Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:04092


This item is only available as the following downloads:


Full Text
Annoi>r1840. Quarta Feira
"mX.^ ** os; d*nbmpri,dt.I modera.
t'roclamaco da Asstmbka Geral do Brasil,
' I
>/".i --'---_-v i
rtuhscrevc-se par esta folha i
.37eS87ondesercel. Independen
Partidas dos Gorreios Terrestre!
Cidf.de di Parabiha e Viflatf de sna pretencSo
Dita do Rio Grttfde do Norte, e Villas tdem. ....*.'...........'
Dim i;. Fortaleza e Yiilasddim. ;..... .............
Villa de Goianna....... .........*.........
Cidade de Olirula...... .......................
"Villa deS. Anulo.....\ .....* .' .' .*.'!.'*.".'.'.'.*,'.........
Dita de Garanhuns e Povoflco <\> "fn"': '..'.'.".'.'.'.'...........
Hitas do Cabo, erinliacm, Rio hormazo, e Porto
Cidade das Alagoas, e Villa de Macelo.......
Villa de Paja de Flores..........
Todos os Correioi partem ao rneio dia.
'20 k IMaiOo Numero i 12.
CAMBIOS. Maio 19.
Londres...... ?t) ir 3I d. |>or Ifooo cet?.
Lisboa.......70 a 73 por o/o premio, por racial ouerecidoj
Franca.......?< reis por (raneo.
imo de Janeiro ao par.
UUHO Moedas e 64oo rs Velhas HJ700 a Mfgoo
Ditas ,, Novas 14&09 a ligjoa
lillas de 4j?20O rs., W100 a KAaoo
PltATA [Pataches BratiieiroS--------'- 165 > a
irezosColumnarioa ------------ i#oro *
jDiisMexicanos ---------- *#6.ij
(Miuda -- -...........1^440 .1
Descont de Bilhttes d'Afandega 1/8 i>' too ao mct.
dem ile LotWW i|) por Ihm* firmas ofercidb,
Moeda de col.re 3 a 4 oor loOadedis^

l#rS,
tfiti
. Dias da Semana.
:L
, segund
as e Seztas Fciras.
[alvo
. Todos os dias.
Quintas letras.
I lias lo, e a4 dcada mez.);
dem 1 11, e 21 dito dito,
dem dem
dem 13, dito dito.
1S Segunda -
19 Terca -
70 Ouart. -
11 Quinfa------
aa Sexta-------
a5 Satinado -
a4 Dona. -
S. Venancio M. ---_____
S. Pedro Celestino. -
S. Bernardino de Sena.
S. Marco* B. M........
S. Bita de Cassia Viu.
S. liazileo Are. --------
S. Aira M.........,-----
- Seisn da Tms. c and. do J. de 1). datjll w
- Kel., e and. da J. da I. v. doC. de Hmw
- Sesso di / Ir'.'.
-- HelacHO, eaud.doJ.de I). >f. >. .
- Ses. da Thez, e ":!. do l re I). d* y
- Re. e aud. do J. de fJ. it S. v.
Alare eheia para o dia aO da Maio.
As 7 horas a 41 minutos da Urde As 8 horas c 6 minutos da ManhS.'
RIO DK JANEIRO.',
ASSEMBLEA GERL LEGISLATIVA.
CMARA DOSSRS. DEPUTADOS.
Sesso em a4 de Abril.
Presidencia do Snr. Resende.
As to horas e meia az-se a chamarla,
e arhtindo-seTtumero sutliciente de Snrs. de-
butados abre-se a 'sesso.
L-se a acta da sesso antecedente, que
be ajiprovada.
O Snr. primeiro Secretario d conta do
seguidle
Expediente.
Um officio Exm. ministro do imperio, re-
metiendo o decreto pelo qual concedeo o fjo-
verno uomajoreffectivG. Frederiro Leopoldo
Ce/ar Rurlamaque a lenca annual de HoU rs.
pata merecer a approvaio lo corjo legisluli-
'vo : a commisso de pensoes
A demonstraro das operaces do preparo,
Dssigltatura e substiluico do papel-raoeda na
corle e provincia do Rio de Janeiro, a rar{;o
da unta administrativa da caixa da amorli-
sacao, desde a4 dedesembrode f8J5, em t|ue
comecou a t 4 ci escerao na semana de 6 a 11 do dito mez :
conmiisso de orcamenlo da fasenda.
Huma representadlo da cmara da villa de
Paraly, solicitando o-bom dcflerimnto sup-
plica tjue em 3o de maio do anuo passado ba-
via 'eito a respeilo da estrada nova da serra
da mesrna villa que facilita a communica-
co com as villas da provincia de S. Paulo e
com militas da provincia de Minas Geraes
i commisso a que est afelo esle obje-
clo.
Outra da cmara da ciclado de S. Joao tle
El-Rei, em que supplica ao corpo legislati-
vo que attenda supplica (tila por Gustavo
Adolfo lieye, que obteve do .overno imperial
a petmissao de estabelecer urna compaubia de
jiacionaes ecslrangeiros destinada aos traba-
ibos da mineraco na provincia de Minas; a
n.mmisso, a que est afl'cclo este nego-
cio,
llum requerimento de Bernardo Jos da
Silveira em que pede medidas legislativas
que ponbo lermo s injusticas qne esl so-
irendo preso ha mais dclresunnos; com-
misso de justica criminal.
Primeira parte da orderado dia.
Entra em discusso o seguinte requerimen-
to de adiamento ao projeclo numero 174 ; so-
bte as inderonisacSes julgadas e liquidadas
pela commisso mixta btasileira e portu-
guesa. ,
Proponho o addiamento deste negocio im-
portante, para ser tratado de 15 de maioem
diante. Aureliano.
]No haveudo quem falle o addiamento be
rosto a votos e approyado.
Sao lidas asseguintes
liesoluces.
1. Que approta a tenca annuat de 100L
reis concedida ao teen le coronel Cypriauo
jse de A Uncida ; be approvada o remeltida
commissao.de redaeco.
a. Que approva atenea de noUreisaD.
Anna Cecilia da Costa leteira como cessio-
naria dc-9 servicos de seo pai Jos Saturni-
no da Costa Pereira ; nao he approvada.
$. Queapprova a peuso deolboo reis a
Tedro d Silva, soldado que foi do esqua.
drodecav&llaria da legt.o de S. Paulo; he
approvada e adoptada para se enviar sanc-
co.
4. Que approva a pengo de 100U reis
a Luz da Rocha de Sousa soldado da juarda
policial da villa de Sanlarem da provincia
do Para ; be approvada e remeltida a com-
nisso de redacto.
Entra em discussso a seguinte resolu-
co.
A assemblea geral legis'l ttiva resolve
Artigo nico. "O termo da villa do Rio
Pardo da provincia de Minas Geraes nao
comprebende as capellas de Santo Antonia
da Barra e da Conquista, sitas naprovincit
da liahia, nao obstante o artigo 4. da re-
soluco de t3 de outubro de 1835, e qUaes
quer outas diposices.
Fallb os Snrs. Ferreira Souto, Olloni,
Peona Gonralves Martins Moura I>5aga-
lbaes, Dias de Carvalho, Paula Candido,
Moutesuma e Marinho.
Osnr. primiro secretario le hum oficiodo
secretario do senado, em que partecipa que
boje ao meio dia receber o senado a de-
putaco que na forma do artigo 61 da consti-
tuidlo tem de requerer a reunio das duasc-
maras ; fin a cmara inteirada.
O Sr Alencar (pela ordem) declara que
a deputaco encarregada de requerer ao se-
nado, na forma do artigo 61 da constituidlo
a reunio das dnas cmaras sendo admittida ,
com as formalidades do estillo na cmara
dos sonbores senadores elle, como orador da
mesma deputaco, se dirigir ao senado nos
termos seguinles.
Augustos e dignissimos Snrs. representan-
tes da nacao
A cantara dos deputados, nao tendo appro-
vado as emendas feitas pelo senado propos-
ta do governo que marca as despezas do es-
tado e bavendo julgado vantajosa a mencio-
nada pro posta, nos envia em deputaco a im de
requerermos em seo nome a reunio das duas
cmaras, na forma do artigo 61 da consti-
tuidlo, e autorisou-nos a declarar que, na
falta de hum regiment con.mum ella se
submetle ao do senado na parle relativa dis-
cusso c votaco.
O iiobrc orador, continuamlo ; diz que e
senado respoudeo que toniai ia em considera,-
co o convite da cmara dos Snrs. deputados.
e que em lempo oppotluno respondona ; fica
a cmara inteirada,
OSr. primeiro secretario l o seguinte ad-
ditamento:
Que se una ao additamento propo9to pelo
Snr. Pena o objecto da representaco da as-
semblea, provincial da Babia relativo aos
verdadeiros limiltesdajurisdicco ecclesiasli-
ca das duas dioceses Motile suma.
Heapoiado, e nao haveudo quem falle,
pc-se a votos eso approvados tanto o ad-
ditamento como O adiamento propOSlO pelo T
Fena.
Le-se e he approvado o parecer da comis-
so deconsliiuico e poderes, a cerca do di-
ploma do Snr. monsenhor Silveira no qual
he a mesma commisso de voto que o Senlior
depulado pode lomar assento.
Anuuncia-se a ebegada do Sru". deputado
monsenbor Silfelra que be rebido com as
formalidades do estilo presta juramento e
toma asseulo.
O Snr. Coelho quer mandar huma emen-
Oito Ao Inspector da Thesntiratii das
Rendas Provinciaes para-mandar par aos
('onegosj e mais Dignidades da Cathelral de
Olinda as suas congruas correspondentes ao
mez de Fevcieiro, visto nao tetem sido anda
pagos, ao magma lempo qne todos os Empre-
gados Provinciaes o fro de seos vencimentoa
em o referido mez.
DitoAo Prefeito da Comarca de Gara-
nhuns, commnnicando-lhe, que a Presiden-
cia conceden a demisso que lhe pedio o Ci-
dado Jos de Carvalho de Aran jo Cavalcau-
le do Cargo de Sub-Prefeito da Freguesia de
Garanhuns, e ordenando-llie que remella a
proposta para a stia substituico.
Uilo Ao Inspector do Arsenal de Ma-
rinha respondendo-lhe, que deve |dar
aos gneros e utensis que existan a bordo
dd Patacho Providencia e pertencentes
Fasenda Publica, o destino que mais conve-
niente fosse aos interesses da mesma Fa-
ca.
O Snr. Pontes di/, que. como a emenda que
pretende propor o nobre orador que o prece-
deo be muito simples e em nada altera o
projeclo, a commisso nao duvidara' acei-
ta-la.
O Snr. Relesa olTerece hum novo projeclo
sobre eleices e requer que v a mesma c-
misso que organisou oque se discute, para
sobre elle dar o seo parecer, ficando no enlan-
to addiada a discusso.
O addiamento he apoiado e entra em dis-
cusso.
Tomao parte na discusso contra o addia-
mento os Snrs. Silva Pontes, e Montesuma,
e a favor os Snrs. Releza eCarneiro Leo.
D-se por discutido o addiamento e he ap-
provado bem como o requerimento para que
v a commisso o proiecto offerecido pelo Snf.
Belleza.
O Snr. primeiro secretario l hnm ofcio senda,
^ern que o senado commUnica ter designado '< Dito Ao Inspector Geral das obras pu-
b dia a4 do corrente as 10 horas, para a blicas, declarando-lhe era res posta ao seo o-
reunio das duas cmaras na forma do arti- ficio de 11 do correte que tendo findado o
go 61 daoonslituico ; fica a cmara inteira- ultimo prazo marcado ao Arremattante da
da. e o Snr. presidente convida aos Snrs. de- obra do terceiro lauco da estrada do Pao do
putados a se reunirem amanh no paco do'Alho para ultimar os seos trabalbos anda,
senado, a hora assignalada. j falta cobrir de rea os htterros leilos desde a
Snr. Penna requer queseja impresso o levada do Malembar al a devisoria dos En-
projeclo sobre eleices offerecido pelo Snr. genhos Brum. e Poeta que deve faser ob-
Beeza; e assim se resolve. servar o respectivo Contracto
O Snr. presidente diz que tendo de ofliciar I Dito -Ao Administrador F. interino das 0-
ao governo, pedindo-lhe que marque o dia bras publicas. enviando-Ibes a relaco dos ob-
hora, e lugar em que a depulaco, desta ca- jeclos leitos pira a Reparlco a seo cargo pela
mar ha de ir saber quandoter lugar o en- officina de Ferreiro e Serralheiro da Corap.
cerramento da presente sesso extraordinaria, de operarios Engajados a Gm de lser pa-
nomeia para membros da mesma deputaco aos g'af c recolber a caixa es|)eciul da referida
Snrs. Encarnaco e Silva Souza Franco*, e Companhia a importancia dos mencionados
Sucupira. lObjectos,
Nohavendo numero sufficiente para con-' Dito Ao Coromandante da Companhia
linuar a sesso, o Sr. presidente d asegun- de operarios engajados, cominunicando- liie o
te ordem.dodia, para depois da reunio das conteudo no precedente officio.
duas cmaras: Dito Ao Reverendo V gario da Fregu-
Primeira parte. sia de S Lourenco da Malta, pata remelter
Asresoluces ns. i2o, 39, 6\, e n de urna nota das dimenses da Capella Mor da
t83g, n lio, vinda do senado de i8J8;,siia Igreja Matriz comprchendeudo as gros-
ns. 108, 67. e g3 do mesmo anno. suras das paredes, e bem ssim a descripcao
Segunda parte s 11 horas. circunstanciad 1 dos reparos de que ella neces-
Projeclo n. ioj de 1839, oflerecido pela lila,
commisso de orcamenlo da fasenda. t dem do da 15.
Artigos addilivos olerecidos pela mesma Officio Ao Cotnmandantedas Armas s-
commsso ao projeclo de orcamenlo que fi- gnificanlo-lbe que foi expedida oidora ao Di-
rector do Arsenal de Guerra, para fornecer
cara pira se discutir em separado, e formar
hum proiecto e parte da lei do orcamenlo, i os cinco estrados que requesitou para o
impresso sob n. 84 do anno passado. Quarlel da Guarnic do Forle do Buraco.
___,__ Dito Ao Prefeito da Comarca de Gara-
Segunda parte da ordem do dia.
Entra em discusso o projeclo sobre elei-
ces.
PERJNAM BUCO.
GOVERNO DA PROVINCIA.
Expediente do dia 4 do corren te
Offiuo Ao Commandante das Armas ,
para em cumprimento do Imperial Aviso de
9 de Abril ultimo informar a cerca do re-
querimento que se lhe remelle do major Joa-
quim Caetano de Souza Cosseiro, que pede
ao Governo Jraperial o promova ao posto im-
mediato
DUoAo Inspector da Thesouraria da
Fazenda para informar sobre a preteridlo do
Reverendo Guardio dos Religiosos de Santo
Antonio desta Cidade que no requerimen-
to, qu se lhe remettle p'de aa Governo Im-
perial a cont inuaco da esmolla de 3ooU reis
qde foi concedida ao seo convento pela Carta
Regia de 20 devOulubrode i^>9.
nbuiis, auclorisaiulo-o para vender um Car-
vallo intitilisado perlencentc s Companhia
Montada do Corpo de Poltcia que ficou na
Povoaeap do Altinho fasendo recolber o
seo producto Thesouraria das Rendas Pro-
vinciaes.
p Dito Ao Inspector da Thesouraria das
Rendas Provinciaes, communicando-lbe o
conteudo no precedente ollkio.
Dito Ao Coromandante Geral do Corpo
de Polica communcando-lhe o coiileudo nos
dous anteriores otlicios
Dito Ao Inspector Geral das Obras Pu-
blicas para tomar conta da obra do concert da-
Estrada do Pao do Albo no logar da Porteira
de Camaragibe feita pelo Engenhciro'l'orer,
lazcudx) um relalorio do estado em que a rece-
ber.
Dito Ao Engenheiro Boyer, commuui-
cando-lUe o conteudo no precedinteoticio,
DtO A Commisso Administradora do*



DIARIO D,E PE^NAMBCO
nmrffT*"""" wv**--' --:^ -> w/aw
*
pnpETwn
i
r
ardern da Presidencia Uvera passapem i mandante do Forte representado pessoalmente e casado ce nome jo-io canias e
Companhia Provisoria ali organisado l sobre este objeclo. "a a M'ie se P'^edeo em seo
nonicando-lhe que alera dos venc- I Dito Ao mesmo Exm. Sr remellen- inormayes que lomou o mesmo
e commonicanrto-llie que alem dos venc-I Dito Ao mesmo txm. 3r reacuen- i ui.uniwvu" ri '"....." :"w,"u Sub-Pre-
mentos notados na guia oulros baria rece- jdo-lhe compelenleincnte informado o i-eque-i eito, se conhewuser suicidm.
Itido do Arcenal de Guerra na occasio em
que embarcara para aquella Provincia os
Fslahellecimentos de Candado significando-1 dado Luiz Francisco da Silva Montcsuraa lo Ferreira nao obstante lbe haver o Com-
ino, que leudo a ^residencia de dar eseciicSo que d'orden.
a Le P. n 8o de a de Maio desle anno que para
manda entregar aos Missionoiios Apostlico
Capurhinhos italianos a Caza em que elles
habiiavaiV, cumpre que inlbrme com urgen-
cia acerca do eslado em qoe se aelia a Caza
primordial dos Exposios, indicando circuns-
tanciadamente osconcertos de que fila precisa
para poder feceberos mencionados expostos.
Dia ib.
Officio Ao Preieito da Comarca doLi-
moeiro, para remeller a lista alphabetica de
lodos os Eslrangeiros que pela sua Prcfeilura
tiverem lirado titulo de residencia como foi
ordenado ao seo antecessor em olHcio de 4 de
Dezembro do anno pp.
Dito Ao Preieito da Comarca do Rrejo
para igualmente remetiera lista de Eslraugei-
roa que tiverem lirado titulo de residencia
pela sua Prefeitura.
do Mundo novo um preto da Cosa liberto ,
e casado de norac Joo Dantas e que da vi-.
cadver e
COMMANDO DAS ARMAS.
Expediente do'dia 9 docorrenle.
Officio Ao Tenenle Coronel Coiumun-
daule do Deposito coiiimunicando-Ibe que
eslandn o Destacamento da Guarda Nacional
do Brejo pago de seus vencimentos at o fim
de F*vereiro desle anno e nao at Marco .
tirasse por urna caulella os vencimentos do di-
to mez de Marco os quaes com os d'Abril
i mandados tirar "devia entregar ao Cidado
Pedro Francisco de Vlello que eslava autho-
risado para os receber devendo delle exigir
urna claresa que restituida lbe devia ser ,
quando se recebesse, e recolhesse a Thesou-
raria os papis de contabelidade dos referidos
mezes.
Dito Ao mesmo mandando entregar
ao argeiito Celestino Pereira Leile os ven-
cimentos do destacamento da Guarda Nacional
da Comarca de Nazareth, perlencentes ao mez
d'Abril ; ao soldado Manoel Das Vieira os
vencimentos do mez to bem d'Abril per-
lencentes ao Destacamento da Comarca de
Goianna e finalmente ao Arvorado Luiz
Pereira de Faria os que pertencio ao Destaca-
mento da Comarca do Rio Formoso.
dem do dia 11.
Officio Ao Exm. Presidente da Provin-
cia das Alagss. communicando-lhe a deserco
de um soldado do EsquadrodeLinlianovamen-
taorgaoisado, remetteudo-lhw urna nota con-
tando sen nome filiacao e signaes e 10-
gando-lhe houvesse de dar suas ordens para
que fosse preso e enviado esta Capital.
Dito Ao Exm. Presidente da Provincia
da Parabiba requisitando-lhe a expedira
de suas ordens para que lbe losse com ur-
gencia enviada a guia do Cal>o Jos Fideles
da Silva que lendo perlencido a aquella
Provincia eslava boje em servico no Rio
Grande do Sul.
Dilo Ao Juiz de Dreito interino da 1. rt
Tara do Crimc Signincando^lha em resposta
ao seu ollicio de hontera que na ordem do
dia se linha i publicado oseo despacito,
em qualidade d Auditor da Gente de Guer-
ra que (icava sendo pela Lei e agradecen-
doliie as obsequiosas expresses caa q o trac-
la?!.
uaes se lbe iudioava para que fossem car-
regados,
Dito Ao Commandanle Superior da
Guarda Nacional do Municipio communi-
cando-lbe y Talla que commetteo no dia 9 do
crrente o Guarda do 3. Batalbo Jos
Francisco Monteiro que estando de Gunrda
no Arcenal de Marinba por veses durante o
dia se ausentara da guarda e a noite aban-
donou-a.
Dito Ao Inspector do Arcenal de Mari-
nba communicando-lbe o ex posto no ante-
cedente officio com o que (cava respondido
o seo datado de bonlem
Dito Ao Commandanle Geral do Corpo
de Polica para que houvesse de entregar a
(isposicao do Commandanle da Compauhia
destacada o Guarda Antonio Jos Franco, que
bia ser transferido prosa para as 5 Ponas.
Dilo Ao Commandanle da Companlna
destacada ordenando-lhe me recebesse
do Commandanle Geral do Corpo dePolirh
o Guarda Antonio Jos Franco e o fisessP
remeller para o quartel das 5 Ponas onde
se conservara preso al segunda ordem,
Dilo Ao Capilao Luiz de Queiros Co(1_
tinbo remellendo-lbe a Portara e irias
[tapis que serviao de fundamento ao Cji-
selho d'Investigaco de que era Presidente,
e quesemandava formar contra o Guarda da
Companhia destacada Antonio los Franco
e ordenando-lbe que o Conselho se devia.
reunir amanha na Salla destinada aos Con-
selhos de Guerra.
Dito AO Commandanle interina do 3
Balalho d'Artelberia communicando-lhe ,
que nesla data tinha nomeado oCapitoLuii
de Queiroz Coulinho para Presidente de um
Conselho de Investigaco doqual rao vo-
gaes o 1. Tenenle Antonio los de Mello ,
e Alferes Antonio Faustino de Miranda
Portara Noroeaudo o Conselho de In-
vestigaco de que faz menso os precedentes
officios.
Dito Ao Commandanle interino do 3.
Balalho d'Artelberia mandando demittir
ao 1. Cadete Manoel Carneirod'Albuquer-
que Lcenla aeceilar com praca em seo
lugar no paisano por elle offereeido Valentina
Ferreira da Silva.
dem do dia i3.
OfficioAo Exm. Presidente enderessan-
co-llie o requerimenlo do 1. Sargento da
Companhia 'Artfices Joze Rodrigues Soa-
rei em o qual supplicava ao Governo Imperi-
al reparaco da injuslica relativa que sof-
fiera na piomocode a de Dezembro do an-
no p. p e informando' favoravelmeiile sobre
a sua pVetencAo.
Dilo -Ao mesmo Exm Snr., requintando-
lbe o concert dos dous Caldeiroes do Rancho
do Deposito que pelo continuo uso care-
ciaO ser novameute estauhados.
Dito-Ao mesmo Exm. Sr. pedindo-lhe a ex-
pediccao de suas ordens para que fosse sa-
rimento do Exm Bre.-jadeiro Reformado An -
ionio Rodrigues d'Almeda, que ao Governo
Imperial supplicava milboramenio do Saldo,
Dito -- Ao Tenenle Coronel Commandao-
te do Deposito ordenando-lbe, que Bsesse
comparecer inspeccao do dia lo do crrente
o Soldado Jacinto de Freilas Duro,
Dilo Ao Prefeiloda Comarcado S, An-
to communicando-lhe que o arvorado
Marciano Jos de Mello condusia os ven-
cimentos do Deslaca ment perlencentes ao
mez de Marco e que deixava de levar os de
Abril, por nao ter viudo competentemente
acompanhado de escolla.
DiloAo Prcfelo da Comarca acensando
ceoebido o seo officio desta dala 1 que acom-
panbou o soldado desertor Manoel Antonio
dos Santos
DitoAo Commandanle interino do 3
Balalbao d'Arlilheia remetiendo-lhe o sol-
dado cima mencionado
. Portara Ao Tenenle Coronel Comman-
danle do Deposito mandando d ordem da
'residencia dardemico ao Soldado addido
Vcenle Ferreira do Matos ;i pouco regres-
sado do Para por ler sido ali julgado inca-
paz do serito em virlude de inspeccao que
sotfreo.
I ilo Ao Commandanle interino do 3.
Balalho d'Artelberia, remetleudo-lhe a guia
do Cabo Franciscode Paula Be;;o AVandeilei
da Companhia Provisoria das lagas do-
vendo nesla data considera-lo pr.ic.u do dito
alalho
^.L o que consta das partes hoje recebidas.
Dia 9.
Illm. e Exm .Forio bontem presos ;
pelo Sub-Prefeilo do Recfe o pirdo os
Aniono dos .Sucios por estar armado de um
caivete e a esp *i a Je Luiz Antonio para o
ferir e resistir a oriso ; loi remetlido Ca-
deia : peio Sub-Prefeito desta Freguesia o
pardo Joao da Costa IWbalho, por denuncia
de ler feilo urna morte no lugar do Tolo ; Pi-
ca recluso al ulterior averiguacio deste fa-
do : peb Commissario de Polica dodistricto
da ra da Praia os Portugueses Jos Luiz de
Freilas Guimaraes e Uernardino Jos di
Silva por se terem mutuamente espancado ;
forfio recolbidos ; Cadeia: pela 1. Paira
Iba da Ribeira o preto Ueuediclo cscravo de
Jos Eginio de .Miranda por lr sido encou-
Iradoc-.n lula com urna pela ; foi entregue a
seo Snr. : pelo Sub-Prefeito da Boa-Vista o
Alemao lleurique Mayer por ter injuriado
a um Commissario deioiicia, e nao querer
dar-se : prisio ; foi remeltido ; cadeia : e pe-
lo propietario dongnho Ucboa o pardo Se-
rafim Dantas para recrula: foi remeltido ao
Commandant paral do Corpo Policial.
E o que consta das Parles boje recebidas.
Diversas Reparfieo^ns
mfza no consulado.
-A Pauta he a mesma do N. 1 i.
O Arsenal de Guerra compra mantas de lan
CONSULADO BMTAiVCO
NAMLiUCO.
EM PER-
F.!i abaixo assgnado Cnsul de Sua Mages-
tade Britnica tenbo a honra de partecipar aos
Snrs. n esla Praca intereisados no Commer-
ciocama Europa, que daqui em efante, po-
dem enviar pelos Paquetes Inglezes as suas
carias pra as Nacoes e as Cidades abaixo
mencionadas sem as ditas cartas levarem
subscripto para qualquer Agente na Inglater-
ra ; a saber Franca Hollanda lliuiburgo ,
Blgica Breasen Hauover, Prussia, Lubec,
Badn Baviera Russia Saxonia Sevit-
prea fina azeiledoce, dilo de rco ferro zerland Wirtemberg Frankfort sobre o
da Suecia huma Ira ve decamacari e paos
de olho quem pertender fornecer estes gene-
ros compareca para tratar do ajuste.
Recfe 19 de Maio de 18 o
O Director Coelho.
Do porto das canoas da ra nova desapare-
cao d noite de l5 para iG do corrente um
pao de massaranduba de 4o palmos e 9 po-
legadas em quadro ja lavrado de quatro faces
para ser empregado como vara na ponte dos
Afogados quem delle tiver noticia queira de- i----------
rigr-se ao Inspector das Obras Publicas.
Iqspeccio das obras Publicas 16 d Maio de
I840
Moraes Ancora.
IVlaine, Alton a lodasas parles de Di inma-n,
N. B uenhuma Gazella ser encamiubada da
Inglaterra.
Recfe 11 de Maio de i84o.
Eclward L'atts.
;!
f
II. B. M Cnsul.
Correspondencias.
Dito Ao Commandanle Geral do Corno tisfeita nina rc-quisico de ulgumas tinas gran-
, 1 11 '. .1 .1 .____i_:.._ :_______r..l*_ j_ _.-_ ...
de Polica communicando-lbe em resposta
ao seo officio de 9 do corrente ter passado or-
dem para a punicao do Cabo Ignacio Marlins
da Cosa da Companhia destacada pela re-
Jbxaco 'em que foi encontrado estando de
servico no Caes.
Portara Ao Major Commandanle do
Esquadrao de Linha mandando d'oidem da
Presidencia dar baixa ao Soldado Joo d'-
Almei.,.- Cordeiro por haver justificado^ ser
bubditodeS, M. Fedelissima.
dem do dia 12.
, Officio--Ao Exm. Presidente, informan-
do uovaroente sobre a prelenco do Tenenle
* oronel Reformado da Provincia das Alagas
Miguel Velloso daShcira Nobrega prouun-
ciando-se a favor, se acaso o dito Tenenle Co-
ronel obteve smente faculdade para se tractar
nesla Provincia como ulliraamenle alle-
gava.
Dito Ao Exm. Sr. Tenenle General
Consmandanle das Armas do Rio Grande do
bul remellendo-lhe as guias das placas, que
tendo perlencido ao Cer se acbavo hoje
tm servico no txeici o do Sul conforme
requisitaia em seo cilicio de 18 de Janeiro
desle anno e communicando-lhe que dei-
iavao por agora de ser enviadas as guias do
Cabo Jos' Fideles da Silva, e Soldado Antonio
Virginio este do Cear e aquello da Para-
biba, per ao estar anda de posse (hilas, o que
fara enimeda la mente que as recebesse.
j_jjj0 ,._ _4o Exm. f residente da Provincia
das Jagas", icmelteaUo-lUe a guia do SoN vaueuto, lora nfntfwt pelo j^ajof Jo*o iW*
des de madeira que se asio de mistr na
Fortalesa do Brum para deposito das aguas
sujas das prisoens requisico despachada
antes d'adopcao da Tabella que actualmente
regula os utensis das Fortificacoes e que o
Exm. Director interino recusa satisfaser.
DitoAo mesmo Exm. Snr informando
o requerimenlo do Alferes Manoel Joaquim
Fiiudureira que pedia a suspeneco do quau-
litativo que nesla Capital deixou em socor-
ro de sua familia.
DitoAo ExtU. Presidente da Provincia do
Cear requisitando-lhe a guia do soldado
Antonio Mrginio que lendo perlencido a a-
quella Provincia fasia hoje parle dos Corpos
em operaces no Rio Grande do Sul.
DiloAo Prefeito da Comarca de Pajaii de
Flores iequisilando-lhe a priso de um de-
sertor do Esquadrao de Linha cujo nome ,
filiacao e signaes lbe transmittia em urna
nula.
DitoAo Commandanle interino do. 3. Ba-
lalbao d'Arlilberia reinviando-lhe a requi-
sico que acompanl'.arao seo officio de j do
corrente para que fbise motivada ,0 que
devia praticar sempre que as requisicoens
nao fossem de naturesa das ordinarias,
dem do dia 14.
Officio Ao Exm. Presidente represen-
tando sobre a priso do Guarda do 3. Ba-
talbo de ftlaranguape Antonio das Chagas ,
q* estando destacado no Forte Pao amarelo e
viudo a Capital a cobranca dos sidos de desla-
PREFEITURA.
Parte do dia 17 do corrente.
Illm. e. Exm Snr.Forao bonlem presos
pelo Sub-Prefeito do Recie o pardo Antonio
Mari tuno por ser vadio e eslar as cir-
cunstancias de ser reclinado ; foi remeltido ao
Commandanle Geral do Corpo Policial se-
gundo as ordens d'esse Governo : pelo Suli-
Preleiio desta Freguezia o preto Antonio
Claudino da l'aixo por brgar com outro ;
foi
Snrs. Redactores Fenonimo polilico! jVa
Cmara da \ illa de Ilnmaiac servem os Snrs.
Joze Moreira da Costa de Presidente, sen
genra Antonio Gomes de Abroo e Mello do
Vereadoi e seu filho o Padre Felis Mo-
reira da Costa, de Secretario e como pare-
ce-me ter ouvidodizer que isto he de encon-
tr a Lei da criacaodas Cmaras, cuja cles-
posicSo nao deveria ser ignorada por aquelles
Snrs. eis a ra&So de mais admirar-me; po-
r'qa lalvec sofilra nislo illuzo por cujo moti-
vo vou consultar a opiniode Vmcs. para de-
sengao meu, e de mais alguem pois, sen-
do pela negativa lerei ento inuito milhores
ti.uzas 1 com que osencomodar.
-.. de i'aiem publicidade a
sollo e por um soldado de PoKcia outros I estas i 'seas rabiscas no que muit'o obrigarm a
dois prelos Joze Ignacio e Joo Ferreira dos o seu constante leilor e a;a' Dante. .
Anjos, por estarem brigando com nutro sol-
dado do mesmo Corpo: forotambem sollos.
Ko consta que occoiTesse mais novidade.
Lia 18.
Illm. e Exm. Snr.Foro bontem presos
pelo Sub-lJreleilo do Recife o indio Silvestre
Marcelino marujo por ler entrado armado
em casa d'umas inuHieres, e querer espancal-
as e as mais pessoas que na mesma casa se
achato: foi remeltido ao Inspector do Arse-
nal de Marinba: pelo pardo Manoel Francisco
dePaiva, morador na Villa do Pombal e
ora existente n'esta Praca o preto Antonio
(que diz ser escravo doCirurgio Francisco
Hodrigues) por ter tido recommendacoens de
Manoel Pedro de Souza Barbosa morador na
mesma \ illa para o capturar por ser elle seo
escravo ,e estar fgido; loi rerolhido a Ca-
deia disposico da a. Vara do Juizo do Ci-
vel : e pelo Sub-Prefeito da Boa-vista ns
pardos Antonio Joaquim e Justina Alaria
Candida esla por nao querer entregar urna
rapariga a sua mi f e seduzil-a para mos
iws 5 loi solta : e aquelle por estar ebrio ; te-
ve o mesrao deslino.
O Sub-Prefeito d'esta Freguesia partecipa
ter sido encontrado boje pela manha enor
ido e urna trave u sua mesma casa, na ra
A Carla de Lei do ;. de Outubro de i8j8
lil< 1. art. 'J expressamentc prohibe que nao
sirvo Veieadores conjuntamente no mesmo
anno e na mesma l.idade ou Villa Pae e
Filho Irmosou Lunhados em quanlo du-
rar o cunhadio devendo no caso de serem
nomcados preferir o que liver maior nume-
ro de votos ; e o Decreto de a7 de Seleinbro
de 1828 recommenda a Ord. Liv. j. Til. (ij
que raui expressa e lateralmente prohibe, que
sirvo conjunclamenle as Cmaras prenles
at o 4. (jro. Os RR.
Sis. Redaclores. Chegaudo ao meu co-
nhecimento de que algumas pessoas lalvez
condoidas de minba desgraca e mal infor-
madas tenbaQ cspalbudo que o Sr. :.r,
implicio Antonio Mavignier, lora a causa
de fallecer a niini... cara e saudosa Espoza J.
Maiia Thomazia de Carvalho Paes de Andra-
dee Moura em abono da verdade e defeza
da innocencia eu so 11 a dizer-lhes que tal
nao ba. Minba Espoza deo luz no dia a
do corrente pela urna hora da lar Je a hum
menino com hora successo (cando porem ne-
gadas as secundinas : dahi aponeos minutos
[appartcco grande, iuo de sangue, e buma
(
%


I) I A I! I O !> \>:
fBRNAMSUCfl
S
i
Gud dor pelo ventre j applicara5-se alguas
*enedjwfr0priOS| ludo foi baldado; grande
auwedade Ihe olireveio-; perdeo as cores, c
copioso suor fro inuudava seu j; desfi>urado
temblante. Neste apuro de dor, mais fcil
deooncefaer-se, do (|ue de pioiar-sc man-
dej a (oda a presas chamar o Sr. ))r Mavig-
I nicr que coudoido de miuba dcsgraca pouco
tardn; echeyadoque foiachou minha Es-
posa no estado cima exposto Como nico re-
oirso que liavia pM.ul.io as secundinas com
a sua costumada pericia ; mas ah que
tfal a tres minulos, que completavao quatro
horas da tarde, enlregou sua alma candida
cm asmaos do Creador a mais terna Espoxa e
tremse Mi de familia deixando oito ten-
ros fillunbos e inconsolavel o seu desditoso
Esposo Joaquim Elias de Moura.
LOTERA LO TEATRO.
Os Billic'.es da secunda parle da segunda
Lotera do Thcati o Publico cujas rodas an-
da imprclerivclraente no da i. de Junho
prximo futuro, aclia-se a venda no Raimo
do Recite em as lojas dos Srs. Manoel (jiic1-
ves da Silva, e Vieira Cambista na ruada
(Jadea e no de Santo Antonio em a loia rio
Sr Joaquim Claudio Monieiro em a ra o
(Racimado.
LOTERA O UVRAMENT9.
As Rodas da Lotera a favor dos Obras da
''leja da Senbora do Livrameulo correm im-
pielerivelmenle no dia a2 do me/, de Junho : sado.
ts?" Quem quiser comprar um bom refe,
<'om seo tracado dirija-se ao fim da ra D-
reita 2. andar D (^7.
*-j~ Tinge-su de tenias as cores toda e qual-
quer fazenda de seda ou la ; na Ba Dircita D.
6;'.
t:y O abaiso assignaclo faz sciente ao res-
peitavel Publico, que ninguetu receba em pa-
gamenlo de divida ou faca al;um outro con-
tracto com Jos Joaquim da Trndadg, on
ate,
preslimodtrija.se as Cinco Ponas venda D I ceda a oito mil rea, eque nao iiquc dista
6 que se dir quem lie oa annuncii- a sua do ;remio do burro de Santo Antonio : que
moradia 1 o meante rapaz da Hadar i sua con-[a ti ver para alagar dirija-se a esta Typ. qi
duela c quera se rcsnonsabili*e por aquillo.se di rao o nertendentes.
de que for eocarregado. __ Vende-se um engenbo d"a<;oa rasteiro
A nessna niic niinminirui n v<.n,l, An .. .1..__.ul. 1 ...w..:... i, :.. .;_______ i
de que for enearregado.
A pessoa que annuncou a venda de u-
ma cscrava crcoula que cosinba engoma
lava e cose dirija-se a ra do Hospicio logo
no principio quarla casa lerrea.
Precisa-se de cem mil reis para dar-se
outro qualquer herdeuo do finado Antonio i em lijollo da alvenaria posto na obra dar-
Jos da Silva acerca de urnas trras denomi- do-se fiador ; quem quiser annuncie pira ser
nadis Jussra Comarca do Rrejo d'Areia ; procurado.
porque o dito finado obtendo urna sismara it-
le;al a quisera demarcar era diflerentes pon-
tos e como se achasse embancado por a-
clial-OS Decapados procurou demarcar as
ilas Ierras da posse e dominio do annuncian-
A pessoa que por engao tirou do Cir-
reio urna caria, vinda do Rio de Janeiro para
Manoel Marques Dias, pelo Vapor Pernease.
queira ler a bondade de lcv>l-a a Lora de
Porlas N. as ou pola no Correio iuda que
le e outros o que deo logar a pender boje! esteja aberta pois quede nada sene a quem
demanda sobre tilas, leudo o annunciante a liver.
obtidojduas sen tencas a Seu favor. Quem precisar de um moco porlugue/.
Manoel Gomes da Cuaba Lima. para qualquer luja ou casa o ainda nie"mo
B9" Teudo embarcado para esta Cidade rt*ra algum engenbo, dirija-sa a loja do Sr.
Manoel Antonio de Campos Pendra e Souza I Eerrao ra do Cabug onde adiar com
natural da
Portugal ,
I,
Ada nova da Fascoa reino de[ quem tratar.
a mais de trinla anuos ; e como de
ha muito se nao ten lia lido noticias delle, ig-
norandose ale se lie vivo ; caso seja muslo
se precisa fallar-lbe sobre negocio de inleres-
ou com seu procurador ou pessoa cu-
se
Quem quiser dar quatrorentos mil reis
a premio de dois e meio por cenlo ao me/, por
espato de analto raezes dando -se boa firma ,
annuncie,
Precisa-se de urna ama para ama casa
ca regada dos negocios de sua cas:. : e sendo de pouca familia para lser o servico da ca >ja de faz radas N.
Vende-se um engenbo d'a<;oa rasteiro ,
denominado Gimoriin -1 sito ; margem do
rio 1 Fnna, na freguezia de Agoa Prea ter-
mo do Rio l'ormoso ciijoen;cnlio lera toda*
as obrasde laipa meia legoa de Ierra em qua-
Jro muila malla ; dois sitios grandes para
lavradores com casa e seuzata de telha ama
serrara de agoa (ao bera rasteiro e nunca lem
taita de agoa para moer ama eootracoasa, s
lem os mais ulencilios do mencionado enge-
ulio como seja vazos tambores ele Qoemo
pertender dirija-te ao seo proprieimK Jos
Gandido Rodrigues damos no engeho Caite*,
OU nesla pruaa Manoel Goncalvas da Silva ,
na i ua daCadeia do Recife.
-- Gderece-se para caixeiro (da que tem
pralica)de qualquer occqpacao ex.-eptuau-
rJo venda um rapaz brasileiro qu- da lia-
dor a sua conducta i na ra das Trnxciras
. i5.
Vende-se urna escrava de naca) bi-
r.ia figura muito robusta eagil pura todo
o servico de um casa poi preco comraodo :
nestaTvp so dir.
Vendem-se peonas de GuaraS novas,
roprias pira flores ; na ra ,L Vladre de D a
que seja falecido com seus berdeiros A
pessoa que der noticias quer d'uma (pierde
uira forma na iUa da t rus casa I). 10, a
Rodrigo da Costa Ca valbo user recompen-
jirox. vindouro.
GABINETE L1TTERAR10.
O abaixo assignado cumprindo u disposico
do ait. i? dos Estatutos do Gabinete l.ittera-
rio, laz publico que, o lllm Sr. Ur Eelip-
pe Neri llodrigues de Carvalbo Socio do
mesmo Gabinete oilereceu sua Ribliotlicca,
em demoustracaodoseu inleresse pela prospe-
ridade do feslabelecimenlo as seguales o-
bras :
Poesias de El pino Duriense. .
Ditas de T A Gonzaga (irceo) .1
Caramun, Poema pico de Duro 1
Historia Romana, traduzida de liolds-
mitb .......4
Dita de Alexandre Magno *
Dita da Reforma Proteslaule era In-
glaterra por Cobbelt.....1
A Voz da ]Nalmeza sobre a origera dos
Governos ........ a
Arle de furtar pelo Padre Antonio
Vieira ...... r .. 1
. 3.Vol.
a

Somina
il>
Recife 18 de Maio de ifi.$o.
Lu/, da Costa Portocarreiro
1. Secretario.
C7" Acbou-se as cartas de.liberdade nvssi-
da escrava Maria por seu scnbor Felippe
Severiano Pereira Souza ; e a creoula Caeta-
na, passada por sua senliora Maria Jos da
Conceico e assim tambera um recibo pas-
sado por Miguel Al ves Lima Vendem-se
as talas ecopos 1 ludo demarfim para jogo
de gamo : na ra das Ti iuebeiras loja do
lauoeiro Cbrisliano.
SF* O Hospital Regimental precisa de urna
lavadeira ; a quem conver dirija-se a ra
do Hadre Eloriano ou ao Quarlel das 5 pon-
las a fallar com o i Tenente Agente do
mesmo Hospital.
SST Quem quiser urna pessoa para leccio-
aar era casas particulares, ou mesmo sua ;
de Latim e priineiras Letras por preco mais
commodo do que qualquer nutra ; annuncie.
^> Se o cavallo lomudo no engenbo Pia-
ba como annuiiciou o Diario a. lotideii
- I
nu
parda
.
de
mcii a
aj
du boi
onducta olferece-se para ama de casa de
no pri linmem solteiro ; cose engoma c cjsinh ;
sef
s e comprar na ra sabeodo
na ra das Trjnciieiras I) urna.
Na ra do Rangel D. dezoilo ,
meiro andar, precisa-se de urna lavadeira ,1 quem prTcisar annuncie sua morada pira
que d fiador i procuraJo
Precisa-se de tresentos mil reis a premio I Precisa alagar uata casi terrea 011 ura
poreapacodeires meses sobre bypolheca de sobtedode um andar, at des mil reis de a-
uma negra quem os liver annuncie ou lugtter niensal, tendo quintal e cacimba :
declare su* moradia para ser procurado.
Quem precisar de um menino do idade
de trezeaunos pira caixeiro anuuuciu.
Precisa-se de duas
doL
iv ra-
quera a liver annuncie.
ur
porto
f" Vende-se o sitio Agoazinbo no logar
o da Madeira em lieberibe com tenas
as pretas para vende- proprias, lem de frente mais de meio quarto
de legoa e tundo o mesmo proprio para
ter vaccas podendo sustentar /fo e al
e aiem
"m
rem azeile de carrapalo ;
ment junto a Torre u desenoje.
Acha-sca venda; ua luja do paleo dadistolcm um'a grande panlaco de capi
Matriz, urna obra do bem contiendo Advo-queja cem arrobas diariamente podendo
gadoe Desembargador Ovidio Saraiva de Car- trar-se mais j tem outras militas baixas para
valboe Silva, intitulad* Consideracao so- ,capim e cana, tena para roca e outras plan-
brea legislaco Civil e Criminal do Imperio, i tac&a, que todas dio com abundancia por
causas motnses de sua m adminislracao e ser as Ierras muito boas ; embarque pert,
meios adquados a sana-las seguido da um dua's cazas de vivenda urna pequea prompla
novo Prqjeclod'Aminislra o da juslica Cii- e urna fraude p:ir acabar ja coberta ; tem
rainal e Civil; e finalmente do Cdigo do um riacho que atravessa por dentro do sitio,
rrocesso com a compendiadlo das datas de to- de agoa muito boa ; tem oitenla e tatitos pea
das as Leis Resol u. oes, Decretos, Avisos de larangeiras cenlo e tantos de coqueiros .
do torrente, he castanbo escuro tapado de e Portaras que Ibe dizem respeito, eque limoeros, porein a principiar a deitarfruclo;
ambas as sellas em grao, orellaido c com I se lera publicado depois de sua apparicao j e tem muitos cajueiros e dendezeirbs s vn ie -
vanos lerros no quarlo ; cu se he caslanbo j adornado de Notas e reflexes aos arligos se a dinbeiro oa a prazo e me,mo a troc
claro pequeo calcado de 4 ps signal na que se relerenciao. de algara predio na piac.a Os pertendentes
(esta e na venta signal eacoberlo 5 capado/1 A Soc'iedade Luizense tem comorado os entcadao-se com Manoel Antonio da Silva
Avisos i# i versos*
dirija-sc a mesma Cidade ra du Malinas Livrameulo, que ficuo em poder do Caua
I (reir sobrado i\. 11, que se recompensa- Luis de Franca la Cruar Eerreira.
''i WT Desapareco na noule do dia .'< pira 6
C3" Precisa-sede u m feitor para um sitio do corrale utr. escravo anda novo, de nomo' vico externo de urna casa, dando-se-Ihe pelo
rio desta Cidade no atierro da boa- Vista J'"v'-, por ni uiilio ca mongo nacao qucarJ seo sel vico o sustento, a'guuia roupa t eo
dar
%zs* Precisa-se de urna pessoa forra, par-
1 6 para rj da 011 prela que se queira sugeitar ao ser-
pol
casa do Medico tirito. com ossignaes seguales: estatura regular,! mais que precisar; comanlo, que seja pes-
ian* Manoel Jum de Souza &C respoa- Itoslo comprdo, cora suissas por baixo do soa de bous costumes pois para servir cm
nev
Precisa-se aluiaz
ama casa com com-
l^J~ Quem precisar do ama runa cora rnui-
to boro leile-, dirija-seos ra da ElorenlUia |
sobrado iiovo no | da mar.
s>y i\ pessoa que annuncou una escrava ,
que cosinba engoma e coze pode leval-o
a ra da Ciespo U. para se ajaslar.
sj' Qui*m quiser comprar (iois toneis re-
gios ui de peixe de tealo e rento e viale canudas .
uiii|a-seao paleo do Terco venda L). tj
SI^- 1. oaslaado pelo anauacio (io Diario n.
nb acbar-se no engeabo lianiburral da l're-
/;uezia deSeiinbaem um escravo que nao de-
clara quem be seu senbor : roga-se por tan lo
ao Sr. proprietario do mesmo engenbo de
mandar examinar se o dilo escravo (era os si;- 3 naesseguintes : chama-se Antonio de nac-ao Quem precisar de um caixeiro portu-
Cassance idade pouco mais ou menos ly an- guez para tomar coala de urna venda por ba-
os fiqio a voe l'evereiio de itiC esta- lauco do que tem bstanle pralica ou mes-
tura balsa bem puto cabeca comprda el mu para cai.seiro de ra, dirija-se a ra do
nnxada puia (ras, lem peta cara segundo me I ilomro estreita a^ ou annuncie por este
uarece al*-urnas marcas de b.\i,a os olhus ; Liara.
afumacai.ua as orelbas pequeas, bem iadi- Quem precisar de um menino de trazo
no cara comprda e escamada, com aieitao
um'tanlo carrancuda denles abertos, lem
em um lado ao p ou em simadas cusidlas 11- aununcie a sua moradia.
mas sicalrzes ju antigs que Irouxe de sua j caixeiro de idade de dezeseis annos ,
lena" ambos os ps largos e as un has'de que seollerece no Diario de hoiilem para ven-
deiii ao annancio do Sr. Joaqaim Goncafves queixo, cor fula ps bem fetos: quem del-1 ama casa honesta, e de pouca familia: quem
Vieira Gnimaies do Diario n iiode 18 Ip soiiber, ou der noticia, dirija-se ra do estiver n"slas circunstancias e quiser su>ei -
everia suspeilar taes ideasde nos ainda mes- hontera 19 do corrate ter urna creoula para curada. Na mesma casa a cima a Senbora da
modevendo-uOS, quuulo mais. queuada nos vender, tendo asbabilidades|que diz pode dita casa cura prctos, ou pretas de qui-nll*
dirigir-se a Cambo* do Carrao 8. niolestia propria desta qualidade de gente,
Quem precisar de urna hbil ama de os quaes a trazem de sua Ierra ; e mesmo sen -
mudos para pequea familia, eque tenlia casa, parid*, com muito boas qualidades docreottfos, pois a estes tambera pega a dita
quintal e cacimba sendo 110 barro da Roa- falle com o destnbuidor deste Diario do bar- molestia : com a maior perfeico executa a cu-
\ isla cin as ras seguate* Aiago ua ro do Recife. Ira, e applica os curativos coto o maior cui-
Couceicao do Rosario, Velha e paleo da I S2^" Ainda existo por aforar se \jo palmo.; dado possivel, assim orno o bom tratamcnlo
Santa Cruz ; (|ueni liver dirja-se a ra do de terreno no sitio do Desembargado!'' AJa
\ragao caza que lem fablica ue chapeos D.
auno paracaixeiro de lo; 1 de fazendas hlno Paraizo vende-se muito bom leile a 00 res ,
de i-oa familia que da liador sua conducta ,
dos ditos enfermos pois lera curada e posto
cie.l Monteiro no logar do Manguiubo c da bous a um grande numero delles.
parle da estrada que vai da Soledade para o t^?" No bolequim do pateo do Hospital re -
.mesmo sitio cora io palmos de tundo e cebe-sc loda a encomenda de jantar pira fora ,
em seguimento das cazas novas quetdliestSo assim como pojim pastelo e toda quali-
edificadas sendo preco do loro a Joo reis o dae de macas : no mesmo ha toda a qualida-
palmo: os prctendenles entendao-se como
Escrivo Almeida que tem poderes para fa-
zer lal .irrendamenlo.
flio bolequim do paleo do Hosnilal do
de de bebidas francezas.
\ eade-se urna escrava propria para tolo
jrvico : na ra do Rozario larga primei-
an>iar da casa D. 1 1
jnsdos dedos sao impelidlas; escraio de
Th.miaz Jese de Sena morador na Uoawsta
ao peda ponte velha, e boje no barro de
Santo Antonio do Recife 1
>ole-se que oslo escravo
^5 annos pouco mais ou menos.
daou outra (uulquer oceupaco queira di-
rigir-se a ra do Raugel D. 4*
Um rapaz brasileiro exerapto de Guar-
das N. seollerece paracaixeiro de armazem,
cobi ancas ou de escripluraco nao sendo esta
de umita, circunstancia ; quem precisar de seo
o mais sedo possivel.
a tractar com A li-
nio Jos Vicente \!olla,
Vende-se pedra marmore para ladri-
-- Quem liver e quiser allogar urna e^ 10 : na ra da uidrede Deas no armazeru
crava dando-se-lhe 400 rs, diarios, eSus Caetauo da Silva Ate vedo.
leuto :* annuncie.
Precisa-se alugar um moiv
que por um mez para o sei 1 1
de pouca familia; na 1 ua Uutita prmeirc
andar do sobrado D. 5,;.
Precisa-se alu>ar una casa terrea para
dois rapazes selleiros cujo alugue^ nao ex-
- raa prela de nacao para se alugar dia-
: quem a pretender annuncie para
io.
.i.a-se ciiicoenla mil reis a premio
por espaco de dois mezas, ed-se bom fia-
dor quem os quiser dar dirija-se ao boic-
1 do paleo do raraizo, que se dir.


f#
DIARIO DE PERNAMBCCO

sen Jos Pereira Dia, residen- ertence. para d.zer in.s P*c,, 08
do Porto e seu Irmao Jos Luii decorea dous carros de 4 rodas tres ca-
va! los para os ditos e multas otilnts mas
que se acharaS patentes.
5S" Franci
le na Cidade d
Pefeira Dias residente n: sua casi o quinta
do-Passode Fahlijaens julgado de l'Oflte de
Lima na Provincia do Minbo Reino le Por-
tugal fazem sciente a os Habitantes de Per-
nambuco os mata desta Imperio do Brasil,
une cites comprari a Joo Lui Salg ido Ach
H Albnouerque Maranhab, e *ua mullie
). Mara Candida AIbuquerque Maranbo ,
.odos os bens que elles pssuio no dito Reino
de Portugal por escriplur* publica per
isso fazem o presente an nuncio para que niii-
ieh para o fucturo se chamen a ignorancia.
2T O abaixo assignado faz sciente a os se-
s credores que passou sua venda sita na^ ra
Cruz por isso roga a os mesmos Snrs
lirar-lhe suas coutas para sern saldas.
Antonio Jos da Silva.
Avisos Martimos.
PARA O CHARA', ou putos do Norte ,
o Brigue Brasileiro l'assos e Victoria ; qoem
qiuser earregar dirija-se a cst>a de liento Jo-
s AI ves. ou ao CapilSo Manoel Jos Ribeiro.
PARA LONHRFS Bamburgo o ou-
lro porto do Norte da Europa o muilo bom
Brigue Ingle/. CaTteretla de 134 toneladas, ou
!-jo caixus primeira classse recebe carga
fele mdico para ter prompto despacbo ,
dirija-se a os Consignatarios no Recile H.
Cbristopbers & C. Roope.
PARA LIVERPOOL tem a maior parte de
-sua caiga esabecom brevidade o muito \c-
Jeiro Brigue Inglez Diadema, Capito J. Ross
para frete ou passageni dirija-se a os MUS
consignatarios N. O. Bieber & Companhia ,
ra da Cruz n. 65,
PARA O MARANU AO' at a6 do corren-
te segu viagem o beni conhecido lirigue Es-
cuna Laura de superior marcha e com-
modos Torrado e enea vil liado de cobre, ato
de recebe aiguma carga miuda, os pretenden-
lirijo-eeto Capito ou a Firmino Jos
a Rosa ra da moeda I). 1$i.
\:.\ O CEARA a Sumaca Conceicio
dq Mari quem quiser earregar., ou ir
Com p r a\s
SP7> Um eseravo que entenda de padara ,
>.a na das Cruzes D. 9.
tiy JJma esrrava preta ou parda que co-
zinbe e engomma,
po !). 8__________
e cos : na ra doCres-
Vendas
6^ Meios Bilhetes da
Lotera do Theatro: fies-
ta Typojrratla
Z&~ Urna casj terre> em armaznm no alter-
ro das 5 pontas, rom frente para o naseente ;
a tratar na ra do mundo novo sobrado Deci-
9 a*
v I tn eseravo de naco songo de da-
le de jo anuos ptimo para todo o servico 4
110 Recife ra da cadeia n. la confronte ao
beco i-sr^o-
tsr Bicosde linho de todas as larguras,
esporas e estribos de lato fitas sarjadas e
de (jarea ferros de ac para engommar a tifo
o par penle9 de tartaruga para marrafas ,
frascos de tinta preta encarnada e azul ,
estojosde navalias afiadores bolesde li-
nho pira camisa pennas deescrever a ito
o quarteiro eoutras militas miudezas por
pirco commodo; n ra do Cabag loja de
miudezas n. 4-
t3W Meros Bilhetes da Lotera do theatro ,
que corre impreterivelmente no dia primeiro
de Junbo por preco rasoavel na ra do
Crespo indo para o arco de S. Antonio loja
D. 5 do lado direito na ra do Queimado
loja de fazendas confronte do beco do peixe
frito B. 4 na prni'inba do Livrarr.ento loja
I). 3 por baixo do nstll Francez e no
largo do i.ivramenl loja de faaenda D. 5
junio ao aliante.
ssr Douspretos, un official deoleiro e
tjein, por leles cun modos dirija-se jo oulro eozinheiro o''timo tamben se tro-
iVJesi e Antonio Jos Vianua a bordo da I ca por una preta que Su iba cotinbar e cn-
iiu. Sumaca ao p do trapiche novo, ou a
1 .to Rodrigues (Lima na pracinha to
^oi ,io Santo.
L e i i o
S3- Que fazem Euiiker.s k Companhia ,
p 1 iiitei ventao do Cndor (Jli\nra, de por-
cao de acode inilo polassa papel de peso,
(.utas para jofjar espingaidas lazarinai ,
bracos de bula.-.cns hacia de rame; rame
de pescar ,.chumbo em barra, e oulras mili-
tas miudezas e ferragens boje ao do cr-
lenle as 10 horas da maull* no scu arma-
zem da 1 na da Cruz
jsr Que fazem Fox & Stodarl por y-.-
teivenco do Corrclor Oliveira de grande
variedade de ferragens grossas e de ruti-
laiia fina ludo de muito prompla extrat'So ,
na Quinta feira -' i do crtente as jo horas da
manlia no sru armazem ra da sensata nova.
>* s" Que faz Nuno Mara de Scixas por
iRlervence do Conelor Oliveira na sua
asada ra do. Vigaiio sexta leira ->.% do
rorrete as dez horas da nanh dosseguin-
le? aitigos requissimos diales de loquim
bordados e estampados mantas da china mu
liiidus lencos de seda de muitaseom di-
erpidades de sedas para vestidos mosque-
ros paja iirmacueiis de camas caixinbasde
turas para senhoras, caixus pata cha e para
1 o de tartaruga ederr.arfim, porta-gar-
s pratos bandejas copos e 1 acias vle
;lo dexaro lixas de madreperola ,
e damas leques de todas as qualida-
iics finos-como mais interiores euclusi-
gu9 dv prala rfiilcs de t;.i taruga e de
flDQ livros eom lindas pinturas linas-,
.. de canlo muilo superiores [jara ca-
envos figuras de barro dos cheles
chinezes vestidos de sedaras mesas de xarao,
l ica e linda casa du campo de cristal ,
cliuruteiras canaslras para roupa siqi e
muiros intuios ohjectos magnifievs do mais
apurado goslo tudo da China e do Japao ,
prximamente ebegado.
(g^* ISa iua nu\a crasa da ultima resi-
dencia de Fruciara tVunocl da Silva lavares.
c laia ieil por inleivencaodo Corretur li-
\eira segn.Ja feira a5 do correle as 10
Jiorus da njauh dos seguintes ohjectos per-
ttiiceiile ao nifcsiiio lavuies a saber tadei-
ias bancas ii.arqutzas cmodas camas,
quadios huiias vidros garlos, facas t
rolt.eiea de prala, duas bandejas de piala com
indas e hem lavradas cenaduias du goslo
piai moderno, ura oratorio coa lodos os
gommar; nn ra da moeda I). i/ji.
jt?- Im roolouua de idade de l anuos,
ptima par aprender qualquer oIBcio ; na
pracinha doXiivramonto Soja \). '.
Or Cautellas ila Socieilade Fortuna Ti-
pogrfica divididas de hilbeles da presente
lotera do Theatro a pirco de 45o cada urna;
nesla Typografia na praca da Independencia
n. ao na iua do Collegio loja de relojoeiro ,
e na ra larg.i do Rozarlo loja de miudezas
D >
tsf Um -avallo nisso ,rmuilo manco, l.om
carregador baiio e muilo passeiro ; no at-
ierro dos afogados venda defronle da fabrica
de rap.
$J7" Uma espingarda ingleza de espoleta ,
quasi nova e por pieyO com modo ; na ra
da Madre de Dees primeira loja de fazendas
do lado direito D.io.
ES" Um violo de conilur ; obra muito
bem leita e Iwnita j ua ra dos Quarteis l)e-
cimn y.
__E3" Um Tilo livio e obra de Telemaco
em poiluguez j na ra de agoaa verdes JJe-
eima J.
a^ir. Urna lioa casa nova em Olinda por
preco 1 oinmodo ; nesla Typografia se dir,
i^j- Urna escrava de nato angola de
idude 'o anuos cozinha o diario du urna ca-
sa lava de aabo ; na ruada Penliu sobra-
do ) :>.
t-^r i.image de ferro muilo nova e limpa ,
por preco commodo na ra do Rozario da
lioa vista sobrado que esta po> acabar.
is/- Um cavallo prtlo bom andador domeio
e esquipa muito novo selia na ra du senzala velha armaiem de assucar
n. 'j.
C-/" OI los de rapolho e couve a 480 o cen-
to *, na ra diieila padara do Machado*
srj" Canoas de aiuardlo bem fornidas e
encalhad s no porlodo liem ; na loja da qui-
na 11 unte do arco de S. vvnlouio.
I Lua morada de casa lenca com soto,
su. i. .1 ra da boa ora em linda j a halar na
ra da Guia n. i.
t^r Una negra moca creoula. que repre-
senta ter 16 para 17 a 11 nos de idade sen vi-
ciooem adiaque cozinha o diano de urna
casa lava de sabo e boa quitandeira c
propiia para todo o servico ; na ra do cres-
po lado do norte D 5.
BflT bilhetes e meios ditos da lotera do
(Lcatro camisas de meias e barretes di
seda e de lgodo ; na ruu do Cullejiu leja da
quina junto ao ,'ujso.
nm ptimo official de sapaleiro de idade de
ao annos e oulio official de alfaiate ; na ra
do Vifrario n. 7.
tsy- Meios bilhetes de lotera do theatro;
no largo deN. S do Terco venda D. 9.
39- Dousmolcrpics de idades de ia a t3 .
1 annos, urna escrava de naco, boa engom-r
madeira c cozinheira um eseravo moco I
ptimo parro servico de campo duas linda*
molecas.de dadesde n a 13 anuos ptimas
para miAanda urna raerava moca ptima
para se aplicar no servico de casa ; na ra de
agoas verdes D. 38.
GT Sete mil pataces Mexicanos na ra
do Trapiche n. 12 casa de Matheus Auslin
&Compinhia.
jsr Um moleque de i3 annos muilo
esperto e ptimo'para pageOl ou troca-se
por urna negra que saiba eogommar e co-
zinhar ; na praca da Independencia n. 7 e 8.
tSF- Um relogio de sabonete de prata bom
regulador ; no atierro da Boa vista D. S.
t!T Um eseravo de oaco de idade de 90
annos com principios de cozinha ; na ra do
Rozario da Roa vista entrando para i) pateo da
S. Cruz sobrado de dous andares, no segun-
do dito.
ftq^ Pecas de bretanba de rolo a preco d<
1760 cada urna, tS varasde fnxa de muito boa
seda encarnada de meio palmo de largura a
4oa vara ; na ra do crespo loja D. i2.
ssy Urna -asa terrea na ra da Conceco
da Roa vala D. 3l ; a tratar na mesma.
tST Bilhetes e meios ditos da Lotera do
Thealro j na pracinha do Livramenlo Deci-
ma -5
82^ Mercurio doce em caixnhas de 5 li-
bras a 35oo ; ua praca da boa vista D. 3.
SSW Urna norco de prata de bom toque .
dous selns arriados um berco deconduru .
urna caixa com realejo de corda, um relogio
de cima de mesa urna moeda encasloada em
ouro com diamante um par de boles de
punho urna chave com rorrele de bom ou-
ro para relogio, quarlolase harriz vastos,
halancasy, pesos e medidas de fullia e pu ;
as 5 pontas D. 23 ond* tem lampio.
S^ ^io atierro da Boa vista loja de miude-
zas L). 16 continua a vender o calcado que ja
tem annunciado para senhora sapatos de
courode lustro ditos de marroquim de to-
das as cores, e tambem de duraque de Lisboa,
ditos de setim prelo e branco ditos Hespa-
Taboas de pinbo a 4o rs o p ^e to-
das as larguras, grossuras e comprmeme
quim Lopes d'Almeida.
Escravos Jiiffios
tssr Dous pardos deAhouilas figuras, sendo dura.
cr O Alferes Manoel Pedro da Forseca .
faz publico que tem dous escravos lugidos 11 m
de nome Francisco, cabra de idade de 19
annos fgido a 18 de Julbo de i83t) na lar-
de que embarcou a expediiio para o Rio Ur.
do Sul o qual foi cria da viuva i\o Pime.Jel
moradora em Ipojuca de mediana estatura ,
cilios amarellacos rosto comprido loi com-
prado na loja do Sr. Joo Ferreira dos Sanios
a Manoel Romao Radolfo que o ouvedo Sr.
Sehaslio Demenha Lina ; o oulro de nome
Ro<|ue, eseravo do Snr Tenente Sehaslio
Lopes Guimares que Ibc esta va hypolhe-
cado fugio a 11 de Abril de iH3. he baixo
e grosso do corpo roslo redondo desden-
tado quando falla enrusga os canios da boca,
cor fulla e barrigudo ; quem os pegar lve-
os as 5 pontos D. 1 i onde tem lampio que
sfcr. bem recompensado.
XSF" '''o amanhecer do dia 19 do correnle
desaparecerao do silio da S. Cruz em S A-
maro dous escravos anda bucaes no fallar .
um de nome benedicto com o rosto picado
de bechga levou vestido camisa de baeta
verde com gola azul ja uzada eseronla de
linhage, oontre de nome Felipe, de estatu-
ra ordinaria, levou calcas branca camisa
de algodo trancado, carapuca azul com um
|oelho Juchado que no andar parece ter moles-
tia na perna ; quem os pegar leve \ Francis-
co Au;;n>tu a Cosa Guimares no trapiche
novo ou a Antonio Jos Gomes do Correio no
sitio do invisivel em S. Amaro que ser
recompensado.
.??" No dia 13 para i4dop. p fugio um
pelo de nome Domingos, de naci songo ,
de idade de 26 annos alto reforcado do
corpo heicos groases olhos grandes um
signal de ventosa em cadi fonle nao sabedi-
zer quem he sen Sr. ; quem o pegar leve a
ra dos tan a* iros no armazem de gello que
Ser gratificado.
tSF" Desapareceo no da iR do p.issndo um
molecpie creoulo de nome Patricio cara e
nai i/ chato o nariz he mais preto qne a ca-
ra tem um taino pequeo em' baixo do
queixo he um tairlo barrigudo, pernas fi-
nas, ps seceos e cambados, bracos finos, de
idade de 19 anuos levou camisa de algodo-
zinbo ecalcas branca ja velha desapareceo
do Recife al o (orno da cal em Olinda cm-
duzindo um feixede capim 5 quem o pegar
love a ra das Cruzes D. i5, que ser recom-
pensado.
xsf- Ausentou-se no da 19 de Marco urna
preta de nome Mara de naco cacange, sec-
ea do corpo, com os denles aberlos, ladina
mas com a falla atrapulhada lo cnconlradt
ua estrada do Limoeiro ; quem a pegar leve
a Magdalena no sitio de Miguel Corroa de
Miranda que ser recompensado
tS" esapjrfecbo no dia 7 do correnle um
moleque de nome Joaquirn cor fulla, nariz.
aparado, olbos grandes, beico* grossos, ca-
bello curio, e com umitas marcas de sarnas;
quem "o pegar leve a ra do Livramenlo O.
19 que ser recompensado*
i. if Desapareceo do Brejode area urna es-
serv o de urna casa ; na ra velha D 10. era va de liOme Leonor de idade de So annos,
lf Ricos ueaoocinliOS de lil de linho ,
grvalas prelas copos para agua e serveja ,
de muilo bom gusto papel piulado para lor-
iar sala perfumara je diiferenles quali-
dodes na ra da Cruz armazem de assuoar
n 58(
l^F Urna ireta moca de boa conduela ,
cozinha e engomma solrivel j na ra do
Crespo U. 11.
s^* a escravos mocos muilo robustos, e
ptimos para lodo o servico, urna negrinha
de i.j anuos e ptima pura ser educada, e
urna prela que faz todo o servico de urna casa;
ua ra de Agoas verdes casa terrea D. .7.
fSF Urna eciu>a de naco de bonita fi-
gura muilo posanle para todo o servico de
urna casa ; na ra da Penba no lerceiro do
sobrado do lado do Livramenlo junio ao de
veranda ferro.
tur- So silio da estrada dos affliclos de An-
tonio Manoel de Aloraes Aiesquila Pimentel ,
um porco de vactas creoulas e entre ellas
alguwas prximas a pai irein por estes dous
macea e alguuias crias.
Bf Superiores charutos la Cachoeira, di-
tos de Havana Americanos e Mambur-
guezes ; superiores hiclias do Porto em
condico ; na rita do Cahug loja doSr, Ban-
nht'ies de marroquim pelo a 800 e a 900, cal-
cado para meninos cpalos de urna e duas
solas para homem calcado ptimo para in-
vern e um pomo mais em conta dj que ge-
riliiii-ulc se vende.
tSf flauta de couve de muilo boa qualir
dade ; no silio do fallecido Pinheiro no eal-
dereiro.
527" Urna venda no atierro da Roa vista ,
com commodos para familia, e com fundos a
vontade do comprador e tambem se faz no- I
godo com ai macao ; na mesma ra venda D.
09 se dir.
S3T Urna preta de angola de idade de 20
anuos cozioba o diario de una casa c en-
goinma e para lora da provincia um mule-
que creoulo de idade de ao anuos bom pa-
dero o qual se acha na cadeia ; na ra lu-
ga do Rozario U. i3.
lST Urna escrava muito boa de naco .
lu-
de idade de o anuos boa quitundeira e
vaderu ; alraz dos Martirios u. 22.
MT Urna p
goinma lava
lela ue idade de >~{ annos
en-
co/.inha e la/, ludo o mais
alta, com falta de um dente, ps grandes ,
hem vistaza e ladina : quem a pegar leve em
dJ lo lugar a sen sur. Joo Coelin la Silva,
ou nesla praca a .loaijuim Maia du Silva m
ra do Crespo i), io lado do sul que em
quahjuerdesUs parles ser bem gratificado.
Sar* Joao .'itanoei Pereira de Abren mora-
dor na pracinha do Livramenlo e cora loja de
tazendas no mesmo lugar, tem urna negia
fgida desde odia 1. do correnle he cieou-
lu de idade de o anuos de pequea esta-
tura mi de 5 filhos; quem a pegar ser
recompensado.
HT Fugio um negro de nome Vicente, de
idade de 2o anuos desapareceo do armazem
de sal no dia i5 do crrenle alto cheio do
corpo sem barba rosto redondo tem em
um p dous ou lies dedos de menos ; quem o
pegar leve u ua nova U. t> que ser grati-
ficado,
Moviaiento do Furto
1NAW0 SAIUDONODIA 18.
TRIESTE ; Brigue logia Mar* M. John
A. carga assucar.
ii.Uic.jNA I1KU.AI. F. U&t. *b4i


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID EIM06SEXV_4NK15S INGEST_TIME 2013-03-29T16:30:06Z PACKAGE AA00011611_04092
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES