Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:04066


This item is only available as the following downloads:


Full Text
Anno dk 1840. QuAftTA FlIRA
Tildo ar;or depende de n6s mcsmos; daosas prudencia, modeic-
co, a eiici;:i.-i: continuemos comoprincipiamos estreios apontaais
cim admiracb entre as Ftacdes mus cu., i.
Plociamaco da Assemblea Geral do Uraiil.
IflS'
Sul screuc-M par esia folba a 30ooo por quartel papos adianiadm
ncsia Typegrafia, >"u das Oues 1). 3, er Prora dn Independencia
ti;. 07 e 58, onde se recebem coirespondrnciastegelisadaa, earmnncios,
inMrindo-sIjfcites atis, sendo ciisproprios assignanics, e viudosassie"
gnadoi
Partidas dos Correios Terrestres.
Ci'ade d:i Para'rtia e villas de sna pretendi, .
I':,',! do IIin Grande do Norte, e Villas dem. .
I)ia d* Fertalea eVillas dem.........
Villa de Goianna...............
Segundas Sextas Fciras.
Cidade d- Olind.......................
Villa de>. Anto......................
Dita deGrantnins ePovoacRo dtBr lio.........
Ditas do Cali. Serinhaem, 11 io ormoeo, e Porto Calvo
Cidade das Alau-as, r Villa de ^'^r^ccIfi........ ...
Villa de Paja 11 de Flores....................
Todos os Corraos xnttin ao meta din.
. Todo* os dias.
. U unas lairas.
. Das lo, e m dcada mez.
. Idera 1 11, e ui dito dito.
. dem Jdctn
. dem 13, dito dil(jp
1 3 Segunda
1 ', Terca -
Quart.
(i Quinta -
17 Setta -
18 Satinado -
i) Uoin.
15 d'k Aaftlt" Numf.ro S6
CAMBIOS.-^Afim 1 1.
Londres...... 3a d. por Ifd
Lisboa....... ^u .1 7 por o/ t rartcj........ ,j res porrando.
o
OUiy Doedas I loe N Vellias
, Pitas ,, ,, IVovas
.. i!e 4'.ioo rs.,
PKATA- l'ai.i.'.i .; ratileiros-----.-.-
i .-.
Di os Mexicanos ----------
Miuda --.-_. _
Descont de HUIitted'Aiandeg 1 :/s i*" foioeomes.
l Moeda de cobre 3h ( por ido. da rie*
Dias da Serantf,
S. Hermenebido 1VI MesaSo rls 1' n. c M. do t. de U. rfa >. v.
S. Tibiircio II. -----,.-. Re. e and i!'> j. ,i 1 y doC ..le m.
S. Kaiiliss'a M. -- S SsRo da i'lici.
S. Engracia V. VJ. ------ Uuard .-se d j aaeio di, n o meio da icgajnle
- S. Aniceto P. M. ......-
- S. GaldinoB. Car I -------
dcPascoaS. Hermouenes M. -
Nare chela para 9 dia 16 de Abrit.
<

i45oo a
0 a l44 .> N l*(iio a ,
1
c a 1 1 d
H>Q> a
\jl\ ji> a
As 1 horas e 5 minutos da lar-de Ai 3 horas e 13 minutos dn manhS.
$-**



PERNAMBUCO^
GOVERNO DA PROVINCIA.
Expediente do dia g do corrente.
Offieio Ao Command.inle Superior da
Guarda Nacional do Recile, para ordenar que
0 secundo Malalliao da mesnia Guarda Na-
cional acompanlic na tarde do dia 10 do cor-
rente ; ; rocissSo do Triunfo, qne fa/.em OS
Irinos da ordena terceira doCarmo.
dem do dia 10.
Olicio Ao Inspector da Thesouraria das
Rendas Protinciaes, rcpon ficn deaGde Marco ultimo em qne soli-
cita saber se os ^eis me/es que a lei Provin-
cial niimeio ji artigo ia fixou para pa^a-
incnlo das meias Sizas devidaa al aquella
data decorrem dos Editaos que o artigo ^ '
mandou que em toda a i rovincia se afixas-
sem. n do da em que foi tiesta Cidade polti-
ca la il. { l mtiK'ii.nada lei como parece ao l)ou-
tor Prucni nlor p i sea I; que o sobredi tO prSO
d *e correr do diada puidicaco dos Edic-
taea em c.nl.i imi doi luganesda Provincia em
ue foro aixados pois que lie dessa data em
dianle, que se deve considerar publicada a
cita l.ei por virtude do referido artigo.
Dito o mesmo envidiido-lhe a apura-
1 o geral dos Ylembroa da Assemblea Legisla-
tiva Provincial, a que ltimamente prucedeu
a lebpeetiva Commisslo de Conslituico <
Poderesi
Dito Ao mesmo ordenando que faca
vagar o subsidia dos Membros da Assemblea
Legislativa Provincial, no (im decada mei
na casa da mesnia Assemblea
Dito Ao mesmo enviatulo-lbc o ponto
.dos Empreados da "ceretariu da Assemblea
j egisiuliva Provincial relativo ao mez de
Mario ultimo,
Dito Ao Prefeito da Comarca de Gara-
nliuns, communicaodo~lbe que a Presidencia
altenili'iu'o ao que llie ft>presentoi] Erancisco
ferreir i aliado, o demitio do Cargo dSub-
Preleilo <. hregue-sia do Aitinho ; devendo
o mesmo Pieeito proceder a proposta do Ci-
dadoqtie o deve substituir.
Dito A Cmara Municipal do Recife ,
comninnicando-liie que a Assemblea Legis-
lativa Provincial approvou ogratiea^o de
300U000 rtis que pela Cmara Muuicipal foi
conferida ao isra! da ic, tu sia dos allog td
Joaquim Jos Ueilo, desde odia em que iui
arbitrada,
dem do dia U.
Oficio Ao Commandanle Superior da
Guarda Nacional do Recife, con muuieaudo-
lbe, de uro offi ri para o Esquadro de Cavalla-
ria desic ,\iinuii|;i.), que acoro pan bou o seo
( .. de ^u me/, prximo p.
. 1... Ao i.e:ii da !. .10 da '. 111
National do Cabo, para o vat \ que una
Gualda de boiira lirada do lercerro Ha'allio
da niesma Legio perrauneca imi Igifeja
triz da Munbeca desleodia iti do ebrreuie
al.'-o di-- tj, emque te (I celUinai-se u>
Actos da Semana Santa,
Dito A Cmara Municipal de Serinba-
n, signifieandtf-rhe que a Assemblea Le-
para lefalistfras resperlivss desnsas. juntan-
do os ebrri retentes teribris, conforme resolveo
a Assemblea L. I'rovinrial
Dito- A Cardara Muoicipil do Rio Formo-
Presidente, comihaicada em desnicho de i
do corrente dar rrPmmiseio ao Soldado Si-
mio Antonio do Santa Anua por nao es-
tar tas circunstancias ele servir na primeira
10, enviando-llie as soas ron tas. a fim dejLinba
Ibe juntar por cerlidao os mandados i;re-i Dila Ao Commandaute interino do ter-
cibos para stia legalidaele. e declarar o, ceiro Ratalbo de Artilberia mandando em
nbjectos que fasem a divida ele i:'*?<>L'8e)fi reis cumprimento a Lei dar demicao ao solda-
ste o ultimo deSeterrtbro deifico, e os an-' dos Mnrioel Francisco Rodrigues, e Tose L li-
nos a que esta divida podenco, conforme "- de Souza, por terem finalisado setn nota o
resolveo a'Assemblea Legista ti va Provin-, lempo porque erao obrigatlos a servir, e nao
juererem continuar.
dem do dia 8.
Portara Ao'Pnente Coronel Comnian-
dante do Depouto mandando d'ordens do
Offieio Ao Prefeito da Comarca do Li- Exm. Snr. Presidente, commnnicada en
moeiro corrimunicindo-llie a nomeaeo su- despacbo de \ do corrente dar biixa ao re-
pra e envando-lbe o Titulo do Romeado, cruta Claudino Hvpolito de Mondn a por
cial.
Portara Nomeandn o Cidado .T se Ri-
zoma de Mello pira o Cargo de Sub-Prcfeilo
da FreKiiesa do Rom Janlm
nao estar as circunstancias de servir na pri-
meira linba.
TIIF.ZOIIRARTX DA FAZRNDA.
Expediente do dia 8 do correni.
Officio-Ao Contador <] mesnta Thesouraria
partecipando-lbe, em comeqtieoia ih commu-
nieaco feita pelo Exm. Presidente da Prq-
vincia em offieio de 7 de Marco prximo
passado acbar-se creado na Repartico d
Vlarinha bum Hospital de V'arinba com
\ Empregados ; a saber: 1 Administrador, 1
Enlermeiro t cosinbeiro e 1 servente ,
posta* ao seo offieio de 1 rfil corrente, que a om os veneimentos diarios de seis ceiitosreis"
Presidencia baria passadoordem ao Arsenal osdous primeiros, dequatro centos reiso ter-j
a fim de o facer entrar em exercio,
COMMANDO DAS ARMAS.
Expediente do dia 6 do corrente.
OffieioAo Exm. Presidente, requisi-
tando-lbe a expedicb d stias ordena par
(|ne fossem lomadas as goteiras do payol da
plvora Nacidiial da Forta'esa do Rrum, cuja
ooborta se acbava arruinada nao obstante
baver sido a poueo lempo concertada
Dito Ao Mejor Commindante di Forta-
leza do Rrum commiinic-indo-lbo em res-
Provincial approvou as Coiitaa da
tnesma (.amara relativas ao anno fisianceiro do
l. de Outubro de lbj8 ao fim de Selembro de
.189.
Jito A Cmara Municipal do Brejo ,
nviando-lhe as suas conlasdo nuo tic iSjQ,
de Guerra i fim de serem recebids as iH
: lanadas de dilferenles calibres, dUS soquetes,
5 biiiis de carregaragoa bum cairinho de
mo, e 1 Cabrilba objerlos que por imitis
se toruaiao ao ser vi o da Fort.ilesa desnecCS-
sarios.
DitoAo mesmo mandando entregar a
des postead to Director interino do Arsenal <\^'
Guerra o por 15o, ea porta do Gillahodcoda
Eortalesa de Itamarac, a fim de serem taes
objeetos levados a seos destinos
Dito ~ Ao mesmo devolvendo-lhe as re-
quisices que lbe remeter com seos omcios
de f. < 3 do corientc para que as refomiasse
110 sentido qQe se Ihe indicava e ordenando-
tbe (ue requisilasse as linfas e pinceis ne-
cessarios para pintar as Peras oparos ,
Soquetes, Imadas c mais ferragens perien-
Ci ules a Ai ti Iberia.
! 'ilo Ao Commandaute do Porte do
Buraco, devolvendo-lbe urna reqnisieo ,
para a reforma da maneira que se indicara ,
eordenando-lhe que requisilasse tintas, e pin
seis para 1 pintura d Ai ti Iberia suas lena-
gens. e reparos.
Dito Ao Commandaute da Fortaleaa de
llamarac, coiin.vinicando-ll.e. a .nlssa do
rto da po.ta do illab.uico, e betn
d;: um arpia e um pedrciro com
os pieeieos m.it'iiaes a fim de col locarofli a
ida pona porto n s vus << -peetivos
roa devendolgo i[ue ten. ...i-.-e oe Ser-
v 1 fazr roitar taes o*rarips ao Arsen-d
ra.
Ao Commandaute interino do ter-
ceiro Ratatho d Artillieria, ronimunien
do I-e i-n respbsta a. seo ontuio le >i (ie
Vlaroo ntfimo, quoestavo expedidas aar-
den! pela Presidencia |ina ser COnSerta-
aa u porta da priso destinada "aos Interio-
res.
Portaria Ao Co-mniandunte interino do
aliarlo Esquadro de Cuvallarta Ligetra de
Lio ha, mandando d'ofdem do Esui. Sur.
ccro, e 'le quatio ceios e oitenta o quar-
to sendo nomeado para Administrador A-
delino Jorge Coelho da Silva Empreado
encostado da extincta Intendencia.
Dito Ao mesmo parteipando-lhe em
consequencia da commnnicacSo feita pelo
Exm. Presidente da Provincia emofficiide
(i de Fevereiro prximo passado ter o Re-
gente, em Nomo do Imperador por Decreto
de lo de I esembro do anuo passado, Jubilado
cun o oidenado porinteiro e> Padre Miguel
do Sacramento Popes Gama prolessor do
Ubetorica doCnllcgio das Arles, dependen-
do (".la merc da Approvacfio da Assemblea
Geral
Dito Ao Inspector da Aifandega diseo-
do-lhe, que tendo o Inspector da Thesou-
raria di Provincia da Baha commuoicado
ero oficio de do corrate, que a Comm -
sao ali creada, em \iitude da Portaria do
Tribunal do Thcsouro de 15 de Desembro
de 183b' reconheceu a ?Uta dat copias remet -
tidas por esta Provincia dos despachos de mer-
cadorias cstranjjeiras exportadas para aquel- \
la baver a dillerenca notada na observaco,
que junta acompanbava relativamente ao
despacho de %.;oo encliadas feito q >o de A-
i.ri de 1H>7. era aecessaiio que fi/esse exi-
gir (los despachantes o embolso da Paseuda,
cemmunicando o resultado, ou qualquer du-
vida que entretanto se possa ofFc/etCi paral
se darem as proyideueias.
Dilo Ao lnspecior do Arsenal do Ma-
rinha espondendo-lhe. a vista do seo oli-
cio de i5 de Selembro prximo passado, e d 1
representa o do Alinoxarile da mesitta Re-
puilicao que o aeompanhou pedio-1
do que se he declare para evitar duvidas
para o futuro, se as cuntas de concer-
ios Guias .ie pracas desembarcadas e re-
laces de pagamento com que legaiisa a
suas despesas, devem ou nao ser selladas;
que a tal respeito nenhuroa duvida se po-
de 4oIIcrecer ; por ctue aleiu de nunca se
leo obrgadi aoS Almoxarifes a sellar papel
algum dascontas, que apresento em la>io
do sen cilicio pelo paragrauho i, artigo 9.
da Lei de racio do Tribunal do Phesoro Publico Na-
cional de- 1 de Marco de 1 -3; todos os
papis expedidos pilas Reparticdes Fiscae ,
pertencentes a fiscalisaco, econiabelidadedas
lleudas publicas sao isentos .la taxa do sel-
lo em quanto so nio ajusarcm ou forcm
produzidos pelas parios iuleiressadas como
documentos,
thezrara dv fazenda.
EDITAL
Perante a Thczourdria de Fazenda desla
Provincia se ha (ie arrematar por o maior pro-
co f que se offerecer a rendados tre/. arma-
zens, sitos no tugar do leerte do Mallos, peT-
tencenles aos Proprios Nacionaes por lempa
de trez anuos financeiros qu priucipido mi
1. deJulbode irijo o findo em o ultimo
dd lunbo de 1843.
As pestoas que se propozerem.a licitar
devero com parecer na mesma ThttOHrara
nos dias 6 8 w ta de Vitio prximo vin-
douro ha be litadas na forma do Decreto de
de .. ;osto o 171/1
Secretaria a Pbezouraria (fe Fazenda de
Pernambueo ti Abril de 1 t.
Joaqum Fraiieisco Ra?ivs.
Oficial Maior.
Thezrara proviutciai.
AlfNONCIO.
A Thezonraaia Provincial paga do dia i3
a 1 j do trrenle em moeda de pTuta aos Em-
pregados Pblicos Provincias os vencimcr.tos
uo mez de Fevereiro p. i.
IMiC/ouraria Provincial de Peniambuc s 1
de Abril de 1840-
Joaj Manoel .Viendes da Cuaba e Azeredo.
Tbezoureinr,
i/i" t'&i\H
nicoeits
ALI ANDEGA DAS FAZENDAS.
A Barca Ingleza rlarrtet, vinila da Li-
verpoot, entrada ero 11 do corrente Capila
Win Dulhe consignailt a Diogo Cockshot
& Comp, ,.
MaUestoa lguinto*
154 Fardos com lasendas d'algodo, 6S
eaixas com dila elila i fardo cosa dita d li
abo, 1 ) caixascom dila dito ai fardos com
dila de lia, o cai.xas com dita dito, 9 ditas,
lom miiidi.vis, ti barricas com ferragem, a
ctixss com dita, 1 embrulho com roiudezas,
1 ai laxas de Ierro o caixas com obras de
co'uro i jalados de piz de forro 6 harris
com presos para maeluiismj jG Barricas
comserveja 400 barriseout plvora, 1 caixa
rom 1 *upa feita 200 barra com asante-i
too .filos com ciiumiio 5o '.os com iouca j
oo nietos ditos couidilA 2 caixas com dita ,
, ioi.uiadas de carvode pedra, ti caixas com
cbajieos 108 tahuas de pinbo 17 vergas ,
14 caixas, e a garnei varias pcssJ.
O rijjue Inglez Gioral^, viudo de Liver-
pool entrado eiu 11 do torrente, Capitaur
Aduis consignado a Joliustoa Gaslwt Comp.
i


I

s
DIARIO DE
PEBNAMBUCO
S
KTTTTiir~ i hiii iin
i caza 'de ''aria Izabcl
Wanifestou o segrate, r caza 'de 'aria Izabcl e espancal-a estn-(
a4 fardoscom fazenda* dealgodo 4 cai do lambm armado d'um rmpanlo, o a.,
e : por desordem e o ultimo por ter acoi-
MARANHA.
xas com dita dito 6 fardos cora dita de 1-
nho i7caixascom dita dito, 6 faidos com
dita de la 16 caixas com miuclezas 17
barricas com ferraren, 10 caixas com dita ,
1 fmbrulbo com dita 8 gigos com queijos ,
1 bairil com presos de cobre, 1 caixa com
folhas de dito bio barris com plvora 70
barricas com farinba i5 barricas com man-
tea a barris com carvo muido 10 ditos
com mina to embrulbos com paz, 1 far-
docomfio, 19 carrnhos de mo /j caixas
ton consertas 1 fardo com drogas a em-
brulbos com pessas para machinas 90 pre-
suntos, huma pedra para rebolo, 1 bar-
rica com tinta 53 gigos com louca ,
4 barricas com dita, -j embrulbos com
cabos q5 toneladas de carvo de pe-
dra 60 meiag ditas de ferro e asso; 3
caixas com chapeos 110 taboas de pinho,
urna caixa com um relogio, gigos com bo-
tijas vasias urna caixa com drogas, b calei-
ras dez barricas com salitre.
