal do extinto Ba-
comomesmo destacamento, Coa o primeiro talbode Cacadores de 1. Linha e bem
Camtriandan!e J. dos R. 'aupe lo, que es- nssim os documentos relativos as roesmas des-
tava para i.-so aulliusisado. pe/as existentes lambem em seu poder se-
Dlo -- Ao piesmo transmittindo-lbe os gunddoffixio e do Commandante das Armai de
papis de conlabelidade do destacamento do lade Juubo de trJJt) e os Liveos do Conse-
Limoeiro, relativamente ao mez de Desca- lio d Administraco das mesmas obras,
bro ultimo, e ordenando Ihe. que ajusfando que o acompanhara.
suas cuntas com o mesmo dtslacamenlo ale' o dem do dia lg
lira do auno p, passado, etregasse o saldo Dito-- A Inspector d\\lfand;a e cm
o porta Jor Sargento PedroGonsalves de Cal- o requerimento de Alearon di C que acorn-
is Brando. panbou a ordena do Tribunal do Tnesouro
dem do dia g, Publics Nacional de 9 de Deiembro do anno
Dito ~ Ao Fieeiio da Comarca do Lrico- passado, afim de informar sobre a preten-
"0 aecusando recebido o seu officio de 4 ,o dos mesmos
lo corrente, que involvia os papis de ron- Portara -- Ao Tbesoureiro d Faze\da
tabelidade do destacamento no mez de De- mandando entregar ao Bacbarel era Bellas
embio do anuo findo, cuj importancia se Letras Isidoriq Francisco Meiiellis por
entregara ao Sargento Pedro Gonsalves de contada Tnesourarii da Provincia do fc'a-
Caldas Brando, deduzida a quantia de iioU ranho e era cnlonnidade do O.ficio a
Inl reis, qne por conta se tinna abonado. mesma portara incluso, o Exm. Prest-
Dito Ao Prefeito interino d- Comarca dente desta Provincia a quantia de ioiU rs.
de JNasarelb comrounicando-Ihe em res- Dila Ao Eocarregado da Ccntabelidi-
posta ao-seu officio de 6 do correle que&o de {Militar remettendo-lhe tris livros d'i,-----,
A**Voft)fcaoel Jos Sobres se tinha entregue Conlabelidade e correspondencia (ft conseiba | enca luega-se por esta Caoceliena, a
filial ao Prefeito desla Comarca na'o 13115011
o menor equivoco, que deixe entrever qual-
quer olFenca para coro o Snr. Canuto se a-
prescnlc com as palavras de sua carta volun-
ta- ia virulenta, e insultnosa corresponden-
cia, feriado a smo j a todos os eleilores de-
nominando a sua totaliJade com oepillieto de
porca, e j directamente ao Snr. Sub-pre-
fetlo lie na verdade o proced uento mais
reprehensivel, que imaginar se pode, lie u-
uiu conducta que nao coad una com a pre-
stimpcio, que ba de ter de lionera sisado ,
de liomem probo o Sur. Joaqun) Canuto de
Figueredo.
Le-s.! o Respeilavel publico ao traba'llio
de ler a coramouicaco Otacial do Sor. Sub-
prefeilo e co:nparaodo-a cora a Correspoo-
deocra do Sor Canutro ver de que he
capaz urna alma baixa vea al onde
ebega a vileza do Snr. Caouto at oode 6
seu dispeio 00 meolr at oode a sua terae-
ridade no ataque leito a buraa Antb >ri Jada...
e a bas poneos de Cidadjs encar.egados
da alia mi3so_ de elleitores daquella Pa-
o praso da affixacodos EJitaes nesle Mu- ; r0C|Ja#
pB, segundo o -desposto na referida Le I gim ( Senhore Redactores nao fez parte
(w.doqueseja nao se podara receber meii dft COlI10Iicacu ao Snrs. Sub-prefeito a pes-
is, d somp-asqua a vista do papel de tra- a Q Snr> jjanul0 f e neto era possivel que
tloconiUr m-s de tunta das de sua dacta, Q g|in ^ub.preiejj,, se lembrce de se-
ultimadoorelerido praso se proceder con- menian|e lijde : que diiem ter abandcoi-
., ..____; .,,.,.,irnn r _
tra os que nao romparecerera.
Coliectoria de Oinda i5 de Janeiro
.84i.
. do covardemeote o campo dos sens eseoe-
gado a tbe a cota pecuniaria que Ihe cou-
j be como sacrificio da empreza.
di- ,vaa* Fique certo o Sor. Canuto de Fguere>lo ,
Joao Goncalves Rodrigues tranca. (jue |1n{,uem 9e lembra de sua pessoa para
V.CE CONSULADO DE S. M. CATHO-nada, e que quaudo a semelbaoca dos repus
LIC1EM PERNAMBUCO venenosos lansar sua baba impura, e lerir
F.n esta' CsuceUaria de Espaa cu esta com seu denle atraicoado a Cidados res-
Ceudad se necessila saber se s vivo u peitaveis achara sempre prorapto pira res-
n:uerta el Subdito Espaol D. Feliz Lu- ponder-llie com toda ifnr8l
arle natural de Alicante. Ea su coosecu
Hum dos Elleitores feudidas'.


9
DIAlirt
m
Eli Ji- ..'-
DE PEUNAMBUCO
i i mi ii "i
MNMHM6SK
mate
Noticias Estrangeiras
ESTADOS-UNIDOS.
Gc'firo republicano na sua rnaier pureza, o-norte, nadirecciodalba de Cbussan. Etn.eedesse conservar a posse do Egypte. Ha
\ Nenhura hornera nasrido de nwilbrr leve ja- Maro fv-ava todo em socego motivos para acreditar que o Governo francez
mais tal occasio de dar tnpa.noa direceo aas Secundo as ultimas ^noticias
A revolucao de i84o Eleico do Gene-
Tal Harrison para a Presidencia Sua pol-
tica e conducta publica. O que faf elle ?
A potente revolucao da opinio popular ,
que elevou Presidencia (ios Estadov-UnMo
o venerando patrila o General Guilberme
H. Harrison ser urna era memoravel na
historia civil, moral e poltica desla gran-
de Repuplica para es 6eculos luluros. S um
povo iutelligente independer e orgulho-
so poderia subir to alto em poder e fl'ei-
tuar tranquillameute na urna eleitoral urna
mudanca to notavel em op pos ido aos ho-
mens do poder sem mais armas do que as
moraes. Provavelmente para cima de a,ooo 000
de votantes expressara6 a stn opinio sobre
esta questo eprovara quo fcil a um
povo livre o mudar os seus governanles e al-
terar a aeco trftk' governo sem recorrer
torta pbysica.
Poim entretanto que todo o paiz se rego-
zija por esta feliz snedauca nao percamos de
vista a mesraa mudanca dos principios en-
volvidos na contenda das questoes asstm esta-
bellecidas por urna aj peludo para o senso
moral da naco.
O quedever fazer o General Harrison?
Que poltica dever elle seguir ? Dever aca-
so seguir as pegadas do General Jscksou e
la.er-secalieca de um partido em vez de ser o
sobtib Presidente d um povomoral e inlelli-
gente ? Dever elle obrar sobre o detestavel
principio de premiar os seus amigos e pu-
nir os eus inimi^os as^irn como le* oseu
descartado predeceasor ? Dever dictar ao
Congresso da Nago as ondulas que lorero
exigidos pelo Lera uo paiz ? Dever ser o Pre-
sidente d'uma acco em vez de ser o chefe
d'um povo grande e livre ? Dever proscrever
ztetade da naco por amor da opinio cerno
fez o General Jackson e tollter assim.a livie
aeco do entendimeulo e da razo ? Devera
manejar por si s o poder monetario do Go-
verno e uepar ao Congresso o direilo de ter
inspec^io sobre o Tbesouro Publico? Em
surrroa, dever elle continuar os inlelizes e
estpidos prejuizes creados por Jeflerson e
Ada* ; e nao adoptar com preferencia a vi-
gorosa independente, e patritica poltica
do sanctificado Wasbington e derribando
todo o partido e toda a lacio ser o Presi-
dente d'um povo unid e feliz ?
Foi no 6m do seculo passtdo e no princi-
pio do presente que cemecarao nesle paiz ai
infeliies lutos dos partidos. Foi no conflicto
entie Jtffersun e Adams que pricoeiro se de-
senvolveo auuelle infernal espirito a quede-
vendos todas as nossas perturbaces desas-
tas, erevoluces. Foi na elevado de Tbo-
Uiaz Jftlerson que pt'.a primeira vez foi orga-
ifisado este espirito de partido por aquel le ve-
ndando bypocrila era toda a woral e religio,
e in: posto sobre o paiz como o reu governo de-
mocrtico. -Desde ento at o piesente
excepeo d'um raio de luz no lempo Menrce, este nleliz paiz tem sido dilacerado
pelos cenuptos politices dos partidos conten-
dentes,
JNa elevado do General Jarkson houvees-
pemneas de que resurgira a poltica paternal
de Wasl ington. Elle subi ao poder sob
promessa de nao rerenbecer partido nem fac-
Colg&, mas decbr3r para tedo o povo.
Apenes se stntcu na cadtira Presidencial foi
logo rodeado d'uma rWco de esj.iritos bai-
les inltresseiros e\i' que sob a direceo
de Marlinho Van l'uien fizera reviver com
iraicr forca rttedantts a odiosa oligarchia do
espirito de partido gers.do e produzido por
Tlonaz Jelteison. Mr. Ven limen foi elei-
toPietidtnle n'um momento d'illosoria pros-
)eridnde. mas em lugr de entender o seculo
un ( ue \i\iu nao dii.iiif:vio a sua adminis-
trado seno pela u,esm-> pollina mesquiiba
e atanbada dictada pelo espirito de partido ,
e dirigida 101 polticos sem prirui ios. Pre-
miar os feos amigos e punir os s;us inimi-
gos -- dar os despojos a?s vencedores era o
ubico objecto e hm uo seu governo....
Poiem o paiz tem a;ora drtrgado a nm lem-
po de ielitidade. O General Harrion um
des lanoc patiiota rio seculo pBtsOtfa (oi
tle< ado ao cargo mala svi!.li;i.e da ter ja pelos
^ottsd'um povo Ilustrado livre, e mde-
irrcente. lNao s es seus cincidados a
Inglaterra e Franca loria a Europa, mas a-
t o mu.do inleiio e teda a poteiidade es-
ierrO que este vaio lonibdo puro, e ve-
1 tiaio (Ut a'iionlou a mcite no campo
pata servil o sru paiz levar aucalioa oLiu
que t.i ccn-eifctd pelo grande e bom Was-
Lmgion, dar ao mundo um exemplo do
< niitm eiu uiikphwi
Eleito somente por um certo prazo elle nao Dizia-s*> qe Mebtmet-Ali estava resolvido
tem motivo algum d'interesse proprio para a mandar sabir a esquadra porem julgava-
trabir a sua confanca ou apostatar dns aus se que nao ofaria porque o mareonal Soull
} 11ra me utos como fez o General Saekson. tinnarrvi*lo umofflciil a Alexandria como
Tambem temos confianca na sua firmeza nao- 'fim de-persuadir o Pacb da necessidade de
ral, e no seu, puro patriotismo. Seja a sua nao passar dos limites da simples defeza se
poltica derribar todo o partido toda a fac- quizer /iue a Franca intervenba a seu favor ,
cao. Descorce elle a misera vel raca de poli- sfim de resolver as quatro potencias adiadas
lieos corruptos e traficantes que se apiuho- a conceder-lhe o governo "hereditario drvE*
ara em Wasbington a pista dos despojos da gypto.
victoria. Nao remova ninguem d enprego Ibrabim Pacb estava em Damasco e to-
algum se nao aquelles que foiem indignos ou do o littoral da Syria excepcio de Acre ti-
inhabeis e seja essa inbabilidade ou indig- nha cabido em poder dos alliados.
*- ---------- *-
nidade examinada e provada publicamente
pernte a naco. Cerce as despezas do go-
verno, e suprima as que nao foretn precisas '
para levar ao cabo seus honestos intentos.
Ponha leraao guerra de Florida e iostitua
urna investigaiio aebre as auas causas, F-
naliBtMe-aeja u segundo Wasbington imi-
te o seu exeroplo e execule os seus preceitoa ,
porro eviteoexemplo de Jeffrson ou 3ack-
son governando este povo por urna cabala de
polticos, em vez da honesta vontade d'um
povo livre.
O General Harrison tem agora a roais pro-
picia occasio de r a ser o segundo -alvador
e pae d"este paiz. Tome pois lento no que
faz.
Os nossos fundos tinham soffrido algutna
alteracao : ficaram a 37 os 5 por 100 : eaa3
e um quaito os 3 por 100,
Lisboa J 2g de Noembro,
-Ibea
conlinuago da posse do Egioto. Se o en-
verno francez exercer lealmente a sua influ-
encia nao podemos duvidar da submisiao do
Pacb e nesse caso terminar por urna vez
toda a questo. '
Em todas os areenaes da Gr--Bretanh se
continuavam com a actividade os trabalhos
neces9arios para levar a urna foTca forraidvel
as esquadrasdo Mediterrneo.
Os jornaes de Paris do da i4 dizem que as
raspostas de ambas as Cmaras ao discurso da
Gorja seriara -mais enrgicas que o proprio
discurso-
O Constitucionel p*r;unta se aquella ener-
ga s manifestara por obras ou por paU-
vras ? E ajunta *' Wr. Thiers pede novos ar-
mamentos ; VI. Guizot diz que os que esto
ordenados'so sufficieHtes. Acaso as Camarai
adoptaro^ opinio dt M. Tbiers 011 a de \I.
Recerieroos bontem Foi has de Londres at Guizot ? ,,
3f. e de'Parisal 19 docorrente.
A Giea de Londiesdo di 17 contera no-
ticias officiaes importantes relativas sopera-
O Monitor da mesma data contera urna ex-
tensa narrao9que relau miudaiaiente as par-
ticularidades de uroa o lerado exe::utadi pwlo
Grandes preparos est fazendo todo o mun-
do fashionable '-de Nova Yoik para ir assis-
tir inaugurado doGen^ral Harrison como
Presidente dos Estados Unidos a 4 de Mar-
ro prximo futuro. Espera-se que baja urna
delegaco de 5o.oo psoas pelo menos ,
do Occidente para acompanba-k>: e esta sera
urna grande pooa na Gidade de W lahingen.
Em quanlo ao elfeito moral e profundo en-
tusiasmo patritico o apparato exceder
ludo quauto se tem visto desde a inaugurado
do grande prototypo de Harrison o Pai da
sua tatria.
O General Cass j tem sido indiciado para
Candidato da Prsideneia em 18.\ na Pro-
vincia de Monroe a leste de Nova Yat k.
Tamliem se tem fallado no General Scott em
fhiladelnhia. O Gen-ral Gass dara U
soberbo Presidente. File corobatteo na bala-
IbadoTbamesao lado do General Harrison,
e alem d'ist.i a um homem dotado das seibo-
res facilidades inle'lectuaes ; um Estadista
da primeira ordem dos espiritos delicados
Mas, alto l l Ainda muito cedo para dizer
mais. tonduzamos Harrison a Washington,
lace-se as mas riomeaces e desenvolva-se
a sua poltica antes que se pouha oulra vez
o paiz convulso.
(Weckly Herald.)
ticias omciaes mporianies reiarivas as ooera ------------ -- .
efies militares naSyria. Sao especialmente o- Marechal Vallee por me.o da^ qu, 1 conse-
teres^antes os ofEoio do Gommodoro N,nier ,! g" bastecer de novo a praca de Medea (Al-
por darem urna retalio circumstaniiada dns Se^la) ... -
movimentns que terminaram pela derrota de ; Apesar da inclemencia da eslacao Mrttinu-
brahim Pact, e a total desor^nisaoo e sub- vara os trabalhos da fortr.o^o da cap.tal.
misso das tropas de Solimio Pacb: Em um O Messager annuncia que para o iuluro se-
das seus officiosao AlmiranteStophr.l, lce-se f o nico thafio da larde que recebera cora-
a seeiiinie pas>affem, que pinta bem o coratter municacSes do Governo.
enrgica de Napier : -- De^mbarque | Conforme o Constitucionel do d.a i5 cor-
diz elle; em D'Jann no dia 10 de Setem- ra um rumor no PaUaio da amara dos lie-
bre, com o eserrito que me-Czesles a honra de patadas Ueque apenas se yencosie a votacao
,,6r debaixo do meu commando constando da resposta ao discurso do Thrnno sena
demilequinbentos h-iroens, entre turcos e as Cmaras adiadas para 15 rte Janeiro: ou-
saldadoa da marinba real, que por vezes tem tros ajuntavam que se Ihe seguira urna dis-
estado reduzidos metade daquelle numero solacio ; porem similnante opinio pareca
e at 10 de Ou 1 uhro tinharaos eito uns niuiidad,
cinco mil prisioneiros e lem-se vndo apre- | Pl oihas do dia-17 v*-se que a resposta
sentar quasi outros tantos desertores. Todo o dos Pares ao discurso da Coro* era enrgica
Lbano est livre : s Trpoli resta por tomar, <*no se llavia anticipado. Oepois de tjzer
e a meu ver ser fcil conquista se fr a- co ao par^graplio pacifico da falla accres-
tarado immediatamenle. nta Que a dignidade de uraa nacao a
Porm noticia de maiorj transcendenria a sik vida. A dignidade da nacao e cra ao
que recebemos pela mala do Vledilerraneo. da i coraco do seu Rei Os francezes bao de le-
lomada de S. Jood'Acre. nodia 3 do corren- van'ar-se ao vosso cbamamento e estam
le, depois dequatro horj de vivissimo fogode I promptos a fazer todoi os sacrificios antes do
urna e outra parte O Capito Stopford, filbo que consentir na degradado do seu pan. .,
do Almirant.! do mesmo nome bavis ebegedo Parece que a redaccodesle paragrapUo fora
a Malta na fragata de vapor Pbenix que le j suggerida pelo Duque de Broglre.
va a Inglaterra os ofios coirernenles aquel le O Marechal Sault bavia assi{-ivado a pro-
novo tri'umpho das armas alliadas. Toda, as modo de mais vinte obeiaes generaes sendo
___________1____:______.nM.. ,.n ..::.,.;.,,... ,1 ..^ /imap iriHos i^npiiif mi ttviinres verterles,
coiresponilencias remettidas por olliciaes da, es
quadra ngleza, concordamem que a praca fez
urna resistencia tenaz, e ficou quasi totalmente
quafle todos lenles ou majores gerrerit
O Nnivers diz que um numero consid
es.
que um numero consid era vel
de deputa ios de todas as secces da Gima-
Do Director de Lisboa de a4 de Novembro
copiamos O seftiiinle :
Os jornaes inglezes que recebemos por este
ultimo peqnele alcancam at i5 do corrente
e os Ir^nceies ate 11,
Continuam os primeiros a ocrupar-se da
1 I"".* I"1 m i, 1
lima iesis'clll.1'1 iriio, c ir iu '|un3i luiuiiiriiic 1 -- -,-.- .- .-- .------------------------ --
arrasada em consequencia do bombardame'- ra haviam amentado em votar contra as ror-
to. Calcula-se em n ais de 1 5oo bomens a per- tificaces de Paris.
'da dos egypcios dos quaes i:5oo pereceram j Menciona a mesmu folha que corra o boato
pela expl'oso de um paiol de plvora que se de ter o Governo recelado um oflii'fo de Itt
ii.cendiou. As bateras em (|ue estavam as- \ Cocbelet Cnsul Geral em Alexandria em
sesladas 3oo 1 ocas de fogo, fizeram fo,;o at ao que partecip que Mehemet-Ali ticara ntei-
ultimo mameniot O Governadjr evacuou a ramentedesaler.tado com a noticia de haver a
praca durante a noite e pelas 3 boras da 'es pudra franceza do Levante recebido ordem
madrugada do da 4 tomaram oosse della os para recolher immediatameute a
alliados.
Conforme urna parlicipacoo(E"ial publica-
da no Monitor do da ib, bavia Ibrabim man-
dado as ti opas que guarneci os pontos do
Cora efleito a esquadra composta deonze
iidusde linba debaivo das orden do Almi-
rante flugon bavia ebegado aquelle porto no
dia 1 -a des te mez. Os habitantes tinbam con-
nar-se da uauoasiiupas que guai iicliuim os puiiius uu t- '. vj iuuh.uiv. ......
mudanca de ministerio em Frama emos-SNor.e d Syria que se lhe reuniste.... ma corrido.as alturas a Gra de gozaiem aquella
'iliadura do carta de Constantinopla corrobora esta noticia, m.gnifn;o espectculo.
. .__ ._ ____ii_..l:_ i___:. ____i____._ i :.____- j_,i:. ,Oi........ ns ilS
tram confiar muito na poltica cor.ci
novo gabinete a qual dizem elles ser pode-
roan ente ajudada pelos acontecimentos da
Syriaj
'lem temado umscnsivel augmento em In
platerra as reunies charlistas assim como
oulras as quaes se censura a poltica do go-
verno relativamente Franca ; destas a mais
coneideravel foi a de Aberdeo.
t
e accre^centa quelbrahim htvia igualmente
leito recoltier as torcas que linha era Adaua e
Tarso, e nos defiladeiro'< do Tauro. Isto de-
monstra o quauto era mal fundada a opinio
dos que julgavam possivtl que os egypcios
maichessem sobre Constantinopla. Pelo con-
trario a concentrado de todas as tropas de
Ibiuhim as planicies de Batbeck e era roda
nsuierave'101 a ue Ai>eruaro. :--------
As foihas francezas lem travado grande po- de Damasco prova exuberantemente a sua ue-
lemca acerca do novo ministerio aiacando-o bilidade. Carlas de Alexandria datadas de 1
al{;urnas lortemente e delendendo-o oulras 5
poim o 1,un ero daqueilas maior. No en-
tinto a opinio da enmara dos depulados
deste mez leferem que os brusos oceupavam
Aii'iiian.i era numero de 1,000 bomens os
quaes juntos com as tropas uilomana-, se dis-
nerecta avoravel ao gabinete porque os puiiham a aUcar Ibrabim. Entre tanto nao
membros eletos para redi;irem a resposta ao
discurso do tbrono sao todos do partido mi-
nisterial.
Por cartas de Argel consta va que o exerrito
francez tinba passo oulra vez a cordilbena
do Alias comecando deste modo a campanba
do outono. Lizia-se laa.bem que Ab-e-Ke-
der tinha rcorrido de ura liro de baila que
11cebera n'um exercitio de loga a que as-
aisto.
hecefceram-se em Inglaterra noticias da
China at 3 de juibo ; liuha j comeado o
Lloqueio de (. amo. Parte da forca naval -
iou estacionada na embocadura dorio, eo
resto seguio com a tropa de desembarque pata
se sabia anda com certeza qual era exacta-
mente a posico relativa dos dous exercitos ,
ao mesmo lempo que nao baduvida al^uma
acerca da iusuir. icao geral dos habitantes da
aio.'itanba a (.auto que lbrahim liuba-se
visto obrigado aempiegar a sua cavallaria
para tonseivar deseiiiDaracatias as suas com-
uiunicacoes com Lgy lo.
No Morning Chronicle de ao l-se o que se
segu :
Sabemos que o Gabinete de Vienna ins-
tara lorlemenie com o dasTulberias para (iui
empregr.sse todo u seu iufluxo a tira de indu-
zir Aiebemet Ali a oiierecer coidicocs de sub-
Us jornaes do da 18 transcrevem os dis-
cursos do Conde Montilembe-it e de M.y*
Dupin O do primeiro parece haver feto
urna forte irapresso na Cunara atienta a cir-
cunstancia de ter o Conde rejressado recenta-
mente do Oriente.
Quaes bao sido disse o orador os re-
sultados d nossa poltica 110 Oii'*nte e da-
quelle augmento de poder egyp'io de qi'e
Unto parecemos afanar-nos ? Os resultados
sao visiveis nos roui serios e desastroso* a-
contecimenlos dos ltimos dez anuos sc,a
a ser a presenca dos Husss pela primeira
vezem Constantinopla era B3J e a ruptura
da allancaanilo-liancezaem 1840. E' i10
o que a nos e ao mundo cuslou o Pacha do -
vi C. Dupin orcejou por mostrar q"33
pouco importantes erara os interesses u*
Franca no Oriente,comparados com os que se
lijjin pjz e aos seus interesses no Occiden-
te. Passou depois a ap-j:itar alguiis laclu
curiosos, (juo evidente-1:11 quanto era pieca-
i'u a dominara 1 de ibrabim na Syria e al
sobre os exercilos egvpcios. Em seguida per-
guntou se, para sustentar aquelia domiiiacao
uevia a Kianga einpreheuder urna guerr
contra a Europa similbante que ira |'1"
Zll" IVjelielIJtl .111 a oucrcucr tunuituc-s uc auu- wuh. "ulu|"a l o......... ...- -t
misso ao Sullo cym tanto que se lhe cou- uesta a Napoldo i' Disse que LNapoIeo prm;
. k.


D i A tt I O I) E P E R N'&m BUCO
%
tipiara por mostrar sircpalhiasa favor do E-
ynloeda'Syria, e acabara m Santa Helena,
O Conde de Monlalembert adoptou os mes -
habitacSes poderia ter visitado "centenares co-
mo estas; em logar de haver visto alguns
centenares de homens de mullieres e crean-
mos argumentos ; e rnostrou com grande for- tas poda ter visto mudares. Entrei casu-
ca de raciocinio e eloquencia o erro grave que alente nos becos as lojas as covas e
commettera a Franca abracndola causa de nao tenho raso para julgar que as quarenta
j\] vera ter tido a coragtm de desviar o pait de
una senda to errada'e fatal. Censurou o
pioredrmctito de todos os gabinates niicezes
succes>ivos, especialmente o ultimo a que
iiresidiro Marecha! Soult, que havia adhe-
rido Conferencia e nao obstante tinlia dei-
sado a esquadra lirrca desertar para o Pacha ,
que recusara annuirs prpostas da Inglaterra
para assegurar a independencia de Constanti-
nopla, edeixara deap'oveftar a nica occasio
de conservar nfluedcia francesa no Levnteoslo
, obiando de sccordo com Inglaterra no Mar
de Aiarmora e na cosa da Syria.
L-se no Caville :-- '"l Chegaram olidos
de Vienna trazidos por utn ddido da emba-
xuda franeeza e foram entregues ao Ministro
dos Negocios Estrangeiros que apenas os
Ji-u loi logo as Tultieiras, mandando pri-
meiro convidar o Presidente e os outro* mem-
brosdo Consellio a que se reunissera alli
pelasoiue Sioras.liz-sequea Corte de Vien-
na, roais do que nnuca debaixo do iniluxo
da poltica da ^hiadrupla Atlianca insta com
a Franca para que aoceite a sua mediacao
tendente a'que el;a seja adraitliia ao tracta-
dode 15 dt Julho. '
A Presse da entender que a esqaadra do
Levante lora mandada recolder a Tuulon pela
Administrarn de M. 'J biers.
(|L)o Diario do Goveruo de 3o de'Novembro. )
que examinai erao peiores do q
as mitras por cujas partes passei.
Vi tambem outra qualidade deniseria, Os
individuos de que cima fallei erao velhos e
doentes ; mus outra classe de seres vivera ten-
do a forca e a vontade de gsnhar a sua sub-
sistencia, e comtudo caminhando rpidamen-
te para o estado'de anniquilamento em que es-
tavo os outros Ero teceles que traba-
Ihavao desde as 5 (raras da raanha ate ;s oito
da noite eganbavo somente de dois e meio a
quatro schelins por semana. Muitos d'elles
tnhSo mullieres e filhos e o seu' sustento
!imitava-se a algurnas batatas,- urna s vez
pordia. Excusoextdicar a maneira porque
ornar corrupto otrubalbo m nutrieco ,
e melancola rpidamente es levavo ao estado
de lraqueya e anniqnilaraciUo ein que vi os
outros de que jafallei.
Tomo i. cap. i3 pag. 3ii a 3o5.
Os apologistas da grandesa e prosperid;de
da Inglaterra podem ir este_pequeno extrac-
to ese quizerem convencer-se aindamis
do brillio de sua favorita cousultem o origi-
nal que l enconiraro nao equivocas pro-
vas publicadas nao por um estrangeiro ,
mas por um
peila.
ingiez,
que nao e parie sus-
MISSELLANGA.
GRA DE PIlOSPr-UIAE EM QUE SE
ACHaA IULaADA.
Mr. Inglis Viager.s Irlanda f 834-
Para que os iiossos leilores possj lazer.
urna idea da pdilantropia ingle/a tiaduzi-
remos um pequeo ptdaco* das viagens Ir-
landa por um ingle. e ver-se-da que aquel -
les que veriem lagrimas ao ouvir narrar a
soile dos habitantes de frica nao se com-
padcelo do estado de eslrema penuria, de
desgraca a que eslo redu/idos os Blhos da
n.aiiada'Ja Irlanda Pobresa miseria em suas
nitis hediondas cores loi o que em sua di-
gresso eucontrou o nosso viajaule ; elle
quem falla. Tiobo-me auiiuieiado que
en aihuiia em Liuienck muis miseria do em alguinas da-uidades por ::in j visitadas.
Prosegu em mindas indagates com todo o
cuidado de que sou capaz c acbei confir-
mados todas as noticias' que linba a tal res-
peito. L'ediquei um.dia a visitar os bairros
da cidade onde maior pobresa devia eneon-
Irar. Eukrei em mais de quarenta habita-
ces, e ate a ultima horada miulia vida u
cao podeiei 'squecer as sornas de abandono e
sotiiimeulo sem esperanea que a nieus oliius
se apreseutaio. Al^umas dostas habita-
Vl's eiao granis, oui.is covas e oulrus
grutas hmidas em bajos immuudos e ntal-
saus. jS.io lallare de sua porcaiia, essa
apenas pude ser igualada pelos logares s pro-
piios pon immuudicies ; imagine cada um
oque ha de raais revollanle e nauseabundo,
e nao se exceder a verdade.
* Na maior parte dos receptculos onde
entrei, nao havia movis, nem utensilios
de qualidade a Iguana a excepeo de urna
pauella de ferro. KenSiuma mesa ne-
nhuma cadeira ne.ii banco e neuliuma
cama mas somente tres ou qualru eixes
de palha cobertos de trapos, e em nutras
paites dois enxergoes sahindo-lhe a pallia
(.ui immensos burato. Entre os habitantes
unseio velhos, curvados pela idade e por
molestias, outros ero mo_.es, in.'.is aiua-
U'ilos e magros cercados de creaucas esfo-
meaUas. Alguns havia sentados na tena
l'uuida oulrus em /. e iulmenle outros
que nao poo mover- se. Apenas em urna
d'estas estancias de horror vi m duas ou tres
balatas. Em urna d ellas observei ao fundo
urna espscie de porta que dava pata urna es-
cada. Accendi u:n pedaco de papel para ver
o que era achei una cova completamente
escura de dote pes quadrados ; em dois cantos
havia dois feues de palha sobre un eslava
suilado uim multier que se nao poda levan-
tar sobie o nutro duas creaucas totalmente
nuas e servia-lne de cubera um pauo rolo e
em (.educos. Em ama cova hmida e obs-
cura e sjbre cu o chao escorre/.avo meus
(Nacional.)
(Do Diario do Rio de Janeiro )
COLLEGIO PElNWIBGANO.
Atierro da Boa-Vista n t.
Curso di Likgo. Ikgleza.
professado
pelo lacharel formado Vicente Pereira do
RrgO.
Este Curso he dividido em tres secces ,
rada urna das qunes he eusinada em um anuo
lectivo da maneira seguinte ;
I, a Secca.
Comprebendendo os rudimentos gramma-
ticaes lico e verso dos classicos Inglezes ,
prosadores- e poetas picos sua regencia e-
tymolgica.
a. Sec3o.
Comprebendendo a composicao escripia
no estylo medio licfo e verso dos poetus
dramticos sua regencia exercicios de
syiilaxe
3- Secco.
Comprebendendo a conversaco e corres-
pond-encia mercantil e familiar.
O Curso acha-se aberto desde o da 7 de
Janeiro: as pessoas que o quizerem frequeu-
lar podem dlrigir-se ao Director do mesmo
Collegio a qualquer ibora para se iuscre-
verexn.
O ab.iixo assignada fas p-.iblici pela de Su Bsltrj Arauii Perera su-
el'Ji pref,arator,os '' ***pi propoen.se a ensinar em sua casa durant
adianlT) 1M|1,!ttMVe,,80alll,r **>+**, Hhetom, G^rapbia e
do .ir ?' S'^era3rnandir 8, and" *CrU, queB do seu presta, iquizer
do sob ado; D 07 no p.te do Terco em Utilizar dirija-so a ra do Cllegioao i0.
dar a T'r0^ h ^T H^v^o, n. j no primeiro andar ," p,ra
,,,. Iade L*"n duafvezes ao u,a Pra mircarodia, em que ho de ter punc
adiantampnto dos seas-alumnos.
Jernimo Silgado de Castro Acciole.
C7" Preciza-se de cea. mil rs. a premio de
dois porcento; quem os tirer e qui/erdar
sobre hipotheca de um moleque ; annuncie
cy Preciza-se de um olEcial de marciuei-
ro sendo peiiiima ; na ru* nova
junto a Igreja da Conceico loi a da mesma
oficina,
W A Capatazia Externa d'Alfandega ,
Hluga alguns escravos para traballiar ; a falar
cora Arcenio Fortunato da Silva.
MT Anua Micaella dos Anjcs viuva de
Manoel Joie de AJedeiros ro;ra a seus eredo-
res para q*jwi prazo de 8 das Ihe aprezeintem
suas coritas legalisadas em sua casa na ra de
i; Goucalo n. 14, para sereai laucadas
no inventario que se vai proceder,
tr Quem precizar de um rapaz para cai-
xeirode qualqner ocupaeo e idade de ao
annos portu:;uez ; annuncie ou procure
na ra dj t^uaimado l), u.
83T Ni obra da caza da Re lacio necessi-
ta-se de serventes, ninda mesmo captivos;
qut.m quizer dirija-se a obra que ser ad-
metidu.
^Umacrioula forra e de bons costu-
me olfeiece-se para qualqner casi para en-
saboar e engomar o que fas com perfeicao:
na ra da Peaha ioja defronte o sobrado do
Annunciaco.
TS?* Arrendo-se duas" moradis de cazas
terreas abarracadas no logar do .Manguinlio,
sendo urna dellas a eai que reziJio o Exm.
Sur. Rispo Thom-iz de Noronha as
quaes permiten, um commodo para grandes
Umijias por conterem cada urna pito quar-
tos sentada para pretos sallas de vezitas [Youle & Companbia e aproveilinJj-s#
torradas estribaras fogSes- inglezes e
trilito bi agoa de beber : as pe3soas que se
propozerem a arrendar dtrijo-se a ra de
Hurtas sobrado D. 70 ; e adverle-se que
o ariendamento, be por pre^o bastante ra-
soavel.
se
que ho de ter principio
as lecces.
s^r Porfirio da Cunlia Moreira AI ves a-
visa aos Snrs. pais de familia que se acba
abena sua aula particular deGramatici Li-
tina na ra velba da lioa-vsta sobrado D;
35 ende o podero procurar aquellas Snrs.
que do seu prestimo se quisere.n uliliar ;
ignalmente aiverie que d aula duas vezes as
da, aim de seos alumnos adquirirem um
ranido adiantamento e promoite onrcg >r
lodozelo e pespicacia, quo lhe fur cora-,
petivel.
12^ No trapiche da corapanliia allaa-se
escravos bucaes aos quaes da-se da 740 a
too rs. pordia.
^" Precisa-sede urna eicrava que saiba
cosinhar e engomar para servir aun ho-
rnera solleiro : nesta Typografia se dir.
t^ Oantiunriante que no Diario da 18
do crrenle se ofiareceo para tratar de ca-
vallus 5 dirija-se no Matiguinlio papa trra ,
tallar c0m Antonio Maria Ei li.
SSF Preciza-se de una criaio para o servi-
co de urna caza de pouca familia ; na Camb n
do Carmo sobrado de 2 andares, no 1,
de grades de ferro.
W Aluga seo primeiro andar dicisa da
ra nova D, ti lado da Concetcj, o
qual tem bons comraodos : na laja da mestna
casa se tracta do ajustei
tssr- Quem precizar de urna ama com hora
leite e muito bons. costumes lend > avan-
tajera de nao ter tildo; dirija-se atraz do
Corpo Santo primeiro andar dj sobrado ,
U. 33 por sima de ti ai armazem de Loucfu
ty Jos Joaquim dos Reis faz publico ,
que deixou de ser caixeiro dos Snrs Owne ,
d'esla oj)|>artunidade, assegura aos mesmos
Snrs. um eterno reconbecimenlo pelas nj
interrompidas provas d'amisade e obzsquio
com que sempre o honraran; e igualme.ita
agradece a todos os Snfa, cora qu '.n se re-
lacionou por effeito de tianjacces com os seas
LOTERA DO THEATRO.
Os Rilhetes da 9.a paite da 5.'" Loteria
cujas rodas ando impreterivelmente no dia
!, deFevereiro prximo futuro, ando-sa
a venda no IJairro do Recife as Loges do
Snrs. Manoel Gonealvcz da Silva e Vieira
Cambista ; e no de S. Antonio as dos
Snrs. Jo Antonio Alves fJastos na Praci-
nha do Livramento e Manoel Alves Guerra
na ra nova.
'6^3*Preciza-se para aprender a administrar leslimaveis patroes a urbanidade e aUe&Oo
urna fizenda um rapas de deis, ou onze (quesembr llies mereceu.
annos que saiha eacrever '/>* condieio de
entrar veacendo ordenado ule que esteja em
termos de tomar conta da mesma lasen 11 ,
aceila-se Brazileiro ou porluguez ; quem
pertender dirija-se a ra Direita 1), 49 > a
tratar com Antonio Joze de Albuquerque.
15" Quem quizer aprender Latim, Eran-
tez Filosophia Rethorica e Georae-
LOTERIA DA BOA-VISTA.
1
Acbo -se a venda os bilbetes da a. parte
da 5. w Loteiia da AJatriz da Rua-vista ; no
recife loja de cambio do Sr, Francisco An-
tonio Vieira da Suva ; em S. Antonio na
bolita do Snr. Joao Moreira IViarque; na
lo i-vist 1 na loja do Sur. Joze Ignacio do
.Vionle no alterro.
Avisos Di versos
|*s achei um hornera sentado sobre uiOa pou-
* de selladura eslava inteiiaueute u
>iem mesmo urna carniza tiiina roda da
cintura um pao de euxerga sujo e rolo, sua
*greza o latid passar por uai esqueleto os
^os lhe pdssavo a pelle elle norria de o-
tt. kJu loa' de visitar soineate quarenta
ssy O abaixo'assiinido hacha'rel for-
mado em Scicncias Sociaes e Jurdicas pela
Academia de Olinda acha-se advogahdo m
todos os Tribunaes de.la Cidade na ra de
borlas D. 65 e dlierece seo prestimo a
lodos quedelle sequiserem utiisar assegu-
rando-lhes que far quano possivel for para
adquerir e ganliar a eslima deseos ctenles,
ja iralaudo-os com cortezia e poltica ja
esmerando-se com seos exfercos para obttr o
veucimeulo de qufquar causa de quo se in-
cumbir. Igualmente offereee-se pira advo-
gur gratis as cauzas de quem nao poder abso-
lutamente remunerar seo Iraballio sem q' por
tria, por mdico prego, com inuita asi-
duidade e grande disvello do prolessor, cora -
pateCs na ra de borlas D 65, que
achai cora quem tratar.
er Quem precizar de um rapas porlu-
guez para caixeiro de venda ou de ra ;
annuncie sua morada.
Ignacio de Jezus Bandeira roga ao
resptitavel publico que concorro a compra
do restante dos bilbetes da sua rifa, que Se
acbo a venda nos lugares ja annunciados,
excepeo da caza do Snr. Joao Chinaco na
Cidade de Olinda boje se acha em fora.de
portas, e nella existen os bilbetes para ver
se asna tem lira o andamento da dilla rifa com
a segunda parte da 5. Lotera do Theatro.
C* A pessoa que dezeja talar a Tliomas
Preira Pinto dii ija-se a ra da Florentina,
as cazas da viuva de Joao Zurnk ou no
Quanel de Polica.
lar Joao Antonio da Trindade retira-se
desta Provincia para a do >laranho.
tST a-se duzentos mil rs, a juros cora
pinhores, de ouro ; na ra do cabug De-
cima 3.
O" A viuva do falecido Joaquim Anto-
nio Ferreira de Vasconcellos previne ao res-
peitavel publico que ditto seu Marido ha-
via celebrado contracto d'arrendameatocomo
prop ielario da caza da ra da Cruz n. tt ,
cujo contracto s termina em 3i de Dezepabro
de 1443 e posto que recondena aprobidau
do mesmo proprietano sabe que hi quem se
diga auturizado para verificar novo arrenda-
mento quando ella esta desposta a sustentar
e manter aquel le ; portanlo faz o prezente
annuncio para evitar futuras duvida,
%JST lloga-se encarecidamente a pessoa a
quem for uerecido um papagaio d'angulla
muito manso ', o qual no Domingo 17 do cr-
lenle fui tintado por um negro' em fora de
isso deixe de empregar a mesma deligeavia portas n, 104 pois pro.nete-se de alvica-
para conseguir o boaa xito de similUantes j ras o valor do mesmo papagaio na mesma
cauzas, caza citaa.
Loarenco Avetmotie Alboquerqne -ftlcHo. isr .O Racha re Formado, Joo Antomo
iYa ra Dreita do lado di Livramen-
to na cisa D. 33, aonde tem venda, aai-
se invamente estabellecida urna paderii a
qual esl bera montada, e bem mu;:idi da
todos os utensilios e bons trab I dadores ,
e tem ptima farinha de trigo capuz de fabri-
car pao, bollaxa biscouto, rosca, &>:.
ludo com muito aceio e perfeico ; pslo
que convida-se aos antigs freguezes ea
todas as pessoas que se quizerem uliiisar ,
para mandaren, comprar na casa cima re-
ferida.
SSF Joze Antonio de Lima mestre alfaiate,-
avisa a seus Ireguezes que se raudou para ra
do Rozario larga D. 9 primeiro andar.
-----Ouem quizer mandar fazer limas da
xeiro dando todos os preparios, fazendo-se as
limas de vintem a deis reis ; annuncie.
-----O abaixo assignado avisa ao resoeita-
vel publico que pretende abrir a sua Aula da
primeiras Ictsas no primeiro de Fevereiro,
em caza de sua residencia na ra da Cadeia
velba, D. 49*
Padre Joo Jos da Costa Ribeiro.
y Huma pessoa muito hbil em conta a
de boa lelra, se offerece psra caixeho de es -
critorio ou ra, nesta praca e d -fiador da
sua conducta ; quem do seu prestimo se qui-
ser uliiisar, annuncie sua moradia por esta
folha.
e^ Huma pessoa de boa escrita seofe-
rece para caixeiro nesta praca ou fora dclla-
quera do seu prestimo se quiser uliiisar, an:
uuucie sua moradia.
lar Prerisa-se encarecidamente allugar
orna casa, no bairro de Santo Antonio, qua
lenha quintal e cacimba, e que nao exceda o
alluguel de 10U000 reis 5 MS pra pequen*
lamilla ; quem a liver auunucie sua mora-
die#
E#-Compra-se porcoens de chirede boi al
5;ooo ; quera os liver annuncie por esla lo-
lna.
tes- Arrenda-se uma casa grands no at-
ierro dos Alegados de duas jaellas e uma
porta arrenda-se tambem quairo1 casis pe-
quenas ao peou se arrenda a vrar.de, d
parlo da mai pequea faz-se tambem este
negocio por venda ; quem as pretender ahe
lu'ii,c,r 1 c..,^t me a chara C03 que/, traur.
-----Offerece-se para caixeiro nm Ji miera
brazileiro para toda a oceupayo j na luadi*
Uu^esD. &


4
diari
III II WlllgHB
O DE PBRNAMBCO
*
VT O Padre Francisco Coelho de Lentos
< 3Urj pirltcipn o ic-.: eitand publico que
a olH ina de-encaderuar que lie diriga si-
la na rna das Flor- se achu lioje es'.abele-
cida na ra da Florentina velha la Jo do
muro de S Francisco augmentada de fier-
ran enla mu rica prximamente chegada de
Pens, de msrrofiuim e rouro nropiios
p.ira a encadernaco ; de um aparelho coro
flelo para o desempenho da euc*derna;.t de
relevo em bezerro ou OHlro qualquer couro;
assim como que nella <<: aproropla com a bre-
vidade possivel toda e qualquer encadernaco,
conforme o gosto de cada uin e que se des-
enspenha as mais dilficies opera..oes como
si ja'o dourar com toda a perleico as beiras
dos livros mai brar e &c.
KST Urna pessoa particular obriga-se a
coz.inbar para 4 ou 5 Srs com todo asseo
e lira pesa que or possivel e conlorme a
vonlade dos pretendenles, mandando-s3 levar
a casa dos roesmusSnrs. nao havendo ni tu
falta alguma ; os predentendes dirtio-se a
praca da independencia loja de encadenad j-
1). ib' que se dir.
S9 A pessoa que annunriou querer com-
prar uina negra que saiba eugomraar e eo-
zinher dirija-se a ra do Collvgio 7 no
segundo andar.
eS" Precrsa-e de um leitor que saiba tra-
tar de vaccas tirar leile, e eutendi de plan-
taces na ra do Collegio 7 no Jgundo
andar.
tSST A rifa do Snr. Siqueira corre em o
primeiro de Fevereiro do correntti como est
annunciado pelo Sr. I be.soure.iro, e continua-
se a vender o relo dos biieles ao preco de
<>occ em a rasa de Cambio da ra d cadeia
ii. 48 conforme ja se lera annunciado:
Hf A casa de paslo da m.i das Otiaii'is
D, tJ oflerece alnioio e jantar diariai lamen-
te paia asignantes pago mensalroenle ,
j;or preco commodn ; trata-se em dita casa.
CS- Ocrece-se um poituguez de idade de
6 anuos pira ciixeiio de lo> ou ecriptor;o,
oque tem praiica e d (iador a sua con-
ducta ; quero precisar annuncie
tSP" Alua-e urna canoa de PgM ; atraz
dos Martirios casa de tres pollas veidea.
UT JooJode >iuura leudo no diario
Senhota Francisco Becerra do i\/oMe, ero
cue ntlle declara poder negociar um F'rca ja
annunciado no diario de iJ do correle, o
que nao o pode fazer e pe>oa /gumn ne-
sein que i in.eiro se envenda com o
.i Itloura para se livrar de questoens pois
a dita isenbura dil que nada deve quando
"O Juizo se mostrar dever maior quaulia ,
ir clui.do at (renda de cata e oulros mais
abonos que se tem pago
de de a h 24 anuas, bem parecida, e de
bons rosto mes, que nao lenba vicios era
achaques que saiba bem coser bordar e
fazer renda e bico de todas ns quaiidades e
1 engommar na ra das Gruzes D. 9 ou f?n-
nuncie.
asr Um viol.'.i en bom 11/0 que te 11 lia
boas vozes ; no corlume de 5 paulas a fallar
com o capibaribe, ou annuncie.
aar Urna escrava parda clara, de idade degrosuira, dito de forro de meia a .Ijf po-
legadas de grossura proprio para forro de ca-
sas e fundos de barricas, vergontas, de pi-
nlioda Siiecia de superior qualidade, urna
batanea com torrentes de ferro propria para
arroazem fi assucar ; no sorie do o* Utos ar-
mazem do Vianna.
VST Ui sitio le Ierras propria* ao lugar
de ag^a fi a le frigts liera perlo do ra
dio do mesroo nome cora mu i lo boa agoa de
urna vertente com aiguns arvoredos de tYu-
cto, bem com urna matinba nao pequea,
di qiial se pode tirar o importe do mesra s'-
tio que be 5> 000 livres ; a tratar na ra
do Boro fim em Ouda rasa n. 3.
E9* Um escravo moco optiroo de servico
de campo e para tratar de cavados ; na ra do
Vigario O. n
fc>s~ Um casal de escravos' mocos urna es-
crava Je idade de ao anuos sabe perfeita-
menle coser engororoar fazer lararinlo
dos ditas engommao e cozinho i es-
Vendas
tar FOLHINHASde Algibeira Porta,
e Padre irapressas nesta Typografia e bem
(Mohecidas pela exactidao do calculo *, na pra-
t,
na ra do (-aboga lo|a do *r Bandera m
ra da cadeia do bairo do Rccife lo] t que foi
do Sr. Quaresma na ra da Madre de Icos
na venda da quina defronte da igr*|a no
alterro da Boa vista loja u Snr. Moreira Das
O.10 e na botica do Sur. Moreira. delron-l era vas de naio duas moTecas d* i 1 ule de
le da Matriz : e em liud 1 botica da ra do 1 1 t a 14 annos com boas habelades duas
Amparo | molatinbas J moleques uro delles be boin
isr CAUTELLAS du Sociedade Fortuna codnbeiro dousescravos proprios para todo
Typograca, da Lotera do THfcATl) ga. o ssrvico e um pardo de boa figura e boro
nbando a vigrsima parte dos premios, caliendo olHcial de alfaiate ; na ra de agoas verdes
na sorte de b 000 000 res tresenlos u-.il rcis, a D. n8.
oreco de 4^ j uesta Typografia, na praca W Vinbo da Figueira ero barr, foges,
da Independencia 11. ao na ra 'arjja do I opa re i ros panellas, chaleiras, ferros de en -
Rozario luja de miudezas D. 7 ,. na ra do ominar de ierro ferragens e queuqui-
Collegio loja de relojoeiro, euolargo.do Li- Iharies ; na ra do Vigario l). ti.
vrameuto loja do Sur Gabriel que ica no 3ST Piannos inglezes de ptimas vozes e
principio do beco do Padre na ra diieita por prero coromodo ; na ra da Cruz n. rio
I venda que fui de Jos da l'enba, as 5 ponas tsr Vinbo de cliampagnbe e bordeaux
: venda do Sr. iManoel Joaquiro i'inlo Machado brancoe tinto ero caixas ; na ra da Cruz
Guanara.s O. lo. n 6).
tsf* Um negro de bonita figura, boro roar-
1 xanle na ra do Crespo l>. 5 lado do norte.
UT* Urna venda coro ;.l,;um sorlimento e
armacao na estrada da Cruz de almas venda
da viuva do Sr. \laier i a tralar na mesan.
algodao para meninas bolius de bezerro pa-
ra hornero e menino sapatos de marioquini
para menino e menina facas e garfos de ca-
bo de marfiro lequesda china bicos e ren-
das baratas de touis as larguras os verda-
deiros pos parisienses purgan:ivos e outras
muitas miudezas baratas ; na ra larga do
Rozario loja 7 di Lody.
i--"-- Alem de muito mais qualidades
de l.iuca fina por preco comraodo, bar-
ricas coro aparelhs completos para mesa con-
lendp o seguinte ; duas terrinas para soupa ,
com pralo e colber 4 ditas para mollio duas
seladeiras 18 palmos travessas, 8 pralos
com lampas .( duzias de pratos fundos, 8
ditos rasos 4 ditas para fructas, 4 ditas pa-
ra dore ludo por preco de 71,000, e um
ptimo sorlimento da vidros de cristal; na
loja de louca atraz do corpo Santo n. b6.
ny Um sitio no principio da capunga com
algnns arvoredos de fructo ecsa de pedra
e cal baixa para cap i 01 e com duas ca-
cimbas : a tratar na ra do rolle,;ij 1). 5 .
tar Urna porco de chilres de novillio ; a
bordo do Bregantira brasileiro Jpiter (un-
diado junto a escidinba da all'ande^a.
i^- Taboado de pinlio da Suecia de cos-
tado costadiubo, assoilbo forro, e para
futidos de barricas a preco raais coinmodo
de que em outra qualquer parle atraz da
casa da opera arroazem de 3 portas junto ao
sobrado do Sr. Manuel A. de Jess", ou a fallar
rom Joaquina Lopes de AlmeUa caixeiro do
Sr Joo VJatheus.
cy Urna p01 cao de madeira de forro, as-
s'jalho costadiubo e costado ludo de ama-
reio vinbatico na ra di praia serrara de
vapor, ou na ra do Queiiuado U. l5 luja
Novaes& Bastos.
Avisos Martimos.
PARA O RIO K JANEIRO seguem via-
gpm cora brevidade o Patacho Mana da Glo-
ria 1 or tero carregameuto promplo recebe
(51: vos a fele < u al,.;um passageiro ; a
-rl*r na .ra da cadeia l). ai coro Amorim
in ios.
PARA MONlEViDEOa Escuna Portu-
gue/.a S. Amaro Cap. tVCauoei i'edro, nova
de primeira viagcm qutm qui.-er carregar
f de passagero, dirija-se Gaudino Agos-
ti le Barros, alraz do Corpo S mto,
5'ARA ILH.A DE.S MIGUEL o Brigue
Escuna Amelia ; quem quiser carregar ou
e passagam, falle com o Capitu Joo ifina-
( .0 de Meneits na pra a do cjinmercio ou
coa Joo Jos da Cruz.
PAbA O PORTO a Barca Poilugueza Bel-
la Peuiatcbucana ; quero quiaer carrejar ou
ir de passagero dirija-se ao Capilio a bor-
do, ou ao consignatario Thoroaz de A quino
Feicaca,
Urna pequea casa de pedra e cal ero
S. Amaro no alinhamento da roa da Auro-
ra contendo lira grande viveir de peixe ,
tudo conforme o annuncio por este diario de
1 a do correte ; na pracinba do Livraraento
tar Sapalosde duraque de cores e com al.
, fitas para senliora dito* para meninas, di- tar Dous oitantes 4 ampulhetas e 3
tos de mfcrruquim proprias para andar por inappas : na rna atraz dos Varlirios D. 3f,
casa, boln:", de bezerro para lumeui ditos 5r Urai mtala cozinheira co-lureua ,
para rapazes sapalosde bezerro e cordavo e engororoadeira e urna ne>ra cozinheira ;
i para dilos ludo viudo agora de Lisli sa- na rila do Lrvramento no segundo andar por
patos de lustro para homem bolins de dura- cima da loja de cera.
que para hornero e senhora sjpatos de mar- ssrl'or 16,000 um fardamento para guar-
roquiro fraoc-ezes para senhora, u;u grande da nacional a barretina tero aparelho do \^Twtt^r7 hwVaul 0^^ t
soiiiroento de ludo quanto perlence a militar. Lio ; 11-sta I ypograha. ser ^empensaj,,
sel na inglezes de patente e bicha, muito OT Farinl.a de mandioca a melhor que ha i ^ ^ da %6 Ju { ou furtaro
boas, .. rna nova loja da Antonu Ferrerra 10 porto pela sua qualidade e| legada oma angica coro o roHo retalhado ,
da Costa Braga, D .Je i4- ultrmamente de 8. Calharrna ; a Bordo do t n0IB^Ull,'\ estatura e ordra recular ,
W 5o barricas vazras. propnas para ero- Briue v..nerva ancorado na praia do loleg.o, (|edos da3 mS curlose M e os "^ do
barr.carassu ar, por aeren de fannha de e e, porcao trata-se caro A. K dos Santos me|Bi| mo(, levou vefldo brai|C0 com flo.
inga 5 M ra estrena do Rozar.o venda De- Braga ra da Moeda, n -1 j,. ^ encar(,a(J cima 3i. t5^ A dinheno ouT praso urna linda ca- u. j ,. ., i^',
*** 1 /. 1 1 r 1 pe;ar leve a ra do Collegio botica D. 3. aue
i ar Um moleque de angola de bonita fi- uoa de bo e tantos palmos de curopndo e 4 [" rpPfim,,,, fa ,H
, gura opt.mo pa.a qualquer orneo na ra e mero de boca mu. I.ropa e sero deleito al- ^ F Q d DwemI do .
da trempe casa D atf, gu propr.a para l.zer-se urna grande bar- ado un ^ dg ^ ^^.J ^ ^ P^
de So annos de rutan angola alto anda
jEscravos ^ilaidos
* ___________ c
tST No dia l)do p. p. fugio um preto de
nome Jos Roberto de nato congo de ida-
de de 45 annos altura regular secco do
corpo, calvo bastante e cora aiguns cbelos
b amos tem no p es.pierdo um dedo por
cima do oulro sabio com- jaqueta e calcas
azues e chapeo de couro a veliio costumava
a traballiar para as bandas de S. Amaro a fa-
zer entullio ; quero o pear leve a rae da A-
tsr Farinha de boa qualidade ebega- caca e mais 6 canoas de ao e tantos a 35
da ltimamente de S Calharina ero sacas palmos de coroprido todas ltimamente che-
de alquerre ; na venda da quina deroute de gadas do sul ; na ra do Livramenlo arma-
palacio. rem ^e louca de Luiz Antonio Gonsalves.
t^. Urna canoa alerta bcro construida e Me* Umacanoa grande de >5oo lijlos,
de vagar e com os ps abertos com ofbcio de
serrador levou calcas d algo'liozinho en-
tran^ado camisa de madapolo e bonel de
cai
panno; quero o pe,:ar leve ao sobrado novo
urna anterna mgica atraz dos Martirios oro b roezes de construida e pegj 700 ar- V.. ^' u ", .
0 1 j 1 1 aiiianie a ribeira no secundo andar, a
casa de 3 rotulas verdes. robas de peso; na ra de Apolo arroazem de ,,.. ,, stou"U a,,u '
I n 1 ..,linr n .1 Joajuiro I ereira de Mendonca que grtin-
tar Uro lelogrode cima de nesa j no pa- s:ULar n. 13.
leo da peiiba'delrunlerto Convenio. **" Salitre refinado barris de breo, ca-
sj#- Moinhpsde pedra de boa qualidade bros e cordas >ara andames e seis sacadas
' p.ira moer Caf ou tabaco cora faeiiiade por u"e Lisboa ; na ra das Cr uzes i), g
terem a caixa leila di me>uia pedra e dilos ?" Lima crnica quusi nova um par de
rodas, urna pipa flaudres e medidas paia
aze:le e um selim em boro uzo nos cochina
casa do Sr. Gadault
ssr Dous vi?e.ros para passaros 5 na ra
un compendio intitulado la boas de requisito direrla L). 5J.
1 para pilote por Bis John ainillou Moore; na *>** tJra molato de idade de 16 annos ,
rundas C.uzes .rt. de bonile figura j na la do Colleg.o bolica de algodao echapeo de Irade j, velbo
n i I e coberto de pao da costa ; a negra de ntf.ne
para moer milho j naiui das Ciuzes venda
l&- O tratado de geometra por Lacrois ,
um compendio de Hlosoptiia por Geru.e e
De aparecero do lugar de TinabaU'ba
de mos com roa rea de Goiauna no dia 11
do corren le uro casal de escravos a inda bu-
curs o negto de nome Felippe de idade de
ai annos, he alguna couza baiti e' n
muito grosso de corpo cora marcas de be-
cbigas anda frescas ternura lalbo grande e
oulro pequeo da parle esquerda do vazio da
barriga, levou caraisa de chila azul, cerou-
txr Tres porlaes completos para coeita
' uro delescoro dous porlaes med.anos para os & Urna negrinha de idade de 14 auno ,! \f"". ae uade de 00 anuos,
altura cheia do corpo tero uro -14-obre
de dade de o
de boa
Lieil o
s.i.' Que faz-m Crahlree Ilevw irrh di C.
por ii iei\cn(.o do Currelor Oliveira de
'r a taixa e chales e lencos requissimos de
ra r la pintados e leudos de rnuius d.
ersas qualidades ebegados ultmenle e
.indos para a mostra ; quinta ieira ai do
corrente no aimazem dos ruesmos no lorie do
Jietlos ao mero dil em ponto.
C o 111 p r a s
tj" Urna negra de naco que saiba co-
: .-Ur lavar e rngomar \ oelionte da 11-
'. da boa v.-la u.
i5.f- l'ara iora da provincia escravos de
l.os os sexos que sejo ihujjo ; nc e.criplo-
; Mancei J,.j.j;;iuj Ramo.- e Silva.
^- l'et de savuty e niiigoba ; na ra
...incliciias y.
ras da Cmara Municipal na ra da Ciuz ment D. loja de A-ancisco Ignacio Fer-
11. 56 no segundo andar aonde acbaru com re.ia Uus ou na la da praia serrara de
q,uem tralar, e se poder vera planta desl.s Joao Baptista .viuniz.
mesmas ptdras lambem se encarregaro de **T Lina larda urna barretina com apa-
mandar execulare vir tuda qualquer euco- \ re lio do H10 j na entrada da ra do Rangel
iLi-uda (ue se lizer desta mesma i^edra dan- D. "}*
do-se as dimentoens rigorusamente exactas. iStT Mil e tantas garrafas vazias ; na pra-
fcST Uro pardinho de idade de 14 anuos 9a a boa vista nolica i) 3
niurlo'esper lo e deserobarassauo no sen ico de
urna casa, e ptimo pagero urna negiinbs
<> Um rico temo de malhelcs feitoa de
deules de ca vallo maiinho obra delrcada e
de idade de 1 j anuos cose bem rima pie- smenle propria para algum oic. Mac. nes-
ta de elegante ligura duus moleques, e urna
muUca ue idade ue it anuos, um pelo de
mera idade uplimo par. sillo na ra do
tugo ao i e do Buzar 10 U. 5
KS7* l'aboado de pinho de costado, coila-
la iypogiaha se dra.
%Sr iv.eas Ue Imho vellas de carnauba
a 4uU a '.bia rap rulo liamburguez o
vridadeiio purgante e romilorio de ie roy ,
vellus elsticas de todas as grossuras para cu-
dinl.o, assualbo, de un:a a 3 polegadn ier caiuosidade e dor de pedra meias de
ou nest pra.a na ra da Madre de Dos a
Antonio Duarte deOliveira Bego que ser
recompen-ado.
ERRATAS.
No expediente do Governo da Provincia da
la do corrente ao Commandanle do Brigue
Niclheroy em lugar de que tratar lea se
de que l rata o seu oficio desta dala. Dia 13,
Portara do Director do Arsenal de Guerra
onde se diz fornecendo em lugar dellas t
claiineUis e 12 espadas- leia-se fornerendo
em lugar dellas seis ciavinoies e 11 espadas.
RECIPE NA TYP. DE M. E. DE F. 1*41


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EBDP5QTKD_2871ED INGEST_TIME 2013-03-29T16:53:59Z PACKAGE AA00011611_04210
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES