Diario de Pernambuco

MISSING IMAGE

Material Information

Title:
Diario de Pernambuco
Physical Description:
Newspaper
Language:
Portuguese
Publication Date:

Subjects

Genre:
newspaper   ( marcgt )
newspaper   ( sobekcm )
Spatial Coverage:
Brazil -- Pernambuco -- Recife

Notes

Abstract:
The Diario de Pernambuco is acknowledged as the oldest newspaper in circulation in Latin America (see : Larousse cultural ; p. 263). The issues from 1825-1923 offer insights into early Brazilian commerce, social affairs, politics, family life, slavery, and such. Published in the port of Recife, the Diario contains numerous announcements of maritime movements, crop production, legal affairs, and cultural matters. The 19th century includes reporting on the rise of Brazilian nationalism as the Empire gave way to the earliest expressions of the Brazilian republic. The 1910s and 1920s are years of economic and artistic change, with surging exports of sugar and coffee pushing revenues and allowing for rapid expansions of infrastructure, popular expression, and national politics.
Funding:
Funding for the digitization of Diario de Pernambuco provided by LAMP (formerly known as the Latin American Microform Project), which is coordinated by the Center for Research Libraries (CRL), Global Resources Network.
Dates or Sequential Designation:
Began with Number 1, November 7, 1825.
Numbering Peculiarities:
Numbering irregularities exist and early issues are continuously paginated.

Record Information

Source Institution:
University of Florida
Holding Location:
UF Latin American Collections
Rights Management:
Applicable rights reserved.
Resource Identifier:
aleph - 002044160
notis - AKN2060
oclc - 45907853
System ID:
AA00011611:03905


This item is only available as the following downloads:


Full Text
ANNO DE 1839 SABBADO
\
r
S
CAMBIOS!
Junho 41.
Londres a o por i'ooosed. __ ^a-._^J--
tisbo. q5 por loo premio, por metal, offerectdo.
ranca'5ao 35res por raneo.
Kio de Janeiro 3 por too p.
Moedas de 6gioo i5#3oo as vethas, oras i5/ooo.
ifooo 8jj3oo a 8ioo.
Pezos Columnarios ij?fl8o a ijfroo.
Dittos Me!"* i#6>o a if/bjo.
Pataces Bralileiros ij*6So a ijfaoo.
Premios das It (t as, por mez 1 1/8 a 1 1/ pot 100."
PARTIDAS DOS CORREIOS TERRESTSSi
CidadedaPaiaiba e ViHasde suapretencao 3 S S 3 .
Odade do Rio iranHe do Norte, e Villa^dara i I
Cidade da Fortaleza e villas Mena
Villa de Goianna ......'
Cidada da Olinda .' i l .' '." 5 i t 3
"Villa de Santo Anto V 3 S 3
Dita d Garanhnns e Povoaco do Bonito.' 3
DiiUs do Cabo Sarinhaera, Rio Forraoso, e Porto Calvo
Cidade das Alagoas, e Villa de Maeei. I .
Villa da Pajea de Flores. .,...' 3
Todos os correios partera ao meios dia.
22 DE JUNI10 NUMERO i*34.
Tudo aeora depende de nos mesmos; Ha nossa pradeo*
moderacsT e energa: continuemos como principia*
r"mc. apontados coft. admiraco entre as Nacoes rea.
CUltaS' Prochimacao da Jssemblea Geral do Brazil.
ant
Subscr.ve.se para esta folha a 3#ooo P* I""*]'WJ*J
dencias legalisadas, e annuncios; ms.r.ndo-se estes gr.ti
sendo dos proprios asignantes, e vmdos aseigoados.
Segnndas e Sextas] feir;'
Todos os dias;
Quintas feiras;
Dias 10, e 34 de cada mes
dem 1 11, e 11 ditto ditto:1,
dem idem.
dem i3, ditto ditte>
DIAS DA SEMANA.
,7 c-imla S. Theresa Rainha. Ses. da Thes e aud do J. de D. da 1. vara de roanh.
18 Terca S. Leoncio M. Re. e audiencia do J. de D. da 1. vara de maula.
10 Qusrta S. Juliinna de Falconiere. Sesso da T. P.
20 QuintaS. Silverio P. Re. eaud. do J. de D. da 1. vara de manh.
91 Sexta S. Luiz tionzagt. Sesso da Thex. e aud. do Juix de Dir. da I vara de m.
11 Sabbado jejum S. Paulino It. Re. de manh e aud. do J. de D. de m.
u5 Domingo S. Joo Sacerdote.
Mare cheia para odia 31 de Junho.'
As 3 horas e 6 minlos da manhS. Ai 1 horas e 3o minutos da tarde.
RIO DE JANEIRO.
ASSEMBLEA GERAL LEGISLATIVA.
CMARA DOS DEPUTADOS.
Sesso em i3 de Main.'
Presidencia do Sr. Araujo Vianna.
Depois das 10 horas da manh faz-se a
chamada, e achando-se reunidos depu-
tados em numero legal, abre-se a ses-
so l-se e approva-se a acta da ante-
cedente. '
O Snr. primeiro secretario d conts do
expediente, fasendo mencio de boma re-
presentadlo dos mesarios da irmandade
do aantissimo sacramento da anliga S del-
ta cotte, que he dirigida a turceira com-
misslo de fasenda.
Remette-se a commissfo do ornamento o
quadro demonstrativo da substituido do
papel moeda.
Le-se e approva-se nm requerimento do
Snr. Silva Pontea para que se peca ao go-
verno de novo, a planta, e ornamento da
deipea provavel cora huma ponte no rio
Merin na provincia das Alagoas na estra-
da para Pern. mbuco segundo ja se exigi
por deliberscaVdesra cmara.
. O Snr. Ferreira Penna tem a palavra pe-
la ordem e propa a urgencia para api e-
sentar um projecto a cerca da distribuico
dos africanos livres.
A urgencia he apoiada e approvada.
Em conseqaencia le-se o seguiute pro-
jecto.
A assemblea geral legislativa resolve :
Artigo 1. Em quanto nao houver ulterior
deliberacio sobre o deslino dos africanos
illcitamente iotroduxidos no imperio, q'na
1 forma da le de 7 de novembro de i83i,
forero competentemente julgados livres, se*
roelles d'ora em diante eropregados as
obras publicas que estiverem a cargo do
governo geral deatribuiodo-se os que res
.tareas a cmara municipal da corte aos
*governos das provincias, e as comp*nhias
nacionaes para seren tambem empregados,
un em obras publicas ou em quaesquer
trabalhos industriosos.
Artigo a. P-ra compensteio dos servicos
destes africanos arbitrara' o governo, (seo
julgar conveniente) huma retribuico pe-
cuoiaria cojo producto ficir' depositado
. nos cofre* pblicos al que possa ser op-
portunamente despendido em benificio dos
mesmos africanos.
Arligo 3. As mulheres, e as de idade in-
ferior a ia anuos, que nao poderem tero
destino do artigo l. sero distribuidas
pessoas esl.b.llecidas e de recoohecida
robidade que u(ilis3ndo-se dos seus ser-
vias, seobnguem a dar Ihe a conveni-
ente edicico etritaroento pagando, ou
deixaodo da pagar a retribuico de que
trata o artigo %., como ao governo parecer
mais justo. .
Artigo 4. Tambem podero ser distri-
buido peisois particulares na forma
do arligo antecedente, os africanos casa-
dos, qaando isto seja indispensavel para
que se nao separem de suas mulhere;
e as criancas at a idade de 7 annos nio se-
rio apartadas de suas mies.
Artigo 5. O governo modificara* no sen-
tido d'esta resoluco as instruces que at
o presente tem regulado a distribuico dos
africanos dando as necessarias providen-
cias para que seja sempre feita com a maior
pnblicidade e segoraoca de sorte que
nao possfo ser Iludidos os respectivos con-
tractos;
Arligo 6. Fico revogadas as disposices
em con ir rio.
Paco da cmara dos deputados 13 de maio
de 1839. H. Ferreira Penna.
Jolga se objecto de deliberacio, e-vae a
imprimir.
O Sor. Pereira Pena torna a ter a pa-
lavra pela ordem, pondera o quanto esta
negocio he urgente, e requer que boje
mesmo ae discuta.
O Sor, presidente Ihe observa que he
nrcessario ver primeiro se a cmara dis-
pensa da impressio o prejecto. Consulta
acamara, e esta decide pela negativa. O
projecto vae por conseguinte a imprimir,
para entrar na ordem dos trabalhos.
Le-se ham parecer da commissio de
CQBstituicio datado de seis de setembro de
anno psssado sobre o requerimento de Alei-
xo Ferreira Tavares de Carvalbo cida-
do portugus queixando-se a esta au-
gusta cmara que pertendeodo provisto
para sdvogar nos auditorios desU corte,
por ser bacharel formado em sciencias juri-
ridicas e soches pela academia de S.
Paulo Ihe fora sua prelencio indifirida
pelo presidente da relaco debiixo do pre-
texto de ser estrangeiro. A commisso de-
pois de apresentar as raz5es em que fun
da osea parecer concloe declarando, que
se indifira a pretenco do supplicante. Fi.
ca addiado por se pedir a palavra.
Le-se outro parecer da terceira commis-
sio de fasenda datado de 15 de setembro
do anno passado sobre a reclamaco do en-
carregado de negocios de S. VI. Fedelissi-
ms, acerca do reemboco de meia siza que
o portuguez Mathias da Costa Pereira ,
pagou na meaa das diversas rendas pela
compra doberganlim, tambem portuguez
_ Mara das dores. A commissio de-
pois de emittiir o seu juizo conclue de-
terminando que a nota, o documento a
infoi reacio, o parecer do procurador
Gjcal sobre este objecto, reverta ao minis-
tro da fasenda para deferir-lhe na forma
do livro 4-
Fica igualmente adiado por se pedir a
palavra.
Le-se e approva-se bum parecer da c-
missio de poderes, deiie anno, para que as
representaces das villas de lubaianna ,
Propria villa nova e N. S. da Purifica-
cao da Capella da Provincia Sergipe de El-
rei, seja presente quando se discutirem
os tres voto-, da commisso especial
do anno passado sobre as eleices de Ser-
gipe.
Ordem do dia;
Continuaclo da nomeaco das commis-
s5es que fallao.
O Sor. Vianoa pede a palavra pela or-
dem, para ser esclarecido sobre urna duvi-
da em que est, e vem a ser, quaes devem
sor os objectos deque se de vio encarregar
as commiss5es que se vio nomer, pois
que da emenda que na sesso anterior se
approvou, nada se pode concluir acerca
deste objecto.
O Snr. Henrique de Resende declara
que na sua indicaco, que nio se appro-
vou se achava explicada a distribuico
dos trabalhos dessas commissSes,
O Snr. Carneiro da Cunha explicando
a sua emenda, que foi approvada, diz, que
em lugar de seis commisses, sio tres; a
primeira para a fasenda a segunda para
a justicie extrangeiros j e a terceira para
o imperio; porque para a repartilo de
marnha e guerra nio se precisava mais
nomear commissio alguma, em consequen-
cia da actual commissio de marnha e
guerra ser encarregada dos orcamentos des-
sas repartic5es.
O Snr. Carneiro Leio declara que o
estrangeiros.
O terceiro artigo he approvado.
As maisexplicices (icio prejudicads
Continua a ordem do dia.
Primeira commissio de fasenda. Os Srs
Csstro e Silva com j votos. Carneiro de
Campos 55, e Vianna 37.
Segunda commisso de justici, imperio
e estrangeiro. Os Snrs. Limpo da Abreo
com 47 'otos, Marcelino de lirito 36, e
Sonsa Martins 3a.
Pelo meio dia annuncia-se a chegada do
Snr. ministro da justica, que he recebido
com as formalidades do eostmo o
oceupando o lugar competente le o relato-
rio da repirticio da justica a seu cargo; e
concluida a le tur retira-se com as for-
malidades com que entrou.
O reUtorio vae remettido as commisses
respectivas.
Terceira commissio qao tem de exami-
nar os orcamentos da marnha e gqerra.
Os Snrs, Lima e Silva com 65 votos, Coe-
I lio 39, e Amaral 37.
O Snr. primeiro secretario da' conta do
I um officiodo Snr. ministro interino do m-
j perio, pedindo se Ihe designe o dia o hora
queso acha vencido he que se nomeem para apresentar o relatorio da repartilo a
tres commisses para o orcamente, e en-
tende que se deve declarara forma ea dis-
tribuico dos trabalhos de q'estas tres com-
misses se devem oceupar, e porisso fez
a seguinte explicagio, que manda a meza.
A primeira commissio faca o orna-
mento da fasenda as despesas da fasenda
e dos negocios estrangeiros.
A segunda commissio faca o orea-
' ment dos negocios dajustici e imperio.
A terceira commissio rana o orcamento
da marnha e guerra.
A raesma distribuico tera' lugar a res-
; peito das commisses de eontas.
He apoida, e entra em dscussio.
He igualmente apoiada a explicaco doSr
Carneiro da Cunba, para que a primeira
'commissio seja para a fasenda ; a segunda
1 para a justica e estrangeiros ; e a tercei-
ra para o imperio
Apoia-se o addiamento que o Snr. Lim-
po de Abreo manda a meza e he o seguinte;
A distribuico de exame do ornamento,
fit-se pela maneira seguinte :
A primeira commissio de fasenda exa-
minara' a repartilo de fasenda.
Ontra commisso sera' encarregada de
examinar os orcamentos das repartices da
justifa, e extrangeiros.
A segunda commissio examiuara'o orna-
mento da repartico do imperio.
A commissio de marnha e guerra, ja
nomeada continuara.' a examinar o orna-
mento de cada huma das ditas repartices.
Julga-se discutida a qusstio de ordem
e pu-se a votos a primeira parte do pri-
me ro arligo da explicacio oll'.Tecida pelo
Snr. Carneiro Leio, e he approvada.
A segunda parte que inclue no trabalho
da commissio,a repartico dos estrangeiros,
nio se approva.
O segundo arligo da explicacio he ap
provado accrescentando se negocies
seu cargo. He disignado o dia 14 pelo meio
dii.
Primeira commissio de contis. Os Snrs."
Martins Francisco com 45 votos, Eustaquio
3a, e Pacheco 3a.
Le-se hum cilicio do Snr. ministro da
marnha, pedindo dia e hora para apre-
sentar o relatorio da sua repartico. He di-
signado o dia l4 pe'a huma hora da tarde.'
Segunda commissio de contas. Os Sfs
Ferreira Sonto com 3a votos, Lourenco.
Jos Rbeiro 3o, e Clemente Pereira 27.
Terceira commissio decontis. Os Snrs;
Carvalbo de Mendonca com 34 votos,'
Henrique de Resende 3o, e Veiga Pessoa
7-
Commissio especial do cdigo do com-
merco. Os Snrs. Clemente Pereira com
45 votos, Moura Magalhies, 4 i, e Pau-
lino 4i.
O Sor. Presidente da' a ordem dia e
levanta a sesso pelas doas horas da tarte*
PERNAMBUCO.
GOVERNO DA PROVINCIA.
Expediente do dia 18 do crrante.
Officio Ao Inspector da ThesourariaV
enviando-lhe a ordem do Thezouro I'uMi.
Nacional de 37 de Maio deste anno sob
n. 61 que manda discontar aos Emprega-
dos de Fazenda os respectivos vencimentc*
nos dias em qua deixarem de comparece?*
em sois Repartices por terem de cumprir
algama pena imposta por f*' de ervico
na Guarda Nicional. ,
Dito Ao Commandante Superior da
G. N. do Recfe pan ordenar que o Coro-
nel Chefe da 3. Lrgo minde pelo raspee-
i
MELHOR EXEMPLAR ENCONTRADO I


t no Qaartel Ve--e rtcberdo Arsenal de
Ui ir* o resto da nquiaieia (le 37 de Mdio
,. ,, ihi fi ita a competente de-
, rg a 11 ;tv Aluuxarife como ac^bi
ce rtquiai.a 'iiutor de inesreo Arsenal.
Dho A 'Pnente Coronel Che fe Inti-
i-i (j. N. fi<- iinda prf
.: OaiiilelAIrslredo 1, R..talhfo
il de fim 'a pa
tu qottee*oaoresp< ciivo Almexarife ,
de itm Corr< snaes que nc-bcu em Noveno -
o de 183 G.
DIARIO
IM
D E P Bfi N A H BU C O.
vncia informando o requeraenlo do i.
Tenante Jeaquim Ignacio da Burros Li-
ma.
Dito Ao Inspelor da Alfandega para
enviar aleo di *5 de Julho pnxirao fu!u.
o imputen vilmente 09 f*menlold a [>,,
ceita e D"gpei3 da aesea A Li.de ga p3ra
o am o 6nBrtrerode i8|i a 181a.
IQi>l oficio f j dirigido ao Inspector
do Aiseaal da Marinha A I.-nistrad- r
da Meza do Consolad) Administrador da
Mes, das Reodas Geraes internas Adnii-
Ar-
Expediefcte do da jo.
Tener.Ih Coronel Ccmman- nistradn do Cori-eiq e ao Diitrlotftt.)
:i.( di' tail >io c G. N. do Pao do A- seal de Guerra.
fazer de; pensar ro se:vico da mes-
rdas eoostintes (la rea-
jct'.e, por se acharw 1 o-
srioa do Polica.
PrtfeilO da Comarra r'e Na-
, c ido-lbe a txpedico da
.
Dito Ao Commao'anta Ger. 1 do Cor-i Dectelo de 6 do dito mez que eleva s di -
., ('cmmanincando-ii.tf que mies dos vinhrs e bebidas e;piri:no-
ivnd que o me mo Curpo do 1. de Ju-, zas de produce Estran^eira nsportadas
.. t auno em di; ule unha a or;;nisa-1 no Brasil, marcando a maneira de faser-se
1 So que lbe d j a L i Pioviucial n. '"] de 3o o despacho dos lquidos e dn farinlia dn tri -
i Abiil p. p. ; cumpre querr conforma-1 ffn'dorante- o anno finaneeiro de iB3_9 a
a da dita L", passe admiitir do servico rft/fo a fim de Ihe darexecuca conforme
todos os Soldado* quo txeedeiem so nu-, determina a mesma ordem ; e corumuni-
rttro por ella fixado para rada Companhia ,. cando-lhe lerem sido norneados pra a Co-
t-ndo paite de agsira o iaver exrcutado. missa5 da Paula semsnalmente Jos da
Dito Ao Director do Aisen*! de Guer-j Silva Saraiva Luis Pereira de Faria ,
ia resioud*n('o-he qudete omprar [ Mncel J :se da Souza Carneiro, e Mano-
cimente o eneomraodo de retirarmo-nos
para huma cu (utra sala onde Uto fa-
caroos sean que sejamos notados e isto
com ca Mella ; e em resultado a exp rienda
nos lia demonstrado q desenvolve a fraseologa rois apurada
principalmente da parte das Illuitriisima'
Snras. Donas quando *loquo-laoaC8S'
proeura manifetaf suas idems nao ero
os termos txpressivc.s da cenia mas com
cerUs palavrinhas d.-coradas d'alg'iroa IV'-
vella p>ra que semellianca do'La-R-y
( que at para curar buenas 'mutalis mu
tandis'-serve ) assim ^llas va'fr** eolegao-
do' por -Iii abaixc al que a companhi 1 se
desfar por nojpoder mais suster o riso.
A falUr a verdade al' be hum vicio ,
oztite de peixe que for indespensavel pa-
el Antonio de J/us.
Dito A' Jos da[Silva Sir^iva par-
! r/er a deslfibuico dele geuero em con- lecipando-lhe ter sido nomeado para Mem-
j;midade dts ultimas ordena. bro da Commiwaf) deque trata o prece-
dente oficio.
_ Igual oficio foi dirgido a Luiz Pe-
reira de Faria, Manoel Jos de Souza Car-
neiro e Maooel Antonio de Jezus.

COMMANDO DAS ARMAS.
Expediente do da 11 de Junho;
Oficio. Ao Exm. Preedeiite remit-
t< ndo-llie completamente infirmado o re-
(ue.rimento do 1. Tei.ente J0S0 Ribeiro
t'i-ssoa de Lcenla que pedia dous meses
de {cenca para concluir urna demarca-
ca6 de ierras que lbe coubera5 em Ke-
rancas.
Dito Ao M^jor Jos Thomaz Henri-
ques disendo-lhe em resposl* ao seo of-
ficio de o des'e mez que os Primeirosj O Arsenal de Guerra, compra azeite
Cadetes podia fastr t.5 sement o servico de peixe : quena o tiver e quiser vender
como Inferiores por seralo cuforrui- dirijase ao mesmo Arsenal pira tratar tal
oenle o Alvar de 10 de IMaico de 1^57 i venda.
u quanto aos Segundos Cad-te, posto que
nao heuvesse Le positiva ( que d;-l!a tires-
-e coiibeciraento ) que os ebrigassa a acci-
ur os Postjs Inferiores podia quecendo
por urna pratici estabeltcrdi nos Corpos
do Exarcilo actilaUoa, e uzar das res-
pectivas diviaaS, c.njuutameute-com as
suas insignias de Cadetes).
Dito A o mesmo crdenando-!be que
mi uramelaseiile devia remitiera Secreta*
iia Militar uro cappa i Forca do Bata-
hao do seo Commando c urna relaca
.1 piscas que dci.i prestacoens, com
1 hservac5 de suas occorrencias Militares.
Portara Ao Commaadaute do Bata-
Officia Ao Inspector d'Alfande-a re- o ,al df>v0 se,r c^rr irv it.'ndo-lhe com a copa rl^ ordam rf0 mes ppreentar a'gans ex-mplo par- que
Tribunal do Thesouro Publico Nacional 'le,,M s,,"loras l"e dt melbanH ma-
de %' de M.io p. p. dez exemplares do|M de M,,r ux-. so crirnjw ; e as q
se nio dio a esse d sfrncto riao-se con
nosco rusta d'aquelias. Ora la vai.
ILima senhoia estava em huma reuofo;
e vendo q 10 us velas ja estava5 com o
morro g'xnde, chamou hum criado, o
com ton fi'Utdo Hit dase-. O' jovsnil
impbero excita os esplendores, asoando o
i airo lu/ento d'aquellas prfasardentes.--
Ouira falcado d'huma abuhora e que-
rendodizer, que apezar de seus cbellos
biancos anda estava bem disposia assim
se exprimi. Apeste de tudo anda est
mui jucunda ,ea ni>ter aquelles seculos
candidos passaria por huma Saphira. _
Outra que bli/.onava de fallar e en-
tender o Latim qu*renddo|a e nateodo cadeira disse para o criado.
O' l aproxima-tne o requeim. Outra
(Janeando a galopada ( que est rouito em
moda ) na parelha que corra ra-gou-se-
Ibe o cpalo : inda loga ao toucador ver
outros, disse ao 'cojo' que Ih'os estava
escolbeodo Distinga os espatos peque-
nos, poique a minlia planta he summa-
roente lacnica.
Em hum jantar certa senliora tando fica-
do junto a uaaa torta feita d mi los le-
vanta-se e diz a hum dos bomens, que
Ihe es'ava dfronte V. S., qner que
Ihe oficie desta torta composta de 'viri-
lidades ? Voutra meza outra senliora que
nada acceitra do que se Ihe tinha offerta-
do, disse muito enchuta. En, antes
de vir para aqu comi seis globos 'estan-
taneos de mulher de gallo.'
Outra lllustrissima brincando o jog)
das prendas creio qne se descuidou e
as mais aenhoras mmeditntameote levra
os lencos aos narizes Hum Sr. Ro-
que queali estava e que tambem per*
cebeo o negocio fez se de tollo e dissa :
alguma novidade, minhas Senhoras 7 Eis-
que responde huma deltas : nada nada ,
meo Snr. : 'he hum zefiro intecto que
entre nos serpenteia.' Outra presumida
de sabichona referindo n'huma reuoiio
familiar hum caso que ouvira a dife-
rentes pesso.s assim terminou o seu dis-
curso. Quanto veracidade do facto ns5
asseguro j porque o ouvi de 'boceas tra-
I)versas Repart9oens
MEZ.A DO CONSULADO.
A Pauta he a mesma do num. 120.
ARSENAL DE GUERRA.
Arsenal de Guerra
18J9.
ai de Junho de
Jos Carlos Teixeira.
Director.
PREFE1TURA.
EDITAL.
Manoel Antonio Martina Pereira, Sul-
Prefeito da Freguegia da Bia-vst?, Ter-
mo da Comarca do Recife etc.
Fi=co siber aos habitantes desta Fregue-
ziaqun pelas Posturas da Cmara Municipal
IhiQ Proviserio de Creadores mandando 1 desta Cidade he vedado o uzo de fogns sol- 'zei;at.
rtconhecer 1. Cadttu ao soldado do mes-i tos sob pena de serom presos e pngjrem
mo Batalbio Antonio de Olanda C valcanle a competente mulla.
Sub Prefeitura da Freguasia da Bca
vista %t de Junho da i83q.
Mauotl Antonio Marlins Pereira.
em vista da juiiiftttfad que dora de sua no-
brfjH.
Dita Ao Mijar Cummaudinte do Bi-
talhio Prowsoriude Ccadoes mandando
desligar do mesmo t e remelter com gnia
da pa-sagena p3,d a Companbia P.ovsoria
.a Boidades ; da i, Companbia Antonio
lose Bicerra Manoel Fiancisco da Costi,
J-io Soares da Siha Tbomaz Juse d*A-
i'jino e Franeiuoo Cir Josa da Silva ;. da
- JjS9 Francisco A;ostiulio Jos Ma-
'otlJoio de Matos, e Fraucsco d'Atlu
jo ; da 3. Antonio Lo pea da Sdva o da
i. Saverioo jae da S.lva Joaquina Jos
tic Santa Aona Fnneeo Jese de iouze,
e Jos Feneira d* buva todos por im-
possibilitadcs d'coilipaiihar o Batalha.
Dita Ao Com pandante da l'uiultaa
do Brum euthorta.u .0 a mandar ligar
Companbia Provisoria *s pte?lS nolau. iid precedente Poruria.
THEZOURARIA DA PROVINCIA.
Expediente do -da 18 de Junho.
diejg *-! Ao Esm. Preridenle da P/o-
( O Pensador N. 5. )
TRIBUNAL DOS JURADOS.
Dia as.Jai y de Acciizaca.
Denuncia do Doutor Promotor contra
Loureoco Fragoso por perjurio $ o Juy
nao acboumateiia para aecusacio.
Caraj>uceiro.
Por toda a parte apparecem destas pre-
ciosas ridiculas qu ta zurzidas forio pe-
lo faceto e judelos.^ Molieri. Essa ma-
na de fallar guindada e exquisittmente
ecoinerle d'ordin*rio s senhoritas que
presumidas de litteatas no tem outra
licaO mais do ^Te Novellas. Huma
d'aquellas adiando se em hum jantar, co-
mo gabassem todos o cizido que era ex-
eelleute vitella taccb m quiz dar o seu
nsp.it.ivel voto, dizendo. Com eficito
h muito nao 'ebuh> carne humana tio
saborosa.'
VAREDADE.
'L vai belisca.'
Nos sempie fumoa apreciadores de dictes
engenboaoa e por e.sa raslo jamis dri-
zamos de conduzir nossa (jarleira bero
palmente quando vamos s bell.a socieda-
des ) para tranecrevermos {o qne ouviotos I huma parte nao se mella aelle pena de
tal qual se do teu ciigDal leudo nni- ptisa perpetua ligo sem mais re-
Edilal d'hum Inspector de Qiaileirio.
M. J. do B. Inspector deste quarteirfo &c.
Fco sbar ao3 qne o presente virem ,
que recebi as seguntes ordeus e vem a
r ; 1. Das oito ho.-as em diante da
noiie 'ninguem' andar nas ras sem bi-
Ihete de aeu seuhor. a. Todaapessoa,
que vir hum ajunlamento 'irilieito', em

missa5 nemaggravo. 3. He prohiba
do andarem pretos 'parados' pelai vendas.'
4- Ningu^m poder vender bttbida. nena
dar a quem ja estivererobitagado. Firirj
revogadas as leis em contrario. i. Quar?
teira 11 de Juulio de 18.15.
M. J. B. Inspectoa.
(espeiUdor (
Avisos Diversos.
A pessoa que annuneiou querer Com-
prar urna negra com boas b.belidades sen-
do qoer una negra crioula bem moca e
muito esperta l.iva b*m de vrela e de
saba c isinli r o rivclmuole c diario de um
casa boa vendedeira na ra deludo quan-
to se Ihe offerecer a vender por ser muito
civilizada examinad* fateira e hbil para
todo o servico robusta e sem vioio nena
axque : diiija-se a ma dos Pires indo
para a Solidad can D. 8 q ie ahi achata
com quem tict.r.
Adveite-se a c^rto Sar. Arnig das
intrigas que nacontiiuea mandar-deilar
immundices do despejo da sua casa nas
portas dos seus visinlus como a contceeo
na noite do"dia ao para ai do correte ;
pois ) se sabe que o mesmo he quem man-
dou faser essa gracinba que por nao poder
vingar-se com o seo roo genio em entras
couzas o fez cjro esta ,' p.ii para que
nao hajajalgum desastre para o fular o
O prene desde j i o seo Tsiriho.
O Paciente.
Aluga-se um preto para cosiobar o
diario da uma casa : quem o tiver e qui-
zer alugarjdirija-sa ao Recife na ma do
Trapixe defronte do Caes da Lingueta ca-
za D. 10.
_0 EscrivaS actual da Irmandade do
Snr. Bom Jezus dos Martirios dos Pobres
Erecta na Igreja de N. S. do Recife do
Bairrode'S. Antonio do Recife faz seiente
ao respeitavel publico para que o conhec-
mento chegoe nrnguem trate negocio alguro.
de interesas sobre os bens da mis na Ir-
mandade com o Provedor Presidente Te-
odoro Jos da Silva Licerda e partes dos
membrosque componhe a M' si r>guiado-
ra da dita sem Ique interiamente iu se li-
quida certas contas quenoalquivo da mes-
ma se esta* porfaser.
_ Aloga-se huma loja no atterro da Boa
vista ao p do Relojoearo Francez pro-
pra para qualquer negocio : a tratar na
mesma ra loja de Manoel Jos Soafes do
Avilar, loja de cera o fasenda.
_ Furtario do dia ao para 21 ama bar-
rica de engarrafados : portanto roga-se a,
quem for offericida alguma garrafa de Li-
cor ou de vioho Moscatel, ou do Porto,'
ou botija de ginebra e mesmo a dita bar-
rica inteira ; haj i de annunciar que a
lbe pagara' todo o seo trabaIbo.
Da-sede 100,000a 1:000,000 de rs'
a juros coml'pinhores, oa firmas a con-
tanto .* nesta Typogafia se dir'.
Quem precisar de Caixeiro PoMuguez
para loja de miudesss, deque tem bas-
tante pratica : annuucie para ser procu-
rado.
Quero annuncou querer comprar um
preto ja velho serviodo-lhe hum que re-
presenta f5 annos : dirija se atrz do Cu-
po Santo loja de 'louca n/66. '
Em Fora de Portas veuda D. i^'pre*
cisa-se de um menino p.ir. Caixeiro.
Precisa-se'de 9:000,000 a joros: quem
este negocio quiser fiser sobre boas" fir-
mas declare a sua morada por asta folha
para ser procurado.
A pe.so 1 que quiser 700,000 rs. a
premio de um por cent ao mez com pi-f
nbores de ouro sendo queira u hum o
meio por cenlo ; uirija-seao pateo do Tere
co vendo D. 6 que eucontrara' com quem
tratar.
Precisa-se da um menino Brasileiro
ou Estraugei'o .menor de 14 annos para
Caixeiro do urna venda]; a tratar na ru?
Velha casa nova que tem venda ou aa-
ounce.
Um Brasileiro de boa'coaducta e qua
escreve e conta sofnvelmente se oferece
(ara eseiever em algum Cartoro afian-
cando o mesmo. que dar' comprimento
das suas cbrig-icoens ; quam precisar an-
ouncie.
VS-
';
ILEGVEL



*
ara
DIARIO DE P E R N A M B U C O
Precise-se de oa bemem para it fo.
ra desU Praea levar amu cartas: na ri
da.Cadea do Hecife a andar n. Sg
_ O rapaz portugus que annunciou
no Diario da 6 do corrente querer servir
de cczioheiro dirija-se a Boa vista bla
do faterido Jlo Ferreira da Cunha.
_ Precisa-i de u ra ou cali va cu mesrao outra qualquar pes-
eoi, que se qurii a sujettar a vendar agoa
era urna canoa: dirija-se a ra do AragiO
I). 3a lado esquerdo.
Off-Tfce sa nm homem para fritor
dealgura silio nesta praca muito traba-
Ihador, casado, e he brazileiro: quem
delle precisar dirija sa a bulica confronte a
Matriz da BoafsU, que adiara rom quera
tratar.
Quem anhunciou pira vender CU
meza de meio desala da angieo dirija sa ao
1-avramento D.'g, ouanuuncie sea mora-
da.
Desaparecer no da 17 do corrente
depois do meiodia um menino branco de
nome Francisco do idade de onze annos ,
cabellos castanhos, ollios ditos, cara re-
donda, denles brincos, os dois principies
da frente da paite da sima largos comn
queBrado : a pessoa qUe 0 tiver em c.*a ,
ou souber dellc pode letal o a ra doLi-
vramento D. 10, quesera recompensada
pois o dito desapireceo, da tendal de roarc-
neiro da ra do Rozario estrella de Jjs da
Silva Moreira.
O poriugeez que SH cffeteceo para
pagem pelo Diario de 20 do corrate ou
outro qualquer estrangeiro, que queira
prestarse ao niesmo servico, dirija-se a
ra da Cnu do Recife segunda casa d*
sobraeo defronte de beco da LiftgoeU.
Offerece-se um rapaz brasileiro de
idade de ao annos, par quafaaer casa de
negocio nesta Praca ou paraVora Mella ,
o qual d fi.dor sua conducta : que* o
pretender ai.nuneie, ou procure a* venda
da ra Nova jublo a ponte D. 36.
Aluga-se o armazem e 3o indar da
casa da ra da Moed a ultim.mepte reedifi-
cada: os pretehdeni.es dirja5se a ruado
Vigario D. 1a.
_ Na loja de alfaiate no atierro da Boa
vista D. 17 na esquina dobeco s rece
bsm crnicas de 8 10 annos para apren
derem o dito oficio, quer sejad livres ou
aujeitos.
PerderaS-se 5 bilhetes da Loteria que
est correado da Ns.- 45a6, 45>5 i63 ,
3gti, 391a, cujos bilhetes tem a assig-
nalurar de Francisco de Paula e Antonio
Cardoso da A guiar: pede-se aa Sr. Tlie-
soureiro que os nao pague no caso du aa-
irem premiados.
Os Srs. qne quise'em assignar urna
representacfo feita a Assembla Geral pa-
la ser dispensa de direitos a'pedra de can-
tara queira dirigir se a loja do Sr.Tho-
miz de Aquino Fonceca, esquina da ra
do Cabug.
Nsta Typ. se dir quem tem um
armazem e piimeiro andar para alugar.
Achou-se um menio branco de a an
nos pouco mais ou meco* : quem o perdeo
dirija-sa a iua dasTrhcheiras D. 15,
A pesina que annonciou querer dar
S. Jlo, njaitadqf.com capellaa da alfi-
hn e por preco cmodo.
O arrematante do imposto de ao por
cento sobre as aguas ardeutes do Munici-
pio de Olinda, avisa aos collectados do
mejmo imposto qne hajaS da mandar pa-
gar o quartel que se vence no Gm do pr-
senle mPt, em sua casa na Bica de S Pe-
dro D. 6, eque nlosatsfasendo at o ur-
tirao dia do corrente, uzara' dos meios
que as leis tem marcado.
_ Pel Cartorio d'Orfaos Francisco Jt-
aquim Pareira de Carvsfho se esta proce-
sando o Inventario do f.lescido Manoel
Izidro de Miranda de que he Inventar-
ame sua mullier, por tanto avisa-se aos Srs.
credores do caza) para que hajao de justifi-
caren) suas dividas a fim de se separar pa-
gamento para ellas.
Avisos Martimos
PARAOMAlUNHAO\ o brigue fran-
cs Jumeauz Capillo Lefebvre sahir im-
prelerivelmente no dia a5 do corrente :
quemquiser ir de passagem dirjase aos
Consignatarios, ra da Croe a. 43.
Leilo
, Que faz Luiz J.s Marques de 4o
dozias de taboado de louro e ainarejlo, ser
rado no vapor 11 > dia 22 do corroute as
3 horas da tarde no armasem da mesma
serrarla.
Com p ras
_ Pecas do ouro do cunho antigo, e
com o pezj legal a i5,6o, e 15,65o con
forme a porcia: na ra da Cadeia do Reci-
fe caz* de Cambio N. 48-
_ Os livros seguales : Thesouro de
meninas, Cartas americanas, Lices d
um Pai a urna filha : quem os tiver annun-
cie.
_ Urna venda em qualquer lugar dos
tresbsirros, cbm poucos fundos, a que
tenba commodo* para familia : quem a ti-
rar anniincie.
_ (Jm par da mangas da vidro : quem
livor annuncea
rui Direila D. a ; na mesma se arreada ou-
tro rnais pequano eVim" "^ caza tamban de
pedia e cal e terreno para plantarles e
artores de fr.urto.
Uma armaclo de venda por lai'ooo;
urna porcao de barricas vaziss dois bar-
ris vazios arqaeados de (erro; na ra do
Rngel D. g caza que tan usoijgue.
- Urna cscrava da Hade de dezoito an-
nos eogomadeira coza clio, cozioba o
diario de urna caz |,va a> bf0, veade
fat-ndas : na ra Direlta venda qaa, foi do
Ji da Pen'bs se dir quem a veoa>.,
. fjmcordocom 35 oilavaa de ouro
de le e um relogio de Caxi de prata bom
regulador: na iua do Rangel D, 14 que
adiar com quem tratar.
Urna e&crav de muito bonita figura,
com ao annos de-idade, ensalma, engo-
ma, e coca e muito deligenle em todo o
mts servico da urna caza na tem vicios ,
nem achaques : par ver e tratar na ra
larga do Rosario D 7,
- Urna escrava do gento de 21 a a3
nanos de dada mu robusta < e sadia ,
sem vicior, a qdal se venda por crrons-
do de um s andar o no meslo e vende
um palanquim em bo-n uso.
__ Urna vehda sita no porto das Canoas
com poucos fundos, e tambem se vende s
a armacio : quem a pretender drij*-se a
ra eo Torres que fica ao p do Corpo
Santo n. 116.
Escravos Futidos
m No da at de Fevereiro pelas 7 lio-
rs da noite decapareeeo da cata da Manoel
Jos da Silva Niva na ra estreita do Ro-
zarlo sobrado da a andares que tem por hai*
xo tenda de barbeiro um moleque meio
buc-il e que pouco sabia fallar apellida-
do pelo nome de Gispar e >endo pelo do
l o no poder de Manoel Adriano da Costa
morador as 5 Poutas quando d'autes o
Possuo ; tem muito b-> figura cor hen
preti, tem dois dentes da parte de cima a-
herios para os Udos ; e a gengiva dos da
baixo alguma cotisa rouxa representa ter
de idade i5a 16 annos, foi vestido cora
tsncias p,ra for'a da terrt : na ra Nova d P""ho ja rota pelas costas ,u
segando andar da casa do Sr./Mrgu*linbo. <*^ ** btim P" ^ IStr" reroe0,i,d4
- Canoaaaberlaa a fechada, da um 4 o asiento eom chita de pinturas acafta-
pao eestes encavernados proprioa par. d" 1**** hwracolbido tal.ea por en -
conduzirgeate, apara trafico da Otaria s, ?tt0 '1 .0 a faltar com Jlo Francisco Saotoa de Si-^ W* della e11* v.enha,.a m, d* *!tt
ira na ra Velha sobrado de dois anda- ?"? d'**^ ima diU, qua rtce-
queira
res do lado do Sul. .
Urna barra de farro coado, que tan
quatro paliaos de comprido, ou mais algu-
ma coma: a fallar com J0S0 Francisca San-
tos de Siqueira na ra Velha sobrado da
dois andares lado do suh
_ Uma rica mobilia de Jacaranda nova
e do ultimo gosto, um pianno Inglez da
Mohogno, tambera novo, com urna en-
cordoadura- de sobreselenta ; na roa, da
Praia m caza da A. Vitl de Otivoira^
_, Rape princesa da Lisboa dito da
Baha tinta deescrever a a4- mai gar-
rafa a garras a 400 ra. superiores pea-
nas de escreVer a) aoo at Soo ra. 6 qu^rtoi-
rio cha. ifoo de priraeira Sor't.a.aj 1600 a
libra (fito imperial a 1990 a libra sor -
tmenlo debicoa e renda de liaba nao ,
e ordinario escovas finas para dentes ,
ber i5o,ooo.
Jloviiiiento do Porta
NAVIO ESTRADO NO DIA ao.
Arribado, o Patacho Nacional Providen-
cia, sabido desta Poito no dia 16 do
corrente. 1
OBSERVAgOENS.
Nao sabio embarcico alguma nesta dia.]
r- S. Coasta-nos que signos dos Srs.
Facultativos am Medicina a Cirurgia tem
Vendas
apremio yoejfcoo rs., dirija sa ao tanque
d'agoa da rus das Flores que achara com
quem tractar.
Precisa-se de um bom feitor para
um sitio perto desta Praca e prefere se
a quem nio tem familia : quem esliver as
circunstancias de o ser dirija-se ao alter-
co do Afogado no segando sudar do sobra-
do onde tem urna fabrica de rap.
_ Jacob Mara Barlazsi, Meslre de Pi-
.anuo, leudo chegado prximamente da
Cidada de Santos,, aende exeiceo a sua
Profisso dursnte quntio anuos por um
partido que ali se Ihe fez, se propoera a
continuar com a mesma nesta Cidada pre-
stando-se mais a encordoar e afinar os
Pin irnos que Ibe forera con/i idos ; compro,
metteudj-se ao bom desempeitho e per-
^t-icao do que se Ihe encarregar : as pessoaa
pois, que se quiserem utilisar de sea pres-
umo podeio dirigir-se a fallar com o mes-
BO em caza dos Srs. Rosas & Irraio na ra
da Cruz n. a8, a qualquar hora d dia.
Na ra Direua sobrado de um andar
ao t, de don de varandas de ferro doura-
das, D. i5, dfrofe do no, faz-so to-
da a qualidade de boliuhos, e bolos para
. Na loja de livros da Praca da Indepen-
dencia n. 37 e 38 folhasde papel impres-
so com sortes divertidas para noite de S.
Joo, a quatro vintens cada folha haven-
do de tees differentes qualidades : o metho
do de uaar d'ellas o mesmo que se coslu-
ma fazer com as sortes manuscriptas.
__ Tres moradas de casas tarreas na
ruado Nogueira D.. la, em S. Thereta
D. i3 e no atierro dos affogodos entre
Manoel de Jess Prafitag e Joaquim Jos
Ferreira da Penba por preco commodo .*
a tratar na ruado Fgundes com o Reve-
rendo Padre Joaquina Gonsalves Rodri-
gues ou com Jos BentoMuniz no pateo
da Ribeira os quaes esto authorisados
para ss poder vender.
Tres tnoleques de lindas figuras, de
naciloanda de idade de ia a i3 annos ,
cuito ladinos ; uma linda moleca da idade
de i5 a 16 annos muiro ladina e propria
para mumb.mda ; uma escrava de 3o a 35
annos propria para todo o servico de uma
casa por a3o,ooo ; uma dita de idade de
5 annos engomma liso, cozinba o diaiio
deuma casa com perfeicio e um escravo
de naca por 28 j,000, moito forte, e
semmolestia alguma e a fianca-se nio
terem vicios, ludo com fiaoca da boas ven-
das : aa rea de ageas verde no primeiro
andar do sobrado D. 36.
TJm silio com caza de psdra e cal pa
estrada da ponte d'Uchoa com onze quar-
tos, tres salas cosinha f jra estribara
para seis ca val los, senzaHa para negros; a
caza toda envidracada duas baias para
capia bastante terreno para plaataco ,
ou vacas de leite arvore de fructo de toda
a qualidade; quam o pretender dirija-se a
rado com coroa e a letra A para G.
da Alfaudega a 6 io 1 botoadura sendo i\
boloes grandes e 7 pequeos apirelhos
do Rio da Janeiro para G. Naoionael a
4oao ditos p*ra cavallari.i a iu,8jo os
verdaderos e jenuinos poz antebiliosos e
purgativos preparados por Manoel Lopes
boticario chimico sag'de primeira sor-
te a 400 rs a libra superioros bichas
prelas grandes ," e meils linhas pratas ,
parda e azul ferrete a i5oo a libra a
ludo mais por preeo commodo : na praca
da Independencia ao e na ra dos
Quarteis D.,3.
Uma escrava de idade de onza anaoa
com principo de coziaheira : na ra das
Lirangeiras 7 no i andar de maahi a-
t as 8 horas, e a Urde de urna at as i.
_ Urna canoa grande aberta qae pega
em mil tijollos, estando em ora uzo, e
por preco o mais commodo possvsl .' na
ra Nova D. 9.
No pateo do Terco D. 67,, um
preciavel.
Uma tal Sociedade nao est como quase
todas as reunios dos homens, sujeita a
mgica dos interessos ao incendio das
paixoej; aqu o domina o amor liuraa-
nidadeafflicta e sofredora ; aqu Sa trete
laosoraente d'arrancar da sanguenta mo da
Parca a lezoura fatal, que tao desapiadada-
mente corta o fio da vida humana.
E quo nobre niodeve ser esta Socieda-
de., qaando sao ivia os seu ifeitos?
Queira a Providencia qUt se dissol-
va todos os impedimentos qua por des-
graca haja do por obica lo proficua ,
a neceasaria assciciaco.
-_ A reunilo dos Sors. Negociantes ,
qae om um do* aossos nmeros se dacla-
rou loria logar no escriptorio doa Srs. L.
G. Ferreira a Maasfield leve o efTailo ,
quo daver-se-ia esperar d'f a Corporacfo to
respeitavel, que por suas I uzea e patrio-
tismo conhece, qaanla influencia ten te-
rneza de jantar grande um jogo da ma.as bre a grandeza e augmento de qualquar
em bom uzo, e uma rede com varadas, paz t boa ordem nos interessea commer-
muito bem t-ita e nova. claas.
Para ali concorreo quase. todo o corpo do
Commerco cujos trabalhos tivorau por
fim a eleico d'um Comit de, 7 Negacian-
Na ra do Rosario ostreita D- a3,
no segundo andar orna escrava de naci ,
propria para todo o servico.
Um sulim ioglez, com lodos os saos
peitences, e anda em bam estado : quem
o pretender dirija-se a roa de S. Goucallo
casa IJ. ii_
Um negro de idade de 18 a ao an-
nos boa figura, e seca aehaque : na ra*
da Penba aa andar da casa D. j.
_ Sedas para vestidos de Senhora por
preco muito cmodo e sarjas para, cohe-
tes a duas patacas o covado : na loja de
Antonio da Cunha Gusmfo.
Quatro vacas paridas da primeira e
segunda barriga as quaes se acha pre- ~
alas, e to bem se vender sem bezer-
ros: na ra do Rosario larga D, 8 sobra.
tes, que organizaste estatutos orcass<
despesas, e ordenaste quanto necessri.<
fosse para formar-se aqu Assnciac
Commercial, ou Cmara de Cjmmsrri^ '
Fora elaitos os Srs. ,
Jt Ramos de Oliveira ,
Bento Jos Alves,
Joo Pinto de Lemos ,
Jos Jernimo Monleiro,
J. Hurleck ,
A. Hibbert,
G. F. Snons.
PERJ.NATyP.Dfi^F'^Fi 'O



=
^HMH

PRECO CORRERTE pernambuco m de junho de isso.
IMPORTAQO
AC de Milo....
Aeoa raz.
Agoardente 35. JT
Alcatro Sueco------
Americano,
AlVnema..........
Alpiste.............
^ai
7 S/ee/ Millan............
Spi'r/tt oftutpentine.....
Brnndy 35. ........
Tar Swedisch..........
,, American ........
Lavander .............
Canarr Seed......t
While lead............
Cables-chain acc. tosize.
i:at^~^!=e=22!:
Ancoras e ancoretas
rame He ferro.............
M delatao..............
Arco He ferro....._........
A rro pilado estrangeiro......
Axeile doce.................
BACALIIAD ...............
Bacias He lato.............
Barricas vasias em pe........
,, ,, h,id".......
Raalas.....................
Beierros Francezes..........
Breu.......................
Brim da Russia........;.....
a imitacao....
Bolaxafina..................
ordinaria.............
Bolaxinha...............*
CABOS de linho de patente..
CalTe'...............
Carne secca do R 10-grande...
,, de Montevideo...
de vacca salgada......
de Porco
CaVneiras FianceVes' de cora Sheep Skira French cot.
I Ca rvo de pedr*....
Cera amarell d'Angola......
,, branca...............
ij|Ch Hisson saperior.........
I n P'rola...............
Cervcja bt aiu.8.............
preta...
I prea................V .'V.............
Chumbo embarra...........* inbarrs..........
em lenrol..........
de munico..... ...
Cobre para calderiro.......'.
M foiroe prego,...
ENCIIADAS...............
Enxofre em canudo..........
Epingardas laurina?........
Estopa ...
Eslanho....................
FaRIN HA Amei. nova......
vellia.......
Franceza
Mediterrneo
Bltico......
Feijio. ..................
Feixos abatidos
Anchors and grapnels..
I ron Wire assoited....
Brast M ..........
Iron hoops..<
Rice while ....
Oil olive ............
Codfish ..............
Bros basins..........
Flour Barris.........
dittoshooks........
Polatoes.............
Cal/ skins, French....
Rossin .......'......
Ravens dock Russlan.
ditto imitation......
Bread pilot..........
> navr...........
Crackers..............
Cordaje
Cafre ...
Beefdried, Rio g'ande
M Montevideo
BeefSelted
Po'rk Salud
12/oOG l3/ooo
i h oo
i#35o l/35o
7#5oo 8000
3/ooo 3/5oo
# 4#ooo
10/000 n/ooo
5/oo 5/5oo
8oo
ooo
Coal,...
\eilow wax...........
white .........
'leaHysson .....*....
,, P earl,..........
Ale bottld.............
Porler................
#o95
igooo
jC'oo
{130
700
8/5oo
5/8oo
i#3oo
io/oao io/5oo
#560 I6oo
fQOO i/ooo
166o #700
1/60
lilvoo 28/oao
5/ooo 6/ono
3/5oo 14/000
11 #000 13/000
0/000 9#5oo
/ 4*000
3/600 4oo
33/000 34/000
5/000 5/5oo
!#200 1/700
1/400 1/60
'5/oo*
/ JO 000
10/000 34
Ql.
Gl.
Gl.
Ba.
Ba.
Ar.
Alq
Ar.
Lt.
#100 _
4/Hoo Ar.
gtio Lb
#i4o
9/000
gioo
130/000
6/100
3/ooo
9/400
3/ioo
a/5oo
a/800
Ql.
Lb.
PP.
Rl.
Rl.
Ar.
Alq
Ar.
Ql
11
11
1
11
Sheet .
Shot attorted..
..ratiers eopper'.......
S/ien/11'ng and nails....
Unes ..................
Brimslons.............
P11 tugete gunt ......
(Nw&0 .............
Pewter...............
Flour new 4mer.......
od dito.......1
,, French..........
,, Alediterranean....
Hait*...........
Beans.................
Emply llavannaboxc* ..
/ooo ,.
i|35oGI.
O.
Lb.
Ii in
tt
Ar.
Ar.
Ql.
\3t.
I
B.
Bl.
Ql.
Ar.
B.
Dt.
I6/000 19 000 lo.
I780 Lb.
!"
I960
00
1/400
3*000
3/6o
reixos auauiuj.............i""vv ----------------'
Eolha He Flandes...........Tin piales assorted...
de ferro I nglez.........Sheei Ir~
*---------0--------------
Fio de vella.................
Farro inglez em luirs
,, ,, da Suecia
Lonca onliu.iria iagleza,
Twines sail makers.....
lion Jing. in bars.....
,, Swedish.......
iarthenvvare..........
000
"I5o
1,600 ,,
4/000 Dx.
4 000
/ooo 13/oonQI.
5/ooo 16/000 ,,
8/000 19/noo ,,
f 58o 610 Lb.
#56o
/ooo Hu.
i/4oo Ar.
4/60,) Hu.
190 ya.
56o Lb
foio Ba
'000 ,,
18/000 ao/000
6/000 ao/000
i5|joo 16/000 ,,
4/000 10/000 Sac
I 1/000 Hu.
io/o<>o ai/oooCx.
9/000 lu/ooo Ql.
12 80 |56oLb.
5/Joo 6/(00 yi.
9/000 9/5oo
160 a i65 Ct. laciura.
|54o
/56j
ifaoo
4/5oo
|i6o
K48o
9*000 aa
t)000 iSl
Ql.
4/ooo Ar.
iol**>QI.
#40 Lb
#200 ,,
6/ooQ!.
#44o
<4o/ooo
6/4on
/48o
6ao
54o
Ar
Pp.
Q
Lb.
Iim
32/
3/ooo
10/000
10/000
4/000
1/600
4?ooo
14/000
Ar.
QL
P5.
Bl.
Ql.
Ab.
V.
Nh
Fa.
\r
D
i l*oo
a/000
a/600
14/00
8/000 To.
#45oLb.
6o2 t,
000
1/200 ,.
3/4oo Dz.
F.
Ab.
Nk
(Vh
r.
mi
Ab.
F;
|GARRAFAS pretas...'....
Garrafoen empalhados.....
Gentbra em pipas.........
,, em butiias. ^ ....
LONAS da Russia largas^ .
M a imitacSo.
inglezas estrellas
MANTEIGA ii?leza......
Franceza.....
Massas sortidas............
Milbo................3-
OLEOde linhaca m pipa..
,, em botijas.......
Papel de peso coroinha.....
,, almaco asul 1. *.....
a.e3...
branco..
(loi-eie..7."..........
,, de embrulhar marca g.
,. pequea..
PamaliibaS .... ......
Passas...................
Pirnenta da india.........
Pixe da Suecia............
Plvora...............
Potassa d'America.........
da Russia..........
Pregos caibrar............
,, caixar............
,, ripar do Reino.....
,, da trra ..;.......
,, de construcco.....
Prezuntos do Porto........
,, de outras partes.....
QUELFOS Flamengo.......
RAP da Rabia...........
,, de Lisboa..........
Retroz...................
SA R K.O' amarello.........
Saceos vasios.............
(Salitre bruto..'............
relinado...........
Sal Estrangeiro............'
Salea parrilba.............
TABACO maepeiidim......
Paboad de pinlio.........
Toucinho de Santos.......
de Lisboa .........
Vinagre de Portugal.....,.
,, do Mediterrneo...
Viulio de Lisboa tinto PrlR.
,, 011 ti os autores tinto
,, Malaga seccob.p. P.
,, Cette tinto.......
Espanba......./.
,, Sicilia......i....
Pip. Cat-----
,, Moscatel quarlola.....
,, ,, engarrafado.
,, Rordeux ,, .....
,, Champagne ,......
,, Vi Jro p. v. de c. de 100 pes,
Ql. rs'linVellas.le Spermacele......
Ab.| ,, decebo.............
11

11
1
Al>
Nh
!
I

I
II
Boules black
Dame-jeannes.......
din in pipes ..".......
in jars .........
Bussian wide........
1, ,, mitalion ..
,, English narrow .
Buller Enfflith......
French ......
Maccarroni and verm.
Indian Corn.........
Oil linseed in pipes...
tnjars.....
Paper loter..........
almas so blice 1...
,. a. e 3.
,, yollow .
florete .........
>> 3-
Wtappin% larte.
i', Small..
Germn cutas tes.....
Mutcalel ratins '.....
Blach pipper........
Ptch Swedish.......
(iunpowder ..
Pot ash American ....
Russian......
Nalt 4 in ..........
3 1 ...........
1 j .........."
1 i -..........
5 0108 in........
lianti Opnrln........
others .......
Cheetto du/ch .......
SnufJ Baha........
Lisboa.. .....
Seiving Silk.........
Soap yel/ow.........
Bagt ..............
Salpeter raw.........
rened......
Sal.............
Sartaparilha......
'Fobaco Maependin
Pinebords........
Baeon...........
11
11
i
figo
28/000
a5/ooo
16/000
|a8o
/*4o
5fooo
a/200
1/600
1/600
3/aoo
3/ao.
a/8oo
a/8 io
a/6 >o
i/4oo
I /noo
#600
#56i
i/60o
hv>
0/000
/48d
#16o
faoo
4/000
a/100
i/aoo
1/100
#110
/ooo
5/000
|56j
i 0/000
#800
Z4oo
3/uo
3o/ooo
a6/ooo
17/000
/3ao
#280
5/aoo
2/400
i/65o
1I700
3/8oo
3fioo
3/ioo
Gr
Hu
(il
Dz.
Lb.
1
Ar.
Alq
Gl.
i
Re.
Mi.
finegar Portu%uese
,, Mediterrnea n
IVinc Lisboa P. RR...
otkfis brandt..
11
11
Malaga,, P.
Cette red
Catatona ,,. ,,
Secila 11 i
Soan. Pp......
Mutcalel e hogsh
botl/ed.........
claret 11'
Champaigne ,,
fVXndowg.p. too sq.J
Caadles spermecely
tallow....
11
>
11
11
f
16/000
3/6oo
/o5o
3/310
5/400
40/000
28/000
I 5/000
80/000
8o/ooo i
76/000
76/000
70/000
60/.100
70/000
200
Hu
Dz.
3/000
/70o
loofooo
3/000
1 8/doo Pf.
18/000
12/000
6/4o
6/400
3/200
Ct.
Hu
Pp.
Dz
Ar.
Re.
Fa.
Fa.
"
Fa.
i/5oo
6/000
3/840
280
800
4/800
#600
10/000
7? 7#
9/600
3/600
4o/ooo
4')/000
80/000
80/000
70/000
70/000
70/000
70/000
to/ooo
70/000
4/800
4/8oo
16/000
|5oo
4/8oo
Ql.
Ar.
Ar.
Hu
Ar.
Ar.
Alq
Ar.
Dz.
Ar.
n
1P-
Pp.
11
11
)i
11
11
Dz.
>
F.
Ab
i<
11
1
r.
Ab.
Nh
e.
b. F;
As. 1
t
EXPORTAgAO
Agurdente de canoa 9.
Algodo, 1. qualidade.
> >. 11
Assucar h. encaixado, sobre fer-
ro novo
,,
n 11
,, Bruto ,, ou
,, Branca
11
1
11
novo.
,, velho.
emba ricado.
Novo
11
11
,, Mascavado
,, branco eusacado
Couros Secos Saludos......
Meioi de soiia
1...........
Rumii. ;?..;iTT.'.
Colln 1. quality
a.
Sugarin cates above Jer-
ros nevr white........
Broun s
od browis
n
1/
11
11
11
11
in barrIs whil..
brown..
H Bags while.....
Ory saltad ludes......._
Ilalj tanned hules ....
55f 60/oon 7*oo 7/700 6|6oo 0/800 Pp. Ar.
i#5oo 1/100 Ar. 1
11
2/800 3/990 i/800 l|*5o 3/700 3/800 #i2o" /135 1/800 2/000 ii 11 i 11 Lb. Hu
DIREITO
li-
li
II
10
10
10
10
10
10
10
\o
7
7
OJO II ra. 1
l
II Nh
1 11
l 1
II 11 ?
1 11
II 11
II 11
II 1 ii Pp. C
II 11
Assucar para Amstardan..."
Canal........
Genova.......
Ha in burgo....
Trie.tre......

11
ii
i
FRE TES
Yon.
lo
10
de 70 Ar. 5 p. 0/0 de primagera.
lo
i
>

>i
>i
1
?
Algodo
Couros
11
1
ii
>i
ii "
5 t
Estados-U nidos 3/4 Centissimos por libra
Portugal......300 a 25o Res por Ar. sen pnmagem.....
1 o 1 ._.r. u
Franca... 400 ,. e 10 por centoCamb.
Inglterra...... 7/8d. por libra 3f 5 poro/o...............
Barcelona..... 400 Rs. por Ar. e'iopor cento, Camb. 800 Rs. o pezo
Inglaterra..... 4 fi. por Ton. de 70 r.e j por cento.........
Franca.......240 Reis cada urna e 10 por cento Camb. 100 R. p.
EstaJos-nidos 3/4 Cenlessimo por libra e5p. ceato..............
60 R. por 1 F.
F...
0BSERVA90ENS.
vJ Assucar branco e mase, ten oito qualidades com
osferrosseguintesi
11
Branco 1.
3.
3.
fe
MascaM
Sorte....B.
li-
li'
ti"
? i
11
11
11
11
1 S. Rsj
3 S.
3S.
4 s- ..
5S.
n ...... ,,
......M-
6 S.
1 S.
J S.
i
Vale
i/5oo rs
sobre es
tes ferros
C\'^D-
}J5 nbscrevc-se na Tjp. do Diario, ra das Cruzes
d.i 3 a i3#ooo por ano, 7/000 por Semestre, 4/000por
semestre ; vende-se avulso no mesmo lugara 400 Rs.ca-
ria um ; e sendo para o* assignailes a oris.
Os Direitos de importarlo sao de i5 por o\o sobre o valor
da Pauta, excepeo do cha que paga 3o por ojo, e a Pol-
vora5o por dito. crescem a estes direitos 5 por cento so
bre os valores da pauta, os quaes sao de armaxenagens, e
Expediente; e mais'um quarto por cento por mez de arma-
xeaagem coudos depois de 3o dias sobre os gneros de ex?
Uva, e quatro meies sobre faxendas.
Por Decreto de 6 de Maio ultimo foi ordenado que duran-
te o anno financeiro a cosnecar do primeiro de Jnlbo prximo
seguinte at o pnmeiro deJulbode i34o os vinhos impor-
tados no Brasil e todas as bebidas espirituosas de prodcelo
estrangeira, pagar na Alfandega os direitos de 5o por cento,
compreendiaaa todas as imposicoens a que estes gneros ero
sugeitos at o prseme, salvo as de armasenaajem. Sao exce-
ptuados purera os vinhos e liebidas espirituosas de prodc-
elo dos Paizes com quera o Brasil tera tratados em vigor.
O Despacho dos lquidos em geral, e da lar i nha de trigo
de prodcelo estrangeiro, serio fcitos sobre os precos feixados
em urna pauta organisada semanalmente por urna commisso
de pessoas idoueas, da qual lar parte o Inspector da respecti-
va allandega. __________________________________
CAMBIOS.
JLjondres, 29 p. 1# rs. ced. 60 dias eTectivo
Lisboa jo a q5 por o|o premio, por metal, oflerectdo.
Franca 5io 3i5 Rs. por Lauco norain.
Rio d Janeiro 3 por 0|0 de premio
Moedas de 6/400 i5/4ooa i5pooas v., novas i5/ooO a l5/loo
Ditas de 4/000 8/3oe a 8M00
Oneas Espanhoes 27/100 a 27/300 nominal Falu
Pezoscolumnarius i#68o a 1/700
Ditos Mexicanos i#63o a 1/670
Patacoens Z/razileiros 1/6S > 1/700
Premio das Le ti as, por mez, 1 i|8 a 1 l|3p. loo.
Cobre a a p. o[o de discoulo
IMPRESSa POR M. F. DE FAMA.
1
<




Full Text
xml version 1.0 encoding UTF-8
REPORT xmlns http:www.fcla.edudlsmddaitss xmlns:xsi http:www.w3.org2001XMLSchema-instance xsi:schemaLocation http:www.fcla.edudlsmddaitssdaitssReport.xsd
INGEST IEID E5Z7OKRAF_DAWUCA INGEST_TIME 2013-03-29T18:05:30Z PACKAGE AA00011611_03905
AGREEMENT_INFO ACCOUNT UF PROJECT UFDC
FILES