A Barca Americana Globe vinda de Phi-
ladelpbia entrada em onze do crtente Cap.
J. R. Amex consignada a L. G. Ferreir &
Mansfield.
Manfestou o seguinte.
l5oo Barricas com farinba de trigo 3o
ditas com bolaxa i5o barriquinbascom bo-
laxinhas de v. 45o ditas com dita 5o caixas
com vinho de cidra 5o saccas cora pimenla
|o duzias de cadeiras 5 caixas com cadeiras ,
10 cadeiras de balancar q5o barricas vasias ,
48o ditas abatidas aa ditas com lempos ,
fundos e arcos 1 caixa com urna campa
para sepultura 70 lardos cora algodozi-
nbo.
MEZA DO CONSULADO.
A Pauta be a mesraa do N. 74*
COBREIO.
O Brigue de Guerra Imperial Pedro re-
cebe as malas para o Cear Maranho e
Para boje 15 as 6 da tarde.
A Administraco Fiscal das Obr.M Publi-
cas compra para o concert do Hospital Regi-
mental no Quarlel do Hospicio o seguinte
1 travs de 45 palmos de comprido n lo po-
lcgadas em quadro ; 9 ditas de ig ditos e
dito ; 6 ditas de 4o ditos e dito ; 3 ditas de
ib ditas e& polegadas em quadro ; 5 en-
rbameisde 36 ditos : a ditos de ao ditos ; 5o
taibros de 4o palmos de comprido ; ibt du-
irs de ripas ; i5ootelhas; 45oo fijlos de
ladrilho, 100 alqueires de cal preta : as pes
soas que liverem taes gneros compareci
a esta Repartico as horas do expediente pa-
ra o ajuste dos mesmos.
Administraco fiscal das Obras Publicas
10 de Abril de 18.o.
Castro.
A. F. ioterino.
PRFFEITURA. *
rirtTE no ni i 1a ol ABp.il.
lado em rjm eilugi a urna escrava de Fran-
cisc de Carvullu); Jo-e e Francisco Ma-
tioel este por un soldado de Polica por es-
tar fgido e ter loriado de urna preta vari-
os objectos c h.|iielli; pelo Capito Manoel
Aives Be-rboza por tambemestar futido.
E' o f| ue consta das parles hoje recebidas
n'esla Secretaria.
PARTE OFFICIAL.
PIAUHY.
Illm. Sr.Acabo de mo ser enlregues
os 1 Oflicios de V. S de ns. 33 67 ji,
*I?7 5 acompanbado de Proclamaces ,
e ordem do dia n. 7 ; o a. aecusando a
recepcao do met de a deste mez o 3. em
que me fz ver os convenientes meios que
podein contribuir para o mais prompto xito
de baler os rebeldes desta Provincia mas
sem comprometler a do iauhy commnuican-
do-me ao mesmo lempo o que tem occorrido
por esse lado acerca do iniraigo ; e o 4> fi-
nalmente sobre o mesmo objecto de que Meo
inteligenciado podendo asseverar a V* S.
Ilion. Snr___Tenbo a communicar a
V. S. que as Armas Leges a a 4 do corrente,
oceupiro o territorio desta Villa. A ca-
nboneira fica fundeada no porto do Pachica.
Al o dia a3 anda aqu: esleve um grupo de
salteadores, sendo o principal fim dos ditos
de enterrar urna peca de calibre nove ( que
adiamos ) e fabricar agoardenle no Taman-
co. Com nclividade tem saido expedices na
dilligencia de capturar ou dispersar alguna
bamdos que infesto os mais prximos luga-
res e brevemente ser batida completamente
a borde do Anaj. Acaba de apresentar-se
urna mulher viuda do ("arrpalo e noticia
3ue os rebeldes espero hum grande retorco
e tropa de prlos os qnaes bonleni
deviso chegar ao Morro Branca eque boje
estario com elles e j linbo edificado huma
trinxeira. Renov a V S. a minba requizi-
co leudo a bondade de mandar-me fernecer
de munico de guerra que se az muito ne-
cessaria. Reitero a V. S. as minhas expres-
ses exaradas no meu officio de ao do pre-
sente mez debaixo do n. 1 \.
Dos Guarde a V. S. por muitos annos. A-
campainento na Villa da Tutoia it> de Feve-
reirode i84'. lllm. Snr Teuente Coronel
Joze Francisco de Miranda Ozrio Prefeilo
Acampamento na Villa da Tutoia 37 de Fe-
vereirode 18 Jo
uue nao perco de vista os interesses da minha do Municipio da Parnahiba. Firmino Joze
Patria, e que jamis a sacrifcarei ao mor da da Silva Biaga Major e Commandanle.
gloria ou qualquer outro interesse parti-
cular.
Darei Proclamacao a devida publicidade ,
assim como exeeuco a ordem do dia n 7 ,
o que ja se acha providenciado por esle lado
emviriudeda minba Proclamacao de 28 de
Novembro do anno prximo lindo
assim queja se
entre emigrados
se numero dous Cbefes ) que arrependidosse como as mais torcas que eompo/.ero a expe-
me tem apresentado os quaes se ac! o em- dico pela obediencia e respeito cora que
pregados e repartidos pelos diversos Pontos, se portaran na certeza de que, o eommandan-
Tenho crganisado desla gente duas Cnmpa- te con la sem pre com o patriotismo e valor
libias, sendo a primeira Ccmmandada pelo dos seus commandados as occasies mais ar-
Cidadao Antonio Carneiro da Silva por im- riscadas. Assignado Firmino Joze da Silva
pedimento do Tenente Jos da Costa Neiva Braga, Major e Commandanle
a segunda pelo All'eres Leocadio da Costa
JNunes. Alem disto tenbo pasaado para a Acampamento na Villa da Tutoia a9 de Fe-
Provincia do Piauhy desde as Queimadas at vereirode 1840.
os Viados 5o familias que Icin procurado as
Ordem do dia.
~ O Major e Commandanle dirige os seus
elogios, crina o brioso procedimento do
Sur Atieres Joan Diniz de Almcida assim
como a todas as lonas que compozero a par-
tida que sol o seu mimando ontem marcha-
medida dos alqueres ; no patacho-Boa Lem-
branca-aecusavam-se 4000 pedias de fogo 0
s appareceram 4oo eno Neptuno aecusa-
v&m-se 6000 e s appareceram (;oo ? Para
que isto aconleca deve sem duvida baver
muita relaxacao ou muila prevaricacao as
auctoiidadcs da Parnahiba bo-de participar
ludo ao Exm. presidente desta provincia, que
sem duvida far verificar a responsabilidadd
dos prevaricadores.
Alem destas as unirs noticias de mais in-
terese que temos do Piauhy constam do of-
ficio que publicamos no lugar competente.
com data
os principaes successos
e officio que pu-
8
irmio Brasa tem
Noticias do inlerior.
Tutoya. Recebemos dali carns
de 8 do crlente
constara das ordena do dia
blicamos. O snr.
desempenhado os seus deveres e eierecuio a
eslima dos habitantes. Com tudo as forcas
exislcntes naquella villa nao sao bastantes pa-
ra sii'i deieza se o inimgp acossado em ou-
Iroe pontos, carregar pava la em grande nu-
mero ; todos cnlendem que o governo deve
para ali mandar 100 humens de primeira li
nba. A escuna Gararapes tinha chegado
barra da Parnahiba.
Ical. Deste ponto, logo que ali chegou
o snr. presidente da provincia marchou osr.
major Falco frente de 5oo homens sem
aaber-se ao rerto para onde se elle diriga A
noticia nao de fresca data mas pareceu-
nos que mereca especial mencao o fado de se
adiar dev idamente empregado esle distincto
ollicial Falbaram as profecas da Revista
que j tinha condemnado o sr. Falco ao es-
quecimento, e a nio participar da gloria de
pacificar a provincia ; a gloria era j urna pre
Ordem do dia.
O Primeiro Sargento da 1. Companhia
e tanto [ Manoel Antunes de Andrade receba o meus
actiao reunidos j5o homens agradecimentos pelo liem que desempenhou s | priedade exclusiva do Sr. Ernesto, as suas
e rebeldes ( entrando nes- commisso de que foi encarregado assim batalhas escripias.
Vargem e Cbapadinha.- Recebemos do pri-
meiro desles logares noticias que alcancam a-
t 8 do corrente. O bravo e honrado tenente
coronel Henriques achava-se na Cbapadinha ,
onde se lhe haviam apresentado 1 la rebeldes ,
dos quaes 70 com armas. Aprehendeu-se
urna carta de Raimundo Gomes a outro chele-
rebelde pm que lhe partid pava que se dis-
punha a fugir por falla de furcas.
Caxias No v!orro Agudo foi dispersado
um gr.upo rebelde psla forca ao mando do se-
nhor capito Bastos. Fui nessa occasie mor*-
to entre outros o chefe Lamego.
;m procurado as '
Forcas da Legalidade cadjuvando com tu- i
do quantoest ao meu alcance, tanto para
seguranca de suas vicias como mesmo com a
mcessai a proviso de boca.
Tendo-me posto de marcha como parleci-
pei a V. S. em Officio de %^< do vigente e
Revez em Miritiba.
Honlem a3 do corrente chegou a esta
capital a noticia do desastre aconten.! > as nos-
sas forcas em Miritiba. Um grupo de rebel-
des cujo numero se avalia em Joo surpre
IHm. e Exm. Snr.Partee!po :i V. Kxc.,
que foo presos bontem minba ordem e
UveraS boje destino : Joze Francisco de Sou-
/a pardo pelo Sub-Pre!eito de S. Anto-
nio por ter furlado de urna toja de fazendas
alguns covados de chita ; Bartbolomeo pin-
to, escravo de D. Roza de tul pelo Sub-
Preleitoda Bea-visla por estar fgido ; e Jn-
io INepomuceno branco ,)ela Guarda do e da Legalidade li vemos 3 leridos ,
ao chegar ao lugar denominadoTaboleiro "o atim de atacar o piquete do Anaj, cu-
alto -no dia-) a guarda avjHicada ,<. mi- jo resultado loi o ferimento Dba Columna leudo enconlrtido hum pique- des e por era completa fuga desalojando-
te dos rebeldes acaleolou com elles l>um os do referido ponto Assignado Firmino Jo- i hend^u o destacamento ali estacionado ma-
pequeno fogo de que resultou ficar le ido ze da Silva Braga Major e Commandante. i tou-nos o capito Castro (do 1 ara) o bravo
hum voluntario com ) rarocos de chumbo e infeliz alferes Manoel Jos dos Santos Ama-
sem que se podesse cohcr frurto algum por Acampamento na Villa da Tutoia 8 de Marco ral, muitos soldados e a gente que exista
se tereco logo evadido por humas grotas .
eminencia de huma Mirra que os favoreio ;
e no dia d ontem s< nindo directamente, para I
esta Povoaco ond< me tonslava acliarem-sc
'tdro Poliduro
de 1840.
[Ordem do dia.
Penetrado da mas \va salisfaco
es Cheles
com huma terca de rebeldes tomando todas fura ni altai.aro ponto do Garrapato em cujo
ascautellas, a tim de prevenir qualquer ex- combate feriro a muitos rebeldes, os quaes
tralagema e com especialidade n'huma pe- foro inleiramente destro9ados e desaloj-
ijiiina malta do toco prxima a mesma t'o- dos do mencionado poni ; nao Ibes valiendo
voa o pude cen lelicidade chegar aluden-; o temivel lugar que guarnecio nem suas
Irodella, edepoisde hum logo activo que folies trir.xeiids ; por este ti iurri|dio das ar-
na povoaco inclusive mulheras e enancas;
as casas loram incendiadas ignoramos anda
odia em que leve logar este fatal acontec-
pelo 1 ment, h;-m como ao certo a perda que
Mcndego por tstar armado de ura ccete, e
icusar enlregal-o a mesma Guarda que o
bavia exigido j e que nooccorreo mai* no-
tidade.
Dia i3.
lllm. e Exm: Sor.Foro presos bontem
minha ordem, e tivero hoje destino : Viaria
Joze da Conceicio india pela 1. patrulha
do districto da Ribeira, Alaria do Rosario e
Joaquim Carapeba, pretos pelo Sub-Pre-
feito da Boa-visla esle pedido de Francis-
co Caetano Pereira Guimarcs por estar fgi-
do tendo sido por elle arrematados os seos ser-
vicos, e aquellas por eslarem ebrias, e em de-
sorden); e Benedicta tambera preta ; escra-
va de Francisco de tal por uin soldado do
do Corpo ^ olicial por suppol-a fgida.
tV o que consta das partea boje recebidas
p'esta Secretaria.
Dia 14.
lllm. e Exm. Sur.Foro presos honlem
minha ordem c tivero boje deslino ; Do-
mingos Goiualves Carilho branco Manoel
.loaqui de AJello e Clemente Joaquim de
&a4)tsAfta pai dos, e Pedro, preto, ts-
(1 ai o de AJanoel Joze Yieira pelo Sub-Pre-
eilo de Sardo Antonio ,01. por ter ido
e Lui/. Ignacio feliz resultado, que conseguirlo os bravos que |soliremos em soldados morios e leridos em
yo 1 armas e munices. Dis-se porem que as nos-
sas forcas na Miritiba excediam a ido piaras ;
que destas haviam sabido 5o para urna ex
ploraco que ao ou 3o se achavam em des-
tacamento rio Pre a urna legoa de distancia ,
e que os 70 ou 80 restantes que foram der-
rotados. iz-se igualmente que bavia ali
grande relaxacao na disciplina que os solda-
dos anda va m ove upad 05 em lazer peaqueiroa ,
deste bem como ao Snr. Alteres iManoel Rabello I um dos hbitos da conquista do Para O cer-
hum gravemente, que o Sargento da Guar- | Borges : ao Sargento Quarlel Mestre Joao | to be que tomos surprebendidoa, e os rebel-
des por aquellas paiagens devera de estar in-
solentes.
iNo desf jamos carregar a mo s.brc um ho-
rnera morio ; mas os leitores eslaro lembra-
duraria huma hora pouco mais, ou menos, mas Lega es congratlo-me e dou os devi-
cederaO-iae o terreno perdendo elles c, mor- dos louvorts ao Snr. Tenenle Alexandre Por-
los 3 prisioneif os alem de hum escravo ;! tuga l de A Imeida quecommandou a forca,
da Nacional de Juromenba Basilio Francisco | Bizerra de Meuezes que vuluntariainente se
da Rocha | que leudo a vaneado com a maior ; ollcreceo e os dislinclos Inferiores, cabos,
intrepidez, recebeabuintiro.no peito. i> o e soldados que desta arle tanto concorrero
obstar, s os meus esforcos condjuvados 1 para o restabeiecmento da Le e da paz.
pelos bous uesejos que sempre tenbo divisado Assignado Firmino Joze da Silva Braga Ma- dos de queja tiveinos occisio de fallar em
nos meus Gtliciaes e Soldados nao pude jor ,
obter maioi vantagem pela falta do < nnheci-
niento do terreno que pizamos ; por isso que
o inimign sempre se pode evadir.
bargoda pouca saude que de presente gozo,
continuo a minba marcha, a reunir-me com
o Tenenle Coronel Liogo Lo|tes de viran jo
Salles como j interiormente communiquei
a V. S. a tim de impedir o destino dos re-
beldes que eslo tomando a drecco de Gra-
jabus.Dos Guarde a V. S. Acampamento
volante na I ovoacao dos Patos Quarlel do
Coiuniaudoda Lolumna d'Oesle 3i de Janeiro
de 1^40.lllm. Sr. Tenenle Coronel Jus
t-eliciauo de Mora es Cid Commandanle em
Chele das loicas de Piauhy ( Assignado )
Jos Martins de Souza Major Commandan-
le da Calumna d'Oesle.
( Do Telgrafo de Oeiras.)
e Commandante.
- Recebemos cartas da Parnahiba e fo-
Sem em- mos por ellas informados de que os rebeldes
da nossa provincia passando era grande nu-
mero para o Piauhy, se tem ajunrtado no
lugar das Frecheiraa e ltimamente no do
Bonito, doze legoas em distancia da villa.
Calculava-se que este ultimo grupo consta va
de mais de aoo homens. Alguns rece ios ba-
via entre os habitantes por taes motivos mas
o digno preieito o senhor coronel Osorio ,
dispunha forcas que fosseot baler o i 11 i migo e
confiara no bom resultado da empreza.
Pessoa fidedigna nos escreve que tus re-
messas de gneros que daqui se lzem para
aquella villa por couta e ordem do governo,
ha sempre urna enorme ditierenca entre o %:
aecusam os omcios e relacoea e entre o que da administraco do senhor Lima nao pode
desabono do Capito Catiro que tendo aban-
donado einOutubro, Jo e lanos dos seus
soldados e toda a torca do capilo Sim.io, no
meio ilo malo dei.xando-a arriscada a ser
corlada pelo inimigo por meio de falsas par-
ticipacea quiz tancar a culpa deludo ao ca-
pito Simo. O certo que esle senhor foi
preso, o senhor Castro anda em cima teve
elogios. Eis ah agora os fruclos do patrona-
to.
Urna perda verdaderamente lamentavel
a do alteres Amaral. Este intrpido Mara-
nhense loi ferido por tres vezes nesia guerra ,
e poucos das antes de acabar raiseravelmente
as mos dos assassinos frente de 60 ho-
mens os tinha balido matando-lbe qualro
homens e aprisionando outros qualro.
Esle desastre occorrido logo no principio
e (lectivamente vae. Fallara calcas fardas,
a tarinba mingoa tanto no numero como Ma
de nenbuma forma depr contra o seu crdito ,
porque nao esteva na mo de S. Ex. o prev-


DIARIO DE IKBNAMBC'O
S
%i-lo, ignorando elle a incapacidade do oft-
"^cm e o como as cousas por la iam que nem
rtudo poda ver desde j com os seus olhos e
estara de mas m;,| informado.
De resto o revz pode ser fcilmente repa-
rado e spria conveniente que o sctihcr com-
snandante da guarnico maudasse publicara
parlicipaco olicial respectiva a fim de cvi-
tarem-se asex-geracns sempre perniciosas.
(Chroica Maranhctise.)
VIGILANCIA.
Consta-nos que os rebeldes viudos de Ca-
sias aquellos mais tu|>etudos vo requerer
Habeas Corpus ; econsla-nos tambcm quu al-
gnna Srs. Oesembargadores eslo inclinados a
Ibes conceder. N3o queremos acreditar na
segunda parle pois que milito confiamos na
maioiia do Respeilavel I'nbunul da Relacao ;
mas i|nem sabe se o ruedo inducir a alguem
a assij.nar aquillo que nao sent ? Temos tan-
la* ve/.e9 visio islo que boje somos obriga-
dos a estar vigilantes. Conceder a relacao
Habeas Corpus a Ladrees e Assassinos? o-
de a relacao conceder Habeas Corpus a Reos
Militares ?
Ser verdade o que por abi seespalha
acerca de a L'ouloies Haytianos na formaco
(Do Legalista.)
de Freitas Gamboa se .representa a grande
Peca nova o Varquez de Pnmbal ou o ter-
remoto de 1755 de tres epocbas e 7 Qua-
dros-n Dar.ea da Caxuxa e a Nova Farsa -
a Medicina de boje ou o Defuntp nao esti
morto A Beneficiada espera a proteceo dos
seus benemritos Compatriotas a quera pe-
de desculpa de nao ir convidar pessoalmenle.
Correspondencia,
Srs. Redactores.
Como ouvi dizerqueo Illra e Rm. Sr. Mi-
guel do Sacramento Lopes Gama rm breve
relirava-se para a Capital d'cste Imperio para
acola residir na qualidade de Deputado : e
sendo eu muilo estimador c venerador do dito
Sr pelos sens raros talenlose virtudes; por talo
nesta mesma occasiao q rogo-Ibes o obsequio
de lerem a bondade de fazer inserir na sua
estima ve I folha este Soneto que em louvor
domesmuSr tenho composto em lingua Ita-
liana, pelo que Ibes ficar summainente obri-
gado o seu constante leitor e assignante
Jos Facbinelti.
SONETO.
Dell' Illustre Brasil Uom Generoso
Cbe i tuoi esempli, di le Virt son fgly :
Ricevi un' Veddio da rhi premuroso
Lamenta 11 tuo riliro, equale a oblio.
DalP Itlica trra fr quei perigljr
Ebbi natal, tunonignoi; eun Lo
Sol qui mi trasse a visitar le Spiagge ,
Ron che lede prestar a tuoi consigty.
Ti assenta Ver ma oh! Alta missieu ti cbiede e non imano
Triunfar sapra nel tuo intento.
Tu Mecennatedel popol di Giano
Combalti Vinel e la la impresa
Renda ridenle il Sucl Peina mbucano.
Em allcslado de sincera estima
J. lachirieli.
SOCIEDAIE HARMOMCO-THEATRAL.
LOTERA DO THEATBO.
Constando ao Tbesoureiro que em algu-
nis cazas aonde se achaS -os biliietes a venda
da parte da 2. Lotera, se lein declarado aus
compradores n haverem mais para se ven-
der pelo seu pico real, la/, pelo presente pu-
blico que em sua casa na ra da Cruz N. b a-
inda tcni blibeles para tender sem piemio al-
guui.
LOTERA DO LI\ RAMENTO.
Acba-se a venda nos lugares do costume os
Lili.clsela Lotera a lavor das obras da lgreja
bar de correr a do Tbealro ser marcado o
dia em que devem impielerivelmenle correr
s rodas Roga-se pois aos amadores deste
iofo edevolos da Senhora do Livramenlo
queirao concorre a compra dos biliietes a fim
de que nao fique grande numero com prejui-
20 das obras a lgreja da mesma Senhora.
THEATRO.
Segunda feira de Pascoa ao do cor rente ,
a beneficio da priuieira Dama Joanua Alaria
rentos mil reis, pela noticia independente da o annunciante raandou pagara ciza Nacional
despezaque se fizer, e se elle parar em mo correspondente a Rs. qoo^'ooo em lempo
de alguma pessoa que o tivesse comprado de competente como foi determinad? p>r Lei ,
boa fe" nesse caso o mesmo Gusmo se com- para mais firmeza e validade desta venda,
prometle a dar o dinheiro e pagar toda a'quantia esta por qu.Tnlo forao vendidos ditos
despera que se houver do fazer, nacondueco lesera vos e exi.riodo O annunciante rio dilo
para o que compro-
do mencionado escravo ,
melle seus bens.
t> O Teen te Coronel Trajano Cezar
Burlamaque roga e pedeao Jllm. Sr. Hre-
feito e mais authordades policiaes aapre-
benso de urna escrava que se suppOe fur-
Tendo principiado a obra do. Tbeatro de lada e oceulta em urna casa as Cinco pon-
Apollo no dia 2 5 de Marco pp. e tornando
senecessarl proceder aarrecadacao devinte
por tonto do emprestimo de 1 5 conlos de rs. ,
com que para ediicaco do mesmo Tbealro
siibscrcverao voluntaria e generosamente os
.is Socios a Commisso Administrativa da
Socicdade Harmonico-Tlieatral por esle os a-
viza a-que se dignem entregar no pra/o de ,1o
das contados do dala desle cm cazado Thc-
zoureiro Manoel Joo d'Amorim na ra da
Cadeia velha n. ->i as suas respectivas quo-
tas como be expresso nos artigos 7 e t da
prooosla approvada.
Recife 8 de Abril de i8o.
CHARADA.
De mim se tem dissertado: )
Diz cada um o que bem quer : ) t
Mas eu sou da luz rellexo. )
Mesmo assim me tem chamado (
Vlinha av que era mulhcr ( t
E como eu do mesmo sexo. (
Nao digo urna s palavra ,
Mus obrigao-me a clamar.
De mim gosta assim torta ,
Para os outros regular.
Nossos pais que acola ven ,
De nossos filbos sao pais ,
Marido* de nossas Mes ,
E esposos nossos legaes.
Avisos Diversos
tas ou em um sitio em Beberibe; esta es-
crava foi com prada no dia 11 de Maio
de i83g a Gamillo de Lellis da Fonceca Pi-
loto do Patacho S. Jos (chegado ha poucos
dias d'Anguila); ninguem poder fazer com-
pra da mencionada escrava com o dito Piloto ,
on oulra qualqucr pessoa que a tenha oceulta,
sob pena de se proceder contra o comprador ,
on possuidor: ella fugo no dia 16 de Outu-
bro de 1839 cbama-se Anna ladina de
naco Angolla de bonita figura estatura
regular cor preta rosto puxado olhos
grandes nariz fino, beicos meio grossos tem
urna malba mais preta do que a cor natural
no roslo do lado esquerdo e no braco es-
querdo urnas letras de Angolla rcm as cos-
tas muitos talbinhos de navalha maos pe-
quenas e ps grossos porem mal fe i los e
intitula-se creoula ; quem apegar leve-a a
ra da Gloria caza de um andar de grada de
ferro defronte do convento quesera gratifi-
cado com 5oUooo rejs
S3T O Sr do eugenho Bamburral que an-
nunciou estar em seu poder um preto t que
nao diz quem he seu seuhor, se for um mo-
lecote de
Mendes I los entregass, este nao so snegou
aislo, como al pretende ittdar-se da om-
ina rea para o quo COUSta ler veiVdo
mencionado sitio Laga-torta c algunsou-
tros bens: Assim previne o nn:iii;i(i inle ,
que pessoa ai-unu faca negocio de qtal qwer
natureza que seis com o dito Alendes da Ro-
cha a respeito dos sapraditos escravosji sob
pena d'osir ha ver do poder dft quem os pos-
suir, ou tiver comjirado e proseguir enla
nosdemais termos da Lei. V. para que o ex-
pendido conste, e ninguem a todo 0 tempO se
chame a engao faz o presente annuucio.
^mtS^" Quem quizer vender a obra de Geo
rcetria de Lacroiz ainda uzada e incom-
pleta com tanto que tenha o Tomo de Al-
gebra : dirija-se a casa da ra do Nogueia
n. 15 do lado do norte ou aununcie.
tsr O actual Escrivio da Irmandade do
N. Senhora da Saude da Fregoetia do Poco
da Panea rogaaos Srs Irmios Marios .
que se reuna no Consistorio da lgreja d.
mesma Senhora no dia ao do crrerite para
aapprovaco dascontas do Sr. Irmo Tbe-
soureiro, e posse da nova Ale .a eieita e
aos Sm qu a compe igualmente roga o mes -
mo Escrivio que so dignan comparecer no
mesmo dia no referido lugar para o indicado
fim.
SST Deseja-se saber se nesta cidad ou
Provincia existe o Sr Joo Coelho do Rosa-
rio genro de Manoel Camino de Medeiros,
e ae vinte anuos muito ladino para negocio de seu interesse ; por isso baja
' de naco Gabo mas sem marcas de sua ter- de aniiunciar a sua morada para ser procu-
ra, com os signaes seguinles fula magro, Irado.
; ps bastante apalhetados os denles do queixo X9" Na ra Nova D. 6 existe urna carta
de cima acangulados e um dante quebrado vinda daBahia para o Sr. Antonio Vicente da
queira mandal-o entregar nesta praca a seu Cruz.
sen bor Jos Fernandes Eiras na ruada Fio- j ssy D. Mariana Joaquina dos Prazeres ,
rentina sobrado novo ao p da mar que se acbando-se devorciada de seu marido Manoel
pagar todas as despezas. ; de Albuquerqne Barros e tendo de dar-lho
3S" Aluga-se um armazem grande com 3 partilhas de seus bans convencionou como
portas proprio para qualquer estabalecimen- mesmo Albuquerque dar-lhe seis conlos de
lo sito na praia do Collegio : quem o per- reis como deo a saber nos bens seguinles -
----------------------------------------------------------. tender falle por cima do mesmo no terceiro urna propriedade de Ierras na Comarca do
andar casa de Francisco Joaquim da Cosa, i Brejo denominada a Lagoa dos Curraes por
tsr Roga-se ao Sr. Jos Liberato Galvo ey Aluga-se annualmente um sitio na es- 3:oooU rs., um sobrado e urna caza terre*
do Cannind baja de declarar o lugar de sua irada da Cruz de Almas com bastantes la- na villa de Santo Anlo por r.oooU rs. ,
assistencia nesta Praca para se Ihe fallar rangeiras e mitras muitas arvores de fructo urna parte de trras na propriedade Cacim-
sobre negocio de interesse boa ba i xa para capim e grande caza para bas por i56U rs. urna desobriga da quanlia
-- Precisa-se de urna ama forra para o numerosa familia ; quemo pertender dirija- de (ioo rs. e 6^U rs. em duas letras a
servico do urna casa de pouca familia : na ra se a ra do Vigario primairo andar da caza n. vencer e de tudo isto se passou Escritura do
da Praia serrara do Cardeal. A, convenco em Santo Anto no Cartorio do E>-
O Dezembargador Tiburcio Valtriano cy O abaixo assignado declara que se acba crivo Albuquerque.
da Silva Tavares ebeio da maior saudade se proeedendo a Inventario dos bens de seu Ca- Quem precisar de cem mil reis aun
despede de todas aquellas pess*ai de sua ami- ial por falecimento de sua mulber Carlota canto e duzentos a juros dando firmas quo
sode e conbecimcnlo das quaca pessoal- Maria da Conceico para dar partilhas a urna agradem dirija-se a esta Typ. que se di-,
mente o nao fez por causa da muita chuva sua filha menor; por isso quaqusr pessoa que rquemd.
que bouve.i,os das an ecedenles a sua part- se julgue sua credora trale de legalisar seu1 Urna creoula honesta se oEferece para
da; 1 elosseus afazeres e pelo seu mo es- debito perante o Escrivo dos Orfaos Francis- ser ama de alguma casa capaz., prelerindoa
tado de saude. Oulrosim agradece cordeal- co Joaquim Pereir de Carvalho a fim de d'algum bomem solleiro; c adverte-se que
mente as demonstraces de amisade e aHecto, serem no mesmo Inventario separados bens s serve no i.ilerior da casa: q uom pretender
que sempre ibe tribulara ; c em retribuico para seu pagamento annunrie.
afianca conservar disso urna viva lembranca Adriano Jos Bor jes. Roga-se pela ultima vez ao Sr. Manoel
erecendo-lbes no Maranbo e em qual- Correia de Figueiredo, esludanle no Semina-
quer parle seu limitado presumo. \ ssr Hncm tver algum engenbo que o rio de Olinda o vir a ra do Queimado lojs
-- Ca'.ittllas de bilhelcs da Lotera do queira arrendar ou mesmo para fazer algu- de fazeudas D iG, a tratar de negocio que
l'beatro--Ao n. cm que sabir o primeiro ma sociedade dirija-se a ra do Cabug o mesmo Sr. nao ignora,
premio t:oooL'ooo tem de receberem dez dos luja de Jos dos Santos Neves que informa-: S29" O abaixo assignado como bastante
apaisanados desle jogo que* as compraren r da pessoa que pretende. Procurador de Alvaro de Luna Freir e
booL'ooo e assim aos mais premios por se- y- as Cinco pontas venda D. 10 acba- seu ilbo Miguel Joaquim MAliado Freir,
rcm divididos en 10 Caulelas : vendem-se se urna carta viuda do Porto na Galera Ten- j avisa ao respeilavel Publico, quo dito seu
lio Beco do Porto das Canoas caza n 4. tadora para Jos Francisco da Silva Mo- Constituinie Miguel Joaquim Machado Fre-
Qucrn annnnciou ter inilbo moido para reir; e como se.guora a sua morada quei- re, acba-se competentemente habilitado Legi-
sustenlodeeavallos, superior farinha de mi- ra annunciaia. limo administrador dos bens vinculados da
Iho para escravo diija-se a ra do Queimado Aluga-se urna pequea casa com con- 'Capella de N. S. do Livramenlo da Comarca
sobrado U. u para se ira lar o ajuste de urna dicao de quem a pretender pagar dois inezes do Sobral da Provincia do Cear desde 18 da
poi cao. que outro que vai sabir nao pode pagar dan-
Deseja-se saber se nosta praca existe o do fiador que agrade ; a fallar na ruada San-
Sr. Joaquim Correia Ar.uijo a fim (Ib ser pro- ta Tbereza venda ). i',
curado para negocio ^ Joaquim Goncalves Vieira Guima-
Aanoel 1' rancisco Pontes faz publico raes faz sciente ao respeitavel publico, que
<|uc tem comprado por" conta do Sr. Manoel tendo-llie Antonio Mendes da Rocha morador
Joaquim Tavares do idaranlio dous Bi- no silio denominado Lagoa-torla com-
Ifelesda/. parle da /\. Lotera do Livra- marca do Limoeiro passadoem 3odeJuIho
meulons. 33oi, ei4!7- 'deiBJH papel de venda de dois escravos de
Quem precisar de urna ama para caza nomes Luiz (cangullo) e Domingos, ambos
de horoem solleiro oucizado com pouca fa- do gento de Angolla, com a6 a o anuos
milia, dirija-se a ra da Lapa no Recit,
sobrado de tres andares no terceiro.
SV ]\o dia ja de Agosto de 1X39 fugio ou
furlara uin escravo de nome Miguel, do
gento de Angolla, e inda bucal tendo
no queixo alguraas glndulas a que chama
alporcas, principiando ao p de urna orelha ,
atdebaixo doqueixo indo uaquella occa-
siao com ellas abertas : be alto e lem a car
pouco prela. Quem delle scuber ou tiver no-
ticia pude procurar ou participar a Antonio
da Silva Gusmo na ra do Queimado, da
Provincia de Pernambuco, que recebe r du-
de idade pouco mais ou menos para garanta
de duas Letias que n'aquella mesma occa-
siao e dala acceitara ao annunciante a 8 e n
mezes precisos (j por reforma de outro debi-
to quehavia conlrahido na loja do mesmo
annunciante em 3o de Selembro de i834j >
como fiel depositario d'ellas em quanlo que
se uo vencessem as referidas letras e que
vencidas estas, e nao pagas em seu devido
lempo (e nem at ao presente como succe-
deo) seria obrigado elle Mendes a entregar
os dilos escravos .orno do facto se ubrigou : E
como lltou a todos este deveres, e condiOtV
Fevereiro de i83i conforme j ae annunciot
em Diario do 1. de Agosto de 1838 ; e que,
por isso e por serem esses bens vinculados ,
ninguem contrete sobre elles com seu intrusa
administrador ora residente em Portugal Ma-
noel Machado freir de Soya ou com sen
bastante Procurador nesta Cidadc ; ao con-
trario protesta o annunciante reivqdical-os
de quem os possuir por qualquer titulo que
seja ; advertiudo alem disto o annunciante ,
que ja tem chamado conciliacao por ca'ta da
Eclisas ao mencionado intruso administrador
para a eulrega d> mesmos bens.
Manoel Elias de Moura.
O Arrenda-se a loja que foi de miudezar
na travessa do Rozario para o Queimado D-
10 : quem a pretender dirija-se u ra do
Queimado loja 11. y ou na ra do Cabuga
loj D. i.
OUrece-se urna parda forra para ama
de leile no que tem luio muila pralica pois
sempre lem andado em creacio quem a per-
tender dirija-se a ra daScuzalla velos por
tima do aiiiin do Calda.
:>


ST Prerisi se He f/fooooo n 'premio per
spaco de um mino dando-se por liypotTie
en especial un engPiiho < ou escravos j quera
quiser dar annuncie.
try Alir-1-sea luja do sobrado de dous
andares e mirante no pafeodb Hospital do
Paraso exge-e fiador idneo; a fallai
rom o Comnc andante Clerai do Corpo di: i'o-
lioia
&^ Prerisa-se de ama ama que lenha bono
leile. para criar ura menino 6 n lo Forra pa-
gA-te bera ; no secundo andar do sobrado
1) l\ no breo largo da Matliz de S. Antonio
ou anouncie.
\jir~ OfferecesB a algurt) negociante para
caixero dequlquOr cscripturacao commer-
cnl, urn brasileiro livre de'G N. o qual
d:i toda flauta a sua conducta ; (juein o pre-
tender annuncie.
iST OSr. Antonio
toral e iBni ivlor no lugar d>
termo de ta marac desln ''<
anuuncion fio Diar: rde i do
rorrente unno lerdesi I ri > de fa-
zer moer <. ',..'' idros leuda a Intima
agoa permanente | lo verSo
suficiente : queira faz.er u "
a na do L iil ta Ci<
brado di idan
Maehadi :
cy Ni I Vanos, ret'u
se para o
DIARIO
PTiiiTiii.iuirjiBi imwrw
DE PERNAMH'fc
mjwaw
almaco e nlgodonnlios; e havera mats a
venda urna porc.io de chapeos de jtello muito
finos ; estes arlif.os decem vender-se infali
vrlmentee or todo preco por ser o ultimo
de merendonas do carregamcntodadita
das tirio grandes vanlagens, por os pastos
seren muitos bon e sempre se atrancar
pro-
os ,
de estar
W Na lojade Antonio Rodiigucs da Cruz
ra do Cabug superior er ,em vcllas tan-
toem porcao, como a re.allio por pr6?0 ^'slei. as/'especialmente os novill
commodo. ,.,.. lein Arande Sabida para os en'enhos do oi ,
^ No atierro da Roa~\, Barca, esas D. .6 oom sort.men.o decalcado fran- erra i.cexce l ^ | ^ ^ .^
t^r Quarta fera.i do corrente p las on-jr*z ltimamente ehegftdo pronrio para a Se- q dft tem g a |0 ;m_
ze horas da nianha fnz.-se lei le p >r intt*- j mana Santa nao so para h-niem cc~
vem:.V> do CoiretorOliveira da mobilha do
ezembargador yibnrcb Valeriano da Silva
Tavares na casa quefoi lesna moradia per-
teneente ao Exm. -r. Jos Carlos Marink no
Hospicio, os principis objr-cios consto de
ra
eir de Soma na-
ca mas cmodas, metas de antar e pa
salla, sofs lavatorios, locador de senliora,
Ibos cadtfs estantes para livros, can-
djetros relilo para cima de
vidros vi-dios c &c.
mesa louca ,
Ja lai be
C o ni p r a s
r- (Jm eaixiibo para alcYiva que" ten'ia 6
palmosdfc lnr'o eran widres ou sem elles ,
novomi velhn : na fui 'i Qnlmado I)
"" Um pequeo Sitio a margpm do rio,
ou cas que vi >: o Fundo ao mesmo ; quem
li<.r- fu hunce.
atetar '"> segundo tom de Telemaco em
, .:' /; nu rua do Oibu^i lnja de miudc-
i- i). >.
io; andar-de un sob-
rulo se ie\< .ra a i ua ; .que.'rt iiv<
..; Quem ; casa ,
para pequea Famili i. que o si nS
exceda de 6 a 7000. daud 1 ::-~
t'.
sjar Precisa-se de rapleilai 1 un 1
rre pedreiro a e lificacSo de
ilio ua passagm de Oiinda, a quem Ibecon-
vier dirija-se a ra do crespo I) 11,
ssy Arrenda-se o sitio grande do ollio de
V e 11 d a s

agoa com muitos arvoredos I aixa para
capim e orla e independente terreno para
plantacea e pasto para 8 a 10 vaecas de le
te; quem o pretender dirija-se a ra do Cres-
po L). 1 i.
C?" OsSrs. Miguel Serafim de Castro Nn-
np3, e Antonio Rodrigues '..ira, queirSo
dirigir-Se a ra do Rangel U. iH no primer-
io andar.
i^r* A pessoa que velo da Pronncia i\o
Minlio, perienCenfe a portugal, que lo use
una encomenda para Joaqiuiu de Castro e
Mello, queira fazer o Favor de diri^ir-seas
5 puntas padaria D 48.
Meios iSii'cs da Lotera do
afro, (ij>' ccri-f impreteftvflmen
'i<;:;; orj do -o:i:m1o, a LS5o ;
o Cnut lia-; de rtitofl a 500 ri* nesta
Typoe;raphia.
J^r Listas dos billetes premiados da '.
le nmaeasaem mu parte da 4 Loteriaa Beneficio das obras da
Matriz ila Boa vista a '6o ris ; na praca
da Independencia n. $ !"' i illielcs e meios diluida Lotera do
Tbealro a fio ; na ra nova loja Franceza
D. idefronte da \'atriz.
Vjf Lm orulo de ver ao longe e umdito
dobrede thealro ; no atierro da Boa vista loja
de ourives frtncsi I) ^5.
100 pecas de fioo velhas ; na ra
como para
wnboras e meninas a saber : para homem
capato de touro de lustro e de bezerro 5 para
senliora capatosde lustio marroquim preto ,
ou cordavao de setim pretos e brancos e
de marroquins de bonitas cores escuras e a-
lem disso de duraque de to las as cores 0-
bra de l isboa bem trabalbada e para meni-
nas cpalos de marroi|iiim Francezes tambera .
de todas as cores e adverle-se que nao lie de
preco barato esim o preco qneciisti o cal-
gado fino, que porisso merao li de outra
duracao easseio. Na mesoia loja lia boln-
pretos para senliora obra Iranceza, e cana-
linlios para meninos.
\sr .Meios bilheles da Lotera do Tbealro
a .j58o e cautellas de ditos a 5oo ris; na
loja de Mahoel Gomes de Carvallio ao p do
arco de S. Antonio e na ra nova venda do
Lima l). 9.
E^" Bichas grandes a 640 e mais peque-
as a 3>o e troca-se as que niio pegarem ;
na rua do Rozario venda deFroute da greja
D i5.
t~7~ Sal do Assu', alvo, grosso e su-
perior pal'ia de carnabuba abordo do Pa-
ladn Laurentina Brasileira Fundiado can-
Fronte ao trapiche novo ; a tratar na rua da
Crus n. i-i.
nos; a tratarnaruadoQueimadbll. j lado
do naseeute oii na Comarca do Limoeiro ao
lugai do Espinho-freto'a fallar com Antonio
Jacinto Lopes.
tST dli.elesda Lotera do Tbealro a 9080
e meios a 4)8o ; na rua do Cabug loja de
niiude/.as junio c botica
z^r Bilbetes da Lotera do Tbealro a 9080
e meiosa iit'o ; na rua do Cabug loja de
relojoeiro junto ao 8r. Bandeira.
ST Una escrava de nacao benguella de
idade de a anuos ; Loa lavadeira coinha
o diario de Urna casa, e he quitandeira; na
rua da Conceicao da loa vista L). 8.
Sarja prela Isa portuguesa de milito
boa qualidade propria para vestido
ii 01 1,
loja L. a6.
por ser muito larga ,
de se-
na rua da cadea
Escravos Fiiirido
tSr" Um selimde pouco uzo por preco com- | .
odo; ua rua nova armaz.em de traste I) 3. i /|V
ti^~ lima escrava mora com habelidad
com
S2T Em miado de Marco p |>. Fugio um
escravo cabra a vrmelhado, baixo, grosso,
pschatos i desdentado suissas finase mo-
les o embigo sabido para lora, as buebei-
xas metidas para dentro he muito regrisla ,
reoresenta ter 4o aBnos de idade loi encon-
trado no dia a6 do mesmo roez ua estrada do
sul metido em um comboio ; quem o pegar"
a praca da Boa vista I). 11 a entregar a
...oel Pacheco de Queiroz <|ue receber
' ^ alera de toda a despeza uma boa gratificac.
eite;nas| ^.^ N^dia i i de Dezembro de 18J8 des
a
apnareceo um.negro de idade de o a 4o an
o
da moeda venda de l'rancisco Martina Duarte; '"'"'""dos d cama, lalins e cananas para
se dii. oiciaes deG. [\. barretinas piomptas ri-
CJ- Duas casas terreas sitas na rua de S. cas bandas de seda, espadas de roca, ditas
Aliguel m.s aflojados por preco commodo jlf^'^V) corranles de lustro, bacamarle
fia rua direita O 51 lojade o times do lado lir,,P"0S para pagem cba|iee enverpisado
de N. S. do Terco para os ditos, e um grande sortimento de
SSS~ lima venda no porto das ranoas rua'Selins ingiezesde patente com cabi-.ad.is ro -
do Apolo n. 7 a fallar com Joaquim Nunes ** e hrancas ; as lojas de Antonio Ferfei*
fiara o servico de uma casa ,
5 ponas !). t. i
t^T Um grande sortimento de calcado .,
-! uuin.ft.. 1 1 nos, comossignaes seguintes: estatura re-
s.liei sapalob liancezes de duraoue ore o na-. .' 1 ,'
ri .!, 4;, .1 1 Solar, nariz dalo, cora abrumas marcas ao
ra senliora ditos sonidos cin cores, botms ,. m ,._
,i (|,1,,,1Iln, i becblgas no rosli), urna pequea nevoa era um
ue duiuqne pretos para senliora e homem com
couro de lustro, sapatos francer.es oe marro-
quito prato para senliora, ditos para menino
de lodos os tamaitos botina de Lisboa de
bezerro muito be:n Feitos a 600 franja
branca de lodo os pudines pioprias pra
olbo tem unas pequeas glndulas no pes
coco quij si se ronhecem apalpando con/ a
in.io, de nine Antonio e por al.unbo la: co-
uhecido por M,o'r ; quem o pegar leve a seu
Sr, Francisco Rodrigues da Cruz morador nu
rua dos l^uarleis, que gratificar com cen
liiii res.
iViUh io i'AlllO
NAVIOS ENTRADOS NO DA iit
i^r Fiecisa-se de uma ama paula, cu ere- da Silva.
oula que d fiador a sua conducta, para ^^ Meiosbilbetes da Lotera do Tbealro
fazer lodo o semeo de uaia casa de pouca fu- que m.releri*elmente corre a 97 do corrente, j ec,a > Ingle, e llamhurgue/, quadrados .
ra da Costa Braga na rua nova I). 1 J 1 ,L
tW b'err'Sde todas as qualidades da Su-
milia ; na ruado Kangel na casa da quina \ P?r pieco mui coinrmnlo e tambem cautelas
junto a venda pegada a ribeira. divididas em decima e terceira parle estas
tsr O araix assignado avisa a os seus fre- prmetro premio 7:000,000, preco 30005
gnezes que sendo obi igado a fazer urna vi- becodo porto da- canoas casa n. 4.
gem a franca, hajo de hir pro Bilheles da Lotera do Tbealro 1418o
19 que tem na sa mo no ]>raso de oito ,ia '"-1,1 '''' Madre de eos na venda da quina
sim camoollerece a os Suis. ouries
auenuiserem comprar, uma porcao Ue <'0,i[ '-' Cl- Biibetes.^a Lotera do Thealr;
oue quiserem comprar ama porcao ^
lerraittenta Jos Floyon.
3^> Para o Paquete di isa-se
de mu l'om coxinheiro ; Bi rua da c tdea nu-
nicrot>3.
(i. iiiielps da Lirteria do Tbealro,
quecorre impreierivelmenle nodia 77 do cor-
Avisos 31 antinaos.
redondos, e para verandas, por preeo com-
modo ; na rua nova loja de Fern^ena '.). 1*.
i^f Meios bilbetes da Lotera dq Tbealro,
a 44f o ; no paleo de N S. do Terco vi
D.9.
*att9" Brincos, rosetas a neis alfiueted de
peilo e butes de diamantes brincos grau-
des e pequeos de flagr e pubeiras de dita,
ludo obra do Porto ; na loja de los Esleves
Vianna quiua do : eco da Cougregaco le-
ciina ai.
KST J Molos de alvenaria de muito
qualidade e marca posto no porto da olwa
coni a maiur brevidade a inoenda de um
PHILADELPHIA ; 36 canaNavarrede 4.0 tonel
acocil e.iuip. 1 .
.roeros
a t (Y ik
, Barca Ameri-*
, M John Ve-
P({a fari'iilia c mais
iansfield.
L^r Sd rua da praia no segundo andar das
casas do Sr. Antonio Annts um nio
rua icspo viudo do arco de S.
I urdo i) 5 e na praca do
Livramnlo loja de tazendas 5 junto ao
all ii iip.
tt? Uma barretina de pello, uma-farda
um corrame: de lustro com lerragens doara- engenho toa (odo; os seus perlenccs", una
PARA O PiIO DE JANEIRO segu co com sua competente escovinn tudopa- morada casa na rua do taaau com quintal
loda brevidade o Brigue Hora Jess re- r% t \ ; na rua \elban. -j8 de manbiat grande aereado de limo cacimba, e arvo-
rebe passaf eiios, e trata-se a pas&agem em as oiio btu-as cat.udedas i em diante. redoait fructo 5 a tratar na rua do Queima-
msa de Gaudino Agostinho de Barios, pra- **H3r Veos de I i nho pretos bordados de seda, dol).n.
cinha do Corpo Santo i), u;. Idesuperior qualidade aj-dae pelas lavradas
PAHA O Ar.A.ATY o Batacho Lauren- lavradas para vestidos, leufos pretos de gor-
tina Brasileira pretende sabir tora omita gureo, chapeos de sol de seda prela, meias
brevidade por ja estar com seu earregamen- e luvS de seda prela eoulras muilas fazen-
ln quazi promplo ; inieiii qoiser carregar, das por preco commodo; na rua do (uei-
.Jirija-se a rua da Cruz n Ja ou r.o Caj.ilo mado loja !>. 8
Antonio Germano das Nev. Uma paida de idade de !4 annos ,
PARA OS PORTOS D(J SUL oPaque- COznba 9 diarjoole urna casa cose ensaboa .
le de Vapor Nacional. Haranbenst, sabe lio- c faz todo o mais sefvico de um- casa; na
ie no ineio da : quem quiser ir de passagm | ultima casa de duas porta e uma janela na rua
dirna-sea Me. Calmonl & Companlta a I dojogo ao virai para ao pateo de S.Pedro
reala feicba-Sf no Lorrelo as n lloras da ma- j S^z" Um moieque de naco niucambique ,
de idade de anuos de bonita ligura, uma
molatiuba d< idade de 1 a 4 anuo* cose ,
i.ivj enaorama a U/. iavariulo lie reco-
PO TO i' NORTE ; 1 dias Paquete
de Vapor Nao Paraubense Coinmandaii-
te o CapitS 1 de Praga 11 S. SHibr passar
9 u, e varios criadose cscravoSa
BAHA 5 dias, Brigue Nacional Olind.i
de 1 i tonel. M. i ominaos b'ranrscoda
hilva equip. 11, carga tumo, e piassa-
Ud ; a Joaijuim Gonsalves l'crreira pas*
: a eiros i.
RIO DE JANEIRO ; 2i dias, Brigue Es-
cu imisade de i5a tonel. M. An-
tonio Gonsatves Maa, equip, i carga
varios gneros ; a Joaqu4m Lucio da l* ran-
ea passageiros a. e um com sua familia.
S\Hl .OS NO A!..S. O DA.
WARANHAO' Brigue Nac liosa, M. Jo-
aquim iMartins da Silva carga varios g-
neros, pass&geiros um t*om sua familia.
Je AtARACb'^ Patacho Nac. D Francisca,
nos
uta.
Le 1 I i o
1 umcabriiilta de idade de 3 annos
um escravo de nacodi
rs- Ooe (*/. Joo Siiuart por men 1 top 10 para pagem um c.^iavo ue nacao de
vao.:lo Corretor (Miveira de varice rtigos idade de->5 annos de toa pre.-euca dousdi-
lrsembRrcados da Barra In^eza Marv-< bar- sdeidadedfl b d ->o iiunus a lies cscia-
j0fip_ Vt (i c onrta inr* 1 5 do eoarealu as
10 bota? da man1 i era punto uo seu arana-
teftida ina da Cruz, a saber; copos para
ai-da
a!i> para s-i\e).>, chapeos de |
vas com muito boas habelidades iodos estes
escravos ao dio a contento, e se aiaucao as
b( as vendas ; na rua de a;oas verdes i). <
iOu moedas de^uo velbaa ; a biliar
rer all,
t_y Uma casa dando-se de escolba ao
comprador um sobrado de dous andares si-
to na ruada agoas verdes, um dito de u:n
andar na rua nov e deas terreas n 1 rua da
Auiora ; a tratar Qfl rua de aguas verdes fus,
terrea D. n.
l^r" Um c.ivailo quarto grande, novo
passeiro e canegador ; no priinciro sitio
ao entrar para a esla Ja do Coidei.o e tao
bem se (roca por uma vaca.
i^r Censen ta e cinco meia bracas de
Ierra, com o quaitos de legoa de fundo, e
com uma casa bstanle grande e bem repar-
tida no lugar denominado Pasto na mar-
fa mwiiaose bomene quadros, dona laa- i< uilhernc dos Sanias Sazes., na rua do
Hriris rompilos duas banca para 1 rtura '^-i^ liavuj.su da rua da moeda.
rtd 01 rs pequeos meaas par* jaulsr mi- i-' cosilbctcs d Lotera do Tbalio_a
tu'es tao* tle parcelan papel de peso 45 5 na ruadoCiespo D. 3 ludo do porte, criar gados pis todas as fasendas aiii *i'ja-LRi:ClFE.N'A TYP. DE VI. F. DE F.s- i8|
.'ni dono Cupibunbe com fundos para ollio
d agua da onea fivgueJa de taquaraunga ,
comaica do Limucuj seis ie/,o.is a cima da
luaihadiuii* lugar este muito proprio para
ib carga assucur e carvo ; a 11. Vtellors.
RIO UE JANEIRO ; o dias, latacbo Nac.
Herraelinda de a 1 umel M. Joe Tbo-
iiku Francisco do N/iScimenio equipo,
carga carne seccu, e coUf ; a ^.rdera.
GEJNu A 1 ci.i tina da ,\ladeira iq mas do
ultimo poilo, o I ac Sarda Fiamnielta de
13^ tonel jii. Joao J. pella, equip. la,
caiga lastro ; a Scbramm.
SAN 'i'US -4$ das, Brigue Nac. Passos c
Victoria de uij tonel \i. V'auoel Jos
Ribeiro equip .., carga l'uuio e cali ;
a etilo Jos A l ves.
PIlLADEL IDA ; g dias, Brigue Amel-
cauo Lexigton de a<4 tonel Mestre 11.
Lully, equip. oom, carga Val ios gneros ; \-
Joo tVlaltteua*.
MUTILADO

"
I


Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID E2XJUDWKW_OKG1OF INGEST_TIME 2013-03-29T15:57:36Z PACKAGE AA00011611_04066
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES