Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:04122


This item is only available as the following downloads:


Full Text
M
Annodr1840. Segunda Feira.
^Todo agora d'-pende de mis mesmos da nossa prudencia, modera-
cao e energa : continuemos como principiamos, e seremos apontados
com admiradlo entre as Naces mais cultas.
Proclamarlo da Assemblea Geral do Brasil.
Subscreve-se para esta fblha a 3jooo por quartel pagos adiantadoj
nesta Typogralia ra das Cruzes D.3, e na Praca da Independen-
cia n. 37, e 38, onde se recebem correspondencias legalisadas e an-
nuncios, insirindo-se estes gratis, scndo-dos proprio's assignantes e
vindo asagnados. '
PARTIDAS DOS CORREIOS TERRESTRES."
Gdadeda P.rahiba e Villas de sua pretendi.......
Dita do Rio Grande do Norte, e Villas dem.......
Dita da Fortaleza e Villas dem.............\
Crdade de Goianna....................[
Cidade de linda..................... Todo$ M
Vi i. deS. Anteo ......... ..........QuilUas fe-
Dite de Garanhuns e Povoacao do Bonito.........lo e ai de cada met
Ditas do Cabo berinl.aem, Rio Formo, e Porto Calvo. ,,',,, e a, dito d.to
v-u n" -A,**T dC MaCe' '..........."e" Ucm
V.U. de Paiau de: Flores...................idem j3 d!|0 d
1 odas os Corraos partemao meto da.
8 de Setembko, Nw>*. 212,
'Seg. e Sextas ferias;
PHASES DA LA NO MBZ DE SETEMB.
Quart. cresc. a 3 as 3 b. e 17 m. da tnrd.
La Cheia a 11-as 5 h. e 17 m. da t rd.
Quart ming. a :8- as 3 h. c 10 m. da l.ird.
La Nova a i5- as 7 h. e (im. da taid.
Alare thcia para o da a6 de Selcmbro.
As 6 homs c 5i minutos ds manhS.'
As 7 tiorase 18 minutos da tarde.
CAMBIOS. Sktembro i6\
Londres......30 d. por 1 jfoooced.
Lisboa ......80 a K} por o|o premio por metal otTerecido.
Franca...... 3a5 res por ti anco. *
Hio de Janeiro ao par. Comp. Vendas
OURO-- Moeda de 6#ioo rei, velhas m?'So i5,?ooo
Ditas ,, novas 14*600 14^00
Ditas de 4fooo res. h/ooo 8^100
PHATA -- Pateces Brasileiros infijo 1^040
l)ezy>Coluinnarios......lifoo i^ri'io
Ditos Mexicanos-------------|(i00 ^'f-to
H Mm:la.-------........ii?i4o ijjibo
Descont de liilhetcs da Alfandega 1 por looao mez.
dem de letras 1 i|i a 1 t|? jxir boaslirmas otlerecido.
Ikloeda de cobre 3 a k por 100 de disc.
DAS da semana.
28 Segunda S. Wenceslao Djque.J Ilelaco c audiencia do Juiz de Direito
da 1. vara.
2o, Terca 5. Miguel Arcan jo.
3o Quarta S. Jernimo ut. Audiencia do Juiz de Direito da 3. vara.
1 (Quinta S. Virissimo, Mximo e Julia Irs. Audiencia do Juiz de Direito
di 1 vara,
a Sexta Os Anjos da Guarda. Audiencia do Juiz de Direito da 1. vara.
3 SahbadoS. Candido M. Relacio e Audiencia do Juiz de Direito da
3. vara.
U Domingo O SS. Rozario de N. S.
KIO DE JANEIRO.
cmaras dos srs. senadores.
Sesso em 17 de agosto.
Presidencia do Snr. marque/, de Parana Approvada a acta, elido o expediente,
continua a discusso do projecto que marca
a dotaco de S. M e do sua imperial fami-
lia.
Depois de o Snr. Calmon retirara suae-
menila lie approvadoo projecto.
Approva-se o parecer da commissa acer-
ca de hum requerimento de liona eslujJantes
do curso jurdico de S. Paulo.
Continua a discusso do projecto O
artigo 75, 7.", com a emenda do Sur. Fer-
reira de Mello.
He approvado o pargrafo com a emenda.
Entra em discusso o 8
O Sr Almeida e Albuquerque declara vo-
tar contra a segunda parle, e pede ao Snr.
presidente o divida na votaco.
He approvado o em ambas as suas partes
e Lem assim o 9. e o 10 sem debates, eo
1, do artigo t.
Entra em discusso o a.
O Sr Mello e Souza votar contra a dou-
triua do paragrapho, por quanto tem por fim
colocar os pai odios independencia dos che-
les de polica.
O Snr. Feneira de Mello concorda as
mesmas ideas, e manda a mesa huma emenda
de suppresso.
He approvado o artigo e regeitada ae-
menda.
Entra em discusso o paragrapho 3.
O Snr. Almeida e Albuquerquejulga que,
peio metbodo de legislar estatuido no projec- ,
to, he necessario fazer todos os das milbes
deregulamenlos, sendo que os cheles depo-
licia deven conlucer seus deveres.
He approvVlo o paiagraplio.
O Snr. Almeida e AlbuquerquAcntende
que o chefe de polica deve ficar livre deto-l
dos os encargos dosjuizes de direito, que
deve dirigir-se pelo sen regulamenlo e na-
da ter com as attiibuiges judiciaes.
He approvado o paragrapho 4 > e bcoi as-
sim o 5. sem discusso.
Entra em dicns?o o capitulo 3. arligo
19: Fico abolidas as jualas de paz e o
priroeiro conselho de jurados ; suas allribui-
es sero exercidas pelas autoridades ao di-
ante declaradas.
O Snr. Paraso attendendo ao lempo que ,
resta para findar a sesso, requer se separe,
do projecto o capitulo i. afim de entrar em
tercena discusso
He apoiado o requerimento.
Fallo sobre a materia os Snrs. Monteiro
de Barros, Almeida e Aibuquerque, Vascou-
cellos Paraizoe 'aula Albuquerque.
O Snr. Paraizo accnsrenla ao seu reque-
rimento que leila a separaco entre em,
discusso a doutrina do capitulo 11 acerca1
dos recursos dos cheles de polica
He apoiado o accrescentamento.
Anda luii.ao

Albuquerque
mo parte na discusso os Snrs.
Albuquerque, Cassiano, e paula
Posto a votaco nao he approvado o reque-
rimento.
Continua a discusso do artigo 19.
O Sur. Costa Ferreira nao saue qual o roo-i
tivo porque >e quer acabar no p*i* com a ins- j
ltuico do jury inslituio que tantas van-
ens tem produzido na Inglaterra ; e por isso
vola centra o artigo.
O Snr. Mello e Souza ignora os motivos
que derao lugar s providencias exaradas no
projecto, por quanto nenhuns eselarecimen-
tos for > nppresentados casa. Nao cnlende
o syslrmadeAbolir-M hum tribunal sem di-
sor-su oque o deve substituir. Julga que an-
teado capitulo que se discute devera pn-
meiro tralar-se dos Juizes de paz e das au-
toridades que devem substituir as juntas, e
por isso volar contra o artigo.
OSr. A!ves Bnnco observa q' nosoad-
missveis entre nos as disposiges do primero
jury de Inglaterra, onde existe huma p;>pu-
lacfio BUtbciente Nao enteude que da abi-
ligo do primero jury proveuba qit bra das
liberdades publicas, tanto assim que em Fran-
ca elle nao tem lugar. Nota que Benthain,
cuja auioridade nao he suspeita he deo-
pinio queojury tenha s lugar na segunda
instancia. Quanto s juntas de paz, obser-
va que ntnguem ignora queellas se nao re-
unem ficando impUnidos os crimes que de-
vem ser julgados por ellas,
Snr. Almeida e Albuquerque nunca vo-
tou para que existissem juntas de Paz pois
sembr se persuadi de que ellas s servio
para lser mal. Quanto ao Jury nota que era
Franca tem variado muilo esta instluico,
sem que acertem no que deve ficar. -, o
grande inconveniente do primero jorv con-
I sisle no grande numero dos seus membros ,
I diminuo ou componlio-o de menor nume-
ro de pessoas. O mal que enconcontra em o
nosso jury provem da sua m organisaco e
nao da insliluco em s. Entende quti nao
deve ha ver jury em qualquer pequea villa,
e que portanlo po.iem-se exigir maiores ba-
bililacoes e formar-se hum jury com posto de
pessoas mais capazes de bem julgar. O nobre
senador termina dizendo que votar contia to-
da a idea que leuda a dar cabo da instluico
dos jurados.
O Sur. Vasconcellos declara que o projec-
to he delle orador e que o ha de defender
contra os argumentos com que o quizerem
ccmbaler. O nobre senador observa que o
governo transacto entendeu que se devio a-
iieseular assemblea geral projectos sobre a
ei de eleces, guarda nacional e reformas dos
cdigos criminal e do proCeiso, e que este
ultimo projecto pe ten e ao governo de en-
to e priiicipalmeuleao ministro da justica.
Nose empenhar muilo em defende-lo, por
que lem-se mostrado notavel soreguidj em
adotal'O querendo at que se separe a parle 1
discutida do resto do projecto, aim de poder .
ser apioveilada quanto antes. iMuito folga
quese reconbecd agora tjae o projecto nao I
atienta contre as hutrdues publicas o nciu
he lei desangue.
O Snr Alves Blanco insiste em que nao he
eniie nos applicavel o que existe em Ingla-
terra acerca do grande jury. Observa que
em Franca existi o primeiru jury, mas loi a-
bolido apezardas diversas mo.Jiicacou por
Eiiteude que
rados nao sao as
oonhectr seus juizes seno na occasio do jul- Formoso commnnicaudj-lhc o ex posto no
gamentO. preiedonte ofBcio.
O Sur. Costa Ferrera nao en'en le que a Portarla Ao Tenente Coronel Coraman-
. honda-dedo jury esleja na raro da popnlaclo, dantedo Deposito, mandando excluir do raes-
' por quinto as colonias inglesas elle tem mo com guia de passigem pira o Esquadro
I prosperado. Observa que o jury he huma numero 4^6 Cvallara Ligeira o saldado
instluico mixta, judicial e poltica; que I Mainel Ferreira da Silva.
i na Inglaterra elle teude para a aristocracia, e Uita Ao Major Commandante interino
i nos Estados-Unidos para a democracia En- do Esquadro authorisando-o a receber
tende que o artigo 19 he contrario conlitui- com passagem a praca mencionada na prece-
15I0 Desejafa muito que o nobre ministro da dente portara
jnstica assislisse discuso do projecto (apoia- i Dita Ao Cipituo Comman lanleda Cira-
dos), panhia de Artfices, mandando en compri-
O Snr. Vasconcellos: tem toda a ra- mente a Lei dar demissao ao soldido Joao
so Antonio dos Santos, por ter sem nota concluido
O Snr. Costa Ferreira insiste nos seus o seu engajamento e nao querer continuar
principios acerca Jo jury de Inglaterra en- no servico
temiendo que nesse p iz he que elle deve ser
estudidoe nao em Franja,.
O Sor. Paula e Albuquerque concorda com i mas da Provincia do Para transmitindo-lh
O'jinilo de Bentiiam e votara pel sup- jas guias do Tenente Coronel M a noel Muniz
Expediente do dia ift.
OPTicio Ao Exm Commandante das Ar-
ptessodo primero e segundo jury se elle fos- |Tavures ; dos CapitSes Pedro Ivo Velosoda
se admitlido em segn la instancia: roas nao Silveira,Francisco lose dos Santos.e Felis Pe-
0 senado, votar contra o artigo, e mandj. reir Dourado dos Tenenta Justino Fran-
buma eme.iJa rccsi para qe se adprima as cisco da Slveira e Salomio Joaquitn Ra-
palavrai o primero conselho. mos, e Cirurgioes mores Francisco Jos Nu-
O Snr. Carneiro de Campos vendo que as nes, e Francisco de 'aula Cavalcsntide Al-
pronuens devem ser confirmadas por hura huquerque. que sendo da Guirnij desta
jury e outrosm, attendendo dtfficnldade 1'rovinciS passaro pelo Decreto de a de Ju-
di cuniio do piimtiro jury, concordou na 1 niio do crrante annu a pertencer a corpos
coaimisso de que ib i membro em supprmir- iua do Par,!.
se o primero i ur V. Alera disto, nota que a I PortaraAo Coramaudanle interino do
deciso dada por este tribunal he mais de di- frceiro ataltiao de Artiliieria a pe man-
reto que de faclO. porquanlo para se saber su 'dando em cumprimento a lei, dar demissao
huma aeco he criminosa, compre conbiria-Jan soldado da segunda Compartida Antonio
Lnil da Silva por haver sera nota finalisado
o tempo que e.a obrigido a servir como
recrutado e n'10 querer continuar.
la com varias disposicoes da le oque era
sempre he rauila fcil Nao acha admissi-
vel a idea de Bentham quanlo adraisso do
jury na segunda instancia, pois que entre nos
apreaenuria muitos inconvenientes praticos.
O nobre senador manda mesa bu na e-
meuda para que o psimeiro jury seja reJuzidj
a sete membros;
lis apoiada,
A discusso fica adiada pela hora.
O Snr. presidente ordem do dii e le-
vanta a sesso*
que lem passadoaquelle paiz.
as qaalicacea dos nOstoa jur
mediores e para ubtel-as melhori* he que
quer se rena o numero delles. Nao compara
le a idea de que os jurados sejao nomeados,
porque vem o aecusado a saber por espaco de
4 anuos quein eio os seus juizes, o que he
uadmissivel, pois aniquila huma das vanta-
jtusdojury, quecousuie em o aecusado uo
P E II N A 31 V C O,
COMMAND DAS ARMAS.
Expediente do dia 16 do crrante.
ODcioAo Exm. .Presidente, remet-
tendo-lhe favoravelmente inorraadoo raque-
rimento de Jos leras de AruJ0 que pedia
passagem do deposito onde serve pira a
Compatil.ia provisoria de i.'assadores da Pro-
vincia das Alagoas, alegando serdali natu-
ral e ter familia.
(Jilo Ao mesmo Exm. Sr. devolvendo-
llie o reqoerimeodo de Alaria Joaquina das
Mercez, acompanliado do parecer da junlade
Saude que examinou o estado desaudede
seo marido II J de de Sania Annua e in-
formando a respeito de sua prelenco, em
sentido favofavel.
L)ilo Ao Tenente coron 1 Dommaniante
.1. i\... ..;>
remetiendo
1...
o-:
i'-i"-
coutabelidade dos vencmentos do destaca-
menio da Comarca do io Formoso-, rela-
tivos ao mez de Agosto ultimo : devendoea-
tregar ao Cabo Francisco todrigues Pimeu-
itla importancia respectiva.
Dito Ao Preleito da Comarca do Rio
dem do dia 19
Oio Ao Exm Presidente e Comman-
dante das Armas da Provincia do Rio Grande
doSul, euviando-lhu a guia, que pela The-
sourariadesta si; passou ao Tenente dn 5.
liatalbo e cassadores de linha Jos Muniz
Tivares, par que desse a mesma guia a dire-
co que conveniente fosse.
dem do dia a.
Omcio Ao Exm. Presidente dando-lhe
os motivos porque sobr'estava 111 execu.-o do
sea olficio de 17 do crranle acerca de
remessa do comet Fraocisco das chag^s para
bordo da Escuna de Guerra Nicleroy e pe-
dindo-llie a respeilo suas ultimas dclermiua-
coeSi
Dito Ao Coronel J L L de S. remet-
iendo -Ihe o requerimento e documentos do
Sargento Ajudante J 11. S. que peJia o
pa(; imento de seus venc metilos atrasados, a-
lim deqie sobre elle desse cerios eseUreci-
uiunls sign icio que o mesrao Sargento dei.xou na*-
ta Provincia quando expediccionario a do Pa-
la e que a guiadella neutiu.na menco fa-
ti
DiloAo Coronel P. J. M iiitelligen-
caudo-o de que estavj passadasas orJeus,
uo s para loe serena abonados adiautados
tres meses de seus venc neutos conforma re-
querera ; mas anda para ser reu-ebiJo bor-
do j rigiu Escuna d Guerra iNi.u.ieroy
6 irauspoiliJo a capital d> I u^eno cajj
drigue se linlu defaerde ve.la hj di iJ
do cocrente.
Dito Ao Inspector uo Arsenal dd d iri.ib 1
rommunicando-iue, qo.a amiuhi adiua*^
preseutariad o Tenente Jj da Stq isiri Ci-
pe lio e Alteres H

DIARIO DR PERNAMBUCO
t
Loto; os quaes devaS servir de vogaes oe. desta Cidade Appellante Joo Correa Go-
mes e Appllado Amonio Pereira de Fi-
gueiredo Escrivo Rabel lo ; sejulgou que
nao toma vao conheciraento do recurso
ALFANDLGA DAS FAZENDAS.
Editai.
Vicenle Thmaz Pires de Figueiredo Ca-
margo Inspector d'AU'andega fas saber
que no dia a8 do crrante pelo meio dia e
na porta da mesma se bao de arrematar em
hasta publica o seguinte : quatro caixas
com doze pedras de marmore para cima de
mezas no valor de g^Uooo reis impugnadas
pelo Guarda Jos Thoraaz de Freitas e de-
zeseis pedras tambem de marmore para cima
de meza, impugnadas pelo'Guarda Jos Ja-
cinlho dos Santos, no valor de 'SoUooo rs. ,
Conselho, qqese hia proceder contra o D-
Teriseiro da Escuna de Guerra Fidelida-
de.-
Dito Ao fenmendante da Corapanhia
d'Arli fices,, remettendo-lhe despachadas as
requiskees que arompanbara5 o seo officio de
11 do cerrente i dativas a fardameulo e
armamento da mesma Companbia.
Dito Ao Commandante da Fortaleza do
Brum, ordenando-lhe que mandarse apre-
sentar ao Conselho de Guerra, a que res-
pondas os soldados Franja e Nascimento ,
os presos Manoel A Ivs e Joo Antonio Vi-
eira nao obstante as reflexes que zera em
seo officio de honlem datado.
Dito Ao Commandante interino do 3.
BatalhSo d'Artilheria a p remettendo-lhe
as partes aecusatorius dos soldados Bernardo
3os e Joo Manoel de Paula di Compa-
nbia de Artfices, para que procedesse os
Conselhos de Disciplina na iorma da Le.
Portara Ao Major Commandante inte-
rino do Esquadro n. 4 de Linha mandando
reronherer soldado particulara soki.dai. C
Antonio J. Das, por se conformar com o pa-
recer do Conseibo de Averiguaco que se
procedeo na iorma do Dec. de 4 de Fevereiro
Dita Ao Commandante interino do 3.
liaialbao d'Artilheria, mandando emeum-
-primenlo a Le, dar baixa ao soldado da ..
Companbia Joo Carneiro Monteiro por ter
finalisado sem nota o seo :>.. engajamenlo,e nao
querer continuar no servico.
TIJEZOURARIA PROVINCIAL*
Expediente do dia a3 do corrente.
Cffirio Ao Fxm. Presidente informando
cm resposta ao seoolEcio de 14 do cprrente ,
que acompanbou o do Prefeito da Comarca de
Flores, que nenhum embaraco pode baver
em dar-se ordem ao Collector da Villa de
Jr lor^s para entregar ao mesmo Prefeito a im-
portantia de todcs os rendimentos que tiver
arrecadado para pagamento do Destacamento
de Polica, mas que importando os Prets
mensalmente em 4o8U rs, 5 duvidava rouito
que lats rendimentos ebegassem para o seo
pagamento.
Dito Ao mesmo Exm. Presidente in-
formando o requerimento de Manoel Boaven-
lura l-erraz, Copito de Arlilheria de i,"
Linha do Exercilo, preso na Fortaleza do
Brum.
Dito Ao soesmo Exm. Preridente infor-
rnardo o requerimento de Antonio Jos Vic-
toriano L'orges d'Almeida e Albuquerque pe-
dii.do o | agamento da quantia de a3oU rs. ,
que diz Itr despendido na sua viagem da Pro-
vincia da Babia para esta em o anno de b'io
rro que loi nomeado Commandante das Ar-
mas da Provincia do Piauhy.
DitoAo mesmo Exm. Presidente infor-
mando o requerimento do Contador da Con-
ladoiia da extincta Junta da Fazenda Jos
Virio ir.o de Lemos pedindo tres mezes de
licenca.
Lito Ao Inspector da Thezouraria das
Rendas Provinciaes, significando-lhe tm
Promotor para comparecer amanha pelas 10
horas do dia em casa de suas Sessdes, e fazer
o respectivo sorteamento.
Outro do Sr. Vereador JVianna participan-
do que por incomroodado nao podia com-
parecer SeSso de boje : deliberou a Cma-
ra que se officiasse duendo que se acha com-.
pelo o numero de seos Membros por ter
comparecido alguns dos que se acha empedi-
dos entre os quaes quelle quem viera
substituir, e que multo agradeca os servi-
cos que bavia prestado a prol da Municipali-
dade, no tempo de seo exercicio : e que i-
guaes participaces sefizessem aquelles Ve-
readores supplenles que estivessem em i-
denticas circunstancias.
Outro do Cidado Manoel Zeferino dos
S.'ntos, participando nao Ibe ser possivel ,
nos despachos por factura de Adour & C. por se achar molesto acceitar a Commisso
sendo o arrematante sujeilo ao pagamento dos de que a Cmara Ibe havia enoarregado de
dreitos.
Alfandega 26 de Setembro de iS^o
V. T. P. de F. Camargo.
PREFEITRA.
dar o valor estimativo das propriedades que
pretende comprar a Antonio da Cimba Soa-
res Guimaraes : inleirada : e que se officias-
se ao Cidado Antonio dos Santos Berafica
pedindo-lbe houvesse de acceitar a referida
Commisso.
A Cmara nomeou urna Commisso rom-
Parte do dia 16 de Setembro de '84o.
Illm. efism- Sr. Partecipo V. Exc.
que das partes boe recebidas nesta Secretaria posta dos Srs. Vereadores Drumond e Pes-
consta que hontem nao occorreo novidade. soa, a fim decontralarerrrcom o cidado Ma-
trtittivaT nn irinv nn rfcii?f noel Jos da CosU arrendan>ento de sua
TRIl UNAL DO JURY DO RECIFE. propried(]e sita na rua (la Cajea> para nea
_, -, r. ?Z r. i se celebra i em as respectivas Sessf.es.
Foi nomeado para lugar de Fiscal do
se ncbava vago
pela moite do respectivo Pisca) Francisco de
, que Dos Guarde etc. |{afrcs Fdf|o d(j Lacbrda ( o Clddj Be|Uo
quaes trabalhaS por encommenda de minha
ruiua : desejo que declare por este Diario
qualquer pssua que seja nesta Cidade se tem
a mais leve queixa minha a fim de que aco-
bertado com o meo desprezo nao rae intri-
gue essa escoria que tanto mal j me tem fei-
to em outra parte: eu igualmente protesto
.fazer publico os nomes daquelles que me tem
procurado intrigar a fim d que seja conhe-
cidos e a lempo competentemente responsa-
bilisados.
Quarlel das Cinlb ponas 26 de Setembro
de 1840.
Joo Marlins de Moura,
Ju.z de D.reito interino da 1.-Vara do Bairro da Boa-Vista que <
Cnme da Comarca do Recife por S. M. I. pela mo.te do respectivo F.sc
e Constitucional, que Dos Guarde etc. |{arrcs M de Lat.erda fl
Fa5?. "A" qeJfmJC0M9UenC'a de ?*.,er. de '^rros Falcan de Lacerda.
Despacha<%5-se alguns requerinaentos.
comparecido boje dia marcado para a abertu-
ra do Tribunal do Jury numero legal de Jui -
zes Jurados para os trabalbosdo mesmo Tri-
bunal transfer a presente sesso Judciaria
para o dia 1. deOutubro oque assim man-
do publicar pela impiensa para ebegar ao co-
nhecinenlo daquelles a quem possa inleres-
sar. Eu Felippe Benicio Cavalcanli de Al-
buquerque Escrivo escrevi.
Francisco Joo Carneiro da Cimba.
por ser
E man
E
dada a hora alevantou se a Sesso.
dara fazer a presente em que ss^jna-
rao. Eu l;ul;en io Infante d'Albuquerque
e Mello Secretario a escrevi.
Figueiredo Presidente Silva Dru-
mond Barros Rios Pessoa Sjusa -
Mamede Chaves.
Pela Administrar5o Fiscal das Obras Pu-
CMARA MJNTCIPAL DA CIDADE DO ^ d^m^K^^f ^T A^i
RFCIFF oruem ujniin. e txm. Sr. Presidenta de S
Sesso em .'o de J111 lio.
Presidencia do Sr. Figueiredo.
Comparecerao os Srs. Silva Drumond |
t> rr>- r t: f> e iD d J0 Pd|mos de comprido coru nalmo
Barros, Ros, Pessoa, Souza Chaves, Ma- U- iOCi- L i 11/ i- 1 .
ue lesla, e de qua idade ; avahadas oelo
de Agosto p. p. os objectos seguintes que
sobrara do concert do rombo no atierro
dos Arroinbados a saber : 5o> estacas rolicas
LOTERA DO SEMINARIO.
O Reitor do Seminario de Olinda convida
os amantes de Loteras a compraren os bi-
Ibeles da primeira parte da 17." Lotera do
mesmo Seminario, (cujas rodas andaimprete-
rivelmente no dia i2 de Outubro)que se acba
venda no Bairro do Recife, rua da Cadeia, na
loja de cambio do Sr. Vieira 5 em S. Antonia
na rua do Cabug., loja do Sr. Bandeira ; na
Boa-Vista defronte da Matriz botica doSr.
loaquim Jos Moreira em Olinda venda de
J/oe Manoel dos Santos nos quatro cantos.
GABINETE LITTBRXRIO DEPERNAVf-
BUCO.
Devendo abrir-se atlie o dia i. d'Ou-
tubro prximo vindouro a Biblioteca do Ga-
binete Luterano de Pernambuco por j te-
rem chegadoos I i vros encomendados pela De-
ecco eestirem quaze concluidis as ultimas
estantes o Thezoureiro da S >ciedade convida
os Snrs. Socios creadores do Estabelecimentot
e os que se Ibe tem associado depois e que
a inda nao pagaro a joia de eutrada a facel-
lo :om a possivel brtvidide, a fim de (pie se
posso saptisfazer despezas indispensaveis.
P Manoel Alves Guerra.
Joo Alves de Souza.
mede.
Aberta a Sesso e lida a Acta da antece-
dente foi approvada. a
O Secretario dando conta do expediente
mencioncu os segrales ollicios,
j c ., 1 1 n ,a iteparlicao no lempo do expediente oara
m do Exm. I'rezidente da Provincia res- u \i ,' ,
. ,n/n___. __ ,JT se llie manJar mostrar tambem se vender;
ndendo u Cmara, em virtude deseooffi- 1 1 ^ct.u
Mestre carpira em dois mil quinhentos e ses-
senta reis cada urna ; as quaes achao-se no
armazem de Palacio Velho e quem as per-
lender e as quier ver pode-se dirigir a es-
po
duas taboas de pinito novas pelo oreco cor-
no datado de 9 do correle para seo conbe-
I cll' L-
cimento e dirtego que nao permittindo o
resposta ao seu cilicio de j- do crrente que
Damio Jos de Albuquerque nunca presiou
fianra romo enoarregado do fornecimento dos
reos pobres de Justica que se recolhia a
oilalezade Tamandan: porque alem de
seiem s quaniias, que se Ibe adiantava
niuiio insignificantes e liquidadas 110 fim de
(damez era um Sargento da mesma For-
alesa que se prestava a este servico gratui-
tamente.
Dito Ao Administrador d'Alfandega re-
n:tllu,do-lhe os papis que atompanbara o
seu tflirio de a8 de Julho p. p., relativos a
falta de ao pipas de vinbo encontrada na cou-
lcrtniia do ttianileslo da Barca Ttnladora,
e dizcrdo-11 e, que a Tliezouraria tm vislu
dos meso gs papis e das raadea ponderadas ,
se ttiilcin. u din asuudeciso*
i- ps de Ierro em mo estado ; 1 a-
art. .9 da Le do ,. de Outubro de ,b2 lJM" dofolba, ,e urna porco de
escuza aos Vereadores, se nao nos cisos d* pa,haS de -,,UT Ja '" ,elo1Pre?0
enlermidade grave, ou prolongada deven. q"e se ajustar- As pessoas que pertenderem
osqeno .liverem licuado ( continuar *" *"**" T.9*?' "*&**
no respectivo exercicio, embora tenbao lall,- Admiaistracao hscal no d.a 1. deOulul.ro
do as Sesses, sem motivo justificado ; e con- Proxlino naAvm J h,ra.S.d du" p -
seguintemenle deve a t amara nao obstante a- e AIouid A" *
chai -se reunida completamente em seo nume- Tendo a maior pai te das Confrarias e Ir-
ro, despedir quelle de seos Membros menos mandades deixadode satislazer o que devem
votados, logo que se apresentem ouiros da segunda Decima de mo mora relativa a
que Ibe seja superiores em votos a Cmara todos os Biirros tiesta Cidade, e ao anuo
icou inleirada deliberando que se cha- prximo findo ; faz-se sciente a aquellas pes-
massem lodos os Vereadores que nao tem soas autorisadas'para fuerera semellianles pi-
obtido escuza a fim de lomarem paite en. smenlos que do dia id do prximo mez de
seos Irabalhos ou que enlo dessem os niot- Uulubro em dianle se dar principio a essa
vos, porque nao podem exercer o referido arrecadac,. judicialmente. Re ebedoria das
cargo.
Outro do mesmo Exm. Presidente exi-
gindo que esta Cmara o inlormasse sobre o
que Ibe reprezentavao Exoi. hispo Diocesano
na carta que inclusa remedia : deliberou a
Cmara que se officiasse ao Cordeador e ao
Engenheiioa fim deinbrmarem sobre o que
exige o Exm. Bispo desta Diocese.
Outro do Inspector da Tbesouraria parti-
cipando, que requisico que esta Cmara
Ibe havia eito do terrero de Marinba que
fka junto da ponte de ftlotocolomb para
lougredoro publico devia ser leila ao Exm.
Prezidenle da Provincia na cenformidade
do li art 51 da Carta de Le de 15 de JNo-
veoib/ode itii 1 inleirada, e que se tizesse
{o lxm. Presidente dita requisico.
Outro do Dr Juiz de Uireilo Interino re-
metiendo a relacao das pessoas que servirn
Diversas Repartieres
TRIBUNAL DA RLLLACAO'.
Sesso' do da a6 do cor): este.
IVa .Appdleeao Civel dista Cidade entre
partes Antonio Peieira da Cruz brrelo com
Francisco Joaquina Pedro da Costa t Escrivo na 3. Sesso Ordinaria dos Jurados dos que
Ferreira : Ccajulgada pela confirmajo da j lora dispensos, dos multados, dosquelora
stnlenva >r,t!tomado o Reo as cusas. chamados para substituir aquelles.e dos q' fo-
Rendas internas 2ri de Setembro de '840
fto impedimento do Administrador
Estanislao Pereira de Olivetra.
Terminando no fim do corrente me/, de Se-
tembro o praso marcado para o recebiineuto
dos \ovos Irap. de lojas aberlas do corrente
anno linanceiro ; lembra seas pessoas q' loraii
colledadas nos li.-iirros do Recile, S. Antonio,
Boa-Vista, e A Bogados que do dia 1. de
Outubro em vanle se principiar a arrecadar
judicialmente t. es Lopostos.
tecebedoria das Rendas Garaes Internas
25 de Setembro de 18 jo.
No impedimento do Administrador
Estani-lao Pereira de Ol.veira,
Correspondencia.

confirmacoda -entrica.
Oiumaua do, Jurados; a Cmara icou .- honrado Militar : porett cercado por toda a
^a Appcllacao Cnel do Juuo de Dire.lo J tenada e ddiuerou que se coondaw o Dr. | parle de inanles ^ sraluilos illialigoS, os
THEATRO PUBLICO.
Expectaculo extraordinario de phizica ; a-
raanb dia de S. Miguel 2$ do corrente.
O Snr. Pedro de Alcntara Mgico Por-
tuguez bera conbecido uesta Cidade por
haver trab.lbajj parlicularmente era algu-
raas cazas distinctas vai pela primeira e ul-
tima vez trabalhar publicamente no Theatro ,
pela maneira seguinte 1. p. jogos de Equi-
librios : a. Parte, jogos de ligeirezas : *
Parte phizica ou mgica negra.
O Snr. Pedro de Alcuitra, espera nao des-
merecer no Tneatro Publico os mesraos a-
plaaos que tem recebido dos Illustraios Ex-
pecludores quando tem tiaball.ado r.as cazas
particulares e que o ser Portuguez o nao
faca considerar ( como he costurae ) inferior
aos de mais artistis das nutras Naces cujo
prestigio Ibes he lao favoravel nesta Gapiul.
i\o lira do Expectaculo do Snr. Pedro de
Alcntara, a Coi.tpanbia representar a jocoza
Farca denominada j O Barbeiro aleta Bur-
ros.
Os Camarotes se vender na mo do Snr.
Zebedeo Cezar das 8 as 1 i da raanha o
das 1 as 6 da tarde : principiar as horas do
costume.
A.V1S0S allVtifWs
tiy Jos Bernardir.o de Sena tendo ar-
rendado urna cas. con seu quintal na estrada
da casa-forte, assignou papel de arrendaraenlo
por um anno que principiou a correr do
1. de Agosto p.p. mis, indo tomar posse
da dita casa aeiiou-a incapaz Je ser habitada
e por i>lu deixando as chaves entiegues na
mo da mesma pessoa que lite abri as por-
tas que era crealura do proprietano, fez
aviso a esle de que nao quera mais a dita
casa ; e como a pezar de repetidos rogos ,
nao leuln podido haver o papel que assig-
nou a pezar de o ter felo era tempo legal ,
para evitar duvidas para u futuro fu o pr-
senle annuncio,
iy Roga-se ao Sr. Joo de C.rvalbo Paes
de Andrade lenha a bondad; de ir a rua da
Penha sobrado de uai andar lado do Li-
vramento
ey Precisa-se alugar urna casa terrea ou
um andar de sobrado para pequena familia ,
nao excedendo o seu alnguel a dez mil reis,
e nao sendo em rua muilo exauizi a : an-
nuucie.
ls^* Quem quizer mandar lavar e engo-
nidi roupa dirija-se a rua do Colovelio casa
terria D. i.
tST Precisa-se alugar urna casa terrea ou
urna luja que lenha coramodos para familia,
uas seguintes ras do llangel dos (Ruar-
te, s paleo do Garmo principio da rua do
llorlas e d-se um anuo adunlado : (juuo
a tiver at.uui.cie.


r

DA RIO 7> R P P R JH A M R V C "
9
sera entregue ; a pessoa em cujo poder se
acha a dita escrava adververte que se nao
responsabilisa por ella.
Quero precisar de roupa lavada e ert-
tsr Precisa-se alugar urna escrava deli-
gente e fiel para vender azeite de carrapat ;
annuncie,
t^" Quera precisar de urna parda de meia
idade de ptima conducta a qual se ofle-
rece para ama de casa de horneo* solteiro ou gomada | dirija-se a ra do cotovlo De-
cima 13.
SST A Commisso Administrativa da Socie-
dade Euterpina convida os Socios da mesma
a reunirem-se era Sesso boje as 6 horas
da tarde.
tsy Precisa-se de uro hornera que entenda
alguma coma de cosinha na casa de nev
heco do theatro.
tsr A pessoa que annunciou no Diario de
Sbado a6 do corrente precizar de i5oUooo
a juros de uro e meio por cento ao mez, diri-
ja-se a ra da Cadeia do Recilfe loja do Snr.
Joao Jos deCarvalho Moraes.
tsr Preciza-se fallar com o Snr. Antonio
Fernandes da Cunha Avillar e por isso pe-
de-se ao mesmo Snr. por favor queira anun-
ciar aonde se deve procurar nesta praca ,
ou quando a ella venha ter a bondade de
dirijir-se a ra Diieita refinaco d'assucar
Decima 6.
tsr Dezeja-se fallar com o Snr. Antonio
Machado da Cunha para se I he entregar urna
carta vinda de Vlaceio na ra do Livramen-
to loja de lonca D. 3.
tsr Precisa-se de urna ama de leite, na ra
das Cruzes no segundo andar do sobrado De-
cima 7.
37 a. andar que dando os signaes certos Ihe xangar chaos pronrioi com cincoenta pal-
mos de largura, dois quartos na frente com
anella para a ra, dois no fundo e duas
moleque de idade d idade dei5annos pro-
prio para pagera ; um boa escrava de idade
de ao anrios por 38oU reis e quatro escravas
de pouca familia eque sabe engomar bem ,
coser e cozinbar sugeitando-se nicamen-
te ao servico de portas adentro; annuucie
para ser procurado.
K2T Precisa-se alugar no bairro de Santo
Antonio ou Boa-vista urna casa ierrea pa-
ra pequea familia eque seo aluguel nao
exceda a oito mil reis mensaes advertindo
que tenha quintal e cacimba ; quem li ver an-
huncie.
tsr As pessoas que anunciarlo precisa-
re m de 60U e ifioU rs a premio dirijo-se a
ra do crespo loja do Joaquim Viegas aue
dir quem os d.
tS?~ Quem anunciou querer alugar urna
casa ou um 1 andar querendo um so-
brado de um andar e soto quintal e porlo
para a mar procure a Joze Higino de Mi-
randa.
tsr Aluga-se um escravo ou escrava para
servico exterior, de urna caza de pouca fami-
lia quem isso lhe convenha entenda-se com
Joo Francisco Santos de Sequeira na ra da
Aurora de raanh lhe as oito horas e a tar-
de das tres era vanle que se dir quem o
quer.
MF Precisa-se de um caxeiro para caza de
purgar de engenho que saibt esrrever e
que d fiador a sua conducta e seja solteiro ;
a quera lhe fizer conU dirija-se a ra da au-
rora casa de Joo Francisco Santos de Se-
queira demanh as 8 oras e detarde das tres
oras em diaule.
tsr Roga-se ao Snr. Francisco Maxado
Pereira Guimaraens dirija-se a ra do cres-
po loje D. 5 lado do Nurle a negocio.
t=&> Troca-se a raoradia de urna casa ter-
rea boa cita no pateo de N S do Terco D
4 por outra as principaes ruaa do Bairro da
Boa-vista e exige-se grande e com bom
quintal a pessoa que quizer farer este nego-
cio dirija-se a sobredila casa
i^3 Acha-se um moleque inda moco,
porem ladino tbaixo e groco do corpo no
caxang era casa de Jos Francisco iMoreira
Quipe quera for seu Snr. venha a dlia ca-
za do Snr. Quipe quedando os signaes serlos
lhe ser entregue; pois o dito moleque hia
seguindo uns matutos para fora.
SST Arrenda-se o lerceiro andar da casa
defrone da cadeia D. 5 ; quem c pretender
dirija-se ao seguudo andar da mesma.
XST O Menislro da Veneravel Ordem Ter-
ceira de S. Francisco desta Cidade do Hecife ,
convida a todos os Irmos da mesma para
que no di li do prximo mez de ouiubro *
nove horas da manh compareci na sua
Igreja ; aiim de que era congregaco gerul
deliberen! a respeito de certos objectos que
rnuilo nleresso ao bem estar da sua Venera-
vel Ordera.
C7" Dezeja-se saber a moradia do Sr. Co-
ronel Joaquim Jos Luiz que a pouco chegou
da Paraibu e do Snr. Joo Barbo/a dos
Santos queira anunciar a sua morada para se
lhe falar.
tsr Quem precisar de urna prela forra que
amanea a sua conducta para o servic-o interno
de qualquer caza de pouca familia ; dirija-se
a ruado Livra.r.enlo laclo da ra Direila D-
cima a S,
w Precisa-se de urna ama de leite, na ra
das eruzes,a. andar,U n.
tsr Aluga-se para se passar a festa por
preco commodo urna morada de casa tei rea
bita no mondejo com re menucios para 1 an-
de familia com sala adiante e atraz cora
quatro quartos cozinha lora com ogo
inglez quintal amurado com cacimba da
agoa de beber da parle do puente ; quem a
quizer dirija-se a_ praca da Boa-visla D-
cima 10.
19" Quem precizar de um rapaz portugus
para caxeiro de escripia ou d'armazem an-
nuncie para ser procurado.
iST JNo se tendo reunido numero suffici-
ente de Irmos para Meza geral de elleices ,
no dia 2i do correle o Escrivo no impe-
JLeila o
tST A continunco do Leilao do Crabtree
Heyworlh & Companhia annunoiado para
Quarta feira io do corrente fica por ora
transferido
tsr Que fazem H* Ciistophers & C. Roope
por ntei vei.co do Corretor Oliveira, da mo-
bilia do Sr Roope que ltimamente se re-
tirou desta provincia consistindo em mezas,
banquinhas armarios para livros, cmodas,
cadeiras leilos relogio de parede um pi-
anno e ic. segunda feira a8 do corrente as
10 horas da manh, no escriptorio dos mes-
mos na ra dos barbeiros.
Compras
^ O Almocreve de pelas em bom uso, quero
o tiver annuncie ; ou dirija-se a ra do Ca-
bug N. 4 'je demiudezas.
l^- Pezos uzados de duas arrobas a deis ,
quetenho o competente pezo afina de pude-
rem ser aferidos quem os tiver se entende-
r com Joo "Francisco Santos de Sequeira ,
na ra da aurori de manh athe as oito ho-
ras, e a tarde das trez em vante.
SSy Um braco grande de balanca e que
seja muito xato quem o tiver ; dirija-se a
ra da Aurora a falar cora Joo Francisco
Santos de Siqueira de inanha at as 8 ho-
ras e alarde das 3 horas em dianle.
Vendas
A Lista geral da 1. parte da 4 a Lo-
tera do Theatro : na Praca da Independen-
cia N. 37 e58.
tsr CAUTELLAS da Sociedade Fortuna
Typografica, di. Lotera do SEMINARIO ga-
nliando a vigsima parte dos premios, cabendo
na sorte de 4 000,000 reis dusentos mil ris a
preco de 36o ; nesta Typografica na praca
da Independencia n. ao e na ra larga do
lio/ano loja de miudezas D. 7, e na ra do
Collegio lojaderelojoeiro.
tsr ma casa terrea na ra dos Quarteis
D. 6 que rende mensalmente doze mil rs.
e da-se por um cont e quatro cento mil reis ,
a tiaciar com Joze dos Santos iNeves na ra
das cruzes ultimo sobrado indo para S. Fran-
cisco que t-it aulhorisado para fazer a
venda.
C^- Sapatosde burraxa da primeira sorte ;
na ra do rangel L). a. sobrado que lem
um relabo-lo de cera.
ssr Tapete largo para alcatifas de salla ,
e d'lgreja, pelo barato preco de 4oo reis ca-
da covado ; ua ru do Crespo loje de Antonio
da Costa Soares Guimares.
fcj- Um moleque sem achaques muito
bom e proprio para o servico de urna caza ,
sallas cozinha fora estribara e com meio de najo coro habilidades sabendo cosinhar,
sitio at o rio Capibaribe e pes de frutas, I engomar e coser : na ra de Agoas verdes,
couqueiros, dendezeiro, e larangeiras; quem venda D. 38.
o pretender dirija-se a ra do Noguera ,
laclo esquerdo D. 1 que achara cora quem
tratar.
tsr Urna cama de Jacaranda e 6 cadei-
ras americanas por preco muito commodo ;
na ra de Domingos Piris D. 5 na mesraa
baza ensaboa-se roupa, com toda promptido,
e aceio.
\S^- Na ra do Iqueiraado loje D. 8 h;i
as seguintes e modernas fazendas mantas c
gravatas de garca de vari-ts cores com hel-
las de retros para Senhoras sedas brancas
com flores de cores ditas cor de roza lavrada,
ditas dita coro flores brancas para vestidos
de Snras. do roilhor gosto possivel challes
de mirin de superior qualidade, e gosto mo-
derno setira preto lizo superior ao dimacu
proprio para coletos bicos de linhas branca,
largos e estreitos tafet de varias cores ,
e outras mais fazendas de bom gosto tudo
por preco commodo
ey Urna meza de Angico oe muito bom
gosto, para meio de salla e um berco de ja-
caranda tudo por preco muito ero conta; na
ra das Cruzes D. : ).
tsr Urna cabra com idade de a5 annos,
de bonita figura tem principio de engoma-
do coze chan e conzinha o diario de urna
caza lava bem de sabo he reculhida ,
e fas varias qualidades de doces ; na ra Di-
reila D. 17, loge de couros.
8> Um cvalo com ptimos andares ; na
pracinha do Livramento I), ao.
^C^ Grande sortimento chegado da Franca
pelo ultimo navio Chales de seda de emita-
cao dos da india de gazeraira mantas e len -
eos de fil de linho ; mantas e lencos de gar-
ca I uvas e meias de todas is qualidades :
para Snra., sapatos de maroquim dittos de
setim ede duraque de lustro e botius pa-
ra Snra., sapalos de marroquim de lustro pa-
ra homem sapalos para meninas chapeos
de seda e de palha de are \ra Snra cha-
lieos de sol para Snra., e pai homens, man-
gas de vidro lizas e bordadas casticaes de vi-
droe decasquinho e competeiras, ricas per-
fumarias caixas de araendoas mui finas ,
ligas para Snra., e ou'ras multas fazendas
Sor preco commodo : na ra nova lado da
latri'., D. 9.
kjj~ Urna morada de casa terrea na ra no-
va; quero quuer dirija-se a ra dos Quarteis,
sobrado da esquina U. 1 1. andar que
achara com quem tratar das 6 at as 9 oras
da manh e das duas as quatro da tarde.
,^C?" Boas grvala tanto de setim, como de
sarja e gurguro lisas e com peito Gtas de
garca e sarjadas bicos pases de ferro pi-
quenas a 5oo rs. penles de marrafa de tarta-
^ tsr Chapeos castores para meninos de
todas as qualidades ; bonis para 03 mesmos"
tudo por preco commodo ; na ra do Rosario
estrella defronte da ra da Larangeira D.
la.
cr Gamellas de cera branca de superior
qualidade, chegados ltimamente de Ango-
la por preco commodo ; na ra da Cadeia
do Recife loja de Joaquim Goncalves Cas-
cao.
tsr Gigos com aparelhos de meza atues
cor de roza com as seguirttes pecas : 2 ter-
rinas com prato e colher 4 ditas para mo-
fli 4 pratos com lampas 4 ditos sera lam-
pas a seladeiras 18 pratos travessos soni-
dos 1 a duzias de pratoS dito 1 aparelhod
cha dobrado 1 jarro e hacia a bacios e 1
duzia de tigellaS por preco de setenta mil
reis cada gigo : na ra da Cruz loja de louca
N. 4o.
*^> Uma negrinha de naco de idade da
13 annos, bastante ladina cose cha, lava
de sabo, cozinha o diario de uma casa a
ptima para mubanda por ser recolhida ; na
ra direita D. ao lado do Livramento.
t^ Uma venda com poucos fundos no
bairro da Boa vista e se faz todo O
a tratar na ra da Guia n 59.
negocia j
Escravos Fgidos
CT Fugio no dia a5 do corrente Ucn ne-
gro de nome Antonio, na gao Angico, de ida la
a4 annos a qual tem os seguintes signaes ,
alto e com grandes talhos na cara, cabello cor-
tado, tem um signal ao p de uma orelha, ptH
resse um boto pela parte debaixo carniza
di; baeta e calca de algodo e conoeiro ,
quero o pegar leve-o no beco da Lingueta t
venda de Joaquim Jos Rabello que se gra-
tificar generozamente.
tsr No dia 19 do corrente desappareceoS
um escravo ainda meio bucal, de naco Re-
bolo, de nome Miguel, representa ler id
annos alguns cabellos na pona do queixo ,
cor muito fula quando anda he de vagar ,
e com a cabeca baixa ; levou vestido carniza
de algodozinho calca de eStoupa colete
preto, e barrete vermelho ; suupe-se ter
ruga eoutras miudezas por preco commodo;
na ra do tabug n. 4 lJa de miudezas.
Igy Duas moradas ,de casas terreas no at-
terro da boa-vista D. 47 e 4^ com baslantei
fundos, eumgrande quintal que deita at
a mar no alterro da Boa-vis sobrado de
sacada de pau defronte do beco.
tsr Por preco commodo e mesmo com al-
um prazOjduzenlas e cincoenta libras de rap
de Lisboa; na praca da boa-vista fallar com
Joacjuim de Paula Lopes.
tsr Camas de vento muito bem l'eitis a
sr Putassa de primeira sorle em barris
piqueos caixa com vellas de sera bem sor-
_ n._ .i- I-..-:.,. .
dimenlodo Juiz da lrraandade do S. Sacra- por preco commodo ; na ra da Cadeia velha
ment da Freguezia de S. Pedro Martyr de JN. 18.
Olinda convida a todos os Irmos da mesma
comparecem no dia 4 de outubro p. futuro (
pelas nove horas da manh para o tira de se lidas do Rio de Janeiro i no urmazem de A.
proceder a eleicao da nova Meza ; adverando F. dos Santos Braga, ra da Moeda 14a.
que a esta hua'se selebrar a Missa do Espi- tsr Uma duzia de cadeiras de Jacaranda ,
lito Santo a que devera assjslir todos os Ir- e uro camap ludo em muito bom estado e
mos, como recomendado pelo Compromis- por preco commodo ; assim como ura violao
so, queinterinamenleiegealrmajud.de. de boas vosea, proprio para Senhora ou
tsr A pessoa a quem fallar uma escrava meninos aprederero a tocarjno atierro da Boa-
iuda mtia bucal de idade pouco mais ou ( vista, venda que tica deironte da MatnsiJ. .4,.
menos tt> annos dirija-se a ra Direita D.
liT
4,5oo reis ; em caza de J. Brangcr, na ra da
Florentina.
tsr Um carro ingles duas rodas muito bem
construido com seus competentes arreios o
qual al tem os preparos para que possa ser
uuxado por dois cavallos na ra da aurora
casa de Joo Francisco Santos de Sequeia.
tsr Uma casa em Olinda junto a casa da
Opera com ti quartos e cozinha fora gran-
de quintal com um grande poco pegado a
dila casa, com terreno que d duas moradas ;
quem a qnizer falle ao Destribuidor do Dia-
rio de Olioda, que elle dir quem a
vende
vjgr Dous arados de ferro de patente e dois
barris de muito bom vinho de Malaga por
preco commodo ; na ra da Cadeia Velha n.
18.'
tsr Urna preta moca de bonita figura, sa-
bendo engomar e cosinhar com perleigo ; es-
ta escrava so se vende para fora Uma mola-
linba de 16 a i 8 annos engomadeira cos-
tureira e muito carinhosa para meninos -
Duas negrinhas de ti a 14 anuos muito ladi-
na um moleque, e uma preta Quilandeira
e cosinheira j estes escravos se dardo a con-
tento na ra do Fogo ao p do Rosario D.
SSS^ Um escraro de 4 annos de conduc-
Uma inorada de caza, no lugar do Ca- |ta aancavcl, de bonita lisura um bom
sido furtado : quem o pegar leve-o a roa da
Penha sobrado de um andar lado do Livra-
mento que receber trinta mil reis de grati-
ficaco.
tsr Dezapareceu da noile de a5 para a
do corrente mez de Setembro uma escrava
ainda bocal de nome Graca Naco Mo-
cambique de idade 18 anuos pouco mais
ou menos coro os signaes seguintes estatu-
ra regular olhos grandes rosto comprido ,
e tem uma velidia no olho direito e uma
marca na perna esquerda de uma ferida que
teve ; quem della souber leve-a a ra de S.
Jos venda de Jos Ignacio Cjclho D. |4 ]
ou a ra do Queimado loje D. 11 de Jos
Antonio dos Santos Coelho que ser recom-
pensado.
tsr Fugio do Engenho Agoa-fra no dia
ai do corrente .um escravo inda bucal, que
nao sabe dizer quem seu Snr. com os sig-
naes seguintes-, estatura regular grossu<-a
iroporcional, cara redolida naris xato ,
evou alguma ropa fina com calca de cassi-
mira preta listada ainda nova jaqueta do.
panno fino pretoj uzada chapeo de massa ,
tambem uzado ; quero o pegjir le /e-o no dito
Engenho em caza de su Snr. Lino Caval-
canli de Albuquerque ou ao mesmo Snr.. do
Engenho ou nesta Praca n* ra Direila D
14 que ser bem recompensad'!.
tar Fugio no dia a5 do corrente do sitio
j com porlo de ferro na estrada que vai
para bibiribe um Moleque crioulo do nome
Francisco de idade de 10 a la annos ves-
tido coro uma carniza de homem de m&ndapo-
lo seco dd corpo pernas arquiadas com
as costas feridas de xicoto ; quem o pegar le-
ve-o ao dito sitio, que ser bem recompensado
lUoviiueiito do Porto
SAHID3 NO DIA 26
RIO DE JANEIRO Brigue Escuna Niteroy,
Comraandante o Cappito Tenente Anto-
nio Conrado Sabino, passageires os seguin-
tes : o Coronel Francisco Autouio arlins;
Negociantes Jos Antonio de Oliveira ,
Luu Gomes Ferreira ditto e Gaudi-
no Agostinho de Barros Anto-.no Vidal
de Oliveira Augusto Frederico <1 Olivei-
ra Joaquim Jos de Miranda Jnior,
'j


fe)
DIARIO DR PRRNAMBOCO
PRECOS CORRENTES
GNEROS:
ACOde Milo..............
Acor raz............
Agoardenie q5. gr.........
AlratrSo Sueco.............
Atfazcma.................
Alpista.....................
Alvaiade...................
Amarras re (erro con!, soas y.
Amendoa doce com casca mole
Ancoras eancoietes..........
Aniagem..................
rame n de latSo..............
Arcos de ferro.............
Arroz pilado eslranceiro......
Azeite doce do Mediterrneo ..
de Portugal.......
BACAlHAl)_...............
liadas de latao.....<........
Barricas vasias era p........
,, ,, abatidas.......
Raalas...................
Bezerros Franceses..........
Breu..................ff
Brira da Russia ,, a imitaco....
Bolaza lina.................
ordinaria.............
Bolaxinha..................
CABOS de linlio de patente..
,, Ingles......
,, da Russia
ARTICLBS


de Cairo..
i
i
M
Calle*......................
Carne secca da Rio-grarde...
de Montevideo...
(i: vacca seIgada......
de Porto............
Ci rocina Franceas le cores
o de p?dr............
Cera amarella d'AngCla......
,, i i anea...............
Chai llis'on...............
,, ptiola...............
Ce veja auca.............
ii iia ..,'............u
Steel Miln............
Spirit offwpentine.....
Brandy '5- ..........
Tar Swedish...........
Lavander .............
Canarv Sted ..........
WUite lead............
Cables-chain acc. tosize.
Sweet almonas soft thell
Anchor* and grapnels..
desuellas.............
ron IVir assotled.....
frass ,,...........
ron hoops.............
Rice wl'ite............
OH olive.............
,, Portugal...........
Codfish...............
Brass basins...........
Flour Barris..........
M shooks.........
Potatoes..............
Cal/ skins, French.....
Rosin ...............
Ravens duck Russian..
imitation.......
Bread pi/ot...........
,. navy............
Crackers..............
Cordaje Patent........
Hemp. Cable Englandi...
Russia patent
Uoir........
Coffe-
PREgO
I03oo
8
3tYio0
i40oo
05oo
#
*0ooo
i
0a4o
01.0
#54o
70ooo
50(100
i07oo
i
0
056o
0
0
10000
130000
i 300
l(*4oo
604oo
40OOU
160OOO
408oo
0100
0130
036o
130
08oo
70.-.OO
60ooo
11 800
I08oo
0
06oo
10300
09"
i06oo
Beefdn ,
Be-i .
Pork Salud
Sherr* Skb
Ro giande
Montevideo
' LOt.
330oo 3ojooo
80ooo
I305oo
io0ooo
0
0
I
0
305oo
805oo
70ooo
506oo
i60ooo 180ooo
300000
90ooo
180ooo
/|0ooo
40eoo
40ooo
3o0ooo
i80ooo
1^0000 180ooo
80000 I30OOO
3J3oo
3073O
30730
0
0
'leallysson
Pea,'..
Ale bottled...
Porter.....
C1iii>
1 larra........... l.ead in bm

era leticol..........
de munirSo........
Cobre para caldereiro........
foi ro e piegcs...,
FINCHADAS...............
Enxofie cm canudo..,.......
SI. -. ......
,, Shoi ted..
Rraiiers 1 .......
Sheathin$ an i.i.ils....
'.', ....... ......
Hrim-tone.............
11


Epingardas lazarinas........ I P11 tugese guris
Eslopa.....................
Erva-doce..................
Estando....................
FAR1NHA Amer. nova......
vellia.......
Fianceza....
Trieste......
baliteo......
Feijo.....................
frollia de Maiules...........
de ierro Inglez.........
Foucesde roca..............
,, de meia rora...........
Fio de villa...............
Porrete..........
,, de bapateiro......
fe1 rio inglez era barras....
,, da Si.icia....
L'aggmg
Anise seed.............
Pewter...............
Flour new 4mcr.......
od dito.......
French..........
Trieste SSSF ....
1 Ballic...........
tcans .................
Tin p lates assorted....
Sheet Iion.............
Uedging biils large.....
.nalt....
Twine sait maker.....
PacW tread............*
Shoe macere thrcad. .
Iton Eng. in bars.....
Swedish........
>
065o
083o
07so
i07oo
404oo
44o
i30oou
150ooo
130000
058o
056o
06oo
30OOO
308uo
0i 80
604oo
{56o
1"0ooo 180ooo
08oo
0
0
40300
40300
0
0
0
0
055o
05*0
0.
36oo
0'6o
tf
0
PS
O
a,
01.
GL
01.
Bl.
Ar.
Alq
Ar.
Lb.
Ar.
Lh.
Vr.
Lb
ti
01
1
Gl.
G.
O'
Lh.
a
>
Ar.
l)z.
Br.
Pe.
B.
Bl.
O'

>
7
Ar.
B
Dz
To.
Lb.
Avaliac
130000
0300
8ono
304oo
30ioo
150ooo
i308oo
4?ooo
1o0?40
03oo
330 300
05oo
604 00
i044o
3000000
3000000
80ooo
048o
06 o o
06oo
. 06{o
030000
303oo
IO0OOO
ioooo
40000
106oo
4 'i'oo
l80ooo
I>'0'1OO
1
180000
Dz
o'.
Lb
06oo
305oo
30000
140000
130000
06o o
06oo
1 000
10300
4|ooo
40000
io0ono
io0ooo
150ooo
045o
048o
0'3O
104OO
O
a,
01.
Lb.
Pp.
MI.
Ar.
Alq
l.
01.
Ar.
01.
Vr.
Lb.

Q!.
Ar.
fy-
Pp.
01.
Lb,
ua
9)
Ar.
Ar.
01.
P.
II
Ar.
Bl!
01.
'i
11
>>
Ar.
y.
Ab
Eff
El.
Ab
V.
El'
Eft'.
h;i.
Nh
Ab|f
Kh
GNEROS
0 0
1 H
190000 300000
y0ouo 90500
04 io
034o
04oo -i 1
O0ooo io0ooo
I 056o
0 70000
0 9#ooo

Dz.
To.
Lb.
3
s

Dz.
Q.
Lb.

Lb.
.Ar.
Fa.
Co.
Ar.
Lb.
Da.
Alq
Cx.
9L
fia
a
Lb.
Ar.
Lb.
01.
01.
Ab
1N11
Nh
JS'b
GARRAFAS pretas.......
Garrnfoeos empalhados.....
Genelira cm pipas.........
|f em botiias........
LONAS da Russia largas...
,, a imtacSo.
II iii^lczasestrcilas
Louca ordinaria maleza
MANTE1GA ingleza.....
Franceza.....
Machados do Porto........
Massas sortiilas............
Milho................,-*
OLEO de linbaca em cascos
,, em bol i as.......
Panno de liltho de toloens..
,, ,. IW.....
Papel de peso coroinlia.....
aliaoco asul 1. ".....
,, 3. e 3...
,, branco..
Iloieie..............
> .....
., de ernbrulbar marca g.
,. ^ pequea..
PapelSo.................
Parnaliibas...............
>
>i
Ab
V.
F.
eir.
Eir
Nt.
Nh
Mi
Nh
Nh
Ab
Ab
Nh
Pimentada india.........
Pixe da Suecia...........
Pol vora..................
Potassa d'America.........
,, da Russia..........
Pregos caibrar............
,, caizar............
,, ripar do Reino.....
da Ierra...._......
,, de construccao.....
Prezuntos do Portj........
,, de nutras partes.....
Paios de Lisboa............
QUKMOS Flamengos......
iUPda Babia...........
,, de Lisboa..........
Retroz...................
SABAO' amarrllo.........
do Medilcrrarlo...
Salitre relinadi)...........
Sal Bstransefru alq. vulho...
Salea parrilh'i.............
TABACO macpendim......
Taboadi- de pinlio.........
Toucinho de Santos.......
,, de Lisboa.........
Vinagre de Portugal.......
,, do Mediterrneo...
Viiiho de Lisboa tinto PRR.
Branco......
outios autores tiuto
Malagaseccob.p. P.
Cette tinlo.......
Fspanha..'.......
Sicilia...........
Pip. Cat------
Muscatel............
,, engarrafado.
,, Bordeux ,, .....
,, Champagne ,, .....
Vidro p. v. de c. de 100 pes.
Yellasde Sperinacele ....
decebo.............
ARTICLBS
Bottles hlack........
Dami-jo'ins.........
din in pipes.........
,, in jars.........
Russian wide ........
,, ,, imitation ..
,, BHgiish narrow .
Barthenvvure ........
Bulter Bngllsh new..
., French ......
Pnrtuguetc aves......
Mnccctioni and verm.
tnrfian Corn.........
OH linseed in pipes...
,, ,, injar*.....
Portucuese linnen 'rol.
Folded
Paper nter..........
almasso blice I...
,. 3. e 3.
,, wlute .
florete.........
1. 3. ,,
Wtapping large.
,, Small..
Pastebord........
Germn cutlasses.....
Mutcalel rasias .....
Blach pipner........
Pilch Swedish.......
,, Gunpowder ..
Pot ash American ....
tl ,, Russian......
Nalh 4 ..........
3.............
PREGO
()0OOI1 I O0OOO
064o 0730
i gjlio
0 3,0400
l60ooo 3700-10
' 0 310000
Ij'.ViO II...MI.1
15o

rt
11
>i
i>
. i
04 5o
03<;o
045o
305oo
56o
05oo
30100
>
M
II
. 5 o/o 8 in........
Hams Oporto........
,, others.......
Sautages Lisboa. .
Cheesso daten .......
Snu/J Bahia.........
,, Lisboa. ......
Sewing Silk.........
Soap yelhw.........
,, Mediterranean
Saltpeter refned------
Salt ')/./ a/i/ueire.....
Sahaparilla.........
Tabaco Maependim .. |
Pineboards.........
facon.............
30300
30000
104 00
0
0
0
0
046o
0oo
0480
4 0ooo
40ooo
103 jo
1035o
#4oo
06oo
304 00
304uo
30ioo
306oo
30300
i06oo
10000
08JO
306 00
048o
3000o
170
130000 l30OOO
04<">o 0'.8o
0,5o
0
401)00
30100
i
10 100
I
203 4
0
0
0IOO
130
II
I
"1
)'
I*
I.
II
P'inegar Porluguete .
,, Mediterranean
Wine Lisboa P. RR...
rf/iite ..
ollier brands ,.
Malaga,, P. ,,
Cette red
Catatona ,, ,,
Stcily ,, ,,
Span. Pipe ....
Muscatel......
bottled.........
claret ,, ...
Champaigne ,,
IVindowti.p. ioif'q.J
Candles spermecely .
.. tallow......
11
i
11
11
11
1*
i
1.
1
ii
il
J03OO
0
405oo
0
405oo
8.f-"ioo
0l6o
0-8o
405oo
303oo
I02CO
10300
07<>
906oo
O06oo
20/too
i0o5o
10OOO
306oo
805oo
0.o5
0,4o
0300
10380
3I0OOO
505o o
0oo
0OOO
r)0j.o
6o0oou
35^000 40ooo
ti 1330OOO
ff i3o0ooo
700 ioo03oo
ti 8O0OOD
70^000 750ooo
I
0
0
50ooo
50ooo
i8ooo
j03oo
100
530ooo
506oo
80ooo
300000
604)0
083o
0330
Gr
Un
Dz.
P5.
ii
11
pe.
Lb.
ii
um
Ar.
Alq
GL.
Vr.
Re.
i
11
11
11
11
i>
11
M.
Mu
Cx.
Lb.
Ba.
Lb.
Mi.
*
M
Lb.
Ar.
Dz.
llu
Lb.
11
i)
Alq
Ar.
Ar.
Pe.
Ar.
11
Pp.
Pp.
11
11
i
11
11
11
Dz.
Cx.
Lb.
130000
34o 700
I6o0bOn
30oo6
300000
2o0ooo
13,0000
03oo
01oo
0300
30300
0
0i.5o
0'5o
Factura
11
306oo
308oo
308ou
10900
i08oo
1 .'800
10000
J600
J04oo
08oo
30300
0i5o
io0ooo
045o
0300
0300
100000
160000
160ooo
160 )oo
805oo
50i3o
50130
30400
0000
4J000
80ooo
308{o
3084 o
50ooo
I05oo
100000
0
-10JOO
6o0ooo
6o0ooo
1300000
15o0ooo
950ooo
8j0ooo
8o0ooo
850ooo
1lo0ooo
1100000
1000000
30400 .
13i0ooo
36o0ooo
0o7o
05oo
604oo
es
O
Ct.
um
6,
Pe.
I)
II
pe.
Lb.
I
um
11
Alq
Lb.
Vr.
11
Re.
11
i
11
ii
11
ii
i*
Ar.
llu
Ar.
Lb.
Ba
Lb.
Lb.
i
01.
II
II
II
>l
Ar.
11
Dz.
Hu
Lb.
11
Ar.
11
Ar.
Alq
Ar.
P
Ar.
11
Pp.
Pp.
11
11
ii
it
11
11
11
11
11
Eff
E/r
N.
Nh
E.
Eff
Ab
Ab
V.
Nh
Eff
b.i
i>
h.
b.
Ar.
C
Ab
Nh
Nh
Ab
Nh
Ab
Nh
Ab
F.
F.
Ab
Mi
Nh
Nh
Nh
Nh
Nh
Eff
E X P O R T A C A O'
Agoa ardente Caxaca.......
Algodao 1. surte..........
11 11 ..........
Assucar b. encanado, 1. sorle
3.
11
II
I
II
11 i
Masca vado,,
3.
4-
5.
6.
1.
3.
11
1
i
ii
ti
11
i i 11
lirancv; eml arriendo Novo
,', Mascavado .......
Couios becos Salados......
litios de sola .............
ChilVes di tena ............
,, do Rio Grande, nnvilho.
EX PORrs
ijualtiy.
Rum......
Colln l.
11 3" .. "
Sugar in cases wKite 1. q.
II
3.,,
4-
5. n
6.
rowiil. ,,
", .' a" '*
inbarrels wlute....
brown....
Dry salted ludes.......
Tanned bids..........
Ox-lior/s..............
?1
11
11
11
)
11
11
11
i>

11
m
if
11
ii
PrtcodaPraqa
380ooo 430ooo
68oo 70ooo
508oo 60oo
8no
4ooo
800
20000
I05oo
0>4o
20OOO
50OOO
8ooo
POR
P'pa
Arr.
:;i
rj
dvaliac.
4o0ooo
G09'-o
509o
109oo i.q
103003.q
10300 l.q
POR

Libra
Hum
Cenlu
4048o
20000
40OOO
Pipa
Anol.::
11
t1
11
II i
> I
n i
III
1
r
11
11
Hum
11
Cento
FUETES
Assucar
11
11
11
11
11
11
11
Algouo
ti
11
ii
Couros
1 1
i ii
para
Ton.
10
10
5
5
10
ii
ti
ti
ii
>!
e 5 p. 0/0 de primagem.
de 70 Ar. e 5 p. ,,
11
ii
?f
ff
if
if
ii
ii
ti
ti
f
ii
ii
Liverpool........3
Amsierdam .... 3
Canal......... 3
Genova........ 3
llamburgo..... 3
Trieste ....... 3
Estados-Unidos.
Portugal....... 35o Reis por Ar. sem primagem.
Franca........ 4oo e 10 por cenloCamb. 160 R. por 1 F. Nominal
Inglirra....... 7/8 por libra -3 5 poro/o n
Barcelona...... 5oo Rs. por Ar. e 10 por cento, Camb. 800 Rs. o pezo
Inglaterra...... 4 por Ton. de 70 Ar. e 5 por cento.
Fianca........ 30a Reis cada um e 10 por cento Camb. 160 R.p. 1. F.
Estados-Unidos.
O li S E K V A C O E R S
Todas as mercaduras estrangeiras pagSo i5 por cento de direitos a excepto do c lia e plvora
aue paea cincoei.ta por cento, sobre as avliaroens da pauta geral do Imperio; e alguns sobre o
Jaior dado peta partea Alera desles direitos papo raais 5 por cento de a.maseuagem a.ldconal e
exocd.ente. Mas as cambraias de Indio rendas de lil de seda c linho, obras de ouro e pr-
.a Dedras preciosas, e canolilho de prata e ouro sao isentas da armazenagem addcional, e so pa-
S iijl p. c. de ex^eaiente. Sio isenlas de di.eitos as maquinas anda nao uzadas uo lugar; porem pa-
gos 5 nor cento de expediente e armazenagemadcional. a j- o
B Concedein-se4ezeVderroazen8gcral.vreas:zendasseccas, aos gneros de estiva 3o d.as, e aos
liquides cootidos em cascos 10 dias, e lindos elles pagao pela deraoia que Uvereiu na AlUndega na razao
''" tu vrnhoVe bebidas espirituosas importadas de paizes que n5o Um tratado coin o Brasil pagHo di-
... c_____cento Mbre s" 3va!isr*nS induindo se nesles 1 i;2 por cento de expediente, ra^o
.,; ^ 111 de aruiazenaiiem adcional. _. ,
T o s as beb.as csp.riluozas pago de consumo na Provincia 4o reis por caada excepto agoa-ai-
lahm-o nacional, que paca so 30 por cento sobre o valor. ,
TJ.a'SoT, equebras concedem-se a os despachos de lquidos os seguintes .batimentos; a saber:
i, cento em oarrafati; de 3 por cento en botijas, de 2 por cento cm cascos e garraloens.
ifiSmi ra he .emplode dire.tos, e s paga5 por cento de expediente, e armazenagen
ud, *.ia ue Miraruclo paga-,,c sobre a avaia.ao d urna paula semanal na iawo Mguuilc- A-
* t&2ETfa***~ i- "); Ag'oa-arde.ite, couros, e todos os mais
go

gneros 7 por ceiiio. Alen destes direitos pago-se as taxas de irto ris em cari.1 cana de 40 res em
lecho de 10 ris cm cada barrica ou saco de assucar ; e de 4o reis era cada saca de algod*o._
Couros, e lodos os mais gneros sao livresdedileitospara os porto do Imperio a excepeo do Al-
do Assucar, Cal e l'umo que pagao por cento e as laxas por volume.
s melaes preciosos nacionaes ou esiraugeiros em barra ou amoedados eo ouro em po pagao
por cento sobre o valor correle no mercado.
Os esclavos exportados pago 50joj por cada um.
KEVISTACOMMEKCIAL
CAMBIOMuito poucastransacoens a 3o d.
ALGODAO' Tem havido vendas de 608oo a 70ooo.
ASSUCAR No ha no mercado e he nominal a 8oe sobre o ferro.
COUROS Sao procurados a 140 por libra.
BACALHAU N80 ha nenhnm.
CAHNEDECilAROUE Tem 3000 arrobas em ser e est-se retallando a 40ooo por arroba.
Foi vendido em leila9 236o sacas de call salvad .s i0i5o e 108oo por arroba.
RECIPE NA TYPOGRAFIA DE Ma'noLL F1G0EIHOA DE FAR1A 184.
i


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EBITFGTBB_3CWWN5 INGEST_TIME 2013-03-29T15:15:14Z PACKAGE AA00011611_04122
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES