Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:04190


This item is only available as the following downloads:


Full Text
Awno dr 1840o Tkrca Feira
-. jv' ;'x-
Tudo .gora depende de nos menm ; da nos?, prudencia, wodera-
co e euurjpa : connuemo* como principiamos, e tereco aponladoi
coa duxsco eotre u ftaeoei maiscuitai.
ProclaipacSo da Asn*m!>!eo Gtral de Brasil.
" o a
neat* lypopral.a ru-dC.uxi I)..,, e n. Hrara ,a independen-
cia n. 37, e 38, onde se recenem correspondencia* lauatiada* e ai.
DiuifiMM. insiri-ida-aa e*ta. r.,.;. ____.' j.. __. --'-, w
Dtuicioa, inciritido-M e*Us gral
finco awgiMoa.
,ieiiUo os prcprius assiguantei,
PARTIDAS DOS CORREIOS TERRESTRES*
22 OJ? Dezembko. Nm. 2?4.
-___ 1 xmi.1
,.i.J___J___!- I
Odadeda Parahiba e Villa de sua preteaeo ......
DiU do llio Grande do .Norte, e Villas dem......
Dita da Fortaleza e Villas dem.............
Cdade de Goianna ........... .
Cidade lind.............*. ./.,"///. ,
V.tadeb.Antao ................
Dita de Garanhuns e Povaasao do Bonito.........
Ditas do Cabo, Serinliaem, llio Forntoeo, e Porlo Cairo J
drade das Alaijoas, e de Macei...........
VUla de Paja* de Flores. .-------.-------,.........
1odos os Correoi partera ao meto da.
3eg. JSeitas ferias;
Tocios os diafj
Quintas fe iras.
lo, e 14 de cada mee
, 11, e ai dito dito
dem lien
idea 15, dito dito
PHASES DA LA NO MEZ D8 DES.'
Quart. rete, a a as 4 h. e 58 m da man.
Loa CUeia a o* as 1 h. e 5*5 m. da man.
(Juart.iaing. a r5- as 6 h. e 43 na. da tard.
La Nora a 11 s 1 li. e 5? a. da man.
Mare ehela para o dia aa de Dszembro.
As 5 horas e "> minutos da mantaj
As i horas e 6 minutos da tarde.
CAMBIOS. Dbibxmo i>
landre*......Mal d. por ljooo ced.
Lisboa ......80 por o|o premio por metal oflereeido.
Franca......31o re por freuco.
Ili de Janeiro ao pir. Comp. VenchS
ODKO-- Doedalft ojjoo reis, wlhas i4#8oo i5#ool
Ditos novas MJ600 Jo^Boo
Ditas de 4ooo res, 8^100 8#3oo
PllATA Patocoes brasiieiroa 2 1^640 ifiSo
Pezos Cclumnarios ------ if;o i^tdo
Ditos Mexicanos ---.-.. \'joo liftao
Muida....._--_-----1J440 iJf6o
jL>.;sconto de billietcs da Alfanae^a 1 nS p.r ipoao mee.
dem de letras 1 ||{ a 1 1 jm por boa firmas otferecido.
Moeda de cobre a a 3 por 100 de disc.
DAS DA SEMANA,
ai Segunda >^ S, Thom Ap.
aa Terca S. II jnorato M. (lelaco audiencia do Jajl de Direito da
I. ara.
a3 Quarta S. Servu!d. AiH. do J. de f). da 3. vara.
-ik Quinta S. Gregorio M. Audiencia do Juis de Direito da seguncH
?ara.
*5 Sexta *jf>ff Nascimento de N. Snr. JEZIJS ChrNto.
aS Sabbado >}/. 1. oitava S. Lstcvo Piatomartyr
da 3. vara.
7 Dominga a. oitava S. Jo'o Ap. e Evangelista.
RO DK.IANE1RO.
MINISTERIO DA7STIC, A.
Illm. e Fxm. Snr. A vista do seu offico
ile .1 do frrente mez, que V. Kx. me dirigi,
niuilo folin o Governo Imperial de saber ,
qoe ha ressado o seo impedimento, e essa
Provincia se ada otitra vez entregue Ilus-
trada e patritica direceo de V. El,
Dos Guarde a V. Ex. Palacio doRiode
Janeiro em a3 de Novemhro de 1840. An-
tonio Paulino Lirono de Abreu Sur. Pre-
sidente da Provincia de Pernaiubuco.
PERUMBUCO.
COMMAiVDO DAS ARMAS
Expediente do dia 16 do corrente.
OfHcio Ao Exrn. Presidente si;ni-
firando-IIie em curoprimento ao seo despaclsQ
de 11 do corrente que Jos dos Santos Fa-
cundo, ora remedido para assentar praca a
07 de OutuLro ultimo, praca que no mesmo
dia se verilcou no deposito ; que a 8 do cor-
rente se ausentara sem licenca e que final-
rnenleno dia 10 viera preo com recomraen-
daco de ser posto em seyuranca ate que
Francisco V*artins de Lemos justificasse ser
seoescravo, o que apura comprovava com os
doenmenios quejnntava a sua Delicio que
devolva, para ser diirida como fosse de jus-
tica.
Dito Ao Tenente Coronel Commandan-
te do Deposito lemeltendo -Ihe os papis 4e
eontabelidade do destacamento de Santo An-
tao, pertencente ao nie de Novemhro pr-
ximo passado, eordenando-lhe que entregas-
te, ao Portador a importancia dos rnesmos
papis.
Dito Ao mesmo remettendo-lhe na
Riesma conlormidade os papis de eontabe-
lidade do destacamento da Comarca de Gara-
nhuns lelattvos ao mez de Novembro, e or-
ienaiido-lhe que ao prineiro tommandante
Ignacio dos Rtis Campello, entregasse a res-
pectiva importancia.
Dito Ao Prefeito da Comarca de Santo
Anlo. coromunicsndo-lhe que a pessoa
tutliorisada pelo Capito Joo Francisco de
Araujo por intermedio de qnem se recebe-
lo os papis de conttbelidade d deslaca-
mento relativos lo mezde Novemhro se ti-
nbs entregue a respectiva importancia e
que coimnba que tdes reoiessas lossem
leitas uiieclamenle por elle Prel'eito ,
com designaco da pessoa que doria rece-
ber ot vencimentos do destacamento i-onfor-
nie 6e tinba eslabelecicido, e se praticava as
mai* Comarcas.
Dito Ao Prefeito da Comarca de Gara-
nliuns communicando-lhe que ao prkneiro
Con.apandante Campello se tinha entregue,
conlorme sua authorisaco a importancia
dos vencimentos do destacamento da mesiua
Comarca no roez de Novemhro ultimo.
1 ortaria Ao Tenente Coronel Comman-
dante (Jo Deposilo, mandando d'orden da
rresidencia cotnmunicaua em ollicio de 5 do
cctrtnie iir demico ao soldado Jo>e dos
Ai.jos, por nao estar uasctijunslauciasde ser-
vir na Tropa de iinha.
THEZLUAHIA DA FAZENDA.
Espediente do dia 16 do torrente.
Ofccio Ao Contador da mesma Thesou-
rana partecioacdo-llie, em Coaseqoencia de
conr.rnunieaVao do Kxm. Presidente da Pro-
vineitem oieio de i2 do corrente, ter sido
aposentado por Decreto de a de Desembro do
anuo passado com duas tercas partes de seus
vencimentos o Desembargador da Relaco
desta Provincia D. Nunu Kugenio de Locio e
Scibles,
dem do dia 16.
Dito Ao Inspector do Arsenal de Mari-
nha, significando-llie em resposta ao seu
oncio da mesla data, ficarem expedid* as
necessarias ordens ao Cartorio da Thesoura-
ria para receber os livros pertencentes ao Al-
moxarifado, e Pagadoria da extincta Inten-
dencia da Marinha.
Dito Ao Director do Arsena de Guerra
significando em additamento ao oficio de 11
do corrente que os livros do mesmo Arsenal
que devem continuar a servir al o lim de
cada anuo embora dentro i/elle baja mu-
danca de Almojarife davem ser somente os
de receita edespesa dedinheiro, e nao os
deteneros, por que esles devem ser sempre
ensserrados com o compettente balanco pas-
sando o saldo para escripturacao nova, todas
as veses que se verificar aquella mudanes.
Dito Ao mesmo remettendo-lhe 'om o
officio dos Negociantes Me. Cal mor. t & Comp.
a factura e conta dos objectos que ultima-
mente mandarlo vir d. Inglaterra por ordem
do Exm. Presidente da Provincia para for-
necimento do mesmo Arsena!, a fim de se di
gnar informar setudo se ocha recolhido acs
respectivos rmaseos, e as circunstancias de
se Ibes faser o pagamento ijuepedem.
Portara Mandando debitar ao Thesou-
reiro da Faseuda no Livro casa da exercicio
corrente pelaqtiantia de Notas, recebida do Almoxanfe do Ar-
senal de Guerra Manoel Peregrino da Sil-
va.
Dita Mandando abonar ao mesmo no li-
vro de Registro de Bilhetea fda Al-
I itulega a vencer do exercirio correrte pela
qoantia deque trata a precedente portara
proveniente de t bilheles da Alfandega a
vencer no crente mez entiegues ao referido
Alrooxarife.
Dita Mandando debitar ao mesmo n<>
Livro de l'egisto de bilheles da Alfandega do
exercicio correle pela quantia de 38U;3 rs.
mandada abonar-Ihe por portara da mesma
data no livro Caixa dai Rendas Geraes do
mesmo exercicio visto que temi entre di-
versos bilbetes ao pigador da Marinha na im-
portancia dea;6l6733 reis por encano se
unin na con ptente sabida a de -
2,-65bU4oti res.
Dita Mandando abonar ao mesmo no
Livro Caixa das Rendas Geraes do exercicio
corrente a quautia de que trata a precedente
portara
Dita Ao Collector de Diversas Rendas
do Municipio de Nasatetfa parlecipando-lhe
ter sido deliberado pela Tiiesouraria em sea-
sao de i 5 do cnente em vista da sua repre-
sentacao de ai de .Novemhro ultimo, ter di-
reito a CommtSsSo proveniente da vend ta por Joaquim Francisco de Mello Cavalcan
to u Albuquerque de uin engenlio situado no
termo da referida ColUctoria sendo-lhe po-
rem a mesma Commi>sJo paga a porpuyo que i
se veiihuarem em dinlieiro as entradas da res-
pectiva Sisa para o cofre.
dem do dia I7.
Dito Ao xm. Presidente da Provin-
rh pe indo inra expedir as suas ordens ao
Comoiandante da ISarca da vapor que acaba
e Chfgar do Narte para no dia da sua sahida
receber da Tlcsnuraria hum caixote com a
qoantia de 5o;ooolI de reis em notas inuti-
lisadas para faser entrega no Tbesouro Pu-
blico Nacional.
Dito Ao Contador da Thesourarh re-
mettendo-lhe or oepia para sua inteiligenci
as ordens do Tribunal do Tbesouro Publico
Nacional nmeros 10S, no e 1 la do corren-
auteanno a primeira ordenando que nenlium
Em pregado de Paseada possa as reparti-
Ses, em que tiver actualmentetxercicio por si
procurar e requerer de palavras, ou por
escrito negocio alguno de partes, ou por el-
las receber qudquer quantia, que Ihes per-
tenca baver dessas Repartieres ou em vir-
lude de despachos, e ordens dellas : salvo
sendo os negocios, despachos e ordens relati-
vas a aquellas pessoas, por quena conforme;!
Direito a todos be licito procurar, e requerer
quaes sao ascendentes, descendentes, irmiurs,
e cunliados, durante o cunbadio ; a segunda
declarando qne as senteneas proferidas em ha-
beliacOes de herdeiros ou cessionarios de
redores da fsenda Nacional por quantias nao
excedentes de 100U res, podemser cumpri-
das independentes da applicaco es oiHcio de
que trata o artigo 9. da Le de (\ de Outubro
de 1831 em virtnde do Decreto de ii de Ja-
neiro de 180S ainda em vigor; e a ltima de-
clarando que por engao na redaccao da cir-
cularde 1 (j do corrente fica ella de nenhum
eifeito cumprin-lo que a respeito djs ere-
dores da FaSenda Nacioual de dividas ale" a
quantia deioofj reis se observe o Decreto ile
ai de Janeiro rigorosas habelacSea quedantes se fasld
nos Juisos das Justificaces, isto he as mes-
mas que se faxiao perante o Tribunal do Con-
selho de Fasenda, e de que trata o artigo g >
da I.ei de 4 de Outubrode i8ii.
Dito Ao Inspector da Alfandega, reme -
teiido-lbe para sua inteiligenci, e execus-
sfo acopia do Regulamento de Ja de Novem-
hro de 1 y 40 sobre a maueira porque se deve
proceder noS casos de impgnacio de merca-
dorias levadas ; despacho .por fat'ura.
Dito Ao mesmo remettendo-lhe para
sna inteligencia e esecucao oexeraplar do
additamento a primeira parle da Pauta das
Alfandegas organisada pela Commisso no-
meada por decreto, de 27 de Maio do armo
passado a fira de os mandar observar leudo
em vistas as ordens expedidas a regpeita da
executo da sobredila Pauta.
EDITA ES.
O Il'm. Snr. Inspector da Tbesouraia das
Rendas Protinciaes de Pernambuco manda
faser publico qne em virtudi do tillo 3; da Lei Provincial numero rtj Orficio
do Exrn, Sr. Presidente da Provincia de do
correte, se ho-de arrematar perante a mes-
ma Tliesouraria nos das 18, 19 e aa de De-
zembro prximo vindouro ; e por lempo de
auno e meio a contar ci l. de Janeiro de 1841
a 3o de Junho de 18 j 1 as (axis daapontesda
Magdalena Carvalho, e Gequi.
As pessoas que se proposerejtn a esta arre-
maijyio comparec^iu pelas 11 horas da ina-
ni dos diat atima indicados no Tribunal da
mesma Thesouraria munidas de fiadores i-
doneos. E para constar se mandou axar o
presente 6 publicar pela iinpreusa.'
Thesouraria das Rendas Provinciaes de
Pernambuco 7 de Novembr de 1840.
O Secretario
Lui da Costa Portocarreiro.
O Illm. Senbor Inspector da Thesouraria
das Rendas Brovinciaes manda faser publico
queem virtude do obeio do Etm, Snr. Pre-
sidente ua Provincia de 1 1 do corrente e
conforme as condecues que o acompariburo,
se ha de arrematar a quem por menos firer O
fornecinoento das madeiras necessarias para a
Ponte de Santo Amaro, constantes da respec-
tiva Relaco que, com as mencionadas con-
dieces ser patente aos licitantes em todo
os dias uteis, na mesma Thesouraria.
As pessoas que se proposerem a esta arre-
raataco compareci pelas onre horas d ma-
ulla do dia aa do corrente no Tribunal di so-
bredila Thesouraria munidas de Fiadores e-
doneos.
Secretaria da Thesouraria das Rendas Pro-
vinciaes de Peruambuco ta de Deseubro de
1840.
O SecretHd
Luiz da Costa Porlocarreiro;
Diversas lepartigoes
;
ALFANDEGA DAS FAZNDAS
A barca ingleza Columbas vinda de Li-
verpool consigna/la a \!c. Calmont & C.
laa fardos de fazendas de algodo i58
caixasdlo-3 fardos de iazeudas de linho-
i4 caixas dito 10 fardos de fazendas de la -
tcaixas dito -. ia ditas com bicos e rendas -
a barricas cora ferragem 1 caixa com papel-
atoo ditas com sabo 1 dita com rjueiios -
1 emrulbo cora dito- igo barricas conocer
veja 1 caixa cora roupa ielta 5o barris com
man'eigH a lencoes de chumbo 5j gigos
cora louca Jo meios ditos com dita a bar-
ricas com dita -100 tonelladas de carvo de
pedra la caixas* com obras decouro- 1 dita
com sellos 5o ditas cora folhas deflandes-
(j ditas com chapos 3 birricas com vi.iros-
4 carrinboa a caixas cora fa/endus dn seda -
5o barris cora pregos 1 caixa com obras de
piala zendas de lindo e algodio 1 barril com a-
goa-ardente 1 dito cora carne 1 caixa com
queijo 5 c irneiros 1 cesto cora amostras -
1 caixa cora vinho- 1 barrica com escovas d
lavar- 1 dita com cabos para as dilas -4o
queijos 15 lomos de porco 5 pedacos de
carne ii caixas com biscoito 34o fipos*
cora htalas 18 presuntos 3 barris cora
conservas jarros cora tripas 11 ditos*
cora uvas- a duzias com conservas -q ljn-
goai 4 caixas ignora-se 1 dita de folha di-
10.
O brigue escuna americano Cumberland ,
viudo de Philadelphia #consignado a Ma-
tbeus Austin ot C.
t >7 barricas cora farinha de Irigo 74 ca-
xas cora vinno 7 ilias con tinta Ji ditas
fasnds barris cora agoa ras 3 caixas
cora espelhos i dita com livros 55 fardos
cora Iazeudas 5 barricas cora vidros 4 ca'-
xas ignora-se i ditas com vidros 3o ditas
coa queijos 5oj ditas cora cha 4 caixas
com laaendaa 10 duxiaa de cadeiras i5o
barricas com bolaraba 4o barris* com breu-'
3 barricas ignora-se 1 embrutlj dito t
barril com vinho 1 caixa com cha Leos S
bahs com calcado 3 caixas com dito.


btftftto Dft fflWMBCO
Heisto o qae compr o Governo Prorinrial quduvida F*g* conferida e concertada cora-
decidir devendo S. Es. ter em muita atten- roigo proprio t e con o official abaiXo assig-
c5o que se huma tal Eleico for julgada val- [nado por mino subscripto e assignado nesta
K60 barricas cora farinba de trigo aoo di- I Dezembargador Thomaz Antonio Ma- I da ella que foi feita Corea pode-se assim | Gid.de do Recle aos qinze do Dezembro da
Uscambolaiinhas-soo ditas cora Carelios | riel Monteiro........*" diier ella que foi ft. no meio da raa.s, mil oi.o centos,e quarenta o sabicwie m-
lo ditas com aveia 96 duzias de cadeirus -
O brigue americano Lexington vindo do -Queiroga. ....*. 3y6
frbiladepbia consignado a Malheus AustinlMajor Manoel dofascimento da Costa
ftC. Montfiro......._ a7'
it65 barricas abatidas 78 ditas com tara-
pos 100 barris com breu 6 dilos com pre-
Eleitoresda Freguesa de Sao Fr. Pedro
Goncalves do Recife. Votos.
- 6 ditos com fumo 100 eaixas com val- Ulms. Srs. Tenante Coronel da Guar-
gos
las 10 ditas com faiendas 3o ditas com
cha 1 vol. com amostras.
da Nacional Francisco Mamede de
Alroeid
noel de Siqueira Campello
Dr. Joo Jos Piulo.....
Reverendo Delegado de S. Ex. Rma.
Padre Francisco Jos Tavares da Ga-
O brigue ingles Iceoi rindo de Terra : Negociante Manoel Goncalves da Silva,
lova consignado a llenry Cbnstophers Sub Prefeito Antonio Aunes JacomePi-
Chaves & Roop. res
2aoo barricas com bacalhao 6000 tijollos. Negociante Joaquim Leocadio de Oli-
r-Mio ic DTTRi7r veira Guimares. ......
Porordeml^E^. Sor?Pedente da Reverendo Padre Ignacio Francisco elos
Provincia, conlida em officiode i5 do corren- r^'CoT'on;{ na G\ aci'.nai Bar-
te; poem-se novamenteem praca parase- nardo Anton0 de Miranda. .
rem arremattados separadamente os Wci- I ._ Jo5o da Resslirreico e Silva.
mentos dosmalenaes de Carpina e aere-:. viar.>ha Vla-
, a __ inspector do Arsenal ta Mnima iiia-
drairo, e os servicos dos serventes necessanos .
para a obra da renovagia do caes da entrada
do Norte da Ponte dos Carvalhos.
As pessoas que se proposerem a estas arre-
mataces comparecern nos das 7, 4, e 11
de Janeiro vindouro habelitada de fiadores
idonpos, nesla Repartigo, aonde eslo pa-
tentes as respectivas condicedes todos os dias
otis as horas do expediente.
Inspecco das obras publicas 17 de Desem-
brolle 184o.
Moraes Ancora.'
A Administraclo Fiscal das Obra* Publi-
cas, precisa de serventes que seja livres, e
possanles par* trabalbos de arraslros de ma-
deiras, com o jornal deselecentos reis ; aquel-
las pesssas que quiserem trabalhar podem
dirigir-se ao apontador Geral na ponte da
Boa-vista.
Administragio Fiscal das Obrai Fublcas
4 de Lesembro it.'jo,
Moura
A. F.
ANNUNC10.
O abiiio assignado faz constar a qnem
convier que a Meia siza de escravos ser re-
cebida na Mesa de Rendas Internas Pro-
vincia es at o die 3o do con ente ; por assim o
ter ordenado o Illm. Snr. Inspector da Tbe-
souraria Provincial, e roesmo porque se-
gundn Lei de 4 d Oatubro de 18 J1 artigo
101, aio nicamente feriados os Domingos, e
pas Santos, ede Festa Nacional.
Mira de Rendas internas Provinciaes 16 de
Dezembro de 1840.
fto impedicenlo do Escario e Adminis-
trador
Jos Gnedes Salgueiro,
5i6
497
completa anarrhia ella finalmente que foi | nai. Em testemunho de verdade O Ta-
feita contra todas as solemnidades exigidas na belio publico Joo Francisco Regs.
Lei e por huma entidade desconhecida ,
qual o Juiz de Paz acclamado ento melhor
he nao termos Inslituicoes e cada hura obrar
segundo dictar o seo bestunto.
Se o Juiz de Paz da Freguezia errou se
commelteo crirneem uSo comparecer para pro-
46a ceder as Eleic oes, seja competentemente res-
ponsabilisado seja punido; mas nao se ad-
457 milla o lerrivel exemplo de o povo aclamar
!authoridades pois se hoje aclama hum Ju-
454 iz de Paz amanh aclamar hum Prefeito ,
I depois hum Juiz, e ltimamente at hum
4q Presidente da Provincia oque ser abuso o
44* maii pernicioso Sociedade.
He de esperar pois que S. Ex, proceda
Concerlei Antonio Francisco Rodrigues
MagalhSes
Noticias jEstrangeiras.
SYRIA.
Urna correspondencia datada de Cons-
tantinopla a 7 d'Outubro fornece-nos pa-
rias particularidades de grande intesse :
" O sucesso das armas alliadas na Syria ser
ouvido na Inglaterra com prazer tanto maior ,
quinta j se tem obtiJo grandes resultados
com mui diminuto sacrificio de vidas huma-
nas. Sabereis que o Caslella de Kala n
Balda de Acre Je apenas sinco milhas dis-
439 'este respeito cora" aquella madureza e cir- tante d'ella, fai tomado por tres fragatas,
4'9 cumspecco, que ocaso exige, e que at das quaes duas ero Inglesas e urna Turca.
mande responsabilisar os individuis que j Depois de tirad is as pecas,morteiros, e muni-
concorrera para a conigo de tnl meza e cao o castello v>u pelos ares. Os mesm
42 i seos membros devendo ser hum dos mais navios foro ento para Tyro (Sur. ) m
Capillo d Milicias Lab Antonio Vieira 4oi lembradas n'essa ordem o Juiz Criminal r.
Jos Joaquim deOliveira. .... 38 e bom senso opinou que poda ha ver Juiz
Joaqi
Capilo da Guarda Nacional Jos Go-
mes Leal ...
1 Tenento da Armada Felippe Jos
Pereire Lea!.......
Mosso da Cmara de Sua Magestade
Imperial Joaquim Jo de Miranda
Jnior. ,...
Reverendo Profesor de Lalim Padre
Joaquim Rafael da Silva
Capilo Commandante da Fortaleza do
Brum Antonio Manoel de Moraes da
Mosquita Pimer.tel .
Ignacio Antonio liorges
383
378
3?i
353
356
Os mesmos
as
aguarnipo em numero de 5oo homens aji-
nas os vio aproximar-se para comecar o ata-
que dero aos calcanbares deixando na
de Pal por acclamaco e mesa Parochial tal, i praca provisSes para quatro mezes as quaes
como fica dita que a nao con.ler pessaas to foro immediatamente levadas para a esqua-
respeitaveis lodosos respeilos bem se poda dra. Depois seguio-se o ataque de 5id>n(Se-
denominar Mesa de Maracii. .. da), o qual loi dirigido nelo Comm >dar
Srs. Redactores muilo favor faro em im- Na piar pelo Almirante VValher pelo Ar-
oriinir no seo Diario estas toscas lianas que chiduque Frederico e pelo Cipita Aldri-
so do seo assignante
O Perneta.
Senhores Redactores.
dge dos reaes engenlieiros. Os Vapores Cy-
clops Ilvdra e Gorgor com una nao da
liii!; e mu brizne lnglez umt fragata Aus-
traca outra Purea e urna corveta com-
5'o
5i5
47
395
Fleilores da Freguezia da Boa-Vista
Os lllms. Srs.
Juiz de Paz Antonio Carneiro Machado
Ros ........
J)r. Antonio Peregrino Maciel Monteiro
Tenente Coronel Manoel Jos da Costa
Juiz de Paz up. Francisco Ignacio de
Atalude.......t i:1"
Dr. Francisco Xavir Pereira de Brito. 429
Vigario Sebaslio Jos dos Guimares
Peixolo ....... .4a1
Proprietario Vicente Antonio do Espi-
rito Santo.........4>4
Dito Joaquim Carneiro Machado Rios. /)i3
Em pregado Publiro Prxedes da Fon-
ceta Ccitinho...... 4'2
Silo I lanci-co de Paula Lopes Reis. 49
Lito l'rancisco Sin:oes da Silva. yt
Pioprieldiio Jos irancisco Ferreira
Cato.........
Dezembargador Joaquim Teixeira Pri-
xoto de Albuquerque
Mnjor Manoel Joaquim de Oliveira. .
Tenente Wenctslau Masado Freir Pe-
reira da Silva. ......
Em pregado Publico Rufino Jos Correa
deAlmeida ^ ...... .
Proprietario Joaquim Jos da Costa
Capilo Jos da Silva Guimares. .
Coronel Gaspar de Menezes Vasconcel-
los ae Durmont .. ...... 355
Mtnoel Nelo de Souza I'andeira. qti
Empregato Publico Manuel Peregrino
da Sj va .......
Tenente Coronel Joanuim da Annun-
ciacao Siqueira Varejo ....
Cirurgio Jos l'rancisco Piulo Guima-
res ......
Proprietario Antonio Pires Ferreira
lllo Adelo Jos de Mendonca .
Eujpifgado Publico Joo llibero de
V*sconi ellos Pessoe.
iNegociante Gaudino Agostinho de Bar-
Faca-me o favor de publicar a copia junta punho a expedico ; e mal ia romeganda as
39 da carta, que dirig ao Suh-Prefreito da operaces quando casualmente se avistotl ,
liaavista ; para que chegue ella ao conlioci- e uuio-se-ihas o Vapor Strombali com ura
ros. v : T.....34 ment do Respeitavel Publico e ao Juizo do reforgo de 35o m.rinheiroi traenda s
__________________________________________ Snr. Promotor. Sou De V.nis Aliento Ve- treze dias de viagem da Inglaterra. O nego-
\rrPnnillpilf!l nerador. ci foi breve, as farcas alliadas penelraro
V>Ui l capuuuciiuua Man_e| Carnero Machado Freir, a fortaleza e toda a guarnica em numero
Srs. Redactores. s Ant0n0 Marliris pe_ de '2'900 ll0rnens (lePi. ,as aJrtnas > eeotre-
Cirla vez mais me convenco de que o nosso o 1 ? a \ k l 1 ^ou-se Pr">nra oi levads para a esqua-
L.ata vez mais me convenco ut. que unuu re(ra O ante P01 ico laclo dessa Sub-Pre-. J. .,; 1 r ., 1: nn\~ a u
Pornnmhurn h o Tlieatro das r.ir dades. A- r 1 ,r j 1 dra e enviada a Constanlinopla. Achou-se
I ernamnuco ne o 1 neairo u 1 .ir inane. t\ felura pe o oficio que me dirigi em data __, c u 1 ,; 1 i 1
mr nnurpr huma me com effelo he se- j j h 1 em Seida grande quantidide de provis>es,
gora apparece numa, que com eueuu 11c an je lQ _or0rrete a resuelto ta extincao do
melhanle anda que em sentido moral, ao i,s,rict0 0 Campo Grande cano em minha
monstro marinho de que lalla o Panorama (]emssa-0 (|e jommissario de Polica do mes-
_r 1 y
iiiunica.) &c. e taiubem foro mandadas para
a esqmdia. Todos os emp'inhados n'eslo
Tnrcoa
negocio Ingleses Austracos
pPllO ui
rhial pHp iirrsiilir as Fleices sou be-se 11 u 1 etuzentos homens deiaixo da cu aunando de
cniai eae presiuir as _iei,ues. buihic su a(e e _e,0 co,n que me tenlio portado n;> .., .... .
nuo Hpi*ava Hp nininarecer nor iu car nula a a 1 1 r ; oneik.n ivlesoud estavaa quatro leroas vi-
que oeixava ue lompaieiei pui ju1g.11 uu" exercicio de minhas lungues po.iciaes como i .
Fleico visto r.So haver Parodio narre- ^ 1- t
i. m r ni 11c istiiiu >.^ |uiii u 1 ii 11 ..k. i. tA *.l t\f _lat,us por Sheikh Lranisaz, chele Drusa
por ter V. S. lludido minha boa le pelo (Jt- |u .
guezia, nao ter vindo Padre algum authon- 0 que me dir 0 (le dald de a do cor- coa3 os us monlanhezes que estavao posta-
sado pelo Vigano de Sennbaem para assistir nu{e deix;in(lo de'lazer punir edetagra-
ella, enaoseleraffixadonaporta dalgre- _a_ desobediencia formal, que pralnou
dos a um tiro de pstola promptos a acom-
mette-lo no momento em que elle tentasse
387
385
379
575
3co
3ot
T" que me aei voz pa
Juiz de Faz alectava ao conbecimento do Go- ni|;ado v# s# meo _,hcio de dd correil_
verno Provincial. A vista disto retirei-me le v> s< accu3a ,Q seo de 3 hj|yer re_
para ninha casa e commigo mulla gente 5 ce|ji(]o j cranJo aQ iuesmo 0 um n0VQ
masqualnoloiomeu pasmo, quando sou- hhlricl0 em que no s o separa de minha
Le que algunas pessoas, as quaes aliaes mu- jurisdico e Q enl do n0V0 Lomrns_
10 respeito e entre estas o Dr. Manoel Pe- ^ comQ de)xa de evencao nelle pre_
xeira Peixoto Juiz Criminal da Comarca, parado 0 prelex,o para minha demiaso. Es-
hava proclamado hum Juiz de Paz para fa-
zer as Eleiges, e'que este nomeara para a
Mesa os Srs. Leandro Jos da Silva S. Tiago ,
e Joo Carlos de Mendanga e Vascomellos,
cimbados e este ultimo t'arochiano do Re i-
candalo/.o contliclo de urisdica justamente
esle pretexto do referido seo ulUcu de iodo
correnle e a espectativa publica bemojul-
gai como lai en lempo oportuno.
Dos Guaide a V. S. Sitio da Torre em
344
332
3i
3!
3^i
fe onde acaba de ser Guarda d'Allandega ? QMem %% de Dnemb'vo (le l6{0
Manoel Carneiro Machado L reir.
Publicacio a pedido,
Tendo Sua Magestade o Imperador Ac-
..jido benignamente os vo
jerdoem o pleonasmo) a Meza formada de tal lealdade que se manileslo na Represenla-
maneira L. que tal ? Nao he em Cabrob, cao, que a Sua Augusta Presenta diriga a
A' principio Srs. Redactores nao pude
crer em semelhante procedimento ; ponjue
confiava que o Dr. Peixoto, e alguns oulros
Senhores entendidos em Legislaco nao
concrressem para hum acto to extraordina-
rio ; nxas fui Igreja para deseuganar-me ,
e ento foi que vi com os meus proprios olhos lindo benignamente os votos de respeito, e
manara I l. que tal 1' l>o he em L.abrol>o cao q
nem nos Certoes remotos da Provincia onde Irmandade de JNossa Senhora d'Assumpgb
se pralica hum lal bsurdo he no Rio For- das Fronleiras por occasiao de Haver o Mes-
tuoso i8Iegoas distante da Capital onde mo Senhor assumido a plenitude de seus Di
ha atnainislraio de Justica Autlioridades reitos e Prerogativas Consliluciouaes : As-
e huma chusma de Advogados, que se pos- sim o Manda pela Secretaria d Estado das
teri'.ao as Leis que se zumba das mais salala- Negocios do .Imperio parlecipar referida
res Instituic'ies e que hum Juiz Criminal, Irmandade para seu conhecimento. Palacio
formado em Diieilo opina que o Povo pode do Rio de Janeiro em onze de Novembro de
aclamar Juiz de Pax e iustallar-se huma ul mil oiio centos e quarenla. Antonio Carlos
i\.vta Paruihial ; Ribeiro d'Andrada Machado e Silva : e mais
E 1 odeio ser validas taes Eleices ? pode- I se nao conliuha em dita partecipacio do Mi-
ra no i io -ornioso haver tollegio com posto nislro do Imperio que eu Tabello abaUo as-
3i3 de Elutores feitos d essa maneua que un- si;nddo '
Cloniidol eritira Cata ... 298 poita o inesico que sertm le los dedo por
A11I0..10 bu na ido liourigue Selle co qun s iora enlitgues as listas d'aiiuelles ,
Empregado Pub.o Joo Pachaco de j uue opinara pela aclamago do Juiz de Paz?
si;;ndo litiineiile liz tupiar do original que
me loi presente pelo recunhecer verdadeiro ,
ao qual me reporta tornei a entregar a queiu
mo apresenlou vai na verdade sem cousa
tavo a 28 e 29 de Septembro surprehendec
e corlar a retaguarda a esle carpo. Os rnon-
tanhezes pediao diariamente armas, das quaes
ja se tiuho distribuido entre elle 19,000
t)s desertores Egypcicios vinba iodos os dias
aos sinco, aos dez e aos trinU. Um dia
viero lio encorporados, com uniformes, a
entre elles mais te do ero olliciaes ou sargen-
tos. Entre oulros cuja valerosa conducta
Ibes tem dado direito a serem mencionados ,
esl3 o Capito Muslapha que foi educado
na mariuli* Inglesa. O Almirante Walker
representa a sua conJucla co ua a mais uabre.
U mesmo almirante co-.abate com furor e
eu vi a bandeira Egypciaca qae elle tomou
em Beyrout com a sua propria ma : o que
prova que as balas de canho nao foro bal-
dadas (Pouco sabemos de Suleiman Pacha.
Elle loi cercado, somente com j 5oo homens.
por um grande corpo de monlanhezes qui
procuravo aprisionar toda a gente sem derra-
luaineuio de sangue ) As particularidades
cima referidas foro irazidas pelo Vapor Fer-
diiiaud que loi a Alexandria levar a Mebe-
mel-Ali urna carta amiunciando-lhe a sui
dimisso e trouxe para a esquadra os Conr
sules geiaes das quatro polencias.
A o iecebea-St aqu urna tarta dirigida p:>r
Mehemet-Ali ao Gfaa-Vtif em resposta
aquella levada pela Ferdiuand ; e conlein ,
segundo parece u..ia deelaraco de que
toulano elle com a proteceo da Franca esta
determinado a repelar a lorca e a facer va-
ler o seu direito a ludo o que pofse. l^lle
lastima uuiilo ver-se na neces>Uuae e vullar
as suas anuas contra o Sulto nas nao pode
sugeitar-Sfl a ioioaticas &c. assim por i-
anle. A conduela do Pacta nao exc.tou sor-


t*
i.....m
AIIO DE PERSAMBUCO
j^reza algu mas a da Franca tem confund-1 Lotera ando impreterivelmente no da 1,0
to a Pona. Montera Lord Ponsonby e os1 de Feverero do asno prximo futuro,
oulrus embaixadores das quatro Potencias t-
vero urna longa conferencia con Reschid
Pacha sobre o caso cujo resultada anda nao
tinha transpirado porem diiem que as
bperaces activas na Syra nao ser abando-
nadas ; pelo contrario proseguirlo con redn-
brado ardor. Parece que Mehemet-Ali ha-
va ordenado que abrissem caminho para fora
* do porto de Alexandria 18 naos de liiihi e 8
fragatas afim de deiafiar o bloqueio ; mas
esta orden foi revogada a pedido de M. Go-
chelet, Cnsul Francs*
A fragata de vapor Phenx parti a 3 de-
colla pare a Syria e levou Sr Charlee
Smith, cuja Sade estar completamente
restabellecida pelo xellente ar do Bosphoro.
O bravo General acha-se a esta hora outra ez
frente das suas tropas. A Porta tem sido ac-
tiva e mandou mais cerca da 5,ooo homens
com provimento de dinheiro muniees e
mantimentos em abundancia.
Da niesma sorte noticias de Malta at i5
d'Outubro direm que Ibrahim ficha eslava
cm Djebel Senin, treze legoas distante de
eyrout, com 6,000 homens someute. --
Sheikh Meshoud commandante da sua ala
direita eslava qualro lejjoas adianto ( pertode
Beyrout "), rom i.aoo homens, e defronle
d*elle quasi a uiu tiro de pedraestava o Uruso
S'..eikh Franzir com os montatihezes da sua
tribu. Avanguarda de Ibrahim que monla-
va(a a,000 homens sob o commando de Os-
man Pacha eslava seis legoas mais adianto e
o General Jocbmus e Izzel racha tinho for-
mado um plano de corta-lhe a retaguarda e
apprisionar-lhe todo o corpo. Elles espera-
vo consegui-lo a qS da Septembro ; e s
aguardavao adietada do Co ninodoro JNapier ,
que vida e alma de toda* estas empre-
zas.
O famoso Solimn tacha tiuha-se deixado
apanhar n'uma especie de ratoeira militar :
acha-se com 2 5oo homens 11'u.na posico ,
donde quasi impossivel poder escapar um
s homem pois est completamente cercado
por um grande corpo de gente do paiz que
se dirige someute a aprUiona-los a fim de evi-
tar quanto fof possivel eiuso de sang-ie.
Outra carta viuda do mesmo lujar com
data mais recente um dia conten o seguin-
te ;
Pelo Vapor Francez Castor que chegou
de Alexandi i* a noite passada e saiiio de
la a n sabemos que toda a guarda nacional
havia recusado maruuar do Cairo e Melie-
met-Ali tinha partido para aquella cidade ,
multo descontente com a administraco de
Abbas racha sob cujas ordens as cazas do de-
serto liulio sido arrasadas e as estalagens
do Cairo fechadas contra e em directa opposi-
co s deelaraces e promessas do pacha.
Vluitas familias iiavia sabido de Alexandria
Z3T As pessoas que tem penhores, ni
venda das sete portas na ra Augusta haj 1
da data deste no praso de 5 das ir rescta-
los senio se vendern para o real embolco
do supplicanto islo para o depois nao se
O Thesoureiro da Lotera faz scienle aO chamaren* a ignorancia,
LOTERA DO LIVRAMENTO.
respeitavel publico [que como vai a vendados
isr
Hum hornera hbil pira tratar de qu
bilhetes com grande alluencia] que desej que quer negocio de segredo 01 sem e
le
os amantes deste jogo concorro para a com-
pra para o mais breve annunciar o impre-
terivel da.
Avisos Diversos
Furtaro da caza do Padre Prior do
Carmo na noite de iq para ao do correte
Dezembro duas voltas de cordo grosso de
o uro com *\ oitatas urna Imagen da Cou-
ceico do mesmo metal com iioilavas e
urna cassolletla com 4 1 [x oitavas com um
Santo Lenho dentro e na priineira tampa
com a firma Fr. T. M.; quem* souber deste
furto e quizer noticiar ao annunciante alem
de se Ihe guardar o sigillo se recompensar
generosamente.
S3T" Precisa-se alugar um sobrado de um
s andar no bairro de Santo Antonio ou Boa-
Vista : quera o tiver annuncie ou dirija-se
a ra Direita D. $c pnmeiro andar.
t9~ Quem tiver para vender um cordo
grosso e um tranceln fino de bom ouro ,
sem I cilio annuncie ou dirija-se a ra Di
reita, U, 49 primeiro andar.
tr?" Quem tiver umi cas terrea em qual
quer unta das ras do bairro de Santo Auto-
niodoRecife, anda por ioUou laU men-
saes precisa-se, ed-setres meses adrana-
dos pelas chaves ; annuncie com toda a bre-
vidade a sua morada para se ir logo ef-
ecluar o negocio nio sendo a casa em ras
remotas e queseja suticiente para familia ,
que se estima.
S2*~ Tcndo saido desta Cidade com consen-
so desuas Senhoras em directo a Santo An-
to um pardo bastante mojo alto e al-
guma cousa reforead j do corpo bem oareci-
do cabellos corridos e annellados as
ponas, dentes alimados levando em sua
companhia um nieto tarabea escravo di mes-
ma cas 1 de nome uirte vellio alto e
S'.-cco do corpo e leudo decorrido mais de
um mez seo quedefles baja noticia ; rogi-se
a quem souber aonde existen haja de diri-
gir -se a ra do Collegio D. it ou annun-
ciar por este Diario.
123" Alua-se para se passar a festa urna
caza de sobrado com bastante-* commodos no
lugar dos Arronzados mu lo fresca por
ser da parte da sombra., e tambem se vende
cu permuta-se por outra nesta praija na
ra da Cadeia Velha toja de fazendas por
haixo da residencia do Corretor Oliveira,
^*S3tr Quem quizer comprar um annel com
pedra rocha proprio para Conejo mais
para Sinyrna j Conslantinepla, Syria linas duasmurcas, e urna bolga de damasco tu-
Janias Athen as Trieste e oulros luga-
res. Sir Robert Stoplod era esperado a loda
a hora em Alexandria. E'inexpiicavel a di-
vergencia entre as comrnunicages do Cnsul
Austraco e do apito i'isher em quanto
data do comeco do l)lot|ueio fazendo-a um
a 4 com quinze dias de favor e em algus
casos com viule e mais ; e o ouiro Gxando-a a
6 stiii piazo alg.
(The Observer.)
REVISTA MERCANTIL.
CAMBIO Tem havido transaeces no de-
ciiiso ta semana a i. e i I i|'Jd.
AL(jODA Conserva-so a bUtoo e
U700.
AS5UCAR bem alleiago a 1U000 por
arroba sobre o ferro oFere-
cido,
GOUROS Tem havido vendas a 100 rs.
por libra.
BACALH/iO- O Mazeppe que tocou aqu
coro hum carregamento de
bacalhao seguio para o sui ,
e o tirigue tceni com aUaoo
barricaj obleve i^Uiopor
barric.i
LOEERIA DO THEATRO.
O pegamento dos premios oblidos pela ex-
traejo da l. parle da 5. Lotera, prin-
cipia a ser feito buje a do corrente mez das
dec .horas da manha s duas da tarde no Es-
ciiplorio ioThezoureiro Manoel Alves Guer-
ra em a ra ico pagamento nos dias ai e 74 as niesmas
horas e deste ultimo da em diaute as Quar-
tas e sabbados de todas as semanas nao Muido
dias Santos.
As rodas da a. parta da referida 5,o s
do em muito bom uio dirija-se a ra Nova
casa I). 24 > a tratar com Domingos Aulu-
nes \ iliaca.
c?" Aluga-se urna casa terrea envidraca-
da com bastante commodo com sota j e
quintal plantado, sita 110 principio da ra do
Sobo no burro da Boarsta lado da som-
bra : quem a prutender dirija-se a ru do
Cabug, 1. andar do sobrado por cima da loja
do relojosiro.
tss~ Quem perdeo urna obra de ouro ,
dando os signaos certos lae ser entregue ,
na ra do Rangel, D. i5.
ssy Da-se luvas pela chave de um pri-
meiro andar ou casa terrea sendo as
ras Direita Agoas verdes Horlns Pateo
do Carmo, e Tnnxeiras; ou Iroca-se por
outra na ra do Rozario : quem a tiver diri-
ja-se airaz da Matriz de Santo Antonio, i).
4-
tsr Engomma se roupa com perfeiao e a-
ceio, o por precocommodo ; na ra d'Agoas
verdes, loja do sobrado 20, quase defroite
dooilo da Igreja de Jf. S. do ler^o lado
do poente.
%sr O Heverendo Vigario da Frrguezia de
Ipojuca convida a dous Snrs. Sacerdotes
pura se empregarem um na Coadjutora da
mesma FregUezia e ouiro na Administrado
da Capella curada de N. S. do O' : os Senho-
res que esliverem neslas circunstancias di-
rijo-se as 5 ponas ao p do beca do Marisco
primeiro sobrado D, 18 que acnar com
quem tratar.
%ss~ Uma Senbora que foi passir a festa no
mondego no sitio da capelinha faz doces
de todas as qualidades, pao de l, se-
quilhos podim bolo mglez, pastis de i-
que passante de 6j anuos e se acha deso-
cupado e tem de hir para fora d*ta Pro-
vincia por algum tempj a pezar de nao ter
crinie algum e ter crescda familia oTere-
ce-se para hir Corle do Rio de Janeiro ou
Portugal, a quem tiver neslas Cidides ne-
gocios de importancia lcitos e que nao pos-
ka ou nao queira hir agtalos; e fr commo
dluiente qual quer ajuste com quem precizar
do seu tal e qal prestimo : dar pessoas ca-
pazes que iinformem sua conducta a quem
o nao conhecer anda tem de perto : quera
precizar procure nasta Typografia que se
Ihe dir quem e a moradia ; ou anuuncie
a sua.
SS^LEIHO. A Commisso administrati-
va da Sociedade Aplliua far a venda pu-
blica por intervenco do Corretor Oliveira ,
quinta teira a4 do corrente s 10 horas da
nimba", no Palacete da mesma Sociedade .
dimobilia, e objctos seguintes : um Piano
novo bem conhecida pelas suas excellentes
vozes e b qualidade cadeiras cimip,
e mezas de Jacaranda mezas d'amarello pira
jogo e dejantar toucadares de Jacaranda ,
lavatorios cadeiras de louro com pilhinha,
caxas de costura bancas, raatces cabi-
des balco mezas de cosinha travesseiros
de Velludo. Lanternas pintadis e lizas. Vi-
dros para cheiros mangas de viJros de dif-
ferentes qualidades palmatorias glo'jDS do
vidros portalicores, jarros pira ag co-
pos diversos paraagi e viaho lavrados e li-
zos garrafas, quirlinhis urnas de t'ollri ,
latas par assucar culheres de metal lan-
ras douradas capixos esleirs, ir linea-
to para cread is., e muitos outros objctos ;
vender-se-ha mais uma espingarda de patente
para caca com sua competente caixiuba e pe-
trexos cerca 3,ooo oiavas de pratas em o-
bras boas ^ e varios outros objctos nao pr-
tencenles a Sociedade.
ssy Domingo ao do corrente pardeo-se
uma fivela d'ouro propria de calco tenio
meia rara de fila de liado branca cozida a
mesma d'esda Palacio velho ra da Flo-
0 dilo preto despareceo, e por isso^*
rogase a qualquer pesso a quem for oe**
resido ou vr a dita caixa a queira tomar e an-
nunciar aoride existe, que se agrade:o o favo
tST" Para o Havre t passageiros smertte *
para o qus olerece excellentes commodos..
Galera Francezeza Athile Capitaoi lii-
gues sahir impreterivelmente no da 7 de
Janeiro proxim> : a fallar ao consignatario
L. A. I)obo'ir [ii ra do Vigiri, n. it>.
tsar Em Oliuda ruado Boufim, casa nu-
mero a ; ha para se vender um fliuta, co um melhoio de Miizica para a mesma se.ii
anda ter sido servil
os^ Vende-se ddas escrivas una de -
dade .de a8 annos boa cozinbeira ensaboa-
deira e quitandeira por trezeutos e iten-
ta mil res ; e outra dedeioito anus bonita
figura,eom priucipio de cozinha, e propri pi-
ra se aplicar a qual quer servico ; na Gam-
boa do Garran 8.
tsr Adverte-se a certos Snrs. Sjcs da
Sociedade Pastoril ajo de ter mais cuidado
com diversas criancas que por brincadora ,
ou dezaforo ihe custumio bter ou forcar a
porta a fim de nao oflenderem injustanaante
a pessoas incapazes de commeter o qu os
mesmos Snrs. Sucios Ihe atribuem.
a^> Na ra Augusta em una caza de
duas janellas eum porta, defronte de una
sobrado vende-se os livros novos abaix.) de-
clarados pela metade de seo valor. A siber
historia do Brasil 1 v. dita da America 1
v.^ dita do Brasil 11 v. Dicionario Fran-
ear-de Fonce 1 v. ditos Postales de Frau-
cez para Portugus e Portuguez para Frau-
cez a v., ditos ditos Porluguez a v. os Pfa-i
tchei 4 r., historia Natural 1 v., rara izo per-
dido por Milln 2 v., Gramtica Francz
por Monte >erde 1 v. Valery Eludes t r,
pirnaso Lusitano 5 v. Nova lieloiza 4 v.;
o piloto 4 v. Q lintino Darval 4 v. f os pu ,
rtanos 4 t. l'eiemique 1 v., Ueloiza a A-
beilard 3 v. Igaez de Cistro 1 v. As Rui-;
as de Volney a v. Clara de Alba 1 t. ,
Ano iv., A venturas de Telemaco v.
Cunna ou a Ittlia a v Filiz IndepVndenU
3 v. Mithologia da Mocidad 1 v. t Fti-
liita da .Vlocidade 1 v.
t^* Avista doaununco do Sur. Antonio
de Souza Rangel no Diario de sabbado nume-
ro 877 em que faz ver estar a caza que foi
do falescido Joze Fernandes Gima arrendad4
par ti anuos, respoude-se-lhe que estes ar-
rentina Patio do Hospital do Paraso at 1 rendameutos nunca privarlo a vend de qUtl
a ra de S. Francisco quem a achar leve-a quer predio w nem 0 novo propnelario est
a ra da Cadeia velha 110 Recite loja de Joio sugeito a ufan ter este arreniaraento, salvse
Mara Seve, que se Ihe pagar o trabalho. o Snr. Riugel pajou logo adiantado os 6 n-
sar No Trapixe da Gompanhia serecebem nos ( o que se nega ) enio paresss que tiiilrt
alguns pelos allugados para o servico do direilo de embarassar a venda em quadto nao
mesmo Trapixe. vencesse o prazo do seo arrendamento 01
%Z3" Antonio Joze Pinto Guimares mo- ser nalle maulido pelo lempo estipulado : aja
rador no Trapixe da Corapanhia faz cente
ao Publico que mudiu seu nome para Auto-
la tortas e doces d ovos ludo uiuilo um
teilo e por preco com modo.
Bf- Quem precisar de urna ama para lodo
fV*}9| >a a ra de ilorU,a io.u
nio Joze Nuues Guimares.
SW Vende-se uma cabra com as abilidades
seguintes coze xa engoma cozinha refi -
na assucar e ludo sabe vender e comprar
na ra j no Trapixe da companhia defroute
do Corpo Santo achara com quem tratar.
tar O Sur. Manoel Antonio qu; raorou ,
ou amda mora entre a Varzia e o Engenho
Santo Cosme no qual planta va cinis, e que
foi caixeiro de um Sur. Miranda ; queira ii-
rijir-se ao Engenho Picha na extinta Fre-
guezia da Luz para se Ihe dar uma uoticia
m que muito enleressa o mesmo Sur. alus
eutenda-se como Guardada Malfiz do Cor-
po Santo para melhor o encaminhar.
iy Mr. Kissel relojoeiro no atierro da
Boa vista compra relogios de boa qualiia-
de em segunda mo e tambera vende em
conta e laz-se tioca, afiaucaudo-se aos com-
pradores.
tsr Vende-se para fora da Provincia ou
da Praca, um negro pentimo odicial de sapa-
leiro e al proprio para page pela bonita fi-
gura j quem o pretender, dirija-se a ra
Direita, sobrado D ai.
sar Pede-se encarecidamente a quem por
engao lirou uraa caria viuda do Ce ara no
Vapor, para l'irmo Antonio deFigueiredo ,
baja por oiize |Uio de mandar entregar na
ra da Roda D. 10, embora esteija ja aber-
ta de cujo favor se Ihe ficar agradecido.
aar io*o Goncalvaz Evangelista mudou
a sua residencia para a ra da cadeia D. 5 ,
primeiro andar por cima do assougue Fran-
cs ; 110 uuat leas eslaUelecida sua loja de al-
faiate.
ks/- No dia 15 do corrente as 7 hora da
noite chamando-se hura iNegro ganiador na
ra das agoas verdes para carrejar huma
caixaoleadt de verde por sima com guarni-
eres de Ierro coberta aqual levava dentro 7
carnizas e i vestidos 1000 en diiilieiro e um
par de briucosde Filagrau o alguus palos,
por lauto de declarar esta ultima circon.tau-
cia para deseugino dos pretendentes.
tsr A abaixo asstgnada vuva de M^anoe
Francisco dos Sanios Mendonca convida atj
Sor. Raf pira 110 prazo de oit dias vir con-
ferir a conta da seo debito da quan'tia da
4411,104 res que se acba devendo ao seo
casal contrado com o ditoseu marido dis-
cripta no processo do Inventario que se pro-
cedeo pelo Juizo de Oros desta Cidade, Es-
crivo rereiri.
Felippe Bernarda de Braga .Mendonp.'
tar Eu abaixo assignado faco sienle ao
respeitavel publico e a quem mais Ihe con-
vier, que no dia ti do corrente mes de Dezem-
bro por ordem do Snr. refeto desta Com-
raarca me foi lirada de minha caza umi pre-
la forra de nome Victoria a titulo de escrava a
qual foi para caza de Joze da Silva Oliveira a
onde foi surrada e castigada speramente
como se v do auto de vestoru que existe em
poder do Sur. Doutor promotor publico para
lomar o devido couhecimento dos direitos quo
assisteadita preta cuja ja tem o mandado de
manutencao pelo illm. Snr. Doutor Juiz do
Civel da lerceira vara, e como consta ao abii -
xo assignado que o dito Oliveira tem querido
praticar de alguma maaeira manchar o seu
crdito para com o publico pesar de qua
poucasou nenbumas pessoas Ihe diro crdi-
to ao seu errado plano ; porque estou certo
que pezaudo-se ou meduidj-Se Os cir-
cunstancias de um e oalro o mesmo respei-
tavel puolico couhecer e julg'ir a juj'ica
que cada uro pode ouler em seu direito por
isso sao estes os motivos que me obrigo a fa-
zer este simples esclirecimento para ;jue o pu-
blico entre no devido conheciment que ata*
ao prezenle nao leuho rabo de pillia e
quaudo baja algum que me queira imputar
iiualqusr que se ja o tacto pode aparecer 110
puulieo 101 oue nio me temo e escazado lu
and*"' fallando, e metido pelos cantos sera qua
teuba autmo do ajipareuer.
Luis Jos Marquas.


DIARIO DE PERNAMBPOO
w
I;
O* .'.-i
Precisa-sede um menino fmrtuguez do-se obr^ado oor (alta de saude'a retirr-
osla caixeiro de venda : ii.ietn esliver neslas se outra vei desla Cidade de Olinda e nao
r. ... i i .___.:__i- .iimIhiiiiIp .i>ra-
Circunstannas anniincie,
C7" Precisa-se de una ama de leite 5 no
largo do Terco loja de saoatos 1). 3.
Sgy Arrendao-se annmlm; nte, 011 sonrien-
te pelos quatroraezes de fisa di|&9 moradas
de casas terreas a barraclas sendo uma
deltas a em que resedioo Exm. Snr. Hispo
D. Thomaz de Noronha e a outra contigua
a rocsma as quaes sao situad as na estrada ,
que vai da solidada para a '.,> manguinhn e
cora repartimentos segn lo o gasto moderno ,
com sallas de visitas oi'.o quarlos boas sa-
las de jantar cozinha fora co:n assenla-
meuto de fugues ingieres boas cacimbas con;
agoa de beber, senzalla para pretos estri-
bara para dous cavallos e pelo preco cada
uma de 180 000 annuaes, e sendo pelos -i me-
zes o seu aluguel lie de 100,000 ; os prelen-
dentes dirijao-se a ra de Hurtas sobrado D-
cima 70.
ijS- Arrenda-se una siiio com arvoredos de
frucio casa de sobrado entie as duas pan-
tea da magialena por lempo de 3 uu mais
annos a enlregar-se as chaves a o" de Janei-
ro prximo e outro sitio na estrada de Be-
lem com arvoredos cercado para vaecas e
e oulros coramodos ; a tratar com Jos Joa-
quin Bezerra Cavalcante.
Sj3T Desapareceo no dia i4 do correte ,
de madrugada una canoa nova de conducir
familia lendo uma correule de Ierro peque-
a e com o seu competente banco para vela;
qutm della souber parteo pe na ruado lan-
gel venda da quina que voita para o trem D.
41 a fallar com Luis Jos Marques.
cy* A sociedude que irava nesta prara
debaixoda firma de Wilson Irmaos acha-
sediasolvida por muiuo consentimento na da-
ta de boje Jpje Lae e ilenrique. GrilBn es-
lo aulhorisados a liquidar a exmela socieda-
de para cujo Gm rogo a todas os credores
da mes id a que presentera suas coritas antes
do dia Ji do crreme e que lodosos devedo-
res saivem os seos uebilos sera a menor de-
mora Babia 13 de Outubro de ib o -
Aexandre YYUsQP Diogo WUspii Flu-
liwood Wilsoq.
t53r A casa de negocio nesta praca que gi-
rava debaixo da firma de YY'ilson Jrmos de
pndemb por esse motivo ir penalmente agr
decer a cada uma das iuoumeraveis pe*soas ,
que se (Hilario visila-lo assim pela ocea-
muito em conta | na ra da cadeia cisa
de A. iWh 1). 17 noprimeiro andar.
%&' Um jogode bancas de olio obra nova,
e por preco commodo; na ra das larangeiras
no primeiro andar do sobrado defronte do
iao da sua mudanca de domicilio para a re- nincho.^
ferida Cidade como pela do fallecimenlo de
sua muito presada mulher, e que igualmen-
t.....diguaro acompanbar o enterro desta ,
cordialinenle agradece a todos pelo presente
apnuupio e lliesassegura a perpeluidade de
seu sincero re'onheciraento.
Avisos Martimos.
FlU'/T'USK para qiialijuer porto da Euro-
pa a Escuna Instas I-jhn Romillv [AUi
forrada e encavbada de cobre -le lote de
i5o toneladas ; e juntmente a Escuna ty-
namarque/a IWperimenl lorrada e eneavi-
Ihada de cobre e de lote de l3o toneladas ;
quem as pretender dirija-se a Me. Calaiout
& Companhia.
PARAHAMRUIUOo Brigue Hambur-
pnes Victoria forrado e encanillado de co-
bre e de lote de loo toneladas ; os preten-
dentesdirijo-sea iMc, Calmont & Cumpa-
PABA O RIO DE JANEIRO sahin com
brevidade por ler seu carregamento quasi
prompto o Brigue Brasileiro Santa >iari,i
Boa Sorle Capio Jos Joaquiu Das dos
Pulieres ; para frete e passageiros trata-se
com Jo^ Gonsalves Cascio na ra da cadeia
do Recife n. 45 OU com o mesmo Capilo na
praca do Commercio.
iiuiicie.
boje em dianle continuar;', debaixo da firma de que nao seja muilo grande ; quem tiver an-
Wilsou Iruiosc. Companbta. Babia 19
de Outubro de 184
iT O 5r. Antonio de Holanda Cavalcanti,
que requereo a S. Exc. com inforinacao do
OT Vellasrre carnauba de superior qua-
lidaJe a 4o a libra e caixinbas com
cem charutos da Babia i na vnda da quina
defronte de palacio.
t?y- m relngio de cima de mesa Ame-
ricano todo dourado e muito bom reguia-
dor; no beco do sarapaiel 4
car Uma carioca quisi ora cangalha ,
ecassambaSj um par de rodas novas, flan-
dres medidas para azeite e pipa para dito ,
um seliin em hora iuo ; nos coelbos na caa
do Sr. Gidaiilt,
tsr Xuopes de groselbas e oulros de
supsrior qiialidade ; na ra nova loja D 7.
esr Um sitio no lugar da capunga com
casadetaipa com i5o palmos de largo, e
mais de 4oo de fundo e um pianno proprio
para quem qu.iser aprender ; na ra da S.
Cruz casa delronte da ribeira D. 7a.
tsr Uma escrata do gento de angola ,
engoinma cozinba faz doces e be muito
ladina ; do pateo da S. Cruz em casa de Jo-
o Sebastio Perefi.
tsr* Urna canoa com 63 palmos de cona-
prido e 4 de boca muilo limpa sem de-
leito propna pac uma forte barcaga po-
de ver-se 110 esttieiro t!a ra da praia junto a
casa do Sr. Jos llijjiuo e tratar do aju.te na
ra do Livramento loja de louca de Luiz An-
tonio Gonsalves.
%SST Chapeos de sol de seda superior por
5ooo ditos mais superiores a 6000 sas-
pensoriosde burracha filas de seda lavnida
para lacos de Teslido ditas para chapeos de
sonhora bous sabonetes e agoi de colonia ,
olio de macas< cartas de jogar frauccas
finas, e ordinarias ditas porlugue/.as bo-
les para aberturas do varias qualidades e
oulros militas miudezas or preco commodo ;
na ra dos (^uarteis I) 7.
> Por preco muito commodo a posse
de um teiieuo sito nos aflojados no principio
da entrada da Varzea no lugar dos pocos, com
***3> Toda Legislacoantiga sendo em mui-: duas pequeas cazinbas de pedra e cal na
tobom uzo e uma estante envidrassada ,\ frente do mesmo, aiieerces fetas para rnais
duas cazinbas 1 cacimbas dentro do mes-
Lvi I o
tsff- Que azem L. G. Ferreira & Mansfi-
eld por inlervenco do Cmrelor (
ra
de uma iior^aode carnes salgadas de porco ,
e vacca em barri, terca feira aa do corren-
te as 11 horis da manb, rio seu armazem por
detraa da cusa dos inestaos e da senzala ve-
Iha.
C o m |) r it s
t^> Um papagaio sendo bom fallador; na
ra nova u.
I ".i.
mu terreno com um ptimo tanque para ba-
nbo e lavagem de rouua, dous ps decoquei-
ros ja dando fructo v oueu afora ment he per-
IST Umaescravade idade que seja co- petuo ; na 1 na da S. Cruz na venda que
tica
i >iWra n saina pnvommar na ra nova ao correr da ribeira que tem calcda de pe-
Sr. Inspector, queira procurar o requer- zmneua e saipa engcmmai na iua iiu**^ ti r
ment e despacho que tevj, na ra do Ro- U a
aunu U. i que il.e foi adiado. cr- Doze dusias de caixas de papeliol vasi-
fT 'Precisa-sede .10,000 a premio sobre' as para obreias que sejao bem leiUSj na ra
pinbores deourqj no allerro da Boa vala b. "ov 0 ue ferragens U. ii.
9 se dir.
SST Jos Antonio de Lima all'aiale avi-
sa aos seus reguezes que mudou-se da ra
da cadtia velba para o bairru de S Anto-
Vendas
ra.
%s&- Uma cama de casado uma duzia de
cadeiras americanas, tudo novo, por junio
ou separado ; na ra do jNegueira U li.
3T- Duas escravas uma de idade de l5
anuos de boa figura engoinma, a cuzinha ,
dous moloques de idade de la a l4 anuos,
tr
FOL1IINIIAS de Al-jibeira Porta, ptimos para lodo o sei vico e oplimo escra-
ua v-auria iciua lima u uaiiiu uc s iuiu- ..,,>! ,1
, id i p Pailfp unnresas nesta Ivpoi'.Mia e uem vo peca liara todo o sei vico ; na ra e aguas
nio na ra larga do Rozauo D. o. no primeiro e i aure ""' s" l "j u a i o
, 9 r conhecidas pela exactulao do calculo na pra- verdes esa terrea U. Sj.
andar.
ja da Independencia loja de livros n 3? e 58,
kijr Fariuba de mandioca de superior
-&. ...-,. por isso a pessoa q
o perdeo oprcseiitando o irmoseluu entre-
gar,
iiy Para negocios de scus interesses de-
seji'-se fallar aos Jnrs. Joo M noel Pereira
da Silva e seu irmao Jos Antonio da Silva
D. lo > e na bouca do Snr Moreira, derou- j por 400,000 ; n* ra de agoas verdes por ci-
te da Matriz ; e em Oiiiida botica da ra do na do assoune.
Amparo.
i_^r Na praca da Independencia loja n. 20,
borieguius franceaea ue mano iuioi de cores a
os quaes sendo naturaes da Cidade. do Becile dous mil rs. u par sapalos de duraque de
uiodo a poitugal foro esluJantes do Semina- Lisboa ditos de ma, roqu.m ootins de Lis-
1 i> 1. ._ 1-, l u...' hua s.iiialos a holiuudos ditos iliancezes de
rio de Brap;a e voltarao para o L>r o. i- 1 / 1 ...v li n ., marronuim ijara senhura soi lmenlo de bi-
183, diruao-se a ra do Cabuga ). 7 ou """"f"" *' .
aunupciem suas moradas i ue dedo c raeio a dous ditos de aigura ,
kST Prec.sao-seueuoo.oooaiuroa dous manas de b.co de b lom a ,joo cada urna,
porcentoao mez dando -se para segur-nca lencos quadrados de dito a 800 rs. e ricas
Sma propriedede na Cidade de OlimU com I abotuadoras para casaca, lano de metal dou-
bom quuilal no valor de uo ,,000 ou ven- radas como de retro* por preco commodo.
*' .* I I ... AU.W1. UCUTU-' ('tic inri' l'i':'f
de-se j quem quiser anuuucie
lis- Arrenda-se um sitio que tenha pro-
p&rcoens para io a i-a vaccas ; quem o ti ver
diri]a-se a praca da Independencia nmeros
33e34
ijy Precisa-se de um rapaz portugus que
saiba ler e escrever para caixeiro de um ar-
issr Uinac.inoa grande, que pode rece-
ber 5oo a 000 lijolosde alvenaria a qual se
acha acabada de construir no eslaleiro do oilo
da jasa do Snr. Jos iligino de Miranda ; na
praciuba do Livramenlo n. 29.
15T Champagni.e bordeaux tinto me-
doc Si. Juien chateaux lalblle, lalour ,
ciiaaiberlim vi-
'iaieai de madeiras \ na ra dos Quarteis! garose margeaux bordeaux bramo, sau-
j)ecnja 5> I teme barsac haut breignac muito vela ,
ssr
um m
se a riid un iuu ju. -j
sy Um bomem casado que enteude de qualidades cognac absintfae, kirsch, aui-
eiigtnlio e de plantacoens, pretende ser ad- I selle de bordean* azeite doce em ca.xa de a
ministrador de engenho erando com garrafas, lar. n.ia de legumes para sopa, con-
opti.oad. .rv.co; quem pretender dirija-; servas de crv.lhas sardinhas e oulras mus-
dioca de- tarda Iranceza charutos da Batna da abrid
T A pessoa que annunciou precisar de burgogne tinto e branco cnamueri.m vi-
menino para ca.xc.o de enda dirija- nbo do .heno bockheimer, l.clirauenmilcb,
ra da roda D. 8. *Vl<> c"tiez "taW .hcorea de loai a*
se ao engenho dos Pintos na "ujje
nominada estiva a Ulbr com Joo Guaiber-
todo iSasciineulo.
Ue Groz ditos de mai.itia ciiucolaie mimo
tino copos de cristal de muilo bom go3io ,
!>_> Uma canoa nova aberta de carreira,
e muito bem construida, toda pintada, e pro-
pna para conducir familia na ra alraz dos
Martirios D. o.
r Dous uioleques de idade de i4 a 16
anuos
ii ra u i-a ii- lu.
tflT Doces seceos e de calda de diferentes
qualidades a relaino e por a lacado, qual-
.juer quanlidade que seja; na ra do Ca-
bug no segundo andar por cima da loja de
eera D. 2,
\ar Ps de craveiros brancos encarna-
dos ea veludados, e ps de Alecrim ; na
soledade iudo pela Irerape do lado (lucilo ,
pisando a padaria do Duraoe urna cerca de
pa.ha na segunda casa 11. 17.
r b raaos Iravessas era bom estado pro-
prias p<*id uuaiuuer obfa ; no (orle do mallo
na ma da Lapa leuda l'erreiro.
sV3T JEmcaixa de uma duzia ea retalho ,
racos com pesego, ditos com pera, ditos com
ginga, ditos com ainoia ditos com ameixas
brancas ludo de inlu/.ao eu licor lino fcas-
cos cuiu varias qualidades de doce em cuida ,
presuntos palos queijos iineiijjos e de
piu.tia ameuas brancas de Lisboa viuho
jurupia do l'orto minio stipsi ior e chocola-
te muito novo ; na ra do llangel do lado
dneilo mdo da praciuba do Livramenlo ven-
da b. 'a.
i3T Ou lroca-se por negros de jidade dt
engomma e cose com um filho de um an-
uo ; e tres negras mocas com al^umas habe-
lidades do pateo de N. S. do Terjo D. 6 no
segundo andar.
Ey Uma canoad'agua j tizada, que serve
par aentulho $ na ra da Concordia casa que
tem o letreiro da dita ra.
tsr" O Corretor Oliveira offerece a venda
uma I-era construida maquina de vapor de
forca de um cavallo com todos os seus per-
(enees inclusive moinho para caf e mui
proprio para n.ilbo mandioca, feijao p- >
menta ou outra qualquer aplicaco que se
Ibe qnea dar ; a sua ulilidade he de muda,
consideraco principalmente para Srs. de en-
genho que teuhio grandes fabricas, pela fa-
cilidad* com que d'ella podem servir-se para
poupar trabalho bracalde seus escravos e q
precioso lempo que perdem quando. alias o
pedem poupar por meio da mesma maquina,
ST Um escravo de idade de 20 annos ,
acoslumado a trabalhar nos trapiches; ni 1 ut
da penba sobrado de um andar do lado da,
Igreja do Livramenlo,
tsr Q.ualros cavallog bons pira todo o ser-
vico de seda e cangalha uma destilaco em
ponto orante com dous alambiques da co-
bre iuo pipas urnas para garapa, e outras
para agoi-ardente 1H0 cascos de barris os
ditos e as pipas tambem s vendera a retalho;
a fallar com Jos Joaquim Beeerra Cavalcanti
S3y llar cscrava mo-a do gento de an-
gola para fora di provincia ou engenno e
um mole que creoulo de idade de lo anuos;
na ra da cadeia velba no sobrado de a andi-
re* da viuva do Mendonca no primeiro an-
dar tem urna leuda de all'aiale.
\sr Paios novos presuntos cbourissos ,
licores de todas as qualidades biscoulos en
llandres ditos de Ilamburgo queijos da
piuha dilos Vancezes em libras ptimo
cliampagnbe e oulros muitos gneros por
preco commodo ; na ra nova D. 2.
t- Duas neg as umasabendo bem eagom-
mar e cozinhar, e faz doces, e a outra de
todo o servico ; ua ra de S. Francisco casa
grande ao pe do Theatro.
%SF Um escravo de bonita figura de ida-
de de 2o annos na praca da Boa vista D-
cima 10.
sg- Conservas do Porto a 4$oo a duzia
de frascos ; no caes da Alfandega armazem
de Antonio Aunes.
%ajy Tabaco simonte a preco commodo ; na
ra da cadeia loja de ferragens de Joaqun
Jos da Costa Leitao.
lT" 3o barricas vazias que foro de fari-
nba do reino ptimas para embarricar as-
suca r ; na ruado 'vlauoel coco sobrado de um
andar unto ao do Sr. Jos Lopes Boza.
isr Listas geraesdos premios extrados na
primeira parle da quinta Leleria do Theatro;
na praca da Independencia n. 67 e 38.
tsr* {jma:abra, cosecha, engjinmadeir.i,
cozinheira compra e vcuda na ra, e re-
fina assucar ; a Halar no trapiche da com-
panhia.
i^r Vasos de nova forma para lamparillas,
proprios para as casas de familia tanto pelo
seu asseio como por sua commodidade por
muito menos do que se tem vendido por se-
leiu os ltimos a primeira e segunda coleco
.lo priodico ramalbele guarnecidas com perto
de cem estampas linas, cuja leitura he bas-
tante interessanle, na praciuba do Livrameu-
lo loja de leseadas D. a6.
Escravos Fiihos
JS ASo de Ulive.ra e Silva, ven- paninos de proceluna para cha tudo po. .8 u, anuos urna uiolau que costaba ,
tsy No dia i5 do corrate fugio um preto
creoulo de uome Teleslie de idade de ioan-
uos beicos grandes fallo de cbelos no
meio da cabeca loveirode umarao, levou
vestido tamisa e calcas de brim liso, ejaqueta
de ripeado; quem o pegar leve a ra das Cru-
ztss D. ) que ser recompensado.
nv jNo da ldocorrente lugio ura ne-
gro de uome Miguel di uago ben^uella ,
altura regular de idade de &4 *nos > cor
prela gossura regular ps pequeos e
bem leilos anda devagar com priucipio do
pauno no rosto sobre o nariz vestido decal-
cas de brim rota no assenlo camisa de ruca-
do ou chilla azul e carpu heca ; quem o pegar leve a ra da praia ser-
rara do Cardial, que ser recompensado.
US" Fugio no da 15 do crrenle da casa de
Jos Gomes Leal morador ua ra da cadeia do
burro do Becile um moleque de idade de
id anuos cieoulo, de nome Benedicto, le-
vou calcas de riscado escuro camisa te"
os p glandes, espigado do coreo ; quem
o pegar leve a diu casa que sera recom-
pensado.
WECIkifciiA T*.. DE U. h\ E*.#84*


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EKG0JHDA8_WYT6NY INGEST_TIME 2013-03-29T15:26:40Z PACKAGE AA00011611_04190
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES