Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:04131


This item is only available as the following downloads:


Full Text
*
Anno dr 1840. Sexta Feira
mi'nH^r -" : contlm!?mos com principame, e seremos aprontados
eom adiuiraca entre as INaces mais cultas. '
Proclamarlo da Assemblea Geral do Brasil.
Subscreve-se para csla folha a 3?ooo por qimrtel nm< j:_. j
^.aTvpograiaT -a da, Cuzcs b.3.TK5 !?*!!&
Ca n. o7, e 38, onde se recebe correspondencias' lesaliadaa e In
ttl+SF" ""*"*' Se'Ulad0 *** -,nanu,,e"
PARTIDAS DOS CORREIOS TERRESTRES.
Cidade d* Parahiba e Villas de sua pretenco.....
Dita do Rio" Grande do Norte, e Villas dem ..".**
Dita Ha Fortaleza e Villas dem......
Cidade de Goianna..........
Ciriade de linda...........* *
Villa deS. Anto.............. \\[ '
Dita de(iaranbuns efovoacr.o lo Bonito .".*." ." ]
Ditasilo Cabo, Serinbaem, Rio Fonnozo, e Porto Calv.'
Cidade das Alaoas, e de Maceio...........*
Villa de Paja de Flores................" '
Todos os Correioi partan ao meio dio.

?>eg. e Seslas ferias.
Todos os das;
Quintas fairas.
lo, e 24 iie cada me:
', 11, e ai dito dito
I lera dem
id sin i3, dito dito
PHASKS DA LA NO HEZ DE OUTDP.
Qaart. cresc. a 3 as 3 h. e 17 in. da tard.
Lna Ckeia a ti-as b. e s m. da man.
Quart.aaing.a -7-as o li. e 07 m. a tard.
La Nova a j-as (i b. e 38 Mure ehia para o tiia 9 de Outubro,
As o horas e iS minutos da manti.
As 3 uuras o o uiuiuios ua tarde.
1
CAMBIOS. -- Octbbo 8.
p"*WS...... 30 d. por j fooo ced.
J-!Shcs ......? 85 Por "I" oremio por metal offerecido/
,*my...... *5 rei por franco.
<<'Janeiro ao par. f.,-.,. ir.. J
UUHU~Moedade64oo res, velbas 14^900 ,5g,o>
' '.','''* ova l4Woo-u|oo
" U"a* deffooorcis, KAnnn *.->,
PHATA-PatacoesBrasileirol-. -.!}K- -
Pexo,Colu*narios......,Jfl,0 ,(i,10
Dit. s Henanos.......1/f6o, tt.|0
11 Aiui.la.------------ ..... ikiiQ 'tio
onto de bilhetes da Alfandega 1 p >r looao -e,
tdem de letras 1 i|i a 1 ip por boarfirnas offerecido.
ft.oeda de cobre Da ^ por 100 de disc.
DAS da semana.
5 Segunda S. Pinedo e seus Cornp. Mm. Audiencia do Juiz de Direito
da .'. vara.
6 Terca 5. R(Uno Fundador. Raiac0 e audiencia do Ju.zde Direito da
1. vari.
7 QnarU S. Marcos M Audiencia do Juit de Direito d*3.var.
, 8 QumteS. Brgida Viuva Priueesa. Audiencia do Juta de Direito
a 1 vara
Q Sexta Dionuv. li. .. Audie-iria do Jui. de Direito da ,. vara.
lOSabbadoS Franclsc3 de Borja. Relacq e Audiencia do Juiz de
Uirel o rta .). vira.
n Dominga O Patrocinio S. Jos.
PER]VAM?CO,
GOMMAjVDO das armas."'
Expediente do dia 1. do Crrente.
Oficio Ao Exm. Presidente, signifcan-
do-lhe que o primeiro Ttnente Joao do Re-
fjo Barros, Coromandante do Forte Pao A-
marello, querendo^olenii)i Ihantismo o aniversario Natalicia de S. \!. o
I. se oflerecia iluminar a sua rusia o mesmo
Forte nos dias. a de Desembro .le cada annoj
rom a^ tnica coudiccSo de se Ihe fornecer io [
Jampies, cujos cotcenos quando se atrui-
nassem se compiomeltia a mandar fase e
que julpando louvavel o seu offereciniento
Ihe lemeltia a requesicao dos lampiOes pa-
ra que tivesse a bondade de despaclial-a.
DitoAo mesmo Exm. Sr. (.onderando-'
Ihe que tendo de emittir a sua opiniao em
hum requerimento que ao Inspector di Tlie-
ouraria tinha feito o Ciriir;io do terceiro
3atalhp de Artillierta ptdindo se Ihe man-
dasse pagar a gratificaco iddicional na ra- i
eao de 40U000 reis mensaes, como di-lermina
aleideart de Setembro Je ibig, embara-
rado se via por nao ter presente a mencionada
Le que Ihe nao fora lemeilida e menos
publicada na guarnico, e rogando-lhe por j
isso houvesse de remetler-Ibe um exemplar
da Lei, para o fim do' facer publicar em or-
dem do dia, e entrar no roso da gratificaco
aquelles, que a ella tivessem direito.
Dito Ao (Jommandante Superior da G.
Nacional do Municipio, signilicando-lhe l
que do dia 5 do correnleem dianle o lercei- '
ro Ratalhode Artilberia ; p passava a dar
dous quatlos de guarda na guarnicfib, ve-
rificando***? estes nos dias segundas e sex-
tas letras de cada semana, devendo em con
sequeucia expedir ueste sentido suas or-
den* a G. N
Dito Ao Commandante interino da For-
talesa do Brum, communicando-lhe -m res-
posta ao seo officiode 28 de Selembro ultimo
que podia lecolher ao Arsenal de Guerra os
dous armamentos e equipamentoa com-
pletos de qu efasia menco em ditu seu cili-
cio.
Portara Ao Tenente Coronel Comman-
danle do Deposito, mandando excluir com
guia de passagem a 16 pracas sendo 7 para I
o Esqnadro numcio 4 de Cava I lar a Ligeira
de Linha e 9 para o terceiro Uatalhao de ai- |
Iberia p*
Dila Ao Major Con.mandanla interino
do Esquadro numero \ aulborisando-o a re-
ceLer as j pracas deque trata a precedente
portara.
Dita Ao Commandante interino do ter-
cerceiro Uatalhao de Artilberia -p au-
ibonsando-o a receber com passagem ts ^
pracas mencionadas na portariu cima
Dita Ao Major Commandante interino
doEsquadio numero 4 renietlendo-lbe o
Conseibo de Averiguaco ieito ao primeiro I
Sargento da segunda Companhia Manoel El-
loy Alendes e mandando-o recouiecer se- i
nudo Cadete na ibrnia do Decreto de 4 de
i evireitode 1820.
Dita Ao Teuenle Coronel Commandan- !
te do deposito mandando dbidemjia Prest- j
c'enria, communicada ciu despacbo de bon-
tem datado dar demico ao Soldado Ma-
noel Alexaudre, por nao estar tus cucuns-
tauctas de servir na primeira liulta.
Dita -- Ao Commandante InlerttO da C- '
pnnhia de rtillces', mandando em cumpri-.
priment a Lei dar demissSo ais Soldados !
Antonio Francisco e Faustino Mendes Ca-
mtnha por lerem sem nota concluido u
primeiro o lempo qne eslava obrigado a i
servir como recrutado e o segundo o seu en-
gajamento, e nao quererem coulinuar no ser
Diversas Hopartices
ALFANDEGA DAS FAZENDAS
Vicente Thomaz Pires de Figueiredo Ca-
rnario, Inspector da Alfandega, 'az sa-
bor que no dia tu do corrente se ha-j
de arrematar embasta publica, e ya porta
da mesma ao meio dia 5o latas de bolax-
nba no valor de i^Uoooreis, impugna-
das pelo Guarda Jos Tltomaz de Freitas, no
Despacho por factura do J. O. Elster sendo
o Arrematante sugeito ao pagamento dos Di-
re i tos
Alfahdega 8 de Outubro de 8fo
V. T. P, de F. dmargo.
AKiN UNCI.
Vendern-se os malenaes sproveittdos da
demolioo da Capella do sitio do Coelho ,
proprio Nacional, constantes da porta di Ca-
paila partida em bom estado, eduas portas
de janella tambem partidas e em bom estado ,
ea madeira da cobert.i, soalhu e ferro : t5:>o
tijollos de alvenaria iuleiros o de boa qaali-j
dade t35o grandes pedacos de ditos e .170
lelhas inteiras e como agora custa a adiar, j
As pessoas que quizerem comprar os ditos:
roalariaes dtrijad-se Repartico das Obras
Publicasshoras doexpedieule para lite se- :
rem mostrados e cOnt-aclar se a venda com
(jui'in mais der no dia 10 do correte
Inspecco das Obras Publicas 5 de OuUibro
lentos, ruaba, e insultadores 3 fora de-< A Cmara deliberou que se publictsseta
teios no Callabougo. Rdilaes fasendo ver (. Sua Magestade o Im-
^ E* o que. consta das Partes boje recebi- perador o Snr D;Pedro Segando subdido ao
uU<- ijhrono no dia a3 de luiho do crreme- o
TRIBUNAL DOJRY 1)0 RECIFE queem regosijo lio fausta noticia bouvesse
4,*SEssAOEM6DOCOBaKi*B. os habitantes dessa Cidade co Iluminar s
Jury de Accusaco. | frentes de suas cassas por espteo de otto dias,
Denuncia do Dr Promotor Publico entra principiando de, quarta feira igdocoi-
Florencio de Barros Monteiro por furto ile tente,
hum Cavallo, preso o Reo em flagrante de- A ramara deliberou juntamente, arequi-
liqto, O Jury nao achou materia para ac- sicio dos Fiscaes, em coiiformidadedas pos-
cus"c ln D ... lurs- quesepag-issaaquantia de oito mil
I Jen unca do Dr Promotor Poblicoconlra a um vedar pira assistir as matancas do a-
Francisco Vicente Vallim. por ter ferijlo com do, nasoccasies emque os mesmos Fiscaes
hum chapeo de Sol a Domingos Antonio Pe- nao podessem presenciar por outros neeocios
reir. O Jury achou materia para aecusa- ,i lser.
gao. i >A Cmara deliberou que se publicassem
CMARA MUNICIPAL DA CIDADE DO Ed.taes, p^ndo-seewarrenataco as grades
BECIFE. .quesotem de faser no, amougues Munici-
Sessao en 14 de Agosto. \ paes em conformidade das posturas,
Presidencia do Sr. Figueiredo. O Fiscal do Bairro da Boa-vUta renresen-
Coroparecera os Sis. Drumond Bar-Aoua uecessidade, que havia de se lser um
ros, Ros Miranda Jnior e Olivetra, alterro na encrusllbsda das ras da Ponte
(aliando com cauza o Sur. Silva, e sem cauza Vellia, e derebaixir.i rampa do caes feito
oSnr. Pessoa, na meama Ponte Velba ; deliberou a Cama-
Abera 1 Sesso e ida a Acta da cntece- ra que se fuessem o> consejos nei?es>inoj
dente fni approvada. | Des^achacad-se alguns requerimeatoi. E
O Secretario dando conla do expediento por ser dada n hora alevantou sa a Sessio
mencionou os segu otes officios do Fisco I, do Emandaradfazer a presente em que ss*tua-
Bairro da Boa-vista. rao. Eu l'ulgeoio Infante d'Albuquerque
Um remetiendo o termo de exames que e Mello, Secretario a escrevi.
procedeonas casas que est edificando o Ci- Eigueirede Presidente Drumond -
dado Francesco Antonio Olivetra na ruada Barros li tusi- Miranda Jnior Olivetra
Aurora que omeacavo ruina do cu;o ter- ,
mover a Cmara o Feu resultado, Intei-; AtfinimiiWaO dos Eilabellectmeutos de
rada. I Candada.
Otro exiftiedo que se mandasse satis-- Peran.te Administracij dos ErtabelecU
aos peritos Manoel do Rosario, Gon- mer>^ de Candade se ho de arrematar a
- l W. t :,!;,!, J,,^ d,. M.ul.s. a .,.,:.- qem tw der no du 9 do edrrente mezas
1111 las ijs cazas : na na doCibu-i, i).
24 na ru* Nova I). 1 no atierro do 5>-
de 184 >.
'Moraes Ancora.
Pela AdministracSo dasOb''as Publicas,
se hade vender em hasta publica a quem i.ij
der, is m deiras velbas lijadas prxima-
mente da1 Ponte da Boa-Vista, a saber 5 urna
ponode esli'.as Iguanas madres e linlias ,
avahadas em cem mil reis ; e algfis pelas-
Iras avahadas em dezeseis mil reis. As pes-
soas que as quizerem comprar podeni dirigir-!
se a Sala da sobredi (a Admiuistraco no
lempo do expediente para se Ibes mandar!
mostrar o lugar de Palacio Veiho onde ellas
existen ; e no dia 20do crlente podein con-'
correr ua mesma Saia para dartm seos lan-
cos<
Moura A. F.
P R E F E11 U 11 A.
tia de otn mil reis de dois exames que pr
dero : um as casas de Francisco Antonio
eir, outro na Capaila contingua ao
sobrado ao lugar dos Coelhos pertencente a
Easenda Publica : que se passasse mandadoi
Outro partecipando ter procedido no dia 4 *
do correte as corridas de porcos, e cabras s A* PeS80,'8 lae Sl! propo/erem a arre-
rendendo a primeira oito mil res, que ionio m*i'* pjderao co-uparacer no indicado da
MiHNmMianmHifaiiar. as-im iiiinii';i ni...,,_ "'" ae$ta Ctdlde as ,4 bolas da tardd
\ista, D. 3 na ra da Conceico lo dito
o, i) ,. na ra do laica., tinento dj
Biirro do Hecife e D. 1 na ra uj Aceite ds
peixe,
propozerem 1
t-ntreguesao procurador, assim como a quan- "J ,x a'aest* "" M <* da I
lia de tUo8o reis que produzio d segunda ; C,n f'"*. lu^'c^- ,<
inteirada e que o procurador fuesse entre- Sfhadas Sessoes d AdminSD-asa-o dos
garao Hospital de Cridado, o producto das l*b*leciinentos de Csrldade (ido Ouluoi
cuii idas ile narcos. 10 j .
dd
E,-
0 de
coi 1 ida de .orcos
Outro representado para qu^ esta Cma-
ra houvesse de faSer urna postura prohibiudo
o andar-se ; cavailo por i_i.ua dos passeios
assiin corno pelos (-anegados com feixos du
tenb'a, capim, e eadeiriuhas, causando
grandes praj (lisos e males ao Publico; in-
teirada.
Parle do dia 8 de Outubro de,840.
Illm e Exm. Sr. FuraS houtem pre-
sos pelo Sub-^refeito da Freguezia do Recite
o Portuguez Domingos Jos iViachado por ihe ;
ser apprehendido opreto Luiz escravo oej
Antonio Jos Beserra morador ernTejucu-j
papo /pie se acbava fgido e uccullo em |
sua caso : fui r.nsi'tuno para u CadoM pelo
Sub-Preleito da Freguexia d,i Boa-Vislao!
pardo Francisoo esclavo de Joo Carlos de
Mendooea por estar fgido ; teve igual
desuno pedido de seo Sr. e pelo Sub-Pre-
fetO dos Allegados os portugueses Jacinto de :
5oOa Delgado, e Jos de >duza Maia este'
or quetxa de seos vtsinbos de svretn luibu-
1
J. M da Cruz.
Escripturario.
ABERTURA DO GABINETE LITTERA-
UIQ DE PER.NAMBCO.
Ses.ao publica.
Aos qaatro dias do raes de. Outubro do an-
Uuira eiigindo acuantia de 1L700 qu node t4a, nastaOldade do Recite eme-
dtspeodeo cora a corrida decaes lena no dia diucio destinadj ao Gabinete Literario de
i}0 crrenle, assi ai como mandare s.u,..i- Pernambuco achaodo-se este ornado de es-
zer ao outor Felippe Neri a quantia de idolei, roM mnitos roUiraes e iurnaes; re-
au huma corrida de aaude que unida a recco so'o a presidenta do Exm.
com o meamo le 110 da do dito mez j que Sor. Bisp.i Resignatar i>. Tfaoraai de No-
* Pat8assem h, e presente* na casa grande numera da
O Sur. Vereador Ros requereoque deler- socios o de espectadores : lu declralo peld
minando a Lerdas Cmaras, que o Venador Sr. presdeme que o obiecto da Ssssio dabli-
quequetaltasse ssessoes sera motivo julti- ca de Hoje he a abertura do Gabinete Litera- .
.;cu.;o sotlr. se a multa de 4Uoo reta uaa Li- no 0 Pornambuco ; o qoal declarou eom el-
dadea, edeaooo res na Villas quera feiioaberto, para que seus Sosias jtotend o-
por lanio que se praticassa oque a Le de- la easdiante dos dtreitos e raniageos qua
termina; cujo requerimento loi pprorado, esla qualidade lnesd.
deliberando a Cmara que o procurailor t Depuis, ieu o mesmo Sen!>or Presidenta
cobraaie mulla em que tocorreo oSar. Ve- Um Velatorio dos traballus di trecvla do
reador Pessoa. por ter fallado K(U prteci- Gabiuelte, desde a sua creacao teoste dia,
pt(io a mtio de boje, : lUj, Kclaioao a resolftm muame .neme {a



1 IA K>
IIII I II
DE PKRNAMRCO
1MIIII I HIWMI1WIIII IIH llll'l1........I'll*'!! y*-"--

P

Josse mandado publicar pelo Diario de Per- trareis no conhecimento da escolha das Obras nndrino Arroda e Goncallo da Cruz nao nenie Coronel Jlo Uos A Ivs de Souza que
toamburo, rom a presente acta, \ encomroendndas e veris que parte aellas sao to numerosas. I que tendo sido gravemente teruto na Chapa-
Resolveu-se igualmente que o Snr. pri-
metro Secretario fizesse publico pelos pr-
imes se Pernambuco que acbando-se i;i alerto
este gabinete Literario sao os Socios ins-
criptos convidados a satisfaser a sua juia
denlrada e mensalUades respectivas no
praso de 3o dias. depois do prirneiro annun-
cio, cm conlormidade do artigo 19 dos Es-
tatutos sob pena de perderem o direito de
Socios,
E mais que por oito dias a contar do dia 6
do corrente si ja franqueado o ingresso do
Gabinete as pessoas que o quiscrem visitar
e vieren} decentemente vestidas anda que
essas perseas nao sejam sena membros,
ricario approvados para Socios do Gabi-
nete os Snrs. Lui'z Ignace Ribeiro lio ni a ,
Loutor Francisco Moniz Brrelo de Ara-
gao e Engenheiro Vacthier.
E nao havendo mais nada a tratar, deca--
. ron o Snr. Presidente encerrada a Sessfo pu-
blica e assignou a presente acta coro os
irembms daDireciao. Eeo Jos Soares de
Azevtdo segundo Secretario a ev revi
O Bispo I). Tbcmaz de Poronha, presi-
dente Tboma* Antonio Haciel Montero,
V ice- Presidente Lui?. da Costa Por locar ret-
ro, prirneiro Secretario Jos4 Soares d'Aze-
v(do, segundo secretario Manpe! Aires
Cuerra, Tliesoureiro -Dootor Filippe Lopes
Ketto, Director Jos" Libanio deSouza, Di-
rector- Loutor Jo.' Loto da Cunba 1- igue-
redo, Director Casimiro de Senna Madu-
rara, Director."
fienhores,
A Direcco do Gabinete Litterorto de Per-
nan.biio leni a satislacio de annunciar-vos a
abertura solemne do mesrao Gabinete ejul-
ga de seu dever dar-vogconla de seus traba-
ibos, a fin de que poasaes couhecer o estado
em que se acba o Lstabele omento e avallar
ograu esocitude coni que ella procurou
corresponder confianva que vos roereceu.
Emprimeiro lugar cunipre manifestar-vos
os motivo.-, que retardaran ai* boje a abertu-
ra da Bibliotbeca e por elles conbecereis
tnie r.o eslava ao alcance da Direcco accele
rar este acto -do qual dependa a existencia
Ce !o til Iiistituico.
I m eelembro do anno pnssado logo de-
pois de instalada a Sociedade, tere logara
rennifio em que forera approvados os Estaiu-
tns e fe roarcou a joia de entrada e a men-
sa lidede dos i>ocios ; e desde logo a Direcco
tractou de arrecadar os fundes da Sociedade ,
de fazer eucorrenda dos livros que julgou
mais preciaos j de procurar huma casa apro-
priada para a exposico da Biblioteca, e de
augmentar o numero dos Socios para que a
Sociedade tivcsre a eslabilidade que se re-
quer, fesse digna da Provincia, e-podesse
ca os Rucies que dclla se deviam esperar.
Mas todos os seus rsforcos nao foram bastantes
] ara vencer em menos lempo naoresidade
con que se realisaram as entradas a demora
das enterotnendas bitas para a Europa e fi-
nalcenle a dimtuldade de obter urna caza em
posicSo conveniente 5 e forano es:as as cusas
quVdefiriran por lauto lempo o acto a que
agora assists.
Instalado o Gabinete com 124 Membros, e
convidadas 4ot pessoas, na conlormidade
it. 18 dos Estatutos, apenas se contera
hoje 156 Sorios eiiectivos 5 porquanto dos
]ritaE(iores (aileceu bum o *>r. MguelAr-
c< Dtod liveira Guimaraes f e despediram-
seos Srs. Antonio Egidio da Silva e IS'uno
Mara de Seixas \ e dos Convidados acceila-
no foram ainda recebidas. Soubemos tarnbem que no dia 37 de Tajbo
A direcjo em couformidade di 3. do houve bum pequeo combate no lugar deno-
art,3. dos Estatutos, nomeou Bibliothecario minado Satuha, em que a Legalidade bem
do Gabinete, com o ordenado de 5ooU reis|que cothsse Iguma vantagera perdeo o
por auno aoSr. Bernardino de Senada Sil- bravo r edistincto oficial Custodio Jos de
va Guimares, por concorrerem nclleaspre- SouzaLima que desde o principio desta
cisas qualidades para este importante cargo, guerra continuadamente prestou grande* ser-
Tem-se arrecadado por contada Soced ido, vicos sem paga, sendo as vezes obrigado
Rs. 3.8a7ooo, despendido lis. a:y6U686, quanfto estove no Acampamento de Beir em
existe em Caixa Rs. ito6U3i4 e a Divida cmpanhia do Capillo Pedro Paulo a recebar
activa mo.ita a Rs. ir5(ioUooo ; cuja impar-til racUo huma espiga de milho por todo o
lamia e o saldo em Caixa eslo destinados *o j dia : assistio todos os combates que a farpa
pagamento dos livros encommeodadados, e daque.lle CapitSodeo, e a do Tenante Coro-
para marrter' o Estabelecmento al que se nel Manoel Antonio da Silva e sempre sem
consiga a entrada de novos Socios ; o qua se notaalguma : oi huno do; que coucorrerad
torna indispensavel para que se possaen- poderosamente para o-libertamenlo di Villa
riiiueccr a Bibliothecaefazel-a prosperar de do Brejo-; e tendo fito tantos ser vicos em
bum modo vantajoso. | Pri)1 (!o Hbertatoento do lujar do sen naset-
A Direcco entendeu que era coiiveniente ment, se otFereceo voluntariamente, com
espacar a reforma dos Estatutos que, iba '.ii seu irrao o Cap to Leonardo Jas de Lima ,
commoltidaem seso daAssemblea do'Gabi- eoMajrJoSo Vlarlns Ferreir iramar-
nete de 16 de Setembro do anno passado, pa- cbar na companhia do'Pnente Coronel Ma-
r o fazer depois que a practica demonstras- noel Antonio da Silva a co-.nlmer os rebeldes
seos defeitos e omissdes dos que orareg- dasFrexeiras, distinguindo-se em camnha
lam : comtudo julgou prudente alteral-ost noimportante combate do Cocal, onde con-
desde-i quanitf a dous ariigos. Suprimi o seguio que o mencionarlo Tnent Cornelo
a5. ; ncando assim dispenso* o* Sucios dao- elevasse a Tenente deCommisso
brig^o defcierem annualmente huma o-I Sobreosseus servicos as Frexeiras, nao
ferta a BibHotheca 5 por Ibe pa'ecer mu o- deixaremos de transcrever o periodo de bum
nerosa essaobrigapo ; e por llie constar que,! officio que o Pnente Coronel Manoel Anto-
muitos dos Convidados deixavam deacceilar nio dirigi ao Exm Prezideote.
O major referido o captio Leonardo
Jo- de Li-ni eo tenente Custodio Jos de
>oOza Lima todos do Brejo, e que or regres-
s i5 com a trop 1 sio dignos dos maiores elo -
ue na Bibliotbeca se depositem'Obras, cujas ;ius; prestaran bous servicos eviiao besitara
doutrinas, damnosas moral e so-> princi- jamis as dileientes occasioens em que foi
pios, frustrero os princi paes fins da Socieda- necessario busc.tr os rebeldes pelo que per- em sua memoria os momentos de glora, e
de: o progre9o da instruccSo e consequente- ^"'"', -x Mue eu tome aliberdade dos dignos das.bences, que V. Exc. tem d-
niente o da moralisaco apre.-eitar como dignos da proteceo de V. reito; os penosos sacrificios os ncommoios
E4 Senbores em breve quadro os trabalhos Ex. Este* officiaes que desde ocmecoda pes.ioaos, >as piiva;oes a que V. Exc. se en-
ees (orces da Direcco que, conscia de seu lula nao tinba recebido bum viulem, ees- tregou para salvar o Cear do3 horrores da
proceder, espera merecer-vos a approva'co lava roingoa houver da minli4 mo por
de seus actos; e corita que continuareis a conta de seus yencirneutos as quantias cons-
prestar-vos para que a Instituieao prospere e tanteada nota junta-, oque espero "tenha de
d'ella se tiremos resu liados que desejamoi. merecer a approvacao de V. Ex. : e o mappa
Sala das SessQes do Gabinete Litterario de tamliein unto mostra a forca que regressa pi-
por se nao sugeitarera a essa peiisao : e res-
tiingiu as disposicoens do art, '% sugeilah-
do a approvacao da Direcco o acceilar ou
recuzar os livros orTertados ; a fim de evitar
dinlia oi cruetmente assassinado nos n-
"icos ? Esle official deixou 4 lhos dos
quaes apenas existem dou que ainda militaS
as fileiras da Legalidade sem terem obtido
cousa alguma nein pelos servicos de seu Pai ,
T uen pelos seus. [Legalista d 10 de Setbr )
CEARA*.
Voto de agradecimetlto e grattdSo dirigido pe-
la A ssembli l'rovinci ti o Exm. Sr. Fran-
cisco do Sonra Martins, por urna deputa: o
de 5 membros, deque foi orador o Sr, Ma-
noel Jos de Albu juer.jue.
Illm. e Exm. Sr.j A Assembla Le-
jislativa desta Provincia altamente tocada
dos hens que V. Exc. fez-lbe na qualidade
de 'residente nao podendo sufFocar eai seo
o.-i!o os seotimentos de graido que a ani-
mo pira com V, Exo. nos enviou em epu-
taco para em seo nomo e di Provincia de
que heorgo, manifestal-os e declarar a
V. Exc. a alegra que sent ero reconhecer
qs servidos, que V. Exc. a ella prestou e ao
mesmo ternpo si ;nifi::ar-!!i8 que appetecea
V. Exc. das lio venturosos, quanlos foro
os relevantes e prestim )s.is iratial'.ios, qu V.
Ex. fez em prol do Cear e quintos os anhe-
los que pela sua prosperidide sempre
mostrou.
iNo he usando da lingoagem da lisonja ,
que- a Assembla exprima .'eos sentimentos ;
lingoagem Ihe he descouhecida ; estes
asta
jao a exprecio sincera e verdidera do seo
coraco naosao&lhos do tnteresse ; V. Exc,
poisos acolha como em toa ios d'almas agra-
decidas.
A Asftmbii tem presentes e retractados
l-'ernarobuco 4 de utubro de 18 o.
O bispoD. Tliomaz de Noronha.
Presidente,
Thomaz Antonio Maciel Montero,
Vice Presidente.
Luiz da Cosa Poetocarieiro.
1. Secretario,
Jos Soares de Azevedo*
a. Secietario
Manoel Alves (Juerra.
Tl:esouieiro.
Dr. Felippe Lopes i\eto.
Di lector.
Dr. Jos Bento da Cunha Figueircdo,
Director.
Casimiro de. Sena Aladureira ,
Director.
Jos Libanio di: Suiza.
Director,
ra o trejo bem como o desuno d'aqueila ,
que por inconvenientes deixa de ir na presen-
te accasio, a qual por oIl-o de boje ponbo
a disposico do prefeito o coronel Jos Fran-
cisco de Miranda Ozono para a fazer subir
prcpori'So que for possi'vel
Voltando das Frexeiras ao Brejo oCora-
; mandante da Columna o Sr. Tenente Coro-
nel Jos Tliomaz Henriqui* Ihe concedeo -20
dias do licenca para dcscuicar das fadigas
porque tinba passado. vas depois de 6 dios
da licenca que gozara no seio da sua familia
observando que se no encontrava bum official
capaz naquella occasio que podesse levar
hum soccorro ao Tenente Conrado que sea-
chava que se achava no Burty empenhada
cornos rebeldes que se preparavao a corlar-
lhe a entrada para o Brejo que dista 9 legoas
auarctua quetinha levantado soberba fronte
as ronteiras dt Provincia em Frecheiras ;
e que sobranceira is nossas cabecas nos ame-
acava tragar em suas voragens roubando-
nos a bonra a vida e a prosperidadu ; o
desinteresse coro que V. Exc, se votou a
causa Publica sem recompenca alguna da
nos esperar sao ttulos lauto mais honrosos
para V. Exc. quanto mais credores dos agr-
deciraentos dos Cearenses. A Assembla pois
gostosa publica-os.
Se os Funccionarios Pblicos que ante-
poero suas vantagens s do Estado vendem
sua c.-iu.-.a e accumulo o Povo de males ,
attrabem sobre si a execraco de iodos e a
sua maldico e se pode coro razo dizer ,
que o lempo de sua vida he hum lempo per-
dido na escalla das eras; aquelles que eropre-
go lodos os seos disvellos e attences em bem
dos Povos ten fundado jus a seos verdadei-
ros encomios e a que Ihe dezejem urna pos-
te! i lade virtuosa e feliz e que a Aurora
sempre llie appareca risonlia. A Assembla
Noticias Provinciacs.
MARANHAO'.
Pela Parnahiba I i vemos noticias do "rejo ,
de 4 de Agosto tilas na verdade nao sao mu
agradaveis. Os Rebelde conserva-se na
distancia de (j legoas e ha continuos, porem
nunca decisivos com sales; a Legalidade,
supposto quasi sempre saia vencedora toda- {oVtu.Ta^Tesg'erra'.
va be de ordinario uem mais solre porque Esl n088a9 eSperan?as migamos se re-
os fer.dos se accumulo todos os ds no Hos- aWsara3 j; 'no ^^ ^ ^ vi;u_
pitol, accrescendoalado isto muttas moles- ni8lraco da Provincia o^r. Manoel Felisar-
tias que com os rt-1 leld lao inteiramente
elle se foi o fe rece r e coro efJ'eito desempe-lo sabe e dando g raras a V Exc. nao laz se
nhowa'comraisso, al que no pequeo com- niocumprr um rigoroso ever poisjulga
I que apima fallamss morreo gloriosamente
deffendendo a Jjegalidade eo Trono de S
M. o 11:1 pe ador.
Esperamos que os seus servaos nao seja
desconhecidos; elle nao contara mulher e
iibos, mas deixou 4 irmaos e sua Me in-
conso'avel coro a sua peda inleirainenle
privada de recursos por er perdido toda a suj
ian. (j, (siuzaiam-sero eos mais anda 1
r,o resp'onderan,, como tudo veris das res- quelu infeliz Comarca, QuatroEesTr- '
pecinas lisies. Hcd- --------- ----
- r e a uous aunes que seus habitantes luUo com
tir pdra alguns dos niurucues maniimeiitos, e piiucipalmenle todas as nriraeftM
Et.aWecmen.es Pblicos,_ se servu aceitar medicamentos que exigem as 'multiplicadas existo' !
Governo Irro mandado
EstLelecimeiites PuLI.
o cberecin.'enlo da Limco ,
m
(^uj.ntos CidaJos ali nao
, que leru prestado tantos servicos
lie
V.'Exc. incluido 110 numero destes funccio-
narios' benfeilores.
Os Ceos queiro dilatar os annos de V,'
Exc. paro ler o praser da consciencia de suas
bous acedes e approveitar ao nossg Paiz por
suas virtudes. Cidade da Fortaleza ero toda
Setembro de 1840.
----------RESPOSTA----------
Se na rida e espinboza tarefa de gover-
nar urna Provincia qual esta, continuamen-
te pertuoada por urna minora facciosa e in-
solente posso ler urna plena coropensaco
aosnjeos dissaltores he sem duvida alguma
nesle momento sollemne em que a Assem-
bla Provincial me manda exprimir a aua
approvecao abs actos da miuha dministracSo
terminada. Eu v.s agra:levo Sis. e a to lo
os illustres Diputados Provinctaea esse teste-
muho aiitbenlico que justificar miuha con-
ducta aqs oliros da maledicencia e da ca-
lumnia >e que desmentira Bllfeneraente os
meos adversario politiiVos quaudo ouzarem
conspurcar os actos da miaba administrayo
co.n o fel dos sarcasmos virulentos, qua ja
tem derramado em larga copia aos seos infa-
mes peridicos. A precio coro toda a exalta-
cao do orgulho patritico este doeumento im-
portante oerecido petos verdndeiros Repre-
sentantes da maioria do povoCe&rense, e fi-
el interprete disidis e sentimentos preex-
eellenles que os ins.iro podis assegurar-
tbes Sis. que eu nao concidero terminado
o meo dever na delicia e patrojiuio dos seos
direito* cvicos e pblicos. Uro contracto
sagrado existe actudmente entre miro e vos ,
pelo qual me obrigo a advogar a vo.-s 1 causa
em qualquer po-i;o social que a fortuna
mecolloque. Lempo haver ero que eu po-


DIARIO HE HMAMBC
derei tambera erguer no recinto da Represen-
tago Nacional minha iraca voz em favor des-
ta cauza sagrada ; tambern haver tempo em
que eu possa fazer chegar aos ouvidos do nos-
so adorado Monarcha os clamores dosopressos,
e as violencias dos opressores. Nao desani-
mis, Srs., que Dos protege a justica e
seo divino auxilio nao fattar em favor da-
(ju.'cs que deifedem a Monarchia e o thro-
no Constitucional.
, ( De Pedro segundo. )
iN' otcias Estrjj ngeiras.
sido dirigidos a 5oo olficiaes para o interior. Mauricia Wanderlei ra n*. >cio a. seo inte [ tilisar annuncie a sua moradia por esto Dia
Os i5.ooo soldados que ficaram em Perpinhao ressa ; dirija-se a ra do Padre Florianno D. rio ou diri-rr-se a ra d.i Fogo O. l3.
8o ou annuncie a sua moradia para ser t= Quera quizer comprar un refe qora
procurada. o se competente tracado, e urna birretina pa-
Preciza-se de um feitor ,
dcvero sabir por columnas de 5oo horaens ,
dirigindo-se para os varios pontos dos depar-
tamentos dos Pyrineos Orientaes do Ande e
do Iferault.
A indemnisaco de etape para o caminho ,
que o governo concede aos refugiados, de 3o
centessimos por cada mil metros aos sargentos
e soldados, e do 5o centessimos aos officiaes
A estes deram-lhes alm disso as autoridades
civisdo departamento um franco diario.
A' medida qne chegara as columnas de re-
fugiados aos seus respectivos depsitos, forma-
se urna relacao exacta e minuciosa de todos
os individuos que corapem por ordera nu-
mrica e designaco do numero appellido
idade e classe de cada um. Desta relaco se
envia urna copia ao ministro interior. O a-
lojamento e a raco de pao esto ao cuidado
das dutlioridadcs, as quaes cobrea esta des-
peza com um descont subsidio dos refugia-
dos. Finalmente a gendarmera exerce uraa
vigilancia raui activa para evitar que asses
estrangeiros perturbem a iranquilidade pu-
blica.
Deste modo cumpre o governo com os de-
veres da bumanidade e contribue no quanto
delle depende par* a consolidadlo da paz era
Uespanba ao mesmo lempo que se esforca
bre si.
( Do Nacional de 14 de Agosto )
LOTERA DO SEMINARIO.
Segunda feira doze do
crrente ando as rodas
da I ^ parte da 17. Lo*
leria do Seminario.
A-visos liversos
Enumeraco dos carlistas existentes em
Franca at ao dia de hontem. Medi-
das adoptadas pelo Governo francez a res-
peito delles,
O numero de'Carlistas hespanlioes refugia-
dos em Franca hoje mui consideravel. Na
data de hontem j8de Julho monta va a sua
totalidade a 27,700 bomens, e parece que lin-
da se aggregavam outros: este total formou-se
da maneira seguinte.
Em consequencia da emigracao occorrida no
mez de Setembro do anno passado depois do
convenio de Vergara, tinbam ficado uo terri-
torio francez 4,5oo carlistas.
No fin de Junho ultimo entraram com Bal-
masedi pelo departamento dos Baixos Pyre-
neos 2,5oo bomens : em resultado da entrada
daquelle cahecilhao verificaram tambera, i7oo
pelo valle de Aran ,e o auto Garona e 3,ooo
pelo valle de Andorra, e o Arriege.
Finalcenle, pelo departamento dos Pyre-
neos Orientaes entraram ltimamente com Ca-
brera uns i^.Soo bomens, dos quaes 8,000en-
traram coui este rhefe ; n'outro corpo o segui-
ram t,ooo e por ultimo 3,5oo entiaram an-
tes de hontem peta parte de Orceja, viudos do
campo de Tarragona.
O primeiro cuidado das authoridades fran-
cezas tem sido attender manutenco destes
desbragados e a cubrir a sua nudez pois vi-
nhara faltos de tudo. Logo q' entraram as tro-
pas de Cabrera, o prefeito dos Pyrineos Orien-
taes fez estabelecer um acampamento n'uma
?asta p'.anice que fica fra das muralbas de
Ferpiiham, chamada Champo-de-Marte,
siluada entre dois rios. O prefeito elegeo por
commandante do mesmo a um coronel hespa-
nhol: os cerlistas foram divididos em brigadas
de 1:00o ho.nens cada urna dolas s ordens
de um capito e de um sargento com um ci-
rurgio, e um capello. A cada soldado se Ibe
tem dado urna raco de pao e vinho.
Em seguida o governo propoz aos refugiado
se queriam alistar-se para servir em frica na
legio eslrangeiraj e eis-aqui as propostas que
se Ibes Hzeram.
Assentamento por tres annos de servico em
frica. Todo o othcial bespanboi 10;n o pos-
to da capilo que se aprsente com 13o pra-
yas, ser admitido provisoriamente com o mes-
mo posto. Estes olhciaes podero commaudar
os destacamentos que tenhuin formado, e con-
duzi-los ao ponto do embarque sob adireo
co de officiaes francetes.
Authorisou-se a reunido dos aragonezes ,
navarros, e catales em companbias e bata-
lhoes de provincia para facilitar o recruta-
mento.
Os refugiados devem gozar do subsidio do
interior al ao momento do seu embarque
para a frica. Um olicial do estado inaior
do minislro da guerra parti para Perpinhu
para activar a foimato dos batalhes hespa-
nhoes.
O ministro da guerra deu ao mesmo tempo
ordem para que se repartissem entre os relu-
giados mais necessitados, e especialmente pe-
los que manifestassem desejos de entrar ao
setvicoda Franca na legiao estrangeira to-
dos es objeclos de vestuario usado que podes-
sem dispensar os re(;imentos 'rancezes. Aau-
thoridade civil fez distribuir da iua parte c-
palos aos refugiados.
Entretanto, e em quanto 9e espera o resul-
tado da aogarico o governo nao pode oi-
jar aglomeradas em um mesmo punto mas-
cas lo numerosas.
Desde o 1 > momento procurou-se ave-
riguar cuidadosamente se ntreos refugiados
liana ulguns que tenham entrado em Franca
com o nico objeclo de ob,ter um subsidio e
especular com nospilalidade nacional. Estes
individuos e aos que nao estavam compro-
mettidos at ho ponto de nao poderein regres-
ear sua patria, tem sido convidados a re-
gressar Uespuiha. Aos demais tem-se ex-
pedido ordens para serem internados.
Us relugiao que enliaro pelo depar'.a-
menlodos Baixos Pyrneus foro internados. Os
aue tem entrado pelo rito Gerono, epeo
riega foram dirigidos para OS departamento da de ia a 14,000 res na riu nova oje de
de abunda e teicx-ira liutia. Finalmente dos louca fina ou na ra das l lores D. 11.
9uementrado ptlosl'vrineos Orienta* t*i^ Dezcja-se alar con a Sahara Jouma-
tsr Preciza-se ue um ienor pafa um si-
tio perto da praca, que suba trabalhar e
intenda de plantaces ; na ra do Cais do
arco de S. Antonio buscando para o Colegio ,
na ultima loje de fazenda.
s^ Alui-se um sitio na Solidide entre o
palacio do Bispo e o Hombal muilo,grande,
com caza retificada de novo ; trata-se na ra
doVigario, N. "7.
SS5- Quera annunciou querer comprar ,
um selin Inglez em bom uzo ; dirija-se a ra
Augusta caza pintada de verde defront do
lampio.
Na ra da Senzalla velha N. 55 ,
1. andar engoma-se com perfeico por
preco com modo.
ty Aluga-se um primeiro andar de caza ,
no beco do peixe frito D. 5 cora comraodos
para piquena familia ; dirija-se a ra do Pa-
dre Florianno N. 3.
cr Quem annunciou ter urna escrava do-
ente, q' a quer mandar, para urna caza se trac-
tar ; dirija-se ao fundo do Livraraento uo
3. sobrado, 3. andar do mesmo.
t^* Preciza-se de dois ou tres negros, que
saiba5 vender azeite pagando de cada cana-
por aliviar os sacrificios que o paiz tomou so- da urna pitacate dasse meia garrafa para que-
bras quem os ti ver ; dirija-se na Boa-vista
beco do Veras.
t-T O Snr. Joo Bernardo de Siqueira ,
queira annunciar a sua moradia para negocio
de seo nleresse.
S3B" Quem precisar da huma ama para ca-
ra Olhcial inferinr tudo par preco mu com-
modo : na ra Direita loja de couros Dci-
ma 1.
t^" Precisa-se de huma mulher para o ser-
vico interno fde huma casa de pouca familia,
que sliba engomar ; quera estiver as cir-
cunstancias ; dirija-se a Pracinba doLirra-
raento O. ao.
tf Quem precisar de huma Ama de leite,"
pardt, para criar algum minino erapedido,
ou desempedido dirija-se ao buco do Lobito
. 3.
-----Arrendao-se duas casas de bons c-
mo los citas na ponte de (Jchoa e raar-
gem do Rio ao Escriptorio de Bento Josa
Alves.
Me. Galraont & Gorap. fasera leilo
por intarvenco do corrector Oliveira no di*
lodocorrente as n horas da ratnli no
Forte do Mallos, prencade Augusto 4 Men-
doea de 200 Barricas cora farinha loo di-
tas com serveja e i2o barrris com plvora
desembarcados do Brigus Inglez Goluoi-
bine para occorer os gastos e costeio do
mesmo neste porto aonde Ib i forcado a a*'
ribar na sua viagem de Londres com des-
tino para o Cabo da Boa Esperanca.
__. Gompra-3e um negro moco fiel e sera
vicio nao sendo crilo que saiba cosinhar a
servir em huma casa de hornera solteiro, an-
nuncie.
-----Aluga-se hura andar de huma casa si-
tuado no atierro da Boa-vista, ou por perto ;
sa de iiomem solleiro, dirija-se a ra das Cru- quera o tiver dirija-se ao Trapixe novo no Bar
ses D. 10.
tsf A quera convier dar cera mil rs para
cife.
___No Armasera de Fox & Stoart tem u-
receber rento e trala era prestaces mensaes ma porgao pequea de farinha de milho m 11 -
de dez rail rs. sob a renda de urna morada de to boa para engordar sevados vende-se a
caza : annuncie. i preco coramodo.
523" Preciza-se de urna varreleira para la- Precisa-se por terapo de quatro asis
var a ropa do Hospital Regimental do Corpo meses para huma pequea familia, no Cira-
de Polica: a pessoa que se quizer propor po, huma ecrava para cosinhar por cujo ser-
SST Precisa-se de um preto cativo e fiel, (ficando responsavel por qudquer falta) pode vico paga-se bera-, quera a ver annuncie a
que entend decozioha, paraservi" a um ho- procurar das 9 horas era diante o 2. Com- moradi.
mem solleiro ; neslaTyp. mandante Joze Cunegundes da Silva, no
tW Como a educaco a melhor de todas quartel do mesmo Corpo.
as qualidades que o homem haja de possuir SST Quera annunciou por este Diario que- de fazenda, ou para ra do que tem prali-
na vida temporal, e que ao mesmo tempo lhe rer a quantia de cento e cincoenta mil rs.a ca, o mesmo da fiador de sua condi ta, s
Quem prensar de hura caixeiro Por-
tuguez de i5 a 16 annos para caixeiro de loja.
onorosa obrigaco que tem a cumprir com I quantia como mais. j armacao e ulensis, que servio de renda na
seos filhos mais, e menos segundo suas pos- j tsr Preciza-se d'ura hbil padeiro bran- | mesma loja no beco di Polt, a quil serve
sibilidades. Elevado por aquelle principio 'co eque entenda perfeitaraente da arte, pa- ; para o mesmo e paraoutro qualquer esta-
e convocado por alguns Pais prestasse no emprego d'ensinuacao secunda- quella pessoa que se achar as circunstancias quina da n
ria Grammalica L.-.tina e principios de uina da ra das Cruzes junto a praca da
ncia e se vendem as obras Ar-
para ,'cste mesmo fim ; porque pretende abrir da tarde na ruada Aladre de Dos,
aula de Latina de manila ede tarde a de Fi-
losophia em quanto nao tiver um numero
sufficiente para uina s ,
caza D. 5 1 andar.
Manoel Joze d'GJiveira, Presbytero Secular.
isr
O abaixo assignado aviza aos Snrs.
assignantes do Jornal o Panorama que
se acbo no seo escriptorio os mezesde Junho ,
Julho e Agosto.
Francisco Severianno Ra bello.
Z33- O Ministro da Veneravel Ordem Ter-
ceira de S. Francisco desta Cidade do Kecife ,
roga a todos os Irmios da mesma que com-
parecao na sua Igieja no dia 11 do eoTenle
s nove horas da manh a fim de quecm
conpregaco geral deliberera a respeito de cer-
tos objeclos que muilo inleresso ao bera estar
da sua Veneravel Ordem .
t^- Quen auuunriou querer alugar urna
escrava para connhar e engoramar : diri-
ja-se ao primeiro andar del'ronte do armazem
de vidros dd ra da Cadeia que adiar cora
quem trafilar l as 9 horas da manb de
qualquer dia,
lar Manuel Joze da Paz assiste por ora
no sobrado de um andar que fica no fundo
da Igreja de N. Snra. do Terco ; a pessoa
que com o mesmo quier fallar a respeito
de negocio de interesse podeali se dirijir.
SSr Preciza-se fallar com o Snr. Barreto,
cuahadodo loaveaiura de Beber ibe j 111 pra-
ca da Boa -vista D. 3.
tsr Fre iza-se alugar urna caza terrea, no
atterroda Boa-vista pela trempe so! idade,
colovello naondego e ra da Conceicao, ou
um siiiopiqueno que o seo aluguel nao exce-
a. Vol. em 4* coin seu ndice Refutalion de
W Precisa-se d'um cont e quinhentos rail le crit intitule Coup-doBil Surtetat pjliti-
reis a premio de utne meio com hypolheca quedu Brasil au ta de .Voverabre i3ai.
-----Precisa-se alugar urna casa terrea ou.
um sobradinho no bairro da Boa-Vista cora,
ia e
ra do Queiraado : em cazas nesta praca e pelo tempo que os
couvencionar : annuncie
cr*0 Escrivao Francisco Joze do Reg commodos para pequea familia e cujo
pede ao Snr. Antonio Pedro Guimaraens, aja aluguel nao exceda a oito nil res mea-
de lhe fazer entrega dos autos de Execucio que saes teudo quintal e caciraba erabora
Iheconfiou, istoimmediatamento visto ex- seja em ra menos publica j da-se fiador ou,
ceder a trez mezes que em seo poder os tem ,; paga-se meses adiantados: quera tiver an-
sem ter comprido o seu dever para eviotar nuncie parase procurar.
us3i de seu Direito. -----^a rua do Rosario larga defronte do
tsr Com todo o respeito se adverte ao Snr. beco do peixe frito por cima da loja de ler-
do avizo no Diario de (i do correte sobre ragem sobrado de ura andar vende-se tinta
canoa que o aununciante da canoa pegada de escrever feita pela receita que usava o
as mares grandes passadas nao mora den- falecido Jos Vital Ferreira Pinto no bairro
tro da praca que lhe seja lo fcil procurar do Recife Meslre de Vleninoi, a 4oo res a
essa ou aquella parle para dar ou ouvir sig- garrafa, e sem ella a 480.
naes de canoas ; quanto mais que sendo a ca- j -----Quera quiser comprar potaca de pri-
noa achada de qualidide e signaes mui vizi- ( meira son em barris pequeos, e caixas cora
veis nao tem mais que o prejudicado respou- j vellas de sera, bem sortidas do Rio de Ja-
der o exigido uo avizo de 3o do passado : a- neiro dirija-se ao armazem da Antonio
lem dissoo aununciante nenhum interesse Francisco Braga na rua da Moeda nume-
tem de sua parte para tomar este trabalho ro i4a.
alem do de segurar um bem alheio epubli-
cal-o pelo prlo.
ST O Sn. Henrique Joze Braine de Sou-
za Rangel queira apparecer em Olinda na
ladeira do Varadouro, sobrado n. l4 para
concluir um negocio.
cy Quem tiver para vender ladrilho de
marmoreazul e branco ; annuncie.
SST Quem quizer dar tres contos e duzentos
mil rs., a juros com hipoteca em proprieda-
des : annune por esle Diario para ser pro-
curado.
l^- Lima senhora filha das lihas e de bons
coslumes, se o'Jereoe para todo o servico
interno de casa de qualquer hornera
soltciro ) quejado bou presumo se quiser u
-----Aluga-se quatro negros para acabar:
de cavarem ura viveiro paando-se 4^J re'"
por dia, e o sustento ; quem os tiver diri-
ja-seem Santo Amaro, na estrada do Bellera
a falar com Joo Baptista Claudio Tressa uo
auuuncie.
-----Deseja-se encarecidamRnte alugar urna
ca9a terrea ou andar de sobrado no Bairro de
Sanio Antonio para pequea familia que
ten ha quintal e cacimba ; dando-se fiador ca-
paz ; nao excedendo o aluguer por mez laU
reis: quem a tiver annuncie a moradia.
-----Quera precisar de hum rapaz Brasi-
leiro para qual quer arrumayo (menos veu-
da) e d.i (ador US couditfta auuu icit i
moradia.


Jfcw
DIARIO I)F, PRNAMBl'CO
m
tim
Si?" Arrenda-se urna boa casa no Giqui ,
rom 4 guarios costaba fora envidrassada,
tando satisfeito do valor de urna hyootlieca
, que tero em a casa e sitio da Cidade de Olinda,
Tin quintal tendo banho no fundo a tra- que se aeha em rifa nao consenle Jue a mes-
tur na ra das Flores D. i.
%S9" Qualquer Sr. dono de obras ou admi-
nistradores que queira a frep,uesar-se de
cal por menos de que ella estiver na praca ,
dirija-se a ra do fo;o D. ia.
t2T Quera quiser alugar urna casa terrea
cora commodos suficientes na Cidade de Olin-
da ; defronte do Collegio dos orfos dirija-
se a ra do nincho do Livramento I). i2.
tar Aluga-se por preco commodo para o
servico interno de urna casa, urna creoula for-
ra anda moca ; em Olinda ra de Malinas
. ferreira sobrado fionleiro a Igreja de S. Pe-
dre Novo canto da ra que sobe para a S.
CT O Thesoureiro da Socieda Aspirante
no grande premio, partecipa aos socios que
tirano na primeira parte da 4. do Tbeairo,
Bs. 3o,ooo e tem comprado por conla da
inesoia Sociedide os seguinles biliietes da pri-
meira parte da i? lotera do Seminario sendo
dos nmeros seguintes ; meio bilbete 1409,
inlero aia8, 3,4-1, ai,J4 e 4lS8.
t^ Quem tiver para alugar urna casa
terrea cora quintal, e commodos para urna
familia dirija-se a ra das flores casa D-
cima 5.
A quera conver para trabalhar em '
ma rifa tenha undamenlO
ssy Antonio Valentian dos Santos passou
a sua moradia do atterro da Boa vista para o
paleo do hospital do Paraso casa de porta
couxeira D. 19 o qual aluga carrocas para
conduzir corpos e aojos tudo debaixo de
bora asseio com seus complenles pretos far-
dados ejuntamente libris sde per si, tam-
bera aluga as pessoas que de tal precisaren)
nao se desagradars no preco.
t2T Quera precisar de um homem portu-
guez para administrar algum engenho perto
da praca de 5 at 6 legoas po"s tem pralica,
dirija-sc a rua da Gloria junto ao convento
sobrado de um andar. *
SS" O caixa do urna sociedade annima
( por isso particular ; da Cidade de Olind i
faz publico que comprou da primeira parte da
17 lotera do Seminario os nmeros seguintes;
45, i4t6, i46>, 1464, 3a)i, 329 3oi,
3299, 39oV3ag9, 3a46.
K5^ Aluga-se para passar a festa um so-
brado em Olinda na subida da ladera do va-
radouro milito grande e frescos ; quem o
pretender entenda-se com o deslribuidor do
diario em Olinda.
S3F" Precisa-se de urna senbora que se
canoas de lijlos de Apipucos paru o .Recile ,' qtieira encarregar de tratar de urna escrava
por muito lempo procure no porto das ca- | doente afianc-se que nao he molestia con-
noasdarua nova armazem de capia a Jos tangiosa indo a dita preta para a casa da
eyenno Lopes ou em Apipucos a Joaquim senbora que a tem de tratar ; quem este nego-
do liego Barros Pessoa. ci quiser fazer annuncie.
CS- Jos do Sacramento Siva faz scienie tsy Precisa-se alugar um andar de sobra--
que comprou por conla da Sociedade organisa do 011 rasa terrea para pequea familia; qu*m
por elle taesmo os meios bilheles da primeira tiver dirija-se a ra do Kangel no segundo
parte da 17 Lotera do Seminario de nume- andar do sobrado junto a fabrica de chapeos
,os,'38. li,t ,3' > 35a i355 ij6i *sy l'recisa-se de urna ama de leile ; na
i368, '38a. rua das Cruzes no segundo andar o sobrado
ts~ Aluga-se para se passar a festa um D. 7.
ptimo sobrado em Olinda na rua de S. Bento G9 Precisa-se de urna pessoa forra ou ca-
cona grandes commodos, leudo a sala e al- ptiva nicamente para comprar o diario de
cova torrada, e cora agradavel vista para o uro casa de um homem solteiro na ponte de
mar; quem o pretender diri|a-se a ru* velha Ucboa ; na rua do encantamento n. l4 arma -
casa D. 33 a fallar com o 'lente Coronel Jo- 2em de assucar.
se da Cunha Moreira Alves tST Da-sea quantia de 5oo 000 a juros de
*^ Quera precisar de um homem solteiro 2 por ce.nto ao mez por tempo de t mezes, sen-
para caixeiro de engenho annuncie'. do cora boas firmas ou pinhores na rua dos
SS- OSnr. estrangeiro trabalhador que QuarteisD. 7.
se offerece pasa administrar um sitio perto da tsg- Arrenda-se por um ou mais annos o
praca dirija-se aos affogados rua do moto- sitio de D Lauriana Rosa Candida ftc;neira,
colomb a fallar com Jos Francisco P*i va. 110 logar do manguinho na divisiodle
tJS- Precisa-se de i5o,ooo a juros pelo '"das de S. Jos e Afflictos 5 quem o *>re-
tempo que couvier J quem quiser dar an- tender dirija-se ao alieno da Boa vista (casa
uncie. amana mora o Major Jos Carlos Teixeira ,
t^" Precisr-se de 100,000 a juros sobre a fallar com Joaquim Francisco uarle.
pinhores de ouro; quem quiser dar anuun- EST Qualquer homem solteiro que precU
te sar de urna creoula de meia idade e muito fiel
t^ Rila Mara da Conccico viuva de para ama de casa dirija-se a rua do RsngeJ
Joaquim Antonio Ferreira de Vasconcelos D. 24
tendo avisado para o dia 8 do corrento a reu- SS~ Urna pessoa de reconbecida probrdade
KS~ Urna vacca parida qne d 6 garrafas
deleite, a viando e be/erro a noile ; passan-
do o engenho do hrum na primeira casa do la-
do do sercado do dito engenho.
\tS5" Retroz de todas as cores de primeira
sorte em libras e a retalho abotuaduras
douradas para casaca ditas de retroz a 8oo
rs. transinha para colele brincos gargan-
tillas e rosetas de Magra prela travessas de
tartaruga e pentes de coc(> tu!do por preco
muito barato; na praca da Independencia
numero ao.
ssy Urna duzia de cadeiras de Jacaranda
novas um candieiro de globo tambera novo;
na loja de raarcineiro junto a venda do Sur.
Nicolao no pateo do Hospital.
C^ Urna cadeirinha ja velha porera em
muito bom estado de conserto ; na rua do
Rangel casa que vende loupi D. a8.
\W Um carrinho inglez de duas rodas ,
com seus arreios ainda novo com o ca-
valloou sera elle ; na Boa vista rua dos Pires
Dcima 1.
KSSr Urna escrava ladina de naco ben-
gulla de idade de |5 anuos engamma e
he quilandeira ; no atterro da Boa vista De-
cima 19.
N>cy Metas prela s de seda de peso, de pti-
ma qualidade para homem esao feitas em
Lisboa ; no atierro da Boa vista D. 19.
Cf Vasos de nova invencao para lampa-
rillas mui proprios para casas de familia ,
tanto pelo seu asseio como pela sua como-
didade ; na pracinbado Livramento loja de
fazendas O at.
se- Bixas pretas de muito boa qualidade ,
e prximamente cbejjadas ; na praca da Boa
vista I). 16.
SST Sapatos de couro de lustro para senho-
ra ditos de marroquim a 1280, ditos de
setim a 1760 dios de duraque a laoo di-
tos de marroijuim pelo a 900 rs. ditos de co-
res a 880 ditos para senbora a 5to ditos
para homem a 5tio ditos para meninas, bo-
tins ({espiados pan senbora sapatos france-
ses de urna sola a aa4o ditos branco; de
ta engommadeira e costureira prega e veste?
bem a urna senhora para o que se dar a
contento um preta lava roupa de sah?o e
varrella cozinha alguma -couza, dous mo-
leques, e urna negrinia de idade de 11 an-
nos um preto para servente de pedreiro ou
para campo ; um pardo de linda figura su -
pateiro e cozinheiro e ptimo para feitor de
um engenho ; na rua do fogo ao p do Ra-
zarlo D. a5.
K^* Duas pretas de idade de ao annos f
boas engommadeiras costureiras cozinbei-
ras e urna dellas be de melbor figura pos-
sivel urna molata de idade de ao annos ,
eom babelidades 3 moleques de idade de
la anuos, muito ladinos eli/resde Lechi-
gas t sirampo e ura preto moco ptimo pa-
ra o servico de campo ; na rua de agoas ver-
des casa terrea D: 37.
tsr Camellas da Lotera do Seminario ,
ganhando a decima parle dos premios ,.ca-
beudo na sorte dos 4:O3Oj0 400ooo a pre-
co de 700 rs. cada urna ; na rua da Cruz lo-
ja de louca dos Srs Lopes Jnior e Antonio
Dias Souto, rua da cadeia velha lojas dos
Srs. Joaquim deSouta Pinto Bourgard e
Bairao ; junto ao arco de S. Antonio loja do
Sr Braga praca da Independencia ti. 8, a3,
e a j rua nova loja do Sr Chaves D. 5 no
atterro da Boa vista loja do Sr. Guimares D
16 e nos 4 cautos da mesma na venda da
quina.
ssy Cha isgon de caixa grande novo e
muito bom a a5(jo a libra, dito perola e alj-
far farinba de araruia sag, queijos lon-
drinbos ditos do reino paios presuntos ,
chourissos, barris pequeos com atura a 1 o a
libra arroz do maraiiho toucinbo de Lis-
boa gigos com batatas ditos cora chaupa-
, e todos 03 mais geueros de venda : na
joba .
rua nova D"a.
SSS" Rap de Lisboa muito fresco em libras
e as oitavas a 3o rs.
do Bandeira-
para
na rua do Cabug loja
tsy Ummoleque de idade de i5 anno3
ra fora da provincia a vista do comprador
Lisboa, e meios botins ditos ; no alterro da so dir o motivo ; na rua da S. Cruz 17.
Boa vista loja de Antonio da Silva Guimares! cy Urna venda na rua de agoas verdes*
!} i>- I D. 8 com ptimo soto com suficientes corn-
il Urna morada de casa principiada e ja niodos para familia ; a tratar ua mssma.
no respaldo para receber o travejameuto com! *Sr Potassa Americana branca e prelado
oitoes do!>rados para um lormidavel sobrado, i boasqualidades em barril grandes e peque-
porscrembom locar, excellente vista em "os cb issou e imperial de superior quali-
umads prin.ipaes ras da Boa vista, vende- dade cm caixas de 6e i3 libras; em casa
se por nao se poder acabar e para comuoodi- de Matheus Austin 01 Companhia rua do
dade do comprador s recebe-se melade de Trapiche novo n. la.
sen valor ficindo o resto o venceudo o "~~----------F-------r~--------------
premio de um por rento ao mez pelo tempo _____i^oCI el VOS V II*IS
que conver ao comprador e a vista do pre-
nio de seus credores e nao pudendo ven- tendo de dirigir-se a Coiumarca do Mo Tor-
cer o balanco transfere-se para o dia ludo moso e ahi se tem de demorar albura tera-
corrente imprelerivelmente as o horas da
manb.
5J Quem'precisar de urna ama de leile
diiija-se a rua de agoas verdes D. 36,
tST O meio bilbete n. 3bi>a da primeira
parle da i7 lotera do Seminal io e u. 398
da segunda parte da 4. lotera do theatro ,
pe lencera ao Sr. Marcelino Antonio Gomes
da provincia do Para.
po oflerece o seu pies;irao a alguma pessoa
que o queira empregar no rccebime.ito de
algumas dividas ,' por ler disto bastante pla-
tica; os prelendentcs dirijao-se a rua de agoas
verdes I). 31 no fundo do Terco se dir.
3T Da-se a juros cous coritos de reJ ; na
ma larga do Rosario 1) 9 se dii
CF" Precisa-sede una preta captiva, .para
O servico de urna casa de pequea familia ,
O Sr. Francisco Rogueira Pinto di- comporta de 4 pessoas', pagindo-se senianal-
lija sea rua do Queiroado D. 1 para se Ihe Tiente ou mensalmenle na rua do Colegio
enlregar urna carta vinda do Porto. botica D 5.
5^- Joo Sizenando Perelli convoca se-: ssr Precisa-se alugar urna escrava que
us credores para o dia segunda fera ia do a-iiba cozinhar para pequea familia estran-
correnle, as 10 horas da manb na casa onde 6e*ra por tempo de < a ti mezes, paga-se
leve seu eslabelecimento na rua nova para o em j quem tiver annuncie.
illeiloda cesso de seus bens que ja passou ; S^" Precisa-se de urna mulher parda para
emjulgado. i ama de um menino de idade de 10 mezes na
W Quem tiver para alugar ura ou duas rua ova sobrado 1) at no segundo andar,
canoas de conduzir a;oa e que esteja boas ,
tendente se dir o motivo da venda ; trta-se
na rua de S Goasalo casa de duas portas e
duas janellas junto a Igreja.
ty Urna preta da costa de idade de 25
annos sem vicios nom achaques boa bo-
ceteira cozinha, engohima e'lava bem
CT- Eugio no da 39 do p p. do engenho'
liba da Liberdade m escravo creoulo de
rime Marcos, baixo, espadando, olhos gran-
des lalti de denles oa frente, pouca barba,
pernas finas ps seceos levou camisa de
chilla calca* de riscado ; quem o pegar leve
bo ou na pracinba do Livramento D. 3,
que ser recompensado.
a vista do comprador se dir o motivo; na Jf, escravo Joanuim Cavalcanti
ruada Aurora em cas de Joo Bautista Pe- V dc'^ce,d/1 morador no mesmo eage-
leira Lubo Jnior.^
12S*- Urna porco de lenha para olaria, urna
pouca de macaxeira e sement da mesma e
um quartao castanbo ; na estrada de Joo de
Barros que vai para belem venda da quina
do beco do espinbeiro.
tS" Urna escrava do gento de angola
Moviiiieiito do Porto
NAVIOS ENTRADOS NO DIA 6
diiija-se a rua do Caldereiro D. 43 ou na __~ ^ ^ P ** *- S
1 ua de N. S. do Terco sobrado D. 13. 7T ,~ "'
SS- O abaixo wignado nvamete avisa ^ P" a,U6?-se Um Pret0 Lom ^iioheiro;
o espeitavel publico que na qualidade de "* '"* lraPldle IiV0 casa n- 4 c annuii-
i-oseuhor do engenho Curado e da proprieda- '(
do Cumbe como procurador e credor bv-
polbecaiiode Antonio ALes I erreira e sua
mulber da parte de que estes sao constnhores,
a tero requerido a praca publica por tiren-
damento trienal |-elo Juizo substituto Es-
uuo llego,Jos Joaquim beaerra Caval-
canl.
tsy Arrenda-se para se passar a festa ou
igualmente urna casa teirea cen sola.),
;.-.:,. lumnjodos jiara grande familia na pas-
t,!|;i-oi da luagdalena cun banho no 110 ca-
filiaiibe j liala-te com Jos Joaquim Bezer-
ver Aluga-se um cavallo muito Lom para
I Li-tio ; ia 2ua dirtita lija de tumos i)e-
;.uja 2(.
ii>' E. JDetban faz publico que nocs-
Vendas
Cf CAUTELLAS da Sociedade Fortunal
... u---- ""b"' >
ptima cozuiheira quilandeira, e lavadeira,
sadia e sem vicio algum ; na rua das Cru- ftI0 DE JANEIRO ; 3i dias, Brigue Bra-
sileiro Atlante de 3i3 tonel., Cap Custo-
dio Caetano eqnip. i3 carga varios g-
neros ; a Tbomiz de Aquino Fonseca, pas-
sageiros 7 Deputados 3 escravos e um
criado.
ENTRADOS NO DIA 7.
'ARA'e portos intermedios; 18 dias, Va-
por Nac. Pnense Commandante Joo
Iredenco Berrejo passageiros at entre
os quaesvaia Commsso encarregada de
ircomprmentar a 5 .VI. Imperial.
MARAlNHAO'; Sdias Brigue Escna Nac.
zes no segundo andar do sobrado D. 7.
l^T Urna escrava com principios de cozi-
nha ; no rua do Yigario no primeiro andar
do sobrado 11. i5.
OT Por preciso um bom escravo de boa
figura conducta aGancavel um dito pardo
diuadedc it annos, ptimo para pagem,
um moleque de idade de i4 anuos umdito
de 14 anuos, ambo sem vicios dous ditos
mui ladinos de idade de |5 annos, urna es-
crava boa lavadeira afianca-se nao ler mo-
lestias nem ricios por a5o,ooo urna moleea
propria para mumbanda por ser recolbidj,
urna negrinha de idade de o annos e um es- '
cravo ptimo cauoeiro; m- rua de agoa4 ver-
des D. 35.
1
tJ-
La. te Tercero de 1 it tonel. C ip. An-
tonio Jos dos Res, equip 9, carga ar-
o;n Angelo Francisco Carneiro pas-
ageuoJos Pereira de S Jnior,
Duas duzas de cadeiras de assento d> KI(J DE JA.NLIRO ; 3i di
Typografica, da Lotera do SEMINARIO gaT! paliaba um camap de Jacaranda um sola' I cuna Nac, Amisad!
nbando a vigsima parle dos premios, cabendoj tie cabello um jo^o de bancas de Jacaranda Sandro Luiz Mon
ua sorte de 4 000,000 res dusentos mil res a; uulro dito de oleo, um guarda roupa del I0 > carfii varioi
Brigue Es-
l-i- Lma canoa de amarello
1000 a xaoo lijlos de a
aluga-se ; na rua da praia terceiro armazem
viudo da riheira.
^- Urna venda na Cidade de Olinda em
bom lugar ,' com poucos luudos ; ua rua dus
I'riucbeiras D, a .
e de i5 tonel. Capilo
teiro da Franca equip.
Pinbeiro e
eneute da
DIA
apilo Iln-
rnjue Jos Vieira da ilva carga varios
gneros passageiroe 9 e um escravo.
OBafiUVCES
O Brigua 'ortuguez Importador que se acha-
va uo lamaro veio para o mosqueiro*
Urna pretacoziubi'ira e quilaudeira _
urna paunubi de idade de ao anuos, perW; ^CFpTXl\l^rFr^F."^i^
marello que carrega fim um casco de tipoia novo com seu braco
ivenaria grossa oaj nm" lavatorio de angico um selim foto na
Ierro com seus arreios tudo em bora uzo e
".i preco commodo na rua das iaraiigeiras
110 1. c andar defronle do nincho.
*3T


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID ECWU54NMO_5RMBBK INGEST_TIME 2013-03-29T15:04:39Z PACKAGE AA00011611_04131
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES