Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:04077


This item is only available as the following downloads:


Full Text
Anno de 1840. Sabr do
TuHo jori depende' re nos meamos; d ns?a prudencia, modea.
Co, a energa : continuemos como principiamos e seremos apuntados
cora admiracMO entre as I\aces mas cultas. fcf5 l'W
Troclamncao da Assemblta Geral do Bratit.
"Q a i i ------------- Z? [ WaL^j
____________t\
Sulwrevf-se para esta folln a J,gooo por quarlel pagos adiantados
resta Typografia, ra das* Crufes D. 3, ena Praca da Independencia'
m. 07 e 58, onde se recebem correspondencias lecialisadas, eannuucios,
insirindo-se estes iiatis, sendo dospropnos dssignantes. evindosassig*
gnadus.
Partidas dosCorreios Terrestres.
Cidadeda Parabilia e Villas de stiaptetenco...................\
1iit r Rifi firanxle do Norte, c Villas dem........... .,...,..(< P .
nit. da Fortalcsa.Villas I den...........................Segundas eSextas Fe.ras.
Villa de Guianna................................../
Cidade d lindi...................................Todos osdias.
\ illa tii S. Ai.!.".>>.................................Quintas feiras.
'' "".ii!,; '. kcho do Benito...... ..."..,........!)i:is lo, e 2.4 decada mei.?
Dili ". Serinhaem, Rio rormozo, e Porto Calvo............dem 1 11, e ai dito dito.
Cidade das Alaeoas, e Villa de Maceid.........................dem dem
\:\U de I aju ele Flores.................................dem 13, dito dito.
Todos os Con eloi parlan ao meio dier.
2 or Maio. Numero 97.
CAMIUOS.-ABniL 3o.
Londres...... 3 i|> a 3i 3| d. por ifooo ced.
l.ishoa.......70 a )i> por o/o premio, por incial oFerecido
Franca....... aoj reis por Irsiaoo.
hio de Janeiro ao par.
L'li'J \).,r.|,,s de -6oo rs Velhas 1*^700 a
hitas ,, ,, Aovas i4f5oo a
Rita, de i fono rs., "fc00 *
Pll ATA Patacn Braxilairdj--------------- ^i" a
23. 5Pexoa Columnarios-----------l'.'io
S 1 ''os Mexicanos------- ------sitiou
alinda.......----------------i4Jo "
14.1*900
4 o a 14 fi-oo
#700
1 na
ljM4o
1 #610
i#46o
pesconto dem fcioeda de coin 3 a 4 or 100. de disc.
Dias da Semana;
37 Segunda i*. S. das Praseren.------------ -..Sess'o ra I hez. e and. do i. de I, da a; +
'S Terca---------S. Vital Al. ----------- Hel.. e .mi. do i. da I. v. do C. de m.
29 Qoari.-------S. Pedro M. -----------------------SwSo 30 Quinta S. Catharina de Sen*--- Relac, e and, do J. de I) da i. i,
1 Sexta------- >J< S. Felippe e S. TiagO -
9 Sabbado S. Alhanaxio t. ------------------Re. e aul. do J. de L). da 3. v.
3 Uoib. do B0111 Pastor, Invenc. da S. C.
Mare cheia para o dia 2 de Ma'toi
As 4 horas e 3o minutos da Urde -* Aj i horas e 54 minutos da 'manh."
ypFF
RIO DE JANEIRO.
ASSEMBLEA. GERAL LEGISLATIVA.
CMARA DOS SRS. SENADORES.
3. Sesso extraordinaria em i3 de Abril.
Presedeucia do Snr. Paraso.
Approvada a acta da sesso antecedente e
lido o expediente, procede-se a nomeaco de
tima rommissao para o rece Mnenlo do Snr.
Candido Jos de Araujo ViannaJ, senador
pela provincia de Minas Geraes. A com-
misso rom posta dos Snrs. Mrquez de Ma-
rica, Almeida Albuquerque, c Lourenco Ro-
drigues de A mirada.
O Snr Araujo Vianna admiltido no re-
cinto e toma asscnlo com as formalidades do
estilo.
OSnT. Carneiro de Campos l o projecto
da rrsposta falla do trono ; o Snr Saltir-
nino prope a urgencia a qual approva-
I da, Lcm como o cm primeria discusso o
projecto.
O Snr presidente noireia a commissfto da
redarn da resposla a falla do trono a fim de
dirigil-a presCncadcS. IVJ-
Entra em duvida o Snr Holanda sobre po-
der o projeclo ser definitivamente approvado
com urna so discusso.
O Snr. Cassiano prope a urgencia para o
projeclo passar segunda discusso
0 Sr Ilollanda declara-se conlra a urgen-
cia requerida notando que a respota a fal-
la do trono 6 111Q objeclo que deve merecer
toda a atenco da casa porisso nao deve ser
discutida em urna sesso para que se nao
diga que o senado a cmara dos enciues,
prc-ede com urna precipitaco que nada es-
cusa nem lejjilima.
1 epoisde Ulcm fallado os Snrs Saturnino,
Cassiano, Carneiro de Campos, ul;;a-sc a
urgencia disentida. E' suhmetlida consi-
detato da 1 asa e fica empatada.
O Sur. Cesta E.erreir prope a nomeaco
de tima colninissio <|tie signifique a S .M. I.
os sen (intentos deque se acha possuido o se-
nado pelo Testabeiecimenlo dr sua saude.
E' aipiovado o reqnetiuicnto e como seja
mna lonmisso extraordinaria, e, na pbrase
!o regiment tica ser composta de t/j metn-
hrca procede-se ao sorleio e saliera eleilos
os bnis viscondo da Pedra Branca Arau,o
Vianna, .\ .'ai eos Antonio onteiro de Barros
Almeida Alttuquerque Rodiiguesde Andra-
rie, OliveiraJardim Carneiro de Campos,
Costa I*eireir viscunde de Congouhas,
Montciro de I apos, Mrquez de Ai arica,
I ma e Siha, e Holanda Cavalcanle.
( Sur. presiden le da paa oidera dodia se-
, .. secunda discusso do projeclo ti n s-
II 1
1 osta a fulla do iroiio, o rrojtclo de nter
preUuu do acto addicional eos das me
re utiiidade publica adulados da sesso do
auno passado.
CMARA LOS SRS. I EPL'TADOS.
3. Sesso extraordinaria em i3 de Abril
Presidencia do Snr. Araujo Vianna.
As 10 horas e um quarto da manda faz-se
chamada, Jocoque se rene numero legal
da Snrs diputados abre-se a sesso.
O Snr. presidente declara .i cmara que
tendo sido eleilo senador pela provincia de
Minas Geraes. e convidado pelo senado ato-
mar assento n'aquella mamara tem de lar-
gar a cadeira da presidencia ; e aproveita es-
ta occaso para agradecer aos seus Ilustres
collejas da cmara o bom arolhimento que
sempre Ihe prestaro. e aos eleilores da pro-
vincia de Minas a honra que sempre Ihe fi-
/.ero de o cfleferem para lugares da represen-
taco nacional.
Larga a cadeira convidando ao Snr. Ileii-
riques de Resende a occupal-a, como vice-
presidente
Le-se e approva-se aacti da sesso anle-
cedenle.
O Sur. primeiro Secretario d;i conta do ]
expediente lendo o officio do ministro do
imperio transmillindo acopia do decreto de
16 de marco ultimo pelo qual se concede ao ;
coronpl relormado de primeira linda, Fraii-
cisco de Pa6la de Avellar Cabrita, atenea
annual de oitenta mil reis. A' comtnissSo'
de pensos e ordenados.
Do secretario do priado pnrticipando rjue
por officio do ministro e secretario d estado
dos negocios da jnstica constou ao senado ,
que o Regante em nomedo Imperador, con-
sente 110 decreto da asse/nhlea geral sobre
a relaco metropolitana. Fica a cmara n- I
tetrada.
Vr.c corhmissso das assemhleas provin-
ciaes as seguintes representaees da assem-
hlea legisliva da provincia de Minas Geraes
i. Reiterando a supplica feita em 11 de
marco do anno prximo passado sobre a mo-
dificaco da lei de 7 d novembro de ibi>.
?. Pedindo que os clrigos deordens sa-
cras sejo declarados isenlos doservico da
guarda nacional, e dos cargos de juizes de
paz, municipaes e jurados
3. Solicitando a creaiao de urna relaco na
Provincia.
4 Pedindo providencia sobre o pagamento
dos sidosdevidosa essa provincia e que a
ella se innndarao satisfacer pelos artigos aJ
e >.<-, da lei de 5. In'ervindo para que seja attendido o ci-
dadio Gustavo Adolfo Uego rias allerac5et.
que propoeo respeilo ao eslabelecimetilo da
coropanhia de mineracao.
(j Pedindo que se nao espace por raais
tempe a tnlerprelacio do acto addicional.
E' remetliao .i mesa o reqnorimenlo de
Fiaucisco de Salles Turres ilomem Direc-
tor do <'.: rio denominado- Despertador c-
ferecendo faser a publicacio dos trabalhos da
casa pela ojuda de Gusto de um cont de reis
mi n-aes.
Remelte-se ; commissSo de marinha e
guerra o-reque ment de Jos Joaquim de
Avilla e Joo Pedro Guarni Vasconcelfos e.
ndos lenles do imperial corpo,
de engt nbeiros.
Remelte-se meia o requerimenlo de
Francisco Antonio de Assis e Solfea pedin-
do o lugar de ajudanle de porteiro desta
cmara, e ; comm^sao depenses e orde-
nados o requerimenlo de Joo Lope Fl-
cio.
Leem-se eap|>rovo-se os seguinles requ-
rimenlos: ,
Kequeirose pergunte ao governo pelo mi-
nistetio da luslica em que data fui o dr. Joa-
quim Jos Pacheco nomeado juiz de direito do
civcl da cidade de S. Paulo e a cm que se
ihe expidi a respectiva carta exigiudo do
respectivo presidente copia autentica do termo
da posse que se deo ao nomealo.
Requeiro igualmente se peca pela reparti-
lo da 1'ascnda copia da portaria ou ordem
dirigida ao presidente da mesma provincia
tiara reentregrar ao sobredito Pacheco no lu-
gar de inspector da thesouram respectiva
que liavia deixado em consequencia dodcs-
paclut da magistraltiraa.-Nunes Machado.
Requeiro que se peco com urgencia infor-
maces ao governo : 1. si acamara muni-
cipal do Cear, naVleco de deputados pro-
vinciaes, que leve lugar n'aquella provincia
nodia o de agostos do anno prximo passi-
do, exchiioda apuraco geral o collegio da
villa de Granja : a no cavo de ter excluido,
qual o motivo em que se fundo a cmara para
assim obrar ; J, se teve ou nao o governo
alguma re prese uta cao contra esse acto da c-
mara de alguns vereadores natos que as-
sistiro a essa apuraco. Paco da cmara dos
deputados aos i3 de abril de 18 {o. l'eixoto
de Alencar.
Julga-seobiecto de deliberaco e ae a im-
primir a seguidle resolucao da rommissao de
piicues e ordenados : Fica approvada a
penso annua de du/.entos mil reis concedi-
da pelo governo ao primeiro cadete Angelo
Antonio Cornelio de Sortea Gralha por decre-
to de >.$ de laneirode i8^q.
Teni o mesmo deslino outro projeclo da re-
ferida commisso. queapprova a penso an-
nual decenio e vinle mil reis concedida pelo
governo a Dior;o Jos Pires, Guarda nacional
da'cavallaria do Rio Grande, do Sul pjr de-
creto do i3 de jlhode t83o.
Le-se e approva-se um parecer da commis-
so dG jstica civil e criminal sobre a preten-
cao do sargento mor reformado Antonio de S;
Pereira do Lago em que se queixa de nao
ter sido deirido nm pelo presidente da pro-
vincia do Rio de Janeiro, nem pela assem-
blea provincial A commisso entendeqne o
supplicante devedirigir-se 10 governo geral
a quetn compete providenciar sobre a materia,
eque neslaconformidade se defira ao suppli-
cantc etc.
E igualmente lido e approvado o parecer
da commisso de marinha e guerra sobre a
pretencode Pe.lro Martin i, capitao de pri-
meira linha, reformado na forma da lei no~
vissma tle 8H, sobre cuja pretenco
a commisso de parecer que o supplicante
recorra'ao governo a quem compete difirir-
Ibc.
Primeira parte da ordem do dia.
Continua a discusso sobre a res duelo -
cerca do vencimento que deve perceder Jos
Antonio de Miranda Ramallio aposentado no
officio de juiz da batanea d'ulfandega desta
corte etc.
.Nao ha vendo quem peca a palavra a re-
solucao c approvada e adoptada.
Segunda parte, da ordem do dia.
Emendas feita e approvadaa pelo senado
ptopGSla do governo, emendada pela c-
mara 'dos deputados que lixa a despesa e
receila do imperio para o anno litiautciro d
184oa is4i
O Sur. Ribeiro de Andrada oblendo a pa-
lavra pela ordem, mostra qne paramis se
simplificar o trahallio desta cmara e nao
se levar lauto lempo com discusses ser
melhor disctilir-se primeiramcnle a questo
preliminar da' constitucionalidade coonslituci-
on^lidade das emendas do senado para o que
oflerecue seguin:e requerimenlo.
Requeiro que antes de entrar cm discus.o
icada una das emendas se trate da questo
prelerpinar de c instilucionalidade, 00 in-
const tucion ilidade d s que verso sobre aug
men'o de desoesas,
l'/apoiada, e entra em discussio.
OSf. Alvares Machado observa que ser
misler mandar-se este ne;o.:iu a una com-
misso porexemplo. commisso de con.-
tiluico para que sobre elle baja de dar oseo
parecer no entretanto vola para que se li-
is primeiramente se ou nao constitucional
o procedimento do senado noque se diz rej-
peiio ao augmento de despeza.
O Sur. Ribeiro de Andrada mostra que
nao misler que o negocio v. a urna com-
misso pois qte questWs idnticas ; esta
foro a discutidas nesta casa sem irem pri-
meiramente a urna commisso.
O Sur, Carneiro Leo oppe-sc ao re ue-
rimiento do Ilustre deputado por que se
persuade que n"o pode ter lugar a sua propo-
sico : mostra que nao esta a primeira vez
que o senado emenda a lei do orcamedte .
que desde 18 ti a tem emendado no que ver-
sa sobre despeas, e essas emendas tem si.lo
i nppTOVadas nesta casa : julga pois qttee.-
se um dircito do senado reCJibecido ate aqu
nao entra ria queslo de conslituciotulidadc.
mas se entrasse se conheceria p.dos arligoi da
conslituieo o direito que tam o senado de la -
r taps emendas.
O Sur. Moura Mag'albles de opiuiao que
se trata da inconstilucionalidade das emendas
na occasiSo de se discutirem, e trio com 1
queslo preliminar ; enlende que o sead.
nao pode augmi;nlar as despesas (ixadas por ...
esta cmara, que se a ella petlence a ini-
ciativade laes despesis.
O Snrs Andrada Machado da mesma o-
pinio, nao podindo concordar com o reque-
rimenlo do seu nobre irmo, posto recon'heca
que elle fora feito corn o fim de economisar o
lempo da discusso.
O S.ir. Ribeiro de Andrada declara cstarem
[ireencliidos, Os fins cvn que fizera o seu re-
querimenlo que foi para encelar uma ques-
to desta ordem, e porisso pede (cenca ; c-
mara par o retirar.
Consulta-s a cmara e esta decide, que
o Snr. deputado pode retirar o seu requeri-
menlo.
Entra em discussio a primeira emenda.
No artigo 1. em lujar de i8,gj777U755'
diga-s i,>.o7.v,ti.)Uo5l.
Eica adatada esta emenda, bem como a se-
gtiinte.
No artigo em logar do 8GSi27iU6'2c), di-
ga-se 97 ;49;(hg.
Entra en discusso a seguiute.
Wo mesmo artigo npprima-se a mnda
ao 4
Uepoisde el juin debate regeitada,
Passa-se a discutid o que se segu
No j> em logar de ijaooUooj reis, dga-
se ajoooUono res 5 e ac rescente-se Fica
iem desdejelevada 1 ,4ooLrooo reis a
congrua iti hispo de anetauua coadjutor do
ea cilio mor- e em logar de ai,bijUj3(,
diga-se -4-,8.3U34.
E igualmente rege tada.
Entra em discusso o seguinte.
No 8 accrescente-se Fica desde jt' as
congruas dos tesoureiro e confessores iguala-
das s dos capelles-Em lug*r de 55;5bjUioo
(lig-se -57;o8il>oo reis.
Depois e discutida regeitada.
Aun'iu'ia-si-achar-se nasal* imm*d'la
oExm. ministro da instir-a o nr. Francis-
co Rimito de Assis Coeltio, depuwdj reekr-


2
DIARIO BR
PERNAMBUCO
llit
lo pela provincia da Paha e sendo inlro-, qundrSo procedendp a escolha delles nolto Peler Joliannsin
rluzido com as formalidades do estilo presta 'sentido do que seacha determinado no Cap.
consignado
A.
juramento e toma assenlo
Passa-se a discutir a seguinte emenda :
No $ i& accresccnte-se inchiindo acon-
signaeo de a:oooUooo reis mensaes pan a
rasa de correcoo e em legar de (5 j;ouUoo,
digi-se *8;oocUooo reis.
Dopois de longa distusso sobre esta emen-
da em que lomo parle os Sis. Souif* ir mi-
co. Paula Candido Muura Magalbes, Cas-
tro e Silva. Marinbo Andradi Maebado ,
Ramiro Ribeiro de Andrada, e JVm.es Ma-
chado a final regeitada com grande ma-
ioria bem como o lbrao as mitras.
A discusso fica addiada pela liora. e o Snr.
presidente d para ordem do da a mesma de
boje e levanta a sesso depois das duis llo-
ras da tarde.
PER TA M13UCO.
rOMMANpQ nAS ARMAS.
Expediente do dia a 4 do p. p.
OBctoAo Exm. Presidente, remotlcn-
do-lhe puru qu diffirisse como fosee de juc-
tica o requerimento do soldado do 3. Ba-
taliiod Artilheria Francisco Firnuno Caval-
carti d'Albuquerque que pedia factildade
para freguenlar particularmente os estudos
malhcroaticos visto ser-lbe ) impossivel
entrar no Liceo, pelo adiantamento em que se
iicbao os alumnos d'Aula de Geomelria.
DitoAo mesmo Lxm, Snr., ponderan-
do-lbe que uo havia no quartel do Hospi-
cio comroodo suffirienle para alojar a Compa-
nhia de Guardas Nucionaes do Balalbo do
Po o destacada nesla Capital e menos no
quartel das Cinco ponas pelo que e por
ser esta Companbia destacada para o servico
da polieia, pareca-lite confluiente que fose
alojada no quartel do Foraiso ficando debat-
xo da direceo do Commandante Geral do
Corpo Policial.
Dito Ao mesmo Exm. Snr., remelten-
do-lhe compelentimente inlormado o re-
querimento que ao Govemo Imperial derigia
o Tenente del.* Linba Manoel Fernandes
6 o ? i. do Rogulamento de 76^ e
Portara de *?> d Abril de i8a5 quanlo a
estatura, idade e ontros requisitos que
devem tef os Cavallos dos Corpos Montados-,
e significando-llie que presumindo nao fos-
sem \ comprados todos os Cavallos, punba
n sua disposico 1:000 '000 reis para a compra
dos que bssera apparecendo devendo hir
ivceberesla quanlia da Thesouraria que li-
nba ordem de Iba entregar.
Portara AoTenenle Coronel do Peposi-
to mandando-lbe em virtude d'ordem da
Presidencia dar baixa aos soldados Manoel
Ignacio dos Santos e Francisco de Paula
Peres, que por molestias comprovadas em
inspeci ao da Junta de Saude ero incapascs
do servico Militar.
Dita Ao Commandante interino do 3.
l'atalho d ArtWheria mandando excluir do
mesmo com guia de passagem para o Esqua-
dr.o de Linba os soldados Antonio Joz ,e
Joz Joaquim Pereira este addido e a-
quellc eleclivo.
Dita Ao Major Commandaute do Esqua-
drao de Linba aulhorisando-o a reerber os
dous soldados mencionados na precedente Por-
tara.
ita--Ao Capito Commandante interino
do 3. Ratalhao d'Artillieria mandando dar
demico ao Furriel Severiuo Joze Francisco ,
r.cceitando com praca em seo lugar ao paisano
por elle offerecido Manoel Pereira da Cruz.
THEZOUCARIA DA FAZENDA.
Expediente dodiaaS do p.p.
Officio Ao Inspector da Tbezouraria de
Fasenda da Provincia do Para remettendo-
Ihe em cumprimento ordem do Tribunal
do Tbezouro Publico Nacional de 10 do cor-
ren te mez pelo Capito de F'ragata Harlho-
lomeo Hayden Commandante da Rarca de
Vapor Pernambucana a quanlia de trinta
coritos de rs. para occorrer as dispesas da
mesilla Thczotiraria.
Dito-A Lu/ Francisco Barbalho ex The-
zoureiro da Diz. da Cbancellaria recommen-
Joze Tbomaz Nabuco de Araujo Jnior Pre-
felo Interino da Comarca do Recife &c.
Scbramm.
Manifestou oseguinle.
14 Caixas com utensilios e preparo? para
chapeos 1 dita com gaiolas 70 ditas com
erragnm, .6ditas com papel, dita com 'no junto ao Forte do Buraco a hm de que a
Faz pubico que no Deposito Geral existe
hum cavallo caslanhoque (ora adiado sem do-
da Cruz supplicando a Gracia de sr promo- dando-lhe novamenle a entrega na Tbezou-
vido a Capilo do Estado maior do Exercit),
allegando a sua anliguidade e baver feito as
Campanbas da Independencia na Baha ; a
da Barra Grande ; parte da do Rio Grande do
Sul e achar-se ltimamente na do Mara-
nbo.
Dito Ao Prefeito da Comarca disen-
do-lhe quedera conveniente deslino ao sol-
dado Joz Grogorio que acompanhava seo
cilicio desta dala.
Dito Ao Exm. Presidente da Provincia
das Alagoas communicando-lbe > demico
raria no praso de oito dias das contas e
saldo que deve ter tin mu poder do lem-
po que servio o mesmo lugar
Portara-Mandando abonar ao Thesoureiro
da Fasenda a quanlia de tiinta con tos de reis
recebida na mesma data pelo Commandante
da Barca de Vapor Pernambucana para entre-
gar Tbezouraria da Provincia do Para
dem do dia 47.
Officio-AoInspector d'Alfandega pondo-o
relojios 5 ditas com pianos 54 ditas coro
f.isendas 71 fardos com lonas 4 caixis com
oleados 5 ditas com couros de lustro, 5 dita
com fitas, embrulho com amostras l caixa
com fasendas de seda, 1 fardo coro miudezas 1
embrulio com honnets 4 taixos com cutas de
jogar, 1 pacote com pennas ebrelas, xas com miudezas 1 ditas com charutos,
lcj5 barricas com gencjira 1 fardos com f.i-
sendas de la 4' caixaVfeam drogas 1 .dita
com pennas 5i barricas com dragas iSfar-
dosrom ditas ig gigos com garrafas o la-
tas com t'olazinha 4 barns com carnes a
caixas com conservas 1 dita com extract ,
1 dita com lampiao 1 dila com impressos 1
pacote com biscoito i3 tinas com bixas 3
barricas com moinlios pira caf, g picles
com paz de lustro 1 barrica cora larinlia ,
1 embrulho com carne 'i ditos com verdu-
ras 1 dito cora salarse 4 barricas com fer-
ragem 1 caixa com duas cadeiras e guarda-
napus 4oo caixas i.om sabao 5i ditas com
vidros, btio garrafoes vastos, 1 pacote com
um carrinbo 1 caixa com relogios de pao 1
barril com couros 5 caixas com movis, 1
carruagem 1 fardo com saceos vasios 5
caixas com rap, 1 dita con. tinta azul, 1 em-
brulho com livros. 1 caixa com pianno urna
dita (i;nora-se), um barril com agurdenle, 2
caixas com amostras urna pessa de carne 3
salames a pacotes [ignora-sej um dito com
fuellas, embrulhos com g.isetas.
O Brigue Hespanbol Triunfo, vindo de
Rarcellona e Malaga entrad/ em 29 de Abril,
Capito Paulo Domenech consignado a A.
Scbramm.
Manifestou o seguinte.
De Barce'lona.
158 Pipas com vinho 2( quartolas com
dito 4o barris com dito 1000 resteas d'a-
Ibos
De Malaga.
5o Rarris com azeile 4o caixas com pas-
sas 70 barris com vinho, a5o caixas com
alelria a caixas com bixas.
MEZA DO CONSULADO.
-A Pauta he a mesma do N. 96.
PREFEITURA.
Parte do dia Jo do correle.
pessoa a quem pertencer em nula dias con-
tados d'esta dala reclame a propriedade d'elle,
hubelitada compelenlemenle conforme o art.
ig4 1I0 Cdigo drt ProcessO.
Prefeitura da Comarca do 29 d'Abril de
l84o
Nabuco de Araujo.
ANNNCIO.
O Prefeito da Comarca de Flores do Paja
aviza ao Snr. Ignacio Joze do Refjo morarlor
no sitio Riacho do Principe junto a Villa
de Santa Mafia da Provincia de ilagoas que
no primeiro de Marco do coi rente loi apre-
hendido do poder de E/.equiel Igaacio da Sil-
va, um prcto de nome Joo, que tonfessou ser
escravododito Sr. e furlado pelo Ezequiel ,
que assim osuslentou e fica presos. Ao
Snr. Dr. Manoel Joaquim de Barros morador
em Macei que no dia 5 de Marco j* citado,
foi preso o preto crioulo de nome Florencio ,
que dii pertencer ao dito Snr. Dr. Barros. A
o Sur. Joo de tal morador no Poco Redon-
do Districlo da Villa dos Campos, da Pro-*
vincia de Alagoas no dia ajdo s'upra cita-
do rriez cima foi lirado do podar de huns
ladroens entre os quaci era cabeca Joaquim
de tal, inculcado Antonio Pereira um mo-
le(|ue que dis>e pcrtencia ao Snr. Joo de
tal j enlrelanlo osSnrs. cima ditos queiro
com documentos mandar receber seos escra-
vos.
Villi de Flores 3i de Marco de iSfio.
FVancisco Barbosa iNogueira Paz.
CMARA MUNICIPAL DA CIDADE DO
RECIFE.
Sessaode a de Abril de 1840.
Presidencia do Snr. Barros.
Comparecero Os Snrs. Chaves, Souza ,
Pessoa Mamede Oliveira e Figueiredo ;.
faltando com couza os Snrs. Rios e Vianna.
A berta Sesso e lida Acia da antece-
dente foi approvada.
O Secretario dando conta do expediente
mencionou os seguidles officios
na mlelligencia de que em quanto nao se j Pereira de Lacerda e Domingos Joze Ma-
Um do Exm. Presidenta da Provincia com-
municando ter ordenado creaeo de mais
urna Cadeira de 1. letras para meninas nesta
Freguesia do SS Sacramento de S. Antonio,
em allencaaoq'esU CimiiA Ih; repr esenta- .
ra em officio de 9 de Novembro do anno pro-
Tii, c- c tt 1 c 1 ximo findo, e na conformidadedo Art. T.dd
Jiim. e r.xm. sur.rorao presos pelo su n t-n^ -i /j i.uj o,
Prnf.;i a~ nnnr d Le l'rovincial n 4J de i. de Juuno de 10J7:
Preleito do Kecile os Portuj'uezes Antonio
inteirada.
as Alagoas communicando-lhe a demico marcar praso para se Gndar a su bstituico das 'diado por ser adiado na taberna deste !
o Soldado do 3. c BatoFho d Altilheria Jo- olas de loiooo rs que se mandaro tirar [ onde tambera cohabita aquelle o preto forro do un,a C('P,ia aut.1
Gomesd'Albuquerque por t< r (m.lisado .a circulacio podem as mesmas ser recebi- de nome Antonio, amarrado com cordas : f%rsdas ^ ,eSuesi
xara
vieta ,
d<
t
o seo engajamenlo sim nota, a fin de que das as Ueparlicoens desta Cidade em que se
honvesse de mandar susponder o pagamento jarrecado as Rendas Geraes.
da prestar o de ao? reis q' o dito soldado dei-j Igual orticio foi dirigido ao Administra-
a em socorro de sua familia aquella Pro- dor da Meza do Consulado e ao Adminislra-
quando para esta fui remedido.
Dito Ao Exm. Director do Arcenal de
Guerra para que mandare abrir .ssento de
praca voluntaria na Compauhia d'Ariificcsau
paisano Joz Grigorio.
Dito Ao Inspector da Thesouraria pa- arrecadados pela Provincia das
ra que houvesse d abonar o Major Comman- que por despacho da mesma data passou para
a ni*-, iufei ino do 1. c Esquadro de avalla- | ,1 dita Caixa dos Rendimentos Geraes con-
ria Ligeira de Linha a qu&ulia de uto ton- j siderando-se como supprimento feito a met-
i de rcis per tonta da que esl destinada i ma Provincia.
dor da Recebedoria de Rendas Interna
Portaria-Mandando debitar ao Thesourei-
ro da Fasenda na Caixa dos rendimentos ap-
licados amorlisaco do papel pela quanlia ira rao por ve/es sedusindo para fugir a u
de -i8.oooi'4oi rs. dos raesmos rendimentos moleque que Ibes pe lencia.
Outio do mesmo Exm. Presidente exigin-
tlientiea das declaracoes de
sias deste Municipio que
V'T3 por seos Vigarios deverio ser feilas esta Ca-
manrei-os soltar por lerem mostrado exhube- 1 1 r 1 1 t
-ar,,,... -I __ 1 1 ci mar cm virtude das Jdislrucoes de iq de Ju-
rantemenle com teslemunho de pessoas fide- 110 J 1L1 1 yv"
j.. 1____ 1 c 1 t> nao de oaa, e ao de Marco de loao. uuaji-
di^nas e inlormacao do mesmo Sub-Pre- \. /" 4ua"
fei .J/.,:/!. nA.>..:_____. ___ ___.do no mesmo Municipio se procedeo a nomea-
co dos Eleilores que deverio lser a dos
Al
agoas e
compra de 40 Ca\allos para o mesmo Lsqua-
dio-
Dito Ao Capilo Commandante do For-
te de Gaib rcinviando-lbe a iequisicodis
luses e ulensisdo Forte para as reformar
no sentido que se ll.e indicou e dando-'.he
ontras disposues atrca do conserto do quar-
tel.
Dito Ao Capito Commandante interino
do 3. Balalbo d'Artillieria para que in-
formasse se havia ulgum iuconvinienle na
passagem, que requera o soldado Luiz Fran-
cisco da Silva Montesuma do Balalbo do
seo Commando para a Companbia Proviso-
rio das Alagoas.
Dito Ao mesmo para augmentar desde
-j odistacamento da Forlale>a doBnmcom
niais quatio placas e dando-lhe cutas dis-
ptsites acerca do mesmo destacamento.
LitoAo mesmo conimmuiucando-lhc, q'
a Piesidencia bava nesla dala concedido Ircz
n eses de liccnca au soldado do Batalbo do
seo inlcrino Coinmando Angelo Calbarina de
Senna Muniz e ordenando-lhe que ises-
%e iiieciiva dita licenca.
Dito Ao Major Commandante interino
to Escuadran de Linha aelhorisando-o
fomprsr 40 CkvHm para o oesmo Ls-
Dita-Mandando abonar ao mesmo Thesou-
reiro na Caixa dos Hendmentos (Jeraes pela
quanlia de que trata a precedente portara.
l>iversas Keparuyoens
ALFANDEGA DAS FAZENDAS.
EDITAL.
Vicente Tbomaz Pires de Figueiredo Ca-
margo Inspector da Alfandega faz saber
q' no dia terca feira 5 do correle se hade ar-
rematar em hasta publica e na porta da mes-
ma ao raeo dia hum caixote com huma
pedra para meza dous encapados cora huma
meza, seis ditos com doze cadenas, hum di-
to com hum sof e dous ditos com duas ban-
cas no valor de trezentos mil reis impug-
nados pelo Guarda Tbomaz Joze da Costa e
S no Despacho por Factura de Antonio
Maria de Miranda Oliveira.
A ll'andega 3o de Abril de 1840.
Vicente Tbomaz Pires de Figueiredo Camargo
O Briguc Dinamarquez Baticum vindo
dt Aliona entrado em i3 de Abril Capi-
feto adquirida posteriormente que com
eieito amarrarlo o sobredito pelo para o
entregarem ao Capilo de mato na persua-
eo de que era cscravo e porque o eucon-
m
perl
E pelo Sub-Preleilo d'esta Ficguesia os
pardos Francisco Joaquim Pereira este por
ter dado urnas bofetadas em urna mulber no
Representantes desta Provincia para Assem-
blea Constiluiule e Legislativa do Imperio em
i82j, e para as subse(uentes Legislaturas
ordinarias de tit(i 18^9 de ibao iti,
de i8.1 18J7 a de itjt 18-11 : in-
teirada.
Outio doTenenle Coronel de Engenheiro
beco do Peixe (.lo e aquelle por baver es'pa- f,0''''C;' AT "'u,|'',a"[1 (lue beC0 W'
cado a um moleque : soilei o primeiro por ter' J* ?? dl,Ui?U*AdeL,JM ^J0"1 uHereir't e
sido preso em flagrante, e fiz recolher o a .. *! MJ* Joze da Ci la Rabello Reg Mon-
Cadeia a disposico da just.ca para proceder, U" U "'' l,as8a;^" ^ AJagdalena te.n pouco
como de d.reito; sendo que .ambemrc.net- U .'"^ b,'a^as ue ^-"^ .
li ao Juizo competente o Coipo de diliclo das e.? ;'.' palmS, e '"'1"''* ? t|Ue paiec,a tef
pancadas dadas no mesmo moleque. Bld 'C'l ,,a,'a Uar P88"8em ds slt,s anleri-
Partecipo mais a V Exo que hoie pela Ies ,,araI r,' I"8 *achava 'lUdbe tal)ado'
manhaa enforcou-se um preto, escravo de 'ss,B.Pe as ramas das cercas dus sitios dos
Francisco Severiano Rahello, morador na !,ul,l,l.ca,,itts (i,,, l'r achar crescido o
mallo a lalta de ser limpo conviiienlemenle ;
ra do Arago da Boa-vista : mandti proce-
der corpo de dilicto pelo qual se conheceo
ser suicidio.
Nada mais consta das partes boje recebidas.
EDITAES.
Joze Tbomaz Nabuco de Araujo Jnior Ba-
charel Formado Promotor e Prefeito in-
terino d'esla Comarca por S. M. o Impe-
rador a quem Dos Guarde &c.
Fundado na Le de 6 de Junho de 1831
prohibe desdora as Loteras particulares e
vai proceder contra apprenenco dos respe-
ctivos bilheles e cautelas e contra os seos
aulores como desobedientes a esta ordem.
Prefeitura da Comarca do Recife 21 de A-
brlde 1840.
Joze Thoinar. Nahuco de Araujo Jnior.
inteirada.
Uulrodo Juiz substituto Manoel JozedaSilva
Nciva remetiendo rellaco dos Juizes de Fa-
dos que foro multados na t. Sesso ordi-
naria dos Jurados e dos que ferio descen-
sos para seos nomes lornarem ser lancados na
urna respectiva : a Cmara ficou inteirada e
resolveo, que sepralicasse o queem laes ca-
zos se costuma.
Oulio do Prefeito desta Comarca remellen -
do um ouiro oficio do Sub-Prefeilo de Santu
Amaro de Jaboato que por engao lbe lora
entregue e que inadvertidamente abrir :
inteirada.
Outro do Sub-Prefeto de S. Amaro de Ja-
boato n'ormando favoravelmenle sobre a
nessna do Cidado FYancisco da Paz Vaz Leite
morador no mesmo lugar e que requera o
Em prego de Fiscal da msma Freguesia i in-
teirada.


\
PRUNA m n v 5;
BBC
WWPh de^oors._,,ue despendo coa, o nome de Estado do Uruguay SSSS
*
o enteriame/ito de 2 cavallos e d.? um cada-
ver, que apparcecro no referido Bairro:
que e pacnsse mandado.
Outro do Fiscal do Bairro da Boa-Vista
remetiendo a reluo das pessoas multadas na-
quelle Bairro nos mezes de Janeiro Feverei-
ro e Marco do corrente auno interada.
m;i lano pelo mencionado deleito de nao
liaverem sido ratificadas m huma lonpa serio
Outro do Inspector do Arsenal de Guerra "n,!09'-COmo "eU di**>*<*<> dos 'estados
anliga Colombia e pela ulterior indepen-
exigindo que esta Cmara mandas* satisfacer \ dencia do Grua*
a quantia de MU3bo que se despenden com I Torceira -A Commi-
a facturadas estadas q,le ora colloradas na
forca no \> 7 deFevereiro
pp. : deliberou a
Cmara que sepassasse mandado e que o
1 iscal letpeclivo fizesse depositar as niesmas
pseadas na casa da l'alanca do Assougue dote
Bairro.
Deliberou a Cmara que a resuello do re-
querimenlo de Fox Sldarl fosse ouvido o re-
lenle Coronel de Engenlieiro Moraes Anco-
ra.
A requerimrnto do Vereador Mnmedc dcli-
l:ercu a mesma Cariara que se examinasse s
j conhcee a diffe-
renca que existe entre este arino de I83q e do
de iftsrl, em que reonio-se a assemblea de
Panam tem tambem presentes os posterio-
res traba I los encetados pelo governo sobre es
te mesmo objeeto e com referencia a novas
mslrucces conleridis a plenipotenciario pa-
ra as repblicas da America do Sul e imperio
no Brasil. .\os oilo anuos .de SU a ausencia
de nosso pata-, nqneUe individua fez tudf>
rinanto utgo. til e as circunstancias permit-
hrao para ,1 renovado de bnma nova aasem
hlea americana conformando-se
no livro respectivo existia um termo l'eito por p.ni;"i"''.,"""" J"::.'"i'".....'" eirca,ar
_ ii 1 i m 1 n c expelida aos novos estados por nosso rroverno,
8-no mer.de marco de 18 i.
Qiinrta Milito adiantado acaa-se pre-
sentemente o estado desto nejocio ; e a com-
miasfio pensa ; vista das observaces do Sr
Caedo (enviado extraordinario que foi pira
as ditas repblicas do Sul) que se enlre nos
demolir em todo
um muro por pelo qual se obrigava a
lempo que ella exigisse ,
exigido entre as casas de sobrado e seo Ar-
mazem ; a fim de se dar sabida da ra de A-
jiollo para o beco Largo do bairro do Hecil
Resol veo a Cmara que o Fiscal respectivo
IUMN queolMscal respect.vo s e proceder oom juizo. patriotismo e pruden-
fizesse concerlar a,calcadas da ibe.ra do Pe-; ^ c se ;io J.J ^ ^ d
xe no Bairro da Boav.sta. Despachar.*-* Ha8 ^ Q furor ^.^ p ,
algUOS requerimenios. E por ser dada a bora
alevantou-se a Sesso ; e matul a rao fazer a
}resente em que assignara. E eu Fulgencio
ufante d'Albuqucrque e Wello Secretario a
escrevi. Barros, Pro-Prcsidenle. Chaves ,
Pessoa IMamede Souza Oliveira Fi-
gueiiedo.
Est conforme O Secretario Fulgencio
luanle d'Albuqucrque e Mello.
127" Aluga-s um moleque hbil para qual
quer servido : quem precisar annnncie.
se consideravelmente a scena p0lilica do nosso *&" Quem precisar deumeaixeiro porta-
continente. Em sen estado actual parecen i lui5uez le i5 annosde idade chegado na ulli-
que nao podem de modo algn fer vi/ror os|** embareapo que velo de Portugal, para
tratados e protocolos do conTrPSSO de pJn;i_ qualquer ne;;ocio advertin lo qu; tem bas-
tante pratica de venda; dirija-se a ruido
Ringel venda I). 3 i. Na mesma casa precisa-
se de urna parda ou creoula que d fiad >r
a sua conducta para fazer o servico interno ,
e externo de urna casa de pouca familia.
tfc^ Precisarse de urna mulber que queira
estar c:n urna casa capaz e que saiba fazer
lodo o servico de portas dentro pelo sustento
e vestuario leudo bous coslumes ; na ra do
Aragio I). Ji.
Cy O Sr. que annunciou querer acbar
quem Ibe aprompte almoco jaotar e cea .
dirija-se a na do Fagundcs uiito(ao sobrado
novo U- ai (jue abi adiar com quem tra-
tar.
t^" As pessoas que mandara concertar
cbapeos de sol de bomem e de senbora e
arm-ices na ra da Oalem 3. de S. Francisco
ca/.a 11 '45 em o anuo de tSy, e no pre-
sente de 1 lempo infinito : por este se faz scieulc as ditas
pessoas que se dentro do pra/.o de tres mezes
contados da dala desle em vante os nao man-
daren] buscar perderlo todo o direilo que
pjssa5 ler em os ditos cbapeos de sol e sero
vendidos para ser pago dos concerlos (cando
o cor.certador por esle aun unci izenlo a lodo
o lempo da sua responsabilulade. Na mesma
ra brevemente ser inslallada a grande as- I taza se acia pira vender a arrobas de varas de
semidea americana a qual ser a solida ga- I baleia usadas com seus garios para cbapeos
ranlia da independencia e paz interna do con- de sol
tar O Sr. que annunciou no diario N. 96
urna venda com poucos fundos em urna
Noticias JKstraimeiras.
MXICO.
Congresso Americano no Panam.
luiente assim como do sen respeito para com
as potencias cultas do antigo mundo.
Assentadas estas bases persuade-se a com- das principaes ras do llecife e com commo
misso de aie's ao governo compele segn- dos pira tamilia queira apnunciar a sua
do nossas leis fundamentaes a direceo ex- morada ou dirija-se ao beCo do Porto das
ilusiva desle negocio diplomtico. Nao duvi i canoas N, 4 por baixo do Sr. Res.
da igualmente dos vivos desejOS dequeesto' IW Acbou-se um cozinbo'do Reino :
penetrados, nao s as cmaras e governo me- quemo perdeo dirija-se a ra Ve! lia !). ib'
xicaiio como tambem lodos os novos estallos que d indo os signaos llie ser cntiv-ue
da lingnn bespanbola para que se leve a el- Pede-se encarecidamente aos Irmaos
leito a 1 na I laca o da grande assembla. Os de Sania Rila de Cassia que por amor a
plenipotenciario* que a ella concorrem regu- mesma Santa bajao de comparecer em Meza
laro os pactos e fixar o qua reputarem con- no dia 3 de Maio que de novo se raarcou para
A rommissao das relaces exterior
nou mui atteutamenle as proposices do Sr
Timenes de -ai de Janeiro ultimo destina-
larao os pactos e hxarao o qua reputarem con- no da 3 de Maio que de novo se marcou para
a Panam. veniente paz prosperidade e decoro exle- a eleico do anuo de i4( pelas 8 horas e meia
or das nacoes americanas. Aos congressos da manb visto que haveado sido odia i5
xterioics exami- t?,ariil,ela sa vez rever aquelles pactos e ul- d Abril o marcado dep0s de eleito o Juiz, fo-
das a excitar o governo para que leve a eteito I)resen!a a cmara o seu parecer ,
o paci de huma confederado entre as novas sefu,"!e P'oposico.
repblicas americanas em conformidade com V- xdus,va "nbuici
lima-Ios com a sua respectiva saneco. ra intei rompida a ('onlinuaco
Fundada nestes principios a commissoa- desallectas ao Joiz
contido na
por pessoas
O pretendo do seu direilo.
Findososdias da lei se haae arrema-
cabdogover- tar por venda o sitio denominado Pono da
odispostonotratadoqueseconcluiocomogo- n? a.d,reccao das negociacoea diplomticas Madeira em Beberibe. pertencenlo aos Her-
vent da Columbia em 5 de outubrode IH.3 na0 ,,icnmbe Pr ora a cmara tomar resolu- deiros do lalescido Capito-mor Antonio Jos
principalmente na pane relativa reunio do 7,W*"* lewlallv* ? respfito deven- Sonto, e sua mulherj^elo Juizo do Civel da
huma assemblea geral no islhmo do Panam. ', ,",1,tai*-se fwqamiMir ao governo copia .Vara, lisenvo Pereira eujo sitio acha-
A' commisso deuois de ler ouvido em e Parccer (lual depois
suas conferencias o ministro mexicano que
servio de secretario na assemblea de Panam ,
depois de examinar ludo quanlo lhe pareeeo I
ulil para seu esclarecimento julga dever
apresentar cmara as segundes indicaces ,
como bases de bum projeclo.
Primeiro. lie ndubitatelmente til pa/
interior do continente americano a reunido dos
respectivos plenipotenciarios de suas novas
repblicas. A utilidadeda assemblea consis-
te em que huma vez org'anisada ella sua
mesma Corea moral a influencia de suas de-
liLeraies bao de prevenir as guerras inter-
naeienaes terminando os litigios j suscita-
dos 011 o* que para o futuro possa ter lu;ar
entre os novos estados, em virtude deami-
gaveis iricdiai-oes Conseguida poi esle modo
a paz geral es abeleccr-se-ho como COnse-*
quencia necessaria dos progressos da civilisa-
co docomniercio frequentes communicacoes
enlre os diversos povos que em vez de tri-
ta. >
(El Araucano )
(Do Despertador.)
THEATRO,
Espectculo de Vlr. e Madame Roberto o
sera composlo de novas sorles Jogos etc; 1 e blendas L).
etc. A Companbia representar urna Peca
nova de grande
ibor Antonio Xavier intitulada O Mao A-
rincipiar as oilo horas
migo.
merecimento do grande au-
p.
t&- A pessoa que quer forne-cer pao para os
Educandos do Arsenal de Guerra^ compareca
nesta Reparticn para tratar do ajuste.
Vende-se urna escrava de meia idade ,
cozinha engoma, e lava de sabo, muito
zelosa dosarranjos de urna casa, sem vicio ,
0 nem achaque : na ra di Madre de Dos loia
fazendas l). 12.
Vende-se
VICE CONSflL/vDD DE S.M. CA-
TiiULiCA.
Precisa-se tomar dinheiro risro sobre o cas-
co e carga do B. Ilespanbol Jos Francisco
ebegado a este porto d arribada de Manillae
Batavia para Satander : as pessoas que se
Ihar a senda dos progresas n MiTitora- P^PO^rem a da-lo se podero dirigir a Chan-
indocomboatilidades aniquilladoras de sua rellana do V ice Consuitdo de Hespanba, ra
liquezaefalaes a seu crdito entr as nacoes v,b'auo u' a
N. M. de Seixas
V. Cnsul.
tslrangeirus. Tudo isto he uiui saludo e
lem sido incessanlcmente preconisado pela
imprensa americana desde o Rio da Piala
al o Sabina.
Segunda. Supposta a necessidade e ulili-
dade da assemblea acommissio deve igual-
mente informar a cmara que os tratados e
convences celebradas pelo Congresso de lJ/-
nani nao podem agora servir de guia
resoluco alguma per nao liaverem sido ra- ,em or haix0 cadas por n .sso governo nenelas oulras ^ QUerece-se urna parda forra para ama
repblicas representadas naquella assemblea, de |eile f boa creadeira por sempre ler mui-
aexcepcao da Columbia. Esta repblica a- j l0 boai iei,e uem a preleil(ier diri,a-se a
lem disso dissolveo-se posteriormente per- rua da SenaIU velba adianto do armaiem
deudo ale o propno rime pelos notorios suc- do Caldas a tratar coro a mesma.
Avisos |)i versos.
A pessoa queja a lempos annunciou sa-
ber concertar obras de tartaruga ; dirija-se a
para o p-i da Cadeia casa de trez andares, em que
cessosdeseu desmenibranienlo em lies estados
independen tes : Venezuela Nova-Granada
e Equador, Por taes mudancas polticas e
|>ela nova desunio dcuuma parle do temi-
se um relojo de patente primeira
sorte; em Fora de Portas N. 311.
IZ? No dia ia|de Agosto de i83q fugio ou
futlaraS um escravo de nome .Miguel, do
gento de Anguila e anda bucal lendo
110 quei.vo algumas glndulas a que chima
a I pureas principiando ao p de urna orelba ,
ale debaixo do queixo indo naquella occa-
siocom ellas abortas : be alto, e tem acor
pouco preta. CJuem delle souber,lou ti ver no-
ticia pode procurar ou participar a Antonio
da Silva Gusmlo na rua doQueimado, di
Provincia de Pernambuco que receber du-
zenlos mil reis pela noticia, e pagar toda a
despeza que se fizer e se elle parar em mo
de alguma pessoa que o tivesse comprado de
boa le nesse caso, o mesmo Gusmo se com-
prometle a dar o dinheiro e pagar toda a
despeza que se houver de fazer, na condueco
do mencionado escravo para o que com pro-
nssrraetle* bens.
Pergunta-se a quera pcrL-nde arrendar
o segundo andar e sota5 do sobrado na rua Di-
reila .innunciado no Diario N. 99 qual he a
Uecima ou numero do mesmo sobrado para
ver se agrada o local ao perlendente.
__Ouem annunciou no Diario de 3o do
mez prximo lindo ter para alugar o 2
andar e solao de urna caza na rua Dreita ,
queira ler a boudade de declarar qual seja e
com quem hade o pretenden te entender-se a-
'lias dar-se 40 irabalho de dirigir-se ao 6. an-
dar do sobrado D 10, la deS. Francisco,
jt^ A pessoa que annunciou precisar de
um eozinlicirocerto querendo um boro e
barato dirija-68 a rua Dircita loja de coiros junde achara com quem tratar.
i). 6, OUerece-separacauciro
(do
ouc tem
pralica) de qalquer cccupacao, exet-ptnand0
venda um rapaz brazileiro e d fiador a
sua conduca : na rua das Trinxeiras D. i5.
' Despaclia-se navios trao-se passa-
portes e guas deescravos, ludo por preco
commodo c com (presteza ; na rua do Vgario
venda ',) ),
Quero annunciou ter" urna carta para
entregar a D. Anna Tberata de Jezus pro-
cure aoTenenle C ironet Varejao na rua atrat
na Matriz da Boa-VUta que dir quem be a
dita ou quem tem o mc Precisa-se de urna creada que faca todo
o servno interno'de urna caza ; quem aisso se
propurer dirija-se*a rua da Qadia do Ro.fe
defronte do beco lugo N. 11 por cima de urna
venda no segunda andar ; assim como preci-
sa-se alugar i.a mesma casa um preto de meia.
idade para o servico de port 1 fora etc.
Qualquer Sr Capitn ou donolde qal-
quer mnarcaco que precisar de um moco
portugus do id ule d ,<< annos, que sabe
ler escrever e contar pira andar de escre-
vente de barra lora, ou da outra qualquer
OCCUpacS aiinuncie a sua morada para ser
procurado.
A Senbora queestiver as circunstan-
cias de tratar de urna Senhora doente an-
nuncie.
J. Beller tendo de retinr-se para a
Europa e levando em sua memoria os mu-
tos obsequios, e benevolencia da maior parte
das pessoas que leve a fortuna de couliecer
nesta Provincia despede-se por esle meio de
todos aquellos seos conhecidos dos quaes nao
p le por algumas circunstancias receber pes-
soalmente as ordens; protesta-Ibes a sua gra
lidio e o seu pequeo prestimoem qual.juer
parte onde esteja.
-- No atierro da Boa-Vista D. Gf ven-
de-se assucar relio ido a porcao e a reta-
lbo por preco commodo.
Precisa-se de um cont e seiscentos a 1
contos a premio de um e meio por cento ao
mez p>r tempo de tres anuos pagando-se
o premio metisal ; e d-se para seguranca li-
ma propridade nesta praca, ou urna fiama;
quem quser lser este negocio annuncie para
se procurar.
S.W O Snr. que annunciou a vende de um
le; rano na na da Praia : annuncie sua nio-
radia para ser procurado.
cy* Bernardo Joze de Oliveira Costa re-
tra-se para o Porto a tratar de sua saude.
ISS" Quem precisar de urna ama seca para
tudo que pertencerao servico de casa diri-
ja-se ao Nixo do Noia casa D. ii que a-
cbar a dila ama para ajustar o seu negocio}
declara que so quer casa de pouca familia.
t^ Precisa se alugar urna casa pequea
para pouca familia e sendo o aluguer mudo
commodo e em qualquer rua do Bairro d
Santo Antonio.
Na rua do Fagundes D 5 vende-se
pao de linho meias curtas finas para bo-
mem rendas largas para lencoes estrellas
para toalhas lencos pretos e decores, e
canarios do Imperio em gaioias ja cantando e
em viveiro ludo do Porto chegado no ultimo
i.\avio, e por oreos co;nmodos.
ST3" Tbomaz Robertron subdito In^fez
retira-se para a Babia.
t3?- Precisase de urna mulber que saiba
cosinhar, engomar, e tudo com perfeico
para casa de pouca iamlia : em Fora de Por-
tas n, lo.
Precisa-se de um boro official de charu-
tos oquil se pagar bem ,iago ; na fabrica de
charutos atraz duCorpo Santo indo para a rua
da Cruz l). 4>
S3^* Aluga-se tres armazens do sobrado do .
tres andares da rua da Cadeia os quaes dei-
ta a lenle -.-ara o paleo do arco d! Sanio An-
tonio; quem os quiscr dirija-se ao sobrado
que i raizo e rua da Roda ; das 7 horas da ma-
ulla as 9 ou das 2 as \ da larde.
C-3" Vende-se urna Negra moca rauita boi
figura, engomadeira eeozinheira, faz do-
ces e retina Assucar sem vicios nem a-
cbaques ; a falar com ocaxeiro do Armazem
do capim da rua do Sol.
aJs No da 1 de .Maio corrente pela manba
appareceono sitio de Joaquim Lopes iVlaxado
no atierro dos Al ,ados e dorma dentro do
mesmo sitio um n gi o que nao sabe dizerquero
be seo senbor por ser bucal, cujo negro he
ceg de uro olhu e lem outros signaes qua
iiiera os disse- o 1 cechera : o mesme .Ma-
chado uao se resnonsihilisa pela fuga do dito
escravo.
j3" Aluga-se um preto ptimo padeiro,
bstanle fortoso e muilo fiel nesta Typogra-
phia.
Siy Precisa-se alugar urna casa que nao
exceda a ui'.o mil res; anuncie.
<*
I


4
t&~ Arrenda-se um grande sitio na Cde-
dede Olinda pouco adiante do jardim bot-
nico com urna grande casa para muradla ,
dita com a\ amentos para fazer familia es-
li diaria tem urna porcao de roca plantada ,
de ijue a maior parle est ein estado de des-
mancbar-seem farnha um grande partido]
de capim e este eni cousequencia da boa
qualidade e frcsquido da tena se conserva
mesmo no vero verde e vicoso mullas
mangueiras, qudeiloexcedentes manyas,
mangabeifrs, e ouiras muitasarvores de 'ru-
clu d mnitu boui aipis, e lem ptimas val-
seas ; tem igualmente ptimas pioporces
parase fazer um enguilio pois queja o foi
e di milito boa cana do que se ver de mu
pequeo partido qtje existe ; quem o preten-
der dirija-se a seu proprietario na rui do Vi-
grriol) iti.
EBT Aneuda-se um sitio na estrada de Jo-
So de Barros, com boa casi de vivenda, a
qual alea de bastantes coraniodos tem um cx-
iclleiitesoto, com (atadas ile parrira a os
lados da mesoiu econi mullos ptimos ur-
lorvdos ie Inicie, entre os quaes lia urna lin
dajaqueiia propria para recreio ; a tratar
romo lenle Coronel .Manuel .los Alurlios .
no lugar da s ilrciade i .-.> l), >.
tst ranetsco iVlauoel > > Silva Tavares,
rcl'ira-se para bur i e* isa por seu* bas-
tantes procu udores a osseu.s Amigos os srs.
Man ioii > *. rneiru .Moulciro, e
Tbomaz de Aquino Fonseea.
Of A sociedadede !"< vares Jnior i Vien-
donta ach a-so deso vida desde o i. do p.
p. Abril, e por usode neunum eileito qual-
quer trausicao, ou documento prosterior a
loptito ; o que se parfecipa para gotern do
publico.
v.3' lioga-se a pessoa que por engao le-
vou do coi o, da Vi atril do Corpo Santo na nou-
ic e Sexta Ivir ta Hauo urna eadeira de
jacaianda com assento de paliuha baja de
restituir ao 1 bisonte: ro da lrmandade doSS.
Sacramento da mesma itialri/., Francisco \ i-
vier Marlins Bustos, com mida na ra da
cacimba poi baixq du \ gario Brrelo
BSjt ... i lame Poirsou i ico que
mudou a -i1... I .. di modas da ra nova per-
toda ponte para a mesma i ua l) de-
roniedo caldeieiiu Teixeira; nsdtn romo ven-
de a aruiaco enviUrassuda j >.u_a que dei-
xou.
s^T Ouem precisar de urna aum-.pjKa cmw
de um liuiiieiii solleiro paia lodo o servico
deportas dentro dilija-sea i na ue llenas
cusa terrea t. ii.
BT A quem le (altar um ntgro o qual
nao sabe duer quem de o sen sentar, uuir-
ja-se a mu du cudea velia casa do .Manuel
Jos Marlins da Costa que dando os big-
uaes Ibe seta entregue i ssiin cou.o nao s
nao responsabelisa pelo ditu.
Sur Quulquei casa de negocie que preci-
sar de urna pessoa de nifia idade para caixeiro
de escripia cobrauca ou administrador de
qualquer obra por deminuto ordenado, e d;i
liudor a sua conduela anuuncie.
i^r* Precisa-se de too,ooo a premio sobre
hypolheca ein dous escravos de serv o de en-
genta e olaiiu por lempo de o" mese ; quem
quiserdar annuucie.
II A R I O B R
-ty Que faz o Correlor Oliveira, de um
completusortimento de fazendas de todas as
qualidades ingle/as francezas e America-
nas Quarta fcira 6 do correte as des horas
da maulla, no seu armazem da ra da Con-
eeico n. 4 "o primeiro andar.
C o iu p r a s
S^y Um i caneira de urna s face inda
mesmo uzada e que tenha 4 palmos de com-
prida ; na praca da Iiulependencia n .7 o 8.
V e 11 el a s
tSF l eadeiras de Jacaranda, e um ca-
map tudo de palhinbuem bom uzo ; a fal-
lar com o porteirodo II ispial do Carmo<
tST Lm jogo de bancas, um espelho gran-
de tima eslaule euvidrassada paralivrus, e
urna mesa de ja ni 1 r com aparadores lu.l
por proco rommudo ; na ra de agoas veriles
:). W, junio ao sobrado do Kscrivau i'osthuiio.
ti?- Urna venda eni inuilo bom lugar 110
bairro da lioa vista natrempe por baixo* do
sobrado de iVlanoel Gonsaives da Silva; a ira-
lar na mestn 1.
x, r ' para ti'.o das escolas, e urna carttira ainda
ova com minios coinmodos uma porcao
le vai ca pandas e nutras prximas a isso
e alguinas vitellas na ra do eotlegio L) 11
no primeiro andar
tST L'ni graudesortimento de calcado a
saber; l'raiiCBses de durque preto para se-
uboi'a ditos di- Lisboa sonidos ein cores, di-
lus de iiMrroquim preto, bollos de duraque
preto para senhora ditos para hume:: com
cauro de lustro em roda ditos de Lisbni lie
bezerro obra bem feila a .;iioo, iranja bran-
ca de lodosos padri'i propria para cortina-
do' de cama tulms e canas para omciaes de
1. .\. lano de cavatUra como de inrantaaia
barietinas proiuplas bandas lie seda es-
padas de roca e Mein ella, ditas pratiadas, cor-
riames para C Si. bacamartes proprios para
pegem chapeos envernisados para ditos, e um
grande soriimeiilode selins ingleies de plen-
le cu becadas brancas e rol cas ludo por
preeo eomicod > ; na ra novu lojas de Anto-
nio bWreira da Costa braga, 11 ij, c 1 \.
13T Lina les! 1 de roda para eugeiHio e
um cavado de carga ein meias cuntes j u al-
ldi.com o notario dd Uvguisa dos allegado:.
nr Um linda car tetra da urna s tadfc ,
mudo elegante, e de oplima madeira ; "na
ra do lo,jo loja de maicineiro.
Kx/- Um escravo par Jo sean vicio por pre-
eo c-inniodo de idade de vinte e dous an-
uos ptimo para pagetn ^ na pracinna do
Liviaiuento loja d lazeudus l)~i>.
ES^Trancelins de veliuzde 4 laces para de-
bruus de casacas de superior qualidad? em
porcao ea ratalho por precu commodu ; na
ra do Vigarto u. 27.
PERNAMBCCO
ra da Aurora eom 15o palmos de frente, e
l5oo de fundo pagando de loro 3o rs. o pal-
mo todo ou a retallio ; na ra de S, G011-
salo D. 11.
SS&" Um prelo muito bom ofBcial de car-
pina de idade de o anuo ; na ra do Vi-
gario \). 1 <.
tSf Quulro duzias de tabois de amarclo
viibalico; ni ra de agoas vesdes cartorio da
provedoria.
EST Urna venda na ra da senzalla nova,
em um dos melbores lugares eom poucos
fundos propria para qualrpier principiante,
a vista do comprador se dir o motivo ; a tra-
ta a na mesma.
ISf* Urna negra do gentio de angola, moca,
Je bonita figura coziuba excedentemente ,e
eugomma ; na ra do crespo t. i lado do
nerle
S2J- Desapareceo no dia 27 do passado urna
escrava a qual sabio no mencionado dia a
vender roiudesas, creoulade nome Bemada ,
cor fulla secca do corpo tem urna coroa na
cabeca levou vestido de cassa pintada, saia
prela de lila ja uzada e panno da costa novo,
e naorelhas brincos de ouro consta andar
pela ra do Rangel por ler sida encontrada ;
nuera a pegar leve a ra do Amorim em casa
doSr. Joao Ferreira dos Santos segundo
andar quesera recompensado.
S2T No dia 3 do p p. fngiro 3 escravos ,
do lugar de S. Francisco da Vaiv.ea ,01. de
nome Lourenco com a perna direita torta
para dentro alguma cou/.a gago e no p
esquerdo tem nm dedo de menos; L'heKta,
cabra baixa secca do corpo eom urna
ks*r" Pannos finos de superior qualidadee
de lodas as cures a 3ooo o covado ; na loja de
Antonio da Cunba Soares Guimares.
Sr Paiaxo l'orluguez* Lea Idade de ioi to-
neladas loriado cneavilbadode cobre mili-
to bom de vella por pre.ocommodo a Iralar
com Aiuuuel Francisco Foutes na senzalla \c-
lba.
lSw"Uma venda com poucos fundos em li-
madas midieres ras do Kecife com casa su-
ficiente para graude familia (ou aluga-se) ;
quem perlemler Ulinuiicie ov dirija-se aun
da Cadea a casa de Juaquim da Silva .\Jou-
ro.
SSy Urna escrava creoula de idade de IQ
anuos cose engomma refina assucar la/
doces de varias qualidades, e cozinha com
pvrfeico ; na ra ducila i), ao lado d Li-
vraineulo,
(por* Parnaso Lusitano em 5 v. Cornelio,
oraues de Cicern, curso de matliemalica ,
historia de porltfgal com notas da edico fran-
cesa e do traductor, Tittu Livio Salus-
lio Caslrioio Lu/alano em meio Uzo VIag-
porluguez,
marca na roslo
.Mara de nacao angola,
bai-
iium Lexicn em mel uo e em 4
Ouvidio eoliecciu de i'raae, e Uialogos
xa grossa e est prenba ; quem os pegar
leve ao dito lugar cusa de Jos Ferreira Jor-
ge que ser recompensado.
KT No dia Jo de Mario-de 18Sg fugio da
Provincia das Alagoas um escravo creoulo ,
le nome Vicente perteiicente a Alanoet Jo-
1,01111 do Nascimeulo, morador na Villa do
Penedo alio secco do corpo de idade de
jannos rosto comprido nao lie muito
preto nao rapa barou e quando fogio ti-
uba pcuugem na mesma barba com lodosos
denles na trente lenos proporcionados, tem
urna sicatriz por dentro do beico debaixo com
um carocinbo muito explicado e pachola,
pe. nas cumplid is e proporcionadas ao corpo,
pscompridos e o dedo pegado au grande
lie mais comprido que os uiuros foi encon-
trado ein .lu.10 do sohredilo anuo em cami-
11 lio pura esta Cidade infectando que Vlulia
com cartas ; quem o pegar leve a ra Direita
L). t quesera gratificado.
Eu" i ugirao i escravos do engenho Pesco-
co da Comarca do Penedo Provincia das
Alagoas deque be proprielario Jos igi-
iij de Carvalno Cuuto o 1. de nome l'rau-
cisco mislico a cabocolado estatura ordi-
naria grossura pioporcionada uificial do
oAl visos lUaritiiilus.
PARA AS.MALRIClASa barca In,;leza
Mary Charlolle AVeber segu no di;. 3 de
tVJsip ; quem ti\er contas com esle navio ,
qutira apiesenla-las al o meio dia do dia
antecedente, 110 escripiorio do consignatano
JooMewart, na ruada Cruz n. S5 pura se-
r m ajustadas e nao sendo a icsenludus al
o lempo marcado nao serao pagas.
PAhA TRIESTE o superior Brigue In-
gle/. Mars, Capilo Aclken, da primeira clas-
se (Al; loriado ecneavilbado de cobre tem
lugar anda para Do cauai de assucar e sa-
hiracom toda brevidade; quem quiser car-
egar dirijase a .Me ck Companhia.
PARA .MLCAMBIQUI. o brigue Pcriu-
gue Triumpbaiile Lapilo Guiltierme Jos
ios leis a sabir com brevidade por le mais
55r- a iranseiins e dous conloes, tudo de
bom ouro leito na Baha e de gusto mo-
derno sera leitiu em lora de portas nu-
mero lo j
Z&- balances, pesos, medidas de fol.'ia ,
e de madeira qim tolas e harneas vazias ,
frascos de boca taiga luuciuliu de Lisboa,
assucan .ros, e iiunleigueiiuS esinallud^s, la-
las de lola para manltiga ; nas 3 puntas .
' onde lem lampiao.
BSIT' Urna CTava creoula de idade jo an-
uos com umu cria di- dous meses com muiio
enguiuma cozmlia sofri-
vel urna di la do angula de idude de ft
aunos com as mesraas Uatielidades; na ra da
cadeid luja de ulluile por cuna da luja do ti-
tbodo^r. Carduso fini-s,
US- Uu Uoca-se por seravos do servico de
campo i\ casas novas e grandes urna na
ra do Pudre i' ionano outra na ra Augus-
ta eduas nas o ponas ; a luilar com An-
tonio iJamas do Reg Noronlia na ra do
Cabug.
%Sr Um escravo de naco benguella idade
ao anuos bonita figura cmplelo orhcial de
pedreiro e tulcndu depintiua se.n moles-
tias vendese por p'reeisao o (jue se iar ver
Horacio pasi .s.para meninos, talladas o &. carpina e carreiro tem a sicalrii de dous
n t piuca da lndejieudeiicia loja de encaderna- ll,3 (lut oreu se..do um pas costas, e ou-
or u. -i(j, tro no pescoco que Ihe sabio a hala noqueiao;
sssr Ka ra do Livrumento armazem de a egundo de nome Luiz, de boa altura, gros-
poil'as n. 4 deLuiz Antonio Goncalves por s'"'-1 propomouada creoulo bem pelo ,
preco mui commodo, um completo sortimen- reprsenla ler ao anuos de idade, ps grun-
lodeloucae vidros, contendo aparelhos para des e grossos o b ra ico dos ollios um tanto
cbde porcelana deurados e pintados; ditos vermeido ; o 3. deuome.iManoel, de uavo
lumbem de louca Uansparcule pintados e angola representa anuos de idade e-
histrados; dilosaaies, ditos verdes, dilos taima regular, secco de corpo, rosto com-
escuros ditos cor de roza ditos cor de lirio, l"'ldo d-nte grandes e apaados um dos
dilos ordinarios esmaltados ; aparelbos para uulrus ; quera os pegar leve u ra direita ,
jantar de louca azul dilos cor de roza dilos 6di (lue w,a, recompensado.
heira azul, terrinas azues grandes e pequeas, ^^" iN, d,u D uu me* de Janeiro do cor-
pralos travessos, seladeiras e pralos de me- re"te luul u,n "leque anda bucal de no-
za e sobremeza j bacas editas com jarros a- me belijme de idade de u anuos cubera
zues, cor de roza, e ordinarias esmaltadas, e ol los grandes corpo secco, raaos delicu-
terrinas prutos tVavessos dilos com lampa das dedos finos bracose peinas compridas,
tudo beira azul de difirante tamanbos e liuas 1 eDa U1" ldo o queuo lem um sigual
bules, cafeleirus assucareiros mauleiguei- le barroca, e lem um denle por cima do
ras e chicaras de diversas cores e qualidades; outro levou camisa e calcas de algodj gros-
garralas campoteiras copos para agoa e ca- su > e suspensorios de do ; rog se 'a lodas
lites para vinho de bom e bem lapidado vidro as autnoridades policiaca e u oiiira qualquer
inglez e cristal francs, e mesmo de vidro pessoa de o apreiwnder e rnauda-la ama da
moldado ou lizo de ilamburgo, galbeteiros, Patma a Amonio dos Sauos Ferreira, que
gallictas para .Viissa talbeics para azeile e vi- gratitiura com luo 000.
uagre redomas para imageni mangas cas- w*" Roga-se a lodas as aulhoridades no-
caes com linternas tinteiros de viuro e di- ItCiaes e pessoa particulares a aprelicnau
tos de louca giobas eoutaas nimias cou- de um motequecreoulo de no.ne benedicto,
zas ll' idadede i.j anuos com u.na puma meia
83T Urna prela creoula de idade de 6 a zS lurla-, e um Sigual de qUeimudura ue logo
anuos, boa coslureira cha ,'eii(-oraa lizo, e perlodoolbo uaquerdo, lera a lingoa meta
lava perleilameiiie Sabo faz renda e en- perra, levoujveslido Camisa o calcas de algo-
leuJe alguma coisa de cozinba por pceo co- do e desapareceo ein i^ v l'evereiro do
modo ou lroca-se por una negra que soja corren te quera o pegar leve a su Sur. Joj
boa quitandeiia ; na ra das Cruzas sobrado Pereira da bilia Uuuuaraes, morador
N.o. fcOiiuda Sjuurado 1
--------------------------------------------------------- pensado.
lisera vos Fu "idos
li que sera uoiu iccjil-
de melade do seu carieganieulo a bordo; quem "o comprador ; una moieua ua mesilla naco ,
quiser carregar ou ir de passagem dirija-se idade it> auno, mu linda sent vicio a lgitm;
un ,ei na
- .1 a. .1 .4 ,,
aiiia
;.o viipilaoa praca do Lommercio ou a rtia
lo Vigario n. 10.
jLeila o
gry Que faz Augusto Clasaen por inter-
venfo do Corretor Uliveira de unta exrel-
lenle mobilha de casa, piuiino, e deversi-
dades de objeclos de muito bom goslo 5 Te- -
ca letra > '* Maio as d boras da manb no
a. ndar da casa pertenreiile ao or. I iuuchm.o
Antonio de Uivrira e paiede-saia da em
ue mora este 5r. no lt da boa mMi.
e oulros escravos cora uuelldades us quaes se
diro aocomprudjr lodosesies escravos dau-
se o CLiiilenio e se uuanca ; uu ra de Agoas
verdes U. 3.
tsar Uoia negrtrhd de naco de idade de
IJ anuos de bulul figura ; na ra do Li-
mamento loja U 4.
^^ L/Ma llorada de casa nos afogados de
pedra e*cal por preco commodo ; quem pre-
tender annuucie.
_^- .';cas de liabo para homem i na iua
doQuVimado loja L. 3
fcw' Um lemno altgado no seguimenia da
I ^r- No dia t do correle desipareceo do
------lugar da CapUuga silu do Ur JacuUlua una
137* No dia ai de Marco i'ugio da lioa vi- liegiinlia d id*U de id auno, levando os
agem Cosme, cabra estatura regular, pou- Irages seguuiles vestido de clul da.asStfillu
ca barba roslo descarnado, denles podres ,, br unco cora llores encarnadas, sala do lila,
marra de sarnas pelas peruas em cuna do camisa de algudaoziuho a diia negrinliu na
peilode un dos ps tem urna marca de l'erida, baiaa meia groSsa, cara re Juna, oinos bran-
lera alguus cabellos blancos na cabeca w re- cus; quem a pegar leve uouilo s.i.o ou na
prsenla Jo anuos e lem aiguiuns ra badu- 'Uu Uu cru sourauo ue
ras pelos calcanhures loar, laoaco e quuc-
do talla parece estar entupido, levou calcas
branca, piqueta de chita de assenlo rouxo
ja uzada ; quem 0 pegar leve au lugar a cima
diloa Jos lodrigue de Oliveira Lima que
se' recompensado
'a~y Nodiaiodop p fugio um moleque
de nome Scbasliu do gento de angola re-
presenta O anuos de idade, re oreado cor
luda ; e no dia /.o no do mez lugio outro de
nome Pedro do genlio de angola de ida
dedeao un nos ato seco do corpo, su-
pde-M) andar lodas dous por Oiiuda ; quem us
pegar lave > ra da Cruz n, .7 iue ser
M'cu'-apt ns-'do.
que
10 ao i orto
NAVIOS SAUlDa NO UA bo UO P.
.00 JiftiEIRO : Escuna Nac Quendal ,
M. Jos Anlouio iietende carga varios
gneros passageiros ;.
>AtANliAU', cun esculla pelo Ceuru; Bar-
ca de Vapjr Aac. de Guerra fluminense ,
Commaudanle u Ca^iiao Teneule Auionioi
Francisco Poieira.
ivi.Cll' 1^ A \ A P. ;>i. cl'. UE F. it4
:


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID ETJC6O2DJ_7BVN0M INGEST_TIME 2013-03-29T17:37:12Z PACKAGE AA00011611_04077
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES